APRESENTAÇÃO. Toda propriedade rural independente do tamanho é obrigada por lei a fazer

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "APRESENTAÇÃO. Toda propriedade rural independente do tamanho é obrigada por lei a fazer"

Transcrição

1 APRESENTAÇÃO Toda propriedade rural independente do tamanho é obrigada por lei a fazer Cadastro Ambiental Rural ( CAR ) O Cadastro Ambiental Rural é um registro eletrônico, obrigatório para todos os imóveis rurais, que tem por finalidade integrar as informações ambientais referentes à situação das Áreas de Preservação Permanente - APP, das áreas de Reserva Legal, das florestas e dos remanescentes de vegetação nativa, das Áreas de Uso Restrito e das áreas consolidadas das propriedades e posses rurais do país. As informações a serem fornecidas têm caráter DECLARATÓRIO, como também o são o IR, ITR,etc..., ou seja, os dados informados após 5 anos não podem ser mais contestados(espera-se). Grande semelhança ao IR, onde existem cruzamentos de dados, o próprio sistema cria a Malha Fina, porem,o único cruzamento de dados que dispõe o CAR é sobre o perímetro onde ele (o sistema ) consegue identificar sobreposição de áreas, através das coordenadas informados do perímetro. Dados informados do interior da propriedade só podem ser contestados por eventual fiscalização após vistoria em loco, mesmo encontrando inconsistências na imagem de satélite, os órgãos fiscalizadores hoje dispõem de pouco material humano com credencias para executar esta pericia técnica, motivo pelo qual acreditamos ser pouco provável a contestação das informações fornecidas. Alguns estados a exemplo de São Paulo, utilizam um CAR mais detalhado inclusive pedindo que se retrate a situação existente em 2008, porem as imagens disponibilizadas são de 2011(rapideye), como ninguém é obrigado a se auto-incriminar se o produtor fez alguma intervenção ambiental entre 2008 e 2011, cabe ao órgão fiscalizador identificar, eu na situação,não informaria alterações. A seguinte comparação dos profissionais da área de topografia e agrimensura com Contadores, é feita no intuito de evidenciar a necessidade de se calcular ganhos e perdas. Por ser mais técnico o CAR é como um IR, onde Proprietário Rural ( na realidade as informações se assemelham a informações contábeis ) é obrigado a recorrer a um contador. A diferença é que no CAR provavelmente o Proprietário Rural nunca estará (hoje) 100%, todos têm um credito ou um debito, independente do tamanho da propriedade Cabe ao contador, maximizar os créditos e minimizar os débitos, por isto a escolha de um profissional tecnicamente preparado, é fundamental. A simplicidade do CAR, engana, pois ele trabalha as informações com um software muito poderoso, onde acessa banco de dados oficias e faz o cruzamento destas informações, ou seja, o sistema calcula automaticamente, e o profissional pode ser surpreendido com o sistema informando que áreas informadas como consolidadas são na verdade APP e com recomposição obrigatória e no mínimo com exigência de proteção ambiental que ira gerar custos e possivelmente a recuperação(perda) da área. A parte teórico-técnica é fundamental ( o que informar?, baseado em que estou informando? o que devo informar? como classificar áreas?, o que poderá ser auditado? Como será auditado? O que posso deixar de informar, conseqüências futuras? etc..). No CAR não são informados valores, ele a partir das coordenadas fornecidas ou desenho sobre imagem, calcula o tamanho das áreas, e informa o passivo ambiental, por isto é de fundamental importância uma pré- analise do que será informado, embora tenha sido vendido como de fácil aplicação, o CAR para ser bem feito requer do profissional conhecimentos de geotecnologias. Iremos abordar itens como extrair Curvas de Nível e gerar Mapas de declividade (MDE).

2 Proprietário Rural (PR) A lei permite a quem tem menos de 4 módulos rurais ter ZERO de reserva legal Se desmatou tudo (ate 2008 ) não tem que recompor nada. Em contra partida, como premio a quem conservou, toda a Reserva Ambiental, pode ser vendida ou alugada para produtores rurais que são obrigados a fazer compensação ambiental ( só para PR acima de 4 módulos rurais ). APP é pouco negociável, se houve desmatamento nas nascentes e na beira curso d água, na maioria dos casos terá de ser feito a recomposição florestal. A obrigação ira variar em função do que for informado, daí a necessidade do estudo para filtrar o que será informado EXs: 1)Supondo que uma pequena propriedade tenha dez nascentes, se forem todas informadas acaba a terra aproveitável, fora os custos para recomposição das APPs. 2)Qual a largura do curso d água a ser informada?, normalmente a largura è variável, na realidade devera ser informada e a que melhor se adequar a legislação 3) Se na propriedade existir uma lagoa com 1,3 hectares, excedendo em 30% a permitida por lei sem necessidade de mata ciliar,que obrigaria a 30 mts no contorno, esvazie um pouco a represa ate que ela tenha 1 hectare, dispensando a obrigação de Mata ciliar. 4) Vale a pena informar a área de uma pequena várgea?. Se for informada, vira APP, com obrigação de mata ciliar. 5) Uma área não utilizada e com interesse futuro de aproveitamento, se informada como de regeneração em estagio médio de regeneração, será conseqüentemente somada à reserva ambiental. São inúmeras as situações que dependendo do que for informado, irão gerar resultados diferentes.daí a necessidade, que antes de fornecer as informações ao CAR, se faça um estudo prévio (rascunho), visando os melhores resultados

3 Como exemplo pratico utilizaremos a Fazenda Goiânia, utilizada pelo INCRA na confecção de MAPAS TEMATICOS utilizando o Quantum Gis (Qgis), adotaremos a mesma metodologia, os resultados não serão diferentes, porem bem mais simples, iremos nos concentrar exclusivamente no pedido pelo CAR. Precisamos de uma coordenada do imovel em Graus,minutos e segundos e tb o fuso em que ele se encontra Abra o Google Heart, localize a propriedade (como no ex abaixo ), marque um ponto central ( normalmente próximo a Sede ), vá na aba ferramentas =>opções, marque Graus,minutos,segundos => aplicar

4 Anote as coordenadas para lançar no CRA, volte ao GE, marque UTM Quando vc pede em UTM, o GE te dá o fuso, no nosso caso = 22 E a altitude = 939 mts

5 Criar senha => pessoa física => senha enviada ao informado => acessar o CAR Nestes primeiros passos, iremos : 1ª aba do cadastro: Identificaçao do Imovel Atenção as coordenadas pedidas são Longitude (X) e Latitude(Y) Nome do Imóvel: preencha o nome da propriedade conforme identificado no registro de propriedade ou posse. Imovel em Zona: indicar se o imóvel é rural ou urbano. Definição de imóvel rural: prédio rústico de área contínua, qualquer que seja sua localização, que se destine ou possa se destinar à exploração agrícola, pecuária, extrativa vegetal, florestal ou agroindustrial, nos termos da Lei n.º 8.629, de 25 de fevereiro de Definição de imóvel urbano: Terreno ou prédio localizado em região urbana e que não se destina à exploração extrativista agrícola, pecuária ou agroindustrial. Assim, se o seu imóvel se situa em área de expansão urbana do município, mas mantém características rurais de uso, continua sendo considerado, para fins de Cadastro Ambiental Rural, como um imóvel rural. Só se cadastrará como imóvel urbano a propriedade que possui características urbanas (por exemplo, que seja fruto de parcelamento do solo em um loteamento residencial) e que pretenda se cadastrar por possuir áreas verdes. Endereço: preencha o endereço da propriedade a ser cadastrada. CEP: insira o CEP da propriedade, que pode ser consultado clicando-se no link Busca Unidade de Federação: Selecione na lista o Estado. Município: Selecione na lista o município da propriedade. Caso os limites da propriedade estejam inseridos em mais de um município, selecione o município onde está localizada a sede da propriedade. Descrição de acesso ao imóvel: indique um ponto de referência para a localização e acesso à propriedade (ex: próximo ao Pesqueiro São Pedro).

6 Tipo de documento: indique o n do NIRF e do INCRA. Número do Código do Imóvel Rural CIR: Código que identifica o imóvel rural. Preencher com 13 posições numéricas. Embora este dado não seja obrigatório, ele é importante para o cadastro. Detalhamento do Imóvel Matrícula (esta opção estará ativa somente se a opção propriedade estiver marcada na aba respectiva) Cadastre todas as matrículas relacionadas à propriedade, informando: Município da Comarca; Cartório (apenas números); Número(s) da(s) matrícula(s).

7 Posse Insira um documento que comprove a posse da área. Para isso, o documento deve estar digitalizado (escaneado). Clique em Adicionar, selecione o tipo de anexo e faça uma breve descrição do conteúdo. São exemplos de documentos de posse: Escritura Pública de Compra e Venda, Formal de Partilha, Sentença Declaratória de Usucapião, Escritura Pública ou Particular de Doação, Contrato Social de Constituição de Empresa, ou documento lavrado por órgão público que certifique a posse mansa da área em questão. Existe diferença entre Posse por Justo Título (que pode ser comprovada por algum dos documentos listados acima) e Posse por Simples Ocupação (utilizada nos casos em que o imóvel não possui nenhum documento registrado ou passível de registro imobiliário, ou seja, posse simples e passiva). Posseiro São exemplos de posseiros: Posseiro a Justo Título é a pessoa que exerce o direito de posse, que configura por um ato translativo de domínio, cujo título não foi ainda levado a registro imobiliário. Posseiro por simples ocupação posseiros sem documentos de titulação, promitentes compradores que detêm a posse e os titulares da posse oriunda de concessão de uso fornecida pelo Governo Federal, Estadual ou Municipal. Todos os posseiros da área devem ser cadastrados. Para cadastrar um posseiro, clique em Adicionar, insira o CPF (pessoa física) ou CNPJ (pessoa jurídica) e clique em Confirmar para visualizar o formulário de cadastro. Cadastre as informações solicitadas. Quando for o caso, selecione a caixa Essa pessoa é responsável pelo Cadastro, para sinalizar que a pessoa em questão poderá prestar as informações para a realização da inscrição no CAR, assim como alterá-las. Automaticamente,as permissões de Consultar o Cadastro e Alterar Cadastro são selecionadas. Se for necessário, altere essa seleção. Clique em Salvar. É possível alterar os dados inseridos, clicando no botão Alterar. Para excluir uma pessoa cadastrada, clique em Excluir e confirme a exclusão. Área (há): indique a área total da propriedade, em hectares. Tal dado pode ser consultado na(s) matrícula(s) da propriedade ou na documentação de posse. Informações Complementares O arquivo são copias digitais da documentação da propriedade e do proprietário deve ser informado como PDF,Word etc...

8 Área Rural Consolidada Geo

9 GEO O desenho em vermelho são os limites do município informado, vc vai navegar e localizar o imóvel.. O CAR apresenta 5 abas na parte superior Informações que serão pedidas pelo CAR GEO ABA IMOVEL Área do imóvel ( Polígono ) Perímetro - mapa planimetrico Georreferenciar um imóvel é definir a sua forma, dimensão e localização, através de métodos de levantamento topográfico. O INCRA, em atendimento ao que preconiza a Lei /01, exige que este georreferenciamento seja executado de acordo com a sua Norma Técnica para Georreferenciamento de Imóveis Rurais, que impõe a obrigatoriedade de descrever seus limites, características e confrontações através de memorial descritivo executado por profissional habilitado - com a emissão da devida Anotação de Responsabilidade Técnica (ART), por parte do CREA - contendo as coordenadas dos vértices definidores dos limites dos imóveis rurais, georreferenciadas ao Sistema Geodésico Brasileiro, com a precisão posicional de 50 cm sendo atingida na determinação de cada um deles (art. 176, 4º, da Lei 6.015/75, com redação dada pela Lei /01). Área Consolidada Ocupação antrópica Ocupação humana por meio de atividades como a agricultura, a pecuária, a construção de moradias e benfeitorias, que alteram a cobertura natural de uma área. Para melhor entendimento da questão, observa-se que o uso consolidado é o instituo pelo qual se permite a continuidade da ocupação antrópica agrossilvipastoril, ainda que em Áreas de Preservação Permanente, desde que preenchidos alguns requisitos legais: uso anterior a 22 de julho de 2008, inscrição no Cadastro Ambiental Rural e adesão ao Plano de Regularização Ambiental; observância de critérios técnicos de conservação da água e do solo; e, para alguns casos, recomposição com vegetação nativa de parcela das APPs,

10 Área de servidão : ainda não esta claro o que se esta pedindo Existem dois tipo de Servidão : SERVIDÃO ADMINISTRATIVA: são as áreas ocupadas por estradas, linhões transmissão de energia SERVIDÃO AMBIENTAL: área voluntariamente instituída, temporária ou perpetuamente, para preservação. Esta servidão pode já ter sido instituída e averbada ou pode estar sendo proposta Só lançar se for do interesse do proprietário gravar a área como tal, muito complicado reverter/desistir, significa tornar a área excedente de reserva legal, com poucas chances de aproveitamento futuro para outra atividade Área de Pousio Só lançar se for fazer compensação de reserva legal dentro do imóvel, a área de pousio é considerada área em regeneração, a legislação é muito rígida, corre-se o risco de ser classificada como abandonada e dependendo do estagio de regeneração vira excedente de reserva legal ABA APP Hidrografia Rios identificando largura Desenhar o polígono sobre imagem, cuidado com a largura que será informada, será a responsável pela APP de mata ciliar, aproveitamento de área, recomposição, privilegiar opção rios com ate 10 mts Nascentes ( Ponto ) informar só as principais Lago ou Lagoa Lagoa artificial/natural ate 1 hectare sem problema, acima vai exigir 30 metros de mata ciliar no entorno Vereda Espaço brejoso Vereda (ocorre no cerrado) é bem diferente de várgea, se possível, evitar informar espaço brejoso (vai gerar APP no entorno) ABA APP Demais áreas de proteção Ambiental Áreas de Topo de Morro Como identificar Topo de Morro sem Curvas de nível? QGis Necessário as curvas de nível do terreno, provavelmente o Sistema de conferencia esta preparado para fazer esta identificação, caso o profissional não informe e exista, pode trazer grandes problemas, todo o serviço feito estará comprometido. O método mais pratico é utilizar o Software Quantum Gis ou Gis similar, que trabalham com Imagens SRTM do INPE. Áreas com Declividade maior que 45 graus Como identificar declividade sem mapa de declividade? Qgis Imprescindível Mapa de declividade, mesmo raciocínio do topo de morro

11 Borda de Chapada Definição de 'Chapada, Tabuleiro e Escarpa' pelo CONAMA tabuleiro ou chapada: paisagem de topografia plana, com declividade média inferior a dez por cento, aproximadamente seis graus e superfície superior a dez hectares, terminada de forma abrupta em escarpa, caracterizando-se a chapada por grandes superfícies a mais de seiscentos metros de altitude. VIII - as bordas dos tabuleiros ou chapadas, até a linha de ruptura do relevo, em faixa nunca inferior a 100 (cem) metros em projeções horizontais; Restinga As restingas são cordões arenosos que se desenvolvem paralelamente ao litoral Manguezal Áreas altitude maior que 1800 mts Identificadas através das Curvas de Nível ABA Uso Restrito Áreas com inclinação de 25 a 45 graus de declividade Como identificar inclinação sem mapa de declividade? QGis Imprescindível Mapa de declividade, mesmo raciocínio do topo de morro Quando a área for usada para culturas anuais (arroz, feijão, milho, etc.) ou perenes (pasto, cana, árvores frutíferas, café, eucalipto, etc.), deve ser convertida progressivamente para vegetação nativa ou para sistemas agroflorestais que garantam as funções ecológicas dessas APPs. ABA Reserva Legal Dentro do imóvel Depois de lançadas todas as APPS, o SISCAR nos fornece quanto falta para completarmos a reserva legal, voltamos a imagem e propomos a area que ficara gravada como reserva legal. Soma das APPs + mata nativa ate o percentual exigido em lei Qgis Fora do Imóvel : Esta informação só e possível, após somadas as APPS e a Reserva legal que dispõe o imóvel caso identificado o déficit, adquirir outra área para fazer a compensação de reserva legal. Importante : a área doadora tem que ter o CAR pronto. Esta informação não aceita a opção desenho QGis Compensaçao de Reserva Legal Seção III Das Áreas Consolidadas em Áreas de Reserva Legal Art. 66. O proprietário ou possuidor de imóvel rural que detinha, em 22 de julho de 2008, área de Reserva Legal em extensão inferior ao estabelecido no art. 12, poderá regularizar sua situação, independentemente da adesão ao PRA, adotando as seguintes alternativas, isolada ou conjuntamente: I - recompor a Reserva Legal; II - permitir a regeneração natural da vegetação na área de Reserva Legal; III - compensar a Reserva Legal.

12 5 o A compensação de que trata o inciso III do caput deverá ser precedida pela inscrição da propriedade no CAR e poderá ser feita mediante: I - aquisição de Cota de Reserva Ambiental - CRA; II - arrendamento de área sob regime de servidão ambiental ou Reserva Legal; III - doação ao poder público de área localizada no interior de Unidade de Conservação de domínio público pendente de regularização fundiária; IV - cadastramento de outra área equivalente e excedente à Reserva Legal, em imóvel de mesma titularidade ou adquirida em imóvel de terceiro, com vegetação nativa estabelecida, em regeneração ou recomposição, desde que localizada no mesmo bioma. 6 o As áreas a serem utilizadas para compensação na forma do 5 o deverão: I - ser equivalentes em extensão à área da Reserva Legal a ser compensada; II - estar localizadas no mesmo bioma da área de Reserva Legal a ser compensada; III - se fora do Estado, estar localizadas em áreas identificadas como prioritárias pela União ou pelos Estados. 9 o As medidas de compensação previstas neste artigo não poderão ser utilizadas como forma de viabilizar a conversão de novas áreas para uso alternativo do solo. A compensação da reserva Legal obedece a alguns critérios : 1) A propriedade tem menos de 4 módulos fiscais O desmatamento ocorreu antes de julho de 2008 ou depois?, se depois não é possível fazer compensação extra propriedade, é obrigatória a recomposição da área desmatada na propriedade vitima, em caso de ter sido lavrada multa devera ser paga na forma da lei ( dinheiro ou serviços ambientais ), Se antes de julho 2008, ( criação da lei de crimes ambientais), a área que foi desmatada e esta em produção agrosilvopastoril aplica-se : Art. 67. Nos imóveis rurais que detinham, em 22 de julho de 2008, área de até 4 (quatro) módulos fiscais e que possuam remanescente de vegetação nativa em percentuais inferiores ao previsto no art. 12, a Reserva Legal será constituída com a área ocupada com a vegetação nativa existente em 22 de julho de 2008, vedadas novas conversões para uso alternativo do solo. Duvida? o artigo fala : e que possuam remanescente de vegetação nativa, e quem tem zero? 2 ) A propriedade tem mais de 4 módulos fiscais O desmatamento ocorreu antes de julho de 2008 ou depois?, se depois não é possível fazer compensação extra propriedade, é obrigatória a recomposição da área desmatada na propriedade vitima, em caso de ter sido lavrada multa devera ser paga na forma da lei ( dinheiro ou serviços ambientais ), Se antes de julho 2008, ( criação da lei de crimes ambientais), a área que foi desmatada e esta em produção agrosilvopastoril, reconhecida a ilógica de substituir área produtiva por floresta e aceita a necessidade ambiental, foi criado o mecanismo de se fazer a compensação da reserva legal extra propriedade em outra área preservada,desde que no mesmo Bioma. É uma forma inteligente de premiar a quem preservou mais do que exigia a lei, e com isso gerou um excedente de reserva legal, é este excedente que agora pode ser transferido onerosamente a quem desmatou mais que o permitido por lei.

13 Pode ser feito das seguintes formas : I - aquisição de Cota de Reserva Ambiental - CRA; Art. 44. É instituída a Cota de Reserva Ambiental - CRA, título nominativo representativo de área com vegetação nativa, existente ou em processo de recuperação: II - correspondente à área de Reserva Legal instituída voluntariamente sobre a vegetação que exceder os percentuais exigidos no art. 12 desta Lei Art. 46. Cada CRA corresponderá a 1 (um) hectare: Quem tem excedente de reserva legal, pode transformá-lo em CRA e vender para quem tem déficit de reserva, é um titulo que inclusive poderá ser negociado em bolsa de valores. EX : propriedade de 200 há, tem 100 há em floresta, por lei necessitava de 40 hec, sobrando 60 hectares = 60 cotas (CRA) Legal; II - arrendamento de área sob regime de servidão ambiental ou Reserva Art. 78. O art. 9 o -A da Lei n o 6.938, de 31 de agosto de 1981, passa a vigorar com a seguinte redação: Art. 9 o -A. O proprietário ou possuidor de imóvel, pessoa natural ou jurídica, pode, por instrumento público ou particular ou por termo administrativo firmado perante órgão integrante do Sisnama, limitar o uso de toda a sua propriedade ou de parte dela para preservar, conservar ou recuperar os recursos ambientais existentes, instituindo servidão ambiental. 2 o A servidão ambiental não se aplica às Áreas de Preservação Permanente e à Reserva Legal mínima exigida. 6 o É vedada, durante o prazo de vigência da servidão ambiental, a alteração da destinação da área, nos casos de transmissão do imóvel a qualquer título, de desmembramento ou de retificação dos limites do imóvel. 3 o O detentor da servidão ambiental poderá aliená-la, cedê-la ou transferi-la, total ou parcialmente, por prazo determinado ou em caráter definitivo, em favor de outro proprietário ou de entidade pública ou privada que tenha a conservação ambiental como fim social. Art. 9 o -C. O contrato de alienação, cessão ou transferência da servidão ambiental deve ser averbado na matrícula do imóvel. Como no caso anterior,porem a servidão permite o aluguel arrendamento do excedente de reserva legal, vende-se a propriedade mas detém a posse podendo inclusive fazer aproveitamento através de plano de manejo sustentável, porem o proprietário responde pela manutenção e conservação. III - doação ao poder público de área localizada no interior de Unidade de Conservação de domínio público pendente de regularização fundiária Os Estados e União através de Decretos criaram varias unidades de Conservação, principalmente Parques Nacionais e Parques Estaduais, desapropriaram as áreas, tomaram posse e não fizeram as indenizações aos proprietários. Criou-se uma forma inteligente de resolver esta regularização,de um lado, o proprietário cansado de esperar pela indenização (anos), do outro a falta de Recursos. Quem tem déficit de reserva legal ( no mesmo Bioma), compra a área do proprietário original e faz a doação ao parque, o Parque emite uma certificação comprovando a Doação, documentação esta que será averbada na matricula do imóvel deficitário, ou seja o que falta de reserva legal na propriedade esta agora dentro do parque, com a vantagem de desoneração vitalícia.

14 IV - cadastramento de outra área equivalente e excedente à Reserva Legal, em imóvel de mesma titularidade ou adquirida em imóvel de terceiro, com vegetação nativa estabelecida, em regeneração ou recomposição, desde que localizada no mesmo bioma. Compra de outra propriedade, onde o excedente de reserva legal de uma supre a falta da outra Ex : EX : propriedade de 200 há, tem 10 há em floresta, por lei necessitava de 40 hec, Faltam 30 hectares, compra-se uma segunda área de 40 hectares toda em mata, soman-se as áreas = 240 = 48 de reserva legal 10ha da primeira + 40 há da comprada = 50 há. Porem é admitido o Manejo Sustentável da Reserva legal. Finalizando o 6º diz que "As áreas a serem utilizadas para compensação na forma do 5 o deverão: II - estar localizadas no mesmo bioma da área de Reserva Legal a ser compensada". Não há exigência expressa de que o imóvel utilizado para compensação se localize na mesma bacia hidrográfica do imóvel a ser compensado, no entanto vários órgãos estão fazendo esta exigência, esperamos que seja sanado com a edição da regulamentação para implantação do CAR prometida para os próximos dias Art. 68. Os proprietários ou possuidores de imóveis rurais que realizaram supressão de vegetação nativa respeitando os percentuais de Reserva Legal previstos pela legislação em vigor à época em que ocorreu a supressão são dispensados de promover a recomposição, compensação ou regeneração para os percentuais exigidos nesta Lei. 1 o Os proprietários ou possuidores de imóveis rurais poderão provar essas situações consolidadas por documentos tais como a descrição de fatos históricos de ocupação da região, registros de comercialização, dados agropecuários da atividade, contratos e documentos bancários relativos à produção, e por todos os outros meios de prova em direito admitidos. ABA Vegetação nativa Todos os fragmentos de mata na propriedade, incluído APP e reserva legal

15 Fornecimento de dados CAR ; 5 opções 1) Mapa => desenhando sobre o desenho, mesmo procedimento que se utiliza no GE para desenhar Polígono 2) Digitação de coordenadas => método Lusitano 1, se vc tem as coordenadas, salve em TXT ( bloco de notas), e utilize a 4ª opção 3) Ponto de amarração, azimutes e distancias => método Lusitano 2, devido ao trabalho de lançar, utilize a planilha de Excel, salve em TXT ( bloco de notas), e utilize a 4ª opção 4) Importar arquivo CSV => Forma pratica e pouco trabalhosa 5) Importar arquivo Shape => Forma pratica e pouco trabalhosa O formato de arquivo suportado pelo CAR é o shapefile ( pode informar tb pelo CSV ). Existem três tipos de shapefiles: pontos, linhas ou polígonos, e você deve utilizar o tipo certo para cada feição. Por exemplo: o Perimetro da propriedade, rios com mais de dez metros de largura e áreas de reserva legal devem ser shapefiles do tipo polígono; nascentes pontuais devem ser do tipo ponto; rios com menos de dez metros de largura média devem ser linhas. No caso de áreas de vegetação nativa,nascentes e rios com menos de dez metros é mais fácil, desenhar diretamente sobre a imagem. Para estas informações como são áreas internas, a tolerância com precisão é grande, dispensa todo um levantamento de campo. A precisão e exigida para o perímetro do imóvel, para que não ocorra sobreposição de área, as informações do interior do imóvel são aceitas com GPS de navegação,ou desenho sobre a imagem. Cada shapefile deve representar uma camada no mapa. Ou seja, se a sua propriedade ou posse possui duas áreas de reserva legal, o shapefile correspondente deve conter as duas áreas, cada uma representada como uma feição diferente. Todos os arquivos shapefile devem estar em Coordenadas Geográficas e datum WGS84 para que o upload seja corretamente feito. Se o seu arquivo foi confeccionado em projeção ou datum diferente, você deve proceder à reprojeção. Existem diversos softwares livres que podem ser utilizados para tanto.

16 Um arquivo shapefile é constituído, na verdade, por vários arquivos de diferentes extensões: *.shp, *.shx, e *.dbf são os mínimos indispensáveis, mas também pode haver arquivos de extensão *.prj, ou *.xml, por exemplo, que são complementos de informação. Assim, por exemplo, se o arquivo shapefile do polígono que representa o limite da sua propriedade chama-se propriedade, haverá no mínimo três arquivos na pasta onde ele está: propriedade.shp, propriedade.shx e propriedade.dbf. O CAR trabalha com a mesma base de imagens do Google heart - GE daí a necessidade de fazermos uma previa conferencia, pois se as informações do perímetro não se ajustarem no GE, com certeza serão rejeitadas no CAR Caso sua planta tenha mais informações, como coordenadas da reserva legal, rios etc, cada informação será uma camada (layer) e será lançado individualmente. Para fazer o upload, você deve colocar todos os arquivos do shapefile da feição em uma pasta compactada: Tendo feito isto você já pode fazer o upload da feição diretamente no sistema de CAR ABA IMOVEL O sistema pede que se informe : A ) Área do imóvel ( Perímetro ) => Se o imóvel tiver menos de 4 módulos Fiscais, o SISCAR permite que se faça um CROQUI, desenhando diretamente sobre a imagem ( pouca preocupação com precisão ), caso seja georeferenciado pode-se optar por lançar via arquivo. Se o imóvel tiver mais de 4 módulos fiscais, o SISCAR permite o desenho sobre imagem, porem exige ao menos um ponto georreferenciado, ocorre que só um ponto não fornece a precisão exigida, necessário mapa planimetrico O CAR só aceita Datum Sirgas 2000 e arquivos nos formatos CSV ou ShapFile compactado. Vamos para o Qgis =======

SISTEMA DE CADASTRO AMBINETAL RURAL - SICAR MÓDULO DE CADASTRO AMBIENTAL RURAL INTERFACE DE INSCRIÇÃO NO CAR

SISTEMA DE CADASTRO AMBINETAL RURAL - SICAR MÓDULO DE CADASTRO AMBIENTAL RURAL INTERFACE DE INSCRIÇÃO NO CAR SISTEMA DE CADASTRO AMBINETAL RURAL - SICAR MÓDULO DE CADASTRO AMBIENTAL RURAL INTERFACE DE INSCRIÇÃO NO CAR Tutorial 1.0 Versão do CAR 1.0 10/06/2013 Introdução O Sistema de Cadastro Ambiental Rural SICAR

Leia mais

Lei 12.651/2012. Prof. Dr. Rafaelo Balbinot Departamento. de Eng. Florestal UFSM Frederico Westphalen

Lei 12.651/2012. Prof. Dr. Rafaelo Balbinot Departamento. de Eng. Florestal UFSM Frederico Westphalen Lei 12.651/2012 Prof. Dr. Rafaelo Balbinot Departamento. de Eng. Florestal UFSM Frederico Westphalen Considerações Padrão Legal X Padrão de Qualidade Capacitação para aplicação da lei Análise individual

Leia mais

5.2.3.1.1 Editar Matrícula

5.2.3.1.1 Editar Matrícula Figura 37 Tabela de matrículas adicionadas. 5.2.3.1.1 Editar Matrícula Para editar uma matrícula, o usuário deve acessar a opção (Editar), conforme destaque na Figura 38. O sistema irá carregar os dados

Leia mais

Entendendo o Código Florestal. II Congresso Brasileiro de Reflorestamento Ambiental Novembro 23 de Outubro de 2012

Entendendo o Código Florestal. II Congresso Brasileiro de Reflorestamento Ambiental Novembro 23 de Outubro de 2012 Entendendo o Código Florestal II Congresso Brasileiro de Reflorestamento Ambiental Novembro 23 de Outubro de 2012 Tópicos abordados hoje: * Florestas no Planejamento Federal; * Lei 12.651/12 Estrutura

Leia mais

MANUAL DE CADASTRAMENTO NO SISTEMA INFORMATIZADO DO CAR (SiCAR-SP)

MANUAL DE CADASTRAMENTO NO SISTEMA INFORMATIZADO DO CAR (SiCAR-SP) MANUAL DE CADASTRAMENTO NO SISTEMA INFORMATIZADO DO CAR (SiCAR-SP) ÍNDICE 1. Primeiro Passo: Cadastro de novo usuário 2. Como eu cadastro minhas terras no SiCAR-SP? 3. Primeira aba do cadastro: Propriedade

Leia mais

Iniciativa Verde. Pontos para aplicação do novo Código Florestal, Lei 12.651/12

Iniciativa Verde. Pontos para aplicação do novo Código Florestal, Lei 12.651/12 Iniciativa Verde Pontos para aplicação do novo Código Florestal, Lei 12.651/12 Roberto Ulisses Resende São Paulo, março de 2013 Introdução Esta é a primeira versão do documento elaborado pela Iniciativa

Leia mais

COTAS DE RESERVA AMBIENTAL. O que são, como cria-las e como negocia-las

COTAS DE RESERVA AMBIENTAL. O que são, como cria-las e como negocia-las COTAS DE RESERVA AMBIENTAL O que são, como cria-las e como negocia-las COTAS DE RESERVA AMBIENTAL O que são, como cria-las e como negocia-las! 3 Olá! Você já ouviu falar das Cotas de Reserva Ambiental

Leia mais

COTAS DE RESERVA AMBIENTAL. O que são e como criá-las

COTAS DE RESERVA AMBIENTAL. O que são e como criá-las COTAS DE RESERVA AMBIENTAL O que são e como criá-las COTAS DE RESERVA AMBIENTAL O que são e como criá-las! Olá! Você já ouviu falar das Cotas de Reserva Ambiental (CRAs)? O que são Cotas de Reserva Ambiental?

Leia mais

http://www4.planalto.gov.br/legislacao/resenha-diaria/2012/maio-resenhadiaria#content

http://www4.planalto.gov.br/legislacao/resenha-diaria/2012/maio-resenhadiaria#content http://www4.planalto.gov.br/legislacao/resenha-diaria/2012/maio-resenhadiaria#content Lei nº 12.651, de 25.5.2012 - Dispõe sobre a proteção da vegetação nativa; altera as Leis n os 6.938, de 31 de agosto

Leia mais

CHECK LIST DE PRÉ CADASTRO AMBIENTAL RURAL PRÉ CAR

CHECK LIST DE PRÉ CADASTRO AMBIENTAL RURAL PRÉ CAR CHECK LIST DE PRÉ CADASTRO AMBIENTAL RURAL PRÉ CAR 1. MÓDULO DE IDENTIFICAÇÃO DO IMÓVEL Nome do Imóvel: Município: Imóvel em Zona: [ ] Rural [ ] Expansão Urbana [ ] Urbana Referência de acesso: Endereço

Leia mais

4ª aba do cadastro: Mapa Orientações para upload de shapefiles

4ª aba do cadastro: Mapa Orientações para upload de shapefiles Conteúdo: 1. Como fazer upload de arquivos espaciais no SiCAR-SP? Formato dos arquivos Características do shapefile Sistema de Coordenadas requerido Como preparar o shapefile para o upload 2. O que fazer

Leia mais

Saiba mais sobre o Novo Código Florestal Brasileiro e o CAR COLADO NA CAPA

Saiba mais sobre o Novo Código Florestal Brasileiro e o CAR COLADO NA CAPA Saiba mais sobre o Novo Código Florestal Brasileiro e o CAR COLADO NA CAPA Índice O que o agricultor brasileiro deve saber sobre o Novo Código Florestal?...1 Começando a regularizar o imóvel rural...2

Leia mais

MAPA - Orientações. Conteúdo desse documento:

MAPA - Orientações. Conteúdo desse documento: Conteúdo desse documento: 1. Como fazer upload de arquivos espaciais no CAR 1.a. Formato do arquivo 1.b. Características do shapefile 1.c. Sistema de coordenadas requerido 1.d. Como preparar o shapefile

Leia mais

TEXTO EM VIGOR EM VERDE

TEXTO EM VIGOR EM VERDE BUREAUX JURÍDICOS ASSOCIADOS Porto Alegre-RS Brasília-DF São Paulo-SP Belo Horizonte-MG Ricardo Alfonsin Advogados Ricardo Barbosa Alfonsin OAB/RS 9.275 Breno Moreira Mussi OAB/RS 5.791 Arilei Ribeiro

Leia mais

USO DA TERRA NO BRASIL 851 milhões de hectares

USO DA TERRA NO BRASIL 851 milhões de hectares USO DA TERRA NO BRASIL 851 milhões de hectares URBANIZAÇÃO E OUTROS USOS 4% AGRICULTURA 7% VEGETAÇÃO NATURAL (FLORESTAIS E OUTROS) 65% PASTAGENS 23% FONTES: MMA/IBGE-PAM(2010)/INPE/CENSO AGROPECUÁRIO 2006

Leia mais

Dados do Cadastrante: Nome: CPF: Data de Nascimento: / / Nome da mãe: Meios de contato: E-mail: Telefone residencial:

Dados do Cadastrante: Nome: CPF: Data de Nascimento: / / Nome da mãe: Meios de contato: E-mail: Telefone residencial: 1. ETAPA CADASTRANTE Dados do Cadastrante: Nome: CPF: Data de Nascimento: / / Nome da mãe: Meios de contato: E-mail: Telefone residencial: Endereço do Cadastrante: Logradouro Número: Complemento: Bairro:

Leia mais

Cadastro Ambiental Rural - CAR. Objetivos. Dúvidas mais frequentes. Áreas de Preservação Permanente - APP

Cadastro Ambiental Rural - CAR. Objetivos. Dúvidas mais frequentes. Áreas de Preservação Permanente - APP Orientações básicas Cadastro Ambiental Rural - CAR O CAR é o registro público eletrônico das informações ambientais dos imóveis rurais. Objetivos Promover a identificação e integração das informações

Leia mais

Treinamento no Sistema de Cadastro Ambiental Rural

Treinamento no Sistema de Cadastro Ambiental Rural Treinamento no Sistema de Cadastro Ambiental Rural Programação Manhã: teórica Conceitos da legislação ambiental Conceitos específicos do CAR e do PRA Tarde: prática Considerações sobre o sistema Apresentação

Leia mais

ecoturismo ou turismo. As faixas de APP que o proprietário será obrigado a recompor serão definidas de acordo com o tamanho da propriedade.

ecoturismo ou turismo. As faixas de APP que o proprietário será obrigado a recompor serão definidas de acordo com o tamanho da propriedade. São as áreas protegidas da propriedade. Elas não podem ser desmatadas e por isso são consideradas Áreas de Preservação Permanente (APPs). São as faixas nas margens de rios, lagoas, nascentes, encostas

Leia mais

COTAS DE RESERVA AMBIENTAL

COTAS DE RESERVA AMBIENTAL ASA Paragominas Agência de Serviços Ambientais de Paragominas COTAS DE RESERVA AMBIENTAL O que são, como criá-las e como negociá-las ASA Paragominas Agência de Serviços Ambientais de Paragominas COTAS

Leia mais

O que mudou no novo Sistema de Cadastro Ambiental Rural de Minas Gerais?

O que mudou no novo Sistema de Cadastro Ambiental Rural de Minas Gerais? O que mudou no novo Sistema de Cadastro Ambiental Rural de Minas Gerais? O Governo do Estado de Minas Gerais, por meio da conjugação de esforços entre Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento

Leia mais

Recuperação e Recomposição de Mata Ciliar e Reserva Legal

Recuperação e Recomposição de Mata Ciliar e Reserva Legal Recuperação e Recomposição de Mata Ciliar e Reserva Legal Novo Código Florestal (Lei 12651) Eng Agrônomo Ricardo Moraes Witzel, Msc Concepção de Propriedade Sustentável A discussão do novo código florestal

Leia mais

Dispositivos da Lei. Destaques. Áreas de Preservação Permanente (APPs)

Dispositivos da Lei. Destaques. Áreas de Preservação Permanente (APPs) Cursos d água naturais perenes e intermitentes excluídos os efêmeros: art. 4º, inciso I. A proteção vale para os cursos d água naturais. Variados cursos d água, como resultantes de retificações, canalizações

Leia mais

Novo Código Florestal Orientações Gerais ao Produtor Rural

Novo Código Florestal Orientações Gerais ao Produtor Rural Outubro 2012 Novo Código Florestal Orientações Gerais ao Produtor Rural Mediante a publicação da lei nº 12.651, de 25 de maio de 2012; da lei nº 12.727, de 17 de outubro de 2012; e do Decreto nº 7.830,

Leia mais

BR 116/RS Gestão Ambiental. Oficina para Capacitação em Gestão Ambiental

BR 116/RS Gestão Ambiental. Oficina para Capacitação em Gestão Ambiental BR 116/RS Gestão Ambiental Programa de Apoio às Prefeituras Municipais Oficina para Capacitação em Gestão Ambiental Novo Código Florestal Inovações e aspectos práticos STE Serviços Técnicos de Engenharia

Leia mais

Módulo fiscal em Hectares 20 10 16 12

Módulo fiscal em Hectares 20 10 16 12 CÓDIGO FLORESTAL COMO SE REGULARIZAR O QUE É CÓDIGO FLORESTAL? O Código é uma lei que estabelece limites e obrigações no uso da propriedade,, que deve respeitar a vegetação existente na terra, considerada

Leia mais

Entendendo o Novo Código Florestal II CBRA 2012. Eduardo Chagas Engº Agrônomo, M.Sc Chefe DRNRE / IDAF

Entendendo o Novo Código Florestal II CBRA 2012. Eduardo Chagas Engº Agrônomo, M.Sc Chefe DRNRE / IDAF Entendendo o Novo Código Florestal II CBRA 2012 Eduardo Chagas Engº Agrônomo, M.Sc Chefe DRNRE / IDAF O Idaf por definição O IDAF, é a entidade responsável pela execução da política, florestal, bem como

Leia mais

Ferramentas de sensoriamento remoto e SIG aplicadas ao novo Código Florestal

Ferramentas de sensoriamento remoto e SIG aplicadas ao novo Código Florestal 1/33 Ferramentas de sensoriamento remoto e SIG aplicadas ao novo Código Florestal Introdução Eng. Allan Saddi Arnesen Eng. Frederico Genofre Eng. Matheus Ferreira Eng. Marcelo Pedroso Curtarelli 2/33 Conteúdo

Leia mais

Sistema de Cadastro Ambiental Rural. Diretoria de Uso Sustentável da Biodiversidade e Florestas

Sistema de Cadastro Ambiental Rural. Diretoria de Uso Sustentável da Biodiversidade e Florestas Sistema de Cadastro Ambiental Rural Diretoria de Uso Sustentável da Biodiversidade e Florestas CAR - Lei 12.651/2012: Cadastro Ambiental Rural Lei 12.651/2012 É criado o Cadastro Ambiental Rural - CAR,

Leia mais

Impacto das Alterações do Código Florestal: Quais Políticas de Conservação no Pós Código?

Impacto das Alterações do Código Florestal: Quais Políticas de Conservação no Pós Código? Impacto das Alterações do Código Florestal: Quais Políticas de Conservação no Pós Código? Dr. Sergius Gandolfi IV Simpósio sobre RAD - Ibt 16/11/2011-14h- Capital (SP) Biólogo, Laboratório de Ecologia

Leia mais

Mais informações e a lista completa de signatários estão disponíveis no site da iniciativa, em www.dialogoflorestal.org.br.

Mais informações e a lista completa de signatários estão disponíveis no site da iniciativa, em www.dialogoflorestal.org.br. APRESENTAÇÃO Este documento apresenta em detalhes as propostas consolidadas pelo Diálogo Florestal como contribuição ao debate sobre a revisão do Código Florestal Brasileiro, em curso no Congresso Nacional.

Leia mais

CADASTRO AMBIENTAL RURAL. ELON DAVI JAGUSZEWSKI Engenheiro Florestal Técnico em Agropecuária CREA/SC 091.142-4

CADASTRO AMBIENTAL RURAL. ELON DAVI JAGUSZEWSKI Engenheiro Florestal Técnico em Agropecuária CREA/SC 091.142-4 CADASTRO AMBIENTAL RURAL ELON DAVI JAGUSZEWSKI Engenheiro Florestal Técnico em Agropecuária CREA/SC 091.142-4 MISSÃO DO SENAR Realizar a educação profissional e promoção social das pessoas do meio rural,

Leia mais

A AGRICULTURA EM MACHADINHO D OESTE & O CÓDIGO FLORESTAL EVARISTO DE MIRANDA

A AGRICULTURA EM MACHADINHO D OESTE & O CÓDIGO FLORESTAL EVARISTO DE MIRANDA A AGRICULTURA EM MACHADINHO D OESTE & O CÓDIGO FLORESTAL EVARISTO DE MIRANDA Coordenador do Grupo de Inteligência Territorial Estratégica GITE da Embrapa TULIO BARBOSA Mineiro de Guidoval TULIO BARBOSA

Leia mais

REFLEXOS NO REGISTRO DE IMÓVEIS DO NOVO CÓDIGO FLORESTAL

REFLEXOS NO REGISTRO DE IMÓVEIS DO NOVO CÓDIGO FLORESTAL REFLEXOS NO REGISTRO DE IMÓVEIS DO NOVO CÓDIGO FLORESTAL Maria Aparecida Bianchin Pacheco Registradora de Imóveis de Poxoréu-MT Recentemente a Câmara Federal disponibilizou o texto contendo a redação final

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO À DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA INSTRUÇÃO DOS PROCESSOS DE RESERVA LEGAL

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO À DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA INSTRUÇÃO DOS PROCESSOS DE RESERVA LEGAL À DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA INSTRUÇÃO DOS PROCESSOS DE RESERVA LEGAL Documentação prevista na Lei Federal 12.51 de 25 de maio de 2012: 1 - identificação do proprietário ou possuidor rural; 2 - comprovação

Leia mais

Novo Código Florestal Lei 12.651/12. Rodrigo Justus de Brito Advogado e Engº Agroº Especialista em Legislação Ambiental

Novo Código Florestal Lei 12.651/12. Rodrigo Justus de Brito Advogado e Engº Agroº Especialista em Legislação Ambiental Novo Código Florestal Lei 12.651/12 Rodrigo Justus de Brito Advogado e Engº Agroº Especialista em Legislação Ambiental Fevereiro - 2013 ROTEIRO 1. HISTORICO DO CODIGO FLORESTAL a. EVOLUCAO DOS CONCEITOS

Leia mais

SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 368, DE 2012

SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 368, DE 2012 SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 368, DE 2012 Altera a Lei nº 12.651, de 25 de maio de 2012, para dispor sobre as Áreas de Preservação Permanentes em áreas urbanas. O CONGRESSO NACIONAL decreta:

Leia mais

Cadastro Ambiental Rural

Cadastro Ambiental Rural Cadastro Ambiental Rural E suas possíveis contribuições para a gestão de bacias hidrográficas Botucatu 28/06/2013 Caroline Vigo Cogueto Centro de Monitoramento Coordenadoria de Biodiversidade e Recursos

Leia mais

INOVAÇÕES NO GEORREFERENCIAMENTO E NA CERTIFICAÇÃO DE IMÓVEIS RURAIS

INOVAÇÕES NO GEORREFERENCIAMENTO E NA CERTIFICAÇÃO DE IMÓVEIS RURAIS INOVAÇÕES NO GEORREFERENCIAMENTO E NA CERTIFICAÇÃO DE IMÓVEIS RURAIS Kilder José Barbosa Engenheiro Agrimensor Analista/INCRA Kilder Barbosa - Engenheiro Agrimensor Analista em Reforma e Desenvolvimento

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA INSTRUÇÃO DOS PROCESSOS DE RESERVA LEGAL

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA INSTRUÇÃO DOS PROCESSOS DE RESERVA LEGAL DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA INSTRUÇÃO DOS PROCESSOS DE RESERVA LEGAL Atenção: Esta lista de documentos tem vigência até que o Cadastro Ambiental Rural (CAR) seja efetivamente implantado por ato da Ministra

Leia mais

CARTILHA CADASTRO AMBIENTAL RURAL

CARTILHA CADASTRO AMBIENTAL RURAL CARTILHA CADASTRO AMBIENTAL RURAL O QUE É O CADASTRO AMBIENTAL RURAL CAR? Criado pela Lei Federal nº 12.651/2012, que institui o NOVO CÓDIGO FLORESTAL BRASILEIRO, registro público eletrônico de âmbito

Leia mais

Manual do Usuário. Sistema Estadual de Informações Ambientais e de Recursos Hídricos VERSÃO 2.0

Manual do Usuário. Sistema Estadual de Informações Ambientais e de Recursos Hídricos VERSÃO 2.0 Manual do Usuário Sistema Estadual de Informações Ambientais e de Recursos Hídricos VERSÃO 2.0 3 Cadastro 3.1 Consulta de Imóveis Rurais Para consultar os imóveis rurais cadastrados pelo requerente ou

Leia mais

Licenciamento Ambiental no Estado de São Paulo

Licenciamento Ambiental no Estado de São Paulo Licenciamento Ambiental no Estado de São Paulo Aspectos relacionados com a Legislação Florestal / Mineração LEI FEDERAL 12651/12 Engª Amb. Adriana Maira Rocha Goulart Divisão de Apoio e Gestão dos Recursos

Leia mais

Cadastro Ambiental Rural e Programa de Regularização Ambiental

Cadastro Ambiental Rural e Programa de Regularização Ambiental Cadastro Ambiental Rural e Programa de Regularização Ambiental Segundo a Lei Federal 12.651/2012 e Decreto Federal 7.830/2012 ESALQ Março/Abril de 2014 Caroline Vigo Cogueto Centro de Monitoramento e Avaliação

Leia mais

QUESTÕES-CHAVE DO NOVO CÓDIGO FLORESTAL

QUESTÕES-CHAVE DO NOVO CÓDIGO FLORESTAL RESUMO PARA POLÍTICA PÚBLICA NOVO CÓDIGO FLORESTAL PARTE I: DECIFRANDO O NOVO CÓDIGO FLORESTAL QUESTÕES-CHAVE DO NOVO CÓDIGO FLORESTAL O novo Código Florestal dispõe sobre o uso e a proteção da vegetação

Leia mais

DESONERAÇÃO DE RESERVA LEGAL EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO FEDERAIS. Junho/2011

DESONERAÇÃO DE RESERVA LEGAL EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO FEDERAIS. Junho/2011 DESONERAÇÃO DE RESERVA LEGAL EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO FEDERAIS Junho/2011 CONTEXTO Das 310 Ucs Federais, 251 são domínio público DOMÍNIO TERRAS EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO FEDERAIS DOMÍNIO TERRAS PÚBLICAS

Leia mais

Prazos estabelecidos pelo Novo Código Florestal. Prazos para o Poder Público

Prazos estabelecidos pelo Novo Código Florestal. Prazos para o Poder Público Prazos estabelecidos pelo Novo Código Florestal Prazos para o Poder Público Artigo Obrigação Prazo 11, 5º 13, 2º 29 47 59 59, 1º 78-A 82 Conclusão do Zoneamento Ecológico- Econômico da Zona Costeira ZEEZOC

Leia mais

Cadastro Ambiental Rural (CAR)

Cadastro Ambiental Rural (CAR) Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil Cadastro Ambiental Rural (CAR) Procedimentos e Prazos Nelson Ananias Filho Coordenador de Sustentabilidade Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil

Leia mais

Código Florestal Brasileiro Lei Federal 12.651/12. 4º Ecologia 28/09/2015

Código Florestal Brasileiro Lei Federal 12.651/12. 4º Ecologia 28/09/2015 1 Código Florestal Brasileiro Lei Federal 12.651/12 4º Ecologia 28/09/2015 Motivação para criação 2 Conservação de ecossistemas naturais é interessante! Única lei nacional que veta a ocupação urbana ou

Leia mais

Histórico. Decreto 7.029/2009 (Decreto Mais Ambiente) Lei Federal 12.651/2012 Decreto 7.830/2012

Histórico. Decreto 7.029/2009 (Decreto Mais Ambiente) Lei Federal 12.651/2012 Decreto 7.830/2012 Histórico Decreto 7.029/2009 (Decreto Mais Ambiente) Lei Federal 12.651/2012 Decreto 7.830/2012 É criado o Cadastro Ambiental Rural - CAR, no âmbito do Sistema Nacional de Informação sobre Meio Ambiente

Leia mais

Retrocesso na Proteção Ambiental. Dispositivos. Lei nº 12.651/2012

Retrocesso na Proteção Ambiental. Dispositivos. Lei nº 12.651/2012 Retrocesso na Proteção Ambiental Dispositivos Lei nº 12.651/2012 Áreas de Preservação Permanente (APPs) Dispositivos da Lei Áreas de Preservação Permanente (APPs) TOPOS DE MORRO E MONTANHAS Topos de Morro:

Leia mais

O QUE É O CAR? Lei 12.651/2012 Novo Código Florestal

O QUE É O CAR? Lei 12.651/2012 Novo Código Florestal 1 MARCO LEGAL MARCO LEGAL O QUE É O CAR? Lei 12.651/2012 Novo Código Florestal Cadastro Ambiental Rural CAR: Âmbito Nacional Natureza declaratória Obrigatório para todas as propriedades e posses Base de

Leia mais

DICA 4.3 Programa CAR Módulo de Cadastro ETAPA GEO. Brasil Abril de 2015 Realização

DICA 4.3 Programa CAR Módulo de Cadastro ETAPA GEO. Brasil Abril de 2015 Realização DICA 4.3 Programa CAR Módulo de Cadastro ETAPA GEO Este material de apoio ao Cadastro Ambiental Rural (CAR) faz parte das ações de difusão de boas práticas agrícolas do Programa Agricultura Consciente

Leia mais

Cadastro Ambiental Rural: CAR E OS IMÓVEIS ABAIXO DE 4 MÓDULOS FISCAIS

Cadastro Ambiental Rural: CAR E OS IMÓVEIS ABAIXO DE 4 MÓDULOS FISCAIS Cadastro Ambiental Rural: CAR E OS IMÓVEIS ABAIXO DE 4 MÓDULOS FISCAIS O que é Módulo Fiscal / agricultura familiar Classificação dos imóveis até 4 módulos fiscais Como e onde consultar os módulos fiscais

Leia mais

ACONSTRUIDA... 28 AFD Área de faixa de Domínio... 29 ESTRADA... 30 FERROVIA... 31 DUTO... 32 LTRANSMISSAO... 33 Orientações para atributação dos

ACONSTRUIDA... 28 AFD Área de faixa de Domínio... 29 ESTRADA... 30 FERROVIA... 31 DUTO... 32 LTRANSMISSAO... 33 Orientações para atributação dos Sumário Introdução... 4 O projeto geográfico da Dominialidade... 5 Importação de shapes... 5 Lista de feições de uso obrigatório... 6 Lista de feições de uso condicionado... 6 Lista das feições processadas...

Leia mais

Boletim CSMG. CSMG Advogados Associados 28/05/2012 Codigo Florestal

Boletim CSMG. CSMG Advogados Associados 28/05/2012 Codigo Florestal Boletim CSMG CSMG Advogados Associados 28/05/2012 Codigo Florestal Após anos de debate, indas e vindas e muita discussão política, foi publicada no Diário Oficial da União de 25 de Maio de 2012 a Lei nº

Leia mais

O QUE É O CAR? Lei 12.651/2012 Novo Código Florestal

O QUE É O CAR? Lei 12.651/2012 Novo Código Florestal 1 MARCO LEGAL MARCO LEGAL O QUE É O CAR? Lei 12.651/2012 Novo Código Florestal Cadastro Ambiental Rural CAR: Âmbito Nacional Natureza declaratória Obrigatório para todas as propriedades e posses Base de

Leia mais

GEORREFERENCIAMENTO E CERTIFICAÇÃO

GEORREFERENCIAMENTO E CERTIFICAÇÃO GEORREFERENCIAMENTO E CERTIFICAÇÃO DE IMÓVEIS RURAIS Curitiba Dezembro/2013 Fábio Pagliosa Ulkowski - Engenheiro Cartógrafo Analista em Reforma e Desenvolvimento Agrário INCRA-PR SUMÁRIO 1. O Georreferenciamento

Leia mais

Comparação entre lei 4771 e PL relatado pelo Dep.Aldo Rebelo preparado por Zeze Zakia Versão preliminar ( APP)

Comparação entre lei 4771 e PL relatado pelo Dep.Aldo Rebelo preparado por Zeze Zakia Versão preliminar ( APP) Lei 4771 versão em vigor II área de preservação permanente: área protegida nos termos dos arts. 2 o e 3 o desta Lei, coberta ou não por vegetação nativa, com a função ambiental de preservar os recursos

Leia mais

PRINCIPAIS REGRAS SOBRE

PRINCIPAIS REGRAS SOBRE PRINCIPAIS REGRAS SOBRE ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE - APP ÁREA DE RESERVA LEGAL - RL CADASTRO AMBIENTAL RURAL - CAR PROGRAMA DE REGULARIZAÇÃO AMBIENTAL - PRA Material desenvolvido e publicado em decorrência

Leia mais

Cadastro Ambiental Rural CAR

Cadastro Ambiental Rural CAR Cadastro Ambiental Rural CAR LEGISLAÇÃO Lei Federal nº 12.651/2012 Código Florestal Brasileiro; Lei Estadual n.º 20.922/2013 - Dispõe sobre as políticas florestal e de proteção à biodiversidade no Estado

Leia mais

Novo Código Florestal Cadastro Ambiental Rural -CAR

Novo Código Florestal Cadastro Ambiental Rural -CAR Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil Novo Código Florestal Cadastro Ambiental Rural -CAR João Carlos Dé Carli Assessor Técnico da Comissão Nacional do Meio Ambiente Confederação da Agricultura

Leia mais

Informações necessárias para inscrição de imóvel no Cadastro Ambiental Rural - CAR

Informações necessárias para inscrição de imóvel no Cadastro Ambiental Rural - CAR Informações necessárias para inscrição de imóvel no Cadastro Ambiental Rural - CAR Dados do imóvel (Todos os campos devem ser obrigatoriamente preenchidos) Nome imóvel rural:fazenda Sertão dos Freires

Leia mais

Planejando o Uso da Propriedade Rural I a reserva legal e as áreas de preservação permanente

Planejando o Uso da Propriedade Rural I a reserva legal e as áreas de preservação permanente Planejando o Uso da Propriedade Rural I a reserva legal e as áreas de preservação permanente Ricardo D. Gomes da Costa 1 Marcelo Araujo 2 A rápida destruição de ambientes naturais, juntamente com a redução

Leia mais

Capítulo I DOS PRINCÍPIOS E DEFINIÇÕES. Capítulo II DO SISTEMA DE CADASTRO AMBIENTAL RURAL

Capítulo I DOS PRINCÍPIOS E DEFINIÇÕES. Capítulo II DO SISTEMA DE CADASTRO AMBIENTAL RURAL INSTRUÇÃO NORMATIVA MMA Nº- 2, DE 5 DE MAIO DE 2014 Dispõe sobre os procedimentos para a integração, execução e compatibilização do Sistema de Cadastro Ambiental Rural - SICAR e define os procedimentos

Leia mais

DISPOSIÇÕES PERMANENTES

DISPOSIÇÕES PERMANENTES Revista RG Móvel - Edição 31 DISPOSIÇÕES PERMANENTES CADASTRO AMBIENTAL RURAL (CAR): O novo Código Florestal determina a criação do CAR (Cadastro Ambiental Rural) e torna obrigatório o registro para todos

Leia mais

NOVO CÓDIGO FLORESTAL: IMPLICAÇÕES E MUDANÇAS PARA A REALIDADE DO PRODUTOR DE LEITE BRASILEIRO

NOVO CÓDIGO FLORESTAL: IMPLICAÇÕES E MUDANÇAS PARA A REALIDADE DO PRODUTOR DE LEITE BRASILEIRO NOVO CÓDIGO FLORESTAL: IMPLICAÇÕES E MUDANÇAS PARA A REALIDADE DO PRODUTOR DE LEITE BRASILEIRO Enio Resende de Souza Eng. Agr. M.Sc. Manejo Ambiental / Coordenador Técnico / Meio Ambiente Gestão do Produto

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Decreto nº 53.939, de 6 de janeiro de 2009 Dispõe sobre a manutenção, recomposição, condução da regeneração natural, compensação e composição da área de Reserva Legal de

Leia mais

Rodrigo Justus de Brito Advogado e Engº Agroº Especialista em Legislação Ambiental. Fevereiro - 2013

Rodrigo Justus de Brito Advogado e Engº Agroº Especialista em Legislação Ambiental. Fevereiro - 2013 Rodrigo Justus de Brito Advogado e Engº Agroº Especialista em Legislação Ambiental Fevereiro - 2013 ROTEIRO 1. HISTORICO DO CODIGO FLORESTAL a. EVOLUCAO DOS CONCEITOS DE APP e RESERVA LEGAL b. PROCESSO

Leia mais

ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE CONSOLIDADAS:

ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE CONSOLIDADAS: O mais importante Do novo Código Florestal Engª Agrônoma Carla Beck- FAEP/DTE As propriedades rurais ocupadas até 22 de julho de 2008, terão que cumprir as seguintes regras estabelecidas pelo novo Código

Leia mais

NOVO CÓDIGO FLORESTAL: IMPLICAÇÕES E MUDANÇAS PARA A REALIDADE DO PRODUTOR DE LEITE BRASILEIRO

NOVO CÓDIGO FLORESTAL: IMPLICAÇÕES E MUDANÇAS PARA A REALIDADE DO PRODUTOR DE LEITE BRASILEIRO NOVO CÓDIGO FLORESTAL: IMPLICAÇÕES E MUDANÇAS PARA A REALIDADE DO PRODUTOR DE LEITE BRASILEIRO Enio Resende de Souza EMATER - MG INTRODUÇÃO Os ecossistemas naturais e os agrossistemas existentes nas propriedades

Leia mais

b) média propriedade ou posse: com área superior a 4 (quatro) até 15 (quinze) módulos fiscais;

b) média propriedade ou posse: com área superior a 4 (quatro) até 15 (quinze) módulos fiscais; MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE INSTRUÇÃO NORMATIVA N o 2/MMA, DE 06 DE MAIO DE 2014 Dispõe sobre os procedimentos para a integração, execução e compatibilização do Sistema de Cadastro Ambiental Rural-SICAR

Leia mais

Forum de Discussão Ambiental entre as Secretarias Municipais e o Comitê Guandu

Forum de Discussão Ambiental entre as Secretarias Municipais e o Comitê Guandu Forum de Discussão Ambiental entre as Secretarias Municipais e o Comitê Guandu 13/05/2013 CAR - Cadastro Ambiental Rural - O Cadastro Ambiental Rural é um registro eletrônico, obrigatório para todos os

Leia mais

Georreferenciamento de Imóveis Rurais SIGEF

Georreferenciamento de Imóveis Rurais SIGEF Georreferenciamento de Imóveis Rurais SIGEF O Sistema de Gestão Fundiária (SIGEF) é uma ferramenta eletrônica desenvolvida pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) e pelo Ministério

Leia mais

CADASTRO AMBIENTAL RURAL E AS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE

CADASTRO AMBIENTAL RURAL E AS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE CADASTRO AMBIENTAL RURAL E AS ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE O que são as APP e quais as suas funções Diferença entre APP e Reserva Legal Os diversos tipos de APP Sobre nascentes e olho d água diferenças

Leia mais

POLÍTICA FLORESTAL E O NOVO CÓDIGO

POLÍTICA FLORESTAL E O NOVO CÓDIGO POLÍTICA FLORESTAL E O NOVO CÓDIGO (Lei Federal n. 12.651/12) PROF. DR. RAFAEL COSTA FREIRIA E-MAIL: RAFAELFREIRIA@COM4.COM.BR DISCIPLINA: DIREITO AMBIENTAL Fundamentos e Temas de Trabalho na Questão Florestal

Leia mais

Cadastro Ambiental Rural CAR. Sistema Estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável - SISEMA

Cadastro Ambiental Rural CAR. Sistema Estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável - SISEMA Cadastro Ambiental Rural CAR Sistema Estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável - SISEMA Histórico Decreto nº 7.029/2009 (Decreto Mais Ambiente) Lei Federal nº 12.651/2012 Decreto nº 7.830/2012

Leia mais

O SECRETÁRIO DE ESTADO DE MEIO AMBIENTE, DO PLANEJAMENTO, DA CIÊNCIA E DA TECNOLOGIA SEMAC, no uso de suas atribuições legais e

O SECRETÁRIO DE ESTADO DE MEIO AMBIENTE, DO PLANEJAMENTO, DA CIÊNCIA E DA TECNOLOGIA SEMAC, no uso de suas atribuições legais e RESOLUÇÃO SEMAC N 12 DE 17 DE JULHO DE 2014. Aprova a Norma Técnica para Georreferenciamento de Áreas de Interesse Ambiental e de atividades sujeitas ao Licenciamento e Regularização Ambiental no IMASUL,

Leia mais

Faço saber que a Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins decreta e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Faço saber que a Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins decreta e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES LEI Nº 2.713, DE 9 DE MAIO DE 2013. Publicada no Diário Oficial nº 3.876 Institui o Programa de Adequação Ambiental de Propriedade e Atividade Rural TO-LEGAL, e adota outras providências. O Governador

Leia mais

Documentação Necessária para Certificação e Registro de Imóveis Rurais

Documentação Necessária para Certificação e Registro de Imóveis Rurais Documentação Necessária para Certificação e Registro de Imóveis Rurais Diferença entre Registro, Certidão e Matrícula Diferenças entre Averbar e Registrar Necessidade de Retificar um Registro ( retificação

Leia mais

Ferramentas de sensoriamento remoto e SIG aplicadas ao novo Código Florestal

Ferramentas de sensoriamento remoto e SIG aplicadas ao novo Código Florestal 1/38 Ferramentas de sensoriamento remoto e SIG aplicadas ao novo Código Florestal Cota de Reserva Ambiental (CRA) Eng. Allan Saddi Arnesen Eng. Frederico Genofre Eng. Matheus Ferreira Eng. Marcelo Pedroso

Leia mais

Clipping. Minas Gerais - Caderno 1 - Diário do Executivo - página 18 Ano 122 - Nº 225, Belo Horizonte, sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Clipping. Minas Gerais - Caderno 1 - Diário do Executivo - página 18 Ano 122 - Nº 225, Belo Horizonte, sexta-feira, 28 de novembro de 2014 Veículo: Minas Gerais Data: 28/11/2014 Editoria: Diário do Executivo Página: 18 Clipping Minas Gerais - Caderno 1 - Diário do Executivo - página 18 Ano 122 - Nº 225, Belo Horizonte, sexta-feira, 28 de

Leia mais

Cadastro Ambiental Rural CAR 2015

Cadastro Ambiental Rural CAR 2015 Cadastro Ambiental Rural CAR 2015 CADASTRO AMBIENTAL RURAL CAR Decreto nº 7.029/2009 (Decreto Mais Ambiente) Lei Federal nº 12.651/2012 Decreto nº 7.830/2012 Lei Estadual n.º 20.922/2013 Decreto nº 8.235/2014

Leia mais

CAPÍTULO 6 NOVO CÓDIGO FLORESTALBRASILEIRO (LEI 12.651/2012)

CAPÍTULO 6 NOVO CÓDIGO FLORESTALBRASILEIRO (LEI 12.651/2012) MANUAL DE DIREITO AMBIENTAL ROMEU THOMÉ ATUALIZAÇÃO DA 2ª PARA A 3ª EDIÇÃO CAPÍTULO 6 NOVO CÓDIGO BRASILEIRO (LEI 12.651/2012) NA PÁGINA 304: Onde se lê: Já em 25 de maio de 2012, e após intensos debates

Leia mais

1. DOCUMENTOS A SEREM APRESENTADOS

1. DOCUMENTOS A SEREM APRESENTADOS Secretaria de Estado do Meio SEMA-MT Roteiro Básico de Projeto de Desoneração de Área de Reserva Legal (ARL) 1. DOCUMENTOS A SEREM APRESENTADOS I T E M N º. D O C U M E N T O S E X I G I D O S O B S E

Leia mais

CAPITULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

CAPITULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 02/2014, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2014. PUBLICADA NO DOE/PA Nº 32594, DE 28/02/2014, CADERNO 5 PÁGINAS 6-8 Data: 26 de fevereiro de 2014. Define procedimentos administrativos para a

Leia mais

Código Florestal: APP e RL

Código Florestal: APP e RL Código Florestal: APP e RL Decreto Federal 23793/34: Institui o Código Florestal Brasileiro (Getúlio Vargas) Art. 1º As florestas existentes no territorio nacional, consideradas em conjuncto, constituem

Leia mais

LICENCIAMENTO AMBIENTAL. Autorização para supressão de vegetação nativa e intervenções em Áreas de Preservação Permanente - APP

LICENCIAMENTO AMBIENTAL. Autorização para supressão de vegetação nativa e intervenções em Áreas de Preservação Permanente - APP LICENCIAMENTO AMBIENTAL Autorização para supressão de vegetação nativa e intervenções em Áreas de Preservação Permanente - APP Engª Adriana Maira Rocha Goulart Gerente Divisão de Apoio e Gestão dos Recursos

Leia mais

Legislação Anterior Novo Código Florestal Avanços

Legislação Anterior Novo Código Florestal Avanços A APP era computada a partir das margens de rio ou cursos d água, pelo nível mais alto do período de cheia. Várzeas eram consideradas parte dos rios ou cursos d água, porque são inundadas durante o período

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Apostila SICARMG Página 1

MANUAL DO USUÁRIO. Apostila SICARMG Página 1 MANUAL DO USUÁRIO - *Ultima atualização: 05/10/2015 Apostila SICARMG Página 1 SUMÁRIO SUMÁRIO... 2 1 CONHECENDO O CAR... 4 1.1 1.2 1.3 1.4 1.5 1.6 RESUMO DO FUNCIONAMENTO DO CADASTRO AMBIENTAL RURAL (CAR)...

Leia mais

POR DENTRO DO NOVO SISTEMA NACIONAL DE CADASTRO RURAL

POR DENTRO DO NOVO SISTEMA NACIONAL DE CADASTRO RURAL POR DENTRO DO NOVO SISTEMA NACIONAL DE CADASTRO RURAL Ementa O que é CCIR Diferença entre CCIR, SNCR, NIRF e ITR Número do Código INCRA é o CCIR? Legislação pertinente O que é o Cadastro de Imóvel Rural

Leia mais

NOVO CÓDIGO FLORESTAL: ASPECTOS LEGAIS AMBIENTAIS RELEVANTES

NOVO CÓDIGO FLORESTAL: ASPECTOS LEGAIS AMBIENTAIS RELEVANTES NOVO CÓDIGO FLORESTAL: ASPECTOS LEGAIS AMBIENTAIS RELEVANTES 25 de Setembro de 2012 ESPAÇOS TERRITORIAIS ESPECIALMENTE PROTEGIDOS Cabe ao Poder Público definir, em todas as unidades da Federação, espaços

Leia mais

I - Peritos do Ministério Público do Estado de Minas Gerais conforme Resolução PGJMG 31/2008;

I - Peritos do Ministério Público do Estado de Minas Gerais conforme Resolução PGJMG 31/2008; Portaria nº 98, de 11 de junho de 2010 Dispõe sobre a autorização para recebimento e homologação de laudos técnicoambientais e plantas georreferenciadas, elaborados por profissionais bilitados não servidores

Leia mais

Sistema de Controle Ambiental do Amazonas SCAAM - VERSÃO 1.0

Sistema de Controle Ambiental do Amazonas SCAAM - VERSÃO 1.0 Sistema de Controle Ambiental do Amazonas SCAAM - VERSÃO 1.0 Manaus Agosto 2012 2 MANUAL OPERACIONAL DO MÓDULO - CAR 3 SOLICITAÇÃO DO PRODUTO A metodologia foi desenvolvida de acordo com o contrato de

Leia mais

Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR Câmara temática de Insumos Agropecuários Brasília, 27 de maio de 2014

Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR Câmara temática de Insumos Agropecuários Brasília, 27 de maio de 2014 Políticas Públicas para Operacionalizar o CAR Câmara temática de Insumos Agropecuários Brasília, 27 de maio de 2014 O QUE É O CAR O Cadastro Ambiental Rural - CAR, é o registro público eletrônico de âmbito

Leia mais

MMA/Agricultura Familiar (CONTAG, FETRAF-CUT, MPA): Bases socioambientais para o desenvolvimento sustentável no campo

MMA/Agricultura Familiar (CONTAG, FETRAF-CUT, MPA): Bases socioambientais para o desenvolvimento sustentável no campo MMA/Agricultura Familiar (CONTAG, FETRAF-CUT, MPA): Bases socioambientais para o desenvolvimento sustentável no campo Art. Para os efeitos desta MP, a pequena propriedade rural ou posse rural familiar,

Leia mais

IMÓVEIS PRIVADOS EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO DE DOMÍNIO PÚBLICO

IMÓVEIS PRIVADOS EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO DE DOMÍNIO PÚBLICO IMÓVEIS PRIVADOS EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO DE DOMÍNIO PÚBLICO Agosto de 204 Compensação de Reserva Legal Compensação em processos de Licenciamento Essa licença não vale para fotos e ilustrações, que permanecem

Leia mais

PASSO A PASSO do Certificado de Cadastro do Imóvel Rural - CCIR

PASSO A PASSO do Certificado de Cadastro do Imóvel Rural - CCIR PASSO A PASSO do Certificado de Cadastro do Imóvel Rural - CCIR 2015 1. Acesse o site 1. 1 - Acesse o site www.incra.gov.br; 1.2 - Clique do lado esquerdo da tela na parte EMISSÃO DE CCIR; 1.3 Leia todas

Leia mais

Lei 20.922/13 Lei Florestal Mineira

Lei 20.922/13 Lei Florestal Mineira Lei 20.922/13 Lei Florestal Mineira 2014 Reserva Legal: Conceito: Nova Lei Florestal Mineira - Lei nº 20.922/2013 Área localizada no interior de uma propriedade ou posse rural, delimitada nos termos da

Leia mais