MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO BOLETIM OFICIAL NÚMERO ESPECIAL SUMÁRIO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO BOLETIM OFICIAL NÚMERO ESPECIAL SUMÁRIO"

Transcrição

1 MINISTÉRIO A EUCAÇÃO UNIVERSIAE FEERAL E PERNAMBUCO BOLETIM OFICIAL NÚMERO ESPECIAL SUMÁRIO 01- EITAL N 04/2015 Abertura das inscrições para o concurso público para provimento cargos do Quadro Permanente PORTARIAS E PESSOAL esignação CAA-NF - Nº 004/ Republicação B. O. UFPE, RECIFE V. 50 Nº 013 ESPECIAL PÁG E JANEIRO E 2015

2 BOLETIM OFICIAL A UNIVERSIAE FEERAL E PERNAMBUCO Reitor Prof. Anísio Brasileiro Freitas ourado Chefe do Serviço Publicação e Registro Neli Maria do Nascimento Editado pela iretoria Gestão Pessoas/PROGEPE Edifício da Reitoria Av. Prof. Moraes Rego, 1235 Sala 172 Cida Universitária Recife PE Brasil Boletim Oficial da Universida Feral Pernambuco. V.1, nº 1, maio, 1966 Recife, epartamento Administrativo da Reitoria. Ex-Reitores: Prof. Murilo Humberto Barros Guimarães (mai ago. 1971) Prof. Marcionilo Barros Lins (ago ago. 1975) Prof. Paulo Frerico do Rêgo Maciel (set set. 1979) Prof. Geraldo Lafayette Bezerra (z abr. 1983) Prof. Geraldo Calábria Lapenda (abr nov. 1983) Prof. George Browne Rêgo (nov nov. 1987) Prof. Edinaldo Gomes Bastos (nov nov. 1991) Prof. Éfrem Aguiar Maranhão (nov nov. 1995) Prof. Mozart Neves Ramos (nov out. 2003) Prof. Amaro Henrique Pessoa Lins (out out. 2011) 1. Universida Pernambuco - Periódicos B.O. UFPE, RECIFE, 50 (013 ESPECIAL): E JANEIRO E

3 EITAL Nº 04, E 28 E JANEIRO E O REITOR A UNIVERSIAE FEERAL E PERNAMBUCO, autorizado pelo Presinte da República, através do ecreto nº 7.232, 19 julho 2010, torna público a abertura das inscrições para o concurso público para provimento cargos do Quadro Permanente, indicados nos Anexos I, II e III, regidos pelas Leis nºs 8.112/1990, 9.527/1997, /2005 e suas alterações, pelo ecreto 6.944/2009 e por este Edital. 1. REALIZAÇÃO E ESTRUTURA O CONCURSO 1.1 O Concurso, caráter eliminatório e classificatório, consistirá em prova habilidas e conhecimentos aferidos através provas Escritas/Objetivas e provas Práticas/Operacionais, estas últimas exclusivamente para os cargos listados no Anexo VI ste Edital. 1.2 Todas as provas obecerão a conteúdos programáticos, modalidas, etapas, critérios para aprovação, classificação, sempate e cronograma, conforme previstos neste Edital. 1.3 Este Edital estará disponível aos interessados, na internet, nos enreços e 1.4 O concurso será executado pela Comissão Processos Seletivos e Treinamentos (COVEST-COPSET). 2. INSCRIÇÕES As inscrições serão efetuadas exclusivamente via internet no período 02/03/2015 a 22/03/2015, no enreço eletrônico mediante preenchimento formulário eletrônico inscrição no qual verão ser informados, obrigatoriamente, os números dos documentos intida e CPF, e enreço para contato, inclusive, . O cadastramento sses dados permitirá a criação uma senha pessoal e intransferível que dará acesso ao candidato a um ambiente personalizado na internet, no qual porá consultar seus dados e obter informações referentes à sua participação no processo seletivo. e posse da senha, o candidato porá completar seus dados cadastrais e, então, formalizar o seu pedido inscrição, finindo sua preferência para concorrer ao(s) cargo(s)/lotação ntre aqueles ofertados no concurso, observada a compatibilida horário das provas. Não haverá alteração cargo/lotação após o encerramento das inscrições. 2.1 TAXA E INSCRIÇÃO/VALOR E PAGAMENTO A Taxa inscrição será R$ 80,00 (oitenta reais) para os cargos pertencentes ao nível classificação E, e R$ 45,00 (quarenta e cinco reais) para os cargos nível classificação e C A Taxa Inscrição verá ser paga exclusivamente no Banco do Brasil até as 16hrs do dia 23/03/2015 (impreterivelmente) através Guia Recolhimento da União (GRU/SIMPLES) disponível no enreço eletrônico a ser impresso após conclusão do preenchimento da ficha solicitação inscrição, competindo ao candidato guardar o comprovante pagamento para a eventualida comprovação junto a COVEST/COPSET. Alternativamente, a operação quitação porá ser efetuada em caixas eletrônicos do Banco do Brasil, ou pela internet apenas para os correntistas daquela instituição bancária. Só serão aceitas GRU/SIMPLES impressas através do site da Covest (www.covest.com.br). 2.2 ISENÇÃO E TAXA E INSCRIÇÃO A isenção da Taxa Inscrição será concedida aos candidatos que comprovarem insuficiência recursos para arcar com seu pagamento, conforme estabelece o ecreto n 6.593/2008. Para tanto, o interessado verá requerer o benefício, no período 02/03/2015 a 04/03/2015, no enreço eletrônico Para pleitear à isenção da Taxa Inscrição o candidato verá, cumulativamente, atenr aos seguintes requisitos: a) Estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Feral (CadÚnico), que trata o ecreto nº 6.135, 26 junho 2007, e fornecer o Número Intificação Social-NIS; b) Pertencer à família baixa renda, nos termos do ecreto nº 6.135, É exclusiva do candidato a responsabilida pela veracida das informações prestadas à COVEST- COPSET. A claração falsa sujeitará o candidato às sanções previstas em lei, aplicando-se, ainda, o disposto no parágrafo único do art. 10 do ecreto no , 6 setembro O requerimento isenção taxa inscrição não implica em formalização da inscrição no concurso, mesmo no caso ferimento do pedido. O candidato beneficiado pela isenção Taxa Inscrição está sujeito ao cumprimento das obrigações contidas neste Edital, inclusive aquela referente à formalização da inscrição no concurso no enreço eletrônico B.O. UFPE, RECIFE, 50 (013 ESPECIAL): E JANEIRO E

4 2.2.5 A divulgação do resultado final do julgamento dos pedidos isenção Taxa Inscrição será realizada, no dia 16/03/2015, com a publicação da relação nominal dos beneficiados no enreço eletrônico 2.3 REGULARIAE O CAASTRO E O PEIO E INSCRIÇÃO (OCUMENTO E REGULARIAE E CAASTRO - RC) Recebido o formulário inscrição e realizada a comprovação do pagamento da taxa inscrição perante o Banco do Brasil ou verificada a concessão do beneficio da isenção da taxa inscrição, a COVEST/COPSET disponibilizará no enreço eletrônico o ocumento Regularida Cadastro - RC, no qual constarão os dados e informações necessárias para garantir a participação do interessado no concurso, tal como solicitado no Formulário Eletrônico Inscrição O RC porá ser visualizado entre 30/03/2015 e 31/03/2015, para consulta, conferência dados e correções cadastrais. O acesso ao RC se dará mediante a intificação do candidato por meio seu CPF, senha e outros dados. Nessa oportunida, o candidato porá anexar o arquivo digital com sua fotografia recente, no formato JPEG, tamanho máximo 50kB O candidato que não anexar sua fotografia no período exibição do RC verá provinciar foto (3x4 ou 2x2) para colar no Comunicado Confirmação Inscrição - CCI Caso o seu RC não esteja disponível no enreço no dia 30/03/2015, o candidato verá entrar em contato com a COVEST/COPSET pelo telefone (81) para solicitar providências Na constatação erros ou divergências no RC, o interessado porá retificar diretamente os dados e as informações prestadas no Formulário Eletrônico Inscrição no site até o dia 31/03/ Caso não haja manifestação por parte do candidato quanto à veracida e exatidão dos dados cadastrais exibidos no RC até o dia 31/03/2015, o candidato assumirá, forma exclusiva, a responsabilida sobre as informações, não havendo possibilida qualquer alteração no cadastro após essa data. 2.4 COMUNICAO E CONFIRMAÇÃO E INSCRIÇÃO - CCI A emissão do Comunicado Confirmação Inscrição - CCI representa o ferimento do pedido inscrição, fornecendo, ntre outros dados, informações sobre o local realização das provas Escritas/Objetivas e condição concorrente a vaga reservada para as pessoas com ficiência, se for o caso O CCI verá ser impresso a partir do dia 22/04/2015, sob responsabilida exclusiva do candidato Caso o candidato, no período exibição do RC, não tenha transferido o arquivo digital da sua foto, ele verá, após impressão do CCI, colar uma foto (3x4 ou 2x2) A apresentação do CCI, assinado e com foto, é condição para ingresso na sala aplicação das provas A inscrição tem caráter condicional, sendo cancelada s que verificadas falsidas ou inexatidões nas informações prestadas pelo candidato. 3. RESERVAAS PARA PESSOAS PORTAORAS E EFICIÊNCIA 3.1 Será reservado o percentual 5% (cinco por cento) do total vagas para os cargos constantes nos Anexos I, II e III, observado o disposto no art. 5º 2º da Lei 8.112/1990, aos portadores ficiência, s que tal ficiência não os incompatibilizem para o exercício do cargo (ecreto nº 3.298/1999 e ecreto nº 5296/2004). 3.2 Não serão consirados como ficiência visual os distúrbios acuida visual passíveis correção. 3.3 Não haverá reserva vagas às pessoas portadoras ficiência para os cargos / lotações que ofereçam menos cinco vagas (artigo 5.º, 2.º da Lei 8.112/1990). 3.4 Para concorrer às vagas reservadas, a pessoa portadora ficiência verá clarar esta condição no ato da inscrição (art. 40 1º e 2º, do ecreto nº 3.298/1999). 3.5 É facultado ao candidato o atendimento especial para a realização das provas Escritas/Objetivas, s que o requeira à COVEST/COPSET, em sua se, no período 07/04/2015 a 10/04/2015. Anexado ao requerimento, o candidato verá apresentar laudo médico recente (máximo 90 dias), com indicação do tipo ficiência do qual é portador (CI-10) e com especificação suas necessidas quanto ao atendimento personalizado. 3.6 A COVEST/COPSET não se responsabilizará por atendimento especial ao candidato que não o requerer na forma e prazo previsto em Na hipótese aprovação e classificação candidato portador ficiência, este verá submeter-se à perícia médica promovida por Junta Médica da UFPE, a qual caberá cisão terminativa, para fins verificação da compatibilida da ficiência com o exercício do cargo para o qual logrou aprovação. 3.8 O candidato verá comparecer à perícia Médica munido laudo médico original recente ou cópia autenticada, emitido nos últimos noventa dias, atestando a espécie, o grau ficiência, com expressa referência ao código corresponnte da Classificação Internacional oenças (CI), e a provável causa da ficiência. B.O. UFPE, RECIFE, 50 (013 ESPECIAL): E JANEIRO E

5 3.9 As vagas stinadas às pessoas portadoras ficiência que não forem providas por falta candidatos, ou reprovação no concurso ou na perícia médica, serão preenchidas pelos mais candidatos, observada a orm geral classificação para o respectivo cargo / lotação A publicação do resultado final do concurso será realizada em duas listas, uma com a pontuação todos os candidatos e outra com a pontuação dos candidatos portadores ficiência As pessoas portadoras ficiência participarão do concurso em igualda condições com os mais candidatos, no que concerne ao conteúdo programático, data e local provas. 4. RESERVAAS PARA NEGROS 4.1. Ficam reservadas aos negros 20 % das vagas oferecidas no Concurso Público, conforme dispõe a Lei nº junho A reserva vagas será aplicada sempre que o número vagas oferecidas no concurso público for igual ou superior a 3 (três) (artigo 1º, 1º da Lei nº /2014) O total vagas corresponntes à reserva para cada cargo consta nos Anexos I, II e III ste Edital 4.4. Porão concorrer às vagas reservadas a candidatos negros aqueles que se autoclararem pretos ou pardos no ato da inscrição no concurso público, conforme o quesito cor ou raça utilizado pela Fundação Instituto Brasileiro Geografia e Estatística IBGE (artigo 2º da Lei nº /2014) Na hipótese constatação claração falsa, o candidato será eliminado do concurso e, se houver sido nomeado, ficará sujeito à anulação da sua admissão ao serviço ou emprego público, após procedimento administrativo em que lhe sejam assegurados o contraditório e a ampla fesa, sem prejuízo outras sanções cabíveis (artigo 2º, Parágrafo Único, da Lei nº /2014) Os candidatos negros concorrerão concomitantemente às vagas reservadas e às vagas stinadas à ampla concorrência, acordo com a sua classificação no concurso (artigo 3º da Lei nº /2014) Os candidatos negros aprovados ntro do número vagas oferecido para ampla concorrência não serão computados para efeito do preenchimento das vagas reservadas (artigo 3º, 1º da Lei nº /2014) Em caso sistência candidato negro aprovado em vaga reservada, a vaga será preenchida pelo candidato negro posteriormente classificado (artigo 3º, 2º da Lei nº /2014) Na hipótese não haver número candidatos negros aprovados suficiente para ocupar as vagas reservadas, as vagas remanescentes serão revertidas para a ampla concorrência e serão preenchidas pelos mais candidatos aprovados, observada a orm classificação (artigo 3º, 3º da Lei nº /2014) A nomeação dos candidatos aprovados respeitará os critérios alternância e proporcionalida, que consiram a relação entre o número vagas total e o número vagas reservadas a candidatos com ficiência e a candidatos negros (artigo 4º da Lei nº /2014). 5. PROVAS 5.1 As provas Escritas/Objetivas serão realizadas em Recife, Caruaru e Vitória Santo Antão, e as provas Práticas/Operacionais apenas em Recife. 5.2 No CCI serão informados o local, a data e o horário das Provas Escritas/Objetivas. Na ocorrência alteração nas datas, horários e locais, essa será objeto prévia comunicação por Edital. 5.3 O candidato não porá alegar qualquer sconhecimento sobre o local, data e horário provas como justificativa sua ausência. 5.4 Em nenhuma hipótese, o candidato porá prestar prova fora da data, horário, cida e local preterminados pela organização do concurso. 5.5 O não comparecimento à prova, qualquer que seja o motivo, caracterizará sistência do candidato e resultará em sua eliminação do concurso. 5.6 O ingresso do candidato na sala aplicação provas se dará mediante apresentação documento oficial intida. São consirados documentos oficiais intida: carteiras expedidas pelos Ministérios Militares, pela Secretaria efesa Social ou órgão equivalente, pelo Corpo Bombeiros Militar e Polícia Militar; carteiras expedidas pelos órgãos fiscalizadores exercício profissional (orns, conselhos, etc.); passaporte; certificado reservista; carteiras funcionais do Ministério Público; carteiras funcionais expedidas por órgão público que, por lei feral, valham como intida; carteira trabalho; carteira nacional habilitação (molo com foto). Para validação como documento intida, o documento ve encontrar-se no prazo valida. 5.7 Caso o candidato não apresente no dia realização da prova documento intida original, por motivo perda, furto ou roubo, verá estar posse documento que ateste o registro da ocorrência em órgão policial (B.O.). B.O. UFPE, RECIFE, 50 (013 ESPECIAL): E JANEIRO E

6 5.8 Quando a ocorrência policial não registrar o prazo valida, consirar-se-á válido, para efeitos do presente Edital, quando expedido até 30 (trinta) dias antes da data realização da Prova. 5.9 Caso a Coornação Aplicação julgue necessário, inclusive no caso apresentação ocorrência policial (B.O.) ntro do prazo valida, será realizada intificação especial no candidato, mediante coleta sua assinatura e impressões digitais, além da possibilida do vido registro imagem para segurança do certame Não serão aceitos como documentos intida, ntre outros: certidões nascimento, títulos eleitorais, carteiras estudante, carteiras ou crachás funcionais sem valor intida, nem documentos ilegíveis, não-intificáveis e/ou danificados, além dos documentos fora do prazo valida Por ocasião da aplicação da prova, o candidato que não apresentar documento intida válido (original) ou documento que ateste o registro da ocorrência em órgão policial (conforme itens 5.7 e 5.8.) não porá realizá-la, sendo automaticamente excluído do concurso É proibida a entrada dos candidatos nos locais realização das provas com telefone celular, mesmo que sligado, BIP, walkman, gravador ou qualquer outro transmissor/receptor mensagens, sob pena eliminação do candidato no concurso urante a realização das provas é vedada a consulta ou comunicação entre candidatos, utilização livros, códigos, manuais, impressos ou anotações, máquinas calculadoras, agendas eletrônicas ou similares, telefone celular, BIP, walkman, gravador ou qualquer outro transmissor/receptor mensagens, equipamentos eletrônicos e similares, sob pena eliminação do candidato no concurso Os candidatos não terão acesso às salas provas portando armas. Em caso candidato policial ou agente segurança que se apresentar armado, este verá entregar sua arma ao Chefe Prédio para guarda temporária em invólucro próprio. É vedado também ao candidato o uso durante a prova chapéu, boné, touca ou equivalente Não haverá segunda chamada ou repetição das provas O candidato verá comparecer ao local signado para a realização das provas com antecedência mínima uma hora do horário fixado para seu início, munido somente caneta esferográfica tinta preta, fabricada em material transparente, do CCI (comunicado Confirmação Inscrição) e do documento oficial intida (conforme subitem 5.6). Não será permitido o uso lápis, lapiseira/grafite, marca-texto e(ou) borracha durante a realização das provas. 6. PROVAS ESCRITAS/OBJETIVAS 6.1 Todos os candidatos se submeterão à Prova Escrita/Objetiva, caráter eliminatório e classificatório, elaborada acordo com o programa constante do Anexo V, no dia 26/04/2015, em local e horário constantes no CCI. 6.2 Para os cargos Nível Classificação E, a prova constará 80 (oitenta) questões múltipla escolha, com 5 (cinco) alternativas, ntre as quais apenas uma é a correta, conforme tabela a seguir: QUANTIAE E CARGOS COMPOSIÇÃO A PROVA QUESTÕES Arquiteto e Urbanista Arquivista Assistente Social PORTUGUÊS 20 Biomédico iretor Imagem iretor Produção iretor Programa Engenheiro/Área: Telecomunicações NOÇÕES E INFORMÁTICA 15 Físico Produtor Cultural Químico Revisor Texto Sanitarista Secretário Executivo Tecnólogo/ formação: Segurança Médico/ Área: Psiquiatria Médico/Área: Médico do Trabalho Médico/Área: Ginecologia e Obstetrícia CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 45 PORTUGUÊS 20 CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 60 B.O. UFPE, RECIFE, 50 (013 ESPECIAL): E JANEIRO E

7 6.3 Para os cargos Nível Classificação C e, a prova constará 60 (sessenta) questões múltipla escolha, com 5 (cinco) alternativas, ntre as quais apenas uma é correta, conforme tabela a seguir: CARGOS COMPOSIÇÃO A PROVA QUANTIAE E QUESTÕES Administrador Edifício Auxiliar Enfermagem PORTUGUÊS 10 Assistente Laboratório Assistente em Administração esenhista Artes Gráficas MATEMÁTICA 10 Editor Imagem Técnico Laboratório / Área (todas as s EXCETO: Informática) Técnico em Anatomia e Necropsia NOÇÕES E INFORMÁTICA 10 Técnico em Eletroeletrônica Técnico em Eletrônica Técnico em Segurança do Trabalho Operador Rádio-Telecomunicações Técnico Laboratório/Área: Informática Tradutor e Intérprete Linguagem Sinais Transcritor Sistema Braille CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 30 PORTUGUÊS 10 MATEMÁTICA 10 CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 40 PORTUGUÊS 15 CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS A Prova Escrita/Objetiva terá duração 04 (quatro) horas para os cargos Nível Classificação e C e 05 (cinco) horas para os cargos Nível Classificação - E. 6.5 Após resolver as questões da Prova, e ntro do tempo duração previsto no item 6.4, o candidato verá marcar as respostas na Folha Respostas, que se constitui em documento oficial correção, servindo o carno prova apenas como rascunho e sem nenhum valor. 6.6 São inteira responsabilida do candidato os prejuízos advindos das marcações feitas incorretamente na Folha Respostas. São consiradas marcações incorretas: dupla marcação, marcação rasurada, marcação emendada e campo marcação não preenchido integralmente. 6.7 Ao término do exame o candidato volverá aos fiscais sala a Folha Respostas e o Carno Provas. 6.8 O candidato só porá sair da sala prova 2 (duas) horas após o seu início, sob pena eliminação do certame. 6.9 Será atribuída à Prova nota 0 (zero) a 100 (cem) pontos A divulgação dos gabaritos das Provas Escritas/Objetivas será no dia 26/04/2015 através da internet no enreço eletrônico 7. PROVA PRÁTICA/OPERACIONAL 7.1 Prestarão prova Prática/Operacional, caráter eliminatório e classificatório, além da prova Escrita/Objetiva, apenas os cargos listados no anexo VI ste Edital. 7.2 Serão convocados para a prova Prática/Operacional os candidatos que tiverem obtido nota igual ou superior a 60 (sessenta) pontos na prova Escrita/Objetiva e, classificados pela orm crescente notas obtidas na prova Escrita/Objetiva, que se enquadrarem nos quantitativos indicados no anexo VI ste edital. 7.3 Em caso existirem outros candidatos com igual pontuação ao último dos candidatos convocados, ntro dos quantitativos especificados no item anterior, estes também serão convocados para a prova Prática/Operacional. 7.4 Os mais candidatos não convocados para a prova Prática/Operacional estarão automaticamente eliminados do presente concurso. 7.5 Os candidatos selecionados para a Prova Prática/Operacional, conforme itens 7.2 e 7.3, serão convocados na data 20/05/2015, através do site Na convocação constarão local, data e horário das referidas provas. 7.6 Os conteúdos e as condições para a realização das provas Práticas/Operacionais, a indicação dos instrumentos, aparelhos ou das técnicas a serem utilizadas, juntamente com a metodologia empregada na B.O. UFPE, RECIFE, 50 (013 ESPECIAL): E JANEIRO E

8 avaliação, serão divulgados com o edital convocação para essas provas, no sítio na data prevista no cronograma do evento. 7.7 A Prova Prática/Operacional será aplicada apenas na cida Recife, entre as datas 23/05/2015 a 07/06/ Será atribuída a pontuação 0 (zero) a 100 (cem) pontos à Prova Prática/Operacional. 7.9 O candidato verá comparecer ao local signado para a Prova Prática/Operacional, com antecedência 60 (sessenta) minutos do horário fixado no edital convocação, munido caneta esferográfica preta e carteira intida. Os candidatos não terão acesso aos locais provas sem os documentos acima mencionados A COVEST-COPSET filmará a realização da Prova Prática/Operacional e porá utilizar tectores metais e/ou recolhimento impressões digitais para controle e intificação dos candidatos. RECURSOS 7.1 Serão admitidos recursos da Prova Escrita/Objetiva, por escrito e vidamente fundamentados, tendo por objeto, exclusivamente, a impugnação questões por má formulação ou impertinência em relação ao programa da Prova Escrita/Objetiva. 7.2 Os recursos à Prova Escrita/Objetiva verão ser encaminhados em formulário padrão, disponibilizado pela COVEST/COPSET. Os formulários preenchidos com o recurso verão ser protocolados, na se da mesma, Rua Amaury Meiros, 206, erby, Recife-PE, nos dias 27/04/2015 e 28/04/015, no horário das 9h até às 17h. 7.3 Serão admitidos recursos à pontuação da Prova Prática/Operacional nos dias 12/06/2015 e 15/06/2015, que verão ser apresentados por escrito, junto à COVEST-COPSET, sito à Rua Amaury Meiros, 206 -erby, Recife-PE, no horário das 9h às 17h. 7.4 Não serão admitidos recursos enviados via fax ou pela internet, bem como os protocolados intempestivamente. 7.5 As cisões dos recursos à Prova Escrita/Objetiva serão divulgadas juntamente com o resultado da prova Escrita/Objetiva, no site da COVEST/COPSET, até o dia 14/05/ Se do exame dos recursos resultar anulação questão na prova Escrita/Objetiva, a pontuação corresponnte será redistribuída entre as mais questões da prova. Se houver alteração do gabarito oficial preliminar, por força impugnações, as provas serão corrigidas acordo com o gabarito oficial finitivo. 7.7 As cisões dos recursos à Prova Prática/Operacional serão divulgadas juntamente com o Resultado Final do Concurso, no site da COVEST/COPSET, até dia 19/06/ ELIMINAÇÃO 9.1. Será eliminado do Concurso o candidato que: a) faltar à prova Escrita/Objetiva, à prova Prática/Operacional, esta última apenas para os cargos listados no Anexo VI ste Edital, ou a elas comparecer após data e o horário especificados no CCI; b) portar no local realização das provas telefone celular, mesmo que sligado, ou qualquer tipo equipamento eletrônico comunicação; c) durante a realização das provas, for surpreendido comunicando-se com outro candidato, ou terceiros, verbalmente, por escrito, ou por qualquer outro processo; d) ausentar-se da sala provas sem o acompanhamento do fiscal, ou antes corrido o tempo mínimo estabelecido para permanência na sala; e) não volver, integralmente, o material prova recebido da COVEST-COPSET; f) não for convocado para a prova Prática/Operacional conforme previsto nos itens 7.2, 7.3 e 7.4 ste Edital; g) não obtiver nota igual ou superior a 60 (sessenta) pontos na Prova Escrita/Objetiva; h) não obtiver nota igual ou superior a 60 (sessenta) pontos na Prova Prática/Operacional (apenas para os cargos listados no Anexo VI ste Edital). i) fizer no ato da inscrição claração falsa quanto a sua cor ou raça, forma a concorrer invidamente às vagas reservadas aos negros, conforme dispõe a Lei nº /2014 e o item 4.5 ste Edital. j) será cancelada, a qualquer tempo, a inscrição do candidato que apresentar claração falsa quando sua inscrição, a ausência qualquer dos requisitos ste Edital, restando anulados todos os atos do concurso a eles pertinentes. 9. APROVAÇÃO, CLASSIFICAÇÃO E HOMOLOGAÇÃO O CONCURSO 10.1 Serão aprovados os candidatos não eliminados e classificados, por orm crescente argumento classificação, ntro dos quantitativos máximos indicados nos anexos I, II e III. B.O. UFPE, RECIFE, 50 (013 ESPECIAL): E JANEIRO E

9 10.2 O argumento classificação para os cargos listados no Anexo VI ste edital será a média ponrada entre a pontuação obtida na Prova Escrita/Objetiva (peso 4) e a pontuação obtida na Prova Prática/Operacional (peso 6) O argumento classificação para os mais Cargos será a pontuação obtida na Prova Escrita/Objetiva Ocorrendo empate pontos, na aprovação, a classificação será finida segundo os seguintes critérios sucessivamente: a) maior ida; b) maior número acertos na parte Conhecimentos Específicos da Prova Escrita/Objetiva Os candidatos não classificados no número máximo aprovados que trata o item 9.1, ainda que tenham atingido a nota mínima serão consirados reprovados no concurso, conforme artigo 16 1º do ecreto nº 6944/ O resultado final do concurso será homologado pela UFPE, através da publicação no iário Oficial da União e divulgado nos enreços eletrônicos e até o dia 19/06/ PRAZO E VALIAE O CONCURSO 10.1 O concurso terá valida 01 (um) ano, a contar da publicação no iário Oficial da União da homologação do resultado, pondo ser prorrogado por igual período, a critério da UFPE. 11. REQUISITOS PARA A INVESTIURA NOS CARGOS 11.1 São requisitos para investidura no cargo: a) aprovação no Concurso; b) ter nacionalida brasileira ou portuguesa no gozo do Estatuto da Igualda (ecreto nº /1972); c) estar quite com as obrigações eleitorais, e com as obrigações militares (para os do sexo masculino); d) contar com a ida mínima 18 (zoito) anos, completos, na data da posse; e) contar, na data da posse, com os requisitos para ingresso, constantes nos Anexos I, II e III; f) estar inscrito em órgão fiscalizador da profissão; g) não perceber proventos aposentadoria inacumuláveis com vencimentos (art. 40, 6.º, da CF/88); h) não acumular cargo, emprego ou função pública, exceto aqueles permitidos em lei, assegurada a hipótese opção ntro do prazo para posse terminada no 1º do artigo 13 da Lei nº /1997; i) não ter sofrido penalida que o impossibilite exercer cargo público (art. 137, da Lei nº 8.112/1990); j) apresentar claração bens, atualizada na data da posse; k) submeter-se à avaliação pelo serviço médico da UFPE objetivando a comprovação aptidão, física e mental, para o exercício do cargo. l) apresentar Comprovação Experiência, quando for o caso, conforme parâmetros finidos nos Anexo I, II e III ste Edital Os documentos comprobatórios dos requisitos listados no item 12.1 serão exigidos dos candidatos quando convocados para posse Os candidatos nomeados que não tomarem posse no prazo 30 (trinta) dias, contados da publicação sua nomeação no OU, terá o ato nomeação tornado sem efeito, observado o art. 13 da Lei 8.112/ OS CARGOS 12.1 A scrição sumária das atribuições dos cargos previstos neste Edital constam no Anexo IV ste Edital Os quantitativos dos cargos dos Anexos I, II e III ste Edital estão previstos no ecreto que fine a lotação dos cargos dos níveis classificação C, e E integrantes do Plano Carreira dos Cargos Técnico-Administrativos em Educação, que trata a Lei n o , 12 janeiro 2005 das Instituições Ferais Ensino Superior. 13. LOTAÇÃO E REGIME E TRABALHO 14.1 Os candidatos empossados nos cargos previstos nos Anexos I, II e III, serão lotados em qualquer Unida do Campus para o qual fizeram opção no momento da inscrição, com exercício nos turnos da manhã, tar e/ou noite, a critério exclusivo da Administração É vedada a Remoção servidor antes do término do seu Estágio Probatório Os candidatos empossados nos cargos previstos nos Anexos I, II e III, ficarão sujeitos ao Regime Trabalho 40 horas semanais, exceto para o cargo previsto no subitem O candidato empossado no cargo Médico/Área estará sujeito à jornada 20 horas semanais, segunda à sexta, 8:00h às 12:00h ou 14:00h às 18:00h, a critério exclusivo da Administração O candidato empossado no cargo Médico/Área: Medicina do Trabalho porá realizar perícia interna e externa. B.O. UFPE, RECIFE, 50 (013 ESPECIAL): E JANEIRO E

10 Nível Classificação CÓIGO O CARGO 14.6 Os candidatos empossados no cargo Auxiliar Enfermagem estarão sujeitos à jornada 40 horas semanais e serão lotados nas Clínicas Odontologia (pondo ser lotado em outra Unida da UFPE, em caso necessida e a critério exclusivo da Administração), com exercício nos turnos da manhã, tar e/ou noite, a critério exclusivo da administração. 14. REMUNERAÇÃO 15.1 Cargos nível Classificação C, Nível Capacitação I, Padrão I: vencimento básico R$ 1.656,23 (um mil seiscentos e cinquenta e seis reais e vinte e três centavos) Cargos nível Classificação, Nível Capacitação I, Padrão I: vencimento básico R$ 2.071,59 (dois mil e setenta e um reais e cinquenta e nove centavos) Cargos nível Classificação E, Nível Capacitação I, Padrão I: vencimento básico R$ 3.491,95 (três mil quatrocentos e noventa e um reais e noventa e cinco centavos). 15. ISPOSIÇÕES GERAIS 16.1 O candidato verá observar, rigorosamente, o Edital e Comunicados e Avisos Oficiais complementares ao presente Edital e a sua inscrição representará integral concordância a tais estipulações A organização do concurso fará divulgar, sempre que necessário, normas complementares ao presente Edital, Comunicados e Avisos Oficiais, no enreço eletrônico da COVEST-COPSET, no iário Oficial da União e jornal gran circulação local É responsabilida do candidato manter os seus dados atualizados para viabilizar os contatos necessários. Em caso alteração dos dados pessoais (nome, enreço, telefone para contato) constantes na inscrição, o candidato verá dirigir-se a COVEST-COPSET, Rua Amaury Meiros, 206, erby, Recife-PE Por razões segurança do concurso, a COVEST/COPSET porá filmar, fotografar ou colher impressão digital dos candidatos, quando da realização da prova Não será fornecido ao candidato documento comprobatório classificação no concurso, valendo para esse fim, a publicação da homologação do concurso no OU Os casos omissos serão resolvidos pela COVEST-COPSET O expediente da COVEST/COPSET se senvolve entre 9h até 17h segunda-feira à sexta-feira. CARGO ANÍSIO BRASILEIRO E FREITAS OURAO ANEXO I - PARA O MUNICÍPIO E RECIFE/PE UFPE REQUISITOS PARA INGRESSO (Conforme Lei /2005) ESCOLARIAE OUTROS Tota l vaga s (*) ESTINAAS À AMPLA CONCORRÊNCIA Vaga s Máximo candidatos homologad os ESTINAAS AOS PORTAORES E EFICIÊNCIA Vaga s Máximo candidatos homologados ESTINAAS AOS NEGROS 01 Arquiteto e Curso Superior em E Urbanista Arquitetura e Urbanismo 02 Arquivista E Curso Superior em Arquivologia 03 Biomédico E Curso Superior em Biomedicina 04 iretor Curso Superior em E Imagem Comunicação Social 05 Curso Superior em Comunicação Social, iretor E Artes Plásticas e Artes Produção Cênicas + habilitação 06 iretor Curso Superior em E Programa Comunicação Social 07 Engenheiro/ Curso Superior Completo Área: E em Engenharia Telecomuni Telecomunicações cações 08 Físico E Curso Superior em Física Vag as Máximo candidat os homolog ados B.O. UFPE, RECIFE, 50 (013 ESPECIAL): E JANEIRO E

11 Nível Classificação CÓIGO O CARGO CARGO Médico/Áre a: Ginecologia e Obstetrícia Médico/Áre a: Médico do Trabalho Médico/Áre a: Psiquiatria Produtor Cultural E E E E 13 Químico E Revisor Texto Secretário Executivo Assistente em Administraç ão esenhista Artes Gráficas Técnico Laboratório/ Área: Anatomia Patológica E E REQUISITOS PARA INGRESSO (Conforme Lei /2005) ESCOLARIAE Curso Superior em Medicina Curso Superior em Medicina, com Especialização em Medicina do Trabalho Curso Superior em Medicina Curso Superior em Comunicação Social Curso Superior em Química Curso Superior em Comunicação Social ou Letras Curso Superior em Letras ou Secretário Executivo Bilíngue Médio Profissionalizante ou Médio Completo Médio Profissionalizante ou Médio Completo + conhecimento programas editoração eletrônica e senho Médio Profissionalizante na respectiva ou Médio Completo + Curso Técnico na respectiva OUTROS Residênci a Médica ou Especializ ação em Ginecolog ia/obstetr ícia Tota l vaga s (*) ESTINAAS À AMPLA CONCORRÊNCIA Vaga s Máximo candidatos homologad os ESTINAAS AOS PORTAORES E EFICIÊNCIA Vaga s Máximo candidatos homologados ESTINAAS AOS NEGROS Vag as Máximo candidat os homolog ados Residênci a Médica ou Especializ ação em Psiquiatri a Experiênc ia 12 meses na administr ativa, comprova da através da CTPS (Carteira Trabalho e Previdênc ia Social) ou Termo Comprom isso Estágio Órgão Público Técnico Médio Profissionalizante B.O. UFPE, RECIFE, 50 (013 ESPECIAL): E JANEIRO E

12 Nível Classificação CÓIGO O CARGO CARGO Laboratório/ Área: Biologia Técnico Laboratório/ Área: Biotério Técnico Laboratório/ Área: Criogenia Técnico Laboratório/ Área: Eletrotécnic a Técnico Laboratório/ Área: Geologia Técnico Laboratório/ Área: Informática Técnico Laboratório/ Área: Mecânica Técnico Laboratório/ Área: Microbiolog ia Técnico Laboratório/ Área: Química Técnico Laboratório/ Área: Transportes Técnico em Anatomia e Necropsia REQUISITOS PARA INGRESSO (Conforme Lei /2005) ESCOLARIAE na respectiva ou Médio Completo + Curso Técnico na respectiva Médio Profissionalizante na respectiva ou Médio Completo + Curso Técnico na respectiva Médio Profissionalizante na respectiva ou Médio Completo + Curso Técnico na respectiva Médio Profissionalizante na respectiva ou Médio Completo + Curso Técnico na respectiva Médio Profissionalizante na respectiva ou Médio Completo + Curso Técnico na respectiva Médio Profissionalizante na respectiva ou Médio Completo + Curso Técnico na respectiva Médio Profissionalizante na respectiva ou Médio Completo + Curso Técnico na respectiva Médio Profissionalizante na respectiva ou Médio Completo + Curso Técnico na respectiva Médio Profissionalizante na respectiva ou Médio Completo + Curso Técnico na respectiva Médio Profissionalizante na respectiva ou Médio Completo + Curso Técnico na respectiva Médio Profissionalizante na respectiva ou Médio Completo OUTROS Tota l vaga s (*) ESTINAAS À AMPLA CONCORRÊNCIA Vaga s Máximo candidatos homologad os ESTINAAS AOS PORTAORES E EFICIÊNCIA Vaga s Máximo candidatos homologados ESTINAAS AOS NEGROS Vag as Máximo candidat os homolog ados Experiênc ia 12 meses na comprova da através da CTPS (Carteira Trabalho e Previdênc ia Social) B.O. UFPE, RECIFE, 50 (013 ESPECIAL): E JANEIRO E

13 Nível Classificação CÓIGO O CARGO CARGO Técnico em Eletroeletrô nica Técnico em Eletrônica Transcritor Sistema Braille Administrad or Edifícios Assistente Laboratório Auxiliar Enfermagem REQUISITOS PARA INGRESSO (Conforme Lei /2005) ESCOLARIAE Médio Profissionalizante na respectiva ou Médio Completo + Curso Técnico na respectiva Médio Profissionalizante na respectiva ou Médio Completo + Curso Técnico na respectiva Médio Completo OUTROS ou Termo Comprom isso Estágio Órgão Público Tota l vaga s (*) ESTINAAS À AMPLA CONCORRÊNCIA Vaga s Máximo candidatos homologad os ESTINAAS AOS PORTAORES E EFICIÊNCIA Vaga s Máximo candidatos homologados ESTINAAS AOS NEGROS Vag as Máximo candidat os homolog ados Experiênc ia 24 meses na comprova da através da CTPS (Carteira Trabalho e Previdênc ia Social) ou Termo Comprom isso Estágio Órgão Público C Médio Completo C C Fundamental Completo Médio Completo + Profissionalizante Experiênc ia 12 meses na comprova da através da CTPS (Carteira Trabalho e Previdênc ia Social) ou Termo Comprom isso Estágio Órgão Público B.O. UFPE, RECIFE, 50 (013 ESPECIAL): E JANEIRO E

14 Nível Classificação CÓIGO O CARGO Nível Classificação CÓIGO O CARGO 36 CARGO Operador Rádio- Telecomuni cações C REQUISITOS PARA INGRESSO (Conforme Lei /2005) ESCOLARIAE (COREN) Médio Completo OUTROS Experiênc ia 24 meses na comprova da através da CTPS (Carteira Trabalho e Previdênc ia Social) ou Termo Comprom isso Estágio Órgão Público Tota l vaga s (*) ESTINAAS À AMPLA CONCORRÊNCIA Vaga s Máximo candidatos homologad os ESTINAAS AOS PORTAORES E EFICIÊNCIA Vaga s Máximo candidatos homologados ESTINAAS AOS NEGROS Vag as Máximo candidat os homolog ados (*) Total vagas inclui a reserva vagas para pessoas com ficiência, a reserva vagas para pessoas negras e as vagas stinadas à concorrência geral. O número máximo candidatos homologados está acordo com o Anexo II do ecreto nº /2009, 21 agosto ANEXO II - PARA O MUNICÍPIO E VITÓRIA E SANTO ANTÃO/PE - UFPE - CAV CARGO Tecnólogo / Formação: Segurança Técnico em Segurança do Trabalho Técnico Laboratório/ Área: Informática Administrador Edifício E REQUISITOS PARA INGRESSO (Conforme Lei /2005) ESCOLARIAE Curso Superior na Segurança Pública Médio Profissionalizante na Segurança do Trabalho ou Médio Completo + Curso Técnico em Segurança do Trabalho Médio Profissionalizante na respectiva ou Médio Completo + Curso Técnico na respectiva OUT ROS Tota l vaga s (*) ESTINAAS À AMPLA CONCORRÊNCIA Vagas Máximo candidatos homologad os ESTINAAS AOS PORTAORES E EFICIÊNCIA Vag as Máximo candidatos homologad os ESTINAAS AOS NEGROS Va gas Máximo candidatos homologa dos C Médio Completo (*) Total vagas inclui a reserva vagas para pessoas com ficiência, a reserva vagas para pessoas negras e as vagas stinadas à concorrência geral. O número máximo candidatos homologados está acordo com o Anexo II do ecreto nº /2009, 21 agosto B.O. UFPE, RECIFE, 50 (013 ESPECIAL): E JANEIRO E

15 Nível Classificação CÓIGO O CARGO CARGO 41 Assistente Social E 42 Sanitarista E 43 Editor Imagem Técnico Laboratório / Área: Mecânica Técnico Laboratório / Área: Morfofuncional Técnico Laboratório / Área: Química Técnico em Segurança do Trabalho Tradutor e Intérprete Linguagem Sinais Administrador Edifício ANEXO III - PARA O MUNICÍPIO E CARUARU/PE - UFPE - CAA REQUISITOS PARA INGRESSO (Conforme Lei /2005) ESCOLARIA E Curso Superior em Serviço Social Curso Superior com especialização na Médio Profissionalizante na ou Médio Completo com experiência na Médio Profissionalizante na respectiva ou Médio Completo + Curso Técnico na respectiva Médio Profissionalizante na respectiva ou Médio Completo + Curso Técnico na respectiva Médio Profissionalizante na respectiva ou Médio Completo + Curso Técnico na respectiva Médio Profissionalizante na Segurança do Trabalho ou Médio Completo + Curso Técnico em Segurança do Trabalho Médio Completo + proficiência em libras OUTROS Total vagas (*) ESTINAAS À AMPLA CONCORRÊNCI A Va gas Máximo candidatos homologad os ESTINAAS AOS PORTAORES E EFICIÊNCIA Va gas Máximo candidatos homologad os ESTINAAS AOS NEGROS Va gas Máximo candidatos homologad os Experiência 12 meses na comprovada através da CTPS (Carteira Trabalho e Previdência Social) ou Termo Compromisso Estágio Órgão Público C Médio Completo (*) Total vagas inclui a reserva vagas para pessoas com ficiência, a reserva vagas para pessoas negras e as vagas stinadas à concorrência geral. O número máximo candidatos homologados está acordo com o Anexo II do ecreto nº /2009, 21 agosto B.O. UFPE, RECIFE, 50 (013 ESPECIAL): E JANEIRO E

16 CARGOS E NÍVEL E CLASSIFICAÇÃO - C ANEXO IV - ESCRIÇÃO SUMÁRIA OS CARGOS AMINISTRAOR E EIFÍCIOS Administrar edifícios organizando, acompanhando e controlando os serviços manutenção, limpeza e recuperação para mantê-los ntro dos padrões orm, higiene e segurança. ASSISTENTE E LABORATÓRIO Planejar o trabalho apoio do laboratório e preparar vidrarias e materiais similares. Interpretar orns serviço programadas, programar o suprimento materiais, as etapas trabalho, equipamentos e instrumentos; selecionar métodos análise; efetuar cálculos conforme indicações do método análise; preencher fichas e formulários. Preparar soluções e equipamentos medição e ensaios e analisar amostras insumos e matériasprimas. Procer à coleta do material, empregando os meios e os instrumentos recomendados; executar exames e outros trabalhos natureza simples, que não exigem interpretação técnica dos resultados; auxiliar nas análises e testes laboratoriais; registrar e arquivar cópias dos resultados dos exames, testes e análises; zelar pela assepsia, conservação e recolhimento do material utilizado. Organizar o trabalho conforme normas segurança, saú ocupacional e preservação ambiental. Auxiliar nas atividas ensino, pesquisa e extensão. Executar outras tarefas mesma natureza e nível complexida associadas ao ambiente organizacional. AUXILIAR E ENFERMAGEM Prestar assistência ao paciente, atuando sob supervisão enfermeiro; trabalhar em conformida com as boas práticas, normas e procedimentos biossegurança. Executar atividas sinfecção e esterilização. Zelar pela limpeza e orm do material, equipamentos e pendência unidas saú. Prestar cuidados higiene e conforto ao paciente e zelar por sua segurança. Participar das atividas educação em saú. Auxiliar nas atividas ensino, pesquisa e extensão. OPERAOR E RÁIO-TELECOMUNICAÇÕES Executar atividas relacionadas a rádio. Cuidar da segurança operacional por meio procedimentos específicos. Operar aparelhos rádio, colocar o rádio na onda e freqüência indicadas, fazer funcionar os dispositivos os receptores, arquivar cópia dos assuntos transmitidos durante radiorecepção; cuidar da segurança operacional por meio procedimentos específicos; zelar pela conservação do equipamento, regular e provinciar reparos necessários, garantindo seu perfeito funcionamento; emitir relatórios estatísticos atendimento ao usuário. Utilizar recursos informática. Executar outras tarefas mesma natureza e nível complexida associadas ao ambiente organizacional. Auxiliar nas atividas ensino, pesquisa e extensão. CARGOS E NÍVEL E CLASSIFICAÇÃO ASSISTENTE EM AMINISTRAÇÃO ar suporte administrativo e técnico nas s recursos humanos, administração, finanças e logística; atenr usuários, fornecendo e recebendo informações; tratar documentos variados, cumprindo todo o procedimento necessário referente aos mesmos; preparar relatórios e planilhas; executar serviços s escritório. Assessorar nas atividas ensino, pesquisa e extensão. ESENHISTA E ARTES GRÁFICAS Interpretar solicitações senhos; elaborar senhos produtos ou serviços; submeter senhos à aprovação; dar acabamento final em senhos; indicar características materiais e acabamentos em senhos. Assessorar nas atividas ensino, pesquisa e extensão. EITOR E IMAGEM Editor audiovisual habilitado a participar projetos como montador e finalizador víos digitais em HTV e STV. B.O. UFPE, RECIFE, 50 (013 ESPECIAL): E JANEIRO E

17 TÉCNICO E LABORATÓRIO/ÁREA Executar trabalhos técnico laboratório relacionados com a atuação, realizando ou orientando coleta, análise e registros material e substâncias através métodos específicos. Assessorar nas atividas ensino, pesquisa e extensão. TÉCNICO EM ANATOMIA E NECROPSIA Reconstituir cadáveres humanos e animais; formolizar cadáveres humanos e animais; embalsamar cadáveres. Taxirmizar animais vertebrados; curtir peles; preparar esqueletos animais; confeccionar dioramas, pesquisando característica dos animais e seu habitat. Assessorar nas atividas ensino, pesquisa e extensão. TÉCNICO EM ELETROELETRÔNICA Executar tarefas manutenção, instalação e reparação sistemas eletroeletrônicos convencionais e automatizados, bem como as coornação e senvolvimento equipes trabalho no planejamento, senvolvimento, avaliação projetos e aplicação normas técnicas. Assessorar nas atividas ensino, pesquisa e extensão. TÉCNICO EM ELETRÔNICA Executar sob a supervisão superior trabalho técnico manutenção, produção, aperfeiçoamento e instalações máquinas, aparelhos e equipamentos eletrônicos. TÉCNICO EM SEGURANÇA O TRABALHO Auxiliar na programação e execução planos para preservação da integrida física e mental da comunida, promovendo a sua saú, bem como a melhoria das condições e do ambiente da entida. TRAUTOR E INTÉRPRETE E LINGUAGEM E SINAIS Traduzir e interpretar a Linguagem Sinais. TRANSCRITOR E SISTEMA BRAILLE Transcrever para o sistema Braille textos escritos. CARGOS E NÍVEL E CLASSIFICAÇÃO E ARQUITETO E URBANISTA Elaborar planos e projetos associados à arquitetura em todas as suas etapas, finindo materiais, acabamentos, técnicas, metodologias, analisando dados e informações; fiscalizar e executar obras e serviços, senvolver estudos viabilida financeiros, econômicos, ambientais; prestar serviços consultoria e assessoramento, bem como assessorar no estabelecimento políticas gestão. Assessorar nas atividas ensino, pesquisa e extensão. ARQUIVISTA Organizar documentação arquivos institucionais e pessoais, criar projetos museus e exposições, organizar acervos; dar acesso à informação, conservar acervos; preparar ações educativas e culturais, planejar e realizar atividas técnico-administrativas, orientar implantação atividas técnicas. Assessorar nas atividas ensino, pesquisa e extensão. ASSISTENTE SOCIAL Prestar serviços sociais orientando indivíduos, famílias, comunida e instituições sobre direitos e veres (normas, códigos e legislação), serviços e recursos sociais e programas educação; planejar, coornar e avaliar planos, programas e projetos sociais em diferentes s atuação profissional (segurida, educação, trabalho, jurídica, habitação e outras); sempenhar tarefas administrativas e articular recursos financeiros disponíveis. Assessorar nas atividas ensino, pesquisa e extensão. BIOMÉICO B.O. UFPE, RECIFE, 50 (013 ESPECIAL): E JANEIRO E

18 Atuar em equipes saú, a nível tecnológico e nas atividas complementares diagnósticos. Assessorar nas atividas ensino, pesquisa e extensão. IRETOR E IMAGEM Coornação e execução trabalhos gravação ou transmissão imagens televisivas, selecionando imagens através mesa--corte e orientando técnicos durante a gravação ou transmissão. IRETOR E PROUÇÃO Trabalha em consonância com o diretor programa e o roteirista a fim reunir os recursos humanos e materiais para a produção projeto para rádio, cinema, áudio-visual (slis) ou teatral. Acompanha todo o senvolvimento na produção do projeto. IRETOR E PROGRAMA Cria a obra cinematográfica, televisiva, radiofônica ou audiovisual. Supervisiona e dirige sua execução, utilizando recursos humanos, técnicos e artísticos. irige artisticamente e tecnicamente a equipe e o elenco; analisa e interpreta o roteiro aquando-o à realização sob o ponto vista técnico e artístico. ENGENHEIRO / ÁREA esenvolver projetos engenharia; executar obras; planejar, coornar a operação e a manutenção, orçar, e avaliar a contratação serviços; dos mesmos; controlar a qualida dos suprimentos e serviços comprados e executados; elaborar normas e documentação técnica. Assessorar nas atividas ensino, pesquisa e extensão. FÍSICO Realizar pesquisas científicas e tecnológicas; aplicar princípios, conceitos e métodos da física em atividas específicas; aplicar técnicas radiação ionizante e não ionizante; operar reatores nucleares e equipamentos emissores radiação; senvolver fontes alternativas energia; projetar sistemas eletrônicos, ópticos, telecomunicações e outros sistemas físicos; realizar medidas granzas físicas, senvolver programas e rotinas computacionais e elaborar documentação técnica e científica. Assessorar nas atividas ensino, pesquisa e extensão. MÉICO / ÁREA Realizar consultas e atendimentos médicos; tratar pacientes; implementar ações para promoção da saú; coornar programas e serviços em saú, efetuar perícias, auditorias e sindicâncias médicas; elaborar documentos e difundir conhecimentos da médica. Assessorar nas atividas ensino, pesquisa e extensão. PROUTOR CULTURAL Atividas execução qualificada, sob supervisão superior, trabalhos relacionados com programações culturais e promoção eventos. QUÍMICO Realizar ensaios, análises químicas e físico-químicas, selecionando metodologias, materiais, reagentes análise e critérios amostragem, homogeneizando, dimensionando e solubilizando amostras; produzir substâncias; senvolver metodologias analíticas; interpretar dados químicos; monitorar impacto ambiental substâncias; supervisionar procedimentos químicos; coornar atividas químicas laboratoriais. Assessorar nas atividas ensino, pesquisa e extensão. REVISOR E TEXTO Revisar textos, atentando para expressões utilizadas, sintaxe, ortografia e pontuação para assegurar-lhes correção, clareza, concisão e harmonia, bem como torna-lhes legíveis ao usuário da publicação. SANITARISTA Planejar, executar e avaliar programas saú pública, atuando técnica e administrativamente nos serviços saú para promover, proteger e recuperar a saú. SECRETÁRIO EXECUTIVO B.O. UFPE, RECIFE, 50 (013 ESPECIAL): E JANEIRO E

19 Assessorar direções, gerenciando informações, auxiliando na execução tarefas administrativas e em reuniões, marcando e cancelando compromissos; coornar e controlar equipes e atividas; controlar documentos e correspondências; atenr usuários externos e internos; organizar eventos e viagens e prestar serviços em idioma estrangeiro. Assessorar nas atividas ensino, pesquisa e extensão. TECNÓLOGO / FORMAÇÃO Estudar, planejar, projetar, especificar e executar projetos específicos na atuação. Assessorar nas atividas ensino, pesquisa e extensão. ANEXO V CONTEÚO PROGRAMÁTICO AS PROVAS ESCRITAS/ OBJETIVAS CONHECIMENTOS BÁSICOS PORTUGUÊS: PARA TOOS OS CARGOS E NÍVEL E CLASSIFICAÇÃO C, e E: Interpretação textos, em prosa e textos poéticos, para intificar: O tema central do texto; Informações ou idéias presentes no texto; Relações causa, tempo, fim, comparação, conclusão, adição e outras entre orações, períodos ou parágrafos; Relações sentido entre as palavras (sinônimos e antônimos). Ortografia, acentuação palavras. Recursos do sistema pontuação: vírgula, dois pontos, travessão, reticências, ponto final e pontos exclamação e interrogação; Flexão gênero, número e grau do substantivo e do adjetivo; Conjugação verbos regulares e irregulares; Conjunção; Concordância e regência: verbal e nominal; Crase; Sentido radicais, prefixos e sufixos. MATEMÁTICA: PARA TOOS OS CARGOS E NÍVEL E CLASSIFICAÇÃO C e, EXCETO PARA TRAUTOR E INTÉRPRETE E LINGUAGEM E SINAIS E TRANSCRITOR E SISTEMA BRAILLE: Conjunto números naturais, inteiros, racionais e reais. Sistema legal unida medida. Razão e Proporção, Granzas proporcionais, Média Aritmética, Média Ponrada, Regra Três Simples e Composta. Juros simples e compostos. Porcentagem e sconto simples. NOÇÕES E INFORMÁTICA: PARA TOOS OS CARGOS E NÍVEL E CLASSIFICAÇÃO C, e E, EXCETO PARA TÉCNICO E LABORATÓRIO/ ÁREA: INFORMÁTICA, TRAUTOR E INTÉRPRETE E LINGUAGEM E SINAIS, TRANSCRITOR E SISTEMA BRAILLE E MÉICO/ÁREA: Conhecimentos uso e administração dos sistemas operacionais Windows e Linux. Conhecimento uso e administração aplicativos básicos automação escritório (MSOffice e Open Office); Internet e Intranet: conceitos, programas navegação, correio eletrônico. CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PARA OS CARGOS E NÍVEL E CLASSIFICAÇÃO C AMINISTRAOR E EIFÍCIOS Conhecimentos básicos sobre manutenção: elétrica, hidráulica e alvenaria; habilidas para organizar ferramentas básicas trabalho; noções básicas sobre reparo equipamentos apoio a manutenção predial; conhecimentos básicos sobre instalação equipamento informática; conhecimentos básicos sobre primeiros socorros; conhecimentos básicos sobre utilização equipamentos proteção individual (EPI) e coletiva (EPC); conhecimento normas segurança e proteção ambiental. ASSISTENTE E LABORATÓRIO Reconhecimento e utilização vidrarias, aparelhos e outros materiais comuns laboratório químico. Armazenagem reagentes e vidrarias. Lavagem e sinfecção materiais laboratório. Normas básicas Biossegurança. Princípios gerais segurança em laboratório. Equipamentos e dispositivos proteção individual e coletiva. Noções gerais tratamento e scarte resíduos materiais provenientes aulas e experimentos. Pesagens quantidas Pré-terminadas materiais. Conservação e rotulagem soluções. B.O. UFPE, RECIFE, 50 (013 ESPECIAL): E JANEIRO E

20 Preparo soluções e diferentes formas expressão da concentração das mesmas. Noções ph. Propriedas gerais dos ácidos, sais e bases inorgânicos e orgânicos. AUXILIAR E ENFERMAGEM 1.Fundamentos da Enfermagem: Enfermagem ética e profissional. 2. Assistência enfermagem na prevenção e controle infecção e medidas biossegurança. 3. Humanização da assistência. 4. Atendimento às necessidas do paciente relativo à segurança, proteção, higiene e conforto. 5. Procedimentos enfermagem em geral. 6. A unida do paciente. 7. Atuação na Central Material e Esterilização. 8. Código Ética dos Profissionais Enfermagem. 9. Noções Políticas Saú e o seu papel profissional.10. Relações Interpessoais: papel do Auxiliar Enfermagem na Equipe Saú. 11. Fundamentos Anatomia, Fisiologia, Microbiologia e Parasitologia. 12. Preparo do cliente e coleta material para exames complementares. 13. Técnicas básicas enfermagem. 14. Assistência do Auxiliar Enfermagem ao paciente em situações Urgência/Emergência. 15. Cuidados Básicos ao Paciente: mensuração, sinais vitais, peso, altura; alimentação, hidratação, higiene e conforto, segurança, nebulizações e curativos. OPERAOR E RÁIO-TELECOMUNICAÇÕES 1. Noções controle mestre emissoras rádio e televisão. 2. Faixa chamadas e gra programação. 3. Noções programação com roteiros preestabelecidos. 4. Noções emissões ao vivo. 5. Noções das Operações do controle mestre. 6. Roteiro programação. 7. Noções re emissoras. 8. Preparação mapas e relatórios diários acordo com as ocorrências do controle mestre. 9. Montagem espelho diário programação da emissora radiodifusão ou outros veículos, utilizando ferramenta aquada (software). 10. Transmissão audiovisual; formatos transmissão: intificação e conceituação; monitoramento; conceitos link, broadcast e pool. 11. emandas operacionais transmissões ao vivo em re, via satélite e Internet. 12. Televisão e Internet: Streaming, compressão áudio e vío e mídias para transmissão, arquivos e protocolos. 13. Triagem e aquação da emissão programas. 14. Blocos Programação: faixa horário e audiência; seqüenciamento e intervalo. 15. Avaliação espelho e condução tempo produção do programa televisivo; articulação entre as etapas captação, finalização, programação e veiculação programas televisivos. 16. Ajustes roteiro, com cálculo horas, minutos e segundos para aumentar ou reduzir a programação. 17. Linguagem rádio e TV. 18. A emissora rádio: estrutura, tipos concessões emissoras, funções dos profissionais. 19. A estruturação da emissora TV e da emissora rádio. 20. Programação radiofônica e TV: segmentação; formas programação, produção, gêneros e formatos programas. 21. Produção programas gravados, ao vivo e externas. 22. Lei nº /2208 (e alterações). 22. Noções da Lei nº 8.112/1990 (e alterações) CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PARA OS CARGOS E NÍVEL E CLASSIFICAÇÃO ASSISTENTE EM AMINISTRAÇÃO Funções Administrativas: planejamento, estrutura organizacional, racionalização do trabalho; indicadores excelência. Comunicação Interpessoal: barreiras, uso construtivo, comunicação formal e informal. Gestão Pessoas: conceitos, avaliação sempenho, trabalho em equipe, motivação, lirança e gerenciamento conflitos. Gestão por Competências: conceitos, política e diretrizes para o senvolvimento pessoal da Administração Pública Feral (ecreto nº 5.707/2006). Administração Materiais e Patrimônio: importância, organização da materiais, logística armazenagem, transporte e distribuição. Administração Pública: isposições Gerais (Constituição Feral, Título III, Capítulo VII). Agente Público: conceito, função pública, atendimento ao cidadão. Regime Jurídico dos Servidores Público Ferais (Lei nº 8.112/1990 e alterações). Ética na Administração Pública Feral (ecreto nº 1.171/1994 e alterações). Processo Administrativo: normas básicas no âmbito da Administração Feral (Lei nº 9.784/1999 e alterações). Elaboração Termo Referência; Licitação: conceito, finalidas, princípios e objeto; obrigatorieda, dispensa, inexigibilida e vedação; modalidas e tipos, revogação e anulação; sanções e contratos (Lei nº 8.666/1993 e alterações). Controle Interno e Controle Externo na Administração Pública: conceito e abrangência. Noções Arquivologia: métodos arquivamento. ESENHISTA E ARTES GRÁFICAS B.O. UFPE, RECIFE, 50 (013 ESPECIAL): E JANEIRO E

EDITAL Nº 04, DE 28 DE JANEIRO DE 2015

EDITAL Nº 04, DE 28 DE JANEIRO DE 2015 EITAL Nº 04, E 28 E JANEIRO E 2015 O REITOR A UNIVERSIAE FEERAL E PERNAMBUCO, autorizado pelo Presidente da República, através do ecreto nº 7.232, de 19 de julho de 2010, torna público a abertura das inscrições

Leia mais

PREFEITURA DE CARUARU CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº. 002/2006 - PMC

PREFEITURA DE CARUARU CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº. 002/2006 - PMC PREFEITURA DE CARUARU CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº. 002/2006 - PMC A Prefeitura Municipal de Caruaru/PE divulga a realização do CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS para o provimento dos cargos de Professor

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO PROJETO DE EXTENSÃO: PROGRAMA PROFESSORES DO TERCEIRO MILÊNIO EDITAL Nº 001, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2015

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO PROJETO DE EXTENSÃO: PROGRAMA PROFESSORES DO TERCEIRO MILÊNIO EDITAL Nº 001, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2015 UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO PROJETO DE EXTENSÃO: PROGRAMA PROFESSORES DO TERCEIRO MILÊNIO EDITAL Nº 001, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2015 O coordenador do PROJETO DE EXTENSÃO: PROGRAMA PROFESSORES DO TERCEIRO

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE PROVAS

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE PROVAS EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE PROVAS No uso das atribuições legais, e mediantes as condições estipuladas nos Editais e Comunicados oficiais publicados no site www.selecao.uneb.br/dpe2012, CONVOCA os Candidatos

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DOS ESTADOS DE RONDÔNIA E ACRE -CRF-RO/AC

CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DOS ESTADOS DE RONDÔNIA E ACRE -CRF-RO/AC Edital nº02/2008 DO PROCESSO SELETIVO 02/2008 CRF/RO-AC DE 07 DE NOVEMBRO DE 2008 ABERTURA. A Presidente do Conselho Regional de Farmácia dos Estados de Rondônia e Acre, no uso de suas atribuições legais,

Leia mais

EDITAL Nº 001 /2008 - CONCURSO PÚBLICO, de 17 de março de 2008

EDITAL Nº 001 /2008 - CONCURSO PÚBLICO, de 17 de março de 2008 SERVIÇO PÚBLICO FEERAL MINISTÉRIO A EUCAÇÃO FUNAÇÃO UNIVERSIAE FEERAL O RIO GRANE PRÓ-REITORIA E AMINISTRAÇÃO SUPERINTENÊNCIA E AMINISTRAÇÃO E RECURSOS HUMANOS EITAL Nº 0 /2008 - CONCURSO PÚBLICO, de 17

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS - UNITINS CONCURSO PÚBLICO N 001/2014 EDITAL Nº 012/2014 PROVA PRÁTICA

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS - UNITINS CONCURSO PÚBLICO N 001/2014 EDITAL Nº 012/2014 PROVA PRÁTICA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS - UNITINS CONCURSO PÚBLICO N 001/2014 EDITAL Nº 012/2014 PROVA PRÁTICA A Fundação Universidade do Tocantins (UNITINS), por meio de sua Comissão de Concursos e Seleções

Leia mais

1.4. Cada candidato poderá concorrer a apenas uma das vagas ofertadas neste Edital e deverá usar o próprio CPF para inscrição.

1.4. Cada candidato poderá concorrer a apenas uma das vagas ofertadas neste Edital e deverá usar o próprio CPF para inscrição. UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ COORDENADORIA DE CONCURSOS CCV Edital Nº 03/2014/CCV Regulamenta o Teste de Nível das Casas de Cultura Estrangeira, para o período 2014.2. A Presidente da Coordenadoria de

Leia mais

PROCESSO SELETIVO N 001/2014 CONTRATAÇÃO DE JOVENS APRENDIZES

PROCESSO SELETIVO N 001/2014 CONTRATAÇÃO DE JOVENS APRENDIZES PROCESSO SELETIVO N 001/2014 CONTRATAÇÃO DE JOVENS APRENDIZES O Diretor Presidente da COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO DE PASSO FUNDO CODEPAS, no uso de suas atribuições legais, e conforme determina o art.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHÃO EDITAL DO PROCESSO DE SELEÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS

PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHÃO EDITAL DO PROCESSO DE SELEÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHÃO EDITAL DO PROCESSO DE SELEÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS A Comissão Especial do Processo de Seleção de Estagiários, criada pelo Decreto n.º 151/2013, de 26 de março

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SENAI 02/2013 INTERNO

PROCESSO SELETIVO SENAI 02/2013 INTERNO PROCESSO SELETIVO 02/2013 INTERNO O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, Departamento Regional da Paraíba, torna pública a realização do Processo Seletivo Nº 02/2013 INTERNO destinado a selecionar

Leia mais

DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO GUARULHOS SUL

DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO GUARULHOS SUL DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO GUARULHOS SUL Edital de Abertura de Inscrição Processo Seletivo Simplificado Regional para contratação de Agente de Organização Escolar/2015 A Comissão Especial de Contratação

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Estado de Sergipe

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Estado de Sergipe SELEÇÃO DE UNIVERSITÁRIOS PARA ESTÁGIO CURSOS SUPERIORES DE INFORMÁTICA EDITAL Nº 01/2011 NTI O Juiz Federal Diretor do Foro da Seção Judiciária de Sergipe, no uso das atribuições legais e regimentais,

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE XANXERÊ SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE XANXERÊ SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE XANXERÊ SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE EDITAL N 001/2014 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO DE EXCEPCIONAL INTERESSE

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO - UFMT CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE RONDONÓPOLIS - CUR INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS - ICEN

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO - UFMT CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE RONDONÓPOLIS - CUR INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS - ICEN UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO - UFMT CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE RONDONÓPOLIS - CUR INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS - ICEN EDITAL DE SELEÇÃO 2016 PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL EM SAÚDE

Leia mais

Edital - Processo Seletivo 2015 Verão FACULDADE DE ENGENHARIA E INOVAÇÃO TÉCNICO PROFISSIONAL EDITAL Nº 007 DE 10 DE SETEMBRO DE 2014

Edital - Processo Seletivo 2015 Verão FACULDADE DE ENGENHARIA E INOVAÇÃO TÉCNICO PROFISSIONAL EDITAL Nº 007 DE 10 DE SETEMBRO DE 2014 EDITAL PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR VERÃO 2015 1 Edital - Processo Seletivo 2015 Verão FACULDADE DE ENGENHARIA E INOVAÇÃO TÉCNICO PROFISSIONAL EDITAL Nº 007 DE 10 DE SETEMBRO DE 2014 PROCESSO SELETIVO/VESTIBULAR

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES Nº 001/2015

PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES Nº 001/2015 PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES Nº 001/2015 A Comissão Organizadora do Processo Seletivo, designada através da Portaria nº 096/2015, no uso de suas atribuições

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO SELEÇÃO / 2012 RESIDÊNCIA MÉDICA EM CIRURGIA GERAL HOSPITAL SANTA ROSA HOSPITAL SANTA HELENA

MANUAL DO CANDIDATO SELEÇÃO / 2012 RESIDÊNCIA MÉDICA EM CIRURGIA GERAL HOSPITAL SANTA ROSA HOSPITAL SANTA HELENA MANUAL DO CANDIDATO SELEÇÃO / 2012 RESIDÊNCIA MÉDICA EM CIRURGIA GERAL HOSPITAL SANTA ROSA HOSPITAL SANTA HELENA Página - 1 - de 7 CENTRO DE ESTUDOS DR.CERVANTES CAPOROSSI COREME DO HOSPITAL SANTA ROSA

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2016. Programa de Treinamento Médico em Oftalmologia - DayHORC

PROCESSO SELETIVO 2016. Programa de Treinamento Médico em Oftalmologia - DayHORC PROCESSO SELETIVO 2016 Programa de Treinamento Médico em Oftalmologia - DayHORC O DayHORC, através de sua Comissão do Programa de Treinamento Médico em Oftalmologia (CPTMO/DayHORC), no uso de suas atribuições,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ CONCURSO PÚBLICO PARA A CARREIRA DE TÉCNICO-ADMINISTRATIVO EM EDUCAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ CONCURSO PÚBLICO PARA A CARREIRA DE TÉCNICO-ADMINISTRATIVO EM EDUCAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO SUL E SUDESTE DO PARÁ CONCURSO PÚBLICO PARA A CARREIRA DE TÉCNICO-ADMINISTRATIVO EM EDUCAÇÃO EDITAL N.º 51/2014 UNIFESSPA, DE 21 DE JULHO DE 2014 ANEXO I

Leia mais

ALTERAÇÃO 01. PROCESSO SELETIVO DE BOLSISTAS CNPQ E SEBRAE nº 06/2015 PROCESSO SELETIVO PARA PROGRAMA AGENTES LOCAIS DE INOVAÇÃO

ALTERAÇÃO 01. PROCESSO SELETIVO DE BOLSISTAS CNPQ E SEBRAE nº 06/2015 PROCESSO SELETIVO PARA PROGRAMA AGENTES LOCAIS DE INOVAÇÃO ALTERAÇÃO 01 PROCESSO SELETIVO DE BOLSISTAS CNPQ E SEBRAE nº 06/2015 PROCESSO SELETIVO PARA PROGRAMA AGENTES LOCAIS DE INOVAÇÃO SERVIÇO DE APOIO AS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Leia mais

Estado de Goiás Secretaria de Ciência e Tecnologia Superintendência de Educação Superior e Profissional. Edital nº 001 /2009

Estado de Goiás Secretaria de Ciência e Tecnologia Superintendência de Educação Superior e Profissional. Edital nº 001 /2009 Estado de Goiás Secretaria de Ciência e Tecnologia Superintendência de Educação Superior e Profissional Edital nº 001 /2009 Processo Seletivo para Ingresso nos Cursos Técnico de Nível Médio em Agronegócios

Leia mais

Portaria MEC 2.235 de 19/12/1997 DOU: 22/12/1997 Resolução CNE/CES n o 1, de 8 de junho de 2007 EDITAL 01/2015 - FACULDADE FUCAPI PÓS-GRADUAÇÃO

Portaria MEC 2.235 de 19/12/1997 DOU: 22/12/1997 Resolução CNE/CES n o 1, de 8 de junho de 2007 EDITAL 01/2015 - FACULDADE FUCAPI PÓS-GRADUAÇÃO A Faculdade FUCAPI, representada pelo seu Programa de Pós-Graduação, faz conhecer aos interessados que, no período de 09 a 20 de março de 2015, estarão abertas as inscrições para o Curso de Especialização

Leia mais

EDITAL N.º 203/2015 CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTE

EDITAL N.º 203/2015 CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTE CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTE A REITORA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, considerando o Decreto nº 7.485, de 18 de maio de 21, a Lei nº 8.112, de 11 de

Leia mais

Faculdade de Tecnologia do Amapá Portaria, MEC Nº 1.956, de 06/07/2004. VESTIBULAR 1º SEMESTRE DE 2015/Edital de 07/10/2014

Faculdade de Tecnologia do Amapá Portaria, MEC Nº 1.956, de 06/07/2004. VESTIBULAR 1º SEMESTRE DE 2015/Edital de 07/10/2014 Processo Seletivo 2015.1 - EDITAL N 003-2014/COPEVE A Faculdade de Tecnologia do Amapá - META, situada na Rua Pedro Siqueira, N 333, Jardim Marco Zero Macapá AP, faz saber que estarão abertas as inscrições

Leia mais

Processo Seletivo de Alunos 2º Semestre de 2015 Edital n 1 Abertura de 17 de junho de 2015

Processo Seletivo de Alunos 2º Semestre de 2015 Edital n 1 Abertura de 17 de junho de 2015 Processo Seletivo de Alunos 2º Semestre de 2015 Edital n 1 Abertura de 17 de junho de 2015 A Diretoria de Ensino (DE) do Vestibular Cidadão (VC), no uso de suas atribuições, em acordo com o Estatuto do

Leia mais

1.4. O Manual do Candidato estará disponível para os inscritos exclusivamente no sítio www.suprema.edu.br.

1.4. O Manual do Candidato estará disponível para os inscritos exclusivamente no sítio www.suprema.edu.br. EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS 2º SEMESTRE 2015 EDITAL nº 04/2015 A Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora - FCMS/JF SUPREMA torna público que se encontram abertas

Leia mais

JUSTI ÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA SEXTA REGIÃO RECIFE

JUSTI ÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA SEXTA REGIÃO RECIFE JUSTI ÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA SEXTA REGIÃO RECIFE EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES PARA A SELEÇÃO DE ESTÁGIO REMUNERADO PARA ESTUDANTES DE NÍVEL SUPERIOR DO CURSO DE DIREITO DESTINADOS

Leia mais

Edital Nº 003/ 2015 I - DO PROCESSO SELETIVO E DO CURSO

Edital Nº 003/ 2015 I - DO PROCESSO SELETIVO E DO CURSO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA DE ENFERMAGEM DE NATAL DA UFRN PROCESSO SELETIVO PARA O CURSO TÉCNICO EM PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES EM SAÚDE Edital Nº 003/ 2015 A Escola

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 01/2012

EDITAL DE ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 01/2012 EDITAL DE ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 01/2012 A Diretora Presidente do SICOOB Credicenm, no uso de suas atribuições legais e em parceria com o Setor de Recursos Humanos da Cooperativa,

Leia mais

EDITAL 02/2015. 2.1 - A inscrição deverá ser efetuada preferencialmente pela internet no período de 01 a 11 de setembro de 2015.

EDITAL 02/2015. 2.1 - A inscrição deverá ser efetuada preferencialmente pela internet no período de 01 a 11 de setembro de 2015. EDITAL 02/2015 EXAME DE PROFICIÊNCIA EM LEITURA EM LINGUA ESTRANGEIRA PARA PROCESSOS SELETIVOS DE PROGRAMAS DE PÓS GRADUAÇÃO STRICTO SENSU NO AMBITO DA UFES Pelo presente edital, a Coordenação do Centro

Leia mais

Edital de Processo Seletivo Simplificado nº. 002/2013

Edital de Processo Seletivo Simplificado nº. 002/2013 1 ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Edital de Processo Seletivo Simplificado nº. 002/2013 José Carlos A. Amaral, Prefeito de Três Passos em exercício, no uso de suas atribuições legais, torna público a abertura

Leia mais

Vale ressaltar ainda que os cursos do PEP são gratuitos, o que facilita e amplia o acesso dos candidatos selecionados.

Vale ressaltar ainda que os cursos do PEP são gratuitos, o que facilita e amplia o acesso dos candidatos selecionados. APRESENTAÇÃO O Programa de Educação Profissional de Minas Gerais (PEP) é a ousada resposta do Governo Mineiro ao desafio de atender à crescente demanda dos nossos jovens por mais e melhores oportunidades

Leia mais

REGULAMENTO DE CONCURSOS PÚBLICOS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DE CONCURSOS PÚBLICOS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DE CONCURSOS PÚBLICOS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - Os concursos para seleção de candidatos aos cargos públicos dos órgãos de administração direta e indireta, da Prefeitura

Leia mais

A Comissão Especial de Contratação por Tempo Determinado CE CTD da Diretoria de Ensino - Região Guarulhos Norte, com fundamento no inciso

A Comissão Especial de Contratação por Tempo Determinado CE CTD da Diretoria de Ensino - Região Guarulhos Norte, com fundamento no inciso Edital de 24/07/2015 Processo Seletivo Simplificado Regional para contratação de Agente de Organização Escolar/2015 A Comissão Especial de Contratação por Tempo Determinado CE CTD da Diretoria de Ensino

Leia mais

CURSOS DE NÍVEL SUPERIOR

CURSOS DE NÍVEL SUPERIOR EDITAL PARA ABERTURA DE INSCRIÇÕES E REALIZAÇÃO DO PROCESSO SELETIVO DE ESTUDANTES, PELO CENTRO DE INTEGRAÇÃO EMPRESA ESCOLA CIEE, PARA INGRESSO NO PROGRAMA DE ESTÁGIO DA COMPANHIA DE ÁGUA E ESGOTOS DA

Leia mais

EDITAL 01/2015 CONCURSO PARA PROGRAMA DE APRIMORAMENTO EM MEDICINA VETERINÁRIA

EDITAL 01/2015 CONCURSO PARA PROGRAMA DE APRIMORAMENTO EM MEDICINA VETERINÁRIA UNIÃO METROPOLITANA PARA O DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO E CULTURA FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E DA SAÚDE CURSO DE MEDICINA VETERINÁRIA PROGRAMA DE APRIMORAMENTO EM MEDICINA VETERINÁRIA EDITAL 01/2015

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO CLASSIFICATÓRIO/2016 MEDICINA

EDITAL PROCESSO SELETIVO CLASSIFICATÓRIO/2016 MEDICINA EDITAL PROCESSO SELETIVO CLASSIFICATÓRIO/2016 MEDICINA De ordem do Magnífico Reitor do Centro Universitário Lusíada - UNILUS, Dr. Nelson Teixeira, torno público que as provas do Processo Seletivo Classificatório

Leia mais

Faculdade Fucapi (INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR FUCAPI) Credenciada Pela Portaria nº. 2.235 do MEC, de 19/12/1997, publicada no DOU de 22/12/1997

Faculdade Fucapi (INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR FUCAPI) Credenciada Pela Portaria nº. 2.235 do MEC, de 19/12/1997, publicada no DOU de 22/12/1997 A Faculdade FUCAPI, sediada em Manaus, Estado do Amazonas, considerando o disposto no inciso II, artigo 44 da Lei 9394/1996 (LDB), combinado com o parágrafo 3º e incisos, do artigo 32 da Portaria MEC-40/2007,

Leia mais

VESTIBULAR TEMPORÃO JULHO DE 2010 ESCOLA SUPERIOR EM MEIO AMBIENTE

VESTIBULAR TEMPORÃO JULHO DE 2010 ESCOLA SUPERIOR EM MEIO AMBIENTE VESTIBULAR TEMPORÃO JULHO DE 2010 ESCOLA SUPERIOR EM MEIO AMBIENTE FUNDAÇÃO EDUCACIONAL VALE DO SÃO FRANCISCO - faz saber aos interessados que estarão abertas, no período de 01 de julho a 17 de julho de

Leia mais

EDITAL 01/2015. 2.1 - A inscrição deverá ser efetuada preferencialmente pela internet no período de 22 a 30 de abril de 2015.

EDITAL 01/2015. 2.1 - A inscrição deverá ser efetuada preferencialmente pela internet no período de 22 a 30 de abril de 2015. EDITAL 01/2015 EXAME DE PROFICIÊNCIA EM LEITURA EM LINGUA ESTRANGEIRA PARA PROCESSOS SELETIVOS DE PROGRAMAS DE PÓS GRADUAÇÃO STRICTO SENSU NO AMBITO DA UFES Pelo presente edital, a Coordenação do Centro

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DEPARTAMENTO DE GESTÃO DO TRABALHO E EDUCAÇÃO EM SAÚDE

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DEPARTAMENTO DE GESTÃO DO TRABALHO E EDUCAÇÃO EM SAÚDE EDITAL N 005/2013. PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DEPARTAMENTO DE GESTÃO DO TRABALHO E EDUCAÇÃO EM SAÚDE PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATACÃO TEMPORÁRIA DE TÉCNICOS EM RADIOLOGIA

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA A FUNÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DA CÂMARA MUNICIPAL DE ALFENAS EDITAL Nº 01/2015

PROCESSO SELETIVO PARA A FUNÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DA CÂMARA MUNICIPAL DE ALFENAS EDITAL Nº 01/2015 PROCESSO SELETIVO PARA A FUNÇÃO DE ESTAGIÁRIOS DA CÂMARA MUNICIPAL DE ALFENAS EDITAL Nº 01/2015 O Presidente da Câmara Municipal de Alfenas, Enéias Ferreira de Rezende, no uso de suas atribuições, torna

Leia mais

EDITAL Nº 21/2013. 1.1- Profissional/Carga Horária/Número de Vagas/Requisitos para a contração /Vencimentos. n.º de Vagas. Reserva Vagas PNE *

EDITAL Nº 21/2013. 1.1- Profissional/Carga Horária/Número de Vagas/Requisitos para a contração /Vencimentos. n.º de Vagas. Reserva Vagas PNE * EDITAL Nº 21/2013 RICARDO PINHEIRO SANTANA, Prefeito do Município de Assis, no uso de suas atribuições legais, TORNA PÚBLICO o presente Edital de Abertura do Concurso Público nº 01/2013 para preenchimento

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANDRÉ SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO E MODERNIZAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANDRÉ SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO E MODERNIZAÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANDRÉ SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO E MODERNIZAÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ANDRÉ SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO E MODERNIZAÇÃO EDITAL Nº 02/2014 CONVOCAÇÃO PARA REALIZAÇÃO

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE ESTAGIÁRIOS EDITAL N 001/2013

PROCESSO SELETIVO DE ESTAGIÁRIOS EDITAL N 001/2013 PROCESSO SELETIVO DE ESTAGIÁRIOS EDITAL N 001/2013 O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios TJDFT, no uso de suas atribuições e nos Termos do Contrato n 115/12 firmado com o Centro de

Leia mais

EDITAL 001/2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - 001/2015 PROGRAMA JOVEM APRENDIZ

EDITAL 001/2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - 001/2015 PROGRAMA JOVEM APRENDIZ EDITAL 001/2015 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - 001/2015 PROGRAMA JOVEM APRENDIZ PERÍODO DE INSCRIÇÕES: de 03/08/2015 a 07/08/2015. O Diretor Presidente da Centrais Elétricas de Carazinho S.A. ELETROCAR,

Leia mais

FACULDADE DE ENGENHARIA DE SOROCABA FACENS EDITAL DO PROCESSO SELETIVO / 1º SEMESTRE DE 2016

FACULDADE DE ENGENHARIA DE SOROCABA FACENS EDITAL DO PROCESSO SELETIVO / 1º SEMESTRE DE 2016 1. DA ABERTURA FACULDADE DE ENGENHARIA DE SOROCABA FACENS EDITAL DO PROCESSO SELETIVO / 1º SEMESTRE DE 2016 O Diretor da Faculdade de Engenharia de Sorocaba FACENS, mantida pela Associação Cultural de

Leia mais

EDITAL Nº 084, DE 27 DE MARÇO DE 2014. Quadro 01 Distribuição de Cargos e quantidade de vagas. Nº de Vaga s. Requisitos para investidura no Cargo

EDITAL Nº 084, DE 27 DE MARÇO DE 2014. Quadro 01 Distribuição de Cargos e quantidade de vagas. Nº de Vaga s. Requisitos para investidura no Cargo SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS Publicado no D.O.U. em 8/03/014, Seção 3, página 8 EDITAL Nº 084, DE 7 DE MARÇO DE 014 O DIRETOR GERAL

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE COMPERVE - COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR EDITAL Nº 10/2006

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE COMPERVE - COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR EDITAL Nº 10/2006 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE COMPERVE - COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR EDITAL Nº 10/2006 Regulamenta a seleção especial para ingresso nos cursos superiores de Tecnólogo

Leia mais

Edital de Abertura de Inscrição para o Programa Aprendiz da Prodeb.

Edital de Abertura de Inscrição para o Programa Aprendiz da Prodeb. Edital de Abertura de Inscrição para o Programa Aprendiz da Prodeb. O Presidente da Companhia de Processamento de Dados do Estado da Bahia PRODEB, no uso de suas atribuições, em conformidade com disposto

Leia mais

SELEÇÃO PÚBLICA - EDITAL 001/2012

SELEÇÃO PÚBLICA - EDITAL 001/2012 SELEÇÃO PÚBLICA - EDITAL 001/2012 PROGRAMA JOVEM APRENDIZ PERÍODO DE INSCRIÇÕES: de 30/04/2012 a 04/05/2012. A Centrais Elétricas de Carazinho S.A. ELETROCAR, inscrita no CNPJ sob o nº 88.446.034/0001-55,

Leia mais

1 PRÉ-REQUISITOS São pré-requisitos para a inscrição no processo seletivo do qual se refere esse Edital, regulamentado por meio deste instrumento:

1 PRÉ-REQUISITOS São pré-requisitos para a inscrição no processo seletivo do qual se refere esse Edital, regulamentado por meio deste instrumento: EDITAL DO 3 PROCESSO SELETIVO 2015 PARA TRANSFERÊNCIA DE CURSO DA ÁREA DA SAÚDE E CIÊNCIAS BIOLÓGICAS NO CURSO DE MEDICINA DA FACULDADE SÃO LUCAS 1 SEMESTRE 2015 - EDITAL n o 3/2015 DATA: PROCESSO SELETIVO

Leia mais

EDITAL Nº 02/2016 GMPL

EDITAL Nº 02/2016 GMPL a EDITAL Nº 02/2016 GMPL O Instituto Mirim de Pontes e Lacerda MT, através de seu Presidente Caio Henrique Moreira Roman, no uso de suas atribuições e sem discriminação de sexo, raça, credo religioso e

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO SECRETARIA EDITAL Nº 5, DE 29 DE AGOSTO DE 2012 CONVOCAÇÃO PARA AS PROVAS

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO SECRETARIA EDITAL Nº 5, DE 29 DE AGOSTO DE 2012 CONVOCAÇÃO PARA AS PROVAS TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO SECRETARIA EDITAL Nº 5, DE 29 DE AGOSTO DE 2012 CONVOCAÇÃO PARA AS PROVAS O PRESIDENTE DO TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO convoca os candidatos inscritos no Concurso Público

Leia mais

UNIVERSIDADE POSITIVO COMISSÃO DE PROCESSO SELETIVO CPS VESTIBULAR 2 o SEMESTRE DE 2010 CURSOS DE BACHARELADO E LICENCIATURA EDITAL n o 16 14/05/2010

UNIVERSIDADE POSITIVO COMISSÃO DE PROCESSO SELETIVO CPS VESTIBULAR 2 o SEMESTRE DE 2010 CURSOS DE BACHARELADO E LICENCIATURA EDITAL n o 16 14/05/2010 UNIVERSIDADE POSITIVO COMISSÃO DE PROCESSO SELETIVO CPS VESTIBULAR 2 o SEMESTRE DE 2010 CURSOS DE BACHARELADO E LICENCIATURA EDITAL n o 16 14/05/2010 A UNIVERSIDADE POSITIVO, por sua COMISSÃO DE PROCESSO

Leia mais

EDITAL 10/2013 PROCESSO SELETIVO DE ABERTURA DE VAGAS

EDITAL 10/2013 PROCESSO SELETIVO DE ABERTURA DE VAGAS EDITAL 10/2013 PROCESSO SELETIVO DE ABERTURA DE VAGAS O (IFRS) -, em cumprimento às determinações da Lei nº 9.394/96 e legislação regulamentadora, comunica a abertura de Processo Seletivo 2013/2 aos Cursos

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO CLASSIFICATÓRIO 2015

EDITAL PROCESSO SELETIVO CLASSIFICATÓRIO 2015 EDITAL PROCESSO SELETIVO CENTRO UNIVERSITÁRIO LUSÍADA - UNILUS De ordem do Senhor Reitor do Centro Universitário Lusíada - UNILUS, Dr. Nelson Teixeira, torno público que estarão abertas as inscrições para

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ. EDITAL Nº 003 de 14 de julho de 2006.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ. EDITAL Nº 003 de 14 de julho de 2006. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ EDITAL Nº 003 de 14 de julho de 2006. O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ, no uso das atribuições que o cargo lhe confere e de acordo com o que

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS (UFMG) COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR (COPEVE) FUNDAÇÃO NACIONAL DO ÍNDIO (FUNAI)

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS (UFMG) COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR (COPEVE) FUNDAÇÃO NACIONAL DO ÍNDIO (FUNAI) UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS (UFMG) COMISSÃO PERMANENTE DO VESTIBULAR (COPEVE) FUNDAÇÃO NACIONAL DO ÍNDIO (FUNAI) EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2010 UFMG/FUNAI A Universidade Federal de Minas Gerais

Leia mais

MANUAL DO CANDIDATO PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015.2 COMUNICAÇÃO SOCIAL

MANUAL DO CANDIDATO PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015.2 COMUNICAÇÃO SOCIAL MANUAL DO CANDIDATO PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015.2 COMUNICAÇÃO SOCIAL JUNHO 2015 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO MANUAL DO PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR UFPE 2015.2 COMUNICAÇÃO SOCIAL/CAA, MODALIDADE

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO EDITAL DE ABERTURA Nº 001/2014

PROCESSO SELETIVO PARA ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO EDITAL DE ABERTURA Nº 001/2014 PROCESSO SELETIVO PARA ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO EDITAL DE ABERTURA Nº 001/2014 1.APRESENTAÇÃO O Governo do Estado do Amapá por meio da Escola de Administração Pública - EAP, no uso de suas atribuições legais

Leia mais

EDITAL Nº 028/2009-PRORH CONCURSO PÚBLICO

EDITAL Nº 028/2009-PRORH CONCURSO PÚBLICO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA PRÓ-REITORIA DE RECURSOS HUMANOS EDITAL Nº 028/2009-PRORH CONCURSO PÚBLICO A Pró-Reitora de Recursos H umanos da Universidade Federal de Juiz

Leia mais

1.1 A presente seleção tem por objetivo o provimento de bolsas de estudo para 1ª, 2ª e 3ª séries do Ensino Médio, no ano de 2016.

1.1 A presente seleção tem por objetivo o provimento de bolsas de estudo para 1ª, 2ª e 3ª séries do Ensino Médio, no ano de 2016. EDITAL Nº 01 Instituto LACOAN - 2015 PROCESSO SELETIVO PARA BOLSISTAS A Senhora Ângela Cristina de Carvalho Viana, Diretora do Instituto LACOAN, no uso das suas atribuições legais torna público o processo

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO Prefeitura Municipal de Grajaú CNPJ n.º 06.377.063/0001-48 CONVOCAÇÃO PARA PROVA PRÁTICA

ESTADO DO MARANHÃO Prefeitura Municipal de Grajaú CNPJ n.º 06.377.063/0001-48 CONVOCAÇÃO PARA PROVA PRÁTICA EDITAL DE CONVOCAÇÃO n.º 002 CONVOCAÇÃO PARA do Edital de Concurso Público/Grajaú n.º 001/2008, de 02/05/2008 A /MA, cumprindo o disposto no Edital de Concurso Público n.º 001/2008, de 02/05/2008, Subitens

Leia mais

FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS SANTA MARCELINA M U R I A É MG EDITAL DO PROCESSO SELETIVO PARA O ANO LETIVO DE 2016

FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS SANTA MARCELINA M U R I A É MG EDITAL DO PROCESSO SELETIVO PARA O ANO LETIVO DE 2016 FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS SANTA MARCELINA M U R I A É MG EDITAL DO PROCESSO SELETIVO PARA O ANO LETIVO DE 2016 A Diretora da FACULDADE DE FILOSOFIA CIÊNCIAS E LETRAS SANTA MARCELINA - FASM,

Leia mais

Secretaria Especial de Saúde Indígena - SESAI

Secretaria Especial de Saúde Indígena - SESAI EDITAL DE SELEÇÃO SIMPLIFICADO DE PESSOAL Nº 05/2015 DISTRITO SANITÁRIO ESPECIAL INDÍGENA ALTO RIO PURUS - ARPU PROCESSO SELETIVO DE PROFISSIONAIS DE SAÚDE, EDIFICAÇÕES E SANEAMENTO AMBIENTAL NO ÂMBITO

Leia mais

REGULAMENTO PARA REVALIDAÇÃO DE DIPLOMA ESTRANGEIRO DE BACHAREL EM NUTRIÇÃO

REGULAMENTO PARA REVALIDAÇÃO DE DIPLOMA ESTRANGEIRO DE BACHAREL EM NUTRIÇÃO REGULAMENTO PARA REVALIDAÇÃO DE DIPLOMA ESTRANGEIRO DE BACHAREL EM NUTRIÇÃO A Comissão de Graduação em Nutrição (COMGRAD-NUT) da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, no uso

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE TERESINA PMT SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E RECURSOS HUMANOS SEMA

PREFEITURA MUNICIPAL DE TERESINA PMT SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E RECURSOS HUMANOS SEMA 0 PREFEITURA MUNICIPAL DE TERESINA PMT SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E RECURSOS HUMANOS SEMA EDITAL DE SELEÇÃO PARA BOLSAS DO PROGRAMA SERVIDOR UNIVERSITÁRIO 2011 A Secretaria Municipal de Administração

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO Nº 16/2014

PROCESSO SELETIVO PÚBLICO Nº 16/2014 PROCESSO SELETIVO PÚBLICO Nº 16/2014 A Agência de Desenvolvimento e Inovação Inova Sorocaba, Organização Social, sediada na Av. Itavuvu, 11.777 Parque Tecnológico, CEP 18.078-005, Sorocaba SP, torna público

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE IMBITUBA SC CONCURSO PÚBLICO EDITAL PMI/CERSP/CP N o 01/2015

PREFEITURA MUNICIPAL DE IMBITUBA SC CONCURSO PÚBLICO EDITAL PMI/CERSP/CP N o 01/2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE IMBITUBA SC CONCURSO PÚBLICO EDITAL PMI/CERSP/CP N o 01/2015 Por ordem do Prefeito Municipal de Imbituba, a Comissão Especial de Recrutamento e Seleção de Pessoal - CERSP da Prefeitura

Leia mais

FACULDADE METROPOLITANA SÃO CARLOS EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2º SEMESTRE DE 2015

FACULDADE METROPOLITANA SÃO CARLOS EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2º SEMESTRE DE 2015 FACULDADE METROPOLITANA SÃO CARLOS EDITAL DO PROCESSO SELETIVO 2º SEMESTRE DE 2015 O Diretor da Faculdade Metropolitana São Carlos, credenciada pela Portaria Ministerial 062 de 22/01/2010, publicada em

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO INTEGRAL EDITAL Nº 02/2014

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO INTEGRAL EDITAL Nº 02/2014 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO INTEGRAL EDITAL Nº 02/2014 EDITAL DE ABERTURA DO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE COORDENADORES DE EDUCAÇÃO INTEGRAL, QUE ATENDERÃO

Leia mais

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO PARA O CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM ULTRASSONOGRAFIA 2015

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO PARA O CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM ULTRASSONOGRAFIA 2015 EDITAL DO PROCESSO SELETIVO PARA O CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM ULTRASSONOGRAFIA 2015 O Instituto de Pesquisa e Ensino em Radiologia, Medicina Diagnóstica e Terapêutica - IPrad, torna público que realizará

Leia mais

PROCESSO DE MOVIMENTAÇÃO DE PESSOAS NA CARREIRA OPERATIVA PMPC nº 03/2013 GOP - GERÊNCIA DE OPERAÇÕES OPERADOR DE TRANSPORTE METROVIÁRIO IV - OTM IV

PROCESSO DE MOVIMENTAÇÃO DE PESSOAS NA CARREIRA OPERATIVA PMPC nº 03/2013 GOP - GERÊNCIA DE OPERAÇÕES OPERADOR DE TRANSPORTE METROVIÁRIO IV - OTM IV PROCESSO DE MOVIMENTAÇÃO DE PESSOAS NA CARREIRA OPERATIVA PMPC nº 03/2013 GOP - GERÊNCIA DE OPERAÇÕES OPERADOR DE TRANSPORTE METROVIÁRIO IV - OTM IV REGULAMENTO INTERNO A Companhia do Metrô inicia em 23/11/2013,

Leia mais

EDITAL PR/MA Nº 02/2012

EDITAL PR/MA Nº 02/2012 EDITAL PR/MA Nº 02/2012 1º PROCESSO SELETIVO PÚBLICO DE 2012 PARA INGRESSO NO PROGRAMA DE ESTÁGIO DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL NO MARANHÃO NÍVEL SUPERIOR TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E EQUIVALENTES O PROCURADOR-CHEFE

Leia mais

Edital do Vestibular 2016-1º Semestre

Edital do Vestibular 2016-1º Semestre Edital do Vestibular 2016-1º Semestre O Reitor do Centro Universitário da Fundação Educacional Inaciana Padre Saboia de Medeiros FEI torna pública a abertura do Processo Seletivo para o preenchimento das

Leia mais

FACULDADE ARI DE SÁ EDITAL Nº 2, DE 6 DE NOVEMBRO DE 2015, PROCESSO SELETIVO 2016.1

FACULDADE ARI DE SÁ EDITAL Nº 2, DE 6 DE NOVEMBRO DE 2015, PROCESSO SELETIVO 2016.1 FACULDADE ARI DE SÁ EDITAL Nº 2, DE 6 DE NOVEMBRO DE 2015, PROCESSO SELETIVO 2016.1 Em conformidade com as Portarias do MEC nº 1.120 de 16/07/1999 e nº 391 de 07/02/2002 e da Portaria nº 1449 de 23/12/1999

Leia mais

EDITAL Nº 084, DE 27 DE MARÇO DE 2014. Quadro 01 Distribuição de Cargos e quantidade de vagas. Nº de Vaga s. Requisitos para investidura no Cargo

EDITAL Nº 084, DE 27 DE MARÇO DE 2014. Quadro 01 Distribuição de Cargos e quantidade de vagas. Nº de Vaga s. Requisitos para investidura no Cargo SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS Publicado no D.O.U. em 8/03/014, Seção 3, página 8 (Link para o D.O.U.) EDITAL Nº 084, DE 7 DE MARÇO

Leia mais

11.1 interessado que já tenha concluído um dos programas de aprimoramento;

11.1 interessado que já tenha concluído um dos programas de aprimoramento; EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA O PROCESSO SELETIVO DE BOLSISTAS DO PROGRAMA DE APRIMORAMENTO EM MEDICINA VETERINÁRIA PARA O ANO DE 2009 DA FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA DA UNIVERSIDADE DE SANTO AMARO -

Leia mais

COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO VAGA TÉCNICO JÚNIOR PROCESSO 012/2015

COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO VAGA TÉCNICO JÚNIOR PROCESSO 012/2015 COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO VAGA TÉCNICO JÚNIOR PROCESSO 012/2015 O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Rio Grande do Sul SEBRAE-RS, CNPJ nº 87.112.736.0001-30, inscrição Estadual 096/2532541,

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA DE PROCESSO SELETIVO Nº 030/2015

EDITAL DE ABERTURA DE PROCESSO SELETIVO Nº 030/2015 EDITAL DE ABERTURA DE PROCESSO SELETIVO Nº 030/2015 De acordo com o disposto no Regulamento de Processo Seletivo, devidamente registrado no 1º OFICIAL DE REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS JURÍDICAS de Marília,

Leia mais

PROJETO IMEC SOCIAL CONCURSO DE BOLSAS DE ESTUDO E PROCESSO SELETIVO

PROJETO IMEC SOCIAL CONCURSO DE BOLSAS DE ESTUDO E PROCESSO SELETIVO PROJETO IMEC SOCIAL CONCURSO DE BOLSAS DE ESTUDO E PROCESSO SELETIVO O COLÉGIO TÉCNICO DO IMEC, autorizado pela Portaria SEE/MG nº 1.693/2012, publicada no Diário Oficial do Estado de Minas Gerais no dia

Leia mais

PROCESSO SELETIVO N 04-2010 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOAL

PROCESSO SELETIVO N 04-2010 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PROCESSO SELETIVO N 04-2010 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOAL A unidade nacional do Sescoop Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo, personalidade jurídica de direito privado, sem fins lucrativos,

Leia mais

Cargo/Atribuições/Área Candidatos Local

Cargo/Atribuições/Área Candidatos Local CÂMARA DOS DEPUTADOS DIRETORIA-GERAL DIRETORIA DE RECURSOS HUMANOS CENTRO DE FORMAÇÃO, TREINAMENTO E APERFEIÇOAMENTO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NO CARGO DE ANALISTA LEGISLATIVO ATRIBUIÇÕES

Leia mais

PROGRAMA JOVENS TALENTOS PARA A CIÊNCIA (PJT IC) ORIENTAÇÕES GERAIS

PROGRAMA JOVENS TALENTOS PARA A CIÊNCIA (PJT IC) ORIENTAÇÕES GERAIS PROGRAMA JOVENS TALENTOS PARA A CIÊNCIA (PJT IC) ORIENTAÇÕES GERAIS 1 - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 1.1 O Programa Bolsa Jovens Talentos para a Ciência (PJT- IC) tem como objetivo proporcionar a formação

Leia mais

EDITAL DO 1º PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS SUPERIORES NA MODALIDADE PRESENCIAL VESTIBULAR 1º SEMESTRE 2016

EDITAL DO 1º PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS SUPERIORES NA MODALIDADE PRESENCIAL VESTIBULAR 1º SEMESTRE 2016 EDITAL DO 1º PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS SUPERIORES NA MODALIDADE PRESENCIAL VESTIBULAR 1º SEMESTRE 2016 A Faculdade Panamericana de Ji Paraná (UNIJIPA), Instituição de Ensino Superior comprometida a

Leia mais

ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MIGUEL DO GUAPORÉ

ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MIGUEL DO GUAPORÉ ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MIGUEL DO GUAPORÉ ASSESSOR JURIDICO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO N. 001/2013 A PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MIGUEL DO GUAPORÉ, ESTADO DO RONDÔNIA,

Leia mais

Faculdade Ibmec-MG Processo Seletivo 2012-2 / 2013-1 EDITAL

Faculdade Ibmec-MG Processo Seletivo 2012-2 / 2013-1 EDITAL Faculdade Ibmec-MG Processo Seletivo 2012-2 / 2013-1 EDITAL I - DO PROCESSO SELETIVO De ordem do Senhor Diretor e para conhecimento de todos os interessados, torno público que, no período indicado neste

Leia mais

EDITAL SMEE/DAA Nº 47, DE 10 DE OUTUBRO DE 2013

EDITAL SMEE/DAA Nº 47, DE 10 DE OUTUBRO DE 2013 EDITAL SMEE/DAA Nº 47, DE 10 DE OUTUBRO DE 2013 DURVAL ORLATO, Secretário de Educação e Esportes da Prefeitura do Município de Jundiaí. Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais, ------------------------------------------

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO - REGIÃO NORTE 2

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO - REGIÃO NORTE 2 DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO NORTE 2 Edital de Abertura de Inscrição Processo Seletivo Simplificado Regional para contratação de Agente de Organização Escolar/2015 A Comissão Especial de Contratação por

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO Coordenação de Concursos e Exames Vestibulares PROCESSO SELETIVO DA UFMT DE 2011

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO Coordenação de Concursos e Exames Vestibulares PROCESSO SELETIVO DA UFMT DE 2011 PROCESSO SELETIVO DA UFMT DE 2011 CERTIFICAÇÃO DE HABILIDADES ESPECÍFICAS PARA O CURSO DE LICENCIATURA EM MÚSICA EDITAL N.º 007/2010 CEV/UFMT EDITAL COMPLEMENTAR AO EDITAL N.º 005/2010 CEV/UFMT, DE 24

Leia mais

SISTEMA SERIADO DE AVALIAÇÃO SSA 2015 (TRIÊNIO 2012/2014 1ª FASE)

SISTEMA SERIADO DE AVALIAÇÃO SSA 2015 (TRIÊNIO 2012/2014 1ª FASE) SISTEMA SERIADO DE AVALIAÇÃO SSA 2015 (TRIÊNIO 2012/2014 1ª FASE) O Sistema Seriado Avaliação da Avaliação da Universidade de Pernambuco (SSA/UPE) objetiva o preenchimento de 40% das (quarenta por cento)

Leia mais

PROVA UNIJUÍ. Locais de Realização da Prova Câmpus/Polo Ijuí, Câmpus Santa Rosa, Câmpus Panambi e Câmpus Três Passos.

PROVA UNIJUÍ. Locais de Realização da Prova Câmpus/Polo Ijuí, Câmpus Santa Rosa, Câmpus Panambi e Câmpus Três Passos. PROVA UNIJUÍ Data 08 de fevereiro de 2015 (domingo) Modalidades e Horários Cursos EaD Prova da Unijuí (Redação) Início às 8h30min e término às 11h30min. Cursos Presenciais Prova da Unijuí (Redação e 40

Leia mais

Turno de funcionamento. integral (noite/manhã)

Turno de funcionamento. integral (noite/manhã) CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES EDITAL DE 31 DE AGOSTO DE 2015 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR PARA O ANO DE 2016 (Processo Seletivo Vestibular 2016, Processo Seletivo Vestibular Complementar 2016/A e Processo

Leia mais

EDITAL Nº 04/2015. 2. VAGAS OFERECIDAS: Serão oferecidas 10 (dez) bolsas integrais para a comunidade em geral.

EDITAL Nº 04/2015. 2. VAGAS OFERECIDAS: Serão oferecidas 10 (dez) bolsas integrais para a comunidade em geral. O Diretor da Faculdade Fucapi (Instituto de Ensino Superior Fucapi), no uso de suas atribuições regimentais, torna público o edital referente ao Curso de Especialização em Nível de Pós-Graduação lato sensu

Leia mais