2015 GVDASA Sistemas Contabilidade 1

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "2015 GVDASA Sistemas Contabilidade 1"

Transcrição

1 2015 GVDASA Sistemas Contabilidade 1

2 2015 GVDASA Sistemas Contabilidade 2

3 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida em qualquer forma e meio, sem autorização prévia expressa da GVDASA Sistemas. As informações contidas neste documento destinam-se somente para uso em capacitações ministradas pela GVDASA, e não nos responsabilizamos pelo uso dessas informações se aplicadas a outros fins. Este material serve de apoio ao treinamento ministrado pela GVDASA do GVcollege, versão Sua utilização é um complemento ao conhecimento das regras de negócio e processos de instituições de ensino GVDASA Sistemas Contabilidade 3

4 Sumário: 1. Conhecimentos Específicos Lançamentos Plano de Contas Contas Contábeis Comuns nas IE Ativo Passivo Receitas Despesas Balancete de Verificação Funcionamento de Débitos e Créditos APS Módulo Contábil Cadastros Tipos de Histórico Tipo Plano Conta Históricos Centros de Custos Departamentalização Centro de Custo Parâmetros da Contabilidade Grupos de Unidades Máscara de Capa Sistema Origem Conta Inclusão de Contas e Subcontas Consulta de Contas Analíticas Conta x Centro Custo Capa Conta Caixa Períodos Índices/Cotações Idiomas Itens do Relatório no Idioma Configuração de Contas para Soma na Dotação Lançamentos GVDASA Sistemas Contabilidade 4

5 4.1 Lançamento Composto Exemplos Relatórios Balancete Consolidado Razão Razão por Centro de Custos Diário Consolidado Relatório Demonstrativo de Resultado Relatório Demonstrativo Despesa Relatório Contas x Centro Custo Relatório Balanço Consolidado Livro Caixa Relatório Fechamento Conta Plano de contas Consolidado Previsão Orçamentária Comparativo Receitas Despesas Relatório Contas com Saldo Incompatível Relatório Emissão de Lote Relação de Centros de Custo Relatório Cadastral de Históricos Geração Arquivo SINCO Geração MANAD Encerramento Período Contabilidade Transferência de Lançamento por Capa Transferência de Lançamento por Conta Verifica Conta Apuração Resultado Geração Conta - Centro de Custo Transferência de Lançamento Transferência de Resultados Demonstrativo Gerador de Demonstrativo Replicar Plano de Contas Replicar Históricos Replicar Demonstrativos GVDASA Sistemas Contabilidade 5

6 19. Geração de Conta Rateio Consulta Inconsistência no Centro de Custo Integrações Importações Importação do Financeiro Importação de Lançamentos Via Arquivo Texto Importação Demonstrativo Importação Estoque Importação Lançamento Patrimônio Exportações Exporta Movimentos do Mês Exporta Lançamento SPED... Erro! Indicador não definido Plano de Contas Referencial... Erro! Indicador não definido Cadastro Modelo Referencial... Erro! Indicador não definido Relacionamento de Contas... Erro! Indicador não definido Vínculo de Contas Referenciais... Erro! Indicador não definido Vínculo de Centros de Custo-Conta ReferencialErro! Indicador não definido Modelo Demonstração... Erro! Indicador não definido Escrituração Auxiliar... Erro! Indicador não definido Inclusão de Lançamento... Erro! Indicador não definido Inclusão de Lançamento com Centro de CustoErro! Indicador não definido Geração Escrituração Contábil Digital (ECD)... Erro! Indicador não definido Criação do Livro Digital... Erro! Indicador não definido Geração do Arquivo Digital ECD... Erro! Indicador não definido GVDASA Sistemas Contabilidade 6

7 Convenções: Os botões a seguir serão encontrados em vários momentos durante o uso do Sistema GVcollege, e serão tratados conforme a descrição da lista abaixo: Combo box: Checkbox: Abrir cadastro: Limpar campo: Incluir: Incluir vários: Editar: Excluir: Localizar: Consulta cadastro: Carregar: Selecionar tudo: Desfazer tudo: Selecionar: Desfazer seleção: Exibe uma listagem com as opções disponíveis para o campo. Quando selecionado torna a afirmação relacionada a ele ativa, ou verdadeira. Exibe a tela de origem do cadastro exibido do campo, possibilitando a visualização completa e edição dos dados. Quando o campo estiver vazio, possibilita o cadastro do mesmo. Para limpar o valor do campo de um botão de cadastro, basta pressionar a tecla Esc do teclado, ou clicar neste botão. Possibilita incluir um cadastro por vez. Possibilita incluir vários cadastros sem a necessidade de utilizar o Incluir a cada inclusão. Possibilita editar/alterar um cadastro. Possibilita excluir um cadastro. Permite pesquisar um valor/texto de um determinado campo Consulta. Exibe os contatos de uma pessoa, seja a própria ou de outras que tenham vínculo com ela. Permite carregar informações ainda não listadas na tela. Possibilita selecionar todos os itens de uma única vez. Desfaz toda a seleção de itens em uma única vez. Seleciona um item por vez. Desfaz a seleção de um item por vez GVDASA Sistemas Contabilidade 7

8 Apresentação Este manual contém instruções para a utilização da ferramenta de extração de dados, desenvolvida pela GVDASA, a qual tem como único objetivo a substituição da escrituração em papel pela escrituração transmitida via arquivo. As consistências programadas na ferramenta em questão referem-se à obrigatoriedade ou não das informações (ex.: campos obrigatórios, condicionais e/ou optativos). A ferramenta, nomeada SPED, foi atualizada conforme os leiautes de migração de dados, versão 0.2 da Receita Federal, disponível em qual irá tratar da obrigação de transmitir em versão digital os seguintes livros: I - livro Diário; II - livro Razão; III - livro Balancetes Diários. Dúvidas em relação ao preenchimento dos campos do SPED Contabíl devem ser esclarecidas diretamente com o Contador da Instituição, ou acessar Contato: GVDASA Sistemas Contabilidade 8

9 1. Conhecimentos específicos Para entender o sistema contábil da GVDASA, faz-se necessário compreender a aplicação de alguns conceitos contábeis no sistema. 1.1 Lançamentos São os registros dos fatos contábeis, ou seja, registram os acontecimentos que alteram o Patrimônio Líquido da Empresa/Instituição. O conjunto destes registros (Lançamentos) chama-se Escrituração. Cada lançamento no sistema deve conter cinco informações básicas: Capa e data Histórico Conta devedora Valor Conta credora 1.2 Plano de contas O Plano de Contas é um elenco de todas as contas previstas pelo setor contábil da empresa que serão necessárias para os registros contábeis. Cada empresa deve elaborar o seu Plano de Contas, sempre obedecendo aos seus interesses e, principalmente, à legislação pertinente. Facilita a leitura, interpretação e análise do Balanço Patrimonial da empresa que é apresentado com as informações agrupadas por características semelhantes. Entre estas características poderíamos citar: prazo, liquides, caixa e banco. Seu principal objetivo é estabelecer normas de conduta para o registro das operações da organização e, na sua montagem, devem ser levados em conta 3 objetivos fundamentais: Atender às necessidades de informação da administração da empresa; Observar formato compatível com os princípios da contabilidade e com a norma legal de elaboração do balanço patrimonial e das demais demonstrações contábeis (Lei nº 6.404/76); Adaptar-se tanto quanto possível às exigências de agentes externos, principalmente às da legislação do Imposto de Renda. Dentro do Plano de Contas existem contas que são Credoras (C) e Contas que são Devedoras (D). Em linhas gerais poderíamos considerar como segue: Ativo (D) Receitas (C) Passivo (C) Despesas (D) 2015 GVDASA Sistemas Contabilidade 9

10 1.3 Contas contábeis comuns nas IE Ativo Compõe-se de Bens e Direitos aplicados na entidade Contábil. Alunos/Clientes: qualquer nota emitida para esta conta irá gerar um débito nesta conta. Caixa/Bancos: contabiliza a Entrada de Receitas na empresa. Bancos: normalmente a conta banco tem contas individualizadas para cada banco (uma conta sintética por banco). Bco Caucionada Bco Descontada Bco Vinculada Adiantamento de Fornecedor: por exemplo, o pagamento de fornecedor 50% a vista e , ou seja, pagar o fornecedor antes de receber o produto ou serviço. Isto é comum em imobiliárias, colégios, empresas e indústrias Passivo Registram todas as entradas (origens) de recursos na empresa. Fornecedor: qualquer produto ou serviço que deve ser pago será listado nesta conta. Impostos a recolher: todos os impostos pagos devem ser listados nesta conta. Normalmente cada imposto tem sua conta individualizada. Quando se emite a Folha de pagamento, por exemplo, são feitos lançamentos nestas contas relativos aos impostos a recolher dos colaboradores. Adiantamento de Clientes: nesta conta estarão os lançamentos referentes a pagamentos efetuados antes do recebimento de produtos ou serviços Receitas Entende-se por Receita a entrada de elementos para o ativo, sob a forma de dinheiro ou direitos a receber, geralmente referentes à venda de mercadorias, de produtos ou de serviços. Uma Receita também pode derivar de juros, descontos e de outros ganhos eventuais. A obtenção de uma Receita resulta num aumento de Patrimônio Líquido GVDASA Sistemas Contabilidade 10

11 Exemplo de um plano de contas de Receitas: RECEITAS DE CLIENTES Vendas de Produtos Vendas de Serviços Diversos RECEITAS FINANCEIRAS Juros de Aplicações Resgates Outros OPERAÇÕES FINANCEIRAS Contrato de Mútuo Desconto de Títulos Outros RECEITAS PATRIMONIAIS Venda de Imobilizado Aporte de Capital Outros 3.09 RECEITAS DIVERSAS Reembolsos Diversos Despesas Entende-se por Despesa, o consumo de bens ou serviços, que, direta ou indiretamente, deverá produzir uma Receita. Diminuindo o Ativo ou aumentando o Passivo, uma Despesa é realizada com a finalidade de se obter uma Receita. Se o seu valor for superior à Receita, haverá uma diminuição no Patrimônio Líquido. São todos os gastos que fazem parte do dia-a-dia da empresa, como transportes, telefone, luz, aluguel, comunicações, salários e comissões, Impostos e taxas, Retirada Prólabore, Despesas Bancárias, Publicidade, Despesas Diversas, etc. Observe exemplos de despesas mais comuns: Folha Água Mat Prima Combustível Energia 2015 GVDASA Sistemas Contabilidade 11

12 1.4 Balancete de verificação Ativo + Passivo + Receitas + Despesas = 0 Ou Ativo + Receitas = Passivo + Despesas Caso contrário, existe algum problema com os lançamentos realizados. Ou seja, o Balancete de Verificação deve ser usado para conferência da exatidão dos dados apurados. Pode ser emitido em qualquer período: diário, semanal, quinzenal, mensal, ou anual. Porém, é aconselhável emiti-lo em períodos mais curtos para que, caso haja alguma inconsistência, o problema seja resolvido de forma mais rápida e fácil. Por convenção é possível adotar D ou (+) para contas devedoras e C ou (-) para contas credoras. 1.5 Funcionamento de débitos e créditos Antes de iniciar o estudo do sistema contábil da GVDASA faz-se necessário conhecer o funcionamento e a interpretação dos débitos e créditos. Esquematicamente, para fins de compreensão da regra e não da exceção, é possível representar os efeitos sobre os saldos dos grupos de contas da seguinte forma: As exceções são contas redutoras dos saldos de outras contas do mesmo grupo. As exceções mais usuais são as Duplicatas Descontadas, Provisão para Devedores Duvidosos, a Depreciação/Amortização Acumulada, Capital a Integralizar, ou seja, todas as contas que são apresentadas como redutoras do saldo de outra conta GVDASA Sistemas Contabilidade 12

13 2. APS Módulo contábil O Sistema de Contabilidade realiza todos os procedimentos inerentes às atividades de controle contábil geral e gerencial. Pode ser integrado a sistemas financeiros, faturamento, folha, caixa entre outros e, assim, suprimindo o trabalho de redigitação. 2.1 Parâmetros da Contabilidade - CTB_CadParametro.dll Deve ser usado para configurar o módulo Contabilidade de acordo com as necessidades de cada empresa/instituição. É importante salientar que o módulo funcionará de acordo com as informações configuradas nessa tela. Usa Conta X histórico : caso essa opção esteja marcada, só será possível utilizar históricos que estivem cadastrados a conta (ver item lançamento composto desse manual). Usa Unidade do desdobramento : caso marcado permite fazer lançamento em múltiplas unidades. Na tela de lançamentos habilitará o campo de unidade, para escolha. Senão o lançamento é realizado somente na unidade logada GVDASA Sistemas Contabilidade 13

14 Usa Centro de Custo : define se a Unidade utilizará centro de custos. Usa Conta x Centro de Custo : permite indicar os centros de custos para as despesas e receitas. Essa informação será cadastrada na rotina de Geração Conta Centro de Custos. Usa dotação: permite indicar se a instituição irá utilizar a rotina de dotação orçamentária. Usa dotação por centro de custo : caso utilize a rotina de dotação, deverá indicar se a dotação será realizada por centro de custos Permite Lançamento Compostos em Aberto : permite lançamentos sem fechar débitos e credito, ou seja, débito pode ser diferente de credito nos lançamentos compostos. Usa rateio de valores pelo centro de custo : caso marcado, será rateado os valores nos centros de custos de nível inferior ao lançado, conforme os percentuais definidos no cadastro de centro de custos. Meses em Aberto : são definidos os meses em aberto, ou seja, quantos meses, anteriores ao atual, estarão disponíveis para alterações contábeis. Último Encerramento: mostra qual o último período que foi fechado. Os meses em aberto passam a contar a partir desta data. Indicador de Credito: deverá ser informado um caractere que simbolize os valores a crédito. Ex.: C, sinal de menos (-), etc. Indicador de Debito: deverá ser informado um caractere que simbolize os valores a débito. Ex.: D, sinal de mais (+), etc. Indicador de Pagina: usado para informar a nomenclatura para página. Ex.: folha. Plano de Contas: deverá ser informado qual o tipo de Plano de Contas que será utilizado pela Unidade onde o usuário está logado. A partir do momento em que são efetuados lançamentos, não será possível trocar o plano de contas, apenas incluir novas contas. Tipo de Histórico: deverá ser informado qual o tipo de Histórico utilizado pela Unidade em que o usuário está logado. Tipo de Dotação: define como a unidade irá utilizar a orçamentação (mensal/anual). Transfere os dados para outra base no encerramento do período: caso essa opção esteja marcada os lançamentos serão transferidos para outra base de dados. Seleciona contas para excluir os lançamentos após o encerramento do período: similar ao campo anterior, porém se essa opção estiver marcada é possível selecionar as contas para excluir os lançamentos após o encerramento do período. Nome do Servidor integração Patrimônio: usado para indicar o caminho de rede do servidor caso a unidade possua o módulo Financeiro Patrimônio integrado à Contabilidade GVDASA Sistemas Contabilidade 14

15 2.2 Cadastro de parâmetros - CTB_IntCadParametro.dll É possível integrar o ERP GVcollege com a Contabilidade.NET, para definir essa parametrização é necessário informar na rotina CTB_IntCadParametro.dll. No grupo Integração Contábil defina o tipo, veja quais são: Contabilidade.NET: quando marcada essa opção indica que está usando integração com a contabilidade.net; GVcontábil: quando marcada essa opção indica que não há integração com a contabilidade.net; Ambos: quando marcada essa opção indica que está apto a usar os dois recursos. 3. Cadastros 3.1 Tipos de histórico - CTB_CadTipoHistorico.dll Permite que o usuário informe ao sistema os diversos tipos de históricos que podem ser utilizados por outras unidades associadas à empresa. Observe alguns exemplos: Histórico para Ensino Fundamental; Histórico para Faculdades; Histórico Mantenedora. É possível utilizar um tipo de histórico para cada unidade ou um tipo para todas as unidades. Esta escolha deve ser feita pela instituição de acordo com o que está considerar melhor para sua realidade. Os Tipos de Históricos servem para agrupar os históricos (descrição padrão para os lançamentos contábeis) GVDASA Sistemas Contabilidade 15

16 Para a inclusão é necessário clicar sobre o botão Incluir, informar o código e a descrição do tipo de histórico. Por fim, é preciso que seja clicado sobre o botão Confirmar. 3.2 Tipo Plano Conta - CTB_CadPlanoConta.dll Permite o cadastro dos Tipos de Plano de Contas a serem empregados pela Unidade, além de definir a estrutura a ser utilizada pelas contas pertencentes ao respectivo plano. É possível, através das colunas Grau(n), definir a codificação das contas que além de agilizar naturalmente o trabalho de classificação dos documentos, é elemento indispensável para efeito do processamento de dados. Abaixo, um exemplo de critério de graduação dos códigos: Graus Grau 1 Grau 2 Grau 3 Grau É possível ter um plano único para toda rede ou um por unidade. Para cadastrar um tipo de plano de contas, clique sobre o botão Incluir informe o Código, a Descrição, a quantidade de Graus do código do plano de contas, a quantidade de caracteres que cada grau do plano de contas possuirá Grau (n). Intervalo entre novas contas do último nível : nesse campo pode ser informado qual será o intervalo que o sistema deverá atribuir entre novas contas. Máscara código reduzido : pode ser informada uma máscara para a apresentação do código reduzido. Essa máscara será utilizada no momento da inclusão de novas contas no plano de contas. Permite alterar código conta mãe : se marcada essa opção o sistema irá habilita o campo Conta mãe no cadastro de contas, para edição. Dessa forma o usuário poderá alterar o código da conta GVDASA Sistemas Contabilidade 16

17 Máscara código conta : deve ser configurada com os caracteres underline e ponto de acordo com a formatação do código das contas. 3.2 Históricos - CTB_CadHistorico.dll Neste cadastro é feito o cadastramento dos históricos padrões que serão utilizados nos lançamentos da Contabilidade. Caso seja necessário um complemento para o histórico a ser digitado durante o lançamento, deve ser informado o caractere asterisco (*) na descrição do histórico. Exemplo: Pagamento NF 123. O cadastro do histórico poderia ser: Pagamento NF *. O asterisco permitirá que o usuário digite o número das notas fiscais a cada lançamento. O cadastro do histórico facilita o lançamento, pois dispensa a digitação manual a cada lançamento, permitindo que o usuário informe apenas os dados diferentes de um lançamento para o outro através do asterisco. Os históricos são utilizados na tela de digitação de lançamentos e Transferência de Resultado. Para cadastrar um histórico, clique sobre o botão de Incluir, informe o Código, a Descrição (que pode conter os asteriscos necessários) e o Tipo de conta ao qual o histórico poderá ser associado, de acordo com as opções: Ambos: contas credoras e devedoras poderão receber este histórico; Débito: apenas contas devedoras poderão receber este histórico; Crédito: este histórico será associado apenas a contas credoras GVDASA Sistemas Contabilidade 17

18 3.4 Centros de Custos - Pad_CadCentroCusto.dll Caso a instituição trabalhe com rateio por centro de custos, neste programa serão cadastrados os centros de custo aos quais os lançamentos poderão ser atribuídos. Para efetuar o cadastramento deve-se abrir a tela, clicar com o botão direito do mouse e selecionar a opção Novo Centro de Custo. Nesta opção também é possível atribuir percentuais para rateio entre os centros de custos disponíveis Departamentalização Para a contabilidade de custos, departamentalização é o critério mais eficaz para uma racional distribuição dos custos indiretos. Com isso, cada departamento pode ser dividido em mais de um centro de custos. Os departamentos são divididos em produção e serviços. Para a apropriação dos custos indiretos dos produtos, é necessário que todos esses custos estejam nos departamentos 2015 GVDASA Sistemas Contabilidade 18

19 de produção. É necessário que todos os custos dos departamentos de serviços sejam rateados de tal forma que recaiam sobre os de produção Centro de custo É a menor fração de atividade ou área de responsabilidade para a qual é feita a acumulação de custos. Permite informar como deve ser feito o Rateio das Despesas entre os diversos centros de custos. Centros de custos podem coincidir com departamentos, mas em alguns casos um departamento pode conter vários centros de custo. Por exemplo: um departamento de beneficiamento pode ter apenas um supervisor, mas podem existir várias linhas de beneficiamento. Para cada linha é possível criar um centro de custo a parte e avaliá-lo separadamente. 3.3 Grupos de unidades - CTB_CadGrupoUnidade.dll Permite realizar operações de consolidação de dados de forma automatizada. Ou seja, não é necessário selecionar manualmente a unidade a ser consolidada. Ex. Colégios, Comunidades, entre outros. A fim de facilitar a emissão de relatório, é possível cadastrar grupos para agrupamento de unidades. Nesse caso, basta selecionar o grupo e todas as unidades vinculadas estarão sendo emitidas no relatório. Por exemplo: a empresa possui unidades de vários ramos de atividade (hospitais, escolas, universidade, etc.). Neste caso ela poderá criar um grupo chamado Escolas onde estarão todas as unidades escolares, um grupo Faculdades onde estarão todas as faculdades e assim por diante. Na emissão de alguns relatórios, ao invés de selecionar todas as unidades escolares para emissão, será possível selecionar somente o grupo Escolas e o relatório conterá todos os dados, consolidados, das unidades pertencentes a ele. Para a inclusão de um grupo de unidades, clique sobre o botão Incluir (na parte inferior da tela), informe a descrição do grupo, clique no botão Incluir (localizado abaixo da descrição) e o sistema abrirá a tela de unidades GVDASA Sistemas Contabilidade 19

20 Nessa tela, selecione as unidades que deverão estar vinculadas ao grupo cadastrado. Caso as unidades não estejam vinculadas, ao utilizar esse grupo em outras telas, não irá trazer nenhuma informação. 3.4 Máscara de capa - CTB_CadMascaraCapa.dll Permite configurar no sistema através de macros como será a máscara da capa dos lotes. Exemplo: {Ano}{Mes}{Dia}TEXTO. Para adicionar as macros ao campo, clique com o botão direito do mouse e escolha quais as macros que deseja utilizar para montar máscara GVDASA Sistemas Contabilidade 20

21 3.5 Sistema origem - CTB_CadSistemaOrigem.dll Nessa tela deverão ser cadastrados os sistemas de origem, eles indicam de qual sistema se originaram os lançamentos de operações de integração contábil. Para a inclusão, clique no botão de Incluir, preencha o sistema de origem e informe se os lançamentos, que estarão vinculados a esse sistema origem, poderão ser alterados ou não. Os lançamentos oriundos da contabilidade podem ser alterados na contabilidade. Porém, os lançamentos de outros sistemas não podem ser alterados na contabilidade, pois poderiam ocorrer alterações das informações originais tornando-as inconsistentes, já que a fonte dos lançamentos também deveria ser alterada GVDASA Sistemas Contabilidade 21

22 3.6 Conta - CTB_CadConta.dll Este programa é usado para cadastrar as contas pertencentes ao plano de contas selecionado nos Parâmetros da Contabilidade da unidade em que o usuário logado. Também são levados em conta os Graus configurados no cadastro do tipo de plano de contas. Para cadastrar uma conta clique com o botão direito do mouse sobre uma conta existente e selecione a opção Nova conta ou Nova sub-conta. A sub-conta será incluída um nível abaixo em relação à conta selecionada pelo usuário. O cadastro das contas será apresentado em forma de árvore e por isso o sistema dispõe duas opções de inclusão Inclusão de contas e subcontas Para cadastrar uma Nova conta ou uma Nova subconta informe, de acordo com a necessidade, os seguintes campos: Conta: informe neste campo o nome da conta que está sendo cadastrada. Código alternativo: é um código definido pelo usuário para facilitar a memorização. É possível informar este código alternativo nos lançamentos para encontrar a conta desejada mais rapidamente, por exemplo. Conta analítica ou sintética: este parâmetro deve ser usado para indicar se a conta que está sendo cadastrada é do tipo sintética (pode ter subcontas) ou analítica (não terá subcontas). Natureza: utilize esta configuração para indicar se a conta cadastrada é Credora (conta do tipo crédito), Devedora (conta do tipo débito), ou se a conta aceitará Ambos tipos de natureza no lançamento, por exemplo. Para cadastrar uma conta redutora, basta configurá-la com a natureza inversa às demais contas GVDASA Sistemas Contabilidade 22

23 Conta mãe: este campo exibe o código da conta que está um nível acima da conta que está sendo cadastrada. Esta informação é utilizada pelo sistema para atualizar o saldo da conta mãe. Patrimonial: este parâmetro deve ser selecionado caso a conta refira-se ao patrimônio da empresa. Exibir na WEB: caso este parâmetro seja selecionado, a conta estará disponível no orçamento web. Dotação: os campos referentes a esta área devem ser configurados caso a instituição irá trabalhar com dotação (ver manual de dotação) Consulta de contas analíticas Se o usuário quiser pesquisar uma conta analítica existente, basta clicar com o botão direito do mouse e selecionar a opção Contas analíticas. Será aberta uma tela em que ele poderá informar os filtros necessários para realizar a pesquisa GVDASA Sistemas Contabilidade 23

24 Para a consulta das contas analíticas, o sistema apresenta uma tela para que sejam informados os filtros da consulta. Pesquisar por: selecione como será realizada a consulta das contas (código reduzido, código da conta ou nome da conta). Condição: informe a condição que deverá ser aplicada ao filtro anterior (pesquisar por), para realizar a consulta. Valor: informe os dados da conta a ser pesquisada, de acordo com o tipo de pesquisa escolhido anteriormente. Ordenar por: selecione como será realizada a ordenação da consulta das contas (código reduzido, código da conta ou nome da conta). Incluir conta: sistema abrirá a tela de inclusão de contas. 3.7 Conta x centro custo - Ctb_CadContaCentroCusto.dll Neste programa são armazenadas as informações relativas aos Lançamentos Gerenciais. Ele deve ser usado para informar a porcentagem que deve ser atribuída ao Centro de Custo selecionado em relação à Conta indicada, quando esta receber um lançamento. É possível informar o valor ou deixar o programa calcular os rateios. Em rateios a soma deve ser igual ao valor lançado. Para informar o Percentual que deve ser atribuído a um Centro de Custo em uma Conta Contábil, selecione a Conta desejada, o Centro de Custo e clique com o botão direito do mouse e selecione a opção Editar percentual e informe o percentual GVDASA Sistemas Contabilidade 24

25 3.8 Capa - CTB_CadCapa.dll Nesta opção é possível o cadastramento de capas de lote para agrupamento dos lançamentos contábeis. Para cadastrar uma capa, clique sobre o botão de incluir, informe o Código, a Data a que ela se refere e a Conta que será a contrapartida padrão para esta capa. Marque a opção Diária caso essa capa receberá lançamentos por dia. O campo Total Informado corresponde ao valor total da capa. Os campos Total de Créditos e Total de Débitos serão preenchidos automaticamente de acordo com a soma dos valores dos lançamentos contidos na capa. Também é possível informar uma Observação para a capa e indicar se o sistema deve Replicar esta Capa para as Outras Unidades GVDASA Sistemas Contabilidade 25

26 3.9 Conta caixa - CTB_CadContaCaixa.dll Este programa deve ser usado para indicar qual(is) conta(s) contábil(eis) poderá(ão) imprimir o Relatório de Caixa. Para isso, clique sobre o botão de incluir e selecione a conta, no respectivo campo. Por fim, confirme a operação Períodos - Ctb_CadPeriodo.dll Neste programa é feito o cadastramento dos períodos contábeis, utilizado para realizar os lançamentos contábeis. É importante destacar que é nessa tela que o usuário deverá informar a situação de cada um dos períodos (aberto, fechado ou bloqueado). Aberto: quando o período contábil encontra-se nessa situação, significa que poderá ser realizados lançamentos. Fechado: quando o período contábil encontra-se nessa situação, significa que não poderá ser realizados lançamentos. Caso haja necessidade de realizar lançamentos em um período que esteja fechado, é necessário primeiro realizar a abertura dele. Bloqueado: quando o período contábil encontra-se nessa situação, significa que não poderá ser realizados lançamentos nem abrir novamente o período. Para incluir um período, informe o Ano e o Mês a que ele pertence, e a Situação. Caso seja necessário fechar ou bloquear um período, indique tais situações através do campo Situação. Também há a possibilidade de Replicar esse período para outras unidades, essa opção é um facilitador do sistema, e, se marcada, permite que esse período seja replicado para as demais unidades da empresa logada GVDASA Sistemas Contabilidade 26

27 3.11 Índices/Cotações - PAD_CadIndiceCotacao.dll Quando são utilizados relatórios convertidos em outras moedas é necessário o cadastro dos índices de cotação para conversão dos valores e critério de frequência (mensal ou diária), tipo (valor ou percentual) e número de casas decimais para esta conversão. Para cadastrar um índice ou cotação, informe a Descrição e o Símbolo do mesmo. Indique se a Frequência de atualização desta cotação é Diária ou Mensal, e se o tipo é Valor ou Percentual. Informe também quantas casas decimais estarão disponíveis para digitação do valor ou percentual. No campo de cotações será apresentada a frequência (diária ou mensal), com o tipo escolhido no campo Tipo (valor ou percentual). Para a correção desses índices é preciso informar o valor de acordo com a frequência GVDASA Sistemas Contabilidade 27

28 3.12 Idiomas - CTB_CadIdioma.dll Quando utilizado relatórios em outros idiomas, é necessário o cadastramento prévio no sistema, preenchendo as informações correspondentes. No campo Índice de Conversão são listadas todas as cotações cadastradas no cadastro de Índices/Cotações que possuem frequência mensal. Para a inclusão de um idioma, é necessário clicar sobre o botão de incluir, informar a descrição do idioma e o índice de conversão. Ou seja, moeda pela qual os valores deverão ser convertidos no momento da emissão do relatório Itens do relatório no idioma - CTB_CadContaIdioma.dll Caso tenha sido cadastrados idiomas no item anterior (Cadastro de idiomas), é preciso que sejam vinculadas as contas ao idioma. Assim, ao emitir relatórios que necessitem de conversão de idioma serão listados os itens que estiverem vinculados nessa tela. Para vincular um idioma a uma conta contábil, clique no botão de incluir, selecione um idioma e clique no botão Carregar. Nesse momento, serão exibidas as contas contábeis da unidade. Para realizar o vínculo, informe no campo descrição da conta a descrição que deverá ser exibida no relatório de idioma para a respectiva conta contábil GVDASA Sistemas Contabilidade 28

29 3.14 Configuração de contas para soma na dotação - CTB_CadContaSomaDotacao.dll Utilizado para definir quando na dotação uma conta tem em seu total orçado várias contas. Exemplo de utilização: numa conta de luz é possível considerar luz, água e telefone na mesma conta. Para o cadastro, no campo de Conta é preciso que seja informada a conta que receberá os valores de dotação de outras contas. Após, clique sobre o botão de incluir para informar as demais contas que estarão agregadas a anterior. É importante salientar que, para as contas agregadas, deverá ser informado o tipo de apuração da dotação (débito ou crédito) GVDASA Sistemas Contabilidade 29

30 4. Lançamentos Antes de inserir um lançamento é necessário selecionar uma Capa existente ou cadastrar uma nova Capa a fim de agrupar os lançamentos. Para cadastrar uma Capa basta clicar no botão Editar Capas e em seguida, clicar no botão Incluir. Existem dois tipos de lançamento. O lançamento simples é feito com apenas uma partida e uma contrapartida, já o lançamento composto pode conter mais de uma partida e/ou contrapartida. Observe abaixo os dois tipos de lançamentos. 4.1 Lançamento composto - CTB_Lancamento.dll Após selecionar a capa clique na aba Lançamentos para informar os lançamentos contábeis. Na sub-aba Registro são informadas as partidas e contrapartidas de débito e crédito. Para informar a partida de um lançamento selecione a conta através do Código, número da Conta ou sua Descrição. Informe também o Histórico do lançamento e seu Valor e clique no botão Débito ou Crédito, conforme a ocasião, para finalizar a operação. O que diferencia o lançamento composto do lançamento simples no sistema é o fato de que neste programa, é possível informar vários desdobramentos de crédito e/ou débito em um só lançamento. Este programa também pode realizar lançamentos simples (de acordo com a parametrização do botão Configurar Lançamentos ), mas caso a instituição queira utilizar um programa específico para lançamentos simples, é possível cadastrar o programa CTB_LancamentoContabil.dll. Nele será informada apenas uma partida e uma contrapartida por operação de lançamento. Após informar o(s) desdobramento(s) da partida, o usuário deve clicar no botão Conta-Partida para selecionar a conta que receberá o(s) desdobramento(s) da contrapartida GVDASA Sistemas Contabilidade 30

31 Ainda na sub aba Lançamentos é possível ir para o Cadastro de Históricos através do botão, ir para o Cadastro de Contas através do botão, realizar Procura Lançamentos através do botão, e também, emitir o Relatório Razão através do botão. O botão Configurar deve ser usado para parametrizar algumas opções do lançamento, conforme abaixo: Selecione na área Limpar quais campos serão limpos quando o usuário clicar no botão Contrapartida. O parâmetro Usar Sinal para Botões (Débito / Crédito) pode ser selecionado para, invés de utilizar os botões Débito e Crédito durante um lançamento, o usuário pode indicar a operação através do sinal (-) ou (+). Lançamento Composto (se não, simples) é um parâmetro usado para indicar se o programa efetuará lançamentos compostos ou será utilizado apenas para lançamentos simples. Na área Mostrar nos Desdobramentos devem ser selecionados os campos que estarão disponíveis para visualização dos desdobramentos de débito/crédito na tela dos lançamentos. Também é possível configurar nesta tela a forma de Acessar a Conta ao efetuar um lançamento. Que pode ser Pelo código reduzido ou Pelo código estruturado GVDASA Sistemas Contabilidade 31

32 4.2 Exemplos Como dito anteriormente em relação aos lançamentos, eles podem ser Simples ou Compostos. Sempre que lançamentos são feitos, eles são armazenados na tabela Saldos Contas (CTB_SALDOCONTA). Se informações relativas a conta ainda não existem nesta tabela, estes dados são inseridos, caso já exista algum registro referente a conta então os dados serão atualizados. Exemplo de lançamento Simples: Serão realizados 3 lançamentos simples. Veremos o impacto nas tabelas do sistema. Os dados inseridos ou alterados nas tabelas são apresentados realçados nas tabelas. Lançamento Simples 1 O sistema possui uma rotina que atualiza internamente os saldos para as contas pai ligados a esta conta, no caso: 1, 1.01 e Logo, como resultado dessa atualização, a tabela fica: 2015 GVDASA Sistemas Contabilidade 32

33 Lançamento Simples GVDASA Sistemas Contabilidade 33

34 Lançamento Simples GVDASA Sistemas Contabilidade 34

35 sistema. Exemplo de lançamento Composto: Serão realizados 1 lançamentos Composto. Veremos o impacto nas tabelas do Lançamento Composto GVDASA Sistemas Contabilidade 35

36 Após execução atualização: 5. Relatórios Nos próximos subtópicos, são apresentados os principais relatórios contábeis que podem ser emitidos pelo módulo. 5.1 Balancete consolidado - CTB_RelBalanceteConsolidado.dll Esse relatório emite uma relação de contas com os saldos extraídos dos registros contábeis em uma determinada data e de acordo com as unidades selecionadas. Para a emissão, é possível escolher um grupo de unidades a serem emitidas (Unidades ativas e Unidades inativas). A opção Ordenar por deve ser configurada de acordo com a forma como o usuário quer visualizar os lançamentos das unidades (por código ou por nome ) selecionadas. Após a seleção das unidades é necessário informar os seguintes campos: Período: informe o mês e ano inicial e final para a pesquisa dos lançamentos que deverão ser exibidos no relatório. Somente as analíticas: caso escolha essa opção, o relatório irá listar somente os lançamentos que estão vinculados as contas analíticas GVDASA Sistemas Contabilidade 36

37 Selecionar os graus: estando marcada, o usuário informará quais os graus de conta que deverão constar no relatório. O sistema listará os lançamentos que estão vinculados as contas dos graus selecionados. Quebra de página por conta: se estiver marcada, em cada folha do relatório será emitido os lançamentos de uma determinada conta. Sintéticas em negrito: caso esteja selecionada, para as contas sintéticas do relatório, o sistema irá destacar o nome delas em negrito. Contas: nesse campo é possível informar o código reduzido de um intervalo de contas que será emitido no relatório. Anexar ao diário: caso esteja marcado, esses lançamentos serão anexados ao livro diário. Saldo: é preciso informar como deverá ser realizada a apuração de saldos para a emissão do relatório (saldo atual ou saldo antes da transferência). Pode ser: Saldo atual: o saldo atual que contém nas contas, no período informado. Saldo antes da transferência: caso selecione essa opção, no relatório será emitido os saldos das contas antes da transferência de resultados GVDASA Sistemas Contabilidade 37

38 5.2 Razão - CTB_RelRazao.dll Esse relatório listará o extrato de contas por ordem cronológica, agrupado por conta contábil. Para a emissão do relatório é preciso informar os seguintes filtros: Opção: nesse campo o usuário precisará escolher como irá emitir o relatório. Oficial: emita o razão oficial somente quando os valores de débito e crédito estão fechando. É importante salientar que, realizando a emissão do oficial automaticamente serão emitidos os termos de abertura e encerramento dos livros. Conferência: escolha essa opção quando houver a necessidade de emitir um relatório para conferência de valores da contabilidade. Diferentemente do oficial, nessa opção não serão emitidos os termos de abertura e encerramento. Termos: escolha essa opção quando houver a necessidade de emitir os termos de abertura ou encerramento para os livros. Período de lançamentos: informe o período de lançamentos a ser emitido no relatório. Selecionar conta por: informe como será realizada a seleção das contas para o relatório (código / descrição, código reduzido / descrição ou apenas descrição) GVDASA Sistemas Contabilidade 38

39 Configurar: o sistema dispõe de opções que podem ser configuradas para a emissão do relatório razão. Para isso, na tela a seguir é preciso informar as opções. Termos: caso a opção de emissão do relatório seja Termos, é possível realizar a configuração e emissão dos termos de abertura e encerramento do livro razão. Para isso, é necessário clicar sobre os botões correspondentes, digitar o texto e emitir o termo. 5.3 Razão por centro de custos - CTB_RelRazaoCentroCusto.dll Nessa tela é possível emitir o relatório razão por centro de custos. Para isso, é necessário que seja informado o período de lançamentos (inicial e final), o tipo de seleção de contas (código/descrição, descrição e cód. red./descrição). Também é possível escolher como qual o código do centro de custo que deverá ser listado no relatório (estruturado ou reduzido). Ao avançar, deverão ser selecionadas as contas e os centros de custos que serão listados GVDASA Sistemas Contabilidade 39

40 5.4 Diário consolidado - CTB_RelDiarioConsolidado.dll Este programa possibilita a emissão do diário contábil das unidades em que o usuário logado possui permissão de acesso. Ou seja, nesse relatório os lançamentos contábeis serão impressos por dia. Para a emissão, é possível escolher um grupo de unidades a serem emitidas. A opção Ordenar por deve ser configurada de acordo com a forma como o usuário quer visualizar os lançamentos das unidades (por código ou por nome ) selecionadas. Para a emissão do relatório é preciso informar os seguintes filtros: Opção: nesse campo o usuário precisará escolher como irá emitir o relatório. Oficial: emita o oficial somente quando os valores de débito e crédito estão fechando. É importante salientar que, realizando a emissão do oficial automaticamente serão emitidos os termos de abertura e encerramento dos livros. Conferência: escolha essa opção quando houver a necessidade de emitir um relatório para conferência de valores da contabilidade. Diferentemente do oficial, nessa opção não serão emitidos os termos de abertura e encerramento. Termos: escolha essa opção quando houver a necessidade de emitir os termos de abertura ou encerramento para os livros. Período de lançamentos: informe o período de lançamentos a ser emitido no relatório. Ordenar por: nesse campo, escolha como o relatório deverá ser ordenador para (código estruturado, código reduzido ou digitação) GVDASA Sistemas Contabilidade 40

41 Parâmetros: nesse campo informe o número do livro a ser emitido, o total de páginas que o livro terá o número da última página do livro e o mês de fechamento. Termos: caso a opção de emissão do relatório seja Termos, é possível realizar a configuração e emissão dos termos de abertura e encerramento do livro diário. Para isso, é necessário clicar sobre os botões correspondentes, digitar o texto e emitir o termo. Modelo (A, B e C): selecione nesse campo qual o modelo de diário consolidado que desejas emitir. É importante salientar que o relatório será o mesmo, porém para cada modelo as informações serão dispostas na tela de forma diferenciada. 5.5 Relatório demonstrativo de resultado - CTB_RelDemonstrativo.dll Nessa rotina é possível emitir o relatório de demonstrativo de resultado, do período. Para a emissão do relatório, é preciso que sejam informados alguns campos, conforme descritos a seguir. Demonstrativo: selecione qual o demonstrativo que desejará emitir. É importante salientar que, nesse campo, serão listados os demonstrativos que foram cadastrados n item 6.9, desse manual. Período: nesse campo deverá ser informado o período inicial e final para a emissão do relatório, Imprime cabeçalho personalizado: caso essa opção esteja marcada, o sistema irá emitir o cabeçalho do relatório, informado no item 6.9, desse manual GVDASA Sistemas Contabilidade 41

42 Imprime rodapé personalizado: caso essa opção esteja marcada, o sistema irá emitir o rodapé do relatório, informado no item 6.9, desse manual. Consolidar unidades: caso essa opção esteja selecionada, na emissão do relatório, o sistema irá consolidar as informações de todas as unidades da empresa logada. Listar código da conta: caso essa opção esteja selecionada, no relatório, será listado também o código das contas. Tipo relatório: nesse campo o usuário precisará escolher como irá emitir o relatório. o Oficial: emita o razão oficial somente quando os valores de débito e crédito estão fechando. É importante salientar que, realizando a emissão do oficial automaticamente serão emitidos os termos de abertura e encerramento dos livros. o Conferência: escolha essa opção quando houver a necessidade de emitir um relatório para conferência de valores da contabilidade. Diferentemente do oficial, nessa opção não serão emitidos os termos de abertura e encerramento. o Termos: escolha essa opção quando houver a necessidade de emitir os termos de abertura ou encerramento para os livros. Parâmetros: nesse campo informe o número do livro a ser emitido, o total de páginas que o livro terá o número da última página do livro e o mês de fechamento. Saldo: é preciso informar como deverá ser realizada a apuração de saldos para a emissão do relatório (saldo atual ou saldo antes da transferência). Pode ser: o Saldo atual: o saldo atual que contém nas contas, no período informado. o Saldo antes da transferência: caso selecione essa opção, no relatório será emitido os saldos das contas antes da transferência de resultados GVDASA Sistemas Contabilidade 42

43 5.6 Relatório demonstrativo despesa - CTB_RelDemonstrativoDespesa.dll Nessa rotina será emitido o relatório de demonstrativo de despesas, que poderá ser emitido por atividade ou por natureza e ainda pelo ano do exercício. Após informar o detalhamento e o ano para a emissão dos dados no relatório, deverá ser informada as unidades que deverão ser levadas em conta na emissão. 5.7 Relatório contas x Centro custo - CTB_RelContasCentroCustos.dll Lista o saldo das contas de um determinado período tendo como foco de análise a conta contábil e o centro de custo que a compõem e/ou o centro de custo e as contas as quais os valores estão alocados. Para a emissão, é possível escolher um grupo de unidades a serem emitidas e clicar sobre o botão de Avançar. Para a emissão do relatório é preciso informar os seguintes filtros: 2015 GVDASA Sistemas Contabilidade 43

44 Período de lançamentos: informe o período de lançamentos (inicial e final) a ser emitido no relatório. Grau centro de custo: informe o grau de centro de custos que deverão ser emitidos no relatório. Graus da conta: informe os graus das contas contábeis que deverão ser emitidas no relatório. Foco de análise: escolha o foco de análise para a emissão do relatório (período, conta contábil, centro de custo ou conta x centro de custo). Ou seja, como o usuário deseja visualizar os dados de acordo com a sua necessidade de interpretação. Exibir: nesse campo deverá ser definido como o usuário deseja visualizar as informações no relatório. Pode ser: Apenas os valores: escolhendo essa opção, no relatório, serão apresentados os valores das contas no período para os centros de custos vinculados. Percentual A e B: escolhendo essa opção, no relatório, serão apresentados os percentuais A e B das contas no período para os centros de custos vinculados. É importante salientar que ao selecionar essa opção o sistema automaticamente desmarca a opção Calcular valores em níveis superiores. Valor e Percentual A: escolhendo essa opção, no relatório, serão apresentados os valores e os percentuais A das contas no período para os centros de custos vinculados. Valor e Percentual B: escolhendo essa opção, no relatório, serão apresentados os valores e os percentuais B das contas no período para os centros de custos vinculados. Suprimir casas decimais: caso essa opção esteja marcada, no relatório, quando no campo Exibir for escolhida uma opção que apresente valores, não serão apresentadas as casas decimais (depois da vírgula). Calcular valores níveis superiores: caso essa opção esteja marcada, no relatório, serão calculados os valores de níveis superiores das contas contábeis. Listar resumo Despesas Receitas: nessa opção, será listado um resumo das despesas e receitas de acordo com os grupos configurados no botão Configurar. Configurar: nesse botão é possível configurar o grupo de contas de despesas e receitas que serão listadas ao selecionar a opção Listar resumo Despesas Receitas GVDASA Sistemas Contabilidade 44

45 5.8 Relatório balanço consolidado - CTB_RelBalancoConsolidado.dll A diferença entre o balanço e o balancete é que, ao contrário do balancete, o balanço considera as contas de Ativo e Passivo. Antes de emitir o Balanço as contas do grupo de Receitas e Despesas devem ter seus saldos zerados e a diferença deve ser transferida para o Passivo para uma conta Lucro ou Prejuízo. Para isto existe a rotina Transferência de Resultados (ver item transferência de resultados desse manual). Para a emissão, é possível escolher um grupo de unidades a serem emitidas. A opção Ordenar por deve ser configurada de acordo com a forma como o usuário quer visualizar os lançamentos das unidades (por código ou por nome ) selecionadas. Para a emissão do relatório é preciso informar os seguintes filtros: 2015 GVDASA Sistemas Contabilidade 45

46 Período: informe o período de lançamentos contábeis e o grau das contas a ser emitido no relatório. Selecionar: escolha a opção que mais atenda às necessidades de emissão do relatório (somente as contas analíticas ou selecionar os graus das contas a serem emitidas). Contas: informe o intervalo de contas que deverão ser emitidas no relatório. Parâmetros impressão: selecione as opções de impressão que deverão ser aplicadas a emissão do relatório, para agilizar a consulta. Tipo: nesse campo o usuário precisará escolher como irá emitir o relatório (oficial ou apenas para conferência dos valores). Saldo: é preciso informar como deverá ser realizada a apuração de saldos para a emissão do relatório (saldo atual ou saldo antes da transferência). 5.9 Livro caixa - CTB_RelLivroCaixa.dll Essa rotina emite o relatório das contas que estão vinculadas ao Caixa, ordenadas cronologicamente no intervalo definido com termos de abertura e encerramento. Para a emissão do relatório é preciso informar os seguintes filtros: Opção: nesse campo o usuário precisará escolher como irá emitir o relatório. o Oficial: emita o oficial somente quando os valores de débito e crédito estão fechando. É importante salientar que, realizando a emissão do oficial automaticamente serão emitidos os termos de abertura e encerramento dos livros GVDASA Sistemas Contabilidade 46

47 o Conferência: escolha essa opção quando houver a necessidade de emitir um relatório de caixa para conferência de valores da contabilidade. Diferentemente do oficial, nessa opção não serão emitidos os termos de abertura e encerramento. o Termos: escolha essa opção quando houver a necessidade de emitir os termos de abertura ou encerramento para os livros. Período de Lançamentos: informe o período de lançamentos contábeis para a emissão do relatório. Totalizar por dia: caso essa opção esteja marcada o sistema irá emitir os lançamentos do livro caixa totalizando a cada dia emitido e de acordo com o período de lançamentos. Quebrar página por conta: se estiver marcada, em cada folha do relatório de livro caixa será emitido os lançamentos de uma determinada conta. Parâmetros: nesse campo informe o número do livro a ser emitido, o total de páginas que o livro terá o número da última página do livro e o mês de fechamento. Termos: caso a opção de emissão do relatório seja Termos, é possível realizar a configuração e emissão dos termos de abertura e encerramento do livro diário. Para isso, é necessário clicar sobre os botões correspondentes, digitar o texto e emitir o termo GVDASA Sistemas Contabilidade 47

48 5.10 Relatório fechamento conta - CTB_RelFechamentoConta.dll Nessa rotina, é emitido o relatório das contas que foram fechadas em um determinado ano. Para a emissão do relatório, é necessário que seja informado: Ano do fechamento: informe o ano de fechamento das contas para a consulta; Nome reduzido da unidade: caso essa opção esteja informada, o sistema listará também, no relatório, o nome reduzido da unidade; Nome da conta: caso essa opção esteja informada, o sistema listará também, no relatório, o nome da conta Plano de contas consolidado - CTB_RelPlanoContaConsolidado.dll Nesse relatório é possível emitir o plano de contas da instituição consolidado pelas unidades. Para a emissão, é possível escolher um grupo de unidades a serem emitidas (Unidades ativas e Unidades inativas). A opção Ordenar por deve ser configurada de acordo com a forma como o usuário quer visualizar os lançamentos das unidades (por código ou por nome ) selecionadas GVDASA Sistemas Contabilidade 48

49 Na tela seguinte, são apresentados alguns filtros que podem ser configurados de acordo com a necessidade da instituição. Modelo: deverá ser selecionado o modelo de plano de contas a ser emitido o relatório. Selecionar: nesse campo, o usuário poderá escolher como desejará visualizar as contas (somente contas analíticas ou selecionar graus). Grau: caso tenha sido informada a opção Selecionar graus, no item anterior, nesse campo deverá ser informado o grau das contas que deverão ser listadas. Listar código reduzido: caso essa opção esteja marcada, no relatório, serão listados também os código reduzidos das contas. Quebra de página no primeiro grau: se essa opção estiver selecionada, no primeiro grau da conta, o relatório irá quebrar uma página, pulando para a próxima folha. Anexar ao diário: caso essa opção esteja marcada, os campos N. do livro, Total de Páginas, N. última página e Mês de fechamento Previsão orçamentária - CTB_PrevisaoOrcamentaria.dll Nessa rotina é possível realizar a emissão da previsão orçamentária, por unidades. Para a emissão do relatório, é possível escolher um grupo de unidades a serem emitidas (Unidades ativas e Unidades inativas) e o tipo de ordenação que a instituição deseja GVDASA Sistemas Contabilidade 49

50 5.13 Comparativo receitas despesas - CTB_RelComparativoReceitaDespesa.dll Nesse relatório é possível realizar a emissão do comparativo de receitas e despesas, por um determinado período e ainda por unidade. Para a emissão, é preciso que seja informado o ano, mês inicial e mês final, assim como selecionar quais as unidades que deverão constar no relatório Relatório contas com saldo incompatível - CTB_RelContasSaldoIncompativel.dll Nessa rotina, é emitido o relatório das contas contábeis que estão com saldo incompatível. Esse relatório auxilia o usuário, pois permite que sejam identificadas as contas para posteriormente realizar ajustes. Para a emissão é preciso que o usuário informe apenas o período que deseja consultar. Para efetivar a emissão do relatório, é preciso que clique sobre o botão Avançar GVDASA Sistemas Contabilidade 50

51 5.15 Relatório emissão de lote - CTB_EmissaoLote.dll Este programa permite a emissão das Capas de lotes por sistema de origem informado nos lançamentos. Para emiti-lo selecione a Capa desejada, clique no botão Avançar, e selecione o sistema de Origem desejado. Na emissão é possível Quebrar página por capa, Separar débito/crédito por coluna, Listar lançamentos de centro de custo, e Utilizar linha separadora e/ou Fundo zebrado Relação de centros de custo - CTB_RelCentroCusto.dll Nesse relatório é possível listar todos os centros de custos que estão vinculados às contas da(s) unidade(s) selecionada(s). Para a emissão da listagem, é preciso selecionar a unidade na lista no campo da esquerda (Itens Disponíveis) e passá-las para o campo da direita (Itens Selecionados), através das setas. Para efetuar a consulta é necessário clicar sobre o botão Avançar, onde serão configuradas as informações referente a impressora GVDASA Sistemas Contabilidade 51

52 5.17 Relatório cadastral de históricos - CTB_RelCadastralHistorico.dll Nessa rotina é possível emitir o relatório dos históricos cadastrados no sistema. Para a emissão do relatório é necessário que os filtros a seguir sejam preenchidos: Separar por tipo: caso essa opção esteja informada, a emissão do relatório será realizada de acordo com o tipo de histórico que ele foi cadastrado. Podendo ser: débito, crédito ou ambos. Lista: nesse campo, o usuário poderá escolher qual o tipo de histórico que deseja listar (débito, crédito ou ambos). Ordem: nesse campo, o usuário poderá escolher em qual ordem deseja emitir o relatório (pelo código do histórico ou por ordem alfabética). Anexar ao diário: caso esteja marcado, esses lançamentos serão anexados ao livro diário GVDASA Sistemas Contabilidade 52

53 5.18 Geração arquivo SINCO - CTB_GeracaoArquivoReceitaFederal.dll Nessa rotina é possível realizar a geração do SINCO (Sistema Integrado de Coleta). É gerado arquivo texto no formato estabelecido pela receita federal. Para a emissão é necessário que seja informada a qual empresa será realizada a geração do arquivo, além de preencher os demais campos. Arquivos: nesse campo deverá ser escolhido o que será gerado no arquivo. Poderá ser: plano de contas, lançamentos e saldos mensais. É importante destacar que, ao escolher a opção plano de contas, o sistema marcará também a opção de saldos mensais. Porém o sistema não permite que seja gerado arquivo apenas com a opção de saldos mensais. Além disso, é possível agregar ao arquivo os lançamentos da empresa no período informado. Período: informe o período (inicial e final) para a geração do arquivo SINCO. Destino: nesse campo o usuário informará o destino onde o sistema deverá gravar o arquivo SINCO no computador Geração MANAD - CTB_GeracaoArquivoNormativa.dll Nessa rotina é gerado o arquivo texto no formato estabelecido pela receita federal / INSS. O layout é gerado conforme INSRP 12/2006. O período de geração é estabelecido pelo auditor fiscal, definindo se será quinzenal, mensal ou anual GVDASA Sistemas Contabilidade 53

54 Para a geração do arquivo é preciso que seja informado o Período Mês/Ano (inicial e final) e se deverá ser gerado arquivo somente com os saldos. Na tela seguinte deverão ser selecionadas as unidades que deverão ser geradas no arquivo. Na tela seguinte é preciso informar qual a finalidade do arquivo de acordo com as opções que o sistema disponibiliza e qual o indicador de centralização da escrituração. Também é preciso informar os campos: Ativo: nesse campo é preciso que seja informada qual a conta contábil referente ao ativo da instituição. Passivo: nesse campo é preciso que seja informada qual a conta contábil referente ao passivo da instituição. Patrimônio líquido: nesse campo é preciso que seja informada qual a conta contábil referente ao patrimônio líquido da instituição. Receita: nesse campo é preciso que seja informada qual a conta contábil de receitas da instituição. Despesa: nesse campo é preciso que seja informada qual a conta contábil de despesas da instituição. Para efetuar a geração do arquivo, na próxima tela é preciso que seja informado qual o caminho no computador que deverá ser gerado o arquivo. 6. Encerramento período contabilidade - CTB_EncerramentoPeriodo.dll Essa rotina permite encerrar um determinado período impedindo que os lançamentos deste período sejam alterados ou que novos lançamentos sejam feitos neste período GVDASA Sistemas Contabilidade 54

55 Após a execução dessa rotina, o período correspondente ao encerramento será bloqueado (ver item cadastro de período desse manual). 7. Transferência de lançamento por capa - CTB_TransferenciaLancamentoCapa.dll Um dos motivos para utilização dessa rotina é a transferência de lançamentos entre capas quando os mesmos foram efetuados em uma capa errada. Porém, é importante ressaltar que antes da transferência, é necessário ter a capa destino cadastrada e vazia. Ao transferir um lançamento composto, seus lançamentos de desdobramento também serão considerados. Para realizar esta operação, que também possibilita transferir lançamentos entre capas de diferentes unidades, informe a Capa de Origem em que os lançamentos foram realizados erroneamente e a Capa de Destino (que deverá receber os lançamentos). Há também a possibilidade de escolher como será feira essa transferência. Todos os Lançamentos : caso escolha essa opção, todos os que estiverem na cada origem serão transferidos para a capa destino. Apenas os Selecionados : caso escolha essa opção, somente os lançamentos selecionados serão transferidos para a capa destino GVDASA Sistemas Contabilidade 55

56 É também possível informar se o sistema deverá Manter lançamentos originais. Nesse caso, os lançamentos serão transferidos para a conta destino, mas continuarão na conta de origem. Ou seja, será feita uma cópia dos lançamentos da capa origem para a capa destino e em ambas as capas constarão os lançamentos. Utilize a tecla Ctrl + clique com o botão direito do mouse para selecionar os lançamentos desejados (no caso de selecionar a opção Apenas os Selecionados ). 8. Transferência de lançamento por conta - CTB_TransferenciaLancamentoConta.dll Este programa possibilita a transferência de movimentações de uma conta para outra dentro do período e unidade(s) indicadas pelo usuário. Essa rotina é utilizada quando houver a necessidade de transferir movimentações que foram realizadas incorretamente em outras contas. Para realizar a transferência de lançamento por contas, é necessário informar em qual conta o lançamento se encontra (origem) e para qual conta serão transferidos (destino). Além de informar o período a ser transferido e de qual unidade. Exemplo 1: período inicial 23/12/2009 e período final - 23/12/2009. Exemplo 2: período inicial - 01/01/2009 e período final - 31/12/2009. Os lançamentos da conta de origem serão excluídos e incluídos na conta de destino GVDASA Sistemas Contabilidade 56

57 9. Verifica conta - CTB_VerificaConta.dll Essa é uma tela de consulta e possibilita que o usuário verifique se o código (estruturado ou reduzido) já está cadastrado em outra(s) unidade(s) da empresa. Para executar essa rotina deverá ser informado o tipo de código que será verificado (estruturado ou reduzido) e também é preciso que seja informado o código da conta de acordo com o tipo escolhido. Exemplo: se for escolhido o tipo de código estruturado, logo no campo de Código deverá ser informado o código estruturado da conta que será verificada. Se for escolhido o tipo de código reduzido, logo no campo de Código deverá ser informado o código reduzido da conta que será verificada. 10. Apuração resultado - CTB_ApuracaoResultado.dll Essa rotina possibilita que sejam apurados os resultados mensais de determinadas unidades, contas (débito e crédito) e período. Para realizar essa apuração, é necessário selecionar as unidades que deseja apurar, bem como as contas de débito e crédito, grupo, período (ano e mês) de apuração e o histórico que essas contas receberão GVDASA Sistemas Contabilidade 57

58 11. Geração conta - Centro de custo - CTB_GeracaoContaCentroCusto.dll Nessa rotina serão relacionadas as contas que estarão vinculadas a determinados centros de custos. Assim, se na tela de Parâmetros estiver marcada a opção Usa conta x centro de custos, nessa tela deverá ter vínculos informados. Para o vínculo é necessário selecionar a(s) conta(s) que serão vinculadas a um centro de custos X. Para a seleção, passe as contas para o campo da direita (Contas selecionadas). Depois, clique sobre o botão OK. Na próxima tela deverá ser selecionado o(s) centro(s) de custo que estarão vinculadas as contas selecionadas anteriormente. Para o vínculo é necessário selecionar o(s) centro(s) de custo que serão vinculadas a conta. Para a seleção, passe os centros para o campo da direita (Centros selecionados). Depois, clique sobre o botão Concluir GVDASA Sistemas Contabilidade 58

59 Transferência de lançamento - CTB_TransferenciaLancamento.dll Similar a rotina de transferência de lançamentos por contas (ver item transferência de lançamentos por conta, nesse manual), nessa tela permite que sejam realizadas transferências entre as unidades da empresa logada. Para efetuar a transferência é necessário que seja informada a capa dos lançamentos, como será realizada a transferência (todas as unidades ou apenas as selecionadas), unidade de origem e a unidade de destino. 12. Transferência de resultados - CTB_TransferenciaResultado.dll Essa rotina compreende a transferência dos resultados de todas as contas para uma conta específica de resultado. Nessa rotina as contas serão zeradas e a conta de resultado receberá todos os lançamentos. Caso haja prejuízo em alguma conta, essa tela também possibilita informar o valor, a conta e o histórico correspondente ao prejuízo. Para realizar a transferência, é necessário que seja informada qual(is) a(s) conta(s) que serão transferidas (ativo, passivo, receitas, despesas e apuração de resultado), qual período a transferir e o histórico que os lançamentos deverão receber na contabilidade após a transferência para a conta de resultados. O sistema também disponibiliza o botão Processar zeramento das contas. Quando clicado sobre ele, o sistema realiza a apuração do resultado contábil, informando se a conta escolhida resultou em lucro ou prejuízo. No espaço de prejuízo, é possível informar o valor, a conta e o histórico correspondente ao prejuízo que determinadas contas tiveram no período informado GVDASA Sistemas Contabilidade 59

60 13. Demonstrativo - CTB_CadDemonstrativo.dll Utilize essa tela para informar a estrutura que deverá ser exibida no cabeçalho e rodapé do relatório de demonstrativo de resultados. Para configurar as informações que deverão ser apresentadas no relatório de demonstrativo, clique no botão incluir e informe os dados que serão listados. Por fim, clique em confirmar GVDASA Sistemas Contabilidade 60

61 14. Gerador de demonstrativo - CTB_Demonstrativo.dll Nessa tela é possível cadastrar e visualizar a estrutura do relatório de Demonstrativo Resultado do Exercício, de acordo com as contas. Para a inclusão de uma nova estrutura é preciso clicar sobre o botão correspondente a inclusão e preencher os demais dados da tela. Antes de incluir uma estrutura é necessário que o Demonstrativo esteja cadastrado (ver item 6.9, desse manual). Ao realizar a inclusão de uma nova estrutura de demonstrativo o sistema abrirá uma tela onde é possível informar os campos do relatório de acordo com as necessidades da instituição. A seguir descrevemos as orientações para a inclusão. O sistema irá criar a estrutura do relatório no formato de árvore: Incluir como um subnível acima: caso essa opção esteja marcada, o sistema irá incluir esse item como um subnível na árvore; Tipo: nesse campo o sistema disponibiliza opções que serão aplicadas ao item e indicarão ao sistema como ele deverá ser apresentado no relatório; Conta: ao indicar esse tipo, o sistema disponibilizará o campo Conta, contendo todas as contas do plano, para que o usuário escolha qual queres informar na estrutura para o relatório. Também disponibiliza o campo Operação onde o usuário deverá escolher entre Somar ou Subtrair. Além disso, o sistema habilitará o campo Considerar, para que o usuário escolha quais os lançamentos que deverão ser considerados em relação à conta escolhida (créditos, débitos ou ambos); Referência: ao indicar esse tipo, o sistema disponibilizará o campo Texto, para que seja preenchido um texto que corresponda a esse item. Também disponibiliza a o campo 2015 GVDASA Sistemas Contabilidade 61

62 Operação onde o usuário deverá escolher entre Somar ou Subtrair. Além disso, o sistema também habilita o campo Referência à, onde o usuário poderá escolher um item da estrutura que faça referência a esses lançamentos. Porém só serão listados nesse campo, itens que forem do tipo Valor, Total ou Subtotal ; Texto: ao indicar esse tipo, o sistema disponibilizará o campo Texto, para que seja preenchido um texto que corresponda a esse item. Também será disponibilizado o campo Fonte, onde o usuário poderá informar o tamanho de fonte que deseja que esse item apareça no relatório; Total: ao indicar esse tipo, o sistema disponibilizará o campo Texto, para que seja preenchido um texto que corresponda a esse item. Também habilita a opção Acumular no relatório mensal que poderá ser marcada ou não. Caso seja marcada, esse total será acumulado no relatório mensal do demonstrativo; Valor: ao indicar esse tipo, o sistema disponibilizará o campo Texto, para que seja preenchido um texto que corresponda a esse item. Disponibiliza o campo Valor, que possibilita que o usuário informe um valor a esse item. Também habilita o campo Operação onde o usuário deverá escolher entre Somar ou Subtrair ; Subtotal: ao indicar esse tipo, o sistema disponibilizará o campo Texto, para que seja preenchido um texto que corresponda a esse item. Também habilita a opção Acumular no relatório mensal que poderá ser marcada ou não. Caso seja marcada, esse total será acumulado no relatório mensal do demonstrativo; Imprimir: caso essa opção esteja marcada, significará que esse item cadastrado será impresso no relatório; Opções de impressão: nesse campo o usuário poderá informar como deseja que o item seja apresentado no relatório para melhor visualização (grifar, fundo cinza, linha separadora e gera gráfico). Ao realizar a inclusão de um item na estrutura do relatório de demonstrativo de resultados o sistema representará cada item com uma legenda (figura). Essa legenda será definida de acordo com as informações selecionadas para cada item. : essa figura aparecerá quando no campo Tipo for escolhido Conta ou Referência ou Valor. Além disso, no campo Operação também deverá ter sido escolhido Subtrair. : essa figura aparecerá quando no campo Tipo for escolhido Conta ou Referência ou Valor. Além disso, no campo Operação também deverá ter sido escolhido Somar GVDASA Sistemas Contabilidade 62

63 : essa figura aparecerá quando no campo Tipo for escolhido Texto. Além disso, ele precisará ser o primeiro nível da árvore. Caso contrário, a figura será. : essa figura aparecerá quando no campo Tipo for escolhido Total. : essa figura aparecerá quando no campo Tipo for escolhido Subtotal. 15. Replicar plano de contas - CTB_ReplicarPlanoConta.dll Utilize essa rotina quando houver necessidade de replicar o plano de contas existente. Para isso, é necessário informar qual o plano de contas a ser replicado (origem), assim como o plano de contas que receberá as informações (destino). Também são disponibilizadas algumas opções que possibilitam que o usuário substitua dígitos do plano de contas GVDASA Sistemas Contabilidade 63

64 16. Replicar históricos - CTB_ReplicarHistorico.dll Essa rotina possibilita que o usuário replique históricos entre unidades, no sistema. Ela auxilia os usuários, pois permite reaproveitar históricos que já se encontram cadastrados, sem a necessidade de cadastrá-los novamente. Para efetivar essa rotina, é preciso informar o histórico que será replicado (origem) para qual histórico deverá ser replicado (destino). Antes de replicar históricos, é necessário que o histórico destino já esteja cadastrado no sistema. 17. Replicar demonstrativos - CTB_ReplicarDemonstrativos.dll Similar a rotina de replicar históricos (ver item replicar históricos desse manual), o sistema possibilita que o usuário replique o relatório de demonstrativo de resultados entre unidades, no sistema. Para isso, é preciso que seja informada a unidade origem, selecionar qual o demonstrativo que será replicado e qual a unidade de destino. É nessa unidade que o sistema replicará o relatório demonstrativo GVDASA Sistemas Contabilidade 64

65 18. Geração de conta rateio - CTB_GeracaoContaRateio.dll Caso a instituição trabalhe com rateio por centro de custo, poderá ser executada essa rotina para realizar o rateio dos centros de custos por unidade e período. Para realizar a geração do rateio, é necessário selecionar a unidade e o período. 19. Consulta inconsistência no centro de custo - CTB_ConsInconsistenciaCentroCusto.dll Essa tela auxilia o usuário a encontrar as inconsistências de lançamentos em centros de custos que poderão dar diferença na contabilidade. Para realizar essa verificação, é necessário que seja informado o período de lançamentos a serem consultados (Dt Lancto Inicial e Dt Lancto Final), em que ordem deverão ser apresentados os resultados (crescente ou decrescente) e ainda como deverá ser executada a consulta de inconsistências. Contas sem centros de custos: se essa opção for a escolhida, o sistema irá fazer a verificação de inconsistências somente em contas que não tenham centros de custos vinculados. Contas com valor diferente no centro de custo: se essa opção for a escolhida, o sistema irá fazer a verificação de inconsistências somente em contas que tenham diferença nos valores dos centros de custos com relação ao valor do lançamento GVDASA Sistemas Contabilidade 65

66 20. Integrações Todos os módulos do sistema podem ou não serem integrados com a contabilidade. Para realizar a integração, é preciso executar uma rotina de importação dos lançamentos. Essa rotina é executada por módulos, pois cada módulo importará os seus respectivos lançamentos e o sistema de contabilidade receberá esses lançamentos e vinculará cada um deles a sua origem. A seguir são apresentadas as rotinas de importações e exportações Importações Como o sistema é integrado com os demais módulos, são disponibilizadas rotinas que permitem importar os lançamentos para a contabilidade. Essas rotinas são apresentadas a seguir Importação do financeiro - CTB_ImportacaoFinanceiro.dll Nessa rotina são importados os lançamentos do módulo do Financeiro (Contas a pagar) para a contabilidade. Nesse caso, toda a movimentação que foi realizada e que estava configurada para contabilizar (ver capítulo de Cadastro, manual de Contas a Pagar) será incluída no módulo contábil. Antes de executar essa rotina é necessário que o serviço da contabilidade esteja devidamente configurado (ver manual Serviço da Contabilidade). Para realizar a integração dos lançamentos do financeiro para a contabilidade é necessário que seja informado o período que será incluído (Mês / Ano, Do dia e Até dia). Também é preciso informar o que será importado (Clientes ou Fornecedores). Nessa rotina também são disponibilizadas algumas opções que podem ou não serem marcadas. Montar a Razão Social no histórico das contas (Somente Partida): se marcada essa opção e o lançamento for uma partida, ao realizar a importação, no histórico será adicionada a razão social da empresa (cliente ou fornecedor). Criar capa separada para o Financeiro: quando marcada essa opção, ao fazer a importação dos lançamentos, o sistema entenderá que será criada uma capa separada para os lançamentos do Financeiro. Incluir número documento no histórico (Contra Partida): se marcada essa opção e o lançamento for uma contra partida, ao realizar a importação, no histórico será adicionado o número do documento GVDASA Sistemas Contabilidade 66

67 Incluir número documento no histórico (Partida): se marcada essa opção e o lançamento for uma partida, ao realizar a importação, no histórico será adicionado o número do documento Importação de lançamentos via arquivo texto - CTB_ImportaLancamentoCaixa.dll Realiza a inclusão de lançamentos na contabilidade, a partir da leitura de um arquivo texto em determinado formato. Essa rotina será utilizada quando houver a necessidade de importar lançamentos de outros sistemas, para o módulo contabilidade. Para a importação é preciso localizar o arquivo (que deverá estar salvo em seu computador) e clicar sobre o botão de Importar. Nessa tela também há a possibilidade de visualizar os lançamentos que serão importados Importação demonstrativo - CTB_ImportaDemonstrativo.dll Nessa tela é possível importar ou exportar o modelo de relatório de demonstrativo de resultados que foi criado. Para executar essa rotina, é necessário escolher a opção que deseja efetuar (exportar ou importar) e após localizar o arquivo com o modelo de demonstrativo GVDASA Sistemas Contabilidade 67

68 Importação estoque - CTB_ImportacaoEstoque.dll Nessa rotina são importados os lançamentos do módulo do Suprimentos (Estoque) para a contabilidade. Nesse caso, toda a movimentação que foi realizada no estoque e que estava configurada para contabilizar (ver capítulo de Cadastro, manual de Suprimento - Estoque) será integrada ao módulo contábil. Antes de executar essa rotina é necessário que o serviço da contabilidade esteja devidamente configurado (ver manual Serviço da Contabilidade). Para realizar a integração dos lançamentos do estoque para a contabilidade é necessário que seja informado o período que será integrado (Mês / Ano, Do dia e Até dia). Por fim, é preciso clicar sobre o botão Iniciar GVDASA Sistemas Contabilidade 68

69 Importação lançamento patrimônio - CTB_ImportaLancamentoPatrimonio.dll Importa os lançamentos do módulo do Patrimônio para a contabilidade. Nesse caso, os lançamentos de depreciação, aquisição e baixas que foram realizados no patrimônio serão integrados ao módulo contábil Exportações O sistema possibilita que sejam realizadas exportações dos lançamentos da contabilidade. Essas rotinas são apresentadas a seguir Exporta movimentos do mês - CTB_ExportaMovimentoMes.dll Essa rotina permite realizar a exportação de lançamentos da contabilidade de um determinado período (mês) para um arquivo texto Exporta lançamento - CTB_ExportaLancamento.dll Nessa rotina é possível realizar a exportação de lançamentos da contabilidade para um arquivo texto. Para exportar lançamentos, é preciso que sejam informados os campos a seguir: Mês/ano: usuário deverá informar o mês e o ano dos lançamentos a exportar; Lançamentos: caso escolha essa opção, será gerado no arquivo apenas os lançamentos do período informado; 2015 GVDASA Sistemas Contabilidade 69

70 Lançamentos e Centros de Custos: caso escolha essa opção, será gerado no arquivo os lançamentos do período informado com os respectivos centros de custo; Gerar código da conta: deverá escolher qual o código da conta que deverá ser gerado no arquivo (reduzido ou alternativo); Diretório destino do arquivo: informe nesse campo onde deverá ser salvo o arquivo texto, contendo os lançamentos, no computador GVDASA Sistemas Contabilidade 70

71 21. Sped - ECF - Escrituração Contábil Fiscal 21.1 Conhecimentos Específicos Para usar o sistema SPED contábil da GVDASA, faz-se necessário compreender a aplicação de alguns conceitos usado no projeto SPED contábil no sistema. Fonte para esse capítulo Receita Federal projeto SPED Contábil O que é SPED Contábil? Instrumento que unifica as atividades de recepção, validação, armazenamento e autenticação de livros e documentos que integram a escrituração comercial e fiscal dos empresários e das sociedades empresárias, mediante fluxo único, computadorizado, de informações. A Escrituração Contábil Digital (ECD) é parte integrante do projeto SPED e tem por objetivo a substituição da escrituração em papel pela escrituração transmitida via arquivo, ou seja, corresponde à obrigação de transmitir, em versão digital, os seguintes livros: I - livro Diário e seus auxiliares, se houver; II - livro Razão e seus auxiliares, se houver; III - livro Balancetes Diários, Balanços e fichas de lançamento comprobatórias dos assentamentos neles transcritos Objetivos Promover a integração dos fiscos, mediante a padronização e compartilhamento das informações contábeis e fiscais, respeitadas as restrições legais de acesso; Racionalizar e uniformizar as obrigações acessórias para os contribuintes, com o estabelecimento de transmissão única de distintas obrigações acessórias de diferentes órgãos fiscalizadores; Tornar mais célere a identificação de ilícitos tributários, com a melhoria do controle dos processos, a rapidez no acesso às informações e a fiscalização mais efetiva das operações com o cruzamento de dados e auditoria eletrônica Quem atinge? Segundo a Instrução Normativa RFB nº 787/07, estão obrigadas a adotar a ECD: I - Em relação aos fatos contábeis ocorridos a partir de 1º de janeiro de 2008, as sociedades empresárias sujeitas a acompanhamento econômico-tributário 2015 GVDASA Sistemas Contabilidade 71

72 diferenciado, nos termos da Portaria RFB nº , de 7 de novembro de 2007, e sujeitas à tributação do Imposto de Renda com base no Lucro Real. II - Em relação aos fatos contábeis ocorridos a partir de 1º de janeiro de 2009, as demais sociedades empresárias sujeitas à tributação do Imposto de Renda com base no Lucro Real Obrigações Acessórias Dispensadas no Caso de Transmissão da Escrituração Via SPED Contábil No caso de transmissão da escrituração via Sped Contábil, há uma dispensa implícita: A impressão dos livros. De acordo com o art. 6º da Instrução Normativa RFB no 1.420/2013: Art. 6º A apresentação dos livros digitais, nos termos desta Instrução Normativa e em relação aos períodos posteriores a 31 de dezembro de 2007, supre: I - Em relação às mesmas informações, a exigência contida na Instrução Normativa SRF nº 86, de 22 de outubro de 2001, e na Instrução Normativa MPS/SRP nº 12, de 20 de junho de 2006; II - A obrigatoriedade de escriturar o Livro Razão ou fichas utilizadas para resumir e totalizar, por conta ou subconta, os lançamentos efetuados no Diário, prevista no art. 14 da Lei nº 8.218, de 29 de agosto de 1991; III - A obrigatoriedade de transcrever no Livro Diário o Balancete ou Balanço de Suspensão ou Redução do Imposto, de que trata o art. 35 da Lei nº 8.981, de 20 de janeiro de 1995, disciplinada na alínea "b" do 5º do art. 12 da Instrução Normativa SRF nº 93, de 24 de dezembro de Como funciona A partir do seu sistema de contabilidade, a empresa gera um arquivo digital no formato especificado no anexo único à Instrução Normativa RFB nº 787/07. Devido às peculiaridades das diversas legislações que tratam da matéria, este arquivo pode ser tratado pelos sinônimos: Livro Diário Digital; Escrituração Contábil Digital ECD; 2015 GVDASA Sistemas Contabilidade 72

73 Escrituração Contábil em forma eletrônica. SPED. Este arquivo é submetido ao Programa Validador e Assinador PVA fornecido pelo Faça o download do PVA e do Receitanet e instale-os em um computador ligado à internet. Por meio do PVA do SPED Contábil, execute os seguintes passos: I - Validação do arquivo contendo a escrituração; II - Assinatura digital do livro pela(s) pessoa(s) que têm poderes para assinar, de acordo com os registros da Junta Comercial e pelo Contabilista; III - Geração e assinatura de requerimento para autenticação dirigido à Junta Comercial de sua jurisdição. Para geração do requerimento é indispensável, exceto para a Junta Comercial de Minas Gerais, informar a identificação do documento de arrecadação do preço da autenticação. Verifique na Junta Comercial de sua Jurisdição como obter a identificação; IV - Assinados a escrituração e o requerimento, faça a transmissão para o SPED; V - Concluída a transmissão, será fornecido um recibo; VI - Imprima-o, pois ele contém informações importantes para a prática de atos posteriores. Ao receber a ECD, o SPED extrai um resumo (requerimento, Termo de Abertura e Termo de Encerramento) e o disponibiliza para a Junta Comercial competente. Na atual estrutura, cabe à Junta Comercial buscar o resumo no ambiente SPED. Enquanto ela não adota tal providência, ao consultar a situação, a resposta obtida será "o livro digital foi recebido pelo SPED Contábil, porém ainda não foi encaminhado para a Junta Comercial". Verifique na Junta Comercial de sua jurisdição como fazer o pagamento do preço para autenticação. Recebido o pagamento, a Junta Comercial analisará o requerimento e o Livro Digital. A análise poderá gerar três situações, todas elas com o termo próprio: a) Autenticação do livro; 2015 GVDASA Sistemas Contabilidade 73

74 b) Indeferimento; c) Sob exigência. IMPORTANTE: Para que um livro colocado sob exigência pela Junta Comercial possa ser autenticado, após sanada a irregularidade, ele deve ser reenviado ao Sped. Não há necessidade de novo pagamento do preço da autenticação. Deve ser gerado o requerimento específico para substituição de livros não autenticados e colocados sob exigência. Para verificar o andamento dos trabalhos, utilize a funcionalidade Consulta Situação do PVA. Os termos lavrados pela Junta Comercial, inclusive o de Autenticação, serão transmitidos automaticamente à empresa durante a consulta. O PVA tem ainda as funcionalidades de visualização da escrituração e de geração recuperação de backup. Autenticada a escrituração, adote as medidas necessárias para evitar a deterioração, extravio ou destruição do livro digital. Ele é composto por dois arquivos principais: Livro digital; Autenticação (extensão.aut). Faça, também, cópia do arquivo do requerimento (extensão.rqr) e do recibo de entrega (extensão.rec). Todos os arquivos têm o mesmo nome, variando apenas a extensão Prazos para Apresentação dos Livros Digitais Para a RFB, o prazo foi fixado pelo art. 5o da Instrução Normativa no 1.420/2013, reproduzido abaixo: Art. 5º A ECD será transmitida anualmente ao SPED até o último dia útil do mês de junho do ano seguinte ao ano-calendário a que se refira a escrituração. 1º Nos casos de extinção, cisão parcial, cisão total, fusão ou incorporação, a ECD deverá ser entregue pelas pessoas jurídicas extintas, cindidas, fusionadas, incorporadas e incorporadoras até o último dia útil do mês subsequente ao do evento. 2º O prazo para entrega da ECD será encerrado às 23h59min59s (vinte e três horas, cinquenta e nove minutos e cinquenta e nove segundos), horário de Brasília, do dia fixado para entrega da escrituração. 3º A obrigatoriedade de entrega da ECD, na forma prevista no 1º, não se aplica à incorporadora, nos casos em que as pessoas jurídicas, incorporadora e incorporada, estejam sob o mesmo controle societário desde o ano-calendário anterior ao do evento GVDASA Sistemas Contabilidade 74

75 4º Nos casos de extinção, cisão parcial, cisão total, fusão ou incorporação, ocorridos de janeiro a maio do ano da entrega da ECD para situações normais, o prazo de que trata o 1º será até o último dia útil do mês de junho do referido ano Ambiente GVContábil Para gerar os arquivos do projeto SPED Contábil no GVcollege é necessário a preparação da conta GVcontábil. Com esse ambiente é permitido efetuar a geração SPED liberando o arquivo.txt para envio a Receita Federal Instalando o Serviço Gerador SPED Para utilizar o GVcontabil é necessário a instalação do serviço ECD_GeradorSped.exe, esse deve estar na biblioteca de arquivos do GVcollege. 1. Acesse o prompt de comando como administrador; 2. Acesse a biblioteca de arquivos do GVcollege; 3. Execute o arquivo ECD_GeradorSped.exe / install; 4. Aguarde a mensagem: Instalação ocorrida com SUCESSO. No arquivo GeradorSped.ini deve ser configurada a porta, essa tem como objetivo liberar um canal através do qual os dados são transferidos, por padrão o arquivo é liberado com as seguintes configurações: 2015 GVDASA Sistemas Contabilidade 75

76 [Config] Porta=8098; Host= endereço de IP O host em como objetivo indicar o caminho do serviço onde será executado. Para utilizar o serviço é necessário liberar o início no gerenciador de serviços do computador, identificando o arquivo Gerador SPED. Para dar início ao serviço, veja abaixo: 1. Acesse o services.msc; 2. Localize o serviço Gerador SPED; 3. Selecione o arquivo Gerador SPED; 4. Clique com o botão da direita e clique em INICIAR; 5. Aguarde a finalização da tela de Controle de Serviço. Para trabalhar o serviço gerador SPED no GVcontabil, consiste em alguns passos, confira abaixo o resumo desse processo. Serviço Gerador SPED: Instalação do serviço Configuração do arquivo Início do serviço no A partir dessa instalação e configurações é possível usar o serviço integrado ao GVcollege SPED Contábil SPED é uma sistemática criada para o cumprimento das obrigações acessórias, utilizando a tecnologia de certificação digital. O processo de obrigações digitais tem como objetivos: facilitar o acesso à escrituração das empresas pelo fisco, ampliar as possibilidades de seleção de contribuintes e quando são realizadas auditorias, gerar otimização de tempo expressiva para análises das informações. A seguir estão relacionadas as rotinas para o envio do SPED. Umas das mudanças visíveis no leiaute II é há não obrigatoriedade do uso do Plano de Contas Referencial da Receita Federal apontando para as Contas Contábeis Plano de Contas Referencial Nessa tela é possível configurar o plano de contas referencial, definido pela receita federal. Essa informação será utilizada quando a empresa vincular o seu plano de contas com 2015 GVDASA Sistemas Contabilidade 76

77 essas contas referenciais. Dessa forma, facilita o entendimento do governo com relação ao plano de contas de cada declarante. Para criar um plano de contas referencial é necessário realizar a importação do arquivo da receita, através do campo Selecione o arquivo a importar. O sistema somente irá aceitar a importação de arquivos que estiverem com as extensões TXT e CSV. Após a importação o sistema irá preencher automaticamente o campo Entidade mantenedora, com o nome da entidade mantenedora do plano de contas referencial que foi importado. No campo Versão o sistema preencherá com a versão que está definida no arquivo importado. O sistema somente permitirá excluir um plano referencial caso ele não tenha vínculos com algum modelo de referência (ver item cadastro de modelo de referência, desse manual) Cadastro Modelo Referencial Para o correto funcionamento do SPED, nessa tela é preciso que seja cadastrado o modelo de referência que a empresa utilizará. Nesse modelo será vinculado o plano de contas da empresa com o plano referencial. Descrição: informe a descrição para o modelo referencial que será cadastrado. Plano de Contas: nesse campo serão disponibilizados os planos de contas que estão cadastrados no sistema e o usuário poderá escolher qual irá utilizar GVDASA Sistemas Contabilidade 77

78 Plano de contas referencial: nessa tela serão disponibilizados os planos referenciais cadastrados no item plano de contas referencial e o usuário poderá escolher qual irá utilizar. Empresas: nesse campo deverá ser selecionada a empresa que estará vinculada ao modelo referencial. Ativo: esse campo indica se o plano referencial está ou não ativo Relacionamento de Contas Nessa tela é preciso vincular o modelo de referência, cadastrado no item anterior, ao plano de contas da instituição. A seguir são apresentados os campos da tela: - Modelo de referência: sistema apresentará o nome do modelo de referência cadastrado anteriormente. - Botão replicar: Utilize esse botão caso haja necessidade de replicar modelo referência já cadastrado, inclusive as contas que já foram relacionadas. Ao replicar o modelo o sistema apresentará o nome do modelo atual adicionando à data e hora. Esse botão somente estará habilitado quando os registros não estejam em edição GVDASA Sistemas Contabilidade 78

79 - Botão Vincular: ao clicar nesse botão o sistema abrirá a tela para que o usuário realize o relacionamento das contas da instituição com as contas do plano referencial, conforme demonstrado a seguir. - Plano de contas: serão relacionadas todas as contas que estão vinculadas ao plano de contas do modelo de referência. Para melhor visualização das contas, o sistema apresenta uma cor de fundo para as contas de acordo com a legenda abaixo: Cinza: Conta contábil sintética. Vermelho: Conta contábil sem vínculo com plano referencial. Branco: Conta contábil com vínculo com plano referencial. - Centro de custos: serão apresentados os centros de custos que estão vinculados as contas referenciais, do item anterior. Nesse caso, é possível que uma conta referencial tenha mais de um centro de custos vinculado. - Conta referencial: nesse campo será exibida a descrição da conta referencial (do modelo referencial informado pelo governo). Assim, cada conta do plano de contas da instituição estará relacionada com uma conta do plano de contas referencial (ver item cadastro plano referencial, desse manual). Ao clicar no botão Vincular, o sistema abrirá a tela abaixo. - Modelo de referência: trará a descrição do modelo de referência cadastrado anteriormente. - Plano referencial: serão exibidas todas as contas do plano de contas referencial, informado pelo governo (ver item plano referencial, desse manual). Cada conta do plano da instituição deverá estar vincula as contas do plano referencial. Nesse campo, as contas sintéticas aparecerão com a cor de fundo cinza, enquanto que as contas analíticas terão cor de fundo transparente. Para melhor visualização das contas, o sistema apresenta uma cor de fundo para as contas de acordo com a legenda abaixo: Cinza: Conta contábil sintética GVDASA Sistemas Contabilidade 79

80 Transparente: Conta contábil analítica. Plano de contas: serão exibidas todas as contas do plano de contas da instituição. Para melhor visualização das contas, o sistema apresenta uma cor de fundo para as contas de acordo com a legenda abaixo: Cinza: Conta contábil sintética. Transparente: Conta contábil analítica. Exibir somente contas ativas: caso essa opção esteja marcada, serão exibidas somente as contas do plano referencial que estão ativas. Retirar da lista as vinculadas (plano referencial): caso essa opção esteja marcada, ao realizar o vínculo de uma conta referencial com alguma conta do plano de contas, o sistema não exibirá mais a conta referencial no campo. Retirar da lista as vinculadas (plano de contas): quando marcada, ao realizar o vínculo de uma conta contábil com alguma conta referencial, o sistema não exibirá mais a conta referencial no campo. Vincular CC: utilize esse botão quando houver necessidade de relacionar uma conta do plano referencial ao plano de contas da instituição que possua centro de custos vinculados. Ao clicar nesse botão o sistema abrirá uma tela para que seja vinculado um Centro de custos ao relacionamento de contas realizado. Após o relacionamento, o sistema apresentará a conta no campo correspondente a Vínculo de contas, com o respectivo centro de custos. Vincular: utilize esse botão quando somente houver necessidade de relacionar uma conta do plano referencial ao plano de contas da instituição. O diferencial desse botão em relação ao anterior, é que esse só vincula as contas (referencial as contas contábeis) e não vinculará centro de custos. Após o relacionamento, o sistema apresentará a conta no campo correspondente a Vínculo de contas. Quando, na tela anterior, for clicado sobre o botão Vincular CC, o sistema abrirá uma tela conforme demonstrada a seguir. Nela, deverão ser selecionados os centros de custos que estarão vinculados ao relacionamento de contas (referencial e contas contábeis). Caso sejam selecionados centros de custos que já estejam vinculados as contas relacionadas, o sistema apresentará uma mensagem avisando o usuário que os centros de custos estão repetidos. Para realizar o vínculo, é necessário selecionar os centros de custos no campo da esquerda (Centros de custos disponíveis) e passá-los para o campo da direita (Centros de custos selecionados). Para efetivar o vínculo, é preciso clicar sobre o botão OK GVDASA Sistemas Contabilidade 80

81 Vínculo de Contas Referenciais A grade de informações da conta referencial é mestre da grade de informações dos centros de custo, ou seja, cada vez que selecionar um item na grade de conta referencial são preenchidos na grade de centros de custo, aqueles centros de custo vinculados a esta Conta Referencial selecionada. Para isto, os três botões incluir, editar e excluir permitem que o usuário possa manter os dados dos vínculos realizados entre contas contábeis do plano de contas da empresa/unidade, com seus centros de custo, quando os mesmos existirem, e com os dados das Contas Referenciais do plano de contas da Receita Federal GVDASA Sistemas Contabilidade 81

82 Ao incluir ou editar um vínculo: abrirá a tela de contas referenciais para o usuário escolher qual conta referencial estará vinculada com a conta contábil do plano de contas da empresa/unidade. Ao excluir um vínculo: selecionado, o mesmo será retirado da(s) grade(s) de informações Vínculo de Centros de Custo-Conta Referencial Na rotina de conta referencial permite-se que uma conta referencial do plano de contas da Receita Federal seja vinculada com parte dos centros de custo de uma conta contábil do plano de contas da empresa/unidade e outras contas referenciais do plano de contas da Receita Federal sejam vinculadas com a outra parte dos centros de custo da conta contábil do plano de contas da empresa/unidade Modelo Demonstração Nessa tela, é possível cadastrar as demonstrações contábeis que serão utilizadas no cadastro do livro digital (ver item cadastro do livro digital desse manual). Para a inclusão é preciso que seja informada a descrição, o tipo de modelo que será cadastrado (Balanço Patrimonial ou Demonstração de Resultado de Exercício) e o tipo de plano de contas. No campo Tipo plano de contas, serão relacionados todos os tipos cadastrados no item Tipo plano de contas desse manual GVDASA Sistemas Contabilidade 82

83 Nessa tela também é possível incluir os itens que estarão vinculados ao modelo cadastrado. Para isso, é preciso clicar sobre o botão correspondente a inclusão e preencher as demais informações da tela. Ao cadastrar um item ao modelo de demonstração, o sistema abrirá a tela abaixo. Para efetivar o cadastrado do item, é preciso que seja informado o código de aglutinação, o nível, a descrição e o tipo de valor. Também é possível relacionar as contas que farão parte desse item Escrituração Auxiliar Nessa rotina deverão ser informados os lançamentos contábeis que estarão vinculados a escrituração auxiliar cadastrada. Antes de cadastrar os lançamentos contábeis da escrituração, é preciso que na tela de Cadastro de livro digital, aba Escrituração Auxiliar, seja cadastrada uma escrituração para o ano correspondente GVDASA Sistemas Contabilidade 83

84 Nessa tela serão listadas as escriturações auxiliares cadastradas anteriormente, por ano, para que o usuário realize os respectivos lançamentos contábeis. Para a inclusão de um lançamento, é necessário clicar sobre o botão correspondente a Incluir e o sistema abriá uma tela para que sejam preenchidos demais dados. O botão somente estará habilitado quando houver lançamentos contábeis vinculados a contas que exigem centro de custos. Nesse caso, é possível clicar sobre esse botão e consultar as contas de centro de custos que o lançamento está relacionado Inclusão de Lançamento Ao fazer a inclusão de um lançamento contábil, o sistema abrirá a tela abaixo. Nela deverão ser preenchidos os campos para a inclusão do lançamento contábil. Abaixo estão descritos os campos. Capa: informe a capa contábil do lançamento a ser incluído. Data: preencha esse campo com a data do lançamento. Sistema origem: esse campo virá desabilitado para alteração do usuário. O sistema trará automaticamente a informação LctoAuxiliar. É através dessa informação que o usuário identificará quais os lançamentos auxiliares relizados, vinculado a respectiva capa contábil. Código/Conta/Descrição: esses campos funcionam como um grupo, pois é possível que o usuário preencha apenas um desses campos que o sistema automaticamene preencherá os demais. Nesse caso, deverá ser informado os dados para a conta contábil referente ao lançamento que está sendo cadastrado. Valor: informa o valor correspondente ao lançamento contábil. Débito/Crédito: escolha a opção que corresponda ao lançamento que está sendo realizado (débito ou crédito) GVDASA Sistemas Contabilidade 84

85 Inclusão de Lançamento com Centro de Custo Ao incluir um lançamento contábil que tenha lançamentos de centros de custos, o sistema abrirá a tela a seguir para que sejam vinculados os centros. Para a inclusão é preciso clicar osbre o botão correspondente a Incluir, informar o código do centro de custos e o valor. Ao informar o código, o sistema automaticamente preencherá o nome do centro GVDASA Sistemas Contabilidade 85

86 21.5 Geração ECD - Escrituração Contábil Digital Criação do Livro Digital Permite a criação do livro digital e suas configurações de acordo com cada empresa que irá gerar o ECD. Acesse o Cadastro de Livros Digitais no seguinte caminho Ferramenta >> SPED(ECD)>> Livro Digital Geração SPED(ECD). Nessa janela é possível efetuar buscas por Livros Digitais podendo visualizar/excluir, bem como incluir um novo Livro Digital, bem como editar um existente. A rotina de Cadastro de Livros Digitais, é apresentada a guia Livro Digital, essa possui informações do próprio livro que devem ser informadas. Veja o que deve ser informado nos campos: Situação especial: Tipo de arquivo: Com diário auxiliar: quando marcada essa opção ativa a Guia ECD Configurações para geração do Livro R; Natureza livro: Número livro: Data arquivamento: Data arquivamento conversão: 2015 GVDASA Sistemas Contabilidade 86

87 Guia Unidades: Permite selecionar as unidades da empresa que farão parte do Livro Digital. Guia Natureza: O vínculo de natureza é individual por empresa, onde é permitido relacionar os níveis de contas contábeis do GVcontábil com o código de natureza contábil do SPED. O código da natureza da conta/grupo de conta é uma tabela específica do ECD. Guia Demonstrações: A guia de Demonstrações tem como objetivo informar o ano de geração do livro digital deve conter informações do Balanço Patrimonial e Demonstração de Resultado de Exercício. Esse permite a replicação de um ano para o outro, podendo ainda realizar alterações que tiveram de um ano para o outro, não necessitando digitar toda a demonstração todo ano GVDASA Sistemas Contabilidade 87

88 Os botões de controle (Novo, Editar, Excluir) permitem o ajuste dos valores de saldo, inclusão ou exclusão de contas. Replicar: exibe a onde deverão ser informados os campos Ano origem e Ano destino para a replicação das demonstrações. Guia Instituição: Devem ser incluídas as inscrições cadastrais do empresário ou sociedade empresária que, legalmente, tenham direito de acesso ao livro contábil digital, exceto Secretaria da Receita Federal do Brasil e Secretaria de Estado da Fazenda que jurisdicionam o estabelecimento do empresário/sociedade empresária. A junta comercial é a instituição que terá este acesso no Rio Grande do Sul, para os demais estados os clientes deverão verificar quem mais poderá ter acesso a declaração entregue a RFB. Aba Signatários: 2015 GVDASA Sistemas Contabilidade 88

89 Obrigatoriamente deve ser informado um contador responsável e um responsável pela administração da empresa. Quando o signatário for Contador deve ser informado os dados do CRC (Número do documento/uf/data), telefone e GVDASA Sistemas Contabilidade 89

90 21.6 Geração do Arquivo Digital ECD Livro G Após o levantamento de dados realizado, através do botão ECD, que abrirá a tela de Geração de arquivo SPED". Os campos Destino e Tipo de escrituração poderão ser alterados, os demais campos já foram configurados de acordo com a parametrização realizada anteriormente. O arquivo digital ECD é obrigatoriamente gerado de um ano inteiro, não podendo ser gerado utilizando outros períodos. No grupo Gerar arquivo, deve ser informado os campos conforme solicitado, alguns campos serão ativados de acordo a necessidade de utilização: Finalidade da escrituração: deve definir a finalidade da escrituração conforme necessidade da instituição, veja as opções: Original: indica que é a primeira Escrituração Contábil do ano; Substituta com NIRE: indica que já encaminhou um arquivo digital, porem precisa atualizar o NIRE, conforme disponibilizado pela Receita Federal; Substituta sem NIRE: indica que a Receita Federal não encaminhou um NIRE para substituição; Substituta com troca de NIRE: indica que a Receita Federal disponibilizou um NIRE para troca. Nire para Substituição: esse campo ativa apenas quando a finalidade estiver apontando para um Substituta (com/troca de NIRE). Esse campo é alfa numérico. Código hash para substituição: esse deve ser informado quando a finalidade estiver apontando para um Substituta sem/troca de NIRE GVDASA Sistemas Contabilidade 90

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

2015 GVDASA Sistemas Patrimônio 1

2015 GVDASA Sistemas Patrimônio 1 2015 GVDASA Sistemas Patrimônio 1 2015 GVDASA Sistemas Patrimônio 2 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

Leia mais

2015 GVDASA Sistemas Suprimentos 1

2015 GVDASA Sistemas Suprimentos 1 2015 GVDASA Sistemas Suprimentos 1 2015 GVDASA Sistemas Suprimentos 2 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

Leia mais

NOVO MÓDULO PATRIMÔNIO

NOVO MÓDULO PATRIMÔNIO NOVO MÓDULO PATRIMÔNIO 1 PARÂMETROS 1.1 Aba Geral 1. No quadro Período, no campo: Observação: Após ser efetuado o cálculo de qualquer período, o campo Inicial, não poderá mais ser alterado. Inicial, informe

Leia mais

Para os demais formatos, o relatório será gerado mas virá com configurações incorretas.

Para os demais formatos, o relatório será gerado mas virá com configurações incorretas. Balancete Orçamentário Produto : TOTVS Gestão Patrimonial - 12.1.6 Processo : Relatórios Subprocesso : Balancete Orçamentário Data publicação da : 17/06/2015 O Balancete é um relatório contábil oficial

Leia mais

2014 GVDASA Sistemas Patrimônio 1

2014 GVDASA Sistemas Patrimônio 1 2014 GVDASA Sistemas Patrimônio 1 2014 GVDASA Sistemas Patrimônio 2 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

Leia mais

2013 GVDASA Sistemas Cheques 1

2013 GVDASA Sistemas Cheques 1 2013 GVDASA Sistemas Cheques 1 2013 GVDASA Sistemas Cheques 2 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma

Leia mais

Treinamento GVcollege Módulo Financeiro 1

Treinamento GVcollege Módulo Financeiro 1 Treinamento GVcollege Módulo Financeiro 1 2013 GVDASA Sistemas Caixa AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

Leia mais

Treinamento GVcollege Módulo Acadêmico - Pedagógico

Treinamento GVcollege Módulo Acadêmico - Pedagógico Treinamento GVcollege Módulo Acadêmico - Pedagógico 2015 GVDASA Sistemas Pedagógico 2 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações

Leia mais

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

FAQ: Parametrização para Contabilização

FAQ: Parametrização para Contabilização TDN > Softwares de Gestão > RM > Recursos Humanos > Administração de Pessoal > FAQ FAQ: Parametrização para Contabilização Produto: Ambiente: RM Unspecified Versão: 11.0 Avaliação A principal finalidade

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando

Leia mais

Treinamento GVcollege Módulo Cheque 1

Treinamento GVcollege Módulo Cheque 1 Treinamento GVcollege Módulo Cheque 1 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação

Leia mais

Treinamento GVcollege Módulo Portaria

Treinamento GVcollege Módulo Portaria Treinamento GVcollege Módulo Portaria Sumário 1. Acesso portaria... 4 2. Manutenção de acessos... 4 3. Inclusão de acesso por turma... 6 4. Apuração de frequência... 6 5. Relatório de apurações... 7 6.

Leia mais

MANUAL - CONTABILIDADE

MANUAL - CONTABILIDADE MANUAL - CONTABILIDADE MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...3 2. MÓDULO CONTABILIDADE...4 2.1. PLANO CONTÁBIL...4 2.2. BOLETIM CONTÁBIL...4 2.2.1. Lançamentos Contábeis...5

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.07 Configurando o Módulo... 3 Contas... 3 Conta Caixa... 5 Aba Geral... 5 Aba Empresas... 8 Conta Banco... 9 Aba Geral... 9 Aba Conta Banco... 10 Aba Empresas... 12 Tipos de

Leia mais

O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

Auditoria Financeira

Auditoria Financeira Auditoria Financeira Processo de Uso da Auditoria Financeira CADASTRO DE EMPRESA PARÂMETROS No Gerenciador de Sistemas, em Empresas\ Cadastro de Empresas, é necessário parametrizar os dados para a Auditoria

Leia mais

VERSÃO 5.12.0 VERSÃO 5.0.0 FINANCEIRO NEFRODATA ESTOQUE FINALIZAÇÃO: 10 JUN.

VERSÃO 5.12.0 VERSÃO 5.0.0 FINANCEIRO NEFRODATA ESTOQUE FINALIZAÇÃO: 10 JUN. VERSÃO 5.12.0 VERSÃO 5.0.0 FINANCEIRO NEFRODATA ESTOQUE ACD2016 FINALIZAÇÃO: 10 JUN. 13 04 NOV.2014 FEV. 201313 JUN. 2016 PUBLICAÇÃO: Prezado Cliente, Neste documento estão descritas todas as novidades

Leia mais

Para cadastrar uma nova conta, clique sobre o botão preencha os campos habilitados.

Para cadastrar uma nova conta, clique sobre o botão preencha os campos habilitados. Contas a Pagar de Condomínio - Sami ERP++ Neste roteiro será explicado os processos de cadastro, controle e quitação das contas a pagar de condomínios. 1. Entrada Contas a Pagar Acesse o Módulo FINANCEIRO

Leia mais

MAIS CONTROLE SOFTWARE Controle Financeiro / Fluxo de Caixa (MCS Versão 2.01.99) Índice

MAIS CONTROLE SOFTWARE Controle Financeiro / Fluxo de Caixa (MCS Versão 2.01.99) Índice Item MAIS CONTROLE SOFTWARE Controle Financeiro / Fluxo de Caixa (MCS Versão 2.01.99) Índice Página 1.Apresentação... 4 2.Funcionamento Básico... 4 3.Instalando o MCS... 4, 5, 6 4.Utilizando o MCS Identificando

Leia mais

Carrera Pessoal 2015. Guia de uso

Carrera Pessoal 2015. Guia de uso Carrera Pessoal 2015 Guia de uso Bem vindo ao Carrera Pessoal 2015, o gerenciador financeiro ideal. Utilizando o Carrera Pessoal você poderá administrar com facilidade as suas finanças e/ou da sua família.

Leia mais

Sistema de Gerenciamento de Projetos V 1.01 MANUAL DO COORDENADOR

Sistema de Gerenciamento de Projetos V 1.01 MANUAL DO COORDENADOR Roteiro para utilização do GEP Versão de referência: GEP V1.00 Índice analítico I Apresentação... 2 I.1 Controles básicos do sistema;... 2 I.2 Primeiro acesso... 2 I.3 Para trocar a senha:... 3 I.4 Áreas

Leia mais

Treinamento Sistema Folha Union Módulo V

Treinamento Sistema Folha Union Módulo V FOLHA DE PAGAMENTO Controle FGTS / Guias Recolhimento / Remessa para banco / Encerramento anual Folha Union> Movimento> Controle de FGTS> Importar depósitos As telas de Controle de FGTS são utilizadas

Leia mais

Treinamento GVcollege Módulo Financeiro 1

Treinamento GVcollege Módulo Financeiro 1 Treinamento GVcollege Módulo Financeiro 1 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação

Leia mais

AVISO. Treinamento GVcollege Módulo Contas a Pagar 2

AVISO. Treinamento GVcollege Módulo Contas a Pagar 2 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

C C P SUPORTE TÉCNICO EBS

C C P SUPORTE TÉCNICO EBS C C P SUPORTE TÉCNICO EBS Horário de atendimento: Das 08h30min às 18h, de Segunda a Sexta-feira. Formas de atendimento: E-mail: Envie-nos suas dúvidas e/ou sugestões para suporte@ebs.com.br. Suporte On-Line

Leia mais

Implantação do sistema Condominium

Implantação do sistema Condominium Implantação do sistema Condominium Nesse manual iremos acompanhar o passo a passo para a implantação do sistema, portanto iremos pular algumas telas do cadastro, que deverão ser preenchidas após a implantação

Leia mais

NOVO PROCESSO DE CENTRO DE CUSTO DO WINTHOR

NOVO PROCESSO DE CENTRO DE CUSTO DO WINTHOR NOVO PROCESSO DE CENTRO DE CUSTO DO WINTHOR Todos os direitos reservados. PC Sistemas 1.0 - Data: 28/08/2012 Página 1 de 47 Sumário Apresentação... 4 1. PROCEDIMENTOS INICIAIS... 5 1.1. Realizar Atualizações...

Leia mais

SIGA Manual -1ª - Edição

SIGA Manual -1ª - Edição SIGA Manual -1ª - Edição ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 4 2. MÓDULO DE PROCESSOS 4 3. ACESSO AO SISTEMA 4 3.1 Acessando o Sistema 4 3.2 Primeiro Acesso 5 3.3 Login do Fornecedor 5 o Teclado Virtual 5 o Máquina Virtual

Leia mais

Sair da tela Contas a Receber. Limpa todos os filtros marcados, para uma nova busca. Altera dados da parcela selecionada.

Sair da tela Contas a Receber. Limpa todos os filtros marcados, para uma nova busca. Altera dados da parcela selecionada. CONTAS A RECEBER CONSULTA E DE TÅTULOS ARQUIVOS > FINANCEIRO > CONTAS A RECEBER 1. ÅCONES PRINCIPAIS: SAIR LIMPAR LOCALIZAR ALTERAR PARCELA FINANCEIRO IMPRIMIR DESCONTAR BOLETOS ABRIR DOCUMENTO Sair da

Leia mais

APOSTILA DE INTEGRAÇÃO CONTROLLER

APOSTILA DE INTEGRAÇÃO CONTROLLER APOSTILA DE INTEGRAÇÃO CONTROLLER A integração de dados do Controller com a contabilidade, seja com o sistema Contábil ou com qualquer outro sistema, é feita através de lotes. Os lançamentos seguem a estrutura

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO/UTILIZAÇÃO DO PEDIDO ELETRÔNICO

MANUAL DE INSTALAÇÃO/UTILIZAÇÃO DO PEDIDO ELETRÔNICO MANUAL DE INSTALAÇÃO/UTILIZAÇÃO DO PEDIDO ELETRÔNICO 1. INSTALAÇÃO: Antes de iniciar a instalação do pedido eletrônico, entre em contato com o suporte da distribuidora e solicite a criação do código de

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.07 Relatórios...3 Mix de Compra...3 Peças >> Relatórios >> Mix de Compra Peças...3 Mix de Vendas...4 Peças >> Relatórios >> Mix de Venda Peças...4 Tabela de Preços...6 Peças

Leia mais

LINX POSTOS AUTOSYSTEM

LINX POSTOS AUTOSYSTEM LINX POSTOS AUTOSYSTEM Manual Sumário 1 CONCEITO... 3 2 REQUISITOS... 3 3 CONFIGURAÇÕES... 3 4 FUNCIONALIDADE... 4 4.1 Registrar Nota de Entrada... 4 4.1.1 Manual (Entrada das informações manualmente)...

Leia mais

Apresentação... 1. 1. Procedimentos iniciais... 1. 2. Novo Pagamento... 4. 3. Manutenção... 5. 4. Assinatura... 6

Apresentação... 1. 1. Procedimentos iniciais... 1. 2. Novo Pagamento... 4. 3. Manutenção... 5. 4. Assinatura... 6 Sumário Apresentação... 1 1. Procedimentos iniciais... 1 2. Novo Pagamento... 4 3. Manutenção... 5 4. Assinatura... 6 5. Baixar pagamentos de borderôs/ cheques... 7 6. Imprimir... 7 7. Estornar... 8 Apresentação

Leia mais

TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado Movimentações de Estoque. 11.8x. março de 2015. Versão: 5.0

TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado Movimentações de Estoque. 11.8x. março de 2015. Versão: 5.0 TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado Movimentações de Estoque 11.8x março de 2015 Versão: 5.0 1 Sumário 1 Introdução... 3 2 Objetivos... 3 3 Movimentações de Estoque... 3 4 Parâmetros... 5 5 Cadastros...

Leia mais

Manual de Operacionalização do Módulo de Prestação de Contas PCS

Manual de Operacionalização do Módulo de Prestação de Contas PCS Manual de Operacionalização do Módulo de Prestação de Contas PCS Versão Fevereiro/2013 Índice PCS - Módulo de Prestação de Contas...3 Acesso ao Módulo PCS...3 1. Contas financeiras...5 1.1. Cadastro de

Leia mais

Integração de livros fiscais com o Microsoft Dynamics AX 2009

Integração de livros fiscais com o Microsoft Dynamics AX 2009 Microsoft Dynamics AX Integração de livros fiscais com o Microsoft Dynamics AX 2009 White paper Este white paper descreve como configurar e usar a integração de livros fiscais entre o Microsoft Dynamics

Leia mais

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

AVISO. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

1. Controle de exercício

1. Controle de exercício 1 1. Controle de exercício Para realizar lançamentos e emitir relatório o módulo Contabil obriga a criação de exercícios, que na verdade representam os anos de atividade da empresa. Confira algumas dicas

Leia mais

Contabilidade Básica. Prof. Jackson Luis Oshiro joshiro@ibest.com.br. Escrituração. Conceito. Capítulo 5 Escrituração.

Contabilidade Básica. Prof. Jackson Luis Oshiro joshiro@ibest.com.br. Escrituração. Conceito. Capítulo 5 Escrituração. Contabilidade Básica Prof. Jackson Luis Oshiro joshiro@ibest.com.br Conceito É uma técnica contábil que consiste em registrar nos livros próprios todos os acontecimentos que ocorrem na empresa e que modifiquem

Leia mais

Bom trabalho. Módulo Contabilidade Caixa e Contas Bancárias

Bom trabalho. Módulo Contabilidade Caixa e Contas Bancárias Sistema Pastoral Tecnologia a Serviço das Comunidades Help on line - acione a tecla F1 quando tiver dúvida. Este roteiro foi elaborado para servir de auxílio às pessoas que estão iniciando a utilização

Leia mais

FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS NOTA TÉCNICA - CONFIGURAÇÕES NECESSÁRIAS

FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS NOTA TÉCNICA - CONFIGURAÇÕES NECESSÁRIAS FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS NOTA TÉCNICA - CONFIGURAÇÕES NECESSÁRIAS ATUALIZADA EM: 20/01/2012 ÍNDICE 1. CONFIGURAÇÃO NATUREZAS DE OPERAÇÕES... 1 1.1. Naturezas de Operações (COMPRAS)... 4 1.2.

Leia mais

www.gerenciadoreficaz.com.br

www.gerenciadoreficaz.com.br Fone: (62) 4141-8464 E-mail: regraconsultoria@hotmail.com www.gerenciadoreficaz.com.br Guia Prático do Usuário Manual de Instalação Gerenciador Eficaz 7 2 Manual do Usuário Gerenciador Eficaz 7 Instalando

Leia mais

Contas a Pagar de Locação - Sami ERP++

Contas a Pagar de Locação - Sami ERP++ Contas a Pagar de Locação - Sami ERP++ Neste roteiro será explicado os processos de cadastro, controle e quitação das contas a pagar de condomínios. 1. Cadastro das Contas a Pagar Acesse o módulo FINANCEIRO/

Leia mais

1223o TUTORIAL INVENTÁRIO. Realização: DEPARTAMENTO DE IMPLANTAÇÃO EQUIPE DE DOCUMENTAÇÃO

1223o TUTORIAL INVENTÁRIO. Realização: DEPARTAMENTO DE IMPLANTAÇÃO EQUIPE DE DOCUMENTAÇÃO 1223o TUTORIAL INVENTÁRIO Realização: DEPARTAMENTO DE IMPLANTAÇÃO EQUIPE DE DOCUMENTAÇÃO TUTORIAL INVENTÁRIO O inventário é um procedimento operacional/contábil que deve ser feito sempre que solicitado

Leia mais

PRONIM ED - EDUCAÇÃO Financeiro

PRONIM ED - EDUCAÇÃO Financeiro PRONIM ED - EDUCAÇÃO Financeiro SUMÁRIO 1. FINANCEIRO... 5 1.1. ED - SECRETARIA... 5 1.2. ED - ESCOLA... 5 1.3. USUÁRIOS POR ENTIDADE NO ED SECRETARIA E ESCOLA... 6 2. FINANCEIRO - SECRETARIA... 7 2.1.

Leia mais

Conta Fácil. Manual do usuário - 8 a. edição. Financeiro, compras, vendas, estoque, faturamento, cobrança, serviços e livros. fiscais.

Conta Fácil. Manual do usuário - 8 a. edição. Financeiro, compras, vendas, estoque, faturamento, cobrança, serviços e livros. fiscais. Conta Fácil Financeiro, compras, vendas, estoque, faturamento, cobrança, serviços e livros fiscais. Manual do usuário - 8 a. edição Tecnologia que simplifica Allsoft 1 Informática Ltda. Tecnologia que

Leia mais

Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas

Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas Treinamento GVcollege Módulo Administrador de Programas e Sistemas AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

Leia mais

Manual do Fornecedor/cedente (MPE) Balcão Financeiro

Manual do Fornecedor/cedente (MPE) Balcão Financeiro Manual do Fornecedor/cedente (MPE) Balcão Financeiro Painel de recebíveis e Painel de linhas de crédito Versão 1.0 1 As informações contidas neste documento, incluindo quaisquer URLs e outras possíveis

Leia mais

Treinamento Sistema Condominium Módulo III

Treinamento Sistema Condominium Módulo III Financeiro (Lançamentos Despesas e Saldos) Nesse módulo iremos apresentar os principais recursos da área contábil do sistema. Contábil> Lançamentos Nessa tela é possível lançar as despesas dos condomínios,

Leia mais

Esse produto é um produto composto e tem subprodutos

Esse produto é um produto composto e tem subprodutos Indústria - Cadastro de produtos O módulo indústria permite controlar a produção dos produtos fabricados pela empresa. É possível criar um produto final e definir as matérias-primas que fazem parte de

Leia mais

Treinamento Módulo Contas a Pagar

Treinamento Módulo Contas a Pagar Contas a Pagar Todas as telas de cadastro também são telas de consultas futuras, portanto sempre que alterar alguma informação clique em Gravar ou pressione F2. Teclas de atalho: Tecla F2 Gravar Tecla

Leia mais

Instalação - Primeiros Passos

Instalação - Primeiros Passos O CIAF Hotelaria, é um sistema que permite ao administrador, gerenciar completamente sua empresa que presta serviço de hospedagem como hotéis e pousadas por exemplo. Facilmente você poderá cadastrar suas

Leia mais

Av. Padre Claret, 146 Conj. 503 Centro Esteio/ RS Fone/ Fax: (51) 3033-6663 www.maxce.com.br

Av. Padre Claret, 146 Conj. 503 Centro Esteio/ RS Fone/ Fax: (51) 3033-6663 www.maxce.com.br CONTAS A PAGAR CONSULTA E BAIXA EM CONTAS A PAGAR E CONTAS PAGAS ARQUIVOS > FINANCEIRO > CONTAS A PAGAR 1. CONSULTAS DE LANÅAMENTOS TÇTULOS FILTRO: CONTAS A PAGAR CONTAS PAGAS EXIBIR PRÉ- DATADOS SUSPENSAS

Leia mais

GUIA DO USUÁRIO GUIA DO USUÁRIO

GUIA DO USUÁRIO GUIA DO USUÁRIO GUIA DO USUÁRIO www.accountcontabilidade.com.br 1 SUMÁRIO Acessando o sistema 04 Atalhos 05 Importando Exercícios Eletrônicos 06 Apresentação dos Exercícios Eletrônicos 07 Procedimentos para resolver exercícios

Leia mais

Solicitação de Reposição? FS71.1

Solicitação de Reposição? FS71.1 Como Trabalhar com Solicitação de Reposição? FS71.1 Sistema: Futura Server Caminho: Estoque>Reposição>Reposição Referência: FS71.1 Versão: 2015.9.18 Como Funciona: Esta tela é utilizada para solicitar

Leia mais

TUTORIAL WINTHOR CONTABIL PARAMETRIZAÇÃO CONTABIL

TUTORIAL WINTHOR CONTABIL PARAMETRIZAÇÃO CONTABIL TUTORIAL WINTHOR CONTABIL PARAMETRIZAÇÃO CONTABIL Tutorial do Sistema WinThor Módulo Contábil Copyright - PC Informática Ltda. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total por qualquer

Leia mais

Como Cadastrar Crédito ICMS Simples Nacional? - FS45

Como Cadastrar Crédito ICMS Simples Nacional? - FS45 Como Cadastrar Situação Tributária? - FS41 Caminho: Cadastros>Fiscal>Substituição Tributaria Referência: FS41 Versão: 2015.5.4 Como Funciona: A tela de Situação Tributária contém os códigos e as descrições

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Geral. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Geral. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Geral Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema de Almoxarifado

Leia mais

Movimento. Financeiro. Bancário. Contas a Pagar. Lançamento de Contas a Pagar (simples) Contas a Receber. Lançamento de Contas a Receber (simples)

Movimento. Financeiro. Bancário. Contas a Pagar. Lançamento de Contas a Pagar (simples) Contas a Receber. Lançamento de Contas a Receber (simples) Movimento Financeiro Contas a Pagar Lançamento de Contas a Pagar (simples) Contas a Receber Lançamento de Contas a Receber (simples) Movimento de Caixa Fechamento Caixa Bancos Apropriações de Centros de

Leia mais

0079 - Relatórios Protheus

0079 - Relatórios Protheus Relatórios Todos os direitos autorais reservados pela TOTVS S.A. Proibida a reprodução total ou parcial, bem como a armazenagem em sistema de recuperação e a transmissão, de qualquer modo ou por qualquer

Leia mais

Integração da Digitação de Eventos

Integração da Digitação de Eventos Integração da Digitação de Eventos Índice 1. APRESENTAÇÃO... 1 1.1. Primeiro Acesso... 1 1.2. Conhecendo a Plataforma... 3 1.2.1. Seleção da Empresa... 3 1.2.2. Sair do sistema/minhas Configurações...

Leia mais

Relatórios. Manual. Pergamum

Relatórios. Manual. Pergamum Relatórios Manual Pergamum Manual PER-MAN-005 Estatísticas Circulação de Materiais - Geral Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 1-4 1.1 PESQUISANDO ESTATÍSITICAS E RELATÓRIOS... 1-10 1.2 UTILIZANDO O MÓDULO RELATÓRIOS...

Leia mais

Ajuda On-line - Sistema de Central de Materiais Esterilizados. Versão 1.0

Ajuda On-line - Sistema de Central de Materiais Esterilizados. Versão 1.0 Ajuda On-line - Sistema de Central de Materiais Esterilizados Versão 1.0 Sumário Central de Materiais Esterilizados 3 1 Manual... de Processos - Central de Materiais Esterilizados 4 Fluxos do... Processo

Leia mais

1 DOCUMENTOS FATURÁVEIS

1 DOCUMENTOS FATURÁVEIS 1 DOCUMENTOS FATURÁVEIS O faturamento do posto deve ser ágil e exato, para tanto as funcionalidades básicas que devem ser focadas são as de conferência de documentos e de configuração e validação das informações

Leia mais

Material de Apoio. SEB - Contas a Pagar. Versão Data Responsável Contato 1 05/12/2011 Paula Fidalgo paulaf@systemsadvisers.com

Material de Apoio. SEB - Contas a Pagar. Versão Data Responsável Contato 1 05/12/2011 Paula Fidalgo paulaf@systemsadvisers.com Material de Apoio SEB - Contas a Pagar Versão Data Responsável Contato 1 05/12/2011 Paula Fidalgo paulaf@systemsadvisers.com Conteúdo CONFIGURAÇÃO... 3 Cadastro de Fornecedores... 3 Métodos de Pagamento...

Leia mais

FS133.1. Sistema: Futura Server. Caminho: Contas a Receber>Boleto>Boleto Baixa. Referência: FS133.1. Versão: 2016.07.04

FS133.1. Sistema: Futura Server. Caminho: Contas a Receber>Boleto>Boleto Baixa. Referência: FS133.1. Versão: 2016.07.04 Como Baixar FS133.1 Boletos? Sistema: Futura Server Caminho: Contas a Receber>Boleto>Boleto Baixa Referência: FS133.1 Versão: 2016.07.04 Como Funciona: Esta tela é utilizada para gerar arquivos que informarão

Leia mais

SUPORTE TÉCNICO EBS. E-mail: Envie-nos suas dúvidas e/ou sugestões para suporte@ebs.com.br.

SUPORTE TÉCNICO EBS. E-mail: Envie-nos suas dúvidas e/ou sugestões para suporte@ebs.com.br. C C P SUPORTE TÉCNICO EBS Horário de atendimento: Das 08h30min às 18h, de Segunda a Sexta-feira. Formas de atendimento: E-mail: Envie-nos suas dúvidas e/ou sugestões para suporte@ebs.com.br. Suporte On-Line

Leia mais

Neste bip. Admissão de empregados transferidos. Você Sabia? Cadastro de feriados municipais. Edição 61 Setembro de 2015

Neste bip. Admissão de empregados transferidos. Você Sabia? Cadastro de feriados municipais. Edição 61 Setembro de 2015 Neste bip Admissão de empregados transferidos... 1 Cadastro de feriados municipais... 1 Listagem de Contratos... 2 Listagem de Líquidos... 3 Consulta dos Saldos das Contas... Você Sabia? Que há um novo

Leia mais

Tutorial contas a pagar

Tutorial contas a pagar Tutorial contas a pagar Conteúdo 1. Cadastro de contas contábeis... 2 2. Cadastro de conta corrente... 4 3. Cadastro de fornecedores... 5 4. Efetuar lançamento de Contas à pagar... 6 5. Pesquisar Lançamento...

Leia mais

Manual do Módulo de PC Online

Manual do Módulo de PC Online do Módulo de PC Online Agilis Conteúdo Introdução... 4 Acesso à Funcionalidade... 5 1. Internet Explorer 6.x... 7 2. Internet Explorer 7.x... 9 3. Netscape Navigator 7.x... 10 4. Netscape Navigator 7.2x...

Leia mais

Obrigações. Fornecedores 45.000. Salários a pagar 75.000. Impostos a recolher 20.000. Patrimônio Líquido. Capital Social 100.000. Reservas 30.

Obrigações. Fornecedores 45.000. Salários a pagar 75.000. Impostos a recolher 20.000. Patrimônio Líquido. Capital Social 100.000. Reservas 30. Você acessou como Administrador Usuário (Sair) Info Resultados Visualização prévia Modificar Visualização prévia de Contabilidade Geral Iniciar novamente 1 Considerando: I- A contabilidade estuda e controla

Leia mais

SSPlus (8.0) REA Relatório Explicativo de Alterações. REA SSPlus 8.0 1

SSPlus (8.0) REA Relatório Explicativo de Alterações. REA SSPlus 8.0 1 REA SSPlus 8.0 1 REA Relatório Explicativo de Alterações SSPlus (8.0) Autor : Alana Trindade Criado em 30/09/2015 Impresso Arquivo REA Relatório Explicativo de Alterações Versão 8.0.125a REA SSPlus 8.0

Leia mais

Nova tela de relatórios

Nova tela de relatórios Nova tela de relatórios A tela de Relatórios do sistema foi remodelada com a finalidade de deixá-la mais intuitiva. Agora são menos agrupamentos de relatórios e cores separam os tipos de relatórios. Além

Leia mais

Treinamento Sistema Imobilis Módulo I

Treinamento Sistema Imobilis Módulo I Imobilis Módulo I CADASTROS Todas as telas de cadastro também são telas de consultas futuras, portanto sempre que alterar alguma informação clique em Gravar ou pressione F2. Teclas de atalho: Tecla F2

Leia mais

SPED Contribuições Pis, Cofins e INSS

SPED Contribuições Pis, Cofins e INSS Versão 6.04.00 Abril/2015 SPED Contribuições Pis, Cofins e INSS Passo a Passo: Cadastros, Configurações e Operações SPED Contribuições O SPED Contribuições é um arquivo digital instituído no Sistema Publico

Leia mais

FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS NOTA TÉCNICA - CONFIGURAÇÕES NECESSÁRIAS

FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS NOTA TÉCNICA - CONFIGURAÇÕES NECESSÁRIAS FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS NOTA TÉCNICA - CONFIGURAÇÕES NECESSÁRIAS ATUALIZADA EM: 02/06/2011 ÍNDICE 1. CONFIGURAÇÃO NATUREZAS DE OPERAÇÕES... 1 1.1. Naturezas de Operações (compras)... 3 1.2.

Leia mais

Sistema de Cobrança Eletrônica para Clientes do Banco do Nordeste Sistema de Cobrança Eletrônica para Clientes Cobrança BNB

Sistema de Cobrança Eletrônica para Clientes do Banco do Nordeste Sistema de Cobrança Eletrônica para Clientes Cobrança BNB Pág. 1 Sistema de Cobrança Eletrônica para Clientes Cobrança BNB Pág. 2 Instalação o o o o Baixar o Setup v3.5.38.exe disponível no site do BNB Executando o aplicativo aparecerá a imagem abaixo Clique

Leia mais

Agendador de Rotinas

Agendador de Rotinas Agendador de Rotinas Agendamento para Importação de Notas Fiscais É possível parametrizar o agendamento para importação de notas fiscais de entrada, saída e conhecimento de transporte, para todas as empresas

Leia mais

Sistema representação G3.ss. Tabela de Clientes. Tabela de Representantes. Tabela de Fornecedores

Sistema representação G3.ss. Tabela de Clientes. Tabela de Representantes. Tabela de Fornecedores Tabela de Clientes Além de registrar os dados principais do cliente, pode-se registrar vários contatos, o endereço de cobrança e de entrega (se forem diferentes do principal). Cada cliente tem um registro

Leia mais

Manual do Usuário. Protocolo

Manual do Usuário. Protocolo Manual do Usuário Protocolo Índice de capítulos Parte I - Processos............................... 01 1 - Buscar................................ 01 2 - Listar................................ 02 3 - Abertura..............................

Leia mais

Table of Contents. WinThor 8. 1 15-Cobrança... Magnética. 1505 - Gerar Arq... Magnético Remessa CNAB 240

Table of Contents. WinThor 8. 1 15-Cobrança... Magnética. 1505 - Gerar Arq... Magnético Remessa CNAB 240 Table of Contents 8 1 15-Cobrança... Magnética 8 1501 - Gerar Arq.... Magnético Remessa CNAB 400 8 Como Gerar... Arquivo Magnético e Imprimir Relatório de Duplicatas 8 Gerar Arquivo Magnético... 10 Imprimir

Leia mais

Módulo: R_CON_RECEB - Relatório de Contas a Receber

Módulo: R_CON_RECEB - Relatório de Contas a Receber Page 1 of 18 151441 Módulo: R_CON_RECEB - Relatório de Contas a Receber PDA 151441: Relatórios do Caixa com a Visão de Multi Empresa. SOLICITAÇÃO DO CLIENTE Realizar alterações em dois Relatórios do caixa

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.04

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.04 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.04 Inventário Manual...2 Relatório de contagem...2 Contagem...3 Digitação...3 Inventário Programado...6 Gerando o lote...7 Inserindo produtos manualmente no lote...8 Consultando

Leia mais

2013 GVDASA Sistemas Release Notes GVcollege 3.6.7 1

2013 GVDASA Sistemas Release Notes GVcollege 3.6.7 1 2013 GVDASA Sistemas Release Notes GVcollege 3.6.7 1 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual da GVDASA Sistemas e toda a informação nele contida é confidencial. Nenhuma parte deste

Leia mais

Aquisição. Manual APC

Aquisição. Manual APC Sumário 1. ORÇAMENTO... 1 1.1 CADASTRO DAS VERBAS...3 1.2 UNIDADE ORGANIZACIONAL...4 1.1.1 Orçamento...6 2. SUGESTÕES DE COMPRA... 1 1.3 ITENS...3 2.1.1 VISUALIZAÇÃO...7 1.4 CONSULTA GERAL E GERAÇÃO DE

Leia mais

Secretaria de Estado de Fazenda do Rio de Janeiro GIA-ICMS. Instruções de Preenchimento por meio do Programa Gerador (versão 0.3.2.

Secretaria de Estado de Fazenda do Rio de Janeiro GIA-ICMS. Instruções de Preenchimento por meio do Programa Gerador (versão 0.3.2. Secretaria de Estado de Fazenda do Rio de Janeiro GIA-ICMS Instruções de Preenchimento por meio do Programa Gerador (versão 0.3.2.6) Portaria SUACIEF nº 001/2009 SUMÁRIO 1. TELA PRINCIPAL... 3 2. MENU

Leia mais

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA

LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

GUIA DO COORDENADOR DE PROJETOS

GUIA DO COORDENADOR DE PROJETOS GUIA DO COORDENADOR DE PROJETOS Sumário 1. Introdução... 2 2. Início Portal Coordenador... 2 2.1. Novos Pedidos... 2 2.2. Pendências... 3 2.3. Menu... 4 2.4. Sair... 4 3. Saldo de Projetos... 5 4. Extrato

Leia mais

1223o TUTORIAL PRÉ-VENDA. Realização: DEPARTAMENTO DE IMPLANTAÇÃO EQUIPE DE DOCUMENTAÇÃO

1223o TUTORIAL PRÉ-VENDA. Realização: DEPARTAMENTO DE IMPLANTAÇÃO EQUIPE DE DOCUMENTAÇÃO 1223o TUTORIAL PRÉ-VENDA Realização: DEPARTAMENTO DE IMPLANTAÇÃO EQUIPE DE DOCUMENTAÇÃO TUTORIAL PRÉ-VENDA NO SYSPDV Casa Magalhães Comércio e Representações Ltda O objetivo deste tutorial é apresentar

Leia mais

MANUAL DA SECRETARIA

MANUAL DA SECRETARIA MANUAL DA SECRETARIA Conteúdo Tela de acesso... 2 Liberação de acesso ao sistema... 3 Funcionários... 3 Secretaria... 5 Tutores... 7 Autores... 8 Configuração dos cursos da Instituição de Ensino... 9 Novo

Leia mais

ERP PROTHEUS Introdução a Controladoria. DRG / SP - Educação Corporativa

ERP PROTHEUS Introdução a Controladoria. DRG / SP - Educação Corporativa ERP PROTHEUS Introdução a Controladoria DRG / SP - Educação Corporativa 1 Método do Treinamento: - Expositivo baseado na apresentação; - Organizado pelo conteúdo programático; - Desenvolvido no padrão

Leia mais

Conteúdo 1.0 - GERACÃO DO ARQUIVO PARA EMISSÃO DA NF ELETRÔNICA... 2

Conteúdo 1.0 - GERACÃO DO ARQUIVO PARA EMISSÃO DA NF ELETRÔNICA... 2 Tutorial UltraPDV - GERAÇÃO DO ARQUIVO ELETRÔNICO DE NOTA FISCAL ULT-027-GERAÇÃO DO ARQUIVO ELETRÔNICO DE NOTA FISCAL Conteúdo 1.0 - GERACÃO DO ARQUIVO PARA EMISSÃO DA NF ELETRÔNICA.... 2 1.1 - GERAR UMA

Leia mais

O AR_AUTOMAÇÃO ou AR_RETAGUARDA, é um programa feito principalmente para o gerenciamento da empresa, neste módulo encontram-se todos os relatórios,

O AR_AUTOMAÇÃO ou AR_RETAGUARDA, é um programa feito principalmente para o gerenciamento da empresa, neste módulo encontram-se todos os relatórios, O AR_AUTOMAÇÃO ou AR_RETAGUARDA, é um programa feito principalmente para o gerenciamento da empresa, neste módulo encontram-se todos os relatórios, parte financeira, entrada de mercadorias entre outros.

Leia mais

TUTORIAL - SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA NA ENTRADA

TUTORIAL - SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA NA ENTRADA Apresentação Este tutorial descreve como devem ser lançadas as notas fiscais com Substituição Tributária na entrada, a fim de evitar inconsistências nos relatórios fiscais. Quando a nota fiscal de entrada

Leia mais

1 ACESSO PARA SECRETÁRIA... 4 2 - CONFIGURAR HORÁRIOS DE ATENDIMENTO... 4 2.1 BLOQUEANDO E HABILITANDO HORÁRIOS... 5 3 PRÉ-DEFININDO PARÂMETROS DE

1 ACESSO PARA SECRETÁRIA... 4 2 - CONFIGURAR HORÁRIOS DE ATENDIMENTO... 4 2.1 BLOQUEANDO E HABILITANDO HORÁRIOS... 5 3 PRÉ-DEFININDO PARÂMETROS DE 2 1 ACESSO PARA SECRETÁRIA... 4 2 - CONFIGURAR HORÁRIOS DE ATENDIMENTO... 4 2.1 BLOQUEANDO E HABILITANDO HORÁRIOS... 5 3 PRÉ-DEFININDO PARÂMETROS DE ATENDIMENTO... 6 4 - A TELA AGENDA... 7 4.1 - TIPOS

Leia mais