O que é Rotary? Tourigo, R.C. Tondela 1

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O que é Rotary? Tourigo, 22.10.2011 - R.C. Tondela 1"

Transcrição

1 O que é Rotary? Rotary é uma organização de Líderes de negócios e profissionais que prestam serviços humanitários, fomentam elevado padrão de Ética em todas as Profissões e ajudam a estabelecer a Paz e a Boa Vontade no Mundo. Tourigo, R.C. Tondela 1

2 Objectivos do Rotary O objectivo do Rotary é estimular e fomentar o Ideal de Servir, como base de todo o empreendimento digno, promovendo e apoiando: 1.O desenvolvimento do companheirismo como elemento capaz de proporcionar oportunidades de servir. 2.O reconhecimento do mérito de toda a ocupação útil e a difusão das normas da ética profissional. 3.A melhoria da comunidade pela conduta exemplar de cada um na vida pública e privada. 4.A aproximação dos profissionais de todo o mundo, visando a consolidação das boas relações da cooperação e da Paz entre as Nações. Tourigo, R.C. Tondela 2

3 A família rotária vai além de rotários e clubes; ela é composta também de pessoas altruístas que ajudam a organização a fazer o bem. Grupos como o Rotaract, Interact, Núcleos Rotary de Desenvolvimento Comunitário e Casas da Amizade trabalham lado a lado com os clubes oferecendo seus talentos pessoais para melhorar a qualidade de vida de suas comunidades. Veja abaixo alguns dados estatísticos actualizados em 30 de Junho de Tourigo, R.C. Tondela 3

4 Família Rotária em 30 de Junho de 2011 Tourigo, R.C. Tondela 4

5 Rotary Associados: ( senhoras) Clubes: Distritos: 531 Países: 210 Tourigo, R.C. Tondela 5

6 Rotaract Associados: * Clubes: 8.383* Países: 171 Tourigo, R.C. Tondela 6

7 Interact Associados: * Clubes: * Países: 135 Tourigo, R.C. Tondela 7

8 Núcleos Rotary de Desenvolvimento Comunitário Associados: * Núcleos: 6.975* Em 80 Países Tourigo, R.C. Tondela 8

9 Voluntários são pessoas que se entregam de corpo e alma a uma causa superior. Tourigo, R.C. Tondela 9

10 Os voluntários do Rotary defendem a paz, a harmonia entre homens e nações. Tourigo, R.C. Tondela 10

11 Eles enfrentam de peito aberto as maiores dificuldades. Eles nunca desistem, eles abraçam a prestação de serviço de forma desinteressada, com o único objectivo de ajudar o próximo. Tourigo, R.C. Tondela 11

12 Por sua livre e espontânea vontade eles querem mudar a vida das crianças, dos doentes, dos idosos, das comunidades. O Rotário voluntário tem o perfil da pessoa solidária, da pessoa que sabe viver harmonicamente em comunidade, que é líder no trabalho, na família, na escola. Tourigo, R.C. Tondela 12

13 Os Voluntários do Rotary muitas vezes deixam de lado seus interesses particulares para trabalhar em favor do próximo. Sacrificam horas de lazer, momentos de repouso, para trabalhar pela comunidade, pelos mais carentes. Tourigo, R.C. Tondela 13

14 O voluntário do Rotary doa do seu dinheiro, da sua energia, do seu tempo, para aliviar o sofrimento de quem precisa, para diminuir a miséria, a exploração, a injustiça social. Tourigo, R.C. Tondela 14

15 O Voluntário do Rotary é um paladino do bem contra o mal. Ele está presente nos conflitos, nas catástrofes, nos desastres, nas guerras, na defesa dos mais fracos, dos desprotegidos. Tourigo, R.C. Tondela 15

16 O Voluntário do Rotary está vencendo a guerra para eliminar da Terra o terrível vírus da paralisia infantil. Ele emprega todas as suas energias para acabar com a chaga do analfabetismo, com a ignorância funcional. Ele luta contra as drogas, contra a corrupção, contra a violência urbana, contra os acidentes de trânsito, contra as mortes por armas de fogo. O Voluntário do Rotary é um arauto da paz. Tourigo, R.C. Tondela 16

17 Ele faz tudo isso, sem nada cobrar. Sua única recompensa é a satisfação do dever cumprido, seu maior interesse é a alegria de lutar por um mundo melhor. Sua única arma é a do amor incondicional, da compaixão, da doação de si próprio sem olhar a quem. Tourigo, R.C. Tondela 17

18 Os Voluntários do Rotary não têm limites de idade, nem de sexo, nem de cor, nem de classe social. Podem ser aposentados, mas continuam trabalhando em museus, bibliotecas, sítios históricos, hospitais, escolas, em centros de recuperação. Tourigo, R.C. Tondela 18

19 Eles trabalham na administração, nas enfermarias, nas salas de aula, com a maior seriedade, como se empregados fossem, com dedicação, com amor, cumprindo inclusive com a carga horária que se comprometeram a dar. Tourigo, R.C. Tondela 19

20 Nas cidades, eles colaboram com o poder público, eles cobram acções administrativas, eles orientam as comunidades no sentido de encaminhar os seus pleitos, dirigir um ofício, pedir providências. Tourigo, R.C. Tondela 20

21 Quando necessário, o Voluntário Rotário sabe fazer pressão contra os desmandos das autoridades, contra a corrupção, contra a inércia e a improbidade administrativa. Tourigo, R.C. Tondela 21

22 O rotário é recebido nos gabinetes das autoridades, dos presidentes das maiores corporações, seja para pedir uma doação, seja para cobrar uma intervenção. Ele entra sempre como vencedor, ele nunca entra como pedinte. Tourigo, R.C. Tondela 22

23 Por isso ele fala de igual para igual. Quando ele propõe parceria em algum projecto, ele não está apenas pedindo dinheiro. Ele está propondo um investimento social. Ele tem credibilidade porque não está pedindo em causa própria, mas para uma causa nobre. Ele tem a autoridade moral de quem está ali trabalhando por um mundo melhor. Tourigo, R.C. Tondela 23

24 Servimo-nos de um texto de Albert Bettencurt, Rotário brasileiro que se empenha muito na divulgação de Rotary Tourigo, R.C. Tondela 24

25 Os mais de rotários e rotárias acreditam que é preciso Dar de Si Antes de Pensar em Si, para tornar o mundo melhor. Nos cerca de Clubes Rotários no mundo inteiro, encontramos rotários e rotárias prestando serviços voluntários, local e internacionalmente, promovendo educação e treino profissional, fornecendo água potável, combatendo a fome, trabalhando para melhorar a saúde e o saneamento, e lutando para erradicar a poliomielite. Tourigo, R.C. Tondela 25

26 Áreas de acção do Rotary As necessidades relacionadas às seis áreas de enfoque do Rotary são vastas, como falta de acesso à água potável e necessidade de vacinas para combater doenças fatais. Clubes Rotários servem a comunidades no mundo todo. Devido aos diferentes problemas e necessidades de cada uma delas, os rotários concretizam diversos tipos de projectos nas seguintes áreas: Paz e prevenção/resolução de conflitos Prevenção e tratamento de doenças Recursos hídricos e saneamento Saúde materno-infantil Educação básica e alfabetização Tourigo, R.C. Tondela 26

27 Tourigo, R.C. Tondela 27

28 Pólio Plus é o programa mais ambicioso da história do Rotary, é a representação máxima dos trabalhos voluntários na campanha global para erradicação da pólio. Ao longo de 25 anos, o Rotary tem conduzido o sector privado a contribuir a esta iniciativa. Hoje, o programa é reconhecido mundialmente como modelo de cooperação público-privada à conquista de uma meta humanitária. Tourigo, R.C. Tondela 28

29 Além de oferecer assistência financeira e voluntários, o Rotary se dedica a obter apoio de outros parceiros do sector público e privado. Um exemplo é a campanha Elimine a Pólio Agora, inspirada pelas extraordinárias doaçõesdesafio feitas pela Fundação Bill e Melinda Gates (US$355milhões/200 milhões até Julho 2012). Tourigo, R.C. Tondela 29

30 Breve histórico do Pólio Plus Desde o começo da iniciativa Pólio Plus em 1985, a vasta rede de voluntários do Rotary, um total de 1,2 milhão de sócios, tem contribuído com dinheiro, tempo e experiência para o esforço de erradicação da poliomielite. Tourigo, R.C. Tondela 30

31 Calcula-se que, por ocasião da certificação da erradicação da pólio, as contribuições do Rotary para esse fim serão da ordem de aproximadamente US$1,2 mil milhões. Líderes rotários instigaram em 1985 a Assembleia Mundial da Saúde a aprovar uma resolução para erradicar a pólio, o que levou à formação da Iniciativa Global de Erradicação da Pólio em Milhares de rotários do mundo todo têm prestado serviços voluntários em dias nacionais de imunização. O programa Pólio Plus ajuda o Rotary a financiar custos operacionais como transporte de voluntários e vacinas, mobilização social e treino de agentes de saúde, além de actividades de vigilância. Rotários trabalham para incentivar doadores e governos de países afectados pela pólio a dedicar os recursos financeiros necessários à erradicação. Tourigo, R.C. Tondela 31

32 Principais parceiros da Iniciativa Global de Erradicação da Poliomielite Tourigo, R.C. Tondela 32

33 Rotary International Por meio do programa Pólio Plus, estabelecido em 1985, rotários têm dedicado tempo e recursos pessoais que ajudaram a imunizar mais de dois biliões de crianças em 122 países. A organização deverá ter contribuído com US$850 milhões, quando o mundo for certificado livre da pólio. Os sócios dos Clubes Rotários provêem apoio fundamental ao sucesso da empreitada, desde ministrar vacinas em Dias Nacionais de Imunização a obter apoio governamental tanto de países ainda afectados pela pólio como dos que já estão livres da doença. Tourigo, R.C. Tondela 33

34 Organização Mundial da Saúde A OMS provê, através da sede mundial e dos escritórios regionais e nacionais, orientação técnica e estratégica para que a Iniciativa Global de Erradicação da Pólio seja concretizada eficazmente. Tourigo, R.C. Tondela 34

35 Centro Norte-Americano de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) A CDC, com base em Atlanta, EUA, disponibiliza epidemiologistas, especialistas em saúde pública e cientistas à OMS e ao Unicef. A instituição utiliza sua experiência em actividades de vigilância de transmissão de vírus (impressões digitais genéticas) para investigar surtos de pólio, identificar os tipos de vírus e determinar sua origem geográfica. Tourigo, R.C. Tondela 35

36 Unicef O Unicef fornece e distribui as vacinas de pólio para actividades de imunização de rotina e suplementares. Juntamente com a OMS, a entidade participa na implementação de Dias Nacionais Tourigo, R.C. Tondela 36

37 Rotary em Tondela O Clube tem oito anos Mantém e procura reforçar um Banco de Material Sócio-humanitário: 20 camas articuladas; 7 cadeiras de rodas; 12 andarilhos. Envia jovens aos RYLA nacionais e internacionais (7), aos IGE (2) Comparticipa Projectos de Subsídios Equivalentes (Brasil, Congo, Moçambique) ajudando à promoção humana dessas populações. Tourigo, R.C. Tondela 37

38 Concede Bolsas de Estudo a alunos da EPT (8) Em colaboração com a Liga dos Amigos do Hospital de Tondela, promoveu a criação do serviço de Voluntários Hospitalares. Homenageia anualmente um Profissional que possa ser proposto à sociedade como exemplo. Criou e mantém em funcionamento a Universidade Sénior de Tondela. Comparticipou a aquisição de um elevador clínico para a Vários. Tourigo, R.C. Tondela 38

39 Promove angariação de Fundos, na FICTON e organizando espectáculos, para apoio a projectos de promoção social. Tourigo, R.C. Tondela 39

40 O voluntariado existe para servir a causa dos outros e não para alguém se servir a si próprio ou procurar qualquer tipo de estatuto social e pessoal. Presidente da Confederação Portuguesa de Voluntariado Tourigo, R.C. Tondela 40

Princípio de classificação

Princípio de classificação Länderausschüsse Noções Básicas do Rotary Freqüência perfeita Divieto di propaganda Sovvenzioni paritarie Princípio de classificação 国 際 親 善 奨 学 金 La bandera oficial de Rotary RI Strategic Plan Socio Paul

Leia mais

KIT SOBRE O PÓLIO PLUS

KIT SOBRE O PÓLIO PLUS KIT SOBRE O PÓLIO PLUS Estamos cada vez mais próximos de libertar o mundo da poliomielite. Mais do que nunca, é importante aumentarmos a conscientização sobre a necessidade de erradicar a pólio e ao mesmo

Leia mais

Rotary. O que é? Porquê ser Ro Rotário? Rotário? José Coelho-Governador Rotary International-D1960-2011/12 06/04/13

Rotary. O que é? Porquê ser Ro Rotário? Rotário? José Coelho-Governador Rotary International-D1960-2011/12 06/04/13 Rotary O que é? Porquê ser Ro Rotário? Rotário? José Coelho-Governador Rotary International-D1960-2011/12 06/04/13 O que é o Rotary? O Rotary é uma associação de líderes de negócios e profissionais, unidos

Leia mais

Noções Básicas do Rotary

Noções Básicas do Rotary Noções Básicas do Rotary www.rotary.org/pt/rotarybasics Guia de Envolvimento com o Rotary Bem-vindo ao Rotary! Agora você é parte de uma rede global de voluntários empresariais, profissionais e comunitários.

Leia mais

Graças ao Rotary, meus esforços são multiplicados. Não estou mais trabalhando sozinho.

Graças ao Rotary, meus esforços são multiplicados. Não estou mais trabalhando sozinho. 27 Brasil Rotário 27 O Rotary International, a mais antiga organização de prestação de serviços humanitários, engloba os cerca de 33.000 clubes espalhados em mais de 200 países e áreas geográficas. Esses

Leia mais

Rotary é uma organização internacional dedicada Onde existe uma necessidade, Rotary encontra

Rotary é uma organização internacional dedicada Onde existe uma necessidade, Rotary encontra isto é rotary servir Rotary é uma organização internacional dedicada à prestação de serviços humanitários. Os homens e as mulheres associados ao Rotary são líderes profissionais e empresários que dedicam-se

Leia mais

COMO ORGANIZAR A PASTORAL DA SAÚDE NA PARÓQUIA?

COMO ORGANIZAR A PASTORAL DA SAÚDE NA PARÓQUIA? COMO ORGANIZAR A PASTORAL DA SAÚDE NA PARÓQUIA? Paróquia - Missão da Igreja na vida das pessoas - Libertar a pessoa da enfermidade - Ser presença solidária e cristã junto aos doentes Papel PS contribuir

Leia mais

Rua Fernão Lopes Nº 9 3º Dto 1000-132 Lisboa Portugal Tlm.: (+351) 932 614 288 Email: ricardo.madeira@lisboa2013.org

Rua Fernão Lopes Nº 9 3º Dto 1000-132 Lisboa Portugal Tlm.: (+351) 932 614 288 Email: ricardo.madeira@lisboa2013.org Comissão Local da Convenção de Rotary International Lisboa 2013 Rua Fernão Lopes Nº 9 3º Dto 1000-132 Lisboa Portugal Tlm.: (+351) 932 614 288 Email: ricardo.madeira@lisboa2013.org w w w. l i s b o a 2

Leia mais

ELIMINE A PÓLIO AGORA: ENTRE PARA A HISTÓRIA HOJE

ELIMINE A PÓLIO AGORA: ENTRE PARA A HISTÓRIA HOJE ELIMINE A PÓLIO AGORA: ENTRE PARA A HISTÓRIA HOJE 23 de outubro de 2015 ELIMINE A PÓLIO AGORA: Quanto falta para vivermos em um mundo livre da pólio? O que precisamos fazer para chegar lá? Como a família

Leia mais

KIT SHARE de 2011-12. Instruções

KIT SHARE de 2011-12. Instruções KIT SHARE de 2011-12 Instruções COMO usar o kit SHARE Este kit é um ferramenta que ajuda os distritos a planejarem seus gastos de FDUC. O kit contém o SHARE System Allocation Report*, que mostra o FDUC

Leia mais

Noções Básicas. do Rotary. O Rotary nos possibilita a dar um pouco mais de nós. Deanna Ann Duguid, Indonesia

Noções Básicas. do Rotary. O Rotary nos possibilita a dar um pouco mais de nós. Deanna Ann Duguid, Indonesia Rotary International, a mais antiga organização dedicada à prestação de serviços, engloba os cerca de 33.000 clubes espalhados em mais de 200 países e áreas geográficas. Esses clubes são integrados por

Leia mais

rotary isto é rotary

rotary isto é rotary rotary isto é rotary rotary Organização dedicada à prestação de serviços humanitários e promoção da boa vontade e paz mundial, que congrega 1,2 milhão de líderes profissionais e comunitários em mais de

Leia mais

FUNDAÇÃO ROTÁRIA GUIA DE REFERÊNCIA

FUNDAÇÃO ROTÁRIA GUIA DE REFERÊNCIA FUNDAÇÃO ROTÁRIA GUIA DE REFERÊNCIA CONTEÚDO Pólio Plus 1 Subsídio Pólio Plus 1 Subsídio Parceiros Pólio Plus 1 Recursos 2 Bolsas Rotary pela Paz 3 Recursos 4 Subsídios 5 Distritais 5 Globais 5 Áreas

Leia mais

ELEIÇÃO 2014 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA BRASIL 27 DO BRASIL QUE TEMOS PARA O BRASIL QUE QUEREMOS E PODEMOS DIRETRIZES GERAIS DE GOVERNO

ELEIÇÃO 2014 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA BRASIL 27 DO BRASIL QUE TEMOS PARA O BRASIL QUE QUEREMOS E PODEMOS DIRETRIZES GERAIS DE GOVERNO ELEIÇÃO 2014 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA BRASIL 27 DO BRASIL QUE TEMOS PARA O BRASIL QUE QUEREMOS E PODEMOS DIRETRIZES GERAIS DE GOVERNO CUMPRIR E FAZER CUMPRIR A CONSTITUIÇÃO 1. Cumprir e fazer cumprir a

Leia mais

PLANO DE ACTIVIDADES PARA O ANO DE 2015

PLANO DE ACTIVIDADES PARA O ANO DE 2015 ASSOCIAÇÃO NACIONAL DA ESPONDILITE ANQUILOSANTE PLANO DE ACTIVIDADES PARA O ANO DE 2015 I INTRODUÇÃO Nos termos da alínea b) do Artigo 35.º dos Estatutos da ANEA, a Direcção desta associação apresenta

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA, IOLANDA CINTURA SEUANE, MINISTRA DA MULHER E DA ACÇÃO SOCIAL DE MOÇAMBIQUE SOBRE O TEMA DESAFIOS DA PROTECÇÃO SOCIAL PARA ALCANÇAR A SEGURANÇA ALIMENTAR

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA PARTICIPAÇÃO DOS ROTARIANOS E DA FAMÍLIA ROTÁRIA EM EVENTOS ROTÁRIOS DISTRITAIS E INTERNACIONAIS

A IMPORTÂNCIA DA PARTICIPAÇÃO DOS ROTARIANOS E DA FAMÍLIA ROTÁRIA EM EVENTOS ROTÁRIOS DISTRITAIS E INTERNACIONAIS A IMPORTÂNCIA DA PARTICIPAÇÃO DOS ROTARIANOS E DA FAMÍLIA ROTÁRIA EM EVENTOS ROTÁRIOS DISTRITAIS E INTERNACIONAIS Brigitta Grundig Monteiro (Palestra proferida no RC Niterói Icaraí) No título proposto

Leia mais

Planejamento Estratégico 2014-2018

Planejamento Estratégico 2014-2018 Planejamento Estratégico 2014-2018 abril/2014 Modelo Utilizado I - Definições Estratégicas Missão Visão Valores II - Análise do Ambiente (Pontos Fortes, Pontos Fracos, Oportunidades e Ameaças) Em que somos

Leia mais

Conversando sobre a REALIDADE. Propostas Educação. Ano 1 - nº 3 - Nov/15

Conversando sobre a REALIDADE. Propostas Educação. Ano 1 - nº 3 - Nov/15 Conversando sobre a REALIDADE social do BRASIL Propostas Educação Ano 1 - nº 3 - Nov/15 Partido da Social Democracia Brasileira Presidente: Senador Aécio Neves Instituto Teotônio Vilela Presidente: José

Leia mais

5. É altamente recomendado que Rotaract Clubs mencionem após seu nome, patrocinado pelo Rotary Club de (nome).

5. É altamente recomendado que Rotaract Clubs mencionem após seu nome, patrocinado pelo Rotary Club de (nome). Declaração de Normas do Rotaract 1. O programa Rotaract foi desenvolvido e estabelecido pelo Rotary International. A autoridade pela elaboração e execução dos dispositivos estatutários, requisitos de organização,

Leia mais

O Marco de Ação de Dakar Educação Para Todos: Atingindo nossos Compromissos Coletivos

O Marco de Ação de Dakar Educação Para Todos: Atingindo nossos Compromissos Coletivos O Marco de Ação de Dakar Educação Para Todos: Atingindo nossos Compromissos Coletivos Texto adotado pela Cúpula Mundial de Educação Dakar, Senegal - 26 a 28 de abril de 2000. 1. Reunidos em Dakar em Abril

Leia mais

O QUE SÃO OS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO (ODM)

O QUE SÃO OS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO (ODM) O QUE SÃO OS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO (ODM) Durante a reunião da Cúpula do Milênio, realizada em Nova Iorque, em 2000, líderes de 191 nações oficializaram um pacto para tornar o mundo mais

Leia mais

Liga Nacional Contra a Fome

Liga Nacional Contra a Fome Liga Nacional Contra a Fome IPSS de Utilidade Pública.Relatório de Gestão. Exercício 2015 -Março de 2016- Liga Nacional Contra a Fome IPSS de Utilidade Pública A Liga Nacional Contra a Fome é uma Instituição

Leia mais

Tax News Flash nº1/2012 Os impostos peça a peça

Tax News Flash nº1/2012 Os impostos peça a peça 3 de Fevereiro de 2012 Tax News Flash nº1/2012 Os impostos peça a peça Lei do Mecenato Foi aprovada, no passado dia 18 de Janeiro, pela Assembleia Nacional, a Lei do Mecenato. A Lei do Mecenato, agora

Leia mais

Descrição de funções VNU

Descrição de funções VNU Descrição de funções VNU Preâmbulo: O programa Voluntários das Nações Unidas (VNU) é no seio das Nações Unidas, a organização que a nível mundial se encarrega de promover o voluntariado em prol da paz

Leia mais

PLANO DE ACTIVIDADES PARA O ANO DE 2014

PLANO DE ACTIVIDADES PARA O ANO DE 2014 ASSOCIAÇÃO NACIONAL DA ESPONDILITE ANQUILOSANTE PLANO DE ACTIVIDADES PARA O ANO DE 2014 I INTRODUÇÃO Nos termos da alínea b) do Artigo 35.º dos Estatutos da ANEA, a Direcção desta associação apresenta

Leia mais

Intercâmbio de Jovens

Intercâmbio de Jovens Intercâmbio de Jovens Bem-vindo ao RCSP Morumbi Vamos apresentar: O Que é Rotary Orientação aos estudantes Orientação aos pais Preparação cultural hoje à noite O Que é Rotary hoje à noite O Que é Rotary

Leia mais

Documento Conclusões Seminário Juventude em Acção Rumo a 2020

Documento Conclusões Seminário Juventude em Acção Rumo a 2020 Documento Conclusões Seminário Juventude em Acção Rumo a 2020 1. Participação, Cultura e Criatividade Existem diferentes formas de participação na democracia e várias formas de utilização do programa Juventude

Leia mais

Apresentação Intercultura. Introdução Missão História da Organização Estrutura da Organização Programas da Intercultura

Apresentação Intercultura. Introdução Missão História da Organização Estrutura da Organização Programas da Intercultura Apresentação Intercultura Introdução Missão História da Organização Estrutura da Organização Programas da Intercultura Introdução A Intercultura é uma Associação de Juventude e de Voluntariado; É uma organização

Leia mais

Fórum Estadual de Educação PR Plano Nacional de Educação PNE 2011/2020

Fórum Estadual de Educação PR Plano Nacional de Educação PNE 2011/2020 Fórum Estadual de Educação PR Plano Nacional de Educação PNE 2011/2020 Sessão de Debate Regional Sudoeste, 01/07/2011 UTFPR Campus Pato Branco Região: Sudoeste Cidade: Pato Branco Data do debate: 01-07-2011

Leia mais

Rotary Club da Maia Novembro 2011

Rotary Club da Maia Novembro 2011 Rotary Club da Maia Novembro 2011 Quadro Social: Adelino de Lima Martins Adelino Miranda Marques Adérito Castro dos Santos Alberto de Sousa Rocha Alzira Fátima Silva Santos Paiva António Augusto do Couto

Leia mais

Minhas senhoras e meus senhores.

Minhas senhoras e meus senhores. Minhas senhoras e meus senhores. Apresentamos hoje a Campanha Especial de Segurança Rodoviária que visa, durante o mês de Dezembro e os primeiros dias de Janeiro, valorizar a prevenção e reforçar a segurança

Leia mais

ROTARY INTERNATIONAL DISTRITO 4550 COMISSÃO DISTRITAL DA FUNDAÇÃO ROTÁRIA REGULAMENTO PARA SUBSÍDIOS DISTRITAIS PROCEDIMENTOS E NORMAS

ROTARY INTERNATIONAL DISTRITO 4550 COMISSÃO DISTRITAL DA FUNDAÇÃO ROTÁRIA REGULAMENTO PARA SUBSÍDIOS DISTRITAIS PROCEDIMENTOS E NORMAS ROTARY INTERNATIONAL DISTRITO 4550 COMISSÃO DISTRITAL DA FUNDAÇÃO ROTÁRIA REGULAMENTO PARA SUBSÍDIOS DISTRITAIS PROCEDIMENTOS E NORMAS O Distrito 4550 aprova o seu Regulamento para Subsídios Distritais,

Leia mais

Ministério da Ciência e Tecnologia

Ministério da Ciência e Tecnologia Ministério da Ciência e Tecnologia Conselho de Ministros DECRETO nº.../07 de... de... Considerando que as aplicações pacíficas de energia atómica assumem cada vez mais um papel significativo no desenvolvimento

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO K CRECHE K PRÉ-ESCOLAR K 1º CICLO DE ENSINO BÁSICO K ATL

REGULAMENTO INTERNO K CRECHE K PRÉ-ESCOLAR K 1º CICLO DE ENSINO BÁSICO K ATL REGULAMENTO INTERNO K CRECHE K PRÉ-ESCOLAR K 1º CICLO DE ENSINO BÁSICO K ATL O Centro Social Paroquial de São João das Lampas, adiante também designado por Centro Social ou simplesmente Centro, é uma Instituição

Leia mais

POLÍTICA DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MOÇAMBIQUE SOBRE HIV/SIDA

POLÍTICA DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MOÇAMBIQUE SOBRE HIV/SIDA POLÍTICA DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MOÇAMBIQUE SOBRE HIV/SIDA PREÂMBULO A Universidade Católica de Moçambique, reconhecendo que o País enfrenta actualmente uma devastadora pandemia do HIV/SIDA; cumprindo

Leia mais

Financiamento do Desporto

Financiamento do Desporto Financiamento do Desporto Para abordar o tema do financiamento do desporto no momento actual e suas prospectivas é conveniente recordarmos as Opções do Plano e o Programa do Governo. De igual modo, consubstanciando

Leia mais

Fundação Rotária Instruções para Pedido de Subsídio Equivalente

Fundação Rotária Instruções para Pedido de Subsídio Equivalente Fundação Rotária Instruções para Pedido de Subsídio Equivalente O que são Subsídios Equivalentes? Subsídios Equivalentes ajudam projetos humanitários internacionais implementados graças à cooperação de

Leia mais

Sumário. Aids: a magnitude do problema. A epidemia no Brasil. Característica do Programa brasileiro de aids

Sumário. Aids: a magnitude do problema. A epidemia no Brasil. Característica do Programa brasileiro de aids Sumário Aids: a magnitude do problema A epidemia no Brasil Característica do Programa brasileiro de aids Resultados de 20 anos de luta contra a epidemia no Brasil Tratamento Prevenção Direitos humanos

Leia mais

INFORMATIVO ROTÁRIO Rotary International Brazil Office

INFORMATIVO ROTÁRIO Rotary International Brazil Office INFORMATIVO ROTÁRIO Rotary International Brazil Office Nº 154 CONTRIBUIÇÕES E PAGTO DE PER CAPITA, MAIS FÁCIL E SEGURO Já está disponível no site www.rotary.org.br o novo sistema de boletos do RI, acessem

Leia mais

Discurso de Luiz Inácio Lula da Silva Seminário do Prêmio Global de Alimentação Des Moines, Estados Unidos 14 de outubro de 2011

Discurso de Luiz Inácio Lula da Silva Seminário do Prêmio Global de Alimentação Des Moines, Estados Unidos 14 de outubro de 2011 Discurso de Luiz Inácio Lula da Silva Seminário do Prêmio Global de Alimentação Des Moines, Estados Unidos 14 de outubro de 2011 Estou muito honrado com o convite para participar deste encontro, que conta

Leia mais

REGULAMENTO programa de apoio às pessoas colectivas de direito privado sem fins lucrativos do município de santa maria da feira

REGULAMENTO programa de apoio às pessoas colectivas de direito privado sem fins lucrativos do município de santa maria da feira REGULAMENTO programa de apoio às pessoas colectivas de direito privado sem fins lucrativos do município de santa maria da feira PG 02 NOTA JUSTIFICATIVA O presente regulamento promove a qualificação das

Leia mais

cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 1 CAPA

cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 1 CAPA cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 1 CAPA cartilha direitos humanos layout:layout 1 2008-09-05 13:42 Página 2 TODOS SÃO IGUAIS PERANTE A LEI* *Artigo 5º da Constituição Brasileira

Leia mais

Manual da Comissão da Fundação Rotária de Clube

Manual da Comissão da Fundação Rotária de Clube Manual da Comissão da Fundação Rotária de Clube Parte do Kit para Dirigente de Clube 226E-PT (512) Conteúdo Introdução 1 Atribuições e responsabilidades da comissão...3 Informando os associados...4 Subsídios

Leia mais

Prevenção em saúde mental

Prevenção em saúde mental Prevenção em saúde mental Treinar lideranças comunitárias e equipes de saúde para prevenir, identificar e encaminhar problemas relacionados à saúde mental. Essa é a característica principal do projeto

Leia mais

PRIMEIRA SEMANA MUNDIAL DAS NAÇÕES UNIDAS DE SEGURANÇA VIÁRIA 23 a 29 de abril de 2007. Mensagens chave

PRIMEIRA SEMANA MUNDIAL DAS NAÇÕES UNIDAS DE SEGURANÇA VIÁRIA 23 a 29 de abril de 2007. Mensagens chave PRIMEIRA SEMANA MUNDIAL DAS NAÇÕES UNIDAS DE SEGURANÇA VIÁRIA 23 a 29 de abril de 2007 (Documento da OMS traduzido e adaptado pela Coordenação de Doenças e Agravos Não Transmissíveis/Departamento de Análise

Leia mais

Portuguese version 1

Portuguese version 1 1 Portuguese version Versão Portuguesa Conferência Europeia de Alto Nível Juntos pela Saúde Mental e Bem-estar Bruxelas, 12-13 Junho 2008 Pacto Europeu para a Saúde Mental e Bem-Estar 2 Pacto Europeu para

Leia mais

O que esperar do SVE KIT INFORMATIVO PARTE 1 O QUE ESPERAR DO SVE. Programa Juventude em Acção

O que esperar do SVE KIT INFORMATIVO PARTE 1 O QUE ESPERAR DO SVE. Programa Juventude em Acção O QUE ESPERAR DO SVE Programa Juventude em Acção KIT INFORMATIVO Parte 1 Maio de 2011 Introdução Este documento destina-se a voluntários e promotores envolvidos no SVE. Fornece informações claras a voluntários

Leia mais

Direcção-Geral da Acção Social

Direcção-Geral da Acção Social Direcção-Geral da Acção Social Núcleo de Documentação Técnica e Divulgação Maria Joaquina Ruas Madeira A Dimensão Social da SIDA: A Família e a Comunidade (Comunicação apresentada nas 1as Jornadas Regionais

Leia mais

INFORMATIVO ROTÁRIO GLOBALOUTLOOK GUIA SOBRE O MODELO DE FINANCIAMENTO DA FUNDAÇÃO ROTÁRIA

INFORMATIVO ROTÁRIO GLOBALOUTLOOK GUIA SOBRE O MODELO DE FINANCIAMENTO DA FUNDAÇÃO ROTÁRIA INFORMATIVO ROTÁRIO GLOBALOUTLOOK GUIA SOBRE O MODELO DE FINANCIAMENTO DA FUNDAÇÃO ROTÁRIA COPYRIGHT 2015 BY ROTARY INTERNATIONAL. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. NOSSO MODELO DE FINANCIAMENTO Nossas despesas

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL ENTRE O GRUPO PORTUGAL TELECOM, A UNI (UNION NETWORK INTERNATIONAL), SINTTAV, STPT E SINDETELCO

CÓDIGO DE CONDUTA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL ENTRE O GRUPO PORTUGAL TELECOM, A UNI (UNION NETWORK INTERNATIONAL), SINTTAV, STPT E SINDETELCO CÓDIGO DE CONDUTA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL ENTRE O GRUPO PORTUGAL TELECOM, A UNI (UNION NETWORK INTERNATIONAL), SINTTAV, STPT E SINDETELCO PREÂMBULO O presente Acordo concretiza os objectivos das conversações

Leia mais

Identificação da empresa

Identificação da empresa Identificação da empresa ANA Aeroportos de Portugal, S.A. Missão, Visão e Valores Missão da ANA A ANA - Aeroportos de Portugal, SA tem como missão gerir de forma eficiente as infraestruturas aeroportuárias

Leia mais

A Década das Nações Unidas para a Educação em Matéria de Direitos Humanos 1995 2004

A Década das Nações Unidas para a Educação em Matéria de Direitos Humanos 1995 2004 N Ú M E R O I Série Década das Nações Unidas para a Educação em matéria de Direitos Humanos 1995 2004 DIREITOS HUMANOS A Década das Nações Unidas para a Educação em Matéria de Direitos Humanos 1995 2004

Leia mais

5ª EDIÇÃO DA CERTIFICAÇÃO SELO ODM MOVIMENTO NÓS PODEMOS PARANÁ REGULAMENTO

5ª EDIÇÃO DA CERTIFICAÇÃO SELO ODM MOVIMENTO NÓS PODEMOS PARANÁ REGULAMENTO 5ª EDIÇÃO DA CERTIFICAÇÃO SELO ODM MOVIMENTO NÓS PODEMOS PARANÁ REGULAMENTO O Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade - Nós Podemos Paraná, articulado pelo Sesi-PR e com o apoio de diversas instituições

Leia mais

Regulamento Interno do Voluntariado. Aprovado em 20 de Maio de 2002

Regulamento Interno do Voluntariado. Aprovado em 20 de Maio de 2002 Aprovado em 20 de Maio de 2002 www.faad.online.pt 1/1 CAPÍTULO I NATUREZA, FINS E DEFINIÇÃO ARTIGO 1º 1. A Fundação de Aurélio Amaro Diniz é uma Instituição Particular de Solidariedade Social registada

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO D. MANUEL I, BEJA

ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO D. MANUEL I, BEJA ESCOLA SECUNDÁRIA COM 3º CICLO D. MANUEL I, BEJA Plano Estratégico de Melhoria 2011-2012 Uma escola de valores, que educa para os valores Sustentabilidade, uma educação de, e para o Futuro 1. Plano Estratégico

Leia mais

Carta do Movimento Paz & Proteção

Carta do Movimento Paz & Proteção Carta do Movimento Paz & Proteção A infância é considerada merecedora de proteção especial por todas as religiões do mundo. A violência contra crianças e adolescentes, assim como a exploração e o abuso,

Leia mais

Os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio ODM: Responsabilidade Social, Cidadania e Solidariedade

Os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio ODM: Responsabilidade Social, Cidadania e Solidariedade Os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio ODM: Responsabilidade Social, Cidadania e Solidariedade NÓS, VOCÊ, VOCÊS, EU,...SOMOS SERES VIVOS Colaboração COLABORAÇÃO Domínio das condutas relacionais,

Leia mais

Segunda Cúpula das Américas Declaração de Santiago

Segunda Cúpula das Américas Declaração de Santiago Segunda Cúpula das Américas Santiago, Chile, 18 e 19 de abril de 1998 Segunda Cúpula das Américas Declaração de Santiago O seguinte documento é o texto completo da Declaração de Santiago assinada pelos

Leia mais

Boletim Informativo. www.rotaract4660.com.br. www.rotaract4660.com.br. Palavras da RDR... Gestão 2013 /2014. Você quer ver noticias do seu clube aqui?

Boletim Informativo. www.rotaract4660.com.br. www.rotaract4660.com.br. Palavras da RDR... Gestão 2013 /2014. Você quer ver noticias do seu clube aqui? Boletim Informativo Palavras da RDR Palavras da RDR... Você quer ver noticias do seu clube aqui? Notícias, informações, testemunhospara possíveis publicações no informativo: por favor, envie como arquivo

Leia mais

PLANO DE FORMAÇÃO SETEMBRO A DEZEMBRO 2011

PLANO DE FORMAÇÃO SETEMBRO A DEZEMBRO 2011 PLANO DE FORMAÇÃO SETEMBRO A DEZEMBRO 2011 INDICE: Quem somos? Oferta formativa Curso Acções Formativas CURSO DE FORMAÇÃO PEDAGÓGICA INICIAL DE FORMADORES ESTES MIÚDOS SÃO IMPOSSÍVEIS!!! - GESTÃO DE COMPORTAMENTOS

Leia mais

pessoas Colaboradores

pessoas Colaboradores As pessoas são a base para a transformação do mundo. Por isso, o Grupo Gerdau acredita e investe em seus colaboradores e na comunidade Colaboradores Pesquisa Opinião 31 clima organizacional é o melhor

Leia mais

Talento Jovem Programa de Bolsas de Estudos

Talento Jovem Programa de Bolsas de Estudos PROJETO Talento Jovem Programa de Bolsas de Estudos MANUAL DO CANDIDATO Rotary e Faculdades Integradas Rio Branco em prol da Educação EDIÇÃO JAN/2016 Programa de Bolsa de Estudos Viabilização Fundação

Leia mais

Resultados da Pesquisa IDIS de Investimento Social na Comunidade 2004

Resultados da Pesquisa IDIS de Investimento Social na Comunidade 2004 Resultados da Pesquisa IDIS de Investimento Social na Comunidade 2004 Por Zilda Knoploch, presidente da Enfoque Pesquisa de Marketing Este material foi elaborado pela Enfoque Pesquisa de Marketing, empresa

Leia mais

A ponte que atravessa o rio

A ponte que atravessa o rio A ponte que atravessa o rio Patrus Ananias, ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Falar do combate à fome no Brasil requer falar de combate à desigualdade social. Requer compreender que o

Leia mais

CONGRESSO DO DESPORTO DESPORTO SAUDE E SEGURANÇA MEDICINA DESPORTIVA PRESSUPOSTOS

CONGRESSO DO DESPORTO DESPORTO SAUDE E SEGURANÇA MEDICINA DESPORTIVA PRESSUPOSTOS CONGRESSO DO DESPORTO DESPORTO SAUDE E SEGURANÇA PRESSUPOSTOS Não temos médicos com formação/especialidade em medicina desportiva para assegurar uma cobertura médico desportiva do país com eficácia e qualidade.

Leia mais

PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO Nº 34/2012

PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO Nº 34/2012 PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO Nº 34/2012 Dispõe sobre a outorga de Salva de Prata em homenagem aos Salesianos pelo extraordinário trabalho social desenvolvido na área da educação. A CÂMARA MUNICIPAL DE

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA PARA ELABORAÇÃO DE CARTILHA INFORMATIVA ACERCA DOS DIREITOS DAS MULHERES EM SITUAÇÃO DE PRISÃO

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA PARA ELABORAÇÃO DE CARTILHA INFORMATIVA ACERCA DOS DIREITOS DAS MULHERES EM SITUAÇÃO DE PRISÃO TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA PARA ELABORAÇÃO DE CARTILHA INFORMATIVA ACERCA DOS DIREITOS DAS MULHERES EM SITUAÇÃO DE PRISÃO Atividade: Sistematizar, publicar e distribuir materiais

Leia mais

Perguntas e Respostas: O Pacote ODM (Objectivos de Desenvolvimento do Milénio) da Comissão

Perguntas e Respostas: O Pacote ODM (Objectivos de Desenvolvimento do Milénio) da Comissão MEMO/05/124 Bruxelas, 12 de Abril de 2005 Perguntas e Respostas: O Pacote ODM (Objectivos de Desenvolvimento do Milénio) da Comissão 1. Em que consiste este pacote? A Comissão aprovou hoje 3 comunicações

Leia mais

Noções Básicas do Rotary

Noções Básicas do Rotary Quanto mais conheço o Rotary, mais o aprecio. Michael P. Slevnik, EUA Rotary permite que cada um faça a sua parte como membro da maior família humana dedicada ao bem. Deanna Ann Duguid, Indonésia Noções

Leia mais

DECLARAÇÃO DE SUNDSVALL

DECLARAÇÃO DE SUNDSVALL DECLARAÇÃO DE SUNDSVALL PROMOÇÃO DA SAÚDE E AMBIENTES FAVORÁVEIS À SAÚDE 3ª Conferência Internacional sobre Promoção da Saúde Sundsvall, Suécia, 9 15 de Junho de 1991 Esta conferência sobre Promoção da

Leia mais

O Dep. Pastor Frankembergen pronuncia o seguinte discurso: Dia Mundial da Saúde. Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados.

O Dep. Pastor Frankembergen pronuncia o seguinte discurso: Dia Mundial da Saúde. Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados. 1 O Dep. Pastor Frankembergen pronuncia o seguinte discurso: Dia Mundial da Saúde Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados. Gostaria de falar um pouco sobre o Dia Mundial da Saúde, criado pela

Leia mais

Declaração da Cidade de Quebec

Declaração da Cidade de Quebec Declaração da Cidade de Quebec Nós, os Chefes de Estado e de Governo das Américas, eleitos democraticamente, nos reunimos na Cidade de Quebec, na III Cúpula, para renovar nosso compromisso em favor da

Leia mais

COP Comunicação de Progresso 9 de abril de 2012. Pisoag do Brasil Ltda Diretor

COP Comunicação de Progresso 9 de abril de 2012. Pisoag do Brasil Ltda Diretor Ban Ki-Moon Secretario Geral Nações Unidas New York NY 10017 USA Guarulhos, 09 de Abril de 2012 Sr. Secretario Geral, Gostaria de comunicar que a Pisoag do Brasil Ltda, apoia os Dez Principios do Pacto

Leia mais

Regulamento da Universidade Sénior de Almada ( USALMA )

Regulamento da Universidade Sénior de Almada ( USALMA ) Regulamento da Universidade Sénior de Almada ( USALMA ) Preâmbulo O regulamento da Universidade Sénior de Almada (USALMA) foi aprovado pela Associação de Professores do Concelho de Almada (APCA) em reunião

Leia mais

2037 (XX). Declaração sobre a Promoção entre os Jovens dos Ideais de Paz, Respeito Mútuo e Compreensão entre os Povos

2037 (XX). Declaração sobre a Promoção entre os Jovens dos Ideais de Paz, Respeito Mútuo e Compreensão entre os Povos Suplemento40 Assembleia Geral 20 a Sessão 3. Sugere que o secretário-geral coopere diretamente com os secretários executivos das comissões econômicas regionais na elaboração de relatórios bienais dos avanços

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE PSICOGERONTOLOGIA - APP PROPOSTA DE PROGRAMA PARA O TRIÉNIO 2012 2014

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE PSICOGERONTOLOGIA - APP PROPOSTA DE PROGRAMA PARA O TRIÉNIO 2012 2014 Plano de Acção da APP para o triénio 2012-201 Documento de trabalho para contributos Proposta I da APP 2012-201 ASSOCIAÇ PORTUGUESA DE PSICOGERONTOLOGIA - APP PROPOSTA DE PROGRAMA PARA O TRIÉNIO 2012 201

Leia mais

DOCUMENTO DE TRABALHO

DOCUMENTO DE TRABALHO Asamblea Parlamentaria Euro-Latinoamericana Euro-Latin American Parliamentary Assembly Assemblée Parlementaire Euro-Latino Américaine Assembleia Parlamentar Euro-Latino-Americana Parlamentarische Versammlung

Leia mais

Código de Conduta. Os nossos cinco princípios fundamentais: O benefício e a segurança do doente estão no centro de tudo o que fazemos

Código de Conduta. Os nossos cinco princípios fundamentais: O benefício e a segurança do doente estão no centro de tudo o que fazemos O nosso compromisso de cuidar e curar Código de Conduta Os nossos cinco princípios fundamentais: Doentes O benefício e a segurança do doente estão no centro de tudo o que fazemos Colaboradores Tratamos

Leia mais

PROGRAMA DO XIX GOVERNO CONSTITUCIONAL

PROGRAMA DO XIX GOVERNO CONSTITUCIONAL PROGRAMA DO XIX GOVERNO CONSTITUCIONAL 1 Na concretização destas políticas dar-se-á seguimento à execução do actual Plano para a Integração dos Imigrantes onde o Governo contará com os contributos da sociedade

Leia mais

Avaliação final: Desenvolvimento Empresarial das Mulheres e Igualdade do Género na África Austral

Avaliação final: Desenvolvimento Empresarial das Mulheres e Igualdade do Género na África Austral Avaliação final: Desenvolvimento Empresarial das Mulheres e Igualdade do Género na África Austral Factos rápidos Países: Lesoto, Malawi, Moçambique, África do Sul Avaliação final Modo de avaliação: Independente

Leia mais

ASSINE A PETIÇÃO CONTRA A POBREZA

ASSINE A PETIÇÃO CONTRA A POBREZA Nós, os cidadãos da Europa Achamos que a pobreza diz respeito a todos. Cabe aos responsáveis europeus, nacionais, regionais e locais, assim como aos cidadãos, reconhecer, compreender e agir no sentido

Leia mais

Manda o Governo, pelos Ministros de Estado e das Finanças e das Obras Públicas Transportes e Comunicações, o seguinte: Artigo 1.º.

Manda o Governo, pelos Ministros de Estado e das Finanças e das Obras Públicas Transportes e Comunicações, o seguinte: Artigo 1.º. Legislação Portaria n.º 542/2007, de 30 de Abril Publicado no D.R., n.º 83, I Série, de 30 de Abril de 2007 SUMÁRIO: Aprova os Estatutos do Instituto da Construção e do Imobiliário, I.P.. TEXTO: O Decreto-Lei

Leia mais

O PNE E OS DESAFIOS ATUAIS DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA

O PNE E OS DESAFIOS ATUAIS DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA O PNE E OS DESAFIOS ATUAIS DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA Lívia M. Fraga Vieira Associação Nacional de Pós Graduação e Pesquisa em Educação ANPED Faculdade de Educação Universidade Federal de Minas Gerais liviafraga@globo.com

Leia mais

é de queda do juro real. Paulatinamente, vamos passar a algo parecido com o que outros países gastam.

é de queda do juro real. Paulatinamente, vamos passar a algo parecido com o que outros países gastam. Conjuntura Econômica Brasileira Palestrante: José Márcio Camargo Professor e Doutor em Economia Presidente de Mesa: José Antonio Teixeira presidente da FENEP Tentarei dividir minha palestra em duas partes:

Leia mais

Carta de Princípios dos Adolescentes e Jovens da Amazônia Legal

Carta de Princípios dos Adolescentes e Jovens da Amazônia Legal Carta de Princípios dos Adolescentes e Jovens da Amazônia Legal A infância, adolescência e juventude são fases fundamentais no desenvolvimento humano e na formação futura dos cidadãos. No plano social,

Leia mais

Entenda o Programa Fome Zero

Entenda o Programa Fome Zero Entenda o Programa Fome Zero 1. O que é o Programa Fome Zero? O Programa Fome Zero é um conjunto de ações que estão sendo implantadas gradativamente pelo Governo Federal. O objetivo é promover ações para

Leia mais

GRUPO PARLAMENTAR. É neste contexto mundial e europeu, que se deve abordar, localmente, a problemática da Luta Contra as Dependências.

GRUPO PARLAMENTAR. É neste contexto mundial e europeu, que se deve abordar, localmente, a problemática da Luta Contra as Dependências. O assunto que hoje trago a este Parlamento Luta Contra as Toxicodependências - não é de fácil abordagem, mas é de interesse relevante para a Região. No mundo em que vivemos existem problemas de ordem vária

Leia mais

OBJETIVOS DO DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO E A UNIÃO GERAL DOS TRABALHADORES

OBJETIVOS DO DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO E A UNIÃO GERAL DOS TRABALHADORES OBJETIVOS DO DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO E A UNIÃO GERAL DOS TRABALHADORES os ODM e a UGT PARTE 1 - BREVE HISTÓRICO PARTE 2 - SÍNTESE PARTE 1 - BREVE HISTÓRICO 3 COMO TUDO COMEÇOU? Em setembro de 2000,

Leia mais

GOVERNO REGIONAL DOS AÇORES

GOVERNO REGIONAL DOS AÇORES GOVERNO REGIONAL DOS AÇORES Decreto Regulamentar Regional n.º 26/2007/A de 19 de Novembro de 2007 Regulamenta o Subsistema de Apoio ao Desenvolvimento da Qualidade e Inovação O Decreto Legislativo Regional

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL 8 JEITOS DE MUDAR O MUNDO

RESPONSABILIDADE SOCIAL 8 JEITOS DE MUDAR O MUNDO RESPONSABILIDADE SOCIAL 8 JEITOS DE MUDAR O MUNDO EXPEDIENTE Antes de começar qualquer ação, responda: - Que problema vocês querem resolver? - Quem vai participar? - Quem vai ser beneficiado? - Como

Leia mais

Vencendo os desafios da Educação nos PALOP

Vencendo os desafios da Educação nos PALOP WORKSHOP INTERNACIONAL Vencendo os desafios da Educação nos PALOP Seminário para o diálogo e a troca de conhecimento e experiências na área do ensino básico destinado aos Países Africanos de expressão

Leia mais

Conferência Regional sobre a Apatrídia na África Ocidental. Nota Conceitual

Conferência Regional sobre a Apatrídia na África Ocidental. Nota Conceitual Conferência Regional sobre a Apatrídia na África Ocidental Nota Conceitual 1. Introdução A apátrida não e um fenómeno recente. Ele é tão antigo quanto o conceito de nacionalidade. A apatrídia constitui

Leia mais

1ª CONFERÊNCIA SOBRE RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL ANGOLA

1ª CONFERÊNCIA SOBRE RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL ANGOLA 1ª CONFERÊNCIA SOBRE RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL ANGOLA Fórum de Responsabilidade Social Corporativa () das Empresas Petrolíferas em Angola 1 Objectivos da da partes interessadas da final 2 Objectivos

Leia mais

INFORMATIVO ROTÁRIO. Edição 221 Julho de 2015 AGOSTO MÊS DO DESENVOLVIMENTO DO QUADRO ASSOCIATIVO E EXPANSÃO. Como encontrar novos associados?

INFORMATIVO ROTÁRIO. Edição 221 Julho de 2015 AGOSTO MÊS DO DESENVOLVIMENTO DO QUADRO ASSOCIATIVO E EXPANSÃO. Como encontrar novos associados? INFORMATIVO ROTÁRIO Edição 221 Julho de 2015 ROTARY INTERNATIONAL BRAZIL OFFICE AGOSTO MÊS DO DESENVOLVIMENTO DO QUADRO ASSOCIATIVO E EXPANSÃO Como encontrar novos associados? As principais razões pelas

Leia mais

Altera o Código de Trabalho, Assegurando uma melhor protecção do trabalho de menores

Altera o Código de Trabalho, Assegurando uma melhor protecção do trabalho de menores Grupo Parlamentar Projecto de Lei n.º 847/X Altera o Código de Trabalho, Assegurando uma melhor protecção do trabalho de menores Exposição de Motivos Em todo o mundo mais de 200 milhões de crianças continuam

Leia mais

Projeto da IBFAN Brasil para Fomento das atividades da. Semana Mundial de Aleitamento Materno no Brasil

Projeto da IBFAN Brasil para Fomento das atividades da. Semana Mundial de Aleitamento Materno no Brasil Projeto da IBFAN Brasil para Fomento das atividades da Semana Mundial de Aleitamento Materno no Brasil a ser realizado com apoio do Senac São Paulo e Santander Universidades Maio 2008 2 Nome da organização:

Leia mais

António Lobo Antunes e Eduardo Lourenço. Colóquio "Viver Mais, Viver Melhor", Fórum Gulbenkian de Saúde, Abril de 2009.

António Lobo Antunes e Eduardo Lourenço. Colóquio Viver Mais, Viver Melhor, Fórum Gulbenkian de Saúde, Abril de 2009. Caridade Graça Franco, Laborinho Lúcio, Manuel Braga da Cruz, António Leuschner e António Lobo Antunes. Colóquio "Viver Mais, Viver Melhor", Fórum Gulbenkian de Saúde, Abril de 2009. António Lobo Antunes

Leia mais