NORMAS DE CONDUTA PARA FORNECEDORES GLOBAIS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "NORMAS DE CONDUTA PARA FORNECEDORES GLOBAIS"

Transcrição

1 Página 1 de 9 UL NORMAS DE CONDUTA PARA FORNECEDORES GLOBAIS

2 Página 2 de 9 ÍNDICE 1.0 OBJETIVO ESCOPO DEFINIÇÕES PRÁTICAS DE CONTRATAÇÃO TRABALHO FORÇADO TRABALHO INFANTIL DISCRIMINAÇÃO E ASSÉDIO SAÚDE E SEGURANÇA LIBERDADE SINDICAL E DISSÍDIO COLETIVO EXPEDIENTE E REMUNERAÇÃO CONFORMIDADE LEGAL E REGULATÓRIA ANTISSUBORNO E ANTICORRUPÇÃO CONCORRÊNCIA LEAL CONTROLE DE COMÉRCIO LEIS AMBIENTAIS OUTROS REQUERIMENTOS LEGAIS PRÁTICAS DE NEGÓCIOS EXATIDÃO DOS REGISTROS COMERCIAIS CONFIDENCIALIDADE CONFLITOS DE INTERESSE PRESENTES E ENTRETENIMENTO PROPRIEDADE INTELECTUAL MONITORAMENTO E CONFORMIDADE Verificação de antecedentes AUTOMONITORAMENTO DE CONFORMIDADE EXPECTATIVAS DA UL COMUNICAÇÃO E ELABORAÇÃO DE RELATORIOS COMUNICAÇÃO ENVIADA AOS FUNCIONÁRIOS E PARCEIROS COMERCIAIS DO FORNECEDOR TIRANDO DÚVIDAS OU RELATANDO PREOCUPAÇÕES... 9

3 Página 3 de 9 UL NORMAS DE CONDUTA PARA FORNECEDORES MENSAGEM DE KEITH WILLIAMS, PRESIDENTE E CEO Na UL, nosso princípio orientador é a integridade. Há mais de 110 anos, a UL desenvolveu sua reputação de integridade e independência com base em uma política de conformidade estrita das leis e das normas mais elevadas de conduta moral e ética. A reputação da UL pela atitude ética e legal é fundamental para a nossa Missão de Segurança Pública, o nosso negócio e o nosso compromisso com a responsabilidade social corporativa. As Normas de Conduta nos Negócios da UL estabelecem as nossas normas globais de ética nos negócios pertinentes a todos os funcionários da UL. Os fornecedores têm uma função importante em ajudar a UL a cumprir sua Missão de Segurança Publica. Entende-se por "fornecedor da UL" qualquer negócio ou indivíduo, incluindo subcontratantes, agentes, fabricantes, distribuidores e consultores que fornecem mercadorias e serviços para a UL ou qualquer subsidiária ou afiliada da UL ou que atue em nome da UL. A UL tem o compromisso de apenas fazer negócios com empresas que conduzam negócios de maneria imparcial, honesta e responsável. A UL não fará negócios com uma empresa que não esteja comprometida em fazer negócios sem subornar. Os fornecedores devem atuar em plena conformidade com as leis, normas e regulamentos dos países e das comunidades onde atuam. A UL acredita em fazer negócios com estes fornecedores que demonstram altos padrões de atitude ética nos negócios. Embora os fornecedores da UL sejam entidades independentes, suas ações e decisões quando fazem negócios com a UL, ou em nome da UL, podem afetar os nossos negócios e a nossa reputação pela integridade. A UL espera que os seus fornecedores sigam este compromisso com a integridade e os altos padrões de conduta moral e ética. Espera-se que todos os fornecedores, seus respectivos funcionários, agentes e subcontratantes estejam em conformidade com estas Normas de Conduta para Fornecedores Globais e com a Política Antissuborno e Anticorrupção da UL. Através da conformidade com estas Normas, os nossos fornecedores ajudam a manter a nossa reputação pela excelência, independência e integridade. No entanto, estas Normas definem apenas os requerimentos mínimos para fazer negócios de maneira ética com a UL ou em nome da UL. Incentivamos os nossos fornecedores a irem além destes requerimentos mínimos para seguir fielmente estas Normas. Keith Williams Presidente e CEO

4 Página 4 de OBJETIVO A UL acredita em fazer negócios com os fornecedores que demonstram altos padrões de atitude ética nos negócios, podendo apenas fazer negócios com os fornecedores que conduzam negócios de maneria imparcial, honesta e responsável. A UL não fará negócios com uma empresa que não esteja comprometida em fazer negócios sem subornar. Embora os fornecedores da UL sejam entidades independentes, suas ações e decisões quando fazem negócios com a UL, ou em nome da UL, podem afetar os nossos negócios e a nossa reputação pela integridade. A UL espera que os seus fornecedores sigam este compromisso com a integridade e os altos padrões de conduta moral e ética. Espera-se que todos os fornecedores, seus respectivos funcionários, agentes e subcontratantes estejam em conformidade com estas Normas de Conduta para Fornecedores Globais e com a Política Antissuborno e Anticorrupção da UL. 2.0 ESCOPO As declarações dos requerimentos de conduta nos negócios apresentados neste documento foram preparadas com a finalidade de orientar a conduta de qualquer negócio ou indivíduo, inclusive de subcontratantes, agentes, fabricantes, distribuidores e consultores que fornecem mercadorias e serviços para a UL ou qualquer subsidiária ou afiliada da UL ou que atue em nome da UL. Os fornecedores devem atuar em plena conformidade com as leis, normas e regulamentos dos países e das comunidades onde atuam. A UL acredita em fazer negócios apenas com fornecedores que demonstram altos padrões de atitude ética nos negócios. 3.0 DEFINIÇÕES Suborno ou propina: Suborno é uma oferta, pagamento, promessa ou autorização para pagar dinheiro, presentes ou qualquer item de valor, inclusive, mas sem limitação a subornos, entretenimento, pagamentos de facilitação, propinas ou qualquer benefício, seja de forma direta ou indireta, a algum indivíduo ou empresa, seja funcionário público ou indivíduo ou empresa do setor privado, com a finalidade de induzir um desempenho impróprio de responsabilidades ou para obter, reter ou garantir uma vantagem imprópria na conduta dos negócios para a UL. Além disso, um suborno inclui uma solicitação ou aceitação de algum pagamento ou outro benefício por parte de algum funcionário da UL, contratante ou outro agente da UL, conforme definido acima, em relação ao desempenho de algum serviço ou outra atividade em nome da UL. Criança: O termo "criança" se refere a qualquer indivíduo com menos de 15 anos de idade ou qualquer indivíduo que tenha menos do que a idade legal para trabalhar no país no qual o fornecedor opera, a idade que for maior. Informações confidenciais: Informações sobre a UL, seus respectivos clientes e outras partes com as quais conduzimos negócios e que geralmente não sejam de conhecimento ou estejam prontamente disponibilizadas para o público. As informações confidenciais podem ser obtidas, e indevidamente divulgadas, em uma gama de maneiras, inclusive verbalmente, fisicamente (por exemplo, documentos em papel/impressos ou amostras de produtos) e eletronicamente (por exemplo, , documentos em Word, PDF e PowerPoint, transferência de arquivos etc.). Conflitos de interesses: Um conflito de interesse pode surgir em situações nas quais um funcionário da UL ou membro da família seja empregado pelo negócio do fornecedor, ou tenha participação financeira no negócio do fornecedor. Vantagem indevida: Refere-se a algo ao qual a empresa não tinha direitos evidentes.

5 Página 5 de 9 Fornecedor: Qualquer negócio ou indivíduo, incluindo subcontratantes, agentes, fabricantes, distribuidores e consultores que fornecem mercadorias e serviços para a UL ou qualquer subsidiária ou afiliada da UL ou que atue em nome da UL. 4.0 PRÁTICAS DE CONTRATAÇÃO A UL acredita em tratar os funcionários, clientes e todos os indivíduos com quem interage de maneira justa e com respeito e dignidade. A UL espera que os nossos fornecedores estejam em conformidade com todas as leis e regulamentos empregatícios pertinentes, inclusive: 4.1 TRABALHO FORÇADO Os fornecedores não usarão trabalho forçado nem involuntário, seja na forma de trabalho contratado, trabalho vinculado, trabalho prisional ou servidão por dívida. 4.2 TRABALHO INFANTIL Nenhum fornecedor da UL usará trabalho infantil. O termo "criança" se refere a qualquer indivíduo com menos de 15 anos de idade ou qualquer indivíduo que tenha menos do que a idade legal para trabalhar no país no qual o fornecedor opera, a idade que for maior. 4.3 DISCRIMINAÇÃO E ASSÉDIO Os fornecedores devem estar comprometidos com uma mão de obra livre de assédio e de discriminação ilegal. Os fornecedores não fazem discriminação com base nas características pessoais ou crenças, inclusive raça, cor, religião, nacionalidade, sexo, orientação sexual, idade ou deficiência. 4.4 SAÚDE E SEGURANÇA Os fornecedores oferecerão ambientes de trabalho seguros e saudáveis aos seus respectivos funcionários. 4.5 LIBERDADE SINDICAL E DISSÍDIO COLETIVO Os fornecedores respeitarão os direitos dos funcionários de legalmente se associarem ou de não se associarem a grupos de sua escolha. Os fornecedores reconhecerão os direitos legais dos seus respectivos funcionários de optarem ou não optarem pela representação em dissídios coletivos. Os fornecedores não devem interferir, obstruir nem evitar atividades legítimas relacionadas. 4.6 EXPEDIENTE E REMUNERAÇÃO A remuneração paga pelos fornecedores estará em conformidade com todas as leis pertinentes de salários e expedientes, inclusive as leis relacionadas com o salário mínimo, hora extra e benefícios legalmente obrigatórios. 5.0 CONFORMIDADE LEGAL E REGULATÓRIA A UL segue os mais altos padrões de ética em todas as transações comerciais que efetua no mundo todo. Embora a UL respeite os costumes comerciais e as práticas do mercado local, não permitimos nem participamos de práticas de negócios corruptos. A UL espera que os seus fornecedores conduzam seus respectivos negócios com a UL, e/ou em nome da UL, sem corrupção e atividades ilegais.

6 Página 6 de ANTISSUBORNO E ANTICORRUPÇÃO Os fornecedores não devem solicitar, aceitar, oferecer nem pagar suborno ou se envolver em outras práticas de corrupção no desempenho de suas respectivas atividades em nome da UL, devendo também estar em conformidade com todas as leis pertinentes anticorrupção, como a Lei Contra Práticas de Corrupção no Exterior (FCPA) dos EUA ou a Lei Antissuborno do Reino Unido ou as leis dos países onde atua. Além disso, os fornecedores devem obedecer e colaborar com a Política Antissuborno e Anticorrupção da UL Os fornecedores devem estar em conformidade com todas as leis antissuborno Os fornecedores não oferecerão, receberão, prometerão pagar nem autorizarão o pagamento de dinheiro ou qualquer item de valor, seja de forma direta ou indireta, a nenhum indivíduo ou empresa com a finalidade de influenciar qualquer decisão que auxiliaria a UL a obter ou reter negócios ou garantir alguma vantagem comercial imprópria ou induzir algum desempenho impróprio de responsabilidades Os fornecedores não solicitarão nem aceitarão dinheiro ou nenhum outro item de valor, de forma direta ou indireta, em relação com o desempenho de algum serviço ou outra atividade para a UL, ou em nome da UL, que não sejam as taxas negociadas pelos serviços prestados pelo fornecedor e/ou o reembolso de despesas comerciais cabíveis diretamente relacionadas com o desempenho do tal serviço. 5.2 CONCORRÊNCIA LEAL A UL está firmemente empenhada a realizar uma concorrência livre e honesta. Está no interesse da UL promover um concorrência ativa em um mercado livre. Espera-se que os fornecedores da UL estejam em conformidade com todas as leis pertinentes de antitruste e concorrência leal. 5.3 CONTROLE DE COMÉRCIO A UL não permite nem participa de transferências proibidas de tecnologias. A UL espera que todos os seus fornecedores estejam em conformidade com todas as leis e regulamentos pertinentes de exportação, re-exportação e importação. 5.4 LEIS AMBIENTAIS A UL conduz negócios de maneira que respeite e proteja o meio ambiente e espera que os seus respectivos fornecedores estejam em conformidade com todas as leis e regulamentos pertinentes ambientais nos países onde atua. 5.5 OUTROS REQUERIMENTOS LEGAIS A UL espera que os seus respectivos fornecedores estejam em conformidade com todas as leis pertinentes que não estejam definidas nestas Normas. "Leis pertinentes" incluem todas as leis, códigos, normas e regulamentos pertinentes em nível local, estadual, municipal e federal, bem como todos os tratados pertinentes. 6.0 PRÁTICAS DE NEGÓCIOS A UL espera que os seus respectivos fornecedores conduzam negócios com integridade, em plena conformidade com as leis pertinentes e de acordo com suas respectivas obrigações sob qualquer contrato específico que tenham com a UL. Isso inclui estar em conformidade com as seguintes práticas de negócios:

7 Página 7 de EXATIDÃO DOS REGISTROS COMERCIAIS Espera-se que os fornecedores da UL mantenham registros precisos e honestos dos negócios em plena conformidade com os requerimentos legais e regulatórios. Os fornecedores nunca devem falsificar documentos, registros ou informações comerciais. 6.2 CONFIDENCIALIDADE Espera-se que os fornecedores salvaguardem as informações confidenciais da UL e as informações confidenciais de seus respectivos clientes guardando-as com proteção e limitando o acesso aos indivíduos que tenham necessidade de conhecê-las para desempenhar suas respectivas funções. Entende-se por "informações confidenciais" as informações que geralmente não são de conhecimento ou estejam prontamente disponíveis para outras pessoas e que possam pertencer à UL ou aos nossos clientes. As informações confidenciais podem incluir planos de negócios e de marketing, informações financeiras, registros de testes, relatórios de testes, status dos testes de produtos, informações de clientes, projetos ou esquemas de clientes, correspondências internas da empresa, planos para adquirir ou iniciar parcerias ou alianças com outras empresas, planos para produtos ou serviços novos e/ou atuais e/ou encaminhamento de políticas confidenciais ao governo dos EUA e governos estrangeiros. A obrigação de salvaguardar as informações confidenciais da UL é contínua mesmo depois de encerrado o relacionamento comercial do fornecedor com a UL. Para obter mais informações, consulte a Política de Informações Confidenciais e Segredos de Negócios da UL. 6.3 CONFLITOS DE INTERESSE Espera-se que os fornecedores tomem decisões de negócios que estejam no melhor interesse da UL. Um conflito de interesse pode surgir em situações nas quais um funcionário da UL ou membro da família seja empregado pelo negócio do fornecedor, ou tenha participação financeira no negócio do fornecedor. Os funcionários da UL precisam divulgar imediatamente todos os conflitos de interesse reais ou em potencial. Os funcionários da UL não podem servir como executivos, diretores, funcionários, agentes ou consultores de um fornecedor, salvo com o consentimento da gerência da UL em consulta com o advogado geral da UL. Toda divulgação será analisada em cada situação específica. A determinação final sobre o relacionamento comercial será tomada pelo advogado geral da UL. Os fornecedores devem divulgar imediatamente à gerencia da UL conflitos de interesse reais ou em potencial, inclusive qualquer relacionamento comercial e/ou interesse financeiro por parte de um funcionário da UL no negócio de um fornecedor. Para obter mais informações, consulte a Política de conflitos de interesse da UL. 6.4 PRESENTES E ENTRETENIMENTO Presentes, favores ou entretenimento não são necessários para poder conduzir negócios com a UL. A UL reconhecer que as práticas de oferecer presentes e entretenimento pode variar em distintas culturas e países. No entanto, aceitar presentes e entretenimentos impróprios de outras partes poderia fazer com que outros indivíduos questionassem a integridade e a independência da UL. Os funcionários da UL devem: Nunca solicitar presentes, entretenimentos nem favores de nenhum valor de indivíduos ou empresas com as quais a UL faz negócios ou poderá vir a fazer negócios no futuro. Nunca agir de maneira que pudesse colocar algum fornecedor ou cliente em uma posição na qual se sentisse obrigado a fazer uma doação, oferecer um entretenimento ou um favor pessoal com a finalidade de fazer negócios ou continuar a fazer negócios com a UL.

8 Página 8 de 9 Presentes monetários de qualquer valor nunca devem ser aceitos. Se algum presente monetário for recebido, o dinheiro deve ser devolvido ao supervisor do funcionário da UL e relatado ao escritório de ética e conformidade. Presentes não monetários que não forem frequentes e de valor insignificativo (por exemplo, canetas, camisetas, calendários promocionais, itens comemorativos, etc.) podem ser aceitos contanto que os presentes atendam a todos os seguintes critérios: o presente seja condizente com o costume local e a prática comum de negócios; não seja interpretado como um suborno ou propina ou, outra forma, oferecido em troca de serviços; não viole nenhuma lei e, ao que seja do conhecimento do funcionário, não viole as normas da empresa de quem oferece o presente; não constrangeria a UL se fosse publicamente divulgado; as ofertas de presentes que excederem o valor insignificativo devem ser divulgadas ao supervisor do funcionário e/ou ao escritório de ética e conformidade da UL; e não exceda nenhum limite específico de valor imposto pela gerência local. Além disso, determinados tipos de entretenimento, hospitalidade ou outras formas de eventos sociais são uma parte normal e apropriada do relacionamento que a UL mantém com outras partes. Convites para participar de eventos que forem de despesa ou magnitude que pudessem ser interpretados como tendo a intenção de influenciar o julgamento independente da UL ou do tipo que a UL provavelmente não pudesse ou não retornaria da mesma maneira, devem ser educadamente recusados pelos funcionários da UL. Os fornecedores podem entrar em contato imediatamente com a UL se acreditarem que a conduta de algum funcionário da UL tenha violado ou potencialmente violou a política de presentes e entretenimento. Por fim, espera-se que os funcionários do fornecedor sigam normas semelhantes quanto a presentes, refeições e entretenimento ao atuarem para a UL, ou em nome da UL. 6.5 PROPRIEDADE INTELECTUAL Os fornecedores da UL estarão em conformidade com os direitos de titularidade de propriedade intelectual da UL e outros, inclusive, mas sem limitar direitos autorais, patentes, marcas comerciais e segredos comerciais. Os fornecedores usarão software, hardware e conteúdo somente de acordo com suas respectivas licenças ou termos de uso afins. 7.0 MONITORAMENTO E CONFORMIDADE 7.1 Verificação de antecedentes O fornecedor estará em conformidade com todos os requerimentos da Política Antissuborno e Anticorrupção da UL, inclusive, onde for pertinente, preenchendo o formulário Verificação de Antecedentes de terceiros quanto à antissuborno e anticorrupção e auxiliando no preenchimento do Questionário sobre Verificação de Antecedentes de Terceiros. 7.2 AUTOMONITORAMENTO DE CONFORMIDADE Espera-se que os fornecedores da UL monitorarem a si mesmos quanto à conformidade perante estas Normas de Conduta. Os fornecedores também devem estar cientes do fato de

9 Página 9 de 9 que a UL se envolverá em diversas atividades de monitoramento para estar em conformidade com estas Normas, as quais podem incluir a auditoria da conformidade do fornecedor. 7.3 EXPECTATIVAS DA UL A UL espera que todos os fornecedores sigam estas Normas, colaborem com qualquer investigação ou confirmação de conformidade e corrijam quaisquer práticas que não estejam dentro da conformidade. O não cumprimento em acatar e seguir estas Normas por parte do fornecedor pode resultar na rescisão do relacionamento comercial do fornecedor com a UL. Ademais, além de quaisquer outros direitos que a UL possa ter sob o contrato que tem com o fornecedor, inclusive danos contratuais ou outras medidas corretivas conforme apropriado, a UL poderá exigir a remoção imediata de qualquer representante do fornecedor cuja conduta seja ilegal ou incoerente com estas Normas e alguma política da UL. 8.0 COMUNICAÇÃO E ELABORAÇÃO DE RELATORIOS 8.1 COMUNICAÇÃO ENVIADA AOS FUNCIONÁRIOS E PARCEIROS COMERCIAIS DO FORNECEDOR A UL espera que os fornecedores comuniquem os requerimentos das Normas aos seus respectivos funcionários e parceiros comerciais, inclusive agentes, subcontratantes e consultores, e garantam que os seus funcionários e parceiros comerciais entendam e estejam em conformidade com estas Normas. 8.2 TIRANDO DÚVIDAS OU RELATANDO PREOCUPAÇÕES Espera-se que os fornecedores relatem prontamente quaisquer violações destas Normas. Os fornecedores podem tirar dúvidas, apresentar preocupações ou relatar violações entrando em contato com o responsável global de recursos de commodity da UL ou com a UL pelo Para tirar dúvidas, apresentar preocupações ou relatar violações anonimamente, os fornecedores podem entrar em contato com a linha direta para assuntos confidenciais de ética global da UL pelo telefone (América do Norte) ou acessar o site Ética Global da UL para obter mais informações.

CÓDIGO DE CONDUTA DO FORNECEDOR

CÓDIGO DE CONDUTA DO FORNECEDOR CÓDIGO DE CONDUTA DO FORNECEDOR A Weatherford construiu sua reputação como uma organização que exige práticas comerciais éticas e altos níveis de integridade em todas as nossas transações comerciais. A

Leia mais

Colgate-Palmolive Company. Código de Conduta do Fornecedor

Colgate-Palmolive Company. Código de Conduta do Fornecedor Colgate-Palmolive Company Código de Conduta do Fornecedor Prezado Fornecedor da Colgate, No decorrer do tempo, a Colgate-Palmolive Company construiu sua reputação como organização que emprega práticas

Leia mais

I - Você e a DBA. II - Construir relacionamentos

I - Você e a DBA. II - Construir relacionamentos O código de ética DBA representa a necessidade de reforço aos valores e à cultura da empresa através da ética. Assim, é fundado nos valores essenciais da corporação e pode ser definido pelas normas padrões

Leia mais

Política Anticorrupção

Política Anticorrupção Soluções que impulsionam e valorizam sua empresa. Política Anticorrupção Ano fiscal 2016 Política Anticorrupção Objetivo Definir procedimentos para assegurar que todos os colaboradores, funcionários, sócios

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA Índice Nossos princípios diretivos 03 Proteção do patrimônio e uso dos ativos 04 Informação confidencial 05 Gestão e Tratamento dos Colaboradores 06 Conflitos de interesse 07

Leia mais

DIRETRIZ GLOBAL ANTICORRUPÇÃO

DIRETRIZ GLOBAL ANTICORRUPÇÃO DIRETRIZ GLOBAL ANTICORRUPÇÃO I. Declaração da Diretriz. É a diretriz da Global Crossing Limited ( Global Crossing ou a Empresa ) conduzir todos os seus negócios de uma maneira honesta e ética. Ao fazer

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A.

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. 1 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. Este código de ética e conduta foi aprovado pelo Conselho de Administração da INTERNATIONAL MEAL COMPANY ALIMENTAÇÃO S.A. ( Companhia

Leia mais

2.1. Cumprimos leis e regulamentos nacionais e internacionais. Obedecemos a todas as leis e regulamentos internacionais e nacionais relevantes.

2.1. Cumprimos leis e regulamentos nacionais e internacionais. Obedecemos a todas as leis e regulamentos internacionais e nacionais relevantes. CÓDIGO DE CONDUTA 1. Introdução O Código de Conduta Ahlstrom descreve os princípios éticos que sustentam o modo como conduzimos os negócios em nossa empresa. Baseia-se em nossos principais valores Agir

Leia mais

POLÍTICA GLOBAL ANTICORRUPÇÃO DA DUN & BRADSTREET

POLÍTICA GLOBAL ANTICORRUPÇÃO DA DUN & BRADSTREET POLÍTICA GLOBAL ANTICORRUPÇÃO DA DUN & BRADSTREET JUNHO DE 2015 OBJETIVO DA POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO A Dun & Bradstreet está comprometida com os mais elevados padrões éticos. Acreditamos em conduzir os negócios

Leia mais

Prezado colaborador, Atenciosamente, Rick Goings Presidente e CEO - 1 -

Prezado colaborador, Atenciosamente, Rick Goings Presidente e CEO - 1 - Prezado colaborador, Há mais de sessenta anos que o nome Tupperware representa os mais altos padrões de qualidade de produto. Levamos a sério a qualidade e a integridade dos nossos produtos e somos uma

Leia mais

Código de Conduta Ética

Código de Conduta Ética Código de Conduta Ética MENSAGEM DO PRESIDENTE O Código de Conduta Ética das Empresas Concremat contempla os princípios que devem estar presentes nas relações da empresa com seus colaboradores, clientes,

Leia mais

Política Global Anticorrupção

Política Global Anticorrupção POLÍTICA A Política Global Anticorrupção da Savis (a Política ) obriga a Savis Tecnologia e Sistemas S.A. e suas subsidiárias e afiliadas (coletivamente, Savis ou a Empresa ), em todas as operações ao

Leia mais

CNH INDUSTRIAL CÓDIGO DE CONDUTA PARA FORNECEDORES

CNH INDUSTRIAL CÓDIGO DE CONDUTA PARA FORNECEDORES Sede Social: 25 St. James s Street, Londres, SW1A 1HA Reino Unido CNH INDUSTRIAL CÓDIGO DE CONDUTA PARA FORNECEDORES Visão Geral Nós, da CNH INDUSTRIAL NV e nossas subsidiárias ("CNH Industrial" ou a Companhia)

Leia mais

Código de Ética Nas Relações com as Partes Interessadas Com os Clientes e a Concorrência

Código de Ética Nas Relações com as Partes Interessadas Com os Clientes e a Concorrência Código de Ética Conduzimos nossos negócios dentro de uma estrutura de padrões profissionais, legislações, regulamentações e políticas internas. Entretanto, temos consciência que essas normas não necessariamente

Leia mais

Associados Comerciais estabelecidos fora dos Estados Unidos Número da Política: LEGL.POL.102

Associados Comerciais estabelecidos fora dos Estados Unidos Número da Política: LEGL.POL.102 1.0 Finalidade 1.1 A CommScope, Inc. e suas empresas afiliadas ( CommScope ) podem, a qualquer tempo, contratar consultores, agentes de vendas, conselheiros e outros representantes e, frequentemente, estabelecer

Leia mais

Política de Combate a Suborno e Corrupção. Revisão Data Itens Alterados Elaboradores Aprovadores

Política de Combate a Suborno e Corrupção. Revisão Data Itens Alterados Elaboradores Aprovadores Revisão Data Itens Alterados Elaboradores Aprovadores 00 12/02/2015 Original Natalia Simões Araujo (Coordenadora Funções Corporativas e Compliance) Antonio Ferreira Martins (Vice- Presidente Jurídico e

Leia mais

Código de Conduta e Ética

Código de Conduta e Ética CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA BC CONSULT Página 1 de 9 1. INTRODUÇÃO... 3 2. PRINCÍPIOS... 4 INTEGRIDADE... 4 DISCRIMINAÇÃO... 4 CONFLITO DE INTERESSE... 4 CONFIDENCIALIDADE DE INFORMAÇÕES... 5 PROTEÇÃO AO

Leia mais

Código de Conduta de Fornecedor

Código de Conduta de Fornecedor Código de Conduta de Fornecedor www.odfjelldrilling.com A Odfjell Drilling e suas entidades afiliadas mundialmente estão comprometidas em manter os mais altos padrões éticos ao conduzir negócios. Como

Leia mais

Código de Ética - Ultra

Código de Ética - Ultra Código de Ética - Ultra Ética na gestão - Equidade, transparência e responsabilidade - Cumprimento das leis - Desenvolvimento sustentável Ética nos relacionamentos - Acionistas e investidores - Colaboradores

Leia mais

1. OBJETIVO E ÂMBITO. 1.1 Objeto 1.1.1 A Mota-Engil Africa N.V. ( Mota-- Engil Africa ou a Empresa ) e respetivas

1. OBJETIVO E ÂMBITO. 1.1 Objeto 1.1.1 A Mota-Engil Africa N.V. ( Mota-- Engil Africa ou a Empresa ) e respetivas 1. OBJETIVO E ÂMBITO 1.1 Objeto 1.1.1 A Mota-Engil Africa N.V. ( Mota-- Engil Africa ou a Empresa ) e respetivas subsidiárias (juntamente com a Empresa, o Grupo ) comprometem-se a conduzir todos os seus

Leia mais

Índice. 1. Princípios gerais. 2. Plano TCC: compromissos

Índice. 1. Princípios gerais. 2. Plano TCC: compromissos 1 Índice 1. Princípios gerais 2. Plano TCC: compromissos 2.1 Subornos 2.2 Doações a partidos políticos 2.3 Doações a organizações beneficentes e patrocínio 2.4 Tratamentos de favor 2.5 Presentes, alojamentos

Leia mais

Capítulo: Proteção às Informações

Capítulo: Proteção às Informações Visão Geral 2 a 1 / 5 1 Para o, Inc., denominada a Empresa, as informações representam um ativo crucial. A proteção e utilização adequadas de informações em nossa posse são fundamentais para que a empresa

Leia mais

Padrões Nidera para Parceiros de Negócio

Padrões Nidera para Parceiros de Negócio Padrões Nidera para Parceiros de Negócio Caro Parceiro de Negócio, A história da nossa empresa inclui um compromisso de longa data em estar de acordo com as leis onde quer que atuemos e realizar nossos

Leia mais

Padrões de Conduta e Ética em Negócios para Terceiros

Padrões de Conduta e Ética em Negócios para Terceiros Todas as atividades de negócios na Bristol-Myers Squibb (BMS) estruturam-se sobre a base do nosso compromisso com a integridade e o cumprimento de todas as leis, regulamentações, diretrizes e códigos de

Leia mais

CÓDIGO DE FORNECEDORES DA GALDERMA

CÓDIGO DE FORNECEDORES DA GALDERMA CÓDIGO DE FORNECEDORES DA Código de fornecedores da Galderma Preâmbulo A Galderma tem como missão ser reconhecida como a empresa de inovação mais competente e bemsucedida, centrada exclusivamente em corresponder

Leia mais

Conduta nos Negócios Política de Transparência nas Relações com Terceiros

Conduta nos Negócios Política de Transparência nas Relações com Terceiros Conduta nos Negócios Política de Transparência nas Relações com Terceiros Conduta nos Negócios Política de Transparência nas Relações com Terceiros* Objetivo Estabelecer as diretrizes básicas de conduta

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA RECEBA MAIS QUE TECNOLOGIA

CÓDIGO DE ÉTICA RECEBA MAIS QUE TECNOLOGIA CÓDIGO DE ÉTICA RECEBA MAIS QUE TECNOLOGIA Código de Ética e de Responsabilidade Social Propósitos A ACE Schmersal tem uma atuação corporativa pautada em valores éticos e morais. Estes mesmos valores regem

Leia mais

Política de Relacionamento com Fornecedores

Política de Relacionamento com Fornecedores Política de Relacionamento com Fornecedores Publicado em: 25/06/2013 1. Conceito O Santander tem como compromisso promover a sustentabilidade, conduzindo seus negócios em plena conformidade com a legislação

Leia mais

JHSF PARTICIPAÇÕES S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF Nº. 08.294.224/0001-65 - NIRE Nº. 35.300.333.578

JHSF PARTICIPAÇÕES S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF Nº. 08.294.224/0001-65 - NIRE Nº. 35.300.333.578 JHSF PARTICIPAÇÕES S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF Nº. 08.294.224/0001-65 - NIRE Nº. 35.300.333.578 CÓDIGO DE ÉTICA Escopo Este Código de Ética ( Código ) reúne as principais normas de conduta que devem

Leia mais

c. Promover o comportamento ético no ambiente em que atuamos.

c. Promover o comportamento ético no ambiente em que atuamos. Introdução O Código de Ética e Conduta foi aprovado em reunião do Conselho de Administração em 03/08/2015. É um documento que resume as principais políticas e diretrizes que definem as regras orientadoras

Leia mais

Padrões de conduta comercial da PerkinElmer

Padrões de conduta comercial da PerkinElmer Padrões de conduta comercial da PerkinElmer VALORES ÉTICOS E COMERCIAIS DA PERKINELMER Objetivo Os Padrões de conduta comercial da PerkinElmer ( Padrões ) identificam valores e princípios que norteiam

Leia mais

Política Anti-Suborno da ADP Questões Frequentes (FAQs)

Política Anti-Suborno da ADP Questões Frequentes (FAQs) Política Anti-Suborno da ADP Questões Frequentes (FAQs) AS COMUNICAÇÕES ENTRE ADVOGADO E CLIENTE SÃO ESTRITAMENTE CONFIDENCIAIS Este documento destina-se a abordar questões que possam surgir no decurso

Leia mais

Código de Ética e Conduta em Relações Comerciais Bridge Research

Código de Ética e Conduta em Relações Comerciais Bridge Research Código de Ética e Conduta em Relações Comerciais Bridge Research Missão Ser a referência no Brasil em soluções de pesquisa de mercado que utilizem tecnologia como uma plataforma para melhorar a decisão

Leia mais

Minerals Technologies Inc. Resumo das políticas de conduta comercial

Minerals Technologies Inc. Resumo das políticas de conduta comercial Minerals Technologies Inc. Resumo das políticas de conduta comercial É sempre exigido um comportamento legal e ético Este Resumo das políticas de conduta comercial (este "Resumo") fornece uma descrição

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA DE SUPRIMENTO DE MATERIAL E SERVIÇOS GSS CÓDIGO DE RELACIONAMENTO COM OS FORNECEDORES DE BENS E SERVIÇOS

SUPERINTENDÊNCIA DE SUPRIMENTO DE MATERIAL E SERVIÇOS GSS CÓDIGO DE RELACIONAMENTO COM OS FORNECEDORES DE BENS E SERVIÇOS CÓDIGO DE RELACIONAMENTO COM OS FORNECEDORES DE BENS E SERVIÇOS ELETRONORTE SUPERINTENDÊNCIA DE SUPRIMENTO DE MATERIAL E SERVIÇOS GSS CÓDIGO DE RELACIONAMENTO COM OS FORNECEDORES DE BENS E SERVIÇOS 1 2

Leia mais

Código de Ética Rastru

Código de Ética Rastru CÓDIGO DE ÉTICA RASTRU O objetivo desse Código de É tica é definir com clareza os princípios éticos que norteiam as ações e os compromissos da organização Rastru, tanto da parte institucional como da parte

Leia mais

Código de Conduta de Negócios & Ética. Efetivo a partir de 1º de abril de 2014

Código de Conduta de Negócios & Ética. Efetivo a partir de 1º de abril de 2014 Código de Conduta de Negócios & Ética Efetivo a partir de 1º de abril de 2014 Mensagem do Presidente & CEO A integridade pessoal, os valores compartilhados e a conduta ética dos negócios por todos os funcionários

Leia mais

Art. 1º Aprovar o Regulamento para Designação de Organismos de Avaliação da Conformidade, em anexo.

Art. 1º Aprovar o Regulamento para Designação de Organismos de Avaliação da Conformidade, em anexo. MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR-MDIC INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL-INMETRO Portaria nº 087, de 03 de maio de 2002. O PRESIDENTE DO INSTITUTO

Leia mais

IINSTRUÇÃO DO SISTEMA. Código de conduta

IINSTRUÇÃO DO SISTEMA. Código de conduta 1 de 7 Revisão Data Assunto / revisão / modificação 00 16/04/15 Emissão Inicial. Nome Cargo Data Assinatura Consultor / Gerente EMITENTE Maciel Amaro Técnico / RD Valéria Ap. R. Amaro Diretora administrativa

Leia mais

Termos de Uso. 1. Escopo

Termos de Uso. 1. Escopo Termos de Uso 1. Escopo 1.1 A utilização da página de Internet disponibilizada pela Siemens Aktiengesellschaft e / ou suas subsidiárias ("Siemens"), " Web Site da Siemens ", está sujeita a estas Condições

Leia mais

Padrões de Conduta de Negócios

Padrões de Conduta de Negócios Padrões de Conduta de Negócios A integridade da Dana está em suas mãos A importância destes padrões A Dana Holding Corporation e todas as suas subsidiárias devem conduzir os negócios de uma forma ética

Leia mais

Código de Ética LLTECH

Código de Ética LLTECH Código de Ética LLTECH Quem somos A LLTECH é uma empresa que oferece soluções inovadoras para automação e otimização de processos industriais, fornecendo toda a parte de serviços e produtos para automação

Leia mais

Ética & Princípios de Conduta Empresarial

Ética & Princípios de Conduta Empresarial Nossa Cadeia de Fornecedores Ética & Princípios de Conduta Empresarial ao exercer atividades de negócios com a CH2M HILL Outubro 2011 Princípios baseados no livro The Little Yellow Book, escrito em 1978

Leia mais

Código de Conduta do Fornecedor. Em vigor a partir de 2 de julho de 2012. Ethics. Matters

Código de Conduta do Fornecedor. Em vigor a partir de 2 de julho de 2012. Ethics. Matters Código de Conduta do Fornecedor Em vigor a partir de 2 de julho de 2012 Ethics Matters Mensagem do CPO [Chief Procurement Officer - Diretor de Compras] A Duke Energy está comprometida com a segurança,

Leia mais

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO Escopo: Conselheiros, Diretores e Empregados da Apolo Tubulars S.A., e Terceiros DESCRIÇÃO DA POLÍTICA

POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO Escopo: Conselheiros, Diretores e Empregados da Apolo Tubulars S.A., e Terceiros DESCRIÇÃO DA POLÍTICA POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO Escopo: Conselheiros, Diretores e Empregados da Apolo Tubulars S.A., e Terceiros DESCRIÇÃO DA POLÍTICA 1. A Apolo Tubulars S.A. ("Apolo ou "Empresa ) não tolera nenhuma forma de

Leia mais

Código de conduta de parceiros de negócios da Pearson

Código de conduta de parceiros de negócios da Pearson Código de conduta de parceiros de negócios da Pearson Finalidade e escopo Na Pearson (incluindo suas subsidiárias e empresas com controle acionário), acreditamos fortemente que agir de forma ética e responsável

Leia mais

C O N C E I T O E I M A G E M. Transparência nas Ações

C O N C E I T O E I M A G E M. Transparência nas Ações C O N C E I T O E I M A G E M. Transparência nas Ações 1. TERMOS GERAIS Este é um serviço de usuários de web ou mesmo de criação espontânea de grupos virtuais, destinado à troca de assuntos interligados

Leia mais

Introdução. Observância às leis. Conflitos de interesses. Negociação justa (Fair Dealing) Proteção e utilização adequada dos ativos da Empresa

Introdução. Observância às leis. Conflitos de interesses. Negociação justa (Fair Dealing) Proteção e utilização adequada dos ativos da Empresa Código de Conduta Sumário Introdução 2 Observância às leis 3 Conflitos de interesses 5 Negociação justa (Fair Dealing) 7 Proteção e utilização adequada dos ativos da Empresa 10 Respeito à comunidade ArcelorMittal

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E INTEGRIDADE DE FORNECEDORES

CÓDIGO DE CONDUTA E INTEGRIDADE DE FORNECEDORES SUMÁRIO 1. Introdução... 04 2. Abrangência... 04 3. Objetivo... 04 4. Princípios Éticos... 05 5. Preconceitos e Discriminação... 05 6. Respeito à Legislação e Integridade nos Negócios... 05 7. Documentos,

Leia mais

.1 Comportamentos esperados

.1 Comportamentos esperados Normas de Conduta Normas de Conduta Este documento contém normas de conduta que devem ser respeitadas pelos diretores, auditores, líderes e todos os empregados do Grupo Pirelli, e também por todos que

Leia mais

1.2 Glossário de termos Para os objetivos deste Código, os termos usados têm os seguintes significados:

1.2 Glossário de termos Para os objetivos deste Código, os termos usados têm os seguintes significados: CÓDIGO DE CONDUTA DIANTE DOS VENDEDORES DIRETOS E ENTRE EMPRESAS (Texto em conformidade com as deliberações da Assembléia Geral da Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas - ABEVD realizada

Leia mais

Código de Ética. Diante dos Consumidores Diante dos Vendedores Diretos e entre Empresas

Código de Ética. Diante dos Consumidores Diante dos Vendedores Diretos e entre Empresas Código de Ética Diante dos Consumidores Diante dos Vendedores Diretos e entre Empresas Código de Ética Diante dos Consumidores (Texto em conformidade com as deliberações da Assembléia Geral Extraordinária

Leia mais

Termo de Adesão ao Programa de Afiliados de aprendahebraico.com.br

Termo de Adesão ao Programa de Afiliados de aprendahebraico.com.br Termo de Adesão ao Programa de Afiliados de aprendahebraico.com.br Versão 1.2 07/08/2013 O presente TERMO DE ADESÃO AO PROGRAMA DE AFILIADOS contém as regras que se aplicam à participação de Pessoas Físicas

Leia mais

Código de Ética e de Conduta Empresarial

Código de Ética e de Conduta Empresarial O da Irmãos Parasmo S/A leva em consideração os elementos essenciais existentes nas suas relações com os seus diferentes públicos acionistas, clientes, colaboradores, fornecedores, prestadores de serviços,

Leia mais

POLÍTICA DE PRIVACIDADE

POLÍTICA DE PRIVACIDADE POLÍTICA DE PRIVACIDADE Veja como protegemos suas informações. 1. DA ABRANGÊNCIA DESTA POLÍTICA DE PRIVACIDADE a. Como a Advisenet usa informações pessoais? Este documento explicita a forma pela qual a

Leia mais

A SINIGAGLIA, endossa e pratica de forma sistemática os princípios do Pacto Global 1 da ONU, integrando-os a seus processos:

A SINIGAGLIA, endossa e pratica de forma sistemática os princípios do Pacto Global 1 da ONU, integrando-os a seus processos: INTRODUÇÃO O regime da livre iniciativa impõe às organizações e seus integrantes a conduzirem-se dentro de um ambiente de respeito e entendimento, zelando para que toda e qualquer forma de relacionamento,

Leia mais

Título POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO. Aprovação Assinatura Data

Título POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO. Aprovação Assinatura Data Título POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO Aprovação Assinatura Data Financeiro Presidente 1 OBJETIVO O propósito desta Política é descrever e explicar as proibições contra suborno e corrupção em todas as operações

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA - PORTAL

CÓDIGO DE ÉTICA - PORTAL 1. Disposições Preliminares Este Código de Ética tem como principal objetivo informar aos colaboradores, prestadores de serviço, clientes e fornecedores da Petronect quais são os princípios éticos que

Leia mais

EXPLORITAS ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA LTDA MANUAL DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

EXPLORITAS ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA LTDA MANUAL DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO EXPLORITAS ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA LTDA MANUAL DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Janeiro 2016 O NÃO CUMPRIMENTO DESTE MANUAL PODERÁ RESULTAR EM AÇÕES DISCIPLINARES APROPRIADAS, INCLUINDO ADVERTÊNCIAS, QUE PODERÃO

Leia mais

Código de Ética e Conduta

Código de Ética e Conduta Código de Ética e Conduta 2015 CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DA ALIANSCE I. Abrangência A Aliansce, todas as sociedades, direta ou indiretamente por ela controladas ou sob mesmo controle, e os Shopping Centers

Leia mais

de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética ca Código de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética Códig

de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética ca Código de Ética Código de Ética Código de Ética Código de Ética Códig de Ética Código CÓDIGO de Ética Código de Ética Código DE de Ética Código de Ética de Ética Código de Ética Código ÉTICA de Ética Código de Ética Código de Ética Fazendo Negócios com Integridade Realizamos

Leia mais

Termos e Condições Gerais de Vendas

Termos e Condições Gerais de Vendas Termos e Condições Gerais de Vendas 1º Escopo da aplicação (1) As condições a seguir são aplicáveis a todos os fornecimentos e serviços (por exemplo, instalações, projetos) da BrasALPLA. Estas condições

Leia mais

NBC PG 100 APLICAÇÃO GERAL AOS PROFISSIONAIS DA CONTABILIDADE

NBC PG 100 APLICAÇÃO GERAL AOS PROFISSIONAIS DA CONTABILIDADE NORMA BRASILEIRA DE CONTABILIDADE NBC PG 100, DE 24 DE JANEIRO DE 2014 Dispõe sobre a NBC PG 100 Aplicação Geral aos Profissionais da Contabilidade. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, considerando o

Leia mais

DECLARAÇÃO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL

DECLARAÇÃO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL Página: 1 de 7 CONTROLE DAS REVISÕES REV. DATA ASSUNTO / REVISÃO / MODIFICAÇÃO 00 01 04/05/10 Edição inicial. 11/08/10 Revisão para adequação da situação de mães grávidas item 5.4 e trabalho infantil item

Leia mais

Apresentação. Após a leitura, o colaborador deve atestar que se compromete a respeitar os padrões estabelecidos nesse documento.

Apresentação. Após a leitura, o colaborador deve atestar que se compromete a respeitar os padrões estabelecidos nesse documento. CÓDIGO DE ÉTICA 1 2 3 Apresentação Apresentamos a todos o Código de Ética do Banco A.J Renner S.A. Este código contém as orientações que devem ser seguidas individual e coletivamente na busca pela excelência

Leia mais

DECLARAÇÃO DE CONFLITOS DE INTERESSES MERCER INVESTMENTS MARÇO DE 2014

DECLARAÇÃO DE CONFLITOS DE INTERESSES MERCER INVESTMENTS MARÇO DE 2014 DECLARAÇÃO DE CONFLITOS DE INTERESSES MERCER INVESTMENTS MARÇO DE 2014 CONFLITOS DE INTERESSES INTRODUÇÃO A Mercer é líder mundial em consultoria em termos de talentos, saúde, aposentadoria e investimentos.

Leia mais

Código de Ética e Conduta

Código de Ética e Conduta Código de Ética e Conduta Estrutura do Código de Ética e Conduta 1. Introdução pág. 03 2. Mensagem da Diretoria pág. 04 3. Relações no Ambiente de Trabalho pág. 05 4. Relacionamento Externo pág. 07 5.

Leia mais

DECLARAÇÃO DE PRIVACIDADE HANDSOFT TECNOLOGIA

DECLARAÇÃO DE PRIVACIDADE HANDSOFT TECNOLOGIA DECLARAÇÃO DE PRIVACIDADE HANDSOFT TECNOLOGIA Consentimento Coleta de dados Uso e finalidade dos dados colhidos Endereços IP Ferramentas automáticas Links incorporados Cookies Endereços de e-mail Compras

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA, MANUAL DE CONDUTA E PROCEDIMENTOS

CÓDIGO DE ÉTICA, MANUAL DE CONDUTA E PROCEDIMENTOS CÓDIGO DE ÉTICA, MANUAL DE CONDUTA E PROCEDIMENTOS A quem se destina este Manual Este manual reúne o conjunto de normas e procedimentos a serem seguidos por TODOS aqueles que trabalham na S.C.C.V.M. S/A,

Leia mais

Código de Ética Fevereiro de 2015

Código de Ética Fevereiro de 2015 Código de Ética Fevereiro de 2015 Índice 1. Âmbito de aplicação... 3 2. Ética... 3 2.1. Princípios e valores fundamentais... 3 2.2. Proibição de decisão em situação de conflito de interesses... 4 2.3.

Leia mais

I Mensagem do Presidente... 2. II O Representante Oficial do Código de Ética da J. Moraes... 3

I Mensagem do Presidente... 2. II O Representante Oficial do Código de Ética da J. Moraes... 3 Código de Ética p. 1/8 Índice I Mensagem do Presidente... 2 II O Representante Oficial do Código de Ética da J. Moraes... 3 III Declaração de Reconhecimento do funcionário da empresa... 4 IV Fornecedores

Leia mais

Código de Conduta Empresarial da Nestlé. 2008, Nestec Ltd. Conceito e Design: Nestec Ltd., Identidade Corporativa e Design, Vevey (Suiza)

Código de Conduta Empresarial da Nestlé. 2008, Nestec Ltd. Conceito e Design: Nestec Ltd., Identidade Corporativa e Design, Vevey (Suiza) Código de Conduta Empresarial da Nestlé 2008, Nestec Ltd. Conceito e Design: Nestec Ltd., Identidade Corporativa e Design, Vevey (Suiza) Introdução Desde a sua fundação, as práticas comerciais da Nestlé

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DO PARCEIRO DE NEGÓCIOS DA MSD

CÓDIGO DE CONDUTA DO PARCEIRO DE NEGÓCIOS DA MSD CÓDIGO DE CONDUTA DO PARCEIRO DE NEGÓCIOS DA MSD Nossos valores e padrões para parceiros de negócios Código de conduta do parceiro de negócios da MSD [edição II] Dezembro de 2015 A MSD compromete-se com

Leia mais

PROCEDIMENTO DO SISTEMA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL

PROCEDIMENTO DO SISTEMA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL 1. OBJETIVO: Estabelecer diretrizes e critérios para o atendimento aos requisitos da norma de Responsabilidade Social SA 8000. 2. DEFINIÇÕES: Não aplicável. 3. DOCUMENTOS APLICÁVEIS Manual da Qualidade;

Leia mais

Os Promotores e ou Afiliados podem incentivar outras pessoas a Divulgarem e comercializarem os serviços, tornando-se seus patrocinadores.

Os Promotores e ou Afiliados podem incentivar outras pessoas a Divulgarem e comercializarem os serviços, tornando-se seus patrocinadores. Liquida Net Rogério Richard - ME. Atua na área de Assinaturas de Lojas, e utiliza um plano de marketing que incentiva e apoia o uso e a divulgação de seus serviços através de uma Rede de Promotores autônomos

Leia mais

GUIA ANTICORRUPÇÃO WILSON SONS

GUIA ANTICORRUPÇÃO WILSON SONS GUIA ANTICORRUPÇÃO WILSON SONS A Wilson Sons, por meio deste Guia Anticorrupção, pretende disseminar os valores morais e éticos que norteiam seus diversos negócios, reiterando seu princípio de combate

Leia mais

Termos e Condições Gerais de Compras

Termos e Condições Gerais de Compras Termos e Condições Gerais de Compras 1º Escopo da aplicação (1) Independentemente de qualquer acordo por escrito ao contrário, essas condições são aplicáveis a todos os pedidos e contratos, nos quais a

Leia mais

TERMO DE ADESÃO AO PROGRAMA DE AFILIADOS DA VILLEVOX

TERMO DE ADESÃO AO PROGRAMA DE AFILIADOS DA VILLEVOX TERMO DE ADESÃO AO PROGRAMA DE AFILIADOS DA VILLEVOX Pelo presente instrumento particular as PARTES: VILLEVOX COMUNICAÇÃO E MARKETING com sede em Guarapari-ES, na Rua Batista Catani, nº 193/01, bairro

Leia mais

Código de Ética. Responsabilidades: Lideranças Colaboradores. Aplicação do Código de Ética

Código de Ética. Responsabilidades: Lideranças Colaboradores. Aplicação do Código de Ética Código de Ética Sobre nossos Relacionamentos: Relacionamento com Clientes Relacionamento com Acionistas Relacionamento com Colaboradores Relacionamento com Parceiros de Negócio e Fornecedores Relacionamento

Leia mais

NORMAS DE CONDUTA. Apresentação

NORMAS DE CONDUTA. Apresentação NORMAS DE CONDUTA Apresentação Adequando-se às melhores práticas de Governança Corporativa, a TITO está definindo e formalizando as suas normas de conduta ( Normas ). Estas estabelecem as relações, comportamentos

Leia mais

CAPÍTULO XI FINANÇAS

CAPÍTULO XI FINANÇAS CAPÍTULO XI FINANÇAS A. INVESTIMENTO DOS FUNDOS DA ASSOCIAÇÃO As decisões referentes aos investimentos da associação deverão tomar como base as declarações sobre normas de investimentos para o Fundo Geral

Leia mais

RGIS POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO

RGIS POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO RGIS POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO I. DECLARAÇÃO DA POLÍTICA A política da RGIS ( Companhia ) é conduzir as operações mundiais de forma ética e conforme as leis aplicáveis, não só nos EUA como em outros países.

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO TERMO DE USO PORTAL POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO TERMO DE USO (PORTAL) Bem vindo à Capesesp. Ao utilizar nosso serviço, o usuário concorda com este Termo de Uso, que poderá ser modificado periodicamente.

Leia mais

A Global e todos os seus Colaboradores comprometem-se a seguir os princípios abaixo como diretrizes de conduta em todas as suas relações:

A Global e todos os seus Colaboradores comprometem-se a seguir os princípios abaixo como diretrizes de conduta em todas as suas relações: POLÍTICAS CORPORATIVAS Assunto: Código de Ética e Conduta Objetivo O Código de Ética e Conduta objetiva estabelecer os princípios, conceitos e valores que orientam o padrão ético de todos os Colaboradores

Leia mais

terceiros ou usar um aplicativo desenvolvido por terceiros, um cookie poderá ser colocado por essa página ou aplicativo).

terceiros ou usar um aplicativo desenvolvido por terceiros, um cookie poderá ser colocado por essa página ou aplicativo). Políticas de Privacidade Esta política descreve as formas como coletamos, armazenamos, usamos e protegemos suas informações pessoais. Você aceita essa política e concorda com tal coleta, armazenamento

Leia mais

REGULAMENTO CORRIDA SÃO SEBASTIÃOZINHO

REGULAMENTO CORRIDA SÃO SEBASTIÃOZINHO REGULAMENTO CORRIDA SÃO SEBASTIÃOZINHO I PROVA Artigo 1º. A 1ª Corrida De São Sebastiãozinho 2016 Montes Claros será realizada no Domingo, dia 17 de Janeiro de 2016. Artigo 2º. A concentração da prova

Leia mais

Plano de Segurança da Informação

Plano de Segurança da Informação Faculdade de Tecnologia SENAC - Goiás Projeto Integrador Governança da Tecnologia da Informação Plano de Segurança da Informação Diego Miranda José Rodrigues Neto Romário Sena Warley Gabriel Plano de Segurança

Leia mais

ANEXO I TERMO DE ADESÃO. Atenção: Leia cuidadosamente este contrato antes de se tornar um usuário do PMA

ANEXO I TERMO DE ADESÃO. Atenção: Leia cuidadosamente este contrato antes de se tornar um usuário do PMA ANEXO I TERMO DE ADESÃO Atenção: Leia cuidadosamente este contrato antes de se tornar um usuário do PMA INTERNET GRATUITA. 1. ÍNTEGRA DO TERMO 1.1. Os termos abaixo se aplicam aos serviços oferecidos pela

Leia mais

Código de Ética CÓDIGO DE ÉTICA GRUPO BONSUCESSO 1

Código de Ética CÓDIGO DE ÉTICA GRUPO BONSUCESSO 1 Código de Ética CÓDIGO DE ÉTICA GRUPO BONSUCESSO 1 CÓDIGO DE ÉTICA GRUPO BONSUCESSO 2 Sumário 1. Introdução...3 2. Postura pessoal e profissional...4 3. Relacionamento com público interno...6 4. Relacionamento

Leia mais

Condições gerais sobre o uso da aplicação web do fornecedor de transporte

Condições gerais sobre o uso da aplicação web do fornecedor de transporte Condições gerais sobre o uso da aplicação web do fornecedor de transporte Proteção de dados É do conhecimento do contratante que, não só a informação referente à empresa particularmente informação referente

Leia mais

Valorizamos as relações respeitosas, responsáveis e confiáveis com os diferentes públicos, interno e externo, em que não há espaço para:

Valorizamos as relações respeitosas, responsáveis e confiáveis com os diferentes públicos, interno e externo, em que não há espaço para: Introdução A BRMALLS é uma empresa que atua em diversos estados e para manter unida nossa companhia, nossos funcionários devem agir com base em valores e objetivos comuns. Isso se reflete nas atitudes

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. Essas regras estão organizadas em torno das seguintes exigências:

CÓDIGO DE ÉTICA. Essas regras estão organizadas em torno das seguintes exigências: CÓDIGO DE ÉTICA O Grupo PSA Peugeot Citroën construiu seu desenvolvimento com base em valores implementados por seus dirigentes e funcionários, e reafirmados nos objetivos de desenvolvimento responsável

Leia mais

INTRODUÇÃO 1 COMPROMISSO DA SONAE HOLDING

INTRODUÇÃO 1 COMPROMISSO DA SONAE HOLDING Índice INTRODUÇÃO... 2 1 COMPROMISSO DA SONAE HOLDING... 2 2 COMPROMISSO DOS COLABORADORES... 2 3 PRINCÍPIOS DE RELACIONAMENTO... 3 3.1 RELAÇÕES COM ADMINISTRADORES E COLABORADORES... 3 3.2 RELAÇÕES COM

Leia mais

OS3 SOLUÇÕES EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO LTDA 2010

OS3 SOLUÇÕES EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO LTDA 2010 Telefone: (19) 3119-7246 E-mail: contato@os3ti.com www.os3ti.com 1 CONDIÇÕES GERAIS DE SERVIÇOS Telefone: (19) 3119-7246 E-mail: contato@os3ti.com www.os3ti.com 2 1. DISPOSIÇÕES GERAIS (a) A menos se de

Leia mais

Código de Conduta Valores Política de Direitos Humanos

Código de Conduta Valores Política de Direitos Humanos Código de Conduta Valores Política de Direitos Humanos Prezado Funcionário, A PepsiCo lidera o setor em que atua com um desempenho financeiro extraordinário, e, certamente, nos orgulha de nossas conquistas.

Leia mais

Manual de Diretrizes de Conduta Ética da BB Consórcios S.A

Manual de Diretrizes de Conduta Ética da BB Consórcios S.A Manual de Diretrizes de Conduta Ética da BB Consórcios S.A Versão Atualizada Outubro/2015 Introdução Este Manual define as diretrizes que obrigam e devem ser observadas por todos os colaboradores, em todos

Leia mais

POLÍTICA CORPORATIVA DE PREVENÇÃO À FRAUDE E CORRUPÇÃO

POLÍTICA CORPORATIVA DE PREVENÇÃO À FRAUDE E CORRUPÇÃO POLÍTICA CORPORATIVA DE PREVENÇÃO À FRAUDE E CORRUPÇÃO 1. OBJETIVO A Política Corporativa de Prevenção à Corrupção ( Política ) tem o objetivo de reforçar o compromisso da empresa Via Boleto de cooperar

Leia mais