INFORMÁTICA PARA CONCURSOS Preparatório INSS. C. Certo. E. Errado QUESTÃO 4. C. Certo. E. Errado QUESTÃO 5. E. Errado QUESTÃO 6

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INFORMÁTICA PARA CONCURSOS Preparatório INSS. C. Certo. E. Errado QUESTÃO 4. C. Certo. E. Errado QUESTÃO 5. E. Errado QUESTÃO 6"

Transcrição

1 Questões sobre Vírus e Anti-Vírus aula 20/04/16 gabarito: identificar as falhas de segurança existentes nos sistemas operacionais para contaminar computadores de empresas e propagar-se. QUESTÃO 1 Tribunal de Justiça - SE (TJSE/SE) 2014 Cargo: Técnico Judiciário - Área Administrativa/Judiciária / Questão 29 Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB Acerca dos conceitos de segurança da informação e de redes de computadores, julgue os próximos itens. Para evitar a contaminação de um arquivo por vírus, é suficiente salvá-lo com a opção de compactação. QUESTÃO 4 Fundação Universidade de Brasília (FUB) 2015 (2ª edição) Cargo: Operador de Câmera de Cinema e TV / Questão 43 Banca: Centro de Em relação ao uso da Internet e seus recursos, julgue os itens a seguir. A fim de evitar a infecção de um computador por vírus, deve-se primeiramente instalar uma versão atualizada de um antivírus, e somente depois abrir os arquivos suspeitos anexados a s. QUESTÃO 2 Defensoria Pública da União (DPU) 2016 Cargo: Arquivista / Questão 56 Banca: Centro de A respeito da Internet e suas ferramentas, julgue os itens a seguir. Malwares são mecanismos utilizados para evitar que técnicas invasivas, como phishing e spams, sejam instaladas nas máquinas de usuários da Internet. QUESTÃO 5 Telecomunicações Brasileiras S.A. (TELEBRAS) 2015 Cargo: Especialista em Gestão de Telecomunicações - Área Analista Superior / Comercial / Questão 115 Banca: Centro de A respeito de segurança da informação, julgue os itens subsecutivos. Worms, assim como os vírus, são autorreplicáveis e necessitam ser executados pelos usuários para se propagarem e infectarem os computadores de uma rede. QUESTÃO 3 Tribunal Regional Eleitoral / Rio Grande do Norte (TRE RN) 2015 Cargo: Assessor Técnico Jurídico / Questão 38 Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB Julgue os itens subsequentes, a respeito de organização e gerenciamento de arquivos, pastas e programas, bem como de segurança da informação. O objetivo do vírus Nimda é QUESTÃO 6 Prefeitura Municipal De Colônia Do Gurguéia - PI 2016 Cargo: Analista de Controle Interno / Questão 20 Banca: Instituto Machado de Assis ATENA SOLUÇÕES 1 Professor Miquéias Fernandes

2 Os vírus furtivos são: QUESTÃO 8 A) Vírus que se transforma a cada infecção, impossibilitando a detecção pela assinatura do vírus. B)Vírus que se transforma a cada infecção, se reescrevendo completamente a cada infecção, podendo mudar seu tamanho e comportamento. C) Vírus que infecta o setor de inicialização ou registro de inicialização, comprometendo o disco rígido, e se espalha quando o sistema é iniciado a partir do disco que o contém. D) Vírus projetado explicitamente para não ser detectado pelo antivírus. QUESTÃO 7 Tribunal Regional do Trabalho / 4ª Região (TRT 4ª) 2015 Cargo: Analista Judiciário - Área Oficial de Justiça Avaliador Federal / Questão 29 Banca: Fundação Carlos Chagas (FCC) Ferramentas antimalware, como os antivírus, procuram detectar, anular ou remover os códigos maliciosos de um computador. Para que estas ferramentas possam atuar preventivamente, diversos cuidados devem ser tomados, por exemplo: A) utilizar sempre um antimalware online, que é mais atualizado e mais completo que os locais. B) configurar o antimalware para verificar apenas arquivos que tenham a extensão.exe. C) não configurar o antimalware para verificar automaticamente os discos rígidos e as unidades removíveis (como pen-drives e discos externos), pois podem ser uma fonte de contaminação que o usuário não percebe. D) atualizar o antimalware somente quando o sistema operacional for atualizado, para evitar que o antimalware entre em conflito com a versão atual do sistema instalado. E) evitar executar simultaneamente diferentes programas antimalware, pois eles podem entrar em conflito, afetar o desempenho do computador e interferir na capacidade de detecção um do outro. Tribunal de Contas da União (TCU) 2015 Cargo: Técnico Federal de Controle Externo - Área Apoio Técnico e Administrativo - Especialidade: Técnica Administrativa / Questão 40 Banca: Centro de Julgue os itens que se seguem, relativos ao gerenciamento de arquivos e pastas e à segurança da informação. O vírus do tipo stealth, o mais complexo da atualidade, cuja principal característica é a inteligência, foi criado para agir de forma oculta e infectar arquivos do Word e do Excel. Embora seja capaz de identificar conteúdos importantes nesses tipos de arquivos e, posteriormente, enviá-los ao seu criador, esse vírus não consegue empregar técnicas para evitar sua detecção durante a varredura de programas antivírus. QUESTÃO 9 Fundação Universidade de Brasília (FUB) 2015 Cargo: Técnico de Laboratório - Área Biologia / Questão 50 Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB Julgue o item a seguir, relativo a segurança da informação. Vírus é um programa autossuficiente capaz de se propagar automaticamente pelas redes enviando cópias de si mesmo de um computador para outro. QUESTÃO 10 Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (CEFET RJ) 2014 Cargo: Técnico de Laboratório - Área Informática / Questão 24 Banca: Fundação CESGRANRIO (CESGRANRIO) Os programas antivírus são implantados nos sistemas operacionais para evitar a ação de softwares maliciosos. As pragas, detectadas pelos antivírus, as quais se encontram ATENA SOLUÇÕES 2 Professor Miquéias Fernandes

3 camufladas em softwares de interesse do usuário com o objetivo de se instalar na máquina do usuário e executar uma ação maliciosa sem o conhecimento do usuário, são conhecidas como A. worms B. bornets C. rabbits D. injectors E. trojan horses QUESTÃO 13 Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) 2014 Cargo: Agente Administrativo / Questão 26 Banca: Centro de Com referência à organização e gerenciamento de arquivos e à segurança da informação, julgue os itens subsecutivos. O comprometimento do desempenho de uma rede local de computadores pode ser consequência da infecção por um worm. QUESTÃO 11 Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) 2014 Cargo: Agente Administrativo / Questão 24 Eventos UnB A respeito de segurança da informação, julgue os itens subsecutivos. Quando ativado na máquina, a principal característica do vírus time bomb é a sua capacidade de remover o conteúdo do disco rígido em menos de uma hora. QUESTÃO 12 Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) 2014 Cargo: Técnico Administrativo / Questão 25 Banca: Centro de Com relação a gerenciamento de informações e a aplicativos para segurança, julgue os itens subsequentes. As verificações de antivírus em um arquivo ocorrem com base na comparação entre o nome do arquivo e o banco de dados de vacinas, visto que os antivírus não possuem recursos para analisar o conteúdo dos arquivos. QUESTÃO 14 Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) 2014 Cargo: Agente Administrativo / Questão 27 Banca: Centro de Com referência à organização e gerenciamento de arquivos e à segurança da informação, julgue os itens subsecutivos. Os antivírus, além da sua finalidade de detectar e exterminar vírus de computadores, algumas vezes podem ser usados no combate a spywares. QUESTÃO 15 Corpo de Bombeiro Militar - CE (CBM/CE) 2014 (2ª edição) Cargo: Soldado / Questão 28 Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB Acerca de segurança da informação e dos procedimentos de becape, julgue os próximos itens. A instalação de antivírus no computador de um usuário que utiliza a máquina em ambiente organizacional é suficiente para impedir o acesso, por terceiros, a informações privativas do usuário. ATENA SOLUÇÕES 3 Professor Miquéias Fernandes

4 QUESTÃO 16 Fundação Universidade de Brasília (FUB) 2014 (2ª edição) Cargo: Técnico de Laboratório - Área Análises Clínicas / Questão 31 Banca: Centro de Com relação à segurança da informação, julgue os próximos itens. Computadores podem ser infectados por vírus mesmo que não estejam conectados à Internet. E) instalação por execução explícita do código malicioso QUESTÃO 19 Departamento de Polícia Federal (DPF) 2014 Cargo: Agente de Polícia Federal / Questão 48 Eventos UnB Julgue os próximos itens, acerca de vírus, worms, pragas virtuais e aplicativos para segurança. Computadores infectados por botnets podem ser controlados remotamente bem como podem atacar outros computadores sem que os usuários percebam. QUESTÃO 17 Conselho Administrativo de Defesa Econômica - CADE 2014 Cargo: Agente Administrativo / Questão 44 Banca: Centro de Seleção e de Promoção de Eventos UnB Acerca dos conceitos de gerenciamento de arquivos e de segurança da informação, julgue os itens subsequentes. Os vírus de computador podem apagar arquivos criados pelo editor de texto, no entanto são incapazes de infectar partes do sistema operacional, já que os arquivos desse sistema são protegidos contra vírus. QUESTÃO 18 Banco do Brasil S.A. (BB) 2014 Cargo: Escriturário / Questão 54 Banca: Fundação CESGRANRIO (CESGRANRIO) Há características importantes que distinguem os códigos maliciosos denominados worm daqueles denominados trojan. Uma dessas características é a A) autorreplicação automática pela rede B) instalação por execução de arquivo infectado C) contaminação através de redes sociais D) contaminação por compartilhamento de arquivos QUESTÃO 20 Polícia Civil - SP (PC/SP) 2014 Cargo: Técnico de Laboratório / Questão 100 Banca: Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista (VUNESP) O Comitê Gestor da Internet no Brasil define como um programa, ou parte de um programa de computador, normalmente malicioso, que se propaga inserindo cópias de si mesmo e se tornando parte de outros programas e arquivos, para executar ações danosas ou atividades maliciosas em um computador. Assinale a alternativa que preenche corretamente a lacuna do enunciado. A) o spam B) o vírus C) o antivírus D) a criptografia E) o firewall QUESTÃO 21 Secretaria de Estado da Saúde - ES (SESA/ES) 2013 Cargo: Médico - Área Alergista / Questão 16 Eventos UnB ATENA SOLUÇÕES 4 Professor Miquéias Fernandes

5 Com relação a vírus, worms e pragas virtuais, assinale a opção correta. A) A instalação e a atualização constante do antivírus é uma garantia total contra as possibilidades de infecção. QUESTÃO 23 Secretaria de Estado da Saúde - ES (SESA/ES) 2013 Cargo: Técnico em Enfermagem / Questão 30 Eventos UnB B) Os vírus de macro infectam qualquer arquivo que não tenha antivírus de proteção. C) O acesso a páginas da Internet com applets Java e controles ActiveX maliciosos torna possível a infecção por vírus ou comandos de programação que, entre outros danos, poderá causar a formatação do disco rígido. D) A ação de ler um não é suficiente para possibilitar a infecção do computador por vírus, pois a contaminação ocorre somente com a execução de arquivos anexos. E) A compactação de arquivos antes de seu envio evita contaminações por vírus. QUESTÃO 22 Secretaria de Estado da Saúde - ES (SESA/ES) 2013 Cargo: Técnico em Enfermagem / Questão 29 Eventos UnB No que diz respeito a vírus, worms e pragas virtuais, assinale a opção correta. A) Um worm é um programa que combate o vírus, se utilizado de forma correta. B) As pragas virtuais contaminam os computadores quando os usuários acessam a Internet, estando protegidos dessas pragas os computadores isolados da rede. C) Arquivos de jogos criados com o objetivo de divertir os usuários, embora comprometam a eficiência do computador, por empregarem a memória RAM não contaminam o computador. D) Trojans ou cavalos de Troia são programas introduzidos de diversas maneiras em um computador com o objetivo de controlar o seu sistema. E) Todos os programas destrutivos são considerados vírus, por ser essa sua principal característica. No que se refere a antivírus, firewall, spyware e anti-spyware, assinale a opção correta. A) A ativação do antivírus é suficiente para proteger o computador contra o acesso de usuários ou aplicações não autorizados. B) Firewall são programas que eliminam vírus com maior eficiência que os antivírus comuns, pois realizam detecção por meio de varredura, eliminando os vírus mediante recovery. C) O anti-spyware, ao contrário do antivírus, propaga a proteção contra os vírus existentes de maneira semelhante a um antídoto, o que evita a contaminação de outros computadores da rede. D) O uso conjunto de diversos aplicativos de segurança, tais como de antivírus, firewall e antispyware, evita a ocorrência de quaisquer contaminação e problemas relacionados à segurança da informação. E) O spyware é um programa automático de computador que tanto recolhe informações sobre o usuário e seus costumes na Internet quanto transmite essas informações a uma entidade externa à Internet, sem o conhecimento ou consentimento do usuário. QUESTÃO 24 Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM) 2013 Cargo: Pesquisador em Geociências - Área Geologia / Questão 23 Eventos UnB Com relação a vírus de computadores e malwares em geral, julgue os próximos itens. Por meio de atualizações de assinaturas de antivírus, detectam-se os vírus mais recentes incluídos na lista de assinaturas, contudo, esse procedimento não garante a detecção de novos tipos de vírus. ATENA SOLUÇÕES 5 Professor Miquéias Fernandes

6 QUESTÃO 25 Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM) 2013 Cargo: Pesquisador em Geociências - Área Geologia / Questão 24 Eventos UnB Com relação a vírus de computadores e malwares em geral, julgue os próximos itens. Malwares propagam-se por meio de rede local, discos removíveis, correio eletrônico e Internet. QUESTÃO 26 Polícia Civil do Distrito Federal - DF (PCDF/DF) 2013 Cargo: Escrivão de Polícia / Questão 23 Eventos UnB Julgue os itens que se seguem, que dizem respeito ao armazenamento de dados em nuvem e a pragas virtuais. Rootkit é um tipo de praga virtual de difícil detecção, visto que é ativado antes que o sistema operacional tenha sido completamente inicializado. QUESTÃO 27 Telecomunicações Brasileiras S.A. (TELEBRAS) 2013 Cargo: Técnico em Gestão de Telecomunicações - Área Assistente Administrativo / Questão 29 Banca: Centro de Julgue os itens de 26 a 29, acerca dos conceitos de Internet, recursos e programas de navegação em geral. Cavalo de troia é um tipo de programa que se instala sem conhecimento do usuário. Por meio desse programa, o invasor pode ter acesso a arquivos do computador e copiá-los, além de poder formatar o disco rígido. ATENA SOLUÇÕES 6 Professor Miquéias Fernandes

Informática Concurso INSS

Informática Concurso INSS Questões Sobre NAVEGADORES 13 de abril de 2016 NOÇÕES BÁSICAS DE FERRAMENTAS E APLICATIVOS DE NAVEGAÇÃO QUESTÃO 1 Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) 2012 Cargo: Técnico em Regulação de Aviação Civil

Leia mais

Para cada questão responda se a afirmativa está certa ou errada, JUSTIFICANDO:

Para cada questão responda se a afirmativa está certa ou errada, JUSTIFICANDO: Exercícios de Segurança de Informação Ameaças lógicas Para cada questão responda se a afirmativa está certa ou errada, JUSTIFICANDO: 1) Vírus de macro infectam arquivos criados por softwares que utilizam

Leia mais

Segurança na Internet. Disciplina: Informática Prof. Higor Morais

Segurança na Internet. Disciplina: Informática Prof. Higor Morais Segurança na Internet Disciplina: Informática Prof. Higor Morais 1 Agenda Segurança de Computadores Senhas Engenharia Social Vulnerabilidade Códigos Maliciosos Negação de Serviço 2 Segurança de Computadores

Leia mais

Programa que, além de incluir funcionalidades de worms, dispõe de mecanismos de comunicação com o invasor, permitindo que seja controlado remotamente.

Programa que, além de incluir funcionalidades de worms, dispõe de mecanismos de comunicação com o invasor, permitindo que seja controlado remotamente. TIPOS DE VÍRUS Principais Tipos de Códigos Maliciosos 1. Virus Programa que se propaga infectando, isto é, inserindo cópias de si mesmo e se tornando parte de outros programas e arquivos de um computador.

Leia mais

Malwares Segurança da Informação. S.O.S. Concursos Prof: Tiago Furlan Lemos

Malwares Segurança da Informação. S.O.S. Concursos Prof: Tiago Furlan Lemos Malwares Segurança da Informação. S.O.S. Concursos Prof: Tiago Furlan Lemos Malware O termo malware é proveniente do inglês malicious software; é um software destinado a se infiltrar em um sistema de computador

Leia mais

INTRODUÇÃO. O conteúdo programático foi pensado em concursos, assim simularemos algumas questões mais usadas em vestibular e provas de concursos.

INTRODUÇÃO. O conteúdo programático foi pensado em concursos, assim simularemos algumas questões mais usadas em vestibular e provas de concursos. INTRODUÇÃO Essa apostila foi idealizada como suporte as aulas de Informática Educativa do professor Haroldo do Carmo. O conteúdo tem como objetivo a inclusão digital as ferramentas de pesquisas on-line

Leia mais

i TIC 7/8 Segurança no computador Informação 7 Unidade 1 Utilização do computador em segurança

i TIC 7/8 Segurança no computador Informação 7 Unidade 1 Utilização do computador em segurança i TIC 7/8 Informação 7 Segurança no computador Unidade 1 Utilização do computador em segurança Malware Software Malicioso Malware: todos os programas maliciosos instalados num computador de forma ilícita

Leia mais

MALWARE. Spyware. Seguem algumas funcionalidades implementadas em spywares, que podem ter relação com o uso legítimo ou malicioso:

MALWARE. Spyware. Seguem algumas funcionalidades implementadas em spywares, que podem ter relação com o uso legítimo ou malicioso: MALWARE Spyware É o termo utilizado para se referir a uma grande categoria de software que tem o objetivo de monitorar atividades de um sistema e enviar as informações coletadas para terceiros. Seguem

Leia mais

Malwares. Algumas das diversas formas como os códigos maliciosos podem infectar ou comprometer um computador são:

Malwares. Algumas das diversas formas como os códigos maliciosos podem infectar ou comprometer um computador são: Malwares Códigos Maliciosos - Malware Códigos maliciosos (malware) são programas especificamente desenvolvidos para executar ações danosas e atividades maliciosas em um computador. Algumas das diversas

Leia mais

Informática para o concurso Professor Alisson Cleiton

Informática para o concurso Professor Alisson Cleiton CADERNO DE QUESTÕES CESPE / 2013 1. ( ) Nos navegadores Microsoft Internet Explorer, Mozilla Firefox e Google Chrome, o uso de bookmarks permite definir a atualização automática, pelo navegador, de novas

Leia mais

Em informática, um vírus de computador é um software malicioso que vem sendo desenvolvido por programadores que, tal como um vírus biológico, infecta

Em informática, um vírus de computador é um software malicioso que vem sendo desenvolvido por programadores que, tal como um vírus biológico, infecta Em informática, um vírus de computador é um software malicioso que vem sendo desenvolvido por programadores que, tal como um vírus biológico, infecta o sistema, faz cópias de si mesmo e tenta se espalhar

Leia mais

Administração de Empresas Ciências Contábeis Informática Aplicada

Administração de Empresas Ciências Contábeis Informática Aplicada Administração de Empresas Ciências Contábeis Informática Aplicada Prof. Renato M. renato5150@hotmail.com Aula 2 São pequenos programas feitos geralmente em linguagem de máquina, e que possuem a característica

Leia mais

Códigos Maliciosos.

Códigos Maliciosos. <Nome> <Instituição> <e-mail> Códigos Maliciosos Agenda Códigos maliciosos Tipos principais Cuidados a serem tomados Créditos Códigos maliciosos (1/3) Programas especificamente desenvolvidos para executar

Leia mais

Aula 03 Malware (Parte 01) Visão Geral. Prof. Paulo A. Neukamp

Aula 03 Malware (Parte 01) Visão Geral. Prof. Paulo A. Neukamp Aula 03 Malware (Parte 01) Visão Geral Prof. Paulo A. Neukamp Mallware (Parte 01) Objetivo: Descrever de maneira introdutória o funcionamento de códigos maliciosos e os seus respectivos impactos. Agenda

Leia mais

SISTEMA OPERACIONAL - WINDOWS

SISTEMA OPERACIONAL - WINDOWS MANUAL PROTECT Versão R15 SISTEMA OPERACIONAL - WINDOWS Copyright GVT 2015 www.gvtprotect.com.br 1 1 Índice 1 Índice... 2 2 GVT PROTECT... 3 2.1 REQUISITOS MÍNIMOS DE SISTEMA... 3 2.2 SISTEMAS OPERACIONAIS

Leia mais

Parte VIII: Códigos Maliciosos (Malware)

Parte VIII: Códigos Maliciosos (Malware) SEGURANÇA FRAUDE TECNOLOGIA SPAM INT MALWARE PREVENÇÃO VÍRUS BANDA LARGA TROJAN PRIVACIDADE PHISHING WIRELESS SPYWARE ANTIVÍRUS WORM BLUETOOTH SC CRIPTOGRAFIA BOT SENHA ATAQUE FIREWAL BACKDOOR COOKIES

Leia mais

http://cartilha.cert.br/

http://cartilha.cert.br/ http://cartilha.cert.br/ Códigos maliciosos são usados como intermediários e possibilitam a prática de golpes, a realização de ataques e o envio de spam Códigos maliciosos, também conhecidos como pragas

Leia mais

Códigos Maliciosos. Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br

Códigos Maliciosos. Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br Códigos Maliciosos Prof. MSc. Edilberto Silva edilms@yahoo.com http://www.edilms.eti.br Agenda Códigos maliciosos Tipos principais Cuidados a serem tomados Créditos Códigos maliciosos (1/3) Programas especificamente

Leia mais

Prof. Demétrios Coutinho

Prof. Demétrios Coutinho Prof. Demétrios Coutinho Hoje em dia a informação é o bem mais valioso de uma empresa/cliente. A segurança da informação é um conjunto de medidas que se constituem basicamente de controles e política de

Leia mais

Fundamentos em Segurança de Redes de Computadores. Pragas Virtuais

Fundamentos em Segurança de Redes de Computadores. Pragas Virtuais Fundamentos em Segurança de Redes de Computadores Pragas Virtuais 1 Pragas Virtuais São programas desenvolvidos com fins maliciosos. Pode-se encontrar algumas semelhanças de um vírus de computador com

Leia mais

OBJETIVO DA POLÍTICA DE SEGURANÇA

OBJETIVO DA POLÍTICA DE SEGURANÇA POLÍTICA DE SEGURANÇA DIGITAL Wagner de Oliveira OBJETIVO DA POLÍTICA DE SEGURANÇA Hoje em dia a informação é um item dos mais valiosos das grandes Empresas. Banco do Brasil Conscientizar da necessidade

Leia mais

SISTEMA OPERACIONAL MAC OS

SISTEMA OPERACIONAL MAC OS MANUAL PROTECT Versão R15 SISTEMA OPERACIONAL MAC OS Copyright GVT 2015 www.gvtprotect.com.br 1 1 Índice 1 Índice... 2 2 GVT PROTECT... 3 2.1 Requisitos Mínimos De Sistema... 3 2.2 Sistemas Operacionais

Leia mais

Prof. Marcelo Moreira Curso Juris

Prof. Marcelo Moreira Curso Juris Segurança/Exercícios 12/ABR/11 CNPQ - Analista em Ciência e Tec. Jr - CESPE 12/ABR/11 CNPQ - Assistente CESPE 22/MAR/2011 SESA/ES PARTE COMUM TODOS OS CARGOS (MÉDICOS, GESTÃO, VIGILÂNCIA) CESPE 1 2 MAR/2011

Leia mais

A segurança na utilização da Internet é um tema muito debatido nos dias atuais devido à grande quantidade de ladrões virtuais.

A segurança na utilização da Internet é um tema muito debatido nos dias atuais devido à grande quantidade de ladrões virtuais. A segurança na utilização da Internet é um tema muito debatido nos dias atuais devido à grande quantidade de ladrões virtuais. Sobre as práticas recomendadas para que a utilização da internet seja realizada

Leia mais

Segurança da Internet no Brasil e Atuação do CERT.br

Segurança da Internet no Brasil e Atuação do CERT.br Segurança da Internet no Brasil e Atuação do CERT.br Aritana Pinheiro Falconi falconi@cert.br Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil Núcleo de Informação e Coordenação

Leia mais

Complemento de Informática - INSS - Cód.: 1235

Complemento de Informática - INSS - Cód.: 1235 Complemento - 1 Complemento de Informática - INSS - Cód.: 1235 Material desenvolvido com base no EDITAL Nº 1 INSS, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2015 - NOÇÕES DE INFORMÁTICA: 6 Noções básicas de segurança e proteção:

Leia mais

www.profpimentel.com.br

www.profpimentel.com.br CENTRAL DE CURSOS PROF. PIMENTEL 12/03/2016 SIMULADO - INFORMÁTICA TURMA - INSS - TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL Você recebeu sua folha de respostas e este caderno contendo 30 questões objetivas. Leia cuidadosamente

Leia mais

Segurança de Redes de Computadores

Segurança de Redes de Computadores Segurança de Redes de Computadores Aula 6 Segurança na Camada de Aplicação Obtenção de Acesso não Autorizado via Malwares Vírus, Worms, Trojan e Spyware Prof. Ricardo M. Marcacini ricardo.marcacini@ufms.br

Leia mais

Segurança e Auditoria de Sistemas. Conceitos básicos

Segurança e Auditoria de Sistemas. Conceitos básicos Segurança e Auditoria de Sistemas Conceitos básicos Conceitos básicos Propriedades e princípios de segurança; Ameaças; Vulnerabilidades; Ataques; Tipos de malware; Infraestrutura de segurança. Propriedades

Leia mais

Proteção no Ciberespaço da Rede UFBA. CPD - Divisão de Suporte Yuri Alexandro yuri.alexandro@ufba.br

Proteção no Ciberespaço da Rede UFBA. CPD - Divisão de Suporte Yuri Alexandro yuri.alexandro@ufba.br Proteção no Ciberespaço da Rede UFBA CPD - Divisão de Suporte Yuri Alexandro yuri.alexandro@ufba.br Agenda Segurança o que é? Informação o que é? E Segurança da Informação? Segurança da Informação na UFBA

Leia mais

Ameaças a computadores. Prof. César Couto

Ameaças a computadores. Prof. César Couto Ameaças a computadores Prof. César Couto Conceitos Malware: termo aplicado a qualquer software desenvolvido para causar danos em computadores. Estão nele incluídos vírus, vermes e cavalos de tróia. Vírus:

Leia mais

Considerando o navegador Internet Explorer e a utilização do correio eletrônico, é INCORRETO afirmar:

Considerando o navegador Internet Explorer e a utilização do correio eletrônico, é INCORRETO afirmar: 1) Analista Judiciário 2015 TRE /RR - FCC Considerando o navegador Internet Explorer e a utilização do correio eletrônico, é INCORRETO afirmar: (A) No Internet Explorer 9, ao se digitar apenas um ponto

Leia mais

MALWARE`S. Disciplina : Informática ll - Válquer Coêlho

MALWARE`S. Disciplina : Informática ll - Válquer Coêlho MALWARE`S Disciplina : Informática ll - Válquer Coêlho MALWARE O termo software; é proveniente do inglês malicious É destinado a se infiltrar em um sistema de computador alheio de forma ilícita, com o

Leia mais

UTILIZAÇÃO DE RECURSOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO TIC

UTILIZAÇÃO DE RECURSOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO TIC Código: NO01 Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região Comissão de Segurança da Informação Núcleo de Governança Corporativa de TIC Setor de Segurança da Informação Revisão: 1.1 Vigência: 12/02/2016 Classificação:

Leia mais

Segurança da Informação. Givanaldo Rocha givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha

Segurança da Informação. Givanaldo Rocha givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha Segurança da Informação Givanaldo Rocha givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha Cenário Atual Era da Informação e da Globalização: Avanços da Tecnologia da Informação; Avanços

Leia mais

O Firewall do Windows vem incorporado ao Windows e é ativado automaticamente.

O Firewall do Windows vem incorporado ao Windows e é ativado automaticamente. Noções básicas sobre segurança e computação segura Se você se conecta à Internet, permite que outras pessoas usem seu computador ou compartilha arquivos com outros, deve tomar algumas medidas para proteger

Leia mais

Segurança em computadores e em redes de computadores

Segurança em computadores e em redes de computadores Segurança em computadores e em redes de computadores Uma introdução IC.UNICAMP Matheus Mota matheus@lis.ic.unicamp.br @matheusmota Computador/rede segura Confiável Integro Disponível Não vulnerável 2 Porque

Leia mais

REDES. Consiste em dois ou mais computadores conectados entre si e compartilhando recursos.

REDES. Consiste em dois ou mais computadores conectados entre si e compartilhando recursos. REDES Consiste em dois ou mais computadores conectados entre si e compartilhando recursos. TIPOS TIPOS LAN MAN WAN FUNCIONAMENTO DE UMA REDE TIPOS Cliente/ Servidor Ponto a ponto INTERNET Conceito 1.

Leia mais

Exploradores de uma vulnerabilidade para atacar ativos

Exploradores de uma vulnerabilidade para atacar ativos Ameaças Exploradores de uma vulnerabilidade para atacar ativos Demonstração de poder Motivos Busca por prestígio Motivações financeiras Motivações ideológicas Motivações comerciais Processo de Ataque Exploram

Leia mais

BOAS PRÁTICAS DE SEGURANÇA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI)

BOAS PRÁTICAS DE SEGURANÇA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) BOAS PRÁTICAS DE SEGURANÇA EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) André Gustavo Assessor Técnico de Informática MARÇO/2012 Sumário Contextualização Definições Princípios Básicos de Segurança da Informação Ameaças

Leia mais

Tipos de pragas Virtuais; Como funciona os antivírus; Principais golpes virtuais; Profº Michel

Tipos de pragas Virtuais; Como funciona os antivírus; Principais golpes virtuais; Profº Michel Tipos de pragas Virtuais; Como funciona os antivírus; Principais golpes virtuais; Profº Michel Tipos de pragas virtuais 1 Vírus A mais simples e conhecida das ameaças. Esse programa malicioso pode ligar-se

Leia mais

Segurança da Informação Prof. Jeferson Cordini jmcordini@hotmail.com

Segurança da Informação Prof. Jeferson Cordini jmcordini@hotmail.com Segurança da Informação Prof. Jeferson Cordini jmcordini@hotmail.com Segurança da Informação Segurança da Informação está relacionada com proteção de um conjunto de dados, no sentido de preservar o valor

Leia mais

3. ( ) Para evitar a contaminação de um arquivo por vírus, é suficiente salvá-lo com a opção de compactação.

3. ( ) Para evitar a contaminação de um arquivo por vírus, é suficiente salvá-lo com a opção de compactação. 1. Com relação a segurança da informação, assinale a opção correta. a) O princípio da privacidade diz respeito à garantia de que um agente não consiga negar falsamente um ato ou documento de sua autoria.

Leia mais

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO PARTE 2

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO PARTE 2 SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO PARTE 2 Segurança da Informação A segurança da informação busca reduzir os riscos de vazamentos, fraudes, erros, uso indevido, sabotagens, paralisações, roubo de informações ou

Leia mais

Abin e PF. Informática Complemento. Prof. Rafael Araujo

Abin e PF. Informática Complemento. Prof. Rafael Araujo Criptografia Criptografia é a ciência e arte de escrever mensagens em forma cifrada ou em código. É parte de um campo de estudos que trata das comunicações secretas, usadas, dentre outras finalidades,

Leia mais

Análise de Artefatos Maliciosos

Análise de Artefatos Maliciosos 12 Dario S. F. Filho 12 Luiz Otávio Duarte 1 Marcelo Carvalho Sachetin 1 Antonio Montes 1 1 CenPRA - Centro de Pesquisas Renato Archer DSSI - Divisão de Segurança de Sistemas de Informação 2 Unicamp -

Leia mais

Panorama de segurança da informação na Rede Nacional de Ensino e Pesquisa e o papel dos times de segurança

Panorama de segurança da informação na Rede Nacional de Ensino e Pesquisa e o papel dos times de segurança Panorama de segurança da informação na Rede Nacional de Ensino e Pesquisa e o papel dos times de segurança Yuri Alexandro Analista de Segurança da Informação Centro de Atendimento a Incidentes de Segurança

Leia mais

MÓDULO I - INTERNET APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. Prof. BRUNO GUILHEN. O processo de Navegação na Internet. Aula 01

MÓDULO I - INTERNET APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. Prof. BRUNO GUILHEN. O processo de Navegação na Internet. Aula 01 APRESENTAÇÃO DO CURSO Prof. BRUNO GUILHEN Prof. BRUNO GUILHEN MÓDULO I - INTERNET O processo de Navegação na Internet Aula 01 O processo de Navegação na Internet. USUÁRIO A CONEXÃO PROVEDOR On-Line EMPRESA

Leia mais

Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini E-mail: prof.andre.luis.belini@gmail.com /

Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini E-mail: prof.andre.luis.belini@gmail.com / Campus Capivari Análise e Desenvolvimento de Sistemas (ADS) Prof. André Luís Belini E-mail: prof.andre.luis.belini@gmail.com / andre.belini@ifsp.edu.br MATÉRIA: SEG Aula N : 06 Tema: Ataques de Negação

Leia mais

Vírus Professor: Pedro R3 Junior. Vírus

Vírus Professor: Pedro R3 Junior. Vírus Conceitos Conceitos Pequenos segmentos de código com capacidade de se agregar ao código de outros programas. Além do mecanismo de reprodução disparado a cada vez que o programa infectado é executado, eles

Leia mais

Super Aula. Henrique Sodré

Super Aula. Henrique Sodré Super Aula Henrique Sodré Internet Internet Navegador (browser): programa visualizar páginas HTTP: protocolo visualizar páginas HTML: linguagem de marcação para desenvolver páginas URL: endereço de objeto

Leia mais

Combater e prevenir vírus em seu computador

Combater e prevenir vírus em seu computador Combater e prevenir vírus em seu computador Definição de vírus, worms, hoaxes, Tróias e vulnerabilidades de segurança Instruções para remover e evitar vírus Vulnerabilidades do sistema e ameaças de segurança

Leia mais

POLÍTICA DE USO DOS RECURSOS DE. Versão 1.0

POLÍTICA DE USO DOS RECURSOS DE. Versão 1.0 POLÍTICA DE USO DOS RECURSOS DE Versão 1.0 Versão 1.0 Pág. 1 Considerações Gerais 1 - A Tecnologia da Informação fica definida como a responsável pela gestão dos Sistemas de Informação e dos Recursos de

Leia mais

Evitar cliques em emails desconhecidos; Evitar cliques em links desconhecidos; Manter um Firewall atualizado e ativado; Adquirir um Antivírus de uma

Evitar cliques em emails desconhecidos; Evitar cliques em links desconhecidos; Manter um Firewall atualizado e ativado; Adquirir um Antivírus de uma Evitar cliques em emails desconhecidos; Evitar cliques em links desconhecidos; Manter um Firewall atualizado e ativado; Adquirir um Antivírus de uma loja específica Manter um Antivírus atualizado; Evitar

Leia mais

Política de Segurança. Aldair Chaves, Alan Messias, Fábio Maia, Naiane Reis, Raul Libório

Política de Segurança. Aldair Chaves, Alan Messias, Fábio Maia, Naiane Reis, Raul Libório Política de Segurança Aldair Chaves, Alan Messias, Fábio Maia, Naiane Reis, Raul Libório Salvador, Novembro de 2007 NECESSIDADE DA IMPLEMENTAÇÃO DE SEGURANÇA NA EMPRESA Gerencia de recursos e funcionários,

Leia mais

Spywares, Worms, Bots e Boas Práticas de Segurança

Spywares, Worms, Bots e Boas Práticas de Segurança Spywares, Worms, Bots e Boas Práticas de Segurança Miriam von Zuben miriam@cert.br! Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasill Núcleo de Informação e Coordenação do

Leia mais

ICMS PI/2014 Resolução da Prova de Informática Professor Gustavo Cavalcante. ICMS PI/2014: Resolução da prova de Informática Prof. Gustavo Cavalcante

ICMS PI/2014 Resolução da Prova de Informática Professor Gustavo Cavalcante. ICMS PI/2014: Resolução da prova de Informática Prof. Gustavo Cavalcante ICMS PI/2014 Resolução da Prova de Informática Professor Gustavo Cavalcante 1 de 12 Olá concurseiros, ICMS PI/2014: Resolução Hoje farei alguns comentários acerca da prova para a SEFAZ PI 2014. A prova

Leia mais

GENERALIDADES SOBRE ANTI-VÍRUS

GENERALIDADES SOBRE ANTI-VÍRUS Índice GENERALIDADES SOBRE ANTI-VÍRUS... 2 Contaminação... 3 Detecção de vírus... 4 Algumas formas de evitar Vírus... 4 Worms... 5 Variantes... 5 Trojan Horse (Cavalo de Tróia)... 6 Spywares... 7 GENERALIDADES

Leia mais

Indústria de Cartões de Pagamento (PCI) Padrão de segurança de dados. Resumo de Alterações da Versão 2.0 para a 3.0 do PCI-DSS

Indústria de Cartões de Pagamento (PCI) Padrão de segurança de dados. Resumo de Alterações da Versão 2.0 para a 3.0 do PCI-DSS Indústria de Cartões de Pagamento (PCI) Padrão de segurança de dados Resumo de Alterações da Versão 2.0 para a 3.0 do PCI-DSS Novembro de 2013 Introdução Este documento fornece um resumo de alterações

Leia mais

Spywares, Worms, Bots, Zumbis e outros bichos

Spywares, Worms, Bots, Zumbis e outros bichos Spywares, Worms, Bots, Zumbis e outros bichos Miriam von Zuben miriam@cert.br Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto br

Leia mais

SISTEMA OPERACIONAL - ios

SISTEMA OPERACIONAL - ios MANUAL PROTECT Versão R15 SISTEMA OPERACIONAL - ios Copyright GVT 2015 www.gvtprotect.com.br 1 1 Índice 1 Índice... 2 2 GVT PROTECT... 3 2.1 REQUISITOS MÍNIMOS DE SISTEMA... 3 2.2 SISTEMAS OPERACIONAIS

Leia mais

Vírus é um programa. Sendo que este programa de computadores é criado para prejudicar o equipamento ou sabotar os dados nele existente.

Vírus é um programa. Sendo que este programa de computadores é criado para prejudicar o equipamento ou sabotar os dados nele existente. Segurança da Informação Prof. Jefferson Costa www.jeffersoncosta.com.br Engenharia Social Chama-se Engenharia Social as práticas utilizadas para obter acesso a informações importantes ou sigilosas em organizações

Leia mais

PORTARIA Nº 1.063, DE 04 DE MARÇO DE 2016.

PORTARIA Nº 1.063, DE 04 DE MARÇO DE 2016. PORTARIA Nº 1.063, DE 04 DE MARÇO DE 2016. Altera os Anexos 1 e 3 da Portaria nº 4.772/2008, a qual institui a Política de Segurança da Informação no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região.

Leia mais

Prof. Victor Halla. Unidade IV SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

Prof. Victor Halla. Unidade IV SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Prof. Victor Halla Unidade IV SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Conteúdo Desafios da Segurança da Informação Ética Crimes em Informática Hacker Pirataria Furtos Vírus, Spyware, etc Privacidade Ética Ética é originada

Leia mais

Aula Segurança. André Aziz e Francielle Santos DEINFO UFRPE {andreaziz, francielle}@deinfo.ufrpe.br. Política de Segurança da Informação - POSIC

Aula Segurança. André Aziz e Francielle Santos DEINFO UFRPE {andreaziz, francielle}@deinfo.ufrpe.br. Política de Segurança da Informação - POSIC Aula Segurança André Aziz e Francielle Santos DEINFO UFRPE {andreaziz, francielle}@deinfo.ufrpe.br Política de Segurança da Informação - POSIC http://www.nti.ufrpe.br/content/pol%c3%adtica-de-seguran%c3%a7a-da-informa%c3%a7%c3%a3o-e-comunica%c3%a7%c3%b5es-posic

Leia mais

Aula 12 Lista de verificação de segurança para o Windows 7

Aula 12 Lista de verificação de segurança para o Windows 7 Aula 12 Lista de verificação de segurança para o Windows 7 Use esta lista de verificação para ter certeza de que você está aproveitando todas as formas oferecidas pelo Windows para ajudar a manter o seu

Leia mais

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO NO AMBIENTE CORPERATIVO

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO NO AMBIENTE CORPERATIVO SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO NO AMBIENTE CORPERATIVO Bruno Santos RODRIGUES 1 Mário Augusto Andreta CARVALHO 2 RESUMO: A Segurança da Informação refere-se à proteção requerida para proteger as informações de

Leia mais

DOMÍNIO PRODUTIVO DA INFORMÁTICA - CONCURSO BB 2015 -

DOMÍNIO PRODUTIVO DA INFORMÁTICA - CONCURSO BB 2015 - DOMÍNIO PRODUTIVO DA INFORMÁTICA - CONCURSO - Professor Esp. Wellington de Oliveira Graduação em Ciência da Computação Pós-Graduação em Docência do Ensino Superior Pós-Graduação MBA em Gerenciamento de

Leia mais

S O F T WA R E SOFTWARE

S O F T WA R E SOFTWARE S O F T WA R E 1/45 O B J E T I VO S Conceituar Software Apresentar as questões técnicas básicas Apresentar funções, classificações e licenças Apresentar conceitos de segurança Fornecer vocabulário Apontar

Leia mais

INFORMÁTICA PROF. JORGE RUAS jabruas@uol.com.b. NOÇÕES DE INFORMÁTICA (Conteúdo Programático)

INFORMÁTICA PROF. JORGE RUAS jabruas@uol.com.b. NOÇÕES DE INFORMÁTICA (Conteúdo Programático) NOÇÕES DE INFORMÁTICA (Conteúdo Programático) 1. Conceitos de Internet e intranet. 2. Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos de informática. 3.

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA A Política de Segurança deve seguir alguns paradigmas básicos em sua composição.

POLÍTICA DE SEGURANÇA A Política de Segurança deve seguir alguns paradigmas básicos em sua composição. POLÍTICA DE SEGURANÇA A Política de Segurança deve seguir alguns paradigmas básicos em sua composição. CONFIDENCIALIDADE É a garantia do resguardo das informações dadas pessoalmente em confiança e a proteção

Leia mais

Catálogo de Serviços Tecnologia da Informação

Catálogo de Serviços Tecnologia da Informação Catálogo de Serviços Tecnologia da Informação Marcio Mario Correa da Silva TRT 14ª REGIÃO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TRT-14ª Região 2013 Sumário 1. Descrição: Acesso à Internet... 3 2. Descrição: Acesso

Leia mais

Prof. André Aparecido da Silva Disponível em: www.oxnar.com.br/2bmas

Prof. André Aparecido da Silva Disponível em: www.oxnar.com.br/2bmas Segurança na Informática Prof. André Aparecido da Silva Disponível em: www.oxnar.com.br/2bmas Navegar é preciso... Segurança Digital Navegar é Preciso Tipos de Vírus Tipos de Vírus Cuidados na Internet

Leia mais

Política de uso de recursos tecnológicos, serviços de infraestrutura de rede de computadores e sistemas de apoio acadêmico do UniCEUB

Política de uso de recursos tecnológicos, serviços de infraestrutura de rede de computadores e sistemas de apoio acadêmico do UniCEUB Política de uso de recursos tecnológicos, serviços de infraestrutura de rede de computadores e sistemas de apoio acadêmico do UniCEUB Com o objetivo de prover a segurança, a disponibilidade e a integridade

Leia mais

O processo de Navegação na Internet APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. O Internet Explorer. www.brunoguilhen.com.br 1 INFORMÁTICA BÁSICA

O processo de Navegação na Internet APRESENTAÇÃO DO CURSO. Prof. BRUNO GUILHEN. O Internet Explorer. www.brunoguilhen.com.br 1 INFORMÁTICA BÁSICA APRESENTAÇÃO DO CURSO Prof. BRUNO GUILHEN O processo de Navegação na Internet INFORMÁTICA BÁSICA A NAVEGAÇÃO Programas de Navegação ou Browser : Internet Explorer; O Internet Explorer Netscape Navigator;

Leia mais

Procedimentos de Segurança

Procedimentos de Segurança Procedimentos de Segurança Proteger o seu computador Utilize um anti-vírus para proteger o seu sistema e os seus dados Mantenha-o constantemente ligado e actualizado, e sempre configurado com protecção

Leia mais

O Prefeito Constitucional de Picuí/PB, usando de suas atribuições legais,

O Prefeito Constitucional de Picuí/PB, usando de suas atribuições legais, DECRETO Nº 012, de 05 de agosto de 2009. DISPÕE SOBRE O USO DOS SERVIÇOS DE ACESSO À INTERNET AOS ÓRGÃOS E DEPARTAMENTOS QUE INTEGRAM A ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL DE PICUÍ E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O Prefeito

Leia mais

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA UNB CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CEAD-UNB PROCESSO SIMPLIFICADO DE SELEÇÃO CHAMADA PÚBLICA Nº 01/2014 CEAD-UNB

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA UNB CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CEAD-UNB PROCESSO SIMPLIFICADO DE SELEÇÃO CHAMADA PÚBLICA Nº 01/2014 CEAD-UNB UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA UNB CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CEAD-UNB PROCESSO SIMPLIFICADO DE SELEÇÃO CHAMADA PÚBLICA Nº 01/2014 CEAD-UNB A Diretora do Centro de Educação a Distância da Universidade de

Leia mais

Segurança em Redes.

Segurança em Redes. <Nome> <Instituição> <e-mail> Segurança em Redes Agenda Riscos Cuidados gerais a serem tomados Configurando o acesso Internet da sua casa Configurando uma rede Wi-Fi doméstica Cuidados: ao se conectar

Leia mais

POLÍTICA DE PRIVACIDADE DO SITE ATLETASPELOBRASIL.ORG.BR

POLÍTICA DE PRIVACIDADE DO SITE ATLETASPELOBRASIL.ORG.BR POLÍTICA DE PRIVACIDADE DO SITE ATLETASPELOBRASIL.ORG.BR 1. INFORMAÇÕES PRELIMINARES 1.1. Nossa política de privacidade, às vezes, poderá ser modificada para atender eventuais necessidades. Verifique esta

Leia mais

Tecnologias de Informação

Tecnologias de Informação : a) Conceito b) Equipamentos c) Aplicações Criptografia, Redes de Computadores e Internet Recordar: TI; Hardware; Software; Redes de computadores; Computadores e redes de computadores ligados (Internet).

Leia mais

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. Aguinaldo Fernandes Rosa

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO. Aguinaldo Fernandes Rosa SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO DICAS Aguinaldo Fernandes Rosa Especialista em Segurança da Informação Segurança da Informação Um computador (ou sistema computacional) é dito seguro se este atende a três requisitos

Leia mais

Capítulo 1: Introdução...3

Capítulo 1: Introdução...3 F-Secure Anti-Virus for Mac 2014 Conteúdo 2 Conteúdo Capítulo 1: Introdução...3 1.1 O que fazer após a instalação...4 1.1.1 Gerenciar assinatura...4 1.1.2 Abrir o produto...4 1.2 Como me certificar de

Leia mais

Noções de Segurança na Internet. Seminário de Tecnologia da Informação Codevasf

Noções de Segurança na Internet. Seminário de Tecnologia da Informação Codevasf Noções de Segurança na Internet Conceitos de Segurança Precauções que devemos tomar contra riscos, perigos ou perdas; É um mal a evitar; Conjunto de convenções sociais, denominadas medidas de segurança.

Leia mais

Prevenção. Como reduzir o volume de spam

Prevenção. Como reduzir o volume de spam Prevenção Como reduzir o volume de spam A resposta simples é navegar consciente na rede. Este conselho é o mesmo que recebemos para zelar pela nossa segurança no trânsito ou ao entrar e sair de nossas

Leia mais

PROFESSOR: Flávio Antônio Benardo E-mail: flavioufrpe@yahoo.com.br Vírus de computador

PROFESSOR: Flávio Antônio Benardo E-mail: flavioufrpe@yahoo.com.br Vírus de computador ESCOLA TÉCNICA DE PALMARES PROFESSOR: Flávio Antônio Benardo E-mail: flavioufrpe@yahoo.com.br Vírus de computador DEFINIÇÃO É um pequeno programa que se autocópia e/ou faz alterações em outros arquivos

Leia mais

Evolução dos Problemas de Segurança e Formas de Proteção

Evolução dos Problemas de Segurança e Formas de Proteção Evolução dos Problemas de Segurança e Formas de Proteção Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto.br Nic.br http://www.nic.br/ Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS Usando um firewall para ajudar a proteger o computador A conexão à Internet pode representar um perigo para o usuário de computador desatento. Um firewall ajuda a proteger o computador impedindo que usuários

Leia mais

Parte VIII: Códigos Maliciosos (Malware)

Parte VIII: Códigos Maliciosos (Malware) SEGURANÇA FRAUDE TECNOLOGIA SPAM INT MALWARE PREVENÇÃO VÍRUS BANDA LARGA TROJAN PRIVACIDADE PHISHING WIRELESS SPYWARE ANTIVÍRUS WORM BLUETOOTH SC CRIPTOGRAFIA BOT SENHA ATAQUE FIREWAL BACKDOOR COOKIES

Leia mais

ESET NOD32 ANTIVIRUS 6

ESET NOD32 ANTIVIRUS 6 ESET NOD32 ANTIVIRUS 6 Microsoft Windows 8 / 7 / Vista / XP / Home Server Guia de Inicialização Rápida Clique aqui para fazer download da versão mais recente deste documento O ESET NOD32 Antivirus fornece

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Com relação aos sistemas operacionais Linux e Windows, julgue os itens a seguir. 51 Um arquivo do Linux com o nome arquivo.hidden e com configuração de segurança 777 estará oculto, mas acessível para execução

Leia mais

Técnico e Analista Judiciário

Técnico e Analista Judiciário SEMANA 0800 canal estúdio aulas Técnico e Analista Judiciário de 7 a 11 de dezembro das 19 às 21 horas Direito Administrativo Vinícius Soares Direito Constitucional Paulo Machado Gramática Marcos Pacco

Leia mais

Julgue os itens a seguir, referentes a programas de navegação, programas de correio eletrônico e sítios de busca e pesquisa na Internet.

Julgue os itens a seguir, referentes a programas de navegação, programas de correio eletrônico e sítios de busca e pesquisa na Internet. 01 Q360880 Noções de Informática Internet Ano: 2014 Banca: CESPE Órgão: MDICProva: Agente Administrativo BETA Julgue os itens a seguir, referentes a programas de navegação, programas de correio eletrônico

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA - SC

TRIBUNAL DE JUSTIÇA - SC Texto para as questões de 1 a 3 3 - Ainda com relação à janela mostrada na figura, assinale a opção que indica uma forma correta de copiar o título Apresentação para o final do parágrafo terminado em do

Leia mais

Disciplina: Administração de Redes de Computadores.

Disciplina: Administração de Redes de Computadores. Disciplina: Administração de Redes de Computadores. Abordagem: Segurança Prof. Leandro Meireles 2011.2 Sistema Seguro Confidencialidade Integridade Disponibilidade Porque se preocupar com a segurança?

Leia mais

16. Assinale a alternativa que NÃO apresenta uma vantagem dos Sistemas Operacionais com interface gráfica:

16. Assinale a alternativa que NÃO apresenta uma vantagem dos Sistemas Operacionais com interface gráfica: ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO 7 INFORMÁTICA QUESTÕES DE 16 A 35 16. Assinale a alternativa que NÃO apresenta uma vantagem dos Sistemas Operacionais com interface gráfica: a) Possibilita a ativação de vários

Leia mais

Qual a importância da Segurança da Informação para nós? Quais são as características básicas de uma informação segura?

Qual a importância da Segurança da Informação para nós? Quais são as características básicas de uma informação segura? Qual a importância da Segurança da Informação para nós? No nosso dia-a-dia todos nós estamos vulneráveis a novas ameaças. Em contrapartida, procuramos sempre usar alguns recursos para diminuir essa vulnerabilidade,

Leia mais

ESTADO DE RONDÔNIA CÂMARA MUNICIPAL DE ARIQUEMES SECRETARIA GERAL PROJETO BÁSICO

ESTADO DE RONDÔNIA CÂMARA MUNICIPAL DE ARIQUEMES SECRETARIA GERAL PROJETO BÁSICO PROJETO BÁSICO 1. INTRODUÇÃO Em cumprimento ao que dispõe os incisos I e II do artigo 7º da LEI FEDERAL 8.666/93, alterada pelas leis nº 8.883/94, bem como as leis federais 131/2009, 12.527/2011, 9.755/98

Leia mais

1. Porquê que nos dias de hoje a segurança informática é muito importante?

1. Porquê que nos dias de hoje a segurança informática é muito importante? Exercícios Teóricos Resolvidos 1. Porquê que nos dias de hoje a segurança informática é muito importante? 2. Qualquer computador que esteja ligado em rede está completamente seguro? a. Sim, desde que tenha

Leia mais

Apostila de Informática Básica Professor: Darliton Carvalho Assunto: Exercícios Correio Eletrônico e Segurança da Informação

Apostila de Informática Básica Professor: Darliton Carvalho Assunto: Exercícios Correio Eletrônico e Segurança da Informação Apostila de Informática Básica Professor: Darliton Carvalho Assunto: Exercícios Correio Eletrônico e Segurança da Informação 1 - (CONSULPLAN - 2010 - Prefeitura de Resende - RJ - Administrador / Noções

Leia mais