Construção e utilização de Bibliotecas Digitais:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Construção e utilização de Bibliotecas Digitais:"

Transcrição

1 Construção e utilização de Bibliotecas Digitais: Contextos de acesso deficitário a material impresso e a Tecnologias de Informação e Comunicação Tese de Doutoramento Autor: Isaías Barreto Olímpio da Rosa Director: Prof. Dr. Vicente Peña Saavedra Co-Director: Prof. Dr. David Ribeiro Lamas 2010

2

3 Construção e utilização de Bibliotecas Digitais: Contextos de acesso deficitário a material impresso e a Tecnologias de Informação e Comunicação Tese de Doutoramento Autor: Isaías Barreto Olímpio da Rosa Director: Prof. Dr. Vicente Peña Saavedra Co-Director: Prof. Dr. David Ribeiro Lamas 2010

4 Parecer Vicente Peña Saavedra, Profesor Titular do Departamento de Teoría da Educación, Historia da Educación e Pedagoxía Social da Facultade de Ciencias da Educação da Universidade de Santiago de Compostela, como Director da tese de Doutoramento realizada polo Licenciado D. Isaías Barreto Olímpio da Rosa, baixo o título: Construção e utilização de Bibliotecas Digitais: Contextos de acesso deficitário a material impresso e a Tecnologias de Informação e Comunicação, FAI CONSTAR Que o referido traballo reúne os requisitos conceptuais, metodolóxicos, científicos e académicos pertinentes para proceder á súa presentación e defensa pública ante o tribunal que se designe ao efecto. Santiago de Compostela, 25 de Maio de 2010 Asdo.: Vicente Peña Saavedra

5 Parecer David Ribeiro Lamas, Professor Catedrático do Instituto de Informática da Universidade de Tallinn, como Co-Director da tese de Doutoramento realizado por Isaías Barreto Olímpio da Rosa, com o título: Construção e utilização de Bibliotecas Digitais: Contextos de acesso deficitário a material impresso e a Tecnologias de Informação e Comunicação, faz constar que o referido trabalho reúne os requisitos conceptuais e metodológicos pertinentes para proceder à sua apresentação e defesa pública. Tallinn, 25 de Maio de 2010 Asdo.: David Ribeiro Lamas

6 Isaías Barreto Olímpio da Rosa, autor da tese de Doutoramento intitulada Construção e utilização de Bibliotecas Digitais: Contextos de acesso deficitário a material impresso e a Tecnologias de Informação e Comunicação, declara que, salvo fontes devidamente citadas e referidas, o presente documento é fruto do seu trabalho pessoal, individual e original. Cidade da Praia aos 25 de Maio de 2010 Asdo.: Isaías Barreto Olímpio da Rosa Tese de Doutoramento apresentado à Universidade de Santiago de Compostela como parte dos requisitos para a obtenção do grau de Doutor em Educação e Desenvolvimento Humano.

7 Agradecimentos Aos professores Doutores Vicente Peña Saavedra e David Ribeiro Lamas respectivamente Director e Co-director deste trabalho, pelo conhecimento, paciência e pela grande competência demonstrada na orientação deste trabalho. Agradeço-lhes profundamente pelas qualidades humanas e pela amabilidade com que sempre me trataram. À minha família, pela paciência e compreensão. À comunidade académica da Universidade Jean Piaget de Cabo Verde, e a todos os que desinteressadamente participaram nesta investigação. A todos que suportaram e compreenderam as minhas urgências e ausências durante a realização deste trabalho.

8 Índice Abreviaturas 19 Introdução 28 I Bibliotecas Digitais 35 1 Conceito, historial e potencial educativo Conceito Biblioteca Digital Biblioteca Digital Historial Potencial educativo Normas e Noções Fundamentais Direitos de Autor Direitos de Autor em Bibliotecas Digitais Fonte de Materiais Criação de nova colecção Criação de Biblioteca Virtual Conversão de biblioteca para o formato digital Digitalização Elementos de Organização Marcação Metadados

9 ÍNDICE Interface com o utilizador Apresentação de documentos Apresentação de metadados Pesquisas Ferramentas de construção de Bibliotecas Digitais Introdução Softwares proprietários Softwares proprietários de construção de Bibliotecas Digitais ArchivalWare CONTENTdm DigiTool Luna Imaging Insight VITAL Software Open source Conceitos Historial Licenças Softwares de acesso livre para construção de Bibliotecas Digitais Archimede ARNO CDS Invenio DSpace EPrints Fedora Greenstone i-tor MyCoRe OPUS Considerações finais

10 ÍNDICE 7 II Cenários de Utilização de Bibliotecas Digitais Bibliotecas Digitais nos países em desenvolvimento Introdução Metodologia Bibliotecas Digitais nos países em desenvolvimento: Exemplos African Digital Library African Online Digital Library (AODL) Digital Imaging South Africa (DISA) UPSpace Digital Library of India Base de Dados de Teses e Dissertações Electrónicas da Universidade de Addis Ababa Considerações Finais Análise FOFA Pontos fortes Pontos Fracos Oportunidades Ameaças Considerações Finais Alternativas para construção e utilização de Bibliotecas Digitais nos países mais pobres Introdução Iniciativa de Acesso Aberto Conceito Breve historial Vantagens Principais dificuldades Revistas Electrónicas Informações de Governos e Organizações Regionais e Internacionais Informações através de Portais temáticos e Bibliotecas Virtuais Referencias Digitais e serviços de Informação

11 ÍNDICE Bibliotecas Digitais gratuitas, livros electrónicos, teses, etc Melhoria do Acesso à Internet Utilização de computadores e equipamentos usados Bibliotecas Digitais em redes locais Uso de dispositivos móveis Utilização de software livre Trabalho voluntário Outras possibilidades Considerações Finais TIC e bibliotecas em Cabo Verde Introdução TIC em Cabo Verde Internet Governação electrónica Principais desafios e considerações adicionais Bibliotecas em Cabo Verde Breve Historial Estado Actual das Bibliotecas Considerações Finais Construção da Biblioteca Digital da UniPiaget A Universidade Jean Piaget de Cabo Verde Recursos bibliográficos A construção da Biblioteca Digital Aceitabilidade dos potenciais utilizadores Expectativas dos utilizadores Definição de requisitos e escolha da Ferramenta de Construção Instalação, parametrização e inserção de recursos Alojamento e Disponibilização Divulgação A Biblioteca Digital Comunidades, colecções e acervo bibliográfico

12 ÍNDICE Tecnologia e mecanismos de funcionamento Considerações finais Utilização da Biblioteca Digital versus Biblioteca Tradicional Introdução Técnicas para estudo de utilização de Bibliotecas Digitais/Tradicionais Metodologia Utilização da Biblioteca Digital da UniPiaget Resultados Interpretação dos resultados Utilização da biblioteca tradicional Resultados Interpretação dos resultados Utilização da Biblioteca Digital vs tradicional Indicadores gerais Utilizadores Utilização dos recursos bibliográficos Impacto da Biblioteca Digital no acesso a recursos bibliográficos Considerações Finais Conclusão 400 Bibliografia 409 Anexos 431 A Alguns recursos que facilitam acesso bibliográfico aos países mais pobres 432 A.1 Iniciativas de facilitação de acesso A.2 Portais temáticos e Bibliotecas virtuais A.3 Serviços de referência digital A.4 Bibliotecas Digitais com livros e outras obras em domínio público A.5 Pontos regionais de acesso a teses e dissertações digitais B Mecanismos de Optimização da Largura de Banda 457

13 ÍNDICE 10 C Inquéritos 474 C.1 Estado das bibliotecas de Cabo Verde - inquérito às bibliotecas C.2 Aceitabilidade da Biblioteca Digital - inquérito aos alunos C.3 Aceitabilidade da Biblioteca Digital - inquérito aos docentes C.4 Expectativas dos potenciais utilizadores - inquérito aos alunos C.5 Expectativas dos potenciais utilizadores - inquérito aos docentes C.6 Perfil dos utilizadores - inquérito em linha

14 Lista de Figuras 1.1 Bibliotecas Digitais na educação (Fonte: adaptado de Marchionini e Maurer, 1995) Utilização de metadados em HTML Exemplo de ficheiro XML simples Exemplo de um registo bibliográfico Campos do registo MARC da figura Exemplo de um registo BibTex Exemplo de um registo Refer Descrição do RDF Exemplo de Descrição RDF Sintaxe RDF/XML Exemplo de apresentação de um livro de forma estruturada Registo bibliográfico tirado da Biblioteca Digital da ACM Quota de Mercado dos Principais Servidores Web (Fonte: Netcraft, 2010) População versus utilizadores de Internet no mundo (Fonte: adaptado de Miniwatts Marketing Group, 2009) Taxa de penetração de Internet por regiões (Fonte: adaptado de Miniwatts Marketing Group, 2009) Custo de Largura de banda por regiões (Fonte: Steiner et al., 2005) Ligação dos países Africanos a cabo de Fibra óptica (Fonte: Steiner et al., 2005)

15 LISTA DE FIGURAS Gestão de largura de banda nas Universidades dos países Africanos (Fonte: adaptado de Gakio, 2006) Taxa de penetração de telefones e telemóveis (Fonte: adaptado de World Bank, 2006) Qualidade de serviço telefónico por região (Fonte: adaptado de World Bank, 2006) Liberalização das telecomunicações nos países em desenvolvimento (Fonte: World Bank, 2006) Acesso a telefone e telemóvel por região: 2000 e 2004 (Fonte: World Bank, 2006) Taxa de e-readiness por regiões (Fonte: Economist Intelligent Unit, 2007) Indicador de preço dos recursos das TIC (Fonte: adaptado de ITU, 2009) Indice de desenvolvimento das TIC em 2002 e 2007 (Fonte: adaptado de ITU, 2009) Percentagem de casas com computador (Fonte: adaptado de ITU, 2009) Densidade de computadores nos campus Universitários Africanos (Fonte: Gakio, 2006) Utilizadores por computadores em rede nos campus Universitários Africanos (Fonte: Gakio, 2006) Utilização de telefone, telemóvel e Internet por cada 100 pessoas (Fonte: World Bank, 2006) Infra-estrutura de fibra óptica terrestre e marítima de Cabo Verde (Fonte: PNUD, 2004) Atlantis II - backbone de fibra óptica intercontinental (Fonte: Evora-Sagna et al., 2002) Evolução da taxa de penetração de telemóveis em Cabo Verde (Fonte: adaptado ANAC, 2008a) Evolução da taxa de penetração de telefones fixos em Cabo Verde (Fonte: adaptado de ANAC, 2008a) Evolução do número de subscritores dos serviços de Internet em Cabo Verde (Fonte: adaptado de ANAC, 2008a)

16 LISTA DE FIGURAS Lugares de acesso à Internet em Cabo Verde (Fonte: adaptado de INE, 2007) Rede de dados do Estado de Cabo Verde (Fonte: NOSI, 2005a) PESI - linhas gerais (Fonte: NOSI, 2005a) PAGE - linhas gerais (Fonte: NOSI, 2005a) Quantidade de títulos disponíveis nas bibliotecas Quantidade de utilizadores das bibliotecas Formato dos materiais bibliográficos Formas de obtenção dos materiais bibliográficos Serviços disponibilizados Existência de computadores para utilizadores da biblioteca Velocidade das ligações à Internet Uso de software de gestão de bibliotecas Software utilizado Principais funcionalidades do software utilizado % de financiamento da aquisição de recursos com fundos institucionais Principais dificuldades enfrentadas Principais necessidades de apoio Principais actividades planeadas Principais eventos do processo de construção da Biblioteca Digital da Uni- Piaget Facilidade no acesso a computador e Internet Capacidade de uso de computadores e outros recursos das TIC Preferência entre material digital e impresso Justificação das preferências Experiência no uso de Bibliotecas Digitais versus acesso do utilizador ao computador Experiência no uso de Bibliotecas Digitais versus à vontade no computador Uso de recursos e Bibliotecas Digitais Uso de recursos digitais e impressos nos últimos 2 meses Acesso a recursos das TIC Experiência no uso de Bibliotecas Digitais versus acesso do utilizador ao computador

17 LISTA DE FIGURAS Capacidade de uso de computadores e outros recursos das TIC Funcionalidades da Biblioteca Digital Técnicas de acesso à Biblioteca Digital Formato dos documentos Ambiente preferencial de leitura dos utilizadores Áreas a serem cobertas pela Biblioteca Digital Recursos e serviços da Biblioteca Digital Extensão dos documentos da Biblioteca Digital Características dos documentos Testes à configuração da interface do DSpace Testes à configuração da interface do greenstone Acervo bibliográfico por colecções em Setembro e Dezembro de Acervo Bibliográfico por comunidades em Agosto e Dezembro de Página principal da Biblioteca Digital da UniPiaget Criação de contas na Biblioteca Digital Serviço de alertas da Biblioteca Digital Consulta de recursos bibliográficos da Biblioteca Digital Pesquisa de recursos bibliográficos da Biblioteca Digital Opção Minha Biblioteca Etapas do processo de depósito de materiais Página de administração da Biblioteca Digital da UniPiaget Metodologia utilizada no estudo da utilização das bibliotecas tradicional e digital da UniPiaget Mapa das visitas à Biblioteca Digital da UniPiaget Evolução das visitas à Biblioteca Digital da UniPiaget Visão geral das fontes de tráfego da Biblioteca Digital Faixa etária dos utilizadores da Biblioteca Digital Ocupação profissional dos utilizadores da Biblioteca Digital Relação existente entre os utilizadores da Biblioteca Digital e a UniPiaget Local de acesso à Biblioteca Digital da UniPiaget Áreas de interesse dos utilizadores da Biblioteca Digital da UniPiaget

18 LISTA DE FIGURAS Evolução dos acessos versus consultas de materiais da Biblioteca Digital da UniPiaget Percentagem de acervo, acessos e downloads por comunidades Percentagem de consultas efectuadas às colecções da Biblioteca Digital, versus acervo Idade dos utilizadores da biblioteca tradicional Relação dos utilizadores da mediateca com a UniPiaget Evolução das consultas bibliográficas à biblioteca da Universidade entre Agosto Dezembro de Percentagem de consultas à biblioteca da Universidade por comunidades, versus acervo Percentagem de consultas efectuadas às colecções da biblioteca tradicional, versus acervo Relação dos utilizadores das bibliotecas com a Universidade Idade dos utilizadores das bibliotecas digital e tradicional Evolução das consultas à Biblioteca Digital e tradicional da Universidade entre Agosto Dezembro Percentagem de consultas efectuadas às comunidades nas duas bibliotecas, versus acervo Percentagem de consultas efectuadas às colecções nas duas bibliotecas, versus acervo B.1 As três componentes interdependentes de gestão de largura de banda (Fonte: Flickenger, 2006)

19 Lista de Tabelas 2.1 Significado de alguns campos do MARC (Fonte: adaptado de Library of Congress, 2009) Exemplo de etiquetas utilizadas no formato TIFF (Fonte: Witten e Bainbridge, Custo das licenças, e PIB per capita (Fonte: adaptado de Ghosh, 2003) Ferramentas proprietárias para construção de Bibliotecas Digitais Ferramentas open source de manipulação de imagens (Fonte: adaptado de Rhyno, 2004) Ferramentas open source de vídeo, som e gráficos 3D (Fonte: adaptado de Rhyno, 2004) Motores de Bases de Dados open source (Fonte: adaptado de Rhyno, 2004) Ferramentas open source e gratuitas para construção de Bibliotecas Digitais Principais características do Archimede Principais características do ARNO Principais características do CDS Invenio Principais características do DSpace Principais características do EPrint Principais características do Fedora Principais características do Greenstone Principais características do i-tor Principais características do MyCoRe Principais características do OPUS Exemplos de Bibliotecas Digitais em países em desenvolvimento

20 LISTA DE TABELAS Principais dificuldades enfrentadas pelas bibliotecas (Fonte: Rosemberg, 2006) Bibliotecas Digitais nos países mais pobres: algumas das principais soluções encontradas aos desafios existentes Estado actual do processo de construção e utilização de Bibliotecas Digitais nos países em desenvolvimento - Análise FOFA Índice de preparação da rede (Fonte: Dutta e Mia, 2007) Motores de busca que indexam repositórios digitais de acesso livre Sítios Web contendo listagem de arquivos de Acesso Aberto Iniciativas de facilitação de acesso bibliográfico Portais temáticos e bibliotecas virtuais Exemplos de serviços de referencia digitais Bibliotecas Digitais com livros gratuitos e outras obras em domínio público Pontos regionais de acesso a teses e dissertações digitais Entidades não comerciais que levam computadores para os países mais pobres Empresas que recuperam e comercializam computadores usados (Fonte: adaptado de Bridges.org, 2004) Dispositivos de acesso à Internet (Fonte: Esteve e Machin, 2007) Principais eventos históricos do sector das TIC em Cabo Verde (Fonte: adaptado de Semedo, 2007) Fornecedores de Serviços de Internet em Cabo Verde Linhas Dial up - CV Multimédia (Fonte: ANAC, 2008b) Linhas ADSL - CV Multimédia (Fonte: ANAC, 2008b) Linhas dedicadas (serviço IP) - CV Multimédia (Fonte: ANAC, 2008b) Tráfego de dados para empresas - CV WiFi (Fonte: ANAC, 2008b) Serviços de Internet (Wi-Fi) - Cabocom (Fonte: ANAC, 2008b) Posição dos países da África do Oeste no E-Government Readiness 2008 (Fonte: United Nations, 2008) Questões constantes do inquérito às bibliotecas de Cabo Verde Alguns indicadores das TIC na UniPiaget em 2008 e

21 LISTA DE TABELAS Principais questões do inquérito sobre aceitabilidade da Biblioteca Digital da UniPiaget Principais justificações das preferências Comunidade académica da UniPiaget no final do ano lectivo de 2006/ Principais questões do inquérito sobre expectativas relativas à Biblioteca Digital da UniPiaget Principais inputs dos utilizadores sobre como deveria ser a biblioteca digital Requisitos técnicos da Biblioteca Digital da UniPiaget versus softwares analisados Principais softwares necessários à instalação do DSpace em Windows Linhas de acesso à Internet em Cabo Verde em Dezembro 2007: linha dedicada - serviço IP (Fonte: CVT, 2007) Linhas de acesso à Internet em Cabo Verde em Dezembro 2007: ADSL (Fonte: CVT, 2007) Linhas ADSL em Portugal: Dezembro de Fornecedores de serviços de alojamento do DSpace Técnicas utilizadas no estudo de utilização de Bibliotecas Digitais (Fonte: adaptado de Bryan-Kinns e Blandford, 2000) Indicadores de acesso à Biblioteca Digital Alguns indicadores de acesso à Biblioteca Digital da UniPiaget por país Questões constantes do inquérito em linha Indicadores de utilização da Biblioteca Digital Lista dos 10 recursos mais consultados na Biblioteca Digital Taxa de penetração de Internet nos países de língua oficial Portuguesa em 2008 (Fonte: adaptado de ITU, 2008) Utilização da mediateca da Universidade: alguns indicadores Lista dos 10 recursos mais consultados na biblioteca da Universidade Utilização da mediateca vs Biblioteca Digital: alguns indicadores B.1 Exemplos de políticas de gestão de largura de banda B.2 Exemplos de utilitários de acesso livre, para monitorização de rede (Fonte: adaptado de Flickenger, 2006)

22 Abreviaturas 3D 3 Dimensões AACR2R Anglo-American Cataloging Rules Second Edition Reviewed ACM Association for Computing Machinery ADSL Asymmetric Digital Subscriber Line AGORA Access to Global Online Research in Agriculture AIS Association for Information System AIX Advanced Interactive executive AJOL African Journals Online ALFA América Latina Formação Académica AMA American Medical Association AMS American Mathematical Society ANAC Agência Nacional de Comunicações ANC African National Congress ANSI American National Standards Organization AODL African Online Digital Library API Application Program Interface AR Artigos em Revistas ARNO Academic Research in the Netherlands Online ASCII American Standard Code for Information Interchange 19

23 Abreviaturas 20 AT&T ATICS AVU American Telephone and Telegraph Corporation African Tertiary Institutions and Connectivity Survey African Virtual University BD BeOS BEpress BOAI BSD Biblioteca Digital Be Operating System Berkeley Electronic Press Budapest Open Access Initiative Berkeley Software Distribution CANMARC CATIE CC CCL CCV CD-ROM CDS CDS/ISI CEE CENI CERN CGI CIDRSC CIISI Canada Machine-Readable Cataloging Centro Agronómico Tropical de Investigación y Enseñanza Comunicações em Conferências Ciências da Comunicação e Linguística Correios de Cabo Verde Compact Disk Read-only Memory CERN Documento Server Software Computerised Documentation Service / Integrated Set of Information Systems Ciências Económicas e Empresariais Chicago Emerging Nations Initiative Organisation Européenne pour la Recherche Nucléaire Common Gateway Interface Canadian International Development Research Centre Comissão Interministerial para a Inovação e Sociedade da Informação

24 Abreviaturas 21 CIR CNS CSH CSI CSRG CSS CSV CTT CV CVT Commited Information Rate Ciências Naturais e da Saúde Ciências Sociais e Humanas Science Citation Index Computer Science Research Group Content Scrambling System Comma Separated Values Correios Telégrafos e Telefones Cabo Verde Cabo Verde Telecom DAREnet DBI DCMES DCMI DDL DEC DISA DLF DLI DM DNCT DNS DOI DP DTD DVD DVI Digital Academic Repositories Database Interface Dublin Core Metadata Element Set Dublin Core Metadata Initiative Description Definition Language Digital Equipment Corporation Digital Imaging South Africa Digital Library Federation Digital Libraries Initiative Dissertações de Mestrados Direcção Nacional dos Correios e Telecomunicações Domain Name Service Digital Object Identifiers Domínio Público Document Type Definition Digital Video Disc Digital Visual Interface

25 Abreviaturas 22 EJDS elib EOLSS EPT ET EUA EULA ejournals Delivery Service Electronic Library Encyclopedia of Life Support Systems Electronic Publishing Trust for Development Engenharia e Tecnologias Estados Unidos da América End User Licence Agreement FAO FAPESP FEDORA FOFA FRPAA FTP Food and Agriculture Organization Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo Flexible Extensible Digital Object and Repository Architecture Fortes, Oportunidades, Fracos, Ameaças Federal Research Public Access Act Filte Transfer Protocol GDN GIF GPL GPRS GSM Global Development Network Graphic Interchange Format GNU General Public License General Packet Radio Service Global System for Mobile Communications HINARI HP HSQL HTML Health InterNetwork Access to Research Initiative Hewlett-Packard Hyper Structured Query Language Hypertext Markup Language

Bibliotecas Digitais: O caso da Universidade Jean Piaget de Cabo Verde Isaías Barreto da Rosa 1

Bibliotecas Digitais: O caso da Universidade Jean Piaget de Cabo Verde Isaías Barreto da Rosa 1 Bibliotecas Digitais: O caso da Universidade Jean Piaget de Cabo Verde Isaías Barreto da Rosa 1 Resumo Este estudo apresenta o conceito de Biblioteca Digital e analisa o nível de utilização deste tipo

Leia mais

Palavras-chave: Repositório de dados; Softwares Livres; Bibliotecas digitais; Documentos eletrônicos; Universidades; Produção acadêmica.

Palavras-chave: Repositório de dados; Softwares Livres; Bibliotecas digitais; Documentos eletrônicos; Universidades; Produção acadêmica. Bibliotecas digitais: possibilidades da utilização de Softwares livres para disponibilização de trabalhos acadêmicos. Cristina Maria de Queiroz Valeria Ferreira de Jesus Lauriano Resumo Com a evolução

Leia mais

DSPACE GESTÃO DE. Características e requisitos técnicos REPOSITÓRIOS INSTITUCIONAIS WHITE PAPER SERIES

DSPACE GESTÃO DE. Características e requisitos técnicos REPOSITÓRIOS INSTITUCIONAIS WHITE PAPER SERIES DSPACE GESTÃO DE REPOSITÓRIOS INSTITUCIONAIS Características e requisitos técnicos WHITE PAPER SERIES Sobre o documento Identificador WP11173 Autor Miguel Ferreira Contribuição Luís Miguel Ferros Distribuição

Leia mais

REPOSITÓRIOS DIGITAIS

REPOSITÓRIOS DIGITAIS Repositórios de informação e ambientes de aprendizagem: Criação de espaços virtuais para a promoção da literacia e da responsabilidade social Ana Bela Martins Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares

Leia mais

A Biblioteca Digital do Senado Federal. DSpace

A Biblioteca Digital do Senado Federal. DSpace A Biblioteca Digital do Senado Federal eo DSpace André Luiz Lopes de Alcântara Chefe do Serviço de Biblioteca Digital Simone Bastos Vieira Diretora da Biblioteca do Senado Federal BIBLIOTECA DO SENADO

Leia mais

Israel Silva (6163) Trabalho realizado durante o 1º semestre do Mestrado Gestão da Informação no âmbito. da disciplina de Gestão da Informação.

Israel Silva (6163) Trabalho realizado durante o 1º semestre do Mestrado Gestão da Informação no âmbito. da disciplina de Gestão da Informação. U N I V E R S I D A D E D E A V E I R O DEPARTAMENTO DE ECONOMIIA,, GESTÃO E ENGENHARIIA IINDUSTRIIAL BIBLIOTECAS DIGITAIS (6163) Trabalho realizado durante o 1º semestre do Mestrado Gestão da Informação

Leia mais

Os Investigadores da Universidade de Coimbra e as plataformas

Os Investigadores da Universidade de Coimbra e as plataformas Os Investigadores da Universidade de Coimbra e as plataformas & 1 Índice 2 Introdução...3 3 A Plataforma de Curricula DeGóis...3 3.1 É utilizada porque...3 3.2 Com a utilização do DeGóis ganho...4 3.1

Leia mais

REPOSITÓRIO DIGITAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL. UFRGS Porto Alegre, RS Brasil 2009

REPOSITÓRIO DIGITAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL. UFRGS Porto Alegre, RS Brasil 2009 REPOSITÓRIO DIGITAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL UFRGS Porto Alegre, RS Brasil 2009 LUME Repositório Digital da Universidade Federal do Rio Grande do Sul Implementado em janeiro de 2008, a

Leia mais

Criação e desenvolvimento do Repositório Institucional da Universidade do Minho

Criação e desenvolvimento do Repositório Institucional da Universidade do Minho Estoril, 13 de Maio de 2004 Criação e desenvolvimento do Repositório Institucional da Universidade do Minho Eloy Rodrigues, Matilde Almeida, Ângelo Miranda, Augusta Guimarães, Daniela Castro E-mail: {eloy,

Leia mais

INTERNET. TCP/IP protocolo de comunicação sobre o qual se baseia a Internet. (conjunto de regras para a comunicação entre computadores)

INTERNET. TCP/IP protocolo de comunicação sobre o qual se baseia a Internet. (conjunto de regras para a comunicação entre computadores) TCP/IP protocolo de comunicação sobre o qual se baseia a Internet. (conjunto de regras para a comunicação entre computadores) A cada computador integrado na rede é atribuído um número IP que o identifica

Leia mais

METADADOS PARA A PRESERVAÇÃO DA INFORMAÇÃO DIGITAL

METADADOS PARA A PRESERVAÇÃO DA INFORMAÇÃO DIGITAL 354 METADADOS PARA A PRESERVAÇÃO DA INFORMAÇÃO DIGITAL José Carlos Abbud Grácio (UNESP) Bárbara Fadel (UNESP) 1. Introdução Com os avanços das tecnologias de informação e comunicação (TIC) as instituições

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicações Web

Desenvolvimento de Aplicações Web Desenvolvimento de Aplicações Web André Tavares da Silva andre.silva@udesc.br Método de Avaliação Serão realizadas duas provas teóricas e dois trabalhos práticos. MF = 0,1*E + 0,2*P 1 + 0,2*T 1 + 0,2*P

Leia mais

Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, E.P.E.

Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, E.P.E. CONSELlIO DE ADMIN ISTRAÇÃO DELIBERAÇÃO N.o 25/2013 Política de Acesso Livre (Open Access) e Regras de Afiliação do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, E.P.E. I - Âmbito e Objectivos A produção

Leia mais

Glossário de Internet

Glossário de Internet Acesso por cabo Tipo de acesso à Internet que apresenta uma largura de banda muito superior à da linha analógica. A ligação é feita com recurso a um modem (de cabo), que se liga à ficha de sinal de TV

Leia mais

GLOSSÁRIO. ActiveX Controls. É essencialmente uma interface usada para entrada e saída de dados para uma aplicação.

GLOSSÁRIO. ActiveX Controls. É essencialmente uma interface usada para entrada e saída de dados para uma aplicação. GLOSSÁRIO Este glossário contém termos e siglas utilizados para Internet. Este material foi compilado de trabalhos publicados por Plewe (1998), Enzer (2000) e outros manuais e referências localizadas na

Leia mais

Guia de Depósito Teses

Guia de Depósito Teses Guia de Depósito Teses Descreva o documento que está a depositar Página 1 Se seleccionar todas as opções nesta página, visualizará um formulário diferente, modificado com o intuito de capturar informações

Leia mais

PROPOSTA PARA CONSTRUÇÃO DE UMA BIBLIOTECA DIGITAL COMO FERRAMENTA DE AUXÍLIO NO ENSINO À DISTÂNCIA

PROPOSTA PARA CONSTRUÇÃO DE UMA BIBLIOTECA DIGITAL COMO FERRAMENTA DE AUXÍLIO NO ENSINO À DISTÂNCIA PROPOSTA PARA CONSTRUÇÃO DE UMA BIBLIOTECA DIGITAL COMO FERRAMENTA DE AUXÍLIO NO ENSINO À DISTÂNCIA Daniel Gonzaga dos Santos 1 Faculdade Cidade de João Pinheiro Resumo: Este artigo aborda as etapas para

Leia mais

Módulo I MOTORES DE BUSCA NA INTERNET

Módulo I MOTORES DE BUSCA NA INTERNET Módulo I MOTORES DE BUSCA NA INTERNET Introdução Pesquisa de Informação de carácter genérico Pesquisa de Informação em Bases de Dados Utilização de dicionários on-line Ferramentas de tradução on-line 1

Leia mais

BIBLIOTECAS DIGITAIS: CONCEITOS E PLANEJAMENTO. Liliana Giusti Serra

BIBLIOTECAS DIGITAIS: CONCEITOS E PLANEJAMENTO. Liliana Giusti Serra BIBLIOTECAS DIGITAIS: CONCEITOS E PLANEJAMENTO Liliana Giusti Serra INFORMAÇÃO - NOVA ECONOMIA Ciência da Informação Ciência da Computação CONTEÚDO Tecnologia de Rede BIBLIOTECAS DIGITAIS Interoperabilidade

Leia mais

Informática. Aula 9. A Internet e seu Uso nas Organizações

Informática. Aula 9. A Internet e seu Uso nas Organizações Informática Aula 9 A Internet e seu Uso nas Organizações Curso de Comunicação Empresarial 2º Ano O Que é a Internet? A Internet permite a comunicação entre milhões de computadores ligados através do mundo

Leia mais

T ecnologias de I informação de C omunicação

T ecnologias de I informação de C omunicação T ecnologias de I informação de C omunicação 9º ANO Prof. Sandrina Correia TIC Prof. Sandrina Correia 1 Objectivos Aferir sobre a finalidade da Internet Identificar os componentes necessários para aceder

Leia mais

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Aula 2 Computação em Nuvem Desafios e Oportunidades A Computação em Nuvem

Leia mais

Internet. O que é a Internet?

Internet. O que é a Internet? O que é a Internet? É uma rede de redes de computadores, em escala mundial, que permite aos seus utilizadores partilharem e trocarem informação. A Internet surgiu em 1969 como uma rede de computadores

Leia mais

Solutions for (Multi)Media Management

Solutions for (Multi)Media Management Solutions for (Multi)Media Management António Meneses Manager Education Segment Sony Business Europe Portugal O Poder dos Conteúdos Ricos O Poder da Comunicação 7% palavras 38% forma como informação é

Leia mais

Enunciado do Projecto

Enunciado do Projecto C O M P U T A Ç Ã O M Ó V E L 2 0 0 7 / 2 0 0 8 Enunciado do Projecto 17 de Março de 2008 1. Objectivos Desenvolver uma aplicação num domínio aplicacional específico que envolva replicação e sincronização

Leia mais

Dublin Core e MARC 21 : um estudo de correspondência de elementos de metadados

Dublin Core e MARC 21 : um estudo de correspondência de elementos de metadados Dublin Core e MARC 21 : um estudo de correspondência de elementos de metadados Maria das Dores Rosa Alves¹, Marcia Izabel Fugisawa Souza¹ ¹Embrapa Informática Agropecuária Caixa postal 6014 Campinas, SP

Leia mais

Protocolo Z39.50. Isaías Barreto da Rosa. Universidade Jean Piaget de Cabo Verde. Departamento de Ambientes Virtuas Secção de Cabo Verde

Protocolo Z39.50. Isaías Barreto da Rosa. Universidade Jean Piaget de Cabo Verde. Departamento de Ambientes Virtuas Secção de Cabo Verde Protocolo Z39.50 Relatório Técnico Isaías Barreto da Rosa Departamento de Ambientes Virtuas Secção de Cabo Verde Universidade Jean Piaget de Cabo Verde Abril 2007 Conteúdo 1 Introdução 4 2 Visão Geral

Leia mais

A Biblioteca Digital: teoria e prática Bibliotecas digitais, maio de 2008

A Biblioteca Digital: teoria e prática Bibliotecas digitais, maio de 2008 A Biblioteca Digital: teoria e prática Dr. Heike Neuroth Biblioteca Estatal e Universitária de Göttingen (SUB) Biblioteca Digital Max Planck (MPDL) http://www.sub.uni-goettingen.de/ - http://www.mpdl.mpg.de/

Leia mais

REPOSITÓRIO DIGITAL: acesso livre à informação na Universidade Federal do Rio Grande do Sul

REPOSITÓRIO DIGITAL: acesso livre à informação na Universidade Federal do Rio Grande do Sul PÔSTER A BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA E O CONTEXTO INSTITUCIONAL Acesso livre e repositórios institucionais: maior visibilidade da produção científica institucional REPOSITÓRIO DIGITAL: acesso livre à informação

Leia mais

PCCRBE 1 - Manual de procedimentos técnicos para a criação de catálogos colectivos

PCCRBE 1 - Manual de procedimentos técnicos para a criação de catálogos colectivos PCCRBE 1 - Manual de procedimentos técnicos para a criação de catálogos colectivos 1. Introdução O objectivo deste documento é a criação de um memorando que sirva de apoio à instalação e manutenção do

Leia mais

contabilidade on-line informação on-line competências on-line

contabilidade on-line informação on-line competências on-line Contabilidade e Tecnologias da Informação Feira do Emprego e do Empreendedor AE ISCAC Coimbra, 15 de Março de 2001 (Luís Lima Santos) contabilidade on-line informação on-line competências on-line 1 «...

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS. Aula 09

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS. Aula 09 FACULDADE CAMÕES PORTARIA 4.059 PROGRAMA DE ADAPTAÇÃO DE DISCIPLINAS AO AMBIENTE ON-LINE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL DOCENTE: ANTONIO SIEMSEN MUNHOZ, MSC. ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: FEVEREIRO DE 2007. Internet,

Leia mais

INTERNET -- NAVEGAÇÃO

INTERNET -- NAVEGAÇÃO Página 1 INTRODUÇÃO Parte 1 O que é a Internet? A Internet é uma rede mundial de computadores, englobando redes menores distribuídas por vários países, estados e cidades. Ao contrário do que muitos pensam,

Leia mais

Tecnologias da Informação e Comunicação. Principais tipos de serviços da Internet

Tecnologias da Informação e Comunicação. Principais tipos de serviços da Internet Tecnologias da Informação e Comunicação Principais tipos de serviços da Internet Introdução à Internet Serviços básicos Word Wide Web (WWW) Correio electrónico (e-mail) Transferência de ficheiros (FTP)

Leia mais

Biblioteca Digital para a coleção de lundus do acervo Mozart de Araújo

Biblioteca Digital para a coleção de lundus do acervo Mozart de Araújo Biblioteca Digital para a coleção de lundus do acervo Mozart de Araújo Adriana Olinto Ballesté Laboratório Nacional de Computação Científica UNIRIO-PPGM e-mail: adri@lncc.br Jupter Martins de Abreu Jr.

Leia mais

Interface Homem Máquina para Domótica baseado em tecnologias Web

Interface Homem Máquina para Domótica baseado em tecnologias Web Interface Homem Máquina para Domótica baseado em tecnologias Web João Alexandre Oliveira Ferreira Dissertação realizada sob a orientação do Professor Doutor Mário de Sousa do Departamento de Engenharia

Leia mais

É uma rede mundial de computadores ligados entre si. INTERNET

É uma rede mundial de computadores ligados entre si. INTERNET INTERNET O QUE É A INTERNET? O QUE É NECESSÁRIO PARA ACEDER À INTERNET? QUAL A DIFERENÇA ENTRE WEB E INTERNET? HISTÓRIA DA INTERNET SERVIÇOS BÁSICOS DA INTERNET 2 1 INTERCONNECTED NETWORK INTERNET A Internet

Leia mais

REPOX: Uma infra-estrutura XML para a PORBASE

REPOX: Uma infra-estrutura XML para a PORBASE REPOX: Uma infra-estrutura XML para a PORBASE Nuno Freire Biblioteca Nacional Campo grande 83 1741-081 Lisboa E-mail: nuno.freire@bn.pt Hugo Manguinhas, José Borbinha INESC ID Rua Alves Redol 9, Apartado

Leia mais

Sistemas Multimédia. Arquitectura Protocolar Simples Modelo OSI TCP/IP. Francisco Maia famaia@gmail.com. Redes e Comunicações

Sistemas Multimédia. Arquitectura Protocolar Simples Modelo OSI TCP/IP. Francisco Maia famaia@gmail.com. Redes e Comunicações Sistemas Multimédia Arquitectura Protocolar Simples Modelo OSI TCP/IP Redes e Comunicações Francisco Maia famaia@gmail.com Já estudado... Motivação Breve História Conceitos Básicos Tipos de Redes Componentes

Leia mais

Internet ou Net. É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns.

Internet ou Net. É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns. Internet Internet ou Net É uma rede mundial de computadores ligados entre si através s de linhas telefónicas comuns. Como Comunicam os computadores Os computadores comunicam entre si utilizando uma linguagem

Leia mais

Indicadores de desempenho em bibliotecas: a NP ISO 11620

Indicadores de desempenho em bibliotecas: a NP ISO 11620 Indicadores de desempenho em bibliotecas: a NP ISO 11620 Rosa Maria Galvão rgalvao@bn.pt Aurora Machado amachado@bn.pt ... a avaliação [ ], apresenta-se de muitos modos e busca cumprir distintas finalidades.

Leia mais

Planificação Anual. Planificação de Médio Prazo (1.º Período) Tecnologias da Informação e Comunicação. 9º Ano

Planificação Anual. Planificação de Médio Prazo (1.º Período) Tecnologias da Informação e Comunicação. 9º Ano Escola Básica do 2º e 3º Ciclos João Afonso de Aveiro Departamento de Matemática e Ciências Experimentais Secção de Informática Planificação Anual (1.º Período) Ano lectivo 2010/2011 Tecnologias da Informação

Leia mais

Internet. A Grande Rede Mundial. Givanaldo Rocha givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha

Internet. A Grande Rede Mundial. Givanaldo Rocha givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha Internet A Grande Rede Mundial Givanaldo Rocha givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha O que é a Internet? InterNet International Network A Internet é uma rede mundial de

Leia mais

Introdução à Internet

Introdução à Internet Tecnologias de Informação e Comunicação Introdução Internet? Introdução 11-03-2007 TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO 2 Internet Introdução É uma rede global de computadores interligados que comunicam

Leia mais

Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação nas Empresas

Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação nas Empresas INSTITUTO NACIONAL DE ESTATÍSTICA Departamento de Estatísticas Sociais Serviço de Estatísticas da Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DA CAPARICA Curso de Educação e Formação de Adultos NS Trabalho Individual Área / UFCD

ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DA CAPARICA Curso de Educação e Formação de Adultos NS Trabalho Individual Área / UFCD 1 de 9 Desde o nascimento do telemóvel e o seu primeiro modelo vários se seguiram e as transformações tecnológicas que estes sofreram ditaram o nascimento de várias gerações. O Motorola DynaTac 8000X é

Leia mais

Introdução ao Uso da Internet. Pedro Veiga

Introdução ao Uso da Internet. Pedro Veiga Introdução ao Uso da Internet Pedro Veiga Tópicos Breve História da Internet Estrutura da Internet Aplicações da Internet Infra-estrutura Internet da FCUL Como apareceu a Internet? A designação Internet

Leia mais

Documentos Electrónicos

Documentos Electrónicos Documentos Electrónicos Define-se como Documento electrónico todo o documento produzido em computador integrado em sistemas e redes, não tendo existência própria se for deslocado do sistema de informação

Leia mais

Sem fios (somente em alguns modelos)

Sem fios (somente em alguns modelos) Sem fios (somente em alguns modelos) Manual do utilizador Copyright 2006 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Microsoft e Windows são marcas registadas da Microsoft Corporation nos EUA. Bluetooth

Leia mais

MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo.

MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES. MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com. URL: http://esganarel.home.sapo. MÓDULO MULTIMÉDIA PROFESSOR: RICARDO RODRIGUES MAIL: rprodrigues@escs.ipl.pt esganarel@gmail.com URL: http://esganarel.home.sapo.pt GABINETE: 1G1 - A HORA DE ATENDIMENTO: SEG. E QUA. DAS 11H / 12H30 (MARCAÇÃO

Leia mais

Open Archives. um marco na história das Bibliotecas Digitais

Open Archives. um marco na história das Bibliotecas Digitais Open Archives um marco na história das Bibliotecas Digitais Motivação Pontiac G6 Preço igual (EUA) USD $17,000 Motivação Dificuldades encontradas pelos pesquisadores no ciclo da comunicação científica

Leia mais

GESTÃO DA INFORMAÇÃO DIGITAL NA BIBLIOTECA CENTRAL DA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA: relato de experiência

GESTÃO DA INFORMAÇÃO DIGITAL NA BIBLIOTECA CENTRAL DA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA: relato de experiência TRABALHO ORAL IMPACTO DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO NA GESTÃO DA BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA Dimensionamento dos impactos dos serviços digitais na Biblioteca GESTÃO DA INFORMAÇÃO DIGITAL NA BIBLIOTECA CENTRAL

Leia mais

DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO ALGARVE Escola Básica Doutor João Lúcio

DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO ALGARVE Escola Básica Doutor João Lúcio DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO ALGARVE Escola Básica Doutor João Lúcio Introdução à Internet Nos dias de hoje a Internet encontra-se massificada, e disponível nos quatro cantos do mundo devido às suas

Leia mais

Escola Básica 2, 3 de Lamaçães Planificação Anual 2007/08 Tecnologias de Informação e Comunicação

Escola Básica 2, 3 de Lamaçães Planificação Anual 2007/08 Tecnologias de Informação e Comunicação Escola Básica 2, 3 de Lamaçães Planificação Anual 2007/08 Tecnologias de Informação e Comunicação Unidade de Ensino/Aprendizagem Tecnologias da Informação e Comunicação Conceitos Introdutórios Conceitos

Leia mais

Estrutura da Apresentação

Estrutura da Apresentação As políticas nacionais para a Sociedade do Conhecimento: literacia/competências digitais e inclusão social Graça Simões Agência para a Sociedade do Conhecimento UMIC Biblioteca Municipal Orlando Ribeiro

Leia mais

Universidade da Beira Interior

Universidade da Beira Interior Universidade da Beira Interior Departamento de Informática Unidade Curricular Generalidades sobre Serviços de Comunicação na Internet Licenciatura em Tecnologias e Sistemas de Informação Cap. 1 - Sumário

Leia mais

11 - Q34826 ( FCC - 2010 - DPE - SP - Oficial de Defensoria Pública / Noções de Informática / Internet e intranet; )

11 - Q34826 ( FCC - 2010 - DPE - SP - Oficial de Defensoria Pública / Noções de Informática / Internet e intranet; ) 11 - Q34826 ( FCC - 2010 - DPE - SP - Oficial de Defensoria Pública / Noções de Informática / Internet e intranet; ) Algumas Regras Gerais de Uso do Computador I. Sempre feche todas as aplicações abertas

Leia mais

Manual Internet. Professora: Elisa Carvalho elisa_castro@sapo.pt http://elisacarvalho.no.sapo.pt

Manual Internet. Professora: Elisa Carvalho elisa_castro@sapo.pt http://elisacarvalho.no.sapo.pt Manual Internet Professora: Elisa Carvalho elisa_castro@sapo.pt http://elisacarvalho.no.sapo.pt Fevereiro de 2006 Índice Internet... 2 Correio electrónico... 2 Os endereços... 2 Lista de correio... 2 Grupos

Leia mais

2010 Unidade: % Total 98,7 94,9 88,1

2010 Unidade: % Total 98,7 94,9 88,1 03 de Novembro 2010 Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação nos Hospitais 2010 96% dos Hospitais que utilizam a Internet dispõem de

Leia mais

Participar na Europeana: Requisitos Técnicos

Participar na Europeana: Requisitos Técnicos Participar na Europeana: Requisitos Técnicos Nuno Freire Biblioteca Nacional de Portugal nuno.freire@bnportugal.pt Agenda Participar na Europeana requisitos técnicos Objectos digitais, formatos de dados,

Leia mais

Orientações para a criação de uma rede de catálogos PCCRBE 1

Orientações para a criação de uma rede de catálogos PCCRBE 1 Orientações para a criação de uma rede de catálogos PCCRBE 1 A biblioteca escolar é essencial a qualquer estratégia a longo prazo nos domínios da literacia, educação, informação e desenvolvimento económico,

Leia mais

Hospitais 2004. Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação DOCUMENTO METODOLÓGICO

Hospitais 2004. Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação DOCUMENTO METODOLÓGICO Hospitais 2004 Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação DOCUMENTO METODOLÓGICO ÍNDICE 1. IDENTIFICAÇÃO E OBJECTIVOS DO PROJECTO... 3 2. RECOLHA E TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO...

Leia mais

Bolsa de Integração na Investigação

Bolsa de Integração na Investigação Bolsa de Integração na Investigação Avaliação da precisão de um Modelo Digital de Terreno de alta resolução obtido por filtragem de dados LiDAR num povoamento de Eucaliptos: Bruno Baeta Magalhães Baptista

Leia mais

PRnet/2013. Linguagem de Programação Web

PRnet/2013. Linguagem de Programação Web Linguagem de Programação Web Linguagem de Programação Web Prnet/2013 Linguagem de Programação Web» Programas navegadores» Tipos de URL» Protocolos: HTTP, TCP/IP» Hipertextos (páginas WEB)» HTML, XHTML»

Leia mais

Introdução à Internet

Introdução à Internet Introdução à Internet Paulo Santos v. 2.0-2012 1 Índice 1 Introdução à Internet... 3 1.1 Conceitos base... 3 1.1.1 O que é a internet?... 3 1.1.2 O que é preciso para aceder à internet?... 3 1.1.3 Que

Leia mais

NOTIFICAÇÃO DE NEGÓCIO

NOTIFICAÇÃO DE NEGÓCIO NOTIFICAÇÃO DE NEGÓCIO O Microsoft Business Solutions for Supply Chain Management Navision Business Notification ajudao a gerir a sua empresa mais facilmente e eficazmente. Pode identificar qualquer problema

Leia mais

PRESERVAÇÃO DIGITAL DA MEMÓRIA TÉCNICO-CIENTÍFICA DO INPE

PRESERVAÇÃO DIGITAL DA MEMÓRIA TÉCNICO-CIENTÍFICA DO INPE PRESERVAÇÃO DIGITAL DA MEMÓRIA TÉCNICO-CIENTÍFICA DO INPE BANON, G. J. F. *, RIBEIRO, M. L. *, BANON, L. C. A grande inovação da área digital foi a possibilidade de criar com grande facilidade e rapidez,

Leia mais

CAPÍTULO 2. Entendendo a Internet

CAPÍTULO 2. Entendendo a Internet CAPÍTULO 2 Entendendo a Internet 2.1 O que é a Internet Internet é a rede mundial pública de computadores interligados, por meio da qual se transmite informações e dados para outros computadores conectados

Leia mais

Workshop Nacional sobre o Koha

Workshop Nacional sobre o Koha O open-source ao serviço das bibliotecas modernas A ESOP Apresentação A ESOP A ESOP é uma associação empresarial que representa as empresas portuguesas que se dedicam ao desenvolvimento de software e à

Leia mais

INQUÉRITO ao COMÉRCIO ELECTRÓNICO

INQUÉRITO ao COMÉRCIO ELECTRÓNICO INQUÉRITO ao COMÉRCIO ELECTRÓNICO Documento Metodológico Preliminar 19-08-09 1 1. Introdução No âmbito da participação do Instituto Nacional de Estatística (INE), no Grupo de Trabalho do Eurostat sobre

Leia mais

O que é GED GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE DOCUMENTOS (GED)

O que é GED GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE DOCUMENTOS (GED) Automação em Arquivos GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DE DOCUMENTOS (GED) O que é GED GED é a tecnologia que provê um meio de facilmente armazenar, localizar e recuperar informações existentes em documentos e

Leia mais

PROJETO FEDERAÇÃO LUSÓFONA DE BIBLIOTECAS DIGITAIS EM CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO

PROJETO FEDERAÇÃO LUSÓFONA DE BIBLIOTECAS DIGITAIS EM CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO PROJETO FEDERAÇÃO LUSÓFONA DE BIBLIOTECAS DIGITAIS EM CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO Ferreira, S. M. S.P. 1 Universidade de São Paulo, Escola de Comunicações de Artes Weitzel, S. R. 2 Universidade Federal do

Leia mais

VIII CINFORM. Jacqueline D. Dutra 1 Fernanda S. Monteiro 2

VIII CINFORM. Jacqueline D. Dutra 1 Fernanda S. Monteiro 2 VIII CINFORM PLATAFORMAS DE SOFTWARE LIVRES PARA O ARMAZENAMENTO E DESCRIÇÃO DE OBJETOS EDUCACIONAIS DIGITAIS: ESTUDO INICIAL PARA CUSTOMIZAÇÃO DO BANCO INTERNACIONAL DE OBJETOS EDUCACIONAIS DIGITAIS Jacqueline

Leia mais

Pág 31. UC Introdução a Informática Docente: André Luiz Silva de Moraes 1º sem Redes de Computadores. 5 Introdução ao uso do BrOffice Impress

Pág 31. UC Introdução a Informática Docente: André Luiz Silva de Moraes 1º sem Redes de Computadores. 5 Introdução ao uso do BrOffice Impress 5 Introdução ao uso do BrOffice Impress O pacote BrOffice é um pacote de escritório muito similar ao já conhecido Microsoft Office e ao longo do tempo vem evoluindo e cada vez mais ampliando as possibilidades

Leia mais

MUNICÍPIO DE FIGUEIRÓ DOS VINHOS

MUNICÍPIO DE FIGUEIRÓ DOS VINHOS 1 Missão da Biblioteca Os princípios orientadores da Biblioteca Municipal Simões de Almeida (tio) têm como base o Manifesto da UNESCO sobre as Bibliotecas Públicas, pelo que no cumprimento da sua missão

Leia mais

PROGRAMA DE PUBLICAÇÃO DE TESES PROQUEST. Andréa Gonçalves Training & Consulting Partner

PROGRAMA DE PUBLICAÇÃO DE TESES PROQUEST. Andréa Gonçalves Training & Consulting Partner PROGRAMA DE PUBLICAÇÃO DE TESES PROQUEST Andréa Gonçalves Training & Consulting Partner Agenda ProQuest Dissertations and Theses Histórico da UMI e PQDT Como e por que usar a PQDT? Processo de publicação

Leia mais

Escola Superior de Gestão de Santarém. Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos. Peça Instrutória G

Escola Superior de Gestão de Santarém. Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos. Peça Instrutória G Escola Superior de Gestão de Santarém Pedido de Registo do CET Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos Peça Instrutória G Conteúdo programático sumário de cada unidade de formação TÉCNICAS

Leia mais

Redes de Computadores II

Redes de Computadores II Redes de Computadores II INTERNET Protocolos de Aplicação Intranet Prof: Ricardo Luís R. Peres As aplicações na arquitetura Internet, são implementadas de forma independente, ou seja, não existe um padrão

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Gestão Aplicada a TIC AULA 06. Prof. Fábio Diniz

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Gestão Aplicada a TIC AULA 06. Prof. Fábio Diniz FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Gestão Aplicada a TIC AULA 06 Prof. Fábio Diniz Na aula anterior ERP Enterprise Resource Planning Objetivos e Benefícios ERP Histórico e Integração dos Sistemas

Leia mais

Open Archives e Open Access

Open Archives e Open Access Mesa redonda: Tecnologias de Informação Open Archives e Open Access Sumário Cenário Mundial da Comunicação Científica O modelo Open Archives O movimento do acesso livre Ações do Ibict em direção ao acesso

Leia mais

Universidade da Beira Interior

Universidade da Beira Interior Universidade da Beira Interior Departamento de Informática Unidades Curriculares Serviços de Acesso a Informação Licenciatura em Tecnologias e Sistemas de Informação Cap. 6 - Sumário ü Introdução ü World

Leia mais

Módulo 1 Introdução às Redes

Módulo 1 Introdução às Redes CCNA 1 Conceitos Básicos de Redes Módulo 1 Introdução às Redes Ligação à Internet Ligação à Internet Uma ligação à Internet pode ser dividida em: ligação física; ligação lógica; aplicação. Ligação física

Leia mais

Comunicação sem fios (somente em alguns modelos) Manual do utilizador

Comunicação sem fios (somente em alguns modelos) Manual do utilizador Comunicação sem fios (somente em alguns modelos) Manual do utilizador Copyright 2007 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Windows é uma marca registada da Microsoft Corporation nos E.U.A. Bluetooth

Leia mais

Módulo de Gestão aplicada à TIC Curso Técnico de Informática Aulas 05 e 06. Prof. Amadeu Campos

Módulo de Gestão aplicada à TIC Curso Técnico de Informática Aulas 05 e 06. Prof. Amadeu Campos Módulo de Gestão aplicada à TIC Curso Técnico de Informática Aulas 05 e 06 Prof. Amadeu Campos FTIN FORMAÇÃO TÉCNICA EM INFORMÁTICA GESTÃO DA INFORMATIZAÇÃO EMPRESARIAL Competências a serem trabalhadas

Leia mais

Redes de computadores e Internet

Redes de computadores e Internet Polo de Viseu Redes de computadores e Internet Aspectos genéricos sobre redes de computadores Redes de computadores O que são redes de computadores? Uma rede de computadores é um sistema de comunicação

Leia mais

RepositóriUM. Repositório Institucional da Universidade do Minho. Eloy Rodrigues eloy@sdum.uminho.pt

RepositóriUM. Repositório Institucional da Universidade do Minho. Eloy Rodrigues eloy@sdum.uminho.pt RepositóriUM Repositório Institucional da Universidade do Minho Eloy Rodrigues eloy@sdum.uminho.pt Sumário O que é o RepositóriUM? Quais são os seus objectivos? Que tipo de documentos vai reunir? Quais

Leia mais

Sistemas Multimédia. Instituto Superior Miguel Torga. Francisco Maia famaia@gmail.com. Redes e Comunicações

Sistemas Multimédia. Instituto Superior Miguel Torga. Francisco Maia famaia@gmail.com. Redes e Comunicações Sistemas Multimédia Instituto Superior Miguel Torga Redes e Comunicações Francisco Maia famaia@gmail.com Estrutura das Aulas 5 Aulas Aula 10 (20 de Abril) Classificação Componentes Aula 11 (27 de Abril)

Leia mais

Como escolher um software de gestão de arquivo

Como escolher um software de gestão de arquivo Como escolher um software de gestão de arquivo Conteúdo Introdução... 2 1. Como Escolher Software de Gestão de Arquivos... 3 2. Critérios na escolha Software de Gestão de Arquivos... 4 Open source vs Comercial...

Leia mais

Scientific Electronic Library Online Sistema SciELO de Publicação Guia do usuário

Scientific Electronic Library Online Sistema SciELO de Publicação Guia do usuário Scientific Electronic Library Online Sistema SciELO de Publicação Guia do usuário São Paulo, junho de 2007 1º Versão SUMÁRIO 1 Introdução... 3 2 Autor... 5 2.1 Cadastro no sistema (http://submission.scielo.br),

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores São dois ou mais computadores ligados entre si através de um meio.a ligação pode ser feita recorrendo a tecnologias com fios ou sem fios. Os computadores devem ter um qualquer dispositivo

Leia mais

PARÂMETROS NORMATIVOS DE PARTICIPAÇÃO NA EUROPEANA FORNECEDORES CONTEÚDOS SUBMISSÃO DE DADOS

PARÂMETROS NORMATIVOS DE PARTICIPAÇÃO NA EUROPEANA FORNECEDORES CONTEÚDOS SUBMISSÃO DE DADOS PARÂMETROS NORMATIVOS DE PARTICIPAÇÃO NA EUROPEANA FORNECEDORES CONTEÚDOS SUBMISSÃO DE DADOS Helena Patrício Biblioteca Nacional de Portugal 1 Julho 2010 1. Fornecer conteúdos no contexto da Europeana

Leia mais

Repositórios, Acesso Livre, Preservação Digital. Questões para hoje e amanhã

Repositórios, Acesso Livre, Preservação Digital. Questões para hoje e amanhã Repositórios, Acesso Livre, Preservação Digital Questões para hoje e amanhã Florianópolis 1.000.000 a.c - 2009 d.c Evolução da prática científica O compartilhamento dos dados das pesquisas mudou para práticas

Leia mais

Europass curriculum vitae

Europass curriculum vitae Europass curriculum vitae Informação pessoal Apelido(s) - Nome(s) Filipe Peixoto Morada(s) Travessa do Sião 4905-446 Barroselas Portugal Telefone(s) 258972467 Telemóvel: 965431171 Correio(s) electrónico(s)

Leia mais

Repositórios digitais da Embrapa: acesso livre a produção técnico-científica

Repositórios digitais da Embrapa: acesso livre a produção técnico-científica Powered by TCPDF (www.tcpdf.org) Repositórios digitais da Embrapa: acesso livre a produção técnico-científica Rosângela Lacerda de Castro (EMBRAPA) - rosangela.lacerda@embrapa.br Marilaine Schaun Pelufê

Leia mais

Guia de Estudo. Redes e Internet

Guia de Estudo. Redes e Internet Tecnologias da Informação e Comunicação Guia de Estudo Redes e Internet Aspectos Genéricos Uma rede de computadores é um sistema de comunicação de dados constituído através da interligação de computadores

Leia mais

Repositórios Institucionais em Ciência e Tecnologia: uma experiência de customização do DSpace

Repositórios Institucionais em Ciência e Tecnologia: uma experiência de customização do DSpace Repositórios Institucionais em Ciência e Tecnologia: uma experiência de customização do DSpace Cassandra Lúcia de Maya Viana Miguel Ángel Márdero Arellano Milton Shintaku INTRODUÇÃO Objetivo Customizar

Leia mais