Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download ""

Transcrição

1 DECLARAÇÃO CONJUNTA SOBRE OS RESULTADOS DAS CONVERSAÇÕES OFICIAIS ENTRE O PRESIDENTE DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL, LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA, E O PRESIDENTE DA FEDERAÇÃO DA RÚSSIA, VLADIMIR V. PUTIN Nas conversações mantidas em 22 de novembro de 2004, que transcorreram em ambiente franco e amistoso, o Presidente da República Federativa do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, e o Presidente da Federação da Rússia, Vladimir V. Putin, sublinharam o caráter histórico da primeira visita de um Chefe de Estado russo ao Brasil e sua especial importância para o desenvolvimento da relação de parceria estratégica entre os dois países. As conversações confirmaram a convergência de visões entre os dois países sobre os principais problemas internacionais, em particular o interesse comum do Brasil e da Rússia na formação de uma ordem mundial democrática e justa, baseada na igualdade soberana e no respeito recíproco dos interesses legítimos de todos os Estados, na supremacia do direito internacional, na indissociabilidade entre paz, segurança e desenvolvimento com justiça social. Os dois mandatários acordaram intensificar o diálogo bilateral, com vistas a fortalecer o multilateralismo e o papel central das Nações Unidas. Destacaram a importância da unidade de ações no fortalecimento do sistema de segurança coletiva, no cumprimento dos acordos internacionais de desarmamento e não-proliferação de armas de destruição em massa. Os Presidentes também se manifestaram em apoio dos esforços para aumentar a efetividade do sistema da Organização das Nações Unidas, de modo que a comunidade internacional possa enfrentar de forma eficaz os vários desafios e ameaças com que se defronta nos campos da manutenção da paz e segurança internacionais e da promoção do desenvolvimento econômico e social. Os dois mandatários apreciaram o alto nível do diálogo político bilateral e da cooperação entre os dois países nas Nações Unidas e em outros foros multilaterais. Manifestaram-se a favor da coordenação das ações do Brasil e da Rússia na criação das condições indispensáveis para a solução pacífica das situações de conflito em diversos pontos do planeta, em conformidade com os princípios do direito internacional e a Carta das Nações Unidas. Em relação ao Oriente Médio, expressaram seu apoio à implementação do "Mapa do Caminho", com vistas a uma solução justa e pacífica do conflito israelo-palestino. O mandatário brasileiro elogiou os esforços da Rússia no âmbito do Quarteto, e o Presidente russo saudou a designação pelo Brasil de um Enviado Especial para os temas do Oriente Médio e a abertura de um Escritório de Representação do Brasil em Ramalá.

2 Os dois Chefes de Estado reconheceram a importância da elaboração, sob a égide das Nações Unidas e em conformidade com o direito internacional, de uma estratégia global para combater novos desafios e ameaças, tais como o terrorismo, o crime organizado transnacional e o tráfico ilícito de narcóticos e armas. Os Presidentes do Brasil e da Rússia sublinharam a importância do pleno cumprimento das Resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas por todos os países. No tocante ao combate ao terrorismo internacional, especial relevância foi atribuída ao cumprimento das resoluções 1540 e 1566, que tratam, respectivamente, da prevenção do acesso a armas de destruição em massa por agentes não-estatais, sobretuo terroristas, e das ameaças à paz e segurança internacionais causadas pelo terrorismo. Concordaram quanto à necessidade de garantir a responsabilização de indivíduos envolvidos na prática de atos terroristas. Os mandatários confirmaram o firme propósito de promover a cooperação entre seus dois países e demais membros da comunidade internacional para que a luta contra o terrorismo seja conduzida de modo persistente e dentro da legitimidade, tendo como fundamento o Direito Internacional, os princípios e normas das Nações Unidas e os Direitos Humanos universalmente reconhecidos. Os dois Presidentes ressaltaram que o terrorismo não deve ser identificado com nenhuma nacionalidade, religião ou tradição cultural e que os esforços internacionais nessa área devem ser voltados para a defesa de valores universais conquistados por todos os povos do mundo, de todas as crenças e etnias, em sua aspiração por liberdade e justiça. Os Presidentes manifestaram-se em favor da negociação, no mais curto prazo possível, no âmbito das Nações Unidas, dos projetos da Convenção Universal sobre Terrorismo Internacional e da Convenção Internacional de Combate aos Atos de Terrorismo Nuclear. Os Chefes de Estado exprimiram sua preocupação com o surgimento de novos desafios e ameaças globais nas áreas civil e militar, relativos à possibilidade de uso de tecnologias da informação e comunicação para fins incompatíveis com os objetivos de manutenção da estabilidade e segurança internacionais, com a observância dos princípios da solução pacífica de controvérsias e da não-ingerência em assuntos internos dos Estados, bem como com o respeito dos direitos e das liberdades humanas. Os dois mandatários manifestaram a disposição de seus países de desenvolver o diálogo e envidar esforços com vistas ao fortalecimento da segurança da informação nos níveis nacional e internacional, inclusive para fins de combate a atividades criminosas e terroristas.

3 Os Presidentes consideraram ser essencial que a reforma dos órgãos das Nações Unidas e das formas de sua interação seja realizada com base no mais amplo acordo, se possível consenso, por meio da intensificação das negociações visando a resultados que correspondam aos interesses da comunidade internacional como um todo. Nesse sentido, o Presidente Vladimir V. Putin reiterou o apoio da Rússia à candidatura do Brasil para membro permanente do Conselho de Segurança, no contexto de um acordo amplo sobre a ampliação do Conselho de Segurança das Nações Unidas em ambas as suas categorias. O Presidente Lula reiterou o reconhecimento do Governo brasileiro diante de tão importante apoio. Os dois mandatárjos enfatizaram a necessidade de que todos os países tenham assegurado seu acesso aos beneficios da globalização e compartilhem a responsabilidade de neutralizar, seus efeitos perversos. Ambos os mandatários manifestaram sua satisfação com o êxito do Encontro de Líderes Mundiais para a Ação contra a Fome e a Pobreza, realizado em Nova York, em setembro passado, durante o qual se tornou patente a necessidade de uma renovada ação internacional de combate à fome, à pobreza e à injustiça social. Os Presidentes manifestaram satisfação pelo êxito da XI Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (XI UNCTAD), realizada em São Paulo, em junho de Reforçaram seu compromisso com os termos acordados no "Consenso de São Paulo" e no "Espírito de São Paulo". Saudaram o reforço do papel da UNCTAD como ponto focal no sistema das Nações Unidas para tratamento integrado de temas econômicos, financeiros, comerciais e tecnológicos da perspectiva do desenvolvimento. Os Presidentes reafirmaram, ainda, seu entendimento sobre o papel do comércio internacional como instrumento para a promoção do desenvolvimento econômico e social. Expressaram o desejo de que as negociações multilaterais em curso na OMC possam ser concluídas com êxito, com vistas a corrigir desequilíbrios e assimetrias existentes, além de assegurar o aprimoramento de um sistema de comércio multilateral justo, transparente e não-discriminatório. O Presidente Lula reiterou o apoio brasileiro à acessão da Federação da Rússia à OMC, a qual contribuirá para o fortalecimento do sistema internacional do comércio. Os Presidentes acordaram que as negociações sobre o tema em Genebra deverão continuar a pautar-se por um espírito construtivo, na busca de resultados justos e equilibrados, levando em conta os interesses exportadores de ambos os países. Os dois Chefes de Estado comprometeram-se a incentivar contatos entre organizações regionais de que fazem parte Brasil e Rússia, como o Mercosul, a Comunidade dos Estados Independentes e o Espaço Econômico Único entre a Rússia, Ucrânia, Belarus e Casaquistão.

4 Os Presidentes do Brasil e da Rússia expressaram sua satisfação com o elevado nível alcançado nas relações bilaterais, com base nos valores compartilhados da paz, da democracia e da estabilidade, do desenvolvimento com eqüidade e do respeito e promoção dos direitos humanos. O Presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o Presidente Vladimir V. Putin avaliaram como muito positivos os resultados dos trabalhos da Comissão Brasileiro-Russa de Alto Nível de Cooperação e da Comissão Intergovernamental Brasil-Rússia de Cooperação Econômica, Comercial, Científica e Tecnológica para o contínuo desenvolvimento das relações de parceria em diferentes áreas. Ambos os Presidentes constataram, com satisfação, o crescimento do comércio bilateral e propuseram-se a incentivar os segmentos público e privado de seus respectivos países a fortalecerem os mecanismos que possam incrementá-lo e diversificar a pauta bilateral de bens e serviços, em especial no tocante a produtos de maior valor agregado. Os Presidentes estimaram serem alvissareiros os entendimentos em curso entre os dois países com vistas ao estabelecimento de modalidades de financiamento de ações conjuntas de desenvolvimento industrial e ao incremento da cooperação na área de créditos recíprocos à exportação. Os Presidentes destacaram a importância da cooperação em áreas de alta tecnologia para o aprofundamento das relações bilaterais de parceria, em particular na cooperação para o uso pacífico do espaço exterior, objeto de declaração conjunta específica. Ambos os mandatários confirmaram o elevado interesse das Partes em aprofundar a cooperação bilateral na área energética, em particular nos setores de gás natural e petróleo, com o objetivo de desenvolver, no futuro próximo, parcerias com a participação de empresas de ambos os países, nas esferas da exploração, do transporte e da produção de hidrocarbonetos. Os Chefes de Estado brasileiro e russo frisaram a importância de dar continuidade ao desenvolvimento da cooperação bilateral na área do agronegócio. Instruíram os Ministérios e instituições competentes de seus respectivos países a intensificar esforços com vistas a encontrar soluções mutuamente aceitáveis para problemas relacionados ao fornecimento de produtos cárneos brasileiros ao mercado russo, à exportação de trigo russo ao Brasil e à compra, pela Rússia, de soja e farelo de soja brasileiros. Concordaram quanto à conveniência de celebrar um acordo de cooperação bilateral na área veterinária. Ambos os mandatários reiteraram seu compromisso com a utilização racional dos recursos naturais e a promoção do desenvolvimento sustentável. Enfatizaram o potencial de incremento da cooperação bilateral nas áreas de tecnologias limpas e pesquisa ambiental.

5 O Presidente Lula congratulou o Presidente Putin pela importante decisão da Rússia de ratificar o Protocolo de Kyoto, medida que possibilitará a entrada em vigor daquele instrumento. Este fato constitui avanço significativo no esforço de preservação de nosso planeta e, além disso, abre novos campos de cooperação na promoção do desenvolvimento sustentável, particularmente das fontes de energia renovável, como o etanol. Os Chefes de Estado elogiaram o projeto, da Agência Nacional do Petróleo e da Universidade de São Paulo, de cooperação para transferência de tecnologia da Rússia para o Brasil na área de levantamentos geofísicos aéreos visando ao mapeamento das estruturas geológicas e à identificação potencial da presença de recursos naturais em território brasileiro. Os Presidentes congratularam-se pela assinatura, no decorrer da visita, de uma série de documentos bilaterais, que deverão dar impulso à cooperação concreta em várias áreas. O Presidente Vladimir V. Putin reiterou convite ao Presidente Luiz Inácio Lula da Silva a realizar visita à Rússia em data de sua conveniência. O convite foi aceito com satisfação. As datas da visita serão oportunamente definidas por via diplomática. Brasília, em 22 de novembro de 2004

Segunda Cúpula das Américas Declaração de Santiago

Segunda Cúpula das Américas Declaração de Santiago Segunda Cúpula das Américas Santiago, Chile, 18 e 19 de abril de 1998 Segunda Cúpula das Américas Declaração de Santiago O seguinte documento é o texto completo da Declaração de Santiago assinada pelos

Leia mais

14/12/2005 DECLARAÇÃO CONJUNTA DOS PRESIDENTES DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E DA REPÚBLICA DA COLÔMBIA

14/12/2005 DECLARAÇÃO CONJUNTA DOS PRESIDENTES DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E DA REPÚBLICA DA COLÔMBIA 14/12/2005 DECLARAÇÃO CONJUNTA DOS PRESIDENTES DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E DA REPÚBLICA DA COLÔMBIA (Colômbia, 14 de dezembro de 2005) Atendendo ao convite formulado pelo Senhor Presidente da República

Leia mais

COMUNICADO CONJUNTO POR OCASIÃO DO ENCONTRO DA PRESIDENTA DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL, DILMA ROUSSEFF, COM O PRIMEIRO-MINISTRO

COMUNICADO CONJUNTO POR OCASIÃO DO ENCONTRO DA PRESIDENTA DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL, DILMA ROUSSEFF, COM O PRIMEIRO-MINISTRO COMUNICADO CONJUNTO POR OCASIÃO DO ENCONTRO DA PRESIDENTA DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL, DILMA ROUSSEFF, COM O PRIMEIRO-MINISTRO DO REINO UNIDO, DAVID CAMERON - BRASÍLIA, 28 DE SETEMBRO DE 2012 No

Leia mais

Declaração da Cidade de Quebec

Declaração da Cidade de Quebec Declaração da Cidade de Quebec Nós, os Chefes de Estado e de Governo das Américas, eleitos democraticamente, nos reunimos na Cidade de Quebec, na III Cúpula, para renovar nosso compromisso em favor da

Leia mais

não-convencionais e expressam seu propósito de intensificar as ações tendentes a lograr aquele fim.

não-convencionais e expressam seu propósito de intensificar as ações tendentes a lograr aquele fim. COMUNICADO CONJUNTO O Senhor Ministro das Relações Exteriores da República Oriental do Uruguai, Dom Adolfo Folle Martinez, atendendo a convite oficial que lhe formulou o Senhor Ministro das Relações Exteriores

Leia mais

DECLARAÇÃO DA CÚPULA DA UNIDADE DA AMÉRICA LATINA E DO CARIBE

DECLARAÇÃO DA CÚPULA DA UNIDADE DA AMÉRICA LATINA E DO CARIBE DECLARAÇÃO DA CÚPULA DA UNIDADE DA AMÉRICA LATINA E DO CARIBE As Chefes e os Chefes de Estado e de Governo dos países da América Latina e do Caribe, reunidos na Cúpula da Unidade, constituída pela XXI

Leia mais

IV Cimeira Brasil- União Europeia - 14 julho de 2010 Declaração Conjunta Brasília

IV Cimeira Brasil- União Europeia - 14 julho de 2010 Declaração Conjunta Brasília IV Cimeira Brasil- União Europeia - 14 julho de 2010 Declaração Conjunta Brasília (English version will follow) A IV Cúpula Brasil-União Europeia realizou-se em Brasília, no dia 14 julho de 2010. O Brasil

Leia mais

Acordos assinados por ocasião da Visita ao Brasil da Chanceler Federal da Alemanha, Angela Merkel. Brasília, 14 de maio de 2008

Acordos assinados por ocasião da Visita ao Brasil da Chanceler Federal da Alemanha, Angela Merkel. Brasília, 14 de maio de 2008 Nota nº 229-14/05/2008 Distribuição 22 Acordos assinados por ocasião da Visita ao Brasil da Chanceler Federal da Alemanha, Angela Merkel Brasília, 14 de maio de 2008 Acordo entre o Governo da República

Leia mais

Declaração de Pequim adotada pela Quarta Conferência Mundial sobre as Mulheres: Ação para Igualdade, Desenvolvimento e Paz (1995)

Declaração de Pequim adotada pela Quarta Conferência Mundial sobre as Mulheres: Ação para Igualdade, Desenvolvimento e Paz (1995) Declaração de Pequim adotada pela Quarta Conferência Mundial sobre as Mulheres: Ação para Igualdade, Desenvolvimento e Paz (1995) 1. Nós, os Governos, participante da Quarta Conferência Mundial sobre as

Leia mais

Workshop Cooperação Internacional e rede de cidades

Workshop Cooperação Internacional e rede de cidades Workshop Cooperação Internacional e rede de cidades Vicente Trevas, Vice-Presidente da RIAD e Subchefe de Assuntos Federativos da Presidência da República do Brasil. Inicialmente, gostaria de colocar algumas

Leia mais

ACORDO ECONÔMICO ENTRE A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E O REINO DA ESPANHA, INTEGRANTE DO TRATADO GERAL DE COOPERAÇÃO E AMIZADE BRASIL-ESPANHA

ACORDO ECONÔMICO ENTRE A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E O REINO DA ESPANHA, INTEGRANTE DO TRATADO GERAL DE COOPERAÇÃO E AMIZADE BRASIL-ESPANHA ACORDO ECONÔMICO ENTRE A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E O REINO DA ESPANHA, INTEGRANTE DO TRATADO GERAL DE COOPERAÇÃO E AMIZADE BRASIL-ESPANHA A República Federativa do Brasil e O Reino da Espanha, (doravante

Leia mais

Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau)

Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau) Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau) Plano de Acção para a Cooperação Económica e Comercial (2014-2016) 4ª Conferência Ministerial Preâmbulo

Leia mais

PARCERIA ESTRATÉGICA BRASIL-UNIÃO EUROPÉIA PLANO DE AÇÃO CONJUNTO

PARCERIA ESTRATÉGICA BRASIL-UNIÃO EUROPÉIA PLANO DE AÇÃO CONJUNTO PARCERIA ESTRATÉGICA BRASIL-UNIÃO EUROPÉIA PLANO DE AÇÃO CONJUNTO Brasil e União Européia concordam em construir uma abrangente parceria estratégica mediante: promoção da paz e da segurança abrangente

Leia mais

DECRETO Nº 1.211, DE 3 DE AGOSTO DE 1994.

DECRETO Nº 1.211, DE 3 DE AGOSTO DE 1994. DECRETO Nº 1.211, DE 3 DE AGOSTO DE 1994. Promulga o Tratado Geral de Cooperação e Amizade e o Acordo Econômico Integrante do Tratado Geral de Cooperação e Amizade, entre a República Federativa do Brasil

Leia mais

Como conseqüência, durante a Visita foram assinados os seguintes instrumentos bilaterais:

Como conseqüência, durante a Visita foram assinados os seguintes instrumentos bilaterais: DECLARAÇÃO CONJUNTA DOS SENHORES PRESIDENTES DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E DA REPÚBLICA ARGENTINA Buenos Aires, 16 de outubro de 2003. A convite do Presidente da República Argentina, Néstor Kirchner,

Leia mais

II Reunião de Cúpula Brasil-União Européia - Rio de Janeiro, 22 de dezembro de 2008 - Plano de Ação Conjunto

II Reunião de Cúpula Brasil-União Européia - Rio de Janeiro, 22 de dezembro de 2008 - Plano de Ação Conjunto Ministério das Relações Exteriores Assessoria de Imprensa do Gabinete Palácio Itamaraty Térreo Brasília - DF CEP: 70170-900 Telefones: 0(xx) 61-3411-6160/2/3 Fax: 0(xx) 61-3411-8002 E-mail: imprensa@mre.gov.br

Leia mais

COMITÊ INTERAMERICANO CONTRA O TERRORISMO (CICTE)

COMITÊ INTERAMERICANO CONTRA O TERRORISMO (CICTE) COMITÊ INTERAMERICANO CONTRA O TERRORISMO (CICTE) DÉCIMO PERÍODO ORDINÁRIO DE SESSÕES OEA/Ser.L/X.2.10 17 a 19 de março de 2010 CICTE/DEC.1/10 Washington, D.C. 19 março 2010 Original: inglês DECLARAÇÃO

Leia mais

Policy Brief. Os BRICS e a Segurança Internacional

Policy Brief. Os BRICS e a Segurança Internacional Policy Brief Outubro de 2011 Núcleo de Política Internacional e Agenda Multilateral BRICS Policy Center / Centro de Estudos e Pesquisa BRICS Policy Brief Outubro de 2011 Núcleo de Política Internacional

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA. 2680 Diário da República, 1.ª série N.º 99 22 de maio de 2015

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA. 2680 Diário da República, 1.ª série N.º 99 22 de maio de 2015 2680 Diário da República, 1.ª série N.º 99 22 de maio de 2015 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Decreto do Presidente da República n.º 32/2015 de 22 de maio O Presidente da República decreta, nos termos do artigo

Leia mais

ICC 108 7. 16 fevereiro 2012 Original: inglês. Conselho Internacional do Café 108. a sessão 5 8 março 2012 Londres, Reino Unido

ICC 108 7. 16 fevereiro 2012 Original: inglês. Conselho Internacional do Café 108. a sessão 5 8 março 2012 Londres, Reino Unido ICC 108 7 16 fevereiro 2012 Original: inglês P Conselho Internacional do Café 108. a sessão 5 8 março 2012 Londres, Reino Unido Memorando de Entendimento entre o Governo da República Federativa do Brasil

Leia mais

Comunicado Conjunto. Reunião dos Presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e José Alberto Mujica Cordano

Comunicado Conjunto. Reunião dos Presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e José Alberto Mujica Cordano Comunicado Conjunto Reunião dos Presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e José Alberto Mujica Cordano (Santana do Livramento/Rivera, 30 de julho de 2010) Os Presidentes da República Federativa do Brasil,

Leia mais

Alternância e política exterior no México: uma mensagem do Presidente

Alternância e política exterior no México: uma mensagem do Presidente 224 NOTAS Notas Alternância e política exterior no México: uma mensagem do Presidente VICENTE FOX QUESADA A política exterior mexicana atravessa atualmente um período de renovação estreitamente vinculado

Leia mais

CONFERÊNCIA DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SEÇÃO IV. MEIOS DE IMPLEMENTAÇÃO CAPÍTULO 33

CONFERÊNCIA DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SEÇÃO IV. MEIOS DE IMPLEMENTAÇÃO CAPÍTULO 33 CONFERÊNCIA DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SEÇÃO IV. MEIOS DE IMPLEMENTAÇÃO CAPÍTULO 33 RECURSOS E MECANISMOS DE FINANCIAMENTO INTRODUÇÃO 33.1. A Assembléia Geral, em sua resolução

Leia mais

COMUNICADO CONJUNTO DOS PRESIDENTES DOS ESTADOS PARTES DO MERCOSUL E DOS ESTADOS ASSOCIADOS

COMUNICADO CONJUNTO DOS PRESIDENTES DOS ESTADOS PARTES DO MERCOSUL E DOS ESTADOS ASSOCIADOS Tradução do espanhol realizada pela SM COMUNICADO CONJUNTO DOS PRESIDENTES DOS ESTADOS PARTES DO MERCOSUL E DOS ESTADOS ASSOCIADOS Os Presidentes dos Estados Partes do MERCOSUL e Estados Associados, reunidos

Leia mais

COMUNICADO FINAL. XXIXª Comissão Bilateral Permanente Washington 5 de Maio de 2011

COMUNICADO FINAL. XXIXª Comissão Bilateral Permanente Washington 5 de Maio de 2011 COMUNICADO FINAL XXIXª Comissão Bilateral Permanente Washington 5 de Maio de 2011 Na 29ª reunião da Comissão Bilateral Permanente Portugal-EUA, que se realizou em Washington, a 5 de Maio de 2011, Portugal

Leia mais

PNDH - 3 DECRETO Nº 7.037, DE 21 DE DEZEMBRO DE

PNDH - 3 DECRETO Nº 7.037, DE 21 DE DEZEMBRO DE CURSO NEON PNDH - 3 DECRETO Nº 7.037, DE 21 DE DEZEMBRO DE 2009. Profª Andréa Azevêdo Disciplina: DIREITOS HUMANOS E PARTICIPAÇÃO SOCIAL ANDRÉA AZEVÊDO Professora. e-mail: professoraandreaazevedo@yahoo.com.br

Leia mais

uma agenda universal para o desenvolvimento sustentável

uma agenda universal para o desenvolvimento sustentável uma agenda universal para o desenvolvimento sustentável Raphael Azeredo Vinícius Fox Drummond Cançado Trindade Só nos sustentamos em pé porque estamos ligados uns aos outros. A inspiradora frase de Candido

Leia mais

O Governo da República do Chile (doravante denominados "as Partes"),

O Governo da República do Chile (doravante denominados as Partes), MEMORANDUM DE ENTENDIMENTO PARA A PROMOÇÃO DO COMÉRCIO E DOS INVESTIMENTOS ENTRE O GOVERNO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL E O GOVERNO DA REPÚBLICA DO CHILE O Governo da República Federativa do Brasil

Leia mais

IX Conferência Ibero-americana de Cultura Montevidéu, 13 e 14 de julho de 2006 CARTA CULTURAL IBERO-AMERICANA PROJETO

IX Conferência Ibero-americana de Cultura Montevidéu, 13 e 14 de julho de 2006 CARTA CULTURAL IBERO-AMERICANA PROJETO IX Conferência Ibero-americana de Cultura Montevidéu, 13 e 14 de julho de 2006 CARTA CULTURAL IBERO-AMERICANA PROJETO 1 CARTA CULTURAL IBERO-AMERICANA PREÂMBULO Os Chefes de Estado e de Governo dos países

Leia mais

COMITÊ INTERAMERICANO CONTRA O TERRORISMO (CICTE)

COMITÊ INTERAMERICANO CONTRA O TERRORISMO (CICTE) COMITÊ INTERAMERICANO CONTRA O TERRORISMO (CICTE) SÉTIMO PERÍODO ORDINÁRIO DE SESSÕES OEA/Ser.L/X.2.7 28 de fevereiro - 2 de março de 2007 CICTE/DEC. 1/07 Cidade do Panamá, Panamá 1º março 2007 Original:

Leia mais

Declaração dos Mecanismos das Mulheres da América Latina e do Caribe frente ao 58º Período de Sessões da Comissão do Status da Mulher (CSW)

Declaração dos Mecanismos das Mulheres da América Latina e do Caribe frente ao 58º Período de Sessões da Comissão do Status da Mulher (CSW) Declaração dos Mecanismos das Mulheres da América Latina e do Caribe frente ao 58º Período de Sessões da Comissão do Status da Mulher (CSW) Cidade do México, México 7 de fevereiro de 2014 Nós, ministras

Leia mais

Senado Federal Comissão de Relações Exteriores Maio/2011. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Universidade Estadual da Paraíba

Senado Federal Comissão de Relações Exteriores Maio/2011. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Universidade Estadual da Paraíba A INFLUÊNCIA DA CHINA NA ÁFRICA SETENTRIONAL E MERIDIONAL Senado Federal Comissão de Relações Exteriores Maio/2011 Henrique Altemani de Oliveira Pontifícia Universidade Católica de São Paulo Universidade

Leia mais

Declaração da I Cúpula (Brasília, 13 de setembro de 2006)

Declaração da I Cúpula (Brasília, 13 de setembro de 2006) Declaração da I Cúpula (Brasília, 13 de setembro de 2006) I Reunião de Cúpula do IBAS Declaração Conjunta 1. O Primeiro Ministro da Índia, S.E. Manmohan Singh, o Presidente do Brasil, S.E. Luiz Inácio

Leia mais

DECLARAÇÃO DO BRASIL

DECLARAÇÃO DO BRASIL DECLARAÇÃO DO BRASIL Um Marco de Cooperação e Solidariedade Regional para Fortalecer a Proteção Internacional das Pessoas Refugiadas, Deslocadas e Apátridas na América Latina e no Caribe Brasília, 3 de

Leia mais

COMITÊ INTERAMERICANO CONTRA O TERRORISMO (CICTE)

COMITÊ INTERAMERICANO CONTRA O TERRORISMO (CICTE) COMITÊ INTERAMERICANO CONTRA O TERRORISMO (CICTE) QUINTO PERÍODO ORDINÁRIO DE SESSÕES OEA/Ser.L/X.2.5 16 a 18 de fevereiro de 2005 CICTE/DEC. 1/05 rev. 1 Port-of-Spain, Trinidad e Tobago 17 fevereiro 2005

Leia mais

PLANO DE AÇÃO. Para fortalecer a democracia, criar prosperidade e realizar o potencial humano, nossos governos irão:

PLANO DE AÇÃO. Para fortalecer a democracia, criar prosperidade e realizar o potencial humano, nossos governos irão: PLANO DE AÇÃO Para fortalecer a democracia, criar prosperidade e realizar o potencial humano, nossos governos irão: 1. FAZENDO A DEMOCRACIA FUNCIONAR MELHOR Processos e Procedimentos Eleitorais Reconhecendo

Leia mais

Promulga o Protocolo Facultativo à Convenção sobre os Direitos da Criança relativo ao envolvimento de crianças em conflitos armados.

Promulga o Protocolo Facultativo à Convenção sobre os Direitos da Criança relativo ao envolvimento de crianças em conflitos armados. DECRETO Nº 5.006, DE 8 DE MARÇO DE 2004. Promulga o Protocolo Facultativo à Convenção sobre os Direitos da Criança relativo ao envolvimento de crianças em conflitos armados. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA,

Leia mais

Destaques da IV Reunião da Comissão Sino-Brasileira de Alto Nível de Concertação e Cooperação (COSBAN)

Destaques da IV Reunião da Comissão Sino-Brasileira de Alto Nível de Concertação e Cooperação (COSBAN) INFORMATIVO Nº.32. JUNHO DE 2015 Destaques da IV Reunião da Comissão Sino-Brasileira de Alto Nível de Concertação e Cooperação (COSBAN) A Comissão Sino-Brasileira de Alto Nível de Concertação e Cooperação

Leia mais

COMUNICADOS DAS DELEGAÇÕES DOS ESTADOS MEMBROS NA QUARTA CÚPULA DAS AMÉRICAS MAR DEL PLATA, ARGENTINA - 5 DE NOVEMBRO DE 2005

COMUNICADOS DAS DELEGAÇÕES DOS ESTADOS MEMBROS NA QUARTA CÚPULA DAS AMÉRICAS MAR DEL PLATA, ARGENTINA - 5 DE NOVEMBRO DE 2005 QUARTA CÚPULA DAS AMÉRICAS COMUNICADOS DAS DELEGAÇÕES DOS ESTADOS MEMBROS NA QUARTA CÚPULA DAS AMÉRICAS MAR DEL PLATA, ARGENTINA - 5 DE NOVEMBRO DE 2005 ÍNDICE COMUNICADO SOBRE A SITUAÇÃO NO HAITI...1

Leia mais

COMUNICADO CONJUNTO DOS PRESIDENTES DOS ESTADOS PARTES DO MERCOSUL E DOS ESTADOS ASSOCIADOS DECLARAÇÃO DE OURO PRETO

COMUNICADO CONJUNTO DOS PRESIDENTES DOS ESTADOS PARTES DO MERCOSUL E DOS ESTADOS ASSOCIADOS DECLARAÇÃO DE OURO PRETO COMUNICADO CONJUNTO DOS PRESIDENTES DOS ESTADOS PARTES DO MERCOSUL E DOS ESTADOS ASSOCIADOS DECLARAÇÃO DE OURO PRETO Os Presidentes dos Estados Partes do MERCOSUL e dos Estados Associados, reunidos na

Leia mais

Comunicado Conjunto por ocasião das Primeiras Consultas Intergovernamentais de Alto Nível Brasil-Alemanha. Brasília, 20 de agosto de 2015

Comunicado Conjunto por ocasião das Primeiras Consultas Intergovernamentais de Alto Nível Brasil-Alemanha. Brasília, 20 de agosto de 2015 Comunicado Conjunto por ocasião das Primeiras Consultas Intergovernamentais de Alto Nível Brasil-Alemanha Brasília, 20 de agosto de 2015 Em 19 e 20 de agosto de 2015, a Presidenta da República Dilma Rousseff

Leia mais

20 de Setembro de 2005. Original: Inglês

20 de Setembro de 2005. Original: Inglês Nações Unidas Assembleia Geral A/60/L.1* Distr.: Limitada 20 de Setembro de 2005 Original: Inglês 60ª Sessão Pontos 48 e 121 da ordem de trabalhos provisória** Implementação integrada e coordenada e seguimento

Leia mais

COMUNICADO CONJUNTO DAS PRESIDENTAS E DOS PRESIDENTES DOS ESTADOS PARTES DO MERCOSUL E ESTADOS ASSOCIADOS

COMUNICADO CONJUNTO DAS PRESIDENTAS E DOS PRESIDENTES DOS ESTADOS PARTES DO MERCOSUL E ESTADOS ASSOCIADOS COMUNICADO CONJUNTO DAS PRESIDENTAS E DOS PRESIDENTES DOS ESTADOS PARTES DO MERCOSUL E ESTADOS ASSOCIADOS As Presidentas e os Presidentes dos Estados Partes do MERCOSUL e Estados Associados, reunidos na

Leia mais

PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO Nº 216, DE 2015

PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO Nº 216, DE 2015 PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO Nº 216, DE 2015 (nº 1.360/2013, na Câmara dos Deputados) Aprova o texto do Memorando de Entendimento entre o Governo da República Federativa do Brasil e o Governo da República

Leia mais

II SEMINÁRIO BRASILEIRO DE EFETIVIDADE DA PROMOÇÃO DA SAÚDE DECLARAÇÃO SOBRE COOPERAÇÃO ENTRE PAÍSES NA EFETIVIDADE DA PROMOÇÃO DA SAÚDE

II SEMINÁRIO BRASILEIRO DE EFETIVIDADE DA PROMOÇÃO DA SAÚDE DECLARAÇÃO SOBRE COOPERAÇÃO ENTRE PAÍSES NA EFETIVIDADE DA PROMOÇÃO DA SAÚDE II SEMINÁRIO BRASILEIRO DE EFETIVIDADE DA PROMOÇÃO DA SAÚDE DECLARAÇÃO SOBRE COOPERAÇÃO ENTRE PAÍSES NA EFETIVIDADE DA PROMOÇÃO DA SAÚDE O II Seminário Brasileiro de Efetividade da Promoção da Saúde (II

Leia mais

Acordo de Paris. Convieram no seguinte:

Acordo de Paris. Convieram no seguinte: Acordo de Paris As Partes deste Acordo, Sendo Partes da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima, doravante denominada "Convenção", De acordo com a Plataforma de Durban para Ação Fortalecida

Leia mais

Esta edição do CEBC Alerta apresenta a declaração assinada entre os dois países e divulgada pelo Ministério das Relações Exteriores:

Esta edição do CEBC Alerta apresenta a declaração assinada entre os dois países e divulgada pelo Ministério das Relações Exteriores: INFORMATIVO n.º 28 MAIO de 2015 Entre os dias 18 e 21 de maio esteve no Brasil, em visita oficial, o Primeiro Ministro da China, Li Keqiang. Durante sua estadia no País, o Premier chinês e a Presidente

Leia mais

Gostaria igualmente de felicitar Sua Excelência o Embaixador William John Ashe, pela forma como conduziu os trabalhos da sessão precedente.

Gostaria igualmente de felicitar Sua Excelência o Embaixador William John Ashe, pela forma como conduziu os trabalhos da sessão precedente. Discurso de Sua Excelência Manuel Vicente, Vice-Presidente da República de Angola, na 69ª sessão da Assembleia-Geral das Nações Unidas Nova Iorque, 29 de Setembro de 2014 SENHOR PRESIDENTE, SENHOR SECRETÁRIO-GERAL,

Leia mais

Conferência das Nações Unidas Para o Comércio E o Desenvolvimento

Conferência das Nações Unidas Para o Comércio E o Desenvolvimento NAÇÕES UNIDAS TD Conferência das Nações Unidas Para o Comércio E o Desenvolvimento Distr. GERAL TD/405 12 de junho de 2004 PORTUGUÊS Original: INGLÊS Décima Primeira Sessão São Paulo, 13 18 de junho de

Leia mais

O Brasil no século XXI. Desafios Estratégicos para o Brasil em 2022

O Brasil no século XXI. Desafios Estratégicos para o Brasil em 2022 O Brasil no século XXI Desafios Estratégicos para o Brasil em 2022 Construir o Brasil do século XXI Reduzir as Vulnerabilidades Externas; Enfrentar as desigualdades; Realizar as potencialidades; Construir

Leia mais

O Marco de Ação de Dakar Educação Para Todos: Atingindo nossos Compromissos Coletivos

O Marco de Ação de Dakar Educação Para Todos: Atingindo nossos Compromissos Coletivos O Marco de Ação de Dakar Educação Para Todos: Atingindo nossos Compromissos Coletivos Texto adotado pela Cúpula Mundial de Educação Dakar, Senegal - 26 a 28 de abril de 2000. 1. Reunidos em Dakar em Abril

Leia mais

Acordo-Quadro de Associação entre o MERCOSUL e a República do Suriname

Acordo-Quadro de Associação entre o MERCOSUL e a República do Suriname Acordo-Quadro de Associação entre o MERCOSUL e a República do Suriname A República Argentina, a República Federativa do Brasil, a República do Paraguai, a República Oriental do Uruguai, a República Bolivariana

Leia mais

UNESCO Brasilia Office Representação da UNESCO no Brasil CONVENÇÃO

UNESCO Brasilia Office Representação da UNESCO no Brasil CONVENÇÃO UNESCO Brasilia Office Representação da UNESCO no Brasil BR/2005/PI/H/6 CONVENÇÃO SOBRE A PROTEÇÃO E PROMOÇÃO DA DIVERSIDADE DAS EXPRESSÕES CULTURAIS Paris, 20 de outubro de 2005 CONVENÇÃO SOBRE A PROTEÇÃO

Leia mais

Dimensão institucional. Quadro institucional

Dimensão institucional. Quadro institucional Dimensão institucional Quadro institucional Dimensão institucional 54 Ratificação de acordos globais Expressa o envolvimento do País com a implementação de acordos firmados pela comunidade internacional,

Leia mais

As relações Rússia e China na primeira década do século XXI 1

As relações Rússia e China na primeira década do século XXI 1 Universidade do Vale do Itajaí Curso de Relações Internacionais LARI Laboratório de Análise de Relações Internacionais Região de Monitoramento: Rússia LARI Fact Sheet Agosto/Setembro de 2010 As relações

Leia mais

CIMEIRA DE PARIS DE DEZEMBRO DE 1974: UM MARCO NA HISTÓRIA DAS COMUNIDADES

CIMEIRA DE PARIS DE DEZEMBRO DE 1974: UM MARCO NA HISTÓRIA DAS COMUNIDADES CIMEIRA DE PARIS DE DEZEMBRO DE 1974: UM MARCO NA HISTÓRIA DAS COMUNIDADES Nº 43 Sétima cimeira da Comunidade desde o Tratado de Roma, a Cimeira de Paris produziu algumas das mais importantes decisões

Leia mais

- Observatório de Política Externa Brasileira - Nº 67 02/09/05 a 08/09/05

- Observatório de Política Externa Brasileira - Nº 67 02/09/05 a 08/09/05 - Observatório de Política Externa Brasileira - Nº 67 02/09/05 a 08/09/05 Lula faz um balanço da política externa O presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez um balanço de sua política externa na cerimônia

Leia mais

Conselho de Segurança

Conselho de Segurança Nações Unidas S/RES/1373 (2001) Conselho de Segurança Distribuição: Geral 28 de Setembro de 2001 Resolução 1373 (2001) Adoptada pelo Conselho de Segurança na sua 4385ª sessão, em 28 de Setembro de 2001

Leia mais

Decreto n.º 139/80 Convenção sobre o Reconhecimento dos Estudos e Diplomas Relativos ao Ensino Superior nos Estados da Região Europa

Decreto n.º 139/80 Convenção sobre o Reconhecimento dos Estudos e Diplomas Relativos ao Ensino Superior nos Estados da Região Europa Decreto n.º 139/80 Convenção sobre o Reconhecimento dos Estudos e Diplomas Relativos ao Ensino Superior nos Estados da Região Europa O Governo decreta, nos termos da alínea c) do artigo 200.º da Constituição,

Leia mais

DECLARAÇÃO UNIVERSAL SOBRE A DIVERSIDADE CULTURAL

DECLARAÇÃO UNIVERSAL SOBRE A DIVERSIDADE CULTURAL DECLARAÇÃO UNIVERSAL SOBRE A DIVERSIDADE CULTURAL A Conferência Geral, Reafirmando o seu compromisso com a plena realização dos direitos humanos e das liberdades fundamentais proclamadas na Declaração

Leia mais

PROJETO DE RELATÓRIO

PROJETO DE RELATÓRIO ACP-EU JOINT PARLIAMENTARY ASSEMBLY ASSEMBLEE PARLEMENTAIRE PARITAIRE ACP-UE Comissão dos Assuntos Políticos ACP-EU/101.753/B 19.03.2015 PROJETO DE RELATÓRIO sobre diversidade cultural e direitos humanos

Leia mais

O Espaço Cibernético na Agenda Internacional

O Espaço Cibernético na Agenda Internacional O Espaço Cibernético na Agenda Internacional Alexandre Scudiere Fontenelle 1 Introdução Apesar de ser um fenômeno relativamente recente, a Internet já é considerada uma ferramenta fundamental para o funcionamento

Leia mais

CIMEIRA UNIÃO EUROPEIA- AMÉRICA LATINA E CARAÍBAS. Madrid, 17 de Maio de 2002

CIMEIRA UNIÃO EUROPEIA- AMÉRICA LATINA E CARAÍBAS. Madrid, 17 de Maio de 2002 Bruxelas, 24 de Junho de 2002 8802/1/02 REV 1 (Presse 133) CIMEIRA UNIÃO EUROPEIA- AMÉRICA LATINA E CARAÍBAS Madrid, 17 de Maio de 2002 DECLARAÇÃO POLÍTICA COMPROMISSO DE MADRID Nós, os Chefes de Estado

Leia mais

Tema de Trabalho : Desenvolvimento com Eqüidade e Responsabilidade Ambiental

Tema de Trabalho : Desenvolvimento com Eqüidade e Responsabilidade Ambiental Desde 2003 o Brasil é membro efetivo da Associação Internacional de Conselhos Econômicos e Sociais e Instituições Similares (AICESIS), e em junho de 2007 assumiu a sua presidência para um mandato de dois

Leia mais

Política Nacional de Imigração e Proteção ao(a) Trabalhador(a) Migrante

Política Nacional de Imigração e Proteção ao(a) Trabalhador(a) Migrante ANEXO II Política Nacional de Imigração e Proteção ao(a) Trabalhador(a) Migrante (Proposta aprovada pelo Conselho Nacional de Imigração em 12/05/2010 para avaliação pública e sujeita a alterações) DISPOSIÇÕES

Leia mais

Buscando cooperação no mundo pós-crise: DECLARAÇÃO CONJUNTA

Buscando cooperação no mundo pós-crise: DECLARAÇÃO CONJUNTA 3 º Encontro Empresarial Brasil-UE Buscando cooperação no mundo pós-crise: DECLARAÇÃO CONJUNTA Estocolmo, 6 de outubro de 2009 A Confederação de Empresas Suecas (SN), O BUSINESSEUROPE e a Confederação

Leia mais

INICIATIVA LATINO-AMERICANA E CARIBENHA

INICIATIVA LATINO-AMERICANA E CARIBENHA INICIATIVA LATINO-AMERICANA E CARIBENHA PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL I. Contexto 1. A Conferência do Rio em 1992 foi convocada a partir do reconhecimento de que os padrões de produção e consumo,

Leia mais

Junto se enviam, à atenção das delegações, as conclusões adotadas pelo Conselho Europeu na reunião em epígrafe.

Junto se enviam, à atenção das delegações, as conclusões adotadas pelo Conselho Europeu na reunião em epígrafe. Conselho Europeu Bruxelas, 18 de dezembro de 2015 (OR. en) EUCO 28/15 CO EUR 13 CONCL 5 NOTA DE ENVIO de: Secretariado-Geral do Conselho para: Delegações Assunto: Reunião do Conselho Europeu (17 e 18 de

Leia mais

Memorando de Entendimento entre a Fundação Alexandre de Gusmão (FUNAG) - Brasil e o Indian Council of World Affairs (ICWA) - Índia

Memorando de Entendimento entre a Fundação Alexandre de Gusmão (FUNAG) - Brasil e o Indian Council of World Affairs (ICWA) - Índia Memorando de Entendimento entre a Fundação Alexandre de Gusmão (FUNAG) - Brasil e o Indian Council of World Affairs (ICWA) - Índia A Fundação Alexandre de Gusmão (FUNAG) Brasil e O Indian Council of World

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca Discurso em almoço oferecido ao Secretário-

Leia mais

Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau)

Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau) Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau) Plano de Acção para a Cooperação Económica e Comercial (2007-2009) 2ª Conferência Ministerial, 2006

Leia mais

CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA. Bruxelas, 15 de Maio de 2007 (OR. en) 9556/07 DEVGEN 88 RELEX 346 FIN 229 WTO 116 ONU 24

CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA. Bruxelas, 15 de Maio de 2007 (OR. en) 9556/07 DEVGEN 88 RELEX 346 FIN 229 WTO 116 ONU 24 CONSELHO DA UNIÃO EUROPEIA Bruxelas, 15 de Maio de 2007 (OR. en) 9556/07 DEVGEN 88 RELEX 346 FIN 229 WTO 116 ONU 24 NOTA de: Secretariado-Geral data: 15 de Maio de 2007 n.º doc. ant.: 9179/07 Assunto:

Leia mais

Print. 4/6/2015 Acordo Brasil-Angola de Cooperação e Facilitação de Investimentos (ACFI) - Luanda, 1º de abril de 2015

Print. 4/6/2015 Acordo Brasil-Angola de Cooperação e Facilitação de Investimentos (ACFI) - Luanda, 1º de abril de 2015 Nota 104 Print Acordo Brasil-Angola de Cooperação e Facilitação de Investimentos (ACFI) - Luanda, 1º de abril de 2015 O Ministro das Relações Exteriores, Embaixador Mauro Vieira, assinou hoje, dia 1º de

Leia mais

Ministério da Justiça Assessoria Internacional. V Reunião de Ministros da Justiça das Américas Washington, 29 a 30 de abril de 2004

Ministério da Justiça Assessoria Internacional. V Reunião de Ministros da Justiça das Américas Washington, 29 a 30 de abril de 2004 1 Ministério da Justiça Assessoria Internacional V Reunião de Ministros da Justiça das Américas Washington, 29 a 30 de abril de 2004 Senhor Presidente, Senhores Ministros e Procuradores Gerais, Senhores

Leia mais

Intervenção de Sua Excelência. o Presidente da República Portuguesa. na Comissão Económica para a América. Latina e Caraíbas - CEPAL

Intervenção de Sua Excelência. o Presidente da República Portuguesa. na Comissão Económica para a América. Latina e Caraíbas - CEPAL Intervenção de Sua Excelência o Presidente da República Portuguesa na Comissão Económica para a América Latina e Caraíbas - CEPAL Santiago do Chile, 7 de Novembro de 2007 Senhor Secretário Executivo da

Leia mais

Brasil como agente global em negociações energéticas

Brasil como agente global em negociações energéticas Brasil como agente global em negociações energéticas Profa. Amalia del Carmen Casas de las Peñas del Corral IBMEC Negociações Internacionais UERJ - Direito do Petróleo MERCADOS INTERNACIONAIS Preços e

Leia mais

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org

Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Este documento faz parte do Repositório Institucional do Fórum Social Mundial Memória FSM memoriafsm.org Michael Haradom - www.shalomsalampaz.org - ssp@shalomsalampaz.org tel (11) 3031.0944 - fax (11)

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 113 Discurso por ocasião da visita

Leia mais

Perguntas e Respostas: O Pacote ODM (Objectivos de Desenvolvimento do Milénio) da Comissão

Perguntas e Respostas: O Pacote ODM (Objectivos de Desenvolvimento do Milénio) da Comissão MEMO/05/124 Bruxelas, 12 de Abril de 2005 Perguntas e Respostas: O Pacote ODM (Objectivos de Desenvolvimento do Milénio) da Comissão 1. Em que consiste este pacote? A Comissão aprovou hoje 3 comunicações

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 15 Discurso em almoço oferecido ao

Leia mais

ACORDO DE COOPERAÇÃO GOVERNO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA PROPRIEDADE INTELECTUAL

ACORDO DE COOPERAÇÃO GOVERNO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA PROPRIEDADE INTELECTUAL ACORDO DE COOPERAÇÃO entre o GOVERNO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL e a ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA PROPRIEDADE INTELECTUAL O Governo da República Federativa do Brasil (doravante denominado GOVERNO) e a

Leia mais

TRADUÇÃO LIVRE E NÃO OFICIAL. Recomendações sobre segurança da posse da população urbana pobre

TRADUÇÃO LIVRE E NÃO OFICIAL. Recomendações sobre segurança da posse da população urbana pobre TRADUÇÃO LIVRE E NÃO OFICIAL Recomendações sobre segurança da posse da população urbana pobre Princípios gerais 1. Os Estados têm obrigação imediata de assegurar que todos tenham um grau de segurança da

Leia mais

DELIBERAÇÃO Nº 02/2015-CEE/PR. Dispõe sobre as Normas Estaduais para a Educação em Direitos Humanos no Sistema Estadual de Ensino do Paraná.

DELIBERAÇÃO Nº 02/2015-CEE/PR. Dispõe sobre as Normas Estaduais para a Educação em Direitos Humanos no Sistema Estadual de Ensino do Paraná. DELIBERAÇÃO Nº 02/2015-CEE/PR Dispõe sobre as Normas Estaduais para a Educação em Direitos Humanos no Sistema Estadual de Ensino do Paraná. Curitiba Abril de 2015 EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS DELIBERAÇÃO

Leia mais

Declaração de Salvador

Declaração de Salvador Declaração de Salvador Os Chefes de Estado da República Federativa do Brasil, da República de Cabo Verde, da República da Guiné, da República Oriental do Uruguai, o Vice-Presidente da República da Colômbia,

Leia mais

XX REUNIÃO ESPECIALIZADA DA MULHER DO MERCOSUL ANEXO III. Memória da Reunião

XX REUNIÃO ESPECIALIZADA DA MULHER DO MERCOSUL ANEXO III. Memória da Reunião XX REUNIÃO ESPECIALIZADA DA MULHER DO MERCOSUL ANEXO III Memória da Reunião Realizou-se na cidade de Brasília, República Federativa do Brasil, dias 29 e 30 de outubro de 2008, a XX Reunião Especializada

Leia mais

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA Comitê Gestor do SIBRATEC. Resolução Comitê Gestor SIBRATEC nº 001, de 17 de março de 2008.

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA Comitê Gestor do SIBRATEC. Resolução Comitê Gestor SIBRATEC nº 001, de 17 de março de 2008. MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA Comitê Gestor do SIBRATEC Resolução Comitê Gestor SIBRATEC nº 001, de 17 de março de 2008. Aprova as Diretrizes Gerais do Sistema Brasileiro de Tecnologia - SIBRATEC.

Leia mais

Cimeira do Fórum Índia África

Cimeira do Fórum Índia África REPÚBLICA DA GUINÉ-BISSAU Presidência da República Cimeira do Fórum Índia África Intervenção de Sua Excelência Senhor José Mário Vaz Presidente da República Nova Delhi, 29 de Outubro de 2015 Excelência,

Leia mais

Declaração de Santa Cruz de la Sierra

Declaração de Santa Cruz de la Sierra Reunião de Cúpula das Américas sobre o Desenvolvimiento Sustentável Santa Cruz de la Sierra, Bolivia, 7 ao 8 de Dezembro de 1996 Declaração de Santa Cruz de la Sierra O seguinte documento é o texto completo

Leia mais

Diretrizes da Agenda Setorial do Setor de Energias Renováveis: Biocombustíveis

Diretrizes da Agenda Setorial do Setor de Energias Renováveis: Biocombustíveis SENADO FEDERAL Comissão de Agricultura e Reforma Agrária Diretrizes da Agenda Setorial do Setor de Energias Renováveis: Bioetanol Biodiesel Biocombustíveis Brasília, 28 de novembro de 2012 Foco e Prioridades

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na sessão de abertura da Cúpula Mundial sobre Segurança Alimentar

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na sessão de abertura da Cúpula Mundial sobre Segurança Alimentar Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na sessão de abertura da Cúpula Mundial sobre Segurança Alimentar Data: 16/11/2009 Roma, 16/11/2009 Bem... Lugo, tudo bem? Cumprimentar a

Leia mais

18 de maio, 19h30. Minhas primeiras palavras são de saudação ao colega Ministro Gao Hucheng, que

18 de maio, 19h30. Minhas primeiras palavras são de saudação ao colega Ministro Gao Hucheng, que PALAVRAS DO MINISTRO ARMANDO MONTEIRO POR OCASIÃO DO JANTAR OFERECIDO PELO CONSELHO EMPRESARIAL BRASIL - CHINA, COM A PRESENÇA DO MINISTRO DO COMÉRCIO DA CHINA, GAO HUCHENG 18 de maio, 19h30. Minhas primeiras

Leia mais

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS PT PT PT COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS Bruxelas, COM(2008)XXX COMUNICAÇÃO DA COMISSÃO AO CONSELHO, AO PARLAMENTO EUROPEU, AO COMITÉ ECONÓMICO E SOCIAL EUROPEU E AO COMITÉ DAS REGIÕES UE, África e

Leia mais

Segunda Cúpula das Américas Plano de Ação

Segunda Cúpula das Américas Plano de Ação Segunda Cúpula das Américas Santiago, Chile, 18 e 19 de Abril de 1998 Segunda Cúpula das Américas Plano de Ação O seguinte documento é o texto completo do Plano de Ação assinada pelos Chefes de Estado

Leia mais

PRINCÍPIOS PARA DISPOSIÇÕES SOBRE PROPRIEDADE INTELECTUAL EM ACORDOS BILATERAIS E REGIONAIS

PRINCÍPIOS PARA DISPOSIÇÕES SOBRE PROPRIEDADE INTELECTUAL EM ACORDOS BILATERAIS E REGIONAIS PRINCÍPIOS PARA DISPOSIÇÕES SOBRE PROPRIEDADE INTELECTUAL EM ACORDOS BILATERAIS E REGIONAIS Introdução Durante vários anos, a pesquisa no Instituto Max Planck para o Direito da Propriedade Intelectual

Leia mais

DECLARAÇÃO UNIVERSAL SOBRE O GENOMA HUMANO E OS DIREITOS HUMANOS

DECLARAÇÃO UNIVERSAL SOBRE O GENOMA HUMANO E OS DIREITOS HUMANOS DECLARAÇÃO UNIVERSAL SOBRE O GENOMA HUMANO E OS DIREITOS HUMANOS A Conferência Geral, Lembrando que o Preâmbulo da Carta da Unesco refere-se a os princípios democráticos de dignidade, igualdade e respeito

Leia mais

Decreto Nº 5.705, de 16.02.2006

Decreto Nº 5.705, de 16.02.2006 Decreto Nº 5.705, de 16.02.2006 Promulga o Protocolo de Cartagena sobre Biossegurança da Convenção sobre Diversidade Biológica. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84,

Leia mais

LEI N 21.156, DE 17 DE JANEIRO DE 2014. INSTITUI A POLÍTICA ESTADUAL DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DA AGRICULTURA FAMILIAR.

LEI N 21.156, DE 17 DE JANEIRO DE 2014. INSTITUI A POLÍTICA ESTADUAL DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DA AGRICULTURA FAMILIAR. LEI N 21.156, DE 17 DE JANEIRO DE 2014. INSTITUI A POLÍTICA ESTADUAL DE DESENVOLVIMENTO RURAL SUSTENTÁVEL DA AGRICULTURA FAMILIAR. (PUBLICAÇÃO - MINAS GERAIS DIÁRIO DO EXECUTIVO - 18/01/2014 PÁG. 2 e 03)

Leia mais

COMUNICADO CONJUNTO DOS ESTADOS PARTES DO MERCOSUL E ESTADOS ASSOCIADOS

COMUNICADO CONJUNTO DOS ESTADOS PARTES DO MERCOSUL E ESTADOS ASSOCIADOS Tradução do espanhol realizada pela SM COMUNICADO CONJUNTO DOS ESTADOS PARTES DO MERCOSUL E ESTADOS ASSOCIADOS As Presidentas e os Presidentes dos Estados Partes do MERCOSUL e Estados Associados, reunidos

Leia mais

Situação das capacidades no manejo dos recursos genéticos animais

Situação das capacidades no manejo dos recursos genéticos animais PARTE 3 Situação das capacidades no manejo dos recursos genéticos animais Os países em desenvolvimento precisam fortalecer as capacidades institucional e técnica. É necessário melhorar a formação profissional

Leia mais

ANEXO. ACORDO DE ESTABILIZAÇÃO E DE ASSOCIAÇÃO entre as Comunidades Europeias e os seus Estados-Membros e a República da Albânia

ANEXO. ACORDO DE ESTABILIZAÇÃO E DE ASSOCIAÇÃO entre as Comunidades Europeias e os seus Estados-Membros e a República da Albânia PT ANEXO ACORDO DE ESTABILIZAÇÃO E DE ASSOCIAÇÃO entre as Comunidades Europeias e os seus Estados-Membros e a República da Albânia 1 ACORDO DE ESTABILIZAÇÃO E DE ASSOCIAÇÃO entre as Comunidades Europeias

Leia mais