OS IMPACTOS DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES: UMA VISÃO POLÍTICA RESUMO SUMMARY

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "OS IMPACTOS DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES: UMA VISÃO POLÍTICA RESUMO SUMMARY"

Transcrição

1 OS IMPACTOS DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES: UMA VISÃO POLÍTICA RESUMO LUIZ GONZAGA RIBEIRO NETO (*) O presente estudo analisou o impacto de novas tecnologias, principalmente o da Tecnologia de Informação, sobre o ambiente organizacional de empresas. Nesta análise, considerou-se as relações de poder existentes na organização. Os objetivos do estudo foram: a) identificar quais os impactos percebidos quando da implantação da Tecnologia de Informação; b) analisar as influências da Tecnologia de Informação nas relações de poder dentro da organização. Este estudo justifica-se uma vez que a Tecnologia de Informação alterou drasticamente a realização do trabalho, que sua utilização está muito disseminada em diversos ambientes, que além da abrangência de seus impactos ser muito ampla, o poder é visto como elemento dotado de energia capaz de moldar e transformar as organizações, sendo, pois, necessário analisá-lo neste contexto. Foi realizado um estudo qualitativo, após um levantamento bibliográfico, buscando verificar as relações entre os dados obtidos em uma empresa da região do Sul de Minas em 1999 e a parte conceitual. Como conclusão, foram geradas hipóteses explicativas, mostrando os fatos e fenômenos percebidos na empresa em questão. DESCRITORES: Novas tecnologias, impacto de novas tecnologias, tecnologia de informação, estrutura de poder nas organizações. 95 SUMMARY THE IMPACT OF INFORMATION TECHNOLOGY ON THE BUSINESS ORGANISATION: A POLITICAL OVERVIEW This study presents an analysis of the impact of new technologies, especially the impact of the Information Technology on the business organization environment. In this study, the relationship of power within the companies was considered. The targets of this study were: a) identify which impacts were noticed by the time the Information Technology was implemented; b) analyze the influences of Information Technology on the relationship of power within the enterprise. This study was made once the Information Technology changed drastically the way the work was carried out; once the use of Information Technology is spread all over many environments; once its impact range is very wide; and once the power is foreseen as an energy element able to cast and to transform business organizations. As a consequence, this study was carried out within this context. A qualitative study of data collect in a company located in the South of Minas Gerais, Brasil, in 99 was made, cross referring to a bibliographical research, in order to verify the real impact. As conclusion, hypotheses were stated, showing the facts and the phenomena perceived at the company were the data was collect. KEY WORDS: new technologies, impact of new technologies, Information Technology, power organization within business enterprises. 1.INTRODUÇÃO A globalização e o avanço tecnológico trouxeram inúmeros obstáculos para as organizações. As empresas estão inseridas em um ambiente altamente competitivo e turbulento, que se transforma a todo instante com uma velocidade alucinante, exigindo das empresas um sistema de informação ágil que acompanhe o ritmo das transformações. A busca por competitividade, através de redução de custos e ganhos de produtividade, está fazendo com que as organizações procurem por inovações tecnológicas que permitam uma vantagem competitiva. Neste contexto, a utilização de novas tecnologias tem sido considerada vital para a sobrevivência da organização, principalmente a utilização da Tecnologia de Informação (TI), que já está presente no dia-a-dia das organizações, provocando mudanças profundas em toda a empresa, alterando a estrutura organizacional, as relações de trabalho, o perfil do trabalhador e a cultura da organização. Para Gonçalves (1993), dentre as diversas tecnologias que tiveram impacto na realização do trabalho recentemente, a informática é a que tem despertado maior atenção, uma vez que sua utilização é muito disseminada em diversos ambientes de trabalho e a abrangência de seus impactos é muito ampla. Para este mesmo autor (Gonçalves, 1994), a informática uniu-se às telecomunicações e a automação de escritórios para dar lugar a Tecnologia da Informação. Segundo Rodrigues (1988), a tecnologia de informação ou informática são termos comumente atribuídos às atividades que envolvam processamento de informação e comunicação integrada através de equipamento eletrônico. Porém, o êxito na implantação * Professor da UNIFENAS. C. P. 23, CEP Alfenas-MG.

2 96 de uma nova tecnologia depende de uma análise de seus impactos nas relações de poder. O poder é visto como elemento dotado de energia capaz de moldar e transformar as organizações, sendo fundamental sua análise no processo de mudança organizacional, como afirmou Bertero (1989). Segundo Dahl (1957), o poder é uma relação de dependência, envolvendo a habilidade para se conseguir que outra pessoa faça alguma coisa que, de outra forma, não seria feita. Schein (1985) também se manifesta em relação ao poder: a atribuição principal do poder é manter a harmonia e o equilíbrio no interior da organização. O poder ordena, na medida em que é legítimo, e também porque estabelece as fronteiras, homologa os processos organizacionais e premia o que organizacionalmente é considerado bom desempenho. Neste contexto, este trabalho objetivou identificar quais os impactos percebidos quando da implantação da Tecnologia de Informação e analisar as influências desta tecnologia nas relações de poder. O levantamento bibliográfico inicial procurou definir os principais tipos de impactos das novas tecnologias e determinar como estes impactos podem influenciar as redes de poder existentes. Assim, foi criado um quadro referencial para a pesquisa de campo em uma grande empresa da região do Sul de Minas atuante no ramo agrícola. 2.MATERIAL E MÉTODOS 2.1 IMPACTOS DA NOVAS TECNOLOGIAS NAS ORGANIZAÇÕES O impacto das novas tecnologias nas organizações tem sido um dos principais focos de estudo dos pesquisados nos últimos anos devido a sua rápida disseminação no ambiente empresarial e grande repercussão na sociedade, a qual recebe suas influências. Gonçalves(1993), realizou uma pesquisa bibliográfica sobre o impacto das novas tecnologias na realização do trabalho e estruturou a preocupação dos diversos autores em grandes grupos de temas que são o roteiro de nossa análise, a saber: IMPACTOS DAS NOVAS TECNOLOGIA NO TRABALHO Os impactos das novas tecnologias sobre o trabalho realizado nas empresas podem ser percebidos como mudanças em diversas variáveis, como: Conteúdo e natureza das tarefas; Skill requeridos; Pressões e ritmo de trabalho; Interação entre os operários; Quantidade de operários; Distribuição e localização dos operários; L. G. RIBEIRO NETO Horários e duração das jornadas; As alterações no conteúdo e natureza das tarefas, quando deixam de utilizar métodos manuais e passam a eletrônicos ou utilização de escritórios virtuais, geram reações comportamentais como resistências e medos. Em relação às habilidades do trabalhador, os impactos podem ser de maior ou menor grau, dependendo do ramo da empresa, porém todos os trabalhadores deverão sofrer os impactos da tecnologia. Os efeitos da TI sobre o trabalho e o trabalhador são analisados por Rodrigues (1988) que destaca: A Tecnologia da Informação altera profundamente as relações do trabalhador com seu trabalho. A principal mudança ocorre na natureza da tarefa, que antes era manual, com contato direto e físico, e agora eletrônico, abstrato e através de um sistema de informação. A nova tecnologia pode provocar impactos sobre o nível de emprego, stress e satisfação no trabalho, além de exigir novas habilidades do trabalhador. Notase, também, mudanças na gerência, com um controle maior de seu desempenho. NÍVEL DE EMPREGO As evidências relativas à redução do numero de empregos devido à automatização de tarefas são contraditórias. As novas tecnologias podem gerar desemprego e, ao mesmo tempo, novas oportunidades que equilibram os empregos perdidos até certo nível. Outra questão é o aumento na produção proporcionado pela nova tecnologia, minimizando a questão do desemprego, porém um aspecto é válido, o nível de emprego preocupa toda a sociedade e varia de setor para setor e empresa para empresa. ESTRUTURA ORGANIZACIONAL A tecnologia pode alterar profundamente as estruturas organizacionais, provocando mudanças desde a forma de administração até o layout da empresa. Um discussão importante seria se estas mudanças nas estruturas seriam de baixo para cima ou de cima para baixo. Sobre o impacto da Tecnologia de Informação na estrutura e processos organizacionais, Rodrigues (1988), destaca feitos principais: Alteração no processo de trabalho, onde certos tipos de tarefas diminuem ou cessam, criando-se outros. Ex.: datilografia / digitação; Alteração na estrutura organizacional, eliminando postos de supervisão e criando postos de nível de gerência; Mudança no perfil da mão-de-obra, exigência de novas especializações, habilidades e qualificação;

3 Burocratização da organização em função da grande quantidade de informação, o que aumenta o número de relatórios, procedimentos e rotinas. A TI apresenta caráter de padronização e normatização organizacional; Favorece a centralização das decisões na direção, diminuindo a influência da gerência média, devido a integração entre os departamentos proporcionada pelo sistema. Assim as informações estão disponíveis à direção de maneira rápida e precisa sem a necessidade de intermediários; Diminuição dos níveis de supervisão, onde a própria máquina estabelece o ritmo de trabalho e controla os subordinados registrando produção, erros, horas paradas, etc. GERENCIAMENTO As novas tecnologias exigirão novas formas de gerenciamento, provocando mudanças nas gerências, centralizando ou não o poder, diminuindo a supervisão, etc. 2.2 IMPACTOS DA NOVAS TECNOLOGIAS NAS ORGANIZAÇÕES: UMA VISÃO POLÍTICA A tecnologia, segundo Morgan (1996), tem servido desde o início da história como instrumento de poder, aumentando as habilidades humanas de manipular, controlar e impor-se sobre o ambiente. Segundo o mesmo autor, a introdução de uma nova tecnologia pode alterar o equilíbrio de poder, fato que explica importantes conflitos entre administradores e empregados e entre diferentes grupos dentro da organização referentes às tentativas de mudar a tecnologia. Diante deste contexto, apresentamos os impactos específicos da Informática sobre as pessoas (Gonçalves,1993) que, muitas vezes, levam os trabalhadores a resistências devido às alterações no jogo político estabelecido: Padrões de comunicação entre as pessoas; Skills exigidos das pessoas para o desempenho das tarefas; Capacidade de influência da pessoas; Nível de privacidade das pessoas; OS IMPACTOS DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES... Acesso das pessoas a informação; Papéis desempenhados pelas pessoas; A implantação da Tecnologia de Informação pode alterar drasticamente as estruturas de poder das organizações, cortando níveis hierárquicos, extinguindo a supervisão, centralizando o poder na alta direção e provocar mudanças nas relações de poder entre os indivíduos ou grupos, fortalecendo a influência de um e eliminando a fonte de poder de outro. 97 Inovações tecnológicas podem ser vistas como mudanças ameaçadoras à posição estabelecida, provocando polêmicas e resistências na sua implantação. As novas tecnologias de processamento de informações podem gerar uma centralização de poder naqueles que estão a pontos periféricos devido ao acesso de múltiplos pontos à base comum dados, possibilitando, à distância, uma continua vigilância sobre o desempenho do trabalhador. O controle e acesso à nova tecnologia também podem ser considerados fontes de poder. Como a Tecnologia da Informação altera a dinâmica do sistema de informação na empresa, fornecendo informações rápidas e precisas aos diversos pontos da organização, uma pessoa ou grupo que controla essas informações podem influenciar a definição das situações organizacionais e criar padrões de dependência aumentando, assim, seu poder. Segundo Morgan (1996), o poder associado ao controle da tecnologia torna-se mais visível nas confrontações e negociações que envolvem a mudança organizacional ou quando os grupos estão tentando melhorar seus destinos dentro da organização. Outro aspecto considerável do sistema de informação sobre as estruturas de poder, é a posse das informações por pessoas ou grupos específicos, possível através do acesso exclusivo a dados-chave ou a capacidade de ordenar e sistematizar tais dados de maneira eficaz, conseguindo aumentar seu poder dentro da organização. Neste sentido o Tecnologia da Informação pode ser utilizada para diluir estes focos de poder. 3. ASPECTOS METODOLÓGICOS Na parte empírica do trabalho foi realizada uma pesquisa que adotou a abordagem qualitativa, pois este tipo de investigação procura gerar mais conhecimentos sobre o assunto, não se preocupando em quantificar os resultados, mas apenas descrever a realidade encontrada. O foco da pesquisa foi uma empresa de Alfenas, atuante no ramo agrícola, denominada para fins de estudo, apenas por IPX. A empresa estudada foi escolhida devido ao seu tamanho e complexidade de seu sistema de informação, além de ter passado recentemente por um período de implantação da Tecnologia de Informação. A proposta do estudo foi a de verificar as relações entre o conteúdo da parte conceitual e as informações obtidas em uma empresa da região. Utilizou-se de alguns métodos de investigação cultural sugerida por Fleury (1989) para identificar traços das relações de poder, uma vez que estes são percebidos

4 98 L. G. RIBEIRO NETO como elementos culturais, portanto muitas vezes inconscientes. A pesquisa realizada se classifica como exploratória através do Estudo de Caso. O problema a ser respondido foi: Quais os impactos percebidos pela organização em função da Tecnologia de Informação considerando as relações de poder? Foram realizadas entrevistas semi-estruturadas com membros da organização e também com exfuncionários para uma melhor compreensão da dinâmica organizacional. Portanto foram realizadas: 1. Entrevista em profundidade com alguns membroschave da organização ; 2. Entrevista em profundidade com alguns exmembros da organização ; 3. Troca permanente com Insider. Quanto às hipóteses, esta pesquisa se caracteriza como exploratória utilizando o estudo de caso selecionado como já foi apresentado. Segundo Mattar (1996), este tipo de pesquisa objetiva gerar hipóteses e não verificá-las, possibilitando uma ampliação dos conhecimentos sobre o problema em estudo. Portanto, não se formulou hipóteses antecipadamente para serem testadas. Todavia, elas foram formuladas no final do estudo, na tentativa de explicar os fatos e fenômenos observados. Quanto à amostra e amostragem, foi adotado uma abordagem qualitativa, entrevistando alguns funcionários que o pesquisador conjuntamente com o Insider julgaram importantes e viáveis, considerando os objetivos da investigação e a disponibilidade da empresa. Portanto, o trabalho não objetivou buscar uma representabilidade estatística da amostra, e sim, aprofundar os conhecimentos sobre o assunto, entrevistando pessoas-chave da organização que puderam agregar informações à investigação. 4. RESULTADOS E DISCUSSÃO 4.1 PERFIL DA EMPRESA IPX A empresa pesquisada atua no setor agrícola, especificamente no plantio, beneficiamento e venda de café e está situada no interior de Minas Gerais, na região de Alfenas, com atividades deste Ela é composta por duas fazendas que plantam e beneficiam café, vendendo-o ao mercado interno e externo. Porém, a administração dessas atividades é unificada. Atualmente a direção é realizada pela Administração Central situada em uma das fazendas, conjuntamente com um escritório na outra fazenda. A pesquisa focalizou o impacto da Tecnologia de Informação apenas no âmbito administrativo, hoje com aproximadamente 40 pessoas, que são aqueles que receberam maior influência da Tecnologia de Informação (TI). A administração da empresa é realizada pelo Diretor Superintendente, Gerente Comercial, Gerente Administrativo e Gerentes das Fazendas, além de diversos Departamentos (Agrícola, Compras, Financeiro, Pessoal, Contábil, Centro de Processamento de Dados CPD, Almoxarifado) e sub departamentos. 4.2 ATUAL NÍVEL DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E SUA IMPLANTAÇÃO A empresa, atualmente, possui todos os departamentos interligados em rede. Utilizam comunicação via modem apenas em seu relacionamento com bancos. Apresenta um centro de processamentos de dados (CPD) que coleta as informações de todos os setores, processando e armazenando-as. Os escritórios das fazendas também utilizam a Informática, porém não são interligadas com a Administração Central, como esta também não é com a matriz no Rio de Janeiro. Todos os trabalhos realizados nos escritórios das fazendas são enviados para a direção através de disquetes. As informações do campo são coletadas pelos fiscais através de um equipamento próprio e que as descarregam nos núcleos nos escritórios das fazendas para, após, também serem transmitidas para a Administração Central. 4.3 IMPACTOS PERCEBIDOS EM FUNÇÃO DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO Os impactos percebidos podem ser estruturados conforme sugestão de Gonçalves(1993), presente na parte conceitual: IMPACTOS DA TECNOLOGIA NO TRABALHO A Tecnologia da Informação provocou uma transformação na natureza do trabalho que passou de manual para eletrônico, alterando drasticamente o conteúdo das tarefas, sendo o impacto mais forte percebido pela organização. Diminuindo-se o tempo de realização de uma tarefa, cada funcionário passou a ser mais cobrado sobre a qualidade de seus serviços e quantidade de procedimentos, práticas, relatórios que foram possíveis graças à TI, aumentando assim o ritmo de trabalho e as exigências. Em relação as habilidades dos funcionários, muitas outras foram exigidas, desde como utilizar o computador até o aprendizado de novas funções.

5 OS IMPACTOS DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES Percebeu-se, também, o impacto decorrente da implantação da TI na estrutura física da empresa devido a evolução dos equipamentos, aumento do número de máquinas e mudanças na estrutura organizacional. O impacto da TI foi avassalador, principalmente no início da implantação, provocando resistências dos funcionários de maneira geral que temiam pelos seus empregos. O foco de resistência maior foi notado na informatização dos escritórios das fazendas, onde o impacto no número de empregos foi muito maior. NÍVEL DE EMPREGO O impacto no nível de emprego também foi percebido em toda a organização, principalmente nos escritórios das fazendas. Os setores mais atingidos foram aqueles onde se concentrava grande número de trabalhos manuais, como preenchimento de cheques e relatórios. Vários níveis gerenciais, como será discutido adiante, foram eliminados devido à informatização, diminuindo postos de trabalho. ESTRUTURA ORGANIZACIONAL E GERENCIAMENTO A TI alterou profundamente a estrutura organizacional em função da rapidez das informações e alteração no conteúdo das tarefas, além da integração de todas as áreas, permitindo acesso às informações em tempo real pela direção. Percebeu-se a criação de novos departamentos, como o CPD e eliminação de outros, principalmente a nível de supervisão. A TI possibilitou a centralização das informações na Administração Central, eliminando níveis nos escritórios da fazenda. Os relatos demonstram que vários níveis da hierarquia foram eliminados e outros foram criados, tanto na Administração Central como nos escritórios. Antes da implantação eram necessários gerentes para cada um dos departamentos. Com a chegada da TI, o controle sobre o trabalho pôde ser unificado e, consequentemente, apenas alguns gerentes passaram a controlar diversas áreas. Portanto a necessidade de supervisão diminuiu, pois o próprio sistema previnia grande parte dos erros. O trabalho integrado possibilitou um maior controle sobre o desempenho das pessoas e resultados da organização. IMPACTO DA INFORMÁTICA NO INDIVÍDUO A comunicação entre os indivíduos foi favorecida pela implantação do novo sistema, pois com o corte de níveis hierárquicos intermediários, houve uma aproximação hierárquica. Outra medida que melhorou a comunicação foi a nova organização da estrutura de trabalho que passou a ser em células, alterando, assim, o layout da empresa. Notou-se, também, alteração no nível de privacidade das pessoas. Mesmo com a maior facilidade ao acesso às informações em função do trabalho em rede, o fato de alguns departamentos possuírem informações restritas contribuiu para algumas pessoas ou departamentos aumentarem sua influência. 4.4 AS INFLUÊNCIAS DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO NAS RELAÇÕES DE PODER Foi observado nos relatados que a Tecnologia de Informação alterou profundamente o ambiente organizacional, principalmente a relação entre trabalho e trabalhador, e as relações entre pessoas e grupos. Parece claro que impactos sobre as relações de poder entre as pessoas também foi alterado drasticamente. A Tecnologia de Informação como fonte de poder para aqueles que a controlam, como sugeriu Morgan (1996), não foi percebido na empresa. O CPD não demonstrou utilizar a tecnologia e as informações para aumentar sua influência, mesmo sendo um dos poucos departamentos que possuíam acesso a todas as informações. Merece destaque a contratação de uma assessoria externa para dar suporte ao sistema, este sim, gerando um relação de dependência com os funcionários. Como já foi apresentado, a TI impactou sobre a estrutura e processos organizacionais e, consequentemente, afetou as relações de poder entre pessoas e grupos. Podemos notar isso através de alguns fatos, principalmente, a nível gerencial: A TI possibilitou que as informações chegassem diretamente à direção, sem necessidade de níveis médios, abalando as relações entre gerentes e funcionários; A redução dos níveis hierárquicos com a aproximação dos demais níveis favoreceu o contato direto entre alta direção e funcionários sem a necessidade de intermediários, reduzindo, assim, a influência dos gerentes; A nível gerencial, com a diminuição da supervisão, os gerentes perderam relativo poder por não mais controlar diretamente seus subordinados, uma vez que o próprio computador e a direção se encarregavam de parte desta função; A TI possibilitou também a perda de poder dos gerentes das fazendas que antes possuíam o controle sobre todas as informações do campo e, com a informatização, houve uma centralização das informações na Administração Central, que passou a controlar muito mais o trabalho dos gerentes e de toda a fazenda. A matriz passou a exigir mais da empresa devido a qualidade e quantidade de informações fornecidas

6 100 L. G. RIBEIRO NETO pela filial que passaram a ser mais precisas, seguras e rápidas. 4.5 CONSIDERAÇÕES FINAIS A implantação da Tecnologia de Informática foi um processo de transformação das formas tradicionais de realizar o trabalho para novas formas automatizadas. Os impactos da nova tecnologia foram percebidos na maneira de se realizar o trabalho, nos aspectos físicos da organização e no aspecto psicológico das pessoas envolvidas. Pode-se concluir que as teorias sobre os impactos da Tecnologia de Informação citadas na parte conceitual foram, em grande parte, verificadas na empresa pesquisada. Partindo da visão que as empresas são redes de pessoas independentes com interesses divergentes que se juntam em função da oportunidade (Morgan, 1996), a pesquisa demonstrou que as mudanças nas estruturas organizacionais decorrentes das novas tecnologias, geram conflitos e resistências, uma vez que são vistas como ameaças a posições estabelecidas. Neste sentido, também foi observado que os efeitos destes impactos, muitas vezes não são esperados ou planejados pela empresa. Rodrigues (1998) já havia comentado que os efeitos da informatização não se limitam às estratégias traçadas, indo além dos objetivos previstos pela empresa. Desta maneira fica claro que, as consequências da implantação de novas tecnologias podem provocar repercussões ainda mais drásticas em todos os aspectos da organização. Vale ressaltar que a implantação da TI na empresa estudada foi caracterizada pela imposição da alta direção, de cima para baixo, ficando claro que a coalizão hegemônica possuía enormes interesses em implantar a nova tecnologia. Merece destaque o fato dos funcionários não terem participado nas decisões sobre a implantação. A maneira como foi conduzida a implantação da TI e seus reflexos na estrutura de poder explicam, em parte, o porque de tantas resistências e níveis de intensidade diferentes se comparado os escritórios de fazenda à Administração Central. Este trabalho objetivou identificar quais os impactos percebidos quando da implantação da Tecnologia de Informação e analisar as influências desta tecnologia nas relações de poder. Uma vez realizado um levantamento bibliográfico, foi apresentado os resultados da pesquisa exploratória. Segundo Mattar(1996), em uma pesquisa exploratória, o importante é levantar interpretações possíveis para o fenômeno investigado. Portanto, serão apresentadas hipóteses explicativas do fenômeno observado: A Tecnologia de Informação, além de alterar drasticamente o trabalho e o comportamento das pessoas, também influencia as relações de poder entre pessoas e grupos; As resistências geradas pelas inovações tecnológicas estão intimamente relacionadas com as mudanças nas relações de poder, quando vistas como ameaças às posições estabelecidas; A TI pode ser utilizada ao mesmo tempo para facilitar o acesso às informações, eliminando fontes de poder, e para prover ainda mais influência a certos departamentos e pessoas isoladas que passam a deter informações exclusivas; A área de informática, quando fornece serviços de suporte, estabelece uma relação de dependência com as pessoas e departamentos, podendo aumentar seu poder dessa forma; A alta administração pode aumentar sua influência quando utiliza a TI, por ter acesso e fazer uso de todas as informações da empresa, podendo controlar, cobrar e exigir por melhores desempenhos e resultados; A TI pode alterar a cultura da organização, através de mudanças profundas em todo o ambiente organizacional, em favor dos interesses da coalizão hegemônica; A TI também pode ser utilizada para destruir focos de poder dentro da empresa, possibilitando uma maior disseminação da informação, mas sempre em direção aos interesses da coalizão dominante; Por seu caráter modificador na estrutura, devido à alteração no forma de realização do trabalho, a TI pode ser utilizada como uma ferramenta para a direção exercer sua influência e fazer as alterações que julgue necessárias no ambiente organizacional. 5.REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS BERTERO, C. O. Cultura Organizacional e Instrumentalização do Poder. In: FLEURY, M.T.L., FISHER,R. M. (coord) Poder e cultura nas organizações. São Paulo: Ed. Atlas, p. DAHL, R. apud MORGAN, G. Imagens da Organização. São Paulo: Ed. Atlas, p. FLEURY, M. T. L. O desvendar a cultura de uma organização uma discussão metodológica. In: FLEURY, M.T.L., FISHER,R. M. (coord) Poder e cultura nas organizações. São Paulo: Ed. Atlas, p. GONÇALVES, J. E. L. A tecnologia e a realização do trabalho. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v.1, n.33, p , jan/fev, 1993.

7 OS IMPACTOS DA TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO NAS ORGANIZAÇÕES GONÇALVES, J. E. L. Os impactos das novas tecnologias nas empresas prestadoras de serviços. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v.1, n.34, p , jan/fev, MATTAR, F. N. Pesquisa de Marketing. v.1. São Paulo: Ed. Atlas, p. MORGAN, G. Imagens da Organização. São Paulo: Ed. Atlas, p. RODRIGUES, S. B. A Informática na organização e no trabalho. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v.3, n. 29, p.43-50, Jul/ Set, SCHEIN, E. H. apud BERTERO, C. O. Cultura Organizacional e Instrumentalização do Poder. In: FLEURY, M.T.L., FISHER,R. M. (coord) Poder e cultura nas organizações. São Paulo: Ed. Atlas, p.

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS 1 SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS John F. Eichstaedt, Toni Édio Degenhardt Professora: Eliana V. Jaeger RESUMO: Este artigo mostra o que é um SIG (Sistema de Informação gerencial) em uma aplicação prática

Leia mais

GESTÃO EMPRESARIAL E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

GESTÃO EMPRESARIAL E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO GESTÃO EMPRESARIAL E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO * César Raeder Este artigo é uma revisão de literatura que aborda questões relativas ao papel do administrador frente à tecnologia da informação (TI) e sua

Leia mais

A Importância da Informática na Profissão Contábil

A Importância da Informática na Profissão Contábil A Importância da Informática na Profissão Contábil Sumário: I Introdução. II Importância da Informática na Contabilidade. III A Valorização do Profissional Contábil com o Uso da Informática. IV A Vantagem

Leia mais

Curso de Engenharia de Produção. Organização do Trabalho na Produção

Curso de Engenharia de Produção. Organização do Trabalho na Produção Curso de Engenharia de Produção Organização do Trabalho na Produção Condicionantes da Estrutura Organizacional De acordo com Simeray ( 1970) é produto dos seguintes fatores: O valor do homem O conhecimento

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO GERENCIAL PARA AS EMPRESAS

A IMPORTÂNCIA DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO GERENCIAL PARA AS EMPRESAS A IMPORTÂNCIA DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO GERENCIAL PARA AS EMPRESAS Gilmar da Silva, Tatiane Serrano dos Santos * Professora: Adriana Toledo * RESUMO: Este artigo avalia o Sistema de Informação Gerencial

Leia mais

3. Processos, o que é isto? Encontramos vários conceitos de processos, conforme observarmos abaixo:

3. Processos, o que é isto? Encontramos vários conceitos de processos, conforme observarmos abaixo: Perguntas e respostas sobre gestão por processos 1. Gestão por processos, por que usar? Num mundo globalizado com mercado extremamente competitivo, onde o cliente se encontra cada vez mais exigente e conhecedor

Leia mais

cada fator e seus componentes.

cada fator e seus componentes. 5 CONCLUSÃO Conforme mencionado nas seções anteriores, o objetivo deste trabalho foi o de identificar quais são os fatores críticos de sucesso na gestão de um hospital privado e propor um modelo de gestão

Leia mais

Rotinas de DP- Professor: Robson Soares

Rotinas de DP- Professor: Robson Soares Rotinas de DP- Professor: Robson Soares Capítulo 2 Conceitos de Gestão de Pessoas - Conceitos de Gestão de Pessoas e seus objetivos Neste capítulo serão apresentados os conceitos básicos sobre a Gestão

Leia mais

SG FOOD (SISTEMA GERÊNCIAL DE LANCHONETES EM GERAL) JUNIOR, M. P.A.; MODESTO, L.R. Resumo

SG FOOD (SISTEMA GERÊNCIAL DE LANCHONETES EM GERAL) JUNIOR, M. P.A.; MODESTO, L.R. Resumo SG FOOD (SISTEMA GERÊNCIAL DE LANCHONETES EM GERAL) JUNIOR, M. P.A.; MODESTO, L.R. Resumo A Tecnologia da Informação (TI) faz parte do cotidiano da sociedade moderna, mesmo as pessoas que não têm acesso

Leia mais

O IMPACTO DA UTILIZAÇÃO DE UM SOFTWARE DE GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE PROJETOS NAS EMPRESAS

O IMPACTO DA UTILIZAÇÃO DE UM SOFTWARE DE GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE PROJETOS NAS EMPRESAS O IMPACTO DA UTILIZAÇÃO DE UM SOFTWARE DE GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE PROJETOS NAS EMPRESAS Nadia Al-Bdywoui (nadia_alb@hotmail.com) Cássia Ribeiro Sola (cassiaribs@yahoo.com.br) Resumo: Com a constante

Leia mais

UMA ANÁLISE QUALITATIVA SOBRE A IMPORTÂNCIA DA ATUAÇÃO CONJUNTO ENTRE A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E A CONTROLADORIA NO AMBIENTE ORGANIZACIONAL

UMA ANÁLISE QUALITATIVA SOBRE A IMPORTÂNCIA DA ATUAÇÃO CONJUNTO ENTRE A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E A CONTROLADORIA NO AMBIENTE ORGANIZACIONAL UMA ANÁLISE QUALITATIVA SOBRE A IMPORTÂNCIA DA ATUAÇÃO CONJUNTO ENTRE A TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E A CONTROLADORIA NO AMBIENTE ORGANIZACIONAL ANDRADE, Luís¹ Filipe Veri de VEGGIAN, Viviane¹ Amaro SCARPINELLI,

Leia mais

EDUCAÇÃO CORPORATIVA EM EAD: Benefícios da modalidade e-learning.

EDUCAÇÃO CORPORATIVA EM EAD: Benefícios da modalidade e-learning. EDUCAÇÃO CORPORATIVA EM EAD: Benefícios da modalidade e-learning. Autor(a): Gliner Dias Alencar Coautor(es): Joaquim Nogueira Ferraz Filho, Marcelo Ferreira de Lima, Lucas Correia de Andrade, Alessandra

Leia mais

TÍTULO: "COMUNICAÇÃO E CONTABILIDADE: A TECNOLOGIA NA ROTINA DO CONTADOR"

TÍTULO: COMUNICAÇÃO E CONTABILIDADE: A TECNOLOGIA NA ROTINA DO CONTADOR TÍTULO: "COMUNICAÇÃO E CONTABILIDADE: A TECNOLOGIA NA ROTINA DO CONTADOR" CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: CIÊNCIAS CONTÁBEIS INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DE RIO PRETO

Leia mais

Gestor-líder: processo dinâmico de criação, habilidade, competência para perceber das limitações do sistema e propor solução rápida;

Gestor-líder: processo dinâmico de criação, habilidade, competência para perceber das limitações do sistema e propor solução rápida; AV1 Estudo Dirigido da Disciplina CURSO: Administração Escolar DISCIPLINA: Gestão de Políticas Participativas ALUNO(A):Mª da Conceição V. da MATRÍCULA: Silva NÚCLEO REGIONAL:Recife DATA:17/09/2013 QUESTÃO

Leia mais

4. Tendências em Gestão de Pessoas

4. Tendências em Gestão de Pessoas 4. Tendências em Gestão de Pessoas Em 2012, Gerenciar Talentos continuará sendo uma das prioridades da maioria das empresas. Mudanças nas estratégias, necessidades de novas competências, pressões nos custos

Leia mais

Engª de Produção Prof.: Jesiel Brito. Sistemas Integrados de Produção ERP. Enterprise Resources Planning

Engª de Produção Prof.: Jesiel Brito. Sistemas Integrados de Produção ERP. Enterprise Resources Planning ERP Enterprise Resources Planning A Era da Informação - TI GRI Information Resource Management -Informação Modo organizado do conhecimento para ser usado na gestão das empresas. - Sistemas de informação

Leia mais

Gestão da informação na SDC: uma proposta de mudança tecnológica, motivação, comprometimento e trabalho coletivo.

Gestão da informação na SDC: uma proposta de mudança tecnológica, motivação, comprometimento e trabalho coletivo. UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE GABINETE DO REITOR SUPERINTENDÊNCIA DE DOCUMENTAÇÃO - SDC Gestão da informação na SDC: uma proposta de mudança tecnológica, motivação, comprometimento e trabalho coletivo.

Leia mais

ORGANIZAR O PRIMEIRO PASSO PARA O CONTROLE EMPRESARIAL

ORGANIZAR O PRIMEIRO PASSO PARA O CONTROLE EMPRESARIAL 1 ORGANIZAR O PRIMEIRO PASSO PARA O CONTROLE EMPRESARIAL ORGANIZATION THE FIRST STEP TO BUSINESS CONTROL Adriane C. Lopes * Elisiane Godoy* Emanuel O. Batista* Sheila C. M. Guilherme* Aparecida Vani Frasson

Leia mais

Processos Gerenciais

Processos Gerenciais UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA Projeto Integrado Multidisciplinar III e IV Processos Gerenciais Manual de orientações - PIM Curso Superior de Tecnologia em Processos Gerenciais. 1.

Leia mais

O PAPEL DO PSICÓLOGO NA GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS DAS ORGANIZAÇÕES

O PAPEL DO PSICÓLOGO NA GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS DAS ORGANIZAÇÕES O PAPEL DO PSICÓLOGO NA GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS DAS ORGANIZAÇÕES CHAVES, Natália Azenha Discente do Curso de Psicologia da Faculdade de Ciências da Saúde FASU/ACEG GARÇA/SP BRASIL e-mail: natalya_azenha@hotmail.com

Leia mais

Capítulo 1 Abordagem da localização da Gestão de Pessoas na estrutura organizacional da empresa

Capítulo 1 Abordagem da localização da Gestão de Pessoas na estrutura organizacional da empresa Capítulo 1 Abordagem da localização da Gestão de Pessoas na estrutura organizacional da empresa - Abordagem da localização da Gestão de Pessoas na estrutura organizacional da empresa A teoria clássica

Leia mais

SI- Sistemas de Informação. Professora: Mariana A. Fuini

SI- Sistemas de Informação. Professora: Mariana A. Fuini SI- Sistemas de Informação Professora: Mariana A. Fuini INTRODUÇÃO A informação é tudo na administração de uma organização. Mas para uma boa informação é necessário existir um conjunto de características

Leia mais

2.3. ORGANIZAÇÕES E GESTÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

2.3. ORGANIZAÇÕES E GESTÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 2.3. ORGANIZAÇÕES E GESTÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO As Empresas e os Sistemas Problemas locais - impacto no sistema total. Empresas como subsistemas de um sistema maior. Uma empresa excede a soma de

Leia mais

A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos

A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos A evolução da tecnologia da informação nos últimos 45 anos Denis Alcides Rezende Do processamento de dados a TI Na década de 1960, o tema tecnológico que rondava as organizações era o processamento de

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL

A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL Aldemar Dias de Almeida Filho Discente do 4º ano do Curso de Ciências Contábeis Faculdades Integradas de Três Lagoas AEMS Élica Cristina da

Leia mais

Pessoas e Negócios em Evolução

Pessoas e Negócios em Evolução Empresa: Atuamos desde 2001 nos diversos segmentos de Gestão de Pessoas, desenvolvendo serviços diferenciados para empresas privadas, associações e cooperativas. Prestamos serviços em mais de 40 cidades

Leia mais

Comunicação estratégica como diferencial competitivo para as organizações Um estudo sob a ótica de Administradores e Relações Públicas

Comunicação estratégica como diferencial competitivo para as organizações Um estudo sob a ótica de Administradores e Relações Públicas Comunicação estratégica como diferencial competitivo para as organizações Um estudo sob a ótica de Administradores e Relações Públicas Ana Carolina Trindade e-mail: carolinatrindade93@hotmail.com Karen

Leia mais

04/04/2014. Antes de 1940

04/04/2014. Antes de 1940 Prof. William Costa Rodrigues Eng. Agrônomo Um Sistema de Informação Gerenciais é um instrumento administrativo que contribui efetivamente para a otimização das comunicações e do processo decisório nas

Leia mais

A GESTÃO DE PESSOAS NA ÁREA DE FOMENTO MERCANTIL: UM ESTUDO DE CASO NA IGUANA FACTORING FOMENTO MERCANTIL LTDA

A GESTÃO DE PESSOAS NA ÁREA DE FOMENTO MERCANTIL: UM ESTUDO DE CASO NA IGUANA FACTORING FOMENTO MERCANTIL LTDA ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 A GESTÃO DE PESSOAS NA ÁREA DE FOMENTO MERCANTIL: UM ESTUDO DE CASO NA IGUANA FACTORING FOMENTO MERCANTIL

Leia mais

PESQUISA QUANTITATIVA e QUALITATIVA

PESQUISA QUANTITATIVA e QUALITATIVA universidade de Santa Cruz do Sul Faculdade de Serviço Social Pesquisa em Serviço Social I I PESQUISA QUANTITATIVA e QUALITATIVA BIBLIOGRAFIA: MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Técnicas de

Leia mais

Sejam Bem Vindos! Disciplina: Gestão de Pessoas 1 Prof. Patrício Vasconcelos. *Operários (1933) Tarsila do Amaral.

Sejam Bem Vindos! Disciplina: Gestão de Pessoas 1 Prof. Patrício Vasconcelos. *Operários (1933) Tarsila do Amaral. Sejam Bem Vindos! Disciplina: Gestão de Pessoas 1 Prof. Patrício Vasconcelos *Operários (1933) Tarsila do Amaral. A Função Administrativa RH É uma função administrativa compreendida por um conjunto de

Leia mais

Trilhas Técnicas SBSI - 2014

Trilhas Técnicas SBSI - 2014 brunoronha@gmail.com, germanofenner@gmail.com, albertosampaio@ufc.br Brito (2012), os escritórios de gerenciamento de projetos são importantes para o fomento de mudanças, bem como para a melhoria da eficiência

Leia mais

PARTE III Auditoria Conceitos Introdutórios

PARTE III Auditoria Conceitos Introdutórios FATERN Faculdade de Excelência Educacional do RN Coordenação Tecnológica de Redes e Sistemas Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet Auditoria em Sistemas de Informação Prof. Fabio Costa

Leia mais

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 PROSPERE NA NOVA ECONOMIA A SPEKTRUM SUPORTA A EXECUÇÃO DA SUA ESTRATÉGIA Para as empresas que buscam crescimento

Leia mais

A Importância do CRM nas Grandes Organizações Brasileiras

A Importância do CRM nas Grandes Organizações Brasileiras A Importância do CRM nas Grandes Organizações Brasileiras Por Marcelo Bandeira Leite Santos 13/07/2009 Resumo: Este artigo tem como tema o Customer Relationship Management (CRM) e sua importância como

Leia mais

O Papel Estratégico da Gestão de Pessoas para a Competitividade das Organizações

O Papel Estratégico da Gestão de Pessoas para a Competitividade das Organizações Projeto Saber Contábil O Papel Estratégico da Gestão de Pessoas para a Competitividade das Organizações Alessandra Mercante Programa Apresentar a relação da Gestão de pessoas com as estratégias organizacionais,

Leia mais

SGQ 22/10/2010. Sistema de Gestão da Qualidade. Gestão da Qualidade Qualquer atividade coordenada para dirigir e controlar uma organização para:

SGQ 22/10/2010. Sistema de Gestão da Qualidade. Gestão da Qualidade Qualquer atividade coordenada para dirigir e controlar uma organização para: PARTE 2 Sistema de Gestão da Qualidade SGQ Gestão da Qualidade Qualquer atividade coordenada para dirigir e controlar uma organização para: Possibilitar a melhoria de produtos/serviços Garantir a satisfação

Leia mais

Administração de CPD Chief Information Office

Administração de CPD Chief Information Office Administração de CPD Chief Information Office Cássio D. B. Pinheiro pinheiro.cassio@ig.com.br cassio.orgfree.com Objetivos Apresentar os principais conceitos e elementos relacionados ao profissional de

Leia mais

Uso dos computadores e a Tecnologia da informação nas empresas: uma visão geral e introdutória

Uso dos computadores e a Tecnologia da informação nas empresas: uma visão geral e introdutória Uso dos computadores e a Tecnologia da informação nas empresas: uma visão geral e introdutória Não há mais dúvidas de que para as funções da administração - planejamento, organização, liderança e controle

Leia mais

EIXO DE APRENDIZAGEM: CERTIFICAÇÃO E AUDITORIA Mês de Realização

EIXO DE APRENDIZAGEM: CERTIFICAÇÃO E AUDITORIA Mês de Realização S QUE VOCÊ ENCONTRA NO INAED Como instituição que se posiciona em seu mercado de atuação na condição de provedora de soluções em gestão empresarial, o INAED disponibiliza para o mercado cursos abertos,

Leia mais

Universidade de Brasília Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação Departamento de Ciência da

Universidade de Brasília Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação Departamento de Ciência da Universidade de Brasília Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação Departamento de Ciência da Informação e Documentação Disciplina: Planejamento e Gestão

Leia mais

Elétrica montagem e manutenção ltda. AVALIAÇÃO DE COLABORADORES

Elétrica montagem e manutenção ltda. AVALIAÇÃO DE COLABORADORES AVALIAÇÃO DE COLABORADORES RESUMO A preocupação com o desempenho dos colaboradores é um dos fatores que faz parte do dia-a-dia da nossa empresas. A avaliação de desempenho está se tornando parte atuante

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 4031 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA PROCESSO DE SELEÇÃO - EDITAL Nº

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 4031 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA PROCESSO DE SELEÇÃO - EDITAL Nº Impresso por: RAFAEL DE SOUZA RODRIGUES DOS SANTOS Data da impressão: 10/08/015-14:4:5 SIGOEI - Sistema de Informações Gerenciais da OEI TERMO DE REFERÊNCIA Nº 401 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA PROCESSO

Leia mais

Módulo 4.Estruturas Organizacionais

Módulo 4.Estruturas Organizacionais Módulo 4.Estruturas Organizacionais Como vimos anteriormente, a Abordagem Contingencial afirma que a forma de atuar da organização deve levar em conta o ambiente onde está inserida. Sua estrutura, igualmente,

Leia mais

Quanto aos meios, trata-se de uma pesquisa bibliográfica, documental, telematizada e pesquisa de campo, conforme descrito abaixo:

Quanto aos meios, trata-se de uma pesquisa bibliográfica, documental, telematizada e pesquisa de campo, conforme descrito abaixo: 3 METODOLOGIA Apresenta-se a seguir a descrição da metodologia utilizada neste trabalho com o objetivo de expor os caminhos que foram percorridos não só no levantamento dos dados do estudo como também

Leia mais

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE Modelo de Otimização de SAM Controle, otimize, cresça Em um mercado internacional em constante mudança, as empresas buscam oportunidades de ganhar vantagem competitiva

Leia mais

I. A empresa de pesquisa de executivos deve lhe fornecer uma avaliação precisa e cândida das suas capacidades para realizar sua pesquisa.

I. A empresa de pesquisa de executivos deve lhe fornecer uma avaliação precisa e cândida das suas capacidades para realizar sua pesquisa. DIREITO DOS CLIENTES O que esperar de sua empresa de Executive Search Uma pesquisa de executivos envolve um processo complexo que requer um investimento substancial do seu tempo e recursos. Quando você

Leia mais

Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2

Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2 Visão Geral sobre Gestão de Projetos e Iniciação de Projetos Aula 2 Miriam Regina Xavier de Barros, PMP mxbarros@uol.com.br Agenda Bibliografia e Avaliação 1. Visão Geral sobre o PMI e o PMBOK 2. Introdução

Leia mais

INTRODUÇÃO À GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Adriana Beal, Eng. MBA Maio de 2001

INTRODUÇÃO À GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Adriana Beal, Eng. MBA Maio de 2001 INTRODUÇÃO À GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, Eng. MBA Maio de 2001 Apresentação Existe um consenso entre especialistas das mais diversas áreas de que as organizações bem-sucedidas no século XXI serão

Leia mais

ROBSON FUMIO FUJII GOVERNANÇA DE TIC: UM ESTUDO SOBRE OS FRAMEWORKS ITIL E COBIT

ROBSON FUMIO FUJII GOVERNANÇA DE TIC: UM ESTUDO SOBRE OS FRAMEWORKS ITIL E COBIT ROBSON FUMIO FUJII GOVERNANÇA DE TIC: UM ESTUDO SOBRE OS FRAMEWORKS ITIL E COBIT LONDRINA - PR 2015 ROBSON FUMIO FUJII GOVERNANÇA DE TIC: UM ESTUDO SOBRE OS FRAMEWORKS ITIL E COBIT Trabalho de Conclusão

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Osmar Mendes 1 Gilberto Raiser 2 RESUMO Elaborar uma proposta de planejamento estratégico é uma forma de criar um bom diferencial competitivo, pois apresenta para a organização

Leia mais

Implementação de estratégias

Implementação de estratégias Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Etapa 4 Etapa 5 Disciplina Gestão Estratégica e Serviços 7º Período Administração 2013/2 Implementação de estratégias Agenda: Implementação de Estratégias Visão Corporativa sobre

Leia mais

REDUÇÃO DE INCIDENTES DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO COMO MEIO DE COMBATE A FUGA DE INFORMAÇÔES ORGANIZACIONAIS

REDUÇÃO DE INCIDENTES DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO COMO MEIO DE COMBATE A FUGA DE INFORMAÇÔES ORGANIZACIONAIS REDUÇÃO DE INCIDENTES DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO COMO MEIO DE COMBATE A FUGA DE INFORMAÇÔES ORGANIZACIONAIS Autor(a): Tatiene Rochelle Santana Melo Coautor(es): Gliner Dias Alencar INTRODUÇÃO Com o aumento

Leia mais

FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FEA USP ARTIGO

FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FEA USP ARTIGO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FEA USP ARTIGO COMO AS MUDANÇAS NAS ORGANIZAÇÕES ESTÃO IMPACTANDO A ÁREA DE RECURSOS HUMANOS Paola Moreno Giglioti Administração

Leia mais

GESTÃO DE DESEMPENHO. Prof. WAGNER RABELLO JR. Conceito de desempenho. Níveis de desempenho. O di?

GESTÃO DE DESEMPENHO. Prof. WAGNER RABELLO JR. Conceito de desempenho. Níveis de desempenho. O di? GESTÃO DE DESEMPENHO Prof. WAGNER RABELLO JR Conceito de desempenho Níveis de desempenho O di? O que medir? Resultados Desempenho Competências Fatores críticos de desempenho 1 Segundo Chiavenato, existem

Leia mais

1 Introdução. 1.1. Considerações finais

1 Introdução. 1.1. Considerações finais 11 1 Introdução 1.1. Considerações finais O presente trabalho tem por finalidade analisar a área de TI de uma empresa que se estrutura por meio de projetos, dando ênfase nos modelos motivacionais que são

Leia mais

Módulo 07 Gestão de Conhecimento

Módulo 07 Gestão de Conhecimento Módulo 07 Gestão de Conhecimento Por ser uma disciplina considerada nova dentro do campo da administração, a gestão de conhecimento ainda hoje tem várias definições e percepções, como mostro a seguir:

Leia mais

AUDITORIA INTERNA DA ATLAS

AUDITORIA INTERNA DA ATLAS AUDITORIA INTERNA DA ATLAS A auditoria interna serve à administração como meio de identificação de que todos os processos internos e políticas definido pela ATLAS, assim como sistemas contábeis e de controle

Leia mais

Classificação dos Sistemas de Informação

Classificação dos Sistemas de Informação Sistemas de Informação Classificação dos Sistemas de Informação O que veremos? Estaremos examinando o tipo de sistema de informação Gerencial. Veremos também, outras classificações dos sistemas de informação.

Leia mais

ASSUNTO DO MATERIAL DIDÁTICO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E AS DECISÕES GERENCIAIS NA ERA DA INTERNET

ASSUNTO DO MATERIAL DIDÁTICO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E AS DECISÕES GERENCIAIS NA ERA DA INTERNET AULA 05 ASSUNTO DO MATERIAL DIDÁTICO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E AS DECISÕES GERENCIAIS NA ERA DA INTERNET JAMES A. O BRIEN MÓDULO 01 Páginas 26 à 30 1 AULA 05 DESAFIOS GERENCIAIS DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Leia mais

EXPERIÊNCIA DE USO DE ARQUITETURA CORPORATIVA NO PROJETO DE RES

EXPERIÊNCIA DE USO DE ARQUITETURA CORPORATIVA NO PROJETO DE RES EXPERIÊNCIA DE USO DE ARQUITETURA CORPORATIVA NO PROJETO DE RES Rigoleta Dutra Mediano Dias 1, Lívia Aparecida de Oliveira Souza 2 1, 2 CASNAV, MARINHA DO BRASIL, MINISTÉRIO DA DEFESA, BRASIL Resumo: Este

Leia mais

Sistema de Informação Gerencial SIG

Sistema de Informação Gerencial SIG Sistema de Informação Gerencial SIG O SIG abrange a empresa Estratégico Tático Operacional Conceitos Básicos: DADO: Qualquer elemento identificado em sua forma bruta que, por si só, não conduz a compensação

Leia mais

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI

Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos práticas do PMI Planejamento do Gerenciamento das Comunicações (10) e das Partes Interessadas (13) PLANEJAMENTO 2 PLANEJAMENTO Sem 1 Sem 2 Sem 3 Sem 4 Sem 5 ABRIL

Leia mais

1. Introdução. 1.1 Apresentação

1. Introdução. 1.1 Apresentação 1. Introdução 1.1 Apresentação Empresas que têm o objetivo de melhorar sua posição competitiva diante do mercado e, por consequência tornar-se cada vez mais rentável, necessitam ter uma preocupação contínua

Leia mais

Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini E-mail: prof.andre.luis.belini@gmail.com /

Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini E-mail: prof.andre.luis.belini@gmail.com / Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini E-mail: prof.andre.luis.belini@gmail.com / andre.belini@ifsp.edu.br MATÉRIA: INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO Aula N : 09 Tema:

Leia mais

Metodologia de Gerenciamento de Projetos da Justiça Federal

Metodologia de Gerenciamento de Projetos da Justiça Federal Metodologia de Gerenciamento de Projetos da Justiça Federal Histórico de Revisões Data Versão Descrição 30/04/2010 1.0 Versão Inicial 2 Sumário 1. Introdução... 5 2. Público-alvo... 5 3. Conceitos básicos...

Leia mais

e-business Novas Tendências Tecnologias da Informação com aplicabilidade ao RH

e-business Novas Tendências Tecnologias da Informação com aplicabilidade ao RH Tecnologias da Informação com aplicabilidade ao RH e-rh / Recursos Humanos Virtual Novas Tendências Como já foi visto com o advento da globalização e do crescimento da tecnologia e a difusão da Internet,

Leia mais

CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO

CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM ECOTURISMO Objetivo: O Curso tem por objetivo capacitar profissionais, tendo em vista a carência de pessoas qualificadas na área do ecoturismo, para atender,

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA

UNIVERSIDADE PAULISTA UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA Projeto Integrado Multidisciplinar III e IV Marketing Manual de orientações - PIM Curso Superior de Tecnologia em Marketing. 1. Introdução Os Projetos

Leia mais

PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL: um relato de experiência de dois estagiários de psicologia

PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL: um relato de experiência de dois estagiários de psicologia PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL: um relato de experiência de dois estagiários de psicologia MESQUITA NETO, Rui 1 DIAS, Vanessa Aparecida 2 NUNES, Ruth Vieira 3 RESUMO A organização depende das pessoas para atingir

Leia mais

WORKER SISTEMA COMERCIAL PARA COMÉRCIO VAREJISTA E PRESTADORES DE SERVIÇO

WORKER SISTEMA COMERCIAL PARA COMÉRCIO VAREJISTA E PRESTADORES DE SERVIÇO WORKER SISTEMA COMERCIAL PARA COMÉRCIO VAREJISTA E PRESTADORES DE SERVIÇO VILAS BOAS, M. A. A. 1 ; GOMES, E. Y. 2 1- Graduando em Sistemas de Informação na FAP - Faculdade de Apucarana 2- Docente do Curso

Leia mais

Gerenciamento de Incidentes

Gerenciamento de Incidentes Gerenciamento de Incidentes Os usuários do negócio ou os usuários finais solicitam os serviços de Tecnologia da Informação para melhorar a eficiência dos seus próprios processos de negócio, de forma que

Leia mais

Estratégias de Pesquisa

Estratégias de Pesquisa Estratégias de Pesquisa Ricardo de Almeida Falbo Metodologia de Pesquisa Departamento de Informática Universidade Federal do Espírito Santo Agenda Survey Design e Criação Estudo de Caso Pesquisa Ação Experimento

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO PARTICIPATIVA (GESTÃO PARTICIPATIVA)

ADMINISTRAÇÃO PARTICIPATIVA (GESTÃO PARTICIPATIVA) ADMINISTRAÇÃO PARTICIPATIVA (GESTÃO PARTICIPATIVA) A administração participativa é uma filosofia ou política de administração de pessoas, que valoriza sua capacidade de tomar decisões e resolver problemas,

Leia mais

Gestão do Conhecimento A Chave para o Sucesso Empresarial. José Renato Sátiro Santiago Jr.

Gestão do Conhecimento A Chave para o Sucesso Empresarial. José Renato Sátiro Santiago Jr. A Chave para o Sucesso Empresarial José Renato Sátiro Santiago Jr. Capítulo 1 O Novo Cenário Corporativo O cenário organizacional, sem dúvida alguma, sofreu muitas alterações nos últimos anos. Estas mudanças

Leia mais

Programa de Capacitação em Gestão da Responsabilidade Social Empresarial e Desenvolvimento PETROBRÁS

Programa de Capacitação em Gestão da Responsabilidade Social Empresarial e Desenvolvimento PETROBRÁS Programa de Capacitação em Gestão da Responsabilidade Social Empresarial e Desenvolvimento PETROBRÁS OFICINA 2 Professora: Izabel Portela izabel@institutoiris.org.br Novembro - 2007 1 M A R K E T I N G

Leia mais

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS - FAN CEUNSP SALTO /SP CURSO DE TECNOLOGIA EM MARKETING TRABALHO INTERDISCIPLINAR

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS - FAN CEUNSP SALTO /SP CURSO DE TECNOLOGIA EM MARKETING TRABALHO INTERDISCIPLINAR APRESENTAÇÃO DO TI O Trabalho Interdisciplinar é um projeto desenvolvido ao longo dos dois primeiros bimestres do curso. Os alunos tem a oportunidade de visualizar a unidade da estrutura curricular do

Leia mais

Rotinas Adminisrativas DESENVOLVIMENTO DE CARREIRAS

Rotinas Adminisrativas DESENVOLVIMENTO DE CARREIRAS Rotinas Adminisrativas DESENVOLVIMENTO DE CARREIRAS DESENVOLVIMENTO DE CARREIRAS Carreira: É uma sucessão de cargos ocupados por uma pessoa ao longo de sua vida profissional. Este desenvolvimento é alcançado

Leia mais

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010 APLICAÇÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NA COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL (Estudo de Caso: Rede Eletrosom Ltda em Pires do Rio - GO) MÁRCIO FERNANDES 1, DÉBORA DE AMORIM VIEIRA 2, JOSIANE SILVÉRIA CALAÇA MATOS

Leia mais

Estratégias para avaliação da segurança da computação em nuvens

Estratégias para avaliação da segurança da computação em nuvens Academia de Tecnologia da IBM White paper de liderança de pensamento Novembro de 2010 Estratégias para avaliação da segurança da computação em nuvens 2 Proteção da nuvem: do desenvolvimento da estratégia

Leia mais

FIGURA 1: Capacidade de processos e maturidade Fonte: McCormack et al., 2003, 47p. Maturidade SCM Foco SCM. Inter-organizacional. Alta.

FIGURA 1: Capacidade de processos e maturidade Fonte: McCormack et al., 2003, 47p. Maturidade SCM Foco SCM. Inter-organizacional. Alta. Pesquisa IMAM/CEPEAD descreve os níveis de maturidade dos logísticos de empresas associadas Marcos Paulo Valadares de Oliveira e Dr. Marcelo Bronzo Ladeira O Grupo IMAM, em conjunto com o Centro de Pós-Graduação

Leia mais

METAS E INDICADORES COMO DEFINIR OS INDICADORES?

METAS E INDICADORES COMO DEFINIR OS INDICADORES? METAS E INDICADORES COMO DEFINIR OS INDICADORES? Os indicadores permitem avaliação do desempenho da instituição, segundo três aspectos relevantes: controle, comunicação e melhoria. (MARTINS & MARINI, 2010,

Leia mais

Para a citação deste material como referência, favor seguir conforme abaixo:

Para a citação deste material como referência, favor seguir conforme abaixo: Para a citação deste material como referência, favor seguir conforme abaixo: ALVARELI, Luciani Vieira Gomes. Novo roteiro para elaboração do projeto de trabalho de graduação. Cruzeiro: Centro Paula Souza,

Leia mais

TECNOLOGIA E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA POSTO DOURADÃO LTDA RESUMO

TECNOLOGIA E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA POSTO DOURADÃO LTDA RESUMO TECNOLOGIA E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA POSTO DOURADÃO LTDA Hewerton Luis P. Santiago 1 Matheus Rabelo Costa 2 RESUMO Com o constante avanço tecnológico que vem ocorrendo nessa

Leia mais

A. Conceito de Trade Marketing, responsabilidades, atividades, amplitude de atuação e limites

A. Conceito de Trade Marketing, responsabilidades, atividades, amplitude de atuação e limites 5 Conclusão Trade Marketing é um termo conhecido por grande parte dos profissionais das áreas comercial e de marketing, principalmente entre as indústrias de bens de consumo. Muitas empresas já incluíram

Leia mais

A importância do PDTI na implantação da Governança de TI nas Prefeituras Brasileiras

A importância do PDTI na implantação da Governança de TI nas Prefeituras Brasileiras A importância do PDTI na implantação da Governança de TI nas Prefeituras Brasileiras Hugo Queiroz Abonizio 1, Rodolfo Miranda de Barros 1 1 Departamento de Computação Universidade Estadual de Londrina

Leia mais

Teoria Geral de Sistemas. Késsia R. C. Marchi

Teoria Geral de Sistemas. Késsia R. C. Marchi Teoria Geral de Sistemas Késsia R. C. Marchi Informação e Sistema Abordagem Sistêmica As pessoas empregam a palavra sistema em muitas situações cotidianas, por exemplo: O sistema eletrônico de votação...

Leia mais

ERP é um sistema de gestão empresarial que gerencia as informações relativas aos processos operacionais, administrativos e gerenciais das empresas.

ERP é um sistema de gestão empresarial que gerencia as informações relativas aos processos operacionais, administrativos e gerenciais das empresas. Introdução Sistemas de Informação é a expressão utilizada para descrever um Sistema seja ele automatizado (que pode ser denominado como Sistema Informacional Computadorizado), ou seja manual, que abrange

Leia mais

Sistemas de informação Gerencial

Sistemas de informação Gerencial + Sistemas de informação Gerencial Referência: LAUDON, K. C.; LAUDON, J. P. Sistemas de información gerencial. 12. ed. México: Pearson Educación, 2012. + Componentes de um sistema de informações n (LAUDON;LAUDON,

Leia mais

PROCESSO DE ORGANIZAÇÃO

PROCESSO DE ORGANIZAÇÃO INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO AULA 12 PROCESSO DE ORGANIZAÇÃO OBJETIVOS: Explicar os princípios e as etapas do processo de organizar. Definir responsabilidade e autoridade e suas implicações especialização,

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING CENÁRIO E TENDÊNCIAS DOS NEGÓCIOS 8 h As mudanças do mundo econômico e as tendências da sociedade contemporânea.

Leia mais

PARTE IV Consolidação do Profissional como Consultor. Técnicas de Consultoria Prof. Fabio Costa Ferrer, M.Sc.

PARTE IV Consolidação do Profissional como Consultor. Técnicas de Consultoria Prof. Fabio Costa Ferrer, M.Sc. FATERN Faculdade de Excelência Educacional do RN Coordenação Tecnológica de Redes e Sistemas Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet Técnicas de Consultoria Prof. Fabio Costa Ferrer, M.Sc.

Leia mais

UM CAMINHAR DA ADMINISTRAÇÃO E O DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS: LIDERANÇA, MOTIVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES.

UM CAMINHAR DA ADMINISTRAÇÃO E O DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS: LIDERANÇA, MOTIVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES. UM CAMINHAR DA ADMINISTRAÇÃO E O DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS: LIDERANÇA, MOTIVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES. Eder Gomes da Silva 1 Resumo: O presente artigo trazer um estudo teórico buscando adquirir

Leia mais

MATRIZ SWOT VANTAGENS DE SUA UTILIZAÇÃO NO COMÉRCIO VAREJISTA

MATRIZ SWOT VANTAGENS DE SUA UTILIZAÇÃO NO COMÉRCIO VAREJISTA MATRIZ SWOT VANTAGENS DE SUA UTILIZAÇÃO NO COMÉRCIO VAREJISTA Daniela Vaz Munhê 1 Jenifer Oliveira Custódio Camara 1 Luana Stefani 1 Murilo Henrique de Paula 1 Claudinei Novelli 2 Cátia Roberta Guillardi

Leia mais

ENGENHARIA DE SOFTWARE I

ENGENHARIA DE SOFTWARE I ENGENHARIA DE SOFTWARE I Prof. Cássio Huggentobler de Costa [cassio.costa@ulbra.br] Twitter: www.twitter.com/cassiocosta_ Agenda da Aula (002) Metodologias de Desenvolvimento de Softwares Métodos Ágeis

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA

UNIVERSIDADE PAULISTA UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA Projeto Integrado Multidisciplinar III e IV Recursos Humanos Manual de orientações - PIM Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos 1.

Leia mais

ESTÁGIO DE NIVELAMENTO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS MACROPROCESSO DE GESTÃO DO PORTFÓLIO

ESTÁGIO DE NIVELAMENTO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS MACROPROCESSO DE GESTÃO DO PORTFÓLIO ESTÁGIO DE NIVELAMENTO DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS MACROPROCESSO DE GESTÃO DO PORTFÓLIO 05.11.2015 SUMÁRIO INTRODUÇÃO DEFINIÇÃO DE PORTFÓLIO CENÁRIO NEGATIVO DOS PORTFÓLIOS NAS ORGANIZAÇÕES GOVERNANÇA

Leia mais

SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO EMPRESARIAL E A ADMINISTRAÇÃO DE PATRIMÔNIO ALUNO: SALOMÃO DOS SANTOS NUNES MATRÍCULA: 19930057

SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO EMPRESARIAL E A ADMINISTRAÇÃO DE PATRIMÔNIO ALUNO: SALOMÃO DOS SANTOS NUNES MATRÍCULA: 19930057 INTRODUÇÃO SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO EMPRESARIAL E A ADMINISTRAÇÃO DE PATRIMÔNIO ALUNO: SALOMÃO DOS SANTOS NUNES MATRÍCULA: 19930057 Há algum tempo, podemos observar diversas mudanças nas organizações,

Leia mais

Aula 09 - Remuneração por competências: uma alavanca para o capital intelectual

Aula 09 - Remuneração por competências: uma alavanca para o capital intelectual Aula 09 - Remuneração por competências: uma alavanca para o capital intelectual Objetivos da aula: Estudar a remuneração por habilidades; Sistematizar habilidades e contrato de desenvolvimento contínuo.

Leia mais