- site:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Email: joaoconceicao@sagaweb.com.br - site: www.sagaweb.com.br"

Transcrição

1 A SIMULAÇÃO DE CENÁRIOS APLICANDO A INTERNET COMO MEIO, NA UTILIZAÇÃO DA METODOLOGIA DO JOGO DE EMPRESAS NA PRÁTICA DA MULTIDISCIPLINARIDADE NO ENSINO DA ADMINISTRAÇÃO. Autores: Professores: João Conceição Ferreira Alves e Marly Nunes da Fonseca - site: MODALIDADE DO TRABALHO: MULTIDISCIPLINARIDADE NO ENSINO DA ADMINISTRAÇÃO. FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO DA UNIVERSIDADE DE DESENVOLVIMENTO DO ESTADO E DA REGIÃO DO PANTANAL - UNIDERP Av. Ceará, 333 fone CAMPO GRANDE MATO GROSSO DO SUL

2 APRESENTAÇÃO O presente relato contém a análise, o desenvolvimento, a implantação e o acompanhamento de um programa de ensino, cujo propósito é o de oferecer aos alunos e professores do Curso de Administração da Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal UNIDERP um ferramental adequado a consolidar os conteúdos recebidos ao longo do curso, a partir de um exercício que reproduza o ambiente de uma empresa ambientada aos novos tempos. O fato de maior relevância que entendemos deva ser ressaltado nesse relatório foi o reconhecimento da Reitoria da instituição, na figura do Magnífico Reitor Professor Pedro Chaves Filho ao dar guarita a uma proposta da Coordenação Pedagógico do Curso de Administração, que através da Pró-Reitoria de Graduação apresentou um projeto de implantação de uma solução a muito procurada pela instituição, onde consagradas empresas do setor de informática não conseguiram apresentar um produto que estivesse ajustado as nossas necessidades, situação que só foi possível levar a cabo valendo-se de um produto desenvolvido em nosso estado, na nossa cidade, no interior do Brasil e por um professor do nosso curso de Administração. A temática a ser abordada em nosso relato, tem como propósito destacar a forma eficaz de como são evidenciados os aspectos relacionados com a multidisciplinaridade no curso de Administração, na medida em que são envolvidas atitudes e decisões dos participantes em que os conteúdos assimilados nas disciplinas do núcleo profissionalizantes estão bastante evidenciados. Vamos considerar os aspectos relativos ao clima organizacional, quando ficam transparentes os relacionamentos da equipe quando da escolha das atribuições de cada integrante e também em suas reações diante de resultados positivos e/ou adversos. Com essa avaliação estaremos verificando a aplicação dos conteúdos da disciplina Recursos Humanos. As decisões de estocagem de matéria prima e armazenagens de produtos acabados serão atribuídas aos conteúdos de Administração de Materiais, onde conceitos de lote econômico, reposição de estoques serão aplicados. O controle do parque industrial, na definição do uso das máquinas observado os estoques disponíveis e a demanda existente, são informações da Administração da Produção que serão demandas. A venda dos produtos acabados em observância dos estoques disponíveis e da definição do preço de venda, considerada a concorrência e a demanda existente são dados obtidos nos conceitos de Administração Mercadológica. Teremos ainda aspectos referentes a análise de balanço, aplicação financeira, definição de investimentos entre outros conteúdos que avaliados em função de variáveis conjunturais e ambientas em um clima concorrencial, determinam um ótimo instrumento de consolidação das disciplinas.

3 JUSTIFICATIVA Em observância as diretrizes pedagógicas sugeridas pelo MEC para a realização de atividades que reproduzam o ambiente empresarial, bem como no atendimento ao Projeto Pedagógico do Curso de Administração da da Universidade para Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal UNIDERP que contempla a utilização de jogos de empresas como uma ferramenta indicada para o atendimento dessas premissas pedagógicas, coube a Coordenação Pedagógica do Curso de decidirse pela escolha de uma solução que representasse uma oportunidade de ombrear nossa instituição com aquelas que hoje se destacam no cenário nacional como instituições de vanguarda no ensino de Administração, proporcionando aos alunos a oportunidade de disporem de soluções adequadas ao momento atual do mundo empresarial. Entendeu a Coordenação Pedagógica do curso que toda e qualquer iniciativa a ser adotada, ainda que em caráter experimental devesse ser de um nível adequado as novas premissas identificadas com o processo de gestão da empresa moderna. Na análise das diversas alternativas disponíveis, consideradas aí as hipóteses de desenvolver uma nova solução com bases aos recursos de inteligência disponíveis na Universidade e recorrer a soluções já encontradas no mercado, considerou-se inicialmente algumas condições que deveriam atender a situações que já ocorrem na empresas, nos dias de hoje. Dentre as soluções apresentadas pelo mercado, foram identificados produtos de diferentes características. Em uma delas, encontramos a realização de jogos de empresas em que os alunos desenvolvem atividades manuais com a movimentação de símbolos que representam os ativos das empresas, cabendo ainda aos participantes registrarem suas decisões em documentos que são entregues ao professor coordenador do jogo. De posse dos documentos o coordenador deve tratá-los e divulgar os resultados decorrentes das decisões das equipes. Nesse caso a técnica adotada apresenta algumas limitações de ordem operacional, na medida em que exige uma seqüência de horas aula que conflita com a sua realização nos horários pré-estabelecidos pelo calendário escolar. Esse conflito é em razão da dedicação períodos seguidos de dois ou três dias de aula de uma única disciplina para a aplicação do jogo, pois as interrupções são passíveis de provocar perda de informações e do controle do processo, pois para a realização do jogo existe a exigência de montagem de um cenário físico além de haver um limite do número de participantes, bem aquém do número médio de alunos de uma turma. No ponto de vista pedagógico existe a vantagem de efetuar-se uma análise comportamental pela observação realizada pelo professor que coordenará a aplicação do jogo, cabendo somente a ele oferecer as orientações sobre a postura e os resultados alcançados pelos participantes. Também é possível solicitar aos participantes que gerem um conjunto de registro dos dados referentes a cada operação realizada ou mesmo façam um relatório de sua atuação e comparem seu desempenho com um gabarito padrão possível de ser elaborado pelo professor. Em razão destas limitações e, principalmente por ser a solução manual muito distante da realidade do mundo empresarial, decidiu-se pela aplicação de um produto que considerasse a utilização do computador.

4 Dentre os produtos analisados tivemos jogos em que o acesso ao computador era somente feito pelo professor, outros em que os alunos tinham acesso ao computador porém as estações de trabalho não estão interligadas com a estação do coordenador do Jogo, sendo as decisões transmitidas por disquetes, outros em que são permitidos um número reduzido de equipes e o jogo se realiza em um único computador. Também foram encontradas situações cuja interpretação dos aspectos pedagógicos tornam-se muito limitadas em casos em que o foco central dos jogos é meramente oferecer uma opção de entretenimento. Foram analisadas soluções disponíveis na Internet, porém constatou-se que sua aplicação não permite a utilização de forma exclusiva pela Instituição de Ensino Superior, pois semelhantes produtos que estão na Internet para realização de programas de larga utilização com finalidade promocional e destinados a estimular a prática da simulação de cenários. Nossa instituição foi beneficiada quando do ingresso de um professor de Marketing no final do ano passado, que ao longo dos últimos 14 (quatorze) anos vinha pesquisando fórmulas e maneiras para encontrar uma solução interativa a ser adotada na técnica de jogos de empresas. Sabedor das ações da instituição na busca de um produto adequado aos seus interesses, ofereceu uma demonstração de suas experiências. O SAGAWEB, software ambientado na Internet e destinado a simular situações com base nas técnicas de Jogos de Empresas, apresentou-se como a solução mais adequada às necessidades de nossa Instituição, na medida em que oferece uma abordagem interativa por parte dos alunos, apresenta situações em que são bastante evidentes as necessidades de aplicação de determinados conceitos teóricas adquiridos, apresenta-se com uma perfeita visualização das fases e etapas, permite a simulação de possíveis cenários, oferece a oportunidade dos alunos utilizarem recursos computacionais, tais como a planilha eletrônica e oferece aos professores a oportunidade de contribuir com o desenvolvimento dos alunos, na medida em que fornece relatórios de desempenho onde é possível identificar o comportamento de cada equipe e oferecer-lhe um diagnóstico que possa sugerir uma mudança de atitude, com vista a melhorar ou para aprimorar o desempenho. No ponto de vista operacional, encontramos uma alternativa que nos permite atuar com o SAGAWEB em grupos individualizados, formados por equipes de uma mesma turma, permitindo assim total adequação do conteúdo a carga horária prevista para as disciplinas que é de 3 (três) horas/aula semanais. A condição de individualidade das turmas também oferece a possibilidade de controlar os diferentes graus de assimilação dos conteúdos, bem como diagnosticar possíveis intervenções de reforço naquelas disciplinas em que se perceba uma incidência maior de erro nas decisões. Encontramos a forma ideal de oferecer o mesmo produto, mas com o propósito de que em cada situação possa ser avaliado um ou outro conteúdo pois o mesmo jogo quando realizado sob a orientação do professor de Administração de Materiais, os conteúdos relativos a armazenagem e estocagem podem ser explorados o mesmo

5 acontecendo com as demais disciplinas, nos aspectos concernentes aos seus conteúdos, independentemente de que os demais conteúdos continuam interagindo. Nossa instituição fez uma aquisição do direito de uso do SAGAWEB, observando em uma das cláusulas contratuais a possibilidade de receber a versão fonte do software no decorrer de um determinado período podendo incluir algumas situações identificadas como necessárias à uma melhora na sua conceituação pedagógica. Para tanto nossos professores do Curso de Administração estão autorizados a efetuarem uma análise crítica do produto com o propósito de sugerirem os possíveis implementos a essa versão. Da mesma forma, os códigos fonte serão postos a disposição dos alunos de Ciência da Computação para promoverem a inclusão dos implementos sugeridos pelos Professores do Curso de Administração. OBJETIVO Oferecer aos alunos do quinto semestre do Curso de Administração, a oportunidade para a aplicação dos conteúdos teóricos, até então recebidos, em uma atividade de gestão empresarial que considere plenamente a utilização destes conteúdos de uma forma integrada e em tempo real. RESULTADOS DESEJADOS Utilizar os relatórios fornecidos pelo SAGAWEB, com o registro de todas as ocorrências do Jogo de Empresas, analisá-los e avalia-los de modo a servir de instrumentos que permitam uma discussão sobre os procedimentos realizados, de modo a fornecer aos participantes uma retroalimentação para uma efetiva correção em seu processo de tomada de decisão, consideradas as diferentes variáveis circunstanciais que impactam de forma negativa e positiva em suas decisões. A ação de retroalimentação é uma solução encontrada no SAGAWEB que permite aos professores identificarem aspectos pontuais que possam necessitar de um reforço ou de uma nova abordagem, de modo a oferecer ao mercado profissionais mais identificados com os novos tempos. A possibilidade de exercitar os conteúdos em um ambiente virtual, onde os possíveis erros e decisões imprecisas podem ser corrigidos sem que para isto tenha que se por em risco os recursos de uma empresa real, é o ponto focal das ações da medotologia de simulação de cenários. PROPOSTA METODOLÓGICA O método pedagógico utilizado na realização de jogo de empresas considera diferentes técnicas. Na presente situação a utilização do computador por parte dos alunos, como um dos recursos instrucionais de maior relevância, evidência em

6 primeiro lugar a técnica do aprender fazendo, na medida em que oferece aos participantes uma situação semelhante àquela encontrada no ambiente empresarial, tanto no aspecto físico como na realização das atividades de forma interativa e em tempo real. Em reforço a esse componente de ambientação destaca-se ainda o componente lúdico, identificado como uma técnica presente no jogo de empresas, que é o aspecto competitivo na busca de uma melhor posição no mercado, onde a avaliação do resultado é decorrente de uma relação de fatores comparativos entre os participantes, semelhante às relações do mercado da livre iniciativa. A aplicação dos pressupostos teóricos é também uma técnica de grande significação pois, evidência a importância da aplicação do relacionamento e da interdependência existente entre os diferentes conteúdos considerando-se então, a aplicação da multidisciplinaridade como uma técnica presente na prática do jogo de empresas. A aplicação do jogo de empresas considera em sua realização a composição de equipes de trabalho, com a aplicação do trabalho em grupos ad hoc. A equipe participante deve efetuar uma correta leitura dos fatores críticos de sucesso, com o objetivo de buscar uma imediata interação com o mercado utilizando para tal do conhecimento teórico de seus integrantes, aquele que melhor corresponda a cada situação e aferindo constantemente as razões que formam o fator determinante na obtenção dos resultados pretendidos na participação no jogo de empresas, independente de serem eles positivos ou negativos. Com os resultados alcançados, devem, buscar progressivamente seu aprimoramento, mesmo considerando-se a ocorrência da mudança das diferentes variáveis que compõem o cenário oferecido pelo mercado. O professor orientador tem sua importância na aplicação do método de simulação de cenários, na razão direta de que sua participação no processo educativo ensino X aprendizado esta relacionada com a orientação dos procedimentos operacionais referentes à utilização do recurso computacional. Já na avaliação final com base nos relatórios gerados pelo jogo de empresas os professores das diferentes disciplinas têm condições de fornecer interpretações individualizadas de cada equipe, tanto nos aspectos comportamentais quanto no da correta aplicação dos pressupostos teóricos requeridos em cada uma das situações permitindo assim, com base em uma ação retrospectiva, a possibilidade da efetiva correção e/ou melhoria de determinados procedimentos executados pelas equipes por ocasião da sua participação no jogo de empresas. DESENVOLVIMENTO A aplicação do jogo de empresas considera a realização de uma sessão semanal de 3 (três) horas aula, oportunidade em que as equipes realizarão atividades de interação com o mercado com a supervisão do professor orientador, com o propósito

7 de promover a realização das decisões das equipes, com o objetivo de submetê-las a análise critica do SAGAWEB, com vistas à avaliação destas decisões consideradas as diretrizes constantes nas informações de conjuntura fornecidas pelo mercado e o ordenamento comparativo das pretensões de cada equipe, levado em conta as relações das leis de oferta e procura, também identificadas nas informações de conjuntura. No intervalo entre as sessões, as equipes poderão continuar com atividades individualizadas, ocasião em que serão orientadas a promoverem simulações que possam reproduzir as possíveis tendências do mercado e quais as possíveis conseqüências em seu desempenho empresarial em função de sua avaliação nos resultados alcançados na sessão anterior, tomando por base as informações de conjuntura que o mercado fornece a cada sessão, para isto farão uso dos instrumentos disponíveis, representados por relatórios gerenciais fornecidos pelo sistema e a aplicação de simulações de cenários com base na avaliação da melhor taxa de retorno sobre o ativo, valendo-se para tal de um modelo disponível na planilha eletrônica Excel. CARACTERÍSTICAS DO SAGAWEB As características do SAGAWEB, estão estruturadas da seguinte forma: São definidas as empresas participantes, sem limites pois o sistema pondera o número de participantes e efetua um sorteio randômico dos recursos que estarão disponíveis ao logo do jogo. As empresas farão sua inscrição no jogo após o mesmo ser criado pelo professor que assume as funções de Banco Fomentador, usando uma estação de trabalho para controlar a mudança de fases e etapas. A condição de participação é a existência de uma caixa postal válida ( ) e a respectiva senha de acesso. Depois de inscrita a empresa deve aguardar o início do jogo, aproveitando esse tempo para ler as instruções disponíveis no site. Depois de cumpridas as formalidades iniciais do jogo, as empresas são informadas dos procedimentos operacionais e dos tempos máximos entre cada fase e quais as condições a serem observadas em relação ao acesso as páginas do SAGAWEB. Todas as empresas iniciam o jogo em igualdades de condições, dispondo dos seguintes ativos: Duas máquinas manuais; Dois produtos acabados, Quatro matérias primas; E quinze mil reais em caixa. Os jogos de empresas são realizados em 12 (doze) etapas correspondentes há um ano civil e cada etapa contém 8 (oito) fases que ocorrem seqüencialmente observada a seguinte ordem: Apresentação do Boletim de conjuntura; - Informações do mercado, contendo dados sob demanda de produtos acabados, (preço máximo e quantidade), oferta de matéria prima, (preço mínimo e quantidade), taxa de juros, valor dos custos de produção, preço dos ativos financeiros e de novos equipamentos e outras informações gerais que irão orientar o processo de decisão; Pagamento das despesas fixa Valor a ser cobrado de cada empresa referente aos custos fixos (aluguel dos equipamentos, energia, mão de obra, encargos e demais despesas fixas). O valor é debitado automaticamente no caixa da empresa através e creditado ao banco.

8 debitado automaticamente no caixa da empresa através e creditado ao banco. Leilão de compra de Matéria Prima Decisão de compra de matéria prima, com base na decisão estratégica da empresa. A empresa oferece seu lance que é selecionado pelo banco (fomentador do mercado) observado o critério de classificar as propostas do maior ao menor preço, até completar o fornecimento das matérias primas ofertadas. Produção Com o resultado divulgado das quantidades vendidas pelo Banco, as empresas, recebem a informação das quantidades que cada uma vendeu e se vendeu e o valor debitado em seu caixa. Os dados relativos ao Parque Industrial são alterados na razão direta das aquisições de matérias prima efetuada pelas empresas, podendo ser consultado pelas empresas. A partir daí surge a tela solicitação dos dados referentes à transformação de matéria prima em produto acabado. Após a decisão da empresa o sistema automaticamente promove o débito das despesas de produção. Venda de Produtos Acabados As empresas já produziram seus produtos acabados e já consultaram o Parque Industrial de modo a identificar qual é a oferta, a partir daí receberão a solicitação da decisão de quantos produtos acabados e a que preço pretende oferecer para atender a demanda já informada no boletim de conjuntura apresentado no início da fase. Empréstimo Após encaminharem suas ofertas de produtos acabados ao banco, as empresas serão informados de quantos produtos foram comprados pelo mercado, bem como qual o valor estará sendo creditado em sua conta corrente. Caso a empresa não tenha tido um bom desempenho comercial, poderá recorrer ao banco e fazer um empréstimo, oferecendo como garantia as suas máquinas. Realização de ativos financeiros As empresas poderão vender seus ativos financeiros (letras de cambio ou ações), caso possuam. Investimentos Nessa fase as empresas poderão aplicar o dinheiro disponível em caixa na compra de ativos financeiros ou investir em máquinas, considerando-se a estratégia escolhida pela empresa. A partir desta fase o jogo muda para a etapa seguinte, repetindo a seqüência de fases. A cada três etapas as empresas dispõem do balanço patrimonial e a cada fase o de seus ativos. Também podem comprar alguns relatórios oferecidos pelo banco: fluxo de caixa, contas a pagar, máquinas a receber e tendência de mercado para os próximos três meses (matéria prima e produto acabado). As empresas somente podem manter relações comerciais com o banco e devem realizar operações que apresentem a maior taxa de retorno sobre o ativo posto sob sua administração. É colocada a disposição das empresas uma planilha eletrônica que permite simular situações que ofereçam a oportunidade de decidir qual a melhor decisão de compra de matéria prima e de venda de produto acabado levando-se conta os recursos disponíveis e as variáveis de mercado, tendo por referência a melhor taxa de retorno. O sistema controla o desempenho das empresas e, quando detecta a possibilidade de que uma delas está prestes a ficar insolvente, oferece a oportunidade de uma Venda por Edital, ocasião em que a empresa em dificuldades poderá melhorar sua liquidez vendendo seus produtos acabados e matérias prima que eventualmente tenha em estoque. A mesma oferta pode ser aproveitada pelas demais empresa. Se tal situação não melhorar o desempenho da empresa e ela não disponha de ativos financeiros o banco irá tomando seus ativos a começar pelos produtos acabados, seguindo-se as máquinas até cobrir o seu passivo. Caso seus ativos não sejam suficientes a mesma irá à falência, AVALIAÇÃO A avaliação dos participantes é realizada com base no resultado alcançado pela empresa administrada pela equipe. O fator de avaliação é o indicador que representa a TAXA DE RETORNO SOBRE O ATIVO e o LUCRO apurado no balanço contábil da em empresa considerado que o investimento inicial é igual para

9 todas as equipes. APRESENTAÇÃO DO TEMA O tema será apresentado durante a sessão do congresso observada uma abordagem inicial através de uma exposição de motivos onde serão considerados os aspectos estratégicos e logísticos de aplicação do projeto, utilizando-se de recursos áudio visuais. Em um segundo momento será demonstrada a utilização das telas e as operações relativas as diferentes etapas e fases do SAGAWEB de modo a permitir um melhor entendimento da platéia, valendo-se para tanto do uso do datashow ou outro recurso áudio visual semelhante.,

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada.

As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. Anexo A Estrutura de intervenção As ações de formação ação no âmbito do presente Aviso têm, obrigatoriamente, de ser desenvolvidas com a estrutura a seguir indicada. 1. Plano de ação para o período 2016

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O. Fica aprovado o Regulamento de Projeto Integrador do Curso Superior de Tecnologia em Logística da FAE Blumenau.

R E S O L U Ç Ã O. Fica aprovado o Regulamento de Projeto Integrador do Curso Superior de Tecnologia em Logística da FAE Blumenau. RESOLUÇÃO CSA N.º 12/2010 APROVA O REGULAMENTO DE PROJETO INTEGRADOR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA DA FAE BLUMENAU. O Presidente do Conselho Superior de Administração CSA, no uso das atribuições

Leia mais

Processos Gerenciais

Processos Gerenciais UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA Projeto Integrado Multidisciplinar III e IV Processos Gerenciais Manual de orientações - PIM Curso Superior de Tecnologia em Processos Gerenciais. 1.

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente 2014

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plano de Trabalho Docente 2014 Etec Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos EE: Arlindo Bittencourt Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios

Leia mais

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE Modelo de Otimização de SAM Controle, otimize, cresça Em um mercado internacional em constante mudança, as empresas buscam oportunidades de ganhar vantagem competitiva

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR PROJETO INTEGRADOR 1. INTRODUÇÃO Conforme as diretrizes do Projeto Pedagógico dos Cursos Superiores de Tecnologia da Faculdade Unida de Suzano

Leia mais

REGULAMENTO DO PROJETO INTEGRADOR DO CURSO DE TECNÓLOGO EM PRODUÇÃO DO VESTUÁRIO (com ênfase em calçados)

REGULAMENTO DO PROJETO INTEGRADOR DO CURSO DE TECNÓLOGO EM PRODUÇÃO DO VESTUÁRIO (com ênfase em calçados) Mantenedora: Fundação Educacional Fausto Pinto da Fonseca - CNPJ : 04.149.536/0001-24 Av. Dom Cabral, 31 Centro - CEP: 35.519-000 - Nova Serrana - MG Fone: (37) 3226-8200 - Site: www.fanserrana.com.br

Leia mais

CONTABILIDADE APLICADA AO DIREITO 1º SEMESTRE DE 2014

CONTABILIDADE APLICADA AO DIREITO 1º SEMESTRE DE 2014 CONTABILIDADE APLICADA AO DIREITO 1º SEMESTRE DE 2014 Programa de Pós-Graduação Lato Sensu da DIREITO GV (GVlaw) FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS A Fundação Getulio Vargas (FGV) deu início a suas atividades em

Leia mais

PROJETO INTERDISCIPLINAR DO MÓDULO DE AGÊNCIAS DE VIAGENS E TRANSPORTES ( PIMAT ): ESTUDO DE CASO TURISMO E HOTELARIA / SÃO JOSÉ

PROJETO INTERDISCIPLINAR DO MÓDULO DE AGÊNCIAS DE VIAGENS E TRANSPORTES ( PIMAT ): ESTUDO DE CASO TURISMO E HOTELARIA / SÃO JOSÉ PROJETO INTERDISCIPLINAR DO MÓDULO DE AGÊNCIAS DE VIAGENS E TRANSPORTES ( PIMAT ): ESTUDO DE CASO TURISMO E HOTELARIA / SÃO JOSÉ Fabiano Ceretta 1 Resumo: O projeto interdisciplinar do módulo de Agências

Leia mais

Prof. Cleber Oliveira Gestão Financeira

Prof. Cleber Oliveira Gestão Financeira Aula 2 Gestão de Fluxo de Caixa Introdução Ao estudarmos este capítulo, teremos que nos transportar aos conceitos de contabilidade geral sobre as principais contas contábeis, tais como: contas do ativo

Leia mais

Ingresso Agosto 2015

Ingresso Agosto 2015 Ingresso Agosto 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba MBA em Gestão de Projetos Tem como objetivo preparar profissionais para desenvolver projetos nos diversos setores empresariais. O programa

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA

UNIVERSIDADE PAULISTA UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA Projeto Integrado Multidisciplinar III e IV Marketing Manual de orientações - PIM Curso Superior de Tecnologia em Marketing. 1. Introdução Os Projetos

Leia mais

Gestão do Conhecimento A Chave para o Sucesso Empresarial. José Renato Sátiro Santiago Jr.

Gestão do Conhecimento A Chave para o Sucesso Empresarial. José Renato Sátiro Santiago Jr. A Chave para o Sucesso Empresarial José Renato Sátiro Santiago Jr. Capítulo 1 O Novo Cenário Corporativo O cenário organizacional, sem dúvida alguma, sofreu muitas alterações nos últimos anos. Estas mudanças

Leia mais

PLANEJAMENTO DA MANUFATURA

PLANEJAMENTO DA MANUFATURA 58 FUNDIÇÃO e SERVIÇOS NOV. 2012 PLANEJAMENTO DA MANUFATURA Otimizando o planejamento de fundidos em uma linha de montagem de motores (II) O texto dá continuidade à análise do uso da simulação na otimização

Leia mais

O processo de conversão pode ser complexo e trabalhoso - Procure ajuda de quem tem experiência. Planejamento do projeto

O processo de conversão pode ser complexo e trabalhoso - Procure ajuda de quem tem experiência. Planejamento do projeto O processo de conversão pode ser complexo e trabalhoso - Procure ajuda de quem tem experiência Conversão para IFRS - Enfrentando o desafio A conversão para IFRS é um processo complexo e multifacetado.

Leia mais

MBA em Marketing Estratégico

MBA em Marketing Estratégico MBA em Marketing Estratégico Público - alvo O MBA em Marketing Estratégico é indicado para profissionais com experiência profissional mínima de três anos, com formação universitária em qualquer área e

Leia mais

Unidade III FINANÇAS EM PROJETO DE TI. Prof. Fernando Rodrigues

Unidade III FINANÇAS EM PROJETO DE TI. Prof. Fernando Rodrigues Unidade III FINANÇAS EM PROJETO DE TI Prof. Fernando Rodrigues Quando se trabalha com projetos, é necessária a utilização de técnicas e ferramentas que nos auxiliem a estudálos, entendê-los e controlá-los.

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores. Trabalho Interdisciplinar Semestral. 3º semestre - 2012.1

Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores. Trabalho Interdisciplinar Semestral. 3º semestre - 2012.1 Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores Trabalho Interdisciplinar Semestral 3º semestre - 2012.1 Trabalho Semestral 3º Semestre Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores Apresentação

Leia mais

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Justificativa: As transformações ocorridas nos últimos anos têm obrigado as organizações a se modificarem constantemente e de forma

Leia mais

Diretrizes Acadêmicas para os Cursos de Graduação

Diretrizes Acadêmicas para os Cursos de Graduação Diretrizes Acadêmicas para os Cursos de Graduação Diretrizes Acadêmicas para os Cursos de Graduação Os cursos oferecidos pela instituição de Ensino Superior IES devem ter seus projetos pedagógicos construídos

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA

UNIVERSIDADE PAULISTA UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA Projeto Integrado Multidisciplinar III e IV Recursos Humanos Manual de orientações - PIM Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos 1.

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (PROBIC/UNIARAXÁ)

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (PROBIC/UNIARAXÁ) REGULAMENTO DO PROGRAMA DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (PROBIC/UNIARAXÁ) CAPÍTULO I DAS FINALIDADES E OBJETIVOS Art. 1 - As normas que seguem visam orientar pesquisadores e bolsistas vinculados a projetos

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO FINANCEIRA PROJETO INTEGRADOR. Suzano

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO FINANCEIRA PROJETO INTEGRADOR. Suzano CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO FINANCEIRA PROJETO INTEGRADOR Suzano PROJETO INTEGRADOR 1. Introdução O mercado atual de trabalho exige dos profissionais a capacidade de aplicar os conhecimentos

Leia mais

Estratégias de e-learning no Ensino Superior

Estratégias de e-learning no Ensino Superior Estratégias de e-learning no Ensino Superior Sanmya Feitosa Tajra Mestre em Educação (Currículo)/PUC-SP Professora de Novas Tecnologias da Anhanguera Educacional (Jacareí) RESUMO Apresentar e refletir

Leia mais

PLANO DE ENSINO Projeto Pedagógico: 2008

PLANO DE ENSINO Projeto Pedagógico: 2008 PLANO DE ENSINO Projeto Pedagógico: 2008 Curso: Administração Disciplina: Economia I Turma: Aulas/Semana: 02 Termo Letivo: 3 1. Ementa (sumário, resumo) Conceitos de Economia. Papel do Governo. Fundamentos

Leia mais

MBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS

MBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS MBA EM GESTÃO DE NEGÓCIOS Manual do Curso São Paulo Educação Executiva 2014 MBA em Gestão de Negócios 1 Apresentação O MBA em Gestão de Negócios visa preparar empresários e profissionais do Mato Grosso

Leia mais

Classificação dos Sistemas de Informação

Classificação dos Sistemas de Informação Sistemas de Informação Classificação dos Sistemas de Informação O que veremos? Estaremos examinando o tipo de sistema de informação Gerencial. Veremos também, outras classificações dos sistemas de informação.

Leia mais

MBA EM GESTÃO FINANCEIRA: CONTROLADORIA E AUDITORIA Curso de Especialização Pós-Graduação lato sensu

MBA EM GESTÃO FINANCEIRA: CONTROLADORIA E AUDITORIA Curso de Especialização Pós-Graduação lato sensu MBA EM GESTÃO FINANCEIRA: CONTROLADORIA E AUDITORIA Curso de Especialização Pós-Graduação lato sensu Coordenação Acadêmica: Prof. José Carlos Abreu, Dr. 1 OBJETIVO: Objetivos Gerais: Atualizar e aprofundar

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão Estratégica de Negócios Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão Estratégica de Negócios tem por objetivo desenvolver a

Leia mais

Sua hora chegou. Faça a sua jogada. REGULAMENTO

Sua hora chegou. Faça a sua jogada. REGULAMENTO Sua hora chegou. Faça a sua jogada. REGULAMENTO Prêmio de Empreendedorismo James McGuire 2013 REGULAMENTO Prêmio de Empreendedorismo James McGuire 2013 é uma competição interna da Laureate International

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA

CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA RESOLUÇÃO Nº 1.908, DE 28 DE MARÇO DE 2014. Aprova o Regulamento da IV Gincana Nacional de Economia - 2014. O CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA, no uso de suas atribuições legais

Leia mais

Uso dos computadores e a Tecnologia da informação nas empresas: uma visão geral e introdutória

Uso dos computadores e a Tecnologia da informação nas empresas: uma visão geral e introdutória Uso dos computadores e a Tecnologia da informação nas empresas: uma visão geral e introdutória Não há mais dúvidas de que para as funções da administração - planejamento, organização, liderança e controle

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA INSTITUTO POLITÉCNICO. Edital Discente 2015.2

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA INSTITUTO POLITÉCNICO. Edital Discente 2015.2 1 CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA INSTITUTO POLITÉCNICO Edital Discente 2015.2 Normas para Avaliação Global A Diretora do Instituto Politécnico, Profª. Ana Paula Ladeira, no uso de suas atribuições, e considerando

Leia mais

INTRODUÇÃO Você Aprende Mais

INTRODUÇÃO Você Aprende Mais INTRODUÇÃO As atividades de extensão assumiram um papel de grande importância no processo de aprendizagem, fomentando o desenvolvimento, bem como atuam no aperfeiçoamento e na qualificação dos profissionais

Leia mais

A FUNÇÃO CONTROLE. Orientação do controle

A FUNÇÃO CONTROLE. Orientação do controle A FUNÇÃO CONTROLE O controle é a ultima função da administração a ser analisadas e diz respeito aos esforços exercidos para gerar e usar informações relativas a execução das atividades nas organizações

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO, BACHARELADO Administração LFE em Administração de Empresas Lajeado 4811 Administração LFE em Administração

Leia mais

PARTE IV Consolidação do Profissional como Consultor. Técnicas de Consultoria Prof. Fabio Costa Ferrer, M.Sc.

PARTE IV Consolidação do Profissional como Consultor. Técnicas de Consultoria Prof. Fabio Costa Ferrer, M.Sc. FATERN Faculdade de Excelência Educacional do RN Coordenação Tecnológica de Redes e Sistemas Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet Técnicas de Consultoria Prof. Fabio Costa Ferrer, M.Sc.

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAI Roberto Simonsen

Faculdade de Tecnologia SENAI Roberto Simonsen 1 SUMÁRIO Conteúdo 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. O CURSO... 3 3. PERFIL DO TECNÓLOGO EM MANUTENÇÃO INDUSTRIAL... 3 4. ATRIBUIÇÕES E RESPONSABILIDADES... 3 5. CONDIÇÕES GERAIS DO ESTÁGIO... 5 6. MATRÍCULA...

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2009

PLANO DE ENSINO 2009 PLANO DE ENSINO 2009 Fundamental I ( ) Fundamental II ( ) Médio ( ) Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Graduação ( X ) Pós-graduação ( ) I. Dados Identificadores Curso Disciplina Professor

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) MBA Executivo em Saúde Coordenação Acadêmica: Drª Tânia Regina da Silva Furtado

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) MBA Executivo em Saúde Coordenação Acadêmica: Drª Tânia Regina da Silva Furtado CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU (ESPECIALIZAÇÃO) MBA Executivo em Saúde Coordenação Acadêmica: Drª Tânia Regina da Silva Furtado APRESENTAÇÃO A FGV é uma instituição privada sem fins lucrativos, fundada

Leia mais

Ingresso Março 2014 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba

Ingresso Março 2014 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba Ingresso Março 2014 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba MBA em Finanças e Governança Corporativa Desenvolver conhecimentos e habilidades que possibilitem ao profissional dominar os conteúdos

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: ETEC de São José do Rio Pardo Código: 150 Município: São José do Rio Pardo SP Eixo Tecnológico: Gestão de Negócios Habilitação Profissional: Técnico

Leia mais

PROGRAMA FORTALECER Edital de Projetos REGULAMENTO

PROGRAMA FORTALECER Edital de Projetos REGULAMENTO PROGRAMA FORTALECER Edital de Projetos REGULAMENTO Sumário 1. O EDITAL... 2 1.1. Natureza e objetivos... 2 1.2. Princípios orientadores... 2 1.3. Foco temático do edital... 2 2. QUEM PODE PARTICIPAR...

Leia mais

MBA MARKETING DE SERVIÇOS. Turma 19. Curso em Ambiente Virtual

MBA MARKETING DE SERVIÇOS. Turma 19. Curso em Ambiente Virtual MBA MARKETING DE SERVIÇOS Turma 19 Curso em Ambiente Virtual São Paulo, 1 de Setembro de 2011 1. Apresentação O MBA em Marketing de Serviços, coordenado pelos Professores Marcos Cortez Campomar e Geraldo

Leia mais

Formação em Gestão Acadêmica

Formação em Gestão Acadêmica PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PRÓ-REITORIA DE GESTÃO DE PESSOAL COORDENAÇÃO DE ENSINO E INTEGRAÇÃO ACADÊMICA NÚCLEO DE FORMAÇÃO PARA DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR Formação em Gestão Acadêmica Cruz das Almas-BA

Leia mais

Profissionais de Alta Performance

Profissionais de Alta Performance Profissionais de Alta Performance As transformações pelas quais o mundo passa exigem novos posicionamentos em todas as áreas e em especial na educação. A transferência pura simples de dados ou informações

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Pessoas

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Pessoas Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão de Pessoas Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão de Pessoas tem por objetivo o fornecimento de instrumental que possibilite

Leia mais

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000571 - TECNOL.GESTAO FINANCEIRA Nivel: Superior

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 000571 - TECNOL.GESTAO FINANCEIRA Nivel: Superior PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO Curso: 000571 - TECNOL.GESTAO FINANCEIRA Nivel: Superior Area Profissional: ECONOMIA Area de Atuacao: GESTAO FINANCEIRA/ECONOMIA Administrar os

Leia mais

MBA em Marketing Estratégico

MBA em Marketing Estratégico MBA em Marketing Estratégico Público - alvo O MBA em Marketing Estratégico é indicado para profissionais com experiência profissional mínima de três anos, com formação universitária em qualquer área e

Leia mais

LETRAMENTO MATEMÁTICO DE ALUNOS COM BAIXO DESEMPENHO POR MEIO DE REFORÇO ESCOLAR. Palavras-chave: Letramento Matemático; Reforço Escolar; SAERJINHO.

LETRAMENTO MATEMÁTICO DE ALUNOS COM BAIXO DESEMPENHO POR MEIO DE REFORÇO ESCOLAR. Palavras-chave: Letramento Matemático; Reforço Escolar; SAERJINHO. LETRAMENTO MATEMÁTICO DE ALUNOS COM BAIXO DESEMPENHO POR MEIO DE REFORÇO ESCOLAR Agnaldo da Conceição Esquincalha PUC-SP/PUC-Rio/Fundação CECIERJ aesquincalha@gmail.com Resumo: Neste texto elenca-se um

Leia mais

Direito Empresarial do Trabalho ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 2º SEMESTRE DE 2013

Direito Empresarial do Trabalho ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 2º SEMESTRE DE 2013 Direito Empresarial do Trabalho ESCOLA DE DIREITO DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS 2º SEMESTRE DE 2013 FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS A Fundação Getulio Vargas (FGV) deu início a suas atividades em 1944

Leia mais

APURAÇÃO DO RESULTADO (1)

APURAÇÃO DO RESULTADO (1) APURAÇÃO DO RESULTADO (1) Isnard Martins - UNESA Rodrigo de Souza Freitas http://www.juliobattisti.com.br/tutoriais/rodrigosfreitas/conhecendocontabilidade012.asp 1 Apuração do Resultado A maioria das

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM LOGÍSTICA REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO NÃO OBRIGATÓRIO Das Disposições Gerais O

Leia mais

Aumente sua velocidade e flexibilidade com a implantação da nuvem gerenciada de software da SAP

Aumente sua velocidade e flexibilidade com a implantação da nuvem gerenciada de software da SAP Parceiros de serviços em nuvem gerenciada Aumente sua velocidade e flexibilidade com a implantação da nuvem gerenciada de software da SAP Implemente a versão mais recente do software da SAP de classe mundial,

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 2014

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 2014 1 FACULDADE DE ESTUDOS SOCIAIS DO ESPÍRITO SANTO PIO XII CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS CURSO DE ADMINISTRAÇÃO EM COMÉRCIO EXTERIOR I INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO - 2014 O currículo

Leia mais

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com. AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.br COM O SEBRAE, O SEU NEGÓCIO VAI! O Sebrae Goiás preparou diversas

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE ACOMPANHAMENTO E ORIENTAÇÃO DO ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES CAPÍTULO I

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE ACOMPANHAMENTO E ORIENTAÇÃO DO ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES CAPÍTULO I REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE ACOMPANHAMENTO E ORIENTAÇÃO DO ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES Dispõe sobre o Acompanhamento e Orientação do Estágio do Curso Superior de

Leia mais

Como ter sucesso na educação a distância

Como ter sucesso na educação a distância Metodologia Diferenciada Ambiente de Aprendizagem Moderno Inovação Continuada e Empreendedorismo Como ter sucesso na educação a distância 1 Regulamento 2 1 Como ter sucesso na educação a distância Para

Leia mais

FLUXO DE CAIXA. Dinâmica: O que faço de diferente ou estranho. (Objetivo: Conhecer um pouco cada participante)

FLUXO DE CAIXA. Dinâmica: O que faço de diferente ou estranho. (Objetivo: Conhecer um pouco cada participante) FLUXO DE CAIXA Dinâmica: O que faço de diferente ou estranho. (Objetivo: Conhecer um pouco cada participante) Brainstorming: Chuva de ideias ou Toró de parpite: O QUE É FLUXO DE CAIXA? (Objetivo: Saber

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DO ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING CAPÍTULO I

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DO ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING CAPÍTULO I REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DO ESTÁGIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING Dispõe sobre o Acompanhamento e Orientação do Estágio do Curso Superior de Tecnologia em Marketing da Faculdade de Castanhal.

Leia mais

Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ

Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ Um jeito Diferente, Inovador e Prático de fazer Educação Corporativa Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ Objetivo: Auxiliar o desenvolvimento

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Gestão Financeira. Conteúdo Programático. ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DE CURTO PRAZO / 100h

Curso Superior de Tecnologia em Gestão Financeira. Conteúdo Programático. ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DE CURTO PRAZO / 100h ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA DE CURTO PRAZO / 100h CAPITAL DE GIRO liquidez e capital circulante líquido rentabilidade do ativo estratégias de gerência fontes de financiamento estudo de caso orçamento de caixa

Leia mais

Unidade de Projetos. Grupo Temático de Comunicação e Imagem. Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais.

Unidade de Projetos. Grupo Temático de Comunicação e Imagem. Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais. Unidade de Projetos de Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais Branding Agosto de 2009 Elaborado em: 3/8/2009 Elaborado por: Apex-Brasil Versão: 09 Pág: 1 / 8 LÍDER DO GRUPO

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM CONTROLADORIA E FINANÇAS Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO Das Disposições

Leia mais

Informações e orientações para organização do processo decisório

Informações e orientações para organização do processo decisório Informações e orientações para organização do processo decisório Prof. Pedro Paulo H. Wilhelm, Dr. Eng. Prod (Dep. Economia) WILHELM@FURB.BR Prof. Maurício C. Lopes, Msc. Eng. Prod. (Dep. Computação) MCLOPES@FURB.BR

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL, BACHARELADO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO Das disposições gerais O estágio

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: SÃO CARLOS Área de conhecimento: Habilitação Profissional Técnica de Nível Médio de TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Faculdade Escola Paulista de Direito

Faculdade Escola Paulista de Direito REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO São Paulo 2014 ESCOLA PAULISTA DE DIREITO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO ATIVIDADES COMPLEMENTARES As atividades

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA 2014

CHAMADA PÚBLICA 2014 EDITAL N º 34/PROPPI/2014 CÂMPUS URUPEMA CHAMADA PÚBLICA 2014 PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS TÉCNICOS COM FINALIDADE DIDÁTICO-PEDAGÓGICA EM CURSOS REGULARES NO CÂMPUS URUPEMA EXECUÇÃO:

Leia mais

CAMPO DE APLICAÇÃO Esta Norma Complementar se aplica no âmbito da Administração Pública Federal, direta e indireta. APROVAÇÃO

CAMPO DE APLICAÇÃO Esta Norma Complementar se aplica no âmbito da Administração Pública Federal, direta e indireta. APROVAÇÃO 05/IN01/DSIC/GSIPR 00 14/AGO/09 1/7 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Gabinete de Segurança Institucional Departamento de Segurança da Informação e Comunicações CRIAÇÃO DE EQUIPES DE TRATAMENTO E RESPOSTA A INCIDENTES

Leia mais

Guia do Aluno da Graduação Personalizada em Gestão da Tecnologia da Informação

Guia do Aluno da Graduação Personalizada em Gestão da Tecnologia da Informação Guia do Aluno da Graduação Personalizada em Gestão da Tecnologia da Informação Prezado Aluno, Seja bem-vindo à Graduação Personalizada em Gestão da Tecnologia da Informação! Antes de dar início à sua graduação

Leia mais

Felipe Pedroso Castelo Branco Cassemiro Martins BALANCED SCORECARD FACULDADE BELO HORIZONTE

Felipe Pedroso Castelo Branco Cassemiro Martins BALANCED SCORECARD FACULDADE BELO HORIZONTE Felipe Pedroso Castelo Branco Cassemiro Martins BALANCED SCORECARD FACULDADE BELO HORIZONTE Belo Horizonte 2011 Felipe Pedroso Castelo Branco Cassemiro Martins BALANCED SCORECARD FACULDADE BELO HORIZONTE

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES

MANUAL DE ORIENTAÇÃO DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES MANUAL DE ORIENTAÇÃO DE COMPLEMENTARES São Paulo 2011.1 1 1- Atividades Complementares De acordo com a Lei 9.131 de 1995 e os Pareceres 776/07 de 03/12/97 e 583/2001 as Diretrizes Curriculares dos cursos

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM DMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS (FGV)

PÓS-GRADUAÇÃO EM DMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS (FGV) OBJETIVO: Capacitar profissionais, de qualquer área de atuação, para a carreira executiva, desenvolvendo as principais habilidades gerenciais, tais como: liderança, comunicação interpessoal e visão estratégica,

Leia mais

GRADUAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING DENOMINAÇÃO: CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING / ÁREA PROFISSIONAL: GESTÃO E NEGÓCIOS.

GRADUAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING DENOMINAÇÃO: CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING / ÁREA PROFISSIONAL: GESTÃO E NEGÓCIOS. GRADUAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING CARACTERIZAÇÃO DO CURSO DENOMINAÇÃO: CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING / ÁREA PROFISSIONAL: GESTÃO E NEGÓCIOS. DIPLOMA CONFERIDO: TECNÓLOGO DE

Leia mais

Ingresso Março 2015. Outubro 2014. Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba

Ingresso Março 2015. Outubro 2014. Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba Ingresso Março 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba MBA em Marketing Digital Desenvolver profissionais para atuarem na era digital, com visão estratégica e conhecimento técnico para planejar

Leia mais

Capacitando Profissionais

Capacitando Profissionais Capacitando Profissionais 2014 Setup Treinamentos & Soluções em TI www.setuptreinamentos.com APRE SENTA ÇÃ O A atual realidade do mercado de trabalho, que cada dia intensifica a busca por mão-de-obra qualificada,

Leia mais

ÊNFASE EM GESTÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA

ÊNFASE EM GESTÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA MBA DESENVOLVIMENTO AVANÇADO DE EXECUTIVOS ÊNFASE EM GESTÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA O MBA Desenvolvimento Avançado de Executivos possui como característica atender a um mercado altamente dinâmico e competitivo

Leia mais

2- PÚBLICO ALVO. Página 1 de 8 CURSO PRÁTICO FORMAÇÃO DE CONSULTORES EMPRESARIAIS. SESI Serviço Social da Indústria. IEL Instituto Euvaldo Lodi

2- PÚBLICO ALVO. Página 1 de 8 CURSO PRÁTICO FORMAÇÃO DE CONSULTORES EMPRESARIAIS. SESI Serviço Social da Indústria. IEL Instituto Euvaldo Lodi 1- Objetivo Geral Capacitar profissionais para o exercício da consultoria empresarial com qualidade, possibilitando assim um melhor atendimento as demandas das empresas paraenses por estes serviços. Disseminar

Leia mais

Curso de planilhas eletrônicas na modalidade EAD: Um relato de experiência

Curso de planilhas eletrônicas na modalidade EAD: Um relato de experiência ÁREA TEMÁTICA: EDUCAÇÃO Curso de planilhas eletrônicas na modalidade EAD: Um relato de experiência Luis Henrique Chiczta (luischiczta@gmail.com) Diolete Marcante Latti Cerutti (diolete@uepg.br) Adilson

Leia mais

CONTRATOS DERIVATIVOS. Futuro de IGP-M

CONTRATOS DERIVATIVOS. Futuro de IGP-M CONTRATOS DERIVATIVOS Futuro de IGP-M Futuro de IGP-M Ferramenta de gerenciamento de risco contra a variação do nível de preços de diversos setores da economia O produto Para auxiliar o mercado a se proteger

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE PROJETOS MANUAL DO CANDIDATO. Ingresso Agosto 2012 ESPM-SUL. Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS.

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE PROJETOS MANUAL DO CANDIDATO. Ingresso Agosto 2012 ESPM-SUL. Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS. PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE PROJETOS MANUAL DO CANDIDATO Ingresso Agosto 2012 ESPM-SUL Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS. Informações: Central de Candidatos: (51) 3218-1400 Segunda

Leia mais

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM GESTÃO FINANCEIRA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 02/2012

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM GESTÃO FINANCEIRA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 02/2012 INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM GESTÃO FINANCEIRA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 02/2012 Contatos Luiz Augusto Gonçalves de Almeida (Coord. de Relações Institucionais) Fone: 55

Leia mais

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM MARKETING EMPRESARIAL E PESSOAL TERMO DE REFERÊNCIA Nº 03/2012

INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM MARKETING EMPRESARIAL E PESSOAL TERMO DE REFERÊNCIA Nº 03/2012 INCUBADORA TECNOLÓGICA DE SANTO ANDRÉ - INCTEC-SA CONSULTORIA EM MARKETING EMPRESARIAL E PESSOAL TERMO DE REFERÊNCIA Nº 03/2012 Contatos Luiz Augusto Gonçalves de Almeida (Coord. de Relações Institucionais)

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS PARA ATUAÇÃO COMO INSTRUTORES NOS CURSOS GESTÃO DA ESTRATÉGIA COM O USO DO

PROCESSO SELETIVO DE SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS PARA ATUAÇÃO COMO INSTRUTORES NOS CURSOS GESTÃO DA ESTRATÉGIA COM O USO DO PROCESSO SELETIVO DE SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS PARA ATUAÇÃO COMO INSTRUTORES NOS CURSOS GESTÃO DA ESTRATÉGIA COM O USO DO BSC E MÓDULO 2 PLANEJAMENTO E GESTÃO ORGANIZACIONAL (PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Concepção do Curso de Administração CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Concepção do Curso de Administração A organização curricular do curso oferece respostas às exigências impostas pela profissão do administrador, exigindo daqueles que integram a instituição

Leia mais

Regulamento - Perfil de Investimentos

Regulamento - Perfil de Investimentos Regulamento - Perfil de Investimentos 1. Do Objeto Este documento estabelece as normas gerais aplicáveis ao Programa de Perfil de Investimentos (Multiportfólio) da CargillPrev. O programa constitui-se

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Fase Cód. I II Matriz Curricular vigente a partir de 2010-1 Disciplina Prérequisitos Carga

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA

CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA RESOLUÇÃO Nº 1.926, DE 30 DE JANEIRO DE 2015 Aprova o Regulamento da V Gincana Nacional de Economia - 2015. O CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA, no uso de suas atribuições legais

Leia mais

1 - Dos componentes da metodologia do Curso de Pedagogia a Distância CEAD/UAB

1 - Dos componentes da metodologia do Curso de Pedagogia a Distância CEAD/UAB RESOLUÇÃO INTERNA CEAD Nº 001/2013-CONCENTRO (ALTERADA RES.05/2014) Sistema de Educação a Distância Do CEAD para a oferta do Curso de Pedagogia a Distância/UAB Dispõe sobre a metodologia do Curso de Pedagogia

Leia mais

PLANEJAMENTO OPERACIONAL: RECURSOS HUMANOS E FINANÇAS MÓDULO 16

PLANEJAMENTO OPERACIONAL: RECURSOS HUMANOS E FINANÇAS MÓDULO 16 PLANEJAMENTO OPERACIONAL: RECURSOS HUMANOS E FINANÇAS MÓDULO 16 Índice 1. Orçamento Empresarial...3 2. Conceitos gerais e elementos...3 3. Sistema de orçamentos...4 4. Horizonte de planejamento e frequência

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICA E RELAÇÕES GOVERNAMENTAIS

PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICA E RELAÇÕES GOVERNAMENTAIS PÓS-GRADUAÇÃO EM POLÍTICA E RELAÇÕES GOVERNAMENTAIS Parceria: Ingresso Agosto 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba Pós-Graduação em Política e Relações Governamentais O programa objetiva

Leia mais

ENADE e CPC Como compreender seu desempenho e estratégias de melhoria de resultados. PROF. AMÉRICO DE ALMEIDA FILHO aalmeidaf@yahoo.com.

ENADE e CPC Como compreender seu desempenho e estratégias de melhoria de resultados. PROF. AMÉRICO DE ALMEIDA FILHO aalmeidaf@yahoo.com. ENADE e CPC Como compreender seu desempenho e estratégias de melhoria de resultados PROF. AMÉRICO DE ALMEIDA FILHO aalmeidaf@yahoo.com.br CPC Conceito Preliminar de Curso 1 - Nota dos Concluintes no ENADE

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE PEDAGOGIA

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE PEDAGOGIA REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE PEDAGOGIA DA FACULDADE ANGLO-AMERICANO CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO Art. 1º Este Regulamento disciplina as atividades do Estágio Curricular Supervisionado,

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO APLICATIVO CONTROLY E DO CARTÃO CONTROLY

TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO APLICATIVO CONTROLY E DO CARTÃO CONTROLY TERMOS E CONDIÇÕES GERAIS DE USO DO APLICATIVO CONTROLY E DO CARTÃO CONTROLY Os presentes termos e condições gerais de uso (os Termos de Uso ) definem os direitos e obrigações aplicáveis aos usuários do

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM GESTÃO EMPRESARIAL EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

FACULDADE DE COMUNICAÇÃO SOCIAL REGIMENTO INTERNO DA AGÊNCIA EXPERIMENTAL DE COMUNICAÇÃO INTEGRADA - AGEX CAPÍTULO I NOÇÕES INTRODUTÓRIAS

FACULDADE DE COMUNICAÇÃO SOCIAL REGIMENTO INTERNO DA AGÊNCIA EXPERIMENTAL DE COMUNICAÇÃO INTEGRADA - AGEX CAPÍTULO I NOÇÕES INTRODUTÓRIAS FACULDADE DE COMUNICAÇÃO SOCIAL REGIMENTO INTERNO DA AGÊNCIA EXPERIMENTAL DE COMUNICAÇÃO INTEGRADA - AGEX Aprovado no CONSEPE na 30ª sessão realizada em 16 de abril de 2012 e homologado na 140ª sessão

Leia mais

Ingresso Agosto 2015

Ingresso Agosto 2015 Ingresso Agosto 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/mba MBA em Marketing Estratégico Consolidar conhecimentos de marketing estratégico dentro de uma visão contemporânea. Desenvolver profissionais

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PARA O PROGRAMA DE TREINAMENTO PROFISSIONAL Nº 004/2015

EDITAL DE SELEÇÃO PARA O PROGRAMA DE TREINAMENTO PROFISSIONAL Nº 004/2015 PCD 125.62 UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA / UFJF PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO - PROGRAD COORDENAÇÃO DE GRADUAÇÃO EDITAL DE SELEÇÃO PARA O PROGRAMA DE TREINAMENTO PROFISSIONAL Nº 004/2015 Projetos: Escritório

Leia mais