Redes Telecomunicação Introdução

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Redes Telecomunicação Introdução"

Transcrição

1 Redes Telecomunicação Introdução Telemedicina e e-saúde 2009/10 Pedro Brandão Referências Estes slides são baseados nos slides de TeleMedicina e e-saúde 08/09 do Prof. Rui Prior Por sua vez ele baseou-se nos slides fornecidos com o livro Computer Networking: A Top Down Approach 4th edition. Jim Kurose, Keith Ross Addison-Wesley, April Introdução às Redes de Telecomunicação 1

2 DIGITAL, ANALÓGICO Analógico Digital Amostragem Imagens da Wikipedia Quantificação das amostras 4 Introdução às Redes de Telecomunicação 2

3 Algumas palavras sobre compressão audio Amostragem do sinal audio a uma taxa fixa o telefone: 8,000 amostras/seg o CD: 44,100 amostras/seg Cada amostra quantificada, arredondada: o Ex.:, 2 8 =256 valores possíveis Cada nível/valor representado por bits o 8 bits para 256 valores exemplo: 8,000 amostras/seg, 256 valores 64,000 bps Receptor reconverte para analógico: o Alguma perda de qualidade Taxas exemplo CD: Mbps MP3: 96, 128, 160 kbps Internet telephony: 5.3 kbps ou mais 5 Algumas palavras sobre compressão vídeo vídeo: sequência de imagens a uma taxa constante o e.g. 24 imagens/seg Imagem digital: array de pixéis o Cada pixel representado por bits redundância o Espacial (na imagem) o temporal (de uma imagem para a seguinte) Exemplos: MPEG 1 (CD-ROM) 1.5 Mbps MPEG2 (DVD) 3-6 Mbps MPEG4 (often used in Internet, < 1 Mbps) Investigação: Por camadas ( escalável ) vídeo o Adaptar as camadas à largura de banda disponível 6 Introdução às Redes de Telecomunicação 3

4 INTRO Introdução Objectivos: ganhar sensibilidade e conhecer a terminologia aprofundamento e detalhes mais tarde abordagem: o uso da Internet como exemplo Tópicos: o que é a Internet? o que é um protocolo? extremidade da rede: terminais, rede de acesso, meio físico núcleo da rede: comutação de pacotes/circuitos, estrutura da Internet desempenho: perdas, atrasos, débito camadas protocolares, modelos de serviço 8 Introdução às Redes de Telecomunicação 4

5 Sumário 1.1 O que é a Internet? 1.2 Extremidade da rede (edge) terminais, redes de acesso, ligações 1.3 Núcleo da rede (core) comutação de circuitos, comutação de pacotes estrutura da rede 1.4 Atrasos, perdas e débito em redes de comutação de pacotes 1.5 Camadas protocolares, modelos de serviço 9 O que é a Internet: debaixo do capô PC servidor portátil wireless telemóvel pontos de acesso ligações cabladas milhões de dispositivos ligados: terminais (hosts) o a correr aplicações em rede ligações (links) fibra, cobre, rádio, satélite taxa de transmissão (capacidade) Rede móvel ISP global Rede doméstica ISP regional Rede institucional router routers: reenvio de pacotes ( pedaços de dados) 10 Introdução às Redes de Telecomunicação 5

6 O que é a Internet: debaixo do capô Algum equipamento de rede Concentrador (hub) (em desuso) Comutadores LAN (switches) Ponto de acesso Router Router 11 O que é a Internet: debaixo do capô Algum equipamento de rede Firewall Servidor modular de grande capacidade Servidor 12 Introdução às Redes de Telecomunicação 6

7 O que é a Internet: debaixo do capô Aspecto dum data center 13 O que é a Internet: debaixo do capô os protocolos controlam o envio e a recepção de mensagens o e.g., TCP, IP, HTTP, Skype, Ethernet Internet: rede de redes o vagamente hierárquica o Internet pública vs. intranets privadas Normas da Internet o RFC: Request for Comments o IETF: Internet Engineering Task Force Rede móvel Rede doméstica ISP global ISP regional Rede institucional 14 Introdução às Redes de Telecomunicação 7

8 O que é a Internet: perspectiva de serviços a infra-estrutura de comunicação possibilita aplicações distribuídas: o Web, VoIP, , jogos, e-comércio, partilha de ficheiros, telemedicina serviços de comunicação de dados às aplicações: o entrega fiável de dados da origem ao destino o entrega de dados nãofiável (best effort) Rede móvel ISP global Rede doméstica ISP regional Rede institucional 15 O que é um protocolo? protocolos humanos: que horas são? tenho uma questão apresentações protocolos de rede: máquinas em vez de pessoas toda a comunicação na Internet está condicionada por protocolos são enviadas mensagens específicas são efectuadas acções específicas na recepção de mensagens ou em resposta a outros eventos os protocolos definem o formato das mensagens, a ordem de envio e recepção das mensagens entre as diferentes entidades da rede e as acções a efectuar na transmissão ou recepção de mensagens 16 Introdução às Redes de Telecomunicação 8

9 O que é um protocolo? um protocolo humano e outro de redes de computadores: Olá Olá Tens horas? São 2:00 Pedido de ligação TCP Resposta de ligação TCP GET <ficheiro> tempo 17 Sumário 1.1 O que é a Internet? 1.2 Extremidade da rede (edge) terminais, redes de acesso, ligações 1.3 Núcleo da rede (core) comutação de circuitos, comutação de pacotes estrutura da rede 1.4 Atrasos, perdas e débito em redes de comutação de pacotes 1.5 Camadas protocolares, modelos de serviço 18 Introdução às Redes de Telecomunicação 9

10 Uma visão mais próxima da estrutura da rede: extremidade da rede: terminais e aplicações redes de acesso, meio físico: ligações cabladas e sem fios (wireless) núcleo da rede: routers interligados rede de redes 19 Extremidade da rede: terminais: o correm aplicações (programas) o e.g. Web, modelo cliente/servidor: terminal cliente faz pedidos e recebe serviços de um servidor sempre ligado ex.: browser/servidor web; cliente/servidor de modelo peer-to-peer (p2p): uso mínimo ou ausência total de servidores dedicados Ex.: Skype, emule, BitTorrent p2p c/s 20 Introdução às Redes de Telecomunicação 10

11 Redes de acesso e meio físico P: Como ligar os terminais ao router na extremidade? redes de acesso residenciais redes de acesso institucionais (escola, empresa) redes de acesso móveis Atenção: capacidade (bits por segundo) da rede de acesso? partilhada ou dedicada? 21 Acesso residencial: ponto-a-ponto Ligação por modem o acesso directo ao router até 56kbps (normalmente menos) o não permite navegar e telefonar ao mesmo tempo: não pode ser always on DSL: Digital Subscriber Line o fornecido pelo operador telefónico (geralmente) o até 1 Mbps na transmissão (geralmente 512 kbps) o até 24 Mbps na recepção (geralmente 6 Mbps) o linha física dedicada até à central telefónica 22 Introdução às Redes de Telecomunicação 11

12 Acesso residencial: cabo HFC: hybrid fiber coaxial o ligação assimétrica: até 30Mbps na recepção e 2Mbps na transmissão o rede de cabo coaxial e fibra liga clientes ao router do ISP o acesso partilhado até ao router o normalmente fornecido pelas companhias de TV por cabo 23 Acesso residencial: cabo FDM: V I D E O V I D E O V I D E O V I D E O V I D E O Canais V I D E O D A T A D A T A C O N T R O L central rede de distribuição por cabo (simplificada) cliente 24 Introdução às Redes de Telecomunicação 12

13 Acesso residencial: fibra óptica Activas (AON) ou passivas (PON) Oferta comercial desde dezenas de Mbps até 1Gbps Fonte: Imagens da Wikipedia 25 Acesso empresarial: redes locais (LANs) a rede local (LAN) da empresa ou universidade liga os terminais ao router Ex.: Ethernet: o 10 Mbs, 100Mbps, 1Gbps, 10Gbps o configuração moderna: terminais ligam-se ao switch Ethernet 26 Introdução às Redes de Telecomunicação 13

14 Redes de acesso sem fios (wireless) rede de acesso wireless partilhada liga os terminais ao router o através da estação base (ponto de acesso) LANs sem fios: o b/g (WiFi): 11 ou 54Mbps o n: até 600Mbps redes de acesso WAN sem fios o operadores de telecomunicações o ~1Mbps nas redes 3G (EVDO, HSDPA) o brevemente: WiMAX (dezenas de Mbps) numa área mais alargada 27 Redes domésticas Componentes típicos de uma rede doméstica: modem ADSL ou por cabo router/firewall/nat rede Ethernet ponto de acesso wireless de/para a central modem router/ firewall Ethernet ponto de acesso wireless portáteis wireless 28 Introdução às Redes de Telecomunicação 14

15 Meio Físico Bit: propaga-se entre pares emissor/receptor ligação física: o que está entre o emissor e o receptor meio guiado: o sinal propaga-se num meio sólido: par de cobre, fibra óptica, cabo coaxial meio não guiado : o sinal propaga-se livremente (e.g., ondas rádio) Par entrançado dois fios de cobre isolados o Categoria 3: linhas telefónicas tradicionais, Ethernet a 10 Mbps o Categoria 5: Ethernet a 100Mbps 29 Meio Físico: cabo coaxial, fibra óptica Cabo coaxial: dois condutores de cobre concêntricos bidireccional banda-base: o um único canal no cabo o Ethernet antiga banda larga: o múltiplos canais no cabo o HFC Cabo de fibra óptica: fibra de vidro transporta impulsos de luz, um por bit opera a alta velocidade: transmissão ponto-a-ponto de alta velocidade (e.g., 10 s-100 s Gps) baixa taxa de erros: repetidores muito espaçados; imune a ruído electromagnético 30 Introdução às Redes de Telecomunicação 15

16 Meio Físico: rádio sinal transportado no espectro electromagnético sem fios bidireccional efeitos da propagação no meio ambiente: o reflexões o obstrução por objectos o interferência taxa de erros elevada Tipos de ligação rádio: microondas terrestres canais até 45Mbps LAN (e.g., Wifi) 11Mbps, 54Mbps, até 600Mbps wide-area (e.g., rede móvel) satélite rede 3G: ~ 1 Mbps canal entre alguns kbps e 45Mbps (ou múltiplos de menor capacidade) 270ms de atraso extremo-aextremo geosíncrono ou de baixa altitude 31 Sumário 1.1 O que é a Internet? 1.2 Extremidade da rede (edge) terminais, redes de acesso, ligações 1.3 Núcleo da rede (core) comutação de circuitos, comutação de pacotes estrutura da rede 1.4 Atrasos, perdas e débito em redes de comutação de pacotes 1.5 Camadas protocolares, modelos de serviço 32 Introdução às Redes de Telecomunicação 16

17 O Núcleo da Rede rede emalhada de routers interligados transferência de dados através da rede: o comutação de circuitos: um circuito dedicado por chamada: rede telefónica o comutação de pacotes: dados enviados através da rede partidos em pedaços 33 Núcleo da Rede: Comutação de Circuitos Caminho reservado entre dois terminais o Sequência de ligações préestabelecida entre vários nós (e.g., rede telefónica) A comunicação envolve três fases distintas o Estabelecimento do circuito. o Transferência de dados. o Desconexão do circuito. 34 Introdução às Redes de Telecomunicação 17

18 Núcleo da Rede: Comutação de Circuitos Desenvolvidos para a transmissão de voz Inteligência da comunicação reside na rede Recursos dedicados para cada chamada o Não há partilha (desperdí-cio de capacidade) o Desempenho garantido Boas taxas de utilização para voz o Alguém fala durante a maior parte do tempo Para dados Linha inactiva durante a maior parte do tempo Capacidade de transmissão de dados constante Divisão da capacidade em parcelas No domínio dos tempos (TDM) No domínio das frequências (FDM) 35 Comutação de Circuitos : FDM e TDM FDM Exemplo: 4 utilizadores frequência tempo TDM frequência tempo 36 Introdução às Redes de Telecomunicação 18

19 Exemplo numérico Quanto demora a enviar um ficheiro de bits do terminal A para o terminal B numa rede de comutação de circuitos? o Todas as ligações são de 1,536 Mbps o Cada ligação usa TDM com 24 slots/s o 500 ms para estabelecer o circuito extremo-aextremo 1536Mbps 24 64kbps bits 64kbps 10s 10s + 500ms = 10,5s * Na prática, há que somar a este atraso o tempo de propagação 37 Núcleo da Rede: Comutação de Pacotes Dados da aplicação Rede de comutação de pacotes Dados da aplicação Pacote = pedaço de dados + informação de controlo (cabeçalho) 38 Introdução às Redes de Telecomunicação 19

20 Núcleo da Rede: Comutação de Pacotes ideia: dividir o fluxo de dados extremo-a-extremo em pequenos pedaços (pacotes) pacotes de diferentes utilizadores partilham os recursos de rede cada pacote usa a capacidade total da ligação recursos usados conforme a necessidade contenção no acesso aos recursos: a procura de recursos não pode exceder a oferta disponível congestionamento: pacotes colocados em filas à espera de poder usar a ligação store and forward: os pacotes são transferidos salto-a-salto Cada nó recebe o pacote completo antes de o reenviar Divisão fixa da capacidade da rede Afectação de recursos a fluxos Reserva de recursos 39 Núcleo da Rede: Comutação de Pacotes Cada Pacote é tratado de forma inde-pendente: Não existe relação com os pacotes que o precedem Cada nó escolhe para cada pacote o próximo salto Pacotes para o mesmo destino não seguem necessariamente a mesma rota (embora normalmente sigam) Podem chegar fora de ordem A máquina de destino repõe a ordem original Podem perder-se ou danificarem-se pacotes em trânsito As máquinas de origem e de destino encorregam-se de detectar e corrigir estas situações 40 Introdução às Redes de Telecomunicação 20

21 Comutação de Pacotes: Multiplexagem Estatística A Ethernet 100 Mb/s multiplexagem estatística C B fila de pacotes à espera de poder ser enviados 1.5 Mb/s D E A sequência de pacotes de A e B não tem um padrão fixo, a capacidade é distribuída consoante a necessidade no momento multiplexagem estatística. Por comparação, no TDM cada emissor usa sempre a mesma fatia da trama, e a sequência de fatias repete-se consecutivamente 41 Comutação de Pacotes: store-and-forward L R R R um pacote de L bits demora L/R segundos a ser transmitido (inserido) numa ligação de R bps store and forward: cada pacote tem de ser recebido na sua totalidade pelo router antes que este o possa transmitir na ligação seguinte atraso = 3L/R (assumindo atraso de propagação nulo) Exemplo: L = 7.5 Mbits R = 1.5 Mbps atraso de transmissão = 15 sec 42 Introdução às Redes de Telecomunicação 21

22 Comutação de pacotes vs. comutação de circuitos A comutação de pacotes permite ter mais utilizadores na rede! ligação de 1 Mb/s cada utilizador: o 100 kb/s quando activo o activo 10% do tempo N utilizadores comutação de circuitos: o 10 utilizadores comutação de pacotes: o com 35 utilizadores, a probabilidade de ter > 10 activos em simultâneo é < Mbps 43 Pacotes vs. Circuitos Será a comutação de pacotes uma panaceia? óptima para dados em rajadas (bursty) o partilha de recursos o simples, sem estabelecimento prévio de chamada congestionamento: atrasos e perdas de pacotes o são necessários protocolos para conseguir transmissão de dados fiável e controlar o congestionamento P: Como obter desempenho semelhante aos circuitos? garantias de capacidade para fluxos audio/vídeo problema ainda por resolver 44 Introdução às Redes de Telecomunicação 22

23 Internet: uma rede de redes A Internet é constituída por Backbones: infraestruturas de interligação de redes, como o NSFNET, nos EUA, GÉANT na Europa, bem como backbones de operadores comerciais como a PT Redes regionais, ligando, por exemplo universidades e institutos de investigação, e.g., FCCN Redes comerciais, por exemplo, para uso interno ou para fornecimento de serviços a assinantes, com ligações à Internet, e.g., PT, CLIX, NETCABO Redes locais 45 RCTS (Rede Ciência, Tecnologia e Sociedade) Rede de investigação e ensino nacional Plataforma de comunicação para que investigadores, professores e alunos portugueses tenham acesso a uma rede capaz de fazer face às exigentes necessidades desta comunidade 46 Introdução às Redes de Telecomunicação 23

24 GÉANT Rede pan-europeia de investigação e educação Interliga a RCTS e as congéneres de 30 países europeus Núcleo a 10Gbps, ligações a partir de 155Mbps 47 Internet: uma rede de redes Um fluxo de pacotes atravessa muitas redes Rede móvel ISP global Rede doméstica ISP regional Rede institucional 48 Introdução às Redes de Telecomunicação 24

25 Sumário 1.1 O que é a Internet? 1.2 Extremidade da rede (edge) terminais, redes de acesso, ligações 1.3 Núcleo da rede (core) comutação de circuitos, comutação de pacotes estrutura da rede 1.4 Atrasos, perdas e débito em redes de comutação de pacotes 1.5 Camadas protocolares, modelos de serviço 49 Como ocorrem os atrasos e perdas? os pacotes são colocados em filas de espera nos routers taxa de chegada de pacotes à ligação de saída excede a sua capacidade os pacotes ficam na fila, à espera da sua vez A pacote a ser transmitido (atraso) B pacotes na fila de espera (atraso) espaço livre na fila: se não existir espaço livre quando chega um pacote, ele é eliminado (perdas) 50 Introdução às Redes de Telecomunicação 25

26 Quatro Fontes de Atraso 1. Processamento nos nós: o verificação de erros o determinação da ligação saída 2. Filas de espera o tempo de espera pela transmissão na ligação de saída o depende do nível de congestionamento do router A B processamento nos nós filas de espera 51 Quatro Fontes de Atraso 3. Atraso de transmissão: R= capacidade da ligação (bps) L= comprimento do pacote (bits) tempo para colocar os bits no link = L/R A transmissão propagação 4. atraso de propagação: d = comprimento do meio físico (distância) s = velocidade de propagação no meio (~2x10 8 m/s) atraso de propagação = d/s Nota: s e R são coisas muito diferentes! B Exemplo 52 Introdução às Redes de Telecomunicação 26

27 Atraso nos nós d nó d proc d fila d trans d prop d proc = atraso de processamento o tipicamente alguns microssegundos (ou menos) d fila = atraso na fila de espera o depende do congestionamento d trans = atraso de transmissão o = L/R, significativo em ligações de baixa capacidade d prop = atraso de propagação o desde alguns microssegundos a centenas de milissegundos 53 Mais sobre o atraso na fila de espera R=capacidade da ligação (bps) L=comprimento do pacote (bits) a=taxa média de chegada de pacotes intensidade de tráfego = L x a/r (tráfego oferecido) La/R ~ 0: tempo médio de espera pequeno La/R 1: o tempo de espera aumenta muito La/R > 1: mais trabalho a chegar do que se consegue despachar tempo médio de espera infinito *! 54 Introdução às Redes de Telecomunicação 27

28 Perdas de pacotes fila de espera tem capacidade finita um pacote que chegue e encontre a fila cheia é eliminado (perde-se) um pacote perdido pode ser retransmitido pelo nó anterior ou pelo nó de origem, ou não ser retransmitido A fila de espera pacote a transmitir B um pacote que encontra a fila cheia vai perder-se 55 Débito débito: taxa (bits/unidade de tempo) à qual os bits são transferidos entre o emissor e o receptor o instantâneo: débito num instante específico o médio: débito ao longo de períodos de tempo mais alargados servidor com envia ficheiro bits (fluido) de F bits através a enviar doao tubo cliente capacidade tubo capaz da ligação de tubo capacidade capaz da de ligação transportar transportar R s bits/s fluido com fluido com R c bits/s débito R c (bits/s) débito R s (bits/s) 56 Introdução às Redes de Telecomunicação 28

29 Débito R s < R c Qual é o débito médio? R s bits/s R c bits/s R s > R c Qual é o débito médio? R s bits/s R c bits/s ligação de estrangulamento ligação ao longo do caminho que limita o débito do fluxo 57 Débito: um cenário na Internet P: débito por conexão? o min(r c,r s,r/10) R s R s R s na prática: R c ou R s são frequente/ as ligações de estrangulamento R c R c R R c 10 conexões partilham (de forma justa) a capacidade da ligação de backbone, R bits/s 58 Introdução às Redes de Telecomunicação 29

30 Sumário 1.1 O que é a Internet? 1.2 Extremidade da rede (edge) terminais, redes de acesso, ligações 1.3 Núcleo da rede (core) comutação de circuitos, comutação de pacotes estrutura da rede 1.4 Atrasos, perdas e débito em redes de comutação de pacotes 1.5 Camadas protocolares, modelos de serviço 59 Camadas Protocolares As redes são complexas! muitas peças : o terminais o routers o ligações de diferentes tipos o aplicações o protocolos o hardware, software 60 Introdução às Redes de Telecomunicação 30

31 Envio de Correspondência Aviso Recepção Aviso Recepção Registo Registo Rua, Número Rua, Número Rua, Número Código Postal Código Postal Código Postal Código Postal Dist. Regional Dist. Local Cada camada usa a anterior acrescentando algo: o Precisão endereço o Serviços extras (fiável, aviso de recepção) 61 Porquê estruturar em camadas? Lidar com sistemas complexos: Uma estrutura explícita permite a identificação e o relacionamento de diferentes peças do sistema o modelo de referência para discussão A modularização facilita a manutenção e actualização do sistema o Alterações na implementação de uma camada são transparentes para o resto do sistema 62 Introdução às Redes de Telecomunicação 31

32 Pilha protocolar da Internet aplicação: aplicações em rede o FTP, SMTP, HTTP transporte: transferência de dados entre processos o TCP, UDP rede: encaminhamento dos data-gramas entre a origem e o destino o IP, protocolos de encaminhamento ligação lógica: transferência de dados entre elementos de rede adjacentes o PPP, Ethernet ligação física: bits no cabo Aplicação Transporte Rede Lógica Física 63 Modelo de referência ISO/OSI apresentação: permite às aplicações interpretar o significado dos dados, e.g., compressão, cifragem, convenções específicas da máquina sessão: autenticação, sincronização, checkpointing, recuperação de sessões a pilha da Internet não tem estas duas camadas! o estes serviços, se necessários, têm de ser implementados na camada de aplicação Aplicação Apresentação Sessão Transporte Rede Lógica Física 64 Introdução às Redes de Telecomunicação 32

33 messagem segmento C t datagrama C n C t trama C l C n C t M M M M origem aplicação transporte rede lig. lógica lig. física Encapsulamento link physical switch C l C n C n C t C t C t M M M M destino aplicação transporte rede lig. lógica lig. física C l C n C n C t C t M M network link physical C n C t M router 65 FIM DA INTRODUÇÃO ÀS REDES DE COMUNICAÇÃO DE DADOS Introdução às Redes de Telecomunicação 33

Redes de Computadores e a Internet

Redes de Computadores e a Internet Redes de Computadores e a Internet Magnos Martinello Universidade Federal do Espírito Santo - UFES Departamento de Informática - DI Laboratório de Pesquisas em Redes Multimidia - LPRM 2010 Introdução Redes

Leia mais

Redes TCP/IP. Prof. M.Sc. Alexandre Fraga de Araújo. alexandref@ifes.edu.br. INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Campus Cachoeiro de Itapemirim

Redes TCP/IP. Prof. M.Sc. Alexandre Fraga de Araújo. alexandref@ifes.edu.br. INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Campus Cachoeiro de Itapemirim Redes TCP/IP alexandref@ifes.edu.br O que é a Internet? Milhões de elementos de computação interligados: hospedeiros = sistemas finais Executando aplicações Enlaces de comunicação: fibra, cobre, rádio,

Leia mais

Módulo 1 Introdução. Introdução

Módulo 1 Introdução. Introdução Introdução Redes de Computadores - LTI António Casimiro 2º Semestre 2015/16 Adaptado a partir de: Computer Networking: A Top Down Approach, 6 th edition. Jim Kurose, Keith Ross, Addison Wesley, 2012. Introdução

Leia mais

Redes de Computadores 1

Redes de Computadores 1 Redes de Computadores 1 IF66B Introdução Objetivos dessa aula: Obter contexto, terminologia, conhecimentos gerais de redes Maior profundidade e detalhes serão vistos durante o semestre Abordagem: Usar

Leia mais

Introdução. Redes de computadores

Introdução. Redes de computadores Introdução Redes de computadores Usos das s de computadores Hardware das s de computadores Periferia da Tecnologias de comutação e multiplexagem Arquitectura em camadas Medidas de desempenho da s Introdução

Leia mais

Introdução as Redes de Computadores Transparências baseadas no livro Computer Networking: A Top-Down Approach Featuring the Internet James Kurose e Keith Ross Redes de Computadores A. Tanenbaum e Prof.

Leia mais

Capítulo1 Redes de computador es e a Internet

Capítulo1 Redes de computador es e a Internet Redes de computadores e a Internet Capítulo Redes de computador es e a Internet O que é a Internet? Milhões de elementos de computação interligados: hospedeiros = sistemas finais Executando aplicações

Leia mais

Capítulo 1: Redes de computadores e a Internet. Capítulo1. Redes de. computadores. computador. e a Internet. es e a Internet

Capítulo 1: Redes de computadores e a Internet. Capítulo1. Redes de. computadores. computador. e a Internet. es e a Internet Redes de computadores e a Internet Capítulo : Capítulo Redes de Redes de computadores computador e a Internet es e a Internet O que é a Internet? Milhões de elementos de computação interligados: hospedeiros

Leia mais

Introdução a Redes de Computadores. Professor Machado

Introdução a Redes de Computadores. Professor Machado Introdução a Redes de Computadores Professor Machado 1 O que é uma rede de computadores? Uma rede de computadores é um conjunto de computadores autônomos, interconectados, capazes de trocar informações

Leia mais

Instituto Federal de Santa Catarina. Redes de Computadores RES 12502

Instituto Federal de Santa Catarina. Redes de Computadores RES 12502 Instituto Federal de Santa Catarina Redes de Computadores RES 12502 2014 2 O material para essas apresentações foi retirado das apresentações disponibilizadas pela Editora Pearson para o livro Redes de

Leia mais

INTRODUÇÃO ÀS REDES DE COMPUTADORES

INTRODUÇÃO ÀS REDES DE COMPUTADORES INTRODUÇÃO ÀS REDES DE COMPUTADORES Teresa Vazão 2014/2015 IRC - Introdução às Redes de Computadores - LETI/LEE 2 INTRODUÇÃO Um pai para a Internet.. 1961 - Leonard Kleinrock (aluno de PhD MIT): Inventor

Leia mais

Capítulo 1. Redes de computadores e a Internet. e a Internet. Introdução. Redes de computadores e a Internet

Capítulo 1. Redes de computadores e a Internet. e a Internet. Introdução. Redes de computadores e a Internet Redes de computadores e a Internet Capítulo Redes de computadores e a Internet Introdução Nossos objetivos: Obter contexto, terminologia, sentimento sobre redes Visão geral: O que é a Internet Borda da

Leia mais

Redes de Computadores I Internet - Conceitos

Redes de Computadores I Internet - Conceitos Redes de Computadores I Internet - Conceitos Prof. Luís Rodrigo lrodrigo@lncc.br http://lrodrigo.lncc.br 2012/1 v1-2012.03.29 O que é a Internet Milhões de elementos de computação interligados: Hosts,

Leia mais

1. Redes de computadores e Internet

1. Redes de computadores e Internet 1. Redes de computadores e Inter Redes de Computadores Objetivos Dar uma panorâmica geral das redes de computadores e da Inter Visão da floresta Contacto com terminologia e conceitos básicos Principais

Leia mais

Redes de Computadores e a Internet. Prof.: Agostinho S. Riofrio

Redes de Computadores e a Internet. Prof.: Agostinho S. Riofrio Redes de Computadores e a Internet Prof.: Agostinho S. Riofrio Agenda 1. Introdução 2. Internet 3. Protocolo 4. Estrutura da Rede 5. Bordas da rede 6. Núcleo da rede 7. Comutação de Circuitos 8. Comutação

Leia mais

Transmissão e Multiplexação. Rodolfo I. Meneguette

Transmissão e Multiplexação. Rodolfo I. Meneguette Transmissão e Multiplexação Rodolfo I. Meneguette Redes de Acesso e Meios Físicos P: Como conectar os sistemas finais aos roteadores de borda? Redes de acesso residencial redes de acesso institucional

Leia mais

AULA Redes de Computadores e a Internet

AULA Redes de Computadores e a Internet UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Faculdade de Computação Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Disciplina: INF64 (Introdução à Ciência da Computação) Prof: Anilton Joaquim da Silva / Ezequiel

Leia mais

INFORMÁTICA IINTERNET / INTRANET

INFORMÁTICA IINTERNET / INTRANET INFORMÁTICA IINTERNET / INTRANET Objectivos História da Internet Definição de Internet Definição dos protocolos de comunicação Entender o que é o ISP (Internet Service Providers) Enumerar os equipamentos

Leia mais

Prof. Manuel A Rendón M

Prof. Manuel A Rendón M Prof. Manuel A Rendón M Kurose Redes de Computadores e a Internet Uma Abordagem Top-Down 5ª. Edição Pearson Cap.: 1 até 1.2.2 2.1.2 2.1.4 Como funciona uma rede? Existem princípios de orientação e estrutura?

Leia mais

Multimédia, Qualidade de Serviço (QoS): O que são?

Multimédia, Qualidade de Serviço (QoS): O que são? Multimédia, Qualidade de Serviço (QoS): O que são? Aplicações Multimédia: áudio e vídeo pela rede ( meios contínuos ) QoS a rede oferece às aplicações o nível de desempenho necessário para funcionarem.

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Capítulo 1 Gustavo Reis gustavo.reis@ifsudestemg.edu.br - O que é a Internet? - Milhões de elementos de computação interligados: hospedeiros = sistemas finais - Executando aplicações

Leia mais

6.3 Tecnologias de Acesso

6.3 Tecnologias de Acesso Capítulo 6.3 6.3 Tecnologias de Acesso 1 Acesso a redes alargadas Acesso por modem da banda de voz (através da Rede Fixa de Telecomunicações) Acesso RDIS (Rede Digital com Integração de Serviços) Acesso

Leia mais

Redes de Computadores I Conceitos Básicos

Redes de Computadores I Conceitos Básicos Redes de Computadores I Conceitos Básicos Prof. Luís Rodrigo lrodrigo@lncc.br http://lrodrigo.lncc.br 2011/2 v3 2011.07.27 (baseado no material de Jim Kurose e outros) Histórico da Evolução das Redes Histórico

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES I 2007/2008 LEIC - Tagus-Park TPC Nº 1. Avaliação sumário da matéria do capítulo 1

REDES DE COMPUTADORES I 2007/2008 LEIC - Tagus-Park TPC Nº 1. Avaliação sumário da matéria do capítulo 1 REDES DE COMPUTADORES I 007/008 LEIC - Tagus-Park TPC Nº 1 Avaliação sumário da matéria do capítulo 1 Pergunta: 1 1. Que tipo de Elemento de Rede é um Cliente? 1 Sistema Terminal ou Host Servidor 3 Encaminhador

Leia mais

Exercícios do livro: Tecnologias Informáticas Porto Editora

Exercícios do livro: Tecnologias Informáticas Porto Editora Exercícios do livro: Tecnologias Informáticas Porto Editora 1. Em que consiste uma rede de computadores? Refira se à vantagem da sua implementação. Uma rede de computadores é constituída por dois ou mais

Leia mais

Redes de computadores. Redes para Internet

Redes de computadores. Redes para Internet Redes de computadores Redes para Internet Milhões de elementos de computação interligados: hospedeiros = sistemas finais Executando aplicações distribuídas Enlaces de comunicação fibra, cobre, rádio, satélite

Leia mais

1 Redes de comunicação de dados

1 Redes de comunicação de dados 1 Redes de comunicação de dados Nos anos 70 e 80 ocorreu uma fusão dos campos de ciência da computação e comunicação de dados. Isto produziu vários fatos relevantes: Não há diferenças fundamentais entre

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Parte I: Introdução Fevereiro, 2012 Professor: Reinaldo Gomes reinaldo@dsc.ufcg.edu.br Evolução na Comunicação Comunicação sempre foi uma necessidade humana, buscando aproximar comunidades

Leia mais

rr-09-r.01 Introdução UC: Redes de Computadores Docente: Prof. André Moraes

rr-09-r.01 Introdução UC: Redes de Computadores Docente: Prof. André Moraes Introdução UC: Redes de Computadores Docente: Prof. André Moraes Créditos I Créditos II Bibliografia Básica Título Autor Edição Local Editora Ano Redes de computadores TANENBAUM, Andrew S. Rio de Janeiro

Leia mais

Processamento Batch. Computadores Pessoais. Processamento On-Line. Redes Locais de Computadores. Integração Total. Departamento Pessoal

Processamento Batch. Computadores Pessoais. Processamento On-Line. Redes Locais de Computadores. Integração Total. Departamento Pessoal Introdução Redes de Computadores Evolução Conceitos Topologias Evolução na comunicação Comunicação sempre foi uma necessidade humana, buscando aproximar comunidades distantes Sinais de fumaça Pombo-correio

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS DE REDES 2 [COMUTAÇÕES / TAXONOMIA]

CONCEITOS BÁSICOS DE REDES 2 [COMUTAÇÕES / TAXONOMIA] CONCEITOS BÁSICOS DE REDES 2 [COMUTAÇÕES / TAXONOMIA] UC: Redes Docente: Prof. André Moraes Curso técnico em Informática Instituto Federal de Santa Catarina Créditos I Instituto Federal de Santa Catarina

Leia mais

Capítulo 1. Redes de computadores e a Internet

Capítulo 1. Redes de computadores e a Internet Capítulo 1 Redes de computadores e a Internet Redes de computadores I Prof.: Leandro Soares de Sousa E-mail: leandro.uff.puro@gmail.com Site: http://www.ic.uff.br/~lsousa Não deixem a matéria acumular!!!

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Evolução no Processamento Processamento batch (1950) Redes de Computadores Parte I: Introdução Terminais interativos (1960) - sistemas operacionais de tempo compartilhado. Problemas: confiabilidade configuração

Leia mais

Redes de Computadores e a Internet

Redes de Computadores e a Internet Redes de Computadores e a Internet Magnos Martinello Universidade Federal do Espírito Santo - UFES Departamento de Informática - DI Laboratório de Pesquisas em Redes Multimidia - LPRM Agenda 1.1 O que

Leia mais

Capítulo 1 Introdução

Capítulo 1 Introdução Capítulo 1 Introdução Nota sobre o uso destes slides ppt: Estamos disponibilizando estes slides gratuitamente a todos (professores, alunos, leitores). Eles estão em formato do PowerPoint para que você

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores edes de Computadores Introdução: Capítulo 1- edes de Computadores e a Internet Prof. Jó Ueyama Março/2012 1 Cap. 1 Objetivos Entender os conceitos básicos de redes de computadores. Maior profundidade e

Leia mais

Redes de Computadores. Introdução

Redes de Computadores. Introdução Redes de Computadores Introdução Introdução: Redes de Computadores Objetivos definir contexto e terminologia visão geral (detalhes virão ao longo do curso) abordagem: Internet como exemplo Modelagem de

Leia mais

Internet. Edy Hayashida E-mail: edy.hayashida@uol.com.br

Internet. Edy Hayashida E-mail: edy.hayashida@uol.com.br Internet Edy Hayashida E-mail: edy.hayashida@uol.com.br Internet A Internet não é de modo algum uma rede, mas sim um vasto conjunto de redes diferentes que utilizam certos protocolos comuns e fornecem

Leia mais

Parte I: Introdução. Aplicações IP quentes. O que é um protocolo? Serviços da Internet. Visão Geral:

Parte I: Introdução. Aplicações IP quentes. O que é um protocolo? Serviços da Internet. Visão Geral: Parte I: Introdução Tarefa: ler o capítulo 1 do livro-texto O que é a Internet Nosso objetivo: obter contexto visão geral sentimento sobre redes maior profundidade e detalhes serão vistos depois no curso

Leia mais

Introdução a Redes de Computadores. Prof. M. Sc. Isac Ferreira isacfernando@gmail.com

Introdução a Redes de Computadores. Prof. M. Sc. Isac Ferreira isacfernando@gmail.com Introdução a Redes de Computadores Prof. M. Sc. Isac Ferreira isacfernando@gmail.com O que é a Internet: visão dos componentes milhões de dispositivos de computação conectados: hospedeiros - sistemas terminais

Leia mais

INTRODUÇÃO ÀS REDES DE COMPUTADORES

INTRODUÇÃO ÀS REDES DE COMPUTADORES INTRODUÇÃO ÀS REDES DE COMPUTADORES Teresa Vazão 2 INTRODUÇÃO Um pai para a Internet.. 1961 - Leonard Kleinrock (aluno de PhD MIT): Inventor do conceito de rede de comutação de pacotes 1969 IMP - Interface

Leia mais

Redes de Computadores: Introdução

Redes de Computadores: Introdução s de Computadores: Introdução Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Departamento de Engenharia de Electrónica e Telecomunicações e de Computadores s de Computadores Necessidades de comunicação 28-02-2010

Leia mais

Introdução às Redes de Computadores. Adaptado dos transparentes do Prof. Legatheaux Martins

Introdução às Redes de Computadores. Adaptado dos transparentes do Prof. Legatheaux Martins Introdução às Redes de Computadores Adaptado dos transparentes do Prof. Legatheaux Martins Componentes essenciais Emissor: origem da informação Receptor: destinatário da informação Mensagem: a informação

Leia mais

Redes de computadores e Internet

Redes de computadores e Internet Polo de Viseu Redes de computadores e Internet Aspectos genéricos sobre redes de computadores Redes de computadores O que são redes de computadores? Uma rede de computadores é um sistema de comunicação

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação Gerenciais

Administração de Sistemas de Informação Gerenciais Administração de Sistemas de Informação Gerenciais UNIDADE V: Telecomunicações, Internet e Tecnologia Sem Fio. Tendências em Redes e Comunicações No passado, haviam dois tipos de redes: telefônicas e redes

Leia mais

Fundamentos. Prof. Dr. S. Motoyama

Fundamentos. Prof. Dr. S. Motoyama Fundamentos Prof. Dr. S. Motoyama 1 Tipos de Comunicação - Difusão: Rádio e TV - Pessoa-a-Pessoa: Telefonia - Máquina-a-Máquina: Computadores Difusão: Rádio e TV Receptor Receptor Receptor Transmissor

Leia mais

Laboratório de Redes

Laboratório de Redes Laboratório de Redes Rui Prior 2008 Equipamento de rede Este documento é uma introdução muito básica aos equipamentos de rede mais comuns, a maior parte dos quais iremos utilizar nas aulas de Laboratório

Leia mais

INTRODUÇÃO A REDES DE COMPUTADORES. Alan Nakai

INTRODUÇÃO A REDES DE COMPUTADORES. Alan Nakai INTRODUÇÃO A REDES DE COMPUTADORES Alan Nakai ROTEIRO Introdução Tipos de Redes de Computadores Protocolos Modelo em Camadas Internet Introdução O que é uma rede de computadores? Coleção de computadores

Leia mais

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS

TECNOLOGIA WEB INTERNET PROTOCOLOS INTERNET PROTOCOLOS 1 INTERNET Rede mundial de computadores. Também conhecida por Nuvem ou Teia. Uma rede que permite a comunicação de redes distintas entre os computadores conectados. Rede WAN Sistema

Leia mais

Módulo 5 Cablagem para LANs e WANs

Módulo 5 Cablagem para LANs e WANs CCNA 1 Conceitos Básicos de Redes Módulo 5 Cablagem para LANs e WANs Cablagem de LANs Nível Físico de uma Redes Local Uma rede de computadores pode ser montada utilizando vários tipos de meios físicos.

Leia mais

Redes de Comunicações. Redes de Comunicações

Redes de Comunicações. Redes de Comunicações Capítulo 0 Introdução 1 Um pouco de história Século XVIII foi a época dos grandes sistemas mecânicos Revolução Industrial Século XIX foi a era das máquinas a vapor Século XX principais conquistas foram

Leia mais

TI Aplicada. Aula 05 Redes de Computadores (parte 2) Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br

TI Aplicada. Aula 05 Redes de Computadores (parte 2) Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br TI Aplicada Aula 05 Redes de Computadores (parte 2) Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br Conceitos Básicos Equipamentos, Modelos OSI e TCP/IP O que são redes? Conjunto de

Leia mais

O que é a Internet: componentes

O que é a Internet: componentes Introdução O que é a Internet Periferia da rede Interior da rede Comutação de circuitos Comutaçao de pacotes ( store-and-forward ) Desempenho: perdas e atraso Camadas de protocolos e serviços Notas históricas

Leia mais

6127. Redes comunicação de dados. RSProf@iol.pt. 2014/2015. Introdução.

6127. Redes comunicação de dados. RSProf@iol.pt. 2014/2015. Introdução. Sumário 6127. Redes comunicação de dados. 6127. Redes comunicação de dados A Internet: Permite a interação entre pessoas. 6127. Redes comunicação de dados A Internet: Ensino; Trabalho colaborativo; Manutenção

Leia mais

Laboratório de Redes

Laboratório de Redes Laboratório de Redes Rui Prior 2008 2012 Equipamento de rede Este documento é uma introdução muito básica aos equipamentos de rede mais comuns, a maior parte dos quais iremos utilizar nas aulas de Laboratório

Leia mais

Secção II. ƒ Alternativas para redes de telecomunicações

Secção II. ƒ Alternativas para redes de telecomunicações 1 Secção II ƒ Alternativas para redes de telecomunicações 2 Alternativas para redes de telecomunicações Alternativa de rede Redes Suportes Processadores Software Canais Topologia/arquitectura Exemplos

Leia mais

BC-0506: Comunicação e Redes Aula 03: Princípios de Redes de Computadores

BC-0506: Comunicação e Redes Aula 03: Princípios de Redes de Computadores BC-0506: Comunicação e Redes Aula 03: Princípios de Redes de Computadores Santo André, 2Q2011 1 Comutação Comutação (chaveamento): alocação dos recursos da rede para a transmissão pelos diversos dispositivos

Leia mais

Conteúdo Programático. Redes de Computadores e a Internet. Avaliação. Bibliografia. Suporte da disciplina. Antônio Abelém abelem@ufpa.br.

Conteúdo Programático. Redes de Computadores e a Internet. Avaliação. Bibliografia. Suporte da disciplina. Antônio Abelém abelem@ufpa.br. Conteúdo Programático Redes de Computadores e a Internet Antônio Abelém abelem@ufpa.br 1. Introdução e Conceitos Básicos 2. Camada de Aplicação 3. Camada de Transporte 4. Camada de Rede 1: Introdução 1

Leia mais

Comunicação Comunicação é o ato de transmissão de informações de uma pessoa à outra. Emissor: Receptor: Meio de transmissão Sinal:

Comunicação Comunicação é o ato de transmissão de informações de uma pessoa à outra. Emissor: Receptor: Meio de transmissão Sinal: Redes - Comunicação Comunicação é o ato de transmissão de informações de uma pessoa à outra. Comunicação sempre foi, desde o início dos tempos, uma necessidade humana buscando aproximar comunidades distantes.

Leia mais

Prof. Manuel A Rendón M

Prof. Manuel A Rendón M Prof. Manuel A Rendón M Tanenbaum Redes de Computadores Cap. 1 e 2 5ª. Edição Pearson Padronização de sistemas abertos à comunicação Modelo de Referência para Interconexão de Sistemas Abertos RM OSI Uma

Leia mais

Transmissão de Dados

Transmissão de Dados T 1 Transmissão de Dados FEUP/DEEC/RCD 2002/03 MPR/JAR T 2 Terminologia e Conceitos Meios de transmissão A transmissão de sinais, sob a forma de ondas electromagnéticas, é suportada em meios de transmissão

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Prof. Evandro Cantú, evandro.cantu@ifpr.edu.br Slides adaptados de J. Kurose & K. Ross 1: Introdução O que é a Internet: visão dos componentes milhões de dispositivos de computação

Leia mais

Capítulo 1 Introdução

Capítulo 1 Introdução Capítulo 1 Introdução Nota sobre o uso destes slides ppt: Estamos disponibilizando estes slides gratuitamente a todos (professores, alunos, leitores). Eles estão em formato do PowerPoint para que você

Leia mais

Hospitais 2004. Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação DOCUMENTO METODOLÓGICO

Hospitais 2004. Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação DOCUMENTO METODOLÓGICO Hospitais 2004 Inquérito à Utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação DOCUMENTO METODOLÓGICO ÍNDICE 1. IDENTIFICAÇÃO E OBJECTIVOS DO PROJECTO... 3 2. RECOLHA E TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO...

Leia mais

Redes de Computadores Aula 3

Redes de Computadores Aula 3 Redes de Computadores Aula 3 Aula passada Comutação: circuito x pacotes Retardos e perdas Aula de hoje Protocolo em camadas Aplicações C/S x P2P Web Estruturando a Rede Como organizar os serviços de uma

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TELECOMUNICAÇÕES As telecomunicações referem -se à transmissão eletrônica de sinais para as comunicações, incluindo meios como telefone, rádio e televisão. As telecomunicações

Leia mais

Aula 1 Fundamentos. Prof. Dr. S. Motoyama

Aula 1 Fundamentos. Prof. Dr. S. Motoyama Aula 1 Fundamentos Prof. Dr. S. Motoyama 1 O que é uma Rede de Computadores? Vários tipos de redes: Redes Telefônicas Redes de Satélites Redes Celulares Redes de TV a cabo Internet e intranets Rede Privada

Leia mais

Rede de Computadores II

Rede de Computadores II Rede de Computadores II Slide 1 Rede de Computadores II Internet Milhões de elementos de computação interligados: hosts, sistemas finais executando aplicações distribuídas Enlaces de comunicação fibra,

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Introdução Redes de Computadores Marco Antonio Montebello Júnior marco.antonio@aes.edu.br Rede É um conjunto de computadores chamados de estações de trabalho que compartilham recursos de hardware (HD,

Leia mais

Capítulo1 Redes de computador es e a Internet

Capítulo1 Redes de computador es e a Internet Redes de computadores e a Internet Capítulo Redes de computador es e a Internet Introdução Nossos objetivos: - Obter contexto, terminologia, sentimento sobre redes - Maior profundidade e detalhes serão

Leia mais

Redes de Dados. Aula 1. Introdução. Eytan Mediano

Redes de Dados. Aula 1. Introdução. Eytan Mediano Redes de Dados Aula 1 Introdução Eytan Mediano 1 6.263: Redes de Dados Aspectos fundamentais do projeto de redes e análise: Arquitetura Camadas Projeto da Topologia Protocolos Pt - a Pt (Pt= Ponto) Acesso

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Prof. Esp. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@gmail.com RESUMO 1 COMUTAÇÃO DE CIRCUITOS Reservados fim-a-fim; Recursos são dedicados; Estabelecimento

Leia mais

Redes de Computadores I Licenciatura em Eng. Informática e de Computadores 1 o Semestre, 27 de Janeiro de 2006 Exame de 2ª Época A

Redes de Computadores I Licenciatura em Eng. Informática e de Computadores 1 o Semestre, 27 de Janeiro de 2006 Exame de 2ª Época A Número: Nome: Redes de Computadores I Licenciatura em Eng. Informática e de Computadores o Semestre, 27 de Janeiro de 2006 Exame de 2ª Época A Duração: 2,5 horas A prova é sem consulta A prova deve ser

Leia mais

Redes de Computadores. Prof. Késsia Marchi

Redes de Computadores. Prof. Késsia Marchi Redes de Computadores Prof. Késsia Marchi Redes de Computadores Redes de Computadores Possibilita a conexão entre vários computadores Troca de informação Acesso de múltiplos usuários Comunicação de dados

Leia mais

Revisão. Karine Peralta karine.peralta@pucrs.br

Revisão. Karine Peralta karine.peralta@pucrs.br Revisão Karine Peralta Agenda Revisão Evolução Conceitos Básicos Modelos de Comunicação Cliente/Servidor Peer-to-peer Arquitetura em Camadas Modelo OSI Modelo TCP/IP Equipamentos Evolução... 50 60 1969-70

Leia mais

Bateria REDES MPU Prof. Walter Cunha http://www.waltercunha.com/blog http://twitter.com/timasters http://br.groups.yahoo.com/group/timasters/

Bateria REDES MPU Prof. Walter Cunha http://www.waltercunha.com/blog http://twitter.com/timasters http://br.groups.yahoo.com/group/timasters/ Bateria REDES MPU Prof. Walter Cunha http://www.waltercunha.com/blog http://twitter.com/timasters http://br.groups.yahoo.com/group/timasters/ STJ 2008 Com relação a transmissão de dados, julgue os itens

Leia mais

Universidade de Brasília

Universidade de Brasília Universidade de Brasília Introdução a Microinformática Turma H Redes e Internet Giordane Lima Porque ligar computadores em Rede? Compartilhamento de arquivos; Compartilhamento de periféricos; Mensagens

Leia mais

Redes de Computadores (PPGI/UFRJ)

Redes de Computadores (PPGI/UFRJ) Redes de Computadores (PPGI/UFRJ) Aula 1: Apresentação do curso e revisão de interface de sockets 03 de março de 2010 1 2 O que é a Internet 3 4 Objetivos e página do curso Objetivos Apresentar a motivação,

Leia mais

Tecnologia da Informação e Comunicação. Euber Chaia Cotta e Silva

Tecnologia da Informação e Comunicação. Euber Chaia Cotta e Silva Tecnologia da Informação e Comunicação Euber Chaia Cotta e Silva Redes e a Internet Conceitos Básicos 01 Para que você possa entender o que é e como funciona a Internet é necessário primeiro compreender...

Leia mais

Fernando Albuquerque - fernando@cic.unb.br REDES LAN - WAN. Fernando Albuquerque (061) 273-3589 fernando@cic.unb.br

Fernando Albuquerque - fernando@cic.unb.br REDES LAN - WAN. Fernando Albuquerque (061) 273-3589 fernando@cic.unb.br REDES LAN - WAN Fernando Albuquerque (061) 273-3589 fernando@cic.unb.br Tópicos Modelos Protocolos OSI e TCP/IP Tipos de redes Redes locais Redes grande abrangência Redes metropolitanas Componentes Repetidores

Leia mais

Redes de computadores e a Internet

Redes de computadores e a Internet Redes de computadores e a Internet Prof. Odilson Tadeu Valle odilson@ifsc.edu.br Agosto de 2014 1 de Agosto de 2014 Prof. Odilson Tadeu Valle 1 Capítulo 1: Redes de computadores e a Internet Nossos objetivos:

Leia mais

References. Telecommunication Networks Introduction. Analogic Digital DIGITAL, ANALOGICAL. Telemedicina e e-saúde 2010/2011

References. Telecommunication Networks Introduction. Analogic Digital DIGITAL, ANALOGICAL. Telemedicina e e-saúde 2010/2011 Telecommunication Networks Introduction Telemedicina e e-saúde 2010/11 Pedro Brandão References These slides are the companions of Computer Networking: A Top Down Approach 5th edition. Jim Kurose, Keith

Leia mais

Módulo 8 Ethernet Switching

Módulo 8 Ethernet Switching CCNA 1 Conceitos Básicos de Redes Módulo 8 Ethernet Switching Comutação Ethernet 2 Segmentação de Redes Numa Ethernet o meio de transmissão é compartilhado Só um nó pode transmitir de cada vez. O aumento

Leia mais

Protocolos Hierárquicos

Protocolos Hierárquicos Protocolos Hierárquicos O que é a Internet? Milhões de elementos de computação interligados: hospedeiros = sistemas finais Executando aplicações distribuídas Enlaces de comunicação fibra, cobre, rádio,

Leia mais

Sistemas de Informação Gerencial

Sistemas de Informação Gerencial Sistemas de Informação Gerencial Aula 06 Prof.ª Bruna Patrícia da Silva Braga Infraestrutura de TI: Redes de Computadores Redes de Computadores Conjunto de computadores e periféricos ligados entre si através

Leia mais

Camada de Ligação de Dados

Camada de Ligação de Dados Camada de Ligação de Dados Serviços Detecção e correcção de erros Protocolos de Acesso Múltiplo Endereçamento em LANs Hubs e Pontes de interligação Tecnologias da camada de ligação de dados Ethernet Anel

Leia mais

Prof. Luís Rodolfo. Unidade I REDES DE COMPUTADORES E

Prof. Luís Rodolfo. Unidade I REDES DE COMPUTADORES E Prof. Luís Rodolfo Unidade I REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÃO C Redes de computadores e telecomunicação Objetivo: apresentar os conceitos iniciais e fundamentais com relação às redes de computadores

Leia mais

Sistemas Multimédia. Instituto Superior Miguel Torga. Francisco Maia famaia@gmail.com. Redes e Comunicações

Sistemas Multimédia. Instituto Superior Miguel Torga. Francisco Maia famaia@gmail.com. Redes e Comunicações Sistemas Multimédia Instituto Superior Miguel Torga Redes e Comunicações Francisco Maia famaia@gmail.com Estrutura das Aulas 5 Aulas Aula 10 (20 de Abril) Classificação Componentes Aula 11 (27 de Abril)

Leia mais

Redes de Computadores I Licenciatura em Eng. Informática e de Computadores 1 o Semestre, 26 de Outubro de 2005 1 o Teste A

Redes de Computadores I Licenciatura em Eng. Informática e de Computadores 1 o Semestre, 26 de Outubro de 2005 1 o Teste A Redes de Computadores I Licenciatura em Eng. Informática e de Computadores 1 o Semestre, 26 de Outubro de 2005 1 o Teste A Número: Nome: Duração: 1 hora O teste é sem consulta O teste deve ser resolvido

Leia mais

Claudivan C. Lopes claudivan@ifpb.edu.br

Claudivan C. Lopes claudivan@ifpb.edu.br Claudivan C. Lopes claudivan@ifpb.edu.br Por que redes de computadores? Tipos de redes Componentes de uma rede IFPB/Patos - Prof. Claudivan 2 Quando o assunto é informática, é impossível não pensar em

Leia mais

22/05/2014. REDES DE COMPUTADORES Introdução ROTEIRO. Rede de Computadores. Alexandre Augusto Giron alexandre.a.giron@gmail.com

22/05/2014. REDES DE COMPUTADORES Introdução ROTEIRO. Rede de Computadores. Alexandre Augusto Giron alexandre.a.giron@gmail.com REDES DE COMPUTADORES Introdução Alexandre Augusto Giron alexandre.a.giron@gmail.com ROTEIRO Redes de computadores Histórico Classificação (quanto à distância) Estrutura Arquiteturas de Rede Pilha de Protocolos

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES Introdução. Alexandre Augusto Giron

REDES DE COMPUTADORES Introdução. Alexandre Augusto Giron REDES DE COMPUTADORES Introdução Alexandre Augusto Giron ROTEIRO Redes de computadores Histórico Classificação (quanto à distância) Estrutura Arquiteturas de Rede Pilha de Protocolos TCP/IP Meios de Transmissão

Leia mais

Arquitetura TCP/IP. Parte II Dispositivos de conectividade, interligação em redes e Internet. Fabrízzio Alphonsus A M N Soares

Arquitetura TCP/IP. Parte II Dispositivos de conectividade, interligação em redes e Internet. Fabrízzio Alphonsus A M N Soares Arquitetura TCP/IP Parte II Dispositivos de conectividade, interligação em redes e Internet Fabrízzio Alphonsus A M N Soares Tópicos Dispositivos de conectividade Interconexão: aplicação vs. rede Propriedades

Leia mais

Redes de Computadores e a Internet

Redes de Computadores e a Internet Redes de Computadores e a Internet Magnos Martinello Universidade Federal do Espírito Santo - UFES Departamento de Informática - DI Laboratório de Pesquisas em Redes Multimidia - LPRM Agenda 1.1 O que

Leia mais

Redes de Computadores Grupo de Redes de Computadores

Redes de Computadores Grupo de Redes de Computadores Redes de Computadores Grupo de Redes de Computadores Interligações de LANs: Equipamentos Elementos de interligação de redes Aplicação Apresentação Sessão Transporte Rede Ligação Física LLC MAC Gateways

Leia mais

3 Qualidade de serviço na Internet

3 Qualidade de serviço na Internet 3 Qualidade de serviço na Internet 25 3 Qualidade de serviço na Internet Além do aumento do tráfego gerado nos ambientes corporativos e na Internet, está havendo uma mudança nas características das aplicações

Leia mais

Estrutura da Internet

Estrutura da Internet Estrutura da Internet Redes de redes Estrutura da Internet: rede de redes Grosseiramente hierárquica No centro: s de zona-1 (ex.: UUNet, BBN/Genuity, Sprint, AT&T), cobertura nacional/internacional Os

Leia mais

André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com) Noções de Redes

André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com) Noções de Redes André Aziz (andreaziz.ufrpe@gmail.com) Francielle Santos (francielle.ufrpe@gmail.com) Noções de Redes Noções de Redes: Estrutura básica; Tipos de transmissão; Meios de transmissão; Topologia de redes;

Leia mais

Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Redes de Computadores Prof. Sergio Estrela Martins

Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Redes de Computadores Prof. Sergio Estrela Martins Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Redes de Computadores Prof. Sergio Estrela Martins Material de apoio 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina e não substitui a leitura

Leia mais