A Defesa dos Direitos das Pessoas com Transtorno Mental e o Ministério Público

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A Defesa dos Direitos das Pessoas com Transtorno Mental e o Ministério Público"

Transcrição

1 A Defesa dos Direitos das Pessoas com Transtorno Mental e o Ministério Público Bruno Alexander Vieira Soares Promotor de Justiça de Defesa da Saúde/BH Coordenador da Coordenadoria de Defesa das Pessoas com Transtorno Mental/MG Dia: 24/05/2012, 18:30 h Local: Auditório da OAB/MG

2 Posicionamento Constitucional do Ministério Público Título IV Da organização dos Poderes Capítulo III Das funções essenciais à Justiça Renúncia do legislador em definir explicitamente a posição. Renúncia do legislador em definir explicitamente a posição. Irrelevância. Importante: independência.

3 Princípios do Ministério Público Unidade Indivisibilidade Independência ou autonomia funcional Princípio do Promotor Natural (x promotor de exceção. Designações casuísticas)

4 Art. 127, CF. O Ministério Público é instituição permanente, essencial à função jurisdicional, incumbindo-lhe a defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses sociais e individuais indisponíveis.

5 Promotoria de Defesa da Saúde de Belo Horizonte (19ª Promotoria de Justiça) 3.ª Promotoria de Justiça: Atribuições perante as Varas Criminais da comarca em feitos de tipos penais imputados a profissionais de saúde, no exercício de sua atividade profissional (finais 0, 1 e 9) Atribuições perante as Varas Criminais da comarca em feitos penais imputados a profissionais de saúde, no exercício de sua atividade profissional (final 8, alternativamente com a 2.ª Promotoria de Justiça da Saúde) Atribuições perante as Varas Criminais da comarca em feitos de tipos penais imputados a profissionais de saúde, no exercício de sua atividade profissional, em que for vítima pessoa com transtorno mental Atribuições Cíveis em feitos de intervenção obrigatória, relativas à curatela, registro civil e atribuição de nome a pessoas com transtorno mental Atribuições na Fiscalização das Ações e Serviços de Saúde Mental Fiscalização das Ações e Serviços da Vigilância Sanitária Municipal, exceto em unidades básicas de saúde, UPAS, laboratórios vinculados à atenção básica e hospitais/clínicas públicos ou privados. Política Nacional de Saúde Mental. Assistência Farmacêutica em Saúde Mental. Controle das internações psiquiátricas involuntárias

6 Equipe 1 psiquiatra, 3 psicólogas, 1 assistente social, 1 estagiário, 1 analista em direito, 3 oficiais do Ministério Público (secretaria)

7 Direitos das Pessoas Portadoras de Transtorno mental (Lei 10,216/01, art. 2, p.u.) I ter acesso ao melhor tratamento do sistema de saúde, consentâneo às suas necessidades; II ser tratada com humanidade e respeito e no interesse exclusivo de beneficiar sua saúde, visando a alcançar sua recuperação pela inserção na família, no trabalho e na comunidade; III ser protegida contra qualquer forma de abuso e exploração; IV ter garantia de sigilo nas informações prestadas; V ter direito à presença médica, em qualquer tempo, para esclarecer a necessidade ou não de sua hospitalização involuntária; VI ter livre acesso aos meios de comunicação disponíveis; VII receber o maior número de informações a respeito de sua doença e de seu tratamento; VIII ser tratada em ambiente terapêutico pelos meios menos invasivos possíveis; IX ser tratada, preferencialmente, em serviços comunitários de saúde mental.

8 Principais ações Defesa dos Direitos das Pessoas com transtorno mental inserção em tratamento, incluindo medicação, se necessário, a fim de que possa exercer os seus demais direitos (exercício da cidadania). Ação de Constituição de Registro Civil e Atribuição de nome Alvarás Interdição Internação Compulsória Ação Civil Pública (medicamentos, serviços etc)

9 SERVIÇOS SUBSTITUTIVOS AO HOSPITAL PSIQUIÁTRICO Política de Saúde Mental de Belo Horizonte CAPs (CERSAMs) - crise - Residências Terapêuticas reabilitação civil de egressos de longa internação psiquiátrica -Centros de Convivência resgate de laços sociais -Equipes de Saúde Mental em Centros de Saúde -Serviço de Urgência Psiquiátrica Noturna (SUP) - Consultórios de Rua - Outros recursos da rede SAMU e Equipes de Saúde Família

10 Qual é o melhor serviço da rede? É possível exterminar os hospitais psiquiátricos, neste momento?

11 INTERNAÇÕES (art. 6, pu., Lei ;01) -Voluntária - Voluntária que se torna Involuntária - Involuntária - Compulsória

12 INTERNAÇÃO INVOLUNTÁRIA -Término: solicitação escrita do familiar, ou responsável pelo paciente, ou quando estabelecido pelo especialista responsável pelo tratamento (art. 8, p. 2, L ;01) - CRM internação sem a vontade do paciente pode configurar cárcere privado. - Código de ética médica: 1 - Princípios Fundamentais XXI No processo de tomada de decisões profissionais, de acordo com seus ditames de consciência e as previsões legais, o médico aceitará as escolhas de seus pacientes, relativas aos procedimentos diagnósticos terapêuticos por eles expressos, desde que adequadas ao caso e cientificamente reconhecidas. 2 Art. 22. É vedado ao médico: Deixar de obter consentimento do paciente ou de seu representante legal após esclarecê-lo sobre o procedimento a ser realizado, salvo em caso de risco iminente de morte. 3 Art. 31. É vedado ao médico. Desrespeitar o direito do paciente ou de seu representante legal de decidir livremente sobre a execução de práticas diagnósticas ou terapêuticas, salvo em caso de iminente risco de morte.

13

14 Fiscalização das internações involuntárias. Lei /01 art. 8, par. I Programa site Promotoria de Justiça Junta Técnica Revisora

15 Ação de Internação Compulsória x Interdição x Política de desospitalização Critérios utilizados para a internação compulsória a) legal - recursos extra-hospitalares insuficientes (Art. 4, Lei /01); b) científicos comorbidades graves; risco a si ou a terceiros (de morte, agressão, problema clínicos graves etc); necessidade de diagnosticação.

16 INTERNAÇÕES COMPULSÓRIAS E INVOLUNTÁRIAS EM OUTROS ESTADOS -RJ, SP etc - MG

17 Fiscalização das ações e serviços em saúde mental Principios de tratamientos eficaces Princípios de tratamento para a drogadição Instituto Nacional sobre el Abuso de Drogas Institutos Nacionales de la Salud Departamento de Salud y Servicios Humanos de los EE.UU. 1. La adicción es una enfermedad compleja pero tratable que afecta el funcionamiento del cerebro y el comportamiento. 2. No hay un solo tratamiento que sea apropiado para todas las personas. 3. El tratamiento debe estar fácilmente disponible en todo momento. 4. El tratamiento eficaz abarca las necesidades diversas de la persona, no solamente su problema de abuso de drogas. 5. Para que el tratamiento sea eficaz, es esencial que el paciente lo continúe durante un periodo adecuado de tiempo. 6. La terapia individual y de grupo, además de otros tipos de terapia de la conducta, son las formas de tratamiento más comunes para el abuso de drogas. 7. Para muchos pacientes, los medicamentos constituyen um elemento importante del tratamiento, especialmente cuando se combinan con la orientación psicológica y otros tipos de terapia de la conducta. 8. El tratamiento de cada paciente debe ser evaluado continuamente y, de ser necesario, modificado para asegurar que se mantenga a la par con cualquier cambio en su condición. 9. Muchas personas con problemas de drogadicción también tienen otros trastornos mentales. 10. La desintoxicación médica es sólo la primera etapa del tratamiento para la adicción y por sí misma hace poco para cambiar el abuso de drogas a largo plazo. 11. El tratamiento no tiene que ser voluntario para ser eficaz. 12. El uso de drogas durante el tratamiento debe ser supervisado constantemente, ya que pueden ocurrir recaídas durante el tratamiento. 13. Los programas de tratamiento deben incluir exámenes para el VIH/SIDA, la hepatitis B y C, la tuberculosis y otras enfermedades infecciosas, además de brindar una terapia especialmente dirigida a ayudar a los pacientes a modificar o cambiar aquellas conductas que los ponen en riesgo de contraer o transmitir enfermedades infecciosas

18 MEDICINA IDEAL -Baseada em evidência científica e que respeita a individualidade do cidadão

19 LOUCURA A loucura, longe de ser uma anomalia, é a condição normal humana. Não ter consciência dela, e ela não ser grande, é ser homem normal. Não ter consciência dela, e ela ser grande, é ser louco. Ter consciência dela, e ela ser pequena, é ser desiludido. Ter consciência dela, e ela ser grande, é ser génio. (In: "Citações e pensamentos de FERNANDO PESSOA")

20 OBRIGADO!

Planejamento estratégico

Planejamento estratégico espaço ibero-americano espacio iberoamericano Planejamento estratégico Quem somos, onde queremos ir e como chegaremos lá são indagações necessárias em todas as escolas Como qualquer empresa, instituições

Leia mais

SAÚDE MENTAL E UMA RELEITURA DA TEORIA DAS INCAPACIDADES NO DIREITO PRIVADO

SAÚDE MENTAL E UMA RELEITURA DA TEORIA DAS INCAPACIDADES NO DIREITO PRIVADO A CAPACIDADE DOS INCAPAZES: SAÚDE MENTAL E UMA RELEITURA DA TEORIA DAS INCAPACIDADES NO DIREITO PRIVADO Maria de Fátima Freire de Sá PUC Minas www.cebid.com.br Evolução histórica Brasil-Império (1841)

Leia mais

Folha de informação rubricada sob nº. do processo nº. (a) P. CoBi nº.: 010/2004 Termo de Responsabilidade Internação Involuntária.

Folha de informação rubricada sob nº. do processo nº. (a) P. CoBi nº.: 010/2004 Termo de Responsabilidade Internação Involuntária. P. CoBi nº.: 010/2004 Título: Termo de Responsabilidade Internação Involuntária. Solicitante: Subcomissão de Análise de Informações sobre Paciente SAIP - IPq Ementa: Internação Involuntária em Psiquiatria.

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº DE 2015 (Do Sr. Delegado Éder Mauro) O CONGRESSO NACIONAL decreta:

PROJETO DE LEI Nº DE 2015 (Do Sr. Delegado Éder Mauro) O CONGRESSO NACIONAL decreta: PROJETO DE LEI Nº DE 2015 (Do Sr. Delegado Éder Mauro) Institui o Programa Nacional de Recuperação de Dependentes Químicos. O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art.1 Fica instituído o Programa Nacional de Recuperação

Leia mais

Guião E. 1.º MOMENTO Intervenientes e tempos

Guião E. 1.º MOMENTO Intervenientes e tempos Proposta de Guião para uma Prova Disciplina: Espanhol, Nível de Iniciação, 11.º ano (A2) Domínio de Referência: Viajes y Transportes Duração da prova: 15 a 20 minutos Guião E 1.º MOMENTO Intervenientes

Leia mais

PARECER TÉCNICO I ANÁLISE E FUNDAMENTAÇÃO:

PARECER TÉCNICO I ANÁLISE E FUNDAMENTAÇÃO: PARECER TÉCNICO ASSUNTO: Solicitação de parecer acerca de Técnico de Enfermagem lotado no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) de transtorno mental acompanhar paciente internado em outra instituição,

Leia mais

PARECER CREMEC N.º 07/2014 14/03/2014

PARECER CREMEC N.º 07/2014 14/03/2014 PARECER CREMEC N.º 07/2014 14/03/2014 PROCESSO-CONSULTA PROTOCOLO CREMEC Nº 8569/08 ASSUNTO: REALIZAÇÃO DE EXAME SOLICITADO PELO PACIENTE E AUDITORIA MÉDICA PARECERISTA: CÂMARA TÉCNICA DE AUDITORIA EMENTA:

Leia mais

EXMO. SR. DR. PROCURADOR REGIONAL DA REPÚBLICA DA 1ª REGIÃO. Assunto: Leitos Psiquiátricos nos Hospitais Públicos Federais

EXMO. SR. DR. PROCURADOR REGIONAL DA REPÚBLICA DA 1ª REGIÃO. Assunto: Leitos Psiquiátricos nos Hospitais Públicos Federais EXMO. SR. DR. PROCURADOR REGIONAL DA REPÚBLICA DA 1ª REGIÃO. Assunto: Leitos Psiquiátricos nos Hospitais Públicos Federais ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PSIQUIATRIA (ABP), associação civil sem fins lucrativos

Leia mais

A.B.P. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PSIQUIATRIA

A.B.P. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PSIQUIATRIA A.B.P. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PSIQUIATRIA Talvane M. de Moraes Médico especialista em psiquiatria forense Livre Docente e Doutor em Psiquiatria Professor de psiquiatria forense da Escola da Magistratura

Leia mais

32 explican como un enfrentamiento de raíces étnicas entre árabes y africanos, la realidad 33 es más compleja. 34 Hay que tener en cuenta el

32 explican como un enfrentamiento de raíces étnicas entre árabes y africanos, la realidad 33 es más compleja. 34 Hay que tener en cuenta el Cambio climático 1 En el año 2007 el cambio climático logró por fin situarse en la agenda política global 2 como uno de los grandes problemas que afronta la humanidad. Así lo reflejaron las 3 conclusiones

Leia mais

IRINEU OZIRES CUNHA JORGE COSTA FILHO LUIZ RODRIGO LARSON CARSTENS O CONTROLE EXTERNO DA POLÍCIA ESTADUAL DE CICLO COMPLETO : PERSPECTIVAS FUTURAS

IRINEU OZIRES CUNHA JORGE COSTA FILHO LUIZ RODRIGO LARSON CARSTENS O CONTROLE EXTERNO DA POLÍCIA ESTADUAL DE CICLO COMPLETO : PERSPECTIVAS FUTURAS IRINEU OZIRES CUNHA JORGE COSTA FILHO LUIZ RODRIGO LARSON CARSTENS O CONTROLE EXTERNO DA POLÍCIA ESTADUAL DE CICLO COMPLETO : PERSPECTIVAS FUTURAS Trabalho Técnico-Científico, apresentado por exigência

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DO PARANÁ

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DO PARANÁ PARECER Nº 2488/2015 ASSUNTO: CONVÊNIO DETERMINA FIM DE INTERNAÇÃO DE PACIENTE PSIQUIÁTRICO SEM CONDIÇÕES DE ALTA PARECERISTA: CONS. DR. MARCO ANTONIO S. M. RIBEIRO BESSA EMENTA: Prazo de Internação de

Leia mais

ANEXO PSIQUIÁTRICO LOURIVAL BURGOS MUCCINI SUS SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE Janeiro de 2008. COORDENAÇÃO SISTEMATIZADA DO ANEXO PSIQUIÁTRICO DO HGPV

ANEXO PSIQUIÁTRICO LOURIVAL BURGOS MUCCINI SUS SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE Janeiro de 2008. COORDENAÇÃO SISTEMATIZADA DO ANEXO PSIQUIÁTRICO DO HGPV ANEXO PSIQUIÁTRICO LOURIVAL BURGOS MUCCINI SUS SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE Janeiro de 2008. COORDENAÇÃO SISTEMATIZADA DO ANEXO PSIQUIÁTRICO DO HGPV Protocolo geral Dispõe sobre as condições para a promoção,

Leia mais

Sociedade Mineira de Pediatria

Sociedade Mineira de Pediatria Sociedade Mineira de Pediatria Ética, Profissionalismo e Judicialização da Saúde José Carvalhido Gaspar Pediatra do Hospital Márcio Cunha Ipatinga Membro do Comitê de Ética e Bioética da SMP Conselheiro

Leia mais

A.COUTO & SOUZA ADVOGADOS ASSOCIADOS ALEX SOUZA

A.COUTO & SOUZA ADVOGADOS ASSOCIADOS ALEX SOUZA A.COUTO & SOUZA ADVOGADOS ASSOCIADOS ALEX SOUZA CONSTIUTIÇÃO FEDERAL Art. 1º, III a dignidade da pessoa humana (fundamento constitucional); Art. 5º - Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer

Leia mais

CLIPPING 03 /07/2013

CLIPPING 03 /07/2013 CLIPPING 03 /07/2013 Fonte: Site UFCSPA Seção: Página: Data:03/07/2013 Secretário Nacional de Políticas sobre Drogas visita VIVAVOZ-132 Qua, 03 de Julho de 2013 12:48 O novo titular da Secretaria Nacional

Leia mais

PARECER COREN-SP 063/2013 CT PRCI n 102.713 Ticket 302.326

PARECER COREN-SP 063/2013 CT PRCI n 102.713 Ticket 302.326 PARECER COREN-SP 063/2013 CT PRCI n 102.713 Ticket 302.326 Ementa: Uso de contenção mecânica pela equipe de enfermagem, ante a recusa do paciente em receber tratamento. 1. Do fato Enfermeiro informa o

Leia mais

Em quanto tempo o investimento em geoprocessamento retorna para uma empresa ou órgão público?

Em quanto tempo o investimento em geoprocessamento retorna para uma empresa ou órgão público? Em quanto tempo o investimento em geoprocessamento retorna para uma empresa ou órgão público? Cual es período de retorno de una inversión en geoprocesamento por parte de una administración pública? Xavier

Leia mais

Internação Involuntária Dilema entre respeito à vida e à liberdade?

Internação Involuntária Dilema entre respeito à vida e à liberdade? Internação Involuntária Dilema entre respeito à vida e à liberdade? Carlos Salgado Psiquiatra Potenciais conflitos de interesses 2 Não sou acionista e não recebo honorários de nenhuma indústria de bebidas,

Leia mais

Define e Classifica as Instituições Geriátricas no âmbito do Estado de São Paulo e dá providências correlatas

Define e Classifica as Instituições Geriátricas no âmbito do Estado de São Paulo e dá providências correlatas Resolução SS - 123, de 27-9-2001 (D.O.E nº 184 de 28 de setembro de 2001 ) Define e Classifica as Instituições Geriátricas no âmbito do Estado de São Paulo e dá providências correlatas O Secretário Saúde,

Leia mais

ENTRE LA CASA DA AMÉRICA LATINA Y

ENTRE LA CASA DA AMÉRICA LATINA Y ENTRE LA CASA DA AMÉRICA LATINA Y La CASA DA AMÉRICA LATINA, es una institución de derecho privado sin ánimo de lucro, con sede en la Avenida 24 de Julho, número 1188, en Lisboa, Portugal, representada

Leia mais

Maria de Fátima Freire de Sá Diogo Luna Moureira

Maria de Fátima Freire de Sá Diogo Luna Moureira II SEMINÁRIO HISPANO BRASILEIRO DE DIREITO BIOMÉDICO DIREITOS DAS PESSOAS PORTADORAS DE TRANSTORNOS MENTAIS Maria de Fátima Freire de Sá Diogo Luna Moureira Deuses e demônios Racionalização da loucura

Leia mais

DROGAS Estruturação da rede de atenção em saúde mental infanto-juvenil

DROGAS Estruturação da rede de atenção em saúde mental infanto-juvenil DROGAS Estruturação da rede de atenção em saúde mental infanto-juvenil Centro de Apoio Operacional às Promotorias da Infância e Juventude Ministério Público do Estado de Pernambuco Adaptado de: Manual

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO DA LEI 10.216/2001 Modelo de Estrutura

IMPLEMENTAÇÃO DA LEI 10.216/2001 Modelo de Estrutura IMPLEMENTAÇÃO DA LEI 10.216/2001 Modelo de Estrutura Helvécio Miranda Magalhães Júnior Secretário Municipal de Saúde - Belo Horizonte Presidente do CONASEMS Lei 10.216/2001: um pouco da história Apresentada

Leia mais

PARECER COREN-SP 014/2014 CT PRCI n 103.895 Tickets nº 317.307

PARECER COREN-SP 014/2014 CT PRCI n 103.895 Tickets nº 317.307 PARECER COREN-SP 014/2014 CT PRCI n 103.895 Tickets nº 317.307 Ementa: Autonomia do Enfermeiro para assinar alta por abandono do tratamento ambulatorial em Psiquiatria. 1. Do fato Enfermeira que atua em

Leia mais

Ciclo de Debates SUS: Política Nacional de Saúde Mental

Ciclo de Debates SUS: Política Nacional de Saúde Mental Senado Federal Comissão de Assuntos Sociais Ciclo de Debates SUS: Política Nacional de Saúde Mental Brasília, 19 de maio de 2009 O que mudou na atenção à saúde mental no Brasil: antes e depois da lei 10.216

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO PARECER COREN-SP 003 /2013 CT PRCI n 100.484/2012 Ticket: 286.994 / 290.650 / 291.594 / 279.652 / 281.523 / 281.582 / 296.051 / 299.927 / 283.170 / 299.528 Ementa: Realização de consulta médica, administração

Leia mais

PSICÓLOGO - 40H. A. Paranoide. B. Esquizoide. C. Dependente. D. De esquiva. E. Histriônica.

PSICÓLOGO - 40H. A. Paranoide. B. Esquizoide. C. Dependente. D. De esquiva. E. Histriônica. QUESTÃO 01 O suicídio representa hoje um importante problema de saúde pública no Brasil e seus índices vêm crescendo a cada ano. A respeito do suicídio pode-se afirmar que: A. Programas dirigidos para

Leia mais

16/04/2014. Ética e medicina do trabalho: Ética e medicina do trabalho:

16/04/2014. Ética e medicina do trabalho: Ética e medicina do trabalho: Ética e medicina do trabalho: Ética e medicina do trabalho: Dispositivos legais que disciplinam a atuação dos profissionais e médicos do trabalho em conformidade com os princípios éticos. 1) OIT - Serviços

Leia mais

Atención Primária de la Salud en Brasil

Atención Primária de la Salud en Brasil Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Atenção Básica Atención Primária de la Salud en Brasil 1º Encuentro Regional de Salud y Medicina Famiíliar y Comunitária del Suroccidente

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PIAUÍ Rua Álvaro Mendes 2294, Centro, Teresina, Piauí. Tel.: (86) 3216-4589/3216-4590 RECOMENDAÇÃO ADMINISTRATIVA

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PIAUÍ Rua Álvaro Mendes 2294, Centro, Teresina, Piauí. Tel.: (86) 3216-4589/3216-4590 RECOMENDAÇÃO ADMINISTRATIVA 1 RECOMENDAÇÃO ADMINISTRATIVA EMENTA: Recomenda à Senhora Secretária de Saúde do Estado do Piauí, ao Presidente da Fundação Municipal de Saúde, aos Prefeitos Municipais do Piauí, aos Senhores Secretários

Leia mais

3ªPromotoria de Justiça de Tutela Coletiva da Saúde. Audiência Pública Câmara Municipal do Rio de Janeiro Crack : Prevenção,Resgate e Cuidado

3ªPromotoria de Justiça de Tutela Coletiva da Saúde. Audiência Pública Câmara Municipal do Rio de Janeiro Crack : Prevenção,Resgate e Cuidado 3ªPromotoria de Justiça de Tutela Coletiva da Saúde Audiência Pública Câmara Municipal do Rio de Janeiro Crack : Prevenção,Resgate e Cuidado Inquérito Civil : 2012.00395272, instaurado em 20/08/2012. Objeto:

Leia mais

Plan de Estudios 2002

Plan de Estudios 2002 CONSTRUCCIÓN I Plan de Estudios 2002 hormigones y morteros hormigón / introducción el hormigón a. introducción: el diseño de arquitectura con hormigón b. el hormigón en estado endurecido c. el hormigón:

Leia mais

SAÚDE DA FAMÍLIA E VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER: UM DESAFIO PARA A SAÚDE PUBLICA DE UM MUNICIPIO DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO Brasil

SAÚDE DA FAMÍLIA E VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER: UM DESAFIO PARA A SAÚDE PUBLICA DE UM MUNICIPIO DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO Brasil ID 1676 SAÚDE DA FAMÍLIA E VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER: UM DESAFIO PARA A SAÚDE PUBLICA DE UM MUNICIPIO DA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO Brasil Dutra, Laís; Eugênio, Flávia; Camargo, Aline; Ferreira

Leia mais

ELEMENTOS DE CONEXÃO ELEMENTOS DE CONEXIÓN

ELEMENTOS DE CONEXÃO ELEMENTOS DE CONEXIÓN ELEMETOS DE COEXÃO ELEMETOS DE COEXIÓ ÍDICE DA SEÇÃO ÍDICE DE LA SECCIÓ ELEMETOS FLAGEADOS UIDADES TERMIALES Flange de conexão 39 Unidad terminal Dimensões do flange de conexão 40 Dimensiones de la unidad

Leia mais

Qd. 702 Sul, Conj. 01, Lt. 01 Centro Fone: PABX (63) 2111-8100 Fax: 2111-8108 Informática (63) 2111-8111

Qd. 702 Sul, Conj. 01, Lt. 01 Centro Fone: PABX (63) 2111-8100 Fax: 2111-8108 Informática (63) 2111-8111 PARECER CRM-TO nº 08 / 2015 INTERESSADO: Auditoria Médica XX XXXXX XXXXX - XX ASSUNTO: Consulta sobre solicitação de exames complementares para SCREENING sem embasamento na literatura médica científica

Leia mais

REDEFINIÇÃO DO CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL DE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS 24H Diário Oficial da União Nº 20, Seção 1, sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

REDEFINIÇÃO DO CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL DE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS 24H Diário Oficial da União Nº 20, Seção 1, sexta-feira, 27 de janeiro de 2012 Circular 051/2012 São Paulo, 27 de Janeiro de 2012. PROVEDOR(A) ADMINISTRADOR(A) REDEFINIÇÃO DO CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL DE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS 24H Diário Oficial da União Nº 20, Seção 1, sexta-feira,

Leia mais

Sistema de Gestão Integrado. La herramienta presenta una tendencia más fuerte hacia:

Sistema de Gestão Integrado. La herramienta presenta una tendencia más fuerte hacia: Descripción de herramientas 15 SGI Sistema de Gestão Integrado I Breve descripción 1. Nombre de la herramienta Sistema de Gestão Integrado- Integração das normas ISO-9001,9002,14001 e OHSAS 18001. 2. Objetivo

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM nº 1598/2000 (Publicado no D.O.U, 18 de agosto de 2000, Seção I, p.63) (Modificada pela Resolução CFM nº 1952/2010)

RESOLUÇÃO CFM nº 1598/2000 (Publicado no D.O.U, 18 de agosto de 2000, Seção I, p.63) (Modificada pela Resolução CFM nº 1952/2010) RESOLUÇÃO CFM nº 1598/2000 (Publicado no D.O.U, 18 de agosto de 2000, Seção I, p.63) (Modificada pela Resolução CFM nº 1952/2010) REVOGADA pela Resolução CFM n. 2.057/2013 Normatiza o atendimento médico

Leia mais

No mesmo sentido é recente o surgimento da Aliança Pesquisa Clínica Brasil, entidade que agrega várias associações de pacientes, pesquisadores,

No mesmo sentido é recente o surgimento da Aliança Pesquisa Clínica Brasil, entidade que agrega várias associações de pacientes, pesquisadores, Ao Ilmo. Dr. Florentino Cardoso Presidente da AMB-Associação Médica Brasileira Assunto: Avaliação da SBEM - PL 200 de 2015 Pesquisa Clínica Rio de Janeiro, 22 de Julho de 2015. Prezado Dr. Florentino,

Leia mais

CONSTITUIÇÃO FEDERAL

CONSTITUIÇÃO FEDERAL CONSTITUIÇÃO FEDERAL Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida,

Leia mais

Informação. Sistema de Ensacamento em Big Bags Sistema de Ensacado en Big Bags HAVER

Informação. Sistema de Ensacamento em Big Bags Sistema de Ensacado en Big Bags HAVER Informação Sistema de Ensacamento em Big Bags Sistema de Ensacado en Big Bags HAVER Ensacadeira HAVER para Big Bag tipo - GWH Ensacador HAVER para Big Bag tipo - GWH A Ensacadeira HAVER para Big Bag tipo

Leia mais

CONSULTA Nº 3.188/2011

CONSULTA Nº 3.188/2011 1 CONSULTA Nº 3.188/2011 Assunto: Sobre internações compulsórias. Relator: Conselheiro Mauro Gomes Aranha de Lima. Ementa: Não se pretende esgotar todos os procedimentos previstos em lei para a internação

Leia mais

PRESENTACIÓN MESA REDONDA SOBRE INFRAESTRUCTURAS SANITARIAS E-HEALTH EN BRASIL MADRID, 14 DICIEMBRE 2011 PRESENTACIÓN

PRESENTACIÓN MESA REDONDA SOBRE INFRAESTRUCTURAS SANITARIAS E-HEALTH EN BRASIL MADRID, 14 DICIEMBRE 2011 PRESENTACIÓN PRESENTACIÓN MESA REDONDA SOBRE INFRAESTRUCTURAS SANITARIAS E-HEALTH EN BRASIL MADRID, 14 DICIEMBRE 2011 PRESENTACIÓN PONENTE: D. EDUARD RIUS - DIRECTOR DE SERVICIOS HOSPITALARIOS ACCIONA INSTITUTO ESPAÑOL

Leia mais

MEDIADORES TECNOLÓGICOS E FORMAÇÃO DE PROFESSORES. CARTOGRAFIA DE UM CASO FRENTE AOS DESAFIOS NO CONTEXTO AMAZÔNICO

MEDIADORES TECNOLÓGICOS E FORMAÇÃO DE PROFESSORES. CARTOGRAFIA DE UM CASO FRENTE AOS DESAFIOS NO CONTEXTO AMAZÔNICO MEDIADORES TECNOLÓGICOS E FORMAÇÃO DE PROFESSORES. CARTOGRAFIA DE UM CASO FRENTE AOS DESAFIOS NO CONTEXTO AMAZÔNICO Jucimara Canto Gomes, Zeina Rebouças Corrêa Thomé Universidade Federal do Amazonas jucimaracanto@hotmail.com

Leia mais

VII Congresso Hispano-Luso de Avaliação do Dano Corporal VII Congreso Hispano-Luso de Valoración del Daño Corporal

VII Congresso Hispano-Luso de Avaliação do Dano Corporal VII Congreso Hispano-Luso de Valoración del Daño Corporal Programa Científico VII Congresso Hispano-Luso de Avaliação do Dano Corporal VII Congreso Hispano-Luso de Valoración del Daño Corporal PROGRAMA CIENTÍFICO PRELIMINAR* * O programa científico indicado poderá

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO SERVIÇO DE PSICOLOGIA IMS/CAT/UFBA. Título I. Das Disposições Gerais. Capítulo I

REGIMENTO INTERNO DO SERVIÇO DE PSICOLOGIA IMS/CAT/UFBA. Título I. Das Disposições Gerais. Capítulo I 1 REGIMENTO INTERNO DO SERVIÇO DE PSICOLOGIA IMS/CAT/UFBA Título I Das Disposições Gerais Capítulo I Dos Objetivos e da Estruturação Geral do Serviço de Psicologia Art. 1º - O Serviço de Psicologia é parte

Leia mais

Conflitos na Urgência e Emergência. José Abelardo Garcia de Meneses PRESIDENTE

Conflitos na Urgência e Emergência. José Abelardo Garcia de Meneses PRESIDENTE José Abelardo Garcia de Meneses PRESIDENTE REQUISITOS Medicina Interna Cirurgia Tirocínio Capacidade de improvisação Larga experiência Dedicação ininterrupta Solidariedade Embasamento ético Capítulo I

Leia mais

A Psicologia e a Saúde Coletiva nas Políticas de Saúde Mental ¹

A Psicologia e a Saúde Coletiva nas Políticas de Saúde Mental ¹ A Psicologia e a Saúde Coletiva nas Políticas de Saúde Mental ¹ LARA, M. P. 2 ; TRAESEL, E. S. 3 1 Relato de Estágio Específico- UNIFRA 2 Curso de Psicologia do Centro Universitário Franciscano (UNIFRA),

Leia mais

TÍTULO: EXPERIÊNCIA COM OS FAMILIARES DOS PORTADORES DE ESQUIZOFRENIA USUÁRIOS DO SERVIÇO CAPS

TÍTULO: EXPERIÊNCIA COM OS FAMILIARES DOS PORTADORES DE ESQUIZOFRENIA USUÁRIOS DO SERVIÇO CAPS TÍTULO: EXPERIÊNCIA COM OS FAMILIARES DOS PORTADORES DE ESQUIZOFRENIA USUÁRIOS DO SERVIÇO CAPS CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: ENFERMAGEM INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE DO

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DO PARANÁ

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DO PARANÁ PARECER Nº 2511/2015 ASSUNTO: INCLUSÃO DO NOME SOCIAL A TRANSEXUAIS NOS REGISTROS ESCOLARES INTERNOS PACIENTES MENORES DE 18 ANOS PARECERISTA: CONS.º AFRANIO BENEDITO SILVA BERNARDES EMENTA: Inclusão de

Leia mais

PROJETO DE LEI 01-00453/2014 dos Vereadores Floriano Pesaro (PSDB), Andrea Matarazzo (PSDB), José Américo (PT) e Marta Costa (PSD)

PROJETO DE LEI 01-00453/2014 dos Vereadores Floriano Pesaro (PSDB), Andrea Matarazzo (PSDB), José Américo (PT) e Marta Costa (PSD) Secretaria de Documentação Equipe de Documentação do Legislativo PROJETO DE LEI 01-00453/2014 dos Vereadores Floriano Pesaro (PSDB), Andrea Matarazzo (PSDB), José Américo (PT) e Marta Costa (PSD) Autores

Leia mais

Turbo-trituradores TRX-21 / TRX-22

Turbo-trituradores TRX-21 / TRX-22 Turbo-trituradores TRX-21 / TRX-22 TRX-21 / TRX-22 La gama de turbo-trituradores TRX de Sammic, diseñada para trabajar en calderos de hasta 800 litros de capacidad, permite mezclar y triturar directamente

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 42, DE 20 DE MAIO DE 2003.

RESOLUÇÃO Nº 42, DE 20 DE MAIO DE 2003. RESOLUÇÃO Nº 42, DE 20 DE MAIO DE 2003. Revoga o Código de Ética Odontológica aprovado pela Resolução CFO-179/91 e aprova outro em substituição. O Presidente do Conselho Federal de Odontologia, no exercício

Leia mais

Cuestionario sobre los servicios de salud de los inmigrantes en Saitama

Cuestionario sobre los servicios de salud de los inmigrantes en Saitama Cuestionario sobre los servicios de salud de los inmigrantes en Saitama Este cuestionario es parte de un proyecto de investigación del Instituto de Antropología Médica de la Universidad de Waseda. Este

Leia mais

PROCESSO DE TRABALHO DO ENFERMEIRO QUE ATUA EM UNIDADE DE INTERNAÇÃO PSIQUIÁTRICA.

PROCESSO DE TRABALHO DO ENFERMEIRO QUE ATUA EM UNIDADE DE INTERNAÇÃO PSIQUIÁTRICA. PROCESSO DE TRABALHO DO ENFERMEIRO QUE ATUA EM UNIDADE DE INTERNAÇÃO PSIQUIÁTRICA. Alan Cristian Rodrigues Jorge¹ Ana Claudia Soares de Lima² Romaldo Bomfim Medina Junior³ Thiana Sebben Pasa² O presente

Leia mais

SOLICITUD DE PENSION DE SOBREVIVENCIA / SOLICITAÇÃO DE PENSÃO DE SOBREVIVENCIA

SOLICITUD DE PENSION DE SOBREVIVENCIA / SOLICITAÇÃO DE PENSÃO DE SOBREVIVENCIA CONVENIO DE SEGURIDAD SOCIAL ENTRE LA REPUBLICA DE CHILE Y LA REPUBLICA FEDERATIVA DEL BRASIL RCH / BRASIL 3B ACORDO DE SEGURIDADE SOCIAL ENTRE A REPÚBLICA DE CHILE E A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL SOLICITUD

Leia mais

Constituição Federal - CF - 1988 Título VIII Da Ordem Social Capítulo III Da Educação, da Cultura e do Desporto Seção I Da Educação

Constituição Federal - CF - 1988 Título VIII Da Ordem Social Capítulo III Da Educação, da Cultura e do Desporto Seção I Da Educação Constituição Federal - CF - 1988 Título VIII Da Ordem Social Capítulo III Da Educação, da Cultura e do Desporto Seção I Da Educação Art. 205 - A educação, direito de todos e dever do Estado e da família,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 41 DE 06 DE NOVEMBRO DE 2009

RESOLUÇÃO Nº 41 DE 06 DE NOVEMBRO DE 2009 1 RESOLUÇÃO Nº 41 DE 06 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Regimento Interno da Escola da Magistratura Regional Federal da Segunda Região. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA SEGUNDA REGIÃO, no

Leia mais

CONSULTA Nº 99.871/03

CONSULTA Nº 99.871/03 CONSULTA Nº 99.871/03 Assunto: Agente sanitário médico solicitar além do PCMSO e PPRA o prontuário médico, com fim de fiscalizar se os exames médicos obrigatórios estão sendo cumpridos e se os exames que

Leia mais

5 / LAS ASOCIACIONES PÚBLICO-PRIVADAS

5 / LAS ASOCIACIONES PÚBLICO-PRIVADAS 5 / LAS ASOCIACIONES PÚBLICO-PRIVADAS LAS ASOCIACIONES PÚBLICO-PRIVADAS - Globalización - Neoliberalismo - Plan Estratégico - APP - El Estado asume la mayoría del riesgo, el sector privado toma la mayoría

Leia mais

Cria a Procuradoria Geral do Estado e dá outras providências

Cria a Procuradoria Geral do Estado e dá outras providências LEI DELEGADA Nº 39 DE 28 DE NOVEBRO DE 1969 D.O Nº 236 DE 15 DE DEZEMBRO DE 1969 Cria a Procuradoria Geral do Estado e dá outras providências O Governador do Estado do Maranhão, no uso de suas atribuições

Leia mais

Vocabulário e frases chave

Vocabulário e frases chave Vocabulário e frases chave la tradición La sociedad moderna tiende a desvincularse de las tradiciones. a tradição A sociedade moderna tende a se afastar das tradições. la cultura Las distintas culturas

Leia mais

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO

PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO PROTOCOLO DE COLABORAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DO PROJETO-PILOTO DE INTEGRAÇÃO DOS ATRIBUTOS PROFISSIONAIS DA ORDEM DOS ENGENHEIROS TÉCNICOS NO SISTEMA DE CERTIFICAÇÃO DE ATRIBUTOS PROFISSIONAIS (SCAP) Entre:

Leia mais

Atualização Sobre Legislação a Respeito de Testagem de Álcool e Outras Drogas

Atualização Sobre Legislação a Respeito de Testagem de Álcool e Outras Drogas Atualização Sobre Legislação a Respeito de Testagem de Álcool e Outras Drogas Marcos Legais LEI Nº 11.343, DE 23 DE AGOSTO DE 2006. Institui o Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas Art. 18.

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 200 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011.

RESOLUÇÃO Nº. 200 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011. RESOLUÇÃO Nº. 200 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA, EXTENSÃO E CULTURA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS, no uso de suas atribuições legais e considerando o Parecer nº.

Leia mais

PT/ESP WWW.SCROFATECH.COM PT / ES

PT/ESP WWW.SCROFATECH.COM PT / ES PT/ESP WWW.SCROFATECH.COM PT / ES SOFTWARE // 1, 2 ScrofaRID // 3, 4 ScrofaPARTUM // 5, 6 ScrofaVAS // 7, 8 ScrofaSW SOFTWARE Improving Your Farm FÁCIL UTILIZAÇÃO FÁCIL DE UTILIZAR CURVAS DE ALIMENTAÇÃO

Leia mais

DIRECÇÃO-GERAL DOS IMPOSTOS - DGCI DSRI - Direcção de Serviços das Relações Internacionais

DIRECÇÃO-GERAL DOS IMPOSTOS - DGCI DSRI - Direcção de Serviços das Relações Internacionais REPÚBLICA PORTUGUESA MINISTÉRIO DAS FINANÇAS DIRECÇÃO-GERAL DOS IMPOSTOS - DGCI DSRI - Direcção de Serviços das Relações Internacionais Av. a Eng. o Duarte Pacheco, 28-4º 1099-013 Lisboa PORTUGAL Tel:

Leia mais

LEI Nº 10.216, DE 6 DE ABRIL DE 2001

LEI Nº 10.216, DE 6 DE ABRIL DE 2001 LEI Nº 10.216, DE 6 DE ABRIL DE 2001 Dispõe sobre a proteção e os direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais e redireciona o modelo assistencial em saúde mental. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JABOATÃO DOS GUARARAPES SECRETARIA DE SAÚDE. PORTARIA Nº: 006, 14 de maio de 2013

PREFEITURA MUNICIPAL DE JABOATÃO DOS GUARARAPES SECRETARIA DE SAÚDE. PORTARIA Nº: 006, 14 de maio de 2013 PREFEITURA MUNICIPAL DE JABOATÃO DOS GUARARAPES SECRETARIA DE SAÚDE PORTARIA Nº: 006, 14 de maio de 2013 A SECRETÁRIA DE SAÚDE, no uso de suas atribuições legais e tendo em vista a autorização contida

Leia mais

Projetos compartilhados

Projetos compartilhados espaço ibero-americano espacio iberoamericano Projetos compartilhados OEI inicia o Programa Arte-educação, Cultura e Cidadania e o Projeto Ibero-americano de Teatro Infantojuvenil A aprendizagem da arte

Leia mais

PORTARIA Nº- 3.088, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2011

PORTARIA Nº- 3.088, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2011 PORTARIA Nº- 3.088, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2011 Institui a Rede de Atenção Psicossocial para pessoas com sofrimento ou transtorno mental e com necessidades decorrentes do uso de crack, álcool e outras drogas,

Leia mais

LETRAS - ESPANHOL (LICENCIATURA) NOTURNO

LETRAS - ESPANHOL (LICENCIATURA) NOTURNO assinatura do(a) candidato(a) Admissão por Transferência Facultativa 2. a Transferência Facultativa/2010 LETRAS - ESPANHOL (LICENCIATURA) NOTURNO Segunda Etapa Prova Dissertativa LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES

Leia mais

PRINCÍPIOS PIOS DO TRATAMENTO DA DEPENDÊNCIA QUÍMICA

PRINCÍPIOS PIOS DO TRATAMENTO DA DEPENDÊNCIA QUÍMICA PRINCÍPIOS PIOS DO TRATAMENTO DA DEPENDÊNCIA QUÍMICA UM GUIA BASEADO EM PESQUISAS National Institute on Drug Abuse Três décadas de investigação científica e prática clínica produziram como resultado uma

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE ODONTOLOGIA

CONSELHO FEDERAL DE ODONTOLOGIA CONSELHO FEDERAL DE ODONTOLOGIA Código de Ética Odontológica (APROVADO PELA RESOLUÇÃO CFO-42, DE 20 DE MAIO DE 2003) O texto baseou-se no Relatório Final da III CONFERÊNCIA NACIONAL DE ÉTICA ODONTOLÓGICA

Leia mais

CONSULTA FUNDAMENTAÇÃO. Quanto às obrigações do médico plantonista ou médico de guarda, o nosso Código de Ética Médica orienta que é vedado ao médico:

CONSULTA FUNDAMENTAÇÃO. Quanto às obrigações do médico plantonista ou médico de guarda, o nosso Código de Ética Médica orienta que é vedado ao médico: PARECER CREMEB Nº 33/12 (Aprovado em Sessão Plenária de 23/10/2012) EXPEDIENTE CONSULTA Nº. 214.608/11 ASSUNTO: Implicações éticas da conduta profissional de médico, único plantonista da unidade, quanto

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 233/14 - CIB / RS. A Comissão Intergestores Bipartite/RS no uso de suas atribuições legais, e considerando:

RESOLUÇÃO Nº 233/14 - CIB / RS. A Comissão Intergestores Bipartite/RS no uso de suas atribuições legais, e considerando: RESOLUÇÃO Nº 233/14 - CIB / RS A Comissão Intergestores Bipartite/RS no uso de suas atribuições legais, e considerando: a Lei Federal nº 8.080, de 19 de setembro de 1990, que regulamenta o Sistema Único

Leia mais

Dispensadores seguros e modulares para uma etiquetagem conveniente e eficaz dos fármacos.

Dispensadores seguros e modulares para uma etiquetagem conveniente e eficaz dos fármacos. sociedades científicas de anestesia. Adoptado e Recomendado pelas mais importantes Sociedades de Anestesiologia. European Patent N. EP2256045 Cartucho Dispensador Modular Seguro para un conveniente y efectivo

Leia mais

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO O(A) paciente, ou seu responsável, declara, para todos os fins legais, especialmente do disposto no artigo 39, VI, da Lei, 8.078/90 que dá plena autorização ao

Leia mais

SENADO FEDERAL COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS REUNIÃO DE AUDIÊNCIA PÚBLICA PLS 111/2010. Médico psiquiatra

SENADO FEDERAL COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS REUNIÃO DE AUDIÊNCIA PÚBLICA PLS 111/2010. Médico psiquiatra SENADO FEDERAL COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS REUNIÃO DE AUDIÊNCIA PÚBLICA PLS 111/2010 Salomão Rodrigues Filho Salomão Rodrigues Filho Médico psiquiatra DIMENSÃO do PROBLEMA A política do MS para a assistência

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA PORTARIA Nº 173, DE 5 DE MARÇO DE 2015. Revogada pela Portaria PGR/MPF nº 239, de 31 de março de 2015. Regulamenta a avaliação pericial administrativa

Leia mais

COMUNICADO ESMP Nº. 21/2015 COORDENADORIA DE ENSINO (COEN)/SETOR EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (EAD)

COMUNICADO ESMP Nº. 21/2015 COORDENADORIA DE ENSINO (COEN)/SETOR EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (EAD) COMUNICADO ESMP Nº. 21/2015 COORDENADORIA DE ENSINO (COEN)/SETOR EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (EAD) O Diretor da Escola Superior do Ministério Público de São Paulo, Marcelo Pedroso Goulart, COMUNICA aos Membros,

Leia mais

O uso de substâncias psicoativas (SPA) lícitas. nenhum controle sobre publicidade, preço e

O uso de substâncias psicoativas (SPA) lícitas. nenhum controle sobre publicidade, preço e CRACK DIMENSÃO 2 A política do MS é tímida e equivocada. Os CAPS AD são poucos e ineficientes. Os serviços comunitários, geralmente religiosos, são muitos, são precários, carecem de base científica e beneficiam

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA EMENTA: A LEI Nº 6.839/80 CARACTERIZA A OBRIGAÇÃO DE REGISTRO NO CONSELHO RESPECTIVO EM RAZÃO DA ATIVIDADE PREPONDERANTE PRESTADA PELA EMPRESA. AS INSTITUIÇÕES MÉDICAS REGISTRADAS

Leia mais

DELIBERAÇÃO CIB-SUS/MG Nº 593, DE 21 DE OUTUBRO DE 2009.

DELIBERAÇÃO CIB-SUS/MG Nº 593, DE 21 DE OUTUBRO DE 2009. DELIBERAÇÃO CIB-SUS/MG Nº 593, DE 21 DE OUTUBRO DE 2009. Aprova a redefinição das normas de organização e normas de atendimento da Rede de Atenção à Saúde da Pessoa com Deficiência Mental e Autismo do

Leia mais

ENEM / Língua espanhola. Instituto Educacional Mayrink Vieira Ensino Infantil Ensino Fundamental Ensino Médio Prof: Valdiene A Gomes

ENEM / Língua espanhola. Instituto Educacional Mayrink Vieira Ensino Infantil Ensino Fundamental Ensino Médio Prof: Valdiene A Gomes ENEM / Língua espanhola Instituto Educacional Mayrink Vieira Ensino Infantil Ensino Fundamental Ensino Médio Prof: Valdiene A Gomes A matriz de referência Aferição das estruturas mentais com as quais construímos

Leia mais

PATOLOGIA DA MEDICINA ATUAL DSM, CID E OUTROS RÓTULOS... MAS, NÃO ATENDEMOS PESSOAS? Waldemar José Fernandes 1

PATOLOGIA DA MEDICINA ATUAL DSM, CID E OUTROS RÓTULOS... MAS, NÃO ATENDEMOS PESSOAS? Waldemar José Fernandes 1 PATOLOGIA DA MEDICINA ATUAL DSM, CID E OUTROS RÓTULOS... MAS, NÃO ATENDEMOS PESSOAS? Waldemar José Fernandes 1 Seria mais fácil se pudéssemos evitar o paciente, enquanto exploramos o reino da psicopatologia...

Leia mais

NOTA TÉCNICA 55 2011

NOTA TÉCNICA 55 2011 Rede de Atenção Psicossocial para pessoas com transtornos mentais e com necessidades decorrentes do uso prejudicial de crack, álcool e outras drogas, no âmbito do SUS. Minuta de portaria: Institui a Rede

Leia mais

TEMA: Internação Compulsória de Dependentes Químicos

TEMA: Internação Compulsória de Dependentes Químicos NOTA TÉCNICA 86/2014 Dra Vanessa Verdolim Hudsom Andrade Desembargadora da 1ªCâmara Cível TJMG Data: 08/05/2014 Medicamento Material Procedimento Cobertura X N processo 1.0338.14.003238-8/001 TEMA: Internação

Leia mais

AMBIENTES DE TRATAMENTO. Hospitalização

AMBIENTES DE TRATAMENTO. Hospitalização FONTE: Ferigolo, Maristela et al. Centros de Atendimento da Dependência Química - 2007- Maristela Ferigolo, Simone Fernandes, Denise C.M. Dantas, Helena M.T. Barros. Porto Alegre: Editora AAPEFATO. 2007,

Leia mais

Dr. EMIL ADIB RAZUK PRESIDENTE

Dr. EMIL ADIB RAZUK PRESIDENTE Dr. EMIL ADIB RAZUK PRESIDENTE 1 PROPOSTAS DE ATUALIZAÇÃO AO CÓDIGO DE ÉTICA ODONTOLÓGICA 2 DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. O Código de Ética Odontológica regula os direitos e deveres dos profissionais,

Leia mais

Faculdade de Educação e Meio Ambiente FAEMA Instituto Superior de Educação ISE

Faculdade de Educação e Meio Ambiente FAEMA Instituto Superior de Educação ISE REGIMENTO INTERNO DA CLINICA-ESCOLA DE PSICOLOGIA DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO E MEIO AMBIENTE - Capítulo I Caracterização do Serviço Clínica-Escola de Psicologia Art. 1º - O SEPsi - Serviço Escola de Psicologia

Leia mais

Assunto: PRESTAÇÃO DE CUIDADOS PRÉ-CONCEPCIONAIS Nº: 02/DSMIA DATA: 16/01/06. Divisão de Saúde Materna, Infantil e dos Adolescentes

Assunto: PRESTAÇÃO DE CUIDADOS PRÉ-CONCEPCIONAIS Nº: 02/DSMIA DATA: 16/01/06. Divisão de Saúde Materna, Infantil e dos Adolescentes Ministério da Saúde Direcção-Geral da Saúde Circular Normativa Assunto: PRESTAÇÃO DE CUIDADOS PRÉ-CONCEPCIONAIS Nº: 02/DSMIA DATA: 16/01/06 Para: Contacto na DGS: Todos os médicos e enfermeiros que exerçam

Leia mais

distribuidores adubo

distribuidores adubo distribuidores adubo distribuidores>produtos abonadoras>productos centrífugos centrifugos Genericamente designado por Distribuidor de Adubos, este equipamento permite fazer adubações de fundo, de cobertura

Leia mais

PROCESSO-CONSULTA CFM 28/13 PARECER CFM 13/13 INTERESSADO:

PROCESSO-CONSULTA CFM 28/13 PARECER CFM 13/13 INTERESSADO: PROCESSO-CONSULTA CFM nº 28/13 PARECER CFM nº 13/13 INTERESSADO: Ministério Público do Estado de Minas Gerais ASSUNTO: Prescrição médica de Olanzapina RELATOR: Cons. Emmanuel Fortes S. Cavalcanti EMENTA:

Leia mais

A participação e os compromissos do ensino privado

A participação e os compromissos do ensino privado artigo Cecília Farias Diretora do Sinpro/RS e presidente do Conselho Estadual de Educação do Rio Grande do Sul (CEEd/RS). A participação e os compromissos do ensino privado com o Plano Nacional de Educação

Leia mais

5 - Curso de Aperfeiçoamento em Crack e outras Drogas para Agentes dos Sistemas Judiciário, Policial e Ministério Público;

5 - Curso de Aperfeiçoamento em Crack e outras Drogas para Agentes dos Sistemas Judiciário, Policial e Ministério Público; EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA 1/ PARA ALUNOS DOS CURSOS DO CENTRO REGIONAL DE REFERÊNCIA EM CRACK E OUTRAS DROGAS DA ESCOLA DE SAÚDE PÚBLICA DO ESTADO DE SANTA CATARINA A (SES), por meio DO Centro de Referência

Leia mais

Cuidado. Prevenção. Autoridade. Crack, é possível vencer 2011-2014. Aumento da oferta de tratamento de saúde e atenção aos usuários

Cuidado. Prevenção. Autoridade. Crack, é possível vencer 2011-2014. Aumento da oferta de tratamento de saúde e atenção aos usuários Prevenção Educação, Informação e Capacitação Cuidado Aumento da oferta de tratamento de saúde e atenção aos usuários Autoridade Enfrentamento ao tráfico de drogas e às organizações criminosas Crack, é

Leia mais