MICHELI APARECIDA REZINI FERRAMENTA OLAP APLICADA NO SETOR FINANCEIRO NA EMPRESA XYZ TÊXTIL LTDA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MICHELI APARECIDA REZINI FERRAMENTA OLAP APLICADA NO SETOR FINANCEIRO NA EMPRESA XYZ TÊXTIL LTDA"

Transcrição

1 MICHELI APARECIDA REZINI FERRAMENTA OLAP APLICADA NO SETOR FINANCEIRO NA EMPRESA XYZ TÊXTIL LTDA Trabalho de Curso elaborado como requisito final para a aprovação na disciplina de Trabalho de Curso de Administração da Associação Educacional do Vale do Itajaí - Mirim ASSEVIM. Área de Concentração: Finanças Orientador de Conteúdo e Metodologia: Prof. MSc. Fernando Ornelas Brusque 2009

2 5 APRESENTAÇÃO E INTERPRETAÇÃO DOS DADOS Neste capítulo é relatado o estudo de caso que culminaram com a implantação de uma ferramenta OLAP para melhorar o sistema de análise financeira da empresa XYZ Têxtil Ltda. Está incluído também, um comparativo das ferramentas OLAP analisadas, baseado nos requisitos que a própria empresa impôs. Além disto, são demonstradas algumas características da ferramenta escolhida, bem como o cubo financeiro gerado pela mesma. No estudo de caso, a ferramenta OLAP adotada será a Podium BI da empresa Asten Tecnologia da Informação. Os próximos capítulos possuem as características, recursos e comparações com outras ferramentas. Além disso, identificam porque a ferramenta Podium BI foi à escolhida dentre outras, para responder as questões gerenciais feitas pelos executivos da empresa. O mundo dos negócios está crescendo a passos largos, às vezes exponencialmente. Em conseqüência disso, os executivos da XYZ Têxtil ltda., que trabalham com informação enfrentam muitos desafios. Os clientes esperam que o serviço seja excelente, os negócios terceirizam funções secundárias e o mercado exige um grande desempenho. Resumindo, espera-se que as pessoas que trabalham com conhecimento façam muito com poucos recursos. As ferramentas que essas pessoas usam para análise são críticas e devem ser flexíveis e adaptáveis em um clima de constantes mudanças nos negócios. 5.1 Infra estrutura do setor de TI Atualmente o setor de informática é composto por quatro funcionários, temos um supervisor, dois programadores e um analista de suporte, cumprindo as tarefas de programação, análise, desenvolvimento de projetos e principalmente suporte técnico a todos os usuários da empresa nas mais diversas áreas. Além disso, possui uma sala específica que abriga vários servidores de sistemas que executam centenas de tarefas, entre elas: gerenciamento de , gerenciamento de banco de dados, firewall, gerenciamento de rede, balanceamento

3 de cargas entre servidores, etc. O servidor principal, no qual reside o sistema ERP da Consistem, está na arquitetura Blade (HP). Essa arquitetura permite plugar lâminas de servidores, garantindo uma maior escalabilidade para a empresa e o setor de TI. Além dos servidores o setor dispõe de vários ativos de rede como: switch, conversores fibra, no-break, etc. Todos esses equipamentos são responsáveis por disponibilizar e manter a rede da empresa operante. Como plano de contingência e continuidade, a empresa possui uma política de backup que garante a recuperação da informação em caso de catástrofe. O equipamento responsável pelo backup é uma library de 28 fitas LTO 4. Todas as informações da empresa estão armazenadas em um Storage com capacidade acima de 2 TB (terabytes). Esse Storage é da marca HP e possui disponibilidade de 99,99%. Além disso, possui redundância de controladora e de discos, fazendo com que seja quase impossível ocorrer falhas e interrupções para a empresa. O setor de TI terá uma participação estratégica na execução do projeto OLAP que será apresentando nesse trabalho de conclusão de curso, pois irá construir os SQLs que serão inclusos na ferramenta de Podium BI. 5.2 Situação atual Atualmente a empresa utiliza Caché 4.0 como banco de dados. O seu ERP é da Consistem Informática Ltda. São cerca de 250 usuários conectados simultaneamente acessando e gerando informações. O ERP Consistem suporta as atividades operacionais da empresa, porém é muito limitado em consultas e relatórios, fazendo com que os gestores percam muito tempo analisando as informações. Além disso, seus relatórios são engessados e em função de constantes alterações das necessidades, ficam dependentes da área de Tecnologia da Informação ou subordinados. O setor financeiro é sem dúvidas, um dos maiores prejudicados com a ausência de informações gerenciais. Além de não conseguir compreender o seu

4 negócio, sofre por não ter flexibilidade e agilidade durante todo o processo de tomada de decisão. Abaixo destacamos algumas deficiências encontradas: Consultas e relatórios engessados Falta de padronização nas informações Lentidão na geração de relatórios complexos Diferentes tipos de relatórios, gerando valores divergentes Impossibilidade da detecção de desvios ou ineficiências Impossibilidade da exportação dos relatórios para Word, Excel e PDF Impossibilidade de elaboração de gráficos Impossibilidade de realizar filtros complexos Destacamos a seguir algumas telas do sistema de contas à pagar e receber, comprovando a sua ineficiência durante as análises. Nesta tela somente é possível filtrar um cliente por vez. Além disso, o sistema não exportar as informações (figura 3). Figura 3: Modelo Do Sistema De Títulos Em Aberto Por Cliente Fonte: AMC Têxtil Ltda Na tela a seguir é possível filtrar todas as categorias, porém é obrigatório informar um período. Além disso, não é possível ordenar nenhuma das colunas (figura 4)

5 Figura 4: Modelo Sistema de Documentos em Aberto por Período Na figura 5 vemos tela onde somente é possível visualizar um documento por vez. Além disso, a tela é engessada e não há outra forma de visualização. Figura 5: Modelo Sistema Documentos Pagos por Fornecedor

6 Na figura 6 podemos notar que é possível filtrar um período, porém as informações são detalhas a nível de título, dificultando a análise analítica. Figura 6: Modelo Sistema Pagamentos por Conta/Fluxo de Caixa Praticamente todas as telas do ERP Consistem (módulo financeiro) são engessadas, ou seja, somente é possível visualizar o formato do relatório definido pelo próprio fabricante. Além disso, não oferece nenhuma flexibilidade nem rapidez durante o processo de análise, o que acaba prejudicando todo o processo decisório dos gestores financeiros. Diante dessa deficiência, a empresa sente necessidade de uma ferramenta que consiga dar maior flexibilidade e rapidez atendendo as diversas necessidades dos gestores no processo de tomada de decisão. Com a tecnologia OLAP será possível gerar os cubos financeiros, lendo a tabela de posição do contas à pagar e receber, elaborando relacionamento com outras tabelas, a fim de conseguir disponibilizar todas as dimensões e fatos necessários para a sua geração. Serão disponibilizadas informações a partir de Janeiro/2008, totalizando cerca de registros que serão armazenados no cubo de forma multidimensional.

7 Sendo assim, a OLAP é a tecnologia mais adequada, pois possibilita aos usuários estudar os dados de maneira multidimensional, de modo que os mesmos possam perfurar os dados até os seus detalhes (função comumente chamada de drill-down ), ou ainda ver porções sumarizadas desses dados (função slice-anddice), do ponto de vista que desejarem, enquanto perseguem as respostas que procuram. Assim essa função permite que o usuário veja os dados de várias e diferentes perspectivas, e a numerosos níveis de detalhe ou agregação (figura 7) Figura 7 Tecnologia OLAP Fonte: Asten TI 5.3 Requisitos da empresa em relação à ferramenta OLAP A empresa estudada elaborou alguns requisitos que serão levadas em consideração para a seleção das ferramentas candidatas a serem comparadas. Os requisitos para a seleção das ferramentas foram: flexibilidade e rapidez; interface amigável; a não utilização de um Data Warehose; a não utilização de um servidor OLAP; possibilitar a compra de apenas uma licença; a implantação deve iniciar no máximo após 30 dias da aquisição da ferramenta; o retorno de investimento deve ser imediato; possibilitar a leitura do cubo on-line e off-line; possibilitar a extração de dados de diversas fontes de dados; possibilita a criação de cálculos, médias, somas cumulativas, comparações entre períodos, cálculos estatísticos e financeiros;

8 possibilitar a exportação das informações do cubo para Word, Excel e Internet (HTML); ser uma ferramenta aprovada, reconhecida e utilizada no mercado. 5.4 Situação proposta Uma solução bem desenvolvida aborda as necessidades atuais dos executivos, fornecendo benefícios imediatos. Além disso, leva em consideração situações futura, fornecendo benefícios futuros. Os benefícios futuros que uma solução pode oferecer são chamados de flexibilidade. Quanto mais flexível for a solução, maiores serão seus possíveis benefícios. Sendo assim, espera-se que a empresa consiga ter maior flexibilidade das informações analisadas através dos cubos financeiros que serão gerados pela ferramenta escolhida. Além disso, espera-se que a ferramenta transmite visões informativas personalizadas, relevantes e entreguem recursos de consulta, relatório e análise que vão além dos recursos de relatório padrão de sistemas baseado em transações, ou seja, melhore potencialmente a compreensão do negócio para a tomada de boas decisões de maneira rápida. Desta forma, são esperados os seguintes recursos e resultados: Recursos: Flexibilidade das análises: infinita possibilidade de combinações de dados para análise; Filtros: onde seleciona-se apenas o universo que se deseja considerar na análise; Condensamento e expansão (drill-down/up): visando a facilidade de visualização, as linhas podem ser condensadas e expandidas, a fim de chegar no maior detalhe possível da informação; Elaboração de gráficos: facilidade em gerar gráficos com dinamismo para personalizações dos tipos de gráficos; Organização de Análises: após montar o tipo de análise desejada, o executivo poderá salvar tudo o que foi feito (lay-out), incluindo seleções, filtros, gráficos, possibilitando o acompanhamento daquela análise, dinamicamente, isto é, com informações atualizadas no decorrer do tempo;

9 Compatibilidade: os dados podem perfeitamente serem exportados para o MS Excel, Word ou Internet (HTML). Resultados: Melhoria na tomada de decisões, propiciando análises precisas e rápidas, com menor esforço e maior flexibilidade; Utilização e reutilização das informações em cenários diferentes; Extinção de acúmulo de diferentes tipos de relatórios departamentais, gerando sérios problemas de manutenção; Descoberta de tendências e fatos relevantes; Aumento do nível de motivação dos executivos; Aumento na competitividade da empresa perante os seus concorrentes. 5.5 Ferramentas candidatas Para definir as ferramentas candidatas, foram levadas em consideração as premissas impostas pela própria empresa. Dentro desde cenário, foram selecionadas para comparação, três ferramentas: Podium BI da empresa ASTEN Tecnologia da Informação; Tableau 5.0 da empresa Tableau Software Pentaho BI Suite da empresa Pentaho. As três ferramentas trabalham com o conceito Desktop OLAP, ou seja, para a geração do arquivo que conterá os dados multidimensionais (cubo), é levado em conta o processador da máquina e a memória RAM. Sendo assim, quanto maior for o processamento local da máquina, mais rapidamente o cubo será gerado. Além disso, as ferramentas candidatas, trabalham sem a utilização do Data Warehouse, ou seja, as informações transacionais (OLTP) são transformadas automaticamente em informações multidimensionais (OLAP), como demonstra a figura 8.

10 Figura 8 - Processamento das Ferramentas OLAP Fonte: Asten TI Comparativos das ferramentas candidatas A titulo de comparação, como demonstra o quadro 4, foram realizadas em um computador com processador Pentium Dual Core 2.66 com 2,00 GB de memória RAM. Como fonte de extração de dados, foi utilizado o BDE (Borland Database Engine) versão 5.02, acessando informações transacionais do nosso ERP que utiliza Caché como banco de dados. Os testes foram realizando em um dia normal de trabalho, com várias transações ocorrendo simultaneamente. Características Podium BI Tableau Pentaho BI Suite Fornecedor: Asten TI Tableau Software Pentaho URL: re.com Versão: Preço por site ou por usuário: Site Site Site Necessita servidor OLAP: Não Não Não Necessita de Data Warehouse: Não Não Não Extrai dados de diversas fontes: (BDE, OLE DB, XML, Excel, CSV, (ADO, BDE e OLE DB) (ADO, BDE e OLE DB) entre outros) Tempo para gerar o cubo 4 min. 13 min. 15 min. financeiro: Tamanho do cubo gerado: 8 Mb 15 Mb 18 Mb Taxa de compactação do cubo 99% 57% 53% gerado: Tempo para abrir o cubo gerado 3 seg. 12 seg. 16 seg. localmente: Tempo para abrir o cubo gerado, remotamente (via FTP - ADSL de 300 Kb) 4 min. Não conseguiu abrir. 20 min.

11 Reposta para fatiar dados: Rápida Razoável Lenta Tempo para filtrar valores de Rápida Razoável Razoável dimensões: Permite criação de algoritmos de Não Não agregação dinamicamente: Permite criação de fórmulas Não dinamicamente: Permite a utilização de funções: Não Não Permite mais de uma visão dentro Não Não do próprio cubo: Permite a criação de gráficos dentro do próprio cubo: Permite alterar os dados do cubo: Não Não Não Permite exportar para Word, Excel e HTML Permite suporte multiusuário Permite a impressão da visualização do cubo: Interface amigável: Idioma da Ferramenta: Português Português Português Tecnologia utilizada: ActiveX/Win32/.NET Java Win32 Número limite de fatos: 64 Não informado Não informado Número limite de dimensões: 127 Não informado Não informado Resultado Final: Quadro 4 Comparativo entre as ferramentas Fonte: Asten TI Abaixo destacamos os detalhes técnicos do Podium BI, fornecidos pela Asten Tecnologia da Informação, que foi a ferramenta que mais se destacou. Sistemas operacionais compatíveis: Arquitetura: Plataforma: Compatível com windows terminal server: Banco de dados do repositório: Engines de acesso a dados: SGDBs compatíveis: Ferramenta de desenvolvimento: Componentes da Plataforma: Memória necessária: Memória ideal: Processador necessário: Processador ideal: Espaço em disco necessário: Espaço em disco ideal: Utiliza servidor OLAP: Necessita DataWarehouse: Método processamento OLAP: Tecnologia Requisitos OLAP Funcionalidades Compatibilidade na exportação: Utiliza SQL para criação de cubos e execuções de tabelas dinâmicas: Licenciamento: Possui help On-Line Necessita instalação de cliente na estação: Modo de utilização: Permite sincronismo de lay-outs: Windows 98, ME, 2000, XP 2003 Server e Vista 32 bits Win32 MySQL BDE, ADO, ODBC e CSV Dependente do Engine de Acesso Delphi for Win32 Builder, Viewer, Scheduler, Messenger e Cubemaker 512 MB RAM 1,00 GB RAM Dual Core 1.6 Ghz Core 2Duo 2.0 Ghz 100 MB 200 MB Não Não DOLAP (Desktop OLAP. O processamento é feito diretamente na estação do usuário) Word, Excel, HTML, CSV e PDF Por instalação e os acessos são ilimitados Não On-Line e Off-Line

12 Permite criação de PKIS (performance keys indicator): Permite a criação de gráficos: Permite a criação de várias planilhas dentro de um único lay-out: Permite a organização de lay-outs por grupos de análises: Permite a criação de lay-outs por usuário: Permite disponibilizar lay-outs gerais: Permite o envio de lay-out por para outro usuário: Permite o envio de lay-out on-line para outro usuário: Permite o controle de regras de acessos por fatos e dimensões a nível de usuário: Permite a geração do modo off-line diretamente pelo usuário: Permite Drill Up and Down: Permite Pivot: Permite filtro por dimensões: Permite filtro Top-Down nos Fatos: Permite ordenar os fatos: Permite realizar perfurações: Permite a utilização de cubos Batch: Permite a execução de cubos On-Line: Permite a execução de Tabelas Dinâmicas: Permite a criação de relacionamento entre os componentes (Cubo Batch, Cubo On-Line e Tabela Dinâmica): Permite o envio de cubos por , ftp e diretório: Permite a personalização de configurações por usuário: Número máximo de dimensões: 127 Número máximo de Fatos: 254 Permite a criação de algoritmos por Fato (ranking, soma, máximo, mínimo, etc): Permite a criação de algoritmos por Dimensão: Permite a criação de fórmulas: Permite a formatação condicional de fatos: Permite visualizar e imprimir: Rápida transposição da planilha: Permite a criação de sumário de apresentações: Permite elaborar anotações durante a apresentação: Nível de informação: Informações gerenciais extraídas através de cubos e informações operacionais através de tabelas dinâmicas. Utiliza compactação durante a carga do cubo físico:. Exemplo: registros com sete dimensões e dois fatos ocupam 1 MB. Quadro 5: Detalhes da ferramenta do Podium BI Fonte: Asten TI Através do comparativo, podemos concluir que o Podium BI é o que mais rapidamente conseguiu gerar o cubo. Além disso, foi o que mais conseguiu compactá-lo. É um visualizador completo, com gráficos, possibilidade de criar várias visualizações (fatias), salvá-las e se preciso for, enviá-las via para qualquer usuário que tenha o Podium Viewer instalado em seu computador. As fatias são instantaneamente executadas, filtros também são aplicados com uma velocidade incrível. Sendo assim, a ferramenta Podium BI foi a escolhida para auxiliar na análise estratégica do setor financeiro da empresa XYZ Têxtil Ltda.

13 5.7 Arquitetura do cubo da ferramenta Podium BI A estrutura do cubo gerado pela ferramenta Podium BI, dividi-se em quadro camadas. A primeira se refere ao metados de aplicação, ou seja, as visualizações que podem ser gravadas dentro do próprio cubo. A segunda camada contém algoritmos de campos calculados, ou seja, todo tipo de fórmula é inserida nesta camada. A terceira refere-se à definição da base multidimensional, é ela que dará suporte aos campos calculados e definições de relatórios. A última camada são os dados multidimensionais, na qual é responsável pela estrutura das dimensões independentes. A figura 9 demonstra a arquitetura do cubo. Figura 9 - Arquitetura do cubo da ferramenta Podium BI Fonte: Asten TI

14 5.6 Plataforma Podium BI A Plataforma de Business Intelligence Podium BI é composta de vários módulos. Abaixo destacamos o seu diagrama e também a descrição de cada módulo. Figura 10: Plataforma de Business Intelligence Podium BI Fonte: Asten TI Builder: Responsável pela criação do modelo do cubo. Através dos modelos de cubos mais a sua conexão, é criado o cubo propriamente dito. Esse cubo poderá ser gerado por instrução SQL ou por arquivo CSV (texto delimitado por ponto e vírgula). Esse módulo controlará os acessos e permissões dos usuários on e off-line, bem como fornecerá a espinha dorsal para a utilização do Viewer. Todo o agendamento de tarefas também será feita no Builder. Assim, podemos identificar que o Builder é o coração do Podium BI

15 CubeMaker: Seu papel é juntar o modelo de cubo (criado pelo Builder) mais as informações que podem ser oriundas de uma instrução SQL ou de um arquivo CSV e gerar o cubo fisicamente. Sua parametrização é feita através de um arquivo XML. Toda a ocorrência dos processos ficará registrada em um arquivo de log. Messenger: Responsável pelo despacho de tarefas, como por exemplo, a geração off-line do Podium BI. Scheduler: Tem como objetivo executar processos e disparar o CubeMaker e o Messenger conforme o agendamento de tarefas previamente cadastradas no Builder. Viewer: O mais importante para o usuário final. É somente ele que o usuário final enxerga. É o ator principal que auxiliará o gestor na construção de lay-outs personalizados e na exploração das informações multidimensionais. Além disso, poderá ser utilizado em modo on-line (dentro da empresa) ou off-line (fora da empresa). Também será responsável por sincronizar os lay-outs quando o usuário estiver off-line e entrar em modo on-line. 5.8 Compreendendo fatos e dimensões Para o início da utilização do Podium BI é de suma importância a compreensão do que são fatos e o que são dimensões. De uma maneira bem genérica, as dimensões é que dão a lógica de como você quer analisar os dados e os fatos são os valores que você tem disponíveis para analisar. Os fatos são os valores com os quais você trabalha. Quantidade faturada, valor faturado, custo e lucro são exemplos de fatos, ou seja, é um dado numérico. Os fatos sempre estarão dispostos em colunas, isto é, terão sempre uma leitura vertical. As dimensões são os detalhes em que você pode visualizar os fatos. Produto, cliente e data são exemplos de dimensões. São muitas as possibilidades de agrupar as dimensões. Por exemplo, três dimensões possibilitam 27 (3 3 ) diferentes combinações de análises (fora o eixo a ser visualizado, que pode ser horizontal ou vertical).

16 5.8.1 Dimensões e fatos dos cubos financeiros Foram levantadas através de várias reuniões com o departamento financeiro da empresa, as dimensões e fatos que serão utilizados nos cubos financeiros. Com as reuniões, definiu-se que o cubo deverá conter as informações da posição do contas à receber e contas à pagar de todos os estabelecimentos da empresa, desde janeiro de Após esse levantamento, iniciou-se a elaboração do SQL para ser alimentado na ferramenta Podium BI (conforme quadro 6). As dimensões e fatos base utilizados na ferramenta, serão oriundas do próprio SQL que será enviado ao Podium BI. Já as dimensões algoritmos são criadas e calculadas depois do cubo gerado. O quadro 6 demonstra o levantamento das dimensões e fatos. CONTAS Á PAGAR Dimensões Base Institucionais Nome da Empresa Nome da Filial Nome do Fornecedor Financeiras Número do Documento Descrição do Centro de Custo Status do Documento Regionais Nome do Estado Nome da Cidade Temporais Data de Emissão Data de Vencimento Data de Quitação Dimensões por Algoritmo Temporais Ano Vencto = ANO(Data de Vencimento) Mês Vencto = MES(Data de Vencimento) Dia Vencto = DIA(Data de Vencimento) Fatos Base Valores Vl. Bruto Vl. Desconto Vl. Acréscimo Vl. Líquido Vl. Saldo CONTAS A RECEBER

17 Dimensões Base Institucionais Nome da Empresa Nome da Filial Nome do Cliente Financeiras Número do Documento Descrição do Centro de Custo Número da Nota Fiscal Status do Documento Tipo do Documento Tipo da Cobrança Nome do Banco Regionais Nome do Estado Nome da Cidade Temporais Data de Emissão Data de Vencimento Data de Quitação Dimensões por Algoritmo Temporais Ano Vencto = ANO(Data de Vencimento) Mês Vencto = MES(Data de Vencimento) Dia Vencto = DIA(Data de Vencimento) Fatos Base Valores Vl. Bruto Vl. Desconto Vl. Acréscimo Vl. Líquido Vl. Saldo - ANO função do cubo para criar uma dimensão do tipo Ano - MES função do cubo para criar uma dimensão do tipo Mês - DIA função do cubo para criar uma dimensão do tipo Dia Quadro 6 Levantamento das dimensões e fatos do Contas à Receber Criação das consultas SQL Para que os cubos sejam gerados pela ferramenta Podium BI é necessário a elaboração dos SQLs da posição do contas à pagar e do contas à receber, em anexo I e II Criação dos cubos financeiros Uma vez que os SQLs já foram elaborados com a ajuda do setor de TI da empresa e com base nas dimensões e fatos pré-definidos com os usuários do departamento de financeiro, é hora de criar os cubos físicos.

18 Para isso, é necessário utilizar o módulo Builder da ferramenta Podium BI. A criação do cubo tem sete etapas: Criação da Consulta SQL: nessa etapa, o administrador do BI cadastrar a instrução SQL na tela de Consultas de Conexões. É com base no SQL que o sistema irá gerar os cubos multidimensionais (figura 11); Figura 11 Consultas de Conexões Criação do Modelo do Cubo: nessa etapa, o administrador do BI cadastra as configurações gerais do Modelo de Cubo. Informações como descrição, nome físico, título, entre outras são necessárias para a sua correta utilização (figura 12);

19 Figura 12 Modelos de Cubos Configurações Objetos do Modelo do Cubo: nessa etapa, o administrador do BI cadastra e parametrizar as dimensões e fatos do Modelo do Cubo. Nessa tela também é possível criar fórmulas e simular como ficou o modelo finalizado (figura 13); Figura 13 Modelos de Cubos Objetos Cubos: nessa etapa, o administrador do BI criar os cubos propriamente ditos. É nessa tela que o usuário informa a consulta SQL a ser utilizada (figura 14);

20 Figura 14 Modelos de Cubos Cubos Acesso aos Cubos: nessa etapa, o administrador do BI cadastra os acessos aos cubos (figura 15); Figura 15 Acesso aos Cubos

21 Acesso aos Objetos dos Cubos: nessa etapa, o administrador do BI libera os fatos e as dimensões para o acesso cadastrado (figura 16); Figura 16 Acesso aos Cubos Objetos Agendamento de tarefas: na última etapa, o administrador do BI agenda as gerações dos cubos em um determinado horário (figura 17);

22 5.9 Apresentação dos resultados Figura 17 - Agendamento das tarefas Algumas informações foram propositalmente desfocadas nas figuras, por motivo de segurança e sigilo da empresa. Os valores são fictícios e servem apenas para demonstrar as análises que a ferramenta Podium BI proporciona. O módulo Viewer permite a criação de fórmulas e indicadores de desempenho; exportação as informações para os formatos Word (doc), Excel (xls), Internet (html) e Acrobat Reader (pdf); criação de sumário para apresentações; disponibilização de cenários para outros gestores; impressão, entre inúmeros outros recursos. A capacidade de análise da empresa cresce exponencialmente com a utilização da OLAP. O antigo relatório da posição do contas a pagar e receber, pode ser expandido para uma análise da evolução dos títulos a vencer ou vencidos no decorrer do tempo. Essa mudança de visão traz o novo conceito: o de agregar informações e não mais simplesmente agrupá-las. A implantação do Podium BI melhorou a compreensão do setor financeiro da empresa, pois conseguiu agregar recursos de consulta, relatórios e análises multidimensionais, potencializando uma tomada de decisão mais eficiente.

23 Para melhor ilustrar o poder de visualização das informações da ferramenta, foram elaborados cinco cenários, são eles: Posição do Contas a Receber de 2009 em Aberto, agrupado por mês de vencimento (figura 18); Figura 18- Exemplo 01 - visualização do cubo do contas a receber. Posição do Contas a Receber de 2009 em Aberto, por cliente identificando o seu ranking (figura 19); Figura 19- Exemplo 02 - visualização do cubo do contas a receber

24 Posição total do Contas a Receber agrupado por Status (figura 20); Figura 20 - Exemplo 03 - visualização do cubo do contas a receber Posição do Contas a Receber agrupado por Ano, Dia e Mês de Vencimento (figura 21); Figura 21 - Exemplo 04 - visualização do cubo do contas a receber

25 Posição do Contas a Receber agrupado por Estado e Status (figura 22); Figura 22 - Exemplo 05 - visualização do cubo do contas a receber

26 6 CONSIDERAÇÕES FINAIS As ferramentas OLAP revolucionaram o modo de se fazer negócios, garantindo agilidade e flexibilidade nas investigações e análise de dados para os usuários finais, isto é, aqueles que realmente fazem parte do processo de tomada de decisões. A OLAP em relação à viabilidade e aplicabilidade, possui uma grande importância para a organização, pois possibilita ao executivo, uma visão mais segura de sua empresa para poder competir no mercado e com isso ter uma fonte de informação mais concisa e concreta. Nesse contexto, ela passa a ser responsável por proporcionar um ambiente amigável e flexível de análise de informações, distanciando-os da estrutura física dos dados. Esta ferramenta torna-se estratégica no amparo ao processo de gestão, proporcionando ao gestor um ambiente favorável para o desempenho do planejamento e a otimização e monitoramento das tarefas executadas. Com a OLAP as projeções, simulações e análise traçariam panoramas para detecção de problemas e oportunidades, assim como realizariam comparações e avaliariam desempenho. Isto refletiria no planejamento de novas atividades e controle das existentes. Prova disso, se deu com a utilização da ferramenta Podium BI, no qual foi apresentada através de suas etapas de construção do cubo, na qual tornou-se clara as vantagens do uso da ferramenta OLAP, em termos de rapidez de implantação, flexibilidade a mudanças e de elaboração de conceitos, ponto fundamental sobre o qual as ferramentas OLAP apóiam-se. Além disso, o Podium BI forneceu ao executivo financeiro, através da OLAP, relatórios e análises multidimensionais, gráficos estruturados, indicadores, enfim, tudo o que o executivo solicitou de uma forma simples e totalmente flexível. Portanto, a partir do que foi exposto, o presente trabalho de conclusão de curso ofereceu um referencial como base para o desenvolvimento e utilização da OLAP no ambiente de uma organização. Além disso, conseguiu oferecer aos executivos da XYZ Têxtil Ltda, uma ferramenta para que eles possam tomar decisões estratégicas no setor financeiro, tornando-os mais independentes da área

27 de tecnologia da informação, percebendo a importância de se gerir o conhecimento como estratégia para gerar vantagem competitiva. Por fim, conclui-se que a utilização da OLAP é uma grande oportunidade para as empresas reduzir custos e ganhar maior flexibilidade nas análises, além de permitir aos gestores maior velocidade no processo decisório garantindo assim a competitividade da empresa e o seu sucesso de longo prazo. O estudo de caso, como aplicabilidade, apresentado nesse trabalho tende a ser altamente dinâmico, ou seja, o valor da informação e os resultados obtidos tendem a sofrer mudanças com o passar do tempo, e o que é relevante hoje, poderá não ter mais valor amanhã. Este trabalho deverá sempre sofrer modificações e adaptações às situações cotidianas durante todo o seu ciclo de vida, portanto deverão ser feitas avaliações constantes para que as informações permaneçam sempre confiáveis. Os conhecimentos adquiridos no decorrer da graduação permitiram que o objetivo inicial deste estudo fosse alcançado, após a conclusão da mesma, novos objetivos serão traçados para a sua continuidade, visando à expansão e o seu aprimoramento contínuo.

28 ANEXOS Anexo 1 - SQL da Posição do Contas à Pagar...I Anexo 2 - SQL da Posição do Contas à Receber...II

29 ANEXO 1 - SQL da Posição do Contas à Pagar Select RTrim(ADM001.EmpDes) + ' - ' + PAG001.EmpCod NM_EMPRESA, RTrim(ADM002.FilDes) + ' - ' + PAG001.FilCod NM_FILIAL, RTrim(ADM007.EntDes) + ' - ' + LTrim(Str(PAG001.EntCod)) NM_FORNECEDOR, RTrim(ADM005.CepCid) NM_CIDADE, RTrim(ADM005.CepEst) NM_ESTADO, RTrim(FIN003.CcuDes) + ' - ' + PAG001.CcuCod DS_CENTRO_CUSTO, RTrim(FIN001.TipDes) + ' - ' + PAG001.TipCod DS_TIPO_DOCTO, RTrim(BCO001.BcoDes) + ' - ' + PAG001.BcoCod NM_BANCO, PAG001.PagCod NR_DOCTO, PAG001.PagDatEmi DT_EMISSAO, PAG001.PagDatVct DT_VENCTO, PAG001.PagDatQui DT_QUITACAO, case PAG001.PagSta when 'V' then 'Vencido' when 'A' then 'Em Aberto' when 'Q' then 'Quitado' when 'E' then 'Estornado' else '# NAO INFORMADO #' end DS_STATUS, PAG001.PagVlrBrt VL_BRUTO, ((PAG001.PagVlrBrt * PAG001.PagDesPer)/100) VL_DESCONTO, ((PAG001.PagVlrBrt * PAG001.PagAcrPer)/100) VL_ACRESCIMO, (PAG001.PagVlrBrt + ((PAG001.PagVlrBrt * PAG001.PagAcrPer)/100) - ((PAG001.PagVlrBrt * PAG001.PagDesPer)/100)) VL_LIQUIDO, PAG0011_Saldo.VL_SALDO VL_SALDO From PAG001 Inner Join ADM001 On PAG001.EmpCod = ADM001.EmpCod Inner Join ADM002 On PAG001.EmpCod = ADM002.EmpCod And PAG001.FilCod = ADM002.FilCod Left Join ADM007 On PAG001.EmpCod = ADM007.EmpCod And PAG001.EntCod = ADM007.EntCod Inner Join FIN003 On PAG001.CcuCod = FIN003.CcuCod Left Join FIN001 On PAG001.TipCod = FIN001.TipCod Left Join BCO001 On PAG001.BcoCod = BCO001.BcoCod Left Join ADM005 On ADM007.CepCod = ADM005.CepCod Left Join (Select PAG0011.EmpCod, PAG0011.FilCod, PAG0011.PagCod, SUM(PAG0011.PagSld) VL_SALDO From PAG0011 Group By PAG0011.EmpCod, PAG0011.FilCod, PAG0011.PagCod) PAG0011_Saldo On PAG0011_Saldo.EmpCod = PAG001.EmpCod And PAG0011_Saldo.FilCod = PAG001.FilCod And PAG0011_Saldo.PagCod = PAG001.PagCod Quadro 6: Elaboração do SQL

30 ANEXO 2 -SQL da Posição do Contas à Receber Select RTrim(ADM001.EmpDes) + ' - ' + REC001.EmpCod NM_EMPRESA, RTrim(ADM002.FilDes) + ' - ' + REC001.FilCod NM_FILIAL, RTrim(ADM007.EntDes) + ' - ' + LTrim(Str(REC001.EntCod)) NM_CLIENTE, RTrim(ADM007_Representante.EntDes) + ' - ' + RTrim(ADM007_Representante.EntCod) NM_REPRESENTANTE, RTrim(ADM005.CepCid) NM_CIDADE, RTrim(ADM005.CepEst) NM_ESTADO, RTrim(FIN003.CcuDes) + ' - ' + REC001.CcuCod DS_CENTRO_CUSTO, RTrim(FIN001.TipDes) + ' - ' + REC001.TipCod DS_TIPO_DOCTO, RTrim(BCO001.BcoDes) + ' - ' + REC001.BcoCod NM_BANCO, REC001.RecCod NR_DOCTO, IsNull(REC001.RecFisCod, -1) NR_NOTAFISCAL, REC001.RecFisCod NR_NOTAFISCAL, REC001.RecDatEmi DT_EMISSAO, REC001.RecDatVct DT_VENCTO, REC001.RecDatQui DT_QUITACAO, case REC001.RecSta when 'V' then 'Vencido' when 'A' then 'Em Aberto' when 'Q' then 'Quitado' when 'E' then 'Estornado' else '# NAO INFORMADO #' end DS_STATUS, case REC001.RecDup when 'S' then 'ples' when 'D' then 'Descontada' else '# NAO INFORMADO #' end DS_TIPOCOBRANCA, REC001.RecVlrBrt VL_BRUTO, ((REC001.RecVlrBrt * REC001.RecPerDes)/100) VL_DESCONTO, ((REC001.RecVlrBrt * REC001.RecPerDes)/100) VL_ACRESCIMO, (REC001.RecVlrBrt + ((REC001.RecVlrBrt * REC001.RecPerAcr)/100) - ((REC001.RecVlrBrt * REC001.RecPerDes)/100)) VL_LIQUIDO, REC0011_Saldo.VL_SALDO VL_SALDO From REC001 Inner Join ADM001 On REC001.EmpCod = ADM001.EmpCod Inner Join ADM002 On REC001.EmpCod = ADM002.EmpCod And REC001.FilCod = ADM002.FilCod Inner Join ADM007 On REC001.EmpCod = ADM007.EmpCod And REC001.EntCod = ADM007.EntCod Inner Join FIN003 On REC001.CcuCod = FIN003.CcuCod Inner Join FIN001 On REC001.TipCod = FIN001.TipCod Left Join BCO001 On REC001.BcoCod = BCO001.BcoCod Inner Join ADM005 On ADM007.CepCod = ADM005.CepCod Left Join (Select ADM007.EntCod, ADM007.EntDes From ADM007 Group By ADM007.EntCod, Adm007.EntDes) ADM007_Representante On ADM007.EntRepCod = ADM007_Representante.EntCod Left Join (Select REC0011.EmpCod, REC0011.FilCod,

31 REC0011.RecCod, SUM(REC0011.RecSld) VL_SALDO From REC0011 Group By REC0011.EmpCod, REC0011.FilCod, REC0011.RecCod) REC0011_Saldo On REC0011_Saldo.EmpCod = REC001.EmpCod And REC0011_Saldo.FilCod = REC001.FilCod And REC0011_Saldo.RecCod = REC001.RecCod Quadro 7 Elaboração do SQL Fonte : XYZ Têxtil Ltda

Plataforma de Business Intelligence

Plataforma de Business Intelligence Plataforma de Business Intelligence ASTEN TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO A Asten é uma empresa do ramo da tecnologia da informação (TI) que tem seu foco na busca por soluções inovadoras. Nosso slogan criando

Leia mais

Há 17 anos no mercado, a PREMIUN Tecnologia desenvolve soluções para o gerenciamento e controle de gastos em telefonia.

Há 17 anos no mercado, a PREMIUN Tecnologia desenvolve soluções para o gerenciamento e controle de gastos em telefonia. Há 17 anos no mercado, a desenvolve soluções para o gerenciamento e controle de gastos em telefonia. Uma empresa de desenvolvimento de software, como a nossa, jamais seria bem sucedida ao longo de mais

Leia mais

Manual de instalação e utilização do programa Faróis Vinco Pedidos

Manual de instalação e utilização do programa Faróis Vinco Pedidos Página 1 de 23 SUMÁRIO 1. Pré-requisitos do computador para instalação do sistema Faróis Vinco Pedidos... 2 2. Instalação do... 3 3. Executando o sistema pela primeira vez... 5 4. Menus do sistema... 6

Leia mais

Secullum Clube.Net ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS. Secullum Clube.Net. Ficha Técnica. Serviço de Comunicação. Controle de Veículos.

Secullum Clube.Net ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS. Secullum Clube.Net. Ficha Técnica. Serviço de Comunicação. Controle de Veículos. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Serviço de Comunicação Secullum Clube.Net Controle de Veículos Gerencial Integração DVR/NVR Financeiro Boletos Automação Consumo Sistema Operacional: compatível com Windows XP ou

Leia mais

1. Introdução a Microsoft Excel

1. Introdução a Microsoft Excel Introdução a Microsoft Excel 1. Introdução a Microsoft Excel 1.1. O que é Microsoft Excel Microsoft Excel é um software de planilha eletrônica produzido pela Microsoft Corporation, para o sistema operacional

Leia mais

SOFTWARE INFORMAÇÕES GERAIS

SOFTWARE INFORMAÇÕES GERAIS SOFTWARE INFORMAÇÕES GERAIS O software EmiteCT-e, desenvolvido pela DF-e Tecnologia LTDA, é o produto destinado às empresas que emitem conhecimento de transporte eletrônico e processos relacionados. Operando

Leia mais

TELEFONIA E SOLUÇÕES CLOUD

TELEFONIA E SOLUÇÕES CLOUD PROPOSTA: TELEFONIA E SOLUÇÕES CLOUD EMPRESA: SCRIBE INFORMÁTICA LTDA DATA: 21 de Janeiro de 2014 A/C SRº JEAN 1 / 10 SOLUÇÃO DE TELEFONIA INTEGRADA O objetivo dessa proposta é apresentar os diferenciais

Leia mais

Projuris Enterprise Visão Geral da Arquitetura do Sistema

Projuris Enterprise Visão Geral da Arquitetura do Sistema Projuris Enterprise Visão Geral da Arquitetura do Sistema Março/2015 Página 1 de 17 Projuris Enterprise Projuris Enterprise é um sistema 100% Web, com foco na gestão de contencioso por empresas ou firmas

Leia mais

1.1. Sistema Sumus Tarifador for Windows BI (Business Intelligence)

1.1. Sistema Sumus Tarifador for Windows BI (Business Intelligence) 1. Descrição dos produtos e serviços da solução 1.1. Sistema Sumus Tarifador for Windows BI (Business Intelligence) É um sistema Sumus de tarifação indicado para médias empresas. Ele realiza desde a coleta

Leia mais

Especificação Técnica Sistema ABS TEM+

Especificação Técnica Sistema ABS TEM+ Especificação Técnica Sistema ABS TEM+ A solução ABS TEM+ desenvolvida pela Vergence é baseada no conceito de TEM (Telecom Expenses Management), o qual visa a aplicação de melhoras em relação à tecnologia,

Leia mais

TERMO DE CONFIDENCIALIDADE

TERMO DE CONFIDENCIALIDADE TERMO DE CONFIDENCIALIDADE Este material e as informações nele contidas são propriedades da PONTO SISTEMAS. Nenhuma parte deste documento pode ser reproduzida ou transmitida sem prévia autorização da PONTO

Leia mais

4. SISTEMAS DE APOIO À DECISÃO

4. SISTEMAS DE APOIO À DECISÃO 1 4. SISTEMAS DE APOIO À DECISÃO A necessidade dos Sistemas de Apoio à Decisão (SAD) ou Sistemas de Suporte à Decisão (SSD) surgiu em decorrência de diversos fatores, como, por exemplo: Competição cada

Leia mais

GERA GESTÃO E CONTROLE DE TÍTULOS: parte I

GERA GESTÃO E CONTROLE DE TÍTULOS: parte I Olá! Você verá a seguir um importante treinamento que vai facilitar suas atividades diárias! Ao acessá-lo pela primeira vez, procure assistir até o final. Caso não consiga, você poderá reiniciar de onde

Leia mais

Tecnologia para resultados Mais ERP

Tecnologia para resultados Mais ERP Tecnologia para resultados Mais ERP Cada vez mais as pequenas empresas, precisam e procuram a melhor tecnologia que traga resultados concretos na gestão de seus negócios. Porém a falta de recursos sempre

Leia mais

Business Intelligence. BI CEOsoftware Partner YellowFin

Business Intelligence. BI CEOsoftware Partner YellowFin Business Intelligence BI CEOsoftware Partner YellowFin O que é Business Intelligence Business Intelligence (BI) é a utilização de uma série de ferramentas para coletar, analisar e extrair informações,

Leia mais

Gerenciador de Multi-Projetos. Manual do Usuário. 2000 GMP Corporation

Gerenciador de Multi-Projetos. Manual do Usuário. 2000 GMP Corporation GMP Corporation Gerenciador de Multi-Projetos Manual do Usuário 2000 GMP Corporation Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 24/08/2004 1.0 Versão inicial do documento Bárbara Siqueira Equipe

Leia mais

1. LICENCIAMENTO 2. SUPORTE TÉCNICO

1. LICENCIAMENTO 2. SUPORTE TÉCNICO 1. LICENCIAMENTO 1.1. Todos os componentes da solução devem estar licenciados em nome da CONTRATANTE pelo período de 36 (trinta e seis) meses; 1.2. A solução deve prover suporte técnico 8 (oito) horas

Leia mais

www.softtecnologia.com.br smarterp Tecnologia e Gestão Empresarial

www.softtecnologia.com.br smarterp Tecnologia e Gestão Empresarial www.softtecnologia.com.br smarterp Tecnologia e Gestão Empresarial O MERCADO NOSSA METODOLOGIA DE TRABALHO GRANDES VENDORS CONTRATOS CORPORATIVOS ALTO CUSTO DE IMPLANTAÇÃO E CONSULTORIA POUCA CUSTOMIZAÇÃO

Leia mais

Rastreabilidade de requisitos através da web

Rastreabilidade de requisitos através da web Rastreabilidade de requisitos através da web Fernando dos Santos (FURB) fds@inf.furb.br Karly Schubert Vargas (FURB) karly@inf.furb.br Christian Rogério Câmara de Abreu (FURB) crca@inf.furb.br Resumo.

Leia mais

Tutorial Report Express. Como iniciar o uso dos serviços fazer a diferença.

Tutorial Report Express. Como iniciar o uso dos serviços fazer a diferença. Tutorial Report Express Como iniciar o uso dos serviços fazer a diferença. Índice Apresentação Pág. 3 Passo 1 Pág. 4 Instalação do MasterDirect Integrações Passo 2 Pág. 8 Exportar clientes Linha Contábil

Leia mais

Integração da Digitação de Eventos

Integração da Digitação de Eventos Integração da Digitação de Eventos Índice 1. APRESENTAÇÃO... 1 1.1. Primeiro Acesso... 1 1.2. Conhecendo a Plataforma... 3 1.2.1. Seleção da Empresa... 3 1.2.2. Sair do sistema/minhas Configurações...

Leia mais

AGILE ROLAP - UMA METODOLOGIA ÁGIL PARA IMPLEMENTAÇÃO DE AMBIENTES DE NEGÓCIOS BASEADO EM SERVIDORES OLAP.

AGILE ROLAP - UMA METODOLOGIA ÁGIL PARA IMPLEMENTAÇÃO DE AMBIENTES DE NEGÓCIOS BASEADO EM SERVIDORES OLAP. AGILE ROLAP - UMA METODOLOGIA ÁGIL PARA IMPLEMENTAÇÃO DE AMBIENTES DE NEGÓCIOS BASEADO EM SERVIDORES OLAP. Luan de Souza Melo (Fundação Araucária), André Luís Andrade Menolli (Orientador), Ricardo G. Coelho

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO/UTILIZAÇÃO DO PEDIDO ELETRÔNICO

MANUAL DE INSTALAÇÃO/UTILIZAÇÃO DO PEDIDO ELETRÔNICO MANUAL DE INSTALAÇÃO/UTILIZAÇÃO DO PEDIDO ELETRÔNICO 1. INSTALAÇÃO: Antes de iniciar a instalação do pedido eletrônico, entre em contato com o suporte da distribuidora e solicite a criação do código de

Leia mais

Relatórios. Manual. Pergamum

Relatórios. Manual. Pergamum Relatórios Manual Pergamum Manual PER-MAN-005 Estatísticas Circulação de Materiais - Geral Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 1-4 1.1 PESQUISANDO ESTATÍSITICAS E RELATÓRIOS... 1-10 1.2 UTILIZANDO O MÓDULO RELATÓRIOS...

Leia mais

Channel. Módulo Gerencial. Tutorial. Atualizado com a versão 4.02

Channel. Módulo Gerencial. Tutorial. Atualizado com a versão 4.02 Channel Módulo Gerencial Tutorial Atualizado com a versão 4.02 Copyright 2009 por JExperts Tecnologia Ltda. todos direitos reservados. É proibida a reprodução deste manual sem autorização prévia e por

Leia mais

Conceitos Básicos de Rede. Um manual para empresas com até 75 computadores

Conceitos Básicos de Rede. Um manual para empresas com até 75 computadores Conceitos Básicos de Rede Um manual para empresas com até 75 computadores 1 Conceitos Básicos de Rede Conceitos Básicos de Rede... 1 A Função de Uma Rede... 1 Introdução às Redes... 2 Mais Conceitos Básicos

Leia mais

Ano IV - Número 19. Versões 5.0.1 e 5.1

Ano IV - Número 19. Versões 5.0.1 e 5.1 Versões 5.0.1 e 5.1 Quarta-feira, 07 de janeiro de 2009 ÍNDICE 3 EDITORIAL 4 VERSÃO 5.1 4 Dashboard 5 Plano de Comunicação 6 Configurações Pessoais 6 Priorização de Demandas 7 Agendamento de Demandas 8

Leia mais

Seu manual do usuário KASPERSKY LAB ADMINISTRATION KIT 8.0 http://pt.yourpdfguides.com/dref/3741343

Seu manual do usuário KASPERSKY LAB ADMINISTRATION KIT 8.0 http://pt.yourpdfguides.com/dref/3741343 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para KASPERSKY LAB ADMINISTRATION KIT 8.0. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas

Leia mais

FS133.1. Sistema: Futura Server. Caminho: Contas a Receber>Boleto>Boleto Baixa. Referência: FS133.1. Versão: 2016.07.04

FS133.1. Sistema: Futura Server. Caminho: Contas a Receber>Boleto>Boleto Baixa. Referência: FS133.1. Versão: 2016.07.04 Como Baixar FS133.1 Boletos? Sistema: Futura Server Caminho: Contas a Receber>Boleto>Boleto Baixa Referência: FS133.1 Versão: 2016.07.04 Como Funciona: Esta tela é utilizada para gerar arquivos que informarão

Leia mais

Manual de Instalação do Sistema Audatex Servidor/ Estação Nova Plataforma

Manual de Instalação do Sistema Audatex Servidor/ Estação Nova Plataforma Manual de Instalação do Sistema Audatex Servidor/ Estação Nova Plataforma 1 P á g i n a SUMÁRIO 1. Informações Gerais... 3 1.1. Pré-Requisitos... 3 1.2. Liberações Necessárias... 3 1.3. Perfil Administrador...

Leia mais

MONITORAMENTO DO AMBIENTE TECNOLÓGICO FoccoMONITOR

MONITORAMENTO DO AMBIENTE TECNOLÓGICO FoccoMONITOR MONITORAMENTO DO AMBIENTE TECNOLÓGICO FoccoMONITOR Fevereiro/2012 Índice APRESENTAÇÃO... 3 O QUE É ESSE SERVIÇO?... 3 POR QUE MONITORAR?... 3 QUAL A ABRANGÊNCIA?... 4 MÉTRICAS... 4 PERÍODO DO MONITORAMENTO...

Leia mais

e-business A IBM definiu e-business como: GLOSSÁRIO

e-business A IBM definiu e-business como: GLOSSÁRIO Através do estudo dos sistemas do tipo ERP, foi possível verificar a natureza integradora, abrangente e operacional desta modalidade de sistema. Contudo, faz-se necessário compreender que estas soluções

Leia mais

Manual MQS. Logo após colocar essas informações abrirá a página inicial do sistema:

Manual MQS. Logo após colocar essas informações abrirá a página inicial do sistema: Manual MQS Para acessar o sistema MQS na versão em PHP, basta clicar no link: www.mqs.net.br/plus. Colocar login e senha que foram fornecidos por email. Logo após colocar essas informações abrirá a página

Leia mais

DigitalPier e PurplePier

DigitalPier e PurplePier DigitalPier e PurplePier O que é a DigitalPier? Localizada na cidade de Campinas, a DigitalPier é uma agência especializada em marketing digital com um modelo de serviço inovador. Utilizamos a Plataforma

Leia mais

paradigma WBC Public - compra direta Guia do Fornecedor paradigma WBC Public v6.0 g1.0

paradigma WBC Public - compra direta Guia do Fornecedor paradigma WBC Public v6.0 g1.0 paradigma WBC Public - compra direta Guia do Fornecedor paradigma WBC Public v6.0 g1.0 agosto de 2007 As informações contidas neste documento, incluíndo quaisquer URLs e outras possíveis referências a

Leia mais

Treinamento de Administrador. Zoho CRM

Treinamento de Administrador. Zoho CRM Treinamento de Administrador Zoho CRM Objetivos Apresentar os principais recursos do CRM a fim de propiciar ao administrador do sistema autonomia para: Criar e alterar campos; Acrescentar, renomear e customizar

Leia mais

SISTEMA DE GERÊNCIA - DmView

SISTEMA DE GERÊNCIA - DmView Sistema de Gerenciamento DmView O DmView é o Sistema de Gerência desenvolvido para supervisionar e configurar os equipamentos DATACOM, disponibilizando funções para gerência de supervisão, falhas, configuração,

Leia mais

Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná Curso de Bacharelado em Informática Estudo de Requisitos CASCAVEL 2009

Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná Curso de Bacharelado em Informática Estudo de Requisitos CASCAVEL 2009 Unioeste - Universidade Estadual do Oeste do Paraná CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS Colegiado de Informática Curso de Bacharelado em Informática Estudo de Requisitos Alunos: Professor: Disciplina:

Leia mais

Portabilidade da Linha RM Versão 11.40.0

Portabilidade da Linha RM Versão 11.40.0 Portabilidade da Linha RM Versão 11.40.0 Data Responsável Versão Doc. Observação 23/11/2012 Camilo Ribeiro da Silva 2 Revisão Conteúdo Portabilidade para Servidor de Banco de Dados... 3 Níveis de Compatibilidade

Leia mais

Business Intelligence

Business Intelligence e-book Senior Business Intelligence 1 Índice 03 05 08 14 17 20 22 Introdução Agilize a tomada de decisão e saia à frente da concorrência Capítulo 1 O que é Business Intelligence? Capítulo 2 Quatro grandes

Leia mais

1. REGISTRO DE PROJETOS

1. REGISTRO DE PROJETOS 1. REGISTRO DE PROJETOS Nesta aplicação será feito o registro dos projetos/ ações de extensão, informando os dados iniciais do projeto, as classificações cabíveis, os participantes, a definição da região

Leia mais

Gestão inteligente de documentos eletrônicos

Gestão inteligente de documentos eletrônicos Gestão inteligente de documentos eletrônicos MANUAL DE UTILIZAÇÃO VISÃO DE EMPRESAS VISÃO EMPRESAS - USUÁRIOS (OVERVIEW) No ELDOC, o perfil de EMPRESA refere-se aos usuários com papel operacional. São

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UMA APLICAÇÃO WEB PARA AQUISIÇÃO DE DADOS E GERAÇÃO DE ÍNDICES AMBIENTAIS. Rafael Ferreira de Paula Paiva.

DESENVOLVIMENTO DE UMA APLICAÇÃO WEB PARA AQUISIÇÃO DE DADOS E GERAÇÃO DE ÍNDICES AMBIENTAIS. Rafael Ferreira de Paula Paiva. DESENVOLVIMENTO DE UMA APLICAÇÃO WEB PARA AQUISIÇÃO DE DADOS E GERAÇÃO DE ÍNDICES AMBIENTAIS Rafael Ferreira de Paula Paiva Felipe Cavalaro Universidade São Francisco rafaelferreirad@hotmail.com Resumo:

Leia mais

DESCRIÇÃO SUCINTA DO SISTEMA SCAP

DESCRIÇÃO SUCINTA DO SISTEMA SCAP Descrição Sucinta do Sistema - 2 - SUMÁRIO DESCRIÇÃO SUCINTA DO SISTEMA SCAP Light... 3 1 - O que é o Sistema SCAP Light... 3 2 - Características Gerais... 3 3 - Funcionalidades do Sistema SCAP Light...

Leia mais

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani Planejamento Estratégico de TI Prof.: Fernando Ascani Data Mining Os métodos tradicionais de Data Mining são: Classificação Associa ou classifica um item a uma ou várias classes categóricas pré-definidas.

Leia mais

PROJETO FINAL. 1. Introdução:

PROJETO FINAL. 1. Introdução: PROJETO FINAL 1. Introdução: Nesta parte está consolidado todo o estudo de redes que tivemos até então. Mas isso não significa que se deve parar de estudar, muito pelo contrário. É fora da sala de aula,

Leia mais

SUMÁRIO VISÃO GERAL RECURSOS ESPECIFICAÇÕES DESIGN ALERTAS FUNÇÕES ESPECIAIS. Benefícios Características Gerais

SUMÁRIO VISÃO GERAL RECURSOS ESPECIFICAÇÕES DESIGN ALERTAS FUNÇÕES ESPECIAIS. Benefícios Características Gerais 1 SUMÁRIO 4 5 VISÃO GERAL Benefícios Características Gerais 5 RECURSOS Controle de PAS IP Controle em tempo real 6 7 8 9 10 11 12 13 14 14 15 ESPECIFICAÇÕES Capacidade Alertas Novo Design Funções Especiais

Leia mais

Prestador de Serviços

Prestador de Serviços Copyright 2014 - ControleNaNet Conteúdo A Ficha de Serviços...3 Os Recibos... 5 Como imprimir?... 6 As Listagens...7 Clientes... 9 Consulta...9 Inclusão... 11 Alteração... 12 Exclusão... 13 Serviços...

Leia mais

REPLICACÃO DE BASE DE DADOS

REPLICACÃO DE BASE DE DADOS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO - NPGE REPLICACÃO DE BASE DE DADOS BRUNO VIEIRA DE MENEZES ARACAJU Março, 2011 2 FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E

Leia mais

Implantação do Sistema de Controle de Tempos Nas Agências de Atendimento - TMA

Implantação do Sistema de Controle de Tempos Nas Agências de Atendimento - TMA Implantação do Sistema de Controle de Tempos Nas Agências de Atendimento - TMA Projeto Nº 318 Tema: Atendimento a Clientes José César do Nascimento CELPE Sistema de Controle do Tempo Médio de Atendimento

Leia mais

Manual Operacional RIGNER. [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de email]

Manual Operacional RIGNER. [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de email] Komunik [Digite seu endereço] [Digite seu telefone] [Digite seu endereço de email] RIGNER Manual Operacional Gensys Genius System Manual Komunik- Versão 1.0 E-mail: documentacao@geniusnt.com -Telefone:

Leia mais

Rua Minas Gerais, 190 Higienópolis 01244-010 São Paulo/SP Brasil Fone (11) 3017.3600 Fax: (11) 3017.3633 www.abnt.org.br

Rua Minas Gerais, 190 Higienópolis 01244-010 São Paulo/SP Brasil Fone (11) 3017.3600 Fax: (11) 3017.3633 www.abnt.org.br GUIA DO VISUALIZADOR SUA EMPRESA ONLINE NO MUNDO DA NORMALIZAÇÃO SUMÁRIO 1 O QUE É ABNTCOLEÇÃO...3 1.1 CONFIGURAÇÕES MINIMAS DESEJAVEL...3 1.1.2 SEGURANÇADE REDE...3 2 COMO ACESSAR A SUA COLEÇÃO...4 2.1

Leia mais

Acessando o SVN. Soluções em Vendas Ninfa 2

Acessando o SVN. Soluções em Vendas Ninfa 2 Acessando o SVN Para acessar o SVN é necessário um código de usuário e senha, o código de usuário do SVN é o código de cadastro da sua representação na Ninfa, a senha no primeiro acesso é o mesmo código,

Leia mais

Soluções de Acessibilidade. VLibras - Desktop. Manual de Instalação da Ferramenta. Microsoft Windows R. Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD

Soluções de Acessibilidade. VLibras - Desktop. Manual de Instalação da Ferramenta. Microsoft Windows R. Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD Soluções de Acessibilidade VLibras - Desktop Manual de Instalação da Ferramenta Microsoft Windows R Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD 2016 INTRODUÇÃO Objetivo Este manual contém introdução e informações

Leia mais

Quando se fala em ponto eletrônico, a primeira coisa que vem à sua cabeça ainda é dor?

Quando se fala em ponto eletrônico, a primeira coisa que vem à sua cabeça ainda é dor? Quando se fala em ponto eletrônico, a primeira coisa que vem à sua cabeça ainda é dor? Interagir com sistemas que ainda dependem de agendamentos manuais e de coletas presenciais em vários equipamentos

Leia mais

Brasil Energia e Transporte Ltda. MANUAL SQS

Brasil Energia e Transporte Ltda. MANUAL SQS Brasil Energia e Transporte Ltda. MANUAL SQS Este manual descreve as funcionalidades do SUPPLIER PORTAL Convenções Utilizadas Cada tipo fonte e cor possui uma finalidade neste manual. Segue abaixo as convenções

Leia mais

Simplificando a TECNOLOGIA

Simplificando a TECNOLOGIA 3 Simplificando a TECNOLOGIA SEGURANÇA DESENVOLVIMENTO BANCO DE DADOS S O L U Ç Õ ES E M T E C N O L O G I A MISSÃO VISÃO Contribuir com o sucesso dos Clientes através da Ser a melhor provedora de Soluções

Leia mais

Manual do Usuário Anexos do PSTI

Manual do Usuário Anexos do PSTI Manual do Usuário Anexos do PSTI 1 ANEXOS Anexo I Quadro de Pessoal de TI: Nome e Sobrenome: esses campos serão preenchidos com o nome e sobrenome de cada funcionário do quadro de pessoal de tecnologia

Leia mais

Manual de Integração

Manual de Integração Manual de Integração APRESENTAÇÃO SINCRONIZADOR SQL ARQUIVO ECF LAYOUT DE DADOS R02 REGISTRO DE VENDA R03 REGISTRO DE ITEM DE VENDA R04 REGISTRO DE FORMA DE PAGAMENTO DE VENDA 3 3 4 5 6 7 7 7 8 Apresentação

Leia mais

Termo de Abertura do Projeto

Termo de Abertura do Projeto Instituição Executora: MAXIMUS SOFTWARE LTDA Título do Projeto: FARMAINFOR - Modernização da Farmácia Cliente: Hospital Mater Day Termo de Abertura do Projeto Elaborado por: Prof. Carlos Roberto Porfírio

Leia mais

PROCEDIMENTO DO CLIENTE

PROCEDIMENTO DO CLIENTE PROCEDIMENTO DO CLIENTE Título: Manual da Loja Virtual. Objetivo: Como anunciar produtos e acompanhar as vendas. Onde: Empresa Quem: Cliente Quando: Início Através deste manual, veremos como anunciar e

Leia mais

Visão do Sistema Operacional

Visão do Sistema Operacional Visão do Sistema Operacional programadores e analistas usuários programas, sistemas e aplicativos Usuários Sistema Operacional memória discos Hardware UCP fitas impressoras monitores O que é um Sistema

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO I. Família Pai, mãe, filhos. Criar condições para a perpetuação da espécie

ADMINISTRAÇÃO I. Família Pai, mãe, filhos. Criar condições para a perpetuação da espécie 1 INTRODUÇÃO 1.1 ORGANIZAÇÃO E PROCESSOS A administração está diretamente ligada às organizações e aos processos existentes nas mesmas. Portanto, para a melhor compreensão da Administração e sua importância

Leia mais

MANUAL DO ADMINISTRADOR DO MÓDULO

MANUAL DO ADMINISTRADOR DO MÓDULO MANUAL DO ADMINISTRADOR DO MÓDULO ÍNDICE Relatórios Dinâmicos... 3 Requisitos de Sistema... 4 Estrutura de Dados... 5 Operadores... 6 Tabelas... 7 Tabelas x Campos... 9 Temas... 13 Hierarquia Relacionamento...

Leia mais

Sumário 1. SOBRE O NFGoiana DESKTOP... 3 1.1. Apresentação... 3 1.2. Informações do sistema... 3 1.3. Acessando o NFGoiana Desktop... 3 1.4.

Sumário 1. SOBRE O NFGoiana DESKTOP... 3 1.1. Apresentação... 3 1.2. Informações do sistema... 3 1.3. Acessando o NFGoiana Desktop... 3 1.4. 1 Sumário 1. SOBRE O NFGoiana DESKTOP... 3 1.1. Apresentação... 3 1.2. Informações do sistema... 3 1.3. Acessando o NFGoiana Desktop... 3 1.4. Interface do sistema... 4 1.4.1. Janela Principal... 4 1.5.

Leia mais

Max Fatura Sistema de Gestão

Max Fatura Sistema de Gestão Sumário 1 Tela Inicial... 2 2 Tela de Pesquisa... 3 3 Tela de Vendas... 4 5 Aproveitamento de Icms... 5 6 Salvar... 5 9 Para emissão da nota fiscal... 7 10 Impressão de relatórios... 10 11 Contas a Pagar

Leia mais

CSI IT Solutions. WebReport2.5. Relatórios abertos. Acesso controlado Extensibilidade de módulos IMPACTO AMBIENTAL

CSI IT Solutions. WebReport2.5. Relatórios abertos. Acesso controlado Extensibilidade de módulos IMPACTO AMBIENTAL CSI IT Solutions 2.5 solução CSI PrintManager G e s t ã o d e A m b i e n t e d e I m p r e s s ã o O CSI dá aos gestores de TI o poder de uma gestão integral através do acesso fácil às informações gerenciais

Leia mais

Ofício Circ. n o 97 /2008-ADADM-Anatel Brasília/DF, 18 de julho de 2008.

Ofício Circ. n o 97 /2008-ADADM-Anatel Brasília/DF, 18 de julho de 2008. SAUS Quadra 6 Bloco H Brasília/DF CEP: 70070-940 (61) 2312-2000 e (Fax 2312-2002) http//www.anatel.gov.br Ofício Circ. n o 97 /2008-ADADM-Anatel Brasília/DF, 18 de julho de 2008. Às empresas interessadas

Leia mais

GERENCIE TUDO, NUMA SÓ PLATAFORMA OUTDOOR + BUSDOOR + RODOVIA + TAXI + PLACAS DE ESQUINA + MÍDIA EM AEROPORTO + MONITORES INDOOR + PAINEL DE LED +

GERENCIE TUDO, NUMA SÓ PLATAFORMA OUTDOOR + BUSDOOR + RODOVIA + TAXI + PLACAS DE ESQUINA + MÍDIA EM AEROPORTO + MONITORES INDOOR + PAINEL DE LED + GERENCIE TUDO, NUMA SÓ PLATAFORMA OUTDOOR + BUSDOOR + RODOVIA + TAXI + PLACAS DE ESQUINA + MÍDIA EM AEROPORTO + MONITORES INDOOR + PAINEL DE LED + TOP SIGHT + BANCA DE JORNAL + ABRIGO DE ÔNIBUS + EMPENA

Leia mais

6. Resultados obtidos

6. Resultados obtidos 6. Resultados obtidos 6.1 O Balanced corecard final Utilizando a metodologia descrita no capítulo 5, foi desenvolvido o Balanced corecard da Calçados yrabel Ltda. Para facilitar o entendimento deste trabalho,

Leia mais

perspectivas e abordagens típicas de campos de investigação (Senra & Camargo, 2010).

perspectivas e abordagens típicas de campos de investigação (Senra & Camargo, 2010). 1 Introdução Os avanços na tecnologia da informação, bem como o crescimento da sociedade da informação através do uso da Internet, obrigaram os governos de inúmeros países, em seus mais variados níveis,

Leia mais

Ponto Secullum 4 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS FUNCIONALIDADES FICHA TÉCNICA. Ficha Técnica

Ponto Secullum 4 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS FUNCIONALIDADES FICHA TÉCNICA. Ficha Técnica ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Ponto Secullum 4 Sistema Operacional: compatível com Windows 98 ou superior Banco de Dados: Access, SQL Server ou Oracle; Computador Requerido: Processador com 500Mhz, Memória Ram

Leia mais

Manual do Usuário. Sistema/Ferramenta: Spider-ACQ. Versão do Sistema/Ferramenta: 1.0. www.spider.ufpa.br

Manual do Usuário. Sistema/Ferramenta: Spider-ACQ. Versão do Sistema/Ferramenta: 1.0. www.spider.ufpa.br Manual do Usuário Sistema/Ferramenta: Spider-ACQ Versão do Sistema/Ferramenta: 1.0 www.spider.ufpa.br Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 27/05/2011 1.0 Criação da seção de instalação/configuração

Leia mais

versa A solução definitiva para o mercado livreiro. Aumente a eficiência de seu negócio Tenha uma solução adequada para cada segmento

versa A solução definitiva para o mercado livreiro. Aumente a eficiência de seu negócio Tenha uma solução adequada para cada segmento Aumente a eficiência de seu negócio O Versa é um poderoso software de gestão de negócios para editoras, distribuidoras e livrarias. Acessível e amigável, o sistema foi desenvolvido especificamente para

Leia mais

Conexão ODBC do MySQL com Excel 2010

Conexão ODBC do MySQL com Excel 2010 PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Curso: Banco de Dados Disciplina: Laboratório de Data Warehouse e Business Intelligence Professor: Fernando Zaidan Unidade 7 BI 2012 Crédito dos Slides: Clever Junior 2 Download

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Online WebOpinião

Manual do Teclado de Satisfação Online WebOpinião Manual do Teclado de Satisfação Online WebOpinião Versão 1.2.3 27 de novembro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação

Leia mais

Aquisição. Manual APC

Aquisição. Manual APC Sumário 1. ORÇAMENTO... 1 1.1 CADASTRO DAS VERBAS...3 1.2 UNIDADE ORGANIZACIONAL...4 1.1.1 Orçamento...6 2. SUGESTÕES DE COMPRA... 1 1.3 ITENS...3 2.1.1 VISUALIZAÇÃO...7 1.4 CONSULTA GERAL E GERAÇÃO DE

Leia mais

Interatividade aliada a Análise de Negócios

Interatividade aliada a Análise de Negócios Interatividade aliada a Análise de Negócios Na era digital, a quase totalidade das organizações necessita da análise de seus negócios de forma ágil e segura - relatórios interativos, análise de gráficos,

Leia mais

ESSE CURSO FOI CRIADO E É PROMOVIDO PELA INSTITUIÇÃO. Todos os Direitos Reservados

ESSE CURSO FOI CRIADO E É PROMOVIDO PELA INSTITUIÇÃO. Todos os Direitos Reservados Curso Online 1 2 ESSE CURSO FOI CRIADO E É PROMOVIDO PELA INSTITUIÇÃO Todos os Direitos Reservados 3 1 O Que é Fluxo de Caixa _Fatores que Afetam o Fluxo de Caixa (Internos e Externos) _Desequilíbrio Financeiro

Leia mais

Para os demais formatos, o relatório será gerado mas virá com configurações incorretas.

Para os demais formatos, o relatório será gerado mas virá com configurações incorretas. Balancete Orçamentário Produto : TOTVS Gestão Patrimonial - 12.1.6 Processo : Relatórios Subprocesso : Balancete Orçamentário Data publicação da : 17/06/2015 O Balancete é um relatório contábil oficial

Leia mais

Capítulo 5. 5.1 Laudon, Cap. 5

Capítulo 5. 5.1 Laudon, Cap. 5 Capítulo 5 Fundamentos da Inteligência de Negócios: Gerenciamento da Informação e de Bancos de Dados 5.1 Laudon, Cap. 5 OBJETIVOS DE ESTUDO Descrever como um banco de dados relacional organiza os dados

Leia mais

CSI IT Solutions. Facilidade de uso

CSI IT Solutions. Facilidade de uso CSI IT Solutions WebReport2 Gestão de Ambiente de Impressão O CSI WebReport dá aos gestores de TI o poder de uma gestão integral através do acesso fácil às informações gerenciais de impressões. O sistema

Leia mais

Gerenciamento do ciclo de vida de um documento Simone de Abreu

Gerenciamento do ciclo de vida de um documento Simone de Abreu Gerenciamento do ciclo de vida de um documento Simone de Abreu É o gerenciamento do ciclo de vida de todos os registros, em todos os tipos de mídia, desde a criação até a destruição ou arquivo permanente.

Leia mais

Themis Serviços On Line - Publicações

Themis Serviços On Line - Publicações Nome do documento Guia do Usuário Themis Serviços On Line - Publicações Sumário Introdução:... 3 1 - Cadastro dos Usuários do Themis Serviços On Line:... 3 2 - Acesso ao Sistema Themis Serviços On Line:...

Leia mais

Usina Termelétrica Pampa Sul

Usina Termelétrica Pampa Sul 0 14/01/2015 Emissão Inicial AMA REV. DATA NATUREZA DA REVISÃO ELAB. VERIF. APROV. EMPRESA: Usina Termelétrica Pampa Sul EMPREENDIMENTO: UTE Pampa Sul NO CONTRATO: NA TIPO: Atendimento a Condicionante

Leia mais

ArpPrintServer. Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02

ArpPrintServer. Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02 ArpPrintServer Sistema de Gerenciamento de Impressão By Netsource www.netsource.com.br Rev: 02 1 Sumário INTRODUÇÃO... 3 CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS DO SISTEMA... 3 REQUISITOS DE SISTEMA... 4 INSTALAÇÃO

Leia mais

SISTEMA OPERACIONAL - WINDOWS

SISTEMA OPERACIONAL - WINDOWS MANUAL PROTECT Versão R15 SISTEMA OPERACIONAL - WINDOWS Copyright GVT 2015 www.gvtprotect.com.br 1 1 Índice 1 Índice... 2 2 GVT PROTECT... 3 2.1 REQUISITOS MÍNIMOS DE SISTEMA... 3 2.2 SISTEMAS OPERACIONAIS

Leia mais

Requisitos de Sistemas

Requisitos de Sistemas Bancos de Dados III Acesso Cliente Servidor Arquiteturas Rogério Costa rogcosta@inf.puc-rio.br 1 Requisitos de Sistemas Grande competitividade no mercado TI deve apoiar a empresa atendendo com agilidade.

Leia mais

CONTRATO DE CESSÃO DE DIREITO DE USO (LICENÇA) DO BOMBIRÔ PLATAFORMA ONLINE E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO RELACIONADOS

CONTRATO DE CESSÃO DE DIREITO DE USO (LICENÇA) DO BOMBIRÔ PLATAFORMA ONLINE E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO RELACIONADOS CONTRATO DE CESSÃO DE DIREITO DE USO (LICENÇA) DO BOMBIRÔ PLATAFORMA ONLINE E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO RELACIONADOS ATENÇÃO: Ao selecionar a opção Eu aceito os termos de licença e uso do BomBirô

Leia mais

MicrovixPOS Requisitos, Instalação e Execução

MicrovixPOS Requisitos, Instalação e Execução MicrovixPOS Requisitos, Instalação e Execução Autor Público Alvo Rodrigo Cristiano dos Santos Suporte Técnico, Consultoria e Desenvolvimento. Histórico Data 13/06/2012 Autor Rodrigo Cristiano Descrição

Leia mais

Faculdades Integradas Paiva de Vilhena

Faculdades Integradas Paiva de Vilhena Faculdades Integradas Paiva de Vilhena Curso: Tecnólogo em Processos Gerenciais Disciplina: Gestão Estratégica da Informação A Importância da Informação Prof. Esp. Rodrigo Gomes da Silva Campanha 2009

Leia mais

Controle de tempo, controle de ponto e faturação Software para gestão de projetos e tarefas

Controle de tempo, controle de ponto e faturação Software para gestão de projetos e tarefas Controle de tempo, controle de ponto e faturação Software para gestão de projetos e tarefas Disponível na nuvem via web, no seu tablet ou smartphone Suporte on-line excelente, em tempo real e na a sua

Leia mais

PROFISSIONAIS DA ÁREA DE INFORMÁTICA. Profa. Reane Franco Goulart

PROFISSIONAIS DA ÁREA DE INFORMÁTICA. Profa. Reane Franco Goulart PROFISSIONAIS DA ÁREA DE INFORMÁTICA Profa. Reane Franco Goulart Administrador de banco de dados O Administrador de banco de dados (DBA - DataBase Administrator) é responsável por manter e gerenciar bancos

Leia mais

Requisitos do Sistema

Requisitos do Sistema PJ8D - 017 ProJuris 8 Desktop Requisitos do Sistema PJ8D - 017 P á g i n a 1 Sumario Sumario... 1 Capítulo I - Introdução... 2 1.1 - Objetivo... 2 1.2 - Quem deve ler esse documento... 2 Capítulo II -

Leia mais

1 Sumário... 2. 2 O Easy Chat... 3. 3 Conceitos... 3. 3.1 Perfil... 3. 3.2 Categoria... 3. 4 Instalação... 5. 5 O Aplicativo... 7 5.1 HTML...

1 Sumário... 2. 2 O Easy Chat... 3. 3 Conceitos... 3. 3.1 Perfil... 3. 3.2 Categoria... 3. 4 Instalação... 5. 5 O Aplicativo... 7 5.1 HTML... 1 Sumário 1 Sumário... 2 2 O Easy Chat... 3 3 Conceitos... 3 3.1 Perfil... 3 3.2 Categoria... 3 3.3 Ícone Específico... 4 3.4 Janela Específica... 4 3.5 Ícone Geral... 4 3.6 Janela Geral... 4 4 Instalação...

Leia mais

A R P O BPMN++ MODELER KLUG PROCESSO PARA DOWNLOAD E INSTALAÇÃO VERSÃO FREEWARE. Verificar requisitos para instalação. Testar instalação do software

A R P O BPMN++ MODELER KLUG PROCESSO PARA DOWNLOAD E INSTALAÇÃO VERSÃO FREEWARE. Verificar requisitos para instalação. Testar instalação do software A R P O KLUG BPMN++ MODELER PROCESSO PARA DOWNLOAD E INSTALAÇÃO VERSÃO FREEWARE Verificar requisitos para instalação Iniciar procedimento de instalação Executar procedimento de instalação Efetuar primeiro

Leia mais

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa ACESSE Informações corporativas a partir de qualquer ponto de Internet baseado na configuração

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PROCESSO Nº 0541.000060/2014-00. Página 1 de 11

TERMO DE REFERÊNCIA PROCESSO Nº 0541.000060/2014-00. Página 1 de 11 TERMO DE REFERÊNCIA PROCESSO Nº 0541.000060/2014-00 Página 1 de 11 1. DO OBJETO Contratação de desenvolvimento de aplicativo mobile de auditoria interna patrimonial. 1.1. Modalidade de Aquisição: Contratação

Leia mais

BRAlarmExpert. Software para Gerenciamento de Alarmes. BENEFÍCIOS obtidos com a utilização do BRAlarmExpert:

BRAlarmExpert. Software para Gerenciamento de Alarmes. BENEFÍCIOS obtidos com a utilização do BRAlarmExpert: BRAlarmExpert Software para Gerenciamento de Alarmes A TriSolutions conta com um produto diferenciado para gerenciamento de alarmes que é totalmente flexível e amigável. O software BRAlarmExpert é uma

Leia mais

GTI-2 Logs. Documento Visão. Versão <1.0>

GTI-2 Logs. <Gerador de Logs> Documento Visão. Versão <1.0> GTI-2 Logs Documento Visão Versão Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 01/12/2014 1.0 Desenvolvimento do documento visão. Matheus, Romero, Douglas. 2/6 Índice Analítico

Leia mais