PACTO PELA SAÚDE. Pactos pela Vida, em Defesa do SUS e de Gestão. Seminário Pacto pela Saúde Agosto/2007. Departamento de Apoio à Descentralização

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PACTO PELA SAÚDE. Pactos pela Vida, em Defesa do SUS e de Gestão. Seminário Pacto pela Saúde Agosto/2007. Departamento de Apoio à Descentralização"

Transcrição

1 PACTO PELA SAÚDE Pactos pela Vida, em Defesa do SUS e de Gestão Seminário Pacto pela Saúde Agosto/2007 Departamento de Apoio à Descentralização Secretaria Executiva

2 PACTO PELA SAÚDE Pactuaçã ção o firmada pelos 3 gestores do SUS, em reunião o da CIT, de 26/01/2006. Aprovado no CNS, em 09/02/2006. O Pacto pela Saúde representa mudanças significativas para a execução do SUS. Publicado em Portaria GM/MS Nº N 399, de 22/02/2006.

3 PORQUÊ O PACTO PELA SAÚDE? Tentativa de superar a fragmentação das políticas e programas de saúde Organização de uma rede regionalizada e hierarquizada de ações e serviços de saúde. Qualificação da gestão. Reconhecimento da autonomia dos entes federados.

4 PACTO PELA SAÚDE DESAFIOS Desafios Desafios Promover inovações nos processos e instrumentos de gestão. Alcançar maior efetividade, eficiência e qualidade da resposta do sistema às necessidades da população. articular um novo Pacto Federativo Pacto pela Saúde

5 PACTO PELA SAÚDE PRINCÍPIOS Respeito às s diferenças loco-regionais A diversidade como constitutiva do processo de pactuaçã ção e não n o exceçã ção o para modelos pré-definidos. Reforço o da organizaçã ção o das regiões es de saúde. Qualificaçã ção o do acesso da populaçã ção à atençã ção o integral à saúde Redefiniçã ção o dos instrumentos de regulaçã ção, programaçã ção e avaliaçã ção

6 PACTO PELA SAÚDE PRINCÍPIOS Instituição de mecanismos de co-gestão e planejamento regional. Com base nas necessidades de saúde da população. Fortalecimento dos espaços e mecanismos de controle social. Valorização da macrofunção técnica entre os gestores. de cooperação

7 PACTO PELA SAÚDE PRINCÍPIOS Proposição de um financiamento tripartite Com estimulação de critérios de eqüidade nas transferências fundo a fundo.

8 PACTO PELA SAÚDE MUDANÇAS MARCANTES Integração das várias formas de repasse dos recursos federais de custeio. Portaria 204/GM, de 29 de janeiro de Unificação dos vários pactos existentes hoje. Portaria 91/GM, de 10 de janeiro de 2007.

9 PACTO PELA SAÚDE MUDANÇAS MARCANTES Substituição do então processo de habilitação pela adesão ao Pacto pela Saúde, através da assinatura do Termo de Compromisso de Gestão Todos os gestores são plenos na responsabilidade pela saúde de sua população. Portaria 699/GM, de 30 de março de 2006 Portaria 372/GM, de 16 de fevereiro de 2007 Regionalização solidária e cooperativa, como eixo estruturante,, no processo de descentralização

10 PACTO PELA SAÚDE 3 DIMENSÕES Pacto pela Vida Pacto em Defesa do SUS Pacto de Gestão

11 PACTO PELA VIDA UMA AGENDA COMUM Saúde do Idoso Controle do câncer do colo do útero e da mama Redução da mortalidade infantil e materna Fortalecimento da capacidade de reposta às doenças emergentes e endemias, com ênfase na dengue, hanseníase, tuberculose, malária e influenza Promoção da Saúde Fortalecimento da Atenção Básica O Pacto pela Vida significa o compromisso entre gestores do SUS em torno de prioridades que apresentam impacto sobre a situação de saúde da população brasileira.

12 PACTO PELA VIDA Definir e pactuar as metas locais Definir estratégias para alcançar ar estas metas Instituir um processo de monitoramento

13 PACTO EM DEFESA DO SUS Discutir nos conselhos municipais e estadual as estratégias para implantaçã ção o das açõa ções respectivas no estado Qualificar e assegurar o SUS como política públicap Garantia de financiamento de acordo com as necessidades do sistema Regulamentaçã ção o da EC nº n 29, pelo Congresso Nacional Aprovaçã ção o do orçamento do SUS, composto pelos orçamentos das três s esferas de gestão

14 PACTO EM DEFESA DO SUS Priorizar espaços com a sociedade civil para realizar as ações previstas Repolitização da Saúde como um movimento que retoma a Reforma Sanitária Brasileira Promoção da Cidadania como estratégia de mobilização social Divulgação da Carta de Direitos dos Usuários do SUS

15 PACTO DE GESTÃO Definição das responsabilidades sanitárias por eixos: Constituindo espaços de co-gestão. Resgate do apoio entre os entes federados, num processo compartilhado (solidariedade). Maior transparência para o controle social.

16 PACTO DE GESTÃO DIRETRIZES Descentralização Regionalização Financiamento Planejamento PPI Regulação Participação e Controle Social Gestão do Trabalho Educação na Saúde

17 ADESÃO AO PACTO PELA SAÚDE TERMO DE COMPROMISSO DE GESTÃO Expressa a formalização do Pacto nas suas dimensões Pela Vida e de Gestão Processo de assinatura negociado Portaria 153/GM, de 17 de janeiro de 2007

18 Sintonia com o Plano de Saúde e em conjunto com o Conselho de Saúde Aprova no Conselho de Saúde Negociação com os demais entes federados Pactua na CIB com os demais gestores Homologação na CIT TCG FLUXO DE CONSTRUÇÃO/APROVAÇÃO Publicação de Portaria pelo Ministério monitoramento (TCG+TLFG)

19 TERMO DE COMPROMISSO DE GESTÃO ANEXOS Extrato do TCG responsabilidades ainda não realizadas plenamente com um cronograma estipulado ou quando a responsabilidade não se aplica Termo do Limite Financeiro Global montante de recursos transferidos do FNS aos respectivos FS. Declaração da CIB de Comando Único do Sistema pelo Gestor Municipal Extrato do TCEP Termo de cooperação celebrado entre o município e o gerente (estadual ou federal) do estabelecimento de d saúde.

20 REGIONALIZAÇÃO SOLIDÁRIA E COOPERATIVA Respeito às realidades locais Redefine critérios rios para os desenhos das regiões es Colocado o norte da necessidade de saúde da populaçã ção o para o processo de planejamento e organizaçã ção o da rede de serviços

21 REGIONALIZAÇÃO SOLIDÁRIA E COOPERATIVA Descentralização para as CIB, dos processos de credenciamento de serviços Portaria 598/GM de 23 de março de 2006 Criação dos Colegiados de Gestão Regional

22 FINANCIAMENTO DA SAÚDE INTEGRAÇÃO DAS VÁRIAS FORMAS DE REPASSE DOS RECURSOS FEDERAIS PARA FINANCIAMENTO DAS AÇÕES E SERVIÇOS DE SAÚDE Portaria 204/GM, de 29 de janeiro de 2007 Maior liberdade de uso para o gestor local Maior integralidade 5 blocos de financiamento: AB, MAC, AF, VS, Gestão Memória de cálculo para possibilitar o monitoramento

23 COMUNICAÇÃO DO PACTO PELA SAÚDE 10 cadernos Diretrizes Regulamento Regionalização Atenção Básica PPI Regulação Promoção da Saúde Contratação em processo de finalização Planejamento em processo de finalização 1 folder 4 vídeos

O papel dos conselhos na afirmação do Pacto pela Saúde

O papel dos conselhos na afirmação do Pacto pela Saúde Informativo interativo eletrônico do CNS aos conselhos de Saúde Brasília, junho de 2006 Editorial O papel dos conselhos na afirmação do Pacto pela Saúde A aprovação unânime do Pacto pela Saúde na reunião

Leia mais

O Pacto de Gestão do SUS e os Municípios

O Pacto de Gestão do SUS e os Municípios Colegiado de Secretários Municipais de Saúde do Estado de PE COSEMS-PE O Pacto de Gestão do SUS e os Municípios 2º Congresso Pernambucano de Municípios - AMUPE Gessyanne Vale Paulino Saúde Direito de todos

Leia mais

18/05/2015 PACTO PELA SAÚDE

18/05/2015 PACTO PELA SAÚDE PACTO PELA SAÚDE O Pacto firmado entre os três gestores do SUS a partir de uma unidade de princípios: respeita as diferenças regionais, agrega os pactos anteriormente existentes, reforça a organização

Leia mais

Política Nacional de Educação Permanente em Saúde

Política Nacional de Educação Permanente em Saúde Política Nacional de Educação Permanente em Saúde Portaria GM/MS nº 1.996, de 20 de agosto de 2007 substitui a Portaria GM/MS nº 198, de 13 de fevereiro de 2004 e Proposta de Alteração Pesquisa de Avaliação

Leia mais

SAÚDE PÚBLICA 4 A DESCENTRALIZAÇÃO DO SISTEMA DE SAÚDE BRASILEIRO

SAÚDE PÚBLICA 4 A DESCENTRALIZAÇÃO DO SISTEMA DE SAÚDE BRASILEIRO SAÚDE PÚBLICA 4 A DESCENTRALIZAÇÃO DO SISTEMA DE SAÚDE BRASILEIRO OBJETIVOS DAS NOBs a)promover integração entre as esferas de governo definindo responsabilidades na consolidação do SUS; b)operacionalizar

Leia mais

Pactos pela Vida, em Defesa do SUS e de Gestão

Pactos pela Vida, em Defesa do SUS e de Gestão MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria-Executiva Coordenação de Apoio à Gestão Descentralizada Diretrizes Operacionais para os Pactos pela Vida, em Defesa do SUS e de Gestão Série A. Normas e Manuais Técnicos

Leia mais

PORTARIA Nº 399/GM DE 22 DE FEVEREIRO DE 2006. O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, INTERINO, no uso de suas atribuições, e

PORTARIA Nº 399/GM DE 22 DE FEVEREIRO DE 2006. O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, INTERINO, no uso de suas atribuições, e PORTARIA Nº 399/GM DE 22 DE FEVEREIRO DE 2006. Divulga o Pacto pela Saúde 2006 Consolidação do SUS e aprova as Diretrizes Operacionais do Referido Pacto. O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, INTERINO, no uso

Leia mais

PORTARIA Nº 399/GM DE 22 DE FEVEREIRO DE 2006. O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, INTERINO, no uso de suas atribuições, e

PORTARIA Nº 399/GM DE 22 DE FEVEREIRO DE 2006. O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, INTERINO, no uso de suas atribuições, e PORTARIA Nº 399/GM DE 22 DE FEVEREIRO DE 2006. Divulga o Pacto pela Saúde 2006 Consolidação do SUS e aprova as Diretrizes Operacionais do Referido Pacto. O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, INTERINO, no uso

Leia mais

ORIENTAÇÕES E ESCLARECIMENTOS

ORIENTAÇÕES E ESCLARECIMENTOS COAP 06/13 ORIENTAÇÕES E ESCLARECIMENTOS 1.0 O que é o Contrato Organizativo da Ação Pública - COAP? O COAP é um acordo de colaboração firmado entre os três entes federativos, no âmbito de uma Região de

Leia mais

O COAP na perspectiva da gestão da Vigilância em Saúde. Sonia Brito Secretaria de Vigilância em Saúde

O COAP na perspectiva da gestão da Vigilância em Saúde. Sonia Brito Secretaria de Vigilância em Saúde O COAP na perspectiva da gestão da Vigilância em Saúde Sonia Brito Secretaria de Vigilância em Saúde Decreto 7.508/11 Regulamenta a Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990, para dispor sobre a organização

Leia mais

VOLUME 1 DIRETRIZES OPERACIONAIS. Pactos pela Vida, em Defesa do SUS e de Gestão

VOLUME 1 DIRETRIZES OPERACIONAIS. Pactos pela Vida, em Defesa do SUS e de Gestão VOLUME 1 DIRETRIZES OPERACIONAIS Pactos pela Vida, em Defesa do SUS e de Gestão S É R I E PACTOS PELA SAÚDE 2006 VOLUME 1 DIRETRIZES OPERACIONAIS Pactos pela Vida, em Defesa do SUS e de Gestão Documento

Leia mais

Pactos pela Vida, em Defesa do SUS e de Gestão PACTOS DIRETRIZES OPERACIONAIS PELA SAÚDE

Pactos pela Vida, em Defesa do SUS e de Gestão PACTOS DIRETRIZES OPERACIONAIS PELA SAÚDE S É R I E PACTOS PELA SAÚDE 2006 VOLUME 1 DIRETRIZES OPERACIONAIS Pactos pela Vida, em Defesa do SUS e de Gestão Documento pactuado na reunião da Comissão Intergestores Tripartite do dia 26 de janeiro

Leia mais

Alocação de Recursos e Regionalização no SUS

Alocação de Recursos e Regionalização no SUS Alocação de Recursos e Regionalização no SUS Áquilas Mendes Professor Doutor Livre-Docente de Economia da Saúde da FSP-USP e do Departamento de Economia da PUC-SP ABRES Encontro Alocação de Recursos e

Leia mais

Planejamento intersetorial e Gestão Participativa. Recife, 04/09/2013

Planejamento intersetorial e Gestão Participativa. Recife, 04/09/2013 Planejamento intersetorial e Gestão Participativa Recife, 04/09/2013 Art. 6º São direitos sociais a educação, a saúde, a alimentação, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência social,

Leia mais

ANEXO I TERMO DE COMPROMISSO DE GESTÃO MUNICIPAL

ANEXO I TERMO DE COMPROMISSO DE GESTÃO MUNICIPAL ANEXO I TERMO DE COMPROMISSO DE GESTÃO MUNICIPAL Termo de Compromisso de Gestão que firma a Secretaria Municipal de Saúde de XX, representada pelo seu Secretário Municipal de Saúde, com o objetivo de pactuar

Leia mais

Curso Introdutório em Gerenciamento da Estratégia Saúde da Família

Curso Introdutório em Gerenciamento da Estratégia Saúde da Família Curso Introdutório em Gerenciamento da Estratégia Saúde da Família Leni Nobre Doutora em Saúde Pública-USP Membro do Centro de Investigação Científica da ESP-CE. Compreender os instrumentos de gestão e

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE IMPLANTAÇÃO DO DECRETO 7.508/11 E APRIMORAMENTO DO PACTO PELA SAÚDE

MINISTÉRIO DA SAÚDE IMPLANTAÇÃO DO DECRETO 7.508/11 E APRIMORAMENTO DO PACTO PELA SAÚDE MINISTÉRIO DA SAÚDE IMPLANTAÇÃO DO DECRETO 7.508/11 E APRIMORAMENTO DO PACTO PELA SAÚDE Decreto 7.508/11 Regulamenta a Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990, para dispor sobre a organização do Sistema

Leia mais

Estado: ESPIRITO SANTO RESPONSABILIDADES GERAIS DA GESTAO DO SUS

Estado: ESPIRITO SANTO RESPONSABILIDADES GERAIS DA GESTAO DO SUS PLANILHA DE PACTUAÇÃO DAS - TCG Data da Validação: 31/03/2010 Data da Homologação: 12/04/2010 Revisão Nº:001 Pedido de Revisão: 30/03/2010 Portaria: 2.846 Data da Publicação: 25/11/2008 Estado: ESPIRITO

Leia mais

GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA A VIGILÂNCIA SANITÁRIA ELABORAÇÃO DO PLANO DE AÇÃO EM. Versão 1.2

GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA A VIGILÂNCIA SANITÁRIA ELABORAÇÃO DO PLANO DE AÇÃO EM. Versão 1.2 GUIA DE ORIENTAÇÕES PARA A ELABORAÇÃO DO PLANO DE AÇÃO EM VIGILÂNCIA SANITÁRIA Planejamento, Programação, Pactuação e Monitoramento das ações de Visa Versão 1.2 ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO (APLAN/ANVISA)

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa Departamento de Articulação Interfederativa COAP

MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa Departamento de Articulação Interfederativa COAP MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa Departamento de Articulação Interfederativa COAP O Brasil é o único país......com + de 100 milhões de hab. com o desafio de ter um sistema

Leia mais

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2008/prt1559_01_08_2008.html

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2008/prt1559_01_08_2008.html Página 1 de 5 ADVERTÊNCIA Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 1.559, DE 1º DE AGOSTO DE 2008 Institui a Política Nacional

Leia mais

PORTARIA Nº 1.097 DE 22 DE MAIO DE 2006.

PORTARIA Nº 1.097 DE 22 DE MAIO DE 2006. PORTARIA Nº 1.097 DE 22 DE MAIO DE 2006. Define o processo da Programação Pactuada e Integrada da Assistência em Saúde seja um processo instituído no âmbito do Sistema Único de Saúde. O MINISTRO DE ESTADO

Leia mais

PROVA SELETIVA - 2016 RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL INTEGRADA EM SAÚDE DO IDOSO PSICOLOGIA

PROVA SELETIVA - 2016 RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL INTEGRADA EM SAÚDE DO IDOSO PSICOLOGIA PROVA SELETIVA - 2016 RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL INTEGRADA EM SAÚDE DO IDOSO PSICOLOGIA Antes de iniciar a prova, leia atentamente as instruções abaixo: 1. A duração da prova, incluindo o tempo para

Leia mais

PREFEITURA DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

PREFEITURA DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE REGIONALIZAÇÃO NAS DIFERENTES REDES DE ATENÇÃO: COAP E REGIONALIZAÇÃO FERNANDO RITTER SECRETÁRIO MUNICIPAL DE SAÚDE PREFEITURA DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE CONTRATO ORGANIZATIVO DA AÇÃO

Leia mais

Carta de Joinville 1) Sobre o Financiamento

Carta de Joinville 1) Sobre o Financiamento Carta de Joinville Os Secretários e Secretárias Municipais de Saúde, reunidos no XXIII Congresso Nacional das Secretarias Municipais de Saúde e IV Congresso Brasileiro de Saúde, Cultura de Paz e Não-Violência,

Leia mais

Prova Comentada 1ª Parte

Prova Comentada 1ª Parte Prova Comentada 1ª Parte Olá, Pessoal! Seguem as disciplinas de legislação e gestão em saúde comentadas. Até amanhã encaminho a segunda parte, com a disciplina de política social. No geral, achei a prova

Leia mais

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 40

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 40 8 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Cód. 40 QUESTÃO 17 São competências do Sistema Único de Saúde: I- Colaborar na proteção do meio ambiente, incluindo o ambiente do trabalho. II- Participar do controle

Leia mais

Desafios para gestão municipal do SUS

Desafios para gestão municipal do SUS XXVII Congresso de Secretários Municipais de Saúde do Estado de São Paulo Desafios para gestão municipal do SUS Arthur Chioro Secretário de Saúde de São Bernardo do Campo Presidente do Cosems-SP Política

Leia mais

Art. 5º O gestor compromitente, ao celebrar o TAS, obrigase

Art. 5º O gestor compromitente, ao celebrar o TAS, obrigase Nº 170, sexta-feira, 4 de setembro de 2009 1 61 ISSN 1676-2339. Ministério da Saúde GABINETE DO MINISTRO PORTARIA N o - 2.046, DE 3 DE SETEMBRO DE 2009 Regulamenta o Termo de Ajuste Sanitário - TAS, instituído

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE NOVEMBRO -2008 PACTO PELA SAÚDE Compromisso negociado e assumido pelos gestores de saúde das três esferas de governo, visando qualificar a

Leia mais

Organização do Sistema Único de Saúde Organization of the Health System in Brazil

Organização do Sistema Único de Saúde Organization of the Health System in Brazil Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa inistério da Saúde Organização do Sistema Único de Saúde Organization of the Health System in Brazil Brasília, março de 2014 Saúde Direito de todos e dever

Leia mais

Princípios Gerais. Política Nacional de Saúde Integral da População Negra 15/10/2012

Princípios Gerais. Política Nacional de Saúde Integral da População Negra 15/10/2012 Princípios Gerais Política Nacional de Saúde Integral da População Negra PORTARIA Nº 992, DE 13 DE MAIO DE 2009 Profª Carla Pintas A Constituição de 1988 assumiu o caráter de Constituição Cidadã, em virtude

Leia mais

Fundação Saúde Concurso Público CEPERJ 2011 Prova de Nível Superior

Fundação Saúde Concurso Público CEPERJ 2011 Prova de Nível Superior Caros Leitores e Concurseiros, Analisaremos as questões do Sistema Único de Saúde SUS - cobradas pela organizadora CEPERJ no concurso da Fundação Saúde (Estado do Rio de Janeiro) para os cargos de nível

Leia mais

Relações Intergovernamentais

Relações Intergovernamentais Relações Intergovernamentais na gestão do SUS Seminário i as responsabilidades d municipais ii i e regionais à luz do Pacto pela Saúde Belo Horizonte, Junho 2011 RETROSPECTIVA IMPLEMENTAÇÃO DO SUS ANOS

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS COAPES

PERGUNTAS E RESPOSTAS COAPES Perguntas e Respostas 1 O que é o? O é o Contrato Organizativo de Ação Pública de Ensino-Saúde e suas diretrizes foram publicadas pelos Ministérios da Saúde e da Educação por meio da Portaria Interministerial

Leia mais

ERRATA. Na página 11, continuação do Quadro Esquemático das Normas Operacionais do Sus

ERRATA. Na página 11, continuação do Quadro Esquemático das Normas Operacionais do Sus ERRATA Secretaria de Saúde do DF AUXILIAR EM saúde - Patologia Clínica Sistema Único de Sáude - SUS Autora: Dayse Amarílio D. Diniz Na página 11, continuação do Quadro Esquemático das Normas Operacionais

Leia mais

Curso de Especialização PLANEJAMENTO EM SAÚDE

Curso de Especialização PLANEJAMENTO EM SAÚDE EXEMPLOS DE INDICADORES DE ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO DA ATENÇÃO BÁSICA 1. Taxa de mortalidade infantil. Número de óbitos de menores de 1 ano 2. Taxa de mortalidade infantil por causas evitáveis. Numero

Leia mais

regionalização e contratos organizativos de ação pública.

regionalização e contratos organizativos de ação pública. A Regulamentação da Lei 8.080/90: A Regulamentação da Lei 8.080/90: regionalização e contratos organizativos de ação pública. Seminário Nacional PRÓ Saúde e PET Saúde Brasília, 19 de outubro de 2011.,

Leia mais

FONSEAS I Encontro Nacional da Gestão Estadual do SUAS

FONSEAS I Encontro Nacional da Gestão Estadual do SUAS FONSEAS I Encontro Nacional da Gestão Estadual do SUAS BRASIL 8,5 milhões de Km²; 192 milhões de habitantes; 26 Estados e 01 Distrito Federal; 5.564 municípios (70,3 % com menos de 20.000 habitantes);

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 7.272, DE 25 DE AGOSTO DE 2010. Regulamenta a Lei n o 11.346, de 15 de setembro de 2006, que cria o Sistema Nacional de

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA DE SELEÇÃO Nº 15/2012 - CCS

CHAMADA PÚBLICA DE SELEÇÃO Nº 15/2012 - CCS 1 CHAMADA PÚBLICA DE SELEÇÃO Nº 15/2012 - CCS Seleção de Monitores Bolsistas para o Pró-Saúde e PET-Saúde/RAS da Universidade Estadual do Ceará / 2012-2014 Prova Escrita - 19 de setembro de 2012 Candidato:

Leia mais

Grupo de Trabalho da PPI. Política Estadual para Contratualização de Hospitais de Pequeno Porte HPP

Grupo de Trabalho da PPI. Política Estadual para Contratualização de Hospitais de Pequeno Porte HPP Grupo de Trabalho da PPI Política Estadual para Contratualização de Hospitais de Pequeno Porte HPP 29 de março de 2011 Considerando: O processo de regionalização dos Municípios, que objetiva a organização

Leia mais

PLANEJAMENTO DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE. Brasília, outubro de 2011

PLANEJAMENTO DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE. Brasília, outubro de 2011 PLANEJAMENTO DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE Brasília, outubro de 2011 PLANEJAMENTO DA SAÚDE INTEGRADO: ASPECTOS CONSIDERADOS PRESSUPOSTOS INSTRUMENTOS Plano de Saúde, Programação Anual de saúde e Programação

Leia mais

PORTARIA Nº 2.048, DE 3 DE SETEMBRO DE 2009. Aprova o Regulamento do Sistema Único de Saúde (SUS).

PORTARIA Nº 2.048, DE 3 DE SETEMBRO DE 2009. Aprova o Regulamento do Sistema Único de Saúde (SUS). PORTARIA Nº 2.048, DE 3 DE SETEMBRO DE 2009 Aprova o Regulamento do Sistema Único de Saúde (SUS). O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso da atribuição que lhe confere o inciso II do parágrafo único do art.

Leia mais

LEVANTAMENTO DOS MARCOS LÓGICOS E LEGAIS DA REDE BÁSICA DE SAÚDE

LEVANTAMENTO DOS MARCOS LÓGICOS E LEGAIS DA REDE BÁSICA DE SAÚDE LEVANTAMENTO DOS MARCOS LÓGICOS E LEGAIS DA REDE BÁSICA DE SAÚDE 1. Marcos Lógicos Publicação/Origem NORMATIVAS INTERNACIONAIS DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS Declaração Americana dos Direitos

Leia mais

Institui a Política Nacional de Saúde Integral da População Negra. O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso das atribuições que lhe conferem os

Institui a Política Nacional de Saúde Integral da População Negra. O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso das atribuições que lhe conferem os Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 992, DE 13 DE MAIO DE 2009 Institui a Política Nacional de Saúde Integral da População Negra O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso das atribuições que

Leia mais

Realização: CEREMAPS, EESP e Fundação CEFETBAHIA 1

Realização: CEREMAPS, EESP e Fundação CEFETBAHIA 1 CONHECIMENTOS GERAIS SOBRE SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (QUESTÕES 01 a 30) Questão 01 (Peso 1) A saúde, através do Sistema Único de Saúde, é desenvolvida através de uma política social e econômica que visa,

Leia mais

Constituição da República Federativa do Brasil de 1988

Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 Porto Alegre/RS, agosto de 2011 Constituição da República Federativa do Brasil de 1988 Art. 196. A saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem

Leia mais

Portaria GM/MS nº 1.996, de 20 de agosto de 2007

Portaria GM/MS nº 1.996, de 20 de agosto de 2007 Portaria GM/MS nº 1.996, de 20 de agosto de 2007 Dispõe sobre as diretrizes para a implementação da Política Nacional de Educação Permanente em Saúde e dá outras providências. O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE,

Leia mais

Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº 1.413, DE 10 DE JULHO DE 2013

Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº 1.413, DE 10 DE JULHO DE 2013 ADVERTÊNCIA Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº 1.413, DE 10 DE JULHO DE 2013 Redefine as regras e critérios

Leia mais

Diário Oficial Imprensa Nacional

Diário Oficial Imprensa Nacional Diário Oficial Imprensa Nacional.Nº 170 DOU 04/09/09 seção 1 - p.61 REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL BRASÍLIA - DF MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO SECRETÁRIO PORTARIA Nº 2.048, DE 3 DE SETEMBRO DE 2009 Aprova

Leia mais

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/cit/2012/res0004_19_07_2012.html

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/cit/2012/res0004_19_07_2012.html http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/cit/2012/res0004_19_07_2012.html Página 1 de 17 ADVERTÊNCIA Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União Gabinete do Ministro Comissão Intergestores

Leia mais

ENCONTRO PARA A CONTINUIDADE DO PROCESSO DE PLANEJAMENTO REGIONAL E COAP

ENCONTRO PARA A CONTINUIDADE DO PROCESSO DE PLANEJAMENTO REGIONAL E COAP MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E PARTICIPATIVA Departamento de Articulação Interfederativa ENCONTRO PARA A CONTINUIDADE DO PROCESSO DE PLANEJAMENTO REGIONAL E COAP NORMAS E FLUXOS

Leia mais

O SUS COMO UM NOVO PACTO SOCIAL

O SUS COMO UM NOVO PACTO SOCIAL O SUS COMO UM NOVO PACTO SOCIAL Profª Carla Pintas O novo pacto social envolve o duplo sentido de que a saúde passa a ser definida como um direito de todos, integrante da condição de cidadania social,

Leia mais

Articulação Interfederativa nas Ações. de Vigilância Sanitária

Articulação Interfederativa nas Ações. de Vigilância Sanitária Articulação Interfederativa nas Ações Diretor Jaime Oliveira Diretoria de Coordenação e Articulação do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária- DSNVS Decreto 7508, de 28 de junho de 2011 Regulamenta aspectos

Leia mais

Assunto: Mudanças trazidas pela Portaria GM/MS 475/2014

Assunto: Mudanças trazidas pela Portaria GM/MS 475/2014 NOTA ORIENTATIVA 01/2014 GCOOR/GGCOF Assunto: Mudanças trazidas pela Portaria GM/MS 475/2014 (Planejamento e Programação, Pactuação, Prestação de Contas e Monitoramento para fins de repasse financeiro)

Leia mais

unidades, serviços e ações que interagem para um objetivo comum: a promoção, proteção e recuperação da Saúde.

unidades, serviços e ações que interagem para um objetivo comum: a promoção, proteção e recuperação da Saúde. O SISTEMA DE SAÚDE PÚBLICA EM SANTA CATARINA Fevereiro/2013 SUS S O SUS é um SISTEMA, um conjunto de unidades, serviços e ações que interagem para um objetivo comum: a promoção, proteção e recuperação

Leia mais

DECRETO 7.508 E O PLANEJAMENTO REGIONAL INTEGRADO DANTE GARCIA 2015

DECRETO 7.508 E O PLANEJAMENTO REGIONAL INTEGRADO DANTE GARCIA 2015 DECRETO 7.508 E O PLANEJAMENTO REGIONAL INTEGRADO DANTE GARCIA 2015 Região de Saúde [...] espaço geográfico contínuo constituído por agrupamentos de Municípios limítrofes, delimitado a partir de identidades

Leia mais

DAI/SGEP/MS. Planejamento em Saúde Sistema de Apoio ao Relatório de Gestão - SARGSUS

DAI/SGEP/MS. Planejamento em Saúde Sistema de Apoio ao Relatório de Gestão - SARGSUS Planejamento em Saúde Sistema de Apoio ao Relatório de Gestão - SARGSUS Brasília DF, 06/03/2013 Saúde Direito de todos e dever do Estado CONSTITUIÇÃO FEDERAL Lei 8.080 Lei 8.142 DECRETO 7.508 Lei 12.401

Leia mais

Uma Nova Agenda para a Reforma do

Uma Nova Agenda para a Reforma do Uma Nova Agenda para a Reforma do Setor Saúde: Fortalecimento das Funções Essenciais da Saúde Pública e dos Sistemas de Saúde FORO REGIONAL ANTIGUA/GUATEMALA 19-22 DE JULHO DE 2004 PERSPECTIVAS NACIONAIS

Leia mais

O processo de Planejamento Regional e o Contrato Organizativo de Ação Pública (COAP)

O processo de Planejamento Regional e o Contrato Organizativo de Ação Pública (COAP) MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E PARTICIPATIVA Departamento de Articulação Interfederativa O processo de Planejamento Regional e o Contrato Organizativo de Ação Pública (COAP) NORMAS

Leia mais

4. A sustentação legal dos programas de saúde do trabalhador no SUS

4. A sustentação legal dos programas de saúde do trabalhador no SUS A sustentação legal dos programas de saúde do trabalhador no SUS 4. A sustentação legal dos programas de saúde do trabalhador no SUS Paulo Roberto Gutierrez e Maria da Graça Luderitz Hoefel Como vimos

Leia mais

AÇÕES DE PROMOÇÃO DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL. Reunião Nacional 18/05/2007

AÇÕES DE PROMOÇÃO DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL. Reunião Nacional 18/05/2007 AÇÕES DE PROMOÇÃO DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL Reunião Nacional 18/05/2007 Proposta do trabalho em grupo Construindo um Manual de Promoção da Alimentação Saudável em nível local Objetivos: Atualizar as ações

Leia mais

Sistema Único de Saúde. 15 anos de implantação: Desafios e propostas para sua consolidação.

Sistema Único de Saúde. 15 anos de implantação: Desafios e propostas para sua consolidação. Sistema Único de Saúde 15 anos de implantação: Desafios e propostas para sua consolidação. 2003 Sistema Único de Saúde! Saúde como direito de cidadania e dever do Estado, resultante de políticas públicas

Leia mais

Atribuições federativas nos sistemas públicos de garantia de direitos

Atribuições federativas nos sistemas públicos de garantia de direitos Atribuições federativas nos sistemas públicos de garantia de direitos Atribuições federativas nos sistemas públicos de garantia de direitos Características da Federação Brasileira Federação Desigual Federação

Leia mais

F n i a n n a c n i c a i m a en e t n o Foco: Objetivo:

F n i a n n a c n i c a i m a en e t n o Foco: Objetivo: FINANCIAMENTO DO SUAS: GESTÃO MUNICIPAL E AS DESIGUALDADES REGIONAIS Financiamento Foco: competências da gestão municipal, especialmente no enfrentamento das desigualdades regionais exige o debate sobre

Leia mais

CONHECIMENTOS GERAIS 05 QUESTÕES

CONHECIMENTOS GERAIS 05 QUESTÕES CONHECIMENTOS GERAIS 05 QUESTÕES 1. Na perspectiva de superar as dificuldades apontadas, os gestores do SUS assumem o compromisso público da construção do PACTO PELA SAÚDE 2006, que será anualmente revisado,

Leia mais

PROGRAMA ACADEMIA DA SAÚDE

PROGRAMA ACADEMIA DA SAÚDE NOTA TÉCNICA 16/2011 PROGRAMA ACADEMIA DA SAÚDE Brasília, 23 de maio de 2011. PROGRAMA ACADEMIA DA SAÚDE 1. INTRODUÇÃO: O Programa Academia da Saúde foi instituído no âmbito do Sistema Único de Saúde através

Leia mais

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão - MP Escola de Administração Fazendária

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão - MP Escola de Administração Fazendária Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão - MP Escola de Administração Fazendária Missão: desenvolver pessoas para o aperfeiçoamento da gestão das fi nanças públicas e a promoção da cidadania. Concurso

Leia mais

3. Princípios organizativos e instâncias de gestão do SUS

3. Princípios organizativos e instâncias de gestão do SUS 3. Princípios organizativos e instâncias de gestão do SUS Cristiani Vieira Machado, Luciana Dias de Lima e Tatiana Wargas de Faria Baptista Este capítulo discute alguns aspectos relevantes para o funcionamento

Leia mais

Oficina Nacional Planejamento no Âmbito do SUS. Planejamento Regional Integrado

Oficina Nacional Planejamento no Âmbito do SUS. Planejamento Regional Integrado Oficina Nacional Planejamento no Âmbito do SUS Planejamento Regional Integrado Brasília DF, novembro de 2014 LEGISLAÇÃO ANTERIOR AO DECRETO - VIGENTE Lei 8142/90-1º. art. 1 A Conferência de Saúde reunir-se-á

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA Secretaria da Saúde do Estado da Bahia Superintendência de Atenção Integral à Saúde SAIS Diretoria de Atenção Básica DAB

GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA Secretaria da Saúde do Estado da Bahia Superintendência de Atenção Integral à Saúde SAIS Diretoria de Atenção Básica DAB DAB Nota Técnica n 05/2012 Orienta sobre o acesso, o cadastro, a liberação de senhas, registro, monitoramento e validação das ações do Programa Saúde na Escola no Sistema Integrado de Monitoramento, Execução

Leia mais

O QUE É A REDE CEGONHA?

O QUE É A REDE CEGONHA? Desafios da Atenção Básica em Tempos de Rede Cegonha - O que temos e o que queremos? Portaria n 1.459, de 24/06/11 O QUE É A REDE CEGONHA? Estratégia inovadora do Ministério da Saúde que visa organizar

Leia mais

O componente saúde bucal do PMAQ-AB e indicadores de Saúde Bucal na Atenção Básica

O componente saúde bucal do PMAQ-AB e indicadores de Saúde Bucal na Atenção Básica MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE SAÚDE BUCAL O componente saúde bucal do PMAQ-AB e indicadores de Saúde Bucal na Atenção Básica Edson

Leia mais

13º - AUDHOSP AUDITORIA NO SUS VANDERLEI SOARES MOYA 2014

13º - AUDHOSP AUDITORIA NO SUS VANDERLEI SOARES MOYA 2014 13º - AUDHOSP AUDITORIA NO SUS VANDERLEI SOARES MOYA 2014 AUDITORIA NA SAÚDE Na saúde, historicamente, as práticas, as estruturas e os instrumentos de controle, avaliação e auditoria das ações estiveram,

Leia mais

II. AÇÕES ESTRATÉGICAS REDUÇÃO DA MORTALIDADE MATERNA E NEONATAL

II. AÇÕES ESTRATÉGICAS REDUÇÃO DA MORTALIDADE MATERNA E NEONATAL O PACTO NACIONAL PELA REDUÇÃO DA MORTALIDADE MATERNA E NEONATAL * I. ESTRATÉGIAS PARA IMPLEMENTAÇÃO ARTICULAÇÃO COM A SOCIEDADE CIVIL FORTALECENDO O CONTROLE SOCIAL O envolvimento de diferentes atores

Leia mais

Política de Saúde da Pessoa Idosa

Política de Saúde da Pessoa Idosa Política de Saúde da Pessoa Idosa Conselho Estadual de Saúde LUCYANA MOREIRA Março/2015 O TEMPO É IRREVERSÍVEL Pernambuco em dados: PERNAMBUCO: 8.796.448 hab. 937.943 pessoas idosas 10,7% (IBGE- Censo

Leia mais

DOCUMENTO FINAL 9ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DO MARANHÃO

DOCUMENTO FINAL 9ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DO MARANHÃO DOCUMENTO FINAL 9ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DO MARANHÃO EIXO 1 DIREITO À SAÚDE, GARANTIA DE ACESSO E ATENÇÃO DE QUALIDADE DIRETRIZ: Ampliar e qualificar acesso aos serviços de qualidade, em tempo adequado,

Leia mais

DIRETRIZES A SEREM DEBATIDAS NAS CONFERÊNCIAS NO ANO DE 2015 E 2016

DIRETRIZES A SEREM DEBATIDAS NAS CONFERÊNCIAS NO ANO DE 2015 E 2016 DIRETRIZES A SEREM DEBATIDAS NAS CONFERÊNCIAS NO ANO DE 2015 E 2016 A Constituição de 1988 criou a possibilidade de que os cidadãos possam intervir na gestão pública. Pela via do controle social, influenciam

Leia mais

Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa. Gestão Participativa, SUStentabilidade e inovação. Brasília, 14 de abril de 2015

Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa. Gestão Participativa, SUStentabilidade e inovação. Brasília, 14 de abril de 2015 Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa Gestão Participativa, SUStentabilidade e inovação Brasília, 14 de abril de 2015 Saúde Direito de todos e dever do Estado Art. 6º São direitos sociais a

Leia mais

NOTA TÉCNICA 07 /2014

NOTA TÉCNICA 07 /2014 NOTA TÉCNICA 07 /2014 Institui o incentivo financeiro de custeio destinado aos núcleos de Telessaúde do Programa de Requalificação de Unidades Básicas de Saúde, Componente de Informatização e Telessaúde

Leia mais

Congresso COSEMS RS 2013

Congresso COSEMS RS 2013 Congresso COSEMS RS 2013 Planejamento em Saúde no âmbito do SUS Porto Alegre, 22 de Julho de 2013 DECRETO 7.508/2011 Capítulo I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES -( Art. 1ºe Art. 2º) Capítulo II DA ORGANIZAÇÃO

Leia mais

CURSO: O SUS PARA NOVOS SECRETÁRIOS DE SAÚDE. Início da Nova Gestão Diagnóstico, Planejamento e Controle Social.

CURSO: O SUS PARA NOVOS SECRETÁRIOS DE SAÚDE. Início da Nova Gestão Diagnóstico, Planejamento e Controle Social. CURSO: O SUS PARA NOVOS SECRETÁRIOS DE SAÚDE. Início da Nova Gestão Diagnóstico, Planejamento e Controle Social. TRANSIÇÃO Organograma Oficial da Secretaria com os atuais ocupantes, condição (efetivo ou

Leia mais

GUIA PROPOSTO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE

GUIA PROPOSTO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE GUIA PROPOSTO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE (Fonte: Livro 2 dos Cadernos de Planejamento do PLANEJASUS) O planejamento é uma função estratégica de gestão assegurada pela Constituição Federal

Leia mais

Decreto 7.508 de 28/06/2011. - Resumo -

Decreto 7.508 de 28/06/2011. - Resumo - Decreto 7.508 de 28/06/2011 - Resumo - GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ Secretaria de Estado de Saúde Pública Sistema Único de Saúde SIMÃO ROBISON DE OLIVEIRA JATENE Governador do Estado do Pará HELENILSON PONTES

Leia mais

PORTARIA No- 2.554, DE 28 DE OUTUBRO DE 2011

PORTARIA No- 2.554, DE 28 DE OUTUBRO DE 2011 PORTARIA No- 2.554, DE 28 DE OUTUBRO DE 2011 Institui, no Programa de Requalificação de Unidades Básicas de Saúde, o Componente de Informatização e Telessaúde Brasil Redes na Atenção Básica, integrado

Leia mais

Política Nacional de Saúde Pessoa com Deficiência: Avanços e Desafios

Política Nacional de Saúde Pessoa com Deficiência: Avanços e Desafios Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Ações Programáticas Estratégicas Política Nacional de Saúde Pessoa com Deficiência: Avanços e Desafios Érika Pisaneschi Coordenadora Área

Leia mais

PORTARIA No- 189, DE 31 DE JANEIRO DE 2014

PORTARIA No- 189, DE 31 DE JANEIRO DE 2014 PORTARIA No- 189, DE 31 DE JANEIRO DE 2014 Institui o Serviço de Referência para Diagnóstico e Tratamento de Lesões Precursoras do Câncer do Colo de Útero (SRC), o Serviço de Referência para Diagnóstico

Leia mais

DECRETO Nº 7.508, DE 28 DE JUNHO DE 2011

DECRETO Nº 7.508, DE 28 DE JUNHO DE 2011 DECRETO Nº 7.508, DE 28 DE JUNHO DE 2011 Regulamenta a Lei n o 8.080, de 19 de setembro de 1990, para dispor sobre a organização do Sistema Único de Saúde - SUS, o planejamento da saúde, a assistência

Leia mais

GRATUITO CURSO COMPLETO DO SUS 17 AULAS 500 QUESTÕES COMENTADAS. Professor Rômulo Passos Aula 08

GRATUITO CURSO COMPLETO DO SUS 17 AULAS 500 QUESTÕES COMENTADAS. Professor Rômulo Passos Aula 08 1 www.romulopassos.com.br / www.questoesnasaude.com.br GRATUITO CURSO COMPLETO DO SUS 17 AULAS 500 QUESTÕES COMENTADAS Professor Rômulo Passos Aula 08 Legislação do SUS Completo e Gratuito Página 1 2 www.romulopassos.com.br

Leia mais

SECRETARIA DE SAÚDE SECRETARIA EXECUTIVA DE COORDENAÇÃO GERAL DIRETORIA GERAL DE PLANEJAMENTO - GERÊNCIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E PARTICIPATIVA

SECRETARIA DE SAÚDE SECRETARIA EXECUTIVA DE COORDENAÇÃO GERAL DIRETORIA GERAL DE PLANEJAMENTO - GERÊNCIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E PARTICIPATIVA NOTA TÉCNICA 03/13 PROGRAMAÇÃO ANUAL DE SAÚDE ORIENTAÇÕES GERAIS PARA ELABORAÇÃO - 2014 Introdução: O Planejamento é uma tecnologia de gestão que visa articular mudanças e aprimorar o desempenho dos sistemas

Leia mais

GUIA DE ARGUMENTOS DE VENDAS

GUIA DE ARGUMENTOS DE VENDAS GUIA DE ARGUMENTOS DE VENDAS O Plano Diretor é uma lei municipal que estabelece diretrizes para a ocupação da cidade. Ele deve identificar e analisar as características físicas, as atividades predominantes

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E PARTICIPATIVA. Alocação de Recursos e Regionalização

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E PARTICIPATIVA. Alocação de Recursos e Regionalização MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E PARTICIPATIVA Alocação de Recursos e Regionalização Saúde Direito de todos e dever do Estado CONSTITUIÇÃO FEDERAL Lei 8.080 Lei 8.142 DECRETO 7.508

Leia mais

JOSE AFRANIO P.PINHEIRO JR COSEMS-Ce

JOSE AFRANIO P.PINHEIRO JR COSEMS-Ce JOSE AFRANIO P.PINHEIRO JR COSEMS-Ce A Constituição Federal de 1988 e a Lei Orgânica da Saúde de 1990 estabelecem a descentralização e a regionalização como princípios norteadores dos processos de organização

Leia mais

POLITICA NACIONAL DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DO HOMEM

POLITICA NACIONAL DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DO HOMEM NOTA TÉCNICA 41 2013 POLITICA NACIONAL DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DO HOMEM DISPÕE SOBRE O REPASSE DE RECURSOS FINANCEIROS DE CUSTEIO A MUNICIPIOS, ESTADOS E DISTRITO FEDERL PARA A EXECUÇÃO DE AÇÕES DE

Leia mais

NOTA TÉCNICA 50 2013 REGULAMENTAÇÃO DO INCENTIVO ÀS AÇÕES DE VIGILÂNCIA, PREVENÇÃO E CONTROLE DAS DST/AIDS E HEPATITES VIRAIS

NOTA TÉCNICA 50 2013 REGULAMENTAÇÃO DO INCENTIVO ÀS AÇÕES DE VIGILÂNCIA, PREVENÇÃO E CONTROLE DAS DST/AIDS E HEPATITES VIRAIS NOTA TÉCNICA 50 2013 REGULAMENTAÇÃO DO INCENTIVO ÀS AÇÕES DE VIGILÂNCIA, PREVENÇÃO E CONTROLE DAS DST/AIDS E HEPATITES VIRAIS Brasília, 18 de novembro de 2013 REGULAMENTAÇÃO DO INCENTIVO ÀS AÇÕES DE VIGILÂNCIA,

Leia mais

POLÍTICA NACIONAL DO CÂNCER FEMININO. Rio de Janeiro RJ 30 de junho de 2011

POLÍTICA NACIONAL DO CÂNCER FEMININO. Rio de Janeiro RJ 30 de junho de 2011 MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE - SAS DEPARTAMENTO DE ASSISTÊNCIA ESPECIALIZADA DAE Coordenação-Geral de Média e Alta Complexidade POLÍTICA NACIONAL DO CÂNCER FEMININO Maria Inez Pordeus

Leia mais

PORTARIA Nº 204/GM DE 29 DE JANEIRO DE 2007.

PORTARIA Nº 204/GM DE 29 DE JANEIRO DE 2007. PORTARIA Nº 204/GM DE 29 DE JANEIRO DE 2007. Regulamenta o financiamento e a transferência dos recursos federais para as ações e os serviços de saúde, na forma de blocos de financiamento, com o respectivo

Leia mais