Novas fronteiras do SIN

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Novas fronteiras do SIN"

Transcrição

1 128 Ano XI Maio 2009 Informativo mensal do ONS Operador Nacional do Sistema Elétrico Novas fronteiras do SIN A integração Acre e Rondônia ao Sistema Interligado Nacional, com início de operação previsto para julho, marca mais uma etapa para a união dos sistemas isolados do Norte ao SIN. Este projeto e os estudos para Tucuruí- Manaus-Macapá e para o sistema de escoamento da geração das usinas do rio Madeira contam com grupos de trabalho específicos, formados por profissionais de todo o ONS e representantes dos agentes. Pág s. 4 e 5 Funcionalidade e segurança Conheça as primeiras ações do Plano de Segurança das Instalações do CNOS/COSR-NCO. Pág. 7 Armário vazio, coração cheio Campanha comemorativa ao Dia das Mães incentiva a doação de roupas femininas, calçados e acessórios, para distribuição às instituições cadastradas no Programa de Voluntariado do ONS. Pág. 6

2 Mão dupla na comunicação Há uma definição que resume e simplifica muito bem a opinião de teóricos e especialistas em Comunicação sobre o tema: Comunicação não é o que você diz, mas o que o outro entende. Por isso, cada vez mais, as empresas vêm se adaptando a essa realidade e adotando novas formas e instrumentos de comunicação que se afastam do modelo tradicional linear, em que um emissor envia uma mensagem a um receptor. Ou de um modelo mais antigo ainda, em que as mensagens só fluem no sentido de cima para baixo, no estilo manda quem pode, obedece quem tem juízo. Hoje a tecnologia da informação disponível permite que a comunicação aconteça em diversos sentidos nas organizações, com notícias postadas descentralizadamente, fóruns colaborativos de discussão técnica, chats, blogs pessoais e corporativos. Nas empresas que convivem em mercados altamente competitivos, o relacionamento com seus colaboradores, com grupos de interesse e com seus consumidores é capaz de alterar posicionamentos, agilizar processos e modificar produtos, buscando superar a concorrência. Aqui no ONS, essa história de comunicação em mão dupla ainda não utiliza todas as oportunidades que a tecnologia oferece. Temos o Fale Conosco do site, que recebe cerca de uma centena de demandas por mês. Temos o de envio de sugestões para o jornal Ligação, que de tão pouco utilizado, acaba às vezes sendo esquecido, indevidamente. Com a evolução do projeto Nova Intranet, teremos as primeiras oportunidades efetivas de transformar o receptor em emissor e vice-versa, em nossos instrumentos de comunicação. Mas a comunicação corporativa não é feita apenas pelos instrumentos formais. Outra importante maneira de divulgar informações, alinhar percepções e receber feedbacks é a comunicação interpessoal. É nesse campo que o papel de todos os gestores mostra sua relevância. Na reportagem da página três são apresentados os resultados positivos dos Encontros com o DGL, reuniões que vêm sendo realizadas com o suporte da área de Recursos Humanos, do diretor geral com um grupo variado de colaboradores, pinçado entre os aniversariantes do mês, geralmente logo após o café da manhã comemorativo, já tradicional no Programa de Endomarketing. Não é a única iniciativa na casa, com certeza, mas é emblemática e deve servir de inspiração para aqueles gestores que andam meio sem tempo de conversar com suas equipes. Só assim a comunicação será efetivamente multidirecional no Operador. Participe! Envie sua sugestão de pauta ou proposta de texto de matéria para: Ligação: Informativo do Operador Nacional do Sistema Elétrico Escritório Central: Rua da Quitanda, 196 Centro Rio de Janeiro RJ Telefone (21) Fax (21) Edição: Assessoria de Comunicação e Marketing Comissão Editorial: Eneida Leão, Hermes Chipp e Tristão Araripe Fotos: Reynaldo Dias e arquivo Coordenação Editorial: Expressiva Comunicação e Educação (21) Impresso em papel reciclado Filiado à 2 ONS Ligação 128 Maio 2009

3 Portas abertas Em muitas instituições, é comum os colaboradores encararem o dirigente máximo como alguém inatingível, isolado no topo do organograma por um labirinto de retângulos e tracejados. Exceção à regra, o Programa Encontros com o DGL busca encurtar as distâncias formais, promovendo, todos os meses, uma conversa descontraída da equipe com o diretor geral do ONS, Hermes Chipp. Ainiciativa surgiu a partir das pesquisas de clima realizadas no Operador. Entre os eixos temáticos considerados mais relevantes, figuram a comunicação e a necessidade de reconhecimento. O Programa Encontros com o DGL atende às duas demandas, afirma Angela Bessa, assessora da Diretoria de Assuntos Corporativos. Ao mesmo tempo em que a Diretoria Geral mantém um canal de interlocução com os profissionais, contribui para valorizar suas opiniões e sugestões, incentivando-os a interagir, ressalta. Entre os objetivos do Programa, iniciado em julho do ano passado, destacamse: promover maior aproximação entre os colaboradores e o diretor geral; conhecer as percepções dos profissionais; criar oportunidades de entendimento sobre programas e planos da Diretoria, bem como disseminar valores organizacionais. Na opinião do diretor geral, Hermes Chipp, a experiência tem sido bem-sucedida. É um exercício produtivo para todos e ajuda a enriquecer uma visão macro da empresa, avalia. Trata-se de um momento dedicado a uma comunicação mais pessoal, quan- do podemos trocar ideias, esclarecer dúvidas e conhecer melhor os colegas, inclusive os recém-chegados, afirma. Temas livres Os Encontros com o DGL ocorrem mensalmente no Escritório Central, com a participação de dez profissionais (dois de cada diretoria) sorteados com antecedência entre os aniversariantes do mês, sejam veteranos ou novatos no ONS. Eles também acontecem nas demais localidades do Operador: já foram realizados uma vez em Florianópolis, Recife e no COSR-SE, e duas vezes em Brasília. Nessas ocasiões, foram sorteados aniversariantes de vários meses. Os assuntos são sugeridos pelos próprios convidados e a reunião dura cerca de uma hora e meia, após a comemoração oferecida aos aniversariantes, pelo Programa de Endomarketing. Quando fui sorteada, fiquei na expectativa, sem saber se a conversa seria informal ou voltada para questões técnicas, relembra Alessandra Mattos, analista de TI da Gerência de Metodologias e Modelos Energéticos (GMC-2), há nove anos na empresa. Foi uma boa surpresa participar de um bate-papo descontraído com o diretor geral. Ele sabia os nomes de todos, foi direto e não evitou nenhum assunto, conta. A impressão foi igualmente positiva para Daniel Sinder, engenheiro da Gerência de Administração da Transmissão (GAT), com cinco anos de ONS. Como não tenho contato frequente com o diretor geral, gostei de ouvir seus pontos de vista e acho que essa comunicação direta é importante para a empresa. Em quase um ano de realização, os temas mais propostos pelos empregados foram: a nova sede; crise financeira; imagem do ONS para o público em geral; trajetória de carreira; gestão do conhecimento e quadro de pessoal. Os participantes contribuíram com 53 sugestões, sendo 19% relacionadas à área de política corporativa de recursos humanos, 17% a treinamentos, 15% à comunicação/imagem institucional e 12% à responsabilidade social. Algumas das sugestões estão prestes a sair do papel. Um exemplo é o treinamento em gestão de projetos, com instrutores do próprio Operador, que já foi modelado e deve estar pronto em junho. Maio 2009 Ligação 128 ONS 3

4 Integração dos sistemas isolad Operador Nacional promove estudos que contribuem para viabilizar avanços na integração elétrica brasileira e na expansão das fronteiras do Sistema Interligado Nacional (SIN) em direção à Região Norte, atuando em três ambiciosos projetos com realização prevista para 2009, 2011 e 2012: a interligação dos sistemas Acre-Rondônia, a interligação Tucuruí-Manaus-Macapá e o sistema de escoamento da geração das usinas do rio Madeira. Ainterligação dos estados do Acre e Rondônia ao SIN, projeto iniciado em 2006, totaliza aproximadamente mil quilômetros de extensão, desde Porto Velho, em Rondônia, até Jauru, no Mato Grosso, e deverá entrar em operação no mês de julho. Ainda não será uma interligação plena em termos de capacidade, ou seja, a geração térmica de combustível fóssil ainda será necessária até a ampliação do sistema em 2011, para melhorar a qualidade do suprimento, com a duplicação até Porto Velho, a construção de um terceiro circuito entre Jauru e Porto Velho e a duplicação até Rio Branco, esclarece Marcelo Prais, assessor da Diretoria Geral. Já a interligação Tucuruí-Manaus- Macapá, cujo estudo constitui uma das metas globais da Performance Organizacional do ONS para 2009, foi a leilão em Os contratos de concessão com os vencedores dos três lotes foram assinados em outubro e a expectativa é de que a linha, com cerca de quilômetros de extensão, comece a ser operada em Nesse caso, o grande desafio reside nos aspectos ligados à engenharia de uma linha de transmissão tão exten- sa, em plena região amazônica. Em certo trecho, será preciso cruzar o rio Amazonas e, para atender à legislação ambiental, as torres deverão estar acima das copas das árvores duas delas com altura de 265 metros. Para tratar dos aspectos institucionais e técnicos desta interligação, no dia 20 de maio a equipe do ONS realizou com sucesso a primeira reunião de integração com os agentes, preparatória para a interligação Tucuruí-Manaus-Macapá, no Centro Nacional de Operação do Sistema (CNOS), em Brasília. O encontro foi fundamental para apresentar a estrutura do Operador e convidá-los a integrar esta rede técnica, física e de relacionamentos, avalia Marcelo Prais. O assessor da Diretoria Geral alerta ainda que, por volta de 2012, quando essas interligações estiverem instaladas, novas possibilidades com os países fronteiriços poderão ser exploradas, principalmente com a Comunidade Andina das Nações. Um importante projeto em estudo refere-se à integração elétrica Brasil- Peru, a partir da construção de seis usinas hidrelétricas naquele país, com capacidade instalada de cerca de sete mil MW, esclarece Prais. 4 ONS Ligação 128 Maio 2009

5 os: uma meta e muitos desafios O Complexo do Madeira Considerado um dos maiores desafios para o setor elétrico, a magnitude deste sistema de transmissão impressiona. Seus dois conjuntos de usinas - Santo Antônio e Jirau - contarão com 80 turbinas do tipo bulbo. Com previsão para iniciar a operação em 2012, o Complexo do Madeira atravessará o território brasileiro desde Rondônia até São Paulo. A maior linha do país, com cerca de quilômetros de extensão, com capacidade de MW e tensão de 600 kv, será o primeiro elo de corrente contínua pertencente à Rede Básica uma complexidade adicional, pois a referência mais recente desta opção tecnológica data da década de 80, com o sistema de Itaipu (não administrado pelo ONS). A maior parte dos profissionais treinados em corrente contínua concentrou-se em Furnas e muitos já se aposentaram. Como os novos engenheiros não travaram contato com a tecnologia, praticamente não houve atualização deste conhecimento no Brasil, analisa Dalton Camponês do Brasil, assessor da Diretoria de Administração dos Serviços de Transmissão (DAT). Por isso, ao elaborar os requisitos do edital de licitação, o Operador incluiu medidas visando à reciclagem técnica. A primeira delas já foi concretizada. De 11 a 15 de maio, 70 profissionais (ONS, Empresa de Pesquisa Energética, Aneel, Centro de Pesquisas de Energia Elétrica, Eletronorte e Eletrosul) participaram de um treinamento tutorial (foto) sobre transmissão em corrente contínua. A capacitação contou com o envolvimento de todas as diretorias do Operador e foi ministrada pelo fabricante de equipamentos ABB, por meio do Consórcio Porto Velho (vencedor do leilão). Já estão previstos mais dois módulos para o segundo semestre. De acordo com o assessor da DAT, também haverá treinamento para cerca de 50 operadores. Entre as medidas do edital, incluemse o acompanhamento in loco dos estudos realizados pelos fabricantes estrangeiros e a instalação do equipamento RTDS, um simulador do link de corrente contínua que possui a parte de controle em verdadeira grandeza. Os painéis de controle da subestação estarão replicados no simulador e serão usados em nossos estudos, bem como o software EMTDC. Esse conjunto proporcionará ao ONS a simulação mais precisa possível, explica Dalton. Circuito interno Gilson Mussi Machado é o novo gerente-executivo de Administração da Transmissão (GAT). Carioca da zona oeste, graduou-se em Engenharia Elétrica pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), trabalhou na Chesf e Eletrobrás e desenvolveu atividades no Clube de Engenharia e CREA-RJ. Desde 2000 no quadro de empregados do ONS, Gilson Mussi atuou na Diretoria de Planejamento e Programação da Operação (DPP) até 2006, quando um convite da DAT ofereceu a oportunidade de trabalhar com a equipe que avalia a necessidade de novas obras para o SIN. Quais são suas expectativas à frente da GAT? Inicialmente, atender à confiança depositada no meu trabalho; continuar o processo, conduzido por Dalton Camponês do Brasil, de integração das equipes da GAT com a Gerência Executiva de Planejamento da Operação (GPO), Gerência Executiva de Estudos Especiais, Proteção e Controle (GPE), Gerência Executiva de Programação e Desligamentos (GPD) e área de Operação. E ainda: trabalhar para que o Acordo Operacional com a EPE aproxime cada vez mais as duas empresas. Neste contexto, o fato de eu ter atuado em diferentes áreas do ONS é uma vantagem. Isto contribuiu para o meu desenvolvimento pessoal e profissional. Quais devem ser os maiores desafios nesta nova etapa profissional? Sobretudo atender à grande expansão prevista para o SIN, com as novas gerações na Região Norte e a integração das usinas eólicas, bem como garantir a preparação dos profissionais para os novos desenvolvimentos tecnológicos. Maio 2009 Ligação 128 ONS 5

6 Mãe: energia da vida O Operador Nacional aproveitou as comemorações do Dia das Mães para promover uma campanha especial: durante todo o mês de maio, incentivou os colaboradores a doar roupas femininas, calçados e acessórios, para distribuição às instituições cadastradas no Programa de Voluntariado do ONS, coordenado pela Assessoria de Comunicação e Marketing (ACM). Ainiciativa foi bem recebida pelos colaboradores, que contribuíram para a arrecadação de cerca de 300 peças de vestuário e mais de 50 acessórios, além de dezenas de pares de sapatos. No Rio de Janeiro, as doações foram feitas a três instituições: Educandário Social Lar de Frei Luiz, Lar de Tereza e Grupo Luz do Sol. Houve também a entrega de 30 peças de roupas infantis ao Núcleo Espiritualista Cristão Ismael. O apoio à campanha foi fundamental. Mas queremos também convidar os colegas a ampliar a sua participação, indo às instituições para ver as atividades que desenvolvem e a emoção das pessoas ao nos receber, conta Lilian Rangel, analista de Comunicação da ACM. É importante conhecer o trabalho dos voluntários do ONS, bem como o Programa de Voluntariado, afirma. Programação variada As homenagens às mães não pararam por aí. Em todas as localidades do ONS, houve palestras ao longo do mês com nutricionistas do Programa Mesa Brasil, promovido pelo Sesc. O tema foi aproveitamento de alimentos e dicas para evitar desperdício. No Escritório Central, a atividade foi especialmente voltada para 33 colaboradoras da equipe de limpeza. A confraternização contou com a presença de Luiz Alberto Fortunato (foto à dir.), Diretor de Assuntos Corporativos, e terminou com a distribuição de brindes produzidos pelo Grupo de Mulheres Bordadeiras da Coroa. As palestras foram estendidas também às instituições cadastradas no Programa de Voluntariado, sorteadas para a realização de eventos de confraternização, com direito a um eletrodoméstico de presente por entidade. Foram elas: Fraternidade Assistencial Lucas Evangelista Fale (Brasília); Filadélfia (Recife - foto acima); creche Monte Moriat (Florianópolis); Associação de Meninas e Mulheres do Morro, Associação Caminho Certo e Grupo Luz do Sol (Rio de Janeiro). 6 ONS Ligação 128 Maio 2009

7 Notas Mais segurança em Brasília Feijoada do trabalhador O feriado do dia 1 de maio teve um tempero especial em Brasília. As equipes do Centro Nacional de Operação do Sistema e do Centro Regional de Operação Norte/Centro-Oeste (CNOS/ COSR-NCO), acompanhadas de seus familiares, saborearam uma caprichada feijoada com muito torresmo e linguiça, numa já tradicional festa promovida pelo Projeto Bem Viver, com o apoio de colaboradores e da Assessoria de Comunicação e Marketing. A sexta edição do evento foi um sucesso e reuniu 135 pessoas. Temas do PDG Em maio, o Programa de Desenvolvimento Gerencial (PDG) iniciou o ciclo 2009, promovendo uma série de reuniões por diretoria, cujos temas serão abordados em eventos ao longo dos próximos meses. A ênfase será no conceito de interlocução com as equipes. A mesa-redonda Mapeamento de potencial e coaching, que abriu o Programa, abordou o processo de desenvolvimento planejado, em sua relação com os resultados gerais do assessment dos gestores. Para junho, estão programadas duas palestras: Meritocracia e Gestão de Custos. A primeira tem como objetivo explorar a base conceitual e o histórico da meritocracia, sua aplicação na contemporaneidade e a utilização deste conceito na empresa brasileira. A segunda palestra será dedicada a promover maior entendimento sobre o papel do gestor na transformação de uma cultura de gastos para uma cultura de recursos, bem como as práticas de gestão associadas a esta mudança de paradigma. Em julho, deverá haver também um workshop sobre Diálogos Produtivos, para instrumentalizar os gestores a adotar diálogos estruturados, visando à melhoria na performance. Carreira e Dimensionamento da força de trabalho serão temas de outro workshop, previsto para agosto. A meta é realizar um nivelamento conceitual quanto às práticas de gestão a serem implementadas de acordo com os resultados do projeto Trajetórias de Carreira, além de abordar a metodologia para gestão da força de trabalho, em fase inicial de aplicação no ONS. Quem chega ao Centro Nacional de Operação do Sistema (CNOS) e ao Centro Regional de Operação Norte/Centro-Oeste (COSR-NCO), logo percebe as novidades: a recepção foi inteiramente reformada e a iluminação externa reforçada, de modo que garantam mais funcionalidade, conforto e segurança às centenas de pessoas que por ali circulam. As mudanças fazem parte do Plano de Segurança das Instalações do CNOS/COSR-NCO, elaborado para nortear o investimento em soluções preventivas de ampliação de segurança. Uma empresa especializada realizou um diagnóstico completo e apontou a necessidade de medidas voltadas não só ao aperfeiçoamento de acessos e equipamentos, mas também de sistemas, normas e procedimentos. A implementação do Plano de Segurança prevê a realização de dez ações, esclarece Delfim Maduro Zaroni, assistente da Gerência Executiva do CNOS. A primeira etapa, concluída no ano passado, foi uma avaliação dos procedimentos do controle de acesso, que mais tarde foi ampliado. Com a melhoria da iluminação externa e as obras na recepção, finalizadas em abril, cumprimos mais duas ações programadas, comemora. A nova iluminação noturna eliminou pon tos cegos que poderiam facilitar a entrada furtiva de invasores, propiciando um monitoramento mais efetivo das instalações. A equipe de vigilantes foi ampliada e hoje é composta por quatro pessoas no horário comercial e duas no turno da noite inclusive na recepção, onde agora há um vigilante durante 24 horas. A guarita, por sua vez, passou a contar com um recepcionista. Antes, o vigilante da guarita atuava também como porteiro, ao receber entregas, correspondências e encaminhar visitantes, o que poderia comprometer a segurança do local, conta Braz Campanholo Filho, gerente-executivo do CNOS/COSR-NCO. Para o período de julho deste ano a junho de 2010, as próximas ações a serem desenvolvidas são: ampliação do circuito fechado de TV e do sistema de alarme; e implantação da sala central de segurança e do sistema de intercomunicação. A partir do segundo semestre de 2010, serão iniciadas as obras para a criação de um acesso pavimentado e de uma nova guarita, a ser instalada na Estrada Parque Taguatinga (EPTG), ao lado da Subestação Brasília Geral, de Furnas. Maio 2009 Ligação 128 ONS 7

8 Dicas Marco Aurélio P. Rodrigues é engenheiro da GPE e é uma vocação desperdiçada de crítico musical. Mr. Zimmerman acerta de novo! Aos 68 anos, 47 de carreira artística, Bob Dylan lança o seu 34º álbum de estúdio intitulado Together Through Life. O álbum segue a mesma sonoridade dos dois anteriores, Love And Thief (2001) e Modern Times (2006) com ênfase em canções dor de cotovelo. O clima do disco nos leva a uma viagem ao interior dos EUA, com a sensação de ter sido gravado ao vivo em algum bar de beira de estrada, de uma cidade do interior americano. A presença do acordeom de David Hidalgo (da banda Los Lobos) em quase todas as músicas acentua o ar country do disco. Mas Together Through Life viaja também pelo blues na canção My Wife s Home Town, reedição de Willie Dixon, na qual Dylan alfineta o estado americano ( O estado faliu/a cidade quebrou,/ Não me olhe com esse olho gordo ). Nas canções Jolene e It s all Good, Dylan passeia pelo bom e velho rock n roll. Nesta última, ele destila sua ironia quando diz os líderes políticos contam mentiras/as cozinhas dos restaurantes estão repletas de moscas/ que diferença faz, se está tudo bem.... Bob Dylan, que raramente divide suas composições exceção feita ao álbum Desire de 1975, desta vez tem a companhia de Robert Hunter, letrista de Jerry Garcia do Grateful Dead, e somente assina sozinho a valsa This dream of you. A produção do disco é do próprio Dylan, utilizando o pseudônimo Jack Frost. Diferentemente de álbuns anteriores, sobretudo os da década de 60 quando Dylan estava no auge e lançou músicas como Like a rolling stone e Blowing in the wind, Together Through Life não tem uma música que lhe garanta um lugar na posteridade. Mas sua consistência o consolida como um dos dez melhores trabalhos de Dylan, até porque, desde New Morning (1970), este é o primeiro álbum de Dylan que estreia em primeiro lugar nos dois lados do Atlântico, simultaneamente. Mais uma confirmação da importância e da representatividade deste veterano compositor. Título do CD: Together Through Life Artista: Bob Dylan Gravadora: Sony BMG Ano: 2009 Participe também! Mande suas dicas para o Ligação: Violino bem temperado Tem francês no samba! E no forró, na MPB e até no maxixe. O violinista Nicolas Krassik encantou o público com sua versatilidade e a paixão pelos ritmos brasileiros, na primeira apresentação musical do ano promovida pelo Programa de Endomarketing do ONS, coordenado pela Assessoria de Comunicação e Marketing. O show do músico francês faz parte de um dos temas escolhidos para as atividades do Programa a serem realizadas em 2009: o Ano da França no Brasil. Violinista de formação clássica e atuação jazzística, Nicolas Krassik foi conquistado pela cultura brasileira quando residia em Paris, onde chegou a ter aulas de português, capoeira e lambada: Fiquei louco com a música e aquela dança, tão diferente de tudo em meu país, relembra. Em 2001, desembarcou no Rio de Janeiro para fazer uma pesquisa musical. Conheceu a Lapa, o choro, os músicos cariocas, e foi com alegria que deu au revoir à carreira na terra natal, para aqui instalar-se de corpo, alma e violino. Tudo isso ele contou à platéia, com simpatia e em um português perfeito, praticamente sem sotaque. O resultado deste bem-vindo choque cultural foi aplaudido com entusiasmo no auditório do Escritório Central, no dia 21 de maio. Ao lado de Nando Duar- te (violão de sete cordas), Krassik desfilou seu talento em um variado repertório, com músicas de Chico Buarque, Dominguinhos, Gilberto Gil, Sivuca e João Bosco, além de composições próprias. E ainda deu ares de cavaquinho ao violino, ao dedilhar o instrumento na horizontal, em A ginga do mané, de Jacob do Bandolim. Acho importante as empresas colocarem arte e música no diaa-dia de seus funcionários, ajuda a aumentar a criatividade das pessoas, avaliou Krassik. Gostei muito de me apresentar para um público tão carinhoso, afirmou. Aos 39 anos, Nicolas Krassik já tocou ao lado de nomes como Yamandu Costa, Zé da Velha, Beth Carvalho, Silvério Pontes e Marisa Monte. Seu quarto CD Odilê Odilá, no qual interpreta canções de João Bosco deverá ser lançado em agosto, pela gravadora Rob Digital. Quem quiser saber um pouco mais sobre o violinista e escutar algumas das músicas dos CDs anteriores, pode acessar

OUVIDORIA GERAL RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2006

OUVIDORIA GERAL RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2006 OUVIDORIA GERAL RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2006 Apresentação Nossa história Objetivos, Atribuições e Compromisso Nosso Método de Trabalho Manifestações dos Usuários 1. Quantidade 2. Tipos 3. Percentual

Leia mais

Solidariedade. marca o Natal do ONS. Uma grande vitória para o Brasil

Solidariedade. marca o Natal do ONS. Uma grande vitória para o Brasil 123 Ano XI Dezembro 2008 Informativo mensal do ONS Operador Nacional do Sistema Elétrico Solidariedade marca o Natal do ONS Alegria, diversão e o sentimento de ter feito a coisa certa pontos comuns em

Leia mais

Mensagem do presidente

Mensagem do presidente Mensagem do presidente A giroflex-forma está em um novo momento. Renovada, focada em resultados e nas pessoas, ágil e mais competitiva no mercado de assentos e de mobiliário corporativo. Representando

Leia mais

e das pessoas; conceitos e informações socialmente responsável funcionais e institucionais; estimular o comportamento divulgar aos colaboradores

e das pessoas; conceitos e informações socialmente responsável funcionais e institucionais; estimular o comportamento divulgar aos colaboradores Levar todas as informações decisivas da empresa, de forma rápida e simples; jornalmural divulgar aos colaboradores conceitos e informações funcionais e institucionais; reconhecer o trabalho das áreas e

Leia mais

POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - NOR 350

POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - NOR 350 MANUAL DE GESTÃO DE PESSOAS COD. 300 ASSUNTO: POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA APROVAÇÃO: Resolução DIREX nº 462, de 10/09/2012. VIGÊNCIA: 10/09/2012 POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - NOR 350 1/6 ÍNDICE

Leia mais

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini

Outubro 2009. Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Outubro 2009 Carlos Eduardo Bizzotto Gisa Melo Bassalo Marcos Suassuna Sheila Pires Tony Chierighini Sustentabilidade Articulação Ampliação dos limites Sistematização Elementos do Novo Modelo Incubação

Leia mais

O que as empresas e profissionais devem fazer na crise!

O que as empresas e profissionais devem fazer na crise! O que as empresas e profissionais devem fazer na crise! Temos visto e vivido no Brasil um constante cenário de lamentações, reclamações, busca de culpados, busca de responsáveis e bodes expiatórios para

Leia mais

endereço eletrônico) OPCIONAL: http://www.coacavo.com.br/gestao_pdf/avaliacao_desempenho_360grau s.pdf

endereço eletrônico) OPCIONAL: http://www.coacavo.com.br/gestao_pdf/avaliacao_desempenho_360grau s.pdf AV1 Estudo Dirigido da Disciplina CURSO: Gestão de Recursos Humanos DISCIPLINA: Ferramentas de Gestão de Recursos Humanos ALUNO(A):Aline de Souza MATRÍCULA:51811 Ribeiro da Rocha NÚCLEO REGIONAL: DATA:

Leia mais

Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING

Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING Distribuidor de Mobilidade GUIA OUTSOURCING 1 ÍNDICE 03 04 06 07 09 Introdução Menos custos e mais controle Operação customizada à necessidade da empresa Atendimento: o grande diferencial Conclusão Quando

Leia mais

Realização e Organização. www.vamaislonge.com.br

Realização e Organização. www.vamaislonge.com.br Realização e Organização www.vamaislonge.com.br Quem somos... Leonardo Alvarenga, tenho 23 anos, sou criador do Não Tenho Ideia e do #VáMaisLonge. Sou formado em Educação Física mas larguei tudo logo após

Leia mais

Remuneração e Avaliação de Desempenho

Remuneração e Avaliação de Desempenho Remuneração e Avaliação de Desempenho Objetivo Apresentar estratégias e etapas para implantação de um Modelo de Avaliação de Desempenho e sua correlação com os programas de remuneração fixa. Programação

Leia mais

AÇÕES SOCIAIS, AMBIENTAIS E CULTURAIS

AÇÕES SOCIAIS, AMBIENTAIS E CULTURAIS AÇÕES SOCIAIS, AMBIENTAIS E CULTURAIS Relatório de Atividades 2014 Sumário 1.0 Introdução - Pág 3 2.0 Quem Somos, Estatísticas, Valores - Pág 4 3.0 Projetos 2014 - Pág 5 a 15 3.1 Novo site - Pág 5 a 12

Leia mais

Planejamento Estratégico de Comunicação Interna Comunica Pirelli A Pirelli mais perto de você Versão resumida

Planejamento Estratégico de Comunicação Interna Comunica Pirelli A Pirelli mais perto de você Versão resumida Planejamento Estratégico de Comunicação Interna Comunica Pirelli A Pirelli mais perto de você Versão resumida Análise do contexto da organização A Pirelli é a quinta maior empresa do mundo no mercado de

Leia mais

Relatório de Sustentabilidade 2014

Relatório de Sustentabilidade 2014 1 Relatório de Sustentabilidade 2014 2 Linha do Tempo TAM VIAGENS 3 Política de Sustentabilidade A TAM Viagens uma Operadora de Turismo preocupada com a sustentabilidade, visa fortalecer o mercado e prover

Leia mais

Intranets e Capital Intelectual

Intranets e Capital Intelectual Intranets e Capital Intelectual Intranets e Capital Intelectual As mídias sociais ultrapassaram os limites da vida privada. Os profissionais são 2.0 antes, durante e depois do expediente. É possível estabelecer

Leia mais

Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008

Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008 Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008 Seção: Entrevista Pág.: www.catho.com.br SABIN: A MELHOR EMPRESA DO BRASIL PARA MULHERES Viviane Macedo Uma empresa feita sob medida para mulheres. Assim

Leia mais

O Dia D. 12º Prêmio Destaque em Comunicação SINEPE. e a culturalização de um. posicionamento estratégico

O Dia D. 12º Prêmio Destaque em Comunicação SINEPE. e a culturalização de um. posicionamento estratégico O Dia D e a culturalização de um posicionamento estratégico 12º Prêmio Destaque em Comunicação SINEPE Centro Universitário Franciscano uma universidade para suas aspirações Santa Maria é um polo educacional

Leia mais

PROJETO ESCOLA PARA PAIS

PROJETO ESCOLA PARA PAIS PROJETO ESCOLA PARA PAIS Escola Estadual Professor Bento da Silva Cesar São Carlos São Paulo Telma Pileggi Vinha Maria Suzana De Stefano Menin coordenadora da pesquisa Relator da escola: Elizabeth Silva

Leia mais

Instituto Nacional de Pós Graduação INPG Sustentare

Instituto Nacional de Pós Graduação INPG Sustentare Instituto Nacional de Pós Graduação INPG Sustentare O PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO CORPORATIVA E A FIDELIZAÇÃO DE SEUS PÚBLICOS ESTRATÉGICOS Vitor Roberto Krüger Gestão da Comunicação Empresarial e Relações

Leia mais

MÍDIA KIT 2016. A revista especializada em gestão de pessoas com a maior taxa de credibilidade junto a seus leitores.

MÍDIA KIT 2016. A revista especializada em gestão de pessoas com a maior taxa de credibilidade junto a seus leitores. MÍDIA KIT 2016 A revista especializada em gestão de pessoas com a maior taxa de credibilidade junto a seus leitores. PÚBLICO-ALVO Profissionais de RH, presidentes, vice-presidentes e executivos com papel

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS Comitê Gestor do Portal da Câmara dos Deputados COMITÊ GESTOR DO PORTAL DA CÂMARA DOS DEPUTADOS RELATÓRIO 2009

CÂMARA DOS DEPUTADOS Comitê Gestor do Portal da Câmara dos Deputados COMITÊ GESTOR DO PORTAL DA CÂMARA DOS DEPUTADOS RELATÓRIO 2009 CÂMARA DOS DEPUTADOS Comitê Gestor do Portal da Câmara dos Deputados COMITÊ GESTOR DO PORTAL DA CÂMARA DOS DEPUTADOS RELATÓRIO 2009 Dezembro/2009 Introdução O Portal da Câmara cada vez mais se consolida

Leia mais

Empresas descobrem a importância da educação no trabalho e abrem as portas para pedagogos

Empresas descobrem a importância da educação no trabalho e abrem as portas para pedagogos Empresas descobrem a importância da educação no trabalho e abrem as portas para pedagogos Já passou a época em que o pedagogo ocupava-se somente da educação infantil. A pedagogia hoje dispõe de uma vasta

Leia mais

O Mercado de Energias Renováveis e o Aumento da Geração de Energia Eólica no Brasil. Mario Lima Maio 2015

O Mercado de Energias Renováveis e o Aumento da Geração de Energia Eólica no Brasil. Mario Lima Maio 2015 O Mercado de Energias Renováveis e o Aumento da Geração de Energia Eólica no Brasil Mario Lima Maio 2015 1 A Matriz Energética no Brasil A base da matriz energética brasileira foi formada por recursos

Leia mais

Associação Comercial e Empresarial de São João da Boa Vista

Associação Comercial e Empresarial de São João da Boa Vista Programa de Treinamento Contínuo Baseado nos Dvds Commit para Associação Comercial e Empresarial de São João da Boa Vista Introdução: Um programa de treinamento bem estruturado, além de qualificar os funcionários,

Leia mais

VAMOS DAR INICIO A MAIS UMA AULA DO CURSO DE PROPAGANDA E MARKETING- 4 MÓDULO COMO GANHAR DINHEIRO COM MALA DIRETA

VAMOS DAR INICIO A MAIS UMA AULA DO CURSO DE PROPAGANDA E MARKETING- 4 MÓDULO COMO GANHAR DINHEIRO COM MALA DIRETA VAMOS DAR INICIO A MAIS UMA AULA DO CURSO DE PROPAGANDA E MARKETING- 4 MÓDULO COMO GANHAR DINHEIRO COM MALA DIRETA 4 E ÚLTIMO MÓDULO: Como Ganhar dinheiro com Mala Direta APRESENTAÇÃO PESSOAL Edileuza

Leia mais

O RH dos sonhos dos CEOs

O RH dos sonhos dos CEOs O RH dos sonhos dos CEOs Expectativas e estratégias da liderança para os Recursos Humanos Presidentes de empresas de todos os portes falaram sobre a importância dos Recursos Humanos para as suas empresas

Leia mais

...estas abordagens contribuem para uma ação do nível operacional do design.

...estas abordagens contribuem para uma ação do nível operacional do design. Projetar, foi a tradução mais usada no Brasil para design, quando este se refere ao processo de design. Maldonado definiu que design é uma atividade de projeto que consiste em determinar as propriedades

Leia mais

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade

O caminho para o sucesso. Promovendo o desenvolvimento para além da universidade O caminho para o sucesso Promovendo o desenvolvimento para além da universidade Visão geral Há mais de 40 anos, a Unigranrio investe em ensino diferenciado no Brasil para cumprir com seu principal objetivo

Leia mais

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões 8 Passos para o Recrutamento Eficaz Por Tiago Simões Uma das coisas que aprendi na indústria de marketing de rede é que se você não tem um sistema de trabalho que comprovadamente funcione, muito provavelmente

Leia mais

A Copa do Mundo e a importância dos CT s no Brasil DESTAQUES. Curitiba, 26 de setembro de 2012 l 6ª Edição - Setembro/Outubro

A Copa do Mundo e a importância dos CT s no Brasil DESTAQUES. Curitiba, 26 de setembro de 2012 l 6ª Edição - Setembro/Outubro Curitiba, 26 de setembro de 2012 l 6ª Edição - Setembro/Outubro DESTAQUES A Copa do Mundo e a importância dos CT s no Brasil Fifa indica estádios de futebol, mas seleções da Copa poderão escolher seus

Leia mais

Como funciona o site treinamento técnico ON-LINE?

Como funciona o site treinamento técnico ON-LINE? Manual do Usuário INSTRUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO DO TREINAMENTO ON LINE A ATIC Tecnologia do Brasil Ltda. com o objetivo de atender aos seus diversos clientes, oferece treinamentos EAD - Educação a Distância

Leia mais

1 MINUTA DO PLANO DE COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÃO SOCIAL

1 MINUTA DO PLANO DE COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÃO SOCIAL 1 MINUTA DO PLANO DE COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÃO SOCIAL 1.1 APRESENTAÇÃO O Plano de Comunicação e Participação Social subsidiará a elaboração do Plano Diretor de Mobilidade Urbana, criando as bases para

Leia mais

Equipe da GCO: 1. Carlos Campana Gerente 2. Maria Helena 3. Sandro 4. Mariana

Equipe da GCO: 1. Carlos Campana Gerente 2. Maria Helena 3. Sandro 4. Mariana Gerência de Comunicação GCO tem por finalidade planejar, organizar, coordenar e controlar as atividades de comunicação e editoriais do Confea. Competências da GCO 1. Organizar e executar projetos editoriais:

Leia mais

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo Projeto Amplitude Plano de Ação 2015 P r o j e t o A m p l i t u d e R u a C a p i t ã o C a v a l c a n t i, 1 4 7 V i l a M a r i a n a S ã o P a u l o 11 4304-9906 w w w. p r o j e t o a m p l i t u

Leia mais

GESTÃO DE PESSOAS E PRODUTIVIDADE

GESTÃO DE PESSOAS E PRODUTIVIDADE GESTÃO DE PESSOAS E PRODUTIVIDADE 2 Download da Apresentação www.gptw.com.br publicações e eventos palestras Great Place to Work - Missão 3 Construindo um Excelente Ambiente de Trabalho 4 1 2 3 4 O que

Leia mais

Associativismo a modernização do sindicalismo nacional

Associativismo a modernização do sindicalismo nacional A união faz a força O dito popular encaixa-se como uma luva quando o assunto é associativismo o assunto em pauta no meio sindical. As principais confederações patronais do País estão investindo nessa bandeira

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 1. Palestras informativas O que é ser voluntário Objetivo: O voluntariado hoje, mais do que nunca, pressupõe responsabilidade e comprometimento e para que se alcancem os resultados

Leia mais

XVI Congresso Brasileiro de Biblioteconomia e Documentação 22 a 24 de julho de 2015

XVI Congresso Brasileiro de Biblioteconomia e Documentação 22 a 24 de julho de 2015 XVI Congresso Brasileiro de Biblioteconomia e Documentação 22 a 24 de julho de 2015 Modelo 2: resumo expandido de relato de experiência Resumo expandido O Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de São

Leia mais

O desafio da liderança: Avaliação, Desenvolvimento e Sucessão

O desafio da liderança: Avaliação, Desenvolvimento e Sucessão O desafio da liderança: Avaliação, Desenvolvimento e Sucessão Esse artigo tem como objetivo apresentar estratégias para assegurar uma equipe eficiente em cargos de liderança, mantendo um ciclo virtuoso

Leia mais

GUIA DO SGD. Transformação SISTEMA ELETROBRÁS. Conheça mais sobre o novo Sistema de Gestão do Desempenho (SGD) que entrará

GUIA DO SGD. Transformação SISTEMA ELETROBRÁS. Conheça mais sobre o novo Sistema de Gestão do Desempenho (SGD) que entrará GUIA DO SGD Conheça mais sobre o novo Sistema de Gestão do Desempenho (SGD) que entrará em vigor em todas as empresas do Sistema Eletrobrás ainda este ano. Transformação SISTEMA ELETROBRÁS A T R A N S

Leia mais

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Justificativa: As transformações ocorridas nos últimos anos têm obrigado as organizações a se modificarem constantemente e de forma

Leia mais

ATENDIMENTO 3D O diferencial para o sucesso em vendas

ATENDIMENTO 3D O diferencial para o sucesso em vendas Perfil... Atuando há 20 anos em vendas Jean Oliveira já viveu na pele cada experiência que essa profissão promove, é especialista com MBA em Estratégias de Negócios e graduado em Tecnologia de Processamento

Leia mais

Quem ainda não tem um, provavelmente já pensou ou está pensando em ter, seja para fins pessoais ou profissionais.

Quem ainda não tem um, provavelmente já pensou ou está pensando em ter, seja para fins pessoais ou profissionais. Você sabia que o Whatsapp está presente em quase 50% dos smartphones no Brasil? O aplicativo virou febre rapidamente, seguindo a tendência de crescimento anual das vendas de smartphones no país. Quem ainda

Leia mais

CURSOS ONLINE NORMA REGULAMENTADORA NR 10 SEGURANÇA NO SISTEMA ELÉTRICO DE POTÊNCIA (SEP) E EM SUAS PROXIMIDADES

CURSOS ONLINE NORMA REGULAMENTADORA NR 10 SEGURANÇA NO SISTEMA ELÉTRICO DE POTÊNCIA (SEP) E EM SUAS PROXIMIDADES CURSOS ONLINE NORMA REGULAMENTADORA NR 10 SEGURANÇA NO SISTEMA ELÉTRICO DE POTÊNCIA (SEP) E EM SUAS PROXIMIDADES A Quem se destina O curso destina-se a todo profissional que direta ou indiretamente executa

Leia mais

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey Executivos em todos os níveis consideram que a sustentabilidade tem um papel comercial importante. Porém, quando se trata

Leia mais

Programa Escola Interligada Ambiente Colaborativo para Educadores

Programa Escola Interligada Ambiente Colaborativo para Educadores Contato: (15)3251-1015 (15)9727-4158 Daniel Alves da Rocha Proposta Comercial Programa Escola Interligada Ambiente Colaborativo para Educadores Apresentamos a proposta de implantação do programa Escola

Leia mais

Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social. O Projeto Social Luminando

Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social. O Projeto Social Luminando Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social O Projeto Social Luminando O LUMINANDO O Luminando surgiu como uma ferramenta de combate à exclusão social de crianças e adolescentes de comunidades

Leia mais

Negociação Estratégica e Gestão de Conflitos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Negociação Estratégica e Gestão de Conflitos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013

RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2013 Even e Junior Achievement de Minas Gerais UMA PARCERIA DE SUCESSO 1 SUMÁRIO Resultados Conquistados... 3 Resultados do Projeto... 4 Programa Finanças Pessoais... 5 Conceitos

Leia mais

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio

CBA. Comércio Internacional PÚBLICO-ALVO COMPLEMENTAÇÃO ACADÊMICA MATERIAL DIDÁTICO. Internacional. Comércio CBA Comércio Internacional Comércio Internacional A intensidade das relações comerciais e produtivas das empresas no atual contexto econômico tem exigido das empresas um melhor entendimento da complexidade

Leia mais

CENTRAIS ELÉTRICAS DO NORTE DO BRASIL S.A. COMPETÊNCIAS ATRIBUIÇÕES ORGANIZACIONAIS DIRETORIA DE OPERAÇÃO

CENTRAIS ELÉTRICAS DO NORTE DO BRASIL S.A. COMPETÊNCIAS ATRIBUIÇÕES ORGANIZACIONAIS DIRETORIA DE OPERAÇÃO CENTRAIS ELÉTRICAS DO NORTE DO BRASIL S.A. COMPETÊNCIAS ATRIBUIÇÕES ORGANIZACIONAIS DIRETORIA DE OPERAÇÃO DIRETORIA DE OPERAÇÃO Cabe à Diretoria de Operação a gestão dos negócios geração, transmissão e

Leia mais

PARTICIPAÇÃO, A DIFERENÇA QUE VOCÊ PODE FAZER!

PARTICIPAÇÃO, A DIFERENÇA QUE VOCÊ PODE FAZER! 1 PARTICIPAÇÃO, A DIFERENÇA QUE VOCÊ PODE FAZER! AUTOR E APRESENTADOR: Cristina Garvil Diretora da Superintendência de Água e Esgotos de Ituiutaba SAE Arquiteta, Mestranda em Engenharia de Produção com

Leia mais

A Parceria UNIVIR / UNIGLOBO- Um Case Focado no Capital Intelectual da Maior Rede de TV da América Latina

A Parceria UNIVIR / UNIGLOBO- Um Case Focado no Capital Intelectual da Maior Rede de TV da América Latina A Parceria UNIVIR / UNIGLOBO- Um Case Focado no Capital Intelectual da Maior Rede de TV da América Latina Blois, Marlene Montezi e-mail: mmblois@univir.br Niskier, Celso e-mail: cniskier@unicarioca.edu.br

Leia mais

MARKETING MUSIC SUSTENTABILIDADE

MARKETING MUSIC SUSTENTABILIDADE MARKETING MUSIC SUSTENTABILIDADE CRIATIVIDADE E ESTRATÉGIA Poderíamos usar centenas de efeitos mirabolantes para vendermos a sua idéia. Mas não funciona assim. Pessoas são feitas de experiências, expectativas

Leia mais

Kit de Apoio à Gestão Pública 1

Kit de Apoio à Gestão Pública 1 Kit de Apoio à Gestão Pública 1 Índice CADERNO 3: Kit de Apoio à Gestão Pública 3.1. Orientações para a reunião de Apoio à Gestão Pública... 03 3.1.1. O tema do Ciclo 4... 03 3.1.2. Objetivo, ações básicas

Leia mais

Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0

Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0 Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0 Adriano Lima Belo Horizonte 2011 SUMÁRIO Apresentação... 3 Acesso ao Ambiente Virtual de Aprendizagem AVA ESP-MG... 3 Programação do curso no AVA-ESPMG

Leia mais

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 1 Ser Voluntário

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 1 Ser Voluntário Organizando Voluntariado na Escola Aula 1 Ser Voluntário Objetivos 1 Entender o que é ser voluntário. 2 Conhecer os benefícios de ajudar. 3 Perceber as oportunidades proporcionadas pelo voluntariado. 4

Leia mais

Página 1 de 19 Data 04/03/2014 Hora 09:11:49 Modelo Cerne 1.1 Sensibilização e Prospecção Envolve a manutenção de um processo sistematizado e contínuo para a sensibilização da comunidade quanto ao empreendedorismo

Leia mais

Como fazer marketing de relacionamento

Como fazer marketing de relacionamento Como fazer marketing de relacionamento O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta na implantação e no desenvolvimento de seu negócio de forma

Leia mais

UMA PROPOSTA INOVADORA PARA ENSINAR EMPREENDEDORISMO AOS JOVENS

UMA PROPOSTA INOVADORA PARA ENSINAR EMPREENDEDORISMO AOS JOVENS UMA PROPOSTA INOVADORA PARA ENSINAR EMPREENDEDORISMO AOS JOVENS www.empreende.com.br emp@empreende.com.br FAZENDO ACONTECER Programa de ensino de empreendedorismo inovador em nível mundial, desenvolvido

Leia mais

Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os

Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os Mesmo em uma construtora de menor porte, o processo de gestão pode ser bastante complexo. Este guia traz dicas de gerenciamento para atingir os melhores resultados. 2 ÍNDICE SOBRE O SIENGE INTRODUÇÃO 01

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA MUDANÇA DE CULTURA DAS PESSOAS COMO UM DOS FATORES DE SUCESSO DE PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

A IMPORTÂNCIA DA MUDANÇA DE CULTURA DAS PESSOAS COMO UM DOS FATORES DE SUCESSO DE PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA A IMPORTÂNCIA DA MUDANÇA DE CULTURA DAS PESSOAS COMO UM DOS FATORES DE SUCESSO DE PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Elisa Maçãs IDÉIAS & SOLUÇÕES Educacionais e Culturais Ltda www.ideiasesolucoes.com 1

Leia mais

ebook Aprenda como aumentar o poder de captação do seu site. por Rodrigo Pereira Publicitário e CEO da Agência Retina Comunicação

ebook Aprenda como aumentar o poder de captação do seu site. por Rodrigo Pereira Publicitário e CEO da Agência Retina Comunicação por Rodrigo Pereira Publicitário e CEO da Agência Retina Comunicação Sobre o Autor: Sempre fui comprometido com um objetivo de vida: TER MINHA PRÓPRIA EMPRESA. Mas assim como você, eu também ralei bastante

Leia mais

DISCIPLINAS CURRICULARES (PCN) INFORMÁTICA PRODUÇÃO DE MATERIAL

DISCIPLINAS CURRICULARES (PCN) INFORMÁTICA PRODUÇÃO DE MATERIAL A nossa meta é envolver alunos e professores num processo de capacitação no uso de ferramentas tecnológicas. Para isto, mostraremos ao professor como trabalhar as suas disciplinas (matemática, português,

Leia mais

Panorama do mercado de papel

Panorama do mercado de papel Panorama do mercado de papel Panorama da concorrência Panorama da organização Mapeamento de públicos Pontos Fortes x Pontos Fracos Prognóstico Objetivos e Estratégia Programas Toda a presente contextualização

Leia mais

ARTIGOS AÇÕES MOTIVACIONAIS

ARTIGOS AÇÕES MOTIVACIONAIS ARTIGOS AÇÕES MOTIVACIONAIS ÍNDICE em ordem alfabética: Artigo 1 - ENDOMARKETING: UMA FERRAMENTA ESTRATÉGICA PARA DESENVOLVER O COMPROMETIMENTO... pág. 2 Artigo 2 - MOTIVANDO-SE... pág. 4 Artigo 3 - RECURSOS

Leia mais

Câmara Municipal de Barueri. Conheça a Norma SA8000. Você faz parte!

Câmara Municipal de Barueri. Conheça a Norma SA8000. Você faz parte! Câmara Municipal de Barueri Conheça a Norma SA8000 Você faz parte! O que é a Norma SA 8000? A SA 8000 é uma norma internacional que visa aprimorar as condições do ambiente de trabalho e das relações da

Leia mais

Judith H. Katz e Frederick A. Miller. seja. grande

Judith H. Katz e Frederick A. Miller. seja. grande Judith H. Katz e Frederick A. Miller seja grande Com amor, para David, meu parceiro de vida, que mantém sua fé em meu desejo de ser GRANDE; para Fred, que me ensinou o que realmente significa ousar dar

Leia mais

Da propaganda ao marketing ao Visual Merchandising, como nasceu o seu interesse pelo Visual Merchandising?

Da propaganda ao marketing ao Visual Merchandising, como nasceu o seu interesse pelo Visual Merchandising? A experiência no ambiente de loja é essencial para a relação entre o consumidor e a marca. Não é mais simplesmente uma questão de produtos, é preciso tornar a própria loja interessante e aconchegante para

Leia mais

PROJETO TEMÁTICO Campanha de divulgação Do Programa de Responsabilidade Socioambiental do TJDFT VIVER DIREITO

PROJETO TEMÁTICO Campanha de divulgação Do Programa de Responsabilidade Socioambiental do TJDFT VIVER DIREITO PROJETO TEMÁTICO Campanha de divulgação Do Programa de Responsabilidade Socioambiental do TJDFT VIVER DIREITO OBJETIVO A campanha teve por objetivo implantar na Instituição a cultura da responsabilidade

Leia mais

PESSOAL PONTO MIDIAKIT

PESSOAL PONTO MIDIAKIT MIDIAKIT PONTO PESSOAL A PONTO PESSOAL É A PRIMEIRA AGÊNCIA E REVISTA DIGITAL DE MARKETING PESSOAL DO BRASIL QUE TRABALHA ESTRATÉGIAS PARA DIFERENCIAR PESSOAS NO MEIO PROFISSIONAL. 2010-2015 1 MARKETING

Leia mais

PLANO DE REMUNERAÇÃO VARIÁVEL - PRV

PLANO DE REMUNERAÇÃO VARIÁVEL - PRV 1 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO PLANO DE REMUNERAÇÃO VARIÁVEL - PRV 1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO DE PESSOAS 1.1 Histórico da Prática Eficaz A Nova Escola tem aplicado a Meritocracia como um recurso na Gestão de

Leia mais

#10 PRODUZIR CONTEÚDO SUPER DICAS ATRATIVO DE PARA COMEÇAR A

#10 PRODUZIR CONTEÚDO SUPER DICAS ATRATIVO DE PARA COMEÇAR A #10 SUPER DICAS PARA COMEÇAR A Pantone 715 C 100% Black 80% Black C: 0 M: 55 Y: 95 K: 0 C: 0 M: 0 Y: 0 K: 100 C: 0 M: 0 Y: 0 K: 80 PRODUZIR CONTEÚDO ATRATIVO DE Confira estas super dicas para você produzir

Leia mais

Visita Técnica - Magnesita

Visita Técnica - Magnesita Unidade Betim Visita Técnica - Magnesita Em dezembro de 2012 os alunos do curso de Engenharia Química da Faculdade Pitágoras Betim, orientados pela Professora Giselle Aline dos Santos Gonçalves, realizaram

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O FUNCIONAMENTO DO EAD I-UMA SOBRE O EAD

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O FUNCIONAMENTO DO EAD I-UMA SOBRE O EAD PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O FUNCIONAMENTO DO EAD I-UMA SOBRE O EAD 1. O que é EAD? EAD é a sigla para Ensino a Distância, ou Educação a Distância, uma modalidade de ensino que acontece a partir da união

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS Versão 2.0 09/02/2015 Sumário 1 Objetivo... 3 1.1 Objetivos Específicos... 3 2 Conceitos... 4 3 Princípios... 5 4 Diretrizes... 5 4.1

Leia mais

Lacerda e Franze obtém economia significativa em custos de impressão com ECM/GED da SML Brasil

Lacerda e Franze obtém economia significativa em custos de impressão com ECM/GED da SML Brasil lacerda e franze Escritório de Advocacia Lacerda e Franze obtém economia significativa em custos de impressão com ECM/GED da SML Brasil CLIENTE Lacerda e Franze Advogados Associados V I S Ã O G E R A L

Leia mais

PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA

PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA PLANO DE AÇÃO FÓRUM DO MUNICÍPIO QUE EDUCA PROPOSTA DE AÇÃO Criar um fórum permanente onde representantes dos vários segmentos do poder público e da sociedade civil atuem juntos em busca de uma educação

Leia mais

Acreditamos em formas criativas e inovadoras de crescimento e desenvolvimento. Elas agregam valor ao cliente

Acreditamos em formas criativas e inovadoras de crescimento e desenvolvimento. Elas agregam valor ao cliente Portfólio QUEM SOMOS Somos uma empresa de consultoria organizacional que vem desenvolvendo e implementando em diversas clientes projetos nas áreas de Gestão Recursos Humanos e Comercial/Vendas. Silmar

Leia mais

RECURSOS HUMANOS COMO FATOR DE EFICÁCIA ORGANIZACIONAL

RECURSOS HUMANOS COMO FATOR DE EFICÁCIA ORGANIZACIONAL RECURSOS HUMANOS COMO FATOR DE EFICÁCIA ORGANIZACIONAL Por quê o lado humano dos negócios está emergindo como uma indispensável vantagem competitiva? Era Industrial Taylor e Fayol Era do Conhecimento Tecnologia

Leia mais

Padronize sua atividade de arrecadação com

Padronize sua atividade de arrecadação com Padronize sua atividade de arrecadação com ATM Eu Penso ATM é um software que funciona totalmente na internet, disponível pra você com pagamento de mensalidade muito acessível ou outras modalidades de

Leia mais

NOSSA MISSÃO OS PROGRAMAS METODOLOGIAS AVALIAÇÕES

NOSSA MISSÃO OS PROGRAMAS METODOLOGIAS AVALIAÇÕES Desde 1999 NOSSA MISSÃO AÇÕES DE TREINAMENTO OS PROGRAMAS METODOLOGIAS AVALIAÇÕES MISSÃO Inspirar nossos clientes para a expansão de ideias e formação de relacionamentos saudáveis e duradouros no ambiente

Leia mais

Aula 3. Comunicação Organizacional

Aula 3. Comunicação Organizacional Aula 3 Comunicação Organizacional Comunicação Interna (Endomarketing) Profa. Ms. Daniela Cartoni Comunicação Organizacional Comunicação Externa Comunicação Organizacional Comunicação Interna Comunicação

Leia mais

Saiba mais em portaltrainee.com.br traineemobile.com.br

Saiba mais em portaltrainee.com.br traineemobile.com.br Quem Somos? Onde Estamos? Portal Trainee é um site que tem como objetivo levar informações sobre o universo Trainee para jovens profissionais de todo o Brasil. Parcerias com diversas empresas juniores

Leia mais

Enfoque JB. Ano: 5 Edição: 24 - Abril/Maio de 2013

Enfoque JB. Ano: 5 Edição: 24 - Abril/Maio de 2013 Término da Safra 2012/2013 A Safra 2012/2013 terminou com muitas metas alcançadas com as produções agrícola e industrial atingindo índices positivos. O encerramento aconteceu no dia 18/04 e como sempre

Leia mais

Estamos presentes em 20 estados

Estamos presentes em 20 estados http://goo.gl/7kuwo O IDEBRASIL é voltado para compartilhar conhecimento de gestão com o empreendedor do pequeno e micro negócio, de forma prática, objetiva e simplificada. A filosofia de capacitação é

Leia mais

Governança, risco e. compliance Chega de redundâncias. 24 KPMG Business Magazine

Governança, risco e. compliance Chega de redundâncias. 24 KPMG Business Magazine Governança, risco e compliance Chega de redundâncias 24 KPMG Business Magazine Programa Risk University transmite aos executivos uma visão abrangente dos negócios A crise financeira de 2008 ensinou algumas

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Coordenadoria Geral de Pós-Graduação Lato Sensu

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Coordenadoria Geral de Pós-Graduação Lato Sensu PORTFÓLIO ESPECIALIZAÇÃO / MBA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Sumário ÁREA: CIÊNCIAS DA SAÚDE... 2 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO: PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO... 2 ÁREA: COMUNICAÇÃO E LETRAS...

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

Portifólio de Serviços

Portifólio de Serviços Portifólio de Serviços A PM11K conta com uma abrangência de mercado muito grande graças ao seu modelo inovador. Aqui você contrata um consultor e, junto dele, mais centenas de outros consultores em rede,

Leia mais

Jairo Martins da Silva. FOTOs: divulgação

Jairo Martins da Silva. FOTOs: divulgação Jairo Martins da Silva FOTOs: divulgação E N T R E V I S T A Disseminando qualidade e cultura Superintendente-geral da Fundação Nacional da Qualidade, Jairo Martins da Silva fala sobre o desafio da qualidade

Leia mais

UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA GABINETE DA REITORIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO. Relatório de Gestão Setorial do Exercício 2012

UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA GABINETE DA REITORIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO. Relatório de Gestão Setorial do Exercício 2012 UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA GABINETE DA REITORIA ASCOM ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO Relatório de Gestão Setorial do Exercício 2012 Cruz das Almas BA 2013 UFRB UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO

Leia mais

Desenvolvimento da agenda sustentabilidade & negócios

Desenvolvimento da agenda sustentabilidade & negócios Desenvolvimento da agenda sustentabilidade & negócios Em 2013, a Duratex lançou sua Plataforma 2016, marco zero do planejamento estratégico de sustentabilidade da Companhia. A estratégia baseia-se em três

Leia mais

Checklist para Planejar o seu Casamento

Checklist para Planejar o seu Casamento http://www.havan.com.br/ http://www.bloghavan.com.br/ Checklist para Planejar o seu Casamento Mais de 1 ano antes Escolha a data do casamento e defina o seu orçamento. Se a cerimônia for na igreja, preocupe-se

Leia mais

Novos negócios no Ceará

Novos negócios no Ceará ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- Novos negócios no Ceará No DR Ceará, as oficinas de Estratégia de

Leia mais

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO

PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE APRENDIZAGEM MBA E PÓS-GRADUAÇÃO PROFISSIONAL MBA e Pós-Graduação Cursos inovadores e alinhados às tendências globais Nossos cursos seguem modelos globais e inovadores de educação. Os professores

Leia mais

Liderança e Gestão de Pessoas Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Liderança e Gestão de Pessoas Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Análise dos dados da Pesquisa de Clima Relatório

Análise dos dados da Pesquisa de Clima Relatório Recursos Humanos Coordenação de Gestão de Pessoas Pesquisa de Clima Análise dos dados da Pesquisa de Clima Relatório Introdução No dia 04 de Agosto de 2011, durante a reunião de Planejamento, todos os

Leia mais