REDUTORES DE LIGA LEVE COM MOTORES LISOS ,1 kw

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REDUTORES DE LIGA LEVE COM MOTORES LISOS 0.37 1,1 kw"

Transcrição

1 Itelliget Drivesystems, Worldwide Services Services REDUTORES DE LIGA LEVE COM MOTORES LISOS ,1 kw BR PT REDUTORES E MOTORES DE ALUMÍNIO

2 AS VANTAGENS DE REDUTORES DE LIGA LEVE Carcaça resistete à corrosão, em alumíio Redutores moderos devem ser robustos, compactos, ter alto desempeho, baixo custo e pricipalmete devem ser leves: Isso é uma vatagem, pois o peso gera custo, pricipalmete quado é ecessário trasportar o redutor juto os processos de movimetação. Por isso as ligas de alumíio são amplamete aceitáveis como material para carcaças de redutores em diversas áreas. A NORD DRIVESYSTEMS utiliza as diversas vatages que uma liga de alumíio otimizada pode oferecer para as carcaças dos redutores. O material da carcaça também tem uma certa proteção atural cotra corrosão e ão, ecessariamete, precisa ser pitado. E uma liga de alumíio também é um melhor codutor de calor do que uma carcaça de ferro fudido cizeto. Isso permite meores temperaturas de fucioameto, que são favoráveis aos compoetes iteros do redutor e levam a uma maior vida útil. As carcaças moobloco de alumíio, leves e resistetes, são produzidas a fábrica de Gadebusch, pelos mais moderos métodos existetes. Vatages Na maioria das vezes, a pitura é desecessária Resistete à corrosão para muitas aplicações Melhor codutividade térmica (baixa temperatura) Limpeza fácil Características Peso reduzido Superfícies lisas Boa codutividade térmica 2 Redutores e motores de alumíio

3 Carcaça moobloco NORD, em liga de alumíio Peso reduzido Proteção atural cotra corrosão Boa codutividade térmica Uma otimização das características aturais de proteção cotra corrosão é possível através da aplicação do (veja págia 12). Sealed Surface Coversio System Redutores e motores de alumíio 3

4 REDUTOR DE ENGRENAGENS CÔNICAS COM 2 ESTÁGIOS A ova liha de redutores de egreages côicas de 2 estágios, de potêcia otimizada, é um projeto iovador NORD, feito em liga de alumíio de alta resistêcia. Graças à versão lavável, eles são especialmete adequados para aplicações a idústria alimetícia. Outras áreas de aplicação são, por exemplo, correias trasportadoras, equipametos de elevação e sistemas de armazeagem. Vatages Os redutores ão têm cavidades, câmaras ou âgulos de saída egativos. Isso assegura a fácil limpeza e o escorrimeto de sujeiras e líquidos. Em cojuto com um motor liso estes redutores são ideais para a aplicação a idústria alimetícia. A ampla faixa de relações de trasmissão (i=3,58 até 70) permite o ajuste ideal aos requisitos do cliete em questão. Maior seguraça através da vedação dupla como padrão Dispoível a versão aberta ou fechada Washdow, com tratameto sd tuph, resistete cotra soluções alcalias e ácidos Características Resistete à corrosão devido à carcaça em alumíio Fácil limpeza, graças às superfícies lisas (Washdow = Os líquidos sempre escorrem) Relação potêcia/peso 60 % maior em comparação ao modelo aterior Adequado para grades forças, devido aos rolametos reforçados do eixo de saída de alta capacidade de carga Opções de vedação como os duplos retetores os eixos, que oferecem uma alta seguraça de vedação para áreas de aplicação especiais. Meos agressivo ao meio ambiete, devido à redução do volume de lubrificate Aplicação flexível através da forma de projeto compacta com o adaptador IEC curto itegrado ao já comprovado sistema modular NORD Redutores de egreages côicas de 2 estágios NORDBLOC.1 (Catálogo G1014) 3 Até 97% de redimeto 3 Carcaça com pés, flage ou motagem direta 3 Eixo oco ou maciço 3 Carcaça moobloco Tamahos 5 kw 0,12 9,2 Nm i 3,58:1 70:1 4 Redutores e motores de alumíio

5 Lavável Sem câmaras Superfícies lisas Sem tampas de motagem Raios grades Superfícies icliadas Sealed Surface Coversio System Tratameto de superfície Impossível descamar Resistete à corrosão como o aço ioxidável Sem peetração da corrosão Redutor de egreages côicas com 2 estágios (liha SK92x72.1) Redutor de egreages côicas com 2 estágios (liha SK93x72.1) Redutor de egreages côicas com 2 estágios com adaptador IEC e flage (liha SK92x72.1) Desevolvido e projetado sob observação das ormas: EHEDG, ANSI / BISSC, ANSI / NSF Carcaça úica Elevada resistêcia, porém leve Reduzido uso de material Superfícies frias Especialmete adequado para aplicações as áreas: Idústria alimetícia Correias trasportadoras Equipametos de elevação Sistemas de armazeagem Redutores e motores de alumíio 5

6 REDUTORES DE ROSCA SEM FIM UNIVERSAL SI E SMI Os redutores de rosca sem fim NORD têm elevada relação potêcia/peso e são extremamete compactos. Eles se caracterizam por uma trasmissão de torque sileciosa. Devido à estrutura simples surgiram vatages sigificativas de espaço em relação a outros tipos de redutores. Os redutores estão dispoíveis as versões SI e SMI. Vatages Com as diversas possibilidades de diâmetro do eixo o redutor oferece maior flexibilidade aos clietes. Para tamaho de redutor, os adaptadores IEC oferecem vários acoplametos padrão para motores. É possível a operação com redutores duplos, para relações de trasmissão muito elevadas A estrutura superficial melhorada os redutores de rosca sem fim SMI com meor rugosidade devido à fudição fia oferece meos oportuidades à acúmulo de sujeira (efeito lavável). Através da grade gama de compoetes do sistema modular os redutores podem ser ajustados de forma ideal às codições existetes. Tampa W (eixo de etrada livre) Pré-estágio H10 para grades relações de trasmissão Braço de torque Características Redutores SMI de alumíio fudido com superfícies lisas, especiais para aplicações a idústria alimetícia e de bebidas Egreages e eixos do já comprovado sistema modular Redutores SMI dispoíveis até o tamaho 21 e até 427 Nm Redutores de rosca sem fim SI UNIVERSAL (Catálogo G1035) Redutores rosca sem fim SMI (Catálogo G1035) 3 Modular 3 Possibilidades uiversais de fixação 3 Lubrificação permaete 3 Versão IEC Tamahos 5 kw 0,12 4,0 Nm i 5,00: ,00:1 3 Superfícies lisas 3 Lubrificação permaete 3 Versão IEC Tamahos 5 kw 0,12 4,0 Nm i 5,00: ,00:1 6 Redutores e motores de alumíio

7 Modular e flexível Utilização de diferetes motores através do adaptador IEC Carcaça SMI com flage combiado com todos os flages da liha SI Sistema modular otimizado de redutores NORD Iterfaces padrão IEC B5 / B14 para cada tamaho de redutor Sealed Surface Coversio System Tratameto de superfície Impossível descamar Resistete à corrosão como o aço ioxidável Sem peetração da corrosão Redutores de rosca sem fim SMI a versão com flage Redutores de rosca sem fim SMI a versão com pés Redutores de rosca sem fim SI UNIVERSAL Múltiplas aplicações Carcaça de alumíio com efeito Washdow Muitas possibilidades de diâmetros do eixo SMI até tamaho 75 Redutores e motores de alumíio 7

8 REDUTORES COAXIAIS NORDBLOC.1 Um dos objetivos com o desevolvimeto do redutor NORDBLOC.1 era criar uma superfície lisa, a qual ão poderiam ser acumulados em materiais líquidos e em sólidos. Isto passa a ser uma vatagem ode se preza pela limpeza. Estes redutores iovadores e pateteados ão tem juções ou fissuras. Isto aumeta a força e cria, ao mesmo tempo, uma superfície mais lisa. Desig comum de mercado Vatages Ruído reduzido em fucioameto Elevado torque de saída Alta cofiabilidade, mauteção reduzida Limpeza fácil Rolametos de saída de grades dimesões No redutor NORDBLOC 1, o macal de saída é dimesioado sigificativamete maior do que o tamaho usual o mercado. Isso tora-se possível devido ao projeto iovador da assim chamada disposição "deslocada" dos macais. Pode suportar forças radiais acima da média Pode suportar forças axiais maiores Maior vida útil dos rolametos Características Superfícies lisas Sem aberturas para motagem Sem tampões de vedação Redutor NORDBLOC.1 Redutores coaxiais NORDBLOC.1 (Catálogo G1000 IE3) 3 Fixação por pés ou flages 3 Carcaça de alumíio fudida sob pressão 3 Carcaça moobloco 3 Dimesões coforme padrão idustrial Tamahos 8 kw 0,12 37 Nm i 2,10:1 456,77:1 Carcaças moobloco NORD As carcaças moobloco da NORD, são fabricadas coforme os mais altos padrões de precisão. Reforços iteros melhoram a força e a rigidez. Todas os macais dos rolametos e das vedações estão icluídos o mesmo bloco fudido. Isso elimia as juções, que podem efraquecer a carcaça e propiciar vazametos de óleo. Furações e superfícies de motagem são feitas o mesmo processo de usiagem em uma úica etapa. Dessa forma podem ser matidas tolerâcias apertadas e assegurar uma maior vida útil de todos os compoetes. 8 Redutores e motores de alumíio

9 Motagem uiversal Modelo com pés Versão com flage B5 Versão com flage B14 Modelo com pés, B5 ou com flage B14 Diversos compoetes de acioameto Motor itegrado (motoredutor) Adaptador com flage para o motor NEMA C Adaptador B5 e B14 para o motor IEC Eixo de etrada livre Motores lisos (opcioal com sd tuph) Adaptadores IEC e NEMA C, B14 e B5 Projeto compacto, ecoômico em espaço Motagem simplificada Acoplameto do motor Baixas cargas o rolameto (loga vida útil) Peso reduzido Sealed Surface Coversio System Tratameto de superfície Resistete à corrosão como o aço ioxidável Sem descamação Sem peetração da corrosão Redutores e motores de alumíio 9

10 MOTORES COM ALETAS E LISOS DE ALTO RENDIMENTO A NORD DRIVESYSTEMS fabrica motores trifásicos de alto redimeto, para o mercado iteracioal, com e sem freio. A produção própria de motores garate que a NORD ão depeda dos prazos dos forecedores, tedo assim, prazos de etrega meores. Esta é uma vatagem decisiva para os ossos clietes. Os custos operacioais podem ser reduzidos através da utilização dos motores trifásicos de alto redimeto da NORD, com redimetos bem superiores. Vatages Superfícies lisas especiais para a aplicação a idústria alimetícia e de bebidas Os motores IE2/IE3/IE4 dispõem de um redimeto maior do que os motores EFF2 ateriores Os motores IE2/IE3/IE4 geram meos calor dissipado Os motores IE2/IE3/IE4 têm uma vida útil maior do que os motores ateriormete usuais Motores IE2/IE3/IE4 cotribuem para reduzir os custos operacioais. Características Alumíio fudido sob pressão (motores lisos) Motores IE2/IE3/IE4 da NORD têm uma "faixa de operação ampliada", fazedo com que pouca ou ehuma reserva de seguraça teha que ser cosiderada o dimesioameto do acioameto 10 Redutores e motores de alumíio

11 Motores IE2 / IE3 e IE4 Alto redimeto Ampla faixa de tesões Baixa irradiação de calor Elevada reserva de potêcia Loga vida útil A NORD forece motores de desevolvimeto próprio para todos os grades mercados do mudo. Esta capacidade gera uma grade idepedêcia de forecedores e garate alta qualidade e etrega rápida e cofiável aos ossos clietes. Sealed Surface Coversio System Tratameto de superfície Resistete à corrosão como o aço ioxidável Sem descamação Sem peetração da corrosão Redutores e motores de alumíio 11

12 A ALTERNATIVA AO AÇO INOXIDÁVEL TRATAMENTO SUPERFICIAL sd tuph Sealed Surface Coversio System Produtos dispoíveis com sd tuph: Redutores coaxiais Redutores de egreages côicas Redutores de rosca sem fim UNIVERSAL Motoredutores da NORD com sd tuph são ideais para a aplicação em ambietes severos. Superfícies de fácil limpeza Resistete cotra ácidos e bases (ampla faixa de ph) Sem peetração sob a camada, mesmo em caso de daos Não descama Resistete à corrosão, impede a corrosão por cotato A alterativa ao aço ioxidável Coformidade à FDA Title 21 CFR Livre de cromatos A solução completa para codições extremas Peças da carcaça com tratameto superficial Peças DIN e peças ormalizadas de aço ioxidável Carcaça lavável (redutor e motor) Eixos de aço ioxidável Retetores especiais Óleo compatível com a idústria alimetícia sd tuph para requisitos extremos Idústria de bebidas e alimetícia Idústrias de laticíios Idústria farmacêutica Estações de tratameto de água e esgoto Istalações para lavar carros Offshore e áreas costeiras Limpeza com produtos químicos (Washdow, ampla faixa de ph) Os testes realizados em compoetes com carcaça de alumíio com superfície beeficiada: ASTM D714 Formação de bolhas ASTM D Corrosão ASTM D Riscameto ASTM B Teste de évoa salia ASTM D3170 Teste de batida de pedra DIN EN ISO 9227 Teste de évoa salia DIN EN ISO 2409 Teste de corte em grade Motor liso NORD com sd tuph Motores lisos Iversores de frequêcia SK 180E 12 Redutores e motores de alumíio

13 NOVAS CLASSES DE RENDIMENTO PARA SISTEMAS DE MOTORES DIRETIVA ECODESIGN EN50598 A ova orma que defie as classes IE para iversores e as classes IES para combiação de iversor e motor foi publicada em iício de "Agêcia Ambietal Federal da Alemaha:" "O objetivo da orma Ecodesig é o de miimizar o impacto ambietal dos produtos que são relevates para o cosumo de eergia ao logo de todo seu ciclo de vida." As soluções de acioametos da NORD DRIVESYSTEMS já cumprem os rigorosos requisitos da ova orma EN Novos termos e defiições a EN Produto estedido Sistema completo de cotrole do acioameto, motor, trasmissão de eergia mecâica e da máquia de carga acioada. Equipameto Acioado A carga atual da maquia, icluido a trasmissão de eergia mecâica por redutores ou correias. Sistema Motor Motor mais Motor Cotrol System A combiação de um cotrole de acioameto e um motor icluido o cabo, idepedete da tecologia do motor. (PDS / Power Drive System = CDM + Motor) Sistema de cotrole de motor CDM (Complete Drive Module) ou Soft-starter CDM = iversor de frequêcia e todos os compoetes e equipametos auxiliares icluídos. EN (classes IE para iversor) IE0 IE1 IE2 IE1 = Referêcia +25 % Perdas -25 % Perdas EN (Classes IES para iversor e motor) IES0 IES1 IES2 IES1 = Referêcia +20 % Perdas -20 % Perdas Redutores e motores de alumíio 13

14 SISTEMAS DE ACIONAMENTOS COMPLETOS DE UM SÓ FORNECEDOR DER ANTRIEB Seguro Flexível Iteracioal O Redutor Macais reforçados Elevada relação potêcia/peso Proteção elevada cotra corrosão O Motor Alta eficiêcia Normas mudiais Todas as codições de aplicação A Eletrôica de acioameto Desig compacto Fácil comissioameto Grau de proteção até IP69K Ampla faixa de potêcias Soluções completas flexíveis Sistema com alta eficiêcia 14 Redutores e motores de alumíio

15 NORD DRIVESYSTEMS Group Sede e cetro tecológico próximo a Hamburgo Produtos mecâicos Produtos elétricos Produtos eletrôicos Redutores Motores Iversores de frequêcia e soft-starters Soluções iovadoras em acioametos para mais de 100 ramos idustriais Fabricação de redutores Fabricação de motores Fabricação de iversores 7 Locais de fabricação líderes em tecologia produzem redutores, motores, iversores, etc. também para sistemas de acioameto completos de um só forecedor. Filiais em 36 países, os 5 cotietes oferecem estoques locais, cetros de motagem, suporte técico e assistêcia técica. Mais de fucioários em todo o mudo criam soluções idividuais para cada cliete. Redutores e motores de alumíio 15

16 NORD DRIVESYSTEMS Group Sede e cetro tecológico em Bargteheide próximo a Hamburgo Soluções iovadoras em acioametos para mais de 100 segmetos idustriais Produtos mecâicos Redutores de eixos paralelos, coaxiais, egreages côicas e rosca sem fim Produtos elétricos Motores IE2/IE3/IE4 Produtos eletrôicos Iversores de frequêcia para paiéis e descetralizados, soft-starters 7 Locais de produção líderes em tecologia para todos os compoetes de acioametos Filiais em 36 países, os 5 cotietes oferecem estoques locais, cetros de motagem, suporte técico e assistêcia técica. Mais de fucioários em todo o mudo criam soluções idividuais para cada cliete. BR PT NORD DRIVESYSTEMS BRASIL LTDA. R. Dr. Moacyr Atôio de Moraes, 127, Pq. Sto. Agostiho, CEP Guarulhos - São Paulo, Brazil T: , F: , NORD DRIVESYSTEMS PTP, Lda. Zoa Idustrial de Oiã, lote 8, Oiã, Aveiro, Portugal T: , F: , Members of the NORD DRIVESYSTEMS Group F1400 Nº. Mat / 0916

LEICHTMETALL-GETRIEBE MIT GLATTMOTOREN 0,37 1,1 kw

LEICHTMETALL-GETRIEBE MIT GLATTMOTOREN 0,37 1,1 kw Itelliget Drivesystems, Worldwide Services Services LEICHTMETALL-GETRIEBE MIT GLATTMOTOREN 0,37 1,1 kw BR PT REDUTORES E MOTORES EM ALUMÍNIO AS VANTAGENS DE REDUTORES DE LIGA LEVE Carcaça resistete à corrosão,

Leia mais

Intelligent Drivesystems, Worldwide Services PROTEÇÃO SUPERFICIAL PARA SOLUÇÕES DE ACIONAMENTOS NORD

Intelligent Drivesystems, Worldwide Services PROTEÇÃO SUPERFICIAL PARA SOLUÇÕES DE ACIONAMENTOS NORD Itelliget Drivesystems, Worldwide Services BR PROTEÇÃO SUPERFICIAL PARA SOLUÇÕES DE ACIONAMENTOS NORD TINTAS ALTAMENTE SÓLIDAS PRESERVAM O MEIO AMBIENTE Meos solvetes e mais ecoomia Usamos titas altamete

Leia mais

Intelligent Drivesystems, Worldwide Services. Redutores industriais para transportadores de correia e elevadores de canecas DRIVESYSTEMS

Intelligent Drivesystems, Worldwide Services. Redutores industriais para transportadores de correia e elevadores de canecas DRIVESYSTEMS Intelligent Drivesystems, Worldwide Services BR PT Redutores industriais para transportadores de correia e elevadores de canecas NORD Intelligent Drivesystems, Worldwide Services Parceiros em movimento

Leia mais

Intelligent Drivesystems, Worldwide Services. Soluções em acionamentos para equipamentos de palco

Intelligent Drivesystems, Worldwide Services. Soluções em acionamentos para equipamentos de palco Intelligent Drivesystems, Worldwide Services BR PT Soluções em acionamentos para equipamentos de palco NORD DRIVESYSTEMS Intelligent Drivesystems, Worldwide Services Parceiros em movimento Soluções em

Leia mais

MOTOREDUTORES DE LIGA E LEVE

MOTOREDUTORES DE LIGA E LEVE Itelliget Drivesystems, Worldwide Services Services MOTOREDUTORES DE LIGA E LEVE INVERSORES COM MOTORES DE FREQUÊNCIA LISOS 0.37 1,1 kw BR PT SISTEMA COMPLETO DE ACIONAMENTOS DE UM SÓ FORNECEDOR SISTEMAS

Leia mais

Proteção perfeita para o seu acionamento

Proteção perfeita para o seu acionamento Proteção perfeita para o seu acioameto Itelliget Drivesystems, Worldwide Services BR PT Proteção da superfície para o seu acioameto NORD DRIVESYSTEMS Itelliget Drivesystems, Worldwide Services Ideal em

Leia mais

Intelligent Drivesystems, Worldwide Services. Redutores industriais DRIVESYSTEMS. Sistema modular para maior flexibilidade

Intelligent Drivesystems, Worldwide Services. Redutores industriais DRIVESYSTEMS. Sistema modular para maior flexibilidade Intelligent Drivesystems, Worldwide Services BR PT Sistema modular para maior flexibilidade NORD Intelligent Drivesystems, Worldwide Services As vantagens dos redutores industriais NORD n Maior precisão

Leia mais

PT SOLUÇÕES EM ACIONAMENTOS PARA TRANSPORTADORES DE BAGAGENS

PT SOLUÇÕES EM ACIONAMENTOS PARA TRANSPORTADORES DE BAGAGENS INTELLIGENT DRIVESYSTEMS, WORLDWIDE SERVICES BR PT SOLUÇÕES EM ACIONAMENTOS PARA TRANSPORTADORES DE BAGAGENS NORD DRIVESYSTEMS Intelligent Drivesystems, Worldwide Services SOLUÇÕES EM ACIONAMENTOS NORD

Leia mais

Intelligent Drivesystems, Worldwide Services. Soluções em acionamentos para a indústria cimenteira DRIVESYSTEMS

Intelligent Drivesystems, Worldwide Services. Soluções em acionamentos para a indústria cimenteira DRIVESYSTEMS Intelligent Drivesystems, Worldwide Services BR PT Soluções em acionamentos para a indústria cimenteira NORD Intelligent Drivesystems, Worldwide Services Parceiros em movimento Matéria-prima 2 Desmontagem

Leia mais

Quando há necessidade de vedação máxima.

Quando há necessidade de vedação máxima. Quando há necessidade de vedação máxima. Intelligent Drivesystems, Worldwide Services BR PT Sistemas de vedação para todos os requisitos NORD Partners in motion Parceiros em movimento Quando há necessidade

Leia mais

LIVRETO. Armazenamento de Amostra, Manuseio e Gestão. Um armazenamento de amostra completo e rastreável para o seu laboratório

LIVRETO. Armazenamento de Amostra, Manuseio e Gestão. Um armazenamento de amostra completo e rastreável para o seu laboratório Um armazeameto de amostra completo e rastreável para o seu laboratório LIVRETO Armazeameto de Amostra, Mauseio e Gestão PRODUÇÃO NA HOLANDA E NOS ESTADOS UNIDOS MOLDE POR INJEÇÃO E MONTAGEM EM SALA LIMPA

Leia mais

AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL O QUE É AUTOMAÇÃO? O QUE É TELEMETRIA?

AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL O QUE É AUTOMAÇÃO? O QUE É TELEMETRIA? AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL O QUE É AUTOMAÇÃO? Desevolvemos soluções para automação idustrial em idustrias gerais, telecomado e telemetria para supervisão e cotrole remotos, com desevolvimeto e fabricação de

Leia mais

Intelligent Drivesystems, Worldwide Services. PT Soluções em acionamentos para aplicações em guindastes DRIVESYSTEMS

Intelligent Drivesystems, Worldwide Services. PT Soluções em acionamentos para aplicações em guindastes DRIVESYSTEMS Intelligent Drivesystems, Worldwide Services BR PT Soluções em acionamentos para aplicações em guindastes NORD Intelligent Drivesystems, Worldwide Services Parceiros em movimento Eficiente e seguro Não

Leia mais

RECon Line. Conversores para Energias Renováveis

RECon Line. Conversores para Energias Renováveis RECo Lie Coversores para Eergias Reováveis Com ivestimetos cotíuos o sector da ivestigação e do desevolvimeto, a FRIEM FRIEM é líder as ovas tecologias aplicadas a coversores de alta potêcia a díodos,

Leia mais

Uma Metodologia de Busca Otimizada de Transformadores de Distribuição Eficiente para qualquer Demanda

Uma Metodologia de Busca Otimizada de Transformadores de Distribuição Eficiente para qualquer Demanda 1 Uma Metodologia de Busca Otimizada de Trasformadores de Distribuição Eficiete para qualquer Demada A.F.Picaço (1), M.L.B.Martiez (), P.C.Rosa (), E.G. Costa (1), E.W.T.Neto () (1) Uiversidade Federal

Leia mais

Tipo SF4B - F 111. Altura de proteção

Tipo SF4B - F 111. Altura de proteção CORTINAS DE LUZ CORTINAS DE LUZ Modelos para proteção de dedos, mãos e braços. Altura de proteção desde 0 mm até 90 mm. Distâcia de operação até 9 m. Modelo - Cortia de Luz Tipo F - proteção para os dedos

Leia mais

LAYOUT CONSIDERAÇÕES GERAIS DEFINIÇÃO. Fabrício Quadros Borges*

LAYOUT CONSIDERAÇÕES GERAIS DEFINIÇÃO. Fabrício Quadros Borges* LAYOUT Fabrício Quadros Borges* RESUMO: O texto a seguir fala sobre os layouts que uma empresa pode usar para sua arrumação e por coseguite ajudar em solucioar problemas de produção, posicioameto de máquias,

Leia mais

Adesivos e Selantes 3M. Poliuretano e Híbrido FORÇA. para seus negócios

Adesivos e Selantes 3M. Poliuretano e Híbrido FORÇA. para seus negócios Adeivo e Selate 3M oliuretao e Muito mai FORÇA para eu egócio Adeivo & Selate 3M Uma liha completa de alta performace O adeivo e elate de poliuretao e híbrido da 3M ão produto moocompoete, que curam com

Leia mais

ActivALEA. ative e atualize a sua literacia

ActivALEA. ative e atualize a sua literacia ActivALEA ative e atualize a sua literacia N.º 29 O QUE É UMA SONDAGEM? COMO É TRANSMIITIIDO O RESULTADO DE UMA SONDAGEM? O QUE É UM IINTERVALO DE CONFIIANÇA? Por: Maria Eugéia Graça Martis Departameto

Leia mais

Artículo técnico CVM-NET4+ Cumpre com a normativa de Eficiência Energética. Novo analisador de redes e consumo multicanal Situação actual

Artículo técnico CVM-NET4+ Cumpre com a normativa de Eficiência Energética. Novo analisador de redes e consumo multicanal Situação actual 1 Artículo técico Joatha Azañó Departameto de Gestão Eergética e Qualidade de Rede CVM-ET4+ Cumpre com a ormativa de Eficiêcia Eergética ovo aalisador de redes e cosumo multicaal Situação actual As ormativas

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE CÂMARA MUNICIPAL VILA DO CONDE DE MATOSINHOS

CÂMARA MUNICIPAL DE CÂMARA MUNICIPAL VILA DO CONDE DE MATOSINHOS CÂMARA MUNICIPAL DE CÂMARA MUNICIPAL VILA DO CONDE DE MATOSINHOS CONCURSO PÚBLICO CONTRATAÇÃO DE VIATURA PESADA COM GRUA E AMPLIROLL EM REGIME DE ALUGUER OPERACIONAL 29 DE SETEMBRO DE 2015 Alíea C. poto

Leia mais

Instrumento de medição de vídeo

Instrumento de medição de vídeo Istrumeto de medição de vídeo para medições precisas com 3 eixos 50 aos de experiêcia óptica comprovada reuidos em um efetivo istrumeto de medição de vídeo sem cotato e com 3 eixos Eficiete e ituitivo

Leia mais

Intelligent Drivesystems, Worldwide Services. NORD DRIVESYSTEMS A Empresa DRIVESYSTEMS. Soluções inteligentes em acionamentos, desde 1965

Intelligent Drivesystems, Worldwide Services. NORD DRIVESYSTEMS A Empresa DRIVESYSTEMS. Soluções inteligentes em acionamentos, desde 1965 Intelligent Drivesystems, Worldwide Services NORD A Empresa NORD Parceiros em Movimento Estratégias de Sucesso Como empresa familiar, pensamos a logo prazo e de maneira internacional. Uma extensa gama

Leia mais

Intelligent Drivesystems, Worldwide Services. PT Soluções em acionamentos para estações de tratamento de água DRIVESYSTEMS

Intelligent Drivesystems, Worldwide Services. PT Soluções em acionamentos para estações de tratamento de água DRIVESYSTEMS Intelligent Drivesystems, Worldwide Services BR PT Soluções em acionamentos para estações de tratamento de água NORD Intelligent Drivesystems, Worldwide Services Parceiros em movimento Eficiente e seguro

Leia mais

Influência do ruído aéreo gerado pela percussão de pavimentos na determinação de L n,w

Influência do ruído aéreo gerado pela percussão de pavimentos na determinação de L n,w Ifluêcia do ruído aéreo gerado pela percussão de pavimetos a determiação de,w iogo M. R. Mateus CONTRAruído Acústica e Cotrolo de Ruído, Al. If.. Pedro, Nº 74-1º C, 3030 396 Coimbra Tel.: 239 403 666;

Leia mais

Modelo Matemático para Estudo da Viabilidade Econômica da Implantação de Sistemas Eólicos em Propriedades Rurais

Modelo Matemático para Estudo da Viabilidade Econômica da Implantação de Sistemas Eólicos em Propriedades Rurais Modelo Matemático para Estudo da Viabilidade Ecoômica da Implatação de Sistemas Eólicos em Propriedades Rurais Josiae Costa Durigo Uiversidade Regioal do Noroeste do Estado do Rio Grade do Sul - Departameto

Leia mais

Calendário de inspecções em Manutenção Preventiva Condicionada com base na Fiabilidade

Calendário de inspecções em Manutenção Preventiva Condicionada com base na Fiabilidade Caledário de ispecções em Mauteção Prevetiva Codicioada com base a Fiabilidade Rui Assis Faculdade de Egeharia da Uiversidade Católica Portuguesa Rio de Mouro, Portugal rassis@rassis.com http://www.rassis.com

Leia mais

PIM da Janela Única Logística Vertente funcional

PIM da Janela Única Logística Vertente funcional Workshop Stakeholders Lisboa PIM da Jaela Úica Logística Vertete fucioal Coceito e Pricípios de Fucioameto Bruo Cima Lisboa, 9 de Maio de 0 Ageda. A compoete BB do projecto MIELE. Equadrameto da compoete

Leia mais

Intelligent Drivesystems, Worldwide Services. Soluções em acionamentos para a siderurgia DRIVESYSTEMS

Intelligent Drivesystems, Worldwide Services. Soluções em acionamentos para a siderurgia DRIVESYSTEMS Intelligent Drivesystems, Worldwide Services BR PT Soluções em acionamentos para a siderurgia NORD Intelligent Drivesystems, Worldwide Services Parceiros em movimento Eficiente e seguro A NORD se sente

Leia mais

Tópicos em Otimização. Otimização Linear - Aplicações

Tópicos em Otimização. Otimização Linear - Aplicações Tópicos em Otimização Otimização Liear - Aplicações Problemas tratados por otimização liear Problema da Mistura: Combiar materiais obtidos a atureza (ou restos de outros á combiados) para gerar ovos materiais

Leia mais

A TORRE DE HANÓI Carlos Yuzo Shine - Colégio Etapa

A TORRE DE HANÓI Carlos Yuzo Shine - Colégio Etapa A TORRE DE HANÓI Carlos Yuzo Shie - Colégio Etapa Artigo baseado em aula miistrada a IV Semaa Olímpica, Salvador - BA Nível Iiciate. A Torre de Haói é um dos quebra-cabeças matemáticos mais populares.

Leia mais

Rev. 01 ARAMES TUBULARES. Produtividade, eficiência e alta qualidade Linha completa de ligas para união, reconstrução e revestimento

Rev. 01 ARAMES TUBULARES. Produtividade, eficiência e alta qualidade Linha completa de ligas para união, reconstrução e revestimento Rev. 01 ARAMES TUBULARES Produtividade, eficiêcia e alta qualidade Liha completa de ligas para uião, recostrução e revestimeto Alta taxa de deposição Elevado redimeto 2 2 2 2 Facilidade de aplicação Redução

Leia mais

SOLUÇÕES DE ACIONAMENTOS PARA A INDÚSTRIA ALIMENTÍCIA E DE BEBIDAS

SOLUÇÕES DE ACIONAMENTOS PARA A INDÚSTRIA ALIMENTÍCIA E DE BEBIDAS INTELLIGENT DRIVESYSTEMS, WORLDWIDE SERVICES BR SOLUÇÕES DE ACIONAMENTOS PARA A INDÚSTRIA ALIMENTÍCIA E DE BEBIDAS NORD DRIVESYSTEMS Intelligent Drivesystems, Worldwide Services SOLUÇÕES DE ACIONAMENTOS

Leia mais

Vista Geral de Produto. Motores de cilindro axial Interroll Acionamento, eficiente em termos energéticos, para transporte de mercadoria em volumes

Vista Geral de Produto. Motores de cilindro axial Interroll Acionamento, eficiente em termos energéticos, para transporte de mercadoria em volumes Vista Geral de Produto Motores de cilindro axial Interroll Acionamento, eficiente em termos energéticos, para transporte de mercadoria em volumes Assíncronos: Série S Série i Motores de cilindro axial

Leia mais

06 a 10 de abril de 2016 Hotel Bourbon Cataratas Foz do Iguaçu - PR. REF: Exposição Paralela

06 a 10 de abril de 2016 Hotel Bourbon Cataratas Foz do Iguaçu - PR. REF: Exposição Paralela 2º CONGRESSO BRASILEIRO DE ONDAS DE CHOQUE 06 a 10 de abril de 2016 Hotel Bourbo Cataratas Foz do Iguaçu - PR REF: Exposição Paralela Motadora Oficial: Stads Solutios STTC Evetos e Turismo Telefoe: (45)

Leia mais

CAP. I ERROS EM CÁLCULO NUMÉRICO

CAP. I ERROS EM CÁLCULO NUMÉRICO CAP I ERROS EM CÁLCULO NUMÉRICO 0 Itrodução Por método umérico etede-se um método para calcular a solução de um problema realizado apeas uma sequêcia fiita de operações aritméticas A obteção de uma solução

Leia mais

AS CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DO MOTOR INCLUEM...

AS CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DO MOTOR INCLUEM... Motores H-Compact COMPACTO, REFRIGERAÇÃO EFICIENTE A importância crescente da economia de energia, dos requerimentos ambientais, da procura por dimensões menores e das imposições dos mercados nacionais

Leia mais

MAE 116 - Noções de Estatística Grupo A - 1 o semestre de 2014 Lista de exercício 8 - Aula 8 - Estimação para p - CASA

MAE 116 - Noções de Estatística Grupo A - 1 o semestre de 2014 Lista de exercício 8 - Aula 8 - Estimação para p - CASA MAE 116 - Noções de Estatística Grupo A - 1 o semestre de 2014 Lista de exercício 8 - Aula 8 - Estimação para p - CASA 1. (2,5) Um provedor de acesso à iteret está moitorado a duração do tempo das coexões

Leia mais

1.4- Técnicas de Amostragem

1.4- Técnicas de Amostragem 1.4- Técicas de Amostragem É a parte da Teoria Estatística que defie os procedimetos para os plaejametos amostrais e as técicas de estimação utilizadas. As técicas de amostragem, tal como o plaejameto

Leia mais

nanotecnologia na nossa vida e na soldagem de revestimento E mais: Economia de Energia Automação Aplicativos Android Aplicações Industriais

nanotecnologia na nossa vida e na soldagem de revestimento E mais: Economia de Energia Automação Aplicativos Android Aplicações Industriais ovacao revista iformativa trimestral da Eutectic Castoli º 1-213 aotecologia a ossa vida e a soldagem de revestimeto E mais: Ecoomia de Eergia Automação Aplicativos Adroid Aplicações Idustriais editorial

Leia mais

XXIV ENANGRAD. GDS Gestão da Sustentabilidade

XXIV ENANGRAD. GDS Gestão da Sustentabilidade XXIV ENANGRAD GDS Gestão da Sustetabilidade A IMPORTÂNCIA DO SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL PARA O DESENVOLVIMENTO DE CADEIA DE SUPRIMENTOS VERDE: ESTUDO DE CASO EM UM SEGMENTO DA INDÚSTRIA AUTOMOTIVA Adré

Leia mais

Introdução ao Estudo de Sistemas Lineares

Introdução ao Estudo de Sistemas Lineares Itrodução ao Estudo de Sistemas Lieares 1. efiições. 1.1 Equação liear é toda seteça aberta, as icógitas x 1, x 2, x 3,..., x, do tipo a1 x1 a2 x2 a3 x3... a x b, em que a 1, a 2, a 3,..., a são os coeficietes

Leia mais

A durabilidade e a confiabilidade da Rubbermaid são incomparáveis. Feitos Para Durar

A durabilidade e a confiabilidade da Rubbermaid são incomparáveis. Feitos Para Durar A durabilidade e a cofiabilidade da Rubbermaid são icomparáveis. Feitos Para Durar Duráveis. Cofiáveis. Apresetado um ovo padrão de excelêcia em gereciameto de resíduos e trasporte de materiais. Desde

Leia mais

Pesquisa Operacional

Pesquisa Operacional Faculdade de Egeharia - Campus de Guaratiguetá esquisa Operacioal Livro: Itrodução à esquisa Operacioal Capítulo 6 Teoria de Filas Ferado Maris fmaris@feg.uesp.br Departameto de rodução umário Itrodução

Leia mais

SOLUÇÕES DE ACIONAMENTOS PARA A INDÚSTRIA ALIMENTÍCIA E DE BEBIDAS

SOLUÇÕES DE ACIONAMENTOS PARA A INDÚSTRIA ALIMENTÍCIA E DE BEBIDAS INTELLIGENT DRIVESYSTEMS, WORLDWIDE SERVICES BR SOLUÇÕES DE ACIONAMENTOS PARA A INDÚSTRIA ALIMENTÍCIA E DE BEBIDAS NORD DRIVESYSTEMS Intelligent Drivesystems, Worldwide Services SOLUÇÕES DE ACIONAMENTOS

Leia mais

VARIAÇÃO DE VELOCIDADE DE MOTORES ELÉCTRICOS

VARIAÇÃO DE VELOCIDADE DE MOTORES ELÉCTRICOS VARIAÇÃO DE VELOCIDADE DE OTORES ELÉCTRICOS ACCIONAENTOS A VELOCIDADE VARIÁVEL Rede Coversor de potecia otor Carga Dispositivo de cotrolo Parâmetros O coversor estático trasforma a eergia eléctrica de

Leia mais

C O M P O S I T I O N No-break. S é r i e P r e m i u m. No-Break. para Rack CM COMANDOS LINEARES CM COMANDOS LINEARES

C O M P O S I T I O N No-break. S é r i e P r e m i u m. No-Break. para Rack CM COMANDOS LINEARES CM COMANDOS LINEARES C O P O S I T I O N No-break S é r i e P r e m i u m No-Break para Rack C E Iovação, qualidade, tecologia e cofiabilidade. arcas das soluções C Comados Lieares A E P R E S A Com mais de 30 aos de atuação,

Leia mais

1.5 Aritmética de Ponto Flutuante

1.5 Aritmética de Ponto Flutuante .5 Aritmética de Poto Flutuate A represetação em aritmética de poto flutuate é muito utilizada a computação digital. Um exemplo é a caso das calculadoras cietíficas. Exemplo:,597 03. 3 Este úmero represeta:,597.

Leia mais

UM MODELO DE PLANEJAMENTO DA PRODUÇÃO CONSIDERANDO FAMÍLIAS DE ITENS E MÚLTIPLOS RECURSOS UTILIZANDO UMA ADAPTAÇÃO DO MODELO DE TRANSPORTE

UM MODELO DE PLANEJAMENTO DA PRODUÇÃO CONSIDERANDO FAMÍLIAS DE ITENS E MÚLTIPLOS RECURSOS UTILIZANDO UMA ADAPTAÇÃO DO MODELO DE TRANSPORTE UM MODELO DE PLANEJAMENTO DA PRODUÇÃO CONSIDERANDO FAMÍLIAS DE ITENS E MÚLTIPLOS RECURSOS UTILIZANDO UMA ADAPTAÇÃO DO MODELO DE TRANSPORTE Debora Jaesch Programa de Pós-Graduação em Egeharia de Produção

Leia mais

Série RB-J. Compressores de Parafuso OIL FREE para Transporte Pneumático

Série RB-J. Compressores de Parafuso OIL FREE para Transporte Pneumático Série RB-J Compressores de Parafuso OIL FREE para Transporte Pneumático EXPERIÊNCIA No GRUPO BETICO, líder nacional no fabrico e na comercialização de compressores desde 925, concebemos e fabricamos compressores

Leia mais

Infraestruturas Urbanas

Infraestruturas Urbanas 2 Ifraestruturas Urbaas IMPORTANTE: ESTE TEXTO REQUER A SUA ATENÇÃO E A SUA LEITURA A iformação cotida este documeto é propriedade da Igeieros, S.A. e ehuma parte dela pode ser reproduzida ou trasferida

Leia mais

Um Protocolo Híbrido de Anti-colisão de Etiquetas para Sistemas RFID

Um Protocolo Híbrido de Anti-colisão de Etiquetas para Sistemas RFID XXIX SIMPÓSIO BRASILEIRO DE TELECOMUNICAÇÕES - SBrT 11, 2-5 DE OUTUBRO DE 211, CURITIBA, PR Um Protocolo Híbrido de Ati-colisão de Etiquetas para Sistemas RFID Bruo A. de Jesus, Rafael C. de Moura, Liliae

Leia mais

VIABILIDADE DE IMPLANTAÇÃO DE UMA USINA DE RECICLAGEM DA CONSTRUÇÃO CIVIL NA CIDADE DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS/SP

VIABILIDADE DE IMPLANTAÇÃO DE UMA USINA DE RECICLAGEM DA CONSTRUÇÃO CIVIL NA CIDADE DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS/SP VIABILIDADE DE IMPLANTAÇÃO DE UMA USINA DE RECICLAGEM DA CONSTRUÇÃO CIVIL NA CIDADE DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS/SP Beedito Camilo Corrêa 1, Deivis Cursio 2, Prof. Gilbert Silva 3 1-2-3 UNIVAP/FEAU, Av. Shishima

Leia mais

VOSS ES-4 A conexão por vedação suave com quatro vezes mais vantagens

VOSS ES-4 A conexão por vedação suave com quatro vezes mais vantagens VOSS ES-4 A conexão por vedação suave com quatro vezes mais vantagens Experiência e Inovação Descrição das Funções VOSS ES-4: A vedação suave conforme DIN/ISO com 4 benefícios 1. Embasamento no anel de

Leia mais

O USO DA ENGENHARIA DE AUTOMAÇÃO NA REDUÇÃO DO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA EM UM SISTE-

O USO DA ENGENHARIA DE AUTOMAÇÃO NA REDUÇÃO DO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA EM UM SISTE- O USO DA ENGENHARIA DE AUTOMAÇÃO NA REDUÇÃO DO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA EM UM SISTE- MA DE IRRIGAÇÃO POR PIVÔ CENTRAL PAULO HENRIQUE C. PEREIRA 1, ALBERTO COLOMBO 2, GIOVANNI FRANCISCO RABELO 2. 1.

Leia mais

Lista 2.1 Breves Revisões de Lógica; Noção de Norma e Distância; Breves Noções Topológicas em R n

Lista 2.1 Breves Revisões de Lógica; Noção de Norma e Distância; Breves Noções Topológicas em R n Faculdade de Ecoomia da Uiversidade Nova de Lisboa Apotametos Cálculo II Lista 2.1 Breves Revisões de Lógica; Noção de Norma e Distâcia; Breves Noções Topológicas em R 1. Símbolos e operadores lógicos:

Leia mais

CAPÍTULO 5 CIRCUITOS SEQUENCIAIS III: CONTADORES SÍNCRONOS

CAPÍTULO 5 CIRCUITOS SEQUENCIAIS III: CONTADORES SÍNCRONOS 60 Sumário CAPÍTULO 5 CIRCUITOS SEQUENCIAIS III: CONTADORES SÍNCRONOS 5.1. Itrodução... 62 5.2. Tabelas de trasição dos flip-flops... 63 5.2.1. Tabela de trasição do flip-flop JK... 63 5.2.2. Tabela de

Leia mais

Precificação orientada ao mercado: uma abordagem econométrica e de otimização

Precificação orientada ao mercado: uma abordagem econométrica e de otimização Precificação orietada ao mercado: uma abordagem ecoométrica e de otimização Rodrigo Araldo Scarpel (ITA) rodrigo@ita.br Resumo A estratégia de determiação do preço sedo customizada por marca, categoria,

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO E INSTALAÇÃO

MANUAL DE OPERAÇÃO E INSTALAÇÃO A Empresa A Cozil produz equipametos para cozihas profissioais desde 1985. São aproximadamete três décadas de dedicação, seriedade e profissioalismo, ode costatemete vem iovado, aperfeiçoado e produzido

Leia mais

Motores Energia Automação Tintas. Motores Motores Elétricos

Motores Energia Automação Tintas. Motores Motores Elétricos Motores Eergia Automação Titas Motores Motores Elétricos O motor elétrico torou-se um dos mais otórios ivetos do homem ao logo de seu desevolvimeto tecológico. Máquia de costrução simples, custo reduzido,

Leia mais

CAPÍTULO 5 - INTRODUÇÃO À INFERÊNCIA ESTATÍSTICA

CAPÍTULO 5 - INTRODUÇÃO À INFERÊNCIA ESTATÍSTICA CAPÍTULO 5 - INTRODUÇÃO À INFERÊNCIA ESTATÍSTICA 5. INTRODUÇÃO É freqüete ecotrarmos problemas estatísticos do seguite tipo : temos um grade úmero de objetos (população) tais que se fossem tomadas as medidas

Leia mais

Sistemas de Visualização Estéreo. Uma superior qualidade de imagem para aplicação em todos os tipos de inspeção. Inclui NOVA opção

Sistemas de Visualização Estéreo. Uma superior qualidade de imagem para aplicação em todos os tipos de inspeção. Inclui NOVA opção Iclui NOVA opção de captura de imagem Sistemas de Visualização Estéreo Uma superior qualidade de imagem para aplicação em todos os tipos de ispeção. Tecologia ótica pateteada para visualização livre de

Leia mais

INTEGRAÇÃO DAS CADEIAS DE SUPRIMENTOS DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL COM BASE NA SELEÇÃO DE FORNECEDORES

INTEGRAÇÃO DAS CADEIAS DE SUPRIMENTOS DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL COM BASE NA SELEÇÃO DE FORNECEDORES INTEGRAÇÃO DAS CADEIAS DE SUPRIMENTOS DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL COM BASE NA SELEÇÃO DE FORNECEDORES Margaret Souza Schmidt Jobim (); Helvio Jobim Filho (); Valdeci Maciel (3) () Uiversidade Federal

Leia mais

Evaluation of medical X-ray machines in Paraíba state radiology centers between 2008 and 2009

Evaluation of medical X-ray machines in Paraíba state radiology centers between 2008 and 2009 Avaliação ARTIGO dos ORIGINAL equipametos ORIGINAL de raios X ARTICLE o Estado da Paraíba Avaliação das codições de fucioameto dos equipametos de raios X médico em serviços de radiologia o Estado da Paraíba,

Leia mais

(1) Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (2) E. J. Robba Consultoria & Cia. Ltda.

(1) Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (2) E. J. Robba Consultoria & Cia. Ltda. Otimização da Qualidade de Forecimeto pela Localização de Dispositivos de Proteção e Seccioameto em Redes de Distribuição Nelso Kaga () Herá Prieto Schmidt () Carlos C. Barioi de Oliveira () Eresto J.

Leia mais

MAN TeleMatics. O caminho para uma frota eficiente.

MAN TeleMatics. O caminho para uma frota eficiente. Dowloadig % 99 SYSTEM Dowloadig % 71 % 25 Dowloadig % 25 % 16 % 88 START % 29 % 06 Dowloadig % 34 Dowloadig % 23 % 16 % 48 % 65 Dowloadig % 75 Dowloadig % 23 MAN TeleMatics. O camiho para uma frota eficiete.

Leia mais

Máquina de Massas Longas.

Máquina de Massas Longas. Máquina de Massas Longas. A maior diversidade em matérias-primas, receitas e formatos. 2 BÜhler Máquina DE MASSAS LONGAS Do grão para massa. Plantas confiáveis com soluções inovadoras. Mais de 100 anos

Leia mais

do futuro A força de trabalho

do futuro A força de trabalho A força de trabalho do futuro Cotado com sua equipe para etregar a estratégia O plaejameto estratégico da força de trabalho ajuda as empresas a compreeder o taleto ecessário para etregar sua estratégia

Leia mais

CONTROLE DA QUALIDADE DE PADRÕES ESCALONADOS UTILIZADOS NA VERIFICAÇÃO DE MÁQUINAS DE MEDIR POR COORDENADAS

CONTROLE DA QUALIDADE DE PADRÕES ESCALONADOS UTILIZADOS NA VERIFICAÇÃO DE MÁQUINAS DE MEDIR POR COORDENADAS CONTROLE DA QUALIDADE DE PADRÕES ESCALONADOS UTILIZADOS NA VERIFICAÇÃO DE MÁQUINAS DE MEDIR POR COORDENADAS José Carlos Valete de Oliveira Aluo do mestrado profissioal em Sistemas de Gestão da Uiversidade

Leia mais

A influência dos fatores humanos nos indicadores de O&M das usinas termelétricas.

A influência dos fatores humanos nos indicadores de O&M das usinas termelétricas. THE 9 th LATIN-AMERICAN CONGRESS ON ELECTRICITY GENERATION AND TRANSMISSION - CLAGTEE 2011 1 A ifluêcia dos fatores humaos os idicadores de O&M das usias termelétricas. Maria Alice Morato Ribeiro (1) (e-mail:

Leia mais

Sistemas de medição por vídeo para medição e inspeção precisas

Sistemas de medição por vídeo para medição e inspeção precisas S W IFT-DUO SWIFT Sistemas de medição por vídeo para medição e ispeção precisas S W IFT-DUO Sistemas de medição por vídeo 2 eixos, ideais para medir recursos em 2D de peças pequeas e itricadas Variação

Leia mais

GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS E A SEGURANÇA DO ALIMENTO: UMA PESQUISA EXPLORATÓRIA NA CADEIA EXPORTADORA DE CARNE SUÍNA

GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS E A SEGURANÇA DO ALIMENTO: UMA PESQUISA EXPLORATÓRIA NA CADEIA EXPORTADORA DE CARNE SUÍNA GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS E A SEGURANÇA DO ALIMENTO: UMA PESQUISA EXPLORATÓRIA NA CADEIA EXPORTADORA DE CARNE SUÍNA Edso Talamii CEPAN, Uiversidade Federal do Rio Grade do Sul, Av. João Pessoa, 3,

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores A Iteret Parte II Prof. Thiago Dutra Ageda Visão Geral O que é a Iteret? Orgaização da Iteret Estrutura da Iteret Bordas da Rede Núcleo da Rede Redes de

Leia mais

Publicação. Produtos para aplicações navais Desempenho e confiabilidade em condições exigentes

Publicação. Produtos para aplicações navais Desempenho e confiabilidade em condições exigentes Publicação Produtos para aplicações navais Desempenho e confiabilidade em condições exigentes Os produtos, soluções e serviços da ABB para aplicações navais entregam altos níveis de desempenho e confiabilidade

Leia mais

Modelagem Conceitual Entidade-Relacionamento. Projeto de Sistemas de Informação. Processo de Software. Fernanda Baião UNIRIO

Modelagem Conceitual Entidade-Relacionamento. Projeto de Sistemas de Informação. Processo de Software. Fernanda Baião UNIRIO Modelagem Coceitual Etidade-Relacioameto Ferada Baião UNIRIO Material parcialmete extraído a partir das otas de aula de Maria Luiza M. Campos, Araldo Vieira e Maria Cláudia Cavalcati Projeto de Sistemas

Leia mais

43º Seminário de Laminação - Processos e Produtos Laminados e Revestidos

43º Seminário de Laminação - Processos e Produtos Laminados e Revestidos OTIMIZAÇÃO DO PROCESSO DE LAMINAÇÃO CONTROLADA DE CHAPAS GROSSAS ATRAVÉS DA REDISTRIBUIÇÃO DA DEFORMAÇÃO NAS FASES DE ESBOÇAMENTO E ACABAMENTO 1 Atoio Augusto Gori 2 José Herbert Dolabela da Silveira 3

Leia mais

PG Progressão Geométrica

PG Progressão Geométrica PG Progressão Geométrica 1. (Uel 014) Amalio Shchams é o ome cietífico de uma espécie rara de plata, típica do oroeste do cotiete africao. O caule dessa plata é composto por colmos, cujas características

Leia mais

Detecção de Perdas com WaterGEMS usando AG - Case de Sucesso

Detecção de Perdas com WaterGEMS usando AG - Case de Sucesso Detecção de Perdas com WaterGEMS usado AG - Case de Sucesso Ego. Jua Carlos Gutiérrez, M.Sc. Regioal Egieer - Water ad Wastewater Solutios Jua.Gutierrez@Betley.com Problema Mudial: cotrole e redução de

Leia mais

Soluções em Engenharia Civil

Soluções em Engenharia Civil ENGECRAM K Soluções em Egeharia Civil 35 aos A ENGECRAM INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL LTDA foi costituída em 13 de dezembro de 1977, resultado de um ideal de prestar serviços a área de egeharia civil.

Leia mais

HIDRÁULICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS CENTRO DE ENGENHARIAS CURSO DE ENGENHARIA CIVIL. Prof. Dr. Hugo Alexandre Soares Guedes

HIDRÁULICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS CENTRO DE ENGENHARIAS CURSO DE ENGENHARIA CIVIL. Prof. Dr. Hugo Alexandre Soares Guedes UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS CENTRO DE ENGENHARIAS CURSO DE ENGENHARIA CIVIL HIDRÁULICA Prof. Dr. Hugo Alexadre Soares Guedes Colaboração: Michael Lopes Hoscha PELOTAS - RS AGOSTO - 05 ÍNDICE UNIDADE

Leia mais

Universidade Federal do Maranhão Centro de Ciências Exatas e Tecnologia Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Física

Universidade Federal do Maranhão Centro de Ciências Exatas e Tecnologia Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Física Uiversidade Federal do Marahão Cetro de Ciêcias Exatas e Tecologia Coordeação do Programa de Pós-Graduação em Física Exame de Seleção para Igresso o 1º. Semestre de 2011 Disciplia: Mecâica Clássica 1.

Leia mais

Esta Norma estabelece o procedimento para calibração de medidas materializadas de volume, de construção metálica, pelo método gravimétrico.

Esta Norma estabelece o procedimento para calibração de medidas materializadas de volume, de construção metálica, pelo método gravimétrico. CALIBRAÇÃO DE MEDIDAS MATERIALIZADAS DE VOLUME PELO MÉTODO GRAVIMÉTRICO NORMA N o 045 APROVADA EM AGO/03 N o 01/06 SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Campo de Aplicação 3 Resposabilidade 4 Documetos Complemetes 5 Siglas

Leia mais

CAPÍTULO 8 - Noções de técnicas de amostragem

CAPÍTULO 8 - Noções de técnicas de amostragem INF 6 Estatística I JIRibeiro Júior CAPÍTULO 8 - Noções de técicas de amostragem Itrodução A Estatística costitui-se uma excelete ferrameta quado existem problemas de variabilidade a produção É uma ciêcia

Leia mais

SOLUÇÔES INTEGRAIS 1

SOLUÇÔES INTEGRAIS 1 SOLUÇÔES INTEGRAIS 111 Sistema estrutural de alumínio Perfis e acessórios Série MICRO Tipo... Liga... Estado... Tolerâncias dimensionais... Terminação... Sistema modular de perfis de alumínio e seus acessórios

Leia mais

ADOLESCÊNCIA E AS DROGAS. Dra. Neuza Jordão MÉDICA COORDENADORIA MUNICIPAL DE PREVENÇÃO AS DROGAS COMUDA FUNDADORA DO INSTITUTO IDEAIS

ADOLESCÊNCIA E AS DROGAS. Dra. Neuza Jordão MÉDICA COORDENADORIA MUNICIPAL DE PREVENÇÃO AS DROGAS COMUDA FUNDADORA DO INSTITUTO IDEAIS ADOLESCÊNCIA E AS DROGAS Dra. Neuza Jordão MÉDICA COORDENADORIA MUNICIPAL DE PREVENÇÃO AS DROGAS COMUDA FUNDADORA DO INSTITUTO IDEAIS Coceitos Segudo a OMS, a adolescêcia é um período da vida, que começa

Leia mais

EQUAÇÕES DIFERENCIAIS LINEARES DE ORDEM N

EQUAÇÕES DIFERENCIAIS LINEARES DE ORDEM N EQUAÇÕES DIFERENCIAIS LINEARES DE ORDEM N Estudaremos este capítulo as equações diereciais lieares de ordem, que são de suma importâcia como suporte matemático para vários ramos da egeharia e das ciêcias.

Leia mais

VÁLVULA ESFERA MONOBLOCO LATÃO FORJADO

VÁLVULA ESFERA MONOBLOCO LATÃO FORJADO VÁLVULA MONOBLOCO LATÃO FORJADO A Válvula de Esfera Monobloco GBR, possue corpo e peça única, oferecendo segurança absoluta com vedação estanque. São construídas em latão forjado, conforme DIN 17.660,

Leia mais

Programando em C++ Joel Saade. Novatec Editora Ltda. www.novateceditora.com.br

Programando em C++ Joel Saade. Novatec Editora Ltda. www.novateceditora.com.br Programado em C++ Joel Saade Novatec Editora Ltda. www.ovateceditora.com.br Programado em C++ Capítulo 1 Itrodução Este capítulo trata, de forma breve, a história de C e C++. Apreseta a estrutura básica

Leia mais

defi departamento de física www.defi.isep.ipp.pt

defi departamento de física www.defi.isep.ipp.pt defi departameto de física Laboratórios de Física www.defi.isep.ipp.pt stituto Superior de Egeharia do Porto- Departameto de Física Rua Dr. Atóio Berardio de Almeida, 431 4200-072 Porto. T 228 340 500.

Leia mais

MODELAMENTO DE COLISÃO USANDO ANÁLISE NÃO LINEAR

MODELAMENTO DE COLISÃO USANDO ANÁLISE NÃO LINEAR MODELAMENTO DE COLISÃO USANDO ANÁLISE NÃO LINEAR César Atoio Aparicio S. João Lirai Joas de Carvalho Departameto de Eergia Mecâica, Uiversidade de São Paulo São Carlos Av. do Trabalhador São-carlese, 400,

Leia mais

CAPITULO 05 - EIXOS E ARVORES DE TRANSMISSÃO

CAPITULO 05 - EIXOS E ARVORES DE TRANSMISSÃO CAPITULO 05 - EIXOS E ARVORES DE TRANSMISSÃO 5. - INTRODUÇÃO Eixo é um elemeto mecâico rotativo ou estacioário (codição estática) de secção usualmete circular ode são motados outros elemetos mecâicos de

Leia mais

Equação Diferencial. Uma equação diferencial é uma expressão que relaciona uma função desconhecida (incógnita) y com suas derivadas.

Equação Diferencial. Uma equação diferencial é uma expressão que relaciona uma função desconhecida (incógnita) y com suas derivadas. Equação Difereial Uma equação difereial é uma epressão que relaioa uma fução desoheida (iógita) om suas derivadas É útil lassifiar os diferetes tipos de equações para um desevolvimeto sistemátio da Teoria

Leia mais

Testes de Hipóteses para a Diferença Entre Duas Médias Populacionais

Testes de Hipóteses para a Diferença Entre Duas Médias Populacionais Estatística II Atoio Roque Aula Testes de Hipóteses para a Difereça Etre Duas Médias Populacioais Vamos cosiderar o seguite problema: Um pesquisador está estudado o efeito da deficiêcia de vitamia E sobre

Leia mais

XX SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA GRUPO DE ESTUDO DE PRODUÇÃO TÉRMICA E FONTES NÃO CONVENCIONAIS - GPT

XX SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA GRUPO DE ESTUDO DE PRODUÇÃO TÉRMICA E FONTES NÃO CONVENCIONAIS - GPT XX SNPEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E RANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉRICA XXX.YY 22 a 25 Novembro de 2009 Refe - PE GRUPO GP GRUPO DE ESUDO DE PRODUÇÃO ÉRMICA E FONES NÃO CONVENCIONAIS - GP OBENÇÃO E ANÁLISE

Leia mais

CFTV GRAVAÇÃO DE VIDEO DIGITAL E GESTÃO O QUE É CFTV DIGITAL? EXISTEM 2 TIPOS DE CFTV DIGITAL

CFTV GRAVAÇÃO DE VIDEO DIGITAL E GESTÃO O QUE É CFTV DIGITAL? EXISTEM 2 TIPOS DE CFTV DIGITAL CFTV GRAVAÇÃO DE VIDEO DIGITAL E GESTÃO O QUE É CFTV DIGITAL? O CFTV que a verdade sigifica "circuito fechado de televisão", ou "circuito itero de televisão" é um sistema de câmeras baseados em computador

Leia mais

Soluções para alimentos e bebidas. Projeto higiênico, confiabilidade e produtividade para suas operações.

Soluções para alimentos e bebidas. Projeto higiênico, confiabilidade e produtividade para suas operações. Soluções para alimentos e bebidas. Projeto higiênico, confiabilidade e produtividade para suas operações. Energia e produtividade para um mundo melhor A ABB é líder em tecnologias de energia e automação

Leia mais

Mário Meireles Teixeira. Departamento de Informática, UFMA. mario@deinf.ufma.br. Técnicas de Modelagem. Técnicas de Avaliação de desempenho.

Mário Meireles Teixeira. Departamento de Informática, UFMA. mario@deinf.ufma.br. Técnicas de Modelagem. Técnicas de Avaliação de desempenho. Simulação Mário Meireles Teixeira Departameto de Iformática, UFMA mario@deif.ufma.br Técicas de Modelagem Técicas de Avaliação de desempeho Aferição Modelagem Protótipos Bechmarcks Coleta de Dados Rede

Leia mais

Parte I - Projecto de Sistemas Digitais

Parte I - Projecto de Sistemas Digitais Parte I - Projecto de Sistemas Digitais Na disciplia de sistemas digitais foram estudadas técicas de desevolvimeto de circuitos digitais ao ível da porta lógica, ou seja, os circuito digitais projectados,

Leia mais

O QUE NOS UNE NO TRANSPORTE É A SEGURANÇA

O QUE NOS UNE NO TRANSPORTE É A SEGURANÇA O QUE NOS UNE NO TRANSPORTE É A SEGURANÇA A SEGURANÇA FAZ PARTE DA ESSÊNCIA DA VOLVO Ao lado da qualidade e do respeito ao meio ambiete, a seguraça é um dos valores corporativos que orteiam todas as ações

Leia mais

I - FUNDAMENTOS DO CONCRETO ARMADO 1- INTRODUÇÃO GERAL. 1.1- Definição

I - FUNDAMENTOS DO CONCRETO ARMADO 1- INTRODUÇÃO GERAL. 1.1- Definição I - FUNDAMENTOS DO CONCRETO ARMADO - INTRODUÇÃO GERAL.- Defiição O cocreto armado é um material composto, costituído por cocreto simples e barras ou fios de aço. Os dois materiais costituites (cocreto

Leia mais