DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS. 4T l 2015

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS. 4T l 2015"

Transcrição

1 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T l 2015

2 Disclaimer Esta apresentação pode conter referências e declarações que representem expectativas de resultados, planos de crescimento e estratégias futuras do BI&P. Essas referências e declarações estão baseadas em suposições e análises do Banco e refletem o que os administradores acreditam, de acordo com sua experiência, com o ambiente econômico e as condições de mercado previsíveis. Estando muitos destes fatores fora do controle do Banco, podem haver diferenças significativas entre os resultados reais e as expectativas e declarações aqui eventualmente antecipadas. Esses riscos e incertezas incluem, mas não estão limitados a: nossa habilidade de perceber a dimensão dos aspectos econômicos brasileiros e globais, desenvolvimento bancário, condições de mercado financeiro, aspectos competitivos, governamentais e tecnológicos que possam afetar tanto as operações do BI&P quanto o mercado e seus produtos. Portanto, recomendamos ler os documentos e demonstrações financeiras disponibilizados através da CVM e de nosso site de Relações com Investidores (www.bip.b.br/ri) e efetuar sua cuidadosa avaliação. 2

3 Destaques Redução Intencional da carteira de crédito A Carteira de Crédito Expandida do Banco foi intencionalmente reduzida dos R$4,1 bilhões de dezembro de 2014 para os atuais R$2,2 bilhões ao final de dezembro de 2015, reflexo da qualidade e liquidez da nossa carteira. Continuaremos nossa atuação em nichos específicos do mercado de crédito com grande capacidade de geração de valor e de operações de investment banking, porém cautelosos, tendo em vista as incertezas que o momento atual apresenta. Despesa de PDD Excetuando o caso Ceagro A Despesa de PDD Gerencial se manteve em linha com nossa média histórica de cerca de 1% a.a. nos últimos 12 meses, mesmo considerando a expressiva redução da carteira que temos promovido ao longo dos últimos trimestres. Aumento de Capital de R$80 mm Em o Banco Central do Brasil homologou o aumento de capital, anunciado em , no valor de R$80 milhões, que foi subscrito e integralizado pelos acionistas controladores e demais acionistas do Banco. Esse aumento, aliado à redução intencional da carteira, nos viabilizou terminarmos o ano com um confortável índice de Basileia de 16,5%. Caixa Livre e Captação Ao final do trimestre, o caixa livre totalizava R$871,2 milhões, representando 33% dos depósitos totais ante 19% ao final de Nossa confortável posição de caixa é resultado da estratégia de manter uma alta liquidez e da pulverização de nossas captações construída ao longo dos últimos anos. No final do 4T15, distribuíamos nossos produtos de captação por intermédio de parcerias com 74 corretoras, distribuidoras e escritórios de agentes autônomos, e contávamos com uma base de mais de depositantes ante ao final do 4T14, incremento de mais de 107%. 3

4 Destaques Compromisso com o Controle de custos As despesas, administrativas e de pessoal, gerenciais do Banco totalizaram R$25,3 milhões no 4T15 ante R$26,6 milhões no 3T15 e R$34,3 milhões no 4T14, redução de 4,9% e 26,4%, respectivamente, reforçando o compromisso da administração com o controle de custos. Guide Investimentos A Receita de Prestação de Serviços e Tarifas totalizou R$14,5 milhões no 4T15, -5,3% no trimestre e +3,5% na comparação com o 4T14. Vale destacar que ao longo dos últimos trimestres a Guide Investimentos aumentou sua representatividade na participação dessas receitas passando de 26% em 2014 para 67% em 2015, uma vez que os investimentos que temos realizados nessa plataforma já começam a trazer resultados positivos. Resultado Oferta Pública de Aquisição O Resultado no trimestre foi negativo em R$17,4 milhões, reflexo (i) do evento extraordinário, pontual e não recorrente da Ceagro Agrícola Ltda no que se refere ao custo de carregamento dessas operações e às despesas relacionadas ao processo de cobrança (ii) da redução do volume da carteira de crédito e consequente diminuição das receitas dessas operações sem o decréscimo nas mesmas proporções das despesas operacionais, uma vez que a redução de pessoal implica em custos iniciais e a queda das despesas administrativas ocorre de forma mais lenta que a redução das receitas; e (iii) pelo custo de carregamento do caixa, que tem sido mantido em níveis bastante elevados. O conselho de administração deliberou em pelo lançamento de OPA de ações ordinárias e preferenciais de emissão da Companhia pela própria Companhia, na qualidade de ofertante, sujeita à aprovação pela assembleia geral de acionistas, para fins do cancelamento de registro de companhia aberta na CVM como emissora de valores mobiliários categoria A, o que resultará na saída do Nível 2 de Governança Corporativa da BM&FBOVESPA S.A.. O Conselho de Administração entende que a realização da OPA, e o consequente Cancelamento de Registro da Companhia, beneficiarão tanto a Companhia quanto seus acionistas, e o estabelecimento das condições da OPA visam garantir que a operação esteja alinhada com os melhores interesses da Companhia e não afete, de forma alguma, sua estrutura de capital ou os fins continuamente buscados por sua administração no sentido de consolidar a Companhia como um banco de investimento, comercial, corretora e wealth management significativamente capitalizado. 4

5 R$ milhões Carteira de Crédito Expandida A Carteira de Crédito Expandida do Banco encerrou o trimestre em R$2,2 bilhões, em linha com a redução intencional iniciada no começo do ano, e refletindo a qualidade e liquidez da mesmac Dez 14 Mar 15 Jun 15 Set 15 Dez 15 Empréstimos e Financiamentos em Reais Garantias Emitidas (Avais, Fianças e L/C) Títulos de Crédito Privado (Debêntures) Trade Finance Títulos Agrícolas (CPR, CDA/WA e CDCA) Dez 15 59,7% 39,5% 0,8% Exposição média por cliente R$ mm Dez 14 Set 15 Dez 15 Dez 14 62,0% 37,6% Corporate Empresas Emergentes Outros** 0,3% Corporate 11,2 10,4 11,2 Empresas Emergentes 3,2 3,4 3,3 * Carteira de Crédito Expandida projetada. ** Outros corresponde a operações de Financiamento de BNDU, CDC Veículos, e Empréstimos e Financiamentos Adquiridos. 5

6 Carteira de Crédito Expandida Continuaremos nossa atuação em nichos específicos do mercado de crédito, com foco no setor agrícola e também em operações que gerem cross-selling junto às atividades de investment banking, mantendo a nossa política de crédito conservadora, tendo em vista as incertezas que o momento atual apresenta Dezembro 2014 Agricultura Imobiliário Derivados Petróleo, Biocomb. e Açúcar Alimentos e Bebidas Pecuária Automotivo Comércio por Atacado e Varejo Têxtil, Confecção e Couro Transporte e Logística Insumos Comércio Internacional Infraestrutura Geração e Distribuição de Energia Atividades Financeiras Química e Farmacêutica Outros Setores (% inferior a 1,3%) 11,8% 8,6% 6,0% 5,2% 4,9% 4,0% 3,7% 3,5% 3,3% 3,1% 2,9% 2,2% 1,6% 1,3% 12,5% 25,6% Alimentos e Bebidas Derivados Petróleo, Biocomb. e Açúcar Têxtil, Confecção e Couro Transporte e Logística Insumos Automotivo Atividades Financeiras Infraestrutura Máquinas e Equipamentos Madeira e Móveis Comércio por Atacado e Varejo Extração Mineral Outros Setores (% inferior a 1,3%) Dezembro 2015 Agricultura Imobiliário Pecuária 12,1% 7,1% 6,9% 6,6% 4,0% 3,8% 3,0% 2,6% 2,0% 1,7% 1,6% 1,4% 1,2% 1,2% 12,5% 32,4% 6

7 R$ milhões R$ milhões Caixa Livre Mantivemos nosso caixa em níveis bastante elevados: R$871 mm em , 33% dos depósitos totais ante 19% do mesmo período do ano anterior 19% dos Depósitos Totais Caixa Livre 33% dos Depósitos Totais Dez 14 Mar 15 Jun 15 Set 15 Dez 15 Gestão de Ativos e Passivos Dezembro 2015 Ativos Caixa Livre Passivos dias 180 dias 360 dias +360 dias 7

8 Margem Financeira No 4T15 o NIM apresentou incremento 0,08 p.p. como reflexo do aumento das taxas nas renovações das operações de crédito NIM Gerencial com Clientes 4,14% 4,04% 4,07% 4,27% 4,35% 4T14 1T15 2T15 3T15* 4T15* * O NIM é ajustado ao evento extraordinário, pontual e não recorrente da Ceagro Agrícola Ltda,. 8

9 R$ milhões Receita de Fees, Mesa de Clientes, IB e Corretagem Ao longo dos últimos trimestres, a Guide Investimentos aumentou sua representatividade na participação das receitas de prestação de serviços passando de 29% em 2014 para 66% em 2015, uma vez que os investimentos que temos realizados nessa plataforma já começam a trazer resultados positivos 60,9 63,3 Guide representa 66% dos Fee s em ,0 17,9 15,9 15,1 13,8 14,1 17,1 18,3 1T14 2T14 3T14 4T14 1T15 2T15 3T15 4T Fee Comercial Mesa de Produtos IB Guide Investimentos 9

10 R$ mil Guide Investimentos Ao longo de 2015 a Guide Investimentos, nosso braço de wealth management/corretagem, começou a colher os resultados de seu crescimento orgânico e inorgânico Número de Clientes Ranking Volume Bovespa 64% º º 29º Receita Bruta Número de Assessores 59% 60%

11 Guide Investimentos Ao longo de 2015 a Guide Investimentos, nosso braço de wealth management/corretagem, começou a colher os resultados de seu crescimento orgânico e inorgânico Destaques 4T15 Liderança Institucional Parcerias/ Aquisições Carteira Valor de ações: 1º Lugar no ano de 2015 Maturação das parcerias firmadas do 1º semestre com captura de sinergias operacionais Simplific Pavarini: Aprovação do Banco Central em Incorporação da maior mesa de opções de Ibov do Brasil Mesa Café (1º Lugar BM&F) Líder de mercado em Financiamento de Termo Líder de mercado em Opções de Ibov Market Maker do S&P500 e 60 BDRs AUM Migrado R$ 450mm R$ 290mm R$ 200mm Ranking Volume Bovespa Ranking Dez/15 Mesa 1º Café Arábica 1º Opções sobre Ibovespa 2º Opções 6º Índice Bovespa 8º Termo 18º Ranking geral R$ 1.200mm R$ 450mm 11

12 R$ milhões R$ milhões 10,00% 8,00% 6,00% 4,00% 2,00% 0,00% -2,00% -4,00% -6,00% -8,00% -10,00% 15,00% 10,00% 5,00% 0,00% -5,00% -10,00% Qualidade da Carteira de Crédito Expandida A Despesa de PDD Gerencial se manteve em linha com nossa média histórica de 1% a.a. nos últimos 12 meses, mesmo considerando a expressiva redução da carteira que temos promovido ao longo dos últimos trimestres Inadimplência 90 dias (NPL) 2 Despesa Gerencial de PDD dos últimos doze meses ,6 58,3 42,8 58,3 29,1 0,98% 1,12% 1,07% 1,17% 0,97% Dez 14 Mar 15 Jun 15 Set 15 Dez 15 Dez 14 Mar 15 Jun 15 Set 15 Dez 15 Carteira Expandida por Rating R$79 mm classificados de E-H com 77% de cobertura AA A B C D E F G H 1 Despesa Gerencial de PDD = Despesa de PDD + Descontos concedidos nas operações liquidadas - Recuperações de Créditos em prejuízo + ajustes referentes ao acordo de acionistas por conta da aquisição do Banco Intercap e a cessões de crédito. 2 Desconsidera o evento extraordinário, pontual e não recorrente da Ceagro Agrícola Ltda. 12

13 R$ milhões Captação Produtos de captação distribuídos em mais de 22,7 mil clientes garantindo maior estabilidade ao funding Dez 14 DPGE I 20% CDB 20% Emprest. Exterior 4% DPGE II 10% LCA 36% Repasses no país 4% Interf. e Dep. vista 1% LF e LCI 5% Dez 14 Mar 15 Jun 15 Set 15 Dez 15 Dez 15 Moeda Local Moeda Estrangeira CDB 42% DPGE I 14% No final do 4T15, distribuíamos nossos produtos de captação por intermédio de 74 parceiros e contávamos com uma base de mais de depositantes ante ao final do 4T14, +107%. Emprest. Exterior 2% Repasses no país 4% Interf. e Dep. vista 1% LF e LCI 3% LCA 29% DPGE II 5% 13

14 Captação por Tipo de Depositante Varejo 48,3% Corretoras e Agentes Autônomos 26,9% Varejo 10,9% Dez 14 Institucional 35,0% Varejo 70,6% Dez 15 Corretoras e Agentes Autônomos 49,2% Institucional 24,5% Varejo 14,2% Private 10,5% Empresas 16,5% Bancos 0,2% Private 7,2% Empresas 4,9% Quantidade de Depositantes Dez 12 Mar 13 Jun 13 Set 13 Dez 13 Mar 14 Jun 14 Set 14 Dez 14 Mar 15 Jun 15 Set 15 Dez 15 Bancos Empresas Institucional Private Varejo Corretoras e Agentes Autônomos 14

15 Controle de custos A administração do Banco também mantém seu compromisso com a redução de custos Despesas de Pessoal e Administrativas* 92,00 82,00 72,00 62,00 52,00 42,00 32,00 22,00 12,00 2,00 (8,00) -24,0% 90, ,0-5,9% ,8 43,1-12,4% 22,6 19,3 18,8 15,8 15,0 11,8 11,1 10,9 10,7 10,3 4T14 1T15 2T15 3T15 4T T14 1T15 2T15 3T15 4T Despesa de Pessoal Despesas Administrativas Número de Funcionários * Informações baseadas na DRE Gerencial do conglomerado financeiro sem Guide Investimentos. Vide Relatório de Resultados 3T15. 15

16 R$ milhão R$ milhão Rentabilidade, Estrutura de Capital e Ratings O Resultado no trimestre foi negativo em R$17,4 mm, reflexo (i) do custo de carregamento e de cobrança das operações relacionadas à Ceagro (ii) da redução do volume e receita gerada pela carteira de crédito sem o decréscimo nas mesmas proporções das despesas operacionais; e (iii) pelo custo de carregamento do caixa, que tem sido mantido em níveis bastante elevados Resultado Líquido Patrimônio Líquido e Alavancagem 2,0 Dez 14 Mar 15 Jun 15 Set 15 Dez 15-6,7-11,8-17,4 6,1x 5,7x 5,6x 4,5x 676,6 671,4 538,2 527,5 3,7x 591,2 6,0x 4,0x 2,0x 0,0x -2,0x -4,0x -6,0x -8,0x -134,7 Dez 14 Mar 15 Jun 15 Set 15 Dez 15-10,0x Índice de Basileia (Tier I) 13,1% 13,0% 12,4% 13,5% 16,5% Agência Standard & Poor s Classificação de Risco Nacional: brbbb-/ Negative/ bra-3 B+/ Negative/ B Último Relatório Set/15 Dez 14 Mar 15 Jun 15 Set 15 Dez 15 RiskBank Índice RiskBank: 8,02 Baixo Risco Curto Prazo (-) Disclosure: Excelente Jan/16 16

17 Oferta Pública de ações Conselho de Administração da Companhia deliberou a proposta de OPA de ações ON e PN de emissão da Companhia pela própria Companhia, na qualidade de ofertante, para fins do cancelamento de registro de companhia aberta na CVM como emissora de valores mobiliários categoria A, que resultará na saída da Companhia do Nível 2 de Governança Corporativa da BM&FBOVESPA S.A. Ofertante próprio Banco; Instituição Intermediária - Banco Fator S.A., contará também com a Fator Corretora de Valores S.A.); Aprovação sujeita à aprovação pela assembleia geral de acionistas; Objeto ações ON e PN em circulação de emissão da Companhia; Preço - preço de emissão fixado no último aumento de capital aprovado na AGE de no valor de R$1,27 por ação ajustada pela taxa Selic acumulada desde , data de homologação do Aumento de Capital, até a data do leilão da OPA. Preço de compra de R$1,27 é 46,7% superior ao preço médio ponderado dos últimos 30 dias e 34,9% superior quando comparado a mesma métrica de 60 dias anteriores; Laudo de avaliação - em conformidade com o Regulamento do Nível 2 de Governança Corporativa da BM&FBOVESPA, a efetivação da OPA está condicionada ainda à confirmação de que preço de compra está situado dentro ou acima da faixa de preço justo das ações ordinárias e preferenciais de emissão Companhia, a ser apurado por laudo de avaliação de seu valor econômico elaborado por instituição ou empresa especializada escolhida pelos detentores das Ações em Circulação; Comitê Independente - O Conselho de Administração decidiu ainda instituir um Comitê Independente ad hoc, formado pelos conselheiros independentes Srs. Alain Juan Pablo Belda Fernandez, Alfredo de Goeye Junior e Walter Iório, para avaliação de propostas e recomendação de lista tríplice de instituições ou empresas especializadas para elaboração de laudo de avalição; 17

18 Oferta Pública de ações Condições para efetivação da OPA I. recebimento prévio de compromissos irrevogáveis e irretratáveis de acionistas representando cumulativamente (a) 88% das Ações em Circulação; e (b) 39% do capital social da Companhia, em concordar expressamente com o cancelamento de registro e permanecer como acionistas do Banco após o cancelamento de registro. Warburg Pincus detentor atualmente de 42,9% das Ações em Circulação e de 19,0% do capital social já manifestou seu interesse a permanecer como acionista do Banco após o Cancelamento de Registro; II.uso de, no máximo, R$10 mm em recursos próprios da Companhia na realização da OPA; Benefícios para a Companhia I. importante oportunidade de liquidez aos acionistas; II.redução dos custos de manutenção de companhia aberta; Conselho de Administração entende que a realização da OPA não afetará a capacidade da Companhia de manter-se no curso de seus negócios e que o cancelamento de registro não resultará em mudança substancial no resultado econômico-financeiro da Companhia. AGE - A Companhia convocará, nos próximos dias, uma AGE para deliberar sobre (a) a proposta de lançamento da OPA e suas condições; (b) o Cancelamento de Registro da Companhia, com a consequente Saída do Nível 2; e (c) a recompra de ações pela Companhia, para efeito de cancelamento ou permanência em tesouraria, no âmbito da OPA de Cancelamento de Registro. 18

19

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS. 3T l 2015

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS. 3T l 2015 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 3T l 2015 Disclaimer Esta apresentação pode conter referências e declarações que representem expectativas de resultados, planos de crescimento e estratégias futuras do BI&P. Essas

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS. 2T l 2015

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS. 2T l 2015 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 2T l 2015 Disclaimer Esta apresentação pode conter referências e declarações que representem expectativas de resultados, planos de crescimento e estratégias futuras do BI&P. Essas

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 2º TRIMESTRE DE 2015

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 2º TRIMESTRE DE 2015 Banco BI&P anuncia um aumento de capital de R$80 mm, integralmente garantido pelos acionistas controladores, que reafirmam a sua confiança na estratégia executada pela instituição Banco BI&P reforça ainda

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL. 3T l 2015

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL. 3T l 2015 APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 3T l 2015 Quem Somos Sustentabilidade Nosso Desempenho Contato Sobre o BI&P O BI&P é um banco brasileiro, com ações negociadas em Nível 2 da BM&FBovespa (IDVL3 e IDVL4), que

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS. O Seu Banco Parceiro 2T13

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS. O Seu Banco Parceiro 2T13 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS O Seu Banco Parceiro 2T13 Disclaimer Esta apresentação pode conter referências e declarações que representem expectativas de resultados, planos de crescimento e estratégias futuras

Leia mais

Divulgação de Resultados. 2º Trimestre l 2016

Divulgação de Resultados. 2º Trimestre l 2016 Divulgação de Resultados 2º Trimestre l 2016 Destaques A Carteira de Crédito Expandida do Banco encerrou o trimestre em R$2,1 bilhões, praticamente estável no trimestre, uma vez que dada a situação macro

Leia mais

Apresentação de Resultados

Apresentação de Resultados Apresentação de Resultados 3º Trimestre, 2014 Aviso Importante: esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções de resultados

Leia mais

Apresentação de Resultados

Apresentação de Resultados Apresentação de Resultados 1º Trimestre, 2014 Aviso Importante: esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções de resultados

Leia mais

Release de Resultado 4T14

Release de Resultado 4T14 BANCO BMG ANUNCIA SEUS RESULTADOS CONSOLIDADOS DO 4T14 São Paulo, 12 de fevereiro de 2015 O Banco BMG S.A. e suas controladas ( BMG ou Banco ) divulgam seus resultados consolidados referentes ao período

Leia mais

Banco Panamericano S.A.

Banco Panamericano S.A. Banco Panamericano S.A. Release Relatório de de Resultados 1T13 3T14 06de 03 Maio Novembro de 2013 de 2014 Teleconferência - Português 04 de novembro de 2014 10h00 (Brasília) / 07h00 (US-EST) Telefone

Leia mais

Teleconferência 3T13. 13 de novembro de 2013

Teleconferência 3T13. 13 de novembro de 2013 Teleconferência 13 de novembro de 2013 Fato Relevante* Em 31 de outubro de 2013 foi celebrado o contrato de compra e venda de 72,0% das ações do BICBANCO entre as partes: Vendedora - Grupo Bezerra de Menezes

Leia mais

2005 Corretora em Nova York. Diversificação do portfólio. 2007 Expansão em Investment Bank, Consignado e Cartões. Estrutura acionária 3

2005 Corretora em Nova York. Diversificação do portfólio. 2007 Expansão em Investment Bank, Consignado e Cartões. Estrutura acionária 3 VISÃO GERAL - 2T5 Histórico 99 Início das operações como banco múltiplo 2002 Agência em Nassau 2005 Corretora em Nova York 2009 Início da parceria estratégica com o Banco do Brasil 205 BV Promotora (Consignado

Leia mais

Divulgação de Resultados. 3º Trimestre l 2016

Divulgação de Resultados. 3º Trimestre l 2016 Divulgação de Resultados 3º Trimestre l 2016 Destaques A Carteira de Crédito Expandida do Banco encerrou o trimestre em R$2,1 bilhões ante o mesmo saldo no 2T16, uma vez que temos sido bastante cautelosos

Leia mais

Earnings Release 1s14

Earnings Release 1s14 Earnings Release 1s14 1 Belo Horizonte, 26 de agosto de 2014 O Banco Bonsucesso S.A. ( Banco Bonsucesso, Bonsucesso ou Banco ), Banco múltiplo, de capital privado, com atuação em todo o território brasileiro

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º TRIMESTRE DE 2015

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º TRIMESTRE DE 2015 Seguindo uma linha mais conservadora, a Carteira de Crédito Expandida somou R$3,9 bilhões, apresentando redução de 6,8% no trimestre e 1,9% em 12 meses Captação totalizou R$4,1 bilhões, redução de 7,2%

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL. 1T l 2015

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL. 1T l 2015 APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 1T l 2015 Quem Somos Nossa Estratégia Sustentabilidade Nosso Desempenho Contato Sobre o BI&P O BI&P é um banco brasileiro, com ações negociadas em Nível 2 da BM&FBovespa (IDVL3

Leia mais

Divulgação de Resultados. 1º Trimestre l 2016

Divulgação de Resultados. 1º Trimestre l 2016 Divulgação de Resultados 1º Trimestre l 2016 Destaques A Carteira de Crédito Expandida do Banco encerrou o trimestre em R$2,0 bilhões, em linha com a redução intencional iniciada em 2014. Continuaremos

Leia mais

Resumo da Demonstração de Resultados (em R$ milhões) Variação

Resumo da Demonstração de Resultados (em R$ milhões) Variação BM&FBOVESPA ANUNCIA OS RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2015 Derivativos e outras receitas não ligadas a volumes direcionaram o crescimento na receita total Crescimento do lucro líquido ajustado 1 resultou,

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 1T14

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 1T14 APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL 1T14 Quem Somos Nossa Estratégia Sustentabilidade Nosso Desempenho Contato Sobre o BI&P O BI&P é um banco brasileiro, com ações negociadas em Nível 2 da BM&FBovespa, que utiliza

Leia mais

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 São Paulo, 25 de fevereiro de 2005 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia hoje seus

Leia mais

REAL LEASING S.A. ARRENDAMENTO MERCANTIL INCORPORADO POR SANTANDER LEASING S.A. ARRENDAMENTO MERCANTIL

REAL LEASING S.A. ARRENDAMENTO MERCANTIL INCORPORADO POR SANTANDER LEASING S.A. ARRENDAMENTO MERCANTIL REAL LEASING S.A. ARRENDAMENTO MERCANTIL INCORPORADO POR SANTANDER LEASING S.A. ARRENDAMENTO MERCANTIL 5ª Emissão Pública de Debêntures Não Conversíveis Ações em Série Única da Espécie Subordinada Relatório

Leia mais

4T14 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas

4T14 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas resultados 4T14 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas Índice Análise Gerencial da Operação 3 Sumário Executivo 5 Análise do Resultado 15 Margem Financeira Gerencial 16 Receitas

Leia mais

Banco Panamericano S.A. Release de Resultados 1T13

Banco Panamericano S.A. Release de Resultados 1T13 Banco Panamericano S.A. Release de Resultados 1T13 06 de Maio de 2013 Teleconferência - Português 07 de maio de 2013 10h00 (Brasília) / 09h00 (US-EST) Telefone de Conexão: +55(11) 3728-5971 Cód. de Acesso:

Leia mais

10 Anos de Transmissão das Reuniões APIMEC pela Internet

10 Anos de Transmissão das Reuniões APIMEC pela Internet Esta apresentação pode conter informações sobre eventos futuros. Tais informações não seriam apenas fatos históricos, mas refletiriam os desejos e as expectativas da direção da companhia. As palavras "antecipa",

Leia mais

Perfil Corporativo S E R V I Ç O S C R É D I T O. Conta Digital Intermedium. Crédito Imobiliário. Seguros. Crédito Consignado DTVM.

Perfil Corporativo S E R V I Ç O S C R É D I T O. Conta Digital Intermedium. Crédito Imobiliário. Seguros. Crédito Consignado DTVM. Perfil Corporativo Banco múltiplo privado com 22 anos de experiência no mercado financeiro. Sólida estrutura de capital e administração conservadora. Atuação em operações de: Core Business Fee Business

Leia mais

BRASIL INSURANCE ANUNCIA OS RESULTADOS DO 4 TRIMESTRE E ANO DE 2015.

BRASIL INSURANCE ANUNCIA OS RESULTADOS DO 4 TRIMESTRE E ANO DE 2015. RELEASE DE RESULTADOS Relações com Investidores Bruno Carobrez Diretor de Relações com Investidores (55 11) 3175-2900 ri@brinsurance.com.br Ana Carolina Pires Bastos Relações com Investidores (55 11) 3175-2920

Leia mais

A BM&FBOVESPA S.A. anuncia os resultados do primeiro trimestre de 2009. O lucro líquido atingiu R$ 227 milhões com lucro por ação de R$ 0,11.

A BM&FBOVESPA S.A. anuncia os resultados do primeiro trimestre de 2009. O lucro líquido atingiu R$ 227 milhões com lucro por ação de R$ 0,11. A BM&FBOVESPA S.A. anuncia os resultados do primeiro trimestre de 2009. O lucro líquido atingiu R$ 227 milhões com lucro por ação de R$ 0,11. O Lucro Líquido do 1T09 (sem ajustes) apresentou queda de 1,4%

Leia mais

Banco Votorantim S.A. Apresentação de Resultados. 2º Trimestre, 2012

Banco Votorantim S.A. Apresentação de Resultados. 2º Trimestre, 2012 Banco Votorantim S.A. Apresentação de Resultados 2º Trimestre, 2012 Disclaimer Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de

Leia mais

Banco Votorantim S.A. Apresentação de Resultados. 3º Trimestre, 2012

Banco Votorantim S.A. Apresentação de Resultados. 3º Trimestre, 2012 Banco Votorantim S.A. Apresentação de Resultados 3º Trimestre, 2012 Disclaimer Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de

Leia mais

BR INSURANCE CORRETORA DE SEGUROS S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1 TRIMESTRE DE 2016.

BR INSURANCE CORRETORA DE SEGUROS S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1 TRIMESTRE DE 2016. RELEASE DE RESULTADOS Relações com Investidores Marcelo Moojen Epperlein Diretor-Presidente e de Relações com Investidores (55 11) 3175-2900 ri@brinsurance.com.br Ana Carolina Pires Bastos Relações com

Leia mais

Resultados do 1T08. 14 de maio de 2008

Resultados do 1T08. 14 de maio de 2008 Resultados do 1T08 14 de maio de 2008 Destaques do Trimestre Desenvolvimento dos Negócios Início dos desembolsos das operações de FINAME e BNDES Automático Bim Promotora de Vendas fase piloto das operações

Leia mais

1T14 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas

1T14 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas resultados 1T14 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas Índice Análise Gerencial da Operação 3 Sumário Executivo 5 Análise do Resultado 15 Margem Financeira Gerencial 16 Receitas

Leia mais

Apresentação de Resultados. 2º Trimestre, 2013

Apresentação de Resultados. 2º Trimestre, 2013 Apresentação de Resultados 2º Trimestre, 2013 Disclaimer Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções

Leia mais

Teleconferência de Resultados 4T09

Teleconferência de Resultados 4T09 Teleconferência de Resultados 4T09 Índice Comentários de Mercado Pág. 3 Qualidade da Carteira de Crédito Pág. 10 Liquidez Pág. 4 Índice de Eficiência Pág. 14 Funding e Carteira de Crédito Pág. 5 Rentabilidade

Leia mais

COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS - AMBEV

COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS - AMBEV COMPANHIA DE BEBIDAS DAS AMÉRICAS - AMBEV 1ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2007 Companhia de Bebidas das Américas - AMBEV 1ª Emissão de Debêntures Relatório

Leia mais

Banco ABC Brasil Relações com Investidores Transcrição da Teleconferência de Resultados do 1T13 03 de maio de 2013

Banco ABC Brasil Relações com Investidores Transcrição da Teleconferência de Resultados do 1T13 03 de maio de 2013 Banco ABC Brasil Relações com Investidores Transcrição da Teleconferência de Resultados do 1T13 03 de maio de 2013 APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS DO 1º TRIMESTRE DE 2013 Bom dia a todos e obrigado por participarem

Leia mais

Apresentação Institucional. Novembro 2015

Apresentação Institucional. Novembro 2015 Apresentação Institucional Novembro 2015 Seção 1 Visão Geral da Unidas Visão Geral da Unidas 3ª maior empresa brasileira de aluguel de carros em frota total, com cobertura nacional em soluções para terceirização

Leia mais

Bovespa: BBDC3, BBDC4 Latibex: XBBDC NYSE: BBD

Bovespa: BBDC3, BBDC4 Latibex: XBBDC NYSE: BBD PRESS RELEASE Bovespa: BBDC3, BBDC4 Latibex: XBBDC NYSE: BBD Segunda-feira, 3/5/2004 Divulgação dos Resultados do 1 º trimestre 2004 O Banco Bradesco apresentou Lucro Líquido de R$ 608,7 milhões no 1 º

Leia mais

BRB ANUNCIA RESULTADOS DE 2015

BRB ANUNCIA RESULTADOS DE 2015 BRB ANUNCIA RESULTADOS DE 2015 Brasília, 22 de março de 2016 O BRB - Banco de Brasília S.A., sociedade de economia mista, cujo acionista majoritário é o Governo de Brasília, anuncia seus resultados do

Leia mais

BV LEASING S/A ARRENDAMENTO MERCANTIL

BV LEASING S/A ARRENDAMENTO MERCANTIL BV LEASING S/A ARRENDAMENTO MERCANTIL 5ª Emissão Pública de Debêntures Não Conversíveis Ações em Série Única da Espécie Subordinada Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício 2008 1 RELATÓRIO ANUAL

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4º Trimestre de 2014

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4º Trimestre de 2014 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS Carteira de Crédito Expandida somou R$4,1 bi, +3,6% no trimestre e +6,9% no ano Captação totalizou R$4,4 bi, +4,8% no trimestre e +12,6% no ano Receitas de Prestação de Serviços

Leia mais

DESTAQUES DO 1T11 LUCRO LÍQUIDO RESULTADO COM SEGUROS OPERAÇÕES DE CRÉDITO. Contatos de RI

DESTAQUES DO 1T11 LUCRO LÍQUIDO RESULTADO COM SEGUROS OPERAÇÕES DE CRÉDITO. Contatos de RI Todas as informações financeiras apresentadas neste documento são consolidadas, abrangendo as demonstrações financeiras do Banco, suas controladas, JMalucelli Seguradora, JMalucelli Seguradora de Crédito,

Leia mais

Apresentação Institucional Junho 2015

Apresentação Institucional Junho 2015 Apresentação Institucional Junho 2015 Grupo J&F Investimentos Grupo J&F Investimentos Conglomerado fundado e controlado pela família Batista. É o maior grupo privado do Brasil (1), com receita líquida

Leia mais

Divulgação de Resultados 3T15

Divulgação de Resultados 3T15 São Paulo - SP, 4 de Novembro de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

SANTANDER LEASING S.A. ARRENDAMENTO MERCANTIL

SANTANDER LEASING S.A. ARRENDAMENTO MERCANTIL SANTANDER LEASING S.A. ARRENDAMENTO MERCANTIL 5ª Emissão Pública de Debêntures Não Conversíveis Ações em Série Única da Espécie Subordinada Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício 2010 1 RELATÓRIO

Leia mais

Ciclo Apimec 2015 Fernando Foz Relações com Investidores. Belém 21/07/2015

Ciclo Apimec 2015 Fernando Foz Relações com Investidores. Belém 21/07/2015 Ciclo Apimec 2015 Fernando Foz Relações com Investidores Belém 21/07/2015 Ciclo Apimec 2015 Itaú Unibanco Holding S.A. A apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas,

Leia mais

Restrições de Investimento:.

Restrições de Investimento:. LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O GAP MULTIPORTIFOLIO FI MULTIMERCADO 03.804.917/0001 37 Informações referentes a 05/2016 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o GAP MULTIPORTFOLIO

Leia mais

4T15. Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas Itaú Unibanco Holding S.A.

4T15. Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas Itaú Unibanco Holding S.A. 4T15 Análise Gerencial da Operação e Demonstrações Contábeis Completas Itaú Unibanco Holding S.A. ÍNDICE 03 Análise Gerencial da Operação 05 Sumário Executivo 15 Análise do Resultado e Balanço 16 18 22

Leia mais

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos.

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos. São Paulo, 13 de maio de 2013 - A Unidas S.A. ( Companhia ou Unidas ) anuncia os seus resultados do primeiro trimestre de 2012 (). As informações financeiras são apresentadas em milhões de Reais, exceto

Leia mais

Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015

Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015 Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015 Apresentação da Teleconferência 06 de agosto de 2015 Para informações adicionais, favor ler cuidadosamente o aviso ao final desta apresentação. Divulgação

Leia mais

Relações com Investidores DESTAQUES FINANCEIROS E OPERACIONAIS. Brasil Insurance Anuncia Resultados do 3T13

Relações com Investidores DESTAQUES FINANCEIROS E OPERACIONAIS. Brasil Insurance Anuncia Resultados do 3T13 Brasil Insurance Anuncia Resultados do 3T13 Relações com Investidores Miguel Longo Junior Diretor de Relações com Investidores (55 11) 3175-2900 ri@brasilinsurance.com.br Teleconferência dos Resultados

Leia mais

I - o modelo de gestão a ser adotado e, se for o caso, os critérios para a contratação de pessoas jurídicas autorizadas ou credenciadas nos termos da

I - o modelo de gestão a ser adotado e, se for o caso, os critérios para a contratação de pessoas jurídicas autorizadas ou credenciadas nos termos da RESOLUCAO 3.506 Dispõe sobre as aplicações dos recursos dos regimes próprios de previdência social instituídos pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios. O BANCO CENTRAL DO BRASIL, na forma do

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2012 - TECNISA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2012 - TECNISA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Apresentação Institucional 4T14

Apresentação Institucional 4T14 Apresentação Institucional 4T14 Quem Somos Nossa Estratégia Sustentabilidade Nosso Desempenho Contato Sobre o BI&P O BI&P é um banco brasileiro, com ações negociadas em Nível 2 da BM&Fbovespa (IDVL3 e

Leia mais

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO - 2T15 SENHORES ACIONISTAS

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO - 2T15 SENHORES ACIONISTAS RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO - 2T15 SENHORES ACIONISTAS Crédito Pessoal A Administração do Pan S.A. ( Pan, ou Companhia ) e suas subsidiárias submetem à apreciação dos Senhores o Relatório da Administração

Leia mais

Gestão de Riscos Circular 3.477/2009. 3 Trimestre de 2013 ÍNDICE

Gestão de Riscos Circular 3.477/2009. 3 Trimestre de 2013 ÍNDICE Gestão de Riscos Circular 3.477/2009 3 Trimestre de 2013 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 3 2 PERFIL DO BANCO... 3 3 RESUMO DA ESTRUTURA DE GESTÃO DE RISCOS... 3 4 RISCO DE CRÉDITO... 3 4.1 Definição... 3 4.2 Gestão

Leia mais

Gestão de Riscos Circular 3.477/2009

Gestão de Riscos Circular 3.477/2009 Gestão de Riscos Circular 3.477/2009 1 Trimestre de 2013 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 3 2 PERFIL DO BANCO... 3 3 RESUMO DA ESTRUTURA DE GESTÃO DE RISCOS... 3 4 RISCO DE CRÉDITO... 3 4.1 Definição... 3 4.2 Gestão

Leia mais

Banco Santander (Brasil) S.A.

Banco Santander (Brasil) S.A. Banco Santander (Brasil) S.A. Resultados em BR GAAP 4T14 3 de Fevereiro de 2015 INFORMAÇÃO 2 Esta apresentação pode conter certas declarações prospectivas e informações relativas ao Banco Santander (Brasil)

Leia mais

Resultados do 2T10 28 de julho de 2010

Resultados do 2T10 28 de julho de 2010 Resultados do 2T10 28 de julho de 2010 Aviso Os comentários apresentados a seguir sobre o desempenho operacional e financeiro do Grupo Pão de Açúcar (GPA) referem-se aos seguintes números: (i) consolidados

Leia mais

Release de Resultado 2T14

Release de Resultado 2T14 BANCO BMG ANUNCIA SEUS RESULTADOS CONSOLIDADOS DO 2T14 São Paulo, 07 de agosto de 2014 O Banco BMG S.A. e suas controladas ( BMG ou Banco ) divulgam seus resultados consolidados referentes ao período encerrado

Leia mais

AUMENTO DE 17,9% NO VOLUME FINANCEIRO E LUCRO LÍQUIDO DE R$797 MILHÕES NO 2T14

AUMENTO DE 17,9% NO VOLUME FINANCEIRO E LUCRO LÍQUIDO DE R$797 MILHÕES NO 2T14 AUMENTO DE 17,9% NO VOLUME FINANCEIRO E LUCRO LÍQUIDO DE R$797 MILHÕES NO 2T14 Barueri, 29 de Julho de 2014 A Cielo S.A. (BM&FBOVESPA: CIEL3 / OTCQX: CIOXY) anuncia hoje seus resultados do segundo trimestre

Leia mais

GERDAU S.A. Informações consolidadas 1T09 07/05/09

GERDAU S.A. Informações consolidadas 1T09 07/05/09 Visão Ser uma empresa siderúrgica global, entre as mais rentáveis do setor. Missão A Gerdau é uma empresa com foco em siderurgia, que busca satisfazer as necessidades dos clientes e criar valor para os

Leia mais

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011 Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011 São Paulo, 22 de março de 2012 - Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3), uma das maiores redes varejistas com foco em bens duráveis

Leia mais

ANEXO II DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO ANEXO 9-1-II DA INSTRUÇÃO CVM Nº. 481/2009 2014 (R$) 949.176.907,56

ANEXO II DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO ANEXO 9-1-II DA INSTRUÇÃO CVM Nº. 481/2009 2014 (R$) 949.176.907,56 ANEXO II DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO ANEXO 9-1-II DA INSTRUÇÃO CVM Nº. 481/2009 1. Informar o lucro líquido do exercício. 949.176.907,56 2. Informar o montante global e o valor por ação dos dividendos,

Leia mais

Apresentação de Resultados

Apresentação de Resultados Apresentação de Resultados 4º Trimestre, Aviso Importante: esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções de resultados

Leia mais

Proposta de Administração

Proposta de Administração Proposta de Administração São Paulo, 19 de março de 2010. A BM&FBOVESPA S.A. Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros vem, por meio deste, submeter às Assembleias Gerais Ordinária e Extraordinária, a serem

Leia mais

CAPÍTULO I - CADASTRO DE PARTICIPANTES E INVESTIDORES 1. Aspectos gerais 1.1 Apresentação de documentos

CAPÍTULO I - CADASTRO DE PARTICIPANTES E INVESTIDORES 1. Aspectos gerais 1.1 Apresentação de documentos PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS DA CÂMARA DE COMPENSAÇÃO, LIQUIDAÇÃO E GERENCIAMENTO DE RISCOS DE OPERAÇÕES NO SEGMENTO BOVESPA, E DA CENTRAL DEPOSITÁRIA DE ATIVOS (CBLC) CAPÍTULO I - CADASTRO DE PARTICIPANTES

Leia mais

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2015 (2T15 ) LOJAS RENNER S.A.

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2015 (2T15 ) LOJAS RENNER S.A. Resultados 2T15 LOJAS RENNER S.A. Companhia constituída em 1965 e de capital aberto desde 1967. Capital totalmente pulverizado desde 2005, com 100% de free float, sendo considerada a primeira corporação

Leia mais

Gestão de Riscos Circular 3.477/2009

Gestão de Riscos Circular 3.477/2009 Gestão de Riscos Circular 3.477/2009 1 Trimestre de 2012 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 3 2 PERFIL DO BANCO... 3 3 RESUMO DA ESTRUTURA DE GESTÃO DE RISCOS... 3 4 RISCO DE CRÉDITO... 3 5 RISCO DE MERCADO... 8 6

Leia mais

BANCO ABC BRASIL S.A. CNPJ/MF nº 28.195.667/0001-06 Companhia Aberta AVISO AOS ACIONISTAS AUMENTO DE CAPITAL MEDIANTE SUBSCRIÇÃO PARTICULAR DE AÇÕES

BANCO ABC BRASIL S.A. CNPJ/MF nº 28.195.667/0001-06 Companhia Aberta AVISO AOS ACIONISTAS AUMENTO DE CAPITAL MEDIANTE SUBSCRIÇÃO PARTICULAR DE AÇÕES BANCO ABC BRASIL S.A. CNPJ/MF nº 28.195.667/0001-06 Companhia Aberta AVISO AOS ACIONISTAS AUMENTO DE CAPITAL MEDIANTE SUBSCRIÇÃO PARTICULAR DE AÇÕES Banco ABC Brasil S.A. ( Companhia ), vem a público comunicar

Leia mais

Sumário. 1 - Press Release 3. 2 - Análise Econômico-Financeira 29. 3 - Retorno aos Acionistas 83. 4 - Informações Adicionais 93

Sumário. 1 - Press Release 3. 2 - Análise Econômico-Financeira 29. 3 - Retorno aos Acionistas 83. 4 - Informações Adicionais 93 Sumário Sumário 1 - Press Release 3 Destaques 4 Principais Informações 6 Ratings 8 Lucro Líquido Contábil x Lucro Líquido Ajustado 8 Análise Resumida do Resultado Ajustado 9 Cenário Econômico 23 Principais

Leia mais

INSTRUÇÃO CVM Nº 555, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2014 101 ANEXO 42 MODELO DE LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS

INSTRUÇÃO CVM Nº 555, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2014 101 ANEXO 42 MODELO DE LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS INSTRUÇÃO CVM Nº 555, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2014 101 ANEXO 42 MODELO DE LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O [nome de fantasia do fundo] [CNPJ do fundo] Informações

Leia mais

Teleconferência 2T14. 18 de agosto de 2014

Teleconferência 2T14. 18 de agosto de 2014 Teleconferência 18 de agosto de 2014 1T14 x Estabilidade da Carteira de Créditos, próxima a R$ 10,5 bilhões; Nível de liquidez imediata mantido dentro de parâmetros confortáveis; Redução dos NPLs, tanto

Leia mais

Banco Pan Relatório da Administração 3T13. 1º de Novembro de 2013

Banco Pan Relatório da Administração 3T13. 1º de Novembro de 2013 Banco Pan Relatório da Administração 3T13 1º de Novembro de 2013 SENHORES ACIONISTAS A Administração do Banco Panamericano S.A. ( Pan, Banco ou Companhia ) e suas subsidiárias submetem à apreciação dos

Leia mais

Fundamentos do Rating. Fatores de Evolução do Rating. www.fitchratings.com.br 13 de Outubro de 2009

Fundamentos do Rating. Fatores de Evolução do Rating. www.fitchratings.com.br 13 de Outubro de 2009 Brasil Relatório Sintético Ratings Ratings Atuais Moeda Estrangeira IDR de Longo Prazo - IDR de Curto Prazo - Moeda Local IDR de Longo Prazo - IDR de Curto Prazo - Nacional Longo Prazo Curto Prazo Individual

Leia mais

PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS DA CÂMARA DE COMPENSAÇÃO, LIQUIDAÇÃO E GERENCIAMENTO DE RISCOS DE OPERAÇÕES NO SEGMENTO BOVESPA, E DA CENTRAL DEPOSITÁRIA

PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS DA CÂMARA DE COMPENSAÇÃO, LIQUIDAÇÃO E GERENCIAMENTO DE RISCOS DE OPERAÇÕES NO SEGMENTO BOVESPA, E DA CENTRAL DEPOSITÁRIA PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS DA CÂMARA DE COMPENSAÇÃO, LIQUIDAÇÃO E GERENCIAMENTO DE RISCOS DE OPERAÇÕES NO SEGMENTO BOVESPA, E DA CENTRAL DEPOSITÁRIA DE ATIVOS (CBLC) Março 2011 GLOSSÁRIO ÍNDICE CAPÍTULO

Leia mais

Relatório de asseguração razoável dos auditores independentes sobre as informações contábeis suplementares

Relatório de asseguração razoável dos auditores independentes sobre as informações contábeis suplementares Sumário Sumário 1 - Press Release 3 Destaques 4 Principais Informações 6 Ratings 8 Lucro Líquido Contábil x Lucro Líquido Ajustado 8 Análise Resumida do Resultado Ajustado 9 Cenário Econômico 22 Principais

Leia mais

Mensagem da Administradora

Mensagem da Administradora Mensagem da Administradora Prezados Cotistas: Submetemos à apreciação de V.S.as. a demonstração da composição e diversificação das aplicações da CSN Invest Fundo de Investimento em Ações, em 31 de dezembro

Leia mais

Apresentação de Resultados 1T08. 19 de Maio de 2008

Apresentação de Resultados 1T08. 19 de Maio de 2008 Apresentação de Resultados 1T08 19 de Maio de 2008 Agenda A Companhia Resultados Operacionais Resultados Financeiros 2 Operação Virtual Canal Lojas A Companhia Globex S.A. Globex Utilidades S.A.: operadora

Leia mais

Gestão de Riscos Circular 3.477/2009

Gestão de Riscos Circular 3.477/2009 Gestão de Riscos Circular 3.477/2009 4 Trimestre de 2013 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 3 2 PERFIL DO BANCO... 3 3 RESUMO DA ESTRUTURA DE GESTÃO DE RISCOS... 3 4 RISCO DE CRÉDITO... 3 4.1 Definição... 3 4.2 Gestão

Leia mais

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000)

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000) Blumenau SC, 27 de julho de 2007 A Cremer S.A. (Bovespa: CREM3), distribuidora de produtos para a saúde e também líder na fabricação de produtos têxteis e adesivos cirúrgicos, anuncia hoje seus resultados

Leia mais

www.panamericano.com.br

www.panamericano.com.br www.panamericano.com.br Agenda Principais dados do Banco Histórico Divulgação das Demonstrações Financeiras Resultado e Balanço Providências e Perspectivas 2 Agenda Principais dados do Banco 3 Composição

Leia mais

PERFIL CORPORATIVO S E R V I Ç O S C R É D I T O. Crédito Imobiliário. Conta Corrente Digital Intermedium. Crédito Pessoal. Seguros.

PERFIL CORPORATIVO S E R V I Ç O S C R É D I T O. Crédito Imobiliário. Conta Corrente Digital Intermedium. Crédito Pessoal. Seguros. 3 trimestre de 2015 PERFIL CORPORATIVO Banco múltiplo privado com 21 anos de experiência no mercado financeiro. Sólida estrutura de capital e administração conservadora. Atuação em operações de: Core Business

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2013 - BRASIL INSURANCE PARTICIPAÇÕES E ADMINISTRAÇÃO S/A Versão : 1. Composição do Capital 1

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2013 - BRASIL INSURANCE PARTICIPAÇÕES E ADMINISTRAÇÃO S/A Versão : 1. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

RESULTADOS 1T15 Teleconferência 8 de maio de 2015

RESULTADOS 1T15 Teleconferência 8 de maio de 2015 RESULTADOS 1T15 Teleconferência 8 de maio de 2015 Aviso Nesta apresentação nós fazemos declarações prospectivas que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base crenças e suposições

Leia mais

Carteira Recomendada RENDA FIXA segunda-feira, 4 de maio de 2015

Carteira Recomendada RENDA FIXA segunda-feira, 4 de maio de 2015 1. Alocação recomendada para Maio de 2015 Classe de Ativo Carteira Conservadora* Carteira Moderada* Carteira Agressiva* Curto Prazo Longo Prazo Curto Prazo Longo Prazo Curto Prazo Longo Prazo Pós-Fixado

Leia mais

BR Towers SPE1 S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e relatório dos auditores independentes

BR Towers SPE1 S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e relatório dos auditores independentes Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e relatório dos auditores independentes Demonstração do resultado Exercício/período findo em 31 de dezembro Receita líquida (Nota 14) 13.913 Custo

Leia mais

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 1º Trimestre de 2013

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 1º Trimestre de 2013 . São Paulo, 13 de maio de 2013 - Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3), uma das maiores redes varejistas com foco em bens duráveis e com grande presença nas classes populares do Brasil, divulga seus

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO DE RISCO, DO PATRIMÔNIO DE REFERÊNCIA EXIGIDO E DO PATRIMÔNIO DE REFERÊNCIA. Setembro de 2012

RELATÓRIO DE GESTÃO DE RISCO, DO PATRIMÔNIO DE REFERÊNCIA EXIGIDO E DO PATRIMÔNIO DE REFERÊNCIA. Setembro de 2012 RELATÓRIO DE GESTÃO DE RISCO, DO PATRIMÔNIO DE REFERÊNCIA EXIGIDO E DO PATRIMÔNIO DE REFERÊNCIA Setembro de 2012 SUMÁRIO 1 Introdução 03 1.1 O Banco do Nordeste 03 2 Gestão de Risco do BNB 05 2.1 Risco

Leia mais

Apresentação Unidas. Maio 2014

Apresentação Unidas. Maio 2014 Apresentação Unidas Maio 2014 Seção 1 Visão Geral da Unidas Visão Geral da Unidas 2ª maior empresa brasileira de aluguel de carros em frota total, com cobertura nacional em soluções para terceirização

Leia mais

Mercados Futuros (BM&F)

Mercados Futuros (BM&F) Neste segmento de mercado se negociam contratos e minicontratos futuros de ativos financeiros ou commodities. Ou seja, é a negociação de um produto que ainda não existe no mercado, por um preço predeterminado

Leia mais

Estácio Registra Crescimento de 166% no Lucro Líquido Ajustado EBITDA ajustado aos impostos cresceu R$ 17,2 milhões

Estácio Registra Crescimento de 166% no Lucro Líquido Ajustado EBITDA ajustado aos impostos cresceu R$ 17,2 milhões 2T07 Estácio Registra Crescimento de 166% no Lucro Líquido Ajustado EBITDA ajustado aos impostos cresceu R$ 17,2 milhões Rio de Janeiro, de 2007 A Estácio Participações (BOVESPA: ESTC11), maior organização

Leia mais

Análise Setorial. Sabesp // Minerva // Suzano //CPFL // CESP SABESP (SBSP3)

Análise Setorial. Sabesp // Minerva // Suzano //CPFL // CESP SABESP (SBSP3) Análise Setorial Sabesp // Minerva // Suzano //CPFL // CESP SABESP (SBSP3) A Sabesp divulgou ontem (09/05/2013, após o encerramento do mercado, seus números referentes ao primeiro trimestre de 2013. O

Leia mais

Cetip S.A. Mercados Organizados Cetip S.A. Mercados Organizados

Cetip S.A. Mercados Organizados Cetip S.A. Mercados Organizados Cetip S.A. Mercados Organizados Cetip anuncia os resultados do 4º trimestre de 2013 - Receita líquida de R$ 242,3 milhões, EBITDA ajustado de R$ 166,2 milhões, lucro líquido ajustado de R$ 130,7 milhões.

Leia mais

Banco Fator S.A. Demonstrações Financeiras Consolidadas em IFRS

Banco Fator S.A. Demonstrações Financeiras Consolidadas em IFRS Banco Fator S.A. Demonstrações Financeiras Consolidadas em IFRS 31 de dezembro 2013 e 2012 BANCO FATOR S.A. BALANÇOS PATRIMONIAIS CONSOLIDADOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E DE 2012 (Valores expressos em

Leia mais

PERFIL CORPORATIVO FOCO NO CLIENTE. Sustentabilidade econômica e sócioambiental. Expansão da base geográfica RELACIONAMENTO

PERFIL CORPORATIVO FOCO NO CLIENTE. Sustentabilidade econômica e sócioambiental. Expansão da base geográfica RELACIONAMENTO PERFIL CORPORATIVO P Banco múltiplo privado com 20 anos de experiência no mercado financeiro P Sólida estrutura de capital e administração conservadora P Atuação em operações: Ativas Passivas Crédito Imobiliário

Leia mais

BANCO DO ESTADO DO PARÁ S.A. CNPJ/MF nº 04.913.711/0001-08 NIRE 15300000114. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO Referência: AGO/AGE de 04/04/2016

BANCO DO ESTADO DO PARÁ S.A. CNPJ/MF nº 04.913.711/0001-08 NIRE 15300000114. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO Referência: AGO/AGE de 04/04/2016 BANCO DO ESTADO DO PARÁ S.A. CNPJ/MF nº 04.913.711/0001-08 NIRE 15300000114 PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO Referência: AGO/AGE de 04/04/2016 Senhores Acionistas, Submetemos à apreciação de V.Sas. a Proposta

Leia mais

CONGLOMERADO FINANCEIRO

CONGLOMERADO FINANCEIRO CONGLOMERADO FINANCEIRO DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS COMBINADAS DOS SEMESTRES FINDOS EM 30 DE JUNHO DE 2006 E 2005 ÍNDICE Demonstrações Financeiras Combinadas do Conglomerado Financeiro Alfa PÁGINA - Relatório

Leia mais

Apresentação 1T14 APIMEC São Paulo. 13 de Maio de 2014

Apresentação 1T14 APIMEC São Paulo. 13 de Maio de 2014 Apresentação 1T14 APIMEC São Paulo 13 de Maio de 2014 1 Visão geral do mercado brasileiro de crédito Crédito Total / PIB e crescimento anual do crédito Crédito / PIB - por tipo de instituição financeira

Leia mais

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO 1. DESTAQUES O ano de 2015 está demonstrando ser muito desafiador, apresentando um cenário macroeconômico incerto, onde as expectativas do mercado preveem redução do PIB, aumento da inflação e da taxa

Leia mais