Faça a informação circular

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Faça a informação circular"

Transcrição

1 Faça a informação circular

2 Faça a informação circular

3 FICHA TÉCNICA: Realização: PROJETO FUNDO GLOBAL TUBERCULOSE BRASIL Av. Almirante Barroso, 54 15º andar Rio de Janeiro RJ Brasil CEP T Supervisão e Responsabilidade Técnica: EQUIPE TÉCNICA PROJETO FUNDO GLOBAL - TUBERCULOSE BRASIL Elaboração, Produção e Redação: CENTRO DE IMPRENSA, ASSESSORIA E RÁDIO Projeto Gráfico: A 4 MÃOS COMUNICAÇÃO E DESIGN RIO DE JANEIRO 2012

4 Sumário Apresentação...4 Introdução...5 Por que Comunicar?...6 As Técnicas Rádio Comunitária...9. Entrevista...9. Spot Flash Radionovela Povo Fala Anuncicleta Impresso Filipeta Cartaz Faixa Jornal Produzindo um jornal local TV Comunitária Reportagem Spot de vídeo Internet Blog Redes Sociais Relacionamento com a Imprensa...26 Caminho das pedras para aprofundar o tema...27 Fontes de informação sobre comunicação democrática...27 Comitês Metropolitanos...28 Coordenações de Tuberculose Estaduais e das Capitais...29 Links úteis...30 Lista de programas gratuitos de edição de áudio e vídeo...31 O Guia Faça a informação circular é seu...32

5 Apresentação Abra as janelas, deixe o sol entrar e o ar circular. Um ambiente bem ventilado e arejado diminui em muito o risco de se contrair a doença que é transmitida pelo ar. A tuberculose é uma doença grave, porém curável em quase 100% dos casos. Identificar rapidamente os doentes e fazer o tratamento adequado é que leva à cura. Ou seja, as principais estratégias de controle são identificar, tratar e curar. Só no Brasil, em 2011, foram notificados 71 mil casos de tuberculose. A doença vem causando mais de 4 mil óbitos por ano e é a que mais mata pacientes com Aids. Carregamos o título de 17º lugar entre os países com o maior número de casos no mundo. Apesar de, nos últimos anos, passos importantes terem sido dados para o controle da doença, os números ainda fazem da tuberculose um dos principais problemas de saúde pública do Brasil, sendo considerada uma emergência global pela Organização Mundial da Saúde (OMS) desde A falta de informação é ainda um dos principais desafios a ser enfrentado para o seu controle. E é exatamente o que queremos com este Guia de Comunicação, Faça a informação circular. Nosso objetivo é fazer com que informações relacionadas à prevenção, ao diagnóstico, ao tratamento da doença e à mobilização social circulem pelos quatros cantos, chegando a todo o país. Então vamos FALAR como podemos dar maior visibilidade às ações para identificação, controle e tratamento da doença. A informação é uma ferramenta fundamental! A tuberculose tem CURA! * Ministério da Saúde,

6 Introdução O Projeto Fundo Global foi o facilitador de várias ações de comunicação e mobilização social, fortalecendo projetos locais e nacionais. Foram muitas as experiências exitosas, histórias escritas a muitas mãos. Os diversos atores sociais envolvidos, a equipe do Projeto Fundo Global e a equipe do Programa Nacional de Controle da Tuberculose do Ministério da Saúde, entendem que aprofundar os conhecimentos específicos na área de Comunicação propicia maior eficácia e eficiência às ações que vêm sendo realizadas por todos. Foi a partir desta premissa que surgiu a proposta da Oficina de Comunicação e deste Guia. O Guia de Comunicação Faça a informação circular está cheio de dicas de como fazer com que o tema esteja sempre em pauta, trazendo orientações de como divulgá-lo em diferentes mídias. Vale tudo: de rádio a TV, internet, até cartazes e anuncicletas. Só não vale deixar no vácuo as informações. Vamos fazer da comunicação uma aliada no combate à doença. A informação está em nossas mãos, agora só falta fazer com que circule. Bom trabalho a todos! Equipe do Projeto Fundo Global Tuberculose Brasil Vale tudo: de rádio a TV, internet, até cartazes e anuncicletas. Vamos fazer da comunicação uma aliada no combate à doença. 5

7 Por que comunicar? Quando dizemos Faça a informação circular!, na verdade, estamos reforçando um conceito básico da comunicação de que toda e qualquer informação deve ser compartilhada. As diferentes mídias existentes permitem que qualquer pessoa crie uma rede e, por meio dela, passe adiante tudo o que aprendeu. É proposta deste Guia afinar o nosso olhar, enxergando os fatos, o que pode ser notícia e identificando qual o melhor veículo para divulgá-la. Sim, porque, quando queremos alcançar pessoas, a primeira pergunta que deve ser feita é: quem são elas? Só conhecendo o nosso público, saberemos identificar a melhor forma de nos comunicar, de interagir com ele. A partir da resposta, é hora de ajustar o foco e descobrir: O quê?, "Onde?", "Como?", Quando?" e "Por quê?". O quê? O nosso objetivo será sempre a tuberculose. É importante ter em mente que quanto mais um assunto ganha espaço nos meios de comunicação, mais pessoas ficam sabendo a respeito e exigem posicionamento e providências dos governos. Onde? Pode ser em um posto de saúde, uma praça da cidade, um centro comunitário. O ideal é conhecer a realidade local e pensar quais os melhores lugares para divulgar a informação. Como? Spots de rádio, radionovelas, cartazes, faixas, anuncicletas, jornal... As formas de comunicar são muitas e vamos conhecer algumas delas ao longo deste Guia. Quando? Existem eventos e dias quando podemos explorar ao máximo o tema, mas a tuberculose deve sempre ser assunto e, para isso, é importante criar oportunidades para divulgá-la. Por quê? Porque é só por meio da divulgação de informações úteis, do diálogo social e da mobilização coletiva que vamos 6

8 estimular o combate permanente à tuberculose em todos os setores da sociedade, em todas as épocas do ano, estabelecendo, assim, um compromisso pela saúde e pela vida. Bem, chegou a hora de colocarmos em prática toda essa teoria. Vamos fazer um passeio por diferentes meios de comunicação para facilitar a escolha da melhor opção. Antes de divulgarmos a informação, devemos criar fatos ou situações para que ela ganhe mais importância. Querem saber a forma? Aqui vão algumas sugestões: 24 de março é o Dia Mundial de Combate à Tuberculose. Está aí uma boa ocasião para impulsionar o tema. 1º de dezembro é o Dia Mundial de Combate à Aids. A tuberculose é a primeira causa de morte dos pacientes com Aids. Olha o gancho! Quantos assuntos podem surgir a partir daí? É só focar no tema. Não precisamos esperar uma data fechada. Podemos fazer o nosso calendário. As ações e os eventos de promoção de saúde são sempre oportunidades para aproximarmos a informação de quem precisa. Quer um ótimo exemplo a ser adotado por qualquer cidadão? No inverno, toda vez que entrar em um ônibus, oriente os passageiros que abram as janelas, pois a tuberculose está no ar! 7

9 As técnicas Alguns poetas, vítimas da doença, ajudaram a popularizá-la. Assim o fez, por exemplo, Castro Alves, Álvares de Azevedo, Augusto dos Anjos, Casimiro de Abreu e Manuel Bandeira. Um dos poemas mais famosos de Bandeira retrata a tristeza do paciente, quando o médico anunciava a impossibilidade de indicar o pneumotórax, único tratamento à época para os casos mais graves: PNEUMOTÓRAX Febre, hemoptise, dispnéia e suores noturnos, / A vida inteira que poderia ter sido e não foi. / Tosse, tosse, tosse. / Mandou chamar o médico. / Diga trinta e três. / Trinta e três... trinta e três... trinta e três... / Respire / O senhor tem uma escavação no pulmão esquerdo / e o pulmão direito infiltrado. / Então doutor, não é possível tentar o pneumotórax? / Não. A única coisa a fazer é tocar um tango argentino. (Bandeira, Manuel. Libertinagem, 1930). Os versos eram a ferramenta de expressão dos nossos poetas. Fazendo uma comparação com os meios atuais de comunicação, eles poderiam, quem sabe, usar blogs para divulgar suas mensagens, alcançando maior público. Toda forma de comunicação é válida, até o boca a boca. Só não vale deixar a informação no vácuo. Conhecer as técnicas de comunicação pode fortalecer nossa mensagem e ampliar sua divulgação. Ficaram animados? Então vamos começar a circular pelos vários meios de comunicação existentes. 8

10 1. Rádio Comunitária O rádio é o veículo de comunicação de massa mais popular do Brasil. Para cada dez brasileiros, oito ouvem rádio. É dele também o título de melhor companheiro, uma vez que pode estar em qualquer lugar, a qualquer hora. Neste contexto, destacamos a importância das rádios comunitárias que se espalharam por todo o país e, hoje, são particularmente fortes e atuantes justamente nas comunidades. O rádio e as rádios comunitárias são veículos historicamente importantes para a mobilização em torno de temas sensíveis, por sua proximidade com os ouvintes e pela habilidade para tratar de temas ligados à cidadania, saúde e educação, por exemplo. Ao trabalho: O primeiro passo é rastrear qual(is) a(s) emissora(s) mais próxima(s) à comunidade com a qual(as quais) queremos trabalhar. O passo seguinte é conhecer a programação e seus comunicadores para saber exatamente qual a melhor forma de divulgar a informação desejada. Além, é claro, de despertar a simpatia dos comunicadores. Eles vão ficar muito satisfeitos em saber que conhecemos e acompanhamos o trabalho deles. Feito isso, o próximo passo é definir como a nossa informação será divulgada. O rádio possui vários formatos: entrevistas, flashes, spots, debates, radionovelas e povo-fala. Esses são alguns exemplos de como se expressar por intermédio do rádio. Vamos apresentar alguns destes para que possamos entender como funcionam. Assim, na hora de negociarmos a nossa participação, tudo ficará mais fácil. Entrevista Uma boa entrevista é aquela que prende a atenção do ouvinte. Para isso, o assunto deve ser interessante e o entrevistado precisa ser alguém que domine o tema, pois ele deve passar credibilidade. Antes de a entrevista ir ao ar, é necessária uma conversa entre os participantes. Também é importante que o entrevistador 9

11 Nada de ensaiar as perguntas e as respostas. Isso deixa a conversa travada e o ouvinte logo percebe. entenda a mensagem que deve ser passada. Mas atenção: nada de ensaiar as perguntas e as respostas. Isso deixa a conversa travada e o ouvinte logo percebe. O ideal é que a entrevista seja a mais natural possível, tipo um bate-papo, e que contenha perguntas que quem esteja ouvindo diga: Taí, é isso que eu perguntaria!. A escolha do entrevistado depende do tema a ser abordado. Se for sobre o tratamento da doença, a medicação, as formas de contágio, por exemplo, o ideal é que um especialista da área fale. Agora, se for para explicar como funciona o encaminhamento para um posto médico, um agente de saúde local pode responder. Muitas vezes, como ele está presente na comunidade, tem um grau de confiança bem elevado, falando a mesma linguagem. Entrevistador Olá, as janelas da sua casa, do seu trabalho, do ônibus, enfim, de onde você está neste momento, estão abertas? Não? Então pode começar a abri-las! E quer saber por quê? O nosso convidado de hoje, o Dr. Cláudio Caldas, especialista em tuberculose, vai explicar como este pequeno ato pode fazer a diferença para a sua saúde. // Dr. Cláudio, em primeiro lugar, obrigado pela sua presença em nossos estúdios.// A gente começa querendo saber: é verdade que as condições dos ambientes onde vivemos são importantes para prevenir a tuberculose? Dr. Cláudio Caldas É verdade. Em residências sem ventilação, por exemplo, onde há muitas pessoas dormindo no mesmo cômodo e o sol não bate, o risco de contágio é muito maior. Entrevistador E o que podemos chamar de um ambiente sadio? Dr. Cláudio Caldas É aquele ambiente bem ventilado, com circulação e renovação do ar, através de janelas, portas e aberturas na parede. E também onde bata sol e que tenha espaço suficiente para todos... Spot Quando se quer manter uma informação sempre no ar, este é o melhor formato, pois pode ser repetido várias vezes ao longo da programação e transmitir mensagens variadas sobre o mesmo tema. Para chamar a atenção do seu público, é possível trabalhar o spot de várias maneiras: convidar um artista local ou uma liderança 10

12 da sua comunidade, produzir uma radionovela ou dar o seu recado com a voz do locutor. O importante é não datá-los para que possam ser utilizados por um período de tempo maior. Ah, e ele não deve ter mais que 2 minutos. Os que funcionam melhor são os que têm 30 segundos ou até 1 minuto. Outra dica para o sucesso de uma campanha neste formato é listar os temas que devem ser trabalhados: o que é a doença, como combatê-la, formas de transmissão etc. Assim, aos poucos, o ouvinte vai tomando conhecimento sobre a tuberculose. Locutor A tuberculose está no ar! TEC Efeito separa rapidamente Locutor A tuberculose se transmite pelo ar.// Ela não se transmite pelo sangue contaminado, pelo copo, pelos talheres, pela roupa ou pelo colchão. // A melhor forma de evitar a transmissão é descobrir o mais cedo possível a doença e fazer o tratamento correto. // Se você tosse há três semanas ou mais, procure o posto de saúde mais próximo. TEC Efeito separa rapidamente Locutor A tuberculose tem cura! Uma campanha do Conselho Municipal de Saúde da sua cidade, com o apoio da sua emissora. Flash O nome já diz tudo: um piscar de olhos e pronto, a informação está no ar! Por isso, é preciso ser o mais enxuto possível. Mandar a mensagem em menos de 1 minuto. O comunicador anuncia o repórter, ele entra no ar e dá o seu recado. Repórter A Praça Rui Barbosa está sendo palco da maior campanha sobre tuberculose que esta comunidade já viu. // Mais de 20 agentes de saúde estão, neste momento, à disposição de todos para tirar dúvidas sobre a doença, nas diversas tendas instaladas na praça. // Quem estiver com tosse há três semanas ou mais pode realizar o exame de escarro para o diagnóstico da tuberculose. // As atividades serão encerradas às 17 horas.// Ainda dá tempo de participar! 11

13 Radionovela É fácil entender porque as radionovelas fizeram tanto sucesso na época de ouro do rádio, nos anos Este gênero até hoje chama a atenção e é um excelente recurso para abordar vários assuntos. Ela pode ter início, meio e fim ou pode ser usada para levantar uma ideia que será discutida em uma entrevista ou um debate. Uma dica bastante válida: use e abuse da sonoplastia. Ela ajuda a prender a atenção do ouvinte, estimulando a imaginação. TEC Ruído de porta abrindo.//médico está se despedindo do paciente. Enfermeira O senhor já pode entrar. TEC Ruído de porta fechando.// Começa um burburinho de revolta. Paciente 1 Enfermeira tem alguma coisa errada.// Eu cheguei muito antes deste senhor, como você o passou na minha frente? Vozes (falam ao mesmo tempo) Eu também// Já estou aqui há horas.// Isto não é possível! Enfermeira Calma, calma, pessoal.// Se vocês deixarem, eu explico. Paciente 2 Pode começar. Enfermeira Eu tenho orientação de que sempre que perceber que um paciente está tossindo muito, ele deve ser passado para frente. Paciente 1 Se eu soubesse disso, já teria começado a tossir desde que cheguei. //(tossindo) Olha, estou tossindo, então sou a próxima, né? Enfermeira Senhora, com saúde não se brinca.// Ele pode estar com alguma doença pulmonar, como tuberculose, por exemplo. // E como ela é transmitida pelo ar, pode acabar contaminando vocês. TEC Tumulto geral. Paciente 2 Quer dizer que ele pode ter contaminado todos nós? Enfermeira Calma, calma, pessoal.// Isto é uma medida preventiva.// Estamos em um ambiente fechado, com pouca ventilação...peço desculpa a todos.// Por favor, sentem-se e acalmem-se. TEC Rúido de cadeira arrastando. Enfermeira Meu erro foi não ter avisado antes porque antecipei o paciente. // Agora que todos entenderam, saibam que a minha intenção foi a melhor possível.//peço desculpa. TEC Ruído de porta abrindo.// Médico está se despedindo do paciente. Enfermeira É a sua vez, Dona Isabel. Paciente 1 Obrigada, e me perdoe pelo tumulto que acabei causando.// Agora, eu aprendi. TEC Ruído de porta fechando. 12

14 Povo-Fala A opinião do povo é tão importante quanto à de um especialista e ela deve ser ouvida. Por isso, este formato é sempre interessante para enriquecer um programa, um debate, uma entrevista. Esta participação pode ser gravada por telefone ou nas ruas. O que não se pode esquecer é de sempre identificar quem está falando, dando o seu nome e sua ocupação. Dependendo do tema, acrescente também a idade e o lugar onde mora. Repórter Qual o seu nome e sua profissão? Ouvinte Arthur, sou taxista. Repórter Sr. Arthur, o senhor sabe como se transmite a tuberculose? Ouvinte Ouvi dizer que se a pessoa está com tuberculose e tossir em ambientes sem ventilação nem iluminação pode contaminar quem estiver próximo. Repórter E a senhora, qual seu nome e sua profissão? Ouvinte Eu me chamo Maria de Lourdes e sou dona de casa. Repórter A senhora sabe como se transmite a tuberculose? Ouvinte Sim, pelo ar! 13

15 2. Anuncicleta A anuncicleta chegou ao Brasil por Recife e, hoje, já é considerada uma mídia alternativa até por grandes empresas. Sucesso absoluto no Nordeste do país, funciona para divulgar a informação aos que estão bem próximos ao local que se quer atingir. Por sua mensagem simples e direta, tem sido apontada como uma forma de expressão popular de autêntica identidade na cultura brasileira. TEC Música Ai se eu te pego.// Usar somente este trecho: Nossa, nossa, assim você me mata, ai se eu te pego, ai se eu te pego. Locutor Ninguém mais precisa morrer se pegar tuberculose.// A doença tem cura! // Se você não acredita, vá até a Praça Rui Barbosa e converse com os agentes de saúde que estão lá para tirar todas as suas dúvidas. // Das 9 da manhã até as 5 da tarde.// Participe, vai ser uma... TEC Música Ai se eu te pego.// Usar somente este trecho: delícia. Delícia, 14

16 3. Impresso O efeito de um impresso é bastante significativo e seus formatos, os mais variados possíveis. Por isso, vamos destacar os mais utilizados: filipeta, cartaz e jornal. Hoje, esses materiais podem ser reproduzidos a baixos custos, com rapidez, quantidade e qualidade. Há, ainda, vários editores de textos disponíveis, como OpenOffice, Scribus ou Adobe Pagemaker, que permitem organizar texto e imagens. Ao trabalho: FILIPETA Também conhecidos como flyer e panfleto, são aqueles pequenos folhetos que têm a função de anunciar e promover eventos, serviços ou instruções. O baixo custo da filipeta permite que seja impressa em quantidade. Por isso, ao anunciar um evento que irá promover, distribua-o próximo ao local, e, se possível, coloque-o em lugares de grande circulação, como estabelecimentos comerciais ou públicos. As informações contidas em uma filipeta devem ser as mais enxutas possíveis, com palavras importantes como: o que vai acontecer, onde? e quando? A TUBERCULOSE ESTÁ NO AR! Mutirão contra a doença SÁBADO, 24 DE MARÇO 9h às 17h Praça Dr.Nilo Peçanha - Centro - Magé CONSULTAS EXAMES GRÁTIS Veja a programação completa: tuberculosenoar.org.br 15

17 CARTAZ Um bom cartaz deve atrair o olhar de quem o vê e transmitir a ideia desejada o mais rapidamente possível. Precisamos ter em mente que a leitura do cartaz, em geral, se dá com pessoas em movimento. Por isso, a mensagem tem de estar em harmonia com o texto, a imagem, a cor e a organização do espaço. O cartaz é o formato ideal para divulgar informações como: despertar a atenção para um fato ou evento. Nesse caso, não se pode esquecer de citar data, hora, local, as atrações que irão ocorrer, e pronto! Não há nada pior que um cartaz com muito texto. A dica é: usar uma imagem, uma combinação de cores ou um título chamativo para despertar a atenção. Isso porque, em geral, os quadros de avisos dos locais públicos costumam estar repletos de outros cartazes que irão concorrer entre si. Se ele tiver data, preocupe-se em retirá-lo após o vencimento. Se for uma mensagem atemporal, pelo menos a cada quinze dias volte ao local, verifique se ele continua lá ou se não foi danificado. Neste caso, o substitua. Lembre-se: boa aparência sempre conta ponto. O formato mais comum de um cartaz é o A3 (29,7 cm x 42 cm). Atenção! Antes de sair colocando cartazes por aí, é preciso estudar uma estratégia, como listar os pontos frequentados pelo público que se interessa pelo tema. Vamos dar alguns exemplos: postos de saúde, consultórios médicos, escolas e universidades. Cabeleireiros, bares e restaurantes também podem ser boas opções. 16 TOSSE TOSSE TOSSE......E MAIS TOSSE Lembre-se: Faz tempo que ela o acompanha? A TUBERCULOSE ESTÁ NO AR! E a CURA é fácil. O tratamento e os remédios são de graça. Informe-se no posto de saúde.

18 FAIXA A faixa é uma das opções mais baratas de divulgação e alcança amplamente o público local. Para isso, ela deve ser colocada em lugar estratégico. Ela pode ser confeccionada muito rápida e facilmente em vários tamanhos, cores e modelos. Porém, não se esqueça de uma dica básica: escolha um material resistente para que ela tenha maior durabilidade. Para que as faixas surtam o efeito esperado, o texto deverá ser de impacto e possuir o menor número de palavras possível para passar a informação necessária. É preciso ter cuidado também com a escolha das cores para que sua mensagem ganhe destaque. E, finalmente, revisar o texto antes de imprimi-la. Um erro, seja de português ou do endereço do local onde ocorrerá o evento, acabará com toda a estratégia de divulgação. A faixa pode ser utilizada para informar os serviços e horários de atendimento do posto de saúde, de um evento ou simplesmente para chamar a atenção para determinado assunto. Tuberculose tem cura e seu tratamento é gratuito Informe-se aqui! 17

19 JORNAL O jornal nos permite aprofundar melhor um tema, diferentemente do rádio e da TV. O mais importante é que a informação se torne atraente. Com os recursos tecnológicos atuais, produzir e publicar um jornal ficou muito mais fácil. Já existem vários editores de textos (OpenOffice, Scribus ou Adobe Pagemaker ) que tornaram mais acessível a produção de conteúdo. Por isso, o jornal comunitário tem ganhado espaço, respeito e credibilidade. Para fazer um bom jornalismo comunitário, é preciso dar voz ao público e abrir espaço para as respostas das autoridades. Quem trabalha com este veículo, tem de pensar não só nas pautas (temas), mas na forma como são desenvolvidas, quais pessoas devem ser procuradas. Este é o nosso grande desafio: não só denunciar os problemas para a população, mas fazer com que ela participe ativamente da solução, seja a protagonista. Ao trabalho: PRODUZINDO UM JORNAL LOCAL Ao pensar em criar um jornal para divulgar as informações sobre a tuberculose, o primeiro passo é pensar em um formato que a equipe tenha fôlego para manter, pois a periodicidade da publicação é fator determinante para a sua credibilidade. Então vamos começar timidamente, com uma ou duas laudas, no máximo. Com o tempo, recebendo o apoio da comunidade, dos comerciantes locais, de colaboradores voluntários, é possível ampliar o número de páginas e a quantidade impressa (tiragem). Os tamanhos mais utilizados em um jornal são: standard (básico), de 60 cm x 38 cm a 75 cm x 60 cm, e tabloide, com cerca de 38 cm x 30 cm. O primeiro passo é definir as seções que o jornal terá. Na página ao lado, algumas sugestões. 18

20 editorial textos que expressam a opinião institucional do jornal; reportagem o tamanho da reportagem depende do espaço físico reservado a ela. Para complementá-la, é possível utilizar fotos, ilustrações e o que chamamos de box, espaço graficamente delimitado que, normalmente, inclui um texto explicativo sobre o assunto relacionado à matéria principal. Vamos supor que a sua reportagem é com um especialista explicando o tratamento da tuberculose. Nesse caso, o box poderia trazer a duração do tratamento, os medicamentos e quais são suas funções; fotorreportagem - conta a história a partir de uma imagem; coluna pode ser escrita e assinada por alguém que seja atuante na comunidade, com dicas do tipo fique por dentro, agenda, eventos etc; curiosidades fatos curiosos relacionados à tuberculose. Você sabia quê?; expediente quem é quem no jornal. Nome e função das pessoas envolvidas na produção do jornal. Rede em Movimento FAZENDO A INFORMAÇÃO SOBRE A TUBERCULOSE CIRCULAR Ano I Ed.1 Março/Abril/ 2012 Editorial Esta primeira edição do Rede em Movimento é responsável por lançar e trazer informações sobre a campanha de mobilização contra a tuberculose. A edição é bimestral e você é convidado a nos ajudar a fazer com que as informações sobre a doença circulem dentro da nossa comunidade. A MEDICAÇÃO O tratamento da tuberculose é padronizado no Brasil. As medicações são distribuídas pelo SUS, nos postos municipais de saúde. É uma medicação muito eficaz! Tuberculose tem cura A tuberculose é uma doença contagiosa, que atinge principalmente os pulmões (tuberculose pulmonar), podendo também localizar-se nos rins, ossos, pleura, meninges, gânglios e outros órgãos. A doença é transmitida pelo ar, quando o doente tosse, espirra ou fala. Estima-se que um doente pode contaminar de 10 a 15 pessoas por ano. E se, em algum momento da vida, essas pessoas estiverem fragilizadas por outras enfermidades, podem desenvolver a doença. É importante que todos os membros da família de um doente sejam examinados pelos médicos. Fique por dentro: com Ana Caldas Neste sábado, tem Mutirão da Tuberculose na Praça Dr. Nilo Peçanha. Durante todo o dia, agentes de saúde... Fale Conosco: fale conosco seu público precisa saber como se expressar. O é a melhor maneira, mas o telefone também pode ser divulgado. 19

21 4. TV Comunitária As TVs comunitárias vêm ganhando cada vez mais espaço e, desde os anos 1990, têm se consolidado. De lá para cá, elas têm sido as grandes responsáveis por manter uma programação local, diferenciada da que é usualmente assistida na grande mídia, por retratar a cultura, a identidade e os interesses de cada localidade. Por tudo isso, têm forte apelo popular e são grandes aliadas na divulgação de ações locais. Os formatos adotados no rádio se repetem na TV: entrevistas, debates, spot de vídeo etc. A grande diferença aqui é que a imagem passa a ser forte aliada e, muitas vezes, valerá por mais de mil palavras. Por isso, fique atento para não repetir informações que a própria imagem já traduz. A postura também é outra questão a se levar em conta. Como diz o ditado: apresentação é tudo! Ao trabalho: A linguagem de uma boa reportagem deve ser a mais clara e objetiva possível. Lembre-se: você tem a imagem a seu favor. REPORTAGEM O trabalho em equipe em uma reportagem em produtoras ou grandes veículos de TV é afinado entre repórter e cinegrafista. Portanto, com a estimulação da produção caseira, hoje é comum vermos uma mesma pessoa atuando em todas as áreas. Antes de sair a campo para fazer uma reportagem, o repórter deve ter contato com os acontecimentos para saber exatamente como agir na hora quando chegar ao local. Uma boa reportagem sobre a rotina de um doente com tuberculose pode ser uma ótima chance de romper com o paradigma de que o seu contágio se dá pelo compartilhamento de pratos, copos, talheres, roupas, aperto de mão. Uma matéria sobre isso terá muito mais impacto na TV que pelo rádio, pois o telespectador poderá comprovar os fatos por meio das imagens. 20

22 Todos os personagens que aparecem na reportagem precisam ser identificados. Eles podem ser apresentados pelo repórter no início da matéria ou ter suas informações, como nome e cargo, escritas na tela, os chamados caracteres. Por isso, durante a conversa antes da entrevista, é preciso anotar corretamente os dados, respeitando a grafia correta do nome da pessoa. Existem casos nos quais o entrevistado pede para ficar anônimo. Para que ele não seja reconhecido, é preciso causar alguma interferência em sua imagem e na sua voz. Uma boa reportagem deve ter de 2 a 3 minutos. Sua linguagem deve ser a mais clara e objetiva possível. Lembre-se: temos a imagem a nosso favor. O cinegrafista deve prestar atenção ao enquadramento e à fala do repórter para que não haja divergências. VIDEO ÁUDIO VT Reportagem (2 15 ) Mostra o relógio Plano geral Passados 130 anos que foi identificada a bactéria que causa a tuberculose, o bacilo de Koch, ainda tem gente que não acredita ser possível conviver normalmente com um doente. //Nós viemos conhecer a Dona Sebastiana. // Uma comerciante que viu a sua clientela ir embora, pouco a pouco, depois de divulgar que estava com tuberculose. É meio-dia, e eu vou entrar no restaurante de Dona Sebastiana.// Há um mês, exatamente neste horário, teria fila.// Hoje está assim, praticamente vazio. Dona Sebastiana, qual explicação a senhora tem para o que está acontecendo aqui?... 21

23 A linguagem deve ser concebida de forma que as pessoas se identifiquem com a campanha, facilitando a compreensão sobre a doença e suas formas de prevenção, transmissão, diagnóstico e tratamento. SPOT DE VÍDEO A veiculação de spots na televisão pode funcionar como uma campanha de mobilização para a identificação e o tratamento da tuberculose. Como os spots são mensagens curtas que, em sua maioria, variam de 30 segundos a 1 minuto, é possível produzir imagens de impacto. A linguagem deve ser concebida de forma que as pessoas se identifiquem com a campanha, facilitando a compreensão sobre a doença e suas formas de prevenção, transmissão, diagnóstico e tratamento. A veiculação do spot de vídeo segue as mesmas características da veiculação no rádio (página 10 deste Manual). Só não esqueça que, no vídeo, a imagem está inserida no contexto e passa a ser uma forte aliada. VIDEO ÁUDIO Câmera passeia por uma As janelas da sua casa estão abertas?//um ambiente casa escura, toda fechada. bem iluminado e arejado é sinônimo de saúde. As janelas se abrem e a luz do sol ilumina tudo. Locutor (off) A pessoa que está com tuberculose pode transmitir a doença pelo ar. // Quanto mais rapidamente a Família reunida, pessoa doença for descoberta e tratada, melhor. Quanto tossindo, as janelas bem melhor a ventilação e a iluminação do local onde abertas dão o tom de a pessoa doente convive, menor a chance de normalidade ao ambiente. contágio. Locutor (off) A tuberculose tem cura! Uma campanha do Comitê Metropolitano da sua cidade, com o apoio da sua emissora. 22

AVISO SESSÃO PÚBLICA nº 01/2015 04 de setembro de 2015

AVISO SESSÃO PÚBLICA nº 01/2015 04 de setembro de 2015 AVISO SSÃO PÚBLICA nº 01/2015 04 de setembro de 2015 Contrato nº 27/2011 - Serviços de Publicidade Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome SLA Propaganda LTDA. Atendendo ao que dispõe o 2º,

Leia mais

REDE DE COMUNICADORES CÂMARA BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO (CBIC)

REDE DE COMUNICADORES CÂMARA BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO (CBIC) REDE DE COMUNICADORES CÂMARA BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO (CBIC) Objetivo, metodologia e amostra OBJETIVO DO TRABALHO Identificar as práticas de Comunicação dos profissionais que fazem parte da

Leia mais

Produzindo e divulgando fotos e vídeos. Aula 1 Criando um vídeo

Produzindo e divulgando fotos e vídeos. Aula 1 Criando um vídeo Produzindo e divulgando fotos e vídeos Aula 1 Criando um vídeo Objetivos 1 Conhecer um pouco da história dos filmes. 2 Identificar a importância de um planejamento. 3 Entender como criar um roteiro. 4

Leia mais

Secretaria da Saúde do Estado da Bahia Ministério da Saúde. Tuberculose. Informações para Agentes Comunitários de Saúde

Secretaria da Saúde do Estado da Bahia Ministério da Saúde. Tuberculose. Informações para Agentes Comunitários de Saúde Secretaria da Saúde do Estado da Bahia Ministério da Saúde Tuberculose Informações para Agentes Comunitários de Saúde 2011. Secretaria da Saúde do Estado da Bahia É permitida a reprodução parcial desta

Leia mais

Seleção Territorial Enfrentamento a Violência contra Juventude Negra Classificação 2010

Seleção Territorial Enfrentamento a Violência contra Juventude Negra Classificação 2010 Posição Nome do Município Estado Região RM, RIDE ou Aglomeração Urbana 1 Salvador BA Nordeste RM Salvador 2 Maceió AL Nordeste RM Maceió 3 Rio de Janeiro RJ Sudeste RM Rio de Janeiro 4 Manaus AM Norte

Leia mais

Plano Estratégico de Comunicação Integrada

Plano Estratégico de Comunicação Integrada Plano Estratégico de Comunicação Integrada 2015 2016 SBN 2015-2016 1 - Plano Estratégico de Comunicação Integrada Comunicação Imprensa Publicidade Marketing Cursos Eventos Ações pontuais 1 - Plano Estratégico

Leia mais

Realização e Organização. www.vamaislonge.com.br

Realização e Organização. www.vamaislonge.com.br Realização e Organização www.vamaislonge.com.br Quem somos... Leonardo Alvarenga, tenho 23 anos, sou criador do Não Tenho Ideia e do #VáMaisLonge. Sou formado em Educação Física mas larguei tudo logo após

Leia mais

Respire aliviado! Tuberculose tem cura

Respire aliviado! Tuberculose tem cura Respire aliviado! Tuberculose tem cura O que é tuberculose? A tuberculose é uma doença infecciosa causada por um micróbio visível apenas ao microscópio, chamado Bacilo de Koch (Mycobacterium tuberculosis).

Leia mais

Marketing Digital de resultado para PMEs. Monitoramento na Internet A arma competitiva das pequenas e médias empresas

Marketing Digital de resultado para PMEs. Monitoramento na Internet A arma competitiva das pequenas e médias empresas Monitoramento na Internet A arma competitiva das pequenas e médias empresas 1 Sumário I II V Porque monitorar? O que monitorar? Onde monitorar? Como engajar? 2 Por que Monitorar? 3 I II V Nas mídias sociais

Leia mais

RELATÓRIO DE MARKETING DIGITAL. PERÍODO DE REFERÊNCIA Março/2014 a Setembro/2014

RELATÓRIO DE MARKETING DIGITAL. PERÍODO DE REFERÊNCIA Março/2014 a Setembro/2014 RELATÓRIO DE MARKETING DIGITAL PERÍODO DE REFERÊNCIA Março/2014 a Setembro/2014 CLIENTE: Expotáxi RJ MÍDIA: FACEBOOK Análise Final + de 4000 envolvidos 160 fãs + de 500 curtidas, compartilhamentos e comentários

Leia mais

Dominando os Meios de Comunicação

Dominando os Meios de Comunicação Dominando os Meios de Comunicação CORTESIA DE Save the Children Young People s Press Prep. para os Meios de Comunicação Conhecendo os Meios de Comunicação Você deve saber que tipo de entrevista vai dar:

Leia mais

Uma ferramenta de comunicação é um meio, uma forma de transmitir uma informação, pensamento, ideia, opinião.

Uma ferramenta de comunicação é um meio, uma forma de transmitir uma informação, pensamento, ideia, opinião. Uma ferramenta de comunicação é um meio, uma forma de transmitir uma informação, pensamento, ideia, opinião. Uma forma oral? Uma forma sonora? ou Uma forma visual/escrita?? Off-line: Revistas; Panfletos;

Leia mais

MANUAL GRATUITO PARA DIVULGAÇÃO NA INTERNET

MANUAL GRATUITO PARA DIVULGAÇÃO NA INTERNET SITE SALÃO DE BELEZA APRESENTA MANUAL GRATUITO PARA DIVULGAÇÃO NA INTERNET BÔNUS: Mais 20 outros lugares para divulgar além do Facebook. Atenção! Siga as instruções e divulgue mais e melhor seu salão de

Leia mais

Produzindo e divulgando fotos e vídeos. Aula 3 Divulgação de fotos e vídeos

Produzindo e divulgando fotos e vídeos. Aula 3 Divulgação de fotos e vídeos Produzindo e divulgando fotos e vídeos Aula 3 Divulgação de fotos e vídeos Objetivos 1 Entender o que são as redes sociais. 2 Definir Marketing Viral. 3 Entender como divulgar fotos e vídeos nas redes

Leia mais

Bilhete Único. Informações úteis para profissionais do transporte de passageiros por ônibus

Bilhete Único. Informações úteis para profissionais do transporte de passageiros por ônibus Bilhete Único Informações úteis para profissionais do transporte de passageiros por ônibus Nós, da Universidade Corporativa do Transporte (UCT), juntamente com a RioCard, trabalhamos nesta cartilha para

Leia mais

Thaísa Fortuni. 15 dicas de Mídias Sociais para Moda. Copyright 2015 - Todos os direitos reservados

Thaísa Fortuni. 15 dicas de Mídias Sociais para Moda. Copyright 2015 - Todos os direitos reservados Thaísa Fortuni Thaísa Fortuni 15 dicas de Mídias Sociais para Moda Copyright 2015 - Todos os direitos reservados Sobre Thaísa Fortuni Publicitária por formação, escritora e empreendora digital. Trabalha

Leia mais

A vez e a voz das crianças

A vez e a voz das crianças 119 outubro de 2010-ESPECIAL CRIANÇA PARA LER NO AR A vez e a voz das crianças Às vésperas de 12 de outubro, Dia das Crianças, eu convido você, ouvinte, a refletir sobre os direitos das meninas e meninos

Leia mais

Pluralidade dos Meios de Comunicação

Pluralidade dos Meios de Comunicação Pluralidade dos Meios de Comunicação Novembro/212 APRESENTAÇÃO A pesquisa Pluralidade dos Meios de Comunicação, desenvolvida pelo Instituto Palavra Aberta entidade criada em fevereiro de 21 pela Abert

Leia mais

10 passos para ganhar a mídia. Estudantes Pela Liberdade

10 passos para ganhar a mídia. Estudantes Pela Liberdade 10 passos para ganhar a mídia Estudantes Pela Liberdade 2013 10 passos para ganhar a mídia Aqui estão 10 passos para atrair a atenção da mídia para o seu grupo. Siga todos esses passos efetivamente, e

Leia mais

Gerenciando Sua Reputação Online Parte 1

Gerenciando Sua Reputação Online Parte 1 Gerenciando Sua Reputação Online Parte 1 Índice Gerenciando Sua Reputação Online Parte 1 Índice O Que é Gerenciamento da Sua Reputação Online? Como Monitorar Sua Reputação Online O Básico Para Construir

Leia mais

Introdução. Pra quem é esse ebook?

Introdução. Pra quem é esse ebook? Introdução Se você está lendo esse ebook é porque já conhece o potencial de resultados que o marketing digital e o delivery online podem trazer para a sua pizzaria. Bem como também deve saber que em pouco

Leia mais

Oficina de Radialismo

Oficina de Radialismo Oficina de Radialismo Projeto de Rádio Escolar Rádio Escolar: Exercícios práticos Vinhetas de Rádio Exemplos: O que são vinhetas? São pequenas gravações que usamos, geralmente, para reforçar uma informação.

Leia mais

LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA

LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA (versão simples da Lei da Comunicação Social Eletrônica) CAPÍTULO 1 PARA QUE SERVE A LEI Artigo 1 - Esta lei serve para falar como vai acontecer de fato o que está escrito em alguns

Leia mais

PROGRAMA DE RÁDIO NA WEB ANTENA COMUNITÁRIA : ANÁLISE E PROPOSTA DE FORMATO JORNALÍSTICO NO PORTAL COMUNITÁRIO

PROGRAMA DE RÁDIO NA WEB ANTENA COMUNITÁRIA : ANÁLISE E PROPOSTA DE FORMATO JORNALÍSTICO NO PORTAL COMUNITÁRIO 1 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( x ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA PROGRAMA DE RÁDIO NA WEB ANTENA

Leia mais

Guia de Relacionamento com a Imprensa. www.treinamentodemidia.com.br

Guia de Relacionamento com a Imprensa. www.treinamentodemidia.com.br Guia de Relacionamento com a Imprensa www.treinamentodemidia.com.br Apresentação Criar e manter uma imagem positiva para a sociedade é talvez o maior desafio profissional e pessoal de quem busca destaque,

Leia mais

Você já deve ter lido varias vezes sobre, Gatilhos Mentais, pois bem, hoje vamos falar sobre isso...

Você já deve ter lido varias vezes sobre, Gatilhos Mentais, pois bem, hoje vamos falar sobre isso... Olá, tudo bem?! Nesse Mini E-book eu vou lhe passar a 1º Sacada da semana, pretendo toda semana compartilhar informações com você, pois sei bem o que é ficar na internet buscando informações e nunca encontrar

Leia mais

Encontro de Coordenadores 2013

Encontro de Coordenadores 2013 Encontro de Coordenadores 2013 Bem-vindos, Coordenadores Júniores! Porque ser um coordenador júnior? Hospital de Câncer de Barretos Hospital São Judas Tadeu (SP) Hospital de Câncer Infantojuvenil (SP)

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA, ALFABETIZAÇÃO E DIVERSIDADE PROGRAMA ESCOLA ABERTA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA, ALFABETIZAÇÃO E DIVERSIDADE PROGRAMA ESCOLA ABERTA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONTINUADA, ALFABETIZAÇÃO E DIVERSIDADE PROGRAMA ESCOLA ABERTA 1. Princípios orientadores Fruto de um acordo de cooperação técnica entre o Ministério da Educação e a Unesco, o programa

Leia mais

O que falta é uma nova lei para garantir a liberdade de expressão do nosso povo. A lei que regulamenta o serviço de radiodifusão completou 50 anos!

O que falta é uma nova lei para garantir a liberdade de expressão do nosso povo. A lei que regulamenta o serviço de radiodifusão completou 50 anos! Para construir um país mais democrático e desenvolvido, precisamos avançar na garantia ao direito à comunicação para todos e todas. O que isso significa? Significa ampliar a liberdade de expressão para

Leia mais

A REVISTA DA. FAMília brasileira

A REVISTA DA. FAMília brasileira A REVISTA DA FAMília brasileira 80 anos presente na cultura brasileira Uma revista muito especial que faz sucesso entre seus leitores desde 1934 Um público numeroso e qualificado, comprovado pelos números:

Leia mais

Código: MAP-DIINF-003 Versão: 00 Data de Emissão: 0101/2013 Elaborado por: Gerência de Comunicação

Código: MAP-DIINF-003 Versão: 00 Data de Emissão: 0101/2013 Elaborado por: Gerência de Comunicação Código: MAP-DIINF-003 Versão: 00 Data de Emissão: 0101/2013 Elaborado por: Gerência de Comunicação Aprovado por: Diretoria de Informação Institucional 1 OBJETIVO Definir e padronizar os procedimentos referentes

Leia mais

A criança e as mídias

A criança e as mídias 34 A criança e as mídias - João, vá dormir, já está ficando tarde!!! - Pera aí, mãe, só mais um pouquinho! - Tá na hora de criança dormir! - Mas o desenho já tá acabando... só mais um pouquinho... - Tá

Leia mais

A Comunicação da Rede Social de Cidades. Maio de 2012

A Comunicação da Rede Social de Cidades. Maio de 2012 A Comunicação da Rede Social de Cidades Maio de 2012 Sistematização da pesquisa virtual realizada entre os integrantes da Rede no período de abril a maio de 2012 A pesquisa de satisfação da Comunicação

Leia mais

Generated by Foxit PDF Creator Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only. Política de Comunicação Institucional

Generated by Foxit PDF Creator Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only. Política de Comunicação Institucional Política de Comunicação Institucional POLÍTICA PÚBLICA P DE COMUNICAÇÃO O homem é um ser social. O intercâmbio de suas experiências e de seus conhecimentos possibilitou que as pessoas se apropriassem dos

Leia mais

Você já teve a experiência de enviar um email e, em pouco tempo, ver pedidos de orçamento e vendas sendo concretizadas?

Você já teve a experiência de enviar um email e, em pouco tempo, ver pedidos de orçamento e vendas sendo concretizadas? 2 Você já teve a experiência de enviar um email e, em pouco tempo, ver pedidos de orçamento e vendas sendo concretizadas? É SOBRE ISSO QUE VOU FALAR NESTE TEXTO. A maioria das empresas e profissionais

Leia mais

Portal Contador Parceiro

Portal Contador Parceiro Portal Contador Parceiro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa 1. Portal Contador Parceiro... 03 2. Acesso ao Portal... 04 3. Profissionais...11 4. Restrito...16 4.1 Perfil... 18 4.2 Artigos...

Leia mais

DDD DO MUNICÍPIO. Região UF Área Local SÃO PAULO SÃO JOSÉ DOS CAMPOS 12 SANTOS BAURU 14 SOROCABA RIBEIRÃO PRETO

DDD DO MUNICÍPIO. Região UF Área Local SÃO PAULO SÃO JOSÉ DOS CAMPOS 12 SANTOS BAURU 14 SOROCABA RIBEIRÃO PRETO Região UF Área Local DDD DO MUNICÍPIO SÃO PAULO 11 3 SP SÃO JOSÉ DOS CAMPOS 12 SANTOS 13 BAURU 14 SOROCABA 15 RIBEIRÃO PRETO 16 RIBEIRÃO PRETO 16 SÃO JOSÉ DO RIO PRETO 17 PRESIDENTE PRUDENTE 18 CAMPINAS

Leia mais

Sumário Aspectos Básicos... 3 Como Empresas usam o Facebook... 3 Introdução ao Facebook... 4 Criando um Cadastro... 5 Confirmando E-mail...

Sumário Aspectos Básicos... 3 Como Empresas usam o Facebook... 3 Introdução ao Facebook... 4 Criando um Cadastro... 5 Confirmando E-mail... FACEBOOK Sumário Aspectos Básicos... 3 Como Empresas usam o Facebook... 3 Introdução ao Facebook... 4 Criando um Cadastro... 5 Confirmando E-mail... 8 Características do Facebook... 10 Postagens... 11

Leia mais

MEDIA KIT. http://boxdeseries.com.br contato@boxdeseries.com.br @boxdeseries

MEDIA KIT. http://boxdeseries.com.br contato@boxdeseries.com.br @boxdeseries MEDIA KIT http://boxdeseries.com.br contato@boxdeseries.com.br @boxdeseries 2 CONTEÚDO BREVE HISTÓRICO...03 MINICURRÍCULO DA EQUIPE...04 SOBRE O SITE...05 EDITORIAS...06 SOBRE O PODCAST...06 ESTATÍSTICAS

Leia mais

Em 2 minutos de leitura você aprenderá facilmente a: Montar seu perfil Buscar colaboradores e comunidades Utilizar recursos

Em 2 minutos de leitura você aprenderá facilmente a: Montar seu perfil Buscar colaboradores e comunidades Utilizar recursos GUIA RÁPIDO Em 2 minutos de leitura você aprenderá facilmente a: Montar seu perfil Buscar colaboradores e comunidades Utilizar recursos 1º ACESSO Em conecta.estacio.br Coloque sua senha e login (não é

Leia mais

Integração com a Mídia Social

Integração com a Mídia Social Guia rápido sobre... Integração com a Mídia Social Neste guia... Vamos mostrar como integrar seu marketing com as mídias sociais para você tirar o maior proveito de todo esse burburinho online! Nós ajudamos

Leia mais

João Ambiente. construindo uma casa sustentável para todos nós

João Ambiente. construindo uma casa sustentável para todos nós João Ambiente construindo uma casa sustentável para todos nós O Projeto Filme documentário, com 52 minutos de duração, para exibição em exposição audiovisual itinerante, destinada a crianças, jovens e

Leia mais

Ranking Município P2i - Lead Alto Padrão Médio Padrão Baixo Padrão

Ranking Município P2i - Lead Alto Padrão Médio Padrão Baixo Padrão 1 São Bernardo do Campo -SP 0,8200 Ótimo Ótimo Ótimo 2 Campo Grande -MS 0,7670 Ótimo Ótimo Ótimo 3 Santo André -SP 0,7670 Ótimo Ótimo Ótimo 4 Osasco -SP 0,7460 Ótimo Ótimo Ótimo 5 Natal -RN 0,7390 Ótimo

Leia mais

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 3 Planejando a Ação Voluntária

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 3 Planejando a Ação Voluntária Organizando Voluntariado na Escola Aula 3 Planejando a Ação Voluntária Objetivos 1 Entender a importância de fazer um planejamento. 2 Aprender como planejar o projeto de voluntariado. 3 Conhecer ferramentas

Leia mais

Transplantes de órgãos crescem 24,3% Qui, 24 de Setembro de 2009 00:00

Transplantes de órgãos crescem 24,3% Qui, 24 de Setembro de 2009 00:00 Qui, 24 de Setembro de 29 : Aumento é relativo ao número de procedimentos realizados com órgãos de doadores falecidos no primeiro semestre de 29 em relação ao primeiro semestre de 28. Ministério da Saúde

Leia mais

Elaboração de pauta para telejornal

Elaboração de pauta para telejornal Elaboração de pauta para telejornal Pauta é a orientação transmitida aos repórteres pelo pauteiro, profissional responsável por pensar de que forma a matéria será abordada no telejornal. No telejornalismo,

Leia mais

MELHORES PRÁTICAS PARA FAZER UMA TRANSMISSÃO ONLINE

MELHORES PRÁTICAS PARA FAZER UMA TRANSMISSÃO ONLINE MELHORES PRÁTICAS PARA FAZER UMA TRANSMISSÃO ONLINE MELHORES PRÁTICAS PARA FAZER UMA TRANSMISSÃO ONLINE 2 SUMÁRIO»» Introdução... 4»» O que preciso para transmitir?... 7»» Como fazer...12»» Dicas (muito)

Leia mais

PLANO DE MOBILIZAÇÃO SOCIAL PELA EDUCAÇÃO

PLANO DE MOBILIZAÇÃO SOCIAL PELA EDUCAÇÃO PLANO DE MOBILIZAÇÃO SOCIAL PELA EDUCAÇÃO Este documento é resultado do chamado do Ministério da Educação à sociedade para um trabalho voluntário de mobilização das famílias e da comunidade pela melhoria

Leia mais

Marketing de Conteúdo para iniciantes CONTENT STRATEGY

Marketing de Conteúdo para iniciantes CONTENT STRATEGY Marketing de Conteúdo para iniciantes CONTENT STRATEGY A Rock Content ajuda você a montar uma estratégia matadora de marketing de conteúdo para sua empresa. Nós possuimos uma rede de escritores altamente

Leia mais

manual liga elo7 2.0 ORIENTAÇÕES E RECOMENDAÇÕES PARA PLANEJAMENTO DE EVENTOS

manual liga elo7 2.0 ORIENTAÇÕES E RECOMENDAÇÕES PARA PLANEJAMENTO DE EVENTOS ORIENTAÇÕES E RECOMENDAÇÕES PARA PLANEJAMENTO DE EVENTOS Olá Elosetter, Então você está com vontade de organizar um evento? O Elo7 incentiva as ações que fortaleçam e integram a comunidade artesanal e

Leia mais

5 dicas incríveis de Facebook Ads para iniciantes. 1 INTRODUÇÃO

5 dicas incríveis de Facebook Ads para iniciantes. 1 INTRODUÇÃO 5 dicas incríveis de Facebook Ads para iniciantes. 1 INTRODUÇÃO Este e book foi criado após ter percebido uma série de dúvidas de iniciantes em Facebook Ads. O seu conteúdo é baseado na utilização da plataforma

Leia mais

Projeto de Lei de Iniciativa Popular para uma mídia Democrática

Projeto de Lei de Iniciativa Popular para uma mídia Democrática Projeto de Lei de Iniciativa Popular para uma mídia Democrática Comunicação é um direito de todos No Brasil, os meios de comunicação estão concentrados nas mãos de poucas empresas familiares que têm a

Leia mais

PORTARIA PGR Nº 107 DE 18 DE FEVEREIRO DE 2014.

PORTARIA PGR Nº 107 DE 18 DE FEVEREIRO DE 2014. PORTARIA PGR Nº 107 DE 18 DE FEVEREIRO DE 2014. Aprova o Guia para o Relacionamento com a Imprensa do Ministério Público Federal. O PROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA, no uso das atribuições que lhe confere

Leia mais

Projeto: Curta Esmeralda Ortiz

Projeto: Curta Esmeralda Ortiz Projeto: Curta Esmeralda Ortiz Uma história de superação que poderá ser um alento para quem sofre com a dependência química e também para seus familiares. Um filme que tem o propósito de ajudar na prevenção

Leia mais

Situação da Tuberculose no Brasil

Situação da Tuberculose no Brasil Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde Departamento de Vigilância Epidemiológica Programa Nacional de Controle da Tuberculose Situação da Tuberculose no Brasil Draurio Barreira Coordenador

Leia mais

coleção Conversas #2 Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça.

coleção Conversas #2 Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça. coleção Conversas #2 Positivo, o que e u faç o Deu Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A coleção CONVERSAS da Editora AfroReggae nasceu com o desejo de facilitar

Leia mais

DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA

DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA Analista de Correios / Administrador AC / Rio Branco 123 1 123,00 Analista de Correios / Técnico em Comunicação Social Atuação: Jornalismo AC / Rio Branco 27 1 27,00 Médico do Trabalho Formação: Medicina

Leia mais

COMO CRIAR UM SITE. SITE: Http://www.sitecaseiro.com.br Twitter: @SITECASEIRO_BR

COMO CRIAR UM SITE. SITE: Http://www.sitecaseiro.com.br Twitter: @SITECASEIRO_BR COMO CRIAR UM SITE Este e-book é derivado de um sucesso de um site pequeno, cujo o dono que é uma pessoa simples e fanática por tecnologia resolveu publicar um e-book com o assunto que ele mais gosta e

Leia mais

MICROCEFALIA DENGUE CHIKUNGUNYA ZIKA NOVEMBRO DE 2015

MICROCEFALIA DENGUE CHIKUNGUNYA ZIKA NOVEMBRO DE 2015 MICROCEFALIA DENGUE CHIKUNGUNYA ZIKA NOVEMBRO DE 2015 Situação da microcefalia no Brasil Até 21 de novembro, foram notificados 739 casos suspeitos de microcefalia, identificados em 160 municípios de nove

Leia mais

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 2 Liderança e Comunidade

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 2 Liderança e Comunidade Organizando Voluntariado na Escola Aula 2 Liderança e Comunidade Objetivos 1 Entender o que é liderança. 2 Conhecer quais as características de um líder. 3 Compreender os conceitos de comunidade. 4 Aprender

Leia mais

UNIDADE IV AUTO RESPONDER

UNIDADE IV AUTO RESPONDER UNIDADE IV AUTO RESPONDER Vamos agora entrar num dos pontos mais importantes do e-mail marketing. O serviço de auto responder. O QUE É O AUTO RESPONDER? Esse serviço muda de nome dependendo da ferramenta

Leia mais

E-books. Marketing no Facebook. Sebrae

E-books. Marketing no Facebook. Sebrae E-books Sebrae Marketing e Vendas Marketing no Facebook Marketing de conteúdo e engajamento na rede Marketing de conteúdo no Facebook Tipos de conteúdo Edge Rank e os fatores de engajamento Facebook Ads

Leia mais

Proposta de publicidade

Proposta de publicidade Proposta de publicidade Olá, prezado (a) Vimos por meio deste apresentar nosso Jornal e a nossa proposta de publicidade para seu negocio ou serviço, que segue-se adiante. Informação é fundamental nos dias

Leia mais

Guia prático para dirigentes sindicais

Guia prático para dirigentes sindicais FALAR COM A IMPRENSA NÃO É UM BICHO DE SETE CABEÇAS Guia prático para dirigentes sindicais Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região www.sindmetalsjc.org.br APRESENTAÇÃO O Sindicato dos

Leia mais

Os equipamentos são ocultados no veículo, não necessitando nem mesmo de antenas externas ou algo que possa indicar que o equipamento está instalado.

Os equipamentos são ocultados no veículo, não necessitando nem mesmo de antenas externas ou algo que possa indicar que o equipamento está instalado. Manual do Cliente A Empresa A Ituran é uma multinacional israelense que atua na Argentina, Brasil, Estados Unidos e Israel. Desde o início das suas operações no Brasil, em 2000, a empresa se destaca como

Leia mais

Como deixar seu negócio on-line. Tendências e a força das mídias sociais no VAREJO!

Como deixar seu negócio on-line. Tendências e a força das mídias sociais no VAREJO! Como deixar seu negócio on-line Tendências e a força das mídias sociais no VAREJO! A palavra de ordem das redes sociais é interação. Comparando a internet com outros meios de comunicação em massa como

Leia mais

MOBILIDADE MÉDIAS CIDADES

MOBILIDADE MÉDIAS CIDADES MOBILIDADE MÉDIAS CIDADES Objetivo Fomentar ações estruturantes para o sistema de transporte coletivo urbano por meio de qualificação e ampliação da infraestrutura de mobilidade urbana Quem pode pleitear?

Leia mais

Missão. fortaleçam a segurança no transporte rodoviário e que qualifiquem o capital humano no setor logístico.

Missão. fortaleçam a segurança no transporte rodoviário e que qualifiquem o capital humano no setor logístico. O Instituto Julio Simões foi criado em 2006 com o objetivo de fortalecer o trabalho social que a JSL realizava junto às comunidades do entorno de suas operações. Seguindo a vocação de sua mantenedora de

Leia mais

ANEXO I BICICLETA ESCOLAR. Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1)

ANEXO I BICICLETA ESCOLAR. Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1) ANEXO I BICICLETA ESCOLAR Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1) Assunto: Adesão à ata de registro de preços nº 70/2010 do pregão eletrônico nº 40/2010. 1 2 BICICLETA 20 - AC,

Leia mais

Coordenação-Geral dos Direitos da População em Situação de Rua. Política Nacional para a População em Situação de Rua

Coordenação-Geral dos Direitos da População em Situação de Rua. Política Nacional para a População em Situação de Rua Política Nacional para a O Desafio da Implementação das Políticas Transversais Professor: Carlos Ricardo Período: Novembro de 2013 Reconhecimento das experiências desenvolvidas há mais de 20 anos (1980

Leia mais

Legenda: Áreas migradas do 0800 para o 4004. Áreas onde o 4004 já estava ativado.

Legenda: Áreas migradas do 0800 para o 4004. Áreas onde o 4004 já estava ativado. Legenda: Áreas migradas do 0800 para o 4004. Áreas onde o 4004 já estava ativado. CÓD. ÁREA (DDD) UF ÁREA METROPOLITANA REGIÃO CONURBADA 11 SP SÃO PAULO ARUJA BARUERI BIRITIBA-MIRIM CAIEIRAS CAJAMAR CARAPICUIBA

Leia mais

Aprenda a Gerar Renda Utilizando Seus Conhecimentos em Promob e Projetos 3D.ACDEMY.COM.BR COMO GERAR RENDA COM PROJETO VERSÃO 1.0

Aprenda a Gerar Renda Utilizando Seus Conhecimentos em Promob e Projetos 3D.ACDEMY.COM.BR COMO GERAR RENDA COM PROJETO VERSÃO 1.0 Aprenda a Gerar Renda Utilizando Seus Conhecimentos em Promob e Projetos CAIO HENRIQUE TEODORO DOS SANTOS Página 1 Versão 1.0 2013 Esforcei-me ao máximo para transmitir em poucas páginas algumas dicas

Leia mais

Otimização. A otimização é feita através da definição de palavras-chave, que irão ajudar os portais de busca a localizarem seu site.

Otimização. A otimização é feita através da definição de palavras-chave, que irão ajudar os portais de busca a localizarem seu site. O que é: É melhorar a classificação e o posicionamento do seu site nos resultados dos mecanismos de pesquisa da internet, obtendo assim um posicionamento privilegiado em sites como o Google, Yahoo!, Bing

Leia mais

Conquistando Clientes Técnicas de Abordagem

Conquistando Clientes Técnicas de Abordagem Conquistando Clientes Técnicas de Abordagem 03 Conquistando Clientes Conheça seu Cliente Conheça o Cartão Tricard Simulação de Abordagem 08 11 15 21 Documentação necessária 02 Conquistando Clientes Neste

Leia mais

MEDIA TRANNING. Giovana Cunha. Coordenadora de Rádio e TV - TST giovana.cunha@tst.jus.br

MEDIA TRANNING. Giovana Cunha. Coordenadora de Rádio e TV - TST giovana.cunha@tst.jus.br MEDIA TRANNING Giovana Cunha COMO AGIR DIANTE DA IMPRENSA É muito comum o entrevistado se queixar que o jornalista não reproduziu corretamente as informações fornecidas na entrevista. O jornalista normalmente

Leia mais

E-books. Introdução às Mídias Sociais. Sebrae

E-books. Introdução às Mídias Sociais. Sebrae E-books Sebrae Marketing e Vendas Introdução às Mídias Sociais O que fazer com as mídias sociais Tipos de ações As principais mídias sociais Dicas e considerações finais Autor Felipe Orsoli 1 SUMÁRIO 1

Leia mais

Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0

Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0 Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0 Adriano Lima Belo Horizonte 2011 SUMÁRIO Apresentação... 3 Acesso ao Ambiente Virtual de Aprendizagem AVA ESP-MG... 3 Programação do curso no AVA-ESPMG

Leia mais

PLANO DE COMUNICAÇÃO Organização Nacional de Defesa Animal

PLANO DE COMUNICAÇÃO Organização Nacional de Defesa Animal PLANO DE COMUNICAÇÃO Organização Nacional de Defesa Animal Ana Cristina Almeida Isis Refosco Samael Bredow Tiago Zaniratti Apresentação A ONDA luta pelos direitos animais desde 2002, quando ela surgiu

Leia mais

CURSOS A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO

CURSOS A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO CURSOS A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO TUTORIAL PARA TUTORES PLATAFORMA MOODLE OURO PRETO 2014 1 SUMÁRIO 1. PRIMEIRO ACESSO À PLATAFORMA... 03 2. PLATAFORMA DO CURSO... 07 2.1 Barra de Navegação...

Leia mais

Conversando com os pais

Conversando com os pais Conversando com os pais Motivos para falar sobre esse assunto, em casa, com os filhos 1. A criança mais informada, e de forma correta, terá mais chances de saber lidar com sua sexualidade e, no futuro,

Leia mais

Reposicionamento Oi Velox Fora Mancha R1

Reposicionamento Oi Velox Fora Mancha R1 Reposicionamento Oi Velox Fora Mancha R1 CANAIS LOCAIS Este material é para uso exclusivo de treinamento. Reprodução proibida. V2. 20.10.10 A PARTIR DO DIA 25/10, OS CLIENTES DAS CIDADES FORA MANCHA R1

Leia mais

Ações de Comunicação Realizadas pelo Ministério da Saúde de 2007 a 2010

Ações de Comunicação Realizadas pelo Ministério da Saúde de 2007 a 2010 Ações de Comunicação Realizadas pelo Ministério da Saúde de 2007 a 2010 O período entre 2007 e 2010 foi de grande desafio para a comunicação. Além de inovar em campanhas tradicionais do setor, como amamentação,

Leia mais

Manual de comunicação. para 5ª Marcha das Margaridas

Manual de comunicação. para 5ª Marcha das Margaridas Manual de comunicação para 5ª Marcha das Margaridas 1 INTRODUÇÃO A Marcha das Margaridas 2015 está chegando e para que ela seja um sucesso precisamos desde já fortalecer nossas ações estratégicas e dizer

Leia mais

A CD BABY APRESENTA: Criando Eventos de Sucesso no Facebook Catorze regras para lotar os seus shows

A CD BABY APRESENTA: Criando Eventos de Sucesso no Facebook Catorze regras para lotar os seus shows A CD BABY APRESENTA: Criando Eventos de Sucesso no Facebook Catorze regras para lotar os seus shows Criando Eventos de Sucesso no Facebook Catorze regras para lotar os seus shows Músicos vêm debatendo

Leia mais

MANUAL DE MEMBRO COMUNIDADE DO AMIGO

MANUAL DE MEMBRO COMUNIDADE DO AMIGO SUMÁRIO Efetuando o Login na comunidade... 3 Esqueceu sua senha?... 3 Página Principal... 4 Detalhando o item Configurações... 5 Alterar Foto... 5 Alterar Senha... 5 Dados Pessoais... 6 Configurações de

Leia mais

MANUAL DO ALUNO EAD 1

MANUAL DO ALUNO EAD 1 MANUAL DO ALUNO EAD 1 2 1. CADASTRAMENTO NO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Após navegar até o PORTAL DA SOLDASOFT (www.soldasoft.com.br), vá até o AMBIENTE DE APRENDIZAGEM (www.soldasoft.com.br/cursos).

Leia mais

FINANCIAMENTO DOS MUNICÍPIOS DO BRASIL Um balanço o entre aspectos sociais e econômicos

FINANCIAMENTO DOS MUNICÍPIOS DO BRASIL Um balanço o entre aspectos sociais e econômicos Seminário Internacional sobre Tributação Imobiliária FINANCIAMENTO DOS MUNICÍPIOS DO BRASIL Um balanço o entre aspectos sociais e econômicos Maria Cristina Mac Dowell maria-macdowell.azevedo@fazenda.gov.br

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA CARTA COLIC Nº 20/2010 Brasília-DF, 12 de maio de 2010. À Empresa Interclip A/C. Sra. Danielle de Paula Fone/Fax: (31) 3211-7523 Prezada Senhora, A presente carta faz-se em consideração aos questionamentos

Leia mais

Atividade - Sequência Conrado Adolpho

Atividade - Sequência Conrado Adolpho Atividade - Sequência Conrado Adolpho Agora, eu quero lhe apresentar os 6 e-mails do conrado adolpho para vender o 8ps. Quero que você leia está sequência com muita atenção e, depois, responda às provocações

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO Nota Técnica elaborada em 01/2014 pela CGAN/DAB/SAS. MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NOTA TÉCNICA Nº15/2014-CGAN/DAB/SAS/MS

Leia mais

Antes de tudo... Obrigado!

Antes de tudo... Obrigado! Antes de tudo... Obrigado! Eu, Luiz Felipe S. Cristofari, agradeço por ter baixado esse PDF. Criei esse material para ajudar você a ter mais sucesso com suas ideias na internet e fico muito feliz quando

Leia mais

Email Marketing: Dicas De Como Fazer De Uma Forma Que Funciona

Email Marketing: Dicas De Como Fazer De Uma Forma Que Funciona Email Marketing: Dicas De Como Fazer De Uma Forma Que Funciona O email marketing é uma das formas de marketing mais lucrativas que existem para pequenas, médias e grandes empresas e também para profissionais

Leia mais

Veja cidades que mais contrataram e as que mais demitiram em julho

Veja cidades que mais contrataram e as que mais demitiram em julho Page 1 of 7 20/08/2010 06h53 - Atualizado em 20/08/2010 06h53 Veja cidades que mais contrataram e as que mais demitiram em julho Cinco capitais demitiram mais do que contrataram, entre elas Brasília (DF).

Leia mais

GRAVANDO SUA APRESENTAÇÃO PARA O LUPA DE OURO 2013

GRAVANDO SUA APRESENTAÇÃO PARA O LUPA DE OURO 2013 GRAVANDO SUA APRESENTAÇÃO PARA O LUPA DE OURO 2013 Prezado(a) colega(a), Este ano, as campanhas relacionadas a produtos e campanhas institucionais inscritas para o Lupa de Ouro 2013 serão avaliadas em

Leia mais

Instituto Trata Brasil divulga novo ranking do saneamento com avaliação dos serviços nas 81 maiores cidades do País

Instituto Trata Brasil divulga novo ranking do saneamento com avaliação dos serviços nas 81 maiores cidades do País Instituto Trata Brasil divulga novo ranking do saneamento com avaliação dos serviços nas 81 maiores cidades do País Estudo revela lentidão nos avanços do atendimento voltado à água e esgotos, além de mostrar

Leia mais

Transmissão do HIV/aids e sífilis de mães para seus bebês

Transmissão do HIV/aids e sífilis de mães para seus bebês 09 dezembro de 2010 Transmissão do HIV/aids e sífilis de mães para seus bebês Mais da metade das novas infecções pelo HIV/aids que ocorrem no Brasil atinge adolescentes e jovens com idade entre 15 e 24

Leia mais

Você, sua família e a doença crônica

Você, sua família e a doença crônica HEMORIO INSTITUTO ESTADUAL DE HEMATOLOGIA ARTHUR DE SIQUEIRA CAVALCANTI MANUAL DO PACIENTE - VOCÊ, SUA FAMÍLIA E A DOENÇA CRÔNICA - EDIÇÃO REVISADA 01/2006 Você, sua família e a doença crônica Estamos

Leia mais

A confluência dos vídeos e a Internet

A confluência dos vídeos e a Internet WHITEPAPER A confluência dos vídeos e a Internet Por que sua empresa deveria investir em vídeos em 2013 e como a Construção Civil pode utilizar os vídeos como diferencial competitivo. 1 Saiba como os vídeos

Leia mais

É uma ação permanente de promoção dos museus brasileiros coordenada pelo Ibram;

É uma ação permanente de promoção dos museus brasileiros coordenada pelo Ibram; Pesquisa da 13ª Semana Nacional de Museus Período de aplicação: 25 de maio a 30 de junho de 2015 Coordenação de Estudos Socioeconômicos e Sustentabilidade Ceses Departamento de Difusão, Fomento e Economia

Leia mais

OFICINAS DE MÍDIA-EDUCAÇÃO LEITURA CRÍTICA, PRODUÇÃO E REMIX DE CONTEÚDO DIGITAL. Módulo 1 - Texto e foto Atividade 1.1 - Uso de ferramentas web 2.

OFICINAS DE MÍDIA-EDUCAÇÃO LEITURA CRÍTICA, PRODUÇÃO E REMIX DE CONTEÚDO DIGITAL. Módulo 1 - Texto e foto Atividade 1.1 - Uso de ferramentas web 2. OFICINAS DE MÍDIA-EDUCAÇÃO LEITURA CRÍTICA, PRODUÇÃO E REMIX DE CONTEÚDO DIGITAL Módulo 1 - Texto e foto Atividade 1.1 - Uso de ferramentas web 2.0 Este curso é financiado com recursos da Coordenação de

Leia mais