ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 34/2013

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 34/2013"

Transcrição

1 ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 34/2013 Aos 13 dias do mês de setembro de 2013, reuniram-se a Pregoeira e a integrante da Equipe de Apoio para análise e julgamento da Impugnação ao Edital do Pregão Eletrônico supramencionado, apresentada em 12 de setembro de 2013, pela sociedade PVRN Comércio e Serviços de Informática Ltda EPP ( IP Soluções ), doravante denominada impugnante. I. HISTÓRICO Por intermédio da IP ATI/DESET nº 11/2013, aprovada em 23/08/2013 pelo Sr. Superintendente da Área de Administração, foi autorizada a instauração de procedimento licitatório para a contratação da expansão do Sistema de Contact Center do BNDES, abrangendo o fornecimento de licenças e os serviços de instalação, treinamento e suporte técnico, para suportar o funcionamento da Central de Atendimento do BNDES, conforme especificações do Edital e de seus Anexos. Realizada pesquisa de mercado pela Unidade Demandante, apurou-se o valor global estimado de R$ ,76 (dois milhões, oitenta e oito mil, setecentos e sessenta e nove reais e setenta e seis centavos). Após a definição da modalidade Pregão, e da forma Eletrônica, o respectivo Edital foi aprovado e o certame foi divulgado pelos meios de praxe (jornal de grande circulação nacional, site do BNDES e DOU do dia 04/09/2013, seção 03, pág. 174), tendo sido agendada a Sessão Pública Inaugural para o dia 17/09/2013, às 15h, no portal Comprasnet. Em 12/09/2013, foi recebida, nesta Gerência de Licitações, Impugnação ao Instrumento Convocatório do Pregão Eletrônico em referência cujas razões são descritas, analisadas e julgadas a seguir. II. RAZÕES DA IMPUGNANTE Em suas razões de impugnação, a sociedade impugnante insurge-se contra a exigência constante do item 2.1, incisos III, IV, VI,VII,IX,X e XI do Anexo I (Termo de Referência) do Edital, alegando, em breve síntese, que houve restrição à competitividade do certame, uma vez que consta a exigência no instrumento convocatório de que o produto a ser fornecido pelo futuro contratado seja de marca específica, sem que tenha sido supostamente apresentada justificativa para tanto. 1

2 Alega, ainda, que, pelas especificações técnicas constantes do Edital, apenas a licença da marca Avaya estaria apta a participar do certame, excluindo todos os demais potenciais interessados, fornecedores de outras marcas, as quais também seriam inteiramente compatíveis com o objeto da licitação, além de serem homologadas pela Anatel. Acrescenta também a sociedade impugnante que existe no mercado atual mais de uma licença capaz de suportar o funcionamento da Central de Atendimento do BNDES, com o mesmo padrão e aptidão técnica e por preço inferior. Desse modo, a não aceitação de licenças de outras marcas, além de restringir a competição, violaria o interesse público. Em suas razões de impugnação, afirma a sociedade Impugnante que teria havido também violação ao Princípio da Igualdade, uma vez que, pela especificação de um único produto, teria havido o privilégio de um licitante em detrimento do demais. A sociedade Impugnante destaca em suas razões que a Lei nº 8666/93 proíbe a preferência de marca em seus artigos 7º, parágrafo 5º e 15º, parágrafo 7º. Excepcionalmente, a indicação de marca poderia ser adotada nos casos em que restasse exaustivamente comprovado que apenas um determinado produto, de uma certa marca, atende aos interesses da Administração Pública. Ademais, sustenta a Impugnante que apesar da licitação envolver a contratação de serviços continuados ou não, pela Administração, supostamente o Edital não teria se pautado nas diretrizes da IN nº 02 do MPOG. Por fim, requer a sociedade Impugnante que seja alterado o presente Instrumento Convocatório, de modo que constem apenas requisitos técnicos realmente necessários à contratação, sem que seja determinada marca específica da licença ou que, caso mantida a exigência, que sejam apresentadas justificativas para sua manutenção. III. ANÁLISE DAS RAZÕES DA IMPUGNANTE As razões de irresignação da Impugnante, em última análise, residem em uma suposta restritividade à competição no certame devido à exigência no Edital de que haja o fornecimento de licenças de marca específica. No item 2.1, incisos III, IV, VI,VII,IX,X e XI do Anexo I (Termo de Referência) do Edital, há efetivamente a exigência de que as licenças a serem fornecidas pelo futuro contratado sejam do tipo Avaya. Porém, cumpre desde já esclarecer que há justificativa técnica robusta para tanto, devidamente exposta nos documentos que integram o procedimento licitatório, notadamente no documento de abertura do procedimento (Informação Padronizada IP ATI/DESET nº 11/2013), disponível para consulta de quaisquer interessados. 2

3 Pela análise do conjunto de justificativas apresentadas pelo BNDES, verifica-se que a decisão ora impugnada foi tomada após um denso estudo técnico, que a justifica com base em critérios objetivos e transparentes. Os argumentos ressaltados na Informação Padronizada em referência, aliados ao robusto conjunto de justificativas acostadas ao procedimento licitatório, tornam incontestável o acerto da escolha do BNDES no presente caso, pois a solução de licenças do tipo Avaya é a única que atende a todas as necessidades desta Instituição, e se mostrou economicamente vantajosa diante do atual quadro de contratação do sistema de Contact Center do BNDES. Registre-se que a escolha da marca foi feita considerando os equipamentos já existentes no BNDES e a análise de risco realizada, havendo aproveitamento de uma série de componentes hoje em uso no BNDES. Conforme claramente explicitado nos itens 27 a 32 da IP ATI/DESET nº 11/2013 e na Nota Técnica nº 003/2013, contida em seu Anexo IV, documentos estes que se encontram devidamente acostados aos autos do procedimento licitatório em tela, a decisão pela aquisição de licenças adicionais do sistema de Contact Center do BNDES, do fabricante Avaya, ou homologadas por esse fabricante, justifica-se pela necessidade de se manter a compatibilidade dessas licenças com as que foram adquiridas anteriormente pelo BNDES, por meio do Contrato OCS nº 301/2010 1, além de preservar a uniformização dessa ferramenta tecnológica dentro do Banco. Ressalte-se que o Contrato OCS nº 301/2010, que tem como objeto a atualização e expansão de todo o sistema de telefonia do BNDES, tem um valor global de R$ ,00 (vinte e um milhões e quinhentos e noventa e oito mil reais). Assim, preserva-se não somente o investimento financeiro já realizado pelo BNDES com a atualização e a expansão do sistema atual de Contact Center, como também o conhecimento adquirido pelo corpo técnico do Banco. É importante destacar que o BNDES já possui equipes especializadas e amplamente capacitadas na utilização e manutenção da referida solução, o que diminui consideravelmente o dimensionamento do treinamento e facilita o acompanhamento da instalação e da prestação do serviço de suporte técnico. Isso ajuda a mitigar riscos de atrasos no projeto, o que é de fundamental importância para a contratação em tela. Vale esclarecer também que o Edital admite o fornecimento de licenças de outro fabricante que não seja a Avaya apenas com relação aos módulos de URA e de discagem automática (Discador). Isso porque esses módulos são componentes novos na infraestrutura de telefonia do BNDES, razão pela qual poderão ser produzidos por qualquer fabricante, desde que tenham 1 O Contrato OCS nº 301/2010 teve como objeto a atualização e expansão do Sistema de Telefonia do BNDES do Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília e Recife, e seus acessórios, abrangendo instalação, treinamento e prestação dos serviços de operação e manutenção preventiva e corretiva, com reposição de peças, 3

4 compatibilidade com os demais componentes do sistema de telefonia do BNDES (interoperabilidade homologada pela Avaya). Ademais, o item 1.1 do Termo de Referência (ANEXO I do Edital) deixa claro que o objeto da presente contratação não envolve a aquisição de uma nova plataforma de Call Center, mas sim, da expansão da capacidade (número de posições de atendimento) e de funcionalidade da central telefônica (PABX) atualmente existente no BNDES. Ressalta-se que o PABX do BNDES consiste em um Avaya CS1000E, o qual já possui suporte e capacidade instalada para operar um Call Center de porte suficiente para atender às necessidades do BNDES no curto e médio prazo. Trata-se de equipamento moderno, recentemente adquirido (há aproximadamente 3 anos) e ainda sob o suporte do fabricante (contratado quando de sua aquisição). O fabricante (Avaya) quantifica a capacidade (porte) do PABX e de seus componentes em termos de licenças de uso, o que é prática comum no mercado, não só de telefonia, mas de TI em geral. Assim, o interessado pode adquirir um equipamento com uma certa capacidade (por exemplo, de número de atendentes) e, depois, expandir essa mesma capacidade, conforme o aumento da demanda, sem a necessidade de trocar a plataforma física (ou seja, os equipamentos). O BNDES já possui o PABX e o software de CallCenter instalado e, atualmente, há apenas a necessidade de aumentá-lo para atender ao novo projeto de sua Central de Atendimento. Tal fato restou exaustivamente claro na redação dos incisos I a VIII do item 2.1 do Termo de Referência (Anexo I do Edital), nos quais se repete a expressão: (...) para instalação (...) já existente no BNDES. Por tudo o aqui exposto e já robustamente justificado nos autos do procedimento licitatório, não há qualquer vantagem de ordem técnica ou financeira, portanto, em se investir, nesse momento, em uma estrutura total ou parcialmente nova para suportar a expansão do sistema de Call Center do BNDES. Portanto, ao contrário do que afirma, em suas razões, a sociedade Impugnante, a exigência de que as licenças sejam da marca Avaya visa justamente a atender ao interesse público e ao Princípio da Economicidade. Adotar medida diversa da adotada pelo BNDES, como sugere, sem qualquer razoabilidade, a sociedade Impugnante, traria enormes prejuízos financeiros ao BNDES. No que toca ao argumento de que a exigência do BNDES viola o artigo 15, 7º, inciso I da Lei 8666/93, esclarece-se que tal artigo, ao vedar a indicação de marca, não enseja uma interpretação de modo absoluto. O Tribunal de Contas da União adota interpretação razoável do dispositivo, conforme a seguinte passagem das orientações básicas da Corte de Contas sobre licitações e contratos: 4

5 O que a Lei de Licitações veda e os Tribunais de Contas condenam, em especial o TCU, é a preferência por determinada marca e sua indicação sem a devida justificativa técnica nos autos. 2 (Grifou-se). Nesse mesmo sentido, a jurisprudência do Tribunal de Contas da União recomendou que: Observe o disposto no art. 15, 7º, inciso I, da Lei nº 8.666/93, limitando a indicação de marca aos casos em que justificativas técnicas, devidamente embasadas e formalizadas, demonstrem que a alternativa adotada é a mais vantajosa e a única que atende às necessidades da Administração, conforme orientação expedida por esta Corte em caso semelhante (Decisão nº 664/2001 Plenário). Acórdão 1292/2003 Plenário. 3 (Grifou-se). A doutrina pátria também adota uma interpretação ponderada do comando contido no art. 15, 7º, inciso I, da Lei nº 8.666/93, concluindo que a vedação de indicação de marca não deve atingir situações nas quais somente determinado objeto atende ao interesse perseguido pela Administração. Nesse sentido, colaciona-se a passagem a seguir transcrita: Todavia, esta vedação não pode ser encarada como absoluta, já que é objetivo da licitação a busca da proposta mais vantajosa para a Administração Pública. O que se deve repudiar, deste modo, é a escolha imotivada da marca. Se apenas um determinado bem atende às necessidades do órgão ou entidade pública, inexiste qualquer óbice legal à expressa indicação da marca. É óbvio que esta possibilidade somente é viável diante de uma justificativa técnica sólida, calcada em parâmetros estritamente objetivos, devendo ser afastado qualquer tipo de motivação genérica e subjetiva, o que certamente viciaria qualquer contratação. A escolha de uma marca se traduz em uma exceção, razão pela qual deve sempre ser baseada em justificativas detalhadas e que atendam aos princípios da motivação e da transparência dos atos administrativos. Uma vez feita a opção por uma determinada marca, dentro dos parâmetros recomendados, a regra é a realização de procedimento 2 Brasil. Tribunal de Contas da União. Licitações e Contratos: orientações básicas / Tribunal de Contas da União 3ª ed, ver. atual. e ampl. Brasília: TCU, Secretaria de Controle Interno, 2006, Pág Brasil. Tribunal de Contas da União. Licitações e Contratos: orientações básicas / Tribunal de Contas da União 3ª ed, ver. atual. e ampl. Brasília: TCU, Secretaria de Controle Interno, 2006, Pág

6 licitatório, já que, em tese, podem existir diversos fornecedores daquele bem. 4 (Grifou-se). Ainda, Marçal Justen Filho, em sua obra Comentários à Lei de Licitações e Contratos Administrativos, ensina, com relação à vedação estabelecida pela Lei nº 8666/93, no tocante à preferência de marca, que: "O que se reprova de modo absoluto é a contaminação da escolha do objeto pela influência publicitária que uma marca apresenta, especialmente agravada numa sociedade em que os processos de marketing são extremamente eficientes. Em última análise, a Lei veda a escolha imotivada. Quando o critério de decisão é simplesmente a marca, existe decisão arbitrária. Havendo motivação técnico-científica adequada, a escolha da Administração não apresentará defeitos. Essa escolha deverá indicar o objeto escolhido. Para a sua perfeita indicação, nada impede a utilização da marca e dos demais característicos externos do objeto escolhido. Enfim, a marca não pode ser a causa motivadora da escolha, mas admite a indicação da marca como mero elemento acessório, consequência de uma decisão que se fundou em características específicas do objeto escolhido. (Grifou-se). Dessa forma, vê-se que a vedação à indicação de marcas em editais de licitações públicas não possui o condão de obstaculizar o atendimento às necessidades da Administração Pública. Todavia, tal indicação deve sempre estar tecnicamente justificada e demonstrada no processo de aquisição, o que ocorreu, sem que pairem quaisquer dúvidas, no presente caso. Inclusive, impende aqui ressaltar que tal entendimento já restou consolidado na Súmula nº 270 do TCU, a seguir transcrita: Em licitações referentes a compras, inclusive de softwares, é possível a indicação de marca, desde que seja estritamente necessária para atender exigências de padronização e que haja prévia justificação. Para que não restem mais dúvidas quanto a possibilidade de indicação de marca no caso da presente contratação, vale trazer à colação mais algumas decisões do Tribunal de Contas da União nesse sentido: 4 GARCIA, Flávio Amaral. Licitações e Contratos Administrativos. Casos e Polêmicas. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2ª edição, 2009, pág

7 TCU Plenário - Acórdão nº 2.376/2006: (...)2. A indicação de marca na especificação de produtos de informática pode ser aceita frente ao princípio da padronização previsto no art. 15, inciso I, da Lei nº 8.666/1993, desde que a decisão administrativa que venha a identificar o produto pela sua marca seja circunstanciadamente motivada e demonstre ser essa a opção, em termos técnicos e econômicos, mais vantajosa para a administração. (...) TCU Plenário - Acórdão nº 636/2006: "A indicação de marca na licitação deve ser precedida da apresentação de justificativas técnicas que demonstrem, de forma clara e inafastável, que a alternativa adotada é a mais vantajosa e a única que atende as necessidades da Administração." TCU Plenário - Acórdão nº 747/2008: A indicação de marca na especificação de produtos de informática pode ser aceita frente ao princípio da padronização previsto no art. 15, inciso I, da Lei nº 8.666/1993, desde que a decisão administrativa que venha a identificar o produto pela sua marca seja circunstanciadamente motivada e demonstre ser essa a opção, em termos técnicos e econômicos, mais vantajosa para a administração. Com relação ao argumento, trazido pela sociedade Impugnante em suas razões, de que o artigo 7º, 5º da Lei nº 8666/93 veda a escolha de marca, este também não merece prosperar, como será visto a seguir. A Lei nº 8.666/93, em seu artigo 7º, 5º dispõe que: É vedada a realização de licitação cujo objeto inclua bens e serviços sem similaridade ou de marcas, características e especificações exclusivas, salvo nos casos em que for tecnicamente justificável (...). Portanto, a Lei admite a escolha de marca desde que tecnicamente justificada, o que ocorreu no presente caso, onde a escolha da marca visa justamente a atender ao Princípio da Economicidade e ao interesse publico. Aduz, a sociedade Impugnante, ainda, que teria havido restrição ao Princípio da Igualdade, pois pela especificação técnica de um único produto, teria havido o privilégio de um licitante em detrimento dos demais. Acrescentou também que, de acordo com as especificações técnicas constantes do Edital, apenas a licença da marca Avaya estaria apta a participar do certame, excluindo todas as 7

8 demais interessadas, que também seriam inteiramente compatíveis com o objeto da licitação, inclusive porque também são homologadas pela Anatel. Afirma, sem, no entanto, apresentar qualquer embasamento para suas alegações, que existem no mercado atual mais de uma licença capaz de suportar o funcionamento da Central de Atendimento do BNDES, com o mesmo padrão e aptidão técnica, por preço inferior, e que a sua não aceitação violaria o interesse público. Todavia, parece não ter lembrado a sociedade Impugnante que existem as sociedades revendedoras das licenças da marca AVAYA que estão aptas a prestarem o serviço, além da fabricante de tais licenças. Tanto não há somente uma sociedade apta a prestar o serviço, que foi realizada pesquisa de preços com três sociedades diversas que ofereceram suas cotações para o objeto que se quer ora contratar. Portanto, não houve qualquer restrição aos Princípios da Competitividade e da Igualdade, pois diversas sociedades, fornecedoras das licenças em questão, estão aptas a serem contratadas pelo BNDES. Ademais, a sociedade impugnante apenas menciona em sua peça de impugnação que existem outras licenças aptas a atenderem a demanda do BNDES, compatíveis com o objeto da licitação, sem, contudo, especificar quais seriam e, acima de tudo, sem sequer demonstrar, com base no Princípio da Economicidade, que a contratação dessas licenças seria mais vantajosa tanto sob o ponto de vista técnico quanto econômico para o BNDES. Ainda, afirma a Impugnante que, apesar de versar sobre processo de contratação de serviços continuados ou não, pela Administração, o Edital não teria se pautado nas diretrizes estabelecidas pela Instrução Normativa nº 02/2008, da SLTI/MPOG. O artigo 1º da IN SLTI/MPOG nº 02/2008 disciplina a contratação de serviços, continuados ou não, por órgão ou entidades integrantes do Sistema de Serviços Gerais SISG. O parágrafo primeiro, do artigo 1º do Decreto nº 1.094/1994 dispõe que: Integram o SISG os órgãos e unidades da Administração Federal direta, autárquica e fundacional, incumbidos especificamente da execução das atividades de que trata este artigo. Como o BNDES não integra o SISG, ele não se encontra submetido à IN SLTI/MPOG nº 02/2008. Portanto, sua adoção é apenas recomendável, como sinônimo de boas práticas para a Administração, desde que constatada a conveniência e viabilidade de sua aplicação aos procedimentos executados pelo BNDES. Ademais, a sociedade Impugnante não informou quais diretrizes da à IN SLTI/MPOG nº 02/2008 que não foram adotadas pelo BNDES, apenas se limitou a mencionar genericamente o seu descumprimento. 8

9 Diante de todo o exposto, restou claro que a exigência da marca Avaya para as licenças a serem fornecidas pelo futuro contrato visa atender ao interesse público e ao Princípio da Economicidade, não havendo que se falar em qualquer ilegalidade ou restrição à competitividade no certame por parte do BNDES. Muito pelo contrário, adotar medida diversa, traria grandes prejuízos financeiros e operacionais ao BNDES e, consequentemente, aos cofres públicos. Desta feita, insustentável o pleito de alteração do Edital no sentido de se retirar a exigência de marca específica das licenças a serem fornecidas pelo futuro contratado. IV. CONCLUSÃO Pelas razões acima expostas, decide-se por negar provimento à Impugnação apresentada pela sociedade PVRN Comércio e Serviços de Informática Ltda EPP ( IP Soluções ), mantendo-se o Edital nos seus devidos termos. Caroline Gebara Grune Fiorito Equipe de Apoio Juliana Cabral Coelho Rangel Pregoeira 9

Management Company TMC) para prestação de serviços de viagens executados por

Management Company TMC) para prestação de serviços de viagens executados por ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 11/2011 Ao primeiro dia do mês de abril de 2011, reuniram-se a Pregoeira e os integrantes da Equipe de Apoio para análise e julgamento

Leia mais

ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA 16/2012

ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA 16/2012 ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA 16/2012 Aos 09 (nove) dias do mês de abril de 2012, reuniram-se o Pregoeiro e os integrantes da Equipe Técnica de Apoio, designados pelo

Leia mais

ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 13/2011

ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 13/2011 ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 13/2011 Aos 04 dias do mês de maio de 2011, reuniram-se o Pregoeiro e os membros integrantes da Equipe de Apoio, designados pela ADE

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 21ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 21ª REGIÃO PROCESSO Nº 009.707/2015 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 016/2013 OBJETO: Registro de preços para eventual contratação de empresa especializada na prestação de serviços de controle sanitário integrado no combate

Leia mais

RESPOSTA A IMPUGNAÇÃO

RESPOSTA A IMPUGNAÇÃO RESPOSTA A IMPUGNAÇÃO Recebida impugnação da Empresa VIVO, a mesma foi submetida a Coordenadoria Jurídica desta Companhia Docas do Ceará, que manifestou-se mediante Parecer nº 152/2012, nos seguintes termos:

Leia mais

ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 27/2011

ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 27/2011 ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 27/2011 Aos treze dias do mês de julho de 2011, reuniram-se a Pregoeira e os membros integrantes da Equipe de Apoio para análise e julgamento

Leia mais

Pedido de Impugnação nº 01 Pregão Eletrônico nº 07/2013

Pedido de Impugnação nº 01 Pregão Eletrônico nº 07/2013 Pedido de Impugnação nº 01 Pregão Eletrônico nº 07/2013 Solicitação: ILUSTRÍSSIMO SENHOR PREGOEIRO DA COMISSÃO DE LICITAÇÃO DO CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO ESTADO DE SÃO PAULO EDITAL DE PREGÃO

Leia mais

DECRETO nº. 11.698, de 16 de janeiro de 2009. O PREFEITO MUNICIPAL DE ANANINDEUA, no uso de suas atribuições constitucionais e legais, e ainda:

DECRETO nº. 11.698, de 16 de janeiro de 2009. O PREFEITO MUNICIPAL DE ANANINDEUA, no uso de suas atribuições constitucionais e legais, e ainda: 1 DECRETO nº. 11.698, de 16 de janeiro de 2009 Regulamenta, no âmbito da Administração pública municipal, o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº. 8.666, de 21 de junho de 1993, e

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 031/2011 (Procedimento Administrativo nº 116/2011 SADP nº 17833/2011)

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 031/2011 (Procedimento Administrativo nº 116/2011 SADP nº 17833/2011) PREGÃO ELETRÔNICO Nº 031/2011 (Procedimento Administrativo nº 116/2011 SADP nº 17833/2011) ASSUNTO: IMPUGNAÇÃO AO EDITAL I - RELATÓRIO A empresa INFORMASTER COMERCIO DE PRODUTOS DE INFORMATICA LTDA, inscrita

Leia mais

RESPOSTA À IMPUGNAÇÃO PROCESSO N.º 006/2011 (RETIFICADO) PREGÃO PRESENCIAL N.º 006/2011

RESPOSTA À IMPUGNAÇÃO PROCESSO N.º 006/2011 (RETIFICADO) PREGÃO PRESENCIAL N.º 006/2011 RESPOSTA À IMPUGNAÇÃO PROCESSO N.º 006/2011 (RETIFICADO) PREGÃO PRESENCIAL N.º 006/2011 A empresa Serttel Ltda., interessada em participar da licitação indicada em epígrafe, apresentou impugnação ao instrumento

Leia mais

NOTA DE AUDITORIA Nº 10/2014

NOTA DE AUDITORIA Nº 10/2014 Destino: Pró-reitoria de Extensão (ProEx) Assunto: Processo nº 23006.000267/2013-75 NOTA DE AUDITORIA Nº 10/2014 1. Trata-se de nota de auditoria relativa ao Processo nº 23006.000267/2013-75, o qual trata

Leia mais

Em razão da impugnação apresentada, informo:

Em razão da impugnação apresentada, informo: Proc. nº. 892/2010-GO Pregão Eletrônico nº. 27/2014 Prezado Licitante, Em razão da impugnação apresentada, informo: A empresa BRILHANTE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO LTDA-EPP apresentou, em 30/09/2014, pedido

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESTADO DO TOCANTINS SENTENÇA

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESTADO DO TOCANTINS SENTENÇA Classe 2100 : MANDADO DE SEGURANÇA Impetrante : CONSTRUMIL CONSTRUTORA E TERRAPLANAGEM LTDA Impetrado : SUPERINTENDENTE REGIONAL DO DNIT Sentença tipo A SENTENÇA I RELATÓRIO Trata-se de MANDADO DE SEGURANÇA

Leia mais

JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO Nº 003/2013 SECRETARIA DA FAZENDA DO ESTADO DO TOCANTINS COMISSÃO ESPECIAL DE LICITAÇÃO

JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO Nº 003/2013 SECRETARIA DA FAZENDA DO ESTADO DO TOCANTINS COMISSÃO ESPECIAL DE LICITAÇÃO JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO Nº 003/2013 SECRETARIA DA FAZENDA DO ESTADO DO TOCANTINS COMISSÃO ESPECIAL DE LICITAÇÃO Referência: Pregão Eletrônico n 001/2013 Processo Administrativo n : 2012/2508/0000017 1.

Leia mais

RESPOSTA À IMPUGNAÇÃO

RESPOSTA À IMPUGNAÇÃO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E RECURSOS HUMANOS COORDENAÇÃO DE LICITAÇÕES E CONTRATOS PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO

Leia mais

TUXON SOLUÇÕES EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO LTDA ME

TUXON SOLUÇÕES EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO LTDA ME ILUSTRÍSSIMO SENHOR PREGOEIRO MARCOS RODRIGO LIMA DO NASCIMENTO GOMES DO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 04/2015 DO MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 04/2014 TUXON SOLUÇÕES EM TECNOLOGIA

Leia mais

RESPOSTA A PEDIDO DE IMPUGNAÇÃO

RESPOSTA A PEDIDO DE IMPUGNAÇÃO RESPOSTA A PEDIDO DE IMPUGNAÇÃO Trata-se de resposta a pedido de impugnação apresentado pela sociedade empresária INCORP TECHNOLOGY INFORMÁTICA LTDA EPP, referente ao Edital de Pregão Eletrônico n.º 21/2014.

Leia mais

ATA DE JULGAMENTO DE RECURSO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 57/2011

ATA DE JULGAMENTO DE RECURSO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 57/2011 ATA DE JULGAMENTO DE RECURSO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 57/2011 Aos dezoito dias do mês de janeiro do ano de dois mil e doze (18/01/2012), reuniram-se o Pregoeiro e os integrantes da Equipe de Apoio para

Leia mais

Tribunal de Contas da União

Tribunal de Contas da União Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Decisão 446/95 - Plenário - Ata 40/95 Processo nº TC 020.528/94-9 Interessado: Representante da empresa Lynch Representações e Participações Ltda. Entidade:

Leia mais

Art. 2º Este Ato Normativo entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Art. 2º Este Ato Normativo entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário. ATO NORMATIVO Nº 92 13 de agosto de 2007 Aprova o Regulamento do Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, e dá outras providências. O Presidente do TRIBUNAL

Leia mais

À INSTANT SOLUTIONS TECNOLOGIA E INFORMÁTICA LTDA. A/C SR. PAULO HAROLDO MANNHEIMER

À INSTANT SOLUTIONS TECNOLOGIA E INFORMÁTICA LTDA. A/C SR. PAULO HAROLDO MANNHEIMER À INSTANT SOLUTIONS TECNOLOGIA E INFORMÁTICA LTDA. A/C SR. PAULO HAROLDO MANNHEIMER Ref. Impugnação ao Edital de licitação Pregão presencial nº 021/2010 COMPANHIA DE INFORMATICA DE JUNDIAÍ CIJUN, neste

Leia mais

DO BRASIL REPÚBLICA FEDERATIVA CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO

DO BRASIL REPÚBLICA FEDERATIVA CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO ILUSTRÍSSIMO SENHOR(A) REPRESENTANTE LEGAL DA EMPRESA TNL PCS Processo de Licitação nº 142/2012 Pregão Eletrônico nº 018/2012 O CONSELHO REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO CRA-ES, entidade de direito público interno,

Leia mais

RELATÓRIO DE INSTRUÇÃO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL

RELATÓRIO DE INSTRUÇÃO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL RELATÓRIO DE INSTRUÇÃO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL ASSUNTO: IMPUGNAÇÃO DO EDITAL IMPUGNANTE: VOAR TÁXI AÉREO LTDA REFERENTE: OBJETO: CONCORRÊNCIA Nº 001/ADCO/SBGO/2012 CONCESSÃO DE USO DE 01 (UMA) ÁREA EXTERNA,

Leia mais

DECRETO Nº 7.622, DE 20 DE MAIO DE 2005.

DECRETO Nº 7.622, DE 20 DE MAIO DE 2005. DECRETO Nº 7.622, DE 20 DE MAIO DE 2005. Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no artigo 15, 3º da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993 e artigo 11 da Lei Federal nº 10.520, de 17 de julho

Leia mais

Interessados: Interessada: CompuAdd do Brasil Importadora e Distribuidora Ltda.

Interessados: Interessada: CompuAdd do Brasil Importadora e Distribuidora Ltda. Tribunal de Contas da União Número do documento: DC-0152-09/00-P Identidade do documento: Decisão 152/2000 - Plenário Ementa: Representação formulada por licitante. Possíveis irregularidades praticadas

Leia mais

ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO PREGÃO ELETRÔNICO AA 22/2014 - BNDES

ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO PREGÃO ELETRÔNICO AA 22/2014 - BNDES ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO PREGÃO ELETRÔNICO AA 22/2014 - BNDES Aos 11 (onze) dias do mês de julho de 2014, reuniram-se pregoeiro e equipe de apoio, indicados por intermédio do Ato de Designação

Leia mais

Contratação de Empresa Especializada para Fornecimento e Instalação de Piso Elevado, Rede Elétrica e Rede Estrutural para o CPD 3º Andar.

Contratação de Empresa Especializada para Fornecimento e Instalação de Piso Elevado, Rede Elétrica e Rede Estrutural para o CPD 3º Andar. 0Processo: A 06/334 Interessado: Assunto: Gerência Administrativa Contratação de Empresa Especializada para Fornecimento e Instalação de Piso Elevado, Rede Elétrica e Rede Estrutural para o CPD 3º Andar.

Leia mais

ASSUNTO: Atualização do Perguntas e Respostas nº 003/2010 que versa sobre Pregão ORIGEM: GEALC PSEF 40284/10-7

ASSUNTO: Atualização do Perguntas e Respostas nº 003/2010 que versa sobre Pregão ORIGEM: GEALC PSEF 40284/10-7 PERGUNTAS E RESPOSTAS OT Nº 001/11 ASSUNTO: Atualização do Perguntas e Respostas nº 003/2010 que versa sobre Pregão ORIGEM: GEALC PSEF 40284/10-7 Este trabalho visa a orientar os agentes administrativos,

Leia mais

Universidade Federal de Minas Gerais Pró-Reitoria de Recursos Humanos Departamento de Administração de Pessoal CONCURSO PÚBLICO, NOMEAÇÃO E POSSE

Universidade Federal de Minas Gerais Pró-Reitoria de Recursos Humanos Departamento de Administração de Pessoal CONCURSO PÚBLICO, NOMEAÇÃO E POSSE DEFINIÇÕES CONCURSO PÚBLICO, NOMEAÇÃO E POSSE Cód.: CNP Nº: - Versão: 02 Data: 22/02/2016 Concurso público Processo de seleção de natureza competitiva, aberto ao público geral, para provimento de cargo

Leia mais

Estimativa de valor da contratação

Estimativa de valor da contratação Estimativa de valor da contratação A As contratações públicas somente poderão ser efetivadas após estimativa prévia do seu valor, que deve obrigatoriamente ser juntada ao processo de contratação e, quando

Leia mais

À PREFEITURA MUNICIPAL DE VILA VELHA PREGÃO ELETRÔNICO N 071/2015

À PREFEITURA MUNICIPAL DE VILA VELHA PREGÃO ELETRÔNICO N 071/2015 À PREFEITURA MUNICIPAL DE VILA VELHA PREGÃO ELETRÔNICO N 071/2015 Radar Hosp. Produtos Profissionais Ltda EPP, pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ sob nº 17.624.087/0001-70, estabelecida

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - DNIT JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO RAZÕES: JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL Nº.

SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - DNIT JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO RAZÕES: JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL Nº. SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO - DNIT JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO FEITO: IMPUGNAÇÃO ADMINISTRATIVA REFERÊNCIA: EDITAL Nº. 0026/2014 RAZÕES: JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL Nº. 0026/2014

Leia mais

IMPUGNAÇÃO AO EDITAL

IMPUGNAÇÃO AO EDITAL ILMO EXCELENTISSIMO SR. ALCEU RICARDO SWAROWSKI PREFEITO MUNICIPAL DO MUNICIPIO DE RIO NEGRO DO ESTADO DO PARANÁ REFERENTE: PREGÃO PRESENCIAL Nº 117/2010 IMPUGNAÇÃO AO EDITAL A empresa STERMAX PRODUTOS

Leia mais

IMPUGNAÇÃO AO EDITAL

IMPUGNAÇÃO AO EDITAL IMPUGNAÇÃO AO EDITAL Pregão Eletrônico n. 001/2013, do Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia. Impugnante: Vivo S/A A (o) Sr.(a) Pregoeiro (a) do Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia, VIVO S/A, sociedade

Leia mais

PREFEITURA DE GOIÂNIA 1 GABINETE DO PREFEITO

PREFEITURA DE GOIÂNIA 1 GABINETE DO PREFEITO PREFEITURA DE GOIÂNIA 1 GABINETE DO PREFEITO DECRETO Nº 612, DE 16 DE MARÇO DE 2007. Dispõe sobre a implantação do Sistema de Registro de Preços nas compras, obras e serviços contratados pelos órgãos da

Leia mais

192 É objetivo da política da informação assegurar a interoperabilidade entre os sistemas de segurança da informação.

192 É objetivo da política da informação assegurar a interoperabilidade entre os sistemas de segurança da informação. Bateria Licitações e Contratos Prof. Walter Cunha http://www.waltercunha.com/blog http://twitter.com/timasters http://br.groups.yahoo.com/group/timasters/ CESPE/TCU2007 A necessidade de implementação de

Leia mais

ILMO. SR. PREGOEIRO DO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

ILMO. SR. PREGOEIRO DO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO ILMO. SR. PREGOEIRO DO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Referente ao Edital Pregão Eletrônico nº 35/2009. Oktech Soluções Ltda., pessoa jurídica de direito privado, com sede na Av. Tancredo Neves, 1632, loja 40,

Leia mais

4. A impugnação veio acompanhada da respectiva procuração da signatária.

4. A impugnação veio acompanhada da respectiva procuração da signatária. Decisão de Pregoeiro n 0011/2014-SLC/ANEEL Em 24 de outubro de 2013. Processo: 48500.004544/2014-40 Licitação: Pregão Eletrônico nº 040/2014 Assunto: Análise da IMPUGNAÇÃO AO EDITAL apresentada pela AMIL

Leia mais

PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO Nº 55000.000886/2012-25 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 03/2012 RESPOSTA À RECURSO ELETRÔNICO

PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO Nº 55000.000886/2012-25 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 03/2012 RESPOSTA À RECURSO ELETRÔNICO MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E RECURSOS HUMANOS COORDENAÇÃO DE LICITAÇÕES E CONTRATOS PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO

Leia mais

JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO

JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO Referência: Licitação Concorrência Técnica e Preço Processo Administrativo n : 21221.001621/2012-28 1. Cuida-se de reposta ao Pedido de Impugnação ao Edital interposto pela Sociedade

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE ESTADO DOS DIREITOS HUMANOS E CIDADANIA GERÊNCIA DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR PROCON-MA

ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE ESTADO DOS DIREITOS HUMANOS E CIDADANIA GERÊNCIA DE PROTEÇÃO E DEFESA DO CONSUMIDOR PROCON-MA FA nº 0109-009.244-4 CIP nº 92444/0109 Reclamante: Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Cidadania Reclamada: TIM Celular S/A DECISÃO Trata-se de reclamação formulada pela Secretaria de Estado dos

Leia mais

JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO Nº 02 SESECRETARIA DA FAZENDA DO ESTADO DO TOCANTINS COMISSÃO ESPECIAL DE LICITAÇÃO

JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO Nº 02 SESECRETARIA DA FAZENDA DO ESTADO DO TOCANTINS COMISSÃO ESPECIAL DE LICITAÇÃO JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO Nº 02 SESECRETARIA DA FAZENDA DO ESTADO DO TOCANTINS COMISSÃO ESPECIAL DE LICITAÇÃO Referência: Pregão Eletrônico n 001/2013 Processo Administrativo n : 2012/2508/0000017 1. Cuida-se

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete da Presidência

ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete da Presidência Vistos, etc. Cuida-se de procedimento licitatório com objetivo de contratar pessoa jurídica especializada em fornecimento de equipamentos, serviços de instalação e implantação de sistema de Circuito Fechado

Leia mais

NOTA TECNICA JULGAMENTO DE RECURSO ADMINISTRATIVO FASE COMPLEMENTAR. Aguiar Feres Auditores Independentes S/S - EPP RECORRIDA:

NOTA TECNICA JULGAMENTO DE RECURSO ADMINISTRATIVO FASE COMPLEMENTAR. Aguiar Feres Auditores Independentes S/S - EPP RECORRIDA: NOTA TECNICA JULGAMENTO DE RECURSO ADMINISTRATIVO FASE COMPLEMENTAR TERMO: Decisório FEITO: Recurso Administrativo REFERENCIA: Pregão Eletrônico nº 39/2015 Contratação de empresa especializada em prestação

Leia mais

Insurge-se a Impugnante contra o estabelecido nos subitens 8.3.2, 8.3.3 e 8.3.4 do edital. Aduz a empresa que:

Insurge-se a Impugnante contra o estabelecido nos subitens 8.3.2, 8.3.3 e 8.3.4 do edital. Aduz a empresa que: PREGÃO N.º 024/2007 PROTOCOLO N.º 08283/2007 ASSUNTO: Prestação de serviços de vigilância eletrônica para Zonas Eleitorais A empresa ABS SEGURANÇA ELETRÔNICA LTDA., com fundamento no art. 41, 1º e 2º,

Leia mais

DECRETO Nº 11.319, DE 13 DE FEVEREIRO DE 2004

DECRETO Nº 11.319, DE 13 DE FEVEREIRO DE 2004 DECRETO Nº 11.319, DE 13 DE FEVEREIRO DE 2004 PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL Nº 032, DE 17-02-2004 Regulamenta o Sistema de Registro de Preços SRP, previsto no art. 15, da Lei nº 8.666, de 21 de junho de

Leia mais

ILUSTRÍSSIMO SENHOR PREGOEIRO DO INSTITUTO FEDERAL DO PARANA IFPR PR. Ref: Pregão Eletrônico N. 68/2013

ILUSTRÍSSIMO SENHOR PREGOEIRO DO INSTITUTO FEDERAL DO PARANA IFPR PR. Ref: Pregão Eletrônico N. 68/2013 ILUSTRÍSSIMO SENHOR PREGOEIRO DO INSTITUTO FEDERAL DO PARANA IFPR PR Ref: Pregão Eletrônico N. 68/2013 OI S.A, com sede na Cidade do Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro, na Rua do Lavradio, 71, 2º

Leia mais

Tribunal de Contas da União. Número do documento: DC-0230-12/00-P. Identidade do documento: Decisão 230/2000 - Plenário

Tribunal de Contas da União. Número do documento: DC-0230-12/00-P. Identidade do documento: Decisão 230/2000 - Plenário Tribunal de Contas da União Número do documento: DC-0230-12/00-P Identidade do documento: Decisão 230/2000 - Plenário Ementa: Acompanhamento. Programa Nacional de Desestatização. Outorga de concessões

Leia mais

O MERCADO COMO ELEMENTO DEFINIDOR DO TIPO DE LICITAÇÃO DE BENS E SERVIÇOS DE INFORMÁTICA.

O MERCADO COMO ELEMENTO DEFINIDOR DO TIPO DE LICITAÇÃO DE BENS E SERVIÇOS DE INFORMÁTICA. Número 15 agosto/setembro/outubro - 2008 Salvador Bahia Brasil - ISSN 1981-1861 - O MERCADO COMO ELEMENTO DEFINIDOR DO TIPO DE LICITAÇÃO DE BENS E SERVIÇOS DE INFORMÁTICA. Prof. Marcelo Neves Assessor

Leia mais

QUESTIONAMENTOS ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 32/2012 - BNDES. Em resposta aos questionamentos formulados, o BNDES esclarece:

QUESTIONAMENTOS ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 32/2012 - BNDES. Em resposta aos questionamentos formulados, o BNDES esclarece: QUESTIONAMENTOS ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 32/2012 - BNDES Em resposta aos questionamentos formulados, o BNDES esclarece: 1. Antes de adentrarmos ao questionamento é imprescindível esclarecer

Leia mais

ILUSTRÍSSIMO SENHOR PREGOEIRO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS

ILUSTRÍSSIMO SENHOR PREGOEIRO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS ILUSTRÍSSIMO SENHOR PREGOEIRO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS Pregão Eletrônico n. 36/2015 P&P TURISMO LTDA ME, pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ sob

Leia mais

JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO. Referência: Pregão Presencial para Registro de Preço n 071/2013 Processo Administrativo de compras n 146/2013

JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO. Referência: Pregão Presencial para Registro de Preço n 071/2013 Processo Administrativo de compras n 146/2013 Betim (MG), 27 de Fevereiro de 2014 JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO Referência: Pregão Presencial para Registro de Preço n 071/2013 Processo Administrativo de compras n 146/2013 Cuida-se de resposta do Pedido

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 4, 19 de maio de 2008.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 4, 19 de maio de 2008. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 4, 19 de maio de 2008. Dispõe sobre o processo de contratação de serviços de Tecnologia da Informação pela Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional. O SECRETÁRIO

Leia mais

GesANTT PLANO DO PROJETO EPP.PP.01 1.1. ProPass Brasil Projeto da Rede Nacional de Transporte Rodoviário Interestadual e Internacional de Passageiros

GesANTT PLANO DO PROJETO EPP.PP.01 1.1. ProPass Brasil Projeto da Rede Nacional de Transporte Rodoviário Interestadual e Internacional de Passageiros 1 Nome do Projeto ProPass Brasil Projeto da Rede Nacional de Transporte Rodoviário Interestadual e Internacional de Passageiros 2 Chefe do Projeto Maria Ângela Cavalcanti Oliveira 3 Gestor do Projeto Sonia

Leia mais

REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES COM RECURSOS PÚBLICOS FUNDAÇÃO SICREDI

REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES COM RECURSOS PÚBLICOS FUNDAÇÃO SICREDI REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES COM RECURSOS PÚBLICOS FUNDAÇÃO SICREDI A FUNDAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL E CULTURAL DO SISTEMA DE CRÉDITO COOPERATIVO FUNDAÇÃO SICREDI, institui o presente

Leia mais

ATA DE JULGAMENTO DE RECURSO PREGÃO ELETRÔNICO AA 43/2012

ATA DE JULGAMENTO DE RECURSO PREGÃO ELETRÔNICO AA 43/2012 ATA DE JULGAMENTO DE RECURSO PREGÃO ELETRÔNICO AA 43/2012 Aos 05 dias do mês de fevereiro de 2013, reuniram-se o Pregoeiro e os integrantes da Equipe Técnica de Apoio para análise das razões de recurso

Leia mais

Caráter excepcional da indicação de marca em edital

Caráter excepcional da indicação de marca em edital RELATORA: CONSELHEIRA ADRIENE ANDRADE Caráter excepcional da indicação de marca em edital DICOM TCEMG EMENTA: CONSULTA PRESIDENTE DE CÂMARA MUNICIPAL ELABORAÇÃO DE EDITAL DE LICITAÇÃO ESPECIFICAÇÃO DO

Leia mais

RESPOSTA IMPUGNAÇÃO AO EDITAL Nº 007/2012

RESPOSTA IMPUGNAÇÃO AO EDITAL Nº 007/2012 Goiânia, 05 de junho de 2011. RESPOSTA IMPUGNAÇÃO AO EDITAL Nº 007/2012 Em atendimento ao item 14 do edital do Pregão Eletrônico nº 007/2012, processado nos autos nº 201200018000086, e em atenção a pedido

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO Nota Técnica SUBEX/CPL n.º 058/2012. Ref.: Pregão Eletrônico p/ Registro de Preços PESRP nº 002/2012. Assunto: Impugnação aos Termos do Edital PLANEJAR TERCEIRIZAÇÃO E SERVIÇOS EIRELI Ao Exmo. Sr. Subsecretário

Leia mais

ILMO. SR. PREGOEIRO DA SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO RIO DE JANEIRO.

ILMO. SR. PREGOEIRO DA SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO RIO DE JANEIRO. ILMO. SR. PREGOEIRO DA SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DO RIO DE JANEIRO. PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS N.º 003/2012. PROCESSO ADMINISTRATIVO N.º E-03/012.746/2011. UNIRIO MANUTENÇÃO E SERVIÇOS

Leia mais

Apreciação de Recurso Administrativo Pregão Eletrônico nº. 24/2008

Apreciação de Recurso Administrativo Pregão Eletrônico nº. 24/2008 Processo: A 08/376 Interessado: Gerência de Recursos Humanos Assunto: Contratação de Empresa Especializada em administração, gerenciamento, emissão, distribuição e fornecimento de documentos de legitimação,

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SÃO PAULO

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SÃO PAULO SEGUNDA CÂMARA SESSÃO DE 24/08/2010 ITEM 20 TC-001857/026/07 Contratante: Secretaria de Estado da Saúde. Organização Social: SPDM Sociedade Paulista para o Desenvolvimento da Medicina. Entidade Gerenciada:

Leia mais

(Referendo) TRIBUNAL PLENO SESSÃO DE 07.05.2014 SECÇÃO ESTADUAL EXAMES PRÉVIOS DE EDITAL

(Referendo) TRIBUNAL PLENO SESSÃO DE 07.05.2014 SECÇÃO ESTADUAL EXAMES PRÉVIOS DE EDITAL (Referendo) TRIBUNAL PLENO SESSÃO DE 07.05.2014 SECÇÃO ESTADUAL EXAMES PRÉVIOS DE EDITAL Processos: 1916.989.14-8 2037.989.14-2 2047.989.14-0 Representantes: Representada: Diretor Presidente: Assunto:

Leia mais

RESPOSTA A PEDIDO DE IMPUGNAÇÃO

RESPOSTA A PEDIDO DE IMPUGNAÇÃO RESPOSTA A PEDIDO DE IMPUGNAÇÃO Trata-se de resposta a pedido de impugnação apresentado pela Auxiliar de Enfermagem, SRA. JOSEFA INALDINA DE OLIVEIRA SANTOS, ora Impugnante, referente ao Edital de Pregão

Leia mais

ATA DE SESSÃO DE APRECIAÇÃO DE IMPUGNAÇÃO PREGÃO ELETRÔNICO 001/2013

ATA DE SESSÃO DE APRECIAÇÃO DE IMPUGNAÇÃO PREGÃO ELETRÔNICO 001/2013 ATA DE SESSÃO DE APRECIAÇÃO DE IMPUGNAÇÃO PREGÃO ELETRÔNICO 001/2013 Processo n.º E-26/054.334/2012 SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA E/OU CORRETIVA EM SISTEMAS DE REFRIGERAÇÃO (AR CONDICIONADO E BEBEDOURO)

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 3ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 3ª REGIÃO PREGÃO ELETRÔNICO nº 19/2015 OBJETO: Contratação de empresa especializada para prestação de serviços de manutenção preventiva e corretiva, com reposição integral de peças, de aparelhos de ar condicionado

Leia mais

Impetrante: Sindicato Nacional das Empresas de Arquitetura e Engenharia Consultiva - SINAENCO S E N T E N Ç A

Impetrante: Sindicato Nacional das Empresas de Arquitetura e Engenharia Consultiva - SINAENCO S E N T E N Ç A CLASSE Nº 2200 MANDADO DE SEGURANÇA INDIVIDUAL Impetrante: Sindicato Nacional das Empresas de Arquitetura e Engenharia Consultiva - SINAENCO Impetrado: Pregoeira das Centrais Elétricas de Rondônia CERON

Leia mais

A sociedade GHS Industria e Serviços Ltda. apresentou impugnação datada de 8 de agosto de 2012 ao Edital do Pregão Eletrônico n. 63/2012.

A sociedade GHS Industria e Serviços Ltda. apresentou impugnação datada de 8 de agosto de 2012 ao Edital do Pregão Eletrônico n. 63/2012. Decisão de Pregoeiro n 0010/2012-SLC/ANEEL Em 10 de agosto de 2012. Processo n.: 48500.003482/2012-97 Licitação: Pregão Eletrônico n. 63/2012 Assunto: Análise da IMPUGNAÇÃO AO EDITAL apresentada pela empresa

Leia mais

UNIDADE GESTORA: Procuradoria Regional do Trabalho da 6ª Região

UNIDADE GESTORA: Procuradoria Regional do Trabalho da 6ª Região UNIDADE GESTORA: Procuradoria Regional do Trabalho da 6ª Região PARECER Nº 207/2014 CONCORRÊNCIA Nº 01/2014 PROCESSO Nº 2.06.000.010874/2014-54 EMENTA: Impugnação ao Edital da Concorrência nº 01/2014.

Leia mais

- RESPOSTA A IMPUGNAÇÃO DE EDITAL -

- RESPOSTA A IMPUGNAÇÃO DE EDITAL - - RESPOSTA A IMPUGNAÇÃO DE EDITAL - REFERÊNCIA: TOMADA DE PREÇOS nº 01/2013 (REPUBLICAÇÃO 02) IMPUGNANTE: VIVO S.A. I - RELATÓRIO A Câmara de Vereadores de Gramado está promovendo licitação na modalidade

Leia mais

Pregão Eletrônico nº 04/2013-CGTI/DPF Processo administrativo nº 08206.000881/2012-14 JULGAMENTO DE RECURSO

Pregão Eletrônico nº 04/2013-CGTI/DPF Processo administrativo nº 08206.000881/2012-14 JULGAMENTO DE RECURSO Pregão Eletrônico nº 04/2013-CGTI/DPF Processo administrativo nº 08206.000881/2012-14 JULGAMENTO DE RECURSO Trata-se do Pregão Eletrônico para Formação de Registro de Preços para futura contratação de

Leia mais

IMPUGNAÇÃO AO EDITAL. Pregão Eletrônico n. 04/2013 Ministério dos Tran sportes.

IMPUGNAÇÃO AO EDITAL. Pregão Eletrônico n. 04/2013 Ministério dos Tran sportes. IMPUGNAÇÃO AO EDITAL Pregão Eletrônico n. 04/2013 Ministério dos Tran sportes. Impugnante: VIVO S/A A (o) Sr. (a) Pregoeiro do Ministério dos Transportes, VIVO S. A., sociedade anônima inscrita no CNPJ

Leia mais

ptonto. EXCELENTíSSIMO(A) SENHOR(A) PREGOEIRO(A) DA COMISSÃO DE LICITAÇÃO DO TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO.

ptonto. EXCELENTíSSIMO(A) SENHOR(A) PREGOEIRO(A) DA COMISSÃO DE LICITAÇÃO DO TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO. EXCELENTíSSIMO(A) SENHOR(A) PREGOEIRO(A) DA COMISSÃO DE LICITAÇÃO DO TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO. Referências: Pregão Eletrônico no74/2014 FRANCISCA MARQUES DE LIMA - EIRELI - ME, pessoa jurídica de direito

Leia mais

Tribunal de Contas da União

Tribunal de Contas da União Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Decisão 307/98 - Plenário - Ata 19/98 Processo TC nº 014.188/97-0 Interessado: Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados. Entidade:

Leia mais

Ref. Processo 2.08.000.00724/2016-20. Assunto: decisão referente ao Pregão Eletrônico n 2/2016. RELATÓRIO

Ref. Processo 2.08.000.00724/2016-20. Assunto: decisão referente ao Pregão Eletrônico n 2/2016. RELATÓRIO Ref. Processo 2.08.000.00724/2016-20 Assunto: decisão referente ao Pregão Eletrônico n 2/2016. RELATÓRIO A Procuradoria Regional do Trabalho da 8ª Região expediu instrumento licitatório na modalidade Pregão

Leia mais

GERÊNCIA DE ORIENTAÇÕES, NORMAS E PROCEDIMENTOS GONP SETOR DE ORIENTAÇÃO - SEOR. física. EXCEPCIONALIDADE NA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE PESSOA FÍSICA

GERÊNCIA DE ORIENTAÇÕES, NORMAS E PROCEDIMENTOS GONP SETOR DE ORIENTAÇÃO - SEOR. física. EXCEPCIONALIDADE NA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE PESSOA FÍSICA GERÊNCIA DE ORIENTAÇÕES, NORMAS E PROCEDIMENTOS GONP SETOR DE ORIENTAÇÃO - SEOR Orientação Técnica n 01/2015 Assunto: Contratação de serviços de pessoa física. Legislação: Lei n 4.320/64; Lei n 8.666/93;

Leia mais

ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 12/2015

ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 12/2015 ATA DE JULGAMENTO DE IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 12/2015 No dia 02/04/2015, reuniram-se o Pregoeiro e os integrantes da Equipe de Apoio, designados pelo Ato de Designação 15/2015, do

Leia mais

DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO - DAD COORDENAÇÃO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS CGADM COORDENAÇÃO DE INFRAESTRUTURA COINF SERVIÇO DE LICITAÇÃO - SELIC

DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO - DAD COORDENAÇÃO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS CGADM COORDENAÇÃO DE INFRAESTRUTURA COINF SERVIÇO DE LICITAÇÃO - SELIC DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO - DAD COORDENAÇÃO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS CGADM COORDENAÇÃO DE INFRAESTRUTURA COINF SERVIÇO DE LICITAÇÃO - SELIC Brasília, 20 de fevereiro de 2009. Ref.: Processo n

Leia mais

DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO - DAD COORDENAÇÃO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS CGADM COORDENAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA COINF SERVIÇO DE LICITAÇÃO - SELIC

DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO - DAD COORDENAÇÃO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS CGADM COORDENAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA COINF SERVIÇO DE LICITAÇÃO - SELIC DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO - DAD COORDENAÇÃO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS CGADM COORDENAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA COINF SERVIÇO DE LICITAÇÃO - SELIC Of. n.º 319/2009 Brasília, 11 de maio de 2009. Ref.:

Leia mais

Ata de julgamento de Impugnação ao Pregão Eletrônico AA 37/2007

Ata de julgamento de Impugnação ao Pregão Eletrônico AA 37/2007 Ata de julgamento de Impugnação ao Pregão Eletrônico AA 37/2007 COMBRAS ENGENHARIA LTDA. apresentou Impugnação ao Edital do Pregão Eletrônico AA nº 37/2007, que tem por objeto a contratação de empresa

Leia mais

Memorando nº 16/2015-CVM/SEP Rio de Janeiro, 19 de janeiro de 2015.

Memorando nº 16/2015-CVM/SEP Rio de Janeiro, 19 de janeiro de 2015. 1 de 5 27/02/2015 17:50 Memorando nº 16/2015-CVM/SEP Rio de Janeiro, 19 de janeiro de 2015. PARA: SGE DE: SEP Assunto: Recurso contra aplicação de multa cominatória COMPANHIA DE ÁGUAS DO BRASIL CAB AMBIENTAL

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE TRIBUTAÇÃO CONSELHO DE RECURSOS FISCAIS R E L A T Ó R I O

RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE TRIBUTAÇÃO CONSELHO DE RECURSOS FISCAIS R E L A T Ó R I O RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE TRIBUTAÇÃO CONSELHO DE RECURSOS FISCAIS PROCESSO N.º : 0031/2003 CRF PAT Nº : 0190/2001-1ª. U.R.T RECORRENTE : Queiroz Oliveira Comércio e Indústria Ltda. RECORRIDO :

Leia mais

ATA DE JULGAMENTO DE RECURSO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 44/2011

ATA DE JULGAMENTO DE RECURSO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 44/2011 ATA DE JULGAMENTO DE RECURSO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 44/2011 Aos treze dias do mês de fevereiro de 2012, reuniram-se a Pregoeira e a integrante da Equipe de Apoio para análise das razões de recurso apresentadas,

Leia mais

ESTADO DO PARÁ M I N I S T É R I O P Ú B L I C O

ESTADO DO PARÁ M I N I S T É R I O P Ú B L I C O MANIFESTAÇÃO A IMPUGNAÇÃO AO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 0065/2014-MP/PA PREGOEIRA: ANDRÉA MARA CICCIO EMPRESA IMPUGNANTE: EMPRESA BRASILEIRA DE TECNOLOGIA E ADMINISTRAÇÃO DE CONVÊNCIOS HAAG SA OBJETO:

Leia mais

Resposta a Pedido de Impugnação ao Edital Nº 01/2013

Resposta a Pedido de Impugnação ao Edital Nº 01/2013 Resposta a Pedido de Impugnação ao Edital Nº 01/2013 PREGÃO PRESENCIAL Nº 01/2013 Objeto: Contratação de empresa(s) cadastrada junto ao Ministério do Turismo (Cadastur), para prestação de serviços de agenciamento,

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº. 12/2012

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº. 12/2012 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº. 12/2012 PREGÃO PRESENCIAL Nº. 20/2012 Aos vinte e cinco dias do mês de abril do ano de 2012, no Departamento de Compras, localizado no Serviço Autônomo Municipal de Água e

Leia mais

RELATÓRIO FINAL DE AUDITORIA

RELATÓRIO FINAL DE AUDITORIA RELATÓRIO FINAL DE AUDITORIA Relatório AUDIN nº 01/2014 Tipo de auditoria: Especial Ação de auditoria: Acúmulo de cargos Área: Recursos Humanos 1. ESCOPO DOS EXAMES Em resposta ao Ofício da Reitoria UFABC/REIT

Leia mais

Resposta ao Pedido de Esclarecimento

Resposta ao Pedido de Esclarecimento PROCESSO LICITATÓRIO nº: 067/2016 PREGÃO PRESENCIAL nº: 046/2016 Resposta ao Pedido de Esclarecimento A empresa CAMPTÉCNICA COMÉRCIO DE RELÓGIOS DE PONTO LTDA, inscrita sob o CNPJ 65.664.955/0001-99 impetrou

Leia mais

2º FÓRUM DE DEBATES DO CICLO DE CONTRATAÇÕES PÚBLICAS DIAS 27 e 28 de ABRIL de 2011

2º FÓRUM DE DEBATES DO CICLO DE CONTRATAÇÕES PÚBLICAS DIAS 27 e 28 de ABRIL de 2011 2º FÓRUM DE DEBATES DO CICLO DE CONTRATAÇÕES PÚBLICAS DIAS 27 e 28 de ABRIL de 2011 QUESTÕES SOBRE PREGÃO ELETRÔNICO 1. Quando se pode utilizar a modalidade pregão? E o eletrônico? Como se caracterizam

Leia mais

ATORES DA LICITAÇÃO POR SRP E IMPLICAÇÕES DO NOVO REGULAMENTO Nº 7.892/2013

ATORES DA LICITAÇÃO POR SRP E IMPLICAÇÕES DO NOVO REGULAMENTO Nº 7.892/2013 1 ATORES DA LICITAÇÃO POR SRP E IMPLICAÇÕES DO NOVO REGULAMENTO Nº 7.892/2013 Por: Flavia Daniel Vianna Advogada especialista e instrutora na área das licitações e contratos administrativos. Pós-graduada

Leia mais

LEI Nº 8.078, DE 11 DE SETEMBRO DE 1990

LEI Nº 8.078, DE 11 DE SETEMBRO DE 1990 LEI Nº 8.078, DE 11 DE SETEMBRO DE 1990 Dispõe sobre a proteção do consumidor e dá outras providências. TÍTULO I DOS DIREITOS DO CONSUMIDOR... CAPÍTULO III DOS DIREITOS BÁSICOS DO CONSUMIDOR Art. 6º São

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XVIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XVIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL O Ministério da Cultura publicou, na imprensa oficial, edital de licitação que veio assinado pelo próprio Ministro da Cultura, na modalidade de tomada de preços,

Leia mais

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S/A CERON

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S/A CERON Processo: CONCORRÊNCIA N.º 005/2006 Assunto: JULGAMENTO RECURSO ADMINISTRATIVO - HABILITAÇÃO Recorrente: TAMA ENGENHARIA LTDA A Comissão Permanente de Licitação - CPL da Centrais Elétricas de Rondônia

Leia mais

ATA Nº. 237/2008 PREGÃO ELETRÔNICO Nº. 067/7086-2087 PROCESSO 7086.01.0192.0/2008.

ATA Nº. 237/2008 PREGÃO ELETRÔNICO Nº. 067/7086-2087 PROCESSO 7086.01.0192.0/2008. ATA Nº. 237/2008 PREGÃO ELETRÔNICO Nº. 067/7086-2087 PROCESSO 7086.01.0192.0/2008. Aos vinte e seis dias do mês de novembro de dois mil e oito, às dez horas, o Tadeu Landin de Castro, constante(s) da portaria

Leia mais

EGRÉGIA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO DA ASSEMBL[EIA

EGRÉGIA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO DA ASSEMBL[EIA EGRÉGIA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO DA ASSEMBL[EIA LEGISLATIV A DO ESTADO DE TOCANTINS Processo Licitatório: Processo 776/2011 Pregão 0025/2011 DELPHOS ASSESSORIA EM SEGURANÇA LTDA, por seu representante

Leia mais

Tribunal de Contas da União. Assunto: Representação. Colegiado: Plenário. Classe: Classe VII

Tribunal de Contas da União. Assunto: Representação. Colegiado: Plenário. Classe: Classe VII Tribunal de Contas da União Assunto: Representação Colegiado: Plenário Classe: Classe VII Sumário: Representação formulada com base no art. 113 da Lei nº 8.666/93 contra possíveis irregularidades em convite.

Leia mais

Parágrafo único. Só se iniciam e vencem os prazos referidos neste artigo em dia de expediente no órgão ou na entidade.

Parágrafo único. Só se iniciam e vencem os prazos referidos neste artigo em dia de expediente no órgão ou na entidade. CONTAGEM DOS PRAZOS EM PROCEDIMENTOS LICITATÓRIOS Por PAULO SÉRGIO DE MONTEIRO REIS A Lei nº 8.666/93, com todas as suas já inúmeras alterações (ou seriam remendos?...) trata, em seu art. 110, da contagem

Leia mais

2) ESCLARECIMENTOS: Esclarecimentos e respostas aos questionamentos constam no sistema COMPRASNET, bem como na ata gerada pelo referido sistema.

2) ESCLARECIMENTOS: Esclarecimentos e respostas aos questionamentos constam no sistema COMPRASNET, bem como na ata gerada pelo referido sistema. RELATÓRIO DO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 4-011-13. Em cumprimento às determinações previstas na Lei n 10.520, de 17 de Julho de 2002, Lei Complementar nº 123/2006, dos Decretos n 3.555, de 08 de agosto de 2000,

Leia mais

Gabinete do Conselheiro Renato Costa Dias

Gabinete do Conselheiro Renato Costa Dias PROCESSO Nº: 3342/2015-TC. INTERESSADO: Prefeitura Municipal de Mossoró ASSUNTO: Dispensa de Licitação RESPONSÁVEL: Abertura de Processo Seletivo Locação de Veículos RELATOR: Conselheiro Renato Costa Dias

Leia mais

Câmara Municipal de Rio Branco do Sul ESTADO DO PARANÁ

Câmara Municipal de Rio Branco do Sul ESTADO DO PARANÁ CÂMARA MUNICIPAL DE RIO BRANCO DO SUL TOMADA DE PREÇOS Nº: 001/2014 OBJETO: CONTRATAÇÃO EMPRESA ESPECIALIZADA NA ELABORAÇÃO E REALIZAÇÃO DE CONCURSO PÚBLICO, BEM COMO O PLANEJAMENTO, ORGANIZAÇÃO, REALIZAÇÃO

Leia mais