EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 3ª. VARA CRIMINAL DA COMARCA DE LONDRINA PR

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 3ª. VARA CRIMINAL DA COMARCA DE LONDRINA PR"

Transcrição

1 EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 3ª. VARA CRIMINAL DA COMARCA DE LONDRINA PR O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ, por intermédio do Promotor de Justiça que abaixo subscreve, com atuação na 24 a. Promotoria de Justiça da Comarca de Londrina, a qual tem atribuições, também, na área de defesa da saúde pública, nos termos do art. 41 do Código de Processo Penal, vem, respeitosamente, perante Vossa Excelência, com base no Inquérito Policial nº , oferecer DENÚNCIA contra: 1 - VILMAR ROMANIUKE DOS SANTOS, brasileiro, casado, motorista, portador do RG nº /PR, filho de José Heleno dos Santos e de Helena Romaniuke dos Santos, natural de Londrina (5.3.67), residente e domiciliado na Rua Cenira Alves Ferreira, 160, Conjunto Armindo Guazzi, Londrina; 2 - VANESSA BELEBECHA, brasileira, solteira, médica (CRM /PR), portadora do RG nº SSP/PR, filha de Paulo Belebecha e de Maria Aparecida Murbach, natural de Londrina/PR ( ), residente e domiciliada à Rua Mármore, nº 209, Jardim Ideal,

2 nesta cidade de Londrina, em razão da prática das seguintes condutas delituosas: No dia 17 de maio do corrente, a vítima Zilda de Miranda Bezerra, de 58 anos, após ter saído de seu trabalho, na Padaria Pátio São Miguel, nessa cidade e Comarca, por volta das 22h40, entrou no ônibus da Transportes Coletivos Grande Londrina (TCGL) de nº 305, com destino à sua residência, localizada no Conjunto Aquiles, Região Norte, nesta cidade; sendo que, no trajeto até o Terminal Urbano Central - TUC, sentiu-se mal, se queixando de cansaço e falta de ar, apresentando muita tosse, ocasião em que sua colega de trabalho, Susana Rocha Fernandes, pediu ajuda ao motorista do ônibus, o denunciado VILMAR ROMANIUKE DOS SANTOS, que lhe disse que não poderia fazer nada antes de chegar no referido Terminal. Por volta das 22h47, o ônibus entrou no Terminal Urbano Central de Londrina, momento em que o quadro de saúde da vítima Zilda de Miranda Bezerra havia piorado, estando inconsciente e espumando pela boca e nariz, sendo retirada do ônibus pelos passageiros, e colocada deitada sobre o chão; tendo sido acionado o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) às 22h48 (45 segundos), mas, em função da demora da chegada da ambulância no local, familiares da vítima a levaram de veículo particular até o Hospital Evangélico, onde chegou às 23h27, exatamente no mesmo horário em que uma ambulância básica do SAMU chegou no Terminal Urbano. Apesar da realização de manobras de ressuscitação, a vítima Zilda de Miranda Bezerra acabou vindo a óbito no referido hospital, tendo como causas da sua morte Parada cardiorrespiratória e morte de etiologia desconhecida 1 (cf. Certidão de Óbito inclusa). 1 O Hospital Evangélico de Londrina, em resposta ao ofício nº 634/2011 do Ministério Público, encaminhou relatório médico da vítima Zilda de Miranda Bezerra, no qual o médico Walter Hugo B. P. Tavares (CRM 8064) relata: declaro para os devidos fins que Sra. Zilda de Miranda Bezerra deu entrada no Pronto-Socorro deste Hospital em parada cardiorrespiratória, no dia , às 23h27. ao examinarmos a paciente, a mesma apresentava midriase paralítica, cianose, hipotermia, e ausência de batimentos cardíacos e de movimentos respiratórios. Realizamos manobras de ressuscitação sem sucesso e então constatamos o óbito. (ofício DM.R 006/11, de ) 2

3 Segundo se apurou, denunciado VILMAR ROMANIUKE DOS SANTOS, enquanto motorista do ônibus da TCGL que transportava a vítima Zilda Miranda de Bezerra na ocasião, ao ser informado de que a mesma não estava passando bem, desconsiderou essa informação, bem como o pedido formulado pela acompanhante da vítima (Susana Rocha Fernandes), para que fizesse alguma coisa para ajudá-la 2, e seguiu conduzindo o ônibus até o Terminal Urbano Central - TUC; sendo que o Pronto Atendimento Municipal (PAM) está localizado a 3 (três) quarteirões do Terminal, na mesma Rua Benjamin Constant, no centro da cidade 3. Em seguida, deixada a vítima Zilda de Miranda Bezerra no Terminal, acionou-se o SAMU por telefone, sendo que a denunciada VANESSA BELEBECHA, enquanto médica reguladora do SAMU, recebeu o caso às 22h51 (ocorrência nº ), tendo classificado a ocorrência na cor AMARELA (risco médio), após conversar com o solicitante do SAMU, concluindo que a vítima estava tendo apenas uma crise CONVULSIVA, após ser informada que a mesma estava espumando pelo nariz e pela boca e com cianose perioral; tendo sido informado, no incluso Relatório do SAMU, que no momento da solicitação da ocorrência não havia ambulância disponível, somente duas básicas funcionando. 2 Cf. Termo de Declarações de Susana Rocha Fernandes: (...) que, dentro do ônibus, a Zilda lhe disse que não estava se sentindo bem, se queixando de cansaço e falta de ar, sendo que a declarante chegou a abrir a janela do ônibus e pedir para os demais passageiros fazerem o mesmo; que Zilda estava tossindo muito na ocasião, sendo que ela foi piorando cada vez mais, tendo a declarante solicitado ajuda ao motorista, que lhe disse que não podia fazer nada antes de chegar no Terminal; que eram 22h50, aproximadamente, quando o ônibus chegou no Terminal, ocasião em que percebeu que a Zilda estava inconsciente, espumando pela boca e nariz, tendo a declarante saído rapidamente do ônibus à procura de socorro (...). 3 De acordo com o Dr. Alessandro Sella de Godoy Bueno, médico regulador e intervencionista do SAMU, servidor público municipal e assessor de urgência e emergência da Secretaria Municipal de Saúde de Londrina, se a vítima passou mal dentro do ônibus da TCGL, tendo ficado inconsciente, o seu motorista deveria ter parado o veículo de imediato e chamado pelos serviços médicos de urgência, através do 192 ou 193, que iriam qualificar a demanda, e dar a melhor resposta de acordo com a sua capacidade naquele momento; que havendo impossibilidade desses serviços em prestar atendimento imediato à passageira, outros serviços, inclusive privados, poderiam ser acionados, desde que o médico regulador do SAMU tivesse real conhecimento da situação em que se encontrava a paciente; que é rotina esses serviços receberem chamados de empresas de transporte urbano e rodoviário naqueles casos em que um passageiro sofre alguma intercorrência clínica ou de trauma; que, nesse caso, o motorista é orientado a parar o veículo, deixando o pisca alerta ligado e aguardar a chegada da ambulância, ou, como segunda opção, é orientado a deslocar até o serviço médico mais próximo; que desconhece o motivo que levou o motorista a não agir dessa forma (cf. Termo de Declarações incluso). 3

4 De acordo com a inclusa Transcrição da conversa ocorrida entre a denunciada Vanessa Belebecha e o solicitante do SAMU (ocorrência nº ), aquela após perguntar ao solicitante unicamente o que estava acontecendo com a vítima e se ela estava se batendo - foi informada que a vítima, além de espumar pelo nariz e pela boca, que estava roxa, não estava se batendo, mas que estava com mal estar; limitando-se a denunciada a perguntar ao solicitante se não havia ninguém que pudesse levar a vítima ao Pronto Socorro, já que o SAMU estava sem ambulância e maca naquele momento, e que por isso iria demorar um pouco para a ambulância chegar no Terminal Urbano Central. Perante o Ministério Público 4, a denunciada afirmou que no (...) momento da chamada havia duas ambulâncias básicas no pátio sem maca, portanto sem condições de uso, além de uma ambulância avançada, que conta com médico e que é utilizada apenas nos casos mais graves, classificados com a cor vermelha; que, pelas informações que lhe foram repassadas, o caso não envolvia risco de vida ; afirmando que a vítima, (...) provavelmente, tenha sofrido um edema agudo de pulmão 5 6. De acordo com o Ministério da Saúde 7, no campo das atribuições da Regulação Médica das Urgências e Emergências, deve o médico regulador: (...) 4 Termo de Declarações de 18 de agosto de De acordo com o referido Dr. Alessandro Sella de Godoy Bueno, provavelmente a passageira tenha sofrido um edema agudo de pulmão, sendo que, nesse caso, ela deveria ter recebido diuréticos, suporte com oxigenioterapia, acesso venoso, vasos dilatadores como morfina e esordil, digitálico como cedilanid, e encaminhado para o serviço hospitalar com monitorização; que em 90% dos casos há reversão do edema agudo do pulmão, provocada por uma crise hipertensiva, o que era o caso da paciente, já que era hipertensa prévia; que, a princípio, um aparelho desfibrilador não teria garantido a sobrevivência da passageira, já que a primeira conduta, nesse caso, deveria ter sido medicamentosa (grifei). 6 Sobre o Edema Agudo de Pulmão, Renato Barroso Pereira de Castro, Médico da Divisão de Cardiologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto USP, descreve que essa urgência clínica é motivo de frequente internação hospitalar, sendo que o paciente apresenta-se extremamente dispnéico, cianótico e agitado, evoluindo com rápida deterioração para torpor, depressão respiratória e, eventualmente, apnéia com parada cardíaca ; sendo de diagnóstico essencialmente clínico; portanto, é fundamental que o socorrista esteja habilitado a reconhecer e iniciar o tratamento de tão grave entidade, que exige diagnóstico e tratamento imediatos (Medicina, Ribeirão Preto 36: , abr./dez Simpósio: Urgências e Emergências Cardiológicas - Capítulo VI).. 7 Portaria nº 2.048, de , que aprova o regulamento do Sistema Único de Saúde (Capítulo II A Regulação Médica das Urgências e Emergências). 4

5 - julgar e decidir sobre a gravidade de um caso que lhe está sendo comunicado por rádio ou telefone, estabelecendo uma gravidade presumida; - enviar os recursos necessários ao atendimento, considerando as necessidades e ofertas disponíveis; - definir e acionar o serviço de destino do paciente; - julgar a necessidade ou não do envio de meios móveis de atenção (...). Diante do exposto, verifica-se que o denunciado VILMAR ROMANIUKE DOS SANTOS, enquanto motorista do ônibus da TCGL que transportava a vítima Zilda de Miranda Bezerra na ocasião, foi negligente, de forma consciente e voluntária, na medida em que, ao ser avisado que a vítima estava passando muito mal, ignorou essa informação e o pedido de ajuda formulado pela acompanhante da vítima, e simplesmente dirigiu-se até o Terminal Urbano Central (TUC), deixando que a vítima fosse retirada do ônibus carregada pelos passageiros, quando poderia perfeitamente ter parado o ônibus durante o trajeto e acionado o SAMU, ou se deslocado até o Pronto Atendimento Municipal (PAM) ignorando orientação da empresa no qual trabalha 8 -, que se localiza a 3 (três) quarteirões do TUC, inclusive na mesma rua, no qual a vítima teria recebido a assistência médica de que necessitava, no caso assistência medicamentosa, a qual é responsável pela reversão de 90% dos casos de edema agudo do pulmão 9. Do mesmo modo, a denunciada VANESSA BELEBECHA, na condição de médica reguladora e intervencionista do SAMU, de forma consciente e voluntária, foi negligente por ocasião do atendimento telefônico referente ao pedido de uma ambulância para socorrer a vítima Zilda de Miranda Bezerra, pois se limitou a fazer duas perguntas superficiais ao solicitante do SAMU (quais sejam: o que está acontecendo e se ela está se batendo), deixando de perguntar se a vítima estava, por exemplo, com palidez cutânea, cianose e frialdade de extremidades, se estava 8 Segundo o Diretor de Operação da empresa TRANSPORTES COLETIVOS GRANDE LONDRINA (cf. o incluso ofício nº 286/2011, de ), Daniel Martins, (...) em casos como este, os funcionários da empresa são orientados a sempre acionar os serviços de emergência para prestar socorro. 9 De acordo com o Dr. Alessandro Sella de Godoy Bueno (Termo de Declarações incluso). 5

6 agitada e ansiosa e com respiração ruidosa (sintomas típicos do edema agudo de pulmão), e, por isso, classificou a ocorrência apenas na cor amarela (quadro de convulsão - risco médio) e não na vermelha (alto risco); deixando, assim, de disponibilizar à vítima a ambulância avançada do SAMU que estava estacionada no pátio do SAMU naquele momento da chamada telefônica; ambulância essa que conta com médico intervencionista, o qual teria oferecido assistência medicamentosa à vítima, com grandes chances de reversão do quadro de edema agudo do pulmão, o que teria evitado a morte de Zilda de Miranda Bezerra. A denunciada VANESSA BELEBECHA, pois, enquanto profissional da medicina responsável pela regulação médica de urgência e emergência, conduziu-se na ocasião de forma nãodiligente, infringindo, assim, um dever objetivo de cuidado, agindo com culpa, na modalidade de negligência, dando causa à morte da vítima Zilda de Miranda de Bezerra, na medida em que, como demonstrado, inobservou os seus deveres de julgar e decidir sobre a gravidade de um caso que lhe está sendo comunicado por rádio ou telefone, estabelecendo uma gravidade presumida e de enviar os recursos necessários ao atendimento, considerando as necessidades e ofertas disponíveis, no caso, uma ambulância avançada do SAMU, que estava estacionada no pátio desse serviço público, a qual poderia perfeitamente ser encaminhada ao referido Terminal. Ante o exposto, incorreram os denunciados VILMAR ROMANIUKE DOS SANTOS e VANESSA BELEBECHA nas disposições do artigo 121, 3º e 4º, combinado com os artigos 13, 2º, a, e 29, todos do Código Penal; razão pela qual, se oferece a presente denúncia, requerendo a citação dos denunciados e posterior recebimento da peça acusatória, instaurando-se a ação penal respectiva; intimando-se as testemunhas abaixo arroladas para serem ouvidas, em tudo ciente o representante do Ministério Público, até os termos finais do processo. 6

7 Nestes Termos. Pede Recebimento. Londrina, 16 de fevereiro de Paulo César Vieira Tavares Promotor de Justiça 7

8 ROL DE TESTEMUNHAS: 1) LUCIANO DE MIRANDA BEZERRA (filho da vítima), brasileiro, casado, avaliador, portador do RG nº /PR, nascido em , residente na Rua Elias Daniel Hatti, 745, Jardim Aquiles, Londrina-PR, fones: (43) / ; 2) SUSANA ROCHA FERNANDES, brasileira, natural de Santa Cruz do Rio Pardo-SP, portadora do RG nº /SP, nascida em , residente na Rua Sebastião Geraldo, 59, Cafezal IV, Londrina-PR, fone: (43) ; 3) WALTER HUGO B. P. TAVARES, brasileiro, médico (CRM/PR 8064) do Hospital Evangélico de Londrina, localizado à Avenida Bandeirantes, 618, Londrina-PR; 4) ALESSANDRO SELLA DE GODOY BUENO, brasileiro, casado, médico (CRM/PR 17357), portador do RG nº /PR, nascido em , residente e domiciliado à Rua França, 199, apto 801, Centro, Cambé-PR, fone: ; 5) WILSON OLIVEIRA PAULINO, brasileiro, casado, bombeiro militar estadual, portador do RG nº /PR, nascido em , residente e domiciliada na Rua Mario Cecarelli, 173, Vale do Reno, Londrina PR, fone: ; 6) ANA TEÓFILA SOUSA DA CONCEIÇÃO ROBERTO, brasileira, casada, professora, portadora do RG nº /PR, residente e domiciliada na Rua Julio de Castilho, 472, Novo Sabará, Londrina PR, fone: ; 7) ELÂNDIO CLEBER CÂMARA, brasileiro, casado, médico (CRM 16205/PR), portador do RG nº /SP, nascido em , residente e domiciliado à Rua Emílio de Menezes, 358, Bela Vista do Paraíso-PR, fone: ; 8

9 8) VICTOR LUIZ PEDROZA NASCIMENTO, brasileiro, solteiro, auxiliar de regulação médica, portador do RG nº /PR, nascido em , residente e domiciliado à Avenida J.K., 3345, apto 203, Londrina-PR, fone: ; 9) DANIEL MARTINS, brasileiro, Diretor de Operação da empresa Transportes Coletivos Grande Londrina, localizada na Rua Messias Wilmar de Souza, 756, Vila Recreio, Londrina, fone:

10 MM. JUIZ: 1) Com denúncia em separado, em 09 (nove) laudas, digitadas e assinadas por mim; 2) Preliminarmente, requeiro a juntada do Procedimento Preparatório nº , com os documentos ora anexados, quais sejam: Ofício nº 562/2011, de , encaminhado ao Diretor Presidente da Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização de Londrina; Ofício nº 563/2011, de , encaminhado à Secretária Municipal de Saúde de Londrina; Notícia veiculada em no Portal Bonde (www.bonde.com.br) acerca do fato que ensejou a denúncia; Notícia publicada no Jornal de Londrina, de , Cidade 6; Ofício da CMTU Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização, de ; Notícia publicada na Folha de Londrina, Folha Geral 9, em ; Notícia publicada no Jornal de Londrina, de , Geral/Cidade; Notícia publicada na Folha de Londrina, Folha Geral 6, em Termo de Declarações de Luciano de Miranda Bezerra, de ; Certidão de óbito de Zilda Miranda Bezerra; 10

11 Ofício nº 919/2011 GAB/SMS, da Secretaria Municipal de Saúde, de ; Ofício nº 634/2011, de , encaminhado ao Diretor Clínico do Hospital Evangélico de Londrina; Ofício nº 644/2011, de , encaminhado ao Diretor Presidente da Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização de Londrina CMTU; Termo de Declarações de Susana Rocha Fernandes, de ; Ofício da CMTU (Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização), recebido em ; Ata de reunião realizada em na Promotoria de Defesa do Consumidor e Direitos dos Idosos de Londrina; Ofício nº DM R 006/11, da Direção Médica da Associação Evangélica de Londrina, recebido em ; Termo de Declarações de Alessandro Sella de Godoy, de ; Termo de Declarações de Vilmar Romaniuke dos Santos, de ; Ofício nº 745/2011, de , encaminhado ao Diretor Presidente da Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização de Londrina-CMTU; Ofício nº 2513/2011 da Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização de Londrina-CMTU, recebido em ; Termo de Declarações de Wilson Oliveira Paulino, de ; Ofício nº 032 da Coordenação Regional do SIATE/3º GB, de ; Termo de Declarações de Ana Teófila Sousa da Conceição Roberto, de ; 11

12 Termo de Declarações de Marcos Alexandre Farias, de ; Termo de Declarações de Paulo Roberto Siqueira, de ; Termo de Declarações de Elândio Cleber Câmara, de ; Termo de Declarações de Victor Luiz Pedroza Nascimento, de ; Termo de Declarações de Vanessa Belebecha, de ; Aviso de Recebimento (AR) do Diretor Presidente da Companhia Municipal de Trânsito de Londrina; Ofícios nº 885/2011, de ; nº 1008/2011, de ; nº 1036/2011, de ; nº 1092/2011, de ; nº 1189/2011, de ; e nº 1349/2011, de , encaminhados à Secretaria Municipal de Saúde; Ofício nº 2379/2001-GAB/SMS, de , da Secretaria Municipal de Saúde de Londrina; Literatura Científica sobre Edema Pulmonar Agudo ; Portaria GM nº 2.048, de 3 de setembro de 2009, que aprova o Regulamento do Sistema Único de Saúde; CD com a gravação dos chamados efetuados ao SAMU. 3) Requeiro sejam providenciadas as certidões de antecedentes criminais dos oras denunciados VILMAR ROMANIUKE DOS SANTOS e VANESSA BELEBECHA, consultando-se, para tanto, as Varas Criminais locais e as Varas de Execuções Penais deste Estado; e 4) Deixo de propor a suspensão condicional do processo (artigo 89 da Lei n.º 9.099/95), em razão de não haver nos autos as aludidas certidões e porque a pena mínima, nesse caso, ultrapassa 1 ano.. 12

13 Londrina, 16 de fevereiro de Paulo César Vieira Tavares Promotor de Justiça 13

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 2ª. VARA CRIMINAL DA COMARCA DE LONDRINA PR

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 2ª. VARA CRIMINAL DA COMARCA DE LONDRINA PR EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 2ª. VARA CRIMINAL DA COMARCA DE LONDRINA PR O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ, por intermédio dos Promotores de Justiça que abaixo subscrevem, com

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL PROCURADORIA REGIONAL ELEITORAL NO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE

MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL PROCURADORIA REGIONAL ELEITORAL NO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) RELATOR(A): Inquérito policial n. 27-65.2013.6.20.0000 (IP 011/2013). Relator: Desembargador Amílcar Maia. Autor: MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL. Denunciados: Lucicleide Ferreira

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ DE DIREITO DA VARA CRIMINAL DA COMARCA DE GOIÂNIA - GO

EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ DE DIREITO DA VARA CRIMINAL DA COMARCA DE GOIÂNIA - GO EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ DE DIREITO DA VARA CRIMINAL DA COMARCA DE GOIÂNIA - GO Inquérito Policial n.º: 234/2005 Vítima: Administração Pública Réu: Honestino Guimarães Rosa O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO

Leia mais

CONSULTA Nº 164.517/2013

CONSULTA Nº 164.517/2013 1 CONSULTA Nº 164.517/2013 Assunto: Sobre como SAMU deve proceder em certas situações na sala de Regulação Médica do 192, procedimentos em diversas situações, na sala de Regulação Médica do 192, devido

Leia mais

Ministério Público do Estado de Mato Grosso 15ª Promotoria Criminal Especializada no Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher

Ministério Público do Estado de Mato Grosso 15ª Promotoria Criminal Especializada no Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher A história da mulher é a história da pior tirania que o mundo conheceu: a tirania do mais forte sobre o mais fraco. 1 EXCELENTÍSSIMA JUÍZA DE DIREITO DA 1ª VARA ESPECIALIZADA DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR

Leia mais

Caso prático V exame de ordem unificado

Caso prático V exame de ordem unificado Caso prático V exame de ordem unificado Em 19 de março de 2005, Agenor da Silva Gomes, brasileiro, natural do Rio de Janeiro, bibliotecário, viúvo, aposentado, residente na Rua São João Batista, n. 24,

Leia mais

ANEXO II ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS

ANEXO II ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS CONCURSO PÚBLICO PARA SAMU CENTRO-SUL Edital nº 11/2010, de 22/07/2010 ANEXO II ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS CARGO: CONDUTOR-SOCORRISTA Atuar na Central Radioperador e controlador de frota e nas Unidades Móveis

Leia mais

Peticionar Inquérito e Outros Documentos

Peticionar Inquérito e Outros Documentos Peticionar Inquérito e Outros Documentos Este manual se destina a orientar a Polícia Civil a realizar o Peticionamento de Inquéritos e Outros Documentos (exceto Auto de Prisão em Flagrante) para o Tribunal

Leia mais

5. Abreviaturas: CNS - Cartão Nacional do SUS. DEA Desfibrilador Externo Automático. IN - Instrução Normativa. PA Pronto Atendimento

5. Abreviaturas: CNS - Cartão Nacional do SUS. DEA Desfibrilador Externo Automático. IN - Instrução Normativa. PA Pronto Atendimento Lei Municipal nº 5.383, de 22 de novembro de 2012 Dispõe sobre o Sistema de Controle Interno do Município de Vila Velha ES e dá outras providências; Decreto Municipal nº 297, de 11 de dezembro de 2012

Leia mais

ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE PROMOTORIA DA INFÂNCIA E JUVENTUDE DE CLÁUDIO/MG

ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE PROMOTORIA DA INFÂNCIA E JUVENTUDE DE CLÁUDIO/MG EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA COMARCA DE CLÁUDIO/MG, COM COMPETÊNCIA JUNTO À INFÂNCIA E JUVENTUDE Peças de Informação BOC nº ------ O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MINAS GERAIS, por

Leia mais

ASSUNTO: Peculiaridades do transporte de pacientes pelo SAMU 192. RELATOR: Cons. Luiz Augusto Rogério Vasconcellos

ASSUNTO: Peculiaridades do transporte de pacientes pelo SAMU 192. RELATOR: Cons. Luiz Augusto Rogério Vasconcellos EXPEDIENTE CONSULTA N.º 209.644/11 PARECER CREMEB Nº 21/13 (Aprovado em Sessão Plenária de 21/05/2013) ASSUNTO: Peculiaridades do transporte de pacientes pelo SAMU 192. RELATOR: Cons. Luiz Augusto Rogério

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 19ª REGIÃO 1ª VARA DO TRABALHO DE MACEIÓ/AL PROCESSO: 00377-2007-001-19-00-6

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 19ª REGIÃO 1ª VARA DO TRABALHO DE MACEIÓ/AL PROCESSO: 00377-2007-001-19-00-6 TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 19ª REGIÃO 1ª VARA DO TRABALHO DE MACEIÓ/AL PROCESSO: 00377-2007-001-19-00-6 Aos 09 dias do mês de maio do ano dois mil e sete, às 15:18 horas, estando aberta a audiência

Leia mais

PROCESSO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA O SERVIÇO DE ATENDIMENTO MÓVEL DE URGÊNCIA SAMU EDITAL 1/2008

PROCESSO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA O SERVIÇO DE ATENDIMENTO MÓVEL DE URGÊNCIA SAMU EDITAL 1/2008 Condutor-Socorrista 1. Conduzir veículo terrestre de urgência destinado ao atendimento e transporte de pacientes; 2. Conhecer integralmente o veículo e realizar manutenção básica do mesmo; 3. Estabelecer

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM N º 1.834/2008

RESOLUÇÃO CFM N º 1.834/2008 RESOLUÇÃO CFM N º 1.834/2008 (Publicada no D.O.U. de 14 de março de 2008, Seção I, pg. 195) As disponibilidades de médicos em sobreaviso devem obedecer normas de controle que garantam a boa prática médica

Leia mais

São Paulo, 8 de setembro de 1999. BOLETIM GERAL PM 171 1 - DIRETRIZES A SEREM SEGUIDAS NO ATENDIMENTO DE LOCAIS DE CRIME

São Paulo, 8 de setembro de 1999. BOLETIM GERAL PM 171 1 - DIRETRIZES A SEREM SEGUIDAS NO ATENDIMENTO DE LOCAIS DE CRIME São Paulo, 8 de setembro de 1999. BOLETIM GERAL PM 171 1 - DIRETRIZES A SEREM SEGUIDAS NO ATENDIMENTO DE LOCAIS DE CRIME Resolução SSP- 382, de 1/9/99 O Secretario da Segurança Pública Considerando que

Leia mais

1. CADASTRO 2. AGENDAMENTOS:

1. CADASTRO 2. AGENDAMENTOS: 1. CADASTRO Para atuar no Hospital São Luiz, todo médico tem de estar regularmente cadastrado. No momento da efetivação, o médico deve ser apresentado por um membro do corpo clínico, munido da seguinte

Leia mais

Veja abaixo algumas perguntas e respostas que poderão esclarecer suas dúvidas sobre a RN 259/268

Veja abaixo algumas perguntas e respostas que poderão esclarecer suas dúvidas sobre a RN 259/268 Veja abaixo algumas perguntas e respostas que poderão esclarecer suas dúvidas sobre a RN 259/268 1) O que é a Resolução Normativa - RN 259/268? A RN 259, alterada pela RN 268, com vigência a partir do

Leia mais

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO ENTRE A DIRECÇÃO REGIONAL DE PLANEAMENTO E RECURSOS EDUCATIVOS E O SERVIÇO DE SAÚDE DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA, E.P.E.

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO ENTRE A DIRECÇÃO REGIONAL DE PLANEAMENTO E RECURSOS EDUCATIVOS E O SERVIÇO DE SAÚDE DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA, E.P.E. PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO ENTRE A DIRECÇÃO REGIONAL DE PLANEAMENTO E RECURSOS EDUCATIVOS E O SERVIÇO DE SAÚDE DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA, E.P.E. Considerando que incumbe ao Serviço de Saúde da Região

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SANTA CATARINA - CREMESC -

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SANTA CATARINA - CREMESC - 1 Consulta Nº: 2148/12 Consulente: G. G. G. Conselheiro: Rodrigo Bertoncini Ementa: A responsabilidade pelas atividades médicas em um hospital, qualquer que seja seu porte, é do Diretor Técnico e a responsabilidade

Leia mais

Em seguida, o Presidente declarou aberta a sessão, solicitando a entrega do Regulamento e do formulário de perguntas a todos os presentes.

Em seguida, o Presidente declarou aberta a sessão, solicitando a entrega do Regulamento e do formulário de perguntas a todos os presentes. Ata da Audiência Pública Objeto: Licitação para contratação de empresa(s) para a locação de equipamentos, máquinas, caminhões, ônibus e veículos utilitários, com motoristas/operadores e equipamentos de

Leia mais

VARA FEDERAL DA SEÇÃO JUDICIÁRIA DE

VARA FEDERAL DA SEÇÃO JUDICIÁRIA DE EXMO. SR. JUIZ FEDERAL DA PERNAMBUCO VARA FEDERAL DA SEÇÃO JUDICIÁRIA DE Processo Administrativo n.º 1.26.000.000967/2008-95 Denúncia nº 224/2008 O Ministério Público Federal, por sua Representante infrafirmada,

Leia mais

Assunto: Forças policiais; denúncia; entrega de comprovativo.

Assunto: Forças policiais; denúncia; entrega de comprovativo. Sua Excelência A Ministra da Administração Interna Praça do Comércio 1149-015 Lisboa Sua referência Sua comunicação Nossa referência Proc. Q-1553/12 (UT5) e outros Assunto: Forças policiais; denúncia;

Leia mais

CASOS COM TRANSTORNOS DE PERSONALIDADE E PROCESSO COM HOMÍCIDIOS DOLOSOS

CASOS COM TRANSTORNOS DE PERSONALIDADE E PROCESSO COM HOMÍCIDIOS DOLOSOS ANDRESSA FRANCIELLI ROCHA CASOS COM TRANSTORNOS DE PERSONALIDADE E PROCESSO COM HOMÍCIDIOS DOLOSOS IVAIPORÃ PR 2012 INTRODUÇÃO Como se há de verificar, por meio desse trabalho será apresentado modelos

Leia mais

CARTILHA DPVAT. Todo proprietário de veículo é obrigado a pagar anualmente o seguro obrigatório, sob pena de não licenciar o veículo junto ao DETRAN.

CARTILHA DPVAT. Todo proprietário de veículo é obrigado a pagar anualmente o seguro obrigatório, sob pena de não licenciar o veículo junto ao DETRAN. CARTILHA DPVAT - Apresentação Esta cartilha nasceu da constatação dos Promotores de Justiça, que atuam nas Varas de Delitos de Trânsito e nos Juizados Especiais Criminais, de que grande parte das vítimas

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE (MS) - 2004

MINISTÉRIO DA SAÚDE (MS) - 2004 MINISTÉRIO DA SAÚDE (MS) - 2004 INTRODUÇÃO Última edição do Manual (revista e atualizada): 2006 Objetivo: Implantação do Serviço de Atendimento Móvel às Urgências Atende aos princípios e diretrizes do

Leia mais

GAECO Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado Núcleo Regional de Londrina

GAECO Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado Núcleo Regional de Londrina EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA ª VARA CRIMINAL DA COMARCA DE LONDRINA. O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ, por seus agentes adiante firmados, no exercício de suas atribuições perante

Leia mais

ÍNDICE. Foto: João Borges. 2 Hospital Universitário Cajuru - 100% SUS

ÍNDICE. Foto: João Borges. 2 Hospital Universitário Cajuru - 100% SUS ÍNDICE Apresentação...03 Hospital Universitário Cajuru...04 Estrutura...04 Especialidades Atendidas...05 Diferenças entre atendimento de urgência, emergência e eletivo...06 Protocolo de Atendimento...07

Leia mais

NÚCLEO DF DRFESA DO MEIO AMIÜLN n, 15" PROMOTORIA DE JUSTIÇA

NÚCLEO DF DRFESA DO MEIO AMIÜLN n, 15 PROMOTORIA DE JUSTIÇA MINISTÉRIO PUBLICO DO ESTADO DE GOIÁS NÚCLEO DF DRFESA DO MEIO AMIÜLN n, 15" PROMOTORIA DE JUSTIÇA EXCELENTISSIMO(A) SENHOR(A) DOUTOR(A) JUIZ(A) DE DIREITO DA VARA CRIMINAL DA COMARCA DE GOIÂNIA - GOIÁS.

Leia mais

Edital N. 08/2015 - DF

Edital N. 08/2015 - DF Edital N. 08/2015 - DF O DOUTOR MARCO ANTONIO CANAVARROS DOS SANTOS, M.M Juiz Direto e Diretor do Fórum da Comarca de Novo São Joaquim, Estado de Mato Grosso, no uso de suas atribuições legais, RESOLVE:

Leia mais

Interessado: Dr. M.M.S. Assunto: Escala de plantão de sobreaviso. Medico Plantonista de sobreaviso. Desligamento com ou sem aviso prévio.

Interessado: Dr. M.M.S. Assunto: Escala de plantão de sobreaviso. Medico Plantonista de sobreaviso. Desligamento com ou sem aviso prévio. PARECER CRM/MS N 12/2014 PROCESSO CONSULTA CRMMS 0011/2014 Interessado: Dr. M.M.S. Assunto: Escala de plantão de sobreaviso. Medico Plantonista de sobreaviso. Desligamento com ou sem aviso prévio. PARECERISTA:

Leia mais

PARECER CREMEC N.º 06/2014 14/03/2014

PARECER CREMEC N.º 06/2014 14/03/2014 PARECER CREMEC N.º 06/2014 14/03/2014 PROCESSO-CONSULTA PROTOCOLO CREMEC Nº 6566/08 ASSUNTO: RESPONSABILIDADE MÉDICA PARECERISTA: CÂMARA TÉCNICA DE AUDITORIA DO CREMEC EMENTA O ato médico é responsabilidade

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA PROVIMENTO DE CARGOS PARA SERVIÇO DE ATENDIMENTO MÓVEL DE URGÊNCIA SAMU OESTE EDITAL Nº 007, DE 15/07/2015.

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA PROVIMENTO DE CARGOS PARA SERVIÇO DE ATENDIMENTO MÓVEL DE URGÊNCIA SAMU OESTE EDITAL Nº 007, DE 15/07/2015. PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA PROVIMENTO DE CARGOS PARA SERVIÇO DE ATENDIMENTO MÓVEL DE URGÊNCIA SAMU OESTE EDITAL Nº 007, DE 15/07/2015. ANEXO II ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS CARGO: CONDUTOR SOCORRISTA

Leia mais

O que deve fazer uma mulher vítima de agressão?

O que deve fazer uma mulher vítima de agressão? PERGUNTAS FREQUENTES O que deve fazer uma mulher vítima de agressão? A mulher em situação de violência doméstica poderá comparecer a uma delegacia de Defesa da Mulher mais próxima à sua casa para registrar

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 1ª Central de Inquéritos Policiais 23ª Promotoria de Investigação Penal DENÚNCIA

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 1ª Central de Inquéritos Policiais 23ª Promotoria de Investigação Penal DENÚNCIA EXMO. SR. DR. JUIZ DE DIREITO DA 35ª VARA CRIMINAL DO FORO DA COMARCA DA CAPITAL - RIO DE JANEIRO. Processo n.º 0271912-17.2013.8.19.0001 Inquérito Policial nº.: 015/027/2013. Origem: Divisão de Homicídios

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO. PARECER COREN-SP 002/2012 CT PRCI n 99.073/2012 e Ticket 280.834

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO. PARECER COREN-SP 002/2012 CT PRCI n 99.073/2012 e Ticket 280.834 PARECER COREN-SP 002/2012 CT PRCI n 99.073/2012 e Ticket 280.834 Assunto: Ações de resgate de vítimas em altura e em espaço confinado. Competência da equipe de bombeiros militares. 1. Do fato Solicitado

Leia mais

SISTEMA DE REGULAÇÃO E CONTROLE DO ICS

SISTEMA DE REGULAÇÃO E CONTROLE DO ICS SISTEMA DE REGULAÇÃO E CONTROLE DO ICS FASCÍCULO DO BENEFICIÁRIO VERSÃO 2013 Instituto Curitiba de Saúde ICS - Plano Padrão ÍNDICE APRESENTAÇÃO 03 1. CONSULTA/ATENDIMENTO DE EMERGÊNCIA EM PRONTO ATENDIMENTO

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA ª VARA CRIMINAL DA COMARCA DE FOZ DO IGUAÇU-Pr.

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA ª VARA CRIMINAL DA COMARCA DE FOZ DO IGUAÇU-Pr. EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA ª VARA CRIMINAL DA COMARCA DE FOZ DO IGUAÇU-Pr. O Ministério Público do Estado do Paraná, por seu Promotor de Justiça que ao final assina, no uso de suas

Leia mais

ASSISTÊNCIA SERVIÇOS EXECUTIVOS

ASSISTÊNCIA SERVIÇOS EXECUTIVOS ASSISTÊNCIA SERVIÇOS EXECUTIVOS O objeto da assistência serviços executivos é facilitar a vida do Segurado, em caso de mal súbito, doença ou acidente, com serviços domésticos provisórios, ambulância, Motorista

Leia mais

RECOMENDAÇÃO ADMINISTRATIVA nº 01/2012

RECOMENDAÇÃO ADMINISTRATIVA nº 01/2012 RECOMENDAÇÃO ADMINISTRATIVA nº 01/2012 CONSIDERANDO: 1. A existência do Procedimento Preparatório n. 0089.11.000011-7, cujo objeto é apurar eventual irregularidade em casa de abrigo para idosos na Rua

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO ACRE POLÍCIA MILITAR DIVISÃO DE ENSINO E INSTRUÇÃO

GOVERNO DO ESTADO DO ACRE POLÍCIA MILITAR DIVISÃO DE ENSINO E INSTRUÇÃO GOVERNO DO ESTADO DO ACRE POLÍCIA MILITAR DIVISÃO DE ENSINO E INSTRUÇÃO Portaria nº 033/DEI/PM/2015 Processo seletivo CHOA PM/2015/AC O COMANDANTE GERAL DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DO ACRE, no uso de

Leia mais

MINUTA DE RESOLUÇÃO CFM

MINUTA DE RESOLUÇÃO CFM MINUTA DE RESOLUÇÃO CFM Dispõe sobre a normatização do funcionamento dos prontos-socorros hospitalares, assim como do dimensionamento da equipe médica e do sistema de trabalho. O Conselho Federal de Medicina,

Leia mais

1.PLANO AUTO STANDARD

1.PLANO AUTO STANDARD 1.PLANO AUTO STANDARD 1.1.Definições ACIDENTE/SINISTRO Colisão, abalroamento ou capotagem envolvendo direta ou indiretamente o veículo e que impeça o mesmo de se locomover por seus próprios meios. COBERTURA

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO CONSELHO DELIBERATIVO DO PROGRAMA TST-SAÚDE

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO CONSELHO DELIBERATIVO DO PROGRAMA TST-SAÚDE TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO CONSELHO DELIBERATIVO DO PROGRAMA TST-SAÚDE ATO DELIBERATIVO Nº 56, DE 25 DE NOVEMBRO DE 2014 Dispõe sobre a assistência odontológica indireta aos beneficiários do Programa

Leia mais

Presidente Prudente/São José do Rio Preto, Julho de 2013.

Presidente Prudente/São José do Rio Preto, Julho de 2013. Presidente Prudente/São José do Rio Preto, Julho de 2013. Prezado Cliente, Empregados Públicos Celetistas do Estado de São Paulo - DER, SUCEN, Secretaria da Saúde, etc... Em ação judicial proposta pela

Leia mais

Processo Administrativo Disciplinar

Processo Administrativo Disciplinar Processo Administrativo Disciplinar O Processo Administrativo Disciplinar é o meio de que dispõe a Administração Pública para apuração de responsabilidade de servidor público. No âmbito do Estado da Bahia,

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE ASSISTÊNCIA PROTEÇÃO A CARTÕES PLANO 1

CONDIÇÕES GERAIS DE ASSISTÊNCIA PROTEÇÃO A CARTÕES PLANO 1 CONDIÇÕES GERAIS DE ASSISTÊNCIA PROTEÇÃO A CARTÕES PLANO 1 1. QUADRO RESUMO DE SERVIÇOS ITEM SERVIÇOS LIMITES DO SERVIÇO 1 Assistência Global de Proteção a Cartões e Serviço de Solicitação de Cartão Substituto

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ FEDERAL DA VARA DA SEÇÃO JUDICIÁRIA DE BELÉM, ESTADO DO PARÁ. Peças de Informação nº 1.23.000.

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ FEDERAL DA VARA DA SEÇÃO JUDICIÁRIA DE BELÉM, ESTADO DO PARÁ. Peças de Informação nº 1.23.000. EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ FEDERAL DA VARA DA SEÇÃO JUDICIÁRIA DE BELÉM, ESTADO DO PARÁ Peças de Informação nº 1.23.000.000059/2012-90 O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, no exercício da titularidade

Leia mais

UNIDADE RESPONSÁVEL: Secretaria de Saúde, Departamento de Frotas e Demais Estrutura Administrativa e Logisticado Município.

UNIDADE RESPONSÁVEL: Secretaria de Saúde, Departamento de Frotas e Demais Estrutura Administrativa e Logisticado Município. Fls.: 1 de 5 INSTRUÇÃO NORMATIVA SPP Nº 002/2011 VERSÃO: 001/2011 APROVAÇÃO EM: 20 de julho de 2011 ATO DE APROVAÇÃO: Decreto nº 20/2011 UNIDADE RESPONSÁVEL: Secretaria de Saúde, Departamento de Frotas

Leia mais

GABARITO SIMULADO WEB 1

GABARITO SIMULADO WEB 1 GABARITO SIMULADO WEB 1 PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL No dia 10 de outubro de 2014, Caio, na condução de um ônibus, que fazia a linha Centro Capão Redondo, agindo com imprudência, realizou manobra

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SANTA CATARINA

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SANTA CATARINA PARECER COREN/SC Nº 026/CT/2015/PT Assunto: Atendimento pré-hospitalar de provável óbito pelo técnico de enfermagem orientador pelo médico regulador. I - Do Fato Trata-se de expediente encaminhado ao Coren/SC,

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DO EXAME DE SUFICIÊNCIA PARA OBTENÇÃO DE CERTIFICADO DE ÁREA DE ATUAÇÃO EM DOR 2015 - PEDIATRAS

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DO EXAME DE SUFICIÊNCIA PARA OBTENÇÃO DE CERTIFICADO DE ÁREA DE ATUAÇÃO EM DOR 2015 - PEDIATRAS EDITAL DE CONVOCAÇÃO DO EXAME DE SUFICIÊNCIA PARA OBTENÇÃO DE CERTIFICADO DE ÁREA DE ATUAÇÃO EM DOR 2015 - PEDIATRAS Pelo presente edital, a Comissão de Dor da Associação Médica Brasileira, faz saber,

Leia mais

ESTADO DO TOCANTINS PODER JUDICIÁRIO COMARCA DE PALMAS 3ª VARA CRIMINAL SENTENÇA I - RELATÓRIO

ESTADO DO TOCANTINS PODER JUDICIÁRIO COMARCA DE PALMAS 3ª VARA CRIMINAL SENTENÇA I - RELATÓRIO ESTADO DO TOCANTINS PODER JUDICIÁRIO COMARCA DE PALMAS 3ª VARA CRIMINAL PROCESSO Nº 5029091-33.2013.827.2729 SENTENÇA I - RELATÓRIO O Ministério Público denunciou João Batista Marques, brasileiro, casado,

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 19ª REGIÃO 6ª VARA DO TRABALHO DE MACEIÓ/AL PROCESSO: 0001147-10.2011.5.19.0006

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 19ª REGIÃO 6ª VARA DO TRABALHO DE MACEIÓ/AL PROCESSO: 0001147-10.2011.5.19.0006 TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 19ª REGIÃO 6ª VARA DO TRABALHO DE MACEIÓ/AL PROCESSO: 0001147-10.2011.5.19.0006 Aos 16 dias do mês de maio do ano dois mil e doze, às 09:55 horas, estando aberta a audiência

Leia mais

UNESC Faculdades Integradas de Cacoal Mantidas pela Associação Educacional de Rondônia E-mail: unesc@unescnet.br - Internet: www.unescnet.

UNESC Faculdades Integradas de Cacoal Mantidas pela Associação Educacional de Rondônia E-mail: unesc@unescnet.br - Internet: www.unescnet. NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA (NPJ) ANEXO VI (Edital n. 02/2014-2) CRONOGRAMA SEMESTRAL 9.º PERÍODO DEPENDÊNCIA N. DATAS ATIVIDADES EQUIVALÊNCIA Disponibilização do Cronograma Semestral de atividades no átrio

Leia mais

MINAS GERAIS 12/04/2008. Diário do Judiciário. Portaria 2.176/2008

MINAS GERAIS 12/04/2008. Diário do Judiciário. Portaria 2.176/2008 MINAS GERAIS 12/04/2008 Diário do Judiciário Chefe de Gabinete: Dalmar Morais Duarte 11/04/2008 PRESIDÊNCIA Portaria 2.176/2008 Institucionaliza o Programa Conhecendo o Judiciário do Tribunal de Justiça.

Leia mais

MANUAL DE SINDICÂNCIA ADMINISTRATIVA

MANUAL DE SINDICÂNCIA ADMINISTRATIVA MANUAL DE SINDICÂNCIA ADMINISTRATIVA Diretora Geral das IES Promove de BH e de MG e Inforium: Profª.Tânia Raquel de Queiroz Muniz Diretor Geral das IES Kennedy e Alberto Deodato: Prof. João Evangelista

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL

CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL Oficio nº0202/2014/fisc/cra-df Ao Senhor CF (IM) Bruno Abreu Cardozo Adjunto do Superintendente administração Pregoeiro da Marinha do Brasil Brasília/DF, 23 de outubro de 2014. Assunto: Consulta ao CRA-DF

Leia mais

RELATÓRIO DE ATENDIMENTO

RELATÓRIO DE ATENDIMENTO - 1 - RMW\ET-12\c:\arquivos\04\X0424.DOC em 17/04/2014 16:18. DEFESA CIVIL DO MUNICÍPIO DE TAL RELATÓRIO DE ATENDIMENTO 1 Objetivo (finalidade do relatório): 1. Dar satisfação aos intervenientes; 2. Registro

Leia mais

Estado de Goiás PREFEITURA MUNICIPAL DE ANICUNS Adm. 2013 / 2016 EDITAL 009-2015 CHAMAMENTO PÚBLICO QUALIFICAÇÃO DE ORGANIZAÇÕES SOCIAIS

Estado de Goiás PREFEITURA MUNICIPAL DE ANICUNS Adm. 2013 / 2016 EDITAL 009-2015 CHAMAMENTO PÚBLICO QUALIFICAÇÃO DE ORGANIZAÇÕES SOCIAIS EDITAL 009-2015 CHAMAMENTO PÚBLICO QUALIFICAÇÃO DE ORGANIZAÇÕES SOCIAIS A Secretaria Municipal de Educação de Anicuns, pessoa jurídica de direito público, inscrita no CNPJ: 02.262.368/0001-53, por intermédio

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ DE DIREITO DA COMARCA DE

EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ DE DIREITO DA COMARCA DE 1 EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ DE DIREITO DA COMARCA DE O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO MARANHÃO, por seu representante legal infra-assinado, com fundamento nos art. 129, inciso III e 1º, da Carta Magna,

Leia mais

15/05/2013 MODELO DE RELAXAMENTO DA PRISÃO EM FLAGRANTE

15/05/2013 MODELO DE RELAXAMENTO DA PRISÃO EM FLAGRANTE Direito Processual Penal 2ª Fase OAB/FGV Professora Beatriz Abraão MODELO DE RELAXAMENTO DA PRISÃO EM FLAGRANTE Excelentíssimo Senhor Doutor Juiz de Direito da... Vara Criminal da Comarca... (especificar

Leia mais

RELATÓRIO EXECUTIVO N 004/14 32ª REUNIÃO DE DIRETORIA GERIR/HUGO

RELATÓRIO EXECUTIVO N 004/14 32ª REUNIÃO DE DIRETORIA GERIR/HUGO RELATÓRIO EXECUTIVO N 004/14 32ª REUNIÃO DE DIRETORIA GERIR/HUGO Data: 04/02/2014 Horário: 10h Presentes: Ciro Ricardo Pires de Castro (Diretor Geral - HUGO), Sr. Thulio Lorentz (Diretor Administrativo

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Secretaria da Saúde Complexo Regulador Estadual Central de Regulação das Urgências/SAMU. Nota Técnica nº 04

Estado do Rio Grande do Sul Secretaria da Saúde Complexo Regulador Estadual Central de Regulação das Urgências/SAMU. Nota Técnica nº 04 Estado do Rio Grande do Sul Secretaria da Saúde Complexo Regulador Estadual Central de Regulação das Urgências/SAMU Nota Técnica nº 04 MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO TARM 1 - ACESSANDO O COMPUTADOR: 1.1 -

Leia mais

ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 05/2015 CREMEB

ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 05/2015 CREMEB ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 05/2015 CREMEB 1 -DO OBJETO O objeto do Pregão Presencial é a contratação de empresa especializada para prestação de serviços de rádio-táxi

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO DISTRITO FEDERAL E DOS TERRITÓRIOS

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO DISTRITO FEDERAL E DOS TERRITÓRIOS Órgão : Segunda Turma Criminal Classe : Apelação Criminal Nº Processo : 1999 04 1 000829-4 Apelante : JOÃO AMARO FERNANDES Apelada : A JUSTIÇA PÚBLICA Relator : Des or GETULIO PINHEIRO Delito de trânsito.

Leia mais

AUTOS N. 2008.61.81.002808-6

AUTOS N. 2008.61.81.002808-6 EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ FEDERAL DA 6ªVARA CRIMINAL FEDERAL DA 1ª SUBSEÇÃO JUDICIÁRIA DE SÃO PAULO AUTOS N. 2008.61.81.002808-6 O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, por sua Procuradora da República que

Leia mais

ResoluçãodaANVISARDCNº38,de 12 de agosto de 2013: Aprova o regulamento para os programas de. fornecimento de medicamento pósestudo.

ResoluçãodaANVISARDCNº38,de 12 de agosto de 2013: Aprova o regulamento para os programas de. fornecimento de medicamento pósestudo. ResoluçãodaANVISARDCNº38,de 12 de agosto de 2013: Aprova o regulamento para os programas de acesso expandido, uso compassivo e fornecimento de medicamento pósestudo. Apresentação: Biól. Andréia Rocha RELEMBRANDO

Leia mais

CONTRATO DE INTERMEDIAÇÃO DE SERVIÇOS DE TURISMO

CONTRATO DE INTERMEDIAÇÃO DE SERVIÇOS DE TURISMO CONTRATO DE INTERMEDIAÇÃO DE SERVIÇOS DE TURISMO (este contrato deve ser impresso e preenchido de próprio punho e enviado para o endereço de contato em até 5 dias úteis após a confirmação da compra do

Leia mais

COMPANHIA DE SEGUROS ALIANÇA DO BRASIL

COMPANHIA DE SEGUROS ALIANÇA DO BRASIL São Paulo, 5 de abril de 2012. Sr(a). Ref.: Solicitação de Documentos Segurado: Seguro: Apólice / Proposta n. o Aviso de Sinistro n. o Estipulante: Em atendimento a sua solicitação, confirmamos o recebimento

Leia mais

C OMPROMISSO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA

C OMPROMISSO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA C OMPROMISSO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA O MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, por meio do titular da Promotoria de Justiça de Proteção ao Idoso e à Pessoa Portadora de Deficiência do Núcleo

Leia mais

O que Fazer em Uma Emergência

O que Fazer em Uma Emergência O que Fazer em Uma Emergência Primeiros Socorros e Emergências Aquáticas Dr David Szpilman Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro Maj BM QOS David Szpilman Em qualquer emergência procure

Leia mais

APOSTILA PRIMEIROS SOCORROS À CRIANÇA NA ESCOLA

APOSTILA PRIMEIROS SOCORROS À CRIANÇA NA ESCOLA APOSTILA PRIMEIROS SOCORROS À CRIANÇA NA ESCOLA Dra. Maria Beatriz Silveira Schmitt Silva Coordenadora do SAMU do Vale do Itajaí Coordenadora Médica do SOS Unimed Blumenau Setembro/2010 Revisado em Fevereiro

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO NEGRO ESTADO DO PARANÁ CNPJ N.º 76.002.641/0001-47

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO NEGRO ESTADO DO PARANÁ CNPJ N.º 76.002.641/0001-47 EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº 003/2013 A Secretaria Municipal da Saúde do Município de Rio Negro torna público para o conhecimento dos interessados, que estará recebendo em sua sede, situada na Praça João

Leia mais

PROVIMENTO N 001/2003 CGJ

PROVIMENTO N 001/2003 CGJ PROVIMENTO N 001/2003 CGJ Estabelece normas de serviço acerca dos Procedimentos de Registro de Nascimento, Casamento e Óbito de Brasileiros ocorridos em País Estrangeiro, bem como o traslado das certidões

Leia mais

THALES TÁCITO PONTES LUZ DE PÁDUA CERQUEIRA PROMOTOR DE JUSTIÇA COOPERADOR 1

THALES TÁCITO PONTES LUZ DE PÁDUA CERQUEIRA PROMOTOR DE JUSTIÇA COOPERADOR 1 COTA INTRODUTÓRIA À DENÚNCIA I.P nº 151/98 MM. Juiz: 1) Recebi o Inquérito em questão, a fim de cooperar com os cultos colegas Ministeriais, face o acúmulo de serviços; 2) Manifestei-me em separado, em

Leia mais

PMERJ/CETIC. Novas Tecnologias na Polícia Militar

PMERJ/CETIC. Novas Tecnologias na Polícia Militar PMERJ/CETIC Novas Tecnologias na Polícia Militar Apresentação pessoal CEL PM DJALMA JOSÉ BELTRAMI TEIXEIRA PMERJ Coordenador do CETIC Coordenadoria Especializada em Tecnologia e Comunicações Atribuições

Leia mais

Regulamento do Seguro Escolar

Regulamento do Seguro Escolar Regulamento do Seguro Escolar O presente documento constitui o Regulamento do Seguro Escolar a estabelecer no Colégio de S. Pedro e tem por base a legislação em vigor, nomeadamente, a Portaria n.º413/99,

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec Etec: Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Ambiente e Saúde Habilitação Profissional: Especialização Profissional Técnica

Leia mais

EDITAL Nº 001/2.015 O INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE AMERICANA

EDITAL Nº 001/2.015 O INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE AMERICANA EDITAL Nº 001/2.015 O INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE AMERICANA- AMERIPREV, pessoa jurídica de direito público, inscrito no CNPJ sob nº 12.937.005/0001-24, sito à Rua Gonçalves

Leia mais

ANEXO I Descrição dos Cargos

ANEXO I Descrição dos Cargos ANEXO I Descrição dos Cargos DESCRIÇÃO: 1. - Auxiliar de Enfermagem: Prestar cuidados diretos de enfermagem ao paciente, por delegação e sob a supervisão do enfermeiro e do médico. Administrar medicação

Leia mais

CERTIFICAÇÃO PROFISSIONAL POR PROVA DE ADMINISTRADORES E TECNÓLOGOS EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS ÊNFASE RECURSOS HUMANOS REGULAMENTO

CERTIFICAÇÃO PROFISSIONAL POR PROVA DE ADMINISTRADORES E TECNÓLOGOS EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS ÊNFASE RECURSOS HUMANOS REGULAMENTO CERTIFICAÇÃO PROFISSIONAL POR PROVA DE ADMINISTRADORES E TECNÓLOGOS EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS ÊNFASE RECURSOS HUMANOS REGULAMENTO O presente Regulamento institui a normatização adotada pelo Conselho

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE FIGUEIRÓPOLIS D OESTE

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE FIGUEIRÓPOLIS D OESTE LEI Nº 587/2013 13 DE FEVEREIRO DE 2013. Súmula: Autoriza o transporte de mudança e dá outras providências. O Prefeito Municipal de Figueirópolis D Oeste - Estado de Mato Grosso, o Exmo. Sr. Lino Cupertino

Leia mais

RESOLUÇÃO CREMEC nº 44/2012 01/10/2012

RESOLUÇÃO CREMEC nº 44/2012 01/10/2012 RESOLUÇÃO CREMEC nº 44/2012 01/10/2012 Define e regulamenta as atividades da sala de recuperação pós-anestésica (SRPA) O Conselho Regional de Medicina do Estado do Ceará, no uso das atribuições que lhe

Leia mais

TRANSFERÊNCIA DE PACIENTE INTERNA E EXTERNA

TRANSFERÊNCIA DE PACIENTE INTERNA E EXTERNA 1 de 8 Histórico de Revisão / Versões Data Versão/Revisões Descrição Autor 25/11/2012 1.00 Proposta inicial LCR, DSR,MGO 1 Objetivo Agilizar o processo de transferência seguro do paciente/cliente, para

Leia mais

Versão: 1ª. Palavras-chave: Veículos Oficiais; Transportes; transporte institucional, serviços comuns

Versão: 1ª. Palavras-chave: Veículos Oficiais; Transportes; transporte institucional, serviços comuns 1. OBJETIVO 1. Este Regulamento Interno-RI objetiva definir os procedimentos e responsabilidades a serem observados na utilização de veículos oficiais em serviços de interesse da EPL. 2. APLICAÇÃO 1. Este

Leia mais

Ministério da Saúde Agência Nacional de Vigilância Sanitária RESOLUÇÃO - RDC Nº 38, DE 12 DE AGOSTO DE 2013

Ministério da Saúde Agência Nacional de Vigilância Sanitária RESOLUÇÃO - RDC Nº 38, DE 12 DE AGOSTO DE 2013 ADVERTÊNCIA Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União Ministério da Saúde Agência Nacional de Vigilância Sanitária RESOLUÇÃO - RDC Nº 38, DE 12 DE AGOSTO DE 2013 Aprova o regulamento

Leia mais

Plano de Atendimento e Remoção de Acidentados em Linhas de Transmissão PARA LT. Sylvio Ribeiro de Castro Lessa 12/08/2013

Plano de Atendimento e Remoção de Acidentados em Linhas de Transmissão PARA LT. Sylvio Ribeiro de Castro Lessa 12/08/2013 Plano de Atendimento e Remoção de Acidentados em Linhas de Transmissão PARA LT Sylvio Ribeiro de Castro Lessa 12/08/2013 Fase: Diagnóstico Eloisa Barroso de Mattos Nutricionista Raquel Leão Firmino Reis

Leia mais

MANUAL DOS SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIAS ESPECIAIS

MANUAL DOS SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIAS ESPECIAIS MANUAL DOS SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIAS ESPECIAIS 1. Objetivo: Este manual contém informações acerca dos procedimentos que deverão ser tomados na ocorrência de qualquer fato que acarrete na utilização de algum

Leia mais

a.1.4) Em caso de Associação Civil, a aceitação de novos associados, na forma do estatuto;

a.1.4) Em caso de Associação Civil, a aceitação de novos associados, na forma do estatuto; CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 002/2014 QUALIFICAÇÃO DE ENTIDADES PRIVADAS SEM FINS LUCRATIVOS COMO ORGANIZAÇÃO SOCIAL NA ÁREA DE SAÚDE O Município de Fontoura Xavier, Estado do Rio Grande do Sul, pessoa jurídica

Leia mais

Momento ético Prontuário Médico

Momento ético Prontuário Médico Momento ético Prontuário Médico Luiz Antonio da Costa Sardinha Conselheiro Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo PRONTUÁRIO MÉDICO Tem um morto no plantão. Por onde iniciar História Tudo

Leia mais

ANEXO 1 - MODELO DE ESCRITURA DE SEPARAÇÃO CONSENSUAL SEM PARTILHA DE BENS

ANEXO 1 - MODELO DE ESCRITURA DE SEPARAÇÃO CONSENSUAL SEM PARTILHA DE BENS ANEXO 1 - MODELO DE ESCRITURA DE SEPARAÇÃO CONSENSUAL SEM PARTILHA DE BENS Livro... Folha... ESCRITURA PÚBLICA DE SEPARAÇÃO CONSENSUAL que fazem, como outorgantes e reciprocamente outorgados NOME e NOME,

Leia mais

FUNDAÇÃO HOSPITALAR DO MUNICÍPIO DE VARGINHA EDITAL DE SELEÇÃO SIMPLIFICADA - 04/2015

FUNDAÇÃO HOSPITALAR DO MUNICÍPIO DE VARGINHA EDITAL DE SELEÇÃO SIMPLIFICADA - 04/2015 FUNDAÇÃO HOSPITALAR DO MUNICÍPIO DE VARGINHA EDITAL DE SELEÇÃO SIMPLIFICADA - 04/2015 A Fundação Hospitalar do Município de Varginha, convoca para processo de seleção simplificada, candidatos interessados

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO RESOLUÇÃO N.º 13, DE 02 DE OUTUBRO DE 2006. (Alterada pela Res. 111/2014) Regulamenta o art. 8º da Lei Complementar 75/93 e o art. 26 da Lei n.º 8.625/93, disciplinando, no âmbito do Ministério Público,

Leia mais

RECOMENDAÇÃO Nº 01/2013

RECOMENDAÇÃO Nº 01/2013 RECOMENDAÇÃO Nº 01/2013 O MINISTÉRIO PÚBLICO, neste ato representado pela Promotora de Justiça da Comarca Sanclerlândia - GO, Dra. Andréia Zanon Marques Junqueira que subscreve ao final, no uso de suas

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE DE PERNAMBUCO SECRETARIA EXECUTIVA DE ATENÇÃO À SAÚDE UPA ENGENHO VELHO

GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE DE PERNAMBUCO SECRETARIA EXECUTIVA DE ATENÇÃO À SAÚDE UPA ENGENHO VELHO GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO UPA ENGENHO VELHO RELATÓRIO DE EXECUÇÃO 2º TRIMESTRE DO 2º ANO DO CONTRATO DE GESTÃO Período de Dezembro de 2012 à Fevereiro de 2013 2 INTRODUÇÃO O presente relatório apresenta

Leia mais

PARECER Nº 2414/2013 CRM-PR PROCESSO CONSULTA N. º 58/2012 PROTOCOLO N. º 23448/2012 ASSUNTO: ASSINATURA DE LAUDOS DE EXAMES PARECERISTA: CONS

PARECER Nº 2414/2013 CRM-PR PROCESSO CONSULTA N. º 58/2012 PROTOCOLO N. º 23448/2012 ASSUNTO: ASSINATURA DE LAUDOS DE EXAMES PARECERISTA: CONS PARECER Nº 2414/2013 CRM-PR PROCESSO CONSULTA N. º 58/2012 PROTOCOLO N. º 23448/2012 ASSUNTO: ASSINATURA DE LAUDOS DE EXAMES PARECERISTA: CONS.ª ANA MARIA SILVEIRA MACHADO DE MORAES EMENTA: Assinatura

Leia mais

Para análise do processo, favor proceder conforme as instruções a seguir:

Para análise do processo, favor proceder conforme as instruções a seguir: São Paulo, de de 20. Ref.: Solicitação de Documentos Para análise do processo, favor proceder conforme as instruções a seguir: Aviso de Sinistro: devidamente preenchido e assinado. Formulário de Declaração

Leia mais

OAB 2ª FASE PENAL PROF. SIDNEY FILHO

OAB 2ª FASE PENAL PROF. SIDNEY FILHO OAB 2ª FASE PENAL PROF. SIDNEY FILHO MEMORIAIS (OAB/SP 133 - ADAPTADO) Pedro foi acusado de roubo qualificado por denúncia do Promotor de Justiça da comarca, o dia 1 de julho de 2006. Dela constou que

Leia mais