O COMPOSTO DE MARKETING APLICADO NA REVENDA DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS: UM ESTUDO DE CASO¹. Ivone Joana da Rocha², Marco Antonio Silva de Castro³

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O COMPOSTO DE MARKETING APLICADO NA REVENDA DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS: UM ESTUDO DE CASO¹. Ivone Joana da Rocha², Marco Antonio Silva de Castro³"

Transcrição

1 O COMPOSTO DE MARKETING APLICADO NA REVENDA DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS: UM ESTUDO DE CASO¹ Ivone Joana da Rocha², Marco Antonio Silva de Castro³ 1 Parte do trabalho de graduação como exigência parcial à obtenção do título de tecnóloga em Agronegócio da FATEC Ourinhos 2 Aluna do curso de tecnologia em Agronegócio da FATEC Ourinhos. 3 Prof. do curso de tecnologia em Agronegócio da FATEC Ourinhos. Resumo: Com a concorrência cada dia mais acirrada as empresas estão sempre em busca de táticas eficientes para vender seus produtos. O presente trabalho trata do composto de marketing: preço, praça, produto e promoção nas revendas de insumos agropecuários. Tem como objetivo investigar a aplicação do composto de marketing nas revendas de produtos agropecuários e sua influência na competitividade destas empresas. As técnicas de pesquisas utilizadas foram uma revisão bibliográfica e a realização de um estudo de caso na revenda Belagrícola Comércio e Representação de Produtos Agrícolas Ltda., localizada na cidade de Ibirarema - SP, no qual foi aplicado um questionário ao gerente durante uma entrevista para identificar e analisar quais são as principais táticas utilizadas na revenda de produtos agropecuários. Foi considerado que as táticas do composto de marketing permitem para as empresas atenderem aos clientes cada vez melhor e de forma diferenciada. No caso da empresa Belagrícola podese perceber que utiliza o composto de marketing de forma a despertar o interesse do consumidor com ofertas que apresentam características relevantes, agradando o cliente, o que permite tornar-se competitiva. Palavras chave: distribuição, preço, produto, promoção, revenda de insumos agropecuários The marketing mix applied of in the input dealer: a case study Abstract: Due to a very high competition among the companies, they are more and more searching for efficient ways of selling their products. This study deals with the mix price, place and product and sales in the input dealers. It aims to investigate the application of the marketing mix in the input dealer and its influence in the competitivity of these companies. This research is a literature review and a case study in the dealer Bela Agrícola Comércio e Representação de Produtos Agrícolas Ltda. in Ibirarema - SP. An interview based on a questionaire was used in order to analyse which techniques are used by the dealer. It was considered that this marketing mix allows the companies to assist more and more their customers in a better way. The company Belagrícola uses this marketing mix in order to attract the interest of customers for products that have relevant features, which pleases the customer and makes them competitive. Keywords: place, price, product, promotion, input dealer Introdução Os consumidores têm se tornando cada vez mais exigentes e novas formas de satisfazê-los vem aparecendo no mercado para atender esses desejos e necessidades. No agronegócio, a escolha e exigências de produtos agropecuários não são diferentes. Por isso, as revendas devem estar cada vez mais preparadas para atendê-los, buscando estratégias e ferramentas de marketing que possa despertar sua atenção. O setor de distribuição de insumos agropecuários no Brasil é composto por um conjunto de empresas responsáveis por comprar esses insumos dos fabricantes e revender para produtores agrícolas e pecuaristas (MAZOTINI et al, p. 8, 2011). As revendas buscam vários fabricantes de insumos agropecuários para criar suas revendas, e vender seus produtos a varejo. O composto de marketing utilizado nas empresas, de acordo com Kotler & Keller (2006, p. 17) pode ser definido como o conjunto de ferramentas de marketing que a empresa usa para perseguir seus objetivos de marketing. Segundo McCarthy apud Kotler & Keller (2006, p. 17) o composto de marketing é constituído por táticas conhecidas pelos 4P s: preço, praça (distribuição), produto e

2 promoção. São estas que vão determinar o preço de venda, qual a comunicação a ser utilizada, como e de que forma será realizada a distribuição e como será criada a oferta dos produtos, entre outros, com o intuito de atrair e reter os clientes. Na prática, a integração dos 4 P's envolvem um cuidado especial, porque o sucesso do todo, depende da disponibilidade de cada um, no momento certo, ou seja, necessita uma interação entre eles para que tudo ocorra como o planejado (ARAÚJO, 2009). As organizações devem dispor produtos diferenciados no que se refere à variedade, design, tamanhos, embalagens, marcas, garantias, devoluções, etc. Devem-se ofertar produtos que apresentam o que o cliente procura e necessita. É por isso que algumas empresas já começam a organizar-se na busca de obtenção de produtos certificados que comprovem as qualidades requeridas, como a busca de certificados de origens, as normas ISO 9000, a rastreabilidade e outros quesitos (ARAÚJO, 2009, p. 142). No composto praça, a empresa deve disponibilizar o seu produto ao cliente de forma que o mesmo chegue a suas mãos. Muitas vezes pode ocorrer que o público-alvo não encontre o produto para comprálo, ou esse acesso não seja o mais adequado para atendê-lo, dificultando o processo de compra, pois os consumidores estão acostumados e muitas vezes exigem comprar seus produtos em locais que lhe sejam acessíveis e convenientes, além de disponíveis quando eles necessitam (LAS CASAS, 2006). A distribuição envolve o processo de logística, distribuição, armazenagem, ponto de venda, etc. É o caminho percorrido da fabricação ao público-alvo. O sistema de distribuição fará parte de um pacote de satisfação que os consumidores receberão juntamente com a compra do produto. A disposição dos produtos desejados e em épocas certas é um fato determinante para o sucesso de uma estratégia mercadológica (LAS CASAS, 2006). A empresa tem que disponibilizar os produtos de forma que esteja sempre acessível ao consumidor. A promoção é a linha de comunicação da empresa com os clientes atuais e potenciais, para tornar o produto e/ou a empresa conhecida. A empresa deverá informar ao consumidor o que está oferecendo. A promoção refere-se a todo tipo de comunicação necessária para convencer o consumidor a preferir o produto, em relação aos outros (ARAÚJO, p. 137). A organização pode combinar uma ou mais ferramentas de promoções: propaganda, promoção de vendas, força de vendas, relações públicas e marketing direto. É comum utilizar táticas de material promocional, com o propósito de motivar e influenciar as decisões de compra dos consumidores. Para Consoli et al (2008, p. 80): A maneira como cada mercadoria é exibida ou apresentada ao cliente é o elemento vital do processo de venda. Assim, uma vez que os clientes tenham passados pelas vitrines ou prateleiras, eles geralmente observam o interior da revenda e, consequentemente, o efeito de um bom display continua a ser importante para atrair a atenção do cliente. O preço, no sentido mais estrito, pode ser entendido como aquilo que se cobra por um produto ou serviço. De forma mais ampla, é definido por Kotler & Armstrong (2007) como a somas dos valores que os clientes se dispõem a pagar em troca de obter benefícios ao adquirir um produto ou serviço e que de fato é um dos fatores que mais influenciam a decisão de compra. Nos últimos tempos essa influência tem sido diminuída em relação a outros atributos. Assim como o preço em si, devem ser observados outros quesitos tais como: descontos, prazos de pagamentos, financiamentos, etc. Como problema de pesquisa deste trabalho tem-se o seguinte: qual o papel do composto de marketing na revenda de produtos agropecuários? E como pode ser aplicado para a conquista e retenção dos clientes? O objetivo geral deste trabalho é investigar a aplicação do composto de marketing nas revendas de produtos agropecuários e sua influência na competitividade destas empresas. Pode-se ressaltar a importância de analisar como o composto de marketing pode contribuir para as estratégias desenvolvidas nas revendas de produtos agropecuários, visto que é um assunto pouco abordado e que necessita de maiores esclarecimentos. Na prática pode ajudar o revendedor a ter maior competitividade. De acordo com Maximiano (p. 290, 2008) a competitividade é a capacidade que tem uma organização de superar os concorrentes, por meio do desenvolvimento de uma ou mais vantagens ou atributos de superioridade. Em um mercado que apresenta forte concorrência, e a maneira como conduzir seu negócio de modo a tomar-se competitivo, pode significar o sucesso do empreendimento.

3 Metodologia A fim de se alcançar os objetivos mencionados no início deste trabalho, a metodologia utilizada consistirá de duas estratégias de pesquisa. Para tanto, foi realizado uma revisão de literatura e um estudo de caso, com o intuito de obter um maior aprofundamento do tema abordado e para mostrar e avaliar na prática como uma revenda de produtos agropecuários pode utilizar o composto de marketing para a sua atuação no mercado. Conforme afirma Yin (2010, p. 24): Como método de pesquisa, o estudo de caso é usado em muitas situações, para contribuir ao nosso conhecimento dos fenômenos individuais, grupais, organizacionais, sociais, políticos e relacionados. (...) Em resumo, o método do estudo de caso permite que os investigadores retenham as características holísticas e significativas dos eventos da vida real. Com o intuito de coletar evidências, foi elaborado um estudo de caso por meio de uma entrevista, a fim de buscar informações de como pode ser aplicado o composto de marketing na revenda agropecuária. Umas das fontes mais importantes de informação para o estudo de caso é a entrevista. Esta observação pode ser surpreendente devido à associação habitual entre as entrevistas e o método de levantamento. No entanto, as entrevistas também são fontes essenciais de informação para os estudos de caso. As entrevistas são conversas guiadas, não investigações estruturadas. Em outras palavras, embora seja observada uma linha de investigação consistente, a verdadeira corrente de questões, na entrevista de estudo de caso, será provavelmente fluida, não rígida (H. J. Rubin & Rubin, 1995 apud YIN, 2010, p. 133). A entrevista foi realizada dia 24 de agosto de 2013, com duração aproximada de uma hora, com o Sr. Francis Alberto Christmann gerente da filial, situada na cidade de Ibirarema SP, utilizando um roteiro com perguntas relacionadas ao composto mercadológico da empresa em tela. Resultados e Discussão No setor de produtos, a Belagrícola trabalha com uma amplitude de linhas de produtos, entre os quais: sementes, adubos, agrotóxicos, fertilizantes, corretivos agrícolas, necessários para que o produtor rural possa cultivar seus produtos para obter o melhor resultado, dispondo das principais marcas: Basf, Syngenta, Monsanto, Serrana, Nortox, entre outras, em uma profundidade de versões para ser comercializadas tais como a granel, bags, sacos, etc. A compra do produto pode ser facilitada pelo próprio vendedor, que possui conhecimentos na área, dentre sua maioria possuem formação específica. No quesito promoção, ela conta com o evento Belasafra, que ocorre no início de fevereiro, para divulgar os produtos para a safra do próximo de verão. O evento ocorre aproximadamente de 4 a 5 dias na cidade de Cambé - PR e reúne as filiais, no qual fazem a divulgação dos seus produtos, concedem descontos, divulgam resultados obtidos, ministram palestras e proporcionam o dia de campo que também ocorrem em outras épocas do ano. O dia de campo aproxima os clientes e fornecedores, e pode ser entendido como uma demonstração técnica dos usos dos produtos que a empresa dispõe, no qual os interessados vão ao local onde é utilizado determinado produto para conhecer os resultados na prática. A empresa conta com vendedores qualificados, em sua maioria engenheiros agrônomos e técnicos em agricultura, que muitas vezes vão até a propriedade rural acompanhar o andamento das culturas, verificando se o cliente precisa de algum produto, estando sempre presente durante todo o ano. A Belagrícola efetua patrocínios de eventos agropecuários, tais como festas do peão, nas cidades da região de atuação, onde concentram seu público-alvo. No que se refere à distribuição, a Belagrícola dispõe de inúmeros produtos a pronta-entrega, podendo o produtor retirar no próprio local ou ser entregue no lugar desejado, conforme desejar. Para produtos que não estão disponíveis, a empresa procura fornecer uma previsão de entrega, sempre atendendo a programação. Para a falta de produtos não ocorrer, ela procura se antecipar para a alta demanda de produtos sazonais, que tem um período de utilização para seguir no calendário de plantio e manejo. A Belagrícola está realizando projetos para abrir uma filial na cidade de Salto Grande SP, a fim de atender melhor os clientes que moram um pouco mais distantes, aumentando assim a sua área de

4 atuação. A organização atua em 44 cidades do estado do Paraná e do estado de São Paulo. Possui um estoque favorável e de acordo com as legislações vigentes. O centro de distribuição do estado de São Paulo é localizado na cidade de Assis e, do estado do Paraná, está situado na cidade de Bela Vista, onde também está localizada a matriz. Na questão preço, a empresa dispõe de meios de pagamentos que melhor se adéquam ao cliente, tais como: o produtor compra os insumos necessários e paga em grãos na colheita de soja e milho, pois a Belagrícola conta com silos para recepção desses produtos; pode-se também optar por pagamento em dinheiro à vista com desconto ou também no boleto conhecido como prazo safra, no qual o cliente compra o insumo quando necessita e recebe as duplicatas com vencimentos previsto para a época que terminar a colheita, que é quando o cliente terá seu faturamento. Um diferencial da Belagrícola é que é possível prorrogar os vencimentos dos boletos caso ocorra possíveis atrasos típicos da colheita, decorrentes das condições climáticas, tais como: chuvas, geada, etc., que podem atrasar a receita do produtor. Conclusões O objetivo deste trabalho foi plenamente atendido por meio da investigação da aplicação do composto de marketing nas revendas de produtos agropecuários e de sua influência na competitividade destas empresas. Considera-se importante a identificação e aplicação do composto de marketing na revenda de produtos agropecuários como forma de atender as necessidades e desejos dos consumidores, proporcionando maior satisfação para eles e maiores chances de sucesso do empreendimento. As informações do composto preço, produto, praça e promoção contribuem para que a revenda possa conhecer melhor o cliente e desenvolver táticas mais efetivas, adaptando o composto de marketing ao seu público-alvo de forma eficaz e eficiente. No caso da Belagrícola, pode-se perceber que a empresa apresenta uma boa estrutura no preço, pois se preocupa em atender os produtores rurais, disponibilizando meios e formas de pagamentos de acordo com o poder aquisitivo de cada cliente. O setor de distribuição opera de maneira a seguir o calendário dos produtores rurais e a não deixar faltar produto nos cultivos, realizando as entregas conforme combinado com o cliente. Apresenta projetos de expansão com o intuito de aproximar mais os produtores rurais e aumentar a área de atuação. Quanto aos produtos, trabalham com as principais marcas conhecidas no mercado, em sua maioria produtos garantidos e com certificados. Tem uma boa amplitude e extensão de produtos a fim de proporcionar a melhor escolha ao consumidor. Tratando-se da promoção realiza eventos como palestras e dia de campo, disponibilização de site, comerciais na televisão, entre outros, para estar próximo dos clientes e divulgar o que tem de novo e eficiente no mercado e mantendose sempre presente. Pelo crescimento que a Belagrícola vem conquistando no mercado e analisando as estratégias que vem adotando, é possível afirmar que está sempre disposta em atender cada vez melhor seus clientes, em busca de melhorias contínuas, tornando-os satisfeitos. Logo, percebe-se a relevância do composto de marketing na revenda de produtos agropecuários, visto que pode ser aplicada a todos os tipos de revendas: pequeno, médio e grande porte, bem como cooperativas, redes, etc., permitindo à empresa conhecer melhor seus produtos, distribuição, preços e promoções, bem como seus clientes e o mercado, proporcionando à organização tornar a oferta dos produtos atraentes e despertar o interesse do consumidor, de modo a fortalecer a sua competitividade no mercado. Agradecimentos Agradeço ao meu orientador Marco Antônio Silva de Castro, ao gerente da filial da Belagrícola de Ibirarema - SP, o Sr. Francis Alberto Christmann, a professora Valéria Cristina Leite Baccili, e ao meu namorado Antônio Luiz da Rosa Filho. E a todos que colaboraram com a realização deste trabalho. Referências ARAÚJO, M. J. Fundamentos de agronegócios. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

5 CONSOLI, M. A; NEVES, M. F; SCARE, R. F. Ferramentas de merchandising nas revendas. In: MARINO, M. K; NEVES, M. F. (org.). A revenda competitiva no agronegócio: como melhorar sua rentabilidade. São Paulo: Atlas, p KOTLER, P; ARMSTRONG, G. Princípios de marketing. 12. ed. São Paulo: Pearson, KOTLER, P; KELLER, K. L. Administração de marketing: a bíblia do Marketing. 12. ed. São Paulo: Prentice Hall, LAS CASAS, A. L. Marketing: conceitos, exercícios, casos. 7. ed. São Paulo: Atlas, MAXIMIANO, A. C. A. Introdução à administração. São Paulo: Atlas, MAZOTINI, H. et al. Panorama do setor de distribuição de insumos no Brasil. In: CONSOLI, M. A; PRADO, L. S. do; MARINO, M. K. (org). Agrodistribuidor: o futuro da distribuição de insumos no Brasil. São Paulo: Atlas, p YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 4. ed. Porto Alegre: Bookman, 2010.

MARKETING: PRINCIPAL FERRAMENTA PARA A EFETIVAÇÃO DAS VENDAS

MARKETING: PRINCIPAL FERRAMENTA PARA A EFETIVAÇÃO DAS VENDAS MARKETING: PRINCIPAL FERRAMENTA PARA A EFETIVAÇÃO DAS VENDAS CAUÊ SAMUEL SCHIMIDT 1 FERNANDO GRANADIER 1 Resumo O mercado atual está cada vez mais competitivo e para sobreviver nesse meio, é necessário

Leia mais

Cap 11: Gestão do Processo de Vendas e Monitoramento da Equipe Comercial

Cap 11: Gestão do Processo de Vendas e Monitoramento da Equipe Comercial Cap 11: Gestão do Processo de Vendas e Monitoramento da Equipe Comercial AGRODISTRIBUIDOR: O Futuro da Distribuição de Insumos no Brasil. São Paulo: Atlas, 2011. Org: Matheus Alberto Cônsoli, Lucas Sciencia

Leia mais

E - Simulado 02 Questões de Tecnologia em Marketing

E - Simulado 02 Questões de Tecnologia em Marketing E - Simulado 02 Questões de Tecnologia em Marketing Questão 01: (ENADE 2009): Um fabricante de sapatos pode usar a mesma marca em duas ou mais linhas de produtos com o objetivo de reduzir os custos de

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE SITES DE COMPRA COLETIVA, POR EMPRESAS DO RAMO ALIMENTÍCIO, COMO ESTRATÉGIA DE MARKETING

UTILIZAÇÃO DE SITES DE COMPRA COLETIVA, POR EMPRESAS DO RAMO ALIMENTÍCIO, COMO ESTRATÉGIA DE MARKETING UTILIZAÇÃO DE SITES DE COMPRA COLETIVA, POR EMPRESAS DO RAMO ALIMENTÍCIO, COMO ESTRATÉGIA DE MARKETING Monique Michelon 1 Lorete Kossowski 2 RESUMO O empreendedorismo no Brasil vive hoje um cenário promissor,

Leia mais

Operações de Merchandising estratégias competitivas para o aumento da vendas em supermercados do pequeno varejo de secos e molhados

Operações de Merchandising estratégias competitivas para o aumento da vendas em supermercados do pequeno varejo de secos e molhados Operações de Merchandising estratégias competitivas para o aumento da vendas em supermercados do pequeno varejo de secos e molhados Fabiano Akiyoshi Nagamatsu Everton Lansoni Astolfi Eduardo Eufrasio De

Leia mais

Disciplina: Unidade I: Prof.: E-mail: Período:

Disciplina: Unidade I: Prof.: E-mail: Período: Encontro 02 Disciplina: Planejamento Estratégico de Marketing Unidade I: Introdução ao Planejamento Estratégico Prof.: Mario Filho E-mail: pro@mariofilho.com.br Período: 4º. ADM Marketing: Revisão dos

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS E PLANEJAMENTO: SUA IMPORTÂNCIA PARA O EMPREENDIMENTO

PLANO DE NEGÓCIOS E PLANEJAMENTO: SUA IMPORTÂNCIA PARA O EMPREENDIMENTO PLANO DE NEGÓCIOS E PLANEJAMENTO: SUA IMPORTÂNCIA PARA O EMPREENDIMENTO Bruna Carolina da Cruz Graduando em administração Unisalesiano Lins bruna-estella@hotmail.com Rafael Victor Ostetti da Silva Graduando

Leia mais

Pesquisa sobre a integração da Logística com o Marketing em empresas de grande porte

Pesquisa sobre a integração da Logística com o Marketing em empresas de grande porte III SEGeT Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia 1 Pesquisa sobre a integração da Logística com o Marketing em empresas de grande porte Alexandre Valentim 1 Heloisa Nogueira 1 Dário Pinto Junior

Leia mais

PREÇO PSICOLÓGICO COMO ESTRATÉGIA DE MARKETING

PREÇO PSICOLÓGICO COMO ESTRATÉGIA DE MARKETING PREÇO PSICOLÓGICO COMO ESTRATÉGIA DE MARKETING César Augusto de Albuquerque ARAÚJO (1) (1) Instituto Federal do Maranhão (IFMA/Campus-Buriticupu), Rua Dep.Gastão Vieira, 1000-Vila Mansueto; Buriticupu-MA;

Leia mais

Considerando que a pesquisa mercadológica é uma ferramenta de orientação para as decisões das empresas, assinale a opção correta.

Considerando que a pesquisa mercadológica é uma ferramenta de orientação para as decisões das empresas, assinale a opção correta. ESPE/Un SERE plicação: 2014 Nas questões a seguir, marque, para cada uma, a única opção correta, de acordo com o respectivo comando. Para as devidas marcações, use a Folha de Respostas, único documento

Leia mais

Prof: Carlos Alberto

Prof: Carlos Alberto AULA 1 Marketing Prof: Carlos Alberto Bacharel em Administração Bacharel em Comunicação Social Jornalismo Tecnólogo em Gestão Financeira MBA em Gestão de Negócios Mestrado em Administração de Empresas

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» ADMINISTRAÇÃO (MARKETING) «

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» ADMINISTRAÇÃO (MARKETING) « CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» ADMINISTRAÇÃO (MARKETING) «21. É falacioso falar que o marketing é filho do capitalismo e, portanto, apenas ajudaria a concentrar a renda satisfazendo necessidades supérfluas

Leia mais

Tema Nº 7 Gestão Comercial

Tema Nº 7 Gestão Comercial Tema Nº 7 Gestão Comercial Habilidades a Desenvolver: Identificar as diferenças entre marketing e vendas. Definir as ações de marketing a serem adotadas pela empresa. Estruturar os procedimentos comerciais

Leia mais

VI FÓRUM ABISOLO Ribeirão Preto - SP

VI FÓRUM ABISOLO Ribeirão Preto - SP VI FÓRUM ABISOLO Ribeirão Preto - SP O PAPEL DO MARKETING NA INTRODUÇÃO DE TECNOLOGIAS INOVADORAS AO AGRICULTOR (CLIENTE) Prof. Dr. Celio Mauro Placer R Almeida celiompa@mackenzie.br celiompa@usp.br celiompa@uol.com.br

Leia mais

A APLICAÇÃO DE CONCEITOS DE MARKETING DIGITAL AO WEBSITE INSTITUCIONAL

A APLICAÇÃO DE CONCEITOS DE MARKETING DIGITAL AO WEBSITE INSTITUCIONAL A APLICAÇÃO DE CONCEITOS DE MARKETING DIGITAL AO WEBSITE INSTITUCIONAL Victor Nassar 1 O advento da internet e o consequente aumento da participação do consumidor nos websites, representou uma transformação

Leia mais

PLANEJAMENTO DE MARKETING PARA UMA PEQUENA EMPRESA: Varejista do Ramo Agropecuário

PLANEJAMENTO DE MARKETING PARA UMA PEQUENA EMPRESA: Varejista do Ramo Agropecuário 1 UNIJUÍ Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul DACEC Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação Curso de Administração FRANCIELLE REGINA

Leia mais

PLANEJAMENTO E ESTRATÉGIAS 1. O CENÁRIO DO SETOR AGROPECUÁRIO BRASILEIRO

PLANEJAMENTO E ESTRATÉGIAS 1. O CENÁRIO DO SETOR AGROPECUÁRIO BRASILEIRO PLANEJAMENTO E ESTRATÉGIAS 1. O CENÁRIO DO SETOR AGROPECUÁRIO BRASILEIRO A economia brasileira tem passado por rápidas transformações nos últimos anos. Neste contexto ganham espaço novas concepções, ações

Leia mais

Cap 10: Planejamento de Vendas e Estruturação da Área Comercial na Revenda de Insumos

Cap 10: Planejamento de Vendas e Estruturação da Área Comercial na Revenda de Insumos Cap 10: Planejamento de Vendas e Estruturação da Área Comercial na Revenda de Insumos AGRODISTRIBUIDOR: O Futuro da Distribuição de Insumos no Brasil. São Paulo: Atlas, 2011. Org: Matheus Alberto Cônsoli,

Leia mais

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO LOGÍSTICA EMPRESARIAL

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO LOGÍSTICA EMPRESARIAL UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO LOGÍSTICA EMPRESARIAL ANÁLISE DE ASPECTOS LOGÍSTICOS DE UMA REVENDEDORA DE PRODUTOS AGROPECUÁRIOS INSERIDA EM UMA CADEIA DE PRODUÇÃO AGROINDUSTRIAL

Leia mais

OS NEGÓCIOS LUCRO = VOLUME PRODUZIDO X PREÇO - CUSTO

OS NEGÓCIOS LUCRO = VOLUME PRODUZIDO X PREÇO - CUSTO OS NEGÓCIOS Odilio Sepulcri* INTRODUÇÃO A sobrevivência dos negócios, dentre outros fatores, se dará pela sua capacidade de gerar lucro. O lucro, para um determinado produto, independente da forma como

Leia mais

Índice de Confiança do Agronegócio. Realização Parceiros Pesquisa

Índice de Confiança do Agronegócio. Realização Parceiros Pesquisa Índice de Confiança do Agronegócio Realização Parceiros Pesquisa Motivações Motivações Medir, trimestralmente, as expectativas dos diferentes agentes do agronegócio, como indústria de insumos, cooperativas,

Leia mais

MIX DE MARKETING DE UMA EMPRESA DE VAREJO DE CALÇADOS INSTALADA NA CIDADE DE SANTA MARIA, RIO GRANDE DO SUL 1

MIX DE MARKETING DE UMA EMPRESA DE VAREJO DE CALÇADOS INSTALADA NA CIDADE DE SANTA MARIA, RIO GRANDE DO SUL 1 MIX DE MARKETING DE UMA EMPRESA DE VAREJO DE CALÇADOS INSTALADA NA CIDADE DE SANTA MARIA, RIO GRANDE DO SUL 1 Marques, Franciele Nunes 2 ; PILLON, Veridiana Fernandes 2 ; FENALTI, Dalvana de Mello 2 NORO,

Leia mais

Entenda o IC AGRO. Sobre o Índice de Confiança do Agronegócio (IC Agro)

Entenda o IC AGRO. Sobre o Índice de Confiança do Agronegócio (IC Agro) Metodologia Entenda o IC AGRO O Índice de Confiança do Agronegócio (IC Agro) apresenta informações sobre a percepção econômica do Brasil e do agronegócio por produtores agropecuários, cooperativas e indústrias

Leia mais

Gestão e Marketing Análise SWOT - FFOA

Gestão e Marketing Análise SWOT - FFOA Gestão e Marketing Análise SWOT - FFOA SWOT Strengths (Forças), Weaknesses (Fraquezas), Opportunities (Oportunidades) e Threats (Ameaças) Forças Oportunidades Fraquezas Ameaças Interno Externo Ajudam Atrapalham

Leia mais

Organização Sete de Setembro de Cultura e Ensino - LTDA Faculdade Sete de Setembro FASETE Bacharelado em Administração

Organização Sete de Setembro de Cultura e Ensino - LTDA Faculdade Sete de Setembro FASETE Bacharelado em Administração Organização Sete de Setembro de Cultura e Ensino - LTDA Faculdade Sete de Setembro FASETE Bacharelado em Administração VICTOR HUGO SANTANA ARAÚJO ANÁLISE DAS FORÇAS DE PORTER NUMA EMPRESA DO RAMO FARMACÊUTICO:

Leia mais

o mapa da mina de crédito Figura 1 - Passos para decisão de tomada de crédito

o mapa da mina de crédito Figura 1 - Passos para decisão de tomada de crédito crédito rural: o mapa da mina Por: Felipe Prince Silva, Ms. Desenvolvimento Econômico, Espaço e Meio Ambiente UNICAMP. Economista Agrosecurity Gestão de Agro-Ativos LTDA e Agrometrika Informática e Serviços

Leia mais

GESTÃO ESTRATÉGICA DE MARKETING

GESTÃO ESTRATÉGICA DE MARKETING GESTÃO ESTRATÉGICA DE MARKETING PÓS-GRADUAÇÃO / FIB-2009 Prof. Paulo Neto O QUE É MARKETING? Marketing: palavra em inglês derivada de market que significa: mercado. Entende-se que a empresa que pratica

Leia mais

ASPECTOS GERAIS DA PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA E PROPRIEDADE RURAL

ASPECTOS GERAIS DA PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA E PROPRIEDADE RURAL ASPECTOS GERAIS DA PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA E PROPRIEDADE RURAL Tendências do mundo atual. A) Globalização - Processo de transição, mudanças profundas, novas identidades culturais, novas formas de organização

Leia mais

Desenvolvimento do Mix de Marketing

Desenvolvimento do Mix de Marketing Desenvolvimento do Mix de Marketing Mix de Marketing O composto de marketing é conhecido no escopo mercadológico como os 4Ps denominados por Jeronme Mc Carthy como: product, price, place e promotion. Na

Leia mais

Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 Ações estruturantes para a Agropecuária Brasileira

Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 Ações estruturantes para a Agropecuária Brasileira Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 ROSEMEIRE SANTOS Superintendente Técnica Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 Ações estruturantes para a Agropecuária

Leia mais

Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste

Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste O que é FCO? O Fundo de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) é um fundo de crédito criado pela Constituição Federal de 1988 com o objetivo de promover

Leia mais

15 anos entregando soluções empresariais que constroem resultados.

15 anos entregando soluções empresariais que constroem resultados. 15 anos entregando soluções empresariais que constroem resultados. Agronegócio brasileiro. Aqui vive um país inteiro! CONSULTORIA EM USINAS SUCROALCOOLEIRAS APORTE - Análise de Potencial de mercado com

Leia mais

Escola Secundaria de Paços de Ferreira Técnicas de secretariado 2009/2010

Escola Secundaria de Paços de Ferreira Técnicas de secretariado 2009/2010 Marketing mix Trabalho realizado por: Sandra Costa 12ºS Marketing mix É formado por um conjunto de variáveis controláveis que influenciam a maneira com que os consumidores respondem ao mercado e é dividido

Leia mais

O Varejo. Distinguir entre varejo com loja e sem loja. Definir as categorias básicas de varejistas.

O Varejo. Distinguir entre varejo com loja e sem loja. Definir as categorias básicas de varejistas. O Varejo 16 Aula 16/5/2008 Objetivos da aula Explicar como os varejistas podem contribuir para o processo de criar valor. Distinguir entre varejo com loja e sem loja. Definir as categorias básicas de varejistas.

Leia mais

IBMEC WORKING PAPER - WPE 21-2006. Marketing de relacionamento: conceitos e desafios para o sucesso do negócio Danny Pimentel Claro

IBMEC WORKING PAPER - WPE 21-2006. Marketing de relacionamento: conceitos e desafios para o sucesso do negócio Danny Pimentel Claro IBMEC WORKING PAPER - WPE 21-2006 Marketing de relacionamento: conceitos e desafios para o sucesso do negócio Danny Pimentel Claro Copyright Ibmec São Paulo. Todos os direitos reservados. É proibida a

Leia mais

Administração Mercadológica

Administração Mercadológica Organização Competitiva e Estratégias de Branding Administração Mercadológica Os elementos do mix de marketing Marketing-mix = Composto de MKt = 4P s Estratégia de produto Estratégia de preço Estratégia

Leia mais

Custo de Produção do Milho Safrinha 2012

Custo de Produção do Milho Safrinha 2012 09 Custo de Produção do Milho Safrinha 2012 1 Carlos DirceuPitol Luiz2 Broch1 Dirceu Luiz Broch Roney Simões Pedroso2 9.1. Introdução Os sistemas de produção da atividade agropecuária cada vez requerem

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO GERENCIAL: UM ESTUDO DE CASO EM UMA PEQUENA EMPRESA DO SETOR AGRONEGÓCIO NO MUNICÍPIO DE BAMBUÍ/MG.

A IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO GERENCIAL: UM ESTUDO DE CASO EM UMA PEQUENA EMPRESA DO SETOR AGRONEGÓCIO NO MUNICÍPIO DE BAMBUÍ/MG. Bambuí/MG - 2008 A IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO GERENCIAL: UM ESTUDO DE CASO EM UMA PEQUENA EMPRESA DO SETOR AGRONEGÓCIO NO MUNICÍPIO DE BAMBUÍ/MG. Ana Cristina Teixeira AMARAL (1); Wemerton Luis EVANGELISTA

Leia mais

MARKETING. Marketing # Vendas MARKETING. Vendas. Marketing 26/02/2013 MARKETING ESTRATÉGICO MARKETING OPERACIONAL.

MARKETING. Marketing # Vendas MARKETING. Vendas. Marketing 26/02/2013 MARKETING ESTRATÉGICO MARKETING OPERACIONAL. Material Didático Disciplina: Comercialização Agroindustrial # Vendas Prof. responsável: José Matheus Yalenti Perosa Vendas Objeto Produtos Necessidade dos consumidores Atividade humana ou processo social,

Leia mais

MARKETING DESENVOLVIMENTO HUMANO

MARKETING DESENVOLVIMENTO HUMANO MRKETING DESENVOLVIMENTO HUMNO MRKETING rte de conquistar e manter clientes. DESENVOLVIMENTO HUMNO É a ciência e a arte de conquistar e manter clientes e desenvolver relacionamentos lucrativos entre eles.

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA PROMOÇÃO DE VENDAS PARA A FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES. BORGES, Pedro Gabriel Teixeira Santos e CARNEIRO, Carla Maria Bessa 1

A IMPORTÂNCIA DA PROMOÇÃO DE VENDAS PARA A FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES. BORGES, Pedro Gabriel Teixeira Santos e CARNEIRO, Carla Maria Bessa 1 A IMPORTÂNCIA DA PROMOÇÃO DE VENDAS PARA A FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES BORGES, Pedro Gabriel Teixeira Santos e CARNEIRO, Carla Maria Bessa 1 RESUMO: Esse estudo tem como objetivo mostrar a importância da promoção

Leia mais

e-mail: professor@luisguilherme.adm.br / www.luisguilherme.adm.br FONE: (62) 9607-2031

e-mail: professor@luisguilherme.adm.br / www.luisguilherme.adm.br FONE: (62) 9607-2031 INSTITUTO UNIFICADO DE ENSINO SUPERIOR OBJETIVO - IUESO PLANO DE ENSINO CURSO: Administração PROF. Luis Guilherme Magalhães SÉRIE: 7º e 8º Período TURNO: Matutino DISCIPLINA: Gestão Mercadológica CARGA

Leia mais

COMO VENDER. A IMAGEM DA SUA ESCOLA Dicas que garantem a visibilidade da sua instituição

COMO VENDER. A IMAGEM DA SUA ESCOLA Dicas que garantem a visibilidade da sua instituição BP COMO VENDER A IMAGEM DA SUA ESCOLA Dicas que garantem a visibilidade da sua instituição PRODUTOS EDUCACIONAIS MULTIVERSO Avenida Batel, 1750 Batel CEP 80420-090 Curitiba/PR Fone: (41) 4062-5554 Editor:

Leia mais

Unidade IV. Marketing. Profª. Daniela Menezes

Unidade IV. Marketing. Profª. Daniela Menezes Unidade IV Marketing Profª. Daniela Menezes Comunicação (Promoção) Mais do que ter uma ideia e desenvolver um produto com qualidade superior é preciso comunicar a seus clientes que o produto e/ ou serviço

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO SIMONSEN PLANO DE NEGÓCIO

PÓS-GRADUAÇÃO SIMONSEN PLANO DE NEGÓCIO PÓS-GRADUAÇÃO SIMONSEN PLANO DE NEGÓCIO RESUMO DO EMPREENDIMENTO 01 EMPREENDIMENTO 02 NEGÓCIO E MERCADO: DESCRIÇÃO 2.1 ANÁLISE MERCADOLÓGICA 2.2 MISSÃO DA EMPRESA 03 CONCORRÊNCIA 04 FORNECEDORES 05 PLANO

Leia mais

FACILIDADE E SEGURANÇA NA GESTÃO DO AGRONEGÓCIO.

FACILIDADE E SEGURANÇA NA GESTÃO DO AGRONEGÓCIO. FACILIDADE E SEGURANÇA NA GESTÃO DO AGRONEGÓCIO. Um dos principais pilares da economia, o agronegócio é marcado pela competitividade. Com 15 anos de experiência, a SIAGRI é uma das mais completas empresas

Leia mais

Conceito de Marketing Considerações Preliminares Atendimento

Conceito de Marketing Considerações Preliminares Atendimento Conceito de Marketing Considerações Preliminares Atendimento Metodologia de Ensino 1) Noções de Marketing 2) Marketing de Serviço 3) Marketing de Relacionamento 1 2 1) Noções de Marketing 3 4 5 6 www.lacconcursos.com.br

Leia mais

O Futuro do Mercado de Distribuição no Brasil

O Futuro do Mercado de Distribuição no Brasil O Futuro do Mercado de Distribuição no Brasil O Futuro do Mercado de Distribuição no Brasil Tendências e Estratégias do AgroDistribuidor Matheus Alberto Cônsoli, PhD 29 de Julho de 2013 www.agrodistribuidor.com.br

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO FITOSSANITÁRIA NO AGRONEGÓCIO MANUAL DO CANDIDATO. Ingresso Abril 2012 ESPM-SUL

PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO FITOSSANITÁRIA NO AGRONEGÓCIO MANUAL DO CANDIDATO. Ingresso Abril 2012 ESPM-SUL PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO FITOSSANITÁRIA NO AGRONEGÓCIO MANUAL DO CANDIDATO Ingresso Abril 2012 ESPM-SUL Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS. Instituto Phytus Santa Maria Rua Duque de

Leia mais

MARKETING. CAMINHO PARA A SATISFAÇÃO E FIDELIZAÇÃO DO CLIENTE

MARKETING. CAMINHO PARA A SATISFAÇÃO E FIDELIZAÇÃO DO CLIENTE MARKETING. CAMINHO PARA A SATISFAÇÃO E FIDELIZAÇÃO DO CLIENTE Felipe Alessandro Dória felipealessandro10@yahoo.com.br Rua Agostinho Andery, 293 Arvore Grande Pouso Alegre MG CEP: 37.550-000 Everson Danilo

Leia mais

E-COMMERCE E COMÉRCIO FÍSICO 1 *

E-COMMERCE E COMÉRCIO FÍSICO 1 * E-COMMERCE E COMÉRCIO FÍSICO 1 * Antonio Wilson Nogueira Filgueiras UEMG Unidade Carangola Henrique Santos Pinheiro UEMG Unidade Carangola Márcio Ferreira dos Passos UEMG Unidade Carangola Rogério de Oliveira

Leia mais

REVISANDO O CONCEITO E A EVOLUÇÃO DO MARKETING

REVISANDO O CONCEITO E A EVOLUÇÃO DO MARKETING PROGRAMA PRIMEIRA EMPRESA INOVADORA PRIME GESTÃO MERCADOLÓGICA 2009 REVISANDO O CONCEITO E A EVOLUÇÃO DO MARKETING Todo comprador poderá adquirir o seu automóvel da cor que desejar, desde que seja preto.

Leia mais

Feira Internacional de tecnologia e negócios. 05 a 09 de março de 2012 Não-Me-Toque/RS

Feira Internacional de tecnologia e negócios. 05 a 09 de março de 2012 Não-Me-Toque/RS EXPODIRETO 2012 Feira Internacional de tecnologia e negócios 05 a 09 de março de 2012 Não-Me-Toque/RS EXPODIRETO 2012 Feira Internacional de tecnologia e negócios Você é nosso convidado para participar

Leia mais

Modelo para elaboração do Plano de Negócios

Modelo para elaboração do Plano de Negócios Modelo para elaboração do Plano de Negócios 1- SUMÁRIO EXECUTIVO -Apesar de este tópico aparecer em primeiro lugar no Plano de Negócio, deverá ser escrito por último, pois constitui um resumo geral do

Leia mais

Metodologia de Comunicação Integrada de Marketing o caso Orium

Metodologia de Comunicação Integrada de Marketing o caso Orium Metodologia de Comunicação Integrada de Marketing o caso Orium Luciano Mattana (UNIFRA) lucianomattana@unifra.br Greice de Bem Noro (UNIFRA) greice@unifra.br Milena Marinho Mottini (UNIFRA) milleninhamm@hotmail.com

Leia mais

Integrada de Marketing. UNIBAN Unidade Marte Disciplina: Planejamento de Campanha Prof. Me. Francisco Leite Aulas: 31.03.11

Integrada de Marketing. UNIBAN Unidade Marte Disciplina: Planejamento de Campanha Prof. Me. Francisco Leite Aulas: 31.03.11 O Planejamento de Comunicação Integrada de Marketing UNIBAN Unidade Marte Disciplina: Planejamento de Campanha Prof. Me. Francisco Leite Aulas: 31.03.11 Agenda: Planejamento de Comunicação Integrada de

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2009

PLANO DE ENSINO 2009 1 PLANO DE ENSINO 2009 Fundamental I ( ) Fundamental II ( ) Médio ( ) Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Graduação ( X ) Pós-graduação ( ) I. Dados Identificadores Curso Administração

Leia mais

O QUE FAZER PARA MELHORAR O PROCESSO DE COMPRAS 1

O QUE FAZER PARA MELHORAR O PROCESSO DE COMPRAS 1 O QUE FAZER PARA MELHORAR O PROCESSO DE COMPRAS 1 Matheus Alberto Cônsoli* Lucas Sciência do Prado* Marcos Fava Neves* As revendas agropecuárias devem considerar não apenas preços, mas também as oportunidades

Leia mais

Revisando... Segmentos antes da porteira: Insumos agropecuários Serviços agropecuários

Revisando... Segmentos antes da porteira: Insumos agropecuários Serviços agropecuários Revisando... Segmentos antes da porteira: Insumos agropecuários Serviços agropecuários Segmentos dentro da porteira: Produção agrícola Produção pecuária Segmentos depois da porteira: Agroindústria Canais

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR PROJETO INTEGRADOR 1. INTRODUÇÃO Conforme as diretrizes do Projeto Pedagógico dos Cursos Superiores de Tecnologia da Faculdade Unida de Suzano

Leia mais

Prof. Marcelo Mello. Unidade IV DISTRIBUIÇÃO E

Prof. Marcelo Mello. Unidade IV DISTRIBUIÇÃO E Prof. Marcelo Mello Unidade IV DISTRIBUIÇÃO E TRADE MARKETING Trade Marketing é confundido por algumas empresas como um conjunto de ferramentas voltadas para a promoção e a comunicação dos produtos. O

Leia mais

Cap 6: Planejamento Inicial: Criando um Canal de Distribuição de Insumos

Cap 6: Planejamento Inicial: Criando um Canal de Distribuição de Insumos Cap 6: Planejamento Inicial: Criando um Canal de Distribuição de Insumos AGRODISTRIBUIDOR: O Futuro da Distribuição de Insumos no Brasil. São Paulo: Atlas, 2011. Org: Matheus Alberto Cônsoli, Lucas Sciencia

Leia mais

MARKETING NO AGRONEGÓCIO

MARKETING NO AGRONEGÓCIO MARKETING NO AGRONEGÓCIO Odilio Sepulcri odilio@emater.pr.gov.br www.emater.pr.gov.br www.odiliosepulcri.com.br ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO 1. Que produto quero vender 2. Mercado 3. Ambiente geral do MKT 4.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CONFEDERAÇÃO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL TRABALHO DE AVALIAÇÃO MARKETING PARA A QUALIDADE

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CONFEDERAÇÃO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL TRABALHO DE AVALIAÇÃO MARKETING PARA A QUALIDADE UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CONFEDERAÇÃO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL TRABALHO DE AVALIAÇÃO MARKETING PARA A QUALIDADE CURITIBA ABRIL - 2000 ODILIO SEPULCRI TRABALHO DE AVALIAÇÃO MARKETING PARA

Leia mais

Planejamento e Gestão Estratégica de Empreendimentos Rurais

Planejamento e Gestão Estratégica de Empreendimentos Rurais Planejamento e Gestão Estratégica de Empreendimentos Rurais A Importância do Entendimento na elaboração das diretrizes Estratégicas do Negócio Autores Frederico Fonseca Lopes (fflopes@markestrat.org):

Leia mais

RECURSOS HUMANOS PRODUÇÃO

RECURSOS HUMANOS PRODUÇÃO RECURSOS HUMANOS FINANCEIRO VENDAS PRODUÇÃO DEPARTAMENTO MERCADOLÓGICO Introduzir no mercado os produtos ou serviços finais de uma organização, para que sejam adquiridos por outras organizações ou por

Leia mais

Palestras Scot Consultoria

Palestras Scot Consultoria Palestras Scot Consultoria índice palestras scot consultoria As melhores e mais fiéis informações de mercado vão até você temas 3 pecuária de corte e seus derivados temas 5 pecuária de leite e derivados

Leia mais

Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br

Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br NO CAMPO: UMA FAMÍLIA DE SOLUÇÕES EDUCACIONAIS PARA PRODUTORES RURAIS. TODA MINHA FAMÍLIA VIVE DA PRODUÇÃO RURAL. E MAIS DE CINCO MILHÕES

Leia mais

Plano de Negócios PLANEJAMENTO DO PROJETO FINAL. Sumário

Plano de Negócios PLANEJAMENTO DO PROJETO FINAL. Sumário Plano de Negócios Plano de Negócios Sumário Introdução... 3 Plano de Negócios... 3 Etapas do Plano de Negócio... 3 Fase 1... 3 Fase 2... 8 Orientação para entrega da Atividade de Avaliação... 12 Referências

Leia mais

EMPREENDEDORISMO Marketing

EMPREENDEDORISMO Marketing Gerenciando o Marketing EMPREENDEDORISMO Marketing De nada adianta fabricar um bom produto ou prestar um bom serviço. É preciso saber colocálo no mercado e conseguir convencer as pessoas a comprá-lo. O

Leia mais

ESTRATÉGIAS MERCADOLÓGICAS UTILIZADAS PELAS OPERADORAS, TIM, CLARO E VIVO.

ESTRATÉGIAS MERCADOLÓGICAS UTILIZADAS PELAS OPERADORAS, TIM, CLARO E VIVO. 1 ESTRATÉGIAS MERCADOLÓGICAS UTILIZADAS PELAS OPERADORAS, TIM, CLARO E VIVO. Juliana da Silva RIBEIRO 1 RESUMO: O presente trabalho enfoca as estratégias das operadoras de telefonia móvel TIM,VIVO e CLARO

Leia mais

PLANO DE MARKETING: PROPOSTA DE IMPLANTAÇÃO NA EMPRESA PAULA MODAS ESPERANÇA -PB.

PLANO DE MARKETING: PROPOSTA DE IMPLANTAÇÃO NA EMPRESA PAULA MODAS ESPERANÇA -PB. PLANO DE MARKETING: PROPOSTA DE IMPLANTAÇÃO NA EMPRESA PAULA MODAS ESPERANÇA -PB. Monailza de Sousa Oliveira monailza@hotmail.com UEPB Nara Cristina da Silva Costa naracristina.sc@hotmail.com UEPB Suzane

Leia mais

Gestão de Mercados e Estratégia de Marketing Administrando o Composto de Marketing: Os 4P s Aula 3

Gestão de Mercados e Estratégia de Marketing Administrando o Composto de Marketing: Os 4P s Aula 3 Gestão de Mercados e Estratégia de Marketing Administrando o Composto de Marketing: Os 4P s Aula 3 Prof. Me. Dennys Eduardo Rossetto. Objetivos da Aula 1. O composto de marketing. 2. Administração do P

Leia mais

Como motivar e liderar uma equipe de alta performance no agronegócio?

Como motivar e liderar uma equipe de alta performance no agronegócio? Como motivar e liderar uma equipe de alta performance no agronegócio? Matheus Kfouri Marino Camila Dias de Sá* A competitividade do agronegócio brasileiro é incontestável e resulta em taxas expressivas

Leia mais

PROPOSTA DE BENFEITORIAS PARA O PLANO DE MARKETING E PROPAGANDA DA EMPRESA ITOGRASS AGRÍCOLA

PROPOSTA DE BENFEITORIAS PARA O PLANO DE MARKETING E PROPAGANDA DA EMPRESA ITOGRASS AGRÍCOLA PROPOSTA DE BENFEITORIAS PARA O PLANO DE MARKETING E PROPAGANDA DA EMPRESA ITOGRASS AGRÍCOLA Adriane Nunes Siqueira 1, Eveline de Moraes 2, Vanelli Rodrigues Ferreira 3, Márcia Regina de Oliveira 4, Jorge

Leia mais

Marketing Estratégico no Agronegócio Brasileiro

Marketing Estratégico no Agronegócio Brasileiro Marketing Estratégico no Agronegócio Brasileiro Prof. Adriano Alves Fernandes DCAB - Departamento de Ciências Agrárias e Biológicas CEUNES - Universidade Federal do Espírito Santo 1- Introdução Uma grande

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS Roteiro

PLANO DE NEGÓCIOS Roteiro Anexo 3 PLANO DE NEGÓCIOS Roteiro 1. Capa 2. Sumário 3. Sumário executivo 4. Descrição da empresa 5. Planejamento Estratégico do negócio 6. Produtos e Serviços 7. Análise de Mercado 8. Plano de Marketing

Leia mais

Módulo 6. O Produto. 6.1. Conceito de produto

Módulo 6. O Produto. 6.1. Conceito de produto Módulo 6. O Produto Para os consumidores a existência de uma multiplicidade de produtos expostos no mercado, cheio de características e adicionais, é de encher os olhos. A livre concorrência possibilita

Leia mais

Americanas.com x Lojas Americanas 1

Americanas.com x Lojas Americanas 1 Americanas.com x Lojas Americanas 1 Rayra Costa da SILVA 2 Gabriela Lima RIBEIRO 3 Hugo Osvaldo ACOSTA REINALDO 4 Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, CE RESUMO Mesmo que no site Americanas.com haja

Leia mais

OS 5 P S DO MARKETING NO SETOR HOTELEIRO NA CIDADE DE BAMBUÍ-MG

OS 5 P S DO MARKETING NO SETOR HOTELEIRO NA CIDADE DE BAMBUÍ-MG 1 OS 5 P S DO MARKETING NO SETOR HOTELEIRO NA CIDADE DE BAMBUÍ-MG Camila Alves Teles 1 Maria Solange dos Santos 2 Rodrigo Honório Silva 3 Romenique José Avelar 4 Myriam Angélica Dornelas 5 RESUMO O presente

Leia mais

DIMENSIONAMENTO DE UM SISTEMA DE SECAGEM E ARMAZENAGEM DE GRÃOS

DIMENSIONAMENTO DE UM SISTEMA DE SECAGEM E ARMAZENAGEM DE GRÃOS ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 DIMENSIONAMENTO DE UM SISTEMA DE SECAGEM E ARMAZENAGEM DE GRÃOS Vinicius Calefi Dias 1 ; Jefferson

Leia mais

Camila Lage Fonseca (FUNCESI) Pedro Augusto Dias Da Fonseca (FUNCESI) Wanderson Rocha Bittencourt (FUNCESI) Leandro Cesar Diniz da Silva (FUNCESI)

Camila Lage Fonseca (FUNCESI) Pedro Augusto Dias Da Fonseca (FUNCESI) Wanderson Rocha Bittencourt (FUNCESI) Leandro Cesar Diniz da Silva (FUNCESI) O EFEITO DA AMPLITUDE DO MIX DE PRODUTOS EM EMPRESAS VAREJISTAS DO SETOR DE CONFECÇÕES NA PERCEPÇÃO DE SEUS GESTORES DAS EMPRESAS DE BARÃO DE COCAIS/MG Camila Lage Fonseca (FUNCESI) Pedro Augusto Dias

Leia mais

Marketing de Relacionamento e Fidelização na Empresa Via Sul Automóveis

Marketing de Relacionamento e Fidelização na Empresa Via Sul Automóveis Marketing de Relacionamento e Fidelização na Empresa Via Sul Automóveis Danielle Cajueiro de Oliveira, Especialista em Comunicação Social pela ESURP, MBA de Gestão de Marketing e Vendas do CEDEPE, prestando

Leia mais

MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA

MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA Há muito se discute que o mercado de farmácias é ambiente competitivo e que a atividade vem exigindo profissionalismo para a administração de seus processos, recursos e pessoal.

Leia mais

Inovação Tecnológica e Controle de Mercado de Sementes Transgênicas de Milho 1 João Carlos Garcia 2 e Rubens Augusto de Miranda 2

Inovação Tecnológica e Controle de Mercado de Sementes Transgênicas de Milho 1 João Carlos Garcia 2 e Rubens Augusto de Miranda 2 XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 Inovação Tecnológica e Controle de Mercado de Sementes Transgênicas de Milho 1 João Carlos Garcia 2 e Rubens Augusto

Leia mais

O Marketing como prática estratégica na comunicação publicitária

O Marketing como prática estratégica na comunicação publicitária O Marketing como prática estratégica na comunicação publicitária Danielle Andrade Sousa Índice 1 O marketing de serviços e a exigência de mercado 1 2 Mas afinal, como ficam publicidade e propaganda? 4

Leia mais

LOGÍSTICA INTEGRADA: SATISFAÇÃO DOS CLIENTES E REDUÇÃO DE CUSTOS RESUMO

LOGÍSTICA INTEGRADA: SATISFAÇÃO DOS CLIENTES E REDUÇÃO DE CUSTOS RESUMO LOGÍSTICA INTEGRADA: SATISFAÇÃO DOS CLIENTES E REDUÇÃO DE CUSTOS RESUMO Este trabalho tem por objetivo a discussão do conceito de logística integrada e de roteirização. Tem como objetivo também mostrar

Leia mais

O uso da tecnologia CRM em uma empresa de pequeno porte no município de Bambuí-MG

O uso da tecnologia CRM em uma empresa de pequeno porte no município de Bambuí-MG O uso da tecnologia CRM em uma empresa de pequeno porte no município de Bambuí-MG Caroline Passatore¹, Dayvid de Oliveira¹, Gustavo Nunes Bolina¹, Gabriela Ribeiro¹, Júlio César Benfenatti Ferreira² 1

Leia mais

Unidade II. Unidade II

Unidade II. Unidade II Unidade II 6 PLANO DE NEGÓCIOS (PN): UMA VISÃO GERAL - O QUE É E PARA QUE SERVE? Plano de negócios (do inglês business plan), também chamado plano empresarial, é um documento que especifica, em linguagem

Leia mais

A UTILIZAÇÃO DAS NOVAS FERRAMENTAS DO COMPOSTO DE MARKETING NAS EMPRESAS COMO FORMA DE OBTER VANTAGEM COMPETITIVA: O CASO DA EMPRESA NUANCE

A UTILIZAÇÃO DAS NOVAS FERRAMENTAS DO COMPOSTO DE MARKETING NAS EMPRESAS COMO FORMA DE OBTER VANTAGEM COMPETITIVA: O CASO DA EMPRESA NUANCE FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FASA CURSO: ADMINISTRAÇÃO DISCIPLINA: MONOGRAFIA ACADÊMICA ÁREA: ADMINISTRAÇÃO DE MARKETING PROFESSOR ORIENTADOR: MARCELO GAGLIARDI A UTILIZAÇÃO DAS NOVAS FERRAMENTAS

Leia mais

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Turismo rural e estratégias de marketing: uma análise de sites de empresas do segmento

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Turismo rural e estratégias de marketing: uma análise de sites de empresas do segmento PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. Turismo rural e estratégias de marketing: uma análise de sites de empresas do segmento Felipe Pereira Fontes 1, Max Leandro de Araújo Brito 2, Jeanne

Leia mais

ESTRATÉGIA DE SERVIÇOS VAREJISTA. DESCRIÇÃO E ANÁLISE DE UMA LOJA DE DEPARTAMENTOS

ESTRATÉGIA DE SERVIÇOS VAREJISTA. DESCRIÇÃO E ANÁLISE DE UMA LOJA DE DEPARTAMENTOS ESTRATÉGIA DE SERVIÇOS VAREJISTA. DESCRIÇÃO E ANÁLISE DE UMA LOJA DE DEPARTAMENTOS Diego G. Ferber Pineyrua; Barbara R. Lopes Costa; Thiago Nunes Bazoli Universidade Federal de Mato Grosso do Sul; Faculdade

Leia mais

Diretoria Executiva. Gestão 2010/2011

Diretoria Executiva. Gestão 2010/2011 Diretoria Executiva Gestão 2010/2011 Gestão 2010/2011 Diretoria Executiva Presidente Maurício Mendes - CEO da Informa Economics FNP Vice- Presidente Jacques Paciullo Neto Diretor Comercial da Rede Globo

Leia mais

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES):

Leia mais

- ENLAGRO Encontro Nacional de Laboratórios da Área da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

- ENLAGRO Encontro Nacional de Laboratórios da Área da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Projeto Captação de Recursos - ENLAGRO Encontro Nacional de Laboratórios da Área da Agricultura, Pecuária e Abastecimento 07, 08 e 09 de junho de 2016. Macro Office Centro de Eventos, Porto Alegre, RS,

Leia mais

ESTRATÉGIA DE VISUAL MERCHANDISING PARA UMA BUTIQUE DE MODA FEMININA

ESTRATÉGIA DE VISUAL MERCHANDISING PARA UMA BUTIQUE DE MODA FEMININA ESTRATÉGIA DE VISUAL MERCHANDISING PARA UMA BUTIQUE DE MODA FEMININA VISUAL MERCHANDISING ESTRATEGY IN A FEMININE FASHION SHOP CARLA HIDALGO CAPELASSI 1 RESUMO O principal objetivo deste artigo é descrever

Leia mais

04/09/2014. Parte 10 GESTÃO EMPRESARIAL. Administração de marketing. Objetivos de aprendizagem. Conteúdo

04/09/2014. Parte 10 GESTÃO EMPRESARIAL. Administração de marketing. Objetivos de aprendizagem. Conteúdo Parte 10 GESTÃO EMPRESARIAL Administração de marketing Profº Adm.Cláudio Fernandes, Ph.D Ph.D em Business Administration - EUA www.claudiofernandes.com.br 1 Conteúdo Objetivos de aprendizagem Administração

Leia mais

GESTÃO DA PROPRIEDADE COMO EMPRESA RURAL E VIABILIDADE REAL DAS ATIVIDADES AGRÍCOLAS CASO PROPRIEDADE MONTE BELO (PEROBAL - PR)

GESTÃO DA PROPRIEDADE COMO EMPRESA RURAL E VIABILIDADE REAL DAS ATIVIDADES AGRÍCOLAS CASO PROPRIEDADE MONTE BELO (PEROBAL - PR) ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 GESTÃO DA PROPRIEDADE COMO EMPRESA RURAL E VIABILIDADE REAL DAS ATIVIDADES AGRÍCOLAS CASO PROPRIEDADE

Leia mais

UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE - UNESC CURSO DE ADMINISTRAÇÃO LINHA DE FORMAÇÃO ESPECÍFICA EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS

UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE - UNESC CURSO DE ADMINISTRAÇÃO LINHA DE FORMAÇÃO ESPECÍFICA EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE - UNESC CURSO DE ADMINISTRAÇÃO LINHA DE FORMAÇÃO ESPECÍFICA EM ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS CARLA DOMINGOS RODRIGUES E-COMMERCE: ANÁLISE DOS FATORES QUE INFLUENCIAM

Leia mais

FRANQUEAMENTO COMO ESTRATÉGIA DE DISTRIBUIÇÃO PARA ACESSÓRIOS FEMININOS. Alexsandro Vinicius Bonetti Orientador: Marcelo Blume

FRANQUEAMENTO COMO ESTRATÉGIA DE DISTRIBUIÇÃO PARA ACESSÓRIOS FEMININOS. Alexsandro Vinicius Bonetti Orientador: Marcelo Blume 1 UNIJUI UNIVERSIDADE REGIONAL DO NOROESTE DO RS DACEC DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS, CONTÁBEIS, ECONÔMICAS E DA COMUNICAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO BACHARELADO MODALIDADE PRESENCIAL Componente

Leia mais