COMPARAÇÃO DA TENS E CORRENTE INTERFERENCIAL EM LOMBALGIA RESUMO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COMPARAÇÃO DA TENS E CORRENTE INTERFERENCIAL EM LOMBALGIA RESUMO"

Transcrição

1 COMPARAÇÃO DA TENS E CORRENTE INTERFERENCIAL EM LOMBALGIA RESUMO Caroline Ramos Bulzing 1 Ralph Fernando Rosas 2 Foi realizado uma pesquisa experimental segundo Gil (1999, p.53) através de um estudo comparativo em 20 pacientes com lombalgia, sendo 10 tratados com TENS e 10 tratados com Corrente Interferencial (CI), cronologicamente cadastrados na Clínica Escola de Fisioterapia da UNISUL, em Tubarão, no ano de 2001 a agosto de 2002, do sexo feminino de 30 a 66 anos de idade. Os pacientes foram submetidos à avaliação onde se verificou a Escala de dor percebida de Borg, ADM da coluna lombar, uso de medicamentos, qualidade do sono e testes especiais para lombalgia. O tratamento foi realizado com TENS ou Corrente Interferencial durante 10 sessões de 30 minutos, sendo a reavaliação na décima sessão para observação de variações de resultados colhidos na avaliação. Os resultados mostraram equilíbrio entre os dois recursos. Isso nos possibilita verificar que há efetividade no tratamento das lombalgias, seus sinais e sintomas, através da TENS e/ou Corrente Interferencial, como tratamento auxiliar das lombalgias. Palavras chaves: Fisioterapia, lombalgia, TENS, Corrente Interferencial. ABSTRACT Na experimental research was accomplished according to Gil (1999, p. 53) through a comparative study in 20 patients with lumbar pain, being 10 treated with TENS and 10 treated with Interferencial Current (IC), chronologically registered at the UNISUL Physiotherapy School Clinic, in Tubarão, in the year of 2001 to august of 2002, female and years of age. The patients were submitted to the evaluation where the Scale of noticed pain of Borg was verified, movement width of the lumbar column, use of medicines, quality of sleep and special tests for lumbar pain. The treatment was accomplished with TENS ou Interferencial Current during 10 sessions of 30 minutes each, being the reevaluation in the tenth session for observation of variations of results picked in the evaluation. The results showed balance between the two resources. The makes possible to us, to verify that there is effectiveness in the treatment of the lumbar pains, their signs and symptoms, through TENS and / or Interferencial Current. Key words: Palavras chaves: Physiotherapy, TENS (Transcutaneus Eletric Nervous Stimulation), Interferencial Current 1 Acadêmica do curso de fisioterapia da UNISUL, Tubarão, SC. Trabalho apresentado como requisito à obtenção do título Bacharel em Fisioterapia. 2 Professor e orientador da pesquisa.

2 INTRODUÇÃO Porto (19994, p. 38) afirma que segundo o primeiro subcomitê de Taxionomia da Dor da IASP (Associação internacional para o estudo da dor) propôs a seguinte definição: Dor é uma desagradável experiência sensorial emocional associada a uma lesão tecidual já existente ou potencial, ou relatada como se uma lesão existisse. A dor é uma dos principais problemas que acabam repercutindo diretamente na vida psicossocial e econômica de indivíduos. Além disso, a maioria coincide com os picos de demandas econômicas, sociais e familiares vivenciadas no cotidiano. Teixeira et al. (2001, p. 4) aproximadamente 80% das pessoas apresenta, apresentou ou apresentará lombalgia incapacitante uma vez na vida. Este trabalho nasceu da necessidade de se instituir um estudo para identificar qual dos aparelhos, TENS ou Corrente Interferencial (CI), é mais efetivo no tratamento auxiliar das lombalgias. Este trabalho tem como objetivo geral analisar a efetividade da utilização da TENS ou Interferencial em pacientes com lombalgia. A partir disso, quer-se verificar: Se há redução da dor com a utilização da TENS ou do Interferencial; Verificar se há redução da irradiação para membros inferiores após a aplicação da TENS ou Interferencial na coluna lombar; Identificar se há aumento da amplitude de movimento (ADM) de tronco, com a aplicação da TENS ou Interferencial; Comparar a eficácia da TENS e Interferencial na possível redução da dor e sua influência na qualidade do sono; Verificar se há diminuição do uso de fármacos após o tratamento com TENS e/ou Interferencial; Verificar se há variação no resultado dos testes especiais com a aplicação da TENS e/ou Interferencial. REFERENCIAL TEÓRICO Teixeira; Souza (2001, p. 15) afirmam que segundo Melzack e Wall a estimulação das estruturas do SNP origina padrões de impulsos que alcançam o SNC onde a informação sobre a influência de sistemas moduladores antes que a percepção dolorosa seja evocada. A substância gelatinosa atuaria como elemento modulador dos estímulos aferentes e os tratos dos funículos posteriores ativariam estruturas encefálicas que, por meio de fibras

3 descendentes, alcançam a medula espinhal e interfeririam com a atividade do sistema segmentar. Os neurônios da substância gelatinosa atuariam como uma comporta, determinando o tipo de estímulo que alcança os neurônios que originam os tratos de projeção suprassegmentares. Essa teoria preconiza a existência de mecanismos de inibição regional que permitem melhorar a discriminação dos estímulos que fornece as bases fisiológicas para correlacionar os aspectos psicológicos, a atenção e a influência de fatores ambientais no processamento da dor. Wood (1998, p. 82) qualquer técnica que envolva a ativação dos aferentes mecanossensíveis de grande diâmetro tem um potencial de modulação da transmissão da dor na medula espinhal. Técnicas como a eletroterapia tem a capacidade de produzir informações sensitivas que podem inibir a dor mediante o fechamento do portão. Para Castro (1999, p. 39) a efeito analgésico da Corrente Interferencial é atribuído à inibição de fibras finas, mielinizadas, desencadeada pela estimulação das fibras grossas, segundo a Teoria das Comportas de Melzack e Wall, Lullies chamou este fenômeno de efeito mascarado. O equilíbrio neurovegetativo é resultado da ação de descargas reflexas ortossinpáticas, seguidas de uma pós-excitação espontânea. Esta interrupção no ciclo vicioso da disfunção leva à normalização da atividade espontânea dos reflexos ortossinpáticos, promovendo relaxamento e melhora da circulação sangüínea. Conforme Hogenkamp et al ([s.d.], p. 19) a estimulação das fibras nervosas aferentes grossas tem um efeito inibidor ou bloqueante sobre a atividade das finas, como conseqüência a percepção da dor diminui ou desaparece por completo. Para Imamura et al (1995, p. 301) acredita-se que a TENS atue nos sistemas moduladores da dor, ativando o sistema supressor da dor. Uma das hipóteses desse mecanismo é a teoria da comporta Melzack e Wall (1965). METODOS E TÉCNICAS Foi realizada uma pesquisa experimental, com dois grupos para que seja realizada a comparação entre ambos, sendo cada grupo tratado com TENS ou Interferencial. Conforme Gil (1999, p. 53) o método experimental consiste essencialmente em submeter os objetos de estudo à influência de certas variáveis, em condições controladas e conhecidas pelo investigador, para observar os resultados que a variável produz no objeto. Foi realizada a pesquisa com a população cadastrada na Clínica Escola de Fisioterapia da UNISUL, em Tubarão, em todo o ano de 2001 a agosto de Foram

4 escolhidos 20 pacientes da lista de espera cronologicamente cadastrados, do sexo feminino. As pacientes tem em média 50 anos, variando de 33 a 66 anos de idade. A coleta realizou-se de abril a setembro de Após assinar o Termo de Consentimento a paciente era cadastrada nos horários conforme a ordem de chamada. Após era realizado: avaliação fisioterapêutica (pré teste): incluindo avaliação com a Escala percebida de Borg e os testes especiais. Reavaliação (pós teste): na 10 sessão, onde os procedimentos da avaliação foram repetidos. Foram realizadas 10 sessões com duração de 30 minutos. Foi utilizado no tratamento Neurodin II Ibramed Geração 2000 (TENS): utilizado no modo Convencional com baixo pulso e alta freqüência para analgesia. Endophasis I da marca KLD Biosistemas (Corrente Interferencial): utilizado 4000 Hz para analgesia, intensidade variando com cada paciente. Posicionamento para a aplicação do aparelho e dos eletrodos foi escolhida conforme a localização da dor e o conforto de cada paciente; Os dados foram avaliados através de estatística simples com tabelas do programa Microsoft Excel 98. ANÁLISE E DISCUSSÃO DOS DADOS A pesquisa foi realizada com o objetivo de analisar a efetividade da TENS ou Corrente Interferencial em pacientes com lombalgia, bem como seus sinais e sintomas. Os resultados encontrados estão descritos a seguir. Escala de dor percebida de Borg TENS INTERFERENCIAL maior variação = 6 pontos (3 pacientes) maior variação = 6 pontos (2 pacientes) menor variação = 2 pontos ( 2 pacientes) menor variação = 1 pontos (1 paciente) média = 3,9 média 3,6 Foi possível perceber nos resultados que a TENS teve uma maior redução da dor lombar após a realização das sessões. Irradiação para membros inferiores TENS INTERFERENCIAL maior variação = 2 pontos (1 paciente) menor variação = 5 pontos (1 paciente)

5 Ao contrário da dor lombar, na irradiação foi a CI interferencial que teve uma maior redução da dor pela escala percebida de Borg. Flexão e Extensão TENS Flexão Extensão Interferencial Flexão Extensão Maior variação Menor variação Média 7 2, Para flexão e extensão, a movimento superior a TENS. CI que mostrou um aumento de amplitude de Inclinação direita (ID) e inclinação esquerda (IE) TENS ID IE Interferencial ID IE Maior variação Menor variação Média 3,5 3 2,5 2 A TENS apresentou um aumento da amplitude de movimento da inclinação direita e esquerda superior que a CI. Avaliação do sono em pacientes tratados com TENS e CI Na pesquisa realizada dos 5 pacientes tratados com TENS com queixas de dificuldade para dormir pela dor, 4 referiram melhora ao término das sessões. Entre os 6 pacientes tratados com CI que referiram dor durante o sono, 4 mantiveram as queixas e apenas 2 referiram melhora. Uso de fármacos Dos 20 pacientes tratados 5 faziam uso de fármacos: 2 tratados com TENS e 3 com CI. Os pacientes tratados com TENS suspenderam o uso do medicamento no início do tratamento e não retornaram até o término das sessões. Já dos 3 pacientes tratados com CI 2 suspenderam o uso e não retornaram durante o tratamento, e 1 paciente suspendeu o uso durante as sessões.

6 Teste de Lasègue e Teste de Hoover Lasègue + Avaliação Reavaliação Hoover + Avaliação Reavaliação TENS 7 3 TENS 5 4 CI ausente 1 1 ausente 1 CI 6 3 Teste de Patrick e Teste do Estiramento femoral Patrick + Avaliação Reavaliação Estiramento Avaliação Reavaliação Femoral + TENS 3 2 TENS 3 2 CI 1 1 CI 3 1 CONSIDERAÇÕES FINAIS Através deste trabalho procurou-se analisar os resultados obtidos no tratamento de 20 pacientes que sofrem de lombalgia, através de dois recursos amplamente utilizados para analgesia na fisioterapia. O tratamento foi realizado com a TENS e/ou com a Corrente Interferencial, sem a utilização de outros recursos da fisioterapia. Após a análise e discussão dos dados foi possível observar: A TENS mostrou-se mais efetiva na redução do quadro álgico para lombalgia; A Corrente Interferencial apresentou uma maior redução da irradiação para membros inferiores; Na flexão e extensão de tronco, a Corrente Interferencial mostrou uma aumento médio de ADM superior; Houve uma melhora da inclinação à direita e à esquerda do tronco com a utilização da TENS; A TENS mostrou-se mais efetivo na redução da dor durante o sono, melhorando sua qualidade; A utilização de fármacos diminuiu mais com o tratamento da TENS; Nos testes de Lasègue e Patrick a TENS apresentou melhores resultados, com um numero maior de pacientes que tiveram o teste negativo na reavaliação;

7 Nos testes de Hoover e de Estiramento femoral, foi a Corrente Interferencial que mostrou-se melhor, ou seja, que apresentou-se negativo em um número maior de pacientes na reavaliação. Os resultados mostraram equilíbrio entre os dois recursos. Isso nos possibilita verificar que há efetividade no tratamento auxiliar das lombalgias, seus sinais e sintomas, através da TENS e/ou Interferencial. REFERÊNCIAS CASTRO, A. W. de. Eletroterapia. In: GREVE, J. M. D A. AMATUZZI, M. M. Medicina de reabilitação aplicada à ortopedia e traumatologia. São Paulo: Roca, 1999, cap. 2, p GIL, A. C. Método das ciências sociais. In:. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5. ed. São Paulo: Atlas, 1999, cap. 2 p HOGENKAMP, M. et al. Terapia Interferencial. Helft Holland: B.V. Enrafnonius Delf, [s. d.]. Manual de terapia interferencial. IMAMURA, M. et al. Eletroestimulação nervosa transcutânea. In: LEITÃO, A. LEITÃO, A. V. de A. Clínica de Reabilitação. São Paulo: Atheneu, cap. 24, p PORTO, C. C. Sinais e sintomas. In:. Exame clínico. 3. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1996, cap. 4, p TEIXEIRA, M. J. et al. Epidemiologia da dor. In: TEIXEIRA, M. J. FIGUEIRÓ, J. A. Dor: epidemiologia e evolução da dor. São Paulo: Moreira Jr., 2001, cap. 1, p. 3 9, I. fasc. TEIXEIRA, M. J. SOUZA, A. C. F. Dor evolução histórica dos conhecimentos. In: TEIXEIRA, M. J. FIGUEIRÓ, J. A. Dor: epidemiologia e evolução da dor. São Paulo: Moreira Jr., 2001, cap. 2, p , I. fasc. WOOD, L. Fisiologia da dor. In: KITCHEN, S. BAZIN, S. Eletroterapia de Clayton. 10. ed. São Paulo: Manole, cap. 5, p

TRATAMENTO DE BRUXISMO COM A CORRENTE INTERFERENCIAL UM ESTUDO DE CASO Daniela Ramos Bulzing 1 Mara Inês Baptistella Ferão 2

TRATAMENTO DE BRUXISMO COM A CORRENTE INTERFERENCIAL UM ESTUDO DE CASO Daniela Ramos Bulzing 1 Mara Inês Baptistella Ferão 2 TRATAMENTO DE BRUXISMO COM A CORRENTE INTERFERENCIAL UM ESTUDO DE CASO Daniela Ramos Bulzing 1 Mara Inês Baptistella Ferão 2 RESUMO A presente pesquisa trata-se de um estudo de caso (RUDIO, 1998, p. 57)

Leia mais

Prevalência dos dez Distúrbios Ortopédicos mais Freqüentes na Clínica Escola de. Fisioterapia da UNISUL 1. Resumo

Prevalência dos dez Distúrbios Ortopédicos mais Freqüentes na Clínica Escola de. Fisioterapia da UNISUL 1. Resumo Prevalência dos dez Distúrbios Ortopédicos mais Freqüentes na Clínica Escola de Fisioterapia da UNISUL 1 Willian Margotti 2 Ralph Fernando Rosas 3 Resumo A ortopedia vem se destacando nos últimos anos.

Leia mais

TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO NA DISFUNÇÃO DA ARTICULAÇÃO TEMPOROMANDIBULAR (ATM) -UM ESTUDO DE CASO

TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO NA DISFUNÇÃO DA ARTICULAÇÃO TEMPOROMANDIBULAR (ATM) -UM ESTUDO DE CASO TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO NA DISFUNÇÃO DA ARTICULAÇÃO TEMPOROMANDIBULAR (ATM) -UM ESTUDO DE CASO Aline Spillere 1 Ralph Fernando Rosas 2 RESUMO A presente pesquisa trata-se de um estudo de caso experimental,

Leia mais

PERCEBEMOS O MUNDO PARA AGIR SOBRE ELE

PERCEBEMOS O MUNDO PARA AGIR SOBRE ELE Universidade Federal do Espírito Santo Departamento de Ciências Fisiológicas FISIOLOGIA PSICOLOGIA NEROFISIOLOGIA Introdução ao sistema sensorial Receptores sensoriais Prof. Leonardo dos Santos PERCEBEMOS

Leia mais

O USO DA CORRENTE RUSSA PARA PROMOVER O FORTALECIMENTO DOS MÚSCULOS PEITORAL MAIOR E MENOR*

O USO DA CORRENTE RUSSA PARA PROMOVER O FORTALECIMENTO DOS MÚSCULOS PEITORAL MAIOR E MENOR* O USO DA CORRENTE RUSSA PARA PROMOVER O FORTALECIMENTO DOS MÚSCULOS PEITORAL MAIOR E MENOR* Scheila Antonio** Aderbal Silva Aguiar Jr.** RESUMO A estimulação elétrica está conquistando um espaço cada vez

Leia mais

AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE DE EXERCÍCIO DE IDOSOS COM LOMBALGIA E SUA INTERFERÊNCIA NA QUALIDADE DE VIDA

AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE DE EXERCÍCIO DE IDOSOS COM LOMBALGIA E SUA INTERFERÊNCIA NA QUALIDADE DE VIDA 1 AVALIAÇÃO DA CAPACIDADE DE EXERCÍCIO DE IDOSOS COM LOMBALGIA E SUA INTERFERÊNCIA NA QUALIDADE DE VIDA FEITOSA P. O. ; FELIPE D. M. Resumo: Entre os declínios fisiológicos relacionados ao envelhecimento

Leia mais

Giselle de Abreu Ferreira ¹; Ana Karolina Paiva Braga ¹; Juliana Campos Rodovalho ¹; Mariana Atti ¹; Flávia Martins Gervásio ²

Giselle de Abreu Ferreira ¹; Ana Karolina Paiva Braga ¹; Juliana Campos Rodovalho ¹; Mariana Atti ¹; Flávia Martins Gervásio ² Avaliação epidemiológica de pacientes portadores de doenças reumáticas atendidos na Clínica Escola de Fisioterapia da Eseffego-UEG no período de 2006 a 2008 Giselle de Abreu Ferreira ¹; Ana Karolina Paiva

Leia mais

INFLUÊNCIA DAS ATIVIDADES MOTORAS NAS QUEIXAS DOLOROSAS EM ESCOLARES FREQUENTADORES DE UMA INSTITUIÇÃO FILANTRÓPICA

INFLUÊNCIA DAS ATIVIDADES MOTORAS NAS QUEIXAS DOLOROSAS EM ESCOLARES FREQUENTADORES DE UMA INSTITUIÇÃO FILANTRÓPICA 6º Fórum de Extensão Conta INFLUÊNCIA DAS ATIVIDADES MOTORAS NAS QUEIXAS DOLOROSAS EM ESCOLARES FREQUENTADORES DE UMA INSTITUIÇÃO FILANTRÓPICA INTRODUÇÃO Lidiane de Fátima Ilha Nichele (apresentadora)

Leia mais

Dra. Camila Pepe EXERCÍCIO VIBRATÓRIO NA SÍNDROME DA DESARMONIA CORPORAL

Dra. Camila Pepe EXERCÍCIO VIBRATÓRIO NA SÍNDROME DA DESARMONIA CORPORAL CAMILA PEPE CREFITO 3/ 113735 F ESTETICISTA FACIAL E CORPORAL FISIOTERAPEUTA ESPECIALISTA EM DERMATO FUNCIONAL APERFEIÇOAMENTO EM ELETROTERAPIA E COSMETOLOGIA ESPANHA APERFEIÇOAMENTO EM DRENAGEM LINFÁTICA

Leia mais

EFEITOS DA CINESIOTERAPIA E LASERTERAPIA NA SÍNDROME DO IMPACTO DO OMBRO: ESTUDO DE CASO

EFEITOS DA CINESIOTERAPIA E LASERTERAPIA NA SÍNDROME DO IMPACTO DO OMBRO: ESTUDO DE CASO EFEITOS DA CINESIOTERAPIA E LASERTERAPIA NA SÍNDROME DO IMPACTO DO OMBRO: ESTUDO DE CASO EFFECT OF THE CINESIOTHERAPY AND LASERTHERAPY IN THE SHOULDER IMPACT SYNDROME STUDY OF CASE EL EFECTO EL CINESIOTERAPIA

Leia mais

Universidade Federal do Espírito Santo Centro Biomédico Curso de Psicologia. Reflexos Medulares. Elio waichert

Universidade Federal do Espírito Santo Centro Biomédico Curso de Psicologia. Reflexos Medulares. Elio waichert Universidade Federal do Espírito Santo Centro Biomédico Curso de Psicologia Reflexos Medulares Elio waichert # Objetivos Apresentar as características da medula espinhal; Classificar os receptores sensoriais

Leia mais

Considerada como elemento essencial para a funcionalidade

Considerada como elemento essencial para a funcionalidade 13 Epidemiologia e Flexibilidade: Aptidão Física Relacionada à Promoção da Saúde Gláucia Regina Falsarella Graduada em Educação Física na Unicamp Considerada como elemento essencial para a funcionalidade

Leia mais

LOMBALGIA. Prof. Jefferson Soares Leal Turma: Fisioterapia e Terapia Ocupacional Faculdade de Medicina da UFMG

LOMBALGIA. Prof. Jefferson Soares Leal Turma: Fisioterapia e Terapia Ocupacional Faculdade de Medicina da UFMG LOMBALGIA Prof. Jefferson Soares Leal Turma: Fisioterapia e Terapia Ocupacional Faculdade de Medicina da UFMG Aula e bibliografia atualizadas estarão disponíveis para os alunos no site: www.portalvertebra.com.br

Leia mais

ANÁLISE DA QUALIDADE DE VIDA DE PACIENTES COM DOENÇA DE PARKINSON SUBMETIDOS AO TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO NO SOLO E NA ÁGUA

ANÁLISE DA QUALIDADE DE VIDA DE PACIENTES COM DOENÇA DE PARKINSON SUBMETIDOS AO TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO NO SOLO E NA ÁGUA ISBN 978-85-61091-05-7 V EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 ANÁLISE DA QUALIDADE DE VIDA DE PACIENTES COM DOENÇA DE PARKINSON SUBMETIDOS AO TRATAMENTO

Leia mais

A PREVALÊNCIA DE DOENÇAS LOMBARES EM PACIENTES DE TERCEIRA IDADE NA CIDADE DE CONCÓRDIA SC 1

A PREVALÊNCIA DE DOENÇAS LOMBARES EM PACIENTES DE TERCEIRA IDADE NA CIDADE DE CONCÓRDIA SC 1 A PREVALÊNCIA DE DOENÇAS LOMBARES EM PACIENTES DE TERCEIRA IDADE NA CIDADE DE CONCÓRDIA SC 1 Márcia Hoffmann 2 RESUMO: Com o envelhecimento ocorre uma diminuição da função dos órgãos que acaba por tornar

Leia mais

Avaliação Fisioterapêutica da Coluna Lombar

Avaliação Fisioterapêutica da Coluna Lombar Avaliação Fisioterapêutica da Coluna Lombar Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João Disciplina: MFT-0377 Métodos de Avaliação Clínica e Funcional Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional

Leia mais

LOMBALGIA. Faculdade de Medicina Universidade Federal de Minas Gerais- UFMG Departamento do Aparelho Locomotor. Prof. Jefferson Soares Leal

LOMBALGIA. Faculdade de Medicina Universidade Federal de Minas Gerais- UFMG Departamento do Aparelho Locomotor. Prof. Jefferson Soares Leal LOMBALGIA Faculdade de Medicina Universidade Federal de Minas Gerais- UFMG Departamento do Aparelho Locomotor Prof. Jefferson Soares Leal Aula e bibliografia atualizadas estarão disponíveis para os alunos

Leia mais

EFEITO DO AQUECIMENTO MUSCULAR GERADO PELA BICICLETA ERGOMÉTRICA SOBRE A EXTENSIBILIDADE IMEDIATA DOS MÚSCULOS ISQUIOTIBIAIS

EFEITO DO AQUECIMENTO MUSCULAR GERADO PELA BICICLETA ERGOMÉTRICA SOBRE A EXTENSIBILIDADE IMEDIATA DOS MÚSCULOS ISQUIOTIBIAIS Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 23 a 26 de outubro de 2007 EFEITO DO AQUECIMENTO MUSCULAR GERADO PELA BICICLETA ERGOMÉTRICA SOBRE A EXTENSIBILIDADE IMEDIATA DOS MÚSCULOS ISQUIOTIBIAIS

Leia mais

ACUPUNTURA X LASER NO ALÍVIO DA DOR E NO GANHO DA AMPLITUDE DE MOVIMENTO NA SÍNDROME DO IMPACTO

ACUPUNTURA X LASER NO ALÍVIO DA DOR E NO GANHO DA AMPLITUDE DE MOVIMENTO NA SÍNDROME DO IMPACTO ACUPUNTURA X LASER NO ALÍVIO DA DOR E NO GANHO DA AMPLITUDE DE MOVIMENTO NA SÍNDROME DO IMPACTO Lidiane Ribeiro Giugni * e Vicente Machado Neto ** * Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR/

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DOS DISTÚRBIOS TIREOIDIANOS EM USUÁRIOS DE UM LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS

CLASSIFICAÇÃO DOS DISTÚRBIOS TIREOIDIANOS EM USUÁRIOS DE UM LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS CLASSIFICAÇÃO DOS DISTÚRBIOS TIREOIDIANOS EM USUÁRIOS DE UM LABORATÓRIO DE ANÁLISES CLÍNICAS Kamila Karoliny Ramos de Lima 1, Josimar dos Santos Medeiros 2. Resumo Entre as principais doenças de evolução

Leia mais

FISIOTERAPIA EM PACIENTE AMPUTADO DE MEMBRO INFERIOR PRÉ E PÓS PROTETIZAÇÃO

FISIOTERAPIA EM PACIENTE AMPUTADO DE MEMBRO INFERIOR PRÉ E PÓS PROTETIZAÇÃO FISIOTERAPIA EM PACIENTE AMPUTADO DE MEMBRO INFERIOR PRÉ E PÓS PROTETIZAÇÃO LARISSA BARRETO 1, NATÁLIA DOS ANJOS MENEZES 1, Profa. Dra. DEISE ELISABETE DE SOUZA 2. 1- Acadêmica do Curso de Fisioterapia

Leia mais

Caracterização funcional e álgica de pacientes com lombalgia antes e depois de cinco sessões de RPG

Caracterização funcional e álgica de pacientes com lombalgia antes e depois de cinco sessões de RPG Relato de caso Caracterização funcional e álgica de pacientes com lombalgia antes e depois de cinco sessões de RPG Functional and painful characterization of patients with low back pain before and after

Leia mais

ELIANE JERÔNIMO PIRES. Dissertação apresentada à Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo para a obtenção do título de Mestre em Ciências

ELIANE JERÔNIMO PIRES. Dissertação apresentada à Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo para a obtenção do título de Mestre em Ciências ELIANE JERÔNIMO PIRES Fisioterapia na cicatrização e recuperação funcional nos portadores de úlcera de hipertensão venosa crônica: uso da estimulação elétrica com corrente de alta voltagem Dissertação

Leia mais

Cuiabá USO DE ESTIMULAÇÃO NEUROLÓGICA TRANSCUTÂNEOA (TENS) NO TRATAMENTO DA DOR LOMBAR CRÔNICA

Cuiabá USO DE ESTIMULAÇÃO NEUROLÓGICA TRANSCUTÂNEOA (TENS) NO TRATAMENTO DA DOR LOMBAR CRÔNICA USO DE ESTIMULAÇÃO NEUROLÓGICA TRANSCUTÂNEOA (TENS) NO TRATAMENTO DA DOR LOMBAR CRÔNICA I Elaboração Final: 2007 II Autores: Dr Valfredo da Mota Menezes III Previsão de Revisão: / / IV Tema: Tratamento

Leia mais

Avaliação Fisioterapêutica do Ombro Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional-FMUSP

Avaliação Fisioterapêutica do Ombro Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional-FMUSP Avaliação Fisioterapêutica do Ombro Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional-FMUSP Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João 1. Anatomia Aplicada Articulação esternoclavicular: É uma

Leia mais

Secretaria da Administração do Estado da Bahia

Secretaria da Administração do Estado da Bahia ELABORAÇÃO VALOR REFERENCIAL: PROCEDIMENTOS ESPECIAIS CLÍNICA DA DOR FEVEREIRO/ 2011 ELABORAÇÃO DO VALOR REFERENCIAL: CLÍNICA DA DOR FEVEREIRO DE 2011 GOVERNADOR DO ESTADO JAQUES WAGNER SECRETÁRIO DA ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

AURICULOTERAPIA NO TRATAMENTO DOS DISTÚRBIOS OSTEOMUSCULARES RELACIONADOS AO TRABALHO (DORT): UMA AVALIAÇÃO RETROSPECTIVA

AURICULOTERAPIA NO TRATAMENTO DOS DISTÚRBIOS OSTEOMUSCULARES RELACIONADOS AO TRABALHO (DORT): UMA AVALIAÇÃO RETROSPECTIVA ISBN 978-85-61091-05-7 V EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 AURICULOTERAPIA NO TRATAMENTO DOS DISTÚRBIOS OSTEOMUSCULARES RELACIONADOS AO TRABALHO (DORT):

Leia mais

Efetividade da eletroestimulação nervosa transcutânea no alívio da dor durante o trabalho de parto: um ensaio clínico controlado*

Efetividade da eletroestimulação nervosa transcutânea no alívio da dor durante o trabalho de parto: um ensaio clínico controlado* ARTIGO ORIGINAL Efetividade da eletroestimulação nervosa transcutânea no alívio da dor durante o trabalho de parto: um ensaio clínico controlado* Effectiveness of transcutaneous electric nervous stimulation

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DO EXAME DE SUFICIÊNCIA PARA OBTENÇÃO DE CERTIFICADO DE ÁREA DE ATUAÇÃO EM DOR

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DO EXAME DE SUFICIÊNCIA PARA OBTENÇÃO DE CERTIFICADO DE ÁREA DE ATUAÇÃO EM DOR EDITAL DE CONVOCAÇÃO DO EXAME DE SUFICIÊNCIA PARA OBTENÇÃO DE CERTIFICADO DE ÁREA DE ATUAÇÃO EM DOR Pelo presente edital, a Comissão de Dor da Associação Médica Brasileira, em conjunto com a Associação

Leia mais

Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional. Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João

Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional. Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João Avaliação Fisioterapêutica do Quadril Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João 1. Anatomia Aplicada Articulação do Quadril: É uma articulação

Leia mais

INCIDÊNCIA DE TROMBOEMBOLISMO VENOSO NO PÓS-OPERATÓRIO DE PACIENTES SUBMETIDOS À CIRURGIA ORTOPÉDICA DE QUADRIL E JOELHO EM UM HOSPITAL DE GOIÂNIA.

INCIDÊNCIA DE TROMBOEMBOLISMO VENOSO NO PÓS-OPERATÓRIO DE PACIENTES SUBMETIDOS À CIRURGIA ORTOPÉDICA DE QUADRIL E JOELHO EM UM HOSPITAL DE GOIÂNIA. INCIDÊNCIA DE TROMBOEMBOLISMO VENOSO NO PÓS-OPERATÓRIO DE PACIENTES SUBMETIDOS À CIRURGIA ORTOPÉDICA DE QUADRIL E JOELHO EM UM HOSPITAL DE GOIÂNIA. ASSIS, Thaís Rocha¹; SILVA, Mara Nunes da²; SANDOVAL,

Leia mais

Juiz de Direito Antônio Francisco Gonçalves Secretaria da 2ª Vara Cívil, Criminal e de Execuções Penais Comarca de Itabirito/MG

Juiz de Direito Antônio Francisco Gonçalves Secretaria da 2ª Vara Cívil, Criminal e de Execuções Penais Comarca de Itabirito/MG Nota Técnica 17/2015 Data: 27/04/2015 Solicitante: Juiz de Direito Antônio Francisco Gonçalves Secretaria da 2ª Vara Cívil, Criminal e de Execuções Penais Comarca de Itabirito/MG Processo: 0319.14.000279-5

Leia mais

TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO COM MÉTODO MCKENZIE NA DOR LOMBAR. Marcele Mika Sato**, Ralph Fernando Rosas*

TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO COM MÉTODO MCKENZIE NA DOR LOMBAR. Marcele Mika Sato**, Ralph Fernando Rosas* TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO COM MÉTODO MCKENZIE NA DOR LOMBAR Marcele Mika Sato**, Ralph Fernando Rosas* *Aluno (a) do Curso de Graduação em Fisioterapia da Universidade do Sul de Santa Catarina **Professor

Leia mais

Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional-FMUSP. Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João

Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional-FMUSP. Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João Avaliação Fisioterapêutica do Cotovelo Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional-FMUSP Profa. Dra. Sílvia Maria Amado João 1. Anatomia Aplicada Articulação ulnoumeral ou troclear:

Leia mais

MANUTENÇÃO DE ARCO DE MOVIMENTO DE MEMBROS INFERIORES EM PACIENTES IDOSOS COM TRAÇÃO ESQUELÉTICA RESTRITOS AO LEITO

MANUTENÇÃO DE ARCO DE MOVIMENTO DE MEMBROS INFERIORES EM PACIENTES IDOSOS COM TRAÇÃO ESQUELÉTICA RESTRITOS AO LEITO MANUTENÇÃO DE ARCO DE MOVIMENTO DE MEMBROS INFERIORES EM PACIENTES IDOSOS COM TRAÇÃO ESQUELÉTICA RESTRITOS AO LEITO Acadêmicos de Fisioterapia: Renato José Maria e Wallace Luiz Cardoso Professores Orientadores:

Leia mais

PROJETO PILATES SOLO: PERFIL CLÍNICO E ADERÊNCIA

PROJETO PILATES SOLO: PERFIL CLÍNICO E ADERÊNCIA PROJETO PILATES SOLO: PERFIL CLÍNICO E ADERÊNCIA BRITO, Erika Galiza¹; STOLT, Lígia Raquel Ortiz Gomes²; ALENCAR, Jerônimo²; MAIA, Marluce³. Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Fisioterapia, PROBEX.

Leia mais

CURSO DE FISIOTERAPIA. Silvia Regina Siqueira TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO EM PACIENTES COM LOMBALGIA CRÔNICA: ESTUDO DE CASOS

CURSO DE FISIOTERAPIA. Silvia Regina Siqueira TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO EM PACIENTES COM LOMBALGIA CRÔNICA: ESTUDO DE CASOS CURSO DE FISIOTERAPIA Silvia Regina Siqueira TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO EM PACIENTES COM LOMBALGIA CRÔNICA: ESTUDO DE CASOS Santa Cruz do Sul 2015 1 Silvia Regina Siqueira TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO

Leia mais

TÍTULO: REEDUCAÇÃO POSTURAL GLOBAL COMO ESTRATEGIA DE TRATAMENTO PRA PACIENTES COM DPOC INSERIDOS EM UM PROGRAMA DE REABILITAÇÃO PULMONAR

TÍTULO: REEDUCAÇÃO POSTURAL GLOBAL COMO ESTRATEGIA DE TRATAMENTO PRA PACIENTES COM DPOC INSERIDOS EM UM PROGRAMA DE REABILITAÇÃO PULMONAR TÍTULO: REEDUCAÇÃO POSTURAL GLOBAL COMO ESTRATEGIA DE TRATAMENTO PRA PACIENTES COM DPOC INSERIDOS EM UM PROGRAMA DE REABILITAÇÃO PULMONAR CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA:

Leia mais

ELETROANALGESIA (BAIXA FREQUÊNCIA T.E.N.S.) Prof. Thiago Yukio Fukuda

ELETROANALGESIA (BAIXA FREQUÊNCIA T.E.N.S.) Prof. Thiago Yukio Fukuda ELETROANALGESIA (BAIXA FREQUÊNCIA T.E.N.S.) Prof. Thiago Yukio Fukuda FISIOLOGIA DA DOR EXPERIÊNCIA SENSORIAL E EMOCIONAL DESAGRADÁVEL ASSOCIADA COM UM DANO TISSULAR REAL OU POTENCIAL Merskey, 1990 Resumo

Leia mais

REPERCUSSÕES DO TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO NA INSTABILIDADE FEMOROPATELAR

REPERCUSSÕES DO TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO NA INSTABILIDADE FEMOROPATELAR REPERCUSSÕES DO TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO NA INSTABILIDADE FEMOROPATELAR Louise Marie Rodrigues Mendonça Corrêa Campos Graduada Fisioterapia/ISECENSA louisemarie29@yahoo.com.br Jefferson da Silva Mestre

Leia mais

Resumo. Palavras-chave: Ensino. Análise Estatística. Desempenho Matemático. Abstract. Key words: Teaching. Statistic Analysis. Mathematic Performance.

Resumo. Palavras-chave: Ensino. Análise Estatística. Desempenho Matemático. Abstract. Key words: Teaching. Statistic Analysis. Mathematic Performance. Desempenho dos alunos do curso de matemática-habilitação licenciatura: do vestibular ao º ano de curso Desempenho dos alunos do curso de matemática habilitação licenciatura: do vestibular ao º ano de curso

Leia mais

Perícias Médicas Assistencia Técnica Patronal

Perícias Médicas Assistencia Técnica Patronal Perícias Médicas Assistencia Técnica Patronal Rogério Anthony Rogenski, Médico, CRM12400 PR, Especialista em Medicina do Trabalho, Diretor da Associação Nacional de Medicina do Trabalho Papel do assistente

Leia mais

EM 1994 O 1.º SIMPÓSIO BRASILEIRO DE ACUPUNTURA VETERINÁRIA.

EM 1994 O 1.º SIMPÓSIO BRASILEIRO DE ACUPUNTURA VETERINÁRIA. TERAPIAS EMERGENTES e ALTERNATIVAS CLÁUDIO RONALDO PEDRO claudio@fisiovet.com.br ACUPUNTURA VETERINÁRIA NO BRASIL INICIA NA DÉCADA DE 80 O PRINCIPAL PRECURSOR DA ACUPUNTURA VETERINARIA, FOI O PROF. TETSUO

Leia mais

Sistema Circulatório

Sistema Circulatório Sistema Circulatório O coração Localização: O coração está situado na cavidade torácica, entre a 2ª e 5ª costelas, entre os pulmões, com 2/3 para a esquerda, ápice para baixo e para esquerda e base para

Leia mais

A causa exata é determinada em apenas 12-15% dos pacientes extensamente investigados

A causa exata é determinada em apenas 12-15% dos pacientes extensamente investigados LOMBALGIA Prof. Jefferson Soares Leal Turma: Fisioterapia e Terapia Ocupacional Faculdade de Medicina da UFMG Aula e bibliografia recomendada estarão disponíveis para os alunos para donwload no site www.portalvertebra.com.br

Leia mais

OS MÉTODOS PILATES E RPG NO TRATAMENTO DA LOMBALGIA NA GRAVIDEZ: UMA REVISÃO DE LITERATURA

OS MÉTODOS PILATES E RPG NO TRATAMENTO DA LOMBALGIA NA GRAVIDEZ: UMA REVISÃO DE LITERATURA 22 OS MÉTODOS PILATES E RPG NO TRATAMENTO DA LOMBALGIA NA GRAVIDEZ: UMA REVISÃO DE LITERATURA Clarice Amarante Scipiao 1 Joelma Gomes da Silva 2 RESUMO O período gestacional, é marcado por profundas modificações

Leia mais

Palavras chave: Integração Sensorial. Parque infantil. Paralisia Cerebral. Terapia Ocupacional.

Palavras chave: Integração Sensorial. Parque infantil. Paralisia Cerebral. Terapia Ocupacional. A Terapia Ocupacional promovendo a integração sensorial ao intervir em uma criança de seis anos que apresenta paralisia cerebral hemiparética em parque infantil Resumo: Ana Carolina dos Santos Santana

Leia mais

PLANO DE SEDAÇÃO POR ANESTESISTAS NORMA Nº 641

PLANO DE SEDAÇÃO POR ANESTESISTAS NORMA Nº 641 Página: 1/10 1- OBJETIVO 1.1- Estabelecer as regras para a prática de sedação na instituição visando redução do risco e aumento da segurança aos pacientes do Sistema de Saúde Mãe de Deus. 1.2- Fornecer

Leia mais

www.josegoe s.com.br Prof. Ms. José Góes Página 1

www.josegoe s.com.br Prof. Ms. José Góes Página 1 Página 1 A coluna vertebral, assim como qualquer articulação, apresenta movimentos que possuem tanto grande como pequena amplitude articular. Estes recebem o nome de Macromovimentos e Micromovimentos,

Leia mais

UKLÉBERTTON DA SILVA BARROS ANÁLISE E COMPARAÇÃO DO NÍVEL DE FLEXIBILIDADE DE PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO DA ACADEMIA NOVAFORMA - DF

UKLÉBERTTON DA SILVA BARROS ANÁLISE E COMPARAÇÃO DO NÍVEL DE FLEXIBILIDADE DE PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO DA ACADEMIA NOVAFORMA - DF UKLÉBERTTON DA SILVA BARROS ANÁLISE E COMPARAÇÃO DO NÍVEL DE FLEXIBILIDADE DE PRATICANTES DE MUSCULAÇÃO DA ACADEMIA NOVAFORMA - DF Artigo apresentado ao Curso de graduação em Educação Física da Universidade

Leia mais

Lombalgia: incidência, sintomas e diagnóstico. Low back pain: incidence, presentation and diagnosis

Lombalgia: incidência, sintomas e diagnóstico. Low back pain: incidence, presentation and diagnosis Gustavo Velloso Lombalgia: incidência, sintomas e diagnóstico Gustavo Velloso 1 RESUMO - A dor lombar representa uma queixa habitual feita aos profissionais de saúde em suas diversas áreas de atuação.

Leia mais

VERIFICAÇÃO DA AMPLITUDE DOS MOVIMENTOS MANDIBULARES EM CRIANÇAS* RANGE OF MOTION ANALISES IN CHILDREN

VERIFICAÇÃO DA AMPLITUDE DOS MOVIMENTOS MANDIBULARES EM CRIANÇAS* RANGE OF MOTION ANALISES IN CHILDREN 35 VERIFICAÇÃO DA AMPLITUDE DOS MOVIMENTOS MANDIBULARES EM CRIANÇAS* RANGE OF MOTION ANALISES IN CHILDREN Célia Miyuki Hamazaki 1 Raquel Kawaura 1 Esther Mandelbaum Gonçalves Bianchini 2 Vicente José Assencio-Ferreira

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DO EXAME DE SUFICIÊNCIA PARA OBTENÇÃO DE CERTIFICADO DE ÁREA DE ATUAÇÃO EM DOR - 2015

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DO EXAME DE SUFICIÊNCIA PARA OBTENÇÃO DE CERTIFICADO DE ÁREA DE ATUAÇÃO EM DOR - 2015 EDITAL DE CONVOCAÇÃO DO EXAME DE SUFICIÊNCIA PARA OBTENÇÃO DE CERTIFICADO DE ÁREA DE ATUAÇÃO EM DOR - 2015 Pelo presente edital, a Comissão de Dor da Associação Médica Brasileira, em conjunto com a Associação

Leia mais

O uso do tens na lombalgia crônica

O uso do tens na lombalgia crônica 1 O uso do tens na lombalgia crônica Ednelson Azevedo Santos 1 ednelsonazevedofisio@hotmail.com Dayana Priscila Maia Meija 2 Pós-graduação em Ortopedia e Traumatologia com ênfase em Terapia Manual Faculdade

Leia mais

DIATERMIA POR ONDAS CURTAS: ANÁLISE DA TEMPERATURA CORPORAL SUPERFICIAL POR TERMOGRAFIA

DIATERMIA POR ONDAS CURTAS: ANÁLISE DA TEMPERATURA CORPORAL SUPERFICIAL POR TERMOGRAFIA DIATERMIA POR ONDAS CURTAS: ANÁLISE DA TEMPERATURA CORPORAL SUPERFICIAL POR TERMOGRAFIA Shortwave diathermy: surface analysis of body temperature in infrared Sergio Fernando Zavarize Doutor em Psicologia

Leia mais

DISTÚRBIOS OSTEOMUSCULARES RELACIONADOS AO TRABALHO NO FISIOTERAPEUTA

DISTÚRBIOS OSTEOMUSCULARES RELACIONADOS AO TRABALHO NO FISIOTERAPEUTA 60 DISTÚRBIOS OSTEOMUSCULARES RELACIONADOS AO TRABALHO NO FISIOTERAPEUTA Cristiany Garcia de Deus*; Edilene Gonçalves de Sales*; Elisiane Tonon*; ÉrikaTonon* Christiane Pereira Mello Munhos** Hélio Vidrich

Leia mais

UMA EXPERIENCIA EM CLÍNICA SOCIAL BIOENERGÉTICA BREVE FOCADA

UMA EXPERIENCIA EM CLÍNICA SOCIAL BIOENERGÉTICA BREVE FOCADA 1 UMA EXPERIENCIA EM CLÍNICA SOCIAL BIOENERGÉTICA BREVE FOCADA Marina Ricco Pedroso RESUMO Este trabalho teve início em 1998, com o objetivo de ampliar os posibilidades de atendimento em Bioenergética,

Leia mais

AGENDA. Considerações sobre a Dor do Parto Técnicas para alívio da dor

AGENDA. Considerações sobre a Dor do Parto Técnicas para alívio da dor MÉTODOS NÃO FARMACOLÓGICOS PARA ALÍVIO DA DOR NO TRABALHO DE PARTO Thayssa Rocha Humanização do Parto e Nascimento ENAM 2008 20/05/2008 AGENDA Considerações sobre a Dor do Parto Técnicas para alívio da

Leia mais

Método Mckenzie Aplicado a Dor Lombar em Indivíduos com Idade entre 20 50 Anos

Método Mckenzie Aplicado a Dor Lombar em Indivíduos com Idade entre 20 50 Anos Método Mckenzie Aplicado a Dor Lombar em Indivíduos com Idade entre 20 50 Anos Palavras-chaves: Dor Lombar, Método McKenzie e Fisioterapia. SANTOS, Nurian Jaslanne 1 SOUSA, Kemil Rocha 2 DINIZ, Danielle

Leia mais

SECOLV Sistema Especialista para Auxiliar no Diagnóstico de Enfermidades da Coluna Vertebral

SECOLV Sistema Especialista para Auxiliar no Diagnóstico de Enfermidades da Coluna Vertebral SECOLV Sistema Especialista para Auxiliar no Diagnóstico de Enfermidades da Coluna Vertebral Cassiana Fagundes da Silva, André Luiz B. de Souza, Eddie Patrick Silva, Jônatas Vales Rodrigues Faculdade Seama

Leia mais

1 Acadêmico do Curso de Fisioterapia da Unisul. Bolsista do artigo 170. E-mail: itamarmattos.neto@gmail.com

1 Acadêmico do Curso de Fisioterapia da Unisul. Bolsista do artigo 170. E-mail: itamarmattos.neto@gmail.com PREVALÊNCIA DE SÍNDROME DE IMPACTO DO OMBRO NOS ELETRICISTAS DAS CENTRAIS ELÉTRICAS DE SANTA CATARINA CELESC, AGÊNCIA REGIONAL DE TUBARÃO. Itamar Sebastião Mattos Neto¹; Romero de Souza 2; Ralph Fernando

Leia mais

ESTIMULAÇÃO ELÉTRICA NERVOSA TRANSCUTÂNEA (TENS) Prof. Ms. Marco Aurélio N. Added

ESTIMULAÇÃO ELÉTRICA NERVOSA TRANSCUTÂNEA (TENS) Prof. Ms. Marco Aurélio N. Added ESTIMULAÇÃO ELÉTRICA NERVOSA TRANSCUTÂNEA (TENS) Prof. Ms. Marco Aurélio N. Added 1 DOR & ANALGESIA! A d o r é u m a d a s p r i n c i p a i s q u e i x a s clínicas dos pacientes! A fisioterapia tem vários

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Anais. IV Seminário Internacional Sociedade Inclusiva

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Anais. IV Seminário Internacional Sociedade Inclusiva Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais Anais IV Seminário Internacional Sociedade Inclusiva Propostas e ações inclusivas: impasses e avanços Belo Horizonte 17 a 20 de outubro de 2006 Sessões

Leia mais

Introdução: a homeostase orgânica pode ser alterada pelo exercício físico, através do incremento

Introdução: a homeostase orgânica pode ser alterada pelo exercício físico, através do incremento TCC em Re vista 2009 85 PRADO, Fernanda Peres 13. Análise do estresse oxidativo no plasma sanguíneo através da microscopia óptica em indivíduos submetidos à crioimersão corporal imediata ao esforço físico

Leia mais

12º CONGRESSO DE MEDICINA DE FAMÍLIA E COMUNIDADE

12º CONGRESSO DE MEDICINA DE FAMÍLIA E COMUNIDADE 12º CONGRESSO DE MEDICINA DE FAMÍLIA E COMUNIDADE A Importância dos Grupos de Reabilitação em Dor Crônica Realizados pela Equipe NASF AUTOR THANYTA STELLA DE CAMPOS HISTÓRICO COMO SURGIU A IDÉIA DO TRABALHO?

Leia mais

Faculdades Adamantinenses Integradas (FAI) www.fai.com.br

Faculdades Adamantinenses Integradas (FAI) www.fai.com.br Faculdades Adamantinenses Integradas (FAI) www.fai.com.br LEITE, Gisele Bueno da Silva; MOURA, Karla Senger Pinto de; DORNELAS, Lilian Maria Candido de Souza; BORGES, Juliana Bassalobre Carvalho. Atuação

Leia mais

BANDAGENS TERAPÊUTICAS NA MTC

BANDAGENS TERAPÊUTICAS NA MTC Escola Brasileira de Medicina Chinesa BANDAGENS TERAPÊUTICAS NA MTC Êmile Cristina Gravalos TIPOS DE BANDAGENS SPORTS TAPING McCONNELL MULLIGAN KINESIO TAPING THERAPEUTIC TAPING DIFERENÇAS BANDAGENS FUNCIONAIS

Leia mais

O CONHECIMENTO DOS ENFERMEIROS DAS EQUIPES DE SAÚDE DA FAMÍLIA NA REALIZAÇÃO DO EXAME CLÍNICO DAS MAMAS

O CONHECIMENTO DOS ENFERMEIROS DAS EQUIPES DE SAÚDE DA FAMÍLIA NA REALIZAÇÃO DO EXAME CLÍNICO DAS MAMAS 1 O CONHECIMENTO DOS ENFERMEIROS DAS EQUIPES DE SAÚDE DA FAMÍLIA NA REALIZAÇÃO DO EXAME CLÍNICO DAS MAMAS THE KNOWLEDGE OF FAMILY HEALTH PROGRAM NURSES ABOUT PERFORMING CLINICAL BREAST EXAMINATIONS KÊNIA

Leia mais

TERAPIA POR ACUPUNTURA EM PONTOS AH-SHIH: UM ESTUDO PILOTO.

TERAPIA POR ACUPUNTURA EM PONTOS AH-SHIH: UM ESTUDO PILOTO. TERAPIA POR ACUPUNTURA EM PONTOS AH-SHIH: UM ESTUDO PILOTO. INTRODUÇÃO GRAHL, F. M; BABEL, F. L.; SCHMIDT, S. R.; SOUZA, S.; FORTES, D. V. FURB Faculdade de Fisioterapia - Blumenau - SC Atualmente a utilização

Leia mais

REABILITAÇÃO AQUÁTICA EM PRÉ E PÓS-OPERATÓRIO DO LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR NO ATLETA

REABILITAÇÃO AQUÁTICA EM PRÉ E PÓS-OPERATÓRIO DO LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR NO ATLETA REABILITAÇÃO AQUÁTICA EM PRÉ E PÓS-OPERATÓRIO DO LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR NO ATLETA Marcel Canhoto 1, Patrícia Raquel Carvalho de Aguiar 1, Renato de Souza e Silva 2, Antonio Carlos C. de Andrade 3,

Leia mais

O USO DA ONICOABRASÃO COMO MÉTODO DE AUXÍLIO NA OBTENÇÃO DE AMOSTRAS PARA O DIAGNÓSTICO DA ONICOMICOSE

O USO DA ONICOABRASÃO COMO MÉTODO DE AUXÍLIO NA OBTENÇÃO DE AMOSTRAS PARA O DIAGNÓSTICO DA ONICOMICOSE HOSPITAL DO SERVIDOR PÚBLICO MUNICIPAL DE SÃO PAULO O USO DA ONICOABRASÃO COMO MÉTODO DE AUXÍLIO NA OBTENÇÃO DE AMOSTRAS PARA O DIAGNÓSTICO DA ONICOMICOSE ANA FLÁVIA NOGUEIRA SALIBA São Paulo 2012 ANA

Leia mais

dores do parto parto É muito importante estarem conscientes da origem natural e saudável das dores que estão a sentir entrevista

dores do parto parto É muito importante estarem conscientes da origem natural e saudável das dores que estão a sentir entrevista doresde1:layout 1 11/19/08 10:32 PM Page 24 dores do As dores de constituem um dos maiores medos para as futuras mães. Saber o que fazer e como lidar com as dores pode ajudá-la a enfrentar o trabalho de

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE CAMPINAS CÂMARA TÉCNICA DE ESPECIALIDADES. Documento anexo do Manual de Ortopedia FIBROMIALGIA

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE CAMPINAS CÂMARA TÉCNICA DE ESPECIALIDADES. Documento anexo do Manual de Ortopedia FIBROMIALGIA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE CAMPINAS CÂMARA TÉCNICA DE ESPECIALIDADES Documento anexo do Manual de Ortopedia FIBROMIALGIA Em 1904, Gowers descreveu um conjunto de sinais e sintomas onde predominavam

Leia mais

COMPLICAÇÕES DECORRENTES DA DIABETES: RELATO DE CASO

COMPLICAÇÕES DECORRENTES DA DIABETES: RELATO DE CASO COMPLICAÇÕES DECORRENTES DA DIABETES: RELATO DE CASO Adelita Iatskiu (UNICENTRO), Amanda Constantini (UNICENTRO), Carolina G. de Sá (UNICENTRO), Caroline M. Roth ((UNICENTRO), Cíntia C. S. Martignago (UNICENTRO),

Leia mais

A Escoliose e suas Formas de Tratamento

A Escoliose e suas Formas de Tratamento A Escoliose e suas Formas de Tratamento? *Lucia Alves Vital Sampol? ** Antonio Vital Sampol *l Fisioterapeuta formada UNIGRANRIO ** Professor Unifoa e Celso Lisboa na Disciplina de Órteses e Próteses RESUMO

Leia mais

ATUAÇÃO DA TERAPIA OCUPACIONAL NA REIN- SERÇÃO SOCIAL DO PORTADOR DE TRANSTORNO AFETIVO BIPOLAR

ATUAÇÃO DA TERAPIA OCUPACIONAL NA REIN- SERÇÃO SOCIAL DO PORTADOR DE TRANSTORNO AFETIVO BIPOLAR 17 ATUAÇÃO DA TERAPIA OCUPACIONAL NA REIN- SERÇÃO SOCIAL DO PORTADOR DE TRANSTORNO AFETIVO BIPOLAR Ramão Américo Godoy Tatiane Barbosa Serrou da Silva Ana Maria de Oliveira Alves Resumo Este documento

Leia mais

Estrutura Funcional do Sistema Nervoso. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior

Estrutura Funcional do Sistema Nervoso. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior Estrutura Funcional do Sistema Nervoso Dr. Guanis de Barros Vilela Junior Estágios inicias da formação do SN O sistema nervoso humano começa a ser formado logo após a fecundação. À medida que se desenvolve

Leia mais

COMUNICAÇÃO TERAPÊUTICA ENTRE ENFERMEIRO E PACIENTE IDOSO EM PÓS-OPERATÓRIO

COMUNICAÇÃO TERAPÊUTICA ENTRE ENFERMEIRO E PACIENTE IDOSO EM PÓS-OPERATÓRIO COMUNICAÇÃO TERAPÊUTICA ENTRE ENFERMEIRO E PACIENTE IDOSO EM PÓS-OPERATÓRIO Kaisy Pereira Martins - UFPB kaisyjp@hotmail.com Kátia Neyla de Freitas Macêdo Costa UFPB katianeyla@yahoo.com.br Tatiana Ferreira

Leia mais

Dedico este trabalho às minhas filhas à minha esposa pelo apoio em todos os projetos. iii

Dedico este trabalho às minhas filhas à minha esposa pelo apoio em todos os projetos. iii Dedico este trabalho às minhas filhas à minha esposa pelo apoio em todos os projetos. iii Agradecimentos Um trabalho destes só é possível com a colaboração, participação e esforço conjugado de um elevado

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DA INCIDÊNCIA DE LESÕES ESPORTIVAS DURANTE OS 53º JOGOS REGIONAIS

CARACTERIZAÇÃO DA INCIDÊNCIA DE LESÕES ESPORTIVAS DURANTE OS 53º JOGOS REGIONAIS CARACTERIZAÇÃO DA INCIDÊNCIA DE LESÕES ESPORTIVAS DURANTE OS 53º JOGOS REGIONAIS Beatriz de Vilas Boas de Oliveira 1, Keyleytonn Sthil Ribeiro 2 1 Faculdade de Pindamonhangaba, Curso de Fisioterapia, biavilasboas@yahoo.com.br

Leia mais

O USO DA ELETROESTIMULAÇÃO NEUROMUSCULAR DE MÉDIA FREQÜÊNCIA NA REDUÇÃO DA PERIMETRIA ABDOMINAL NA MULHER ESTUDO DE CASO

O USO DA ELETROESTIMULAÇÃO NEUROMUSCULAR DE MÉDIA FREQÜÊNCIA NA REDUÇÃO DA PERIMETRIA ABDOMINAL NA MULHER ESTUDO DE CASO O USO DA ELETROESTIMULAÇÃO NEUROMUSCULAR DE MÉDIA FREQÜÊNCIA NA REDUÇÃO DA PERIMETRIA ABDOMINAL NA MULHER ESTUDO DE CASO Giselle Freitas Barbalho 1,2, Orlando Souza de Menezes 2 ; Thiago Gonçalves Alves

Leia mais

CORRELAÇÃO ENTRE CAPACIDADE INTELECTUAL, IDADE MENTAL E CRONOLÓGICA DE CRIANÇAS SUBMETIDAS A TRATAMENTO ODONTOLÓGICO

CORRELAÇÃO ENTRE CAPACIDADE INTELECTUAL, IDADE MENTAL E CRONOLÓGICA DE CRIANÇAS SUBMETIDAS A TRATAMENTO ODONTOLÓGICO CORRELAÇÃO ENTRE CAPACIDADE INTELECTUAL, IDADE MENTAL E CRONOLÓGICA DE CRIANÇAS SUBMETIDAS A TRATAMENTO ODONTOLÓGICO Gislaine Santos MASCARENHAS* Norma Tomie Matsumoto KUDO* Paula Massumi HAYASHI* Renata

Leia mais

APLICAÇÃO DO ÍNDICE DE CAPACIDADE PARA O

APLICAÇÃO DO ÍNDICE DE CAPACIDADE PARA O Universidade São Francisco Curso de Fisioterapia APLICAÇÃO DO ÍNDICE DE CAPACIDADE PARA O TRABALHO EM CIRURGIÕES-DENTISTAS Bragança Paulista 2006 Claudia da S. Santos Kátia M. Pereira APLICAÇÃO DO ÍNDICE

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIENCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE SAÚDE COMUNITÁRIA ESPECIALIZAÇÃO EM MEDICINA DO TRABALHO BRUNO MASSINHAN

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIENCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE SAÚDE COMUNITÁRIA ESPECIALIZAÇÃO EM MEDICINA DO TRABALHO BRUNO MASSINHAN UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIENCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE SAÚDE COMUNITÁRIA ESPECIALIZAÇÃO EM MEDICINA DO TRABALHO BRUNO MASSINHAN QUEIXAS REFERIDAS POR CAMINHONEIROS E MOTORISTAS PROFISSIONAIS

Leia mais

Aula Gratuita. #OperaçãoEBSERH. www.editorasanar.com.br

Aula Gratuita. #OperaçãoEBSERH. www.editorasanar.com.br 1 Aula Gratuita #OperaçãoEBSERH Olá concurseiro(a)! 2 É com imenso prazer que disponibilizamos esse Ebook-Aula voltado para quem almeija passar nos melhores concursos em Fisioterapia do país. Preparamos

Leia mais

LOMBALGIAS: MECANISMO ANÁTOMO-FUNCIONAL E TRATAMENTO

LOMBALGIAS: MECANISMO ANÁTOMO-FUNCIONAL E TRATAMENTO LOMBALGIAS: MECANISMO ANÁTOMO-FUNCIONAL E TRATAMENTO Alessandra Vascelai #, Ft, Titulacão: Especialista em Fisioterapia em Traumatologia do Adulto Reeducação Postural Global (RPG) Acupuntura. Resumo: Lombalgia

Leia mais

Fígado e Vesícula Biliar: Vascularização e Inervação. Orientador: Prof. Ms. Claúdio Teixeira Acadêmica: Letícia Lemos

Fígado e Vesícula Biliar: Vascularização e Inervação. Orientador: Prof. Ms. Claúdio Teixeira Acadêmica: Letícia Lemos Fígado e Vesícula Biliar: Vascularização e Inervação Orientador: Prof. Ms. Claúdio Teixeira Acadêmica: Letícia Lemos Vasos Sanguíneos do Fígado O Fígado possui vascularização dupla: Venosa(dominante) e

Leia mais

CASO CLINICO. Sexo: Masculino - Peso : 90 KIlos Altura: 1,90m

CASO CLINICO. Sexo: Masculino - Peso : 90 KIlos Altura: 1,90m CASO CLINICO Cliente : A. G - 21 anos - Empresa familiar - Sexo: Masculino - Peso : 90 KIlos Altura: 1,90m Motivo da avaliação: Baixa auto estima, dificuldade em dormir, acorda várias vezes a noite. Relatou

Leia mais

INTERVENÇÃO FONOAUDIOLÓGICA NO SERVIÇO DE CONTROLE DA DOR OROFACIAL E DEFORMIDADES DENTOFACIAIS DO HULW/UFPB

INTERVENÇÃO FONOAUDIOLÓGICA NO SERVIÇO DE CONTROLE DA DOR OROFACIAL E DEFORMIDADES DENTOFACIAIS DO HULW/UFPB INTERVENÇÃO FONOAUDIOLÓGICA NO SERVIÇO DE CONTROLE DA DOR OROFACIAL E DEFORMIDADES DENTOFACIAIS DO HULW/UFPB ALVES, Giorvan Ânderson dos santos Alves LOPES SOBRINHO, Paulo Naati LUNA, Anibal Henrique Barbosa

Leia mais

MODIFICAÇÕES NA FLEXIBILIDADE E NA FORÇA MUSCULAR EM PACIENTES COM DOR LOMBAR TRATADOS COM ISOSTRETCHING E RPG

MODIFICAÇÕES NA FLEXIBILIDADE E NA FORÇA MUSCULAR EM PACIENTES COM DOR LOMBAR TRATADOS COM ISOSTRETCHING E RPG 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 MODIFICAÇÕES NA FLEXIBILIDADE E NA FORÇA MUSCULAR EM PACIENTES COM DOR LOMBAR TRATADOS COM ISOSTRETCHING E RPG Fábio Alexandre Moreschi Guastala 1, Mayara

Leia mais

Irlene Maria Lanius Saurim 2 e Cristiana Basso 3

Irlene Maria Lanius Saurim 2 e Cristiana Basso 3 Disc. Scientia. Série: Ciências da Saúde, Santa Maria, v. 9, n. 1, p. 115-120, 2008. 115 ISSN 2177-3335 AVALIAÇÃO DO DESPERDÍCIO DE ALIMENTOS DE BUFÊ EM RESTAURANTE COMERCIAL EM SANTA MARIA, RS 1 EVALUATION

Leia mais

O Estress Pós-Traumático: Uma Seqüela Invisível dos Acidentes de Trânsito.

O Estress Pós-Traumático: Uma Seqüela Invisível dos Acidentes de Trânsito. O Estress Pós-Traumático: Uma Seqüela Invisível dos Acidentes de Trânsito. Raquel Almqvist * Introdução O Estresse Pós-Traumático é um sintoma psiquiátrico que sucede uma experiência em um evento de uma

Leia mais

IDET Intradiscal Electrothermal Therapy

IDET Intradiscal Electrothermal Therapy IDET Intradiscal Electrothermal Therapy (Terapia Eletrotermal Intradiscal) A coluna vertebral é formada por vários ossos empilhados, uns sobre os outros, denominados vértebras (figura 1). Figura 1: Uma

Leia mais

INTERVENÇÃO FISIOTERAPÊUTICA EM PORTADORES SOROPOSITIVOS COM MANIFESTAÇÃO DE NEUROTOXOPLASMOSE ABRIGADOS NO LAR DA FRATERNIDADE, EM TERESINA-PI.

INTERVENÇÃO FISIOTERAPÊUTICA EM PORTADORES SOROPOSITIVOS COM MANIFESTAÇÃO DE NEUROTOXOPLASMOSE ABRIGADOS NO LAR DA FRATERNIDADE, EM TERESINA-PI. APRESENTAÇÃO ORAL INTERVENÇÃO FISIOTERAPÊUTICA EM PORTADORES SOROPOSITIVOS COM MANIFESTAÇÃO DE NEUROTOXOPLASMOSE ABRIGADOS NO LAR DA FRATERNIDADE, EM TERESINA-PI. Nidiany da Silva Medeiros*-NOVAFAPI Carmem

Leia mais

42º Congresso Bras. de Medicina Veterinária e 1º Congresso Sul-Brasileiro da ANCLIVEPA - 31/10 a 02/11 de 2015 - Curitiba - PR 1

42º Congresso Bras. de Medicina Veterinária e 1º Congresso Sul-Brasileiro da ANCLIVEPA - 31/10 a 02/11 de 2015 - Curitiba - PR 1 1 AGRAVOS POR MORDEDURAS DE CÃES EM CAMPUS UNIVERSITÁRIO, CURITIBA-PR INJURIES BY BITING DOGS IN UNIVERSITY CAMPUS, CURITIBA CITY, BRAZIL MAYSA PELLIZZARO 1, GRAZIELA RIBEIRO DA CUNHA 2, ANA CAROLINA YAMAKAWA

Leia mais

Uso do tens na dor da disfunção temporomandibular na fisioterapia

Uso do tens na dor da disfunção temporomandibular na fisioterapia 1 Uso do tens na dor da disfunção temporomandibular na fisioterapia Daiana Flávia da Silva 1 daiana.flavia@hotmail.com Dayana Priscila Maia Mejia 2 Pós-graduação em Traumato Ortopedia Faculdade Ávila Resumo

Leia mais

TRATAMENTO CONSERVATIVO E CIRÚRGICO DE HÉRNIA DE DISCO (TIPO I) TORACOLOMBAR GRAU V EM CÃO RELATO DE CASO

TRATAMENTO CONSERVATIVO E CIRÚRGICO DE HÉRNIA DE DISCO (TIPO I) TORACOLOMBAR GRAU V EM CÃO RELATO DE CASO 1 TRATAMENTO CONSERVATIVO E CIRÚRGICO DE HÉRNIA DE DISCO (TIPO I) TORACOLOMBAR GRAU V EM CÃO RELATO DE CASO LYS DE BARROS FOGAGNOLI 1, MILTON MIKIO MORISHIN FILHO 2. 1- Graduanda Medicina Veterinária Universidade

Leia mais

MELHORA DAS DORES CORPORAIS RELACIONADA Á PRÁTICA REGULAR DE HIDROGINÁSTICA

MELHORA DAS DORES CORPORAIS RELACIONADA Á PRÁTICA REGULAR DE HIDROGINÁSTICA 9. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( X) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA MELHORA DAS

Leia mais

Mobilização Neural - Aspectos Gerais

Mobilização Neural - Aspectos Gerais Mobilização Neural - Aspectos Gerais Sergio Marinzeck, Ft, M.Phty (Manip), MPAA www.terapiamanual.com.br Introdução Nos últimos vinte anos, muitos fisioterapeutas com formação orientada à ortopedia, voltaram-se

Leia mais