Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Sistema Cadastro Único VERSÃO 7.5 MANUAL OPERACIONAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Sistema Cadastro Único VERSÃO 7.5 MANUAL OPERACIONAL"

Transcrição

1 Sistema Cadastro Único VERSÃO 7.5 MANUAL OPERACIONAL 1

2 S U M Á R I O 1 INTRODUÇÃO 1.1 APRESENTAÇÃO 1.2 ORGANIZAÇÃO E USO DO MANUAL 1.3 DÚVIDAS e CANAIS DE ATENDIMENTO 2 VISÃO GERAL DO SISTEMA CADASTRO ÚNICO VERSÃO USOS E ATORES ENVOLVIDOS NO CADASTRO ÚNICO 2.2 O QUE HÁ DE NOVO NO SISTEMA CADASTRO ÚNICO REQUISITOS PARA USO DO SISTEMA CADASTRO ÚNICO 7 3 CONCEITOS 3.1 PRINCIPAIS CONCEITOS VINCULADOS À OPERAÇÃO DO SISTEMA 4 COMO TER ACESSO AO SISTEMA 4.1 TIPOS DE USUÁRIOS 4.2 PERMISSÃO DE ACESSO Grupos de Permissão 4.3 ADMINISTRAR USUÁRIOS Cadastramento de Usuários Cadastramento de Usuários Gestor Cadastramento de Usuários Finais Inclusão de Usuário Final Permissionamento de Usuário Final Desconexão de perfil Modificar Usuário Remover Usuário 5 COMO CADASTRAR ENTREVISTADORES E UTL 5.1 CADASTRAR ENTREVISTADOR 5.2 UNIDADE TERRITORIAL LOCAL 6 BUSCAR FAMÍLIA 6.1 BUSCAR FAMÍLIA PELO CÓDIGO DA FAMÍLIA 6.2 BUSCAR FAMÍLIA PELO NIS 6.3 BUSCAR FAMÍLIA POR INTEGRANTE DA FAMÍLIA 6.4 VISUALIZAÇÃO DOS DADOS DE FAMÍLIA Realizar outra busca 6.5 BUSCAR FAMÍLIA COM OCORRÊNCIA/PENDÊNCIA 6.6 BUSCAR FAMÍLIA EM CADASTRAMENTO 6.7 BUSCAR FAMÍLIA SEM REGISTRO CIVIL 7 COMO CADASTRAR FAMÍLIA 7.1 INSTRUÇÕES GERAIS DE NAVEGAÇÃO Saltos de campos do formulário Botões de navegação e exibição de críticas do sistema Navegação entre blocos 7.1 IDENTIFICAÇÃO E CONTROLE 7.2 CARACTERÍSTICAS DO DOMICÍLIO 2

3 7.3 FAMÍLIA 7.4 IDENTIFICAÇÃO DA PESSOA Dados da Família Selecione Pessoa da Família Adicionar Pessoa Consultar Pessoa Alterar Pessoa Excluir Pessoa Consultar Ocorrências/Pendências 7.5 DOCUMENTOS 7.6 PESSOAS COM DEFICIÊNCIA 7.7 ESCOLARIDADE 7.8 TRABALHO E REMUNERAÇÃO 7.9 RESPONSÁVEL PELA UNIDADE FAMILIAR - RF 7.10 MARCAÇÃO LIVRE PARA O MUNICÍPIO 7.11 FS1 FORMULÁRIO SUPLEMENTAR FS2 FORMULARIO SUPLEMENTAR EMISSÃO DE COMPROVANTE DE CADASTRO 8 VISUALIZAR FAMÍLIA 8.1 AÇÕES PARA ESTA FAMÍLIA Consultar Ocorrências Alterar Família Selecione pessoa da família Continuar inclusão Consultar Endereço Remanescente Troca de Responsável Familiar Consulta Histórico Movimentação Família Imprimir ou Salvar Formulários Consulta Histórico Movimentação Pessoa Excluir 9 GERIR FAMÍLIA 9.1 VISUALIZAR PENDÊNCIAS 9.2 TRANSFERIR PESSOAS OU FAMÍLIAS Transferir Pessoas para Nova Família Transferir Pessoas para Família Existente 9.3 CONSULTA DE HISTÓRICO DA FAMÍLIA 9.4 EXCLUIR FAMÍLIA 3

4 1. INTRODUÇÃO 1.1 APRESENTAÇÃO O presente manual visa apresentar o sistema Cadastro Único 7. Este instrumento serve como fonte de consulta para os gestores e operadores municipais, auxiliando-os nos procedimentos operacionais e de gestão que serão realizados pela prefeitura no sistema. 1.2 ORGANIZAÇÃO E USO DO MANUAL Este manual está organizado em itens com títulos numerados. Possui itens gerais, como esta introdução, Visão Geral do Sistema, Conceitos, Como ter Acesso ao Sistema, Como Cadastrar Entrevistadores e UTL e itens que correspondem às funções do Sistema. Os itens correspondentes às funções do Sistema são apresentados no Manual na ordem em que aparecem visualmente nas telas do Sistema. Exemplo: Buscar Família, Cadastrar Família, Gerir Família e outros. 1.3 DÚVIDAS E CANAIS DE ATENDIMENTO As dúvidas e sugestões sobre o presente Manual e sobre o Sistema Cadastramento Único 7 podem ser direcionadas para os seguintes canais de atendimento: Da Caixa Econômica Federal: Central de Atendimento: Ouvidoria CAIXA: Agência de vinculação da prefeitura Do Ministério do : Coordenação Geral de Atendimento do Departamento do Cadastro Único: (61) / 9787 / 9789 / 9790 / 9792 / 9812 / 9811 Nota 1: É recomendável que, regularmente, seja visitado o sítio da CAIXA (www.caixa.gov.br) ou do MDS (www.mds.gov.br) para verificar a existência de novas informações sobre o Cadastramento Único. 4

5 2. VISÃO GERAL DO SISTEMA CADASTRO ÚNICO USOS E ATORES ENVOLVIDOS NO CADASTRO ÚNICO O Cadastro Único é um instrumento para identificação das famílias em situação de pobreza e vulnerabilidade de todos os municípios brasileiros. Este cadastro possibilita aos Governos federal, estadual e municipal nortear a formulação e a implementação das políticas públicas voltadas para as famílias de baixa renda, ao mesmo tempo que facilita o acesso das famílias cadastradas a essas ações governamentais. São responsáveis pela execução do Cadastro Único: o Ministério do (MDS), os estados, os municípios e a CAIXA. O MDS é o gestor federal do Cadastro Único, é responsável por definir as ações necessárias para seu aprimoramento e fazer as articulações com os estados e municípios para as ações integradas de coleta de dados e seu uso. A CAIXA é o agente operador do Cadastro Único, contratada pelo Ministério do para: desenvolver o Sistema de Cadastro Único, realizar o processamento dos dados cadastrais e atribuir um Número de Identificação Social (NIS) a cada pessoa cadastrada, prestar apoio operacional aos municípios, estados e ao governo federal; capacitar os municípios para a utilização dos sistemas, além de enviar os formulários aos municípios. Os estados fornecem apoio técnico e logístico aos municípios, fortalecendo-os na gestão do Cadastro Único e também estimula a utilização do Cadastro Único pelas secretarias estaduais e municipais na formulação e implantação de programas locais (ou políticas públicas locais). Os municípios são responsáveis por identificar as famílias pobres, registrando os dados nos formulários específicos, inserir no sistema de cadastramento específico os dados das famílias/pessoas, e atualizar as informações das famílias no prazo máximo de 2 anos. 2.2 O QUE HÁ DE NOVO NO SISTEMA CADASTRO ÚNICO 7 O sistema Cadastro Único 7, além de contemplar as funções da versão 6 com algumas alterações, também apresenta novas funcionalidades e traz outras mudanças significativas. Acompanhe: Sistema on-line - resposta imediata para as inclusões e alterações de dados sociais de família e pessoas e, em até 48 horas, para os dados cadastrais, ou seja, os gestores municipais poderão executar as ações de inclusão/manutenção dos dados das famílias/pessoas diretamente na Base do Cadastro Único. Funcionalidade de transferência de pessoas/famílias entre municípios e dentro do mesmo município; Funcionalidade específica para Troca de Responsável Familiar Visualização de pendências no cadastro da família; Geração de relatórios pré-definidos; 5

6 Consulta ao histórico de movimentações (inclusão, alteração e exclusão) de dados das famílias e pessoas cadastradas na Base do Cadastro Único; Preenchimento dos Formulários Suplementares - Os formulários suplementares (1- Vinculação a Programas e Serviços e 2-Pessoa em Situação de Rua ) deverão ser utilizados para identificação de situações específicas que complementam o cadastro da família. Integração entre as políticas municipais e o Cadastro Único - A prefeitura poderá cadastrar informações específicas e de interesse do município em complementação às variáveis do Cadastro Único. Cadastramento de pessoas sem registro civil - Cadastramento e identificação das pessoas sem registro civil, sem causar prejuízos às regras de validação cadastral. Agrupamento de cadastros para gestão pública - Criação do conceito de Unidade Territorial Local, permitindo-se vincular este a unidades de localização definidas de acordo com critérios estabelecidos pela prefeitura, servindo como parâmetro para relatórios / consultas. Preenchimento do Novo Formulário - A implantação do novo formulário ao sistema de cadastro contribuirá para o aperfeiçoamento das informações do Cadastro Único. Visualização de família de outro município - O cadastro de determinada família poderá ser consultado por qualquer prefeitura, por meio da disponibilização de mecanismo de consulta dos cadastros em âmbito nacional. Verificação de Titularidade de CPF - no cadastramento ou alteração cadastral, é feita a verificação do CPF informado com o CPF cadastrado na base da Receita Federal, mediante comparação dos dados de nome, data de nascimento e nome da mãe da pessoa cadastrada, impedindo o cadastramento caso sejam encontradas divergências. Verificação de Unicidade de CPF e Título de Eleitor na Base do Cadastro Único - no cadastramento, é feita a verificação se o CPF e/ou Título de Eleitor informados já constam na Base do Cadastro Único, obrigando a transferência caso a pessoa já esteja cadastrada. Verificação de existência de cadastro na Base do Cadastro Único no cadastramento, independente do grau de parentesco da pessoa na família, é verificado se a pessoa já está cadastrada na Base do Cadastro Único, obrigando a transferência caso a pessoa já esteja cadastrada. Atualização automática do sistema - por ser on-line, as atualizações do sistema e de suas tabelas é automática, sem necessidade de intervenção por parte do operador. Relatórios - Novos relatórios, mais objetivos e flexíveis, e em formato mais amigável, permitindo maior autonomia do usuário para obtenção das informações. Performance - Redução do tempo de resposta de alguns processos, em face das otimizações sistêmicas implementadas, como extinção de processo de extração, transmissão e importação de arquivos. Identificação da família - Implantação de ferramenta de consulta que permite a identificação da família/pessoa pelos critérios de código Familiar, NIS e dados de integrante da família. Atualização de dados cadastrais por outras origens - Apropriação no cadastro dos dados cadastrais das pessoas oriundos de outras origens/órgãos como SUS, MTE, MEC e agências da CAIXA. Modalidades de acesso ao sistema - Perfis diferenciados para acesso ao sistema, objetivando a confiabilidade e fidelidade da base cadastral nacional. Manutenção dos dados das famílias na Base do Cadastro Único - Atualização dos dados 6

7 das famílias/pessoa diretamente no cadastro nacional. Impressão de formulários - possibilidade de impressão de formulários preenchidos e em branco. Interface entre as telas do sistema e campos dos formulários - Padronização da apresentação visual das telas do sistema e dos campos do formulário para facilitar a navegação. Interface com sistema gerador do NIS - Interface On-line com o sistema gerador do NIS (localização ou atribuição de NIS). 2.3 REQUISITOS PARA USO DO SISTEMA CADASTRO ÚNICO 7 Por se tratar de uma aplicação web, não é necessária a utilização de qualquer tipo de instalador. A CAIXA disponibilizará aos usuários o endereço (URL) para acesso ao sistema Cadastro Único versão 7, bastando à prefeitura que ela tenha acesso à Internet. Para esta nova versão do Sistema, os computadores deverão ter: Processador Core 2 Duo de 1,0 MHz ou equivalente; 2 GB de Memória RAM; Disco Rígido SATA de 160GB; Compatível com sistemas operacionais Microsoft Windows Vista e/ou Linux kernel 2.6 ou versões superiores; Acesso à Internet. Para a utilização do Sistema de Cadastro Único Versão 7, recomenda-se a conexão mínima de banda larga para internet de pelo menos 1 MBps em cada local onde o Sistema será utilizado, podendo ser compartilhada por até três computadores. 7

8 3. CONCEITOS No presente capítulo você entrará em contato com conceitos importantes que o auxiliarão na operação do Sistema Cadastro Único 7 e na gestão dos dados nele inseridos e armazenados. Os principais conceitos necessários para o correto preenchimento do formulário, principalmente no que diz respeito à caracterização da família e de cada um de seus moradores, podem ser encontrados no Manual do Entrevistador e nos guias de cadastramento de comunidades tradicionais fornecidos pelo MDS durante as capacitações do novo formulário ou disponíveis para captura no endereço kit entrevistador. 3.1 PRINCIPAIS CONCEITOS VINCULADOS À OPERAÇÃO DO SISTEMA Base do Cadastro Único: é a base nacional de cadastros das famílias constituída a partir da migração da base da versão 6 e das inclusões, alterações e exclusões de dados efetuadas no Sistema Cadastro Único 7. A prefeitura pode consultar os dados de toda a Base do Cadastro Único, mas pode efetuar alterações apenas nos cadastros que estejam vinculados a ela. Código Familiar: é o código gerado pelo sistema na finalização da inclusão da família ou no momento da migração da família da versão 6 e que identifica uma família na Base do Cadastro Único. O código familiar não é repetido na Base do Cadastro Único. Estado Cadastral: é a característica do cadastro de uma família ou pessoa que identifica a situação do cadastramento na Base do Cadastro Único. São possíveis os seguintes estados cadastrais: Estado Cadastral Em Cadastramento Atribuindo NIS Cadastrado Validando NIS Sem Registro Civil Excluído Pessoa Descrição É a pessoa que está sendo incluída: - e não possui todos os dados obrigatórios preenchidos; ou - cujos dados obrigatórios já foram preenchidos, mas apresentam pendências de integridade cadastral; ou - pertence a família no estado cadastral Em Cadastramento. A pessoa será excluída automaticamente após permanecer 30 dias neste estado cadastral. É a pessoa incluída e que aguarda a finalização do processo de geração ou atribuição de NIS, que ocorre em até, no máximo, 48 horas. Os dados das pessoas neste estado cadastral não podem ser alterados ou excluídos. É a pessoa que já está cadastrada e possui NIS. É a pessoa cujos dados de nome, data de nascimento, filiação, naturalidade ou documentação foram alterados e aguarda a finalização do processo de validação de NIS, que ocorre em até, no máximo, 48 horas. Os dados das pessoas neste estado cadastral não podem ser alterados ou excluídos. É a pessoa que não foi registrada em cartório de registro civil (informação vinculada ao campo 4.15 do Formulário Principal). Esta pessoa não possui NIS e não é considerada no cálculo da renda per capita. É a pessoa que foi excluída ou que pertence a família excluída da Base do Cadastro Único. 8

9 Estado Cadastral Em Cadastramento Cadastrado Sem Registro Civil Excluído Família Descrição É a família que está sendo incluída: - e não possui todos os dados obrigatórios preenchidos; ou - cujos dados obrigatórios já foram preenchidos, mas apresentam pendências de integridade cadastral. Famílias que permanecerem neste estado cadastral por mais de 30 dias serão automaticamente excluídas. É a família que já está cadastrada e possui pelo menos um morador em estado cadastral diferente de Sem Registro Civil ou Excluído. É a família composta apenas por pessoas no estado cadastral Sem Registro Civil. É a família que foi excluída ou que teve todo os seus moradores excluídos. 9

10 4. COMO TER ACESSO AO SISTEMA Para segurança das informações, foi desenvolvido um mecanismo de autenticação de usuário por meio de um login e senha, que permite o acesso ao sistema. Neste capítulo, será apresentada uma visão geral dos tipos de usuários e das permissões de acesso possíveis, e serão apresentados os procedimentos para cadastramento de usuários e concessão de permissões. 4.1 TIPOS DE USUÁRIOS Foram definidos dois tipos de usuários de prefeitura: Usuário Gestor (cadastrado pela CAIXA) responsável por cadastrar, realizar manutenções nos cadastros de famílias e atribuir perfil de acesso aos demais usuários da prefeitura. Cada município pode ter até 2 (dois) usuários gestor; Usuário Final (cadastrado pelo usuário gestor do município) responsável por efetuar as manutenções nos cadastros das famílias. 4.2 PERMISSÃO DE ACESSO O Usuário Gestor da Prefeitura possui permissão de acesso a todas as funcionalidades do sistema; portanto, é cadastrado pela Caixa em todos os grupos de permissão simultaneamente Grupos de Permissão Os grupos de permissão definem as funcionalidades do sistema nas quais o usuário final da prefeitura terá acesso. O Usuário Gestor definirá em qual(is) grupo(s) o usuário final será cadastrado, conforme a descrição contida na tabela abaixo: GRUPO DESCRIÇÃO PDUNN003 CONSULTA MUNICIPAL FUNCIONALIDADES - Consulta informativos na vigência - Busca Família pelo Código Familiar - Busca Família pelo NIS - Busca Família pelo Integrante - Busca Família Em Cadastramento no município - Busca Família Sem Registro Civil no município - Emite comprovante de cadastramento - Consulta histórico da Família - Consulta histórico da Pessoa - Consulta histórico do Membro Familiar - Gera relatório PMCMV 10

11 PDUNN004 MANUTENÇÃO CADASTRAL DE VARIÁVEIS SOCIAIS PDUNN005 MANUTENÇÃO CADASTRAL DE TODAS AS VARIÁVEIS - Emite formulário preenchido - Consulta informativos na vigência - Busca Família pelo Código Familiar - Busca Família pelo NIS - Busca Família pelo Integrante - Busca Família do município por ocorrência - Busca Família Em Cadastramento no município - Busca Família Sem Registro Civil no município - Inclui cadastro de Família do município - Altera cadastro de Família do município - Emite comprovante de cadastramento - Consulta histórico da Família - Consulta histórico da Pessoa - Consulta histórico do Membro Familiar - Emite formulário preenchido - Consulta informativos na vigência - Busca Família pelo Código Familiar - Busca Família pelo NIS - Busca Família pelo Integrante - Busca Família do município por ocorrência - Busca Família Em Cadastramento no município - Busca Família Sem Registro Civil no município - Inclui cadastro de Família do município - Altera cadastro de Família do município - Altera dados de Pessoa do município - Exclui Pessoa da Família - Exclui Família - Emite comprovante de cadastramento - Troca Responsável Familiar da família - Consulta histórico da Família - Consulta histórico da Pessoa - Consulta histórico do Membro Familiar 11

12 PDUNN006 GESTOR MUNICIPAL PDUNN007 GERIR FAMÍLIA - Visualiza Painel Gerencial - Mantém usuário do CadÚnico - Solicita Relatórios - Download de Arquivos - Emite formulário em branco - Emite formulário preenchido - Consulta informativos na vigência - Consulta informativos após vigência - Consulta informativos enviados - Inclui informativos para o usuário municipal - Altera informativos - Exclui informativos - Encaminha informativo enviado pelo MDS - Encaminha informativo enviado pelo município - Envia informativos - Busca Família pelo Código Familiar - Busca Família pelo NIS - Busca Família pelo Integrante - Busca Família do município por ocorrência - Busca Família Em Cadastramento no município - Busca Família Sem Registro Civil no município - Mantém entrevistadores do município - Mantém Unidade Territorial Local - Consulta histórico da Família - Consulta histórico da Pessoa - Consulta histórico do Membro Familiar - Mantém usuário de entidade externa - Consulta usuários de entidade externa - Emite formulário em branco - Emite formulário preenchido - Consulta informativos na vigência - Busca Família pelo Código Familiar - Busca Família pelo NIS - Busca Família pelo Integrante - Busca Família do município por ocorrência - Busca Família Em Cadastramento no município - Busca Família Sem Registro Civil no município - Inclui cadastro de Família do município - Altera cadastro de Família do município - Altera dados de Pessoa do município - Exclui Pessoa da Família - Exclui Família - Confirma Atualização Cadastral - Emite comprovante de cadastramento - Transfere Pessoas e Famílias - Troca Responsável Familiar da Família - Consulta histórico da Família - Consulta histórico da Pessoa - Consulta histórico de Membro Familiar - Gere Família 12

13 4.3 ADMINISTRAR USUÁRIOS Cadastramento de Usuários O cadastramento de usuários é feito de forma diferenciada para os diferentes tipos de usuários apresentados Cadastramento de Usuários Gestor O cadastramento do Usuário Gestor do município será feito pela CAIXA mediante entrega de Ficha de Cadastramento de Usuário Externo-FICUS/E à agência de vinculação da prefeitura. A FICUS/E pode ser obtida junto à agência da CAIXA e deve ser devidamente preenchida pelo município, inclusive com o do representante da prefeitura. Em até, no máximo, 5 dias úteis após a entrega da FICUS/E na Agência da CAIXA, o Usuário Gestor receberá um da CAIXA informando sobre o seu cadastramento e solicitando que seja acessado o link da página de cadastramento de senha, conforme exemplo abaixo. Caso o usuário não receba o e- mail em cinco dias, entrar em contato com a Central de atendimento da CAIXA para verificar o andamento do cadastramento. ATENÇÃO: O link abaixo é apenas um exemplo. Você deverá informar no seu navegador de internet o link recebido no de confirmação de cadastramento no sistema. 13

14 Ao acessar o link, o usuário será direcionado para a página de cadastro da senha. Após o preenchimento de todos os campos, acionar o botão ENVIAR. O sistema exibirá a seguinte mensagem: Após esse procedimento, o Usuário Gestor poderá acessar o Sistema do Cadastro Único no endereço https://www.cadastrounico.caixa.gov.br e cadastrar os outros usuários da prefeitura. LEMBRETE: O usuário gestor já será cadastrado com todos os perfis possíveis, tendo acesso a todas as funcionalidades do Sistema Cadastramento de Usuários Finais O cadastramento de Usuário Final só poderá ser feito pelo(s) Usuário(s) Gestor da prefeitura, portanto as orientações abaixo só poderão ser seguidas se você foi cadastrado com este perfil conforme orientações contidas no item anterior. O cadastramento do Usuário Final é realizado através da aba ADMINISTRAR USUÁRIOS. Para que o Usuário Final possa acessar o Sistema Cadastro Único 7, é necessário que o Usuário Gestor cumpra duas etapas: - Inclusão de usuário: o Usuário Gestor cadastra a pessoa escolhida na base de usuários dos sistemas da CAIXA. - Atribuição de perfil: o Usuário Gestor define as funcionalidades que poderão ser acessadas pelo usuário incluído Inclusão de Usuário Final Para efetuar a inclusão do Usuário Final, o Usuário Gestor deve acessar o Sistema Cadastro Único 7 no endereço https://www.cadastrounico.caixa.gov.br, informando o Usuário ( informado na 14

15 FICUS-E) e a senha (cadastrada no endereço informado no , conforme descrito no item ) e, após, acionar o botão CONFIRMAR. Digitar aqui o informado na FICUS-E de cadastramento Digitar aqui a senha cadastrada Após informar usuário e senha, acionar este botão para acesso ao Sistema Passo 1) Na tela inicial, selecionar a opção ADMINISTRAR USUÁRIOS. Passo 2) A seguir, selecionar a aba CADASTRO, digitar novamente o login ( cadastrado) e senha e clicar no botão CONFIRMAR. Digitar aqui o informado na FICUS/E Digitar aqui a senha de acesso Após, acionar o botão CONFIRMAR 15

16 Passo 3) Na página seguinte, acionar a opção 1 - CADASTRAR USUÁRIO Passo 4) Informar o NIS do Usuário Final Passo 5) Clicar no botão BUSCAR Após informar o NIS do Usuário Final a ser cadastrado, clicar aqui Informar o NIS do Usuário Final que deseja cadastrar IMPORTANTE: Para que um usuário seja incluído é imprescindível que ele possua NIS/PIS/PASEP. O resultado da busca será exibido na tela seguinte, onde o Usuário Gestor deverá confirmar se os dados apresentados (nome, CPF, data de nascimento e CNPJ da prefeitura de vinculação) correspondem ao usuário que deseja incluir. Passo 6) Digitar o do usuário que será cadastrado no campo LOGIN Passo 7) Clicar no botão PRÓXIMO. 16

17 Informar o do Usuário Final que deseja cadastrar Após informar o do Usuário Final, clicar aqui IMPORTANTE: Observar mensagem de alerta quanto à conversão do NIS do usuário informando qual o NIS ativo atualmente. Esta mensagem não será exibida para todos os usuários a serem cadastrados. É aconselhável que sempre que ela seja exibida o usuário seja informado sobre qual o seu NIS ativo. IMPORTANTE: Fique atento ao endereço de informado, pois, caso ele possua algum erro, o usuário cadastrado não receberá o de cadastro e troca senha, sendo necessário refazer o cadastramento Passo 8) Na tela seguinte, clicar no botão CONCLUIR. O sistema exibirá a seguinte mensagem: 17

18 Nesse momento, foi finalizada a primeira etapa do processo de cadastramento do Usuário Final. Com isto, o usuário final receberá um com o link de acesso à página de cadastramento da senha e deverá executar os mesmos passos e tomar os mesmos cuidados descritos no item IMPORTANTE: Diferente do cadastramento do Usuário Gestor, caso o Usuário Final não receba o com o link para cadastramento de senha, a alteração de senha não deverá ser solicitada para a CAIXA, mas deverá ser feita pelo Usuário Gestor. Após a inclusão do Usuário Final, é necessário informar quais as funcionalidades poderão ser acessadas por ele. Para isto, é necessário acessar a funcionalidade de PERMISSIONAMENTO, que veremos a seguir Permissionamento de Usuário Final O permissionamento é necessário para que, ao ser acessado o Sistema Cadastro Único 7, saiba quais funcionalidades podem ser exibidas para o usuário que o acessa. As permissões de acesso estão descritas no quadro do item do presente manual. Para efetuar o permissionamento de um Usuário Final: Passo 1) Em ADMINISTRAR USUÁRIOS, acessar a aba PERMISSIONAMENTO; Passo 2) Na nova janela aberta, efetuar login informando o mesmo usuário e senha de acesso ao sistema Cadúnico7; 18

19 Passo 3) Na lista de serviços autorizados, clicar em SISGR SISTEMA INTEGRADO DE SEGURANÇA ; Passo 4) Clicar na opção ADMINISTRAÇÃO DE AUTORIZAÇÃO ; Passo 5) Na opção AUTORIZAÇÃO DE USUÁRIO INTERNET, clicar na opção MANUTENÇÃO USUÁRIO DE ENTIDADE EXTERNA ; Passo 6) Informar o NIS do usuário a ser permissionado e clicar em Buscar (o sistema exibido acima do NIS deve ser DUN SIDUN-CADASTRO ÚNICO 7 ); 19

20 Passo 7) Selecionar o(s) perfil(is) a ser(em) concedido(s) ao usuário (marcando apenas na coluna USUÁRIO) e clicar no botão de cor verde, na coluna Manter ; IMPORTANTE: Para efetuar o permissionamento, é interessante ter em mãos a tabela de perfis que consta no item IMPORTANTE: Caso um perfil da tabela não possibilite o acesso à todas as funcionalidades desejadas para o usuário cadastrado, poderão ser associados tantos perfis quanto necessários para liberação de todas as funcionalidades desejadas. Para tanto, o passo descrito deverá ser repetido, associando um perfil de cada vez. Passo 8) Será exibida mensagem confirmando a operação. IMPORTANTE: Se o Usuário Gestor desejar que o Usuário Final acesse o sistema apenas em um determinado horário, deverá informá-lo no campo com restrição de horário. Por exemplo, se o usuário puder acessar o sistema apenas das 09:00 às 18:00, deverá ser marcado, neste campo, de 09:00 até 18:00 e o sistema estará fechado, para este usuário, em qualquer horário fora deste intervalo. Caso contrário, manter a marcação padrão do Sistema (de 00:00 até 23:59) Desconexão de Perfil A desconexão de perfil permite que, a qualquer momento, o Usuário Gestor retire um permissionamento dado anteriormente a um Usuário Final. Além disso, é necessário efetuar a desconexão de todos os perfis de um usuário cadastrado antes de comandar a sua exclusão definitiva. Para desconectar o perfil de um Usuário Final: Passo 1) Acessar a funcionalidade ADMINISTRAR USUÁRIOS / PERMISSIONAMENTO. Passo 2) Efetuar login informando usuário e senha de acesso ao sistema Cadúnico7; Passo 3) Na lista de serviços autorizados, clicar em SISGR SISTEMA INTEGRADO DE SEGURANÇA ; 20

21 Passo 4) Clicar na opção ADMINISTRAÇÃO DE AUTORIZAÇÃO ; Passo 5) Na opção AUTORIZAÇÃO DE USUÁRIO INTERNET, clicar na opção MANUTENÇÃO USUÁRIO DE ENTIDADE EXTERNA ; Passo 6) Informar o NIS do usuário a ser desconectado e clicar em Buscar (o sistema exibido acima do NIS deve ser DUN SIDUN-CADASTRO ÚNICO 7 ); Passo 7) Selecionar o perfil a ser removido e clicar no botão de cor vermelha, na coluna Manter Modificar Usuário Esta funcionalidade permite ao gestor ou responsável poder efetuar alterações nos dados dos usuários de seu município, seguindo os passos abaixo: Passo 1) Na aba CADASTRO, da funcionalidade ADMINISTRAR USUÁRIOS, selecionar a opção MODIFICAR USUÁRIO. Passo 2) Digitar o Login ( cadastrado), CPF ou NIS. Passo 3) Clicar em BUSCAR. IMPORTANTE: Caso o campo de login estiver vazio, o sistema retornará todos os usuários cadastrados pelo representante. A consulta também pode ser efetuada informando os dados como login, CPF e NIS. Passo 4) Clicar no nome do usuário. 21

22 Passo 5) Na próxima tela, alterar os dados desejados e clicar em PRÓXIMO. 22

23 4.3.4 Remover Usuário Esta funcionalidade permite que o gestor ou responsável remova o cadastro de qualquer usuário vinculado a sua prefeitura. Para remover um usuário: Passo 1) Selecionar a opção ADMINISTRAR USUÁRIOS. Passo 2) Clicar na opção CADASTRO. Passo 3) Digitar Login ( ) e Senha. Passo 4) Selecionar a opção REMOVER USUÁRIO. 23

24 Passo 5) Efetuar a Busca pelo usuário, que pode ser feita pelas seguintes formas: por login ( ), CPF ou NIS. Passo 6) Para remover o usuário, basta clicar nome encontrado e confirmar no botão OK. 24

25 A seguinte mensagem de confirmação será apresentada: 25

26 5. COMO CADASTRAR ENTREVISTADORES E UTL 5.1 CADASTRAR ENTREVISTADOR Permite que o usuário realize a manutenção (Inclusão, Alteração ou Exclusão) de dados dos entrevistadores que realizam a coleta de dados no município. Em primeiro lugar, o usuário deverá realizar consulta na base para identificar se o entrevistador já está cadastrado, de forma a evitar a multiplicidade de dados. Os dados obrigatórios para consulta são: Nome do entrevistador CPF entrevistador Escolaridade Cargo/função Tipo de vínculo (celetista, estatutário, estagiário, contrato temporário, prestador de serviços) Caso o entrevistador não esteja cadastrado, o sistema exibirá mensagem solicitando a confirmação do cadastro. ATENÇÃO! A exclusão do cadastro de um entrevistador só será permitida pelo sistema se não houver nenhuma família cadastrada vinculada a esse entrevistador. Caso no momento da exclusão de um entrevistador o sistema identifique cadastros vinculados a ele, o usuário deverá primeiramente atualizar o cadastro das famílias com outro entrevistador para finalmente realizar a exclusão. 26

27 5.2 UNIDADE TERRITORIAL LOCAL Permite que o usuário realize a criação e a manutenção da tabela de Unidade Territorial Local composta por código e descrição. A manutenção envolve as seguintes ações: Inclusão, Alteração ou Exclusão dos dados das Unidades Territoriais Locais do município. ATENÇÃO! O uso da Unidade Territorial Local não é obrigatório. O município só poderá iniciar a manutenção da tabela caso opte por utilizar a informação, cadastrada por meio do campo Para iniciar a utilização do campo 1.19 Unidade Territorial Local, o usuário deverá habilitar o seu uso clicando no marcador localizado ao lado do item Habilitar o campo Unidade Territorial Local, conforme figura abaixo: A seguir, para realizar o cadastramento de uma UTL (Unidade Territorial Local), o usuário deverá primeiro realizar consulta na base para identificar se ela já está cadastrada, de forma a evitar a multiplicidade de dados. Os dados obrigatórios para consulta são: Código Descrição Caso a UTL não esteja cadastrada, o sistema exibirá mensagem solicitando a confirmação de sua inclusão. 27

28 ATENÇÃO! Uma vez que o campo Unidade Territorial Local seja habilitado para utilização pelo município, ele não poderá em hipótese alguma ser desabilitado. Seu uso a partir de então se tornará obrigatório para todos os cadastros do município, tanto os migrados quanto aqueles incluídos na Versão 7. 28

29 6. BUSCAR FAMÍLIA A funcionalidade BUSCAR FAMÍLIA permite a consulta de dados das famílias e pessoas cadastradas na base nacional do Cadastro Único. Além desses dados, também é possível consultar o endereço tal qual cadastrado na versão 6 mediante acesso à funcionalidade Consultar Endereço Remanescente. Para efetivação da consulta, o operador pode optar por três parâmetros distintos: Código Familiar, NIS e Integrante da Família. Além disso, é possível consultar as famílias Sem Registro Civil e Em Cadastramento do município de vinculação do usuário. 6.1 BUSCAR FAMÍLIA PELO CÓDIGO DA FAMÍLIA Esta função tem por finalidade realizar consulta aos dados de determinada família/pessoa utilizando o número do Código Familiar. O código familiar é a identificação numérica da família, composto por 11 dígitos e gerado automaticamente pelo Sistema em duas situações: - no momento da migração das famílias cadastradas nas versões anteriores; - no cadastramento de uma família nova pela versão 7, após a inclusão dos blocos 1 a 3 da família e do bloco 4 da primeira pessoa. Procedimentos para consulta: Passo 1) Certifique-se de que a aba CÓDIGO DA FAMÍLIA está selecionada. Passo 2) Informe o Código Familiar e pressione o botão BUSCAR. 29

30 Informar o Código Familiar e clicar em buscar para efetuar a consulta Passo 3) O Sistema exibe os dados da família para consulta. Importante: Se o Sistema não localizar a família, será exibida a seguinte mensagem: 6.2 BUSCAR FAMÍLIA PELO NIS Nesta funcionalidade, poderá ser feita a consulta utilizando-se o NIS da pessoa que se deseja localizar. Procedimentos para consulta: Passo 1) Certifique-se de que a aba PELO NIS está selecionada. Passo 2) Informe o NIS da pessoa que deseja consultar e pressione o botão BUSCAR. 30

31 Informar o NIS e clicar em buscar para efetuar a consulta Passo 3) Caso a pessoa seja localizada, a tela abaixo será apresentada. Clique no Código Familiar para acessar as informações da família. 31

32 Caso a pessoa consultada esteja cadastrada em mais de uma família, o Sistema apresentará a relação de todos os cadastros, conforme tela abaixo. O usuário poderá escolher quais informações quer visualizar, bastando para isso clicar no código familiar desejado. Caso o campo NIS seja preenchido com um valor inválido ou inexistente, o sistema apresentará a seguinte mensagem: 6.3 BUSCAR FAMÍLIA POR INTEGRANTE DA FAMÍLIA Nesta funcionalidade, a consulta poderá ser realizada utilizando-se as seguintes informações da pessoa: Nome; Data de nascimento; Nome da mãe; Nome do pai; Tipo de certidão; RG; CPF; Titulo de Eleitor; Carteira de Trabalho. Procedimentos para consulta: Passo 1) Certifique-se de que a aba INTEGRANTE DA FAMÍLIA está selecionada. Passo 2) Informe os dados para consulta e pressione o botão BUSCAR. 32

33 IMPORTANTE: Na consulta por integrante da família, é obrigatório o preenchimento do NOME da pessoa e pelo menos outras DUAS informações. Passo 3) Caso a pessoa seja localizada, a tela abaixo será apresentada. Clique no Código Familiar para acessar as informações da família. 33

34 Caso a pessoa não seja localizada, o Sistema apresentará a seguinte mensagem: 6.4 VISUALIZAÇÃO DOS DADOS DE FAMÍLIA Independente da forma de busca utilizada pelo usuário, o resultado sempre será apresentado na tela VISUALIZAR FAMÍLIA. A principal diferença é que na consulta por CÓDIGO DA FAMÍLIA, a tela VISUALIZAR FAMÍLIA é apresentada diretamente, enquanto nas consultas por NIS e INTEGRANTE DA FAMÍLIA, é necessário que o usuário clique no CÓDIGO FAMILIAR para visualizar os dados. Durante a realização da consulta aos dados da família ou de seus componentes, as informações abaixo ficarão sempre visíveis e as opções disponíveis poderão ser acionadas a qualquer momento. 34

35 Realizar outra busca O botão é acionado a qualquer momento para retornar à tela inicial do sistema quando se deseja realizar a busca de dados de família e pessoas diferentes daquelas da consulta atual. ATENÇÃO: Durante a consulta aos dados de família (blocos 1 a 3, 9 a 10 e Formulário Suplementar 1) o acionamento do botão não permite o acesso aos dados de outra família, permanecendo a última tela consultada antes de ele ser acionado. 6.5 BUSCAR FAMÍLIA COM OCORRÊNCIA/PENDÊNCIA Esta função possibilita ao usuário visualizar as famílias que possuem pendência ou ocorrência no cadastro. As pendências são críticas efetuadas pelo sistema, no caso de descumprimento de regras do cadastro. As ocorrências são ações executadas na família/pessoa. a) Clicar na opção OCORRÊNCIA/PENDÊNCIA. b) O sistema exibe os Subgrupos. 35

36 c) Clicar na pendência. Serão exibidos os perfis existentes no referido subgrupo. d) Clicar no quadrado, para selecionar o perfil desejado. e) Clicar em BUSCAR, para exibição dos relatórios. 36

37 37

38 IMPORTANTE: Se não houver nenhuma família dentro do perfil de pendência/ocorrência buscado, será gerada a seguinte mensagem: Nenhum registro encontrado com os dados informado. 6.6 BUSCAR FAMÍLIAS EM CADASTRAMENTO Este tipo de consulta permite visualizar as famílias do município de vinculação do usuário que estão no estado cadastral EM CADASTRAMENTO. IMPORTANTE: Caso o cadastro das famílias EM CADASTRAMENTO não for finalizado em até 30 dias após a data da inclusão, o Sistema fará a exclusão automática do cadastro. Procedimentos para consulta: Passo 1) Para esta consulta, basta selecionar a aba FAMÍLIAS EM CADASTRAMENTO. 38

39 Passo 2) Para acessar os dados da família, basta clicar no Código Familiar correspondente. 6.7 BUSCAR FAMÍLIAS SEM REGISTRO CIVIL Este tipo de consulta permite visualizar as famílias do município de vinculação do usuário que estão no estado cadastral SEM REGISTRO CIVIL. Procedimentos para consulta: Passo 1) Para esta consulta, basta selecionar a aba FAMÍLIAS SEM REGISTRO CIVIL. O sistema exibe a lista de famílias no estado cadastral SEM REGISTRO CIVIL. 39

40 Passo 2) Para selecionar a família, basta clicar no Código Familiar correspondente. 40

41 7. COMO CADASTRAR FAMÍLIA O cadastramento de famílias é feito através da funcionalidade Cadastrar Família, disponível no menu principal do sistema, conforme tela abaixo: Após seleção da funcionalidade, será exibida a tela abaixo, com as abas dos blocos correspondentes aos dados de família do formulário de cadastramento. 41

42 7.1 INSTRUÇÕES GERAIS DE NAVEGAÇÃO Para facilitar o processo de cadastramento das famílias no Sistema Cadastro Único 7 é importante observar algumas instruções gerais a respeito da navegação no sistema Saltos de campos do formulário O formulário de cadastramento apresenta saltos de campos de acordo com a obrigatoriedade ou não de preenchimento de alguns dados a partir de outros preenchidos anteriormente. Esses saltos são representados, no formulário, por setas e orientações como as seguintes: No Sistema Cadastro Único 7, os saltos do formulário correspondem à blindagem dos respectivos campos, impedindo a digitação nesses campos. EXEMPLO 1: você deseja cadastrar uma família que reside em um domicílio particular improvisado. Para isto, você faz a correta marcação do campo 2.02 e os demais campos do bloco são automaticamente blindados. Marcação campo 2.02 Campos blindados 42

43 No exemplo acima, ainda que os campos não obrigatórios do bloco 2 tenham sido blindados, para efetivar a gravação dos dados é necessário acionar o botão CONTINUAR CADASTRO no final da página Botões de navegação e exibição de críticas do sistema Na navegação durante o cadastramento de uma família há dois botões principais que possibilitam a navegação no formulário: e O botão será visível apenas nos blocos 1 a 3 do formulário e enquanto não houver sido salvo dado algum no bloco 4 do primeiro morador. O acionamento deste botão não salva os dados, apenas permite que o sistema faça as críticas de consistência do cadastro e informe as inconsistências identificadas ou, caso não existam inconsistências, abra a tela para preenchimento do bloco seguinte. EXEMPLO 2: durante o cadastramento de uma família, o operador omitiu a informação do campo 3.01, impossibilitando a caracterização da família como indígena ou não. Por ser campo obrigatório, quando o botão CONTINUAR CADASTRO foi acionado o sistema exibiu a crítica referente à inconsistência. Campo 3.01 sem marcação 43

44 Exibição da crítica do sistema EXEMPLO 3: para solucionar a inconsistência, o operador faz a marcação do campo 3.01 e aciona o botão CONTINUAR CADASTRO. O sistema grava a informação e exibe a tela do bloco seguinte para preenchimento. Informação do campo

45 Bloco 4 habilitado para preenchimento O botão será visível a partir do bloco 4 do primeiro morador e, depois de salvas as informações deste bloco, também será visível nos blocos 1 a 3. O acionamento deste botão permite que o sistema faça as críticas de consistência do cadastro e informe as inconsistências identificadas ou, caso não existam inconsistências, salve os dados do bloco onde foi acionado e abra a tela para preenchimento do bloco seguinte. EXEMPLO 4: depois de salvar os dados de identificação de um morador da família, você identifica que o dado de endereço está incorreto, faltando uma letra no nome da rua. Você retorna ao bloco 1 e efetua o acerto necessário. 45

46 Tela inicial do cadastramento, após o acesso à funcionalidade e digitação dos dados do Bloco 1 Nome da rua incorreto Botão CONTINUAR CADASTRO (ainda não foram salvos dados digitados até aqui) 46

47 Tela exibida para cadastramento dos dados do Bloco 4 do primeiro morador Botão SALVAR E CONTINUAR CADASTRO (dados digitados até aqui serão salvos caso não haja inconsistências) 47

48 Tela exibida após a inclusão do Bloco 4 e primeiros dados salvos Bloco 5 habilitado para digitação 48

49 Tela do Bloco 1 acessada para correção do nome da rua Botão SALVAR E CONTINUAR habilitado Navegação entre blocos Até a inclusão e gravação dos dados do bloco 4 Identificação da Pessoa do primeiro morador, um bloco só será habilitado para digitação após a confirmação do preenchimento dos dados do bloco anterior, pois nenhum dado foi efetivamente salvo na Base do Cadastro Único. EXEMPLO 5: no cadastramento de família em situação de rua, não há necessidade de preenchimento dos dados do bloco 2 Características do Domicílio. Os campos deste bloco estarão blindados sem possibilidade de preenchimento, conforme tela abaixo: 49

50 Se tentarmos continuar o cadastramento acionando diretamente a aba do bloco 3, o sistema não permitirá, pois ainda não foi confirmada a informação de que o bloco 2 realmente não possui dados a serem preenchidos. O Bloco 3 será aberto automaticamente para preenchimento somente após acionarmos o botão CONTINUAR CADASTRO. 50

51 Não é permitido o acesso direto ao bloco pela aba Acione este botão para continuar o cadastramento Também pelo fato dos dados não terem sido gravado na base do Cadastro Único, não é possível o retorno a um bloco anterior até que o Bloco 4 Identificação da Pessoa do primeiro morador tenha sido preenchido. EXEMPLO 6: suponhamos que no exemplo 1 verificamos que a família não está em situação de rua e o bloco 2 foi blindado devido à informação incorreta de preenchimento de Formulário Suplementar 2 no campo 1.09 do Bloco 1. Marcação incorreta O sistema não permitirá o retorno direto ao bloco 1 para correção da informação. Neste caso, há duas soluções possíveis: continuar o cadastramento até que os dados do bloco 4 do primeiro morador sejam preenchidos e salvos ou acionar a funcionalidade Cadastrar Família novamente para que o bloco 1 seja aberto novamente e o processo de cadastramento possa ser reiniciado. 51

52 Durante o cadastramento de uma família, a navegação direta pelas abas dos blocos só será permitida após o preenchimento, confirmação e gravação dos dados obrigatórios do Bloco 4 Identificação da Pessoa do primeiro morador e desde que o bloco deseja possua dados gravados. EXEMPLO 7: suponhamos que no exemplo 2 tenhamos decidido continuar o cadastramento com o dado do campo 1.09 incorreto e retornar ao bloco 1 para correção após a gravação dos dados do Bloco 4 da primeira pessoa, quando será exibida a tela abaixo, na qual podemos acionar diretamente a aba referente ao bloco 1. Acione esta aba para acessar o bloco 1 e corrigir o dado incorreto do campo 1.09 do bloco 1 EXEMPLO 8: se, no caso acima, após a correção do campo 1.09 e do bloco 2, que passou a ser obrigatório, desejarmos continuar o cadastramento dos dados do bloco 5, não será possível acioná-lo diretamente uma vez que ele não possuía dados preenchidos ou gravados. A tela referente ao bloco 3 será exibida após a gravação dos dados do bloco 2 e, para preencher os dados do bloco 5 será necessário acessá-lo diretamente. 52

53 Tela exibida após a alteração dos dados do Bloco IDENTIFICAÇÃO E CONTROLE O bloco IDENTIFICAÇÃO E CONTROLE permite ao Operador Municipal efetuar o cadastro da família, inserindo informações sobre o controle dos formulários, o endereço da família identificação do entrevistador e reúne informações sobre o controle dos formulários. O campo Código Familiar possui 11 posições e será gerado pelo aplicativo, após gravação dos blocos 1 a 3(dados de família) e bloco 4 da primeira pessoa cadastrada na família. Os campos 1.02 a 1.06 serão automaticamente preenchidos pelo Sistema do Cadastro Único 7 a partir do endereço informado para a família. Para preenchimento do campo 1.21, a prefeitura deve cadastrar todos os entrevistadores no Sistema Cadastro Único, na funcionalidade Administrar Sistema, opção Cadastrar entrevistador. Enquanto os campos obrigatórios não forem preenchidos e salvos, não será permitido ao usuário acesso aos demais blocos. 53

54 54

55 Para preenchimento dos campos o usuário deve: a) Clicar no bloco Identificação de Controle. b) Preencher todos os campos obrigatórios c) Digitar o CPF do entrevistador no campo 1.22 e clicar em Associar. Nota 1: Caso não seja informado nenhum CPF, o sistema ira exibir a seguinte mensagem: CPF não informado. 55

56 Nota 2: Caso não seja identificado o CPF, o sistema ira exibir a seguinte mensagem: Nenhum registro encontrado com o CPF informado. Favor, incluir o entrevistador. d) Clicar em CONTINUAR CADASTRO. e) As informações digitadas serão salvas e será exibido o bloco 2 Características do domicílio para preenchimento. Importante: Os blocos já preenchidos serão inabilitados, não sendo possível o acesso às informações já digitadas e salvas, enquanto não for finalizado o cadastro da família. Importante: Se houver campos com erro no preenchimento, será gerada mensagem informando os campos para correção. 7.2 CARACTERÍSTICAS DO DOMICÍLIO O bloco CARACTERÍSTICAS DO DOMICÍLIO permite que o Operador Municipal identifique a espécie do domicílio e suas características. realize a descrição do domicílio. 56

57 a) O usuário deve preencher os campos necessários para efetivar a inclusão que a inclusão seja efetuada com sucesso. b) Ao termino do Após preenchimento das informações, será necessário que o usuário confirme para prosseguir usando o botão. o usuário deve clicar em CONTINUAR CADASTRO. c) As informações digitadas serão salvas e será exibido o bloco 3 Família para preenchimento. campos.. Importante: Os blocos já preenchidos serão inabilitados, não sendo possível o acesso às informações já digitadas e salvas, enquanto não for finalizado o cadastro da família. Importante: Se houver campos com erro no preenchimento, será gerada mensagem informando os campos para correção FAMÍLIA O bloco FAMÍLIA permite ao Operador Municipal incluir dados relacionados à família 57

58 58

59 a) O usuário deve preencher todos os campos necessários para efetivar a inclusão. que a inclusão seja efetuada com sucesso. b) Ao termino do preenchimento das informações, o usuário deve clicar no botão será necessário que o usuário confirme para prosseguir usando o botão CONTINUAR CADASTRO. c) As informações digitadas serão salvas e será exibido o bloco 4 Identificação da pessoa para preenchimento. IMPORTANTE: Os blocos já preenchidos serão inabilitados, não sendo possível o acesso às informações já digitadas e salvas, enquanto não for finalizado o cadastro da família IMPORTANTE: Se houver campos com erro no preenchimento, será gerada mensagem informando os campos para correção. 59

60 7.4 IDENTIFICAÇÃO DA PESSOA O bloco IDENTIFICAÇÃO DA PESSOA permite que o Operador Municipal caracterize cada morador da família que está sendo cadastrada. 60

61 a) O usuário deve preencher todos os campos necessários para efetivar a inclusão. que a inclusão seja efetuada com sucesso. b) Ao termino do preenchimento das informações, o usuário deve clicar no botão será necessário que o usuário confirme para prosseguir usando o botão SALVAR E CONTINUAR. c) As informações digitadas serão salvas e será exibido o bloco 5 Documentos para preenchimento. d) O sistema exibirá a tela Dados da Família e a seguinte mensagem: IMPORTANTE: Se houver campos com erro no preenchimento, será gerada mensagem informando os campos para correção. Embora o cadastro não tenha sido finalizado, foi gerado o código familiar porque foram preenchidos os blocos 1,2,3 e 4. A família encontra-se no estado cadastral Em cadastramento e se o cadastro não for finalizado pelo usuário em até 30 dias, com o devido preenchimento das informações obrigatórias, os dados digitados serão excluídos. O sistema irá gerar a seguinte mensagem de alerta: 61

62 7.4.1 Dados da Família Ao clicar no botão CONTINUAR CADASTRO, será exibida a tela Dados da família, contendo diversos dados, inclusive o código familiar gerado pelo sistema e o estado cadastral a família Em cadastramento. Onde reunirá informações da família em cadastramento. Serão exibidos também os blocos 1,2,3, 9, 10 e FS1. O usuário poderá acessar diretamente as informações por meio dos blocos. IMPORTANTE: Os blocos 1,2,3 e 4 serão habilitados para alteração nos referidos campos.só será possível fazer correções entre os campos já informados logo referentes às abas1, 2, 3 e 4. 62

63 7.4.2 Selecione Pessoa da Família Nessa área serão apresentados os integrantes da família e as ações permitidas no cadastro da pessoa. a) O usuário deve clicar no botão SELECIONE PESSOA DA FAMÍLIA. b) O usuário deve selecionar a pessoa e clicar na ação desejada: Adicionar Pessoa, Consultar Pessoa, Alterar Pessoa, Excluir Pessoa e Consultar Ocorrências. Importante: Consulte o conceito das ações Adicionar Pessoa, Consultar Pessoa, Alterar Pessoa, Excluir Pessoa e Consultar Ocorrências nos itens logo abaixo. 63

64 Adicionar Pessoa Este caso de uso permite que o Operador Municipal realize inclusões no cadastro de Pessoas, no âmbito do município. 64

65 Consultar Pessoa Traz informações da pessoa selecionada. Esta ação permite consultar os dados da pessoa. 65

66 IMPORTANTE: A ação retornará para o passo 6.4 identificação da pessoa, para visualização dos dados cadastrados. Importante: Para prosseguir com a visualização dos dados cadastrados, o usuário deve selecionar o bloco desejado. É necessário que o usuário navegue entre as abas referentes à pessoa como 5 documentos, por exemplo Alterar Pessoa Esta ação permiti fazer alterações nos dados cadastrados da pessoa selecionada. 66

67 a) Após alteração dos dados, o usuário deve clicar no botão SALVAR E CONTINUAR para salvar os dados alterados e prosseguir com a alteração no próximo bloco, se for o caso. Para prosseguir e salvar as alterações é necessário clicar no botão SALVAR E CONTINUAR. 67

68 Excluir Pessoa Exclui a pessoa selecionada. Esta ação permite excluir uma pessoa, que encontra-se no estado cadastral Em cadastramento e Cadastrada. a) Selecione a pessoa a ser excluída. b) Informe o motivo para exclusão da pessoa. Selecione o motivo da exclusão, clicando no circulo ao lado do motivo. 68

69 b) Preencher os dados exibidos e clique no botão CONFIRMAR. c) O Sistema exibirá uma mensagem de confirmação. Clicar em SIM. c) Será exibida a mensagem: A exclusão foi realizada com sucesso. IMPORTANTE: Os campos específicos de cada motivo da exclusão devem ser preenchidos pelo usuário. 69

70 Consultar Ocorrências/Pendências Permite que o Operador Municipal consulte as famílias com ocorrências a partir de uma lista de ocorrências/pendências. São dois os grupos ocorrências, 1º Pendência e 2º Ocorrência que se dividem em subgrupos e tipos. Consulta Família por Tipo de Ocorrência/Pendência O sistema solicita a seleção do primeiro filtro de pesquisa; O sistema solicita a seleção do grupo para consulta; O Operador Municipal seleciona o grupo; O Sistema solicita a seleção do subgrupo para consulta; O Operador Municipal seleciona o subgrupo; O Sistema solicita a seleção do tipo de ocorrência/pendência para consulta; O Operador Municipal seleciona o tipo de ocorrência/pendência; O sistema solicita a seleção do segundo filtro de pesquisa; O sistema solicita a seleção do grupo para consulta; O Operador Municipal seleciona o grupo; O Sistema solicita a seleção do subgrupo para consulta; O Operador Municipal seleciona o subgrupo; O Sistema solicita a seleção do tipo de ocorrência/pendência para consulta; O Operador Municipal seleciona o tipo de ocorrência/pendência; O Sistema exibe as famílias que possuem o tipo de ocorrência/pendência informado; O Operador Municipal seleciona a família e efetue os devidos acertos. 70

71 1º Consultar Pendências 2º Consultar Ocorrências 71

72 a) O sistema exibe dados da família com respectiva composição familiar e a relação de pendência(s) e ocorrência(s) da família; b) O usuário Selecione a opção Consulta Pendências da Família ou Consulta Ocorrência da família ; 72

73 c) O usuário escolhe a pessoa desejada; d) O usuário seleciona a opção Tratar as Ocorrências" ou Tratar as Pendências e efetua o devido acerto. 73

74 7.5 DOCUMENTOS O bloco DOCUMENTOS permite que o Operador Municipal inclua as informações de todos os documentos de cada morador da família que está sendo cadastrado. O Operador Municipal deve continuar o cadastro da pessoa, preenchendo os campos necessários. 74

75 IMPORTANTE: Caso um campo obrigatório não seja preenchido de forma adequada, o sistema informará os campos necessários para o cadastramento. a) O usuário deve preencher todos os campos necessários para efetivar a inclusão. para que a inclusão seja efetuada com sucesso. b) Após o preenchimento das informações, o usuário deve clicar no botão SALVAR E CONTINUAR. c) As informações digitadas serão salvas e será exibido o bloco 6 Pessoas com deficiência para preenchimento. IMPORTANTE: Se houver campos com erro no preenchimento, será gerada mensagem informando os campos para correção. 7.6 PESSOAS COM DEFICIÊNCIA O bloco PESSOAS COM DIFICIÊNCIA permite que o Operador Municipal registre as deficiências que dificulte ou limite a realização de tarefas diárias. O Operador Municipal deve continuar o cadastro da pessoa, preenchendo os campos necessários. 75

76 a) O usuário deve preencher todos os campos necessários para efetivar a inclusão. que a inclusão seja efetuada com sucesso. b) Após preenchimento das informações, o usuário deve clicar no botão SALVAR E CONTINUAR. c) As informações digitadas serão salvas e será exibido o bloco 7 Escolaridade para preenchimento. IMPORTANTE: Se houver campos com erro no preenchimento, será gerada mensagem informando os campos para correção. 7.7 ESCOLARIDADE O bloco ESCOLARIDADE permite que o Operador Municipal inclua as informações de instrução, como alfabetização e freqüência escolar, de cada morador da família que está sendo cadastrado. O Operador Municipal deve continuar o cadastro da pessoa, preenchendo os campos necessários 76

77 a) O usuário deve preencher todos os campos necessários para efetivar a inclusão. b) Após preenchimento das informações, o usuário deve clicar no botão SALVAR E CONTINUAR. c) As informações digitadas serão salvas e será exibido o bloco 8 Trabalho e remuneração para preenchimento. IMPORTANTE: Se houver campos com erro no preenchimento, será gerada mensagem informando os campos para correção. 7.8 TRABALHO E REMUNERAÇÃO O bloco TRABALHO E REMUNERAÇÃO permite que o Operador Municipal inclua as informações sobre trabalho e remuneração de cada morador da família que está sendo cadastrado. O Operador Municipal deve continuar o cadastro da pessoa, preenchendo os campos necessários. 77

78 IMPORTANTE: Caso um campo obrigatório não seja preenchido de forma adequada, o sistema informará os campos necessários para o cadastramento. a) O usuário deve preencher todos os campos necessários. b) Após preenchimento das informações, o usuário deve clicar no botão SALVAR E CONTINUAR. c) A inclusão será finalizada, sendo gerada a seguinte mensagem: 78

79 d) Para adicionar nova pessoa, clicar em SIM. Para prosseguir com o cadastramento da família, clicar em NÃO. IMPORTANTE: Se houver campos com erro no preenchimento, será gerada mensagem informando os campos para correção. 7.9 RESPONSÁVEL PELA UNIDADE FAMILIAR - RF O bloco RESPONSÁVEL PELA UNIDADE FAMILIAR RF permite ao Operador Municipal incluir as informações de contato do responsável pela família, como o número de telefone. a) O usuário deve preencher todos os campos necessários para efetivar a inclusão b) Após preenchimento das informações, o usuário deve clicar no botão SALVAR E CONTINUAR o termino do preenchimento das informações será necessário que o usuário confirme para prosseguir usando o botão. c) Será exibido o bloco 10 Marcação livre para o município, para preenchimento dos campos. 79

80 Importante: Se houver campos com erro no preenchimento, será gerada mensagem informando os campos para correção MARCAÇÃO LIVRE PARA O MUNICÍPIO O bloco 10 MARCAÇÃO LIVRE PARA O MUNICÍPIO permite ao Operador Municipal incluir as informações de trabalho infantil a) O usuário deve preencher todos os campos necessários para efetivar a inclusão. que a inclusão seja efetuada com sucesso. b) Após preenchimento das informações, o usuário deve clicar no botão SALVAR E CONTINUAR. c) Ao termino do preenchimento das informações será necessário que o usuário confirme para prosseguir usando o botão SALVAR E CONTINUAR. IMPORTANTE: Se houver campos com erro no preenchimento, será gerada mensagem informando os campos para correção. 80

81 7.11 FS1 - FORMULÁRIO SUPLEMENTAR 1 O bloco FS1 Formulário Suplementar 1 permite ao Operador Municipal incluir as informações de vinculação da família aos programas e serviços do Governo Federal. 81

82 82

83 a) O usuário deve preencher todos os campos necessários para efetivar a inclusão. que a inclusão seja efetuada com sucesso. b) Após preenchimento das informações, o usuário deve clicar no botão CONCLUIR. c)ao termino do preenchimento das informações será necessário que o usuário confirme o preenchimento no botão CONCLUIR. 83

84 d) Será gerada a seguinte mensagem: A inclusão foi realizada com sucesso. e) Será exibida a tela de Comprovante de Cadastro, para impressão. f) Se o campo 2.04 do Formulário Suplementar não for preenchido, será gerada a seguinte mensagem: g) Clicar em Não para prosseguir com o cadastramento da família. h) Será gerada a seguinte mensagem: A inclusão foi realizada com sucesso. IMPORTANTE: Se houver incorreção no cadastramento da família, o sistema exibirá mensagem informativa, o usuário deve: Corrigir a incorreção apontada. Clicar no bloco FS1 Formulário Suplementar para prosseguir com o cadastramento da família. Nota: Para continuar o cadastramento da família, o usuário deve clicar no botão Salvar e continuar até finalização do cadastramento. 84

85 7.12 FS2 - FORMULÁRIO SUPLEMENTAR 2 O bloco FS2 Formulário Suplementar 2 permite que o Operador Municipal inclua as informações de cada pessoa que esteja em situação de rua. 85

86 86

87 a) O usuário deve preencher todos os campos necessários para efetivar a inclusão que a inclusão seja efetuada com sucesso. b) Após preenchimento das informações, o usuário deve clicar no botão SALVAR E CONTINUAR. c) A inclusão será finalizada, sendo gerada a seguinte mensagem: IMPORTANTE: Se houver campos com erro no preenchimento, será gerada mensagem informando os campos para correção. Nota 1: Para incluir uma nova pessoa, clicar em SIM Nota 2: Para continuar o cadastro da família, clicar em NÃO 87

88 7.13 EMISSÃO DE COMPROVANTE DE CADASTRO O cadastramento da família será finalizado quando todos os campos forem preenchidos corretamente. O sistema exibirá um comprovante de cadastramento. a) O usuário deve clicar em IMPRIMIR para impressão do Comprovante de Cadastro b) Será exibido o Comprovante de prestação de informações. c) Para imprimir, clicar em Arquivo, imprimir ou no ícone da impressora 88

89 89

90 8 VISUALIZAR FAMÍLIA O passo seguinte após BUSCAR FAMÍLIA é a visualização dos dados da família: são exibidos os dados da família e listadas as Ações permitidas para esta família. Nota 1: Em ações para esta família são informadas pelo sistema às ações que o usuário pode efetuar na família em questão. 8.1 AÇÕES PARA ESTA FAMÍLIA No menu Ações para esta Família estão disponíveis diversos tipos de ações. Para estados cadastrais distintos são exibidos diferentes tipos de ações. Para executar determinada ação, o usuário deverá possuir o perfil adequado que lhe dê permissão para realizá-la. um deles: Segue a relação dos estados cadastrais e quais são as possíveis ações permitidas a cada Família no estado cadastral Em Cadastramento Consultar Ocorrências; Continuar Inclusão; Consultar Endereço Remanescente; Consulta Histórico Movimentação Família; Imprimir ou Salvar Formulários; Excluir. 90

91 A ação Trocar de Responsável Familiar não é possível para família em estado cadastral Em Cadastramento. Embora conste no menu Ações para esta Família, esta ação não está habilitada. Família no estado cadastral Cadastrado Consultar Ocorrências; Alterar Família; Consultar Endereço Remanescente; Confirmar Cadastro Familiar; Trocar de Responsável Familiar; Consulta Histórico Movimentação Família; Consulta Histórico Movimentação Pessoa; Imprimir ou Salvar Formulários; Excluir; Imprimir Comprovante de Cadastramento. Família no estado cadastral Sem Registro Civil Consultar Ocorrências; Alterar Família; Consultar Endereço Remanescente; Trocar de Responsável Familiar; Consulta Histórico Movimentação Família; Imprimir ou Salvar Formulários; Excluir; Imprimir Comprovante de Cadastramento. Família no estado cadastral Excluído Consultar Endereço Remanescente. 91

92 8.1.1 Consultar Ocorrências A ação Consultar Ocorrências permite ao usuário consultar as pendências e ocorrências existentes na família/pessoa. As pendências são críticas efetuadas pelo sistema, no caso de descumprimento de regras do cadastro. As ocorrências são ações executadas na família/pessoa. 92

93 8.1.2 Alterar Família A ação Alterar Família permite ao usuário fazer alterações nos campos da família e da pessoa. 93

94 Ao clicar na ação Alterar Família o usuário poderá alterar os campos da família e da pessoa, clicando no bloco correspondente. IMPORTANTE: acionado. As críticas serão aplicadas toda vez que o botão ENVIAR ATUALIZAÇÕES for Apenas uma pessoa por vez poderá ser alterada. Se durante a alteração de uma pessoa for selecionada outra pessoa, os dados não salvos serão perdidos. Se durante o processo de alteração de dados de uma família for acionada qualquer outra funcionalidade, exceto ALTERAR PESSOA, os dados não salvos serão perdidos. Para alterar dados de pessoa no estado cadastral Em cadastramento, o usuário deve selecionar a opção CONTINUAR INCLUSÃO. Não será permitida a alteração de dados de pessoas nos estados cadastrais Atribuindo NIS e Validando NIS enquanto não houver o retorno do processamento do SIPIS, que deve ocorrer até 48 horas após o cadastramento/atualização de dados da pessoa. 94

95 a) Posicionar o cursor no campo a ser alterado e digitar o novo dado. Os campos também podem ser exibidos, selecionando o bloco respectivo. b) ENVIAR ATUALIZAÇÕES. Clicar no botão ENVIAR ATUALIZAÇÕES para enviar as alterações. c) CONTINUAR ATUALIZAÇÕES. Clicar em CONTINUAR ATUALIZAÇÕES para prosseguir com a atualização. 95

96 IMPORTANTE: Para efetuar as alterações, tanto da família quanto da(s) pessoa(s) cadastrada(s) na família, o usuário pode navegar pelos blocos ou por meio do botão Continuar Atualizações. Para selecionar o cadastro da pessoa a ser alterado, consulte o item Selecione pessoa da família Selecione pessoa da família Clique no circulo ao lado do número correspondente para visualização dos dados da pessoa da família Ao escolher uma pessoa da família clicando no rádio círculo ao lado do número abrirá na mesma tela as seguintes abas do menu: Identificação da Pessoa, Documentos, Pessoa com Deficiência, Escolaridade, Trabalho e Remuneração e Formulário Suplementar 1. 96

97 IMPORTANTE: Para visualização das informações, tanto da família quanto da(s) pessoa(s) cadastrada(s) na família, o usuário deve navegar pelas abas do menu Continuar inclusão A ação Continuar Inclusão tem a finalidade de continuar um cadastro que não foi concluído, que encontra-se no estado cadastral Em Cadastramento. 97

98 IMPORTANTE: Ao ser escolhida a ação Continuar Inclusão o sistema redirecionará para tela de cadastramento, a fim de continuar a inclusão. Para mais informações e para visualizar os campos que seriam redirecionados consulte 7 COMO CADASTRAR FAMÍLIA Consultar Endereço Remanescente A próxima ação Consultar Endereço Remanescente tem a finalidade de mostrar os dados de endereço da família cadastrados na versão 6, como mostra a figura abaixo. 98

99 8.1.5 Troca de Responsável Familiar A ação Trocar de Responsável Familiar não está habilitada para família em estado cadastral Em Cadastramento. Para realizar a troca de responsável familiar em família com estado cadastral Em Cadastramento, o usuário deve selecionar o novo RF no campo 4.07 do Formulário Principal (Relação de Parentesco com o RF). Se a pessoa que se deseja indicar como novo RF não estiver cadastrada na família, será necessário cadastrá-la e aguardar a atribuição de NIS ao novo RF. Após a atribuição de NIS, o usuário informa no campo 4.07 (Relação de Parentesco com o RF) a relação de parentesco 1 Pessoa responsável pela Unidade Familiar. A ação Troca de Responsável Familiar tem a finalidade permitir a alteração do Responsável Familiar. 99

100 IMPORTANTE: Ao clicar na ação o sistema mostrará uma lista de todos os possíveis candidatos a RF. IMPORTANTE: Os passos informando como o usuário deve prosseguir são informados na parte superior da tela. 10

101 IMPORTANTE: O tipo de parentesco dos integrantes da família deve ser informado com relação ao novo representante da família. a) Ao informar corretamente os campos para alteração clicar em alterar para prosseguir. Nota 1: O sistema exibirá uma mensagem para prosseguir. b) Clicar em SIM para prosseguir com a alteração ou NÃO para cancelar. c) Clicar em RETORNA para retornar a tela VISUALIZAR FAMÍLIA Consulta Histórico Movimentação Família A próxima ação Consultar Histórico Movimentação Família tem a finalidade de mostrar todos os campos com relação à família que sofreram alterações. 10

102 Nota 1: O usuário pode preencher os campos Período de consulta para consultar determinado período ou pode realizar a consulta deixando os campos em branco. a) Clicar em Consulta Histórico Movimentação Família. b) Clicar no botão Realizar consulta. c) Clicar na data, para visualizar os campos alterados. 10

103 d) Serão exibidos os seguintes campos: Campo alterado, Conteúdo anterior, Operador, Operação e Origem da Operação. 10

104 10

105 8.1.7 Imprimir ou salvar formulários A próxima ação Imprimir ou salvar formulários tem por finalidade exibir formulários distintos de uma determinada família ou formulários em branco. a) O usuário deve clicar na opção Imprimir ou salvar formulários ; 10

106 b) Na tela onde são listados os formulários, o usuário deve clicar no circulo ao lado do respectivo formulário para marcá-lo. 10

107 c) Clicar em visualizar para exibir o formulário com os dados da família ou o formulário em branco IMPORTANTE: Só será exibido o formulário selecionado anteriormente no passo (a),todos os formulários, tanto os em branco quanto os da família, serão exibidos em formato.pdf. 10

108 8.1.8 Consultar Histórico Movimentação Pessoa A próxima ação Consultar Histórico Movimentação Pessoa tem por finalidade mostrar todos os campos com relação à pessoa que sofreram alterações. 10

109 IMPORTANTE: Antes de clicar nesta ação é necessário escolher uma pessoa e selecioná-la para prosseguir a consulta, como mostra os passos abaixo. a) Clicar em SELECIONE PESSOA DA FAMÍLIA. 10

110 b) Escolher a pessoa na qual a consulta será feita, como mostra a figura abaixo. c) finalmente clicar na ação Consultar Histórico Movimentação Pessoa. 11

111 d) Para prosseguir com a consulta é necessário clicar no botão REALIZAR CONSULTA. O usuário pode escolher por realizar uma consulta por um período de tempo determinado por ele preenchendo os campos período de consulta e) Basta clicar na seta azul para que seja exibido o conteúdo (o campo que sofreu alteração). 11

112 8.1.9 Excluir A próxima ação Excluir permite a exclusão de determinada família. a) O usuário deve clicar em EXCLUIR. 11

113 b) Serão exibidos os motivos para exclusão de família. O usuário deve clicar no círculo logo acima do motivo escolhido, para marcá-lo, e preencher os campos correspondentes. 11

114 c) Em seguida, clicar em CONFIRMAR. Para desistir da exclusão da família, o usuário deve clicar em CANCELAR. 11

115 d) Será exibida tela com a mensagem: Deseja realmente efetuar a exclusão? 11

116 e) O usuário deve clicar em SIM, para efetivar a exclusão. f) Será gerada a seguinte mensagem: A Exclusão foi realizada com sucesso. 11

117 9 GERIR FAMÍLIA Esta funcionalidade permite ao Operador Municipal gerenciar a família, possibilitando realizar as seguintes ações: Visualizar pendências; Transferir Pessoas e Famílias; Consultar histórico da família; Excluir família. A funcionalidade Gerir Família subdivide-se em 2 passos: Passo 1 Selecione uma ação disponível para esta família Passo 2 Buscar Família a) Ao clicar na opção do menu GERIR FAMÍLIA o sistema exibirá a tela de Gerir Família. Passo 1: Selecione uma ação disponível para esta família: O Operador Municipal deve selecionar uma ação disponível para a família: 11

118 a) Escolher uma ação disponível, clicando no botão Circulo ao lado da ação escolhida b) Será exibida a tela do passo 2. Passo 2: Buscar Família: Para prosseguir com o passo 2 é necessário consultar a família por meio de uma das opções: Código da Família; Pelo NIS; Buscar Integrante da Família. 11

119 Consultar Código Familiar Esta Função tem por finalidade realizar uma consulta de uma determinada família pelo seu código familiar. 11

120 Ao informa o código da família clicar em buscar para efetuar a consulta. a) O sistema solicita o código familiar para consultar a Família. b) O Operador Municipal informa o código familiar para consultar Família. c) O sistema exibe os dados da Família para consulta. IMPORTANTE: Caso o campo Código Familiar não seja preenchido de forma adequada, o sistema informará exibindo uma mensagem. Consultar Pelo NIS Nessa função do sistema, poderá ser feita à mesma consulta que foi feita com base no CÓDIGO DA FAMÍLIA, agora através da opção PELO NIS. 12

121 Ao informar o NIS clicar em buscar para efetuar a consulta. a) O sistema solicita o NIS para consultar a Família b) O Operador Municipal informa NIS para consultar Família. 12

122 a) Clique no CÓDIGO DA FAMÍLIA para efetuar a consulta. IMPORTANTE: Ao clicar no código familiar, resultará na ativação da ação escolhida em PASSO 1: SELECIONE UMA AÇAO DISPONIVEL PARA ESTA FAMÍLIA. 12

123 Consultar Integrante da Família Nessa função do sistema, poderá ser feita à mesma consulta que foi feita com base no CÓDIGO DA FAMÍLIA, agora através da opção BUSCAR INTEGRANTE DA FAMILIA. a) O sistema solicita o Nome e mais dois outros campos para consultar a Família. b) O Operador Municipal informa os dados. c) Ao preencher os dados clicar em buscar para efetuar a consulta.. c) O sistema exibe os dados da Família para consulta. 12

124 IMPORTANTE: Caso o campo Código Familiar não seja preenchido de forma adequada, o sistema informará exibindo uma mensagem. Nota 1: O usuário pode efetuar outra busca clicando no botão "REALIZAR OUTRA BUSCA. a) Clique no "CÓDIGO FAMILIAR" para efetuar a consulta. IMPORTANTE: Ao clicar no código familiar, resultará na ativação da ação escolhida em PASSO 1: SELECIONE UMA AÇAO DISPONIVEL PARA ESTA FAMÍLIA. 12

125 9.1 VISUALIZAR PENDÊNCIAS Esta função possibilita ao usuário visualizar as famílias que possuem pendência ou ocorrência no cadastro. Após realizar a busca da família, o sistema exibe as Pendências para pessoas da família e Pendências da família para tratamento. IMPORTANTE: Ao clicar no botão Tratar Pendências, será direcionado para VISUALIZAR FAMÍLIA. 9.2 TRANSFERIR PESSOAS OU FAMÍLIAS Essa ação permite ao Operador Municipal transferir uma família/pessoa para outra família no mesmo município ou de município diferente. Após realizar a busca da família, o sistema exibe a família que atende aos requisitos de pesquisa e as pessoas que podem ser transferidas para uma família nova ou já existente. Não é permitida a transferência de pessoa que esteja na situação cadastral Excluído. Finalizada a transferência da família/pessoa, o usuário deve efetuar a manutenção do cadastro para eliminar as pendências geradas ou trocar o responsável familiar, se for o caso. 12

126 a)selecionar a(s) pessoa(s) para transferência, clicando no quadrado ao lado do NIS. b) Selecionar a opção desejada: TRANSFERIR PESSOAS PARA NOVA FAMÍLIA ou TRANSFERIR PESSOAS PARA FAMÍLIA EXISTENTE. OBSERVAÇÃO: A qualquer momento o usuário pode visualizar os dados da família clicando no botão (Visualizar Família). O botão Visualizar Família exibe os dados da família/pessoa. 12

127 OBSERVAÇÃO: O botão Visualizar Família exibe os dados da família/pessoa. O botão (RETORNAR) nos redireciona para a tela inicial. 8.0 gerir família. O botão (TRANSFERIR PESSOAS PARA NOVA FAMILIA) inicia uma transferência de Pessoas para uma nova família. Item O botão (TRANSFERIR PESSOAS PARA FAMÍLIA EXISTENTE) inicia uma transferência de pessoas para uma família existente Item Transferir pessoas para nova família Essa ação permite ao Operador Municipal transferir uma pessoa /pessoas para uma família nova, a ser cadastrada pelo município. Após seleção do botão Transferir pessoas para nova família, será aberta a tela do passo 2 Cadastre a nova família que será a família de destino para as pessoas selecionadas. 12

128 a) O usuário cadastra a família. b) O sistema exibe a tela de transferência para uma nova família. 12

129 IMPORTANTE A qualquer momento o usuário pode visualizar os dados da família clicando no botão (visualizar família). Nota 1: O botão (RETORNAR) nos redireciona para a tela inicial. 9.0 gerir família. c) Clicar em Concluir Transferência. d) Clicar em SIM para finalizar a transferência. 12

130 e) Clicar em Editar dados da família para realizar a manutenção do cadastro da nova família. IMPORTANTE: Ao clicar em sim será exibida uma mensagem de sucesso e informações que deverão ser seguidas para ajuste da nova família. 13

131 9.2.2 Transferir pessoas para família existente Esta Função permite ao Operador Municipal transferir uma ou mais pessoas para outra família existente no cadastro do município ou de município diferente. Após seleção do botão Transferir pessoas para família existentes, será aberta a tela do passo 2 Buscar a família existente. IMPORTANTE: A qualquer momento o usuário pode visualizar os dados da família clicando no botão (visualizar família). 13

132 a) Realizar a busca da família existente no município para a qual a pessoa será transferida por meio das opções: Código da Família, Pelo NIS ou BUSCAR INTEGRANTE DA FAMÍILIA. b) Clicar em BUSCAR. Nota 1: O botão (RETORNAR) nos redireciona para a tela inicial gerir família. 13

133 Nota 1: O botão (RETORNAR) nos redireciona para a tela inicial. 8.0 gerir família. Nota 2: O botão Visualizar Família permite ao usuário visualizar os dados da família. c) Conferir os dados exibidos e clicar em CONCLUIR TRANSFERÊNCIA. d) Será exibida a mensagem de confirmação: Deseja realmente transferir a Família? e) Clicar em SIM para efetivar a transferência. f) Será gerada a mensagem: Família/pessoa transferida(s) com sucesso. Será necessário realizar a manutenção do cadastro para eliminar as pendências. g) Clicar em EDITAR DADOS DA FAMÍLIA ou TROCAR RESPONSÁVEL FAMILIAR. 13

134 Nota 1: Para realizar a manutenção do cadastro por meio do botão Editar dados da família, consulte as informações do capítulo Visualizar Família. Nota 2: Para efetuar a troca do responsável familiar pode ser feita por meio da opção Trocar responsável Familiar, consulte as informações do capítulo Troca de responsável familiar. Nota 3: Após a transferência da família/pessoa, na família de origem não haverá registro da transferência. O registro da transferência poderá ser consultado. 13

135 9.3 CONSULTA DE HISTÓRICO DA FAMÍLIA A ação Consulta de histórico da família tem a finalidade de mostrar todos os campos que sofreram alterações em relação à família. 13

136 a) Preencher os campos Período de consulta ou deixá-los em branco. b) Clicar no botão REALIZAR CONSULTA. 13

MANUAL OPERACIONAL Sistema de Cadastro Único 7

MANUAL OPERACIONAL Sistema de Cadastro Único 7 MANUAL OPERACIONAL Sistema de Cadastro Único 7 Versão Preliminar 1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...4 1.1 Apresentação...4 1.2 Organização e uso do manual...4 1.3 Dúvidas e canais de atendimento...4 2 VISÃO GERAL

Leia mais

CADASTRAMENTO ÚNICO VERSÃO 7.3 INCLUSÃO E MANUTENÇÃO DE USUÁRIOS

CADASTRAMENTO ÚNICO VERSÃO 7.3 INCLUSÃO E MANUTENÇÃO DE USUÁRIOS CADASTRAMENTO ÚNICO VERSÃO 7.3 INCLUSÃO E MANUTENÇÃO DE USUÁRIOS Para a prefeitura foi definido dois tipos de usuários: Usuário máster e Usuário Final. O cadastramento para acesso ao CadÚnico V7 é feita

Leia mais

1 INTRODUÇÃO. 1.2 Novo modelo operacional do Sistema do Cadastro Único

1 INTRODUÇÃO. 1.2 Novo modelo operacional do Sistema do Cadastro Único Instrução Operacional nº 35 SENARC/MDS Brasília, 15 de abril de 2010. Assunto: Divulga as orientações necessárias para a solicitação de cadastramento de usuários municipais no novo sistema de Cadastro

Leia mais

Manual do Sistema de Cadastro Único

Manual do Sistema de Cadastro Único CAIXA ECONÔMICA FEDERAL Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário Secretaria Nacional de Renda de Cidadania Senarc Manual do Sistema de Cadastro Único Brasília, junho de 2016 Versão 2 Página 1 de

Leia mais

Encontro Regional do Congemas Região Nordeste. Cadastro Único

Encontro Regional do Congemas Região Nordeste. Cadastro Único Encontro Regional do Congemas Região Nordeste Cadastro Único Camaçari/BA, 31 de outubro de 2012 I. Sistema de Cadastro Único - Versão 7 II. Guardião V7 Sistema de Monitoramento da disponibilidade e performance

Leia mais

Manual de utilização do. sistema integrado de controle médico WWW.ISA.NET.BR

Manual de utilização do. sistema integrado de controle médico WWW.ISA.NET.BR Manual de utilização do sistema integrado de controle médico WWW.ISA.NET.BR Sistema integrado de controle médico Acesso... 3 Menu principal... 4 Cadastrar... 6 Cadastro de pacientes... 6 Convênios... 10

Leia mais

Passos básicos para utilização de Nota Fiscal Eletrônica (NF-E)

Passos básicos para utilização de Nota Fiscal Eletrônica (NF-E) Conteúdo Solicitação de Autorização...2 Numeração da NF-E...3 Emissão de NF-E...3 Pesquisa de NF-E emitida...5 Cancelamento de NF-E emitida...5 Carta de Correção...6 Envio de Arquivo de RPS...6 Número

Leia mais

SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR

SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR CAIXA SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR MANUAL DO USUÁRIO DA FARMÁCIA (INTERNET) Versão 12-05/01/2015 1 ÍNDICE CAIXA CAIXA...1 CAIXA...2 CAIXA...2 1.Introdução... 2 2.Objetivo do Sistema...3 3.Usuário

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SIGPBF

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SIGPBF SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SIGPBF APLICATIVO DE FORMULÁRIOS GUIA DE NAVEGAÇÃO PERFIL MUNICÍPIO Versão do Guia: 1.1 Brasília, DF Abril de 2011 2011 Ministério do Desenvolvimento Social

Leia mais

CADASTRAMENTO ÚNICO VERSÃO 7.3 MANUTENÇÃO DE CADASTRO DOS ENTREVISTADORES

CADASTRAMENTO ÚNICO VERSÃO 7.3 MANUTENÇÃO DE CADASTRO DOS ENTREVISTADORES CADASTRAMENTO ÚNICO VERSÃO 7.3 MANUTENÇÃO DE CADASTRO DOS ENTREVISTADORES O entrevistador que realiza coleta de dados no município deve ser cadastrado no Cadunico V7 antes da digitação dos formulários.

Leia mais

Plano de Carreira Sistema de Apoio à Gestão de Planos de Carreira

Plano de Carreira Sistema de Apoio à Gestão de Planos de Carreira Plano de Carreira Sistema de Apoio à Gestão de Planos de Carreira Manual do Usuário Página1 Sumário 1 Configurações Recomendadas... 4 2 Objetivos... 4 3 Acesso ao Sistema... 5 3.1. Acessar 6 3.2. Primeiro

Leia mais

WEB COLABORADOR. Envio e Recebimento de arquivos de consignação

WEB COLABORADOR. Envio e Recebimento de arquivos de consignação TUTORIAL Envio e Recebimento de arquivos de consignação Para acessar o Web Colaborador e transferir arquivos de consignação, entre com os dados de CNPJ, usuário e senha, nos campos correspondentes. Regras

Leia mais

Versão 1.15. Portal StarTISS. Portal de Digitação e Envio do Faturamento. Manual de Utilização. Versão 1.15 (Agosto/2014)

Versão 1.15. Portal StarTISS. Portal de Digitação e Envio do Faturamento. Manual de Utilização. Versão 1.15 (Agosto/2014) Versão 1.15 Portal StarTISS Portal de Digitação e Envio do Faturamento Manual de Utilização Versão 1.15 (Agosto/2014) Conteúdo 1. CONTATOS... 1 2. REQUISITOS NECESSÁRIOS... 1 3. ACESSANDO O PORTAL STARTISS...

Leia mais

Sistema de Prestação de Contas Siprec

Sistema de Prestação de Contas Siprec Sistema de Prestação de Contas Siprec Manual de Utilização Perfil Beneficiário Versão 1.3.4 Agosto de 2013 1 SUMÁRIO Manual do Usuário... 3 1. Objetivo do manual... 3 2. Sobre o sistema... 3 3. Quem deve

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DA RECEITA PED MANUAL INTERNET

SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DA RECEITA PED MANUAL INTERNET SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DA RECEITA MANUAL INTERNET ÍNDICE Sistema Integrado de Administração da Receita 1 INTRODUÇÃO GERAL... 4 2 INTRODUÇÃO AO... 4 2.1 OBJETIVOS... 4 2.2 BENEFÍCIOS... 4 2.3

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. Conteúdo 1. Descrição geral 2 2. Resumo das funcionalidades 3 3. Efetuar cadastro no sistema 4 4. Acessar o sistema 6 5. Funcionalidades do menu 7 5.1 Dados cadastrais 7 5.2 Grupos de usuários 7 5.3 Funcionários

Leia mais

SAP - Sistema de Avaliação de Projetos. Orientações para a inscrição de Projetos

SAP - Sistema de Avaliação de Projetos. Orientações para a inscrição de Projetos SAP - Sistema de Avaliação de Projetos Orientações para a inscrição de Projetos Versão 1 Página 1 Apresentação O Sistema de Avaliação de Projetos (SAP) tem a finalidade de concentrar informações referentes

Leia mais

Grifon Alerta. Manual do Usuário

Grifon Alerta. Manual do Usuário Grifon Alerta Manual do Usuário Sumário Sobre a Grifon Brasil... 4 Recortes eletrônicos... 4 Grifon Alerta Cliente... 4 Visão Geral... 4 Instalação... 5 Pré-requisitos... 5 Passo a passo para a instalação...

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA GUIA DE NAVEGAÇÃO APLICATIVO ADESÃO ESTADUAL VERSÃO 1.1 BRASÍLIA DF Agosto/2015 2011 Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Permitida a reprodução,

Leia mais

Sistema de Filiação Partidária

Sistema de Filiação Partidária Sistema de Filiação Partidária Antonio Augusto de Toledo Gaspar Corregedor Regional Eleitoral Março de 2011 FILIAWEB MATERIAL DE APOIO AOS PARTIDOS POLÍTICOS 1 Introdução O novo sistema de filiação partidária,

Leia mais

MANUAL Credenciados SGMC Sistema de Gestão de Modalidades de Credenciamento

MANUAL Credenciados SGMC Sistema de Gestão de Modalidades de Credenciamento MANUAL Credenciados SGMC Sistema de Gestão de Modalidades de Credenciamento SEBRAE-GO 1 Sumário Introdução... 3 1) Acesso ao Sistema... 4 1.1. LOGIN... 4 1.2. ALTERAR SENHA... 7 1.3. RECUPERAR SENHA...

Leia mais

Manual do Usuário Instituição

Manual do Usuário Instituição 1 Manual do Usuário Instituição Área Restrita Site de Certificação Controle: D.04.36.00 Data da Elaboração: 13/08/2014 Data da Revisão: - Elaborado por: TIVIT / Certificação ANBIMA Aprovado por: Gerência

Leia mais

Módulo Consulta de Contribuinte Internet

Módulo Consulta de Contribuinte Internet SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DA RECEITA Módulo Consulta de Contribuinte Internet ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO GERAL... 3 2 INTRODUÇÃO AO MÓDULO CONSULTA DE CONTRIBUINTE... 3 2.1 SEGURANÇA... 3 2.2 BOTÕES...

Leia mais

Manual do Usuário SisFAPERJ

Manual do Usuário SisFAPERJ Manual do Usuário SisFAPERJ SisFAPERJ - Manual do Usuário Página 1 Sumário Manual do Usuário... 1 SisFAPERJ... 1 1. Tela inicial Login... 3 1.1. Este é meu 1º acesso... 3 1.2. Esqueci minha senha... 4

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DA RECEITA. Módulo Regime Especial Internet

SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DA RECEITA. Módulo Regime Especial Internet SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DA RECEITA Módulo Regime Especial Internet ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO GERAL... 3 2 INTRODUÇÃO AO MÓDULO REGIME ESPECIAL... 3 2.1 SEGURANÇA... 3 2.2 BOTÕES... 3 2.3 PREENCHIMENTO...

Leia mais

DRIVE CONTÁBIL NASAJON

DRIVE CONTÁBIL NASAJON DRIVE CONTÁBIL NASAJON Módulo Gestão de Documentos Versão 1.0 Manual do Usuário 1 Sumário Os Módulos do Gerenciador de NFe: Informações Básicas Primeiro Acesso: Requisitos Acesso ao Drive Contábil Nasajon

Leia mais

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 2014 Manual Laboratório ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 Sumário Acesso ao Sistema... 2 Menu Cadastros... 4 Cadastro de usuários... 4 Inclusão de Novo Usuário... 5 Alteração de usuários...

Leia mais

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

Sistema de Gestão do Programa Bolsa Família

Sistema de Gestão do Programa Bolsa Família Sistema de Gestão do Programa Bolsa Família Desde o dia 01 de dezembro, o novo sistema de Gestão do Programa Bolsa Família (SIGPBF) do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) está disponível para os

Leia mais

GUIA ORIENTAÇÕES AOS CARTÓRIOS SOBRE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA GERID: MÓDULOS GID E GPA

GUIA ORIENTAÇÕES AOS CARTÓRIOS SOBRE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA GERID: MÓDULOS GID E GPA GUIA ORIENTAÇÕES AOS CARTÓRIOS SOBRE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA GERID: MÓDULOS GID E GPA 28/07/2015 COORDENAÇÃO-GERAL DE ADMINISTRAÇÃO DE INFORMAÇÕES DE SEGURADOS - CGAIS Divisão de Integração de Cadastros

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS DIVULGAÇÃO DE COMPRAS COTAÇÃO ELETRÔNICA MANUAL DO USUÁRIO

Leia mais

Manual de Administração

Manual de Administração Manual de Administração Produto: n-mf Xerox Versão do produto: 4.7 Autor: Bárbara Vieira Souza Versão do documento: 1 Versão do template: Data: 04/04/01 Documento destinado a: Parceiros NDDigital, técnicos

Leia mais

BVP WEB. Manual de Operações. Novembro / 2012. São Paulo - SP

BVP WEB. Manual de Operações. Novembro / 2012. São Paulo - SP BVP WEB Manual de Operações Novembro / 2012 São Paulo - SP Índice Geral 1. Introdução... 2 2. Visão Geral... 3 2.1. Funcionalidades... 3 2.1.1. Autenticação e Autorização de Acesso... 3 2.1.2. Operações...

Leia mais

APLICAÇÕES WEB GUIA DO USUÁRIO

APLICAÇÕES WEB GUIA DO USUÁRIO Parte:...................................... Gabarito Assunto:............................ Atualização: Original........................ Página: 1 SIA 7.5 - Sistema Integrado de Arrecadação APLICAÇÕES

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA GUIA DE NAVEGAÇÃO APLICATIVO CONTROLE DE ACESSO. Versão do Guia: 1.1

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA GUIA DE NAVEGAÇÃO APLICATIVO CONTROLE DE ACESSO. Versão do Guia: 1.1 SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA GUIA DE NAVEGAÇÃO APLICATIVO CONTROLE DE ACESSO Versão do Guia: 1.1 Brasília, DF Fevereiro de 2011 2011 Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

Leia mais

2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO

2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO INDICE 1. INTRODUÇÃO 2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO 2.1. COMPARTILHANDO O DIRETÓRIO DO APLICATIVO 3. INTERFACE DO APLICATIVO 3.1. ÁREA DO MENU 3.1.2. APLICANDO A CHAVE DE LICENÇA AO APLICATIVO 3.1.3 EFETUANDO

Leia mais

SIGEP WEB - Gerenciador de Postagens dos Correios Manual do Usuário

SIGEP WEB - Gerenciador de Postagens dos Correios Manual do Usuário MANUAL DO USUÁRIO 2 ÍNDICE 1. PRÉ REQUISITOS PARA UTILIZAÇÃO DO SIGEP WEB 04 2. PROCEDIMENTOS PARA DOWNLOAD DO SISTEMA 04 3. INSTALANDO O SIGEP WEB 07 4. CONFIGURAÇÕES DO SISTEMA 09 COMPARTILHANDO O BANCO

Leia mais

SAC Sistema de Acompanhamento de Concessões Manual do Usuário

SAC Sistema de Acompanhamento de Concessões Manual do Usuário 70040-020 Brasília - DF SAC Manual do Usuário Sumário Assunto PÁGINA 1. Objetivos do Manual 3 2. Perfil do Usuário 3 2.1 Coordenador Institucional 3 3. Acesso ao Sistema SAC 3 3.1 Endereço de acesso 3

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema

Leia mais

3 - Tela Principal. Itens importantes da página

3 - Tela Principal. Itens importantes da página SUMÁRIO 1 1 - Conceitos Gerais O CRQ é um sistema de controle de qualidade utilizado na etapa de recrutamento de estudos de natureza qualitativa. Ele é um banco de dados que tem como principal objetivo

Leia mais

Manual do Usuário Novembro/2012

Manual do Usuário Novembro/2012 Manual do Usuário Novembro/2012 Sumário 1. Objetivos...3 2. Informações Operacionais...4 3. Configurações Recomendadas...7 4. Preparação do Sistema...8 4.1 Solicitando acesso ao Sisu...8 4.2 Autorização

Leia mais

PESSOA FÍSICA e PESSOA JURÍDICA

PESSOA FÍSICA e PESSOA JURÍDICA MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS SIASGnet - SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DE SERVIÇOS GERAIS

Leia mais

CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS

CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE MODERNIZAÇÃO E INFORMÁTICA CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS MANUAL

Leia mais

Unidade Gestora de Integração de Sistemas Tributários

Unidade Gestora de Integração de Sistemas Tributários Secretaria De Estado de Fazenda Superintendência de Gestão da Informação Unidade Gestora de Integração de Sistemas Tributários Unidade Gestora de Integração de Sistemas Tributários DECLARAÇÃO DE COMPRA

Leia mais

Cadastramento e compra de vale transporte para o Cartão Metrocard Metropolitano Integrado. Em substituição ao Vale Transporte Temporário de Papel

Cadastramento e compra de vale transporte para o Cartão Metrocard Metropolitano Integrado. Em substituição ao Vale Transporte Temporário de Papel Cadastramento e compra de vale transporte para o Cartão Metrocard Metropolitano Integrado Em substituição ao Vale Transporte Temporário de Papel Acesso para cadastramento da empresa 2 Caso já tenha se

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO PARA INDICAÇÃO DE COORDENADOR(A) DE ÁREA DE AVALIAÇÃO. Figura 1 Tela de autenticação e login.

ORIENTAÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO PARA INDICAÇÃO DE COORDENADOR(A) DE ÁREA DE AVALIAÇÃO. Figura 1 Tela de autenticação e login. Para Programas de Pós-Graduação: Informar o código do Programa, senha enviada pela Pró-Reitoria da IES e pressionar o botão Entrar. Ao fazer a autenticação no sistema, o usuário será direcionado para a

Leia mais

Manual do Sistema - Gerenciamento

Manual do Sistema - Gerenciamento Manual do Sistema - Gerenciamento Tabela de Conteúdos Ajuda do egoverne Saúde... 1 Introdução...Erro! Indicador não definido. Utilizando o sistema... 5 Cadastros Estruturais... 5 Introdução - Cadastros

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO DA LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE

MANUAL DO USUÁRIO DA LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE MANUAL DO USUÁRIO DA LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE Introdução: Esporte é saúde. As pessoas que praticam esporte vivem melhor e mais. Esporte previne e combate doenças do corpo e da mente, torna as pessoas

Leia mais

Smart Laudos 1.9. A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos. Manual do Usuário

Smart Laudos 1.9. A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos. Manual do Usuário Smart Laudos 1.9 A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos Manual do Usuário Conteúdo 1. O que é o Smart Laudos?... 3 2. Características... 3 3. Instalação... 3 4. Menu do Sistema... 4 5. Configurando

Leia mais

Corregedoria-Geral de Justiça. Serviço Notarial e de Registro. Manual do Sistema SISNOR CARTÓRIO

Corregedoria-Geral de Justiça. Serviço Notarial e de Registro. Manual do Sistema SISNOR CARTÓRIO Corregedoria-Geral de Justiça Serviço Notarial e de Registro Manual do Sistema SISNOR CARTÓRIO Atualizado em 29/04/2015 CONTEÚDO APRESENTAÇÃO... 4 CAPÍTULO 1 DOWNLOAD DO SISNOR CARTÓRIO... 5 CAPÍTULO 2

Leia mais

Índice 1. APRESENTAÇÃO... 1 2. CADASTRO DA EMPRESA... 8 3. CONTROLE DE PERMISSÕES... 14 4. CONFIGURAÇÕES DA EMPRESA... 19 5. CND...

Índice 1. APRESENTAÇÃO... 1 2. CADASTRO DA EMPRESA... 8 3. CONTROLE DE PERMISSÕES... 14 4. CONFIGURAÇÕES DA EMPRESA... 19 5. CND... Sage CND Índice 1. APRESENTAÇÃO... 1 1.1. Primeiro Acesso... 2 1.2. Conhecendo a Plataforma Sage... 4 1.2.1. Seleção de Empresa de Trabalho... 4 1.2.2. Sair do sistema/minhas Configurações... 5 1.2.3.

Leia mais

Manual de Configuração e Utilização TabFisc Versão Mobile 09/2013 Pag. 1 MANUAL DE UTILIZAÇÃO TABLET VERSÃO MOBILE

Manual de Configuração e Utilização TabFisc Versão Mobile 09/2013 Pag. 1 MANUAL DE UTILIZAÇÃO TABLET VERSÃO MOBILE Pag. 1 MANUAL DE UTILIZAÇÃO TABLET VERSÃO MOBILE Pag. 2 INTRODUÇÃO Esse documento contém as instruções básicas para a utilização do TabFisc Versão Mobile (que permite ao fiscal a realização do seu trabalho

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento ARTESP MANUAL DO USUÁRIO SIGA EXTRANET - FRETAMENTO

Sistema Integrado de Gerenciamento ARTESP MANUAL DO USUÁRIO SIGA EXTRANET - FRETAMENTO Sistema Integrado de Gerenciamento ARTESP MANUAL DO USUÁRIO SIGA EXTRANET - FRETAMENTO Versão 1.0 Julho/2012 ÍNDICE 1 REQUISITOS MÍNIMOS PARA INSTALAÇÃO... 4 1.1 Equipamento e Sistemas Operacionais 4 1.1.1

Leia mais

SIAP - Sistema de Apoio ao Professor

SIAP - Sistema de Apoio ao Professor Introdução O SIAP, Sistema de Apoio ao Professor, é um programa que vai contribuir, de forma decisiva, com o cotidiano escolar de alunos, professores, gestores e funcionários administrativos. Com a implantação

Leia mais

Ministério da Cultura

Ministério da Cultura Ministério da Cultura MANUAL DO PROPONENTE: PROPOSTAS VERSÃO 1.1 HISTÓRICO DE REVISÃO Data Versão Descrição Autor 10/11/2011 1.0 Criação do documento. Aline Oliveira - MINC 07/01/2013 1.1 Atualização do

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA Apresentação Este sistema faz parte do Portal NFS Digital e tem o intuito de ser utilizado por emissores de Nota Fiscal de Serviços

Leia mais

Manual do Usuário CFCWeb BA

Manual do Usuário CFCWeb BA ÍNDICE Acesso ao sistema... 2 Tela Principal... 3 Cadastro de Candidatos... 5 Agenda Teórico... 6 Agenda Prático... 7 Consulta Agendamentos do Candidato por Serviço... 9 Cadastro de Grade Horária... 10

Leia mais

MANUAL DE SISTEMA. Página1

MANUAL DE SISTEMA. Página1 Página1 Página2 Sumário 1 Configurações Recomendadas... 3 2 Passo a Passo... 4 2.1. Visão inicial do Sistema Presença 4 2.2. Solicitar Acesso 5 2.3. Substituição do Operador Municipal Máster 7 2.4. Acessar

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO RECAM ONLINE

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO RECAM ONLINE MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO RECAM ONLINE Tefefone: (16)37119000 email: recam@franca.sp.gov. Sumário 1. Endereço para acessar o sistema... 3 2. Tipos de acesso ao sistema... 3 3. Termo de acesso cadastrado

Leia mais

Portal nddcargo 4.1.5.0 Manual de Utilização Call Center Visão Administrador

Portal nddcargo 4.1.5.0 Manual de Utilização Call Center Visão Administrador Portal nddcargo 4.1.5.0 Manual de Utilização Call Center Visão Administrador Histórico de alterações Data Versão Autor Descrição 23/11/2012 1 Criação do documento. 2 1. Introdução... 4 2. Funcionalidades

Leia mais

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Convênio, Contrato de Repasse

Leia mais

Manual Integra S_Line

Manual Integra S_Line 1 Introdução O é uma ferramenta que permite a transmissão Eletrônica de Resultado de Exames, possibilitando aos Prestadores de Serviços (Rede Credenciada), integrarem seus sistemas com os das Operadoras

Leia mais

e-nota R Sistema de Emissão de Documentos Fiscais eletrônicos

e-nota R Sistema de Emissão de Documentos Fiscais eletrônicos Página1 e-nota R Sistema de Emissão de Documentos Fiscais eletrônicos Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. O que é o e-nota R?... 03 2. Configurações e Requisitos...

Leia mais

SISTEMA COOL 2.0V. (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO

SISTEMA COOL 2.0V. (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA COOL 2.0V (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO ÍNDICE Pré-requisitos para utilização do sistema....2 Parte I Navegador...2 Parte II Instalação do Interpretador de PDF...2 Parte III

Leia mais

SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR MANUAL DO USUÁRIO DA FARMÁCIA (INTERNET)

SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR MANUAL DO USUÁRIO DA FARMÁCIA (INTERNET) SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR MANUAL DO USUÁRIO DA FARMÁCIA (INTERNET) ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. OBJETIVOS DO SISTEMA... 3 3. USUÁRIO GESTOR... 3 4. AMBIENTE DO SISTEMA - CANAL DE COMUNICAÇÃO INTERNET...

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Disponibilização de Programas

Leia mais

3.000.000 de registros de candidatos e respondentes de pesquisa, número que continua crescendo.

3.000.000 de registros de candidatos e respondentes de pesquisa, número que continua crescendo. SUMÁRIO 1 1 - Conceitos Gerais O CRQ é um sistema de controle de qualidade utilizado na etapa de recrutamento de estudos de natureza qualitativa. Ele é um banco de dados que tem como principal objetivo

Leia mais

Portal Contador Parceiro

Portal Contador Parceiro Portal Contador Parceiro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa 1. Portal Contador Parceiro... 03 2. Acesso ao Portal... 04 3. Profissionais...11 4. Restrito...16 4.1 Perfil... 18 4.2 Artigos...

Leia mais

V.1.0 SIAPAS. Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde. Contas Médicas

V.1.0 SIAPAS. Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde. Contas Médicas 2014 V.1.0 SIAPAS Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde Contas Médicas SIAPAS Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde Módulos CONTAS MÉDICAS Capa

Leia mais

MANUAL DO PERSUS OPERADORAS MÓDULO DE GESTÃO DE CONTAS ANS Agência Nacional de Saúde Suplementar

MANUAL DO PERSUS OPERADORAS MÓDULO DE GESTÃO DE CONTAS ANS Agência Nacional de Saúde Suplementar MANUAL DO PERSUS OPERADORAS MÓDULO DE GESTÃO DE CONTAS ANS Agência Nacional de Saúde Suplementar MANUAL DO PERSUS - OPERADORAS MÓDULO DE GESTÃO DE CONTAS Índice 1. INTRODUÇÃO...5 2. MÓDULO DE GESTÃO DE

Leia mais

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL. CERBERUS Manual do sistema Versão 1.0

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL. CERBERUS Manual do sistema Versão 1.0 CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL CERBERUS Manual do sistema HISTÓRICO DA REVISÃO Data Versão Descrição Autor 07/08/2014 1.0 Criação do documento Antonio Rogério da Costa Silva LISTA DE FIGURAS

Leia mais

ÍNDICE 1. CADASTRO DE BOLSAS... 2

ÍNDICE 1. CADASTRO DE BOLSAS... 2 ÍNDICE 1. CADASTRO DE BOLSAS... 2 1.1. ACESSANDO A APLICAÇÃO... 2 1.2. GUIA : BOLSAS... 3 1.2.1. Instruções para preenchimento dos campos... 3 1.3. GUIA : OBSERVAÇÃO... 7 1.4. GUIA : UNIDADES... 8 1.4.1.

Leia mais

CAPES - MEC COLETA DE DADOS 9.01 MANUAL SIMPLIFICADO DO USUÁRIO 2006

CAPES - MEC COLETA DE DADOS 9.01 MANUAL SIMPLIFICADO DO USUÁRIO 2006 CAPES - MEC COLETA DE DADOS 9.01 MANUAL SIMPLIFICADO DO USUÁRIO 2006 1 APRESENTAÇÃO...2 2 INSTALAÇÃO...2 3 IMPORTAÇÃO DO ARQUIVO ESPECÍFICO...3 4 IMPORTAÇÃO DE DADOS DO CADASTRO DE DISCENTES...4 5 PREENCHIMENTO

Leia mais

1. Introdução... 2. 2. Instalação máquinas cliente... 2. 3. Configurações gerais... 3. 4. Cadastro de pessoas... 4

1. Introdução... 2. 2. Instalação máquinas cliente... 2. 3. Configurações gerais... 3. 4. Cadastro de pessoas... 4 MANUAL DE UTILIZAÇÃO Conteúdo 1. Introdução... 2 2. Instalação máquinas cliente... 2 3. Configurações gerais... 3 4. Cadastro de pessoas... 4 5. Cadastro de usuários para o sistema... 6 6. Cadastro de

Leia mais

SIGA Saúde. Sistema Integrado de Gestão da Assistência à Saúde. Manual operacional. Módulo Agenda Agendamento Local

SIGA Saúde. Sistema Integrado de Gestão da Assistência à Saúde. Manual operacional. Módulo Agenda Agendamento Local SIGA Saúde Sistema Integrado de Gestão da Assistência à Saúde Manual operacional Módulo Agenda Agendamento Local Sumário Introdução... 3 Agendamento... 4 Pesquisa de vagas... 5 Perfil de Agenda... 6 Dados

Leia mais

Instruções de Preenchimento Situação do Aluno (Preliminar)

Instruções de Preenchimento Situação do Aluno (Preliminar) Instruções de Preenchimento Situação do Aluno (Preliminar) 1 2 Conteúdo INTRODUÇÃO... 4 AUTENTICAÇÃO... 5 AUTENTICAR USUÁRIO... 5 USUÁRIO SEM INFORMAÇÃO DE E-MAIL... 5 SOLICITAR NOVA SENHA... 7 Acesso

Leia mais

Manual do Usuário. Sistema Financeiro e Caixa

Manual do Usuário. Sistema Financeiro e Caixa Manual do Usuário Sistema Financeiro e Caixa - Lançamento de receitas, despesas, gastos, depósitos. - Contas a pagar e receber. - Emissão de cheque e Autorização de pagamentos/recibos. - Controla um ou

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA DE CADASTRO INTRANET

MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA DE CADASTRO INTRANET MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA DE CADASTRO INTRANET I Sumário 1. Objetivo do Documento... 1 2. Início... 1 3. Cadastro de Pessoa Física... 3 3.1. Preenchimentos Obrigatórios.... 4 3.2. Acesso aos Campos

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA

SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA SISTEMA DE GESTÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA GUIA DE NAVEGAÇÃO MÓDULO DE TRANSFERÊNCIA DE ARQUIVOS APLICATIVO UPLOAD /DOWNLOAD VERSÃO 1.1 BRASÍLIA DF Agosto/2015 2011 Ministério do Desenvolvimento Social

Leia mais

SISAUT/FC Sistema de Controle de Transporte Fretado Contínuo de Passageiros

SISAUT/FC Sistema de Controle de Transporte Fretado Contínuo de Passageiros SISAUT/FC Sistema de Controle de Transporte Fretado Contínuo de Passageiros O que é o SISAUT/FC? MANUAL DO USUÁRIO O SISAUT/FC é o sistema por meio do qual são feitos os requerimentos para as autorizações

Leia mais

Manual. ID REP Config Versão 1.0

Manual. ID REP Config Versão 1.0 Manual ID REP Config Versão 1.0 Sumário 1. Introdução... 3 2. Pré-Requisitos... 3 2.1. Atualização... 3 3. Instalação do ID REP Config... 4 4. Visão Geral do Programa... 6 4.1. Tela Principal... 6 4.2.

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO VERSÃO 2014 Fevereiro de 2014 SIGFIS-Sistema Integrado

Leia mais

Módulo Consulta de Contribuinte Internet

Módulo Consulta de Contribuinte Internet SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DA RECEITA Módulo Consulta de Contribuinte Internet ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO GERAL... 3 2 INTRODUÇÃO AO MÓDULO CONSULTA DE CONTRIBUINTE... 3 2.1 SEGURANÇA... 3 2.2 BOTÕES...

Leia mais

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias) Perfil Convenente

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias) Perfil Convenente MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Convênio, Contrato de Repasse

Leia mais

Nota Fiscal Paulista. Manual do TD REDF (Transmissor de Dados Registro Eletrônico de Documentos Fiscais) GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

Nota Fiscal Paulista. Manual do TD REDF (Transmissor de Dados Registro Eletrônico de Documentos Fiscais) GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Nota Fiscal Paulista Manual do TD REDF (Transmissor de Dados Registro Eletrônico de Documentos Fiscais) Versão 1.1 15/02/2008 Página 1 de 17 Índice Analítico 1. Considerações Iniciais 3 2. Instalação do

Leia mais

Acesso ao Localidade. LOCALIDADE Sistema de Cadastro Localidade. Acesso ao Sistema de Cadastro Localidade

Acesso ao Localidade. LOCALIDADE Sistema de Cadastro Localidade. Acesso ao Sistema de Cadastro Localidade Acesso ao Localidade Acesso ao O endereço do sistema é: www.saude.gov.br/localidade Quem pode acessar o Sistema de Cadastro de Localidade? Somente profissionais que foram cadastrados no CSPUWEB terão acesso

Leia mais

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Convênio, Contrato de Repasse

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. 1. Descrição Geral Este manual descreve as operações disponíveis no módulo VTWEB Client, cuja finalidade é gerenciar cadastros de funcionários, realização de pedidos e controle financeiro dos pedidos.

Leia mais

Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios - SCBA

Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios - SCBA Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios - SCBA Manual de Utilização Perfil Beneficiário 1. 2. Objetivo do Manual... 2 Siglas e Abreviações... 2 3. Perfil do Usuário... 2 4. Descrição Geral do Sistema...

Leia mais

Tarifa Social de Energia Elétrica Conheça as novas regras do Programa!

Tarifa Social de Energia Elétrica Conheça as novas regras do Programa! Tarifa Social de Energia Elétrica Conheça as novas regras do Programa! 1FOLDER_TARIFA_SOCIAL_alt.indd 1 30/11/12 18:25 O que é a Tarifa Social de Energia Elétrica? São descontos na conta de energia elétrica

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. - INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.1. ExpressoMG

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.1. ExpressoMG Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge Manual do Usuário Versão 1.1 ExpressoMG 14/10/2015 Sumário 1. Apresentação... 4 1.1 Objetivos do Manual... 4 1.2 Público Alvo...

Leia mais

Manual de PRODUÇÃO ONLINE. Autorização e Faturamento

Manual de PRODUÇÃO ONLINE. Autorização e Faturamento Manual de PRODUÇÃO ONLINE 2 APRESENTAÇÃO A Unimed-Rio desenvolveu seu sistema de Produção Online, criado para facilitar a rotina de atendimento de seus médicos cooperados. Este sistema é composto por dois

Leia mais

Expresso Livre Correio Eletrônico

Expresso Livre Correio Eletrônico Expresso Livre Correio Eletrônico 1. EXPRESSO LIVRE Para fazer uso desta ferramenta de correio eletrônico acesse seu Navegador de Internet e digite o endereço eletrônico expresso.am.gov.br. Figura 1 A

Leia mais

Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares Locais, Tradicionais e Crioulas

Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares Locais, Tradicionais e Crioulas Ministério do Desenvolvimento Agrário Secretaria da Agricultura Familiar Departamento de Financiamento e Proteção da Produção Seguro da Agricultura Familiar Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares

Leia mais

SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR

SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR MANUAL DO USUÁRIO DA FARMÁCIA (INTERNET) Versão 7 18/05/2009 Revisão Geral ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. OBJETIVOS DO SISTEMA...3 3. USUÁRIO GESTOR...3 4. AMBIENTE DO SISTEMA

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SIGEP WEB

MANUAL DO USUÁRIO SIGEP WEB MANUAL DO USUÁRIO SIGEP WEB Sumário PRÉ- REQUISITOS PARA UTILIZAÇÃO DO SIGEP WEB... 4 PROCEDIMENTOS PARA DOWNLOAD DO SISTEMA... 4 INSTALANDO O SIGEP WEB... 6 INICIANDO O SISTEMA... 6 INICIANDO O SISTEMA...

Leia mais