Novas fronteiras do SIN

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Novas fronteiras do SIN"

Transcrição

1 128 Ano XI Maio 2009 Informativo mensal do ONS Operador Nacional do Sistema Elétrico Novas fronteiras do SIN A integração Acre e Rondônia ao Sistema Interligado Nacional, com início de operação previsto para julho, marca mais uma etapa para a união dos sistemas isolados do Norte ao SIN. Este projeto e os estudos para Tucuruí- Manaus-Macapá e para o sistema de escoamento da geração das usinas do rio Madeira contam com grupos de trabalho específicos, formados por profissionais de todo o ONS e representantes dos agentes. Pág s. 4 e 5 Funcionalidade e segurança Conheça as primeiras ações do Plano de Segurança das Instalações do CNOS/COSR-NCO. Pág. 7 Armário vazio, coração cheio Campanha comemorativa ao Dia das Mães incentiva a doação de roupas femininas, calçados e acessórios, para distribuição às instituições cadastradas no Programa de Voluntariado do ONS. Pág. 6

2 Mão dupla na comunicação Há uma definição que resume e simplifica muito bem a opinião de teóricos e especialistas em Comunicação sobre o tema: Comunicação não é o que você diz, mas o que o outro entende. Por isso, cada vez mais, as empresas vêm se adaptando a essa realidade e adotando novas formas e instrumentos de comunicação que se afastam do modelo tradicional linear, em que um emissor envia uma mensagem a um receptor. Ou de um modelo mais antigo ainda, em que as mensagens só fluem no sentido de cima para baixo, no estilo manda quem pode, obedece quem tem juízo. Hoje a tecnologia da informação disponível permite que a comunicação aconteça em diversos sentidos nas organizações, com notícias postadas descentralizadamente, fóruns colaborativos de discussão técnica, chats, blogs pessoais e corporativos. Nas empresas que convivem em mercados altamente competitivos, o relacionamento com seus colaboradores, com grupos de interesse e com seus consumidores é capaz de alterar posicionamentos, agilizar processos e modificar produtos, buscando superar a concorrência. Aqui no ONS, essa história de comunicação em mão dupla ainda não utiliza todas as oportunidades que a tecnologia oferece. Temos o Fale Conosco do site, que recebe cerca de uma centena de demandas por mês. Temos o de envio de sugestões para o jornal Ligação, que de tão pouco utilizado, acaba às vezes sendo esquecido, indevidamente. Com a evolução do projeto Nova Intranet, teremos as primeiras oportunidades efetivas de transformar o receptor em emissor e vice-versa, em nossos instrumentos de comunicação. Mas a comunicação corporativa não é feita apenas pelos instrumentos formais. Outra importante maneira de divulgar informações, alinhar percepções e receber feedbacks é a comunicação interpessoal. É nesse campo que o papel de todos os gestores mostra sua relevância. Na reportagem da página três são apresentados os resultados positivos dos Encontros com o DGL, reuniões que vêm sendo realizadas com o suporte da área de Recursos Humanos, do diretor geral com um grupo variado de colaboradores, pinçado entre os aniversariantes do mês, geralmente logo após o café da manhã comemorativo, já tradicional no Programa de Endomarketing. Não é a única iniciativa na casa, com certeza, mas é emblemática e deve servir de inspiração para aqueles gestores que andam meio sem tempo de conversar com suas equipes. Só assim a comunicação será efetivamente multidirecional no Operador. Participe! Envie sua sugestão de pauta ou proposta de texto de matéria para: Ligação: Informativo do Operador Nacional do Sistema Elétrico Escritório Central: Rua da Quitanda, 196 Centro Rio de Janeiro RJ Telefone (21) Fax (21) Edição: Assessoria de Comunicação e Marketing Comissão Editorial: Eneida Leão, Hermes Chipp e Tristão Araripe Fotos: Reynaldo Dias e arquivo Coordenação Editorial: Expressiva Comunicação e Educação (21) Impresso em papel reciclado Filiado à 2 ONS Ligação 128 Maio 2009

3 Portas abertas Em muitas instituições, é comum os colaboradores encararem o dirigente máximo como alguém inatingível, isolado no topo do organograma por um labirinto de retângulos e tracejados. Exceção à regra, o Programa Encontros com o DGL busca encurtar as distâncias formais, promovendo, todos os meses, uma conversa descontraída da equipe com o diretor geral do ONS, Hermes Chipp. Ainiciativa surgiu a partir das pesquisas de clima realizadas no Operador. Entre os eixos temáticos considerados mais relevantes, figuram a comunicação e a necessidade de reconhecimento. O Programa Encontros com o DGL atende às duas demandas, afirma Angela Bessa, assessora da Diretoria de Assuntos Corporativos. Ao mesmo tempo em que a Diretoria Geral mantém um canal de interlocução com os profissionais, contribui para valorizar suas opiniões e sugestões, incentivando-os a interagir, ressalta. Entre os objetivos do Programa, iniciado em julho do ano passado, destacamse: promover maior aproximação entre os colaboradores e o diretor geral; conhecer as percepções dos profissionais; criar oportunidades de entendimento sobre programas e planos da Diretoria, bem como disseminar valores organizacionais. Na opinião do diretor geral, Hermes Chipp, a experiência tem sido bem-sucedida. É um exercício produtivo para todos e ajuda a enriquecer uma visão macro da empresa, avalia. Trata-se de um momento dedicado a uma comunicação mais pessoal, quan- do podemos trocar ideias, esclarecer dúvidas e conhecer melhor os colegas, inclusive os recém-chegados, afirma. Temas livres Os Encontros com o DGL ocorrem mensalmente no Escritório Central, com a participação de dez profissionais (dois de cada diretoria) sorteados com antecedência entre os aniversariantes do mês, sejam veteranos ou novatos no ONS. Eles também acontecem nas demais localidades do Operador: já foram realizados uma vez em Florianópolis, Recife e no COSR-SE, e duas vezes em Brasília. Nessas ocasiões, foram sorteados aniversariantes de vários meses. Os assuntos são sugeridos pelos próprios convidados e a reunião dura cerca de uma hora e meia, após a comemoração oferecida aos aniversariantes, pelo Programa de Endomarketing. Quando fui sorteada, fiquei na expectativa, sem saber se a conversa seria informal ou voltada para questões técnicas, relembra Alessandra Mattos, analista de TI da Gerência de Metodologias e Modelos Energéticos (GMC-2), há nove anos na empresa. Foi uma boa surpresa participar de um bate-papo descontraído com o diretor geral. Ele sabia os nomes de todos, foi direto e não evitou nenhum assunto, conta. A impressão foi igualmente positiva para Daniel Sinder, engenheiro da Gerência de Administração da Transmissão (GAT), com cinco anos de ONS. Como não tenho contato frequente com o diretor geral, gostei de ouvir seus pontos de vista e acho que essa comunicação direta é importante para a empresa. Em quase um ano de realização, os temas mais propostos pelos empregados foram: a nova sede; crise financeira; imagem do ONS para o público em geral; trajetória de carreira; gestão do conhecimento e quadro de pessoal. Os participantes contribuíram com 53 sugestões, sendo 19% relacionadas à área de política corporativa de recursos humanos, 17% a treinamentos, 15% à comunicação/imagem institucional e 12% à responsabilidade social. Algumas das sugestões estão prestes a sair do papel. Um exemplo é o treinamento em gestão de projetos, com instrutores do próprio Operador, que já foi modelado e deve estar pronto em junho. Maio 2009 Ligação 128 ONS 3

4 Integração dos sistemas isolad Operador Nacional promove estudos que contribuem para viabilizar avanços na integração elétrica brasileira e na expansão das fronteiras do Sistema Interligado Nacional (SIN) em direção à Região Norte, atuando em três ambiciosos projetos com realização prevista para 2009, 2011 e 2012: a interligação dos sistemas Acre-Rondônia, a interligação Tucuruí-Manaus-Macapá e o sistema de escoamento da geração das usinas do rio Madeira. Ainterligação dos estados do Acre e Rondônia ao SIN, projeto iniciado em 2006, totaliza aproximadamente mil quilômetros de extensão, desde Porto Velho, em Rondônia, até Jauru, no Mato Grosso, e deverá entrar em operação no mês de julho. Ainda não será uma interligação plena em termos de capacidade, ou seja, a geração térmica de combustível fóssil ainda será necessária até a ampliação do sistema em 2011, para melhorar a qualidade do suprimento, com a duplicação até Porto Velho, a construção de um terceiro circuito entre Jauru e Porto Velho e a duplicação até Rio Branco, esclarece Marcelo Prais, assessor da Diretoria Geral. Já a interligação Tucuruí-Manaus- Macapá, cujo estudo constitui uma das metas globais da Performance Organizacional do ONS para 2009, foi a leilão em Os contratos de concessão com os vencedores dos três lotes foram assinados em outubro e a expectativa é de que a linha, com cerca de quilômetros de extensão, comece a ser operada em Nesse caso, o grande desafio reside nos aspectos ligados à engenharia de uma linha de transmissão tão exten- sa, em plena região amazônica. Em certo trecho, será preciso cruzar o rio Amazonas e, para atender à legislação ambiental, as torres deverão estar acima das copas das árvores duas delas com altura de 265 metros. Para tratar dos aspectos institucionais e técnicos desta interligação, no dia 20 de maio a equipe do ONS realizou com sucesso a primeira reunião de integração com os agentes, preparatória para a interligação Tucuruí-Manaus-Macapá, no Centro Nacional de Operação do Sistema (CNOS), em Brasília. O encontro foi fundamental para apresentar a estrutura do Operador e convidá-los a integrar esta rede técnica, física e de relacionamentos, avalia Marcelo Prais. O assessor da Diretoria Geral alerta ainda que, por volta de 2012, quando essas interligações estiverem instaladas, novas possibilidades com os países fronteiriços poderão ser exploradas, principalmente com a Comunidade Andina das Nações. Um importante projeto em estudo refere-se à integração elétrica Brasil- Peru, a partir da construção de seis usinas hidrelétricas naquele país, com capacidade instalada de cerca de sete mil MW, esclarece Prais. 4 ONS Ligação 128 Maio 2009

5 os: uma meta e muitos desafios O Complexo do Madeira Considerado um dos maiores desafios para o setor elétrico, a magnitude deste sistema de transmissão impressiona. Seus dois conjuntos de usinas - Santo Antônio e Jirau - contarão com 80 turbinas do tipo bulbo. Com previsão para iniciar a operação em 2012, o Complexo do Madeira atravessará o território brasileiro desde Rondônia até São Paulo. A maior linha do país, com cerca de quilômetros de extensão, com capacidade de MW e tensão de 600 kv, será o primeiro elo de corrente contínua pertencente à Rede Básica uma complexidade adicional, pois a referência mais recente desta opção tecnológica data da década de 80, com o sistema de Itaipu (não administrado pelo ONS). A maior parte dos profissionais treinados em corrente contínua concentrou-se em Furnas e muitos já se aposentaram. Como os novos engenheiros não travaram contato com a tecnologia, praticamente não houve atualização deste conhecimento no Brasil, analisa Dalton Camponês do Brasil, assessor da Diretoria de Administração dos Serviços de Transmissão (DAT). Por isso, ao elaborar os requisitos do edital de licitação, o Operador incluiu medidas visando à reciclagem técnica. A primeira delas já foi concretizada. De 11 a 15 de maio, 70 profissionais (ONS, Empresa de Pesquisa Energética, Aneel, Centro de Pesquisas de Energia Elétrica, Eletronorte e Eletrosul) participaram de um treinamento tutorial (foto) sobre transmissão em corrente contínua. A capacitação contou com o envolvimento de todas as diretorias do Operador e foi ministrada pelo fabricante de equipamentos ABB, por meio do Consórcio Porto Velho (vencedor do leilão). Já estão previstos mais dois módulos para o segundo semestre. De acordo com o assessor da DAT, também haverá treinamento para cerca de 50 operadores. Entre as medidas do edital, incluemse o acompanhamento in loco dos estudos realizados pelos fabricantes estrangeiros e a instalação do equipamento RTDS, um simulador do link de corrente contínua que possui a parte de controle em verdadeira grandeza. Os painéis de controle da subestação estarão replicados no simulador e serão usados em nossos estudos, bem como o software EMTDC. Esse conjunto proporcionará ao ONS a simulação mais precisa possível, explica Dalton. Circuito interno Gilson Mussi Machado é o novo gerente-executivo de Administração da Transmissão (GAT). Carioca da zona oeste, graduou-se em Engenharia Elétrica pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), trabalhou na Chesf e Eletrobrás e desenvolveu atividades no Clube de Engenharia e CREA-RJ. Desde 2000 no quadro de empregados do ONS, Gilson Mussi atuou na Diretoria de Planejamento e Programação da Operação (DPP) até 2006, quando um convite da DAT ofereceu a oportunidade de trabalhar com a equipe que avalia a necessidade de novas obras para o SIN. Quais são suas expectativas à frente da GAT? Inicialmente, atender à confiança depositada no meu trabalho; continuar o processo, conduzido por Dalton Camponês do Brasil, de integração das equipes da GAT com a Gerência Executiva de Planejamento da Operação (GPO), Gerência Executiva de Estudos Especiais, Proteção e Controle (GPE), Gerência Executiva de Programação e Desligamentos (GPD) e área de Operação. E ainda: trabalhar para que o Acordo Operacional com a EPE aproxime cada vez mais as duas empresas. Neste contexto, o fato de eu ter atuado em diferentes áreas do ONS é uma vantagem. Isto contribuiu para o meu desenvolvimento pessoal e profissional. Quais devem ser os maiores desafios nesta nova etapa profissional? Sobretudo atender à grande expansão prevista para o SIN, com as novas gerações na Região Norte e a integração das usinas eólicas, bem como garantir a preparação dos profissionais para os novos desenvolvimentos tecnológicos. Maio 2009 Ligação 128 ONS 5

6 Mãe: energia da vida O Operador Nacional aproveitou as comemorações do Dia das Mães para promover uma campanha especial: durante todo o mês de maio, incentivou os colaboradores a doar roupas femininas, calçados e acessórios, para distribuição às instituições cadastradas no Programa de Voluntariado do ONS, coordenado pela Assessoria de Comunicação e Marketing (ACM). Ainiciativa foi bem recebida pelos colaboradores, que contribuíram para a arrecadação de cerca de 300 peças de vestuário e mais de 50 acessórios, além de dezenas de pares de sapatos. No Rio de Janeiro, as doações foram feitas a três instituições: Educandário Social Lar de Frei Luiz, Lar de Tereza e Grupo Luz do Sol. Houve também a entrega de 30 peças de roupas infantis ao Núcleo Espiritualista Cristão Ismael. O apoio à campanha foi fundamental. Mas queremos também convidar os colegas a ampliar a sua participação, indo às instituições para ver as atividades que desenvolvem e a emoção das pessoas ao nos receber, conta Lilian Rangel, analista de Comunicação da ACM. É importante conhecer o trabalho dos voluntários do ONS, bem como o Programa de Voluntariado, afirma. Programação variada As homenagens às mães não pararam por aí. Em todas as localidades do ONS, houve palestras ao longo do mês com nutricionistas do Programa Mesa Brasil, promovido pelo Sesc. O tema foi aproveitamento de alimentos e dicas para evitar desperdício. No Escritório Central, a atividade foi especialmente voltada para 33 colaboradoras da equipe de limpeza. A confraternização contou com a presença de Luiz Alberto Fortunato (foto à dir.), Diretor de Assuntos Corporativos, e terminou com a distribuição de brindes produzidos pelo Grupo de Mulheres Bordadeiras da Coroa. As palestras foram estendidas também às instituições cadastradas no Programa de Voluntariado, sorteadas para a realização de eventos de confraternização, com direito a um eletrodoméstico de presente por entidade. Foram elas: Fraternidade Assistencial Lucas Evangelista Fale (Brasília); Filadélfia (Recife - foto acima); creche Monte Moriat (Florianópolis); Associação de Meninas e Mulheres do Morro, Associação Caminho Certo e Grupo Luz do Sol (Rio de Janeiro). 6 ONS Ligação 128 Maio 2009

7 Notas Mais segurança em Brasília Feijoada do trabalhador O feriado do dia 1 de maio teve um tempero especial em Brasília. As equipes do Centro Nacional de Operação do Sistema e do Centro Regional de Operação Norte/Centro-Oeste (CNOS/ COSR-NCO), acompanhadas de seus familiares, saborearam uma caprichada feijoada com muito torresmo e linguiça, numa já tradicional festa promovida pelo Projeto Bem Viver, com o apoio de colaboradores e da Assessoria de Comunicação e Marketing. A sexta edição do evento foi um sucesso e reuniu 135 pessoas. Temas do PDG Em maio, o Programa de Desenvolvimento Gerencial (PDG) iniciou o ciclo 2009, promovendo uma série de reuniões por diretoria, cujos temas serão abordados em eventos ao longo dos próximos meses. A ênfase será no conceito de interlocução com as equipes. A mesa-redonda Mapeamento de potencial e coaching, que abriu o Programa, abordou o processo de desenvolvimento planejado, em sua relação com os resultados gerais do assessment dos gestores. Para junho, estão programadas duas palestras: Meritocracia e Gestão de Custos. A primeira tem como objetivo explorar a base conceitual e o histórico da meritocracia, sua aplicação na contemporaneidade e a utilização deste conceito na empresa brasileira. A segunda palestra será dedicada a promover maior entendimento sobre o papel do gestor na transformação de uma cultura de gastos para uma cultura de recursos, bem como as práticas de gestão associadas a esta mudança de paradigma. Em julho, deverá haver também um workshop sobre Diálogos Produtivos, para instrumentalizar os gestores a adotar diálogos estruturados, visando à melhoria na performance. Carreira e Dimensionamento da força de trabalho serão temas de outro workshop, previsto para agosto. A meta é realizar um nivelamento conceitual quanto às práticas de gestão a serem implementadas de acordo com os resultados do projeto Trajetórias de Carreira, além de abordar a metodologia para gestão da força de trabalho, em fase inicial de aplicação no ONS. Quem chega ao Centro Nacional de Operação do Sistema (CNOS) e ao Centro Regional de Operação Norte/Centro-Oeste (COSR-NCO), logo percebe as novidades: a recepção foi inteiramente reformada e a iluminação externa reforçada, de modo que garantam mais funcionalidade, conforto e segurança às centenas de pessoas que por ali circulam. As mudanças fazem parte do Plano de Segurança das Instalações do CNOS/COSR-NCO, elaborado para nortear o investimento em soluções preventivas de ampliação de segurança. Uma empresa especializada realizou um diagnóstico completo e apontou a necessidade de medidas voltadas não só ao aperfeiçoamento de acessos e equipamentos, mas também de sistemas, normas e procedimentos. A implementação do Plano de Segurança prevê a realização de dez ações, esclarece Delfim Maduro Zaroni, assistente da Gerência Executiva do CNOS. A primeira etapa, concluída no ano passado, foi uma avaliação dos procedimentos do controle de acesso, que mais tarde foi ampliado. Com a melhoria da iluminação externa e as obras na recepção, finalizadas em abril, cumprimos mais duas ações programadas, comemora. A nova iluminação noturna eliminou pon tos cegos que poderiam facilitar a entrada furtiva de invasores, propiciando um monitoramento mais efetivo das instalações. A equipe de vigilantes foi ampliada e hoje é composta por quatro pessoas no horário comercial e duas no turno da noite inclusive na recepção, onde agora há um vigilante durante 24 horas. A guarita, por sua vez, passou a contar com um recepcionista. Antes, o vigilante da guarita atuava também como porteiro, ao receber entregas, correspondências e encaminhar visitantes, o que poderia comprometer a segurança do local, conta Braz Campanholo Filho, gerente-executivo do CNOS/COSR-NCO. Para o período de julho deste ano a junho de 2010, as próximas ações a serem desenvolvidas são: ampliação do circuito fechado de TV e do sistema de alarme; e implantação da sala central de segurança e do sistema de intercomunicação. A partir do segundo semestre de 2010, serão iniciadas as obras para a criação de um acesso pavimentado e de uma nova guarita, a ser instalada na Estrada Parque Taguatinga (EPTG), ao lado da Subestação Brasília Geral, de Furnas. Maio 2009 Ligação 128 ONS 7

8 Dicas Marco Aurélio P. Rodrigues é engenheiro da GPE e é uma vocação desperdiçada de crítico musical. Mr. Zimmerman acerta de novo! Aos 68 anos, 47 de carreira artística, Bob Dylan lança o seu 34º álbum de estúdio intitulado Together Through Life. O álbum segue a mesma sonoridade dos dois anteriores, Love And Thief (2001) e Modern Times (2006) com ênfase em canções dor de cotovelo. O clima do disco nos leva a uma viagem ao interior dos EUA, com a sensação de ter sido gravado ao vivo em algum bar de beira de estrada, de uma cidade do interior americano. A presença do acordeom de David Hidalgo (da banda Los Lobos) em quase todas as músicas acentua o ar country do disco. Mas Together Through Life viaja também pelo blues na canção My Wife s Home Town, reedição de Willie Dixon, na qual Dylan alfineta o estado americano ( O estado faliu/a cidade quebrou,/ Não me olhe com esse olho gordo ). Nas canções Jolene e It s all Good, Dylan passeia pelo bom e velho rock n roll. Nesta última, ele destila sua ironia quando diz os líderes políticos contam mentiras/as cozinhas dos restaurantes estão repletas de moscas/ que diferença faz, se está tudo bem.... Bob Dylan, que raramente divide suas composições exceção feita ao álbum Desire de 1975, desta vez tem a companhia de Robert Hunter, letrista de Jerry Garcia do Grateful Dead, e somente assina sozinho a valsa This dream of you. A produção do disco é do próprio Dylan, utilizando o pseudônimo Jack Frost. Diferentemente de álbuns anteriores, sobretudo os da década de 60 quando Dylan estava no auge e lançou músicas como Like a rolling stone e Blowing in the wind, Together Through Life não tem uma música que lhe garanta um lugar na posteridade. Mas sua consistência o consolida como um dos dez melhores trabalhos de Dylan, até porque, desde New Morning (1970), este é o primeiro álbum de Dylan que estreia em primeiro lugar nos dois lados do Atlântico, simultaneamente. Mais uma confirmação da importância e da representatividade deste veterano compositor. Título do CD: Together Through Life Artista: Bob Dylan Gravadora: Sony BMG Ano: 2009 Participe também! Mande suas dicas para o Ligação: Violino bem temperado Tem francês no samba! E no forró, na MPB e até no maxixe. O violinista Nicolas Krassik encantou o público com sua versatilidade e a paixão pelos ritmos brasileiros, na primeira apresentação musical do ano promovida pelo Programa de Endomarketing do ONS, coordenado pela Assessoria de Comunicação e Marketing. O show do músico francês faz parte de um dos temas escolhidos para as atividades do Programa a serem realizadas em 2009: o Ano da França no Brasil. Violinista de formação clássica e atuação jazzística, Nicolas Krassik foi conquistado pela cultura brasileira quando residia em Paris, onde chegou a ter aulas de português, capoeira e lambada: Fiquei louco com a música e aquela dança, tão diferente de tudo em meu país, relembra. Em 2001, desembarcou no Rio de Janeiro para fazer uma pesquisa musical. Conheceu a Lapa, o choro, os músicos cariocas, e foi com alegria que deu au revoir à carreira na terra natal, para aqui instalar-se de corpo, alma e violino. Tudo isso ele contou à platéia, com simpatia e em um português perfeito, praticamente sem sotaque. O resultado deste bem-vindo choque cultural foi aplaudido com entusiasmo no auditório do Escritório Central, no dia 21 de maio. Ao lado de Nando Duar- te (violão de sete cordas), Krassik desfilou seu talento em um variado repertório, com músicas de Chico Buarque, Dominguinhos, Gilberto Gil, Sivuca e João Bosco, além de composições próprias. E ainda deu ares de cavaquinho ao violino, ao dedilhar o instrumento na horizontal, em A ginga do mané, de Jacob do Bandolim. Acho importante as empresas colocarem arte e música no diaa-dia de seus funcionários, ajuda a aumentar a criatividade das pessoas, avaliou Krassik. Gostei muito de me apresentar para um público tão carinhoso, afirmou. Aos 39 anos, Nicolas Krassik já tocou ao lado de nomes como Yamandu Costa, Zé da Velha, Beth Carvalho, Silvério Pontes e Marisa Monte. Seu quarto CD Odilê Odilá, no qual interpreta canções de João Bosco deverá ser lançado em agosto, pela gravadora Rob Digital. Quem quiser saber um pouco mais sobre o violinista e escutar algumas das músicas dos CDs anteriores, pode acessar

Solidariedade. marca o Natal do ONS. Uma grande vitória para o Brasil

Solidariedade. marca o Natal do ONS. Uma grande vitória para o Brasil 123 Ano XI Dezembro 2008 Informativo mensal do ONS Operador Nacional do Sistema Elétrico Solidariedade marca o Natal do ONS Alegria, diversão e o sentimento de ter feito a coisa certa pontos comuns em

Leia mais

OUVIDORIA GERAL RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2006

OUVIDORIA GERAL RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2006 OUVIDORIA GERAL RELATÓRIO ANUAL DE ATIVIDADES 2006 Apresentação Nossa história Objetivos, Atribuições e Compromisso Nosso Método de Trabalho Manifestações dos Usuários 1. Quantidade 2. Tipos 3. Percentual

Leia mais

música ouvindo música fazendo música THAÍS NASCIMENTO 5/JULHO 18h + shows + oficinas programação

música ouvindo música fazendo música THAÍS NASCIMENTO 5/JULHO 18h + shows + oficinas programação THAÍS NASCIMENTO 5/JULHO 18h + shows ouvindo música Alessandro Penezzi e Nailor Proveta Paulo Oliveira Julia Tygel + oficinas fazendo música Choro e Samba música programação JULHO 2015 julho julia tygel/luciano

Leia mais

PO 2015 Programa e Estrutura

PO 2015 Programa e Estrutura PO 1 PO Programa e Estrutura PO Programa Considerando a necessidade de transparência e efetiva demonstração dos resultados alcançados o Processo da PO compreende as seguintes fases: Fase Definição das

Leia mais

ÍNDICE ANEXOS. 3.2 - Caracterização do Empreendedor... 1/4. a. Identificação do Empreendedor... 1/4. b. Informações sobre o Empreendedor...

ÍNDICE ANEXOS. 3.2 - Caracterização do Empreendedor... 1/4. a. Identificação do Empreendedor... 1/4. b. Informações sobre o Empreendedor... 2517-00-EIA-RL-0001-02 Março de 2014 Rev. nº 01 LT 500 KV MANAUS BOA VISTA E SUBESTAÇÕES ASSOCIADAS ÍNDICE 3.2 - Caracterização do Empreendedor... 1/4 a. Identificação do Empreendedor... 1/4 b. Informações

Leia mais

Aula 3. Comunicação Organizacional

Aula 3. Comunicação Organizacional Aula 3 Comunicação Organizacional Comunicação Interna (Endomarketing) Profa. Ms. Daniela Cartoni Comunicação Organizacional Comunicação Externa Comunicação Organizacional Comunicação Interna Comunicação

Leia mais

Planejamento Estratégico de Comunicação Interna Comunica Pirelli A Pirelli mais perto de você Versão resumida

Planejamento Estratégico de Comunicação Interna Comunica Pirelli A Pirelli mais perto de você Versão resumida Planejamento Estratégico de Comunicação Interna Comunica Pirelli A Pirelli mais perto de você Versão resumida Análise do contexto da organização A Pirelli é a quinta maior empresa do mundo no mercado de

Leia mais

Ano IX Julho 2007 Informativo do Operador Nacional do Sistema Elétrico. Brasil exporta 1.000 MW para a Argentina. Visitantes PDG

Ano IX Julho 2007 Informativo do Operador Nacional do Sistema Elétrico. Brasil exporta 1.000 MW para a Argentina. Visitantes PDG 106 Ano IX Julho 2007 Informativo do Operador Nacional do Sistema Elétrico 4 Brasil exporta 1.000 MW para a Argentina Visitantes PDG 3 6 EDITORIAL Um novo gestor Informativo do Operador Nacional do Sistema

Leia mais

Robustez do SIN garante fornecimento mesmo com a queda de nove torres no Sul MPB. Determinação

Robustez do SIN garante fornecimento mesmo com a queda de nove torres no Sul MPB. Determinação 81 Ano VII Junho 2005 Informativo do Operador Nacional do Sistema Elétrico 4 Robustez do SIN garante fornecimento mesmo com a queda de nove torres no Sul MPB Determinação 3 6 EDITORIAL Soneto de partida

Leia mais

PARTICIPAÇÃO, A DIFERENÇA QUE VOCÊ PODE FAZER!

PARTICIPAÇÃO, A DIFERENÇA QUE VOCÊ PODE FAZER! 1 PARTICIPAÇÃO, A DIFERENÇA QUE VOCÊ PODE FAZER! AUTOR E APRESENTADOR: Cristina Garvil Diretora da Superintendência de Água e Esgotos de Ituiutaba SAE Arquiteta, Mestranda em Engenharia de Produção com

Leia mais

CHIC SAMBA CHIC SAMBA CHORO GAFIEIRA

CHIC SAMBA CHIC SAMBA CHORO GAFIEIRA CHIC SAMBA CHIC SAMBA CHORO GAFIEIRA CHIC SAMBA CHIC ANA PAULA LOPES E LUPA MABUZE Do encontro dos artistas Lupa Mabuze e Ana Paula Lopes surgiu o projeto CHIC SAMBA CHIC, um show contagiante de música

Leia mais

Sumário. 1. Visão Geral do EcoLega 3. 2. Alinhamento Estratégico 3. 3. Orientações essenciais 4. 4. Oficinas e Formação 5

Sumário. 1. Visão Geral do EcoLega 3. 2. Alinhamento Estratégico 3. 3. Orientações essenciais 4. 4. Oficinas e Formação 5 2 Para acessar cada item do Sumário, clique nele. Para retornar ao sumário, clique na logo do ecolega em qualquer página. Sumário 1. Visão Geral do EcoLega 3 2. Alinhamento Estratégico 3 3. Orientações

Leia mais

Somos uma das empresas que mais crescem no país

Somos uma das empresas que mais crescem no país ed. 3 / ano 1 / outubro 2013 J. Fonseca conquista novos segmentos Segurança em primeiro lugar Somos uma das empresas que mais crescem no país editorial Crescendo, mas sem esquecer da segurança A terceira

Leia mais

e das pessoas; conceitos e informações socialmente responsável funcionais e institucionais; estimular o comportamento divulgar aos colaboradores

e das pessoas; conceitos e informações socialmente responsável funcionais e institucionais; estimular o comportamento divulgar aos colaboradores Levar todas as informações decisivas da empresa, de forma rápida e simples; jornalmural divulgar aos colaboradores conceitos e informações funcionais e institucionais; reconhecer o trabalho das áreas e

Leia mais

Números e curiosidades

Números e curiosidades Números e curiosidades - O leilão 004/2008 é o maior leilão realizado pela Aneel desde 98, com uma extensão total de quase 3 mil quilômetros de novas linhas. É o equivalente a metade da extensão do Rio

Leia mais

Sugestão de Planejamento da Semana Pedagógica

Sugestão de Planejamento da Semana Pedagógica GOVERNO DO ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO E CULTURA DIRETORIA REGIONAL DE ENSINO DE ARAGUAINA SETOR REGIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO E ENSINO INTEGRAL Sugestão de Planejamento da Semana

Leia mais

MÍDIA KIT 2016. A revista especializada em gestão de pessoas com a maior taxa de credibilidade junto a seus leitores.

MÍDIA KIT 2016. A revista especializada em gestão de pessoas com a maior taxa de credibilidade junto a seus leitores. MÍDIA KIT 2016 A revista especializada em gestão de pessoas com a maior taxa de credibilidade junto a seus leitores. PÚBLICO-ALVO Profissionais de RH, presidentes, vice-presidentes e executivos com papel

Leia mais

Passo a passo do Evento

Passo a passo do Evento Passo a passo do Evento 1 Pré-evento Definição do Público Número de convidados e características específicas e segmentadas O público definirá dimensão Porte e abrangência do evento.. Com participação de

Leia mais

O Dia D. 12º Prêmio Destaque em Comunicação SINEPE. e a culturalização de um. posicionamento estratégico

O Dia D. 12º Prêmio Destaque em Comunicação SINEPE. e a culturalização de um. posicionamento estratégico O Dia D e a culturalização de um posicionamento estratégico 12º Prêmio Destaque em Comunicação SINEPE Centro Universitário Franciscano uma universidade para suas aspirações Santa Maria é um polo educacional

Leia mais

DATA: 06/05 AUDITÓRIO: CAPITAL HUMANO TEMA: COMUNICAÇÃO INTERNA PALESTRANTE: MARCELO SILVA

DATA: 06/05 AUDITÓRIO: CAPITAL HUMANO TEMA: COMUNICAÇÃO INTERNA PALESTRANTE: MARCELO SILVA DATA: 06/05 AUDITÓRIO: CAPITAL HUMANO TEMA: COMUNICAÇÃO INTERNA PALESTRANTE: MARCELO SILVA Uma Empresa Brasileira Fundado em 1957, pelo Sr. Pelegrino e Dona Luiza, na cidade de Franca, interior de São

Leia mais

Discografia Banda Beijo. * Prove Beijo (1988) * Sem Repressão (1989) * Eu Quero Beijo (1990) * Badameiro (1991) * Axé Music (1992) Carreira Solo

Discografia Banda Beijo. * Prove Beijo (1988) * Sem Repressão (1989) * Eu Quero Beijo (1990) * Badameiro (1991) * Axé Music (1992) Carreira Solo Release Netinho Nascido em Santo Antônio de Jesus, interior da Bahia, no dia 12 de julho de 1966, Ernesto de Souza Andrade Júnior começou sua carreira cedo. Ganhou seu primeiro violão aos 14 anos, um presente

Leia mais

Família e dinheiro. Quer saber mais sobre como usar melhor o seu dinheiro? Todos juntos ganham mais

Família e dinheiro. Quer saber mais sobre como usar melhor o seu dinheiro? Todos juntos ganham mais 1016327-7 - set/2012 Quer saber mais sobre como usar melhor o seu dinheiro? No site www.itau.com.br/usoconsciente, você encontra vídeos, testes e informações para uma gestão financeira eficiente. Acesse

Leia mais

Você já criou sua página na intranet?

Você já criou sua página na intranet? 138 Ano XII Março 2010 Informativo mensal do ONS Operador Nacional do Sistema Elétrico Você já criou sua página na intranet? A intranet do ONS oferece uma série de funcionalidades. Agora, além de usuários,

Leia mais

REESTRUTURAÇÃO DAS FERRAMENTAS DE ENDOMARKETING

REESTRUTURAÇÃO DAS FERRAMENTAS DE ENDOMARKETING Viação Piracicabana Ltda. Dirigente: Alceu Cremonesi Júnior acremonesi@piracicabana.com.br Responsável pela experiência: Assessoria de Comunicação comunicacao@piracicabana.com.br Categoria Comunicação

Leia mais

Nos sete anos do ONS, cada peça tem o seu valor. Colaboradores relatam suas experiências. Boa música. Alegria

Nos sete anos do ONS, cada peça tem o seu valor. Colaboradores relatam suas experiências. Boa música. Alegria 83 Ano VII Agosto 2005 Informativo do Operador Nacional do Sistema Elétrico Nos sete anos do ONS, cada peça tem o seu valor Boa música 3 4 Colaboradores relatam suas experiências Alegria 6 EDITORIAL Só

Leia mais

A CD BABY APRESENTA: Criando Eventos de Sucesso no Facebook Catorze regras para lotar os seus shows

A CD BABY APRESENTA: Criando Eventos de Sucesso no Facebook Catorze regras para lotar os seus shows A CD BABY APRESENTA: Criando Eventos de Sucesso no Facebook Catorze regras para lotar os seus shows Criando Eventos de Sucesso no Facebook Catorze regras para lotar os seus shows Músicos vêm debatendo

Leia mais

A Suframa e o desenvolvimento do setor energético regional Manaus Novembro de 2009

A Suframa e o desenvolvimento do setor energético regional Manaus Novembro de 2009 Interligação Tucuruí Macapá Manaus: integração da Amazônia ao SIN A Suframa e o desenvolvimento do setor energético regional Manaus Novembro de 2009 Objetivos do modelo do Setor Elétrico Segurança no Modicidade

Leia mais

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S 1 MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. - ELETROBRÁS TOMADA DE PREÇOS N 01/2010 ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 2 ÍNDICE 1. OBJETIVO...3 2. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA...3 3. CONTEXTO...4

Leia mais

Checklist para Planejar o seu Casamento

Checklist para Planejar o seu Casamento http://www.havan.com.br/ http://www.bloghavan.com.br/ Checklist para Planejar o seu Casamento Mais de 1 ano antes Escolha a data do casamento e defina o seu orçamento. Se a cerimônia for na igreja, preocupe-se

Leia mais

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões

8 Passos para o Recrutamento Eficaz. Por Tiago Simões 8 Passos para o Recrutamento Eficaz Por Tiago Simões Uma das coisas que aprendi na indústria de marketing de rede é que se você não tem um sistema de trabalho que comprovadamente funcione, muito provavelmente

Leia mais

RAPHAEL SANTA CRUZ O mágico-

RAPHAEL SANTA CRUZ O mágico- RAPHASANTACRUZ RAPHAEL SANTA CRUZ O mágico- Natural de Caruaru, Pernambuco, Raphael Santa Cruz, atua profissionalmente há dez anos. Em 2008, organizou no SESC Caruaru, o MAGIFEST, evento com palestras,

Leia mais

1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Projeto Sua Escola na Feevale

1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Projeto Sua Escola na Feevale ANEXO 04 RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO 1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL Projeto Sua Escola na Feevale 1.1. Histórico da Prática Eficaz Na busca pela excelência e qualidade de ensino, a Universidade Feevale

Leia mais

Mudanças de posição em Assuntos Corporativos

Mudanças de posição em Assuntos Corporativos 124 Ano XI Janeiro 2009 Informativo mensal do ONS Operador Nacional do Sistema Elétrico Mudanças de posição em Assuntos Corporativos As áreas Financeira e de Informática e Telecomunicações passam por um

Leia mais

Tema: Retenção de Conhecimento e Sucessão são possíveis. Palestrantes: Claudio Smith e Maria Ignácia

Tema: Retenção de Conhecimento e Sucessão são possíveis. Palestrantes: Claudio Smith e Maria Ignácia Tema: Retenção de Conhecimento e Sucessão são possíveis num Tema: plano Nome de desligamento da Palestra voluntário Palestrante: O Case Claudio Eletronuclear Smith e Maria Ignácia Palestrantes: Claudio

Leia mais

LEILÃO A-3/2015: TOPOLOGIA, PREMISSAS E CRITÉRIOS PARA O CÁLCULO DA CAPACIDADE DE ESCOAMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA PELA REDE BÁSICA, DIT E ICG

LEILÃO A-3/2015: TOPOLOGIA, PREMISSAS E CRITÉRIOS PARA O CÁLCULO DA CAPACIDADE DE ESCOAMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA PELA REDE BÁSICA, DIT E ICG LEILÃO A-3/2015: TOPOLOGIA, PREMISSAS E CRITÉRIOS PARA O CÁLCULO DA CAPACIDADE DE ESCOAMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA PELA REDE BÁSICA, Empresa de Pesquisa Energética Av. Rio Branco, 001 - Centro 20090-003

Leia mais

Este Plano de Gestão foi apresentado à Direção e suas ideias foram aprovadas. No entanto, a grafia é de responsabilidade exclusiva de seus autores.

Este Plano de Gestão foi apresentado à Direção e suas ideias foram aprovadas. No entanto, a grafia é de responsabilidade exclusiva de seus autores. Este Plano de Gestão foi apresentado à Direção e suas ideias foram aprovadas. No entanto, a grafia é de responsabilidade exclusiva de seus autores. PLANO DE GESTÃO BOB CHAPA 2014 DIRETOR SOCIAL: - Continuação

Leia mais

ONS promove mudanças estratégicas no seu time de gestores. Neste número: Conexão Brasília. Novo sistema. Motivação

ONS promove mudanças estratégicas no seu time de gestores. Neste número: Conexão Brasília. Novo sistema. Motivação 90 Ano VIII Março 2006 Informativo do Operador Nacional do Sistema Elétrico Neste número: Conexão Brasília 4 ONS promove mudanças estratégicas no seu time de gestores Novo sistema Motivação 6 7 EDITORIAL

Leia mais

Contribuições à Criação e Organização de um Núcleo de Voluntariado

Contribuições à Criação e Organização de um Núcleo de Voluntariado Terceiro Setor Contribuições à Criação e Organização de um Núcleo de Voluntariado Para que possamos atuar com voluntários, em projetos sociais, em instituições públicas ou privadas é fundamental que se

Leia mais

1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL. 1.1. Histórico da Prática Eficaz

1. PRÁTICA EFICAZ DE GESTÃO EDUCACIONAL. 1.1. Histórico da Prática Eficaz Nome da Instituição: Universidade Feevale Segmento: IES - Instituições de Ensino Superior Categoria: Gestão Administrativa, de Pessoas ou Financeira Nome da Prática Eficaz de Gestão Educacional: Programa

Leia mais

Valor Setorial Energia (Valor Econômico) 15/04/2015 Garantia para o sistema

Valor Setorial Energia (Valor Econômico) 15/04/2015 Garantia para o sistema Valor Setorial Energia (Valor Econômico) 15/04/2015 Garantia para o sistema Duas importantes medidas foram anunciadas no fim de março pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para tornar mais

Leia mais

Competitividade e Resultados: conseqüência do alinhamento de estratégia, cultura e competências.

Competitividade e Resultados: conseqüência do alinhamento de estratégia, cultura e competências. 1 Programa Liderar O Grupo Solvi é um conglomerado de 30 empresas que atua nas áreas de saneamento, valorização energética e resíduos. Como alicerce primordial de seu crescimento encontrase o desenvolvimento

Leia mais

O Engajamento em Programas Empresariais: funcionários, gestão e áreas parceiras. Trabalho em Grupo Encontro de 03/08/2011

O Engajamento em Programas Empresariais: funcionários, gestão e áreas parceiras. Trabalho em Grupo Encontro de 03/08/2011 O Engajamento em Programas Empresariais: funcionários, gestão e áreas parceiras Trabalho em Grupo Encontro de 03/08/2011 Resumo Mesa 1 Questão 1 O que dá significado/contribui para a participação do funcionário

Leia mais

SGD. Sistema de Gestão do Desempenho Sistema Eletrobras. Versão Final

SGD. Sistema de Gestão do Desempenho Sistema Eletrobras. Versão Final SGD Sistema de Gestão do Desempenho Sistema Eletrobras Versão Final 2 APROVAÇÕES Resolução da Diretoria Executiva da Eletrobras DEE - 508/09, de 10.06.2009. Deliberação do Conselho de Administração da

Leia mais

CENTRAIS ELÉTRICAS DO NORTE DO BRASIL S.A. COMPETÊNCIAS ATRIBUIÇÕES ORGANIZACIONAIS DIRETORIA DE OPERAÇÃO

CENTRAIS ELÉTRICAS DO NORTE DO BRASIL S.A. COMPETÊNCIAS ATRIBUIÇÕES ORGANIZACIONAIS DIRETORIA DE OPERAÇÃO CENTRAIS ELÉTRICAS DO NORTE DO BRASIL S.A. COMPETÊNCIAS ATRIBUIÇÕES ORGANIZACIONAIS DIRETORIA DE OPERAÇÃO DIRETORIA DE OPERAÇÃO Cabe à Diretoria de Operação a gestão dos negócios geração, transmissão e

Leia mais

Projeto Gestão de Carreira Artística

Projeto Gestão de Carreira Artística Projeto Gestão de Carreira Artística Projeto Gestão de Carreira Artística I OBJETIVO II PROJETO A imagem B marca III PUBLICIDADE IV ASSESSORIA DE IMPRENSA V EXECUÇÃO VI CD e DVD VII SHOWS VIII OUTROS PROJETOS

Leia mais

INSTITUTO NOROESTE DE BIRIGÜI. Relatório Mensal - Setembro/2013. Coordenação Pedagógica Educação Infantil e Fundamental I

INSTITUTO NOROESTE DE BIRIGÜI. Relatório Mensal - Setembro/2013. Coordenação Pedagógica Educação Infantil e Fundamental I INSTITUTO NOROESTE DE BIRIGÜI Relatório Mensal - Setembro/2013 Coordenação Pedagógica Educação Infantil e Fundamental I Orientação didático-pedagógica às famílias Atendimento a psicopedagogos Análise das

Leia mais

manual liga elo7 2.0 ORIENTAÇÕES E RECOMENDAÇÕES PARA PLANEJAMENTO DE EVENTOS

manual liga elo7 2.0 ORIENTAÇÕES E RECOMENDAÇÕES PARA PLANEJAMENTO DE EVENTOS ORIENTAÇÕES E RECOMENDAÇÕES PARA PLANEJAMENTO DE EVENTOS Olá Elosetter, Então você está com vontade de organizar um evento? O Elo7 incentiva as ações que fortaleçam e integram a comunidade artesanal e

Leia mais

Reservatórios: queda nos estoques Aumento das restrições ambientais para UHEs reduz volume de armazenamento para menos de um ano

Reservatórios: queda nos estoques Aumento das restrições ambientais para UHEs reduz volume de armazenamento para menos de um ano Page 1 of 5 Reservatórios: queda nos estoques Aumento das restrições ambientais para UHEs reduz volume de armazenamento para menos de um ano Carolina Medeiros, da Agência CanalEnergia, Reportagem Especial

Leia mais

PROJETO TEMÁTICO Campanha de divulgação Do Programa de Responsabilidade Socioambiental do TJDFT VIVER DIREITO

PROJETO TEMÁTICO Campanha de divulgação Do Programa de Responsabilidade Socioambiental do TJDFT VIVER DIREITO PROJETO TEMÁTICO Campanha de divulgação Do Programa de Responsabilidade Socioambiental do TJDFT VIVER DIREITO OBJETIVO A campanha teve por objetivo implantar na Instituição a cultura da responsabilidade

Leia mais

Rubel ubel ubel ubel ubel ubel

Rubel ubel ubel ubel ubel ubel Rubel é um dos destaques do cenário musical carioca atual, tendo se encontrado na mistura entre o MPB e Folk. Em 2012, foi passar um ano em Austin, Texas - USA, e registrou suas experiências através do

Leia mais

ATENDIMENTO A CLIENTES

ATENDIMENTO A CLIENTES Introdução ATENDIMENTO A CLIENTES Nos dias de hoje o mercado é bastante competitivo, e as empresas precisam ser muito criativas para ter a preferência dos clientes. Um dos aspectos mais importantes, principalmente

Leia mais

SEMIPRESENCIAL 2013.1

SEMIPRESENCIAL 2013.1 SEMIPRESENCIAL 2013.1 MATERIAL COMPLEMENTAR II DISCIPLINA: GESTÃO DE CARREIRA PROFESSORA: MONICA ROCHA LIDERANÇA E MOTIVAÇÃO Liderança e Motivação são fundamentais para qualquer empresa que deseja vencer

Leia mais

Gestão de Pessoas. Sergio Amad 13/08/2013 São Paulo - SP

Gestão de Pessoas. Sergio Amad 13/08/2013 São Paulo - SP Gestão de Pessoas Sergio Amad 13/08/2013 São Paulo - SP Bem-vindo ao nosso time! Gestão de Pessoas É com prazer que lhe apresento a nossa estrutura de Gestão de Pessoas. Adotamos a política de portas abertas,

Leia mais

PROJETO ESCOLA PARA PAIS

PROJETO ESCOLA PARA PAIS PROJETO ESCOLA PARA PAIS Escola Estadual Professor Bento da Silva Cesar São Carlos São Paulo Telma Pileggi Vinha Maria Suzana De Stefano Menin coordenadora da pesquisa Relator da escola: Elizabeth Silva

Leia mais

INFORMAÇÕES PARA RECEBER UMA EQUIPE DE EVANGELISMO DA ESCOLA MISSIONÁRIA DE FÉRIAS (EMF)

INFORMAÇÕES PARA RECEBER UMA EQUIPE DE EVANGELISMO DA ESCOLA MISSIONÁRIA DE FÉRIAS (EMF) INFORMAÇÕES PARA RECEBER UMA EQUIPE DE EVANGELISMO DA ESCOLA MISSIONÁRIA DE FÉRIAS (EMF) Olá Pastor (a) / Amigo (a) de Missões. A JOCUM Jovens Com Uma Missão, situada em Campinas apresenta nesse informativo

Leia mais

O QUE SE ESPERA DE UMA GERENTE BARRED S

O QUE SE ESPERA DE UMA GERENTE BARRED S O QUE SE ESPERA DE UMA GERENTE BARRED S Ela lidera a equipe, contrata, acompanha e desenvolve equipes, faz o plano de vendas, cuida do ponto de venda e da vitrine, controla o estoque, monitora e motiva

Leia mais

Desafios da incorporação de novas tecnologias no planejamento, caso Brasil. Dourival de Souza Carvalho Junior. EPE Empresa de Pesquisa Energética

Desafios da incorporação de novas tecnologias no planejamento, caso Brasil. Dourival de Souza Carvalho Junior. EPE Empresa de Pesquisa Energética Desafios da incorporação de novas tecnologias no planejamento, caso Brasil Dourival de Souza Carvalho Junior EPE Empresa de Pesquisa Energética dourival.carvalho@epe.gov.br Desafios da incorporação de

Leia mais

CABEÇA-DE-VENTO Show Musical de Bia Bedran

CABEÇA-DE-VENTO Show Musical de Bia Bedran CABEÇA-DE-VENTO Show Musical de Bia Bedran Cabeça de Vento faz um passeio pelo universo sonoro criado por Bia, numa linguagem cênica que contempla a literatura, a poesia e a ludicidade de seu jeito singular

Leia mais

Apresentação Reinaldo Arias

Apresentação Reinaldo Arias Apresentação Reinaldo Arias 2011 Projeto musical Música para envolver, encantar e integrar. Essa é a proposta do músico, produtor e compositor Reinaldo Arias. Artista atuante, gravou, produziu e compôs

Leia mais

ONS e Copel on-line: acordo operativo assegura otimização do Sistema. Pesquisa. Desempenho. Usina José Richa (Salto Caxias): arquivo Copel

ONS e Copel on-line: acordo operativo assegura otimização do Sistema. Pesquisa. Desempenho. Usina José Richa (Salto Caxias): arquivo Copel 91 Ano VIII Abril 2006 Informativo do Operador Nacional do Sistema Elétrico Usina José Richa (Salto Caxias): arquivo Copel 4 ONS e Copel on-line: acordo operativo assegura otimização do Sistema Pesquisa

Leia mais

Case Desenvolvimento de Competências de Liderança a e Equipes

Case Desenvolvimento de Competências de Liderança a e Equipes Case Desenvolvimento de Competências de Liderança a e Equipes Case Desenvolvimento de Competências de Liderança e Equipes Histórico do Projeto Objetivos Etapas do Projeto Pré-Projeto Projeto Endomarketing

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA ENERGIA EÓLICA NA OFERTA DE ENERGIA DO SISTEMA INTERLIGADO NACIONAL

A IMPORTÂNCIA DA ENERGIA EÓLICA NA OFERTA DE ENERGIA DO SISTEMA INTERLIGADO NACIONAL A IMPORTÂNCIA DA ENERGIA EÓLICA NA OFERTA DE ENERGIA DO SISTEMA INTERLIGADO NACIONAL São Paulo, 03 de junho de 2008 Sistema Elétrico Brasileiro e o Sistema ELETROBRÁS Linhas de Transmissão SIN Capacidade

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Superação dos resultados Inovação Integridade Valorização Humana Melhoria Continua

APRESENTAÇÃO. Superação dos resultados Inovação Integridade Valorização Humana Melhoria Continua APRESENTAÇÃO EMPRESA A LHS Engenharia tem como principal objetivo a prestação de serviços e apoio adequado que garantem soluções eficazes com resultado garantido, durabilidade e excelente relação custo/benefício.

Leia mais

4 ANDRÉ VINÍCIUS. Apresentação André Vinícius. Consultor Professor Palestrante. www.andrevinicius.com. www.andrevinicius.com. www.andrevinicius.

4 ANDRÉ VINÍCIUS. Apresentação André Vinícius. Consultor Professor Palestrante. www.andrevinicius.com. www.andrevinicius.com. www.andrevinicius. 4 ANDRÉ VINÍCIUS Apresentação André Vinícius Consultor Professor Palestrante 4 ANDRÉ VINÍCIUS André Vinícius Formação Acadêmica e Extra-Currícular Pós-Graduando no MBA em Gestão de Recursos Humanos (UNINTER)

Leia mais

Como conversar com possíveis iniciadas

Como conversar com possíveis iniciadas Como conversar com possíveis iniciadas Convidar outras mulheres a tornarem-se consultoras é uma atividade chave para quem quer tornar-se diretora. Aprenda como fazer a entrevista de iniciação, ou seja:

Leia mais

RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO. Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz

RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO. Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz 1 RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz Contrato: AS.DS.PV.024/2010 Empresa: SENSOTECH ASSESSORAMENTO

Leia mais

XX SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA GRUPO VII GRUPO DE ESTUDO DE PLANEJAMENTO DE SISTEMAS ELÉTRICOS - GPL

XX SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA GRUPO VII GRUPO DE ESTUDO DE PLANEJAMENTO DE SISTEMAS ELÉTRICOS - GPL XX SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA Versão 1.0 GPL VII 22 a 25 Novembro de 2009 Recife - PE GRUPO VII GRUPO DE ESTUDO DE PLANEJAMENTO DE SISTEMAS ELÉTRICOS - GPL

Leia mais

Programa de Desenvolvimento Gerencial. Brasília, Maio de 2014

Programa de Desenvolvimento Gerencial. Brasília, Maio de 2014 Programa de Desenvolvimento Gerencial Brasília, Maio de 2014 A Embrapa Missão Viabilizar soluções de pesquisa, desenvolvimento e inovação para a sustentabilidade da agricultura em benefício da sociedade

Leia mais

Atuação & Serviços. Planejamento

Atuação & Serviços. Planejamento A Agência Em nosso dia-a-dia nos expressamos de diversas formas. O "OH!", utilizamos para expressar uma surpresa positiva, algo que nos impressiona e que supera todas as nossas expectativas. Para que seus

Leia mais

Plano de Ação da CPA

Plano de Ação da CPA Centro Universitário do Estado do Pará - CESUPA Plano de Ação da CPA Ano 2014 CPA/CESUPA 2014 C o m i s s ã o P r ó p r i a d e A v a l i a ç ã o C P A / C E S U P A APRESENTAÇÃO O plano de ações da CPA

Leia mais

SEMANA DO SERVIDOR PÚBLICO sugestão de palestrantes. Otimize seu orçamento e mantenha um bom nível de palestrantes.

SEMANA DO SERVIDOR PÚBLICO sugestão de palestrantes. Otimize seu orçamento e mantenha um bom nível de palestrantes. SEMANA DO SERVIDOR PÚBLICO sugestão de palestrantes Otimize seu orçamento e mantenha um bom nível de palestrantes. resultados positivos para os servidores? qualidade de vida fernando rocha wesley schunk

Leia mais

A Construção e Implantação dos Parques Eólicos no Brasil e a Continuidade dos Investimentos no Pós-Leilão

A Construção e Implantação dos Parques Eólicos no Brasil e a Continuidade dos Investimentos no Pós-Leilão Fórum Nacional Eólico Carta dos Ventos 10 e 11 de junho de 2010 Serhs Natal Grand Hotel Natal - RN A Construção e Implantação dos Parques Eólicos no Brasil e a Continuidade dos Investimentos no Pós-Leilão

Leia mais

Concessões de Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica: Perguntas e Respostas

Concessões de Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica: Perguntas e Respostas Concessões de Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica: Perguntas e Respostas Perguntas mais frequentes sobre o marco institucional das Concessões Vincendas de Energia Elétrica Setembro

Leia mais

Revista Corretora do Futuro 1

Revista Corretora do Futuro 1 Revista Corretora do Futuro 1 INAUGURAÇÃO É inaugurada a nova Unidade Regional e de Negócios Lojacorr em Santa Catarina e firmou a identidade da Lojacorr em Florianópolis (SC). Com instalações modernas

Leia mais

Questão em foco: Colaboração de produto 2.0. Uso de técnicas de computação social para criar redes sociais corporativas

Questão em foco: Colaboração de produto 2.0. Uso de técnicas de computação social para criar redes sociais corporativas Questão em foco: Colaboração de produto 2.0 Uso de técnicas de computação social para criar redes sociais corporativas Tech-Clarity, Inc. 2009 Sumário Sumário... 2 Introdução à questão... 3 O futuro da

Leia mais

PLANO DE TRABALHO PARA IMPLANTAÇÃO DA A3P CNPJ/MF 10.565.000/0001-92 CEP 50.030-230 CPF 342.246.884-68 CEP 52.041-170

PLANO DE TRABALHO PARA IMPLANTAÇÃO DA A3P CNPJ/MF 10.565.000/0001-92 CEP 50.030-230 CPF 342.246.884-68 CEP 52.041-170 PLANO DE TRABALHO PARA IMPLANTAÇÃO DA A3P 1. DADOS CADASTRAIS Órgão SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE Endereço CAIS DO APOLO, Nº 925, BAIRRO DO RECIFE Cidade RECIFE UF PE Nome do Responsável MARCELO AUGUSTO

Leia mais

A maior caridade que se pode fazer ao Espiritismo é a sua divulgação! Emmanuel

A maior caridade que se pode fazer ao Espiritismo é a sua divulgação! Emmanuel A maior caridade que se pode fazer ao Espiritismo é a sua divulgação! Emmanuel INFOSEF Felizes são aqueles que ora semeiam dedicação e amor nas vidas das nossas crianças e dos nossos mocinhos, bem como

Leia mais

PERFIL DOS OUVINTES. Alcance: 776.533 ouvintes por mês ALCANCE 30 DIAS - 05/05h. Audiência: 71.701 ouvintes por minuto SS 06/19h FAIXA ETÁRIA

PERFIL DOS OUVINTES. Alcance: 776.533 ouvintes por mês ALCANCE 30 DIAS - 05/05h. Audiência: 71.701 ouvintes por minuto SS 06/19h FAIXA ETÁRIA A Rádio que é o AMOR DO RIO tem uma programação popular de sucesso formada pelas melhores músicas dos mais variados estilos, com grandes comunicadores e com as mais atraentes promoções, entretenimento

Leia mais

15 anos. Melhor. Fundada há. Carteira com mais de 60 clientes. Equipe com 40 Profissionais. Prêmio Aberje de. Assessoria de Imprensa

15 anos. Melhor. Fundada há. Carteira com mais de 60 clientes. Equipe com 40 Profissionais. Prêmio Aberje de. Assessoria de Imprensa A Fundada há 15 anos a Link é uma das principais agências de comunicação integrada do País. Carteira com mais de 60 clientes de segmentos diversos: mercado financeiro, de utilities, educação, saúde, serviços,

Leia mais

PHELIPE AGNELLI. Baterista Percussionista Compositor. Músico Brasileiro!

PHELIPE AGNELLI. Baterista Percussionista Compositor. Músico Brasileiro! PHELIPE AGNELLI Baterista Percussionista Compositor Músico Brasileiro 1 ENTREVISTA "Inspirando e sendo inspirado" Phelipe Agnelli é músico e compositor, nascido a 50 minutos de São Paulo, na cidade de

Leia mais

DISCIPLINAS CURRICULARES (PCN) INFORMÁTICA PRODUÇÃO DE MATERIAL

DISCIPLINAS CURRICULARES (PCN) INFORMÁTICA PRODUÇÃO DE MATERIAL A nossa meta é envolver alunos e professores num processo de capacitação no uso de ferramentas tecnológicas. Para isto, mostraremos ao professor como trabalhar as suas disciplinas (matemática, português,

Leia mais

08 a 11 de outubro de 2014

08 a 11 de outubro de 2014 EMPREENDER NA MÚSICA COMO TRANSFORMAR UMA BANDA NUMA MICRO EMPRESA 08 a 11 de outubro de 2014 08 a 11 de outubro de 2014 Sumário Ecossistema da música A música no Brasil Gestão da carreira musical O ecossistema

Leia mais

Em busca da qualidade de

Em busca da qualidade de Diretoria de Gestão Corporativa-DG empresa Em busca da qualidade de gestão Inovações tecnológicas e gerenciais possibilitam mais eficiência à Eletrobras Furnas texto Leonardo da Cunha Valorizar o capital

Leia mais

APRESENTAÇÃO. www.radiomisturebaonline.com.br

APRESENTAÇÃO. www.radiomisturebaonline.com.br APRESENTAÇÃO www.radiomisturebaonline.com.br O que é a rádio MISTUREBA on-line? A rádio MISTUREBA on-line é voltada para divulgação sócio-cultural, musical e esportiva. cultural. A rádio MISTUREBA on-line

Leia mais

PLANO DE PATROCÍNIO 2015. Depto. de Marketing e Pesquisa Depto. de Marketing Pesquisa

PLANO DE PATROCÍNIO 2015. Depto. de Marketing e Pesquisa Depto. de Marketing Pesquisa PLANO DE PATROCÍNIO 2015 Depto. de Marketing e Pesquisa Depto. de Marketing Pesquisa O SEGMENTO LIGHT A Rede Transamérica Light atinge o público pertencente às classes AB, acima de 25 anos, formador de

Leia mais

Comunicação e Reputação. 10 dicas para manter o alinhamento e assegurar resultados

Comunicação e Reputação. 10 dicas para manter o alinhamento e assegurar resultados Comunicação e Reputação 10 dicas para manter o alinhamento e assegurar resultados 1 Introdução Ao contrário do que alguns podem pensar, reputação não é apenas um atributo ou juízo moral aplicado às empresas.

Leia mais

Relações Estabelecidas na Organização do Trabalho Formação de Auxiliares de Serviços Gerais da Rede Municipal de Ensino de Florianópolis

Relações Estabelecidas na Organização do Trabalho Formação de Auxiliares de Serviços Gerais da Rede Municipal de Ensino de Florianópolis SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR GERÊNCIA DE FORMAÇÃO PERMANENTE Relações Estabelecidas na Organização do Trabalho Formação de Auxiliares de Serviços Gerais da Rede Municipal

Leia mais

APRESENTAÇÃO COMERCIAL. Palestrante DANY PADILLA. Especialista em Motivação, Comportamento e Imagem Pessoal

APRESENTAÇÃO COMERCIAL. Palestrante DANY PADILLA. Especialista em Motivação, Comportamento e Imagem Pessoal APRESENTAÇÃO COMERCIAL Palestrante DANY PADILLA Especialista em Motivação, Comportamento e Imagem Pessoal Quem é Dany Padilla Palestrante motivacional de comportamento e imagem, tendo realizado palestras

Leia mais

Fotos: Luís Antônio Rodrigues. No Perfil Ché & Colin

Fotos: Luís Antônio Rodrigues. No Perfil Ché & Colin Fotos: Luís Antônio Rodrigues No Perfil & Perfil Em meio às gravações no estúdio Brothers da Lua do músico, juntamente com o gravamos uma entrevista, onde eles nos contam como começou essa amizade e parceria,

Leia mais

InfoReggae - Edição 32 Inclusão Digital 11 de abril de 2014. Coordenador Executivo José Júnior

InfoReggae - Edição 32 Inclusão Digital 11 de abril de 2014. Coordenador Executivo José Júnior O Grupo Cultural AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam a autoestima de jovens das camadas populares.

Leia mais

Aulas para o processo seletivo do Senai foram ministradas em agosto

Aulas para o processo seletivo do Senai foram ministradas em agosto PRINCIPAL: Processo Seletivo SENAI Festa da Família Oficina de Trufas Feira de Ciências do SENAI Capacitação da PROCASP Aulas para o processo seletivo do Senai foram ministradas em agosto Todas as quartas

Leia mais

Conflito de Interesses - Relacionamento pessoal com outros associados. Conflito de Interesses - Relacionamento pessoal com fornecedores

Conflito de Interesses - Relacionamento pessoal com outros associados. Conflito de Interesses - Relacionamento pessoal com fornecedores Conflito de Interesses Geral Conflito de Interesses - Investimentos Financeiros Conflito de Interesses - Brindes e Gratificações Conflito de Interesses - Emprego paralelo ao Walmart Conflito de Interesses

Leia mais

SECRETARIA GERAL DO TRABALHO MASCULINO TEMA: "Sacerdócio Real".

SECRETARIA GERAL DO TRABALHO MASCULINO TEMA: Sacerdócio Real. SECRETARIA GERAL DO TRABALHO MASCULINO TEMA: "Sacerdócio Real". "José é um ramo frutífero, ramo frutífero junto a fonte; seus galhos se estendem sobre o muro." Gen. 49:22 UPH EM AÇÃO Sugestão para programações

Leia mais

Setembro foi um mês marcante para a. Fim de Ciclo. Formatura marca final das atividades da 2ª turma do projeto Educação Integral

Setembro foi um mês marcante para a. Fim de Ciclo. Formatura marca final das atividades da 2ª turma do projeto Educação Integral Setembro 2013 São Paulo. Brasil www.vidajovem.org Fim de Ciclo Formatura marca final das atividades da 2ª turma do projeto Educação Integral Setembro foi um mês marcante para a associação. Depois de um

Leia mais

O que as empresas e profissionais devem fazer na crise!

O que as empresas e profissionais devem fazer na crise! O que as empresas e profissionais devem fazer na crise! Temos visto e vivido no Brasil um constante cenário de lamentações, reclamações, busca de culpados, busca de responsáveis e bodes expiatórios para

Leia mais

Neste número: Conexão Florianópolis Privilégio Convergência digital ONS inicia projeto para integrar Tempo bom seu site, a intranet e o portal Siga

Neste número: Conexão Florianópolis Privilégio Convergência digital ONS inicia projeto para integrar Tempo bom seu site, a intranet e o portal Siga 94 Ano VIII Julho 2006 Informativo do Operador Nacional do Sistema Elétrico Neste número: Conexão Florianópolis Convergência digital Privilégio 3 4 ONS inicia projeto para integrar seu site, a intranet

Leia mais

LINHÃO DE TUCURUÍ 1.800 km DE IN- TEGRAÇÃO REGIONAL

LINHÃO DE TUCURUÍ 1.800 km DE IN- TEGRAÇÃO REGIONAL Artigo LINHÃO DE TUCURUÍ 1.800 km DE IN- TEGRAÇÃO REGIONAL Gabriel Nasser Doyle de Doile Rodrigo Limp Nascimento 58 RESUMO Para integrar o sistema elétrico das regiões de Manaus, Macapá e municípios situados

Leia mais

endereço eletrônico) OPCIONAL: http://www.coacavo.com.br/gestao_pdf/avaliacao_desempenho_360grau s.pdf

endereço eletrônico) OPCIONAL: http://www.coacavo.com.br/gestao_pdf/avaliacao_desempenho_360grau s.pdf AV1 Estudo Dirigido da Disciplina CURSO: Gestão de Recursos Humanos DISCIPLINA: Ferramentas de Gestão de Recursos Humanos ALUNO(A):Aline de Souza MATRÍCULA:51811 Ribeiro da Rocha NÚCLEO REGIONAL: DATA:

Leia mais

Visita Técnica - Magnesita

Visita Técnica - Magnesita Unidade Betim Visita Técnica - Magnesita Em dezembro de 2012 os alunos do curso de Engenharia Química da Faculdade Pitágoras Betim, orientados pela Professora Giselle Aline dos Santos Gonçalves, realizaram

Leia mais