dose integral nos pacientes? EDILSON LOPES PELOSI (SP) 09:10-09:45 O uso das novas tecnologias está aumentando a

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "dose integral nos pacientes? EDILSON LOPES PELOSI (SP) 09:10-09:45 O uso das novas tecnologias está aumentando a"

Transcrição

1 Mini simpósio:radioproteção Coordenador(a): ROBERTO SALOMON DE SOUZA (RJ) 08:00-08:35 Acidentes em radioterapia LAURA FURNARI (SP) 08:35-09:10 Prevenção de exposições acidentais no uso da alta tecnologia em Radioterapia (ICRP 112) CARLOS EDUARDO DE ALMEIDA (RJ) 09:10-09:45 O uso das novas tecnologias está aumentando a dose integral nos pacientes? EDILSON LOPES PELOSI (SP)

2 Dose Integral Dose Integral é a energia média depositada no volume total irradiado do paciente (Gy x Kg).

3 Dose Integral

4 O uso das novas tecnologias está aumentando a dose integral nos pacientes?

5 O uso das novas tecnologias está aumentando a dose integral nos pacientes?

6 3D IMRT Rapid Arc O uso das novas tecnologias.

7 DVH 3D Rectum Bladder IMRT Rapidarc O uso das novas tecnologias.

8 DVH Rapidarc IMRT 3D O uso das novas tecnologias.

9 Rapid Arc O uso das novas tecnologias.

10

11 Recomendações deste Grupo de Trabalho: 1. Em todos os tratamentos com IGRT, compilar um quadro completo de todos os procedimentos de imagens para ser usado antes, durante e após o tratamento; 2. Identificar as etapas de imagens que podem ser realizadas sem a utilização de radiação ionizante; 3. Configurar os sistemas de aquisição de imagem para eliminar dose de fora dos FOVs necessários; 4. Planejar a técnica de imagem para ser consistente com a qualidade e informações necessárias para a tomada de decisão; 5. Depois de chegar a um cenário de com IGRT que elimina as doses desnecessárias e otimiza a exposição, use os recursos deste relatório para estimar a dose efetiva total devido as imagens, de todas as fontes, que o paciente irá receber; 6. Avaliar a dose total paciente por paciente utilizando as diretrizes para estimar os riscos estocásticos e determinísticos devidos.

12 IGRT Cone Beam CT Tomografia pode ser realizada por: KV MV KV Cone Beam CT MV Cone Beam CT

13 Dose Proveniente de MV CBCT Comparação entre as doses de MV CBCT e Portal Filme (Próstata) (A) Portal Filme (B) MV Cone-Beam CT Anterior: [10 x 10 cm 2, 1 UM] + [25 x 25 cm 2, 2 UM] Lateral: [10 x 10 cm 2, 2 UM] + [25 x 25 cm 2, 8 UM] A aquisição é feita sobre um arco de 200 [27,4 x 13 cm2, 12 UM] Simulação no sistema de planejamento Helax-TMS. (A) Portal Filme. (B) MV Cone-Beam CT. Pavan GA, Dias SM, Haddad CK, Pelosi EL, Mancini A, Silva JLF. 38ª JPR, 2008, São Paulo - SP

14 Dose Proveniente de MV CBCT Comparação entre as doses de MV CBCT e Portal Filme (Próstata) (A) Portal Filme (B) MV Cone Beam CT Distribuições de isodoses em um paciente por aquisição. (A) Portal Filme. (B) MV CBCT. Valores em cgy. Pavan GA, Dias SM, Haddad CK, Pelosi EL, Mancini A, Silva JLF. 38ª JPR, 2008, São Paulo - SP

15 Dose Proveniente de MV CBCT Comparação entre as doses de MV CBCT e Portal Filme (Próstata) Estrutura Aumento Percentual na Dose Média diária em cinco pacientes de próstata tratados com IMRT (2 Gy/dia) + aquisição de imagens para posicionamento. * Próstata + VVSS + 1 cm ** Próstata + 1 cm IMRT + MV CBCT MV Cone Beam CT < < < > < < < IMRT + Portal Filme Reto + 7,2 % + 10,1 % Bexiga + 8,3 % +10,6 % Fêmur Esquerdo + 15,3 % + 18,9 % Fêmur Direito + 14,1 % +12,4 % Bulbo + 8,4 % + 10,9 % PTV 1* + 5,3 % + 7,4 % PTV 2 ** + 4,7 % + 6,9 % Pavan GA, Dias SM, Haddad CK, Pelosi EL, Mancini A, Silva JLF. 38ª JPR, 2008, São Paulo - SP

16 Dose Proveniente de MV CBCT Método de Compensação de Dose Artifício para compensar a dose adicional entregue na rotina com MV CBCT. A dose média diária no alvo proveniente exclusivamente de MV CBCT (calculada pelo sistema de planejamento) é descontada da dose média diária que o alvo receberia no planejamento usual, na ausência de MV CBCT. Possível pois o sistema de planejamento é capaz de calcular a dose entregue pela execução do MV CBCT. Pavan GA, Dias SM, Haddad CK, Pelosi EL, Mancini A, Silva JLF. 38ª JPR, 2008, São Paulo - SP

17 Dose Proveniente de MV CBCT Método de Compensação de Dose (Próstata) Estrutura MV CBCT sem compensação MV Cone Beam CT MV CBCT com compensação Reto + 7,2 % + 2,7 % Bexiga + 8,3 % + 3,9 % Fêmur Esquerdo + 15,3 % + 8,2 % Fêmur Direito + 14,1 % + 10,7 % Bulbo + 8,4 % + 3,8 % PTV 1* + 5,3 % 0,0 % PTV 2 ** + 4,7 % 0,0 % Aumento Percentual na Dose Média em cinco pacientes de próstata tratados com IMRT 78Gy (2 Gy/dia) + MV CBCT (12 UM) diário. * Próstata + VVSS + 1 cm ** Próstata + 1 cm Pavan GA, Dias SM, Haddad CK, Pelosi EL, Mancini A, Silva JLF. 38ª JPR, 2008, São Paulo - SP

18 Dose Proveniente de MV CBCT Método de Compensação de Dose sem compensação com compensação Fig. 7: Histogramas de Dose-Volume para planejamentos de um paciente de próstata. Linha cheia: IMRT 78Gy (2 Gy/dia). Linha tracejada: IMRT 78Gy (2 Gy/dia) + MV CBCT realizado diariamente com 12 UM. Pavan GA, Dias SM, Haddad CK, Pelosi EL, Mancini A, Silva JLF. 38ª JPR, 2008, São Paulo - SP

19 O uso das novas tecnologias está aumentando a dose integral nos pacientes?

Radioterapia Adaptativa. Aluísio Castro Físico em Radioterapia acastro@quintador.com.br

Radioterapia Adaptativa. Aluísio Castro Físico em Radioterapia acastro@quintador.com.br Radioterapia Adaptativa Aluísio Castro Físico em Radioterapia acastro@quintador.com.br Objetivos Definir Radioterapia Adaptativa (ART) Entender os problemas que podem ser resolvidos com ART Fluxo de trabalho

Leia mais

RADIOTERAPIA ADAPTATIVA

RADIOTERAPIA ADAPTATIVA RADIOTERAPIA ADAPTATIVA Físico Médico Anderson Martins Pássaro Princípios de Radioterapia Variações Anatômicas Radioterapia Guiada por Imagem (IGRT) Registro (Fusão) de Imagens Radioterapia Adaptativa

Leia mais

OTIMIZAÇÃO DA DOSE GLANDULAR MÉDIA NA MAMA E DA QUALIDADE DA IMAGEM NOS SISTEMAS DE MAMOGRAFIA DIGITAL

OTIMIZAÇÃO DA DOSE GLANDULAR MÉDIA NA MAMA E DA QUALIDADE DA IMAGEM NOS SISTEMAS DE MAMOGRAFIA DIGITAL XX CONGRESSO BRASILEIRO DE FÍSICA MÉDICA SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE PROTEÇÃO RADIOLÓGICA EM MEDICINA OTIMIZAÇÃO DA DOSE GLANDULAR MÉDIA NA MAMA E DA QUALIDADE DA IMAGEM NOS SISTEMAS DE MAMOGRAFIA DIGITAL

Leia mais

Aplicação Básica: Características gerais:

Aplicação Básica: Características gerais: Acelerador Linear de Elétrons para Radioterapia com dupla energia de fótons (6 e 15 MV) e seis energias de elétrons. Aplicação Básica: Equipamento utilizado em radioterapia para tratamento de tumores por

Leia mais

Simulação, Planejamento e Tratamento de Câncer de Cabeça e Pescoço

Simulação, Planejamento e Tratamento de Câncer de Cabeça e Pescoço Simulação, Planejamento e Tratamento de Câncer de Cabeça e Pescoço Adriana Santos ETAPAS DE TODO O PROCESSO Imobilização Pré-simulação Aquisição de imagens Contornos Margens e Restrição de doses Planejamento

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO. PARECER COREN-SP 030/2012 CT PRCI n 101.067/2012 Tickets n s 278.587 e 303.064

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SÃO PAULO. PARECER COREN-SP 030/2012 CT PRCI n 101.067/2012 Tickets n s 278.587 e 303.064 PARECER COREN-SP 030/2012 CT PRCI n 101.067/2012 Tickets n s 278.587 e 303.064 Ementa: Atuação da equipe de Enfermagem na realização do exame de ressonância nuclear magnética (RNM). 1. Do fato No ticket

Leia mais

Nome: Data: 03/11/2015

Nome: Data: 03/11/2015 Nome: Data: 03/11/2015 1) Paciente masculino, 59 anos, diabético e portador de câncer de próstata, está no início do tratamento de radioterapia. Desde o início do tratamento, reparou algumas alterações

Leia mais

Introdução à Radioterapia: Técnicas e planejamentos.

Introdução à Radioterapia: Técnicas e planejamentos. Introdução à Radioterapia: Técnicas e planejamentos. 2 Radioterapia Clássica x Moderna Clássica : Baseada no cálculo de dose manual Paciente representado pelo contorno externo Margens grandes no volume

Leia mais

MARIA LETÍCIA GOBO SILVA

MARIA LETÍCIA GOBO SILVA ANÁLISE COMPARATIVA DO PLANEJAMENTO CONVENCIONAL VERSUS TRIDIMENSIONAL BASEADO EM TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA NA RADIOTERAPIA DOS TUMORES DE COLO UTERINO MARIA LETÍCIA GOBO SILVA Dissertação apresentada

Leia mais

Mesa redonda: IGRT setup

Mesa redonda: IGRT setup Mesa redonda: IGRT setup Coordenador(a): ANTONIO DELLA VERDE MENDONÇA (PR) 10:30-10:55 Erros sistemáticos e randômicos VINICIUS DEMANBORO GONÇALVES (SP) 10:55-11:20 EPID e US HELIO AUGUSTO SALMON JUNIOR

Leia mais

COMPARAÇÃO DAS ESTIMATIVAS DE CÂNCER SNC NAS REGIÕES DO BRASIL. Av. Prof. Luís Freire, 1000, Recife/PE, 50740-540, 2

COMPARAÇÃO DAS ESTIMATIVAS DE CÂNCER SNC NAS REGIÕES DO BRASIL. Av. Prof. Luís Freire, 1000, Recife/PE, 50740-540, 2 X Congreso Regional Latinoamericano IRPA de Protección y Seguridad Radiológica Radioprotección: Nuevos Desafíos para un Mundo en Evolución Buenos Aires, 12 al 17 de abril, 2015 SOCIEDAD ARGENTINA DE RADIOPROTECCIÓN

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO de alta tecnologia: EXPERIÊNCIA DO INCA XX congresso brasileiro de física médica

IMPLEMENTAÇÃO de alta tecnologia: EXPERIÊNCIA DO INCA XX congresso brasileiro de física médica IMPLEMENTAÇÃO de alta tecnologia: EXPERIÊNCIA DO INCA XX congresso brasileiro de física médica DSc LEONARDO PERES Doutor em Engenharia Nuclear COPPE/UFRJ Mestre em Radioproteção e Dosimetria-IRD/CNEN Físico

Leia mais

O que é o Programa de Qualidade em Radioterapia do Instituto Nacional de Câncer INCA?

O que é o Programa de Qualidade em Radioterapia do Instituto Nacional de Câncer INCA? VI Encontro da Sociedade Brasileira de Radioterapia São Paulo, Brasil, 28-30 de outubro, 2004. O que é o Programa de Qualidade em Radioterapia do Instituto Nacional de Câncer INCA? Campos de Araujo, A.M.;Castelo

Leia mais

Diretrizes Assistenciais. Protocolo de Conduta da Assistência Médico- Hospitalar CP Operado

Diretrizes Assistenciais. Protocolo de Conduta da Assistência Médico- Hospitalar CP Operado Diretrizes Assistenciais Protocolo Conduta da Assistência Médico- Hospitalar CP Operado Versão eletrônica atualizada em Novembro 2008 Protocolo Conduta da Assistência Médico-Hospitalar Objetivos: - manuseio

Leia mais

http://biosafety-level.wikispaces.com/radiação

http://biosafety-level.wikispaces.com/radiação Profa. Katia Aquino http://biosafety-level.wikispaces.com/radiação Radiação ionizante Arranca elétrons da matéria não ionizante Excitação da matéria partícula http://blogtecrad.blogspot.com/2010_09_01_archive.html

Leia mais

RADIOTERAPIA ADAPTATIVA: UTILIZAÇÃO DO CONE-BEAM COMPUTED TOMOGRAPHY PARA O CÁLCULO DE DOSE EM RADIOTERAPIA

RADIOTERAPIA ADAPTATIVA: UTILIZAÇÃO DO CONE-BEAM COMPUTED TOMOGRAPHY PARA O CÁLCULO DE DOSE EM RADIOTERAPIA INSTITUTO POLITÉCNICO DE LISBOA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DA SAÚDE DE LISBOA RADIOTERAPIA ADAPTATIVA: UTILIZAÇÃO DO CONE-BEAM COMPUTED TOMOGRAPHY PARA O CÁLCULO DE DOSE EM RADIOTERAPIA Ângela Sofia

Leia mais

Setor de Radiologia do Abdome Reunião Clínica. Dr. Murilo Rodrigues R2 Dr. Matheus Gonzalez R3

Setor de Radiologia do Abdome Reunião Clínica. Dr. Murilo Rodrigues R2 Dr. Matheus Gonzalez R3 Setor de Radiologia do Abdome Reunião Clínica Dr. Murilo Rodrigues R2 Dr. Matheus Gonzalez R3 Quadro clínico - LBT, 26 a, sexo masculino. - Vítima de acidente moto x auto de alta energia. - Estável hemodinamicamente

Leia mais

Diretrizes Assistenciais. Protocolo de Conduta da Assistência Médico- Hospitalar - Pulmão

Diretrizes Assistenciais. Protocolo de Conduta da Assistência Médico- Hospitalar - Pulmão Diretrizes Assistenciais Protocolo Conduta da Assistência Médico- Hospitalar - Pulmão Versão eletrônica atualizada em Julho - 2012 Protocolo Conduta da Assistência Médico-Hospitalar Objetivos: - manuseio

Leia mais

O sinal de menos ( ) colocado antes de um número indica o oposto desse número. Assim: 11 é o oposto de 11.

O sinal de menos ( ) colocado antes de um número indica o oposto desse número. Assim: 11 é o oposto de 11. EXERCÍCIOS DE RECUPERAÇÃO 7º ANO º BIMESTRE MATEMÁTICA PROFº PAULO 1. Dois números de sinais contrários são opostos? Justifique. O sinal de menos ( ) colocado antes de um número indica o oposto desse número.

Leia mais

GUIA DO PACIENTE DE RADIOTERAPIA

GUIA DO PACIENTE DE RADIOTERAPIA GUIA DO PACIENTE DE RADIOTERAPIA GUIA DO PACIENTE Você está iniciando o seu tratamento e acompanhamento conosco. Com o objetivo de esclarecer algumas dúvidas, elaboramos este guia com as informações sobre

Leia mais

Introdução. Câncer. Radioterapia. Aplicação de radiações ionizantes para eliminação do tumor com o mínimo de danos às células sadias.

Introdução. Câncer. Radioterapia. Aplicação de radiações ionizantes para eliminação do tumor com o mínimo de danos às células sadias. Introdução Câncer Quimioterapia Radioterapia Cirurgia Aplicação de radiações ionizantes para eliminação do tumor com o mínimo de danos às células sadias. Introdução Radioterapia Maximizar dose: volume

Leia mais

Detalhes DBC. - Manual versão 1.05 - Junho de 2012. o x i g ê n i o. Máscara de Solda de auto-escurecimento DBC-600 CA 27617.

Detalhes DBC. - Manual versão 1.05 - Junho de 2012. o x i g ê n i o. Máscara de Solda de auto-escurecimento DBC-600 CA 27617. DBC o x i g ê n i o Detalhes - Manual versão 1.0 - Junho de 2012 Máscara de Solda de auto-escurecimento DBC-00 CA 21 Manual do Usuário Índice Conteúdo 1) Breve histórico das máscaras 2) Componentes deste

Leia mais

Verificação dosimétrica de tratamentos de IMRT utilizando Dose Absoluta e Função Gama

Verificação dosimétrica de tratamentos de IMRT utilizando Dose Absoluta e Função Gama Verificação dosimétrica de tratamentos de IMRT utilizando Dose Absoluta e Função Gama Critérios de Aceitação ALVES, TMMT; SILVA, RG; NEVES-JUNIOR, WFP; MANCINI, A; PELOSI, EL; SILVA, JLF; HADDAD, CMK Tatiana

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UM MODELO COMPUTACIONAL DE EXPOSIÇÃO EXTERNA PARA ESTUDO DA DOSE DE ENTRADA NA PELE PARA RADIOGRAFIAS DE TÓRAX E COLUNA

DESENVOLVIMENTO DE UM MODELO COMPUTACIONAL DE EXPOSIÇÃO EXTERNA PARA ESTUDO DA DOSE DE ENTRADA NA PELE PARA RADIOGRAFIAS DE TÓRAX E COLUNA International Joint Conference RADIO 2014 Gramado, RS, Brazil, Augustl 26-29, 2014 SOCIEDADE BRASILEIRA DE PROTEÇÃO RADIOLÓGICA - SBPR DESENVOLVIMENTO DE UM MODELO COMPUTACIONAL DE EXPOSIÇÃO EXTERNA PARA

Leia mais

Benefício. Complexidade e Custo

Benefício. Complexidade e Custo Custos x Benefícios da Alta Tecnologia Gisele Castro Pereira Física Médica Análise do Custo x Benefício Na Industria: Fator prognóstico p/ longevidade de um novo produto, processo ou serviço. Medicina:

Leia mais

Prof. AGUINALDO SILVA

Prof. AGUINALDO SILVA Caro aluno e colega de profissão, disponibilizo este material mas caso tenha interesse em usá-lo favor não alterar os slides e não retirar os meus créditos. Obrigado e bons estudos!!! Direitos autorais

Leia mais

AVALIAÇÃO DO PLANEJAMENTO TÉCNICO DO BOOST PARAMETRIAL NO CÂNCER DO COLO UTERINO

AVALIAÇÃO DO PLANEJAMENTO TÉCNICO DO BOOST PARAMETRIAL NO CÂNCER DO COLO UTERINO AVALIAÇÃO DO PLANEJAMENTO TÉCNICO DO BOOST PARAMETRIAL NO CÂNCER DO COLO UTERINO Autores: FLÁVIO NAPOLEÃO B. B. FERRO COSTA, PAULO DE TARSO NOGUEIRA FILHO, LEANDRO FAIRBANKS E PAULO PIMENTEL DE ASSUMPÇÃO

Leia mais

SISTEMA DE PLANEJAMENTO ESTEREOTÁXICO ERGO

SISTEMA DE PLANEJAMENTO ESTEREOTÁXICO ERGO SISTEMA DE PLANEJAMENTO ESTEREOTÁXICO ERGO Descrição detalhada do produto médico O Software ERGO é um sistema de planejamento de tratamento usado para se tratar tumores em seres humanos é trata-se de um

Leia mais

TECNOLOGIA DE APLICAÇÃO DE PRODUTOS FITOSSANITÁRIOS

TECNOLOGIA DE APLICAÇÃO DE PRODUTOS FITOSSANITÁRIOS TECNOLOGIA DE APLICAÇÃO DE PRODUTOS FITOSSANITÁRIOS Eng Agr MS.c. Henrique B N Campos Consultor Sabri em Tecnologia de Aplicação ADVERTÊNCIA Todas as opiniões e recomendações presentes neste material são

Leia mais

PRINCÍPIOS FÍSICOS DA RADIOTERAPIA

PRINCÍPIOS FÍSICOS DA RADIOTERAPIA PRINCÍPIOS FÍSICOS DA RADIOTERAPIA Homero Lavieri Martins 1 1. Radiação e sua Interação com a Matéria Radiação é uma forma de propagação da energia pelo espaço. Se acompanhada de matéria, chama-se radiação

Leia mais

Física da Radiologia-F852. Aulas 1-2

Física da Radiologia-F852. Aulas 1-2 Introdução Física da -F852. Aulas 1-2 Mário Antônio Bernal 1 1 Departamento de Física Aplicada-DFA Universidade Estadual de Campinas- Local-DFA 68 email: mabernal@ifi.unicamp.br url pessoal: www.ifi.unicamp.br\

Leia mais

ANÁLISE DOS PARÂMETROS DE QUALIDADE DAS IMAGENS DE VERIFICAÇÃO EM RADIOTERAPIA APLICADA A PATOLOGIAS DE CABEÇA E PESCOÇO

ANÁLISE DOS PARÂMETROS DE QUALIDADE DAS IMAGENS DE VERIFICAÇÃO EM RADIOTERAPIA APLICADA A PATOLOGIAS DE CABEÇA E PESCOÇO INSTITUTO POLITÉCNICO DE LISBOA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA DA SAÚDE DE LISBOA ANÁLISE DOS PARÂMETROS DE QUALIDADE DAS IMAGENS DE VERIFICAÇÃO EM RADIOTERAPIA APLICADA A PATOLOGIAS DE CABEÇA E PESCOÇO

Leia mais

ANEXO C DETERMINAÇÃO DE BLINDAGENS EM RADIOTERAPIA

ANEXO C DETERMINAÇÃO DE BLINDAGENS EM RADIOTERAPIA ANEXO C DETERMINAÇÃO DE BLINDAGENS EM RADIOTERAPIA Renato Di Prinzio e Alessandro Facure - CGMI/DRS/CNEN C.1. CLASSIFICAÇÃO DE ÁREAS Para fins de gerenciamento da proteção radiológica, os titulares devem

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO ARTIFAL FORMULÁRIO SIMPLIFICADO DE CANDIDATURA DA PROPOSTA DE ALUNOS NO CAMPUS ARAPIRACA SELEÇÃO 2016

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO ARTIFAL FORMULÁRIO SIMPLIFICADO DE CANDIDATURA DA PROPOSTA DE ALUNOS NO CAMPUS ARAPIRACA SELEÇÃO 2016 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE EXTENSÃO ARTIFAL FORMULÁRIO SIMPLIFICADO DE CANDIDATURA DA PROPOSTA DE ALUNOS NO CAMPUS ARAPIRACA SELEÇÃO 2016 A seleção dos alunos bolsistas para o grupo ArtVirus, do programa

Leia mais

RADIOTERAPIA. (Tumores de Pulmão) Mauro Cabral de Rosalmeida

RADIOTERAPIA. (Tumores de Pulmão) Mauro Cabral de Rosalmeida RADIOTERAPIA (Tumores de Pulmão) Mauro Cabral de Rosalmeida Índice Terapêutico Positivo X Wilhelm Konrad Röentgen Raios-X Radiologia 1895 Teleterapia: 1897 Evolução Tecnológica da Radioterapia 1897 1951

Leia mais

PROVA APLICADA. Esquecer é uma necessidade.

PROVA APLICADA. Esquecer é uma necessidade. INSTRUÇÕES Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares Edital n o 03, Área Assistencial, de 11/12/2013 Hospital Universitário Onofre Lopes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte HUOL Concurso Público

Leia mais

Bona: Chamada para a Ação

Bona: Chamada para a Ação Bona: Chamada para a Ação Texto da posição conjunta da AIEA e da OMS A Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) realizou em dezembro de 2012, em Bona (Alemanha), a "Conferência Internacional de

Leia mais

Um avançado tratamento do câncer começa aqui.

Um avançado tratamento do câncer começa aqui. Um avançado tratamento do câncer começa aqui. Acelerador Linear Clinac CX C L I N A C C X 2 Acelerador Linear Clinac CX Acesso Expansão Transformação Um alto nível de tratamento do câncer está ao seu alcance.

Leia mais

LA BRAQUITERAPIA DE PRÓSTATA

LA BRAQUITERAPIA DE PRÓSTATA - LA BRAQUITERAPIA DE PRÓSTATA - - Cecilia Maria Kalil Haddad - Hospital Sírio Libanês Radioterapia - São Paulo S.P. - Rua Adma Jafet n 91 Bela Vista 01308-100 São Paulo S.P. - fone : 011-31550558 fax

Leia mais

Curso FMEA Análise dos Modos e Efeitos das Falhas

Curso FMEA Análise dos Modos e Efeitos das Falhas Curso FMEA Análise dos Modos e Efeitos das Falhas Importante instrumento da Estratégia Six Sigma *1 FMEA FAILURE MODE and EFFECTS ANALYSIS *2 A necessidade da montagem de um sistema preventivo e não corretivo,

Leia mais

PARECER COREN-SP 042/2014 CT PRCI nº 5441/2014 Tickets nºs 374.222, 374.252 e 374.523

PARECER COREN-SP 042/2014 CT PRCI nº 5441/2014 Tickets nºs 374.222, 374.252 e 374.523 PARECER COREN-SP 042/2014 CT PRCI nº 5441/2014 Tickets nºs 374.222, 374.252 e 374.523 Ementa: Utilização de luvas de procedimentos para aplicação de vacina. 1. Do fato Profissionais de Enfermagem solicitam

Leia mais

GE Alpha ST/RT. Simples e compacto. Do jeito que você precisa.

GE Alpha ST/RT. Simples e compacto. Do jeito que você precisa. GE Alpha ST/RT Simples e compacto. Do jeito que você precisa. Há mais de 40 anos, a GE Healthcare tem desenvolvido soluções em mamografia que atendem às necessidades de seus clientes em diferentes segmentos

Leia mais

PTU 5.0 Online - UNICOO

PTU 5.0 Online - UNICOO Julho/2015 Título do documento Sumário 1. O que mudou da versão anterior do PTU Online?... 3 2. Atualização e Parametrização do Pacote... 4 3. Comunicação de Decurso de Prazo Nova transação 0700... 6 4.

Leia mais

PAULO HENRIQUE DANTAS ANTONINO INCORPORACÃO DE TECNOLOGIA NO SUS RADIOTERAPIA

PAULO HENRIQUE DANTAS ANTONINO INCORPORACÃO DE TECNOLOGIA NO SUS RADIOTERAPIA PAULO HENRIQUE DANTAS ANTONINO INCORPORACÃO DE TECNOLOGIA NO SUS RADIOTERAPIA http://sigtap.datasus.gov.br/tabela-unificada/app/sec/inicio.jsp Inovação no SUS Plano de Expansão da Radioterapia RESULTADOS

Leia mais

ESTUDO: CONHECENDO AS MAMAS, EXAME DE MAMOGRAFIA Professora: Regiane M Siraqui

ESTUDO: CONHECENDO AS MAMAS, EXAME DE MAMOGRAFIA Professora: Regiane M Siraqui ESTUDO: CONHECENDO AS MAMAS, EXAME DE MAMOGRAFIA Professora: Regiane M Siraqui O Desenvolvimento e o funcionamento da glândula mamária são presididos pelo lobo anterior da hipófise, com o ovário na função

Leia mais

3. CARACTERÍSTICAS DO FILME

3. CARACTERÍSTICAS DO FILME 3. CARACTERÍSTICAS DO FILME 3.1 INTRODUÇÃO Para que possamos analisar a forma como o filme radiográfico responde aos diferentes fatores determinados pela exposição à radiação, precisamos definir alguns

Leia mais

Nota referente às unidades de dose registradas no prontuário eletrônico radiológico:

Nota referente às unidades de dose registradas no prontuário eletrônico radiológico: Nota referente às unidades de dose registradas no prontuário eletrônico radiológico: Frente aos potenciais riscos envolvidos na exposição à radiação ionizante e com a reocupação de manter um controle transparente

Leia mais

A matriz universal de detectores Para verificação de plano e controle de qualidade de máquina

A matriz universal de detectores Para verificação de plano e controle de qualidade de máquina A matriz universal de detectores Para verificação de plano e controle de qualidade de máquina Mais rápido. Mais exato. Mais confiável. Matrizes de detectores do MatriXX As matrizes de detectores do MatriXX

Leia mais

TELE ORTHOPANTOMOGRAPH OP300. Uma plataforma para todas as suas necessidades. OP300. Sistema de imagem digital panorâmica

TELE ORTHOPANTOMOGRAPH OP300. Uma plataforma para todas as suas necessidades. OP300. Sistema de imagem digital panorâmica OP300 Sistema de imagem digital panorâmica Sistema de imagem digital cefalométrica Sistema de imagem digital Cone Beam 3D TELE Uma plataforma para todas as suas necessidades. ORTHOPANTOMOGRAPH OP300 1

Leia mais

Implantação do Padrão TISS na Saúde Suplementar -RADAR TISS-

Implantação do Padrão TISS na Saúde Suplementar -RADAR TISS- Implantação do Padrão TISS na Saúde Suplementar -RADAR TISS- XI Congresso Brasileiro de Informática em Saúde - Campos de Jordão - SP 29 de novembro a 03 de dezembro de 2008 Agência Nacional de Saúde Suplementar

Leia mais

104 transmitida, em 100%, por partícula emitida (MeV/g por partícula simulada); A é a atividade estimada da fonte em MBq; e, Af é a atividade que produz dose máxima no tecido cardíaco de 14 Gy. 6.7.1.2

Leia mais

Manual do Sistema HDI Online / Worksite (Circulação: Corretoras parceiras da HDI Seguros )

Manual do Sistema HDI Online / Worksite (Circulação: Corretoras parceiras da HDI Seguros ) Manual do (Circulação: Corretoras parceiras da HDI Seguros ) HDI Seguros Departamento de Produto Automóvel Produto Auto Magda Dioclecio Martins 01 1/47 1. Introdução 1.1. Objetivo Aplicabilidades múltiplas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE DEPARTAMENTO DE FÍSICA NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FÍSICA DISSERTAÇÃO DE MESTRADO O SIGNIFICADO DAS HETEROGENEIDADES EM RADIOTERAPIA DE PÉLVIS por Maria Rosangela Soares

Leia mais

Estado da Arte e Segurança dos Serviços de Radiodiagnóstico no Brasil - Visão da Física Médica -

Estado da Arte e Segurança dos Serviços de Radiodiagnóstico no Brasil - Visão da Física Médica - Estado da Arte e Segurança dos Serviços de Radiodiagnóstico no Brasil - Visão da Física Médica - Fís. Adriano Oliveira dos Santos Goulart Especialista em Administração Hospitalar e Negócios em Saúde Especialista

Leia mais

Princípios Físicos em Raio-X

Princípios Físicos em Raio-X Serviço de Informática Instituto do Coração HC FMUSP Princípios Físicos em Raio-X Marco Antonio Gutierrez Email: marco.gutierrez@incor.usp.br 2010 Formas de Energia Corpuscular (p, e -, n, α, β, ) Energia

Leia mais

Projeto CASE Outubro/ 2006

Projeto CASE Outubro/ 2006 Projeto CASE Outubro/ 2006 O Projeto CASE Este Projeto é uma ação conjunta desenvolvida por diferentes instituições de pesquisa, que pretende avaliar opções de política que podem ser implantadas com o

Leia mais

As vantagens da imagiologia volumétrica de feixe cónico em exames ortopédicos das extremidades

As vantagens da imagiologia volumétrica de feixe cónico em exames ortopédicos das extremidades As vantagens da imagiologia volumétrica de feixe cónico em exames ortopédicos das extremidades Imagiologia em tomografia computadorizada de feixe cónico para extremidades A tomografia computadorizada de

Leia mais

Desoneração da Folha de Pagamento

Desoneração da Folha de Pagamento Instruções de Configuração e Uso Pré-requisitos para adequação do Sistema para o Cálculo da Contribuição Previdenciária sobre o Faturamento. Estes procedimentos são realizados nos módulos: Fiscal (SIGAFIS)

Leia mais

VistaScan Perio Plus Digitalizador de placas de fósforo Certamente haverá mais tempo para os pacientes

VistaScan Perio Plus Digitalizador de placas de fósforo Certamente haverá mais tempo para os pacientes VistaScan Perio Plus Digitalizador de placas de fósforo Certamente haverá mais tempo para os pacientes AR COMPRIMIDO ASPIRAÇÃO IMAGIOLOGIA TRATAMENTO HIGIENE Eficiência no decorrer dos procedimentos na

Leia mais

VERIFICAÇÃO DE SINAIS VITAIS

VERIFICAÇÃO DE SINAIS VITAIS Página Responsáveis Preparado por: Enfermeiros Analisado por: Serviço de Enfermagem Aprovado por: DAS. Objetivos. Aplicação Padronizar as técnicas de avaliação dos Sinais Vitais a fim de otimizar o serviço

Leia mais

Quais os reais benefícios de IMRT de Próstata?

Quais os reais benefícios de IMRT de Próstata? Quais os reais benefícios de IMRT de Próstata? Joana Spaggiari Marra Residente 3º ano Radioterapia Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto Universidade de São Paulo IMRT Uso clínico iniciou-se da década

Leia mais

Aliás Comunicação Tutorial WordPress. Belo Horizonte, Setembro de 2012.

Aliás Comunicação Tutorial WordPress. Belo Horizonte, Setembro de 2012. Aliás Comunicação Tutorial WordPress Belo Horizonte, Setembro de 2012. Apresentação Para o melhor entendimento de como funciona o administrador de conteúdo da plataforma do site, a Aliás Comunicação desenvolveu

Leia mais

Questão 02 (UFJF MG/2012) Considere as afirmativas abaixo envolvendo as funções f (x) = sen(x), g(x) = x 2 3x + 2 e h(x) = e x.

Questão 02 (UFJF MG/2012) Considere as afirmativas abaixo envolvendo as funções f (x) = sen(x), g(x) = x 2 3x + 2 e h(x) = e x. SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR SARGENTO NADER ALVES DOS SANTOS SÉRIE/ANO: ª Série

Leia mais

PARECER COREN-SP 007/2014 CT PRCI nº 099.152/2012 Tickets nº 277.202, 277.242, 281.850, 284.033, 290.514 e 302.667

PARECER COREN-SP 007/2014 CT PRCI nº 099.152/2012 Tickets nº 277.202, 277.242, 281.850, 284.033, 290.514 e 302.667 PARECER COREN-SP 007/2014 CT PRCI nº 099.152/2012 Tickets nº 277.202, 277.242, 281.850, 284.033, 290.514 e 302.667 Ementa: Solicitação de exames por Enfermeiro e avaliação de resultado. 1. Do fato Enfermeiras

Leia mais

Revisão da Anatomia e definição dos volumes de tratamento: câncer de próstata

Revisão da Anatomia e definição dos volumes de tratamento: câncer de próstata FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS UNIVERSIDADE DE CAMPINAS Revisão da Anatomia e definição dos volumes de tratamento: câncer de próstata JUMARA MARTINS R3 RADIOTERAPIA/ 2013 FCM- UNICAMP Anatomia Classificação

Leia mais

Aplicações das Técnicas de Radiodiagnóstico em Patologias do Tórax Tr. André Luiz S. de Jesus

Aplicações das Técnicas de Radiodiagnóstico em Patologias do Tórax Tr. André Luiz S. de Jesus Radiologia Torácica Patológica Aplicações das Técnicas de Radiodiagnóstico em Patologias do Tórax Tr. André Luiz S. de Jesus Importância Diagnóstica É fundamental um exame satisfatório e de qualidade

Leia mais

Estimativa da dose paciente para os exames de raios X do TOP 20

Estimativa da dose paciente para os exames de raios X do TOP 20 Estimativa da dose paciente para os exames de raios X do TOP 20 Maria Carmen Maria do Fernandes Carmo Lopes de Sousa Serviço de Física Médica IPOCFG, E.P.E. Workshop do Projecto Dose Datamed 2 Portugal

Leia mais

MÍDIA KIT 2016 REVISTA O PAPEL DIGITAL

MÍDIA KIT 2016 REVISTA O PAPEL DIGITAL MÍDIA KIT Rev. 001 Perfil Editorial Revista O Papel Digital A empresa que busca credibilidade entre seus clientes no setor de celulose e papel e segmentos afins veicula sua marca na O PAPEL que publica

Leia mais

MONITORAMENTO DAS AÇÕES DE CONTROLE DOS CÂNCERES DO COLO DO ÚTERO E DE MAMA

MONITORAMENTO DAS AÇÕES DE CONTROLE DOS CÂNCERES DO COLO DO ÚTERO E DE MAMA outubro a dezembro / 2010 / n 4 MONITORAMENTO DAS AÇÕES DE CONTROLE DOS CÂNCERES DO COLO DO ÚTERO E DE MAMA Apresentação Este quarto boletim de 2010 apresenta os dados parciais para acompanhamento dos

Leia mais

1º PASSO: CRIE NO SEU COMPUTADOR UMA PASTA PARA O SEU PROJETO 2º PASSO: CONHEÇA O MOVIE MAKER

1º PASSO: CRIE NO SEU COMPUTADOR UMA PASTA PARA O SEU PROJETO 2º PASSO: CONHEÇA O MOVIE MAKER 1º PASSO: CRIE NO SEU COMPUTADOR UMA PASTA PARA O SEU PROJETO Vá até a pasta MEUS VÍDEOS; Clique com o botão direito e escolha a opção NOVO / PASTA; Escreva como nome da pasta o nome do seu Projeto; Abra

Leia mais

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento.

SUMÁRIO. Sobre o curso Pág. 3. Etapas do Processo Seletivo. Cronograma de Aulas. Coordenação Programa e metodologia; Investimento. SUMÁRIO Sobre o curso Pág. 3 Coordenação Programa e metodologia; Investimento Etapas do Processo Seletivo Pág. Matrícula Cronograma de Aulas Pág. PÓS-GRADUAÇÃO EM OPERAÇÃO DE EQUIPAMENTOS EM RADIOTERAPIA

Leia mais

Tópicos em Meio Ambiente e Ciências Atmosféricas

Tópicos em Meio Ambiente e Ciências Atmosféricas INPE-13139-PRE/8398 SENSORIAMENTO REMOTO Tania Sausen Tópicos em Meio Ambiente e Ciências Atmosféricas INPE São José dos Campos 2005 MEIO AMBIENTE E CIÊNCIAS ATMOSFÉRICAS 8 Sensoriamento Remoto Tania Sauzen

Leia mais

Gráficos estatísticos: histograma. Série Software ferramenta

Gráficos estatísticos: histograma. Série Software ferramenta Gráficos estatísticos: histograma Série Software ferramenta Funcionalidade Este software permite a construção de histogramas a partir de uma tabela de dados digitada pelo usuário. Gráficos estatísticos:

Leia mais

O dia do pai está a chegar e a MEO lança duas campanhas alusivas a este dia: > Produto Fixo: Desconto de 26 (17.5%) no telefone Gigaset SL 400.

O dia do pai está a chegar e a MEO lança duas campanhas alusivas a este dia: > Produto Fixo: Desconto de 26 (17.5%) no telefone Gigaset SL 400. PRODUTOS CAMPANHA DIA DO PAI O dia do pai está a chegar e a MEO lança duas campanhas alusivas a este dia: > Produto Móvel: Na compra do Huawei P8 Lite oferta de 50% de desconto no smartwatch Huawei W1.

Leia mais

Óptica Geométrica. Universidade do Estado do Rio Grande do Norte. Dr. Edalmy Oliveira de Almeida

Óptica Geométrica. Universidade do Estado do Rio Grande do Norte. Dr. Edalmy Oliveira de Almeida Universidade do Estado do Rio Grande do Norte Rua Almino Afonso, 478 - Centro Mossoró / RN CEP: 59.610-210 www.uern.br email: reitoria@uern.br ou Fone: (84) 3315-2145 3342-4802 Óptica Geométrica Dr. Edalmy

Leia mais

Protocolos de Nutrição Clínica

Protocolos de Nutrição Clínica 1 Protocolos de Nutrição Clínica Teresina PI 2012 Sumário 2 1 Introdução... 02 2 Protocolo de Assistência Nutricional para Pacientes Internados... 03 3 Protocolo Mínimo de Avaliação Nutricional... 05 4

Leia mais

Elisane Michelon 2, Beatriz Colenci 3 e Valnir de Paula 4 RESUMO

Elisane Michelon 2, Beatriz Colenci 3 e Valnir de Paula 4 RESUMO Disciplinarum Scientia. Série: Ciências Naturais e Tecnológicas, Santa Maria, v. 13, n. 1, p. 81-91, 2012. Recebido em: 28.03.2011. Aprovado em: 25.09.2012. ISSN 2176-462X RESUMO DIFERENÇAS ENTRE OS EXAMES

Leia mais

XV COBREAP CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA DE AVALIAÇÕES E PERÍCIAS IBAPE/SP - 2009

XV COBREAP CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA DE AVALIAÇÕES E PERÍCIAS IBAPE/SP - 2009 XV COBREAP CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA DE AVALIAÇÕES E PERÍCIAS IBAPE/SP - 2009 TRABALHO DE AVALIAÇÃO Resumo Este artigo tem como objetivo apresentar uma análise da avaliação de áreas de imóveis

Leia mais

RECURSOS HUMANOS PIM IV. Projeto Integrado Multidisciplinar

RECURSOS HUMANOS PIM IV. Projeto Integrado Multidisciplinar RECURSOS HUMANOS PIM IV Projeto Integrado Multidisciplinar 1 PIM PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR TEMA: Descrever o papel da área de Recursos Humanos em termos de seu significado e importância no alcance

Leia mais

Posições de template do projeto portal padrão

Posições de template do projeto portal padrão Posições de template do projeto portal padrão O portal padrão utiliza o template (tema) portalpadrao01, contido no diretório templates a partir do diretório raiz de instalação do portal padrão. A forma

Leia mais

AVALIAÇÃO DOS PLANEJAMENTOS DE TRATAMENTOS DE RADIOTERAPIA USANDO MODELAGEM COMPUTACIONAL E DOSIMETRIA ABSOLUTA COM FILMES RADIOCRÔMICOS

AVALIAÇÃO DOS PLANEJAMENTOS DE TRATAMENTOS DE RADIOTERAPIA USANDO MODELAGEM COMPUTACIONAL E DOSIMETRIA ABSOLUTA COM FILMES RADIOCRÔMICOS AVALIAÇÃO DOS PLANEJAMENTOS DE TRATAMENTOS DE RADIOTERAPIA USANDO MODELAGEM COMPUTACIONAL E DOSIMETRIA ABSOLUTA COM FILMES RADIOCRÔMICOS Victor Gabriel Leandro Alves Tese de Doutorado apresentada ao Programa

Leia mais

Resolução CFBM Nº 234 DE 05/12/2013

Resolução CFBM Nº 234 DE 05/12/2013 Resolução CFBM Nº 234 DE 05/12/2013 Publicado no DO em 19 dez 2013 Dispõe sobre as atribuições do biomédico habilitado na área de imagenologia, radiologia, biofísica, instrumentação médica que compõe o

Leia mais

Comparação entre técnica 3D com filtro dinâmico, field-in-field e compensação eletrônica para câncer de mama

Comparação entre técnica 3D com filtro dinâmico, field-in-field e compensação eletrônica para câncer de mama Artigo Original Revista Brasileira de Física Médica.12; 6(3):149-53. Comparação entre técnica 3D com filtro dinâmico, field-in-field e compensação eletrônica para câncer de mama Comparison between 3D dynamics

Leia mais

WWW.CONTEUDOJURIDICO.COM.BR

WWW.CONTEUDOJURIDICO.COM.BR Acerca das unidades e grandezas envolvidas na dosimetria e no planejamento radioterápico no Sistema Internacional de Unidades, julgue os itens a seguir. 41 Exposição é uma grandeza física definida apenas

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SANTA CATARINA

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SANTA CATARINA RESPOSTA TÉCNICA COREN/SC Nº 47/CT/2015 Assunto: Administração de Radiofármaco Palavras chaves: Oncologia; Radiofármaco; Punção Venosa. I Solicitação recebida pelo Coren/SC: A punção venosa para aplicação

Leia mais

VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO

VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO Orientador Empresarial NR 07-PCMSO-Quadro II-Parâmetros para Monitorização PORTARIA SIT nº 223/2011-DOU:

Leia mais

INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS - CAMPUS DE BOTUCATU MODELOS DE TRATAMENTO PARA ADENOCARCINOMAS DE PRÓSTATA TRATADOS POR RADIOTERAPIA CONFORMACIONAL 3D

INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS - CAMPUS DE BOTUCATU MODELOS DE TRATAMENTO PARA ADENOCARCINOMAS DE PRÓSTATA TRATADOS POR RADIOTERAPIA CONFORMACIONAL 3D INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS - CAMPUS DE BOTUCATU MODELOS DE TRATAMENTO PARA ADENOCARCINOMAS DE PRÓSTATA TRATADOS POR RADIOTERAPIA CONFORMACIONAL 3D. EDUARDO GUIDI FRANCISCO DOS REIS Trabalho de Conclusão

Leia mais

Tratamento de dose única ou hipofracionamento - O que é preciso saber?

Tratamento de dose única ou hipofracionamento - O que é preciso saber? Tratamento de dose única ou hipofracionamento - O que é preciso saber? Leandro Rodrigues Fairbanks Físico Médico - Radioterapia Supervisor de Radioproteção CNEN FT-0367 Especialista em Radioterapia ABFM

Leia mais

EFEITOS DELETÉRIOS INDUZIDOS POR EXPOSIÇÃO INDIRETA DO APARELHO AUDITIVO DURANTE RADIOTERAPIA DE CABEÇA E PESCOÇO - CORRELACIONAMENTO DOSIMETRICO

EFEITOS DELETÉRIOS INDUZIDOS POR EXPOSIÇÃO INDIRETA DO APARELHO AUDITIVO DURANTE RADIOTERAPIA DE CABEÇA E PESCOÇO - CORRELACIONAMENTO DOSIMETRICO EFEITOS DELETÉRIOS INDUZIDOS POR EXPOSIÇÃO INDIRETA DO APARELHO AUDITIVO DURANTE RADIOTERAPIA DE CABEÇA E PESCOÇO - CORRELACIONAMENTO DOSIMETRICO Palavras-chave: Aparelho Auditivo, Dosimetria, Radioterapia.

Leia mais

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Ultrassom. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 1.0 REVISÃO 1211.13. www.robouno.com.br

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Ultrassom. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 1.0 REVISÃO 1211.13. www.robouno.com.br R O B Ó T I C A Sensor Smart Ultrassom Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 1.0 REVISÃO 1211.13 Sensor Smart Ultrassom 1. Introdução Os sensores de ultrassom ou ultrassônicos são sensores que detectam

Leia mais

AUTARQUIA ASSOCIADA À UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ACEITE, COMISSIONAMENTO E CONTROLE DE QUALIDADE EM RADIOCIRURGIA DALILA LUZIA TORETI

AUTARQUIA ASSOCIADA À UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ACEITE, COMISSIONAMENTO E CONTROLE DE QUALIDADE EM RADIOCIRURGIA DALILA LUZIA TORETI AUTARQUIA ASSOCIADA À UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ACEITE, COMISSIONAMENTO E CONTROLE DE QUALIDADE EM RADIOCIRURGIA DALILA LUZIA TORETI Dissertação apresentada como parte dos requisitos para obtenção do Grau

Leia mais

>> PROGRAMA DE DISCIPLINA

>> PROGRAMA DE DISCIPLINA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS ESCOLA DE DESIGN >> PROGRAMA DE DISCIPLINA PERÍODO DISCIPLINA Prática Projetual VI 1 SEMESTRE [ X ] PROFESSOR Carlos Alberto Silva de Miranda 2 SEMESTRE [ ] CURSO

Leia mais

Sistema de. Radiocirurgia MRS-01B

Sistema de. Radiocirurgia MRS-01B Sistema de Radiocirurgia MRS-01B Sistema de Radiocirurgia MRS-01B Praticidade e Confiança A Radiocirurgia se afirmou definitivamente no cenário mundial dos tratamentos não invasivos e, desde sua introdução,

Leia mais

TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO CONE BEAM HIGH DEFINITION PARA AVALIAÇÃO PERIODONTAL

TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO CONE BEAM HIGH DEFINITION PARA AVALIAÇÃO PERIODONTAL TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA DO CONE BEAM HIGH DEFINITION PARA AVALIAÇÃO PERIODONTAL Autora: Nelma Maria de Freitas Agradecimentos: Imagem Radiologia de Itajaí, Dr. Élio Giácomo Papaiz (in memorian). Dr.

Leia mais

Diretrizes Assistenciais. Protocolo de Conduta da Assistência Médico- Hospitalar - Meduloblastoma

Diretrizes Assistenciais. Protocolo de Conduta da Assistência Médico- Hospitalar - Meduloblastoma Diretrizes Assistenciais Protocolo Conduta da Assistência Médico- Hospitalar - Meduloblastoma Versão eletrônica atualizada em Novembro 2008 Protocolo Conduta da Assistência Médico-Hospitalar Objetivos:

Leia mais

AULAS 03 E 04 A linguagem dos projetos

AULAS 03 E 04 A linguagem dos projetos 1 AULAS 03 E 04 A linguagem dos projetos Ernesto F. L. Amaral 11 e 13 de setembro de 2012 Avaliação de Políticas Públicas (DCP 046) Fonte: Cohen, Ernesto, e Rolando Franco. 2000. Avaliação de Projetos

Leia mais

Tomografia por emissão de pósitrons (PET) Pedro Bastos Costa

Tomografia por emissão de pósitrons (PET) Pedro Bastos Costa Tomografia por emissão de pósitrons (PET) Pedro Bastos Costa Introdução Na Tomografia por Emissão de Pósitrons (PET), diferentemente dos exames de Raio-x ou CT, a emissão da radiação é realizada diretamente

Leia mais

Balanço Energético Nacional 2012. Manual do Sistema de Coleta de Dados para o BEN 2012

Balanço Energético Nacional 2012. Manual do Sistema de Coleta de Dados para o BEN 2012 Balanço Energético Nacional 2012 Manual do Sistema de Coleta de Dados para o BEN 2012 Fevereiro de 2012 Apresentação O Balanço Energético Nacional BEN é o documento tradicional do setor energético brasileiro,

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE FÍSICA MÉDICA

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE FÍSICA MÉDICA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE FÍSICA MÉDICA Perfexion Associação do Sanatório Sírio Hospital do Coração - HCor Serviço de Radioterapia / Radiocirurgia Crystian Wilian Chagas Saraiva Físico Rio de Janeiro, 13

Leia mais

Estimativa de dose efetiva em tomografia odontológica de feixe cônico

Estimativa de dose efetiva em tomografia odontológica de feixe cônico SCIENTIA PLENA VOL. 8, NUM. 3 2012 www.scientiaplena.org.br Estimativa de dose efetiva em tomografia odontológica de feixe cônico Estimative of effective dose in dental cone beam CT W. O. Batista 1,2 ;

Leia mais