Informação de qualidade e que fala a língua de nossa região

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Informação de qualidade e que fala a língua de nossa região"

Transcrição

1 julho de

2

3 c questão de princípios b Informação de qualidade e que fala a língua de nossa região Aqui estão grandes nomes da medicina tratando com propriedade e em linguagem facilmente entendível por todos os públicos. Aqui a informação é 100% confiável O mundo moderno é movido a informação. Quem tem o conhecimento detém o poder. Quando o assunto é uma doença, essa máxima vale ainda mais. Conhecer um inimigo a se enfrentar aumenta as chances de vitória em qualquer batalha. É certo que nos últimos anos ficou bem mais fácil alcançar as informações. A internet colocou de uma vez só, todo o conhecimento do mundo ao alcance de um clique. O problema com a rede mundial de computadores é a confiabilidade. Qual dado é correto? Quem está por trás daquele assunto? Será que a pessoa que escreveu realmente entende do que eu quero saber? O desafio passa a ser, então, descobrir onde estão as informações que sejam embasadas pelo conhecimento de cada autor. Por isso é sempre fundamental que tenhamos uma publicação como essa, que leva o saber científico preciso à população. Aqui estão grandes nomes da medicina tratando com propriedade e em linguagem facilmente entendível por todos os públicos. Aqui a informação é 100% confiável. Tão importante como isso é o fato de que o conteúdo de uma revista como essa é local, ou seja, com profissionais de nosso Estado. Não há um lugar igual a outro no mundo. Todos têm suas peculiaridades, suas diferenças, seus pontos positivos e negativos. E por mais completa que a internet seja, ela ainda não conseguiu (e provavelmente nunca conseguirá) transmitir as informações específicas de sua cidade, de seu Estado ou mesmo de seu país. diabetes 3

4 julho de c início b Cirurgia de redução de estômago pode curar diabetes tipo 2 Técnicas de cirurgia bariátrica têm se mostrado eficientes na cura da doença, que atinge cerca de 20% da população mundial A cirurgia bariátrica e metabólica tem sido amplamente estudada no mundo inteiro para tratamento de diabetes tipo 2. Grandes estudos prospectivos mostram resolução do diabetes e doenças associadas em até 98% dos pacientes, dependendo da técnica utilizada, afirma o presidente da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, regional Goiás (SBEM-GO), Sérgio Vêncio. Técnicas mais simples promovem uma resolução menor. Técnicas mais complexas ou que causam maior desnutrição, induzem um percentual maior de melhora, porém com mais efeitos danosos à saúde, ressalva. As indicações aprovadas pelo Conselho Federal de Medicina são para pacientes com diabetes tipo 2 e índice de massa corporal acima de 35 kg/m2. Pesquisas publicadas em março de 2012 no New England Journal of Medicine confirmam a tese de que a operação de redução de estômago é eficaz no tratamento da doença. De acordo com os estudos, pessoas submetidas à intervenção têm chances maiores de experimentarem a remissão da doença quando a tolerância à glicose e os níveis de açúcar no sangue voltam ao normal do que as que optam pela terapia tradicional. Também foram notadas melhoras na pressão sanguínea e nos níveis de colesterol. A conclusão foi baseada em dois levantamentos, realizados na SÉRGIO VÊNCIO diz que no bypass gástrico, a chance de melhorar o diabetes em pacientes usuários de insulina ou que tenham mais de nove anos de doença é baixíssimo Universidade Católica, em Roma, na Itália, e na Cleveland Clinic, nos Estados Unidos. Ambos os trabalhos compararam a evolução dos quadros de pacientes que sofreram a cirurgia com o dos que aliaram restrições na dieta e prática de exercícios físicos ao uso de medicações. Entre os italianos, as taxas de remissão chegaram a 75% no grupo cirúrgico. Não houve nenhum registro de regressão dos sinais da patologia naqueles que não foram operados. Já no trabalho americano, os índices foram, respectivamente, de 42% e 12%. Vêncio informa que a Sociedade Brasileira de Diabetes permite a indicação em pacientes com IMC (Índice de Massa Corporal) entre 30 e 35 e que apresentem grande dificuldade de controle glicêmico. O uso do IMC para indicar uma cirurgia tem sido amplamente discutido, ele ainda é a ferramenta usada, mas acredito que no futuro outros fatores têm de ser levados em conta, criando-se um escore de risco, como doenças associadas, reserva pancreática, grau de resistência insulínica, peso, tempo de diabetes, etc, salienta, lembrando que, no caso do bypass gástrico, a chance de melhorar o diabetes em pacientes usuários de insulina ou que tenham mais de nove anos de doença é baixíssimo. Qualquer melhora no peso induz maior controle glicêmico, pressórico e lipêmico, frisa o médico. De acordo com ele, estudos têm mostrado que algumas cirurgias têm sua ação completamente centrada na perda de peso, como no caso do bypass gástrico e banda gástrica, e outras técnicas induzem remissão do diabetes e doenças associadas por mecanismos independentes da perda do peso, como a duodenal switch e sua variação sem desnutrição, a interposição ileal. Sérgio Vêncio alerta para o fato de que existe um movimento entre os especialistas que tenta realizar técnicas feitas para obesos mórbidos em pacientes com obesidade leve. Vale lembrar que na técnica mais realizada no mundo, o bypass gástrico, 40% dos pacientes voltam a ter diabetes, 40% podem ter distúrbios graves como

5 alcoolismo e 40% voltam a ganhar peso, avisa. Segundo ele, o Brasil tem liderado o avanço de novas técnicas e ele acredita que isso contribuirá e muito para que a cirurgia bariátrica se torne mais uma ferramenta no arsenal terapêutico do endocrinologista. Porém o que observamos com temor é que a necessária avaliação aprofundada e detalhada do paciente com diabetes tipo 2 não tem sido feita na maioria dos casos, contrapõe. O presidente da SBEM-GO reitera ainda que, qualquer pessoa que se candidata a realizar essa cirurgia para tratamento do diabetes e doenças associadas, deve ser analisada criteriosamente para afastar falência pancreática, diabetes tipo LADA (diabetes latente autoimune do adulto), e outras contraindicações para a cirurgia, como casos graves de neuropatia, que também devem ser avaliados com bastante critério. PONTOS POSITIVOS E NEGATIVOS DA CIRURGIA diabetes 5 Entre os pontos positivos da cirurgia bariátrica, o endocrinologista destaca o fato dela envolver mecanismos diferentes para o tratamento da doença. O diabetes é uma doença grave, causada por várias alterações metabólicas, que coexistem e fazem com que a doença progrida rapidamente. A cirurgia bariátrica e metabólica tem se mostrado eficaz na resolução do diabetes e na diminuição da mortalidade nesses pacientes, destaca. Um dos pontos ativados pela cirurgia é o GLP-1, que, entre outras funções, estimula a produção de insulina pelo pâncreas. No entanto, deve-se deixar claro que a melhora não tem nenhuma relação com a redução do peso e do percentual de gordura do paciente já que os níveis de glicose se normalizam antes de tais mudanças poderem ser observadas, diz o especialista, que enumera outros benefícios do procedimento. Influi positivamente no controle da hipertensão arterial, da apneia do sono e da infertilidade, exemplifica. O ponto negativo, segundo ele, é que cada cirurgia atua de uma forma e algumas são ineficazes para o diabetes, dependendo do estágio da doença, e não devem ser realizadas. Além disso, técnicas que induzem desabsorção ou desnutrição através do desvio (bypass) intestinal causam sérias sequelas. O candidato à cirurgia deve entender que a cirurgia não o exime do acompanhamento frequente com o endocrinologista, salienta.

6 julho de c exame b Leitura do Hemograma deve ser feita apenas pelo médico De acordo com especialista o retorno ao médico para avaliação dos resultados do exame é fundamental Muita gente já perdeu o chão quando, ao pegar o resultado de um hemograma e tentar interpretar aquela sequência de números, se deparou com um índice que parecia fora do normal. Para evitar esses sustos desnecessários, o hematologista Sandro Melim alerta: por mais expert que uma pessoa acredite ser no assunto, ela deve deixar a leitura desse tipo de exame para o médico que o solicitou. O hemograma é um exame com vários detalhes e índices que se correlacionam. Muitas vezes o que parece ser, não é. Por isso, é preciso saber avaliar os números da forma correta, ressalta. Ele observa que por ser considerado um exame de rotina, algumas pessoas olham os resultados e, se entenderem que não há nada fora do normal, se convencem de que não é preciso retornar ao médico. Esse é um grande erro. Por meio do hemograma é possível detectar doenças hematológicas primárias, ou mesmo doenças de outros órgãos e sistemas que apresentem alterações hematológicas, destaca o médico. Sandro Melim lembra ainda que o exame é um excelente procedimento de triagem, pois fornece dados importantes que podem apontar a presença de outras enfermidades. Por meio do hemograma, são analisadas as quantidades específicas de glóbulos vermelhos, plaquetas (responsáveis pela coagulação) e glóbulos brancos, bem como suas características morfológicas (formato, tamanho, consistência, etc.), além de alterações na qualidade de hemoglobina. Entre os distúrbios mais comuns detectados pelo exame estão a anemia diminuição do número de hemácias e/ou hemoglobina e a neutropenia diminuição do número de neutrófilos, que é um tipo de glóbulo branco. O hematologista acrescenta que diversas condições, desde situações simples, como deficiências nutricionais, até situações potencialmente graves, como leucemias e outros tipos de cânceres, podem levar a essas alterações. Ao contrário do que muitos pensam, atualmente, não existe diferença entre o hemograma simples e o completo. A maioria dos hemogramas simples mostram todas as informações necessárias à interpretação do exame. Assim, o termo completo não significa que serão realizadas pesquisas adicionais, como colesterol, glicose, tipo sanguíneo ou teste de HIV, informa o médico.

7 c macroangiopatias b Diabéticos devem redobrar os cuidados se tiverem doenças cardiovasculares A placa coronariana no diabético é bem mais instável, mas suscetível à ruptura, à formação de trombo, de necrose ou a uma oclusão aguda do vaso diabetes 7 Indivíduos com diabetes devem ficar atentos às doenças cardiovasculares, pois a incidência costuma ser alta e podem levar à morte, caso não haja cuidados necessários. Segundo o endocrinologista Domingos Malerbi, membro da diretoria da Sociedade Brasileira de Diabetes, a doença vascular possui como característica principal a placa arteriosclerótica, responsável pela oclusão do vaso. Nos diabéticos, as complicações ocorrem com mais intensidade e frequência. Domingos explica que a placa coronariana no diabético é mais instável, mais suscetível à ruptura, à formação de trombo, de necrose ou a uma oclusão aguda do vaso. No indivíduo diabético tem-se a influência da neuropatia na regulação do fluxo, influência da nutrição dessa placa, que é bem mais ágil no diabético, o que acarreta uma maior fragilidade da placa, com maior probabilidade dela romper e causar um evento vascular, detalha. O endocrinologista diz que para evitar as microangiopatias, como a retinopatia ou nefropatia, é preciso determinados graus de controle que são definidos pela hemoglobina glicada ou glicosilada. Há um consenso na literatura de que valores abaixo de 7 de hemoglobina glicosilada conseguem fazer a prevenção de microangiopatias, afirma. Já para as macroangiopatias foi demonstrado que mesmo tratando precocemente com tratamento mais agressivo e reduzindo essa hemoglobina glicada para 7, não se consegue prevenir com tanta facilidade as doenças cardiovasculares. Domingos destaca que já foram feitas tentativas de tratar indivíduos com níveis mais baixos de hemoglobina glicada ao longo tempo. Se o indivíduo tem uma doença cardiovascular instalada, o tratamento mais agressivo é capaz de aumentar a mortalidade. Aumenta porque para conseguir um grau de controle mais adequado com níveis de hemoglobina glicada mais baixos, automaticamente acarreta em um tratamento que possui uma incidência maior de hipoglicemia. Hipoglicemia em um doente vascular acaba sendo mais deletéria do que em um nível moderado de hiperglicemia, esclarece. No caso de pacientes com diabetes recém-instalado, inclusive na fase pré-diabetes, há possibilidade de se prevenir, se for mais agressivo no tratamento e usar metas mais baixas de hemoglobina glicada. Domingos diz que a prevenção é por meio de trocas hipoglicêmicas, e não centrado só na glicemia, porque, geralmente, esses pacientes possuem outros fatores de risco como hipertensão arterial, obesidade, dislipidemia, sedentarismo. Atualização A prevenção da doença cardiovascular em diabetes tipo 2 envolve uma série de parâmetros que vão além do controle da glicemia. É bem mais eficaz se a prevenção for precoce. E deve ser atendida com metas mais rígidas em todos os parâmetros do que no indivíduo não diabético ou no indivíduo com DOMINGOS MALERBI destaca que a prevenção da doença cardiovascular em diabetes tipo 2 envolve uma série de parâmetros que vão além do controle da glicemia diabetes de longa duração, orienta o especialista. Domingos adverte que se deve prestar atenção nas metas de tratamento que estão sendo mudadas no mundo. Várias sociedades têm publicado consensos, alterando metas de hemoglobina glicosilada em função do tempo de diabetes do paciente, em função da faixa etária do paciente, das comorbidades, da presença de outras doenças, como as cardiovasculares. Segundo o médico, não existe uma hemoglobina glicada que pode ser adotada para todos os indivíduos com diabetes. De acordo com o perfil clínico do paciente é que será estabelecida uma meta de controle. Será um equilíbrio da prevenção da doença microvascular e macrovascular. A incidência de complicações, principalmente do lado macrovascular, causadas por hipoglicemia, é mais alta se o tratamento for mais intensivo, reforça. De acordo com Domingos, o endocrinologista possui uma visão mais global do problema porque não adota só a visão macrovascular e com isso consegue uma maior prevenção por meio do tratamento precoce dessas doenças cardiovasculares. O ideal é que o endocrinologista aborde os casos antes de acontecer a doença e de uma forma um pouco mais ampla olhando todas as complicações possíveis que um diabético possa ter, pontua.

8 c experiência de vida b Superação pessoal para ajudar a quem precisa Aos 42 anos, Otaviano da Cruz, vice-prefeito de Caldas Novas e proprietário do Caldas Termas Clube, descobriu que estava com diabetes mellitus tipo 2. A chegada da doença desencadeou problemas ortopédicos sérios a Otaviano, como infecções e inflamações, e ao longo de 16 anos se viu obrigado a realizar tratamentos e a recorrer a produtos ortopédicos para conseguir se movimentar sozinho. O vice-prefeito conta que pesava 140 quilos quando se tornou diabético. Há dois anos, realizou uma cirurgia bariátrica para redução do estômago. O meu peso somado às infecções dificultava bastante minha locomoção. Cheguei a andar de cadeiras de rodas por seis meses, conta o empresário. Hoje, não utiliza mais remédios para diabetes, mas carrega como herança um pé diabético que exige cuidados regulares. Para caminhar, necessita da ajuda de uma bota que foi feita sob molde devido às deformidades nas articulações que desencadearam forte inchaço no pé. Sem as botas eu não conseguia andar sozinho, agora estou conseguindo caminhar com maior facilidade com ajuda de muletas, explica. Diabetes e política O vice-prefeito relata que há oito meses realizou uma cirurgia no tornozelo. Ele acidentou-se em uma caminhada política pela prefeitura de Caldas Novas. Apesar do episódio, Otaviano conta que sempre conseguiu conciliar bem política e diabetes. Estou há 30 anos na política. Mais da metade desta jornada caminhei junto a enfermidade, ressalta. Filho de uma das famílias mais OTAVIANO DA CRUZ disse que apesar das adversidades na saúde sempre conseguiu se dedicar a política com apoio de todos ao seu redor tradicionais de Caldas Novas, o empresário disse que apesar da força para equilibrar trabalho e saúde, já passou por dificuldades em sua trajetória política devido a diabetes, mas o apoio de seus familiares e amigos o ajudaram a superar os receios. Agradeço diariamente a Deus por ter me dado a oportunidade de ver a vida de maneira bela. Aos meus companheiros, minha eterna gratidão. Hoje sou mais forte e estou com a saúde em dia, finaliza. c receita b Pastel de Ricota Diet INGREDIENTES Massa 1 xícara (chá) de farinha de trigo 2 colheres (sopa) de margarina 1/2 colher (chá) de fermento químico em pó 2 colheres (sopa) de adoçante 1/2 colher (sopa) de leite desnatado 1 colher (café) de sal Recheio 70 gr de ricota amassada 2 colheres (sopa) de adoçante 1/2 colher café de raspas de limão quanto baste de noz-moscada 1/2 colher (sopa) de leite desnatado quanto baste de gema de ovo dissolvida(s) 1 colher (sobremesa) de água MODO DE PREPARO Massa Misture os ingredientes secos com a margarina light. Junte o leite e amasse com a ponta dos dedos. Deixe a massa descansar por 15 minutos em geladeira. Abra a massa com o rolo e corte os pastéis com o cortador redondo. julho de Recheio Misture bem todos os ingredientes e recheie os pastéis. Coloque em uma assadeira levemente untada, pincele com a gema e leve para assar em forno pré- aquecido (185ºC) por aproximadamente 20 minutos. Dica: para que os pastéis fiquem com o sabor mais parecido com o do açúcar, utilize um adoçante em pó próprio para forno. O gosto do aspartame é bem mais suave, tornando assim os pastéis bem mais saborosos.

9 c planeta medicina b Biomaterial leva oxigênio para células produtoras de insulina Um novo material capaz de liberar oxigênio em nível celular pode iniciar uma verdadeira revolução nos laboratórios de biologia e de medicina. Os benefícios deverão vir sobretudo para as pessoas com diabetes. O biomaterial se mostrou eficaz para manter vivas células produtoras de insulina, criando um ambiente que se aproxima de um pâncreas artificial. O objetivo fundamental dos pesquisadores é desenvolver um sistema artificial para manter vivas as células produtoras de insulina antes e após um transplante. Quando exposto à água, o novo biomaterial começa a gerar oxigênio espontaneamente, criando um ambiente rico em nutrientes, graças ao suprimento sustentado de oxigênio. Esse microambiente fica ativo por mais de seis semanas, o que é mais do que o suficiente para a vascularização natural das células implantadas. Fonte: Diário da Saúde EyeScience lança nova vitamina ocular para pessoas com diabetes A EyeScience Labs, fornecedora de nutrição ocular, desenvolve nova vitamina para pessoas com diabetes. O produto, Diabetic Vision Formula, foi desenvolvido para ajudar na proteção contra os possíveis problemas de visão associados à retinopatia diabética, doença que atinge cerca de 4,1 milhões de americanos e mencionada como principal causa da cegueira em adultos americanos pelo National Eye Institute. A nova Diabetic Vision Formula da EyeScience é uma vitamina ocular bastante completa, formulada cientificamente, diz Jeff Northup, presidente e diretor executivo da EyeScience Labs. O anúncio chega depois de anos de pesquisa e estudos clínicos amplos, que descobriram que os ingredientes da Diabetic Vision Formula ajudam a promover a saúde ocular e podem proteger contra doenças oculares relacionada ao diabetes. diabetes 9 Revista Diabetes em Goiás Direção de Jornalismo: Iúri Rincon Godinho Editora: Tatiana Cardoso Redação: Ana Maria Morais e Ana Paula Machado Comercialização: Débora Garcês Arte Final: Ericson Bizinotto e Vinícius Carneiro Endereço: Rua 27-A, 150, St. Aeroporto Goiânia - GO Fone: Fax: Conselho Editorial Victor Gervásio e Silva Sérgio Vêncio Nelson Rassi Elias Hanna Haroldo Souza Judith Mesquita Publicação com a qualidade: visite nosso site Nacionais Ruy Lira (Pernambuco) Saulo Cavalcanti (Belo Horizonte) Jorge Luiz Gross (Rio Grande do Sul) Balduino Tschiedel (Porto Alegre) Mirnaluci Gama (Paraná) Mauro Scharf (Paraná) Antônio Chacra (São Paulo) Daniel Giannella (São Paulo) Durval Damiani (São Paulo) Amélio Godoy (Rio de Janeiro) Leão Zagury (Rio de Janeiro) Reine Fonseca (Bahia) Walter Minicucci (Campinas - São Paulo) Hermelinda Pedrosa (Distrito Federal) Reginaldo Albuquerque (Distrito Federal) Controle da produção de glicose Cientistas do Salk Institute, nos Estados Unidos, descobriram um novo interruptor molecular que controla a produção de glicose hepática e pode representar uma via inédita para o tratamento do diabetes tipo 2 resistente à insulina. A pesquisa, realizada com ratos diabéticos, mostra que o controle experimental de um par de moléculas no fígado tem potencial para reduzir a quantidade de açúcar presente no sangue de pacientes diabéticos a fim de tratar a doença. Para o trabalho, os pesquisadores tentaram compreender a biologia complexa e delicada por trás do metabolismo humano, bem como os transtornos que se desenvolvem quando o sistema de produção da glicose está fora de equilíbrio. Fonte: Portal Diabetes

10 julho de c consumo b Luz infravermelha O grupo americano Sensys Medical está pesquisando outro método que usa o poder da luz. Através de um aparelho do tamanho de um laptop capaz de emitir raios infravermelhos, a pele do paciente é analisada. Parte da luz emitida é absorvida pela gordura do corpo e parte é refletida de volta para o aparelho, que usa essa informação para interpretar a quantidade de glicose no sangue do indivíduo. Fonte: Revista Galileu Iogurte enriquecido com vitamina D Pessoas com diabetes têm um risco de doenças cardíacas mais elevado, mas esse risco pode ser trazido aos níveis normais com o simples consumo de iogurte enriquecido com vitamina D. Esta é a conclusão de um estudo, publicado na revista BMC Medicine, que acompanhou os níveis de colesterol e biomarcadores da disfunção endotelial, um precursor de doenças cardíacas, entre pessoas com diabetes. Níveis insuficientes de vitamina D afetam a cobertura interna dos vasos sanguíneos as células endoteliais eventualmente levando à arteriosclerose e outras doenças cardiovasculares. E é muito comum a deficiência de vitamina D entre os diabéticos. Os pesquisadores investigaram os efeitos da vitamina D sobre os biomarcadores endoteliais, os níveis de colesterol e os níveis glicêmicos, dando aos pacientes iogurte comum ou o mesmo iogurte reforçado com vitamina D, duas vezes ao dia, durante 12 semanas. Os resultados foram satisfatórios para 95% dos pacientes que tomaram o iogurte vitaminado. bala rica em fibras As Balas Valda Fibras são um gostoso alimento para dietas de ingestão controlada de açúcares, e que tem como principal característica ser um dos produtos mais ricos em fibras alimentares solúveis do mercado. As balas são encontradas nos sabores abacaxi, cereja, laranja, limão, morango e maracujá, contendo apenas 1,30 calorias por unidade. A goma é rica em fibras solúveis, encontradas principalmente em frutas e leguminosas, sendo dirigidas especialmente para as crianças. As Balas Fibras podem ser encontradas em drogarias e supermercados. Pés hidratados, nutridos e perfumados A Linha Nativa SPA, de O Boticário, foi desenvolvida especialmente para aquelas pessoas preocupadas não só com a hidratação de sua pele, mas com o cheiro refrescante e suave proporcionado por elementos naturais e saudáveis. O Creme para os Pés Nutritivo Açaí é rico em ingredientes hidratantes que previnem o ressecamento, deixando os pés macios, desodorizados e suavemente perfumados. Sua fórmula contém extrato de açaí, fruto nativo da região Amazônica, rico em proteínas e reconhecido por sua ação antioxidante, revigorante e nutritiva. Para adquirir o produto e conhecer toda a linha Nativa SPA acesse boticario.com.br ou vá até uma loja O Boticário mais próxima de sua casa.

11 Unicred 20 anos. Nós crescemos com você. MAIS DE 8 MIL ASSOCIADOS COLhEM, juntos OS frutos DE INvESTIMENTOS BEM SUCEDIDOS. ESCOLhA A UNICRED! CONTE COM OS PRODUTOS DE UMA INSTITUIçãO financeira E AS vantagens DE UMA COOPERATIvA: Conta Corrente Cheque especial Crédito Aplicações Investimentos Débito automático Assessoria financeira Cartão de crédito Cartão de débito Seguros Serviços Produtos Corporativos Internet Banking UNICRED CENTRO BRASILEIRA

12

Veículo: Jornal da Comunidade Data: 24 a 30/07/2010 Seção: Comunidade Vip Pág.: 4 Assunto: Diabetes

Veículo: Jornal da Comunidade Data: 24 a 30/07/2010 Seção: Comunidade Vip Pág.: 4 Assunto: Diabetes Veículo: Jornal da Comunidade Data: 24 a 30/07/2010 Seção: Comunidade Vip Pág.: 4 Assunto: Diabetes Uma vida normal com diabetes Obesidade, histórico familiar e sedentarismo são alguns dos principais fatores

Leia mais

3. Cópia dos resultados dos principais exames clínicos e os relacionados à obesidade Hemograma Glicemia Colesterol Triglicérides T3 T4 TSH

3. Cópia dos resultados dos principais exames clínicos e os relacionados à obesidade Hemograma Glicemia Colesterol Triglicérides T3 T4 TSH Cirurgia de Obesidade Mórbida Documentação Necessária Para solicitar a análise de Cirurgia de Obesidade ao Economus, é imprescindível o envio da relação completa dos documentos descritos abaixo: 1. Solicitação

Leia mais

DIABETES MELLITUS. Ricardo Rodrigues Cardoso Educação Física e Ciências do DesportoPUC-RS

DIABETES MELLITUS. Ricardo Rodrigues Cardoso Educação Física e Ciências do DesportoPUC-RS DIABETES MELLITUS Ricardo Rodrigues Cardoso Educação Física e Ciências do DesportoPUC-RS Segundo a Organização Mundial da Saúde, existem atualmente cerca de 171 milhões de indivíduos diabéticos no mundo.

Leia mais

Saúde preventiva, o caminho certo

Saúde preventiva, o caminho certo maio de 2012 1 c questão de princípios b Antônio Faleiros Filho secretário Estadual de Saúde Saúde preventiva, o caminho certo Secretaria de Estado da Saúde tem trabalhado para proporcionar o fortalecimento

Leia mais

Use seu aplicativo QR Code para baixar a revista:

Use seu aplicativo QR Code para baixar a revista: Use seu aplicativo QR Code para baixar a revista: c nutrição b Consumo responsável Não há contraindicação ao uso de bebidas alcoólicas para portadores de diabetes compensados, porém Lucilene Branco reforça

Leia mais

Pior cego é aquele que não quer ver

Pior cego é aquele que não quer ver fevereiro de 2012 1 fevereiro de 2012 2 fevereiro de 2012 3 c questão de princípios b Revista Diabetes em Goiás Direção de Jornalismo: Iúri Rincon Godinho Editora: Tatiana Cardoso Jornalistas: Ana Maria

Leia mais

Em pleno novo milênio nossa sociedade aparece com uma

Em pleno novo milênio nossa sociedade aparece com uma 8 Epidemiologia da Atividade Física & Doenças Crônicas: Diabetes Dênis Marcelo Modeneze Graduado em Educação Física Mestre em Educação Física na Área de Atividade Física, Adaptação e Saúde-UNICAMP Em pleno

Leia mais

EXERCÍCIO E DIABETES

EXERCÍCIO E DIABETES EXERCÍCIO E DIABETES Todos os dias ouvimos falar dos benefícios que os exercícios físicos proporcionam, de um modo geral, à nossa saúde. Pois bem, aproveitando a oportunidade, hoje falaremos sobre a Diabetes,

Leia mais

ENFRENTAMENTO DA OBESIDADE ABORDAGEM TERAPÊUTICA

ENFRENTAMENTO DA OBESIDADE ABORDAGEM TERAPÊUTICA ENFRENTAMENTO DA OBESIDADE ABORDAGEM TERAPÊUTICA Obesidade 300 mil mortes / ano; 100 bi dólares / ano; O excesso de peso (IMC >25) acomete de 15% a 60% da população de todos os países civilizados. EUA...

Leia mais

Use seu aplicativo QR Code para baixar a revista:

Use seu aplicativo QR Code para baixar a revista: Use seu aplicativo QR Code para baixar a revista: índice 04 06 09 10 COMO PREVENIR DOENÇA NOS RINS CONSUMO CORRETO DO CHOCOLATE JOVENS COM EXPERIÊNCIA EM DIABETES PREVENÇÃO É O OBJETIVO DA SBEM-GO ARRAIÁ

Leia mais

Preferências alimentares individuais; Disponibilidade dos alimentos no mercado; Influência das propagandas no mercado, na televisão.

Preferências alimentares individuais; Disponibilidade dos alimentos no mercado; Influência das propagandas no mercado, na televisão. Nutrição na Infância e Adolescência A alimentação e a nutrição constituem requisitos básicos para a promoção e a proteção da saúde, possibilitando a afirmação plena do potencial de crescimento e desenvolvimento

Leia mais

Proteger nosso. Futuro

Proteger nosso. Futuro Proteger nosso Futuro A Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) é uma entidade sem fins lucrativos criada em 1943, tendo como objetivo unir a classe médica especializada em cardiologia para o planejamento

Leia mais

PALAVRAS CHAVE Diabetes mellitus tipo 2, IMC. Obesidade. Hemoglobina glicada.

PALAVRAS CHAVE Diabetes mellitus tipo 2, IMC. Obesidade. Hemoglobina glicada. 11. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( X ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA AVALIAÇÃO

Leia mais

A PESSOA COM DIABETES

A PESSOA COM DIABETES A PESSOA COM DIABETES A diabetes mellitus é uma doença crónica com elevados custos humanos, sociais e económicos, em rápida expansão por todo o mundo. Calcula-se que Portugal terá, na segunda década deste

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA O PROFESSOR PRESENCIAL

ORIENTAÇÕES PARA O PROFESSOR PRESENCIAL ORIENTAÇÕES PARA O PROFESSOR PRESENCIAL Componente Curriculares Educação Física Professores Ministrantes: Kim Raone e Marcus Marins Série/ Ano letivo: 2º ano/ 2014 Data: 26/03/2014 AULA 5.1 Conteúdo: Doenças

Leia mais

Saiba quais são os diferentes tipos de diabetes

Saiba quais são os diferentes tipos de diabetes Saiba quais são os diferentes tipos de diabetes Diabetes é uma doença ocasionada pela total falta de produção de insulina pelo pâncreas ou pela quantidade insuficiente da substância no corpo. A insulina

Leia mais

47 Por que preciso de insulina?

47 Por que preciso de insulina? A U A UL LA Por que preciso de insulina? A Medicina e a Biologia conseguiram decifrar muitos dos processos químicos dos seres vivos. As descobertas que se referem ao corpo humano chamam mais a atenção

Leia mais

Óleo Ducoco 100% virgem é a nova opção no preparo de receitas saudáveis e deliciosas

Óleo Ducoco 100% virgem é a nova opção no preparo de receitas saudáveis e deliciosas Óleo Ducoco 100% virgem é a nova opção no preparo de receitas saudáveis e deliciosas Benéfico para a saúde, o produto substitui com vantagens outros óleos vegetais na cozinha, no preparo de saladas, bolos,

Leia mais

Alterações Metabolismo Carboidratos DIABETES

Alterações Metabolismo Carboidratos DIABETES 5.5.2009 Alterações Metabolismo Carboidratos DIABETES Introdução Diabetes Mellitus é uma doença metabólica, causada pelo aumento da quantidade de glicose sanguínea A glicose é a principal fonte de energia

Leia mais

Programa Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) Campanha de Prevenção e Controle de Hipertensão e Diabetes

Programa Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) Campanha de Prevenção e Controle de Hipertensão e Diabetes Programa Qualidade de Vida no Trabalho (QVT) Campanha de Prevenção e Controle de Hipertensão e Diabetes Objetivos: - Desenvolver uma visão biopsicossocial integrada ao ambiente de trabalho, considerando

Leia mais

Tome uma injeção de informação. Diabetes

Tome uma injeção de informação. Diabetes Tome uma injeção de informação. Diabetes DIABETES O diabetes é uma doença crônica, em que o pâncreas não produz insulina em quantidade suficiente, ou o organismo não a utiliza da forma adequada. Tipos

Leia mais

Congresso do Desporto Desporto, Saúde e Segurança

Congresso do Desporto Desporto, Saúde e Segurança Congresso do Desporto Desporto, Saúde e Segurança Projecto Mexa-se em Bragança Organização: Pedro Miguel Queirós Pimenta Magalhães E-mail: mexaseembraganca@ipb.pt Web: http://www.mexaseembraganca.ipb.pt

Leia mais

Rua Rio Grande do Norte 57 sala 407 Bairro Santa Efigênia Belo Horizonte MG. Telefone: (31) 3226-7997 www.nutricio.com.br

Rua Rio Grande do Norte 57 sala 407 Bairro Santa Efigênia Belo Horizonte MG. Telefone: (31) 3226-7997 www.nutricio.com.br Esta é uma publicação da Nutrício Reeducação Alimentar e Emagrecimento que tem por objetivo fornecer informações a respeito dos cuidados nutricionais pré e pós cirúrgicos. As informações contidas neste

Leia mais

Retinopatia Diabética

Retinopatia Diabética Retinopatia Diabética A diabetes mellitus é uma desordem metabólica crónica caracterizada pelo excesso de níveis de glicose no sangue. A causa da hiper glicemia (concentração de glicose igual ou superior

Leia mais

Como viver bem com diabetes

Como viver bem com diabetes Como viver bem com diabetes Sumário 3 5 7 8 10 12 14 15 16 17 19 O que é diabetes? Como saber se tenho diabetes? Por que controlar bem o diabetes? Alimentação Por que fazer exercícios físicos? Tratamento

Leia mais

O Paciente Difícil de Tratar com Diabetes e Várias Comorbidades, Parte 3: Controle Glicêmico na Doença Renal Crônica Amena a Moderada

O Paciente Difícil de Tratar com Diabetes e Várias Comorbidades, Parte 3: Controle Glicêmico na Doença Renal Crônica Amena a Moderada Apoiado por um subsídio educacional independente de Boehringer Ingelheim e Lilly Dr. PhD André Scheen: Olá e bem-vindos a este programa educativo da Medscape, O Complexo Paciente com Diabetes e Comorbidades,

Leia mais

Idade, ela pesa 07/07/ 2015. Minhavida.com.br

Idade, ela pesa 07/07/ 2015. Minhavida.com.br Todo mundo quer viver muitos anos, não é mesmo? Mas você já se questionou se está somando mais pontos contra do que a favor na busca pela longevidade? Por isso mesmo, um estudo da Universidade da Califórnia,

Leia mais

Receitas de sobremesas do programa SESI Cozinha Brasil fazem sucesso no verão

Receitas de sobremesas do programa SESI Cozinha Brasil fazem sucesso no verão http://portaldaindustria.com.br/agenciacni/ 03 FEV 2014 Receitas de sobremesas do programa SESI Cozinha Brasil fazem sucesso no verão Já pensou em tomar sorvete de mandioca? E doce de casca de maracujá?

Leia mais

D I R E T O R I A D E S A Ú D E

D I R E T O R I A D E S A Ú D E Saúde In Forma Junho/2013 Dia 26 de Junho Dia Nacional do Diabetes Diabetes é uma doença metabólica caracterizada por um aumento anormal da glicose ou açúcar no sangue. A glicose é a principal fonte de

Leia mais

Granola Soft. Benefícios

Granola Soft. Benefícios Granola Soft A granola é um mix de cereais, castanhas e frutas secas que contêm vitaminas, proteínas, nutrientes, muitas fibras e outros componentes importantes para o equilíbrio do organismo e para controle

Leia mais

Reeducação Alimentar na prevenção da Obesidade Professores: Ivo André Polônio; Edi Carlos Iacida; Ângela Cesira Maran Pilquevitch; Silvia Trevisan;

Reeducação Alimentar na prevenção da Obesidade Professores: Ivo André Polônio; Edi Carlos Iacida; Ângela Cesira Maran Pilquevitch; Silvia Trevisan; 1 Reeducação Alimentar na prevenção da Obesidade Professores: Ivo André Polônio; Edi Carlos Iacida; Ângela Cesira Maran Pilquevitch; Silvia Trevisan; Janaina Lopes; Eveline Batista Rodrigues; Cristiane

Leia mais

Café da manhã. na medida para você

Café da manhã. na medida para você Café da manhã na medida para você Seja qual for a sua rotina, agitada ou calma, a regra primordial é não fugir da primeira refeição do dia, que lhe trará muitas vitaminas e nutrientes, além de ajudar a

Leia mais

especial iate LIAMARA MENDES

especial iate LIAMARA MENDES 54 Maio / Junho de 2013 especial use os alimentos a seu favor iate por LIAMARA MENDES Uma dieta equilibrada aliada a exercícios físicos pode ser considerada a fórmula ideal para a conquista do corpo perfeito.

Leia mais

LIVRO DE RECEITAS. com

LIVRO DE RECEITAS. com LIVRO DE RECEITAS com CUIDADO E RESPEITO. INGREDIENTES QUE NÃO PODEM FALTAR. Junte uma porção de talento, pesquisa e vontade de fazer o melhor. Misture uma equipe dedicada a equipamentos de ponta. Temos,

Leia mais

Campanha da Rede Asbran alerta este mês sobre consumo de açúcar

Campanha da Rede Asbran alerta este mês sobre consumo de açúcar Campanha da Rede Asbran alerta este mês sobre consumo de açúcar A Rede Asbran e Filiadas lança nesta sexta-feira, dia 31, mais uma ação da campanha nacional pela redução no consumo do sal e do açúcar,

Leia mais

E OS SEUS BENEFÍCIOS

E OS SEUS BENEFÍCIOS E OS SEUS BENEFÍCIOS A principal função do leite é nutrir (alimentar). Além disso, cumpre as funções de proteger o estômago das toxinas e inflamações e contribui para a saúde metabólica, regulando os processos

Leia mais

II OFICINA NACIONAL DE FORMAÇÃO DE TUTORES EM EDUCAÇÃO EM SAÚDE PARA O AUTOCUIDADO EM DIABETES

II OFICINA NACIONAL DE FORMAÇÃO DE TUTORES EM EDUCAÇÃO EM SAÚDE PARA O AUTOCUIDADO EM DIABETES II OFICINA NACIONAL DE FORMAÇÃO DE TUTORES EM EDUCAÇÃO EM SAÚDE PARA O AUTOCUIDADO EM DIABETES Orientações básicas de nutrição para o autocuidado em DM Maria Palmira C. Romero Nutricionista Marisa Sacramento

Leia mais

Resposta Técnica 02/2015

Resposta Técnica 02/2015 Resposta Técnica 02/2015 Data: 10/02/2015 Solicitante: Dr. Sérgio Henrique Cordeiro Caldas Fernandes Juiz de direito da 23ª Vara Cível Comarca de Belo Horizonte Processo: 1682880-83.2014.8.13.0024 Ré:

Leia mais

CLÍNICA UPTIME TRATAMENTO DA DOR E PROBLEMAS EMOCIONAIS OBESIDADE A ESCOLHA DE ALIMENTOS COMO MANTER O CORPO. (segunda parte) A ESCOLHA

CLÍNICA UPTIME TRATAMENTO DA DOR E PROBLEMAS EMOCIONAIS OBESIDADE A ESCOLHA DE ALIMENTOS COMO MANTER O CORPO. (segunda parte) A ESCOLHA OBESIDADE A ESCOLHA DE ALIMENTOS COMO MANTER O CORPO (segunda parte) A ESCOLHA Responda à seguinte pergunta: Você gosta de carro? Se você gosta, vamos em frente. Escolha o carro de seus sonhos: Mercedes,

Leia mais

www.500receitasparaemagrecer.com.br

www.500receitasparaemagrecer.com.br Sorvete de Limão 3 copos de iogurte natural desnatado 2 colheres (chá) de essência de baunilha 1 colher (sopa) de suco de limão 1 colher (sobremesa) de adoçante Casca ralada de um limão Misture todos os

Leia mais

DIABETES MELLITUS. Prof. Claudia Witzel

DIABETES MELLITUS. Prof. Claudia Witzel DIABETES MELLITUS Diabetes mellitus Definição Aumento dos níveis de glicose no sangue, e diminuição da capacidade corpórea em responder à insulina e ou uma diminuição ou ausência de insulina produzida

Leia mais

Os portadores de diabetes representam 30% dos pacientes que se internam em unidades coronarianas.

Os portadores de diabetes representam 30% dos pacientes que se internam em unidades coronarianas. A Diabetes é a sexta causa mais frequente de internação hospitalar e contribui de forma significativa (30% a 50%) para outras causas como cardiopatias isquêmicas, insuficiência cardíacas, AVC e hipertensão.

Leia mais

AS MODERNAS INSULINAS

AS MODERNAS INSULINAS AS MODERNAS INSULINAS II Congresso para Diabéticos promovido pela Aliança de Atenção ao Diabetes do Rio de Janeiro - Foto molecular da insulina humana - Izidoro de Hiroki Flumignan - médico endocrinologista

Leia mais

Alimentos para limpar as artérias e prevenir a aterosclerose

Alimentos para limpar as artérias e prevenir a aterosclerose Alimentos para limpar as artérias e prevenir a aterosclerose Fonte:http://melhorcomsaude.com/10-alimentos-limpar-as-arterias-prevenir-aterosclerose/ A aterosclerose é uma doença de nome complicado, mas

Leia mais

SABOR. NUMEROSem. Fonte: Tabela Brasileira de Composição de Alimentos do Ministério da Saúde.

SABOR. NUMEROSem. Fonte: Tabela Brasileira de Composição de Alimentos do Ministério da Saúde. SABOR Fonte: Tabela Brasileira de Composição de Alimentos do Ministério da Saúde. Conteúdo produzido pela equipe de Comunicação e Marketing do Portal Unimed e aprovado pelo coordenador técnico-científico:

Leia mais

IDENTIFICANDO AS COMPLICAÇÕES DO DIABETES MELLITUS EM FREQÜENTADORES DE UM CENTRO REGIONAL DE ESPECIALIDADES (CRE) 1

IDENTIFICANDO AS COMPLICAÇÕES DO DIABETES MELLITUS EM FREQÜENTADORES DE UM CENTRO REGIONAL DE ESPECIALIDADES (CRE) 1 IDENTIFICANDO AS COMPLICAÇÕES DO DIABETES MELLITUS EM FREQÜENTADORES DE UM CENTRO REGIONAL DE ESPECIALIDADES (CRE) 1 Ariana Rodrigues Silva CARVALHO 2 Karina Isabel VIVIAN 3 Marister PICCOLI 4 INTRODUÇÃO:

Leia mais

Delícias saudáveis. Inspire-se na cozinha. Abuse da criatividade. Delicie-se sem culpa.

Delícias saudáveis. Inspire-se na cozinha. Abuse da criatividade. Delicie-se sem culpa. Delícias saudáveis Inspire-se na cozinha. Abuse da criatividade. Delicie-se sem culpa. Pratos que não extrapolam em carboidratos e carnes, não transbordam de queijo e, mesmo assim, dão água na boca. Sobremesas

Leia mais

O CHUCHU NA ESCOLA DO SABOR

O CHUCHU NA ESCOLA DO SABOR ESCOLA DO SABOR O CHUCHU NA ESCOLA DO SABOR O alimento é a nossa fonte de energia, a nossa garantia de sobrevivência. Comemos para matar a fome e porque é gostoso. A alimentação é a principal fonte de

Leia mais

10 Receitas de Sobremesas Lights. www.empazcomabalanca.com.br

10 Receitas de Sobremesas Lights. www.empazcomabalanca.com.br 10 Receitas de Sobremesas Lights GELATINA COM MOUSSE DE LEITE CONDENSADO Tempo de preparo: 30 minutos; Dificuldade: Simples Mão na massa Ingredientes 3 iogurtes desnatados; 1 copo de leite desnatado; 8

Leia mais

conhecer e prevenir DIABETES MELLITUS

conhecer e prevenir DIABETES MELLITUS conhecer e prevenir DIABETES MELLITUS 2013 Diretoria Executiva Diretor-Presidente: Cassimiro Pinheiro Borges Diretor Financeiro: Eduardo Inácio da Silva Diretor de Administração: André Luiz de Araújo Crespo

Leia mais

ENTRADA Salada Requintada

ENTRADA Salada Requintada ENTRADA Salada Requintada Rendimento: 6 porções (1 pires = 75 g) 1 pé de alface americana pequeno lavado 1 maço pequeno de rúcula lavado 100 g de peito de peru defumado em tiras 100 g de queijo minas em

Leia mais

Use seu aplicativo QR Code para baixar a revista:

Use seu aplicativo QR Code para baixar a revista: Use seu aplicativo QR Code para baixar a revista: SAÚDE É COISA SÉRIA E NÓS SABEMOS DISSO Ponta da agulha trifacetada (padrão) 1. Ponta da agulha com + 2 FACETAS BENEFÍCIOS PARA O PACIENTE 3 Facilita na

Leia mais

DIABETES MELLITUS: MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS EVIDENCIADAS EM IDOSOS ATENDIDOS EM UMA UNIDADE SAÚDE DA FAMÍLIA DO MUNICÍPIO DE ALAGOA GRANDE-PB

DIABETES MELLITUS: MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS EVIDENCIADAS EM IDOSOS ATENDIDOS EM UMA UNIDADE SAÚDE DA FAMÍLIA DO MUNICÍPIO DE ALAGOA GRANDE-PB DIABETES MELLITUS: MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS EVIDENCIADAS EM IDOSOS ATENDIDOS EM UMA UNIDADE SAÚDE DA FAMÍLIA DO MUNICÍPIO DE ALAGOA GRANDE-PB Esmeraldina Ana Sousa e Silva-Faculdade de Enfermagem Nova Esperança

Leia mais

Biomassa de Banana Verde Integral- BBVI

Biomassa de Banana Verde Integral- BBVI Biomassa de Banana Verde Integral- BBVI INFORMAÇÕES NUTRICIONAIS Porção de 100g (1/2 copo) Quantidade por porção g %VD(*) Valor Energético (kcal) 64 3,20 Carboidratos 14,20 4,73 Proteínas 1,30 1,73 Gorduras

Leia mais

DIABETES ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA OS AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE

DIABETES ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA OS AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE DIABETES ORIENTAÇÕES BÁSICAS PARA OS AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE Governo do Estado da Bahia Jacques Wagner Secretário de Saúde do Estado da Bahia Jorge José Santos Pereira Solla Superintendência de Atenção

Leia mais

Atendendo a pedidos. Sobremesas. geladas. Serviço Nestlé ao Consumidor

Atendendo a pedidos. Sobremesas. geladas. Serviço Nestlé ao Consumidor Sobremesas Atendendo a pedidos geladas Serviço Nestlé ao Consumidor Bem estar... é viver diferentes sensações e sabores O prazer de viver num país tropical é poder desfrutar, o ano inteiro, de um cardápio

Leia mais

Oficina CN/EM 2012. Alimentos e nutrientes (web aula) H34 Reconhecer os principais tipos de nutrientes e seu papel no metabolismo humano.

Oficina CN/EM 2012. Alimentos e nutrientes (web aula) H34 Reconhecer os principais tipos de nutrientes e seu papel no metabolismo humano. Oficina CN/EM 2012 Alimentos e nutrientes (web aula) Caro Monitor, Ao final da oficina, o aluno terá desenvolvido as habilidade: H34 Reconhecer os principais tipos de nutrientes e seu papel no metabolismo

Leia mais

0800 30 30 03 www.unimedbh.com.br

0800 30 30 03 www.unimedbh.com.br ANS - Nº 34.388-9 0800 30 30 03 www.unimedbh.com.br Março 2007 Programa de Atenção ao Diabetes O que é diabetes? AUnimed-BH preocupa-se com a saúde e o bem-estar dos seus clientes, por isso investe em

Leia mais

NUTRIÇÃO NA GESTAÇÃO. Profª Vivian Pupo de Oliveira Machado

NUTRIÇÃO NA GESTAÇÃO. Profª Vivian Pupo de Oliveira Machado NUTRIÇÃO NA GESTAÇÃO Profª Vivian Pupo de Oliveira Machado PROBLEMAS DURANTE A GESTAÇÃO Mal estar matinal (náuseas e vômitos) Azia Obstipação e hemorróidas Diarréia Pré-eclâmpsia e eclâmpsia Diabetes gestacional

Leia mais

Receitas com Linhaça. Rede Mundo Verde Ano 1 Livro 4

Receitas com Linhaça. Rede Mundo Verde Ano 1 Livro 4 Receitas com Linhaça A linhaça é um alimento capaz de proporcionar inúmeros benefícios, nas mais diversas fases da vida. Utilizada no Oriente desde a antiguidade a linhaça já era sinônimo de proteção.

Leia mais

Use seu aplicativo QR Code para baixar a revista:

Use seu aplicativo QR Code para baixar a revista: Use seu aplicativo QR Code para baixar a revista: c ideias b Dr. Augusto Pimazoni Netto Coordenador do Grupo de Educação e Controle do Diabetes do Hospital do Rim Universidade Federal de São Paulo UNIFESP

Leia mais

DIABETES MELLITUS. Dra. Luciana N Cosenso Martin Disciplina de Clínica Médica FAMERP

DIABETES MELLITUS. Dra. Luciana N Cosenso Martin Disciplina de Clínica Médica FAMERP DIABETES MELLITUS Dra. Luciana N Cosenso Martin Disciplina de Clínica Médica FAMERP DIABETES MELLITUS DEFINIÇÃO Síndrome de etiologia múltipla decorrente da falta de ação de insulina e/ou da incapacidade

Leia mais

Cartilha de Prevenção. ANS - nº31763-2. Diabetes. Fevereiro/2015

Cartilha de Prevenção. ANS - nº31763-2. Diabetes. Fevereiro/2015 Cartilha de Prevenção 1 ANS - nº31763-2 Diabetes Fevereiro/2015 Apresentação Uma das missões da Amafresp é prezar pela qualidade de vida de seus filiados e pela prevenção através da informação, pois esta

Leia mais

05/05/2014 NOTA TÉCNICA

05/05/2014 NOTA TÉCNICA Data: 05/05/2014 NOTA TÉCNICA 82/2014 Medicamento Material Solicitante Juiz Renato Luís Dresch Procedimento 4ª Vara da Fazenda Pública Municipal Cobertura Processo número: 0847203-25.2014 TEMA: Cirurgia

Leia mais

Receitas Deliciosas de Aproveitamentos APRESENTAÇÃO EVITANDO O DESPERDÍCIO. Receitas deliciosas com talos, folhas e sementes

Receitas Deliciosas de Aproveitamentos APRESENTAÇÃO EVITANDO O DESPERDÍCIO. Receitas deliciosas com talos, folhas e sementes APRESENTAÇÃO A alimentação e tão necessária ao nosso corpo quanto o ar que precisamos para a nossa sobrevivência, devem ter qualidade para garantir a nossa saúde. Quando falamos em alimentação com qualidade

Leia mais

PERFIL PANCREÁTICO. Prof. Dr. Fernando Ananias. MONOSSACARÍDEOS Séries das aldoses

PERFIL PANCREÁTICO. Prof. Dr. Fernando Ananias. MONOSSACARÍDEOS Séries das aldoses PERFIL PANCREÁTICO Prof. Dr. Fernando Ananias MONOSSACARÍDEOS Séries das aldoses 1 DISSACARÍDEO COMPOSIÇÃO FONTE Maltose Glicose + Glicose Cereais Sacarose Glicose + Frutose Cana-de-açúcar Lactose Glicose

Leia mais

DIABETES MELLITUS ( DM ) Autor: Dr. Mauro Antonio Czepielewski www.abcdasaude.com.br/artigo.php?127

DIABETES MELLITUS ( DM ) Autor: Dr. Mauro Antonio Czepielewski www.abcdasaude.com.br/artigo.php?127 DIABETES MELLITUS ( DM ) Autor: Dr. Mauro Antonio Czepielewski www.abcdasaude.com.br/artigo.php?127 Sinônimos: Diabetes, hiperglicemia Nomes populares: Açúcar no sangue, aumento de açúcar. O que é? Doença

Leia mais

Conheça mais sobre. Diabetes

Conheça mais sobre. Diabetes Conheça mais sobre Diabetes O diabetes é caracterizado pelo alto nível de glicose no sangue (açúcar no sangue). A insulina, hormônio produzido pelo pâncreas, é responsável por fazer a glicose entrar para

Leia mais

Gelatina é a sobremesa que previne doenças e emagrece! Lista de benefícios inclui fortalecimento dos ossos e aumento da saciedade

Gelatina é a sobremesa que previne doenças e emagrece! Lista de benefícios inclui fortalecimento dos ossos e aumento da saciedade Gelatina é a sobremesa que previne doenças e emagrece! Lista de benefícios inclui fortalecimento dos ossos e aumento da saciedade A gelatina é a sobremesa ideal para combater aquela vontade de comer doces

Leia mais

VIVER BEM OS RINS DO SEU FABRÍCIO AGENOR DOENÇAS RENAIS

VIVER BEM OS RINS DO SEU FABRÍCIO AGENOR DOENÇAS RENAIS VIVER BEM OS RINS DO SEU FABRÍCIO AGENOR DOENÇAS RENAIS Leia o código e assista a história de seu Fabrício Agenor. Este é o seu Fabrício Agenor. Ele sempre gostou de comidas pesadas e com muito tempero

Leia mais

Sugestões de Lanches para intervalo entre as principais refeições

Sugestões de Lanches para intervalo entre as principais refeições Sugestões de Lanches para intervalo entre as principais refeições Quando se está em processo de emagrecimento procurar evitar os seguintes produtos: doces, frituras, refrigerantes, sucos artificiais, biscoitos

Leia mais

Convivendo bem com a doença renal. Guia de Nutrição e Diabetes Você é capaz, alimente-se bem!

Convivendo bem com a doença renal. Guia de Nutrição e Diabetes Você é capaz, alimente-se bem! Convivendo bem com a doença renal Guia de Nutrição e Diabetes Você é capaz, alimente-se bem! Nutrição e dieta para diabéticos: Introdução Mesmo sendo um paciente diabético em diálise, a sua dieta ainda

Leia mais

1. RESUMO EXECUTIVO. Data: 19/03/2014 NOTA TÉCNICA 48/2014. Medicamento Material Procedimento Cobertura

1. RESUMO EXECUTIVO. Data: 19/03/2014 NOTA TÉCNICA 48/2014. Medicamento Material Procedimento Cobertura NOTA TÉCNICA 48/2014 Solicitante Des. Vanessa Verdolim Hudson Andrade Processo número: 1.0421.14.000078-5/001 TEMA: Cirurgia bariátrica em paciente com obesidade mórbida Data: 19/03/2014 Medicamento Material

Leia mais

SMOOTHIES uma maneira fácil e deliciosa para apreciar frutas e legumes.

SMOOTHIES uma maneira fácil e deliciosa para apreciar frutas e legumes. SMOOTHIES uma maneira fácil e deliciosa para apreciar frutas e legumes. Os smoothies ou shakes são uma maneira deliciosa, saudável e versátil para adicionar frutas e legumes em nossa alimentação diária.

Leia mais

O QUE É COLESTEROL? TIPOS

O QUE É COLESTEROL? TIPOS O QUE É COLESTEROL? O colesterol pode ser considerado um tipo de lipídio (gordura) produzido em nosso organismo. Ele está presente em alimentos de origem animal (carne, leite integral, ovos etc.). Em nosso

Leia mais

BISCOITINHO DE QUEIJO

BISCOITINHO DE QUEIJO ÍNDICE DE RECEITAS Salgados Biscoitinho de queijo, 3 Cheesecake de salmão defumado, 4 Mousse de azeitona, 5 Nhoque de ricota, 6 Pão de queijo, 7 Samboussek, 8 Torta de queijo, 9 Doces Bolo de côco ralado,

Leia mais

II OFICINA NACIONAL DE FORMAÇÃO DE TUTORES EM EDUCAÇÃO EM SAÚDE PARA O AUTOCUIDADO EM DIABETES. Entendendo o Diabetes Mellitus

II OFICINA NACIONAL DE FORMAÇÃO DE TUTORES EM EDUCAÇÃO EM SAÚDE PARA O AUTOCUIDADO EM DIABETES. Entendendo o Diabetes Mellitus II OFICINA NACIONAL DE FORMAÇÃO DE TUTORES EM EDUCAÇÃO EM SAÚDE PARA O AUTOCUIDADO EM DIABETES Entendendo o Diabetes Mellitus Dra. Jeane Sales Macedo Dra. Iraci Oliveira Objetivos Capacitar profissionais

Leia mais

JUSTIFICATIVA OBJETIV OS:

JUSTIFICATIVA OBJETIV OS: JUSTIFICATIVA Para termos um corpo e uma mente saudável, devemos ter uma alimentação rica em frutas, verduras, legumes, carnes, cereais, vitaminas e proteínas. Sendo a escola um espaço para a promoção

Leia mais

Disciplina de BIOQUÍMICA do Ciclo Básico de MEDICINA Universidade dos Açores. 1º Ano ENSINO PRÁTICO DIABETES MELLITUS

Disciplina de BIOQUÍMICA do Ciclo Básico de MEDICINA Universidade dos Açores. 1º Ano ENSINO PRÁTICO DIABETES MELLITUS Disciplina de BIOQUÍMICA do Ciclo Básico de MEDICINA Universidade dos Açores 1º Ano ENSINO PRÁTICO DIABETES MELLITUS Diabetes Mellitus É a doença endócrina mais comum encontrada na clínica; - Caracterizada

Leia mais

de Cacau COOKIE FIT Modo de Preparo Ingredientes

de Cacau COOKIE FIT Modo de Preparo Ingredientes RECEITAS Fitness COOKIE FIT de Cacau 1 xícara (chá) de farinha de amêndoas* 2 colheres de sopa de manteiga ghee ou óleo de coco 1 ovo 1/4 de xícara de chá de cacau em pó 1 colher de sopa de essência ou

Leia mais

Alimentação e Saúde. Dr.ª Ana Margarida Fonseca Cardoso Nutricionista da Sub-Região de Saúde de Vila Real Centro de Saúde de Chaves nº n 2

Alimentação e Saúde. Dr.ª Ana Margarida Fonseca Cardoso Nutricionista da Sub-Região de Saúde de Vila Real Centro de Saúde de Chaves nº n 2 Alimentação e Saúde Dr.ª Ana Margarida Fonseca Cardoso Nutricionista da Sub-Região de Saúde de Vila Real Centro de Saúde de Chaves nº n 2 QUANDO ADQUIRIDOS PRECOCEMENTE, OS HÁBITOS H ALIMENTARES CORRECTOS

Leia mais

Especial Diet e Light. Volume 2

Especial Diet e Light. Volume 2 Especial Diet e Light Volume 2 Doce Vida Saudável Encontrar opções de receitas diet e light não é tarefa fácil e foi pensando nisso que a Saborama preparou para vocês esse especial. Nessa edição, vocês

Leia mais

O QUE É COLESTEROL? Sinônimos: colesterol hdl, colesterol ldl

O QUE É COLESTEROL? Sinônimos: colesterol hdl, colesterol ldl O QUE É COLESTEROL? Sinônimos: colesterol hdl, colesterol ldl O colesterol pode ser considerado um tipo de lipídio (gordura) produzido em nosso organismo. Ele está presente em alimentos de origem animal

Leia mais

A SAÚDE DO OBESO Equipe CETOM

A SAÚDE DO OBESO Equipe CETOM A SAÚDE DO OBESO Dr. Izidoro de Hiroki Flumignan Médico endocrinologista e sanitarista Equipe CETOM Centro de Estudos e Tratamento para a Obesidade Mórbida. Diretor do Instituto Flumignano de Medicina

Leia mais

ALIMENTOS EXTENSAMENTE AQUECIDOS

ALIMENTOS EXTENSAMENTE AQUECIDOS ALIMENTOS EXTENSAMENTE AQUECIDOS RECEITAS SALGADAS WAFFLE/PANQUECA SALGADO Ingredientes 1 xícara chá de Farinha de Trigo 1 xícara chá de leite de vaca integral 1 ovo de galinha inteiro 1 colher chá de

Leia mais

ALTERAÇÕES RENAIS. Texto extraído do Editorial do Endocrinologia&Diabetes clínica e experimental vol. 7 número 3, julho/2007.

ALTERAÇÕES RENAIS. Texto extraído do Editorial do Endocrinologia&Diabetes clínica e experimental vol. 7 número 3, julho/2007. ALTERAÇÕES RENAIS E.D. teve seu diabetes diagnosticado em 1985, nessa época tinha 45 anos e não deu muita importância para os cuidados que seu médico lhe havia recomendado, sua pressão nesta época era

Leia mais

Alimentação infantil Dicas para emagrecer

Alimentação infantil Dicas para emagrecer Alimentação infantil Dicas para emagrecer 01 Introdução Alimentar-se é fonte de prazer, mas, primeiramente, fonte de energia e nutrientes para o organismo. Quando se fala em dieta ou disciplina alimentar

Leia mais

Tocar, Nutrir e Cuidar

Tocar, Nutrir e Cuidar Tocar, Nutrir e Cuidar Soluções adequadas para a prevenção e cicatrização de feridas tocar nutrir cuidar Quando falamos do cuidado integral do paciente precisamos pensar em vários fatores que afetam a

Leia mais

Colesterol O que é Isso? Trabalhamos pela vida

Colesterol O que é Isso? Trabalhamos pela vida Colesterol O que é Isso? X O que é o Colesterol? Colesterol é uma gordura encontrada apenas nos animais Importante para a vida: Estrutura do corpo humano (células) Crescimento Reprodução Produção de vit

Leia mais

DEFINIÇÃO. quantidade de plaquetas.

DEFINIÇÃO. quantidade de plaquetas. HEMOGRAMA DEFINIÇÃO É o exame mais requisitado pela medicina e nele analisa-se as células sanguíneas. É comum você pegar um laudo dividido em três partes:eritrograma, parte que analisa as células vermelhas

Leia mais

CORAÇÃO. Na Saúde combata...os inimigos silenciosos! Trabalho Elaborado por: Ana Cristina Pinheiro Mário Quintaneiro

CORAÇÃO. Na Saúde combata...os inimigos silenciosos! Trabalho Elaborado por: Ana Cristina Pinheiro Mário Quintaneiro Trabalho Elaborado por: Na Saúde combata...os inimigos silenciosos! Ana Cristina Pinheiro Mário Quintaneiro CORAÇÃO Olá! Eu sou o seu coração, trabalho dia e noite sem parar, sem descanso semanal ou férias.

Leia mais

7 alimentos que sabotam a dieta sem você perceber. Até mesmo as comidas consideradas "magras" pedem consumo moderado

7 alimentos que sabotam a dieta sem você perceber. Até mesmo as comidas consideradas magras pedem consumo moderado 7 alimentos que sabotam a dieta sem você perceber Até mesmo as comidas consideradas "magras" pedem consumo moderado Por Roberta Vilela - publicado em 26/11/2010 Mudança dos hábitos alimentares A mudança

Leia mais

Uma receita de iogurte

Uma receita de iogurte A U A UL LA Uma receita de iogurte O iogurte, um alimento comum em vários países do mundo, é produzido a partir do leite. Na industrialização desse produto empregam-se técnicas diversas para dar a consistência,

Leia mais

Questionário: Risco de ter diabetes

Questionário: Risco de ter diabetes Questionário: Risco de ter diabetes ATENÇÃO! Este questionário não deve ser aplicado a gestantes e pessoas menores de 18 anos. Preencha o formulário abaixo. Idade: anos Sexo: ( ) Masculino ( ) Feminino

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA MELHORAR SINTOMAS DA TPM

ORIENTAÇÕES PARA MELHORAR SINTOMAS DA TPM ORIENTAÇÕES PARA MELHORAR SINTOMAS DA TPM As mulheres sofrem durante a tensão pré-menstrual, seja por causa de cólicas, dores de cabeça ou compulsão alimentar. Mas, sempre podemos fazer com que tudo seja

Leia mais

RECOMENDAÇÕES ALIMENTARES PARA ALUNOS COM DIABETES, HIPERTENSÃO, DOENÇA CELÍACA, E INTOLERÂNCIA Á LACTOSE.

RECOMENDAÇÕES ALIMENTARES PARA ALUNOS COM DIABETES, HIPERTENSÃO, DOENÇA CELÍACA, E INTOLERÂNCIA Á LACTOSE. RECOMENDAÇÕES ALIMENTARES PARA ALUNOS COM DIABETES, HIPERTENSÃO, DOENÇA CELÍACA, E INTOLERÂNCIA Á LACTOSE. 1. DOENÇA CELIACA É uma doença que causa inflamações nas camadas da parede do intestino delgado,

Leia mais

Sedentarismo, tratamento farmacológico e circunferência abdominal no controle glicêmico de diabéticos tipo 2 em Ponta Grossa.

Sedentarismo, tratamento farmacológico e circunferência abdominal no controle glicêmico de diabéticos tipo 2 em Ponta Grossa. 13. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( x ) SAÚDE

Leia mais

5.1 Doenças do esôfago: acalasia, esofagite, hérnia hiatal, câncer de cabeça e pescoço, câncer de esôfago, cirurgias

5.1 Doenças do esôfago: acalasia, esofagite, hérnia hiatal, câncer de cabeça e pescoço, câncer de esôfago, cirurgias MÓDULO I NUTRIÇÃO CLÍNICA 1-Absorção, digestão, energia, água e álcool 2-Vitaminas e minerais 3-Proteínas, lipídios, carboidratos e fibras 4-Cálculo das necessidades energéticas 5-Doenças do aparelho digestivo

Leia mais

Sobremesas Dietéticas

Sobremesas Dietéticas Sobremesas Dietéticas FELIPE SILVA NEVES (NUTRICIONISTA) MAÍRA MACÁRIO DE ASSIS (NUTRICIONISTA) DEZEMBRO DE 2013 Sobremesas Dietéticas 2 Apresentação O diabetes mellitus atualmente é considerado uma das

Leia mais