Projeto Final. Coordenadora Marilia Mello Pisani. Autores Clara Guimarães Érica Jorge Lilian Menezes Marilia Mello Pisani Ronaldo Tedesco Taís Vargas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Projeto Final. Coordenadora Marilia Mello Pisani. Autores Clara Guimarães Érica Jorge Lilian Menezes Marilia Mello Pisani Ronaldo Tedesco Taís Vargas"

Transcrição

1 Projeto Final Coordenadora Marilia Mello Pisani Autores Clara Guimarães Érica Jorge Lilian Menezes Marilia Mello Pisani Ronaldo Tedesco Taís Vargas 1 Programa Anual de Capacitação Continuada Coordenadora: Sílvia Dotta Curso: Produção de vídeo em EAD, Pisani, M. (Coord.), Guimarães, C., Jorge, E., Menezes, L., Tedesco, R., Vargas, T., é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição NãoComercial 3.0. Não Adaptada. Permissões além do escopo dessa licença podem estar disponíveis em

2 Captação de imagem, montagem e finalização Por Marilia M. Pisani Captação de imagem e gravação Chegou a hora de organizar o set de filmagem, que pode ser um local escolhido por você ou o estúdio da UAB, devidamente agendado. Este trabalho ocorre em parceria entre o Produtor e o Diretor, mas cada um desempenha uma atividade diferente. Caso você esteja fazendo sozinho seu vídeo, você irá se dividir entre as duas atividades. Vejamos quais são elas. Organizar o set de filmagens é uma atividade que implica: 2 Para o Produtor: Organizar o local e a equipe (caso haja). Levar o termo de uso de imagem para ser assinado ou o termo de uso de espaço público, caso haja. Organizar os materiais de cena: elenco, figurino, maquiagem, cenografia. Organizar a locação depois do uso. Para o Diretor: Verificar equipamentos e condições técnicas de som e iluminação: cartão de memória, recursos de câmera, tripés, lentes, claquete (pode ser feito uma folha simples de papel contento número da cena e tomada), refletores de luz e microfones. Esse trabalho pode ser acompanhado pelo produtor. Testar a câmera.

3 Fazer a marcação das cenas com o Storybord em mãos e verificar a marcação das cenas na claquete. Isso ajuda a selecionar as cenas boas na hora da montagem do material. Acompanhar as tomadas (gravação e corte) e anotar na Planilha de Gravação as vezes que foram gravadas e quais as tomadas que deram certo. Com essas dicas você poderá ficar atento para que tudo ocorra da forma mais tranquila possível e você possa se dedicar à construção das imagens em suas cenas. Boas filmagens! Edição, montagem e finalização 3 Depois das filmagens, você irá iniciar uma fase decisiva na produção de seu vídeo. Você precisará cuidar do material gravado para que ele se transforme em uma obra ou produto final. Segundo Moletta (2009, p. 111), o trabalho de edição e de montagem é decisivo: ele pode salvar ou afundar de vez uma produção audiovisual. A edição é, basicamente, retirar pequenos ruídos para que o público assista somente ao necessário. Com isso apenas os momentos mais representativos das cenas são mantidos, aprimorando o ritmo de dramaticidade da história (ibidem). As primeiras edições, no início da história do cinema, surgiram para permitir emendar os rolos das películas, ao final dos 10 minutos que era o limite da gravação. Posteriormente, essa técnica de emendar rolos possibilitou que se fizessem pequenos CORTES entre as tomadas já filmadas, encurtando trechos e melhorando o ritmo geral do filme. Desse modo, por meio da edição de imagens, tornou-se possível controlar e potencializar a narrativa (ibidem).

4 A montagem é uma técnica derivada e complementar à edição. Ela permite criar ações paralelas e quebrar a ordem cronológica de uma narrativa, introduzindo a não linearidade das filmagens. A diferença entre edição e montagem é sutil, mas podemos dizer, com Moletta, que: o conceito de edição está ligado a cortes e emendas em materiais lineares, enquanto o conceito de montagem sugere uma construção de narrativa, de forma linear ou não. (idem, p ) Os recursos de edição e montagem, cada vez mais popularizados com as tecnologias digitais, não são apenas recursos técnicos, mas eles permitem criar uma linguagem estética e artística únicas. Inserir efeitos sonoros, trilhas musicais, selecionar cuidadosamente as transição de imagens e a melhor montagem das ações, encontrar efeitos que interfiram na dramaticidade de uma ação, é uma arte que exige, além do domínio da linguagem técnica, 4 um olhar artístico (ibidem). Após o término das gravações é preciso assistir cuidadosamente todo o material gravado. Esse é um dos momentos decisivos da produção de seu vídeo. É preciso ver com atenção e sentir as imagens e o ritmo das cenas, para conseguir identificar os efeitos e montagens necessários para melhorar ou criar uma estética própria para o material. Quanto melhor estiverem as cenas e tomadas, quanto mais organizadas, menos recursos de edição serão necessários. E você poderá escolher usar estes recursos, caso isso seja parte de sua narrativa. A edição é uma parte essencial, pois é ela que irá juntar as tomadas e conferir ritmo às transições de cena. Já a montagem é um recurso extra, que irá implicar a introdução de efeitos. Antes de passar ao trabalho de edição propriamente dita, vamos conhecer alguns elementos principais da linguagem técnica de

5 edição e montagem e alguns dos softwares disponíveis para você. Depois disso, voltaremos ao material bruto para saber como preparálo para a montagem final. Veja a seguir alguns exemplos de técnicas de edição e montagem. Corte: é um dos recursos mais importantes em edição e montagem. Ele permite realizar um corte brusco na imagem para justapor outra, logo na sequência. Esse corte pode ser maus agressivo ou suave, dependendo do efeito que se quer dar. O corte permite conduzir o público e a história, além de permitir suprimir imagens não relevantes para a narrativa. Efeito de fusão: quando uma imagem aparece na cena de dentro e a partir de outra, dando uma sensação suave de passagem do tempo. 5 Fade: é um efeito de transição em que a imagem se funde a um fundo neutro ou colorido. Pode ocorrer de dois modos. Fade-in: quando a imagem surge aos poucos de um fundo neutro. Fade-on: quando a imagem desaparece aos poucos sob um fundo neutro. Pode sugerir passagem de tempo ou mudança de tema dentro da história. Efeito Wipe: é um efeito de transição na montagem, em que ocorre uma mudança gradual de uma imagem para outra. Esse efeito pode ser visto em situações como a de duas pessoas ao telefone em que a imagem de uma é substituída pela outra. Esse efeito de substituição de uma imagem por outra pode surgir de baixo, de cima, da esquerda ou à direita. Efeito Loop: Os Loops são elementos para gerar repetições de exibição de um vídeo. O efeito final de loop para o espectador é resultante da concatenação (ou justaposição) do mesmo trecho

6 (corte) do vídeo várias vezes. Picture in Picture (PiP): O Picture in Picture é uma técnica que permite com que você use outros vídeos combinados com o vídeo principal. A técnica de PiP permite a você inserir uma janela com um outro vídeo. Um dos principais cuidados que devem ser tomados na composição do PiP são as sincronizações: saber exatamente quando seu vídeo auxiliar deve entrar e por quanto tempo durar, são elementos fundamentais no PiP. 6 Imagem fullscreen (4:3) ou widescreen (16:9): aspecto relacionado ao formato e tamanho da imagem na tela. No formato fullscreen a imagem toma toda a tela. No formato widescreen é necessário preencher as partes inferior e superior da tela com uma faixa preta. Nos equipamentos modernos o formato padrão vem se tornando o widescreen. (* referencia: Moletta, 2009, p e Masseto, Edição -, 2012.) 2.1. Na Ilha de edição: conhecendo o software de edição (Windows Movie Maker) Chegou a hora de você conhecer, baixar e aprender a manipular um software de edição de vídeo. O trabalho de editor de vídeo ocorre na chamada Ilha de edição, composta por computador e software de edição. Com os avanços técnicos dos últimos tempos, essas ferramentas têm sido cada vez mais simplificadas e você poderá baixar em seu computador, montando sua própria ilha de edição. Alguns computadores já trazem esta ferramenta instalada, como é o caso do Windows. Como é muito difícil explicar por escrito como utilizar essas

7 ferramentas, você só poderá aprender fazendo. Mas daremos algumas dicas para que você escolha o software mais adequado para suas necessidades. A primeira pergunta que surge neste momento é: qual software de edição eu devo utilizar? Seguindo aqui a sugestão de Lucena (2012), use o software mais simples e, caso já tenha habilidade técnica nesta área, aí sim você pode escolher usar outra ferramenta. Para esse trabalho é essencial o conhecimento da ferramenta. Por isso vale a pena conhecer bem uma ferramenta simples, do que conhecer parcialmente uma ferramenta complexa. Dos softwares disponíveis para edições simples e caseiras, Lucena sugere o programa Windows Movie Maker que, segundo 7 ele, deve ser o primeiro passo para aqueles que se aventuram pela primeira vez nas técnicas de edição: Após dominá-lo, o caminho que leva aos softwares mais sofisticados se tornará mais fácil (2012, p. 105). Para trabalhos de edição mais complexas, Lucena sugere o software Adobe Premiere, que pode ser baixado da internet temporariamente em seu computador. Sugerimos que você consulte o Youtube e pesquise tutoriais sobre essa ferramenta, que contam passo a passo como fazer a edição, inserir efeitos, trabalhar cores, aplicar títulos. Sendo um software de fácil operação e que faz parte do Windows, vamos focar no Movie Maker. Para abri-lo você deve seguir até o botão Iniciar > Todos os Programas > Windows Movie Maker. Na tela inicial você encontrará menus explicativos e a Timeline, ou seja, a linha do tempo que é a ferramenta básica do editor. Na coluna à esquerda você encontrará o item Tarefas do Filme com os

8 subitens Capturar do dispositivo de vídeo, Importar vídeo, Importar áudio e música. Acesse o primeiro e capture as imagens de sua câmera por meio de um cabo Fire Ware ou USB. Clicando em Importar vídeo você selecionará o arquivo com o material bruto da gravação; clicando nos outros dois você poderá importar fotos, gráficos, trilhas sonoras e gravações em off. (Lucena, idem, p. 103) Depois de capturar e importar o material gravado, você verá uma janela no meio da tela com o item Coleção. Então você deverá arrastar com o mouse a imagem para a linha de tempo (timeline) e o vídeo correspondente aparecerá. Você poderá clicar em Mostrar linha do tempo (à esquerda acima da timeline) para assistir ao material integral. A timeline também pode apresentar os vídeos em quadros com pedaços de vídeos que vão sendo colados. Depois você pode assistir tudo de novo. A cada novo vídeo colado na área Coleções, o 8 anterior some e fica armazenado na linha dos menus Coleções. Se precisar buscar o vídeo anterior, basta procurar na linha de menus. Vejamos o exemplo de Lucena. Como realizar cortes? Para cortar um filme o inicio do filmete, selecione o vídeo, leve o cursor até o ponto onde você quer que ocorra o corte e clique em Clipe ; aparecerão as opções Definir ponto do corte inicial e Definir ponto do corte final. Clicando no primeiro item, eliminamos tudo que esta à esquerda e no início do filme; ao clicarmos no segundo, cortamos todo o conteúdo à direita ou no fim do filme. (Lucena, 2012, p. 104) Como inserir efeitos? Ao abrir o subitem Tarefas de filmes ( Editar filmes ), vemos as opções Exibir efeitos de vídeo e Exibir transições de vídeo. Cada uma delas abre a área de Coleções com as possibilidades

9 oferecidas pelo programa: você poderá clicar e observar o efeito na janela de vídeo à direita. Após a observação, arraste a indicação de transição/efeito escolhido para os vídeos aos quais os efeitos deverão ser aplicados e observe o resultado imediatamente na janela à direita. Caso não goste, selecione transição/efeito, apague e clique em outra, até encontrar o efeito/transição desejado. O passo seguinte é salvar o filme e isso reque muita atenção. No decorrer da edição você deverá ir salvando o arquivo acessando Arquivo > Salvar projeto ou Salvar projeto como. Ele será salvo em seu computador e poderá ser aberto novamente com o Movie Maker. Quando o filme estiver pronto, você irá salvá-lo como filme (Arquivo > Salvar arquivo filme). Ao final você terá o arquivo em formato MPEG, o formato padrão do Movie Maker. Mas o programa permite que você também salve em outros formatos, como 9 o AVI, que é um formato para internet e celulares. É aconselhável salvar o projeto em vários formatos para que você possa avaliar o resultado. (Lucena, idem, p ) Com essas duas ferramentas você já consegue realizar edições e montagens, deixando se vídeo pronto para finalização. Trabalhando sobre o material bruto: Agora que você já conhece a dinâmica da ferramenta de edição e já tem definido qual o software que você usará, vamos começar a trabalhar com a gravação realizada. O primeiro passo é transferir o material gravado da câmera para o computador. Nas câmeras mais modernas basta você utilizar o cabo USB para essa transferência. Você poderá escolher o formato de edição: AVI, um dos mais usados; o MOV, da Apple; o AVCHD, que é um MPEG diferente dos comuns, o MPGE Transfer. Cada um desses formatos implica o uso de um software específico. O AVCHD, por

10 exemplo, só é reconhecido por softwares Vegas, Premiere, Final Cut e Avide. Aconselhamos que você salve em AVI e o MPGE, que são os mais comuns e podem ser usados pelo Windows e transferidos para internet e celulares. Depois de transferir o material, a sugestão é identificar todos os arquivos e salvá-los em pastas específicas. Aconselha-se separar por subpastas de Material bruto, Material exportado, Material editado, Trilha e assim por diante. Isso ajuda a não se perder durante o processo. Outra dica é você baixar as imagens já seguindo a ordem de montagem estabelecida nas etapas anteriores. Você também poderá precaver-se e salvar todo o material em um HD externo. Depois disso, antes de começar a editar, assista e reveja as imagens: nesse momento sua mente já começa a editar. Nesse primeiro contato com o material bruto é recomendado 10 que você mantenha, ao seu lado, uma folha simples de planilha de minutagem ou roteiro técnico de edição, para que você vá realizando a marcação do tempo do material, identificando o local dos cortes e possíveis efeitos/transições enquanto assiste. Para isso você deverá registrar o timecode de entrada e saída de cena, por exemplo: 1 00:01:025 Joaquim fala: não uso esse tipo de... e assim por diante (exemplo de Lucena, idem, p. 102). Com esse relatório de minutagem você tornará muito mais ágil o trabalho de edição e montagem de seu vídeo. A montagem: Pronto, agora você tem todos os recursos necessários para realizar a montagem do seu projeto. Sugerimos que você realiza essa montagem em dois momentos. a) Montagem do primeiro corte:

11 Depois de assistir ao material bruto, identificar o time dos cortes a partir de um roteiro de edição, você começará a trabalhar sobre o material. Conforme você for modificando as imagens, vá salvando numa ordem crescente, para que você possa não se perder na hora de juntas as cenas com cortes. Após finalizar esse primeiro corte, assista-o integralmente e prepare-se para a montagem do segundo corte. b) Montagem do segundo corte: O segundo corte trata de uma reedição do primeiro. Aqui você vai inserir material visual (imagens, gráficos, etc.) e de sonoplastia (como trilhas, efeitos sonoros e som direto) para compor a narrativa final de seu vídeo. Terminado o segundo corte, você já tem pronto o material editado e deve se encaminhar para a finalização. 11 Finalização: Para finalizar o seu vídeo você deverá: Inserir os créditos: podem aparecer no começo (créditos iniciais), apresentando o nome do filme ou vídeo ou outro texto narrativo; e no final (créditos finais), com o nome de cada um dos envolvidos, a função de cada um no projeto, patrocinadores, colaboradores ou mesmo algum textos narrativos que parece interessante. Agora você deverá cuidar do último aspecto técnico importante: exportar e converter o vídeo. Para isso utilizaremos as indicações de Moletta (2009, p ): Sistema de cores NTSC ou PAL: são os dois sistemas mais comuns de padrões de cores. O sistema de cor NTSC (National television System Commitee) é utilizado nos EUA e significa que, em aparelhos de TV, que geral contem 60 campos de

12 12 imagem por segundo, são totalizados 30 quadros por segundo a fim de obter a imagem colorida em movimento. Já na Europa o sistema mais usado é o PAL (Phase Alternating Line), com 25 quadros por segundo. No Brasil adotou-se o sistema PAL-N, que é uma variação do europeu e faz 30 quadros por segundo. No futuro prevalecerá o sistema NTSC para TV digital. O problema está na gravação de um formato e exibição em outro, pois isso pode desestabilizar o sistema de cores. Para definir em qual sistema você irá gravar o seu vídeo, você precisa definir como ele será exportado e onde será exibido. No caso de nosso curso, você deverá transmitir seus arquivos pela internet no website do Youtube. Por isso, é mais aconselhado gravar em NTSC. Principais formatos de arquivo de vídeo: já tratamos deste item acima. Vamos apenas relembra-lo para facilitar na hora da finalização de seu vídeo. Existem várias versões, mas destacamos apenas alguns. A Apple disponibiliza o Quick Time (mov). A Microsoft criou o AVI, que tem ótima qualidade de imagem, mas ocupa muito espaço no disco rígido. Também da Microsoft destacamos o WMP (Windows Media Player) que pode ser assistido on-line e enviado por como arquivo anexado. Essa versão foi melhorada com o ASF/ASX (Advanced Streaming Format) que permite inserir opções extras de informações nos arquivos. Para o Windows o formato mais comum é o MPEG, que foi desenvolvido no MPEG-4, ideal para transmissão pela internet. Principais mídias de exibição: das mídias possíveis de exibição, como o VHS, a mini DV, o SVCD (Super Video Compact Disk), as novas tecnologias de Blue-Ray Disc, vamos destacar apenas aquela que aparecerá como parte da atividade de entrega do vídeo do Projeto final. Aconselhamos a gravação em mídia DVD

13 por ser um dispositivo comum em boa parte dos computadores, que tem custo reduzido e boa qualidade de imagem. Cada DVD comporta 4.6 Gb (DVD5) ou 8.7 Gb (DVD 9), com até dias horas de gravação. Quando você for exportar o seu vídeo para uma mídia DVD, o formato do arquivo utilizado será o MPEG-2, que grava digitalmente garantindo a mesma qualidade da imagem captada e gravada no computador. Pronto! Agora que você salvou e exportou o seu vídeo, basta publicar no Youtube e enviar o link para seu tutor. Na próxima semana você irá entregar o material em DVD para ser exibido entre os seus colegas no Festival de vídeos e Curtas. Em caso de dúvidas entre em contato com seu tutor! 13 Referências bibliográficas: LUCENA, Luiz Carlos, Como fazer documentários: conceito, linguagem e prática de produção. São Paulo: Summus editorial, MOLETTA, Alex, Criação de curta metragem em vídeo digital: uma proposta de produção de baixo custo. São Paulo: Summus, 2009.

EDIÇÃO Marilia Mello Pisani

EDIÇÃO Marilia Mello Pisani O presente texto faz parte do curso de Produção de Vídeo e é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição Não Comercial 3.0. Não Adaptada. Permissões além do escopo dessa licença podem estar

Leia mais

PASSO A PASSO MOVIE MAKER

PASSO A PASSO MOVIE MAKER PASSO A PASSO MOVIE MAKER Nesta etapa, você deverá apresentar o programa e ajudá-los a montarem o filme. Veja como é fácil. Siga as instruções do passo-a-passo: DICA O que é o Movie Maker? Com o Microsoft

Leia mais

NÚCLEO DE TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO CURSO: WINDOWS MOVIE MAKER TUTORIAL

NÚCLEO DE TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO CURSO: WINDOWS MOVIE MAKER TUTORIAL NÚCLEO DE TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO CURSO: WINDOWS MOVIE MAKER TUTORIAL O que é o Windows Movie Maker? É um programa que permite criar nossos próprios filmes com som, músicas, transição e efeito de vídeo.

Leia mais

TUTORIAL COMO CRIAR E EDITAR UM VÍDEO NO WINDOWS MOVIE MAKER*

TUTORIAL COMO CRIAR E EDITAR UM VÍDEO NO WINDOWS MOVIE MAKER* TUTORIAL COMO CRIAR E EDITAR UM VÍDEO NO WINDOWS MOVIE MAKER* * Microsoft Windows MovieMakeré um programa da Microsoft Corporation. A versão utilizada é a 5.1 que já vem instalada no Microsoft Windows

Leia mais

Movie Maker: Recurso para produção e comunicação.

Movie Maker: Recurso para produção e comunicação. Movie Maker: Recurso para produção e comunicação. O que é o Windows Movie Maker? O Windows Movie Maker é um programa de computador que permite criar vídeos ou editar os que já existem e transformá-los

Leia mais

Tutorial de animação quadro a quadro

Tutorial de animação quadro a quadro Tutorial de animação quadro a quadro quadro a quadro é uma técnica que consiste em utilizar imagens ou fotografias diferentes de um mesmo objeto para simular o seu movimento. Nesse caso, trata-se de relatar

Leia mais

Apostila de Windows Movie Maker

Apostila de Windows Movie Maker Apostila de Windows Movie Maker Autor: João Paulo da Silva Apostila de Windows Movie Maker Autor: João Paulo da Silva 2 Índice Introdução ao Windows Movie Maker...03 O que é o Windows Movie Maker?...03

Leia mais

Curso Básico de Edição de Vídeo - Windows Movie Maker. Windows Movie Maker

Curso Básico de Edição de Vídeo - Windows Movie Maker. Windows Movie Maker Windows Movie Maker 1.0. Introdução ao Windows Movie Maker O Windows Movie Maker é um programa desenvolvido pela Microsoft para a edição básica de vídeos digitais e está disponível nas versões do Windows

Leia mais

Universidade Estadual de Campinas Faculdade de Educação Laboratório de Novas Tecnologias Aplicadas à Educação

Universidade Estadual de Campinas Faculdade de Educação Laboratório de Novas Tecnologias Aplicadas à Educação Universidade Estadual de Campinas Faculdade de Educação Laboratório de Novas Tecnologias Aplicadas à Educação Guia didático para professores sobre o Windows Movie Maker Prof. Dr Sérgio Ferreira Amaral

Leia mais

Edição (Software) PACC Programa Anual de Capacitação Continuada

Edição (Software) PACC Programa Anual de Capacitação Continuada Edição (Software) PACC Programa Anual de Capacitação Continuada É licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição NãoComercial 3.0. Não Adaptada. Permissões além do escopo dessa licença podem estar

Leia mais

PRÉ-PRODUÇÃO E PRODUÇÃO Marilia Mello Pisani

PRÉ-PRODUÇÃO E PRODUÇÃO Marilia Mello Pisani O presente teto faz parte do curso de Produção de Vídeo e é licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição Não Comercial 3.0. Não Adaptada. Permissões além do escopo dessa licença podem estar disponíveis

Leia mais

Windowns Live Movie Maker

Windowns Live Movie Maker Windowns Live Movie Maker PROGRAMA CONECTIVIDADE AMBIENTE VIRTUAL PARA APRENDIZAGEM COLABORATIVA CURSO DE TECNOLOGIAS EM EDUCAÇÃO Diretoria de Educação Assessoria de Tecnologias Educacionais Gerência de

Leia mais

C D. C) Coleções: é usada para organizar o conteúdo de áudio, vídeo e imagens em pastas, buscando facilitar a montagem do storyboard.

C D. C) Coleções: é usada para organizar o conteúdo de áudio, vídeo e imagens em pastas, buscando facilitar a montagem do storyboard. 1 Windows Movie Maker XP O Windows Movie Maker é um software de edição de vídeos que permite criar e editar filmes caseiros, inserindo efeitos, músicas, legendas e transições. O vídeo pode ser criado a

Leia mais

Oficina de Edição Atividade Extensiva

Oficina de Edição Atividade Extensiva Oficina de Edição Atividade Extensiva 1. Introdução A oficina de edição é uma atividade extensiva, pois dá continuidade ao trabalho realizado nas oficinas básicas, onde aprendemos a fazer um vídeo passo

Leia mais

ROTEIRO DE USO DO PROGRAMA MOVIE MAKER. Etapa 2 Orientações sobre pesquisa e armazenamento de dados

ROTEIRO DE USO DO PROGRAMA MOVIE MAKER. Etapa 2 Orientações sobre pesquisa e armazenamento de dados Etapa 1 Introdução Colégio Pedro II Campus Tijuca II Informática Educativa 2015 Professora: Simone Lima ROTEIRO DE USO DO PROGRAMA MOVIE MAKER Este roteiro tem por objetivo orientar vocês no uso do programa

Leia mais

Universidade Federal de Santa Maria UFSM Centro de Tecnologia CT. Power Point. Básico

Universidade Federal de Santa Maria UFSM Centro de Tecnologia CT. Power Point. Básico Universidade Federal de Santa Maria UFSM Centro de Tecnologia CT Power Point Básico Santa Maria, julho de 2006 O Power Point é um aplicativo do Microsoft Office direcionado à criação de apresentações.

Leia mais

PRÉ-REQUISITOS PARA O CURSO:

PRÉ-REQUISITOS PARA O CURSO: PRÉ-REQUISITOS PARA O CURSO: Para que você possa acompanhar as lições deste curso é necessário que você já tenha preenchido os seguintes pré-requisitos: Conhecimento básico em informática. Algumas palavras

Leia mais

17:47:08. Introdução à Informática com Software Livre

17:47:08. Introdução à Informática com Software Livre 17:47:08 Introdução à Informática com Software Livre 1 17:47:09 Audacity 2 Audacity 17:47:09 Audacity é um Software Livre de edição digital de áudio, disponível principalmente nas plataformas: Windows,

Leia mais

TUTORIAL. Passo a passo de como criar um vídeo usando o Windows Movie Maker.

TUTORIAL. Passo a passo de como criar um vídeo usando o Windows Movie Maker. TUTORIAL Passo a passo de como criar um vídeo usando o Windows Movie Maker. Abra o Windows Movie Maker clicando em Iniciar > Programas > Windows Movie Maker. Essa será a sua área de trabalho no Editor:

Leia mais

Relatório Final Disciplina F 809 1º Sem / 2004

Relatório Final Disciplina F 809 1º Sem / 2004 Relatório Final Disciplina F 809 1º Sem / 2004 Aluno: Rafael Lima Brandão Orientador : Prof. Jose Joaquim Lunazzi Resumo Os experimentos apresentados todo o semestre na disciplina F809 são filmados e gravados

Leia mais

COMO PARTICIPAR? GRAVE O VÍDEO EDITE O VÍDEO

COMO PARTICIPAR? GRAVE O VÍDEO EDITE O VÍDEO Tutorial Inscreva sua história COMO PARTICIPAR? VEJA O TEMA TENHA UMA IDEIA GRAVE O VÍDEO EDITE O VÍDEO COLOQUE UMA TRILHA SONORA INSCREVA-SE! Tema: Inspirando histórias Premissa conceitual: Em comemoração

Leia mais

Iniciação à Informática

Iniciação à Informática Meu computador e Windows Explorer Justificativa Toda informação ou dado trabalhado no computador, quando armazenado em uma unidade de disco, transforma-se em um arquivo. Saber manipular os arquivos através

Leia mais

ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3. A série... 3

ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3. A série... 3 WORD 2007 E 2010 ÍNDICE ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3 A série... 3 01 CAPTURAS DE TELA WORD 2010... 3 02 IMAGENS 2007/2010... 5 03 NOTAS DE RODAPÉ... 13 04 NUMERAÇÃO DE PÁGINAS... 15 05 CONTAR PALAVRAS...

Leia mais

Formação Movie Maker. FORMAÇÃO PERMANENTE PARA PROFESSORES DO LEI Dias 18 e 19 de setembro de 2014

Formação Movie Maker. FORMAÇÃO PERMANENTE PARA PROFESSORES DO LEI Dias 18 e 19 de setembro de 2014 Formação Movie Maker FORMAÇÃO PERMANENTE PARA PROFESSORES DO LEI Dias 18 e 19 de setembro de 2014 Sobre mim Antônio José Instrutor de Informática Desenvolvedor web Técnico em Informática Contatos: http://www.conceitomaster.com.br

Leia mais

Simão Pedro P. Marinho, Ramon Orlando de Souza Flauzino NARRATIVAS DIGITAIS

Simão Pedro P. Marinho, Ramon Orlando de Souza Flauzino NARRATIVAS DIGITAIS Simão Pedro P. Marinho, Ramon Orlando de Souza Flauzino NARRATIVAS DIGITAIS CRIANDO VÍDEOS a partir do Microsoft PowerPoint para narrativas digitais 3 Recomenda-se a leitura do documento 14 dicas para

Leia mais

Movie Maker. Fazer download de vídeos no You Tube. Para publicar no You Tube. O Windows Movie Maker 2 torna fácil para qualquer pessoa

Movie Maker. Fazer download de vídeos no You Tube. Para publicar no You Tube. O Windows Movie Maker 2 torna fácil para qualquer pessoa Colégio Imperatriz Leopoldina Formação de Professores 2010 Movie Maker Fazer download de vídeos no You Tube O Movie Maker permite a edição de vídeos que estejam publicados no You Tube. É preciso fazer

Leia mais

O Windows também é um programa de computador, mas ele faz parte de um grupo de programas especiais: os Sistemas Operacionais.

O Windows também é um programa de computador, mas ele faz parte de um grupo de programas especiais: os Sistemas Operacionais. MICROSOFT WINDOWS O Windows também é um programa de computador, mas ele faz parte de um grupo de programas especiais: os Sistemas Operacionais. Apresentaremos a seguir o Windows 7 (uma das versões do Windows)

Leia mais

Apostilas OBJETIVA Cargo: AGENTE DE TELECOMUNICAÇÕES PC Polícia Civil do Estado de São Paulo - Concurso Público 2015. 3º Caderno.

Apostilas OBJETIVA Cargo: AGENTE DE TELECOMUNICAÇÕES PC Polícia Civil do Estado de São Paulo - Concurso Público 2015. 3º Caderno. 3º Caderno Índice Pg. Editor de Apresentações MS-PowerPoint 2010... Exercícios pertinentes... Edição de textos, planilhas e apresentações BROffice... Exercícios pertinentes... Conceitos, ferramentas, aplicativos

Leia mais

MiniPENTV ISDB-T USB TV Dongle. Manual do Usuário

MiniPENTV ISDB-T USB TV Dongle. Manual do Usuário MiniPENTV ISDB-T USB TV Dongle Manual do Usuário 1. Instalação 1. Conector USB: Insira o conector a uma porta USB livre do seu computador. 2. Conector da Antena: Conecte a Antena que acompanha o produto

Leia mais

SUMÁRIO TUTORIAL DO HQ. 2 DICAS PEDAGÓGICAS:. 2 DOWNLOAD DA INSTALAÇÃO. 2 PASSO 1 FORMULÁRIO PARA DOWNLOAD. 2 PASSO 2 ESCOLHENDO A VERSÃO.

SUMÁRIO TUTORIAL DO HQ. 2 DICAS PEDAGÓGICAS:. 2 DOWNLOAD DA INSTALAÇÃO. 2 PASSO 1 FORMULÁRIO PARA DOWNLOAD. 2 PASSO 2 ESCOLHENDO A VERSÃO. SUMÁRIO TUTORIAL DO HQ... 2 DICAS PEDAGÓGICAS:... 2 DOWNLOAD DA INSTALAÇÃO... 2 PASSO 1 FORMULÁRIO PARA DOWNLOAD... 2 PASSO 2 ESCOLHENDO A VERSÃO... 3 PASSO 3 INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO... 4 CRIANDO NOVAS

Leia mais

Windows Movie Maker. Live THIAGO BRAGA

Windows Movie Maker. Live THIAGO BRAGA Guia Windows Movie Maker Movie Maker Windows Live THIAGO BRAGA Equipe da Rede de Estações OTICS-RIO Coordenação Rede de Estações OTICS-RIO Luiz Felipe Pinto Secretaria Executiva Amanda Peixoto Caroline

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

Universidade Estadual de Campinas UNICAMP. Instituto de Física Gleb Wataghin - IFGW RELATÓRIO FINAL

Universidade Estadual de Campinas UNICAMP. Instituto de Física Gleb Wataghin - IFGW RELATÓRIO FINAL Universidade Estadual de Campinas UNICAMP Instituto de Física Gleb Wataghin - IFGW RELATÓRIO FINAL INSERÇÃO DE LEGENDAS EM VÍDEOS DA DISCIPLINA INSTRUMENTAÇÃO PARA O ENSINO Gustavo Benedetti Rossi José

Leia mais

Easy VHS to DVD 3 & Easy VHS to DVD 3 Plus. Guia de Introdução

Easy VHS to DVD 3 & Easy VHS to DVD 3 Plus. Guia de Introdução Easy VHS to DVD 3 & Easy VHS to DVD 3 Plus Guia de Introdução ii Roxio Easy VHS to DVD Guia de Introdução www.roxio.com Começar a usar o Roxio Easy VHS to DVD 3 Neste guia Bem-vindo ao Roxio Easy VHS to

Leia mais

Instruções para download e instalação da atualização de Mapa GPS (v3)

Instruções para download e instalação da atualização de Mapa GPS (v3) Instruções para download e instalação da atualização de Mapa GPS (v3) Antes de iniciar o processo, você precisará um pen drive USB com uma capacidade de 2 GB ou maior. Em caso de dúvida ou dificuldade

Leia mais

Informática Básica para o PIBID

Informática Básica para o PIBID Universidade Federal Rural do Semi Árido Programa Institucional de Iniciação à Docência Informática Básica para o PIBID Prof. Dr. Sílvio Fernandes Roteiro O Tamanho e Resolução de imagens O Compactação

Leia mais

Estratégia para fazer cópias de segurança ( backup ) em nuvem

Estratégia para fazer cópias de segurança ( backup ) em nuvem 1 de 20 Estratégia para fazer cópias de segurança ( backup ) em nuvem Resolvi documentar uma solução que encontrei para fazer minhas cópias de segurança. Utilizo um software gratuito chamado Cobian Backup

Leia mais

Projeto solidário para o ensino de Informática Básica

Projeto solidário para o ensino de Informática Básica Projeto solidário para o ensino de Informática Básica Parte 2 Sistema Operacional MS-Windows XP Créditos de desenvolvimento deste material: Revisão: Prof. MSc. Wagner Siqueira Cavalcante Um Sistema Operacional

Leia mais

Continuação. 32. Inserir uma imagem da GALERIA CLIP-ART

Continuação. 32. Inserir uma imagem da GALERIA CLIP-ART Continuação 32. Inserir uma imagem da GALERIA CLIP-ART a) Vá para o primeiro slide da apresentação salva no item 31. b) Na guia PÁGINA INICIAL, clique no botão LAYOUT e selecione (clique) na opção TÍTULO

Leia mais

Roteiro com instruções sobre como gravar o depoimento e enviar para a equipe envolvida na organização da SAM

Roteiro com instruções sobre como gravar o depoimento e enviar para a equipe envolvida na organização da SAM Roteiro com instruções sobre como gravar o depoimento e enviar para a equipe envolvida na organização da SAM Envie seu depoimento em vídeo respondendo a seguinte pergunta: Como é ser professor(a) em seu

Leia mais

Clique no menu Iniciar > Todos os Programas> Microsoft Office > Publisher 2010.

Clique no menu Iniciar > Todos os Programas> Microsoft Office > Publisher 2010. 1 Publisher 2010 O Publisher 2010 é uma versão atualizada para o desenvolvimento e manipulação de publicações. Juntamente com ele você irá criar desde cartões de convite, de mensagens, cartazes e calendários.

Leia mais

ATUALIZAÇÃO E REVISÃO DE DVD DE VÍDEOS DA DISCIPLINA INSTRUMENTAÇÃO PARA O ENSINO

ATUALIZAÇÃO E REVISÃO DE DVD DE VÍDEOS DA DISCIPLINA INSTRUMENTAÇÃO PARA O ENSINO Universidade Estadual de Campinas UNICAMP RELATÓRIO FINAL ATUALIZAÇÃO E REVISÃO DE DVD DE VÍDEOS DA DISCIPLINA INSTRUMENTAÇÃO PARA O ENSINO Harti Luiz Sachser Jr. RA 016267 José J. Lunazzi Orientador 1.

Leia mais

Tutorial de animação

Tutorial de animação Tutorial de animação Uma animação nada mais é que uma sequência de imagens estáticas que, quando mostradas rapidamente, dão a ilusão de movimento. Selecionamos um conjunto de dicas para você, professor(a),

Leia mais

SGCD 2.0 Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico

SGCD 2.0 Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico Atualizado em 24/08/2011 No final de 2007, o Serviço Técnico de Informática da UNESP Marília, disponibilizou para a comunidade acadêmica e administrativa o Sistema

Leia mais

Passo 3: Posicionando a Câmera na Prova Didática Teórica ou na Prova de Defesa da Produção Intelectual

Passo 3: Posicionando a Câmera na Prova Didática Teórica ou na Prova de Defesa da Produção Intelectual Este manual descreve um procedimento para o registro de Concursos Públicos por meio de áudio e vídeo utilizando-se recursos tecnológicos básicos i. A gravação segue o disposto na Resolução 020/09 da UFSM

Leia mais

1º PASSO: CRIE NO SEU COMPUTADOR UMA PASTA PARA O SEU PROJETO 2º PASSO: CONHEÇA O MOVIE MAKER

1º PASSO: CRIE NO SEU COMPUTADOR UMA PASTA PARA O SEU PROJETO 2º PASSO: CONHEÇA O MOVIE MAKER 1º PASSO: CRIE NO SEU COMPUTADOR UMA PASTA PARA O SEU PROJETO Vá até a pasta MEUS VÍDEOS; Clique com o botão direito e escolha a opção NOVO / PASTA; Escreva como nome da pasta o nome do seu Projeto; Abra

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. para tv TV101

MANUAL DO USUÁRIO. para tv TV101 MANUAL DO USUÁRIO adaptador android para tv TV101 Índice Exibição do Produto 03 Instruções para Uso 03 Menu Principal 04 Configurações de Wi-Fi 04 Navegando por Arquivo ou Pasta 05 Conexão USB 06 Instalando/

Leia mais

Como Fazer um Vídeo no Windows Movie Maker

Como Fazer um Vídeo no Windows Movie Maker Como Fazer um Vídeo no Windows Movie Maker Versão deste documento: 1 1 Data de edição deste documento: 20 de Julho de 2011 1. Vá ao Iniciar -> Todos os Programas -> Movie Maker 2..Este é o aspecto do Movie

Leia mais

Windows Live Movie Maker

Windows Live Movie Maker Tutorial Windows Live Movie Maker Editando um vídeo e Publicando no Youtube! Como editar vídeos e publicá-los no YouTube Com o Movie Maker que veio no novo pacote Live da Microsoft é fácil fazer vídeos

Leia mais

Tecnologias da Informação e Comunicação

Tecnologias da Informação e Comunicação Abre o através da pesquisa rápida do Windows. Cria um diretório na tua pen de nome Movie Maker dentro da pasta TIC. Guarda nesse diretório o teu projeto com o nome moviemaker1.wlmp Faz download das imagens

Leia mais

96 cartuchos simultâneos ou não. Copiar e Colar Cartucho: O usuário poderá copiar e colar os cartuchos, e até mesmo colar o cartucho selecionado em um outro perfil. Além de ter o recurso para mudar a cor

Leia mais

Tutorial Windows Movie Maker. Grupo de Educação Tutorial da Engenharia Computacional

Tutorial Windows Movie Maker. Grupo de Educação Tutorial da Engenharia Computacional Tutorial Windows Movie Maker Grupo de Educação Tutorial da Engenharia Computacional Fazendo o download do Windows Movie Maker Digite : http://windows.microsoft.com/pt-br/windows-live/moviemaker#t1=overview

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Criação de Formulários no Google Drive Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Criação de Formulários no Google Drive Introdução...

Leia mais

editor Writer, do BrOffice

editor Writer, do BrOffice editor Writer, do BrOffice Utilizar o editor Writer, do BrOffice, para editar textos e inserir tabelas; Conscientizar sobre o cuidado com os direitos autorais, citando sempre as fontes de onde foram retirados

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft OneNote 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Alterne entre a entrada por toque

Leia mais

Roxio Easy CD & DVD Burning

Roxio Easy CD & DVD Burning Roxio Easy CD & DVD Burning Guia de Introdução 2 Começando a usar o Easy CD & DVD Burning Neste guia Bem-vindo ao Roxio Easy CD & DVD Burning 3 Sobre este guia 3 Sobre o conjunto Easy CD & DVD Burning

Leia mais

ÁREA DE TRABALHO. Área de Trabalho ou Desktop Na Área de trabalho encontramos os seguintes itens: Atalhos Barra de tarefas Botão iniciar

ÁREA DE TRABALHO. Área de Trabalho ou Desktop Na Área de trabalho encontramos os seguintes itens: Atalhos Barra de tarefas Botão iniciar WINDOWS XP Wagner de Oliveira ENTRANDO NO SISTEMA Quando um computador em que trabalham vários utilizadores é ligado, é necessário fazer login, mediante a escolha do nome de utilizador e a introdução da

Leia mais

OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft

OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft O OneDrive é um serviço de armazenamento na nuvem da Microsoft que oferece a opção de guardar até 7 GB de arquivos grátis na rede. Ou seja, o usuário pode

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft PowerPoint 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Encontre o que você precisa Clique

Leia mais

Introdução ao OneDrive

Introdução ao OneDrive Introdução ao OneDrive Tudo em um só lugar na sua vida No Windows 8.1 e no Windows RT 8.1, você pode facilmente salvar seus arquivos no OneDrive e acessá-los de qualquer dispositivo, como computador, tablet

Leia mais

ArcSoft Total Media. HDCam 2.0

ArcSoft Total Media. HDCam 2.0 ArcSoft Total Media HDCam 2.0 1 Introdução Guia de Início Rápido O ArcSoft Total Media HDCam é um software de área de trabalho que combina gerenciamento de mídia e capacidades de reprodução. Gerenciamento

Leia mais

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft.

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Introdução ao Microsoft Windows 7 O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Visualmente o Windows 7 possui uma interface muito intuitiva, facilitando a experiência individual do

Leia mais

ALBUM DE FOTOGRAFIAS NO POWER POINT

ALBUM DE FOTOGRAFIAS NO POWER POINT ALBUM DE FOTOGRAFIAS NO POWER POINT O PowerPoint é uma poderosa ferramenta que faz parte do pacote Office da Microsoft. O principal uso desse programa é a criação de apresentação de slides, para mostrar

Leia mais

Manual do Usúario Backup Online. Manual do Usuário. Backup Online. Versão 1.0.1

Manual do Usúario Backup Online. Manual do Usuário. Backup Online. Versão 1.0.1 Manual do Usuário Backup Online Versão 1.0.1 Copyright GVT 2014 1 BACKUP ONLINE... 3 2 Instalação do BACKUP ONLINE... 4 3 Configurações de preferências... 7 3.1 Geral... 8 3.2 Fotos... 11 3.2.1 UpLoad:...

Leia mais

UM CAMINHO DE UMA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL

UM CAMINHO DE UMA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL UM CAMINHO DE UMA PRODUÇÃO AUDIOVISUAL Existem infinitas maneiras de organizar, produzir e finalizar uma obra audiovisual. Cada pessoa ou produtora trabalha da sua maneira a partir de diversos fatores:

Leia mais

MANUAL BACKUP XDENTAL 2012

MANUAL BACKUP XDENTAL 2012 MANUAL BACKUP XDENTAL 2012 Sumário CONFIGURANDO BACKUP... 2 ESCOLHENDO O TAMANHO DO ARQUIVO DE BACKUP... 4 CONFIGURANDO HORÁRIO DE INÍCIO DO BACKUP... 5 CONFIGURANDO BACKUP AO INICIAR O SISTEMA XDENTAL...

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Compartilhamento de Arquivos no Google Drive Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução...

Leia mais

TUTORIAL WINDOWS MOVIE MAKER

TUTORIAL WINDOWS MOVIE MAKER TUTORIAL WINDOWS MOVIE MAKER 1. Abra o Windows Movie Maker clique em Iniciar > Programas > Windows Movie Maker. Esta será a sua área de trabalho no Editor: Capturar Filme: 2. Capturar vídeo: A captura

Leia mais

Bem-vindo ao Corel VideoStudio Pro X5

Bem-vindo ao Corel VideoStudio Pro X5 Sumário Bem-vindo ao Corel VideoStudio Pro X5........................... 2 Novos recursos e aprimoramentos............................... 4 Conhecer a área de trabalho....................................

Leia mais

Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP

Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP...1 Informática básica: Sistema operacional Microsoft Windows XP...1 Iniciando o Windows XP...2 Desligar o computador...3 Área de trabalho...3

Leia mais

TUTORIAL DE CAPTURA DE VÍDEO PARA O COMPUTADOR

TUTORIAL DE CAPTURA DE VÍDEO PARA O COMPUTADOR http://www.centralmp3.com.br Distribuição Exclusiva TUTORIAL DE CAPTURA DE VÍDEO PARA O COMPUTADOR Copyright - Tiago Duarte Sierra e-mail: sierratds@bol.com.br - ICQ: 36718250 Pág. 1 Para capturar um vídeo

Leia mais

Atualização do seu computador com Windows 8 da Philco para o Windows 8.1

Atualização do seu computador com Windows 8 da Philco para o Windows 8.1 Atualização do seu computador com Windows 8 da Philco para o Windows 8.1 O Windows 8.1 foi concebido para ser uma atualização para o sistema operacional Windows 8. O processo de atualização mantém configurações

Leia mais

LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE: 6823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP 09530-250

LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE: 6823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP 09530-250 LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE: 6823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP 09530-250 Recomendações Iniciais SOFTWARE HCS 2005 - VERSÃO 4.2 (Compatível com Guarita Vr4.03 e Vr4.04) Para

Leia mais

Produzindo e divulgando fotos e vídeos. Aula 1 Criando um vídeo

Produzindo e divulgando fotos e vídeos. Aula 1 Criando um vídeo Produzindo e divulgando fotos e vídeos Aula 1 Criando um vídeo Objetivos 1 Conhecer um pouco da história dos filmes. 2 Identificar a importância de um planejamento. 3 Entender como criar um roteiro. 4

Leia mais

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano Informática Aplicada Aula 2 Windows Vista Professora: Cintia Caetano AMBIENTE WINDOWS O Microsoft Windows é um sistema operacional que possui aparência e apresentação aperfeiçoadas para que o trabalho

Leia mais

Windows Live Movie Maker

Windows Live Movie Maker Windows Live Movie Maker Passo-a-passo para Professores Criar um filme com o Windows Live Movie Maker Descarregue o programa 1. Visite o site http://explore.live.com/windows-live-movie-maker e descarregue

Leia mais

SGCD 2.2. Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico

SGCD 2.2. Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico Atualizado em 13/AGO/2012 Sistema Gerenciador de Conteúdo Dinâmico No final de 2007, o Serviço Técnico de Informática da UNESP Marília, disponibilizou para a comunidade acadêmica e administrativa o Sistema

Leia mais

Roxio Creator NXT. Guia de Introdução

Roxio Creator NXT. Guia de Introdução Roxio Creator NXT Guia de Introdução Roxio Creator NXT GUIA DE INTRODUÇÃO Bem-vindo ao Roxio Creator NXT Bem-vindo ao Roxio Creator, a solução completa para mídia digital. O que é novo no Creator NXT Corel

Leia mais

CRIANDO TEMPLATES E LEGENDAS

CRIANDO TEMPLATES E LEGENDAS CRIANDO TEMPLATES E LEGENDAS Este tutorial tem como objetivo instruir passo à passo como criar templates de peças, utilizar os novos recursos de cadastro de propriedade de peças e criação de legenda. 1-

Leia mais

PDF significa portable document format. É um formato de documento

PDF significa portable document format. É um formato de documento RECURSOS BÁSICOS DE INFORMÁTICA PARA OFICIAIS DE JUSTIÇA Toda grande jornada começa com o primeiro passo. Utilizar ferramentas digitais e o processo eletrônico com desenvoltura exige uma formação básica

Leia mais

Manual do Usuário Nextel Cloud. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Nextel 2014. http://nextelcloud.nextel.com.br

Manual do Usuário Nextel Cloud. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Nextel 2014. http://nextelcloud.nextel.com.br Manual do Usuário Versão 1.0.0 Copyright Nextel 2014 http://nextelcloud.nextel.com.br 1 Nextel Cloud... 4 2 Nextel Cloud Web... 5 2.1 Página Inicial... 6 2.1.1 Meu Perfil... 7 2.1.2 Meu Dispositivo...

Leia mais

RIPANDO, CONVERTENDO e GRAVANDO arquivos de DVD usando o DVD DECRYPTER e o NERO 7 ULTRA EDITION

RIPANDO, CONVERTENDO e GRAVANDO arquivos de DVD usando o DVD DECRYPTER e o NERO 7 ULTRA EDITION RIPANDO, CONVERTENDO e GRAVANDO arquivos de DVD usando o DVD DECRYPTER e o NERO 7 ULTRA EDITION Ripando um DVD a partir do DVD Decrypter, convertendo DVD-9 [8.5GB] para DVD-5 [4.7GB] para gravação em mídia

Leia mais

SISTEMA PARA CATALOGAR PALAVRAS INDÍGENAS SISCAPI. Manual do Usuário. Versão 1.0

SISTEMA PARA CATALOGAR PALAVRAS INDÍGENAS SISCAPI. Manual do Usuário. Versão 1.0 1 SISTEMA PARA CATALOGAR PALAVRAS INDÍGENAS SISCAPI Manual do Usuário Versão 1.0 Para usar o sistema acesse: www.palavrasindigenas.com.br Equipe: Dener Guedes Mendonça Local: Instituto Federal do Norte

Leia mais

Manual do Usuário Nextel Cloud. Manual do Usuário. Versão 1.3.0. Copyright Nextel 2014. http://nextelcloud.nextel.com.br

Manual do Usuário Nextel Cloud. Manual do Usuário. Versão 1.3.0. Copyright Nextel 2014. http://nextelcloud.nextel.com.br Manual do Usuário Versão 1.3.0 Copyright Nextel 2014 http://nextelcloud.nextel.com.br 1 Nextel Cloud... 3 2 Instalação do Nextel Cloud... 4 3 Configurações de preferências... 7 3.1 Geral... 8 3.2 Fotos...

Leia mais

CRIANDO e GRAVANDO DVD usando o NERO 7 ULTRA EDITION

CRIANDO e GRAVANDO DVD usando o NERO 7 ULTRA EDITION CRIANDO e GRAVANDO DVD usando o NERO 7 ULTRA EDITION Criando um DVD a partir de arquivos (DIVX -.wmv.avi.mpeg.mpg) baixados da Internet. Basta seguir os passos abaixo conforme as figuras ANTES DE COMEÇAR

Leia mais

ANIMAÇÃO DIGITAL O CURSO

ANIMAÇÃO DIGITAL O CURSO ANIMAÇÃO DIGITAL O CURSO Através dos dois maiores softwares para criação de personagens e edição de filmes aprenda a dar os primeiros passos no universo cinematográfico. Este curso aborda também toda técnica

Leia mais

Tela Principal. 2) Criação do CD para ser entregue ao cliente.

Tela Principal. 2) Criação do CD para ser entregue ao cliente. Tela Principal 1 1 Tela Principal 1) Coloque o e-mail que deseja receber o pedido enviado pelo cliente. Recomendamos emails da gmail ou hotmail, pois alguns provedores como yahoo ou terra, bloqueiam o

Leia mais

1/48. Curso GNU/Linux. Aula 3. Dino Raffael Cristofoleti Magri

1/48. Curso GNU/Linux. Aula 3. Dino Raffael Cristofoleti Magri 1/48 Curso GNU/Linux Aula 3 Dino Raffael Cristofoleti Magri Julho/2008 2/48 Veja uma cópia dessa licença em http://creativecommons.org/licenses/by nc sa/2.5/br/ 3/48 Sumário 1 CONFIGURAR TECLADO...6 1.1

Leia mais

Guia do utilizador Ulead Systems, Inc. Janeiro de 2005. DVD MovieFactory

Guia do utilizador Ulead Systems, Inc. Janeiro de 2005. DVD MovieFactory Guia do utilizador Ulead Systems, Inc. Janeiro de 2005 DVD MovieFactory Ulead DVD MovieFactory versão 4 2000-2005 Ulead Systems, Inc. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser

Leia mais

Manual do Usuário Nextel Cloud. Manual do Usuário. Versão 1.0.1. Copyright Nextel 2014. http://nextelcloud.nextel.com.br

Manual do Usuário Nextel Cloud. Manual do Usuário. Versão 1.0.1. Copyright Nextel 2014. http://nextelcloud.nextel.com.br Manual do Usuário Versão 1.0.1 Copyright Nextel 2014 http://nextelcloud.nextel.com.br 1 Nextel Cloud... 3 2 Instalação do Nextel Cloud... 4 3 Configurações... 7 3.1 Geral... 9 3.2 Fotos... 11 3.2.1 UpLoad:...

Leia mais

Manual do Usuário Cyber Square

Manual do Usuário Cyber Square Manual do Usuário Cyber Square Criado dia 27 de março de 2015 as 12:14 Página 1 de 48 Bem-vindo ao Cyber Square Parabéns! Você está utilizando o Cyber Square, o mais avançado sistema para gerenciamento

Leia mais

Manual do Usúario Backup Online. Manual do Usuário. Backup Online. Versão 1.0.2. Copyright GVT 2014. https://backuponlinegvt.com.

Manual do Usúario Backup Online. Manual do Usuário. Backup Online. Versão 1.0.2. Copyright GVT 2014. https://backuponlinegvt.com. Manual do Usuário Backup Online Versão 1.0.2 Copyright GVT 2014 https://backuponlinegvt.com.br 1 Backup Online... Erro! Indicador não definido. 2 Instalação do Backup Online... 4 3 Configurações... 7 3.1

Leia mais

Microsoft Office 2007

Microsoft Office 2007 Produzido pela Microsoft e adaptado pelo Professor Leite Júnior Informática para Concursos Microsoft Office 2007 Conhecendo o Office 2007 Visão Geral Conteúdo do curso Visão geral: A nova aparência dos

Leia mais

ASSISTINDO AOS NOSSOS VÍDEOS EM APARELHOS DE DVD Converta os vídeos para o formato VCD e assista aos jogos no seu DVD

ASSISTINDO AOS NOSSOS VÍDEOS EM APARELHOS DE DVD Converta os vídeos para o formato VCD e assista aos jogos no seu DVD ASSISTINDO AOS NOSSOS VÍDEOS EM APARELHOS DE DVD Converta os vídeos para o formato VCD e assista aos jogos no seu DVD Você tem (ou conhece alguém que tenha) um simples gravador de CDs? Se a resposta for

Leia mais

Manual de Utilização do Sistema GRServer Cam on-line (Gerenciamento de Câmeras On-line)

Manual de Utilização do Sistema GRServer Cam on-line (Gerenciamento de Câmeras On-line) Manual de Utilização do Sistema GRServer Cam on-line (Gerenciamento de Câmeras On-line) Criamos, desenvolvemos e aperfeiçoamos ferramentas que tragam a nossos parceiros e clientes grandes oportunidades

Leia mais

Manual do Google agenda. criação e compartilhamento de agendas

Manual do Google agenda. criação e compartilhamento de agendas Manual do Google agenda criação e compartilhamento de agendas 1 O que é o Google Agenda? Google Agenda é um serviço de agenda on line gratuito do Google, onde você pode anotar compromissos e tarefas, organizando

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS ESPECIALIZAÇÃO EM ESTATÍSTICAS EDUCACIONAIS. Prof. M.Sc.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS ESPECIALIZAÇÃO EM ESTATÍSTICAS EDUCACIONAIS. Prof. M.Sc. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS ESPECIALIZAÇÃO EM ESTATÍSTICAS EDUCACIONAIS Microsoft Office PowerPoint 2007 Prof. M.Sc. Fábio Hipólito Julho / 2009 Visite o site:

Leia mais

Como colocar material no blog da turma?

Como colocar material no blog da turma? Como colocar material no blog da turma? O que é um blog? CICLO A palavra blog é uma abreviação de weblog um log na web. Um notebook online ou uma log de viagem. Um blog pode ser descrito como um fluxo

Leia mais

Manual Vivo Sync. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Vivo 2013. http://vivosync.com.br

Manual Vivo Sync. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Vivo 2013. http://vivosync.com.br Manual do Usuário Versão 1.0.0 Copyright Vivo 2013 http://vivosync.com.br 1 1 Índice 1 Índice... 2 2 Vivo Sync... 5 3 Vivo Sync Web... 6 3.1 Página Inicial... 6 3.1.1 Novo Contato... 7 3.1.2 Editar Contato...

Leia mais