DIVULGAÇÃO DE RESULTADO DE 2015

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DIVULGAÇÃO DE RESULTADO DE 2015"

Transcrição

1 DIVULGAÇÃO DE RESULTADO DE 2015 Rio de Janeiro, 23 de Março de A PRUMO LOGÍSTICA S.A. ( Companhia ou PRUMO ) (Bovespa: PRML3), empresa privada brasileira responsável pelo desenvolvimento do Porto do Açu divulga hoje seu resultado de 2015 e atualiza seus acionistas e o mercado em relação a sua implantação e operação. As informações financeiras e operacionais, em bases consolidadas e em milhares de Reais, são apresentadas de acordo com os padrões internacionais de demonstrações contábeis (IFRS). Mensagem do Presidente O ano de 2015 estará marcado na história do Porto do Açu como o ano em que consolidamos os alicerces para o desenvolvimento sustentável do porto. Durante este período, obtivemos importantes conquistas, que tornaram viáveis diversas unidades de negócio do nosso plano estratégico. No lado comercial, novos contratos âncoras foram fechados com grandes clientes nacionais e internacionais, tanto para a utilização dos nossos terminais como para aluguel de área para instalação de unidades industriais. A nossa estrutura de capital melhorou significativamente com o alongamento da dívida existente, com novos financiamentos de longo prazo e a venda de participação para um novo parceiro no Terminal de Petróleo. Por fim, a nossa infraestrutura ficou pronta para atender com excelência os clientes atuais e atrair novos clientes e parceiros. A assinatura do contrato com a BG, recentemente adquirida pela Shell, para o transbordo diário de 200 mil barris de petróleo, viabilizou economicamente a construção do Terminal de Petróleo do Porto do Açu. Este contrato reforçou a qualidade e vantagens do porto e ajudou a trazer um novo parceiro: a alemã Oiltanking, que adquiriu 20% do terminal de petróleo por U$ 200 milhões e utilizará toda a sua expertise para a operação do terminal. Da mesma forma, o contrato celebrado com uma empresa do Grupo Votorantim para o carregamento de bauxita, permitiu o início das operações no terminal de cargas gerais (T-MULT). Na retroarea do porto, o contrato de aluguel de área assinado com a Edison Chouest para a construção da maior base de apoio offshore do mundo (com 16 berços, mais de 1km de cais e 600 mil m²), reforçará a localização estratégica do empreendimento e levará um grande número de embarcações para o Terminal 2 do Porto do Açu. No final de 2015, um novo negócio de atracação e reparo de sondas foi iniciado no Porto do Açu com a chegada de uma sonda de perfuração semissubmersível de águas profundas pertencente a Odebrecht Óleo e Gás. Apesar do cenário macroeconômico nacional e internacional adverso, a Companhia alongou o seu endividamento de curto prazo existente no total de R$ 2,3 bilhões com o BNDES através do repasse dos bancos Bradesco e Santander por 18 anos, com 4 anos de carência. A Companhia 1

2 também renegociou as debentures emitidas no montante principal de R$ 750 milhões com o fundo FI-FGTS nos mesmos termos da operação com o BNDES e os bancos. Estas operações permitiram a Companhia adequar a sua estrutura de capital e se capacitar para o crescimento e desenvolvimento de sua estratégia comercial. Em adição, a Companhia realizou uma bemsucedida operação de colocação de títulos de dívida no exterior no montante de U$ 200 milhões com a Brookfield, com prazo de 7 anos. Mesmo diante de uma forte retração econômica nacional, a Companhia investiu, em 2015, aproximadamente R$ 900 milhões na construção e no desenvolvimento dos terminais do Porto do Açu. Este montante permitiu que a infraestrutura básica para o início das operações dos terminais fosse concluída. Desta forma, os Terminais de Petróleo e de distribuição e abastecimento de Bunker (em parceria com a BP) iniciarão suas operações ao longo deste ano. A Ferroport, parceria da Prumo com a Anglo American no Terminal de Minério de Ferro, apresentou um EBITDA de R$ 426 milhões impactado positivamente pela desvalorização do real frente ao dólar. Na contramão do cenário atual, a Prumo iniciou o ano de 2016 com grandes perspectivas. O início das atividades de seus terminais e de seus clientes e parceiros, posicionará o Porto do Açu no cenário mundial de cargas e será um polo de novos investimentos industriais. Sua infraestrutura incomparável, localização privilegiada e tecnologia de ponta permite a seus clientes uma operação segura e eficiente. Para 2016, o foco principal da Companhia é a excelência no atendimento aos clientes que utilizarão os nossos terminais, já licenciados e que iniciarão as operações ainda no primeiro semestre deste ano. A Prumo e seus colaboradores estão comprometidos no desenvolvimento de um porto que estabeleça um novo paradigma de desenvolvimento sustentável para o Norte Fluminense, contribuindo para a eficiência do sistema logístico nacional. Destaques do Trimestre Emissão e colocação de dívida no exterior Conforme Fato Relevante divulgado ao mercado em 14 de outubro de 2015, a Prumo através da sua subsidiária Prumo Participações e Investimentos S.A. ( Prumo Participações ), subsidiária integral da Companhia, concluiu a emissão e colocação de dívida no exterior no valor total de US$ ,00 (duzentos milhões de dólares norte-americanos), integralmente subscrita e integralizada por uma afiliada da Brookfield Asset Management ( Brookfield ). 2

3 Os Títulos de Dívida vencerão em 30 de setembro de 2022, terão taxa de juros de 8,50% a.a. e um cronograma de amortização com parcelas trimestrais de juros e principal, com o pagamento da primeira parcela de juros em 31 de dezembro de 2015 e primeiro pagamento de parcela principal em 30 de junho de Rompimento da decisão de desenvolver projetos de gás natural com a Bolognesi Conforme Fato Relevante divulgado ao mercado em 16 de outubro de 2015, a Prumo, em sequência ao Fato Relevante publicado em 30 de abril de 2015, decidiu, em conjunto com a Bolognesi Energia S.A. ( Bolognesi ), por não prosseguir com a celebração dos contratos definitivos, previstos no Memorando de Entendimentos firmado entre as companhias, para o desenvolvimento de projetos de gás natural no Porto do Açu ("Hub de Gás do Açu"). No entanto, a Companhia informa que continua avançando com os estudos e negociações relacionados ao Hub de Gás do Açu, especialmente em razão das vantagens competitivas do Porto do Açu decorrentes de sua localização e de sua infraestrutura já existente. Conclusão da venda de 20% do Terminal de Petróleo para a Oiltanking Conforme Fato Relevante divulgado ao mercado em 24 de novembro de 2015, a Prumo concluiu a venda de 20% do Terminal de Petróleo do Porto do Açu para a Oiltanking GMBH ( Oiltanking ). A conclusão da operação foi realizada por meio de aumento de capital na Açu Petróleo S.A. ( Açu Petróleo ), subsidiária da Companhia, após o cumprimento das condições precedentes estabelecidas no contrato de investimento assinado com a Oiltanking. Com isto, o valor em Reais correspondente a US$ ,00 (duzentos milhões de dólares norte-americanos) foi depositado nas contas correntes da Açu Petróleo. Assembleia Geral para Grupamento de Ações Conforme Aviso aos Acionistas divulgado ao mercado em 15 de dezembro de 2015, a Prumo concluiu o grupamento da totalidade das ações ordinárias, nominativas e sem valor nominal de emissão da Companhia, à razão de 10:1, de forma que cada lote de 10 ações ordinárias foram grupados em uma única ação ordinária, sem modificação do capital social. Com isso, o capital total da Companhia passou a ser representado por (duzentas e setenta e sete milhões, setecentas e quarenta e sete mil, quatrocentas e setenta e uma) ações ordinárias, todas nominativas, escriturais e sem valor nominal. 3

4 Eventos subsequentes: Oferta Pública de Ações Conforme Fato Relevante divulgado ao mercado em 07 de dezembro de 2015, a Prumo informou que recebeu uma correspondência de seus acionistas controladores comunicando sobre a intenção de tais acionistas de realizar oferta pública de aquisição das ações de emissão da Companhia em circulação no mercado, com o objetivo de cancelar o registro de companhia aberta perante a CVM, bem como para permitir a saída do segmento de listagem especial do Novo Mercado ( Novo Mercado ) da BM&FBOVESPA S.A. Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros ( BM&FBOVESPA ), nos termos do 4 do artigo 4 da Lei n 6.404/76, conforme alterada, da Instrução CVM n 361/02, conforme alterada, Capítulos X e XI do Regulamento do Novo Mercado e dos artigos 33 e 34 do Estatuto Social da Companhia ( OPA ). Em Assembleia Geral Extraordinária, realizada em 22 de janeiro de 2016, aprovado pela maioria dos votos dos acionistas minoritários detentores de Ações em Circulação presentes, a Ernst & Young Auditores Independentes S.S. foi escolhida como empresa especializada responsável pela elaboração do laudo de avaliação no âmbito da OPA. Em Fato Relevante divulgado em 14 de março de 2016, a Prumo informou que a aprovação de determinados bancos credores da Companhia ( Bancos ) seria necessária para a implementação da OPA. Considerando a impossibilidade de prever, e as incertezas relacionadas ao prazo da negociação com os Bancos para a obtenção da aprovação necessária para a OPA, os Acionistas Controladores informaram à Companhia que decidiram cancelar a OPA. Contrato de Mútuo com EIG Conforme Fato Relevante divulgado ao mercado em 29 de janeiro de 2016, a Prumo, na qualidade de mutuária, assinou um contrato de mútuo com um veículo de investimento administrado por sociedades afiliadas à EIG Global Energy Partners ( EIG ), no valor de US$ 50 milhões, acrescido de uma taxa de juros de 15% (quinze por cento) ao ano ( Contrato de Mútuo ). O principal e os juros estabelecidos no contrato de Mútuo estão sujeitos a determinadas condições de subordinação e pagamento acordadas com os credores de longo prazo da Porto do Açu. Após a dedução de taxas e determinadas despesas, a Companhia aportará parte substancial dos recursos oriundos do Contrato de Mútuo na Porto do Açu Operações S.A., subsidiária integral da Companhia, viabilizando o cumprimento das suas obrigações e, consequentemente, o desenvolvimento do Porto do Açu. 4

5 Acompanhamento das obras Terminal 1 ( T1 ( T1 ) O T1 é composto por um terminal de minério de ferro com 2 berços e capacidade para movimentar mais de 26 milhões de toneladas, por uma ponte de acesso com 3 km de extensão, píer de rebocadores, um quebra-mar que também será utilizado como um terminal de transbordo de petróleo com licença para movimentar até 1,2 milhão de bbl/dia, canal de acesso e bacia de evolução. O contrato de Take-or-Pay para prestação de serviços de movimentação de minério de ferro, firmado entre Anglo American e a Ferroport (anteriormente denominada LLX Minas-Rio) teve início em 1º de julho de 2014 e a primeira operação aconteceu em outubro de Foram realizadas mais de 60 operações de minério de ferro no T1 em Foto do T1 Quebra-mar e Píer para carregamento de minério de ferro. 5

6 Terminal 2 ( T2 ( T2 ) Em 2015, foram atracados aproximadamente 140 navios no T2. No início de Junho de 2015 foi fundeado o último caixão do Terminal 2, além da conclusão do revestimento com pedras ao longo das margens (norte e sul) na entrada do canal do T2, conhecida como rip-rap, (2,545m). No total, o quebra-mar conta com 42 blocos, sendo 26 no molhe sul e 16 no molhe norte. O Terminal 2 tem profundidade do trecho inicial de 14,5 metros e profundidade do trecho final de 10 metros. A dragagem da área da BP Prumo foi concluída em A Linha de transmissão foi concluída em Abril/2015 e a Subestação 138/34KV concluída em Maio/2015. Fechamos o ano de 2015 com 12 km de pavimentação, no interior do Porto do Açu. Três carregamentos de bauxita realizados no T-MULT T em 2015 O T-MULT entrou em operação em setembro de 2015, com três carregamentos de bauxita realizados no Porto do Açu, referente ao contrato assinado entre a Prumo e a Votorantim Metais, que prevê a movimentação de cerca de 300 mil toneladas por ano de bauxita. O primeiro carregamento aconteceu em 22 de setembro de 2015, com o embarque de toneladas de bauxita. O navio Turquoise Ocean, da Libéria, atracou no Terminal Multicargas (T-MULT) do porto no dia 12 de setembro, desatracando no dia 22 de setembro. Trabalharam no embarque cerca de 40 operadores portuários, todos moradores da região e treinados pela Prumo. O segundo embarque foi realizado pelo navio Olympic Peace, das ilhas Marshall, que atracou no T-MULT no dia 24 de outubro, e embarcou toneladas de bauxita. A operação foi concluída em 29 de outubro de 2015, quando o navio desatracou do porto. O terceiro embarque foi realizado pelo navio Mv Tianjin Venture, de Hong Kong, que atracou no T-MULT no dia 16 de dezembro de 2015, e embarcou toneladas de bauxita aproximadamente. A operação foi concluída em 22 de dezembro de 2015, quando o navio desatracou do porto com destino a China. A previsão é que o T-MULT movimente outros produtos como coque, carvão, clinquer, fertilizantes, rochas ornamentais, contêineres, além de bauxita. 6

7 Primeira Operação de Bauxita no T-MULTT Segunda Operação de Bauxita no T-MULTT 7

8 Terceira Operação de Bauxita no T-MULTT Porto recebeu guindastes para operar no T-MULTT O Porto do Açu recebeu em outubro de 2015 dois guindastes MHC no Terminal Multicargas (T- MULT). O navio de carga de projeto, do tipo Heavy Lift, descarregou os equipamentos que, juntos, pesam cerca de 800 toneladas e possuem um alcance de lança de 46 metros, cada. Inicialmente, os guindastes irão movimentar bauxita, mas poderão ser utilizados para todo tipo de carga e operação. A capacidade de içamento de carga de cada guindaste é de até 100 toneladas. Fabricados na Alemanha pela empresa Terex/Gottwald. Os equipamentos serão utilizados para elevação e movimentação de cargas dos navios e pátios de armazenagem por meio de uso de caçambas próprias para movimentação de granel seco, e também poderão operar carga geral e contêineres. 8

9 Montagem do Guindaste no T-MULT Montagem do Guindaste no T-MULT T 9

10 Porto do Açu inicia novo negócio com atracação de sondas O Porto do Açu recebeu, em dezembro de 2015, a sonda de perfuração semissubmersível de águas profundas ODN Tay IV, que pertence a Odebrecht Óleo e Gás (OOG). A sonda é a primeira a atracar no porto e representa o início de um novo negócio. A atracação no T2 possibilitará a realização dos serviços de manutenção e de apoio de rotina. O terminal tem profundidade suficiente para a atracação de sondas de perfuração sem a remoção dos thrusters, permitindo uma atracação segura, eficiente e econômica. A ODN Tay IV possui sistema de Posicionamento Dinâmico (DP - Dynamic Positioning), o que permite que ela atue a até metros de profundidade. A sonda estava apoiando a campanha exploratória da Petrobras em Marlim Leste, na Bacia de Campos. Visão geral do cais do T-MULT 10

11 Fotos do T2 Visão geral T2 (Canal Canal) Área dos Clientes: : Technip, NOV e InterMoor 11

12 Cais do cliente Edison Chouest em construção 12

13 Análise Simplificada da Demonstração de Resultados Consolidada (R$ Mil) IFRS Consolidado (R$ Mil) DRE Var. Receita Operacional Líquida Custo de Venda (66.464) (5.673) (60.791) Lucro Bruto (31.199) Despesas Gerais e Administrativas ( ) ( ) (25.720) Despesas com Vendas - (25.570) (25.570) Outras (despesas) receitas operacionais (17.401) (24.175) Resultado Financeiro ( ) ( ) Resultado de equivalência patrimonial Resultado antes do imposto de renda e da contribuição social Lucro (Prejuízo) líquido do exercício ( ) (55.126) ( ) ( ) (47.631) ( ) Em 2015, a receita líquida consolidada foi de R$101,6 milhões, referentes a cessão do direito real de superfície de terrenos do Porto do Açu, serviços portuários e receita da Reserva Caruara com a Ferroport referente a venda de mudas para cumprimento de condicionantes do processo de licenciamento. O incremento verificado no período em relação a 2014 refere-se principalmente aos novos contratos assinados no final de 2014 e, ao longo de A partir de dezembro de 2015, a Prumo alterou a classificação contábil da empresa Ferroport que anteriormente era contabilizada como uma operação em conjunto ( Joint Operation ) para empreendimento controlado em conjunto ( Joint Venture ). Com esta alteração contábil, o resultado da Ferroport deixou de ser consolidado proporcionalmente e passou a ser reconhecido por equivalência patrimonial. Com o início das operações de bauxita no Terminal Multicargas tivemos a inclusão da linha de custos na DRE que totalizou no trimestre R$66,5 milhões. Os principais custos consolidados referem-se ao início da depreciação e amortização, com a entrada na nova fase operacional estão descritos abaixo: 13

14 - R$ 52,4 milhões de depreciação e amortização - R$ 9,6 milhões de salários e encargos - R$ 1,4 milhão de aluguéis e arrendamentos - R$ 0,4 milhão de serviços de terceiros - R$ 2,7 milhões com materiais de consumo, seguros, impostos, e outras despesas. As despesas administrativas foram de R$140,8 milhões, cerca de R$25,7 milhões acima do ano anterior. Os principais aumentos em relação ao ano de 2014 referem-se ao aumento de pessoal para fazer frente ao início das atividades dos terminais e nas linhas de Serviços de Terceiros referente a contratação de consultorias para as operações financeiras e societárias ocorridas ao longo de A abertura das despesas do ano encontra-se abaixo: R$ 57,4 milhões em gastos com pessoal R$ 38,6 milhões em serviços de terceiros R$ 10,8 milhões em gratificações R$ 8,2 milhões em aluguéis e arrendamentos R$ 7,8 milhões com viagens e estadias R$ 7,3 milhões de redução em depreciação e amortização R$ 1,5 milhão em honorários da administração (stock options) R$ 1,4 milhão em impostos e taxas R$ 1,4 milhão em publicidade R$ 1 milhão em patrocínio e eventos R$ 1 milhão em despesas de telecom e licenças de software R$0,7 milhão em seguros diversos R$ 0,5 milhão em despesas legais R$3,2 milhões em outras despesas diversas 14

15 Com a nova contabilização da Ferroport mencionada anteriormente, o EBITDA consolidado da Prumo ficou em R$ 14,5 milhões negativos. Entretanto com o objetivo de demonstrar o EBITDA consolidado da Prumo na regra de contabilização anterior, apresentamos abaixo uma reconciliação pro-forma do EBITDA Consolidado. Ebitda Pro forma Ferroport 50% Prumo Ajustes * Prumo C onsolidado receita bruta impostos receita liquida custos Resultado bruto Receitas (despesas) operacionais Administrativas e gerais Outras receitas /despesas Resultado de equivalência patrimonial Resultado antes do resultado financeiro e dos tributos Resultado financeiro Resultado antes dos tributos sobre o lucro IR e C SLL corrente/diferido Lucro líquido (Prejuízo) do exercício Depreciação e amortização Ebitda * Ajustes referem-se as eliminações decorrentes da consolidação das empresas do Grupo 15

16 Se levarmos em consideração a regra contábil aplicada anteriormente, o EBITDA consolidado alcançou o montante de R$ 148,2 milhões. Este valor está principalmente relacionado a contribuição da Ferroport relativa à sua operação de serviços portuários para o carregamento de minério de ferro da Anglo American referente ao contrato de Take or Pay existente. No 4T15 o EBITDA alcançou R$ 12,2 milhões impactado principalmente por despesas administrativas extraordinárias não recorrentes incorridas no último trimestre. O resultado financeiro foi impactado pelo início das operações, uma vez que parte das despesas financeiras deixaram de ser capitalizadas e passaram a transitar pelas demonstrações de resultado. Além disso, a emissão de um título de dívida no exterior no montante de U$ 200 milhões e o pagamento de comissões financeiras relacionado a conclusão da negociação do alongamento da dívida de curto prazo contribuíram para o aumento das despesas financeiras. Com isto, o resultado financeiro líquido consolidado em 2015 foi negativo em R$254,6 milhões. As despesas financeiras foram de R$431,9 milhões, compostas principalmente de juros, corretagens e variação monetária. As receitas financeiras foram de R$177,3 milhões, compostas principalmente de juros sobre mútuo, rendimentos sobre aplicações financeiras e juros. O prejuízo líquido em 2015 foi de R$ 216,9 milhões. 16

17 Análise Simplificada do Balanço Patrimonial (R$ Mil) IFRS Consolidado Balanço Patrimonial (R$ mil) Var. Ativo Circulante Ativo Não Circulante Total do Ativo Passivo Circulante ( ) Passivo Não Circulante Patrimônio líquido Total do Passivo e Patrimônio líquido O endividamento líquido da companhia em dezembro de 2015 ficou em R$4,3 bilhões incluindo os juros e atualização monetária. Conforme Fato Relevante divulgado em 13/08/2015, a Companhia alongou integralmente a sua dívida de curto prazo no montante de R$ 2,3 bilhões com o BNDES e com os bancos Bradesco e Santander. Além disso, a Companhia refinanciou sua emissão de debentures com o fundo FI- FGTS no montante principal de R$ 750 milhões nas mesmas condições de prazo que com o BNDES e os outros bancos. Esta operação está refletida no balanço de fechamento do ano de 2015 da Companhia. O imobilizado consolidado passou de R$3,2 bilhões no 4T14 para R$3,9 bilhões no 4T15 e esse aumento está associado ao avanço físico na construção da infraestrutura necessária para o início das operações nos terminais do Porto do Açu. 17

18 CAPEX FERROPORT Em 2015, o Capex realizado no terminal de minério de ferro foi de R$ 405,2 milhões, alocados da seguinte forma: R$ 225,6 milhões foram investidos na construção do quebra-mar do Terminal 1 R$ 127,4 milhões foram alocados no aprofundamento da dragagem para 20,5m de profundidade no Terminal 1 R$ 18,7 milhões em Projetos de Melhorias da Planta e Eficiência Operacional R$ 9,8 milhões em Compensações Florestais e Monitoramento Ambiental da Implantação R$ 23,7 milhões em outros gastos Sendo que: R$ 257,4 milhões foram apropriados para Ferroport R$ 88,9 milhões foram apropriados para Açu Petróleo S.A. R$ 58,9 milhões foram apropriados para Anglo American A capitalização de juros na Ferroport deixou de ser realizada desde o primeiro embarque de minério de ferro ocorrido em outubro de 2014, quando passou para a fase operacional. De 2007 até o 2015, já foram investidos aproximadamente R$ 4,3 bilhões, incluindo juros capitalizados. Se não levarmos em consideração os juros capitalizados, o CAPEX do projeto desde 2007 até 2015 foi de R$3,7 bilhões. O volume embarcado de minério de ferro em 2015 foi de aproximadamente 9 milhões de toneladas, com mais de 60 embarques realizados. 18

19 CAPEX AÇU A empresa Porto do Açu iniciou suas atividades em 2011 com arrendamento de retroárea e em novembro de 2014 iniciou sua operação no canal do Terminal 2. Em setembro de 2015 o terminal multicargas (T-MULT), no Terminal 2, se tornou operacional com o primeiro embarque de bauxita realizado. O Porto do Açu iniciou suas atividades no último trimestre de 2014 com as operações nos terminais 1 e 2. Portanto, os correspondentes ativos foram reclassificados para imobilizado em uso, iniciando-se a depreciação dos mesmos. Com a conclusão das obras de infraestrutura do Porto do Açu e a entrada em operação dos seus terminais os juros decorrentes dos empréstimos existentes não serão mais capitalizados. Em 2015, o Capex consolidado realizado na Porto do Açu e na Açu Petróleo S.A. foi de R$985,2 milhões, incluindo juros capitalizados de R$85,2 milhões. De 2007 até 2015, já foram investidos aproximadamente R$ 7,4 bilhões, incluídos juros capitalizados. Se não levarmos em consideração os juros capitalizados no ano, o CAPEX em 2015 foi de R$ 900,0 milhões e o CAPEX total do Projeto de 2007 até 2015 é de R$6,3 bilhões. O valor de R$985,2 milhões é formado pela variação do Imobilizado Consolidado da Prumo Logística de R$754,2 milhões e pela variação de R$61,1 milhões de propriedade para investimento. A diferença de R$169,9 milhões, é explicada principalmente pela baixa do ativo imobilizado em contrapartida ao aumento da conta de créditos a receber, relacionados a parte da OSX no Capex da Infraestrutura comum do Terminal 2, além de eliminações de consolidação entre empresas e credito de PIS e COFINS. As principais atividades relacionadas aos investimentos realizados no ano estão descritas abaixo. Juros capitalizados de R$85,2 milhões T-Oil R$ 319,8 milhões o o o o o T1 Dragagem R$ 16,3 milhões T1 Quebramar R$ 85,9 milhões Montagem Eletromecânica R$ 75,8 milhões Obras Civis R$ 140,4 milhões Gerenciamento de obras civis R$ 1,4 milhão Canal do T2 R$ 256,8 milhões o o o T2 Dragagem R$ 128,1 milhões T2 Quebramar 98,7 milhões Pedras R$ 20,9 milhões 19

20 o Gerenciamento de obras civis R$ 9,1 milhões Terminal Multicargas R$ 126,1 milhões Infraestrutura Geral R$ 77,8 milhões BP- Prumo R$38,9 milhões Sustentabilidade R$ 26,0 milhões Parque Gerador R$ 17,0 milhões Gestão Fundiária R$ 11,4 milhões Engenharia R$ 11,3 milhões Terminal de Gás R$ 1,2 milhão Outros R$ 13,7 milhões O Capex estimado para o ano de 2016 é de R$ 750 milhões e será investido pelas seguintes empresas: - Açu Petróleo R$$ 360 milhões - Porto do Açu e outras empresas controladas pela Prumo - R$ 390 milhões 20

21 Responsabilidade Socioambiental A Prumo acredita que possui papel social estratégico e transformador nas áreas onde atua e, por isso, conduz seus projetos de forma sustentável, promovendo compromisso permanente com a responsabilidade social e ambiental, a segurança e a saúde ocupacional em todas as suas atividades. O ano de 2015 foi marcado por diversas ações socioambientais desenvolvidas pela Prumo na região de Campos e São João da Barra, onde está localizado o Porto do Açu. Na área educacional, a Prumo participou da 4ª Feira Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação (FeMuCTI), em São João da Barra. Esta edição ocorreu paralelamente às atividades da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), coordenada pelo Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação. Na área de capacitação e geração de renda, a Prumo realizou o programa de qualificação que formou 129 profissionais no curso de Operador Portuário. Destes profissionais, a Prumo já contratou 41, que fazem parte do time de Operações do T-MULT. O curso foi realizado em parceria com a Prefeitura de São João da Barra e o Instituto de Capacitação Técnica Profissional (Incatep). Atualmente, todos os operadores portuários do T-MULT são moradores da região de influência do Porto do Açu. Ao longo do ano, parcerias com universidades foram firmadas para a realização de eventos como a III Feira de Estágio e Emprego, a XIII Semana da Biologia e a 1ª Semana de Inovação e Empreendedorismo. Através da Rede de Empregabilidade a Prumo, em associação com todas as empresas presentes do Porto do Açu, permanece com o constante monitoramento das oportunidades de novos postos de trabalhos e gerenciando um banco de currículos único que serve a todas os parceiros do Porto e seus fornecedores. Com esta iniciativa, há um aproveitamento sustentável da mão de obra local, vis a vis as demandas de mão de obra dos novos empreendimentos em curso. Já na área de Meio Ambiente, a Prumo participou de alguns projetos de educação ambiental em escolas de São João da Barra, como: estufa de cultivo protegido, coleta seletiva e área de lazer utilizando materiais reciclados retirados da obra do Porto. Também ganhou destaque em 2015, o projeto de preservação de tartarugas marinhas desenvolvido em parceria com o Tamar. Crianças e adolescentes, que integram o projeto Botinho, acompanharam a soltura de cerca de 50 filhotes e receberam informações sobre a forma de vida e preservação desta espécie ameaçada de extinção. 21

22 Importantes datas voltadas para o Meio Ambiente foram lembradas, como: o Dia da Água, o Dia Mundial do Meio Ambiente e o Dia Mundial da Saúde. Para celebrar as ocasiões, a Prumo preparou uma série de ações incluindo debates e palestras sobre cuidados com a saúde e estímulo à prática de exercícios físicos, além de apresentações de peças teatrais e plantio de mudas para conscientizar sobre a importância da preservação dos recursos naturais. Outro destaque de 2015 foi na área social. Em parceira com o Governo do Estado do Rio de Janeiro, a Prumo concluiu mais uma etapa do programa de reassentamento rural Vila da Terra, com a construção e entrega das casas restantes e a mudança das últimas famílias, totalizando 53 famílias reassentadas. Localizado na área da Fazenda Palacete em São João da Barra, o local é destinado a famílias desapropriadas para a criação do Distrito Industrial de São João da Barra, em implantação pela CODIN. A comunidade pesqueira esteve no Porto do Açu e discutiu a segurança marítima no entorno do empreendimento. Participaram da visita os presidentes das Colônias de Pescadores, representantes da Marinha e de secretarias de Pesca de Campos, São João da Barra e São Francisco de Itabapoana. Além de aspectos ligados à segurança marítima, a legalização das embarcações e a regularização do fluxo de navegação foram alguns dos temas abordados. Outro tema que se destacou em 2015 foi educação no trânsito. O Programa de Controle e Melhoria do Tráfego, desenvolvido pela Prumo na região, lançou a campanha Trânsito Seguro, Abrace essa Ideia, em parceria com a Prefeitura Municipal de São João da Barra. A ação abordou cerca de motoristas em cinco blitz educativas. Folhetos explicativos foram distribuídos para alertar sobre os riscos de acidentes causados por animais circulando nas vias. Já os caminhoneiros foram alvo do projeto Comandos de Saúde nas Rodovias, que orientou 200 motoristas sobre como manter uma rotina mais saudável e formas de prevenção de acidentes e doenças. Uma campanha de cidadania no trânsito foi levada às escolas municipais de São João da Barra. Batizada de Pequenos Disseminadores de Trânsito, a ação alertou sobre os cuidados ao atravessar a rua, a necessidade de sempre utilizar o cinto de segurança e os limites de velocidade. Para encerrar o ano, a Prumo inaugurou a exposição fotográfica Navegando na Fé que conta, por meio de 43 painéis, a história do município de São João da Barra a partir das tradicionais 22

23 procissões fluviais. Com o apoio da Secretaria Municipal de Educação e Cultura, a exposição valoriza a tradição cultural dos pescadores da região. Mercado de Capitais e Governança Corporativa As ações da Prumo são listadas no Novo Mercado, nível mais elevado de Governança Corporativa da Bovespa, reforçando a importância do Mercado de Capitais para a Companhia. No quarto trimestre de 2015, as ações da Prumo tiveram um volume médio diário de R$3,55 milhões e negócios por dia. Abrimos o ano de 2015 com a ação PRML3 no valor de R$ 4,80, e fechamos em 30 de dezembro com valor de R$ 9,50 por ação (valor ajustado pós grupamento). Em 30 de dezembro de 2015, a Prumo possuía pós grupamento de ações. A Prumo possui um Conselho de Administração formado por 6 membros, dentre os quais 2 são independentes. O Conselho se reúne com periodicidade trimestral, além das reuniões extraordinárias agendadas conforme a necessidade. A Prumo conta, ainda, em sua estrutura de Governança Corporativa com um Comitê de Auditoria que tem como objetivo assessorar o Conselho de Administração no desempenho de suas atividades relacionadas ao acompanhamento das práticas contábeis adotadas na elaboração das demonstrações financeiras da Companhia e de suas controladas e, ainda, na indicação e avaliação da auditoria independente. O Comitê é subordinado ao Conselho de Administração da Companhia que atua com independência em relação à Diretoria. 23

24 Em milhares de reais Receita líquida de serviços C usto das vendas (66.464) (5.673) Lucro bruto Receitas (despesas) operacionais ( ) ( ) Despesas com vendas - (25.570) Despesas gerais e administrativas ( ) ( ) Outras receitas Outras despesas (22.167) (40.551) Resultado antes das receitas (despesas) financeiras liquidas e impostos Demonstração de Resultado Consolidado - IFRS ( ) (98.495) Resultado financeiro ( ) Receitas financeiras Despesas financeiras ( ) (65.468) Resultado de equivalência patrimonial Resultado antes dos impostos ( ) (55.126) Imposto de renda e contribuição social corrente (2.305) (10.258) Imposto de renda e contribuição social diferidos Resultado das operações continuadas Lucro (Prejuízo) do período ( ) (47.631) 24

25 PRUMO Logística S.A. Balanço Patrimonial ( em milhares de reais) Consolidado Ativo Ativo C irculante Caixa e equivalentes de caixa C lientes Despesas antecipadas Impostos a recuperar Adiantamentos diversos Depósitos bancários vinculados Contas a receber e mútuos com partes relacionadas Estoque Créditos com terceiros Imposto de renda e contribuição social a recuperar Outros Ativo Não C irculante Impostos diferidos Depósitos judiciais Depósitos restituíveis C réditos com terceiros Partes relacionadas Depósitos bancários vinculados Impostos a recuperar Investimentos Imobilizado Intangíveis Total do Ativo

26 PRUMO Logística S.A. Balanço Patrimonial ( em milhares de reais) Consolidado Passivo C irculante Fornecedores Empréstimos, financiamentos e debêntures Impostos e contribuições a recolher Imposto de renda e contribuição social a recolher Salários e encargos a pagar Contas a pagar e empréstimos com partes relacionadas Adiantamento de clientes Outros Passivo Não C irculante Empréstimos, financiamentos e debêntures Impostos e contribuições a recolher Impostos diferidos Provisão para contingências Obrigações com terceiros Adiantamento de clientes Outros Patrimônio líquido Capital social Reservas de capital Ajuste de avaliação patrimonial Prejuízos acumulados ( ) ( ) Participação de acionistas não controladores Total do Passivo e Patrimônio líquido

27 Informações da Teleconferência Quinta-feira, 24 de Março às 11:00 (Brasília); 08:00 (US-ET). Telefones para conexão dos participantes: Dial in com conexões no Brasil: Dial in com conexões no Brasil: Toll-free com conexões nos Estados Unidos: Dial in com conexões nos Estados Unidos: Senha para participantes: Prumo Dados para o acesso a apresentação: (inglês) (português) Os participantes devem se conectar 10 minutos antes do início da teleconferência. Contatos Relações com Investidores: Eugenio Leite de Figueiredo - Diretor Financeiro e de Relações com Investidores Luiz Felipe Jansen de Mello - Gerente de Relações com Investidores Flávia Tavares - Analista de Relações com Investidores Luciane Teixeira Analista de Relações com Investidores / Imprensa: Bárbara Bortolin - /

DIVULGAÇÃO DE RESULTADO 3T15

DIVULGAÇÃO DE RESULTADO 3T15 DIVULGAÇÃO DE RESULTADO 3T15 Rio de Janeiro, 11 de Novembro de 2015 - A PRUMO LOGÍSTICA S.A. ( Companhia ou PRUMO ) (Bovespa: PRML3), empresa privada brasileira responsável pelo empreendimento do Porto

Leia mais

Reunião Pública Prumo. 25 de Novembro de 2015

Reunião Pública Prumo. 25 de Novembro de 2015 Reunião Pública Prumo 25 de Novembro de 2015 Estrutura Societária 74,3% 6,7% Outros Minoritários 19% FERROPORT PORTO DO AÇU GNA AÇU PETROLEO BP-PRUMO 100% 100% 50% 20% 50% 2 Porto do Açu Características:

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2014

DIVULGAÇÃO DE RESULTADO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2014 Relatório de Resultados DIVULGAÇÃO DE RESULTADO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2014 Rio de Janeiro, 13 de Agosto de 2014 - A PRUMO LOGÍSTICA S.A. ( Companhia ou PRUMO ) (Bovespa: PRML3), empresa privada brasileira

Leia mais

Janeiro 2016. PORTO DO AÇU Soluções de Infraestrutura para o Brasil

Janeiro 2016. PORTO DO AÇU Soluções de Infraestrutura para o Brasil Janeiro 2016 PORTO DO AÇU Soluções de Infraestrutura para o Brasil Estrutura Societária 74,3% 6,7% Outros Minoritários 19% FERROPORT PORTO DO AÇU GNA AÇU PETROLEO T-MULT BP-PRUMO 100% 100% 100% 50% 20%

Leia mais

SUPERPORTO DO AÇU. Rio de Janeiro Junho de 2013

SUPERPORTO DO AÇU. Rio de Janeiro Junho de 2013 SUPERPORTO DO AÇU Rio de Janeiro Junho de 2013 SUPERPORTO DO AÇU X PORTOS BRASILEIROS Típico Porto brasileiro: estrangulado pelo crescimento da cidade X Superporto do Açu: Complexo Industrial de 90Km²

Leia mais

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2015 (2T15 ) LOJAS RENNER S.A.

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2015 (2T15 ) LOJAS RENNER S.A. Resultados 2T15 LOJAS RENNER S.A. Companhia constituída em 1965 e de capital aberto desde 1967. Capital totalmente pulverizado desde 2005, com 100% de free float, sendo considerada a primeira corporação

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 Americana SP, 23 de março de 2005 A VIVAX S.A. (Bovespa: VVAX11), ou Companhia, segunda maior operadora de TV a Cabo do Brasil, em número de assinantes, e uma das principais

Leia mais

DIRECIONAL ANUNCIA RECORDE HISTÓRICO DE VENDAS NO 3T09

DIRECIONAL ANUNCIA RECORDE HISTÓRICO DE VENDAS NO 3T09 Divulgação de Resultados 3T09 DIRECIONAL ANUNCIA RECORDE HISTÓRICO DE VENDAS NO 3T09 - VENDAS CONTRATADAS DE R$242,7 MILHÕES NO 3T09, COM VSO 45% - - EBITDA DE R$35,0 MILHÕES, COM 31,1% DE MARGEM EBITDA

Leia mais

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO 1. DESTAQUES O ano de 2016 começou com o cenário macroeconômico muito parecido de 2015, uma vez que o mercado continua com tendências negativas em relação a PIB, inflação e taxa de juros. Novamente a Ouro

Leia mais

Principais destaques do 1T09 e eventos subsequentes relacionados aos projetos da LLX:

Principais destaques do 1T09 e eventos subsequentes relacionados aos projetos da LLX: Rio de Janeiro, 15 de maio de 2009 A LLX Logística S.A. ( LLX ou a Companhia na Bovespa: LLXL3), Companhia que está construindo dois projetos de complexos portuários na região Sudeste, sendo um deles um

Leia mais

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos.

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos. São Paulo, 13 de maio de 2013 - A Unidas S.A. ( Companhia ou Unidas ) anuncia os seus resultados do primeiro trimestre de 2012 (). As informações financeiras são apresentadas em milhões de Reais, exceto

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2012 - TECNISA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2012 - TECNISA S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

BR Towers SPE1 S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e relatório dos auditores independentes

BR Towers SPE1 S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e relatório dos auditores independentes Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e relatório dos auditores independentes Demonstração do resultado Exercício/período findo em 31 de dezembro Receita líquida (Nota 14) 13.913 Custo

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2011 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2011 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente 6 Demonstração

Leia mais

Plano de Contas Referencial da Secretaria da Receita Federal 1 de 32

Plano de Contas Referencial da Secretaria da Receita Federal 1 de 32 Plano de Contas Referencial da Secretaria da Receita Federal 1 de 32 Plano de Contas Referencial da Secretaria da Receita Federal após a Lei 11638/07 Quando informado o registro: as instituições sujeitas

Leia mais

Abril Educação S.A. Informações Pro Forma em 31 de dezembro de 2011

Abril Educação S.A. Informações Pro Forma em 31 de dezembro de 2011 Informações Pro Forma em 31 de dezembro de 2011 RESULTADOS PRO FORMA NÃO AUDITADOS CONSOLIDADOS DA ABRIL EDUCAÇÃO As informações financeiras consolidadas pro forma não auditadas para 31 de dezembro de

Leia mais

INVESTCO S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO

INVESTCO S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO INVESTCO S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO Aos Srs. Acionistas Investco S.A. Anexo I - Comentários dos Diretores da Companhia Contas dos Administradores referentes ao exercício social encerrado em 31.12.2012.

Leia mais

Relações com Investidores. www.petroriosa.com.br ri@petroriosa.com.br +55 21 3721-3810 2T15. Divulgação de Resultados

Relações com Investidores. www.petroriosa.com.br ri@petroriosa.com.br +55 21 3721-3810 2T15. Divulgação de Resultados Relações com Investidores www.petroriosa.com.br ri@petroriosa.com.br +55 21 3721-3810 2T15 Divulgação de Resultados RESULTADOS REFERENTES AO 2T15 Rio de Janeiro, 20 de agosto de 2015 A Petro Rio S.A. (

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 2014

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 2014 DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 2014 LUPATECH S.A. CNPJ/MF nº 89.463.822/0001-12 NIRE 43300028534 Companhia Aberta de Capital Autorizado Novo Mercado Relatório da Administração Mensagem da Administração Senhores

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01999-2 TOTVS S/A 53.113.791/0001-22 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01999-2 TOTVS S/A 53.113.791/0001-22 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/6/21 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Reapresentação Espontânea O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES

Leia mais

Outras Receitas (Despesas) Operacionais A tabela a seguir detalha os principais itens desta rubrica, em R$ milhões.

Outras Receitas (Despesas) Operacionais A tabela a seguir detalha os principais itens desta rubrica, em R$ milhões. Desempenho Operacional e Financeiro Consolidado As informações contidas neste comunicado são apresentadas em Reais e foram preparadas de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil que compreendem

Leia mais

Inepar Telecomunicações S.A. Demonstrações Contábeis em 31 de dezembro de 2008 e 2007

Inepar Telecomunicações S.A. Demonstrações Contábeis em 31 de dezembro de 2008 e 2007 80 Inepar Telecomunicações S.A. Demonstrações Contábeis em 31 de dezembro de 2008 e 2007 Parecer dos Auditores Independentes 81 Aos Acionistas da Inepar Telecomunicações S.A Curitiba - PR 1. Examinamos

Leia mais

COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO

COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO COMENTÁRIO DO DESEMPENHO CONSOLIDADO Uberlândia MG, Maio de 2013 A Algar Telecom, Companhia completa e integrada de telecomunicações e TI, detentora da marca CTBC, divulga seus resultados do 1º Trimestre

Leia mais

VALID SOLUÇÕES E SERVIÇOS DE SEGURANÇA EM MEIOS DE PAGAMENTO E IDENTIFICAÇÃO S.A. 1ª Emissão Pública de Debêntures

VALID SOLUÇÕES E SERVIÇOS DE SEGURANÇA EM MEIOS DE PAGAMENTO E IDENTIFICAÇÃO S.A. 1ª Emissão Pública de Debêntures VALID SOLUÇÕES E SERVIÇOS DE SEGURANÇA EM MEIOS DE PAGAMENTO E IDENTIFICAÇÃO S.A. 1ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2011 VALID SOLUÇÕES E SERVIÇOS DE SEGURANÇA

Leia mais

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011 Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 4 o Trimestre de 2011 São Paulo, 22 de março de 2012 - Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3), uma das maiores redes varejistas com foco em bens duráveis

Leia mais

A TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA O RESULTADO DO QUARTO TRIMESTRE DE 2000 E DO ANO DE 2000

A TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA O RESULTADO DO QUARTO TRIMESTRE DE 2000 E DO ANO DE 2000 TELE NORTE CELULAR PARTICIPAÇÕES S.A. João Cox Vice Presidente de Finanças e Diretor de Relações com Investidores jcox@telepart.com.br 0XX61-429-5600 Leonardo Dias Gerente de Relações com Investidores

Leia mais

TRX Securitizadora de Créditos Imobiliários S.A.

TRX Securitizadora de Créditos Imobiliários S.A. Balanços patrimoniais em 31 de dezembro (Em Reais) (reclassificado) (reclassificado) Ativo Nota 2012 2011 Passivo Nota 2012 2011 Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 4 61.664 207.743 Fornecedores

Leia mais

BR INSURANCE CORRETORA DE SEGUROS S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1 TRIMESTRE DE 2016.

BR INSURANCE CORRETORA DE SEGUROS S.A. ANUNCIA OS RESULTADOS DO 1 TRIMESTRE DE 2016. RELEASE DE RESULTADOS Relações com Investidores Marcelo Moojen Epperlein Diretor-Presidente e de Relações com Investidores (55 11) 3175-2900 ri@brinsurance.com.br Ana Carolina Pires Bastos Relações com

Leia mais

GAIDAS & SILVA AUDITORES INDEPENDENTES

GAIDAS & SILVA AUDITORES INDEPENDENTES RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Aos Administradores do GRÊMIO RECREATIVO BARUERI Examinamos as demonstrações contábeis do GRÊMIO RECREATIVO BARUERI, que compreendem

Leia mais

Apresentação de Resultados 3T14

Apresentação de Resultados 3T14 Apresentação de Resultados 3T14 Destaques do Período Início da operação comercial dos parques do LER 2009 Maior complexo de energia eólica da América Latina: 14 parques, 184 aerogeradores, 294,4 MW de

Leia mais

GTD PARTICIPAÇÕES S.A.

GTD PARTICIPAÇÕES S.A. GTD PARTICIPAÇÕES S.A. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS REFERENTES AOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009 E 2008 E PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES GTD PARTICIPAÇÕES S.A. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS

Leia mais

OER Caçu Energia S.A. Balanços patrimoniais em 31 de dezembro Em milhares de reais

OER Caçu Energia S.A. Balanços patrimoniais em 31 de dezembro Em milhares de reais . Balanços patrimoniais em 31 de dezembro Em milhares de reais Ativo 2013 Passivo e patrimônio líquido (passivo a descoberto) 2013 Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 200 Empréstimos e

Leia mais

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO 1. DESTAQUES O ano de 2015 está demonstrando ser muito desafiador, apresentando um cenário macroeconômico incerto, onde as expectativas do mercado preveem redução do PIB, aumento da inflação e da taxa

Leia mais

GERDAU S.A. Informações consolidadas 1T09 07/05/09

GERDAU S.A. Informações consolidadas 1T09 07/05/09 Visão Ser uma empresa siderúrgica global, entre as mais rentáveis do setor. Missão A Gerdau é uma empresa com foco em siderurgia, que busca satisfazer as necessidades dos clientes e criar valor para os

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2001 E DE 2000

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2001 E DE 2000 NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2001 E DE 2000 (Em milhares de reais exceto quando indicado) 1 CONTEXTO OPERACIONAL A Companhia de Saneamento de Minas Gerais COPASA é

Leia mais

TELECONFERÊNCIA 4T08

TELECONFERÊNCIA 4T08 TELECONFERÊNCIA 4T08 5 de agosto de 2008 1 08/07 09/07 10/07 11/07 12/07 01/08 02/08 03/08 Cenário Preço de Commodities 04/08 05/08 06/08 07/08 08/08 Preço das Commodities 220.0 200.0 180.0 160.0 140.0

Leia mais

LOJAS RENNER DIVULGA R$ 511,4 MILHÕES DE RECEITA LÍQUIDA TOTAL NO 3T08

LOJAS RENNER DIVULGA R$ 511,4 MILHÕES DE RECEITA LÍQUIDA TOTAL NO 3T08 LOJAS RENNER DIVULGA R$ 511,4 MILHÕES DE RECEITA LÍQUIDA TOTAL NO 3T08 Porto Alegre, 30 de outubro de 2008 LOJAS RENNER S.A. (Bovespa: LREN3), segunda maior rede de lojas de departamentos de vestuário

Leia mais

Eólica Faísa V Geração e Comercialização de Energia Elétrica S.A.

Eólica Faísa V Geração e Comercialização de Energia Elétrica S.A. Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo 2012 2011 Passivo e patrimônio líquido 2012 2011 (Não auditado) (Não auditado) Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa (Nota 4) 415 7 Fornecedores

Leia mais

Divulgação de Resultados 3T15

Divulgação de Resultados 3T15 São Paulo - SP, 4 de Novembro de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000)

DESTAQUES NO PERÍODO. Dados Financeiros (R$ x 1.000) Blumenau SC, 27 de julho de 2007 A Cremer S.A. (Bovespa: CREM3), distribuidora de produtos para a saúde e também líder na fabricação de produtos têxteis e adesivos cirúrgicos, anuncia hoje seus resultados

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2012 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2012 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Data-Base - 31/03/1999 01763-9 TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. 02.558.115/0001-21

Data-Base - 31/03/1999 01763-9 TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. 02.558.115/0001-21 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Data-Base - 31/3/1999 Divulgação Externa O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA,

Leia mais

Fonte: http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/pesquisas/pia/default.asp?o=16&i=p. Conceituação das variáveis (Dados a partir de 1996 - Empresa):

Fonte: http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/pesquisas/pia/default.asp?o=16&i=p. Conceituação das variáveis (Dados a partir de 1996 - Empresa): Pesquisa Industrial Anual Fonte: http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/pesquisas/pia/default.asp?o=16&i=p Conceituação das variáveis (Dados a partir de 1996 - Empresa): Aluguéis e arrendamentos Despesas com

Leia mais

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 São Paulo, 25 de fevereiro de 2005 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia hoje seus

Leia mais

BANCO ABC BRASIL S.A. CNPJ/MF nº 28.195.667/0001-06 Companhia Aberta AVISO AOS ACIONISTAS AUMENTO DE CAPITAL MEDIANTE SUBSCRIÇÃO PARTICULAR DE AÇÕES

BANCO ABC BRASIL S.A. CNPJ/MF nº 28.195.667/0001-06 Companhia Aberta AVISO AOS ACIONISTAS AUMENTO DE CAPITAL MEDIANTE SUBSCRIÇÃO PARTICULAR DE AÇÕES BANCO ABC BRASIL S.A. CNPJ/MF nº 28.195.667/0001-06 Companhia Aberta AVISO AOS ACIONISTAS AUMENTO DE CAPITAL MEDIANTE SUBSCRIÇÃO PARTICULAR DE AÇÕES Banco ABC Brasil S.A. ( Companhia ), vem a público comunicar

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2014 - COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS Versão : 2. Composição do Capital 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2014 - COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS Versão : 2. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 7 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2011 - CEMEPE INVESTIMENTOS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2011 - CEMEPE INVESTIMENTOS SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Fluxo de Caixa 5 Demonstração das Mutações

Leia mais

Relatório dos Auditores Independentes sobre as demonstrações financeiras Em 31 de dezembro de 2010 MUDAR SPE MASTER EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A.

Relatório dos Auditores Independentes sobre as demonstrações financeiras Em 31 de dezembro de 2010 MUDAR SPE MASTER EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A. Relatório dos Auditores Independentes sobre as demonstrações financeiras Em 31 de dezembro de 2010 MUDAR SPE MASTER EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A. ÍNDICE 1. Relatório dos Auditores Independentes 03

Leia mais

DESTAQUES DO PERÍODO. A Companhia encerrou o 2T09 com um saldo de caixa de R$ 273,2 milhões e dívida líquida de R$ 182,0 milhões.

DESTAQUES DO PERÍODO. A Companhia encerrou o 2T09 com um saldo de caixa de R$ 273,2 milhões e dívida líquida de R$ 182,0 milhões. SANTOS BRASIL PARTICIPAÇÕES ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$ 12,9 MILHÕES NO 2T09. São Paulo, 29 de julho de 2009 A Santos Brasil Participações S.A. (Bovespa: STBP11), maior operadora portuária de contêineres

Leia mais

IESA ÓLEO & GÁS S.A. Demonstrações Financeiras período findo em 30 de setembro de 2009 e 31 de dezembro de 2008

IESA ÓLEO & GÁS S.A. Demonstrações Financeiras período findo em 30 de setembro de 2009 e 31 de dezembro de 2008 Demonstrações Financeiras período findo em 30 de setembro de 2009 e 31 de dezembro de 2008 Demonstrações Financeiras período findo em 30 de setembro de 2009 e 31 de dezembro de 2008 Conteúdo Balanços Patrimoniais

Leia mais

Serviço Funerário Bom Pastor Ltda ME Demonstrações contábeis findas em 31 de dezembro de 2014

Serviço Funerário Bom Pastor Ltda ME Demonstrações contábeis findas em 31 de dezembro de 2014 Serviço Funerário Bom Pastor Ltda ME Demonstrações contábeis findas Demonstrações financeiras em IFRS e baseadas nos Pronunciamentos Técnicos emitidos pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis - CPC em

Leia mais

Resultados 3T06 8 de novembro de 2006

Resultados 3T06 8 de novembro de 2006 PUBLICIDADE CAIXA CRESCEU 49% BASE DE ASSINANTES BANDA LARGA CRESCEU 35% MARGEM DE EBITDA ATINGIU 29% São Paulo, O UOL (BOVESPA: UOLL4) anuncia hoje os resultados do 3T06. As demonstrações financeiras

Leia mais

Fundo de Investimento Imobiliário Hospital da Criança (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.)

Fundo de Investimento Imobiliário Hospital da Criança (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.) Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo 2008 2007 Passivo e patrimônio líquido 2008 2007 Circulante Circulante Bancos 3 15 Rendimentos a distribuir 412 366 Aplicações financeiras de renda fixa 28 8

Leia mais

Rodobens Locação de Imóveis Ltda.

Rodobens Locação de Imóveis Ltda. Rodobens Locação de Imóveis Ltda. Demonstrações contábeis referentes ao exercício findo em 31 de dezembro de 2013 e relatório dos auditores independentes Approach Auditores Independentes Relatório dos

Leia mais

Resultados do 2T08. Destaques. Relações com Investidores

Resultados do 2T08. Destaques. Relações com Investidores Resultados do 2T08 Uberlândia MG, Agosto de 2008 A CTBC Companhia de Telecomunicações do Brasil Central S.A, empresa integrada de telecomunicações com um portfólio completo de serviços, divulga seus resultados

Leia mais

Demonstrações Financeiras Yuny Incorporadora S.A. 31 de dezembro de 2013 e 2012 com Relatório dos Auditores Independentes

Demonstrações Financeiras Yuny Incorporadora S.A. 31 de dezembro de 2013 e 2012 com Relatório dos Auditores Independentes Demonstrações Financeiras Yuny Incorporadora S.A. 31 de dezembro de 2013 e 2012 com Relatório dos Auditores Independentes Yuny Incorporadora S.A. Demonstrações financeiras 31 de dezembro de 2013 e 2012

Leia mais

00009-4 PANATLANTICA SA 92.693.019/0001-89

00009-4 PANATLANTICA SA 92.693.019/0001-89 NOTA 01 - CONTEXTO OPERACIONAL A Companhia, com sede em Gravataí (RS) e unidade industrial em Glorinha (RS), tem por objeto a industrialização, comércio, importação, exportação e beneficiamento de aços

Leia mais

CNPJ 47.902.648/0001-17. CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE MAIO DE 2015 (Em R$ Mil)

CNPJ 47.902.648/0001-17. CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE MAIO DE 2015 (Em R$ Mil) CET - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE MAIO DE 2015 CNPJ 47.902.648/0001-17 ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE PASSIVO CIRCULANTE Caixa e Equivalentes de Caixa 1.829 Fornecedores 58.422 Contas a Receber 238.880

Leia mais

1T05. Celesc apresenta lucro líquido de R$ 23 milhões no 1 o trimestre de 2005. Resultado do 1 o trimestre de 2005. Principais Destaques

1T05. Celesc apresenta lucro líquido de R$ 23 milhões no 1 o trimestre de 2005. Resultado do 1 o trimestre de 2005. Principais Destaques Celesc apresenta lucro líquido de R$ 23 milhões no 1 o trimestre de 2005 Divulgação Imediata Cot. da Ação PNB CLSC6) em 31/03/05: R$ 0,90/ação Valoriz. No 1T05: -16% Valor de Mercado R$ : 694 milhões US$

Leia mais

COMPANHIA SIDERÚRGICA NACIONAL

COMPANHIA SIDERÚRGICA NACIONAL P E N T Á G O N O D E B T R E S E A R C H COMPANHIA SIDERÚRGICA NACIONAL RELATÓRIO DO AGENTE FIDUCIÁRIO BRASIL SETOR: SIDERÚRGIA CÓDIGO CETIP: CSNA13-23 CÓDIGO CBLC: CSNA-D31-D32 REGISTRO NA CVM Nº: CVM/SRE/DEB-2003/022

Leia mais

Fator Veritá Fundo de Investimento Imobiliário (Administrado pelo Banco Fator S.A.)

Fator Veritá Fundo de Investimento Imobiliário (Administrado pelo Banco Fator S.A.) Fator Veritá Fundo de Investimento Imobiliário Demonstrações Financeiras Referentes ao Exercício Findo em 31 de Dezembro de 2011 e Relatório dos Auditores Independentes CNPJ 11.664.201/0001-00 Deloitte

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2012 - PORTO SEGURO SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2012 - PORTO SEGURO SA Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Relatório de Resultados

Relatório de Resultados Relatório de Resultados LLX Relatório de Resultados do 2 Trimestre de 2012 Rio de Janeiro, 13 de agosto de 2012 - A LLX LOGÍSTICA S.A. ( Companhia ou LLX ) (Bovespa: LLXL3), empresa privada brasileira

Leia mais

Apresentação Corporativa. Dezembro 2014

Apresentação Corporativa. Dezembro 2014 Apresentação Corporativa Dezembro 2014 O Açu é uma solução estruturante para diversas indústrias Exemplo: evolução da indústria do petróleo nos próximos anos Crescimento esperado de 13% ao ano Crescimento

Leia mais

FI BB Votorantim JHSF Cidade Jardim Continental Tower (Administrado pela Citibank Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A.

FI BB Votorantim JHSF Cidade Jardim Continental Tower (Administrado pela Citibank Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A. FI BB Votorantim JHSF Cidade Jardim (Administrado pela Citibank Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A.) Balanço patrimonial em 31 de dezembro de 2014 e 2013 Em milhares de reais ATIVO 2014

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2014 - CYRELA COMMERCIAL PROPERTIES SA EMP PART Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2014 - CYRELA COMMERCIAL PROPERTIES SA EMP PART Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

Contabilidade Decifrada. Módulo III - Demonstrações Luiz Eduardo

Contabilidade Decifrada. Módulo III - Demonstrações Luiz Eduardo Contabilidade Decifrada Módulo III - Demonstrações Luiz Eduardo Demonstrações Contábeis - balanço patrimonial; - demonstração do resultado do exercício; e, - demonstração de lucros ou prejuízos acumulados.

Leia mais

COMENTÁRIOS DO DESEMPENHO NO 3º TRIMESTRE E 9 MESES DE 2002

COMENTÁRIOS DO DESEMPENHO NO 3º TRIMESTRE E 9 MESES DE 2002 COMENTÁRIOS DO DESEMPENHO NO 3º TRIMESTRE E 9 MESES DE 2002 Desempenho Em ambiente de queda da atividade na indústria automobilística, a Iochpe-Maxion apresentou um crescimento de 8,4% nas vendas no terceiro

Leia mais

A seguir, a correção da prova de Contador da Prefeitura de Niterói. Não vislumbramos possibilidade de recursos.

A seguir, a correção da prova de Contador da Prefeitura de Niterói. Não vislumbramos possibilidade de recursos. Olá, meus amigos! A seguir, a correção da prova de Contador da Prefeitura de Niterói. Não vislumbramos possibilidade de recursos. Forte abraço. Gabriel Rabelo/Luciano Rosa. Sigam nossas redes sociais!

Leia mais

Plano de Contas RECURSOS NO EXTERIOR DECORRENTES DE EXPO 01 CONTAS BANCÁRIAS SUBVENÇÕES 01 CONTAS BANCÁRIAS DOAÇÕES 01

Plano de Contas RECURSOS NO EXTERIOR DECORRENTES DE EXPO 01 CONTAS BANCÁRIAS SUBVENÇÕES 01 CONTAS BANCÁRIAS DOAÇÕES 01 1 1.00.00.00.000000 10000 **** A T I V O **** 01 1 1.01.00.00.000000 10050 CIRCULANTE 01 1.01 1.01.01.00.000000 10100 DISPONIBILIDADES 01 1.01.01 1.01.01.01.000000 10150 CAIXA 01 1.01.01.01.00 1.01.01.02.000000

Leia mais

DESTAQUES DO ANO. Receita Líquida de R$ 662,5 milhões, 15,9% acima de 2013. Geração de caixa operacional de R$ 95,5 milhões e CAPEX de R$ 12,5 milhões

DESTAQUES DO ANO. Receita Líquida de R$ 662,5 milhões, 15,9% acima de 2013. Geração de caixa operacional de R$ 95,5 milhões e CAPEX de R$ 12,5 milhões Blumenau SC, 11 de fevereiro de 2015 A Cremer S.A. (BM&FBovespa: CREM3), fornecedora de produtos para cuidados com a saúde nas áreas de primeiros socorros, cirurgia, tratamento e higiene, anuncia seus

Leia mais

CARTA DE GESTÃO Opportunity Fundo de Investimento Imobiliário

CARTA DE GESTÃO Opportunity Fundo de Investimento Imobiliário Prezado(a) investidor(a), É com satisfação que apresentamos o relatório do administrador do referente ao período de Janeiro e Junho de 2013. 1. Constituição, Objetivos e Início das Operações O foi constituído

Leia mais

Palestra. Demonstração dos Fluxos de Caixa (DFC) e Demonstração do Valor Adicionado (DVA) - Novas Normas Contábeis. Março 2012.

Palestra. Demonstração dos Fluxos de Caixa (DFC) e Demonstração do Valor Adicionado (DVA) - Novas Normas Contábeis. Março 2012. Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

Demonstrações Contábeis

Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis Banco do Nordeste Fundo de Investimento Ações Petrobras (Administrado pelo Banco do Nordeste do Brasil S.A. - CNPJ: 07.237.373/0001-20) 31 de março de 2014 com Relatório dos Auditores

Leia mais

BRASIL INSURANCE ANUNCIA OS RESULTADOS DO 4 TRIMESTRE E ANO DE 2015.

BRASIL INSURANCE ANUNCIA OS RESULTADOS DO 4 TRIMESTRE E ANO DE 2015. RELEASE DE RESULTADOS Relações com Investidores Bruno Carobrez Diretor de Relações com Investidores (55 11) 3175-2900 ri@brinsurance.com.br Ana Carolina Pires Bastos Relações com Investidores (55 11) 3175-2920

Leia mais

A BM&FBOVESPA S.A. anuncia os resultados do primeiro trimestre de 2009. O lucro líquido atingiu R$ 227 milhões com lucro por ação de R$ 0,11.

A BM&FBOVESPA S.A. anuncia os resultados do primeiro trimestre de 2009. O lucro líquido atingiu R$ 227 milhões com lucro por ação de R$ 0,11. A BM&FBOVESPA S.A. anuncia os resultados do primeiro trimestre de 2009. O lucro líquido atingiu R$ 227 milhões com lucro por ação de R$ 0,11. O Lucro Líquido do 1T09 (sem ajustes) apresentou queda de 1,4%

Leia mais

ITAUTEC S.A. - GRUPO ITAUTEC RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE MARÇO DE 2013

ITAUTEC S.A. - GRUPO ITAUTEC RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE MARÇO DE 2013 ITAUTEC S.A. - GRUPO ITAUTEC RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 31 DE MARÇO DE 2013 A Itautec S.A., companhia brasileira de capital aberto atuante no setor de tecnologia em soluções de automação bancária, automação

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL 2011. DESCARTE CERTO SOLUÇÕES E SERVIÇOS S.A. 1ª Emissão de Debêntures Simples. Abril 2012 www.fiduciario.com.

RELATÓRIO ANUAL 2011. DESCARTE CERTO SOLUÇÕES E SERVIÇOS S.A. 1ª Emissão de Debêntures Simples. Abril 2012 www.fiduciario.com. RELATÓRIO ANUAL 2011 DESCARTE CERTO SOLUÇÕES E SERVIÇOS S.A. 1ª Emissão de Debêntures Simples Abril 2012 www.fiduciario.com.br Página 1 ÍNDICE CARACTERÍSTICAS DAS DEBÊNTURES... 3 CARACTERIZAÇÃO DA EMISSORA...

Leia mais

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 1º Trimestre de 2013

Magazine Luiza S.A. Divulgação de Resultados do 1º Trimestre de 2013 . São Paulo, 13 de maio de 2013 - Magazine Luiza S.A. (BM&FBOVESPA: MGLU3), uma das maiores redes varejistas com foco em bens duráveis e com grande presença nas classes populares do Brasil, divulga seus

Leia mais

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO

COMENTÁRIO DE DESEMPENHO COMENTÁRIO DE DESEMPENHO 1. DESTAQUES A Receita dos Serviços de Locação da Ouro Verde registrou novamente crescimento significativo, de 25,0% na comparação com o 1S13. A receita líquida total, incluindo

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01907-0 CALAIS PARTICIPAÇÕES S.A. 04.034.792/0001-76 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01907-0 CALAIS PARTICIPAÇÕES S.A. 04.034.792/0001-76 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/3/28 O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2015 - DOMMO EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2015 - DOMMO EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

SIDERÚRGICA J. L. ALIPERTI S/A. INSTRUÇÃO CVM Nº 481 Anexo 9-1-II DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO

SIDERÚRGICA J. L. ALIPERTI S/A. INSTRUÇÃO CVM Nº 481 Anexo 9-1-II DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO SIDERÚRGICA J. L. ALIPERTI S/A INSTRUÇÃO CVM Nº 481 Anexo 9-1-II DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO 1 Informar o lucro líquido do exercício - O montante do lucro líquido do exercício é de R$ 8.511.185,59 (oito

Leia mais

Instituto Odeon - Filial Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e relatório de revisão dos auditores independentes

Instituto Odeon - Filial Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e relatório de revisão dos auditores independentes Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de e relatório de revisão dos auditores independentes Relatório de revisão dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras Aos Administradores

Leia mais

Vantagens e Cuidados na utilização do Valor Econômico Agregado - EVA

Vantagens e Cuidados na utilização do Valor Econômico Agregado - EVA Vantagens e Cuidados na utilização do Valor Econômico Agregado - EVA REVISANDO O CÁLCULO DO EVA QUAIS AS VANTAGENS DA UTILIZAÇÃO DA MÉTRICA EVA? COMO FAZER OS AJUSTES NA AVALIAÇÃO DOS S / INVESTIMENTOS?

Leia mais

Transcrição da Teleconferência Resultados 2T14 em português TOTVS (TOTS3 BZ) 31 de julho de 2014

Transcrição da Teleconferência Resultados 2T14 em português TOTVS (TOTS3 BZ) 31 de julho de 2014 Operadora: Bom dia. Sejam bem-vindos à teleconferência da TOTVS referente aos resultados do 2T14. Estão presentes os senhores Alexandre Mafra, Vice-Presidente Executivo e Financeiro e Vice-Presidente de

Leia mais

RESULTADOS 1T15 Teleconferência 8 de maio de 2015

RESULTADOS 1T15 Teleconferência 8 de maio de 2015 RESULTADOS 1T15 Teleconferência 8 de maio de 2015 Aviso Nesta apresentação nós fazemos declarações prospectivas que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base crenças e suposições

Leia mais

VITAL ENGENHARIA AMBIENTAL S.A.

VITAL ENGENHARIA AMBIENTAL S.A. VITAL ENGENHARIA AMBIENTAL S.A. DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E 2013 VITAL ENGENHARIA AMBIENTAL S.A. Demonstrações Contábeis 31 de Dezembro de 2014 e 2013 Conteúdo Relatório dos Auditores

Leia mais

Dados da Empresa / Composição do Capital

Dados da Empresa / Composição do Capital Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Release de Resultados do 1T14

Release de Resultados do 1T14 São Paulo, 07 de maio de 2014 A Eucatex (BM&FBovespa: EUCA3 e EUCA4), uma das maiores produtoras de painéis de madeira do Brasil, que atua também nos segmentos de tintas e vernizes, pisos laminados, divisórias

Leia mais

COMPANHIA DE LOCAÇÃO DAS AMÉRICAS - LOCAMÉRICA 4ª Emissão de Debêntures Simples

COMPANHIA DE LOCAÇÃO DAS AMÉRICAS - LOCAMÉRICA 4ª Emissão de Debêntures Simples COMPANHIA DE LOCAÇÃO DAS AMÉRICAS - LOCAMÉRICA 4ª Emissão de Debêntures Simples ÍNDICE CARACTERIZAÇÃO DA EMISSORA...3 CARACTERÍSTICAS DAS DEBÊNTURES...3 DESTINAÇÃO DE RECURSOS...5 ASSEMBLÉIAS DE DEBENTURISTAS...5

Leia mais

EM QUATRO DIMENSÕES. companhias que. processo de. Diego Barreto Gerente de RI, Lopes. Nelson Pazikas Eternit. Diretor Presidente da Total RI

EM QUATRO DIMENSÕES. companhias que. processo de. Diego Barreto Gerente de RI, Lopes. Nelson Pazikas Eternit. Diretor Presidente da Total RI A experiência de companhias que estão em processo de implementação Diego Barreto Gerente de RI, Lopes Nelson Pazikas Eternit EM QUATRO DIMENSÕES Mediador: Valter Faria Diretor Presidente da Total RI São

Leia mais

http://www.econeteditora.com.br/boletim_imposto_renda/ir-11/boletim-19/cont_demonstracoes_...

http://www.econeteditora.com.br/boletim_imposto_renda/ir-11/boletim-19/cont_demonstracoes_... http://www.econeteditora.com.br/boletim_imposto_renda/ir-11/boletim-19/cont_demonstracoes_... Página 1 de 14 CONTABILIDADE DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Considerações ROTEIRO 1. INTRODUÇÃO 1. INTRODUÇÃO 2. OBJETIVO

Leia mais

WEBCAST 4T15. Rio de Janeiro, 24 de Março 2016

WEBCAST 4T15. Rio de Janeiro, 24 de Março 2016 WEBCAST 4T15 Rio de Janeiro, 24 de Março 2016 Destaques Comerciais/ Outros Destaques: Contrato com a Inter Rio para a instalação de um hotel no Porto do Açu Contrato com a BG Brasil para serviço de transbordo

Leia mais

1. CONTEXTO OPERACIONAL

1. CONTEXTO OPERACIONAL BANCO TRIÂNGULO S.A. NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 30 DE JUNHO DE 2002 E 2001 (Em milhares de reais) 1. CONTEXTO OPERACIONAL O Banco Triângulo S.A. é uma sociedade privada que opera

Leia mais

FUNDAÇÃO DE APOIO AO COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS FACPC. Relatório dos auditores independentes

FUNDAÇÃO DE APOIO AO COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS FACPC. Relatório dos auditores independentes FUNDAÇÃO DE APOIO AO COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS FACPC Relatório dos auditores independentes Demonstrações contábeis Em 31 de dezembro de 2015 e 2014 FPRJ/ORN/TMS 0753/16 FUNDAÇÃO DE APOIO AO COMITÊ

Leia mais

Demonstrações Contábeis

Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis Banco do Nordeste Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento DI Institucional Longo Prazo (Administrado pelo Banco do Nordeste do Brasil S.A. - CNPJ: 07.237.373/0001-20)

Leia mais

Apresentação de Resultados 3T11

Apresentação de Resultados 3T11 Apresentação de Resultados 3T11 Aviso Legal Aviso Legal O presente documento não deve em nenhuma circunstância, ser considerado uma recomendação de investimento nas Units. Antes de investir nas Units,

Leia mais

3T15. Divulgação de Resultados. Teleconferência 3T15. Relações com Investidores. Português 15h00 (BRA) Tel: +55 (11) 3193-1001 +55 (11) 2820-4001

3T15. Divulgação de Resultados. Teleconferência 3T15. Relações com Investidores. Português 15h00 (BRA) Tel: +55 (11) 3193-1001 +55 (11) 2820-4001 Teleconferência 3T15 13 de novembro de 2015 Webcast: www.petroriosa.com.br Português 15h00 (BRA) Tel: +55 (11) 3193-1001 +55 (11) 2820-4001 Senha: PetroRio Inglês 12h00 (NYC) Tel: +1 (786) 924-6977 Toll

Leia mais

BV LEASING S/A ARRENDAMENTO MERCANTIL

BV LEASING S/A ARRENDAMENTO MERCANTIL BV LEASING S/A ARRENDAMENTO MERCANTIL 5ª Emissão Pública de Debêntures Não Conversíveis Ações em Série Única da Espécie Subordinada Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício 2008 1 RELATÓRIO ANUAL

Leia mais