DADOS INSTITUCIONAIS. DATA DE FUNDAÇÃO : 23/10/ WEBSITE: HISTÓRICO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DADOS INSTITUCIONAIS. DATA DE FUNDAÇÃO : 23/10/2004 EMAIL: atendimento@ekkobrasil.org.br WEBSITE: www.ekkobrasil.org.br HISTÓRICO"

Transcrição

1 DADOS INSTITUCIONAIS NOME: INSTITUTO EKKO BRASIL ENDEREÇOS: Base Lagoa do Peri Projeto Lontra Servidão EuclidesJoão Alves, s/n Armação do Pântano do Sul Florianopolis/SC CEP Fone: Base Pantanal Projeto Lontra Pantanal R Augusto Mascarenhas, 309 Centro, Aquidauana-MS Correspondências Caixa Postal R. Henrique Veras do Nascimento, 82 Lagoa da Conceição, Florianópolis-SC CEP DATA DE FUNDAÇÃO : 23/10/ WEBSITE: HISTÓRICO O Instituto Ekko Brasil (IEB) é uma OSCIP Organização da Sociedade Civil de Interesse Público com sede em Florianópolis, Santa Catarina, que funciona na forma de projetos. O IEB possui uma estrutura administrativa enxuta, composta por um presidente, um diretor administrativo e marketing, um gerente de logística, um gerente financeiro, e um gerente de projetos e pesquisa. Diretamente ligado ao gerente de projetos e pesquisa existem os coordenadores e sub-coordenadores de projetos e as equipes técnicas subordinadas à estes. Organograma do Instituto Ekko Brasil!

2 Para o pleno exercício de sua missão, o Instituto desenvolve vários projetos como o Lontra Brasil. Os projetos são enquadrados dentro da Linha de Pesquisas da organização. MISSÃO, VISÃO E VALORES Missão Manutenção da biodiversidade, conservação de ecossistemas e espécies ameaçadas, através da pesquisa e da mobilização social, como forma de contribuir para a melhoria da qualidade de vida das comunidades, deixando um legado positivo às gerações futuras. Visão Tornar-se referência nacional e internacional em turismo de conservação, estudos de biodiversidade, conservação de ecossistemas e proteção de espécies ameaçadas. Valores O Instituto Ekko Brasil preza pelo trabalho sério, organizado e independente, com base no planejamento e gestão dos recursos financeiros disponíveis. As informações geradas servem para subsidiar ações voltadas à conservação ambiental e melhoria da qualidade de vida, com responsabilidade ética e honestidade. No ambiente de trabalho as ações são multi e interdisciplinares, onde as diferenças de cada um são evidenciadas, e se somam, de forma a criar um ambiente de trabalho saudável e produtivo.

3 LINHAS DE PESQUISA E ÁREAS DE ATUAÇÃO O Instituto Ekko Brasil tem também como um dos seus principais objetivos melhorar a qualidade de vida das comunidades presentes no entorno dos projetos que desenvolve, por meio do emprego de práticas sustentáveis aplicadas à conservação da biodiversidade e ao turismo de conservação. Agricultura orgânica, permacultura, artesanato e cursos de capacitação são alguns exemplos. O objetivo principal é repassar técnicas sustentáveis que possam ser aplicadas em negócios familiares ou comunitários, como pousadas ecológicas, reciclagem e condução de trilhas em unidades de conservação. O Instituto Ekko Brasil, que desenvolve o Projeto Lontra Brasil desde 1986, inclui, desde 2010, o Refúgio Animal Centro de Recuperação e Conservação de Mustelídeos. O Refúgio é um criadouro científico administrado pelo Ekko, com fins de pesquisa e conservação, localizado no Sul da Ilha de Santa Catarina, em Florianópolis. Recebeu licença para funcionamento em 28 de novembro de 2007 e, desde então, realiza operações de busca e salvamento, recuperação e manutenção de lontras e outras espécies de mustelídeos, em parceria com o IBAMA, Floram (Fundação Municipal do Meio Ambiente de Florianópolis) e Polícia Ambiental de Santa Catarina. O Projeto conta anda com o Patrocínio da Petrobras, através do Programa Petrobras Ambiental. A linha de atuação do Instituto é a recuperação e conservação de espécies e ambientes costeiros, marinhos e de água doce. As ações do Projeto Lontra Brasil e

4 do Refúgio Animal abrangem a recuperação, conservação e ampliação do conhecimento técnico de lontras, iraras e furões. O Projeto conta ainda com a implementação de um Centro de Visitação e Educação Ambiental, trilhas educativas e realização de cursos de formação e capacitação comunitária. Desde 2009, com o patrocínio da Petrobras, o IEB tem se profissionalizado e os projetos procuram seguir as boas práticas do PMBOK, o que aumenta as chances de sucesso e dá mais segurança aos patrocinadores. Portanto, as pesquisas, projetos e ações de mobilização social são desenvolvidas nos projetos, com objetivos e indicadores que permitem o monitoramento desse a qualquer tempo. O principal problema do funcionamento à base de projetos é a manutenção da equipe que se desfaz no final deste. Entretanto, nos últimos 10 anos o Instituto Ekko Brasil têm conseguido, com sucesso, manter um corpo técnico permanente do mais alto nível. Isto é obtido através de editais do turismo e de conservação de base comunitária com participação de ecovoluntarios. Os ecovoluntarios participam dos trabalhos de campo mediante o pagamento de uma diária. As inscrições dos ecovoluntários são feitas nas muitas agencias de turismo localizadas na Europa e EUA, conveniadas com o Instituto Ekko Brasil, como por exemplo a Cybelle Planette em Paris, o Volon Tour, também na França, o Responsible Travel em Londeres e o GoAbroad nos Estados Unidos, entre outros. Mais recentemente o IEB passou a oferecer cursos técnicos na área de ecologia e turismo sustentável de forma a auxiliar na sustentabilidade, além de cadastrar o alojamento do projeto nos principais hostels do mundo como o Hostelworld. PROJETOS EM ANDAMENTO Refúgio Animal Centro de Recuperação e Conservação é um criadouro científico administrado pelo Instituto Ekko Brasil, com fins de pesquisa e conservação, e registrado no IBAMA sob o número Localiza-se no Sul da Ilha de Santa Catarina, em Florianópolis (SC). O Refúgio Animal recebeu a licença para funcionamento em 28 de novembro de 2007 e, desde então, realiza operações de busca e salvamento, recuperação e manutenção de animais silvestres, em parceria

5 com o IBAMA e a Polícia Ambiental de Santa Catarina.O Criadouro Cientifico Refugio Animal, denominado de Refúgio Animal-Centro de Recuperação e Conservação, é o único no gênero no Brasil e representa uma referencia no estudo da lontra brasileira. A auto-ecologia da lontra vem sendo investigada pelo Projeto Lontra/Instituto Ekko Brasil desde o ano de São mais de 70 trabalhos publicados e um livro inédito sobre a ecologia da lontra brasileira, publicado em Sua linha de atuação é a recuperação ou conservação de espécies e ambientes costeiros, marinhos e de água doce. As ações do Projeto abrangem a recuperação, conservação e ampliação do conhecimento técnico de lontras e outros integrantes da família Mustelidae, além da implementação de um Centro de Visitação e Educação Ambiental, trilhas educativas e realização de cursos de formação e capacitação comunitária. Projeto Lontra - É o mais antigo projeto do Ekko Brasil, iniciado em 1986, em Florianópolis. Seu principal objetivo é o estudo da ecologia da lontra brasileira (Lontra longicaudis), além da busca de soluções para a conservação da espécie, que se encontra criticamente ameaçada, segundo a classificação internacional da CITES Convention on International Trade in Endangered Species of Wild Fauna and Flora (Convenção em Espécies Ameaçadas da Fauna e Flora Silvestres), acessível em Tendo como base principal a Lagoa do Peri, na Ilha de Santa Catarina, o projeto desenvolve ações em todo o território nacional, incluindo Unidades de Conservação, ambientes costeiros, rios e lagoas, sempre visando à conservação da lontra e seu habitat. Desde 2013 o Projeto Lontra também conta com uma base de pesquisa e mobilização social no bioma Pantanal, na cidade de Aquidauana no Mato Grosso do Sul, onde expandiu os trabalhos científicos para a ariranha (Pteronura brasiliensis). O trabalho ainda envolve ações de conscientização e educação ambiental junto às comunidades de entorno das áreas de estudo. A lontra,assim como a ariranha, é um animal muito sensível, cuja sobrevivência está diretamente ligada à preservação e conservação da qualidade das águas e da preservação de corredores ecológicos, permitindo o deslocamento da espécie de um ambiente para o outro. O esforço para a conservação da espécie está diretamente

6 ligado à educação e melhoria da qualidade de vida das comunidades que vivem no entorno de ação do projeto. O Projeto Lontra trabalha com pessoas interessadas em auxiliar e participar em projetos de conservação, mediante doação financeira e auxílio nos trabalhos de campo e coleta de dados. A essa participação de ecovoluntários denominamos de turismo científico, uma interação entre o ecovoluntário e o projeto, representando uma ação colaborativa, na qual a troca de experiências é a maior gratificação. Até o presente momento mais de 600 ecovoluntários passaram pelo Projeto Lontra de 21 nacionalidades diferentes, participando das atividades e vivendo o dia a dia de uma equipe de pesquisa. Todos os principais resultados e informações obtidos nas últimas duas décadas de pesquisa do Projeto Lontra Brasil podem ser encontrados no livro No Rastro da Lontra Brasileira, publicado em Fonte Financiadora: Petrobras através do Programa Petrobras Ambiental Projeto Tucano - iniciou em 2004 tendo como principal objetivo o estudo da ecologia do tucano de bico preto (Ramphastos vitellinus) e do tucano de bico verde (Ramphastus dicolorus), além da busca de soluções para a conservação das espécies. Tendo a base principal na Ilha de Santa Catarina, o projeto desenvolve ações em Unidades de Conservação, ambientes costeiros, rios e lagoas, sempre visando a conservação do tucano e seu habitat. O trabalho ainda envolve ações de conscientização e educação ambiental junto as comunidades de entorno das área de estudo. O tucano é uma espécie muito sensível, cuja sobrevivência está diretamente ligada à preservação e conservação da Floresta Atlântica. O tucano ainda é caçado pela beleza da plumagem (plumagem vermelha no abdômen, peito e garganta amarelos) e pelo tamanho do bico (48 cm). Entretanto uma das principais ameaças é a fragmentação da mata, o que dificulta o deslocamento da espécie de um ambiente para o outro. Trata-se de um importante dispersor de sementes, cuja dieta alimentar inclui vertebrados e invertebrados, podendo ainda predar ninhos de outras aves. O tucano representa uma espécie de alta importância ecológica, tanto na distribuição energética ao longo da cadeia trófica, como dispersor de sementes dentro do sistema ecológico. As espécies ocorrem do Espírito Santo ao Rio Grande do Sul sendo que, em Santa Catarina, podem ser avistadas também nos arredores urbanos.

7 O esforço para a conservação das espécies está diretamente ligado à educação e melhoria da qualidade de vida das comunidades que vivem no entorno de ação do projeto. O Projeto Tucano trabalha com pessoas interessadas em auxiliar e participar em projetos de conservação, mediante doação financeira e auxílio nos trabalhos de campo e coleta de dados. A essa participação de ecovoluntários denominamos de turismo de conservação, uma interação entre o ecovoluntário e o projeto, representando uma ação colaborativa, onde a troca de experiência é a maior gratificação. Até o presente momento, mais de 200 ecovoluntarios, passaram pelo Projeto Tucano, participando das atividades ali desenvolvidas, vivendo o dia a dia de uma equipe de pesquisa. Projeto Lontra Pantanal - O Projeto Lontra Pantanal tem o objetivo de mapear e caracterizar a ocorrência de grupos de ariranhas no Rio Aquidauana. As informações coletadas em campo são processadas em SIG (Sistema de Informação Geográfica). Além da distribuição, é estimado o tamanho dos grupos e da população, a extensão dos territórios e a catalogação através de fotos das manchas nos pescoços dos animais. Para isso são empregados embarcações a motor, canoas, GPS e computadores potentes para se trabalhar com imagens de satélites. O tema transversal é o turismo de conservação e mobilização social,baseado na educação e mobilização para maior sensibilização e participação das comunidades do entorno da área de estudo. As ações propostas se baseiam no desenvolvimento do empreendedorismo ético. Esse tipo de empreendedorismo deve gerar valores positivos para as comunidades, incluindo os aspectos ambientais, além dos econômicos e sociais. A ações de mobilização social incluem as autoridades, parceiros e universidades locais, além de cursos de turismo de conservação e atividades de educação ambiental com as escolas e a população local, incluindo povos indígenas e quilombolas. O turismo de conservação representa uma atividade inovadora no Brasil. No caso da ariranha, a mobilização pode ser uma solução importante para a conservação da espécie. O valor positivo do Projeto sobre a comunidade é almejado através do crescimento econômico e desenvolvimento social que o turismo de conservação pode trazer. Dessa forma a ariranha passa a ser vista

8 como algo que vale a pena ser preservado, fazendo parte de um ativo, que possui valor, econômico e social. O Projeto visa trabalhar com pessoas interessadas em auxiliar e participar em projetos de conservação. O engajamento comunitário conta com a implantação de unidades de ecopousadas nas comunidades da região de pesquisa. base de pesquisa no Pantanal como apoio ao desenvolvimento do turismo de conservação de base comunitária tendo a ariranha (Pteronura brasiliensis) como espécie bandeira. A metodologia para o estudo da ecologia da ariranha inclui o engajamento comunitário e a participação de ecovoluntários brasileiros e estrangeiros para a coleta de dados da biologia e do comportamento da espécie. O engajamento comunitário conta com a implantação de unidades de ecopousadas nas comunidades da região de pesquisa. O Projeto visa trabalhar com pessoas interessadas em auxiliar e participar em projetos de conservação. A participação destes inclui pagamento, na forma de doação financeira, e participação nos trabalhos de campo e coleta de dados. Fonte Financiadora: Petrobras através do Programa Petrobras Ambiental Projeto Bioinvasores Marinhos projeto gerenciado pelo IEB e realizado pelo ICMBio e UFSC. O projeto tem como objetivo intensificar as buscas de espécies invasoras marinhas, especialmente o coral-sol. Com duração de um ano, o projeto visa também fazer o manejo, ou seja, retirar os corais-sol do local e monitorar a área a fim de prevenir novos aparecimentos. Outro objetivo é realizar treinamentos junto às operadoras de mergulho, para que mais pessoas estejam aptas a localizar esta espécie invasora. Fonte Financiadora : Fundo Costa Atlântica SOS Mata Atlântica Projeto Cavalo-Marinho projeto gerenciado pelo Instituto Ekko Brasil e desenvolvido pela Universidade Federal da Paraíba, através da coordenadora de pesquisa Dra. Ierecê Rosa, com foco em estudos para entender a relação que a espécie possui com seus habitats, geralmente de alta especificidade.o objetivo da pesquisa da UFPB é fornecer dados científicos para apoiar ações de conservação e

9 manejo desses animais para permitir que eles continuem encantando a todos em seu ambiente natural e cumprindo seu importante papel na natureza do litoral do país. Fonte Financiadora: Fundação Boticário Projeto Banco de Coralitos (Recrutamento e dinâmica da comunidade bêntica na formacão única de corais rolados na Reserva Biológica Marinha do Arvoredo) projeto gerenciado pelo Instituto Ekko Brasil e desenvolvido pelo ICMBio e UFSC, através da coordenadora do projeto Dra Bárbara Segal, O projeto tem como objetivo monitorar o banco de corais rolados da espécie Madracis decactis, localizado na Ilha da Galé, REBIO Arvoredo, por meio da avaliação do padrão de recrutamento da espécie e de outros organismos sésseis e do acompanhamento da dinâmica espacial do banco. Busca-se com isso compreender melhor a estruturação desse ambiente peculiar na costa brasileira. PROJETOS DESENVOLVIDOS Aplicação do Sistema de Informação Geográfico (SIG) como ferramenta auxiliar para o planejamento e gestão do turismo na Bacia Hidrográfica do Rio Uruguai, Santa Catarina. Período: Agosto de 2009 a Agosto de Área de atuação: turismo sustentável Público atendido: população da Bacia Hidrográfica do Rio Uruguai/lado catarinense (3,8 milhões de pessoas), pesquisadores, professores, empresas de turismo e ecoturismo, tomadores de decisão, poder público municipal e estadual de Santa Catarina. Fonte financiadora: Funturismo Recursos envolvidos: R$ ,07 Programa de Gestão Integrada do Turismo Sustentável para o Rio Itajaí das Nascentes à Foz. Período: Março de 2007 a Março de 2008.

10 Área de atuação: turismo sustentável Público atendido: população da Bacia Hidrográfica do Rio Itajaí (1,5 milhão de pessoas), pesquisadores, professores, empresas de turismo e ecoturismo, tomadores de decisão, poder público municipal e estadual de Santa Catarina. Fonte financiadora: Funturismo Recursos envolvidos: R$ Recursos envolvidos: R$ ,00 Pró-Lontrinha. Período: de 2002 até 2011 Área de atuação: Educação ambiental Público atendido: crianças e professores de escolas públicas da Ilha de Santa Catarina Fonte financiadora: Instituto Ekko Brasil PARCEIROS

11 Parceria Apoio Previsto Apoio realizado até o momento FLORAM - Fundação Municipal do Meio Ambiente Ins$tucional Definição do Plano de Reciprocidade IBAMA-SC Ins$tucional Licenças do criadouro cien8fico Policia Ambiental - SC Ins$tucional Apoio à resgate e transporte ICMBio Ins$tucional Projetos de parceria Cybelle Planète Financeiro Divulgação e envio de ecovoluntarios Volon Tour Financeiro Divulgação Go Abroad Financeiro Divulgação UFSC Pró-Reitoria de Ensino Disponibilidade de pesquisadores Ins$tucional e Técnico professores e estagiarios em projetos de parceria e análise de dados ABETA Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura Jornal do Meio Ambiente Ins$tucional Ins$tucional Divulgação Instituto Acqualung Ins$tucional Divulgação Divulgação e publicação da coluna do Carvalho Junior Ilha João da Cunha Empreendimentos Ltda Ins$tucional Divulgação BAS- Brazilian Adventury Society Ins$tucional Divulgação Movimento Nós Podemos SC pelos objetivos do Milênio Ins$tucional e Logís$co Divulgação e publicação de ar$gos Instituto Biota Ins$tucional Divulgação FURG Universidade Federal do Rio Grande Universidade Federal da Bahia Disponibilidade de pesquisadores Ins$tucional e Técnico professores e estagiarios em projetos de parceria e análise de dados Par$cipação em conjunto em projetos Ins$tucional e Técnico de pesquisa e análise de dados Aquario de São Paulo Ins$tucional Divulgação ACIF - Associação Comercial e Industrial de Florianópolis Comitê da Bacia do Rio Cubatão do Sul GTEA - Grupo de trabalho de educação ambiental - Vinculado a CIEA/SC Ins$tucional Ins$tucional Ins$tucional Divulgação e Apoio Ins$tucional Par$cipação em reuniões Par$cipação em reuniões

12 CTEA - Câmara Técnica de Educação Ambiental - Vinculado ao Consema Ins$tucional Par$cipação em reuniões Universidade Federal da Paraíba Fundação de Turismo de Aquidauana Gerência de Desenvolvimento Agrário e Meio Ambiente de de Aquidauana Grupo anarcopedagógico de trilhas atemporais Par$cipação em conjunto em projetos Ins$tucional e Técnico de pesquisa e análise de dados Apoio e consultoria para as ações de Ins$tucional e Logís$co ecovoluntariado e turismo de conservação Consultoria local para o planejamento Ins$tucional e Logís$co das ações de pesquisa e educação ambiental Ins$tucional, técnico e logís$co Reconhecimento de trilhas e par$cipação nas a$vidades de educação ambiental IUCN - OZ Task Force Ins$tucional, técnico e logís$co Consultoria e pesquisa SZB - Sociedade de Zoológicos do Ins$tucional, Brasil técnico e logís$co Apoio logís$co Planet Natopia Ins$tucional Divulgação Team Social Work Ins$tucional Divulgação Ins$tuto Federal do Rio Grande do Sul Ecoexperiência Global Ci$zen Year Ins$tuto Federal de Educação e Ciência Catarinense Vida Selvagem UNISUL Disponibilidade de pesquisadores Ins$tucional e Técnico professores e estagiarios em projetos de parceria e análise de dados Apoio e consultoria para as ações de Ins$tucional e Técnico ecovoluntariado e turismo de conservação Apoio e consultoria para as ações de Ins$tucional e Técnico ecovoluntariado e turismo de conservação Disponibilidade de pesquisadores Ins$tucional e Técnico professores e estagiarios em projetos de parceria Ins$tucional e TécnicoConsultoria e Pesquisa Disponibilidade de pesquisadores Ins$tucional e Técnico professores e estagiarios em projetos de parceria ExpoAqua Didá$co, Cien8fico e Cultural Disponibilidade de pesquisadores em projetos de parceria Ins$tuto Federeal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul ACQUAPLAN Disponibilidade de pesquisadores Ins$tucional e Técnico professores e estagiarios em projetos de parceria e análise de dados Ins$tucional, técnico e logís$co Consultoria e pesquisa

13 Saiga Voyager Financeiro Divulgação e envio de ecovoluntarios Responsive Travel Financeiro Divulgação e envio de ecovoluntarios Univali Ins$tuto Yoshimi Inoue FURB Universidade Federal do Mato Grosso do Sul UFMS AABB - Programa AABB Comunidade Rastro Selvagem Disponibilidade de pesquisadores Ins$tucional e Técnico professores e estagiarios em projetos de parceria e análise de dados Intercâmbio didá$co, cultural, social e espor$vo Parceria em ações e projetos Disponibilidade de pesquisadores Ins$tucional e Técnico professores e estagiarios em projetos de parceria Disponibilidade de pesquisadores Ins$tucional e Técnico professores e estagiarios em projetos de parceria Intercâmbio didá$co, cultural, social e espor$vo Parceria em ações e projetos Disponibilidade de pesquisadores Ins$tucional e Técnico professores e estagiarios em projetos de parceria Associação de Moradores Yynn Moro$ Wherá Total Didá$co, Cien8fico e Cultural Disponibilidade de pesquisadores em projetos de parceria e ações

14 EQUIPE TÉCNICA Alesandra Bez Birolo gerente financeira, graduada em Engenharia de Aqüicultura pela Universidade Federal de Santa Catarina, atua na Instituição desde a sua fundacao em Possui experiência na área de Educação Ambiental e Administração de Projetos de Pesquisa. Atualmente preside o Instituto Ekko Brasil (IEB) e trabalha na administração dos projetos do Instituto Ekk Brasil. Rogério Leonel médico veterinário,médico Veterinário; experiente em vida selvagem e medicina veterinária de animais silvestres. Gabriela Galastri gerente marketing e comunicação. Administradora de empresas, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), 2000; MBA Executivo em Marketing, Fundação Getúlio Vargas (FGV), 2006; Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos, SENAC (2014); Curso de Relações Humanas, University of California (UCLA), 2001; e, Curso de Comportamento x Percepção, University of California (UCLA), 2002.Passou por empresas do Ramo farmacêutico na área de Treinamento e RH Estratégico junto à Vice-Presidência, em Marketing Digital com empresa de produtos para internet, na área de coordenação de projetos dentro da criação de produtos em empresa na área de Varejo, prestou consultoria para plano de negócios de uma empresa de design, trabalhou com Marketing Esportivo em empresa especializada em corrida e atualmente trabalha em empresa do terceiro setor na área de Marketing e Comunicação. Marcelo Tosatti - coordenador de logística do Instituto Ekko Brasil, trabalha como auxiliar técnico em projetos de pesquisa desde Ambientalista, experiência no uso de equipamentos científicos, cuidado com animais em cativeiro, e inventários fauníticos. Oldemar Carvalho Junior- gerente de projetos. Graduado em Oceanografia pela Fundação Universidade Federal do Rio Grande (1986), mestre em Tropical Coastal Management pela University of Newcastle Upon Tyne, Inglaterra (1993) e doutorado em Oceanografia Física pela Flinders University of South Australia, Australia (1999). No Brasil lecionou em varias universidades como UFSC, UNIVALI, UNIDAVI e UNIASSELVI. Tem como principal área de interesse a oceanografia física com enfase no estudo das interações entre oceano e atmosfera e como estas influenciam na formação de massas d água nos oceanos e no clima. Atualmente é consultor e coordenador de Projetos e Pesquisa no Instituto Ekko Brasil. Tem experiência na área de Ecologia, com ênfase em Gestão de Unidades de Conservação, atuando principalmente nos seguintes temas: oceanografia, ecologia, turismo responsável, sistema de informação geográfico (SIG), biodiversidade e ecologia de lontras. Coordenou várias expedições científicas em locais como Amanã (Amazônia) e Rio Itajaí do Sul (Santa Catarina). Vem desenvolvendo e coordenando trabalhos de pesquisa principalmente em bacias hidrográficas e ecossistemas costeiros catarinenses.

15 ESTRUTURA 1 BASE DE PESQUISA NA LAGOA DO PERI ILHA DE SANTA CATARINA/ FLORIANÓPOLIS-SC com um Refúgio Animal, Criadouro Científico (6 recintos), Ambulatório Animal, Laboratório de Pesquisa, Centro de Visitantes e Alojamento para Pesquisadores e Ecovoluntarios com capacidade para até 9 pessoas. 1 BASE NO PANTANAL EM AQUIDAUANA-MS base para pesquisa, centro de visitantes, alojamento para pesquisadores e ecovoluntarios com capacidade total até 7 pessoas. PRÊMIOS E PUBLICAÇÕES 2012 Talento Profissional - Etapa Local, Senac/SC PROJETO ARIRANHA 2012 Certificado de Excelência nos temas Envolvimento e Desenvolvimento Comunitário e Governança Organizacional, pela 8ª Pesquisa de Gestão Sustentável, baseada nos sete temas da NBR ISO Expressão em Ecologia 2008 Prêmio Expressão em Ecologia 2008, Revista Expressão Indicado ao Prêmio Brasileiro Imortal (Oldemar Carvalho Junior gerente do Projeto Lontra), Vale do Rio Doce. CARVALHO JUNIOR, O. ; DUTRA, P. P. C. ; ALVES, V. ; RAMOS, P. R.. Projeto Ariranha: aplicação do gerenciamento de projetos visando à conservação da biodiversidade. Navus Revista de Gestão e Tecnologia, v. 4, p , CARVALHO JUNIOR, O. ; L.C.P. Macedo-Soares ; BIROLO, A. B. ; SNYDER, T.. A Comparative Diet Analysis of the Neotropical Otter in Santa Catarina Island, Brazil. IUCN Otter Specialist Group Bulletin, v. 30, p , CARVALHO JUNIOR, O.; SPERB, R. A bacia catarinense do Rio Uruguai e o turismo de conservação como ferramenta ao desenvolvimento sustentável regional. Revista Brasileira de Ecoturismo, v. 5, p , CARVALHO JUNIOR, O.; Macedo-Soares, L.C.P.; BIROLO, Alesandra Bez. Annual and Interannual Food Habits Variability of a Neotropical Otter (Lontra longicaudis) Population in Conceição Lagoon, South of Brazil. IUCN Otter Specialist Group Bulletin, v. 27, p , CARVALHO JUNIOR, O.; Birolo, A.B.; Macedo-Soares, L.C.P. Ecological Aspects of Neotropical Otter (Lontra longicaudis) in Peri Lagoon, South Brazil. IUCN Otter Specialist Group Bulletin, v. 27, p , 2010.

16 CARVALHO JUNIOR, O. Sistema de Informação Geográfico (SIG) como ferramenta auxiliar para o planejamento e gestão do turismo na Bacia Hidrográfica do Rio Itajaí (Santa Catarina). Caderno Virtual de Turismo (UFRJ), v. 9, p , CARVALHO JUNIOR, O.; CAVALARI JUNIOR, S. W.; BIROLO, Alesandra Bez. Estruturas de apoio náutico. Uma análise preliminar voltada ao planejamento e gestão: Um estudo de caso. Biotemas (UFSC), v. 22, p , IABRUDE, Alex Sneider; CARVALHO JUNIOR, O.; BIROLO, Alesandra Bez. Descrição de tocas e análise da dieta alimentar de Lontra longicaudis na Praia da Lagoinha do Leste, Ilha de Santa Catarina, Brasil. Caminhos (Rio do Sul), v. 1, p , CARVALHO JUNIOR, O.. Application of remote sensing techniques to the determination of bathymetry in coastal lagoons. Revista de Estudos Ambientais (Cessou em Cont. ISSN Revista de Estudos Ambientais (Online)), v. 10, p , CARVALHO JUNIOR, O. Aplicacao da tecnica de analise harmonica na analise da variabilidade climatica global. Caminhos (UFMG), Rio do Sul, v. 1, n.7, p. 7-25, FILAGRANA, Marcos; CARVALHO JUNIOR, O. Levantamento e caracterização das práticas sustentáveis dos índios Xokleng da terra indígena Ibirama - La Klano. Caminhos (Rio do Sul), Rio do Sul, v. 1, n.3, p , CARVALHO JUNIOR, O.; BROERING, Viviane. Análise preliminar da aplicabilidade do ecoturismo no municipio de Alfredo Wagner, estado de Santa Catarina, Brasil. Caminhos (Rio do Sul), Rio do Sul, v. 1, n.3, p , CARVALHO JUNIOR, O.; SCHMIDT, A. D. Ecotourism as a tool for the conservation of endangered species in the coastal region of Santa Catarina, Brazil. Journal of Coastal Research, v. SI 39, p , CARVALHO JUNIOR, O.; BANEVICIUS, N M S; MAFRA, Evandro O. Distribution and caracterization of environments used by otters in the coastal region of Santa Catarina state, Brasil. Journal of Coastal Research, v. SI 39, p , CARVALHO JUNIOR, O.; BYE, J. The First Recorded Successful Cross-Backstairs Passage Swim. South Australian Geographical Journal, Adelaide, v. 95, p , CARVALHO JUNIOR, O. Preliminary study of the dynamic processes in the north and south bay of Santa Catarina Island, Brazil, using Landsat satellite imagery. Coastal Zone Canada'94, Cooperation in the Coastal Zone: Conference Proceedings, Nova Scotia, v. 3, p , 1994.

17 LIVROS PUBLICADOS/EDIÇÕES ATUALIZADAS CARVALHO JUNIOR, O.. Introdução a Oceanografia Física. 1. ed. Rio de Janeiro: Interciência, v p. CARVALHO JUNIOR, O. ; BIROLO, Alesandra Bez ; Birolo, M. ; Galastri, Gabriela. Tupi visita Napini. 1. ed. Florianópolis: Instituto Ekko Brasil, v p. CARVALHO JUNIOR, O. ; BIROLO, Alesandra Bez ; Birolo, M. ; Galastri, Gabriela. A Viagem da Lontra Tupi. 1. ed. Florianópolis: Instituto Ekko Brasil, v p. CARVALHO JUNIOR, O. ; Birolo, M.. A Lontra Tupi. 1. ed. Florianópolis: Palavracom, v p. CARVALHO JUNIOR, O.. Introdução a Oceanografia Física. 1. ed. Kindle Publisher, p. CARVALHO JUNIOR, O.. No Rastro da Lontra Brasileira. 1. ed. Florianópolis: Bernúncia Editora, v p. TEXTOS EM JORNAIS/REVISTAS CARVALHO JUNIOR, O.. Pense, Coma e Poupe. Primeiro Plano, Florianópolis, SC, p. 9-9, 21 maio CARVALHO JUNIOR, O.. ONGs e Gerenciamento de Projetos. Jornal Meio Ambiente, Curitiba, 26 fev CARVALHO JUNIOR, O. Eu amo furacão. Jornal Meio Ambiente, Curitiba1, 01 nov CARVALHO JUNIOR, O. Ecologia e Educação Ambiental. Jornal Meio Ambiente, Curitiba, 06 jul CARVALHO JUNIOR, O. Feliz Dia Mundial do Meio Ambiente. Jornal Meio Ambiente, Curitiba, 07 jun CARVALHO JUNIOR, O. Lex Talionis. Jornal Meio Ambiente, Curitiba, 04 abr CARVALHO JUNIOR, O. Lista de Espécies Ameaçadas e Licenciamento Ambiental. Jornal Meio Ambiente, Curitiba, 27 fev CARVALHO JUNIOR, O. Turismo de Conservação e Biodiversidade. Jornal Meio Ambiente, Curitiba, 31 jan

Relatório Anual. Instituto Ekko Brasil. Instituto Ekko Brasil

Relatório Anual. Instituto Ekko Brasil. Instituto Ekko Brasil Resumo da ONG O foi fundado numa tarde de domingo, em Outubro de 2004, na Lagoa do Peri, Ilha de Santa Catarina, por iniciativa de um grupo de pessoas que compartilhavam a preocupação com questões ambientais

Leia mais

Reserva da Biosfera da Mata Atlântica Experiência em Gestão Territorial

Reserva da Biosfera da Mata Atlântica Experiência em Gestão Territorial Reserva da Biosfera da Mata Atlântica Experiência em Gestão Territorial João Albuquerque - Outubro/ 2009 Reservas da Biosfera-A escala dos Biomas Art. 41. A Reserva da Biosfera é um modelo, adotado internacionalmente,

Leia mais

1.1. Fonte: Elaborado por STCP Engenharia de Projetos Ltda., 2011.

1.1. Fonte: Elaborado por STCP Engenharia de Projetos Ltda., 2011. 1 - APRESENTAÇÃO A Área de Proteção Ambiental (APA) Serra Dona Francisca, localizada no município de Joinville/SC, com área mapeada de 40.177,71 ha, foi criada através do Decreto n 8.055 de 15 de março

Leia mais

RPPN Fazenda Rio Negro

RPPN Fazenda Rio Negro Sítio Ramsar Área Úmida de Importância Internacional RPPN Fazenda Rio Negro Conservação Internacional 1. Dados G erais Nome da RPPN: Fazenda Rio Negro Proprietário: Conservação Internacional do Brasil

Leia mais

Termo de Referência. Contexto. Objetivo. Atividades

Termo de Referência. Contexto. Objetivo. Atividades Contexto Termo de Referência Consultor de Monitoramento Socioeconômico para Projeto de Conservação da Biodiversidade Wildlife Conservation Society, Programa Brasil (WCS Brasil), Manaus, Amazonas, Brasil

Leia mais

Grupo Votorantim inicia aquisições de terras na região em 1927

Grupo Votorantim inicia aquisições de terras na região em 1927 1927 1950 2011 2012 2013 2014 Grupo Votorantim inicia aquisições de terras na região em 1927 1927 1950 2011 2012 2013 2014 Nas décadas de 40, 50 e 60 (entre 1947 e 1963) a Votorantim adquire 245 títulos

Leia mais

FICHA PROJETO - nº 172 MA

FICHA PROJETO - nº 172 MA FICHA PROJETO - nº 172 MA Mata Atlântica Pequeno Projeto 1) TÍTULO: Morro do Caçador Uma Proposta de Unidade de Conservação. 2) MUNICÍPIOS DE ATUAÇÃO DO PROJETO: Florianópolis, Ilha de Santa Catarina.

Leia mais

Ações para o turismo de base comunitária na contenção da degradação do Pantanal

Ações para o turismo de base comunitária na contenção da degradação do Pantanal Ações para o turismo de base comunitária na contenção da degradação do Pantanal TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA EM COMUNICAÇÃO - IMAGENS Abril de 2011 DETALHAMENTO DO TERMO DE REFERÊNCIA

Leia mais

Quem Somos Associação sem fins lucrativos, fundada em 1989 no município de São Sebastião, Litoral Norte de São Paulo;

Quem Somos Associação sem fins lucrativos, fundada em 1989 no município de São Sebastião, Litoral Norte de São Paulo; CENTRO CULTURAL SÃO SEBASTIÃO TEM ALMA DESDE 1989 VALORIZANDO A CULTURA CAIÇARA E O MEIO AMBIENTE Quem Somos Associação sem fins lucrativos, fundada em 1989 no município de São Sebastião, Litoral Norte

Leia mais

TERMO DE REFERENCIA Nº 04

TERMO DE REFERENCIA Nº 04 TERMO DE REFERENCIA Nº 04 CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA PARA APOIO NA ELABORAÇÃO DE PRODUTO REFERENTE À AÇÃO 02 DO PROJETO OBSERVATÓRIO LITORAL SUSTENTÁVEL - INSTITUTO PÓLIS EM PARCERIA COM A PETROBRAS. Perfil:

Leia mais

Composta por profissionais qualificados com experiência na área ambiental, a

Composta por profissionais qualificados com experiência na área ambiental, a Portfólio 2014 APRESENTAÇÃO Composta por profissionais qualificados com experiência na área ambiental, a Biophilium Consultoria Ambiental Ltda realiza estudos técnicos voltados para o licenciamento de

Leia mais

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 007

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 007 INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA 1. IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 007 Consultoria especializada (pessoa física) para elaborar e implantar novas metodologias

Leia mais

Mineração e Biodiversidade: lições aprendidas por uma mineradora global

Mineração e Biodiversidade: lições aprendidas por uma mineradora global II Congresso de Mineração da Amazônia Mineração e Biodiversidade: lições aprendidas por uma mineradora global Vânia Somavilla Vale - Diretora de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável Novembro de

Leia mais

Unidade de Conservação marinha passa a ser o 11º sítio Ramsar brasileiro e o primeiro na Bahia

Unidade de Conservação marinha passa a ser o 11º sítio Ramsar brasileiro e o primeiro na Bahia Unidade de Conservação marinha passa a ser o 11º sítio Ramsar brasileiro e o primeiro na Bahia Ao anunciar o título de "Sítio Ramsar" ao Parque Nacional Marinho de Abrolhos, o ministro do Meio Ambiente

Leia mais

PROJETO DE RECUPERAÇÃO DE MATAS CILIARES

PROJETO DE RECUPERAÇÃO DE MATAS CILIARES TERMOS DE REFERÊNCIA PARA A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA PARA MONITORAMENTO DE PROJETOS DE RECUPERAÇÃO DE MATAS CILIARES DESENVOLVIDOS POR MEIO DE TÉCNICAS DE NUCLEAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO DOS TERMOS

Leia mais

PLANO DE AÇÃO NACIONAL DO PATO MERGULHÃO

PLANO DE AÇÃO NACIONAL DO PATO MERGULHÃO OBJETIVO GERAL O objetivo deste plano de ação é assegurar permanentemente a manutenção das populações e da distribuição geográfica de Mergus octosetaceus, no médio e longo prazo; promover o aumento do

Leia mais

PROGRAMA DE PROSPECÇÃO E RESGATE ARQUEOLÓGICO

PROGRAMA DE PROSPECÇÃO E RESGATE ARQUEOLÓGICO PROGRAMA DE PROSPECÇÃO E RESGATE ARQUEOLÓGICO O Programa de Prospecção e Resgate Arqueológico da CSP visa atender aos requisitos legais de licenciamento ambiental, identificar e preservar o patrimônio

Leia mais

Banco de dados virtual para enriquecimento do levantamento de fauna no Município de São Paulo. Número de Inscrição: PMP71327G02

Banco de dados virtual para enriquecimento do levantamento de fauna no Município de São Paulo. Número de Inscrição: PMP71327G02 Banco de dados virtual para enriquecimento do levantamento de fauna no Município de São Paulo Número de Inscrição: PMP71327G02 Introdução Divisão Técnica de Medicina Veterinária e Manejo da Fauna Silvestre(DEPAVE-3)

Leia mais

Título do projeto: Educação Ambiental e Difusão Científica da Biodiversidade da Mata Atlântica no Museu de Biologia Prof. Mello Leitão BIOAÇÃO

Título do projeto: Educação Ambiental e Difusão Científica da Biodiversidade da Mata Atlântica no Museu de Biologia Prof. Mello Leitão BIOAÇÃO Título do projeto: Educação Ambiental e Difusão Científica da Biodiversidade da Mata Atlântica no Museu de Biologia Prof. Mello Leitão BIOAÇÃO Proponente: Sociedade de Amigos do Museu de Biologia Mello

Leia mais

Compilar, organizar e disponibilizar os resultados das pesquisas científicas sobre a Unidade de Conservação;

Compilar, organizar e disponibilizar os resultados das pesquisas científicas sobre a Unidade de Conservação; 4. PROGRAMAS DE MANEJO 4.1 PROGRAMA DE PESQUISA Objetivo Geral Visa dar suporte, estimular a geração e o aprofundamento dos conhecimentos científicos sobre os aspectos bióticos, abióticos, sócio-econômicos,

Leia mais

Visão integrada. da conservação

Visão integrada. da conservação para sempre Em busca do equilíbrio entre a produção econômica e a conservação do Pantanal, o WWF-Brasil atua na Bacia Hidrográfica do Alto Paraguai em uma perspectiva transfronteiriça e em articulação

Leia mais

DECRETO Nº 53.526, DE 8 DE OUTUBRO DE 2008: Cria a Área de Proteção Ambiental Marinha do Litoral Centro, e dá providências correlatas.

DECRETO Nº 53.526, DE 8 DE OUTUBRO DE 2008: Cria a Área de Proteção Ambiental Marinha do Litoral Centro, e dá providências correlatas. DECRETO Nº 53.526, DE 8 DE OUTUBRO DE 2008: Cria a Área de Proteção Ambiental Marinha do Litoral Centro, e dá providências correlatas. JOSÉ SERRA, Governador do Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições

Leia mais

O USO DA BIODIVERSIDADE COMO PRESERVAÇÃO AMBIENTAL

O USO DA BIODIVERSIDADE COMO PRESERVAÇÃO AMBIENTAL O USO DA BIODIVERSIDADE COMO PRESERVAÇÃO AMBIENTAL Stefani de Souza Patricia de Freitas Co-autor - Prof. MSc. Cristian Coelho Silva cristian_coelho@yahoo.com.br luscheuer@hotmail.com Palavras-chave: sustentabilidade,

Leia mais

PLANO DE AÇÃO NACIONAL PARA A CONSERVAÇÃO DO CACHORRO VINAGRE

PLANO DE AÇÃO NACIONAL PARA A CONSERVAÇÃO DO CACHORRO VINAGRE PLANO DE AÇÃO NACIONAL PARA A CONSERVAÇÃO DO CACHORRO VINAGRE OBJETIVO GERAL Reduzir a vulnerabilidade da espécie ampliando o conhecimento aplicado a sua conservação e a proteção de habitats adequados,

Leia mais

APRESENTAÇÃO A BIOEC

APRESENTAÇÃO A BIOEC APRESENTAÇÃO Empresa especializada em elaboração, execução e gerenciamento de projetos ambientais. Formada por profissionais altamente qualificados, que buscam desenvolver projetos eficientes e inovadores,

Leia mais

CURSO DE MANEJO E CONSERVAÇÃO DA FAUNA E FLORA COM ÊNFASE NA MATA ATLÂNTICA

CURSO DE MANEJO E CONSERVAÇÃO DA FAUNA E FLORA COM ÊNFASE NA MATA ATLÂNTICA PROGRAMAÇÃO I CURSO DE MANEJO E CONSERVAÇÃO DA FAUNA E FLORA COM ÊNFASE PERÍODO: 08 a 13 de Junho de 2015 LOCAL: ITEP 1º DIA SEGUNDA-FEIRA DATA: 08/06/15 HORÁRIO CRONOGRAMA PALESTRANTE 08:00-09:00h Abertura

Leia mais

Workshop sobre o Corredores de Biodiversidade do Escudo da Guiana para agilizar o suporte à realização das metas de Aichi de Biodiversidade

Workshop sobre o Corredores de Biodiversidade do Escudo da Guiana para agilizar o suporte à realização das metas de Aichi de Biodiversidade Workshop sobre o Corredores de Biodiversidade do Escudo da Guiana para agilizar o suporte à realização das metas de Aichi de Biodiversidade PLANO DE AÇÃO Preâmbulo: Nós, os participantes do workshop chamado

Leia mais

Convenção sobre Diversidade Biológica: O Plano de Ação de São Paulo 2011/2020. São Paulo, 06 de março de 2.012 GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

Convenção sobre Diversidade Biológica: O Plano de Ação de São Paulo 2011/2020. São Paulo, 06 de março de 2.012 GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Convenção sobre Diversidade Biológica: O Plano de Ação de São Paulo 2011/2020 SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE São Paulo, 06 de março de 2.012 GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Contexto Convenção sobre Diversidade

Leia mais

FICHA PROJETO - nº383-mapp

FICHA PROJETO - nº383-mapp FICHA PROJETO - nº383-mapp Mata Atlântica Pequeno Projeto 1) TÍTULO: Restauração da Região Serrana RJ: assistência técnica para consolidar uma rede de produtores rurais e viveiros comunitários. 2) MUNICÍPIOS

Leia mais

Ekta Consultoria Soluções Ambientais

Ekta Consultoria Soluções Ambientais A Ekta trabalha com você e sua empresa para atingirmos o desenvolvimento sustentável, através da inovação, autonomia, criatividade e profissionalismo. Rua Mal. Deodoro, 262 Centro Curitiba - PR 55 (41)

Leia mais

FICHA PROJETO - nº 072-MA

FICHA PROJETO - nº 072-MA FICHA PROJETO - nº 072-MA Mata Atlântica Grande Projeto TÍTULO: Vereda do Desenvolvimento Sustentável da Comunidade de Canoas: um Projeto Demonstrativo da Conservação da Mata Atlântica. 2) MUNICÍPIOS DE

Leia mais

FUNDAÇÃO TOYOTA DO BRASIL

FUNDAÇÃO TOYOTA DO BRASIL FUNDAÇÃO TOYOTA DO BRASIL Criada em 2009 Unificação dos esforços sociais da Toyota do Brasil Respeito pelo meio ambiente Contribuir com o desenvolvimento sustentável Promover a sustentabilidade, por meio

Leia mais

Programa Desafios Impaes apoia projetos de arte e educação social

Programa Desafios Impaes apoia projetos de arte e educação social Financiamento e apoio técnico Programa Desafios Impaes apoia projetos de arte e educação social O Impaes Instituto Minidi Pedroso de Arte e Educação Social - tem como objetivo apoiar e desenvolver projetos

Leia mais

Estação Ecológica do Caiuá

Estação Ecológica do Caiuá Estação Ecológica do Caiuá Programa Voluntariado nas Unidades de Conservação do Paraná Relatório anual das Atividades Desenvolvidas pelos Voluntários da Estação Ecológica do Caiuá/Período de 2007 No ano

Leia mais

SERRA DO AMOLAR. A vida que bate no lado esquerdo do Pantanal

SERRA DO AMOLAR. A vida que bate no lado esquerdo do Pantanal SERRA DO AMOLAR A vida que bate no lado esquerdo do Pantanal 2015 O CAMINHO DAS ÁGUAS Quando adentram a planície, as águas diminuem de velocidade por conta da baixa declividade e dão origem a grandes

Leia mais

BOTO-CINZA: SOTALIAGUIANENSIS (VAN BÉNÉDEN, 1864)

BOTO-CINZA: SOTALIAGUIANENSIS (VAN BÉNÉDEN, 1864) BOTO-CINZA: SOTALIAGUIANENSIS (VAN BÉNÉDEN, 1864) Juliana Ywasaki Lima Leonardo Serafim da Silveira Boto-cinza: Sotaliaguianensis (Van Bénéden, 1864) Juliana Ywasaki Lima, MV, MSc., Doutoranda do Programa

Leia mais

Projeto Conservação Recifal (PCR) Conservação, Pesquisa e Ordenamento do num sistema recifal do Nordeste brasileiro

Projeto Conservação Recifal (PCR) Conservação, Pesquisa e Ordenamento do num sistema recifal do Nordeste brasileiro Projeto Conservação Recifal (PCR) Conservação, Pesquisa e Ordenamento do num sistema recifal do Nordeste brasileiro Pereira, P.H.C 1.; Pedrosa, M 1.; Lima, R 1.; Silva, R 1.;Lippi, D. L. 1 ;Leal, I. 1

Leia mais

FICHA PROJETO - nº 045-MA

FICHA PROJETO - nº 045-MA FICHA PROJETO - nº 045-MA Mata Atlântica Grande Projeto 1) TÍTULO: Floresta Legal corredores florestais conectando habitats e envolvendo pessoas 2) MUNICÍPIOS DE ATUAÇÃO DO PROJETO: Silva Jardim, Rio Bonito,

Leia mais

Embrapa elabora estudo sobre gestão ambiental de estabelecimentos rurais na APA da Barra do Rio Mamanguape (PB)

Embrapa elabora estudo sobre gestão ambiental de estabelecimentos rurais na APA da Barra do Rio Mamanguape (PB) Embrapa elabora estudo sobre gestão ambiental de estabelecimentos rurais na APA da Barra do Rio Mamanguape (PB) Geraldo Stachetti Rodrigues Maria Cristina Tordin Jaguariúna, junho 2005. A equipe de pesquisadores

Leia mais

Crescimento global da consciência socioambiental

Crescimento global da consciência socioambiental Programa de Sustentabilidade Bunge 1. Contextualização Crescimento global da consciência socioambiental Sociedade Importância do tema Estruturação e articulação das entidades civis Pressões comerciais

Leia mais

Diálogo com a Comunidade. Um balanço das ações sustentáveis

Diálogo com a Comunidade. Um balanço das ações sustentáveis Diálogo com a Comunidade Um balanço das ações sustentáveis Veracel Celulose É uma empresa 100% baiana, presente em dez municípios do Extremo Sul do estado: Eunápolis, Porto Seguro, Santa Cruz Cabrália,

Leia mais

ARIRANHA. Pteronura brasiliensis Foto: Fernando Rosas TAXONOMIA

ARIRANHA. Pteronura brasiliensis Foto: Fernando Rosas TAXONOMIA ARIRANHA Pteronura brasiliensis Foto: Fernando Rosas TAXONOMIA Nome popular: Ariranha - Filo: Chordata - Classe: Mammalia Ordem: Carnivora - Família: Mustelidae - Gênero e espécie: Pteronura brasiliensis

Leia mais

CÂMARA TEMÁTICA SOBRE TURISMO SUSTENTÁVEL N.CARAGUATATUBA PESM 25/05/15. Apresentação dos partícipes CAFÉ. DIVISÃO EM 5 GRUPOS (municípios-regional)

CÂMARA TEMÁTICA SOBRE TURISMO SUSTENTÁVEL N.CARAGUATATUBA PESM 25/05/15. Apresentação dos partícipes CAFÉ. DIVISÃO EM 5 GRUPOS (municípios-regional) CÂMARA TEMÁTICA SOBRE TURISMO SUSTENTÁVEL N.CARAGUATATUBA PESM 25/05/15 Apresentação dos partícipes Síntese dos processos participativos Comdial/CEDS e Litoral Sustentável Apresentação do Observatório

Leia mais

LEI Nº 4.791 DE 2 DE ABRIL DE

LEI Nº 4.791 DE 2 DE ABRIL DE Lei nº 4791/2008 Data da Lei 02/04/2008 O Presidente da Câmara Municipal do Rio de Janeiro nos termos do art. 79, 7º, da Lei Orgânica do Município do Rio de Janeiro, de 5 de abril de 1990, não exercida

Leia mais

Fotografias PauloHSilva//siaram. Saber Mais... Ambiente Açores

Fotografias PauloHSilva//siaram. Saber Mais... Ambiente Açores Fotografias PauloHSilva//siaram Saber Mais... Ambiente Açores Convenção Diversidade Biológica O que é a Convenção da Diversidade Biológica? A Convenção da Diversidade Biológica é um acordo assinado entre

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 374, DE 12 DE JUNHO DE 2015

RESOLUÇÃO Nº 374, DE 12 DE JUNHO DE 2015 RESOLUÇÃO Nº 374, DE 12 DE JUNHO DE 2015 Publicado em: 03/07/2015 O CONSELHO FEDERAL DE BIOLOGIA CFBio, Autarquia Federal, com personalidade jurídica de direito público, criado pela Lei nº 6.684, de 03

Leia mais

I SIMPÓSIO DA REDE PPBio MATA ATLÂNTICA

I SIMPÓSIO DA REDE PPBio MATA ATLÂNTICA I SIMPÓSIO DA REDE PPBio MATA ATLÂNTICA 11 de Agosto de 2015 Sandro Muniz Biólogo Gestor de Unidade de Conservação DEMANDAS DAS UNIDADES DE CONSERVAÇÃO PN Serra da Lontra PEIG Hidrogeologia Conhecer

Leia mais

SOCIEDADE INFORMADA APOIO PARA GESTÃO E AÇÕES INDICADORES SOBRE QUALIDADE DE VIDA PESQUISA COM A POPULAÇÃO ACORDO COM A PREFEITURA EDUCAÇÃO CIDADÃ

SOCIEDADE INFORMADA APOIO PARA GESTÃO E AÇÕES INDICADORES SOBRE QUALIDADE DE VIDA PESQUISA COM A POPULAÇÃO ACORDO COM A PREFEITURA EDUCAÇÃO CIDADÃ APOIO PARA GESTÃO E AÇÕES PESQUISA COM A POPULAÇÃO INDICADORES SOBRE QUALIDADE DE VIDA SOCIEDADE INFORMADA EDUCAÇÃO CIDADÃ ACORDO COM A PREFEITURA COMPORTAMENTO CIDADÃO A UNIÃO FZ A FORÇA GOVERNO TRANSPARENTE

Leia mais

Ministério do Meio Ambiente IMPLEMENTAÇÃO DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO

Ministério do Meio Ambiente IMPLEMENTAÇÃO DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO Unidade de Conservação Área geograficamente estabelecida para se alcançar um objetivo específico de conservação por meio do uso controlado dos recursos biológicos

Leia mais

EBT nascente EBT transferida. EBT incubada EBT avaliada CERTI CELTA ACATE MIDI

EBT nascente EBT transferida. EBT incubada EBT avaliada CERTI CELTA ACATE MIDI : UNIVERSIDADE Seleção Competitiva INCUBADORA EBT nascente EBT transferida EBT incubada EBT avaliada PARQUE TECNOLÓGICO EBT (Graduada) Consolidada e Competitiva Pré - Incubação Processo de Incubação de

Leia mais

O Investimento Social Britânico no Brasil: Caso do HSBC Bank Brasil

O Investimento Social Britânico no Brasil: Caso do HSBC Bank Brasil O Investimento Social Britânico no Brasil: Caso do HSBC Bank Brasil Ariel Scheffer da Silva Gerente de Sustentabilidade HSBC Bank Brasil São Paulo 24 de novembro de 2009 Sustentabilidade no HSBC Comunicação

Leia mais

22 o. Prêmio Expressão de Ecologia

22 o. Prêmio Expressão de Ecologia 22 o. Prêmio Expressão de Ecologia 2014-2015 Curso de Elaboração de Projetos: apresentação de projeto. Curso de Elaboração de Projetos: trabalho em grupo. Curso de Elaboração de Projetos: Módulo Financeiro.

Leia mais

Getulio de Assis Gurgel

Getulio de Assis Gurgel Getulio Av. Parque Águas Claras Qd. 105 Lt. 2495 Bl. B apt o 202. CEP: 71.930-000 Fone(s): +55(61) 8111-0373. getulio.gurgel@yahoo.com.br Informações Pessoais Pós Graduando em Avaliação de Flora e Fauna

Leia mais

Política Nacional de Meio Ambiente

Política Nacional de Meio Ambiente Política Nacional de Meio Ambiente O Brasil, maior país da América Latina e quinto do mundo em área territorial, compreendendo 8.511.996 km 2, com zonas climáticas variando do trópico úmido a áreas temperadas

Leia mais

FICHA PROJETO - nº 075-MA

FICHA PROJETO - nº 075-MA FICHA PROJETO - nº 075-MA Mata Atlântica Grande Projeto 1) TÍTULO: CENTRO DE REFERÊNCIA EM BIODIVERSIDADE DA SERRA DOS ÓRGÃOS: UMA ALIANÇA ENTRE EDUCAÇÃO, TURISMO E CONSERVAÇÃO. 2) MUNICÍPIOS DE ATUAÇÃO

Leia mais

A/C Sr. Marcos Vinicius de Mello - Gerente Setorial de Meio Ambiente PETROBRAS Unidade Operacional da Bacia de Santos (UO-BS)

A/C Sr. Marcos Vinicius de Mello - Gerente Setorial de Meio Ambiente PETROBRAS Unidade Operacional da Bacia de Santos (UO-BS) Praia Grande, 29 de Agosto de 2014. A/C Sr. Marcos Vinicius de Mello - Gerente Setorial de Meio Ambiente PETROBRAS Unidade Operacional da Bacia de Santos (UO-BS) Endereço Ref: Resposta ao PAR 02022.000373/2014-61

Leia mais

CONCEPÇÕES SOBRE CERRADO 1 LEICHTWEIS, Kamila Souto 2 TIRADENTES, Cibele Pimenta 3 INTRODUÇÃO

CONCEPÇÕES SOBRE CERRADO 1 LEICHTWEIS, Kamila Souto 2 TIRADENTES, Cibele Pimenta 3 INTRODUÇÃO CONCEPÇÕES SOBRE CERRADO 1 LEICHTWEIS, Kamila Souto 2 TIRADENTES, Cibele Pimenta 3 INTRODUÇÃO A educação ambiental envolve atividades educativas que visam informar sobre o meio ambiente e suas relações.

Leia mais

4. Reuniões Técnicas (Mini-Seminário por Bioma) Objetivo das Reuniões Técnicas

4. Reuniões Técnicas (Mini-Seminário por Bioma) Objetivo das Reuniões Técnicas (Mini-Seminário por Bioma) Objetivo das Reuniões Técnicas. Definição dos objetos conservação. Definição de metas de importância relativa de cada objeto. Definição das principais fontes de dados/informações

Leia mais

Curso de Especialização de Gestão Pública e Meio Ambiente. Disciplina de Legislação Ambiental. Professora Cibele Rosa Gracioli

Curso de Especialização de Gestão Pública e Meio Ambiente. Disciplina de Legislação Ambiental. Professora Cibele Rosa Gracioli Curso de Especialização de Gestão Pública e Meio Ambiente Disciplina de Legislação Ambiental Professora Cibele Rosa Gracioli SISTEMA NACIONAL DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO DA NATUREZA - SNUC Lei 9.985 de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRO-REITORIA DE PESQUISA, POS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRO-REITORIA DE PESQUISA, POS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRO-REITORIA DE PESQUISA, POS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO Título: DEFINIÇÃO DE METODOLOGIA PARA GESTÃO DO ORDENAMENTO DO USO PÚBLICO NO PARQUE ESTADUAL DA SERRA DA TIRIRICA RJ

Leia mais

Secretaria do Meio Ambiente

Secretaria do Meio Ambiente Secretaria do Meio Ambiente PORTARIA SEMA n 79 de 31 de outubro de 2013. Reconhece a Lista de Espécies Exóticas Invasoras do Estado do Rio Grande do Sul e demais classificações, estabelece normas de controle

Leia mais

METODOLOGIA PARA O GEORREFERENCIAMENTO DE ILHAS COSTEIRAS COMO SUBSÍDIO AO MONITORAMENTO AMBIENTAL

METODOLOGIA PARA O GEORREFERENCIAMENTO DE ILHAS COSTEIRAS COMO SUBSÍDIO AO MONITORAMENTO AMBIENTAL METODOLOGIA PARA O GEORREFERENCIAMENTO DE ILHAS COSTEIRAS COMO SUBSÍDIO AO MONITORAMENTO AMBIENTAL Carolina Rodrigues Bio Poletto¹ & Getulio Teixeira Batista² UNITAU - Universidade de Taubaté Estrada Municipal

Leia mais

TECNOLOGIAS GEOESPACIAIS INOVADORAS. Tecnologia. Geoprocessamento. Sistemas de Informações Geográficas. Sensoriamento Remoto. Geociências.

TECNOLOGIAS GEOESPACIAIS INOVADORAS. Tecnologia. Geoprocessamento. Sistemas de Informações Geográficas. Sensoriamento Remoto. Geociências. TECNOLOGIAS GEOESPACIAIS INOVADORAS Tecnologia Geoprocessamento Sistemas de Informações Geográficas Sensoriamento Remoto Geociências Geofísica www.hexgis.com PIONEIRISMO E INOVAÇÃO Idealizada a partir

Leia mais

O que é a Programação? Justificativa:

O que é a Programação? Justificativa: O que é a Programação? A Programação consiste de temas a serem abordados a cada mês com caráter de evento (pequeno, médio ou de grande porte) com duração média de até 2 semanas/mês. Mesmo com cada mês

Leia mais

Ações de Conservação da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção

Ações de Conservação da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção Ações de Conservação da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção Diretoria de Fauna e Recursos Pesqueiros DIFAP Rômulo Mello Coordenção Geral de Fauna CGFAU Ricardo Soavinski Coordenação de Conservação da

Leia mais

PROGRAMA DE INTERCÂMBIO INTERNACIONAL PARA PÓS-GRADUAÇÃO AUGM PMEP ANEXO II DA OFERTA UNIVERSIDAD NACIONAL DE CÓRDOBA (ARGENTINA)

PROGRAMA DE INTERCÂMBIO INTERNACIONAL PARA PÓS-GRADUAÇÃO AUGM PMEP ANEXO II DA OFERTA UNIVERSIDAD NACIONAL DE CÓRDOBA (ARGENTINA) PROGRAMA DE INTERCÂMBIO INTERNACIONAL PARA PÓS-GRADUAÇÃO AUGM PMEP ANEXO II DA OFERTA UNIVERSIDAD NACIONAL DE CÓRDOBA (ARGENTINA) Análise e Processamento de Imagens Antropologia Ciência e Tecnologia dos

Leia mais

a Resolução CONAMA nº 422/2010 de 23 de março de 2010, que estabelece diretrizes para as campanhas, ações e projetos de educação ambiental;

a Resolução CONAMA nº 422/2010 de 23 de março de 2010, que estabelece diretrizes para as campanhas, ações e projetos de educação ambiental; Portaria Normativa FF/DE N 156/2011 Assunto: Estabelece roteiros para elaboração de Plano Emergencial de Educação Ambiental e de Plano de Ação de Educação Ambiental para as Unidades de Conservação de Proteção

Leia mais

Identificação Contratação de consultoria pessoa física para desempenhar a função de Gerente de Projetos Pleno.

Identificação Contratação de consultoria pessoa física para desempenhar a função de Gerente de Projetos Pleno. TERMO DE REFERÊNCIA nº 030/2012 Responsável: Fábio Leite Setor: Unidade de Gestão de Programas Rio de Janeiro, 10 de julho de 2012. Identificação Contratação de consultoria pessoa física para desempenhar

Leia mais

PORTARIA ICMBIO Nº 16, DE 02 DE MARÇO DE 2015

PORTARIA ICMBIO Nº 16, DE 02 DE MARÇO DE 2015 PORTARIA ICMBIO Nº 16, DE 02 DE MARÇO DE 2015 Dispõe sobre a atualização da denominação, da localização e das atribuições dos Centros Nacionais de Pesquisa e Conservação no âmbito do Instituto Chico Mendes

Leia mais

Relatório Anual. Instituto Çarakura. Instituto Çarakura

Relatório Anual. Instituto Çarakura. Instituto Çarakura Resumo da ONG O é uma organização não governamental ambientalista que tem como finalidade promover atividades referentes a preservação e a conservação da natureza, a valorização da diversidade cultural

Leia mais

RESERVA DA BIOSFERA DO CINTURÃO VERDE DA CIDADE DE SÃO PAULO

RESERVA DA BIOSFERA DO CINTURÃO VERDE DA CIDADE DE SÃO PAULO RESERVA DA BIOSFERA DO CINTURÃO VERDE DA CIDADE DE SÃO PAULO O QUE SÃO Reservas da Biosfera? - Reservas da Biosfera são áreas de ecossistemas terrestres ou aquáticos estabelecidas para promoverem soluções

Leia mais

UNIDADES DE CONSERVAÇÃO

UNIDADES DE CONSERVAÇÃO UNIDADES DE CONSERVAÇÃO LINHA DO TEMPO - PRINCIPAIS MARCOS 1992 ECO-92, RIO DE JANEIRO, BRASIL. INSTITUIÇÃO DE CONVENÇÕES, NO ÂMBITO DA ONU: CONVENÇÃO DA DIVERSIDADE BIOLÓGICA CDB; CONVENÇÃO DE MUDANÇAS

Leia mais

TRILHAS. Projeto Trilhas Interpretativas

TRILHAS. Projeto Trilhas Interpretativas TRILHAS Projeto Trilhas Interpretativas O Projeto Trilhas Interpretativas, desenvolvido desde 1996 com uma proposta de educação ambiental informal, realiza atividades de bem estar em áreas naturais. A

Leia mais

Programa de Inclusão Social e Promoção da Cidadania. Projeto Quilombo da Fazenda Picinguaba

Programa de Inclusão Social e Promoção da Cidadania. Projeto Quilombo da Fazenda Picinguaba Programa de Inclusão Social e Promoção da Cidadania Projeto Quilombo da Fazenda Picinguaba Histórico Quilombo era o local de refúgio dos escravos evadidos dos engenhos, os quilombolas, em sua maioria,

Leia mais

Proposta de 20 Metas Brasileiras de Biodiversidade para 2020

Proposta de 20 Metas Brasileiras de Biodiversidade para 2020 Proposta de 20 Metas Brasileiras de Biodiversidade para 2020 Propostas encaminhadas pela sociedade brasileira após consulta envolvendo cerca de 280 instituições dos setores: privado, ONGs, academia, governos

Leia mais

Centro de Conhecimento em Biodiversidade Tropical - Ecotropical

Centro de Conhecimento em Biodiversidade Tropical - Ecotropical Centro de Conhecimento em Biodiversidade Tropical - Ecotropical Realização: Instituto Energias do Brasil Endereço: Rua Bandeira Paulista, 530 11º andar CEP: 04532-001 São Paulo São Paulo, Brasil. Responsável:

Leia mais

Instituição executora do projeto: Centro de Pesquisas Ambientais do Nordeste (CEPAN) Coordenador Geral: Felipe Pimentel Lopes de Melo Coordenador

Instituição executora do projeto: Centro de Pesquisas Ambientais do Nordeste (CEPAN) Coordenador Geral: Felipe Pimentel Lopes de Melo Coordenador Instituição executora do projeto: Centro de Pesquisas Ambientais do Nordeste (CEPAN) Coordenador Geral: Felipe Pimentel Lopes de Melo Coordenador Técnico: Maria das Dores de V. C. Melo Coordenação Administrativa-Financeira:

Leia mais

PORTARIA MMA Nº 43, DE 31 DE JANEIRO DE 2014

PORTARIA MMA Nº 43, DE 31 DE JANEIRO DE 2014 PORTARIA MMA Nº 43, DE 31 DE JANEIRO DE 2014 A MINISTRA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE, no uso de suas atribuições, e tendo em vista o disposto na Lei nº 10.683, de 28 de maio de 2003, e no Decreto nº 6.101,

Leia mais

Bioindicadores Ambientais (BAM36AM) Sistema Nacional de Unidades de Conservação

Bioindicadores Ambientais (BAM36AM) Sistema Nacional de Unidades de Conservação Bioindicadores Ambientais (BAM36AM) Sistema Nacional de Unidades de Conservação Unidades de Conservação SNUC Sistema Nacional de Unidades de Conservação Sistema Nacional de Unidades de Conservação Lei

Leia mais

EXTINÇÃO DA FAUNA BRASILEIRA. Djenicer Alves Guilherme 1, Douglas Luiz 2

EXTINÇÃO DA FAUNA BRASILEIRA. Djenicer Alves Guilherme 1, Douglas Luiz 2 37 EXTINÇÃO DA FAUNA BRASILEIRA Djenicer Alves Guilherme 1, Douglas Luiz 2 Resumo: Com a urbanização, o tráfico nacional e internacional de espécies e exploração dos recursos naturais de maneira mal planejada

Leia mais

Nosso Território: Ecossistemas

Nosso Território: Ecossistemas Nosso Território: Ecossistemas - O Brasil no Mundo - Divisão Territorial - Relevo e Clima - Fauna e Flora - Ecossistemas - Recursos Minerais Um ecossistema é um conjunto de regiões com características

Leia mais

Status da Certificação do

Status da Certificação do Status da Certificação do Turismo Sustentável no Brasil Enabling Developing Countries to Seize Eco-Label Opportunities Projeto de Cooperação em Rotulagem Ambiental Do que vamos falar? Turismo no Brasil

Leia mais

Manejo de Recursos Hídricos no Semi-árido. Julho de 2004 BNDES Rio de Janeiro

Manejo de Recursos Hídricos no Semi-árido. Julho de 2004 BNDES Rio de Janeiro Manejo de Recursos Hídricos no Semi-árido Julho de 2004 BNDES Rio de Janeiro Vulnerabilidades do Nordeste Brasileiro Principais causas: - Instabilidade Climática: Distribuição irregular das chuvas, com

Leia mais

Atlas ambiental do município de Itanhaém 2012. Capítulo 6 - Conservação ambiental

Atlas ambiental do município de Itanhaém 2012. Capítulo 6 - Conservação ambiental Capítulo 6 - Conservação ambiental 71 72 6.1 Unidades de Conservação As Unidades de Conservação da Natureza (UCs) constituem espaços territoriais e mari- 46 55' 46 50' 46 45' nhos detentores de atributos

Leia mais

Gato-do-mato-pequeno. Filhote de menor felino do Brasil nasce na Fundação. Congresso ALPZA recebe mais de 400 participantes

Gato-do-mato-pequeno. Filhote de menor felino do Brasil nasce na Fundação. Congresso ALPZA recebe mais de 400 participantes Zoo é notícia Ano 3 - No. 8 - Junho 2013 Gato-do-mato-pequeno Filhote de menor felino do Brasil nasce na Fundação Congresso ALPZA recebe mais de 400 participantes - Mestrado Profissional em parceria com

Leia mais

BTT, AMBIENTE E TURISMO modelos de desenvolvimento local Conferência Aberta/Participativa

BTT, AMBIENTE E TURISMO modelos de desenvolvimento local Conferência Aberta/Participativa Conferencistas Yu- Fai Leung North Carolina State University, Estados Unidos da América Catherine Pieckering Griffith University, Austrália A prática recreativa e/ou desportiva do BTT nos últimos anos

Leia mais

CAPÍTULO 4 UNIDADES DE CONSERVAÇÃO

CAPÍTULO 4 UNIDADES DE CONSERVAÇÃO CAPÍTULO 4 UNIDADES DE CONSERVAÇÃO Na área dos municípios de Porto Seguro e Santa Cruz Cabrália, existem as seguintes unidades de conservação (Anexo II): Parque Nacional de Monte Pascoal Parque Nacional

Leia mais

PROGRAMA PETROBRAS SOCIOAMBIENTAL: Desenvolvimento Sustentável e Promoção de Direitos

PROGRAMA PETROBRAS SOCIOAMBIENTAL: Desenvolvimento Sustentável e Promoção de Direitos PROGRAMA PETROBRAS SOCIOAMBIENTAL: Desenvolvimento Sustentável e Promoção de Direitos Pra começo de conversa, um video... NOVO PROGRAMA Programa Petrobras SOCIOAMBIENTAL 2014-2018 3 ELABORAÇÃO DO NOVO

Leia mais

A mastozoologia Brasileira em estudos interdisciplinares em Saúde Pública

A mastozoologia Brasileira em estudos interdisciplinares em Saúde Pública A mastozoologia Brasileira em estudos interdisciplinares em Saúde Pública PAULO S. D ANDREA Lab de Biologia e Parasitologia de Mamíferos Silvestres Reservatórios Instituto Oswaldo Cruz VIII Congresso Brasileiro

Leia mais

Boletim de Conservação na América Latina # 6

Boletim de Conservação na América Latina # 6 MAIO 2013 Comitê de Conservação COMITÊ de CONSERVAÇÃO: Nossa visão e missão. O Comitê de Conservação da ALPZA, alinhado com os objetivos institucionais da Associação, definiu por unanimidade a Visão e

Leia mais

AVALIAÇÃO DE EFETIVIDADE DE MOSAICOS DE ÁREAS PROTEGIDAS NO BRASIL

AVALIAÇÃO DE EFETIVIDADE DE MOSAICOS DE ÁREAS PROTEGIDAS NO BRASIL AVALIAÇÃO DE EFETIVIDADE DE MOSAICOS DE ÁREAS PROTEGIDAS NO BRASIL 2.º CURSO SOBRE GESTÃO E MOSAICOS DE ÁREAS PROTEGIDAS DANIELE GIDSICKI FLONA DE IPANEMA, 16 DE AGOSTO DE 2012 Fotos: Daniele Gidsicki

Leia mais

COMISSÃO MISTA SOBRE MUDANÇAS CLIMÁTICAS

COMISSÃO MISTA SOBRE MUDANÇAS CLIMÁTICAS COMISSÃO MISTA SOBRE MUDANÇAS CLIMÁTICAS VALORAÇÃO DA BIODIVERSIDADE E PAGAMENTO POR SERVIÇOS AMBIENTAIS Deputado Arnaldo Jardim Brasília Março de 2013 LEGISLAÇÃO AMBIENTAL BRASILEIRA Política Nacional

Leia mais

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL COSTA DOS CORAIS APACC

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL COSTA DOS CORAIS APACC TAMANDARÉ - 2013 - CONTEXTUALIZAÇÃO; - PRINCIPAIS ESTRATÉGIAS; - PROBLEMAS; - AVANÇOS RESULTADOS; - DESAFIOSEMETAS2013. CONTEXTUALIZAÇÃO - Área de Proteção Ambiental: Fragilidade Legislação; Ordenamento,

Leia mais

Estudos e projetos para o Oceanário de Salvador. Categoria Valorização e gestão de atrativos turísticos e criação de novos produtos

Estudos e projetos para o Oceanário de Salvador. Categoria Valorização e gestão de atrativos turísticos e criação de novos produtos Componente 1 Título da Ação Estratégia de Produto Turístico Item 1.4 Objetivos Estudos e projetos para o Oceanário de Salvador Categoria Valorização e gestão de atrativos turísticos e criação de novos

Leia mais

EDUCAÇÃO, MEIO AMBIENTE E RESPONSABILIDADE SOCIAL: UM ESTUDO DE CASO SOBRE O PROJETO SEMENTE DO AMANHÃ NA CIDADE DE GUARATINGUETÁ-SP

EDUCAÇÃO, MEIO AMBIENTE E RESPONSABILIDADE SOCIAL: UM ESTUDO DE CASO SOBRE O PROJETO SEMENTE DO AMANHÃ NA CIDADE DE GUARATINGUETÁ-SP EDUCAÇÃO, MEIO AMBIENTE E RESPONSABILIDADE SOCIAL: UM ESTUDO DE CASO SOBRE O PROJETO SEMENTE DO AMANHÃ NA CIDADE DE GUARATINGUETÁ-SP RESUMO Carneiro Junior, J. L. 1 ; Freitas, R. C. M. 2 ; Rosa, A. C.

Leia mais

Fundação O Boticário de Proteção à Natureza PROJETO OÁSIS

Fundação O Boticário de Proteção à Natureza PROJETO OÁSIS Fundação O Boticário de Proteção à Natureza PROJETO OÁSIS Instituição privada e sem fins lucrativos. Criada em 1990. É uma das organizações que mais financia projetos de conservação da natureza no Brasil.

Leia mais

1º Seminário Catarinense sobre a Biodiversidade Vegetal

1º Seminário Catarinense sobre a Biodiversidade Vegetal 1º Seminário Catarinense sobre a Biodiversidade Vegetal Ações do Governo Federal Visando à Valorização e Conservação da Biodiversidade Vegetal João de Deus Medeiros joao.medeiros@mma.gov.br Departamento

Leia mais

As Questões Ambientais do Brasil

As Questões Ambientais do Brasil As Questões Ambientais do Brasil Unidades de conservação de proteção integral Existem cinco tipos de unidades de conservação de proteção integral. As unidades de proteção integral não podem ser habitadas

Leia mais

9.2. Projeto de Monitoramento da Biota Marinha (PMBM)... 1/9. 9.2.1. Justificativa... 1/9. 9.2.2. Objetivos... 1/9. 9.2.3. Metas...

9.2. Projeto de Monitoramento da Biota Marinha (PMBM)... 1/9. 9.2.1. Justificativa... 1/9. 9.2.2. Objetivos... 1/9. 9.2.3. Metas... SUMÁRIO 9.2. Projeto de Monitoramento da Biota Marinha (PMBM)... 1/9 9.2.1. Justificativa... 1/9 9.2.2. Objetivos... 1/9 9.2.3. Metas... 2/9 9.2.4. Indicadores... 2/9 9.2.5. Público-alvo... 3/9 9.2.6.

Leia mais

MOSAICO DE ÁREAS PROTEGIDAS DO EXTREMO SUL DA BAHIA - MAPES

MOSAICO DE ÁREAS PROTEGIDAS DO EXTREMO SUL DA BAHIA - MAPES MOSAICO DE ÁREAS PROTEGIDAS DO EXTREMO SUL DA BAHIA - MAPES ACADEBIO Agosto de 2012 Suiane Benevides Marinho Brasil /RVS Rio dos Frades / Sec. Executiva do COMAPES EXTEMO SUL DA BAHIA CORREDOR CENTRAL

Leia mais