S.R. DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, S.R. DA EDUCAÇÃO E CULTURA. Despacho Nº SN/1981 de 31 de Dezembro

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "S.R. DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, S.R. DA EDUCAÇÃO E CULTURA. Despacho Nº SN/1981 de 31 de Dezembro"

Transcrição

1 S.R. DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA, S.R. DA EDUCAÇÃO E CULTURA Despacho Nº SN/1981 de 31 de Dezembro Nos termos do disposto no n.º 1 do artigo 5.º do Decreto Regulamentar Regional n.º 25 /81 /A, de 15 de Abril, conjugado com a alínea b) do n.º 1 do artigo único do Decreto Regulamentar Regional n.º 55/A/80, de 20 de Novembro, determina-se que seja nomeado para um lugar de assessor do quadro do pessoal do Museu de Angra do Heroísmo, constante do mapa anexo ao Decreto Regulamentar Regional n.º 54/80/A, de 18 de Novembro, o Conservador Principal Licenciado MANUEL COELHO BAPTISTA DE LIMA, portador do bilhete de identidade n.º , emitido pelo Arquivo de Identificação de Lisboa em 23 de Novembro de Secretarias Regionais da Administração Publica e da Educação e Cultura, 24 de Novembro de O Secretario Regional da Administração Publica, José Mendes Melo Alves. O Secretário Regional da Educação e Cultura, José Guilherme Reis Leite. DADOS BIOGRÁFICOS NOTAS CURRICULARES Manuel Coelho Baptista de Lima, nasceu na cidade de Angra do Heroísmo, em 22 de Agosto de CURSOS UNIVERSITÁRIOS E OUTROS ESTUDOS Licenciou-se em Ciências Históricas e Filosóficas no ano de 1943, na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, com a Classificação final de 15 valores. Diplomou-se no ano de 1945, na mesma Faculdade, no Curso de Bibliotecário Arquivista, com a Classificação final de 17 valores. Concluiu ainda, na mesma época e Universidade, o Curso Pedagógico da referida Faculdade de Letras. Mais tarde, frequentou, em Paris, o Curso de Museologia da Ecole du Louvre, que terminou com um estágio no Laboratoire des Musées de France e uma visita de estudo a cinco dos principais Museus daquele País, tendo-lhe sido, finalmente, passado um certificado do seu bom aproveitamento. CARGOS QUE TEM DESEMPENHADO NO SERVIÇO DAS BIBLIOTECAS E ARQUIVOS Nomeado, mediante concurso, 2.º Bibliotecário de Biblioteca Pública e Arquivo Distrital de Évora; ( ). Em 1947, e nomeado Bibliotecário Arquivista da Assembleia Nacional, cuja categoria e vencimento correspondem a 1.º Conservador ou Bibliotecário. Em comissão de serviço, procedeu, em 1948, à instalação e organização dos Serviços do Arquivo Distrital de Angra do Heroísmo, tendo sido provido, mais tarde, após concurso, no lugar de Director (1.º Conservador) desse Arquivo, no ano de Seguidamente e ainda no mesmo ano, passou a exercer, por inerência, as funções de Director do Museu Regional daquela cidade, Estabelecimento que igualmente; instalou e organizou. Em virtude da criação da Biblioteca Publica, por que muito se interessou, junto do Arquivo Distrital de Angra do Heroísmo, em 1956, passou o lugar que ocupava, a denominar-se Director da Biblioteca Publica e Arquivo Distrital de Angra do Heroísmo. COMISSÕES DE SERVIÇO Procedeu, como já ficou dito, em 1948, à instalação e organização dos Serviços do Arquivo Distrital de Angra do Heroísmo, tendo promovido a recolha e incorporação de numerosos núcleos documentais dispersos no então Distrito, naquele Estabelecimento, que conta com mais de um milhão de manuscritos. Em 1957 deslocou-se, em comissão de serviço autorizada pelo Ministro da Educação Nacional, à cidade da Horta, onde, a pedido do respectivo Governador, procedeu ao estudo da reorganização do

2 Arquivo do Governo Civil, tendo então sugerido às entidades locais e proposto no seu relatório a criação de uma Biblioteca Pública e Arquivo naquela cidade. Permaneceu em comissão de serviço, durante três meses, junto da Inspecção Superior das Bibliotecas e Arquivos, para colaborar no Catalogo Colectivo das Bibliotecas Portuguesas, que aquela inspecção estava organizando. Desempenhou, entre 1959 e 1965, em comissão de serviço permanente no Ministério do Interior, as funções dê Presidente da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo. ESTÁGIOS E ESTUDOS TÉCNICOS EFECTUADOS Depois de ter sido bolseiro, no País, do Instituto de Alta Cultura, para colaborar na elaboração de uma Biblioteca Histórica Portuguesa, foi-lhe concedida, em 1958, sob proposta da Inspecção Superior das Bibliotecas e Arquivos, uma bolsa de estudo no estrangeiro, para frequentar, naquele ano; o Stage Technique International d Archives, dos Arquivos Nacionais de Paris. Ainda visitou naquele ano diversas Bibliotecas e Arquivos de França, Itália e Espanha, a fim de estudar a respectiva organização, funcionamento, métodos e normas de classificação, selecção, arrumação, inventariação, indexação e catalogação de espécies, técnicas de construção e instalação de estantaria e outro mobiliário, processos e técnicas de conservação, protecção e restauro de pergaminhos, papeis e espécies sígílografícas e ainda as modernas iniciativas de extensão cultural e acção educativa dos arquivos e museus de arquivos. Em 1960 visitou diversos arquivos da Alemanha e da Bélgica, para observar o funcionamento dos cursos, processos e métodos de trabalho ali seguidos. OUTROS TRABALHOS EFECTUADOS Como Bibliotecário da Biblioteca e Arquivo de Évora, interessou-se vivamente e conseguiu a recolha dó Arquivo da Misericórdia daquela cidade. Como Bibliotecário da Assembleia Nacional, promoveu a instalação dos antigos fundos bibliográficos provenientes, em grande parte, da Livraria do Mosteiro de Alcobaça, nas Salas da Biblioteca que ficam no andar nobre do Palácio de S. Bento. Como Director da Biblioteca e Arquivo de Angra, conseguiu importantes doações de núcleos documentais, preciosos para a historia local e nacional, como também colaborou com a Direcção de Obras Publicas na elaboração e execução do projecto de reintegração, ampliação e adaptação do Palácio Bettencourt a Biblioteca, Arquivo e Museu, sendo que as soluções então encontradas tem merecido aplauso unanime dos técnicos nacionais e estrangeiros que tem visitado o refendo edifício. TRABALHOS REALIZADOS NA ÁREA DA MUSEOLOGIA E MUSEOGRAFIA Especificamente, no que se refere ao Museu de Angra do Heroísmo, poderão ser anotados os seguintes trabalhos: Estudo e planeamento da instalação e montagem do Museu de Angra do Heroísmo, com os seus diferentes Serviços, Oficinas, Secções e Sub-Secções. Estudo, planeamento e montagem da oficina de Estudo e Restauro de Obras de Arte dos Açores Estudo identificação e classificação de obras de arte e espécies de interesse artístico e etnográfico. Pesquisa, identificação, recolha e transferência, em moldes adequados. e incorporação de obras de arte e de espécies de interesse histórico e etnográfico. Montagem das Secções de Belas Artes, historia e Etnografia no Edifício do Palácio Bettencourt Organização e Planeamento do Serviço de Exposições Temporárias. Transferência do Museu para o Edifício de São Francisco e estudo e planeamento das instalações das respectivas Secções. a luz dos mais recentes critérios museograficos. Ampliação das secções de belas-artes e História e montagem da Sub-Secção de Artes Ornamentais.

3 Planeamento e montagem das Sub-Secções de Navegação e Transportes Terrestres e montagem de forma adequada da vasta Secção de Armas e História Militar. Planeamento e montagem da Sub-Secçao de Cerâmica (França e Porcelana) de harmonia com os princípios da técnica museográfica contemporânea. Valorização das Secções de Belas-Artes e Historia. com peças de alto mérito, a nível nacional e internacional. Orientação da recuperação e beneficiação de diversas carruagens do século XVIII ou começo do século XIX.. Estudo e classificação (ou sua orientação) das espécies que constituem os fundos deste Museu. principalmente nos domínios das Belas-Artes e da Historia. Estudo e proposta de classificação de diversos imóveis existentes na Região orientação dos trabalhos de recuperação e beneficiação daqueles que se encontram sob a jurisdição do Museu de Angra do Heroísmo. Participação em representação do Museu e na qualidade de Director e Conservador nas reuniões de diversas organizações internacionais. designadamente do ICOM (Conselho Internacional de Museus). do ICOMOS (Conselho Internacional de Monumentos e Lugares Classificados). IAMAM (Associação Internacional de Museus de Armas e História Militar) e ainda dos Comités internacionais de Segurança de Etnografia de Conservação de Arquitectura e Técnicas Museograficas e de Museologia. Mercê do trabalho efectuado na sua qualidade de Conservador e através da participação em reuniões internacionais, tem o signatário tornado conhecido o Museu de Angra do Heroísmo e as espécies que constituem os seus fundos, esboçando-se já a nível internacional, um desejo de que futuras reuniões se efectuem nos Açores, como acontece designadamente com o Comité de Segurança, que alvitrou que as suas próximas reuniões tivessem lugar em Washington e Angra. Ainda na qualidade de Conservador, tem trabalhado em diversos centros museológicos internacionais, com vista à aprendizagem das mais recentes técnicas de conservação em diversas dimensões, designadamente nos ateliers e oficinas dos Museus de Portsmouth e National Army Museum (Inglaterra); Musée des Arts et Traditions Populaires e Musée du Louvre (Paris); Museu do Exército (Varzovia; Museu de Belas Artes e História e «Arsenal» (Viena). Dinamização de movimentos tendentes à criação de Sub-Comites Regionais e autónomos do ICOM e do ICOMOS, tendo, no que se refere a este ultimo, sido já admitido pelo Secretariado Geral daquela Organização, em princípio, um Sub-Comite nos Açores. CONGRESSOS E REUNIÕES CIENTIFICAS EM QUE TEM TOMADO PARTE Congressos do Mundo Português. Lisboa Congresso do V Centenário do Descobrimento da Guiné Portuguesa, Lisboa 1947 Congresso Internacional de História de Arte, Lisboa 1949 Congresso Luso-Espanhol para o Progresso das Ciências. Porto, 1951 Congresso Internacional de História dos Descobrimentos. Lisboa Colóquio de Estudos Luso-Brasileiros. Coimbra Encontro dos Bibliotecários e Arquivistas Portugueses. Coimbra Encontro dos Municípios Portugueses. Luanda Congresso Internacional de Arquivos. Bruxelas Seminário de Estudos da Associação Portuguesa de Museologia. Lisboa Conferencia Geral do ICOM. Paris-Grenoble Conferencia Geral do ICOM. Copenhague. 1974

4 Conferencia Geral do ICOM. Leninegrado - Moscovo VIII Congresso Internacional do IAMAM. Varsóvia - Cracovia Reunião do Comité Internacional de Segurança do ICOM. Milão VI Congresso Geral do IIC. Viena VI Assembleia Geral do ICOMOS Roma Florença COMENDAS E VENERAS Medalha de Prata do Infante D. Henrique Ministério da Marinha Comendador da Ordem do Infante D. Henrique Comendador da Ordem Militar de Santiago de Espada Por alvará de 12 de Agosto findo Publicado no Diário da Republica N.º 230 II Serie de 7/ 10/ 1981 AGREMIAÇÕES CULTURAIS E CIENTIFICAS DE QUE FAZ PARTE Academia Portuguesa de História Academia Nacional de Belas Artes Sociedade de Geografia de Lisboa Societé des Bílíothecaíres Français Sociedade Histórica da Independência de Portugal Instituto Cultural de Ponta Delgada Sociedade Afonso Chaves (Sociedade Açoreana de Estudos Científicos) Instituto Açoreano de Cultura Instituto Histórico da Ilha Terceira (exercendo, desde as funções de Presidente) International Association of Museums of Arms and Military History (IAMAM) American Library Association Associação Portuguesa de Museologia International Society of Military Collectors Associação de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas Portugueses International Council of Museums (ICOM) Membro individual Internacional Council of Monuments and Sites (ICOMOS) Membro individual International Committee of Museums Security International Comniittee of Museologia International Committee of Ethnograty International Committee of Conservation International Association of Transport Museums International Institut for Conservation of Artistic and Historic Works Alem das funções de Presidente da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo, que desempenhou entre 1959 e 1965, foi também, nesta cidade, Vogal Correspondente da VI Secção da Junta Nacional da Educação, tendo acompanhado, nessa qualidade, os trabalhos de restauro de monumentos e imóveis de interesse público, que a Direcção de Monumentos e Edifícios Nacionais vinha realizando, tendo-se interessado vivamente pela classificação e protecção dos mesmos imóveis, em diversas oportunidades.

5 LIVROS E OPUSCULOS PUBLICADOS UM FILHO DE DOM PEDRO II NA UNIVERSIDADE DE EVORA. Évora UM INCUNÁBULO COLOMBINO DA BIBLIOTECA DE ÉVORA. Évora CARTAS DE FILIPE 1 E FILIPE II AO BISPO D. PEDRO DE CASTILHO. Angra do Heroísmo ALEGRIAS DE PORTUGAL OU LÁGRIMAS DOS CASTELHANOS NA FELIZ ACLAMAÇÃO D EL-REI D. JOÃO IV, DO PADRE LEONARDO DE SÃ SOTO MAYOR. Leitura, prefacio e notas. Lisboa 1949 O PADRE LEONARDO DE SÃ SOTO MAYOR. Lisboa O ARQUIVO DISTRITAL DE ANGRA DO HEROÍSMO. SUA INSTALAÇÃO E ORGANIZAÇÃO. Porto A IGREJA DE SÃO SEBASTIÃO DA ILHA TERCEIRA. ESTUDO DE HISTÓRIA DE ARTE. Angra do Heroísmo A ILHA TERCEIRA NA HISTÓRIA DE PORTUGAL. Angra do Heroísmo AFENIX ANGRENSE DO PADRE MANUEL LUÍS MALDONADO. Angra do Heroísmo A BIBLIOTECA PUBLICA E ARQUIVO DISTRITAL DE ANGRA DO HEROÍSMO. BREVE NOTÍCIA DA SUA CONSTITUIÇÃO, ORGANIZAÇÃO E FUNCIONAMENTO. ESPÉCIES MAIS NOTÁVEIS EXISTENTES NOS SEUS FUNDOS. Angra do Heroísmo UMA TENTATIVA AÇOREANA DE COLONIZAÇÃO DA ILHA DENOMINADA «BARCELONA», NO SEC. XVI, Angra do Heroísmo A ILHA TERCEIRA NA HISTORIA DOS DESCOBRIMENTOS PORTUGUESES. Angra do Heroísmo ROTEIRO DO MUSEU DE ANGRA DO HEROÍSMO. Angra do Heroísmo SOME IMPORTANT MATERIALS SALVAGED IN UNDERWATER OPERATIONS CONDUCTED BY MUSEUM DURING LAST 15 YEARS. Angra do Heroísmo UMA NOTÁVEL PEÇA DE ARTILHARIA PORTUGUESA DO SÉCULO XVI. Angra do Heroísmo THE MILITARY SECTION OF THE ANGRA DO HEROÍSMO MUSEUM. Angra do Heroísmo Alem destes trabalhos, tem colaborado com artigos sobre história política, militar e económica, biblioteconomia e arquivologia em diversas revistas e jornais. Dirige e publica também no Boletim do Arquivo Distrital de Angra do Heroísmo, de que estão já publicados vários números. Secretarias Regionais da Administração Publica e da Educação e Cultura, 4 de Dezembro de O Secretario Regional da Administração Publica, José Men des MeIo Alves. O Secretario Regional da Educação e Cultura, José Guilherme Reis Leite.

MUSEU DO AZULEJO APRESENTAÇÃO

MUSEU DO AZULEJO APRESENTAÇÃO MUSEU DO AZULEJO APRESENTAÇÃO O Museu Nacional do Azulejo tem por missão recolher, conservar, estudar e divulgar exemplares representativos da evolução da Cerâmica e do Azulejo em Portugal, promovendo

Leia mais

PLANO DE AÇÃO 2014-2016

PLANO DE AÇÃO 2014-2016 MOBILIZAR. INTERVIR. PARTILHAR PLANO DE AÇÃO 2014-2016 Associação Portuguesa de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas Delegação Regional do Norte PLANO DE AÇÃO 2014-2016 MOBILIZAR. INTERVIR. PARTILHAR.

Leia mais

CURRICULUM VITAE. - Licenciada em História pela Universidade Lusíada no ano lectivo de 1989/90, com a classificação de catorze valores

CURRICULUM VITAE. - Licenciada em História pela Universidade Lusíada no ano lectivo de 1989/90, com a classificação de catorze valores CURRICULUM VITAE 1. DADOS PESSOAIS Lucinda Maria Correia Lucas dos Santos Lopes Data de Nascimento: 20.07.1963 2. HABILITAÇÕES LITERÁRIAS - Licenciada em História pela Universidade Lusíada no ano lectivo

Leia mais

Referência E) - 1 Posto de Trabalho para a carreira e categoria de Técnico Superior (Planeamento Regional e Urbano); Referência F) - 1 Posto de

Referência E) - 1 Posto de Trabalho para a carreira e categoria de Técnico Superior (Planeamento Regional e Urbano); Referência F) - 1 Posto de A V I S O Procedimento concursal comum para constituição de relação jurídica de emprego público por tempo determinado contrato de trabalho em funções públicas por tempo determinado para ocupação de seis

Leia mais

MINISTÉRIO DO COMÉRCIO

MINISTÉRIO DO COMÉRCIO MINISTÉRIO DO COMÉRCIO Regulamento Interno do Centro de Documentação e Informação CAPÍTULO I Natureza e Atribuições Artigo 1º (Natureza) O Centro de Documentação e Informação, abreviadamente designado

Leia mais

Licenciado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa em 13 de Julho de 1943.

Licenciado em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa em 13 de Julho de 1943. BASTONÁRIO ANGELO D ALMEIDA RIBEIRO TRIÉNIO 1972-1974 CURRICULUM VITAE Nascido a 9 de Dezembro de 1921, natural de Lisboa. Casado e pai de seis filhos. Licenciado em Direito pela Faculdade de Direito da

Leia mais

Ministério das Obras Públicas

Ministério das Obras Públicas Ministério das Obras Públicas ESTATUTO ORGÂNICO DO MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS CAPÍTULO I Natureza e Atribuições Artigo 1.º (Natureza) O Ministério das Obras Públicas é o órgão da administração pública

Leia mais

Decreto-Lei n.º 478/99, de 9 de Novembro

Decreto-Lei n.º 478/99, de 9 de Novembro Decreto-Lei n.º 478/99, de 9 de Novembro Objecto... 2 Entidades competentes para a formação dos navegadores de recreio e para a realização dos respectivos exames... 2 Credenciação das entidades formadoras...

Leia mais

joaocarlosssoliveira@gmail.com

joaocarlosssoliveira@gmail.com CURRICULUM VITAE INFORMAÇÃO PESSOAL Nome Morada OLIVEIRA, JOÃO CARLOS SALVADOR DA SILVA DE LARGO DO CORPO SANTO, Nº28, 4º ESQ 1200-129 LISBOA PORTUGAL Correio electrónico joaocarlosssoliveira@gmail.com

Leia mais

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES AVISO

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES AVISO MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES AVISO Concurso interno de acesso geral para a categoria de especialista de informática de grau 2, nível 1 da carreira de especialista de informática,

Leia mais

4312-(18) Diário da República, 1.ª série N.º 131 9 de Julho de 2008

4312-(18) Diário da República, 1.ª série N.º 131 9 de Julho de 2008 4312-(18) Diário da República, 1.ª série N.º 131 9 de Julho de 2008 pre que necessário, para a realização de entrevista e ou avaliação funcional das suas capacidades. 4 A comissão pode, face à prova documental

Leia mais

Ministério da Cultura

Ministério da Cultura Ministério da Cultura Decreto lei n.º 7/03 de 6 de Junho Considerando a criação do Ministério da Cultura através do Decreto Lei n.º 16/02, de 9 de Dezembro; Convindo garantir o seu funcionamento de acordo

Leia mais

CURRICULUM VITAE de Joaquim Pedro Formigal Cardoso da Costa (Dezembro de 2011)

CURRICULUM VITAE de Joaquim Pedro Formigal Cardoso da Costa (Dezembro de 2011) CURRICULUM VITAE de Joaquim Pedro Formigal Cardoso da Costa (Dezembro de 2011) 0. Dados pessoais - Nasceu em 17 de Janeiro de 1965, em Coimbra, na freguesia da Sé Nova, concelho e distrito de Coimbra;

Leia mais

Carreiras e Quadros de Pessoal dos Serviços da Assembleia da República

Carreiras e Quadros de Pessoal dos Serviços da Assembleia da República Carreiras e Quadros de Pessoal dos Serviços da Assembleia da República Resolução da Assembleia da República n.º 8/98, de 18 de Março 1, (Declaração de Rectificação n.º 11/98, de 8 de Junho) com as alterações

Leia mais

PATRIMÔNIO EM PROSA E VERSO: a correspondência de Rodrigo Melo Franco de Andrade para Augusto Meyer. Laura Regina Xavier

PATRIMÔNIO EM PROSA E VERSO: a correspondência de Rodrigo Melo Franco de Andrade para Augusto Meyer. Laura Regina Xavier PATRIMÔNIO EM PROSA E VERSO: a correspondência de Rodrigo Melo Franco de Andrade para Augusto Meyer Laura Regina Xavier Justificativa Escolhemos o tema Patrimônio, tendo em vista a nossa realidade profissional,

Leia mais

A natureza e gestão de coleções museológicas o caso de estudo dos Museus Militares do Exército portugués Mariana Jacob Teixeira

A natureza e gestão de coleções museológicas o caso de estudo dos Museus Militares do Exército portugués Mariana Jacob Teixeira Versión digital en : http://www.uam.es/mikel.asensio A natureza e gestão de coleções museológicas o caso de estudo dos Museus Militares do Exército portugués Mariana Jacob Teixeira Museu Militar do Porto

Leia mais

Rita Maria Espanha Pires Chaves Torrado da Silva CURRICULUM VITAE

Rita Maria Espanha Pires Chaves Torrado da Silva CURRICULUM VITAE Rita Maria Espanha Pires Chaves Torrado da Silva CURRICULUM VITAE FEVEREIRO 2003 I. Dados Pessoais Nome: Rita Maria Espanha Pires Chaves Torrado da Silva Local e Data de Nascimento: Lisboa, 13 de Setembro

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º 307/VIII DEFINE E REGULA AS HONRAS DO PANTEÃO NACIONAL

PROJECTO DE LEI N.º 307/VIII DEFINE E REGULA AS HONRAS DO PANTEÃO NACIONAL PROJECTO DE LEI N.º 307/VIII DEFINE E REGULA AS HONRAS DO PANTEÃO NACIONAL As «Honras do Pantheon», tributárias da Revolução Francesa, tiveram entre nós consagração legislativa em Decreto Régio de 25 de

Leia mais

Mestrado em Arte e Ciência do Vidro versão 19 10 2007. Normas regulamentares

Mestrado em Arte e Ciência do Vidro versão 19 10 2007. Normas regulamentares Mestrado em Arte e Ciência do Vidro versão 19 10 2007 Normas regulamentares Artigo 1.º - Criação A Universidade Nova de Lisboa, através da Faculdade de Ciências e Tecnologia, confere o grau de mestre em

Leia mais

Centro de Estudos Volte Face

Centro de Estudos Volte Face Centro de Estudos Volte Face Curriculum Vitae HISTÓRIA A história do Projecto Volte Face Medalha Contemporânea é recente, pois é fundado no ano lectivo de 1997/1998, na Cadeira de Medalhística da Faculdade

Leia mais

ARQUIVO PARTICULAR DAVID RODRIGUES, 1923 1955 FUNDO 48 CATÁLOGO

ARQUIVO PARTICULAR DAVID RODRIGUES, 1923 1955 FUNDO 48 CATÁLOGO ESTADO MAIOR DO EXÉRCITO ARQUIVO HISTÓRICO MILITAR ARQUIVO PARTICULAR DAVID RODRIGUES, 1923 1955 FUNDO 48 CATÁLOGO Lisboa 2002, Janeiro 1 FICHA TÉCNICA: Estado Maior do Exército Arquivo Histórico Militar

Leia mais

Secretaria de Estado para o Desenvolvimento Rural

Secretaria de Estado para o Desenvolvimento Rural Secretaria de Estado para o Desenvolvimento Rural Decreto-Lei n.º 1/09 de 28 de Abril Tendo em conta a nova orgânica do Governo que de entre outros órgãos institui a Secretaria de Estado para o Desenvolvimento

Leia mais

AVISO n.º 10470/2015

AVISO n.º 10470/2015 AVISO n.º 10470/2015 1 Em conformidade com o disposto no Decreto-Lei n.º 124/99, de 20 de abril, em especial nos artigos 10.º, 15.ºe 24.º, faz-se público que, por despacho do Reitor da Universidade de

Leia mais

Concerto celebrativo do Centenário da República Banda da Armada

Concerto celebrativo do Centenário da República Banda da Armada Concerto celebrativo do Centenário da República Banda da Armada 23 de Outubro, 21h30, Sala Principal, M6 Entrada gratuita Sobre a Banda da Armada Segundo fontes históricas, já na primeira metade do século

Leia mais

18 abril 2014 dia Internacional dos MONUMENTOS. e SÍTIOS. lugares de. memória

18 abril 2014 dia Internacional dos MONUMENTOS. e SÍTIOS. lugares de. memória 18 abril 2014 dia Internacional dos MONUMENTOS e SÍTIOS lugares de memória O Dia Internacional dos Monumentos e Sítios foi criado pelo ICOMOS a 18 de abril de 1982 e aprovado pela UNESCO no ano seguinte.

Leia mais

Ministério d. da Presidência do Conselho, em 19 de Março de 2008. Registado com o n.º DL 116/2008 no livro de registo de diplomas

Ministério d. da Presidência do Conselho, em 19 de Março de 2008. Registado com o n.º DL 116/2008 no livro de registo de diplomas Registado com o DL 116/2008 no livro de registo de diplomas da Presidência do Conselho, em 19 de Março de 2008 No âmbito do programa de reformas da Administração Pública assume especial relevância o novo

Leia mais

Com o apoio de. Programação e Gestão Cultural Formação Avançada

Com o apoio de. Programação e Gestão Cultural Formação Avançada Com o apoio de Programação e Gestão Cultural EAB Escola de Estudos Avançados das Beiras Programação Instalações da EAB, Edifício Expobeiras, Parque Industrial de Coimbrões, Viseu Contacto Ana Henriques

Leia mais

Lei Orgânica da Provedoria de Justiça

Lei Orgânica da Provedoria de Justiça Lei Orgânica da Provedoria de Justiça Decreto-Lei n.º 279/93, de 11 de Agosto (alterado pelo Decreto Lei N.º15/98, de 29 de Janeiro) (alterado pelo Decreto-Lei n.º 195/2001, de 27 de Junho) (alterado pelo

Leia mais

Secretariado do Conselho de Ministros

Secretariado do Conselho de Ministros Secretariado do Conselho de Ministros Decreto Lei n.º 8/01 de 31 de Agosto Diário da República I Série N.º 40, 31 de Agosto de 001 Considerando que o estatuto orgânico do Secretariado do Conselho de Ministros,

Leia mais

Mapa de Pessoal - ano 2015

Mapa de Pessoal - ano 2015 Gabinete de Apoio à Presidência Artigo 5.º do Regulamento dos Superior Postos de trabalho ocupados: 1 Licenciado em Relações Internacionais, 1 Licenciado em Gestão do Património e 1 lugar por força do

Leia mais

1996 2000: Licenciatura em História pela Universidade Aberta Classificação Final de 16 (Dezasseis) Valores, qualificação de Bom

1996 2000: Licenciatura em História pela Universidade Aberta Classificação Final de 16 (Dezasseis) Valores, qualificação de Bom CURRICULUM VITAE Nome: Odete Margarida Rodrigues Ribeiro Bailão Pereira Local e data de nascimento: Lisboa, 6 de Outubro de 1975 E-mail: odetempereira@gmail.com Contacto telefónico: 962 589 718 Qualificações

Leia mais

FUNDO NACIONAL DE CULTURA. INVESTIMENTOS 2012 (1 a reunião)

FUNDO NACIONAL DE CULTURA. INVESTIMENTOS 2012 (1 a reunião) FUNDO NACIONAL DE CULTURA INVESTIMENTOS 2012 (1 a reunião) SEC Secretaria da Economia Criativa PROJETO CRIATIVA BIRÔ Financia a implantação de 9 dos 16 escritórios de Economia Criativa nas cidades-sede

Leia mais

Ministério da Administração do Território

Ministério da Administração do Território Ministério da Administração do Território Decreto Lei n.º 16/99 de 22 de Outubro Havendo necessidade de se reestruturar o estatuto orgânico do Ministério da Administração do território no quadro da reorganização

Leia mais

pormenor grafismo (baseado na renda vencedora do concurso 2010)

pormenor grafismo (baseado na renda vencedora do concurso 2010) pormenor grafismo (baseado na renda vencedora do concurso 2010) Nunca foste a Peniche, Nunca viste o farol, Nunca viste as Penicheiras A fazer renda ao sol. J. Leite de Vasconcelos, Cancioneiro Popular

Leia mais

Ministério dos Transportes

Ministério dos Transportes Ministério dos Transportes Decreto Lei 1/05 De 17 de Janeiro Convindo estabelecer as normas orgânicas e funcionais que se coadunam com as actuais exigências da organização do Ministério dos Transportes,

Leia mais

MONOGRAFIAS. boletim bibliográfico abril 2016

MONOGRAFIAS. boletim bibliográfico abril 2016 MONOGRAFIAS Museu Nacional dos Coches Museu Nacional dos Coches : lugar, projeto e obra = Museu Nacional dos Coches : site, project and finished work ; ed. José Manuel das Neves ; trad. Alexandra Andresen

Leia mais

CURRICULUM VITAE 3. FORMAÇÃO PROFISSIONAL/OUTRAS HABILITAÇÕES

CURRICULUM VITAE 3. FORMAÇÃO PROFISSIONAL/OUTRAS HABILITAÇÕES CURRICULUM VITAE 1. IDENTIFICAÇÃO PESSOAL Nome Completo: Ricardo Miguel Salsinha Aniceto Morada Fiscal: Telheiro de São Vicente, nº24, 1100-594 LISBOA Data de Nascimento: 12/10/1981 Local de Nascimento:

Leia mais

Fontes de informação na área de preservação de bens culturais

Fontes de informação na área de preservação de bens culturais Revista de Biblioteconomia de Brasília, v. 20, n.1, p. 3-14, 1996 Fontes de informação na área de preservação de bens culturais Maria Christina Barbosa de Almeida Trata das fontes de informação disponíveis

Leia mais

ATRIBUIÇÕES ESPECÍFICAS POR DISCIPLINA / FORMAÇÃO. a) Administração

ATRIBUIÇÕES ESPECÍFICAS POR DISCIPLINA / FORMAÇÃO. a) Administração Anexo II a que se refere o artigo 2º da Lei nº xxxxx, de xx de xxxx de 2014 Quadro de Analistas da Administração Pública Municipal Atribuições Específicas DENOMINAÇÃO DO CARGO: DEFINIÇÃO: ABRANGÊNCIA:

Leia mais

MEMÓRIA DO MUNDO UM PROGRAMA PELA PRESERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO DOCUMENTAL

MEMÓRIA DO MUNDO UM PROGRAMA PELA PRESERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO DOCUMENTAL MEMÓRIA DO MUNDO UM PROGRAMA PELA PRESERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO DOCUMENTAL XI Encontro Nacional de Acervo Raro Fundação Biblioteca Nacional 30 out. 2014 Vitor Fonseca Presidente MOW Brasil Vice-presidente

Leia mais

fundação Vitor e Graça Carmona e Costa RELATÓRIO DE ACTIVIDADES

fundação Vitor e Graça Carmona e Costa RELATÓRIO DE ACTIVIDADES RELATÓRIO DE ACTIVIDADES EXERCÍCIO DE 2011 ACTIVIDADE DESENVOLVIDA EXERCÍCIO DE 2011 Este exercício de 2011 é o décimo quinto ano de actividade da Fundação Carmona e Costa, que continuou o seu trabalho

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO UNIDADE: HOSPITAL REGIONAL DE ASSIS EDITAL nº. 22/2015 CATEGORIA: Médico I Especialidade: NEFROLOGIA

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO UNIDADE: HOSPITAL REGIONAL DE ASSIS EDITAL nº. 22/2015 CATEGORIA: Médico I Especialidade: NEFROLOGIA PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO UNIDADE: HOSPITAL REGIONAL DE ASSIS EDITAL nº. 22/2015 CATEGORIA: Médico I Especialidade: NEFROLOGIA A Coordenadoria de Serviços de Saúde, da Secretaria de Estado da Saúde,

Leia mais

ALEXANDRE MANUEL LEITE CURRICULUM VITAE

ALEXANDRE MANUEL LEITE CURRICULUM VITAE ALEXANDRE MANUEL LEITE CURRICULUM VITAE Participação em projectos de investigação - «As novas gerações de jornalistas em Portugal» (2009-2013) Projecto do CIES/ISCTE-IUL financiado pela Fundação para a

Leia mais

M ODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE

M ODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE M ODELO EUROPEU DE CURRICULUM VITAE INFORMAÇÃO PESSOAL Nome PEREIRA, LUCÍLIA DOS SANTOS NUNES Morada 301, ORTIGOSA, EDIFÍCIO OÁSIS, 5100-076, LAMEGO, PORTUGAL Telefone 254 688 476 Telemóvel 963 481 872

Leia mais

REMUNERAÇÃO PELO EMPRÉSTIMO PÚBLICO

REMUNERAÇÃO PELO EMPRÉSTIMO PÚBLICO Circular nº 8 Lisboa, 16 de Julho de 2007 REMUNERAÇÃO PELO EMPRÉSTIMO PÚBLICO Estimados associados, No passado mês de Junho, o Conselho Directivo Nacional da BAD enviou à Comissão de Educação, Ciência

Leia mais

Ministro de Estado, das Actividades Económicas e do Trabalho, Ministro de Estado e da Presidência e Ministra Ciência e Ensino Superior

Ministro de Estado, das Actividades Económicas e do Trabalho, Ministro de Estado e da Presidência e Ministra Ciência e Ensino Superior DESPACHO CONJUNTO Ministro de Estado, das Actividades Económicas e do Trabalho, Ministro de Estado e da Presidência e Ministra Ciência e Ensino Superior Considerando a Decisão da Comissão nº C (2004) 5735,

Leia mais

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES AVISO

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES AVISO MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES AVISO Concurso externo de Ingresso para preenchimento de um posto de trabalho na categoria de Técnico de Informática do Grau 1, Nível 1, da carreira

Leia mais

DADOS BIOGRÁFICOS HABILITAÇÕES ACADÉMICAS

DADOS BIOGRÁFICOS HABILITAÇÕES ACADÉMICAS DADOS BIOGRÁFICOS LUDOVINA RUIVO CARTAXO CAPELO - Filha de Manuel dos Santos Cartaxo e de Cândida Ruivo Costa, nascida a 27 de Maio de 1949, na Freguesia de Santana de Cambas, Concelho de Mértola, e residente

Leia mais

A República Portuguesa e a República Democrática e Popular da Argélia, doravante designadas «as Partes»:

A República Portuguesa e a República Democrática e Popular da Argélia, doravante designadas «as Partes»: Decreto n.º 3/2006 Aprova o Acordo de Cooperação entre a República Portuguesa e a República Democrática e Popular da Argélia nas Áreas da Educação, do Ensino Superior e da Investigação Científica, da Cultura,

Leia mais

Considerando que a Conferência Geral da UNESCO aprovou já em 1964 uma recomendação com este objectivo;

Considerando que a Conferência Geral da UNESCO aprovou já em 1964 uma recomendação com este objectivo; Decreto do Governo n.º 26/85 de 26 de Julho Convenção Relativa às Medidas a Adoptar para Proibir e Impedir a Importação, a Exportação e a Transferência Ilícitas da Propriedade de Bens Culturais, adoptada

Leia mais

Regulamento. do Mestrado em Gestão Ambiental

Regulamento. do Mestrado em Gestão Ambiental Regulamento do Mestrado em Gestão Ambiental Artigo 1º O Instituto Superior Dom Afonso III (INUAF), concede o grau de Mestre em Gestão Ambiental. Artigo 2º Objectivos Gerais O curso de Mestrado em Gestão

Leia mais

DECRETO Nº 1.211, DE 3 DE AGOSTO DE 1994.

DECRETO Nº 1.211, DE 3 DE AGOSTO DE 1994. DECRETO Nº 1.211, DE 3 DE AGOSTO DE 1994. Promulga o Tratado Geral de Cooperação e Amizade e o Acordo Econômico Integrante do Tratado Geral de Cooperação e Amizade, entre a República Federativa do Brasil

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA A CARREIRA DE TÉCNICO-ADMINISTRATIVO EM EDUCAÇÃO EDITAL N.º 195, DE 26 DE JULHO DE 2011 ANEXO I

CONCURSO PÚBLICO PARA A CARREIRA DE TÉCNICO-ADMINISTRATIVO EM EDUCAÇÃO EDITAL N.º 195, DE 26 DE JULHO DE 2011 ANEXO I SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONCURSO PÚBLICO PARA A CARREIRA DE TÉCNICO-ADMINISTRATIVO EM EDUCAÇÃO EDITAL N.º 195, DE 26 DE JULHO DE 2011 ANEXO I REQUISITOS BÁSICOS PARA INVESTIDURA

Leia mais

Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Coimbra

Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Coimbra Artigo 1.º Âmbito O presente Regulamento fixa as normas gerais relativas a matrículas e inscrições nos cursos do Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Coimbra. Artigo 2.º Definições De

Leia mais

CADERNOS DE SOCIOMUSEOLOGIA Nº 15-1999 5

CADERNOS DE SOCIOMUSEOLOGIA Nº 15-1999 5 CADERNOS DE SOCIOMUSEOLOGIA Nº 15-1999 5 APRESENTAÇÃO. O presente número dos Cadernos de Sociomuseologia, reúne um conjunto de documentos sobre museologia e património que se encontram dispersos e muitas

Leia mais

3 - Local de trabalho Jardim de Infância de Salsas, Concelho de Bragança - Departamento de Educação Social e Cultural, do Município de Bragança.

3 - Local de trabalho Jardim de Infância de Salsas, Concelho de Bragança - Departamento de Educação Social e Cultural, do Município de Bragança. Publique-se no Diário da Republica, O Presidente da Câmara AVISO N.º 9/2011 PROCEDIMENTO CONCURSAL COMUM PARA CONTRATACÃO EM REGIME DE CONTRATO DE TRABALHO EM FUNCÕES PÚBLICAS POR TEMPO DETERMINADO/ TERMO

Leia mais

Criação e Natureza. Objectivos. Organização. Qualif. Profissional. Actividades. Serviços Prestados. Lig. Internacionais.

Criação e Natureza. Objectivos. Organização. Qualif. Profissional. Actividades. Serviços Prestados. Lig. Internacionais. A ORDEM DOS ENGENHEIROS Foi criada em 24 de Novembro de 1936 pelo Decreto N.º 27288, é uma Associação Pública que representa os licenciados em engenharia, sendo a sucessora da antiga Associação dos Engenheiros

Leia mais

Museu Nacional da Arte Antiga

Museu Nacional da Arte Antiga Museu Nacional da Arte Antiga Índice 1. Horários e localização: 2. Ingresso 3. História do museu 4. Informações acerca do museu 5. As 10 obras de referência do MNAA 6. Coleções 1 - Horário e Localização

Leia mais

Decreto Presidencial n.º 152/11, de 13 de Junho

Decreto Presidencial n.º 152/11, de 13 de Junho Decreto Presidencial n.º 152/11, de 13 de Junho Página 1 de 16 Considerando a importância histórica, paisagística, turística e a localização privilegiada do perímetro demarcado do Futungo de Belas, o Conselho

Leia mais

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES Decreto Legislativo Regional n.º 19/2011/A de 16 de Junho de 2011

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES Decreto Legislativo Regional n.º 19/2011/A de 16 de Junho de 2011 ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES Decreto Legislativo Regional n.º 19/2011/A de 16 de Junho de 2011 Regula o exercício da actividade dos profissionais de informação turística na Região

Leia mais

LEI Nº 8.313, DE 23 DE DEZEMBRO DE 1991.

LEI Nº 8.313, DE 23 DE DEZEMBRO DE 1991. LEI Nº 8.313, DE 23 DE DEZEMBRO DE 1991. RESTABELECE PRINCÍPIOS DA LEI Nº 7.505, DE 2 DE JULHO DE 1986, INSTITUI O PROGRAMA NACIONAL DE APOIO À CULTURA - PRONAC E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES

Leia mais

III. Comissão Revisora de Contas Relatório e Parecer

III. Comissão Revisora de Contas Relatório e Parecer III. Comissão Revisora de Contas Relatório e Parecer Relatório da Comissão Revisora de Contas 1. Introdução 1.1. No cumprimento do disposto nos artigos 25.º e 26.º dos estatutos da Fundação Calouste Gulbenkian,

Leia mais

ANA CARLA DE ARAÚJO PATRÍCIO

ANA CARLA DE ARAÚJO PATRÍCIO ANA CARLA DE ARAÚJO PATRÍCIO Parede, Janeiro de 2006 CURRICULUM VITAE INDICE - INDICE 2 - DADOS PESSOAIS 3 - FORMAÇÃO UNIVERSITÁRIA 4 - EXPERIENCIA PROFISSIONAL 5 - ESTÁGIOS ACADÉMICOS 6 - CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO

Leia mais

Museu Nacional de Arqueologia

Museu Nacional de Arqueologia Museu Nacional de Arqueologia - História O atual Museu Nacional de Arqueologia (MNA) foi fundado em 1893 pelo Doutor José Leite de Vasconcelos (e daí a designação oficial mais completa do Museu, conforme

Leia mais

Ministério do Interior

Ministério do Interior Ministério do Interior DECRETO LEI Nº /97 O Ministério do Interior é o órgão do Governo a que incumbe, dentre outras, as tarefas de garantia da segurança e da ordem internas, bem como da defesa dos direitos

Leia mais

I SÉRIE BOLETIM OFICIAL DA REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL DE MACAU SUMÁRIO. Número 25. Segunda-feira, 20 de Junho de 2016

I SÉRIE BOLETIM OFICIAL DA REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL DE MACAU SUMÁRIO. Número 25. Segunda-feira, 20 de Junho de 2016 25 Número 25 I SÉRIE do Boletim Oficial da Região Administrativa Especial de Macau, constituído pelas séries I e II Segunda-feira, 20 de Junho de 2016 BOLETIM OFICIAL DA REGIÃO ADMINISTRATIVA ESPECIAL

Leia mais

PUBLICAÇÕES PERIÓDICAS

PUBLICAÇÕES PERIÓDICAS MONOGRAFIAS NUNES, João Pedro Silva Florestas de cimento armado : os grandes conjuntos residenciais e a constituição da metrópole de Lisboa : 1955-2005 / João Pedro Silva Nunes. - Lisboa : FCG : FCT, 2011.

Leia mais

Distrito de Lisboa Concelho de Oeiras PÓLO MUSEOLÓGICO DA DIRECÇÃO DE FARÓIS

Distrito de Lisboa Concelho de Oeiras PÓLO MUSEOLÓGICO DA DIRECÇÃO DE FARÓIS Distrito de Lisboa Concelho de Oeiras PÓLO MUSEOLÓGICO DA DIRECÇÃO DE FARÓIS HISTORIAL Data da Fundação: 1984. Breve Historial: Quando nos anos 80 se iniciou mais uma significativa modernização do Assinalamento

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE LEIRIA

INSTITUTO POLITÉCNICO DE LEIRIA INSTITUTO POLITÉCNICO DE LEIRIA FOR.CET Centro de Formação para Cursos de Especialização Tecnológica Regulamento de Funcionamento dos CET Capítulo I Acesso e Frequência Artigo 1º (Acesso e Frequência)

Leia mais

MI - NEW ART CONCEPT AVENIDA 25 DE ABRIL, Nº672, LOJA F 2750-512 CASCAIS PORTUGAL

MI - NEW ART CONCEPT AVENIDA 25 DE ABRIL, Nº672, LOJA F 2750-512 CASCAIS PORTUGAL MI - NEW ART CONCEPT AVENIDA 25 DE ABRIL, Nº672, LOJA F 2750-512 CASCAIS PORTUGAL MI - NEW ART CONCEPT A Galeria MI (Magia Imagem) iniciou a sua actividade em 1996, junto à Av. de Roma, em Lisboa, onde

Leia mais

MUNICÍPIO DE MONTALEGRE

MUNICÍPIO DE MONTALEGRE Procedimento concursal comum para a ocupação de diversos postos de trabalho em regime de contrato de trabalho em funções públicas por tempo indeterminado No uso da competência conferida pelo artigo 68º

Leia mais

DECRETO LEGISLATIVO REGIONAL N.º 23/2007

DECRETO LEGISLATIVO REGIONAL N.º 23/2007 DECRETO LEGISLATIVO REGIONAL N.º 23/2007 REGRAS RELATIVAS À INTEGRAÇÃO NOS QUADROS REGIONAIS DE ILHA DO PESSOAL EM REGIME DE CONTRATO DE TRABALHO POR TEMPO INDETERMINADO E RESPECTIVA RELAÇÃO JURÍDICA DE

Leia mais

PROPOSTA ALTERNATIVA

PROPOSTA ALTERNATIVA PROJECTO DECRETO LEI SOBRE O EXERCÍCIO DA COORDENAÇÃO EM MATÉRIA DE SEGURANÇA E SAÚDE NA ACTIVIDADE DE, PREVISTA NO DECRETO LEI N.º 273/2003, DE 29 DE OUTUBRO, BEM COMO O RECONHECIMENTO DOS RESPECTIVOS

Leia mais

Ensino Superior Universitário e Politécnico (Público; Privado; Militar e Policial; Católica)

Ensino Superior Universitário e Politécnico (Público; Privado; Militar e Policial; Católica) Ensino Superior Universitário e Politécnico (Público; Privado; Militar e Policial; Católica) Ano letivo 2012/2013 Nota informativa: esta listagem está ordenada por nome do curso da outra Intituição de

Leia mais

4 de novembro Museu de Cerâmica de Sacavém JORNADAS SIPA 2011 João Paulo Martins martins@fa.utl.pt MÓVEIS MODERNOS

4 de novembro Museu de Cerâmica de Sacavém JORNADAS SIPA 2011 João Paulo Martins martins@fa.utl.pt MÓVEIS MODERNOS 4 de novembro Museu de Cerâmica de Sacavém JORNADAS SIPA 2011 João Paulo Martins martins@fa.utl.pt MÓVEIS MODERNOS A ACTIVIDADE DA COMISSÃO PARA AQUISIÇÃO DE MOBILIÁRIO NO ÂMBITO DA DIRECÇÃO-GERAL DOS

Leia mais

C U R R I C U L U M V I T A E

C U R R I C U L U M V I T A E C U R R I C U L U M V I T A E INFORMAÇÃO PESSOAL Nome Morada Correio electrónico Endereço electrónico Luís Miguel Pereira Araújo da Rocha Rua do Teixeira, nº43, 1º 1200-390 Lisboa Telefone 96 252 74 53

Leia mais

CURRICULUM VITAE JORGE HENRIQUE CARDOSO DA SILVA. Portuguesa

CURRICULUM VITAE JORGE HENRIQUE CARDOSO DA SILVA. Portuguesa CURRICULUM VITAE JORGE HENRIQUE CARDOSO DA SILVA Nacionalidade: Portuguesa Data de Nascimento: 1946 Habilitações Académicas: Licenciatura em Arquitectura - ESBAL - 1970 Defesa do Relatório de Estágio 1973

Leia mais

Arquivos universitários na encruzilhada do passado, presente e futuro: O caso do Arquivo Histórico dos Museus da Universidade de Lisboa

Arquivos universitários na encruzilhada do passado, presente e futuro: O caso do Arquivo Histórico dos Museus da Universidade de Lisboa Workshop Arquivos Universitários FCSH-UNL, 5 de Julho de 2013 Arquivos universitários na encruzilhada do passado, presente e futuro: O caso do Arquivo Histórico dos Museus da Universidade de Lisboa José

Leia mais

REPÚBLICA DE ANGOLA MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA

REPÚBLICA DE ANGOLA MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA REPÚBLICA DE ANGOLA MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA 7ª Edição da Feira do Inventor / Criador Angolano 2ª Edição da Feira de Ciência e Tecnologia 2ª Edição da Feira Internacional de Ideias Invenções

Leia mais

RARIDADES BIBLIOGRÁFICAS

RARIDADES BIBLIOGRÁFICAS RARIDADES BIBLIOGRÁFICAS As obras abaixo indicadas podem ser adquiridas e enviadas contra reembolso, após encomenda para palacio.vilavicosa@fcbraganca.pt ou Fax 268 989 808 ABRANTES, Ventura Ledesma, 1883-1956

Leia mais

CURRICULUM VITAE. Manuel Joaquim Flores Fernandes NOME

CURRICULUM VITAE. Manuel Joaquim Flores Fernandes NOME CURRICULUM VITAE NOME Manuel Joaquim Flores Fernandes Naturalidade: Rossas - Vieira do Minho Data de Nascimento: 31 de Outubro de 1969 Bilhete de Identidade Nº 8423421 - emitido em 04/07/2007 pelo Arquivo

Leia mais

João de Deus Rogado Salvador Pinheiro medidas legislativas. Cria algumas escolas do ensino primário em vários distritos.

João de Deus Rogado Salvador Pinheiro medidas legislativas. Cria algumas escolas do ensino primário em vários distritos. João de Deus Rogado Salvador Pinheiro medidas legislativas Portaria nº 151/85, de 13 de Março, D.R. 63, p. 712 Cria algumas escolas do ensino primário em vários distritos. Decreto-Lei nº 75/85, de 25 de

Leia mais

JORNADAS EUROPEIAS DO PATRIMÓNIO. 28, 29 e 30 set 2012 FUTURO DA MEMÓRIA

JORNADAS EUROPEIAS DO PATRIMÓNIO. 28, 29 e 30 set 2012 FUTURO DA MEMÓRIA JORNADAS EUROPEIAS DO PATRIMÓNIO 28, 29 e 30 set 2012 O FUTURO DA MEMÓRIA OS REGISTOS DAS MEMÓRIAS: Permanências e Intermitências Permanências Da Chancelaria Régia ao Diário da República Chancelaria de

Leia mais

REGULAMENTO DA MEDIATECA DO BCI FOMENTO

REGULAMENTO DA MEDIATECA DO BCI FOMENTO 1 I Natureza e Funções REGULAMENTO DA MEDIATECA DO BCI FOMENTO A Mediateca do BCI FOMENTO é um centro de documentação integrado do BCI, SARL. A sua sede funciona na cidade do Maputo, dispondo de uma antena

Leia mais

Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional

Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional CAPITULO I Do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional Art. 1º. Constitui o patrimônio histórico e artístico nacional o conjunto dos bens móveis

Leia mais

JORNAL OFICIAL. Suplemento. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Segunda-feira, 4 de maio de 2015. Série. Número 78

JORNAL OFICIAL. Suplemento. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Segunda-feira, 4 de maio de 2015. Série. Número 78 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Segunda-feira, 4 de maio de 2015 Série Suplemento Sumário SECRETARIA REGIONAL DOS ASSUNTOS PARLAMENTARES E EUROPEUS Despacho n.º 191/2015 Nomeia em regime de substituição,

Leia mais

BIBLIOTECA CENTRAL DE MARINHA BI PLANEAMENTO DA DE DESINFESTAÇÃO ACÇÕES DE - DESINFESTAÇÃO BIBLIOTECA BCM E ARQUIVO HISTÓRICO

BIBLIOTECA CENTRAL DE MARINHA BI PLANEAMENTO DA DE DESINFESTAÇÃO ACÇÕES DE - DESINFESTAÇÃO BIBLIOTECA BCM E ARQUIVO HISTÓRICO BIBLIOTECA CENTRAL I - OBJECTIVO A presente norma técnica tem por objectivo estabelecer o desenvolvimento das normas arquivistas e documentais do ARQUIVO HISTÓRICO (AH) decorrentes do REGULAMENTO INTERNO

Leia mais

e) A sustentação das vertentes científica e técnica nas actividades dos seus membros e a promoção do intercâmbio com entidades externas.

e) A sustentação das vertentes científica e técnica nas actividades dos seus membros e a promoção do intercâmbio com entidades externas. ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE DISTRIBUIÇÃO E DRENAGEM DE ÁGUAS Capítulo I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Natureza 1. A Associação Portuguesa de Distribuição e Drenagem de Águas (APDA) é uma associação sem fins

Leia mais

O CASO FINLANDÊS. Políticas de arquitectura na União Europeia. João Ferreira Bento

O CASO FINLANDÊS. Políticas de arquitectura na União Europeia. João Ferreira Bento Boletim da Ordem dos Arquitectos, Nº 147, Abril de 2005: p. 8. Políticas de arquitectura na União Europeia O CASO FINLANDÊS João Ferreira Bento O ambiente urbano que diariamente nos rodeia é propriedade

Leia mais

PORTARIA/SEE Nº. 506/2010

PORTARIA/SEE Nº. 506/2010 PORTARIA/SEE Nº. 506/2010 DEFINE AS ÁREAS DE CONHECIMENTO RELACIONADAS DIRETAMENTE AOS AMBIENTES ORGANIZACIONAIS EM QUE ATUAM OS SERVIDORES DE NÍVEL MÉDIO E ELEMENTAR DA SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO

Leia mais

Projecto de criação de uma escola de Gestão das Artes. Algumas considerações estratégicas

Projecto de criação de uma escola de Gestão das Artes. Algumas considerações estratégicas Projecto de criação de uma escola de Gestão das Artes Algumas considerações estratégicas António Jorge Monteiro Abril de 1992 2 I. A História II. O Mercado III. Os Cursos IV. Os Professores V. Os Alunos

Leia mais

EDITAL PARA A ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE GESTÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA (BGCT) ATRIBUIÇÃO DE 6 (SEIS) BOLSAS DE GESTÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA

EDITAL PARA A ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE GESTÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA (BGCT) ATRIBUIÇÃO DE 6 (SEIS) BOLSAS DE GESTÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL PARA A ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE GESTÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA (BGCT) ATRIBUIÇÃO DE 6 (SEIS) BOLSAS DE GESTÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA No âmbito de protocolo celebrado com a Fundação de Ciência e

Leia mais

BREVE HISTÓRIA DO PAPEL MOEDA

BREVE HISTÓRIA DO PAPEL MOEDA BREVE HISTÓRIA DO PAPEL MOEDA A nível mundial, o primeiro papel moeda surgiu na China, no séc. VII, na dinastia Tang, para facilitar aos comerciantes o transporte de grandes quantidades de moeda de metal,

Leia mais

REGULAMENTO DE BOLSAS DE ESTUDO EM PORTUGAL PARA O ENSINO SUPERIOR DESTINADAS A ESTUDANTES AFRICANOS DE LÍNGUA PORTUGUESA CAPÍTULO I

REGULAMENTO DE BOLSAS DE ESTUDO EM PORTUGAL PARA O ENSINO SUPERIOR DESTINADAS A ESTUDANTES AFRICANOS DE LÍNGUA PORTUGUESA CAPÍTULO I REGULAMENTO DE BOLSAS DE ESTUDO EM PORTUGAL PARA O ENSINO SUPERIOR DESTINADAS A ESTUDANTES AFRICANOS DE LÍNGUA PORTUGUESA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artº. 1º. 1. A Fundação Calouste Gulbenkian, através

Leia mais

Decreto n.º 196/76 de 17 de Março

Decreto n.º 196/76 de 17 de Março Decreto n.º 196/76 de 17 de Março Considerando a profunda reconversão por que passa a Administração Pública em ordem a adaptá-la às finalidades prosseguidas pelo processo revolucionário em curso; Considerando

Leia mais

ACORDO SOBRE A SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO ENTRE OS ESTADOS PARTE DO TRATADO DO ATLÂNTICO NORTE

ACORDO SOBRE A SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO ENTRE OS ESTADOS PARTE DO TRATADO DO ATLÂNTICO NORTE Resolução da Assembleia da República n.º 15/2000 Acordo sobre a Segurança da Informação entre os Estados Parte do Tratado do Atlântico Norte, concluído em Bruxelas em 6 de Março de 1997 Aprova, para ratificação,

Leia mais

GOVERNO REGIONAL DOS AÇORES Decreto Regulamentar Regional n.º 20/2014/A de 23 de Setembro de 2014

GOVERNO REGIONAL DOS AÇORES Decreto Regulamentar Regional n.º 20/2014/A de 23 de Setembro de 2014 GOVERNO REGIONAL DOS AÇORES Decreto Regulamentar Regional n.º 20/2014/A de 23 de Setembro de 2014 Subsistema de Incentivos para o Desenvolvimento Local Na prossecução da política de crescimento, de emprego

Leia mais

JORNAL OFICIAL Segunda-feira, 24 de junho de 2013

JORNAL OFICIAL Segunda-feira, 24 de junho de 2013 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Segunda-feira, 24 de junho de 2013 Série Sumário PRESIDÊNCIA E VICE-PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL DA MADEIRA Despacho conjunto n.º 44/2013 Designa, em regime

Leia mais

UNIVERSIDADE DOS AÇORES DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA, FILOSOFIA E CIÊNCIAS SOCIAIS PÓS-GRADUAÇÃOE MESTRADO EM CIÊNCIAS SOCIAIS: BOLETIM DE CANDIDATURA

UNIVERSIDADE DOS AÇORES DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA, FILOSOFIA E CIÊNCIAS SOCIAIS PÓS-GRADUAÇÃOE MESTRADO EM CIÊNCIAS SOCIAIS: BOLETIM DE CANDIDATURA UNIVERSIDADE DOS AÇORES DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA, FILOSOFIA E CIÊNCIAS SOCIAIS PÓS-GRADUAÇÃOE MESTRADO EM CIÊNCIAS SOCIAIS: BOLETIM DE CANDIDATURA Nº (reservado aos serviços) A. ELEMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO

Leia mais

MESTRADOS. Artigo 1.º Criação A Escola Superior de Comunicação Social confere o grau de Mestre em Jornalismo.

MESTRADOS. Artigo 1.º Criação A Escola Superior de Comunicação Social confere o grau de Mestre em Jornalismo. MESTRADOS REGIME DE FREQUÊNCIA E AVALIAÇÃO JORNALISMO Artigo 1.º Criação A Escola Superior de Comunicação Social confere o grau de Mestre em Jornalismo. Artigo 2.º Destinatários O Mestrado em Jornalismo

Leia mais