Relatório 2012/2013 Plano 2013/2014. Agrupamento 690 Barreiro CORPO NACIONAL DE ESCUTAS Escutismo Católico Português

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Relatório 2012/2013 Plano 2013/2014. Agrupamento 690 Barreiro CORPO NACIONAL DE ESCUTAS Escutismo Católico Português"

Transcrição

1 Relatório 2012/2013 Plano 2013/2014 Agrupamento 690 Barreiro CORPO NACIONAL DE ESCUTAS Escutismo Católico Português

2 Relatório 2012/2013 Agrupamento 690 Barreiro CORPO NACIONAL DE ESCUTAS Escutismo Católico Português

3 Relatório 2012/2013 Atividades realizadas Alcateia Elementos 18 "O enigma do Mangue desaparecido" Dirigentes 4 17 a 18NOV Acantonamento - Sede - Barreiro ND 2 Elementos 18 "Em busca do Mangue", Acantonamento na Dirigentes 2 15 a 16DEZ2012 Sede do Agrupamento de Santana - Sesimbra ND 3 Elementos 28 Dirigentes 2 06ABR2013 "Encontro de Alcateias", Barreiro ND 2 Elementos 21 Dirigentes 2 27ABR2013 "Festa final da caçada", Barreiro ND 2 Elementos 22 Dirigentes 2 18MAI2013 "Escolha da caçada", Sede, Barreiro ND 2 e Auxiliar 1 Elementos 22 "Em busca dos animais perdidos" - Vila Nova de Santo Dirigentes 4 01 a 05JUL2013 André, Santiago do Cacém ND 2 e Auxiliar 1 Agrupamento 690 Barreiro - CORPO NACIONAL DE ESCUTAS - Escutismo Católico Português 3

4 Relatório 2012/2013 Atividades realizadas Expedição Elementos 24 "Com Sara a ajudar, o mundo iremos Explorar" Dirigentes 3 15 a 17DEZ2012 Mata Nacional da Machada - Barreiro ND 1 Elementos 18 "Atividade de Patrulhas" Dirigentes 3 09 e 11FEV2013 Mata Nacional da Machada - Barreiro ND 1 e Auxiliar 1 Dirigentes 3 13JAN2013 Encontro Regional de Equipas de Animação - Barreiro Elementos 6 13JAN2013 Curso de Guias - Barreiro Elementos 20 Dirigentes 3 11MAI2013 "Jantar Africano" - Coletividade "Os Leças", Barreiro ND 1 Elementos 28 Dirigentes 3 20JUN2013 "Transfer - Caça ao Tesouro", Lisboa Elementos 15 "Uma viagem pelos arredores de Bragança", Parque Dirigentes 3 14 a 20JUL2013 Natural de Montesinho, Bragança Agrupamento 690 Barreiro - CORPO NACIONAL DE ESCUTAS - Escutismo Católico Português 4

5 Relatório 2012/2013 Atividades realizadas Comunidade Elementos 18 "À conquista dos picos do mundo" Dirigentes 2 15 a 18 DEC2012 Mata Nacional da Machada - Barreiro Elementos 14 Dirigentes 2 08 e 10FEV2013 "Corrida aos cumes" - Raid - Região de Setúbal Dirigentes 2 13JAN2013 Encontro Regional de Equipas de Animação - Barreiro Elementos 6 12 e 13JAN2013 Curso de Guias - Barreiro Elementos 18 "Preparação para o grande desafio do Alasca" Dirigentes 2 10 a 11MAI2013 Acampamento, Mata Nacional da Machada, Barreiro Elementos 19 Dirigentes 2 13JUL2013 Concurso Culinária "Master Scout America", Barreiro Elementos 14 Dirigentes 2 21 a 27JUL2013 Intra - Rail, Porto/Braga/Guimarães/Macedo Cavaleiros Agrupamento 690 Barreiro - CORPO NACIONAL DE ESCUTAS - Escutismo Católico Português 5

6 Relatório 2012/2013 Atividades realizadas Clã Elementos 1 29SET a 08OUT2012 Portuguese Work Party - Kandersteg - Suíça 24 a 25NOV2012 "Atividade PPV" - Moinhos da Arrábida - Arrábida Elementos 8 Dirigentes 2 Elementos 7 01DEZ2012 Angariação de fundos - Mercado Barreiro - Barreiro Elementos 8 Acantonamento-"Atividade de Reflexão das Promessas" Dirigentes 1 16 a 17FEV2013 Sede do Agrupamento da AEP - Sintra Elementos 8 "9ª Corrida de Orientação", Mata Nacional da Machada, Dirigentes 1 09MAI2013 Barreiro Elementos 5 Hike - "Na corrente da Fé", Entroncamento/ Dirigentes 1 05 a 09AGO2013 Vila Nova da Barquinha/Tomar/Fátima Agrupamento 690 Barreiro - CORPO NACIONAL DE ESCUTAS - Escutismo Católico Português 6

7 Relatório 2012/2013 Atividades realizadas/ participadas Agrupamento 06 e 07 OUT OUT2012 Elementos 61 Seminário de Almada - Almada - Atividade de Abertura Dirigentes 13 ND 2 Dirigentes 8 Conselho Geral de Pais ND 2 Elementos 70 Dirigentes 12 10NOV2012 Magusto - Bombeiros Voluntários Barrreiro Sul e Sueste ND 2- Auxiliares 3 Elementos 7 Jantar solidário - BVB - Sul e Sueste - Barreiro Dirigentes 8 08DEZ2012 Bombeiros V. Barreiro Sul e Sueste ND 0 - Auxiliares 3 Elementos 33 19JAN2013 "Dia do Escuteiro no Barreiro" - Lavradio - Barreiro Dirigentes 2 Dirigentes 2 03FEV2013 Formação Pioneirismo - Mata Nacional Machada Auxiliar 1 Elementos 75 Promessas do Agrupamento Dirigentes 12 24FEV2013 Bombeiros V.Barreiro - Corpo de Salvação Pública ND 4 - Auxiliares 5 Elementos 62 Acampamento Agrupamento - Quinta do Anjo, Palmela Dirigentes a 19MAR2013 ND 3 - Auxiliares 4 Elementos 62 Jogos da Primavera - Montijo Dirigentes 8 21ABR2013 ND 3 Elementos 66 "Dia B" - Barreiro Dirigentes 7 04MAI2013 ND 2 26-Abr-13 Formação Básica de Socorrismo Dirigentes 4 28-Abr-13 Bombeiros Voluntários Barreiro - Corpo de Salvação ND 1 5-Mai-13 Pública Auxiliares 2 Elementos 30 Banco Alimentar - Pingo Doce, Barreiro Dirigentes 8 01 a 02JUN2013 ND 3 Elementos 52 Promessas do Agrupamento, Sede, Barreiro Dirigentes 13 08JUN2013 ND 1 - Auxiliares 3 Elementos 20 Festas Nossa Sra. Rosário, Barreiro Dirigentes 6 09 a 18AGO2013 ND 2 - Auxiliares 3 Agrupamento 690 Barreiro - CORPO NACIONAL DE ESCUTAS - Escutismo Católico Português 7 ND 1

8 Relatório 2012/2013 Efectivo 43 Total efectivo 2012/ Pioneiros Exploradores Lobitos Dirigentes Caminheiros Auxiliares Noviços Dirigentes Agrupamento 690 Barreiro - CORPO NACIONAL DE ESCUTAS - Escutismo Católico Português 8

9 Relatório Financeiro 2012/ 2013 Designação Receita Despesa Saldo Actividades de Agrupamento 2 596, ,43 Alimentação 1 747,51 Material / Equipamento 445, ,72 Transportes Angariação de Fundos 8 066, ,39 Expediente 58,03 Fundo Escutista 478,29 186,00 Totais Actividades de Agrupamento , , ,07 Actividades de Unidade 2 992,90 790,10 Alimentação 1 296,20 Material / Equipamento 475,76 Transportes 1 732,56 Angariação de Fundos 2 856,51 865,22 Expediente 27,69 Totais Actividades de Unidade 5 849, ,53 661,88 Formação 18,00 441,66 DMF (Inclui Departamento DMF, Agr e Secções) 366,20 521,75 Comunicações 369,69 Água 91,41 Calendários 2013( ) 2014( ) 1 379,64 800,00 Censo e Seguro 4 374, ,00 Manutenção da Sede 202,95 Receitas Extraordinárias 795,00 Manutenção de Conta 10,50 Saldo do Ano , , ,33 Saldo do Ano Anterior ,95 Saldo para o Ano seguinte ,28 30/09/2013 Agrupamento 690 Barreiro - CORPO NACIONAL DE ESCUTAS - Escutismo Católico Português 9

10 Agrupamento 690 Barreiro CORPO NACIONAL DE ESCUTAS Escutismo Católico Português

11 Objetivos Agrupamento 1. Instalar o Agrupamento numa nova sede. Ações: - Pesquisar e identificar espaços disponíveis na Freguesia do Barrero; - Concretizar um protocolo de cedência de instalações com Entidade; - Realizar uma campanha de angariação de fundos; - Recuperar o espaço. 2. Promover a Animação da Fé. Ações: - Solicitar à Catequese o registo de participação dos nossos elementos; - Realizar encontros com o Assistente de Agrupamento e os Pioneiros e Caminheiros; - Participar na formação do Crisma; - Participar activamente nos momentos importantes do Calendário Liturgico; - Participar na Procissão de Nossa senhora do Rosário. - Promover a vivência nas actividades de Unidade do último ano do triénio "Caminhos de Esperança" dedicado a João Paulo II 3. Promover a Responsabilidade Social. Ações: - Apoiar financeiramente os elementos do Agrupamento que comprovadamente necessitem de ajuda para aquisição de uniformes e participação nas Actividades; - Organizar o Jantar Solidário no Natal. - Promover o diálogo com IPSS existentes na Freguesia do Barreiro, realizando acções de apoio às populações carenciadas; - Apoiar a realização de actividades do Projecto "A minha casa é uma grande rua" promovida pela Comissão de Protecção de Criança e Jovens em Risco do Barreiro (CPCJB). 4. Promover a Educação Ambiental. Ações: - Organizar uma actividade de plantação de árvores "90 anos a semear" na Mata Nacional da Machada no dia 16 de Novembro com apoio da CMB; - Promover a Insígnia Mundial de Ambiente na Alcateia, Expedição e Comunidade; - Promover a Insígnia Scouts of the World no Clã; - Dar a conhecer Projectos de Educação ambiental / Oportunidades Educativas às Unidades; Agrupamento 690 Barreiro - CORPO NACIONAL DE ESCUTAS - Escutismo Católico Português 12

12 Objetivos Agrupamento - Realizar uma Exposição "Escutismo e Ambiente" num espaço público da Freguesia do Barreiro; - Organizar um concurso no Agrupamento premiando o elemento que recolha mais rolhas de cortiça no âmbito do Projecto Greencork; - Promover a campanha de resíduos no Agrupamento; - Participar no dia B com uma actividade de cariz ambiental. 5. Participar no Congresso Nacional do CNE Ações: - Apoiar a participação, contribuindo com 50% na inscrição dos Recursos Adultos do Agrupamento; - Encerrar o Agrupamento nos dias de realização do Congresso. - Apresentar uma comunicação no âmbito da acção realizada pelo Agrupamento nos últimos 9 anos na Comissão de Protecção de Criança e Jovens em Risco do Barreiro (CPCJB). 6. Implementar o Sistema de Avaliação de Unidades Ação: - Realizar reuniões de avaliação do Chefe de Agrupamento com Equipas de Animação. 7. Melhorar a Formação Técnica dos Recursos Adultos Ação: - Realizar acções de formação sobre: pioneirismo, orientação e socorrismo. 8. Dar a conhecer Actividades que possam contribuir para alcançar Trilhos/ Objectivos do Sistema de Progresso Individual Ação: - Envio mensal de Newsleter para todo o efectivo. Agrupamento 690 Barreiro - CORPO NACIONAL DE ESCUTAS - Escutismo Católico Português 13

13 Sistema de Avaliação de Unidades (Indicadores) 1 - O espaço das Unidades está limpo e decorado de acordo com o imaginário; 2 - O Painel de Progresso, Assiduidade, Noites de campo, Quadro de Mérito e a Ficha de Progresso Individual, existem e estão actualizados; 3 - Existe Progressão Pessoal dos Elementos da unidade de acordo com tempo na unidade; 4 - A Unidade apresenta-se bem Uniformizada e com boa apresentação pessoal; 5 - O(s) Livro(s) de Ouro(s) está(ão) actualizado(s); 6 - Os dados Pedagógicos e Actividades da Unidade no SIIE estão actualizados; 7 - A unidade entrega com regularidade e dentro dos prazos a informação ao Secretário de Agrupamento e cumpre os prazos de entrega e fornece a informação adequada e atempada para a OS de Agr; 8 - A unidade entrega com regularidade o relatório financeiro mensal e o relatório financeiro da actividade (15 dias após a sua realização) ao Tesoureiro de Agrupamento; 9 - O Material requisitado pela Unidade é entregue em boas condições ao Guarda Material do Agrupamento e a unidade cumpre as regras de requisição; 10 - A equipa de animação está representada nas reuniões de direcção; 11 - A unidade atribui a Insígnia de mérito e bandeirola de Mérito; 12 - A Unidade entrega aos seus elementos os distintivos e insígnias atribuídos na OS de Agr; 13 - A Limpeza pela Unidade dos Espaços comuns do Agrupamento é realizada semanalmente, de acordo com uma escala a ser aprovada anualmente A participação da Unidade nas Actividades de Agrupamento e Regionais é regular Com 15 dias de antecedência é entregue ao Chefe de Agrupamento o programa detalhado das actividades de exterior, contendo os Objectivos Educativos e Oportunidades Educativas que a actividade proporciona e que progresso permite alcançar aos elementos participantes; 16 - A Unidade realiza Reuniões com Encarregados de Educação (mínimo 2 por ano) A Unidade realiza com regularidade o Conselhos de Guias. Agrupamento 690 Barreiro - CORPO NACIONAL DE ESCUTAS - Escutismo Católico Português 14

14 Objetivos Alcateia Sistema de progresso Até ao final do ano escutista, 80% da Alcateia passa para a etapa seguinte. Identificar para cada atividade as oportunidades educativas. Todos os aspirantes realizam a promessa até ao final do ano escutista. Desenvolvimento Espiritual Promover uma maior cooperação entre a Catequese e a Alcateia. Explorar novas vertentes da espiritualidade. Proficiência em campo Proporcionar 2 actividades de exterior por trimestre. Lobitos são autónomos e céleres na sua higiene e apresentação pessoal Todos os Lobitos terminam as atividades com o material que lhes pertence Sistema de patrulhas As Reuniões de Bando mensais seguem a estrutura proposta pela EA Realizar um Conselho de Guias por mês Atribuição de tarefas específicas a cada cargo a desempenhar nas reuniões de bando e atividades de exterior Assiduidade Lobitos participam em 80% das actividades. Actividade de Verão Os Lobitos participam na actividade de Verão. Angariações de fundos Comparticipação de 25% da actividade de Verão. Todas as actividades são, em parte, comparticipadas pelas angariações de fundos, em que os elementos participam. Agrupamento 690 Barreiro - CORPO NACIONAL DE ESCUTAS - Escutismo Católico Português 15

15 Objetivos Expedição Objectivos Acções Responsáveis Calendarização» Planear e avaliar todas ac actividades tendo em conta os objectivos educativos finais da Expedição 1 - Planear todas as actividades/fins de semanas com registo dos objectivos que serão trabalhados; 2 - Manter actualizado o dossier com fichas de planeamento e de avaliação; 1 - Equipa de Animação 2 - Rosário Todo o ano escuta» Vivência do método escuta procurando que cada explorador adquira CCA s, com base nas 3 vertentes do saber: saber-saber/saber-fazer/saber ser;» Proporcionar oportunidades educativas desafiantes, úteis, gratificantes e atrativas para que os exploradores possam desenvolver-se nas 6 áreas de desenvolvimento pessoal: física, afectiva, carácter, espiritual, intelectual e social, tendo em conta os objectivos educativos finais da II.ª Secção; 1- Criar mensalmente um espaço de apoio individual ao progresso 2 - Apoiar os aspirantes e Noviços as provas do Apelo; 3 - Realizar 2 aventuras criando oportunidades educativas para os exploradores desenvolverem as 6 áreas educativas ; 4 - Os aspirantes e noviços devem concluir a fase da Adesão até ao dia 1 de fevereiro 2014 e fazer o seu compromisso; 5-50% da Secção transita de Etapa até ao final do ano escuta; 6-50% dos exploradores tiram pelo menos uma competência; 1 - EA 2 - São + Fátima 3 - EA + CG 4 - São + Fátima 5 - CU 6 - CU + CG Ao longo do ano» Promoção da autonomia dos Exploradores/Patrulhas; «Promover um efectivo exercício dos cargos e funções 1 - Realizar actividades específicas para os guias/conselho de Guias; 2 - Participar no Curso de guias Regional; 3 - Realizar 1 acampamento de Patrulha; 4 - Realizar ateliers de cargos e funções 1 - CU 2 - CG 3 - CG 4 - EA Ao longo do ano 1 por semestre» Desenvolver a criatividade do Explorador nas suas várias vertentes (visual, plástica, musical, corporal, etc)» Promover a consciência individual, a cidadania, a noção de responsabilidade individual do Explorador, nomeadamente procurando desenvolver comportamentos amigos do ambiente Realizar trimestralmente uma atividade que permita desenvolver a criatividade e habilidade manual 1 - Realizar 2 actividades de carácter social e ambiental; 2 - Fazer reciclagem em todas actividades; Equipa de Animação Equipa de Animação Conselho de Guias Ao longo do ano Ao longo do ano» Participação ativa na vida da Pastoral da Igreja e no ano da Fé 1 - Solicitar à Catequese assiduidade trimestral; 2 - Levantamento/acompanhamento da 1ª Comunhão/Profissão de Fé; 3 - Peregrinação a Fátima - comemorar o ano da Fé (encerramento) - realizar atelier sobre a Fé 4 - Preparar 2 exploradores para acolitar Assistente de Agrupamento Conselho de Guias Patrulhas Ao longo do ano Dia 23nov A Unidade dispõem de recursos financeiros suficientes para a realização das suas actividades; As patrulhas gerem os seus recursos de forma eficaz e responsável 1 - Manter atualizado todos os registos no SIIE; 2 - Manter atualizado o Livro de Ouro da Expedição 3 - Realizar campanhas financeiras para custear a construção da nova Base e a atividade de verão 4 - Confirmar o registo da assiduidade e elaboração de balancetes trimestrais. 1 - Rita 2 - Rosário 3 - Fátima 4 - Rosário - Fátima Ao longo do ano Agrupamento 690 Barreiro - CORPO NACIONAL DE ESCUTAS - Escutismo Católico Português 16

16 Objetivos Comunidade Os elementos participam em 80% das actividades de secção; Gestão Realizar uma actividade de exterior mensalmente; Criar trimestralmente uma actividade/ formação de Pioneirismo; Terminar as obras do abrigo Promover a autonomia e responsabilidade dos Pioneiros Pedagógica Reforçar o papel do guia de equipa e guia de Comunidade Realizar conselho de guias quinzenais; Realizar ateliers de cargos e funções; Os noviços e aspirantes devem completar a fase de desprendimento até Áreas Janeiro de 2014; Todos os elementos transitam de etapa até ao final do ano escuta; Listar para cada actividade de exterior as oportunidades educativas nela Sistema de Progresso presentes; Criar mensalmente um espaço de acompanhamento individual ao progresso dos elementos; Manter actualizado todos os registos no SIIE, fichas individuais e painel de progresso; Realizar trimestralmente um espaço de discussão sobre diferentes temas Animação da Fé da Igreja; Participação activa na vida cristã da comunidade; Agrupamento 690 Barreiro - CORPO NACIONAL DE ESCUTAS - Escutismo Católico Português 17

17 Objetivos Clã FINALIDADES Evoluir no sistema de progresso OBJETIVOS 100% dos noviços fazem a sua promessa; 60% dos investidos transitam de Etapa. Promover competências de liderança e responsabilidade 100% dos Caminheiros são responsáveis por uma atividade do plano anual de IV.ª, ou, ao invés, de Agrupamento; Educar para o Ambiente IMPLEMENTAR O PROGRAMA LEAVE NO TRACE NAS ACTIVIDADES DO CLÃ; Implementar a Insignia Scouts of the World; Vivência de experiências de ar livre Bimensalmente realizar uma atividade fora da sede. Autonomia financeira Garantir a realização de campanhas financeiras que permitam ter saldo positivo ao longo e no final do ano escuta na secção; Agrupamento 690 Barreiro - CORPO NACIONAL DE ESCUTAS - Escutismo Católico Português 18

18 Cargos Chefe de Agrupamento - Pedro Martins (D) Chefe de Agrupamento Adjunto - Sara Pires (D) Assistente de Agrupamento - Pe. Rui Simão (D) Secretário de Agrupamento - Abel Nunes (Aux.) Tesouraria de Agrupamento - Sebastião Gil (Aux.) e Bernardo Gil (Cam.) Material e Património - Diniz Palma (Aux.), Luis Serra (Aux.) e Luís Lopes (D) DMF Agr. - Abel Nunes (Aux.) Coro - Conceição Ribeiro (D) Site e Newsletter - Fernando Fonseca (CD) Representantes na Comissão Alargada da Comissão de Protecção de Crianças e Jovens em Risco do Barreiro - Conceição Ribeiro (D) Rosário Santos (D) Representante no Conselho Municipal de Juventude Marta Belbut Alcateia Ana Isabel Cardoso (D) Chefe de Unidade Diana Silva (D) Chefe de Unidade Adjunta Paula Lopes (D) Fernando Fonseca (ND) Marta Belbut (ND) Expedição Conceição Ribeiro (D) Chefe de Unidade Fátima Gabriel (D) Chefe de Unidade Adjunta Rosário Santos (D) Rita Cardoso (ND) Ricardo Almeida (ND) Comunidade Sara Pires (D) Chefe de Unidade Bernardo Gil (ND) Clã Luís Lopes (D) Chefe de Unidade Instrutores de Agrupamento António Dimas (D) Paulo Santos (D) Ana Silva (D) João Gouveia (D) Delegado do Agrupamento na Protecção Civil Municipal Luís Lopes Agrupamento 690 Barreiro - CORPO NACIONAL DE ESCUTAS - Escutismo Católico Português 19

19 Actividades & Comissões Inscrições 21 de Setembro Gil, Bernardo, São, Sara Actividade de Abertura 5 e 6 de Outubro Isabel, São, Sara, Lopes Conselho Agrupamento 9 de Outubro Procissão de Velas - Nª Srª do Rosário - 13 de Outubro Conselho Geral de Pais 19 de Outubro 14h30 - Igreja Nª Sª Rosário Encontro Vicarial Barreiro - Moita 27 de Outubro - Alhos Vedros Congresso CNE 9 e 10 de Novembro Vigília de Oração e Cerimónia de Partida de Caminheiros - 15 de Novembro Plantação 90 anos a semear, Magusto de Agrupamento + Promessas 16 de Novembro - Fonseca, Fátima, Rita Greencork - CNAE 16 e 17 de Novembro 1 Elemento por seção Peregrinação Regional de Dirigentes a Fátima 23 e 24 de Novembro Jantar Solidário de Natal 7 de Dezembro Agrupamento 690 Barreiro - CORPO NACIONAL DE ESCUTAS - Escutismo Católico Português 20

20 Actividades & Comissões Dia do Escuteiro do Barreiro (78 Anos Escutismo no Barreiro) - Janeiro Curso de Guias I, II, III 11 e 12 Janeiro S. Paulo - Janeiro Formação Inicial - 18 e 19 Janeiro Promessas 22 e 23 Fevereiro Ana Silva, Bernardo Gil, Paula, Diana GAF - 15 e 16 de Fevereiro Reflexão de Chefia 1 de Março GAF + Formação Continua 8 de Março Curso de Guias IV 8 e 9 Março Formação Continua 5 de Abril Jogos da Primavera 27 Abril (Actividade Regional) Banco Alimentar - Maio Agrupamento 690 Barreiro - CORPO NACIONAL DE ESCUTAS - Escutismo Católico Português 21

21 Actividades & Comissões Dia B - Maio Profissão de Fé: 4 de Maio de 2014 na Igreja de S. Cruz 10ª Corrida de Orientação AGR de Maio - Clã Formação Inicial - 17 e 18 Maio Baptismos e 1ª Comunhão: 18 de Maio de 2014 na Igreja N. S. do Rosário Formação Inicial + Continua 7 Junho Formação Inicial + Continua 5 Julho ACAREG 1 a 8 de Agosto Bar do Agrupamento nas Festas do Barreiro - 8 a 17 de Agosto Procissão Nª Srª Rosário 15 de Agosto Campo de Férias CPCJB Agosto Dias de Agrupamento (Animação Eucaristia) 16/11, 7/12, 18/01, 23/02, 22/03, 17/05 Ordens de Serviço 05/10, 16/11, 7/12, 18/01, 22/02, 22/03, 17/5, 14/6 Reuniões de Direcção Quinzenal, quarta, 21h30 Agrupamento 690 Barreiro - CORPO NACIONAL DE ESCUTAS - Escutismo Católico Português 22

22 Orçamento Designação Receitas Despesas Actividades de Agrupamento 8 000, ,00 Angariação de Fundos (Agrupamento) 6 500, ,00 Actividades de Unidade 5 200, ,00 Angariação de Fundos (Unidade) 1 800,00 400,00 Material / Equipamento (Agrupamento) 770,00 Material / Equipamento (Unidade) 2 200,00 Fundo Escutista 200,00 500,00 Formação 300, ,00 DMF (Departamento de Material e Fardamento) 1 500, ,00 Comunicações 420,00 Água 70,00 Calendários 1 500,00 600,00 Censo e Seguro 4 300, ,00 Manutenção da Sede 3 000,00 Receitas Extraordinárias 2 300,00 Totais , ,00 Agrupamento 690 Barreiro - CORPO NACIONAL DE ESCUTAS - Escutismo Católico Português 23

23 Documento aprovado no Conselho de Agrupamento realizado no dia 9 de Outubro de 2013 Agrupamento 690 Barreiro Corpo Nacional de Escutas Escutismo Católico Português

Novos sentinelas do amanhã

Novos sentinelas do amanhã Plano Anual e Orçamento 2014 Novos sentinelas do amanhã Correlhã Correlhã, 5 de dezembro de 2014 Introdução A 1 de janeiro de 2014, data de entrada em vigor deste Plano Anual e Orçamento, terão passado

Leia mais

AGRUPAMENTO 658 S. JOÃO CARRAZEDA DE ANSIÃES

AGRUPAMENTO 658 S. JOÃO CARRAZEDA DE ANSIÃES AGRUPAMENTO 658 S. JOÃO CARRAZEDA DE ANSIÃES PLANO DE ACTIVIDADES ANO ESCUTISTA DE 2014/2015 Nota Informativa: Corpo Nacional de Escutas Este Plano refere-se ao ano Escutista, em que inicia a Outubro de

Leia mais

Plano de Acção de Núcleo 2009/2011

Plano de Acção de Núcleo 2009/2011 Pl de Acção de 2009/2011 «Nas Pegadas de Paulo Criamos Caminhos» CNE Douro Sul 1 Introdução «Nas Pegadas de Paulo» Queremos criar um claro espírito de patrulha, rica pela diversidade de opiniões, idades

Leia mais

Lobitos Exploradores Pioneiros Caminheiros

Lobitos Exploradores Pioneiros Caminheiros 1 2 Lobitos Exploradores Pioneiros Caminheiros Objetivo: ajudar cada jovem a envolver-se ativamente e de forma consciente no seu próprio desenvolvimento. Principais características: centrado no indivíduo

Leia mais

CORPO NACIONAL DE ESCUTAS

CORPO NACIONAL DE ESCUTAS CORPO NACIONAL DE ESCUTAS Escutismo Católico Português Agrupamento 355, Montes Claros - Coimbra ORDEM DE SERVIÇO nº 64 Nos termos do artigo 64º do Regulamento Geral do C.N.E. e para os devidos efeitos,

Leia mais

Relatório e Contas. Do Ano Escutista 2011 / 2012. Corpo Nacional de Escutas Escutismo Católico Português

Relatório e Contas. Do Ano Escutista 2011 / 2012. Corpo Nacional de Escutas Escutismo Católico Português Relatório e Contas Do Ano Escutista 2011 / 2012 Corpo Nacional de Escutas Escutismo Católico Português 1 Introdução Apresenta-se de seguida neste documento, o Relatório de Atividades e Contas remetendo-nos

Leia mais

Testemunhos de Esperança PLANO E ORÇAMENTO. Corpo Nacional de Escutas Núcleo Cego do Maio Póvoa de Varzim, Vila do Conde e Esposende

Testemunhos de Esperança PLANO E ORÇAMENTO. Corpo Nacional de Escutas Núcleo Cego do Maio Póvoa de Varzim, Vila do Conde e Esposende Testemunhos de Esperança 2013 PLANO E ORÇAMENTO Corpo Nacional de Escutas Núcleo Cego do Maio Póvoa de Varzim, Vila do Conde e Esposende Caros Escuteiros, O ano 2013 ficará marcado pela Porta da Fé, no

Leia mais

Educação e Sensibilização Ambiental

Educação e Sensibilização Ambiental Educação e Sensibilização Ambiental Plano de Actividades LIPOR 2006/2007 Gabinete de Informação Lipor Objectivos Incentivar a participação nas actividades e projectos desenvolvidos pela LIPOR; Proporcionar

Leia mais

MAPA DE PESSOAL DA JUNTA DE FREGUESIA DE CARNIDE - Ano 2014 Nos termos da Lei n.º 12-A/2008, de 27 de Fevereiro

MAPA DE PESSOAL DA JUNTA DE FREGUESIA DE CARNIDE - Ano 2014 Nos termos da Lei n.º 12-A/2008, de 27 de Fevereiro MAPA DE PESSOAL DA JUNTA DE FREGUESIA DE CARNIDE - Ano 204 Nos termos da Lei n.º 2-A/2008, de 27 de Fevereiro SECÇÃO DE APOIO E DE COORDENAÇÃO GERAL (Capitulo III do Regulamento da Organização dos Serviços)

Leia mais

ADMA Manique Bicesse. Projeto pastoral Ano 2014-2015

ADMA Manique Bicesse. Projeto pastoral Ano 2014-2015 ADMA Manique Bicesse Projeto pastoral Ano 2014-2015 Conselho Animador espiritual: Pe. Luciano Miguel Presidente: Mª dos Anjos Branco Vice-presidente: Mª Ana Martins Secretária: Adelaide Martins Tesoureiro:

Leia mais

plano anual de educação ambiental

plano anual de educação ambiental plano anual de educação ambiental 2009/2010 complexo de educação ambiental da quinta da gruta PROGRAMA FAMÍLIAS Grelha Resumo por Sector Sector Rios/Espaços Verdes Animais Dias comemorativos Férias Datas

Leia mais

ESTRATÉGIA e PROJECTO do AGRUPAMENTO 496. Corpo Nacional de Escutas. Conselho Agrupamento 28 Out 07

ESTRATÉGIA e PROJECTO do AGRUPAMENTO 496. Corpo Nacional de Escutas. Conselho Agrupamento 28 Out 07 ESTRATÉGIA e PROJECTO do AGRUPAMENTO 496 Corpo Nacional de Escutas Conselho Agrupamento 28 Out 07 ESTRATÉGIA e PROJECTO do AGRUPAMENTO 496 Missão: o que é essencial, linha de rumo, qual a nobreza da nossa

Leia mais

INTRODUÇÃO ÍNDICE OBJECTIVOS DA EDUCAÇÂO PRÈ-ESCOLAR

INTRODUÇÃO ÍNDICE OBJECTIVOS DA EDUCAÇÂO PRÈ-ESCOLAR INTRODUÇÃO ÍNDICE - Objectivos de Educação Pré-Escolar - Orientações Curriculares - Áreas de Conteúdo/Competências - Procedimentos de Avaliação - Direitos e Deveres dos Encarregados de Educação - Calendário

Leia mais

1 Criação de uma bolsa anual de árvores para oferta

1 Criação de uma bolsa anual de árvores para oferta Floresta Comum, Qual o objectivo principal do Floresta Comum? O objectivo? O Floresta Comum, é um programa de incentivo à reflorestação com a floresta autóctone portuguesa. Para a concretização deste objectivo,

Leia mais

Encarregados de Educação. Plano de Actividades 2007/2008

Encarregados de Educação. Plano de Actividades 2007/2008 Associação de Pais e Encarregados de Educação Plano de Actividades 2007/2008 A nível interno 1. Promover o bom Funcionamento administrativo da Associação Objectivo: Continuar a melhorar a organização e

Leia mais

Breve História do Agrupamento 554 Olhão

Breve História do Agrupamento 554 Olhão Breve História do Agrupamento 554 Olhão O Escutismo em Olhão tem já uma grande caminhada, sobretudo desde a fundação do Grupo 6 da AEP, os nossos irmãos Escoteiros de Portugal. O CNE viria mais tarde,

Leia mais

CAPITULO I DENOMINAÇÃO, NATUREZA E FINS. Artigo 1.º

CAPITULO I DENOMINAÇÃO, NATUREZA E FINS. Artigo 1.º - - CAPITULO I DENOMINAÇÃO, NATUREZA E FINS Artigo 1.º A Fundação P.e Félix, criada por iniciativa da Comunidade Católica de São Bernardo em 1989, na comemoração dos vinte e cinco anos da actividade pastoral

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede 1. Identificação DEPARTAMENTO: Pré-Escolar PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES - PROPOSTA DE ACTIVIDADES ANO LECTIVO - 2010 / 2011 Coordenador(a):

Leia mais

Patrocínio. Academia UBUNTU. Eu sou porque Tu és. Só posso ser Pessoa através das outras Pessoas. Outubro 2010 / Setembro 2011

Patrocínio. Academia UBUNTU. Eu sou porque Tu és. Só posso ser Pessoa através das outras Pessoas. Outubro 2010 / Setembro 2011 Academia UBUNTU Eu sou porque Tu és. Só posso ser Pessoa através das outras Pessoas Outubro 2010 / Setembro 2011 UBUNTU O Ubuntué a essênciado ser humano. Fala-nosdo facto que, sózinho, ninguém pode existir

Leia mais

FICHA DE INSCRIÇÃO I CORPO NACIONAL DE ESCUTAS

FICHA DE INSCRIÇÃO I CORPO NACIONAL DE ESCUTAS FICHA DE INSCRIÇÃO I CORPO NACIONAL DE ESCUTAS AGRUPAMENTO 45-CAXIAS 2015/2016 Caros Pais e Elementos, Com este documento pretendemos disponibilizar toda a informação necessária para que a inscrição do

Leia mais

CALENDÁRIO DIOCESANO 2013 JANEIRO

CALENDÁRIO DIOCESANO 2013 JANEIRO CALENDÁRIO DIOCESANO 2013 JANEIRO 02 a 10 Escola Vocacional em João Pessoa/PB 10 a 20 Festa de São Sebastião em Jucurutu (Zonal IV) e Parelhas (Zonal V) 11 a 20 Festa de São Sebastião em Florânia (Zonal

Leia mais

Nota Introdutória. Objetivos da Biblioteca Escolar (de acordo com o MANIFESTO IFLA/UNESCO PARA BIBLIOTECA ESCOLAR)

Nota Introdutória. Objetivos da Biblioteca Escolar (de acordo com o MANIFESTO IFLA/UNESCO PARA BIBLIOTECA ESCOLAR) Nota Introdutória Objetivos da Biblioteca Escolar (de acordo com o MANIFESTO IFLA/UNESCO PARA BIBLIOTECA ESCOLAR) Apoiar e promover os objetivos educativos definidos de acordo com as finalidades e currículo

Leia mais

Ser Voluntário. Ser Solidário.

Ser Voluntário. Ser Solidário. Ser Voluntário. Ser Solidário. Dia Nacional da Cáritas 2011 Colóquio «Ser Voluntário. Ser Solidário». Santarém, 2011/03/26 Intervenção do Secretário Executivo do CNE, João Teixeira. (Adaptada para apresentação

Leia mais

P l a n o 2 0 1 4 FUNDAÇÃO LUSO

P l a n o 2 0 1 4 FUNDAÇÃO LUSO P l a n o 2 0 1 4 FUNDAÇÃO LUSO 1 Ações novidade no Plano de 2014 Ambiente Protocolo da Fundação Luso & Quercus Desenvolvimento de ações de valorização do ecossistemas na serra do Buçaco e a plantação

Leia mais

UNIÃO DAS FREGUESIAS DE BAIXA DA BANHEIRA E VALE DA AMOREIRA ACTA Nº 45-UF/2014

UNIÃO DAS FREGUESIAS DE BAIXA DA BANHEIRA E VALE DA AMOREIRA ACTA Nº 45-UF/2014 UNIÃO DAS FREGUESIAS DE BAIXA DA BANHEIRA E VALE DA AMOREIRA ACTA Nº 45-UF/2014 12/11/2014 (Executivo) Aos doze dias do mês de Novembro de dois mil e catorze, pelas vinte e uma horas, na Sede da União

Leia mais

Câmara Municipal da Amadora

Câmara Municipal da Amadora REUNIÃO ORDINÁRIA DE CÂMARA DE 2 DE SETEMBRO DE 2009 PERÍODO ANTES DA ORDEM DO DIA ORDEM DO DIA PONTO 1 - GRANDES OPÇÕES DO PLANO (PLANO PLURIANUAL DE INVESTIMENTOS E PLANO DE ACÇÕES MUNICIPAIS) E ORÇAMENTO

Leia mais

Iniciativa Move-te, faz Acontecer

Iniciativa Move-te, faz Acontecer Iniciativa Move-te, faz Acontecer Entidades Promotoras: Associação CAIS (Projecto Futebol de Rua): Fundada em 1994, a Associação CAIS tem como Missão contribuir para o melhoramento global das condições

Leia mais

Índice. Equipa de Animação 3. Objectivos 3. Objectivos 2008/ Calendário de actividades 8

Índice. Equipa de Animação 3. Objectivos 3. Objectivos 2008/ Calendário de actividades 8 Índice Equipa de Animação 3 Objectivos 3 Objectivos 2008/2009 4 Calendário de actividades 8 2 Equipa de Animação Chefe de Unidade: Maria Ester Gomes Pereira CIL: Fernanda Cristina Araújo Ferraz CI: João

Leia mais

3. Caracterização e cadastro do Movimento Associativo do concelho

3. Caracterização e cadastro do Movimento Associativo do concelho De : DCED/DICUL Carlos Anjos Proc. Nº Para : ANA JOSÉ CARVALHO, CHEFE DA DICUL Assunto : PROPOSTA DE PLANO DE ACTIVIDADES DO GRUPO DE TRABALHO PARA O MOVIMENTO ASSOCIATIVO - 2011 Para os efeitos tidos

Leia mais

JUNTA DE FREGUESIA DE Nª. SRª GUADALUPE. Concelho de Évora OPÇÕES DO PLANO PARA 2006. Largo Abel Augusto nº 4 7000-222 Nª. Sr.

JUNTA DE FREGUESIA DE Nª. SRª GUADALUPE. Concelho de Évora OPÇÕES DO PLANO PARA 2006. Largo Abel Augusto nº 4 7000-222 Nª. Sr. JUNTA DE FREGUESIA DE Nª. SRª GUADALUPE Concelho de Évora OPÇÕES DO PLANO PARA 2006 Largo Abel Augusto nº 4 7000-222 Nª. Sr.ª Guadalupe Tel. e Fax: 266 781 165 Tel.: 266 747 916 email: jfguadalupe@mail.evora.net

Leia mais

Introdução. 1 Direcção Geral da Administração Interna, Violência Doméstica 2010 Ocorrências Participadas às

Introdução. 1 Direcção Geral da Administração Interna, Violência Doméstica 2010 Ocorrências Participadas às Câmara Municipal da Departamento de Educação e Desenvolvimento Sociocultural Divisão de Intervenção Social Plano Municipal contra a Violência Rede Integrada de Intervenção para a Violência na Outubro de

Leia mais

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES DO ANO 2008

RELATÓRIO DE ACTIVIDADES DO ANO 2008 RELATÓRIO DE ACTIVIDADES DO ANO 2008 AREA DE FORMAÇÃO - ESTRUTURAÇÃO DA ÁREA Foi possível no decorrer de 2008 encontrar na ÁREA DE FORMAÇÃO uma estabilidade ao nível dos recursos humanos que proporcionou

Leia mais

Painel Temático 2: A Educação para o Desenvolvimento Sustentável Sala G4 10H45 12H15 Moderadora: Cristina Gomes Ferreira Relatora: Elizabeth Silva

Painel Temático 2: A Educação para o Desenvolvimento Sustentável Sala G4 10H45 12H15 Moderadora: Cristina Gomes Ferreira Relatora: Elizabeth Silva Painel Temático 2: A Educação para o Desenvolvimento Sustentável Sala G4 10H45 12H15 Moderadora: Cristina Gomes Ferreira Relatora: Elizabeth Silva Apresentação dos seguintes projectos: 1) Câmara de Lobos.

Leia mais

Avaliação do Projecto Curricular

Avaliação do Projecto Curricular Documento de Reflexão Avaliação do Projecto Curricular 2º Trimestre Ano Lectivo 2006/2007 Actividade Docente desenvolvida Actividade não lectiva Com base na proposta pedagógica apresentada no Projecto

Leia mais

Indicadores Ambientais

Indicadores Ambientais Indicadores Ambientais / Desempenho Em, publicámos o nosso primeiro Relatório Ambiental, como forma de divulgar os nossos esforços e resultados na área da protecção ambiental. A presente publicação deve

Leia mais

CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL (MAIO 2014 ) REDE SOCIAL DE ALANDROAL

CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL (MAIO 2014 ) REDE SOCIAL DE ALANDROAL CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL (MAIO ) REDE SOCIAL DE ALANDROAL CLAS /2015 Área de Intervenção: Equipamentos e Respostas Sociais e Serviços 1 Objetivo Geral Objetivos Específicos Ação População - Alvo

Leia mais

Paulo Mota (versão 1.2)

Paulo Mota (versão 1.2) Paulo Mota (versão 1.2) 2007 C.N.E. Núcleo de S. Miguel Departamento de Formação 2 ÍNDICE 1. Aceder à aplicação SIIE... 3 2. Importar dados... 4 2.1. Dados gerais dos elementos... 4 2.2. Dados gerais do

Leia mais

Aos dezanove dias do mês de Abril de dois mil e dez, pelas dezoito horas, na Sala de Reuniões dos Paços

Aos dezanove dias do mês de Abril de dois mil e dez, pelas dezoito horas, na Sala de Reuniões dos Paços ACTA N.º 08/10 ACTA DA REUNIÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DA PÓVOA DE VARZIM DE 19 DE ABRIL DE 2010 Aos dezanove dias do mês de Abril de dois mil e dez, pelas dezoito horas, na Sala de Reuniões dos

Leia mais

Ficha Técnica. Página 2

Ficha Técnica. Página 2 1 Página 1 Página 2 Ficha Técnica Título: Plano Anual da Junta Regional de Santarém - 2015-2016 Edição: Corpo Nacional de Escutas Junta Regional de Santarém Autor: Junta Regional de Santarém Coordenação:

Leia mais

ABERTURA DO ANO ESCUTISTA 2012-2013

ABERTURA DO ANO ESCUTISTA 2012-2013 ABERTURA DO ANO ESCUTISTA 2012-2013 IIIª Secção 6 e 7 de Outubro 2012 São Romão do Neiva 1 Abertura do Ano escutista 2012 / 2013 IIIª Secção 1. DEFINIÇÃO DA ACTIVIDADE É pretendido, com esta actividade,

Leia mais

ROJECTO PEDAGÓGICO E DE ANIMAÇÃO

ROJECTO PEDAGÓGICO E DE ANIMAÇÃO O Capítulo 36 da Agenda 21 decorrente da Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento, realizada em 1992, declara que a educação possui um papel fundamental na promoção do desenvolvimento

Leia mais

HISTORIAL DA INSTITUIÇÃO

HISTORIAL DA INSTITUIÇÃO IDENTIFICAÇÃO Nome da Instituição Morada Telefone 234 602 642 Site Oficial Correio electrónico Data da inauguração da Nova Sede e Centro Comunitário PERCURSO Delegação de Águeda da Cruz Vermelha Portuguesa

Leia mais

PROGRAMA DE AÇÃO E ORÇAMENTO 2015. Servir a comunidade; educar para a cidadania e incluir os mais vulneráveis

PROGRAMA DE AÇÃO E ORÇAMENTO 2015. Servir a comunidade; educar para a cidadania e incluir os mais vulneráveis PROGRAMA DE AÇÃO E ORÇAMENTO 2015 Servir a comunidade; educar para a cidadania e incluir os mais vulneráveis CAPÍTULO I AETP: A INSTITUIÇÃO 1. Introdução No decorrer do ano de 2015 prevê-se que a AETP

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES 2014/2015. Associação Sénior de Odivelas

PLANO DE ATIVIDADES 2014/2015. Associação Sénior de Odivelas PLANO DE ATIVIDADES 2014/2015 Associação Sénior de Odivelas A Universidade Sénior de Odivelas é um projecto inovador que tem por base a promoção da qualidade de vida dos seniores de Odivelas, fomentando

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DOS CAMPOS DE FÉRIAS DA LIPOR

REGULAMENTO INTERNO DOS CAMPOS DE FÉRIAS DA LIPOR REGULAMENTO INTERNO DOS CAMPOS DE FÉRIAS DA LIPOR 1 1. Considerações Gerais A Lipor, Serviço Intermunicipalizado de Gestão de Resíduos do Grande Porto, com sede em Baguim do Monte, concelho de Gondomar,

Leia mais

LIGA DOS AMIGOS DO HOSPITAL Rampa do Hospital, nº 62 4600-001 Amarante PROPOSTA. Plano de Atividades e Orçamento para 2016

LIGA DOS AMIGOS DO HOSPITAL Rampa do Hospital, nº 62 4600-001 Amarante PROPOSTA. Plano de Atividades e Orçamento para 2016 LIGA DOS AMIGOS DO HOSPITAL Rampa do Hospital, nº 62 4600-001 Amarante PROPOSTA Plano de Atividades e Orçamento para 2016 Em cumprimento do disposto na alínea b) do artigo 33º dos Estatutos da Liga dos

Leia mais

Projecto Integrado da Baixa da Banheira

Projecto Integrado da Baixa da Banheira Projecto Integrado da Baixa da Banheira 1. INTRODUÇÃO O Projecto Integrado da Baixa da Banheira nasce de uma parceria entre a Câmara Municipal da Moita e o ICE tendo em vista induzir as Associações da

Leia mais

Plano de Actividades para 2010

Plano de Actividades para 2010 Plano de Actividades e Orçamento para 00 Plano de Actividades e Orçamento para 00. Introdução Plano de Actividades para 00 A Direcção dos ATÓMICOS, que tomou posse em 6 de Março de 008, para cumprir o

Leia mais

CURSO DE INICIAÇÃO PEDAGÓGICA - CIP REGIMENTO DA REGIÃO DE LEIRIA

CURSO DE INICIAÇÃO PEDAGÓGICA - CIP REGIMENTO DA REGIÃO DE LEIRIA pág. 1 de 8 CURSO DE INICIAÇÃO PEDAGÓGICA - CIP REGIMENTO DA REGIÃO DE LEIRIA Artº 1 - Âmbito 1 - O presente Regimento define as normas de organização e funcionamento do Curso de Iniciação Pedagógica (CIP),

Leia mais

PLANO EDUCATIVO MUNICIPAL

PLANO EDUCATIVO MUNICIPAL MUNICÍPIO DE VOUZELA PLANO EDUCATIVO MUNICIPAL 2014/2015 Designação da Formação Toxicodependências Programa de Respostas Integradas As Crianças Marcam a Diferença! Natação 1º Ciclo Prolongamento de Horário

Leia mais

INTRODUÇÃO OPÇÕES DO PLANO

INTRODUÇÃO OPÇÕES DO PLANO INTRODUÇÃO O presente Orçamento para o ano de 2014 para o qual o órgão Executivo da Junta de Freguesia de Labruja elaborou e aprovou, orientar-se-á na linha do plano traçado para os quatro anos do mandato,

Leia mais

www.sef.pt O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras assinalou da Sede do Serviço no Tagus Park.

www.sef.pt O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras assinalou da Sede do Serviço no Tagus Park. NEWSLETTER 0 JULHO 2009 O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras assinalou a comemoração do seu 33º Aniversário com a inauguração das novas instalações da Sede do Serviço no Tagus Park. As novas instalações

Leia mais

6º CICLO DO FÓRUM NACIONAL

6º CICLO DO FÓRUM NACIONAL 6º CICLO DO FÓRUM NACIONAL DE CAMINHEIROS E COMPANHEIROS 6º Ciclo de Cenáculo Autor Distribuição Equipa Projecto do 6º Ciclo Participantes do 6º Ciclo do Cenáculo e Juntas Regionais e de Núcleo Data de

Leia mais

Plano Estratégico IEIA Sra domonte

Plano Estratégico IEIA Sra domonte Plano Estratégico IEIA Sra domonte 2015/2016 SUMARIO Pressupostos Visão e missão Objectivos gerais Objectivos por unidade estratégica Estratégia Cronograma de atividades Orçamento (Budget) Planta da igreja

Leia mais

Apresentação de Resultados Plano de Ações de Melhoria. www.anotherstep.pt

Apresentação de Resultados Plano de Ações de Melhoria. www.anotherstep.pt Apresentação de Resultados Plano de Ações de Melhoria www.anotherstep.pt 2 Sumário Ponto de situação Plano de Ações de Melhoria PAM Enquadramento e planeamento Selecção das Ações de Melhoria Fichas de

Leia mais

Regulamento Interno 2013 / 2014. www.luacrescente.pt geral@luacrescente.pt 21 852 00 43-96 5555 727

Regulamento Interno 2013 / 2014. www.luacrescente.pt geral@luacrescente.pt 21 852 00 43-96 5555 727 Regulamento Interno 2013 / 2014 www.luacrescente.pt geral@luacrescente.pt 21 852 00 43-96 5555 727 REGULAMENTO INTERNO 2013 / 2014 ESCOLA LUA CRESCENTE (Creche, Jardim de Infância e ATL) I NATUREZA E OBJECTIVOS

Leia mais

PRÉMIO INFANTE D. HENRIQUE. Membro do international award for young people

PRÉMIO INFANTE D. HENRIQUE. Membro do international award for young people PRÉMIO INFANTE D. HENRIQUE Membro do international award for young people Onde e como? Apoio às quintas feiras das 17h30 às 19h no gabinete de Artes Visuais, piso zero. Só quando sentir necessidade, não

Leia mais

a Educar para a Vida Regulamento Fotografia Escutista Prémio Nacional de Fotografia Escutista

a Educar para a Vida Regulamento Fotografia Escutista Prémio Nacional de Fotografia Escutista 90 Prémio anos Nacional do CNE a Educar para a Vida Prémio Nacional Regulamento Foto: Maria Fernans www.pnfe.cne-escutismo.pt www.facebook.com/premionacionalfotografiaescutista Corpo Nacional Escutas -

Leia mais

Pré-Projeto de Educação Ambiental

Pré-Projeto de Educação Ambiental Pré-Projeto de Educação Ambiental Vamos Descobrir e Valorizar o Alvão Ano 2014/15 Centro de Informação e Interpretação Lugar do Barrio 4880-164 Mondim de Basto Telefone: 255 381 2009 ou 255 389 250 1 Descobrir

Leia mais

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+ CALENDÁRIO, 2015 7 A JAN. 0 QUARTA -1-0.0018 7022.5 3750.3 1 QUINTA 0 +0.0009 7023.5 3751.3 2 SEXTA 1 +0.0037 7024.5 3752.3 3 SÁBADO 2 +0.0064 7025.5 3753.3 4 DOMINGO 3 +0.0091 7026.5 3754.3 5 SEGUNDA

Leia mais

RELATÓRIO DE GESTÃO E INFORMAÇÃO FINANCEIRA

RELATÓRIO DE GESTÃO E INFORMAÇÃO FINANCEIRA Junta de Freguesia de A-Dos-Negros 2º Trimestre 2015 RELATÓRIO DE GESTÃO E INFORMAÇÃO FINANCEIRA Exmos. Senhores: Presidente da Assembleia Senhores Deputados Senhores Munícipes Começo por, em nome do Executivo,

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES E ORÇAMENTO PARA 2014

PLANO DE ATIVIDADES E ORÇAMENTO PARA 2014 PLANO DE ATIVIDADES E ORÇAMENTO PARA 2014 O ano de 2014 inicia um novo ciclo de trabalho marcado por um novo mandato autárquico que trouxe uma renovação, essencialmente, no grupo de políticos que representam

Leia mais

PROGRAMA DE AÇÃO 2015. Respostas sociais: O GAS-SVP define, para 2015, como objectivos gerais:

PROGRAMA DE AÇÃO 2015. Respostas sociais: O GAS-SVP define, para 2015, como objectivos gerais: PROGRAMA AÇÃO 2015 O GAS-SVP define, para 2015, como objectivos gerais: - Preservar a identidade da Instituição, de modo especial no que respeita a sua preferencial ação junto das pessoas, famílias e grupos

Leia mais

ReciclOhArte III Para tornar o Mundo melhor!

ReciclOhArte III Para tornar o Mundo melhor! ReciclOhArte III Para tornar o Mundo melhor! Tema das peças: Tradições da Minha Terra Para tornar o Mundo melhor! PIEF de 2.º e 3.º Ciclo Agrupamento de Escolas de Mourão 2013 / 2014 Concurso a Nível Nacional

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUVENTUDE E DESPORTOS

MINISTÉRIO DA JUVENTUDE E DESPORTOS MINISTÉRIO DA JUVENTUDE E DESPORTOS Decreto executivo n.º 128/06 de 6 de Outubro Havendo a necessidade de se definir a estrutura e regulamentar o funcionamento dos órgãos da Casa da Juventude, ao abrigo

Leia mais

World Disaster Reduction Campaign 2010-2011 Making Cities Resilient: Amadora is Getting Ready!

World Disaster Reduction Campaign 2010-2011 Making Cities Resilient: Amadora is Getting Ready! Parceiros: Câmara Municipal da Amadora Serviço Municipal de Protecção Civil Tel. +351 21 434 90 15 Tel. +351 21 494 86 38 Telm. +351 96 834 04 68 Fax. +351 21 494 64 51 www.cm-amadora.pt www.facebook.com/amadora.resiliente

Leia mais

2011/2012. CÂMARA MUNICIPAL ALENQUER-Divisão de Ambiente

2011/2012. CÂMARA MUNICIPAL ALENQUER-Divisão de Ambiente PLANO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL 2011/2012 CÂMARA MUNICIPAL ALENQUER-Divisão de Ambiente 2011/2012 Índice: Introdução Ações de Sensibilização: Ateliers: Datas Comemorativas: Visitas de Estudo: Concursos: Projetos:

Leia mais

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA

ASSEMBLEIA DE FREGUESIA Editorial EXECUTIVO Paulo Alexandre da Silva Quaresma 34 anos, professor Caro(a) amigo(a), Presidente Recursos Humanos, Informação e Atendimento, Habitação Social, Reabilitação Urbana, Espaços Verdes,

Leia mais

FREGUESIA DE ARRUDA DOS VINHOS

FREGUESIA DE ARRUDA DOS VINHOS FREGUESIA DE ARRUDA DOS VINHOS lano de Activida e es Orçamento PPI 2012 À INTRODUCÃO Para cumprimento do disposto na alínea a) do n 2 do artigo 34 da lei n 169/99 de 18 de Setembro, na redacção que lhe

Leia mais

Apesar de se tratar de uma modalidade amadora, entendemos que a gestão federativa deve pautar-se por elevados padrões de rigor e profissionalismo.

Apesar de se tratar de uma modalidade amadora, entendemos que a gestão federativa deve pautar-se por elevados padrões de rigor e profissionalismo. ! A candidatura dos signatários apresenta-se com um espírito renovador e inovador das políticas e dos processos da gestão federativa do Bridge Português. Apesar de se tratar de uma modalidade amadora,

Leia mais

UDAL - União Desportiva Alta de Lisboa ISU - Instituto de Solidariedade e Cooperação Universitária

UDAL - União Desportiva Alta de Lisboa ISU - Instituto de Solidariedade e Cooperação Universitária REFERÊNCIA: 062 DESIGNAÇÃO: Altarix Empreende BIP/ZIP em que pretende intervir: 20. Sete Céus 21. Galinheiras - a) Ameixoeira b) Charneca 26. Pedro Queiróz Pereira 66. Charneca do Lumiar 67. Alta de Lisboa

Leia mais

Comunidade Educativa de Aldeia dos Chãos, Relvas Verdes e Cruz de João Mendes. Professores e Alunos do 1º e 2º ano, da EBFAV

Comunidade Educativa de Aldeia dos Chãos, Relvas Verdes e Cruz de João Mendes. Professores e Alunos do 1º e 2º ano, da EBFAV 018 Comemoração de datas festivas - São Martinho, Natal, Carnaval, Dia do Pai e da Mãe, Dia da Criança 019 Comemoração de datas festivas São Martinho, Natal, Carnaval, Dia do Pai e da Mãe. 020 Receção

Leia mais

SECRETÁRIO REGIONAL DA PRESIDÊNCIA Despacho Normativo n.º 69/2010 de 22 de Outubro de 2010

SECRETÁRIO REGIONAL DA PRESIDÊNCIA Despacho Normativo n.º 69/2010 de 22 de Outubro de 2010 SECRETÁRIO REGIONAL DA PRESIDÊNCIA Despacho Normativo n.º 69/2010 de 22 de Outubro de 2010 Considerando o Regime de enquadramento das políticas de juventude na Região Autónoma dos Açores, plasmado no Decreto

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DE CAMPOS DE FÉRIAS. Nota Justificativa

REGULAMENTO INTERNO DE CAMPOS DE FÉRIAS. Nota Justificativa REGULAMENTO INTERNO DE CAMPOS DE FÉRIAS Nota Justificativa A organização de campos de férias destinados a crianças e jovens é uma das actividades centrais da política do município da Moita na área da juventude

Leia mais

Município de Vieira do Minho

Município de Vieira do Minho CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE VIEIRA DO MINHO REGIMENTO INTERNO A lei nº 159/99, de 14 de Setembro estabelece no seu artigo19º, nº 2, alínea b), a competência dos órgãos municipais para criar os conselhos

Leia mais

CENTRO DE ATENDIMENTO, ACOMPANHAMENTO E ANIMAÇÃO

CENTRO DE ATENDIMENTO, ACOMPANHAMENTO E ANIMAÇÃO Jan. Fev. Mar. Abr. Mai. Jun. Jul. Ago. Set. Out. Nov. Dez. CALENDARIZAÇÃO ANUAL 2013 ATIVIDADES OBJETIVOS N.º DE VAGAS Festa e Romarias Carnaval Ovar Desfile Carnavalesco Proporcionar aos clientes o contacto

Leia mais

Projecto de Voluntariado do Concelho de Lagoa. Banco de Voluntariado LagoaSocial

Projecto de Voluntariado do Concelho de Lagoa. Banco de Voluntariado LagoaSocial Projecto de Voluntariado do Concelho de Lagoa Banco de Voluntariado LagoaSocial Projecto de Voluntariado Social de Lagoa O Banco de Voluntariado LagoaSocial será enquadrado num conjunto de medidas e acções

Leia mais

Programa Pastoral. Secretariado Diocesano da Evangelização e Catequese. Diocese de Coimbra 2011-2012

Programa Pastoral. Secretariado Diocesano da Evangelização e Catequese. Diocese de Coimbra 2011-2012 1 Programa Pastoral Secretariado Diocesano da Evangelização e Catequese Diocese de Coimbra 2011-2012 Ano Pastoral 2011-2012 2 Caridade: fonte, tarefa e meta da Catequese O Papa Bento XVI, na sua encíclica

Leia mais

Outonos da Vida Associação para os Cuidados Paliativos e Dor Crónica do Médio Tejo APRESENTAÇÃO

Outonos da Vida Associação para os Cuidados Paliativos e Dor Crónica do Médio Tejo APRESENTAÇÃO Outonos da Vida Associação para os Cuidados Paliativos e Dor Crónica do Médio Tejo APRESENTAÇÃO OUTONOS DA VIDA Instituição sem fins lucrativos, candidata a IPSS da área da Saúde com interacção com a Segurança

Leia mais

Plano de atividades de 2012

Plano de atividades de 2012 Plano de atividades de 2012 Introdução A Confederação Portuguesa do Voluntariado (CPV) congrega, à data de votação do presente Plano de actividades, 18 associações, federações e confederações, de diferentes

Leia mais

PLANO DE ACÇÃO 2010 CPCJ

PLANO DE ACÇÃO 2010 CPCJ PLANO DE ACÇÃO 2010 CPCJ COMISSÃO DE PROTECÇÃO DE CRIANÇAS E JOVENS DO PESO DA RÉGUA Modalidade Alargada Divulgar os Direitos da Criança na Comunidade OBJECTIVOS ACÇÕES RECURSOS HUMANOS DA CPCJ RECURSOS

Leia mais

Plano de Contingência

Plano de Contingência Agrupamento de Escolas Ruy Belo Rua D. Diniz, 2745-262 Queluz Telefones: Geral 214389640 Direcção: 214389644 Fax Direcção: 214389649 Email: eb23ruybelo1@mail.telepac.pt Plano de Contingência GRIPE A Introdução

Leia mais

MUNICIPIO DE ALMODÔVAR CÂMARA MUNICIPAL PUBLICITAÇÃO DAS TRANSFERÊNCIAS DE NATUREZA CORRENTE E DE CAPITAL CONCEDIDAS DURANTE O ANO DE 2014

MUNICIPIO DE ALMODÔVAR CÂMARA MUNICIPAL PUBLICITAÇÃO DAS TRANSFERÊNCIAS DE NATUREZA CORRENTE E DE CAPITAL CONCEDIDAS DURANTE O ANO DE 2014 475,00 Deliberação: 19-03-2014 Associação Ajuda a Sorrir 509058566 500,00 Deliberação: 05-02-2014 participação e prémios de Carnaval 2014 75,00 Deliberação: 05-02-2014 participação e prémios de Carnaval

Leia mais

Projecto Nestum Rugby nas Escolas. Balanço 2009/2010

Projecto Nestum Rugby nas Escolas. Balanço 2009/2010 Projecto Nestum Rugby nas Escolas Balanço 2009/2010 No segundo ano (2009/2010) de implementação do projecto Nestum Rugby nas Escolas, projecto este que resulta da parceria entre a Federação Portuguesa

Leia mais

Secretaria Regional para as Atividades Regionais. Atividades Regionais, oportunidades educativas sensacionais! ABERTURA REGIONAL DO ANO ESCUTISTA

Secretaria Regional para as Atividades Regionais. Atividades Regionais, oportunidades educativas sensacionais! ABERTURA REGIONAL DO ANO ESCUTISTA Secretaria Regional para as Atividades Regionais Atividades Regionais, oportunidades educativas sensacionais! ABERTURA REGIONAL DO ANO ESCUTISTA 2013 Não tenhas medo Atividades Regionais, oportunidades

Leia mais

Estatutos da Fundação Spes

Estatutos da Fundação Spes Estatutos da Fundação Spes Por testamento de 24 08 1977, o Senhor D. António Ferreira Gomes, Bispo do Porto, declarou ser sua última vontade criar a Fundação SPES como instituição particular perpétua de

Leia mais

CURRICULUM VITAE JOSÉ GABRIEL PAIXÃO CALIXTO

CURRICULUM VITAE JOSÉ GABRIEL PAIXÃO CALIXTO CURRICULUM VITAE JOSÉ GABRIEL PAIXÃO CALIXTO ECONOMISTA Janeiro, 2006 Rua Marquês de Pombal, Nº 17 7200-389 Reguengos de Monsaraz Telemóvel: +351 964 895 518 jose.calixto@netcabo.pt C URRICULUM VITAE JOSÉ

Leia mais

Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida

Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida SETEMBRO Regresso à escola/adaptação Facilitar a adaptação/readaptação ao jardim de infância Negociar e elaborar a lista de regras de convivência Diálogo sobre

Leia mais

Ata do Lançamento do Ano Pastoral FAMÍLIA SALESIANA 2015/2016

Ata do Lançamento do Ano Pastoral FAMÍLIA SALESIANA 2015/2016 Ata do Lançamento do Ano Pastoral FAMÍLIA SALESIANA 2015/2016 Aos dezanove dias do mês de Setembro de dois mil e quinze realizou-se em Fátima, na Casa Nossa Senhora do Carmo, o encontro de apresentação

Leia mais

Aventureiros - APaC Preparado por: Alceu de Assis Filho, Pastor 17 de janeiro de 2013 Nº proposta: 1/2013

Aventureiros - APaC Preparado por: Alceu de Assis Filho, Pastor 17 de janeiro de 2013 Nº proposta: 1/2013 Preparado por: Alceu de Assis Filho, Pastor 17 de janeiro de 2013 Nº proposta: 1/2013 Calendário Ministério Jovem 2013 Aventureiros - APaC Janeiro 18-20 Curso de Liderança de Desbravadores e Aventureiros

Leia mais

LUGAR DO DESENHO FUNDAÇÃO JÚLIO RESENDE

LUGAR DO DESENHO FUNDAÇÃO JÚLIO RESENDE 1- PRESERVAR E DIVULGAR O SEU ACERVO EXPOSIÇÕES DO ACERVO (sala do acervo da Fundação) DATA DESIGNAÇÃO DAS EXPOSIÇÕES LOCAL 23.Out.2011 a 14.Out.2012 27.Out.2012 a 13.Out.2013 CADERNO DE VIAGENS Júlio

Leia mais

PRINCIPAIS MARCOS DO SUCH

PRINCIPAIS MARCOS DO SUCH PRINCIPAIS MARCOS DO SUCH Ano 2015 24 de Setembro Aprovação, por maioria absoluta, em sede de Assembleia Geral, das Adendas aos Relatórios de Atividades e Contas de 2013 e 2014. 17 de Abril - Aprovação,

Leia mais

Mas talvez se sintam tentados a desistir perante uma aparente complexidade, que de facto não existe.

Mas talvez se sintam tentados a desistir perante uma aparente complexidade, que de facto não existe. COMO FUNDAR UM NÚCLEO DA FNA INTRODUÇÃO: É possível que com a leitura deste documento faça nascer em alguns homens e mulheres, que foram no passado Escutas no CNE, a intenção de fundar um Núcleo da FNA,

Leia mais

Lic. Marketing e Publicidade. Marketing 1º Ano/2º Semestre Pós laboral

Lic. Marketing e Publicidade. Marketing 1º Ano/2º Semestre Pós laboral Lic. Marketing e Publicidade Marketing 1º Ano/2º Semestre Pós laboral Trabalho realizado por: Maria Marques, 7005 Docente: Dr. Fernando Gaspar SANTARÉM Licenciatura em Marketing & Publicidade 1 de 10 2007/2008

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES SERVIÇO SÓCIO-EDUCATIVO. outubro 2014 a agosto 2015. Realizado em: 02.10.2014. Aprovado pela Direção em: 09.10.

PLANO DE ATIVIDADES SERVIÇO SÓCIO-EDUCATIVO. outubro 2014 a agosto 2015. Realizado em: 02.10.2014. Aprovado pela Direção em: 09.10. PLANO DE ATIVIDADES SERVIÇO SÓCIO-EDUCATIVO outubro 2014 a agosto 2015 Realizado em: 02.10.2014 Aprovado pela Direção em: 09.10.14 Índice Introdução... 3 Linhas orientadoras... 3 Objetivos estratégicos...

Leia mais

Aos Órgãos Sociais da FAPODIVEL. Odivelas, 20 de Novembro de 2010. Caros Colegas,

Aos Órgãos Sociais da FAPODIVEL. Odivelas, 20 de Novembro de 2010. Caros Colegas, Aos Órgãos Sociais da FAPODIVEL Odivelas, 20 de Novembro 2010 Caros Colegas, Estando a terminar este ano de trabalho na Federação Concelhia de Odivelas, da qual eu fiz parte dos seus Órgãos Sociais neste

Leia mais

Anexo 2 - Avaliação de necessidades de formação em H.S.T.

Anexo 2 - Avaliação de necessidades de formação em H.S.T. Anexo 2 - Avaliação de necessidades de formação em H.S.T. 54 3Inquérito às necessidades de formação profissional em higiene e segurança do trabalho 59 Inquérito às necessidades de formação profissional

Leia mais

O QUE É OBJECTIVOS: VANTAGENS

O QUE É OBJECTIVOS: VANTAGENS O QUE É O Gira Volei é um jogo fácil, divertido e competitivo destinado aos jovens com idade compreendida entre os 8 e os 16 onde apenas se pode utilizar uma técnica: o passe. OBJECTIVOS: Contribuir para

Leia mais

PROJETO CLUBE EUROPEU

PROJETO CLUBE EUROPEU ESCOLAS BÁSICA DE EIXO PROJETO CLUBE EUROPEU Título: CLUBE EUROPEU Responsáveis: Maria de Lurdes Silva Maria Isaura Teixeira Páginas: 5 Ano letivo: 2014-2015 Escola Básica de Eixo Impresso a 12.11.14 Conteúdo

Leia mais

Plano de Acção. Rede Social 2011/2012

Plano de Acção. Rede Social 2011/2012 Plano de Acção - Rede Social Plano de Acção Rede Social Conselho Local da Acção Social de Figueira de Castelo Plano de Acção Rede Social Acções a desenvolver Objectivos Resultados esperados Calendarização

Leia mais