MERCADO DE PASSAGEIROS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MERCADO DE PASSAGEIROS"

Transcrição

1

2 2 ANAC/SRI/GAMI MERCADO DE PASSAGEIROS Os Estados Unidos representam o principal mercado aéreo internacional do Brasil, tendo respondido por 25,7% do total do volume de passageiros transportados com origem e destino no país em Em segundo lugar, aparece a Argentina, com 14,7% de participação. O transporte aéreo de passageiros entre Brasil e EUA cresceu 9,4% ao ano no período , tendo mais que dobrado de tamanho no período (146% de crescimento acumulado). No último ano, houve uma pequena redução de 0,4% após vários anos de expansão. Fonte:ANAC O número ofertado de voos para os EUA cresceu 88,6% entre 2005 e Em dezembro do último ano, 280 voos de ida e volta foram ofertados por semana entre os dois países. Destes voos, apenas três não são operados por empresas brasileiras ou americanas, mas por uma empresa de terceiro país, a Korean Airlines 1. Hotrans de Dezembro 1 A Korean opera em 5ª liberdade nesse segmento, na rota São Paulo Los Angeles Seul. A empresa American aparece como líder em termos de volume de operações, com 100 frequências semanais, seguida pela TAM (75), United (35) e Delta (33).

3 3 ANAC/SRI/GAMI As empresas que possuem maior participação de mercado são American e TAM, as quais encerraram 2015 com participações de mercado de 33,7% e 31,8%, respectivamente. A Delta aparece na 3ª posição, tendo encerrado o ano com 12,8% do mercado, seguida de United (12,5%) e Azul (7,2%). Partindo-se para a análise das taxas de crescimento registradas pelas principais empresas aéreas atuantes nesse mercado 2, em termos de variação do volume de passageiros transportados no biênio 2014/2015, a TAM foi a única empresa com crescimento positivo (2%). As quedas mais acentuadas ocorreram nas operações da Gol (29%) e da Korean (31%). 2 Não foi informada a taxa de crescimento da empresa Azul, pois a operação para os EUA teve início em dezembro de No tocante à participação de mercado por rota, observa-se que a empresa brasileira TAM encerrou 2015 com significativas participações de mercado nas 3 cidades americanas em que atua: Miami (43%), Nova York (50%) e Orlando (58%). Na rota de Orlando, operam, além da Delta (1%), outras empresas brasileiras, a saber, Azul (33%) e GOL (7%). O principal destino no mercado americano, em 2015, foi a cidade de Miami, com 40% de participação do total, seguido de Nova York, com 16%. Em 2015, 11 cidades americanas foram atendidas por voos regulares a partir do Brasil, além de Miami e NY: Atlanta, Charlotte, Chicago, Dallas, Detroit, Fort Lauderdale, Houston, Los Angeles, Newark, Orlando e Washington.

4 4 ANAC/SRI/GAMI Dentre os destinos norte-americanos, apenas Orlando teve um crescimento significativo (71%). As reduções mais substanciais ocorreram em Atlanta (11%) e New York (7%).. Analisando-se a conectividade em termos de localidades brasileiras atendidas com voos regulares para os EUA em 2015, registra-se que 12 cidades nacionais foram contempladas com serviços aéreos para aquele país: São Paulo, Rio de Janeiro, Campinas, Brasília, Confins, Manaus, Recife, Curitiba, Porto Alegre, Salvador, Belém e Fortaleza. Considerando-se a distribuição do tráfego entre os aeroportos brasileiros no ano de 2015, Guarulhos respondeu por 58% dos passageiros transportados. O aeroporto do Galeão aparece em 2º lugar com 17%. Em seguida estão Campinas (9%), Brasília (6%), Confins (3%), Manaus (2%); dentre outros. Não obstante a importância do aeroporto internacional de São Paulo, é possível observar a progressiva desconcentração de voos para outras cidades. A proporção de voos mistos entre o Brasil e os EUA que tinham o aeroporto paulista como primeiro ponto de chegada ou último ponto de partida era de 88% em dezembro de 2005, caindo para 47% em dezembro de No comparativo de 2015 com o ano anterior, apenas Brasília apresentou taxa positiva de crescimento (11%) em termos de volume de passageiros processados nas rotas Brasil EUA. As maiores diminuições foram observadas em Manaus (28%) e Galeão (18%).

5 5 ANAC/SRI/GAMI MERCADO DE CARGA A América do Norte 3 é o principal parceiro do Brasil no mercado de carga aérea, tendo respondido por 40,2% do total de toneladas transportadas com o país em Os Estados Unidos são o principal parceiro econômico do Brasil nesse segmento, com 37,3% de participação no cômputo global do transporte internacional cargueiro do país. Em segundo lugar está a Alemanha, com 8,5% de participação. 3 A distribuição da carga transportada entre o Brasil e os países da América do Norte exibe a seguinte proporção: Estados Unidos (92,7%), México (5,2%) e Canadá (2,1%). O transporte aéreo de cargas entre o Brasil e os Estados Unidos cresceu a uma taxa média de 3,0% ao ano nos últimos dez anos. Em 2015, foram transportadas 239,5 mil toneladas entre os dois países. Após as retrações de 2008 e 2009, ocasionadas primordialmente pela crise mundial, os anos de , 2011 e 2012 foram de recuperação. No último biênio, houve retração de 11,2%. 4 A TAM passou a fornecer dados de carga internacional apenas em setembro de Considerando o perfil das operações, tem-se que 51% do tráfego internacional de cargas entre o Brasil e os EUA foram realizados por empresas exclusivamente cargueiras em Os 49% remanescentes foram escoados, portanto, no porão de aeronaves mistas. A participação das empresas cargueiras diminuiu de 55%, em 2014, para 51%, em Em relação à distribuição de mercado entre as empresas atuantes nesse segmento, em 2015, as principais empresas foram Atlas (19,9%), TAM (18,3%) e American (17,5%).

6 6 ANAC/SRI/GAMI Considerando as operações tipicamente cargueiras, tem-se que a Atlas liderou 2015 com 39,2% de participação, seguida pela Fedex (14,8%), ABSA (12,8%) e TAMPA (8,6%); dentre outras. As empresas não regulares 5 representaram 6,7% do mercado cargueiro entre Brasil e EUA. Entre essas empresas, destacaram-se a Skylease Cargo, com 5,2%, a Florida West, com 0,8%, e a Centurion, com 0,6%. As empresas americanas lideram no segmento exclusivamente cargueiro com 68% do mercado. Entre as brasileiras, somente a ABSA opera nesse mercado, com 13% de participação. Um ponto a se destacar no segmento exclusivamente cargueiro é a expressiva participação de empresas de terceiros países que atuam em 5ª liberdade nesse mercado. Em 2015, tais companhias foram responsáveis por 20% da carga transportada entre o Brasil e os EUA. Destacaram-se as empresas colombianas Lan Colombia Cargo e TAMPA e chilena Lan Cargo. * Por demais países entende-se: Colômbia (13,3%); Chile (6,2%) e Rússia (0,1%). A análise do desempenho das principais empresas atuantes nesse segmento, no biênio , revela que apenas American e ABSA tiveram resultado positivo de 7% e 3%, respectivamente. As maiores reduções foram observadas na Tampa (32%), TAM (17%) e Fedex (11%). TURISMO* A América do Norte representa a terceira região mais importante para o Brasil em termos de emissão de turistas para o país, tendo respondido por 18% dos turistas internacionais que chegaram ao Brasil por via aérea. * O Anuário Estatístico do Ministério do Turismo referente ao ano de 2015 não havia sido divulgado até o momento da publicação deste Boletim, motivo pelo qual as informações contidas nesta seção se referem ao ano de 2014.

7 7 ANAC/SRI/GAMI Apenas os Estados Unidos foram responsáveis por 14% do total de turistas que chegaram ao Brasil por meio de transporte aéreo 6. Levando-se em conta o turismo recebido por todos os modais, o percentual de turistas americanos passa para 10%, o que coloca os EUA na segunda colocação no ranking dos principais países emissores de turistas para o Brasil 7. Analisando-se o fluxo turístico entre os dois países no período , observam-se movimentos distintos no comportamento evolutivo da emissão de turistas entre os dois países. De um lado, o número de brasileiros visitando os EUA cresceu a uma taxa média anual de 19% no período. Em 2014, o montante de turistas nacionais naquele país foi mais de três vezes superior ao verificado em Por outro lado, observou-se uma diminuição de 17% no número de turistas americanos no Brasil entre 2005 e Por fim, dados relativos ao gasto médio diário dos turistas no Brasil, em 2014, classificados por nacionalidade, revelam que os americanos foram o quinto colocado em valores desembolsados no país (US$ 73,12/dia). Os mexicanos foram os que mais gastaram (US$ 107,7/dia), seguidos pelos chilenos (US$ 92,3/dia); dentre outros. Fonte: Ministério do Turismo Mtur. Brasil. 6 O Brasil ocupa o quinto lugar no ranking dos principais emissores de turistas para os Estados Unidos, com 2,3 milhões de pessoas em O total representa um crescimento de 10% sobre o ano anterior. Dados do International Trade Administration mostram que, em 2014, 3,0% dos visitantes recebidos pelos EUA eram brasileiros. 7 O primeiro colocado foi a Argentina (27%) e o terceiro, a Alemanha (5%). Fonte: International Trade Administration (Brasileiros nos EUA) e Ministério do Turismo (Americanos no Brasil). Fonte: Ministério do Turismo Mtur. Brasil. RELAÇÕES COMERCIAIS Nos últimos dez anos, a corrente de comércio entre o Brasil e os Estados Unidos apresentou crescimento médio de 3,7% ao ano. As importações cresceram de forma mais acelerada, apresentando um crescimento anual de 7,6%, contra apenas 0,7% das exportações. As relações comerciais entre os dois países representaram, em 2015, 13,9% do total das transações brasileiras. Fonte: MDIC, Aliceweb.

8 8 ANAC/SRI/GAMI No último ano, o Brasil exportou US$ 24,1 bilhões para os Estados Unidos e importou US$ 26,5 bilhões, ocupando a 12ª posição no ranking de principais parceiros comerciais daquele país 8. 8 U.S. Census Bureau U.S. Bureau of Economic Analysis: De acordo com dados do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior MDIC, os EUA perderam para a China o posto de principal parceiro comercial do Brasil recentemente. Em 2015, os EUA apareceram em 2º lugar no ranking de maiores exportações e importações brasileiras, respondendo por (12,6%) e (15,4%), respectivamente, do total. 23,9% das transações comerciais entre os dois países foram por via aérea. Já quando se computa a corrente de comércio em toneladas, esse percentual cai para 0,2%. Esse fato é explicado pelo alto valor agregado das mercadorias transportadas por via aérea. Esse valor médio em 2015 foi de US$ 131,60 / kg, enquanto o valor médio para os outros modais foi de US$ 0,73 /kg. Fonte: MDIC, Aliceweb. Entre os produtos de alto valor agregado transportados por via aérea, destacam-se produtos de origem animal (US$ / kg), objetos de arte, de coleção e antiguidades (US$ / kg), pérolas e pedras preciosas (US$ / kg) e aeronaves e aparelhos espaciais (US$ / kg); dentre outros. Fonte: MDIC, Aliceweb. Considerando-se a representatividade dos produtos pelo valor total comercializado, destacam-se os seguintes: caldeiras e máquinas (US$ milhões), instrumentos de óptica e fotografia (US$ milhões), máquinas e material elétrico (US$ milhões), e produtos farmacêuticos (US$ milhões); dentre outros. Fonte: MDIC, Aliceweb.

9 9 ANAC/SRI/GAMI RESUMO Os Estados Unidos são o principal mercado aéreo de passageiros do Brasil, respondendo por 25,7% de todo o mercado internacional do país. Da mesma forma, detêm a primeira posição no transporte de carga, com 37,3% do mercado. No último ano, o volume de passageiros transportados entre os dois países teve redução de 0,4% no comparativo com a Analisando por empresa, apenas a brasileira TAM teve evolução positiva no período. A companhia Azul começou suas operações para os Estados Unidos em dezembro de No volume de carga, houve redução de 11,2%. Apesar dessa retração, duas empresas tiveram aumento: a American e a brasileira ABSA.

10 10 ANAC/SRI/GAMI Setor Responsável Superintendência de Relações Internacionais - SRI Gerência de Análise de Mercados Internacionais - GAMI Equipe Técnica Bruno Silva Dalcolmo - SRI Daniel Ramos Longo - GAMI Caio Marcello M. F. Vianna Esa Pekka Tapani Horttanainen Rodrigo Ayres Padilha Talita Armborst Contatos Agência Nacional de Aviação Civil ANAC Ed. Parque Cidade Corporate - Torre A CEP Brasília/DF - Brasil Telefones: (+55) (+55) Disclaimer - Os dados estatísticos relativos aos serviços de transporte aéreo público são fornecidos mensalmente pelas empresas aéreas brasileiras e estrangeiras à ANAC, nos termos da regulamentação vigente. Os Boletins Informativos são gerados com base nas informações disponíveis no momento do início da análise, podendo existir atualizações e alterações posteriores. Por essa razão, podem existir diferenças entre informações disponíveis nesses boletins e outros relatórios publicados pela Agência.

Análise de Mercado. Transporte Aéreo Internacional BRASIL ESTADOS UNIDOS

Análise de Mercado. Transporte Aéreo Internacional BRASIL ESTADOS UNIDOS Análise de Mercado Transporte Aéreo Internacional BRASIL ESTADOS UNIDOS SRI - Superintendência de Relações Internacionais GAMI Gerência de Análise de Mercados Internacionais Última atualização: 10 de dezembro

Leia mais

ESTUDO DE CARGA INTERNACIONAL

ESTUDO DE CARGA INTERNACIONAL Dezembro de 2002 1 ESTUDO DE CARGA INTERNACIONAL INTRODUÇÃO O presente trabalho trata da avaliação do mercado de carga aérea internacional brasileiro. O objetivo é diagnosticar os principais fluxos internacionais

Leia mais

OFERTA DE VOOS PARA O RS JUNHO 2013

OFERTA DE VOOS PARA O RS JUNHO 2013 OFERTA DE VOOS PARA O RS JUNHO 2013 Divisão de Informações e Estudos Estratégicos do Turismo Secretaria do Turismo Governo do Estado do Rio Grande do Sul Julho 2013 EQUIPE TÉCNICA Governador do Estado

Leia mais

Como a Copa do Mundo 2014 vai movimentar o Turismo Brasileiro

Como a Copa do Mundo 2014 vai movimentar o Turismo Brasileiro Como a Copa do Mundo 214 vai movimentar o Turismo Brasileiro 9 dias O estudo As empresas Principais conclusões a 9 dias da Copa 1 principais emissores 1 Desempenho das cidades-sede Chegadas internacionais

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DO TURISMO DIVISÃO DE INFORMAÇÕES E ESTUDOS ESTRATÉGICOS DO TURISMO RELATÓRIO DA OFERTA DE VOOS PARA O RIO GRANDE DO SUL

SECRETARIA DE ESTADO DO TURISMO DIVISÃO DE INFORMAÇÕES E ESTUDOS ESTRATÉGICOS DO TURISMO RELATÓRIO DA OFERTA DE VOOS PARA O RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DO TURISMO DIVISÃO DE INFORMAÇÕES E ESTUDOS ESTRATÉGICOS DO TURISMO RELATÓRIO DA OFERTA DE VOOS PARA O RIO GRANDE DO SUL Porto Alegre Março de 2013 RESUMO: O Boletim de Horário Previsto

Leia mais

Assunto: Análise do setor de transporte aéreo de carga

Assunto: Análise do setor de transporte aéreo de carga Data 20/03/2013 Nota Técnica N 18/2013/SRI Assunto: Análise do setor de transporte aéreo de carga 1. Objetivo Esta Nota Técnica tem por objetivo analisar o setor de transporte aéreo de carga, buscando

Leia mais

Ingressos de Turistas Internacionais no RS por via de acesso

Ingressos de Turistas Internacionais no RS por via de acesso Anuário Estatístico de Turismo 2015 ano base 2014* *Publicado em 08/07/2015, pelo Ministério do Turismo. A publicação apresenta uma compilação de informações anuais relativas ao comportamento de diversos

Leia mais

Como a Copa do Mundo vai movimentar o turismo brasileiro

Como a Copa do Mundo vai movimentar o turismo brasileiro Como a Copa do Mundo vai movimentar o turismo brasileiro 10 dias para a copa O estudo Destaques Principais mercados emissores Chegadas internacionais nas cidades sede Saídas do Brasil Junho-Julho 2014

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio Balança Comercial do Agronegócio Outubro/2015 I Resultados do mês (comparativo Outubro/2015 Outubro/2014)

Leia mais

THIAGO DE MORAES thiagoraes@hotmail.com. ORIENTADOR: CRISTIANO MORINI Estágio Supervisionado em ADM-GNI - UNIMEP cmorini@unimep.br

THIAGO DE MORAES thiagoraes@hotmail.com. ORIENTADOR: CRISTIANO MORINI Estágio Supervisionado em ADM-GNI - UNIMEP cmorini@unimep.br Panorama Recente do Comércio Exterior Brasileiro: Um Estudo Comparativo (2003 2006) Entre as Cinco Principais Cidades Exportadoras do Estado de São Paulo. THIAGO DE MORAES thiagoraes@hotmail.com ORIENTADOR:

Leia mais

* Subcomissão Permanente CMACOPOLIM. Carlos Eduardo M.S. Pellegrino Brasília, 07 de junho de 2011

* Subcomissão Permanente CMACOPOLIM. Carlos Eduardo M.S. Pellegrino Brasília, 07 de junho de 2011 Apresentação ao Senado Federal Audiência Pública Conjunta das Comissões de * Serviços de Infraestrutura * Desenvolvimento Regional e Turismo * Assuntos Econômicos * Meio Mi Ambiente, Df Defesa do Consumidor

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio. Balança Comercial do Agronegócio Março/2015

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio. Balança Comercial do Agronegócio Março/2015 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio Balança Comercial do Agronegócio Março/2015 I Resultados do mês (comparativo Mar/2015 Mar/2014)

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio. Balança Comercial do Agronegócio Junho/2012

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio. Balança Comercial do Agronegócio Junho/2012 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio Balança Comercial do Agronegócio Junho/2012 I - Resultados do mês Em junho de 2012 as exportações

Leia mais

Suinocultura - Análise da Conjuntura Agropecuária

Suinocultura - Análise da Conjuntura Agropecuária Suinocultura - Análise da Conjuntura Agropecuária fevereiro de 2013. 1 - Considerações Iniciais A Suinocultura é uma das atividades da agropecuária mais difundida e produzida no mundo. O porco, espécie

Leia mais

SÍNTESE DOS INDICADORES DE TURISMO DO AMAZONAS 2003/2014

SÍNTESE DOS INDICADORES DE TURISMO DO AMAZONAS 2003/2014 SÍNTESE DOS INDICADORES DE TURISMO DO AMAZONAS 2003/2014 GOVERNO DO ESTADO DO AMAZONAS Governador JOSÉ MELO DE OLIVEIRA SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO, DESENVOLVIMENTO, CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO

Leia mais

Senhor Embaixador, Acuso recebimento da Nota n 298 de Vossa Excelência, cujo teor, em português, é o seguinte:

Senhor Embaixador, Acuso recebimento da Nota n 298 de Vossa Excelência, cujo teor, em português, é o seguinte: Senhor Embaixador, Acuso recebimento da Nota n 298 de Vossa Excelência, cujo teor, em português, é o seguinte: referir-me ao Acordo sobre Transporte Aéreo entre o Governo dos Estados Unidos da América

Leia mais

42ª Reunião Ordinária do Conselho Nacional do Turismo - EMBRATUR. Brasília-DF, 03 de dezembro de 2013

42ª Reunião Ordinária do Conselho Nacional do Turismo - EMBRATUR. Brasília-DF, 03 de dezembro de 2013 42ª Reunião Ordinária do Conselho Nacional do Turismo - EMBRATUR Brasília-DF, 03 de dezembro de 2013 Diagnóstico do Setor de Aviação Brasileiro: IPCA Passagens Aéreas (IBGE) Pesquisa nos sítios das principais

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE TURISMO, ESPORTE E LAZER

GOVERNO DO ESTADO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE TURISMO, ESPORTE E LAZER 1 Governo do Estado do Rio Grande do Sul Governador José Ivo Sartori Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul Secretário Juvir Costella Diretoria de Turismo Diretor Abdon Barretto Filho

Leia mais

Plano de Aviação Regional. Janeiro I 2013

Plano de Aviação Regional. Janeiro I 2013 Plano de Aviação Regional 1 Janeiro I 2013 A Azul A maior malha aérea do Brasil servindo 98 destinos, 218 rotas e 798 decolagens por dia #1 em 76% das rotas servidas e 32% de participação no mercado brasileiro

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio. Balança Comercial do Agronegócio Agosto/2015

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio. Balança Comercial do Agronegócio Agosto/2015 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio Balança Comercial do Agronegócio Agosto/2015 I Resultados do mês (comparativo Agosto/2015 Agosto/2014)

Leia mais

A EVOLUÇÃO DO INVESTIMENTO EXTERNO DIRETO (IED) NO BRASIL: 1995-2013 1 RESUMO

A EVOLUÇÃO DO INVESTIMENTO EXTERNO DIRETO (IED) NO BRASIL: 1995-2013 1 RESUMO 1 A EVOLUÇÃO DO INVESTIMENTO EXTERNO DIRETO (IED) NO BRASIL: 1995-2013 1 Cleidi Dinara Gregori 2 RESUMO Este artigo tem como objetivo analisar a evolução do investimento externo direto, também conhecido

Leia mais

GEOGRAFIA - 3 o ANO MÓDULO 12 O BRASIL NEOLIBERAL E OS DESAFIOS PARA O SÉCULO XXI

GEOGRAFIA - 3 o ANO MÓDULO 12 O BRASIL NEOLIBERAL E OS DESAFIOS PARA O SÉCULO XXI GEOGRAFIA - 3 o ANO MÓDULO 12 O BRASIL NEOLIBERAL E OS DESAFIOS PARA O SÉCULO XXI Como pode cair no enem A desconcentração industrial verificada no Brasil, na última década, decorre, entre outros fatores,

Leia mais

G PE AR I Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação_ e Relações Internacionais. Boletim Mensal de Economia Portuguesa. N.

G PE AR I Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação_ e Relações Internacionais. Boletim Mensal de Economia Portuguesa. N. Boletim Mensal de Economia Portuguesa N.º 01 janeiro 2011 Gabinete de Estratégia e Estudos Ministério da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento G PE AR I Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação_

Leia mais

Recorde-se que no item Transporte chamou-se a atenção para o crescimento do movimento de vôos internacionais no aeroporto de Fortaleza.

Recorde-se que no item Transporte chamou-se a atenção para o crescimento do movimento de vôos internacionais no aeroporto de Fortaleza. A atividade do setor de no Ceará, tem apresentado um expressivo crescimento ao longo dos últimos anos. De fato, tendo recebido 970.000 turistas em 1997, este fluxo alcançou 1.550.857 em 2003 e 1.784.354

Leia mais

Projeto: Boletim de Conjuntura Industrial, Acompanhamento Setorial, Panorama da Indústria e Análise da Política Industrial

Projeto: Boletim de Conjuntura Industrial, Acompanhamento Setorial, Panorama da Indústria e Análise da Política Industrial Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial Universidade Estadual de Campinas Instituto de Economia Núcleo de Economia Industrial e da Tecnologia Projeto: Boletim de Conjuntura Industrial, Acompanhamento

Leia mais

INTERCÂMBIO COMERCIAL BRASILEIRO NO MERCOSUL 1994 A 2003

INTERCÂMBIO COMERCIAL BRASILEIRO NO MERCOSUL 1994 A 2003 INTERCÂMBIO COMERCIAL BRASILEIRO NO A Marco Antônio Martins da Costa Melucci Friedhlde Maria Kutner Manolescu -Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas FCSA Universidade do Vale do Paraíba. Av. Shishima

Leia mais

CASTANHA DE CAJU Período: 01 a 30/09/2014

CASTANHA DE CAJU Período: 01 a 30/09/2014 CASTANHA DE CAJU Período: 01 a 30/09/2014 1.MERCADO INTERNO 1.1. Preços Quadro 1 Preços: Recebidos pelos Produtores - FOB e Paridade Estados Unidade 12 (a) meses 1 (b) mês Média de Mercado Preço Atual

Leia mais

Avanços e encaminhamentos sobre a Pesquisa de Turismo Internacional:

Avanços e encaminhamentos sobre a Pesquisa de Turismo Internacional: Avanços e encaminhamentos sobre a Pesquisa de Turismo Internacional: Avaliações para o desenho amostral em rodovias segundo a metodologia proposta para a PTI Palestrante: Alfredo García Ramos (Consultor

Leia mais

O PROCESSO DE URBANIZAÇÃO

O PROCESSO DE URBANIZAÇÃO O PROCESSO DE URBANIZAÇÃO Capitulo 11 páginas 45 a 46 PROF. º Eraldo Morais GEOGRAFIA UM BREVE HISTÓRICO SOBRE URBANIZAÇÃO AS PRIMEIRAS CIDADES SURGIRAM NA MESOPOTÂMIA (ATUAL IRAQUE), DEPOIS VIERAM ÀS

Leia mais

O MERCADO DE SOJA 1. INTRODUÇÃO

O MERCADO DE SOJA 1. INTRODUÇÃO O MERCADO DE SOJA 1. INTRODUÇÃO A soja é a commodity mais importante do Brasil, pelo valor da produção obtida de grão, óleo e farelo, significativa parcela na receita cambial, área plantada, consumo de

Leia mais

Turismo no Recife: Caso de sucesso

Turismo no Recife: Caso de sucesso Secretaria de Turismo Turismo no Recife: Caso de sucesso O Recife no Brasil: Reconhecimento nacional na Parceria Público-Privada PCR e RCVB; Prêmio de Melhor Política Pública do Turismo entre os 65 Destinos

Leia mais

Relatório TÊXTIL E CONFECÇÃO VOLUME III. Julho de 2009

Relatório TÊXTIL E CONFECÇÃO VOLUME III. Julho de 2009 Relatório de Acompanhamento Setorial TÊXTIL E CONFECÇÃO VOLUME III Julho de 2009 RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO SETORIAL TÊXTIL E CONFECÇÃO Volume III Equipe: Célio Hiratuka Samantha Cunha Pesquisadores e

Leia mais

ANÁLISE DO MOVIMENTO FÍSICO DO PORTO DE SANTOS

ANÁLISE DO MOVIMENTO FÍSICO DO PORTO DE SANTOS DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO COMERCIAL SCM / GCE ANÁLISE DO MOVIMENTO FÍSICO DO PORTO DE SANTOS - MAIO DE 2009 Companhia Docas do Estado de São Paulo CODESP Av. Rodrigues Alves, s/ nº - Santos/SP - CEP

Leia mais

Panorama do Comércio Exterior de Minas Gerais 2015

Panorama do Comércio Exterior de Minas Gerais 2015 Panorama do Comércio Exterior de Minas Gerais 2015 APRESENTAÇÃO Minas Gerais se consolida como um dos mais importantes estados exportadores do Brasil, pela grande produção de commodities e pelos esforços

Leia mais

Conjuntura - Saúde Suplementar

Conjuntura - Saúde Suplementar Conjuntura - Saúde Suplementar 25º Edição - Abril de 2014 SUMÁRIO Conjuntura - Saúde Suplementar Apresentação 3 Seção Especial 5 Nível de Atividade 8 Emprego 9 Emprego direto em planos de saúde 10 Renda

Leia mais

1. Balança Comercial do Ceará

1. Balança Comercial do Ceará Enfoque Econômico é uma publicação do IPECE que tem por objetivo fornecer informações de forma imediata sobre políticas econômicas, estudos e pesquisas de interesse da população cearense. Por esse instrumento

Leia mais

GERDAU S.A. Informações consolidadas 1T09 07/05/09

GERDAU S.A. Informações consolidadas 1T09 07/05/09 Visão Ser uma empresa siderúrgica global, entre as mais rentáveis do setor. Missão A Gerdau é uma empresa com foco em siderurgia, que busca satisfazer as necessidades dos clientes e criar valor para os

Leia mais

Mapa de Conectividade

Mapa de Conectividade Mapa de Conectividade BRASSCOM Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação 1 Cenário Brasil Banda Larga Móvel e Fixa Em julho de 2013, o número de acessos em banda larga

Leia mais

Exportações no período acumulado de janeiro até março de 2015. Total das exportações do Rio Grande do Sul.

Exportações no período acumulado de janeiro até março de 2015. Total das exportações do Rio Grande do Sul. Este relatório tem por objetivo apresentar os principais números referentes ao comércio internacional do agronegócio do Rio Grande do Sul no mês de março de 2015. Total das exportações do Rio Grande do

Leia mais

Uma política econômica de combate às desigualdades sociais

Uma política econômica de combate às desigualdades sociais Uma política econômica de combate às desigualdades sociais Os oito anos do Plano Real mudaram o Brasil. Os desafios do País continuam imensos, mas estamos em condições muito melhores para enfrentálos.

Leia mais

BOLETIM MENSAL Julho/2011

BOLETIM MENSAL Julho/2011 Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho BOLETIM MENSAL Julho/2011 DADOS: CAGED (MTE) Mês/Ano RAIS (MTE) 2010 Este número do Boletim do Observatório do Emprego e do Trabalho da Secretaria do Emprego

Leia mais

Fapespa Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas do Pará INFORME TÉCNICO DO COMÉRCIO EXTERIOR PARAENSE

Fapespa Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas do Pará INFORME TÉCNICO DO COMÉRCIO EXTERIOR PARAENSE Fapespa Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas do Pará INFORME TÉCNICO DO COMÉRCIO EXTERIOR PARAENSE JULHO 2015 GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ Simão Robison Oliveira Jatene Governador do Estado do

Leia mais

Distribuição Geográfica dos Pontos de Coleta de Dados

Distribuição Geográfica dos Pontos de Coleta de Dados Distribuição Geográfica dos Pontos de Coleta de Dados Nº de Entrevistados da Pesquisa: 39.000 pessoas Nº de locais das entrevistas: 27 15 em aeroportos internacionais, que representam 99% do fluxo internacional

Leia mais

cargo Transporte de cargas no GRU Airport tem desempenho acima do mercado nacional

cargo Transporte de cargas no GRU Airport tem desempenho acima do mercado nacional NEWSLETTER cargo 07 2015 Transporte de cargas no GRU Airport tem desempenho acima do mercado nacional PALAVRA DO DIRETOR LIDERANÇA NO MARKET SHARE RANKING DE EFICIÊNCIA LOGÍSTICA Na próxima edição, a sua

Leia mais

Estudo dos países da América Latina e América Central

Estudo dos países da América Latina e América Central Empresa têxtil E M P R E S A T Ê X T I L Estudo dos países da América Latina e América Central Produtos considerados: 6003.33.00/6006.31.00/6006.21.00/6006.22.00/6006.23.00/6006.42.00 1. Exportações brasileiras

Leia mais

Cancelamentos e Atrasos de Voos

Cancelamentos e Atrasos de Voos Cancelamentos e Atrasos de Voos A ANAC - Agência Nacional de Regulação Civil publicou em 06 de março de 2012 a Resolução nº 218 que estabelece procedimentos para a divulgação de percentuais de atrasos

Leia mais

Pesquisa Ademi-Rio. A tabela abaixo mostra as unidades lançadas na cidade do Rio de Janeiro quanto à finalidade: residencial, comercial e hotel.

Pesquisa Ademi-Rio. A tabela abaixo mostra as unidades lançadas na cidade do Rio de Janeiro quanto à finalidade: residencial, comercial e hotel. Mercado Imobiliário da Cidade Rio de Janeiro no 1º trimestre de 2016 I - UNIDADES LANÇADAS Pesquisa Ademi-Rio A análise dos dados apurados pela Pesquisa ADEMI do Mercado Imobiliário no primeiro trimestre

Leia mais

ANO 4 NÚMERO 25 MARÇO DE 2014 PROFESSORES RESPONSÁVEIS: FLÁVIO RIANI & RICARDO RABELO

ANO 4 NÚMERO 25 MARÇO DE 2014 PROFESSORES RESPONSÁVEIS: FLÁVIO RIANI & RICARDO RABELO ANO 4 NÚMERO 25 MARÇO DE 2014 PROFESSORES RESPONSÁVEIS: FLÁVIO RIANI & RICARDO RABELO 1 - CONSIDERAÇÕES INICIAIS Em geral as estatísticas sobre a economia brasileira nesse início de ano não têm sido animadoras

Leia mais

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas

Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas Red Econolatin www.econolatin.com Expertos Económicos de Universidades Latinoamericanas BRASIL Novembro 2012 Profa. Anita Kon PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO - PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS- GRADUADOS

Leia mais

Boletim Econômico e do Setor Portuário. Sumário

Boletim Econômico e do Setor Portuário. Sumário Boletim Econômico e do Setor Portuário Junho de 2014 Sumário Indicadores da Economia Nacional... 2 O Produto Interno Bruto PIB no primeiro trimestre de 2014... 2 Os Índices de Inflação... 3 O Mercado de

Leia mais

A única empresa operando, de forma integrada com foco em planejamento e inovação, a mídia do aeroporto mais movimentado da América Latina, o GRU

A única empresa operando, de forma integrada com foco em planejamento e inovação, a mídia do aeroporto mais movimentado da América Latina, o GRU MAIO 2015 A única empresa operando, de forma integrada com foco em planejamento e inovação, a mídia do aeroporto mais movimentado da América Latina, o GRU Airport. Fluxo de Passageiros 2014 Doméstico e

Leia mais

Soja - Análise da Conjuntura Agropecuária. Novembro 2015 PARANÁ

Soja - Análise da Conjuntura Agropecuária. Novembro 2015 PARANÁ Soja - Análise da Conjuntura Agropecuária Novembro 2015 PARANÁ A estimativa de área para a safra 2015/16 de soja é recorde no Paraná. Segundo os técnicos de campo serão semeados 5,24 milhões de hectares,

Leia mais

Evolução da população do Rio Grande do Sul. Maria de Lourdes Teixeira Jardim Fundação de Economia e Estatística. 1 - Introdução

Evolução da população do Rio Grande do Sul. Maria de Lourdes Teixeira Jardim Fundação de Economia e Estatística. 1 - Introdução Evolução da população do Rio Grande do Sul. Maria de Lourdes Teixeira Jardim Fundação de Economia e Estatística Área Temática: Emprego e Mercado de Trabalho, Demografia Econômica. 1 - Introdução Este texto

Leia mais

Como a Copa do Mundo 2014 vai movimentar o Turismo Brasileiro

Como a Copa do Mundo 2014 vai movimentar o Turismo Brasileiro Como a Copa do Mundo 2014 vai movimentar o Turismo Brasileiro O estudo Destaques Os 10 principais emissores 10 Chegadas internacionais Viagens domésticas Cidades sedes Viagens dos brasileiros ao exterior

Leia mais

Daniels, John (e outros), International Business, Prentice-Hall,

Daniels, John (e outros), International Business, Prentice-Hall, Daniels, John (e outros), International Business, Prentice-Hall, 2004 Globalização Van den Berg, Hendrik (e outros), International Economics, McGraw-Hill, 2004 Gresh, Alain (e outros), Atlas da Globalização

Leia mais

Com 10º maior fluxo de passageiros, Viracopos terá 2º maior investimento para a Copa

Com 10º maior fluxo de passageiros, Viracopos terá 2º maior investimento para a Copa Com 10º maior fluxo de passageiros, Viracopos terá 2º maior investimento para a Copa 44Hanrrikson de Andrade Do UOL, no Rio 21/05/201310h00 Michel Filho/Agência O Globo Viracopos, em Campinas, recebe investimentos

Leia mais

Comércio Argen-na - Brasil. Fluxos Aéreos Biltarais

Comércio Argen-na - Brasil. Fluxos Aéreos Biltarais Comércio Argen-na - Brasil Fluxos Aéreos Biltarais Conteúdo Comércio Bilateral Tráfego Aéreo de Passageiros Tráfego Aéreo de Carga Fluxos Norte Sul e Sul Norte Evolução dos Valores e Volumes Transacionados

Leia mais

EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES DA MESORREGIÃO CENTRO-OCIDENTAL PARANAENSE E SUA INTEGRAÇÃO COM O MERCOSUL

EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES DA MESORREGIÃO CENTRO-OCIDENTAL PARANAENSE E SUA INTEGRAÇÃO COM O MERCOSUL EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES DA MESORREGIÃO CENTRO-OCIDENTAL PARANAENSE E SUA INTEGRAÇÃO COM O MERCOSUL Área: ECONOMIA CARDOSO, Eliane BASTOS, Luciana Aparecida DIAS, Ricardina Resumo: O objetivo desse estudo

Leia mais

A crise financeira global e as expectativas de mercado para 2009

A crise financeira global e as expectativas de mercado para 2009 A crise financeira global e as expectativas de mercado para 2009 Luciano Luiz Manarin D Agostini * RESUMO - Diante do cenário de crise financeira internacional, o estudo mostra as expectativas de mercado

Leia mais

ESTUDO DA DEMANDA TURÍSTICA INTERNACIONAL 2003

ESTUDO DA DEMANDA TURÍSTICA INTERNACIONAL 2003 ESTUDO DA DEMANDA TURÍSTICA INTERNACIONAL 2003 Brasília - Brasil Julho 2004 SUMÁRIO 1 APRESENTAÇÃO 09 2 CONSIDERAÇÕES METODOLÓGICAS 11 2.1 Objetivo geral 13 2.2 Objetivo específico 13 2.3 Amostra 14 2.4

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio Balança Comercial do Agronegócio Janeiro/2016 I Resultados do mês (comparativo jan/2016 jan/2015)

Leia mais

Cesta básica tem alta moderada na maioria das capitais

Cesta básica tem alta moderada na maioria das capitais 1 São Paulo, 06 de julho de 2009. NOTA À IMPRENSA Cesta básica tem alta moderada na maioria das capitais Em junho, a Pesquisa Nacional da Cesta Básica, realizada pelo DIEESE - Departamento Intersindical

Leia mais

3. Movimentação de Carga

3. Movimentação de Carga 31 3. Movimentação de Carga 3.1. Movimentação Doméstica Neste Capítulo faremos uma abordagem da movimentação de carga aérea doméstica. Serão analisados os números dos últimos 3 anos envolvendo as localidades,

Leia mais

boletim trimestral - n.º 1 - junho 2013 algarve conjuntura turística

boletim trimestral - n.º 1 - junho 2013 algarve conjuntura turística boletim trimestral - n.º 1 - junho 2013 algarve conjuntura turística indicadores 1. Movimento de passageiros no aeroporto de Faro 1.1. Movimento total de passageiros 1.2. Passageiros desembarcados por

Leia mais

FICHA TÉCNICA. Presidente Antonio dos Reis Duarte. Editor

FICHA TÉCNICA. Presidente Antonio dos Reis Duarte. Editor FICHA TÉCNICA Presidente Antonio dos Reis Duarte Editor Instituto Nacional de Estatística Direcção de Contas Nacionais, Estatísticas Económicas e dos Serviços Av. Cidade de Lisboa, nº 18, Cx. Postal 116,

Leia mais

O COMÉRCIO BRASIL-JAPÃO: O AGRONEGÓCIO

O COMÉRCIO BRASIL-JAPÃO: O AGRONEGÓCIO Nota: A reprodução do artigo abaixo ou de trechos do mesmo é autorizada, sendo obrigatória a citação do nome dos autores. O texto abaixo faz parte do artigo publicado na íntegra no site www.cepea.esalq.usp.br/macro/

Leia mais

A entrada da Gol no mercado aéreo brasileiro

A entrada da Gol no mercado aéreo brasileiro A entrada da Gol no mercado aéreo brasileiro Na década de 1990, o mercado aéreo doméstico brasileiro era dividido entre quatro empresas de aviação: Varig, TAM, Vasp e Transbrasil. O ano de 1998 ficou marcado

Leia mais

Questões Específicas. Geografia Professor: Cláudio Hansen 03/12/2014. #VaiTerEspecífica

Questões Específicas. Geografia Professor: Cláudio Hansen 03/12/2014. #VaiTerEspecífica Questões Específicas 1. Considerando os Blocos Econômicos, a União Europeia (27 países em 2011) permanece como relevante importador de mercadorias brasileiras. Considerando os países individualmente, a

Leia mais

Estudo de conectividade aérea dos países do escudo Guianês com a América do Sul. Resultados e Avaliação

Estudo de conectividade aérea dos países do escudo Guianês com a América do Sul. Resultados e Avaliação Estudo de conectividade aérea dos países do escudo Guianês com a América do Sul Resultados e Avaliação Escopo do estudo Diagnóstico do setor aéreo nos países do escudo guianês; Análise de mercado; Análise

Leia mais

Valor da cesta básica diminui em 15 cidades

Valor da cesta básica diminui em 15 cidades 1 São Paulo, 04 de setembro de 2015. NOTA à IMPRENSA Valor da cesta básica diminui em 15 cidades Das 18 cidades em que o DIEESE - Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos - realiza

Leia mais

O Brasil e o Rebalanceamento

O Brasil e o Rebalanceamento n o 103 23.07.14 Visão do desenvolvimento O Brasil e o Rebalanceamento do Comércio Mundial A principal forma de explicar o desempenho comercial de um país é aquela que interpreta os comportamentos das

Leia mais

Redução de Homicídios no Brasil

Redução de Homicídios no Brasil Ministério da Saúde MS Secretaria de Vigilância em Saúde - SVS Redução de Homicídios no Brasil SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 1 METODOLOGIA DE ANÁLISE... 1 RESULTADOS... 2 Homicídios no Brasil... 2 Óbitos por Arma

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 Americana SP, 23 de março de 2005 A VIVAX S.A. (Bovespa: VVAX11), ou Companhia, segunda maior operadora de TV a Cabo do Brasil, em número de assinantes, e uma das principais

Leia mais

PROGRAMA BRAZIL MACHINERY SOLUTIONS MERCADO EM FOCO GT GUINDASTES

PROGRAMA BRAZIL MACHINERY SOLUTIONS MERCADO EM FOCO GT GUINDASTES PROGRAMA BRAZIL MACHINERY SOLUTIONS MERCADO EM FOCO GT GUINDASTES Inteligência de Mercado BMS Dezembro de 2012 APRESENTAÇÃO No âmbito das atividades do Programa Setorial Integrado (PSI) Máquinas e Equipamentos

Leia mais

Estrutura Produtiva e Evolução da Economia de São Paulo

Estrutura Produtiva e Evolução da Economia de São Paulo Estrutura Produtiva e Evolução da Economia de São Paulo Este boxe apresenta a estrutura da economia paulista e sua evolução nos últimos dez anos, comparando-as com a do país. Gráfico 1 PIB Variação real

Leia mais

F O Z D O I G U A Ç U GESTÃO INTEGRADA DO TURISMO

F O Z D O I G U A Ç U GESTÃO INTEGRADA DO TURISMO F O Z D O I G U A Ç U GESTÃO INTEGRADA DO TURISMO O TURISMO É UMA ATIVIDADE... Sensível Dinâmica Competitiva IMAGEM Imagem é o nosso patrimônio. NOVA IMAGEM DE FOZ Agenda positiva Mídia espontânea Calendário

Leia mais

A Mineração Industrial em Goiás

A Mineração Industrial em Goiás A Mineração Industrial em Goiás Luciano Ferreira da Silva 1 Resumo: A extração mineral constitui atividade de relevante importância para a economia do estado de Goiás, ocupando posição de destaque no cenário

Leia mais

Apresentação para a Câmara dos Deputados: Cobrança de serviços adicionais pelas empresas aéreas

Apresentação para a Câmara dos Deputados: Cobrança de serviços adicionais pelas empresas aéreas Apresentação para a Câmara dos Deputados: Cobrança de serviços adicionais pelas empresas aéreas Exposição: Ricardo Bisinotto Catanant - Gerente - 27 de Abril de 2011 Cobrança de serviços adicionais pelas

Leia mais

Comentários gerais. consultoria em sistemas e processos em TI, que, com uma receita de R$ 5,6 bilhões, participou com 14,1% do total; e

Comentários gerais. consultoria em sistemas e processos em TI, que, com uma receita de R$ 5,6 bilhões, participou com 14,1% do total; e Comentários gerais Pesquisa de Serviços de Tecnologia da Informação - PSTI A investigou, em 2009, 1 799 empresas de TI com 20 ou mais Pessoas Ocupadas constantes do cadastro de empresas do IBGE e os produtos

Leia mais

Crise financeira internacional: Natureza e impacto 1. Marcelo Carcanholo 2 Eduardo Pinto 3 Luiz Filgueiras 4 Reinaldo Gonçalves 5

Crise financeira internacional: Natureza e impacto 1. Marcelo Carcanholo 2 Eduardo Pinto 3 Luiz Filgueiras 4 Reinaldo Gonçalves 5 Crise financeira internacional: Natureza e impacto 1 Marcelo Carcanholo 2 Eduardo Pinto 3 Luiz Filgueiras 4 Reinaldo Gonçalves 5 Introdução No início de 2007 surgiram os primeiros sinais de uma aguda crise

Leia mais

Equipe: RENATA BARBOSA DE ARAÚJO DUARTE

Equipe: RENATA BARBOSA DE ARAÚJO DUARTE As Micro e Pequenas Empresas na Exportação Brasileira Brasil 1998-2009 EDITORIAL Presidente do Conselho Deliberativo Nacional: ROBERTO SIMÕES Diretor-Presidente: PAULO TARCISO OKAMOTTO Diretor Técnico:

Leia mais

Expectativas da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Verão 2014-2015

Expectativas da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Verão 2014-2015 Expectativas da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Verão 2014-2015 PRESIDENTE: Marciano Gianerini Freire EQUIPE TÉCNICA: Coordenação: Mariana Nery Pesquisadores: Heike Duske César Melo

Leia mais

Exportação de Serviços de Engenharia 29/05/2014

Exportação de Serviços de Engenharia 29/05/2014 Exportação de Serviços de Engenharia 29/05/2014 Exportação de serviços de engenharia Benefícios para o Brasil Mercado Internacional Mecanismos de Apoio Oficial Propostas Índice O QUE SÃO OS SERVIÇOS DE

Leia mais

MICRO E PEQUENAS INDÚSTRIAS DE HIGIENE PESSOAL, PERFUMARIA E COSMÉTICOS: estudo sobre as dificuldades de obter financiamentos no Brasil

MICRO E PEQUENAS INDÚSTRIAS DE HIGIENE PESSOAL, PERFUMARIA E COSMÉTICOS: estudo sobre as dificuldades de obter financiamentos no Brasil MICRO E PEQUENAS INDÚSTRIAS DE HIGIENE PESSOAL, PERFUMARIA E COSMÉTICOS: estudo sobre as dificuldades de obter financiamentos no Brasil Sheila Pereira da Silva, Paulo César Ribeiro Quintairos, Edson Aparecida

Leia mais

CONTEXTO & PERSPECTIVA Boletim de Análise Conjuntural do Mercado de Flores e Plantas Ornamentais no Brasil Março 2011

CONTEXTO & PERSPECTIVA Boletim de Análise Conjuntural do Mercado de Flores e Plantas Ornamentais no Brasil Março 2011 CONTEXTO & PERSPECTIVA Boletim de Análise Conjuntural do Mercado de Flores e Plantas Ornamentais no Brasil Março 2011 2010: BALANÇO DO COMÉRCIO EXTERIOR DA FLORICULTURA BRASILEIRA Antonio Hélio Junqueira

Leia mais

ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DO TURISMO EM ALAGOAS, PARA MAIO DE 2015

ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DO TURISMO EM ALAGOAS, PARA MAIO DE 2015 ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DO TURISMO EM ALAGOAS, PARA MAIO DE 2015 Superintendência de Produção da Informação e do Conhecimento (SINC) Diretoria de Estatística e Indicadores A análise do setor de Turismo

Leia mais

ROTAS INTERNAS DE PRODUTOS DE EXPORTAÇÃO: O CASO DA SOJA

ROTAS INTERNAS DE PRODUTOS DE EXPORTAÇÃO: O CASO DA SOJA 1 Outubro 2009 ROTAS INTERNAS DE PRODUTOS DE EXPORTAÇÃO: O CASO DA SOJA Fernando Raphael Ferro de Lima * INTRODUÇÃO Este trabalho busca compreender como se modificaram, no período recente, os fluxos internos

Leia mais

ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATO-GROSSENSES Janeiro a Dezembro / 2007

ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATO-GROSSENSES Janeiro a Dezembro / 2007 ANÁLISE DAS EXPORTAÇÕES MATO-GROSSENSES / 2007 1- Balança Comercial Mato Grosso continua tendo superávit na Balança Comercial registrando em 2007 um expressivo saldo de US$ 4,38 bilhões valor que representa

Leia mais

Mapa da Violência 2012: Os Novos Padrões da Violência Homicida no Brasil. Consolidação dos Dados da Violência Homicida por Unidade Federada

Mapa da Violência 2012: Os Novos Padrões da Violência Homicida no Brasil. Consolidação dos Dados da Violência Homicida por Unidade Federada Mapa da Violência 2012: Os Novos Padrões da Violência Homicida no Brasil Consolidação dos Dados da Violência Homicida por Unidade Federada Julgamos que seria de grande utilidade consolidar as informações

Leia mais

ESTATÍSTICAS DE COMÉRCIO EXTERIOR, 2005 EMPRESAS DO ESPÍRITO SANTO

ESTATÍSTICAS DE COMÉRCIO EXTERIOR, 2005 EMPRESAS DO ESPÍRITO SANTO GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA DE ESTADO DE ECONOMIA E PLANEJAMENTO - SEP INSTITUTO JONES DOS SANTOS NEVES - IJSN ESTATÍSTICAS DE COMÉRCIO EXTERIOR, 2005 EMPRESAS DO ESPÍRITO SANTO Vitória,

Leia mais

Reservas Internacionais 1988-2008

Reservas Internacionais 1988-2008 BRASIL: País de Oportunidades e Reserva Turística Mundial Tóquio, setembro/2009 BRASIL: País de Oportunidades Brasil Japão Uma Relação Equilibrada COMÉRCIO BILATERAL 2002-2008 US$ milhões 7000 6000 Exportações

Leia mais

PERFIL DOS TRABALHADORES NA CONSTRUÇÃO CIVIL NO ESTADO DA BAHIA

PERFIL DOS TRABALHADORES NA CONSTRUÇÃO CIVIL NO ESTADO DA BAHIA PERFIL DOS TRABALHADORES NA CONSTRUÇÃO CIVIL NO ESTADO DA BAHIA SETEMBRO /2012 ÍNDICE INTRODUÇÃO 3 1. Dimensão e características da ocupação no setor da construção civil no Brasil e na Bahia (2000 e 2010)...

Leia mais

Alguns aspectos da importação de alho pelo Brasil

Alguns aspectos da importação de alho pelo Brasil Alguns aspectos da importação de alho pelo Brasil Mariano César Marques* O Brasil é um importador líquido de alho; suas exportações, além de esporádicas, são pequenas. Existem dois tipos de importação:

Leia mais

CIA. INDUSTRIAL VALE DO PARAÍBA S/A. UM CASO DE SUCESSO?

CIA. INDUSTRIAL VALE DO PARAÍBA S/A. UM CASO DE SUCESSO? CIA. INDUSTRIAL VALE DO PARAÍBA S/A. UM CASO DE SUCESSO? Autoria: Amadeu Nosé Junior Mestre em Administração de Empresas Universidade Presbiteriana Mackenzie A Cia. Industrial Vale do Paraíba S/A., é uma

Leia mais

Superintendência de Logística de Carga

Superintendência de Logística de Carga Programa Infraero de Eficiência Logística Programa Infraero de Eficiência Logística Superintendência de Logística de Carga A Empresa Com 35 anos de experiência, a INFRAERO é uma empresa pública federal,

Leia mais

Tabela 01 Mundo Soja Área, produção e produtividade Safra 2009/10 a 2013/14

Tabela 01 Mundo Soja Área, produção e produtividade Safra 2009/10 a 2013/14 Soja Análise da Conjuntura Agropecuária Novembro de 2013 MUNDO A economia mundial cada vez mais globalizada tem sido o principal propulsor responsável pelo aumento da produção de soja. Com o aumento do

Leia mais

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - Síntese

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - Síntese 2014 Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios - Síntese Dieese Subseção Força Sindical 19/09/2014 PESQUISA NACIONAL POR AMOSTRA DE DOMICILIOS - PNAD 2013 Síntese dos Indicadores POPULAÇÃO A Pesquisa

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESPÍRITO SANTO segim@jfes.jus.br

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESPÍRITO SANTO segim@jfes.jus.br PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESPÍRITO SANTO segim@jfes.jus.br T E R M O DE R E F E R Ê N C I A Aquisição de Passagens Aéreas 1. OBJETO 1.1. Contratação de empresa

Leia mais