ALTO CUSTO BENEFÍCIO EM SOLUÇÕES WIRELESS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ALTO CUSTO BENEFÍCIO EM SOLUÇÕES WIRELESS"

Transcrição

1 ALTO CUSTO BENEFÍCIO EM SOLUÇÕES WIRELESS Robb Weidemann Banner Engineering Corporation Ariel Ferreira Spheric Componentes Ópticos Ltda. Abstract Applying new technology correctly can be a key factor in dominating the marketplace. This article studies the application of wireless I/O to improve ROI. These solutions eliminate costly cabling, ease maintenance procedures, reduce downtime, and facilitate fast modification of existing processes. They also increase the timeliness and efficiency of data collection. Varied application examples are discussed here. Basic wireless network functionality and information regarding wireless security is also presented. The article shows that you can use wireless to boost profitability and ROI. Resumo A utilização de novas tecnologias pode ser um fator importante para dominar o mercado. Este artigo estuda a aplicação de Wireless I/O para aumentar o ROI. Estas soluções eliminam o custo de cabos, facilitam a manutenção e a atualização rápida de aplicações existentes, e reduzem os tempos de parada. Outra vantagem é a eficiência e acuracidade em coleta de dados. No trabalho são discutidas diversas aplicações, além de algumas informações sobre redes e segurança wireless. Este artigo mostra que é possível aumentar a rentabilidade e o ROI com soluções wireless. Palavras chaves: wireless, redes, antena, gateway, node, I/O, E/S, link, automação, ponto-a-ponto, multi-ponto, rádio, sinal, RTD, temperatura, fluxo, nível, ROI, segurança, FHSS, agricultura, processo. 1. INTRODUCÃO A maioria dos trabalhadores nas indústrias fabris e de processo, de técnicos de manutenção à gerência, enfrentam desafios diários para reduzir custos, e maximizar a produção e o retorno sobre investimento (ROI). Eles precisam se manter atualizados às novas tecnologias e decidir quando utilizar um novo equipamento justificará as despesas associadas a ele. Uma nova tecnologia que vem redefinindo como as aplicações são solucionadas é a comunicação wireless. Este tipo de comunicação já está presente em nosso dia-a-dia, como quando falamos ao celular ou rádio enquanto navegamos na internet através de uma conexão wireless, por exemplo. Este artigo explora as maneiras como a comunicação wireless pode ser utilizada eficientemente no meio industrial. Redes wireless I/O substituem um ou mais cabos, transmitindo dados de um ponto a outro. Transmissores e receptores unidirecionais ou rádios bi-direcionais são o coração destas redes. Diferentes fabricantes utilizam diferentes protocolos e tecnologias de comunicação em seus produtos. Na seção 2 são abordadas as soluções wireless em ambiente industrial. O item 2.1 descreve as redes ponto-a-ponto, e as aplicações para este tipo de rede são mostradas em 2.2. Já o item 2.3 explana as soluções wireless multi-ponto, enquanto em 2.4 são mostrados aplicações das mesmas. A seção 3 cobre aplicações comuns da tecnologia wireless no ambiente fabril e de processo. O item 3.1 mostra uma aplicação com equipamento rotatório, o item 3.2 mostra uma aplicação de monitoramento de temperatura, e o item 3.3 mostra uma simples substituição de cabos. Na seção 4 são mostradas aplicações wireless não convencionais. O item 4.1 mostra outra aplicação de monitoramento de temperatura, e o item 4.2 mostra uma aplicação de monitoramento de nível. A seção 5 discute a segurança na transmissão de dados wireless. No item 5.1 é abordada a própria segurança dos dados, enquanto 5.2 discute a acuracidade destes dados.

2 2. SOLUÇÕES WIRELESS EM AMBIENTE INDUSTRIAL Fábricas, plantas de processo e linhas de montagem estão cheias de todos os tipos de cabos. Incluindo cabos de potência, de sinais de I/O e de redes industriais. Estes cabos são geralmente caros e facilmente danificáveis. Um único cabo danificado pode gerar horas de máquina parada, e a perda destas horas de produção pode ter um impacto imenso no bem-estar financeiro da empresa. Substituir cabos por redes de wireless I/O pode ajudar aplicações em fábricas e indústrias a rodarem mais eficientemente. O investimento em redes deste tipo pode ser rapidamente retornado se a tecnologia for aplicada apropriadamente. 2.1 Soluções wireless ponto-a-ponto Em geral, uma rede ponto-a-ponto consiste em dois Nodes conectados um ao outro. A vantagem desta configuração é a simplicidade de estabelecer-se um link permanente entre os dois pontos. A desvantagem é que com uma simples falha neste link, a comunicação se perderá, ocasionando uma falha na rede. Um cenário comum para este tipo de topologia poderia ser uma saída discreta de um sensor, conectada diretamente a uma válvula pneumática em um sistema de controle de qualidade. O sensor detecta a condição de rejeito e informa diretamente para a válvula, que removerá o produto da linha de montagem. A substituição de cabos é a aplicação básica para redes wireless ponto-a-ponto, pois a transmissão de um ou mais sinais do ponto A ao B é facilmente atendida por um par de rádios conectados. Um cabo tradicional que conecte os pontos A e B pode ser facilmente substituído por dois transceptores instalados nos mesmos pontos A e B, eliminando toda a estrutura física de cabos entre estes pontos. Os sinais no ponto A são coletados e enviados pelo transceptor ao outro transceptor, conectado a este primeiro, no ponto B, onde estes sinais alcançam o seu destino pretendido. Da mesma forma, os sinais do ponto B são enviados ao ponto A. Sinais analógicos, digitais e seriais, além de outros tipos de dados são envidados através de redes wireless ponto-aponto. Existe uma série de vantagens em substituir os cabos tradicionais por uma rede wireless ponto-a-ponto. A principal é eliminar o custo de instalar o cabo. Além da mão-de-obra necessária para instalar o cabo, geralmente é preciso também instalar conduítes ou criar um novo caminho para o cabo. Os custos de instalação podem ainda incluir obras civis, para instalar cabos entre prédios, ou entre um prédio e um local externo. Uma segunda vantagem é a diminuição do tempo de máquina parada durante a instalação. A solução wireless pode ser previamente testada, e o único tempo de parada necessário, da máquina ou aplicação, é o pequeno tempo em que os cabos de sinais são conectados. No caso dos tradicionais cabos, a instalação requer uma parada maior, pois o instalador precisa passar o cabo sobre, por cima, ao redor ou através da máquina. Uma terceira vantagem se dá para cabos longos, de um reservatório até a sua estação de controle, por exemplo. O custo de material de centenas de metros de cabos e possíveis amplificadores de sinal ou repetidores podem facilmente exceder o custo de um par de rádios wireless. Uma solução wireless não será ideal para todos os tipos de aplicação, pois podem haver algumas desvantagens no seu uso. Analogamente ao um cabo quebrado, o sinal de transmissão entre dispositivos wireless pode ser parada imediatamente se um dos dispositivos for danificado, ou outro sinal wireless causar interferência. Dispositivos de wireless I/O requerem alimentação, ao contrário de cabos tradicionais. Dependendo da qualidade do sinal entre os pontos, pode ser necessário adicionar antenas e cabos para uma instalação com sucesso. 2.2 Aplicações da solução wireless ponto-a-ponto Vamos aplicar estas vantagens em uma aplicação comum de substituição de cabos: monitorar e controlar uma represa de água distante da sala de controle, numa aplicação típica em fábricas ou processos. Uma bomba na represa é utilizada para manter um tanque na fábrica cheio de água. Consideremos a economia em utilizar uma solução wireless. A represa está localizada a centenas de metros distante da estação de controle. Suponhamos 500 metros neste exemplo. O custo do cabo pode variar, mas a R$ 3,00 o metro, o custo total do cabo seria R$ Isto não inclui amplificadores de sinal ou repetidores que podem ser necessários para assegurar a confiança dos dados transmitidos. Três trabalhadores necessitarão 2 dias inteiros para instalar os 500 metros de cabo entre o prédio e o reservatório, ao custo de R$ 20,00 a hora; mais R$ 960 serão adicionados à conta. Os

3 custos associados à estrutura física e outras modificações são pertinentes na maioria dos casos reais, mas aqui ignoraremos para simplificar o exemplo. Os equipamentos wireless podem ser testados e configurados antes da instalação sem parar a aplicação, ao contrário do cabo que precisa estar conectado e a aplicação é parada antes do teste. Se a aplicação gera uma renda de R$ 2000 por hora de operação, e, supostamente, a solução com cabo demora 1 hora a mais que a wireless para ser executada, serão mais R$2000 de despesas associadas à solução com cabo. Estas vantagens de custo, da solução wireless, somam R$ 4460, o que é superior ao preço de diversos dispositivos disponíveis para a aplicação ponto-a-ponto na substituição de cabos. Este exercício básico enfatiza as vastas soluções possíveis quando os dispositivos wireless são utilizados. Neste caso, o ROI é atingido imediatamente após a compra dos equipamentos wireless. 2.3 Soluções wireless multi-ponto Imagem 1: Solução ponto-a-ponto para reservatório As redes multi-ponto contêm diversos dispositivos que são capazes de enviar e receber informações de diferentes locais. Topologias comuns nestas redes são tipo estrela, anel, bus, árvore ou malha. Estas topologias específicas não serão discutidas em detalhe aqui, mas as suas funções básicas podem ser resumidas em vários Nodes transmitindo dados para um dispositivo de controle comum, um Gateway. Múltiplos sinais de múltiplos dispositivos podem ser transmitidos entre dispositivos na rede, ou até para dispositivos fora dela. As redes multi-ponto wireless oferecem os mesmos benefícios mencionados nas seções 2.1 e 2.2, junto com vantagens adicionais como cobertura ampla, economia em escala e possibilidade de futuras expansões. A cobertura ampla é uma vantagem pois um único controlador ou Gateway pode ser conectado a inúmeros pontos na fábrica. Centenas de sinais podem ser coletados neste ponto. Futuras expansões são facilitadas depois que o primeiro dispositivo de controle for instalado e estiver funcionando. Assim que o usuário ficar mais confortável com a solução wireless e identificar novas aplicações, ele pode considerar apenas o custo de uma única peça adicional. Os custos da mudança do controlador e da infra-estrutura já foram absorvidos e o novo dispositivo deve integrar o sistema existente sem problemas. Economias de escala são aplicáveis uma vez que o negócio cresce e a automação se expande. O usuário é capaz de diminuir o custo por unidade produzida proporcionalmente à expansão da escala de operação da empresa. Redes wireless multi-ponto solucionam muito problemas, mas não sem desvantagens. Uma possível desvantagem é que com uma grande quantidade de dispositivos wireless enchendo o ar com sinais de rádio, aumenta a probabilidade de problemas de interferência. Muitas redes wireless multiponto oferecem soluções para amenizar os problemas de perda de sinal, mas perder os dados de uma grande rede wireless pode ser catastrófico. Uma desvantagem final é que as mudanças iniciais de infra-estrutura, necessárias para a implementação de uma rede multi-ponto, pode ser

4 extremamente tediosa, e pode envolver diversas pessoas de TI, controle e outros departamentos. Deve ser tomado bastante cuidado ao se especificar e instalar uma solução wireless multi-ponto. 2.4 Aplicações da solução wireless multi-ponto Monitorar status de máquinas ou processos em vários locais da planta e controlar funções baseadas nestas informações é uma aplicação típica de redes multi-ponto. Uma fábrica contendo cinco tanques cujos níveis são controlados por cinco bombas separadas, e que suas entradas e saídas são monitoradas por sensores de fluxo é um ótimo candidato ao uso de uma rede multi-ponto. Informações de nível, fluxo e o status das bombas podem ser coletados em uma estação central de controle, que é responsável por decidir se o status ligado ou desligado da bomba deve ser mantido ou alterado. Novamente vamos aplicar as vantagens da solução wireless multi-ponto para a aplicação descrita acima, com respeito ao trabalhador designado a monitorar e controlar estes cinco tanques. Este trabalhador passa a maior parte do seu dia caminhando pela planta e coletando e gravando dados de nível, fluxo, e dados de bombeamento associados com estes tanques, caso não exista uma rede implementada. Estes dados podem ser facilmente coletados por diversos Nodes na planta, e enviados para uma sala central de controle por um sistema wireless. O funcionário terá acesso aos dados continuamente atualizados da sua sala de controle. Ao invés de caminhar pela planta, este funcionário pode ser mais produtivo na sala central. A empresa está pagando o mesmo salário para este empregado, mas agora tem um funcionário muito mais produtivo em retorno ao seu investimento. Pode ainda ser possível realocar este colaborador no caso de um sistema de controle e de armazenamento dos dados seja implementado. Uma solução de rede wireless multi-ponto pode ser rapidamente instalada e configurada para enviar dados analógicos e digitais para cada tanque. Com o crescimento do negócio, serão adicionados tanques para suportar os processos adicionais. Uma solução idêntica pode ser instalada em cada novo tanque, e a rede acomodará os equipamentos adicionais de forma transparente ao operador. Despesas de instalação são minimizadas, e o custo por unidade decresce correspondentemente. A possibilidade de expandir os sensoriamentos e controles wireless para outras aplicações também são facilitados pois a estrutura wireless principal está pronta. As redes wireless podem enviar sinais digitais, analógicos, seriais, de temperatura, além de outros, de muitos pontos na fábrica de volta a sala de controle. O tempo de resposta das redes wireless varia, mas os dados da fábrica que chegam para o usuário são essencialmente atualizados. E isto também oferece vantagens de custo. Em termos da aplicação dos tanques, a bomba só precisa ser operada para encher ou esvaziar o tanque. Acurados, os dados atualizados gerarão economia minimizando o tempo em que bomba fica ligada. Desperdícios também serão diminuídos ao evitar-se situações de transbordo. Danos a equipamentos da fábrica podem ser eliminados evitando-se que o tanque fique vazio. Todos estes cenários se tornam mais precários se um sistema wireless não for empregado e um trabalhador seja utilizado para coletar os dados do campo e atuar sobre eles. A taxa de ROI em uma solução wireless multi-ponto depende da quantidade de dispositivos utilizados. Uma grande quantidade levará um tempo maior para atingir o retorno. No entanto, dada as altas taxas de trabalho e custos de energia, focar em investimentos de longo termo em novas tecnologias é chave para desenvolver e manter uma vantagem competitiva em muitos mercados. Muitas companhias conseguem gerar também economias verdes, reduzindo o consumo de energia e o desperdício. Isto possibilita a oportunidade para elas de posicionar a filosofia da empresa como amiga do meio-ambiente, agradando os consumidores com consciência ambiental.

5 Imagem 2: Solução multi-ponto para controle de nível 3. APLICAÇÕES COMUNS NA AUTOMAÇÃO Estão disponíveis diversas soluções wireless para diferentes tipos de aplicações dentro da automação. Ponto-a-ponto, multi-ponto e comunicação serial wireless podem ser utilizadas para aumentar efetivamente a eficiência do processo e reduzir custos de operação. Aplicações comuns incluem substituição de cabos em máquinas rotatórias e recíprocas, controle de temperatura, medidas de nível e fluxo, e controles remotos de esteiras, válvulas e bombas. 3.1 Equipamentos rotatórios Muitas aplicações em fábrica envolvem mecanismos que rodam durante sua operação normal. Se algum sinal precisa ser transferido entre o equipamento giratório e um local externo, escovas ou outros tipos de dispositivos precisam ser utilizados. Estes dispositivos necessitam manutenção constante e cara, e não são considerados muito confiáveis pelo pessoal de manutenção. Um forno giratório é usado para secar em uma indústria de polpa e aquecer em indústrias de cimento. É importante saber a temperatura dentro do forno, e, tipicamente, um RTD é usado para medir esta temperatura. No entanto, pode ser trabalhoso obter esta informação do sensor dentro do forno. Uma solução wireless com bateria simplifica muito esta aplicação. O RTD é inserido no forno e conectado ao Node wireless. Uma bateria externa alimenta o Node, habilitando-o a capturar e enviar a informação de temperatura do RTD. A informação de temperatura é atualizada continuamente, ou por solicitação do operador. A necessidade de escovas é eliminada uma vez que o Node, a bateria e o RTD podem girar livremente com o forno. A economia com manutenção é substancial, e a informação de temperatura é atualizada frequente e acuradamente. O ROI é comprovado após a primeira chamada de manutenção, devido a cabo ou escova danificada, ser evitada. A operação do forno pode ser otimizada pelo fato de termos medidas constantes e acuradas da temperatura interna. Um forno otimizado diminui o tempo que o produto leva para chegar ao mercado e por isso aumenta a rentabilidade da empresa.

6 3.2 Monitoramento de Temperatura Imagem 3: Aplicação de forno giratório Temperatura é um dos parâmetros medidos mais comuns em aplicações fabris ou de processo. Os dados de temperatura são monitorados para garantir que os processos estejam dentro das especificações e as máquinas operando em condições ideais. Os dados de temperatura ambiente são também importantes em aplicações de armazenamento e otimização de processos. Gases tóxicos, como metano, são gerados em indústrias de saneamento e petroquímicas. A liberação destes gases na atmosfera gera um dano ambiental extremo. As companhias que liberam estes poluentes em grande quantidade são geralmente punidas financeiramente, além manchar a sua reputação pública. Uma solução comum para este problema é queimar este gás, através de uma chaminé, assim que são liberados. Desta forma o gás é transformado em um material não tóxico ou menos tóxico, o que permite às empresas manter a máxima operação programada e ainda manter-se dentro das regulações ambientais. Duas coisas devem ser medidas para garantir a correta operação, o fluxo de gás e a temperatura do local de queima. Um sensor de fluxo e temperatura pode ser usado para medir estes parâmetros. Se o sensor detecta o fluxo de gás mas não o calor gerado pela queima, então sabemos que o gás está sendo liberado ilegalmente para a atmosfera. Um Node wireless pode ser conectado a uma saída analógica de ambos os sensores, temperatura e fluxo, sendo estas saídas enviadas à sala de controle para monitoramento e armazenamento dos dados. A solução wireless é móvel e fácil de instalar diretamente na chaminé. O ROI é mais difícil de explorar neste caso. As companhias não estão geralmente conscientes de que liberam metano e outros gases tóxicos na atmosfera. Mais governos estão começando a forçar novas leis que punam financeiramente as companhias que não tratarem o seu material tóxico apropriadamente. O retorno seria notado imediatamente se um operador fosse capaz de parar o fluxo de metano quando o sensor de temperatura indicar que a chama está apagada. Neste caso, a companhia evitaria multas de dezenas de milhares de Reais. O metano queimado pode também gerar eletricidade. Se todo o metano é queimado enquanto está sendo liberado, a geração de eletricidade será maximizada, e o dinheiro gerado irá aumentar. Novamente, os consumidores verdes aprovarão estas técnicas amigas do meio-ambiente.

7 Imagem 4: Aplicação de monitoramento de chaminé 3.3 Substituição de cabos Máquinas móveis são comuns nos ambientes industriais. Cabos móveis frequentemente acompanham estas máquinas para garantir que as informações de monitoramento e controle são enviadas e recebidas por vários pontos da máquina. Os condutores internos dos cabos têm um número limitado de vezes em que eles podem ir para frente e para trás. Estes cabos, em ambientes de alto stress, quebram regularmente depois de um certo número de ciclos de operação da máquina. A indústria de manufatura de madeira precisa mover pesadas pilhas de material de um lado a outro da fábrica. Os carrinhos necessários para carregar estas cargas necessitam cabos pesados com múltiplos condutores para comunicar o status e controlar as informações de I/O. O carrinho viaja mais de 100 metros de caminho tendo aproximadamente 110 metros de um cabo de 36 vias. O custo de substituição deste cabo excede os R$ 12000, e o tempo de entrega de um novo cabo é geralmente mais de três semanas. A equipe de manutenção precisa de várias horas para substituir o cabo danificado. O tempo de parada da fábrica associado ao carrinho parado, mesmo se for considerado apenas as horas que a equipe de manutenção necessita para substituir o cabo, irá gerar milhares de Reais em perda de produção. Uma solução wireless simples com duas peças irá custar apenas uma parte de despesa resultante do cabo danificado. A instalação da solução wireless é também direta e fácil. O retorno desta aplicação é alcançado em poucos meses ou menos. O custo do cabo é maior que o custo da solução wireless, neste caso, então não sendo necessário substituir um cabo já justifica imediatamente o equipamento wireless. O programa de manutenção preventiva pode ser também alterado, e o tempo usado anteriormente nos carrinhos pode ser agora utilizado em outras máquinas na fábrica. Isto deve aumentar a sua eficiência e consequentemente a produtividade da fábrica.

8 Imagem 5: Aplicação do carrinho móvel 4. APLICAÇÕES NÃO TRADICIONAIS NA AUTOMAÇÃO As soluções wireless estão se expandindo para fora das aplicações de processo e fabris, entrando em indústrias que estão descobrindo as vantagens da automação. Soluções wireless pontoa-ponto, multi-ponto e serial são também utilizadas em aplicações na agricultura, saneamento e transporte. Os implementadores destas soluções geralmente encontram mais benefícios que nas aplicações típicas da indústria quando incorporam a tecnologia wireless nas suas aplicações. 4.1 Monitoramento de Temperatura As medidas de temperatura não são apenas comuns nos ambientes industriais, mas também em aplicações em saneamento e agricultura. Dados de temperatura são monitorados em estufas, celeiros e mesmo em pilhas de compostos, para garantir que as plantas estão crescendo a um temperatura segura, que os animais não estão em perigo por sobre-aquecimento, e que as pilhas de compostos estão se biodegradando a uma temperatura ótima. Os compostos naturais são amontoados em longas pilhas. Estas pilhas aquecem como resultado de processos biológicos internos, e este calor ajuda a quebrar o material orgânico. Existe o risco de incêndio se a temperatura nessas pilhas subir demasiadamente, e o processo de biodegradação diminui de velocidade se a temperatura for muito baixa. Estas pilhas resultam em um material composto vendável, permitindo ao seu dono a oportunidade de fazer dinheiro no início, quando aceita estas sobras, e depois, quando vende este rico composto. O operador tem o incentivo de manter uma temperatura constante e ideal nas pilhas, para que o material orgânico seja convertido o mais rápido possível. São inseridos termopares a duas diferentes profundidades dentro da pilha para monitorar a temperatura. Coletar os dados destes sensores é uma tarefa muito tediosa se o operador faz mais de cem medidas diariamente em uma grande fazenda de compostos. O operador também corre o risco de não ter a medida em tempo apropriado em todos os locais. A tarefa seria simplificada enormemente se um Node wireless for conectado ao termopar. Todos os dados de temperatura podem ser coletados de uma sala central de controle, e o operador pode então remexer as pilhas o quanto for necessário para manter a temperatura apropriada. O retorno é atingido duas vezes nesta aplicação. As horas de trabalho gastas anteriormente com a medida de temperatura das pilhas podem ser eliminadas. As medidas de temperatura atualizadas permitem ao composto a se degradar e converter-se em material vendável mais rapidamente. Isto aumenta as vendas do produto final, permitindo um giro mais rápido e consequentemente gerando mais Reais pela aceitação de mais sobras.

9 Imagem 6: Monitoramento de temperatura em fazendas de compostos 4.2 Monitoramento de Nível Outra aplicação universal, dentro ou fora do contexto industrial, é a medida de nível de tanques de líquidos ou sólidos. Medidas em tanques fechados ou reservatórios podem ser feitas por sensores ultra-sônicos, de pressão diferencial ou por sistema de bóias. Estes sensores possuem saídas discretas ou analógicas, ou ainda ambas. Devido ao fato de os pontos de medida serem geralmente muito distantes das centrais de controle, é economicamente inteligente utilizar dispositivos wireless para transmitir dados de níveis críticos do campo para a sala de controle. Unidades de tratamento de água e indústrias de aterro sanitário estão muito preocupadas com a geração de lixiviados durante as atividades diárias. Lixiviado é um líquido tóxico, aguado, gerado pela degradação de lixo e criado durante o tratamento do esgoto. Não pode ser permitido que este líquido alcance as fontes subterrâneas de água natural. Geralmente o lixiviado é direcionado para poços de armazenamento, antes de serem bombeados para dentro de um contêiner de segurança. Chaves de pressão submersíveis podem ser utilizadas dentro dos tanques para assegurar que o lixiviado não alcance um nível muito elevado. O sensor dá uma saída discreta indicando que o lixiviado atingiu um certo nível. Esta saída pode ser enviada para o dispositivo wireless na sala de controle. O sistema da sala de controle pode então retornar a comunicação wireless e instruir a bomba instalada no mesmo poço para iniciar ou parar o bombeamento, conforme necessário. Uma saída da bomba pode ser transmitida de volta à sala de controle para comprovar ao operador que a bomba está efetivamente em funcionamento. Os ciclos de funcionamento da bomba podem também serem contados, utilizando um contador assíncrono no local do posto. Desta forma o operador é capaz de manter um nível apropriado nos poços, e pode confirmar que o equipamento de campo está funcionando corretamente. Analogamente às aplicações descritas anteriormente, o retorno aqui é gerado pela redução do número de horas de trabalho manual e por evitar rigorosas multas por quebra de leis ambientais. A equipe de manutenção poderá coordenar um calendário de manutenção efetiva, pois são capazes de contar o número de ciclos que cada bomba roda. Estes dados não estavam anteriormente disponíveis, geralmente, sem que se fizesse visitas adicionais às estações de bombeamento.

10 Imagem 7: Monitoramento de nível em um poço de lixiviados 5. SEGURANÇA DE APLICAÇÕES INDUSTRIAIS DE WIRELESS As preocupações principais para pessoas considerando a solução wireless para melhorar as suas aplicações são a segurança e a integridade dos dados que estão sendo transmitidos. Uma aplicação wireless não terá o seu alto custo benefício se os problemas da solução wireless causarem na verdade danos caros que ultrapassem a economia previamente calculada. O usuário precisa estar confiante de que a solução wireless irá operar a contento. Segurança de dados é definida como a proteção confiável dos dados da sua rede da interceptação de hackers. Quando um cabo padrão é usado para transmitir dados, o usuário sabe que a segurança somente será violada se o hacker acessar fisicamente o cabo ou os seus condutores internos. Eliminando o cabo e aplicando uma solução wireless significa que os mesmo dados não estão mais contidos em um cabo, e sim propagando-se livremente pelo ar. Os dados parecem mais acessíveis não apenas para os hackers, mas também para os concorrentes. No entanto, uma transmissão wireless bem construída pode ser confiavelmente protegida de comportamentos maléficos. Podem ser tomadas medidas para garantir que a rede está transmitindo os dados confiavelmente, garantindo os mais altos níveis possíveis de integridade de dados. É importante salientar que os dados transmitidos em um ambiente industrial são geralmente menos críticos que uma transmissão comum como voz e dados confidenciais da empresa. Por exemplo, um sensor de 4-20mA pode ter uma saída de 12mA sendo enviada por uma rede wireless. Este valor de 12mA pode ser transmitido com um conjunto de 16 bits, e um hacker não teria nenhuma ideia do que aqueles 16 bits significam. Mesmo se um estranho fosse capaz de acessar e decodificar este dado, os 12mA seriam sem sentido se não for passada nenhuma informação descrevendo o processo, ou o layout da rede, ou o que o sensor está monitorando, na mesma transmissão. 5.1 Assegurando uma transmissão de dados segura Uma rede wireless pode ser construída de forma a prevenir indesejáveis acessos e comportamentos maléficos. Três importantes fatores neste contexto são o protocolo de transmissão, o tipo de transmissão e o conteúdo da transmissão. Duas categorias genéricas de protocolos usadas em transmissões wireless são aberta e proprietária. Os protocolos abertos, como WI-FI, podem ter sérios problemas de segurança, pois as especificações do protocolo são de conhecimento público. Protocolos abertos geralmente utilizam criptografia de segurança para proteger os dados, mas esquemas de criptografia são geralmente hackeados rapidamente após serem desenvolvidos e lançados. Um protocolo proprietário sozinho provê uma nível de segurança mais elevado, pois ele é somente conhecido pelo fabricante. Sistemas proprietários são, na verdade, menos suscetíveis a serem hackeados do que protocolos abertos.

11 Dois tipos comuns de transmissão de dados wireless são o Espalhamento Espectral por Sequência Direta (DSSS) e o Espalhamento Espectral por Saltos em Frequência (FHSS). As transmissões FHSS, baseadas em uma tabela de saltos pseudo-aleatória, são feitas em diferentes frequências a cada transmissão. Um hacker escutando a um frequência específica ouvirá apenas uma pequena porcentagem da mensagem enviada. Seria praticamente impossível para o hacker decifrar a tabela pseudo-aleatória, conhecida apenas pelos transceptores da rede. A tecnologia FHSS fornece também uma alta imunidade a ruído, uma vez que a interferência teria que ocupar a banda de transmissão inteira antes de afetar terminantemente as mensagens transmitidas. Como mencionado no item 5, a informação enviada no ambiente industrial é muito genérica. Interceptar 16 bits de dados que representam outro número é inútil. Mesmo o dado decodificado será inútil para um hacker. Se um hacker interceptar dados de uma rede wireless, ele não saberá de qual sensor o dado vem, ou que papel tem o sensor dentro da rede de wireless I/O. 5.2 Assegurando uma transmissão de dados acurada Em aplicações de controle e monitoramento é inaceitável ter dados perdidos ou corrompidos, ou mudanças nos dados de qualquer tipo. Redes wireless empregam diferentes tipos de tecnologias para dar ao usuário confiança de que informações confiáveis e atualizadas são transmitidas. Binding é um método utilizado para garantir a acuracidade dos dados transmitidos. O binding permite que um usuário trave Nodes a um Gateway específico, ensinando ao Node o código de acesso ao Gateway. Os dispositivos dividem este código de acesso, e aceitarão apenas as transmissões que incluam este código. Interferência e transmissões equivocadas são ignoradas quando eles não contêm o código, assegurando assim que apenas a informação real é comunicada. Uma rede wireless pode ainda empregar um algoritmo de verificação de redundância cíclica (CRC) que assegurará que os dados cheguem intactos. Um pacote de informações corrompidas pode chegar e então o algoritmo irá falhar. Este pacote será descartado, e, em uma rede empregando a tecnologia FHSS, o dado será retransmitido em uma nova frequência durante o próximo ciclo de comunicação. Utilizar um algoritmo CRC é como aplicar um bit checksum em uma tecnologia de leitura de código de barras. Outra característica oferecida por algumas redes wireless é a habilidade de predefinir os estados das saídas no caso de perda de link. Um Node pode sair de uma rede se ele for danificado por um raio ou se algo se mover para o meio dos dois rádios bloqueando a propagação das ondas de RF. Um dispositivo da rede que empregue uma sequência de polling como parte do protocolo de transmissão perceberá a perda de comunicação, a definirá automaticamente os estados das saídas. Isto permite ao usuário garantir que condições de perigo, como um tanque vazio ou cheio, sejam evitadas. 6. CONCLUSÃO As aplicações exemplo descritas anteriormente mostram que a economia e o rápido retorno sobre o investimento podem ser facilmente atingidas em todos os tipos de aplicações na automação. Apesar de relativamente novo na indústria, comunicações wireless são tecnologias comprovadas, e que o uso pode ser facilmente justificado depois de uma análise crítica de custo x benefício. Implantações ponto-a-ponto e multi-ponto podem ser usadas em aplicações como monitoramento de nível e substituição de cabos de I/O. Existem aplicações tanto em fábricas quanto em indústrias de processo, bem como em outras indústrias como saneamento e agricultura. A tecnologia wireless alcançou um nível onde o usuário pode ficar tranquilo que a transmissão dos dados será feita de maneira segura e acurada e os equipamentos wireless não terão um comportamento problemático. O leitor deveria estar estimulado a encontrar aplicações no seu próprio meio onde wireless pode ser aplicado de maneira similar, ou talvez aplicar esta excitante tecnologia de uma forma completamente nova. REFERÊNCIAS PRÁTICAS DE APLICAÇÕES Solução de reservatórios National Starch. Santa Catarina, Brasil Solução de nível de tanques Vinícula com acres. Califórnia, USA Solução do carrinho móvel TAFISA. Santa Catarina, Brasil Solução do poço de lixiviados Land and Lakes. Ilinois, USA Solução da chaminé de gases Empresa com USD13 Bilhões de faturamento, com 213 locais de aterros sanitários. Texas, USA

12 Robb Weidemann Banner Engineering Corp th Ave N Minneapolis, MN USA Ariel Ferreira Spheric Componentes ópticos Ltda. Rua Imperatriz Leopoldina, 355, sala 3 Novo Hamburgo, RS Brasil

Capítulo 2 Sistemas Rádio Móveis

Capítulo 2 Sistemas Rádio Móveis Capítulo 2 Sistemas Rádio Móveis 2.1. Histórico e Evolução dos Sistemas Sem Fio A comunicação rádio móvel teve início no final do século XIX [2], quando o cientista alemão H. G. Hertz demonstrou que as

Leia mais

Formadora: Daniela Azevedo Módulo 11 IGRI13 Rui Bárcia - 15

Formadora: Daniela Azevedo Módulo 11 IGRI13 Rui Bárcia - 15 Formadora: Daniela Azevedo Módulo 11 IGRI13 Rui Bárcia - 15 Introdução, com algumas características Uma rede sem fios ou uma rede Wireless é uma infraestrutura das comunicações sem fio que permite a transmissão

Leia mais

MÓDULO 4 Meios físicos de transmissão

MÓDULO 4 Meios físicos de transmissão MÓDULO 4 Meios físicos de transmissão Os meios físicos de transmissão são compostos pelos cabos coaxiais, par trançado, fibra óptica, transmissão a rádio, transmissão via satélite e são divididos em duas

Leia mais

Air-Fi - sistema sem fio Sinta-se confortável com a confiança e o desempenho líderes do setor.

Air-Fi - sistema sem fio Sinta-se confortável com a confiança e o desempenho líderes do setor. Air-Fi - sistema sem fio Sinta-se confortável com a confiança e o desempenho líderes do setor. Corte os fios e sinta-se confortável com a solução sem fio Air-Fi da Trane. A comunicação sem fio Air-Fi da

Leia mais

A topologia em estrela é caracterizada por um determinado número de nós, conectados em uma controladora especializada em comunicações.

A topologia em estrela é caracterizada por um determinado número de nós, conectados em uma controladora especializada em comunicações. Topologia em estrela A topologia em estrela é caracterizada por um determinado número de nós, conectados em uma controladora especializada em comunicações. Como esta estação tem a responsabilidade de controlar

Leia mais

Figura 1 Taxas de transmissão entre as redes

Figura 1 Taxas de transmissão entre as redes Conceitos de Redes Locais A função básica de uma rede local (LAN) é permitir a distribuição da informação e a automatização das funções de negócio de uma organização. As principais aplicações que requerem

Leia mais

André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com) Noções de Redes

André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com) Noções de Redes André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com) Noções de Redes Noções de Redes: Estrutura básica; Tipos de transmissão; Meios de transmissão; Topologia de redes;

Leia mais

Uma LAN proporciona: Topologias. Tipos de rede:

Uma LAN proporciona: Topologias. Tipos de rede: Tipos de rede: Estritamente falando, uma rede local ou LAN (Local Area Network) é um grupo de computadores que estão conectados entre si dentro de uma certa área. As LANs variam grandemente em tamanho.

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Curso de Tecnologia em Redes de Computadores Disciplina: Redes I Fundamentos - 1º Período Professor: José Maurício S. Pinheiro Material de Apoio IV TOPOLOGIAS

Leia mais

Automação industrial Sensores

Automação industrial Sensores Automação industrial Sensores Análise de Circuitos Sensores Aula 01 Prof. Luiz Fernando Laguardia Campos 3 Modulo Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina Cora Coralina O que são sensores?

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Introdução Redes de Computadores Marco Antonio Montebello Júnior marco.antonio@aes.edu.br Rede É um conjunto de computadores chamados de estações de trabalho que compartilham recursos de hardware (HD,

Leia mais

ATIVIDADE 1. Definição de redes de computadores

ATIVIDADE 1. Definição de redes de computadores ATIVIDADE 1 Definição de redes de computadores As redes de computadores são criadas para permitir a troca de dados entre diversos dispositivos estações de trabalho, impressoras, redes externas etc. dentro

Leia mais

Tecnologia da Informação Apostila 02

Tecnologia da Informação Apostila 02 Parte 6 - Telecomunicações e Redes 1. Visão Geral dos Sistemas de Comunicações Comunicação => é a transmissão de um sinal, por um caminho, de um remetente para um destinatário. A mensagem (dados e informação)

Leia mais

Automação Industrial Parte 2

Automação Industrial Parte 2 Automação Industrial Parte 2 Prof. Ms. Getúlio Teruo Tateoki http://www.getulio.eng.br/meusalunos/autind.html Perspectiva Histórica Os primeiros sistemas de controle foram desenvolvidos durante a Revolução

Leia mais

LNet Mobility WIRELESS SOLUTIONS

LNet Mobility WIRELESS SOLUTIONS LNet Mobility WIRELESS SOLUTIONS INTRODUÇÃO: Entende-se por Mobilidade a possibilidade de poder se comunicar em qualquer momento e de qualquer lugar. Ela é possível graças às redes wireless, que podem

Leia mais

SOLUÇÃO DE TELEMETRIA PARA SANEAMENTO

SOLUÇÃO DE TELEMETRIA PARA SANEAMENTO SOLUÇÃO DE TELEMETRIA PARA SANEAMENTO Marcelo Pessoa Engenheiro de soluções para saneamento Introdução As indústrias buscam eficiência, aumento da qualidade e a redução de custos. Para alcançar isto investem

Leia mais

Mude para digital. Sistema de rádio bidirecional digital profissional MOTOTRBO

Mude para digital. Sistema de rádio bidirecional digital profissional MOTOTRBO Sistema de rádio bidirecional digital profissional A solução de comunicação em rádios bidirecionais de próxima geração está aqui, com melhor desempenho, produtividade e preço e mais oportunidades para

Leia mais

Visão geral das redes sem fio

Visão geral das redes sem fio Visão geral das redes sem fio 1 - Introdução O termo redes de dados sem fio pode ser utilizado para referenciar desde dispositivos de curto alcance como o Bluetooth à sistemas de altas taxas de transmissão

Leia mais

Projeto de Monitoração e Melhoria Contínua com Six-Sigma, IoT e Big Data

Projeto de Monitoração e Melhoria Contínua com Six-Sigma, IoT e Big Data Projeto de Monitoração e Melhoria Contínua com Six-Sigma, IoT e Big Data Contexto As pressões do mercado por excelência em qualidade e baixo custo obrigam as empresas a adotarem sistemas de produção automatizados

Leia mais

Comunicação Sem Fio REDES WIRELES. Comunicação Sem Fio. Comunicação Sem Fio. Comunicação Sem Fio. Comunicação Sem Fio 06/05/2014

Comunicação Sem Fio REDES WIRELES. Comunicação Sem Fio. Comunicação Sem Fio. Comunicação Sem Fio. Comunicação Sem Fio 06/05/2014 REDES WIRELES Prof. Marcel Santos Silva Comunicação Sem Fio Usada desde o início do século passado Telégrafo Avanço da tecnologia sem fio Rádio e televisão Mais recentemente aparece em Telefones celulares

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TELECOMUNICAÇÕES As telecomunicações referem -se à transmissão eletrônica de sinais para as comunicações, incluindo meios como telefone, rádio e televisão. As telecomunicações

Leia mais

O que é uma rede industrial? Redes Industriais: Princípios de Funcionamento. Padrões. Padrões. Meios físicos de transmissão

O que é uma rede industrial? Redes Industriais: Princípios de Funcionamento. Padrões. Padrões. Meios físicos de transmissão O que é uma rede industrial? Redes Industriais: Princípios de Funcionamento Romeu Reginato Julho de 2007 Rede. Estrutura de comunicação digital que permite a troca de informações entre diferentes componentes/equipamentos

Leia mais

Fábio Tozeto Ramos, Engenheiro Mecatrônico e Gerente de Produto da Siemens Ltda.

Fábio Tozeto Ramos, Engenheiro Mecatrônico e Gerente de Produto da Siemens Ltda. Artigos Técnicos Profibus: para todas as exigências Fábio Tozeto Ramos, Engenheiro Mecatrônico e Gerente de Produto da Siemens Ltda. No novo contexto da automação, os barramentos de campo são normalmente

Leia mais

Meios de Transmissão. Conceito. Importância. É a conexão física entre as estações da rede. Influência diretamente no custo das interfaces com a rede.

Meios de Transmissão. Conceito. Importância. É a conexão física entre as estações da rede. Influência diretamente no custo das interfaces com a rede. Meios de Transmissão Conceito Importância É a conexão física entre as estações da rede. Influência diretamente no custo das interfaces com a rede. Meios de Transmissão Qualquer meio físico capaz de transportar

Leia mais

Controlador de Bombas modelo ABS PC 242 Monitoramento e Controle de Bombas e Estações de Bombeamento

Controlador de Bombas modelo ABS PC 242 Monitoramento e Controle de Bombas e Estações de Bombeamento Controlador de Bombas modelo ABS PC 242 Monitoramento e Controle de Bombas e Estações de Bombeamento Um Único Dispositivo para Monitoramento e Controle Há várias formas de melhorar a eficiência e a confiabilidade

Leia mais

: O Novo Padrão em Banda Larga Sem Fio

: O Novo Padrão em Banda Larga Sem Fio : O Novo Padrão em Banda Larga Sem Fio As soluções de banda larga sem fio epmp da Cambium Networks são as primeiras a trazer confiabilidade comprovada em campo, sincronização por GPS, escabilidade e desempenho

Leia mais

Redes de Computadores sem Fio

Redes de Computadores sem Fio Redes de Computadores sem Fio Prof. Marcelo Gonçalves Rubinstein Programa de Pós-Graduação em Engenharia Eletrônica Faculdade de Engenharia Universidade do Estado do Rio de Janeiro Programa Introdução

Leia mais

1 Redes de comunicação de dados

1 Redes de comunicação de dados 1 Redes de comunicação de dados Nos anos 70 e 80 ocorreu uma fusão dos campos de ciência da computação e comunicação de dados. Isto produziu vários fatos relevantes: Não há diferenças fundamentais entre

Leia mais

Comunicação Comunicação é o ato de transmissão de informações de uma pessoa à outra. Emissor: Receptor: Meio de transmissão Sinal:

Comunicação Comunicação é o ato de transmissão de informações de uma pessoa à outra. Emissor: Receptor: Meio de transmissão Sinal: Redes - Comunicação Comunicação é o ato de transmissão de informações de uma pessoa à outra. Comunicação sempre foi, desde o início dos tempos, uma necessidade humana buscando aproximar comunidades distantes.

Leia mais

Evolução na Comunicação de

Evolução na Comunicação de Evolução na Comunicação de Dados Invenção do telégrafo em 1838 Código Morse. 1º Telégrafo Código Morse Evolução na Comunicação de Dados A evolução da comunicação através de sinais elétricos deu origem

Leia mais

IW10. Rev.: 02. Especificações Técnicas

IW10. Rev.: 02. Especificações Técnicas IW10 Rev.: 02 Especificações Técnicas Sumário 1. INTRODUÇÃO... 1 2. COMPOSIÇÃO DO IW10... 2 2.1 Placa Principal... 2 2.2 Módulos de Sensores... 5 3. APLICAÇÕES... 6 3.1 Monitoramento Local... 7 3.2 Monitoramento

Leia mais

Seu manual do usuário NOKIA C111 http://pt.yourpdfguides.com/dref/824109

Seu manual do usuário NOKIA C111 http://pt.yourpdfguides.com/dref/824109 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a no manual do usuário (informação,

Leia mais

CONTROLADOR CENTRAL P25 FASE 1 CAPACIDADE MÍNIMA PARA CONTROLAR 5 SITES

CONTROLADOR CENTRAL P25 FASE 1 CAPACIDADE MÍNIMA PARA CONTROLAR 5 SITES CONTROLADOR CENTRAL P25 FASE 1 CAPACIDADE MÍNIMA PARA CONTROLAR 5 SITES O sistema digital de radiocomunicação será constituído pelo Sítio Central, Centro de Despacho (COPOM) e Sítios de Repetição interligados

Leia mais

Universidade de Brasília

Universidade de Brasília Universidade de Brasília Introdução a Microinformática Turma H Redes e Internet Giordane Lima Porque ligar computadores em Rede? Compartilhamento de arquivos; Compartilhamento de periféricos; Mensagens

Leia mais

Prof. Manuel A Rendón M

Prof. Manuel A Rendón M Prof. Manuel A Rendón M AGUIRRE, L. A. Enciclopédia da Automática, Volume II, Cap. 16 MORAES, C. C. Engenharia de Automação Industrial, Cap. 6 Microeletrônica equipamentos microprocessados necessidade

Leia mais

Voz em ambiente Wireless

Voz em ambiente Wireless Voz em ambiente Wireless Mobilidade, acesso sem fio e convergência são temas do momento no atual mercado das redes de comunicação. É uma tendência irreversível, que vem se tornando realidade e incorporando-se

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas......8 2 APRESENTAÇÃO: O SS100 é um rastreador desenvolvido com os mais rígidos padrões de qualidade

Leia mais

Davidson Rodrigo Boccardo flitzdavidson@gmail.com

Davidson Rodrigo Boccardo flitzdavidson@gmail.com Fundamentos em Sistemas de Computação Davidson Rodrigo Boccardo flitzdavidson@gmail.com Camada Física Primeira cada do modelo OSI (Camada 1) Função? Processar fluxo de dados da camada 2 (frames) em sinais

Leia mais

ANÁLISE DE REDES HIERÁRQUICAS PARA ATENDIMENTO DE LOCAIS REMOTOS

ANÁLISE DE REDES HIERÁRQUICAS PARA ATENDIMENTO DE LOCAIS REMOTOS ANÁLISE DE REDES HIERÁRQUICAS PARA ATENDIMENTO DE LOCAIS REMOTOS Fabiana da Silva Podeleski Faculdade de Engenharia Elétrica CEATEC podeleski@yahoo.com.br Prof. Dr. Omar Carvalho Branquinho Grupo de Pesquisa

Leia mais

Introdução Redes de Computadores. Filipe Raulino

Introdução Redes de Computadores. Filipe Raulino <filipe.raulino@ifrn.edu.br> Introdução Redes de Computadores Filipe Raulino Introducão A comunicação sempre foi uma necessidade básica da humanidade. Como se comunicar a distância? 2 Evolução da Comunicação

Leia mais

Projeto de Redes. Topologias padrão Principais componentes Utilizações Adequadas

Projeto de Redes. Topologias padrão Principais componentes Utilizações Adequadas Definir: Identificar as diferentes Topologias Objetivos: Descrever Vantagens/Desvantagens Topologia Adequada A topologia impacta sobre: Tipo de equipamentos utilizados A capacidade de cada equipamento

Leia mais

A utilização das redes na disseminação das informações

A utilização das redes na disseminação das informações A utilização das redes na disseminação das informações Elementos de Rede de computadores: Denomina-se elementos de rede, um conjunto de hardware capaz de viabilizar e proporcionar a transferência da informação

Leia mais

Redes de Computadores. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Redes de Computadores. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Redes de Computadores Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com 2/16 Nível Físico Tem a função de transmitir uma seqüência de bits através de um canal e comunicação. Este nível trabalha basicamente

Leia mais

Interconexão de redes locais. Repetidores. Pontes (Bridges) Hubs. Pontes (Bridges) Pontes (Bridges) Existência de diferentes padrões de rede

Interconexão de redes locais. Repetidores. Pontes (Bridges) Hubs. Pontes (Bridges) Pontes (Bridges) Existência de diferentes padrões de rede Interconexão de redes locais Existência de diferentes padrões de rede necessidade de conectá-los Interconexão pode ocorrer em diferentes âmbitos LAN-LAN LAN: gerente de um determinado setor de uma empresa

Leia mais

Capítulo 7 - Redes Wireless WiFi

Capítulo 7 - Redes Wireless WiFi Capítulo 7 - Redes Wireless WiFi Prof. Othon Marcelo Nunes Batista Mestre em Informática 1 de 55 Roteiro Definição Benefícios Tipos de Redes Sem Fio Métodos de Acesso Alcance Performance Elementos da Solução

Leia mais

Redes Industriais. Centro de Formação Profissional Orlando Chiarini - CFP / OC Pouso Alegre MG Inst.: Anderson

Redes Industriais. Centro de Formação Profissional Orlando Chiarini - CFP / OC Pouso Alegre MG Inst.: Anderson Redes Industriais Centro de Formação Profissional Orlando Chiarini - CFP / OC Pouso Alegre MG Inst.: Anderson Capítulo 2 Meio Físicos A automação no meio produtivo Objetivos: Facilitar os processos produtivos

Leia mais

Como Montar uma Rede Wireless Passo-a-Passo

Como Montar uma Rede Wireless Passo-a-Passo Outras apostilas em: www.projetoderedes.com.br Como Montar uma Rede Wireless Passo-a-Passo Redes Wireless estão em franco crescimento. Novas redes são implementadas, com soluções mais rápidas, abrangentes

Leia mais

RCO2. LANs, MANs e WANs Visão geral

RCO2. LANs, MANs e WANs Visão geral RCO2 LANs, MANs e WANs Visão geral 1 LAN, MAN e WAN Classificação quanto a alcance, aplicação e tecnologias Distâncias: WAN: : distâncias arbitrariamente longas MAN: : distâncias médias (urbanas) LAN:

Leia mais

Protocolo wireless Ethernet

Protocolo wireless Ethernet Protocolo wireless Ethernet Conceituar as variações de redes sem fio (wireless) descrevendo os padrões IEEE 802.11 a, b, g e n. Em meados de 1986, o FCC, organismo norte-americano de regulamentação, autorizou

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br - Aula 1- MODELO DE CAMADAS 1. INTRODUÇÃO A compreensão da arquitetura de redes de computadores envolve a compreensão do modelo de camadas. O desenvolvimento de uma arquitetura de redes é uma tarefa complexa,

Leia mais

PROFIsafe o perfil de segurança PROFIBUS

PROFIsafe o perfil de segurança PROFIBUS PROFIsafe o perfil de segurança PROFIBUS César Cassiolato Gerente de Produtos - Smar Equipamentos Industriais Ltda e Vice-Presidente da Associação PROFIBUS Brasil. INTRODUÇÃO A demanda por mais e mais

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...9

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...9 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas...9 2 APRESENTAÇÃO: O SS100 Moto é um rastreador exclusivo para Motos desenvolvido com os mais rígidos

Leia mais

Redes Sem Fio. Em termos de benefícios podemos citar, entre outros:

Redes Sem Fio. Em termos de benefícios podemos citar, entre outros: Wireless Line Redes Sem Fio Nos últimos anos, a tecnologia de redes sem fio sofreu grandes avanços tecnológicos, o que hoje pode proporcionar: segurança, confiabilidade, estabilidade, auto-organização

Leia mais

Controle de acesso FINGER

Controle de acesso FINGER Controle de acesso FINGER MANUAL DE INSTRUÇÕES Sobre esse Guia Esse guia fornece somente instruções de instalação. Para obter informações sobre instruções de uso, favor ler o Manual do usuário.. ÍNDICE

Leia mais

Telecomunicações, Internet e tecnologia sem fio. slide 1

Telecomunicações, Internet e tecnologia sem fio. slide 1 Telecomunicações, Internet e tecnologia sem fio slide 1 Objetivos de estudo Quais os principais componentes das redes de telecomunicações e quais as principais tecnologias de rede? Quais os principais

Leia mais

Sistema de Aquecimento Therm 8000 S Com inovadora tecnologia de condensação. Mais água quente, mais eficiência.

Sistema de Aquecimento Therm 8000 S Com inovadora tecnologia de condensação. Mais água quente, mais eficiência. Sistema de Aquecimento Therm 8000 S Com inovadora tecnologia de condensação. Mais água quente, mais eficiência. 2 Sistema de Aquecimento Therm 8000 S Therm 8000 S Soluções de aquecimento de água para altas

Leia mais

Comunicações a longas distâncias

Comunicações a longas distâncias Comunicações a longas distâncias Ondas sonoras Ondas electromagnéticas - para se propagarem exigem a presença de um meio material; - propagam-se em sólidos, líquidos e gases embora com diferente velocidade;

Leia mais

Prof. Wilton O. Ferreira Universidade Federal Rural de Pernambuco UFRPE 1º Semestre / 2012

Prof. Wilton O. Ferreira Universidade Federal Rural de Pernambuco UFRPE 1º Semestre / 2012 Prof. Wilton O. Ferreira Universidade Federal Rural de Pernambuco UFRPE 1º Semestre / 2012 As redes de computadores possibilitam que indivíduos possam trabalhar em equipes, compartilhando informações,

Leia mais

SafeLink Aplicações & seleção de Sistemas de Segurança

SafeLink Aplicações & seleção de Sistemas de Segurança SafeLink Aplicações & seleção de Sistemas de Segurança Productos Collet-Lok Cilindros giratórios Cilindros de apoio Cilindros lineares Fontes de acionamento Mostradoss: SLS-2 Sistema de Segurança oferece

Leia mais

Fundamentos de Automação. Controladores

Fundamentos de Automação. Controladores Ministério da educação - MEC Secretaria de Educação Profissional e Técnica SETEC Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus Rio Grande Fundamentos de Automação Controladores

Leia mais

Teleprocessamento e Redes Universidade Católica do Salvador. Aula 04 - Estrutura de Redes de Comunicação. Objetivo : Roteiro da Aula :

Teleprocessamento e Redes Universidade Católica do Salvador. Aula 04 - Estrutura de Redes de Comunicação. Objetivo : Roteiro da Aula : Teleprocessamento e Redes Universidade Católica do Salvador Aula 04 - Estrutura de Redes de Comunicação Objetivo : Nesta aula, vamos começar a entender o processo de interligação entre os equipamentos

Leia mais

Informe técnico: Segurança de endpoints Symantec Protection Suite Enterprise Edition Proteção confiável para ambientes de endpoints e mensageria

Informe técnico: Segurança de endpoints Symantec Protection Suite Enterprise Edition Proteção confiável para ambientes de endpoints e mensageria Proteção confiável para ambientes de endpoints e mensageria Visão geral O Symantec Protection Suite Enterprise Edition cria um ambiente de endpoints e mensageria protegido contra as complexas ameaças atuais,

Leia mais

Radiocrafts Embedded Wireless Solutions

Radiocrafts Embedded Wireless Solutions Radiocrafts Embedded Wireless Solutions Módulos sem fio para Smart Metering Por Peder Martin Evjen, M.Sc.E.E., Managing Director, Radiocrafts AS A tendência em AMR e Smart Metering é utilizar tecnologia

Leia mais

Peça para um amigo baixar o programa também, e você pode começar a experimentar o VoIP para ver como funciona. Um bom lugar para procurar é

Peça para um amigo baixar o programa também, e você pode começar a experimentar o VoIP para ver como funciona. Um bom lugar para procurar é VOIP Se você nunca ouviu falar do VoIP, prepare-se para mudar sua maneira de pensar sobre ligações de longa distância. VoIP, ou Voz sobre Protocolo de Internet, é um método para pegar sinais de áudio analógico,

Leia mais

Estrutura de um Rede de Comunicações. Redes e Sistemas Distribuídos. Tarefas realizadas pelo sistema de comunicação. Redes de comunicação de dados

Estrutura de um Rede de Comunicações. Redes e Sistemas Distribuídos. Tarefas realizadas pelo sistema de comunicação. Redes de comunicação de dados Estrutura de um Rede de Comunicações Profa.. Cristina Moreira Nunes Tarefas realizadas pelo sistema de comunicação Utilização do sistema de transmissão Geração de sinal Sincronização Formatação das mensagens

Leia mais

A Camada de Rede. A Camada de Rede

A Camada de Rede. A Camada de Rede Revisão Parte 5 2011 Modelo de Referência TCP/IP Camada de Aplicação Camada de Transporte Camada de Rede Camada de Enlace de Dados Camada de Física Funções Principais 1. Prestar serviços à Camada de Transporte.

Leia mais

Controlador de Bombas modelo ABS PC 441 Monitoramento e/ou Controle de Bombas e Estações de Bombeamento

Controlador de Bombas modelo ABS PC 441 Monitoramento e/ou Controle de Bombas e Estações de Bombeamento Controlador de Bombas modelo ABS PC 441 Monitoramento e/ou Controle de Bombas e Estações de Bombeamento 2 Uma Única Solução para Monitoramento e Controle Há várias formas de melhorar a eficiência e a confiabilidade

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Parte II: Camada Física Dezembro, 2012 Professor: Reinaldo Gomes reinaldo@computacao.ufcg.edu.br Meios de Transmissão 1 Meios de Transmissão Terminologia A transmissão de dados d

Leia mais

Telemetria para Medição de Consumo Especificações Técnicas

Telemetria para Medição de Consumo Especificações Técnicas Página: 2 / 5 Telemetria para Medição de Consumo Introdução Este documento apresenta as características técnicas da solução de telemetria do consumo de água, gás e energia (e outros medidores com saída

Leia mais

Vejamos, então, os vários tipos de cabos utilizados em redes de computadores:

Vejamos, então, os vários tipos de cabos utilizados em redes de computadores: Classificação quanto ao meio de transmissão Os meios físicos de transmissão são os cabos e as ondas (luz, infravermelhos, microondas) que transportam os sinais que, por sua vez, transportam a informação

Leia mais

Servidor de Gerenciamento de Chaves de Encriptação Aérea OTAR

Servidor de Gerenciamento de Chaves de Encriptação Aérea OTAR Servidor de Gerenciamento de Chaves de Encriptação Aérea OTAR P25 Fase 1 Requisitos Gerais Servidor de Gerenciamento de Chaves de Encriptação (Criptofonia) OTAR (Over The Air Rekeying), para emprego na

Leia mais

extras SOLO Estação Radio Base TETRA

extras SOLO Estação Radio Base TETRA Geyschlaegergasse 14, A-1150 Vienna, Austria, Europe +43/786 12 86-0 extras SOLO Estação Radio Base TETRA Utilidade Pública Indústria Governo Aeroportos Portos Transporte Segurança Pública 3T Communications

Leia mais

UTP ( PAR TRANÇADO SEM PROTEÇÃO)

UTP ( PAR TRANÇADO SEM PROTEÇÃO) Par Trançado UTP ( PAR TRANÇADO SEM PROTEÇÃO) O cabo UTP é composto por pares de fios, sendo que cada par é isolado um do outro e todos são trançados juntos dentro de uma cobertura externa, que não possui

Leia mais

Comandos Eletro-eletrônicos SENSORES

Comandos Eletro-eletrônicos SENSORES Comandos Eletro-eletrônicos SENSORES Prof. Roberto Leal Sensores Dispositivo capaz de detectar sinais ou de receber estímulos de natureza física (tais como calor, pressão, vibração, velocidade, etc.),

Leia mais

Centro Tecnológico de Eletroeletrônica César Rodrigues. Atividade Avaliativa

Centro Tecnológico de Eletroeletrônica César Rodrigues. Atividade Avaliativa 1ª Exercícios - REDES LAN/WAN INSTRUTOR: MODALIDADE: TÉCNICO APRENDIZAGEM DATA: Turma: VALOR (em pontos): NOTA: ALUNO (A): 1. Utilize 1 para assinalar os protocolos que são da CAMADA DE REDE e 2 para os

Leia mais

S.T.A.I. (SERVIÇOS TÉCNICOS DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL) REDE PROFIBUS PA ALISSON TELES RIBEIRO

S.T.A.I. (SERVIÇOS TÉCNICOS DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL) REDE PROFIBUS PA ALISSON TELES RIBEIRO g S.T.A.I. (SERVIÇOS TÉCNICOS DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL) REDE PROFIBUS PA ALISSON TELES RIBEIRO SUMÁRIO 1. Objetivo 2. História 3. O Que é Profibus? 4. Profibus PA 5. Instrumentos 6. Bibliografia 1. OBJETIVO

Leia mais

Conceito de automação pneumática - uma comparação entre um terminal de válvulas e válvulas avulsas

Conceito de automação pneumática - uma comparação entre um terminal de válvulas e válvulas avulsas White Paper Conceito de automação pneumática - uma comparação entre um terminal de válvulas e válvulas avulsas Válvulas avulsas ou terminal de válvulas para controle de equipamentos automatizados pneumáticos?

Leia mais

REDE DE COMPUTADORES

REDE DE COMPUTADORES SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL REDE DE COMPUTADORES Tecnologias de Rede Arquitetura Padrão 802.11 Prof. Airton Ribeiro de Sousa E-mail: airton.ribeiros@gmail.com 1 Arquitetura Wireless Wi-Fi

Leia mais

Criptografia de Informação. Guia corporativo

Criptografia de Informação. Guia corporativo Criptografia de Informação Guia corporativo A criptografia de dados em empresas 1. Introdução 3 Guia corporativo de criptografia de dados 1. Introdução A informação é um dos ativos mais importantes de

Leia mais

SOLO NETWORK. Criptografia de Informação. Guia corporativo

SOLO NETWORK. Criptografia de Informação. Guia corporativo (11) 4062-6971 (21) 4062-6971 (31) 4062-6971 (41) 4062-6971 (48) 4062-6971 (51) 4062-6971 (61) 4062-6971 (71) 4062-7479 Criptografia de Informação Guia corporativo (11) 4062-6971 (21) 4062-6971 (31) 4062-6971

Leia mais

MODULO SERVIDOR DE GERENCIAMENTO DE CHAVES DE ENCRIPTAÇÃO AÉREA OTAR P25, FASE 2

MODULO SERVIDOR DE GERENCIAMENTO DE CHAVES DE ENCRIPTAÇÃO AÉREA OTAR P25, FASE 2 MODULO SERVIDOR DE GERENCIAMENTO DE CHAVES DE ENCRIPTAÇÃO AÉREA OTAR P25, FASE 2 Servidor de Gerenciamento de Chaves de Encriptação Aérea (Criptofonia) OTAR (Over The Air Rekeying), para emprego na rede

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Prof. Macêdo Firmino Meios de Transmissão Macêdo Firmino (IFRN) Redes de Computadores Abril de 2012 1 / 34 Pilha TCP/IP A B M 1 Aplicação Aplicação M 1 Cab M T 1 Transporte Transporte

Leia mais

Atividade Capitulo 6 - GABARITO

Atividade Capitulo 6 - GABARITO Atividade Capitulo 6 - GABARITO 1. A Internet é uma força motriz subjacente aos progressos em telecomunicações, redes e outras tecnologias da informação. Você concorda ou discorda? Por quê? Por todos os

Leia mais

Rexroth 4EE Rexroth para Eficiência Energética

Rexroth 4EE Rexroth para Eficiência Energética Rexroth 4EE Rexroth para Eficiência Energética Procurando reduzir gastos com energia? Por que não aumentar a produtividade ao mesmo tempo? Reduzir os custos operacionais usando a energia com eficiência

Leia mais

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8

Apresentação...3. Vantagens...3. Instalação...4. Informações Técnicas...5. Especificações Técnicas...8 1 ÍNDICE Apresentação...3 Vantagens...3 Instalação...4 Informações Técnicas...5 Especificações Técnicas...8 2 APRESENTAÇÃO: O SS300 é um rastreador desenvolvido com os mais rígidos padrões de qualidade

Leia mais

prof.edney@superig.com.br Redes de Computadores

prof.edney@superig.com.br Redes de Computadores prof.edney@superig.com.br Redes de Computadores Apresentação do professor, da disciplina, dos métodos de avaliação, das datas de trabalhos e provas; introdução a redes de computadores; protocolo TCP /

Leia mais

Segunda Lista de Exercícios

Segunda Lista de Exercícios INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA Segunda Lista de Exercícios 1. Qual é a posição dos meios de transmissão no modelo OSI ou Internet? Os meios de transmissão estão localizados abaixo

Leia mais

Subcamada MAC. O Controle de Acesso ao Meio

Subcamada MAC. O Controle de Acesso ao Meio Subcamada MAC O Controle de Acesso ao Meio Métodos de Acesso ao Meio As implementações mais correntes de redes locais utilizam um meio de transmissão que é compartilhado por todos os nós. Quando um nó

Leia mais

Prof. Manuel A Rendón M

Prof. Manuel A Rendón M Prof. Manuel A Rendón M MORAES, C. C. Engenharia de Automação Industrial, Cap. 6 Tanenbaum, Redes de Computadores, Cap. 1.2 AGUIRRE, L. A. Enciclopédia da Automática, Volume II, Cap. 15.3 Escravo é um

Leia mais

Controle de Processo Ideal: PCS 7 Library SIMOCODE pro SIRIUS. Respostas para a indústria.

Controle de Processo Ideal: PCS 7 Library SIMOCODE pro SIRIUS. Respostas para a indústria. Controle de Processo Ideal: PCS 7 Library SIMOCODE pro Respostas para a indústria. Percepção, previsão, visão ampliada: SIMOCODE pro integrado no SIMATIC PCS7 O sistema flexível de gerenciamento de motores

Leia mais

DIMETRA IP Compact. uma solução TETRA completa e compacta

DIMETRA IP Compact. uma solução TETRA completa e compacta DIMETRA IP Compact uma solução TETRA completa e compacta MOTOROLA - SEU PARCEIRO DE TECNOLOGIA CONFIÁVEL E ATUANTE Uma herança que dá orgulho As soluções TETRA da Motorola alavancam mais de 75 anos de

Leia mais

WirelessHART Manager

WirelessHART Manager Descrição do Produto O uso de tecnologias de comunicação de dados sem fio em sistemas de automação industrial é uma tendência em crescente expansão. As vantagens do uso de tecnologia sem fio são inúmeras

Leia mais

BOLETIM de ENGENHARIA Nº 001/15

BOLETIM de ENGENHARIA Nº 001/15 BOLETIM de ENGENHARIA Nº 001/15 Este boletim de engenharia busca apresentar informações importantes para conhecimento de SISTEMAS de RECUPERAÇÃO de ENERGIA TÉRMICA - ENERGY RECOVERY aplicados a CENTRAIS

Leia mais

inox. Atualmente, válvulas solenóide servo-assistidas são usadas cada vez mais ao invés de válvulas de ação direta.

inox. Atualmente, válvulas solenóide servo-assistidas são usadas cada vez mais ao invés de válvulas de ação direta. Este artigo traz uma visão tecnológica das válvulas solenóide para aplicações com alta pressão. O uso das mesmas em fornecedoras de gás natural e, em sistemas aspersores (água-neblina) de extintores de

Leia mais

Wireless Network: Comunicação sem fio

Wireless Network: Comunicação sem fio Wireless Network: Comunicação sem fio Objetivos: Identificar os tipos de redes sem fio e a utilização de cada uma delas. Descrever as técnicas de transmissão utilizadas. Descrever as características da

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Rede é um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações e compartilhar recursos. O tipo de rede é definido pela sua área de abrangência, podemos classificar as redes

Leia mais

CAROLINE XAVIER FERNANDES RELATÓRIO TÉCNICO DE MEIOS DE TRANSMISSÃO. MEIOS DE TRANSMISSÃO Cabo Coaxial

CAROLINE XAVIER FERNANDES RELATÓRIO TÉCNICO DE MEIOS DE TRANSMISSÃO. MEIOS DE TRANSMISSÃO Cabo Coaxial Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial E.E.P. Senac Pelotas Centro Histórico Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego Curso Técnico em Informática CAROLINE XAVIER FERNANDES RELATÓRIO

Leia mais

Introdução. Arquitetura de Rede de Computadores. Prof. Pedro Neto

Introdução. Arquitetura de Rede de Computadores. Prof. Pedro Neto Introdução Arquitetura de Rede de Prof. Pedro Neto Aracaju Sergipe - 2011 Ementa da Disciplina 1. Introdução i. Conceitos e Definições ii. Tipos de Rede a. Peer To Peer b. Client/Server iii. Topologias

Leia mais

1 Problemas de transmissão

1 Problemas de transmissão 1 Problemas de transmissão O sinal recebido pelo receptor pode diferir do sinal transmitido. No caso analógico há degradação da qualidade do sinal. No caso digital ocorrem erros de bit. Essas diferenças

Leia mais