EXERCÍCIOS (RECUPERAÇÃO)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EXERCÍCIOS (RECUPERAÇÃO)"

Transcrição

1 EXERCÍCIOS (RECUPERAÇÃO) Professor: ALEX ALUNO(A): DATA: 8/09/05 Físico-Química Cinética Química. A indústria de doces utiliza grande quantidade de açúcar invertido para a produção de biscoitos, bolos, bombons, dentre outros produtos. O açúcar invertido consiste em um xarope transparente, isento de odores, com poder edulcorante maior que o da sacarose e é obtido a partir da reação de hidrólise ácida ou enzimática, de acordo com a equação: catalisador CH O HO C6HO6 C6HO6 sacarose glicose frutose Em uma reação de hidrólise enzimática, inicialmente, a concentração de sacarose era de 0, L. Após 0 h de reação, a concentração caiu para 0,06 mol L e, após 0 h de reação, a concentração caiu para 0,0 mol L. Determine a meia-vida da reação e a velocidade média de consumo da sacarose, em entre 600 e 00 min. mol L min, no intervalo. Considere o gráfico da atividade catalítica de uma enzima (proteínas) e o aumento progressivo da temperatura da reação. Sobre esta reação, faça o que se pede: a) Indique a função da enzima nas reações bioquímicas. b) Analise o gráfico e explique o que ocorre com a atividade catalítica da enzima e com a velocidade da reação à medida que se aumenta a temperatura. c) Explique o que ocorre com a enzima quando a reação é aquecida continuamente.. Em um laboratório, nas condições ambientes, uma determinada massa de carbonato de cálcio (CaCO ) foi colocada para reagir com excesso de ácido nítrico diluído. Os valores do volume de gás liberado pela reação com o transcorrer do tempo estão apresentados na tabela. tempo (min) volume de gás (cm ) Escreva a equação balanceada da reação e calcule a velocidade média da reação, em mol min, no intervalo entre minuto e minutos. Dado: Volume molar do CO nas condições ambientes = 5,0 L mol 4. Ralos de pias de cozinhas e próximas a churrasqueiras entopem com frequência. Ao solicitar o serviço de desentupimento, o profissional sugeriu uma prática que é bastante comum: dissolver meio quilograma de soda cáustica num balde de água fervente e em seguida jogar a solução resultante ainda quente na pia ou ralo entupido. Segundo o profissional, a solução quente é capaz de dissolver a gordura que causa o entupimento. A gordura é composta por triacilgliceróis (triéster de glicerol e ácidos carboxílicos de cadeia alquílica longa). a) Que reação química ocorreu, que foi capaz de dissolver a gordura que causou o entupimento? b) Por que utilizar água quente do ponto de vista cinético? 5. O ácido acetilsalicílico, analgésico largamente utilizado, submete-se a reações de hidrólise em meio ácido ou básico. A fim de estudar a estabilidade do ácido acetilsalicílico em meio básico, acompanhou-se a velocidade de sua hidrólise, que leva à produção de acetato e salicilato, em função do ph do meio e da sua concentração inicial. Os dados coletados estão na tabela a seguir. Velocidade inicial, [Aspirina] ph moll min t 0,mol L a) Qual é a lei de velocidade para a reação estudada? b) Qual é o valor da constante (incluindo sua unidade) de velocidade para a reação?

2 6. A Fórmula Indy de automobilismo, realizada em Indianópolis - Estados Unidos, usa o metanol como combustível que, em combustão, possui chama invisível. Por isso são comuns acidentes nos quais os pilotos se queimam sem que o fogo seja visto. Uma forma de obtenção desse composto pode ser reagir dióxido de carbono gasoso mais gás hidrogênio e utilizar como catalisador o CrO ZnO (sólido branco e granular) numa temperatura na faixa de 0 80 C e pressão de 40 atm. Considerando o exposto, responda aos itens a e b. a) Que tipo de catálise é usado no processo de obtenção do metanol? Justifique sua resposta. b) Identifique no gráfico a seguir a curva que representa a reação que utiliza um catalisador. Explique sua opção. 7. O processo de remoção de enxofre em refinarias de petróleo é uma prática que vem sendo cada vez mais realizada com o intuito de diminuir as emissões de dióxido de enxofre de veículos automotivos e o grau de envenenamento de catalisadores utilizados. A dessulfurização é um processo catalítico amplamente empregado para a remoção de compostos de enxofre, o qual consiste basicamente na inserção de hidrogênio. A reação química do composto etanotiol é mostrada a seguir. CH5 SH(g) H (g) CH 6(g) HS(g) a) Suponha que a reação de dessulfurização seja realizada em laboratório, na presença de concentrações diferentes de etanotiol e hidrogênio, conforme quadro a seguir. Experiências [Etanotiol] [Hidrogênio] Velocidade inicial (mol/min) Com base nos dados apresentados nessa tabela, determine a lei da velocidade e a ordem da reação. b) Considerando que a velocidade média da reação de dessulfurização, em certo intervalo de tempo, é de 0 mol/s em relação ao etanotiol, determine a velocidade da reação em relação ao gás sulfídrico dada em g/s, no mesmo intervalo de tempo. 8. O esquema apresentado descreve os diagramas energéticos para uma mesma reação química, realizada na ausência e na presença de um agente catalisador. Com base no esquema, responda qual a curva que representa a reação na presença de catalisador. Explique sua resposta e faça uma previsão sobre a variação da entalpia dessa reação na ausência e na presença do catalisador. 9. O diagnóstico de doenças tropicais pode ser realizado por meio do uso de biossensores. Esses dispositivos monitoram a reação entre antígenos e anticorpos, que normalmente resultam na formação de um complexo colorido. A tabela a seguir apresenta as concentrações do complexo AB formado em função do tempo em uma reação entre um antígeno A e um anticorpo B na proporção estequiométrica de :. Tempo (s) [AB] (x0 6 mol/l) A partir dos dados apresentados, a) esboce o gráfico que represente a cinética de formação do complexo AB colorido; b) calcule a velocidade média da reação. 0. Em uma aula de laboratório de química, foram realizados três experimentos para o estudo da reação entre zinco e ácido clorídrico. Em três tubos de ensaio rotulados como I, II e III, foram colocados em cada um 5,0 x 0 mol (0,7 g) de zinco e 4,0 ml de solução de ácido clorídrico, nas concentrações indicadas na figura. Foi anotado o tempo de reação até ocorrer o desaparecimento completo do metal. A figura mostra o esquema dos experimentos, antes da adição do ácido no metal. a) Qual experimento deve ter ocorrido com menor tempo de reação? Justifique. b) Determine o volume da solução inicial de HCl que está em excesso no experimento III. Apresente os cálculos efetuados.. O óxido nítrico é um poluente atmosférico que pode ser reduzido na presença de hidrogênio, conforme a seguinte equação: NO (g) + H (g) N (g) + H O (g)

3 A velocidade inicial de formação de N foi medida para várias concentrações iniciais diferentes de NO e H, e os resultados são os seguintes: Experimento Nº [NO] [H ] Velocidade inicial (moll - s - ) 0,0 0,0 4,9 x 0-0,0 0,0, x 0-0,0 0,0,46 x 0-4 0,05 0,40, x 0 - Fazendo uso desses dados, determine: a) a equação de velocidade para a reação; b) o valor da constante de velocidade da reação; c) a velocidade inicial da reação quando [NO]= 0,5 mol/l e [H ]=,0 mol/l.. A tabela abaixo apresenta os resultados obtidos para o estudo cinético de uma reação química elementar genérica na forma aa + bb + cc D + E. Experimento [A] [B] [C] velocidade da reação / mol L 0,0 0,0 0,0 8,0 x 0 4 0,0 0,0 0,0,6 x 0 0,0 0,0 0,0,6 x 0 4 0,0 0,0 0,0, x 0 A partir destes resultados, determine: a) a lei de velocidade da reação. b) o valor da velocidade da reação quando [A] = [B] = [C] = 0,0 mol L -. s b) Represente graficamente, para uma reação endotérmica, a variação da energia (kcal.mol - ) como função do caminho da reação, considerando o processo sem catalisador e com catalisador. 5. Considere a fase gasosa da reação entre o óxido nítrico e a molécula de bromo a 7 C. A velocidade inicial de formação do NOBr foi determinada experimentalmente para várias concentrações iniciais de NO e Br. Os resultados podem ser vistos na tabela a seguir.. Considere o gráfico a seguir, que mostra a variação de energia de uma reação que ocorre na ausência e na presença de catalisador. a) Determine a ordem de reação em relação ao NO e ao Br. b) Determine a constante de velocidade na temperatura considerada. Gabarito: Resposta da questão : Teremos: [sacarose] : concentração molar da sacarose t : tempo de meia vida (tempo que demora para metade do reagente reagir) a) Qual das duas curvas refere-se à reação não catalisada? b) Qual a função do catalisador nesse processo? c) Qual a energia do complexo ativado na reação catalisada? d) Calcule o calor de reação, H, dessa reação. 4. Quanto menor for o valor da energia de ativação de uma reação, maior será a velocidade reacional. Do mesmo modo, quanto maior for a concentração dos reagentes, maior será a velocidade de formação dos produtos. Com base nessas informações, responda o que se pede a seguir. a) O aumento da concentração dos reagentes implica decréscimo no valor da energia de ativação? Justifique sua resposta. t t t t [sacarose] [sacarose] [sacarose] [sacarose] tempo de reação 0 h [ sacarose] inicial 0, / L t t 0, / L 0, / L 0, / L 4 t 0 h t 0 h 0 h 0 h 0, / L 0,06 mol / L 0,0 mol / L Cálculo da velocidade média de consumo da sacarose, em mol L min, no intervalo entre 600 min (60 min 0 h) e 00 min (0 60 min 0 h) :

4 Δ[sacarose] Δt 0,0 mol / L 0,06 mol / L mol L min 00 min 600 min mol L min Resposta da questão : a) A função da enzima nas reações bioquímicas é de catalisador (diminui a energia de ativação). b) A atividade catalítica da enzima aumenta de 0 C a 0 C, ou seja, a velocidade da reação aumenta. A atividade catalítica da enzima diminui de 0 C a 55 C, ou seja, a velocidade da reação volta ao patamar sem catalisador. c) Quando a reação é aquecida continuamente a enzima sofre desnaturação, ou seja, perde o efeito catalisador sobre a reação química. Resposta da questão : Equação balanceada da reação: CaCO (s) HNO (aq) HO( ) CO (g) Ca(NO ) (aq). De acordo com a tabela, vem: tempo volume de gás min 50 cm 0,5L min 40 cm 0,4 L min 00 cm 0,0 L Tempo de minuto V 0,5 L n minuto 5 L 0,5 L n minuto 0,006 mol Tempo de minutos V 0,0 L n minuto 5 L 0,0 L n minuto 0,0 Velocidade inicial, [H + ] [OH - ] moll min [Aspirina] t 0,mol L A cinética da reação é de primeira ordem para a aspirina e para o OH -. Lei da velocidade: v k[aspirina] [OH ]. b) Teremos: [OH Velocidade inicial, - ] moll [Aspirina] moll min t 0,mol L Substituindo os valores da primeira linha da tabela na equação que representa a Lei da velocidade, vem: v k[aspirina] [OH ] mol L min k(0 mol L ) (0 mol L ) k 0 min mol L Resposta da questão 6: a) O tipo de catálise é a heterogênea (reagentes e catalisadores apresentam diferentes estados de agregação). CrO /ZnO(s) CO (g) H (g) CH OH( ) O (g) b) Na presença do catalisador a energia de ativação diminui. Δn 0,0 0,006 mol Δt min min 0,00 mol/min Resposta da questão 4: a) Ocorreu uma saponificação (reação entre triéster de glicerol e água formando ácido graxo, sendo que este reage com o hidróxido de sódio). b) Pois a elevação da temperatura acelera a reação (favorece o aumento do número de choques efetivos). Resposta da questão 5: a) Teremos: Resposta da questão 7: a) Analisando a tabela percebe-se que: 4

5 Conclusão: [H ]. Conclusão: [Etanotiol]. Lei da velocidade e a ordem da reação: v k[h ].[E tanotiol] Ordem da reação em relação a H : Ordem da reação em relação ao E tanotiol : Ordem geral da reação : b) Teremos a seguinte equação química: C H SH (etanotiol); H S (gás sulfídrico) 5 C H SH(g) H (g) H S(g) C H (g) 5 6 CH5SH 6 g / mol vreação (e tanodiol) 0 mol / s 60 g / s CH5SH(g) H (g) HS(g) CH 6(g) 6 g 4 g 60 g 40 g vreação (gás sulfídrico) 40 g / s Resposta da questão 8: O catalisador diminui a energia de ativação do sistema, pois altera o caminho da reação. Logo, a curva II representa a reação na presença de catalisador. O valor da variação de entalpia ( H) permanece constante. Resposta da questão 9: a) b) De acordo com o enunciado, podemos inferir que a equação de reação pode ser representada por: A B AB Assim: VAB VMÉDIA VA VB 6 Δ[AB] 87 0 ~ 6mol VAB 4,5 0 ΔT 0 L s Esta conta expressa a velocidade média em função da produção de AB. Se quisermos expressar a velocidade média da reação, teremos: 6 V MÉDIA =,75 0 mol L s. Resposta da questão 0: a) Podemos observar que: b) A reação entre o zinco metálico e o ácido clorídrico é dada por: Zn (s) + HCl (aq) H (g) + ZnCl (aq) A partir desta reação podemos calcular o número de mols de ácido que reage com o metal: Zn (s) + HCl (aq) H (g) + ZnCl (aq) 65,4 g mol 0,7 g n HCl n HCl =,0 x 0 - mol No experimento III foram adicionados 4 ml (4 x 0 - L) de ácido clorídrico de concentração 4 mol/l, com estes dados podemos calcular o número de mols total de ácido: L 4 mol (HCl) 4 x 0 - L n HCl n HCl =,6 x 0 - mol Subtraindo do valor total o número de mols de ácido clorídrico que reage, teremos o excesso: n(excesso) =,6 x 0 - -,0 x 0 - n(excesso) = 0,6 x 0 - mol = 6 x 0 - mol Agora podemos calcular o volume do excesso de ácido: L 4 mol (HCl) V excesso 6 x 0 - mol (HCl) V excesso =,5 x 0 - L ou,5 ml Resposta da questão : a) Analisando a tabela percebemos que da experiência para a experiência a concentração de NO ([NO]) dobra e a velocidade da reação quadruplica, isto significa que: [NO]. Analisando a tabela percebemos que da experiência para a experiência a concentração de H ([H ]) dobra e a velocidade da reação também, isto significa que: [H ]. 5

6 Concluímos que a equação de velocidade para a reação será dada por: v = k[no] [H ]. b) Utilizando a experiência, vem: v = k[no] [H ], x 0 - = k(0,0) (0,0) k =,. c) Para [NO] = 0,5 M e [H ] =,0 M, teremos: v i = k[no] [H ] v i =,[0,5] [,0] v i = 0, mol.l -.s -. Resposta da questão : a) Como v = k[a] a [B] b [C] c. A partir da tabela teremos: 8,0 x 0 4 = k(0,0) a (0,0) b (0,0) c,6 x 0 = k(0,0) a (0,0) b (0,0) c,6 x 0 = k(0,0) a (0,0) b (0,0) c, x 0 = k(0,0) a (0,0) b (0,0) c 8,0 x 0 4 = k(0,0) a (0,0) b (0,0) c (I),6 x 0 = k a (0,0) a (0,0) b (0,0) c (II),6 x 0 = k(0,0) a b (0,0) b (0,0) c (III), x 0 = k(0,0) a (0,0) b c (0,0) c (IV) De II e I, vem: a = a = De (III) e (I), vem: b = b = De (IV) e (I), vem: c = 4 c = c = Então, 8,0 x 0 4 = k(0,0) (0,0) (0,0) k = 8 L mol - s - Teremos: v = 8[A] [B] [C]. b) v = 8[A] [B] [C] v = 8(0,0) (0,0) (0,0) =,8 x 0 - mol L s. Resposta da questão : a) Curva I, pois apresenta a maior energia de ativação. b) O catalisador diminui a energia de ativação criando caminhos alternativos para a reação, ou seja, acelera a reação. c) A energia de ativação da reação catalisada (II) será: E at (II) = = 50 kj. d) H = H PRODUTOS - H REAGENTES H = = - 0 kj. Resposta da questão 4: a) A energia de ativação não depende da concentração dos reagentes, ou seja, o aumento da concentração dos reagentes não implica no decréscimo no valor da energia de ativação. b) A variação da energia (kcal.mol ) como função do caminho da reação, considerando o processo sem catalisador e com catalisador pode ser representada conforme figura a seguir: Resposta da questão 5: a) Ordem de reação em relação ao NO:. Ordem de reação em relação ao Br :. b) K =, x 0 4 L mol - s -. 6

GABARITO 5 a lista de exercícios/ Data: /09/2014 // gabarito 12/09/2014

GABARITO 5 a lista de exercícios/ Data: /09/2014 // gabarito 12/09/2014 Centro Universitário Anchieta Engenharia Química Físico Química I Prof. Vanderlei I Paula GABARITO 5 a lista de exercícios/ Data: /09/014 // gabarito 1/09/014 1) Alguns fatores podem alterar a rapidez

Leia mais

Educação Química CINÉTICA QUÍMICA

Educação Química CINÉTICA QUÍMICA CINÉTICA QUÍMICA É a parte da química que estuda a rapidez ou taxa de variação das reações e os fatores que nela influem. - Antigamente denominada de velocidade 1, é uma medida da rapidez com que são consumidos

Leia mais

QUÍMICA. 4. Um professor, utilizando comprimidos de antiácido efervescente à base de NaHCO 3, realizou quatro procedimentos, ilustrados a seguir:

QUÍMICA. 4. Um professor, utilizando comprimidos de antiácido efervescente à base de NaHCO 3, realizou quatro procedimentos, ilustrados a seguir: QUÍMICA Prof. Rodrigo Rocha 1. Alguns fatores podem alterar a rapidez das reações químicas. A seguir, destacam-se três exemplos no contexto da preparação e da conservação de alimentos: 1) A maioria dos

Leia mais

UFMG - 2003 3º DIA QUÍMICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

UFMG - 2003 3º DIA QUÍMICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR UFMG - 2003 3º DIA QUÍMICA BERNULLI CLÉGI E PRÉ-VESTIBULAR Química Questão 01 A glicose, C 6 6, é uma das fontes de energia mais importantes para os organismos vivos. A levedura, por exemplo, responsável

Leia mais

Calor de Reação Forma de determinar a energia absorvida ou liberada em uma reação = ΔH da reação.

Calor de Reação Forma de determinar a energia absorvida ou liberada em uma reação = ΔH da reação. TERMOQUIMICA Estuda a variação de energia, ou seja, a variação de temperatura nas reações químicas. Essa energia é chamada de Entalpia representada pelo símbolo H. Reação endotérmica (absorve energia)

Leia mais

Prova de Química Resolvida Segunda Etapa Vestibular UFMG 2011 Professor Rondinelle Gomes Pereira

Prova de Química Resolvida Segunda Etapa Vestibular UFMG 2011 Professor Rondinelle Gomes Pereira QUESTÃO 01 Neste quadro, apresentam-se as concentrações aproximadas dos íons mais abundantes em uma amostra de água típica dos oceanos e em uma amostra de água do Mar Morto: 1. Assinalando com um X a quadrícula

Leia mais

H = +25,4 kj / mol Neste caso, dizemos que a entalpia da mistura aumentou em 25,4 kj por mol de nitrato de amônio dissolvido.

H = +25,4 kj / mol Neste caso, dizemos que a entalpia da mistura aumentou em 25,4 kj por mol de nitrato de amônio dissolvido. Lei de Hess 1. Introdução Termoquímica é o ramo da termodinâmica que estuda o calor trocado entre o sistema e sua vizinhança devido à ocorrência de uma reação química ou transformação de fase. Desta maneira,

Leia mais

UFMG - 2005 3º DIA QUÍMICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR

UFMG - 2005 3º DIA QUÍMICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR UFMG - 2005 3º DIA QUÍMICA BERNOULLI COLÉGIO E PRÉ-VESTIBULAR Química Questão 01 Carbono é um elemento cujos átomos podem se organizar sob a forma de diferentes alótropos. Alótropos H de combustão a 25

Leia mais

PROF: Alex LISTA 3 DATA: 22/06/2011

PROF: Alex LISTA 3 DATA: 22/06/2011 NOME: PROF: Alex LISTA 3 DATA: /06/0 Estudar para segunda fase-uftm. Com a finalidade de manter uma imagem jovem, muitas pessoas eliminar as rugas do rosto utilizando a quimioesfoliação (peeling químico),

Leia mais

EXERCÍCIOS PROPOSTOS RESUMO. ΔH: variação de entalpia da reação H R: entalpia dos reagentes H P: entalpia dos produtos

EXERCÍCIOS PROPOSTOS RESUMO. ΔH: variação de entalpia da reação H R: entalpia dos reagentes H P: entalpia dos produtos Química Frente IV Físico-química Prof. Vitor Terra Lista 04 Termoquímica Entalpia (H) e Fatores que Alteram o ΔH RESUMO Entalpia (H) é a quantidade total de energia de um sistema que pode ser trocada na

Leia mais

PROVA DESAFIO EM QUÍMICA 04/10/14

PROVA DESAFIO EM QUÍMICA 04/10/14 PROVA DESAFIO EM QUÍMICA 04/10/14 Nome: Nº de Inscrição: Assinatura: Questão Valor Grau 1 a 2,0 2 a 2,0 3 a 2,0 4 a 2,0 5 a 2,0 Total 10,0 IMPORTANTE: 1) Explique e justifique a resolução de todas as questões.

Leia mais

S 2 O 5 (aq) + 2 H + (aq) " 2 SO 2(aq) + H 2 O (,) 2 (aq) + 2 OH (aq) " 2 SO 3 2 (aq) + H 2 O (,) QUESTÃO 2. Combustível.

S 2 O 5 (aq) + 2 H + (aq)  2 SO 2(aq) + H 2 O (,) 2 (aq) + 2 OH (aq)  2 SO 3 2 (aq) + H 2 O (,) QUESTÃO 2. Combustível. Química QUESTÃO 1 O metabissulfito de potássio (K 2 S 2 O 5 ) e o dióxido de enxofre (SO 2 ) são amplamente utilizados na conservação de alimentos como sucos de frutas, retardando a deterioração provocada

Leia mais

EX Y > EX=Y > EX Y Etripla > Edupla > Esimples RESUMO EXERCÍCIO RESOLVIDO

EX Y > EX=Y > EX Y Etripla > Edupla > Esimples RESUMO EXERCÍCIO RESOLVIDO Química Frente IV Físico-química Prof. Vitor Terra Lista 06 Termoquímica Outros Tipos de ΔH e Energia de Ligação RESUMO ΔH nas mudanças de estado: o ΔH quando 1 mol de substância muda de estado físico

Leia mais

QUÍMICA. 32. A neutralização equimolar do HClO com NaOH gera hipoclorito de sódio e água. Questão 21

QUÍMICA. 32. A neutralização equimolar do HClO com NaOH gera hipoclorito de sódio e água. Questão 21 Questão 21 QUÍMICA A irradiação é uma técnica utilizada na conservação de alimentos para inibir a germinação, retardar o amadurecimento e destruir bactérias patogênicas. Os isótopos césio 137 e cobalto

Leia mais

QUÍMICA. Resolução: a) CH 4 b) Ligações de Hidrogênio. c) 3,3 10 16 L

QUÍMICA. Resolução: a) CH 4 b) Ligações de Hidrogênio. c) 3,3 10 16 L QUÍMICA ª QUESTÃO O aquecimento global é o aumento da temperatura terrestre e tem preocupado a comunidade científica cada vez mais. Acredita-se que seja devido ao uso de combustíveis fósseis e outros processos

Leia mais

38 C 37 B 39 D. Sabendo-se que a amônia (NH 3. ) é constituída por moléculas polares e apresenta boa solubilidade em água. o diclorometano (CH 2.

38 C 37 B 39 D. Sabendo-se que a amônia (NH 3. ) é constituída por moléculas polares e apresenta boa solubilidade em água. o diclorometano (CH 2. QUÍMICA 37 B Sabendo-se que a amônia (N 3 ) é constituída por moléculas polares e apresenta boa solubilidade em água o diclorometano (C Cl ) não possui isômeros Sua molécula apresenta polaridade, devido

Leia mais

Questão 23 A asparagina ou ácido aspartâmico (fórmula abaixo) é um aminoácido não essencial que apresenta isomeria óptica.

Questão 23 A asparagina ou ácido aspartâmico (fórmula abaixo) é um aminoácido não essencial que apresenta isomeria óptica. QUÍMICA Questão 21 A irradiação é uma técnica utilizada na conservação de alimentos para inibir a germinação, retardar o amadurecimento e destruir bactérias patogênicas. Os isótopos césio 137 e cobalto

Leia mais

B) Determine a quantidade máxima, em gramas, de ácido sulfúrico que pode ser produzido a partir da combustão completa de 1.605 g de enxofre.

B) Determine a quantidade máxima, em gramas, de ácido sulfúrico que pode ser produzido a partir da combustão completa de 1.605 g de enxofre. Química 01. O ácido sulfúrico é um dos produtos químicos de maior importância comercial, sendo utilizado como matéria-prima para diversos produtos, tais como fertilizantes, derivados de petróleo e detergentes.

Leia mais

QUÍMICA SEGUNDA ETAPA - 1997

QUÍMICA SEGUNDA ETAPA - 1997 QUÍMICA SEGUNDA ETAPA - 1997 QUESTÃO 01 Os valores das sucessivas energias de ionização de um átomo constituem uma evidência empírica da existência de níveis de energia. Os diagramas abaixo pretendem representar,

Leia mais

concentração do íon bicarbonato depende fortemente do fluxo salivar e a termodinâmica desse sistema é complicada pelo fato de envolver o gás

concentração do íon bicarbonato depende fortemente do fluxo salivar e a termodinâmica desse sistema é complicada pelo fato de envolver o gás UFU -2011/1 1-Existe uma série de substâncias de mesma fórmula molecular, mas cujos arranjos espaciais são tais que suas estruturas são relacionadas entre si como a imagem não sobreponível refletida em

Leia mais

CURSO APOIO QUÍMICA RESOLUÇÃO

CURSO APOIO QUÍMICA RESOLUÇÃO QUÍMICA CURS API 15. hidróxido de magnésio, Mg() 2, massa molar 58,3 g mol 1, apresenta propriedades antiácidas e laxativas. Ao ser ingerido, reage com o ácido clorídrico presente no estômago, formando

Leia mais

Exercícios sobre Termoquímica- lei de hess

Exercícios sobre Termoquímica- lei de hess Exercícios sobre Termoquímica- lei de hess 01. (Unesp - adaptada) Definir, ou conceituar, e discutir, usando exemplos quando julgar conveniente: a) entalpia molar padrão de formação de uma substância;

Leia mais

COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR

COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR Página 1 de 6 COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR Unidade Osasco. Processo Avaliativo Trabalho Bimestral 2º Bimestre/2014 Disciplina: Matemática - 2º Ano Período: Manhã Nome do aluno: Nº: Turma: O trabalho bimestral

Leia mais

5. (Espcex (Aman) 2013) Uma amostra de 5 g de hidróxido de sódio (NaOH) impuro foi dissolvida em água suficiente para formar 1L de solução.

5. (Espcex (Aman) 2013) Uma amostra de 5 g de hidróxido de sódio (NaOH) impuro foi dissolvida em água suficiente para formar 1L de solução. 1. (Enem ª aplicação 010) Alguns fatores podem alterar a rapidez das reações químicas. A seguir, destacam-se três exemplos no contexto da preparação e da conservação de alimentos: 1. A maioria dos produtos

Leia mais

~ 1 ~ PARTE 1 TESTES DE ESCOLHA SIMPLES. Olimpíada de Química do Rio Grande do Sul 2011

~ 1 ~ PARTE 1 TESTES DE ESCOLHA SIMPLES. Olimpíada de Química do Rio Grande do Sul 2011 CATEGORIA EM-2 Nº INSCRIÇÃO: Olimpíada de Química do Rio Grande do Sul 2011 Questão 3: O chamado soro caseiro é uma tecnologia social que consiste na preparação e administração de uma mistura de água,

Leia mais

Olimpíada Brasileira de Química

Olimpíada Brasileira de Química Page 1 of 10 Olimpíada Brasileira de Química Page 2 of 10 Olimpíada Brasileira de Química Seletiva para a 33 rd International Chemistry Olympiad (Índia, 6 a 15 julho/2001) DATA: 03.03.2001 HORA: 14 horas

Leia mais

A eletrólise de cloreto de sódio fundido produz sódio metálico e gás cloro. Nesse processo, cada íon

A eletrólise de cloreto de sódio fundido produz sódio metálico e gás cloro. Nesse processo, cada íon Exercícios de revisão de química 3º ano para o simulado Questão 01) A eletrólise de cloreto de sódio fundido produz sódio metálico e gás cloro. Nesse processo, cada íon a) sódio recebe dois elétrons. b)

Leia mais

Vestibular UFRGS 2015. Resolução da Prova de Química

Vestibular UFRGS 2015. Resolução da Prova de Química Vestibular UFRGS 2015 Resolução da Prova de Química 26. Alternativa (C) Assunto: Propriedades físicas das substâncias densidade Os materiais apresentam diferentes densidades e mesma massa envolvida logo,

Leia mais

UFU 2014 VESTIBULAR DE MAIO 1ª FASE

UFU 2014 VESTIBULAR DE MAIO 1ª FASE UFU 2014 VESTIBULAR DE MAIO 1ª FASE 1-O iodo-132, devido à sua emissão de partículas beta e radiação gama, tem sido muito empregado no tratamento de problemas na tireoide. A curva abaixo ilustra o decaimento

Leia mais

Professora Sonia. b) 3Ag 2O (s) + 2Al (s) 6Ag (s) + A l 2O 3(s)

Professora Sonia. b) 3Ag 2O (s) + 2Al (s) 6Ag (s) + A l 2O 3(s) ITA 2001 DADOS CONSTANTES Constante de Avogadro = 6,02 x 10 23 mol 1 Constante de Faraday (F) = 9,65 x 10 4 Cmol 1 Volume molar de gás ideal = 22,4L (CNTP) Carga Elementar = 1,602 x 10 19 C Constante dos

Leia mais

A A A A A A A A A A A A A A A

A A A A A A A A A A A A A A A QUÍMIC 1 Em um balão de paredes rígidas, foram colocados 0,200 g de gás hidrogênio, 6,400 g de gás oxigênio e um material sólido que absorve água. O volume do balão é de 4,480 Leémantido à temperatura

Leia mais

TERMOQUÍMICA. Desta forma podemos dizer que qualquer mudança química geralmente envolve energia.

TERMOQUÍMICA. Desta forma podemos dizer que qualquer mudança química geralmente envolve energia. TERMOQUÍMICA 1 Introdução A sociedade moderna depende das mais diversas formas de energia para sua existência. Quase toda a energia de que dependemos é obtida a partir de reações químicas, como a queima

Leia mais

Processo Seletivo/UFU - Janeiro 2004-2ª Prova Comum - PROVA TIPO 1 QUÍMICA QUESTÃO 32

Processo Seletivo/UFU - Janeiro 2004-2ª Prova Comum - PROVA TIPO 1 QUÍMICA QUESTÃO 32 QUÍMICA QUESTÃO 31 Considerando a Tabela Periódica e as propriedades dos elementos químicos, assinale a alternativa correta A) Um metal é uma substância dúctil e maleável que conduz calor e corrente elétrica

Leia mais

Questão 76. Questão 78. Questão 77. alternativa D. alternativa C. alternativa A

Questão 76. Questão 78. Questão 77. alternativa D. alternativa C. alternativa A Questão 76 O hidrogênio natural é encontrado na forma de três isótopos de números de massa, 1, 2 e 3, respectivamente: 1 1 H, 2 1 H e 3 1 H As tabelas periódicas trazem o valor 1,008 para a sua massa atômica,

Leia mais

International Junior Science Olympiad

International Junior Science Olympiad International Junior Science Olympiad IJSO Brasil 2009 Segunda Fase Gabarito Q U A D R O D E R E S P O S T A S Física Química Biologia A B C D E 01 X 02 X 03 X 04 X 05 X 06 X 07 X 08 X 09 X 10 X A B C

Leia mais

Exercícios sobre Termoquímica- variação de entalpia

Exercícios sobre Termoquímica- variação de entalpia Exercícios sobre Termoquímica- variação de entalpia 01. (Cesgranrio) Quando se adiciona cal viva (CaO) à água, há uma liberação de calor devida à seguinte reação química: CaO + H 2O Ca(OH) 2 + X kcal/mol

Leia mais

Equilíbrio Químico. PROF. NÚRIA Kc, Kp, Ka, Ki, Kb E ph

Equilíbrio Químico. PROF. NÚRIA Kc, Kp, Ka, Ki, Kb E ph Equilíbrio Químico PROF. NÚRIA Kc, Kp, Ka, Ki, Kb E ph 1 - "O conceito de equilíbrio é fundamental na química, mas não é exclusivo da química. Vivemos em uma situação social e econômica que constitui equilíbrio

Leia mais

CPV o cursinho que mais aprova na fgv Fgv - 05/12/2004

CPV o cursinho que mais aprova na fgv Fgv - 05/12/2004 37 QUÍMICA 31. s irradiadores de alimentos representam hoje uma opção interessante na sua preservação. alimento irradiado, ao contrário do que se imagina, não se torna radioativo, uma vez que a radiação

Leia mais

PROF: Alex LISTA 23 DATA: 24/ 11 / 2010

PROF: Alex LISTA 23 DATA: 24/ 11 / 2010 NME: PRF: Alex LISTA DATA: / 11 / 010 Estudar para segunda fase (Mescladas) 1. A configuração eletrônica do átomo de cobalto é dada a seguir: é uma solução contendo,8% (m/v) de ácido etanoico, que a concentração

Leia mais

Leonnardo Cruvinel Furquim TERMOQUÍMICA 2

Leonnardo Cruvinel Furquim TERMOQUÍMICA 2 Leonnardo Cruvinel Furquim TERMOQUÍMICA 2 Calorimetria Os reagentes são colocados num recipiente de aço de paredes resistentes chamado bomba, o qual está imerso numa quantidade de água contida num recipiente

Leia mais

P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 20/05/06

P2 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 20/05/06 - ROVA DE QUÍMICA GERAL - 0/05/06 Nome: Nº de Matrícula: GABARITO Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão a,5 a,5 3 a,5 4 a,5 Total 0,0 Constantes: R 8,34 J mol - K - 0,08 atm L mol - K - atm L 0,35

Leia mais

a) Incorreta. O aumento da temperatura desloca o equilíbrio para o lado direito, no sentido da formação do vapor (transformação endotérmica).

a) Incorreta. O aumento da temperatura desloca o equilíbrio para o lado direito, no sentido da formação do vapor (transformação endotérmica). 01 a) Incorreta. O aumento da temperatura desloca o equilíbrio para o lado direito, no sentido da formação do vapor (transformação endotérmica). b) Incorreta. Quanto mais volátil o líquido, menor será

Leia mais

Olimpíada Brasileira de Química - 2009

Olimpíada Brasileira de Química - 2009 A Olimpíada Brasileira de Química - 2009 MODALIDADE A ( 1º e 2º anos ) PARTE A - QUESTÕES MÚLTIPLA ESCOLHA 01. O gás SO 2 é formado na queima de combustíveis fósseis. Sua liberação na atmosfera é um grave

Leia mais

Química 2. Módulo 9: Termoquímica ATIVIDADE III

Química 2. Módulo 9: Termoquímica ATIVIDADE III Química Módulo 9: Termoquímica 1. (UNESP/010) A tabela apresenta informações sobre as composições químicas e as entalpias de combustão para três diferentes combustíveis que podem ser utilizados em motores

Leia mais

QUÍMICA QUESTÃO 1 EXPECTATIVA DE RESPOSTA. Conteúdo: Química Orgânica, Funções Orgânicas, Isomeria. Resposta esperada 1/5

QUÍMICA QUESTÃO 1 EXPECTATIVA DE RESPOSTA. Conteúdo: Química Orgânica, Funções Orgânicas, Isomeria. Resposta esperada 1/5 QUÍMICA 1 No dia 31 de janeiro de 2012, quatro pessoas morreram e dezesseis foram hospitalizadas com intoxicação após a liberação de uma massa de gás ácida em um acidente ocorrido num curtume em Bataguassu

Leia mais

Lista de exercícios ph e soluções-tampão (II) GABARITO

Lista de exercícios ph e soluções-tampão (II) GABARITO Lista de exercícios ph e soluções-tampão (II) GABARITO 1. Qual é o ph de uma solução que tem [H + ] de: a) 1,75 x 10-5 mol/l ph = -log 1,75 x 10-5 ph = 4,76 b) 6,5 x 10-10 mol/l ph = 9,19 c) 1,0 x 10-4

Leia mais

Soluções I e II. Soluções I e II Monitor: Gabriel dos Passos 28 e 29/05/2014. Material de apoio para Monitoria. 1. O que é uma solução?

Soluções I e II. Soluções I e II Monitor: Gabriel dos Passos 28 e 29/05/2014. Material de apoio para Monitoria. 1. O que é uma solução? 1. O que é uma solução? 2. Como podemos classificar as soluções? 3. O que você entende por concentração comum? 4. O que você entende por molaridade? 5. O que você entende por título percentual? 6. O que

Leia mais

Química. 2º Ano. Nome completo: N.º

Química. 2º Ano. Nome completo: N.º Data: / /2012 Química 2º Ano Jesus 2ª UA B Nome completo: N.º ASSUNTO: TERMOQUÍMICA e CNÉTICA QUÍMICA PROFESSOR: JESUS I-Termoquímica Conceito: É o estudo das trocas de energia, na forma de calor, envolvidas

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR MORAIS. Atividade: Lista de Exercícios sobre termoquímica Valor: Nota:

ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR MORAIS. Atividade: Lista de Exercícios sobre termoquímica Valor: Nota: ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR MORAIS Disciplina: Química Ensino Médio Atividade: Lista de Exercícios sobre termoquímica Valor: Nota: Série: 2º ano 3º Bimestre Data: 04/09/2015 Professor: Júnior Aluno(a): N

Leia mais

Química. Energia de formação (KJ mol -1 )

Química. Energia de formação (KJ mol -1 ) Química 01. A formação dos compostos iônicos é geralmente um processo exotérmico cuja energia liberada será tanto maior quanto maior for a força de interação entre o cátion e o ânion. gráfico abaixo apresenta

Leia mais

LISTA COMPLEMENTAR DE EXERCÍCIOS. Ensino Médio 3º ano. Cinética Química Equilíbrio Químico Equilíbrio Iônico

LISTA COMPLEMENTAR DE EXERCÍCIOS. Ensino Médio 3º ano. Cinética Química Equilíbrio Químico Equilíbrio Iônico LISTA COMPLEMENTAR DE EXERCÍCIOS Ensino Médio 3º ano Cinética Química Equilíbrio Químico Equilíbrio Iônico Prof. Ricardo Finkler 2011 1) A velocidade de uma reação química depende: I. Do número de colisões

Leia mais

QUESTÃO 01 Analise este gráfico, em que se mostra o resultado de um experimento de decomposição térmica de uma substância orgânica:

QUESTÃO 01 Analise este gráfico, em que se mostra o resultado de um experimento de decomposição térmica de uma substância orgânica: QUESTÃO 01 Analise este gráfico, em que se mostra o resultado de um experimento de decomposição térmica de uma substância orgânica: 1. Considere que, durante esse experimento, a diminuição de massa se

Leia mais

Concurso de Seleção 2005-1 NÚMERO DE INSCRIÇÃO - QUÍMICA

Concurso de Seleção 2005-1 NÚMERO DE INSCRIÇÃO - QUÍMICA QUÍMICA QUESTÃO 1 As fórmulas dos compostos químicos não são frutos do acaso. A capacidade de um átomo combinar-se com outro depende da disponibilidade de receber, doar ou compartilhar elétrons. Qual a

Leia mais

ENERGIA E AS REAÇÕES QUÍMICAS

ENERGIA E AS REAÇÕES QUÍMICAS ENERGIA E AS REAÇÕES QUÍMICAS Termoquímica é a parte da química que estuda as trocas de energia entre o sistema e o meio durante a ocorrência de uma reação química ou de um processo físico. ENTALPIA É

Leia mais

P3 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 23/06/03

P3 - PROVA DE QUÍMICA GERAL - 23/06/03 P3 - PRVA DE QUÍMICA GERAL - 3/06/03 Nome: Nº de Matrícula: GABARIT Turma: Assinatura: Questão Valor Grau Revisão a,0 a,0 3 a,0 4 a,0 5 a,0 Total 0,0 Constantes w [ + [ -,0 x 0-4 a 5 o C F 9,645 x 0 4

Leia mais

Questão 13. Questão 15. Questão 14. alternativa C. alternativa E

Questão 13. Questão 15. Questão 14. alternativa C. alternativa E Questão 13 As três substâncias indicadas abaixo são usadas em remédios para gripe, devido a sua ação como descongestionantes nasais: neo-sinefrina propadrina benzedrex Essas três substâncias apresentam

Leia mais

QUÍMICA GERAL E FÍSICO-QUÍMICA

QUÍMICA GERAL E FÍSICO-QUÍMICA CONCURSO PÚBLICO DOCENTE IFMS EDITAL Nº 002/2013 CCP IFMS QUÍMICA GERAL E FÍSICO-QUÍMICA Uso exclusivo do IFMS. GABARITO QUESTÃO 1 (Valor 4 pontos) A Lei nº 11.892, de 29 de dezembro de 2008, equiparou

Leia mais

QUÍMICA 2C2H2 5O2 4CO2 2H2O. Prof. Rodolfo

QUÍMICA 2C2H2 5O2 4CO2 2H2O. Prof. Rodolfo QUÍMICA Prof. Rodolfo 1. Considere a tabela abaixo, em que H c representa a entalpia de combustão para os compostos listados, a 25 C: Nome IUPAC Nome usual Estado físico (25 C) ΔHc kj/mol Etanol Álcool

Leia mais

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PARECER RECURSO DISCIPLINA QUÍMICA

Associação Catarinense das Fundações Educacionais ACAFE PARECER RECURSO DISCIPLINA QUÍMICA 33) Assinale a alternativa correta, na qual todas as substâncias são compostas e líquidas à temperatura ambiente. A O 3, O 2 ; CH 3 CH 2 OH B H 2 ; CO 2 ; CH 3 OH C H 2 O; NH 3 ; CO D H 2 O; CH 3 CH 2

Leia mais

TERMOQUÍMICA RITA SIMÕES

TERMOQUÍMICA RITA SIMÕES TERMOQUÍMICA RITA SIMÕES CONCEITOS IMPORTANTES SISTEMA -É qualquer porção do universo escolhida para observação para, estudo ou análise. ENERGIA - resultado do movimento e da força gravitacional existentes

Leia mais

C 5 H 12 O álcool 88g/mol. x 12,5g x = 9,94g 5CO 2 + 5H 2 O

C 5 H 12 O álcool 88g/mol. x 12,5g x = 9,94g 5CO 2 + 5H 2 O Questão 1 O esquema abaixo mostra compostos que podem ser obtidos a partir de um alceno de fórmula molecular C 5 H 10. A seguir, responda às questões relacionadas a esse esquema, considerando sempre o

Leia mais

André Silva Franco ASF EOQ Escola Olímpica de Química Julho de 2011

André Silva Franco ASF EOQ Escola Olímpica de Química Julho de 2011 André Silva Franco ASF EOQ Escola Olímpica de Química Julho de O que é Cinética Química? Ramo da físico-química que estuda a velocidade das reações; Velocidade na química: variação de uma grandeza no x

Leia mais

QUÍMICA. 1. xilocaína é utilizada como um anestésico local. Sua fórmula é a seguinte

QUÍMICA. 1. xilocaína é utilizada como um anestésico local. Sua fórmula é a seguinte QUÍMICA Prof. Daniel Pires CÁLCULOS QUÍMICOS 1. xilocaína é utilizada como um anestésico local. Sua fórmula é a seguinte Responda: a) Por que se usa comumente a xilocaína e não o éter comum, que também

Leia mais

2º Trimestre Sala de Estudo Data: 19/06/17 Ensino Médio 2º ano classe: A_B_C Profª Danusa Nome: nº

2º Trimestre Sala de Estudo Data: 19/06/17 Ensino Médio 2º ano classe: A_B_C Profª Danusa Nome: nº 2º Trimestre Sala de Estudo Data: 19/06/17 Ensino Médio 2º ano classe: A_B_C Profª Danusa Nome: nº Conteúdo: Cinética Química I (Quantificando a rapidez de uma reação) Questão 01 - (UERJ/2017) Em um exame

Leia mais

Oxirredução. O professor recomenda: Estude pelos seguintes livros/páginas sobre a oxirredução e faça os exercícios! 26/10/2011

Oxirredução. O professor recomenda: Estude pelos seguintes livros/páginas sobre a oxirredução e faça os exercícios! 26/10/2011 Oxirredução O professor recomenda: Estude pelos seguintes livros/páginas sobre a oxirredução e faça os exercícios! Shriver Ed 4 Cap.4 p.164-190 Atkins & Jones 1 ED Cap. 12 p. 603-635 Brown Cap. 20 p. 721-754

Leia mais

B) (até três pontos) Para os pares de espécies apresentados em i, ii e iii, tem-se, respectivamente, Al +, F - e Li.

B) (até três pontos) Para os pares de espécies apresentados em i, ii e iii, tem-se, respectivamente, Al +, F - e Li. Química 1. O raio atômico (ou iônico) é uma propriedade periódica que exerce grande influência na reatividade dos átomos (ou dos íons). A) Explique, em termos de carga nuclear efetiva, a variação apresentada

Leia mais

P R O V A D E Q UÍMICA I. A tabela abaixo apresenta os pontos de ebulição e a solubilidade em água de alguns álcoois e éteres importantes.

P R O V A D E Q UÍMICA I. A tabela abaixo apresenta os pontos de ebulição e a solubilidade em água de alguns álcoois e éteres importantes. 17 P R O V A D E Q UÍMICA I QUESTÃO 46 A tabela abaixo apresenta os pontos de ebulição e a solubilidade em água de alguns álcoois e éteres importantes. Composto Pe ( o C) Solubilidade em água CH 3 CH 2

Leia mais

QUÍMICA. Questão 01. A configuração eletrônica de um átomo X Z

QUÍMICA. Questão 01. A configuração eletrônica de um átomo X Z QUÍMICA Questão 01 A A configuração eletrônica de um átomo X Z é [ X ]. Determine: a) os valores de Z e de n, para que a configuração eletrônica [X] ns 2 (n 1)d 10 np (n+1) represente um elemento químico

Leia mais

Exercícios de Equilíbrio

Exercícios de Equilíbrio Exercícios de Equilíbrio Portal de Estudos em Química (PEQ) www.profpc.com.br Página 1 EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO 01 (PUC-RS) Um equilíbrio envolvido na formação da chuva ácida está representado pela equação:

Leia mais

Observações. de H 2 30 s Não liberou. Liberação de H 2 e calor Sem alterações Liberação de. Liberação de H 2 e calor; massa de Cu não se alterou

Observações. de H 2 30 s Não liberou. Liberação de H 2 e calor Sem alterações Liberação de. Liberação de H 2 e calor; massa de Cu não se alterou EXTENSIVO - MANHÃ química CINÉTICA QUÍMICA Lista de Exercícios 1. (Fuvest 2013) Quando certos metais são colocados em contato com soluções ácidas, pode haver formação de gás hidrogênio. Abaixo, segue uma

Leia mais

Lista de Exercícios de Recuperação do 2 Bimestre

Lista de Exercícios de Recuperação do 2 Bimestre Lista de Exercícios de Recuperação do 2 Bimestre Instruções gerais: Resolver os exercícios à caneta e em folha de papel almaço ou monobloco (folha de fichário). Copiar os enunciados das questões. Entregar

Leia mais

DETERMINAÇÃO DA CONSTANTE UNIVERSAL DOS GASES, R.

DETERMINAÇÃO DA CONSTANTE UNIVERSAL DOS GASES, R. DETERMINAÇÃO DA CONSTANTE UNIVERSAL DOS GASES, R. Aula 2 META Conhecer um pouco sobre estequiometria, reatividade de metais com ácido e como utilizar desses conceitos para determinar a constante universal

Leia mais

QUÍMICA VESTIBULAR 2005 2ª ETAPA

QUÍMICA VESTIBULAR 2005 2ª ETAPA QUÍMICA VESTIBULAR 2005 2ª ETAPA 1 2 3 4 5 6 7 1 1 1, 00 2 3 4 Li Be 6, 94 9, 01 11 12 Na Mg 22, 99 24, 31 19 20 K Ca 39, 10 40, 08 37 38 Rb Sr 85, 47 87, 62 55 56 Cs Ba 132, 91 137, 33 87 88 Fr Ra 223,

Leia mais

Desidratação de Álcoois

Desidratação de Álcoois Desidratação de Álcoois Portal de Estudos em Química (PEQ) www.profpc.com.br Página 1 EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO 01 (Unifenas-MG) A busca de fontes alternativas, devido à possível escassez do petróleo, fez

Leia mais

SOLUÇÕES SOLUÇÕES MISTURAS

SOLUÇÕES SOLUÇÕES MISTURAS MISTURAS SOLUÇÕES Quando juntamos duas espécies químicas diferentes e, não houver reação química entre elas, isto é, não houver formação de nova(s) espécie(s), teremos uma mistura. Exemplos: Mistura de

Leia mais

Exercícios Sobre LigaÇões iônicas

Exercícios Sobre LigaÇões iônicas Exercícios Sobre LigaÇões iônicas Dados: 01. (Ufrj - adaptado) A caiação é um processo tradicionalmente utilizado na pintura de casas. Uma das maneiras de se preparar o pigmento consiste em misturar cal

Leia mais

a) h0/16 b) h0/8 c) h0/4 d) h0/3 e) h0/2 Gabarito: A

a) h0/16 b) h0/8 c) h0/4 d) h0/3 e) h0/2 Gabarito: A FÍSICA. Para um corpo em MHS de amplitude A, que se encontra incialmente na posição A/, com velocidade positiva, a fase inicial é, em radianos, a) b) c) d) e). O planeta Terra possui raio R e gira com

Leia mais

(g) CaCO 3 1 H 2. (g) 2 H(g) Dado: massa molar do H 5 1 g/mol Considere os seguintes diagramas da variação de entalpia para a reação acima: 2 H(g)

(g) CaCO 3 1 H 2. (g) 2 H(g) Dado: massa molar do H 5 1 g/mol Considere os seguintes diagramas da variação de entalpia para a reação acima: 2 H(g) Resolução das atividades complementares Química Q5 Energias de ligação p. 49 1 (Uni-Rio-RJ) Os romanos utilizavam CaO como argamassa nas construções rochosas. O CaO era misturado com água, produzindo Ca(OH),

Leia mais

Ciclos do elementos Carbono, Nitrogênio e Enxofre

Ciclos do elementos Carbono, Nitrogênio e Enxofre Ciclos do elementos Carbono, Nitrogênio e Enxofre Atmosfera Atmosfera é a camada gasosa ao redor da Terra. Hidrosfera é a parte líquida da Terra que corresponde a cerca de 80% da superfície. A água dos

Leia mais

FIEB FUNDAÇÃO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DE BARUERI CURSINHO PREPARATÓRIO PARA VESTIBULARES PROVA DE QUÍMICA 2016

FIEB FUNDAÇÃO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DE BARUERI CURSINHO PREPARATÓRIO PARA VESTIBULARES PROVA DE QUÍMICA 2016 FIEB FUNDAÇÃO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DE BARUERI CURSINHO PREPARATÓRIO PARA VESTIBULARES PROVA DE QUÍMICA 2016 NOME: INSCRIÇÃO: RG: E-MAIL: TEL: INSTRUÇÕES Verifique se este caderno corresponde a sua opção

Leia mais

CPV o cursinho que mais aprova na fgv gv 04/12/2005

CPV o cursinho que mais aprova na fgv gv 04/12/2005 33 QUÍMICA 106. Compostos hidratados são sólidos que apresentam moléculas de água em sua estrutura e são mais comuns do que se imagina. Um exemplo disso são os tetos dos cômodos de nossas casas, que podem

Leia mais

Propriedades coligativas I

Propriedades coligativas I Propriedades coligativas I 01. (Ufrn) Um béquer de vidro, com meio litro de capacidade, em condições normais de temperatura e pressão, contém 300 ml de água líquida e 100 g de gelo em cubos. Adicionando-se,

Leia mais

Química. Resolução das atividades complementares. Q7 Gráficos de mudança de fase

Química. Resolução das atividades complementares. Q7 Gráficos de mudança de fase Resolução das atividades complementares Química Q7 Gráficos de mudança de fase p. 39 Uma amostra sólida é submetida a aquecimento constante. temperatura da amostra é anotada em intervalos regulares de.

Leia mais

Lista de Exercícios 4 Indústrias Químicas Resolução pelo Monitor: Rodrigo Papai de Souza

Lista de Exercícios 4 Indústrias Químicas Resolução pelo Monitor: Rodrigo Papai de Souza Lista de Exercícios 4 Indústrias Químicas Resolução pelo Monitor: Rodrigo Papai de Souza 1) a-) Calcular a solubilidade do BaSO 4 em uma solução 0,01 M de Na 2 SO 4 Dissolução do Na 2 SO 4 : Dado: BaSO

Leia mais

Aula 19 PROPRIEDADES DAS SOLUÇÕES. Eliana Midori Sussuchi Samísia Maria Fernandes Machado Valéria Regina de Souza Moraes

Aula 19 PROPRIEDADES DAS SOLUÇÕES. Eliana Midori Sussuchi Samísia Maria Fernandes Machado Valéria Regina de Souza Moraes Aula 19 PROPRIEDADES DAS SOLUÇÕES META Apresentar os fatores que influenciam no processo de dissolução. OBJETIVOS Ao final desta aula, o aluno deverá: reconhecer um processo de dissolução; identificar

Leia mais

Cinética Química. Professora (Estagiária): Magda Vieira Professora Supervisora: Kátia Aquino. Profa. Kátia Aquino

Cinética Química. Professora (Estagiária): Magda Vieira Professora Supervisora: Kátia Aquino. Profa. Kátia Aquino Cinética Química Professora (Estagiária): Magda Vieira Professora Supervisora: Kátia Aquino Profa. Kátia Aquino 1 As reações também possuem suas velocidades próprias Muito rápida: combustão http://www.franciscoevangelista.com/2012/07/incendio-residencial-com-vitima-fatal.html

Leia mais

Termodinâmica Química

Termodinâmica Química Termodinâmica Química Lista 2: 1 a Lei da Termodinâmica. Resolução comentada de exercícios selecionados Prof. Fabrício R. Sensato Semestre 4º Engenharia: Materiais Período: Matutino/diurno Regimes: Normal/DP

Leia mais

QUÍMICA. 01. Em 1913, Niels Bohr propôs um modelo para o. 03. Dados termodinâmicos de alguns combustíveis são

QUÍMICA. 01. Em 1913, Niels Bohr propôs um modelo para o. 03. Dados termodinâmicos de alguns combustíveis são QUÍMIA 01. Em 1913, Niels Bohr propôs um modelo para o átomo de hidrogênio que era consistente com o modelo de Rutherford e explicava o espectro do átomo daquele elemento. A teoria de Bohr já não é a última

Leia mais

Exercícios de Revisão

Exercícios de Revisão Exercícios de Revisão (UESC-BA) O NO 2 proveniente dos escapamentos dos veículos automotores é também responsável pela destruição da camada de ozônio. As reações que podem ocorrer no ar poluído pelo NO

Leia mais

*******************TIPO 1*******************

*******************TIPO 1******************* QUESTÕES PARA A PROVA MENSAL QUÍMICA PROF. JOÃO NETO TIPO 1 e TIPO 2 *******************TIPO 1******************* 1. Um grupo de estudantes preparou uma solução, dissolvendo 20 g de sal de cozinha em 100

Leia mais

Escola Secundária Dom Manuel Martins

Escola Secundária Dom Manuel Martins Escola Secundária Dom Manuel Martins Setúbal Prof. Carlos Cunha 4ª Ficha de Avaliação FÍSICO QUÍMICA A ANO LECTIVO 2008 / 2009 ANO 2 N. º NOME: TURMA: B CLASSIFICAÇÃO Devido ao crescimento da população

Leia mais

EXERCÍCIOS DE TERMOQUÍMICA. 2) A quantas calorias corresponde uma energia ou trabalho de 200j?

EXERCÍCIOS DE TERMOQUÍMICA. 2) A quantas calorias corresponde uma energia ou trabalho de 200j? EXERCÍCIOS DE TERMOQUÍMICA 1) A quantos joules correspondem 500 cal? 1cal -- 4,18j 500cal-- x x=2090j 2) A quantas calorias corresponde uma energia ou trabalho de 200j? 1cal-- 4,18j x -- 200j x=47,8cal

Leia mais

QUÍMICA - 3 o ANO MÓDULO 13 SAIS

QUÍMICA - 3 o ANO MÓDULO 13 SAIS QUÍMICA - 3 o ANO MÓDULO 13 SAIS Ácido ídrico eto oso ito ico ato Sal nome do ácido de origem eto ito ato nome do cátion da base de origem +y B x +x A y Como pode cair no enem O etanol é considerado um

Leia mais

Instruções. Se o Caderno estiver incompleto ou contiver imperfeição gráfica que prejudique a leitura, peça imediatamente ao Fiscal que o substitua.

Instruções. Se o Caderno estiver incompleto ou contiver imperfeição gráfica que prejudique a leitura, peça imediatamente ao Fiscal que o substitua. 2 1 Instruções Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. Se, em qualquer outro local deste Caderno, você assinar, rubricar,

Leia mais

Aulas 13 e 14. Soluções

Aulas 13 e 14. Soluções Aulas 13 e 14 Soluções Definição Solução é a denominação ao sistema em que uma substância está distribuída, ou disseminada, numa segunda substância sob forma de pequenas partículas. Exemplos Dissolvendo-se

Leia mais

Introdução. Muitas reações ocorrem completamente e de forma irreversível como por exemplo a reação da queima de um papel ou palito de fósforo.

Introdução. Muitas reações ocorrem completamente e de forma irreversível como por exemplo a reação da queima de um papel ou palito de fósforo. Introdução Muitas reações ocorrem completamente e de forma irreversível como por exemplo a reação da queima de um papel ou palito de fósforo. Existem também sistemas, em que as reações direta e inversa

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS primeira morte provocada por aquecedor a gás pode ter ocorrido na cidade. Pela manhã, foi encontrado o corpo de uma pessoa no banheiro do apartamento em que morava. polícia suspeita

Leia mais

REDUÇÃO E OXIDAÇÃO EM SISTEMAS INORGÂNICOS

REDUÇÃO E OXIDAÇÃO EM SISTEMAS INORGÂNICOS REDUÇÃO E OXIDAÇÃO EM SISTEMAS INORGÂNICOS EXTRAÇÃO DE ELEMENTOS A definição original de oxidação foi a da reação que um elemento reage com oxigênio e é convertido em seu óxido. Comparativamente, redução

Leia mais

EXPERIÊNCIA 06: DETERMINAÇÃO DA MASSA MOLAR DE UM GÁS

EXPERIÊNCIA 06: DETERMINAÇÃO DA MASSA MOLAR DE UM GÁS 1 UFSC Departamento de Química QMC 5119 Introdução ao Laboratório de Química EXPERIÊNCIA 06: DETERMINAÇÃO DA MASSA MOLAR DE UM GÁS 1. Comportamento dos gases Ao se examinar o comportamento experimental

Leia mais

Atividade de Recuperação Final de Química

Atividade de Recuperação Final de Química ENSINO MÉDIO Data: / /2014 Professora: Rosa Valor da prova/atividade: 2.0 Nota: Disciplina: Química Nome: n o : SÉRIE: 3ª Atividade de Recuperação Final de Química Rec. Final Instruções: Responder todas

Leia mais