SOLUÇÕES IBÉRICAS PARA EMPRESAS MARÇO 2014

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SOLUÇÕES IBÉRICAS PARA EMPRESAS MARÇO 2014"

Transcrição

1 MARÇO 2014

2 EM ESPANHA, COMO EM PORTUGAL BPI e CaixaBank desenvolveram, em parceria, as Soluções Ibéricas para Empresas, uma oferta inovadora de produtos e serviços para apoiar as empresas que operam no mercado ibérico. Oferta completa para a gestão de tesouraria Maior rede ibérica Equipas especializadas e dedicadas Parceria e experiência Abertura simplificada de conta em Espanha, a partir de Portugal Gestão integrada e automática de contas (Cash Management) Facilidade de cobranças de Pagarés Balcões: 592 BPI e 5730 CaixaBank Centros de Empresas: 52 BPI e 88 CaixaBank Em Lisboa, o BPI dispõe do Gabinete de Empresas Espanholas Em Madrid, o CaixaBank possui o Centro de Empresas Mercado Ibérico Conhecimento aprofundado dos mercados empresariais português e espanhol, demonstrado pela forte posição do BPI e do CaixaBank nos mercados onde operam Informação completa no BPI Net Empresas 2

3 ÍNDICE 1. O BPI E CAIXABANK pág REDE IBÉRICA pág EQUIPAS ESPECIALIZADAS pág SOLUÇÕES IBÉRICAS pág CONTACTOS ÚTEIS pág. 21 3

4 1. BPI e CaixaBank BPI Um grupo financeiro multiespecializado, centrado na actividade bancária Base accionista forte 1 Activo total 2 Santoro Financial Holdings 46,2% 19,5% 46 Bi. Clientes Portugal: 1,7 milhões Angola: 1,2 milhões 8,8% Capitalização bolsista 3 2,2 Bi. 1) Em 11 de Fevereiro de ) Activos com registo no balanço e fora do balanço. 3) Em 11 de Fevereiro de 2014; as acções Banco BPI estão cotadas na Euronext Lisbon. 4

5 1. BPI e CaixaBank BPI Banco BPI Capital alocado 1) 1.7% 0.7% 81.9% 15.7% Banca de Investimento Participações financeiras e Private Equity Banca comercial doméstica Gestão de Activos Seguros Banca comercial Internacional Banco 100% Português de Investimento BPI Private Equity 100% Banco BPI 100% Fundos de investimento Não-vida e vida-risco (Allianz 65%) 35% BFA (Angola) 50.1% Particulares, empresários e negócios Empresas Fundos de pensões 100% Seguros 100% de vida de capitalização Seguros de 50% crédito (Euler Hermes 50%) Particulares, empresários e negócios Empresas Investimento BCI 30% (Moçambique) Portugal Espanha França Suíça África do Sul Portugal Portugal Emigrantes Sucursal de França Sucursal de Madrid Portugal Portugal Angola Moçambique 1) Alocação de capital a 31 de Dezembro de No cálculo do capital alocado exclui-se a reserva de justo valor (líquida de impostos diferidos) relativa à carteira de activos financeiros disponíveis para venda. 5

6 1. BPI e CaixaBank BPI O BPI é o Banco Nº 1 no apoio às PME PME Líder e PME Excelência Linhas PME Investe/Crescimento O BPI é líder desde a constituição dos estatutos: Nº 1, pelo 6º ano consecutivo, em número de adesões ao estatuto PME Líder Nº 1, pelo 5º ano consecutivo, em número de adesões ao estatuto PME Excelência PME Líder 2013: 30% aderiram via BPI Nº 1 em valor contratado nas Linhas PME Investe e PME Crescimento 19% do valor total das operações contratadas, no conjunto das linhas PME Investe e PME Crescimento, correspondendo a um valor global superior a milhões. PME Excelência 2013: 37% aderiram via BPI Fonte IAPMEI/Turismo de Portugal 06 Fevereiro 2014 Fonte PME Investimentos/SGM 31 Dezembro

7 1. BPI e CaixaBank CaixaBank CaixaBank, accionista do BPI, é a terceira maior entidade financeira de Espanha, com mais de 10 milhões de clientes e uma rede comercial presente em todo o país. CaixaBank é líder no mercado de retalho e na utilização dos serviços online, sendo uma instituição de referência do sector financeiro espanhol. A CaixaEmpresa é uma estrutura criada para responder às necessidades específicas das empresas, que permite oferecer um acompanhamento especializado e soluções mais adequadas às suas necessidades. A Línea Abierta, disponível também para empresas, é um serviço de Internet Banking líder e inovador no mercado espanhol. Com o Línea Aberta, os Clientes CaixaBank poderão usufruir de uma excelente gestão de tesouraria e uma gestão internacional da actividade financeira, dada a segurança, rapidez e flexibilidade que este serviço oferece. 7

8 2. REDE IBÉRICA BPI Equipas dedicadas, de acordo com o perfil de Cliente Particulares (Activos < 100 m. ) Empresários e Negócios (Volume negócios < 5 M. ) Elevado património (Activos 500 m. ) Afluentes (100 m. Activos < 500 m. ) Empresas (Volume negócios 2 M. ) Rede de balcões 592 Centros de Investimento 39 Centros de Empresas 52 1,4 milhões Particulares 191 mil Empresários e Negócios 37 mil Clientes 15 mil Clientes 8

9 2. REDE IBÉRICA BPI 52 Centros em todo o território nacional especializados no acompanhamento a Empresas (1 CE + 1 CI) Porto (10 Centros) 5 CE, 4 CGE, 1 CI Coimbra (2 Centros) 1 CE, 1 CI Leiria (2 Centros) Lisboa (14 Centros) 9 CE, 2 CGE, 1 CI, 1 CPF, 1 CSEE 37 Centros de Empresas 6 Centros de Grandes Empresas 5 Centros Institucionais Banca de Empresas Banca Institucional Project Finance 1 Centro do Sector Empresarial do Estado 1 Centro de Project Finance 1 Centro de Serviços Financeiros de Moçambique 1 Gabinete de Empresas Espanholas (1 CE + 1 CI) 9

10 2. REDE IBÉRICA BPI Equipas especializadas nos mercados externos Equipas especializadas Gabinete para África Gabinete de Empresas Espanholas Unidade de Business Development Direcção de Serviços Financeiros Moçambique Bancos Banco de Fomento Angola (BFA) Banco Comercial e de Investimentos (BCI) Banco BPI Cayman Sucursais Paris Madrid Sta. Maria Açores (SFE) Funchal Madeira (SFE) Cayman (SFE) Macau (SFE) Money Remitter Newark Rhode Island Escritórios de Representação Caracas Genebra Hamburgo Joanesburgo Londres Luxemburgo Toronto Banca de Investimento BPI Suisse (Private Banking) Madrid Informação reportada a 31 de Dezembro de 2012 SFE Sucursal Financeira Exterior 10

11 2. REDE IBÉRICA CaixaBank Rede de distribuição segmentada, apostando na inovação e qualidade dos produtos e serviços disponibilizados. Presença Nacional Presença Internacional 5730 Balcões 88 Centros de Empresas 33 Centros de Private Banking 11

12 3. EQUIPAS ESPECIALIZADAS EM LISBOA E EM MADRID Apostando na grande proximidade aos seus Clientes, BPI e CaixaBank criaram estruturas comerciais especificamente vocacionadas para o acompanhamento das empresas que actuam, simultaneamente, em Portugal e Espanha Em Lisboa: Gabinete de Empresas Espanholas Equipa do BPI exclusivamente focada no acompanhamento dos principais grupos e empresas espanholas presentes no mercado nacional. Em Madrid: Centro de Empresas Mercado Ibérico Estrutura da CaixaBank exclusivamente focada no acompanhamento dos principais grupos e empresas portuguesas com presença no mercado espanhol. Estas equipas focam-se em acompanhar as empresas de maior dimensão, mas também em analisar, em permanência, as necessidades financeiras e de investimento específicas de cada Cliente, procurando responder sempre com os melhores níveis de serviço e qualidade. 12

13 4. SOLUÇÕES IBÉRICAS Reconhecendo o papel central que as empresas portuguesas desempenham no crescimento das exportações, o BPI disponibiliza uma oferta global: Produtos e serviços para o mercado ibérico BPI Net Empresas Soluções Exportação Soluções especificamente desenvolvidas no âmbito das Soluções Ibéricas para Empresas, destinada a empresas portuguesas que querem exportar ou investir em Espanha Funcionalidades para gestão das operações com Espanha e informação útil disponibilizada exclusivamente aos Clientes do BPI Net Empresas Produtos e serviços BPI desenvolvidos para todas as empresas com actividade internacional 13

14 4. SOLUÇÕES IBÉRICAS PRODUTOS E SERVIÇOS Fruto da parceria entre BPI e CaixaBank, as Soluções Ibéricas para Empresas disponibilizam produtos e serviços financeiros especificamente pensados para o mercado espanhol, respondendo à aposta crescente das empresas nacionais em Espanha: Abertura de conta CaixaBank Soluções Ibéricas para Empresas Cash Management Internacional Transferências Cobranças sobre Espanha BPI Net Empresas Factoring de Exportação 14

15 4. SOLUÇÕES IBÉRICAS PRODUTOS E SERVIÇOS 4.1. Abertura de conta na CaixaBank Os Clientes BPI poderão, através do BPI e em Portugal, abrir conta junto do CaixaBank, beneficiando da oferta de produtos e serviços desta instituição. A abertura de conta é, assim, centralizada no BPI, simplificando o processo de apresentação de documentos, reduzindo os tempos de resposta e evitando a necessidade de deslocações a Espanha. O pedido de abertura de conta poderá ser solicitado através de um Centro de Empresas ou Balcão BPI ou via BPI Net Empresas. ALGUNS PRODUTOS E SERVIÇOS CaixaBank PARA EMPRESAS Soluções de financiamento: factoring, CaixaConfirming, leasing, renting, forfaiting, garantias Gestão de Pagamentos e Cobranças: gestão de recibos (equivalente ao sistema de débitos directos), transferências, créditos documentários, remessas, negociação de cheques, seguros de exportação Cartões: soluções de cartões de débito e de crédito para empresas Cobertura de risco de taxa de câmbio, de juro e de preço das matérias primas Mercado de divisas: produtos estruturados, i-cuenta de Crédito em divisas; cobertura de taxa de câmbio Línea Aberta: solução de Internet Banking para empresas 15

16 4. SOLUÇÕES IBÉRICAS PRODUTOS E SERVIÇOS 4.2. Cash Management Internacional A solução de cash management permite, aos Clientes do BPI com conta aberta no CaixaBank, gerir a tesouraria ibérica com eficiência e de forma centralizada, a partir de Portugal. O Cliente poderá optar por uma de duas soluções: cash management base ou cash management automático. Através do BPI Net Empresas terá a possibilidade de consultar, online, saldos e movimentos, de todas as contas integradas no serviço de cash management. SOLUÇÃO BASE A gestão da conta na CaixaBank é efectuada pelo Cliente, a partir da conta que tem no BPI. Com esta opção, o Cliente, casuisticamente, solicita repatriações de fundos e/ou transferências entre as suas contas, através do BPI Net Empresas SOLUÇÃO AUTOMÁTICA A gestão das contas no CaixaBank é efectuada de forma automática, com base num conjunto de parâmetros definidos pelo Cliente: Tipo de serviço: repatriamento de fundos e/ou envio de funding Periodicidade do serviço: diária, semanal ou mensal Saldo mínimo a manter na conta no CaixaBank Saldo a atingir para despoletar o repatriamento ou o pedido de funding Em complemento, o Cliente continuará a poder efectuar, através do BPI Net Empresas, repatriações de fundos e /ou transferências adicionais entre as suas contas Estas opções de cash management estão também disponíveis para os Clientes CaixaBank com conta aberta no BPI, permitindo-lhes gerir a sua tesouraria de forma integrada (informação sobre as contas e respectiva movimentação). 16

17 4. SOLUÇÕES IBÉRICAS PRODUTOS E SERVIÇOS 4.3. Transferências Os Clientes que acederem às Soluções Ibéricas para Empresas têm a possibilidade efectuar transferências entre contas BPI e CaixaBank em condições equiparadas às do mercado doméstico. Adicionalmente, com os pagamentos por ficheiro, as Empresas poderão também efectuar um número elevado de transferências em simultâneo, de forma mais simples e prática. ALGUMAS OPÇÕES DE TRANSFERÊNCIA Repatriamento: transferência da conta CaixaBank para a conta BPI Contas CaixaBank: transferências para qualquer conta CaixaBank 4.4. Cobranças sobre Espanha i) Débitos directos SEPA Com as cobranças electrónicas SEPA, os Clientes BPI poderão aceder ao sistema interbancário pan-europeu de cobranças em euros, aplicável a devedores com domiciliação bancária em Portugal, em Espanha e nos restantes países da área SEPA. ii) Cheques e pagarés Os Clientes BPI poderão ainda efectuar, de forma mais simples e cómoda, cobranças de cheques e pagarés, em euros, sobre Espanha. 17

18 4. SOLUÇÕES IBÉRICAS PRODUTOS E SERVIÇOS 4.5. Factoring de Exportação As empresas poderão beneficiar de uma solução de Factoring de Exportação para Espanha que permite a realização de operações de cobrança de forma mais eficiente. Este produto poderá, de forma ágil, ser complementado com a cobertura de risco de incumprimento relativo a devedores em Espanha, reforçando, assim, a segurança das suas transacções. OPÇÕES Cobrança de facturas Possibilidade de funcionar como instrumento de cobertura de risco de incumprimento relativo a devedores em Espanha através da cessão dos créditos (sobre os Clientes de Espanha) ao BPI, como forma de protecção do risco de não pagamento, com as seguintes características:» Operações sem recurso, sendo definido para o efeito, um limite de adiantamento;» CaixaBank define o limite de cobertura de risco por Cliente (devedor); alternativamente, poderá o BPI cobrir o risco do Cliente (através da Cosec). BPI NET EMPRESAS ÁREA CONSULTAS Carteira de facturação da Empresa Cobranças realizadas 18

19 4. SOLUÇÕES IBÉRICAS PRODUTOS E SERVIÇOS 4.6. BPI Net Empresas No BPI Net Empresas, os Clientes BPI poderão encontrar todas as funcionalidades específicas das Soluções Ibéricas para Empresas e gerir a sua actividade financeira de forma simples, segura e rápida. Através desta plataforma, o BPI disponibiliza ainda um serviço exclusivo para clientes, com informação útil e relevante sobre o mercado espanhol, para as empresas que têm, ou pretender ter, investimentos em Espanha. Funcionalidades relacionadas com: Gestão de Tesouraria Gestão de Cobranças Consulta de saldos e movimentos Informação sobre Espanha: Visão Geral sobre a economia Oportunidades de mercado Feiras e Eventos Outros estudos e análises 19

20 4. SOLUÇÕES IBÉRICAS OUTRAS SOLUÇÕES O BPI disponibiliza ainda algumas soluções financeiras globais, orientadas para empresas com perfil internacional, independentemente do mercado de destino. Soluções Trade Finance Tesouraria: Pagamentos por Ficheiro; Financiamento em Conta Corrente; Serviço de Pagamento a Fornecedores; Cartões de Crédito BPI Actividade internacional: Créditos Documentários; Remessas Documentárias; Garantias Bancárias Investimento: Financiamento de médio e longo prazo; Leasing de Equipamento Soluções Exportação Assessoria Financeira Cobertura de Risco BPI Apoio na montagem de operações com vista à estruturação e montagem de financiamentos de maior complexidade, tais como fusões, acquisition finance (aquisições de empresas ou negócios), reestruturação de passivos, securitização de activos e outros financiamentos resultantes de projectos de consultoria Soluções de cobertura do risco de taxa de juro e de câmbio Seguro BPI/COSEC Seguro de crédito à exportação exclusivo para Clientes BPI, com condições especiais 20

21 5. CONTACTOS ÚTEIS BPI Empresas Site BPI Empresas www. bancobpi.pt/empresas Linha BPI Exportação Telefone (disponível 24h, de 2ª a Domingo) Gabinete de Empresas Espanholas BPI Telefone Centro de Empresas Mercado Ibérico "la Caixa (CaixaBank) Telefone

22 INFORMAÇÕES LEGAIS Banco BPI, S.A., Rua Tenente Valadim, 284, Porto, Mediador de Seguros Ligado n.º , (registado junto do Instituto de Seguros de Portugal em 31 de Outubro de informações adicionais relativas ao registo disponíveis em autorizado a exercer actividade nos Ramos de Seguro Vida e Não Vida com as Seguradoras BPI Vida - Companhia de Seguros Vida, S.A., Companhia de Seguros Allianz Portugal, S.A. e COSEC - Companhia de Seguro de Créditos, S.A. 22

23

SOLUÇÕES MOÇAMBIQUE-EMPRESAS JULHO 2013

SOLUÇÕES MOÇAMBIQUE-EMPRESAS JULHO 2013 JULHO 2013 EM MOÇAMBIQUE, COMO EM PORTUGAL O BPI e o BCI disponibilizam as Soluções Moçambique-Empresas, um conjunto de produtos e serviços desenhados para empresas que pretendam investir ou exportar para

Leia mais

BANCO BPI, S.A. Sociedade Aberta COMUNICADO

BANCO BPI, S.A. Sociedade Aberta COMUNICADO BANCO BPI, S.A. Sociedade Aberta Sede: Rua Tenente Valadim, 284, Porto Matriculada na Conservatória do Registo Comercial do Porto sob o número único de matrícula e identificação fiscal 501 214 534 Capital

Leia mais

CONDIÇÕES PARA OS MEMBROS E COLABORADORES TRABALHADORES POR CONTA DE OUTREM. Conta Ordenado Triplus. Conta Nova Vida

CONDIÇÕES PARA OS MEMBROS E COLABORADORES TRABALHADORES POR CONTA DE OUTREM. Conta Ordenado Triplus. Conta Nova Vida PROTOCOLO ORDENS PROFISSIONAIS CONDIÇÕES PARA OS MEMBROS E COLABORADORES TRABALHADORES POR CONTA DE OUTREM Para aderir a este Protocolo e beneficiar das respectivas condições, abra a sua Conta Ordenado

Leia mais

SOLUÇÕES IBÉRICAS PARA EMPRESAS. Maio 2012 Versão 2.5

SOLUÇÕES IBÉRICAS PARA EMPRESAS. Maio 2012 Versão 2.5 Maio 2012 Versão 2.5 EM ESPANHA, COMO EM PORTUGAL O BPI e "la Caixa" desenvolveram, em parceria, as Soluções Ibéricas para Empresas, uma oferta inovadora de produtos e serviços para apoiar as empresas

Leia mais

Estatísticas de Operações e Posições com o Exterior

Estatísticas de Operações e Posições com o Exterior Estatísticas de Operações e Posições com o Exterior Apresentação do novo sistema de reporte Dezembro 2012 Esquema da Apresentação Novo sistema de reporte Reporte de informação Casos práticos Área de Empresa

Leia mais

Resultados consolidados do Banco BPI no 1.º semestre de 2011

Resultados consolidados do Banco BPI no 1.º semestre de 2011 www.ir.bpi.pt BANCO BPI, S.A. - Sociedade aberta Capital Social: 990 000 000 euros; Pessoa Colectiva n.º 501 214 534 Matrícula na Conservatória do Registo Comercial do Porto, sob o n.º 501 214 534 Sede:

Leia mais

INFORMAÇÃO TRIMESTRAL INDIVIDUAL/CONSOLIDADA (Não Auditada)

INFORMAÇÃO TRIMESTRAL INDIVIDUAL/CONSOLIDADA (Não Auditada) INFORMAÇÃO TRIMESTRAL INDIVIDUAL/CONSOLIDADA (Não Auditada) (aplicável às entidades sujeitas à disciplina normativa contabilística das IAS / IFRS) BANCO BPI, S.A. Sociedade com o capital aberto ao investimento

Leia mais

Resultados consolidados do Banco BPI entre Janeiro e Setembro de 2010

Resultados consolidados do Banco BPI entre Janeiro e Setembro de 2010 www.ir.bpi.pt BANCO BPI, S.A. - Sociedade aberta Capital Social: 900 000 000 euros; Pessoa Colectiva n.º 501 214 534 Matrícula na Conservatória do Registo Comercial do Porto, sob o n.º 501 214 534 Sede:

Leia mais

O Programa Enfermeiros de Família. (Página intencionalmente deixada em branco)

O Programa Enfermeiros de Família. (Página intencionalmente deixada em branco) (Página intencionalmente deixada em branco) 2 Conteúdo A Saúde Quem Somos... O programa Enfermeiros de Família... O Enfermeiro de Família Saúde... O desafio de carreira... Principais competências e responsabilidades...

Leia mais

RESULTADOS CONSOLIDADOS DO BANCO BPI ENTRE JANEIRO E SETEMBRO DE 2014

RESULTADOS CONSOLIDADOS DO BANCO BPI ENTRE JANEIRO E SETEMBRO DE 2014 BANCO BPI, S.A. Sociedade aberta Capital Social: 1 293 063 324.98 euros; Pessoa Colectiva n.º 501 214 534 Matrícula na Conservatória do Registo Comercial do Porto, sob o n.º 501 214 534 Sede: Rua Tenente

Leia mais

SEMINÁRIO Exportar para o México

SEMINÁRIO Exportar para o México SEMINÁRIO Exportar para o México Gonçalo Gaspar Diretor Direção Internacional de Negócio da CGD Porto, 26 de Setembro de 2012 1 Índice México: relacionamento comercial com Portugal Grupo CGD: Presença

Leia mais

Estudo de Remuneração 2015

Estudo de Remuneração 2015 2015 BANKING Temporary & permanent recruitment www.pagepersonnel.pt Editorial Page Personnel ir ao encontro do talento A Page Personnel recruta para os seus clientes os melhores perfis qualificados, sendo

Leia mais

- Limite de crédito igual ao valor do ordenado líquido ou reforma/pensão liquida domiciliados, para as compras do dia-a-dia.

- Limite de crédito igual ao valor do ordenado líquido ou reforma/pensão liquida domiciliados, para as compras do dia-a-dia. Acesso a antecipação de 100% do ordenado ou reforma/pensão de valor igual ou superior a 500 /mês domiciliado no primeiro dia de cada mês: 6,67 de pagamento de juros a que acresce 0,27 de Imposto do Selo

Leia mais

Santander Totta. Santander Totta. Especializado no Negócio de PME

Santander Totta. Santander Totta. Especializado no Negócio de PME Santander Totta Santander Totta Especializado no Negócio de PME O Banco Santander Totta está integrado num dos maiores Grupos Financeiros a nível Mundial. Distingue-se pela sua capacidade de oferecer as

Leia mais

A INTERNACIONALIZAÇÃO DA ECONOMIA PORTUGUESA E A COOPERAÇÃO COM OS PAÍSES LUSÓFONOS

A INTERNACIONALIZAÇÃO DA ECONOMIA PORTUGUESA E A COOPERAÇÃO COM OS PAÍSES LUSÓFONOS PORTUGAL A INTERNACIONALIZAÇÃO DA ECONOMIA A INTERNACIONALIZAÇÃO DA ECONOMIA PORTUGUESA E A COOPERAÇÃO COM OS PAÍSES LUSÓFONOS Maria Celeste Hagatong Comissão Executiva do Banco BPI Lisboa, 3 de Junho

Leia mais

> O MUNDO ESPERA PELA SUA EMPRESA

> O MUNDO ESPERA PELA SUA EMPRESA > O MUNDO ESPERA PELA SUA EMPRESA MILLENNIUM TRADE SOLUTIONS > CONQUISTE NOVOS MERCADOS PARA A SUA EMPRESA A Exportação e Importação, bem como a Internacionalização da sua Empresa, exigem conhecimento

Leia mais

Conversa com alunos da disciplina. Engenharia de Software. das licenciaturas. Ciência de Computadores Eng. de Redes e Sistemas Informáticos

Conversa com alunos da disciplina. Engenharia de Software. das licenciaturas. Ciência de Computadores Eng. de Redes e Sistemas Informáticos Conversa com alunos da disciplina Engenharia de Software das licenciaturas Ciência de Computadores Eng. de Redes e Sistemas Informáticos da Fac. de Ciências da Universidade de Porto Porto, 12 de Dezembro

Leia mais

BES AS APOIO FINANCEIRO BES AS FINANCEIR ÕES ÀS EMPRESAS FINANCEIR ÕES UÇ SOL

BES AS APOIO FINANCEIRO BES AS FINANCEIR ÕES ÀS EMPRESAS FINANCEIR ÕES UÇ SOL 38 PME Líder SOLUÇÕES FINANCEIRAS BES Helen King/CORBIS APOIO FINANCEIRO ÀS EMPRESAS O BES disponibiliza uma vasta oferta de produtos financeiros e serviços, posicionando-se como o verdadeiro parceiro

Leia mais

TTULO. Seminário sobre Financiamento

TTULO. Seminário sobre Financiamento TTULO 1 2 3 4 5 6 7 8 Enquadramento Legal Definição Descrição dos movimentos Modalidades do Factoring Perfil do Cliente de Factoring Segmentação por tipo de actividade O FACTORING Exemplo de Algumas condições

Leia mais

ASSUNTO: Reservas Mínimas do SEBC a partir de 1/01/1999

ASSUNTO: Reservas Mínimas do SEBC a partir de 1/01/1999 Banco de Portugal Carta-Circular nº 1 /99/DDE/DOC, de 07-01-1999 ASSUNTO: Reservas Mínimas do SEBC a partir de 1/01/1999 Como foi oportunamente divulgado está essa instituição sujeita, a partir de 1 de

Leia mais

CONDIÇÕES PARA OS MEMBROS - PROFISSIONAIS LIBERAIS E ENIs

CONDIÇÕES PARA OS MEMBROS - PROFISSIONAIS LIBERAIS E ENIs PROTOCOLO ORDENS PROFISSIONAIS CONDIÇÕES PARA OS MEMBROS - PROFISSIONAIS LIBERAIS E ENIs Para aderir a este Protocolo e beneficiar das respectivas condições, abra a sua Conta Gestão Tesouraria ou Conta

Leia mais

INOVAÇÃO e I&DT Lisboa

INOVAÇÃO e I&DT Lisboa INOVAÇÃO e I&DT Lisboa Prioridades, Impactos, Próximo Quadro MIGUEL CRUZ Aumentar a capacidade competitiva no mercado internacional Reforçar as competências estratégicas Apoiar as PME no reforço das suas

Leia mais

Crédito Habitação BPI - Ficha de Informação Geral

Crédito Habitação BPI - Ficha de Informação Geral Crédito Habitação BPI - Ficha de Informação Geral Mutuante Banco BPI, S.A. Sede: Rua Tenente Valadim, 284 4100-476 PORTO Sociedade Aberta, Capital Social 1.293.063.324,98, matriculada na CRCP sob o número

Leia mais

Assembleia Geral de Accionistas 22 de Abril de 2010 (Proposta)

Assembleia Geral de Accionistas 22 de Abril de 2010 (Proposta) Banco BPI 2009 Assembleia Geral de Accionistas 22 de Abril de 2010 (Proposta) Índice RELATÓRIO Principais indicadores 4 Apresentação do relatório 6 A identidade do BPI 10 Estrutura financeira e negócio

Leia mais

Estatísticas de empréstimos concedidos pelo setor financeiro

Estatísticas de empréstimos concedidos pelo setor financeiro Estatísticas de empréstimos concedidos pelo setor financeiro Luís Teles Diretor Adjunto Departamento de Estatística 17ª Reunião da Secção Permanente de Estatísticas Económicas 20 março 2015 Agenda 1. A

Leia mais

PROMOTORES: PARCEIROS/CONSULTORES: FUNCIONAMENTO RESUMO

PROMOTORES: PARCEIROS/CONSULTORES: FUNCIONAMENTO RESUMO CVGARANTE SOCIEDADE DE GARANTIA MÚTUA PROMOTORES: PARCEIROS/CONSULTORES: FUNCIONAMENTO RESUMO 14 de Outubro de 2010 O que é a Garantia Mútua? É um sistema privado e de cariz mutualista de apoio às empresas,

Leia mais

Guia do Utilizador. Cartão BPI Gold Empresas

Guia do Utilizador. Cartão BPI Gold Empresas Guia do Utilizador Cartão BPI Gold Empresas Índice 1. O Cartão BPI Gold Empresas...3 2. Precauções a ter com o seu Cartão BPI Gold Empresas...3 3. O que fazer em caso de perda, furto, roubo ou extravio

Leia mais

BPI MONETÁRIO CURTO PRAZO FUNDO ESPECIAL DE INVESTIMENTO ABERTO

BPI MONETÁRIO CURTO PRAZO FUNDO ESPECIAL DE INVESTIMENTO ABERTO BPI MONETÁRIO CURTO PRAZO FUNDO ESPECIAL DE INVESTIMENTO ABERTO Demonstrações Financeiras em 31 de Dezembro de 2010 acompanhadas do Relatório de Auditoria BALANÇO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2010 Activo Mais-

Leia mais

Setembro 2013 LEGAL FLASH I ANGOLA SIMPLIFICAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES CAMBIAIS DE INVISÍVEIS CORRENTES

Setembro 2013 LEGAL FLASH I ANGOLA SIMPLIFICAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES CAMBIAIS DE INVISÍVEIS CORRENTES LEGAL FLASH I ANGOLA Setembro 2013 LEGAL FLASH I ANGOLA SIMPLIFICAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES CAMBIAIS DE INVISÍVEIS CORRENTES 2 LEGISLAÇÃO EM DESTAQUE 5 SIMPLIFICAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS

Leia mais

SESSÃO TÉCNICA SOBRE O VALE I&DT E VALE INOVAÇÃO NOS SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS

SESSÃO TÉCNICA SOBRE O VALE I&DT E VALE INOVAÇÃO NOS SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS SI À INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO SI À QUALIFICAÇÃO E INTERNACIONALIZAÇÃO DE PME SESSÃO TÉCNICA SOBRE O VALE I&DT E VALE INOVAÇÃO NOS SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS Data: 13 de Outubro

Leia mais

Apoio à Internacionalização das Empresas

Apoio à Internacionalização das Empresas Apoio à Internacionalização das Empresas 26 de Novembro de 2009 Apoio à internacionalização das empresas Moçambique: Dados Gerais O Sector Financeiro em Moçambique O Grupo Caixa Geral de Depósitos Soluções

Leia mais

Instrumentos Financeiros de Apoio à Internacionalização. Financiamentos, Garantias, Capital de Risco, etc. / SOFID, S.A.

Instrumentos Financeiros de Apoio à Internacionalização. Financiamentos, Garantias, Capital de Risco, etc. / SOFID, S.A. Ficha de Produto Tipo de Produto: Instrumentos Financeiros de Apoio à Internacionalização Produto: Financiamentos, Garantias, Capital de Risco, etc. / SOFID, S.A. Objectivo: Contribuir para o progresso

Leia mais

Crescimento Económico: diversificar o modelo de financiamento das PME A atual oferta de financiamento

Crescimento Económico: diversificar o modelo de financiamento das PME A atual oferta de financiamento Crescimento Económico: diversificar o modelo de financiamento das PME A atual oferta de financiamento Eduardo Stock da Cunha CEO Novo Banco Novembro de 2014 Novembro 2014 Depois de um período de contração,

Leia mais

Fidelity Poupança FUNDO AUTÓNOMO FIDELITY POUPANÇA AÇÕES TARGET 2045

Fidelity Poupança FUNDO AUTÓNOMO FIDELITY POUPANÇA AÇÕES TARGET 2045 Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las FUNDO AUTÓNOMO FIDELITY POUPANÇA AÇÕES TARGET 2045 ALERTA GRÁFICO Entidade Gestora: T-Vida, Companhia

Leia mais

NORMAS DE ADMISSÃO DE SÓCIOS À AGENCIA REGIONAL DE PROMOÇÃO TURÍSTICA DO ALENTEJO TURISMO DO ALENTEJO

NORMAS DE ADMISSÃO DE SÓCIOS À AGENCIA REGIONAL DE PROMOÇÃO TURÍSTICA DO ALENTEJO TURISMO DO ALENTEJO NORMAS DE ADMISSÃO DE SÓCIOS À AGENCIA REGIONAL DE PROMOÇÃO TURÍSTICA DO ALENTEJO TURISMO DO ALENTEJO CAPITULO I Disposições Gerais 1. Âmbito As presentes normas têm como finalidade estabelecer as regras

Leia mais

O princípio da afirmação da sociedade civil.

O princípio da afirmação da sociedade civil. Dois dos Valores do PSD O Princípio do Estado de Direito, respeitante da eminente dignidade da pessoa humana - fundamento de toda a ordem jurídica baseado na nossa convicção de que o Estado deve estar

Leia mais

EMPRESAS DE CRESCIMENTO ELEVADO

EMPRESAS DE CRESCIMENTO ELEVADO EMPRESAS DE CRESCIMENTO ELEVADO Integradas no tecido empresarial encontramos o grupo das empresas de crescimento elevado (ECE) assim designadas na sequência do rápido crescimento que apresentam tanto em

Leia mais

CONFERÊNCIA LUSOFONIA ECONÓMICA PLATAFORMAS CPLP

CONFERÊNCIA LUSOFONIA ECONÓMICA PLATAFORMAS CPLP CONFERÊNCIA LUSOFONIA ECONÓMICA PLATAFORMAS CPLP 19 de Março de 2013 Centro de Congressos de Lisboa A- A evolução e o comportamento do sector exportador superaram todas as previsões e análises prospectivas

Leia mais

Condições actuais do Protocolo para Colaboradores

Condições actuais do Protocolo para Colaboradores Direcção de Parcerias Comerciais Protocolos Condições actuais do Protocolo para Colaboradores Novembro de 2009 Conta Ordenado BPI Isenção das principais despesas do dia-a-dia: Isenção das despesas de manutenção

Leia mais

NOTÍCIAS COSEC DISTINGUIDA COMO "MELHOR SEGURADORA"

NOTÍCIAS COSEC DISTINGUIDA COMO MELHOR SEGURADORA NESTA EDIÇÃO Melhor Seguradora 1 A COSEC mais perto de si 2 Acordo COSEC e Mapfre 2 Revisão Favorável 2 Produtos COSEC 3 NOTÍCIAS Carregamento de Balanços 4 Análise COSEC 5 Nº 4. 2014 COSEC DISTINGUIDA

Leia mais

BANCO DE FOMENTO ANGOLA

BANCO DE FOMENTO ANGOLA PREÇÁRIO BANCO DE FOMENTO ANGOLA Instituição Financeira Bancária TABELA DE COMISSÕES E DESPESAS Data de entrada em vigor: 01/06/2016 O Preçário pode ser consultado nos balcões do Banco de Fomento Angola

Leia mais

11. CARTÕES DE CRÉDITO E DE DÉBITO (OUTROS CLIENTES) ( ÍNDICE)

11. CARTÕES DE CRÉDITO E DE DÉBITO (OUTROS CLIENTES) ( ÍNDICE) 11.1. Cartões de crédito Designação do Redes onde o é aceite 3. Substituição de 4. Inibição do 5. Comissão pela recuperação de valores em dívida 6. Não pagamento até à data limite Cartão Business 43,27

Leia mais

Preçário. BANIF - Banco Internacional do Funchal BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Preçário. BANIF - Banco Internacional do Funchal BANCOS. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Preçário BANIF - Banco Internacional do Funchal BANCOS Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor: 01-Fevereiro-2016 O Preçário completo do

Leia mais

FACTORING Instrumento de recebimentos e de pagamentos

FACTORING Instrumento de recebimentos e de pagamentos FACTORING Instrumento de recebimentos e de pagamentos ALF Margarida Ferreira 26 de Novembro 2013 ÍNDICE O que é o factoring Modalidades Serviços associados Benefícios do factoring Pagamento a fornecedores

Leia mais

RESULTADOS CONSOLIDADOS DO BANCO BPI EM 2014

RESULTADOS CONSOLIDADOS DO BANCO BPI EM 2014 BANCO BPI, S.A. Sociedade aberta Capital Social: 1 293 063 324.98 euros; Pessoa Colectiva n.º 501 214 534 Matrícula na Conservatória do Registo Comercial do Porto, sob o n.º 501 214 534 Sede: Rua Tenente

Leia mais

COMÉRCIO INTERNACIONAL

COMÉRCIO INTERNACIONAL COMÉRCIO INTERNACIONAL Soluções de apoio à Dinamização Porto, 25 de Fevereiro de 2015 ÍNDICE Enquadramento - Novos Mercados Riscos no Comércio Internacional Soluções para Mercado Externo BPI Exportação

Leia mais

ANEXO. CONDIÇÕES COMERCIAIS referentes às condições base oferecidas pelas Empresas do Grupo Portugal Telecom

ANEXO. CONDIÇÕES COMERCIAIS referentes às condições base oferecidas pelas Empresas do Grupo Portugal Telecom ANEXO CONDIÇÕES COMERCIAIS referentes às condições base oferecidas pelas Empresas do Grupo Portugal Telecom Janeiro 2005 1- PLANOS DE PREÇOS PT COMUNICAÇÕES Ao abrigo deste protocolo, a PT Comunicações

Leia mais

Ainda Mais Próximo dos Clientes. Empresas. 10 de Novembro de 2010

Ainda Mais Próximo dos Clientes. Empresas. 10 de Novembro de 2010 Ainda Mais Próximo dos Clientes O acesso ao crédito pelas Empresas 10 de Novembro de 2010 Agenda 1. Introdução 1.1. Basileia II. O que é? 1.2. Consequências para as PME s 2. Análise de Risco 2.1. Avaliação

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Índice 1. Segmentos de Atuação. 2. Serviços Especializados. 3. Linhas de Crédito... 4. Resultados da Atividade do Sistema Nacional de Garantia Mútua. 5. Contactos 3 10 12 14

Leia mais

NEWSLETTER I FISCAL. NEWSLETTER FISCAL I Setembro, 2014. I Legislação Nacional 2. II Instruções Administrativas 3. III Jurisprudência Europeia 4

NEWSLETTER I FISCAL. NEWSLETTER FISCAL I Setembro, 2014. I Legislação Nacional 2. II Instruções Administrativas 3. III Jurisprudência Europeia 4 NEWSLETTER I FISCAL NEWSLETTER FISCAL I Setembro, 2014 I Legislação Nacional 2 II Instruções Administrativas 3 III Jurisprudência Europeia 4 IV Jurisprudência Nacional 5 V Outras informações 6 NEWSLETTER

Leia mais

Fundo de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Concelho de Caminha

Fundo de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Concelho de Caminha Programa FINICIA Fundo de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Concelho de Caminha Anexo I ao protocolo financeiro e de cooperação Normas e Condições de Acesso Artigo 1º. (Objectivo) Pretende-se colocar

Leia mais

Fidelity Poupança FUNDO AUTÓNOMO FIDELITY POUPANÇA TARGET 2040

Fidelity Poupança FUNDO AUTÓNOMO FIDELITY POUPANÇA TARGET 2040 Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las FUNDO AUTÓNOMO FIDELITY POUPANÇA TARGET 2040 ALERTA GRÁFICO Entidade Gestora: T-Vida, Companhia de Seguros,

Leia mais

Avaliação da Satisfação das Empresas Associadas Ano 2008

Avaliação da Satisfação das Empresas Associadas Ano 2008 Relatório Resumo Avaliação da Satisfação das Empresas Associadas Ano 2008 Fevereiro de 2009 Departamento de Qualidade e Comunicação sofia.viegas@apemeta.pt Índice: 2 1. Enquadramento 3 2. Avaliação da

Leia mais

Jornadas de Diplomacia Económica. Humberto Casanova Direção Internacional de Negócio

Jornadas de Diplomacia Económica. Humberto Casanova Direção Internacional de Negócio Jornadas de Diplomacia Económica Humberto Casanova Direção Internacional de Negócio ISEG, 5 de Dezembro de 2012 1 Índice I. Estratégia e Presença Internacional II. Apoio financeiro à Internacionalização

Leia mais

Portaria n.º 222/99, de 28 de Dezembro*

Portaria n.º 222/99, de 28 de Dezembro* Portaria n.º 222/99, de 28 de Dezembro* A introdução do euro na administração pública financeira implica a redenominação dos montantes das taxas devidas pelas entidades licenciadas para operar no âmbito

Leia mais

3. CARTÕES DE CRÉDITO E DE DÉBITO (PARTICULARES) (ÍNDICE)

3. CARTÕES DE CRÉDITO E DE DÉBITO (PARTICULARES) (ÍNDICE) 3.1. Cartões de crédito Redes onde o é Cartão BPI Prémio Cartão BPI e Multibanco Cartão BPI Gold e Multibanco Cartão BPI Campeões Cartão Visa FCP Cartão BPI Zoom Cartão ACPMaster Cartão BPI Premier 1.º

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE HOTELARIA E TURISMO DO ESTORIL. Regulamento do Pagamento de Propinas de Mestrado

ESCOLA SUPERIOR DE HOTELARIA E TURISMO DO ESTORIL. Regulamento do Pagamento de Propinas de Mestrado ESCOLA SUPERIOR DE HOTELARIA E TURISMO DO ESTORIL Regulamento do Pagamento de Propinas de Mestrado Nos termos previstos nos artigos 15.º e 16.º da Lei n.º 37/2003, de 22 de Agosto (Lei que define as bases

Leia mais

Serviços da AICEP no apoio à internacionalização de empresas QUIDGEST Dia do Parceiro 2011. Lisboa, 2 de Junho de 2011

Serviços da AICEP no apoio à internacionalização de empresas QUIDGEST Dia do Parceiro 2011. Lisboa, 2 de Junho de 2011 Serviços da AICEP no apoio à internacionalização de empresas QUIDGEST Dia do Parceiro 2011 Lisboa, 2 de Junho de 2011 1. A aicep Portugal Global 2. Rede Nacional e Lojas da Exportação 3. Rede Externa 4.

Leia mais

Preçário. Volkswagen Bank GmbH - Sucursal Portugal SUCURSAL. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO

Preçário. Volkswagen Bank GmbH - Sucursal Portugal SUCURSAL. Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Preçário Volkswagen Bank GmbH - Sucursal Portugal SUCURSAL Consulte o FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS Consulte o FOLHETO DE TAXAS DE JURO Data de Entrada em vigor: 09-Jan-2014 O Preçário completo do VW

Leia mais

TTULO. Seminário sobre Financiamento

TTULO. Seminário sobre Financiamento TTULO LEASING 1. Definição 2. Principais características 3. Fiscalidade / Contabilidade 4. Vantagens para os Clientes 5. Vantagens para os Fornecedores 6. Portugal 2020 e o Leasing 7. Linha PME Crescimento

Leia mais

REFORMA ATIVA PPR ESTRATÉGIA TESOURARIA

REFORMA ATIVA PPR ESTRATÉGIA TESOURARIA Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las. REFORMA ATIVA PPR ESTRATÉGIA TESOURARIA

Leia mais

Março 2016 139 - - - - - Visitas Portal AIRO Fevereiro www.airo.pt

Março 2016 139 - - - - - Visitas Portal AIRO Fevereiro www.airo.pt Março 2016 139 - Formação Ação PME - Editorial - Caldas Empreende - Cartão de Saúde AIRO - Missão Empresarial Multisectorial - Fiscalidade - Programa SOU MAIS - Formação em Gestão para a Agro-Indústria

Leia mais

BANCO COMERCIAL PORTUGUÊS, S.A. 20. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (OUTROS CLIENTES) (ÍNDICE) Entrada em vigor: 06-jan-2016

BANCO COMERCIAL PORTUGUÊS, S.A. 20. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (OUTROS CLIENTES) (ÍNDICE) Entrada em vigor: 06-jan-2016 20.1. Linhas de crédito e contas correntes Taxa Anual Nominal (TAN) Empréstimos a taxa variável (as contas correntes incluem as Contas Correntes com Gestão de Cheques e as Contas Correntes Hipotecárias).

Leia mais

CONTAS CONSOLIDADAS I.A.S. 1º Trimestre 2009

CONTAS CONSOLIDADAS I.A.S. 1º Trimestre 2009 CONTAS CONSOLIDADAS I.A.S. 1º Trimestre 2009 Av. Vasco da Gama, 1410 4431-956 Telefone 22-7867000 Fax 22-7867215 Registada na C.R.C. de sob o nº 500239037 Capital Social: Euro 35.000.000 Sociedade Aberta

Leia mais

Sumário. Obrigações e enquadramento fiscal decorrentes do exercício duma actividade empresarial. (síntese)

Sumário. Obrigações e enquadramento fiscal decorrentes do exercício duma actividade empresarial. (síntese) Obrigações e enquadramento fiscal decorrentes do exercício duma actividade empresarial (síntese) Sumário 1. Início de actividade 2. Enquadramento em sede de IRS 3. Enquadramento em sede de IVA 4. Obrigações

Leia mais

LINHA DE APOIO À TESOURARIA DAS EMPRESAS DO SECTOR DO TURISMO [Fonte: Turismo de Portugal, I.P., set 2014]

LINHA DE APOIO À TESOURARIA DAS EMPRESAS DO SECTOR DO TURISMO [Fonte: Turismo de Portugal, I.P., set 2014] LINHA DE APOIO À TESOURARIA DAS EMPRESAS DO SECTOR DO TURISMO [Fonte: Turismo de Portugal, I.P., set 2014] INFORMAÇÃO SINTETIZADA 1 OBJETO Apoiar, exclusivamente, a tesouraria das empresas turísticas,

Leia mais

Apresentação dos Resultados Click to edit Master title style

Apresentação dos Resultados Click to edit Master title style Apresentação dos Resultados Click to edit Master title style Seminário de Exportação para o Brasil Serviços Bancários à Exportação CGD Nuno Marques Direção Internacional de Negócio Lisboa, 21 Janeiro 2014

Leia mais

Sociedades de Garantia Mútua (SGM) são:

Sociedades de Garantia Mútua (SGM) são: Sociedades de Garantia Mútua (SGM) são: Operadores financeiros que prestam às instituições bancárias as garantias que lhes permitem disponibilizar às PME empréstimos em condições mais favoráveis. Ao partilhar

Leia mais

PARVEST China Subfundo da PARVEST, sociedade luxemburguesa de investimento de capital variável (a seguir, a SICAV ) Estabelecida a 27 de Março de 1990

PARVEST China Subfundo da PARVEST, sociedade luxemburguesa de investimento de capital variável (a seguir, a SICAV ) Estabelecida a 27 de Março de 1990 PARVEST China Subfundo da PARVEST, sociedade luxemburguesa de investimento de capital variável (a seguir, a SICAV ) Estabelecida a 27 de Março de 1990 PROSPECTO SIMPLIFICADO FEVEREIRO DE 2006 Este prospecto

Leia mais

Centro de Incubação de Negócios para os Jovens

Centro de Incubação de Negócios para os Jovens Centro de Incubação de Negócios para os Jovens Q&A 1. Os serviços prestados pelo Centro de Incubação de Negócios para os Jovens (adiante designado por CINJ) destinam-se apenas para residentes de Macau?

Leia mais

CONSELHO DIRECTIVO DATA DE EMISSÃO: 02/02/2009 ENTRADA EM VIGOR: 02/02/2009

CONSELHO DIRECTIVO DATA DE EMISSÃO: 02/02/2009 ENTRADA EM VIGOR: 02/02/2009 CONSELHO DIRECTIVO C IRCULAR N.º 2/2009 DATA DE EMISSÃO: 02/02/2009 ENTRADA EM VIGOR: 02/02/2009 Âmbito: Continente A execução e controlo da ajuda aos fundos operacionais das Organizações de Produtores

Leia mais

5º Workshop da Plataforma do Empreendedor

5º Workshop da Plataforma do Empreendedor 5º Workshop da Plataforma do Empreendedor Lisboa, AIP-CE 27 de Maio de 2010 EMPREENDEDORISMO Da ideia à actividade. O Montepio apoia a criação de negócios independentemente da sua dimensão e está disponível

Leia mais

Bancário e Financeiro. aos derivados - EMIR MARÇO 2013 01 1. O QUE É O EMIR?

Bancário e Financeiro. aos derivados - EMIR MARÇO 2013 01 1. O QUE É O EMIR? Briefing MARÇO 2013 01 Entrada em vigor das novas regras aplicáveis aos derivados - EMIR O Parlamento Europeu e o Conselho da União Europeia adoptaram, em 4 de Julho de 2012, o Regulamento (UE) n.º 648/2012

Leia mais

O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas

O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas 16 de Novembro de 2015 Internacionalização - Desafios Diversificar Mercados Alargar a Base Exportadora 38º PORTUGAL TEM MELHORADO A SUA

Leia mais

Visita a Portugal do importador. Exclusivos Camacho

Visita a Portugal do importador. Exclusivos Camacho Visita a Portugal do importador Exclusivos Camacho Sector Cerâmica e Faiança Decorativas Espanha 14 a 16 de Janeiro de 2014 Enquadramento : Como consequência da nova situação económica em Espanha, os últimos

Leia mais

Regime Protocolos Bancários para o Turismo (PME)

Regime Protocolos Bancários para o Turismo (PME) para o Turismo (PME) ADRAL 8 de Junho 2005 Objectivos: Apoiar financeiramente projectos turísticos económica e financeiramente viáveis, que contribuam para o aumento da qualidade, diversificação e competitividade

Leia mais

PROSPECTO SIMPLIFICADO SETEMBRO DE 2006 DESCRIÇÃO GERAL

PROSPECTO SIMPLIFICADO SETEMBRO DE 2006 DESCRIÇÃO GERAL PARVEST Europe Real Estate Subfundo da PARVEST, sociedade luxemburguesa de investimento de capital variável (a seguir, a SICAV ) Estabelecida a 27 de Março de 1990 PROSPECTO SIMPLIFICADO SETEMBRO DE 2006

Leia mais

COMUNICADO. Bank Millennium na Polónia apresenta Resultados de 2005

COMUNICADO. Bank Millennium na Polónia apresenta Resultados de 2005 BANCO COMERCIAL PORTUGUÊS, S.A. Sociedade Aberta Sede: Praça D. João I, 28, Porto Mat. CRC do Porto: 40.043 NIPC: 501.525.882 Capital Social Registado: 3.588.331.338 Euros COMUNICADO Bank Millennium na

Leia mais

FOLHETOS DE COMISSÕES E DESPESAS OUTROS CLIENTES

FOLHETOS DE COMISSÕES E DESPESAS OUTROS CLIENTES FOLHETOS DE COMISSÕES E DESPESAS OUTROS CLIENTES 52 ÍNDICE FOLHETO DE COMISSÕES E DESPESAS OUTROS CLIENTES 9 CONTAS DE DEPÓSITO... 54 9.1 DEPÓSITO À ORDEM... 55 10 OPERAÇÕES DE CRÉDITO... 56 10.1 LINHAS

Leia mais

ASSEMBLEIA GERAL DE ACCIONISTAS DE 25 DE JUNHO DE 2013 PONTO UM DA ORDEM DO DIA

ASSEMBLEIA GERAL DE ACCIONISTAS DE 25 DE JUNHO DE 2013 PONTO UM DA ORDEM DO DIA BANIF BANCO INTERNACIONAL DO FUNCHAL, S.A. Sociedade Aberta Matriculada na Conservatória do Registo Comercial do Funchal Sede social: Rua de João Tavira, n.º 30, 9004-509, Funchal Capital social: 1.270.000.000,00

Leia mais

FICHA DE INFORMAÇÃO GERAL DE CRÉDITO À HABITAÇÃO Versão 7/11 1Julho 2011

FICHA DE INFORMAÇÃO GERAL DE CRÉDITO À HABITAÇÃO Versão 7/11 1Julho 2011 Observações preliminares O presente documento não constitui uma oferta juridicamente vinculativa. Os dados quantificados são fornecidos de boa fé e constituem uma descrição exacta da oferta que o mutuante

Leia mais

PME S QREN OPORTUNIDADE E DESAFIO

PME S QREN OPORTUNIDADE E DESAFIO PME S QREN OPORTUNIDADE E DESAFIO 1. Objectivo Estratégico : 1º. Banco das melhores PME Porto, 20 de Outubro de 2008 Luís Rego Direcção de Empresas Norte 1 2 Segmentação de Empresas Clientes e Redes Clientes

Leia mais

Soluções CA para a Agricultura, Agro-Indústria Floresta e Mar

Soluções CA para a Agricultura, Agro-Indústria Floresta e Mar Soluções CA para a Agricultura, Agro-Indústria Floresta e Mar Quem somos O Grupo Crédito Agrícola é um Grupo Financeiro de âmbito nacional, integrado por um vasto número de bancos locais Caixas Agrícolas

Leia mais

internacionalizar Seguro de Investimento Direto Português no Estrangeiro COSEC

internacionalizar Seguro de Investimento Direto Português no Estrangeiro COSEC internacionalizar Seguro de Investimento Direto Português no Estrangeiro COSEC Novembro de 2013 Índice O Que é o Seguro de Investimento Português no Estrangeiro 3 Objetivo do Seguro 3 Beneficiários do

Leia mais

SISTEMA PORTUGUÊS DE GARANTIA MÚTUA

SISTEMA PORTUGUÊS DE GARANTIA MÚTUA SISTEMA PORTUGUÊS DE GARANTIA MÚTUA PORQUÊ A GARANTIA MÚTUA? Face a dificuldades no sistema financeiro convencional em resolver o problema da falha nos mercados de crédito, que não fazem chegar financiamento

Leia mais

Uma aposta na Internacionalização

Uma aposta na Internacionalização Uma aposta na Internacionalização Mercados Emergentes Que Oportunidades? Seminário Engenharia e Arquitectura Futuro da Prestação de Serviços 13 de Abril 2011 Índice A aicep Portugal Global Produtos e Serviços

Leia mais

Seminário OEP/INPI. O papel dos Offices nacionais da PI na promoção da inovação e das invenções. Em colaboração com: Apresentado por

Seminário OEP/INPI. O papel dos Offices nacionais da PI na promoção da inovação e das invenções. Em colaboração com: Apresentado por Seminário OEP/INPI Apresentado por José Maria Maurício Director de Marcas e Patentes O papel dos Offices nacionais da PI na promoção da inovação e das invenções Em colaboração com: Bissau, 21 de Dezembro

Leia mais

Manual da Garantia Mútua

Manual da Garantia Mútua Março de 2007 Manual da Garantia Mútua O que é a Garantia Mútua? É um sistema privado e de cariz mutualista de apoio às pequenas, médias e micro empresas (PME), que se traduz fundamentalmente na prestação

Leia mais

NORTE 2020 Sistemas de Incentivos às Empresas. Eunice Silva Castelo de Paiva, 18.02.2016

NORTE 2020 Sistemas de Incentivos às Empresas. Eunice Silva Castelo de Paiva, 18.02.2016 NORTE 2020 Sistemas de Incentivos às Empresas Eunice Silva Castelo de Paiva, 18.02.2016 SISTEMAS DE INCENTIVOS ÀS EMPRESAS INOVAÇÃO EMPRESARIAL EMPREENDEDORISMO QUALIFICAÇÃO DE PME INTERNACIONALIZAÇÃO

Leia mais

PT PRIME - Soluções Empresariais de Telecomunicações e Sistemas, S.A., pessoa colectiva nº 502 840 757, com

PT PRIME - Soluções Empresariais de Telecomunicações e Sistemas, S.A., pessoa colectiva nº 502 840 757, com Prime Soluções Empresariais SEDE: Rua de Entrecampos, 28, 1749-076 Lisboa Nº de Pessoa Colectiva 502 M 757 - N' de Matricula 08537 C.R.C.L Capital Social de EUR.; 30 000 000. I/ -I- CONTRATO DE PRESTAÇÃO

Leia mais

Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais

Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais 24 de maio de 2012 Auditório ISEGI - UNL Patrocínio Principal Apoios Patrocinadores Globais APDSI A AICEP e os apoios à internacionalização das empresas Lisboa,

Leia mais

8500-(38) Diário da República, 1. a série N. o 242 19 de Dezembro de 2006 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA

8500-(38) Diário da República, 1. a série N. o 242 19 de Dezembro de 2006 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA 8500-(38) Diário da República, 1. a série N. o 242 19 de Dezembro de 2006 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Portaria n. o 1416-A/2006 de 19 de Dezembro O Decreto-Lei n. o 76-A/2006, de 29 de Março, aprovou um vasto

Leia mais

MICROPRODUÇÃO Proposta Condomínio Pedras Altas Nossa ref. MP11 42053

MICROPRODUÇÃO Proposta Condomínio Pedras Altas Nossa ref. MP11 42053 MICROPRODUÇÃO Proposta Condomínio Pedras Altas Nossa ref. MP11 42053 08 de Agosto de 2011 Exmo/a. Sr(a).Administrador do Condomínio Pedras Altas, Queremos, desde já, agradecer o interesse e a confiança

Leia mais

Espírito Santo Investment Bank Overview FIT FOR A NEW ERA

Espírito Santo Investment Bank Overview FIT FOR A NEW ERA Espírito Santo Investment Bank Overview FIT FOR A NEW ERA December 2011 Espírito Santo Investment Bank Somos: A unidade de Banca de Investimento do Grupo Banco Espírito Santo O Banco de Investimento de

Leia mais

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos simples, não à ordem

Ficha de Informação Normalizada para Depósitos Depósitos simples, não à ordem Designação Condições de Acesso Modalidade Prazo Mobilização Antecipada Poupança Habitação Geral Clientes Particulares com mais de 30 anos. Depósito constituído em regime especial. 12 meses Após o decurso

Leia mais

SECTOR CASA E DECORAÇÃO. AEP - Associação Empresarial de Portugal. Direcção de Serviços às Empresas - Internacionalização e Promoção Externa

SECTOR CASA E DECORAÇÃO. AEP - Associação Empresarial de Portugal. Direcção de Serviços às Empresas - Internacionalização e Promoção Externa SECTOR CASA E DECORAÇÃO AEP - Associação Empresarial de Portugal Direcção de Serviços às Empresas - Internacionalização e Promoção Externa FEIRA EXPORT HOME ANGOLA LUANDA 23 A 26 DE JUNHO 2011 A Feira

Leia mais

Comissões Euros (Mín/Máx) Em %

Comissões Euros (Mín/Máx) Em % 2.1. Crédito à habitação e contratos conexos Crédito Habitação /Conexo Produtos de Taxa indexada / Produtos de Taxa Fixa / Crédito Não residentes / Crédito Deficientes / Crédito Terreno iniciais 1. Iniciais

Leia mais

PHC Factoring. A solução para a gestão dos contratos de Factoring, respectivas cessões, adiantamentos e recibos das entidades aderentes.

PHC Factoring. A solução para a gestão dos contratos de Factoring, respectivas cessões, adiantamentos e recibos das entidades aderentes. PHCFactoring DESCRITIVO Este módulo permite aos aderentes fazer a gestão integrada dos vários Contratos de Factoring, nomeadamente das respectivas cessões, adiantamentos e recibos, bem como o controlo

Leia mais

DOSSIÊR DE IMPRENSA [MAIO-09 ]

DOSSIÊR DE IMPRENSA [MAIO-09 ] Unidade de comunicação DOSSIÊR DE IMPRENSA [MAIO-09 ] O QUE É A CRÉDITO Y CAUCIÓN? Crédito y Caución ocupa uma posição de liderança no ramo de seguros de crédito desde a sua fundação em 1929. A Crédito

Leia mais