MANUAL DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO EDUCAÇÃO FÍSICA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO EDUCAÇÃO FÍSICA"

Transcrição

1 MANUAL DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO EDUCAÇÃO FÍSICA 1

2 OBJETIVO Padronização e estruturação das normas técnicas, deveres e direitos das partes envolvidas e diretrizes do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) do curso de Educação Física (Bacharelado e Licenciatura) do Centro Universitário Campos de Andrade UNIANDRADE. GRUPO DE TRABALHO ADALBERTO A. S. LOPES, MSc, PhD Student Supervisor da disciplina de Trabalho de Conclusão de Curso - TCC Centro Universitário Campos de Andrade CLAUDIA O. ALBERICO, MSc Supervisora da disciplina de Trabalho de Conclusão de Curso - TCC Centro Universitário Campos de Andrade ENDEREÇO Rua: João Scuissiato 01 - Santa Quitéria Curitiba PR (41)

3 CENTRO UNIVERSITÁRIO CAMPOS DE ANDRADE UNIANDRADE CURSOS DE BACHARELADO E LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA MANUAL DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) 1. DEFINIÇÕES GERAIS 1.1 De acordo com o regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) do Projeto Pedagógico do Curso de Educação Física do Centro Universitário Campos de Andrade (UNIANDRADE), o TCC é disciplina obrigatória, constituindo-se em trabalho acadêmico técnico-científico, com abrangência preferencialmente interdisciplinar e/ou multiprofissional ; 1.2 A realização do TCC tem como objetivo propiciar a iniciação à produção do conhecimento científico dos alunos de graduação no campo da Educação Física em acordo com as linhas de orientação nas quais os professores do Curso atuam; 1.3 A elaboração, conclusão e apresentação do TCC são pré-requisitos para a conclusão dos Cursos de Licenciatura e de Bacharelado em Educação Física; 1.4 O TCC do Curso de Educação Física se caracteriza como relatório de pesquisa, na forma de artigo científico, desenvolvido individualmente ou duplas, no caso da fonte de dados ser projeto de extensão; 1.5 A pesquisa poderá ser do tipo bibliográfica ou de campo, e o formato de apresentação escrita deverá obedecer às orientações constantes do Manual de Normas de Trabalhos Acadêmicos propostos por essa comissão. 3

4 2. ORGANIZAÇÃO DO TCC 2.1 O TCC poderá ser desenvolvido individualmente, em duplas ou trios, formados por alunos da mesma turma; 2.2 O TCC deverá refletir aspectos relacionados aos núcleos temáticos definidos nos Projetos Pedagógicos dos cursos de Licenciatura e Bacharelado em Educação Física da UNIANDRADE. Os núcleos temáticos são: Treinamento Desportivo, Recreação em Atividade Física e Orientação de Atividade Física; 2.3 O tema do TCC deve obrigatoriamente abordar objetos de estudo da Educação Física de acordo com: a) a matriz epistemológica do orientador (Ciência da Atividade Física, História e Sociologia, Motricidade Humana, Cultura Corporal ou Ciência do Esporte); e b) as linhas de orientação dos docentes dos Cursos de Educação Física da UNIANDRADE. O TCC desenvolvido no Curso de Licenciatura em Educação Física deve abordar tema relevante para a docência em educação física; 2.4 O TCC é desenvolvido exclusivamente junto ao orientador, com a supervisão geral do professor responsável por sua estruturação, competente a padronização das normativas, as quais deverão ser seguidas na integra. 3. O PROCESSO DE ORIENTAÇÃO DO TCC 3.1 O processo de orientação constitui-se em atividade acadêmica de corresponsabilidade desenvolvida pelo(s) aluno(s) (orientado(s)) e professor (orientador) na qual os mesmos devem apresentar assiduidade, responsabilidade e cumprimento das normas constantes neste manual; 3.2 A orientação do TCC inicia com a definição do tema e da modalidade de pesquisa, tem continuidade no desenvolvimento do projeto de pesquisa, coleta de dados e redação do relatório final de pesquisa, e finaliza na defesa pública do TCC; 4

5 3.3 A definição do tema e da modalidade de estudo são estabelecidas em comum acordo e interesse entre orientado(s) e orientador, mediante a assinatura do Termo de Orientação do Projeto de TCC (Anexo I). O tema deve obedecer às respectivas linhas de pesquisa e áreas temáticas dos Cursos de Educação Física da UNIANDRADE conforme o estabelecido no item 2.3; 3.4 Quando da impossibilidade do(s) aluno(s) encontrar(em) orientador na linha de pesquisa originalmente pretendida, o(s) mesmo(s) deverá(ão) adequar o seu tema às linhas com vagas disponíveis; 3.5 Após a definição do Orientador e tema de pesquisa, e segundo calendário estabelecido pelo Professor responsável pela disciplina (supervisor), não será permitida sua alteração. Entretanto, em casos extremos de impossibilidade do orientador continuar o acompanhamento do aluno, por motivos de ordem pessoal ou profissional, ou ainda aspectos externos ao processo (ex: quebra de equipamento essencial à pesquisa), tal fato deverá ser comunicado pelo orientado e orientador, com a respectiva justificativa, para a Coordenação do curso que tomará as decisões necessárias, sem prejuízo para o aluno; 3.6 A orientação na elaboração do projeto e do seu respectivo relatório compreende, obrigatoriamente, encontros regulares entre orientador e orientado(s), em horários estabelecidos de comum acordo entre as partes no início de cada semestre; 3.7 Os encontros de orientação devem ser controlados pelo orientador com o uso da Ficha de Acompanhamento de Orientação do TCC (Anexo II) a qual será mantida sob responsabilidade do aluno e entregue ao supervisor no final de cada semestre; 3.8 Os dias, horários e locais de orientação devem estar disponíveis em edital e não podem ocorrer nos horários normais de aula do orientado ou do orientador. 5

6 4. DEFINIÇÕES E RESPONSABILIDADES DO ORIENTADOR 4.1 O professor orientador deverá, obrigatoriamente, pertencer ao corpo docente da UNIANDRADE; 4.2 O orientador acompanhará o(s) aluno(s), obrigatoriamente, em todas as etapas do TCC; 4.3 O orientador deve desenvolver as suas atividades de orientação apenas nas linhas previamente estabelecidas de acordo com a sua formação acadêmica e experiência profissional, não sendo permitida a orientação de trabalhos cujos temas não estejam adequados às respectivas linhas e áreas temáticas dos Cursos de Educação Física; 4.4 Ao orientador cabe necessariamente: a) Indicar a utilização de material bibliográfico; b) Auxiliar no uso de equipamentos e procedimentos de laboratório; c) Solicitar a autorização para empréstimo de instalações e equipamentos da Universidade necessários à condução do TCC; d) Acompanhar todas as etapas referentes à coleta de dados do TCC; e) Auxiliar no processo de envio do projeto ao comitê de ética e pesquisa, se for o caso; f) Acompanhar a redação dos relatórios de pesquisa; g) Auxiliar a elaboração da apresentação de defesa pública; h) Emitir os conceitos referentes a cada etapa do TCC conforme os critérios estabelecidos nas disciplinas. 4.5 Não cabe ao orientador a coleta de material bibliográfico, o que não impede que o mesmo auxilie com empréstimos ou orientações para buscas de material de pesquisa; 4.6 O orientador poderá orientar simultaneamente no máximo cinco projetos de TCC. 6

7 5. DEFINIÇÕES E RESPONSABILIDADES DO(S) ORIENTADO(S) 5.1 O TCC, definido nos termos do item 1.4, é obrigatoriamente elaborado com acompanhamento de orientador conforme a definição do item 4.1, 4.2 e 4.3; 5.2 O(s) orientado(s) pode(m), de livre arbítrio, escolher a linha de orientação para desenvolvimento do seu TCC de acordo com as definições apresentadas nos itens 1.4; 2.3 e 2.4; 5.3 Após a definição do tema e do orientador não será permitida a troca dos mesmos com exceção das situações previstas no item 3.5; 5.4 Ao(s) orientado(s) cabe(m) necessariamente: a) Buscar material bibliográfico; b) Zelar pelo uso de instalações e equipamentos da UNIANDRADE; c) Empregar procedimentos adequados quando da utilização de laboratórios da UNIANDRADE; d) Solicitar ao orientador a autorização para uso de instalações e equipamentos da Universidade; e) Comparecer aos encontros de orientação conforme o previsto nos itens 3.6; 3.7 e 3.8; 3.9; f) Realizar as tarefas necessárias ao envio do projeto de pesquisa ao comitê de ética e pesquisa; g) Executar todas as tarefas referentes à coleta de dados do TCC; h) Entregar com regularidade os relatórios parciais de pesquisa; i) Redigir os relatórios de pesquisa do TCC; j) Realizar a defesa pública do TCC. 7

8 6. DEFINIÇÕES E RESPONSABILIDADES DOS SUPERVISORES DE TCC 6.1 O professor responsável pela disciplina (supervisor) deve necessariamente pertencer ao Curso de Educação Física da UNIANDRADE e possuir titulação mínima de Mestre; 6.2 O supervisor deve preferencialmente possuir experiência na área de pesquisa em Educação Física, comprovada mediante publicações e/ou participação em conselhos editoriais de revistas especializadas e/ou bancas de defesa de trabalho de pósgraduação; 6.3 O supervisor deverá preferencialmente acompanhar o(s) aluno(s) em todas as etapas do TCC, com as respectivas notificações de datas, prazos e conteúdos a serem entregues; 6.4 A principal função do supervisor no processo do TCC é a orientação e o acompanhamento dos aspectos metodológicos e de normalização do TCC; 6.5 Ao supervisor cabe necessariamente: a) Auxiliar a elaboração e delimitação do tema e projeto de pesquisa; b) Orientar o correto uso de referências e material bibliográfico, incluindo o emprego de bases de dados e ferramentas de busca adequadas; c) Acompanhar o andamento das atividades componentes da orientação; d) Preparar, emitir e arquivar as atas de defesa; e) Zelar pelo cumprimento dos critérios estabelecidos neste regulamento. 7. ETAPAS E ESTRUTURA DO TCC 7.1 O TCC será realizado ao longo do Curso de Educação Física, em disciplinas e encontros organizadas para tal finalidade, e constará das seguintes etapas: a) Elaboração de Pré-projeto de pesquisa/proposta de trabalho; b) Elaboração do Projeto, para submissão ao comitê de ética em pesquisa (CEP) b) Elaboração do TCC em formato de artigo cientifico 8

9 c) Defesa pública do TCC 7.2 As etapas de elaboração do TCC são subsequentes e condicionais. O início de cada etapa do TCC depende da conclusão e aprovação na etapa anterior; 7.3 A estrutura do TCC deverá obrigatoriamente seguir: a) A normalização mais recente da Associação Brasileira de Normas Técnicas, disponibilizada na biblioteca central da UNIANDRADE; b) A estrutura estabelecida conforme o tipo de pesquisa desenvolvida (Anexo III). 8. O PROJETO DE TCC 8.1 O projeto de TCC desenvolvido pelo(s) aluno(s) e orientador, deverá prever as dimensões e alcances da pesquisa e/ou estudo e é de caráter definitivo, não sendo possível a sua substituição e/ou alteração, com exceção do previsto no item 3.5; 8.2 O projeto será obrigatoriamente desenvolvido durante o penúltimo semestre do Curso de Educação Física; 8.3 O projeto deverá ser assinado pelo orientado(s) e orientador e entregue ao supervisor na data estabelecida; 8.4 É obrigatório o envio ao Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) da UNIANDRADE os projetos de pesquisa que envolvam crianças ou adolescentes ( 18 anos de idade), adultos ( 18 anos de idade), populações vulneráveis (ex: idosos, gestantes, deficientes e indivíduos em condições clínicas de saúde em reabilitação cardíaca, cardiopatas, hipertensos, diabéticos, etc.) ou trabalhos que envolvam coleta de dados de caráter invasivo do ponto de vista físico (ex: coleta de sangue) ou psicológico (ex: exposição inadequada do avaliado) Em caso de dúvidas do orientador e/ou do orientado sobre as características descritas no item 8.4, o orientador deve consultar o Núcleo Docente 9

10 Estruturante (NDE) do Curso de Educação Física, de maneira formal, sobre a necessidade de enviar o projeto ao CEP O NDE terá o prazo de duas semanas para se pronunciar sobre a decisão A decisão do NDE será comunicada de maneira formal ao orientador e não caberá recurso Os projetos que não se enquadrem nas características do item 8.4 poderão ser submetidos ao CEP por decisão do orientador e/ou do(s) orientado(s). 8.5 Os relatórios parciais do projeto de pesquisa deverão ser assinados pelo(s) orientado(s) e seu orientador e entregues ao professor/supervisor nas datas estabelecidas em calendário previamente estabelecido; 8.6 O calendário para realização do projeto de pesquisa, estabelecido em concordância com o calendário da Universidade e sob a aprovação da coordenação do Curso de Graduação em Educação Física, será divulgado amplamente aos alunos e deverá ser rigorosamente cumprido. 9. O TCC 9.1 O TCC é produto do projeto de pesquisa aprovado e desenvolvido para este fim. 9.2 O TCC será obrigatoriamente desenvolvido durante o penúltimo e último semestre do Curso de Educação Física. 9.3 Os relatórios parciais do TCC deverão ser assinados pelo(s) orientado(s) e seu orientador e entregues ao professor/supervisor nas datas estabelecidas; 9.4 A versão preliminar do TCC deverá ser entregue pelo(s) aluno(s) em duas vias encadernadas com espiral e capa plástica transparente, contendo a assinatura do orientador, as quais serão consideradas para a avaliação da disciplina. O documento, 10

11 conforme Estrutura do artigo de TCC (Anexo IV), deverá contemplar todos os itens apresentados no documento Normas para redação de Trabalho de Conclusão de Curso. 9.5 As versões preliminares deverão ser devolvidas aos alunos com as respectivas correções de conteúdo, metodológica e de normalização conforme os pareceres. 9.6 O calendário para realização do TCC, previamente estabelecido, em concordância com o calendário da Universidade e sob a aprovação da Coordenação do Curso de Graduação em Educação Física, será divulgado amplamente aos alunos, e deverá ser rigorosamente cumprido. 10. A DEFESA PÚBLICA DO TCC 10.1 O TCC será apresentado em solenidade pública organizada em horários e dias próprios ao longo do último período dos cursos de graduação em Educação Física; após a assinatura do termo de Autorização da defesa de TCC (Anexo V) 10.2 O cronograma para realização da defesa pública, previamente estabelecido, em concordância com o calendário da Universidade e sob a aprovação da Coordenação do Curso de Graduação em Educação Física, será divulgado amplamente aos alunos, e deverá ser rigorosamente cumprido; 10.3 A banca avaliadora do TCC será composta por uma Comissão Avaliadora designada pelo Supervisor da disciplina e obrigatoriamente o Orientador. Quando houver necessidade serão convidados professores para compor a banca, desde que respeitados o interesse e disponibilidade dos mesmos. O professor convidado será indicado pelo professor supervisor de acordo com a experiência prévia do mesmo com o tema e linha de pesquisa em que o trabalho foi desenvolvido; 10.4 Os professores participantes da banca receberão uma cópia do TCC e terão de 15 a 30 dias, dependendo da demanda do semestre, para emitir parecer com sugestões; 11

12 10.5 Para a defesa pública o aluno terá no máximo dez minutos de apresentação e mais cinco minutos de arguição da banca, não excedendo o tempo máximo de vinte e cinco minutos para toda a sessão; 10.6 O(s) aluno(s) deverá(ão) entregar com 30 dias de antecedência a versão de defesa do TCC com as devidas correções anteriormente sugeridas pelo Orientador e Supervisor. 11. CRITÉRIOS PARA AVALIAÇÃO DO TCC 11.1 As disciplinas nos quais ocorre a supervisão do TCC seguem planejamento e conteúdo próprios e para aprovação os alunos deverão obter média igual ou superior a 7.0 (sete) em nota única emitida ao final do respectivo semestre e frequência mínima de 75% (setenta e cinco) as reuniões e encontros préestabelecidos A nota final do projeto de pesquisa segue uma escala de 0 a 10 pontos sendo 50% da nota atribuída pelo supervisor e 50% pelo orientador (Anexo VI) Para a composição das notas o supervisor e o orientador deverão atribuir os conceitos: A excelente (1,00 pt), B bom (0,75 pts), C regular (0,50 pts), D fraco (0,25 pts) e E insuficiente (0,00 pts) para cada um dos dez itens abaixo: 1) Relevância do tema de pesquisa com o curso de graduação em Educação Física (bacharelado ou licenciatura); 2) Formulação adequada e fundamentada da justificativa do estudo. 3) Clara elaboração do problema e objetivos de estudo; 4) Desenvolvimento de fundamentação teórica atualizada e relacionada ao tema de estudo evidenciada pela utilização obrigatória de livros e/ou publicações adequadas e de qualidade (Livros e/ou periódicos indexados); 5) Correta tipificação do estudo de acordo com os objetivos e problema da pesquisa; 12

13 6) Adequação dos critérios para seleção dos participantes ou de materiais (quando estudo de revisão) com os objetivos e delimitação do estudo; 7) Descrição e elaboração dos instrumentos de pesquisa, procedimentos experimentais acordo com a coleta de dados ou ainda categorias de análise para o desenvolvimento do estudo e suas respectivas estratégias de abordagem; 8) Clareza do texto - evidenciada no uso correto das normas da língua portuguesa, na fluência e na articulação das ideias. 9) Cumprimento do número estipulado de encontros de orientação; 10) Adoção das normas mais recente da Associação Brasileira de Normas Técnicas, disponibilizada na biblioteca central universitária da UNIANDRADE; 11.3 A nota final do TCC segue uma escala de 0 a 10 pontos sendo: 50% da nota atribuída pelo supervisor referente à qualidade do trabalho, 30% da nota atribuída pelo orientador referente à qualidade do trabalho e 20% referente aos encontros com o orientador (Anexo VII) Para a composição das notas o supervisor e o orientador deverão atribuir os conceitos: A excelente (1,00 pt), B bom (0,75 pts), C regular (0,50 pts), D fraco (0,25 pts) e E insuficiente (0,00 pts) para cada um dos dez itens abaixo: 1) Qualidade geral do trabalho relevância acadêmica. 2) Desenvolvimento adequado da introdução 3) Adequação dos objetivos ao problema de estudo. 4) Relação dos procedimentos metodológicos com os objetivos do estudo. 5) Análise dos resultados coerente com os objetivos do estudo e fundamentada na literatura pesquisada. 6) Consistência dos resultados e conclusões em relação aos objetivos propostos 7) Estruturação lógica e coerente do trabalho de acordo com as normas estabelecidas. 8) Clareza do texto - evidenciada no uso correto das normas da língua portuguesa, na fluência e na articulação das ideias. 13

14 9) Adoção das normas para trabalhos científicos estabelecidos na disciplina; 10) Utilização obrigatória de livros e/ou publicações adequadas e de qualidade (Livros e/ou periódicos indexados) A nota final da defesa do TCC segue uma escala de 0 a 10 pontos sendo 50% da nota atribuída pelo supervisor e 50% pelo convidado (Anexo VIII) Para a composição das notas o supervisor e o convidado deverão atribuir os conceitos: A excelente (1,00 pt), B bom (0,75 pts), C regular (0,50 pts), D fraco (0,25 pts) e E insuficiente (0,00 pts) para cada um dos cinco itens abaixo: 1) Qualidade geral do trabalho relevância acadêmica 2) Adoção das normas para trabalhos científicos estabelecidos na disciplina; 3) Apresentação pessoal, uso de linguagem adequadas ao contexto acadêmico durante a defesa pública e domínio do conteúdo; 4) Clareza, organização e qualidade dos slides utilizados na defesa; 5) Desempenho durante a arguição da banca. 14

15 ANEXO I CENTRO UNIVERSITÁRIO CAMPOS DE ANDRADE UNIANDRADE CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA TERMO DE ORIENTAÇÃO DO PROJETO DE TCC Eu, Professor(a), CPF n, declaro que a partir de / /, assumo a responsabilidade de orientação do(s) aluno(a)s,, CPF n,, CPF n,, CPF n, cujo o título provisório de pesquisa a ser cadastrado é. O trabalho está enquadrado no núcleo temático do curso: ( ) Bacharelado ( ) Licenciatura. Nós, Professor(a) Orientador(a) e aluno(a)s orientado(a)s, declaramos por meio deste termo, que conhecemos e cumpriremos os termos propostos na normativa sobre o regulamento para a elaboração do Trabalho de Conclusão de Curso TCC do Curso de Educação Física Licenciatura e Bacharelado Campus Curitiba. Estamos cientes de que, quando for o caso, o Projeto deve ser registrado na Plataforma Brasil e aprovado no CEP da UNIANDRADE* e que a carta de aprovação do projeto deve ser encaminhada até data prevista no cronograma da disciplina ao professor supervisor. Professor(a) Orientador(a) Professor Supervisor Aluno Orientado 1 Aluno Orientado 2 Aluno Orientado 3 Curitiba, de de 20. *Exceto os trabalhos de revisão da literatura e aqueles em que não existe a necessidade de submissão ao CEP. Consultar o Manual de TCC. Assinar 3 vias (1 via do orientador, 1 via aluno e 1 via do supervisor). 15

16 ANEXO II CENTRO UNIVERSITÁRIO CAMPOS DE ANDRADE UNIANDRADE CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA FICHA DE ACOMPANHAMENTO DE ORIENTAÇÃO DO TCC Aluno: Período/turno: Curso: Título do trabalho: Orientador(a): Professor(a) Num Conteúdo da orientação Data / Horário Assinatura * *Mínimo de encontros para acompanhamento de orientação. Assinatura do Supervisor Assinatura do Orientador 16

17 ANEXO III Estrutura do Projeto de Pesquisa Pesquisas descritivas e correlacionais Capítulo 1 Introdução Introdução Justificativa Problema de pesquisa Objetivos geral Objetivos específicos Hipótese nula Hipótese alternativa Capítulo 2 Referencial Teórico Revisão de literatura Capítulo 3 Materiais e Métodos Classificação e tipo de estudo Participantes, amostra ou população Critérios de inclusão e exclusão Instrumentos e procedimentos para a coleta de dados Referências Bibliográficas Lista de referências Riscos e benefícios Análise de dados Cronograma Orçamento Anexos / Apêndices 17

18 Pesquisas pré-experimentais, quase-experimentais e experimentais Capítulo 1 Introdução Introdução Justificativa Problema de pesquisa Objetivo geral Objetivos específicos Hipótese nula Hipótese alternativa Capítulo 2 Referencial Teórico Revisão de literatura Capítulo 3 Materiais e Métodos Classificação e tipo de estudo Participantes, amostra ou população Critérios de inclusão e exclusão Intervenção Instrumentos e procedimentos para a coleta de dados Referências Bibliográficas Lista de referências Riscos e benefícios Análise de dados Cronograma Orçamento Anexos / Apêndices 18

19 Pesquisas de revisão (narrativas, sistemáticas ou metanálises) Capítulo 1 Introdução Introdução Justificativa Problema de pesquisa Objetivo geral Objetivos específicos Capítulo 2 Referencial Teórico Revisão de literatura Capítulo 3 Materiais e Métodos Classificação e tipo de estudo Procedimentos de coleta de material bibliográfico Delimitação do universo da pesquisa Referências Bibliográficas Lista de referências Critérios de inclusão e exclusão das referências Análise de dados Cronograma Orçamento Anexos / Apêndices 19

20 ANEXO IV Estrutura do artigo de TCC Página de rosto Página de resumo Introdução Materiais e Métodos Tipo do estudo Título em português Título em inglês Nome dos alunos e orientador Afiliação Palavras no texto, resumo, abstract, número de tabelas, figura e referências Resumo e palavras chave Abstract e keywords Abordagem geral Abordagem específica Estado da arte Lacuna do conhecimento Justificativa do estudo Objetivo Adequado ao tipo de estudo proposto (ver projeto) Informações do autor responsável Resultados Discussão Conclusão Agradecimento Adequado ao tipo de estudo proposto (ver projeto) Discussão Limitações Conclusão Implicações práticas Direcionamento / recomendações para futuros estudos Financiamento Contribuição dos autores Referências 20

21 ANEXO V CENTRO UNIVERSITÁRIO CAMPOS DE ANDRADE UNIANDRADE CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA AUTORIZAÇÃO DE DEFESA DE TCC O TCC do(s) acadêmico(s),,, intitulado foi revisado por mim, está completo e apto para a defesa perante a banca examinadora. Nome do Professor(a) Orientador(a): Curitiba, de de 20. Ass. Acadêmico(a) Ass. Orientador(a) 21

22 ANEXO VI CENTRO UNIVERSITÁRIO CAMPOS DE ANDRADE UNIANDRADE CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA FICHA DE AVALIAÇÃO DO PROJETO DE TCC Aluno: Período/turno: Curso: Título do trabalho: Orientador(a): Professor(a) Itens avaliados Supervisor Orientador 1. Relevância do tema de pesquisa com o curso de graduação em A B C D E A B C D E Educação Física (bacharelado ou licenciatura). 2. Formulação adequada e fundamentada da justificativa do estudo. A B C D E A B C D E 3. Clara elaboração do problema e objetivos de estudo. A B C D E A B C D E 4. Desenvolvimento de fundamentação teórica atualizada e relacionada A B C D E A B C D E ao tema de estudo evidenciada pela utilização obrigatória de livros e/ou publicações adequadas e de qualidade (Livros e/ou periódicos indexados). 5. Correta tipificação do estudo de acordo com os objetivos e problema A B C D E A B C D E da pesquisa. 6. Adequação dos critérios para seleção dos participantes ou de A B C D E A B C D E materiais (quando estudo de revisão) com os objetivos e delimitação do estudo; 7. Descrição e elaboração dos instrumentos de pesquisa, procedimentos A B C D E A B C D E experimentais acordo com a coleta de dados ou ainda categorias de análise para o desenvolvimento do estudo e suas respectivas estratégias de abordagem; 8. Clareza do texto - evidenciada no uso correto das normas da língua A B C D E A B C D E portuguesa, na fluência e na articulação das ideias. 9. Cumprimento do número estipulado de encontros de orientação; A B C D E A B C D E 10. Adoção das normas mais recente da Associação Brasileira de A B C D E A B C D E Normas Técnicas, disponibilizada na biblioteca central universitária da UNIANDRADE; Total Critérios para a pontuação Conceito A B C D E Qualidade Excelente Bom Regular Fraco Insuficiente Nota (pts) 1,0 0,75 0,5 0,25 0,0 Nota: Supervisor (peso 50%) = nota x 0,5): Orientador (peso 50%) = nota x 0,5): Nota final (Supervisor + Orientador): Assinatura do Supervisor Assinatura do Orientador 22

23 ANEXO VII CENTRO UNIVERSITÁRIO CAMPOS DE ANDRADE UNIANDRADE CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA FICHA DE AVALIAÇÃO DO TCC Protocolo CEP nº Situação Aluno: Período/turno: Curso: Título do trabalho: Orientador(a): Professor(a) Itens avaliados Supervisor Orientador 1. Qualidade geral do trabalho relevância acadêmica; A B C D E A B C D E 2. Desenvolvimento adequado da introdução; A B C D E A B C D E 3. Adequação dos objetivos ao problema de estudo; A B C D E A B C D E 4. Relação dos procedimentos metodológicos com o referencial teórico A B C D E A B C D E adotado e com os objetivos do estudo; 5. Análise dos resultados coerente com os objetivos do estudo e A B C D E A B C D E fundamentada na literatura pesquisada; 6. Consistência dos resultados e conclusões em relação aos objetivos A B C D E A B C D E propostos; 7. Estruturação lógica e coerente do trabalho com as normas A B C D E A B C D E estabelecidas; 8. Clareza do texto - evidenciada no uso correto das normas da língua A B C D E A B C D E portuguesa, na fluência e na articulação das ideias; 9. Adoção das normas para trabalhos científicos estabelecidas na A B C D E A B C D E disciplina; 10. Utilização obrigatória de livros e/ou publicações adequadas e de qualidade (livros e/ou periódicos indexados). A B C D E A B C D E Total Critérios para a pontuação Conceito A B C D E Qualidade Excelente Bom Regular Fraco Insuficiente Nota (pts) 1,0 0,75 0,5 0,25 0,0 Nota: Supervisor (peso 50%) = nota x 0,5: Orientador (peso 30%) = nota x 0,3: N o de encontros proporcionais (peso 20%) = nota x 0,2: Nota final (Supervisor + Orientador + Encontros): Assinatura do Supervisor Assinatura do Orientador 23

24 ANEXO VIII CENTRO UNIVERSITÁRIO CAMPOS DE ANDRADE UNIANDRADE CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA FICHA DE AVALIAÇÃO DA DEFESA PÚBLICA DO TCC Aluno: Período/turno: Curso: Título do trabalho: Orientador(a): Professor(a) Itens avaliados Supervisor Convidado 1. Qualidade geral do trabalho relevância acadêmica; A B C D E A B C D E 2. Adoção das normas para trabalhos científicos estabelecidas na A B C D E A B C D E disciplina; 3. Apresentação pessoal, uso de linguagem adequadas ao contexto A B C D E A B C D E acadêmico durante a defesa pública e domínio do conteúdo; 4. Clareza, organização e qualidade do slides utilizados na defesa; A B C D E A B C D E 5. Desempenho durante a arguição da banca. A B C D E A B C D E Total Critérios para a pontuação Conceito A B C D E Qualidade Excelente Bom Regular Fraco Insuficiente Nota (pts) 1,0 0,75 0,5 0,25 0,0 Nota: Supervisor (peso 50%) = nota x 0,5: Convidado (peso 50%) = nota x 0,5: Nota final (Supervisor + Convidado): Assinatura do Supervisor Assinatura do Convidado 24

MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CENTRO DE AGRÁRIAS

MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CENTRO DE AGRÁRIAS MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CENTRO DE AGRÁRIAS PALMAS TO, 2015 1. Informações Gerais O presente Manual da Católica do Tocantins, mantida pela União Brasiliense de Educação e Cultura (UBEC)

Leia mais

Normas para Elaboração do Trabalho de Conclusão do Curso de Psicologia

Normas para Elaboração do Trabalho de Conclusão do Curso de Psicologia Normas para Elaboração do Trabalho de Conclusão do Curso de Psicologia Petrolina PE Julho de 2015 1 Capítulo I Da natureza do TCC Art. 1º O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) é um componente obrigatório

Leia mais

Regulamento do Trabalho de Conclusão do Curso

Regulamento do Trabalho de Conclusão do Curso MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ Campus Universitário Ministro Reis Velloso Curso de Biomedicina Regulamento do Trabalho de Conclusão do Curso Parnaíba PI 2010 SUMÁRIO I DO CONCEITO...

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente Regulamento tem por finalidade estabelecer as normas relativas à elaboração, acompanhamento,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA EM SAÚDE CURSO DE NUTRIÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA EM SAÚDE CURSO DE NUTRIÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA EM SAÚDE CURSO DE NUTRIÇÃO NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - NUTRIÇÃO/ CCS

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA Normatização nº 01/2010 - CCEF ESTABELECE NORMAS PARA O TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC - DO CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO

Leia mais

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) - EDUCAÇÃO FÍSICA BACHARELADO

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) - EDUCAÇÃO FÍSICA BACHARELADO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) - EDUCAÇÃO FÍSICA BACHARELADO O Trabalho de Conclusão de Curso é componente curricular obrigatório, enriquecedor e implementador do perfil do formando. É concebido

Leia mais

ATO NORMATIVO N 001 NDE ENGENHARIA DE ALIMENTOS/2013

ATO NORMATIVO N 001 NDE ENGENHARIA DE ALIMENTOS/2013 1 Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Catarinense Câmpus Concórdia Curso de Bacharelado em Engenharia de Alimentos

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Aprovado pela Resolução CONSUNI nº 44/15, de 09/12/2015. CAPÍTULO I AS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente Regulamento

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE CAMPINA GRANDE

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE ENSINO SUPERIOR E DESENVOLVIMENTO FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS DE CAMPINA GRANDE ESCOLA SUPERIOR DE AVIAÇÃO CIVIL COORDENAÇÃO DE TCC TRABALHO DE CONCLUSÃO

Leia mais

REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO GRADUAÇÃO EM BIOMEDICINA

REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO GRADUAÇÃO EM BIOMEDICINA REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO GRADUAÇÃO EM BIOMEDICINA CAPÍTULO I Disposições Preliminares Art. 1º O Trabalho de Conclusão de Curso / TCC é uma atividade curricular acadêmica e regulamentada

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC NO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC NO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL FACULDADE FRUTAL Rua Nova Ponte, 439 Jardim Laranjeiras Frutal MG CEP 38.200-000. CURSO DE SERVIÇO SOCIAL Autorizado pela Portaria MEC 4583/2005 REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC NO CURSO

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC DO CURSO DE ENFERMAGEM

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC DO CURSO DE ENFERMAGEM 1 DIRETORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC DO CURSO DE ENFERMAGEM CACOAL 2011 2 REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO GRADUAÇÃO EM ENFERMAGEM

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE Curso: BACHAREL EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE Curso: BACHAREL EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FLUXO DO TCC 6o SEM 7o SEM 8o SEM PESQUISA EM INFORMÁTICA Além da ementa da disciplina, o aluno desenvolverá uma proposta de pesquisa, que poderá ou não continuar a ser trabalhada nas disciplinas de TCC1,

Leia mais

RESOLUÇÃO N 019/2015 - CONSELHO SUPERIOR

RESOLUÇÃO N 019/2015 - CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO N 019/2015 - CONSELHO SUPERIOR Aprova o Regulamento dos Trabalhos de Conclusão dos Cursos de Licenciatura do IFPI. O Presidente do Conselho Superior do Instituto Federal de Educação, Ciência

Leia mais

PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO Campus Campinas

PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO Campus Campinas PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO Campus Campinas EDITAL N O 12, DE 23 DE ABRIL DE 2015 O Diretor Geral do Campus Campinas

Leia mais

REGIMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DE PSICOLOGIA CAPÍTULO 1 DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

REGIMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DE PSICOLOGIA CAPÍTULO 1 DAS DISPOSIÇÕES GERAIS REGIMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DE PSICOLOGIA CAPÍTULO 1 DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º. O TCC é uma atividade acadêmica de natureza científica, técnica, filosófica e ou artística com

Leia mais

Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso. Capítulo I Das disposições preliminares

Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso. Capítulo I Das disposições preliminares Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso Capítulo I Das disposições preliminares Art. 1º Este Regulamento tem por finalidade regulamentar as atividades de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) de Graduação

Leia mais

REGULAMENTO DE MONOGRAFIA DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO

REGULAMENTO DE MONOGRAFIA DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO REGULAMENTO DE MONOGRAFIA DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Institui o Regulamento de Monografia (Trabalho de Conclusão de Curso) do Curso de Direito da Celer Faculdades

Leia mais

Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso do Bacharelado em Sistemas de Informação. Capítulo I Das Disposições Preliminares

Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso do Bacharelado em Sistemas de Informação. Capítulo I Das Disposições Preliminares Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso do Bacharelado em Sistemas de Informação Capítulo I Das Disposições Preliminares Art. 1. Este regulamento define as diretrizes técnicas, procedimentos de acompanhamento

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC DO CURSO DE FISIOTERAPIA

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC DO CURSO DE FISIOTERAPIA 1 DIRETORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC DO CURSO DE FISIOTERAPIA CACOAL 2009 2 REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO GRADUAÇÃO EM FISIOTERAPIA

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) GARÇA 2011 INTRODUÇÃO O Trabalho de Conclusão de Curso é um componente curricular obrigatório para os cursos de Graduação, assim sendo a Direção da Faculdade

Leia mais

CURSO DE DIREITO REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DA FACULDADE BIRIGUI (TCC FACULDADE BIRIGUI)

CURSO DE DIREITO REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DA FACULDADE BIRIGUI (TCC FACULDADE BIRIGUI) CURSO DE DIREITO REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DA FACULDADE BIRIGUI (TCC FACULDADE BIRIGUI) FUNDAMENTO: O Trabalho de Conclusão de Curso é componente obrigatório da grade

Leia mais

RESOLUÇÃO N 003/2012 CEFID

RESOLUÇÃO N 003/2012 CEFID RESOLUÇÃO N 003/2012 CEFID Fixa normas para Elaboração, Qualificação e Apresentação dos Trabalhos de Conclusão dos Cursos de Graduação em Licenciatura em Educação Física, Bacharelado em Educação Física

Leia mais

EDITAL Nº 16/2015. 2.1. A atividade de monitoria acadêmica na graduação em 2015 será exercida pelos alunos regulares dos cursos de graduação.

EDITAL Nº 16/2015. 2.1. A atividade de monitoria acadêmica na graduação em 2015 será exercida pelos alunos regulares dos cursos de graduação. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Fundação Universidade Federal do ABC Pró-Reitoria de Graduação Av. dos Estados, 5001 Bairro Bangu Santo André - SP CEP 09210-580 Fone: (11) 4996.7983 gabinete.prograd@ufabc.edu.br

Leia mais

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC O Trabalho de Conclusão de Curso está estruturado sob a forma de elaboração de artigo científico, sendo este resultado de um trabalho integrado entre as disciplinas de

Leia mais

REGULAMENTO DO TCC DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE SÃO LOURENÇO

REGULAMENTO DO TCC DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE SÃO LOURENÇO REGULAMENTO DO TCC DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE SÃO LOURENÇO São Lourenço 2016 CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º. O Trabalho de Conclusão do Curso TCC é atividade curricular obrigatória e

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FACULDADE DE BIOMEDICINA DA UNIVERSIDADE DO OESTE PAULISTA UNOESTE

REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FACULDADE DE BIOMEDICINA DA UNIVERSIDADE DO OESTE PAULISTA UNOESTE REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FACULDADE DE BIOMEDICINA DA UNIVERSIDADE DO OESTE PAULISTA UNOESTE Dispõe sobre o regimento interno da Comissão de Iniciação Científica da Faculdade

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE E DO ESPORTE - CEFID RESOLUÇÃO 01/2008/CEFID

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE E DO ESPORTE - CEFID RESOLUÇÃO 01/2008/CEFID UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE E DO ESPORTE - CEFID RESOLUÇÃO 01/2008/CEFID Fixa normas para Elaboração, Qualificação e Apresentação dos Trabalhos de Conclusão

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO 2 Sumário 1 CARACTERÍSTICAS GERAIS... 3 1.1 Atividade acadêmica... 3 1.2 Estruturação... 3 1.3 Localização

Leia mais

CRITÉRIOS PARA ACEITAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DA FACULDADE DE TECNOLOGIA DE BOTUCATU

CRITÉRIOS PARA ACEITAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DA FACULDADE DE TECNOLOGIA DE BOTUCATU CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA CRITÉRIOS PARA ACEITAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DA FACULDADE DE TECNOLOGIA DE BOTUCATU (Versão Professor) Botucatu - SP Junho 2015 SUMÁRIO

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Capítulo I Disposições Preliminares

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE ADMINISTRAÇÃO. Capítulo I Disposições Preliminares REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Capítulo I Disposições Preliminares Art. 1º O presente regulamento estabelece as normas para a efetivação do Trabalho de Conclusão de Curso

Leia mais

REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE METODISTA DE SANTA MARIA (FAMES)

REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE METODISTA DE SANTA MARIA (FAMES) REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE DIREITO DA FACULDADE METODISTA DE SANTA MARIA (FAMES) SANTA MARIA - RS 2014 1 REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DIREITO FACULDADE METODISTA

Leia mais

RESOLUÇÃO CONSEPE Nº 01/2015

RESOLUÇÃO CONSEPE Nº 01/2015 RESOLUÇÃO CONSEPE Nº 01/2015 A Presidente do Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão CONSEPE da Universidade Estadual de Santa Cruz UESC, no uso de suas atribuições, considerando o deliberado

Leia mais

REGULAMENTO PARA A REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

REGULAMENTO PARA A REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO CAMPUS DE GUANAMBI Distrito de Ceraíma, s/n - Zona Rural - Cx Postal

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA (UNILA) COMISSÃO SUPERIOR DE ENSINO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA (UNILA) COMISSÃO SUPERIOR DE ENSINO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA INTEGRAÇÃO LATINO-AMERICANA (UNILA) COMISSÃO SUPERIOR DE ENSINO RESOLUÇÃO COSUEN N 027/2014, DE 01 DE SETEMBRO DE 2013. Aprova o Regulamento do Trabalho de

Leia mais

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) PALMAS TO, NOVEMBRO 2015 A disciplina Trabalho de Conclusão de Curso, na Faculdade Católica do Tocantins, está organizada

Leia mais

REGIMENTAÇÃO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) PARA O CURSO DE PEDAGOGIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE/UFAC - CAMPUS FLORESTA

REGIMENTAÇÃO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) PARA O CURSO DE PEDAGOGIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE/UFAC - CAMPUS FLORESTA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE CAMPUS FLORESTA CENTRO MULTIDISCIPLINAR CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA REGIMENTAÇÃO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) PARA O CURSO DE PEDAGOGIA DA UNIVERSIDADE

Leia mais

APÊNDICE B: REGULAMENTO SOBRE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS - UNIR CACOAL. CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

APÊNDICE B: REGULAMENTO SOBRE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS - UNIR CACOAL. CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS APÊNDICE B: REGULAMENTO SOBRE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS - UNIR CACOAL. CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º - Este regulamento tem por objetivo estabelecer as

Leia mais

Manual do Trabalho de Conclusão de Curso

Manual do Trabalho de Conclusão de Curso UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA SETOR DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E DE TECNOLOGIA Departamento de Informática Curso de Engenharia de Computação/Bacharelado em Informática Coordenadoria do Trabalho de Conclusão

Leia mais

MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO PROJETOS EXPERIMENTAIS DO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL JORNALISMO CAPÍTULO I MODALIDADE DE TRABALHO

MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO PROJETOS EXPERIMENTAIS DO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL JORNALISMO CAPÍTULO I MODALIDADE DE TRABALHO MANUAL DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO PROJETOS EXPERIMENTAIS DO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL JORNALISMO CAPÍTULO I MODALIDADE DE TRABALHO Art. 1º O presente Manual estabelece os princípios teórico-metodológicos

Leia mais

FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR DE LINHARES - FACELI COLEGIADOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACELI REGULAMENTO N 01, 26 DE MARÇO DE 2014

FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR DE LINHARES - FACELI COLEGIADOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACELI REGULAMENTO N 01, 26 DE MARÇO DE 2014 1 FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR DE LINHARES - FACELI COLEGIADOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACELI REGULAMENTO N 01, 26 DE MARÇO DE 2014 Estabelece procedimentos de elaboração e apresentação de Trabalhos

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO DO IFES CAMPUS VITÓRIA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO DO IFES CAMPUS VITÓRIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CAMPUS VITÓRIA Avenida Vitória, 1729 Bairro Jucutuquara 29040-780 Vitória ES 27 3331-2110 DIRETORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO DO IFES CAMPUS

Leia mais

Profª PEDRA SANTANA ALVES Reitora

Profª PEDRA SANTANA ALVES Reitora 0 PORTARIA Nº 11/11 APROVA AD REFERENDUM O REGULAMENTO PARA PROJETO FINAL DOS CURSOS DE ENGENHARIA DA UNERJ. A Reitora do Centro Universitário de Jaraguá do Sul UNERJ, e Presidente do Conselho Universitário

Leia mais

LISTA DE CHECAGEM DO PROTOCOLO DE PESQUISA

LISTA DE CHECAGEM DO PROTOCOLO DE PESQUISA LISTA DE CHECAGEM DO PROTOCOLO DE PESQUISA Roteiro de procedimentos para submissão ao CEP 1. Deve haver adequação do enquadramento na área temática e o número de sujeitos indicado na folha de rosto deve

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC DO CURSO DE ENFERMAGEM

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC DO CURSO DE ENFERMAGEM REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC DO CURSO DE ENFERMAGEM CAPÍTULO I Do Conceito, dos Princípios, das Finalidades e dos Objetivos Art. 1º - O Trabalho de Conclusão de Curso TCC, define-se

Leia mais

REGULAMENTO DA MONITORIA DOS CURSOS SUPERIORES

REGULAMENTO DA MONITORIA DOS CURSOS SUPERIORES REGULAMENTO DA MONITORIA DOS CURSOS SUPERIORES Considerando o artigo 84 da LDB nº 9.394/96 o qual estabelece que: Os discentes da educação superior poderão ser aproveitados em tarefas de ensino e pesquisa

Leia mais

REGIMENTO DA DISCIPLINA CE093-LABORATÓRIO A CURSO DE ESTATÍSTICA UFPR

REGIMENTO DA DISCIPLINA CE093-LABORATÓRIO A CURSO DE ESTATÍSTICA UFPR 1 REGIMENTO DA DISCIPLINA CE093-LABORATÓRIO A CURSO DE ESTATÍSTICA UFPR Os alunos do Curso de Estatística da UFPR regularmente matriculados na disciplina CE093-Laboratório A, deverão realizar as seguintes

Leia mais

FACULDADE PRUDENTE DE MORAES BACHARELADO EM JORNALISMO MANUAL DE ORIENTAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO/PROJETO EXPERIMENTAL

FACULDADE PRUDENTE DE MORAES BACHARELADO EM JORNALISMO MANUAL DE ORIENTAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO/PROJETO EXPERIMENTAL MANUAL DE ORIENTAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO/PROJETO EXPERIMENTAL 1 MANUAL DE ORIENTAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO/PROJETO EXPERIMENTAL ITU/SP 2013 2 CAPÍTULO I Do Conceito Artito 1

Leia mais

IERGS PÓS-GRADUAÇÃO MANUAL DE ESTÁGIO PSICOPEDAGOGIA CLÍNICA E INSTITUCIONAL 2010

IERGS PÓS-GRADUAÇÃO MANUAL DE ESTÁGIO PSICOPEDAGOGIA CLÍNICA E INSTITUCIONAL 2010 IERGS PÓS-GRADUAÇÃO MANUAL DE ESTÁGIO PSICOPEDAGOGIA CLÍNICA E INSTITUCIONAL 2010 APRESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO O presente Manual de Estágio apresenta as orientações básicas para o desenvolvimento das atividades

Leia mais

DIRETIVA ADMINISTRADORA DE PARTICIPAÇÕES LTDA FACULDADE EDUCACIONAL DE MEDIANEIRA

DIRETIVA ADMINISTRADORA DE PARTICIPAÇÕES LTDA FACULDADE EDUCACIONAL DE MEDIANEIRA REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ADMINISTRAÇÃO (ESA) E DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Atualizado em Agosto de 2013 1 REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM

Leia mais

Associação Recifense de Educação e Cultura. Faculdade de Ciências Humanas ESUDA. Centro de Treinamento Especializado - CETE

Associação Recifense de Educação e Cultura. Faculdade de Ciências Humanas ESUDA. Centro de Treinamento Especializado - CETE Associação Recifense de Educação e Cultura Faculdade de Ciências Humanas ESUDA Centro de Treinamento Especializado - CETE I N F O R M A T I V O ARQUITETURA E URBANISMO 2015.2 Prezado(a) aluno(a), Bem-vindo

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2012-PPGMAPSI/UNIR DE 01 DE OUTUBRO DE 2012.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2012-PPGMAPSI/UNIR DE 01 DE OUTUBRO DE 2012. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2012-PPGMAPSI/UNIR DE 01 DE OUTUBRO DE 2012. DISPÕE SOBRE OS PROCEDIMENTOS PARA REALIZAÇÃO DO EXAME DE QUALIFICAÇÃO, DEFESA E ENTREGA DA VERSÃO FINAL DA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO.

Leia mais

CURSO DE DIREITO REGULAMENTO PARA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC ESPECÍFICO PARA O CURSO DE DIREITO

CURSO DE DIREITO REGULAMENTO PARA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC ESPECÍFICO PARA O CURSO DE DIREITO CURSO DE DIREITO REGULAMENTO PARA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC ESPECÍFICO PARA O CURSO DE DIREITO 2 DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ART. 1 - O presente Regulamento tem por finalidade normatizar as atividades

Leia mais

NO IFRN / CAMPUS MOSSORÓ

NO IFRN / CAMPUS MOSSORÓ MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE PRO-REITORIA DE PESQUISA E INOVAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS DE LICENCIATURA DO IFPE NA MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS DE LICENCIATURA DO IFPE NA MODALIDADE DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC Barretos SP 2016 APRESENTAÇÃO O Curso de Administração da Faculdade de Barretos prevê a realização de um Trabalho de Conclusão

Leia mais

Regulamento da Monografia do Curso de Graduação em Direito

Regulamento da Monografia do Curso de Graduação em Direito Regulamento que disciplina a Monografia para os alunos do Curso de Direito do Centro Universitário Salesiano de São Paulo - UNISAL Unidade Universitária de Americana. Coordenação do Curso de Direito Coordenação

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 211/2005-CEPE/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 211/2005-CEPE/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 211/2005-CEPE/UNICENTRO Aprova o Regulamento de Estágio do Curso de Turismo da Universidade Estadual do Centro- Oeste, UNICENTRO. O REITOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO:

Leia mais

A FUNDAÇÃO CENTRO DE CIÊNCIAS E EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO FUNDAÇÃO CECIERJ/CONSÓRCIO CEDERJ

A FUNDAÇÃO CENTRO DE CIÊNCIAS E EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO FUNDAÇÃO CECIERJ/CONSÓRCIO CEDERJ SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO FUNDAÇÃO CENTRO DE CIÊNCIAS E EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Edital DAC-CECIERJ Nº 03/2015 SELEÇÃO PÚBLICA DESTINADA À

Leia mais

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE RIO VERDE REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO FISIOTERAPIA

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE RIO VERDE REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO FISIOTERAPIA INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE RIO VERDE REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO FISIOTERAPIA Capítulo I Definições e Finalidade Art. 1º - O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC)

Leia mais

DIRETRIZES PARA O TCC (MODALIDADE ON-LINE)

DIRETRIZES PARA O TCC (MODALIDADE ON-LINE) DIRETRIZES PARA O TCC (MODALIDADE ON-LINE) APRESENTAÇÃO O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) será desenvolvido pelo aluno no decorrer do curso e deverá ser apresentado individualmente e presencialmente

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Aprovado pela Resolução Consuni nº 26/10, de 08/09/2010. CAPÍTULO I DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Art. 1º O presente regulamento disciplina

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO ESCOLAR INTEGRADORA LATO SENSU MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO ESCOLAR INTEGRADORA LATO SENSU MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO ESCOLAR INTEGRADORA LATO SENSU MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO por PROFª Ms. Maria Rosa Silva Lourinha Rio de Janeiro, MARÇO / 2013. 1 ÍNDICE Apresentação 1.

Leia mais

Manual de Estágio Supervisionado

Manual de Estágio Supervisionado NEP Manual de Estágio Supervisionado Sumário Apresentação.................................................................... 3 Considerações Iniciais............................................................

Leia mais

Regulamento do Projeto Experimental em Artes Visuais 2014 Instituto de Artes da UNICAMP (Licenciatura e Bacharelado)

Regulamento do Projeto Experimental em Artes Visuais 2014 Instituto de Artes da UNICAMP (Licenciatura e Bacharelado) Regulamento do Projeto Experimental em Artes Visuais 2014 Instituto de Artes da UNICAMP (Licenciatura e Bacharelado) 1. O que é o Projeto Experimental em Artes Visuais 1.1.Caracterização Para integralizar

Leia mais

Regulamento Trabalho de Conclusão de Curso. Das Disposições Preliminares

Regulamento Trabalho de Conclusão de Curso. Das Disposições Preliminares Regulamento Trabalho de Conclusão de Curso Das Disposições Preliminares Art. 1. Respaldado pelo disposto nos termos do parágrafo terceiro do Artigo 65 do Regimento Unificado da Associação Educativa Evangélica

Leia mais

ANEXO REGULAMENTO INTERNO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE FISIOTERAPIA DA FACULDADE DE APUCARANA - FAP

ANEXO REGULAMENTO INTERNO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE FISIOTERAPIA DA FACULDADE DE APUCARANA - FAP ANEXO REGULAMENTO INTERNO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE FISIOTERAPIA DA FACULDADE DE APUCARANA - FAP RESOLUÇÃO Nº 03, DE 27 DE JULHO DE 2004. Baixa o Regulamento do Trabalho de Conclusão do Curso

Leia mais

I CONFERÊNCIA PARAENSE DE CONTABILIDADE REGULAMENTO DE TRABALHOS TÉCNICOS E CIENTÍFICOS. Tema: A CONTABILIDADE PARA O DESENVOLVIMENTO DA AMAZÔNIA

I CONFERÊNCIA PARAENSE DE CONTABILIDADE REGULAMENTO DE TRABALHOS TÉCNICOS E CIENTÍFICOS. Tema: A CONTABILIDADE PARA O DESENVOLVIMENTO DA AMAZÔNIA REGULAMENTO DE TRABALHOS TÉCNICOS E CIENTÍFICOS Tema: A CONTABILIDADE PARA O DESENVOLVIMENTO DA AMAZÔNIA Belém 2014-1 - REGULAMENTO CAPÍTULO I DA COMPOSIÇÃO, LOCAL E DATA DE REALIZAÇÃO, DOS OBJETIVOS E

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO MATRIZ CURRICULAR 2011

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO MATRIZ CURRICULAR 2011 CURSO DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO MATRIZ CURRICULAR 2011 PALMAS TO 2011 APRESENTAÇÃO Este Regulamento de Estágio do Curso de Administração visa servir de referência

Leia mais

EDITAL Nº 15, DE 12 DE NOVEMBRO DE 2015. PROCESSO SELETIVO PARA MONITORES BOLSISTAS DO CURSO SUPERIOR BACHARELADO EM ENGENHARIA AGRONÔMICA

EDITAL Nº 15, DE 12 DE NOVEMBRO DE 2015. PROCESSO SELETIVO PARA MONITORES BOLSISTAS DO CURSO SUPERIOR BACHARELADO EM ENGENHARIA AGRONÔMICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO CAMPUS BOM JESUS DA LAPA BR 349 - Km 14 Zona Rural - Caixa Postal 34

Leia mais

REGULAMENTO INSTITUCIONAL DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO

REGULAMENTO INSTITUCIONAL DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO REGULAMENTO INSTITUCIONAL DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO DE GRADUAÇÃO Aprovado na CamEn, na 58 a Sessão, realizada em 25/04/2007, alterado na 61ª Sessão, realizada em 11/07/2007, aprovado no CONSEPE,

Leia mais

Política de Trabalho de Conclusão de Curso - TCC

Política de Trabalho de Conclusão de Curso - TCC Política de Trabalho de Conclusão de Curso - TCC A FACULDADE DINÂMICA prevê mecanismos efetivos de acompanhamento e de cumprimento do Trabalho de Conclusão de Curso, que no momento da construção do seu

Leia mais

Roteiro para encaminhamento de Projeto de Pesquisa ao CEP-FIPA

Roteiro para encaminhamento de Projeto de Pesquisa ao CEP-FIPA 1 Prezado Pesquisador: Comitê de Ética em Pesquisa CEP / FIPA Faculdades Integradas Padre Albino Fundação Padre Albino Rua dos Estudantes, 225 - Cep - 15.809-144 Catanduva SP Fone (17) 33113229 e-mail:

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO IA/UNESP

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO IA/UNESP FORMULÁRIO PARA A DEFESA Ao Conselho do Programa de Pós-graduação: O aluno: Devidamente matrículado no programa de Pós-Graduação: ÁREA: CURSO: Artes Mestrado Música Doutorado Linha de Pesquisa: Deverá,

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS Título I Das Disposições Preliminares Art. 1º Este Regulamento normatiza as atividades relativas ao Trabalho de Conclusão de Curso

Leia mais

Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso Curso de Graduação em Administração da FGV-EAESP

Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso Curso de Graduação em Administração da FGV-EAESP Curso de Graduação em Administração da FGV-EAESP SUMÁRIO 1. REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO... 1 2. DIRETRIZES PARA O TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO... 3 2.1. Objetivos... 3 2.2. Padrões...

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL REGULAMENTO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL REGULAMENTO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL UNISC CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL REGULAMENTO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO TÍTULO I DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Art. 1º Os Trabalhos de Conclusão de Curso,

Leia mais

REGULAMENTO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA FAPEPE FACULDADE DE PRESIDENTE PRUDENTE

REGULAMENTO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA FAPEPE FACULDADE DE PRESIDENTE PRUDENTE REGULAMENTO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA FAPEPE FACULDADE DE PRESIDENTE PRUDENTE CAPITULO I INTRODUÇÃO Artigo 1 - O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) é

Leia mais

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO LICENCIATURA MATEMÁTICA

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO LICENCIATURA MATEMÁTICA 1 TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO LICENCIATURA MATEMÁTICA À medida que se dá a interação com a realidade e, a partir da consolidação da formação teórica, delineia-se para o aluno a possibilidade de um aprofundamento

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS (ADS) IFSP VOTUPORANGA

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS (ADS) IFSP VOTUPORANGA REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS (ADS) IFSP VOTUPORANGA Regulamento aprovado pelo Colegiado de Curso do em 04/11/2015 de

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA A INSTITUCIONALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DE EXTENSÃO

ORIENTAÇÕES PARA A INSTITUCIONALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DE EXTENSÃO ORIENTAÇÕES PARA A INSTITUCIONALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DE EXTENSÃO CURSOS DE EXTENSÃO: Caracterizados como um conjunto articulado de ações pedagógicas, de caráter teórico e/ou prático, presencial ou à distância,

Leia mais

Lucia Maria Sá Barreto de Freitas

Lucia Maria Sá Barreto de Freitas RESOLUÇÃO DO CONSEPE Nº 12/2010 Aprova o Regulamento das Atividades de Estágio do Curso de Engenharia de Produção da FSSS e dá outras Providências. A PRESIDENTE DO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO-

Leia mais

REGULAMENTO DA MONOGRAFIA DA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU CEFET-SP DO OBJETIVO DA PROPOSTA DE MONOGRAFIA

REGULAMENTO DA MONOGRAFIA DA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU CEFET-SP DO OBJETIVO DA PROPOSTA DE MONOGRAFIA REGULAMENTO DA MONOGRAFIA DA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU CEFET-SP DO OBJETIVO Normatiza as atividades relacionadas à monografia da pós-graduação lato sensu do CEFET-SP. Art. 1º. Os objetivos da monografia

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE-FURG PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE-FURG PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE-FURG PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO Av. Itália, Km8 Campus Carreiros Rio Grande, RS Brasil 96201-900 fone: 53.32336772 e-mail:prograd@furg.br

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO, PESQUISA E INOVAÇÃO (PROEPI) EDITAL Nº 22/2012

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO, PESQUISA E INOVAÇÃO (PROEPI) EDITAL Nº 22/2012 PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO, PESQUISA E INOVAÇÃO (PROEPI) EDITAL Nº 22/2012 A Pró-Reitoria de Extensão, Pesquisa e Inovação (PROEPI) do Instituto Federal do Paraná, por meio da Diretoria de Pesquisa (DIPE)

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA RESOLUÇÃO N o 24/2012, DO CONSELHO DE GRADUAÇÃO Aprova as Normas Gerais de Estágio de Graduação da Universidade Federal de Uberlândia, e dá outras providências. O CONSELHO DE GRADUAÇÃO DA, no uso das competências

Leia mais

FACULDADE GUARAPUAVA CURSO DE CIÊNCIAS SOCIAIS LICENCIATURA REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC

FACULDADE GUARAPUAVA CURSO DE CIÊNCIAS SOCIAIS LICENCIATURA REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC FACULDADE GUARAPUAVA CURSO DE CIÊNCIAS SOCIAIS LICENCIATURA REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC Guarapuava - 2013 I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - Este Regulamento estabelece as regras

Leia mais

FACULDADE CIÊNCIAS DA VIDA

FACULDADE CIÊNCIAS DA VIDA FACULDADE CIÊNCIAS DA VIDA CÂMARA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DA FACULDADE CIÊNCIAS DA VIDA REGIME INTERNO SETE LAGOAS 2011 Regimento Interno Da Câmara de Ensino, Pesquisa e Extensão Art. 1 - A Câmara

Leia mais

EDITAL Nº 002 DE 17 DE DEZEMBRO DE 2010 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

EDITAL Nº 002 DE 17 DE DEZEMBRO DE 2010 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLÓGIA DE MINAS GERAIS CAMPUS CONGONHAS DIRETORIA DE PESQUISA, INOVAÇÃO, PÓS-GRADUAÇÃO

Leia mais

Reabertura de Inscriçõ es

Reabertura de Inscriçõ es Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá Diretoria de Pesquisa Científica e Desenvolvimento Tecnológico EDITAL PIBIC/CNPq/IEPA 2015/2016 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE

Leia mais

TÍTULO I DA NATUREZA, DAS FINALIDADES CAPÍTULO I DA NATUREZA. PARÁGRAFO ÚNICO Atividade curricular com ênfase exclusiva didático-pedagógica:

TÍTULO I DA NATUREZA, DAS FINALIDADES CAPÍTULO I DA NATUREZA. PARÁGRAFO ÚNICO Atividade curricular com ênfase exclusiva didático-pedagógica: REGULAMENTO GERAL PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS DO IFRR N A regulamentação geral de estágio tem por objetivo estabelecer normas e diretrizes gerais que definam uma política

Leia mais

REGULAMENTO DA DISCIPLINA ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS METALÚRGICOS

REGULAMENTO DA DISCIPLINA ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSOS METALÚRGICOS Serviço Público Federal Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Câmpus Caxias do Sul REGULAMENTO

Leia mais

Deliberação Colegiado PGP nº 04/2012

Deliberação Colegiado PGP nº 04/2012 Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Curitiba Mestrado em Planejamento e Governança Pública PR UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Deliberação Colegiado PGP nº

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BELO HORIZONTE - UNI-BH INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS CURSO TECNÓLOGO EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS. Edital Nº 001/2012

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BELO HORIZONTE - UNI-BH INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS CURSO TECNÓLOGO EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS. Edital Nº 001/2012 CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BELO HORIZONTE - UNI-BH INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS CURSO TECNÓLOGO EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Edital Nº 001/2012 Normas para Apresentação do Trabalho Interdisciplinar de Graduação

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA / UESC

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA / UESC REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA / UESC CAPÍTULO I Disposições gerais Art. 1º. O presente regulamento tem por objetivo normatizar as atividades relacionadas

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 118/2004-CEPE/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 118/2004-CEPE/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 118/2004-CEPE/UNICENTRO Aprova o Regulamento de Estágio Supervisionado de Graduação do Curso de Administração da UNICENTRO. O REITOR DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE, UNICENTRO: Faço

Leia mais

CURSO DE FARMÁCIA REGULAMENTO DO TRABALHO DE CURSO - TC (cursos 557 e 558 - currículos 1, 2 e 3)

CURSO DE FARMÁCIA REGULAMENTO DO TRABALHO DE CURSO - TC (cursos 557 e 558 - currículos 1, 2 e 3) CURSO DE FARMÁCIA REGULAMENTO DO TRABALHO DE CURSO - TC (cursos 557 e 558 - currículos 1, 2 e 3) Art. 1º O presente instrumento tem por finalidade normatizar as atividades do Trabalho de Curso (TC), do

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PRODUÇÃO ANIMAL R E G I M E N T O

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PRODUÇÃO ANIMAL R E G I M E N T O UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PRODUÇÃO ANIMAL R E G I M E N T O CAPÍTULO I - CAPÍTULO II - CAPÍTULO III - CAPÍTULO IV

Leia mais

REGULAMENTO DA DEFESA DE DISSERTAÇÃO DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM AUTOMAÇÃO E CONTROLE DE PROCESSOS - IFSP DO OBJETIVO

REGULAMENTO DA DEFESA DE DISSERTAÇÃO DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM AUTOMAÇÃO E CONTROLE DE PROCESSOS - IFSP DO OBJETIVO REGULAMENTO DA DEFESA DE DISSERTAÇÃO DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM AUTOMAÇÃO E CONTROLE DE PROCESSOS - IFSP DO OBJETIVO Normatiza as atividades relacionadas à defesa de dissertação e estabelece

Leia mais