André Miguel Fernandes Meles Rosa de Almeida Trabalho realizado sob a orientação de Paulo Alves Evandro Alves

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "mobile@ipb.virtual André Miguel Fernandes Meles Rosa de Almeida 26424 Trabalho realizado sob a orientação de Paulo Alves Evandro Alves"

Transcrição

1 André Miguel Fernandes Meles Rosa de Almeida Trabalho realizado sob a orientação de Paulo Alves Evandro Alves Engenharia Informática 2012/2013

2

3 Relatório da UC de Projeto Licenciatura em Engenharia Informática Escola Superior de Tecnologia e de Gestão André Almeida 2012/2013 iii

4 A Escola Superior de Tecnologia e Gestão não se responsabiliza pelas opiniões expressas neste relatório. iv

5 Certifico que li este relatório e que na minha opinião, é adequado no seu conteúdo e forma como demonstrador do trabalho desenvolvido no âmbito da UC de Projeto. Paulo Alves Orientador Certifico que li este relatório e que na minha opinião, é adequado no seu conteúdo e forma como demonstrador do trabalho desenvolvido no âmbito da UC de Projeto. Evandro Alves Coorientador Certifico que li este relatório e que na minha opinião, é adequado no seu conteúdo e forma como demonstrador do trabalho desenvolvido no âmbito da UC de Projeto. Arguente Aceite para avaliação da UC de Projeto v

6 vi

7 Dedicatória Dedico este projeto à minha família e a todos os amigos que me apoiaram durante a sua realização. A eles um muito obrigado pela paciência e esforço que tiveram, para que pudesse concluir esta etapa da minha vida. vii

8 Agradecimentos Agradeço ao meu orientador, professor Paulo Alves, pelo tempo dispensado para me orientar neste projeto. Agradeço em especial ao meu co-orientador por todo o seu trabalho pelo que sem ele este projeto não seria possível, e pelo seu tempo despendido comigo. Ao Instituto Politécnico de Bragança, por me ter acolhido e proporcionado boas condições de trabalho durante o meu percurso de estudante. viii

9 ix

10 Resumo A realização deste trabalho tem como objectivo a criação de uma aplicação para dispositivos móveis que permita aos alunos do IPB aceder a conteúdos relacionados com a vida académica. Foi escolhido o sistema Android para desenvolver a aplicação pois é o mais utilizado no mercado. A informação académica mais relevante para os estudantes reside na plataforma IPB.Virtual, que é um ambiente de gestão da aprendizagem do Instituto Politécnico de Bragança (IPB), baseado na plataforma de código aberto Sakai. Entrou em funcionamento em 2007 e é atualmente utilizado por mais de 95% dos alunos e docentes do IPB. Uma das melhorias mais reclamada pelos alunos é a disponibilização de um resumo de todas as atividades recentes realizadas no IPB.Virtual, uma vez que o utilizador deste necessita de navegar por todas as áreas para procurar os últimos recursos ou atividades. Este projeto vem de encontro a essa necessidade, tendo como objectivo o desenvolvimento de uma aplicação móvel onde todo o conteúdo recente do IPB.Virtual é mostrado automaticamente. Esta aplicação serve para mostrar aos alunos um resumo de conteúdos mais recentes publicados no Virtual, tais como Anúncios, Recursos, Trabalhos e Testes, mas também o seu horário e notícias do IPB. A consulta da base de dados do IPB.Virtual é feita através de webservices já existentes e outros criados para o efeito, permitem apenas a consulta de atividades do próprio utilizador não permitindo alteração de dados, o que vem tornar segura a sua utilização. Palavras-chave: Virtual, Android x

11 xi

12 xii

13 Abstract This work aims to create a mobile application that allows students IPB access content related to academic life. Android system was chosen to develop the application because it is the most used in the market. The academic information more relevant to students resides on the platform IPB.Virtual, which is an environment for learning management of IPB, based on the open source platform Sakai. Came into operation in 2007 and is currently used by more than 95% of the students and faculty of IPB. One of the improvements claimed by most students is the provision of a summary of all activities carried out in recent IPB.Virtual, since this requires the user to navigate through all the areas to look for the latest features or activities. This project is meeting this need, having as its objective the development of a mobile application where the entire contents of the latest IPB.Virtual is shown automatically. This application serves to show students a summary of the latest content published on Virtual, such as Announcements, Resources, Works and Tests, but also your schedule and news from IPB. The query of IPB.Virtual databases is via new webservices and other existing established for that purpose, allow only query the user's own activities not allowing alteration of data, which has become their use safe. Keywords: Virtual, Android xiii

14 xiv

15 Conteúdo 1 Estado da Arte Dispositivos móveis Android IOS Windows Phone Desenvolvimento Linguagens Frameworks e toolkits Componente Server-Side para aplicações móveis Desenvolvimento para Android Android SDK Linguagem Java IDE Eclipse Especificação do projecto Levantamento de Requisitos Requisitos funcionais Requisitos não funcionais Diagramas UML Base de Dados Estrutura da base de dados Implementação do projecto Plataforma Desenho da aplicação Desenvolvimento Recolha de informação Armazenamento de informação Visualização da informação Internacionalização Testes Conclusão Trabalho Futuro...32 xv

16 xvi

17 Lista de Figuras Figura 1 Arquitectura do Android... 2 Figura 2 Diagrama Figura 3 Diagrama Figura 4 Diagrama Figura 5 Base de Dados Figura 6 Sondagem sobre a plataforma móvel que os alunos usam Figura 7 Layout de Inicio de sessão Figura 8 Layout principal Figura 9 Menu de escolha de cadeiras visíveis Figura 10 Horário do aluno Figura 11 Pesquisa de Membros Figura 12 Notícias Figura 13 Informações da cadeira xvii

18 xviii

19 Lista de Abreviações IDE Integrated Development Environment HTTPS HiperText Transfer Protocol Secure JSON JavaScript Object Notation REST Representational State Transfer SDK Software Development Kit SOAP Simple Object Access Protocol UML Unified Modeling Language xix

20 xx

21 Capítulo 1 1 Estado da Arte 1.1 Dispositivos móveis Atualmente existem muitos tipos de dispositivos móveis com as capacidades de um computador, desde consolas de jogos, tablets, telemóveis, entre outros. Neste capítulo é feito um breve resumo sobre as principais plataformas de dispositivos móveis Android O Android é um sistema operativo desenvolvido para dispositivos móveis que em 2005 foi adquirido pela Google. É o sistema operativo mais utilizado em dispositivos móveis na atualidade. Inclui um sistema operativo baseado no Kernel Linux, um Middleware e um conjunto de aplicações nativas. A arquitetura da plataforma Android pode ser descrita em várias camadas (Figura 1). A primeira camada corresponde ao conjunto de aplicações disponibilizadas de origem e desenvolvidas em Java, como o cliente de , o programa de envio e recepção de SMS, a aplicação calendário, o Google Maps, browser, contactos, e outras. A segunda camada disponibiliza a framework de aplicações, onde o programador dispõe de acesso a funções específicas do hardware do equipamento onde corre o Android (GPS, câmara, etc.), de informação de localização, correr processos em background, adicionar notificações, etc. A arquitetura aplicacional do Android é desenhada de forma a facilitar a reutilização de código, 1

22 qualquer aplicação pode publicar as suas capacidades, e outras aplicações podem usar essas mesmas capacidades. Por exemplo, se uma aplicação necessitar de tirar uma fotografia com a câmara do dispositivo, deverá de existir uma outra aplicação que já o faça, e pode ser usada sem que seja preciso desenvolver o código de raiz. Não é necessário incorporar ou ligar o código da aplicação que tira a fotografia, basta iniciar a atividade da aplicação que tira fotos. Também é possível redefinir componentes com este mecanismo. Na camada seguinte residem as bibliotecas (C / C++), expostas ao programador pela framework de aplicações. A Android runtime contém as bibliotecas core da linguagem Java. É onde reside também a máquina virtual Java do Android (Dalvik Virtual Machine) A última camada corresponde ao Kernel Linux, que trata de funcionalidades nucleares como a gestão de memória, gestão de processos e segurança. É onde reside o modelo de controladores para interação com o hardware (WiFi, Áudio, Gestão de energia, entre outros) [1]. Figura 1 Arquitetura do Android[1] 2

23 Em média são ativados todos os dias 1.5 milhões de dispositivos Android por dia [2]. As aplicações para Android são distribuídas principalmente através da loja online Google Play, onde os utilizadores podem descarregar aplicações grátis ou pagas, tendo à sua disposição também jogos, músicas e livros em formato digital. A publicação de aplicações na Google Play implica o registo como programador com um pagamento associado de 25$, podendo este publicar aplicações gratuitas ou pagas, sendo que nas aplicações pagas a Google cobra 30% do lucro obtido. Uma grande vantagem de programar para Android é ser possível faze-lo em diversos sistemas operativos, tais como Windows, Linux e Mac OS IOS IOS é o sistema operativo móvel da Apple, só funciona em dispositivos desenvolvidos pela Apple. Inicialmente foi desenvolvida para o iphone e atualmente funciona em iphone, Ipod, Ipad e Apple TV. Foi lançado em 2007 e atualmente vai na versão 7 a ser lançada brevemente, estando já disponível a versão beta para quem desenvolve aplicações. Atualmente só é permitido desenvolver aplicações em ambiente Mac OS, na linguagem Objective-C. As aplicações para ios são distribuídas exclusivamente pela loja online App Store. A publicação de aplicações implica um controlo rigoroso por parte da Apple que decide se a aplicação pode ou não ser publicada [3]. 3

24 1.1.3 Windows Phone Pertence à empresa Microsoft e foi lançado em Outubro de 2010 para concorrer com os sistemas móveis Android e IOS. O desenvolvimento de aplicações é feito em ambiente Windows na ferramenta Microsoft Visual Studio tipicamente através da linguagem C#. Possui uma interface gráfica semelhante ao Windows 8 denominada Metro e uma loja online chamada Windows Phone Marketplace. A publicação de aplicações na loja online passam por um processo de aprovação para verificação e validação pela Microsoft, e implica um pagamento de uma taxa anual. 1.2 Desenvolvimento O desenvolvimento de aplicações móveis pode ser divido em três opções: - Nativa, para cada plataforma tem de se desenvolver código diferente, o que torna o seu desenvolvimento mais lento e pode acarretar custos na compra de licenças de desenvolvimento. Permite um maior desempenho por ser compilada na linguagem no SDK do fabricante. Ao contrário das do HTML5 permite o controlo sobre os componentes e recursos que o SDK oferece, tais como GPS, câmara, giroscópio. Todas as plataformas oferecem suporte nativo com boa performance a bases de dados. As aplicações podem ser instaladas e atualizadas através das lojas online da plataforma. - HTML5, é o mais recente formato de páginas Web, o que permite ser utilizado em qualquer dispositivo móvel (com suporte html5). Só é desenvolvida uma vez e fica disponível para todas as plataformas, o que a torna mais barata. O seu desenvolvimento é baseado em HTML, Javascript e CSS. Suporta áudio, vídeo, gráficos 2D e 3D e permite o armazenamento de dados local no lado do cliente. O cliente pode ter acesso a elas através de um simples link, o que as torna dependentes de uma ligação à internet. As aplicações Web alojadas na internet não requerem atualização por parte do utilizador 4

25 -Híbrida, são aplicações desenvolvidas por frameworks que misturam o conceito de aplicações nativas com HTML5. São aplicações desenvolvidas em HTML5 mas que permitem o acesso a características especificas da plataforma, tais como GPS, câmara ou aparência das aplicações nativas da plataforma. É desenvolvido uma vez e depois compilado nas várias plataformas de dispositivos móveis Linguagens Cada plataforma móvel tem ao seu dispor uma linguagem diferente de desenvolvimento. Em Android o desenvolvimento pode ser feito em Java através da aplicação Eclipse + Android SDK. Uma grande vantagem de desenvolver para Android é poder ser feito em vários sistemas operativos, Windows, Mac OS, e Linux sem qualquer custo de licenças de software. Para desenvolver aplicações para ios é necessário ter um computador com Mac OS com o Xcode e uma licença de desenvolvimento. A linguagem utilizada é o Objective-C. Em Windows Phone existem duas plataformas de desenvolvimento, Silverlight, e XNA. A linguagem desenvolvimento é C# Frameworks e toolkits Existem muitas frameworks para desenvolvimento de aplicações móveis, tais como PhoneGap, JQTouch, JQuerymobile, entre outros. São baseadas em linguagem javascript, html5 e css. 5

26 A grande vantagem de usar frameworks é que compilam as aplicações para diversas plataformas, Android ios, Windows Phone, BlackBerry entre outras. Antes de desenvolver a aplicação foram feitos alguns testes usando a framework PhoneGap. A aplicação era de fácil desenvolvimento mas tinha alguns contras o que levaram a desistir da framework. Após alguns testes a aceder a webservices do IPB.Virtual, conclui-se que a aplicação era muito lenta, e não permitia o acesso aos webservices do IPB.Virtual de testes através de https com certificado auto-assinado. Posto isto ficou decidido realizar uma aplicação nativa. 1.3 Componente Server-Side para aplicações móveis Os webservices permitem a comunicação pela internet entre aplicações diferentes, servem para enviar e receber dados em formato XML ou JSON entre aplicações que podem ter linguagens diferentes. A comunicação é feita através de um protocolo SOAP ou REST. SOAP (Simple Object Access Protocol) é um protocolo para troca de informações estruturadas entre aplicações. É baseado em XML e consistem em um envelope, que define o que está na mensagem e como processá-la, um conjunto de regras codificadas para expressar instâncias dos tipos de dados definidos e uma convenção para representar chamadas de procedimentos e respostas [4]. REST (Representational State Transfer) é um protocolo mais simples que o SOAP, é frequentemente escolhido para o desenvolvimento de consumo de webservices em aplicações móveis por ser mais leve e mais intuitivo. 6

27 1.4 Desenvolvimento para Android Para o desenvolvimento de aplicações para Android, são utilizadas diversas ferramentas e tecnologias que a seguir são descritas. - Android SDK É o SDK oficial da plataforma Android, e possui todas as bibliotecas básicas para o desenvolvimento Android. Inclui também um depurador e um simulador, o que permite testes nas várias versões disponíveis do Android. Apesar do Android estar atualmente na versão 4.3, a fim de maximizar o número de dispositivos compatíveis esta aplicação foi desenvolvida para funcionar a partir da versão Linguagem Java É linguagem utilizada pela plataforma, sendo então um pré-requisito para utilizar o SDK oficial. A linguagem Java foi criada pela Sun Microsystems, que foi comprada pela Oracle. Tem como base o paradigma de programação orientada a objetos, e uma das grandes vantagens é a sua utilização em larga escala em outro tipo de aplicações havendo então uma ampla documentação existente na Internet, o que permite uma fácil aprendizagem e resolução de problemas [4]. 7

28 - IDE Eclipse O ambiente de desenvolvimento, Integrated Development Environment (IDE), utilizado é o Eclipse. Eclipse é um IDE desenvolvido em Java, e segue um modelo open source de desenvolvimento de software. Foi iniciado na IBM que desenvolveu a primeira versão do produto e doou-o como software livre para a comunidade, sendo hoje o IDE Java mais utilizado no mundo. [5] É o IDE recomendado pela documentação oficial do SDK da plataforma Android. 8

29 Capítulo 2 2 Especificação do projeto 2.1 Levantamento de Requisitos A aplicação tem como principal requisito mostrar conteúdo do IPB.Virtual. No levantamento de requisitos foram estudados todo tipo de informação relativa ao IPB que a aplicação poderia mostrar. Através do Facebook foram questionados alunos do curso de Engenharia Informática sobre o que gostariam que a aplicação fizesse. Entre os requisitos mais pedidos estavam informações sobre cursos de curta duração, lista de ementas da cantina, e notificações de novas notas de exames colocadas no IPB.Virtual Alguns requisitos foram impossíveis de cumprir devido à falta de onde receber e mostrar informação atualizada. Após este estudo foram então criados os seguintes requisitos: Requisitos funcionais - Efectuar login, com opção de lembrar password e fazer logout. - Aceder às últimas novidades do IPB.Virtual: Anúncios, Recursos, Trabalhos e Testes. - Aceder ao horário escolar do aluno com uma vista semanal e em lista. - Mostrar as ementas da cantina do IPB. - Pesquisa de livros das bibliotecas do IPB pelo título, autor e tema. 9

30 - Pesquisa de membros do IPB pelo nome. - Mostrar linhas e horários do STUB. - Mostrar notícias do IPB, cursos de curta duração e outras notícias através de RSS Requisitos não funcionais - Suporte de invocação de webservices. - Base de dados local. - Autenticação https. -Suporte para Android a partir da versão

31 2.2 Diagramas UML Figura 2 Diagrama 1 11

32 12 Figura 3 Diagrama 2

33 Figura 4 Diagrama 3 13

34 2.3 Base de Dados A base de dados utilizada foi criada em SQLite, que é o sistema de base de dados nativo do Android. Foi utilizada para guardar toda a informação recolhida do IPB.Virtual, para depois ser consultada e mostrada ao utilizador. A aplicação tem uma tabela onde guarda o horário do aluno, uma tabela para pesquisa de membros do IPB, e várias outras tabelas onde são guardadas informações recebidas do IPB.Virtual Estrutura da base de dados Figura 5 Base de Dados Tabela cadeira: ID, nome, idvirtual, idanuncios, idfiles, visible. Cada cadeira tem um id único automático, o seu nome, o id atribuído pelo Virtual, um id relativo à tabela de anúncios e um id relativo à tabela de ficheiros. Tabela anuncio: ID, idvirtual, idcadeira, anuncio, autor, createdon e titulo. Cada anúncio tem um id único automático, um id atribuído pelo Virtual, um id que o relaciona com a sua cadeira, texto do anúncio, o autor, a data de criação e o seu título. 14

35 Tabela file: ID, idvirutal, file, filetype, filecreator, filesize, filecreateddate, e url. Cada ficheiro tem um id único automático, um id atribuído pelo virtual, o tipo de ficheiro, quem criou o ficheiro, o tamanho do ficheiro, a data de criação do ficheiro e o endereço de download. Tabela anexo: ID,idcadeira,idanuncio,name,url Cada anúncio pode ter ficheiros em anexo, que são guardados nesta tabela, com um um id único automático, o id da cadeira, o id do anúncio, o nome do ficheiro e o endereço de download. Tabela horario: ID, cadeira, inicio, fim, sala. Cada aula da semana fica guardada no horário, com um id único automático, o nome da cadeira, a data e hora de inicio da aula, data e hora de fim da aula, e a sala. Tabela pessoa: ID, nome, unidade, departamento, gabinete, , telefone. Cada membro do IPB fica guardado nesta tabela com um ID único automático, o nome, a unidade, o departamento, o gabinete, o e telefone da pessoa. Tabela teste: Id, idvirtual, titulo, abertura, estado, fecho, createdon. Cada teste tem um id único automático, o id atribuído pelo Virtual, o título do teste, a data e hora de abertura e fecho, o seu estado, e a data em que foi criado. 15

36 2.4 Implementação do projeto Plataforma Após alguns testes com desenvolvimento de aplicações híbridas foi decidido desenvolver uma aplicação nativa devido aos problemas e limitações encontrados neste tipo de aplicações. No sentido de se apurar qual a plataforma que os alunos utilizam mais, foi efectuado um pequeno inquérito. O inquérito com uma amostra selecionada de alunos do curso de Engenharia de Informática foi efetuado através do Facebook, inquirindo sobre que sistema operativo usavam os seus telemóveis. Responderam 50 alunos com o seguinte resultado (Figura 6). Ficou então decidido criar uma aplicação nativa para Android. Figura 6 Sondagem sobre a plataforma móvel que os alunos usam 16

37 2.4.2 Desenho da aplicação A aplicação tem como cores de fundo o roxo, cor utilizada no IPB.Virtual e um amarelo claro. Inicialmente aparece uma pequena janela onde é pedido o login e password do aluno, com uma opção de lembrar a password para não voltar a ser solicitada (Figura 7). Figura 7 Layout de Inicio de sessão De seguida aparece o layout principal (Figura 8) que consiste num menu do lado esquerdo que pode ser arrastado para ser mostrado ou ocultado. 17

38 Nesse menu aparecem as opções disponíveis, tais como ver o horário, pesquisar Membros, Noticias, uma lista das cadeiras do aluno, e a opção de fazer logout. No lado direito aparece automaticamente uma lista de todas as novidades das cadeiras dos últimos dois dias, sendo possível optar por ver dois dias, sete dias, um mês ou todo o conteúdo. Figura 8 Layout principal 18

39 No topo do layout aparecem 3 ícones, um para mostar/ocultar o menu, outro para definir que cadeiras o aluno quer ver no menu (Figura 9), e por fim um botão de logout. Figura 9 Menu de escolha de cadeiras visíveis 19

40 No layout do horário aparece uma tabela com o horário do aluno (Figura 10), e um botão para ver em modo lista, ordenado por dia da semana. Figura 10 Horário do aluno 20

41 O layout de Pesquisa de Membros do IPB consiste num campo de texto onde o utilizador pesquisa um nome. Após a pesquisa surge por baixo uma lista de nomes encontrados, e ao clicar neles aparece uma pequena janela com todos os detalhes, Nome, , Gabinete, Telefone, Unidade Orgânica e Departamento (Figura 11). Figura 11 Pesquisa de Membros 21

42 O layout de Noticias, mostra uma lista com o título de cada notícia, que após um clique mostra numa janela o conteúdo e endereço dessa notícia (Figura 12). Figura 12 Notícias 22

43 O layout de cada cadeira consiste em 4 listas expansíveis de Anúncios, Recursos, Trabalhos e Testes (Figura 13). Em cada item são mostrados os detalhes e no caso dos anexos e recursos é possível fazer o download e visualizar o ficheiro. Figura 13 Informações da cadeira 23

44 2.4.3 Desenvolvimento Este capítulo visa explicar detalhadamente todo o processo de implementação da aplicação. O desenvolvimento desta aplicação pode ser divido em três tarefas: a recolha de informação através de webservices, o seu armazenamento e a sua visualização Recolha de informação A informação é recolhida no IPB.Virtual com recurso a webservices existentes em REST, e alguns implementados em SOAP. A comunicação destes webservices é feita em HTTPS, por defeito o Android não permite esta invocação a servidores com certificado auto-assinado, o que levou a alguma pesquisa sobre como contornar este problema. Devido à existência de pouca informação sobre a utilização destes webservices do IPB.Virtual, a sua aprendizagem foi algo complexa e demorada. Estes webservices em android não podem ser invocados na thread principal, o que requer a criação de novas threads. Foi utilizada a classe ASyncTask que consiste na criação de threads em 3 etapas: -onpreexecute, é executando antes do doinbackgroud, serviu para criar pequenas mensagens que avisam o utilizador para esperar. - doinbackground, que invoca o webservice. -onpostexecute, é invocado depois da execução e também serviu para remover as mensagens de aviso anteriormente criadas. O primeiro webservice a ser executado é o de início de sessão, que tem como objetivo autenticar o utilizador através de um id de sessão chamado sessionid. É então criado um SoapObject onde são inseridos o endereço do webserver, o método login, o login e password do utilizador, e depois criado um SoapSerializationEnvelope contendo o SoapObject. Através de um HttpTransportSE é então invocado o webservice. Se o login for bem executado é devolvido um sessionid em formato json, exemplo: loginresponse{ loginreturn=c8a3e42b-f374-4c34-b239-0a6e0209fb27; } 24

45 Em seguida é executado o webservices refente ao REST, é um método mais simples, sendo criado um objecto RestClient com o endereço https://testing.estig.ipb.pt/direct/session/new.json, e os parâmetros _username e _password. Invoca-se então o método execute, que devolve o sessionid correspondente ao webservice REST. Após isso os sessionid são guardados em ficheiros, e são invocados todos os outros webservices, que dependiam deste para enviarem o sessionid. O webservices de apresentação das unidades curriculares em REST é invocado sendo enviado o sessionid e serve para recolher o nome e o código de cada unidade curricular, e guardar na base de dados. Depois é invocado o webservice de anúncios, que é em REST, e que devolve uma lista em JSON de todos os anúncios, com os seguintes parâmetros para cada anúncio: announcementid, siteid, body, createdbydisplayname, title, createdon, e dentro de cada um uma lista de anexos com os parâmetros: name e url. O webservice de ficheiros, teve de ser implementado pois ainda não existia na plataforma do IPB.Virtual. Este webservice foi desenvolvido em SOAP, e requer como os outros o envio de sessionid, e devolve uma resposta em JSON, com uma lista de ficheiros com os seguintes parâmetros: filename, filetype, filecreator, filesize, filecreateddate e fileurl. O webservice de Trabalhos é em REST, pois já existia no IPB.Virtual. Este webservice tem a particularidade de ter de ser invocado para cada cadeira. Recebe como parâmetros o sessionid, e o id da cadeira e é invocado pelo endereço: https://testing.estig.ipb.pt/direct/assignment/site/ seguido do id da cadeira e de.json. E devolve os parâmetros: title, status, opentimestring, duetimestring, e createdon. O webservice dos Testes teve de ser desenvolvido, e devolve todos os testes fornecendo um sessionid, e como parâmetros o siteid, title, status, startdate, duedate. E por fim, o webservice que recebe o horário dado uma data e o sessionid e devolve uma lista de aulas com os parâmetros: disciplina, sala, inicio, fim. 25

46 Armazenamento de informação Após cada webservice ser executado, ainda dentro da thread na função onpostexecute são criados os objetos relativos a cada webservice e em seguida guardados na base de dados. Exemplo do horário: protected void onpostexecute(string hor){ JSONObject jobj; try { jobj = new JSONObject(hor); JSONArray aulas = jobj.getjsonarray("horario"); for(int i = 0; i < aulas.length(); i++){ } JSONObject c; c = aulas.getjsonobject(i); //JSONArray disciplina = c.getjsonarray("disciplina"); JSONObject cc = c.getjsonobject("disciplina"); String cadeira = cc.getstring("disciplina"); String sala = c.getstring("sala"); String inicio = c.getstring("inicio"); String fim = c.getstring("fim"); Aula nova = new Aula(cadeira,inicio,fim,sala); db.criahorario(nova); } } catch (JSONException e) { // TODO Auto-generated catch block e.printstacktrace(); } return; Através de ciclos o ficheiro JSON recebido é tratado e são recolhidas as variáveis disciplina, sala, inicio e fim para cada aula do horário. Depois de isso é criado um objecto aula, que é enviado para o método criahorario que o vai guardar na base de dados. Função criahorario: public long criahorario(aula aula){ ContentValues values = new ContentValues(); values.put("cadeira", aula.getcadeira()); values.put("inicio",aula.getinicio()); values.put("fim",aula.getfim()); values.put("sala", aula.getsala()); return database.insert("horario",null,values); } 26

47 Visualização da informação A primeira informação a aparecer no ecrã é o menu esquerdo com a lista de cadeiras que o utilizador definiu como visíveis, por defeito estão todas visíveis mas existe uma opção de escolher quais pretende que apareçam nesse menu. Esse menu pode ser ocultado ou reaparecer arrastando o dedo para os lados, ou através de um botão. O menu foi criado através de uma libraria já existente [6]. Do lado direito é criado dinamicamente um resumo de todo conteúdo do IPB.Virtual dos últimos dois dias, para isso existem funções que pesquisam na base de dados com filtros de datas. O utilizador tem ainda opção de alargar esse resumo para sete dias, um mês, ou visualizar tudo. No menu existem 5 opções, a primeira é o Horário, esta opção mostra o horário numa grelha onde indica as aulas e a sala, Para uma melhor visualização só aparece as iniciais de cada unidade curricular. Nesse layout existe um menu com um botão para voltar para trás, e outro que faz aparecer o horário em modo lista, onde as aulas aparecerem ordenadas pelo dia da semana, mostrando o nome completo da cadeira, a sala, e o início e fim da aula. Outra opção do menu é a pesquisa de membros do IPB, foi recolhida através do site do IPB informações sobre: Nome, Unidade Orgânica, Departamento/Serviço, Gabinete, e Telefone[5]. Essa informação está guardada numa tabela da base de dados, e pode ser consultada pesquisando por nome. A pesquisa devolve uma lista de nomes encontrados, e com um clique aparece uma pequena janela com toda a informação disponível sobre essa pessoa. Esta função de pesquisa tem bastante utilidade para os alunos do IPB poderem saber o gabinete ou dos seus professores. Visualizar notícias sobre o IPB é outra das funções disponíveis no menu. Quando essa opção é escolhida é criada uma thread que faz o download do ficheiro RSS de notícias do site do IPB e mostra uma lista com os títulos das notícias. Para visualizar uma notícia basta clicar no seu título e é mostrada numa janela que também contém o endereço 27

48 para essa notícia, que pode ser clicado abrindo assim o endereço no browser definido do dispositivo móvel. A lista de cadeiras também faz parte da lista do menu, quando é clicada em uma cadeira aparece um novo layout com o nome da cadeira e uma lista expansível com o conteúdo da cadeira: Anúncios, Recursos, Trabalhos e Testes. Para os anúncios é mostrado a lista de títulos que ao ser clica mostra numa janela o Autor, Titulo e Assunto do anúncios. Caso o anúncio contenha anexos estes são mostrados numa lista. Para serem visualizados basta fazer um clique sobre eles, e é feito o download desse anexo, depois é aberto pelo programa predefinido pelo dispositivo. Caso não exista nenhum programa instalado capaz de mostrar esse anexo nada é mostrado. Para os recursos, acontece algo semelhante aos anexos, é mostrado uma lista de recursos que ao serem clicados é feito o seu download e aberta a aplicação que os vai mostrar. A lista de trabalhos mostra os títulos dos trabalhos da respetiva unidade curricular, ao clicar num título é mostrado também o seu estado, data e hora de abertura e fecho para entrega do trabalho. A lista de Testes é semelhante aos Trabalhos, após clicar num título é mostrado também a sua data e hora de abertura e fecho. A última opção do menu é a Sair, esta opção encerra a sessão e mostra uma janela onde o utilizador pode voltar a entrar colocando o seu nome de utilizador e password, ou sair da aplicação. 28

Frameworks para criação de Web Apps para o Ensino Mobile

Frameworks para criação de Web Apps para o Ensino Mobile 393 Frameworks para criação de Web Apps para o Ensino Mobile Lucas Zamim 1 Roberto Franciscatto 1 Evandro Preuss 1 1 Colégio Agrícola de Frederico Westphalen (CAFW) Universidade Federal de Santa Maria

Leia mais

Fundamentos da Computação Móvel

Fundamentos da Computação Móvel Fundamentos da Computação Móvel (Plataformas Sistemas Operacionais e Desenvolvimento) Programação de Dispositivos Móveis Mauro Lopes Carvalho Silva Professor EBTT DAI Departamento de Informática Campus

Leia mais

Aula 1 - Introdução e configuração de ambiente de desenvolvimento

Aula 1 - Introdução e configuração de ambiente de desenvolvimento Aula 1 - Introdução e configuração de ambiente de desenvolvimento Olá, seja bem-vindo à primeira aula do curso para desenvolvedor de Android, neste curso você irá aprender a criar aplicativos para dispositivos

Leia mais

Programação para Android

Programação para Android Programação para Android Aula 01: Visão geral do android, instalação e configuração do ambiente de desenvolvimento, estrutura básica de uma aplicação para Android Objetivos Configurar o ambiente de trabalho

Leia mais

Inicialização Rápida do Novell Vibe Mobile

Inicialização Rápida do Novell Vibe Mobile Inicialização Rápida do Novell Vibe Mobile Março de 2015 Introdução O acesso móvel ao site do Novell Vibe pode ser desativado por seu administrador do Vibe. Se não conseguir acessar a interface móvel do

Leia mais

Carregamento automatizado de Bases de Dados

Carregamento automatizado de Bases de Dados Carregamento automatizado de Bases de Dados André Neiva de Lemos nº 21276 Trabalho realizado sob a orientação de João Paulo Ribeiro Pereira Engenharia Informática 2014/2015 Carregamento automatizado de

Leia mais

Como funciona a MEO Cloud?

Como funciona a MEO Cloud? Boas-vindas O que é a MEO Cloud? A MEO Cloud é um serviço da Portugal Telecom, lançado a 10 de Dezembro de 2012, de alojamento e sincronização de ficheiros. Ao criar uma conta na MEO Cloud fica com 16

Leia mais

Introdução à aplicação móvel da plataforma Android. Instalação

Introdução à aplicação móvel da plataforma Android. Instalação Introdução à aplicação móvel da plataforma Android A aplicação (app) móvel SanDisk +Cloud Mobile App permite-lhe aceder ao seu conteúdo e gerir a sua conta a partir do seu dispositivo móvel. Com a aplicação

Leia mais

Dispositivos móveis e o mercado Android Open Handset Alliance Informações sobre Android Arquitetura

Dispositivos móveis e o mercado Android Open Handset Alliance Informações sobre Android Arquitetura Dispositivos móveis e o mercado Android Open Handset Alliance Informações sobre Android Arquitetura Dispositivos móveis e o mercado Mercado cresce a cada ano Muitos recursos Múltiplas plataforma Symbian

Leia mais

Aplicações Móveis e sua aplicação na saúde: micd, exemplo prático

Aplicações Móveis e sua aplicação na saúde: micd, exemplo prático Aplicações Móveis e sua aplicação na saúde: micd, exemplo prático Leonel Machava Email: leonelmachava@gmail.com MOZAMBICAN OPEN ARCHITECTURES STANDARDS AND INFORMATION SYSTEMS Conteúdo Definição de aplicação

Leia mais

Introdução à aplicação móvel da plataforma ios. Instalação

Introdução à aplicação móvel da plataforma ios. Instalação Introdução à aplicação móvel da plataforma ios A aplicação (app) móvel SanDisk +Cloud Mobile App permite-lhe aceder ao seu conteúdo e gerir a sua conta a partir do seu dispositivo móvel. Com a aplicação

Leia mais

Introdução a Computação Móvel

Introdução a Computação Móvel Introdução a Computação Móvel Computação Móvel Prof. Me. Adauto Mendes adauto.inatel@gmail.com Histórico Em 1947 alguns engenheiros resolveram mudar o rumo da história da telefonia. Pensando em uma maneira

Leia mais

EIMOBILE INSTITUIÇÕES DE ENSINO MOBILE

EIMOBILE INSTITUIÇÕES DE ENSINO MOBILE UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS CENTRO POLITÉCNICO TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS EIMOBILE INSTITUIÇÕES DE ENSINO MOBILE por Miguel Aguiar Barbosa Trabalho de curso II submetido como

Leia mais

Aviso. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

Aviso. O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Guia de Utilização 2015 Aviso O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser

Leia mais

Guia de Imprimir/Digitalizar Portátil para o Brother iprint&scan

Guia de Imprimir/Digitalizar Portátil para o Brother iprint&scan Guia de Imprimir/Digitalizar Portátil para o Brother iprint&scan Versão I POR Definições de notas Ao longo deste manual do utilizador, é utilizado o seguinte estilo de nota: especifica o ambiente operativo,

Leia mais

Mobincube. Navegar até ao website www.mobincube.com e carregar em Free sign up.

Mobincube. Navegar até ao website www.mobincube.com e carregar em Free sign up. Mobincube Navegar até ao website www.mobincube.com e carregar em Free sign up. Como criar uma conta? Inserir um nome de utilizador, password e email, de seguida clicar em Create Account. Nota: Por razões

Leia mais

Como criar uma APP (Mobincube)

Como criar uma APP (Mobincube) Como criar uma APP (Mobincube) Este módulo irá ensinar-lhe como criar e disponibilizar uma APP (Aplicação) usando o programa Mobincube. A produção de uma APP constitui uma competência informática avançada.

Leia mais

Guia de Imprimir/Digitalizar Portátil para o Brother iprint&scan

Guia de Imprimir/Digitalizar Portátil para o Brother iprint&scan Guia de Imprimir/Digitalizar Portátil para o Brother iprint&scan Versão G POR Definições de notas Ao longo deste Manual do Utilizador, é utilizado o seguinte ícone: As Notas indicam o que fazer perante

Leia mais

Vídeo Vigilância Abordagem Open-Source

Vídeo Vigilância Abordagem Open-Source Vídeo Vigilância Abordagem Open-Source Alunos: Justino Santos, Paulo Neto E-mail: eic10428@student.estg.ipleiria.pt, eic10438@student.estg.ipleiria.pt Orientadores: Prof. Filipe Neves, Prof. Paulo Costa

Leia mais

A plataforma Android: Uma Introdução

A plataforma Android: Uma Introdução A plataforma Android: Uma Introdução Android Iniciativa da Google de prover uma plataforma aberta para Web móvel Open Handset Alliance Associação de um grupo bastante heterogêneo de empresas (operadoras,

Leia mais

Aplicativo de inicialização rápida Novell Filr 1.0.2 Mobile

Aplicativo de inicialização rápida Novell Filr 1.0.2 Mobile Aplicativo de inicialização rápida Novell Filr 1.0.2 Mobile Setembro de 2013 Novell Inicialização rápida O Novell Filr permite que você acesse facilmente todos os seus arquivos e pastas do desktop, browser

Leia mais

MEGAFREE MANUAL DO USUÁRIO

MEGAFREE MANUAL DO USUÁRIO MEGAFREE MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO: Julho, 2013. DIREITOS DE USO: Publicação de uso exclusivo, classificada quanto ao nível de sigilo como RESERVADA. A presente documentação é propriedade da Tellfree Brasil

Leia mais

Android. Marcelo Quinta @mrquinta

Android. Marcelo Quinta @mrquinta Android Marcelo Quinta @mrquinta Oi, eu sou o Marcelo Quinta Pública Público-privada Privada Próprio negócio Voluntariado Parabéns à organização do GO-GTUG Tablets 160% de aumento em 2011 Smartphones

Leia mais

Manual do Aluno Plataforma de e-learning Moodle

Manual do Aluno Plataforma de e-learning Moodle Manual do Aluno Plataforma de e-learning Moodle i Índice Índice de Figuras 3 Introdução 4 Parte I - Acesso à Plataforma 5 1 - Entrar na Plataforma 6 1.1 - Alterar a senha 7 Parte II - Utilização da Plataforma

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS CENTRO POLITÉCNICO CURSO DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS CERVA TOISS. por

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS CENTRO POLITÉCNICO CURSO DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS CERVA TOISS. por UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS CENTRO POLITÉCNICO CURSO DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS CERVA TOISS por Daniel Teixeira Braga Trabalho de Conclusão de curso II Prof. Marcos Echevarria

Leia mais

Guia do usuário do PrintMe Mobile 3.0

Guia do usuário do PrintMe Mobile 3.0 Guia do usuário do PrintMe Mobile 3.0 Visão geral do conteúdo Sobre o PrintMe Mobile Requisitos do sistema Impressão Solução de problemas Sobre o PrintMe Mobile O PrintMe Mobile é uma solução empresarial

Leia mais

Inicialização Rápida do Novell Messenger 3.0.1 Móvel

Inicialização Rápida do Novell Messenger 3.0.1 Móvel Inicialização Rápida do Novell Messenger 3.0.1 Móvel Maio de 2015 O Novell Messenger 3.0.1 e posterior está disponível para seu dispositivo móvel ios, Android BlackBerry suportado. Como é possível efetuar

Leia mais

Guião de Introdução ao Eclipse IDE Índice

Guião de Introdução ao Eclipse IDE Índice Índice 1. Introdução... 2 1.1. O que é um ambiente de desenvolvimento (IDE)?... 2 1.2. Visão geral sobre o Eclipse IDE... 2 2. Iniciar o Eclipse... 3 2.1. Instalação... 3 2.2. Utilizar o Eclipse... 3 3.

Leia mais

Informações importantes

Informações importantes Informações importantes Genexus Web: Marketing e TI alinhados em Aplicativos para Dispositivos móveis DUAS ÁREAS IMPORTANTES... DOIS AMBIENTES... Mais do nunca, marketing e TI precisam estar alinhados

Leia mais

PROGRAMANDO ANDROID NA IDE ECLIPSE GABRIEL NUNES, JEAN CARVALHO TURMA TI7

PROGRAMANDO ANDROID NA IDE ECLIPSE GABRIEL NUNES, JEAN CARVALHO TURMA TI7 Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial do Rio Grande do Sul Informação e Comunicação: Habilitação Técnica de Nível Médio Técnico em Informática Programação Android na IDE Eclipse PROGRAMANDO ANDROID

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UM CLIENTE SOFIA2 (KP) SEGUINDO A ARQUITETURA KP-MODELO

DESENVOLVIMENTO DE UM CLIENTE SOFIA2 (KP) SEGUINDO A ARQUITETURA KP-MODELO DESENVOLVIMENTO DE UM CLIENTE SOFIA2 (KP) SEGUINDO A ARQUITETURA KP-MODELO JUNHO 2014 Versão 1 ÍNDICE ÍNDICE... 2 PASSO 1 FAMILIARIZAR-SE COM OS CONCEITOS BÁSICOS DE SOFIA2... 3 PASSO 2 - OBTER CREDENCIAIS

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSOS

PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSOS 1 de 5 PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSOS BURITREINAMENTOS MANAUS-AM DEZEMBRO / 2014 2 de 5 PACOTES DE TREINAMENTOS BURITECH A Buritech desenvolveu um grupo de pacotes de treinamentos, aqui chamados de BuriPacks,

Leia mais

Vitor Diogo Faria Pereira. Programador / Analista de Sistemas e Software

Vitor Diogo Faria Pereira. Programador / Analista de Sistemas e Software Curriculum Vitae INFORMAÇÃO PESSOAL Vitor Diogo Faria Pereira Rua da Vista Alegre nº184 1ºdrt, 4815-519 Vizela (Portugal) 936369288 vitor_pereira_16@sapo.pt Skype vitor_pereira_16 Sexo Masculino Data de

Leia mais

Android. 10 vantagens do sistema Android em relação ao iphone

Android. 10 vantagens do sistema Android em relação ao iphone Android Android é um sistema operacional do Google para smartphones, TVs e tablets. Baseado em Linux e de código aberto, o sistema móvel é utilizado em aparelhos da Samsung, LG, Sony, HTC, Motorola, Positivo,

Leia mais

ZS Rest. Manual Avançado. Ementas : Email e SMS. v2011

ZS Rest. Manual Avançado. Ementas : Email e SMS. v2011 Manual Avançado Ementas : Email e SMS v2011 1. Índice 2. INTRODUÇÃO... 2 3. INICIAR O ZSRest FrontOffice... 3 1 4. CONFIGURAÇÃO INICIAL... 4 b) Configurar E-Mail... 4 c) Configurar SMS... 5 i. Configurar

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Se ainda tiver dúvidas entre em contato com a equipe de atendimento: Por telefone: 0800 642 3090 Por e-mail atendimento@oisolucoespraempresas.com.br Introdução... 3 1. O que é o programa Oi Backup Empresarial?...

Leia mais

APLICATIVO SKY PARA IPAD, IPHONE E IPOD TOUCH

APLICATIVO SKY PARA IPAD, IPHONE E IPOD TOUCH APLICATIVO SKY PARA IPAD, IPHONE E IPOD TOUCH 14/03/2011 14 de Março de 2011 Aplicativo SKY ÍNDICE Premissas... 4 Requisitos de Sistema... 4 Como encontrar a versão do sistema operacional?... 5 I. iphone/ipod

Leia mais

Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1

Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1 Desenvolvimento Web TCC-00.226 Turma A-1 Conteúdo Introdução ao Ambiente de Desenvolvimento Professor Leandro Augusto Frata Fernandes laffernandes@ic.uff.br Material disponível em http://www.ic.uff.br/~laffernandes/teaching/2013.2/tcc-00.226

Leia mais

CA Nimsoft Monitor Mobile

CA Nimsoft Monitor Mobile CA Nimsoft Monitor Mobile Guia do Usuário 7.0 Histórico da revisão do documento Versão do documento Data Alterações 1.0 Setembro 2013 Versão inicial do Nimsoft Mobile 7.0. Avisos legais Copyright 2013,

Leia mais

Sistema para gestão de restaurante

Sistema para gestão de restaurante Sistema para gestão de restaurante Luciana Tavares Rosa luciana.rosa@inf.aedb.br AEDB Fábio Rezende Dutra fabio.dutra@inf.aedb.br AEDB Resumo:O sistema para gestão de restaurante é um software desenvolvido

Leia mais

Android Básico Hello World!

Android Básico Hello World! Android Básico Hello World! Instrutor Programador desde 2000 Aluno de doutorado Mestre em informática pelo ICOMP/UFAM Especialista em aplicações WEB FUCAPI marcio.palheta@gmail.com sites.google.com/site/marcio

Leia mais

Manual do Usuário Nextel Cloud. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Nextel 2014. http://nextelcloud.nextel.com.br

Manual do Usuário Nextel Cloud. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Nextel 2014. http://nextelcloud.nextel.com.br Manual do Usuário Versão 1.0.0 Copyright Nextel 2014 http://nextelcloud.nextel.com.br 1 Nextel Cloud... 4 2 Nextel Cloud Web... 5 2.1 Página Inicial... 6 2.1.1 Meu Perfil... 7 2.1.2 Meu Dispositivo...

Leia mais

Módulo I - Introdução. Faculdade Christus Sistemas de Informação 17/09/2010. Carlos Eugênio Torres Engenheiro de Informática http://cetorres.

Módulo I - Introdução. Faculdade Christus Sistemas de Informação 17/09/2010. Carlos Eugênio Torres Engenheiro de Informática http://cetorres. Módulo I - Introdução Aula 2 Carlos Eugênio Torres Engenheiro de Informática http://cetorres.com Faculdade Christus Sistemas de Informação 17/09/2010 Graduado em Ciência da Computação pela UFC, Brasil

Leia mais

MITEL MICOLLAB CLIENT

MITEL MICOLLAB CLIENT MITEL MICOLLAB CLIENT Sobre o MiCollab Client O MiCollab Client é um produto de comunicações de software integrado com os recursos avançados de gerenciamento de chamada do MiVoice Business e do MiVoice

Leia mais

[Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Funcionários da ESTG]

[Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Funcionários da ESTG] [Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Funcionários da ESTG] Unidade De Administração de Sistemas Serviços Informáticos Instituto Politécnico de Leiria 09-06-2010 Controlo do Documento Autor

Leia mais

Kaseya 2. Dados de exibição rápida. Version 7.0. Português

Kaseya 2. Dados de exibição rápida. Version 7.0. Português Kaseya 2 Mobile Device Management Dados de exibição rápida Version 7.0 Português Setembro 17, 2014 Agreement The purchase and use of all Software and Services is subject to the Agreement as defined in

Leia mais

VERSÃO: DIREITOS DE USO: Tellfree Brasil Telefonia IP S.A Tellfree Brasil Telefonia IP S.A

VERSÃO: DIREITOS DE USO: Tellfree Brasil Telefonia IP S.A Tellfree Brasil Telefonia IP S.A VERSÃO: Março, 2015. DIREITOS DE USO: Publicação de uso exclusivo, classificada quanto ao nível de sigilo como RESERVADA. A presente documentação é propriedade da Tellfree Brasil Telefonia IP S.A., tem

Leia mais

Elaborado por: Fábio Paulino 38060 Gonçalo Prendi 38047 Marco Carvalho 39746 Tiago Gonçalves 38090. MEI-SIGCA1 DAAM 2013/2014 Prof.

Elaborado por: Fábio Paulino 38060 Gonçalo Prendi 38047 Marco Carvalho 39746 Tiago Gonçalves 38090. MEI-SIGCA1 DAAM 2013/2014 Prof. MEI-SIGCA1 DAAM 2013/2014 Prof. Carlos Serrão Elaborado por: Fábio Paulino 38060 Gonçalo Prendi 38047 Marco Carvalho 39746 Tiago Gonçalves 38090 Índice Motivação... 2 Porquê Android... 2 Ambiente de Desenvolvimento

Leia mais

Estudo de Frameworks Multiplataforma Para Desenvolvimento de Aplicações Mobile Híbridas

Estudo de Frameworks Multiplataforma Para Desenvolvimento de Aplicações Mobile Híbridas 72 Estudo de Frameworks Multiplataforma Para Desenvolvimento de Aplicações Mobile Híbridas Ezequiel Douglas Prezotto 1, Bruno Batista Boniati 1 1 Tecnologia em Sistemas para Internet - Universidade Federal

Leia mais

MAPEAMENTO E LOCALIZAÇÃO DE REGIÕES DE INTERESSE UTILIZANDO REALIDADE AUMENTADA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS COM PLATAFORMA ANDROID

MAPEAMENTO E LOCALIZAÇÃO DE REGIÕES DE INTERESSE UTILIZANDO REALIDADE AUMENTADA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS COM PLATAFORMA ANDROID MAPEAMENTO E LOCALIZAÇÃO DE REGIÕES DE INTERESSE UTILIZANDO REALIDADE AUMENTADA EM DISPOSITIVOS MÓVEIS COM PLATAFORMA ANDROID Alessandro Teixeira de Andrade¹; Geazy Menezes² UFGD/FACET Caixa Postal 533,

Leia mais

Nova plataforma de correio electrónico Microsoft Live@edu

Nova plataforma de correio electrónico Microsoft Live@edu 1 Nova plataforma de correio electrónico Microsoft Live@edu Tendo por objectivo a melhoria constante dos serviços disponibilizados a toda a comunidade académica ao nível das tecnologias de informação,

Leia mais

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Novembro de 2003

geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.pt Impressão e acabamento: Inova 1ª edição: Novembro de 2003 MANTENHA-SE INFORMADO Envie um e-mail* para software@centroatlantico.pt para ser informado sempre que existirem actualizações a esta colecção ou outras notícias importantes sobre o Internet Explorer. *

Leia mais

7.3. WINDOWS MEDIA PLAYER 12

7.3. WINDOWS MEDIA PLAYER 12 7.3. WINDOWS MEDIA PLAYER 12 Este programa permite gerir toda a sua colecção de músicas, vídeos e até mesmo imagens, estando disponível para download no site da Microsoft, o que significa que mesmo quem

Leia mais

Guia de Acesso à Formação Online Formando 2011

Guia de Acesso à Formação Online Formando 2011 Plano [1] Guia de Acesso à Formação Online 2011 [2] ÍNDICE ÍNDICE...2 1. Introdução...3 2. Metodologia Formativa...4 3. Actividades...4 4. Apoio e Acompanhamento do Curso...5 5. Avaliação...6 6. Apresentação

Leia mais

PLATAFORMA ANDROID. Ariel Soares Teles arielsoaresteles@gmail.com

PLATAFORMA ANDROID. Ariel Soares Teles arielsoaresteles@gmail.com Universidade Federal do Maranhão UFMA Programa de Pós-graduação em Engenharia de Eletricidade PPGEE Área de Concentração: Ciência da Computação Disciplina: Introdução a Computação Móvel Professor: Dr.

Leia mais

20 Escola Digital Manual do Utilizador Professor

20 Escola Digital Manual do Utilizador Professor 20 Escola Digital Manual do Utilizador Professor Manual do Utilizador Professor... 1 1. Conhecer o 20 Escola Digital... 4 2. Autenticação... 6 2.1. Criar um registo na LeYa Educação... 6 2.2. Aceder ao

Leia mais

Manual de utilização do Moodle

Manual de utilização do Moodle Manual de utilização do Moodle Docentes Universidade Atlântica 1 Introdução O conceito do Moodle (Modular Object Oriented Dynamic Learning Environment) foi criado em 2001 por Martin Dougiamas, o conceito

Leia mais

Introdução à aplicação Web

Introdução à aplicação Web Introdução à aplicação Web A aplicação Web SanDisk +Cloud é uma interface com base na Web para aceder ao seu conteúdo e gerir a sua conta. Com a aplicação Web poderá reproduzir música, ver filmes, ver

Leia mais

DESENVOLVIMENTO EM DISPOSITIVOS MÓVEIS UTILIZANDO BANCO DE DADOS

DESENVOLVIMENTO EM DISPOSITIVOS MÓVEIS UTILIZANDO BANCO DE DADOS DESENVOLVIMENTO EM DISPOSITIVOS MÓVEIS UTILIZANDO BANCO DE DADOS Leandro Guilherme Gouvea 1, João Paulo Rodrigues 1, Wyllian Fressatti 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil leandrog.gouvea@gmail.com,

Leia mais

Primeiros Passos com o Windows 10

Primeiros Passos com o Windows 10 Primeiros Passos com o Windows 10 Completou com sucesso a atualização para o Windows 10 e agora pode usar todas as funcionalidades do novo sistema operativo. Queremos dar-lhe uma breve orientação para

Leia mais

Computação II Orientação a Objetos

Computação II Orientação a Objetos Computação II Orientação a Objetos Fabio Mascarenhas - 2014.1 http://www.dcc.ufrj.br/~fabiom/java Android Android é um sistema operacional para dispositivos móveis Kernel Linux, drivers e bibliotecas do

Leia mais

Minicurso introdutório de desenvolvimento para dispositivos Android. Cristiano Costa

Minicurso introdutório de desenvolvimento para dispositivos Android. Cristiano Costa Minicurso introdutório de desenvolvimento para dispositivos Android Cristiano Costa Desenvolvimento da interface estática Sobre mim Graduando em Engenharia Eletrônica - UNIFEI Trabalhou em desenvolvimento

Leia mais

YMT REQUISITOS FUNCIONAIS + REFLEXÃO VIABILIDADE TÉCNICA

YMT REQUISITOS FUNCIONAIS + REFLEXÃO VIABILIDADE TÉCNICA REQUISITOS FUNCIONAIS + REFLEXÃO VIABILIDADE TÉCNICA YMT DeCA NTC ANO3 PROJECTO NTC SEM2 RENATO COSTA RICARDO CARVALHO TIAGO FIGUEIREDO MARTIM SANTOS JOÃO ELVAS REQUISITOS FUNCIONAIS 1. Paradigma de interacção

Leia mais

Universidade Católica de Pelotas. Centro Politécnico. Analise e Desenvolvimento de Sistema LET S RUNNING. Por. Guilherme Carvalho Gehling

Universidade Católica de Pelotas. Centro Politécnico. Analise e Desenvolvimento de Sistema LET S RUNNING. Por. Guilherme Carvalho Gehling Universidade Católica de Pelotas Centro Politécnico Analise e Desenvolvimento de Sistema LET S RUNNING Por Guilherme Carvalho Gehling Documento de conclusão da disciplina de Trabalho de Curso II Orientador.

Leia mais

ARQUITETURA DE SISTEMAS. Cleviton Monteiro (cleviton@gmail.com)

ARQUITETURA DE SISTEMAS. Cleviton Monteiro (cleviton@gmail.com) ARQUITETURA DE SISTEMAS Cleviton Monteiro (cleviton@gmail.com) Roteiro Definição Documento de arquitetura Modelos de representação da arquitetura Estilos arquiteturais Arquitetura de sistemas web Arquitetura

Leia mais

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO -ZIMBRA- Ajuda na configuração e utilização do cliente de correio eletrónico

MANUAL DE CONFIGURAÇÃO -ZIMBRA- Ajuda na configuração e utilização do cliente de correio eletrónico MANUAL DE CONFIGURAÇÃO -ZIMBRA- Ajuda na configuração e utilização do cliente de correio eletrónico Índice Autenticação Pela Primeira Vez... 3 Utilização do Zimbra... 4 Como Aceder... 4 Como fazer Download

Leia mais

Departamento de Engenharia e Ciências do Mar Licenciatura em Engenharia Informática e de Computadores Projeto Fim de Curso TÍTULO

Departamento de Engenharia e Ciências do Mar Licenciatura em Engenharia Informática e de Computadores Projeto Fim de Curso TÍTULO Departamento de Engenharia e Ciências do Mar Licenciatura em Engenharia Informática e de Computadores Projeto Fim de Curso TÍTULO CLASS-REMINDER PARA ESTUDANTES DO DECM AUTOR: Arilson Jorge Santos Rocha

Leia mais

O Primeiro Programa em Visual Studio.net

O Primeiro Programa em Visual Studio.net O Primeiro Programa em Visual Studio.net Já examinamos o primeiro programa escrito em C que servirá de ponto de partida para todos os demais exemplos e exercícios do curso. Agora, aprenderemos como utilizar

Leia mais

GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU

GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU GUÍA PARA UTILIZAR A WEBNODE EDU Imagina que queres criar o teu próprio site. Normalmente, terías que descarregar e instalar software para começar a programar. Com a Webnode não é preciso instalar nada.

Leia mais

EA998/MC933 Guido Araujo e Sandro Rigo

EA998/MC933 Guido Araujo e Sandro Rigo EA998/MC933 Guido Araujo e Sandro Rigo 1 Introdução Livros adotados (e-books) Learning Android, Marco Gargenta, O Reilly Media (livro texto) Professional Android Application, Reto Meier, Wrox Abordagem

Leia mais

Guia de consulta rápida DVR HD

Guia de consulta rápida DVR HD Guia de consulta rápida DVR HD Primeira parte: Operações Básicas... 2 1. Instalação básica... 2 2. Arranque... 2 3. Desligar... 2 4. Iniciar sessão... 2 5. Pré- visualização... 3 6. Configuração da gravação...

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA A INSTALAÇÃO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO DE LEILÃO ELETRÔNICO DA CONAB

PROCEDIMENTOS PARA A INSTALAÇÃO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO DE LEILÃO ELETRÔNICO DA CONAB PROCEDIMENTOS PARA A INSTALAÇÃO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO DE LEILÃO ELETRÔNICO DA CONAB Sumep Julho/2006 PROCEDIMENTOS PARA A INSTALAÇÃO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO DE LEILÃO ELETRÔNICO DA CONAB Objetivo

Leia mais

Plataforma de correio eletrónico Microsoft Office 365

Plataforma de correio eletrónico Microsoft Office 365 1 Plataforma de correio eletrónico Microsoft Office 365 A plataforma Microsoft Office 365 disponibiliza a toda a comunidade académica um conjunto de recursos que permite suportar o trabalho colaborativo

Leia mais

Claro MDM Guia Prático

Claro MDM Guia Prático Claro MDM Guia Prático Bem vindo ao Claro MDM - Light Guia Rápido de Configuração do Claro MDM - Light Você está adquirindo uma das melhores plataformas de Gerenciamento de Dispositivos Móveis disponíveis

Leia mais

Caderno Digital Anglo Instalação

Caderno Digital Anglo Instalação Caderno Digital Anglo Instalação 1- Entre no Portal do Anglo: www.sistemaanglo.com.br 2- Entre com suas informações de usuário (Login e Senha) 3 Passe o mouse sob o seu segmento e um menu será aberto.

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO CONFIGURAÇÃO IDE ECLIPSE

MANUAL DE INSTALAÇÃO CONFIGURAÇÃO IDE ECLIPSE MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO IDE ECLIPSE T1011 GUILHERME RODRIGUES Ano 2015 MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO DA IDE ECLIPSE. Neste documento aborda como instalar e configurar a IDE eclipse para

Leia mais

[Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Estudantes da ESTG]

[Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Estudantes da ESTG] [Documentação de Utilização Correio Electrónico dos Estudantes da ESTG] Unidade De Administração de Sistemas Serviços Informáticos Instituto Politécnico de Leiria 10-07-2009 Controlo do Documento Autor

Leia mais

INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO DE JOGOS COM LIBGDX. Vinícius Barreto de Sousa Neto

INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO DE JOGOS COM LIBGDX. Vinícius Barreto de Sousa Neto INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO DE JOGOS COM LIBGDX Vinícius Barreto de Sousa Neto Libgdx é um framework multi plataforma de visualização e desenvolvimento de jogos. Atualmente ele suporta Windows, Linux,

Leia mais

1ª Edição Outubro de 2007

1ª Edição Outubro de 2007 1 Ficha Técnica Título: Manual de utilização da ELGG - Aluno Autoria: Célia Tavares Direcção Pedagógica e Técnica: Paula Peres Copyright: Projecto de Apoio On-line 1ª Edição Outubro de 2007 O Manual de

Leia mais

Integrando Eclipse e Websphere Application Server Community Edition

Integrando Eclipse e Websphere Application Server Community Edition 1 Integrando Eclipse e Websphere Application Server Community Edition Sobre o Autor Carlos Eduardo G. Tosin (carlos@tosin.com.br) é formado em Ciência da Computação pela PUC-PR, pós-graduado em Desenvolvimento

Leia mais

Tutorial SD. Mobile and Smart devices Development Solution - Página 1

Tutorial SD. Mobile and Smart devices Development Solution - Página 1 Mobile and Smart devices Development Solution - Página 1 Introdução Hoje em dia, está claro para a indústria de TI a relevância que têm os smartphones, tablets e dispositivos inteligentes (os chamados

Leia mais

Guia de Instalação do "Google Cloud Print"

Guia de Instalação do Google Cloud Print Guia de Instalação do "Google Cloud Print" Versão A POR Definições de notas Ao longo deste manual do utilizador, é utilizado o estilo de nota seguinte: As Notas indicam o que fazer se ocorrerem determinadas

Leia mais

Instituto Politécnico de Tomar. Manual da Área de Secretariados

Instituto Politécnico de Tomar. Manual da Área de Secretariados Instituto Politécnico de Tomar Manual da Área de Secretariados Última actualização: 13 de Outubro de 2004 Índice Como aceder a Área de Secretariados...2 O que posso efectuar na Área de Secretariado (Acções)...4

Leia mais

Educação Digital... 41... 19

Educação Digital... 41... 19 Versão 1.1 ... 3... 3... 3... 3... 3... 4... 4... 6... 9... 9... 10... 13... 15... 16... 16... 17... 18... 19... 21... 23... 27... 41... 42... 43... 44... 46... 60... 65 2 A aplicação 20 Manual é um novo

Leia mais

Como configurar e-mails nos celulares. Ebook. Como configurar e-mails no seu celular. W3alpha - Desenvolvimento e hospedagem na internet

Como configurar e-mails nos celulares. Ebook. Como configurar e-mails no seu celular. W3alpha - Desenvolvimento e hospedagem na internet Ebook Como configurar e-mails no seu celular Este e-book irá mostrar como configurar e-mails, no seu celular. Sistemas operacionais: Android, Apple, BlackBerry, Nokia e Windows Phone Há muitos modelos

Leia mais

Análise de Performance de Frameworks de Desenvolvimento Mobile Multiplataforma

Análise de Performance de Frameworks de Desenvolvimento Mobile Multiplataforma 347 Análise de Performance de Frameworks de Desenvolvimento Mobile Multiplataforma Kamile A. Wahlbrinck, Bruno B. Boniati Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) Caixa Postal 54 98.400-000 Frederico

Leia mais

Introdução a programação de dispositivos móveis. Prof. Me. Hélio Esperidião

Introdução a programação de dispositivos móveis. Prof. Me. Hélio Esperidião Introdução a programação de dispositivos móveis. Prof. Me. Hélio Esperidião Windows Mobile O Windows Mobile é um sistema operacional compacto, desenvolvido para rodar em dispositivos móveis como Pocket

Leia mais

Tutorial 1.0. Instalação

Tutorial 1.0. Instalação Tutorial 1.0 Instalação Índice Requisitos Instalando Android SDK Instalando Eclipse Instalando Plugin ADT no Eclipse Requisitos Para a instalação do SDK é necessário ter no minímo versão Java 6 (Standard

Leia mais

Seu manual do usuário HP SLATE 10 HD 3500EF SILVER http://pt.yourpdfguides.com/dref/5512768

Seu manual do usuário HP SLATE 10 HD 3500EF SILVER http://pt.yourpdfguides.com/dref/5512768 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para HP SLATE 10 HD 3500EF SILVER. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a

Leia mais

Lógica de Programação

Lógica de Programação Lógica de Programação Unidade 4 Ambiente de desenvolvimento Java QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática SUMÁRIO A LINGUAGEM JAVA... 3 JVM, JRE, JDK... 3 BYTECODE... 3 PREPARANDO O AMBIENTE

Leia mais

MITEL UNIFIED COMMUNICATOR ADVANCED

MITEL UNIFIED COMMUNICATOR ADVANCED MITEL UNIFIED COMMUNICATOR ADVANCED Sobre o UC Advanced O Mitel Unified Communicator (UC) Advanced é um produto de comunicações de software integrado com os recursos avançados de gerenciamento de chamada

Leia mais

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO 1 ÍNDICE 1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO... 3 1.1 REQUISITOS BASICOS DE SOFTWARE... 3 1.2 REQUISITOS BASICOS DE HARDWARE... 3 2 EXECUTANDO O INSTALADOR... 3 2.1 PASSO 01... 3 2.2 PASSO

Leia mais

Manual de Utilização MU003-1.0/2013 ISPADIGITAL/e-Campus(Perfil utilizador - Estudante)

Manual de Utilização MU003-1.0/2013 ISPADIGITAL/e-Campus(Perfil utilizador - Estudante) Manual de Utilização MU003-1.0/2013 ISPADIGITAL/e-Campus(Perfil utilizador - Estudante) 1. Introdução I 2. Primeiros passos I 3. Unidade Curricular I 4. Recursos e atividades O e-campus do ISPA - Instituto

Leia mais

20 Manual Manual do Utilizador Android

20 Manual Manual do Utilizador Android 20 Manual Manual do Utilizador Android Versão 1.1 Conteúdos do Manual do Utilizador A aplicação 20 Manual... 3 I... 3 1. Especificações técnicas... 3 1.1 Especificações mínimas do tablet... 3 1.2 Software

Leia mais

Manual Vivo Sync. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Vivo 2013. http://vivosync.com.br

Manual Vivo Sync. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Vivo 2013. http://vivosync.com.br Manual do Usuário Versão 1.0.0 Copyright Vivo 2013 http://vivosync.com.br 1 1 Índice 1 Índice... 2 2 Vivo Sync... 5 3 Vivo Sync Web... 6 3.1 Página Inicial... 6 3.1.1 Novo Contato... 7 3.1.2 Editar Contato...

Leia mais

Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter

Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter Índice Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter............... 1 Sobre a Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter................ 1 Requisitos de

Leia mais

Manual de referência do HP Web Jetadmin Database Connector Plug-in

Manual de referência do HP Web Jetadmin Database Connector Plug-in Manual de referência do HP Web Jetadmin Database Connector Plug-in Aviso sobre direitos autorais 2004 Copyright Hewlett-Packard Development Company, L.P. A reprodução, adaptação ou tradução sem permissão

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec: ETEC PROF MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÃ Eixo Tecnológico: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Habilitação Profissional: Habilitação Profissional

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO TERMINAL DE PORTA

MANUAL DE UTILIZAÇÃO TERMINAL DE PORTA MANUAL DE UTILIZAÇÃO TERMINAL DE PORTA www.xdsoftware.pt Resumo da Aplicação O XD Terminal de Porta é um módulo do XD Disco destinado a coletores de dados com o sistema operativo Windows mobile. Junta

Leia mais