PREGÃO ELETRÔNICO N.º 028/ GILOG/SA RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PREGÃO ELETRÔNICO N.º 028/7075-2016 - GILOG/SA RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL"

Transcrição

1 RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL A CAIXA está orientada a gerir seus negócios com base nos princípios da Responsabilidade Social, de forma a gerar resultados sustentáveis ao longo do tempo. Para o aprofundamento das práticas de Responsabilidade Social, a CAIXA estabeleceu as seguintes premissas para a gestão de seus negócios: Estimular o monitoramento e o cumprimento dos valores e princípios do Código de Ética no ambiente interno, bem como e fomentar a replicação deles em toda a cadeia produtiva dos parceiros externos; Fortalecer a incorporação das variáveis sociais e ambientais à análise do êxito negocial, condicionando também à materialização dos direitos humanos, respeito às declarações de princípios da Organização Internacional do Trabalho, aos Princípios do Pacto Global e às Metas de Desenvolvimento do Milênio, intensificando o trato das críticas e sugestões advindas das partes que se relacionam com a Empresa; Fazer constar no Relatório de Sustentabilidade as dimensões sociais, ambientais e econômicas, os resultados favoráveis e desfavoráveis, os desafios e metas, devendo esses dados subsidiar o planejamento estratégico; Promover com seus fornecedores a discussão acerca do desenvolvimento das competências na sobrevivência e proteção das crianças, buscando o envolvimento com políticas públicas voltadas à promoção dos direitos da infância; Fomentar, em toda a sua cadeia produtiva, o repúdio a todas as atitudes preconceituosas relacionadas à origem, raça, gênero, cor, idade, religião, ao credo, classe social, incapacidade física e quaisquer outras formas de discriminação, estimulando a utilização dos meios de comunicação disponíveis para os registros de ocorrências que atentem contra o Código de Ética da CAIXA e a legislação específica em vigor; Empreender ações que permitam que as questões ambientais tenham caráter de transversalidade e sejam incluídas no Plano Estratégico, além da existência da Política Ambiental Corporativa da CAIXA; Considerar nos negócios os princípios e as oportunidades relacionados à sustentabilidade ambiental; Contribuir para a conscientização acerca dos danos causados ao ambiente em decorrência da intervenção humana, com abrangência a todas as partes interessadas da Empresa; Formar parceria com fornecedores com foco na melhoria de processos de gestão ambiental; Definir sistemática que permita verificar a origem e a cadeia de produção dos insumos madeireiros e florestais, estimulando o mercado de forma que a CAIXA utilize no seu processo produtivo materiais com certificação de origem e Certificação da Cadeia de Custódia; Definir meios que contribuam para redução do consumo dos recursos naturais utilizados na Empresa, adotando medidas adequadas à destinação de resíduos, sem prejuízo das condições de trabalho e sem alteração do padrão tecnológico atual; Incluir na política de relacionamento com fornecedores, observadas as exigências legais, como variáveis de seleção e avaliação, as questões referentes às relações trabalhistas, ao trabalho infantil, ao trabalho escravo ou análogo e aos padrões

2 ambientais, estimulando os fornecedores a replicarem essas considerações em relação aos seus próprios fornecedores, criando um círculo virtuoso de conscientização social; Priorizar, nos limites legais, os fornecedores que não comungam com práticas que infrinjam os direitos humanos e, também, que contribuam para a conservação ambiental e para a proteção à biodiversidade e que combatam a exploração ilegal e predatória das florestas; Contribuir para erradicação do trabalho infantil, do trabalho forçado ou análogo ao escravo, promovendo discussão acerca da questão com fornecedores e estimulando-os a cumprirem a legislação; Definir meios que permitam a realização de campanhas de conscientização para todos os fornecedores, de forma a explicitar o repúdio da CAIXA à utilização de mão-de-obra infantil e de mão-de-obra escrava; Contribuir para a erradicação das políticas ilegais, imorais e antiéticas, promovendo a divulgação e educação de todas as partes interessadas, como fornecedores, clientes e consumidores, entre outros, em iniciativas de combate à corrupção e propina, disseminando o tema e/ou ensinando sobre a utilização de ferramentas de conscientização Estimular os fornecedores na utilização dos Indicadores Ethos, constante no endereço como ferramenta de uso interno da empresa para avaliação da gestão no que diz respeito à incorporação de práticas de Responsabilidade Social.

3 NOSSOS VALORES ÉTICOS PREGÃO ELETRÔNICO N.º 028/ GILOG/SA A CAIXA elaborou o seu Código de Ética, que tem por objetivo sistematizar os valores éticos que devem nortear a condução dos negócios, orientar as ações e o relacionamento com os interlocutores internos e externos. Compartilhamos com você, que poderá ser um parceiro da CAIXA, os valores éticos que nortearão a nossa relação. RESPEITO As pessoas na CAIXA são tratadas com ética, justiça, respeito, cortesia, igualdade e dignidade. Exigimos de dirigentes, empregados e parceiros da CAIXA absoluto respeito pelo ser humano, pelo bem público, pela sociedade e pelo meio ambiente. Repudiamos todas as atitudes de preconceitos relacionadas à origem, raça, sexo, cor, idade, religião, credo, classe social, incapacidade física e quaisquer outras formas de discriminação. Respeitamos e valorizamos nossos clientes e seus direitos de consumidores, com a prestação de informações corretas, cumprimento dos prazos acordados e oferecimento de alternativa para satisfação de suas necessidades de negócios com a CAIXA. Preservamos a dignidade de dirigentes, empregados e parceiros, em qualquer circunstância, com a determinação de eliminar situações de provocação e constrangimento no ambiente de trabalho que diminuam o seu amor próprio e a sua integridade moral. Os nossos patrocínios atentam para o respeito aos costumes, tradições e valores da sociedade, bem como a preservação do meio ambiente. HONESTIDADE No exercício profissional, os interesses da CAIXA estão em 1º lugar nas mentes dos nossos empregados e dirigentes, em detrimento de interesses pessoais, de grupos ou de terceiros, de forma a resguardar a lisura dos seus processos e de sua imagem. Gerimos com honestidade nossos negócios, os recursos da sociedade e dos fundos e programas que administramos, oferecendo oportunidades iguais nas transações e relações de emprego. Não admitimos qualquer relacionamento ou prática desleal de comportamento que resulte em conflito de interesses e que estejam em desacordo com o mais alto padrão ético. Não admitimos práticas que fragilizem a imagem da CAIXA e comprometam o seu corpo funcional. Condenamos atitudes que privilegiem fornecedores e prestadores de serviços, sob qualquer pretexto. Condenamos a solicitação de doações, contribuições de bens materiais ou valores a parceiros comerciais ou institucionais em nome da CAIXA, sob qualquer pretexto. COMPROMISSO

4 Os dirigentes, empregados e parceiros da CAIXA estão comprometidos com a uniformidade de procedimentos e com o mais elevado padrão ético no exercício de suas atribuições profissionais. Temos compromisso permanente com o cumprimento das leis, das normas e dos regulamentos internos e externos que regem a nossa Instituição. Pautamos nosso relacionamento com clientes, fornecedores, correspondentes, coligadas, controladas, patrocinadas, associações e entidades de classe dentro dos princípios deste Código de Ética. Temos o compromisso de oferecer produtos e serviços de qualidade que atendam ou superem as expectativas dos nossos clientes. Prestamos orientações e informações corretas aos nossos clientes para que tomem decisões conscientes em seus negócios. Preservamos o sigilo e a segurança das informações. Buscamos a melhoria das condições de segurança e saúde do ambiente de trabalho, preservando a qualidade de vida dos que nele convivem. Incentivamos a participação voluntária em atividades sociais destinadas a resgatar a cidadania do povo brasileiro. TRANSPARÊNCIA As relações da CAIXA com os segmentos da sociedade são pautadas no princípio da transparência e na adoção de critérios técnicos. Como Empresa pública, estamos comprometidos com a prestação de contas de nossas atividades, dos recursos por nós geridos e com a integridade dos nossos controles. Aos nossos clientes, parceiros comerciais, fornecedores e à mídia dispensamos tratamento equânime na disponibilidade de informações claras e tempestivas, por meio de fontes autorizadas e no estrito cumprimento dos normativos a que estamos subordinados. Oferecemos aos nossos empregados oportunidades de ascensão profissional, com critérios claros e do conhecimento de todos. Valorizamos o processo de comunicação interna, disseminando informações relevantes relacionadas aos negócios e às decisões corporativas. RESPONSABILIDADE Devemos pautar nossas ações nos preceitos e valores éticos deste Código, de forma a resguardar a CAIXA de ações e atitudes inadequadas à sua missão e imagem e a não prejudicar ou comprometer dirigentes e empregados, direta ou indiretamente. Zelamos pela proteção do patrimônio público, com a adequada utilização das informações, dos bens, equipamentos e demais recursos colocados à nossa disposição para a gestão eficaz dos nossos negócios. Buscamos a preservação ambiental nos projetos dos quais participamos, por entendermos que a vida depende diretamente da qualidade do meio ambiente. Garantimos proteção contra qualquer forma de represália ou discriminação profissional a quem denunciar as violações a este Código, como forma de preservar os valores da CAIXA.

5 GERÊNCIA DE FILIAL LOGÍSTICA EM SALVADOR EM SALVADOR GILOG/SA PREGÃO ELETRÔNICO 028/ GILOG/SA, TIPO MENOR PREÇO AVISO DE LICITAÇÃO PUBLICADO NO DOU EM 12/04/2016 E D I T A L A CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, daqui por diante denominada simplesmente CAIXA, por intermédio da sua Gerência de Filial Logística em Salvador/BA GILOG/SA representada por Pregoeiro designado mediante portaria, leva ao conhecimento dos interessados que realizará licitação na modalidade PREGÃO, na forma eletrônica, do tipo MENOR PREÇO, cuja sessão pública será realizada na Internet, objetivando o Registro de Preços para prestação dos serviços descritos no item 1 abaixo, esclarecendo que a licitação ora divulgada e a consequente contratação serão regidas pelos Decretos 8.250, de 23/05/2014; 7.892, de 23/01/2013; 6.204, de 05/09/2007; 5.450, de 31/05/2005; 3.555, de 08/08/2000, pelas Leis nº , de 17/07/2002, e 8.666, de 21/06/1993, pela LC 123, de 14/12/2006, pela IN MPOG nº 02, de 11/10/2010, pela Resolução nº 44, de 20/11/2007 do Conselho Nacional de Justiça, e as respectivas alterações posteriores, bem como pelas disposições fixadas neste Edital e Anexos. O CREDENCIAMENTO para este Pregão deverá ser efetuado até às 23h59min do dia 25/04/2016 HORÁRIO DE BRASÍLIA/DF, exclusivamente por meio eletrônico, conforme formulário disponibilizado no site www5.caixa.gov.br/fornecedores/pregao_internet/, escolher a opção Editais, escolher a Abrangência (OK) e clicar no link Edital, na coluna Credenciamento/Impugnação referente a este Pregão Eletrônico. As PROPOSTAS COMERCIAIS poderão ser enviadas depois de efetuado o CREDENCIAMENTO e serão recebidas até às 10h do dia 26/04/2016, HORÁRIO DE BRASÍLIA/DF, exclusivamente por meio eletrônico, conforme formulário disponibilizado no site www5.caixa.gov.br/fornecedores/pregao_internet/, escolher a opção Propostas, escolher a Abrangência (OK) e enviar a proposta por meio do ícone $, na coluna Enviar Proposta referente a este Pregão Eletrônico. A SESSÃO PÚBLICA, para todos os efeitos, inclusive para o fim de impugnação do Edital, se inicia com a fase de recebimento das propostas, às 10h do dia 26/04/2016, HORÁRIO DE BRASÍLIA/DF, no endereço eletrônico no quadro SOBRE A CAIXA, localizado no canto inferior esquerdo, opção Compras CAIXA. A etapa de RECEBIMENTO DOS LANCES na Internet estará aberta das 15h até às 15h30min do dia 26/04/2016 HORÁRIO DE BRASÍLIA/DF, no site www5.caixa.gov.br/fornecedores/pregao_internet/, escolher a opção Lances, escolher a Abrangência (OK) e enviar o lance por meio do ícone $, na coluna Entrar na disputa do pregão referente a este Pregão Eletrônico. Poderá ser apresentada IMPUGNAÇÃO ao Edital deste Pregão até o dia 22/04/2016 exclusivamente por meio eletrônico, no endereço eletrônico www5.caixa.gov.br/fornecedores/pregao_internet/, escolher a opção Editais, escolher a Abrangência (OK) e clicar no link Edital, na coluna Credenciamento/Impugnação referente a este Pregão Eletrônico. EDITAL Pág. 5/268

6 Pedidos de ESCLARECIMENTOS poderão ser feitos até às 23h59min do dia 20/04/2016, exclusivamente por meio eletrônico, no endereço eletrônico www5.caixa.gov.br/fornecedores/pregao_internet/, escolher a opção Editais, escolher a Abrangência (OK), clicar no ícone?, na coluna FAQ, referente a este Pregão Eletrônico, e em seguida PERGUNTAR. 1 DO OBJETO 1.1 Registro de Preços, para prestação de serviço comum de engenharia, para a instalação de novas unidades da CAIXA e reforma das unidades existentes no âmbito de atuação das Superintendências Regionais Sul da Bahia e Sudoeste da Bahia, tudo em conformidade com as disposições deste Edital e de seus Anexos, que o integram e complementam, conforme abaixo: ANEXO I ANEXO I-A ANEXO I-B ANEXO I-C ANEXO II ANEXO III ANEXO IV ANEXO V ANEXO VI ANEXO VII ANEXO VIII Termo de referência Preços máximos estimados Caderno de especificações técnicas Unidades da CAIXA vinculadas as SR Sul/BA e Sudoeste/BA Modelo de proposta comercial Planilha de composição de preços Minuta de ata de registro de preços Minuta de contrato Minuta de OFS - ordem de fornecimento ou serviço Modelo de declaração de MPE Termo de compromisso de combate à corrupção e ao conluio entre licitantes e de responsabilidade socioambiental Os Anexos I-A, I-B, I-C, II e III, podem ser obtidos em arquivo, através do link: gisup=sa As especificações do objeto, os locais de prestação dos serviços e a forma de execução do objeto constam dos Anexos I, I-B, IV, V e VI deste Edital. 2 DA PARTICIPAÇÃO 2.1 Podem participar desta licitação as empresas cujo objeto social seja pertinente e compatível com o objeto desta licitação, que estejam credenciadas e cadastradas em cada nível do SICAF Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores ou apresentem toda a documentação legalmente exigida para habilitação, indicada no item 8, além de atender às demais exigências constantes deste edital As empresas que ainda não estiverem cadastradas no SICAF e tenham interesse em fazer parte do referido Sistema, previamente à realização da licitação poderão providenciar tanto o credenciamento quanto o cadastramento EDITAL Pág. 6/268

7 nos diversos níveis do Sistema em qualquer Unidade Cadastradora do Sistema. 2.2 O Credenciamento da empresa no Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores SICAF e o cadastramento em cada nível são válidos para a comprovação dos requisitos da Habilitação Jurídica, Regularidade Fiscal e Qualificação Econômico-financeira Os documentos exigidos, bem como os procedimentos e as instruções de preenchimento dos formulários para efetuar o registro no Sistema constam no manual do SICAF, que poderá ser obtido por meio da Rede Internet, no endereço eletrônico onde devem ser acessadas as seguintes opções: na aba SICAF, Fornecedor selecionar Manuais. 2.3 A licitante enquadrada como Microempresa (ME) ou Empresa de Pequeno Porte (EPP), nos termos do art. 3º da LC 123/2006, desde que não esteja inserida nas hipóteses do 4º do mesmo artigo, terá assegurado o tratamento diferenciado previsto na referida LC, observadas as condições estabelecidas neste edital Para fins deste Edital, as microempresas e empresas de pequeno porte serão identificadas como MPE A empresa que se enquadra como MPE, deve apresentar declaração nos termos do Anexo VII, para fins do tratamento diferenciado previsto na LC 123/ A declaração mencionada no item deverá ser encaminhada na forma do item Não é admitida nesta licitação a participação de empresas: em recuperação judicial ou extrajudicial, ou em processo de falência, sob concurso de credores, em dissolução ou em liquidação; que estejam com o direito de licitar e contratar com a CAIXA suspenso, ou estejam impedidas de licitar e contratar com a União, ou tenham sido declaradas inidôneas para licitar e contratar com a Administração Pública, no âmbito Federal, Estadual, Municipal ou do Distrito Federal, enquanto perdurarem os motivos determinantes da punição ou até que seja promovida a reabilitação que estejam reunidas em consórcio, sejam controladoras, coligadas ou subsidiárias entre si organizadas sob a forma de cooperativas, tendo em vista que pela natureza dos serviços existe a necessidade de subordinação jurídica entre o prestador de serviço e a empresa contratada, bem assim de pessoalidade e habitualidade, e por definição não existe vínculo de emprego entre as cooperativas e seus associados. EDITAL Pág. 7/268

8 2.4.5 cujo(s) sócio(s), dirigente(s) ou administrador(es) seja(m) empregado(s) ou dirigente(s) da CAIXA ou possua(m) vínculo familiar (cônjuge, companheiro ou parente em linha reta ou colateral, por consanguinidade ou afinidade, até o terceiro grau, nos termos dos artigos a da Lei nº /2002 Código Civil) com: empregado(s) detentor(es) de cargo comissionado que atue(m) em área da CAIXA com gerenciamento sobre o contrato ou sobre o serviço objeto da presente licitação; empregado(s) detentor(es) de cargo comissionado que atue(m) na área demandante da licitação; empregado(s) detentor(es) de cargo comissionado que atue(m) na área que realiza a licitação; autoridade da CAIXA hierarquicamente superior às áreas supramencionadas. 3 DA CERTIFICAÇÃO E DO CREDENCIAMENTO 3.1 Para a certificação e o credenciamento, primeiramente a empresa deve providenciar seu cadastramento no site da CAIXA, caso esse ainda não tenha sido efetuado, acessando o endereço eletrônico em o que é, em serviços para Fornecedores, escolher a opção Cadastre-se, após concordar com o Contrato de Adesão, deverá ser informado todos os dados solicitados Após essa providência, a empresa receberá, via , o código de acesso para ser combinado com a senha temporária. Só a combinação da senha temporária com o código de acesso permitirá o cadastramento da senha definitiva, pessoal e intransferível, para fins de navegação no Sistema. A mesma senha usada no cadastramento do fornecedor poderá ser confirmada como a senha definitiva para uso no site De posse da senha, a empresa deverá acessar novamente o mesmo endereço eletrônico, no link Certifique-se, para providenciar a elaboração da procuração necessária à certificação da empresa, conforme modelo ali disponibilizado, bem como para o preenchimento de informações complementares solicitadas na página A referida procuração deve ser elaborada por meio de instrumento público ou particular com firma reconhecida e deve ser acompanhada de documento comprobatório da capacidade do outorgante para constituir mandatários Sendo proprietário da empresa, sócio, dirigente ou assemelhado, deverá apresentar cópia autenticada, ou cópia acompanhada dos originais, do respectivo Estatuto ou Contrato Social, no qual estejam expressos seus poderes para exercer direitos e assumir obrigações em decorrência de tal investidura. EDITAL Pág. 8/268

9 3.1.3 Após digitar seus dados no site o fornecedor será convocado, via , a comparecer a uma das Agências da CAIXA, munido dos documentos mencionados nos itens ou , conforme o caso, para efetivar a sua certificação O representante legal da empresa, identificado com a Carteira de Identidade ou Documento equivalente, deverá se apresentar ao Gerente Empresarial da Agência, que, após verificar a autenticidade dos documentos e das informações prestadas, efetuará a certificação da empresa interessada Após essa etapa a licitante deverá providenciar o credenciamento específico para este pregão, site www5.caixa.gov.br/fornecedores/pregao_internet/, escolher a opção Editais, escolher a Abrangência (OK) e clicar no link Edital, na coluna Credenciamento/Impugnação referente a este Pregão Eletrônico, até às 23h59min do dia 25/04/2016 conforme informado no preâmbulo deste Edital Decorrido esse prazo não mais será admitido o credenciamento para a participação neste Pregão Eletrônico Para todos os efeitos legais, caso esteja enquadrada nas definições de MPE, nos termos do art. 3º da LC 123/2006, e desde que não esteja inserida nas hipóteses do 4º do mesmo artigo, a licitante deve selecionar a opção SIM na tela Termo de Responsabilidade - Lei Complementar nº 123/2006, constante da opção Credenciamento, no endereço eletrônico citado no item 3.1.4, para usufruir dos benefícios previstos na referida LC, indicados no item O sistema somente identificará a licitante como MPE caso ela faça a opção indicada no item Este é o ÚNICO momento em que o sistema oportuniza à licitante declarar sua condição de MPE, requisito indispensável para que possa exercer o direito de preferência e de comprovação posterior da regularidade fiscal estabelecidos na LC nº 123/2006, conforme previsto neste edital Finalizado o credenciamento não haverá outra oportunidade para a alteração dessa declaração e, portanto, para exercer os direitos de que trata o item Para a realização do credenciamento o interessado deverá informar o seu CPF/CNPJ e senha de acesso Os procedimentos para cadastramento, citados no item 3.1, devem ser adotados apenas pelas empresas não cadastradas no site da CAIXA. 3.2 As empresas cadastradas no Portal de Compras CAIXA, e interessadas em participar do presente certame, que não possuem senha de acesso ou a esqueceram, devem acessar o endereço eletrônico na aba O que é, em Serviços para Fornecedores, escolher a opção Alteração de Cadastro em seguida clicar no link Esqueci minha EDITAL Pág. 9/268

10 senha, digitar uma nova senha provisória e enviar, para em seguida adotar os procedimentos descritos nos itens e seguintes As empresas cadastradas no site da CAIXA e que já possuem a senha de acesso, mas não providenciaram a certificação, devem adotar os procedimentos descritos nos itens e seguintes As empresas cadastradas no site da CAIXA e que já providenciaram a certificação, conforme itens e 3.1.3, devem adotar os procedimentos para participação no presente certame a partir do item A certificação possibilitará a participação em todos os Pregões Eletrônicos da CAIXA, sendo que o credenciamento é específico para cada Pregão Eletrônico, devendo a empresa se credenciar todas as vezes que tiver interesse em participar de um pregão eletrônico realizado pela CAIXA. 3.4 O link Editais no endereço eletrônico mencionado no item permite que os visitantes acessem todos os pregões eletrônicos que estão na fase de Credenciamento, possibilitando a visualização do Edital, e das informações do objeto da licitação Ao clicar em Edital no Pregão Eletrônico de escolha, serão apresentadas as seguintes opções: Visualizar Edital, Visualizar Retificação do Edital, caso o edital tenha sido modificado, Credenciamento e Impugnação caso ainda esteja no prazo O link Visualizar Edital permite a leitura do edital, impressão e/ou baixa do arquivo (clicar com o botão direito do mouse sobre o link Visualizar Edital e escolher a opção Salvar destino como... ). 4 DO SISTEMA ELETRÔNICO 4.1 A licitante será responsável por todas as transações que forem efetuadas em seu nome no sistema eletrônico, assumindo como firmes e verdadeiras sua proposta e seus lances. 4.2 Se o Sistema do Pregão Eletrônico da CAIXA ficar inacessível por problemas operacionais exclusivamente do Sistema CAIXA, com a desconexão de todos os participantes no decorrer da etapa competitiva do pregão, o certame será suspenso e retomado somente após a comunicação via aos participantes, e no próprio endereço eletrônico onde ocorria a sessão pública. 4.3 No caso de desconexão apenas do Pregoeiro, no decorrer da etapa competitiva do pregão, o sistema eletrônico permanecerá acessível às licitantes para recepção dos lances, retomando o Pregoeiro, quando possível, sua atuação no certame, sem prejuízo dos atos realizados Quando a desconexão do Pregoeiro persistir por tempo superior a 10 minutos, a sessão do pregão será suspensa e reiniciada somente após comunicação via aos participantes. EDITAL Pág. 10/268

11 4.4 Caberá à licitante: acompanhar as operações no sistema eletrônico durante o processo licitatório, responsabilizando-se pelo ônus decorrente da perda de negócios diante da inobservância de quaisquer mensagens emitidas pelo sistema ou de sua desconexão, inclusive no que tange aos itens supra comunicar imediatamente à CAIXA, por meio do Help Desk , qualquer acontecimento que possa comprometer o sigilo ou a inviabilidade do uso da senha, para imediato bloqueio de acesso solicitar o cancelamento da chave de identificação ou da senha de acesso por interesse próprio. 4.5 O uso da senha de acesso pela licitante é de sua responsabilidade exclusiva, incluindo qualquer transação efetuada diretamente ou por seu representante, não cabendo à CAIXA responsabilidade por eventuais danos decorrentes de uso indevido da senha, ainda que por terceiros. 4.6 O credenciamento junto à CAIXA implica a responsabilidade legal da licitante e a presunção de sua capacidade técnica para realização das transações inerentes ao pregão na forma eletrônica. 5 DA PROPOSTA COMERCIAL 5.1 A Proposta Comercial (Anexo II) deve ser enviada eletronicamente, até o dia e hora indicados no preâmbulo deste Edital, por meio do endereço Eletrônico na aba Poder Público, no link Compras CAIXA ou diretamente pelo link www5.caixa.gov.br/fornecedores/pregao_internet/, no link Propostas, escolher a Abrangência (OK) e enviar a proposta por meio do ícone $, na coluna Enviar Proposta referente a este Pregão Eletrônico. 5.2 A Proposta Comercial com preço global deve ser anexada em arquivo único e com tamanho limitado a 8Mb (megabytes), antes da digitação da Proposta de Preço. Caso o arquivo seja anexado após a digitação da Proposta de Preço, os valores digitados no campo Proposta de Preço serão perdidos e deverão ser novamente digitados A Proposta de Preço é o valor que deve ser digitado após a anexação da Proposta Comercial (Anexo II do edital) e corresponde ao VALOR GLOBAL que consta da Proposta Comercial (Anexo II) O VALOR lançado na Proposta de Preço e o constante da Proposta Comercial (Anexo II) deverão ser coincidentes É de exclusiva responsabilidade da licitante dimensionar e equacionar os componentes do preço ofertado. EDITAL Pág. 11/268

12 5.3 A Proposta Comercial (Anexo II) deverá ser apresentada em uma única via, sem emendas, ressalvas, rasuras ou entrelinhas em suas partes essenciais, contendo os seguintes elementos: Menção ao número do Edital, com a identificação da empresa proponente, CNPJ, endereço completo (rua, número, bairro, cidade, estado), números de telefone, fax e ; Preço total e global, de acordo com o modelo de proposta do Anexo II, atentando-se para o disposto no item 6.5 e seus subitens Os preços propostos deverão ser expressos, obrigatoriamente, em moeda corrente nacional, neles incluídas todas as despesas de qualquer natureza tais como frete, embalagens, transportes, seguros, impostos, taxas, encargos sociais, trabalhistas, previdenciários, e todos os demais custos necessários ao perfeito cumprimento das obrigações objeto desta licitação, conforme as especificações e condições constantes deste edital e seus anexos; Os tributos, contribuições sociais, trabalhistas e previdenciárias devem ser cotados nos percentuais estabelecidos em legislação ou norma vigente, devendo a licitante prever em sua planilha de composição do preço todos os custos e benefícios fiscais inerentes ao objeto ou à atividade desempenhada, observando-se as particularidades tributárias de cada segmento Não podem ser incluídos nos preços propostos os custos relativos ao IRPJ (imposto de Renda Pessoa Jurídica) e à CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido), seja na composição do BDI (Benefícios e Despesas indiretas), seja como item específico da planilha de composição do preço A empresa optante do Simples Nacional deve excluir do percentual da correspondente alíquota definida nos Anexos da LC 123/06 os percentuais relativos ao IRPJ e à CSLL, Em caso de renúncia de parcela ou de totalidade da remuneração relativa a materiais ou instalações de sua propriedade, a licitante deve indicar e comprovar essa propriedade Na definição do preço a ser proposto, em se tratando de MPE, a empresa deve prever nos custos de execução do contrato eventual desenquadramento de sua condição de MPE nos termos da LC nº 123/2006. Caso ocorra a extrapolação do faturamento, situação que não configura motivo para reequilíbrio e/ou repactuação, a empresa não poderá utilizar-se dos benefícios do regime tributário diferenciado Não será admitido no preço o fracionamento de centavo que ultrapassar duas casas decimais, desprezando-se a fração remanescente, sem arredondamentos; Descrição de cada equipamento de climatização ofertado, abrangendo no mínimo, modelo e fabricante; EDITAL Pág. 12/268

13 5.3.4 Prazo de garantia dos equipamentos ofertados, não inferior a 1 (um) ano, contados da data do recebimento definitivo da instalação dos equipamentos; Prazo de garantia sobre todas as intervenções civis e elétricas, não inferior a 5 (cinco) anos, contados da data do recebimento definitivo; Declaração sob as penalidades da lei, de que os equipamentos ofertados são novos, não recondicionados, não remanufaturados ou reciclados; Prazo de validade da proposta: não inferior a 60 (sessenta) dias, contados a partir da data limite fixada para recebimento das propostas; Declaração da licitante de que: I. se responsabiliza pelas transações efetuadas em seu nome, assumindo como firmes e verdadeiras suas propostas e lances, inclusive os atos praticados diretamente ou por seu representante, não cabendo à CAIXA responsabilidade por eventuais danos decorrentes de uso indevido da senha, ainda que por terceiros; II. seu(s) sócio(s), dirigente(s) ou administrador(es) não é(são) empregado(s) ou dirigente(s) da CAIXA e não possui(em) vínculo familiar (cônjuge, companheiro ou parente em linha reta ou colateral, por consanguinidade ou afinidade, até o terceiro grau, nos termos dos artigos a da Lei nº /2002 Código Civil) com: III. empregado(s) detentor(es) de cargo comissionado que atue(m) em área da CAIXA com gerenciamento sobre o contrato ou sobre o serviço objeto da presente licitação; empregado(s) detentor(es) de cargo comissionado que atue(m) na área demandante da licitação; empregado(s) detentor(es) de cargo comissionado que atue(m) na área que realiza a licitação; autoridade da CAIXA hierarquicamente superior às áreas supramencionadas. não tem e de que não contratará prestador(es) para a execução de serviço objeto desta licitação, com vínculo familiar (cônjuge, companheiro ou parente em linha reta ou colateral, por consanguinidade ou afinidade, até o terceiro grau) com empregado(s) CAIXA que exerça(m) cargo em comissão ou função de confiança ou com dirigente(s) CAIXA: em área da CAIXA com gerenciamento sobre o contrato ou sobre o serviço objeto da presente licitação; na área demandante da licitação; na área que realiza a licitação Local, data, nome e assinatura (com a devida identificação), por quem de direito. EDITAL Pág. 13/268

14 5.4 Assim que a proposta for acatada pelo sistema, será criado um Número de Registro, o qual será informado ao licitante no de confirmação de recebimento da proposta O Número de Registro servirá como comprovante de que a proposta foi registrada, devendo ser utilizado, obrigatoriamente, em eventuais recursos ou questionamentos Segue abaixo o detalhamento do Número do Registro: Formato: CCCCC.III.AAAA.UUUU.NNNNNN Legenda: CCCCC = Nº do Pregão Eletrônico III = Nr. do item AAAA = Ano do Pregão Eletrônico UUUU = Unidade condutora do Pregão Eletrônico NNNNNN = Nº Sequencial da proposta Exemplo: As licitantes poderão retirar ou substituir a proposta anteriormente apresentada até a data e hora marcadas para a abertura da sessão pública Caso haja a substituição da Proposta Comercial, após a anexação do arquivo contendo a nova Proposta Comercial, a Proposta de Preço deve ser novamente digitada, conforme item DO JULGAMENTO DAS PROPOSTAS 6.1 Após o encerramento do horário definido para a entrega de propostas, o sistema organizará automaticamente as propostas recebidas, que serão apresentadas em ordem crescente de preços. 6.2 Em seguida, o Pregoeiro verificará as propostas apresentadas, desclassificando, motivadamente, aquelas que não estejam em conformidade com os requisitos estabelecidos neste Edital. 6.3 As propostas classificadas pelo Pregoeiro serão ordenadas automaticamente pelo sistema, para a participação da disputa por meio de lances eletrônicos. 6.4 Encerrada a etapa de lances, o Pregoeiro solicitará da licitante detentora do menor preço o envio da proposta comercial referida no item 5.3, e a Planilha Detalhada de Preços (Anexo III), com os respectivos valores adequados ao preço do lance vencedor, e verificará a aceitabilidade do preço ofertado observando os seguintes critérios: condições do item 6.5.3, e compatibilidade entre o preço ofertado e aqueles com os praticados no mercado, bem como a sua coerência com a execução do objeto desta licitação, tendo como parâmetro o preço estimado pela CAIXA. EDITAL Pág. 14/268

15 6.4.1 A proposta e a Planilha Detalhada de Preços adequadas devem ser encaminhadas no prazo de até 4h (quatro horas) a contar da solicitação do Pregoeiro. 6.5 Será desclassificada a proposta que: não atenda as especificações, os prazos e as condições definidos neste Edital; apresente preço ou vantagem baseados em outras propostas; apresente preço excessivo ou manifestamente inexequível; Transcorrida a etapa de lances e negociação, será considerado excessivo o preço TOTAL ou GLOBAL do último lance, ou da proposta comercial da licitante no caso de não haver lances, que apresentar-se superior ao máximo admitido pela CAIXA, conforme a estimativa de custos constante do Anexo I A aceitabilidade do preço máximo será verificada em relação ao preço global e aos preços unitários Será considerado manifestamente inexequível o preço que não venha a ter demonstrada sua viabilidade para a perfeita execução do contrato, com a comprovação de que os custos dos insumos são coerentes com os de mercado Poderá ser considerada manifestamente inexequível a proposta cujo valor seja inferior a 70% (setenta por cento) do menor dos seguintes valores, caso a licitante não demonstre sua viabilidade: a) média aritmética dos valores das propostas superiores a 50% (cinquenta por cento) do valor orçado pela CAIXA; ou b) valor orçado pela CAIXA Verificada a hipótese de preço inexequível, o Pregoeiro concederá o direito de contraditório, solicitando que a licitante apresente nota explicativa para comprovar a regularidade de sua proposta, sob pena de desclassificação apresente declaração de enquadramento como MPE, mas extrapola o faturamento previsto na LC 123/ A desclassificação da proposta será fundamentada e registrada no sistema, com acompanhamento em tempo real por todos os participantes. 6.7 A licitante cuja proposta for desclassificada ficará impedida de participar da sessão de lances, podendo fazer sua manifestação de intenção de recurso após a divulgação do vencedor do certame, conforme item 10 deste edital. 6.8 No julgamento das propostas, o Pregoeiro poderá sanar erros ou falhas que não alterem a substância das propostas, mediante despacho fundamentado, registrado em ata e acessível a todos os participantes, atribuindo-lhes validade e eficácia para fins de classificação. EDITAL Pág. 15/268

16 6.9 Se todas as propostas forem desclassificadas, o Pregoeiro poderá fixar às licitantes o prazo de 08 (oito) dias úteis para a apresentação de novas propostas, escoimada(s) da(s) causa(s) da desclassificação Neste caso, o prazo de validade das propostas será contado a partir da nova data fixada para sua apresentação. 7 DA SESSÃO PÚBLICA DE LANCES 7.1 Classificadas as propostas, terá início a fase competitiva para recebimento de lances, no endereço eletrônico e no dia e horário informados no preâmbulo deste Edital, quando então as licitantes poderão encaminhar lances exclusivamente por meio do sistema eletrônico, de valor correspondente ao PREÇO GLOBAL Assim que o lance for acatado pelo sistema, a licitante será informada por e- mail do respectivo horário, preço e Número de Registro de recebimento do lance O Número de Registro servirá como comprovante de que o lance foi registrado, devendo ser utilizado, obrigatoriamente, em eventuais recursos ou questionamentos O Número do Registro será gerado de forma similar ao mencionado no item Não poderá haver desistência dos lances ofertados, sujeitando-se a licitante desistente às penalidades constantes no item 15 deste Edital. 7.3 As licitantes poderão oferecer lances sucessivos, observado o horário fixado e as seguintes condições: a licitante somente poderá oferecer lance inferior ao último por ele ofertado e registrado pelo sistema; no caso de lances de mesmo preço, prevalecerá aquele que for recebido e registrado em primeiro lugar; os lances a serem ofertados devem corresponder ao PREÇO GLOBAL. 7.4 Durante o transcurso da sessão pública, as licitantes serão informadas, em tempo real, do valor do menor lance registrado, vedada a identificação da detentora do lance. 7.5 Na fase de lances, no caso de evidente equívoco de digitação pelo licitante, em que este equívoco der causa a preço incompatível ou lance manifestamente inexequível, o preço incompatível ou lance manifestamente inexequível poderá, motivadamente, ser excluído do sistema. EDITAL Pág. 16/268

17 7.6 Ao término do horário definido no preâmbulo deste edital para o Recebimento dos Lances, o Sistema eletrônico emitirá aviso na página de Lances, informando que o certame entrou em horário randômico, com duração de até 30 (trinta) minutos, aleatoriamente determinado pelo sistema, findo o qual será encerrada a recepção de lances O horário randômico tem por objetivo disponibilizar tempo extraordinário aos interessados para que possam registrar seu(s) último(s) lance(s) Por isso, o intervalo do horário randômico poderá ser suficiente ou não para o registro de um ou mais lances, uma vez que o seu encerramento será efetuado de forma automática pelo sistema. 7.7 Após a apresentação da proposta e dos lances não caberá desistência, salvo se por motivo justo, decorrente de fato superveniente e aceito pelo Pregoeiro. 7.8 Encerrada a etapa de lances, o sistema divulgará o nome da licitante cujo preço foi o menor. 7.9 Caso o menor preço seja ofertado por uma MPE, o pregoeiro abrirá a etapa de negociação em conformidade com o item Caso o menor preço não seja apresentado por uma MPE, observar-se-á o seguinte: Se houver proposta apresentada por MPE de valor igual ou até 5% superior à melhor proposta, será oportunizado o exercício do direito de preferência à MPE O direito de preferência consiste na possibilidade de a licitante apresentar proposta de preço inferior à da empresa melhor classificada que não se enquadra como MPE O Pregoeiro dará início à fase para oportunizar o direito de preferência à MPE apta a exercê-lo, em data e horários a serem informados após o encerramento da etapa de lances O novo valor proposto pela MPE deve ser apresentado no prazo máximo de 5 (cinco) minutos a contar da convocação do Pregoeiro, sob pena de perda do direito de preferência Havendo o exercício de preferência pela MPE, o pregoeiro passa à etapa de negociação, em conformidade com o item 7.12, observando-se os demais procedimentos subsequentes estabelecidos para cada etapa deste certame Caso a MPE não exerça o direito de preferência ou não atenda às exigências do edital serão convocadas as MPE remanescentes, cujas propostas se enquadrem no limite de 5% (cinco por cento) estabelecido no item , obedecida a ordem de classificação, para o exercício do mesmo direito, e assim sucessivamente. EDITAL Pág. 17/268

18 Se houver equivalência de valores apresentados por MPE, dentre as propostas de valor até 5% (cinco por cento) superior à proposta de menor preço ofertada pela empresa não enquadrada como MPE, o Sistema realizará sorteio eletrônico para identificação daquela que terá preferência na apresentação de nova proposta O percentual de redução do preço proposto, decorrente dos lances, bem como do preço proposto quando do exercício dos direitos de preferência, deve incidir de forma linear sobre os preços unitários propostos na forma deste Edital Esgotadas as etapas anteriores, o Pregoeiro poderá negociar com a licitante melhor classificada para que seja obtido preço melhor, sendo essa negociação realizada no campo próprio para troca de mensagens no endereço eletrônico - na opção Compras da CAIXA no link Negociação, selecionar a Abrangência (OK), na coluna Negociações, clicar em Visualizar/Responder, referente a este Pregão Eletrônico, podendo ser acompanhada pelas demais licitantes A desistência em apresentar lance eletrônico implicará a manutenção do último preço apresentado pela licitante, para efeito de ordenação das propostas Caso as licitantes classificadas não apresentem lances, será verificada a compatibilidade da proposta inicial de menor preço com o valor estimado para a contratação, hipótese em que o Pregoeiro poderá negociar diretamente com a proponente visando obter preço melhor, observadas todas as exigências estabelecidas anteriormente para o tratamento diferenciado das MPE No caso de Propostas com valores iguais, não ocorrendo lances, e depois de observadas todas as exigências estabelecidas para o exercício dos direitos de preferência previstos neste Edital, para efeito de classificação, é assegurada a preferência para o bem ou serviço objeto dessa licitação: I. produzido no País; II. III. produzido ou prestado por empresa brasileira; produzido ou prestado por empresa que invista em pesquisa e no desenvolvimento de tecnologia no País Permanecendo o empate entre propostas será realizado sorteio em hora marcada, após comunicação aos licitantes, depois do que, o pregoeiro poderá negociar com a proponente, em conformidade com o item Havendo negociação a licitante vencedora deverá encaminhar, na forma do item 8.7, a proposta comercial e a Planilha Detalhada de Preços (Anexo III), com os respectivos valores adequados ao preço negociado Se a proposta ou o lance de menor preço não for aceitável ou se a licitante não atender às exigências editalícias, o Pregoeiro examinará as ofertas subsequentes, na ordem de classificação, observando-se o direito de preferência estabelecido para as MPE, verificando sua aceitabilidade e procedendo à sua habilitação, e assim sucessivamente, até a apuração de uma EDITAL Pág. 18/268

19 proposta que atenda a todas as exigências, sendo a respectiva licitante declarada vencedora. 8 DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA HABILITAÇÃO 8.1 Para fins de habilitação ao certame, as licitantes terão de satisfazer os requisitos relativos a: habilitação jurídica; qualificação técnica; qualificação econômico-financeira; regularidade fiscal e trabalhista; cumprimento do disposto no inciso XXXIII do art. 7º da Constituição Federal O Credenciamento da empresa no Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores SICAF e o cadastramento em cada nível são válidos para a comprovação dos requisitos da Habilitação Jurídica, Regularidade Fiscal e Qualificação Econômico-financeira: Nível I credenciamento: nível básico e pré-requisito para o cadastramento nos demais níveis; Nível II o registro regular nesse nível supre as exigências de Habilitação jurídica prevista nos itens ao 8.2.3; Nível III o registro regular nesse nível supre as exigências de Regularidade Fiscal em âmbito federal conforme definida no item 8.3.2; Nível IV o registro regular nesse nível supre as exigências de Regularidade fiscal nos âmbitos estadual e municipal conforme exigida no item Nível V o registro regular nesse nível supre as exigências de Qualificação técnica em relação ao registro ou à inscrição na entidade profissional competente, quando for exigido para o exercício da atividade; Nível VI o registro regular nesse nível supre as exigências de Qualificação Econômico-Financeira, em relação à Certidão Negativa de Falência ou Recuperação Judicial/Extrajudicial e à comprovação de boa situação financeira da proponente, conforme solicitado nos itens a Nesse caso, a validade/regularidade da documentação a seguir relacionada será verificada mediante consulta on line ao Sistema Caso não seja possível efetuar a consulta de algum documento ou nível de cadastro no SICAF, ou na hipótese daquele estar vencido, a licitante deverá encaminhar o(s) documento(s) vencido(s)/faltante(s) na forma do item A comprovação do credenciamento e cadastramento em cada nível do SICAF, dar-se-á mediante a verificação da validade dos documentos necessários, por intermédio de consulta on line no SICAF, opção Situação do Fornecedor, depois de verificada a aceitabilidade da proposta. EDITAL Pág. 19/268

20 8.1.4 Para fins de habilitação, a verificação pela CAIXA nos sítios oficiais de órgãos e entidades emissores de certidões constitui meio legal de prova. 8.2 A documentação relativa à habilitação jurídica consistirá em: ato constitutivo, estatuto ou contrato social em vigor, devidamente registrado, em se tratando de sociedades comerciais, e, no caso de sociedades por ações, acompanhado de documentos de eleição de seus administradores; inscrição do ato constitutivo, no caso de sociedades civis, acompanhada de prova de diretoria em exercício; decreto de autorização, em se tratando de empresa ou sociedade estrangeira em funcionamento no País, e ato de registro ou autorização para funcionamento expedido pelo órgão competente, quando a atividade assim o exigir. 8.3 A documentação relativa à regularidade fiscal e trabalhista consistirá em: prova de inscrição no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ); prova de regularidade para com a Fazenda Nacional (Certidão Negativa de Débitos relativos a Créditos Tributários Federais e à Dívida Ativa da União CND - ou Certidão Positiva com Efeitos de Negativa de Débitos relativos a Créditos Tributários Federais e à Dívida Ativa da União - CPEND), na forma da lei prova de regularidade para com as Fazendas Estadual e Municipal, na forma da lei prova de regularidade relativa à Seguridade Social (INSS) caso não seja atendida pela Certidão mencionada no item Prova de Regularidade com o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), demonstrando situação regular no cumprimento dos encargos sociais instituídos por lei prova de inexistência de débitos inadimplidos perante a Justiça do Trabalho, comprovada por meio de consulta à Certidão Negativa de Débitos Trabalhistas ou Certidão Positiva de Débitos Trabalhistas com Efeito de Negativa Caso seja apresentada à CAIXA, por licitante ou cidadão interessado, Certidão Positiva expedida posteriormente àquela apresentada quando da habilitação, será concedido à licitante o prazo de 05 (cinco) dias úteis para regularização, sob pena de inabilitação A MPE que se declarar como tal, nos termos do Art. 3º da LC nº 123/06 e seu 4º, deverá apresentar os documentos relativos à regularidade fiscal ainda que contenham restrição. EDITAL Pág. 20/268

21 Na situação supra, será assegurado à MPE declarada vencedora, o prazo de 5 (cinco) dias úteis, prorrogável por igual período, a pedido da interessada e a critério da CAIXA, para comprovar a sua regularidade fiscal. 8.4 A documentação relativa à qualificação econômico-financeira consistirá em: certidão negativa de falência ou recuperação judicial/extrajudicial expedida pelo distribuidor da sede da pessoa jurídica; comprovação da boa situação financeira da empresa, baseada na obtenção de índices de Liquidez Geral (LG), Solvência Geral (SG) e Liquidez Corrente (LC), obtidos a partir dos dados resultantes da aplicação das fórmulas abaixo, cujos dados serão extraídos das informações do balanço da empresa, relativo ao último exercício, já exigíveis na forma da lei: A licitante credenciada e cadastrada no nível VI Qualificação Econômico- Financeira no SICAF terá sua qualificação econômico-financeira avaliada por meio desses índices econômicos registrados no referido Sistema A empresa que apresentar resultado igual ou menor que 01 (um) em qualquer dos índices relativos à boa situação financeira (LG Liquidez Geral; LC Liquidez Corrente; SG Solvência Geral), deverá comprovar possuir patrimônio líquido não inferior a R$ ,00 (quatrocentos e cinquenta mil reais) O patrimônio líquido exigido acima será calculado por meio da fórmula seguinte, cujos dados serão extraídos das informações do balanço da empresa, relativo ao último exercício, já exigíveis na forma da lei: Patrimônio Líquido = Ativo Total Passivo Total (Passivo Circulante + Passivo Não Circulante) Para a licitante credenciada e cadastrada no nível VI Qualificação Econômico-Financeira no SICAF, o patrimônio líquido exigido acima será obtido a partir das informações do balanço da empresa, registrado no referido Sistema, relativo ao último exercício, já exigíveis na forma da lei Na impossibilidade da obtenção no SICAF dos índices econômicos e das informações necessárias ao cálculo do patrimônio líquido, referidos nos itens e , a licitante deverá apresentar Balanço Patrimonial e Demonstrações Contábeis do último exercício, já exigíveis na forma da lei, EDITAL Pág. 21/268

22 vedada a sua substituição por balancetes ou balanços provisórios, na forma do item abaixo São considerados aceitos na forma da lei, o Balanço Patrimonial e Demonstrações Contábeis assim apresentadas: publicado em Diário Oficial; ou publicado em jornal, ou por cópia ou fotocópia registrada ou autenticada na Junta Comercial da sede ou domicílio da licitante; ou por cópia ou fotocópia do Livro Diário, devidamente autenticada na junta Comercial da sede ou domicílio da licitante, ou outro órgão equivalente inclusive com os Termos de Abertura e Encerramento As entidades Sem Fins Lucrativos estão dispensadas da apresentação da documentação referente à Qualificação Econômico-Financeira. 8.5 A qualificação técnica será comprovada mediante a apresentação dos seguintes documentos: Apresentação de atestado(s) / certidão(ões) / declaração(ões) fornecido(s) por pessoa(s) jurídica(s) de direito público ou privado, comprovando ter a licitante desempenhado, de forma satisfatória, atividade pertinente e compatível em características, quantidades e prazos com o objeto desta licitação, devidamente registrado(s) no CREA ou no CAU, acompanhadas das respectivas Certidões de Acervo Técnico pelo CREA (CAT) e/ou dos respectivos Registro de Responsabilidade Técnica pelo CAU (RRT) para fins de compatibilidade será(ão) considerado(s) o(s) atestado(s) / certidão(ões) / declaração(ões) que comprove(m): a) Execuções civis em imóvel com 500,00m², ou mais, de área construída; com responsável técnico, da respectiva especialidade, detentor de NÍVEL SUPERIOR PLENO. b) Fornecimento e montagem de sistema de climatização do tipo expansão direta, ou tecnicamente superior, com pelo menos 20 TRs instaladas; com responsável técnico, da respectiva especialidade, detentor de NÍVEL SUPERIOR PLENO. Caso a licitante não possua a comprovação exigida, esta poderá indicar empresa especializada registrada no CREA, a ser contratada posteriormente, com responsável técnico de acordo com o artigo 12º da resolução nº 218/73 do CONFEA, desde que: I. Seja detentora de Acervo Técnico compatível com o exigido no edital (alínea b acima); II. Que apresente obrigatoriamente comprovante de credenciamento junto ao(s) fabricante(s) dos equipamentos ofertados; EDITAL Pág. 22/268

23 Faculta-se a licitante alterar, após a assinatura do contrato, a empresa indicada, desde que atendam aos subitens I. e II. e só poderá ocorrer mediante aprovação da CAIXA. c) Execuções de sistema de cabeamento estruturado com pelo menos 30 pontos categoria 5e (100MHz) ou superior; com responsável técnico, da respectiva especialidade, detentor de NÍVEL SUPERIOR PLENO. d) Execução de sistema elétrico de baixa tensão, com responsável técnico, da respectiva especialidade, detentor de NÍVEL SUPERIOR PLENO o(s) atestado(s) / certidão(ões) / declaração(ões) deve(m) ser apresentado (s) contendo a identificação do signatário e da pessoa jurídica emitente, indicando as características, quantidades e prazos das atividades executadas ou em execução pela licitante, acompanhadas das respectivas Certidões de Acervo Técnico pelo CREA (CAT) e/ou dos respectivos Registro de Responsabilidade Técnica pelo CAU (RRT) Não serão aceitos atestados emitidos pela própria licitante a seu favor ou a favor de profissionais vinculados à mesma Comprovação de que a empresa possui, em seu quadro de responsáveis técnicos, até a data de recebimento dos envelopes proposta, profissionais de nível superior graduados nas seguintes especialidades: Arquiteto ou Engenheiro Arquiteto ou Engenheiro Civil ou Engenheiro de Fortificação e Construção (atribuição da Resolução 21/2012 do CAU e/ou atribuição Art. 2º ou 7º da resolução CONFEA 218/73) ou titulação(ões) de NÍVEL SUPERIOR PLENO equivalente(s), devidamente reconhecida(s) pelo CONFEA ou pelo CAU, detentor(es) atestado(s), certidão(ões), declaração(ões) fornecido(s) por pessoa jurídica de direito público ou privado, que comprove(m) responsabilidade técnica para os serviços de complexidade tecnológica e operacional equivalente ou superior ao objeto desta licitação, acompanhada da respectiva CAT Certidão de Acervo Técnico, emitida pelo CREA, ou RRT Registro de Responsabilidade Técnica, emitida pelo CAU. Engenheiro Mecânico (atribuição 12º da resolução CONFEA 218/73) ou titulação(ões) de NÍVEL SUPERIOR PLENO equivalente(s), devidamente reconhecida(s) pelo CONFEA, detentor(es) atestado(s), certidão(ões), declaração(ões) fornecido(s) por pessoa jurídica de direito público ou privado, que comprove(m) responsabilidade técnica para os serviços de complexidade tecnológica e operacional equivalente ou superior ao objeto desta licitação, acompanhada da respectiva CAT Certidão de Acervo Técnico, emitida pelo CREA, que poderá ser o responsável técnico da empresa especializada indicada pela licitante, a ser contratada posteriormente. Engenheiro Eletricista modalidade Eletrotécnica (atribuição Art. 8º da resolução n. 218/73 do CONFEA) ou titulação(ões) de NÍVEL SUPERIOR PLENO equivalente(s), devidamente reconhecida(s) pelo CONFEA, detentor(es) atestado(s), certidão(ões), declaração(ões) fornecido(s) por pessoa jurídica de direito público ou privado, que comprove(m) EDITAL Pág. 23/268

24 responsabilidade técnica para os serviços de complexidade tecnológica e operacional equivalente ou superior ao objeto desta licitação, acompanhada da respectiva CAT Certidão de Acervo Técnico, emitida pelo CREA. Engenheiro Eletricista ou Engenheiro Eletricista Comunicação ou Engenheiro Eletrônico (atribuição Art. 9º da resolução n. 218/73 do CONFEA) ou titulação(ões) de NÍVEL SUPERIOR PLENO equivalente(s), devidamente reconhecida(s) pelo CONFEA, detentor(es) atestado(s), certidão(ões), declaração(ões) fornecido(s) por pessoa jurídica de direito público ou privado, que comprove(m) responsabilidade técnica para os serviços de complexidade tecnológica e operacional equivalente ou superior ao objeto desta licitação, acompanhada da respectiva CAT Certidão de Acervo Técnico, emitida pelo CREA No caso de outra titulação que não aquelas elencadas no subitem acima, deverá haver indicação expressa pelo licitante da resolução/norma CONFEA ou do CAU que estabeleça a competência do profissional indicado, à luz das obrigações contratuais A comprovação citada no item será através de: No caso de profissionais que constam na Certidão de Registro de Pessoa Jurídica junto ao CREA ou ao CAU como responsáveis técnicos, não há necessidade de comprovação do vínculo profissional No caso de ser sócio proprietário da empresa, através da apresentação do contrato social ou outro documento legal, devidamente registrado na Junta Comercial No caso de empregado da empresa, através da apresentação da Carteira de Trabalho e Previdência Social CTPS comprovando o vínculo empregatício do profissional na empresa licitante O(s) profissional(is) citados no subitem deverá(ão) possuir registro no CREA ou no CAU, dentro do seu prazo de validade Apresentação do comprovante de credenciamento junto aos fabricantes dos equipamentos de climatização ofertados, facultado a comprovação deste item, a empresa a ser subcontratada; Registro ou prova de inscrição da pessoa jurídica licitante no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia CREA, e se for o caso, no Conselho de Arquitetura e Urbanismo CAU, dentro do seu prazo de validade, onde constem os seus responsáveis técnicos; Os documentos de habilitação, quando escritos em língua estrangeira, deverão ser entregues acompanhados da tradução para língua portuguesa efetuada por Tradutor Juramentado devidamente consularizados e registrados no Cartório de Títulos e Documentos. EDITAL Pág. 24/268

25 Os documentos citados no subitem 8.5 e seguintes acima, quando de procedência estrangeira e emitidos em língua portuguesa, também deverão ser apresentados devidamente consularizados e registrados no Cartório de Títulos e Documentos. 8.6 O cumprimento do disposto no inciso XXXIII do art. 7º da Constituição Federal será suprido pela declaração da licitante de que não possui em seu quadro permanente menor de 18 anos de idade em trabalho noturno, perigoso ou insalubre, nem menor de 16 anos de idade em qualquer trabalho, salvo na condição de aprendiz, a partir dos 14 anos Tal declaração deverá ser firmada eletronicamente pela licitante por meio de preenchimento do Termo de Responsabilidade, quando do seu credenciamento, na forma do item Encerrada a etapa de lances, a documentação a seguir relacionada deverá ser encaminhada, na forma do item 8.8, a contar da solicitação do Pregoeiro: Para licitante credenciada e cadastrada em cada nível do SICAF: a) Prova de inexistência de débitos inadimplidos perante a Justiça do Trabalho; b) Documentos de comprovação da Qualificação Técnica; c) Declaração de enquadramento como MPE, se for o caso; Para licitante NÃO credenciada e NÃO cadastrada em cada nível do SICAF: a) Documentação relativa a Habilitação jurídica; b) Documentação relativa a qualificação econômico-financeira; c) Certidão de Falência ou recuperação judicial/extrajudicial; d) Documentação relativa a regularidade fiscal; e) Prova de inexistência de débitos inadimplidos perante a Justiça do Trabalho; f) Documentos de comprovação da Qualificação Técnica; g) Declaração de enquadramento como MPE, se for o caso; As certidões apresentadas como prova da regularidade dos requisitos de habilitação da licitante devem estar válidas ao tempo de sua apreciação pelo pregoeiro A solicitação do Pregoeiro será encaminhada ao licitante por , no qual constará o número do fax para o envio dos documentos. 8.8 Os originais dos documentos exigidos neste edital e encaminhados de acordo com os itens e 8.7, a Proposta Comercial e a Planilha Detalhada de Preços (Anexo III) adequadas à negociação realizada, se houver, e o Termo de Compromisso constante do Anexo VIII, tudo devidamente preenchido e assinado por quem de direito, deverão ser entregues ao Pregoeiro, no EDITAL Pág. 25/268

26 endereço da GILOG/SA Rua Ivonne Silveira, 248, Edifício Empresarial 2 de Julho, 11º andar - Licitação, Doron, Salvador/BA, CEP.: , no prazo de até 3 (três) dias úteis, podendo ser apresentados no original, ou por cópia autenticada por tabelião, ou publicação em órgão da imprensa oficial, ou cópia acompanhada do original para conferência pelo Pregoeiro. 9 DO JULGAMENTO DA HABILITAÇÃO 9.1 Encerrada a fase de julgamento e classificação das propostas, o Pregoeiro verificará, caso a licitante vencedora seja uma MPE e tenha utilizado o direito de preferência previsto no item , se o somatório de ordens bancárias recebidas pela empresa, relativas ao seu último exercício, já é suficiente para extrapolar o faturamento máximo permitido como condição para o benefício, concedido à MPE, conforme previsto no Art. 3º da LC 123/ A referida verificação será feita mediante consulta ao Portal da Transparência, no endereço eletrônico Sendo constatada a extrapolação do faturamento máximo permitido, a MPE será inabilitada, sendo examinadas as ofertas subsequentes, na ordem de classificação, conforme item Prosseguindo, o Pregoeiro efetuará a consulta on line ao SICAF, para verificação da situação da licitante credenciada e cadastrada em cada nível do Sistema, se for o caso, ocasião que será impressa e rubricada pelo Pregoeiro a Declaração de Situação do Fornecedor Nesse mesmo ato o Pregoeiro verificará o atendimento das condições de habilitação da licitante vencedora, mediante a análise da documentação encaminhada na forma do item É assegurado à licitante que esteja com algum documento vencido no SICAF o direito de encaminhá-lo atualizado, juntamente com a documentação relacionada no item Será assegurado à MPE que apresentar alguma restrição na sua documentação fiscal, o prazo de 5 (cinco) dias úteis para a necessária regularização, prorrogável por igual período, a pedido da interessada e a critério do pregoeiro A contagem do prazo acima será iniciada a partir do momento em que o proponente for declarado vencedor do certame, mediante comunicação eletrônica a todos os participantes Nessa circunstância, considerando a necessidade de comprovação da regularidade fiscal no prazo legal, a declaração do vencedor será feita em caráter provisório e somente será confirmada após a verificação da regularidade fiscal EDITAL Pág. 26/268

27 9.4.3 A não-regularização da documentação fiscal da MPE no prazo previsto no item 9.4, implicará a decadência do direito à contratação, sem prejuízo das sanções cabíveis, sendo facultado à CAIXA convocar os licitantes remanescentes, na ordem de classificação, ou revogar a licitação. 9.5 A fim de verificar se existe restrição da licitante ao direito de participar em licitações ou celebrar contratos com a Administração Pública, além do SICAF, serão efetuadas as seguintes consultas, sem prejuízo de verificação dessa restrição por outros meios: ao CEIS - Cadastro Nacional de Empresas Inidôneas e Suspensas, no endereço eletrônico do Portal de Transparência do Governo; ao CNCIA Cadastro Nacional de Condenados por Ato de Improbidade Administrativa, nos termos da Lei nº 8.429/92, constante no endereço eletrônico do CNJ Conselho Nacional de Justiça em Sistemas, no item CONSULTAS PÚBLICAS Cadastro Nacional de Condenações Cíveis por ato de Improbidade Administrativa e Consulta Requerido / Condenação, selecionar esfera TODOS(AS) ; SICOW Sistema interno da CAIXA, que permite verificar se há impedimento de o interessado licitar e contratar com esta Empresa Pública. 9.6 Não será habilitada a empresa que: esteja com algum documento vencido no SICAF, caso não tenha sido exercida a faculdade prevista no item 9.3 e ressalvada a possibilidade de regularização da documentação fiscal da MPE, na forma do item 9.4; não comprove a regularidade da documentação habilitatória por ocasião de sua verificação, ressalvado o tratamento diferenciado quanto à regularidade fiscal da MPE, na forma do item esteja com o direito de licitar e contratar com a CAIXA suspenso, ou esteja impedida de licitar e contratar com a União, ou tenha sido declarada inidônea para licitar ou contratar com a Administração Pública, no âmbito Federal, Estadual, Municipal ou do Distrito Federal; deixe de apresentar a documentação solicitada, apresente-a incompleta ou em desacordo com as disposições deste Edital; 9.7 Se a licitante desatender às exigências do item 8 ou se enquadrar nas hipóteses do item 9.6, será inabilitada e o Pregoeiro examinará as condições de habilitação das demais proponentes, na ordem de classificação e assim sucessivamente, até que uma licitante atenda plenamente às exigências do Edital. 9.8 No julgamento da habilitação, o Pregoeiro poderá sanar erros ou falhas que não alterem a substância dos documentos habilitatórios e sua validade jurídica, mediante despacho fundamentado, registrado em ata e acessível a todos os participantes, atribuindo-lhes validade e eficácia para fins de habilitação. EDITAL Pág. 27/268

28 9.9 Constatado o atendimento pleno às exigências editalícias, será declarado o vencedor da licitação, oportunidade em que as demais licitantes serão questionadas, via mensagem eletrônica, sobre o interesse em igualar seus preços ao da mais bem classificada, devendo a licitante, para tanto, responder por mensagem para a caixa postal no prazo definido pelo Pregoeiro, findo o qual não será mais conhecida manifestação de interesse Decorrido o prazo, as licitantes que manifestaram interesse deverão encaminhar a proposta comercial com o preço devidamente ajustado ao valor ofertado e negociado pela licitante mais bem classificada As licitantes que manifestarem interesse em igualar o preço ao da licitante vencedora irão compor o anexo da Ata de Registro de Preços, em caráter de reserva, respeitada a ordem de classificação do pregão O não envio da nova proposta solicitada pelo pregoeiro na forma do item impossibilitará o licitante de compor o cadastro reserva da Ata de Registro de Preços A licitante cujo preço estiver registrado em caráter de reserva somente será convocada para fornecer e/ou prestar serviço no caso de cancelamento do registro de preço da empresa mais bem classificada na ordem constante da Ata, ou no caso de liberação do compromisso assumido prevista no 1º do art. 18 do Decreto 7.892/13, sempre obedecida a ordem de classificação constante da Ata de Registro de Preços Somente após a ocorrência de cancelamento do registro de preço da empresa mais bem classificada e com a convocação da empresa reserva serão efetuados os procedimentos relativos à habilitação desta empresa, constantes dos itens 8 e 9 do edital A apresentação de novas propostas na forma do item não prejudicará em hipótese nenhuma o resultado do certame em relação ao licitante mais bem classificado. 10 DOS RECURSOS 10.1 Atendidas plenamente todas as condições do edital, e após a divulgação da(s) licitante(s) vencedora(s) deste PREGÃO ELETRÔNICO, qualquer licitante poderá manifestar motivadamente a intenção de recorrer, desde que devidamente registrada a síntese de suas razões no formulário eletrônico disponibilizado no endereço na opção Compras da CAIXA, em Pregão Eletrônico, no link Intenções/Recursos, escolher a Abrangência (OK), selecionar este Pregão Eletrônico, em seguida clicar em Recursos e Novo Recurso, no prazo de até 30min (trinta minutos) À recorrente que tiver sua manifestação de intenção de recurso aceita pelo Pregoeiro será concedido o prazo de 03 (três) dias úteis para apresentar EDITAL Pág. 28/268

29 Razões de Recurso, facultando-se às demais licitantes a oportunidade de apresentar contrarrazões em igual número de dias, que começarão a correr do término do prazo da recorrente, sendo-lhes assegurada vista imediata dos elementos indispensáveis à defesa dos seus interesses Os recursos e contrarrazões somente poderão ser encaminhados por meio eletrônico, no endereço citado no item Os recursos e contrarrazões redigidos pelas licitantes deverão ser copiados e colados no campo específico do endereço na opção Compras da CAIXA, em Pregão Eletrônico, no link Intenções/Recursos, escolher a Abrangência (OK), selecionar este Pregão Eletrônico, clicar em Razões ou Contra Razões, em seguida em Novo Recurso ou Empresa Recorrente e Registrar Contra Razão - de acordo com as orientações previstas no site A falta de manifestação motivada da licitante, no prazo estabelecido no item 10.1, importará a decadência do direito de recurso Qualquer recurso contra decisão do Pregoeiro não terá efeito suspensivo, salvo nos casos de habilitação ou inabilitação do licitante ou julgamento das propostas, podendo a autoridade competente, motivadamente e presente as razões de interesse público, atribuir ao recurso interposto eficácia suspensiva O acolhimento de recurso importará na invalidação apenas dos atos insuscetíveis de aproveitamento Decidido(s) o(s) recurso(s), e constatada a regularidade dos atos procedimentais, o resultado da licitação será submetido para homologação da autoridade competente A decisão em grau de recurso será definitiva e dela dar-se-á conhecimento aos interessados, por meio de comunicação por DA HOMOLOGAÇÃO E ASSINATURA DA ATA 11.1 À vista do relatório do Pregoeiro, o resultado da licitação será submetido à consideração da autoridade competente da CAIXA, para fins de homologação Após a homologação do resultado da licitação a licitante classificada em primeiro lugar terá o prazo de 05 (cinco) dias úteis, a contar da data do recebimento da convocação pela CAIXA, para assinar a Ata de Registro de Preços, conforme minuta que integra o presente Edital (Anexo IV), podendo esse prazo ser prorrogado uma vez, por igual período, quando solicitado pelo fornecedor e desde que ocorra motivo justificado aceito pela CAIXA A recusa injustificada da primeira classificada em assinar a Ata de Registro de Preços dentro do prazo estabelecido, além de implicar a perda do direito ao registro de seu preço, caracterizará o descumprimento total da obrigação EDITAL Pág. 29/268

30 assumida, sujeitando-se a licitante às penalidades previstas no item 15 deste Edital Poderá a licitante ser desclassificada até a contratação, se a CAIXA tiver conhecimento de fato ou circunstância superveniente que desabone sua regularidade fiscal, trabalhista, jurídica, qualificação técnica e/ou econômicofinanceira Após a assinatura da Ata do Registro de Preços o extrato será publicado no Diário Oficial da União, contendo o(s) fornecedor(es) e o(s) preço(s) registrado(s), sendo que, a partir de então, poderão ser firmados os instrumentos contratuais, desde que no prazo de validade da Ata A ata de registro de preços implicará compromisso de fornecimento nas condições estabelecidas, após cumprido o requisito de publicidade A contratação formalizar-se-á mediante assinatura de instrumento particular pelo fornecedor mais bem classificado, observadas as cláusulas e condições deste edital, da Ata de Registro de Preços, e da proposta vencedora, conforme minuta de Contrato ou de OFS - Ordem de Fornecimento ou Serviço que integram este Edital (respectivamente Anexo V e Anexo VI) O Contrato (Anexo V) é obrigatório nos casos em que o valor da contratação for superior a R$ ,00 (oitenta mil reais) ou a vigência ultrapassar a 12 meses, podendo, abaixo deste valor e vigência, ser substituído por OFS Fica impedida de ser contratada a licitante que se enquadre em qualquer das situações mencionadas no item A empresa com preço registrado que não for cadastrada no SICAF deverá providenciar o cadastramento e habilitação no referido Sistema, nos níveis I, II, III, IV e VI, no prazo estabelecido no instrumento contratual No ato da assinatura do instrumento contratual o fornecedor registrado deverá firmar a declaração de vedação ao nepotismo anexada após a minuta de Contrato/OFS (Anexo V e Anexo VI) O fornecedor cujo preço estiver registrado em Ata terá 05 (cinco) dias úteis, contados a partir da data de recebimento da convocação pela CAIXA, para assinar o Contrato/OFS, conforme o caso, e devolvê-lo A convocação será feita por emissão e encaminhamento do Contrato/OFS ao Fornecedor Durante a vigência da Ata de Registro de Preço podem ocorrer várias solicitações de execução do objeto, inclusive simultâneas Se o fornecedor primeiro colocado com preço registrado recusar-se a assinar o Contrato/OFS, sem prejuízo das sanções aplicáveis, poderão ser convocados os fornecedores que compõem o cadastro reserva, obedecida a ordem de classificação na Ata. EDITAL Pág. 30/268

31 O fornecedor que compõe o cadastro reserva será convocado nos moldes do item 11.2, no caso de impossibilidade de atendimento pelo primeiro colocado. 12 DA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS 12.1 A Ata de Registro de Preços não obriga a CAIXA a firmar contratações nas quantidades registradas, podendo ocorrer licitações específicas para a aquisição do objeto, obedecida a legislação pertinente, sendo assegurada à detentora do registro a preferência de fornecimento, em igualdade de condições, não cabendo direito a indenização Quando o preço registrado tornar-se superior ao preço praticado no mercado por motivo superveniente, a CAIXA convocará os fornecedores para negociarem a redução dos preços aos valores praticados pelo mercado Os fornecedores que não aceitarem reduzir seus preços aos valores praticados pelo mercado serão liberados do compromisso assumido, sem aplicação de penalidade A ordem de classificação dos fornecedores que aceitarem reduzir seus preços aos valores de mercado observará a classificação original da Ata Quando o preço de mercado tornar-se superior aos preços registrados e o fornecedor não puder cumprir o compromisso, a CAIXA poderá: I. liberar o fornecedor do compromisso assumido, caso a comunicação ocorra antes do pedido de fornecimento, e sem aplicação da penalidade se confirmada a veracidade dos motivos e comprovantes apresentados; e II. convocar os demais fornecedores para assegurar igual oportunidade de negociação Não havendo êxito nas negociações, a CAIXA revogará a Ata de registro de preços, adotando as medidas cabíveis para obtenção da contratação mais vantajosa Será considerado preço de mercado aquele igual ou inferior à estimativa de preço apurada pela CAIXA Não havendo êxito nas negociações com os detentores do preço registrado, a CAIXA procederá à revogação da Ata de Registro de Preços, adotando as medidas cabíveis para obtenção da contratação mais vantajosa. 13 DAS CONDIÇÕES CONTRATUAIS 13.1 O Contrato ou a OFS, cujas minutas (Anexo V e VI) integram o presente edital para todos os fins e efeitos de direito, regulamentará as condições de sua execução, bem como os direitos, obrigações e responsabilidades das partes, EDITAL Pág. 31/268

32 tudo em conformidade com os termos desta licitação e da proposta vencedora, sujeitando-se aos preceitos de direito público e aplicando-se, supletivamente, os princípios da teoria geral dos contratos e as disposições de direito privado. 14 DA GARANTIA CONTRATUAL 14.1 O fornecedor com preço registrado, quando convocado para a assinatura do Contrato, prestará garantia de execução contratual, equivalente a 5%(cinco por cento) do valor total do contrato A garantia de execução contratual será cobrada, apenas, quando o valor total do contrato for igual ou superior a R$ ,00 (oitenta mil reais) A garantia deverá ser prestada em uma das modalidades abaixo, devendo o respectivo comprovante ser apresentado à CAIXA, como condição para assinatura do Contrato: Caução em dinheiro ou em títulos da dívida pública; A caução em títulos da dívida pública consiste na entrega à Administração de título da dívida pública, que fica sob a tutela e guarda desta, vinculado, exclusivamente, ao correspondente Contrato, não podendo ser utilizada para nenhum outro fim Os títulos da dívida pública devem ter sido emitidos sob a forma escritural, mediante registro em sistema centralizado de liquidação e de custódia autorizado pelo Banco Central do Brasil e avaliados pelos seus valores econômicos, conforme definido pelo Ministério da Fazenda A caução em dinheiro consiste em depósito em conta bancária remunerada específica, com o fim especial de se garantir o integral cumprimento do Contrato, devendo ser efetuado em uma Agência da CAIXA, utilizando-se a operação 008, tendo como beneficiário a CAIXA; Sobre a caução prestada em dinheiro incide, tão-somente, a atualização correspondente ao índice de variação do rendimento da caderneta de poupança para o 1º dia de cada mês, excluídos os juros, calculada proporcionalmente, quando for o caso, a contar da data do depósito, até o seu efetivo levantamento; O Seguro-garantia é um tipo de seguro com o objetivo de garantir o fiel cumprimento das obrigações contratuais estipuladas, conforme descrito na apólice A apólice do seguro-garantia deve conter o prazo de validade correspondente ao período de vigência do Contrato, acrescido de mais 30 (trinta) dias, devendo ser tempestivamente renovado, se estendida ou prorrogada a vigência do Contrato, sempre se mantendo os 30 dias após a última data de vencimento do Contrato; EDITAL Pág. 32/268

33 O seguro deve efetuar a cobertura, até o limite da garantia, de quaisquer prejuízos sofridos pela CAIXA em decorrência de inadimplemento da contratada, inclusive dos encargos trabalhistas e previdenciários, ao ressarcimento das multas, bem como prejuízos advindos de atos, fatos ou indícios de violação pela Contratada às normas anticorrupção, devendo constar nas condições especiais; No tocante aos encargos trabalhistas e previdenciários, é permitida a ressalva que condiciona o reembolso de prejuízos ao trânsito em julgado de sentença condenatória; A apólice de seguro deve vir acompanhada de cópia das condições gerais, particulares e/ou especiais convencionais e demais documentos que a integram; A Seguradora, ao emitir a apólice, obriga-se a arcar com eventuais prejuízos que possam ser impostos à CAIXA em decorrência da má execução do Contrato A Fiança bancária consiste na prestação de garantia, mediante a expedição da respectiva carta, emitida por instituição financeira idônea, devidamente autorizada a funcionar no Brasil, que, em nome da contratada, garante a plena execução contratual e responde diretamente por eventuais danos que possam ser causados na execução contratual Somente é aceita Fiança Bancária na via original e que apresente todos os requisitos a seguir: a) Registro no Cartório de Títulos e Documentos, conforme exigido no art.129 da Lei 6015/73 (Lei de Registros Públicos); b) Cláusula estabelecendo prazo de validade, que deverá corresponder ao período de vigência do Contrato, acrescido de mais 30 dias, devendo ser tempestivamente renovada se estendida ou prorrogada essa vigência, sempre se mantendo os 30 dias após a última data de vencimento do Contrato; c) Expressa afirmação do fiador de que, como devedor solidário, fará o pagamento à CAIXA, independentemente de interpelação judicial, caso o afiançado não cumpra suas obrigações; d) Cláusula de renúncia expressa do fiador ao benefício de ordem e aos direitos previstos nos artigos 827, 835 e 838 da Lei nº / do Novo Código Civil; e) Cláusula que assegure a atualização do valor afiançado, de acordo com a atualização do valor contratual, previsto no item 14.6 deste Edital; f) Cláusula com a eleição de foro da Justiça Federal, para dirimir questões entre fiadora e credora referentes à fiança bancária; g) Declaração da instituição financeira de que a carta fiança é concedida em conformidade com o disposto no art. 34 da Lei nº 4.595, de 31 de dezembro de 1964, nos termos do art. 2º da Resolução CMN nº 2.325, de 1996, do Conselho Monetário Nacional; EDITAL Pág. 33/268

34 h) O subscritor da carta de fiança bancária deverá comprovar poderes para atendimento às exigências contidas nas alíneas c, d, f e g acima A não apresentação do comprovante da garantia no ato da assinatura do Contrato configura a recusa em assinar o instrumento, caracterizando descumprimento total da obrigação assumida, sujeitando a licitante às sanções administrativas cabíveis A garantia poderá ser liberada após o perfeito cumprimento do Contrato, no prazo de até 30 (trinta) dias, contados após a data do vencimento do Contrato, desde que cumpridos todos os seus termos, cláusulas e condições A perda da garantia em favor da CAIXA, por inadimplemento das obrigações contratuais, far-se-á de pleno direito, independentemente de qualquer procedimento judicial e sem prejuízo das demais sanções previstas na Ata/Contrato A garantia deverá ser integralizada, num prazo máximo de 10 dias, sempre que dela forem deduzidos quaisquer valores, ou quando houver alteração contratual que implique aumento do valor contratado, de modo que corresponda a 5% (cinco por cento) do valor global contratado A qualquer tempo, mediante prévia solicitação à CAIXA, com as devidas justificativas, poderá ser admitida a substituição da garantia, observadas as modalidades previstas neste Edital. 15 DA FORMA DE PAGAMENTO 15.1 A CAIXA, após o fornecimento e exato cumprimento das obrigações assumidas, efetuará o pagamento à contratada, de acordo com as condições estabelecidas na Ata de Registro de Preços (Anexo IV) e no Contrato/OFS (Anexo V e Anexo VI). 16 DAS SANÇÕES ADMINISTRATIVAS 16.1 Ficará impedida de licitar e contratar com a União, pelo prazo de até 5 (cinco) anos, a licitante que incorrer em alguma das seguintes hipóteses: deixar de entregar a documentação exigida para o certame; apresentar documentação falsa; ensejar o retardamento da execução do objeto; não mantiver a proposta; falhar ou fraudar na execução do contrato; comportar-se de modo inidôneo; fizer declaração falsa ou cometer fraude fiscal; descumprir as condições e os prazos de apresentação de amostras; EDITAL Pág. 34/268

35 que convocada dentro do prazo de validade de sua proposta se recusar injustificadamente a assinar a ata ou não apresentar situação regular no ato de sua assinatura A imposição de penalidade de impedimento de licitar e contratar com a União, resultante do devido processo administrativo, será registrada no SICAF Pelo descumprimento da Ata de Registro de Preços o Fornecedor ficará sujeito às sanções estabelecidas no próprio instrumento (Anexo IV) Pela inexecução total ou parcial do Contrato/OFS objeto desta licitação e/ou pelo atraso injustificado na sua execução, garantida a prévia defesa, a Contratada ficará sujeita às seguintes sanções, nos termos estabelecidos nas correspondentes minutas, Anexos V e VI: advertência; multa; suspensão temporária de participação em licitação e impedimento de contratar com a CAIXA, pelo prazo de até 2 (dois) anos; impedimento de licitar e contratar com a União, pelo prazo de até 5 (cinco) anos; declaração de inidoneidade. 17 DOS ILÍCITOS PENAIS 17.1 As infrações penais tipificadas na Lei 8.666/93 serão objeto de processo judicial na forma legalmente prevista, sem prejuízo das demais cominações aplicáveis. 18 DOS RECURSOS ORÇAMENTÁRIOS 18.1 As despesas decorrentes da contratação correrão à conta da dotação orçamentária prevista no item de acompanhamento nº Imóveis de Uso - Benfeitoria em Imóveis de Terceiros, no compromisso registrado no SIPLO sob o nº 0001/2016-SA. 19 DO ADIAMENTO, REVOGAÇÃO OU ANULAÇÃO DA PRESENTE LICITAÇÃO 19.1 A CAIXA poderá revogar a presente licitação por razões de interesse público decorrente de fato superveniente devidamente comprovado, pertinente e suficiente para justificar tal conduta, ou anulá-la por ilegalidade, de ofício ou por provocação de terceiros, mediante parecer escrito e devidamente fundamentado, bem como adiá-la ou prorrogar o prazo para recebimento das EDITAL Pág. 35/268

36 propostas, sem que caiba às licitantes quaisquer reclamações ou direitos a indenização ou reembolso A anulação do procedimento licitatório induz à do instrumento contratual, e em decorrência dessa anulação as licitantes não terão direito à indenização, ressalvado o direito do contratado de boa-fé de ser ressarcido pelos encargos que tiver suportado no cumprimento do Contrato/OFS. 20 DAS DISPOSIÇÕES FINAIS 20.1 A participação na presente licitação implica a concordância, por parte da licitante, com todos os termos e condições deste Edital e Anexos As licitantes arcarão com todos os custos decorrentes da elaboração e apresentação de suas propostas e lances Os documentos exigidos neste Edital poderão ser apresentados no original, por cópia autenticada por tabelião, ou publicação em órgão da imprensa oficial, ou cópia acompanhada do original para conferência pelo Pregoeiro Não serão aceitos protocolos de entrega ou solicitação de documentos, em substituição aos documentos requeridos no presente Edital e seus Anexos Somente serão aceitos as propostas e os lances encaminhados pelo sistema eletrônico, conforme informação no preâmbulo deste Edital Na contagem dos prazos estabelecidos neste Edital excluir-se-á o dia do início e incluir-se-á o do vencimento, exceto quando explicitamente disposto em contrário Só se iniciam e vencem os prazos, incluindo horário, referidos neste Edital, em dia de expediente na CAIXA, na localidade na qual se sedia a unidade promotora do certame GILOG/SA, em Salvador/BA É facultada ao Pregoeiro ou à autoridade superior da CAIXA, em qualquer fase da licitação, a promoção de diligência, destinada a esclarecer ou complementar a instrução do processo licitatório, vedada a inclusão posterior de documento ou informação que deveria constar originalmente da proposta Ao final da sessão, o sistema eletrônico divulgará ata circunstanciada, na qual constará a indicação do lance vencedor, a classificação dos lances apresentados e demais informações relativas à sessão pública do pregão Eventuais retificações do Edital serão disponibilizadas no endereço na opção Compras da CAIXA, em Pregão Eletrônico no link Editais, selecionar a Abrangência (OK), clicar no link Edital, na coluna Credenciamento/Impugnação referente a este Pregão Eletrônico, em seguida Visualizar Retificação do Edital. EDITAL Pág. 36/268

37 No caso de retificação do Edital que não implique em sua republicação, o credenciamento e as propostas porventura encaminhadas continuam válidos Havendo republicação do edital, as propostas porventura encaminhadas serão canceladas, permanecendo válido apenas o credenciamento da(s) licitante(s) Os esclarecimentos acerca desta licitação serão disponibilizados no endereço eletrônico na opção Compras da CAIXA, em Pregão Eletrônico, no link Editais, escolher a Abrangência (OK), clicar no ícone?, na coluna FAQ, referente a este Pregão Eletrônico, e em seguida PERGUNTAR O sistema disponibilizará campo próprio para troca de mensagens entre o pregoeiro e as licitantes, no endereço eletrônico mencionado no item 20.11, na opção FAQ (Ícone? ) É de responsabilidade da licitante o acompanhamento do processo pelo site da CAIXA, no endereço na aba Poder Público, no item Compras CAIXA ou diretamente pelo link até a data de realização da sessão pública A CONTRATADA somente poderá subcontratar outra empresa para atendimento parcial do contrato, com a anuência prévia e por escrito da CAIXA, limitada a subcontratação para os serviços de: Climatização Para análise da empresa para a qual eventualmente for proposta a subcontratação relacionada acima, será exigida, anteriormente à manifestação da CAIXA, a regularidade fiscal, trabalhista e jurídica, bem como a qualificação técnica para os serviços subcontratados, nos mesmos limites exigidos da licitante no item que trata de habilitação Além da regularidade supracitada, a CAIXA verificará também se existe restrição da subcontratada ao direito de participar em licitações ou celebrar contratos com a Administração Pública, não sendo admitida a subcontratação caso a empresa esteja com o direito de licitar e contratar com a CAIXA suspenso, ou impedida de licitar e contratar com a União, ou tenha sido declarada inidônea para licitar ou contratar com a Administração Pública, no âmbito Federal, Estadual, Municipal ou do Distrito Federal No caso de subcontratação de outra empresa, a CONTRATADA não transferirá suas obrigações e responsabilidades, permanecendo, perante a CAIXA, com total responsabilidade contratual. 21 DO FORO 21.1 Para dirimir as questões oriundas desta licitação e do futuro contrato/ofs será competente a Seção Judiciária da Justiça Federal no Estado da Bahia, na cidade de Salvador. EDITAL Pág. 37/268

38 Salvador, 12 de abril de Cristiano da Hora Menezes Pregoeiro EDITAL Pág. 38/268

39 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1 OBJETO 1.1 Registro de Preços, para prestação de serviço comum de engenharia, para a instalação de novas unidades da CAIXA e reforma das unidades existentes no âmbito de atuação das Superintendências Regionais Sul da Bahia e Sudoeste da Bahia. 2 LOCAL DE EXECUÇÃO 2.1 Unidades da CAIXA vinculadas as Superintendências Regionais Sul da Bahia e Sudoeste da Bahia, conforme relação contida no anexo I-C 3 PRAZO DE EXECUÇÃO 3.1 Os serviços deverão ser executados em conformidade com a solicitação e prazo estipulado pela CAIXA, contados da formalização do pedido pela CAIXA, na(s) unidade(s) indicada(s) no contrato ou OFS - ordem de fornecimento ou serviço. 4 HORÁRIO PARA EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS 4.1 Executar os serviços sem interrupção do funcionamento normal da Unidade da CAIXA, de acordo com as orientações e horários definidos no contrato. Se for o caso, apresentar os mapas indicativos das áreas nas quais não é possível a execução de serviços entre os intervalos de expediente, acompanhado das justificativas técnicas pertinentes. 5 FORMA DE PAGAMENTO 5.1 A CONTRATADA deverá solicitar até o trigésimo dia do início das obras medição, por escrito à Coordenação de Instalação, Caso não existam pendências, será emitido relatório para liberação de pagamento à CONTRATADA. 5.2 O pagamento será realizado até o 10º (décimo) dia corrido contado a partir da data da entrega da nota fiscal/fatura discriminativa, desde que os serviços tenham sido vistoriados e liberados pela CAIXA, ou por quem ela indicar ou por quem ela indicar, mediante medições mensais. 5.3 Havendo projeto de reforma, cujo valor da execução ultrapasse o valor de vinte vezes o limite máximo do salário de contribuição, há necessidade de se promover a matrícula na previdência social, obedecendo à legislação vigente ANEXO I Pág. 39/268

40 5.4 A CONTRATADA deverá apresentar à CAIXA, juntamente com as faturas, os documentos abaixo, sem o que não se efetuará o pagamento, além do que a CONTRATADA sujeitar-se-á à rescisão do contrato e à aplicação das penalidades previstas na Cláusula Décima, em especial a de suspensão temporária para licitar e contratar com a CAIXA. As guias de recolhimento do INSS, individualizadas na matrícula da obra, referentes ao mês anterior àquele relativo aos serviços faturados; As guias de recolhimento do FGTS - GFIP, acompanhada de RET - Relação de Trabalhadores Constantes no Arquivo SEFIP, referente ao mês anterior àquele relativo aos serviços faturados, constando no campo tomador/obra a CAIXA e o número do processo/contrato a que se referem os prestadores relacionados, devidamente autenticadas; A comprovação de recebimento do INSS e do FGTS dar-se-á mediante a apresentação de cópia da GPS e da GFIP com a devida comprovação do pagamento. Declaração de que possui escrituração contábil firmada pelo contador e responsável pela empresa, e que os valores ora apresentados encontram-se devidamente contabilizados e datada no mesmo mês da NF. CNDT com data de emissão igual ou posterior à emissão da NF. 6 DADOS ORÇAMENTÁRIOS 6.1 O valor global desta ATA de Registro de Preços é de R$ ,05 (valor estimado pelo EET), e representa o valor máximo admitido pela CAIXA. 6.2 Os preços máximos estabelecidos para os serviços constantes da planilha englobam o fornecimento e instalação de materiais, peças e equipamentos bem como a realização dos serviços. 6.3 Este instrumento não obriga a CAIXA a firmar contratações na quantidade estimada, podendo ocorrer licitações especificas para aquisição dos objetos, obedecida a legislação pertinente, sendo assegurada à detentora do registro, primeira colocada, a preferência de fornecimento, em igualdade de condições. 7 PEÇAS TÉCNICAS: 7.1 Anexo a esse Termo de Referência estão a Planilha Orçamentária Geral e Especificação Técnica. 8 PARCELA DE MAIOR RELEVÂNCIA 8.1 Profissionais técnicos necessários e habilitados junto ao CREA ou ao CAU: a) Arquiteto ou Engenheiro Arquiteto ou Engenheiro Civil ou Engenheiro de Fortificação e Construção (atribuição Art. 2º ou 7º da resolução CONFEA ANEXO I Pág. 40/268

41 218/73); PREGÃO ELETRÔNICO N.º 028/ GILOG/SA b) Engenheiro Mecânico (atribuição 12º da resolução CONFEA 218/73), que poderá ser o responsável técnico da empresa especializada indicada pela licitante, a ser contratada posteriormente; c) Engenheiro Eletricista modalidade Eletrotécnica (atribuição Art. 8º da resolução n. 218/73 do CONFEA); d) Engenheiro Eletricista ou Engenheiro Eletricista modalidade Comunicação ou Engenheiro Eletrônico (atribuição Art. 9º da resolução n. 218/73 do CONFEA). 8.2 Item de maior relevância a) Execuções civis em imóvel com 500,00m², ou mais, de área construída; com responsável técnico, da respectiva especialidade, detentor de NÍVEL SUPERIOR PLENO. b) Fornecimento e montagem de sistema de climatização do tipo expansão direta, ou tecnicamente superior, com pelo menos 20 TRs instaladas; com responsável técnico, da respectiva especialidade, detentor de NÍVEL SUPERIOR PLENO. Caso a licitante não possua a comprovação exigida, esta poderá indicar empresa especializada registrada no CREA, a ser contratada posteriormente, com responsável técnico de acordo com o artigo 12º da resolução nº 218/73 do CONFEA, desde que: I. Seja detentora de Acervo Técnico compatível com o exigido no edital (alínea b acima); II. Que apresente obrigatoriamente comprovante de credenciamento junto ao(s) fabricante(s) dos equipamentos ofertados; Faculta-se a licitante alterar, após a assinatura do contrato, a empresa indicada, desde que atendam aos subitens I e II e só poderá ocorrer mediante aprovação da CAIXA. c) Execuções de sistema de cabeamento estruturado com pelo menos 30 pontos categoria 5e (100MHz) ou superior; com responsável técnico, da respectiva especialidade, detentor de nível superior pleno. d) Execução de sistema elétrico de baixa tensão; com responsável técnico, da respectiva especialidade, detentor de nível superior pleno. 8.3 A exigência de RT RESPONSÁVEL TÉCNICO DE NÍVEL SUPERIOR PLENO justifica-se, haja vista que os serviços previstos envolvem execuções civis, sistema de cabeamento estruturado, sistema elétrico de baixa tensão com infraestrutura de elétrica e lógica, CFTV e ALARME, execução em sistemas mecânicos (transporte vertical e climatização), além dos demais itens de segurança, responsáveis pelo pleno funcionamento das unidades, sendo portanto, necessário o acompanhamento de responsável técnico habilitado objetivando garantir a qualidade e segurança das instalações da CAIXA, seus empregados e clientes. ANEXO I Pág. 41/268

42 8.4 As parcelas de maior relevância foram definidas, após análise dos projetos, especificações e planilhas referentes à obra ou serviço a ser contratado, observando as orientações de Acórdãos do TCU Tribunal de Contas da União, e dos Conselhos Profissionais CREA/CAU. 9 OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA, ESPECIFICAS AO OBJETO 9.1 Recolhimento da ART junto ao CREA referente à execução global da obra e apresentação à CAIXA em até 15 dias após a assinatura do contrato. O recolhimento de ART vinculadas à principal, quando do início dos trabalhos de cada especialidade, tem como responsáveis técnicos os profissionais das especialidades correspondentes às parcelas de relevância EXIGIDAS no Processo Licitatório da obra. 9.2 Providenciar a matrícula da obra junto ao INSS, recolhimento de todas as taxas e encargos pertinentes. Obter a CND da obra junto ao INSS e repassá-la à CAIXA no prazo máximo de 30 dias da conclusão da obra/serviço. 9.3 Apresentação do cronograma físico-financeiro da obra nos prazos acordados com a GILOG. A obediência rigorosa aos prazos do Cronograma Físico- Financeiro, vez que este constitui Instrumento de Avaliação do andamento da obra e cumprimento contratual, bem como indicação do local de execução e especificações da obra/serviço. 9.4 Realizar todas as providências e obrigações decorrentes da execução da empreitada e regularização da obra junto aos órgãos públicos e as concessionárias nos itens a seguir relacionados ou qualquer outro que venha a ser exigido por legislação municipal ou normas das concessionárias, inclusive no que tange a impostos/taxas resultantes de tais providências. 9.5 Em caso de necessidade de revalidação da aprovação dos projetos, esta será de responsabilidade da CONTRATADA. 9.6 Todas as licenças (Alvará de reforma, construção ou Reparos Gerais), taxas e exigências da Prefeitura Municipal, e/ou Administração Regional serão a cargo da CONTRATADA. 9.7 Correrão por conta da CONTRATADA as despesas referentes a impostos em geral. Recolhimento do ISSQN sobre o valor da obra/serviços executados, quando a CAIXA não figurar como substituto tributário e apresentação das respectivas certidões de quitação dos tributos à CAIXA, no prazo máximo de 30 dias da conclusão da obra. 9.8 As despesas referentes a materiais de escritório, cópias heliográficas, plotagens e outras serão por conta da CONTRATADA. Está CONTRATADA deverá manter obrigatoriamente no canteiro de obra (01) um conjunto completo do projeto, constando de Desenhos, Caderno de Discriminações Técnicas e Planilha de Quantidades. ANEXO I Pág. 42/268

43 9.9 As despesas decorrentes de estadia e do transporte de pessoal administrativo e técnico, bem como de operários, serão de responsabilidade da CONTRATADA O transporte de materiais e equipamentos referentes à execução dos serviços será de responsabilidade da CONTRATADA A Contratada deverá fornecer Equipamentos de Proteção Coletiva EPC e Equipamentos de Proteção Individual EPI, de acordo com o previsto na NR- 06 e NR-18 da Portaria nº 3214 do Ministério do Trabalho, bem como demais dispositivos de segurança necessários Será de responsabilidade da CONTRATADA a elaboração e implementação do PCMAT para as instalações com 20 (vinte) trabalhadores ou mais, contemplando os aspectos da NR-18 e os demais dispositivos complementares de segurança O PCMAT deverá ser elaborado por Engenheiro de Segurança e executado por profissional legalmente habilitado na área de Segurança do Trabalho O PCMAT deve ser mantido na instalação, à disposição da Fiscalização e do órgão regional do Ministério do Trabalho Comparecer no local da obra, no prazo máximo de 24 horas, quando da constatação e em decorrência de comunicação pela CAIXA, de qualquer anormalidade relativa ao material ou serviço oferecido para a obra, dentro do prazo de garantia dos mesmos materiais, para verificação da anormalidade, em acordo com a área técnica da CAIXA Cientificar à CAIXA, imediatamente e por escrito, de qualquer anormalidade que verificar na execução da obra/serviços A CONTRATADA deverá apresentar à CAIXA, no prazo de até 15 dias da assinatura do contrato, as apólices dos seguros abaixo especificados, correspondentes ao prazo de vigência do contrato, devendo ser prorrogados quando, por qualquer motivo, o prazo da obra/serviços for alterado. I. Seguro de Risco de Engenharia, no qual: II. III. IV. a) conste a importância segurada no valor da obra; b) conste cobertura adicional de, no mínimo, 30% do valor total. Seguro de Responsabilidade Civil por acidentes pessoais e danos materiais, no qual a importância segurada deverá ser a usual, de 10% do valor do contrato. Ocorrendo sinistro, as partes atingidas serão reparadas ou refeitas pela CONTRATADA. Para a contratação de obras de natureza estrutural, subestações de energia e instalações de equipamentos contra incêndios, é obrigatória a contratação de apólice de seguro, independentemente do porte ou valor do contrato celebrado ANEXO I Pág. 43/268

44 10 POLITICA SOCIO AMBIENTAL - OBRIGAÇÕES DA CONTRATADA 10.1 São obrigações da CONTRATADA, em relação à gestão dos resíduos sólidos: Cumprir o que dispõe a legislação ambiental, as diretrizes da Lei /2010, que trata da Política Nacional de Resíduos Sólidos, bem como a Resolução CONAMA nº. 307/2002, alterada pela Resolução CONAMA nº. 348/2004, que estabelece critérios e procedimentos para a gestão dos resíduos da construção civil e demolição, conforme existência de local apropriado no município Segregar os resíduos na fonte de geração, visando a assegurar sua qualidade e potencializar a reciclagem O gerador dos resíduos (construtor) é responsável por assegurar que os resíduos sejam encaminhados às áreas destinadas pelo município Desinstalar, desmontar, recolher, acondicionar, transportar e dar a devida finalidade aos entulhos, materiais e equipamentos inservíveis afetos à obra, salvo aqueles em que a CAIXA determinar destino diferente e proceder à limpeza geral da área total da unidade, sempre que necessário e no final da obra, controlando a quantificação São obrigações da CONTRATADA, em relação à produtos de origem florestal: As empresas cadastradas na atividade de venda de produtos e subprodutos de origem florestal devem emitir o DOF para consumidor final, no caso para as empresas construtoras. Por exemplo, as madeireiras ou comércio de materiais de construção deverão indicar a destinação da madeira (produto ou subproduto florestal, excetos os citados no art. 9º abaixo) sempre que for vendida para as empresas construtoras. Nesse caso, constará no DOF como consumidor final a empresa construtora São isentos de apresentação de DOF os produtos e subprodutos florestais listados no artigo 9º da Instrução Normativa 112: I. subprodutos que, por sua natureza, já se apresentam acabados, embalados, manufaturados e para uso final, tais como: porta, janela, móveis, cabos de madeira para diversos fins, lambri, taco, esquadria, portais, alisar, rodapé, assoalho, forros, acabamentos de forros e caixas, chapas aglomeradas, prensadas, compensadas e de fibras ou outros objetos similares com denominações regionais; 11 DA GARANTIA DOS SERVIÇOS E EQUIPAMENTOS 11.1 O prazo de garantia sobre todas as intervenções civis e elétricas será de 05 (cinco) anos, e de 01 (um) ano para os equipamentos fornecidos, a contar da data do recebimento definitivo, conforme contrato. ANEXO I Pág. 44/268

45 12 DAS SANÇÕES ADMINISTRATIVAS 12.1 A sistemática de aplicações de sanções administrativas está elencada na minuta do instrumento contratual anexada ao Edital A multa poderá ser aplicada em caso de descumprimento de prazos contratuais ou a partir da segunda aplicação de qualquer pena de advertência. A contratada sujeitar-se-á à multa diária, de 0,3% (três décimos por cento) sobre o valor não executado do contratado, cobrada em dobro a partir do 31º (trigésimo primeiro) dia de atraso, limitado a 10% do valor global dos serviços Da inexecução e da rescisão do contrato seguinte informação: A contratada sujeitar-se-á à multa de 10% do valor global dos serviços. ANEXO I Pág. 45/268

46 ANEXO I-A PREÇOS MÁXIMOS ESTIMADOS RELAÇÃO DE ITENS DA OBRA/SERVIÇO Item Discriminação Unid. Quant. Custo Unitário BDI Custo Total M obra Material % com BDI TOTAL GERAL ,05 1 SERVIÇOS PRELIMINARES E GERAIS , TAXAS E EMOLUMENTOS , TAXAS, IMPOSTOS (ISS), APROVAÇÃO DE PROJETOS JUNTO À PREFEITURA MUNICIPAL, ASSOCIAÇÃO DE ENGENHEIROS E ARQUITETOS, DE ÓRGÃOS RESPONSÁVEIS COM AS DEVIDAS TAXAS RECOLHIDAS, LEIS SOCIAIS, HABITE-SE E ART'S CJ 3, ,54 27,29% 8.166, ALVARÁS E PAGAMENTO DE TAXAS E LICENÇAS UN 3, ,00 27,29% 4.009, AS BUILT M2 900,00 5,59 27,29% 6.403, ADMINISTRAÇÃO LOCAL , ENGENHEIRO CIVIL PLENO MÊS 12, ,20 27,29% , ENCARREGADO MÊS 12, ,20 27,29% , TRANSPORTE DE FUNCIONÁRIOS (10 FUNCIONÁRIOS IDA E VOLTA) MÊS 12, ,50 27,29% , ALIMENTAÇÃO DE FUNCIONÁRIOS (10 FUNCIONÁRIOS) MÊS 12, ,00 27,29% , MOBILIZAÇÃO / DESMOBILIZAÇÃO DA OBRA CJ 15, ,44 27,29% , CONSUMO ,01 CONSUMOS DIVERSOS (ÁGUA, ENERGIA, ETC) MÊS 12, ,70 27,29% , EQUIPAMENTOS E FERRAMENTARIA , FERRAMENTAS MÊS 12,00 434,00 27,29% 6.629,26 EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL CJ 50,00 182,65 27,29% ,76 2 INSTALAÇÕES DE CANTEIRO DE OBRA 5.343, SERVIÇOS GERAIS 5.343, LIMPEZA DO TERRENO, COM RETIRADA DA CAMADA DE VEGETAÇÃO, CORTE DE ÁRVORES E NIVELAMENTO INICIAL DO TERRENO M2 80,00 0,05 0,44 27,29% 49, LIGAÇÕES PROVISÓRIAS DE ÁGUA/ESGOTO/ENERGIA ELÉTRICA UN 3,00 279, ,78 27,29% 5.293,56 3 RETIRADAS E REMOÇÕES , DEMOLIÇÃO DE PAREDES EM ALVENARIA DE BLOCO CERÂMICO M2 400,00 17,84 27,29% 9.083, DEMOLIÇÃO DE PASSEIO EM PLACAS PRÉ- MOLDADAS DE CONCRETO M2 80,00 3,37 27,29% 343, DEMOLIÇÃO DE PASSEIO CIMENTADO M2 80,00 9,10 27,29% 926, DEMOLIÇÃO DE CONTRA-PISO M2 400,00 14,96 27,29% 7.616, DEMOLIÇÃO DE PISO CERÂMICO M2 400,00 14,20 27,29% 7.228,71 ANEXO I-A Pág. 46/268

47 3.6 DEMOLIÇÃO DE CONCRETO ARMADO M3 30,00 32,85 27,29% 1.254,44 REMOÇÃO DE GUIA PRÉ-FABRICADA 3.7 (MEIO FIO) ML 200,00 5,84 27,29% 1.486, REMOÇÃO DE PISO EM GRANITO M2 100,00 9,83 27,29% 1.250, REMOÇÃO DE PISO EM MADEIRA M2 120,00 7,76 27,29% 1.185, ABERTURA DE RASGOS EM PAREDES PARA SERVIÇOS HIDRÁULICOS / ELÉTRICOS ML 300,00 4,84 27,29% 1.848, ABERTURA DE RASGOS EM PISOS PARA SERVIÇOS HIDRÁULICOS / ELÉTRICOS ML 300,00 8,61 27,29% 3.287, SERVIÇOS DE EXECUÇÃO DE FUROS EM LAJE DE CONCRETO UN 30,00 202,99 27,29% 7.751, RETIRADA DE ÁRVORES DE MÉDIO E GRANDE PORTE CJ 2,00 38,00 27,29% 96, REMOÇÃO DE RODAPÉ CERÂMICO ML 350,00 5,53 27,29% 2.463,70 REMOÇÃO DE RODAPÉ EM GRANITO / 3.15 PEDRA ML 200,00 5,53 27,29% 1.407, REMOÇÃO DE RODAPÉ EM MADEIRA ML 120,00 6,07 27,29% 927, REMOÇÃO DE REVESTIMENTO DE PISO VINÍLICO / CARPETE / FORRAÇÕES E EQUIVALENTES M2 500,00 3,00 27,29% 1.909, REMOÇÃO DE REVESTIMENTO EM ARGAMASSA M2 250,00 4,84 27,29% 1.540, REMOÇÃO DE REVESTIMENTO CERÂMICO M2 500,00 14,58 27,29% 9.279,44 REMOÇÃO DE REVESTIMENTO EM 3.20 MADEIRA M2 100,00 3,21 27,29% 408, REMOÇÃO DE PORTAS DE MADEIRA UN 100,00 32,91 27,29% 4.189, REMOÇÃO DE PORTAS DE DIVISÓRIA UN 200,00 18,77 27,29% 4.778, REMOÇÃO DE PORTAS DE VIDRO TEMPERADO / LAMINADO UN 40,00 40,67 27,29% 2.070, REMOÇÃO DE MOLAS HIDRÁULICAS AÉREAS UN 80,00 5,00 3,12 27,29% 826, REMOÇÃO DE MOLAS HIDRÁULICAS DE PISO UN 40,00 26,81 4,33 27,29% 1.585, REMOÇÃO DE DIVISÓRIAS REMOVÍVEIS NAVAIS / MADEIRA E EQUIVALENTES M2 700,00 10,39 27,29% 9.260, REMOÇÃO DE PAREDES E DIVISÓRIAS DE GESSO M2 250,00 27,70 27,29% 8.814, REMOÇÃO DE JANELAS M2 30,00 8,50 2,08 27,29% 404, REMOÇÃO DE ESQUADRIAS DE ALUMÍNIO M2 500,00 7,55 27,29% 4.805, REMOÇÃO DE FORRO EM FIBRA MINERAL / GESSO ACARTONADO / ISOPOR / PVC M ,00 4,75 27,29% 6.041, REMOÇÃO DE SOLEIRAS EM GRANITO / PEDRA ML 100,00 10,39 27,29% 1.322, REMOÇÃO DE PERSIANAS M2 400,00 8,31 2,08 27,29% 5.291, REMOÇÃO DE LUMINÁRIAS UN 600,00 7,00 27,29% 5.346, REMOÇÃO DE COBERTURA EM TELHAS DE FIBROCIMENTO M2 500,00 17,46 27,29% , REMOÇÃO DE COBERTURA EM TELHA CERÂMICA M2 300,00 3,54 27,29% 1.351, REMOÇÃO DE MADEIRAMENTO DE TELHADO M2 600,00 29,61 27,29% , REMOÇÃO DE ESQUADRIAS METÁLICAS (GRADES / PORTÕES) M2 500,00 14,49 27,29% 9.222, REMOÇÃO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS EXISTENTES VB 30,00 250,00 27,29% 9.546, REMOÇÃO DE LOUÇA SANITÁRIA UN 50,00 22,21 27,29% 1.413,56 ANEXO I-A Pág. 47/268

48 3.40 RETIRADA DE METAIS SANITÁRIOS UN 50,00 9,65 27,29% 614, REMANEJAMENTO DE DIVISÓRIAS DIVILUX M2 600,00 18,00 5,00 27,29% ,02 REMANEJAMENTO DE PORTAS DE 3.42 MADEIRA / DIVISÓRIAS UN 120,00 35,00 27,29% 5.346, REMANEJAMENTO DE PISO ELEVADO M2 500,00 16,00 27,29% ,20 REMANEJAMENTO DE GUICHÊS E 3.44 BALCÕES CJ 30,00 95,00 27,29% 3.627, REMANEJAMENTO DE BIOMBOS CJ 45,00 12,00 27,29% 687, REMANEJAMENTO DE PORTAS DE ESQUADRIAS DE VIDRO TEMPERADO OU LAMINADO CJ 40,00 65,00 27,29% 3.309, REMANEJAMENTO DE ESQUADRIAS DE VIDRO TEMPERADO/LAMINADO M2 80,00 55,00 25,00 27,29% 8.146, REMANEJAMENTO DE PORTAS GIRATÓRIAS (INCLUSIVE ADEQUAÇÃO DO CIRCUITO DE ALIMENTAÇÃO) CJ 5,00 850,00 27,29% 5.409, REMANEJAMENTO DE FORRO REMOVÍVEL M ,00 12,00 5,00 27,29% ,30 REMANEJAMENTO DE EQUIPAMENTOS DE 3.50 AUTO ATENDIMENTO UN 60,00 25,00 15,00 27,29% 3.054, MOVIMENTAÇÃO DE MOBILIÁRIO CJ 250,00 45,00 27,29% ,13 REMANEJAMENTO DE EQUIPAMENTO DE 3.52 SPLIT AMBIENTE, INCLUSIVE DRENO CJ 80,00 55,00 35,00 27,29% 9.164, REMANEJAMENTO DE LUMINÁRIAS UN 500,00 12,00 8,00 27,29% , REMANEJAMENTO DE GRELHAS E DIFUSORES UN 400,00 12,00 5,00 27,29% 8.655, RETIRADA DE ENTULHO ENSACADO PARA CAÇAMBA COM LIMPEZA DIÁRIA DA OBRA, INCLUINDO AUTORIZAÇÕES E LICENÇAS PERTINENTES MUNICIPAIS - PARA TODAS AS INTERVENÇÕES CONTRATADAS NECESSÁRIAS M3 145,00 30,48 65,00 27,29% ,79 4 INFRAESTRUTURA , FUNDAÇÕES , ESCAVAÇÃO MANUAL ATÉ 2,00M M3 25,00 16,00 3,85 27,29% 631, COMPACTAÇÃO DE ATERRO M3 15,00 10,81 4,28 27,29% 288, CONCRETO MAGRO M3 15,00 59,81 237,38 27,29% 5.674, ARMACAO DE AÇO CA-60 DIAM. 3,4 A 6,0MM.- FORNECIMENTO / CORTE (C/PERDA DE 10%) / DOBRA / COLOCAÇÃO KG 1.000,00 1,50 3,50 27,29% 6.364, ARMACAO DE AÇO CA-50, DIAM. 6,3 À 12,5MM (1/2) -FORNECIMENTO/ CORTE (PERDA DE 10%) / DOBRA / COLOCAÇÃO KG 1.000,00 1,50 3,50 27,29% 6.364, FORMA DE MADEIRA M2 400,00 16,35 25,70 27,29% , CONCRETO USINADO BOMBEADO FCK=15MPA, INCLUSIVE COLOCAÇÃO, ESPALHAMENTO E ACABAMENTO. (CONFORME NBR6118 PERMITIDO APENAS EM FUNDAÇÕES) M3 50,00 48,73 246,32 27,29% , CONCRETO USINADO BOMBEADO FCK=30MPA, INCLUSIVE COLOCAÇÃO, ESPALHAMENTO E ACABAMENTO. (CONFORME NBR6118 PERMITIDO APENAS EM FUNDAÇÕES) M3 80,00 47,91 302,92 27,29% , FUNDAÇÃO EM ALVENARIA DE PEDRA PARA MURO M2 30,00 24,77 48,68 27,29% 2.804,84 5 SUPER-ESTRUTURA ,68 ANEXO I-A Pág. 48/268

49 5.1 CONCRETO ARMADO , ARMACAO DE AÇO CA-60 KG 100,00 1,50 3,50 27,29% 636, ARMACAO DE AÇO CA-50 KG 100,00 1,50 6,50 27,29% 1.018, FORMA DE MADEIRA RESINADA M2 400,00 16,01 35,07 27,29% , CONCRETO USINADO BOMBEADO FCK=25MPA, INCLUSIVE COLOCAÇÃO, ESPALHAMENTO E ACABAMENTO. M3 50,00 15,02 300,11 27,29% , CONCRETO USINADO BOMBEADO FCK=30MPA, INCLUSIVE COLOCAÇÃO, ESPALHAMENTO E ACABAMENTO. M3 50,00 47,91 302,92 27,29% , LAJE PRÉ-MOLDADA TRELIÇADA CARGA 200KG/M2 M2 50,00 19,57 60,12 27,29% 5.071, LAJE PRÉ-MOLDADA TRELIÇADA CARGA 350KG/M2 M2 400,00 20,43 52,69 27,29% , LAJE PRÉ-MOLDADA TRELIÇADA CARGA 600KG/M2 M2 120,00 22,63 55,02 27,29% , ESCORAMENTO DE LAJE PRE MOLDADA COM PERFIL TUBULAR M2 400,00 5,92 57,28 27,29% , ESTRUTURA METÁLICA 9.368, PLATAFORMA METÁLICA PARA CONDENSADORAS E PARA RESERVATÓRIO D'ÁGUA, EM AÇO USI-SAC 300, PERFIL "U" ENRIJECIDO COM RESISTÊNCIA À CORROSÃO KG 250,00 1,10 8,48 27,29% 3.048, ESTRUTURA METÁLICA PARA REFORÇO ESTRUTURAL EM PERFIS AÇO "I" LAMINADO, INCLUSIVE PILARES KG 500,00 3,54 6,39 27,29% 6.319,95 6 PAREDES E PAINÉIS , ALVENARIA EM TIJOLO CERAMICO FURADO 10X20X20CM, 1/2 VEZ, ASSENTADO EM ARGAMASSA TRACO 1:4 (CIMENTO E AREIA) M2 300,00 13,69 20,65 27,29% , ALVENARIA EM BLOCO DE SILICIO CALCÁREO 10X30X50, ASSENTADA EM ARGAMASSA TRAÇO 1:4 (CIMENTO E AREIA) M2 65,00 13,25 61,68 27,29% 6.199, ALVENARIA DE ELEMENTO VAZADO TIPO VENEZIANA EM CONCRETO, INCLUSIVE TELA DE PROTEÇÃO INTERNA (SUBESTAÇÃO) M2 30,00 18,67 31,24 27,29% 1.905, CINTAMENTO DE PAREDES DE ALVENARIA ML 200,00 8,85 9,51 27,29% 4.674, VERGA RETA EM CONCRETO ARMADO M3 4,00 168,53 395,85 27,29% 2.873, PAREDES LEVES REVESTIDAS COM PAINÉIS DE GESSO ACARTONADO RESISTENTE À UMIDADE, 15MM, NAS 2 FACES COM PERFIS, SUPORTES DE SUSTENTAÇÃO, ACABAMENTO ENTRE O FORRO E A DIVISÓRIA DE GESSO, ACABAMENTOS DE CANTO E ACABAMENTO COM ENTRE A ESTRUTURA DE STEELFRAME. ESP.:95MM, REF.: KNAUFF, CÓD.: W111 OU EQUIVALENTE (ÁREAS MOLHADAS) M2 85,00 37,08 86,16 27,29% , PAREDES LEVES REVESTIDAS COM PAINÉIS DE GESSO ACARTONADO, 15MM, NAS 2 FACES COM PERFIS, SUPORTES DE SUSTENTAÇÃO, ACABAMENTO ENTRE O FORRO E A DIVISÓRIA DE GESSO, ACABAMENTOS DE CANTO E ACABAMENTO COM ENTRE A ESTRUTURA DE STEELFRAME. ESP.:95MM, REF.: KNAUFF, CÓD.: W111 OU M2 400,00 38,08 70,00 27,29% ,01 ANEXO I-A Pág. 49/268

50 EQUIVALENTE (ÁREAS SECAS) 6.8 PAREDES LEVES REVESTIDAS COM PAINÉIS DE GESSO ACARTONADO, 15MM, NAS 2 FACES COM PERFIS, SUPORTES DE SUSTENTAÇÃO, ACABAMENTO ENTRE O FORRO E A DIVISÓRIA DE GESSO, ACABAMENTOS DE CANTO E ACABAMENTO COM ENTRE A ESTRUTURA DE STEELFRAME. ESP.:95MM, REF.: KNAUFF, CÓD.: W111 OU EQUIVALENTE (ÁREAS SECAS) COM ISOLAMENTO ACÚSTICO EM FIBRA DE VIDRO ENSACADO M2 50,00 39,99 155,09 27,29% ,87 7 PORTAS, ESQUADRIAS E VIDROS , PORTAS E ESQUADRIAS DE MADEIRA , PM2 - FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE PORTA EM COMPENSADO NAVAL 20 MM, REVESTIDA COM LAMINADO MELAMÍNICO, EM AMBOS OS LADOS NA COR CINZA CLARO, INCLUSIVE FECHADURA E DOBRADIÇA DO TIPO VAI-VEM. (REF. 100 MAC DA FORMIPLAC OU EQUIVALETE). - (700X2100X30MM) UN 20,00 65,24 373,67 27,29% , PM2 - FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE PORTA EM COMPENSADO NAVAL 20 MM, REVESTIDA COM LAMINADO MELAMÍNICO, EM AMBOS OS LADOS NA COR CINZA CLARO, INCLUSIVE FECHADURA E DOBRADIÇA DO TIPO VAI-VEM. (REF. 100 MAC DA FORMIPLAC OU EQUIVALETE). - (800X2100X30MM) UN 70,00 65,24 427,06 27,29% , PM4 - FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE PORTA EM COMPENSADO NAVAL 20 MM, REVESTIDA COM LAMINADO MELAMÍNICO, EM AMBOS OS LADOS NA COR CINZA CLARO, INCLUSIVE FECHADURA E DOBRADIÇA DO TIPO VAI-VEM. (REF. 100 MAC DA FORMIPLAC OU EQUIVALETE). - (900X2100X30MM) INCLUSIVE PROTETOR DE IMPACTO EM CHAPA DE AÇO ESCOVADO -900X400 E= 0,79MM UN 10,00 65,24 494,49 27,29% 7.124, PORTAS E ESQUADRIAS DE FERRO E ALUMÍNIO ,25 PF1-800X2100MM - PORTA EM PERFIL REDONDO DE 5/8" A CASA 12CM E BARRAS TRANSVERSAIS A CASA 30CM, PARA SALA DO COFRE UN 5,00 29,20 271,66 27,29% 1.914, PF2 - FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE PORTA METÁLICA, FOLHA SIMPLES COM SISTEMA DE PROTEÇÃO ACÚSTICO E PROTEÇÃO ANTIFERRUGINOSA INCLUSO BATENTE, FERRAGENS E FECHADURAS - 900MMX2100MM - CASA DE MÁQUINAS, CONFORME ESPECIFICAÇÕES UN 4,00 330, ,13 27,29% , PF3 - FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE PORTA DE ALUMÍNIO TIPO VENEZIANA (0,90 X 2,10 M). INCLUSO BATENTE, FERRAGENS E FECHADURA TETRA - DEPÓSITO DE LIXO UN 5,00 59,96 326,72 27,29% 2.461,02 ANEXO I-A Pág. 50/268

51 PREGÃO ELETRÔNICO N.º 028/ GILOG/SA PF4 - FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE PORTA METÁLICA COM FOLHA DUPLA EM CHAPA LISA COM ISOLAMENTO ACÚSTICO CONTENDO BORRACHA EM TODO PERÍMETRO E PROTEÇÃO ANTIFERRUGINOSA. INCLUSO BATENTE, FERRAGENS E FECHADURAS - 1,50 X 2,10 M - SUBESTAÇÃO UN 3,00 31,79 425,54 27,29% 1.746,41 GRADE DE FERRO COM PERFIL REDONDO DE 5/8" A CADA 12CM E BARRAS TRANSVERSAIS A CADA 30CM M2 45,00 41,80 168,00 27,29% ,45 PORTÃO EXTERNO TIPO GRADE, EM BARRAS DE ALUMÍNIO ANODIZADO NATURAL M2 35,00 47,14 326,99 27,29% ,05 FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE MONTANTES EM ALUMÍNIO ANODIZADO NATURAL, PERFIL RETANGULA COM 50X100MM, ESP=2,00MM (CONTROLE DE ACESSO) ML 30,00 4,41 37,45 27,29% 1.598,51 FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE MONTANTES EM ALUMÍNIO ANODIZADO NATURAL, PERFIL RETANGULA COM 50X100MM, ESP=2,00MM (ESQUADRIAS) ML 25,00 4,41 37,45 27,29% 1.332,09 FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE ESQUADRIAS DE ALUMÍNIO COM ACABAMENTO ANODIZADO NATURAL FOSCO ,85 JANELA DE ALUMÍNIO COM 02 FOLHAS DE CORRER, VIDRO LAMINADO 8MM M2 10,00 48,00 615,00 27,29% 8.439,33 ESQUADRIA DE ALUMÍNIO ANODIZADO NATURAL FOSCO, TIPO MAXIM-AR, COM VIDRO FANTASIA CANELADO M2 25,00 54,14 318,82 27,29% , VIDRAÇARIA , PV1 -FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE PORTA DE VIDRO TEMPERADO 10 MM. 0,90 X 2,10 M, INCLUI: MAX DOBRADIÇA PIVOTANTE SUPERIOR - FIXAÇÃO COM QUATRO PARAFUSOS, REF. ELBER 1101G OU EQUIVALENTE, MAX DOBRADIÇA INFERIOR COM MIOLO DE INOX, REF. ELBER 1103G OU EQUIVALENTE, ACESSÓRIOS PARA FIXAÇÃO, MOLA DE PISO POTÊNCIA EN 2-5, PARA ATÉ 180KG DE PESO. REF. DORMA, MODELO BTS 75R OU EQUIVALENTE COM ABERTURA DE 180º, SEM TRAVA A 90º, TRINCO DE PISO E TRINCO SUPEIROR COM FECHADURA E COMPLEMENTOS (PORTA DE ENTRADA) UN 5,00 2, ,01 27,29% 7.458, PV2 - FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE PORTA DE VIDRO TEMPERADO 10MM. 0,70 X 2,10 M, INCLUI: MAX DOBRADIÇA PIVOTANTE SUPERIOR - FIXAÇÃO COM QUATRO PARAFUSOS, REF. ELBER 1101G OU EQUIVALENTE, MAX DOBRADIÇA INFERIOR COM MIOLO DE INOX, REF. ELBER 1103G OU EQUIVALENTE, ACESSÓRIOS PARA FIXAÇÃO, MOLA DE PISO POTÊNCIA EN 2-5, PARA ATÉ 180KG DE PESO. REF. DORMA, MODELO BTS 75R OU EQUIVALENTE COM ABERTURA DE 180º, SEM TRAVA A 90º, TRINCO DE PISO E TRINCO SUPEIROR COM FECHADURA E COMPLEMENTOS (PORTA DE ENTRADA) UN 10,00 2, ,26 27,29% ,58 ANEXO I-A Pág. 51/268

52 PREGÃO ELETRÔNICO N.º 028/ GILOG/SA PV3 - FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE PORTA DE VIDRO TEMPERADO 10MM. 0,75 X 2,10 M, INCLUI: MAX DOBRADIÇA PIVOTANTE SUPERIOR - FIXAÇÃO COM QUATRO PARAFUSOS, REF. ELBER 1101G OU EQUIVALENTE, MAX DOBRADIÇA INFERIOR COM MIOLO DE INOX, REF. ELBER 1103G OU EQUIVALENTE, ACESSÓRIOS PARA FIXAÇÃO, MOLA DE PISO POTÊNCIA EN 2-5, PARA ATÉ 180KG DE PESO. REF. DORMA, MODELO BTS 75R OU EQUIVALENTE COM ABERTURA DE 180º, SEM TRAVA A 90º, TRINCO DE PISO E TRINCO SUPEIROR COM FECHADURA E COMPLEMENTOS (PORTA DE EMERGÊNCIA) UN 10,00 3, ,25 27,29% ,67 FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE PAINEL EM VIDRO TEMPERADO 10MM. INCLUINDO: FERRAGENS EM LATÃO MACIÇO, PERFÍS EM ALUMINIO ANODIZADO NA COR NATURAL FOSCO E DEMAIS ACESSÓRIOS PARA INSTALAÇÃO CONFORME APRESENTADO NO PROJETO. M2 100,00 17,24 318,63 27,29% ,89 FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE ESQUADRIA COM PERFIS DE ALUMÍNIO 10X50MM E VIDRO LAMINADO 8MM (4+PVB+4)MM OU TEMPERADO DE 10MM - FECHAMENTO DOS CAIXAS M2 50,00 60,71 328,58 27,29% ,36 FORNECIMENTO DE VIDRO FANTASIA TIPO CANELADO M2 20,00 6,42 54,54 27,29% 1.551,92 FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE VIDRO LISO COMUM DE 4MM M2 20,00 6,69 61,68 27,29% 1.740, FERRAGENS 5.358,65 MOLA AÉREA MODELO MA-200 DA DORMA OU EQUIVALENTE UN 35,00 17,28 103,00 27,29% 5.358,65 8 REVESTIMENTOS DE FORRO , FORRO MINERAL MODULAR EM PLACAS, COM RESISTÊNCIA À UMIDADE E PINTURA DE PROTEÇÃO ANTIFUNGO/MOFOS, RESISTÊNCIA AO FOGO CLASSE A, MODULAÇÃO 625MM X 625MM X 16 MM COM ACABAMENTO BORDA BEVELED TEGULAR, COR: BRANCO (WH), REF.:ARMSTRONG, CÓD.:GEORGIAN HUMIGUARD PLUS OU EQUIVALENTE M2 50,00 19,00 75,00 27,29% 5.982, FORRO MINERAL MODULAR EM PLACAS, COM RESISTÊNCIA À UMIDADE E PINTURA DE PROTEÇÃO ANTIFUNGO/MOFOS, RESISTÊNCIA AO FOGO CLASSE A, MODULAÇÃO 625MM X 1250MM X 16 MM COM ACABAMENTO BORDA BEVELED TEGULAR, COR: BRANCO (WH), REF.:ARMSTRONG, CÓD.:GEORGIAN HUMIGUARD PLUS OU EQUIVALENTE M ,00 19,00 67,00 27,29% , FORRO DE GESSO MODULAR REMOVÍVEL, COM REVESTIMENTO VINÍLICO, RESISTÊNCIA AO FOGO CLASSE A, MODULAÇÃO 625MM X 1250MM X 6,5MM COM ACABAMENTO COM BORDA RETA, COM ACABAMENTO VINÍLICO LISO, CÓD.: TECHNIFORRO, REF.: KNAUFF OU EQUIVALENTE M2 250,00 16,66 45,50 27,29% , FORRO EM PLACAS DE GESSO TIPO M2 50,00 5,46 16,91 27,29% 1.423,74 ANEXO I-A Pág. 52/268

53 STANDART ENCAIXE MACHO/FÊMEA 9 REVESTIMENTOS DE PAREDE , CHAPISCO EM PAREDES TRACO 1:3 (CIMENTO E AREIA), ESPESSURA 0,5CM, PREPARO MECANICO M ,00 4,89 1,40 27,29% 8.006, EMBOCO PAULISTA (MASSA UNICA) TRACO 1:1:4 (CIMENTO, CAL E AREIA), ESPESSURA 2,0CM, PREPARO MECANICO M ,00 5,43 10,88 27,29% , CERÂMICA PARA PAREDE BRANCO RETIFICADO ACETINADO, LINHA WHITE HOME GLACIER 30X40, REF.: PORTOBELLO OU EQUIVALENTE, INCLUI REJUNTAMENTO M2 450,00 10,66 25,52 27,29% , CERÂMICA PARA PAREDE BRANCO, LINHA PLURAL BRANCO BRILHANTE 4,5X4,5 REF.: PORTOBELLO OU EQUIVALENTE, INCLUI REJUNTAMENTO M2 250,00 22,46 34,59 27,29% , FILETE EM GRANITO CINZA ANDORINHA COM H= 10CM, BORDAS ABAOLADAS ML 80,00 7,21 31,06 27,29% 3.897, REVESTIMENTO DE PILARES COM LAMINADO MELAMÍNICO CINZA CRISTAL, COLADOS EM CHAPA DE MADEIRA COMENSADA DE 10MM E ACABAMENTO DE QUINAS COM PERFIL "L" ALUMÍNIO ANODIZADO NATURAL FOSCO, COLADO COM SILICONE M2 80,00 33,82 87,70 27,29% , REVESTIMENTO DE PAREDES EM PAINÉIS DE ACM (MATERIAL COMPOSTO DE ALUMÍNIO), COM ESPESSURA DE CHAPA DE 4MM E ACABAMENTO ANODIZADO AZUL OU PRaTA, PADRÃO CAIXA, INCLUSIVE ESTRUTURA DE FIXAÇÃO M2 60,00 45,00 290,00 27,29% ,29 10 COBERTURA , FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE CALHA EM AÇO ZINCADO, CORTE 100, ESPESSURA 0,8 MM M 40,00 32,68 9,52 27,29% 2.148, FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE RUFO EM AÇO ZINCADO, CORTE 50, ESPESSURA 0,8 MM. (PLATIBANDA E COBERTURA) M 40,00 11,79 13,28 27,29% 1.276, FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE PINGADEIRA(CHAPIM) EM ARGAMASSA. (PLATIBANDA E COBERTURA) M 60,00 18,83 1,66 27,29% 1.564, TELHA FIBROCIMENTO ONDULADA DE 6MM, INCLUSIVE PARAFUSOS PARA FIXAÇÃO M2 200,00 13,67 17,90 27,29% 8.037, CALHA EM CONCRETO ML 100,00 14,45 78,13 27,29% , RUFO EM CONCRETO L= 30CM ML 100,00 2,69 24,57 27,29% 3.469, MADEIRAMENTO PARA TELHA FIBROCMENTO M2 100,00 43,29 53,75 27,29% , TELHA EM ALUMÍNIO TIPO "SANDUICHE"ENCHIMENTO EM POLIURETANO M2 200,00 53,97 92,27 27,29% , ESTRUTURA METÁLICA PARA COBERTURA EM TELHA DE ALUMÍNIO M2 200,00 58,32 192,56 27,29% ,03 11 IMPERMEABILIZAÇÕES E TRATAMENTOS , IMPERMEABILIZAÇÃO COM MANTA À BASE DE ASLFALTO MODIFICADO COM ELASTÔMEROS, ESTRUTURADA COM UMA ARMADURA NÃO TECIDA DE FILAMENTOS DE POLIÉSTER, COM ACABAMENTO ALUMINIZADO PARA APLICAÇÃO A QUENTE - M2 400,00 5,31 27,81 27,29% ,38 ANEXO I-A Pág. 53/268

54 TIPO III 3 MM, REF.: DENVERMANTA ELASTIC AL OU EQUIVALENTE ARGAMASSA POLIMÉRICA BICOMPONENTE, À BASE DE CIMENTO, AGREGADOS MINERAIS INERTES, POLÍMEROS ACRÍLICOS E ADITIVOS, REF.: DENVERTEC 100 OU EQUIVALENTE (PISOS DAS ÁREAS MOLHADAS) M2 400,00 3,46 11,44 27,29% 7.586,48 TRATAMENTO TÉRMICO EM LAJE DE COBERTURA COM PLACAS DE POLIESTIRENO EXPANDIDO ALTA DENSIDADE COM 50MM DE ESPESSURA, APLICADO COM FRIO ASFALTO M2 200,00 5,01 24,20 27,29% 7.436,28 EXECUÇÃO DE PINTURA COM ECO TINTA REFLETIVA E IMPERMEABILIZANTE ALTA CAMADA (MÍNIMO 6 DEMÃOS), APLICADAS COM PISTOLA, NA COR BRANCA, REF.: TELHADO BRANCO DA HYDRONORTH, INCLUSIVE COM LIMPEZA PRÉVIA OU EQUIVALENTE (SOBRE LAJE DE COBERTURA) M2 200,00 5,35 9,30 27,29% 3.729,60 EXECUÇÃO DE PINTURA COM ECO TINTA REFLETIVA E IMPERMEABILIZANTE BAIXA CAMADA, APLICADAS COM PISTOLA, NA COR BRANCA, REF.: TELHADO BRANCO DA HYDRONORTH, INCLUSIVE COM LIMPEZA PRÉVIA OU EQUIVALENTE (SOBRE TELHAS) M2 500,00 3,45 6,00 27,29% 6.014,45 12 PISOS INTERNOS , PREPARO DE SUPERFÍCIE , CONTRAPISO, ESPESSURA= 5CM M3 30,00 87,10 195,03 27,29% , CAMADA DE REGULARIZACAO PARA ASSENTAMENTO DE PISO/BASE EM ARGAMASSA TRAÇO 1:3, ESP.: 3,0CM, PREPARO MANUAL M ,00 7,47 8,12 27,29% , ENCHIMENTO DE PISO PARA NIVELAMENTO COM PLACAS DE POLIESTIRENO ESPANDIDO M2 50,00 7,50 55,60 27,29% 4.016, REVESTIMENTOS , GRANITO POLIDO CINZA ANDORINHA, PLACAS DE 600X600MM M2 30,00 1,41 94,12 27,29% 3.648, PISO PODOTÁTIL EM, PLACA CIMENTÍCIA 25X25CM, COR AMARELO, REF: ANDALUZ OU EQUIVALENTE, CONFORME PROJETO- (ALERTA) UN 40,00 0,49 3,41 27,29% 198, PISO PODOTÁTIL EM, PLACA CIMENTÍCIA 25X25CM, COR AMARELO, REF: ANDALUZ OU EQUIVALENTE, CONFORME PROJETO- (DIRECIONAL) UN 60,00 0,49 3,41 27,29% 297, PISO PODOTÁTIL EM POLIÉSTER, PLACAS 25X25CM, COR AZUL, ADEVISADO COM FITA DUPLA FACE DE ALTA RESISTÊNCIA, REF: ANDALUZ OU EQUIVALENTE, CONFORME PROJETO- (ALERTA) UN 250,00 0,60 6,39 27,29% 2.226, PISO PODOTÁTIL EM POLIÉSTER, PLACAS 25X25CM, COR AZUL, ADEVISADO COM FITA DUPLA FACE DE ALTA RESISTÊNCIA, REF: ANDALUZ OU EQUIVALENTE, CONFORME UN 600,00 0,60 6,39 27,29% 5.342,60 ANEXO I-A Pág. 54/268

55 PROJETO- (DIRECIONAL) GRANITO CINZA ANDORINHA LEVIGADO, PLACAS DE 500X500MM (PATAMAR ENTRADA) M2 20,00 24,79 266,61 27,29% 7.418, BLOCO DE CONCRETO INTERTRAVADO PAVER HOLLAND 08, 98X198CM E ESPESSURA 8CM, RESISTÊNCIA DE NO MÍNIMO 35MPA COR: 08 CINZA, REF. PAVER, CÓD.: PH08CZ OU EQUIVALENTE COM CAMA DE AREIA M2 200,00 4,79 41,56 27,29% , CERÂMICA PARA PISO, CARGO PLUS COR GRAFITE, PEI 5, 35,5X35,5CM, REF.: ELIANE OU EQUIVALENTE M2 500,00 17,00 32,90 27,29% , PORCELANATO ALUMINIO PO, COM 50X50CM, DA ELIANE, OU EQUIVALENTE M ,00 19,00 86,49 27,29% , DEGRAUS EM GRANITO POLIDO CINZA ANDORINHA COM FRIZO ANTI-DERRAPANTE DE 5CM NA BORDA, L= 30CM ML 80,00 18,60 93,11 27,29% , ESPELHO DE ESCADA EM GRANITO POLIDO CINZA ANDORINHA ML 80,00 24,61 63,73 27,29% 8.995, PATAMAR DE ESCADA EM GRANITO POLIDO CINZA ANDORINHA, INCLUSIVE FRIZO ANTI-DERRAPANTE NA BORDA M2 10,00 1,41 94,12 27,29% 1.216, FITA ANTI-DERRAPANTE NA COR AMARELO FLUORESCENTE, APLICAR NAS BORDAS DE DEGRAUS DE ESCADA ML 80,00 0,55 5,86 27,29% 652,74 13 RODAPÉS, SOLEIRAS E PEITORIS , RODAPÉS ,06 RODAPÉ EM GRANITO CINZA ANDORINHA, MM DE ALTURA. M 500,00 2,53 32,89 27,29% , SOLEIRAS 3.238, SOLEIRA EM GRANITO COM BORDAS E FACE SUPERIOR POLIDAS, 20MM DE ESPESSURA, L= 15CM PADRÃO CINZA ANDORINHA M 80,00 2,55 21,37 27,29% 2.435, SOLEIRA EM GRANITO COM BORDAS E FACE SUPERIOR POLIDAS, 20MM DE ESPESSURA, L= 27CM PADRÃO CINZA ANDORINHA M 20,00 2,55 28,98 27,29% 802, PEITORIS 3.750,47 PEITORIL EM GRANITO POLIDO CINZA ANDORINHA, COM REBAIXO E PINGADEIRA ML 80,00 3,37 33,46 27,29% 3.750,47 14 DIVISÓRIAS E PISOS FALSOS , DIVISÓRIAS , DIVISÓRIA COM SISTEMA DE ENCAIXE ENTRE PAINÉIS MODULARES E ESTRUTURA METÁLICA, TIPO NAVAL, COM PAINÉIS DUPLA FACE COM ESPESSURA DE 35MM MODULADAS DE EIXO A EIXO 1220MM, REQUADRO EM CHAPA ISOLANTE DE FIBRA DE MADEIRA, REVESTIDO EM CHAPA DE MADEIRA PRENSADA COM 3 MM DE ESPESSURA COM ACABAMENTO EM LAMINADO MELAMÍNICO DE BAIXA PRESSÃO PRENSADO A QUENTE NA CHAPA, TORNANDO-SE UM SÓ CORPO,COMPOSTO M2 900,00 39,29 179,00 27,29% ,21 ANEXO I-A Pág. 55/268

56 POR CHAPA DURA DE FIBRAS DE EUCALIPTO PRENSADAS COM ACABAMENTO EM RESINA MELAMÍNICA DE BAIXA PRESSÃO, NA COR CRISTAL OU OUTRA DE QUALIDADE EQUIVALENTE OU SUPERIOR ( TIPO BP- PLUS). ESTRUTURA COM PERFIS DE ALUMÍNIO ANODIZADO NATURAL FOSQUEADO, PODENDO OS MONTANTES/ TRAVESSAS E RODAPÉS SEREM DUPLOS OU SIMPLES, DE ACORDO COM O PADRÃO A SER INSTALADO DIVISÓRIA COM SISTEMA DE ENCAIXE ENTRE PAINÉIS MODULARES E ESTRUTURA METÁLICA, TIPO NAVAL, COM PAINÉIS DUPLA FACE COM ESPESSURA DE 35MM MODULADAS DE EIXO A EIXO 1220MM, REQUADRO EM CHAPA ISOLANTE DE FIBRA DE MADEIRA, REVESTIDO EM CHAPA DE MADEIRA PRENSADA COM 3 MM DE ESPESSURA COM ACABAMENTO EM LAMINADO MELAMÍNICO DE BAIXA PRESSÃO PRENSADO A QUENTE NA CHAPA, TORNANDO-SE UM SÓ CORPO,COMPOSTO POR CHAPA DURA DE FIBRAS DE EUCALIPTO PRENSADAS COM ACABAMENTO EM RESINA MELAMÍNICA DE BAIXA PRESSÃO, NA COR CRISTAL OU OUTRA DE QUALIDADE EQUIVALENTE OU SUPERIOR ( TIPO BP- PLUS). ESTRUTURA COM PERFIS DE ALUMÍNIO ANODIZADO NATURAL FOSQUEADO, PODENDO OS MONTANTES/ TRAVESSAS E RODAPÉS SEREM DUPLOS OU SIMPLES, DE ACORDO COM O PADRÃO A SER INSTALADO, INCLUSIVE PORTAS (BOX SANITÁRIOS) M2 50,00 57,17 191,90 27,29% ,06 PORTA DE DIVISÓRIAS MESMO MATERIAL DAS DIVISÓRIAS TIPO BP-PLUS COM0, 80X1,60M UN 5,00 48,23 346,00 27,29% 2.509,08 PORTA DE DIVISÓRIAS MESMO MATERIAL DAS DIVISÓRIAS TIPO BP-PLUS COM0, 80X2,10M UN 50,00 48,23 455,00 27,29% , PISOS FALSOS , PISO ELEVADO EM PLACAS DE AÇO COM ENCHIMENTO EM CONCRETO CELULAR, 600MM X 600MM, H=280MM, REVESTIDO EM LAMINADO MELAMÍNICO FENÓLICO DE ALTA PRESSÃO ANTIESTÁTICO, COR: ARGILA, REF.: TATE OU EQUIVALENTE M2 120,00 29,25 225,00 27,29% , ACABAMENTO VERTICAL PARA FECHAMENTO DO PISO ELEVADO EM CHAPA COMPENSADA DE 15MM, REVESTIDA COM LAMINADO MELAMÍNICO MESMO MATERIAL DO PISO ELEVADO ML 15,00 6,44 35,00 27,29% 791,23 15 PINTURA , PINTURA ACRÍLICA, LINHA SELFCOLOR, ACABAMENTO FOSCO, CÓD.:K003 (AZUL) OU F164 (BRANCO GELO),REF.: SUVINIL OU EQUIVALENTE, INCLUI EMASSAMENTO M ,00 8,24 8,13 27,29% ,06 ANEXO I-A Pág. 56/268

57 PREGÃO ELETRÔNICO N.º 028/ GILOG/SA PINTURA ACRÍLICA, ACABAMENTO ACETINADO, COR: BRANCO NEVE,.REF.: SUVINIL OU EQUIVALENTE, INCLUI EMASSAMENTO M2 300,00 6,82 8,13 27,29% 5.708,96 PINTURA 100% ACRÍLICA ACABAMENTO FOSCO SEM EMASSAMENTO M2 200,00 5,33 5,83 27,29% 2.841,11 PINTURA ACRÍLICA EM PAREDES EXTERNAS, ACABAMENTO FOSCO, NA COR BRANCO GELO, INCLUSIVE TRATAMENTO ANTI-PICHAÇÃO M2 250,00 13,97 55,00 27,29% ,98 PINTURA ESMALTE ACETINADO EM ESQUADRIAS METÁLICAS, NA COR PLATINA, INCLUSIVE PRIME ANTI-CORROSIVO M2 400,00 7,02 17,73 27,29% ,71 PINTURA ESMALTE ACETINADO EM ESQUADRIAS MADEIRA, NA COR PLATINA, INCLUSIVE PREPARO E MASSA M2 200,00 7,02 17,73 27,29% 6.300,86 PINTURA PISO A BASE DE BORRACHA CLORADA NA COR CONCRETO M2 80,00 11,55 4,73 27,29% 1.657,82 16 CARPINTARIA E MARCENARIA , FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE ARMÁRIO DA COPA EM MDF REVESTIDO EM LAMINADO NA COR BRANCO E INTERNAMENTE LAMINADO BRILHANTE NA COR BRANCO, INCLUSIVE PRATELEIRAS, SOB E SOBRE BANCADA DA PIA, COM 0,60 M (PROFUNDIDADE) PORTAS E 3 GAVETAS M2 25,00 25,70 629,00 27,29% , FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE ARMÁRIO DOS SANITÁRIOS EM MDF REVESTIDO EM LAMINADO NA COR BRANCO E INTERNAMENTE LAMINADO BRILHANTE NA COR BRANCO, INCLUSIVE PRATELEIRAS, SOB BANCADA DA PIA COM 4 PORTAS M2 30,00 25,70 550,00 27,29% ,26 17 SERRALHERIA , BICICLETÁRIO EM SUPORTES DE AÇO CARBONO 2" COM PINTURA AUTOMOTIVA NAS CORES CINZA ESCURO E BRANCO UN 8,00 130,00 450,00 27,29% 5.906, PÁRA-RODAS EM TUBO METÁLICO 2" COM PINTURA COR AMARELA UN 30,00 29,32 112,56 27,29% 5.417, ESCADA TIPO MARINHEIRO EM ACO CA-50 12,5", INCLUSO PINTURA COM FUNDO ANTI- OXIDANTE, H=6,20M M 15,00 47,40 119,63 27,29% 3.189, GRADE DE PROTEÇÃO PARA JANELAS EM FERRO GALVANIZADO CHATO SEÇÃO1.1/4 X 5/16 FIXADAS ATRAVÉS DE PARAFUSO ROSCA SOBERBA GALVAN COM BUCHA DE NYLON FISCHER S-10 OU EQUIVALENTE M2 40,00 43,32 241,65 27,29% , GUARDA CORPO DUPLO EM PERFIL TUBULAR DE AÇO INOX ESCOVADO, INCLUSIVE MONTANTES VERTICAIS (RAMPAS PNE) M2 25,00 28,39 425,00 27,29% , GUARDA CORPO / CORRIMÃO EM PERFIL TUBULAR DE AÇO INOX ESCOVADO, INCLUSIVE MONTANTES VERTICAIS ML 50,00 28,81 385,70 27,29% , CORRIMÃO EM PERFIL TUBULAR DE AÇO INOX ESCOVADO 11/2" (FIXADOS EM PAREDES) ML 80,00 24,94 255,00 27,29% , ALÇAPÃO EM FERRO 0,8MX0,8M, INCLUSO FERRAGENS UN 5,00 37,62 863,20 27,29% 5.733,25 18 DIVERSOS ,36 ANEXO I-A Pág. 57/268

58 PREGÃO ELETRÔNICO N.º 028/ GILOG/SA MEIO-FIO DE CONCRETO PRE-MOLDADO 12 X 30 CM, SOBRE BASE DE CONCRETO SIMPLES E REJUNTADO COM ARGAMASSA TRACO 1:3 (CIMENTO E AREIA) M 35,00 3,98 15,78 27,29% 880,34 EXECUÇÃO DE PASSEIO EM PLACAS DE CONCRETO COM 100X100CM, JUNTAS PLÁSTICAS M2 100,00 16,85 31,14 27,29% 6.108,65 EXECUÇÃO DE PAVIMENTAÇÃO EXTERNA EM BLOCOS INTER-TRAVADAS, SOBRE COXIM DE AREIA M2 80,00 21,46 35,51 27,29% 5.801,37 EXECUÇÃO DE PAVIMENTAÇÃO EXTERNA EM PLACAS INTER-TRAVADAS DO TIPO ECOLÓGICO, SOBRE COXIM DE AREIA M2 50,00 21,46 35,51 27,29% 3.625,86 EXECUÇÃO DE GRAMA E TERRA VEGETAL EM PAVIMENTAÇÃO ECOLÓGICA M2 50,00 0,61 3,25 27,29% 245,67 ALUGUEL, MONTAGEM E DESMONTAGEM DE ANDAIMES TUBULARES PARA SERVIÇOS EM FACHADAS M2 50,00 1,79 2,95 27,29% 301,68 FLOREIRA MÉDIA ARTIFICIAL TIPO YUCCA- ARECA-BAMBU, INCLUSIVE VASO CERÂMICO COM PINTURA AUTOMOTIVA NA COR PRATA E RODÍZIOS, CONFORME ESPECIFICAÇÕES CJ 10,00 11,00 750,00 27,29% 9.686,77 FLOREIRA PEQUENA DE MESA TIPO ORQUÍDEA, NAS CORES ROSA PINK, AMARELO E BRANCA, CONFORME ESPECIFICAÇÕES CJ 20,00 10,00 180,00 27,29% 4.837,02 19 LIMPEZA GERAL , LIMPEZA PERMANENTE E FINAL DA OBRA M ,00 9,97 0,36 27,29% ,11 20 INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS E SANITÁRIAS , ÁGUA FRIA ,62 HIDROMETRO 3/4" COM ABRIGO E TAMPA T-13 (PADRÃO CONCESSIONARIA LOCAL) CJ 3,00 2,90 165,00 27,29% 641, REGISTRO ESFERA 1" UN 3,00 8,49 35,20 27,29% 166, REGISTRO ESFERA 2" UN 3,00 11,10 126,31 27,29% 524, REGISTRO ESFERA 2.1/2" UN 3,00 8,49 349,16 27,29% 1.365, REGISTRO ESFERA 3/4" UN 3,00 8,49 24,86 27,29% 127, REGISTRO GAVETA 1.1/2" UN 3,00 12,95 55,32 27,29% 260, REGISTRO GAVETA 1.1/4" UN 3,00 11,59 52,43 27,29% 244, REGISTRO GAVETA 1/2" UN 15,00 15,67 103,64 27,29% 2.278, REGISTRO GAVETA 1" UN 20,00 11,59 26,29 27,29% 964, REGISTRO GAVETA 3/4" UN 30,00 10,06 53,06 27,29% 2.410, REGISTRO PRESSÃO 1/2" UN 15,00 8,86 23,22 27,29% 612, TORNEIRA BOIA 3/4" UN 20,00 8,86 24,36 27,29% 845, TUBO 20MM INCL. CONEXÕES M 150,00 6,01 4,77 27,29% 2.058, TUBO 25MM INCL. CONEXÕES M 150,00 6,01 3,36 27,29% 1.789, TUBO 32MM INCL. CONEXÕES M 150,00 6,76 7,16 27,29% 2.657, TUBO 40MM INCL. CONEXÕES M 50,00 7,51 9,74 27,29% 1.097, TUBO 50MM INCL. CONEXÕES M 40,00 9,01 10,69 27,29% 1.003, TUBO 60MM INCL. CONEXÕES M 40,00 10,51 19,81 27,29% 1.543, TUBO 75MM INCL. CONEXÕES M 20,00 12,02 30,31 27,29% 1.077, TUBO DE DESCARGA 38MM M 20,00 5,26 4,70 27,29% 253,56 VALVULA DE RETENÇÃO 2" SOLDÁVEL EM PVC UN 4,00 10,11 62,81 27,29% 371,28 ANEXO I-A Pág. 58/268

59 PREGÃO ELETRÔNICO N.º 028/ GILOG/SA CAIXA D'ÁGUA EM FIBRA DE VIDRO CAPACIDADE DE 1000L UN 4,00 120,00 400,00 27,29% 2.647,63 CAIXA D'ÁGUA EM FIBRA DE VIDRO CAPACIDADE DE 2000L UN 1,00 185,00 900,00 27,29% 1.381, VÁLVULA DE PÉ COM CRIVO DE DIAM 1" UN 1,00 38,00 86,00 27,29% 157,84 BOMBA CENTRÍFUGA VAZÃO = LITROS / H HM= 12mca POT 1/2CV PÇ 1,00 120,00 850,00 27,29% 1.234, ESGOTO , TUBO 100MM INCL. CONEXÕES M 100,00 16,37 11,04 27,29% 3.489, TUBO 75MM INCL. CONEXÕES M 50,00 15,77 9,67 27,29% 1.619, TUBO 50MM INCL. CONEXÕES M 80,00 11,27 7,47 27,29% 1.908, TUBO 40MM INCL. CONEXÕES M 80,00 9,01 4,53 27,29% 1.378, TUBO 32MM INCL. CONEXÕES M 60,00 6,34 6,64 27,29% 991, CORPO CAIXA SIFONADA 150X150X50MM COM GRELHA ABRE E FECHA EM INOX UN 50,00 7,22 16,71 27,29% 1.523, CORPO CAIXA SIFONADA 100X150X50MM COM TAMPA DE ALUMÍNIO UN 40,00 7,53 27,80 27,29% 1.798, CORPO CAIXA SIFONADA 150X150X50MM COM TAMPA EM ALUMINIO UN 30,00 7,22 16,71 27,29% 913, CORPO CAIXA SIFONADA 100X100X50MM COM GRELHA ABRE E FECHA EM INOX UN 50,00 14,44 9,60 27,29% 1.530, CAIXA DE GORDURA EM PVC FAB. TIGRE UN 15,00 28,88 20,24 27,29% 937, CAIXA DE GORDURA EM ALVENARIA 600X600X600MM CJ 10,00 33,06 145,85 27,29% 2.277, CAIXA DE PASSAGEM EM ALVENARIA 600X600X600MM CJ 20,00 33,06 128,30 27,29% 4.107, CAIXA DE INSPEÇÃO EM ALVENARIA 600X600MM COM TAMPA T-33 COM INSCRIÇÃO ESGOTO UN 10,00 39,44 49,43 27,29% 1.131, ÁGUAS PLUVIAIS , RALO SEMISFERICO EM FF 100MM UN 10,00 1,65 11,70 27,29% 169, RALO HEMISFÉRICO EM PVC 75 MM UN 15,00 22,06 145,85 27,29% 3.205, RALO HEMISFÉRICO EM PVC 100 MM UN 25,00 33,06 145,85 27,29% 5.693, TUBO 100MM INCL. CONEXÕES M 100,00 16,37 11,04 27,29% 3.489, TUBO 100MM REFORÇADO SEM CONE M 35,00 4,43 16,35 27,29% 925, TÊ DE INSPEÇÃO EM PVC 100X75MM UN 25,00 4,88 32,50 27,29% 1.189, TERMINAL DE VENTILAÇÃO 75MM UN 25,00 3,41 2,73 27,29% 195, CAIXA DE ALVENARIA COM AREIA COM TAMPA T-33 D.600X600XVAR.MM UN 10,00 31,98 98,45 27,29% 1.660, CAIXA DE ALVENARIA COM BRITA, INCLUSIVE TAMPA D. 600X600XVAR MM UN 10,00 31,98 98,45 27,29% 1.660, TUBO 150MM REFORÇADO M 20,00 5,50 24,19 27,29% 755, TUBO 100MM REFORÇAD0 M 25,00 4,43 16,35 27,29% 661, TUBO 200MM REFORÇADO M 15,00 5,50 43,14 27,29% 928, EQUIPAMENTOS SANITÁRIOS E DE COPA/COZINHA , Louças BACIA CONVENCIONAL LINHA VOGUE PLUS COR BRANCO GELO. CÓD.: P5, REF.:DECA OU EQUIVALENTE UN 5,00 30,92 77,49 27,29% 689,98 BACIA SANITÁRIA EM LOUÇA BRANCA COM CAIXA ACOPLADA, INCLUSIVE ASSENTO, DECA OU EQUIVALENTE UN 10,00 60,97 225,38 27,29% 3.644,95 ANEXO I-A Pág. 59/268

60 PREGÃO ELETRÔNICO N.º 028/ GILOG/SA BACIA CONVENCIONAL LINHA CONFORTO SEM ABERTURA FRONTAL COR GELO BRANCO, REF.: DECA OU EQUIVALENTE UN 5,00 21,01 524,25 27,29% 3.470,31 CUBA DE EMBUTIR REDONDA COR BRANCO GELO GE 17 CÓD.: GE 17 L56, REF.:DECA OU EQUIVALENTE UN 10,00 45,87 447,63 27,29% 6.281,76 CUBA OVAL DE EMBUTIR OVAL COR BRANCO GELO DECA OU EQUIVALENTE UN 10,00 38,07 293,33 27,29% 4.218,39 MICTÓRIO CONVENCIONAL COM SIFÃO INTEGRADO, COR BRANCO GELO. CÓD.: M712, REF.: DECA OU EQUIVALENTE UN 5,00 48,06 100,49 27,29% 945,45 LAVATÓRIO COM COLUNA SUSPENSA COR BRANCO GELO CÓD.: L251 + CS 1 V, REF.: DECA OU EQUIVALENTE UN 10,00 49,57 191,52 27,29% 3.068,83 LAVATÓRIO COM COLUNA COR BRANCO GELO, LINHA RAVENA, DECA OU EQUIVALENTE UN 3,00 49,57 215,00 27,29% 1.010,31 TANQUE 30 LITROS COR GELO BRANCO CÓD.: TQ03, REF.: DECA + COLUNA CÓD.: CT25, REF.: DECA OU EQUIVALENTE UN 5,00 45,06 143,72 27,29% 1.201,49 Metais CUBA RETANGULAR DE COZINHA, AÇO INOX COM ACAB. ALTO BRILHO DIM. 40X34X17 CM, REF.: TRAMONTINA OU EQUIVALENTE UN 5,00 15,02 51,76 27,29% 425,02 CAIXA DE DESCARGA DE EMBUTIR LINHA MONTREAL 9001M DA MONTANA UN 5,00 38,50 288,00 27,29% 2.078,01 LIGAÇÃO FLEXÍVEL, COMPRIMENTO 30CM, CÓD.: 4606C, REF.: DECA OU EQUIVALENTE UN 40,00 2,25 14,86 27,29% 871,17 REGISTRO DE GAVETA, LINHA SPOT REF.: DECA OU EQUIVALENTE UN 15,00 9,16 43,17 27,29% 999,16 REGISTRO DE PRESSÃO, LINHA SPOT REF.: DECA OU EQUIVALENTE UN 5,00 9,89 42,71 27,29% 334,77 SIFÃO PARA COZINHA, 1 1/2" E 2", CÓD.: 1680.C.112, REF.: DECA OU EQUIVALENTE UN 5,00 7,51 76,60 27,29% 535,32 SIFÃO CROMADO P/ LAVATÓRIO DECA 1680 DIAM. 1.1/4" UN 35,00 12,10 128,00 27,29% 6.241,67 SIFÃO CROMADO P/ TANQUE DECA 1680 DIAM. 1.1/4" UN 5,00 12,10 128,00 27,29% 891,67 VÁLVULA DE ESCOAMENTO PARA PIA DE COZINHA CÓD.: 1602C, REF.:DECA OU EQUIVALENTE UN 5,00 4,51 26,19 27,29% 195,39 VÁLVULA CROMADA P/ LAVATÓRIO DECA 1603 UN 50,00 7,70 35,50 27,29% 2.749,46 RALO SIFONADO, 15CMX15CM, ACABAMENTO CROMADO, CÓD,: 119-A, REF.: MOLDENOX OU EQUIVALENTE UN 35,00 10,31 18,50 27,29% 1.283,54 TORNEIRA PARA LAVATÓRIO DE MESA FECHAMENTO AUTOMÁTICO DECAMATIC CÓD C REF: DECA OU EQUIVALENTE UN 40,00 15,00 396,40 27,29% ,84 TORNEIRA, LINHA PRESSMATIC BENEFIT CHROME, CÓD.: ) REF.: DOCOL OU EQUIVALENTE UN 5,00 39,80 402,08 27,29% 2.812,35 TORNEIRA PARA COZINHA DE MESA, TIPO BICA MÓVEL, LINHA TARGA, CÓD.: 1167.C40.CR, REF.: DECA OU EQUIVALENTE UN 10,00 7,51 196,36 27,29% 2.595,06 TORNEIRA DE PAREDE C/ AREJADOR LINHA TARGA, CÓD.: 11599, REF.: DECA OU EQUIVALENTE UN 5,00 7,51 55,31 27,29% 399, TORNEIRA PARA JARDIM UN 10,00 4,95 40,00 27,29% 572,17 ANEXO I-A Pág. 60/268

61 PREGÃO ELETRÔNICO N.º 028/ GILOG/SA DUCHA ACTIVA COM REGISTRO COM DERIVAÇÃO, LINHA TARGA, CÓD.:1984 C64, REF.: DECA OU EQUIVALENTE UN 30,00 35,77 255,25 27,29% ,18 VÁLVULA DE DESCARGA HYDRA DUO 1/4", CÓD.: 2545C114, REF.: DECA OU EQUIVALENTE UN 5,00 11,76 132,82 27,29% 920, VÁLVULA DE FLUXO P/ MICTÓRIO DIAM 1/2" UN 10,00 52,80 281,13 27,29% 4.250, BARRA FIXA DIM Φ 1 3/4" COMP=.40 M( EIXO A EIXO) CROMADA, REF.:PHDSYSTEMS OU EQUIVALENTE UN 10,00 14,44 120,00 27,29% 1.711, BARRA FIXA DIM Φ 1 3/4" COMP=.80 M( EIXO A EIXO) CROMADA, REF.:PHDSYSTEMS OU EQUIVALENTE UN 20,00 14,44 186,00 27,29% 5.102, SUPORTE DE APOIO PARA LAVATÓRIO, DIM Φ 1 3/4" AÇO INOX, REF.: PHDSYSTEMS OU EQUIVALENTE UN 10,00 28,88 206,00 27,29% 2.989, Acessórios ASSENTO SANITARIO, LINHA VOGUE PLUS, CÓD.: AP50, REF.: DECA OU EQUIVALENTE UN 20,00 0,17 19,70 27,29% 505,85 PORTA PAPEL HIGIÊNICO DE SOBREPOR CROMADO COM TAMPA DE ACRÍLICO UN 40,00 6,16 45,00 27,29% 2.604,86 SABONETEIRA SPRAY, CÓD.: , REF.:LALEKLA OU EQUIVALENTE UN 30,00 2,26 24,40 27,29% 1.018,07 DISPENSER PARA PAPEL TOALHA INTERFOLHADO, CÓD.: , L=25CM, P=8.5CM, A=35CM, REF: LALEKLA OU EQUIVALENTE UN 40,00 2,26 36,04 27,29% 1.950, ESPELHO CRISTAL PRATA E= 5 MM M2 30,00 10,70 102,90 27,29% 4.338, ESPELHO CRISTAL PRATA E= 5 MM, DIM:950X 700 MM COLADO SOBRE MOLDURA DE MDF, C/ INCLINAÇÃO 10% UN 5,00 11,04 156,23 27,29% 1.064, ASSENTO SANITÁRIO SEM ABERTURA FRONTAL COR GELO BRANCO REF.: AP 52, LINHA CONFORTO, REF.: DECA OU EQUIVALENTE UN 10,00 0,17 357,46 27,29% 4.552, DISPOSITIVO DE SINALIZAÇÃO DE EMERGÊNCIA PARA O BANHEIRO PNE INCLUINDO: INDICADOR ÁUDIO-VISUAL, BOTÃO ON/OFF) TIPO COGUMELO PARA ACIONAMENTO MANUAL E ADESIVOS EM CASO DE EMERGÊNCIA PRESSIONAR O BOTÃO E EMERGÊNCIA CADEIRANTES UN 10,00 60,00 750,00 27,29% , BANCADA EM GRANITO POLIDO CINZA ANDORINHA, 2,5CM DE ESPESSURA, INCLUSIVE RODAPIA E BORDA, FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO M2 20,00 70,25 195,00 27,29% 6.752,73 21 INSTALAÇÕES ESPECIAIS - PREVENÇÃO E COMBATE À INCÊNDIO , EXTINTORES , EXTINTOR DE INCÊNDIO TIPO A CARGA 10L (ÁGUA) UN 5,00 4,33 159,59 27,29% 1.043, EXTINTOR DE INCÊNDIO TIPO BC CARGA 6KG (GÁS CARBÔNICO) UN 5,00 4,33 511,50 27,29% 3.283, EXTINTOR DE INCÊNDIO TIPO ABC CARGA 4,5KG (PÓ QUÍMICO) UN 20,00 7,22 285,00 27,29% 7.439, EXTINTOR DE INCÊNDIO TIPO ABC CARGA 6KG (PÓ QUÍMICO) UN 10,00 7,22 320,00 27,29% 4.165, SUPORTE PARA EXTINTOR DE PAREDE UN 30,00 3,50 30,00 27,29% 1.279,26 ANEXO I-A Pág. 61/268

62 SUPORTE TRIPÉ PARA EXTINTOR DE PISO UN 10,00 3,50 30,00 27,29% 426, LUMINÁRIAS EMERGÊNCIA , BLOCO AUTÔNOMO DE EMERGÊNCIA, 5W DE POTÊNCIA, COM 30 LÂMPADAS DE LED. REFERÊNCIA: STARMAX DA EMPALUX OU EQUIVALENTE UN 50,00 13,03 37,05 27,29% 3.187, BLOCO AUTÔNOMO DE EMERGÊNCIA, 5W DE POTÊNCIA, COM 30 LÂMPADAS DE LED. REFERÊNCIA: STARMAX DA EMPALUX OU EQUIVALENTE COM INDICATIVO DE SAÍDA. UN 50,00 13,03 39,15 27,29% 3.321, LUMINÁRIA DE EMERGÊNCIA, BLOKITO D- 18 AUREON, COM DUAS LÂMPADAS FLUORESCENTES COMPACTAS DE 11W, COM SETA DE INDICAÇÃO PARA DIREITA / ESQUERDA, SAÍDA CJ 10,00 13,03 147,80 27,29% 2.047, LUMINÁRIA DE EMERGÊNCIA, BLF-11/2T COM DUAS LÂMPADAS FLUORESCENTES COMPACTAS DE 11W AUREON (ACLARAMENTO) CJ 10,00 13,03 136,69 27,29% 1.905, REDE DE DETECTORES , ELETRODUTO DE FERRO GALVANIZADO A FOGO DE Ø 3/4" M 150,00 2,90 13,43 27,29% 3.117, VERGALHÃO ROSCA TOTAL Ø3/8"X3000MM CONFORME ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS UN 50,00 4,98 9,14 27,29% 898, CHUMBADOR 3/8" UR, FAB. MOPA OU EQUIVALENTE TÉCNICO UN 100,00 3,62 1,59 27,29% 663, SUSPENSÃO PARA TIRANTE EM AÇO SAE 1008/1010 (BAIXO TEOR DE CARBONO), ZINCADA POR IMERSÃO POR ZINCO FUNDIDO UN 85,00 2,96 10,12 27,29% 1.415, ABRAÇADEIRA DE AÇO TIPO "D" COM CUNHA DE APERTO DE 3/4" COM ACESSÓRIOS PARA FIXAÇÃO UN 250,00 0,28 0,94 27,29% 388, DETECTOR ÓTICO DE FUMAÇA COM BASE, ENDEREÇÁVEL UN 30,00 4,63 419,00 27,29% , DETECTOR TERMOVELOCIMÉTRICOCOM BASE, ENDEREÇÁVEL UN 3,00 4,55 199,00 27,29% 777, CAMPAINHA ELETRÔNICA, TIPO DE DOIS TONS UN 3,00 29,52 735,00 27,29% 2.919, BOTOEIRA QUEBRA VIDRO, TIPO ARMA, EM CAIXA DE ALUMÍNIO DE 10 X 10 CM, SOBREPOR, COR VERMELHA, UN 3,00 9,50 85,00 27,29% 360, MODULO ISOLADOR UN 8,00 14,17 161,14 27,29% 1.785, CAIXA DE PASSAGEM METÁLICA OCTOGONAL 3"X3" UN 35,00 11,01 1,39 27,29% 552, CAIXA DE PASSAGEM METÁLICA QUADRADA 4"X4" UN 35,00 11,01 1,16 27,29% 542, CONDULETE METÁLICO TIPO "LR" UN 80,00 5,50 9,20 27,29% 1.496, CONDULETE METÁLICO TIPO "T" UN 60,00 9,03 7,52 27,29% 1.263, CABO ISOLADO FLEXÍVEL 750V, 70ºC, COM PVC RESISTENTE A CHAMA, 2 X 1,50MM², FAB. SIEMENS OU EQUIVALENTE M 800,00 0,50 1,84 27,29% 2.382, ELETRODUTO MÉTALICO FLEXIVEL Ø3/4" M 150,00 2,04 5,36 27,29% 1.412,92 PAINEL CENTRAL DE ALARME INTELIGENTE ENDEREÇÁVEL UN 1,00 164, ,71 27,29% 2.184, SINALIZAÇÃO EMERGÊNCIA 796,77 FITA FOTOLUMINESCENTE INDICATIVA DE DIREÇÃO EM POLIESTER UN 65,00 2,87 6,76 27,29% 796,77 ANEXO I-A Pág. 62/268

63 22 PREGÃO ELETRÔNICO N.º 028/ GILOG/SA INSTALAÇÕES ESPECIAIS - AR CONDICIONADO E VENTILAÇÃO MECÂNICA , EQUIPAMENTOS , CONDICIONADOR DE AR TIPO SPLIT P/ DUTOS, MODELO VERTICAL, CAPACIDADE NOMINAL 7,5 TR, INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 1,00 523, ,00 15,00% , CONDICIONADOR DE AR TIPO SPLIT P/ DUTOS, MODELO VERTICAL, CAPACIDADE NOMINAL 10,0 TR, INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 1,00 737, ,00 15,00% , CONDICIONADOR DE AR TIPO SPLIT P/ DUTOS, MODELO VERTICAL, CAPACIDADE NOMINAL 15,0 TR, INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 1,00 820, ,00 15,00% , CONDICIONADOR DE AR TIPO SPLIT P/ DUTOS, MODELO VERTICAL, CAPACIDADE NOMINAL 20,0 TR, INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 1, , ,00 15,00% , CONDICIONADOR DE AR TIPO SPLIT P/ AMBIENTE, MODELO PAREDE, CAPACIDADE NOMINAL BTU/H, INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 1,00 54, ,00 15,00% 2.132, CONDICIONADOR DE AR TIPO SPLIT P/ AMBIENTE, MODELO PAREDE, CAPACIDADE NOMINAL BTU/H, INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 1,00 63, ,00 15,00% 2.487, CONDICIONADOR DE AR TIPO SPLIT P/ AMBIENTE, MODELO PAREDE, CAPACIDADE NOMINAL BTU/H, INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 1,00 87, ,00 15,00% 3.435, CONDICIONADOR DE AR TIPO SPLIT P/ AMBIENTE, MODELO PAREDE, CAPACIDADE NOMINAL BTU/H, INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 1,00 114, ,00 15,00% 4.501, CONDICIONADOR DE AR TIPO SPLIT P/ AMBIENTE, MODELO TETO, CAPACIDADE NOMINAL BTU/H, INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 1,00 116, ,00 15,00% 4.595, CONDICIONADOR DE AR TIPO SPLIT P/ AMBIENTE, MODELO TETO, CAPACIDADE NOMINAL BTU/H, INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 1,00 168, ,00 15,00% 6.645, CONDICIONADOR DE AR TIPO SPLIT P/ AMBIENTE, MODELO TETO, CAPACIDADE NOMINAL BTU/H, INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 1,00 147, ,00 15,00% 5.804, CONDICIONADOR DE AR TIPO SPLIT P/ AMBIENTE, MODELO TETO, CAPACIDADE NOMINAL BTU/H, INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 1,00 171, ,00 15,00% 6.763, CONDICIONADOR DE AR TIPO SPLIT P/ AMBIENTE, MODELO TETO, CAPACIDADE NOMINAL BTU/H, INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 1,00 201, ,00 15,00% 7.971, CONDICIONADOR DE AR TIPO SPLIT P/ AMBIENTE, MODELO TETO, CAPACIDADE NOMINAL BTU/H, INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 1,00 229, ,00 15,00% 9.061,43 ANEXO I-A Pág. 63/268

64 CONDICIONADOR DE AR TIPO SPLIT P/ AMBIENTE, MODELO CASSETE, CAPACIDADE NOMINAL BTU/H, INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 1,00 131, ,00 15,00% 5.199,96 CONDICIONADOR DE AR TIPO SPLIT P/ AMBIENTE, MODELO CASSETE, CAPACIDADE NOMINAL BTU/H, INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 1,00 185, ,00 15,00% 7.308,37 CONDICIONADOR DE AR TIPO SPLIT P/ AMBIENTE, MODELO CASSETE, CAPACIDADE NOMINAL BTU/H, INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 1,00 168, ,00 15,00% 6.645,05 CONDICIONADOR DE AR TIPO SPLIT P/ AMBIENTE, MODELO CASSETE, CAPACIDADE NOMINAL BTU/H, INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 1,00 186, ,00 15,00% 7.367,59 CONDICIONADOR DE AR TIPO SPLIT P/ AMBIENTE, MODELO CASSETE, CAPACIDADE NOMINAL BTU/H, INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 1,00 214, ,00 15,00% 8.457,33 UNIDADE CONDENSADORA DE SISTEMA VRF/VRV, DESCARGA VERTICAL, CAPACIDADE NOMINAL 8,0 HP (22,4 kw), INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 1,00 813, ,00 15,00% ,49 UNIDADE CONDENSADORA DE SISTEMA VRF/VRV, DESCARGA VERTICAL, CAPACIDADE NOMINAL 10,0 HP (28,0 kw), INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 1,00 826, ,00 15,00% ,13 UNIDADE CONDENSADORA DE SISTEMA VRF/VRV, DESCARGA VERTICAL, CAPACIDADE NOMINAL 12,0 HP (33,5 kw), INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 1,00 841, ,00 15,00% ,23 UNIDADE CONDENSADORA DE SISTEMA VRF/VRV, DESCARGA VERTICAL, CAPACIDADE NOMINAL 18,0 HP (49,0 kw), INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 1, , ,00 15,00% ,03 UNIDADE EVAPORADORA DE SISTEMA VRF/VRV, MODELO PAREDE, COM RECEPTOR E CONTROLE REMOTO SEM FIO, CAPACIDADE NOMINAL 1,0 HP (2,8 kw), INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 1,00 88, ,00 15,00% 3.506,12 UNIDADE EVAPORADORA DE SISTEMA VRF/VRV, MODELO PAREDE, COM RECEPTOR E CONTROLE REMOTO SEM FIO, CAPACIDADE NOMINAL 1,5 HP (4,0 kw), INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 1,00 91, ,00 15,00% 3.624,57 UNIDADE EVAPORADORA DE SISTEMA VRF/VRV, MODELO PAREDE, COM RECEPTOR E CONTROLE REMOTO SEM FIO, CAPACIDADE NOMINAL 2,0 HP (5,6 kw), INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 1,00 119, ,00 15,00% 4.714,31 UNIDADE EVAPORADORA DE SISTEMA VRF/VRV, MODELO PAREDE, COM RECEPTOR E CONTROLE REMOTO SEM FIO, CAPACIDADE NOMINAL 2,5 HP (7,1 kw), INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 1,00 125, ,00 15,00% 4.951,21 UNIDADE EVAPORADORA DE SISTEMA VRF/VRV, MODELO TETO, COM RECEPTOR E CONTROLE REMOTO SEM FIO, CAPACIDADE NOMINAL 2,0 HP (5,6 kw), INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 2,00 128, ,00 15,00% ,32 ANEXO I-A Pág. 64/268

65 UNIDADE EVAPORADORA DE SISTEMA VRF/VRV, MODELO TETO, COM RECEPTOR E CONTROLE REMOTO SEM FIO, CAPACIDADE NOMINAL 2,5 HP (7,1 kw), INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 2,00 140, ,00 15,00% ,61 UNIDADE EVAPORADORA DE SISTEMA VRF/VRV, MODELO TETO, COM RECEPTOR E CONTROLE REMOTO SEM FIO, CAPACIDADE NOMINAL 3,0 HP (8,4 kw), INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 3,00 143, ,00 15,00% ,27 UNIDADE EVAPORADORA DE SISTEMA VRF/VRV, MODELO TETO, COM RECEPTOR E CONTROLE REMOTO SEM FIO, CAPACIDADE NOMINAL 4,0 HP (11,2 kw), INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 3,00 153, ,00 15,00% ,85 UNIDADE EVAPORADORA DE SISTEMA VRF/VRV, MODELO CASSETE, COM RECEPTOR E CONTROLE REMOTO SEM FIO, CAPACIDADE NOMINAL 2,0 HP (5,6 kw), INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 3,00 159, ,00 15,00% ,55 UNIDADE EVAPORADORA DE SISTEMA VRF/VRV, MODELO CASSETE, COM RECEPTOR E CONTROLE REMOTO SEM FIO, CAPACIDADE NOMINAL 2,5 HP (7,1 kw), INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 3,00 162, ,00 15,00% ,90 UNIDADE EVAPORADORA DE SISTEMA VRF/VRV, MODELO CASSETE, COM RECEPTOR E CONTROLE REMOTO SEM FIO, CAPACIDADE NOMINAL 3,0 HP (8,4 kw), INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 4,00 165, ,00 15,00% ,00 UNIDADE EVAPORADORA DE SISTEMA VRF/VRV, MODELO CASSETE, COM RECEPTOR E CONTROLE REMOTO SEM FIO, CAPACIDADE NOMINAL 4,0 HP (11,2 kw), INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 5,00 168, ,00 15,00% ,23 UNIDADE EVAPORADORA DE SISTEMA VRF/VRV, MODELO CASSETE, COM RECEPTOR E CONTROLE REMOTO SEM FIO, CAPACIDADE NOMINAL 5,0 HP (14,2 kw), INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 5,00 171, ,00 15,00% ,48 ACESSÓRIO - DERIVAÇÃO PARA TUBULAÇÃO DE REFRIGERANTE, MULTIKIT, REFERENCIA HITACHI MODELO - E102SNB1 UN 50,00 29,00 145,00 15,00% ,00 ACESSÓRIO - DERIVAÇÃO PARA TUBULAÇÃO DE REFRIGERANTE, MULTIKIT, REFERENCIA HITACHI MODELO - E162SNB1 UN 10,00 46,00 230,00 15,00% 3.174,00 ACESSÓRIO - DERIVAÇÃO PARA TUBULAÇÃO DE REFRIGERANTE, MULTIKIT, REFERENCIA HITACHI MODELO - E242SNB1 UN 10,00 62,00 310,00 15,00% 4.278,00 ACESSÓRIO - DERIVAÇÃO PARA TUBULAÇÃO DE REFRIGERANTE, MULTIKIT, REFERENCIA HITACHI MODELO - E302SNB1 UN 10,00 102,00 510,00 15,00% 7.038,00 SISTEMA DE CONTROLE CENTRALIZADO - REFERENCIA HITACHI MODELO CS-NET WEB UN 2, , ,00 15,00% ,80 CAIXA DE VENTILAÇÃO COM VENTILADOR TIPO ROTOR SIROCCO E FILTRO CLASSE G4, VAZÃO DE AR 1900 M2/H, PRESSÃO ESTÁTICA 30,0 MMCA, INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 1,00 650, ,00 15,00% 4.485,00 ANEXO I-A Pág. 65/268

66 PREGÃO ELETRÔNICO N.º 028/ GILOG/SA CAIXA DE VENTILAÇÃO COM VENTILADOR TIPO ROTOR SIROCCO E FILTRO CLASSE G4, VAZÃO DE AR 2200 M2/H, PRESSÃO ESTÁTICA 30,0 MMCA, INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 1,00 660, ,00 15,00% 4.554,00 CAIXA DE VENTILAÇÃO COM VENTILADOR TIPO ROTOR SIROCCO E FILTRO CLASSE G4, VAZÃO DE AR 3000 M2/H, PRESSÃO ESTÁTICA 30,0 MMCA, INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 1,00 780, ,00 15,00% 5.382,00 CAIXA DE VENTILAÇÃO COM VENTILADOR TIPO ROTOR SIROCCO E FILTRO CLASSE G4, VAZÃO DE AR 3800 M2/H, PRESSÃO ESTÁTICA 30,0 MMCA, INCLUSIVE SUPORTES, APOIOS E FIXAÇÕES. UN 1,00 836, ,00 15,00% 5.768,40 MICROVENTILADOR, MODELO REFERENCIA VENTOKIT 80, INCLUSIVE ACESSÓRIOS VENEZIANA, TIMER E INTERRUPTOR. UN 3,00 58,00 290,00 15,00% 1.200,60 MICROVENTILADOR, MODELO REFERENCIA VENTOKIT 150, INCLUSIVE ACESSÓRIOS VENEZIANA, TIMER E INTERRUPTOR. UN 3,00 60,00 300,00 15,00% 1.242,00 MICROVENTILADOR, MODELO REFERENCIA VENTOKIT 280, INCLUSIVE ACESSÓRIOS VENEZIANA, TIMER E INTERRUPTOR. UN 3,00 86,00 430,00 15,00% 1.780, DISTRIBUIÇÃO DE AR , DUTOS EM CHAPA DE AÇO GALVANIZADA, COM ISOLAÇÃO TÉRMICA EM POLIETILENO DE BAIXA DENSIDADE (PEBD), COM 25 MM DE ESPESSURA E DENSIDADE MÍNIMA DE 30,0 KG/M3, INCLUSIVE SUPORTES E FIXAÇÕES KG 800,00 7,95 26,50 27,29% , DUTOS EM CHAPA DE AÇO GALVANIZADA, COM PINTURA EXTERNA EM ESMALTE SINTÉTICO, INCLUSIVE SUPORTES E FIXAÇÕES KG 200,00 7,20 24,00 27,29% 7.942, DUTOS EM PAINÉIS DE POLIURETANO, COM 20 MM DE ESPESSURA, REVESTIDO DE ALUMÍNIO NAS DUAS FACES, INCLUSIVE ACESSÓRIOS, SUPORTES E FIXAÇÕES M2 200,00 30,60 76,50 27,29% , DUTOS EM PAINÉIS DE POLIURETANO, COM 10 MM DE ESPESSURA, REVESTIDO DE ALUMÍNIO NAS DUAS FACES, INCLUSIVE ACESSÓRIOS, SUPORTES E FIXAÇÕES M2 120,00 25,08 62,70 27,29% , CONEXÃO FLEXÍVEL EM LONA COM 10 CM DE LARGURA M 25,00 13,50 45,00 27,29% 1.861, DUTO FLEXÍVEL, COM ISOLAÇÃO TÉRMICA EM LÃ DE VIDRO E REVESTIMENTO EXTERNO EM CAPA DE ALUMINIO - DIÂMETRO 150 MM M 4,00 7,02 23,40 27,29% 154, DUTO FLEXÍVEL, COM ISOLAÇÃO TÉRMICA EM LÃ DE VIDRO E REVESTIMENTO EXTERNO EM CAPA DE ALUMINIO - DIÂMETRO 180 MM M 10,00 7,35 24,50 27,29% 405, DUTO FLEXÍVEL, COM ISOLAÇÃO TÉRMICA EM LÃ DE VIDRO E REVESTIMENTO EXTERNO EM CAPA DE ALUMINIO - DIÂMETRO 200 MM M 10,00 8,40 28,00 27,29% 463,34 ANEXO I-A Pág. 66/268

67 DUTO FLEXÍVEL, COM ISOLAÇÃO TÉRMICA EM LÃ DE VIDRO E REVESTIMENTO EXTERNO EM CAPA DE ALUMINIO - DIÂMETRO 250 MM M 10,00 10,50 35,00 27,29% 579,17 DUTO FLEXÍVEL, COM ISOLAÇÃO TÉRMICA EM LÃ DE VIDRO E REVESTIMENTO EXTERNO EM CAPA DE ALUMINIO - DIÂMETRO 300 MM M 5,00 12,96 43,20 27,29% 357,43 COLARINHO EM ALUMINIO COM REGISTRO BORBOLETA - DIÂMETRO 150 MM UN 2,00 6,72 22,40 27,29% 74,13 COLARINHO EM ALUMINIO COM REGISTRO BORBOLETA - DIÂMETRO 180 MM UN 3,00 7,98 26,60 27,29% 132,05 COLARINHO EM ALUMINIO COM REGISTRO BORBOLETA - DIÂMETRO 200 MM UN 3,00 9,24 30,80 27,29% 152,90 COLARINHO EM ALUMINIO COM REGISTRO BORBOLETA - DIÂMETRO 250 MM UN 3,00 10,92 36,40 27,29% 180,70 COLARINHO EM ALUMINIO COM REGISTRO BORBOLETA - DIÂMETRO 300 MM UN 2,00 13,86 46,20 27,29% 152,90 COLARINHO EM ALUMINIO SEM REGISTRO BORBOLETA - DIÂMETRO 150 MM UN 4,00 4,62 15,40 27,29% 101,93 COLARINHO EM ALUMINIO SEM REGISTRO BORBOLETA - DIÂMETRO 180 MM UN 4,00 5,04 16,80 27,29% 111,20 COLARINHO EM ALUMINIO SEM REGISTRO BORBOLETA - DIÂMETRO 200 MM UN 4,00 5,46 18,20 27,29% 120,47 COLARINHO EM ALUMINIO SEM REGISTRO BORBOLETA - DIÂMETRO 250 MM UN 4,00 10,92 36,40 27,29% 240,93 COLARINHO EM ALUMINIO SEM REGISTRO BORBOLETA - DIÂMETRO 300 MM UN 4,00 13,44 44,80 27,29% 296,53 DAMPER PARA REGULAGEM DE VAZÃO, REFERENCIA JN-B, TROX, DIMENSÕES 200x345MM UN 3,00 65,40 218,00 27,29% 1.082,22 DAMPER PARA REGULAGEM DE VAZÃO, REFERENCIA JN-B, TROX, DIMENSÕES 300x345MM UN 3,00 72,00 240,00 27,29% 1.191,43 DAMPER PARA REGULAGEM DE VAZÃO, REFERENCIA JN-B, TROX, DIMENSÕES 300x510MM UN 2,00 90,00 300,00 27,29% 992,86 DAMPER PARA REGULAGEM DE VAZÃO, REFERENCIA JN-B, TROX, DIMENSÕES 300x675MM UN 2,00 108,00 360,00 27,29% 1.191,43 DAMPER PARA REGULAGEM DE VAZÃO, REFERENCIA JN-B, TROX, DIMENSÕES 350x345MM UN 3,00 75,00 250,00 27,29% 1.241,08 DAMPER PARA REGULAGEM DE VAZÃO, REFERENCIA JN-B, TROX, DIMENSÕES 400x345MM UN 3,00 78,30 261,00 27,29% 1.295,68 DAMPER PARA REGULAGEM DE VAZÃO, REFERENCIA RG-B, TROX, DIMENSÕES 100x200MM UN 3,00 20,70 69,00 27,29% 342,54 DAMPER PARA REGULAGEM DE VAZÃO, REFERENCIA RG-B, TROX, DIMENSÕES 200x300MM UN 3,00 27,60 92,00 27,29% 456,72 DAMPER PARA REGULAGEM DE VAZÃO, REFERENCIA RG-B, TROX, DIMENSÕES 200x400MM UN 3,00 31,80 106,00 27,29% 526,22 DAMPER PARA REGULAGEM DE VAZÃO, REFERENCIA RG-B, TROX, DIMENSÕES 200x500MM UN 3,00 36,00 120,00 27,29% 595,72 DAMPER PARA REGULAGEM DE VAZÃO, REFERENCIA RG-B, TROX, DIMENSÕES UN 3,00 36,00 120,00 27,29% 595,72 ANEXO I-A Pág. 67/268

68 300x400MM DAMPER PARA REGULAGEM DE VAZÃO, REFERENCIA RG-B, TROX, DIMENSÕES 300x600MM UN 3,00 45,90 153,00 27,29% 759,54 DIFUSOR EM ALUMINIO ANODIZADO, QUATRO VIAS, COM REGISTRO BORBOLETA E HASTE DE ACIONAMENTO, REFERENCIA ADLQ-AK-AG, TROX, TAMANHO 7 UN 4,00 136,20 454,00 27,29% 3.005,06 DIFUSOR EM ALUMINIO ANODIZADO, QUATRO VIAS, COM REGISTRO BORBOLETA E HASTE DE ACIONAMENTO, REFERENCIA ADLQ-AK-AG, TROX, TAMANHO 6 UN 4,00 106,20 354,00 27,29% 2.343,15 DIFUSOR EM ALUMINIO ANODIZADO, QUATRO VIAS, COM REGISTRO BORBOLETA E HASTE DE ACIONAMENTO, REFERENCIA ADLQ-AK-AG, TROX, TAMANHO 5 UN 4,00 94,20 314,00 27,29% 2.078,39 DIFUSOR EM ALUMINIO ANODIZADO, QUATRO VIAS, COM REGISTRO BORBOLETA E HASTE DE ACIONAMENTO, REFERENCIA ADLQ-AK-AG, TROX, TAMANHO 4 UN 4,00 80,70 269,00 27,29% 1.780,53 DIFUSOR EM ALUMINIO ANODIZADO, QUATRO VIAS, COM REGISTRO BORBOLETA E HASTE DE ACIONAMENTO, REFERENCIA ADLQ-AK-AG, TROX, TAMANHO 3 UN 4,00 68,10 227,00 27,29% 1.502,53 DIFUSOR EM ALUMINIO ANODIZADO, QUATRO VIAS, COM REGISTRO, REFERENCIA ADLQ-AG, TROX, TAMANHO 7 UN 2,00 94,20 314,00 27,29% 1.039,20 DIFUSOR EM ALUMINIO ANODIZADO, QUATRO VIAS, COM REGISTRO, REFERENCIA ADLQ-AG, TROX, TAMANHO 6 UN 3,00 72,00 240,00 27,29% 1.191,43 DIFUSOR EM ALUMINIO ANODIZADO, QUATRO VIAS, COM REGISTRO, REFERENCIA ADLQ-AG, TROX, TAMANHO 5 UN 3,00 63,60 212,00 27,29% 1.052,43 DIFUSOR EM ALUMINIO ANODIZADO, QUATRO VIAS, COM REGISTRO, REFERENCIA ADLQ-AG, TROX, TAMANHO 4 UN 3,00 54,00 180,00 27,29% 893,58 DIFUSOR EM ALUMINIO ANODIZADO, QUATRO VIAS, COM REGISTRO, REFERENCIA ADLQ-AG, TROX, TAMANHO 3 UN 3,00 44,40 148,00 27,29% 734,72 DIFUSOR EM ALUMINIO ANODIZADO, UMA VIA, COM REGISTRO, REFERENCIA ADQ- 1/AG, TROX, 371 x 208 MM UN 2,00 32,10 107,00 27,29% 354,12 DIFUSOR EM ALUMINIO ANODIZADO, UMA VIA, COM REGISTRO, REFERENCIA ADQ- 1/AG, TROX, 471 x 208 MM UN 2,00 36,60 122,00 27,29% 403,76 DIFUSOR EM ALUMINIO ANODIZADO, UMA VIA, COM REGISTRO, REFERENCIA ADQ- 1/AG, TROX, 571 x 208 MM UN 2,00 40,80 136,00 27,29% 450,10 DIFUSOR EM ALUMINIO ANODIZADO, UMA VIA, COM REGISTRO, REFERENCIA ADQ- 1/AG, TROX, 671 x 208 MM UN 2,00 45,00 150,00 27,29% 496,43 DIFUSOR EM ALUMINIO ANODIZADO, UMA VIA, COM REGISTRO, REFERENCIA ADQ- 1/AG, TROX, 571 x 264 MM UN 2,00 48,00 160,00 27,29% 529,53 DIFUSOR EM ALUMINIO ANODIZADO, UMA VIA, COM REGISTRO, REFERENCIA ADQ- 1/AG, TROX, 671 x 264 MM UN 2,00 53,10 177,00 27,29% 585,79 GRELHA COM ALETAS MÓVEIS, REGISTRO E DUPLA DEFLEXÃO, REFERENCIA VAT-DG, UN 2,00 42,90 143,00 27,29% 473,26 ANEXO I-A Pág. 68/268

69 TROX, 425 x 225 MM GRELHA COM ALETAS MÓVEIS, REGISTRO E DUPLA DEFLEXÃO, REFERENCIA VAT-DG, TROX, 525 x 225 MM UN 2,00 51,00 170,00 27,29% 562, GRELHA COM ALETAS MÓVEIS, REGISTRO E DUPLA DEFLEXÃO, REFERENCIA VAT-DG, TROX, 625 x 225 MM UN 2,00 59,10 197,00 27,29% 651, GRELHA COM ALETAS MÓVEIS, REGISTRO E DUPLA DEFLEXÃO, REFERENCIA VAT-DG, TROX, 525 x 325 MM UN 2,00 60,90 203,00 27,29% 671, GRELHA COM ALETAS MÓVEIS, REGISTRO E DUPLA DEFLEXÃO, REFERENCIA VAT-DG, TROX, 625 x 325 MM UN 2,00 70,50 235,00 27,29% 777, GRELHA COM ALETAS MÓVEIS, REGISTRO E DUPLA DEFLEXÃO, REFERENCIA VAT-DG, TROX, 825 x 325 MM UN 2,00 90,00 300,00 27,29% 992, GRELHA COM ALETAS FIXAS, COM REGISTRO, REFERENCIA AR-AG, TROX, 425 x 325 MM UN 3,00 48,00 160,00 27,29% 794, GRELHA COM ALETAS FIXAS, COM REGISTRO, REFERENCIA AR-AG, TROX, 525 x 325 MM UN 3,00 54,30 181,00 27,29% 898, GRELHA COM ALETAS FIXAS, COM REGISTRO, REFERENCIA AR-AG, TROX, 625 x 425 MM UN 3,00 72,90 243,00 27,29% 1.206, GRELHA COM ALETAS FIXAS, COM REGISTRO, REFERENCIA AR-AG, TROX, 825 x 425 MM UN 3,00 88,50 295,00 27,29% 1.464, GRELHA COM ALETAS FIXAS, COM REGISTRO, REFERENCIA AR-AG, TROX, 1025 x 425 MM UN 3,00 104,10 347,00 27,29% 1.722, GRELHA COM ALETAS FIXAS, COM REGISTRO, REFERENCIA AR-AG, TROX, 1025 x 525 MM UN 3,00 121,80 406,00 27,29% 2.015, GRELHA COM ALETAS FIXAS, COM CONTRA MOLDURA, REFERENCIA AGS-T, TROX, 325 x 225 MM UN 3,00 34,20 114,00 27,29% 565, GRELHA COM ALETAS FIXAS, COM CONTRA MOLDURA, REFERENCIA AGS-T, TROX, 425 x 225 MM UN 3,00 38,40 128,00 27,29% 635, GRELHA COM ALETAS FIXAS, COM CONTRA MOLDURA, REFERENCIA AGS-T, TROX, 425 x 325 MM UN 3,00 49,50 165,00 27,29% 819, GRELHA COM ALETAS FIXAS, COM CONTRA MOLDURA, REFERENCIA AGS-T, TROX, 525 x 325 MM UN 3,00 55,20 184,00 27,29% 913, GRELHA COM ALETAS FIXAS, COM CONTRA MOLDURA, REFERENCIA AGS-T, TROX, 525 x 425 MM UN 3,00 67,80 226,00 27,29% 1.121, GRELHA COM ALETAS FIXAS, COM CONTRA MOLDURA, REFERENCIA AGS-T, TROX, 525 x 525 MM UN 3,00 80,40 268,00 27,29% 1.330, VENEZIANA EM ALUMINIO ANODIZADO, C/ TELA, REFERENCIA AWG, TROX, 585 x 495 MM UN 2,00 99,30 331,00 27,29% 1.095, VENEZIANA EM ALUMINIO ANODIZADO, C/ TELA, REFERENCIA AWG, TROX, 785 x 495 MM UN 2,00 120,00 400,00 27,29% 1.323, VENEZIANA EM ALUMINIO ANODIZADO, C/ UN 2,00 140,70 469,00 27,29% 1.552,17 ANEXO I-A Pág. 69/268

70 PREGÃO ELETRÔNICO N.º 028/ GILOG/SA TELA, REFERENCIA AWG, TROX, 985 x 495 MM VENEZIANA EM ALUMINIO ANODIZADO, C/ TELA, REFERENCIA AWG, TROX, 1185 x 495 MM UN 2,00 161,40 538,00 27,29% 1.780,53 TOMADA DE AR EXTERIOR, COM RG, FILTRO G4 E VENEZIANA EM ALUMINIO ANODIZADO, REFERENCIA VDF-711, TROX, 300 x 300 MM UN 2,00 75,60 252,00 27,29% 834,00 TOMADA DE AR EXTERIOR, COM RG, FILTRO G4 E VENEZIANA EM ALUMINIO ANODIZADO, REFERENCIA VDF-711, TROX, 400 x 400 MM UN 2,00 103,20 344,00 27,29% 1.138,48 TOMADA DE AR EXTERIOR, COM RG, FILTRO G4 E VENEZIANA EM ALUMINIO ANODIZADO, REFERENCIA VDF-711, TROX, 500 x 500 MM UN 2,00 135,90 453,00 27,29% 1.499,22 TOMADA DE AR EXTERIOR, COM RG, FILTRO G4 E VENEZIANA EM ALUMINIO ANODIZADO, REFERENCIA VDF-711, TROX, 600 x 600 MM UN 2,00 173,70 579,00 27,29% 1.916, DRENAGEM 6.157, DRENAGEM PARA CONDICIONADORES DE AR, COMPOSTA DE TUBULAÇÃO EM PVC, ISOLADA COM ESPUMA DE POLIETILENO DE 10 MM DE ESPESSURA, INCLUSIVE SUPORTES E FIXAÇÕES. M 250,00 6,45 12,90 27,29% 6.157, REFRIGERANTE , Tubulação em cobre com isolamento térmico em manta de espuma elastomérica com 19 mm de espessura revestida de tecido sintético com acabamento metalizado, inclusive curvas, soldas, suportes, fixações, refrigerante, diâmetro 1/4". M 40,00 18,38 36,76 27,29% 2.807, Tubulação em cobre com isolamento térmico em manta de espuma elastomérica com 19 mm de espessura revestida de tecido sintético com acabamento metalizado, inclusive curvas, soldas, suportes, fixações, refrigerante, diâmetro 3/8". M 90,00 21,30 42,59 27,29% 7.318, Tubulação em cobre com isolamento térmico em manta de espuma elastomérica com 19 mm de espessura revestida de tecido sintético com acabamento metalizado, inclusive curvas, soldas, suportes, fixações, refrigerante, diâmetro 1/2". M 90,00 24,32 48,64 27,29% 8.358, Tubulação em cobre com isolamento térmico em manta de espuma elastomérica com 19 mm de espessura revestida de tecido sintético com acabamento metalizado, inclusive curvas, soldas, suportes, fixações, refrigerante, diâmetro 5/8". M 100,00 27,46 54,91 27,29% , Tubulação em cobre com isolamento térmico em manta de espuma elastomérica com 19 mm de espessura revestida de tecido sintético com acabamento metalizado, inclusive curvas, soldas, suportes, fixações, refrigerante, diâmetro 3/4". M 90,00 33,14 66,28 27,29% , Tubulação em cobre com isolamento térmico em manta de espuma elastomérica com 19 mm de espessura revestida de tecido sintético com acabamento metalizado, inclusive curvas, soldas, suportes, fixações, refrigerante, diâmetro 7/8". M 30,00 36,53 73,06 27,29% 4.184,91 ANEXO I-A Pág. 70/268

71 PREGÃO ELETRÔNICO N.º 028/ GILOG/SA Tubulação em cobre com isolamento térmico em manta de espuma elastomérica com 19 mm de espessura revestida de tecido sintético com acabamento metalizado, inclusive curvas, soldas, suportes, fixações, refrigerante, diâmetro 1". M 25,00 40,26 80,52 27,29% 3.843,52 Tubulação em cobre com isolamento térmico em manta de espuma elastomérica com 19 mm de espessura revestida de tecido sintético com acabamento metalizado, inclusive curvas, soldas, suportes, fixações, refrigerante, diâmetro 1.1/8". M 25,00 44,19 88,38 27,29% 4.218, INSTALAÇÃO ELÉTRICA , Interligações elétricas para splits de Ambiente até BTU/H cj 7,00 330,00 660,00 27,29% 8.821, Interligações elétricas para splits de Ambiente BTU/H cj 2,00 387,00 774,00 27,29% 2.955, Interligações elétricas para splits de Ambiente / BTU/H cj 2,00 461,00 922,00 27,29% 3.520, Interligações elétricas para caixa de ventilação cj 4,00 282,00 564,00 27,29% 4.307, Interligações elétricas para Split Dutado 7,5 TR, até 20,0m entre QAC / Condensad. / Evaporad. cj 1,00 888, ,00 27,29% 3.391, Interligações elétricas para Split Dutado 10,0 TR, até 20,0m entre QAC / Condensad. / Evaporad. cj 1, , ,00 27,29% 4.744, Interligações elétricas para Split Dutado 15,0 TR, até 20,0m entre QAC / Condensad. / Evaporad. cj 1, , ,00 27,29% 6.724, Interligações elétricas para Split Dutado 20,0 TR, até 20,0m entre QAC / Condensad. / Evaporad. cj 1, , ,00 27,29% 8.034, Interligações elétricas para Condensadora 8,0 HP - Sistema VRV, até 20,0m entre QAC / Condens. cj 2,00 357,50 715,00 27,29% 2.730, Interligações elétricas para Condensadora 10,0 HP - Sistema VRV, até 20,0m entre QAC / Condens. cj 2,00 425,00 850,00 27,29% 3.245, Interligações elétricas para Condensadora 12,0 HP - Sistema VRV, até 20,0m entre QAC / Condens. cj 2,00 656, ,00 27,29% 5.013, Interligações elétricas para Condensadora 18,0 HP - Sistema VRV, até 20,0m entre QAC / Condens. cj 2,00 865, ,00 27,29% 6.606, Interligações elétricas até 25,0 HP de Evaporadoras - Sistema VRV, até 100,0m entre Condensadoras e Evaporadoras (força e lógica). cj 10,00 665, ,00 27,29% , Quadro elétrico para Ar Condicionado, QAC, completo, composto por painel, barramentos, disjuntor trifásico de 50 A, disjuntores parciais, etc, conforme diagrama unifilar definido em planta. cj 2, , ,00 27,29% 8.133, Quadro elétrico para Ar Condicionado, QAC, completo, composto por painel, barramentos, disjuntor trifásico de 100 A, disjuntores parciais, etc, conforme diagrama unifilar definido em planta. cj 3, , ,00 27,29% , Quadro elétrico para Ar Condicionado, QAC, completo, composto por painel, barramentos, disjuntor trifásico de 150 A, disjuntores parciais, etc, conforme diagrama unifilar definido em planta. cj 3, , ,00 27,29% ,23 ANEXO I-A Pág. 71/268

72 PREGÃO ELETRÔNICO N.º 028/ GILOG/SA Quadro elétrico para Ar Condicionado, QAC, completo, composto por painel, barramentos, disjuntor trifásico de 200 A, disjuntores parciais, etc, conforme diagrama unifilar definido em planta. cj 3, , ,00 27,29% , TESTES, AJUSTES E BALANCEAMENTO 8.910,30 Testes, Ajustes e Balanceamento (por equipamento) cj 20,00 350,00-27,29% 8.910,30 23 INSTALAÇÕES ELÉTRICAS , DISTRIBUIÇÃO DE FORÇA E DE ATERRAMENTO , Eletrodutos e acessórios Eletroduto de PVC rígido rosqueável e acessórios (curvas, luvas, etc.), diâmetro 3/4". vr 200,00 4,27 10,68 27,29% 3.806, Idem, porém d=1". vr 120,00 6,35 15,87 27,29% 3.393, Idem, porém d=1.1/2". vr 150,00 11,49 28,73 27,29% 7.679, Idem, porém d=2". vr 40,00 15,80 39,50 27,29% 2.815, Idem, porém d=3". vr 20,00 43,18 107,94 27,29% 3.847, Cabeçote de alumínio, diâmetro 1.1/2". cj 1,00 2,41 6,03 27,29% 10, Idem, porém d=2". cj 1,00 3,08 7,69 27,29% 13, Idem, porém d=3". cj 2,00 6,73 16,82 27,29% 59, Acessórios de fixação. cj 1.590,00 1,32 3,30 27,29% 9.350, Caixas de passagem Caixa de passagem metálica (montagem de embutir ou sobrepor), com tampa, tamanho 15x15x8cm. un 20,00 5,04 12,59 27,29% 448, Idem, porém tamanho 20x20x10cm. un 10,00 9,06 22,66 27,29% 403, Idem, porém tamanho 30x30x12cm. un 30,00 17,90 44,75 27,29% 2.392, Condulete de alumínio, diâmetro 3/4". un 42,00 2,99 7,48 27,29% 559, Condulete de alumínio, diâmetro 1". un 20,00 4,27 10,67 27,29% 380, Condulete de alumínio, diâmetro 1.1/2". un 15,00 8,20 20,50 27,29% 547, Condulete de alumínio, diâmetro 2". un 15,00 12,04 30,10 27,29% 804, Caixa de passagem em PVC, 4x4" quadrada. un 80,00 1,20 3,01 27,29% 429,12 Caixa de passagem em alumínio, 4x4" quadrada. un 25,00 5,10 12,74 27,29% 567, Tampa cega em PVC para caixa 4"x4". un 105,00 1,62 4,06 27,29% 759, Cabos Cabo de cobre extra-flexível, encordoamento classe 2, isolação em PVC 0,6/1kV, # 35,0 mm², inclusive terminais. m 140,00 6,93 17,33 27,29% 4.323, Idem, porém # 50,0 mm². m 140,00 9,40 23,49 27,29% 5.860, Idem, porém # 70,0 mm². m 140,00 13,13 32,82 27,29% 8.188, Idem, porém # 95,0 mm². m 140,00 18,40 45,99 27,29% , Cabo de cobre extra-flexível, encordoamento classe 5, isolação em PVC 450/750V, # 2,5 mm², inclusive terminais. m 3.800,00 0,55 1,38 27,29% 9.345, Idem, porém # 4,0 mm². m 1.200,00 0,79 1,98 27,29% 4.234, Idem, porém # 6,0 mm². m 1.200,00 1,22 3,04 27,29% 6.500, Idem, porém # 10,0 mm². m 600,00 2,04 5,09 27,29% 5.442, Idem, porém # 16,0 mm². m 770,00 3,03 7,58 27,29% , Idem, porém # 25,0 mm². m 70,00 4,55 11,38 27,29% 1.419,59 ANEXO I-A Pág. 72/268

73 Idem, porém # 35,0 mm². m 70,00 6,03 15,08 27,29% 1.881, Idem, porém # 50,0 mm². m 70,00 8,15 20,38 27,29% 2.542, Cabo de cobre extra-flexível, encordoamento classe 5, isolação em PVC 0,6/1kV, # 2,5 mm², inclusive terminais. m 450,00 0,71 1,78 27,29% 1.427, Idem, porém # 4,0 mm². m 350,00 1,19 2,97 27,29% 1.852, Idem, porém # 6,0 mm². m 250,00 1,48 3,70 27,29% 1.648, Idem, porém # 10,0 mm². m 300,00 2,28 5,69 27,29% 3.041, Idem, porém # 35,0 mm². m 280,00 6,93 17,33 27,29% 8.647, Idem, porém # 50,0 mm². m 280,00 9,40 23,49 27,29% , Idem, porém # 70,0 mm². m 280,00 13,13 32,82 27,29% , Idem, porém # 95,0 mm². m 280,00 18,40 45,99 27,29% ,94 Quadros de Distribuição Caixa de medição, padrão Coelba, polifásica. cj 1,00 28,60 71,50 27,29% 127, Idem, porém metálica. cj 2,00 187,60 469,00 27,29% 1.671, Idem, porém com 3 compartimentos. cj 1,00 430, ,00 27,29% 1.919,28 Disjuntor Tipo "C", padrão europeu, monopolar In= de 6A a 32A. un 15,00 3,26 8,14 27,29% 217, Idem porém bipolar In= de 6A a 32A. un 15,00 18,68 46,69 27,29% 1.248, Idem porém tripolar In=de 10A a 50A. un 10,00 27,33 68,32 27,29% 1.217, Idem porém tripolar In=100A. un 1,00 39,91 99,78 27,29% 177, Idem porém tripolar In=125A. un 1,00 124,82 312,04 27,29% 556, Idem porém tripolar In=150A. un 1,00 141,60 354,00 27,29% 630, Idem porém tripolar In=200A. un 1,00 198,72 496,81 27,29% 885, Fornecimento, instalação, comissionamento e testes do Quadro Geral de Baixa Tensão - QGBT, composto por caixa, barramentos, disjuntor tripolar geral de 100A, disjuntores pariciais, espaços vagos e acessórios conforme diagrama unifilar em planta, especificações técnicas e memorial descritivo. cj 1,00 960, ,00 27,29% 4.276, Fornecimento, instalação, comissionamento e testes do Quadro Geral de Baixa Tensão - QGBT, composto por caixa, barramentos, disjuntor tripolar geral de 125A, disjuntores pariciais, espaços vagos e acessórios conforme diagrama unifilar em planta, especificações técnicas e memorial descritivo. cj 1, , ,00 27,29% 5.167, Fornecimento, instalação, comissionamento e testes do Quadro Geral de Baixa Tensão - QGBT, composto por caixa, barramentos, disjuntor tripolar geral de 150A, disjuntores pariciais, espaços vagos e acessórios conforme diagrama unifilar em planta, especificações técnicas e memorial descritivo. cj 1, , ,00 27,29% 6.059, Fornecimento, instalação, comissionamento e testes do Quadro Geral de Baixa Tensão - QGBT, composto por caixa, barramentos, disjuntor tripolar geral de 200A, disjuntores pariciais, espaços vagos e acessórios conforme diagrama unifilar em planta, especificações técnicas e memorial descritivo. cj 1, , ,00 27,29% 7.128,24 ANEXO I-A Pág. 73/268

74 PREGÃO ELETRÔNICO N.º 028/ GILOG/SA Fornecimento, instalação, comissionamento e testes do Quadro do Elevador - QF-EL, composto por caixa, barramentos, disjuntor tripolar de 20A, dispositivo DR tetrapolar de 25A e acessórios conforme diagrama unifilar, especificações técnicas e memorial descritivo. cj 2,00 240,00 600,00 27,29% 2.138,47 Diversos Barra de terra para 4 terminais. un 6,00 13,20 33,00 27,29% 352, SISTEMAS DE PROTEÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS E DE ATERRAMENTO , Eletrodutos e acessórios Eletroduto de PVC rígido rosqueável e acessórios (curvas, luvas, etc.), diâmetro 1". vr 100,00 6,35 15,87 27,29% 2.828,13 Caixas de passagem Caixa de Inspeção de Aterramento tipo Solo de PVC 300mm com tampa. un 30,00 4,20 10,51 27,29% 561,88 Caixa de Inspeção tipo suspensa de PVC 15x10cm para eletroduto de 1". un 30,00 43,12 107,80 27,29% 5.763,18 Caixa de equalização, de embutir, tamanho 20x20cm, com 9 terminais. cj 4,00 103,60 259,00 27,29% 1.846,21 Cabos Cabo de cobre nu, #25,0 mm². m 140,00 3,92 9,80 27,29% 2.444, Idem, porém # 35,0 mm². m 1.200,00 5,42 13,55 27,29% , Idem, porém # 50,0 mm². m 600,00 7,55 18,87 27,29% , Diversos Grampo para fixação direta de cabos Tipo X Duplo em cobre. un 4,00 0,66 1,65 27,29% 11,76 Presilha de latão para fixação de cabos de 35mm². un 250,00 0,57 1,43 27,29% 637,09 Presilha de latão para fixação sobre telhas de cabos de 35mm². un 80,00 0,57 1,43 27,29% 203,87 Conector de pressão bimetálico para cabos de 35mm². un 140,00 2,80 7,00 27,29% 1.746,42 Conector de medição e emenda em bronze para cabos de cobre de 16 a 50mm². un 30,00 17,60 44,00 27,29% 2.352, Cartucho para solda exotérmica. un 60,00 4,00 10,01 27,29% 1.070, Molde para Solda exotérmica. un 8,00 67,76 169,40 27,29% 2.415, Haste de aço cobreado 5/8"x2400m. un 50,00 10,02 25,04 27,29% 2.231, ILUMINAÇÃO/TOMADAS , Eletrodutos e acessórios Eletroduto de PVC rígido rosqueável e acessórios (curvas, luvas, etc.), diâmetro 3/4". vr 450,00 4,27 10,68 27,29% 8.564, Idem, porém d=1". vr 50,00 6,35 15,87 27,29% 1.414, Idem, porém d=1.1/2". vr 6,00 11,49 28,73 27,29% 307, Eletroduto metálico flexível, diâmetro 3/4". m 70,00 1,72 4,31 27,29% 537, Box reto, diâmetro 3/4". un 140,00 0,50 1,24 27,29% 309, Canaleta em alumínio com septo fixo deslocado com tampa lisa anodizado fosco, dimensões 25x73x3000mm. pç 80,00 63,23 158,07 27,29% , Adaptador de eletrodutos para canaleta na cor alumínio, de 3x3/4". un 80,00 7,78 19,45 27,29% 2.772, Tampa terminal para canaleta na cor cinza. un 80,00 1,47 3,67 27,29% 523, Eletrocalha perfurada tipo "U", fabricada em chapa # 18, acabamento pré zincado a fogo e pç 60,00 13,26 33,16 27,29% 3.545,59 ANEXO I-A Pág. 74/268

75 acessórios (curvas, emendas, reduções, suportes, tês, terminais, etc.), dimensão 50x50mm. PREGÃO ELETRÔNICO N.º 028/ GILOG/SA Saída horizontal para eletroduto de 3/4". un 120,00 0,69 1,73 27,29% 369, Idem, porém d=1". un 20,00 0,69 1,73 27,29% 61, Idem, porém d=1.1/2". un 4,00 0,79 1,98 27,29% 14, Acessórios de fixação. cj 1.768,00 1,32 3,30 27,29% , Caixas de passagem Porta Equipamento para 3 blocos fabricado em ABS na cor cinza, tipo PLUS. un 80,00 5,45 13,62 27,29% 1.941,73 Bloco cego para porta equipamentos na cor preta. un 60,00 0,84 2,09 27,29% 223,47 Caixa de derivação para canaleta com selos removíveis nas laterias na cor alumínio, de 25x73mm, tipo "T". un 3,00 14,08 35,20 27,29% 188,19 Caixa de passagem metálica (montagem de embutir ou sobrepor), com tampa, tamanho 15x15x8cm. un 2,00 5,04 12,59 27,29% 44, Caixa de passagem em PVC, 4x2" retangular. un 90,00 0,76 1,89 27,29% 303, Idem, porém 4x4" quadrada. un 500,00 1,20 3,01 27,29% 2.682, Idem, porém 4x4" octagonal. un 40,00 1,65 4,13 27,29% 294,40 Caixa de passagem em alumínio fundido, 4x2" retangular. un 40,00 3,80 9,49 27,29% 676, Idem, porém 4x4" quadrada. un 7,00 5,10 12,74 27,29% 158, Tampa cega em PVC para caixa 4"x4" quadrada. un 500,00 1,62 4,06 27,29% 3.617, Tampa em latão escovado com furo central para caixa 4"x4". un 7,00 3,10 7,74 27,29% 96, Cabos Cabo de cobre extra-flexível, encordoamento classe 5, isolação em PVC 450/750V, # 2,5 mm², inclusive terminais. m ,00 0,55 1,38 27,29% , Idem, porém 3 x# 1,5 mm². m 450,00 0,54 1,35 27,29% 1.082, Idem, porém 3 x# 2,5 mm². m 30,00 2,86 7,16 27,29% 382, Tomadas Tomada 2P+T - Padrão Brasileiro - 20A - horizontal, núcleo na cor branca, fornecida com o respectivo espelho na cor branca, para instalação em caixa 4"x2". cj 60,00 6,41 16,02 27,29% 1.712,92 Duas tomadas 2P+T - Padrão Brasileiro - 20A, núcleo na cor branca, fornecida com o respectivo espelho na cor branca, para instalação em caixa 4"x2". cj 10,00 8,96 22,39 27,29% 399,00 Tomada 2P+T - Padrão Brasileiro - 20A, núcleo na cor preta, fornecida com a respectiva tampa em latão escovado, para instalação em caixa 4"x2". cj 40,00 21,30 53,24 27,29% 3.795,07 Tomada 2P+T - Padrão Brasileiro - 20A, núcleo na cor preta, fornecida com a respectiva tampa em latão escovado, para instalação em caixa 4"x4". cj 4,00 27,35 68,37 27,29% 487,36 Duas tomadas 2P+T - Padrão Brasileiro - 20A, núcleo na cor preta, fornecida com a respectiva tampa em latão escovado, para instalação em caixa 4"x4". cj 4,00 33,06 82,66 27,29% 589, Tomada 2P+T - Padrão Brasileiro - 20A, tipo un 40,00 2,95 7,37 27,29% 525,35 ANEXO I-A Pág. 75/268

76 painel para canaleta, núcleo na cor preta. PREGÃO ELETRÔNICO N.º 028/ GILOG/SA Tomada 2P+T - Padrão Brasileiro - 20A, núcleo na cor preta. un 10,00 3,60 8,99 27,29% 160,21 Interruptor paralelo, horizontal, 10 A, 250 V, fornecido com o respectivo espelho na cor branca, para instalação em caixa 4"x2". cj 3,00 4,86 12,15 27,29% 64,96 Interruptor simples, horizontal, 10 A, 250 V, fornecido com o respectivo espelho na cor branca, para instalação em caixa 4"x2". cj 30,00 3,74 9,34 27,29% 499,33 Dois interruptores simples, 10 A, 250 V, fornecido com o respectivo espelho na cor branca e suporte, para instalação em caixa 4"x2". cj 5,00 6,64 16,59 27,29% 147,82 Três interruptores simples, 10 A, 250 V, fornecido com o respectivo espelho na cor branca e suporte, para instalação em caixa 4"x2". cj 5,00 9,34 23,36 27,29% 208,14 Plugue monobloco 2P+T - Padrão Brasileiro - 10A. un 400,00 1,45 3,63 27,29% 2.587,55 Prolongador monobloco 2P+T - Padrão Brasileiro - 10A. un 400,00 2,16 5,41 27,29% 3.856, Sensor de presença programável. un 35,00 9,08 22,71 27,29% 1.416, Relé fotoelétrico 127/220V. un 6,00 9,08 22,70 27,29% 242, Quadros de Distribuição Fornecimento, instalação, comissionamento e testes do Quadro de Iluminação e Tomadas - QLT, composto por caixa, barramentos, disjuntor tripolar geral de 32A, disjuntores pariciais, dispositivos DR, espaços vagos e acessórios conforme diagrama unifilar e detalhes em planta, especificações técnicas e memorial descritivo. cj 1,00 520, ,00 27,29% 2.316,68 Fornecimento, instalação, comissionamento e testes do Quadro de Iluminação e Tomadas - QLT, composto por caixa, barramentos, disjuntor tripolar geral de 40A, disjuntores pariciais, dispositivos DR, espaços vagos e acessórios conforme diagrama unifilar e detalhes em planta, especificações técnicas e memorial descritivo. cj 2,00 640, ,00 27,29% 5.702,59 Fornecimento, instalação, comissionamento e testes do Quadro de Iluminação e Tomadas - QLT, composto por caixa, barramentos, disjuntor tripolar geral de 50A, disjuntores pariciais, dispositivos DR, espaços vagos e acessórios conforme diagrama unifilar e detalhes em planta, especificações técnicas e memorial descritivo. cj 1,00 760, ,00 27,29% 3.385,91 Fornecimento, instalação, comissionamento e testes do Quadro de Iluminação e Tomadas - QLT-AAT, composto por caixa, barramentos, disjuntor tripolar geral de 20A, disjuntores pariciais, contator de força, temporizador, chave manual-automático, espaços vagos e acessórios conforme diagrama unifilar e detalhes em planta, especificações técnicas e memorial descritivo. cj 3,00 280,00 700,00 27,29% 3.742,33 Fornecimento, instalação, comissionamento e testes do Quadro de Iluminação e Tomadas - QLT-AAT, composto por caixa, barramentos, disjuntor tripolar geral de 25A, disjuntores pariciais, contator de força, temporizador, chave manual-automático, espaços vagos e acessórios conforme diagrama unifilar e detalhes em planta, especificações técnicas e memorial descritivo. cj 1,00 360,00 900,00 27,29% 1.603,85 ANEXO I-A Pág. 76/268

77 Luminárias Luminária de embutir com refletor em alumínio com aletas planas para duas lâmpadas fluorescentes de 14W, completa com lâmpadas, reator eletrônico de alto fator de potência e demais acessórios. cj 40,00 52,11 130,28 27,29% 9.286, Idem porém para duas lâmpadas de 28W. cj 200,00 63,14 157,86 27,29% , Luminária cilíndrica de embutir, sem difusor, para uma lâmpada fluorescente compacta de 26 W, completa com lâmpadas, reator eletrônico de alto fator de potência e demais acessórios. cj 40,00 30,94 77,35 27,29% 5.513, Idem porém para duas lâmpadas de 26W. cj 80,00 37,04 92,59 27,29% , Luminária tipo tartaruga em alumínio fundido para 1 lâmpada compacta de 20W, completa com lâmpada e demais acessórios cj 20,00 30,56 76,39 27,29% 2.722, Projetor para 1 lâmpada vapor metálico de 150W, completa com lâmpada e demais acessórios. cj 6,00 110,00 275,00 27,29% 2.940, Conjunto de tirantes para fixação de luminárias cj 600,00 1,10 2,75 27,29% 2.940, FORÇA ESTABILIZADA , Eletrodutos e acessórios Eletroduto de PVC rígido rosqueável e acessórios (curvas, luvas, etc.), diâmetro 3/4". vr 140,00 4,27 10,68 27,29% 2.664, Idem, porém d=1". vr 14,00 6,35 15,87 27,29% 395, Idem, porém d=1.1/2". vr 4,00 11,49 28,73 27,29% 204, Eletroduto metálico flexível, diâmetro 3/4". m 70,00 1,72 4,31 27,29% 537, Idem, porém d=1". m 5,00 2,56 6,39 27,29% 56, Box reto, diâmetro 3/4". un 140,00 0,50 1,24 27,29% 309, Idem, porém d=1". un 8,00 0,89 2,22 27,29% 31, Canaleta em alumínio com septo fixo deslocado com tampa lisa anodizado fosco, dimensões 25x73x3000mm. pç 8,00 63,23 158,07 27,29% 2.253, Adaptador de eletrodutos para canaleta na cor alumínio, de 3x3/4". un 8,00 7,78 19,45 27,29% 277, Tampa terminal para canaleta na cor cinza. un 8,00 1,47 3,67 27,29% 52, Eletrocalha perfurada tipo "U", fabricada em chapa # 18, acabamento pré zincado a fogo e acessórios (curvas, emendas, reduções, suportes, tês, terminais, etc.), dimensão 50x50mm. pç 50,00 13,26 33,16 27,29% 2.954, Saída horizontal para eletroduto de 3/4". un 40,00 0,69 1,73 27,29% 123, Idem, porém d=1". un 5,00 0,69 1,73 27,29% 15, Idem, porém d=1.1/2". un 3,00 0,79 1,98 27,29% 10, Acessórios de fixação. cj 699,00 1,32 3,30 27,29% 4.110, Caixas de passagem Porta Equipamento para 3 blocos fabricado em ABS na cor cinza, tipo PLUS. un 70,00 5,45 13,62 27,29% 1.699,02 Bloco cego para porta equipamentos na cor preta. un 12,00 0,84 2,09 27,29% 44,69 Caixa de derivação para canaleta com selos removíveis nas laterias na cor alumínio, de 25x73mm, tipo "T". un 1,00 14,08 35,20 27,29% 62,73 Caixa de passagem metálica (montagem de embutir ou sobrepor), com tampa, tamanho un 4,00 5,04 12,59 27,29% 89,74 ANEXO I-A Pág. 77/268

78 15x15x8cm Caixa de passagem em PVC, 4x2" retangular. un 45,00 0,76 1,89 27,29% 151, Idem, porém 4x4" quadrada. un 70,00 1,20 3,01 27,29% 375,48 Caixa de passagem em alumínio fundido, 4x2" retangular. un 4,00 3,80 9,49 27,29% 67, Idem, porém 4x4" quadrada. un 45,00 5,10 12,74 27,29% 1.021, Tampa cega em PVC para caixa 4"x4" quadrada. un 45,00 1,62 4,06 27,29% 325, Tampa em latão escovado com furo central para caixa 4"x4". un 5,00 3,10 7,74 27,29% 68, Cabos Cabo de cobre extra-flexível, encordoamento classe 5, isolação em PVC 450/750V, # 2,5 mm², inclusive terminais. m 6.000,00 0,55 1,38 27,29% , Idem, porém # 4,0 mm². m 70,00 0,79 1,98 27,29% 246, Idem, porém # 6,0 mm². m 6,00 1,22 3,04 27,29% 32, Idem, porém # 10,0 mm². m 20,00 2,04 5,09 27,29% 181, Idem, porém 3 x# 2,5 mm². m 35,00 2,86 7,16 27,29% 446, Cabo de cobre extra-flexível, encordoamento classe 5, isolação em PVC 0,6/1kV, # 2,5 mm², inclusive terminais. m 380,00 0,71 1,78 27,29% 1.205, Idem, porém # 4,0 mm². m 200,00 1,19 2,97 27,29% 1.058, Idem, porém # 6,0 mm². m 40,00 1,48 3,70 27,29% 263, Idem, porém # 10,0 mm². m 140,00 2,28 5,69 27,29% 1.419, Tomadas Tomada 2P+T - Padrão Brasileiro - 10A, núcleo na cor branca, fornecida com o respectivo espelho na cor branca, para instalação em caixa 4"x2". cj 14,00 5,04 12,61 27,29% 314,60 Tomada 2P+T - Padrão Brasileiro - 10A, núcleo na cor vermelha, fornecida com o respectivo espelho na cor branca, para instalação em caixa 4"x2". cj 5,00 5,63 14,07 27,29% 125,37 Duas tomadas 2P+T - Padrão Brasileiro - 10A, núcleo na cor vermelha, fornecida com o respectivo espelho na cor branca, para instalação em caixa 4"x2". cj 25,00 9,50 23,75 27,29% 1.058,10 Três tomadas 2P+T - Padrão Brasileiro - 10A, núcleo na cor vermelha, fornecida com o respectivo espelho na cor branca, para instalação em caixa 4"x2". cj 5,00 13,37 33,43 27,29% 297,87 Tomada 2P+T - Padrão Brasileiro - 10A, núcleo na cor preta, fornecida com a respectiva tampa em latão escovado, para instalação em caixa 4"x2". cj 3,00 20,35 50,88 27,29% 272,01 Tomada 2P+T - Padrão Brasileiro - 10A, núcleo na cor vermelha, fornecida com a respectiva tampa em latão escovado, para instalação em caixa 4"x2". cj 3,00 21,35 53,38 27,29% 285,38 Duas tomadas 2P+T - Padrão Brasileiro - 10A, núcleo na cor vermelha, fornecida com a respectiva tampa em latão escovado, para instalação em caixa 4"x4". cj 40,00 32,16 80,39 27,29% 5.730,39 Tomada 2P+T - Padrão Brasileiro - 10A, tipo painel para canaleta, núcleo na cor preta. un 5,00 2,92 7,31 27,29% 65,13 ANEXO I-A Pág. 78/268

79 PREGÃO ELETRÔNICO N.º 028/ GILOG/SA Tomada 2P+T - Padrão Brasileiro - 10A, tipo painel para canaleta, núcleo na cor vermelha. un 100,00 2,95 7,37 27,29% 1.313,38 Tomada 2P+T - Padrão Brasileiro - 10A, núcleo na cor vermelha. un 30,00 3,87 9,68 27,29% 517,51 Quadros de Distribuição Fornecimento, instalação, comissionamento e testes do Quadro do No Break - QNBK, composto por caixa, barramentos, disjuntor tripolar geral de 32A, chave reversora, disjuntores pariciais, espaços vagos e acessórios conforme diagrama unifilar e detalhes em planta, especificações técnicas e memorial descritivo. cj 3,00 720, ,00 27,29% 9.623,12 Fornecimento, instalação, comissionamento e testes do Quadro do No Break - QNBK, composto por caixa, barramentos, disjuntor tripolar geral de 50A, chave reversora, disjuntores pariciais, espaços vagos e acessórios conforme diagrama unifilar e detalhes em planta, especificações técnicas e memorial descritivo. cj 1,00 960, ,00 27,29% 4.276,94 Fornecimento, instalação, comissionamento e testes do Quadro de Equipamentos- Autoatendimento - QEQ-AAT, composto por caixa, barramentos, disjuntor tripolar geral de 20A, disjuntores pariciais, espaços vagos e acessórios conforme diagrama unifilar e detalhes em planta, especificações técnicas e memorial descritivo. cj 3,00 280,00 700,00 27,29% 3.742,33 Fornecimento, instalação, comissionamento e testes do Quadro de Equipamentos- Autoatendimento - QEQ-AAT, composto por caixa, barramentos, disjuntor tripolar geral de 25A, disjuntores pariciais, espaços vagos e acessórios conforme diagrama unifilar e detalhes em planta, especificações técnicas e memorial descritivo. cj 1,00 360,00 900,00 27,29% 1.603, CABEAMENTO ESTRUTURADO , Eletrodutos e acessórios Eletroduto de PVC rígido rosqueável e acessórios (curvas, luvas, etc.), diâmetro 3/4". vr 115,00 4,27 10,68 27,29% 2.188, Idem, porém d=1". vr 50,00 6,35 15,87 27,29% 1.414, Idem, porém d=1.1/2". vr 25,00 11,49 28,73 27,29% 1.279, Eletroduto metálico flexível, diâmetro 3/4". m 70,00 1,72 4,31 27,29% 537, Idem, porém d=1". m 15,00 2,56 6,39 27,29% 170, Idem, porém d=1.1/2". m 5,00 4,85 12,12 27,29% 107, Box reto, diâmetro 3/4". un 140,00 0,50 1,24 27,29% 309, Idem, porém d=1". un 30,00 0,89 2,22 27,29% 118, Idem, porém d=1.1/2". un 10,00 1,94 4,86 27,29% 86, Canaleta em alumínio com septo fixo deslocado com tampa lisa anodizado fosco, dimensões 25x73x3000mm. pç 6,00 63,23 158,07 27,29% 1.690, Adaptador de eletrodutos para canaleta na cor alumínio, de 3x3/4". un 6,00 7,78 19,45 27,29% 207, Tampa terminal para canaleta na cor cinza. un 6,00 1,47 3,67 27,29% 39, Eletrocalha lisa tipo "U", fabricada em chapa # 18, acabamento pré zincado a fogo e acessórios (curvas, emendas, reduções, suportes, tês, terminais, etc.), dimensão 50x50mm. pç 45,00 13,26 33,15 27,29% 2.658,39 ANEXO I-A Pág. 79/268

80 Idem, porém dim=100x50mm. pç 8,00 22,77 56,93 27,29% 811, Saída horizontal para eletroduto de 3/4". un 35,00 0,69 1,73 27,29% 107, Idem, porém d=1". un 8,00 0,69 1,73 27,29% 24, Idem, porém d=1.1/2". un 5,00 0,79 1,98 27,29% 17, Cabeçote de alumínio, diâmetro 1.1/2". cj 4,00 2,41 6,03 27,29% 42, Acessórios de fixação. cj 819,00 1,32 3,30 27,29% 4.816, Caixas de passagem Porta Equipamento para 3 blocos fabricado em ABS na cor cinza, tipo PLUS. un 40,00 5,45 13,62 27,29% 970,87 Bloco cego para porta equipamentos na cor preta. un 40,00 0,84 2,09 27,29% 148,98 Caixa de derivação para canaleta com selos removíveis nas laterias na cor alumínio, de 25x73mm, tipo "T". un 1,00 14,08 35,20 27,29% 62,73 Caixa de Telefone (montagem de embutir ou sobrepor), padrão Telebrás, tamanho 60x60x15cm. un 6,00 73,67 184,17 27,29% 1.969,21 Caixa de passagem metálica (montagem de embutir ou sobrepor), com tampa, tamanho 15x15x8cm. un 25,00 5,04 12,59 27,29% 560, Idem, porém tamanho 40x40x15cm. un 4,00 78,76 196,90 27,29% 1.403, Caixa de passagem em PVC, 4x2" retangular. un 40,00 0,76 1,89 27,29% 134, Idem, porém 4x4" quadrada. un 70,00 1,20 3,01 27,29% 375,48 Caixa de passagem em alumínio fundido, 4x2" retangular. un 4,00 3,80 9,49 27,29% 67, Idem, porém 4x4" quadrada - alta. un 40,00 5,10 12,74 27,29% 908, Tampa cega em PVC para caixa 4"x4" quadrada. un 70,00 1,62 4,06 27,29% 506, Tampa em latão escovado com furo central para caixa 4"x4". un 4,00 3,10 7,74 27,29% 55,17 Cabos Cabo tipo UTP 4 pares categoria 6 m 7.000,00 1,10 2,76 27,29% , Idem, porém de CI pares. m 220,00 2,74 6,86 27,29% 2.689, Idem, porém de CI pares. m 35,00 3,74 9,34 27,29% 582, Idem, porém de CI pares. m 35,00 6,63 16,58 27,29% 1.034, Patch cable, extraflexível, com terminais macho tipo RJ45/RJ45, de 2,5m de comprimento, cat. 5e, na cor verde. un 120,00 5,14 12,85 27,29% 2.747, Idem, porém cat. 6, nas cores amarela, azul e vermelha. un 340,00 13,78 34,45 27,29% , Tomadas Bloco para tomada RJ-45 em canaleta de alumínio un 140,00 0,90 2,24 27,29% 558,85 Espelho para tomada RJ-45, duas posições, na cor branca, para instalação em caixa 4"x2". cj 40,00 2,78 6,95 27,29% 495,41 Tampa em latão escovado para tomada RJ-45 para instalação em caixa 4"x2". cj 3,00 14,28 35,69 27,29% 190,81 Tampa em latão escovado para tomadas RJ- 45 para instalação em caixa 4"x4". cj 40,00 26,59 66,47 27,29% 4.738,14 Conector RJ-45 fêmea, oito pinos, em módulo único com tampa de proteção, cat. 6. un 136,00 15,06 37,64 27,29% 9.122,44 Conector RJ-45 macho, oito pinos, em módulo único com tampa de proteção, cat. 6. cj 4,00 1,32 3,31 27,29% 23,59 Racks e acessórios ANEXO I-A Pág. 80/268

81 PREGÃO ELETRÔNICO N.º 028/ GILOG/SA Rack fechado de 19" auto-sustentado, com kits de ventilação e de porca gaiola/parafusos de 40U, profundidade de 600mm. cj 1,00 773, ,82 27,29% 3.446, Idem, porém de 44U, profundidade de 600mm. cj 3,00 812, ,32 27,29% , Patch panel Categoria 5e de 24portas. un 5,00 105,20 262,99 27,29% 2.343, Idem, porém Categoria 6 de 24portas. un 10,00 282,39 705,98 27,29% , Painel de fechamento. un 100,00 3,08 7,70 27,29% 1.372, Guia fechado de cabos. un 20,00 7,33 18,33 27,29% 653, Bandeja fixa, profundidade de 470mm. un 10,00 48,84 122,10 27,29% 2.175,90 Régua de 4 tomadas com plugue 2P+T Padrão Brasileiro - 10A. un 4,00 27,68 69,19 27,29% 493, Idem, porém de 12 tomadas. un 4,00 37,80 94,50 27,29% 673,62 Diversos Bloco Bargoa de 10 pares com bastidor un 40,00 3,74 9,35 27,29% 666, Anel Guia nº 2 com pé e parafusos de fixação un 50,00 0,66 1,65 27,29% 147, Certificação de rede dos pontos un 140,00 15,00 27,29% 2.673, SEGURANÇA PATRIMONIAL - ELÉTRICA , Eletrodutos e acessórios Eletroduto de aço galvanizado leve e acessórios (curvas, luvas, etc.), diâmetro 3/4". vr 250,00 4,52 11,30 27,29% 5.034, Idem, porém d=1". vr 25,00 5,38 13,44 27,29% 598, Idem, porém d=1.1/2". vr 3,00 11,56 28,89 27,29% 154, Eletroduto metálico flexível, diâmetro 3/4". m 7,00 1,72 4,31 27,29% 53, Box reto, diâmetro 3/4". un 14,00 0,50 1,24 27,29% 30, Canaleta em alumínio com septo fixo deslocado com tampa lisa anodizado fosco, dimensões 25x73x3000mm. pç 6,00 63,23 158,07 27,29% 1.690, Adaptador de eletrodutos para canaleta na cor alumínio, de 3x3/4". un 6,00 7,78 19,45 27,29% 207, Tampa terminal para canaleta na cor cinza. un 6,00 1,47 3,67 27,29% 39, Eletrocalha perfurada tipo "U", fabricada em chapa # 18, acabamento pré zincado a fogo e acessórios (curvas, emendas, reduções, suportes, tês, terminais, etc.), dimensão 50x50mm. pç 60,00 13,26 33,16 27,29% 3.545, Idem, porém dim=100x50mm. pç 9,00 22,77 56,93 27,29% 913, Saída horizontal para eletroduto de 3/4". un 90,00 0,69 1,73 27,29% 277, Idem, porém d=1". un 9,00 0,69 1,73 27,29% 27, Idem, porém d=1.1/2". un 2,00 0,79 1,98 27,29% 7, Acessórios de fixação. cj 1.048,00 1,32 3,30 27,29% 6.163, Caixas de passagem Porta Equipamento para 3 blocos fabricado em ABS na cor cinza, tipo PLUS. un 8,00 5,45 13,62 27,29% 194,17 Caixa de passagem em alumínio fundido, 4x2" retangular. un 160,00 3,80 9,49 27,29% 2.705, Idem, porém 4x4" quadrada. un 40,00 5,10 12,74 27,29% 908, Condulete de alumínio, diâmetro 3/4". un 220,00 2,99 7,48 27,29% 2.932, Idem, porém d=1". un 34,00 4,27 10,67 27,29% 646, Tampa cega em PVC para caixa 4"x4". un 35,00 1,62 4,06 27,29% 253,23 Cabos ANEXO I-A Pág. 81/268

82 PREGÃO ELETRÔNICO N.º 028/ GILOG/SA Cabo de cobre extra-flexível, encordoamento classe 5, isolação em PVC 450/750V, # 2,5 mm², inclusive terminais. m ,00 0,55 1,38 27,29% , Idem, porém 3 x# 1,5 mm². m 220,00 0,54 1,35 27,29% 529, Idem, porém 3 x# 2,5 mm². m 9,00 2,86 7,16 27,29% 114, Tomadas Tomada 2P+T - Padrão Brasileiro - 10A, núcleo na cor vermelha, fornecida com o respectivo espelho na cor branca, para instalação em caixa 4"x2". cj 20,00 6,19 15,48 27,29% 551,73 Tomada 2P+T - Padrão Brasileiro - 10A, núcleo na cor vermelha, fornecida com a respectiva tampa, para instalação em condulete de alumínio. cj 400,00 3,53 8,83 27,29% 6.294,24 Plugue monobloco 2P+T - Padrão Brasileiro - 10A. cj 220,00 1,45 3,63 27,29% 1.423, Sensor de presença programável. un 90,00 10,33 25,83 27,29% 4.142, Quadros de Distribuição Fornecimento, instalação, comissionamento e testes do Quadro do No Break - QSNB, composto por caixa, barramentos, disjuntor tripolar geral de 20A, disjuntores pariciais, contatores de força e auxiliares, temporizadores, chave manualautomático, espaços vagos e acessórios conforme diagrama unifilar e detalhes em planta, especificações técnicas e memorial descritivo. cj 3, , ,00 27,29% ,48 Fornecimento, instalação, comissionamento e testes do Quadro do No Break - QSNB, composto por caixa, barramentos, disjuntor tripolar geral de 25A, disjuntores pariciais, contatores de força e auxiliares, temporizadores, chave manualautomático, espaços vagos e acessórios conforme diagrama unifilar e detalhes em planta, especificações técnicas e memorial descritivo. cj 1, , ,00 27,29% 7.484,65 Luminárias Luminária cilíndrica de embutir, sem difusor, para duas lâmpadas fluorescentes compactas de 26 W, completa com lâmpadas, reator eletrônico de alto fator de potência e demais acessórios. un 18,00 37,04 92,59 27,29% 2.970,02 Projetor orientável de sobrepor, para uma lâmpada halógena de 50W, completa com lâmpadas. un 120,00 25,20 62,99 27,29% , SEGURANÇA PATRIMONIAL - SINAL , Eletrodutos e acessórios Eletroduto de aço galvanizado leve e acessórios (curvas, luvas, etc.), diâmetro 3/4". vr 220,00 4,52 11,30 27,29% 4.430, Idem, porém d=1". vr 25,00 5,38 13,44 27,29% 598, Idem, porém d=1.1/2". vr 12,00 11,56 28,89 27,29% 617, Eletroduto metálico flexível, diâmetro 3/4". m 45,00 1,72 4,31 27,29% 345, Box reto, diâmetro 3/4". un 90,00 0,50 1,24 27,29% 198, Canaleta em alumínio com septo fixo deslocado com tampa lisa anodizado fosco, dimensões 25x73x3000mm. pç 3,00 63,23 158,07 27,29% 845, Adaptador de eletrodutos para canaleta na cor alumínio, de 3x3/4". un 3,00 7,78 19,45 27,29% 103, Tampa terminal para canaleta na cor cinza. un 3,00 1,47 3,67 27,29% 19,62 ANEXO I-A Pág. 82/268

83 PREGÃO ELETRÔNICO N.º 028/ GILOG/SA Eletrocalha perfurada tipo "U", fabricada em chapa # 18, acabamento pré zincado a fogo e acessórios (curvas, emendas, reduções, suportes, tês, terminais, etc.), dimensão 50x50mm. pç 45,00 13,26 33,16 27,29% 2.659, Idem, porém dim=100x50mm. pç 25,00 22,77 56,93 27,29% 2.536, Saída horizontal para eletroduto de 3/4". un 90,00 0,69 1,73 27,29% 277, Idem, porém d=1". un 9,00 0,69 1,73 27,29% 27, Idem, porém d=1.1/2". un 3,00 0,79 1,98 27,29% 10, Acessórios de fixação. cj 1.026,00 1,32 3,30 27,29% 6.033, Caixas de passagem Porta Equipamento para 3 blocos fabricado em ABS na cor cinza, tipo PLUS. un 3,00 5,45 13,62 27,29% 72,81 Bloco cego para porta equipamentos na cor preta. un 6,00 0,84 2,09 27,29% 22,35 Caixa de Telefone (montagem de embutir ou sobrepor), padrão Telebrás, tamanho 60x60x15cm. un 1,00 73,67 184,17 27,29% 328,20 Caixa de passagem metálica (montagem de embutir ou sobrepor), com tampa, tamanho 15x15x8cm. un 2,00 5,04 12,59 27,29% 44, Idem, porém tamanho 20x20x10cm. un 1,00 9,06 22,66 27,29% 40, Idem, porém tamanho 30x30x12cm. un 1,00 17,90 44,75 27,29% 79,75 Caixa de passagem em alumínio fundido, 4x4" quadrada. un 45,00 5,10 12,74 27,29% 1.021, Condulete de alumínio, diâmetro 3/4". un 420,00 2,99 7,48 27,29% 5.598, Idem, porém d=1". un 45,00 4,27 10,67 27,29% 855, Idem, porém d=1.1/2". un 6,00 8,20 20,50 27,29% 219, Tampa cega em PVC para caixa 4"x4". un 45,00 1,62 4,06 27,29% 325,58 Cabos Cabo tipo UTP 4 pares categoria 5e m 280,00 0,59 1,48 27,29% 738, Cabo coaxial RG-59 (cobertura 90-95%). m 4.500,00 1,27 3,17 27,29% , Tomadas Bloco para saída de fio em canaleta de alumínio un 34,00 0,84 2,10 27,29% 127,24 Racks e acessórios Rack fechado de 19" auto-sustentado, com kits de ventilação e de porca gaiola/parafusos de 36U, profundidade de 600mm. un 1,00 811, ,56 27,29% 3.615, Bandeja fixa, profundidade de 470mm. un 4,00 48,84 122,10 27,29% 870,36 Régua de 8 tomadas com plugue 2P+T Padrão Brasileiro -10A. un 1,00 38,26 95,64 27,29% 170, Diversos Conector BNC de compressão para cabo coaxial RG-59 un 280,00 1,72 4,29 27,29% 2.140,61 Obs.: Este anexo pode ser obtido no formato do Excel (.xls) no Portal Compras CAIXA. Link direto: ANEXO I-A Pág. 83/268

84 ANEXO I-B CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ETS - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DE SERVIÇOS UNIDADE UNIDADES DIVERSAS SR SUL DA BAHIA E SUDOESTE DA BAHIA OBJETIVO REGISTRO PREÇOS IMPLANTAÇÃO NOVAS UNIDADES Serviços Comuns de Engenharia 1. OBJETIVO Este documento tem objetivo de apresentar especificações referenciais para os materiais e serviços de obras civis, para as instalações das Novas Unidades 2. CONSIDERAÇÕES GERAIS 2.1 Disposições Gerais: Todos os materiais a serem empregadas na obra serão novos, comprovadamente de primeira qualidade e deverão satisfazer rigorosamente às condições estipuladas neste documento, nas plantas de projetos, nos demais documentos dos projetos complementares e nas Normas da ABNT. Cada lote ou partida de material deverá - além de outras averiguações - ser confrontado com a respectiva amostra, previamente aprovada CAIXA ou seus prepostos. As amostras de materiais aprovadas pela supervisão da CAIXA, depois de convenientemente autenticadas por esta e pela CONTRATADA, serão cuidadosamente conservadas no canteiro da obra até o fim dos trabalhos de forma a facultar, a qualquer tempo, a verificação de sua perfeita correspondência aos materiais fornecidos ou já empregados. Obrigar-se-á a CONTRATADA a retirar do recinto das obras os materiais porventura impugnados pela SUPERVISÃO da CAIXA, sendo expressamente proibido manter no recinto das obras quaisquer materiais que não satisfaçam a estas especificações. 2.2 Critérios de Analogia e Similaridade: A substituição de alguns dos materiais a serem utilizados na obra, por alternativas diferentes das especificações deste documento deverá obedecer ao disposto a seguir, e só poderá ser efetuada mediante expressa autorização, por escrito, da SUPERVISÃO. A referida substituição será regulada pelo critério de analogia ou similaridade nas seguintes condições: Dois materiais ou equipamentos apresentam analogia total ou equivalência, se desempenham idêntica função construtiva e apresentam as mesmas características exigidas nas especificações que a eles se refiram. Na eventualidade de uma equivalência, a substituição se processará sem haver compensação financeira para as partes, ou seja CONTRATANTE e CONTRATADA. Dois materiais ou equipamentos apresentam analogia parcial ou semelhança se desempenham idêntica função construtiva, mas não apresentam as mesmas características exigidas nas Especificações que a eles se refiram. Na eventualidade de uma semelhança, a substituição se processará com a correspondente compensação financeira para uma das partes, ou seja, o CONTRATANTE ou a CONTRATADA. Na hipótese de verificar-se uma semelhança, o pagamento correspondente será objeto do disposto sobre o assunto no item Acréscimos e Modificações das Instruções de Licitação. ANEXO I-B Pág. 84/268

85 O critério de analogia ou similaridade será estabelecido, em cada caso, pela SUPERVISÃO da CAIXA sobre a obra. A consulta sobre analogia ou similaridade - envolvendo equivalência ou semelhança - será efetuada, em tempo oportuno, pela CONTRATADA, não admitindo o CONTRATANTE, em nenhuma hipótese, que dita consulta sirva para justificar o não cumprimento dos prazos contratados. NESTE DOCUMENTO, A IDENTIFICAÇÃO DE MATERIAIS E/OU EQUIPAMENTOS POR DETERMINADA MARCA IMPLICA, APENAS, NA CARACTERIZAÇÃO DE UMA ANALOGIA OU SIMILARIDADE, FICANDO A DISTINÇÃO ENTRE EQUIVALÊNCIA E SEMELHANÇA SUBORDINADA AO DESCRITO ACIMA. 2.3 Planejamento das obras As obras serão executadas de acordo com o cronograma de execução, devendo a CONTRATADA, sob a coordenação da Supervisão e em conjunto com gerência da GILOG, definir um plano de obras coerente com os critérios de segurança. 2.3 Controles tecnológicos A CONTRATADA se obrigará a efetuar um rigoroso controle tecnológico dos elementos utilizados na obra. 2.4 Verificações e ensaios A CONTRATADA se obrigará a verificar e ensaiar os elementos da obra ou serviço onde for realizado processo de impermeabilização, a fim de garantir a adequada execução da mesma. A CAIXA reserva-se o direito de solicitar à empreiteira, catálogos técnicos, bem como certificados de qualidade, expedidos por instituto de pesquisa tecnológica idôneo para qualquer produto especificado. Os ensaios e demais provas exigidas por normas técnicas, para boa execução dos serviços, correrão, sempre, por conta da empresa contratada. 2.5 Amostras A CONTRATADA deverá submeter à apreciação da Fiscalização amostras dos materiais e/ou acabamentos a serem utilizados na obra, podendo ser danificadas no processo de verificação. As despesas decorrentes de tal providência correrão por conta da CONTRATADA. As amostras de materiais aprovadas pela SUPERVISÃO depois de convenientemente autenticadas por esta e pela SUPERVISÃO, serão cuidadosamente conservadas no canteiro da obra até o fim dos trabalhos, de forma a facultar, a qualquer tempo, a verificação de sua perfeita correspondência aos materiais fornecidos, ou já empregados. Cada lote ou partida de material deverá - além de outras averiguações - ser confrontado com a respectiva amostra, previamente aprovada pela Supervisão. Obrigar-se-á a CONTRATADA a retirar do recinto das obras os materiais porventura impugnados pela SUPERVISÃO, sendo expressamente proibido manter no recinto das obras quaisquer materiais que não satisfaçam a estas especificações. Qualquer substituição de material especificado deverá merecer autorização prévia da CAIXA/GILOG/SA. 2.6 Assistência técnica Após o recebimento provisório da obra ou serviço, e até o seu recebimento definitivo, a CONTRATADA deverá fornecer toda a assistência técnica necessária à solução das imperfeições detectadas na vistoria final, bem como as surgidas neste período, independente de sua responsabilidade civil. 2.7 Aprovação de projetos Em caso de necessidade de revalidação da aprovação dos projetos, esta será de responsabilidade da CONTRATADA. ANEXO I-B Pág. 85/268

86 2.8 Licenças, registros e franquias PREGÃO ELETRÔNICO N.º 028/ GILOG/SA Todas as licenças, taxas e exigências da Prefeitura Municipal, ou Administração Regional serão a cargo da CONTRATADA. É obrigação do Contratado a obtenção de todas as licenças, registros (inclusive alvará de construção, e habite-se) e franquias, necessárias aos serviços que contratar, pagando os emolumentos prescritos por lei e observando todas as leis, códigos e posturas referentes à obra e a segurança pública, bem como atender ao pagamento do seguro do pessoal, despesas decorrentes das leis trabalhistas e impostos que digam diretamente respeito às obras e serviços contratados, outrossim, ao cumprimento de quaisquer formalidades e ao pagamento, a sua custa, de multas porventura impostas pelas autoridades em função de seus serviços. 2.9 Habite-se A CONTRATADA deverá providenciar toda e qualquer documentação necessária à execução dos serviços contratados Ligações definitivas Após o término da obra ou serviço, a CONTRATADA deverá providenciar as ligações definitivas de água, energia elétrica, telefone, esgoto e quaisquer outras que se fizerem necessárias. Para tal todas as providências legais e técnicas deverão ser tomadas com a devida antecedência pela CONTRATADA Impostos Correrão por conta da CONTRATADA as despesas referentes a impostos em geral Seguros A CONTRATADA deverá providenciar Seguro de Risco de Engenharia para o período de duração da obra. Compete à CONTRATADA providenciar, também, seguro contra acidentes, contra terceiros e outros, mantendo em dia os respectivos prêmios Consumo de água, energia, telefone etc. As despesas referentes ao consumo de água, energia elétrica, telefone etc. correrão por conta da CONTRATADA. Devendo a mesma solicitar diretamente com As concessionárias, as devidas ligações Materiais de escritório As despesas referentes a materiais de escritório serão por conta da CONTRATADA Transporte de pessoal As despesas decorrentes do transporte de pessoal administrativo e técnico, bem como de operários, serão de responsabilidade da CONTRATADA Despachantes Toda e qualquer despesa referente a despachantes será por conta da CONTRATADA Transporte de materiais e equipamentos O transporte de materiais e equipamentos referentes à execução da obra ou serviço será de responsabilidade da CONTRATADA Cópias e Plotagens As despesas referentes a cópias heliográficas, plotagens e outras correrão por conta da CONTRATADA. ANEXO I-B Pág. 86/268

87 A CONTRATADA deverá manter obrigatoriamente na obra, no mínimo dois conjuntos completos do projeto, constando de Desenhos, Caderno de Discriminações Técnicas e Planilha de Quantidades Arremates finais Após a conclusão dos serviços de limpeza, a CONTRATADA se obrigará a executar todos os retoques e arremates necessários, apontados pela SUPERVISÃO da CAIXA Estadia e alimentação de pessoal As despesas decorrentes de estadia e alimentação de pessoal no local de realização das obras ou serviços serão de responsabilidade da CONTRATADA Equipamentos de Proteção Coletiva - EPC Em todos os itens da obra, deverão ser fornecidos e instalados os Equipamentos de Proteção Coletiva que se fizerem necessários no decorrer das diversas etapas da obra, de acordo com o previsto na NR-18 da Portaria nº 3214 do Ministério do Trabalho, bem como demais dispositivos de segurança necessários EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL - EPI Deverão ser fornecidos todos os Equipamentos de Proteção Individual necessários e adequados ao desenvolvimento de cada tarefa nas diversas etapas da obra, conforme previsto na NR-06 e NR-18 da Portaria nº 3214 do Ministério do Trabalho, bem como demais dispositivos de segurança necessários. Todos os operários, empregados da empresa ou sub-contratados, deverão estar convenientemente fardados, onde conste o nome da empresa, portar equipamentos de segurança tais como botas, capacete, luvas, óculos, cintos, etc., crachá de identificação onde conste o nome da empresa e do empregado, cargo e / ou função retrato do empregado, assinatura sobre carimbo, do responsável pela empresa. A não obediência acarretará o impedimento do acesso do empregado ao local da obra, bem como, se encontrado sem a vestimenta e equipamentos de segurança adequados, a sua imediata retirada do local da obra PROGRAMA DE CONDIÇÕES E MEIO-AMBIENTE DE TRABALHO NA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO - PCMAT Será de responsabilidade da CONTRATADA a elaboração e implementação do PCMAT nas obras com 20 (vinte) trabalhadores ou mais, contemplando os aspectos da NR-18 e os demais dispositivos complementares de segurança. O PCMAT deverá ser elaborado por Engenheiro de Segurança e executado por profissional legalmente habilitado na área de Segurança do Trabalho. O PCMAT deve ser mantido na obra, à disposição da SUPERVISÃO e do órgão regional do Ministério do Trabalho VIGILÂNCIA É de responsabilidade da CONTRATADA, exercer severa vigilância na obra, tanto no período diurno como noturno. Será mantido pela Empreiteira perfeito e ininterrupto serviço de vigilância no local dos trabalhos, cabendolhe toda a responsabilidade por quaisquer danos decorrentes de negligência durante a execução da obra até a entrega da mesma CLÁUSULAS GERAIS A empreiteira apresentará no ato da licitação, como condição para sua habilitação à participação na mesma, atestado de visita e vistoria assinado por representante da gerência da agência. A assinatura deverá ser acompanhada do carimbo com o nome e matrícula do funcionário. ANEXO I-B Pág. 87/268

88 A Empreiteira deverá apresentar, juntamente com a proposta comercial, cronograma físico-financeiro compatível com as obras a serem executadas. No início da obra a empreiteira deverá entregar à fiscalização da CAIXA os seguintes documentos: ART obra e responsáveis; Alvará de reforma (Expedido pela Prefeitura Municipal); Alvará de demolição (Expedida pela Prefeitura Municipal) Certificado de matrícula da obra no INSS; PCMAT (conforme o DRT). Ao final da obra a empreiteira deverá entregar à fiscalização da CAIXA os seguintes documentos: Alvará expedido pela Prefeitura Municipal e "Habite-se" ART obra e responsáveis; Projeto como Construído (As Built) Certidão negativa de débitos com o IAPAS, para os contratos da obra Manual de manutenção e conservação e instruções de operação e uso 2.26 Ligações definitivas Após o término da obra ou serviço, a CONTRATADA deverá providenciar as ligações definitivas de água, energia elétrica, telefone, esgoto e quaisquer outras que se fizerem necessárias. Para tal todas as providências legais e técnicas deverão ser tomadas com a devida antecedência pela CONTRATADA. A não apresentação de qualquer destes documentos ensejará a não liberação da última parcela devida, das retenções efetuadas em parcelas anteriores, além da cobrança da multa estipulada em contrato por atraso na conclusão dos serviços. Os orçamentos, apresentados em regime de empreitada global, deverão prever todos os serviços de mão-de-obra e o fornecimento de todos os materiais e equipamentos necessários à execução dos serviços. A empreiteira deverá proceder exame minucioso do local a fim de verificar as condições, medidas, quantidades e técnicas necessárias à perfeita execução e acabamento dos serviços. Qualquer discrepância observada que possa porventura trazer dúvidas ou embaraços futuros ao desenvolvimento dos serviços, deverá ser esclarecida junto à GILOG/SA (por escrito) antes da apresentação da proposta orçamentária. Nesta condição, qualquer erro ou omissão da presente especificação, não justifica à não execução ou o não fornecimento de materiais que impliquem na não conclusão dos serviços relacionados, dentro da boa técnica. Não serão admitidas despesas extra-contratuais. As especificações visam detalhar adequadamente o emprego dos materiais de modo coerente com o orçamento apresentado, evitando-se omissões e indeterminações que possam acarretar dúvidas no transcorrer da execução dos serviços. Sempre prevalecerá o material constante das especificações. Em caso de qualquer omissão, a fiscalização da CAIXA, aprovará o material a ser aplicado. Não será admitida a exclusão de qualquer serviço ou pagamento necessário ao perfeito funcionamento da obra, tais como todos os orçamentos e ligações definitivas com as companhias concessionárias e órgãos municipais e estaduais, que deverão ser aprovados, pagos e terminados antes do recebimento dos serviços por parte de CAIXA. No decorrer da obra será rigorosamente observada a segurança dos operários, em especial a prevenção de acidentes do trabalho e atendimento às normas e recomendações do Ministério do Trabalho. Também será observada a qualidade da mão de obra e o uso correto dos materiais, tendo em vista um bom acabamento dos serviços contratados. A contratante manterá na obra engenheiros e/ou arquitetos e prepostos seus, com autoridade para exercer, em seu nome, toda e qualquer ação de orientação geral, controle e fiscalização das obras e serviços. É ANEXO I-B Pág. 88/268

89 obrigação do Contratado facilitar o acesso às informações necessárias para a fiscalização dos materiais, execução das obras e serviços contratados e o acesso a todas as partes da obra. À fiscalização é assegurado o direito de ordenar a suspensão das obras e serviços sem prejuízo das penalidades a que ficar sujeito o contratado e sem que este obtenha direito a qualquer indenização, no caso de não ser atendida dentro de 48 (quarenta e oito) horas, a contar da entrega da ordem de serviço correspondente, qualquer reclamação sobre defeito essencial em serviço executado ou material posto na obra. Fica o contratado obrigado a retirar da obra, logo após o recebimento da ordem de serviço correspondente, qualquer empregado, operário ou subordinado seu que, a critério da Contratante, venha a demonstrar conduta inadequada ou incapacidade técnica. Durante a execução dos serviços as áreas deverão ser mantidas limpas e arrumadas. Antes da entrega final dos serviços a empreiteira deverá proceder rigorosa limpeza nas instalações físicas do prédio e também de qualquer área adjacente ao mesmo. O Contratado será responsável por quaisquer danos, causados por seus empregados ou sub-contratados, às instalações do PV da CAIXA, devendo proceder a imediata reparação do prejuízo causado, obedecendo as características originais dos equipamentos, mobiliários e/ou instalações físicas danificadas, sem ônus algum para a CAIXA Livro da obra A empresa, vencedora da licitação é obrigada a manter no canteiro de obra, á disposição da fiscalização, um diário de obras (a abertura deverá ocorrer no primeiro dia de obra), no qual serão registradas as atividades diárias, ordens de serviço, irregularidades encontradas, falhas previstas, incidência de chuvas, número de pessoas trabalhando e todas as demais ocorrências relativas á execução do contrato. Este diário deverá ser confeccionado diariamente em três vias, a primeira das quais destinada ao arquivo da fiscalização. Será assinado diariamente pelo engenheiro da obra e, diária, ou semanal pela fiscalização, a seu critério. As ordens de serviços ou comunicações da SUPERVISÃO ao contratado, ou vice-versa, serão transmitidas sempre por escrito, devendo ser devidamente numeradas e anotadas no livro de obra Procedência de dados Em caso de divergência entre estas Especificações Técnicas e o Contrato, prevalecerá sempre o último. Em caso de divergência entre estas Especificações Técnicas e os desenhos, prevalecerão as primeiras. Em caso de divergência entre as cotas de plantas e suas dimensões medidas em escala, prevalecerão sempre as primeiras. Em caso de divergência entre desenhos de escalas diferentes, prevalecerão sempre o de escala menor. Em caso de divergência entre desenhos se datas diferentes, prevalecerão as mais recentes. As pranchas do projeto executivo são da responsabilidade do Contratado. Ao serem enviadas para a obra deverão ter o carimbo ou outro tipo de nota que identifique claramente sua liberação para a execução pelo Contratante ou seus prepostos para este fim Dúvidas de interpretação Em caso de dúvidas quanto à interpretação dos desenhos ou destas especificações técnicas serão consultados o fiscal técnico e/ou o autor do projeto. A empreiteira tomará as precauções e cuidados no sentido de garantir inteiramente a estabilidade dos prédios vizinhos, canalizações e redes que possam ser atingidas, pavimentação das áreas adjacentes e outras propriedades de terceiros, e, ainda, a segurança de operários e transeuntes durante a execução de todas as etapas da obra. A empreiteira será a única responsável pelo ressarcimento dos danos causados á CAIXA ou a terceiros. A empreiteira obrigar-se-á corrigir quaisquer vícios ou defeitos na execução das obras e serviços, objeto de contrato Sub-contratações O Contratado não poderá sub-contratar as obras e serviços contratados no seu todo, podendo, contudo, fazê-lo parcialmente em alguns serviços especializados, mantida, porém, a sua responsabilidade direta perante a CAIXA e desde que previamente autorizado pela CONTRATANTE. No caso de utilização de sub-contratados deverá ser anexada declaração, com firma reconhecida, assinada pelo sub-empreiteiro, comprometendo-se com a execução dos serviços, mencionando disponibilidade para atuação na obra em licitação, no caso da adjudicação do objeto da licitação à proponente. ANEXO I-B Pág. 89/268

90 Em se tratando de Pessoa Jurídica, a declaração de que trata o parágrafo anterior deverá ser apresentada em papel timbrado da empresa, assinada pelo seu responsável legal, mencionando a disponibilidade da mesma e de seus responsáveis técnicos Acidentes Correrá por conta do CONTRATADO a responsabilidade de quaisquer acidentes no trabalho de execução das obras contratadas, uso indevido de patentes registradas e, ainda, mesmo que resulte de caso fortuito ou de força maior, a destruição total ou parcial da obra em construção até a aceitação da mesma pelo CONTRATANTE, bem como as indenizações que possam vir a ser devidas a terceiros por fatos oriundos dos serviços contratados, ainda que ocorridos fora do canteiro de obras Plano de trabalho É obrigação do Contratado, apresentar um plano de trabalho detalhado da execução das obras, incluindo um Cronograma físico-financeiro, metodologia executiva e planejamento dos trabalhos e composição de preços unitários de todos os serviços que constam nas diversas planilhas. Este plano de trabalho deverá ser entregue pelo contratado no início das obras Alterações de projeto Nenhuma alteração de projeto será executada sem autorização prévia do Contratante ou da Supervisão. Sempre que for sugerida pelo Contratado qualquer modificação de projeto, esta deverá ser acompanhada por um orçamento correspondente a respectiva justificativa técnica, não se justificando em hipótese alguma custos adicionais para o Contratante. Caso seja aprovada os dados de projetos ou redimensionamento mecânico, elétrico, estrutural ou arquitetônico e todos os desenhos necessários ocorrerão por conta do Contratado. Se na execução do projeto forem encontrados obstáculos estruturais ou de qualquer outra natureza, que impossibilite a solução apresentado em planta, deverá ser consultado o CONTRATANTE para que estude novas alternativas. A execução de modificações dos projetos, não deverá em hipótese alguma, prejudicar o andamento normal dos serviços e implicar em acréscimo nos prazos de obra Do Emprego de Materiais Todos os materiais a empregar na obra serão novos, comprovadamente de primeira qualidade e satisfarão rigorosamente às condições estipuladas neste documento. Cada lote ou partida de material deverá - além de outras averiguações - ser confrontado com a respectiva amostra, previamente aprovada pela Fiscalização. As amostras de materiais aprovadas pela SUPERVISÃO, depois de convenientemente autenticadas por esta e pela SUPERVISÃO, serão cuidadosamente conservadas no canteiro da obra até o fim dos trabalhos, de forma a facultar, a qualquer tempo, a verificação de sua perfeita correspondência aos materiais fornecidos ou já empregados. Obrigar-se-á a CONTRATADA a retirar do recinto das obras os materiais porventura impugnados pela SUPERVISÃO, sendo expressamente proibido manter no recinto das obras quaisquer materiais que não satisfaçam a estas especificações. A substituição de alguns dos materiais a serem utilizados na obra, por outros diferentes dos especificados neste documento deverá obedecer ao disposto a seguir, e só poderá ser efetuada mediante expressa autorização, por escrito, dos Autores dos Projetos e da SUPERVISÃO. A referida substituição será regulada pelo critério de analogia ou similaridade. Dois materiais ou equipamentos apresentam analogia total ou equivalência, se desempenham idêntica função construtiva e apresentam as mesmas características exigidas nas Especificações que a eles se refiram. Na eventualidade de uma equivalência, a substituição se processará sem haver compensação financeira para as partes, ou seja Proprietário e CONTRATADA. Dois materiais ou equipamentos apresentam analogia parcial ou semelhança se desempenham idêntica função construtiva, mas não apresentam as mesmas características exigidas nas Especificações que a eles se refiram. Na eventualidade de uma semelhança, a substituição se processará com a correspondente compensação financeira para uma das parte, ou seja, o Proprietário ou a CONTRATADA. Na hipótese de verificar-se uma semelhança, o pagamento correspondente será objeto do disposto sobre o assunto no ítem Acréscimos e Modificações das Instruções de Licitação. O critério de analogia ou similaridade será estabelecido, em cada caso, pela SUPERVISÃO, desde que ouvido(s) o(s) autor(es) do projeto. ANEXO I-B Pág. 90/268

91 A consulta sobre analogia ou similaridade - envolvendo equivalência ou semelhança - será efetuada, em tempo oportuno, pela CONTRATADA, não admitindo o Proprietário, em nenhuma hipótese, que dita consulta sirva para justificar o não cumprimento dos prazos estabelecidos nas Instruções de Licitação. Neste documento, a identificação de materiais e/ou equipamentos por determinada marca implica, apenas, na caracterização de uma analogia ou similaridade, ficando a distinção entre equivalência e semelhança subordinada ao descrito acima. Os materiais a serem empregados na obra e os serviços a serem executados deverão, além de ser de primeira qualidade, obedecer rigorosamente às: Normas da ABNT. Estas Especificações Técnicas Especificações e recomendações dos fabricantes. Qualquer substituição de material especificado deverá merecer autorização prévia da CAIXA/GIMATSA. A expressão de primeira qualidade tem, nas presentes especificações, o sentido que lhe é dado usualmente no comércio. Indica, quando existem graduações de qualidade de um mesmo produto, a graduação de qualidade superior Responsabilidades e Garantias Responsabilidade pelos Serviços em Geral O CONTRATADO assumirá integral responsabilidade pela boa realização e eficiência dos serviços que efetuar, de acordo com o estipulado nestas Especificações Técnicas, no Contrato e nos demais documentos técnicos fornecidos, bem como, por quaisquer danos eventualmente decorrentes da realização dos trabalhos. Responsabilidade por Alterações Sugeridas O CONTRATADO assumirá a integral responsabilidade e garantia pela execução de qualquer alteração ao projeto sugerida por ele e aceitos pelo Contratante e pelo Autor do projeto Prazo de Garantia e Recebimento da Obra Prazo de Garantia O prazo de garantia da obra é de 01 (um) ano a contar da data do recebimento provisório da mesma. Recebimento Provisório Quando as obras estiverem concluídas, será feita uma vistoria minuciosa dos trabalhos executados por técnicos da Contratante, da Fiscalização e do Contratado, ficando o Contratado obrigado a corrigir as anomalias apresentadas, caso existam, no menor prazo possível. Após, então, será elaborado e assinado pela Comissão de Recepção um Termo de Recebimento Provisório. Quando houver interesse do CONTRATANTE, a ocupação parcial ou total de alguma área, poderá ser feita, desde que seja elaborado um Termo Parcial de Recebimento nos mesmos moldes do descrito no parágrafo anterior. O recebimento provisório só poderá ocorrer após terem sido realizadas as medições e apropriações referentes a acréscimos e modificações, caso existam. Recebimento Definitivo O Termo de Recebimento Definitivo das obras será lavrado após o término do prazo de garantia estipulado no item prazo de garantia da obra e dos Procedimentos e Condições Gerais destas Especificações Técnicas, se tiverem sido atendidas todas as exigências da Comissão de Recebimento de Obras, referentes a defeitos ou imperfeições que venham a ser verificadas e se tiverem sido satisfeitas todas as reclamações porventura feitas quanto à falta de pagamento a operários, fornecedores de materiais e prestadores de serviços. 3.0 ESPECIFICAÇÕES MATERIAIS E SERVIÇOS 3.1 INSTALAÇÃO DO CANTEIRO DE OBRAS Neste item se incluem os serviços preliminares de instalações de canteiro e providências legais de início da obra. Cabe à CONTRATADA a manutenção do canteiro e administração da obra, incluindo instalações provisórias e insumos. Cabe também à Contratada a responsabilidade pelos equipamentos e máquinas, andaimes, lixadeiras elétricas e outros que se fizerem necessários, cujos custos serão incluídos no cálculo do BDI da empresa. ANEXO I-B Pág. 91/268

92 A obra contará com todas as instalações necessárias ao seu bom funcionamento, tais como tapumes, rede de água e energia elétrica. Devem ser asseguradas pela CONTRATADA todas as medidas necessárias para proteções e sinalizações - faixas de isolamento, avisos de segurança, sinalizações diversas de prevenção de acidentes e tudo que se fizer necessário para o perfeito desempenho dos serviços, sem colocar em risco operários e usuários do prédio. As medidas de proteção sobre empregados e terceiros obedecerão ao disposto nas normas de segurança do trabalho nas Atividades da Construção Civil. Na execução dos trabalhos, não deverão permanecer na obra operários que não estejam com a proteção mínima de: óculos de proteção, luvas de raspa de couro, máscara contra pó, uniforme adequado, bota com sola de borracha e capacete de proteção. As providências e despesas necessárias à obtenção de Licenças, Registros, etc, em órgãos públicos, a exemplo da Prefeitura Municipal, Previdência Social, CREA, COELBA e todos os que se fizerem necessários, ficarão a cargo da CONTRATADA. 3.2 SERVIÇOS A SEREM EXECUTADOS E ESPECIFICAÇÕES Remoções e Demolições: Para os serviços de demolições e remoções em geral, deverão ser obedecidas todas as normas de segurança, tanto para a execução, bem como para a retirada do material demolido. Para as diversas unidades serão relacionados os serviços de demolição concernente a cada unidade Tapumes Os tapumes de fechamento deverão ser executados em folhas de madeira compensada, espessura mínima de 6mm, fixadas com pontalete a cada 1.10m, e rodapé em tábua agreste de 23cm de largura, com altura total do pé direito da agência, pintados com tinta PVA na cor branca, e ter inscrições que serão determinadas pela fiscalização da obra, de acordo com as normas vigentes na localidade. Deverá ser prevista a manutenção do tapume, inclusive pintura ao longo do prazo de duração da obra. IMPORTANTE: Neste item deverá se considerar também a remoção dos tapumes, internos (fixos e/ou móveis), que se façam necessários para a execução dos serviços MOVIMENTO DE TERRA Todo o material da escavação não reutilizado para reaterros deverá ser tirado do canteiro da obra, com botafora, não sendo permitido o seu lançamento no terreno circundante à obra. CORTES E ESCAVAÇÕES A execução dos trabalhos de escavações deve obedecer, além do contido neste ítem, a todas as prescrições da NBR-6122, concernentes ao assunto. As escavações necessárias à implantação do prédio, reservatório enterrado, construção de fundações, caixas de concreto, redes de energia elétrica e telefônica, drenagem, esgoto e alimentação hidráulica devem ser executadas de modo a não ocasionar danos à vida, a construções existentes ou a ambos. As escavações além de 150 cm de profundidade devem ser taludadas ou protegidas com dispositivos adequados de contenção. Todas as escavações devem ser protegidas, quando for o caso, contra a ação da água superficial ou profunda, mediante drenagem, esgotamento ou rebaixamento de lençol freático. ANEXO I-B Pág. 92/268

93 O material remanescente deve ser reaproveitado na construção de aterro, onde se fizer necessário, desde que atenda às especificações pertinentes. Caso contrário, deve ser removido para bota-fora, previamente autorizado pela Fiscalização, sendo a CONTRATADA responsável por sua carga, transporte e descarga. ATERRO Para execução do aterro para elevação de nível necessária, indicada em projeto, para implantação do prédio, vias e estacionamentos, deve ser usado material remanescente das escavações, ou arenoso, isento de troncos, galhos, raízes, matéria orgânica ou outros materiais estranhos ao solo. Este material deve ser submetido à aprovação da Fiscalização. Durante os serviços de aterro deve ser controlada a execução através da umidade do material, que não deve variar mais do que 2% (dois por cento) em relação à ótima e do grau de compactação, que não deve ser inferior a 98% (noventa e oito por cento) do Proctor Normal. O aterro com um metro de profundidade, quando ocorrer, deve ser executado em camadas com espessura máxima de 10 cm, podendo este valor ser alterado em função do equipamento utilizado. O material utilizado no aterro deve estar nas seguintes faixas de classificação da AASHO (American of State Highway Officials): A-1-b, A-2-6 ou A-2-7. Todos os ensaios de caracterização necessários, indicados pela norma NBR-5681, são de responsabilidade da CONTRATADA. COMPACTAÇÃO DE ATERRO A compactação do aterro na área de implantação do prédio deve ser procedida com utilização de equipamento adequado, recomendando-se a utilização de compactador vibratório. APILOAMENTO DE FUNDO DE VALAS Para regularização de fundo de vala para assentamento de redes de água, esgoto, drenagem, elétrica, telefonia e execução de fundações rasas, deve ser utilizado maço de 30 a 60 kg. REATERRO APILOADO DE CAVAS E VALAS Para execução do reaterro de cavas e valas deve ser usado material remanescente das escavações, ou arenoso, isento de troncos, galhos, raízes, matéria orgânica ou outros materiais estranhos ao solo. Este material deve ser submetido à aprovação da Fiscalização. O reaterro deve ser executado em camadas uniformes de 20 a 40 cm, devidamente apiloado com maço de 30kg. A medida dessa espessura será feito por nivelamento sucessivos da superfície o aterro, não sendo admitido nivelamento superiores a cinco camadas CARGA E TRANSPORTE: - Ensacamento e Carga Manual de Material Exceto Rocha: Todo o material resultante de demolições e remoções da obra deverá ser ensacado ou carregado manualmente para caminhão basculante. - Transporte de Material Exceto Rocha: O Transporte de terra e entulho deverá ser realizado em caminhão basculante até 10km de distância. ANEXO I-B Pág. 93/268

94 3.2.5 SUPERESTRUTURA EM CONCRETO ARMADO: Recomendações Básicas Gerais O concreto a ser utilizado deverá ter uma resistência característica à compressão de 30MPa. A qualidade do concreto depende da qualidade dos seus componentes, recomendando-se uma criteriosa seleção dos mesmos. Um fator água-cimento adequado é imprescindível para uma boa resistência e durabilidade da estrutura de concreto armado, devendo ser dosado de acordo com as Normas da ABNT. Deverá ser adotado o controle sistemático para a resistência do concreto, retirando-se dois corpos de prova da argamassa, que deverá ser amassada e moldada no mesmo ato, conforme prescrição das Normas da ABNT. Material a ser aplicado: Concreto Estrutural, Controle Tipo A, Brita 1, Fck= 30,00 Mpa Execução de mistura adequadamente dosada de cimento Portland, agregado miúdo, agregado graúdo e água, podendo conter adições e aditivos que lhe melhoram ou conferem determinadas propriedades. A execução das obras de concreto armado deverão obedecer a NBR 6119, e correlatas além das normas abaixo discriminadas: EB- 3/85 Barras e fios de aço destinados a armaduras para concreto armado (NBR-7480); EB- 4/82 Agregados para concreto (NBR-7211); EB- 758/86 Cimento Portland pozolânico (NBR-5736); EB- 903/86 - Cimento Portland de moderada resistência a sulfatos (MRS) e cimento Portland de alta resistência a sulfatos (ARS) (NBR-5737); NB- 256/81 Concreto determinação de consistência pelo abatimento do tronco de cone (NBR-7223); NB-1/78 Projetos e execução de obra em concreto armado (NBR-6118); NB-5/78 Cargas para cálculo de estruturas de edificações (NBR-6120); OBSERVAÇÕES PARA EXECUÇÃO DOS SERVIÇOS: Cargas acidentais Além das cargas permanentes devidas a pesos próprios, cargas de paredes, contra-pisos e revestimentos, foram consideradas as cargas acidentais preconizadas pela Norma Brasileira NBR- 6120/78. Predominantemente foram utilizadas cargas de 3kN/m2 (300 kgf/m 2 ) nas lajes, Está sendo previsto o cobrimento: das lajes de 1,0cm das vigas e pilares: 2,0 cm das fundações e sapatas: 3,0cm Materiais Caraterísticas dos materiais empregados no projeto: Concreto: fck = 25,0 MPa (250 kgf/cm 2 ). Aço: CA-50 e CA-60 Formas: em chapa resinada Esforços solicitantes e dimensionamento. O Cálculo dos esforços solicitantes, dimensionamento e detalhamento da estrutura foi efetuado utilizando o software Cypecad, especializado para Engenharia Estrutural, em completa obediência à Norma Brasileira para Cálculo e Execução de Estruturas em Concreto Armado (NBR-6118/78) da Associação Brasileira de Normas Técnicas. ANEXO I-B Pág. 94/268

95 Observações: 1- Efetuar cura do concreto por período não inferior a 7 dias; 2- Usar distanciadores para garantir os cobrimentos indicados; Qualquer problema de execução que aconteça no transcorrer da obra será de ônus e responsabilidade da CONTRATADA, tendo que informar a GIINF/SA que poderá solicitar a imediata demolição sem ônus nenhum para a contratante. Todos os elementos estruturais terão dimensões determinadas em planta, cabendo qualquer dúvida da contratada ser encaminhada a GIINF/SA. MATERIAIS A SEREM EMPREGADOS P/ ESTRUTURA EM CONCRETO ARMADO 1. CIMENTO PORTLAND Generalidades O cimento Portland a ser empregado deverá satisfazer a NBR-5732 e ao item da NBR A Executante deverá fornecer à Fiscalização, certificado que demonstre, que o cimento empregado atende à presente especificação. Se o cimento proceder diretamente do fabricante, este certificado deverá ser fornecido por ele. Aceitação O cimento a granel deverá ser transportado em veículo especial para este fim e o fabricante deverá enviar junto com cada partida, um certificado indicando o tipo, a marca do cimento e o peso do carregamento. O cimento acondicionado em sacos deverá ser recebido no invólucro original da fábrica, devidamente identificado com a marca do cimento, peso líquido, marca da fábrica, local e data de fabricação. Os invólucros deverão estar em perfeito estado de conservação, não sendo aceitos aqueles avariados ou que contiverem cimento empedrado. Armazenamento O armazenamento do cimento deverá ser em local protegido da ação de intempéries, da umidade do solo e de outros agentes nocivos. Os sacos contendo cimento deverão ser empilhados de maneira a permitir facilidades de contagens, inspeção e identificação de cada partida; cada pilha terá no máximo dez sacos. Lotes de cimento de diferentes partidas não poderão ser misturados. 2. AGREGADO MIÚDO Generalidades Poderão ser empregados dois tipos de agregado miúdo: Tipo I Areia natural quartzosa, com diâmetro igual ou inferior a 4,8 mm proveniente de britagem de rochas estáveis. Tipo II O Agregado miúdo poderá ser constituído pela mistura de areia e brita indicada desde que a porcentagem de areia seja superior a 50% e mediante aprovação da Fiscalização. Aceitação O agregado miúdo deverá obedecer ao item 8 da NBR O agregado miúdo deverá ser completamente lavado antes de entregue à obra, para eliminar o material pulverulento. ANEXO I-B Pág. 95/268

96 Armazenamento PREGÃO ELETRÔNICO N.º 028/ GILOG/SA O Armazenamento será de modo a não haver mistura com outros tipos de agregados e ainda não haver contaminação por impurezas. O agregado miúdo deverá chegar à betoneira com umidade uniforme. 3. AGREGADO GRAÚDO Generalidades O agregado graúdo será o pedregulho natural ou a pedra britada proveniente de britagem de rochas estáveis, com um máximo de 15%, passando pela peneira 4,8 mm. Aceitação O agregado graúdo deverá obedecer ao item 9 da NBR O agregado graúdo deverá ser completamente lavado antes de ser entregue à obra, seja qual for sua procedência. Classificação e Armazenamento Os agregados a serem utilizados deverão estar classificados em tipos; 1, 2 e 3, conforme o item 11 da NBR Os diferentes tipos de agregados deverão chegar à betoneira separadamente com umidade uniforme. Os agregados de diferentes tamanhos deverão ser armazenados em compartimentos separados. Se acontecer mistura de agregados de diferentes tipos, eles poderão ser aproveitados após serem peneirados e separados de acordo com a sua granulometria. Deverão ser tomadas precauções para que materiais estranhos não se misturem com os agregados, vindo a prejudicar as suas características. Caso isso venha a acontecer, os agregados deverão ser lavados antes de serem utilizados, ou rejeitados. 4. AÇO PARA ARMADURAS Generalidades Todo o aço das armaduras passivas das peças estruturais de concreto armado deve estar de acordo com o que prescreve a NBR Arames Para amarração das armaduras será usado arame recozido preto, bitola 18 AWG. 5. MADEIRAS PARA FORMAS Generalidades A madeira de uso provisório para a montagem de andaimes, tapumes e escoramentos, será o Pinho do Paraná ou equivalente, o tipo de madeira poderá substituído por uma de uso local, com resistência e finalidade equivalentes, tal como freijó, cupiúba, acapu, etc., com prévia aprovação da Fiscalização nas dimensões comerciais adequadas ao fim a que se destinem. Aceitação A madeira serrada e beneficiada deverá satisfazer a NBR Água para amassamento do Concreto ou Lavagem dos Agregados Generalidades A água utilizada para amassamento do concreto ou para lavagem dos agregados deverá obedecer ao item da NBR Aceitação ANEXO I-B Pág. 96/268

97 A água deverá ser isenta de óleos, ácidos, álcali e matéria orgânica em quantidades prejudiciais. Será aceita a água com características potáveis. A água não poderá conter elementos em quantidades superiores aquelas indicadas no item da NBR ADITIVOS Utilização A fim de melhorar determinadas qualidades e características do concreto ou facilitar o seu preparo, manuseio e utilização, com menor dispêndio de energia ou com economia de material, poderão ser utilizados, desde que autorizados por escrito pela Fiscalização. É importante ressaltar que um aditivo nunca será usado para corrigir defeitos intrínsecos ao concreto. A. Plastificantes Utilizados para melhorar a plasticidade do concreto e argamassa, permitindo melhor compactação com dispêndio menor de energia ou então, redução da quantidade de água, diminuindo a retração, melhorando a resistência e economizando aglomerante. B. Produtos de Cura São produtos para serem pulverizados sobre o concreto logo após o seu lançamento, a fim de obturar os poros capilares da superfície e impedir a evaporação da água de amassamento do concreto fresco. EXECUÇÃO DE FORMAS E ESCORAMENTOS Generalidades As formas deverão apresentar geometria, alinhamento e dimensões rigorosamente de acordo com as indicações dos desenhos. As formas deverão ser dimensionadas para não apresentarem deformações substanciais sob ação de quaisquer causas, particularmente cargas que serão suportadas; para tanto é necessário que as mesmas sejam suficientemente resistentes e rígidas, bem como adequadamente escoradas As fendas ou aberturas com mais de 3 mm de largura, através das quais possa haver vazamento de argamassa deverão ser preenchidas devidamente. As fendas com largura de 4 a 10 mm serão calafetadas com estopa ou outro material que garanta estanqueidade. Aquelas que apresentarem largura superior a 10 mm serão fechadas com tiras de madeira. Formas de Madeira Comum As madeiras deverão ser de boa qualidade, sem apresentar curvaturas, sinais de apodrecimento ou nós soltos. Antes do lançamento do concreto, as formas deverão ser molhadas até a saturação. Formas de Madeiras Compensada Quando forem utilizadas chapas de madeira compensada, tipo Madeirit ou similar como forma, estas deverão ser à prova d'água e se apresentarem sem empenamento e/ou ondulações. As chapas poderão ser utilizadas mais de uma vez, desde que: a) Haja previsão para tal. b) Não apresentem danos causados pela desforma. As formas para concreto aparente deverão ser novas. Escoramentos ANEXO I-B Pág. 97/268

98 Os escoramentos deverão ser projetados e executados de modo a apresentarem segurança quanto à estabilidade e resistência. Os escoramentos deverão obedecer às prescrições das Normas Brasileiras NBR-7190 e NBR-8800, respectivamente para estrutura de madeira e estruturas metálicas e ainda observar os itens ,9.2.1., da NBR-6118 Os escoramentos deverão apresentar rigidez suficiente para não se deformarem em excesso sob ação das cargas e variações de temperatura e/ou umidade. Sempre que necessário, as escoras deverão possuir em suas extremidades, dispositivos para distribuir as pressões de modo a não comprometerem a eficiência de seus pontos de apoio. PREPARO E MONTAGEM DE ARMADURAS Generalidades Nos desenhos de Armadura estão indicadas as categorias e classes de aços a serem utilizados nas diferentes partes da estrutura. As barras de aço que não se apresentarem retas antes da preparação das armaduras, deverão ser alinhadas por método que mantenha inalteradas as características mecânicas do material. Corte e Dobramento O corte e dobramento das barras deverão ser executados por processos que não alterem as características mecânicas do material. Os dobramentos e medidas das armaduras deverão estar rigorosamente de acordo com as indicações dos desenhos. Os dobramentos para ganchos e estribos deverão ser feitos segundo os critérios especificados no item da NBR-6118 e os dobramentos de barras curvadas, segundo o que estabelece o item da mesma NBR Emendas Para as barras que necessitem de emendas estas deverão ser executadas conforme os itens e 10.4 da NBR-6118 e localizadas rigorosamente nas posições previstas nos desenhos. Se os desenhos não indicarem as posições das emendas, estas deverão ser executadas, sempre que possível, em regiões de menor solicitação; porem, quando isso não for possível, as emendas deverão apresentar total garantia de eficiência e segurança. A executante poderá substituir um tipo de emenda por outro, desde que previamente aprovado pela Fiscalização. Montagem A montagem das barras das armaduras obedecerá sempre as posições indicadas nos desenhos. As barras deverão ser devidamente amarradas a fim de não sofrerem deslocamentos de suas posições no interior das formas antes e durante a concretagem. Quando os desenhos de armaduras não indicarem os espaçamentos entre barras paralelas, não serão admitidas distâncias inferiores aos valores mínimos prescritos pela NBR O cobrimento de concreto sobre as barras das armaduras não poderá ser inferior aos valores mencionados no item da NBR-6118 Havendo necessidade de se deslocar alguma armadura que interfira com tubulações, eletrodutos, chumbadores, insertos, etc., e se este deslocamento exceder um diâmetro da barra ou às tolerâncias permitidas por norma, a nova posição deverá ser comunicada à Fiscalização e submetida à sua aprovação, que poderá, se julgar necessário, exigir a colocação de armaduras adicionais de reforço na região afetada pelo deslocamento. Inspeção ANEXO I-B Pág. 98/268

99 As armaduras serão inspecionadas antes da concretagem a fim de constatar estarem corretas, devidamente montadas, isentas de escamas de laminação, terra, argamassa, óleo, escamas de ferrugem ou outro material que possa prejudicar sua aderência ao concreto. DOSAGEM E CONTROLE DO CONCRETO Preparo do Concreto Generalidades O concreto poderá ser preparado na própria obra em central ou betoneira, ou fornecido por empresa especializada em concreto pré-misturado. Concreto Preparado na Obra Para o concreto preparado na obra, tanto em betoneira como em central, os componentes deverão ser medidos em peso e separadamente. - Cintas de Concreto Armado: Haverá execução de cintas de concreto armado estruturando paredes de alvenaria a serem construídas nas áreas de pé direito duplo (meia altura), inclusive formas, armaduras e lançamento. Em qualquer caso, encontro das novas alvenarias com a laje de teto terá seu aperto final em tijolos de barro cozido assentados com inclinação aproximada de 45º. - Vergas Retas de Concreto Armado: Sobre os vãos de esquadrias haverão vergas de concreto armado (portas a serem assentadas), ou onde se fizer necessário, com altura compatível com o vão. - Fechamento de furos em laje Deverá ser previsto o fechamento das aberturas de vãos na laje de piso da Casa de Máquinas, após colocação dos dutos. O fechamento deverá ser feito com ARGAMASSA ESTRUTURAL 240, da VEDACIT, ou SIKA TOP 121 da SIKA, ou equivalente, para recomposição do concreto. OBS.; complementam esta especificação, todas as notas e observações no projeto estrutural ELEMENTOS DE FECHAMENTO: Alvenaria de Blocos Cerâmicos / Silicio calcário /Concreto celular): Os serviços deverão obedecer aos seguintes critérios: Assentamento de blocos cerâmicos, com 9x19x33cm, com argamassa mista, no traço 1:2:8, com espessura de 9cm (altura do bloco) sem revestimento, sendo o material com dimensões padronizadas conforme NBR Os blocos a serem empregados devem apresentar faces e arestas vivas, sendo sua porosidade inferior a 20%. Os blocos devem estar isentos de pedaços de pedra, cavidades, excessos, areias ou organismos em sua massa. As alvenarias serão assentadas obedecendo-se as dimensões e disposições de projeto, com fiadas perfeitamente niveladas e juntas alternadas, devendo as paredes resultar alinhadas e prumadas. Devem ser deixados vãos para porta em aberto, com folgas necessárias para batentes, deixando-se os tacos/tarugos para fixação, onde couber, durante o levantamento de paredes. Além das recomendações retro, deverão ser observadas as recomendações das normas da ABNT concernentes aos serviços, em especial, no que couber, a NBR-8545/84 - Execução de Alvenaria de Blocos - procedimento. NOTA IMPORTANTE: Estão indicadas em planta de arquitetura, trechos de paredes, onde deverão ser efetuados fechamento estanques, juntos às lajes, de forma impedir qualquer frestas que possibilite passagem de ar. ANEXO I-B Pág. 99/268

100 Alvenaria bloco de vidro: Execução das seteiras do Hall de escada, com blocos de vidro incolor de 20x20x9cm, conforme indicado em planta de arquitetura Divisórias internas: Haverá fornecimento e instalação de painéis divisórios com painéis cegos e bandeira cega, ou painéis de meio vidro com bandeira cega, conforme modelo Divilux 35 da Eucatex. Serão montados com perfis de alumínio de forma a atender ao layout constante do pacote de projetos, considerando-se montantes entre os painéis e perfis de rodapé que permitam a passagem de instalações. OBS.: Quando em áreas molhadas, essas divisórias terão altura final = 2,10m desde o piso, com base (dos painéis) afixada a uma altura livre de 15cm do piso Fechamento no sistema de alvenaria tipo Dry-Wall : Fornecer e instalar paredes divisórias duplas tipo Dry-Wall na área de manutenção do auto-atendimento (Sistema dry-wall da Lafarge Gypsun, Knauf, ou equivalente), com 12cm de largura (Auto atendimento) e com 10cm (área interna da Unidade) REVESTIMENTOS PAREDES Chapisco Grosso: As paredes por construir levarão chapisco grosso com argamassa de cimento e areia grossa, no traço 1:3. As superfícies a serem chapiscadas, devem encontrar-se limpas, livres de pó, graxas, óleos ou resíduos orgânicos, que possam interferir numa perfeita aderência da argamassa. A ser aplicado em todas as paredes a serem construídas Massa Única: Sobre o chapisco grosso aplicado em paredes recém construídas, será aplicado revestimento em massa única ou reboco paulista com argamassa de cimento e areia média, no traço 1:3:5. A ser aplicado em todas as paredes construídas Emboço: Emboço em argamassa cimento/areia traço 1:3, aplicado em paredes a serem revestidas com cerâmica Cerâmica 30X30cm / 30x40cm / 7,5x7,5cm / 5x5cm Execução de revestimento em cerâmica de primeira linha Arquiteto, com 7,5x7,5cm na cor branco, da Portobello, assentada com argamassa mista de cimento, cal e areia, no traço 1:2:8, aplicada sobre emboço, rejuntada com argamassa Juntaplus ou Rejunte L-flex na cor da cerâmica (branca). Execução de revestimento em cerâmica de primeira linha White Home, com 30x40 cm na cor cetim branco, da Portobello, assentada com argamassa mista de cimento, cal e areia, no traço 1:2:8, aplicada sobre emboço, rejuntada com argamassa Juntaplus ou Rejunte L-flex na cor da cerâmica (branca). Deverão ser aplicado nas paredes conforme indicação em plantas de arquitetura Revestimento de Pilares: ANEXO I-B Pág. 100/268

101 Todos os pilares visíveis para as áreas de público receberão revestimento de painéis em chapa compensada de 10mm com uma face laminada, com perfis de alumínio (cantoneiras) anodizado ao natural fazendo os acabamentos de canto, conforme detalhe de projeto Peitoris em granito As esquadrias da fachada e basculantes internos terão peitoris de granito polido cinza andorinha, conforme planta e detalhes do projeto de Arquitetura Revestimento em chapa de alumínio composto (ACM) Painéis de alumínio ACM, composto de duas chapas de alumínio 0,50mm e núcleo de polietileno de baixa densidade. Deverão se utilizadas as placas de 4mm de espessura para áreas externas, com acabamento em pintura fluopolimérica (PVDF), com característica anti-pichação, repelente a poeira, resistente ao intemperismo, em cor referência Azul Lugano (134) 96 Ford, e garantia mínima do fornecedor de 15 anos. As dimensões padrão de placas podem ser 1220x5000mm, 1250x5000mm, 1500x5000mm, entre outras. Deverá ser seguida a diagramação feita em projeto, não devendo ser utilizada placas com diversas dimensões na fachada. Para o recobrimento das paredes curvas, o raio mínimo de curvatura é de 15 vezes a espessura do painel. A limpeza e conservação das chapas devem seguir estritamente as recomendações dos fabricantes, sob pena de perda de garantia. Deverá ser adotado o sistema ventilado, que cria uma circulação de ar entre os painéis e a alvenaria, dispensando a utilização de travessas e acessórios, e é indicado para grandes fachadas. Nesse sistema, as placas de alumínio são encaixadas nos pinos das colunas de subestrutura, funcionando como sistema de encaixe macho-fêmea, sendo que a instalação deverá ser executada conforme recomendações do fabricante. A ser aplicado nas fachadas principais, conforme plantas de projeto de arquitetura REVESTIMENTOS DE PISO: Lastro impermeabilizado em concreto Execução de lastro de concreto impermeabilizado, incluindo preparo de caixa, com 60mm de espessura, sobre terreno limpo, regularizado e compactado Regularização de Base para Piso Cerâmico: Aplicação de camada de regularização de base para piso cerâmico, com argamassa de cimento e areia, no traço 1:5, onde se fizer necessário Piso em Porcelanato (50x50) ou (60x60) Fornecimento e assentamento de piso em Porcelanato, ref. Alumínio PO, da Eliane com 50x50cm. Deverá ser prevista a argamassa para assentamento e rejuntamento na cor platina f-flex da Portobello ou equivalente. Deverá ser aplicado conforme indicado em planta específica de paginação de piso Piso Cerâmico (35,5x35,5): ANEXO I-B Pág. 101/268

102 Piso cerâmico com referência na linha Cargo Plus Gray da marca Eliane, acabamento acetinado, com 35,5x35,5m, ou equivalente, assentado e rejuntado com argamassas pré-fabricadas e rejuntamento na cor da cerâmica a ser aplicado nas áreas molhadas e escadas Piso Cimentado desempolado: Executar piso cimentado desempenado a ser aplicado em Casas de Máquinas e Subestações. Características técnicas: Traço: 1:3 (cimento : areia) com aditivo hidrófugo Pigmentação: Natural Dimensões: Monolítico Espessura: 15 mm Acabamento: Liso desempenado Piso Elevado: Fornecimento de piso elevado com 28 cm de altura com as características a seguir. Placas As placas a serem fornecidas devem suportar, no mínimo as seguintes cargas: Carga Concentrada: 450 kg Carga Distribuída: kg/m² Carga Rolante: 287 kg As placas devem ser formadas por módulos de aproximadamente 600x600x30mm, constituídos de 02 (duas) chapas de aço de 0,90mm, com domos nos eixos longitudinal e transversal, na chapa inferior, por estampagem, ligadas entre si, através de pontos de solda por curto circuito, devendo apresentar-se placas rígidas, desempenadas e com estabilidade dimensional. As placas devem ser tratadas e pintadas eletrostaticamente, à base de epóxi, para maior proteção contra oxidações. No interior das placas deve ser injetado concreto celular, devendo resultar em ótimo efeito acústico. As placas devem ter condições de receber pedestais adicionais, para suportar cargas extras; devem ser intercambiáveis entre si e assentadas por gravidade, em sistema formado por pedestais metálicos; devem ser facilmente removíveis, através de dispositivos de sucção e dotadas de proteção periférica, com junta não condutora, de PVC de alto impacto. As placas devem ser previamente revestidas, na fábrica, com revestimento laminado melamínico, com 600x600x2mm, ref: PP45, na cor cinza polar, da Perstorp, ou ref.: 166, da Formiline. Não se admitirá serviço de revestimento das placas na obra. Deve ser aplicada moldura de borda do tipo U, de igual espessura do revestimento, sendo prensada na borda da placa. Esta moldura será da mesma cor do revestimento (cinza claro). Com mesa de 12mm (+/- 0,20), e ranhuras no centro interior da curvatura da moldura a fim de assegurar total aderência à superfície da placa. A curvatura externa deverá garantir apenas um único ponto de contato com a longarina, evitando ruído. Estrutura A estrutura do piso será composta de pedestais e longarinas, devendo apresentar as características a seguir. Os pedestais devem ser confeccionados em aço e suportar até 02 toneladas sem qualquer deformação. A superfície de apoio dos pedestais deverá ser em chapa de 2mm, estampada, nervurada, com área de 100cm², cravada e soldada ao tubo de sessão quadrada em aço SAE 1008 FQ, 20x20x1,50mm. O apoio deve ser fixado à laje de piso por adesivo industrial. A cabeça do pedestal deve ser em chapa de aço SAE 1010FQ, c/3mm, com berço de 28,4x2mm (+/-0,1), para alojamento da longarinas, garantindo total estabilidade horizontal ao sistema, dotada de estojo redondo roscado, em aço SAE 1020 de 5/8 11UNC, ANEXO I-B Pág. 102/268

103 com rebaixo de 2,5mm, para solda tipo mig, com porca sextavada autoblocante, que garantirá a estabilidade vertical do sistema. O pedestal deve ter curso de ajuste de +/- 200mm para compensar qualquer desnível existente no contrapiso. A estrutura será contraventada através de longarinas entre os pedestais, sendo a mesmas, vigas de seção quadrada de 25x25x1,20mm, confeccionadas em chapa de aço, SAE-1008, interligadas e alinhadas à cabeça dos pedestais por parafusos de aço de ¼ x¾. A dimensão da longarina na face inferior deverá ser de 585mm. A longarina deve ser provida de fita amortecedora de ruído, tipo feltro alfabético, c/1mm de espessura. o sistema estrutural deve receber tratamento fosfatizado, com 4 micras, galvanizado eletroliticamente, com 8 (+2 0) micras de espessura de camada, passivado na cor amarela para os pedestais e negra para as longarinas. A estrutura do piso deverá ser provida de bom contato para dar continuidade elétrica a todo o material metálico, garantindo, assim, a capacidade de aterramento, portanto, deverão ser utilizados pedestais bicromatizados, com dispositivos especiais, distribuídos na proporção de um a cada 25 m² de área do piso, devendo seu fornecimento estar incluso na proposta. Fabricantes: Será admitido o fornecimento de piso marca Whel, Tate, Pisoag, ou equivalente. Aplicação: Na área de atendimento a clientes e demais ambientes indicados no projeto de Arquitetura Revestimentos de pisos externos: Placas de concreto O revestimento do passeio deverá em concreto com placas 100x100cm e juntas plásticas. Será aplicado em todo contorno da edificação e no trecho da vaga de PNE. Piso Intertravados Ecológico Pavimentar toda a área externa (pátio externo e estacionamento) em blocos ecológicos com 39,6x39,6cm, assentado sobre camada de areia com 3cm, para posterior aplicação de terra vegetal e grama. As peças deverão ser distanciadas de 2 a 3mm, conforme desenho esquemático a seguir. ANEXO I-B Pág. 103/268

104 Soleiras / Rodapés: As soleiras e rodapés (h=10cm) serão em granito polido cinza andorinha, conforme indicações das plantas de diagramação de piso Rota Tátil: A rota tátil para uso de portadores de necessidades especiais será composta dos seguintes itens: Fornecimento e assentamento de piso podo tátil direcional, em placas de poliester, com 250x250 mm, espessura tátil 3mm, com superfície em barras chanfradas, distâncias e disposições conforme norma NBR- 9050, fixadas com fita dupla face especial, na cor azul, marca Andaluz, ou equivalente, conforme projeto de Arquitetura, Fornecimento e assentamento de piso podo tátil alerta, em placas de poliéster, com 250x250mm, formato redondo com relevos chanfrados, espessura base cone 2,5mm, fixados com fita dupla face especial, regularmente dispostos com medidas, distâncias e disposições conforme norma NBR-9050, na cor azul, marca Andaluz, ou equivalente, conforme projeto de Arquitetura. MODELO ALERTA MODELO DIRECIONAL SERRALHERIA / ESQUADRIAS METÁLICAS: Considerações Básicas: ANEXO I-B Pág. 104/268

RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL

RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL A CAIXA está orientada para gerir seus negócios com base nos princípios da Responsabilidade Social, de forma a gerar resultados sustentáveis ao longo do tempo. Para

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 236/7066-2013 - GILOG/BR

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 236/7066-2013 - GILOG/BR RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL A CAIXA está orientada para gerir seus negócios com base nos princípios da Responsabilidade Social, de forma a gerar resultados sustentáveis ao longo do tempo. Para

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL

RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL A CAIXA está orientada a gerir seus negócios com base nos princípios da Responsabilidade Social, de forma a gerar resultados sustentáveis ao longo do tempo. Para o aprofundamento

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL

RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL PREGÃO ELETRÔNICO 096/7050-2012 GILOG/BE RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL A CAIXA está orientada para gerir seus negócios com base nos princípios da Responsabilidade Social, de forma a gerar resultados

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 038/7050-2013

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 038/7050-2013 RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL A CAIXA está orientada para gerir seus negócios com base nos princípios da Responsabilidade Social, de forma a gerar resultados sustentáveis ao longo do tempo. Para

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL

RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL ATENÇÃO: As Especificações Técnicas, que são partes integrantes deste Edital, poderão ser obtidas na Rua José Loureiro, 195, 14º andar, Centro, Curitiba/PR, de segunda-feira a sexta-feira das 10h00 às

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL

RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL A CAIXA está orientada para gerir seus negócios com base nos princípios da Responsabilidade Social, de forma a gerar resultados sustentáveis ao longo do tempo. Para

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº87/7066-2013 - GILOG/BR

PREGÃO ELETRÔNICO Nº87/7066-2013 - GILOG/BR RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL A CAIXA está orientada para gerir seus negócios com base nos princípios da Responsabilidade Social, de forma a gerar resultados sustentáveis ao longo do tempo. Para

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 036/7066-2013 GILOG/BR

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 036/7066-2013 GILOG/BR RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL A está orientada para gerir seus negócios com base nos princípios da Responsabilidade Social, de forma a gerar resultados sustentáveis ao longo do tempo. Para o aprofundamento

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 126/7075-2013 - GILOG/SA RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 126/7075-2013 - GILOG/SA RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL A CAIXA está orientada para gerir seus negócios com base nos princípios da Responsabilidade Social, de forma a gerar resultados sustentáveis ao longo do tempo. Para

Leia mais

Pregão Eletrônico nº 100/7062-2013 fls. 1/86

Pregão Eletrônico nº 100/7062-2013 fls. 1/86 Pregão Eletrônico nº 100/7062-2013 fls. 1/86 RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL A CAIXA está orientada para gerir seus negócios com base nos princípios da Responsabilidade Social, de forma a gerar resultados

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 050/7075-2014 - GILOG/SA ,COMUNICADO

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 050/7075-2014 - GILOG/SA ,COMUNICADO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 050/7075-2014 - GILOG/SA,COMUNICADO O CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES E DETALHAMENTOS TÉCNICOS encontra-se disponível para gravação em mídia digital, na GILOG/SA Filial de Logística Salvador,

Leia mais

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL PROCESSO: 7075.01.6619.0/2012 RUB: FL.

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL PROCESSO: 7075.01.6619.0/2012 RUB: FL. RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL A CAIXA está orientada para gerir seus negócios com base nos princípios da Responsabilidade Social, de forma a gerar resultados sustentáveis ao longo do tempo. Para

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 180/7066-2014 - GILOG/BR

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 180/7066-2014 - GILOG/BR RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL A CAIXA está orientada para gerir seus negócios com base nos princípios da Responsabilidade Social, de forma a gerar resultados sustentáveis ao longo do tempo. Para

Leia mais

Proc. 7068.01.5985.0/2011

Proc. 7068.01.5985.0/2011 RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL A CAIXA está orientada para gerir seus negócios com base nos princípios da Responsabilidade Social, de forma a gerar resultados sustentáveis ao longo do tempo. Para

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL

RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL Pregão Eletrônico nº 070/7062-2013 - fls. 1/102 RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL A CAIXA está orientada para gerir seus negócios com base nos princípios da Responsabilidade Social, de forma a gerar

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 198/7066-2013 GILOG/BR

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 198/7066-2013 GILOG/BR RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL A CAIXA está orientada para gerir seus negócios com base nos princípios da Responsabilidade Social, de forma a gerar resultados sustentáveis ao longo do tempo. Para

Leia mais

Proc. 7068.01.4492.0/2011

Proc. 7068.01.4492.0/2011 RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL A CAIXA está orientada para gerir seus negócios com base nos princípios da Responsabilidade Social, de forma a gerar resultados sustentáveis ao longo do tempo. Para

Leia mais

Pregão Eletrônico nº 002/7062-2012 - fls. 1/37 COMUNICADO. Senhores Licitantes

Pregão Eletrônico nº 002/7062-2012 - fls. 1/37 COMUNICADO. Senhores Licitantes Pregão Eletrônico nº 002/7062-2012 - fls. 1/37 COMUNICADO Senhores Licitantes A Lei Complementar nº 123/2006 estabelece tratamento diferenciado e favorecido a ser dispensado às microempresas e empresas

Leia mais

COMUNICADO. As inovações impostas pela referida LC e contempladas neste edital estão destacadas

COMUNICADO. As inovações impostas pela referida LC e contempladas neste edital estão destacadas PREGÃO ELETRÕNICO 096/7075-2012 COMUNICADO Senhores Licitantes A Lei Complementar nº 123/2006 estabelece tratamento diferenciado e favorecido a ser dispensado às microempresas e empresas de pequeno porte

Leia mais

COMUNICADO. As inovações impostas pela referida LC e contempladas neste edital estão destacadas abaixo:

COMUNICADO. As inovações impostas pela referida LC e contempladas neste edital estão destacadas abaixo: COMUNICADO Senhores Licitantes A Lei Complementar nº 123/2006 estabelece tratamento diferenciado e favorecido a ser dispensado às microempresas e empresas de pequeno porte (MPE) nas licitações públicas.

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 057/7066-2012 GILOG/BR

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 057/7066-2012 GILOG/BR RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL A CAIXA está orientada para gerir seus negócios com base nos princípios da Responsabilidade Social, de forma a gerar resultados sustentáveis ao longo do tempo. Para

Leia mais

As inovações impostas pela referida LC e contempladas neste edital estão destacadas abaixo:

As inovações impostas pela referida LC e contempladas neste edital estão destacadas abaixo: COMUNICADO Senhores Licitantes A Lei Complementar nº 123/2006 estabelece tratamento diferenciado e favorecido a ser dispensado às microempresas e empresas de pequeno porte (MPE) nas licitações públicas.

Leia mais

COMUNICADO. Senhores Licitantes

COMUNICADO. Senhores Licitantes COMUNICADO Senhores Licitantes A Lei Complementar nº. 123/2006 estabelece tratamento diferenciado e favorecido a ser dispensado às microempresas e empresas de pequeno porte (MPE) nas licitações públicas.

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL

RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL A CAIXA está orientada para gerir seus negócios com base nos princípios da Responsabilidade Social, de forma a gerar resultados sustentáveis ao longo do tempo. Para

Leia mais

EDITAL PGE 058/7029-2010

EDITAL PGE 058/7029-2010 EDITAL PGE 058/7029-2010 A CAIXA ECONÔMICA FEDERAL, em vista do pregão eletrônico 058/7029-2010, destinado à realização de Registro de preços, pelo prazo de 12 (doze) meses, para fornecimento e instalação

Leia mais

COMUNICADO. As inovações impostas pela referida LC e contempladas neste edital estão destacadas abaixo:

COMUNICADO. As inovações impostas pela referida LC e contempladas neste edital estão destacadas abaixo: COMUNICADO Senhores Licitantes A Lei Complementar nº 123/2006 estabelece tratamento diferenciado e favorecido a ser dispensado às microempresas e empresas de pequeno porte (MPE) nas licitações públicas.

Leia mais

COMUNICADO. As inovações impostas pela referida LC e contempladas neste edital estão destacadas abaixo:

COMUNICADO. As inovações impostas pela referida LC e contempladas neste edital estão destacadas abaixo: COMUNICADO Senhores Licitantes A Lei Complementar nº 123/2006 estabelece tratamento diferenciado e favorecido a ser dispensado às microempresas e empresas de pequeno porte (MPE) nas licitações públicas.

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 115/7066-2011 RSN Logística/BR

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 115/7066-2011 RSN Logística/BR RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL A CAIXA está orientada para gerir seus negócios com base nos princípios da Responsabilidade Social, de forma a gerar resultados sustentáveis ao longo do tempo. Para

Leia mais

COMUNICADO. As inovações impostas pela referida LC e contempladas neste edital estão destacadas abaixo:

COMUNICADO. As inovações impostas pela referida LC e contempladas neste edital estão destacadas abaixo: COMUNICADO Senhores Licitantes A Lei Complementar nº 123/2006 estabelece tratamento diferenciado e favorecido a ser dispensado às microempresas e empresas de pequeno porte (ME e EPP) nas licitações públicas.

Leia mais

ALTERAÇÕES PE 042/7855-2009 EM VIRTUDE DE ALTERAÇÕES OCORRIDAS NO ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA, INFORMAMOS A SEGUIR NOVAS DATAS PARA O CERTAME:

ALTERAÇÕES PE 042/7855-2009 EM VIRTUDE DE ALTERAÇÕES OCORRIDAS NO ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA, INFORMAMOS A SEGUIR NOVAS DATAS PARA O CERTAME: ALTERAÇÕES PE 042/7855-2009 EM VIRTUDE DE ALTERAÇÕES OCORRIDAS NO ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA, INFORMAMOS A SEGUIR NOVAS DATAS PARA O CERTAME: CREDENCIAMENTO: ATÉ ÀS 23H59 DO DIA 08/05/2009; ENVIO DE PROPOSTAS:

Leia mais

COMUNICADO. Senhores Licitantes,

COMUNICADO. Senhores Licitantes, COMUNICADO Senhores Licitantes, A Lei Complementar nº 123/2006 estabelece tratamento diferenciado e favorecido a ser dispensado às microempresas e empresas de pequeno porte (MPE) nas licitações públicas.

Leia mais

COMUNICADO. Senhores Licitantes

COMUNICADO. Senhores Licitantes Pregão Eletrônico nº 116/7062-2011 - fls. 1/62 COMUNICADO Senhores Licitantes A Lei Complementar nº 123/2006 estabelece tratamento diferenciado e favorecido a ser dispensado às microempresas e empresas

Leia mais

COMUNICADO. Senhores Licitantes

COMUNICADO. Senhores Licitantes COMUNICADO Senhores Licitantes A Lei Complementar nº. 123/2006 estabelece tratamento diferenciado e favorecido a ser dispensado às microempresas e empresas de pequeno porte (MPE) nas licitações públicas.

Leia mais

COMUNICADO. Senhores Licitantes

COMUNICADO. Senhores Licitantes COMUNICADO Senhores Licitantes A Lei Complementar nº 123/2006 estabelece tratamento diferenciado e favorecido a ser dispensado às microempresas e empresas de pequeno porte (ME OU EPP) nas licitações públicas.

Leia mais

AVISO DE RETIFICAÇÃO DE EDITAL

AVISO DE RETIFICAÇÃO DE EDITAL GERÊNCIA DE FILIAL DE LICITAÇÕES E CONTRATAÇÕES BRASÍLIA GILIC/BR AVISO DE RETIFICAÇÃO DE EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO Nº. 128/7855-2009 GILIC/BR, DE 10 DE SETEMBRO DE 2009. OBJETO: Contratação de empresa

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL

RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL A CAIXA está orientada para gerir seus negócios com base nos princípios da Responsabilidade Social, de forma a gerar resultados sustentáveis ao longo do tempo. Para

Leia mais

Fundação de Apoio à Tecnologia e Ciência FUNDAÇÃO DE APOIO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N 92092-03/2010

Fundação de Apoio à Tecnologia e Ciência FUNDAÇÃO DE APOIO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N 92092-03/2010 FUNDAÇÃO DE APOIO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N 92092-03/2010 A Fundação de Apoio à Ciência e Tecnologia - FATEC, por meio de sua pregoeira, Claudia Pippi Lorenzoni torna público

Leia mais

COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº 001/2012 EDITAL DE CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE TERCEIROS PESSOA JURÍDICA TIPO: MELHOR TÉCNICA

COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº 001/2012 EDITAL DE CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE TERCEIROS PESSOA JURÍDICA TIPO: MELHOR TÉCNICA COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº 001/2012 EDITAL DE CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE TERCEIROS PESSOA JURÍDICA TIPO: MELHOR TÉCNICA O Centro de Estudos de Cultura Contemporânea CEDEC, entidade privada sem fins lucrativos,

Leia mais

ATENÇÃO! EDITAL RETIFICADO PARA ACRESCER OS SEGUINTES SUBITENS:

ATENÇÃO! EDITAL RETIFICADO PARA ACRESCER OS SEGUINTES SUBITENS: ATENÇÃO! EDITAL RETIFICADO PARA ACRESCER OS SEGUINTES SUBITENS: Subitem 8.5.2.3 Deverá ser apresentada declaração, conforme modelo (Anexo XI), sob pena de inabilitação, de que a licitante tem pleno conhecimento

Leia mais

Estado do Amazonas PREFEITURA MUNICIPAL DE TONANTINS CNPJ: 04.628.608/0001-16 Endereço: Rua Leopoldo Peres, s/n Centro, Tonantins AM

Estado do Amazonas PREFEITURA MUNICIPAL DE TONANTINS CNPJ: 04.628.608/0001-16 Endereço: Rua Leopoldo Peres, s/n Centro, Tonantins AM EDITAL CONVITE Nº 002/2015 1 PREÂMBULO 1.1. A, através da COMISSÃO MUNICIPAL DE LICITAÇÃO CML, adiante denominada simplesmente CML, CONVIDA essa firma para participar do certame licitatório, na modalidade

Leia mais

Dispõe sobre a Cotação Eletrônica de Preços no Estado do Rio Grande do Sul.

Dispõe sobre a Cotação Eletrônica de Preços no Estado do Rio Grande do Sul. LEI Nº 13.179, DE 10 DE JUNHO DE 2009 Business Online Comunicação de Dados Dispõe sobre a Cotação Eletrônica de Preços no Estado do Rio Grande do Sul. A GOVERNADORA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. Faço

Leia mais

FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE

FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE 2926- CNPJ: 13.959.466/1-6 Tel: 2732683178 Fax: 273268376 Site: Pregão Presencial Nº 6/214 LICITAÇÃO PARA AQUISIÇÃO DE MEDICAMENTOS PARA ATENDER A SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE POR UM PERÍODO DE DE (6)

Leia mais

Índice. Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 1 / 37

Índice. Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 1 / 37 Pregão Eletrônico perfil de fornecedor - 1 / 37 Índice 1 -. Apresentação...3 2 -. Ambiente Operacional & Requisitos...4 3 -. Normas do Pregão Eletrônico...5 4 -. Procedimentos do Pregão Eletrônico...6

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2013 PROCESSO SECOM Nº 0357/2012. Alterações e Normas complementares M I N U T A

PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2013 PROCESSO SECOM Nº 0357/2012. Alterações e Normas complementares M I N U T A IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ PREENCHER O RECIBO DE RETIRADA DE EDITAL, CONSTANTE DO ANEXO I E DEVOLVER COM ATÉ 24 HS DE ANTECEDENCIA DO CERTAME PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2013

Leia mais

DISPENSA DE LICITAÇÃO ELETRÔNICA Nº. 18319

DISPENSA DE LICITAÇÃO ELETRÔNICA Nº. 18319 Processo nº. 200910267000429 Data da Realização: 09/12/2009 Horário: 09:00 horas Local: www.comprasnet.go.gov.br DISPENSA DE LICITAÇÃO ELETRÔNICA Nº. 18319 A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DE

Leia mais

EDITAL TOMADA DE PREÇO PARA AQUISIÇÃO DE TUBOS DE CONCRETO

EDITAL TOMADA DE PREÇO PARA AQUISIÇÃO DE TUBOS DE CONCRETO PREFEITURA MUNICIPAL DE SOLEDADE SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E AGRICULTURA EDITAL TOMADA DE PREÇOS Nº 38/2015 TIPO MENOR PREÇO EDITAL TOMADA DE PREÇO PARA AQUISIÇÃO DE TUBOS DE CONCRETO O PREFEITO MUNICIPAL

Leia mais

EDITAL TOMADA DE PREÇO PARA AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS DIVERSOS PARA EMEI GENI TEREZINHA COLOMBO.

EDITAL TOMADA DE PREÇO PARA AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS DIVERSOS PARA EMEI GENI TEREZINHA COLOMBO. PREFEITURA MUNICIPAL DE SOLEDADE SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, CULTURA E DESPORTO. EDITAL TOMADA DE PREÇOS Nº 72/2015 TIPO MENOR PREÇO EXCLUSIVO PARA ME s e EPP s, CONFORME REDAÇÃO DADA PELA LC 147/2014.

Leia mais

Instruções para Cotação Eletrônica 152/2014

Instruções para Cotação Eletrônica 152/2014 Instruções para Cotação Eletrônica 152/2014 (Inciso II do Art. 24 da Lei nº 8.666/93 c/c Portaria nº 306, de 13 de dezembro de 2001). A União, por intermédio do Instituto Nacional de Câncer José Alencar

Leia mais

Prefeitura Municipal de Floriano Peixoto 01.612.289/0001-62 Avenida Alfredo Joahnes Dücker - 99.910-000 - Floriano Peixoto/RS EDITAL DE LICITAÇÃO

Prefeitura Municipal de Floriano Peixoto 01.612.289/0001-62 Avenida Alfredo Joahnes Dücker - 99.910-000 - Floriano Peixoto/RS EDITAL DE LICITAÇÃO Prefeitura Municipal de Floriano Peixoto 01.612.289/0001-62 Avenida Alfredo Joahnes Dücker - 99.910-000 - Floriano Peixoto/RS EDITAL DE LICITAÇÃO Processo...: 8/2015 Modalidade.: Convite Número...: 6/2015

Leia mais

DECRETO nº. 11.698, de 16 de janeiro de 2009. O PREFEITO MUNICIPAL DE ANANINDEUA, no uso de suas atribuições constitucionais e legais, e ainda:

DECRETO nº. 11.698, de 16 de janeiro de 2009. O PREFEITO MUNICIPAL DE ANANINDEUA, no uso de suas atribuições constitucionais e legais, e ainda: 1 DECRETO nº. 11.698, de 16 de janeiro de 2009 Regulamenta, no âmbito da Administração pública municipal, o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº. 8.666, de 21 de junho de 1993, e

Leia mais

FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE

FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE LICITAÇÃO PARA AQUISIÇÃO DE PNEUS DESTINADOS AOS VEÍCULOS DA SECRETARIA MUNICIPAL SAÚDE PARA O EXERCÍCIO DE DE 2014 2014 O FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE/MUNICIPIO DE DOMINGOS MARTINS, com sede na Rua Bernardino

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 017/2007 TIPO: MENOR PREÇO

CARTA CONVITE Nº 017/2007 TIPO: MENOR PREÇO CARTA CONVITE Nº 017/2007 TIPO: MENOR PREÇO PROCESSO Nº 017/2007 Tipo de Licitação: MENOR PREÇO DATA: 22/08/2007 HORÁRIO: 10:00 HORAS LOCAL: Universidade de Brasília Campus Universitário Darcy Ribeiro

Leia mais

INSTRUMENTO CONVOCATÓRIO SELEÇÃO PÚBLICA TIPO: MENOR PREÇO

INSTRUMENTO CONVOCATÓRIO SELEÇÃO PÚBLICA TIPO: MENOR PREÇO SELEÇÃO PÚBLICA Nº: 075/2015 PROCESSO Nº 6389/2015/FAPEPE INSTRUMENTO CONVOCATÓRIO SELEÇÃO PÚBLICA TIPO: MENOR PREÇO DATA MÁXIMA PARA ENVIO DA PROPOSTA ELETRÔNICA: 05/06/2015 às 16H00min. DATA SESSÃO DE

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 08/2012 PROCESSO N.19.544/2012

EDITAL DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 08/2012 PROCESSO N.19.544/2012 1 EDITAL DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 08/2012 PROCESSO N.19.544/2012 1. PREÂMBULO 1.1 A FACULDADE ESTADUAL DE CIENCIAS E LETRAS DE CAMPO MOURÃO - FECILCAM, por seu diretor Antônio Carlos Aleixo, nomeado pelo

Leia mais

a) Relação explícita do pessoal técnico especializado, adequado e disponível para a realização do

a) Relação explícita do pessoal técnico especializado, adequado e disponível para a realização do 2. CONDIÇÕES PARA CREDENCIAMENTO 2.1. Poderão participar deste Credenciamento, as empresas que: 2.1.1 Atendam a todas as exigências deste Edital, inclusive quanto à documentação constante deste instrumento

Leia mais

Município de Xangri-Lá Fone: (51) 3689-2400 www.xangrila.rs.gov.br

Município de Xangri-Lá Fone: (51) 3689-2400 www.xangrila.rs.gov.br EDITAL Nº 62/2012 PREGÃO ELETRÔNICO 34/2012 PROCESSO DE DESPESA: 2318/2012 (SEC. DE EDUCAÇÃO) PROCESSO DE LICITAÇÃO 2318/2012 PROCESSO DE COMPRA 45-12 ABERTURA: 29/03/2012 HORÁRIO: 15 horas O Prefeito

Leia mais

MUNICÍPIO DE PORTO FERREIRA Estado de São Paulo DIVISÃO DE SUPRIMENTOS Seção de Licitações e Contratos

MUNICÍPIO DE PORTO FERREIRA Estado de São Paulo DIVISÃO DE SUPRIMENTOS Seção de Licitações e Contratos INSTRUÇÕES GERAIS PARA OBTENÇÃO DO C.R.C. (CERTIFICADO DE REGISTRO CADASTRAL), CONFORME DISPOSTO NA LEI Nº 8.666/93 1. CADASTRAMENTO 1.1 PROCEDIMENTO 1.1.1 A empresa interessada em obter o Certificado

Leia mais

PREGÃO Processo nº 000217-04.91/15-0

PREGÃO Processo nº 000217-04.91/15-0 PREGÃO PE - 31/2015 - SULGÁS A Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul - SULGÁS torna público, através de seu Pregoeiro designado, que realizará licitação por meio da utilização de recursos de

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMA PARCEIROS EM AÇÃO

REGULAMENTO PROGRAMA PARCEIROS EM AÇÃO REGULAMENTO PROGRAMA PARCEIROS EM AÇÃO 1. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 1.1. As presentes disposições visam regulamentar o Programa Parceiros em Ação, instituído pela Área de Responsabilidade Social do BANCO

Leia mais

paradigma WBC Public - pregão eletrônico Guia do Fornecedor paradigma WBC Public v6.0 g1.1

paradigma WBC Public - pregão eletrônico Guia do Fornecedor paradigma WBC Public v6.0 g1.1 paradigma WBC Public - pregão eletrônico Guia do Fornecedor paradigma WBC Public v6.0 g1.1 agosto de 2007 As informações contidas neste documento, incluíndo quaisquer URLs e outras possíveis referências

Leia mais

Processo nº 50608.002622/2012-53

Processo nº 50608.002622/2012-53 Processo nº 50608.002622/2012-53 EXAME DA HABILITAÇÃO JURÍDICA, FISCAL E ECONÔMICO-FINANCEIRA EDITAL Nº 0336/2014-08. Objeto: Elaboração de Projeto Executivo Detalhado para a Reforma e Ampliação da Unidade

Leia mais

DECRETO Nº 7.622, DE 20 DE MAIO DE 2005.

DECRETO Nº 7.622, DE 20 DE MAIO DE 2005. DECRETO Nº 7.622, DE 20 DE MAIO DE 2005. Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no artigo 15, 3º da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993 e artigo 11 da Lei Federal nº 10.520, de 17 de julho

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 229/7066-2013 - GILOG/BR

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 229/7066-2013 - GILOG/BR RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL A CAIXA está orientada para gerir seus negócios com base nos princípios da Responsabilidade Social, de forma a gerar resultados sustentáveis ao longo do tempo. Para

Leia mais

TERMO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO 769/CIENTEC/2013

TERMO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO 769/CIENTEC/2013 TERMO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO 769/CIENTEC/2013 1. DO TERMO DE DISPENSA DE LICITAÇÃO 1.1 A Fundação de Ciência e Tecnologia, torna público o presente Termo de Dispensa de Licitação, autorizada no expediente

Leia mais

REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS RCC IJUCI/MG CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS SEÇÃO I DOS PRINCÍPIOS

REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS RCC IJUCI/MG CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS SEÇÃO I DOS PRINCÍPIOS REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS RCC IJUCI/MG CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS SEÇÃO I DOS PRINCÍPIOS Art. 1º Este regulamento aplica os procedimentos e os princípios observados pelo Instituto

Leia mais

REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES COM RECURSOS PÚBLICOS FUNDAÇÃO SICREDI

REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES COM RECURSOS PÚBLICOS FUNDAÇÃO SICREDI REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES COM RECURSOS PÚBLICOS FUNDAÇÃO SICREDI A FUNDAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL E CULTURAL DO SISTEMA DE CRÉDITO COOPERATIVO FUNDAÇÃO SICREDI, institui o presente

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 070/7066-2014 - GILOG/BR

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 070/7066-2014 - GILOG/BR RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL A CAIXA está orientada para gerir seus negócios com base nos princípios da Responsabilidade Social, de forma a gerar resultados sustentáveis ao longo do tempo. Para

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL

RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL A CAIXA está orientada para gerir seus negócios com base nos princípios da Responsabilidade Social, de forma a gerar resultados sustentáveis ao longo do tempo. Para

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 083/7075-2015 - GILOG/SA

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 083/7075-2015 - GILOG/SA PREGÃO ELETRÔNICO Nº 083/7075-2015 - GILOG/SA RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL A CAIXA está orientada a gerir seus negócios com base nos princípios da Responsabilidade Social, de forma a gerar resultados

Leia mais

PASSO A PASSO PARA HABILITAÇÃO COMPLETA NO CADASTRO DE FORNECEDORES DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO. Revisão 01 em 12/01/2015

PASSO A PASSO PARA HABILITAÇÃO COMPLETA NO CADASTRO DE FORNECEDORES DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO. Revisão 01 em 12/01/2015 GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA DE ESTADO DE GESTÃO E RECURSOS HUMANOS SEGER SUBSECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO GERAL SUBAD GERÊNCIA DE LICITAÇÕES GELIC SUBGERÊNCIA DE CADASTRO DE FORNECEDORES

Leia mais

PREGÃO SESC/AN Nº 15/0072 PG EDITAL

PREGÃO SESC/AN Nº 15/0072 PG EDITAL PREGÃO SESC/AN Nº 15/0072 PG EDITAL O SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO ADMINISTRAÇÃO NACIONAL, entidade de direito privado, sem fins lucrativos, comunica a realização de licitação na modalidade PREGÃO ELETRÔNICO,

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 238/7066-2013 - GILOG/BR

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 238/7066-2013 - GILOG/BR PREGÃO ELETRÔNICO Nº 238/7066-2013 - GILOG/BR RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL A CAIXA está orientada para gerir seus negócios com base nos princípios da Responsabilidade Social, de forma a gerar resultados

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DA EDUCAÇÃO EEEP RITA MATOS LUNA JUCÁS CEARÁ

GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DA EDUCAÇÃO EEEP RITA MATOS LUNA JUCÁS CEARÁ Convite N. 004/2015 Natureza da Despesa/ OBJETIVO: Fonte do Recurso Contratação de Serviço de INSTALAÇÃO DE SERVIÇO DE LINK DE INTERNET - 5MB Dotação Orçamentária Data da Emissão 22/06/2015 Data da Licitação

Leia mais

PODER EXECUTIVO. Publicado no D.O de 18.02.2010 DECRETO Nº 42.301 DE 12 DE FEVEREIRO DE 2010

PODER EXECUTIVO. Publicado no D.O de 18.02.2010 DECRETO Nº 42.301 DE 12 DE FEVEREIRO DE 2010 Publicado no D.O de 18.02.2010 DECRETO Nº 42.301 DE 12 DE FEVEREIRO DE 2010 REGULAMENTA O SISTEMA DE SUPRIMENTOS NO ÂMBITO DO PODER EXECUTIVO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O GOVERNADOR

Leia mais

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO COORDENADORIA-GERAL DE LICITAÇÕES ATENÇÃO

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO COORDENADORIA-GERAL DE LICITAÇÕES ATENÇÃO 1 ATENÇÃO As empresas interessadas em participar deste Convite, deverão passar um fax para a Coordenadoria Geral de Licitação (24) 3339-9038/3339-9071, confirmando a retirada deste edital pela internet.

Leia mais

COTAÇÃO ELETRÔNICA nº 20123340 TERMO DE PARTICIPAÇÃO

COTAÇÃO ELETRÔNICA nº 20123340 TERMO DE PARTICIPAÇÃO COTAÇÃO ELETRÔNICA nº 20123340 TERMO DE PARTICIPAÇÃO PREÂMBULO Termo de Participação, via meio eletrônico, para a seleção da melhor proposta para aquisição por dispensa de licitação, nos termos do Decreto

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE BIBLIOTECONOMIA - 8ª REGIÃO - SÃO PAULO

CONSELHO REGIONAL DE BIBLIOTECONOMIA - 8ª REGIÃO - SÃO PAULO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO DO CRB/8 - SP TOMADA DE PREÇO nº 01/2015 O CONSELHO REGIONAL DE BIBLIOTECONOMIA 8ª REGIÃO, entidade autárquica federal de fiscalização da profissão de Bibliotecário, instituído

Leia mais

EEEP PROFESSOR GUSTAVO AUGUSTO LIMA E-mail: eeepgustavolima@escola.ce.gov.br Lavras da Mangabeira Ceará

EEEP PROFESSOR GUSTAVO AUGUSTO LIMA E-mail: eeepgustavolima@escola.ce.gov.br Lavras da Mangabeira Ceará MINUTA DO CONVITE Nº 030/2014. Natureza da Despesa: SERVIÇOS PESSOA JURÍDICA 3390390091 - REPASSE PARA MANUTENÇÃO DE ESCOLAS Data de Emissão: 29/09/2013 Data da Licitação: 09/10/2014 Hora da Licitação:

Leia mais

PREFEITURA DE GOIÂNIA 1 GABINETE DO PREFEITO

PREFEITURA DE GOIÂNIA 1 GABINETE DO PREFEITO PREFEITURA DE GOIÂNIA 1 GABINETE DO PREFEITO DECRETO Nº 612, DE 16 DE MARÇO DE 2007. Dispõe sobre a implantação do Sistema de Registro de Preços nas compras, obras e serviços contratados pelos órgãos da

Leia mais

Fundação de Apoio à Tecnologia e Ciência FUNDAÇÃO DE APOIO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N 95971-02/2010

Fundação de Apoio à Tecnologia e Ciência FUNDAÇÃO DE APOIO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N 95971-02/2010 FUNDAÇÃO DE APOIO À CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO N 95971-02/2010 A Fundação de Apoio à Ciência e Tecnologia -, por meio de sua pregoeira, Claudia Pippi Lorenzoni designado pela Ordem

Leia mais

CONVITE Nº 017/2006 Processo nº 05351/2006

CONVITE Nº 017/2006 Processo nº 05351/2006 CONVITE Nº 017/2006 Processo nº 05351/2006 O Tribunal de Contas do Estado do Tocantins, por intermédio da Comissão Permanente de Licitação, instituída pelas Portarias nº 1.262, de 14 de dezembro de 2005

Leia mais

EDITAL PROCESSO 4674/2009

EDITAL PROCESSO 4674/2009 EDITAL PROCESSO 4674/2009 A Justiça Federal de Primeiro Grau em Minas Gerais, por intermédio da Pregoeira designada pela Portaria 10/58-DIREF de 24/06/2009 realizará o pregão presencial em epígrafe, regido

Leia mais

CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE GESTÃO INTERNA

CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE GESTÃO INTERNA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO DIRETORIA DE GESTÃO INTERNA EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO Nº 40/2012 PROCESSO Nº 00190.024252/2012-86 A Diretoria de Gestão Interna da Controladoria-Geral da União da Presidência

Leia mais

COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 02/2016 EDITAL PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA (TÉCNICO SÊNIOR II)

COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 02/2016 EDITAL PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA (TÉCNICO SÊNIOR II) COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 02/2016 EDITAL PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA (TÉCNICO SÊNIOR II) Tipo: Melhor Técnica O Instituto Brasileiro de Administração Municipal - IBAM, associação civil

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 024/7050-2012 - GILOG/BE

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 024/7050-2012 - GILOG/BE PREGÃO ELETRÔNICO Nº 024/7050-2012 - GILOG/BE RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL A CAIXA está orientada para gerir seus negócios com base nos princípios da Responsabilidade Social, de forma a gerar resultados

Leia mais

RESPOSTA A PEDIDO DE IMPUGNAÇÃO

RESPOSTA A PEDIDO DE IMPUGNAÇÃO RESPOSTA A PEDIDO DE IMPUGNAÇÃO Trata-se de resposta a pedido de impugnação apresentado pela sociedade empresária INCORP TECHNOLOGY INFORMÁTICA LTDA EPP, referente ao Edital de Pregão Eletrônico n.º 21/2014.

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS PROCESSO SUSEP 15414.003162/2008-71 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 04/2009

MINISTÉRIO DA FAZENDA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS PROCESSO SUSEP 15414.003162/2008-71 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 04/2009 A Superintendência de Seguros Privados - SUSEP realizará, às 15 horas do dia 16 de julho de 2009, licitação na modalidade PREGÃO ELETRÔNICO, tipo MENOR PREÇO, conforme autorização da Senhora Chefe do DEAFI,

Leia mais

EDITAL DE CHAMAMENTO PARA COTAÇÃO DE PREÇO

EDITAL DE CHAMAMENTO PARA COTAÇÃO DE PREÇO EDITAL DE CHAMAMENTO PARA COTAÇÃO DE PREÇO O Secretário Municipal de Saúde do Município de Araucária, Estado do Paraná, torna público, para conhecimento de todos os interessados, o CHAMAMENTO PÚBLICO,

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO PEDRO DAS MISSÕES

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO PEDRO DAS MISSÕES PROCESSO LICITATÓRIO Nº 003/2016 TOMADA DE PREÇO Nº 003/2016 Aldoir Godois Vezaro, Prefeito Municipal de São Pedro das Missões RS, no uso de suas atribuições legais e de conformidade com a Lei nº 8.666,

Leia mais

CARTA CONSULTA Nº 008/2015

CARTA CONSULTA Nº 008/2015 CARTA CONSULTA Nº 008/2015 A Fundação de Apoio `Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação FAPEB, por intermédio do Chefe do Setor de Licitação, convida as empresas cadastradas a participar da licitação na modalidade

Leia mais

EDITAL DE TOMADA DE PREÇO N.º 004/2015. Objeto

EDITAL DE TOMADA DE PREÇO N.º 004/2015. Objeto EDITAL DE TOMADA DE PREÇO N.º 004/2015 O Município de Benjamin Constant do Sul - RS, em conformidade com a Lei Federal n.º 8.666/93 e suas alterações, torna público para conhecimento dos interessados a

Leia mais

SESSÂO DE ABERTURA: Local: Rua Pamplona n.º 1.200, 7º andar São Paulo SP Horário: 10h30 horas do dia 03 de Agosto de 2009

SESSÂO DE ABERTURA: Local: Rua Pamplona n.º 1.200, 7º andar São Paulo SP Horário: 10h30 horas do dia 03 de Agosto de 2009 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDÊNCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD. PAULISTA CEP

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL

RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL A CAIXA está orientada para gerir seus negócios com base nos princípios da Responsabilidade Social, de forma a gerar resultados sustentáveis ao longo do tempo. Para

Leia mais

FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE TURVO - PR. Tomada de Preço N.º 001/2014.

FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE TURVO - PR. Tomada de Preço N.º 001/2014. FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE TURVO - PR. Tomada de Preço N.º 001/2014. Emissão: 09/12/2014. Abertura: 29/12/2014. Horário: 10:00 H. O Fundo de Previdência dos Servidores Municipais

Leia mais

PROCESSO Nº. 650081044 EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº. 060/2011 RECEBIMENTO DAS PROPOSTAS DE CREDENCIAMENTO

PROCESSO Nº. 650081044 EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº. 060/2011 RECEBIMENTO DAS PROPOSTAS DE CREDENCIAMENTO PROCESSO Nº. 650081044 EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº. 060/2011 RECEBIMENTO DAS PROPOSTAS DE CREDENCIAMENTO Data: A partir do dia 22/06/2011 Local: FAPEU SETOR DE LICITAÇÃO (Campus Universitário s/nº, Trindade,

Leia mais

DURATEX S.A. CNPJ. 97.837.181/0001-47 Companhia Aberta NIRE 35300154410

DURATEX S.A. CNPJ. 97.837.181/0001-47 Companhia Aberta NIRE 35300154410 DURATEX S.A. CNPJ. 97.837.181/0001-47 Companhia Aberta NIRE 35300154410 POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS (aprovada na RCA de 12.08.2009 e alterada nas RCA s de 14.06.2010, 04.11.2011 e 22.04.2014)

Leia mais

DECRETO Nº 11.319, DE 13 DE FEVEREIRO DE 2004

DECRETO Nº 11.319, DE 13 DE FEVEREIRO DE 2004 DECRETO Nº 11.319, DE 13 DE FEVEREIRO DE 2004 PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL Nº 032, DE 17-02-2004 Regulamenta o Sistema de Registro de Preços SRP, previsto no art. 15, da Lei nº 8.666, de 21 de junho de

Leia mais

Manual da Central de Compras

Manual da Central de Compras Sistema de Compras Eletrônicas - COE Manual da Central de Compras Portal Compras RS Portal Pregão On-Line Banrisul Portal Compras PROCERGS Governo do Estado do Rio Grande do Sul Secretaria de Administração

Leia mais

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Orientador Empresarial Administração Pública Contratação de Bens e Serviços de Informática e Automação p Regulamentação

Leia mais