ROMARIA DA FESTA DAS ROSAS E DOS CESTOS VOTIVOS PARTE II

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ROMARIA DA FESTA DAS ROSAS E DOS CESTOS VOTIVOS PARTE II"

Transcrição

1 ROMARIA DA FESTA DAS ROSAS E DOS CESTOS VOTIVOS PARTE II Em 1622 Frei Bartolomeu religioso da Ordem dos Beneditinos, funda em Vila Franca, perto de Viana do Castelo, a Confraria de Nossa Senhora do Rosário. Ficou desde logo estabelecido que no dia da Festa da Senhora do Rosário, as mordomas teriam que oferecer á Senhora, um ramo de flores. Com o passar dos anos e quem sabe, por orgulho ou apenas pela devoção, estes ramos foram evoluindo, para os maravilhosos cestos confecionados com folhas e flores, que as donzelas oferecem á Senhora do Rosário no dia da sua festa. Esta manifestação religiosa, com ligações tão fortes ás festividades pagãs do ciclo agrícola iniciado na Primavera, foi o pretexto para esta nossa viagem, que já nos tinha levado pelas terras do Minho, ver parte I, do mesmo titulo. O cerimonial da dádiva simbólica presente nesta romaria, em que as donzelas oferecem um símbolo de pureza e beleza, as rosas, á Virgem Mãe, está muito presente nas tradições de Vila Franca Nas páginas e fotos seguintes, vamos acompanhar o esforço das jovens, que transportam os cestos bordados tão habilmente por bordadores, que criam paisagens, monumentos, rostos e contam histórias de promessas, feitas à Senhora do Rosário, num ritual que se cumpre todos os segundos fim de semana de Maio. Muitos foram os companheiros que rolaram para a romaria. O parque usado para o estacionamento das autocaravanas fica bem localizado, mesmo junto ao arraial. N W

2 Certamente que as rosas compradas na junto á Igreja da Senhora do Rosário iram perfumar os jardins minhotos.

3 A festa começara, bandas, foguetes e os sempre presentes bombos já animavam o arraial. O altar da Igreja estava lindo todo revestido a rosas que emprestavam á Igreja uma atmosfera de alegria.

4 Claro que em primeiro lugar nos desfiles e bem merecido, a Comissão de Festas, tudo pessoal muito jovem mostrando o empenho posto no continuar das tradições, o seu lema era... Tornar- te grande é o nosso ideal A muito aguardada entrada das bandas

5 Grupos de Zés Pereiras, e os Cabeçudos Nacionais de Fragoso

6 Na Casa do Povo... Uma mostra da arte de bordar minhota

7 O aguardar por um dos momentos altos da festa Quando todos se dirigem para o ponto de encontro...

8 das famílias que com as mordomas á frente, transportam os cestos da devoção. Sempre acompanhadas com os grupos musicais, vão chegando todos aqueles que estavam envolvidos em fazer cada um dos cestos.

9 Muitas vezes são as mães, tias ou as familiares mais antigas, que fazem gala em transportar juntamente com as mordomas, os cestos e sempre que param e rodam o cesto para o mostrar, todos irrompem numa salva de palmas que pela sua espontaneidade, mostra toda a singeleza do ato.

10 Por aqui todos se encontram, as mordomas, os familiares e amigos, os ranchos folclóricos que se vêm juntar á festa...

11 E conforme os cestos vão chegando, ocupam o seu lugar na preparação para o grande desfile. Nos anos anteriores usavam umas barricas para colocar os cestos, mas este ano colocaram uns blocos de pedra para esse efeito... temos de ir melhorando dizia orgulhoso, um dos elementos da comissão organizadora.

12 Mordomas com velas votivas Pelo sorriso... a tradição tem futuro!!!

13

14 Nem sempre se encontram as palavras certas para se expressar a ternura, a alegria, a beleza, o companheirismo que se encontra nestas manifestações de raiz tão popular...

15 Todos aguardam que se inicie o desfile, será que vejo algum nervosismo... todos têm que tomar os seus postos...

16 Todos participam mesmo aquelas que parecem umas bonequinhas... Os bombos para a frente

17 Aqui se demonstra como os tempos têm mudado... Está tudo pronto! Vai começar o desfile...

18 Há que ajeitar a rodilha, pela tua alminha não deixes cair o cestinho

19 E pela frente todos têm um percurso de mais de 1000m pelo arraial até à Senhora do Rosário A música está sempre presente! Haja alegria que o dia é de Festa

20 Vamos cumprir as nossa promessas!!! Ai! Ai! Ai!... que quase que me caia o cesto!

21 O que conta é o espírito...á mais de setenta anos que ando nisto!!!

22 Vem muito ouro no desfile, os mordomos vão ajudando com os cestos, mas sempre com um olho no peito das pequenas, nunca se sabe, e os cordões já estão na família á muitas gerações. Fazia parte da Comissão das Festas, mas não resistiu a transportar um cesto Obrigado já deu para matar o bichinho...

23 A romaria é uma festa de partilha, todos querem participar... lembrando quando também elas foram as mordomas. Os noivos minhotos

24 Todos na Festa!!! Segura, segura...a rodilha saiu do sitio...

25 Só falta a ultima subida e chegamos... Já se vê a Igreja, deixa- me dar mais uma volta...

26 Cuidado com o degrau... Chegámos... cumpriu- se a promessa!!!

27 E os cestos são colocados no seu pedestal em oferenda á Senhora do Rosário São lindos e a Senhora de certeza que agradece a oferenda!

28 Cá fora continua a festa O arraial vai animado, nós fomos jantar na autocaravana e preparámos um casaquinho que a noite arrefeceu um pouco, e não sabíamos se o festival de folclore era ao ar livre.

29 Era no pavilhão e o festival saia para fora do palco...

30 Haveria de acabar com todos os que quiseram a dançar no palco, uma despedida que deixa muitas saudades. A Igreja enchia- se de fieis e curiosos, admirando a riqueza decorativa dos Cestos Votivos

31 São bordados com flores e folhas tudo preso com alfinetes num verdadeiro bordado, cada cesto pode levar milhares de alfinetes!!! O dia terminaria com um fogo de artifício... todos os dias terminaram com um fogo de artifício!!!

32 O Domingo seria o dia da procissão, tomámos o pequeno almoço no Café Rosas, na rua da Igreja, curiosamente uma boa meia de leite e uma sandes de queijo, nem digo o preço, iria envergonhar os comerciantes da minha rua... Assistimos á missa em que são benzidos os cestos, acendemos uma vela à Senhora do Rosário. Fomos almoçar nas bancas da feira, para esquecer, comemos uma fartura e voltamos á Igreja onde se preparava a procissão.

33 Cá fora a azafama também era grande.

34 E deu- se inicio á cerimonia religiosa...

35

36 O sorriso sempre fácil na cara das minhotas, emprestava ainda mais brilho ao património da família

37

38 Mais do que uma procissão era um evento festivo, pela cor, pelos Cestos Votivos, pela música e muito em especial pela forma alegre e despretensiosa com que todos participavam.

39 Uma ajuda para trocar a mordoma que transportaria o cesto. Uma ultima volta á Igreja

40 E os cestos regressavam para dentro da Igreja Terminava aqui o desfile, agradecimentos á Senhora por nenhum cesto ter caido durante o desfile, uma ultima foto para recordarmos...

41 E assim ficavam glorificados os muitos meses de trabalho que procederam toda a romaria, para o ano haverá nova festa, agora regresso a casa para trocar de vestido, cuidado com esse ouro aí ao pescoço... A noite ainda oferecia mais divertimento

42 Um ultimo olhar ao adro da Igreja, agora quase deserto e regressámos á autocaravana para um merecido descanso. Pensávamos começar a viagem de regresso logo pelo inicio da manhã, mas não resistimos, aguardámos que as portas da Igreja se abrissem para nos despedirmos da Romaria da Senhora do Rosário e dos Cestos Votivos. Havemos de voltar a Vila Franca Do Lima

43 Já na estrada reparámos que todos voltavam ás suas rotinas... mais um ano de trabalho, mas fica o arco festivo a lembrar as festas que passaram e as muitas que ainda virão. No caminho do regresso a autocaravana parece que tinha vida própria... eu não queria... mas a malandra foi direitinha ao parque de estacionamento da Meta dos Leitões.

44 Pronto tá bem... vamos lá ao leitão! É de reparar que não há vinho em cima da mesa, quero dizer garrafa... apenas um copinho, que diabo o leitão com água até pode fazer mal!!! O resto da viagem não tem história, estrada nacional até Aveiras e depois a autoestrada até casa. Havemos de voltar a Vila Franca do Lima!!! FIM

NA BATALHA DE ATOLEIROS

NA BATALHA DE ATOLEIROS NA BATALHA DE ATOLEIROS Passaram 627 anos, desde que os Portugueses e os Espanhóis, se defrontaram na batalha de Atoleiros. Mais uma vez se comemorará na Vila de Fronteira, a vitoria dos Portugueses, que

Leia mais

Estórias de Iracema. Maria Helena Magalhães. Ilustrações de Veridiana Magalhães

Estórias de Iracema. Maria Helena Magalhães. Ilustrações de Veridiana Magalhães Estórias de Iracema Maria Helena Magalhães Ilustrações de Veridiana Magalhães 2 Era domingo e o céu estava mais azul que o azul mais azul que se pode imaginar. O sol de maio deixava o dia ainda mais bonito

Leia mais

PARÓQUIA DE SÃO PEDRO DO PRIOR VELHO. Procissão em honra de Nossa Senhora de Fátima

PARÓQUIA DE SÃO PEDRO DO PRIOR VELHO. Procissão em honra de Nossa Senhora de Fátima PARÓQUIA DE SÃO PEDRO DO PRIOR VELHO Procissão em honra de Nossa Senhora de Fátima PRIOR VELHO 12-05-2007 Cântico de Entrada: 1. A treze de Maio, na Cova da Iria, apareceu brilhando a Virgem Maria. Ave,

Leia mais

História Para as Crianças. A menina que caçoou

História Para as Crianças. A menina que caçoou História Para as Crianças A menina que caçoou Bom dia crianças, feliz sábado! Uma vez, do outro lado do mundo, em um lugar chamado Austrália vivia uma menina. Ela não era tão alta como algumas meninas

Leia mais

DIÁRIO Ano 1 n 01 Cachoeiro de Itapemirim e Região Sul. DIÁRIO Ano 1 n 259 Cachoeiro de Itapemirim e Região Sul SUPLEMENTO ESPECIAL

DIÁRIO Ano 1 n 01 Cachoeiro de Itapemirim e Região Sul. DIÁRIO Ano 1 n 259 Cachoeiro de Itapemirim e Região Sul SUPLEMENTO ESPECIAL SEXTA-FEIRA, 01/04/2011 DIÁRIO Ano 1 n 01 Cachoeiro de Itapemirim e Região Sul www.aquies.com.br»» @folhadocaparao»» facebook.com/grupofolhadocaparao QUARTA-FEIRA, 15/02/2012 DIÁRIO Ano 1 n 259 Cachoeiro

Leia mais

Tema ASCENSÃO DO SENHOR

Tema ASCENSÃO DO SENHOR Encontro n. 6 ema ASCENSÃO DO SENHOR I. ACOLHIDA Ambiente: Lenço branco sobre a mesa, como sinal de despeida; uma cadeira vazia ou um banco próximo ao altar. Bíblia sobre o altar, vela acesa, com flores.

Leia mais

Viagem a Dornes e Sertã

Viagem a Dornes e Sertã Viagem a Dornes e Sertã (19 e 20 de Março de 2011) Por: RuckFules 1 No fim de semana, aproveitando os belos dias de Sol com que a chegada da Primavera nos presenteou, decidi dar uma volta pelo interior,

Leia mais

Os dois foram entrando e ROSE foi contando mais um pouco da história e EDUARDO anotando tudo no caderno.

Os dois foram entrando e ROSE foi contando mais um pouco da história e EDUARDO anotando tudo no caderno. Meu lugar,minha história. Cena 01- Exterior- Na rua /Dia Eduardo desce do ônibus com sua mala. Vai em direção a Rose que está parada. Olá, meu nome é Rose sou a guia o ajudara no seu projeto de história.

Leia mais

"Os Emigrantes" Texto escritos por alunos do 7º ano (Professora Rute Melo e Sousa)

Os Emigrantes Texto escritos por alunos do 7º ano (Professora Rute Melo e Sousa) "Os Emigrantes" Texto escritos por alunos do 7º ano (Professora Rute Melo e Sousa) Estava um dia lindo na rua. O sol brilhava como nunca brilhou, e, no cais, havia muitas pessoas As pessoas estavam tristes

Leia mais

Festa da Avé Maria 31 de Maio de 2009

Festa da Avé Maria   31 de Maio de 2009 Festa da Avé Maria 31 de Maio de 2009 Cântico Inicial Eu era pequeno, nem me lembro Só lembro que à noite, ao pé da cama Juntava as mãozinhas e rezava apressado Mas rezava como alguém que ama Nas Ave -

Leia mais

REGISTROS CIRCUITO CULTURAL DUKE ENERGY TENDO COMO PARCEIRO O TEATRO DE TÁBUAS. MIRANTE DO PARANAPANEMA - SP

REGISTROS CIRCUITO CULTURAL DUKE ENERGY TENDO COMO PARCEIRO O TEATRO DE TÁBUAS. MIRANTE DO PARANAPANEMA - SP 1 REGISTROS CIRCUITO CULTURAL DUKE ENERGY TENDO COMO PARCEIRO O TEATRO DE TÁBUAS. MIRANTE DO PARANAPANEMA - SP Data: 07/08/2012 Horário: 18h00min às 20h. Local: Centro Cultural Município: Mirante do Paranapanema

Leia mais

Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BS) 70 minutos

Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BS) 70 minutos Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BS) 70 minutos Prova de certificação de nível de proficiência linguística no âmbito do Quadro de Referência para o Ensino Português no Estrangeiro,

Leia mais

Nas páginas a seguir, encontram-se as letras de todas as canções do CD Natal Brincante. Cante com o Bando de Brincantes!

Nas páginas a seguir, encontram-se as letras de todas as canções do CD Natal Brincante. Cante com o Bando de Brincantes! Nas páginas a seguir, encontram-se as letras de todas as canções do CD Natal Brincante. Cante com o Bando de Brincantes! Adquira seu CD nas Lojas Multisom ou entre em contato com a gente. Bate o Sino (folclore

Leia mais

AS VIAGENS ESPETACULARES DE PAULO

AS VIAGENS ESPETACULARES DE PAULO Bíblia para crianças apresenta AS VIAGENS ESPETACULARES DE PAULO Escrito por: Edward Hughes Ilustradopor:Janie Forest Adaptado por: Ruth Klassen O texto bíblico desta história é extraído ou adaptado da

Leia mais

COMUNIDADE DO TAQUARAL

COMUNIDADE DO TAQUARAL COMUNIDADE DO TAQUARAL Histórico Taquaral, localizada na região da morraria era uma sesmaria, que originou aos primeiros tempos da fundação da então Vila Maria do Paraguai. É um povoado antigo e tradicional,

Leia mais

Levantando o Mastro CD 02. Bom Jesus da Cana Verde. Divino Espírito Santo Dobrado. Areia areia

Levantando o Mastro CD 02. Bom Jesus da Cana Verde. Divino Espírito Santo Dobrado. Areia areia CD 02 Bom Jesus da Cana Verde [ai bom Jesus da Cana Verde é nosso pai, é nosso Deus (bis)] ai graças a Deus para sempre que tornamos a voltar ai com o mesmo Pombo Divino da glória celestial ai Meu Divino

Leia mais

Prefeito de São Bernardo do Campo: Hoje tem um show no Cedesc, às 18 horas (incompreensível).

Prefeito de São Bernardo do Campo: Hoje tem um show no Cedesc, às 18 horas (incompreensível). , Luiz Inácio Lula da Silva, durante a inauguração da República Terapêutica e do Consultório de Rua para Dependentes Químicos e outras ações relacionadas ao Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack São

Leia mais

- Decidam como serão as características da cerimônia: diurna, noturna, com festa, religiosa, simples, sofisticada, entre outros.

- Decidam como serão as características da cerimônia: diurna, noturna, com festa, religiosa, simples, sofisticada, entre outros. file:///c:/users/família/desktop/arquivos Site - NJ Produções/dicasecuriosidades_m.html Dicas e curiosidades para casamentos Dicas e curiosidades para casamentos Dicas de Casamento: O casamento é uma ocasião

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

Vila Verde recebe brasileiros de Bom Despacho

Vila Verde recebe brasileiros de Bom Despacho Vila Verde recebe brasileiros de Bom Despacho *JACINTO GUERRA, de Brasília para o Portal de Aboim da Nóbrega Em 1967, quando o Dr.Laércio Rodrigues lançou seu livro História de Bom Despacho origens e formação,

Leia mais

Este testemunho é muito importante para os Jovens.

Este testemunho é muito importante para os Jovens. Este testemunho é muito importante para os Jovens. Eu sempre digo que me converti na 1ª viagem missionária que fiz, porque eu tinha 14 anos e fui com os meus pais. E nós não tínhamos opção, como é o pai

Leia mais

Missão Arronches 2012 Artigo Cluny

Missão Arronches 2012 Artigo Cluny Na semana de 10 a 17 de Julho, cinco jovens acompanhadas pela Irmã Olinda Neves, desenvolveram uma semana missionária em Arronches. Esta foi a segunda vez, que a Vila Alentejana foi palco de uma Missão

Leia mais

MARIANA: Fátima? Você tem certeza que seu pai vai gostar? Ele é meio careta, apesar de que é uma linda homenagem.

MARIANA: Fátima? Você tem certeza que seu pai vai gostar? Ele é meio careta, apesar de que é uma linda homenagem. Pais e filhos 1º cena: música ambiente (início da música pais e filhos legião urbana - duas pessoas entram com um mural e começam a confeccionar com frases para o aniversário do pai de uma delas (Fátima),

Leia mais

LIÇÃO 2 Esteja Preparado

LIÇÃO 2 Esteja Preparado LIÇÃO 2 Esteja Preparado Lembra-se do dia em que começou a aprender a ler? Foi muito difícil, não foi? No princípio não sabemos nada sobre leitura. Depois ensinaramlhe a ler as primeiras letras do alfabeto.

Leia mais

Livro com atividades para colorir, desenhar, construir, e muito mais! Este livro pertence a

Livro com atividades para colorir, desenhar, construir, e muito mais! Este livro pertence a Livro com atividades para colorir, desenhar, construir, e muito mais! Este livro pertence a CENTRO DE PSICOLOGIA APLICADA DO EXÉRCITO NÚCLEO DE APOIO PSICOLÓGICO E INTERVENÇÃO NA CRISE Edição - Julho 2014

Leia mais

NOVEMBRO/2010. Amada Bandeira OUTUBRO/2010 BRASIL... Singela Bandeira Verde, amarela A mais bela entre elas Só poderia ser brasileira.

NOVEMBRO/2010. Amada Bandeira OUTUBRO/2010 BRASIL... Singela Bandeira Verde, amarela A mais bela entre elas Só poderia ser brasileira. NOVEMBRO/2010 Amada Bandeira Singela Bandeira Verde, amarela A mais bela entre elas Só poderia ser brasileira. Amanda bandeira que orgulho nos traz Azul como céu, branca da paz Vamos respeitar sempre a

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe

Leia mais

Literatura de cordel. O VALE DO CATIMBAU Autor: Paulo Tarciso

Literatura de cordel. O VALE DO CATIMBAU Autor: Paulo Tarciso Literatura de cordel O VALE DO CATIMBAU Autor: Paulo Tarciso Me escutem caros ouvintes Pois quero apresentar Um vale muito encantado Que existe neste lugar Beleza não tem igual O Vale do Catimbau Convido

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. Tema 2012: Flora Brasileira Araucária

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. Tema 2012: Flora Brasileira Araucária HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR Marcha Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe me disse Que é

Leia mais

Leitor 2 Este é o dia que o Senhor fez para nós! SL 118

Leitor 2 Este é o dia que o Senhor fez para nós! SL 118 Acolhida Jubilar Recepção de todas as famílias. Acolher com cantos de boas-vindas. Abertura Jubilar Material a ser usado: Coreografia com as cores do Centenário: vermelho, laranja e verde estas cores simbolizam

Leia mais

LIÇÕES DE VIDA. Minha mãe Uma mulher fascinante Guerreira incessante Gerou sete filhos Em tentativa pujante De vencer as dificuldades com amor!

LIÇÕES DE VIDA. Minha mãe Uma mulher fascinante Guerreira incessante Gerou sete filhos Em tentativa pujante De vencer as dificuldades com amor! LIÇÕES DE VIDA Regilene Rodrigues Fui uma menina sem riquezas materiais Filha de pai alcoólatra e mãe guerreira. Do meu pai não sei quase nada, Algumas tristezas pela ignorância e covardia Que o venciam

Leia mais

O líder convida um membro para ler em voz alta o objetivo da sessão:

O líder convida um membro para ler em voz alta o objetivo da sessão: SESSÃO 3 'Eis a tua mãe' Ambiente Em uma mesa pequena, coloque uma Bíblia, abriu para a passagem do Evangelho leia nesta sessão. Também coloca na mesa uma pequena estátua ou uma imagem de Maria e uma vela

Leia mais

ALEMANHA ROMÂNTICA & OKTOBERFEST

ALEMANHA ROMÂNTICA & OKTOBERFEST ALEMANHA ROMÂNTICA & OKTOBERFEST Dia de Chegada à Europa: 20 Setembro ITINERÁRIO 01 Dia (Sábado)- Salvador / Frankfurt Saída em voo previsto com destino a Frankfurt. Noite e refeições a bordo. 02 Dia (Domingo)

Leia mais

DOCE BALANÇO. Novela de Antonio Figueira. Escrita por. Antonio Figueira. Personagens deste capítulo: DIANA PADRE MARCOS D. SANTINHA BEATA 1 BEATA 2

DOCE BALANÇO. Novela de Antonio Figueira. Escrita por. Antonio Figueira. Personagens deste capítulo: DIANA PADRE MARCOS D. SANTINHA BEATA 1 BEATA 2 DOCE BALANÇO Novela de Antonio Figueira Escrita por Antonio Figueira Personagens deste capítulo: DIANA PADRE MARCOS D. SANTINHA BEATA 1 BEATA 2 DOCE BALANÇO CAPÍTULO 10 PÁGINA 1 DOCE BALANÇO CAPÍTULO 10

Leia mais

as coisas já estão aí GRINGO CARDIA [Cenógrafo e designer]

as coisas já estão aí GRINGO CARDIA [Cenógrafo e designer] as coisas já estão aí GRINGO CARDIA [Cenógrafo e designer] colagem, remix narrativa em banco de dados remix de referências de várias áreas novas tecnologias a maneira que eu trabalho Eu acredito, na verdade,

Leia mais

12:00 Palestra: Jesus confia nos Jovens -Por isso entrega sua mãe - Telmo

12:00 Palestra: Jesus confia nos Jovens -Por isso entrega sua mãe - Telmo 2:00 Palestra: Jesus confia nos Jovens -Por isso entrega sua mãe - Telmo Amados de Deus, a paz de Jesus... Orei e pensei muito para que Jesus me usasse para poder neste dia iniciar esta pregação com a

Leia mais

Qual o Sentido do Natal?

Qual o Sentido do Natal? Qual o Sentido do Natal? Por Sulamita Ricardo Personagens: José- Maria- Rei1- Rei2- Rei3- Pastor 1- Pastor 2- Pastor 3-1ª Cena Uma música de natal toca Os personagens entram. Primeiro entram José e Maria

Leia mais

Cópia autorizada. II

Cópia autorizada. II II Sugestões de avaliação Português Compreensão de texto 3 o ano Unidade 1 5 Unidade 1 Compreensã de texto Nome: Data: A carta é uma forma de comunicação escrita que pode ser endereçada a uma ou a várias

Leia mais

!!!!! Castelo neuschwanstein/neuschwanenstein em Fussen. host family que recebeu minha irmã em 2010/2011 em Augsburg

!!!!! Castelo neuschwanstein/neuschwanenstein em Fussen. host family que recebeu minha irmã em 2010/2011 em Augsburg Alemanha Eu cheguei na Alemanha no dia 14 de Agosto de 2014, e desde então moro em Potsdam, a capital de Brandeburgo e 30 minutos de Berlim A minha host family me buscou no aeroporto e desde o primeiro

Leia mais

MÚSICAS. Hino da Praznik Sempre Quando vens p ras colónias Sei de alguém Menino de Bronze Tenho Vontade VuVu & ZéZé

MÚSICAS. Hino da Praznik Sempre Quando vens p ras colónias Sei de alguém Menino de Bronze Tenho Vontade VuVu & ZéZé MÚSICAS Hino da Praznik Sempre Quando vens p ras colónias Sei de alguém Menino de Bronze Tenho Vontade VuVu & ZéZé Hino da Praznik Do Fá Gosto de aqui estar Sol Do E contigo brincar E ao fim vou arranjar

Leia mais

7 PASSOS PARA RESERVAR O HOTEL PERFEITO

7 PASSOS PARA RESERVAR O HOTEL PERFEITO Olá! Queremos deixar aqui o nosso MUITO OBRIGADO! Sim, porque se você está com este e-book em mãos é porque se cadastrou na nossa newsletter e para nós o seu interesse no nosso trabalho é a melhor motivação

Leia mais

O pato perto da porta o pato perto da pia o pato longe da pata o pato pia que pia

O pato perto da porta o pato perto da pia o pato longe da pata o pato pia que pia PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS BANCO DE QUESTÕES - LÍNGUA PORTUGUESA - 2 ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ==================================================================== TEXTO 1 O PATO 01- De acordo com o

Leia mais

RIF Ensaio Fotográfico

RIF Ensaio Fotográfico RIF Ensaio Fotográfico Salve Jorge! Devoção popular em vermelho e branco... Em reza e samba Diego Dionísio 1 1 Graduado em Comunicação Social. Técnico de inventário do Patrimônio Imaterial na América Latina

Leia mais

História de Trancoso

História de Trancoso Aluno(a): Professor(a): Turma: n o : Data: Leia o texto a seguir com atenção. História de Trancoso Joel Rufi no dos Santos Era uma vez um fazendeiro podre de rico, que viajava solitário. Ah, quem me dera

Leia mais

2009 Gilberto Gonçalves

2009 Gilberto Gonçalves No ano de 2004, um grupo de amigos pertencentes aos Bombeiros Voluntários de Fafe decidiu juntar-se para preparar uma pequena brincadeira para a festa de aniversário da Associação Humanitária, recorrendo

Leia mais

Escola EB1 de Brunheiras

Escola EB1 de Brunheiras Escola EB1 de Brunheiras O dia dos namorados Era uma vez uma princesa chamada Francesca que estava apaixonada pelo príncipe Marco. Um dia o príncipe foi salvar a Francesca que estava presa na torre do

Leia mais

RECUPERAÇÃO DE IMAGEM

RECUPERAÇÃO DE IMAGEM RECUPERAÇÃO DE IMAGEM Quero que saibam que os dias que se seguiram não foram fáceis para mim. Porém, quando tornei a sair consciente, expus ao professor tudo o que estava acontecendo comigo, e como eu

Leia mais

Gostava de redacções, como gostava! Dos seis filhos da família Santos apenas ele e a Nazaré (que andava no 9. ano) gostavam de escrever; de resto

Gostava de redacções, como gostava! Dos seis filhos da família Santos apenas ele e a Nazaré (que andava no 9. ano) gostavam de escrever; de resto 1 Gostava de redacções, como gostava! Dos seis filhos da família Santos apenas ele e a Nazaré (que andava no 9. ano) gostavam de escrever; de resto eram também os únicos que passavam horas a ler, nos tempos

Leia mais

ESCOLA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL VASCO PRADO Rua Setembrino de Carvalho S/N Uruguaiana -RS

ESCOLA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL VASCO PRADO Rua Setembrino de Carvalho S/N Uruguaiana -RS ESCOLA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL VASCO PRADO Rua Setembrino de Carvalho S/N Uruguaiana -RS RELATO DE DESENVOLVIMENTO ATIVIDADE DE CULMINANCIA DO PROJETO: ESSE BICHINHO É UMA PAIXÃO Direção: Aline

Leia mais

Realização: Ateliê Tour

Realização: Ateliê Tour Realização: Ateliê Tour Os Festivais Considerações e Dados Quem viaja com o Ateliê na TV? 0,2% 2,6% 1,0% 0,5% 0,8% 0,1% 0,1% 0,1% 0,3% 0,1% Percentual da quantidade de participantes, por estado, que viajaram

Leia mais

magazine A inaugurar a época de bom tempo e de boas sardinhas

magazine A inaugurar a época de bom tempo e de boas sardinhas magazine DESTAQUES Junho 2012 Santos populares Amera 3.0 Planos ambiciosos de animação edição 34 90 exemplares www.amera.com.pt 21 444 75 30 SANTOS POPULARES A inaugurar a época de bom tempo e de boas

Leia mais

claudia houdelier - maternidade maternidade

claudia houdelier - maternidade maternidade claudia houdelier - maternidade maternidade dedicatória para alexandre, meu único filho. de fora para dentro Tudo começa no ventre materno com certeza, a nossa história começa aqui. Uma história de uma

Leia mais

HINÁRIO. Padrinho Nonato ACONTECEU. Tema 2012: Flora Brasileira Pau-Brasil (Caesalpinia echinata)

HINÁRIO. Padrinho Nonato ACONTECEU. Tema 2012: Flora Brasileira Pau-Brasil (Caesalpinia echinata) HINÁRIO ACONTECEU Tema 2012: Flora Brasileira Pau-Brasil (Caesalpinia echinata) Padrinho Nonato 1 www.hinarios.org 2 Prece Deus glorioso e supremo iluminai a escuridão do meu coração e dai a minha fé correta,

Leia mais

Felipe Luis do Nascimento Rodrigues. O sobrevivente

Felipe Luis do Nascimento Rodrigues. O sobrevivente O sobrevivente Felipe Luis do Nascimento Rodrigues O sobrevivente São Paulo, 2011 Editor responsável Zeca Martins Projeto gráfico e diagramação Claudio Braghini Junior Controle editorial Manuela Oliveira

Leia mais

JAPÃO DE MOCHILA ÀS COSTAS 2ª. PARTE

JAPÃO DE MOCHILA ÀS COSTAS 2ª. PARTE JAPÃO DE MOCHILA ÀS COSTAS 2ª. PARTE Abandonamos Kyoto sentindo já saudades dos dias aqui passados, que foram tão agradáveis e cheios de experiencias novas. Mais aventuras esperavam por nós em Tokyo, e

Leia mais

Carnaval 2014. A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível

Carnaval 2014. A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível Carnaval 2014 A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível Nesta noite vamos fazer uma viagem! Vamos voltar a um tempo que nos fez e ainda nos faz feliz, porque afinal como

Leia mais

Jefté era de Mizpá, em Gileade, terra de Jó e Elias. Seu nome (hebraico/aramaico - יפתח Yiftach / Yipthaχ). Foi um dos Juízes de

Jefté era de Mizpá, em Gileade, terra de Jó e Elias. Seu nome (hebraico/aramaico - יפתח Yiftach / Yipthaχ). Foi um dos Juízes de Jefté era de Mizpá, em Gileade, terra de Jó e Elias. Seu nome (hebraico/aramaico - יפתח Yiftach / Yipthaχ). Foi um dos Juízes de Israel por um período de seis anos (Jz 2:7 ). Jefté viveu em Gileade e foi

Leia mais

Neste mês Festinclã 2001

Neste mês Festinclã 2001 Neste mês Festinclã 2001 No ano de 2001, a atividade estadual de Guias teve como tema Cantando a Vida. Os clãs de São Paulo soltaram a criatividade e o talento que incluiu além das tradicionais músicas

Leia mais

Cópia autorizada. II

Cópia autorizada. II II Sugestões de avaliação Português Compreensão de texto 2 o ano Unidade 5 5 Unidade 5 Compreensão de texto Nome: Data: Leia este texto expositivo e responda às questões de 1 a 5. As partes de um vulcão

Leia mais

Veja todo o material ou clique no índice abaixo para ir direto para o que precisa.

Veja todo o material ou clique no índice abaixo para ir direto para o que precisa. 1 Carta às Noivas Olá, em primeiro lugar, parabéns por estar se casando! Esperamos que este material à ajude a saber mais sobre casamentos e também no planejamento correto da sua festa. Veja todo o material

Leia mais

NA LOJA DE CHAPÉUS. Karl Valentin. Personagens. Vendedora. Valentin ATO ÚNICO

NA LOJA DE CHAPÉUS. Karl Valentin. Personagens. Vendedora. Valentin ATO ÚNICO NA LOJA DE CHAPÉUS De Karl Valentin Personagens Vendedora Valentin ATO ÚNICO Bom dia, senhor. O que deseja? Um chapéu. Que tipo de chapéu? Um chapéu pra botar na cabeça. Certamente, meu senhor, um chapéu

Leia mais

Ateneu Desportivo de Leiria. Newsletter Ginástica ABRIL 2013

Ateneu Desportivo de Leiria. Newsletter Ginástica ABRIL 2013 Newsletter Ginástica ABRIL 2013 Leiria, 30 de Abril de 2013 Tivemos um mês de Abril muito animado! No dia 20 participámos na 3ª Edição do LudoApta, um evento organizado pela Associação OASIS e pela Escola

Leia mais

Geração Graças Peça: A Páscoa Continua

Geração Graças Peça: A Páscoa Continua Geração Graças Peça: A Páscoa Continua Autora: Tell Aragão Personagens: Cantor Apresentador Maluco Nino Nana Sapinho 1 Sapinho 2 Voz de locutor Cena 1 A cortina abre. As duas crianças estão na sala assistindo

Leia mais

Orama Valentim já tem data marcada para no desafio, o Miss Brasil em setembro

Orama Valentim já tem data marcada para no desafio, o Miss Brasil em setembro Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro Gerência de Comunicação Jornal: Cidade: Data: Página: Seção: Ururau.com.br Campos 11/08/2013 WEB 11 de agosto de 2013 16:24 CIDADES E REGIÃO - É

Leia mais

Dois jovens que transitaram de ano e que faziam parte do grupo anterior, mantêm-se no projeto.

Dois jovens que transitaram de ano e que faziam parte do grupo anterior, mantêm-se no projeto. O COLINAS Dezembro 2015 Depois de umas merecidas férias, regressámos em setembro para receber os novos voluntários que se inscreveram para dar apoio aos nossos meninos. Com o apoio da Sr.ª Vereadora da

Leia mais

Agrupamento de Escolas Pioneiras da Aviação Portuguesa EB1/JI Vasco Martins Rebolo

Agrupamento de Escolas Pioneiras da Aviação Portuguesa EB1/JI Vasco Martins Rebolo Era uma vez a família Rebolo, muito simpática e feliz que vivia na Amadora. Essa família era constituída por quatro pessoas, os pais Miguel e Natália e os seus dois filhos Diana e Nuno. Estávamos nas férias

Leia mais

ROTEIRO DE:Luccas Miguel e Higor Espedito. 2 revisão ROTEIRO ORIGINAL PARA CURTA METRAGEM

ROTEIRO DE:Luccas Miguel e Higor Espedito. 2 revisão ROTEIRO ORIGINAL PARA CURTA METRAGEM ROTEIRO DE:Luccas Miguel e Higor Espedito. 2 revisão ROTEIRO ORIGINAL PARA CURTA METRAGEM FADE IN: CENA 1.DIA-EXT-CEMITERIO Cemitério.vemos dois garotos brincando,o sorrisos em seus rostos.a baderna que

Leia mais

Dar de comer a quem tem fome 1º E 2º CICLOS. 3ª feira, dia 26 de abril de 2016 INTRODUÇÃO

Dar de comer a quem tem fome 1º E 2º CICLOS. 3ª feira, dia 26 de abril de 2016 INTRODUÇÃO 3ª feira, dia 26 de abril de 2016 Dar de comer a quem tem fome 1º E 2º CICLOS Bom dia a todos. Preparados para mais um dia de aulas?! Muito bem! Hoje vamos falar como é importante dar comida a quem não

Leia mais

DISCURSO PROFERIDO PELO NOBRE DEPUTADO HELIO DE SOUSA, EM CARÁTER EXCEPCIONAL, NO DIA 08 DE OUTUBRO DE 2015

DISCURSO PROFERIDO PELO NOBRE DEPUTADO HELIO DE SOUSA, EM CARÁTER EXCEPCIONAL, NO DIA 08 DE OUTUBRO DE 2015 DISCURSO PROFERIDO PELO NOBRE DEPUTADO HELIO DE SOUSA, EM CARÁTER EXCEPCIONAL, NO DIA 08 DE OUTUBRO DE 2015 Senhores Deputados, meu pronunciamento é em caráter excepcional. Eu tenho uma história de vida

Leia mais

Procissão dos Pendões - Elvas, S. Mateus Síntese dos dados de inventário e fotografias

Procissão dos Pendões - Elvas, S. Mateus Síntese dos dados de inventário e fotografias Procissão dos Pendões - Elvas, S. Mateus Síntese dos dados de inventário e fotografias Memória Imaterial/IELT www.memoriamedia.net 2014 Procissão dos Pendões, Elvas Resumo Procissão dos Pendões, Elvas

Leia mais

NOVE SEGREDOS SOBRE A MANHÃ

NOVE SEGREDOS SOBRE A MANHÃ NOVE SEGREDOS SOBRE A MANHÃ 1 Prefácio A página está em branco e não é página digna do nome que lhe dou. É vidro. Écran. Tem luz baça e fere os olhos pretos. Eu tenho demasiado sono para escrever papel.

Leia mais

DANIEL EM BABILÔNIA Lição 69. 1. Objetivos: Ensinar que devemos cuidar de nossos corpos e recusar coisas que podem prejudicar nossos corpos

DANIEL EM BABILÔNIA Lição 69. 1. Objetivos: Ensinar que devemos cuidar de nossos corpos e recusar coisas que podem prejudicar nossos corpos DANIEL EM BABILÔNIA Lição 69 1 1. Objetivos: Ensinar que devemos cuidar de nossos corpos e recusar coisas que podem prejudicar nossos corpos 2. Lição Bíblica: Daniel 1-2 (Base bíblica para a história e

Leia mais

RECADO AOS PROFESSORES

RECADO AOS PROFESSORES RECADO AOS PROFESSORES Caro professor, As aulas deste caderno não têm ano definido. Cabe a você decidir qual ano pode assimilar cada aula. Elas são fáceis, simples e às vezes os assuntos podem ser banais

Leia mais

AUTO DE NATAL OUTRO NATAL

AUTO DE NATAL OUTRO NATAL AUTO DE NATAL OUTRO NATAL Escrito em conjunto com Cristina Papa para montagem pelo curso Técnico Ator 2007/2008 do SENAC Araraquara-SP, sob supervisão do professor Carlos Fonseca. PERSONAGENS: CORO / NARRADORES

Leia mais

Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil

Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil Reflexões e atividades sobre Ação Social para culto infantil Apresentaremos 4 lições, que mostram algum personagem Bíblico, onde as ações praticadas ao longo de sua trajetória abençoaram a vida de muitas

Leia mais

LIÇÃO 7 Necessidades Básicas Supridas

LIÇÃO 7 Necessidades Básicas Supridas LIÇÃO 7 Necessidades Básicas Supridas O pão nosso de cada dia nos dá hoje ( Mateus 6: 11). Nos dá. Isto agora já soa mais como as orações que geralmente fazemos. Dá-me comida! Dá-me uma casa! Dá-me um

Leia mais

LAUDO TÉCNICO. Respostas entre asteriscos indicam que o assunto perturba o depoente.

LAUDO TÉCNICO. Respostas entre asteriscos indicam que o assunto perturba o depoente. Porto Alegre, 21 de julho de 2010. LAUDO TÉCNICO No dia de hoje através de um áudio extraído da entrevista de Fernanda Gomes de Castro para o programa Mais Você de 21/07/2010, foi realizada uma analise

Leia mais

DEUS DA FAMÍLIA ISRC BR MKP 1300081 Ivan Barreto (MK Edições)

DEUS DA FAMÍLIA ISRC BR MKP 1300081 Ivan Barreto (MK Edições) DEUS DA FAMÍLIA ISRC BR MKP 1300081 Ivan Barreto (MK Edições) Sei que em minha casa estás Sempre cuida do meu lar O Senhor é o meu pastor e nada vai faltar Pois sei que tu és fiel, tu és fiel a mim Sei

Leia mais

A.C. Ilustrações jordana germano

A.C. Ilustrações jordana germano A.C. Ilustrações jordana germano 2013, O autor 2013, Instituto Elo Projeto gráfico, capa, ilustração e diagramação: Jordana Germano C736 Quero-porque-quero!! Autor: Alexandre Compart. Belo Horizonte: Instituto

Leia mais

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele O Plantador e as Sementes Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele sabia plantar de tudo: plantava árvores frutíferas, plantava flores, plantava legumes... ele plantava

Leia mais

Vivendo a Liturgia Ano A

Vivendo a Liturgia Ano A Vivendo a Liturgia Junho/2011 Vivendo a Liturgia Ano A SOLENIDADE DA ASCENSÃO DO SENHOR (05/06/11) A cor litúrgica continua sendo a branca. Pode-se preparar um mural com uma das frases: Ide a anunciai

Leia mais

A SENSITIVA E A MULHER MACACO

A SENSITIVA E A MULHER MACACO A SENSITIVA E A MULHER MACACO Esquetes cômicos de Luís Alberto de Abreu CENA ÚNICA A AÇÃO SE PASSA NO INTERIOR DE UM ÔNIBUS. ENTRA UM APRESEN- TADOR. Silêncio. Um momento de silêncio por favor. Essa é

Leia mais

Como utilizar este caderno

Como utilizar este caderno INTRODUÇÃO O objetivo deste livreto é de ajudar os grupos da Pastoral de Jovens do Meio Popular da cidade e do campo a definir a sua identidade. A consciência de classe, ou seja, a consciência de "quem

Leia mais

CERIMÔNIA DAS FLORES

CERIMÔNIA DAS FLORES INSTRUÇÕES GERAIS O Altar, os assentos e os postos dos Oficiais e as cadeiras para os membros devem ser arrumados de acordo com a Sala Capitular indicada no Diagrama 1. Uma das mensagens mais bonitas que

Leia mais

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República

12/02/2010. Presidência da República Secretaria de Imprensa Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração da Escola Municipal Jornalista Jaime Câmara e alusiva à visita às unidades habitacionais do PAC - Pró-Moradia no Jardim do Cerrado e Jardim Mundo

Leia mais

Vai ao encontro! de quem mais precisa!

Vai ao encontro! de quem mais precisa! Vai ao encontro! 2ª feira, 05 de outubro: Dos mais pobres Bom dia meus amigos Este mês vamos tentar perceber como podemos ajudar os outros. Vocês já ouviram falar das muitas pessoas que estão a fugir dos

Leia mais

Índice. - Introdução... 3. - Economize em Gastos... 7 com Supérfluos. - Controle Seus Sentimentos... 11

Índice. - Introdução... 3. - Economize em Gastos... 7 com Supérfluos. - Controle Seus Sentimentos... 11 1 Índice - Introdução... 3 - Economize em Gastos... 7 com Supérfluos - Controle Seus Sentimentos... 11 - Quite suas Dívidas, mesmo... 14 que Seja Necessário Fazer um Empréstimo - Não Siga a Massa, Existem...

Leia mais

// Sugestão de programa para o Dia das Mães 11

// Sugestão de programa para o Dia das Mães 11 // Sugestão de programa para o Dia das Mães 11 Para começar Entendemos que não é necessário investir em presentes caros, assim como apresentações com custo elevado. O mais importante dessa festa é que

Leia mais

Material Didáctilo Raul Ventura o Cosmonauta!

Material Didáctilo Raul Ventura o Cosmonauta! Raul Ventura o Cosmonauta! Narrador: Raul era um menino muito curioso! Adorava fazer experiências, conhecer coisas novas! Já tinha efectuado várias viagens a volta de sua casa, na companhia do seu gato

Leia mais

A menina que queria visitar a tia

A menina que queria visitar a tia Cenas urbanas A menina que queria visitar a tia A menina, conversando com a jornaleira, na manhã de domingo, tinha o ar desamparado. Revolvia, com nervosismo, um lenço com as pontas amarradas, dentro

Leia mais

Obedecer é sempre certo

Obedecer é sempre certo Obedecer é sempre certo Obedecer. Palavra fácil de entender, mas muitas vezes difícil de colocar em prática. Principalmente quando não entendemos ou concordamos com a orientação dada. Crianças recebem

Leia mais

Viagem ao Gerês e à Galiza (Agosto de 2007)

Viagem ao Gerês e à Galiza (Agosto de 2007) Viagem ao Gerês e à Galiza (Agosto de 2007) Por: Jaqueline, Davide, Ivo e André DIA 1-3 de Agosto de 2007 Partida de Olhão em direcção a Coimbra, onde chegamos por volta das 16h00. Ida até à praia fluvial

Leia mais

Este trabalho é o relatório de uma visita de estudo das turmas do 6º A e 6º B da disciplina de Educação

Este trabalho é o relatório de uma visita de estudo das turmas do 6º A e 6º B da disciplina de Educação 2012 2013 Este trabalho é o relatório de uma visita de estudo das turmas do 6º A e 6º B da disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica, da Escola Básica e Secundária de São Roque do Pico, à Santa

Leia mais

SUGESTÃO DE ATIVIDADES PARA O GRUPO DE ORAÇÃO PARA CRIANÇAS

SUGESTÃO DE ATIVIDADES PARA O GRUPO DE ORAÇÃO PARA CRIANÇAS MOBILIZAÇÃO NACIONAL DE ORAÇÃO MÊS OUTUBRO 2014 SUGESTÃO DE ATIVIDADES PARA O GRUPO DE ORAÇÃO PARA CRIANÇAS TEMA: Nossa Senhora e Dia das Crianças RESPONSÁVEL: Roberta Resende Barbosa REFLEXÃO PARA OS

Leia mais

I Tessalonicensses 4:13~18; a descrição do encontro

I Tessalonicensses 4:13~18; a descrição do encontro Arrebatamento (continuação) #70 Vamos agora, ver em detalhes a descrição do encontro de Jesus com a Igreja e a transformação dos nossos corpos para corpos gloriosos, iguais ao de Jesus. I Tessalonicensses

Leia mais

O NASCIMENTO DE RUNA

O NASCIMENTO DE RUNA Für die Übersetzung ins brasilianische Porugiesisch danken wir herzlich Adriana Dantas Breust. O NASCIMENTO DE RUNA MINHA IRMÃ VEM AO MUNDO Concepção e texto: Uwe Spillmann. Ilustração: Inga Kamieth Este

Leia mais

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves

Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão. Jorge Esteves Catequese nº 13 (4º Catecismo) Jesus presente no irmão Jorge Esteves Objectivos 1. Reconhecer que Jesus se identifica com os irmãos, sobretudo com os mais necessitados (interpretação e embora menos no

Leia mais

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa Olhando as peças Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse 3 a 6 anos Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa História Bíblica: Gênesis 41-47:12 A história de José continua com ele saindo da prisão

Leia mais

Vivendo e aprendendo em família

Vivendo e aprendendo em família Vivendo e aprendendo em família VERSÍCULO BÍBLICO Que todas estas palavras que hoje lhe ordeno estejam em seu coração. Ensine-as com persistência a seus filhos. Converse sobre elas quando estiver sentado

Leia mais

Uma Procissão em Comunhão a Nossa Senhora

Uma Procissão em Comunhão a Nossa Senhora Uma Procissão em Comunhão a Nossa Senhora Os Paroquianos de Canidelo, na noite de 29.05.2015 presentearam Nossa Senhora e Nossa Mãe Maria Santíssima, com uma bela e sublime procissão. Foram quatro procissões

Leia mais