Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR"

Transcrição

1 Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR Prof. Dr. Marcos Kalinowski (UFF)

2 Agenda do Curso Motivação para processos de software Visão geral do programa MPS.BR e do modelo MPS-SW Estratégias para alcançar a maturidade Os níveis de maturidade do MPS-SW Reflexão: maturidade e agilidade Capacitação e provas oficiais Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 2

3 Agenda do Curso Motivação para processos de software Visão geral do programa MPS.BR e do modelo MPS-SW Estratégias para alcançar a maturidade Os níveis de maturidade do MPS-SW Reflexão: maturidade e agilidade Capacitação e provas oficiais Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 3

4 Motivação para o Processo de Software Por que o foco está no processo? Porque problemas no processo provavelmente geram defeitos no produto ou serviço! Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 4

5 Motivação para o Processo de Software O interesse no processo de software está baseado em duas premissas: A qualidade de um produto de software é fortemente dependente da qualidade do processo pelo qual ele é construído e mantido. O processo de software pode ser definido, gerenciado e melhorado. Um processo definido está descrito em detalhes de forma a poder ser usado de forma consistente. Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 5

6 Motivação para o Processo de Software Qualidade do processo Aumento da qualidade do produto Diminuição do retrabalho Maior produtividade Redução do tempo para atender o mercado Maior competitividade Maior precisão nas estimativas Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 6

7 Motivação para o Processo de Software Uma Organização madura gasta maior parte de seu esforço na prevenção de problemas, enquanto uma Organização imatura gasta maior parte de seu esforço corrigindo sintomas em vez de causas de problemas Precisamos aprender a atacar a doença e não os sintomas: o processo e não os defeitos no software Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 7

8 Motivação para o Processo de Software A implantação de um Programa de Qualidade começa pela definição e implantação de um processo de software O processo de software deve estar documentado, ser compreendido e seguido. Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 8

9 Processo Imaturo Características Ad hoc - Improvisado Fortemente dependente dos profissionais Indisciplinado Consequências pouca produtividade qualidade de difícil previsão alto custo de manutenção risco na adoção de novas tecnologias Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 9

10 Processo Maduro Características Processo conhecido por todos Apoio visível da alta administração Auditagem da fidelidade ao processo Medidas do produto e do processo Adoção disciplinada de tecnologias Consequências papéis e responsabilidades claramente definidos acompanhamento da qualidade do produto e da satisfação do cliente expectativas para custos, cronograma, funcionalidades e qualidade do produto é usualmente alcançada Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 10

11 Pesquisa imps Pesquisa realizada anualmente para acompanhar e evidenciar resultados de desempenho nas empresas de software que adotaram o modelo MPS. Disponível em Travassos, G.H., Kalinowski, M. imps 2013: Evidências Sobre o Desempenho das Empresas que Adotaram o Modelo MPS-SW. Campinas: SOFTEX, 2014 (ISBN: ), 102p. Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 11

12 Resultados de Desempenho das Empresas que Adotaram o MPS-SW Maior satisfação dos seus clientes. Maior produtividade. Maior capacidade de desenvolver projetos maiores. Obtenção do retorno do investimento (ROI). Tendência à melhoria de custo e qualidade. Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 12

13 Possíveis Ganhos na Evolução nos Níveis de Maturidade do MPS-SW Maior número de clientes. Maior número de projetos. Maior número de funcionários. Capacidade de lidar com projetos de maior tamanho. Maior precisão nas estimativas de prazo. Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 13

14 Momento de Reflexão Investir na melhoria do processo garante a qualidade do produto? 14

15 Momento de Reflexão Um estudo informal relacionando defeitos em testes de aceitação com o nível de maturidade de empresas no CMMI-Dev indicou tendência de melhora na qualidade do produto (Wagner, 2013). Resultados da pesquisa imps indicam tendência similar para o MPS-SW (Travassos e Kalinowski, 2014). mas... 15

16 Momento de Reflexão 16

17 Momento de Reflexão Diversos fatores influenciam a qualidade do produto e ela precisa ser avaliada e monitorada também diretamente. (Wagner, 2013) Requisitos de qualidade de produtos devem ser definidos e seu alcance monitorado ao longo da execução do projeto. 17

18 It is not necessary to change. Survival is not mandatory W. Edwards Deming Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 18

19 Agenda do Curso Motivação para processos de software Visão geral do programa MPS.BR e do modelo MPS-SW Estratégias para alcançar a maturidade Os níveis de maturidade do MPS-SW Reflexão: maturidade e agilidade Capacitação e provas oficiais Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 19

20 Programa MPS.BR Patrocinadores: Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 20

21 Programa MPS.BR Base Técnica Realidade das Empresas Brasileiras ISO /IEC ISO /IEC SOFTEX Governo Universidades MPS.BR CMMI Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 21

22 Organização do Programa MPS.BR SOFTEX Coordenação do Programa MPS.BR (SOFTEX) Equipe Técnica do Modelo (ETM) Fórum de Credenciamento e Controle (FCC) Comissão de Ética do Programa (CEP) Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 22

23 Equipe Técnica do Modelo (ETM) Equipe responsável pela definição e aprimoramento do: MR-MPS-SW, MR-MPS-SV e MA-MPS e guias específicos. Programa anual de treinamento MPS.BR, Cursos, provas e workshops. Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 23

24 Estrutura do Modelo MPS Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 24

25 Adoção e Disseminação do MPS-SW Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 25

26 Base Técnica dos Modelos MPS ISO/IEC Definição de Processos Propósitos e Resultados ISO/IEC Definição da Capacidade de Processos Requisitos de Avaliação MR-MPS-SW e ISO/IEC Definição de Processos Propósitos e Resultados ISO/IEC Definição da Capacidade de Processos Requisitos de Avaliação Modelo MPS para Software (MR-MPS-SW) Modelo MPS para Serviços (MR-MPS-SV) CMMI-DEV Complementação de Processos CMMI-SVC Complementação de Processos Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 26

27 Descrição dos modelos O modelo é descrito nos guias do MPS.BR Os guias gerais possuem os requisitos que devem ser atendidos durante a implantação dos modelos Os guias de implementação são orientativos Todos os guias estão disponíveis em Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 27

28 Guia Geral MPS de Software Objetivo Descrever de forma detalhada o Modelo MPS e detalha MR-MPS- SW. Também contém algumas definições comuns aos diversos documentos do MPS.BR Público alvo Instituições interessadas em aplicar o MR-MPS-SW para melhoria de seus processos de software Instituições implementadoras e avaliadoras segundo o MR-MPS- SW Referências Básicas ISO/IEC 12207:2008 e ISO/IEC Complementar CMMI-DEV Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 28

29 Guia de Implementação Objetivo Fornecer orientações para implementar nas organizações os níveis de maturidade descritos nos Modelos de Referência MR-MPS-SW/MR-MPS-SV, detalhando os processos contemplados nos respectivos níveis de maturidade e os resultados esperados com a implementação dos processos. Público-Alvo Instituições interessadas em aplicar o MR-MPS-SW/MR-MPS-SV para melhoria de seus processos de software Instituições implementadoras e avaliadoras segundo o MR-MPS-SW/MR-MPS- SV Referências Básicas Guia Geral MPS de Software/Serviços Complementar diversas Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 29

30 Estrutura do MPS-SW Níveis de maturidade Processo Capacidade Propósito Atributo Resultado Resultado Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 30

31 P R O C E S S O S Nível Processos Capacidades (AP) A (sem processos adicionais) 1.1, 2.1, 2.2, 3.1, 3.2, 4.1*, 4.2*, 5.1*, 5.2* B Gerência de Projetos (evolução) 1.1, 2.1, 2.2, 3.1, 3.2, 4.1*, 4.2* C Gerência de Riscos, Desenvolvimento para Reutilização, Gerência de Decisões D Desenvolvimento de Requisitos, Integração do Produto, Projeto e Construção do Produto, Validação, Verificação E F Avaliação e Melhoria do Processo Organizacional, Gerência de Projetos (evolução), Gerência de Recursos Humanos, Gerência de Reutilização, Definição do Processo Organizacional Aquisição, Garantia da Qualidade, Gerência de Configuração, Gerência de Portfólio de Projetos, Medição 1.1, 2.1, 2.2, 3.1, , 2.1, 2.2, 3.1, , 2.1, 2.2, 3.1, , 2.1, 2.2 G Gerência de Projetos, Gerência de Requisitos 1.1, 2.1 * Estes APs capacitam apenas um conjunto de processos selecionado pela organização de acordo com seus objetivos de melhoria. Os demais APs precisam capacitar todos os processos do nível pretendido. C A P A C I D A D E Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 31

32 Entendendo os Atributos de Processo (Capacidade) AP 1.1 O processo é executado Este atributo é uma medida do quanto o processo atinge o seu propósito. AP 2.1 O processo é gerenciado Este atributo é uma medida do quanto a execução do processo é gerenciada. AP 2.2 Os produtos de trabalho do processo são gerenciados Este atributo é uma medida do quanto os produtos de trabalho produzidos pelo processo são gerenciados apropriadamente. Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 32

33 Entendendo os Atributos de Processo (Capacidade) AP 3.1. O processo é definido Este atributo é uma medida do quanto um processo padrão é mantido para apoiar a implementação do processo definido. AP 3.2 O processo está implementado Este atributo é uma medida do quanto o processo padrão é efetivamente implementado como um processo definido para atingir seus resultados. Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 33

34 Entendendo os Atributos de Processo (Capacidade) AP 4.1 O processo é medido Este atributo é uma medida do quanto os resultados de medição são usados para assegurar que o desempenho do processo apóia o alcance dos objetivos de desempenho relevantes como apoio aos objetivos de negócio definidos. AP 4.2 O processo é controlado Este atributo é uma medida do quanto o processo é controlado estatisticamente para produzir um processo estável, capaz e previsível dentro de limites estabelecidos. Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 34

35 Entendendo os Atributos de Processo (Capacidade) AP 5.1 O processo é objeto de inovações Este atributo é uma medida do quanto as mudanças no processo são identificadas a partir da análise de causas comuns de variação do desempenho e da investigação de enfoques inovadores para a definição e implementação do processo. AP 5.2 O processo é otimizado continuamente Este atributo é uma medida do quanto as mudanças na definição, gerência e desempenho do processo têm impacto efetivo para o alcance dos objetivos relevantes de melhoria do processo. Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 35

36 P R O C E S S O S Nível Processos Capacidades (AP) A (sem processos adicionais) 1.1, 2.1, 2.2, 3.1, 3.2, 4.1*, 4.2*, 5.1*, 5.2* B Gerência de Projetos (evolução) 1.1, 2.1, 2.2, 3.1, 3.2, 4.1*, 4.2* C Gerência de Riscos, Desenvolvimento para Reutilização, Gerência de Decisões D Desenvolvimento de Requisitos, Integração do Produto, Projeto e Construção do Produto, Validação, Verificação E F Avaliação e Melhoria do Processo Organizacional, Gerência de Projetos (evolução), Gerência de Recursos Humanos, Gerência de Reutilização, Definição do Processo Organizacional Aquisição, Garantia da Qualidade, Gerência de Configuração, Gerência de Portfólio de Projetos, Medição 1.1, 2.1, 2.2, 3.1, , 2.1, 2.2, 3.1, , 2.1, 2.2, 3.1, , 2.1, 2.2 G Gerência de Projetos, Gerência de Requisitos 1.1, 2.1 * Estes APs capacitam apenas um conjunto de processos selecionado pela organização de acordo com seus objetivos de melhoria. Os demais APs precisam capacitar todos os processos do nível pretendido. C A P A C I D A D E Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 36

37 Guias do MPS-SW Vamos dar uma olhada nos Guias... Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 37

38 Agenda do Curso Motivação para processos de software Visão geral do programa MPS.BR e do modelo MPS-SW Estratégias para alcançar a maturidade Os níveis de maturidade do MPS-SW Reflexão: maturidade e agilidade Capacitação e provas oficiais Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 38

39 Engenharia do Processo de Software (versão simplificada do ciclo) Estabelecer a Infra-estrutura para o processo Planejamento da implementação e alteração do processo Implementação e alteração do processo Avaliação do processo Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 39

40 Engenharia do Processo de Software O 1 o. Passo na Engenharia do Processo de Software é estabelecer uma infraestrutura adequada: Pessoal competente e atribuição de responsabilidades Ferramentas Recursos financeiros» Indicadores do apoio da gerência» Equipe específica para a Engenharia do Processo que pode envolver consultores Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 40

41 Grupo de Engenharia do Processo de Software Atividades: Obtém e mantém o apoio de todos os níveis gerenciais Facilita a avaliação do processo Trabalho com gerentes cujos projetos são afetados por mudanças nas práticas de engenharia de software Trabalha de forma colaborativa com os engenheiros de software Promove e apoia treinamento e formação continuada Monitora e relata o status dos esforços de melhoria Facilita a criação e manutenção de definições do processo Mantém a base de dados do processo Fornece consultoria Participa da integração dos processos de engenharia de software com outros processos organizacionais Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 41

42 Ciclo: Definição, Uso, Medição, Controle e Melhoria Melhorar o Processo Definir o Processo Controlar o Processo Medir o Processo Executar o Processo Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 42

43 Definição do Processo Razões para definição de processos de Engenharia de Software: facilitar o entendimento e a comunicação entre pessoas apoiar a melhoria dos processos apoiar a gerência dos processos fornecer apoio automatizado guiando no processo fornecer apoio na execução automatizada do processo Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 43

44 Definição do Processo Definir processos que apoiem os objetivos técnicos e de negócio. Identificar modelos e métricas relacionados ao desempenho do processo. Fornecer a infraestrutura necessária para apoiar as atividades do processo (métodos, práticas e pessoas). Assegurar que a organização possua as habilidades necessárias para executar o processo. Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 44

45 Definição do Processo Frameworks de Modelos de Ciclo de Vida Definição de alto nível das fases e atividades que ocorrem durante o desenvolvimento Modelos de Processos de Ciclo de Vida Definições mais detalhadas Podem ser mapeados para os diferentes modelos de ciclo de vida Principais referências: ISO/IEC 12207, ISO/IEC Métodos para Definição de Processos Descrevem as atividades que devem ser realizadas para o desenvolvimento e manutenção de um processo Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 45

46 Definição do Processo Repositório De Medidas do Processo Ativos de Processo Ciclos de Vida Diretrizes e Critérios de Adaptação do Processo Padrão Processo Padrão da Organização Arquitetura do Processo Projeto 1 Tam. $$$ Defeitos Result. Lições System Requirements Software Requirements Preliminary Design Analysis Program Design Coding Testing Operations Elementos do Proc. Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 46

47 Entendendo os Relacionamentos entre Processos Conhecer as interações entre os diferentes processos ajuda a aplicar os modelos de maturidade de forma útil e produtiva O SEI/CMMI-Dev divide suas áreas de processo em quatro categorias: Gerência de Processos Gerência de Projetos Engenharia Apoio Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 47

48 Processos (básicos) da Categoria Gerência de Processos Alta Gerência Necessidades e Objetivos de Processo da Organização Treinamento para Projetos e Grupos de Apoio ao Processo Padrão e Ativos Objetivos de Negócio da Organização GRH Necessidade de Treinamento DPO Recursos e Coordenação DPO + AMP Processo Padrão e outros Ativos Processo Padrão e outros Ativos Processos de Gerência de Projetos, Engenharia e Apoio, Propostas de Melhoria de Processos; Participação na definição, avaliação e implantação de processos Informações para Melhoria (e.g., lições aprendidas, dados, artefatos) Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 48

49 Processos (básicos) da Categoria Gerência de Projetos Ações Corretivas Mon. Proj. Ações Corretivas Aquisição Status, resultados de revisões Replanejar Planos O que monitorar Plan. Proj. O que fazer Comprometimento Processos de Engenharia e Apoio Acordo com o Fornecedor Fornecedor Necessidades de medição Requisitos de Produtos, questões técnicas, componentes prontos, testes de aceitação e revisões. Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 49

50 Processos da Categoria Engenharia GReq Requisitos Requisitos do Produto DesReq Soluções Alternativas Requirements PCP Componentes De Produtos IP Produtos Cliente Componentes do Produto, pacotes de trabalho, relatórios de verificação e validação Ver Val Necessidades do Cliente Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 50

51 Processos da Categoria Apoio Medição Medidas e Análises Itens de Conf. e Solicitações de Mudança Ger. Conf Necessidades De Informação Baselines e Relatórios Todos os Processo Processos e Produtos de Trabalho Problemas de Qualidade e Não Conformidade Gar. Qual. Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 51

52 Processos (avançados) da Categoria Apoio ACR Propostas de Melhoria de Processo Defeitos e Outros Problemas Todos os Processos Questões Selecionadas Decisões Estruturadas GDE Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 52

53 Ciclo: Definição, Uso, Medição, Controle e Melhoria Melhorar o Processo Definir o Processo Controlar o Processo Medir o Processo Executar o Processo Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 53

54 Medição do Processo Informação quantitativa sobre o processo é coletada, analisada e interpretada Medições são utilizadas para: Identificar desvios com relação ao desempenho aceitável para o processo Identificar oportunidades de melhoria para o do processo Processo Resultados do Processo Contexto Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 54

55 Medição do Processo Podemos medir a qualidade do processo medindo o próprio processo medindo os produtos do processo Importante Outros fatores além do processo tem impacto sobre o produto (pessoas, ferramentas, etc) Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 55

56 Medição do Processo (Abordagens) Metodologia para medição do processo (GQM & PSM) Paradigmas para medição do processo Paradigma analítico baseia-se em evidência quantitativa para determinar onde as melhorias são necessárias e se as iniciativas de melhoria foram bem sucedidas estudos experimentais simulação classificação de defeitos (análise causal) controle estatístico do processo Benchmarking envolve medir a maturidade de uma organização ou a capacidade de seus processos Modelos para avaliação de processos: ISO 9001, CMM, CMMI, ISO 15504, MPS-SW Métodos para avaliação de processos : SCAMPI para avaliações baseadas no CMMI, MA MPS para avaliações baseadas no MPS-SW Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 56

57 Medição do Processo Exemplos de Objetivos: Acompanhar melhorias do processo para assegurar que software seja entregue dentro do prazo, do custo e da qualidade esperados. Conhecer o tamanho do problema a ser resolvido. Conhecer o esforço e prazo para resolver o problema. Conhecer o custo. Conhecer a produtividade. Conhecer a qualidade. Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 57

58 Medição do Processo Exemplos de Medidas Tamanho do Software Pontos de Função; Pontos de Caso de Uso. Esforço Horas Trabalhadas (por Atividade) Prazo: Precisão de Estimativa do Prazo Custo: SPI Performance do Cronograma Precisão de Estimativa do Custo CPI Performance do Planejamento de Custos Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 58

59 Medição do Processo Exemplos de Medidas (cont.) Produtividade Produtividade Horas por Ponto de Função. Qualidade Número de defeitos* por fase de desenvolvimento Número de falhas* reveladas nos testes Número de falhas* em produção * Normalizados por unidade de tamanho e por hora de esforço de Verificação/Validação Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 59

60 Exercício Qual a tendência apresentada neste gráfico de controle do tipo U- chart? Este comportamento é positivo? Gráfico extraído de Kalinowski et al. (2014). 60

61 Resposta Não é possível responder à pergunta somente com a informação apresentada. 61

62 #Defeitos/Caso de Uso Medindo a Qualidade Monitorando Introdução & Detecção Estimados Introdução Detecção Real Introdução Detecção Requisitos Projeto Implementação Integração Testes Produção Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 62

63 Ciclo: Definição, Uso, Medição, Controle e Melhoria Melhorar o Processo Definir o Processo Controlar o Processo Medir o Processo Executar o Processo Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 63

64 Controle do Processo Manter o processo dentro dos seus limites normais de desempenho. O processo deve se comportar de forma consistente. Controlar o processo envolve: Medir o processo. Detectar variações no processo decorrentes de causas atribuíveis. Corrigir variações no processo através da remoção de causas atribuíveis. Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 64

65 Ciclo: Definição, Uso, Medição, Controle e Melhoria Melhorar o Processo Definir o Processo Controlar o Processo Medir o Processo Executar o Processo Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 65

66 Melhoria do Processo Processos podem e devem ser melhorados continuamente. Melhorar o processo envolve: Entender as características dos processos existentes e os fatores que afetam a capacidade do processo. Planejar e implementar ações que modifiquem o processo para atender melhor as necessidades de negócio. Avaliar os impactos e benefícios. Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 66

67 Agenda do Curso Motivação para processos de software Visão geral do programa MPS.BR e do modelo MPS-SW Estratégias para alcançar a maturidade Os níveis de maturidade do MPS-SW Reflexão: maturidade e agilidade Capacitação e provas oficiais Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 67

68 Níveis de Maturidade MPS-SW A Em Otimização (sem processo específico) B C D E F Parcialmente Definido Gerenciado Gerenciado Quantitativamente Largamente Definido Definido Gerência de Projetos - GPR (evolução) Gerência de Decisões - GDE Desenvolvimento para Reutilização - DRU Gerência de Riscos - GRI Desenvolvimento de Requisitos - DRE Projeto e Construção do Produto - PCP Integração do Produto - ITP Verificação - VER / Validação - VAL Avaliação e Melhoria do Processo Organizacional - AMP Definição do Processo Organizacional - DFP Gerência de Reutilização - GRU Gerência de Recursos Humanos - GRH Gerência de Projetos - GPR (evolução) Medição - MED / Gerência de Configuração - GCO Aquisição - AQU / Garantia da Qualidade - GQA Gerência de Portfólio de Projetos - GPP G Parcialmente Gerenciado Gerência de Requisitos - GRE Gerência de Projetos - GPR Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 68

69 MPS-SW: Níveis de Maturidade Nível E F G Processos Gerência de Projetos GPR (evolução) Atributos de Processo AP 1.1 Gerência de Reutilização GRU AP 2.1 Gerência de Recursos Humanos GRH AP 2.2 Definição do Processo Organizacional DFP AP 3.1 Avaliação e Melhoria do Processo Organizacional AMP AP 3.2 Medição MED Garantia da Qualidade GQA AP 1.1 Gerência de Portfólio de Projetos GPP AP 2.1 Gerência de Configuração GCO AP 2.2 Aquisição AQU Gerência de Requisitos GRE Gerência de Projetos GPR AP 1.1 AP 2.1 Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 69

70 MPS-SW: Níveis de Maturidade Nível Processos Atributos de Processo A B C D Marcos Kalinowski (sem processo específico) Gerência de Projetos GPR (evolução) Gerência de Riscos GRI Desenvolvimento para Reutilização DRU Gerência de Decisões GDE Verificação VER Validação VAL Projeto e Construção do Produto PCP Integração do Produto ITP Desenvolvimento de Requisitos DRE Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR AP 1.1 AP 2.1 AP 2.2 AP 3.1 AP 3.2 AP 4.1 AP 4.2 AP 5.1 AP 5.2 AP 1.1 AP 2.1 AP 2.2 AP 3.1 AP 3.2 AP 4.1 AP 4.2 AP 1.1 AP 2.1 AP 2.2 AP 3.1 AP 3.2 AP 1.1 AP 2.1 AP 2.2 AP 3.1 AP

71 Níveis de Maturidade MPS-SW A Em Otimização (sem processo específico) B C D E F Parcialmente Definido Gerenciado Gerenciado Quantitativamente Largamente Definido Definido Gerência de Projetos - GPR (evolução) Gerência de Decisões - GDE Desenvolvimento para Reutilização - DRU Gerência de Riscos - GRI Desenvolvimento de Requisitos - DRE Projeto e Construção do Produto - PCP Integração do Produto - ITP Verificação - VER / Validação - VAL Avaliação e Melhoria do Processo Organizacional - AMP Definição do Processo Organizacional - DFP Gerência de Reutilização - GRU Gerência de Recursos Humanos - GRH Gerência de Projetos - GPR (evolução) Medição - MED / Gerência de Configuração - GCO Aquisição - AQU / Garantia da Qualidade - GQA Gerência de Portfólio de Projetos - GPP G Parcialmente Gerenciado Gerência de Requisitos - GRE Gerência de Projetos - GPR Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 71

72 Nível G Parcialmente Gerenciado Nível Processos Capacidade G Gerência de Projetos GPR 1; GPR2; GPR 3; GPR 4 (até F); GPR 5; GPR 6; GPR 7; GPR 8 (até F); GPR 9; GPR 10; GPR 11; GPR12; GPR 13; GPR 14; GPR 15; GPR 16, GPR 17, GPR 18 e GPR 19 Gerência de Requisitos GRE 1; GRE 2; GRE 3; GRE 4 e GRE 5 AP1.1 e AP2.1: RAP 1 RAP 2 RAP 3 RAP 4 (G) RAP 5 RAP 6 (até F) RAP 7 RAP 8 RAP 9 (até F) RAP 10 (G) Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 72

73 Processos do Nível G Gerência de Projetos (GPR) Propósito O propósito do processo Gerência de Projetos é estabelecer e manter planos que definem as atividades, recursos e responsabilidades do projeto, bem como prover informações sobre o andamento do projeto que permitam a realização de correções quando houver desvios significativos no desempenho do projeto. O propósito deste processo evolui à medida que a organização cresce em maturidade. Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 73

74 Visão Geral do Processo Gerência de Projetos Escopo (EAP) Modelo e Fases do Ciclo de Vida Estimativas de Tamanho, Esforço e Custo Orçamento e Cronograma Plano do Projeto Riscos Recursos Humanos, Hardware e Software Dados Avaliação da Viabilidade Revisão e Comprometimento Monitoração e Revisão em Marcos Problemas Ações Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 74

75 Gerência de Projetos GPR Resultados esperados GPR 1. O escopo do trabalho para o projeto é definido; GPR 2. As tarefas e os produtos de trabalho do projeto são dimensionados utilizando métodos apropriados; GPR 3. O modelo e as fases do ciclo de vida do projeto são definidos; Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 75

76 Gerência de Projetos GPR Resultados esperados GPR 4. (Até o nível F) O esforço e o custo para a execução das tarefas e dos produtos de trabalho são estimados com base em dados históricos ou referências técnicas; GPR 5. O orçamento e o cronograma do projeto, incluindo a definição de marcos e pontos de controle, são estabelecidos e mantidos; Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 76

77 Gerência de Projetos GPR Resultados esperados GPR 6. Os riscos do projeto são identificados e o seu impacto, probabilidade de ocorrência e prioridade de tratamento são determinados e documentados; GPR 7. Os recursos humanos para o projeto são planejados considerando o perfil e o conhecimento necessários para executá-lo; Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 77

78 Gerência de Projetos GPR Resultados esperados GPR 8. (Até o nível F) Os recursos e o ambiente de trabalho necessários para executar o projeto são planejados; GPR 9. Os dados relevantes do projeto são identificados e planejados quanto à forma de coleta, armazenamento e distribuição. Um mecanismo é estabelecido para acessá-los, incluindo, se pertinente, questões de privacidade e segurança; Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 78

79 Gerência de Projetos GPR Resultados esperados GPR 10. Um plano geral para a execução do projeto é estabelecido com a integração de planos específicos; GPR 11. A viabilidade de atingir as metas do projeto é explicitamente avaliada considerando restrições e recursos disponíveis. Se necessário, ajustes são realizados; GPR 12. O Plano do Projeto é revisado com todos os interessados e o compromisso com ele é obtido e mantido; Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 79

80 Gerência de Projetos GPR Resultados esperados GPR 13. O escopo, as tarefas, as estimativas, o orçamento e o cronograma do projeto são monitorados em relação ao planejado; GPR 14. Os recursos materiais e humanos bem como os dados relevantes do projeto são monitorados em relação ao planejado; GPR 15. Os riscos são monitorados em relação ao planejado; Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 80

81 Gerência de Projetos GPR Resultados esperados GPR 16. O envolvimento das partes interessadas no projeto é planejado, monitorado e mantido; GPR 17. Revisões são realizadas em marcos do projeto e conforme estabelecido no planejamento; GPR 18. Registros de problemas identificados e o resultado da análise de questões pertinentes, incluindo dependências críticas, são estabelecidos e tratados com as partes interessadas; Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 81

82 Gerência de Projetos GPR Resultados esperados GPR 19. Ações para corrigir desvios em relação ao planejado e para prevenir a repetição dos problemas identificados são estabelecidas, implementadas e acompanhadas até a sua conclusão; Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 82

83 Processos do Nível G Gerência de Requisitos (GRE) Propósito O propósito do processo Gerência de Requisitos é gerenciar os requisitos do produto e dos componentes do produto do projeto e identificar inconsistências entre os requisitos, os planos do projeto e os produtos de trabalho do projeto. Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 83

84 Visão Geral do Processo Gerência de Requisitos GRE Avaliação com Critérios Comprometimento com a Equipe Técnica Fornecedores Requisitos Rastreabilidade Bidirecional entre Requisitos e Produtos Inconsistências Revisão em Planos e Produtos de Trabalho Gerência de Mudanças Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 84

85 Gerência de Requisitos GRE Resultados esperados GRE 1. O entendimento dos requisitos é obtido junto aos fornecedores de requisitos; GRE 2. Os requisitos são avaliados com base em critérios objetivos e um comprometimento da equipe técnica com estes requisitos é obtido; GRE 3. A rastreabilidade bidirecional entre os requisitos e os produtos de trabalho é estabelecida e mantida; Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 85

86 Gerência de Requisitos GRE Resultados esperados GRE 4. Revisões em planos e produtos de trabalho do projeto são realizadas visando a identificar e corrigir inconsistências em relação aos requisitos; GRE 5. Mudanças nos requisitos são gerenciadas ao longo do projeto. Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 86

87 Capacidade AP 1.1 O processo é executado Este atributo evidencia o quanto o processo atinge o seu propósito Resultado esperado do Atributo do Processo RAP 1. O processo atinge seus resultados definidos * RAP Resultado do Atributo de Processo Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 87

88 Capacidade AP 2.1 O processo é gerenciado Este atributo evidencia o quanto a execução do processo é gerenciada Resultados esperados do Atributo do Processo RAP 2. Existe uma política organizacional estabelecida e mantida para o processo RAP 3. A execução do processo é planejada RAP 4. (Para o Nível G) A execução do processo é monitorada e ajustes são realizados Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 88

89 Capacidade AP 2.1 O processo é gerenciado Resultados esperados do Atributo do Processo RAP 5. As informações e os recursos necessários para a execução do processo são identificados e disponibilizados RAP 6. (Até o Nível F) As responsabilidades e a autoridade para executar o processo são definidas, atribuídas e comunicadas RAP 7. As pessoas que executam o processo são competentes em termos de formação, treinamento e experiência Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 89

90 Capacidade AP 2.1 O processo é gerenciado Resultados esperados do Atributo do Processo RAP 8. A comunicação entre as partes interessadas no processo é planejada e executada de forma a garantir o seu envolvimento RAP 9. (Até o Nível F) Os resultados do processo são revistos com a gerência de alto nível para fornecer visibilidade sobre a sua situação na organização RAP 10. (Para o Nível G) O processo planejado para o projeto é executado Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 90

91 Requisitos para o Nível de Maturidade G Nível Processo Capacidade G Gerência de Projetos Gerência de Requisitos AP 1.1, AP 2.1: RAP 1 RAP 2 RAP 3 RAP 4 (G) RAP 5 RAP 6 RAP 7 RAP 8 RAP 9 RAP 10 (G) Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 91

92 Níveis de Maturidade MR-MPS A Em Otimização (sem processo específico) B C D E F Parcialmente Definido Gerenciado Gerenciado Quantitativamente Largamente Definido Definido Gerência de Projetos - GPR (evolução) Gerência de Decisões - GDE Desenvolvimento para Reutilização - DRU Gerência de Riscos - GRI Desenvolvimento de Requisitos - DRE Projeto e Construção do Produto - PCP Integração do Produto - ITP Verificação - VER / Validação - VAL Avaliação e Melhoria do Processo Organizacional - AMP Definição do Processo Organizacional - DFP Gerência de Reutilização - GRU Gerência de Recursos Humanos - GRH Gerência de Projetos - GPR (evolução) Medição - MED / Gerência de Configuração - GCO Aquisição - AQU / Garantia da Qualidade - GQA Gerência de Portfólio de Projetos - GPP G Parcialmente Gerenciado Gerência de Requisitos - GRE Gerência de Projetos - GPR Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 92

93 Aquisição (AQU) Propósito Processos do Nível F O propósito do processo Aquisição é gerenciar a aquisição de produtos que satisfaçam às necessidades expressas pelo adquirente. Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 93

94 Visão Geral do Processo Aquisição AQU Tipos e Estratégia de Aquisição Metas e Critérios de Aceitação Necessidades de Aquisição de Produto Seleção do Fornecedor Avaliação de Fornecedores com Critérios Acordo com Fornecedor Selecionado Ações Monitoração Produto Entregue e Incorporado no Projeto Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 94

95 Processos do Nível F Gerência de Configuração (GCO) Propósito O propósito do processo Gerência de Configuração é estabelecer e manter a integridade de todos os produtos de trabalho de um processo ou projeto e disponibilizá-los a todos os envolvidos. Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 95

96 Visão Geral do Processo Gerência de Sistema de Gerência de Configuração Configuração GCO Itens de Configuração Registro da situação Controle de Modificações, Armazenamento, Manuseio e Liberação Baselines Auditorias de Configuração Garantia da Integridade, Completude e Consistência Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 96

97 Processos do Nível F Garantia da Qualidade (GQA) Propósito O propósito do processo Garantia da Qualidade é assegurar que os produtos de trabalho e a execução dos processos estejam em conformidade com os planos, procedimentos e padrões estabelecidos. Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 97

98 Visão Geral do Processo Garantia da Produtos de Trabalho Qualidade GQA Avaliações de Aderência Processos Problemas e Nãoconformidades Ações corretivas Escalonamento para níveis superiores Marcos Kalinowski Melhoria de Processos de Software com o MPS.BR 98

Políticas de Qualidade em TI

Políticas de Qualidade em TI Políticas de Qualidade em TI Aula 05 MPS.BR (ago/12) Melhoria de Processo do Software Brasileiro Prof. www.edilms.eti.br edilms@yahoo.com Agenda Descrição sumária do MPS.BR - Melhoria de Processo do Software

Leia mais

Engenharia de Software

Engenharia de Software Engenharia de Software Introdução à Melhoria de Processos de Software baseado no MPS.BR Prof. Maxwell Anderson www.maxwellanderson.com.br Agenda Introdução MPS.BR MR-MPS Detalhando o MPS.BR nível G Introdução

Leia mais

A visão do modelo MPS.BR para Gerência de Projeto - Nível G. por Adriana Silveira de Souza

A visão do modelo MPS.BR para Gerência de Projeto - Nível G. por Adriana Silveira de Souza A visão do modelo MPS.BR para Gerência de Projeto - Nível G por Adriana Silveira de Souza Agenda Visão Geral do MPS.BR Processos e Capacidade de Processo Níveis de Maturidade Atributos de Processo Processo

Leia mais

MPS.BR: Melhoria de Processo do Software Brasileiro e dos Resultados de Desempenho

MPS.BR: Melhoria de Processo do Software Brasileiro e dos Resultados de Desempenho l MPS.BR: Melhoria de Processo do Software Brasileiro e dos Resultados de Desempenho SUMÁRIO 1. Introdução Programa MPS.BR e Modelo MPS 2. Programa MPS.BR Resultados Esperados, Resultados Alcançados e

Leia mais

Prof. Dr. Ivanir Costa. Unidade IV QUALIDADE DE SOFTWARE

Prof. Dr. Ivanir Costa. Unidade IV QUALIDADE DE SOFTWARE Prof. Dr. Ivanir Costa Unidade IV QUALIDADE DE SOFTWARE introdução As mudanças que estão ocorrendo nos clientes e nos ambientes de negócios altamente competitivos têm motivado as empresas a modificarem

Leia mais

Reutilização no MPS.BR e no projeto Cooperativa MPS.BR SOFTSUL. Porto Alegre, Agosto de 2008. Sumário

Reutilização no MPS.BR e no projeto Cooperativa MPS.BR SOFTSUL. Porto Alegre, Agosto de 2008. Sumário Reutilização no MPS.BR e no projeto Cooperativa MPS.BR SOFTSUL Porto Alegre, Agosto de 2008. Sumário Apresentação Programa MPS.BR Reutilização no MPS.BR Gerência de reutilização Desenvolvimento para reutilização

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 3: Fundamentação para Implementação do Nível E do MR-MPS-SW:2012

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 3: Fundamentação para Implementação do Nível E do MR-MPS-SW:2012 MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro Guia de Implementação Parte 3: Fundamentação para Implementação do Nível E do MR-MPS-SW:2012 Este guia contém orientações para a implementação do nível

Leia mais

Introdução ao MPS.BR Guia Geral. Prof. Elias Batista Ferreira

Introdução ao MPS.BR Guia Geral. Prof. Elias Batista Ferreira Introdução ao MPS.BR Guia Geral Prof. Elias Batista Ferreira IMPORTANTE Este NÃO é um curso oficial do MPS.BR. Este curso NÃO é apoiado pela Softex. Objetivo deste Curso Descrever os processos e resultados

Leia mais

Quem Somos CMM/ CMMI. ISO 9000 PNQ ISO 12207 ISO 15504 ITIL Outros modelos. Gestão Sistêmica da. Alinhamento às Diretrizes Organizacionais.

Quem Somos CMM/ CMMI. ISO 9000 PNQ ISO 12207 ISO 15504 ITIL Outros modelos. Gestão Sistêmica da. Alinhamento às Diretrizes Organizacionais. Quem Somos Missão Promover a melhoria e a busca da excelência na gestão organizacional e o aperfeiçoamento contínuo dos processos dos nossos clientes, por meio de modelos e padrões de qualidade adequados

Leia mais

Qualidade, Processos e Gestão de Software Professores: Alexandre Vasconcelos e Hermano Moura. O Modelo. Wesley Torres Galindo. wesleygalindo@gmail.

Qualidade, Processos e Gestão de Software Professores: Alexandre Vasconcelos e Hermano Moura. O Modelo. Wesley Torres Galindo. wesleygalindo@gmail. Qualidade, Processos e Gestão de Software Professores: Alexandre Vasconcelos e Hermano Moura O Modelo Wesley Torres Galindo wesleygalindo@gmail.com Agenda O que é? Motivação Organização do MPS.BR Estrutura

Leia mais

Programa MPS.BR: resultados e perspectivas

Programa MPS.BR: resultados e perspectivas Programa MPS.BR: resultados e perspectivas Ana Regina Rocha Programa de Engenharia de Sistemas e Computação Coordenadora da Equipe Técnica do Modelo MPS Uma Organização com bom desempenho gasta 80% de

Leia mais

Gerência de Projetos Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo

Gerência de Projetos Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo Gerência de Projetos Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br www.ufpa.br/srbo Laboratório de Tecnologia de Software LTS www.ufpa.br/lts Rede Paraense de Pesquisa em Tecnologias de Informação

Leia mais

MPS.BR. O MPS.BR é um programa para Melhoria de Processo do Software Brasileiro. A proposta MPS.BR nasceu com base nos moldes CMMI.

MPS.BR. O MPS.BR é um programa para Melhoria de Processo do Software Brasileiro. A proposta MPS.BR nasceu com base nos moldes CMMI. MPS.BR O MPS.BR é um programa para Melhoria de Processo do Software Brasileiro. A proposta MPS.BR nasceu com base nos moldes CMMI. ISO - 12207 para desenvolvimento de software. ISO - 15504 para avaliação

Leia mais

Da Pesquisa em Engenharia de Software à Melhoria da Qualidade de Software no Brasil

Da Pesquisa em Engenharia de Software à Melhoria da Qualidade de Software no Brasil Da Pesquisa em Engenharia de Software à Melhoria da Qualidade de Software no Brasil Autores: Marcos Kalinowski (COPPE/UFRJ), Gleison Santos (PPGI - UNIRIO), Rafael Prikladnicki (PUCRS), Ana Regina Rocha

Leia mais

A Importância do Controle da Qualidade na Melhoria de Processos de Software. Ana Liddy Cenni de Castro Magalhães

A Importância do Controle da Qualidade na Melhoria de Processos de Software. Ana Liddy Cenni de Castro Magalhães A Importância do Controle da Qualidade na Melhoria de Processos de Software Ana Liddy Cenni de Castro Magalhães Agenda Contextualização da Qualidade Dificuldades na construção de software Possíveis soluções

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 2: Fundamentação para Implementação do Nível F do MR-MPS-SW:2012

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 2: Fundamentação para Implementação do Nível F do MR-MPS-SW:2012 MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro Guia de Implementação Parte 2: Fundamentação para Implementação do Nível F do MR-MPS-SW:2012 Este guia contém orientações para a implementação do nível

Leia mais

Programa MPS.BR e Modelo MPS: A Evolução da Qualidade de Software no Brasil

Programa MPS.BR e Modelo MPS: A Evolução da Qualidade de Software no Brasil Programa MPS.BR e Modelo MPS: A Evolução da Qualidade de Software no Brasil 1. Qualidade de Software: motivação para o foco no processo, características dos processos de software e abordagens para melhoria

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia Geral

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia Geral MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro Guia Geral Este guia contém a descrição geral do Modelo MPS e detalha o Modelo de Referência (MR-MPS) e as definições comuns necessárias para seu entendimento

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia Geral MPS de Software

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia Geral MPS de Software MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro Guia Geral MPS de Software Este guia contém a descrição geral do Modelo MPS e detalha o Modelo de Referência MPS para Software (MR-MPS-SW) e as definições

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 10: Implementação do MR-MPS em organizações do tipo Fábrica de Teste

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 10: Implementação do MR-MPS em organizações do tipo Fábrica de Teste MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro Guia de Implementação Parte 10: Implementação do MR-MPS em organizações do tipo Fábrica de Teste Este guia contém orientações para a implementação do

Leia mais

O Modelo Processo de Software Brasileiro MPS-Br

O Modelo Processo de Software Brasileiro MPS-Br O Modelo Processo de Software Brasileiro MPS-Br Prof. Pasteur Ottoni de Miranda Junior Disponível em www.pasteurjr.blogspot.com 1-Estrutura do MPS-Br ( Softex, 2009) O MPS.BR1 é um programa mobilizador,

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 10: Implementação do MR-MPS em organizações do tipo Fábrica de Teste

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 10: Implementação do MR-MPS em organizações do tipo Fábrica de Teste MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro Guia de Implementação Parte 10: Implementação do MR-MPS em organizações do tipo Fábrica de Teste Este guia contém orientações para a implementação do

Leia mais

http://rogerioaraujo.wordpress.com Série Rações Semanais MPS.BR Rogério Araújo

http://rogerioaraujo.wordpress.com Série Rações Semanais MPS.BR Rogério Araújo http://rogerioaraujo.wordpress.com Série Rações Semanais MPS.BR Rogério Araújo http://rogerioaraujo.wordpress.com Série Rações Semanais MPS.BR Rogério Araújo Questões O futuro pertence àqueles que acreditam

Leia mais

Melhoria do Processo de Software MPS-BR

Melhoria do Processo de Software MPS-BR Melhoria do Processo de Software MPS-BR Fabrício Sousa Pinto fabbricio7@yahoo.com.br O que é Qualidade? O problema da gestão da qualidade não é que as pessoas não sabem a respeito dela. O problema é que

Leia mais

Programa MPS.BR e Modelo MPS: Contribuições para a Evolução da Qualidade de Software no Brasil

Programa MPS.BR e Modelo MPS: Contribuições para a Evolução da Qualidade de Software no Brasil l Programa MPS.BR e Modelo MPS: Contribuições para a Evolução da Qualidade de Software no Brasil SUMÁRIO 1. Introdução: Programa MPS.BR e Modelo MPS 2. Programa MPS.BR: Resultados Esperados, Resultados

Leia mais

MPS.BR Melhoria de Processo do Software Brasileiro

MPS.BR Melhoria de Processo do Software Brasileiro l MPS.BR Melhoria de Processo do Software Brasileiro SUMÁRIO 1. Introdução 2. Modelo MPS 3. Programa MPS.BR: Resultados Alcançados (2004-2008) e Resultados Esperados (2004-2010) 4. MPS.BR Lições Aprendidas

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro Guia de Implementação Parte 9: Implementação do MR-MPS em organizações do tipo Fábrica de Software Este guia contém orientações para a implementação

Leia mais

Este atributo evidencia o quanto o processo atinge o seu propósito

Este atributo evidencia o quanto o processo atinge o seu propósito Alterações no Guia Geral:2011 Este documento lista todas as alterações realizadas nos resultados esperados de processos e resultados esperados de atributos de processo presentes no MR-MPS versão de 2011

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS MPS.BR

LISTA DE EXERCÍCIOS MPS.BR LISTA DE EXERCÍCIOS MPS.BR Disciplina: Professor: Qualidade de Software Edison Andrade Martins Morais 01. (FGV 2008 Senado Analista de Sistemas) Considere as assertivas sobre o Modelo MPS do Programa de

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 8: Implementação do MR-MPS em organizações que adquirem software

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 8: Implementação do MR-MPS em organizações que adquirem software MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro Guia de Implementação Parte 8: Implementação do MR-MPS em organizações que adquirem software Este guia contém orientações para a implementação do Modelo

Leia mais

22/10/2012 WAMPS 2012. Implementação do MPS.BR na Informal Informática: Um Relato da Trajetória de Melhoria até o Nível C de Maturidade

22/10/2012 WAMPS 2012. Implementação do MPS.BR na Informal Informática: Um Relato da Trajetória de Melhoria até o Nível C de Maturidade 22/10/2012 WAMPS 2012 Implementação do MPS.BR na Informal Informática: Um Relato da Trajetória de Melhoria até o Nível C de Maturidade Tópicos 1. Institucional 2. Programa de Melhoria de Processos 3. Nível

Leia mais

PEDRO HENRIQUE DE OLIVEIRA E SILVA MESTRE EM MODELAGEM MATEMÁTICA E COMPUTACIONAL E-MAIL: PEDROHOLI@GMAIL.COM

PEDRO HENRIQUE DE OLIVEIRA E SILVA MESTRE EM MODELAGEM MATEMÁTICA E COMPUTACIONAL E-MAIL: PEDROHOLI@GMAIL.COM PEDRO HENRIQUE DE OLIVEIRA E SILVA MESTRE EM MODELAGEM MATEMÁTICA E COMPUTACIONAL E-MAIL: PEDROHOLI@GMAIL.COM M P S. B R : M E L H O R I A D E P R O C E S S O D O S O F T W A R E B R A S I L E I R O A

Leia mais

Uma análise das Metodologias Ágeis FDD e Scrum sob a Perspectiva do Modelo de Qualidade MPS.BR

Uma análise das Metodologias Ágeis FDD e Scrum sob a Perspectiva do Modelo de Qualidade MPS.BR SCIENTIA PLENA VOL 6, NUM 3 2010 www.scientiaplena.org.br Uma análise das Metodologias Ágeis FDD e Scrum sob a Perspectiva do Modelo de Qualidade MPS.BR F. G. Silva; S. C. P. Hoentsch, L. Silva Departamento

Leia mais

Modelos de Maturidade: MPS.BR. Aécio Costa

Modelos de Maturidade: MPS.BR. Aécio Costa Modelos de Maturidade: MPS.BR Aécio Costa Criado em 2003 pela Softex para melhorar a capacidade de desenvolvimento de software nas empresas brasileiras. Objetivo: Impulsionar a melhoria da capacidade de

Leia mais

MPS.BR Melhoria de Processo do Software Brasileiro

MPS.BR Melhoria de Processo do Software Brasileiro Melhoria de Processo do Software Brasileiro (MPS.BR) SUMÁRIO 1. Introdução 2. Implantação do Programa MPS.BR: 2004 2007 3. Consolidação do Programa MPS.BR: 20082010 4. Conclusão Kival Weber Coordenador

Leia mais

Project Builder: uma Ferramenta de Apoio a Implementação do Processo Gerência de Projetos do MPS.BR

Project Builder: uma Ferramenta de Apoio a Implementação do Processo Gerência de Projetos do MPS.BR Project Builder: uma Ferramenta de Apoio a Implementação do Processo Gerência de Projetos do MPS.BR Bernardo Grassano, Eduardo Carvalho, Analia I.F. Ferreira, Mariano Montoni bernardo.grassano@projectbuilder.com.br,

Leia mais

FUMSOFT EDITAL 001/2013 1ª EDIÇÃO

FUMSOFT EDITAL 001/2013 1ª EDIÇÃO FUMSOFT PROGRAMA DE APOIO E INCENTIVO À MELHORIA E QUALIDADE DOS PROCESSOS DE SOFTWARE EM EMPRESAS COM ESTABELECIMENTO EM MINAS GERAIS E DIFUSÃO DO MODELO MPS.BR (MELHORIA DE PROCESSO DO SOFTWARE BRASILEIRO)

Leia mais

Professor: Disciplina:

Professor: Disciplina: Professor: Curso: Disciplina: Marcos Morais de Sousa marcosmoraisdesousa@gmail.com marcosmoraisdesousa.blogspot.com Sistemas de informação Engenharia de Software II Gerenciamento de Qualidade CMMI e MPS.BR

Leia mais

Sheila Reinehr PUCPR - QualityFocus WAMPS 2012

Sheila Reinehr PUCPR - QualityFocus WAMPS 2012 Sheila Reinehr PUCPR - QualityFocus WAMPS 2012 Mercado de TI aproximadamente R$ 45 bilhões (2011) Hardware 23 52% Serviços 15,14 34% Software 6,3 14% Fonte: Associação Brasileira das Empresas de Software

Leia mais

Viabilidade do Desenvolvimento de Software Baseado no Modelo MPS.BR com a Metodologia Extreme Programming

Viabilidade do Desenvolvimento de Software Baseado no Modelo MPS.BR com a Metodologia Extreme Programming Viabilidade do Desenvolvimento de Software Baseado no Modelo MPS.BR com a Metodologia Extreme Programming T. M. R. Dias 1 ; G. F. Moita 2 ; M. P. Silva 3 ; B. Ferreira 1 ; A. M. Silva 1 1 IFMG Instituto

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 1: Fundamentação para Implementação do Nível G do MR-MPS-SW:2012

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 1: Fundamentação para Implementação do Nível G do MR-MPS-SW:2012 MPS.BR - Melhoria de Processo do Brasileiro Guia de Implementação Parte 1: Fundamentação para Implementação do Nível G do MR-MPS-SW:2012 Este guia contém orientações para a implementação do nível G do

Leia mais

Avaliação e Melhorias no Processo de Construção de Software

Avaliação e Melhorias no Processo de Construção de Software Avaliação e Melhorias no Processo de Construção de Software Martim Chitto Sisson Centro Tecnológico Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) Florianópolis SC Brasil martim@inf.ufsc.br Abstract. This

Leia mais

Políticas de Qualidade em TI

Políticas de Qualidade em TI Políticas de Qualidade em TI Prof. www.edilms.eti.br edilms@yahoo.com Aula 03 CMMI Capability Maturity Model Integration Parte II Agenda sumária dos Processos em suas categorias e níveis de maturidade

Leia mais

FUMSOFT EDITAL 002/2013 1ª EDIÇÃO

FUMSOFT EDITAL 002/2013 1ª EDIÇÃO FUMSOFT PROGRAMA DE APOIO E INCENTIVO À MELHORIA E QUALIDADE DOS PROCESSOS DE SOFTWARE EM EMPRESAS COM ESTABELECIMENTO EM MINAS GERAIS E DIFUSÃO DO MODELO MPS.BR (MELHORIA DE PROCESSO DO SOFTWARE BRASILEIRO)

Leia mais

Processo de Desenvolvimento de Software

Processo de Desenvolvimento de Software Unidade IV Introdução aos Padrões de PDS Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Conteúdo da Unidade 1. CMM / CMMI 2. SPICE 3. ISO 12207 4. MPS/BR CMM - Capability Maturity Model CMM Capability

Leia mais

Definição do Framework de Execução de Processos Spider-PE

Definição do Framework de Execução de Processos Spider-PE Definição do Framework de Execução de Processos Spider-PE 1. INTRODUÇÃO 1.1 Finalidade Este documento define um framework de execução de processos de software, denominado Spider-PE (Process Enactment),

Leia mais

AVALIAÇÃO DA UTILIZAÇÃO DO SCRUM COMO MEIO PARA OBTENÇÃO DO NÍVEL G DE MATURIDADE DE ACORDO COM O MODELO MPS.br RESUMO

AVALIAÇÃO DA UTILIZAÇÃO DO SCRUM COMO MEIO PARA OBTENÇÃO DO NÍVEL G DE MATURIDADE DE ACORDO COM O MODELO MPS.br RESUMO 1 AVALIAÇÃO DA UTILIZAÇÃO DO SCRUM COMO MEIO PARA OBTENÇÃO DO NÍVEL G DE MATURIDADE DE ACORDO COM O MODELO MPS.br Autor: Julio Cesar Fausto 1 RESUMO Em um cenário cada vez mais competitivo e em franca

Leia mais

INTEGRANDO GERÊNCIA DE PROJETOS ÁGEIS COM SCRUM E OS PROCESSOS MPS.BR NÍVEL G

INTEGRANDO GERÊNCIA DE PROJETOS ÁGEIS COM SCRUM E OS PROCESSOS MPS.BR NÍVEL G INTEGRANDO GERÊNCIA DE PROJETOS ÁGEIS COM SCRUM E OS PROCESSOS MPS.BR NÍVEL G Claudinei Martins da Silva 1 RESUMO: Com o aumento da dependência tecnológica nas organizações para a tomada de decisões, ocorreu

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 1: Fundamentação para Implementação do Nível G do MR-MPS-SW:2012

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 1: Fundamentação para Implementação do Nível G do MR-MPS-SW:2012 MPS.BR - Melhoria de Processo do Brasileiro Guia de Implementação Parte 1: Fundamentação para Implementação do Nível G do MR-MPS-SW:2012 Este guia contém orientações para a implementação do nível G do

Leia mais

Resultados alcançados com a Ferramenta Channel em implementação de sucesso da Gerência de Projetos no nível G de maturidade do MR-MPS

Resultados alcançados com a Ferramenta Channel em implementação de sucesso da Gerência de Projetos no nível G de maturidade do MR-MPS Resultados alcançados com a Ferramenta Channel em implementação de sucesso da Gerência de Projetos no nível G de maturidade do MR-MPS Mauricio Fiorese 1, Alessandra Zoucas 2 e Marcello Thiry 2 1 JExperts

Leia mais

Prova de Conhecimento para Consultores de Implementação MPS.BR INSTRUÇÕES

Prova de Conhecimento para Consultores de Implementação MPS.BR INSTRUÇÕES Implementação MPS.BR 26 de maio de 2008 4 horas de duração e-mail: (DEIXAR EM BRANCO) RESULTADO: Q1 Q2 Q3 Q4 Q5 Q6 Q7 Q8 Q9 Q10 Nota INSTRUÇÕES Para a maioria das questões você tem mais de uma opção e

Leia mais

JOSÉ FAGNER RODRIGUES MEDEIROS MAPEAMENTO COMPARATIVO DOS PROCESSOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS DO MPS.BR COM O PMBOK

JOSÉ FAGNER RODRIGUES MEDEIROS MAPEAMENTO COMPARATIVO DOS PROCESSOS DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS DO MPS.BR COM O PMBOK 0 UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA UEPB CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E SOCIAIS APLICADAS CAMPUS VII GOVERNADOR ANTONIO MARIZ CURSO DE LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO JOSÉ FAGNER RODRIGUES MEDEIROS MAPEAMENTO COMPARATIVO

Leia mais

Processo de garantia da qualidade baseado no modelo MPS.BR. Acadêmico: Anildo Loos Orientador: Everaldo Artur Grahl

Processo de garantia da qualidade baseado no modelo MPS.BR. Acadêmico: Anildo Loos Orientador: Everaldo Artur Grahl Processo de garantia da qualidade baseado no modelo MPS.BR Acadêmico: Anildo Loos Orientador: Everaldo Artur Grahl Roteiro introdução objetivos do trabalho fundamentação teórica desenvolvimento da ferramenta

Leia mais

GIOVANI HIPOLITO MARONEZE ESTUDO DE CASO CONTENDO IMPLANTAÇÃO DO MODELO MR-MPS-SV (NÍVEL G)

GIOVANI HIPOLITO MARONEZE ESTUDO DE CASO CONTENDO IMPLANTAÇÃO DO MODELO MR-MPS-SV (NÍVEL G) GIOVANI HIPOLITO MARONEZE ESTUDO DE CASO CONTENDO IMPLANTAÇÃO DO MODELO MR-MPS-SV (NÍVEL G) LONDRINA - PR 2014 GIOVANI HIPOLITO MARONEZE ESTUDO DE CASO CONTENDO IMPLANTAÇÃO DO MODELO MR-MPS-SV (NÍVEL G)

Leia mais

MPS - Melhoria de Processo de Software e Serviços. Guia Geral MPS de Serviços

MPS - Melhoria de Processo de Software e Serviços. Guia Geral MPS de Serviços MPS - Melhoria de Processo de Software e Serviços Guia Geral MPS de Serviços Este guia contém a descrição geral do Modelo MPS e detalha o Modelo de Referência MPS para Serviços (MR-MPS-SV) e as definições

Leia mais

Qualidade de Processo de Software Normas ISO 12207 e 15504

Qualidade de Processo de Software Normas ISO 12207 e 15504 Especialização em Gerência de Projetos de Software Qualidade de Processo de Software Normas ISO 12207 e 15504 Prof. Dr. Sandro Ronaldo Bezerra Oliveira srbo@ufpa.br Qualidade de Software 2009 Instituto

Leia mais

Definição do Framework

Definição do Framework Definição do Framework 1. Introdução 1.1. Finalidade Este documento tem por finalidade apresentar o mapeamento dos processos de Definição de Processo Organizacional e Avaliação e Melhoria do Processo dos

Leia mais

Estudo de Caso da Implantação do Nível G do MPS.BR em Uma Empresa

Estudo de Caso da Implantação do Nível G do MPS.BR em Uma Empresa Estudo de Caso da Implantação do Nível G do MPS.BR em Uma Empresa Dayana Henriques Fonseca 1, Frederico Miranda Coelho 1 1 Departamento de Ciência da Computação Universidade Presidente Antônio Carlos (UNIPAC)

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 4: Fundamentação para Implementação do Nível D do MR-MPS-SW:2012

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 4: Fundamentação para Implementação do Nível D do MR-MPS-SW:2012 MPS.BR - Melhoria de Processo do Brasileiro Guia de Implementação Parte 4: Fundamentação para Implementação do Nível D do MR-MPS-SW:2012 Este guia contém orientações para a implementação do nível D do

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 5: Fundamentação para Implementação do Nível C do MR-MPS-SW:2012

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 5: Fundamentação para Implementação do Nível C do MR-MPS-SW:2012 MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro Guia de Implementação Parte 5: Fundamentação para Implementação do Nível C do MR-MPS-SW:2012 Este guia contém orientações para a implementação do nível

Leia mais

MPS.BR A EXPERIÊNCIA E OS BENEFÍCIOS EM IMPLANTAR O MODELO NOS NÍVEIS G E F:

MPS.BR A EXPERIÊNCIA E OS BENEFÍCIOS EM IMPLANTAR O MODELO NOS NÍVEIS G E F: MPS.BR A EXPERIÊNCIA E OS BENEFÍCIOS EM IMPLANTAR O MODELO NOS NÍVEIS G E F: um estudo de caso. Rodrigo Pereira Assunção 1 Fabrício Pires Vasconcellos 2 RESUMO: Muitas empresas têm buscado no modelo de

Leia mais

Gerência de Projetos de Software CMM & PMBOK

Gerência de Projetos de Software CMM & PMBOK Gerência de Projetos de Software CMM & PMBOK http://www.sei.cmu.edu/ Prefácio do CMM Após várias décadas de promessas não cumpridas sobre ganhos de produtividade e qualidade na aplicação de novas metodologias

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 1: Nível G

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 1: Nível G MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro Guia de Implementação Parte 1: Nível G (Versão 1.1) Este guia contém orientações para a implementação do nível G do Modelo de Referência MR-MPS. Julho

Leia mais

Horário: 13:00 às 15:00 horas (hora de Brasília) IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO INSTRUÇÕES

Horário: 13:00 às 15:00 horas (hora de Brasília) IDENTIFICAÇÃO DO CANDIDATO INSTRUÇÕES P1-MPS.BR - Prova de Introdução ao MPS.BR Data: 21 de maio de 2007 Horário: 13:00 às 15:00 horas (hora de Brasília) Nome: e-mail: Nota: INSTRUÇÕES Você deve responder a todas as questões. O total máximo

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Aquisição

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Aquisição MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro Guia de Aquisição Este guia descreve um processo de aquisição de software e serviços correlatos, baseado na Norma Internacional ISO/IEC 12207:2008.

Leia mais

Implantação dos Processos Gerência de Projeto e Medição com Auxílio de Ferramenta Baseada em Planilhas Carlos Simões Claudia Lasmar Gleison Santos

Implantação dos Processos Gerência de Projeto e Medição com Auxílio de Ferramenta Baseada em Planilhas Carlos Simões Claudia Lasmar Gleison Santos Implantação dos Processos Gerência de Projeto e Medição com Auxílio de Ferramenta Baseada em Planilhas Carlos Simões Claudia Lasmar Gleison Santos Agenda: Carlos Simões cs@synapsisbrasil.com.br carlossimoes@cos.ufrj.br

Leia mais

Programa 04/12/2008 05/12/2008. 1. Relato de experiência Integração de modelos CMMI, MPS.BR e ISO 9000 na 7COMm Sergio Esmério (7COMm)

Programa 04/12/2008 05/12/2008. 1. Relato de experiência Integração de modelos CMMI, MPS.BR e ISO 9000 na 7COMm Sergio Esmério (7COMm) Programa 04/12/2008 05/12/2008 1. Relato de experiência Integração de modelos CMMI, MPS.BR e ISO 9000 na 7COMm Sergio Esmério (7COMm) 2. A importância do fator humano no desenvolvimento de software Daniel

Leia mais

Definição de Processos Reutilizáveis para Desenvolvimento de Software com Aquisição

Definição de Processos Reutilizáveis para Desenvolvimento de Software com Aquisição Definição de Processos Reutilizáveis para Desenvolvimento de Software com Aquisição VIII Workshop Anual do MPS (WAMPS 2012) Autores: Fabrício Souto Cardoso (Eletrobras e COPPE/UFRJ) Dr.ª Ana Regina Rocha

Leia mais

Estudo de caso para implantação do modelo MR-MPS-SV

Estudo de caso para implantação do modelo MR-MPS-SV Estudo de caso para implantação do modelo MR-MPS-SV Giovani Hipolito Maroneze 1, Jacques Duílio Branches 1 1 Departamento de Computação Universidade Estadual de Londrina (UEL) Caixa Postal 10.001 86.057-970

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 4: Fundamentação para Implementação do Nível D do MR-MPS-SV:2012

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 4: Fundamentação para Implementação do Nível D do MR-MPS-SV:2012 MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro Guia de Implementação Parte 4: Fundamentação para Implementação do Nível D do MR-MPS-SV:2012 Este guia contém orientações para a implementação do nível

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 1: Nível G

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 1: Nível G MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro Guia de Implementação Parte 1: Nível G (Versão 1.0) Este guia contém orientações para a implementação do Nível G do Modelo de Referência MR-MPS. Dezembro

Leia mais

Consolidação do Programa MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro (2008-2011)

Consolidação do Programa MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro (2008-2011) Projeto 2.01 do PBQP Software Ciclo 2011 1. Introdução 2. Objetivos e Justificativa 3. Metodologia de Execução 4. Resultados Obtidos 5. Aplicabilidade dos Resultados 6. Características Inovadoras 7. Conclusão

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 1: Fundamentação para Implementação do Nível G do MR-MPS

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 1: Fundamentação para Implementação do Nível G do MR-MPS MPS.BR - Melhoria de Processo do Brasileiro Guia de Implementação Parte 1: Fundamentação para Implementação do Nível G do MR-MPS Este guia contém orientações para a implementação do nível G do Modelo de

Leia mais

Mapeamento para Implantação Conjunta dos Modelos MR-MPS-SW e CERTICS. Larissa Lopes de Araujo Ana Regina Rocha Gleison Santos

Mapeamento para Implantação Conjunta dos Modelos MR-MPS-SW e CERTICS. Larissa Lopes de Araujo Ana Regina Rocha Gleison Santos Mapeamento para Implantação Conjunta dos Modelos MR-MPS-SW e CERTICS Larissa Lopes de Araujo Ana Regina Rocha Gleison Santos Agenda 1. Introdução 2. Melhoria de Processos Multimodelo 3. Modelo de Referência

Leia mais

MPS.BR Melhoria de Processo do Software Brasileiro

MPS.BR Melhoria de Processo do Software Brasileiro MPS.BR Melhoria de Processo do Software Brasileiro SUMÁRIO: Introdução: Objetivo e Metas do MPS.BR (Propósito, Subprocessos e Resultados) Resultados Alcançados Dez2003 Set2006 Conclusão: MPS.BR Um Programa

Leia mais

Rede TSQC / SOFTEX Workshop de Aquisição de software Guia de Aquisição MPS.BR

Rede TSQC / SOFTEX Workshop de Aquisição de software Guia de Aquisição MPS.BR Rede TSQC / SOFTEX Workshop de Aquisição de software Guia de Aquisição MPS.BR Danilo Scalet dscalet@yahoo.com.br Editor do Guia de Aquisição 1 2 1 MPS.BR: Desenvolvimento e Aprimoramento do Modelo Realidade

Leia mais

Pós Graduação Engenharia de Software

Pós Graduação Engenharia de Software Pós Graduação Engenharia de Software Ana Candida Natali COPPE/UFRJ Programa de Engenharia de Sistemas e Computação FAPEC / FAT Estrutura do Módulo QUALIDADE DE SOFTWARE - PROCESSO Introdução: desenvolvimento

Leia mais

Introdução CMMI. Qualidade e Teste de Software CMMI 1

Introdução CMMI. Qualidade e Teste de Software CMMI 1 Introdução CMMI O propósito da qualidade é estabelecer um diferencial competitivo, através de contribuições como redução de defeitos, redução de custos, redução de retrabalho e aumento da produtividade,

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro Guia de Implementação Parte 11: Implementação e Avaliação do MR-MPS-SW:2012 em Conjunto com o CMMI-DEV v1.3 Este guia contém orientações para a implementação

Leia mais

Mini-Curso Gerência de Configuração Visão prática

Mini-Curso Gerência de Configuração Visão prática www.asrconsultoria.com.br Mini-Curso Gerência de Configuração Visão prática Copyright ASR Consultoria e Assessoria em Qualidade 1 Direitos de Uso do Material Material desenvolvido pela ASR Consultoria

Leia mais

VANTAGENS DA APLICAÇÃO DO PROGRAMA DE MELHORIA DE PROCESSO DE SOFTWARE BRASILEIRO MPS.BR NOS AMBIENTES DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

VANTAGENS DA APLICAÇÃO DO PROGRAMA DE MELHORIA DE PROCESSO DE SOFTWARE BRASILEIRO MPS.BR NOS AMBIENTES DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE 1 VANTAGENS DA APLICAÇÃO DO PROGRAMA DE MELHORIA DE PROCESSO DE SOFTWARE BRASILEIRO MPS.BR NOS AMBIENTES DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE Elvis Ferreira da Silva* Msc. Marta Alves de Souza** Msc. Helder

Leia mais

CMMI Conceitos básicos. CMMI Representações contínua e por estágios. Professor Gledson Pompeu (gledson.pompeu@gmail.com)

CMMI Conceitos básicos. CMMI Representações contínua e por estágios. Professor Gledson Pompeu (gledson.pompeu@gmail.com) CMMI Conceitos básicos 113 CMMI integra as disciplinas de engenharia de sistemas e de engenharia de software em um único framework de melhoria de processos. 114 No tocante às disciplinas de engenharia

Leia mais

Qualidade de. Software. Definições. Qualidade do Produto ISO 9126. Processo de. Software. Modelo de Processo de. Software CMM SPICE ISO 12207

Qualidade de. Software. Definições. Qualidade do Produto ISO 9126. Processo de. Software. Modelo de Processo de. Software CMM SPICE ISO 12207 Qualidade de : Visão Geral ISO 12207: Estrutura s Fundamentais Aquisição Fornecimento s de Apoio Documentação Garantia de Qualidade Operação Desenvolvimento Manutenção Verificação Validação Revisão Conjunta

Leia mais

Políticas de Qualidade em TI

Políticas de Qualidade em TI Políticas de Qualidade em TI Prof. www.edilms.eti.br edilms@yahoo.com Aula 03 CMMI Capability Maturity Model Integration Parte I Agenda Processos CMMI Definição Histórico Objetivos Características Representações

Leia mais

Qualidade de Software: Visão Geral

Qualidade de Software: Visão Geral Qualidade de Software: Visão Geral Engenharia de Software 1 Aula 05 Qualidade de Software Existem muitas definições de qualidade de software propostas na literatura, sob diferentes pontos de vista Qualidade

Leia mais

Introdução ao Modelo de Referência para melhoria do processo de software (MR mps) Projeto: mps Br melhoria de processo do software Brasileiro

Introdução ao Modelo de Referência para melhoria do processo de software (MR mps) Projeto: mps Br melhoria de processo do software Brasileiro Introdução ao Modelo de Referência para melhoria do processo de software (MR mps) Realidade das Empresas Brasileiras ISO/IEC 12207 ISO/IEC 15504 CMMI Softex Governo Universidades Modelo de Referência para

Leia mais

Programa MPS.BR Melhoria de Processo do Software Brasileiro: principais resultados, avanços e fatores críticos de sucesso (FCS)

Programa MPS.BR Melhoria de Processo do Software Brasileiro: principais resultados, avanços e fatores críticos de sucesso (FCS) Programa MPS.BR Melhoria de Processo do Software Brasileiro: principais resultados, avanços e fatores críticos de sucesso (FCS) SUMÁRIO 1. Introdução: programa MPS.BR 2. Principais resultados: modelo MPS,

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia Geral MPS de Gestão de Pessoas

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia Geral MPS de Gestão de Pessoas MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro Guia Geral MPS de Gestão de Pessoas Este guia contém a descrição geral do Modelo MPS e detalha o Modelo de Referência MPS para Gestão de Pessoas (MR-MPS-RH)

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Avaliação

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Avaliação MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro Guia de Avaliação Este Guia descreve o Processo e o Método de Avaliação MA-MPS, baseado na Norma Internacional ISO/IEC 15504. VIGÊNCIA: O Guia de Avaliação:2013

Leia mais

Qualidade de Software MPS.BR - Questões CESPE (2010 a 2013)

Qualidade de Software MPS.BR - Questões CESPE (2010 a 2013) Qualidade de Software MPS.BR - Questões CESPE (2010 a 2013) Professor Gledson Pompeu gledson.pompeu@gmail.com Acesse nosso site em WWW.DOMINANDOTI.COM.BR Versões atualizadas de notas de aula e listas de

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia Geral

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia Geral MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro Guia Geral (Versão 1.1) Este guia contém a descrição geral do MPS.BR e detalha o Modelo de Referência (MR-MPS) e as definições comuns necessárias para

Leia mais

UNIVERSIDADE DE PASSO FUNDO

UNIVERSIDADE DE PASSO FUNDO 0 UNIVERSIDADE DE PASSO FUNDO Marcelo Teixeira Uma análise do Scrum sob a perspectiva do MPSBR Passo Fundo 2007 1 Marcelo Teixeira Uma análise do Scrum sob a perspectiva do MPSBR Monografia apresentada

Leia mais

Introdução a CMMI. Paulo Ricardo Motta Gomes Renato Miceli Costa Ribeiro

Introdução a CMMI. Paulo Ricardo Motta Gomes Renato Miceli Costa Ribeiro Introdução a CMMI Paulo Ricardo Motta Gomes Renato Miceli Costa Ribeiro Campina Grande, 29 de setembro de 2008 Agenda Processos Motivação Sintomas de falha de processo Aprimoramento de Processos O Framework

Leia mais

Implantação do Processo Aquisição na Synapsis Brasil. Carlos Simões Ana Regina Rocha Gleison Santos

Implantação do Processo Aquisição na Synapsis Brasil. Carlos Simões Ana Regina Rocha Gleison Santos Implantação do Processo Aquisição na Synapsis Brasil Carlos Simões Ana Regina Rocha Gleison Santos Data: 20/10/2009 Agenda Empresa Problema Alternativas Implementação Forma de contratação Processo Aquisição

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 5: Fundamentação para Implementação do Nível C do MR-MPS-SV:2012

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 5: Fundamentação para Implementação do Nível C do MR-MPS-SV:2012 MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro Guia de Implementação Parte 5: Fundamentação para Implementação do Nível C do MR-MPS-SV:2012 Este guia contém orientações para a implementação do nível

Leia mais

Pós-Graduação em Engenharia e Qualidade de Software com modelo MPS. Carlos Barbieri - Coordenação Nacional Fabiana Bigão Silva Coordenação - BH

Pós-Graduação em Engenharia e Qualidade de Software com modelo MPS. Carlos Barbieri - Coordenação Nacional Fabiana Bigão Silva Coordenação - BH Pós-Graduação em Engenharia e Qualidade de Software com modelo MPS Carlos Barbieri - Coordenação Nacional Fabiana Bigão Silva Coordenação - BH Pós-Graduação em Engenharia e Qualidade de Software com modelo

Leia mais

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT

MASTER IN PROJECT MANAGEMENT MASTER IN PROJECT MANAGEMENT PROJETOS E COMUNICAÇÃO PROF. RICARDO SCHWACH MBA, PMP, COBIT, ITIL Atividade 1 Que modelos em gestão de projetos estão sendo adotados como referência nas organizações? Como

Leia mais

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 7: Fundamentação para Implementação do Nível A do MR-MPS-SW:2012

MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro. Guia de Implementação Parte 7: Fundamentação para Implementação do Nível A do MR-MPS-SW:2012 MPS.BR - Melhoria de Processo do Software Brasileiro Guia de Implementação Parte 7: Fundamentação para Implementação do Nível A do MR-MPS-SW:2012 Este guia contém orientações para a implementação do nível

Leia mais

Gerenciamento de Qualidade

Gerenciamento de Qualidade UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS, LETRAS E CIÊNCIAS EXATAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DE COMPUTAÇÃO E ESTATÍSTICA Gerenciamento de Qualidade Engenharia de Software 2o. Semestre de

Leia mais

Capability Maturity Model Integration - CMMI

Capability Maturity Model Integration - CMMI Capability Maturity Model Integration - CMMI Para Desenvolvimento Versão 1.2 M.Sc. Roberto Couto Lima ÍNDICE 1. Definição ------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais