ACAMPAMENTO. Manual realizado por: Cátia Patela & Sebastião Carvalho. Março de 2009

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ACAMPAMENTO. Manual realizado por: Cátia Patela & Sebastião Carvalho. Março de 2009"

Transcrição

1 ACAMPAMENTO I Manual realizado por: Cátia Patela & Sebastião Carvalho Março de 2009

2 1 Ter pelo menos a classe de amigo. 2 - Explicar a ética de acampar e a preservação da natureza. A ética de acampar consiste em respeitar e aprender a conviver com a natureza, como também com os outros campistas. Conviver com a natureza é saber apreciar cada aspecto da Criação de Deus, tentando não destruir a fauna (animais) e a flora (plantas) características do local onde se está acampado, deste modo, também se conseguirá preservar a natureza. Respeitar os outros campistas é ter em atenção o barulho que se provoca, não entrar num acampamento (de outro clube) sem permissão e não deitar lixo para o chão. Deve-se preservar a natureza, promovendo o máximo de meios possíveis para a não a destruir, não deitando lixo na mata (chão), não cortando árvores desnecessariamente (aproveitando arvores caídas ou secas), não matar os bichos/ animais ou destruir o seu habitat, etc. Quando se vai acampar é para fugir à exibição da cidade, por isso leva contigo o mínimo de coisas que poderão ligar-te à cidade, de forma a conseguires conviver mais de perto com a natureza. Deste modo, quando for comprar uma tenda, escolhe-se com uma cor similar ao ambiente onde está inserido, por exemplo: verde, castanho ou azul, pois são cores predominantes na natureza. 3 - Conhecer os oito passos a seguir e o que fazer quando se está perdido. Há uma sigla chamada PASOCOLA, que significa: Parar, Acalmar-se, Sentar, Orar, Comer, Orientar-se, Levantar e Andar. Parar é muito fácil encontrar alguém, se estiver parado; Acalmar não consegues pensar claramente se estiveres em pânico, tenta ouvir a natureza, um rio, uma estrada, outros caminhantes, tenta compreender onde te perdeste; Sentar descansa Março Cátia Patela & Sebastião Carvalho 2

3 Orar podes não saber onde estás, mas Deus sabe, por isso fala com Ele; Comer podes estar bastante cansado, restitui as energias (bebe água e come alguma coisa); Orientar se tiveres um mapa ou uma bússola, tente localizar a sua posição olhando para os pontos de referência que possui, procura vestígios de pegadas ou sinais no chão e/ou arvores Levantar; Andar; No caso de estar a escurecer, e não possuíres uma lanterna contigo, evita a montanha, pois escurece mais cedo, procura caminhos principais. 4 - Mencionar alguns equipamentos para dormir em relação às estações do ano. O saco-cama e a colchonete são os materiais mais comuns em acampamentos. Quando se faz acampamentos no Inverno necessita-se de meios de agasalho mais eficazes como as tendas e uma manta ou manta de sobrevivência*. Saco-Cama O saco-cama é um bom isolante térmico, que proporciona boas acomodações e pouco volume de bagagem, é o equipamento mais importante que possas levar para um acampamento, e como tal, deve ser mantido em excelentes condições (principalmente seco), para que consigas descansar convenientemente. Existem pelo menos 3 tipos de sacos- cama, rectangular, múmia e o barril. Rectangular O saco cama rectangular é provavelmente a mais comum. Estes não são adequados para transportar em mochila porque são muito pesados e pouco quentes. Tal como o nome refere, eles são em forma de rectangular. Enquanto isto os torna confortável e espaçoso, contudo a grande abertura perto do topo é uma grande fonte de perda de calor. Múmia O saco em forma de múmia é semelhante um sarcófago. É estreito nos pés (mas alto, permite apenas o espaço suficiente para os pés), Março Cátia Patela & Sebastião Carvalho 3

4 largo nos ombros e, afunila perto da cabeça. O topo é muito semelhante a um capucho de um casaco de inverno, com um fecho para fechar a brecha para cima e manter a cabeça quente. Como eles se ajustam com a forma humana, há muito pouco espaço desperdiçado no interior. Isso é bom, porque o teu corpo tem de aquecer todo aquele espaço, e como é pouco aquece mais rápido. Barril O saco barril é uma modificação do saco múmia. É mais espaçoso que o saco múmia e providencia quase o mesmo aquecimento com o custo de ser mais pesado. Não é muito comum ver-se este tipo de caso cama, fica unicamente como nota. Os sacos-cama para uso de excursionismo são geralmente constituídos em nylon leve não impermeável (o saco precisa respirar a humidade que o corpo liberta durante a noite), podendo ser enchidos com espuma, fibra sintética, penas e pluma. Sacos de pluma são especializados, muito leves, quentíssimos (e caríssimos), reservados praticamente ao uso em condições muito frias, como montanhas no Inverno, normalmente do tipo múmia. Já a espuma é normal na maioria dos sacos, bons para quase o ano inteiro e para a maioria dos locais aos quais podemos ir mas a sua insolação pode deixar muito a desejar. Os sacos de fibra sintética, tipo Hollofil, Fiberfill, Polaguard, já começam a aparecer com maior frequência, embora, mais caros que os de espuma. A sua maior protecção ao frio (mesmo quando molhados) compensa o gasto extra. Outro factor é o zíper (fecho). A escolha de uma saco-cama com ou sem zíper é uma decisão pessoal. Em situações de frio, o zíper interfere na insolação. Já numa praia, no calor do Verão, podemos dormir dentro do saco-cama com o zíper aberto, é melhor do que ter que dormir fora dele. Colchonete As colchonetes possuem ser utilizadas em duas funções: Fornecer amortecimento Proporcionar isolamento entre a cama e o chão. Colchões de ar Os colchões de ar são almofadas insufladas que podem fornecer muito de conforto quando se trata de dormir no chão. Infelizmente, eles não são muito quentes, uma vez não possuem Março Cátia Patela & Sebastião Carvalho 4

5 isolamento. Isto pode não ser um problema. Colchões tripartidos Os colchões tripartidos são feitos de espuma sintética, revestidos de tecido. São muito confortáveis, tanto ou mais que alguns colchões de ar. Ocupam muito espaço, e por isso não são aconselhados para dormias ao relento. Por serem de tecido ficam rapidamente molhados com o orvalho e ressoados quando em contacto com o chão (cimento ou mosaicos). Colchonetes de durefoam As colchonetes em durefoam, são as mais utilizadas, por serem muito leves, mas também por serem fáceis de arrumar, nem que seja por da fora da mochila. Como são muito finas, não é aconselhável serem utilizadas em terrenos muito pedregosos, pois sente-se tudo nas costas. Fornecem algum isolamento entre o saco de cama e o chão. * A manta de sobrevivência não aquece mas mantém a temperatura do corpo. 5 - Enumerar os itens pessoais que são necessários para um acampamento de fim-de-semana. Material Vestuário Material Cozinha Uniforme Completo (camisa, calças/saia, meias, cinto e lenço) Meias Roupa Interior Chinelos 1 Muda de roupa velha Vestuário (ex.: camisolas, calças, calções, t-shirts, sweatshirt, etc) Agasalho Calçado (calçado extra) Capa de chuva Alimentos (tomar atenção à ementa, nrº de pessoas e de dias) Material de cozinha para confecção (ex.: tachos, colher-de-pau) Caixa de fósforos e ou isqueiro Copo Prato Talheres (ex.: garfo, faca, colher) Cantil Pano limpar louça Material de limpeza (ex.: esponja, liquido da loiça) Março Cátia Patela & Sebastião Carvalho 5

6 Material Higiene Material Diverso Escova dos dentes Pasta dos dentes Escova do cabelo/pente Shampoo/ Condicionador Sabonete Desodorizante Papel Higiénico Saco de dormir Faca/Canivetes Lenços de bolso Lanterna (pilhas extras) Caneta/ Bloco de notas Máquina fotográfica Documentos Pessoais Kit Primeiros Socorros Bússola Estojo Simples de costura (ex.: alfinetes, agulha, linha) Repelente contra insectos Protector Solar acampamento de um fim-de-semana. 6 - Planejar um (prático) 7 - Saber montar e desmontar uma barraca. Observar as precauções com a fogueira quando a barraca estiver em uso. Cuidados com a barraca: Ao montar e desmontar tem em atenção para não pisar com o calçado em cima do tecido. Ao desmontá-la procurar limpar e secar completamente o exterior e interior. Se estiver molhada, providenciar a secagem o mais rápido possível ex.: sacudi-la, guardá-la num saco plástico e em casa abri-la para a limpar completamente. Se possível guardá-la num saco, que não o próprio, mais arejado. Observar periodicamente as costuras e os fechos. Sempre que costurarmos ou remendarmos, impermeabilizar o local com selante de silicone, uma camada fina. Não a manter embalada por um longo tempo. Periodicamente estender por alguns minutos num local arejado e com sol para prevenir o cheiro a mofo. Se possível guardá-la num saco, que não o próprio, mais arejado. Recortar da câmara do pneu do automóvel, anéis para serem usados como esticadores para as espias. Esta medida manterá a tenda mais segura e sempre esticada, mesmo durante uma ventania. Tornar visíveis os olhais dos espeques/espias, para que sejam facilmente localizados na erva, mesmo no escuro e em caso de perca. Março Cátia Patela & Sebastião Carvalho 6

7 Ter cuidado com os materiais químicos como repelentes, detergentes, etc, que podem danificar o tecido da tenda como os impermeabilizantes. Uma fogueira não deve ser construída a uma distância inferior a 6 metros da tenda. Tenha em atenção a direcção do vento quando construir uma fogueira para que as faúlhas não incendeiem a tenda. Se uma faúlha tocar na tenda, com sorte só fará um buraco, mas nos casos piores pode cause uma tragédia mortal (se estiver alguém no interior). Nunca acendas nenhum a espécie de fogo dentro da tenda, seja uma vela, uma lanterna (a gás ou a gasóleo), ou um fogão a menos que a tenda tenha sido concebido para o efeito. A fogueira deve estar longe das barracas cercadas com pedras, deve-se remover palhas secas que possam estar por perto, deve-se sempre limpar o local onde será feito a fogueira para que o fogo não se espalhe. Caso seja terreno de grama devese remover a grama e colocar num lugar apropriado para depois plantar no mesmo lugar. 8 - Conhecer e praticar a ética de sanitários tanto em acampamento primitivos como em acampamentos estabelecidos. Se acampares num local com casas de banho, deves utiliza-las. Se for um acampamento primitivo, terás de construir uma latrina ou usar um buraco existente no mato. Faz as tuas necessidades pelo menos a 60metros de distância de qualquer fonte de água (como cascatas, rios ou lagos), para não contaminares as águas e pelo menos a 30 metros do teu acampamento, por causa do odor. Cava um buraco com cerca de 15 a 30 cm de profundidade. Depois tape devidamente, de modo que não fique o papel higiénico à vista. A esta profundidade, existem muitas bactérias no solo que decomporão rapidamente. Podes cobrir com as cinzas da fogueira. O banheiro deve ficar limpo depois de o utilizarmos. Se tiver descarga, devemos puxá-la, no caso da latrina deve-se cobrir sempre com terra ou cal após o uso, de 2 a 3 vezes por dia. Não se deve urinar nem defecar pelo caminho, porque todos precisam passar nele. 9 - Usar correctamente o canivete e a machadinha. Para quem se vai aventurar é sempre bom ter um canivete ou uma faca para alguma eventualidade. Podemos definir os instrumentos de corte em três tipos: Março Cátia Patela & Sebastião Carvalho 7

8 Pequeno porte/ médio porte/ grande porte Os instrumentos de grande porte mais conhecidos são os facões e a machadinha. Os facões têm a lâmina comprida, o que facilita a abertura de pequenas trilhas em mata fechada. Mas ao manusear um facão temos que ter cuidado com a lâmina para não nos picarmos, nem acertarmos nenhuma parte do corpo. Os casos de acidentes mais comuns ocorrem nas áreas das pernas. Machadinha A machadinha é usada para cortar troncos de médio e grande porte, não sendo recomendada para pequenas viagens, uma vez que é muito pesada e tem uma função muito específica. Pode ser substituída por um Fio de Serra, que é semelhante a um cabo de aço com argola nas pontas e é afiado (pesa apenas algumas gramas e ocupa pouco espaço). Utilização da machadinha: A machada, usada só com uma mão, requer mais pontaria do que força. De facto, os golpes com a machada são dados pousadamente, calculando sempre o local do golpe, e sem excesso de força. Deve ser pegada pela pega, na ponta do cabo, e não a meio do cabo temse melhor balanço, e é preciso fazer-se menos força. Verificar com frequência, e antes de usar, se a cunha está bem fixa mergulhar o machado em água faz inchar a madeira e assim aumentar a fixação ao cabo na lâmina. Verificar se não há ninguém à volta que possa ser atingida por um golpe. Para cortar um ramo, nunca o devemos fazer em cima da terra, pois a lâmina acabará sempre por se enterrar no solo, estragando o fio. Deve-se sempre apoiar o ramo em cima de um cepo mais grosso. Março Cátia Patela & Sebastião Carvalho 8

9 O ponto onde vamos cortar deve estar bem apoiado e o mais fixo possível. Nunca se deve desferir golpes com o machado sobre um ponto do ramo que esteja sem apoio, pois o efeito será muito pouco e o ramo ao vibrar pode fazer com que o machado salte e atinja o utilizador. A inclinação do machado é importantíssima para os efeitos dos golpes. Nunca se devem dar os golpes com a lâmina num ângulo de 90º, ou seja, na vertical. Deve-se inclinar sempre o machado para fazer aproximadamente um ângulo de 60º. Os golpes devem ser alternados, ora inclinado para a esquerda ora para a direita. O machado nunca deve ser usado como martelo, pois não foi para isso que foi concebido. Para limpar ou desbastar um ramo ou tronco, começa-se pelo início (parte mais grossa) e vai-se avançando em direcção à ponta, no sentido de crescimento da árvore. Se os golpes forem dados no sentido contrário, acabará por rachar o tronco. Março Cátia Patela & Sebastião Carvalho 9

10 Deves ter todo o cuidado ao usares o machado para que este não te atinja uma perna ou um braço. Se estiveres a segurar com a mão no tronco ou ramo que cortas, verifica se a mão não fica ao alcance de nenhum golpe desviado por acaso. O mesmo cuidado deves ter com as pernas, as quais deverás abrir conforme a posição em que estejas a cortar, de modo a que o machado nunca te atinja a perna, mesmo no caso de um golpe mal dado e que se desvie. CORTAR UM TRONCO NA VERTICAL (ou abater uma árvore) A técnica apenas precisa de duas zonas de golpe: a primeira de um lado, e a segunda do lado oposto e mais em cima. Esta técnica aplica-se tanto para um ramo, como para um tronco, como para uma árvore. No caso de uma árvore, esta cairá para o lado da primeira zona de golpe. Março Cátia Patela & Sebastião Carvalho 10

11 Para cortar uma vara verde, seguras pela parte de cima para a vergar. Os golpes devem ser dados com inclinação de 60º e não perpendicularmente à vara. Vergar a vara aumenta o efeito de corte do machado. RACHAR LENHA Para rachar lenha, começas por cravar a lâmina no tronco (não precisa de ser com muita força), junto a uma das extremidades. De seguida, vais batendo com o conjunto tronco-machado em cima de um cepo. Aos poucos e poucos o machado vai-se enterrando cada vez mais no tronco, rachando-o ao meio. Março Cátia Patela & Sebastião Carvalho 11

12 FAZER UMA ESTACA Para afiar uma estaca, deves apoiá-la em cima de um cepo, e golpeares com pontaria, como na figura. A cada golpe rodas um pouco a estaca. Uma estaca deve ter a parte de trás ligeiramente desbastada, como na figura acima, para evitar que, ao bater na nela, se desfaça. SEGURANÇA Tal como a faca de mato ou outra qualquer ferramenta cortante, o machado não deve ser deixado caído no meio do chão, encostado a uma árvore e muito menos ainda cravado no tronco vivo de uma árvore. O machado deve ficar guardado dentro da respectiva baínha, ou cravado num cepo ou num suporte próprio montado no campo. Março Cátia Patela & Sebastião Carvalho 12

13 Para cravar o machado num cepo é comum verem-se os pata-tenras a desferirem grandes golpes sem grandes resultados. A técnica consiste unicamente em espetar a lâmina em bico, e não com o fio todo. Para além disso, a lâmina deve ficar paralela ao cepo. TRANSPORTE O transporte do machado é outro factor importante na segurança. Quando o transportares na mão, segura-o sempre pela lâmina, e nunca pelo cabo. Os patatenras, quando pegam no machado pela primeira vez, costumam andar a passear com ele segurando no cabo e balanceando-o «à índio», arriscando-se a bater com a lâmina nas pernas ou a atingir algum colega. Se o machado for grande podes levá-lo ao ombro, mas sempre com o fio da lâmina virado para fora. Quando se passa o machado a outra pessoa, deves entregá-lo sempre segurando na lâmina, para que lhe possam pegar facilmente no cabo. Março Cátia Patela & Sebastião Carvalho 13

14 CONSERVAÇÃO Para evitar a ferrugem, deves ter em atenção alguns conselhos: quando regressas de uma actividade, limpa bem o machado, para tirar toda a humidade; para retirar ferrugem, usa palha-de-aço; para conservar o machado sem ferrugem, unta a lâmina com óleo ou outra gordura, e envolve-a com plástico; Canivete O canivete é uma ferramenta indispensável nos acampamentos. É com ele que tu vai preparar acendalhas para acender fogo, vais cortar seus alimentos. Antes de escolheres a sua faca tenha em mente o seguinte: As lâminas inoxidáveis são geralmente fracas e perdem o fio com facilidade. As de aço comum são mais fortes e permanecem afiadas por mais tempo, mas necessitam de cuidados e limpezas para não enferrujar. Não compre um canivete apenas por ser bonito. Compre consoante das ferramentas que necessitar, pois, mais ferramentas mais dispendiosas se tornam. Regras de segurança: Nunca utilizes as ferramentas em trabalhos, que sabes que não foram concebidos para realizar, pois podes estraga-las e pode colocar a sua saúde/vida em risco. Ao fechar cada umas das ferramentas, nunca coloques a mãos na lâmina, coloca a tua mão por trás e fecha, para não te cortares. Tem cuidados com os teus dedos e nunca te distraías a fazer qualquer tarefa. Ao passar o canivete a alguém nunca o Março Cátia Patela & Sebastião Carvalho 14

15 atire com alguma ferramenta colocada Fogueiras: a) Demonstrar habilidades em escolher e preparar o local para uma fogueira. Existem várias formas de preparar um local, onde queiras fazer uma fogueira. Se estás num espaço onde se fazem acampamentos, procura um local onde já se tenha feito uma fogueira. Não faças uma fogueira no local novo se já existir vestígios de uma fogueira, noutro local. Se tiveres de construir num local novo, terás de seguir algumas regras de segurança para te protegeres e o meio onde estás inserido, tanto as pessoas como a natureza. A fogueira deve ser feita em lugares planos. Antes de se montar uma fogueira deve-se limpar o local onde será feito a fogueira, não fazer em baixo de árvores, deve-se limpar em volta da fogueira para que ela não se espalhe etc. Se o solo estiver seco, raspe-o até chegar ao ponto de ali só ter mesmo terra; se estiver molhado, construa antes uma plataforma de pedras chatas. Faz um carreiro (vala) circular à volta do local onde vai construir a fogueira e coloca água ou areia ou terra, para que o fogo não se propague fora do círculo. Também poderás utilizar pedras para delimitar a área da fogueira. Antes de acenderes a fogueira garante que tens areia ou terra ou um balde com água, elementos utilizados para apagar uma fogueira. Depois poderá construir a tua fogueira. b) Conhecer as precauções de segurança. Limpar bem a área num diâmetro de pelo menos 3 metros, retirando capim seco, gravetos, folhas secas, musgos e outros materiais que possam espalhar fogo. Nunca se deve fazer uma fogueira debaixo de árvores. Tenha a certeza que o fogo ficou totalmente apagado antes de sair. Se não estiver demasiado quente, ponhas as suas mãos nas cinzas, senão conseguir então ainda não poderá abandonar a fogueira. Com um pau mexe as cinzas de baixo para cima, pois pode existir algumas ainda acenas em baixo; Não utilize aceleradores, como por exemplo: gasolina, álcool, etc. Aprenda a fazer uma figueira sem utilizar aceleradores. Coloca o material para apagar o fogo, à mão. Um balde de água, areia ou terra, são recomendados. c) Como utilizar correctamente o fósforo. Março Cátia Patela & Sebastião Carvalho 15

16 Três coisas são necessárias para criar fogo: oxigénio, combustível (madeira) e calor. A cabeça do fósforo é o calor, que pode queimar até cerca de 182ºC, o que pode ser obtido através da fricção. O oxigénio é o suportado pelo ar. Para incendiar um fósforo, terá de ser rápido e firme. Raspa a cabeça do fósforo contra a parte lateral da caixa (material abrasivo), no sentido contrario da pessoa, ou seja para a frente. Uma vez aceso, a temperatura aumentará drasticamente e incendiará através do pau. O fogo prefere subir, e tu poderá controlar o tamanho da chama de certo modo, coloca a cabeça do fósforo para baixo (para uma chama maior) ou para cima (para uma chama menor). Protege a chama do vento com a outra mão ao redor da chama (pois diminui a temperatura). d) Montar uma fogueira utilizando apenas um palito de fósforo e materiais naturais. Os fósforos podem ser postos à prova de água cobrindo-os com verniz das unhas ou parafina líquida. Devem ser guardados numa bolsa à prova de água. Para atear o fogo, use acendalhas que ardam prontamente, tais como pequenas aparas de madeira seca, pinhas, cascas de árvores, pequenos ramos, folhas de palmeira, caruma, capim seco, líquenes, fetos, plantas, excrementos de animais e até pássaros mortos. (ISCA sua finalidade é fazer uma boa chama inicial) Reúna e disponha esse material de uma forma que permita a circulação de oxigénio (WIGWAM cabana de troncos ), pois assim o fogo arderá mais rápido. Tem em atenção a direcção do vento, para que este não apague ou descontrole a tua fogueira. Deixe à mão pedaços de madeira (árvores mortas, galhos secos) cada vez maiores para adicionar à chama inicial, tomando sempre o cuidado de não abafar o fogo e extinguir a chama. (ESCORVA destinada a receber e aumentar a chama rápida da ISCA) Para manter a fogueira acesa é necessário alimentá-la conforme a necessidade. Não basta colocar sempre pequenos gravetos, pois eles queimam rápido e não dão continuidade, servem apenas para iniciar o fogo. Alimente com combustível maior (paus), para promover a brasa que ficará por várias horas acesa sem que seja necessário alimentar o fogo. IMPORTANTE: O fósforo deve ser aceso rapidamente e o mais junto possível da ISCA, para que as faíscas produzidas caiam bem no seu centro. Uma vez acesa, assopre-a ou abane-a com cuidado, até surgir a chama. Março Cátia Patela & Sebastião Carvalho 16

17 e) Demonstrar como proteger a lenha em clima molhado. Obviamente, tu quererás manter a tua madeira seca, e existem vários métodos para o conseguires. Um método é colocar um toldo no chão, colocar a madeira em cima e tapar a madeira com o resto do toldo. Coloque algumas pedras pesadas nas pontas do tolde para não levantar com o vento. Também poderás guardar a madeira num alpendre ou na carrinha se existir. Outra opção é guardar na tenda da cozinha ou nas casas de banho Assar pão em uma vareta ml de água - 2 colheres (sopa) de óleo - 1 envelope de fermento em pó instantâneo - 1 pitada de açúcar - sal a gosto - 2 xícaras (chá) de farinha de trigo (+/-) - queijo parmesão ralado a gosto (opcional) Numa tigela misture 180 ml de água, 2 colheres (sopa) de óleo, 1 envelope de fermento em pó instantâneo, 1 pitada de açúcar e sal a gosto. Aos poucos acrescente 2 xícaras (chá) de farinha de trigo (+/-). Dica: deixe um pouco mais de farinha de trigo separada para polvilhar na massa (se necessário). Numa superfície lisa e enfarinhada, sove bem a massa até desgrudar das mãos. Deixe descansar, coberta com um pano ou dentro de um saco plástico por +/- 45 minutos ou até dobrar de volume. Com as mãos retire pequenas porções da massa. Coloque cada porção de massa na ponta de uma vara de bambu limpo (ou em palitos de churrascos, se for fazer na churrasqueira) e molde o pão no formato de uma mini-salsicha. Repita a operação até terminar a massa. Aproxime o pão (do espeto de bambu) perto da brasa da churrasqueira ou da fogueira. Vire o espeto constantemente para assar o pão de todos os lados, tomando o cuidado para não queimá-lo (+/- 20 a 25 minutos). Sirva a seguir. Março Cátia Patela & Sebastião Carvalho 17

18 OBS: Se desejar, besunte este pão antes ou depois de assar numa pasta de alho e salpique queijo parmesão ralado a gosto. Volte o espeto de pão para fogueira Descrever o processo correcto para lavar e manter limpos os utensílios da cozinha do acampamento. Lavar com sabão em água corrente, secar, e guardar em local limpo de preferência fechado. Os utensílios de cozinha devem ser lavados após a refeição e colocados em reservatórios específicos, como sacolas ou recipientes que mantenham eles fora de risco de sujarem. Se deixares o prato por lavar, depois ficará mais difícil de retirar, os restos de comida, pois endureceram, além de ser anti-higiénico, pode atrair bichos/ animais. Importante: nunca jogue restos de comida na pia do acampamento ou em rios limpos que servirão para se utilizar a água para beber. Coloca num saco de lixo, no caso de se tratar unicamente de lixo orgânico ou poderás fazer um buraco, longe do acampamento e dos caminhos, e colocar o que sobrou da tua comida, pois o solo assimilará rapidamente. Só o lixo orgânico - comida 13 - Descrever qual a roupa adequada para dormir e como manter a temperatura quente durante a noite. Camiseta, calça de moletom, blusa e meia e caso seja preciso uma manta. (Para manter a temperatura quente durante a noite você deve se manter bem agasalhado). Devemos nos agasalhar, pois em acampamentos, a mata tende a esfriar a temperatura pela noite. O saco de dormir é muito útil tanto para calor como para frio, pois mantém a temperatura do corpo constante. Roupas largas são boas para dormir. Calça jeans e outras apertadas podem causar desconforto Descubra um objecto na natureza durante sua experiência de acampar, que ensine uma lição espiritual. 15. Explicar e praticar o lema: "tire apenas fotos e deixe apenas pegadas. Respeita a Natureza, não deixe mais que pegadas, não tire mais que fotografias e não tragas mais que recordações. Traz sempre um saco contigo para guardares o teu lixo e transporta-o contigo até poderes depositar nos locais apropriados. Março Cátia Patela & Sebastião Carvalho 18

19 Não produzas poluição sonora respeita ao máximo a paz do local Evita riscos de incêndio. Se avistares fumo ou fogo liga o 117. Respeita a propriedade privada, as áreas de acesso interdito, limitado ou condicionado. Ao cruzar com portões, cercas, cancelas deixa-os como os encontraste. Respeita os residentes, o seu modo de vida e a sua cultura. Sempre que passes em zonas habitacionais, sê simpático com os naturais e explica o que estás a fazer, quem és e os cuidados que estás a ter para não interferir com o meio. Março Cátia Patela & Sebastião Carvalho 19

A estrutura do nosso corpo foi "projetada" para suportar o nosso peso. A mochila é, portanto, uma carga extra.

A estrutura do nosso corpo foi projetada para suportar o nosso peso. A mochila é, portanto, uma carga extra. Arrumar a Mochila Corpo Nacional de Escutas Agrupamento 143 S. Mamede de Infesta A estrutura do nosso corpo foi "projetada" para suportar o nosso peso. A mochila é, portanto, uma carga extra. Graças à

Leia mais

Mundo das Especialidades Acampamento I - Atividades Recreativas - 050

Mundo das Especialidades Acampamento I - Atividades Recreativas - 050 Mundo das Especialidades Acampamento I - Atividades Recreativas - 050 Texto: Aênio Rodriguese Diagramação: Ranmaildo Revorêdo e Khelven Klay Quem escreveu! Aênio Rodrigues Estudante de Licenciatura de

Leia mais

Passos para se proteger do Ébola enquanto aguarda por assistência Documento para a Guiné-Bissau

Passos para se proteger do Ébola enquanto aguarda por assistência Documento para a Guiné-Bissau Passos para se proteger do Ébola enquanto aguarda por assistência Documento para a Guiné-Bissau 1 Lembre-se de três coisas Não tocar Isole a pessoa doente Ligue para a linha de apoio 2 Se pensa que alguém

Leia mais

ECOFOGÃO MODELO CAMPESTRE 3. Manual de instalação, uso e manutenção.

ECOFOGÃO MODELO CAMPESTRE 3. Manual de instalação, uso e manutenção. ECOFOGÃO MODELO CAMPESTRE 3 Manual de instalação, uso e manutenção. Parabéns, ao adquirir o Ecofogão, você tem em mãos uma das tecnologias mais simples, eficiente e limpa atualmente disponível, para o

Leia mais

Como podes realizar um acampamento na tua escola

Como podes realizar um acampamento na tua escola A Educação Física está intimamente ligada com a Natureza. São bem exemplo desta afirmação modalidades como a canoagem, a vela, a escalada, o montanhismo, o campismo, entre outras. O campismo é uma forma

Leia mais

Mantenha as portas e as janelas abertas, inclusive nos dias frios, para evitar o aumento de germes no ar, o que facilita a transmissão de doenças.

Mantenha as portas e as janelas abertas, inclusive nos dias frios, para evitar o aumento de germes no ar, o que facilita a transmissão de doenças. Soninho Mantenha as portas e as janelas abertas, inclusive nos dias frios, para evitar o aumento de germes no ar, o que facilita a transmissão de doenças. Garanta que entre os colchonetes haja meio metro

Leia mais

Hoje vamos falar de... ENERGIA

Hoje vamos falar de... ENERGIA Hoje vamos falar de... ENERGIA A ENERGIA ESTÁ EM TODO O LADO. OS CARROS ANDAM COM A ENERGIA ARMAZENADA NA GASOLINA MUITOS BRINQUEDOS SÃO MOVIDOS COM A ENERGIA ARMAZENADA NAS PILHAS. OS BARCOS À VELA SÃO

Leia mais

Primeiros socorros Material a ter na caixa de primeiros socorros:

Primeiros socorros Material a ter na caixa de primeiros socorros: Primeiros socorros Os primeiros socorros é o tratamento inicial dado a alguém que se magoou ou sofreu um acidente. Se o acidente for grave, não deves mexer na pessoa lesionada e chamar o 112, explicando-lhe

Leia mais

1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA

1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA [ REV04 24112011 ] 1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA É muito importante que você leia atentamente todas as instruções contidas neste manual antes de utilizar o produto, pois elas garantirão sua segurança

Leia mais

Receitas Deliciosas de Aproveitamentos APRESENTAÇÃO EVITANDO O DESPERDÍCIO. Receitas deliciosas com talos, folhas e sementes

Receitas Deliciosas de Aproveitamentos APRESENTAÇÃO EVITANDO O DESPERDÍCIO. Receitas deliciosas com talos, folhas e sementes APRESENTAÇÃO A alimentação e tão necessária ao nosso corpo quanto o ar que precisamos para a nossa sobrevivência, devem ter qualidade para garantir a nossa saúde. Quando falamos em alimentação com qualidade

Leia mais

Dia da Conservação do Solo - 15 de Abril

Dia da Conservação do Solo - 15 de Abril Dia da Conservação do Solo - 15 de Abril Tema: Comemoração do Dia da Conservação do Solo Destinatários: Crianças dos 6 aos 10 anos - 1º ciclo Objectivo: Pretende-se que no final das actividades as crianças

Leia mais

Cozinha Industrial. Juarez Sabino da Silva Junior Técnico de Segurança do Trabalho

Cozinha Industrial. Juarez Sabino da Silva Junior Técnico de Segurança do Trabalho Cozinha Industrial Juarez Sabino da Silva Junior Técnico de Segurança do Trabalho Serviços de alimentação Este tipo de trabalho aparenta não ter riscos, mas não é bem assim, veja alguns exemplos: Cortes

Leia mais

Papel Reciclado Artesanal Branco com Cascas de Cebola

Papel Reciclado Artesanal Branco com Cascas de Cebola Papel Reciclado Artesanal Branco com Cascas de Cebola 1 Técnica utilizada: reciclagem de papel com cascas de cebola Materiais 2 Papel para reciclar (sulfite, formulário contínuo ou outros papéis que não

Leia mais

O QUE É A COMPOSTAGEM DOMÉSTICA?

O QUE É A COMPOSTAGEM DOMÉSTICA? O QUE É A COMPOSTAGEM DOMÉSTICA? É um processo natural de transformação dos resíduos provenientes do jardim e da cozinha (resíduos orgânicos) numa substância rica em matéria orgânica, chamada composto,

Leia mais

Qualidade et ecnologia MANUAL DO USUÁRIO PRENSA DIGITAL A VAPOR ELETRÔNICA MODELO QPFB-16 WWW.SUNSPECIAL.COM.BR

Qualidade et ecnologia MANUAL DO USUÁRIO PRENSA DIGITAL A VAPOR ELETRÔNICA MODELO QPFB-16 WWW.SUNSPECIAL.COM.BR Qualidade et ecnologia MANUAL DO USUÁRIO PRENSA DIGITAL A VAPOR ELETRÔNICA MODELO QPFB-16 WWW.SUNSPECIAL.COM.BR Este produto foi projetado para dar ao seu vestuário um aspecto profissional, sem rugas e

Leia mais

Sobremesas Saudáveis Para Uma Semana - De Moura

Sobremesas Saudáveis Para Uma Semana - De Moura ÍNDICE Frutos Perfeitos 2 Pudim Moka 2 Banana Mexicana 2 Manga Gregalha 2 Quadrados de Sésamo 2 Bolo De Chocolate Fácil 2 Supresa! 2 FRUTOS PERFEITOS Esta refeição usa iogurte sem gordura para a sua textura

Leia mais

Papel Reciclado Artesanal Branco

Papel Reciclado Artesanal Branco Papel Reciclado Artesanal Branco 1 Técnica utilizada: reciclagem de papel Materiais 2 Papel para reciclar (sulfite, formulário contínuo ou outros papéis que não contenham vernizes, plásticos ou laminados)

Leia mais

A minha missão é... Proteger o meu planeta!

A minha missão é... Proteger o meu planeta! A minha missão é... Proteger o meu planeta! Energia A energia que utilizas todos os dias não nasce nos eletrodomésticos lá de casa nem nos postes de iluminação da rua. É transformada a partir do petróleo,

Leia mais

1 SEGURANÇA, 2 PRATICIDADE, 3 CONFORTO

1 SEGURANÇA, 2 PRATICIDADE, 3 CONFORTO ATIVIDADES RECREATIVAS 052 Texto: Aênio Rodrigues; Diagramação: Khelven Klay AÊNIO RODRIGUES Faça sua apresentação: Sou desbravador desde os 9, participo do clube Reino Marinho da cidade de Lagarto-SE.

Leia mais

AQUECIMENTO, VENTILAÇÃO E AR CONDICIONADO ILUMINAÇÃO COZINHA/ LAVANDARIA DIVERSOS

AQUECIMENTO, VENTILAÇÃO E AR CONDICIONADO ILUMINAÇÃO COZINHA/ LAVANDARIA DIVERSOS P O U P A R AQUECIMENTO, VENTILAÇÃO E AR CONDICIONADO ILUMINAÇÃO COZINHA/ LAVANDARIA DIVERSOS AQUECIMENTO, VENTILAÇÃO E AR CONDICIONADO Caso tenha ar condicionado nos quartos ou áreas comuns do empreendimento,

Leia mais

Agroindústria. Menu Introdução Pão integral Pão de mandioca Pão de torresmo com creme de alho Pão de Forma Pãezinhos de Batata. 1.

Agroindústria. Menu Introdução Pão integral Pão de mandioca Pão de torresmo com creme de alho Pão de Forma Pãezinhos de Batata. 1. 1 de 6 10/16/aaaa 10:42 Agroindústria Processamento artesanal de farinhas e farináceos Fabricação de pão caseiro Pão integral, pão de torresmo, pão de forma e pãezinhos de batata Processamento artesanal

Leia mais

Estações do Ano. Procedimentos com ArteVerão

Estações do Ano. Procedimentos com ArteVerão Estações do Ano Procedimentos com ArteVerão Faixas de Verão (3º Dia) Leia o livro da turma No Verão. Discuta brevemente as coisas que acontecem no verão. Depois distribua folhas de papel branco para que

Leia mais

Manual de I Manual de I nstruç nstruçõesões

Manual de I Manual de I nstruç nstruçõesões Manual de Instruções INTRODUÇÃO Parabéns pela escolha de um aparelho da linha Philco. Para garantir o melhor desempenho de seu produto, ler atentamente as instruções a seguir. Recomenda-se não jogar fora

Leia mais

1º Boletim : Informação sobre os métodos de avaliação e material de estudo para os eventos

1º Boletim : Informação sobre os métodos de avaliação e material de estudo para os eventos 1º Boletim : Informação sobre os métodos de avaliação e material de estudo para os eventos COMO SERÃO FEITAS AS AVALIAÇÃOES Os requisitos gerais, espirituais, área de acampamento e disciplina, serão avaliados

Leia mais

MANUAL DA PRÁTICA DA COMPOSTAGEM DOMÉSTICA

MANUAL DA PRÁTICA DA COMPOSTAGEM DOMÉSTICA MANUAL DA PRÁTICA DA COMPOSTAGEM DOMÉSTICA Maria Inês de Sousa Carmo i Índice 1. Introdução... 2 2. O que é a Compostagem?... 3 2.1. Porquê fazer a compostagem?... 3 2.2. Quais as suas vantagens?... 4

Leia mais

Separar as peças susceptíveis de serem oxidadas (rebites,gutos, botões) e eliminar manchas de óxido com tira nódoas adequado antes de lavar.

Separar as peças susceptíveis de serem oxidadas (rebites,gutos, botões) e eliminar manchas de óxido com tira nódoas adequado antes de lavar. CUIDADOS GERAIS Leia atentamente as etiquetas da roupa. Respeite sempre as indicações dos fabricantes das máquinas de lavar. Dissolva bem os detergentes para que não causem nódoas e utilize detergentes

Leia mais

Com este pequeno guia pode, finalmente, tirar partido do seu lixo... e sentir-se bem por isso!

Com este pequeno guia pode, finalmente, tirar partido do seu lixo... e sentir-se bem por isso! Com este pequeno guia pode, finalmente, tirar partido do seu lixo... e sentir-se bem por isso! Os restos de comida, as folhas do jardim ou as plantas secas do quintal ganham vida nova através de um processo

Leia mais

Nesta experiência vamos ver que o conceito de temperatura pode ser subjectivo.

Nesta experiência vamos ver que o conceito de temperatura pode ser subjectivo. Estudo do Meio Físico-Natural I P06 - Termodinâmica 1 Objectivo Realizar várias experiências relacionadas com termodinâmica. 2 Quente ou frio? Nesta experiência vamos ver que o conceito de temperatura

Leia mais

Sustentável. Alimentação: Receitas deliciosas. O seu dia a dia muito mais saboroso. Dicas orientadas pela nutricionista Miriam Abdel Latif - CRN 3152

Sustentável. Alimentação: Receitas deliciosas. O seu dia a dia muito mais saboroso. Dicas orientadas pela nutricionista Miriam Abdel Latif - CRN 3152 Alimentação: Sustentável Dicas orientadas pela nutricionista Miriam Abdel Latif - CRN 3152 Receitas deliciosas. O seu dia a dia muito mais saboroso. NÚMERO 4 Bolo de Maçã com casca 3 ovos 1 xícara (chá)

Leia mais

Guia de Puericultura. Alimentação

Guia de Puericultura. Alimentação Guia de Puericultura Com o nascimento do bebé, os pais necessitam de adquirir uma série de artigos. A oferta no mercado é cada vez maior, por isso é importante estar informado: com este guia ajudamo-la

Leia mais

ECOFOGÃO MODELO CAMPESTRE 2. Manual de instalação, uso e manutenção.

ECOFOGÃO MODELO CAMPESTRE 2. Manual de instalação, uso e manutenção. ECOFOGÃO MODELO CAMPESTRE 2 Manual de instalação, uso e manutenção. Parabéns, ao adquirir o Ecofogão, você tem em mãos uma das tecnologias mais simples, eficiente e limpa atualmente disponível, para o

Leia mais

Sobremesas Saudáveis Para Uma Semana http://www.dietaeboasaude.com.br

Sobremesas Saudáveis Para Uma Semana http://www.dietaeboasaude.com.br ÍNDICE Frutos Perfeitos 2 Pudim Moka 2 Banana Mexicana 2 Manga Gregalha 2 Quadrados de Sésamo 2 Bolo De Chocolate Fácil 2 Supresa! 2 FRUTOS PERFEITOS Esta refeição usa iogurte sem gordura para a sua textura

Leia mais

Frio» Recomendações gerais

Frio» Recomendações gerais No domicílio Antes do Inverno, verifique os equipamentos de aquecimento da sua casa; Se tiver lareira mande limpar a chaminé, se necessário; Mantenha a casa arejada, abrindo um pouco a janela/porta para

Leia mais

Grill e Sanduicheira Crome Inox

Grill e Sanduicheira Crome Inox Ari Jr 06-12-2012 12/11 939-09-05 781431 REV.0 SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO Grill e Sanduicheira inox www.britania.com.br 0800-417644 Ari Jr 06-12-2012 Diogo Thamy 06-12-2012 06-12-2012 Grill e Sanduicheira

Leia mais

O Caderno da Compostagem

O Caderno da Compostagem O Caderno da Compostagem A publicação do Guia da Compostagem, que colocamos à sua disposição. constitui mais um elemento no domínio da sensibilização e educação ambiental, que procura incentivar uma maior

Leia mais

Tabule Rendimento 4 porções

Tabule Rendimento 4 porções Tabule Rendimento 4 porções - 4 tomates picados - 1 xícara (chá) de trigo para quibe - 1 cebola picada - 1 pepino com casca picado em cubos - 1/2 xícara (chá) de salsinha picada - 1/4 xícara (chá) de cebolinha

Leia mais

Compostagem doméstica

Compostagem doméstica Compostagem doméstica Na Natureza tudo se transforma 1 2 3 Este guia vai ser-lhe útil! Com este pequeno guia pode, finalmente, tirar partido do seu lixo e sentir-se bem por isso! Os restos de comida, as

Leia mais

BISCOITINHO DE QUEIJO

BISCOITINHO DE QUEIJO ÍNDICE DE RECEITAS Salgados Biscoitinho de queijo, 3 Cheesecake de salmão defumado, 4 Mousse de azeitona, 5 Nhoque de ricota, 6 Pão de queijo, 7 Samboussek, 8 Torta de queijo, 9 Doces Bolo de côco ralado,

Leia mais

Clique aqui http://emagrecaki.com.br/dieta-balanceada-como-fazer-agora/

Clique aqui http://emagrecaki.com.br/dieta-balanceada-como-fazer-agora/ Clique aqui http://emagrecaki.com.br/dieta-balanceada-como-fazer-agora/ Clique aqui http://emagrecaki.com.br/dieta-balanceada-como-fazer-agora/ Clique aqui http://emagrecaki.com.br/dieta-balanceada-como-fazer-agora/

Leia mais

Centro de Desenvolvimento Infantil Estimulopraxis

Centro de Desenvolvimento Infantil Estimulopraxis Centro de Desenvolvimento Infantil Estimulopraxis Janeiro de 2013 Este documento tem como objectivo ajudar as pessoas mais próximas do GB a complementar o trabalho executado ao longo das sessões de Reabilitação

Leia mais

Reciclagem de Lixo. 38 Introdução a Reciclagem. Saneamento ecológico. Reciclagem 38 - Introdução a Reciclagem

Reciclagem de Lixo. 38 Introdução a Reciclagem. Saneamento ecológico. Reciclagem 38 - Introdução a Reciclagem Reciclagem 38 - Introdução a Reciclagem 99 5 Reciclagem de Lixo 38 Introdução a Reciclagem Neste capítulo vamos tratar dois tipos de reciclagem: a reciclagem de nutrientes através de saneamento ecológico,

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA HABITAÇÃO E DESENVOLVIMENTO URBANO

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA HABITAÇÃO E DESENVOLVIMENTO URBANO PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA HABITAÇÃO E DESENVOLVIMENTO URBANO DEPARTAMENTO DE CONTROLE DO USO DE IMÓVEL - CONTRU () - 1 - PROCEDIMENTOS E CUIDADOS 1. Verifique no lacre, no rótulo

Leia mais

SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO

SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO 05\13 986-09-05 782481 REV.1 SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO MANUAL DE INSTRUÇÕES INTRODUÇÃO Parabéns pela escolha de mais um produto de nossa linha. Para garantir o melhor desempenho de seu produto, ler atentamente

Leia mais

NORMAS DE HIGIENE E SEGURANÇA - TASQUINHAS DAS FESTAS DO BARREIRO 2015 -

NORMAS DE HIGIENE E SEGURANÇA - TASQUINHAS DAS FESTAS DO BARREIRO 2015 - NORMAS DE HIGIENE E SEGURANÇA - TASQUINHAS DAS FESTAS DO BARREIRO 2015 - O presente documento destaca as principais medidas de segurança e higiene no trabalho que deverão ser implementadas e cumpridas

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ UNIDADE ADMINISTRATIVO-FINANCEIRA GERÊNCIA DE APOIO ADMINISTRATIVO S E F A Z SECRETARIA DA FAZENDA

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ UNIDADE ADMINISTRATIVO-FINANCEIRA GERÊNCIA DE APOIO ADMINISTRATIVO S E F A Z SECRETARIA DA FAZENDA S E F A Z SECRETARIA DA FAZENDA GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA DA FAZENDA UNIDADE ADMINISTRATIVO-FINANCEIRA GERÊNCIA DE APOIO ADMINISTRATIVO Apresentação Este manual pretende dar dicas simples aos

Leia mais

Receitas colesterol. Pizza marguerita de berinjela - Mariana e Priscila Ingredientes

Receitas colesterol. Pizza marguerita de berinjela - Mariana e Priscila Ingredientes Receitas colesterol Pizza marguerita de berinjela - Mariana e Priscila Ingredientes 2 berinjelas grandes (870g); 6 claras levemente batidas (180g); 2 dentes de alho grandes (15g); 12 colheres (sopa) de

Leia mais

Receitas do livro BOLO SALGADO DE FARINHA DE MANDIOCA

Receitas do livro BOLO SALGADO DE FARINHA DE MANDIOCA Receitas do livro BOLO SALGADO DE FARINHA DE MANDIOCA Nome da 4 xícaras de chá de farinha de farinha (500g) 4 ovos 2 Litros de leite morno 1 colher (sopa) de fermento em pó (10g) 2 gemas para pincelar

Leia mais

Aplicações Xadrez Pigmento em Pó

Aplicações Xadrez Pigmento em Pó Dê asas à sua imaginação nas diversas aplicações do Pó Xadrez. Aplicações Xadrez Pigmento em Pó O PÓ XADREZ é um pigmento concentrado que proporciona efeitos decorativos em diversas aplicações. Mais econômico,

Leia mais

Almôndegas de Arroz. Ingredientes. Modo de preparo

Almôndegas de Arroz. Ingredientes. Modo de preparo Almôndegas de Arroz 2 xícaras (chá) de arroz cozido 200g de carne moída 1 dente de alho picado 1 cebola picada 2 colheres (sopa) de farinha de rosca 4 xícaras (chá) de molho de tomate Sal e pimenta a gosto

Leia mais

Mixer Black Plus 2. Manual de Instruções

Mixer Black Plus 2. Manual de Instruções Mixer Black Plus 2 Manual de Instruções INTRODUÇÃO Parabéns pela escolha de mais um produto de nossa linha. Para garantir o melhor desempenho de seu produto, o usuário deve ler atentamente as instruções

Leia mais

Treinamento Conservas de frutas 382

Treinamento Conservas de frutas 382 Para que haja boa conservação dos alimentos é importante que os produtos conservados mantenham suas qualidades nutritivas, seu aroma, sabor e que se eliminem as causas das alterações. As várias maneiras

Leia mais

MANUAL DE UTILIZADOR STARLOCK CUSHION. (tradução da versão inglesa)

MANUAL DE UTILIZADOR STARLOCK CUSHION. (tradução da versão inglesa) MANUAL DE UTILIZADOR STARLOCK CUSHION (tradução da versão inglesa) ÍNDICE 1. Sobre este manual 2. A Almofada Starlock a. Avisos b. Componentes Importantes da Starlock c. Utilização i. A quantidade certa

Leia mais

1 Boas Práticas de Utilização 1.1 Normas de Qualidade Higiene e Ambiente - Água

1 Boas Práticas de Utilização 1.1 Normas de Qualidade Higiene e Ambiente - Água 2 Conteúdos 1 Boas Práticas de Utilização... 1.1 Normas de Qualidade Higiene e Ambiente - Água... 1.2 Normas de Segurança... 1.3 Recomendações de Ergonomia... 1.4 Normas de Utilização... 2 Resolução de

Leia mais

Como preparar sua casa após cirurgia de quadril

Como preparar sua casa após cirurgia de quadril PÓS-OPERATÓRIO Como preparar sua casa após cirurgia de quadril Retire os tapetes, extensões e fios telefônicos, pois eles podem ocasionar quedas. Caso ainda não tenha, instale corrimãos em pelo menos um

Leia mais

Draguim, Badão e companhia - Guia de leitura - Livro 1 Dragões, Duendes e Outros Bichos

Draguim, Badão e companhia - Guia de leitura - Livro 1 Dragões, Duendes e Outros Bichos Draguim, Badão e companhia - Guia de leitura - Livro 1 Dragões, Duendes e Outros Bichos Apresentação da obra Sempre me disseram que os dragões eram todos maus e que devíamos fugir deles a sete pés. Mas,

Leia mais

Fogão Foguete. Funcionamento

Fogão Foguete. Funcionamento Circular: ACAREG/ERP 001 13-06-2015 Assunto: Material de Equipa / Individual Caros Pioneiros! Aproxima-se a passos largos a chegada da grande actividade o ACAREG, por isso, convidámo-vos a serem guerreiros

Leia mais

Receitas para as Festas de Fim de Ano

Receitas para as Festas de Fim de Ano Salada Agridoce 1 molho de alface americano 2 xícaras de chá de repolho roxo cortado bem fino 1 maçã vermelha, picada em quadradinhos pequenos 1 colher de sopa de uvas passas sem sementes 3 talos de aipo

Leia mais

ESCOLA EB 2,3 DE EIRÍZ. O caderno

ESCOLA EB 2,3 DE EIRÍZ. O caderno ESCOLA EB 2,3 DE EIRÍZ O caderno da compostagem Saudações ambientais! Um dos maiores problemas ambientais dos nossos dias é a enorme quantidade de lixo que todos produzimos. A compostagem permite não só

Leia mais

L0NGE, atrás em monte, sol cair e céu ficar em fogo. Fraco, Eu

L0NGE, atrás em monte, sol cair e céu ficar em fogo. Fraco, Eu 5 L0NGE, atrás em monte, sol cair e céu ficar em fogo. Fraco, Eu subir monte, pés d Eu molhados em erva fria. Não haver erva em cima em monte. Só haver terra, em volta, monte como cabeça de homem sem cabelo.

Leia mais

::Seu João o Senhor sabe o que é o meio ambiente?

::Seu João o Senhor sabe o que é o meio ambiente? O Meio Ambiente ::Seu João o Senhor sabe o que é o meio ambiente? Seu João: Não sei não! Mas quero que você me diga direitinho pra eu aprender e ensinar todo mundo lá no povoado onde eu moro. : Seu João,

Leia mais

Nas compras: Evite ir às compras com crianças, normalmente incentivam o consumo de produtos desnecessários.

Nas compras: Evite ir às compras com crianças, normalmente incentivam o consumo de produtos desnecessários. Dicas Consumo Sustentável 5.jan.2015 Nas compras: Evite ir às compras com crianças, normalmente incentivam o consumo de produtos desnecessários. Na alimentação: Procure produtos oriundos da agricultura

Leia mais

Profa. Ana Luiza Veltri

Profa. Ana Luiza Veltri Profa. Ana Luiza Veltri EJA Educação de Jovens e Adultos Água de beber Como está distribuída a água no mundo? A Terra, assim como o corpo humano, é constituída por dois terços de água; Apenas 1% da quantidade

Leia mais

Segurança, Equipamentos e Investigação Científica

Segurança, Equipamentos e Investigação Científica Segurança, Equipamentos e Investigação Científica Folha do Professor Resumo: O professor fará uma demonstração do que não se deve fazer no laboratório e os alunos tentarão adivinhar os erros. Em seguida,

Leia mais

:: Introdução :: A parceria que deu certo. :: Escolhendo seu fogão novo ::

:: Introdução :: A parceria que deu certo. :: Escolhendo seu fogão novo :: :: Introdução :: No dia-a-dia, em muitas ocasições, sem perceber, desperdiçamos água, alimentos, luz, gás, gasolina e outros produtos necessários para o nosso bem-estar por simples falta de consciência

Leia mais

Conselhos Úteis de Poupança. Vamos poupar

Conselhos Úteis de Poupança. Vamos poupar Conselhos Úteis de Poupança Vamos poupar Vamos poupar água Sabias que a Terra está 70% coberta de água e 97% dessa água está nos mares e oceanos e é salgada? Os outros 3% de água doce existem nos lagos,

Leia mais

Luigi - 1º ano A. A família Pimentel é consciente da necessidade da preservação do meio ambiente, contribuímos com pequenos atos como:

Luigi - 1º ano A. A família Pimentel é consciente da necessidade da preservação do meio ambiente, contribuímos com pequenos atos como: Luigi - 1º ano A A família Pimentel é consciente da necessidade da preservação do meio ambiente, contribuímos com pequenos atos como: Coleta seletiva, economia de água (banhos mais curtos, fechar a torneira

Leia mais

Acidentes: como preveni-los?

Acidentes: como preveni-los? Acidentes: como preveni-los? Mónica Oliva Ilustrações de António João 31 Janeiro 2009 Oliveira do Hospital 1 Sabia que... Os acidentes são a maior causa de morte, doença a e incapacidade definitiva e temporária

Leia mais

Acidentes domésticos podem ser prevenidos. Entre pediatras e especialistas da área de cuidados com as crianças, é senso comum que, se os responsáveis

Acidentes domésticos podem ser prevenidos. Entre pediatras e especialistas da área de cuidados com as crianças, é senso comum que, se os responsáveis Acidentes domésticos podem ser prevenidos. Entre pediatras e especialistas da área de cuidados com as crianças, é senso comum que, se os responsáveis tivessem mais orientações ou tomassem mais cuidado

Leia mais

Papel Reciclado Artesanal Branco com Sisal

Papel Reciclado Artesanal Branco com Sisal Papel Reciclado Artesanal Branco com Sisal 1 Técnica utilizada: reciclagem de papel Materiais 2 Papel para reciclar (sulfite, formulário contínuo ou outros papéis que não contenham vernizes, plásticos

Leia mais

na Forminha Bombom Para quem pensava que só os grandes chocolateiros poderiam fazer 9 Bombons 3 Bombom na Forminha 6 Bombons Moldados Banhados

na Forminha Bombom Para quem pensava que só os grandes chocolateiros poderiam fazer 9 Bombons 3 Bombom na Forminha 6 Bombons Moldados Banhados Agora que você já conhece todos os segredos do bombom, é hora de colocar em prática! E não esqueça de nos contar depois quais foram os resultados! Sem Segredos A Garoto coloca à sua disposição um Programa

Leia mais

de Cacau COOKIE FIT Modo de Preparo Ingredientes

de Cacau COOKIE FIT Modo de Preparo Ingredientes RECEITAS Fitness COOKIE FIT de Cacau 1 xícara (chá) de farinha de amêndoas* 2 colheres de sopa de manteiga ghee ou óleo de coco 1 ovo 1/4 de xícara de chá de cacau em pó 1 colher de sopa de essência ou

Leia mais

Ciência na Planície EBI de Amareleja. Propostas de atividades

Ciência na Planície EBI de Amareleja. Propostas de atividades Ciência na Planície EBI de Amareleja Propostas de atividades Escrita Invisível Com esta experiência podes torna-te num espião e deixa mensagens que os teus amigos só poderão ler depois de desvendares o

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO PRANCHA DE CABELOS LA BELLE PAC900

MANUAL DO USUÁRIO PRANCHA DE CABELOS LA BELLE PAC900 MANUAL DO USUÁRIO PRANCHA DE CABELOS LA BELLE PAC900 Obrigado por adquirir a Prancha de Cabelos PAC900. Um produto de alta tecnologia, seguro, eficiente, barato e econômico. É muito importante ler atentamente

Leia mais

no sentido da marcha Manual de utilização Grupo Peso Idade 1 9-18 kg 9m-4a

no sentido da marcha Manual de utilização Grupo Peso Idade 1 9-18 kg 9m-4a no sentido da marcha Manual de utilização ECE R44 04 Grupo Peso Idade 1 9-18 kg 9m-4a 1 Obrigado por escolher Besafe izi Comfort. A BeSafe desenvolveu esta cadeira com muito cuidado, para proteger a sua

Leia mais

CHAPAS A GÁS. Leia atentamente este manual antes de utilizar o produto

CHAPAS A GÁS. Leia atentamente este manual antes de utilizar o produto MANUAL DE INSTRUÇÕES CHAPAS A GÁS Leia atentamente este manual antes de utilizar o produto ALFATEC EQUIPAMENTO E SERVIÇOS LTDA Rua Gerson Ferreira, 31-A - Ramos - CEP: 21030-151 - RJ Tel/Fax: (0xx21) 2564-2001

Leia mais

:: Sabão Líquido :: Em um balde ou recipiente bem grande, despejar a soda e 1 litro de água, mexendo por ceca de 5 minutos;

:: Sabão Líquido :: Em um balde ou recipiente bem grande, despejar a soda e 1 litro de água, mexendo por ceca de 5 minutos; :: Sabão Líquido :: Para fazer 30 litros Ingredientes: 1,5 litros de azeite (morno) ½ quilo de soda cáustica 1,5 litros de álcool líquido 1 litro de água (1ª etapa) 27 litros de água (2ª etapa) 2 colheres

Leia mais

FRD-2892 507 MANUAL DO USUÁRIO FRITADEIRA FRD-2892 PREZADO CLIENTE A fim de obter o melhor desempenho de seu produto, por favor, leia este manual do usuário cuidadosamente antes de começar a usá-lo,

Leia mais

NORMAS DE SEGURANÇA EM LABORATÓRIO

NORMAS DE SEGURANÇA EM LABORATÓRIO NORMAS DE SEGURANÇA EM LABORATÓRIO 1. INTRODUÇÃO Toda e qualquer atividade prática a ser desenvolvida dentro de um laboratório apresentam riscos e estão propensas a acidentes. Devemos então utilizar normas

Leia mais

Dicas de conservação e limpeza

Dicas de conservação e limpeza Dicas de conservação e limpeza No uso diário de seus armários, alguns cuidados devem ser tomados a fim de prolongar a vida útil do produto. Água Tome cuidado particular em torno da pia, do forno e dos

Leia mais

Fruta em Taça de Meloa (4 a 6 doses) Iogurte Tropical Gelado (6 a 8 doses) Preparação: 10m

Fruta em Taça de Meloa (4 a 6 doses) Iogurte Tropical Gelado (6 a 8 doses) Preparação: 10m Fruta em Taça de Meloa (4 a 6 doses) ½ meloa grande 150-200g de fruta cortada: ameixas, alperces frescos, uvas, morangos, amoras, nectarinas, pêssegos, laranjas, maçãs ou kiwis. 4 c. sopa de sumo de laranja

Leia mais

EPISÓDIO 3 - CALDOS. Como preparar as diferentes bases para todos os molhos.

EPISÓDIO 3 - CALDOS. Como preparar as diferentes bases para todos os molhos. EPISÓDIO 3 - CALDOS Como preparar as diferentes bases para todos os molhos. INTRODUÇÃO Além de agregarem bastante sabor aos preparos, os caldos preparados em casa são muito mais saudáveis do que os industrializados.

Leia mais

RISOTOS. As melhores receitas

RISOTOS. As melhores receitas RISOTOS As melhores receitas INTRODUÇÃO Sempre tivemos vontade de postar receitas de risoto no nosso blog, já que é um prato muito apreciado pelos nossos clientes e leitores. Como o risoto tem seus segredinhos,

Leia mais

Certificado de Garantia

Certificado de Garantia MANUAL DE INSTRUÇÕES FOGÕES A GÁS Leia atentamente este manual antes de utilizar o produto ALFATEC EQUIPAMENTO E SERVIÇOS LTDA Rua Gerson Ferreira, 31-A - Ramos - CEP: 1030-151 - RJ Tel/Fax: (0xx1) 5-001

Leia mais

3 Manual de Instruções

3 Manual de Instruções 3 Manual de Instruções INTRODUÇÃO Parabéns pela escolha de mais um produto de nossa linha. Para garantir o melhor desempenho de seu produto, o usuário deve ler atentamente as instruções a seguir. Recomenda-se

Leia mais

Ajudas Técnicas/Produtos de Apoio em Reumatologia

Ajudas Técnicas/Produtos de Apoio em Reumatologia Ajudas Técnicas/Produtos de Apoio em Reumatologia AJUDAS TÉCNICAS/PRODUTOS DE APOIO Prevenção de complicações Enfermeira: Andreia Gonçalves Actividades de vida diária Bem estar psicológico Comunidade,

Leia mais

Limpando a Caixa D'água

Limpando a Caixa D'água Limpando a Caixa D'água É muito importante que se faça a limpeza no mínimo 2 (duas) vezes ao ano. Caixas mal fechadas/tampadas permitem a entrada de pequenos animais e insetos que propiciam sua contaminação.

Leia mais

Banco voltado para trás. Manual de instruções. Grupo Peso Idade. 0+ 0-13 kg 0-12 m

Banco voltado para trás. Manual de instruções. Grupo Peso Idade. 0+ 0-13 kg 0-12 m Banco voltado para trás Manual de instruções ECE R44 04 Grupo Peso Idade 0+ 0-13 kg 0-12 m 1 Obrigado por optar pela BeSafe izi Sleep ISOfix A BeSafe desenvolveu esta cadeira com todo o cuidado, para proteger

Leia mais

O CHUCHU NA ESCOLA DO SABOR

O CHUCHU NA ESCOLA DO SABOR ESCOLA DO SABOR O CHUCHU NA ESCOLA DO SABOR O alimento é a nossa fonte de energia, a nossa garantia de sobrevivência. Comemos para matar a fome e porque é gostoso. A alimentação é a principal fonte de

Leia mais

Aquecedores são aparelhos que consomem muita energia elétrica. Por isso, evite deixar o seu sempre ligado.

Aquecedores são aparelhos que consomem muita energia elétrica. Por isso, evite deixar o seu sempre ligado. Aquecedor central Aquecedores são aparelhos que consomem muita energia elétrica. Por isso, evite deixar o seu sempre ligado. Planeje seu uso e habitue-se a ligá-lo apenas o tempo necessário para que você

Leia mais

Primeiros Socorros Volume III

Primeiros Socorros Volume III Manual Primeiros Socorros Volume III um Manual de Agosto de 2008 Rua Braancamp, 52-4º 1250-051 Lisboa Tel. 212476500 geral@oportalsaude.com Copyright, todos os direitos reservados. Este Manualnão pode

Leia mais

Receita. Fundo (caldo) 2L de água Pedaços de cebola, cenoura, salsão e outros legumes que aprecie. Risoto

Receita. Fundo (caldo) 2L de água Pedaços de cebola, cenoura, salsão e outros legumes que aprecie. Risoto s Feira Fika Risoto de calabresa com limão siciliano Fundo (caldo) 2L de água Pedaços de cebola, cenoura, salsão e outros legumes que aprecie Risoto 4 dentes de alho 1 cálice pequeno de vinho branco Azeite

Leia mais

Índice. O que é a Compostagem Caseira? ----------- 3. Por que praticar a compostagem? ---------- 3. O que vai precisar? ---------------------- 4

Índice. O que é a Compostagem Caseira? ----------- 3. Por que praticar a compostagem? ---------- 3. O que vai precisar? ---------------------- 4 Compostagem Caseira Certamente muitas das coisas que cobramos que o governo faça por nós, poderíamos nós mesmos realizar, o problema é que nem sempre sabemos como. Uma delas é a reciclagem do lixo orgânico,

Leia mais

ÍNDICE RECEITAS SEM LACTOSE

ÍNDICE RECEITAS SEM LACTOSE ÍNDICE RECEITAS SEM LACTOSE Bolo integral... 3 Bolo de maçã com casca... 3 Bolo de maçã e nozes sem lactose... 4 Bolo funcional rico em fibras... 4 Bolo laxativo... 5 Biomassa de banana verde... 5 Panqueca

Leia mais

Boas práticas na manipulação do pescado

Boas práticas na manipulação do pescado Boas práticas na manipulação do pescado O Brasil tem uma grande variedade de pescados e todas as condições para a produção deste alimento saudável e saboroso. Para que o pescado continue essa fonte rica

Leia mais

(9 coisas que deves saber sobre as árvores)

(9 coisas que deves saber sobre as árvores) (9 coisas que deves saber sobre as árvores) 1 Não cortes os ramos maiores das árvores! 2 Usa as regras de 1/3 nas podas. 3 Como fazer um corte de poda. 4 A importância da turfa. 5 Onde as raízes realmente

Leia mais

Projecto-Piloto. Doméstica. 25 moradias

Projecto-Piloto. Doméstica. 25 moradias Projecto-Piloto Compostagem Doméstica 25 moradias O que é a compostagem? É um processo biológico em que os microrganismos i transformam a matéria orgânica, como estrume, folhas e restos de comida, num

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO PIPOQUEIRA CADENCE POP201

MANUAL DO USUÁRIO PIPOQUEIRA CADENCE POP201 MANUAL DO USUÁRIO PIPOQUEIRA CADENCE POP201 Obrigado por adquirir a Pipoqueira Cadence POP201, um produto de alta tecnologia, seguro e eficiente. É muito importante ler atentamente este manual de instruções,

Leia mais

FÉRIAS ESCOLARES ACIDENTES DOMÉSTICOS

FÉRIAS ESCOLARES ACIDENTES DOMÉSTICOS FÉRIAS ESCOLARES X ACIDENTES DOMÉSTICOS As férias escolares exigem mais cuidados com os acidentes domésticos porque as crianças ficam mais tempo em casa e isso aumenta o risco de ocorrerem acidentes que

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Iogurteira Naturalle IOG100

MANUAL DO USUÁRIO. Iogurteira Naturalle IOG100 MANUAL DO USUÁRIO Iogurteira Naturalle IOG100 Obrigado por adquirir a Iogurteira Naturalle, modelo IOG100, um produto de qualidade, seguro, eficiente e desenvolvido com a mais alta tecnologia. É muito

Leia mais

05 Queimaduras em cozinhas

05 Queimaduras em cozinhas 05 Queimaduras em cozinhas As queimaduras mais comuns são as provocadas por líquidos e a maioria das vítimas são as crianças. O álcool líquido está envolvido em grande parte dos acidentes que provocam

Leia mais