Estamos consigo, onde e sempre que precisar.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Estamos consigo, onde e sempre que precisar."

Transcrição

1 Em caso de acidente automóvel, pode ser complicado saber o que fazer, a AXA responde-lhe a questões para o/a ajudar neste processo. Tive um Acidente Automóvel 1. O que devo fazer? Pág. 1 Participo o Acidente à AXA 1. Como devo participar o acidente? Pág Quando devo participar o acidente? Pág Como devo preencher a DAAA? Pág Para onde devo enviar a minha participação? Pág. 3 Agendo a Avaliação de Danos 1. O que é a Avaliação de Danos? Pág Como se avaliam os danos do meu veículo para definir o valor da reparação? Pág. 3 Solicito um Veículo de Substituição 1. Posso ter acesso a um Veículo de Substituição? Pág Como posso fazer a reserva do Veículo de Substituição? Pág. 4 O meu Veículo encontra-se reparado

2 Pág. 1/4. Data de atualização: agosto de Escrito segundo o Novo Acordo Ortográfico. 1. O que devo fazer caso tenha um acidente? Caso tenha um acidente, tenha em conta as seguintes recomendações: Mantenha a calma e seja cortês. Coloque o colete refletor. Assinale o local do acidente com o triângulo de sinalização à distância de 30 metros (cerca de 30 passos) e, se necessário, acenda as luzes de presença do seu veículo, bem como as luzes intermitentes. Contacte o nosso serviço de Assistência em Viagem, através do Telef , selecionando a opção 1, disponível 24 horas por dia. Deve obter, no local do acidente, os seguintes elementos de identificação: Identificação dos condutores; Matrícula dos veículos envolvidos no acidente; Seguros (o nome da Companhia de Seguros e o número da apólice, que podem ser encontrados no selo da carta verde que deverá estar colocado no vidro dianteiro da viatura). Deve identificar as testemunhas do acidente, é muito importante a recolha do número de telefone e a morada. Chegando a um acordo sobre o modo como ocorreu o acidente, os condutores devem preencher e assinar a mesma Declaração Amigável de Acidente Automóvel (DAAA). A DAAA é a participação do acidente. O verso da DAAA deve ser preenchido individualmente por cada condutor, ambos devem ficar com um exemplar para entregar às respetivas Seguradoras. Caso não seja possível chegar a acordo, cada condutor deve preencher e assinar a sua própria DAAA, devendo cada um, entregar a DAAA à Seguradora do outro interveniente. Também em caso de desacordo e havendo feridos deve ser solicitada a presença da Polícia. Em caso de fuga de algum dos veículos anote, sempre que possível, as matrículas dos intervenientes, alertando de imediato as autoridades competentes.

3 Pág. 2/4. Data de atualização: agosto de Escrito segundo o Novo Acordo Ortográfico. 1. Como devo participar o acidente? Mesmo não sendo o responsável pelo acidente deve participa-lo à AXA, através do preenchimento e envio da Declaração Amigável de Acidente Automóvel (DAAA), é importante conhecermos a sua versão da ocorrência. Não sendo o condutor responsável pelo acidente, o preenchimento da Declaração Amigável não afeta o preço do seu seguro. 2. Quando devo participar o acidente? Deve enviar a participação do acidente no prazo mais curto de tempo possível, de preferência no próprio dia ou no dia seguinte ao acidente, nunca ultrapassando os 8 dias a contar da ocorrência ou do conhecimento da mesma. 3. Como devo preencher a DAAA? Para participar o acidente deve utilizar a DAAA que é fornecida gratuitamente pela AXA. O preenchimento da DAAA deve ser o mais completo e correto possível, assim podemos garantir a rapidez e qualidade de serviço que lhe prestamos: Deve indicar os contactos atuais, nomeadamente número de telemóvel e , desta forma, poderemos enviar comunicações, informando-o com maior rapidez quanto à fase em que o seu processo se encontra. Se os condutores envolvidos no acidente assinarem a frente da DAAA (campo 15) presume-se que ambos estão de acordo relativamente às circunstâncias constantes da mesma, tornando a resolução mais célere. Complemente a DAAA através do preenchimento da Participação de Sinistro (verso da DAAA) que pode ser preenchido posteriormente e sem a presença do outro interveniente. Confirme, no local do acidente, que a DAAA indica: Data e hora do acidente - campo 1; Local do acidente, de forma detalhada - campo 2; Feridos (mesmo que ligeiros) - campo 3; Testemunhas (nomes e contactos) campo 5; Nome, morada, telefone e campo 6 para os Veículos A e B; Matrícula dos veículos envolvidos campo 7 para os Veículos A e B; Companhia de Seguros e número de apólice dos veículos intervenientes campo 8 para os Veículos A e B; Assinale com uma cruz os quadrados correspondentes às circunstâncias em que ocorreu o acidente campo 12 para os Veículos A e B; Esquema do acidente campo 13; Assinatura dos condutores campo 15.

4 Pág. 3/4. Data de atualização: agosto de Escrito segundo o Novo Acordo Ortográfico. Em complemento, as informações preenchidas no verso da DAAA são muito úteis para acelerar a resolução do sinistro: Identificar a intervenção das autoridades campo 5; A oficina onde pretende reparar o veículo campo 6; Envolvimento de mais de 2 veículos ou outros danos materiais que não em veículos campo 7; Informação dos Feridos campo Para onde devo enviar a minha Participação? Para enviar a informação correspondente à participação do acidente, deve utilizar os seguintes contactos: Morada: AXA PORTUGAL Apartado 4076 EC Município PORTO 1. O que é a Avaliação de Danos? A Avaliação de Danos é a avaliação feita por um técnico qualificado aos danos existentes no veículo, decorrente de um acidente. Após esta avaliação, é elaborado um relatório indicando os danos e os valores de reparação, quando aplicáveis. 2. Como se avaliam os danos do meu veículo para definir o valor da reparação? Uma vez recebida a participação do acidente, a AXA contacta-o nas 48h seguintes. Dependendo da forma como é resolvido o processo do acidente, ou do montante dos danos causados, solicitamos um orçamento após a Avaliação de Danos. Outra opção é dirigir-se à Seguradora do outro interveniente para marcar a Avaliação de Danos. O processo do acidente é resolvido através da Convenção IDS caso não existam feridos e a DAAA esteja completa e assinada pelos 2 únicos intervenientes do acidente. É resolvido de forma Tradicional caso existam feridos, ou a DAAA se encontre incompleta, é também necessário que ambas as Seguradoras façam parte da lista de Seguradoras aderentes à Convenção e o acidente não pode envolver mais do que 2 veículos. Nesta situação, tendo cobertura de Danos Próprios pode acionar e resolver o processo diretamente com a AXA, nos moldes acima descritos. Se tiver unicamente a cobertura obrigatória de Responsabilidade Civil tem de se dirigir à Seguradora do outro interveniente para o envio do orçamento ou marcação de Avaliação de Danos.

5 Pág. 4/4. Data de atualização: agosto de Escrito segundo o Novo Acordo Ortográfico. 1. Posso ter acesso a um Veículo de Substituição? Pode obter o Veículo de Substituição nas seguintes situações: Se o seu processo tiver sido resolvido através da Convenção CIDS. Isto caso não tenha havido feridos, com a DAAA devidamente preenchida e assinada por 1 ou pelos 2 únicos intervenientes do acidente, e caso as Seguradoras dos vários intervenientes tenham aderido à Convenção CIDS. Se tiver subscrito a cobertura facultativa de Veículo de Substituição com o máximo de 15, 30 ou 45 dias /ano (conforme o contrato). Se, e quando, a responsabilidade pelo acidente automóvel for atribuída ao outro interveniente, pelo período de imobilização e reparação do seu veículo. Para saber se tem a cobertura facultativa de Veículo de Substituição, consulte as Condições Particulares da apólice. APP MYAXA Apenas com um toque aceda a diferentes funcionalidades. Disponível para download em APP AXA DRIVE Porque prevenir é fundamental para que viva mais descansado, a AXA desenvolveu diversas temáticas e dicas sobre saúde e bem estar e proteção e segurança. Saiba mais em 2. Como posso fazer a reserva do Veículo de Substituição? Para reservar o Veículo de Substituição, deve contactar-nos para a Linha de Apoio ao Cliente , disponível nos dias úteis das 8h30 às 19h00, indicando os dados do acidente, sendo posteriormente verificadas as condições de atribuição. A reserva é feita para o local mais próximo de si, sendo sujeita a uma caução de montante variável que visa garantir o pagamento de combustível não devolvido aquando da entrega do veículo no final do contrato de aluguer. Esta caução é devolvida caso seja entregue nas mesmas condições iniciais (se proceder ao pagamento através de Cartão de Crédito, não será necessário o pagamento, apenas a apresentação do número do mesmo, acompanhado de todos os seus dados). Deverá indicar-nos o nome completo da pessoa a levantar o veículo, bem como um contacto telefónico. Oficinas CEPRES Em caso de sinistro, utilize a Rede de Oficinas Recomendadas CEPRES e usufrua de todas as vantagens. Saiba mais em Para mais informações contacte-nos através de: Linha de Apoio ao Cliente dias úteis, das 8h30 às 19h00 Linha de Assistência em Viagem h por dia Siga a AXA no Youtube, Twitter e Linkedin

Guia de Informações Úteis em caso de Sinistro Automóvel

Guia de Informações Úteis em caso de Sinistro Automóvel Companhia de Seguros Allianz Portugal, S.A. Guia de Informações Úteis em caso de Sinistro Automóvel Saiba sempre o que fazer para resolver um sinistro de forma célere e segura. Consigo de A a Z. Tive um

Leia mais

Seguro Automóvel Legislação e Conflito

Seguro Automóvel Legislação e Conflito Mestrado em Engenharia Automóvel Seguro Automóvel Legislação e Conflito Ano Lectivo:2014/2015 Orientadores: Autores: Maria Escudeiro Jorge Baptista, nº2100731 Miguel Carvalho, nº2141497 Resumo Este trabalho

Leia mais

Guia de Cliente Seguro de Saúde

Guia de Cliente Seguro de Saúde 1 2 Índice O que está coberto pelo meu Seguro de Saúde? Qual o valor máximo pago pelo Segurador por ano por cada cobertura? O que tenho de pagar quando utilizar o Seguro de Saúde? Tabela de Franquias e

Leia mais

AÇOREANA Companhia de Seguros. Informação de Procedimentos. Gestão de Sinistros Automóvel

AÇOREANA Companhia de Seguros. Informação de Procedimentos. Gestão de Sinistros Automóvel Informação de Procedimentos de Gestão de Sinistros Automóvel 1. PARTICIPAÇÃO DO ACIDENTE Deve ser feita em impresso de Declaração Amigável de Acidente Automóvel (DAAA), ou através de qualquer outro meio

Leia mais

Qual a importância do seguro automóvel?

Qual a importância do seguro automóvel? Qual a importância do seguro automóvel? O proprietário ou o condutor de um veículo são responsáveis pelos prejuízos que este possa causar e em caso de acidente podem ter de pagar indemnizações elevadas.para

Leia mais

TDT.TELECOM.PT LIGUE 800 200 838

TDT.TELECOM.PT LIGUE 800 200 838 1. Se tem TV Paga não precisa mudar para a TDT para continuar a ver TV 2. Verifique se está numa zona de cobertura TDT ou cobertura TDT Complementar (Satélite). Consulte em tdt.telecom.pt, ou telefonando

Leia mais

Guia de Apoio ao Formando. Formação à distância

Guia de Apoio ao Formando. Formação à distância Regras&Sugestões- Formação e Consultoria, Lda. Guia de Apoio ao Formando Data de elaboração: abril de 2014 CONTACTOS Regras & Sugestões Formação e Consultoria, Lda. Av. General Vitorino laranjeira, Edifício

Leia mais

Condições gerais de venda

Condições gerais de venda Condições gerais de venda As presentes CONDIÇÕES GERAIS E PARTICULARES DE VENDA ON-LINE são acordadas livremente e de boa-fé entre Bonecas Namorar Portugal da marca Pó de Arroz e representadas pela empresa

Leia mais

Minuta - Regulamento de Uso de Veículos

Minuta - Regulamento de Uso de Veículos Minuta - Regulamento de Uso de Veículos Minuta - Regulamento de Uso de Veículos... 1 Secção I Disposições Gerais... 3 Artigo 1.º - Objeto... 3 Artigo 2.º - Âmbito... 3 Artigo 3.º - Caracterização da frota...

Leia mais

FICHA COMERCIAL. Seguro. como. O seguro Auto da Tranquilidade foi pensado para vida privada assim como na sua vida profissional.

FICHA COMERCIAL. Seguro. como. O seguro Auto da Tranquilidade foi pensado para vida privada assim como na sua vida profissional. Seguro Março 2015 : 25 Junho 2015 como O seguro Auto da Tranquilidade foi pensado para vida privada assim como na sua vida profissional na sua Produto individual com : Essencial Valor: Responsabilidade

Leia mais

FEDERAÇÃO DE MOTOCICLISMO DE PORTUGAL Licença Desportiva de Equipa para 2016

FEDERAÇÃO DE MOTOCICLISMO DE PORTUGAL Licença Desportiva de Equipa para 2016 FEDERAÇÃO DE MOTOCICLISMO DE PORTUGAL Licença Desportiva de Equipa para 2016 Número de Licença (Fotografia) Número do Recibo Nome completo do Representante (preencher em maiúsculas) Nome / Concorrente

Leia mais

INFORMAÇÕES PRÉ-CONTRATUAIS PARA PARTICULARES RENTING GO EXPRESS

INFORMAÇÕES PRÉ-CONTRATUAIS PARA PARTICULARES RENTING GO EXPRESS INFORMAÇÕES PRÉ-CONTRATUAIS PARA PARTICULARES RENTING GO EXPRESS Valor da retribuição a pagar pelo Cliente 4ª Valor da retribuição a pagar pelo Cliente 1. Os serviços prestados pela LeasePlan em conformidade

Leia mais

Município de Alfândega da Fé Câmara Municipal

Município de Alfândega da Fé Câmara Municipal Município de Alfândega da Fé Câmara Municipal REGULAMENTO INTERNO DE USO DE VEÍCULOS MUNICIPAIS Artigo 1º Objectivo O Regulamento Interno de Uso de Veículos Municipais visa definir o regime de utilização

Leia mais

Seguros BUSINESS SILVER. Acidentes Pessoais em Viagem

Seguros BUSINESS SILVER. Acidentes Pessoais em Viagem BUSINESS SILVER Seguros Acidentes Pessoais em Viagem 50.000 Morte ou invalidez permanente em consequência de acidente em viagem.. morte, certificado de óbito e certidão de habilitação de herdeiros;. invalidez

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO PARA O USO DA VIATURA DO CCD PM CASCAIS

REGULAMENTO INTERNO PARA O USO DA VIATURA DO CCD PM CASCAIS REGULAMENTO INTERNO PARA O USO DA VIATURA DO CCD PM CASCAIS 2014 Regulamento Interno para o uso da viatura do CCD PM Cascais Página 1 Artigo 1º Objeto O presente regulamento interno estabelece as normas

Leia mais

Procedimentos de Gestão de Sinistros Automóvel

Procedimentos de Gestão de Sinistros Automóvel Procedimentos de Gestão de Sinistros Automóvel I Início e Instrução do Processo 1.1. Participação do Acidente Deve ser feita em impresso de Declaração Amigável de Acidente Automóvel (DAAA), ou através

Leia mais

PRODUTOS ADICIONAVEIS que na subscrição dão acesso gratuito a SEGUROS E SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA - CARTÕES DE CRÉDITO -

PRODUTOS ADICIONAVEIS que na subscrição dão acesso gratuito a SEGUROS E SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA - CARTÕES DE CRÉDITO - PRODUTOS ADICIONAVEIS que na subscrição dão acesso gratuito a SEGUROS E SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA - CARTÕES DE CRÉDITO - Informações Úteis 1. Cartões/família de cartões Elegíveis e Serviço de Utilização

Leia mais

Campanha de Colaboradores Tarifários Unlimited Banda Larga

Campanha de Colaboradores Tarifários Unlimited Banda Larga Campanha de Colaboradores Tarifários Unlimited Banda Larga Campanha de Colaboradores Apresentamos uma oferta abrangente e competitiva que pretende responder às diferentes necessidades do Cliente. 1- Tarifários

Leia mais

Este é o seu voucher de confirmação da sua reserva. Pré-pago

Este é o seu voucher de confirmação da sua reserva. Pré-pago 16/03/2016 Ótimos preços no carro de aluguer em todo o mundo Este é o seu voucher de confirmação da sua reserva Estado da reserva Reserva com número de referência Reserva confirmada 370212464 Pré-pago

Leia mais

SEGURO AUTOMÓVEL. Qual a importância do Seguro Automóvel?

SEGURO AUTOMÓVEL. Qual a importância do Seguro Automóvel? SEGURO AUTOMÓVEL Qual a importância do Seguro Automóvel? O proprietário ou o condutor de um veículo são responsáveis pelos prejuízos que este possa causar e, em caso de acidente, podem incorrer em graves

Leia mais

REGULAMENTO DE CEDÊNCIA E UTILIZAÇÃO DA VIATURA DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS DO COMITÉ OLIMPICO DE PORTUGAL CAPITULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

REGULAMENTO DE CEDÊNCIA E UTILIZAÇÃO DA VIATURA DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS DO COMITÉ OLIMPICO DE PORTUGAL CAPITULO I DISPOSIÇÕES GERAIS REGULAMENTO DE CEDÊNCIA E UTILIZAÇÃO DA VIATURA DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS DO COMITÉ OLIMPICO DE PORTUGAL CAPITULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Objeto 1. O Presente Regulamento estabelece as condições

Leia mais

O que é o Contrato de Seguro?

O que é o Contrato de Seguro? O que é o Contrato de Seguro? O contrato de seguro é um acordo através do qual o segurador assume a cobertura de determinados riscos, comprometendo-se a satisfazer as indemnizações ou a pagar o capital

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS

MANUAL DE PROCEDIMENTOS agrupamento de escolas da abelheira VIANA DO CASTELO MANUAL DE PROCEDIMENTOS seguro escolar ÍNDICE Preâmbulo 2 Acidente Escolar 2 Procedimento Inicial 3 Preenchimento de Impressos 3 Assistência Médica

Leia mais

Guia do cliente. Casa. Segura o seu lar. Tecla. 707 24 7 365 Horário de atendimento personalizado: 7 dias por semana das 8h às 24h

Guia do cliente. Casa. Segura o seu lar. Tecla. 707 24 7 365 Horário de atendimento personalizado: 7 dias por semana das 8h às 24h Casa Segura o seu lar. Guia do cliente 707 24 7 365 Horário de atendimento personalizado: 7 dias por semana das 8h às 24h Informações Subscrições Alterações Tecla 6 Casa Segura o seu lar. O Seguro GNB

Leia mais

Relatório de Atividade do Serviço de Provedoria do Cliente. Companhia de Seguros Allianz Portugal. Ano de 2015

Relatório de Atividade do Serviço de Provedoria do Cliente. Companhia de Seguros Allianz Portugal. Ano de 2015 Relatório de Atividade do Serviço de Provedoria do Cliente Companhia de Seguros Allianz Portugal Ano de 2015 Durante o ano que findou voltou a ser evidente a confiança que os clientes e lesados da Seguradora

Leia mais

Procedimento para requisição de pedidos de materiais - kits e contentores. 1. Registo da entidade (sem o qual não é possível realizar pedidos)

Procedimento para requisição de pedidos de materiais - kits e contentores. 1. Registo da entidade (sem o qual não é possível realizar pedidos) Procedimento para requisição de pedidos de materiais - kits e contentores 1. Registo da entidade (sem o qual não é possível realizar pedidos) Resumo A requisição de materiais implica, em primeiro lugar,

Leia mais

Regulamento Interno. Artigo 1º (Missão)

Regulamento Interno. Artigo 1º (Missão) Regulamento Interno O presente regulamento aplica-se a todos os Cursos de formação concebidos, organizados e desenvolvidos pelo Nucaminho - Núcleo dos Camionistas do Minho, com o objetivo de promover o

Leia mais

Seguro de Saúde Resumo / Manual do Utilizador Anuidade 2014/2015

Seguro de Saúde Resumo / Manual do Utilizador Anuidade 2014/2015 Seguro de Saúde Resumo / Manual do Utilizador Anuidade 2014/2015 PLANO COMPLEMENTAR Manual válido para o período de 01/09/2013 a 30/09/2015 O presente manual não substitui as Condições Gerais, Especiais

Leia mais

ANEXO I NORMAS E PROCEDIMENTOS

ANEXO I NORMAS E PROCEDIMENTOS ANEXO I NORMAS E PROCEDIMENTOS ÍNDICE: 1 CALENDÁRIO E LOCALIZAÇÃO... Pág. 2 2 HORÁRIO... Pág. 2 3 HORA_H... Pág. 2 4 TIPOLOGIAS DE PAVILHÃO NORMALIZADO... Pág. 3 5 ESTRADOS PARA AS LATERAIS... Pág. 4 6

Leia mais

Já fui beneficiário de uma mobilidade Erasmus. Posso candidatar-me novamente? Durante quanto tempo poderei realizar o período de mobilidade?

Já fui beneficiário de uma mobilidade Erasmus. Posso candidatar-me novamente? Durante quanto tempo poderei realizar o período de mobilidade? ERASMUS+ - MOBILIDADE DE ESTUDANTES PERGUNTAS FREQUENTES O que é o Erasmus+? Quais os tipos de mobilidade a que posso concorrer? Quem pode candidatar-se? Que restrições existem? Já fui beneficiário de

Leia mais

Seguro de Saúde Resumo / Manual do Utilizador Anuidade 2014/2015 Plano GC4 - Complementar

Seguro de Saúde Resumo / Manual do Utilizador Anuidade 2014/2015 Plano GC4 - Complementar Seguro de Saúde Resumo / Manual do Utilizador Anuidade 2014/2015 Plano GC4 - Complementar Manual válido para o período de 01/10/2014 a 30/09/2015 O presente manual não substitui as Condições Gerais, Especiais

Leia mais

Fundo de Garantia Automóvel

Fundo de Garantia Automóvel Mestrado em Engenharia Automóvel / Pós-Laboral Legislação e Conflito Fundo de Garantia Automóvel Docente: Maria João Escudeiro Mauro Sousa 2140842 Tiago Fialho 2140843 15 de Junho 2015 Índice I Introdução...3

Leia mais

1. Prestação do serviço de reboque ao abrigo da cobertura de assistência em viagem

1. Prestação do serviço de reboque ao abrigo da cobertura de assistência em viagem Estimado(a) Cliente, É com grande satisfação que a Açoreana Seguros, S.A. lhe dá as boas-vindas ao Pontual Auto. Estamos seguros que o nosso serviço vai fazer toda a diferença. Junto encontra a informação

Leia mais

RECOMENDAÇÃO NORMATIVA Nº 01, DE 13 DE JULHO DE 2012.

RECOMENDAÇÃO NORMATIVA Nº 01, DE 13 DE JULHO DE 2012. Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus Osório RECOMENDAÇÃO NORMATIVA Nº 01, DE 13 DE JULHO

Leia mais

Versão: 1ª. Palavras-chave: Veículos Oficiais; Transportes; transporte institucional, serviços comuns

Versão: 1ª. Palavras-chave: Veículos Oficiais; Transportes; transporte institucional, serviços comuns 1. OBJETIVO 1. Este Regulamento Interno-RI objetiva definir os procedimentos e responsabilidades a serem observados na utilização de veículos oficiais em serviços de interesse da EPL. 2. APLICAÇÃO 1. Este

Leia mais

O SMMP oferece aos seus associados uma apólice de Internamento Hospitalar, com as seguintes características:

O SMMP oferece aos seus associados uma apólice de Internamento Hospitalar, com as seguintes características: SEGUROS E ASSISTÊNCIA MÉDICA DOS ASSOCIADOS DO SMMP RESUMO 2015 SEGURO DE INTERNAMENTO HOSPITALAR O SMMP oferece aos seus associados uma apólice de Internamento Hospitalar, com as seguintes características:

Leia mais

Guia do Utilizador. Cartão BPI Gold Empresas

Guia do Utilizador. Cartão BPI Gold Empresas Guia do Utilizador Cartão BPI Gold Empresas Índice 1. O Cartão BPI Gold Empresas...3 2. Precauções a ter com o seu Cartão BPI Gold Empresas...3 3. O que fazer em caso de perda, furto, roubo ou extravio

Leia mais

ÍNDICE. 1 - Disposições Gerais... 3. 2 - Ensino Básico... 4. 3 - Ensino Secundário... 4. 4 - Alunos com Necessidades Educativas Especiais...

ÍNDICE. 1 - Disposições Gerais... 3. 2 - Ensino Básico... 4. 3 - Ensino Secundário... 4. 4 - Alunos com Necessidades Educativas Especiais... MUNICÍPIO DE VILA FRANCA DE XIRA NORMAS DE PROCEDIMENTO DE CANDIDATURA AO SUBSÍDIO DE TRANSPORTE ÍNDICE 1 - Disposições Gerais... 3 2 - Ensino Básico... 4 3 - Ensino Secundário... 4 4 - Alunos com Necessidades

Leia mais

Regulamento da Biblioteca do Instituto de Seguros de Portugal. Capítulo I ASPECTOS GERAIS

Regulamento da Biblioteca do Instituto de Seguros de Portugal. Capítulo I ASPECTOS GERAIS Regulamento da Biblioteca do Instituto de Seguros de Portugal Capítulo I ASPECTOS GERAIS Artigo 1.º Objecto 1. O presente Regulamento estabelece um conjunto de normas a serem observadas e cumpridas pelos

Leia mais

Manual de Regularização de Sinistros

Manual de Regularização de Sinistros Manual de Regularização de Sinistros Participação de Sinistro Abertura de Processo Peritagem Enquadramento e Definição de Responsabilidades Prazos de Regularização Veículo de substituição Perda Total Participação

Leia mais

A SOLUÇÃO CONTRA OS IMPREVISTOS

A SOLUÇÃO CONTRA OS IMPREVISTOS peugeot.pt A SOLUÇÃO CONTRA OS IMPREVISTOS AVARIA & ACIDENTE 8 ANOS DE ASSISTÊNCIA EM VIAGEM GRATUITA 800 206 366 24h/DIA 7DIAS/semana ServiÇO Peugeot, Olhamos pelo seu Peugeot como ninguém ANEXO1 CONDIÇÕES

Leia mais

1. CSSnet passo a passo Mestrados

1. CSSnet passo a passo Mestrados 1 Índice 1. CSSnet passo a passo Mestrados... 3 1.1.1 Criação do Utilizador... 5 1.1.2 Confirmação da criação da conta... 7 1.1.3 Início da candidatura... 8 1.1.3.1 Etapa 1: Escolha o curso... 8 1.1.3.2

Leia mais

GUIA DO CANDIDATO ESTAGIÁRIO LEONARDO DA VINCI MOBILIDADE

GUIA DO CANDIDATO ESTAGIÁRIO LEONARDO DA VINCI MOBILIDADE GUIA DO CANDIDATO ESTAGIÁRIO LEONARDO DA VINCI MOBILIDADE I. U.PORTO - ENTIDADE DE ENVIO/PROMOTORA...3 II. MOBILIDADE TRANSNACIONAL DOS ESTAGIÁRIOS...4 III. ESTÁGIOS DO PROGRAMA LEONARDO DA VINCI...4 IV.

Leia mais

Seguro de Saúde Resumo / Manual do Utilizador Anuidade 2014/2015

Seguro de Saúde Resumo / Manual do Utilizador Anuidade 2014/2015 Seguro de Saúde Resumo / Manual do Utilizador Anuidade 2014/2015 Plano GC4 - Complementar Manual válido para o período de 01/10/2014 a 30/09/2015 O presente manual não substitui as Condições Gerais, Especiais

Leia mais

Usados de Confiança. Garantidamente. Serviço Mobilidade. Das Welt Auto. 24 horas

Usados de Confiança. Garantidamente. Serviço Mobilidade. Das Welt Auto. 24 horas Usados de Confiança. Garantidamente. Serviço Mobilidade Das Welt Auto 24 horas Serviço Mobilidade Das Welt Auto 24 horas * Nos termos da lei nº 67/98, de 26.10, a base de dados com todos os clientes desta

Leia mais

REGULAMENTO DA CAMPANHA REDE AQUI É FRESCO 5 ANOS, 5 CARROS

REGULAMENTO DA CAMPANHA REDE AQUI É FRESCO 5 ANOS, 5 CARROS REGULAMENTO DA CAMPANHA REDE AQUI É FRESCO 5 ANOS, 5 CARROS PRIMEIRA.- EMPRESA ORGANIZADORA 1.1 UNIMARKETING, Marketing, Comercialização de Bens de Consumo e Serviços Promocionais, C.R.L com sede em Av.

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO Nº 084 Novembro 2012

BOLETIM INFORMATIVO Nº 084 Novembro 2012 BOLETIM INFORMATIVO Nº 084 Novembro 2012 Novo Procedimento para Geração de Ordem de Serviço PREZADO(s) PARCEIRO(s) A Luizaseg tem uma novidade para vocês! Agora, será possível gerar a Ordem de Serviço

Leia mais

Ficha de Produto Condominio DECO

Ficha de Produto Condominio DECO Ficha de Produto Condominio DECO Generali Companhia de Seguros S.A. Sede: Rua Duque de Palmela, n.º 11 1269-270 Lisboa Tel.: 213 112 800 Fax: 213 563 067 Email: generali@generali.pt www.generali.pt Capital

Leia mais

SERVIÇOS MÍNIMOS BANCÁRIOS Novo regime

SERVIÇOS MÍNIMOS BANCÁRIOS Novo regime SERVIÇOS MÍNIMOS BANCÁRIOS Novo regime Lisboa, 2014 www.bportugal.pt http://clientebancario.bportugal.pt SERVIÇOS MÍNIMOS BANCÁRIOS 3.ª reedição, janeiro de 2016 Banco de Portugal Av. Almirante Reis, 71

Leia mais

Proposta de Seguro de Habitação

Proposta de Seguro de Habitação Tomador de seguro Segurado Nome: Morada: Localidade: Código Postal: Email: Profissão: Data de nascimento: N.º contribuinte: Data de início pretendida: Local de risco Morada: Localidade: Código Postal:

Leia mais

d) Comissão organizadora nomes/contactos/funções Artigo 2º - Respeito e Solidariedade pelo Homem e Sociedade

d) Comissão organizadora nomes/contactos/funções Artigo 2º - Respeito e Solidariedade pelo Homem e Sociedade 1. ORGANIZAÇÃO a) Apresentação b) Inscrições c) Calendário d) Comissão organizadora nomes/contactos/funções 2. ÂMBITO/OBJECTIVO 3. DEFINIÇÕES 4. REGULAMENTAÇÃO Artigo 1º - Condições de Participação Artigo

Leia mais

Condições de Oferta dos Serviços STV

Condições de Oferta dos Serviços STV Condições de Oferta dos Serviços STV ÍNDICE 1. IDENTIFICAÇÃO DO PRESTADOR...2 2. INFORMAÇÃO SOBRE OS SERVIÇOS DE COMUNICAÇÕES ELETRÓNICAS ACESSÍVEIS AO PÚBLICO... 2 2.1) SERVIÇO DE TELEFONE VOZ FIXA...

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES. 1. Introdução 2. Termos e definições 3. Condições Gerais da BLUEALLIANCE

TERMOS E CONDIÇÕES. 1. Introdução 2. Termos e definições 3. Condições Gerais da BLUEALLIANCE TERMOS E CONDIÇÕES Aplicáveis a partir de 01 de Setembro de 2013 1. Introdução 2. Termos e definições 3. Condições Gerais da BLUEALLIANCE 3.1. Condições Gerais 3.1.1. Idade do Condutor 3.1.2. Carta de

Leia mais

GUIA PRÁTICO PRESTAÇÕES DE DESEMPREGO - MONTANTE ÚNICO

GUIA PRÁTICO PRESTAÇÕES DE DESEMPREGO - MONTANTE ÚNICO GUIA PRÁTICO PRESTAÇÕES DE DESEMPREGO - MONTANTE ÚNICO INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P ISS, I.P. Departamento/Gabinete Pág. 1/10 FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Prestações de Desemprego Montante Único

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES

PERGUNTAS FREQUENTES PERGUNTAS FREQUENTES SERVIÇO MB WAY O que é o MB WAY? O MB WAY é a primeira solução interbancária que permite fazer compras e transferências imediatas através de smartphone ou tablet. Basta aderir ao serviço

Leia mais

ASF Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões

ASF Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões ASF Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões Ficha Técnica Título Edição Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões Coordenação editorial Secretaria-Geral Presidente da Autoridade

Leia mais

Política do regulamento de funcionamento do Serviço de Gestão de Reclamações de Clientes e Terceiros

Política do regulamento de funcionamento do Serviço de Gestão de Reclamações de Clientes e Terceiros Política do regulamento de funcionamento do Serviço de Gestão de Reclamações de Clientes e Terceiros Nos termos da Norma Regulamentar nº 10/2009 de 25 de junho. AXA Global Direct Seguros y Reaseguros,

Leia mais

PREÂMBULO... 4 CAPITULO I... 5 Disposições Gerais... 5. CAPITULO II... 5 Gestão da Frota... 5

PREÂMBULO... 4 CAPITULO I... 5 Disposições Gerais... 5. CAPITULO II... 5 Gestão da Frota... 5 INDICE PREÂMBULO... 4 CAPITULO I... 5 Disposições Gerais... 5 Artigo 1º... 5 Âmbito de Aplicação... 5 CAPITULO II... 5 Gestão da Frota... 5 Artigo 2º... 5 Princípios... 5 Artigo 3º... 5 Competências...

Leia mais

Este documento tem como objetivo esclarecer algumas questões colocadas pelos Notários

Este documento tem como objetivo esclarecer algumas questões colocadas pelos Notários Este documento tem como objetivo esclarecer algumas questões colocadas pelos Notários Geral G1. Gostaria de assinar o protocolo com a MULTICERT. O que devo fazer? Lista de Perguntas Com o certificado da

Leia mais

Simulação de Crédito Pessoal

Simulação de Crédito Pessoal Simulação de Crédito Pessoal Data de Impressão: 15-10-2013 12:35 Número de Simulação: 13892037 Resumo Prestação Comissão de Processamento (mensal) (Acresce Imposto do Selo à Taxa em vigor) Seguro de Vida

Leia mais

ACADEMIA PIONEIROS Férias

ACADEMIA PIONEIROS Férias sempre a mexer (regime OCUPAÇÃO ABERTA) Regulamento Interno Férias 2013 Art.º 1 - Informações Gerais 1. As Férias Academia decorrem nas instalações da Academia Pioneiros e seus parceiros, em regime fechado;

Leia mais

O CARTÃO DE GESTÃO DE FROTAS QUE LHE OFERECE MUITO MAIS!

O CARTÃO DE GESTÃO DE FROTAS QUE LHE OFERECE MUITO MAIS! 1234 5678 9312 3456 VÁLIDO ATÉ 03/12 PUMANGOL LD-99-99-ZZ GASÓLEO O CARTÃO DE GESTÃO DE FROTAS QUE LHE OFERECE MUITO MAIS! Segurança Controle Poupança Edifício Sede Pumangol: R. Dr. Agostinho Neto, Edifício

Leia mais

MANUAL do UTILIZADOR

MANUAL do UTILIZADOR Software OFICIAR Gestão de Expediente Versão 2 para Windows MANUAL do UTILIZADOR Janeiro de 2014 J.P.M. & ABREU, Lda. Apartado 2927 2410-902 LEIRIA Telef: 244800570 Fax: 244 824576 Linha Verde: 800 225

Leia mais

SEGURO AUTOMÓVEL. ASF Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões

SEGURO AUTOMÓVEL. ASF Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões SEGURO AUTOMÓVEL ASF Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões 1 Seguro obrigatório 2 Quais as consequências da falta de seguro? 2 Os seguradores podem recusar-se a celebrar o seguro obrigatório?

Leia mais

QUESTIONÁRIO ANUAL DE SERVIÇOS POSTAIS (2015)

QUESTIONÁRIO ANUAL DE SERVIÇOS POSTAIS (2015) QUESTIONÁRIO ANUAL DE SERVIÇOS POSTAIS (2015) Instruções de preenchimento: - Todas as questões dos pontos 1 e 2 são de preenchimento obrigatório. Nos casos em que o preenchimento não é aplicável à empresa,

Leia mais

SEGURO AUTOMÓVEL. ASF Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões

SEGURO AUTOMÓVEL. ASF Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões SEGURO AUTOMÓVEL ASF Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões Ficha Técnica Coleção Guia de Seguros e Fundos de Pensões Título Seguro Automóvel Edição Autoridade de Supervisão de Seguros

Leia mais

SERVIÇOS MÍNIMOS BANCÁRIOS

SERVIÇOS MÍNIMOS BANCÁRIOS SERVIÇOS MÍNIMOS BANCÁRIOS Lisboa, 2013 Disponível em www.clientebancario.bportugal.pt BANCO DE PORTUGAL Av. Almirante Reis, 71 1150-012 Lisboa www.bportugal.pt Edição Departamento de Supervisão Comportamental

Leia mais

REGULAMENTO DE PREÇOS ÍNDICE ALTERAÇÕES

REGULAMENTO DE PREÇOS ÍNDICE ALTERAÇÕES ÍNDICE 1 Objetivo e campo de aplicação 2 2 Definições 2 3 Referências bibliográficas 2 4 Introdução 2 5 Disposições gerais 2 6 Tabela de Preços para Acreditação de Laboratórios 4 7 Tabela de Preços para

Leia mais

CANDIDATURAS PÓS-GRADUAÇÃO (2º CICLO, 3º CICLO, CFA) Mestrados, Doutoramentos, Especializações

CANDIDATURAS PÓS-GRADUAÇÃO (2º CICLO, 3º CICLO, CFA) Mestrados, Doutoramentos, Especializações CANDIDATURAS PÓS-GRADUAÇÃO (2º CICLO, 3º CICLO, CFA) Mestrados, Doutoramentos, Especializações A formalização de candidatura a curso de pós-graduação (2º ciclo, 3º ciclo, cfa) pressupõe o acesso à respetiva

Leia mais

DHL EXPRESS PORTUGAL Faturação Eletrónica

DHL EXPRESS PORTUGAL Faturação Eletrónica DHL EXPRESS PORTUGAL Faturação Eletrónica Faturação Eletrónica DHL O que é a Faturação Eletrónica? O serviço de faturação eletrónica da DHL é um método alternativo ao correio e ao fax de receber as suas

Leia mais

Política de privacidade

Política de privacidade Política de privacidade Em cumprimento do estabelecido na Lei n.º 67/98, de 26 de Outubro, relativa à proteção de dados pessoais (doravante Lei 67/98 ), a Cinema International Corporation (adiante designa

Leia mais

SEGURO RCO / APP CARTILHA RESUMIDA

SEGURO RCO / APP CARTILHA RESUMIDA SEGURO RCO / APP CARTILHA RESUMIDA Uma parceria de sucesso A parceria entre ESSOR e LIVONIUS foi criada para inovar ainda mais o mercado de seguros, unindo competência técnica e experiência em modernização.

Leia mais

Allianz Saúde. Seguro Saúde. Nota de Informação Prévia - Nos termos da Lei aplicável e em vigor à data de contratação.

Allianz Saúde. Seguro Saúde. Nota de Informação Prévia - Nos termos da Lei aplicável e em vigor à data de contratação. Seguro Saúde Allianz Saúde Nota de Informação Prévia - Nos termos da Lei aplicável e em vigor à data de contratação. Informação Geral: Porquê comprar um Seguro de Saúde? Porque a saúde é a base essencial

Leia mais

2. Onde posso aderir ao M5O? A adesão ao M5O deve ser feita no formulário disponível no canal Vantagens épt em http://vantagensept.telecom.pt.

2. Onde posso aderir ao M5O? A adesão ao M5O deve ser feita no formulário disponível no canal Vantagens épt em http://vantagensept.telecom.pt. FAQ M5O 1. Não vou pagar nada pelo M5O? O desconto de 100% é relativo ao valor da mensalidade do pacote. A 1ª MEO Box também continua a ser gratuita. O aluguer de filmes no MEO Videoclube, canais premium,

Leia mais

Escola Profissional de Lamego

Escola Profissional de Lamego REGULAMENTO DA FORMAÇÃO EM CONTEXTO DE TRABALHO (FCT NÍVEL IV) (PORTARIA 74-A/2013) Âmbito e Definição 1. A FCT é um conjunto de atividades profissionais desenvolvidas sob coordenação e acompanhamento

Leia mais

GUIA DO UTILIZADOR Cartão BPI Prémio

GUIA DO UTILIZADOR Cartão BPI Prémio GUIA DO UTILIZADOR Cartão BPI Prémio Índ ce 1. O Cartão BPI Prémio... 2 2. Precauções a ter com o seu Cartão BPI Prémio... 2 3. O que fazer em caso de perda, furto, roubo ou extravio do cartão... 3 4.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ CAMPUS DE PARNAÍBA COORDENAÇÃO ADMINISTRATIVA FINANCEIRA. Manual Setor de Transportes

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ CAMPUS DE PARNAÍBA COORDENAÇÃO ADMINISTRATIVA FINANCEIRA. Manual Setor de Transportes Manual Setor de Transportes 1. OBJETIVO Estabelecer procedimento para utilização dos veículos em viagem visando atendimento das necessidades da comunidade da UFPI - campus de Parnaíba. 2. CAMPO DE APLICAÇÃO

Leia mais

Como pagar - cidadão Atualizado em: 04-04-2016

Como pagar - cidadão Atualizado em: 04-04-2016 SEGURANÇA SOCIAL Como pagar - cidadão Atualizado em: 04-04-2016 Esta informação destina-se a que cidadãos Trabalhadores Independentes Seguro Social Voluntário O que é Os Trabalhadores Independentes e as

Leia mais

temporário vida individual Associações Profissionais

temporário vida individual Associações Profissionais temporário vida individual Associações Profissionais NOTA INFORMATIVA INFORMAÇÕES PRÉ-CONTRATUAIS (nos termos do Decreto-Lei n.º 72/2008, de 16 de Abril) Entidade de Supervisão Instituto de Seguros de

Leia mais

Programa de Bolsas Ibero-américa Santander Normas do Programa ISCTE-IUL 2016

Programa de Bolsas Ibero-américa Santander Normas do Programa ISCTE-IUL 2016 Programa de Bolsas Ibero-américa Santander Normas do Programa ISCTE-IUL 2016 Introdução O Banco Santander, através da sua divisão Santander Universidades, promove o Programa de Bolsas Ibero-américa, um

Leia mais

GUIA PRÁTICO VENDA DE IMÓVEIS POR AJUSTE DIRETO

GUIA PRÁTICO VENDA DE IMÓVEIS POR AJUSTE DIRETO GUIA PRÁTICO VENDA DE IMÓVEIS POR AJUSTE DIRETO INSTITUTO DE GESTÃO FINANCEIRA DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P. ISS, I.P. Departamento/Gabinete Pág. 1/12 FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Venda de Imóveis por

Leia mais

II COASTAL CHALLENGE FUNCHAL TRIATHLON 2015 (TRIATLO OLÍMPICO) II COASTAL CHALLENGE FUNCHAL TRIATHLON 2015 (AQUATLO JOVEM)

II COASTAL CHALLENGE FUNCHAL TRIATHLON 2015 (TRIATLO OLÍMPICO) II COASTAL CHALLENGE FUNCHAL TRIATHLON 2015 (AQUATLO JOVEM) (TRIATLO OLÍMPICO) II COASTAL CHALLENGE FUNCHAL TRIATHLON 2015 (AQUATLO JOVEM) Sábado, 25 de Julho de 2015 Distância Olímpica: 1500m Natação / 40 km Ciclismo / 9 km Corrida Distância S.Sprint: 375m Natação

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS. Seguro Escolar

MANUAL DE PROCEDIMENTOS. Seguro Escolar MANUAL DE PROCEDIMENTOS Seguro Escolar Agrupamento de Escolas Nº 1 de Abrantes Setembro de 2014 O Seguro Escolar constitui um sistema de proteção destinado a garantir a cobertura financeira da assistência,

Leia mais

GUIA DE CLIENTE. Activcare PARA QUEM QUER SABER TUDO SOBRE O SEU ACTIVCARE

GUIA DE CLIENTE. Activcare PARA QUEM QUER SABER TUDO SOBRE O SEU ACTIVCARE Activcare PARA QUEM QUER SABER TUDO SOBRE O SEU ACTIVCARE ÍNDICE BEM-VINDO(A) 03 ACTIVCARE 04 MODALIDADES DISPONÍVEIS 04 COMO UTILIZO O MEU ACTIVCARE 05 COMO PAGO OS SERVIÇOS QUE UTILIZO 05 COMO USAR A

Leia mais

ANEXO I NORMAS E PROCEDIMENTOS

ANEXO I NORMAS E PROCEDIMENTOS ANEXO I NORMAS E PROCEDIMENTOS ÍNDICE: 1 CALENDÁRIO... Pág. 2 2 LOCALIZAÇÃO... Pág. 2 3 HORÁRIO... Pág. 2 4 TIPOLOGIAS DE PAVILHÃO NORMALIZADO... Pág. 3 5 ESTRADOS PARA AS LATERAIS... Pág. 4 6 EQUIPAMENTOS

Leia mais

I PRINCIPIOS GERAIS 2 II DO ÂMBITO DE APLICAÇÃO 5 III DAS SIGNATÁRIAS E DOS SEGURADOS 9 IV DOS CENTROS IDS 13 V DOS REEMBOLSOS 14

I PRINCIPIOS GERAIS 2 II DO ÂMBITO DE APLICAÇÃO 5 III DAS SIGNATÁRIAS E DOS SEGURADOS 9 IV DOS CENTROS IDS 13 V DOS REEMBOLSOS 14 PROTOCOLO IDS ÍNDICE CAPÍTULOS Págs. I PRINCIPIOS GERAIS 2 II DO ÂMBITO DE APLICAÇÃO 5 III DAS SIGNATÁRIAS E DOS SEGURADOS 9 IV DOS CENTROS IDS 13 V DOS REEMBOLSOS 14 VI DA RESOLUÇÃO DE CONFLITOS ENTRE

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DO CEARÁ Autarquia Federal criado pela Lei Nº 5.905/73 Filiado ao Conselho Internacional de Enfermeiros Genebra

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DO CEARÁ Autarquia Federal criado pela Lei Nº 5.905/73 Filiado ao Conselho Internacional de Enfermeiros Genebra DECISÃO COREN/CE Nº 02/2011 DETERMINA REGRAS PARA USO DOS VEÍCULOS OFICIAIS, QUE COMPÕEM A FROTA DO CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DO CEARÁ COREN/CE. O CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DO CEARÁ COREN/CE,

Leia mais

AÇÕES DE FORMAÇÃO. Seguros DO PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO FINANCEIRA. 24 de setembro de 2014

AÇÕES DE FORMAÇÃO. Seguros DO PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO FINANCEIRA. 24 de setembro de 2014 AÇÕES DE FORMAÇÃO DO PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO FINANCEIRA Seguros 24 de setembro de 2014 PLANO DE EXPOSIÇÃO Contrato de seguro Principais tipos de seguros Prevenção da fraude nos seguros 2 CONTRATO DE

Leia mais

Estimado(a) O MEU MONTEPIO. 31 abr 13

Estimado(a) O MEU MONTEPIO. 31 abr 13 31 abr 13 O MEU MONTEPIO e-newsletter Estimado(a) Associado(a) e Cliente, É com satisfação que partilhamos, nesta edição, os resultados apurados pelo Estudo ECSI Portugal, reveladores de que os associados

Leia mais

FATURAÇÃO ELETRÓNICA Ação Necessária: Registo no OB10

FATURAÇÃO ELETRÓNICA Ação Necessária: Registo no OB10 FATURAÇÃO ELETRÓNICA Ação Necessária: Registo no OB10 Junho de 2013 Exmo(a). Senhor(a), A Unilever tomou uma decisão estratégica de forma a encorajar todos os fornecedores a mudarem para a faturação eletrónica.

Leia mais

Seguro GNB Auto Guia de Produto

Seguro GNB Auto Guia de Produto Fórmulas e Coberturas Coberturas Auto Essencial Auto Standard Auto Maxi Responsabilidade Civil ( 6.000.000 1 ) Assistência em Viagem Proteção dos Ocupantes Quebra Isolada de Vidros Choque, Colisão e Capotamento

Leia mais

MANUAL DE CERTIFICAÇÃO DOS LENÇOS DE NAMORADOS DO MINHO

MANUAL DE CERTIFICAÇÃO DOS LENÇOS DE NAMORADOS DO MINHO MANUAL DE CERTIFICAÇÃO DOS LENÇOS DE ADERE-MINHO Edição 1, Revisão 0, de 18 de Dezembro de 2012 Elaborado por: Verificado por: Aprovado por: [Lisa Ramos]/[Técnica de Qualidade] [Teresa Costa]/[Directora

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DO PORTO REGULAMENTO DE USO DE VEÍCULOS

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DO PORTO REGULAMENTO DE USO DE VEÍCULOS APROVADO 25 de Junho de 2010 O Presidente, ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DO PORTO (Paulo Parente) REGULAMENTO DE USO DE VEÍCULOS Capítulo I Disposições gerais Artigo 1.º Objecto Nos termos do n.º 2 do

Leia mais

PROPOSTA DE SEGURO AÇOREANA CONFORTO TOTAL PROTECÇÃO LAR

PROPOSTA DE SEGURO AÇOREANA CONFORTO TOTAL PROTECÇÃO LAR PROPOSTA DE SEGURO AÇOREANA CONFORTO TOTAL LAR Proposta N.º Apólice N.º Seguro Novo Alteração à Apólice N.º de Titular É OU FOI CLIENTE DA COMPANHIA DE SEGUROS AÇOREANA? (A preencher pela Companhia) Os

Leia mais

MANUAL ASSISTÊNCIA 24 HORAS

MANUAL ASSISTÊNCIA 24 HORAS MANUAL ASSISTÊNCIA 24 HORAS REGULAMENTO DA ASSISTÊNCIA 24 HORAS A S.O.S ASSISTENCE, oferece inúmeras facilidades, vantagens e serviços aos seus clientes e aos seus veículos, conforme condições gerais previstos

Leia mais

Contrato Erasmus+ AÇÃO-CHAVE 1. Mobilidade individual para fins de aprendizagem. Mobilidade de Pessoal para missões de ensino e/ou formação

Contrato Erasmus+ AÇÃO-CHAVE 1. Mobilidade individual para fins de aprendizagem. Mobilidade de Pessoal para missões de ensino e/ou formação Contrato Erasmus+ AÇÃO-CHAVE 1 Mobilidade individual para fins de aprendizagem Mobilidade de Pessoal para missões de ensino e/ou formação (denominação legal da instituição de envio), sedeada na (morada

Leia mais

DISTÂNCIA, PERCURSO E HORÁRIO A prova terá a distância aproximada a 5km (1 volta) e cumprirá o percurso que consta no Anexo I a este Regulamento.

DISTÂNCIA, PERCURSO E HORÁRIO A prova terá a distância aproximada a 5km (1 volta) e cumprirá o percurso que consta no Anexo I a este Regulamento. REGULAMENTO DESCRIÇÃO A Night Run Seaside é um evento desportivo organizado pela Câmara Municipal de Vendas Novas e está integrado nas comemorações do Dia Internacional da Mulher. Esta corrida/caminhada

Leia mais

Hotelaria e Restauração 2016

Hotelaria e Restauração 2016 Hotelaria e Restauração 2016 n Consolidar o CCNT n Curso Progresso n Agenda 2016 para o registo das horas de trabalho: anote as suas horas de trabalho, pois: todas as horas contam! n Salários 2016: formação

Leia mais

CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DOS LEILÕES MANHEIM SALVADOS

CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DOS LEILÕES MANHEIM SALVADOS CONDIÇÕES ESPECÍFICAS DOS LEILÕES MANHEIM SALVADOS 1. Introdução Por favor, leia atentamente este documento. Nele constam as condições destinadas a regular a participação, licitação e compra e venda de

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE MINISTÉRIO DA SOLIDARIEDADE, EMPREGO E SEGURANÇA SOCIAL. Certificado de Incapacidade Temporária para o Trabalho.

MINISTÉRIO DA SAÚDE MINISTÉRIO DA SOLIDARIEDADE, EMPREGO E SEGURANÇA SOCIAL. Certificado de Incapacidade Temporária para o Trabalho. Certificado de Incapacidade Temporária para o Trabalho Novo CIT GUIA DO UTILIZADOR 2014 Ficha Técnica Autor: - Direção-Geral da Segurança Social (DGSS) - Direção de Serviços de Instrumentos de Aplicação

Leia mais