Implantação do Sistema SIG/UFRN na UNIFESP

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Implantação do Sistema SIG/UFRN na UNIFESP"

Transcrição

1 Implantação do Sistema SIG/UFRN na UNIFESP Assessoria de Planejamento Departamento de Tecnologia da Informação DTI Maio/2013

2 Assessoria de Planejamento - DTI Planejar e gerenciar as atividades de governança de TI (PETI, PDTI, orçamento, políticas, aquisições, projetos e compliance) Responsável pela inculturação e criação das novas frentes na área de TI para atender a nova realidade da UNIFESP. Responsável: Fábio Magalhães Equipe: Ione Lopes, Ricardo Nogueira, Pedro Canassa, Wagner Bastos, Vicente Medeiros, Cristiane Nogueira, Alex Reipert

3 Principais atividades realizadas Assessoria de Planejamento - DTI Construção do Planejamento estratégico de TI UNIFESP/HSP ; Planejamento e gestão orçamentária de TI; Organização do Programa de capacitação para servidores em TI: 8 cursos realizados nos anos cursos previstos para 2013 Relatórios de auditoria de compliance em TI; Criação de três novos setores no DTI: Contratações de TI, Escritório de Processos institucional e Escritório de Projetos de TI. Estudo de viabilidade, convênio e Projeto de implantação do sistema SIG/UFRN.

4

5

6 Sistema SIG/UFRN São 5 grandes sistemas: SIGPP (Planejamento), SIPAC: (Administrativo), SIGRH (RH), SIGAA (Acadêmico) e o SIGED (Gerenciamento eletrônico de documentos) Preparada para apoiar a descentralização orçamentária e operacional Integrada com os sistemas estruturantes do governo federal Multi-campi Customizável 100% web Adoção do fluxo eletrônico dos documentos e diminuição das pastas de processos.

7 Sistema SIG/UFRN

8 Rede IFES Utilizado em mais de 28 instituições federais, entre estas a CGU, o MJ e o MPOG, além de 19 IFES (última: UFRJ) Rede de cooperação de compartilhamento de problemas e de soluções comuns em legislação, processos e boas práticas de gestão

9 Sistema SIG/UFRN Implantação com um custo razoável num prazo d de 2 anos para a área administrativa e até 4 anos para a área acadêmica; Entrada única de um mesmo dado, independente da quantidade de sistemas internos e externos; Atenderá sem customização: 85% a área de RH e 90% a área administrativa e 50% a área acadêmica, sendo esta sequência como recomendada para implantação. Contém 30x mais funcionalidades com vários módulos e submódulos inexistentes na UNIFESP (exemplos: Infraestrutura, auditoria interna, transporte, bolsas, projetos, entre outros) Contém também portal de informações ao público / intranet / moodle próprio e integração com redes sociais Documentação, manuais, vídeo-aula para todos os sistemas disponíveis

10 Áreas beneficiárias pelo Sistema SIG/UFRN Área rea- fim SIGAA Ensino Graduação Pesquisa Ensino Pós-Graduação Extensão Ensino Extensão Biblioteca Apoio Ensino Aluno Suporte SIPAC SIPAC Patrimônio Contratos Importação Cadastro Administrativo Ensino Tecnologia Ensino da Informação Infra-estrutura Ensino Compras Almoxarifado DGO/Contábil Auditoria Financeiro Protocolo DTI Engenharia SIGRH SIGPP Recursos Ensino Humanos Planejamento Ensinoe Gestão Recursos Humanos Orçamento Planejamento Todas as áreas da UNIFESP serão contempladas!

11 Histórico do sistema SIG na UNIFESP Sistemas de gestão atendiam plenamente o Campus São Paulo Expansão da UNIFESP: Projeto REUNI e pós-reuni Falta de investimento na área de TI: governança e sistemas 2º semestre/2010: Estudo de soluções para sistemas de gestão Maio/2011: Visita Fábio (DTI) na UFRN para conhecimento do sistema SIG Setembro/2011: Workshop e aprovação pela Reitoria / CETI sobre Sistemas de gestão da UFRN Próximos passos: Convênio / contrato com a UFRN para licenciamento do sistema SIG Contratação de empresa de consultoria para implantação do sistema SIG 11

12 Histórico do licenciamento 1º processo: 1915/ Dezembro/2011 a maio/2012 De dezembro/2011 a março/2012: - Termo de cooperação com repasse no valor de R$ 600 mil (Licenciamento + Treinamento negocial + Apoio Negocial) - Procuradoria da UNIFESP reprovou o convênio, considerando que no entendimento para haver um convênio deve haver a consecução de um objetivo comum, e esses serviços para haver repasse de recursos, o correto seria fazer um contrato de prestação de serviço com a UFRN. Abril/2012: - Reitor Prof. Albertoni conversa pessoalmente com a reitora Profa. Angela Paes e houve a sinalização positiva para realizar esse novo modelo que seria a Alteração de Termo de cooperação por contrato de prestação de serviço com a UFRN. 12

13 Histórico do licenciamento 2º Processo 649/ junho/2012 a maio/ Conversa com o Diretor de Sistemas, Sr. Gleydson em 01/06/2012, por telefone, e este sinalizou que seria difícil para a UFRN operacionalizar este modelo e sugeriu que voltássemos para o modelo anterior: Termo de cooperação para licenciamento, porém sem repasse de recursos. - Nesse novo modelo sugerido por ele, a UFRN não prestaria mais nenhum serviço, apenas faria o licenciamento no software SIG a partir desse novo Termo de cooperação e essa nova minuta foi aprovada por nossa Procuradoria. 17/10/2012: Encaminhado documentação referente a esse modelo de convênio por sedex para análise e aprovação da reitora Profa. Angela Paes (não houve retorno oficial) Novembro/2012: Conversa com o novo Diretor de Sistemas, Sr. Paulo Benício. Sinalizou que o convênio sem repasse de recursos não seria aprovado. UFRN está preparando novo modelo de Termo de cooperação com novo valor de licenciamento baseado pelo tamanho de instituição (outras novas 17 instituições aguardam Portaria da UFRN além da UNIFESP) 13

14 Histórico do licenciamento 3º Processo xxx/2013 aguardando abertura desde 16/05/2013 Fevereiro/2013: - Nova reitoria UNIFESP toma posse Março/2013: - Nova resolução UFRN para transferência da tecnologia SIG/UFRN (Resolução nº 5/2013-CONSAD) Abril/2013: - Solicitação da Profa. Soraya Smaili para retomada do projeto - Leitura e estudo pelo DTI e Procuradoria da UNIFESP sobre a Resolução nº 5/2013-CONSAD Maio/2013: - Abertura de processo solicitando parecer jurídico da Procuradoria da UNIFESP para realização do projeto SIG/UFRN a partir da nova Resolução 14

15 Resolução nº 5/2013-CONSAD da UFRN Fixa normas para disciplinar o relacionamento entre a UFRN e os interessados na transferência e utilização dos Sistemas Integrados de Gestão (SIG) da UFRN. A REITORA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE..., CONSIDERANDO a necessidade de normatizar a atuação da UFRN e eventuais instituições públicas parceiras;... CONSIDERANDO o objetivo da UFRN e dos parceiros da Rede Pública de Ensino Superior, Técnico e Tecnológico de integrar os sistemas SIG-UFRN aos sistemas do Governo Federal; CONSIDERANDO a necessidade de se estabelecerem normas para disciplinar os procedimentos operacionais, orçamentários e financeiros relacionados à transferência dos Sistemas SIG-UFRN em conformidade com os perfis de interesse dos órgãos públicos envolvidos,... R E S O L V E: Art. 1 o Ficam aprovadas as normas que regulamentam a celebração de acordos, convênios ou termos de cooperação que tenham por objeto as transferências de tecnologias dos Sistemas SIG-UFRN. Art. 2 o Esta Resolução entrará em vigor na data de sua publicação. Reitoria, em Natal, 07 de março de 2013 Ângela Maria Paiva Cruz REITORA

16 Contrato com a UFRN Celebração de um contrato de prestação de serviço com a UFRN, baseada na Lei nº 8.666/1993, art. 25 e art. 26, para realização da transferência da tecnologia SIG/UFRN para a UNIFESP - contemplando os seguintes serviços: Acesso ao repositório de código e documentações dos sistemas SIG-UFRN; Treinamento de negócio através de videoconferência Apoio de negócio.

17 Contratação de empresa para apoiar na implantação Entendendo que a UFRN não implanta os sistemas, sendo esta de responsabilidade de cada instituição interessada (conforme Anexo I da Resolução nº 5/2013-CONSAD), justificamos a contratação através de licitação de empresa especializada na prestação dos serviços abaixo: Instalação do sistema; Apoio à implantação; Sustentação do sistema em produção; Treinamento tecnológico / consultoria nas tecnologias; Apoio tecnológico presencial; Manutenção evolutiva / customização / migração de bases de dados dos sistemas legados da UNIFESP.

18 Contratação de empresa para apoiar na implantação Dificuldades de outras IFES Grande diminuição no prazo d / rapidez do mercado Garantia de suporte Transferência de tecnologia Mudança do foco: equipe interna - sair do operacional / técnico para atuar no nível tático / negócio. Alguns problemas DTI: Quadro reduzido de colaboradores em TI As equipes de TI encontram se fragmentadas em vários pólos (DTI, Pró reitorias, campi) Equipe DTI toda focada nos sistemas legados Falta de conhecimento nas diversas tecnologias

19 Tecnologias, ferramentas e conhecimentos envolvidos no SIG

20 Papeis da UNIFESP no projeto Gestão e coordenação do projeto Fiscalização do contrato com a UFRN e da empresa especializada na implantação Acompanhar a empresa terceirizada em todas as fases Mapeamento dos processos de negócio Análise de requisitos de novas funcionalidades Saneamento de dados Definição dos sistemas que serão migrados Monitoramento dos sistemas Suporte técnico ao usuário final Treinamento dos usuários finais

21 Novos perfis na UNIFESP Além disso, novos perfis estão sendo desenhados, com capacitações já em andamento para atender esta nova demanda: Gerencial Gerente de projetos / controller; Fiscal Técnico; Negocial Analista de processos de negócios ou de TI; Analista de requisitos / analista de negócios; Analista de ponto de função; Analista de Business Inteligence - BI / indicadores estratégicos; Equipe de sistemas legados; Instrutor para cursos de capacitação; Infraestrutura Suporte Administrador de banco de dados PostgreSql; Analista de segurança da informação; Administrador WEB / rede / infraestrutura / operação dos sistemas; Técnico de videoconferência; Analista de Suporte.

22 Tempo estimado para implantação Áreas de negócio 1º ano 2º ano 3º ano 4º ano 5º ano Secretaria de Gestão com Pessoas Implantação Consolidação Administrativo - 1º. Parte: Gestão orçamentária, Contratos, patrimônio, almoxarifado, protocolo, compras Consolidação Administrativo - 2º. Parte: Planejamento orçamentário, liquidação de despesas, faturas Diagnóstico Consolidação Administrativo - 3º. Parte novos módulos: Auditoria, Eleições, bolsas, Gerenciamento eletrônico de documentos Diagnóstico Diagnóstico Consolidação Pró-Reitoria de Planejamento (incluindo Engenharia / Infraestrutura) Diagnóstico Consolidação Portal, intranet, site institucional, memorando eletrônico, boletim de serviços Consolidação Acadêmico (parte comum) Implantação Consolidação Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa Diagnóstico Consolidação Pró-Reitoria de Graduação Diagnóstico Consolidação Pró-Reitoria de Extensão Diagnóstico Consolidação Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis Diagnóstico Consolidação Secretaria de Ensino à Distância, ambientes virtuais de aprendizagem Diagnóstico Diagnóstico Consolidação

23 Orçamento previsto para o projeto Por ano: 0,4 milhões: Contrato UFRN 1,0 milhões: Empresa para apoiar na implantação 1,4 milhões: Total ano (cerca de 10% do orçamento de TI da UNIFESP) Total em 5 anos: 7 milhões

24 Lição de casa realizada pela UNIFESP Programa de capacitação de TI (governança e sistemas): 8 cursos foram realizados desde : 7 cursos em andamento Cursos mais técnicos previstos para os próximos anos Planejamento e gestão de projetos de TI: Planejamento detalhado do projeto DTI está realizando dois projetos pilotos com uso de nova metodologia de gestão de projetos Estudo orçamentário do projeto Construção do termo de referência e consulta inicial com o mercado Processos de TI / Sistemas: Definição de políticas e criação de novos processos de trabalho, adotando boas práticas e padronizando documentos para uso comum a todas as equipes da UNIFESP na área de sistemas.

25 Portfólio de Projetos SIG na UNIFESP

26 Portfólio de Projetos SIG na UNIFESP

27 OBRIGADO! Marcello Di Pietro Diretor Departamento de Tecnologia da Informação DTI Fábio Magalhães Assessor de Planejamento Departamento de Tecnologia da Informação DTI

Anexos ESCRITÓRIO DE PROJETOS - DTI. Resumo executivo fase 2 novembro/2013 a maio/2014. Código: Nome do Projeto:

Anexos ESCRITÓRIO DE PROJETOS - DTI. Resumo executivo fase 2 novembro/2013 a maio/2014. Código: Nome do Projeto: ESCRITÓRIO DE PROJETOS - DTI Código: Portaria 3462/2013 Nome do Projeto: Construção do Catálogo de Serviços de TI, elaboração de processo de gestão de demandas de TI e elaboração de mapa de competências

Leia mais

PORTARIA Nº 835 de 2 de abril de 2013

PORTARIA Nº 835 de 2 de abril de 2013 PORTARIA Nº 835 de 2 de abril de 2013 A Reitora da, Profª. Drª. Soraya Soubhi Smaili, considerando a decisão do Conselho Universitário em sua reunião ordinária de 13 de março de 2013, no uso de suas atribuições

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 4, 19 de maio de 2008.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 4, 19 de maio de 2008. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 4, 19 de maio de 2008. Dispõe sobre o processo de contratação de serviços de Tecnologia da Informação pela Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional. O SECRETÁRIO

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI na Administração Pública Federal - Ciclo 2016 (322491)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI na Administração Pública Federal - Ciclo 2016 (322491) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI na Administração Pública Federal - Ciclo 2016 (322491) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 27/05/2016 11:27:56 Endereço IP: 200.139.21.10 Designação

Leia mais

Em 1993 um conjunto de 40 estações trabalho é conectado à internet e no ano

Em 1993 um conjunto de 40 estações trabalho é conectado à internet e no ano O Professor Doutor Silvio Borges, docente do Departamento de Cardiologia, institucionalizou em 1976 a tecnologia da informação na EPM com a criação do Serviço de Informática. Este setor deu origem ao Centro

Leia mais

CLEUSA REGINA HALFEN Presidente do TRT da 4ª Região/RS

CLEUSA REGINA HALFEN Presidente do TRT da 4ª Região/RS 1624/2014 Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região 2 A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO, no uso de suas atribuições, e considerando o que consta no PA nº 0008096-80.2014.5.04.0000,

Leia mais

Atendimento de Demandas CTIC

Atendimento de Demandas CTIC Fluxo de Atendimento de Demandas - CTIC Atendimento de Demandas CTIC Coordenação de Sistemas Fluxo de Atendimento de Demandas - CTIC Público Alvo: Áreas Usuárias dos Sistemas da UFOPA e Equipe de Coordenação

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI na Administração Pública Federal - Ciclo 2016 (322491)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI na Administração Pública Federal - Ciclo 2016 (322491) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI na Administração Pública Federal - Ciclo 2016 (322491) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 18/05/2016 16:38:00 Endereço IP: 200.198.193.162

Leia mais

PATI - PROGRAMA MUNICIPAL DE AUTONOMIA NA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

PATI - PROGRAMA MUNICIPAL DE AUTONOMIA NA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Autonomia se estrutura com liberdade de gestão e segurança tecnológica. Os limites da Lei não impõe dependência, semeiam a compreensão de que o município deve gerir seus recursos com o domínio inteligente

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO UNIFICADO: FORMAÇÕES SIG. Identificação

PROJETO PEDAGÓGICO UNIFICADO: FORMAÇÕES SIG. Identificação MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA PROJETO PEDAGÓGICO UNIFICADO: FORMAÇÕES SIG Campus: Reitoria

Leia mais

Gestão acadêmica de programas de pós-graduação com o SIGAA

Gestão acadêmica de programas de pós-graduação com o SIGAA EMENTAS A) Eventos de Capacitação do Ambiente Administrativo Aquisição de materiais e serviços Identificar métodos de aquisição de materiais e serviços, utilizando as ferramentas disponíveis no SIPAC.

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇÃO DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 8ª REGIÃO O INTERCÂMBIO DE CURSOS ENTRE O TRT8 E O INTERLEGIS RODOPIANO NETO Assessor de Planejamento e Gestão OBJETIVOS 1. Orientar

Leia mais

VISÃO Ser a melhor empresa danossa região em gestão e consultoria em telecomunicações.

VISÃO Ser a melhor empresa danossa região em gestão e consultoria em telecomunicações. kkk A EMPRESA A Ayusso Telecom - Consultoria em Telefonia Corporativa oferece ao mercado um avançado sistema voltado à Gestão contínua de telefonia fixa, móvel e dados. Com experiência a mais de 10 anos

Leia mais

Novo Sistema de Gestão do IFAM

Novo Sistema de Gestão do IFAM Novo Sistema de Gestão do IFAM Os módulos serão implantados atendendo aos critérios: Sistema/Módulo Entrega Prazo de Entrega Módulo Administrativo Integração SIAFI Módulo de Recursos Humanos Protocolo

Leia mais

PERGUNTA: [...] 1. Entendemos que a abrangência do trabalho deve considerar os seguintes órgãos do MEC:

PERGUNTA: [...] 1. Entendemos que a abrangência do trabalho deve considerar os seguintes órgãos do MEC: ESCLARECIMENTO II AOS INTERESSADOS. Brasília, 24 de outubro de 2008. REFERÊNCIA: PREGÃO 45/2008 Proc. nº: 23000.011534/2008-22 ASSUNTO: Respostas aos Questionamentos. Prezados Senhores interessados, Em

Leia mais

Boas práticas, vedações e orientações para contratação de serviços de desenvolvimento e manutenção de software (Fábrica de Software)

Boas práticas, vedações e orientações para contratação de serviços de desenvolvimento e manutenção de software (Fábrica de Software) MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria de Tecnologia da Informação Departamento de Infraestrutura e Serviços de Tecnologia da Informação Departamento de Governança e Sistemas de Informação

Leia mais

Questionário de Governança de TI 2016

Questionário de Governança de TI 2016 Questionário de Governança de TI 2016 De acordo com o Referencial Básico de Governança do Tribunal de Contas da União, a governança no setor público compreende essencialmente os mecanismos de liderança,

Leia mais

Art. 2º. Fazer publicar esta Portaria em Boletim de Serviço, revogando-se a Portaria 577/05-R, de 05 de dezembro de 2005.

Art. 2º. Fazer publicar esta Portaria em Boletim de Serviço, revogando-se a Portaria 577/05-R, de 05 de dezembro de 2005. PORTARIA 328/R-06 DE 22 DE JUNHO DE 2006. O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE, no uso da competência que lhe foi atribuída pelo artigo 39, inciso XX, do Regimento Geral da UFRN; CONSIDERANDO

Leia mais

Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá - INCIT PLANO ANUAL DE TREINAMENTO

Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá - INCIT PLANO ANUAL DE TREINAMENTO Incubadora de Empresas de Base Tecnológica de Itajubá - INCIT PLANO ANUAL DE TREINAMENTO Itajubá/MG Fevereiro de 2012 Plano Anual de 2 de 11 Revisão 01 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 1 OBJETIVO GERAL... 4 2

Leia mais

Elaboração de Editais, Termos de Referência e Projetos Básicos (conhecimentos necessários do início ao fim do processo licitatório)

Elaboração de Editais, Termos de Referência e Projetos Básicos (conhecimentos necessários do início ao fim do processo licitatório) Elaboração de Editais, Termos de Referência e Projetos Básicos (conhecimentos necessários do início ao fim do processo licitatório) A CASP Online é uma entidade especializada em capacitação para o setor

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI 2014 (566727) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 16/07/2014 11:10:14 Endereço IP: 200.139.16.10 1. Liderança da alta administração 1.1. Com

Leia mais

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI na Administração Pública Federal - Ciclo 2016 (322491)

Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI na Administração Pública Federal - Ciclo 2016 (322491) Nome do questionário (ID): Levantamento de Governança de TI na Administração Pública Federal - Ciclo 2016 (322491) Pergunta: Sua resposta Data de envio: 24/05/2016 12:51:35 Endereço IP: 187.4.152.90 Designação

Leia mais

EDITAL Nº 01/2015 - TELESSAÚDE-ES/Ifes PROCESSO SELETIVO EQUIPE MULTIDISCIPLINAR

EDITAL Nº 01/2015 - TELESSAÚDE-ES/Ifes PROCESSO SELETIVO EQUIPE MULTIDISCIPLINAR EDITAL Nº 01/2015 - TELESSAÚDE-ES/Ifes PROCESSO SELETIVO EQUIPE MULTIDISCIPLINAR O Diretor Geral do Campus Vitória do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (Ifes), no uso

Leia mais

SELETIVO DE INSTRUTORES INTERNOS PARA O BANCO DE TALENTOS DA PRÓ-REITORIA DE GESTÃO DE PESSOAS

SELETIVO DE INSTRUTORES INTERNOS PARA O BANCO DE TALENTOS DA PRÓ-REITORIA DE GESTÃO DE PESSOAS EDITAL DE CONVOCAÇ ÃO Nº 001/2016/Progep PROCESSO SELETIVO DE INSTRUTORES INTERNOS PARA O BANCO DE TALENTOS DA PRÓ-REITORIA DE GESTÃO DE PESSOAS A Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas/Progep, por meio da

Leia mais

..: FormSus :.. http://formsus.datasus.gov.br/site/popup_unidade_detalhe.php?id_aplica...

..: FormSus :.. http://formsus.datasus.gov.br/site/popup_unidade_detalhe.php?id_aplica... 1 de 1 3/1/212 17:2 EGTI 211/212 - Autodiagnostico 21 Imprimir Identificação 1. Qual a identificação do órgão? Agência Nacional de Saúde Suplementar 2. Qual o âmbito de preenchimento do formulário? Órgão

Leia mais

Programa de Reestruturação Organizacional Elaboração e Implantação do Portal de Governança de TI da TERRACAP FASE IV

Programa de Reestruturação Organizacional Elaboração e Implantação do Portal de Governança de TI da TERRACAP FASE IV P D T I Plano Diretor de Tecnologia da Informação Programa de Reestruturação Organizacional Elaboração e Implantação do Portal de Governança de TI da TERRACAP FASE IV EQUIPE DE ELABORAÇÃO Plano Diretor

Leia mais

Rua Ulisses Caldas, 81 - Centro - Natal/RN 59025-090 (55)xx84-3232-8863 www.natal.rn.gov.br

Rua Ulisses Caldas, 81 - Centro - Natal/RN 59025-090 (55)xx84-3232-8863 www.natal.rn.gov.br LEI Nº. 6.067, DE 11 DE MARÇO DE 2010. Altera a Lei Ordinária 5.711/06, que dispõe sobre a Organização Administrativa da Câmara Municipal do Natal, e dá outras providências. A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE

Leia mais

Relatório Parcial do Comitê Gestor de Implantação do SIG. Período: Novembro/2014 a Maio/2015 COMITÊ GESTOR DE IMPLANTAÇÃO DO SIG-UFABC

Relatório Parcial do Comitê Gestor de Implantação do SIG. Período: Novembro/2014 a Maio/2015 COMITÊ GESTOR DE IMPLANTAÇÃO DO SIG-UFABC Relatório Parcial do Comitê Gestor de Implantação do SIG Período: Novembro/2014 a Maio/2015 1 Sumário 1- Introdução... 3 2- Cronograma de execução... 4 3- Atividades Realizadas... 4 3.1- Atividades relacionadas

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO RESOLUÇÃO Nº 16/2015

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO RESOLUÇÃO Nº 16/2015 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO RESOLUÇÃO Nº 16/2015 Ementa: Estabelece procedimentos para autorização de funcionamento de cursos técnicos e de

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS RESOLUÇÃO Nº 008/2015 CONSELHO UNIVERSITÁRIO EM 08 DE MAIO DE 2015 Dispõe sobre a metodologia

Leia mais

UFRGS e a estrutura de TI: realidade e perspectivas

UFRGS e a estrutura de TI: realidade e perspectivas UFRGS e a estrutura de TI: realidade e perspectivas UNIFESP 25/09/2013 Jussara Issa Musse Diretora CPD Agenda A UFRGS Estrutura de TI O CPD Recursos Humanos Sistemas de Informações Governança Inovação

Leia mais

1 Nome do Projeto Centro de Treinamento e Capacitação Corporativa. 2 Coordenador (a) Eng. Mec. Vinício Duarte Ferreira. 3 Gestor (a) 4 Programa

1 Nome do Projeto Centro de Treinamento e Capacitação Corporativa. 2 Coordenador (a) Eng. Mec. Vinício Duarte Ferreira. 3 Gestor (a) 4 Programa 1 Nome do Projeto Centro de Treinamento e Capacitação Corporativa 2 Coordenador (a) Eng. Mec. Vinício Duarte Ferreira 3 Gestor (a) 4 Programa Eng. Agr. Flávio Henrique da Costa Bolzan Organização, Normas

Leia mais

Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Regional

Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Regional ACESSO À INFORMAÇÃO Relatório nº 1-16/05/12 à 15/06/2012 O objetivo deste relatório é descrever as ações que vêm sendo empreendidas na (SPDR) e órgãos vinculados para a implantação da Lei Federal nº 12.527,

Leia mais

Relatório de Avaliação Institucional da Faculdade de Administração e Artes de Limeira-FAAL CPA-Comissão Própria de Avaliação

Relatório de Avaliação Institucional da Faculdade de Administração e Artes de Limeira-FAAL CPA-Comissão Própria de Avaliação Relatório de Avaliação Institucional da Faculdade de Administração e Artes de Limeira-FAAL CPA-Comissão Própria de Avaliação 2013 Fevereiro / Limeira SP Sumário 1. Identificação da Instituição... 4 2.

Leia mais

1. DA AUTORIZAÇÃO 2. DO OBJETO

1. DA AUTORIZAÇÃO 2. DO OBJETO MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES SECRETARIA DE INCLUSÃO DIGITAL AVISO DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 02, DE 4 DE OUTUBRO DE 2012 PROGRAMA COMPUTADORES PARA INCLUSÃO A União, por intermédio da Secretaria de Inclusão

Leia mais

PORTARIA MPA N 334, DE 03 DE SETEMBRO DE 2014

PORTARIA MPA N 334, DE 03 DE SETEMBRO DE 2014 ALTERADA PELA PORTARIA MPA Nº 30/2015 PORTARIA MPA N 334, DE 03 DE SETEMBRO DE 2014 Cria o Comitê de Nomenclatura das Espécies de Pescado - CONESPE, no âmbito do Ministério da Pesca e Aquicultura. O MINISTRO

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Versão 2015.2 Editada em julho de 2015 SUMÁRIO 1. Objetivo da Política...3 2. Abrangência...3 3. Princípios...3 4. Das Diretrizes Estratégicas...4 5. Da Estrutura

Leia mais

Manual de Atividades dos Bolsistas da DEaD/IFPR

Manual de Atividades dos Bolsistas da DEaD/IFPR Manual de Atividades dos Bolsistas da DEaD/IFPR Diretoria de Educação a Distância - IFPR Descrição das atividades desenvolvidas pelos bolsistas vinculados à Diretoria de Educação a Distância do Instituto

Leia mais

Política de Logística de Suprimento do Sistema Eletrobrás. Projeto IV.11

Política de Logística de Suprimento do Sistema Eletrobrás. Projeto IV.11 Política de Logística de Suprimento do Sistema Eletrobrás Projeto IV.11 1. Objetivo Aumentar a eficiência e competitividade das empresas do Sistema Eletrobrás, através da integração da logística de suprimento

Leia mais

Esfera: 10 Função: 06 - Segurança Pública Subfunção: 422 - Direitos Individuais, Coletivos e Difusos UO: 30101 - Ministério da Justiça

Esfera: 10 Função: 06 - Segurança Pública Subfunção: 422 - Direitos Individuais, Coletivos e Difusos UO: 30101 - Ministério da Justiça Programa 0698 Gestão e Apoio Institucional na Área da Justiça Numero de Ações 8 Ações Orçamentárias 1B30 do Plano Nacional de Combate à Pirataria Produto: Ação implementada Esfera: 10 Função: 06 - Segurança

Leia mais

EDITAL DE APOIO A INFRA-ESTRUTURA DE PESQUISA DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU DA UNIPAMPA

EDITAL DE APOIO A INFRA-ESTRUTURA DE PESQUISA DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU DA UNIPAMPA Pró-Reitoria de Pesquisa EDITAL DE APOIO A INFRA-ESTRUTURA DE PESQUISA DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU DA UNIPAMPA A Pró-Reitoria de Pesquisa da Universidade Federal do Pampa UNIPAMPA torna público

Leia mais

(MAPAS VIVOS DA UFCG) PPA-UFCG RELATÓRIO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA UFCG CICLO 2006-2008 ANEXO (PARTE 2) DIAGNÓSTICOS E RECOMENDAÇÕES

(MAPAS VIVOS DA UFCG) PPA-UFCG RELATÓRIO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA UFCG CICLO 2006-2008 ANEXO (PARTE 2) DIAGNÓSTICOS E RECOMENDAÇÕES 1 PPA-UFCG PROGRAMA PERMANENTE DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA UFCG CICLO 2006-2008 ANEXO (PARTE 2) DIAGNÓSTICOS E RECOMENDAÇÕES (MAPAS VIVOS DA UFCG) 2 DIMENSÃO MISSÃO E PDI MAPAS VIVOS DE

Leia mais

Implantação do Sistema SIG/UFRN na UNIFESP

Implantação do Sistema SIG/UFRN na UNIFESP Implantação do Sistema SIG/UFRN na UNIFESP 2º apresentação ao CETI Assessoria de Planejamento Departamento de Tecnologia da Informação DTI Junho/2013 Sumário - 2º apresentação ao CETI Pré-requisitos para

Leia mais

PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL. Projeto 914 BRA5065 - PRODOC-MTC/UNESCO DOCUMENTO TÉCNICO Nº 03

PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL. Projeto 914 BRA5065 - PRODOC-MTC/UNESCO DOCUMENTO TÉCNICO Nº 03 PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL Diretrizes e Estratégias para Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil Projeto 914 BRA5065 - PRODOC-MTC/UNESCO DOCUMENTO TÉCNICO Nº 03 RELATÓRIO TÉCNICO CONCLUSIVO

Leia mais

Experiências no Desenvolvimento e Manutenção de Software no Contexto da Interação Governo- Universidade

Experiências no Desenvolvimento e Manutenção de Software no Contexto da Interação Governo- Universidade Experiências no Desenvolvimento e Manutenção de Software no Contexto da Interação Governo- Universidade Fernando Siqueira (MPOG) Sérgio Rodrigues (COPPE/UFRJ) Miriam Chaves (MPOG) Rodrigo Santos (COPPE/UFRJ)

Leia mais

Analista de Negócio 3.0

Analista de Negócio 3.0 Conteúdo do Quarto Módulo: Práticas e Técnicas de Análise de Negócio Neste módulo apresentaremos como aplicar as práticas e principais técnicas de Análise de Negócio para elaborar Business Case. Será demonstrado

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO E ADMINISTRAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO E ADMINISTRAÇÃO PLANO DE AÇÃO DE IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA UNIFICADO DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (SUAP) NO ÂMBITO DO INSTITUTO FEDERAL DO MARANHÃO IFMA SÃO LUÍS JANEIRO 2013 APRESENTAÇÃO A importância da informática na administração

Leia mais

o Programa, aprovado pela Diretoria Colegiada em dezembro de

o Programa, aprovado pela Diretoria Colegiada em dezembro de Diretoria de Desenvolvimento Institucional (DIDES) Programa de Trabalho 2009-2010 A Diretoria de Desenvolvimento Institucional (DIDES) implementará no biênio 2009...! 2010 projetos voltados para atingir

Leia mais

PROPOSTA DE REGIMENTO INTERNO PARA O COMITÊ GESTOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (CTI)

PROPOSTA DE REGIMENTO INTERNO PARA O COMITÊ GESTOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (CTI) PROPOSTA DE REGIMENTO INTERNO PARA O COMITÊ GESTOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (CTI) Abril/2013 CAPÍTULO I DA NATUREZA E COMPETÊNCIA Art. 1º. O Comitê de Tecnologia da Informação CTI do Instituto Federal

Leia mais

Fundo Brasileiro para a Biodiversidade

Fundo Brasileiro para a Biodiversidade TERMO DE REFERÊNCIA nº 004/2016 Contratação na Área de Projetos Especiais Responsável: Leonardo Geluda Setor: Área de Projetos Especiais Rio de Janeiro, 25 de fevereiro de 2016 1. Identificação Recrutamento

Leia mais

LÍDERES QUE ENTREGAM RESULTADOS E VALORES

LÍDERES QUE ENTREGAM RESULTADOS E VALORES LÍDERES QUE ENTREGAM RESULTADOS E VALORES Dr. Gabriel Dias Pereira Filho Presidente Dra Maristela Nogueira Leônidas Diretoria Administrativa PERFIL DA COOPERATIVA ÁREA DE AÇÃO 28 cidades 275 mil habitantes

Leia mais

Automatização dos processos do CSC através da implantação de. São Paulo, Setembro de 2013. Novos mercados. Grandes shoppings.

Automatização dos processos do CSC através da implantação de. São Paulo, Setembro de 2013. Novos mercados. Grandes shoppings. Automatização dos processos do CSC através da implantação de ferramenta BPMS São Paulo, Setembro de 2013 Novos mercados. Grandes shoppings. Agenda Contexto Escopo do Projeto Modelagem e Automação dos Processos

Leia mais

I Efetivação do compromisso social do IFAL com o Estado de Alagoas;

I Efetivação do compromisso social do IFAL com o Estado de Alagoas; PROGRAMA DE APOIO AO INSTITUTO FEDERAL DE ALAGOAS PARA O DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES INTEGRADAS PROIFAL 1. OBJETIVO Apoiar o Instituto Federal de Alagoas IFAL nas atividades de ensino, pesquisa e extensão

Leia mais

HISTÓRICO DAS REVISÕES N.ºREVISÃO DATA IDENTIFICAÇÃO DO DOCUMENTO 00 01

HISTÓRICO DAS REVISÕES N.ºREVISÃO DATA IDENTIFICAÇÃO DO DOCUMENTO 00 01 HISTÓRICO DAS REVISÕES N.ºREVISÃO DATA IDENTIFICAÇÃO DO DOCUMENTO 00 01 01/06/2006 Emissão inicial 05/06/2007 Primeira Revisão Elaborado: 05/06/2007 Superintendente e ou Gerente da unidade Revisado: 05/06/2007

Leia mais

RESUMO EXECUTIVO RELATÓRIO FINAL DO PROJETO

RESUMO EXECUTIVO RELATÓRIO FINAL DO PROJETO Documento 7.1 RESUMO EXECUTIVO RELATÓRIO FINAL DO PROJETO TRIBUNAL DE CONTAS DOS MUNICIPIOS DO ESTADO DA BAHIA TCM-BA SALVADOR BAHIA MARÇO / 2010 1/10 1. Introdução Este documento faz parte do escopo do

Leia mais

Programa Nacional de Consolidação do Pacto Nacional pela Gestão das Águas Progestão

Programa Nacional de Consolidação do Pacto Nacional pela Gestão das Águas Progestão GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA SECRETARIA DE ESTADO DO DESENVOLVIMENTO AMBIENTAL - SEDAM Coordenadoria de Recursos Hídricos - COREH Programa Nacional de Consolidação do Pacto Nacional pela Gestão das Águas

Leia mais

MB Consultoria. ConsultoriaemGestãoparaa ExcelênciaemseusNegócios

MB Consultoria. ConsultoriaemGestãoparaa ExcelênciaemseusNegócios emgestãoparaa ExcelênciaemseusNegócios Apresentação A é uma empresa jovem que conta com parceiros qualificados nas áreas de contabilidade, administração, direito, especialistas em finanças, controladoria

Leia mais

Ministério Público do Estado de Goiás

Ministério Público do Estado de Goiás Ministério Público do Estado de Goiás Apresentação Inicial PMO Institucional MP-GO 1 Um projeto é um esforço temporário empreendido para criar um produto, serviço ou resultado exclusivo. Em muitos casos

Leia mais

Esfera: 10 Função: 20 - Agricultura Subfunção: 122 - Administração Geral UO: 22101 - Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Esfera: 10 Função: 20 - Agricultura Subfunção: 122 - Administração Geral UO: 22101 - Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Programa 0360 Gestão da Política Agropecuária Numero de Ações 11 Ações Orçamentárias 10HD Implantação do Projeto de Melhoria da Infra-estrutura da Sede do MAPA Produto: Projeto implantado Unidade de Medida:

Leia mais

Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Gerenciamento de Projeto /Turma 140 Data: Agosto/2014 GERENCIAMENTO DE PROJETOS AMBIENTAIS

Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Gerenciamento de Projeto /Turma 140 Data: Agosto/2014 GERENCIAMENTO DE PROJETOS AMBIENTAIS Instituto de Educação Tecnológica Pós-graduação Gerenciamento de Projeto /Turma 140 Data: Agosto/2014 GERENCIAMENTO DE PROJETOS AMBIENTAIS Eduardo Christófaro de Andrade Eng. Agrônomo Juliana Maria Mota

Leia mais

Reestruturação da CPE

Reestruturação da CPE SEAP Secretaria de Estado da Administração e Previdência DRH Departamento de Recursos Humanos Reestruturação da CPE Fevereiro de 2010 Secretaria de Estado da Administração e Previdência pág: 1 Contextualização:

Leia mais

GOVERNANÇA DE TI: Um desafio para a Auditoria Interna. COSME LEANDRO DO PATROCÍNIO Banco Central do Brasil

GOVERNANÇA DE TI: Um desafio para a Auditoria Interna. COSME LEANDRO DO PATROCÍNIO Banco Central do Brasil GOVERNANÇA DE TI: Um desafio para a Auditoria Interna COSME LEANDRO DO PATROCÍNIO Banco Central do Brasil Programação da Apresentação Evolução da Auditoria Interna de TI no Banco Central; Governança de

Leia mais

Gestão da Qualidade. Marca. ANÁLISE CRÍTICA DA QUALIDADE Ata de Reunião. 005-2011 Ordinária 31/10/2011 09:00 Marca Sistemas de Computação

Gestão da Qualidade. Marca. ANÁLISE CRÍTICA DA QUALIDADE Ata de Reunião. 005-2011 Ordinária 31/10/2011 09:00 Marca Sistemas de Computação Gestão da Qualidade Marca GQM F03 Página: 1 de 2 ANÁLISE CRÍTICA DA QUALIDADE Ata de Reunião Reunião nº Tipo: Data: Hora: Local: 005-2011 Ordinária 31/10/2011 09:00 Marca Sistemas de Computação Membros

Leia mais

Termo de Abertura de Projeto. Proposta Aceita pelo Cliente

Termo de Abertura de Projeto. Proposta Aceita pelo Cliente Termo de Abertura de Projeto Proposta Aceita pelo Cliente Elaborar o Termo de Abertura A gerência da organização emite o Termo de Abertura do Projeto. O documento pode ser preparado pelo gerente da proposta,

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO SISTEMA DOS LABORATÓRIOS DO CAMPUS CAÇAPAVA DO SUL TÍTULO I DOS FINS

REGIMENTO INTERNO DO SISTEMA DOS LABORATÓRIOS DO CAMPUS CAÇAPAVA DO SUL TÍTULO I DOS FINS 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA (Lei nº. 11.640, de 11 de janeiro de 2008) REGIMENTO INTERNO DO SISTEMA DOS LABORATÓRIOS DO CAMPUS CAÇAPAVA DO SUL TÍTULO I DOS FINS Art. 1º - O sistema

Leia mais

PROCEDIMENTOS DE COMPRAS

PROCEDIMENTOS DE COMPRAS PROCEDIMENTOS DE COMPRAS Estas instruções têm como objetivo a padronização dos procedimentos para a realização das compras de materiais de consumo, bens permanentes e prestações de serviços necessários

Leia mais

ANEXO (Portaria Interministerial MCT/MDIC nº 291, de 07.05.2008)

ANEXO (Portaria Interministerial MCT/MDIC nº 291, de 07.05.2008) ANEXO (Portaria Interministerial MCT/MDIC nº 291, de 07.05.2008) ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO DAS PROPOSTAS DE PROJETO LEI Nº 11.484/2007 CAPÍTULO II PATVD I INTRODUÇÃO O presente roteiro orienta a elaboração

Leia mais

PROGRAMA DESENVOLVIMENTO ADMINISTRATIVO E TECNOLÓGICO CONSELHO DIRETOR

PROGRAMA DESENVOLVIMENTO ADMINISTRATIVO E TECNOLÓGICO CONSELHO DIRETOR PROGRAMA DESENVOLVIMENTO ADMINISTRATIVO E TECNOLÓGICO CONSELHO DIRETOR TERMO DE ABERTURA Preparado por: Cláudio França de Araújo Gestor do Programa CD Aprovado por: Ricardo Antônio de Arruda Veiga Representante

Leia mais

DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CAPÍTULO I DA DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E SEUS FINS

DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CAPÍTULO I DA DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E SEUS FINS DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO CAPÍTULO I DA DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E SEUS FINS Art. 1º A Diretoria de Gestão de Tecnologia da Informação da Universidade Federal

Leia mais

PLANO ANUAL DE CAPACITAÇÃO 2012

PLANO ANUAL DE CAPACITAÇÃO 2012 PLANO ANUAL DE CAPACITAÇÃO 2012 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO 3 CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO 5 CAPACITAÇÃO DOS SERVIDORES TÉCNICO-ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO 7 CAPACITAÇÃO

Leia mais

Capacitação de Usuários no uso de Sistemas de Informação

Capacitação de Usuários no uso de Sistemas de Informação Capacitação de Usuários no uso de Sistemas de Informação Projeto Básico (pdf) A Gerência de Sistemas GESIS, da Gerência Geral de Gestão do Conhecimento e Documentação- GGCON, tem como objetivo Implantar

Leia mais

A Câmara Municipal de Foz do Iguaçu, Estado do Paraná, aprovou e eu, Prefeito Municipal, sanciono a seguinte Lei:

A Câmara Municipal de Foz do Iguaçu, Estado do Paraná, aprovou e eu, Prefeito Municipal, sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 3.477 DATA: 14 de agosto de 2008. SÚMULA: Altera e acresce dispositivos da Lei nº 3.025, de 18 de janeiro de 2005, alterada pela Lei nº 3.264, de 19 de setembro de 2006, que Dispõe sobre a reestruturação

Leia mais

A ONLY ONE tem como missão proporcionar aos seus clientes soluções simples e eficazes na terceirização de Serviços Gerais e Recursos Humanos.

A ONLY ONE tem como missão proporcionar aos seus clientes soluções simples e eficazes na terceirização de Serviços Gerais e Recursos Humanos. INSTITUCIONAL A ONLY ONE tem como missão proporcionar aos seus clientes soluções simples e eficazes na terceirização de Serviços Gerais e Recursos Humanos. Um líder não surge apenas da qualidade dos serviços

Leia mais

Avaliação da Gestão da Infra-estrutura de Sistemas de Educação a Distância: a importância do ITIL

Avaliação da Gestão da Infra-estrutura de Sistemas de Educação a Distância: a importância do ITIL Avaliação da Gestão da Infra-estrutura de Sistemas de Educação a Distância: a importância do ITIL Paulo Cristiano de Oliveira 1, Maricel Karina López Torres 2, Carolina Schmitt Nunes 3, Marina Keiko Nakayama

Leia mais

II FÓRUM CPA Comissão Própria da Avaliação

II FÓRUM CPA Comissão Própria da Avaliação II FÓRUM CPA Comissão Própria da Avaliação 25 de maio de 2016 EIXO 1: PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 03 Fragilidades; 04 Sugestões de Superação de Fragilidade; 03 Potencialidades. A CPA identificou

Leia mais

Contrato de Empréstimo n.º 980/OC-BR. República Federativa do Brasil e o Banco Interamericano de Desenvolvimento

Contrato de Empréstimo n.º 980/OC-BR. República Federativa do Brasil e o Banco Interamericano de Desenvolvimento TERMO DE REFERÊNCIA Projeto BRA/97/032 Coordenação do Programa de Modernização Fiscal dos Estados Brasileiros - PNAFE Contrato de Empréstimo n.º 980/OC-BR entre a República Federativa do Brasil e o Banco

Leia mais

Capítulo XIII SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

Capítulo XIII SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Capítulo XIII SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO FINALIDADE A Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação, órgão de direção especializada, subordinada ao diretor-geral da Secretaria

Leia mais

Assegurar a estrita observância das normas legais e regulamentares relativas aos direitos do consumidor.

Assegurar a estrita observância das normas legais e regulamentares relativas aos direitos do consumidor. MANUAL DE CONTROLES INTERNOS Página 1 / 9 Nome do Documento FINALIDADE SAC Atendimento ao Cliente Estabelecer em procedimento o atendimento ao cliente da Gradual Corretora; Assegurar meio de comunicação

Leia mais

ORGANIZAÇÃO SOCIAL PRO-EDUCA- INSTITUTO SOCIAL PARA O DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO E SUSTENTABILIDADE

ORGANIZAÇÃO SOCIAL PRO-EDUCA- INSTITUTO SOCIAL PARA O DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO E SUSTENTABILIDADE ORGANIZAÇÃO SOCIAL PRO-EDUCA- INSTITUTO SOCIAL PARA O DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO E SUSTENTABILIDADE CNPJ N 05.303.355/0001-73 REGISTRO EM RCPJ- BARUERI/SP 222857 REGULAMENTO DE COMPRAS, CONTRATAÇÕES DE

Leia mais

Governança de TI com foco no PDTI Caso UFSC

Governança de TI com foco no PDTI Caso UFSC 2015 1 Governança de TI com foco no PDTI Caso UFSC Edison Tadeu Lopes Melo edison.melo@ufsc.br UFSC Agenda 2 A UFSC em números PDTI 2013/2015 O que é o PDTI Referencial Estratégico e Diretrizes Diagnóstico

Leia mais

Diretoria de Gestão Interna

Diretoria de Gestão Interna Diretoria de Gestão Interna Objetivo 13: Garantir que os processos de trabalho e seus produtos sejam oportunos e primem pela qualidade, com uso intensivo de tecnologia Iniciativas Ações Produtos ou resultados

Leia mais

1. Descrição dos Serviços de Implantação da SOLUÇÃO

1. Descrição dos Serviços de Implantação da SOLUÇÃO Este documento descreve os serviços que devem ser realizados para a Implantação da Solução de CRM (Customer Relationship Management), doravante chamada SOLUÇÃO, nos ambientes computacionais de testes,

Leia mais

Belém PA, Maio 2012. Categoria: Pesquisa e Avaliação. Setor Educacional: Educação Universitária. Macro: Sistemas e Instituições de EAD

Belém PA, Maio 2012. Categoria: Pesquisa e Avaliação. Setor Educacional: Educação Universitária. Macro: Sistemas e Instituições de EAD 1 A QUALIDADE DOS CURSOS SUPERIORES A DISTÂNCIA: CURSOS DE LICENCIATURA EM LETRAS E BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL UAB Belém PA, Maio 2012 Categoria: Pesquisa e Avaliação

Leia mais

Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais Presidência Controladoria Interna PLANO DIRETOR CONTROLE INTERNO 2013-2014

Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais Presidência Controladoria Interna PLANO DIRETOR CONTROLE INTERNO 2013-2014 PLANO DIRETOR DE CONTROLE INTERNO 2013-2014 SUMÁRIO Pág. 1. INTRODUÇÃO 02 2. SISTEMA DE CONTROLE INTERNO 02 2.1 Conceituação 02 2.2. Marco legal 04 3. O CONTROLE INTERNO NO ÂMBITO DO TCEMG 4. CONTROLADORIA

Leia mais

Política de Gerenciamento de Capital

Política de Gerenciamento de Capital 1 / 6 Sumário 1. OBJETIVO... 2 2. APLICAÇÃO... 2 3. ABREVIATURAS E DEFINIÇÕES GERAIS... 2 4. DESCRIÇÃO... 2 4.1. Conceito... 2 4.2. Politica... 3 4.3. Estrutura... 3 4.4. Responsabilidades... 3 5. ANEXOS...

Leia mais

P4-MPS.BR - Prova de Conhecimento do Processo de Aquisição do MPS.BR

P4-MPS.BR - Prova de Conhecimento do Processo de Aquisição do MPS.BR Data: 6 de Dezembro de 2011 Horário: 13:00 às 17:00 horas (hora de Brasília) Nome: e-mail: Nota: INSTRUÇÕES Você deve responder a todas as questões. O total máximo de pontos da prova é de 100 pontos (100%),

Leia mais

SIG Sistema Integrado de Gestão

SIG Sistema Integrado de Gestão SIG Sistema Integrado de Gestão SIGRH -Sistema Integrado de Gestão de Recursos Humanos Gustavo Bertoldo Quatrin Agenda Contextualização Visão Geral dos seguintes sistemas: SIPAC; SGPP; SIGAA; SIGADMIN;

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA IN

INSTRUÇÃO NORMATIVA IN Quinta-feira, 15 de Março de 2012 Ano XVIII - Edição N.: 4030 Poder Executivo Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Informação - Secretaria Municipal Adjunta de Recursos Humanos INSTRUÇÃO NORMATIVA

Leia mais

Banco Safra S.A. ESTRUTURA DE GERENCIAMENTO DE RISCO DE CRÉDITO

Banco Safra S.A. ESTRUTURA DE GERENCIAMENTO DE RISCO DE CRÉDITO Banco Safra S.A. ESTRUTURA DE GERENCIAMENTO DE RISCO DE CRÉDITO 1/6 1. INTRODUÇÃO O Conglomerado Prudencial Safra caracteriza-se por seu histórico de conservadorismo, agilidade na adaptação à conjuntura

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO Unidade Auditada: UNIVERSIDADE TECNOLOGICA FEDERAL DO PARANA Município - UF: Curitiba - PR Relatório nº: 201315499

Leia mais

MERCADO DE CAPITAIS. de administração de carteiras de valores mobiliários

MERCADO DE CAPITAIS. de administração de carteiras de valores mobiliários MERCADO DE CAPITAIS 01/04/2015 CVM edita a Instrução nº 558/15, que regula a atividade de administração de carteiras de valores mobiliários A Comissão de Valores Mobiliários ( CVM ) divulgou, em 26 de

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 051/2015 DE 19 DE JUNHO DE 2015

RESOLUÇÃO Nº 051/2015 DE 19 DE JUNHO DE 2015 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 051/2015 DE 19

Leia mais

CONTRATO DE CONCESSÃO [ ]/2013 EDITAL DE CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL [ ]/2013

CONTRATO DE CONCESSÃO [ ]/2013 EDITAL DE CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL [ ]/2013 CONTRATO DE CONCESSÃO [ ]/2013 EDITAL DE CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL [ ]/2013 CONCESSÃO ADMINISTRATIVA PARA DESENVOLVIMENTO, IMPLANTAÇÃO, OPERAÇÃO, MANUTENÇÃO E GERENCIAMENTO DA SOLUÇÃO GRP DO MUNICÍPIO

Leia mais

Plano de gestão 2011-2012. Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação - UNIRIO

Plano de gestão 2011-2012. Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação - UNIRIO Plano de gestão 2011-2012 Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação - UNIRIO Sumário Quem somos Como estamos Para onde queremos ir? Como chegaremos lá? Quem somos DTIC Diretoria de Tecnologia

Leia mais

GESTÃO DE PROGRAMAS AÇÕES DA FATEC INTEGRADAS COM PROJETOS DA UFSM

GESTÃO DE PROGRAMAS AÇÕES DA FATEC INTEGRADAS COM PROJETOS DA UFSM GESTÃO DE PROGRAMAS AÇÕES DA FATEC INTEGRADAS COM PROJETOS DA UFSM As atividades que envolvem Ações Técnico-Científicas da FATEC, conjugadas com Pesquisa ou Extensão ou Ensino pela UFSM, são formalizadas

Leia mais

Decanato de Planejamento e Orçamento DPO Diretoria de Processos Organizacionais DPR Estabelecendo um Escritório de Processos

Decanato de Planejamento e Orçamento DPO Diretoria de Processos Organizacionais DPR Estabelecendo um Escritório de Processos Decanato de Planejamento e Orçamento DPO Diretoria de Processos Organizacionais DPR Estabelecendo um Escritório de Processos Profa. Ângela F. Brodbeck Escola de Administração PROPLAN/EP UFRGS Pressupostos

Leia mais

ANEXO II REQUISITOS, ATRIBUIÇÕES E REMUNERAÇÕES DOS CARGOS

ANEXO II REQUISITOS, ATRIBUIÇÕES E REMUNERAÇÕES DOS CARGOS CARGO/GRUPO Analista Informática Sistemas ANEXO II REQUISITOS, ATRIBUIÇÕES E REMUNERAÇÕES DOS CARGOS ATRIBUIÇÕES Codificar e manter aplicações e classes Executar análise, diagnóstico e correção problemas

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO SISTEMA CECRED

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO SISTEMA CECRED POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO SISTEMA CECRED VERSÃO 01 MAIO DE 2015 SUMÁRIO Capítulo 1 Objetivo do documento... 3 Capítulo 2 Público - Alvo / Aplicabilidade... 5 Capitulo 3 Responsabilidades...

Leia mais

Experiência: Modelo de Gestão de Capacitação da Presidência da República - Pool de Capacitação

Experiência: Modelo de Gestão de Capacitação da Presidência da República - Pool de Capacitação Experiência: Modelo de Gestão de Capacitação da Presidência da República - Pool de Capacitação Casa Civil Diretoria de Recursos Humanos Responsável: Selma Teresa de Castro Roller Quintella, Diretora de

Leia mais

Fundo Brasileiro para a Biodiversidade

Fundo Brasileiro para a Biodiversidade TERMO DE REFERÊNCIA nº 013/2015 Contratação na Área de Projetos Especiais Responsável: Leonardo Geluda Setor: Área de Projetos Especiais Rio de Janeiro, 2 de junho de 2015 1. Identificação Recrutamento

Leia mais