REGULAMENTO DO PRÊMIO MELHORES PRÁTICAS DE ESTÁGIO 11ª EDIÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REGULAMENTO DO PRÊMIO MELHORES PRÁTICAS DE ESTÁGIO 11ª EDIÇÃO"

Transcrição

1 REGULAMENTO DO PRÊMIO MELHORES PRÁTICAS DE ESTÁGIO 11ª EDIÇÃO 1. O Prêmio 1.1. O Prêmio Melhores Práticas de Estágio, iniciativa do Fórum de Estágio da Bahia, de periodicidade anual, é destinado a identificar as melhores práticas de estágio através da avaliação da documentação das empresas e pela Comissão Julgadora Está apto a participar da premiação Melhores Práticas de Estágio qualquer órgão público, empresa privada e estatal ou entidade sem fins lucrativos, com unidades no estado da Bahia, que possua um Programa de Estágio intermediado pelo Instituto Euvaldo Lodi IEL/BA Com referência ao período avaliado (junho de 2013 a maio de 2014) serão premiadas até 04 (quatro) organizações, conforme abaixo: Segmentadas por porte: De grande porte De médio porte De micro e pequeno porte Vencedoras de prêmios anteriores, conforme descrito no item 7.3 deste regulamento: Troféu Euvaldo Lodi A segmentação das organizações em micro, pequeno, médio e grande porte será dada através do número de empregados informado na ficha de inscrição A segmentação das organizações se dará de acordo com a seguinte regra: Porte Nº de Empregados Micro e Pequena Até 99 Média 100 a 499 Grande 500 ou mais Fonte: SEBRAE 1.4. A premiação consiste na entrega de troféu e certificado de Melhores Práticas de Estágio para o 1º lugar e certificado para o 2º e 3º lugares de cada categoria, assim como será entregue certificado aos estagiários indicados com participação em projetos pelas empresas vencedoras e finalistas de cada categoria, e para os professores orientadores dos estagiários indicados, representando as respectivas instituições de ensino O estagiário que participará da premiação deverá ser indicado na inscrição da organização Para o Troféu Euvaldo Lodi haverá a premiação apenas para o 1º lugar.

2 2. Da Participação 2.1. As organizações interessadas em participar do Prêmio deverão acessar o site que contém regulamento, ficha de inscrição e relação de documentos necessários A inscrição com envio da documentação deverá ser efetuada até o dia 30 de maio de Da Documentação e Aspectos Avaliados 3.1. A organização participante do Prêmio Melhores Práticas de Estágio deverá apresentar a documentação listada abaixo, conforme modelos anexos. Documento Relatório da empresa Relatório do estagiário Termo de Compromisso de Estágio do estagiário Parecer técnico do IEL Avaliação do supervisor da empresa Avaliação do professor orientador Declaração de frequência escolar Termo de cessão de direitos de imagens e depoimentos Aspectos avaliados -política de estágio -recrutamento e seleção dos candidatos -treinamento e desenvolvimento de estagiários e supervisores -acompanhamento do estágio e desligamento no estágio -oportunidade de contratação dos estagiários -benefícios concedidos aos estagiários -atividades correlatas com o curso dos estagiários -instalações adequadas à realização do estágio -possibilidade de implantação de ações de iniciativa dos estagiários -descrição do projeto -atividades desempenhadas no estágio -auto avaliação do estagiário -assinatura -data de vigência -evidências da visita in loco (fotos ou vídeos) -assinatura do responsável do IEL NR pela visita -avaliação do estagiário no período do estágio - avaliação do programa de estágio da instituição de ensino -avaliação do estagiário no período do estágio -avaliação do programa de estágio da empresa -comprovação da frequência do estagiário na instituição de ensino, durante o período do estágio. -assinatura do documento por todas as partes envolvidas (estagiário, professor orientador e supervisor da empresa) A falta de qualquer um dos documentos descritos poderá implicar na desclassificação da empresa.

3 4. Da Comissão Julgadora 4.1. A Comissão Julgadora será formada por membros do Fórum de Estágio da Bahia A Comissão Julgadora é soberana em sua avaliação, não cabendo recurso das decisões que proferir As organizações cujos representantes fizerem parte da Comissão Julgadora não poderão participar da premiação. 5. Cronograma FASE ESTADUAL Até 30/05/14 Até 30/06/14 18/08/14 Recebimento das documentações das Organizações. Terá validade a data de postagem (Correios) ou do protocolo de entrega na unidade do IEL mais próxima. Não serão aceitas inscrições encaminhadas após essa data. Avaliação pela Comissão Julgadora Solenidade de entrega do Prêmio Melhores Práticas de Estágio 2014 em Salvador. 6. Das Visitas 6.1. As visitas às organizações classificadas para a segunda etapa poderão ocorrer no período de 02 a 30 de junho de A organização deverá estar disponível para a visita no período indicado no item 6.1, caso contrário poderá ser eliminada Os avaliadores responsáveis pela visita entrarão em contato com o representante da organização para agendar a data e o horário da visita A visita nas dependências das organizações terá duração de, no máximo, 4 horas Nas visitas, poderão ser entrevistados estagiários (livre escolha da Comissão Julgadora), responsáveis pela área de recursos humanos e supervisores de estágio, podendo fazer registros com fotos e/ou filmagens.

4 6.6. No momento da visita, o representante da organização deverá assinar o Termo de Visita e entregar os documentos adicionais requeridos pela Comissão Julgadora As visitas serão realizadas por membros do Fórum de Estagio da Bahia Nas visitas de avaliação, a Comissão Julgadora verificará as informações fornecidas com as práticas desenvolvidas, podendo resultar em nova pontuação para a organização participante. 7. Da Classificação Final 7.1. Com base na pontuação obtida na fase de visita haverá a classificação final das organizações participantes em cada categoria, de acordo com o item Serão utilizados como critérios de desempate entre as organizações, caso seja necessário, os seguintes itens: Maior tempo do programa de estágio; Maior relação número de estagiários/número de empregados; Maior número de estagiários efetivados na organização após o estágio A organização que tenha obtido por três vezes consecutivas a pontuação máxima de sua categoria, e, nesta edição obtiver novamente pontuação superior às demais concorrentes da sua categoria, concorrerá ao Troféu Euvaldo Lodi, que a partir desta edição do Prêmio passa a constituir uma categoria de premiação. Nessa categoria concorrem as empresas que já possuem uma prática de estágio de referência, devendo, portanto, concorrer entre si independente da categoria A organização que receber o Troféu Euvaldo Lodi por 2 anos será considerada o hors-concours pelos próximos 2 anos, sendo convidada a participar da comissão de avaliação do Prêmio durante esse período. A organização poderá voltar a concorrer, após esse período, com as empresas de seu porte, ao Prêmio Melhores Práticas de Estágio As organizações vencedoras poderão ser indicadas para concorrer à premiação nacional, Prêmio IEL de Estágio. 8. Do Sigilo das Informações 8.1. Todas as informações recebidas pela Comissão Julgadora, inclusive as entrevistas realizadas, são sigilosas, sem nenhum tipo de divulgação sem a prévia autorização da organização, exceto as organizações vencedoras que terão suas práticas divulgadas para o público em geral.

5 9. Disposições Gerais 9.1. A participação na premiação implica na aceitação, por parte do concorrente, de todas as exigências regulamentares e o não cumprimento de quaisquer delas acarretará a sua eliminação Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão Julgadora As informações adicionais poderão ser obtidas através do telefone (71) ou

6 ANEXO 1 RELATÓRIO DA EMPRESA Empresa (Nome Fantasia): Razão Social: CNPJ: Endereço: Telefone: Website: Número de empregados: Representante da Empresa: Cargo: Telefone: Supervisor de Estágio: Cargo: Telefone: 1. CARACTERÍSTICAS GERAIS DA EMPRESA (APRESENTAR EVIDÊNCIAS) Ramo de atividade, tempo de atuação no mercado, número de funcionários, ações empreendedoras, inovação, responsabilidade social e outras informações relevantes. 2. INFORMAÇÕES SOBRE O PROGRAMA DE ESTÁGIO As instalações são adequadas à realização do estágio? Espaço físico, cumprimento das normas de legislação de saúde e segurança no trabalho e outros. As atividades desenvolvidas são correlatas com o curso do estagiário? Curso do estudante x atividades desempenhadas no estágio. Existe supervisor da concedente para orientar e acompanhar os estagiários? Informar o nome e formação dos supervisores que acompanharam/acompanham o estagiário.

7 Há participação de professor orientador da instituição de ensino para orientar e avaliar os estagiários? Comprovar a participação do professor orientador com: visitas, reuniões na própria escola, s, telefonemas, seminários, workshops e outros. Existe política de estágio definida (resolução, portaria etc.)? A política de estágio está adequada à legislação de estágio (Lei nº /2008)? Os relatórios do estagiário são realizados e encaminhados às instituições de ensino? Os estagiários possuem seguro contra acidentes pessoais? Os estagiários têm possibilidade de serem contratados após o período de estágio? Informar o número de estagiários efetivados (contratados em regime de CLT) nos últimos dois anos (curso, área, tempo médio de estágio e outros). Descreva o processo de recrutamento e seleção dos candidatos. O acompanhamento do estágio é realizado? De que forma? Descreva como é realizado o desligamento no ambiente de trabalho. Descreva o processo de treinamento e desenvolvimento de estagiários e supervisores? Existência de bolsa para estudantes que realizam o estágio obrigatório? São concedidos outros benefícios relacionados a transporte, alimentação e saúde? Os estagiários têm a oportunidade de participar dos projetos da empresa? Projetos com foco no empreendedorismo, na inovação e responsabilidade social. Faz parte da cultura da empresa este tipo de participação? Qual a possibilidade da implantação de ações de iniciativa do estagiário? Este tipo de iniciativa acontece? Qual a periodicidade e objetivo? Há estagiários com deficiência? Qual a política de contratação? Qual o percentual de contratação em regime de CLT após a finalização do estágio? Informar os resultados concretos obtidos pela empresa com o Programa de Estágio e com a prática vencedora. Data : / / Representante da Empresa

8 ANEXO 2 RELATÓRIO DO ESTAGIÁRIO Empresa: Telefone: Estagiário: Telefone: Instituição de Ensino: Curso: Período Escolar: Professor Orientador: Supervisor na Empresa: Descreva as atividades realizadas no estágio com os pontos positivos, negativos, facilidades e dificuldades. AUTO AVALIAÇÃO Insuficiente Fraco Regular Bom Ótimo Pontualidade e assiduidade Cumprimento de normas e regulamentos Habilidade no relacionamento interpessoal Senso crítico Ética Iniciativa Capacidade para a resolução de problemas Capacidade de argumentação Capacidade inovadora e empreendedora Disposição para trabalhar em equipe

9 DESCRIÇÃO DO PROJETO DESENVOLVIDO NA EMPRESA 1. Título Cite o nome do projeto 2. Introdução Faça um breve resumo do projeto 3. Objetivos Descreva os objetivos gerais e específicos do projeto. 4. Desenvolvimento/Metodologia Descreva as etapas realizadas para o alcance dos resultados 5. Resultados Alcançados Relate os resultados atingidos (total e/ou parcial) 6. Benefícios Responsabilidade Ambiental (Algum tipo de economia ambiental, reciclagem, redução de água, energia, efluente); Econômico-Financeiro (O que gera de ganho com o seu projeto); Gestão da Qualidade (Ferramentas de qualidade); Inovação (Se o projeto traz uma aplicação de novas ferramentas e métodos não utilizado pela empresa); e, Responsabilidade Social (Bem estar do trabalhador, equipe, comunidade). 7. Conclusão Apresentar os pontos positivos e negativos Data: Data: Data: Estagiário Supervisor da Empresa Professor Orientador

10 ANEXO 3 AVALIAÇÃO DO ESTAGIÁRIO PELO SUPERVISOR NA EMPRESA Empresa: Supervisor: Fone: Nome do Estagiário: Curso: Período: Instituição de Ensino: Professor Orientador: AVALIE DE 1 A 5 O DESEMPENHO DO ESTAGIÁRIO, QUANTO AOS: ASPECTOS COMPORTAMENTAIS Insuficiente Fraco Regular Bom Ótimo Pontualidade e assiduidade Cumprimento de normas e regulamentos Habilidade no relacionamento interpessoal Senso crítico Ética Iniciativa Capacidade para a resolução de problemas Capacidade de argumentação Capacidade Inovadora e Empreendedora Disposição para trabalhar em equipe ASPECTOS TÉCNICOS Insuficiente Fraco Regular Bom Ótimo Utilização de referencial teórico Capacidade de assimilar rotinas de trabalho Capacidade de sugerir e implantar melhorias Eficiência e eficácia no alcance de metas propostas Capacidade inovadora e empreendedora ASPECTO GERAL Insuficiente Fraco Regular Bom Ótimo Desempenho do estagiário Data: Supervisor

11 ANEXO 4 AVALIAÇÃO DO ESTAGIÁRIO PELO PROFESSOR ORIENTADOR Professor Orientador: Instituição de Ensino: Estagiário: Curso: Empresa: Fone: Período: Descreva sua percepção sobre o programa de estagio da empresa e as atividades realizadas pelo estagiário. PROGRAMA DE ESTÁGIO - INSTITUIÇÃO DE ENSINO A Instituição de Ensino inseriu o Estágio no projeto pedagógico do curso O Estágio foi realizado conforme sistemática estabelecida pela Instituição de Ensino Houve acompanhamento do Estágio por parte da Instituição de Ensino Sim Não ( ) ( ) ( ) ( ) ( ) ( )

12 PROGRAMA DE ESTÁGIO - EMPRESA Insuficiente Fraco Regular Bom Ótimo As atividades desempenhadas estão de acordo com o Plano de Estágio As atividades propostas pela empresa são compatíveis com o curso As condições para a realização do Estágio na empresa são satisfatórias DESEMPENHO COMPORTAMENTAL DO Insuficiente Fraco Regular Bom Ótimo ESTAGIÁRIO Pontualidade e assiduidade Cumprimento de normas e regulamentos Habilidade no relacionamento interpessoal Senso crítico Ética Iniciativa Capacidade para a resolução de problemas Capacidade de argumentação Capacidade inovadora e empreendedora Disposição para trabalhar em equipe DESEMPENHO TÉCNICO DO ESTAGIÁRIO Insuficiente Fraco Regular Bom Ótimo Utilização de referencial teórico Capacidade de assimilar rotinas de trabalho Capacidade de sugerir e implantar melhorias Eficiência e eficácia no alcance de metas propostas Capacidade inovadora e empreendedora ASPECTO GERAL Insuficiente Fraco Regular Bom Ótimo Desempenho do estagiário Data: Professor Orientador

13 ANEXO 5 DECLARAÇÃO DE FREQUENCIA ESCOLAR Declaro, para os fins de participação no Prêmio IEL de Estágio 2014, que o aluno (nome do aluno) do curso (nome do curso) (período/semestre escolar) na instituição de ensino está matriculado e efetivamente frequentando as aulas na referida Instituição. Local e Data Assinatura do representante da Instituição de Ensino

PRÊMIO IEL/CE- MELHORES PRÁTICAS DE ESTÁGIO/2013 REGULAMENTO

PRÊMIO IEL/CE- MELHORES PRÁTICAS DE ESTÁGIO/2013 REGULAMENTO PRÊMIO IEL/CE- MELHORES PRÁTICAS DE ESTÁGIO/2013 REGULAMENTO 2013 Prêmio IEL/CE- Melhores Práticas de Estágio 2013 1 de 16 Sumário 1. O PRÊMIO...2 2. OBJETIVOS...3 3. CATEGORIAS DA PREMIAÇÃO...3 4. FASES

Leia mais

REGULAMENTO Prêmio IEL de Estágio 2014

REGULAMENTO Prêmio IEL de Estágio 2014 REGULAMENTO Prêmio IEL de Estágio 2014 Curitiba, Fevereiro de 2014 Sumário 1. O PRÊMIO... 3 2. OBJETIVOS... 4 3. CATEGORIAS DE PREMIAÇÃO... 5 4. ETAPAS DE AVALIAÇÃO... 5 5. PREMIAÇÃO... 5 6. PARTICIPAÇÃO/INSCRIÇÃO...

Leia mais

REGULAMENTO. 10º Prêmio de Responsabilidade Social

REGULAMENTO. 10º Prêmio de Responsabilidade Social REGULAMENTO 10º Prêmio de Responsabilidade Social I DA INSTITUIÇÃO DA PREMIAÇÃO II DAS CATEGORIAS III DAS INSCRIÇÕES IV DOS PROJETOS V DO JULGAMENTO VI DAS DATAS VII DA COORDENAÇÃO I DA INSTITUIÇÃO DA

Leia mais

PRÊMIO PROCEL CIDADE EFICIENTE EM ENERGIA ELÉTRICA

PRÊMIO PROCEL CIDADE EFICIENTE EM ENERGIA ELÉTRICA PRÊMIO PROCEL CIDADE EFICIENTE EM ENERGIA ELÉTRICA FICHA DE INSCRIÇÃO 8 ª EDIÇÃO Prefeitura Municipal de Nome do(a) Prefeito(a) Endereço CEP UF Telefone Fax E-mail Responsável pelas informações (nome e

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 211/2005-CEPE/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 211/2005-CEPE/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 211/2005-CEPE/UNICENTRO Aprova o Regulamento de Estágio do Curso de Turismo da Universidade Estadual do Centro- Oeste, UNICENTRO. O REITOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO:

Leia mais

A Federação das Unimeds do Estado de São Paulo (Fesp), no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Estatuto Social, resolve:

A Federação das Unimeds do Estado de São Paulo (Fesp), no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Estatuto Social, resolve: 33º PRÊMIO CASOS DE SUCESSO - REGULAMENTO 1) CONSIDERAÇÕES GERAIS A Federação das Unimeds do Estado de São Paulo (Fesp), no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Estatuto Social, resolve: 1.1

Leia mais

REGULAMENTO CATEGORIA MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS

REGULAMENTO CATEGORIA MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS REGULAMENTO CATEGORIA MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS apoio: organização: CATEGORIA MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS PRÊMIO NACIONAL DE CONSERVAÇÃO E USO RACIONAL DE ENERGIA EDIÇÃO 2009 1 O PRÊMIO Instituído

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA I INTRODUÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA I INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA I INTRODUÇÃO O estágio curricular do curso de Engenharia Mecânica é uma atividade obrigatória, em consonância com as Diretrizes Curriculares

Leia mais

CONCURSO AGRINHO EDUCAÇÃO ESPECIAL

CONCURSO AGRINHO EDUCAÇÃO ESPECIAL CONCURSO AGRINHO EDUCAÇÃO ESPECIAL CONCURSO EDUCAÇÃO ESPECIAL CATEGORIA Desenho TEMA: As coisas que ligam o campo e a cidade e nosso papel para melhorar o mundo. O concurso é dirigido aos alunos com necessidades

Leia mais

EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS DIRETORIA REGIONAL DO TOCANTINS PROCESSO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DE NÍVEL SUPERIOR NOTA E-006/2015

EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS DIRETORIA REGIONAL DO TOCANTINS PROCESSO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DE NÍVEL SUPERIOR NOTA E-006/2015 EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS DIRETORIA REGIONAL DO TOCANTINS PROCESSO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DE NÍVEL SUPERIOR NOTA E-006/2015 A EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS, empresa

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS I INTRODUÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS I INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS I INTRODUÇÃO O estágio curricular do curso de Engenharia de Alimentos é uma atividade obrigatória, em consonância com as Diretrizes

Leia mais

EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS DIRETORIA REGIONAL DO PIAUÍ PROCESSO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DE NÍVEL MÉDIO-TÉCNICO NOTA Nº E-128/2015

EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS DIRETORIA REGIONAL DO PIAUÍ PROCESSO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DE NÍVEL MÉDIO-TÉCNICO NOTA Nº E-128/2015 EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS DIRETORIA REGIONAL DO PIAUÍ PROCESSO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DE NÍVEL MÉDIO-TÉCNICO NOTA Nº E-128/2015 A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, empresa

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO I INTRODUÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO I INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO I INTRODUÇÃO O estágio curricular do curso de Administração é uma atividade obrigatória, em consonância com as Diretrizes Curriculares Nacionais

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO MULTIDISCIPLINAR EM SAUDE COLEGIADO DO CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO MULTIDISCIPLINAR EM SAUDE COLEGIADO DO CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO MULTIDISCIPLINAR EM SAUDE COLEGIADO DO CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Instrução normativa Nº 01/2011 Revoga a Instrução Normativa N 02/2008 da comissão

Leia mais

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO PROPOSTA DE RESOLUÇÃO Regulamenta a Lei Estadual nº 11.170/2008, dispondo sobre a progressão funcional dos servidores no âmbito do Poder Judiciário do Estado da Bahia. O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA

Leia mais

15º Salão de Arte Contemporânea de Guarulhos

15º Salão de Arte Contemporânea de Guarulhos PREFEITURA DE GUARULHOS SECRETARIA DE CULTURA DEPARTAMENTO DE ATIVIDADES CULTURAIS SEÇÃO ADMINISTRATIVA DE ARTES VISUAIS 15º Salão de Arte Contemporânea de Guarulhos Regulamento O Secretário de Cultura,

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO DE REDAÇÃO

REGULAMENTO CONCURSO DE REDAÇÃO REGULAMENTO CONCURSO DE REDAÇÃO 1 DO CONCURSO O Concurso de Redação do ESPAÇO GESTÃO TAPEJARA, com o tema Inovação e Sustentabilidade Empresarial, obedecerá ao presente regulamento. 2 DOS OBJETIVOS O Concurso

Leia mais

REGULAMENTO 5º PRÊMIO APEX-BRASIL DE EXCELÊNCIA EM EXPORTAÇÃO O BRASIL QUE INSPIRA O MUNDO

REGULAMENTO 5º PRÊMIO APEX-BRASIL DE EXCELÊNCIA EM EXPORTAÇÃO O BRASIL QUE INSPIRA O MUNDO REGULAMENTO 5º PRÊMIO APEX-BRASIL DE EXCELÊNCIA EM EXPORTAÇÃO O BRASIL QUE INSPIRA O MUNDO 1 DO PRÊMIO 1.1 Fica estabelecido o 5º Prêmio Apex-Brasil de Excelência em Exportação O Brasil que inspira o mundo,

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO MÃOS À OBRA - 2015

REGULAMENTO DO CONCURSO MÃOS À OBRA - 2015 REGULAMENTO DO CONCURSO MÃOS À OBRA - 2015 1. OBJETIVOS O Concurso MÃOS À OBRA tem por objetivo incentivar, aprofundar o debate sobre temas que impactam a competitividade da cadeia produtiva da construção

Leia mais

REGULAMENTO GERAL 5º Edição do Prêmio CISER de Inovação Tecnológica

REGULAMENTO GERAL 5º Edição do Prêmio CISER de Inovação Tecnológica REGULAMENTO GERAL 5º Edição do Prêmio CISER de Inovação Tecnológica 1. O PRÊMIO O Prêmio CISER de Inovação Tecnológica, doravante denominado PRÊMIO, promovido pela Cia. Industrial H. Carlos Schneider (CISER),

Leia mais

EDITAL FAPESB/SECTI/SEBRAE/IEL Apoio à Implantação de Cursos de Empreendedorismo 002/2006

EDITAL FAPESB/SECTI/SEBRAE/IEL Apoio à Implantação de Cursos de Empreendedorismo 002/2006 EDITAL FAPESB/SECTI/SEBRAE/IEL Apoio à Implantação de Cursos de Empreendedorismo 002/2006 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA O PROGRAMA BAHIA INOVAÇÃO REDE DE EMPREENDEDORISMO A Fundação de Amparo à Pesquisa

Leia mais

Regulamento Concurso Fotográfico CRN-2. #orgulhotnd

Regulamento Concurso Fotográfico CRN-2. #orgulhotnd Regulamento Concurso Fotográfico CRN-2 DA INSTITUIÇÃO #orgulhotnd Artigo 1º - O Concurso Fotográfico de valorização da atuação do Técnico em Nutrição e Dietética (TND), sem fins lucrativos, foi instituído,

Leia mais

REGULAMENTO. I CONCURSO NACIONAL DE FOTOGRAFIA DOS CORREIOS Vá mais longe 1. OBJETIVO

REGULAMENTO. I CONCURSO NACIONAL DE FOTOGRAFIA DOS CORREIOS Vá mais longe 1. OBJETIVO REGULAMENTO 1. OBJETIVO 1.1 O I Concurso Nacional de Fotografia dos Correios tem como objetivos reunir imagens que representem a atuação dos Correios, especialmente a relação da empresa com a sociedade;

Leia mais

EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS 2014

EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS 2014 EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS 2014 1. DO OBJETO 1.1. O presente edital tem por objeto realizar uma chamada pública nacional para seleção de projetos sociais. O edital destina-se às organizações

Leia mais

Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio FAN - CEUNSP SALTO. Campus V

Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio FAN - CEUNSP SALTO. Campus V Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio FAN - CEUNSP SALTO Campus V Regulamento Interno de Estágio Supervisionado e ou Trabalho Pedagógico Supervisionado FAN-CEUNSP-SALTO -Campus V O presente

Leia mais

Sobre o IEL. Nossa Missão

Sobre o IEL. Nossa Missão Regulamento 2015 Sobre o IEL O IEL apoia o aperfeiçoamento da gestão e a capacitação empresarial, identifica jovens talentos em programas de estágio, especialmente voltados às necessidades das empresas,

Leia mais

EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS PROCESSO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DE NÍVEL MÉDIO EDITAL Nº E 143/2015

EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS PROCESSO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DE NÍVEL MÉDIO EDITAL Nº E 143/2015 EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS PROCESSO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DE NÍVEL MÉDIO EDITAL Nº E 143/2015 A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, empresa pública federal, criada pelo

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO Engenharia de Automação Industrial

ESTÁGIO SUPERVISIONADO Engenharia de Automação Industrial CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS CEFET-MG UNIDADE ARAXÁ COORDENAÇÃO DE PROGRAMA DE ESTÁGIO - 3ºGRAU ESTÁGIO SUPERVISIONADO Engenharia de Automação Industrial GUIA DO ESTAGIÁRIO CEFET-MG

Leia mais

EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS DIRETORIA REGIONAL DE ALAGOAS PROCESSO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DE NÍVEL SUPERIOR. NOTA nº E-029/2014

EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS DIRETORIA REGIONAL DE ALAGOAS PROCESSO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DE NÍVEL SUPERIOR. NOTA nº E-029/2014 EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS DIRETORIA REGIONAL DE ALAGOAS PROCESSO PARA SELEÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DE NÍVEL SUPERIOR NOTA nº E-029/2014 A EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS, empresa

Leia mais

EDITAL 2016 PERÍODO DE VIGÊNCIA: ABERTURA: 26/10/2015 ENCERRAMENTO: 11/09/2016

EDITAL 2016 PERÍODO DE VIGÊNCIA: ABERTURA: 26/10/2015 ENCERRAMENTO: 11/09/2016 EDITAL 2016 PERÍODO DE VIGÊNCIA: ABERTURA: 26/10/2015 ENCERRAMENTO: 11/09/2016 SELEÇÃO DE NOVOS PROJETOS / EMPRESAS, PARA O PROGRAMA DE INCUBAÇÃO DE EMPRESAS E PROJETOS DO INATEL INSTITUTO NACIONAL DE

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BAGÉ SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PRÊMIO PROFESSOR DO ANO 2011. Capítulo I: Do regulamento

PREFEITURA MUNICIPAL DE BAGÉ SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PRÊMIO PROFESSOR DO ANO 2011. Capítulo I: Do regulamento PREFEITURA MUNICIPAL DE BAGÉ SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PRÊMIO PROFESSOR DO ANO 2011 Capítulo I: Do regulamento ART 1 - O evento Prêmio Professor do Ano é uma promoção da SECRETARIA MUNICIPAL DE

Leia mais

1. CONCEITOS 2. DOS OBJETIVOS DA PRÉ-INCUBAÇÃO

1. CONCEITOS 2. DOS OBJETIVOS DA PRÉ-INCUBAÇÃO Instituto Federal do Espírito Santo IFES Programa de pré-incubação do Núcleo Incubador Campus Colatina e Itapina Edital de Seleção de Empreendimentos de Base Tecnológica - Nº 01/2014 Os Diretores Gerais

Leia mais

REGIMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E URBANISMO

REGIMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E URBANISMO REGIMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E URBANISMO Res. CONSUN nº 49/03, 10/12/03 Art. 1 o O presente documento objetiva fornecer as orientações

Leia mais

REGULAMENTO DO PRÊMIO 2014

REGULAMENTO DO PRÊMIO 2014 REGULAMENTO DO PRÊMIO 2014 1 ÍNDICE CRONOGRAMA ------------------------------------------------------------------------------- 3 CATEGORIAS -------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

SELEÇÃO PARA O CARGO DE AGENTE DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA N.º 08/2013

SELEÇÃO PARA O CARGO DE AGENTE DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA N.º 08/2013 1 SELEÇÃO PARA O CARGO DE AGENTE DE RECRUTAMENTO E SELEÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA N.º 08/2013 FINALIDADE Selecionar profissional para o Cargo de Agente de Recrutamento e Seleção NATUREZA DA INSTITUIÇÃO O

Leia mais

MODALIDADE: DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E RESPONSABILIDADE SOCIAL/ORGANIZAÇÃO DO TERCEIRO SETOR

MODALIDADE: DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E RESPONSABILIDADE SOCIAL/ORGANIZAÇÃO DO TERCEIRO SETOR PRÊMIO SER HUMANO OSWALDO CHECCIA 2013 MODALIDADE: DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E RESPONSABILIDADE SOCIAL/ORGANIZAÇÃO DO TERCEIRO SETOR A. OBJETIVO A modalidade Desenvolvimento Sustentável e Responsabilidade

Leia mais

DESAFIO SOFTWARE INOVADOR SISTEMAS DE INFORMAÇÃO UNIFEB 2012. O Desafio Software Inovador do Curso de Sistemas de Informação - UNIFEB:

DESAFIO SOFTWARE INOVADOR SISTEMAS DE INFORMAÇÃO UNIFEB 2012. O Desafio Software Inovador do Curso de Sistemas de Informação - UNIFEB: DESAFIO SOFTWARE INOVADOR SISTEMAS DE INFORMAÇÃO UNIFEB 2012 REGULAMENTO 1. Apresentação O Desafio Software Inovador do Curso de Sistemas de Informação - UNIFEB: É uma atividade científica promovida pelo

Leia mais

8º CONCURSO ESTADUAL DE PLANOS DE NEGÓCIO PARA UNIVERSITÁRIOS 2015 REALIZAÇÃO: SEBRAE/SC REGULAMENTO

8º CONCURSO ESTADUAL DE PLANOS DE NEGÓCIO PARA UNIVERSITÁRIOS 2015 REALIZAÇÃO: SEBRAE/SC REGULAMENTO 8º CONCURSO ESTADUAL DE PLANOS DE NEGÓCIO PARA UNIVERSITÁRIOS 2015 REALIZAÇÃO: SEBRAE/SC REGULAMENTO CAPÍTULO 1 DOS OBJETIVOS Art. 1º O Concurso Estadual de Planos de Negócio para Universitários é uma

Leia mais

XX Ciência Viva. Tema: Luz, ciência e vida. 12 e 13 de Novembro de 2015

XX Ciência Viva. Tema: Luz, ciência e vida. 12 e 13 de Novembro de 2015 XX Ciência Viva Tema: Luz, ciência e vida 12 e 13 de Novembro de 2015 A CIÊNCIA VIVA A Ciência Viva é uma exposição anual aberta ao público, em que estudantes da educação básica das instituições de ensino

Leia mais

05 de julho de 2013, Curitiba-PR, às 16:30

05 de julho de 2013, Curitiba-PR, às 16:30 Educando para o respeito aà Educando para o respeito a à 05 de julho de 2013, Curitiba-PR, às 16:30 Universidade Federal do Paraná Edifício Dom Pedro I, 1º andar - Sala Homero de Barros Rua General Carneiro,

Leia mais

11º Mostra de Ações Socioambientais 2015 REGULAMENTO

11º Mostra de Ações Socioambientais 2015 REGULAMENTO Centro das Indústrias do Estado de São Paulo Grupo de Trabalho de Meio Ambiente - GTMA Grupo de Trabalho em Responsabilidade Social GTRS Diretoria Regional em Jacareí 11º Mostra de Ações Socioambientais

Leia mais

DATA ESPECIFICAÇÕES HORÁRIO

DATA ESPECIFICAÇÕES HORÁRIO 1 PREFEITURA MUNICIPAL DE BIGUAÇU SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº. 003/2014 POR PROVA DE TÍTULOS A Secretária Municipal de Educação de Biguaçu, no uso de suas

Leia mais

TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO Comunicado de Processo Seletivo INTERNO Nº 003/2015

TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO Comunicado de Processo Seletivo INTERNO Nº 003/2015 TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO Comunicado de Processo Seletivo INTERNO Nº 003/2015 O SESI Piauí, assessorado pelo IEL, torna pública a realização do Processo Seletivo Interno nº 003/2015 destinado a

Leia mais

Processo Seletivo Simplificado Nº 314405

Processo Seletivo Simplificado Nº 314405 Processo Seletivo Simplificado Nº 314405 Contratação de Pessoal para a função de Monitor (a) do Programa de Aprendizagem Rural Jovem Aprendiz, no município de Cambará do Sul, RS, por prazo determinado,

Leia mais

I Concurso Nacional de Monografias Funenseg/SulAmérica. Regulamento I Concurso Nacional de Monografias Funenseg/SulAmérica

I Concurso Nacional de Monografias Funenseg/SulAmérica. Regulamento I Concurso Nacional de Monografias Funenseg/SulAmérica Regulamento I Concurso Nacional de Monografias Funenseg/SulAmérica A Escola Nacional de Seguros Funenseg, em conjunto com a SulAmérica Seguros, com o intuito de desenvolver e promover o conhecimento do

Leia mais

Estimular as empresas produtoras e distribuidoras de aço ao envolvimento com projetos de natureza social.

Estimular as empresas produtoras e distribuidoras de aço ao envolvimento com projetos de natureza social. Estimular as empresas produtoras e distribuidoras de aço ao envolvimento com projetos de natureza social. Inscrição: INFORMAÇÕES GERAIS EDIÇÃO 2008 A inscrição de projetos à Certificação do Prêmio Inda

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE MICRO E PEQUENAS EMPRESAS REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO Das

Leia mais

Educação Profissional Cursos Técnicos. Regulamento de Estágio Supervisionado

Educação Profissional Cursos Técnicos. Regulamento de Estágio Supervisionado Educação Profissional Cursos Técnicos Regulamento de Estágio Supervisionado CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - O presente Regulamento de Estágio Supervisionado refere-se à formação do aluno

Leia mais

PROCESSO SELETIVO N 02-2010 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOAL

PROCESSO SELETIVO N 02-2010 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PROCESSO SELETIVO N 02-2010 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOAL A unidade nacional do Sescoop Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo, personalidade jurídica de direito privado, sem fins lucrativos,

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE NUTRIÇÃO CURRÍCULO 2 I INTRODUÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE NUTRIÇÃO CURRÍCULO 2 I INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE NUTRIÇÃO CURRÍCULO 2 I INTRODUÇÃO O estágio curricular do curso de Nutrição é uma atividade obrigatória, em consonância com as Diretrizes Curriculares Nacionais

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO DE SELEÇÃO SESC SANTA CATARINA

EDITAL DE PROCESSO DE SELEÇÃO SESC SANTA CATARINA EDITAL DE PROCESSO DE SELEÇÃO SESC SANTA CATARINA O presente documento tem como objetivo disponibilizar a divulgação oficial das condições estabelecidas pelo SESC Santa Catarina para regulamentação dos

Leia mais

DESCRITIVO DO PROCESSO DE SELEÇÃO ORIENTADOR DE PÚBLICO

DESCRITIVO DO PROCESSO DE SELEÇÃO ORIENTADOR DE PÚBLICO DESCRITIVO DO PROCESSO DE SELEÇÃO ORIENTADOR DE PÚBLICO O presente documento é uma divulgação oficial de todos os critérios e procedimentos estabelecidos pelo SESC para este processo seletivo. É de fundamental

Leia mais

III CONCURSO DE FOTOGRAFIA FAE

III CONCURSO DE FOTOGRAFIA FAE III CONCURSO DE FOTOGRAFIA FAE REGULAMENTO Um olhar para o futuro I PROMOÇÃO E REALIZAÇÃO A. O Concurso de Fotografia da FAE é uma iniciativa promovida pela Coordenação do Núcleo Cultural do Programa de

Leia mais

REGULAMENTO. Programa de Reconhecimento Canal +

REGULAMENTO. Programa de Reconhecimento Canal + REGULAMENTO Programa de Reconhecimento Canal + 1. Programa A UNIFACS, com sede na Rua Dr. José Peroba, 251, Edf. Civil Empresarial, Costa Azul, Salvador- Bahia, CNPJ 13.526.884/0001-64, através da Diretoria

Leia mais

REGULAMENTO IV CONCURSO SOBRE A DENGUE NO AMAZONAS - 2011 TEMA Escola em Ação contra a Dengue

REGULAMENTO IV CONCURSO SOBRE A DENGUE NO AMAZONAS - 2011 TEMA Escola em Ação contra a Dengue REGULAMENTO IV CONCURSO SOBRE A DENGUE NO AMAZONAS - 2011 TEMA Escola em Ação contra a Dengue A Fundação de Vigilância em Saúde (FVS) conjuntamente com a Secretaria de Estado da Educação e Qualidade de

Leia mais

REGULAMENTO II Concurso de Redação do Jogue Limpo

REGULAMENTO II Concurso de Redação do Jogue Limpo REGULAMENTO II Concurso de Redação do Jogue Limpo DO OBJETIVO Geral Estimular a reflexão sobre o exercício da cidadania em crianças e jovens, oriundos de escolas públicas dos lugares discriminados no item

Leia mais

FUNDAÇÃO DE APOIO CIENTÍCO E TECNOLÓGICO DO TOCANTINS NÚCLEO DE GESTÃO DE PESSOAS

FUNDAÇÃO DE APOIO CIENTÍCO E TECNOLÓGICO DO TOCANTINS NÚCLEO DE GESTÃO DE PESSOAS EDITAL DE SELEÇÃO DE PESSOAL Nº 01/2016 A Fundação de Apoio Científico e Tecnológico do Tocantins FAPTO, personalidade jurídica de direito privado, CNPJ: 06.343.763/0001-11, situada à Orla 14, Praia da

Leia mais

1ª EDIÇÃO DO PRÊMIO EXPERIÊNCIAS DE SUCESSO PROFESSOR NOTA 10 REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I

1ª EDIÇÃO DO PRÊMIO EXPERIÊNCIAS DE SUCESSO PROFESSOR NOTA 10 REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I Das Disposições Gerais 1ª EDIÇÃO DO PRÊMIO EXPERIÊNCIAS DE SUCESSO PROFESSOR NOTA 10 REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I Art. 1º - O Prêmio Experiências de Sucesso 2015 Professor Nota 10, é uma promoção da Secretaria

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO MELHOR PROJETO EMPREENDEDOR RURAL 2015

REGULAMENTO CONCURSO MELHOR PROJETO EMPREENDEDOR RURAL 2015 REGULAMENTO CONCURSO MELHOR PROJETO EMPREENDEDOR RURAL 2015 1- Objetivo O Concurso MELHOR PROJETO EMPREENDEDOR RURAL 2015 instituído pelo SENAR-PR, SEBRAE-PR, FAEP e FETAEP como uma ação do PROGRAMA EMPREENDEDOR

Leia mais

EDITAL PROEN Nº 43/2015

EDITAL PROEN Nº 43/2015 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIO-GRANDENSE PRÓ-REITORIA DE ENSINO EDITAL PROEN Nº 43/2015 Dispõe sobre

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE PESSOAL Nº 09/2016

EDITAL DE SELEÇÃO DE PESSOAL Nº 09/2016 EDITAL DE SELEÇÃO DE PESSOAL Nº 09/2016 A Fundação de Apoio Científico e Tecnológico do Tocantins FAPTO, personalidade jurídica de direito privado, CNPJ: 06.343.763/0001-11, situada à Orla 14, Praia da

Leia mais

Professor de Ensino Fundamental II

Professor de Ensino Fundamental II PROFESSOR DE ENSINO FUNDAMENTAL II PROFESSOR/GEOGRAFIA Comunicado de Processo Seletivo Externo Nº 009/2016 para Provimento de Vaga para Contrato por Prazo Indeterminado O SESI Piauí, assessorado pelo IEL,

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA CRA-MG, Nº 005 de 14 de maio de 2013. Aprova Regulamento do para a concessão do Prêmio CRA-MG na Estrada.

RESOLUÇÃO NORMATIVA CRA-MG, Nº 005 de 14 de maio de 2013. Aprova Regulamento do para a concessão do Prêmio CRA-MG na Estrada. RESOLUÇÃO NORMATIVA CRA-MG, Nº 005 de 14 de maio de 2013. Aprova Regulamento do para a concessão do Prêmio CRA-MG na Estrada. O CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DE MINAS GERAIS, no uso da competência

Leia mais

PROGRAMA DE ESTÁGIO CEMIG 2015 REGULAMENTO

PROGRAMA DE ESTÁGIO CEMIG 2015 REGULAMENTO PROGRAMA DE ESTÁGIO CEMIG 2015 REGULAMENTO PROGRAMA DE ESTÁGIO CEMIG 2015 1- Introdução Regulamento O Programa de Estágio Cemig 2015 é uma iniciativa da Empresa e tem como objetivo preparar estudantes

Leia mais

SEMANA UNIVERSITÁRIA NA PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO PAULO

SEMANA UNIVERSITÁRIA NA PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO PAULO SEMANA UNIVERSITÁRIA NA PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO PAULO 1. OBJETIVOS O objetivo geral da Semana Universitária da Prefeitura Municipal de São Paulo é colaborar para a formação de estudantes universitários

Leia mais

PORTARIA MMA Nº 202, DE 07 DE JUNHO DE 2013

PORTARIA MMA Nº 202, DE 07 DE JUNHO DE 2013 PORTARIA MMA Nº 202, DE 07 DE JUNHO DE 2013 A MINISTRA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE, no uso de suas atribuições, e tendo em vista o disposto na Lei nº 10.683, de 28 de maio de 2003, Decreto nº 6.101, de

Leia mais

R E G U L A M E N T O

R E G U L A M E N T O R E G U L A M E N T O PRÊMIO CHICO RIBEIRO SOBRE INFORMAÇÃO DE CUSTOS E QUALIDADE DO GASTO NO SETOR PÚBLICO I. DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º Idealizado pelo Instituto Social IRIS, o PRÊMIO CHICO RIBEIRO SOBRE

Leia mais

CONCURSO: AS MELHORES PRÁTICAS DE ESTÁGIO NA PMSP.

CONCURSO: AS MELHORES PRÁTICAS DE ESTÁGIO NA PMSP. CONCURSO: AS MELHORES PRÁTICAS DE ESTÁGIO NA PMSP. A Prefeitura do Município de São Paulo - PMSP, por meio da Secretaria Municipal de Gestão - SMG, mantém o Sistema Municipal de Estágios, que é coordenado

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ- BREVES FACULDADE DE LETRAS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ- BREVES FACULDADE DE LETRAS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CAMPUS UNIVERSITÁRIO DO MARAJÓ- BREVES FACULDADE DE LETRAS REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM LETRAS/PORTUGUÊS INTRODUÇÃO

Leia mais

EDITAL Nº 06, DE 21 DE AGOSTO DE 2015 SELEÇÃO PARA A PARTICIPAÇÃO DE DOCENTES EM EVENTOS E CURSOS DE QUALIFICAÇÃO

EDITAL Nº 06, DE 21 DE AGOSTO DE 2015 SELEÇÃO PARA A PARTICIPAÇÃO DE DOCENTES EM EVENTOS E CURSOS DE QUALIFICAÇÃO EDITAL Nº 06, DE 21 DE AGOSTO DE 2015 SELEÇÃO PARA A PARTICIPAÇÃO DE DOCENTES EM EVENTOS E CURSOS DE QUALIFICAÇÃO O DIRETOR DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS, nomeado pela

Leia mais

GONÇALVES, Eugênio Celso & BAPTISTA, Antonio Eustáquio. Contabilidade geral. 5ªedição São Paulo: Editora Atlas, 2004.

GONÇALVES, Eugênio Celso & BAPTISTA, Antonio Eustáquio. Contabilidade geral. 5ªedição São Paulo: Editora Atlas, 2004. SUPERVISÃO DE ESTAGIO EMENTA Articulação entre teoria e prática das várias possibilidades de atuação profissional docontador. Identificação e avaliação dos procedimentos contábeis e aplicação dosinstrumentos

Leia mais

Manual de Estágio Supervisionado

Manual de Estágio Supervisionado NEP Manual de Estágio Supervisionado Sumário Apresentação.................................................................... 3 Considerações Iniciais............................................................

Leia mais

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. Departamento Regional de São Paulo. Escola SENAI Hessel Horácio Cherkassky

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. Departamento Regional de São Paulo. Escola SENAI Hessel Horácio Cherkassky SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL Departamento Regional de São Paulo GUIA DE REFERÊNCIA RÁPIDA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO GUIA DO ALUNO Cubatão SP SUMÁRIO página 1. O QUE É ESTÁGIO SUPERVISIONADO?

Leia mais

RESOLUÇÃO nº 076. de 06 de maio de 2008.

RESOLUÇÃO nº 076. de 06 de maio de 2008. Av. Castelo Branco, 170 -CEP 88.509-900 - Lages - SC - Cx. P. 525 - Fone (0XX49) 3251-1022 Fax 3251-1051 RESOLUÇÃO nº 076. de 06 de maio de 2008. Altera o Art. 4º da Resolução nº 056 de 02 de abril de

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL, COM HABILITAÇÃO EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA, BACHARELADO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 07/2008 DE 13 DE DEZEMBRO DE 2008. O DIRETOR DA FACULDADE DE DIREITO DO SUL DE MINAS, no uso e gozo de suas atribuições e,

RESOLUÇÃO Nº 07/2008 DE 13 DE DEZEMBRO DE 2008. O DIRETOR DA FACULDADE DE DIREITO DO SUL DE MINAS, no uso e gozo de suas atribuições e, RESOLUÇÃO Nº 07/2008 DE 13 DE DEZEMBRO DE 2008. Altera o regulamento da Monitoria. O DIRETOR DA FACULDADE DE DIREITO DO SUL DE MINAS, no uso e gozo de suas atribuições e, Considerando a necessidade de

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ COORDENAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA - CEE

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ COORDENAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA - CEE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ COORDENAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA - CEE PROJETO DISCIPLINADOR DO ESTÁGIO CURRICULAR - CEE/UNIFAP Estabelece diretrizes e normas necessárias

Leia mais

A2. A modalidade Gestão de Pessoas / Acadêmica está dividida nas seguintes categorias:

A2. A modalidade Gestão de Pessoas / Acadêmica está dividida nas seguintes categorias: PRÊMIO SER HUMANO PAULO FREIRE 2015 MODALIDADE: GESTÃO DE PESSOAS / ACADÊMICA A. OBJETIVO A1. O Prêmio Ser Humano Paulo Freire Modalidade Gestão de Pessoas / Acadêmica premia trabalhos de caráter técnico

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE Bacharelado em Administração Modalidade a Distância

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE Bacharelado em Administração Modalidade a Distância REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE Bacharelado em Administração Modalidade a Distância I INTRODUÇÃO O estágio curricular do curso de Bacharelado em Administração Modalidade a Distância é uma

Leia mais

PROGRAMA DE FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES EM PESQUISA AÇÃO PARA A MELHORIA NA QUALIDADE DA EDUCAÇÃO BÁSICA - FAPEAL /CAPES/ UNEAL

PROGRAMA DE FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES EM PESQUISA AÇÃO PARA A MELHORIA NA QUALIDADE DA EDUCAÇÃO BÁSICA - FAPEAL /CAPES/ UNEAL ESTADO DE ALAGOAS UNIVERSIDADE ESTADUAL DE ALAGOAS Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação - PROPEP Fone: (82) 3521-3379. E-mail: propep@uneal.edu.br PROGRAMA DE FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES EM

Leia mais

Regulamento de Estágios ORIENTAÇÕES GERAIS

Regulamento de Estágios ORIENTAÇÕES GERAIS Regulamento de Estágios ORIENTAÇÕES GERAIS Versão 1.0 2015 I. Introdução Consistirá o estágio em um período de trabalho, realizado pelo aluno, sob o controle de uma autoridade docente, em um estabelecimento

Leia mais

PROCESSO DE SELEÇÃO 2008 (mestrado)

PROCESSO DE SELEÇÃO 2008 (mestrado) EDITAL nº 01/2008 PROCESSO DE SELEÇÃO 2008 (mestrado) A Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação e a Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Química e Biotecnologia (PPGQB), com área de concentração

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO

REGULAMENTO DO CONCURSO REGULAMENTO DO CONCURSO 1 - NOME: BOVESPA NA ESCOLA - 2005 2 - OBJETIVOS 2.1 Gerais: Possibilitar aos alunos da rede pública estadual o conhecimento do funcionamento do mercado de capitais. Possibilitar

Leia mais

MANUAL DO PROGRAMA DE ESTAGIO SUPERVISIONADO CAMPUS COLINAS DO TOCANTINS-TO

MANUAL DO PROGRAMA DE ESTAGIO SUPERVISIONADO CAMPUS COLINAS DO TOCANTINS-TO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA COORDENAÇÃO DE INTERAÇÃO SERVIÇO ESCOLA-EMPRESA MANUAL DO PROGRAMA DE ESTAGIO SUPERVISIONADO CAMPUS COLINAS DO TOCANTINS-TO COLINAS

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO NO INSTITUTO FEDERAL DE RONDÔNIA

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO NO INSTITUTO FEDERAL DE RONDÔNIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA REGULAMENTO DE ESTÁGIO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO NO INSTITUTO FEDERAL

Leia mais

Regulamento. 3. Objetivo do concurso

Regulamento. 3. Objetivo do concurso Regulamento 1. Proponente: Federação das Entidades Assistenciais de Campinas Fundação Odila e Lafayette Álvaro FUNDAÇÃO FEAC, entidade de direito privado de assistência social, de fins não econômicos,

Leia mais

EDITAL COMPLETO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 3 2015. Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Gestão Ambiental

EDITAL COMPLETO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 3 2015. Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Gestão Ambiental EDITAL COMPLETO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO 3 2015 Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Gestão Ambiental Campus ofertante do Curso: Nova Venécia CRONOGRAMA DO PROCESSO SELETIVO ATIVIDADE DATA HORÁRIO

Leia mais

NORMAS PARA EXECUÇÃO DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE EXTENSÃO

NORMAS PARA EXECUÇÃO DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE EXTENSÃO NORMAS PARA EXECUÇÃO DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE EXTENSÃO Capítulo I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º A presente Resolução fixa as normas para o funcionamento do Programa de Bolsa de Extensão.

Leia mais

FACULDADE ASSIS GURGACZ FAG

FACULDADE ASSIS GURGACZ FAG 1 FACULDADE ASSIS GURGACZ FAG Av. das Torres, 500 Fone: (45) 3321-3900 Fax: (45) 3321 3902 Manual de Estágio Curricular Obrigatório Curso de Farmácia Cascavel 2013 2 FACULDADE ASSIS GURGACZ FAG Av. das

Leia mais

Regulamento Prêmio CNT de Jornalismo 2010

Regulamento Prêmio CNT de Jornalismo 2010 Regulamento Prêmio CNT de Jornalismo 2010 1. Objetivo 1.1. O Prêmio CNT de Jornalismo tem como objetivos estimular, divulgar e prestigiar trabalhos jornalísticos sobre o transporte. Com a finalidade de

Leia mais

REGULAMENTO DA 3ª FECITEJ FEIRA DE CIÊNCIA, INOVAÇÃO E TECNOLOGIA DE JOINVILLE

REGULAMENTO DA 3ª FECITEJ FEIRA DE CIÊNCIA, INOVAÇÃO E TECNOLOGIA DE JOINVILLE REGULAMENTO DA 3ª FECITEJ FEIRA DE CIÊNCIA, INOVAÇÃO E TECNOLOGIA DE JOINVILLE A Secretaria Municipal de Educação de Joinville tem por objetivo realizar a 3ª Feira de Ciência, Inovação e Tecnologia de

Leia mais

RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO

RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO Relatório de Estágio é um instrumento através do qual o aluno - estagiário expõe os resultados das atividades desenvolvidas durante o estágio, bem

Leia mais

Para entrada em 2010/02 O presente Edital foi aprovado pelo Colegiado do curso em Produção Vegetal da Universidade Federal do Tocantins.

Para entrada em 2010/02 O presente Edital foi aprovado pelo Colegiado do curso em Produção Vegetal da Universidade Federal do Tocantins. FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS/UFT PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PRODUÇÃO VEGETAL PROCESSO DE SELEÇÃO PARA CURSO DE MESTRADO EDITAL Nº 01/2010 PGPV/UFT Para entrada em 2010/02 O presente Edital

Leia mais

EDITAL 07/2014 - PRPPG SELEÇÃO PARA BOLSAS DO PROGRAMA DE DEMANDA SOCIAL-UNILA DE BOLSAS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU

EDITAL 07/2014 - PRPPG SELEÇÃO PARA BOLSAS DO PROGRAMA DE DEMANDA SOCIAL-UNILA DE BOLSAS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EDITAL 07/2014 - PRPPG SELEÇÃO PARA BOLSAS DO PROGRAMA DE DEMANDA SOCIAL-UNILA DE BOLSAS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU O Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Federal da Integração Latino-

Leia mais

EDITAL Nº 47, DE 07 DE MAIO DE 2015.

EDITAL Nº 47, DE 07 DE MAIO DE 2015. EDITAL Nº 47, DE 07 DE MAIO DE 205. O PRÓ-REITOR DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO da Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, no uso de suas atribuições, torna público o presente Edital

Leia mais

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE FORMAÇÃO TÉCNICA EM TESTES DE SOFTWARE PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE FORMAÇÃO TÉCNICA EM TESTES DE SOFTWARE PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CURSO DE FORMAÇÃO TÉCNICA EM TESTES DE SOFTWARE PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA 1. APRESENTAÇÃO Este regulamento apresenta as regras e os critérios estabelecidos pelo Núcleo

Leia mais