AUTÓGRAFO DE LEI N. 83, DE 30 DE SETEMBRO DE 2013

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AUTÓGRAFO DE LEI N. 83, DE 30 DE SETEMBRO DE 2013"

Transcrição

1 AUTÓGRAFO DE LEI N. 83, DE 30 DE SETEMBRO DE 2013 Altera a Lei n. 1788/2009 e alterações (PPA exercício 2010/2013), a Lei n. 2077/2012 (LDO exercício de 2013 e alterações) e abre Crédito Suplementar na Lei n. 2078/2012 (Lei Orçamentária Anual para 2013) e dá outras providências. O Presidente da Câmara de Vereadores do Município de Lucas do Rio Verde, Estado de Mato Grosso. Faço saber que a Câmara Municipal aprovou o seguinte Projeto de Lei: Art. 1º Fica autorizado a incluir na Lei n. 1788/2009 e alterações, que trata do Plano Plurianual para o período de 2010/2013, o crédito suplementar nas dotações, conforme discriminação no artigo 3º, contemplado no Anexo I. Art. 2º Fica autorizado a incluir na Lei n. 2077/2012, que trata da Lei de Diretrizes Orçamentárias para o exercício de 2013, o crédito suplementar nas dotações, conforme discriminação no artigo 3º, contemplado no Anexo II. Art. 3º Fica autorizado a incluir na Lei n. 2078/2012, que trata da Lei Orçamentária Anual para o exercício de 2013, conforme contemplado no Anexo III, e a abrir um crédito adicional suplementar no valor de R$ ,00 (cinco milhões, setecentos e sete mil, cento e trinta e quatro reais), para atender a seguinte dotação orçamentária: 02 - GABINETE DO PREFEITO Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas 5.000, Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas ,00 Total da Secretaria ,00 03 SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO, GESTÃO E ORÇAMENTO Despesas Correntes Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas 900, Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas 3.000, Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas ,00 Total da Secretaria ,00 04 SECRETARIA MUNICIPAL DE FINANÇAS

2 Despesas Correntes Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas 770,00 Total da Secretaria ,00 05 SECRETARIA MUNICIPAL DE INFRAESTRUTURA E OBRAS Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesas Correntes Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesas Correntes Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesas Correntes Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas 7.000,00 Total da Secretaria ,00 06 SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA Despesas Correntes Aplicações Diretas ,00 Total da Secretaria ,00 08 SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE Despesas Correntes Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas Decorrentes de Operações entre Órgãos , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas Decorrentes de Operações entre Órgãos 6.000, Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas Decorrentes de Operações entre Órgãos , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas Decorrentes de Operações entre Órgãos ,00

3 Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , /202 Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas Decorrentes de Operações entre Órgãos 5.000, /202 Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas 5.000, /202 Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , /202 Despesas Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas 8.000, Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas 8.000, Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas Decorrentes de Operações entre Órgãos 800, Despesa Com Pessoal Aplicações Direta , Despesas Correntes Aplicações Direta ,

4 Despesas Correntes Aplicações Diretas , Despesas Correntes Aplicações Diretas Decorrentes de Operações entre Órgãos ,00 Total da Secretaria ,00 09 SECRETARIA MUNICIPAL DE CIDADANIA E HABITAÇÃO Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesas Correntes Aplicações Diretas ,00 Total da Secretaria ,00 10 SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesas Correntes Aplicações Diretas ,00 Total da Secretaria ,00 11 SECRETARIA MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas ,00 Total da Secretaria ,00 16 SECRETARIA MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas 5.200,00 Total da Secretaria 5.200,00 TOTAL GERAL ,00 Art. 4º Para cumprimento de parte do artigo terceiro e, de acordo com o art. 43, parágrafo 1º, inciso III, da Lei Federal n /64, ficam parcialmente anuladas as seguintes dotações orçamentárias: 02 - GABINETE DO PREFEITO Despesas Com Pessoal Aplicações Diretas ,00 Total da Secretaria ,00 03 SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO, GESTÃO E ORÇAMENTO

5 Despesas Com Pessoal Aplicação Diretas 1.300, Despesas Correntes Aplicação Diretas , /501 Despesas de Capital Investimentos , Despesas Com Pessoal - Aplicações Diretas 7.000, Despesas Com Pessoal - Aplicações Diretas 1.400, Despesas Com Pessoal - Aplicações Diretas 3.000, Despesa Com Pessoal - Aplicações Diretas 1.500, Despesa Com Pessoal - Aplicações Diretas 1.000, Despesas de Capital Investimentos , Despesas Correntes Aplicação Diretas , Despesas de Capital Investimentos , Despesas Correntes Aplicação Diretas 2.000, Despesa Com Pessoal - Aplicações Direta , Despesa Com Pessoal - Aplicações Diretas , Despesa Correntes - Aplicações Diretas , Despesas Correntes Aplicação Diretas , Despesas de Capital Investimentos , Despesas Com Pessoal - Aplicações Diretas , Despesas Com Pessoal - Aplicações Diretas , Despesas Correntes Aplicação Diretas 5.000, Despesas Correntes Aplicação Diretas ,00 Total da Secretaria ,00 04 SECRETARIA MUNICIPAL DE FINANÇAS

6 Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas 5.000, Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas 1.650,00 Total da Secretaria ,00 05 SECRETARIA MUNICIPAL DE INFRAESTRUTURA E OBRAS Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas 4.000, Despesas Correntes Aplicações Diretas ,00 Total da Secretaria ,00 06 SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesas Correntes Aplicações Diretas 5.600, Despesas de Capital Investimentos 2.500,00 Total da Secretaria ,00 07 SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO Despesas Correntes Aplicações Diretas 5.000, Despesas de Capital Investimentos 4.000, Despesas Correntes Aplicações Diretas , Despesas de Capital Investimentos 5.000, Despesas Correntes Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesas Correntes Aplicações Diretas ,

7 Despesas de Capital Investimentos , Principal da Dívida Contratual Resgatada 5.000, Despesas de Capital Investimentos , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas ,00 Total da Secretaria ,00 08 SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE Despesas Correntes Aplicações Diretas 4.000, Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicação Diretas Decorrentes de Operações entre Órgãos , Despesa Correntes Aplicações Diretas 6.000, Despesa Correntes Aplicações Diretas , Despesa Correntes Aplicações Diretas , Despesas Correntes Aplicações Direta , Despesas Capital Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesas Com Pessoal Aplicações Diretas Decorrentes de Operações entre Órgãos , Despesas Com Pessoal Aplicações Direta , Despesas Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesas Com Pessoal Aplicações Diretas Decorrentes de Operações entre Órgãos 15.00, Despesas Com Pessoal Aplicações Diretas Decorrentes de Operações entre Órgãos 5.000, Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas Decorrentes de Operações entre Órgãos ,00

8 Despesas Correntes Aplicações Diretas , Despesas Com Pessoal Aplicações Diretas 4.400, Despesas Correntes Aplicações Diretas , Despesas de Capital Aplicações Diretas , /202 Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas Decorrentes de Operações entre Órgãos , Despesas de Capital Aplicações Diretas , Despesas Com Pessoal Aplicações Diretas , /202 Despesas de Capital Aplicações Diretas , Despesas Correntes Aplicações Diretas , Despesas Correntes Aplicações Diretas 7.000, Despesas Correntes Aplicações Diretas 4.000, Despesas Correntes Aplicações Diretas , Despesas Correntes Transferências a Instituições Privadas sem Fins Lucrativos , Despesas Com Pessoal Aplicações Diretas Decorrentes de Operações entre Órgão , Despesas de Capital Aplicações Diretas , Despesas Correntes Aplicações Diretas 7.000, Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesas de Correntes Aplicações Diretas , Despesas de Correntes Aplicações Diretas , Despesas de Correntes Aplicações Diretas , Despesas de Capital Aplicações Diretas 5.000,00 Total da Secretaria ,00 09 SECRETARIA MUNICIPAL DE CIDADANIA E HABITAÇÃO

9 Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesas Correntes Transferências a Entidades Privadas sem fins Lucrativos ,00 Total da Secretaria ,00 10 SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO Despesas Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesas Correntes Aplicações Diretas , Despesas Correntes Aplicações Diretas , Despesas Correntes Aplicações Diretas , Despesas Com Pessoal Aplicações Diretas 4.000, Despesas Correntes Aplicações Diretas , Despesas Correntes Aplicações Diretas 2.000, Despesas Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesas Correntes Aplicações Diretas , Despesas de Capital Investimentos , Despesas Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesas Correntes Aplicações Diretas , Despesas Com Pessoal Aplicações Diretas 369, Despesas Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesas Com Pessoal Aplicações Diretas 7.000, Despesas de Capital Investimentos , Despesas de Capital Investimentos , Despesas Com Pessoal Aplicações Diretas 7.000, Despesas Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesas Correntes Aplicações Diretas 6.000,00

10 Despesas Correntes Aplicações Diretas 5.000, Despesas Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesas Com Pessoal Aplicações Diretas 6.000, Despesas Correntes Aplicações Diretas , Despesas de Capital Investimentos , Despesas Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesas Correntes Aplicações Diretas , Despesas de Capital Investimentos , Despesas Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesas Com Pessoal Aplicações Diretas 2.000, Despesas Com Pessoal Aplicações Diretas 5.000, Despesas Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesas Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesas Com Pessoal Aplicações Diretas 2.100, Despesas Correntes Aplicações Diretas 4.000, Despesas Correntes Aplicações Diretas 4.950, Despesas de Capital Investimentos 2.500, Despesas Com Pessoal Aplicações Diretas 9.000, Despesas de Capital Investimentos ,00 Total da Secretaria ,00 11 SECRETARIA MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER Despesas Com Pessoal Aplicações Diretas 5.000, Despesas Correntes Aplicações Diretas ,

11 Despesas de Capital Investimentos 7.501, Despesas Correntes Aplicações Diretas , Despesas Correntes Aplicações Diretas ,00 Total da Secretaria ,00 15 SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA E TURISMO Despesas de Capital Investimentos , Despesas Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesas Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesas de Capital Investimentos 5.000, Despesas Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesas Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesas de Capital Investimentos 5.000,00 Total da Secretaria ,00 16 SECRETARIA MUNICIPAL DE MEIO AMBIENTE Despesa Com Pessoal Aplicações Diretas , Despesas Correntes Aplicações Diretas ,00 Total da Secretaria ,00 TOTAL GERAL ,00 Art. 5º Esta Lei entra em vigor na da ta de sua publicação. Art. 6º Revogam-se as disposições em contrário. Palácio do Cidadão, 30 de setembro de AIRTON CALLAI Presidente CLEUSA MARCHEZAN DE MARCO 1ª Secretária

12 ANEXO I Emenda na Lei n. 1788/2009 e alterações (Plano Plurianual Exercício 2010/2013). 1-Projeto 2-Atividade 3-O. Esp. AÇÕES DO PROGRAMA OBJETIVOS DO PROGRAMA/AÇÕES PRODUTO Unid. Med. QUANTIDADE E VALORES (Meta Física e Meta Financeira) MF Met.Fin. MF Met. Fin. M F Met.Fi n MF MANUTENÇAO DO GABINETE DO PREFEITO Garantir recursos para manutenção do Gabinete Gabinete do Prefeito Mantido DO SISTEMA DE CONTROLE INTERNO Assegurar a boa gestão dos recursos publico, relacionados à execução contábil, financeira, operacional e patrimonial, quanto à legalidade, legitimidade, economicidade, aplicação das subvenções e renuncia de receitas. Sistema de Controle Interno Mantido MANUTENCAO DA SEC. DE GESTÃO Evitar gastos desnecessários,melhorar a agilidade de arquivamentos, facilitar acesso dos servidores ao olerite, melhoria do controle de assiduidade dos funcionários e pontualidade, melhoria no atendimento dos servidores. Secretaria mantida MANUTENÇAO DO DPTO DE RECURSOS HUMANOS Evitar gastos desnecessários,melhorar a agilidade de arquivamentos, facilitar acesso dos servidores ao olerite, melhoria do controle de assiduidade dos funcionários e pontualidade, melhoria no atendimento dos servidores. Dpto Recursos Humanos DO PROCOM Garantir disponibilização sobre Organização do Sistema Municipal de Defesa do Consumidor. Dpto Procons MANUTENÇAO DO DPTO DE TECNOLOGIA INFORMAÇÃO O plano diretor de tecnologia da informação, viabilizará em toda a área municipal um infraestrutura de comunicação e internet para cesso nas secretarias e setores. O projeto de PDTI visa melhorar a estrutura física, assegurar a integridade de dados e info Depto de T.I MANUTENÇAO DA SECRETARIA DE FINANÇAS Melhorar os resultados operacionais direcionado as prestações de contas aos órgãos Estaduais e Federais e outras (TCE, SISTN, SIOPE, SIOPES, LRF ETC.). Sec. De finanças mantida

13 MANUTENÇAO DO SETOR DE TRIBUTOS Promover a melhoria do atendimento ao contribuinte e Incrementar o aumento da arrecadação própria Setor de Tributos DE ENGENHARIA E ARQUITETURA AQUISIÇÃO, E CONTROLE DE COMBUSTIVEL DO SETOR DE PEÇAS E SERVIÇOS DE VEÍCULOS DO SETOR EXECUÇÃO DE OBRAS DO SETOR ADMINISTRATI VO DO SETOR DE FISCALIZAÇÃO DE OBRAS DA SECRETARIA AGRICULTURA DA GESTÃO ADMINISTRATIVA DO SUS Atender a demanda de elaboração e análise de projetos com excelência. Manter o setor de controle de combustíveis e peças e oficina com eficiência e efetividade. Manter o setor de controle de combustíveis e peças e oficina com eficiência e efetividade. Manter o setor de execução de obras e serviços com eficiência, eficácia e efetividade. Esta Atividade visa atender e manter as necessidades do setor Administrativo Manter o setor de fiscalização de obras com eficiência e eficácia. Manter a secretaria para proporcionar um atendimento de qualidade e profissionais capacitados. Administrar toda rede SUS no município, conectada à rede regional fazendo a regionalização solidária e apoiar a execução de todas as ações dos programas da saúde de forma organizada, integrada e com a participação popular (gestão solidária). Departament o de engenharia e arquitetura Setor de combustível Mantido Setor de peças e serviços Setor de execução de obras Setor de administrativ o obras Setor de fiscalização de obras Sec. De aagricultura mantida SUS

14 DO PSF I Melhorar a qualidade de vida da população, através da garantia do acesso e da qualidade dos serviços de saúde, executando ações que façam a vigilância constante à saúde, no cumprimento dos principais princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) PSF DO PSF II Melhorar a qualidade de vida da população, através da garantia do acesso e da qualidade dos serviços de saúde, executando ações que façam a vigilância constante à saúde, no cumprimento dos principais princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) PSF DO PSF III Melhorar a qualidade de vida da população, através da garantia do acesso e da qualidade dos serviços de saúde, executando ações que façam a vigilância constante à saúde, no cumprimento dos principais princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) PSF DO PSF IV Melhorar a qualidade de vida da população, através da garantia do acesso e da qualidade dos serviços de saúde, executando ações que façam a vigilância constante à saúde, no cumprimento dos principais princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) PSF DO PSF V Melhorar a qualidade de vida da população, através da garantia do acesso e da qualidade dos serviços de saúde, executando ações que façam a vigilância constante à saúde, no cumprimento dos principais princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) PSF DO PSF VI Melhorar a qualidade de vida da população, através da garantia do acesso e da qualidade dos serviços de saúde, executando ações que façam a vigilância constante à saúde, no cumprimento dos principais princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) PSF DO PSF VII Melhorar a qualidade de vida da população, através da garantia do acesso e da qualidade dos serviços de saúde, executando ações que façam a vigilância constante à saúde, no cumprimento dos principais princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) PSF DO PSF VIII Melhorar a qualidade de vida da população, através da garantia do acesso e da qualidade dos serviços de saúde, executando ações que façam a vigilância constante à saúde, no cumprimento dos principais princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) PSF DO PSF IX Melhorar a qualidade de vida da população, através da garantia do acesso e da qualidade dos serviços de saúde, executando ações que façam a vigilância constante à saúde, no cumprimento dos principais princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) PSF DO PSF X Melhorar a qualidade de vida da população, através da garantia do acesso e da qualidade dos serviços de saúde, executando ações que façam a vigilância constante à saúde, no cumprimento dos principais princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) PSF DO PSF XI Melhorar a qualidade de vida da população, através da garantia do acesso e da qualidade dos serviços de saúde, executando ações que façam a vigilância constante à saúde, no cumprimento dos principais princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) PSF DO PSF XII Melhorar a qualidade de vida da população, através da garantia do acesso e da qualidade dos serviços de saúde, executando ações que façam a vigilância constante à saúde, no cumprimento dos principais princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) PSF DO PROGRAMA SAÚDE BUCAL Melhorar a qualidade de vida da população, através da garantia do acesso e da qualidade dos serviços de saúde, executando ações que façam a vigilância constante à saúde, no cumprimento dos principais princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) Programa Saúde Bucal.

15 DO CENTRO DE ESPECIALIDAD E MÉDICA/PRONT O ATENDIMENTO DO CENTRO DE REABILITAÇÃO/ FISIOTERAPIA Melhorar a integralidade do SUS, aumentando a resolutividade dos casos que necessitam dos serviços de média complexidade (ambulatorial, hospitalar, apoio diagnóstico, reabilitação), mantendo sempre a acessibilidade com qualidade. Melhorar a integralidade do SUS, aumentando a resolutividade dos casos que necessitam dos serviços de média complexidade (ambulatorial, hospitalar, apoio diagnóstico, reabilitação), mantendo sempre a acessibilidade com qualidade. Centro de especialidade Centro de Reabilitação DO LABORATORIO ANALISE CLINICAS E CITOLOGIA MUNICIPAL Melhorar a integralidade do SUS, aumentando a resolutividade dos casos que necessitam dos serviços de média complexidade (ambulatorial, hospitalar, apoio diagnóstico, reabilitação), mantendo sempre a acessibilidade com qualidade. Laboratorio DA AGENCIA TRANSFUCION AL Melhorar a integralidade do SUS, aumentando a resolutividade dos casos que necessitam dos serviços de média complexidade (ambulatorial, hospitalar, apoio diagnóstico, reabilitação), mantendo sempre a acessibilidade com qualidade. Agencia Transfucional DA CENTRAL DE REGULAÇÃO Melhorar a integralidade do SUS, aumentando a resolutividade dos casos que necessitam dos serviços de média complexidade (ambulatorial, hospitalar, apoio diagnóstico, reabilitação), mantendo sempre a acessibilidade com qualidade. Central de Regulação DO PROGRAMA FARMACIA BASICA DA VIGILÂNCIA SANITÁRIA Melhorar a integralidade do SUS, aumentando a resolutividade dos casos que necessitam dos serviços de média complexidade (ambulatorial, hospitalar, apoio diagnóstico, reabilitação), mantendo sempre a acessibilidade com qualidade. Desenvolver um conjunto de medidas capazes de eliminar, diminuir ou prevenir riscos à saúde, além de intervir nos problemas sanitários decorrentes do meio ambiente, incluindo o ambiente de trabalho, da produção e da circulação de bens e da prestação de serviços. Farmacia básica mantida Vigilância Sanitária mantida DA VIG. AMBIENTAL E EPIDEMIOLÓGI CA Desenvolver um conjunto de medidas capazes de eliminar, diminuir ou prevenir riscos à saúde, além de intervir nos problemas sanitários decorrentes do meio ambiente, incluindo o ambiente de trabalho, da produção e da circulação de bens e da prestação de serviços. Vigilancia ambiental e epidemiológi ca mantida

16 MANUTENÇAO DA SECRETARIA DE DESENVOLVIM ENTO SOCIAL Manter a secretaria de desenvolvimento social com eficiência e efetividade. Secretaria mantida DO DEPARTAMENT O ADMINISTRATI VO EDUCACIONAL- SMEC DO FUNDEB CRECHE 60% DO FUNDEB PRÉ-ESCOLA 60% DO TRANSPORTE ESCOLAR DO SETOR DE RECURSOS HUMAMOS - ESPORTE Manutencao da Secretaria Municipal de Meio Ambiente Oferecer serviços de qualidade ao público que necessita de seus serviços. Construir espaços educativos para que atenda a demanda da população em idade de 0 a 6 anos. Construir espaços educativos para que atenda a demanda da população em idade de 0 a 6 anos. Oferecer transporte de qualidade e que atenda a demanda de alunos oriundos da zona rural. Propiciar e garantir a contratação de pessoal, mantendo a qualidade técnica profissional, através de ações de capacitação continuada, dando suporte para o melhor rendimento possível do servidor no desenvolvimento de suas funções. Manutencao da Secretaria Municipal de Meio Ambiente Manutenção do Departament o administrativ o Educacional SMEC FUNDEB 60% FUNDEB 60% Programa do transporte escolar Setor de Recursos Humanos Esporte Secretaria de meio ambiente TOTAL ,00

17 ANEXO II Emenda na Lei n. 2078/2012 (Lei Orçamentária Anual 2013). ITEM FUNÇÃO SUBFUNÇÃO PROGRAMA AÇÕES PROJETO ATIVIDADE OBJETIVOS 1 04-Administração Administração Geral Administração do Gabinete do Prefeito Manutenção do Gabinete do Prefeito Manutenção do Gabinete do Prefeito Garantir recursos para manutenção do Gabinete 2 04-Administração 124-Controle Interno Controle Legal 2011-Manutenção do Sistema de Controle Interno 2011-Manutenção do Sistema de Controle Interno Garantir recursos para manutenção da Assessoria Jurídica Municipal 3 04-Administração 122- Administração Geral 0301 Gestão Publica Geral 2031 Manutenção da Secretaria de Gestão Publica 2031 Manutenção da Secretaria de Gestão Publica Evitar gastos desnecessários, melhorar a agilidade de arquivamentos, facilitar acesso dos servidores ao holerite, melhoria do controle de assiduidade dos funcionários e pontualidade, melhoria no atendimento dos servidores. comunidade local Administração 122- Administração Geral 0304 Funcionalismo e Modernização - RH Manutenção Depto Recursos Humanos 2029 Manutenção Depto Recursos Humanos Aperfeiçoar cada vez mais as relações de integração com os setores desta municipalidade e 5 04-Administração 122- Administração Geral 0306-Procon Manutenção do Procon Manutenção do Procon Atingir todos os interessados em contratar com o município dando publicidade de todas as ações do departamento, proporcionando agilidade as secretarias solicitantes com serviços e pessoal suficiente Administração 126- Tecnologia da Informação 0302-PDTI - Plano Diretor de Tecnologia da Informação Manutenção do Departamento de Tecnologia da Informação Manutenção do Departamento de Tecnologia da Informação O plano diretor de tecnologia da informação, viabilizará em toda a área municipal um infraestrutura de comunicação e internet para cesso nas secretarias e setores. O projeto de PDTI visa melhorar a estrutura física, assegurar a integridade de dados Administração 122- Administração Geral 0401-Administração Financeira 2005-Manutenção da Secretátia de Finanças 2005-Manutenção da Secretátia de Finanças Melhorar os resultados operacionais direcionado as prestações de contas aos órgãos Estaduais e Federais e outras (TCE, SISTN, SIOPE, SIOPES, LRF ETC.).

18 Administração 129- Administração de Receitas 0402-Tributos Manutenção do Setor de Tributos Manutenção do Setor de Tributos Promover a melhoria do atendimento ao contribuinte e Incrementar o aumento da arrecadação própria Administração 122- Administração Geral 0502-Engenharia e Arquitetura Engenharia e Arquitetura Engenharia e Arquitetura Atender a demanda de elaboração e análise de projetos com excelência Administração 122- Administração Geral 0504-Peças, Serviços de Veiculos e Combustiveis 2138-Aquisição, Manutenção e Controle de Combustivel 2138-Aquisição, Manutenção e Controle de Combustivel Manter o setor de controle de combustíveis e peças e oficina com eficiência e efetividade Administração 122-Administração Geral 0504-Peças, Serviços de Veiculos e Combustiveis Manutenção do Setor de Peças e Serviços de Veículos Manutenção do Setor de Peças e Serviços de Veículos Manter o setor de controle de combustíveis e peças e oficina com eficiência e efetividade Administração 122-Administração Geral Execução de Obras e Serviços Geral Manutenção do Setor Execução de Obras Manutenção do Setor Execução de Obras Manter o setor de execução de obras e serviços com eficiência, eficácia e efetividade Administração 122-Administração Geral 0501 Administrativo de Obras 2140 Manutenção do Setor Administrativo 2140 Manutenção do Setor Administrativo Esta Atividade visa atender e manter as necessidades do setor Administrativo 04 - Administração 452 Serviços Urbanos 0503-Fiscalização de Obras 2161-Manutenção do Setor de Fiscalização de Obras 2161-Manutenção do Setor de Fiscalização de Obras Manter o setor de fiscalização de obras com eficiência e eficácia. 20-Agricultura 122-Administração Geral 0601 Manutenção da Sec.de Agricultura 2063 Manutenção da Sec.de Agricultura 2063 Manutenção da Sec.de Agricultura Manter a secretaria para proporcionar um atendimento de qualidade e profissionais capacitados Saúde 122-Administração Geral 0801-Setor administrativo da Saúde Gestão SUS Manutenção da Gestão Administrativa do SUS Manutenção da Gestão Administrativa do SUS Administrar toda rede SUS no município, conectada à rede regional fazendo a regionalização solidária e apoiar a execução de todas as ações dos programas da saúde de forma organizada, integrada e com a participação popular (gestão solidária) Saúde 301- Atenção Básica Atenção Básica Manutenção do PSF I Manutenção do PSF I Melhorar a qualidade de vida da população, através da garantia do acesso e da qualidade dos serviços de saúde, executando ações que façam a vigilância constante à saúde, no cumprimento dos principais princípios do Sistema Único de Saúde (SUS)

19 17 10-Saúde 301- Atenção Básica Atenção Básica Manutenção do PSF II Manutenção do PSF II Melhorar a qualidade de vida da população, através da garantia do acesso e da qualidade dos serviços de saúde, executando ações que façam a vigilância constante à saúde, no cumprimento dos principais princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) Saúde 301- Atenção Básica Atenção Básica Manutenção do PSF III Manutenção do PSF III Melhorar a qualidade de vida da população, através da garantia do acesso e da qualidade dos serviços de saúde, executando ações que façam a vigilância constante à saúde, no cumprimento dos principais princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) Saúde 301- Atenção Básica Atenção Básica Manutenção do PSF IV Manutenção do PSF IV Melhorar a qualidade de vida da população, através da garantia do acesso e da qualidade dos serviços de saúde, executando ações que façam a vigilância constante à saúde, no cumprimento dos principais princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) Saúde 301- Atenção Básica Atenção Básica Manutenção do PSF V Manutenção do PSF V Melhorar a qualidade de vida da população, através da garantia do acesso e da qualidade dos serviços de saúde, executando ações que façam a vigilância constante à saúde, no cumprimento dos principais princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) Saúde 301- Atenção Básica Atenção Básica Manutenção do PSF VI Manutenção do PSF VI Melhorar a qualidade de vida da população, através da garantia do acesso e da qualidade dos serviços de saúde, executando ações que façam a vigilância constante à saúde, no cumprimento dos principais princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) Saúde 301- Atenção Básica Atenção Básica Manutenção do PSF VII Manutenção do PSF VII Melhorar a qualidade de vida da população, através da garantia do acesso e da qualidade dos serviços de saúde, executando ações que façam a vigilância constante à saúde, no cumprimento dos principais princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) Saúde 301- Atenção Básica Atenção Básica Manutenção do PSF VIII Manutenção do PSF VIII Melhorar a qualidade de vida da população, através da garantia do acesso e da qualidade dos serviços de saúde, executando ações que façam a vigilância constante à saúde, no cumprimento dos principais princípios do Sistema Único de Saúde (SUS)

20 22 10-Saúde 301- Atenção Básica Atenção Básica Manutenção do PSF IX Manutenção do PSF IX Melhorar a qualidade de vida da população, através da garantia do acesso e da qualidade dos serviços de saúde, executando ações que façam a vigilância constante à saúde, no cumprimento dos principais princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) Saúde 301- Atenção Básica Atenção Básica Manutenção do PSF X 105- Manutenção do PSF X Melhorar a qualidade de vida da população, através da garantia do acesso e da qualidade dos serviços de saúde, executando ações que façam a vigilância constante à saúde, no cumprimento dos principais princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) Saúde 301- Atenção Básica Atenção Básica Manutenção do PSF XI Manutenção do PSF XI Melhorar a qualidade de vida da população, através da garantia do acesso e da qualidade dos serviços de saúde, executando ações que façam a vigilância constante à saúde, no cumprimento dos principais princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) Saúde 301- Atenção Básica Atenção Básica Manutenção do PSF XII Manutenção do PSF XII Melhorar a qualidade de vida da população, através da garantia do acesso e da qualidade dos serviços de saúde, executando ações que façam a vigilância constante à saúde, no cumprimento dos principais princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) Saúde 301- Atenção Básica Atenção Básica Manutenção do Programa Saúde Bucal Manutenção do Programa Saúde Bucal Melhorar a qualidade de vida da população, através da garantia do acesso e da qualidade dos serviços de saúde, executando ações que façam a vigilância constante à saúde, no cumprimento dos principais princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) Saúde 302- Assitência Hospitalar e Ambulatorial MAC Média e Alta Complexidade 2144-Manutenção do Centro de Especialidade Médica/Pronto Atendimento Saúde 302- Assitência Hospitalar e Ambulatorial MAC Média e Alta Complexidade 2148-Manutenção do Centro de Reabilitação/Fisioterapia 2144-Manutenção do Centro de Especialidade Médica/Pronto Atendimento 2148-Manutenção do Centro de Reabilitação/Fisioterapia Melhorar a integralidade do SUS, aumentando a resolutividade dos casos que necessitam dos serviços de média complexidade (ambulatorial, hospitalar, apoio diagnóstico, reabilitação), mantendo sempre a acessibilidade com qualidade. Melhorar a integralidade do SUS, aumentando a resolutividade dos casos que necessitam dos serviços de média complexidade (ambulatorial, hospitalar, apoio diagnóstico, reabilitação), mantendo sempre a acessibilidade com qualidade.

21 10 10-Saúde 302- Assitência Hospitalar e Ambulatorial MAC Média e Alta Complexidade 2149-Manutenção do Laboratorio Analise Clinicas e Citologia Municipal 2149-Manutenção do Laboratorio Analise Clinicas e Citologia Municipal Melhorar a integralidade do SUS, aumentando a resolutividade dos casos que necessitam dos serviços de média complexidade (ambulatorial, hospitalar, apoio diagnóstico, reabilitação), mantendo sempre a acessibilidade com qualidade. 10-Saúde 302- Assitência Hospitalar e Ambulatorial MAC Média e Alta Complexidade 2150-Manutenção da Agencia Transfucional 2150-Manutenção da Agencia Transfucional Melhorar a integralidade do SUS, aumentando a resolutividade dos casos que necessitam dos serviços de média complexidade (ambulatorial, hospitalar, apoio diagnóstico, reabilitação), mantendo sempre a acessibilidade com qualidade Saúde 302- Assitência Hospitalar e Ambulatorial MAC Média e Alta Complexidade 2221-Manutenção da Central de Regulação 2221-Manutenção da Central de Regulação Melhorar a integralidade do SUS, aumentando a resolutividade dos casos que necessitam dos serviços de média complexidade (ambulatorial, hospitalar, apoio diagnóstico, reabilitação), mantendo sempre a acessibilidade com qualidade. 10-Saúde 303 Suporte Profilático e Terapêutico 0805 Assistência Farmacêutica Suporte Profilático e Terapêutico 2134 Manutenção do Programa Farmácia Básica 2134 Manutenção do Programa Farmácia Básica Melhorar a integralidade do SUS, aumentando a resolutividade dos casos que necessitam dos serviços de média complexidade (ambulatorial, hospitalar, apoio diagnóstico, reabilitação), mantendo sempre a acessibilidade com qualidade Saúde 304- Vigilãncia Sanitária Vigilância em Saúde 2154-Manutenção em Vigilância Sanitária 2154-Manutenção em Vigilância Sanitária Desenvolver um conjunto de medidas capazes de eliminar, diminuir ou prevenir riscos à saúde, além de intervir nos problemas sanitários decorrentes do meio ambiente, incluindo o ambiente de trabalho, da produção e da circulação de bens e da prestação de serviços Saúde 305- Vigilãncia Epidemiólogica Vigilância em Saúde 2152-Manutenção da Vig. Ambiental e Epidemiológica Assistência Social 122- Administração Geral Administração Geral do Desenvolvimento Social 2039-Manutençao da Secretaria de Desenvolvimento Social 2152-Manutenção da Vig. Ambiental e Epidemiológica 2039-Manutençao da Secretaria de Desenvolvimento Social Desenvolver um conjunto de medidas capazes de eliminar, diminuir ou prevenir riscos à saúde, além de intervir nos problemas sanitários decorrentes do meio ambiente, incluindo o ambiente de trabalho, da produção e da circulação de bens e da prestação de serviços. Manter a secretaria de desenvolvimento social com eficiência e efetividade.

22 42 12-Educação Administração Geral 1001 Administração geral SMEC 2057 Manutenção do departamento administrativo da SMEC 2057 Manutenção do departamento administrativo da SMEC Oferecer serviços de qualidade ao público que necessita de seus serviços Educação 365-Educação Infantil 1003-Educação Infantil Aprendendo desde cedo Manutenção FUNDEB CRECHE 60% Manutenção FUNDEB CRECHE 60% Construir espaços educativos para que atenda a demanda da população em idade de 0 a 6 anos Educação 365-Educação Infantil 1003-Educação Infantil Aprendendo desde cedo Manutenção FUNDEB PRÉ-ESCOLA 60% Manutenção FUNDEB PRÉ-ESCOLA 60% Construir espaços educativos para que atenda a demanda da população em idade de 0 a 6 anos Educação 361-Ensino Fundamental 1009-Transporte Escolar Eficiente e seguro 2085 Manutenção do transporte escolar 2085 Manutenção do transporte escolar Oferecer transporte de qualidade e que atenda a demanda de alunos oriundos da zona rural Administração 122- Administração Geral Suporte Tecnico e Administrativo 2171-Manutenção do Setor de Recursos Humamos - Esporte 2171-Manutenção do Setor de Recursos Humamos - Esporte Atender os alunos portadores de necessidades especiais (garantia da inclusão, permanência, acessibilidade e capacitação dos profissionais), por meio da rede direta e de estabelecimento de convênios com entidades da sociedade civil. 04-Administração 122- Administração Geral 1601 Meio Ambiente Administrativo 2763-Manutenção da Sec. De Meio Ambiente 2763-Manutenção da Sec. De Meio Ambiente TOTAL ,00

23 ANEXO III Emenda na Lei n. 2077/2012 (Lei de Diretrizes Orçamentárias Exercício de 2013). Item Função Subfunção Programa Ação Projeto Atividade Indicadores Físico/Financeiro MF Valor 1 04-Administração Administração Geral Administração do Gabinete do Prefeito Manutenção do Gabinete do Prefeito Manutenção do Gabinete do Prefeito 2 04-Administração 124-Controle Interno Controle Legal 2011-Manutenção do Sistema de Controle Interno 2011-Manutenção do Sistema de Controle Interno 04-Administração 122- Administração Geral 0301 Gestão Publica Geral 2031 Manutenção da Secretaria de Gestão Publica 2031 Manutenção da Secretaria de Gestão Publica 3 04-Administração 122- Administração Geral 0304 Funcionalismo e Modernização - RH Manutenção Depto Recursos Humanos 2029 Manutenção Depto Recursos Humanos 4 04-Administração 122- Administração Geral 0306-Procon Manutenção do Procon Manutenção do Procon 5 04-Administração 126- Tecnologia da Informação 0302-PDTI - Plano Diretor de Tecnologia da Informação Manutenção do Departamento de Tecnologia da Informação Manutenção do Departamento de Tecnologia da Informação

24 6 04-Administração 122- Administração Geral 0401-Administração Financeira 2005-Manutenção da Secretátia de Finanças 2005-Manutenção da Secretátia de Finanças Administração 129- Administração de Receitas 0402-Tributos Manutenção do Setor de Tributos Manutenção do Setor de Tributos 8 04-Administração 122- Administração Geral 0502-Engenharia e Arquitetura Engenharia e Arquitetura Engenharia e Arquitetura 9 04-Administração 122- Administração Geral 0504-Peças, Serviços de Veiculos e Combustiveis 2138-Aquisição, Manutenção e Controle de Combustivel 2138-Aquisição, Manutenção e Controle de Combustivel Administração 122-Administração Geral 0504-Peças, Serviços de Veiculos e Combustiveis Manutenção do Setor de Peças e Serviços de Veículos Manutenção do Setor de Peças e Serviços de Veículos Administração 122-Administração Geral Execução de Obras e Serviços Geral Manutenção do Setor Execução de Obras Manutenção do Setor Execução de Obras Administração 122-Administração Geral 0501 Administrativo de Obras 2140 Manutenção do Setor Administrativo 2140 Manutenção do Setor Administrativo Administração 452 Serviços Urbanos 0503-Fiscalização de Obras 2161-Manutenção do Setor de Fiscalização de Obras 2161-Manutenção do Setor de Fiscalização de Obras

LEI N. 2418, DE 29 DE ABRIL DE 2015

LEI N. 2418, DE 29 DE ABRIL DE 2015 Poder Executivo. LEI N. 2418, DE 29 DE ABRIL DE 2015 Autoriza o Poder Executivo Municipal a firmar Convênio com a Fundação Luverdense de Saúde- Hospital São Lucas, no valor de R$ 3.000.000,00 (três milhões

Leia mais

LEI Nº 1.017/2013 DE 21 DE MAIO DE 2013.

LEI Nº 1.017/2013 DE 21 DE MAIO DE 2013. Lei nº 1.017/2013-Pag.1/6 LEI Nº 1.017/2013 DE 21 DE MAIO DE 2013. SÚMULA: Autoriza o Executivo Municipal a efetuar abertura de Crédito Adicional Especial no Orçamento de 2013 e dá outras providências.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE IRACEMA - RR

PREFEITURA MUNICIPAL DE IRACEMA - RR Página: 1 Órgão: 01 - CÂMARA MUNICIPAL DE IRACEMA Unidade: 01 - CÂMARA MUNICIPAL DE IRACEMA 324.000,00 TOTAL UNIDADE 324.000,00 TOTAL ÓRGÃO 324.000,00 Página: 2 Órgão: 02 - GABINETE DO PREFEITO Unidade:

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 164-03/2015

PROJETO DE LEI Nº 164-03/2015 PROJETO DE LEI Nº 164-03/2015 Dispõe sobre a criação do Conselho Municipal do Idoso e do Fundo Municipal dos Direitos do Idoso. LUIS FERNANDO SCHMIDT, Prefeito Municipal de Lajeado, Estado do Rio Grande

Leia mais

LEI Nº 2.581/2009. O Prefeito Municipal de Caeté, Minas Gerais, faz saber que a Câmara Municipal aprovou e ele sanciona a seguinte Lei:

LEI Nº 2.581/2009. O Prefeito Municipal de Caeté, Minas Gerais, faz saber que a Câmara Municipal aprovou e ele sanciona a seguinte Lei: LEI Nº 2.581/2009 DISPÕE SOBRE O PLANO DE CARREIRA E REMUNERAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO BÁSICA DO MUNICÍPIO DE CAETÉ. O Prefeito Municipal de Caeté, Minas Gerais, faz saber que a Câmara Municipal

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA PORTARIA Nº 238/GABS/SEF/SC, DE 20 DE JULHO DE 2015.

ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA PORTARIA Nº 238/GABS/SEF/SC, DE 20 DE JULHO DE 2015. SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA PORTARIA Nº 238/GABS/SEF/SC, DE 20 DE JULHO DE 2015. Torna público o Relatório Resumido da Execução Orçamentária da Administração Direta e Indireta, relativo aos meses de

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE LEI N. 2.678, DE 27 DE DEZEMBRO DE 2012 Estima a Receita e fixa a Despesa do Estado para o exercício financeiro de 2013, e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE FAÇO SABER que a Assembleia

Leia mais

LEI Nº 1550, DE 17 DE ABRIL DE 2008

LEI Nº 1550, DE 17 DE ABRIL DE 2008 Autoria: Poder Executivo LEI Nº 1550, DE 17 DE ABRIL DE 2008 Reestrutura o Conselho Municipal de Turismo COMTUR e cria o Fundo Municipal do Turismo de Lucas do Rio Verde e da outras providências. O Prefeito

Leia mais

MUNICÍPIO DE CASTELO CONSOLIDADO ESPÍRITO SANTO 27.165

MUNICÍPIO DE CASTELO CONSOLIDADO ESPÍRITO SANTO 27.165 001 - CÂMARA MUNICIPAL DE CASTELO 001 - CÂMARA MUNICIPAL DE CASTELO 01 Legislativa 1.776.613,21 1.776.613,21 01031 Ação Legislativa 1.776.613,21 1.776.613,21 010310001 APOIO ADMINISTRATIVO DA CÂMARA MUNICIPAL

Leia mais

PROJETO DE LEI N. 32, DE 13 DE ABRIL DE 2016

PROJETO DE LEI N. 32, DE 13 DE ABRIL DE 2016 PRJET DE LEI N. 32, DE 13 DE ABRIL DE 2016 Altera a Lei n. 2159/2013 (PPA exercício 2014/2017), a Lei n. 2449/2015 (LD exercício de 2016) e alterações e abre Crédito Suplementar na Lei n. 2503/2015 (Lei

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR

ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR ESTADO DE ALAGOAS GABINETE DO GOVERNADOR DECRETO Nº 4.059, DE 1º DE OUTUBRO DE 2008 CRIA OS NÚCLEOS DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL NO ÂMBITO DA SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E DO ESPORTE E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BAURU

PREFEITURA MUNICIPAL DE BAURU LEI Nº 6.576, DE 23 DE OUTUBRO DE 2.014 P. 35.427/13 (4.599/13-Emdurb) Cria o Conselho Municipal de Mobilidade de Bauru e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE BAURU, nos termos do art. 51 da

Leia mais

LEI Nº 13.792, de 18 de julho de 2006. (PDIL) Procedência: Governamental Natureza: PL 141/06 DO: 17.928 de 20/07/06 Fonte - ALESC/Coord.

LEI Nº 13.792, de 18 de julho de 2006. (PDIL) Procedência: Governamental Natureza: PL 141/06 DO: 17.928 de 20/07/06 Fonte - ALESC/Coord. LEI Nº 13.792, de 18 de julho de 2006. (PDIL) Documentação Procedência: Governamental Natureza: PL 141/06 DO: 17.928 de 20/07/06 Fonte - ALESC/Coord. Estabelece políticas, diretrizes e programas para a

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE CARIDADE DO PIAUÍ, ESTADO DO PIAUÍ.

O PREFEITO MUNICIPAL DE CARIDADE DO PIAUÍ, ESTADO DO PIAUÍ. ESTADO DO PIAUÍ PREFEITURA MUNICIPAL DE CARIDADE DO PIAUÍ CNPJ (MF) 01.612.575/0001-28 Rua José Antonio Lopes s/nº = (0xx89) 3464-0001 Cep: 64.590-000 - Centro Caridade do Piauí Piauí LEI Nº 121 DE 16

Leia mais

LEI ORDINÁRIA N º Dispõe sobre a reorganização administrativa da Administração Pública Municipal de Iguatemi e dá outras providências O PREFEITO MUNICIPAL DE IGUATEMI Estado de Mato Grosso do Sul Excelentíssimo

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GOTARDO CNPJ: 18.602.037/0001-55 Insc. Est. Isento São Gotardo Minas Gerais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GOTARDO CNPJ: 18.602.037/0001-55 Insc. Est. Isento São Gotardo Minas Gerais LEI COMPLEMENTAR Nº.132, DE 02 DE MARÇO DE 2015. Dispõe sobre a criação e extinção de cargos em comissão de livre provimento e exoneração sem aumento da despesa e dá outras providências. O povo do Município

Leia mais

V Congresso CONSAD de Gestão Pública

V Congresso CONSAD de Gestão Pública Ministério do Planejamento Secretaria de Gestão Pública V Congresso CONSAD de Gestão Pública Agenda Federativa Valéria Salgado Diretora de Inovação e Melhoria da Gestão Pública Agenda Federativa de Melhoria

Leia mais

LEI Nº 1047/2012. O Prefeito do Município de Pinhalão, Estado do Paraná. Faço saber que a Câmara Municipal decreta, e eu, sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 1047/2012. O Prefeito do Município de Pinhalão, Estado do Paraná. Faço saber que a Câmara Municipal decreta, e eu, sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 1047/2012 O Prefeito do Município de Pinhalão,. SÚMULA: Dispõe sobre as Diretrizes Orçamentárias para o exercício de 2013 e dá outras providências. Faço saber que a Câmara Municipal decreta, e eu,

Leia mais

O PREFEITO DE GOIÂNIA, no uso de suas atribuições legais, e CAPÍTULO I DO FUNDO MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER

O PREFEITO DE GOIÂNIA, no uso de suas atribuições legais, e CAPÍTULO I DO FUNDO MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER 1 Gabinete do Prefeito DECRETO Nº 4139, DE 11 DE SETEMBRO DE 2013. Regulamenta o Fundo Municipal de Esporte e Lazer e o Incentivo ao Esporte e Lazer e dá outras providências. O PREFEITO DE GOIÂNIA, no

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 005/99, de 17 de Dezembro de 1999.

LEI COMPLEMENTAR Nº 005/99, de 17 de Dezembro de 1999. LEI COMPLEMENTAR Nº 005/99, de 17 de Dezembro de 1999. Dispõe sobre a Reorganização da Estrutura Administrativa do Poder Executivo do Município de Chapadão do Sul (MS), e dá outras providências. O Prefeito

Leia mais

LEI Nº. 2.128 DE 19 DE MARÇO DE 2008.

LEI Nº. 2.128 DE 19 DE MARÇO DE 2008. LEI Nº. 2.128 DE 19 DE MARÇO DE 2008. Altera a Lei nº. 1.767, de 28 de novembro de 2001, que dispõe sobre a Nova Estrutura Organizacional da Prefeitura Municipal de Cáceres, e dá outras providências, modificada

Leia mais

ESTADO DO PARÁ Município de Altamira PODER EXECUTIVO

ESTADO DO PARÁ Município de Altamira PODER EXECUTIVO LEI N.º 1.638, DE 20 DE OUTUBRO DE 2006. Institui a Lei de Responsabilidade Social do e dá outras Providências. A PREFEITA DE ALTAMIRA, Estado do Pará, no uso de suas atribuições legais, faz saber que

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 14/2016 DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DE PARTICIPAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA COMUNIDADE NEGRA CAPÍTULO I

PROJETO DE LEI Nº 14/2016 DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DE PARTICIPAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA COMUNIDADE NEGRA CAPÍTULO I PROJETO DE LEI Nº 14/2016 DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DE PARTICIPAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DA COMUNIDADE NEGRA RUI VALDIR OTTO BRIZOLARA, Prefeito Municipal de Morro Redondo, Estado do Rio

Leia mais

LEI Nº 3.262/07 DE 13/12/07

LEI Nº 3.262/07 DE 13/12/07 LEI Nº 3.262/07 DE 13/12/07 ESTIMA A RECEITA E FIXA A DESPESA DO MUNICÍPIO DE CAMPOS NOVOS PARA O EXERCÍCIO DE 2008 Cirilo Rupp, Prefeito em exercício do Município de Campos Novos, Estado de Santa Catarina,

Leia mais

LEI Nº 1578, DE 03 DE JUNHO DE 2008.

LEI Nº 1578, DE 03 DE JUNHO DE 2008. LEI Nº 1578, DE 03 DE JUNHO DE 2008. Autoria: Poder Executivo Altera a Lei nº 1217/2005/1426/2007 (PPA exercício 2006/2009); a Lei nº 1438/2007 (LDO exercício de 2008), e abre Crédito Especial na Lei nº1499/2007

Leia mais

CAPÍTULO I DO APOIO A GESTÃO DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE CAPÍTULO II DA CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE

CAPÍTULO I DO APOIO A GESTÃO DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE CAPÍTULO II DA CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE LEI N.º 1.297, DE 06 DE JULHO DE 2010. Dispõe sobre apoio a Gestão do Sistema Único de Saúde, da realização de conferências no âmbito municipal, da reformulação e funcionamento do Conselho Municipal de

Leia mais

Lei nº 590/10/2010. Do Orçamento do Município. Dos Orçamentos das Unidades Gestoras Prefeitura e Câmara Municipal

Lei nº 590/10/2010. Do Orçamento do Município. Dos Orçamentos das Unidades Gestoras Prefeitura e Câmara Municipal M U N I C Í P I O D E C H I A P E T A Lei nº 590/10/2010 Estima a Receita e fixa a Despesa do Município de CHIAPETA para o Exercício de 2011.. OSMAR KUHN, Prefeito Municipal de CHIAPETA, faz saber a todos

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITATIM

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITATIM Código PREFEITURA MUNICIPAL DE ITATIM ITATIM - BA Anexo VII, da Lei Nº 4.320/64 - Orçamento 2016 Programa de Trabalho - Demonstrativo de Funções, Subfunções e Programas por Projetos e Atividades Especificação

Leia mais

LEI Nº 001 DE 14 DE JANEIRO DE 1987

LEI Nº 001 DE 14 DE JANEIRO DE 1987 LEI Nº 001 DE 14 DE JANEIRO DE 1987 Súmula: Dispõe sobre a Estrutura Administrativa da Prefeitura Municipal de Primavera do Leste, Estado de Mato Grosso e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE

Leia mais

Prefeitura Municipal de Chácara Rua: Heitor Candido, 60 Centro 36.110-000 Chácara Minas Gerais Telefax: (32) 3277-1014 E-mail; pchacara@acessa.com.

Prefeitura Municipal de Chácara Rua: Heitor Candido, 60 Centro 36.110-000 Chácara Minas Gerais Telefax: (32) 3277-1014 E-mail; pchacara@acessa.com. LEI 646 DE 14 DE DEZEMBRO DE 2005 Dispõe sobre a Política Municipal do Idoso. O Prefeito Municipal de Chácara, MG, faço saber que a Câmara Municipal de Chácara decreta e eu sanciono a seguinte Lei: INSTITUI

Leia mais

O ORÇAMENTO PÚBLICO AO ALCANCE DO CIDADÃO

O ORÇAMENTO PÚBLICO AO ALCANCE DO CIDADÃO O ORÇAMENTO PÚBLICO AO ALCANCE DO CIDADÃO Denise Rocha Assessora de Política Fiscal e Orçamentária São Luís - MA 23 a 27 de agosto de 2004 1ª ETAPA - ENTENDENDO O ORÇAMENTO PÚBLICO A importância do orçamento

Leia mais

O Balanço Social será composto pelos seguintes indicadores:

O Balanço Social será composto pelos seguintes indicadores: LEI N o 9.536, DE 28 DE JUNHO DE 2004. SÚMULA: Cria o Selo da Cidadania por meio da apresentação do Balanço Social das empresas públicas e privadas e das organizações do terceiro setor estabelecidas no

Leia mais

Modelo de Projeto de Lei (Origem Poder Executivo) Dispõe sobre as diretrizes para a elaboração da lei orçamentária de 2011.

Modelo de Projeto de Lei (Origem Poder Executivo) Dispõe sobre as diretrizes para a elaboração da lei orçamentária de 2011. Modelo de Projeto de Lei (Origem Poder Executivo) Dispõe sobre as diretrizes para a elaboração da lei orçamentária de 2011. CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1 o São estabelecidas, em cumprimento

Leia mais

LEI Nº 6559 DE 16 DE OUTUBRO DE 2013. INSTITUI A POLÍTICA ESTADUAL DO IDOSO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

LEI Nº 6559 DE 16 DE OUTUBRO DE 2013. INSTITUI A POLÍTICA ESTADUAL DO IDOSO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. LEI Nº 6559 DE 16 DE OUTUBRO DE 2013. INSTITUI A POLÍTICA ESTADUAL DO IDOSO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de

Leia mais

EDUARDO BRAGA Governador do Estado

EDUARDO BRAGA Governador do Estado DECRETO N.º 24031, DE 26 DE JANEIRO DE 2.004 APROVA o Regimento Interno da SECRETARIA DE CONTROLE INTERNO, ÉTICA E TRANSPARÊNCIA - SCI, e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DO AMAZONAS, no

Leia mais

LEI Nº 15.853 DE 11 DE OUTUBRO DE 2011.

LEI Nº 15.853 DE 11 DE OUTUBRO DE 2011. LEI Nº 15.853 DE 11 DE OUTUBRO DE 2011. 1 Dispõe sobre a criação do Conselho Municipal de Economia Solidária e o Fundo Municipal de Fomento à Economia Solidária e dá outras providências. O Prefeito Municipal

Leia mais

MUNICÍPIO DE NOVA LARANJEIRAS ESTADO DO PARANÁ

MUNICÍPIO DE NOVA LARANJEIRAS ESTADO DO PARANÁ LEI Nº 1077/2015 DATA: 07/12/2015 ESTIMA A RECEITA E FIXA A DESPESA DO MUNICÍPIO DE NOVA LARANJEIRAS PARA O EXERCÍCIO FINANCEIRO DE 2016 A CÂMARA MUNICIPAL DE NOVA LARANJEIRAS, ESTADO DO PARANÁ, APROVOU

Leia mais

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSUNTOS JURÍDICOS

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSUNTOS JURÍDICOS PUBLICADO NO DOMP Nº 756 DE: 08/05/2013 PÁG. 1/4 PREFEITURA DE PALMAS LEI N o 1.966, DE 8 DE MAIO DE 2013. (Alterada pela Lei nº 2.198, de 03/12/2015). (Alterada pela Lei nº 2.097 de. A CÂMARA MUNICIPAL

Leia mais

Prefeitura Municipal de Guaranésia

Prefeitura Municipal de Guaranésia LEI 1.652, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2006. ESTIMA A RECEITA E FIXA A DESPESA DO MUNICÍPIO DE GUARANÉSIA PARA O EXERCÍCIO FINANCEIRO DE 2007. O Prefeito Municipal de Guaranésia. Faço saber que a Câmara Municipal

Leia mais

Lei nº 8.111, de 08 de outubro de 2009.

Lei nº 8.111, de 08 de outubro de 2009. Lei nº 8.111, de 08 de outubro de 2009. Dispõe sobre a política municipal do idoso e dá outras providências A CÂMARA MUNICIPAL DE CAMPOS DOS GOYTACAZES DECRETA E EU SANCIONO A SEGUINTE LEI: CAPÍTULO I

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE. Senhor Presidente,

RIO GRANDE DO NORTE. Senhor Presidente, RIO GRANDE DO NORTE Mensagem n.º 046/2012 GE Em Natal, 14 de setembro de 2012. Excelentíssimo Senhor Deputado Ricardo Motta M.D. Presidente da Assembléia Legislativa do Estado. Senhor Presidente, Tenho

Leia mais

LEI Nº 5.079/2005. (Estabelece o Plano Plurianual 2006-2009 e dá outras providências)

LEI Nº 5.079/2005. (Estabelece o Plano Plurianual 2006-2009 e dá outras providências) LEI Nº 5.079/2005 (Estabelece o Plano Plurianual 2006-2009 e dá outras providências) A CÂMARA MUNICIPAL DE RIO VERDE-GO APROVA E EU, PREFEITO MUNICIPAL, SANCIONO A SEGUINTE LEI: Art. 1º - Fica estabelecido

Leia mais

O Prefeito Municipal de Macuco, no uso de suas atribuições legais, faz saber que a Câmara Municipal de Macuco aprovou e ele sanciona a seguinte,

O Prefeito Municipal de Macuco, no uso de suas atribuições legais, faz saber que a Câmara Municipal de Macuco aprovou e ele sanciona a seguinte, LEI Nº 302/05 "DISPÕE SOBRE O PLANO DE CARREIRA E REMUNERAÇÃO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO MUNICIPAL E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS" O Prefeito Municipal de Macuco, no uso de suas atribuições legais, faz saber que

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DE GUABIRABA PE Palácio Municipal Dr. Franklin Farias Neves

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DE GUABIRABA PE Palácio Municipal Dr. Franklin Farias Neves L E I N º 2 7 6 / 2 0 1 3..... ( L O A ) EMENTA: Dispõe sobre o Orçamento Fiscal do Município da Barra de Guabiraba, para o exercício financeiro de 2014 e da outras providencias. O PREFEITO CONSTITUCIONAL

Leia mais

DECRETO No:01911 /2015 ABRE CREDITO ADICIONAL SUPLEMENTAR

DECRETO No:01911 /2015 ABRE CREDITO ADICIONAL SUPLEMENTAR FOLHA: 1 O PREFEITO MUNICIPAL de PRUDENTE DE MORAIS, no uso de suas atribuições legais, nos termos da Lei No 4320/64 e, Lei Municipal Nº 1100 / 2015 CONSIDERANDO: DECRETA: Artigo 1º - Ficam abertos creditos

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SAQUAREMA RUA CORONEL MADUREIRA 77 - CNPJ:32147670/0001-21

PREFEITURA MUNICIPAL DE SAQUAREMA RUA CORONEL MADUREIRA 77 - CNPJ:32147670/0001-21 Página 1 PODER 01 PODER LEGISLATIVO ORGÃO 01 CAMARA MUNICIPAL DE SAQUAREMA UNIDADE 01 CAMARA MUNICIPAL DE SAQUAREMA 01 Legislativa 6.436.730,49 01 031 Ação Legislativa 6.436.730,49 01 031 0079 GESTÃO ADMINISTRATIVA

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS GABINETE CIVIL

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS GABINETE CIVIL DECRETO Nº 309, DE 6 DE DEZEMBRO DE 2005. Aprova o Regimento Interno e o Organograma da Secretaria Municipal do Trabalho e Cooperativismo e dá outras providências. O PREFEITO DE PALMAS no uso das atribuições

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VENTANIA Estado do Paraná

PREFEITURA MUNICIPAL DE VENTANIA Estado do Paraná LEI N 0 511, DE 24 DE SETEMBRO DE 2010 AUTORIZA O EXECUTIVO MUNICIPAL A EFETUAR A ABERTURA DE CREDITO ADICIONAL SUPLEMENTAR NO ORÇAMENTO DO MUNICIPIO DE VENTANIA, PARA O EXERCICIO DE 2010. Faço saber que

Leia mais

LEI Nº1856, DE 19 DE JANEIRO DE 2015

LEI Nº1856, DE 19 DE JANEIRO DE 2015 GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ LEI Nº1856, DE 19 DE JANEIRO DE 2015 Estima a Receita e fixa a Despesa do Estado para o exercício financeiro de 2015. do art. 107 da Constituição Estadual, sanciono a seguinte

Leia mais

A PRÁTICA DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO

A PRÁTICA DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO A PRÁTICA DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO François E. J. de Bremaeker Luiz Estevam Gonçalves Rio de Janeiro fevereiro de 2015 A PRÁTICA DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO François E. J. de Bremaeker Economista e Geógrafo,

Leia mais

PROJETO LEI N 75/2015

PROJETO LEI N 75/2015 PROJETO LEI N 75/2015 Dispõe sobre as Diretrizes Orçamentárias para o Exercício Financeiro de 2015 e dá outras providências. CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Ficam estabelecidas as metas,

Leia mais

DECRETO CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS

DECRETO CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS DECRETO Nº 2.537 DE 13 DE MARÇO DE 2013 REGULAMENTA O FUNDO MUNICIPAL DE APOIO Á POLÍTICA DO IDOSO-FUMAPI, CRIADO PELA LEI COMPLEMENTAR Nº 033/2003, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O Prefeito do Município de

Leia mais

Constituição Federal - CF - 1988 Título VIII Da Ordem Social Capítulo III Da Educação, da Cultura e do Desporto Seção I Da Educação

Constituição Federal - CF - 1988 Título VIII Da Ordem Social Capítulo III Da Educação, da Cultura e do Desporto Seção I Da Educação Constituição Federal - CF - 1988 Título VIII Da Ordem Social Capítulo III Da Educação, da Cultura e do Desporto Seção I Da Educação Art. 205 - A educação, direito de todos e dever do Estado e da família,

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE COLNIZA

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE COLNIZA 1 LEI Nº 007/2001 DISPÕE SOBRE O PLANO PLURIANUAL DO MUNICÍPIO DE COLNIZA, PARA O PERÍODO DE 2001 A 2005 E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS A Sra. NELCI CAPITANI, Prefeita Municipal de Colniza, Estado de Mato Grosso,

Leia mais

o Povo do.município de Fruta de Leite, por seus representantes

o Povo do.município de Fruta de Leite, por seus representantes Projeto de Lei N.o Çl1- /2015 "Estima a Receita e Fixa a Despesa do Município de Fruta de Leite para o Exercício Financeiro de 2016 e dá outras Providências". o Povo do.município de Fruta de Leite, por

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA OLINDA

PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA OLINDA LEI N 274/2013 Nova Olinda - TO, 23 de outubro de 2013 "Institui e cria o Fundo Municipal do Meio Ambiente - FMMA do Município de Nova Olinda -TO e dá outras providências." O PREFEITO MUNICIPAL DE NOVA

Leia mais

PROPOSTA DE AÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

PROPOSTA DE AÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA PROPOSTA DE AÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA Proposta de ações para elaboração do Plano Estadual da Pessoa com Deficiência Objetivo Geral: Contribuir para a implementação

Leia mais

GABINETE DO PREFEITO

GABINETE DO PREFEITO Autor: Poder Executivo. LEI N 1.328/2016. CRIA O CONSELHO E FUNDO MUNICIPAL E POLÍTICAS SOBRE DROGAS DO MUNICÍPIO DE ARIPUANÃ E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. EDNILSON LUIZ FAITTA, Prefeito Municipal de Aripuanã,

Leia mais

LEI Nº. 602/2015, DE 08 DE OUTUBRO DE 2015.

LEI Nº. 602/2015, DE 08 DE OUTUBRO DE 2015. LEI Nº. 602/2015, DE 08 DE OUTUBRO DE 2015. DISPÕE SOBRE FIXAÇÃO DE REGRAS PARA PROMOÇÃO DO ESPORTE NO MUNICÍPIO DE MATADE SÃO JOÃO-BA. O Prefeito Municipal de Mata de São João, Estado da Bahia, faz saber

Leia mais

SALA TEMÁTICA: EDUCAÇÃO INFANTIL

SALA TEMÁTICA: EDUCAÇÃO INFANTIL SALA TEMÁTICA: EDUCAÇÃO INFANTIL Meta 1 (PNE): Universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de 4 (quatro) a 5 (cinco) anos de idade e ampliar a oferta de educação infantil

Leia mais

LEI Nº 217/2005, DE 07 DE JANEIRO DE 2005

LEI Nº 217/2005, DE 07 DE JANEIRO DE 2005 LEI Nº 217/2005, DE 07 DE JANEIRO DE 2005 Modifica a estrutura organizacional da Prefeitura Municipal de Mata de São João e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE MATA DE SÃO JOÃO, ESTADO DA BAHIA,

Leia mais

LEI N 1.063 DE 17 DE JUNHO 2015. APROVA O PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, PARA O DECÊNIO 2015-2025 E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

LEI N 1.063 DE 17 DE JUNHO 2015. APROVA O PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, PARA O DECÊNIO 2015-2025 E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. LEI N 1.063 DE 17 DE JUNHO 2015. APROVA O PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, PARA O DECÊNIO 2015-2025 E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O Sr. Natanael Casavechia, prefeito de São José do Rio Claro, Estado de Mato Grosso,

Leia mais

2º. Por se tratar de bolsa de estudo, não haverá incidência de pagamento de 13º (décimo terceiro) salário, férias ou demais direitos trabalhistas.

2º. Por se tratar de bolsa de estudo, não haverá incidência de pagamento de 13º (décimo terceiro) salário, férias ou demais direitos trabalhistas. SUBSTITUTIVO AO PROJETO DE LEI N. 08, DE 01 DE FEVEREIRO 2016 Dispõe sobre o Programa de Residência Médica do Município de Lucas do Rio Verde, disciplina o pagamento de bolsa destinada aos Médicos Residentes

Leia mais

Lei nº 542/09/2009. Do Orçamento do Município. Dos Orçamentos das Unidades Gestoras Prefeitura e Câmara Municipal

Lei nº 542/09/2009. Do Orçamento do Município. Dos Orçamentos das Unidades Gestoras Prefeitura e Câmara Municipal M U N I C Í P I O D E C H I A P E T A Lei nº 542/09/2009 Estima a Receita e fixa a Despesa do Município de CHIAPETA para o Exercício de 2010.. OSMAR KUHN, Prefeito Municipal de CHIAPETA, faz saber a todos

Leia mais

LEI Nº 2033/2013. Município Sarandi para o exercício de 2014. SÚMULA: Estima a Receita e fixa a Despesa do

LEI Nº 2033/2013. Município Sarandi para o exercício de 2014. SÚMULA: Estima a Receita e fixa a Despesa do LEI Nº 2033/2013 PUBLICADO NO O DIÁRIO DO NORTE DO PARANÁ Nº 12163, EM 01/11/2013 SÚMULA: Estima a Receita e fixa a Despesa do Município Sarandi para o exercício de 2014. A Câmara Municipal de Sarandi,

Leia mais

CAPÍTULO I DO PLANEJAMENTO GOVERNAMENTAL E DO PLANO PLURIANUAL

CAPÍTULO I DO PLANEJAMENTO GOVERNAMENTAL E DO PLANO PLURIANUAL LEI Nº 1.278/2013 EMENTA: Institui o Plano Plurianual do Município de Triunfo para o período de 2014 a 2017. O Prefeito do Município de Triunfo, Estado de Pernambuco, no uso de suas atribuições legais,

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Gabinete de Consultoria Legislativa LEI Nº 11.537, DE 26 DE OUTUBRO DE 2000. (publicada no DOE nº 205, de 27 de outubro de 2000) Autoriza o Poder Executivo

Leia mais

LEI Nº 8.798 de 22 de fevereiro de 2006.

LEI Nº 8.798 de 22 de fevereiro de 2006. LEI Nº 8.798 de 22 de fevereiro de 2006. Institui a Política Estadual de fomento à Economia Popular Solidária no Estado do Rio Grande do Norte e estabelece outras disposições. O PRESIDENTE DA ASSEMBLÉIA

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2013

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2013 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2013 Institui o Programa Nacional de Incentivo à Educação Escolar Básica Gratuita (PRONIE). O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art. 1º Esta Lei institui o Programa Nacional de

Leia mais

LEI Nº 310/2009, DE 15 DE JUNHO DE 2009.

LEI Nº 310/2009, DE 15 DE JUNHO DE 2009. LEI Nº 310/2009, DE 15 DE JUNHO DE 2009. DISPÕE SOBRE A REESTRUTURAÇÃO DO DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE SAÚDE, CRIAÇÃO DO DEPARTAMENTO DE ASSISTÊNCIA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL, DA DIVISÃO DE MEIO-AMBIENTE E

Leia mais

Art. 1º - Fica aprovado o Regimento Interno da Central do Sistema de Controle Interno, anexo ao presente Decreto.

Art. 1º - Fica aprovado o Regimento Interno da Central do Sistema de Controle Interno, anexo ao presente Decreto. DECRETO N.º 961/08 De 01 de julho de 2008. APROVA O REGIMENTO INTERNO DA CENTRAL DO SISTEMA DE CONTROLE INTERNO, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A PREFEITA MUNICIPAL DE VALE DO SOL, no uso de suas atribuições

Leia mais

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES LEI Nº 2.117, DE 29 DE SETEMBRO DE 2015. Dispõe sobre as Diretrizes para a elaboração e execução da lei orçamentária de 2016. O Prefeito Municipal no uso de suas atribuições legais de acordo com o Art.

Leia mais

Anexo I.a Instrução Normativa nº 19/2008 NOME DA ENTIDADE: CÂMARA MUNICIPAL DE SERTANEJA RELATÓRIO DO CONTROLE INTERNO.

Anexo I.a Instrução Normativa nº 19/2008 NOME DA ENTIDADE: CÂMARA MUNICIPAL DE SERTANEJA RELATÓRIO DO CONTROLE INTERNO. Anexo I.a Instrução Normativa nº 19/2008 NOME DA ENTIDADE: CÂMARA MUNICIPAL DE SERTANEJA RELATÓRIO DO CONTROLE INTERNO Exercício de 2007 1. Implantação do Sistema e Histórico Legal Na qualidade de responsáveis

Leia mais

Câmara Municipal de Uberaba Sua Confiança. Nosso Trabalho. LEI N.º 9.623

Câmara Municipal de Uberaba Sua Confiança. Nosso Trabalho. LEI N.º 9.623 Sua Confiança. Nosso Trabalho. LEI N.º 9.623 Estima a receita e fixa a despesa do Município de Uberaba para o exercício de 2005, e contém outras disposições. O Povo do Município de Uberaba, Estado de Minas

Leia mais

III - a regulamentação do art. 13 da Lei Federal nº 11.445, de 05 de janeiro de 2007, no âmbito da Região Metropolitana de Salvador;

III - a regulamentação do art. 13 da Lei Federal nº 11.445, de 05 de janeiro de 2007, no âmbito da Região Metropolitana de Salvador; LEI COMPLEMENTAR Nº 41 DE 13 DE JUNHO DE 2014 Cria a Entidade Metropolitana da Região Metropolitana de Salvador, dispondo sobre sua estrutura de governança e sobre o sistema de planejamento metropolitano,

Leia mais

ESTADO DO TOCANTINS PREFEITURA MUNICIPAL DE WANDERLÂNDIA GABINETE DO PREFEITO. LEI Nº 490/2013 Wanderlândia, 29 de Novembro 2013.

ESTADO DO TOCANTINS PREFEITURA MUNICIPAL DE WANDERLÂNDIA GABINETE DO PREFEITO. LEI Nº 490/2013 Wanderlândia, 29 de Novembro 2013. ESTADO DO TOCANTINS PREFEITURA MUNICIPAL DE WANDERLÂNDIA GABINETE DO PREFEITO LEI Nº 490/2013 Wanderlândia, 29 de Novembro 2013. ALTERA A LEI Nº 450, DE 16 DE MARÇO DE 2011, E DISPÕE SOBRE O DESMEMBRAMENTO

Leia mais

L E I Nº 6.816, DE 25 DE JANEIRO DE 2006.

L E I Nº 6.816, DE 25 DE JANEIRO DE 2006. L E I Nº 6.816, DE 25 DE JANEIRO DE 2006. Dispõe sobre a reestruturação organizacional da Secretaria Executiva de Estado de Obras Públicas - SEOP e dá outras providências. A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO

Leia mais

Governo Municipal de Salinópolis ORÇAMENTO PROGRAMA PARA 2013 - Consolidado

Governo Municipal de Salinópolis ORÇAMENTO PROGRAMA PARA 2013 - Consolidado 01 Camara Municipal Atribuições: Legislar com a sanção do Prefeito municipal, sobre as matérias de competência do Município e tributos Municipais, bem como autorizar isenções e anistias fiscais e a remissão

Leia mais

2014 2015 2016 2017 INDIRET INDIRE DIRETA A DIRETA ETA

2014 2015 2016 2017 INDIRET INDIRE DIRETA A DIRETA ETA PERUÍBE - PLANO PLURIANUAL 2014-2017 ANEXO I - FONTES DE FINANCIAMENTO DOS PROGRAMAS GOVERNAMENTAIS 2014 2015 2016 2017 INDIRET INDIR DIRETA DIRETA DIRETA INDIRE DIRETA INDIRET A ETA TA A TOTAL Valores

Leia mais

LEI Nº 9.011 DE 1 DE JANEIRO DE 2005. Dispõe sobre a estrutura organizacional da Administração Direta do Poder Executivo e dá outras providências.

LEI Nº 9.011 DE 1 DE JANEIRO DE 2005. Dispõe sobre a estrutura organizacional da Administração Direta do Poder Executivo e dá outras providências. Diário Oficial do Município - Belo Horizonte Ano XI - Nº: 2.273-01/01/2005 Poder Executivo Secretaria Municipal de Governo Lei nº 9.011 de 1º de janeiro de 2005 - Anexos LEI Nº 9.011 DE 1 DE JANEIRO DE

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE LEI N. 1.112, DE 31 DE DEZEMBRO DE 1993 "Cria a Fundação de Apoio ao Desenvolvimento Econômico e Social do Estado do Acre - FADES, por transformação do Centro de Apoio à Pequena e Média Empresa do Estado

Leia mais

DECRETO Nº 980, DE 16 DE ABRIL DE 2012

DECRETO Nº 980, DE 16 DE ABRIL DE 2012 DECRETO Nº 980, DE 16 DE ABRIL DE 2012 Regulamenta o Fundo Municipal dos Direitos do Idoso. O Prefeito Municipal de São José dos Pinhais, Estado do Paraná, usando de suas atribuições legais, e de acordo

Leia mais

LEI Nº 1.087, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2013.

LEI Nº 1.087, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2013. PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO JOSÉ DO ALEGRE MG Praça Nestor Daniel de Carvalho, 129 Centro São José do Alegre MG CEP: 37.510-000 Tel/Fax: (35) 3645-1222 CNPJ: 18.025.999/0001-99 LEI Nº 1.087, DE 10 DE DEZEMBRO

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSUNI Nº 041/2014

DELIBERAÇÃO CONSUNI Nº 041/2014 DELIBERAÇÃO CONSUNI Nº 041/2014 Aprova o Estatuto da Fundação Caixa Beneficente dos Servidores da Universidade de Taubaté (Funcabes). O CONSELHO UNIVERSITÁRIO, na conformidade do Processo nº FUNCABES-

Leia mais

ORÇAMENTO 2014 QUADRO COMPARATIVO ENTRE A LEI Nº 9.979/13 E O PROJETO Nº 307/13

ORÇAMENTO 2014 QUADRO COMPARATIVO ENTRE A LEI Nº 9.979/13 E O PROJETO Nº 307/13 1 ORÇAMENTO 2014 QUADRO COMPARATIVO ENTRE A LEI Nº 9.979/13 E O PROJETO Nº 307/13 LEI Nº 9.979/13 Estima a receita e fixa a despesa do Estado para o exercício Financeiro de 2013. PROJETO DE LEI Nº 307/13

Leia mais

LEI MUNICIPAL 563/73

LEI MUNICIPAL 563/73 LEI MUNICIPAL 563/73 Dispõe sobre a organização administrativa da PREFEITURA MUNICIPAL DE TAQUARA e dá outras providências. ALCEU MARTINS, Prefeito Municipal de Taquara: Faço saber que a Câmara Municipal,

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES DE PARNAMIRIM Casa Antônio Lustosa de Oliveira Cabral CNPJ n.º 35.446.376/0001-09

CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES DE PARNAMIRIM Casa Antônio Lustosa de Oliveira Cabral CNPJ n.º 35.446.376/0001-09 LEI N.º 741/2009 EMENTA: Dispõe sobre a instituição do Sistema de Controle Interno SCI do Poder Legislativo Municipal, cria o Órgão Central do SCI e dá outras providências. A MESA DIRETORA DA CÂMARA MUNICIPAL

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA PROJETO DE LEI Nº 261/2014 Estima a receita e fixa a despesa do Estado para o exercício financeiro de 2015. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA, NO EXERCÍCIO DO CARGO DE GOVERNADOR DO ESTADO DE SANTA CATARINA,

Leia mais

DECRETO Nº 4482, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2014.

DECRETO Nº 4482, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2014. DECRETO Nº 4482, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2014. Abre no orçamento vigente crédito adicional suplementar e da outras providências SÉRGIO DE MELLO, PREFEITO DO MUNICÍPIO DE GUAIRA, ESTADO DE SÃO PAULO, NO USO

Leia mais

ANEXO II COMPATIBILIZAÇÃO DE AÇÕES ORÇAMENTÁRIAS COM O PPA E LDO PROGRAMAS GOVERNAMENTAIS DE GESTÃO, MANUTENÇÃO E SERVIÇOS AO ESTADO

ANEXO II COMPATIBILIZAÇÃO DE AÇÕES ORÇAMENTÁRIAS COM O PPA E LDO PROGRAMAS GOVERNAMENTAIS DE GESTÃO, MANUTENÇÃO E SERVIÇOS AO ESTADO Lei de Diretrizes Orçamentárias 204 ANEXO II COMPATIBILIZAÇÃO DE AÇÕES ORÇAMENTÁRIAS COM O PPA E LDO PROGRAMAS GOVERNAMENTAIS DE GESTÃO, MANUTENÇÃO E SERVIÇOS AO ESTADO Código 000 Programa de Gestão, Manutenção

Leia mais

MUNICÍPIO DO CABO DE SANTO AGOSTINHO - PE RELAÇÃO DOS PROGRAMAS VIGENTES NO EXERCÍCIO 2015 PLANO PLURIANUAL E ORÇAMENTO 2015

MUNICÍPIO DO CABO DE SANTO AGOSTINHO - PE RELAÇÃO DOS PROGRAMAS VIGENTES NO EXERCÍCIO 2015 PLANO PLURIANUAL E ORÇAMENTO 2015 CódigoDenominação 1001 1002 1003 1004 1005 1006 1007 1008 1009 1011 1012 Objetivo 1013 PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS DA PROCURADORIA GERAL DO MUNICÍPIO Promover o desenvolvimento pessoal e

Leia mais

LEI Nº 1.510-01/2013

LEI Nº 1.510-01/2013 LEI Nº 1.510-01/2013 EXTINGUE E CRIA CARGOS NO QUADRO DE CARGOS E FUNÇÕES PÚBLICAS DO MUNICÍPIO, FIXANDO PADRÃO SALARIAL, e dá outras providências. MARLI HASENKAMP STIEGEMEIR, Prefeita Municipal em exercício

Leia mais

Lei Nº 1.268/2004 Uruaçu-Go., 27 de Fevereiro de 2004.

Lei Nº 1.268/2004 Uruaçu-Go., 27 de Fevereiro de 2004. Lei Nº 1.268/2004 Uruaçu-Go., 27 de Fevereiro de 2004. Dispõe sobre a instituição do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável, e dá outras providências A Câmara Municipal de Uruaçu, Estado

Leia mais

CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ENCONTRO DOS CONSELHOS DE EDUCAÇÃO DE SERGIPE

CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ENCONTRO DOS CONSELHOS DE EDUCAÇÃO DE SERGIPE CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO ENCONTRO DOS CONSELHOS DE EDUCAÇÃO DE SERGIPE REGIMENTO ESCOLAR PROPOSTA PEDAGÓGICA ORGANIZAÇÃO CURRICULAR ENCONTRO DOS CONSELHOS DE REGIMENTO ESCOLAR ROSAMARIA DE FARIAS

Leia mais

Lei nº 12.796 de 04/04/2013

Lei nº 12.796 de 04/04/2013 O governo federal publicou nesta sexta-feira (5), no Diário Oficial da União, a lei número 12.796 que altera a lei que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Como novidade, o texto muda

Leia mais

LEI N. 4.016/2.001. (Cria a Estrutura Organizacional Básica da Prefeitura Municipal de Rio Verde e dá outras providências)

LEI N. 4.016/2.001. (Cria a Estrutura Organizacional Básica da Prefeitura Municipal de Rio Verde e dá outras providências) LEI N. 4.016/2.001 (Cria a Estrutura Organizacional Básica da Prefeitura Municipal de Rio Verde e dá outras providências) A CÂMARA MUNICIPAL DE RIO VERDE-GO APROVA E EU SANCIONO A SEGUINTE LEI: Art. 1

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE IBIRITÉ

PREFEITURA MUNICIPAL DE IBIRITÉ PREFEITURA MUNICIPAL DE IBIRITÉ DECRETO Nº. 3778, DE 07 DE JULHO DE 2014. SUPLEMENTA VALOR NA DOTAÇÃO QUE MENCIONA DA SECRETARIA MUNICIPAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO NO ORÇAMENTO DE 2014. O Sr. Prefeito

Leia mais

Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 121, DE 25 DE JANEIRO DE 2012

Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 121, DE 25 DE JANEIRO DE 2012 ADVERTÊNCIA Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 121, DE 25 DE JANEIRO DE 2012 Institui a Unidade de Acolhimento para pessoas

Leia mais

Fixa normas para a educação infantil no Sistema Municipal de Ensino de Belo Horizonte.

Fixa normas para a educação infantil no Sistema Municipal de Ensino de Belo Horizonte. Diário Oficial do Município - Belo Horizonte Ano V - Nº: 1.252-11/11/2000 Poder Executivo Conselho Municipal de Educação - CME Resolução CME/BH nº 01/2000 RESOLUÇÃO CME/BH Nº 01/2000 Fixa normas para a

Leia mais

Estado de Mato Grosso Prefeitura Municipal de Itanhangá CNPJ: 07.209.225/0001-00 Gestão 2009/2012 LEI Nº 217/2010 de 12 de Julho de 2010

Estado de Mato Grosso Prefeitura Municipal de Itanhangá CNPJ: 07.209.225/0001-00 Gestão 2009/2012 LEI Nº 217/2010 de 12 de Julho de 2010 LEI Nº 217/2010 de 12 de Julho de 2010 Autoriza a abertura de credito adicional suplementar por anulação parcial ou total de dotações orçamentárias, e dá outras providências O Prefeito Municipal de Itanhangá,

Leia mais