Internet Como um Serviço Essencial

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Internet Como um Serviço Essencial"

Transcrição

1 Internet Como um Serviço Essencial [O Desenvolvimento da Banda Larga e o Crescimento da Economia Digital ] 20 de Nov de 2015

2 Pontos de Apresentação 1. Banda larga em Moçambique; 2. Como desenvolver a banda larga; 3. Banda Larga e o Espectro; 4. Plano Quinquenal do Governo; 5. Questões de Reflexão.

3 ACESSO E BANDA LARGA TECNOLOGIA OPERADORES 2G 3G CDMA TOTAL Estacoes de Base 4,249 1, , %

4 COBERTURA DE BANDA LARGA COM 3G Província Distritos Cobertos Postos Administrativos cobertos Fibra Óptica 3G Fibra Óptica 3G C. Delgado Niassa Nampula Zambezia Tete Sofala Manica Inhambane Gaza Maputo Província Maputo Cidade Total

5 EXTENSÃO DA FIBRA ÓPTICA OPERADOR KM (fibra óptica) COBERTURA TDM 7,500 KMs Todas Capitais Províncias e algumas sedes distritais Movitel 22,500 KMs Todas Capitais provinciais e sedes Distritais, excepto ilha do Chinde (Zambézia) Vodacom 9,000 KMs Capitais provinciais e algumas sedes distritais TV Cabo Maputo Cidade, Maputo Província, Gaza, Total 39,000 KMs

6 Infrastrutura de Transmissão de Banda Larga Vodacom

7 COBERTURA DE BANDA LARGA OPERADOR Internet Solution TV Cabo Teledata COBERTURA Pemba, Nampula, Nacala, Tete, Beira, Maputo Cidade Maputo Cidade, Maputo Província, Gaza, Inhambane, Sofala, Manica, Tete, Zambézia, Nampula, Cabo Delgado, Niassa Maputo Cidade, Maputo Província, Gaza, Inhambane, Sofala, Manica, Tete, Zambézia, Nampula, Cabo Delgado, Niassa

8 Desenvolvimento de Banda Larga E preciso um plano de desenvolvimento de banda larga; E preciso investimento para um desenvolvimento rápido de banda larga; E preciso incentivos para um rápido desenvolvimento;

9 Desenvolvimento de Banda Larga E preciso partilhar infraestruturas de banda larga em particular nas zonas rurais; A banda larga deve ser acessível (5% da receita media mensal de uma pessoa) [ Mónaco 0.3% vs 1000% em alguns países da África Subsahariana] Países como Brasil, Qatar, Filipinas sao bom exemplos a seguir.

10 Desenvolvimento de Banda Larga O custo dos terminais (smartphones) deve baixar (abaixo de $20) E preciso não investir mais em sites de 2G mesmo nas zonas rurais; [ Em 2018 o numero de subscritores de 3G vai ultrapassar o numero de subscritores de 2G, e em G vai ultrapassar 2G]

11 Soluções Tecnológicas UMTS, LTE (Acesso nas Zonas Urbanas e Rurais) WIFI (zonas urbanas) FTTx (zonas urbanas) Acesso por Satélite (zonas rurais)

12 12 Plano Quinquenal do Governo & Comunicações

13 Plano EVOLUÇÃO Quinquenal DO SECTOR do DAS Governo COMUNICAÇÕES No âmbito Plano Quinquenal do Governo , o sector das Comunicações pretende levar a cabo as seguintes acções: Expandir os serviços de telecomunicações para cobrir 100% dos postos administrativos e 50% das localidades; Expandir os serviços de banda larga (3ª ou 4ª Geração) para cobrir 100% das capitais distritais; Expandir a infra-estrutura de transmissão de banda larga de modo a interligar todas as capitais distritais e cobrir 30% dos postos administrativos; Instalar em todas as capitais provinciais anéis de fibra óptica;

14 Plano EVOLUÇÃO Quinquenal DO SECTOR do DAS Governo COMUNICAÇÕES Expandir os serviços de radiodifusão televisiva terrestre digital para alcançar 70% de cobertura populacional; Elaborar o Regulamento de Segurança das Redes de Comunicações; Elaborar o Regulamento do Licenciamento e Exploração de Redes e Serviços de Telecomunicações; Licenciar novos operadores que forneçam serviços de telefonia e transmissão de dados; Emitir licenças unificadas e por classe; Assegurar que os grandes operadores Postais tenham um sistema de rastreamento de encomendas; Desenvolver uma base de dados de endereçamento e códigos postais.

15 15 Desafios para as Comunicações

16 Espectro

17 Espectro e Explosão de Dados!

18 Espectro Versus Bandalarga Como alocar o espectro de forma eficiente para que o custo ao operador e em ultima estância ao utilizador seja económico; Como satisfazer a crescente demanda de dados que precisam de banda larga; Como acomodar a Internet de coisas que ainda vão gerar mais tráfego; Conviver com os operadores de televisão (DD) Precisamos dar acesso, internet, audio e video nas nossas redes (UMTS, LTE)

19 Internet das Coisas/Tudo! Como dispor de numeração para endereçar biliões de coisas? IPv6; Mas a segurança é um desafio maior quando tens coisas ligadas a rede; Como regular redes que interligam apenas coisas? Por exemplo uma rede de semáforos e cameras publicas?

20 Questões para Reflexão Como expandir rapidamente a infraestrutura de banda larga com o menor investimento?; Como reduzir o custo dos handsets e do acesso? Como usar o espectro de forma eficiente? Que modelos de negocio devem ser usados nas zonas rurais?

21 Muito Obrigado!

Perspectivas de Desenvolvimento das Comunicações

Perspectivas de Desenvolvimento das Comunicações O PAPEL DAS COMUNICAÇÕES NO CRESCIMENTO ECONÓMICO Perspectivas de Desenvolvimento das Comunicações Apresentaçāo: Ema Maria dos Santos Chicoco PCA Autoridade Reguladora das Comunicações de Moçambique (INCM)

Leia mais

Fórum da Conectividade Rural

Fórum da Conectividade Rural FUNDO DO SERVIÇO DE ACESSO UNIVERSAL (FSAU) Fórum da Conectividade Rural O Fundo do Serviço de Acesso Universal e o seu papel na promoção de parcerias Público- Privadas para a conectividade rural Apresentado

Leia mais

O PAPEL DOS FORNECEDORES PRIVADOS DE ÁGUA EM MOÇAMBIQUE

O PAPEL DOS FORNECEDORES PRIVADOS DE ÁGUA EM MOÇAMBIQUE O PAPEL DOS FORNECEDORES PRIVADOS DE ÁGUA EM MOÇAMBIQUE Suzana Saranga Loforte Gestora de Recursos Hídricos & Meio Ambiente Direcção Nacional de Águas Ministério das Obras Públicas e Habitação de Moçambique

Leia mais

OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTO NO AGRONEGÓCIO EM MOÇAMBIQUE

OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTO NO AGRONEGÓCIO EM MOÇAMBIQUE REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA AGRICULTURA E SEGURANÇA ALIMENTAR OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTO NO AGRONEGÓCIO EM MOÇAMBIQUE ABRIL, 2015 Estrutura da Apresentação 2 I. Papel do CEPAGRI II. III. IV.

Leia mais

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA À REDE DE CONSULTORES

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA À REDE DE CONSULTORES FORMULÁRIO DE CANDIDATURA À REDE DE CONSULTORES da empresa da pessoa de contacto Data: Detalhes de contacto País: Data de preenchimento: Telefone: Fax: e-mail: Caixa Postal: 1. CONSULTORES Os consultores

Leia mais

Ministério das Comunicações 2015

Ministério das Comunicações 2015 Ministério das Comunicações 2015 _dados setoriais TELEFONIA Mais de 320 milhões de acessos! Número de acessos (em milhões) 350 300 250 200 150 100 50 0 261,8 271,1 280,7 282,4 242,2 202,9 174 150,6 121

Leia mais

Direcção do Registo Académico

Direcção do Registo Académico 1 Direcção do Registo Académico EDITAL MATRÍCULAS E INSCRIÇÕES PARA OS NOVOS INGRESSOS ANO LECTIVO DE 2016 1. Introdução A Universidade Eduardo Mondlane (UEM) informa ao público que a matrícula para os

Leia mais

Projecto de Governo Electrónico e de Infra-estruturas de Comunicação

Projecto de Governo Electrónico e de Infra-estruturas de Comunicação Projecto de Governo Electrónico e de Infra-estruturas de Comunicação (Mozambique egovernment and Communication Infrastructure Project) (MEGCIP) 5º Fórum Lusófono das Comunicações Painel 4: Infra-estruturas

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA ECONOMIA E FINANÇAS DIRECÇÃO NACIONAL DE PLANIFICAÇÃO E ORÇAMENTO ORÇAMENTO CIDADÃO

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA ECONOMIA E FINANÇAS DIRECÇÃO NACIONAL DE PLANIFICAÇÃO E ORÇAMENTO ORÇAMENTO CIDADÃO REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA ECONOMIA E FINANÇAS DIRECÇÃO NACIONAL DE PLANIFICAÇÃO E ORÇAMENTO ORÇAMENTO CIDADÃO 5ᵃ Edição ORÇAMENTO CIDADÃO 2016 Visão: Assegurar a participação do Cidadão em

Leia mais

D456789: N;74:<;= >:? S65A48:? AB5;54:? MINAG D6G;5H;I6<H: >6 CJ=HJ5;? 6 AA4?: P5KA4: Boas Perspecvas de produção para a Campanha Agrícola 2014-15.

D456789: N;74:<;= >:? S65A48:? AB5;54:? MINAG D6G;5H;I6<H: >6 CJ=HJ5;? 6 AA4?: P5KA4: Boas Perspecvas de produção para a Campanha Agrícola 2014-15. D456789: N;74::? S65A48:? AB5;54:? MINAG D6G;5H;I66 CJ=HJ5;? 6 AA4?: P5KA4: Edição Nº 01 Campanha Agrícola 2014/15 Publicado em: 02/10/2014 B A Em Foco Boas Perspecvas de produção para a Campanha

Leia mais

OPORTUNIDADES DO AGRONEGÓCIO EM MOÇAMBIQUE

OPORTUNIDADES DO AGRONEGÓCIO EM MOÇAMBIQUE OPORTUNIDADES DO AGRONEGÓCIO EM MOÇAMBIQUE 1 O CEPAGRI (1-3) 2 Criado através do Decreto nº 20/2006 de 29 de Junho como instituição subordinada ao Ministério da Agricultura Criado com objectivo de: Estimular

Leia mais

L ATITUDE PEMBA O MAR NO HORIZONTE

L ATITUDE PEMBA O MAR NO HORIZONTE L ATITUDE PEMBA O MAR NO HORIZONTE TANZÂNIA Mocimboa da Praia MALAWI Lichinga NIASSA CABO DELGADO NAMPULA Pemba Nacala TETE TETE ZAMBEZIA PEMBA MANICA SOFALA Quelimane CHIMOIO BEIRA para Hararre GAZA INHAMBANE

Leia mais

Resposta da Sonaecom Serviços de Comunicações, SA (Sonaecom) à consulta pública sobre o Quadro Nacional de Atribuição de Frequências 2010 (QNAF 2010)

Resposta da Sonaecom Serviços de Comunicações, SA (Sonaecom) à consulta pública sobre o Quadro Nacional de Atribuição de Frequências 2010 (QNAF 2010) Resposta da Sonaecom Serviços de Comunicações, SA (Sonaecom) à consulta pública sobre o Quadro Nacional de Atribuição de Frequências 2010 (QNAF 2010) I. Introdução O espectro radioeléctrico é um recurso

Leia mais

GABINETE DO ORDENADOR NACIONAL PARA A COOPERAÇÃO MOÇAMBIQUE / UE DELEGAÇÃO DA UNIÃO EUROPEIA EM MOÇAMBIQUE

GABINETE DO ORDENADOR NACIONAL PARA A COOPERAÇÃO MOÇAMBIQUE / UE DELEGAÇÃO DA UNIÃO EUROPEIA EM MOÇAMBIQUE GABINETE DO ORDENADOR NACIONAL PARA A COOPERAÇÃO MOÇAMBIQUE / UE DELEGAÇÃO DA UNIÃO EUROPEIA EM MOÇAMBIQUE Parte 1- Informação geral e elegibilidade dos custos Parte 2 Opção dos custos simplificados Parte

Leia mais

MIC REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA INDÚSTRIA E COMÉRCIO DIRECÇÃO NACIONAL DO COMÉRCIO

MIC REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA INDÚSTRIA E COMÉRCIO DIRECÇÃO NACIONAL DO COMÉRCIO INFOCOM MIC REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA INDÚSTRIA E COMÉRCIO DIRECÇÃO NACIONAL DO COMÉRCIO Boletim Especial/Setembro de 7 DNC/MIC BOLETIM ESPECIAL DO BALANÇO ALIMENTAR ABRIL DE 7 A MARÇO DE 8

Leia mais

Desafios no acesso à internet móvel: penetração, qualidade e gestão do espectro

Desafios no acesso à internet móvel: penetração, qualidade e gestão do espectro Desafios no acesso à internet móvel: penetração, qualidade e gestão do espectro Miriam Wimmer Diretora do Departamento de Serviços e de Universalização de Telecomunicações Secretaria de Telecomunicações

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA ECONOMIA E FINANÇAS DIRECÇÃO NACIONAL DO ORÇAMENTO ORÇAMENTO CIDADÃO 2015. (Versão Preliminar)

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA ECONOMIA E FINANÇAS DIRECÇÃO NACIONAL DO ORÇAMENTO ORÇAMENTO CIDADÃO 2015. (Versão Preliminar) REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA ECONOMIA E FINANÇAS DIRECÇÃO NACIONAL DO ORÇAMENTO ORÇAMENTO CIDADÃO 2015 (Versão Preliminar) Maio de 2015 1 Orçamento Cidadão 2015 Visão: Assegurar a participação

Leia mais

PROPOSTA DO PLANO ECONÓMICO E SOCIAL PARA 2013

PROPOSTA DO PLANO ECONÓMICO E SOCIAL PARA 2013 REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA ENERGIA DIRECÇÃO DE ESTUDOS E PLANIFICA ÇÃO PROPOSTA DO PLANO ECONÓMICO E SOCIAL PARA 2013 Nampula, 16 de Agosto de 2012 MINISTÉRIO DA ENERGIA 1 1. CONTEXTUALIZAÇÃO

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DAS FINANÇAS RELATÓRIO DE EXECUÇÃO DO ORÇAMENTO DO ESTADO

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DAS FINANÇAS RELATÓRIO DE EXECUÇÃO DO ORÇAMENTO DO ESTADO REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO S FINANÇAS RELATÓRIO DE EXECUÇÃO DO ORÇAMENTO DO ESTADO ANO 2012 JANEIRO A JUNHO RELATÓRIO 1. Introdução 2. Equilíbrio Orçamental 3. Receitas do Estado 4. Financiamento

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA CFFC / CINDRA 29/05/2013. Rio de Janeiro Maio 2013

AUDIÊNCIA PÚBLICA CFFC / CINDRA 29/05/2013. Rio de Janeiro Maio 2013 AUDIÊNCIA PÚBLICA CFFC / CINDRA 29/05/2013 Rio de Janeiro Maio 2013 A Oi TEM PAPEL FUNDAMENTAL PARA O DESENVOLVIMENTO DO PAÍS, INVESTINDO, GERANDO IMPOSTOS E EMPREGOS E DISTRIBUINDO SEUS RESULTADOS R$

Leia mais

OS DESAFIOS DA REGULAÇÃO NO SÉCULO XXI

OS DESAFIOS DA REGULAÇÃO NO SÉCULO XXI TELECOMUNICAÇÃO DE MOÇAMBIQUE OS DESAFIOS DA REGULAÇÃO NO SÉCULO XXI Praia, CABO VERDE 14-15 de Outubro de 2013 Yunus Esmail, TDM Telecomunicações de Moçambique Tópicos Breve Introdução sobre a TDM Breve

Leia mais

Plano de Desenvolvimento na Área da Energia em Moçambique

Plano de Desenvolvimento na Área da Energia em Moçambique Plano de Desenvolvimento na Área da Energia em Moçambique A. de Sousa Fernando asousa@edm.co.mz 1 Principais Operadores do Sector Eléctrico Electricidade de Moçambique (EDM) Empresa Nacional de Electricidade,

Leia mais

República de Moçambique Ministério das Obras Públicas e Habitação. ABASTECIMENTO DE ÁGUA NAS PRINCIPAIS CIDADES Projectos e Cooperação

República de Moçambique Ministério das Obras Públicas e Habitação. ABASTECIMENTO DE ÁGUA NAS PRINCIPAIS CIDADES Projectos e Cooperação República de Moçambique Ministério das Obras Públicas e Habitação ABASTECIMENTO DE ÁGUA NAS PRINCIPAIS CIDADES Projectos e Cooperação Pedro Paulino Maio 2013 CONTEÚDO 1. CONTEXTO INSTITUCIONAL: Quadro

Leia mais

Ministério das Comunicações

Ministério das Comunicações IV Seminário Telcomp 2011 Competição e Inovação A Perspectiva de Governo e Políticas Públicas: Políticas Públicas para incentivo à expansão de redes e serviços de telecomunicações Maximiliano S. Martinhão

Leia mais

Programa Nacional de Banda Larga

Programa Nacional de Banda Larga Programa Nacional de Banda Larga Metas e eixos de ação Comissão de Ciência e Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática Senado Federal Brasília, 31 de agosto de 2011 Dados de acesso à Internet em

Leia mais

DELIBERAÇÃO. Por Deliberação do Conselho de Administração de 24 de Outubro de 2002, foi constituído um Grupo de Trabalho com o seguinte mandato:

DELIBERAÇÃO. Por Deliberação do Conselho de Administração de 24 de Outubro de 2002, foi constituído um Grupo de Trabalho com o seguinte mandato: http://www.anacom.pt/template31.jsp?categoryid=208342 Deliberação de 6.12.2002 DELIBERAÇÃO I Por Deliberação do Conselho de Administração de 24 de Outubro de 2002, foi constituído um Grupo de Trabalho

Leia mais

Oportunidades de Investimento no Sector Agrario em Mocambique

Oportunidades de Investimento no Sector Agrario em Mocambique Oportunidades de Investimento no Sector Agrario em Mocambique Apresentado pelo Director do Centro de Promoção da Agricultura Abdul Cesar Mussuale Turino, Fevereiro 2012 Estrutura de Apresentacao I. Informacao

Leia mais

CDMA450. Planos de Negócio e Oportunidades para o Uso do 450 MHz no Brasil. FRANCISCO GIACOMINI SOARES Diretor Sênior de Relações Governamentais

CDMA450. Planos de Negócio e Oportunidades para o Uso do 450 MHz no Brasil. FRANCISCO GIACOMINI SOARES Diretor Sênior de Relações Governamentais CDMA450 Planos de Negócio e Oportunidades para o Uso do 450 MHz no Brasil FRANCISCO GIACOMINI SOARES Diretor Sênior de Relações Governamentais São Paulo, 31 de Maio de 2011. Roteiro Faixa de 450 MHz Tecnologias

Leia mais

COMÉRCIO, COMO CATALISADOR DE SERVIÇOS

COMÉRCIO, COMO CATALISADOR DE SERVIÇOS REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE GOVERNO DA PROVÍNCIA DO NIASSA COMÉRCIO, COMO CATALISADOR DE SERVIÇOS O orador: Horácio Deusdado Gervásio Linaula (Director Provincial) ESTRUTURA No âmbito desta Conferência Sobre

Leia mais

A MASSIFICAÇÃO DA BANDA LARGA MÓVEL OS PRÓXIMOS PASSOS

A MASSIFICAÇÃO DA BANDA LARGA MÓVEL OS PRÓXIMOS PASSOS A MASSIFICAÇÃO DA BANDA LARGA MÓVEL OS PRÓXIMOS PASSOS Maximiliano Martinhão Brasília, 04 de janeiro de 2013 Dados socioeconômicos Banda Larga Anatel: Mais de 47 % dos acessos fixos ativados desde DEZ/2010

Leia mais

Eleições Autárquicas 2013

Eleições Autárquicas 2013 Eleições Autárquicas 2013 Boletim sobre o processo político em Moçambique Número EA 17-30 de Junho de 2013 Editor: Joseph Hanlon Editor Adjunto: Adriano Nuvunga Chefe de redação: Fatima Mimbire Repórter:

Leia mais

28 de Agosto de 2002. Destaques

28 de Agosto de 2002. Destaques Famine Early Warning Systems Network 28 de Agosto de 2002 Destaques Uma avaliação rápida de necessidades alimentares foi levada a cabo de 22 de Julho a 11 de Agosto de 2002 por equipas do PMA, FEWS NET,

Leia mais

Programa Nacional de Banda Larga: desenvolvimento e próximos passos

Programa Nacional de Banda Larga: desenvolvimento e próximos passos Seminário Banda Larga no Brasil e os direitos dos consumidores Programa Nacional de Banda Larga: desenvolvimento e próximos passos Maximiliano Martinhão Secretário de Telecomunicações Brasília, maio de

Leia mais

Telebras Institucional

Telebras Institucional Telebras Institucional Ibirubá-RS, Setembro 2011 A Telebrás Quem somos A TELEBRAS é uma S/A de economia mista, vinculada ao Ministério das Comunicações, autorizada a usar e manter a infraestrutura e as

Leia mais

36º Encontro Tele.Síntese

36º Encontro Tele.Síntese 36º Encontro Tele.Síntese Evolução tecnológica - terminais 1998 Em poucos anos a evolução dos terminais móveis é surpreendente 2013 2 Evolução tecnológica - uso FALAR CONECTAR COMPARTILHAR VIVER Tecnologia

Leia mais

STEPS FORWARD: LINKING AGRICULTURE TO NUTRITION IN MOZAMBIQUE

STEPS FORWARD: LINKING AGRICULTURE TO NUTRITION IN MOZAMBIQUE STEPS FORWARD: LINKING AGRICULTURE TO NUTRITION IN MOZAMBIQUE Hosted by Abt Associates Reduzir a desnutrição crónica em Moçambique: contexto internacional e assistência dos parceiros de desenvolvimento

Leia mais

Financiamento Bancário em Moçambique Sector da Água

Financiamento Bancário em Moçambique Sector da Água Financiamento Bancário em Moçambique Sector da Água Tiago Valença Pinto Maputo, 31 de Maio de 2013 tiago.pinto@mozabanco.co.mz O PIB Moçambicano cresceu 7,5% em 2012 e a inflação manteve-se em patamares

Leia mais

Entraves existentes ao desenvolvimento regional no Brasil: como vetor de desenvolvimento. Brasília, junho 2011

Entraves existentes ao desenvolvimento regional no Brasil: como vetor de desenvolvimento. Brasília, junho 2011 Entraves existentes ao desenvolvimento regional no Brasil: Inclusão digital i A Telebrás Tlbá como vetor de desenvolvimento. Brasília, junho 2011 O Desenvolvimento Desenvolvimento, em termos conceituais,

Leia mais

Ações do Ministério das Comunicações

Ações do Ministério das Comunicações Ações do Ministério das Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática Brasília, março de 2012. Crescimento do setor alguns destaques Serviço Número de Acessos Taxa de Crescimento

Leia mais

Ministério das Comunicações. Desoneração de Smartphones no âmbito do Programa de Inclusão Digital (PID)

Ministério das Comunicações. Desoneração de Smartphones no âmbito do Programa de Inclusão Digital (PID) Ministério das Comunicações Desoneração de Smartphones no âmbito do Programa de Inclusão Digital (PID) Objetivos do PNBL Objetivo Geral Expandir a infraestrutura e os serviços de telecomunicações, promovendo

Leia mais

Custos das Fontes Dispersas em Moçambique

Custos das Fontes Dispersas em Moçambique Folheto Informativo Moç. C 01 Custos das Fontes Dispersas em Moçambique Análise dos custos unitários dos contractos de 2009 Júlia Zita, Arjen Naafs WASHCost Dezembro, 2010 O objectivo deste documento da

Leia mais

UM PLANO NACIONAL PARA BANDA LARGA. O BRASIL EM ALTA VELOCIDADE.

UM PLANO NACIONAL PARA BANDA LARGA. O BRASIL EM ALTA VELOCIDADE. UM PLANO NACIONAL PARA BANDA LARGA. O BRASIL EM ALTA VELOCIDADE. NOSSO DESAFIO EM NÚMEROS ACESSOS EM 2009 MILHÕES DE ACESSOS ACESSOS EM 2014 MILHÕES DE ACESSOS INVESTIMENTOS NO PNBL (2010 2014) APORTE

Leia mais

Audiência Parlamentar Internacional em Moçambique Maputo, 19 de Setembro de 2009 1. ELECTRIFICAÇÃO RURAL EM MOÇAMBIQUE Moçambique é rico em recursos energéticos, como é o caso da energia hidroeléctrica,

Leia mais

22 Todas as províncias X X Unidades Orgânicas do MDN MDN. 5 Maputo X X Unidades Orgânicas do MDN MDN

22 Todas as províncias X X Unidades Orgânicas do MDN MDN. 5 Maputo X X Unidades Orgânicas do MDN MDN Programa: Fortalecimento da gestão institucional Objectivo do Programa: Consolidar as bases jurídico-legais que definam os princípios orientadores do funcionamento das instituições da Defesa Indicador

Leia mais

Plano de Desenvolvimento na Área da Energia em Moçambique

Plano de Desenvolvimento na Área da Energia em Moçambique Plano de Desenvolvimento na Área da Energia em Moçambique Augusto de Sousa Fernando asousa@edm.co.mz 1 Electricidade de Moçambique (EDM) Empresa Nacional de Electricidade, responsável pela Produção, Transporte,

Leia mais

QUESTIONÁRIO ANUAL DE COMUNICAÇÕES ELECTRÓNICAS (2010) Informação referente ao ano 2009

QUESTIONÁRIO ANUAL DE COMUNICAÇÕES ELECTRÓNICAS (2010) Informação referente ao ano 2009 QUESTIONÁRIO ANUAL DE COMUNICAÇÕES ELECTRÓNICAS (200) Informação referente ao ano 2009 PARTE II - INDICADORES FINANCEIROS E DE ACTIVIDADE DOS OPERADORES/PRESTADORES DE REDES E SERVIÇOS DE COMUNICAÇÕES

Leia mais

BOLETIM DA REPÚBLICA 11.º SUPLEMENTO PUBLICAÇÃO OFICIAL DA REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE. Sexta-feira, 30 de Dezembro de 2011 I SÉRIE Número 52 SUMÁRIO

BOLETIM DA REPÚBLICA 11.º SUPLEMENTO PUBLICAÇÃO OFICIAL DA REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE. Sexta-feira, 30 de Dezembro de 2011 I SÉRIE Número 52 SUMÁRIO Sexta-feira, 30 de Dezembro de 2011 I SÉRIE Número 52 BOLETIM DA REPÚBLICA PUBLICAÇÃO OFICIAL DA REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE 11.º SUPLEMENTO IMPRENSA NACIONAL DE MOÇAMBIQUE, E.P. Conselho de Ministros: Decreto

Leia mais

Manual de Técnicas Básicas de Planeamento Físico

Manual de Técnicas Básicas de Planeamento Físico REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO PARA COORDENAÇÃO DA ACÇÃO AMBIENTAL Manual de Técnicas Básicas de Planeamento Físico MAPUTO, NOVEMBRO DE 2006 Ficha Técnica Título Manual de Técnicas Básicas de Planeamento

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA Direcção Nacional dos Serviços Agrários

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA Direcção Nacional dos Serviços Agrários MINISTÉRIO DA AGRICULTURA Direcção Nacional dos Serviços Agrários AVALIAÇÃO PRELIMINAR DA CAMPANHA AGRÍCOLA 2009-10 Conteúdo da Apresentação 1. Previsão da estação chuvosa 2009/10 e interpretação na agricultura;

Leia mais

Apoio à Internacionalização das Empresas

Apoio à Internacionalização das Empresas Apoio à Internacionalização das Empresas 26 de Novembro de 2009 Apoio à internacionalização das empresas Moçambique: Dados Gerais O Sector Financeiro em Moçambique O Grupo Caixa Geral de Depósitos Soluções

Leia mais

Director: Rogério Sitoe. Maputo, Sexta-Feira, 7 de Setembro de 2007 http://www.jornalnoticias.co.mz/pls/notimz2/getxml/pt/contentx/69451/20070907

Director: Rogério Sitoe. Maputo, Sexta-Feira, 7 de Setembro de 2007 http://www.jornalnoticias.co.mz/pls/notimz2/getxml/pt/contentx/69451/20070907 notícias Director: Rogério Sitoe. Maputo, Sexta-Feira, 7 de Setembro de 2007 http://www.jornalnoticias.co.mz/pls/notimz2/getxml/pt/contentx/69451/20070907 Homepage > Politica > SP apostam na formação Sobre

Leia mais

Síntese da Conferência

Síntese da Conferência Síntese da Conferência Sob o lema Saneamento para Todos, Responsabilidade de Todos realizou-se de 14 a 16 de Maio de 2014, a Conferência Nacional de Saneamento, no Centro de Conferências Joaquim Chissano,

Leia mais

Programa de Assistência para Projectos Comunitários Embaixada do Japão Informação 2015

Programa de Assistência para Projectos Comunitários Embaixada do Japão Informação 2015 Programa de Assistência para Projectos Comunitários Embaixada do Japão Informação 2015 Visão Geral O Governo do Japão reconhece a importância dos projectos de desenvolvimento ao nível das bases que podem

Leia mais

www.aicep.com REGULAÇÃO NA ÓPTICA DE OPERADOR Uma perspectiva do Grupo SOICO 14 de Outubro de 2013 I Cabo Verde Cidade de Praia

www.aicep.com REGULAÇÃO NA ÓPTICA DE OPERADOR Uma perspectiva do Grupo SOICO 14 de Outubro de 2013 I Cabo Verde Cidade de Praia REGULAÇÃO NA ÓPTICA DE OPERADOR Uma perspectiva do Grupo SOICO 14 de Outubro de 2013 I Cabo Verde Cidade de Praia ÍNDICE Enquadramento Media como pilar da democracia Media em Moçambique Grupo SOICO Desafios

Leia mais

MUNICIPIO DE LICHINGA CONSELHO MUNICIPAL DA CIDADE PERFIL DO MUNICÍPIO DE LICHINGA

MUNICIPIO DE LICHINGA CONSELHO MUNICIPAL DA CIDADE PERFIL DO MUNICÍPIO DE LICHINGA MUNICIPIO DE LICHINGA CONSELHO MUNICIPAL DA CIDADE PERFIL DO MUNICÍPIO DE LICHINGA A cidade de Lichinga tem uma área de 290 km², com uma população global de 141.724 habitantes, distribuidos em 4 Postos

Leia mais

ESTRATÉGIAS DO GOVERNO E OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTO NO AGRONEGÓCIO EM MOÇAMBIQUE

ESTRATÉGIAS DO GOVERNO E OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTO NO AGRONEGÓCIO EM MOÇAMBIQUE ESTRATÉGIAS DO GOVERNO E OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTO NO AGRONEGÓCIO EM MOÇAMBIQUE 1 Preparada para o Lançamento da Nova Aliança para a Segurança Alimentar e Nutricional Maputo, 11 de Abril de 2013 Moçambique:

Leia mais

Diversificação e articulação da base produtiva e comercial em Moçambique

Diversificação e articulação da base produtiva e comercial em Moçambique Diversificação e articulação da base produtiva e comercial em Moçambique "Tendências do Investimento Privado em Moçambique: questões para reflexão" Nelsa Massingue da Costa Maputo, Setembro 2013 TENDÊNCIAS

Leia mais

Anatel. Regulamentação e Licenciamento para Cidades Digitais. Porto Alegre Wireless 3º Encontro Nacional de Banda Larga para Municípios

Anatel. Regulamentação e Licenciamento para Cidades Digitais. Porto Alegre Wireless 3º Encontro Nacional de Banda Larga para Municípios Anatel Regulamentação e Licenciamento para Cidades Digitais Porto Alegre Wireless 3º Encontro Nacional de Banda Larga para Municípios Porto Alegre, 4 de junho de 2009. Eng. Mauricio Peroni Especialista

Leia mais

Departamento de Tecnologia e Extensão RELATÓRIO DO CURSO SOBRE O CULTIVO DE TILÁPIA

Departamento de Tecnologia e Extensão RELATÓRIO DO CURSO SOBRE O CULTIVO DE TILÁPIA REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DAS PESCAS INSTITUTO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA AQUACULTURA Departamento de Tecnologia e Extensão RELATÓRIO DO CURSO SOBRE O CULTIVO DE TILÁPIA Maputo, Outubro de

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE DISCURSO DE SUA EXCELÊNCIA PRIMEIRO. MINISTRO, Dr. Pascoal Mocumbi, POR OCASIÃO DO LANÇAMENTO OFICIAL DA PESQUISA

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE DISCURSO DE SUA EXCELÊNCIA PRIMEIRO. MINISTRO, Dr. Pascoal Mocumbi, POR OCASIÃO DO LANÇAMENTO OFICIAL DA PESQUISA REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE DISCURSO DE SUA EXCELÊNCIA PRIMEIRO MINISTRO, Dr. Pascoal Mocumbi, POR OCASIÃO DO LANÇAMENTO OFICIAL DA PESQUISA NACIONAL DE BASE SOBRE GOVERNAÇÃO E CORRUPÇÃO Maputo, 27 de Novembro

Leia mais

1. O Contexto do SBTVD

1. O Contexto do SBTVD CT 020/06 Rio de Janeiro, 27 de janeiro de 2006 Excelentíssimo Senhor Ministro Hélio Costa MD Ministro de Estado das Comunicações Referência: Considerações sobre o Sistema Brasileiro de Televisão Digital

Leia mais

AVISO PARA ATRIBUIÇÃO DE BOLSA PARA PÓS-DOUTORAMENTO

AVISO PARA ATRIBUIÇÃO DE BOLSA PARA PÓS-DOUTORAMENTO AVISO PARA ATRIBUIÇÃO DE BOLSA PARA PÓS-DOUTORAMENTO Referência 02_2014_DAC-AE Encontra-se aberto concurso para a atribuição de uma Bolsa para Pós-Doutoramento no âmbito de projeto de investigação sobre

Leia mais

Destinação de faixas exclusivas a militares. Destinação e Distribuição de Faixas de Frequências no Brasil

Destinação de faixas exclusivas a militares. Destinação e Distribuição de Faixas de Frequências no Brasil ESPECTRO DE RADIOFREQUÊNCIAS Conceito Competência ANATEL Bem limitado, escasso Tratados Internacionais REGULAMENTAÇÃO ANATEL Uso eficiente e emprego racional e econômico I- Regulamento para Avaliação da

Leia mais

REDES E SERVIÇOS CONVERGENTES PARA O BRASIL DIGITAL

REDES E SERVIÇOS CONVERGENTES PARA O BRASIL DIGITAL REDES E SERVIÇOS CONVERGENTES PARA O BRASIL DIGITAL 51º. Painel Telebrasil Ricardo Knoepfelmacher Brasil Telecom Junho /2007 0 REDES E SERVIÇOS CONVERGENTES Os limites e diferenças atualmente existentes

Leia mais

N.º Trabalhadores Volume de facturação

N.º Trabalhadores Volume de facturação engenharia de comunicações Evolução da Wavecom 15 10 N.º Trabalhadores 5 0 12 7 2 2 3 2003 2004 2005 2006 2007 * 1.600.000,00 1.400.000,00 1.200.000,00 1.000.000,00 Volume de facturação 1.455.165 800.000,00000

Leia mais

Evento Huawei Águas de São Pedro Cidade Digital e Inteligente

Evento Huawei Águas de São Pedro Cidade Digital e Inteligente Evento Huawei Águas de São Pedro Cidade Digital e Inteligente São Paulo, 2 de Julho de 2015 Eduardo Koki Iha Smart Cities & Inovação IoT eduardo.iha@telefonica.com - @kokiiha 1 Por que Cidades Inteligentes?_

Leia mais

Oportunidades e Desafios Banda Larga Móvel no Brasil

Oportunidades e Desafios Banda Larga Móvel no Brasil Oportunidades e Desafios Banda Larga Móvel no Brasil Mobile Broadband Outlook for the Americas, Rio de Janeiro, 26 April 200 # OPORTUNIDADES O Perfil de uso do Brasileiro... Tempo Tempo médio médio de

Leia mais

Secretaria para Assuntos Estratégicos

Secretaria para Assuntos Estratégicos Secretaria para Assuntos Estratégicos DO DESAFIO A REALIDADE Nosso desafio: 399 municípios conectados por uma internet rápida, que oportuniza a aproximação da gestão pública com o cidadão. O projeto Rede399

Leia mais

AUTORIZAÇÃO Nº ICP - 008/TVC

AUTORIZAÇÃO Nº ICP - 008/TVC AUTORIZAÇÃO Nº ICP - 008/TVC Por despacho do Secretário de Estado da Habitação de 12 de Maio de 1994, proferido nos termos do nº 2 do artigo 4º do Decreto-Lei nº 292/91, de 13 de Agosto, foi autorizada

Leia mais

Perspectivas de Desenvolvimento das Comunicações

Perspectivas de Desenvolvimento das Comunicações Perspectivas de Desenvolvimento das Comunicações Tiago Rocha da Silva Director de Marketing Movicel Luanda, 1 de Julho de 2014 EM DESENVOLVIMENTO 2005 2014 DESENVOLVIDOS 2005 2014 AS TELECOMUNICAÇÕES NO

Leia mais

Dr.-Eng. Aristides C. F. Safeca Secretário de Estado para astelecomunicações Email: arisafeca@aol.com arisafeca@mtti.gov.com

Dr.-Eng. Aristides C. F. Safeca Secretário de Estado para astelecomunicações Email: arisafeca@aol.com arisafeca@mtti.gov.com Dr.-Eng. Aristides C. F. Safeca Secretário de Estado para astelecomunicações Email: arisafeca@aol.com arisafeca@mtti.gov.com Eng. Técnico em tecnologia da electrotécnica, 1985 Licenciado em automatização

Leia mais

Dados Estatísticos sobre o Ensino Superior em Moçambique 2010

Dados Estatísticos sobre o Ensino Superior em Moçambique 2010 República de Moçambique Ministério da Educação Direcção para a Coordenação do Ensino Superior Dados Estatísticos sobre o Ensino Superior em Moçambique 2010 Maputo, Abril 2012 Dados Estatísticos sobre o

Leia mais

Ministério das Comunicações

Ministério das Comunicações Audiência Pública CCTCI/Câmara dos Deputados PROJETOS E AÇÕES DO MINISTÉRIO PARA O ANO DE 2013 Paulo Bernardo Silva Ministro de Estado das Comunicações Brasília, 24 de abril de 2013 Dados setoriais 2 O

Leia mais

Senado Federal, Comissão de Serviço de Infraestrutura 23 de novembro de 2009

Senado Federal, Comissão de Serviço de Infraestrutura 23 de novembro de 2009 Banda Larga e Acessibilidade nos Serviços de Telecomunicações Desafios Estratégicos Setoriais Infraestrutura e Políticas Públicas Senado Federal, Comissão de Serviço de Infraestrutura 23 de novembro de

Leia mais

Análise do Sistema Doméstico de Distribuição e Potencial para Adaptação

Análise do Sistema Doméstico de Distribuição e Potencial para Adaptação Análise do Sistema Doméstico de Distribuição e Potencial para Adaptação Seminário Nacional de Apresentação do Estudo de Base sobre os Biocombustíveis Maputo, 11 a 12 de Julho de 2007 Posicionamento Geoestratégico

Leia mais

5 de Março de 2015 Quente-Quente No. 1025

5 de Março de 2015 Quente-Quente No. 1025 5 de Março de 2015 Quente-Quente No. 1025 Informação Semanal de Mercados Agrícolas no País, Região e Mundo Publicação do Sistema de Informação de Mercados Agrícolas (SIMA) Ministério da Agricultura - Direcção

Leia mais

Programa Nacional de Banda Larga 18 meses depois

Programa Nacional de Banda Larga 18 meses depois Programa Nacional de Banda Larga 18 meses depois Caio Bonilha Telebras 1 Câmara dos Deputados, 06/12/2011 Mercado de Banda Larga no Brasil Conexões Banda Larga por região 9% 2% 17% 63% 9% Norte Nordeste

Leia mais

8º CONGRESSO BRASILEIRO DE JORNAIS ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JORNAIS (ANJ) PAINEL: LIBERDADE DE EXPRESSÃO NA ERA DIGITAL.

8º CONGRESSO BRASILEIRO DE JORNAIS ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JORNAIS (ANJ) PAINEL: LIBERDADE DE EXPRESSÃO NA ERA DIGITAL. 8º CONGRESSO BRASILEIRO DE JORNAIS ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE JORNAIS (ANJ) São Paulo, 19 de agosto de 2010 PAINEL: LIBERDADE DE EXPRESSÃO NA ERA DIGITAL Apresentação: A Anatel, a ampliação dos acessos de

Leia mais

Capa. Redes de Acesso à Internet Móvel. Perspectiva dos operadores FWA

Capa. Redes de Acesso à Internet Móvel. Perspectiva dos operadores FWA Capa Redes de Acesso à Internet Móvel Perspectiva dos operadores FWA Sonaecom Engenharia de Acesso Rádio Tecnologias Wireless Leiria, 3 de Maio de 2006 Sonaecom EAR / TW I David Antunes I 03/Maio/2006

Leia mais

Usados por maior número de utilizadores, os acessos móveis reúnem menor satisfação, A fibra é a ligação que mais satisfaz

Usados por maior número de utilizadores, os acessos móveis reúnem menor satisfação, A fibra é a ligação que mais satisfaz 11 - HSVI intad >fa,# < Usados por maior número de utilizadores, os acessos móveis reúnem menor satisfação, A fibra é a ligação que mais satisfaz á quem já não consiga viver i sem poder aceder à Net. Daí

Leia mais

Apresentação Do Banco. Setembro de 2010

Apresentação Do Banco. Setembro de 2010 Apresentação Do Banco Setembro de 2010 Conteúdos Onde estamos Missão Valores Accionistas Nosso mercado Responsabilidade social Factos Contactos Onde estamos Onde Estamos O Banco Terra está representado,

Leia mais

Internet e telefonia rural Possibilidades a partir da faixa de 450 MHz

Internet e telefonia rural Possibilidades a partir da faixa de 450 MHz Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática (CCTCI) Internet e telefonia rural Possibilidades a partir da faixa de 450 MHz Maximiliano Salvadori Martinhão Secretário de Telecomunicações

Leia mais

Centro de Promoção de Investimentos. Rafique Jusob

Centro de Promoção de Investimentos. Rafique Jusob Centro de Promoção de Investimentos Rafique Jusob CPI - Centro de Promoção de Investimentos O CPI oferece um pacote de serviços para assistência aos investidores nacionais e estrangeiros facilitando o

Leia mais

CAPÍTULO 6 INTENÇÕES REPRODUTIVAS E PLANEAMENTO DA FECUNDIDADE

CAPÍTULO 6 INTENÇÕES REPRODUTIVAS E PLANEAMENTO DA FECUNDIDADE CAPÍTULO 6 INTENÇÕES REPRODUTIVAS E PLANEAMENTO DA FECUNDIDADE O questionário do IDS de 1997 conteve várias questões para investigar as preferências reprodutivas da população entrevistada. Foi recolhida

Leia mais

Promovendo o Futuro do Brasil Conectado

Promovendo o Futuro do Brasil Conectado Promovendo o Futuro do Brasil Conectado Tá na Mesa - Federasul Porto Alegre, 26 de maio de 2010 SUMÁRIO 1 -Telecomunicações e o desenvolvimento 2 - Expansão dos serviços 3 - Parcerias em política pública

Leia mais

Minhas senhoras e meus senhores, muito boa tarde.

Minhas senhoras e meus senhores, muito boa tarde. Minhas senhoras e meus senhores, muito boa tarde. Bem-vindos à 8.ª Conferência da ANACOM! Em nome do Conselho de Administração da ANACOM gostaria de agradecer a todos a vossa presença e quero fazer desde

Leia mais

PROGRAMAS OPERACIONAIS REGIONAIS DO CONTINENTE. Deliberações CMC POR: 18/06/2010, 25/11/2010, 4/04/2011, 30/01/2012, 20/03/2012 e 8/08/2012

PROGRAMAS OPERACIONAIS REGIONAIS DO CONTINENTE. Deliberações CMC POR: 18/06/2010, 25/11/2010, 4/04/2011, 30/01/2012, 20/03/2012 e 8/08/2012 PROGRAMAS OPERACIONAIS REGIONAIS DO CONTINENTE Deliberações CMC POR: 18/06/2010, 25/11/2010, 4/04/2011, 30/01/2012, 20/03/2012 e 8/08/2012 ECONOMIA DIGITAL E SOCIEDADE DO CONHECIMENTO - ENTRADA EM VIGOR

Leia mais

CONSIDERAÇÕES O ESPECTRO COMO PATRIMÔNIO DA SOCIEDADE; OS ÓRGÃOS PÚBLICOS SÃO MAIS LENTOS NA PRODUÇÃO DE SOLUÇÕES ALTERNATIVAS;

CONSIDERAÇÕES O ESPECTRO COMO PATRIMÔNIO DA SOCIEDADE; OS ÓRGÃOS PÚBLICOS SÃO MAIS LENTOS NA PRODUÇÃO DE SOLUÇÕES ALTERNATIVAS; CONSIDERAÇÕES O ESPECTRO COMO PATRIMÔNIO DA SOCIEDADE; OS ÓRGÃOS PÚBLICOS SÃO MAIS LENTOS NA PRODUÇÃO DE SOLUÇÕES ALTERNATIVAS; O SETOR PÚBLICO, COM DEMANDAS MENORES QUE O SETOR PRIVADO, TERÃO QUE SUPORTAR

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DAS FINANÇAS RELATÓRIO DE EXECUÇÃO DO ORÇAMENTO DO ESTADO

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DAS FINANÇAS RELATÓRIO DE EXECUÇÃO DO ORÇAMENTO DO ESTADO REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO S FINANÇAS RELATÓRIO DE EXECUÇÃO DO ORÇAMENTO DO ESTADO ANO 2013 JANEIRO A JUNHO RELATÓRIO 1. Introdução 2. Equilíbrio Orçamental 3. Receitas do Estado 4. Financiamento

Leia mais

Apresentação de resultados. Algar Telecom 1T10

Apresentação de resultados. Algar Telecom 1T10 Apresentação de resultados Algar Telecom Destaques do Fitch ratings eleva de A para A+(bra) o Rating Nacional de Longo Prazo da Algar Telecom Algar Tecnologia, subsidiária integral da Algar Telecom que

Leia mais

Parcerias Público Privadas em Moçambique

Parcerias Público Privadas em Moçambique Parcerias Público Privadas em Moçambique Ronald Fischer CEA-DII, Universidad de Chile V. Nhabinde Universidade Eduardo Mondlane Dezembro, 2012 Maputo, Moçambique Estrutura da Apresentação Princípios para

Leia mais

Metrópole Digital 2: implantando uma Rede Metropolitana Sem Fio de Alta Velocidade. Sergio Vianna Fialho Rede GigaNatal / PoP-RN

Metrópole Digital 2: implantando uma Rede Metropolitana Sem Fio de Alta Velocidade. Sergio Vianna Fialho Rede GigaNatal / PoP-RN Projeto Metrópole Digital Metrópole Digital 2: implantando uma Rede Metropolitana Sem Fio de Alta Velocidade Sergio Vianna Fialho / PoP-RN Junho de 2010 Title Agenda Rede Metrópole Digital Backbone sem

Leia mais

IAPMEI Agência para a Competitividade e Inovação, I.P. A importância das TIC na inovação e na internacionalização Miguel Cruz miguel.cruz@iapmei.

IAPMEI Agência para a Competitividade e Inovação, I.P. A importância das TIC na inovação e na internacionalização Miguel Cruz miguel.cruz@iapmei. IAPMEI Agência para a Competitividade e Inovação, I.P. A importância das TIC na inovação e na internacionalização Miguel Cruz miguel.cruz@iapmei.pt Aveiro, 17 de setembro de 2015 Grandes objetivos da economia

Leia mais

A expansão dos recursos naturais de Moçambique Quais são os Potenciais Impactos na Competitividade da Agricultura?

A expansão dos recursos naturais de Moçambique Quais são os Potenciais Impactos na Competitividade da Agricultura? A expansão dos recursos naturais de Moçambique Quais são os Potenciais Impactos na Competitividade da Agricultura? Outubro 2014 A agricultura é um importante contribuinte para a economia de Moçambique

Leia mais

REDES COMUNITÁRIAS. Casos Internacionais. Stokcab Municipios de Estocolmo. MetroWeb Municipios de Milão

REDES COMUNITÁRIAS. Casos Internacionais. Stokcab Municipios de Estocolmo. MetroWeb Municipios de Milão REDES COMUNITÁRIAS Casos Internacionais Stokcab Municipios de Estocolmo MetroWeb Municipios de Milão BorderLight.net Municipios da Suécia / Cidade de Uppsala Utopia.net Municipios do Estado do Utah 0 O

Leia mais

CRONOGRAMA DOS PROGRAMAS DE ACÇÃO

CRONOGRAMA DOS PROGRAMAS DE ACÇÃO E1.1 Revisão do quadro regulamentar aplicável às telecomunicações quer ao nível comunitário, quer nacional e adaptação da actividade do ICP ao novo enquadramento 1. Participação, na esfera comunitária,

Leia mais

Institucional Invest Oral

Institucional Invest Oral Institucional Invest Oral A INVEST ORAL Fundada em 2003, por nosso sócio fundado Dr. Fabio Loriato Calmon ; possui grande expertise conquistada ao longo de seus 11 anos de existência; Uma empresa operadora

Leia mais

CP 013/14 Sistemas Subterrâneos. Questões para as distribuidoras

CP 013/14 Sistemas Subterrâneos. Questões para as distribuidoras CP 013/14 Sistemas Subterrâneos Questões para as distribuidoras 1) Observa-se a necessidade de planejamento/operacionalização de atividades entre diversos agentes (distribuidoras, concessionárias de outros

Leia mais

Mobilidade e Sistema Metropolitano de Transportes Direito à Mobilidade com Transportes Públicos Sustentáveis

Mobilidade e Sistema Metropolitano de Transportes Direito à Mobilidade com Transportes Públicos Sustentáveis Mobilidade e Sistema Metropolitano de Transportes Direito à Mobilidade com Transportes Públicos Sustentáveis Auditório Professor Adriano Moreira 03.03.2016 Lei 52/2015 e RJSPTP alguns aspectos jurídicos

Leia mais

18 de novembro de 2015 Auditório Escola Profissional Gustave Eiffel

18 de novembro de 2015 Auditório Escola Profissional Gustave Eiffel 18 de novembro de 2015 Auditório Escola Profissional Gustave Eiffel Patrocínio Apoio Patrocinadores Globais APDSI Apresentação Geocompetitivo 2015 Novembro 2015 Apresentação Evolução do da NOS do estão

Leia mais