Cgee. Tendências internacionais - artigos e patentes: doenças crônicas, doenças infecto-contagiosas e doenças negligenciadas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Cgee. Tendências internacionais - artigos e patentes: doenças crônicas, doenças infecto-contagiosas e doenças negligenciadas"

Transcrição

1 Cgee FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS PARA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO : PERSPECTIVAS E NECESSIDADES DA ÁREA DE MEDICAMENTOS Tendências internacionais - artigos e patentes: doenças crônicas, doenças infecto-contagiosas e doenças negligenciadas Fev 2003 Adelaide M. S. Antunes SIQUIM / EQ - UFRJ

2 Painel I - Produção de medicamentos Importação e Exportação de Medicamentos por Mercados MERCADOS IMPORTAÇÃO US$ EXPORTAÇÃO US$ DÉFICIT US$ NAFTA 392 MILHÕES 30 MILHÕES 362 MILHÕES UE 644 MILHÕES 11 MILHÕES 633 MILHÕES MERCOSUL 96 MILHÕES 90 MILHÕES 6 MILHÕES TIGRES ASIÁTICOS 15 MILHÕES 2 MILHÕES 13 MILHÕES TOTAL 1,15 BILHÕES 133 MILHÕES 1,01 BILHÕES Ano 2000

3 Foco da Estudo: Biotecnologia Visão na área de saúde-inovação Período: Doenças Crônicas Câncer Cardiovascular Diabetes Doenças Infecto- Contagiosas Doenças Negligenciadas Malária Tuberculose Leishmaniose

4 Fatores CIÊNCIA PRODUÇÃO Web SITES DE EMPRESAS EM BIOTECNOLOGIA MEDLINE BASE DE DADOS INTERNACIONAL DA ÁREA MÉDICA RH TECNOLOGIA Derwent BASE DE DADOS WORLD PATENTS INDEX CNPq Sistema LATTES Período:

5 MEDLINE Busca em descritores da Medical Library of Medicine, terminologia específica na indexação dos artigos: Nível Macro (das doenças) Nível Meso (diagnóstico, terapia e prevenção e controle) Nível Micro (foco em biotecnologia)

6 MEDLINE Descritores para Biotecnologia biotechnology; biogenesis; biomechanics; bioprosthesis; biodegradation; bioflavonoids; computational biology; bioethics; biogenic amines; biotransformation; biopharmaceutics; biological assay; biological factors; molecular biology; bioethical issues; biomedical technology; bioartificial organs; models, biological; biological markers; biogenic polyamines; biogenic monoamines; biomedical engineering; biological availability; receptors, biogenic amine; genes; genome; pharmacogenetics; genetics; genomics; genotype; gene pool; genetic code; gene therapy; gene deletion; genes, rrna; gene library; genes, lethal; genome, plant; genome, viral; genes, fungal; genome, human; gene silencing; genetic vectors; genes, synthetic; genes, switch; gene conversion; gene targeting; genes, reporter; genes, dominant; gene expression; genetic privacy; models, genetic. CORRELAÇÃO COM AS DOENÇAS

7 MEDLINE Visão Geral das Doenças Período: Doença Total de Artigos Medline Artigos associados à Biotecnologia % Bio Doenças Crônicas Cardiovasculares Diabetes Câncer Doenças Infecto-contagiosas Viróticas Parasíticas Bacterianas Doenças Negligenciadas Malária Leishmaniose Tuberculose

8 Doenças Crônicas Câncer Cardiovasculares Diabetes

9 MEDLINE Câncer Os artigos focados em biotecnologia correspondem a 30% do total de artigos que abordam neoplasias, no período 2001 e 2002: Câncer Total de Artigos Medline Artigos associados à Biotecnologia %Bio GERAL DIAGNÓSTICO (D) TERAPIA (T) PREVENÇÃO (P) D + T D + P T + P D + T + P % dos artigos Bio

10 Italy MEDLINE Câncer - Diagnóstico Número de Artigos por Países-Top em Biotecnologia Neoplasms - Diagnosis United States England Germany Greece Japan Netherlands Switzerland Ireland Scotland Brasil: 28º (5 artigos)

11 MEDLINE Câncer - Diagnóstico Termos Técnicos indexados termos técnicos (134 com ocorrência superiores a 100 ) Ex: tumor cells, cultured (1635 artigos) Substâncias Indexadas substâncias citadas (64 delas com mais de 100 ocorrências ) Ex: tumor markers, biological (1800 artigos), paclitaxel (297). Instituições (autores) instituições (6 instituições-líderes com 8 artigos) Ex: Johns Hopkins University School of Medicine (Dept. Pathology)

12 MEDLINE Doenças Cardiovasculares Três principais assuntos: Vascular Diseases, Cardiovascular Abnormalities e Heart Diseases Doenças Cardiovasculares Artigos na base Artigos associados Medline à Biotecnologia % ascular Diseases ardiovascular Abnormalities eart Diseases TOTAL Vascular Diseases associada à Biotecnologia : documentos! 35% referentes a TERAPIA;! 30% referentes a DIAGNÓSTICO;! 8% referentes a PREVENÇÃO

13 MEDLINE Artigos por País Doenças Cardiovasculares Vascular Diseases - Terapia País Nº de Artigos País Nº de Artigos United States 2227 Czech Republic 9 England 739 Israel 8 Germany 219 Brazil 7 Netherlands 168 Finland 4 Japan 119 Greece 4 Ireland 92 Korea (South) 4 Italy 82 Mexico 4 Switzerland 81 Ukraine 4 France 47 Hungary 3 Canada 35 Thailand 3 Spain 33 Argentina 2 Australia 29 China (Republic:1949) 2 New Zealand 27 Croatia 1 Denmark 26 Kenya 1 Poland 24 Portugal 1 Russia 24 Romania 1 Norway 23 Saudi Arabia 1 China 15 Singapore 1 Sweden 12 Slovakia 1 Belgium 11 South Africa 1 Scotland 11 Turkey 1 India 10 Yugoslavia 1 Austria Brasil: 26º (7 artigos)

14 MEDLINE Doenças Cardiovasculares Vascular Diseases - Terapia (top 20) termos técnicos indexados. Exemplos: middle age (1169 artigos); risk factors (298). Ocorrências Artigos Termos Técnicos Human Male Female Animal Support, Non-U.S. Gov't Middle Age Aged Rats Adult Treatment Outcome Comparative Study Support, U.S. Gov't, P.H.S Disease Models, Animal Case Report Time Factors Mice Risk Factors Rats, Sprague-Dawley Dose-Response Relationship, Drug Aged, 80 and over

15 MEDLINE Doenças Cardiovasculares Vascular Diseases - Terapia (top 20) Total de substâncias indexadas: Exemplos: biological markers (em 328 artigos); thrombin (132); heparin (171). Importação 2002: US$ FOB Exportação 2002: US$ FOB Ocorrências Artigos Lista de Substâncias Tissue Plasminogen Activator Fibrinolytic Agents Biological Markers Anticoagulants Endothelial Growth Factors Lymphokines Recombinant Proteins vascular endothelial growth factor Antihypertensive Agents RNA, Messenger Angiotensin-Converting Enzyme Inhibitors Heparin Genetic Vectors Tumor Necrosis Factor Platelet Aggregation Inhibitors Thrombin Antibodies, Monoclonal Neuroprotective Agents Nitric Oxide Calcium

16 MEDLINE Doenças Cardiovasculares Vascular Diseases - Terapia Instituições (Autores) 6instituições (5 artigos); 21 (4) artigos instituições distintas publicaram apenas 1 artigo. Artigos Instituição dos Autores 1 5 Center for Transgene Technology and Gene Therapy, Flanders Interuniversity 2 5 Department of Cardiovas cular Medicine, Kyushu University Graduate School 3 5 Department of Hypertension and Cardiorenal Medicine, Dokkyo University 4 5 Department of Neurology, University of Heidelberg, Heidelberg, Germany. 5 5 First Department of Internal Medicine, Shiga University of Medical 6 5 Myeloma and Transplantation Research Center, University of Arkansas for 7 4 Cardiovascular Medicine and Gene Therapy Section, National Laboratory of 8 4 Cardiovascular Research Center, University of Connecticut School of 9 4 Department of Cardiology, University Hospital, Uppsala, Sweden Department of Cardiothoracic Surgery, Stanford University School of 11 4 Department of Cardiovascular Medicine, The Cleveland Clinic Foundation, 12 4 Department of Geriatric Medi cine, Osaka University Graduate School of 13 4 Department of Geriatric Medicine, Osaka University Medical School Department of Laboratory Medicine, Kumamoto University School of Medicine, 15 4 Department of Neuroscience, University of California at San Diego, La 16 4 Department of Neurosurgery, Gifu University School of Medicine, Gifu,

17 MEDLINE Diabetes período 2001 e 2002: Artigos na base Medline Artigos associados à Biotecnologia % Bio DIABETES Dos documentos de Biotecnologia:! 24 % referem-se a TERAPIA;! 14 % referem-se a DIAGNÓSTICO;! 6 % referem-se a PREVENÇÃO

18 Doenças Infecto-contagiosas

19 MEDLINE Doenças Infecto-contagiosas contagiosas três grandes grupos da terminologia Medline para a busca de assuntos: Virus Diseases, Parasitic Diseases, e Bacterial Infections and Mycoses. Doenças Infecto-contagiosas Artigos na Artigos associados base Medline à Biotecnologia % Bio Virus Diseases Parasitic Diseases Bacterial Infections and Mycoses TOTAL Bacterial Infections and Mycoses + Biotecnologia : documentos! 25% referentes a TERAPIA;!19% referentes a DIAGNÓSTICO;! 8% referentes a PREVENÇÃO

20 MEDLINE Bacterial Infections - Diagnóstico Número de Artigos por Países-Top em Biotecnologia Bacterial Infections - Diagnosis United States England Germany Japan Netherlands France Switzerland Russia Denmark Poland Brasil: 23º (2 artigos)

21 MEDLINE Bacterial Infections - Diagnóstico Termos Técnicos indexados termos técnicos (34 têm ocorrência superior a 50) : biological markers/analysis, biological markers/blood, genotype Substâncias indexadas substâncias citadas (36 delas com 20 ou mais ocorrências) Instituições indexadas 893 instituições (1 tem 5 artigos, 6 têm 3 artigos)

22 MEDLINE Mapas do Conhecimento Infecto-contagiosas contagiosas - Diagnóstico

23 MEDLINE Infecto-contagiosas contagiosas - Diagnóstico

24 MEDLINE Infecto-contagiosas contagiosas - Diagnóstico

25 Tendências de publicações técnico-científicas científicas ( ) 2002) DOENÇAS INFECTO-CONTAGIOSAS Substâncias mais citadas para os três tipos de doenças estudados (viróticas, parasitárias e bacterianas): P&D em Humanos Tipo Substâncias Foco Vírus Anti-HIV agents; antiviral agents; biological markers; AIDS Viróticas RNA, viral; antibodies, viral; AIDS, vaccines Parasitas Antimalarials; protozoan proteins; biological markers; Malária Parasitárias cytokines; malaria, vaccines Bactérias Antibiotics; tumor necrosis factor; biological markers; Antibióticos Bacterianas antibodies, bacterial; bacterial vaccines vacinas e

26 Doenças Negligenciadas Malária Tuberculose Leishmaniose

27 MEDLINE Doenças Negligenciadas Doenças Negligenciadas Artigos na Artigos associados base Medline à Biotecnologia % Bio Malária Leishmaniose Tuberculose TOTAL Malaria associada à Biotecnologia : 440 documentos! 36% referentes a TERAPIA;!18% referentes a PREVENÇÃO;! 6% referentes a DIAGNÓSTICO

28 Poland MEDLINE Malária - Terapia Número de Artigos por Países-Top em Biotecnologia Malária - Therapy United States England Netherlands France Germany Switzerland China Greece Ireland Brasil: não tem artigos no período do estudo

29 MEDLINE Malária - Terapia Termos Técnicos indexados termos técnicos (33 com ocorrência superiores a 10 ) Ex: polymerase chain reaction (15 artigos) Substâncias indexads 228 substâncias citadas (13 delas com mais de 10 ocorrências ) Ex: chloroquine (26 artigos), pyrimethamine (13). Instituições (autores) 171 instituições (10 instituições com 2 ou mais artigos) Ex: Malaria Program, Naval Medical Research Center, Silver Spring, Maryland

30 Patentes

31 DERWENT Patentes Número de patentes depositadas em por doença Doença Número de Patentes Depositadas Patentes de Biotecnologia % Bio Doenças Crônicas Câncer Cardiovascular Diabetes Doenças Infecto-contagiosas Doenças Negligenciadas Malária Leishmaniose Tuberculose

32 DERWENT PATENTES - CÂNCER Distribuição das patentes biotecnológicas por categoria: D+ T Total de patentes relacionadas a Diagnóstico (D) (T) Total de patentes relacionadas a Tratamento (P) Total de patentes relacionadas a Prevenção Principal Depositante: BODE GENE DEV CO LTD (89 documentos)

33 DERWENT PRINCIPAL DEPOSITANTE: BODE GENE DEV CO LTD - 89 PATENTES Principais Classificações:!B04 (Pharmaceuticals or veterinary compounds of unknown structure, testing of microorganisms for pathogenicity, testing of chemicals for mutagenicity or human toxicity and fermentative production of DNA or RNA)!D16 (Fermentation industry including production of pharmaceuticals, vaccines and antibodies, cell and tissue culture and genetic engineering) Alguns Títulos:!Acid phosphatase 13 and encoded polynucleotide, applicable in diagnosis an treatment of cancer, hemopathy, HIV infection, immunological diseases and variou inflammations!actin 49 and encoded polynucleotide, for diagnosis and treatment of e.g microcirculation system diseases, cancer, hemopathy, HIV infection, immunologica diseases and inflammations treatment of cancer, hemopathy, HIV infection, immunological diseases and variou!arrestin family 11 and encoded polynucleotide, applicable in diagnosis an inflammations

34 DERWENT PATENTES - INFECTO-CONTAGIOSAS CONTAGIOSAS Distribuição das patentes biotecnológicas por categoria: Total de patentes relacionadas a Diagnóstico Total de patentes relacionadas a Tratamento T + P Total de patentes relacionadas a Prevenção Categoria: Tratamento e Prevenção 207 patentes Principais Depositantes: CURAGEN CORP 6 patentes (Novos Polipepitideos NOVX) US DEPT HEALTH & HUMAN SERVICES 6 patentes (Diversificadas)

35 DERWENT Patentes CURAGEN New NOVX polypeptides and polynucleotides useful for treating or preventing e.g. neurodegenerative diseases, neurological disorders, cardiovascular diseases, muscular diseases and disorders, or immunological diseases New isolated activated T lymphocyte associated sequences for treating or preventing immune system associated disorders such as autoimmune disorder, immune disorder, and T-lymphocyte-associated disorder Novel G-protein coupled receptor proteins (GPCR1-GPCR-7) useful for treating or preventing, e.g., cardiomyopathy, atherosclerosis, hypertension, acquired immune deficiency syndrome, bronchial asthma, Crohn's disease, and multiple sclerosis Novel isolated NOVX polypeptides and polynucleotides homologous to attractin, plexin, papin-like family of proteins, useful for treating atherosclerosis, diabetes, cancer, Alzheimer's disease, hemophilia and stroke Novel polypeptides designated as NOVX polypeptides, useful in detection, prevention and treatment of e.g. Parkinson's disease and Cancer Patentes Amplas: + de 1 Doença e + de 1 Categori

36 DERWENT PATENTES DOENÇAS NEGLIGENCIADAS Distribuição das patentes biotecnológicas por categoria: Total Diag: (D) 18 (T) Total Trat: 34 Total Diag: (D) 150 (T) Total Tra T T LEISHMANIOSE 0 (P) Total Prev: 11 TUBERCULOSE 9 (P) Total Prev: 90 Categoria: Tratamento Principais Depositantes: LEISHMANIOSE: Diversificadas (18) MALÁRIA: Pharma Pacific Pty Ltd. (5) TUBERCULOSE: Univ. California (6) Total Diag: 58 MALÁRIA (D) 50 (T) (P) 37 Total Prev: 68 Total Tra 127 T

37 Patentes Brasil

38 Patentes depositadas no Brasil Câncer 47 patentes 34% Parcerias Distribuição daspatentes de Câncer Depositadas no Brasil por País de Origem DE IL CU AU 2% 2% AT 2% 2% GB2% 4% IT 2% JP 2% KR 2% SE 2% FR 4% DK 4% BR 6% EP 10% US 54% Principais Depositantes!UNIV MASSACHUSETTS 3 Patentes!AKZO NOBEL NV 2 Patentes!CORIXA CORP - 2 Patentes!HOFFMANN LA ROCHE & CO AG F - 2 Patentes!MAXYGEN APS - 2 Patentes!CHILDRENS MEDICAL CENT - 2 Patentes (1 parceria com Dana Farber Cancer Institute)

39 Patentes depositadas no Brasil Diabetes 27 patentes 45% parcerias Distribuição das patentes de diabetes depositadas no Brasil por país de origem EP 7% JP 7% CN 4% KR 4% DE 7% BR 11% US 60% Principais Depositantes UNIV MASSACHUSETTS 4 patentes AVENTIS PHARMA DEUT GMBH 2 patentes GENENTECH INC (GETH) 2 patentes (1 em parceria com a IDEC PHARM INC )

40 Patentes depositadas no Brasil Infecto-Contagiosas 11 patentes Depositantes e Parcerias BIOSTRANDS SRL (BIOS-Non-standard) EURO INST SCI AB (EUSC-Non-standard) EVOLUTEC LTD (EVOL-Non-standard) NUTTALL P A (NUTT-Individual) PAESEN G C (PAES-Individual) GENENTECH INC (GETH) GENESIS RES & DEV CORP LTD (GENE-Non-standard) HIGUCHI M D L (HIGU-Individual) SCHENKMAN S (SCHE-Individual) DE LOURDES HIGUCHI M (HIGU-Individual) IGENEON KREBS IMMUNTHERAPIE FORSCHUNGS (IGEN-Nonstandard) MG NOVOBIOTEC LTD (MGNO-Non-standard) BIO BALANCE CORP (BIOB-Non-standard) OLSHENITSKY M (OLSH-Individual) BUCHMAN G (BUCH-Individual) PANTHECO AS (PANT-Non-standard) SOC PROD NESTLE SA (NEST) STICHTING DIENST LANDBOUWKUNDIG ONDERZOE (DIEN-Nonstandard) ID-LELYSTAD INST DIERHOUDERIJ EN DIERGEZ (IDLE-Nonstandard) GB 9% Distribuição de Patentes de Doenças infecto-contagiosas por País de Origem IL 9% SE 9% EP 28% DK 9% BR 9% AT 9% US 18%

41 Patentes depositadas no Brasil Cardiovasculares 9 patentes 50% parcerias Distribuição das Patentes de Doenças Cardiovasculares em Relação a seus Países de Origem IT 11% EP 33% US 56% Principais Depositantes CV THERAPEUTICS INC - 2 patentes (1 parceria com a Univ Washington PFIZER PROD INC (PFIZ) 2 patentes

42 Patentes depositadas no Brasil Leishmaniose 1 patente da FIOCRUZ (BR) Formulação contendo physalin para tratamento Malária 1 patente do MEDICAL RES COUNCIL (US) Vacina para malária Tuberculose 7 patentes Depositantes e Parcerias CELLTECH R & D LTD (CELL-Non-standard) CONNEX GES OPTIMIERUNG VON FORSCHUNG & E (CONN- Non-standard) GENENTECH INC (GETH) IDEC PHARM INC (IDEC-Nonstandard) IDEC PHARM CORP (IDEC-Non-standard) GENESIS RES & DEV CORP LTD (GENE-Non-standard) INTERMUNE PHARM INC (INTE-Non-standard) VLASSELAER P V (VLAS-Individual) EMLEN J W (EMLE-Individual) INTERMUNE INC (INTE-Non-standard) Origem Estados Unidos 5 patentes Europa 1 patente Grã Bretanha 1 patente NEURALAB LTD (NEUR-Non-standard) NEUROCHEM INC (NEUR-Non-standard) CHALIFOUR R (CHAL- Individual) HEBERT L (HEBE-Individual) KONG X (KONG- Individual) GERVAIS F (GERV-Individual)

43 Medicamentos RENAME

44 Medicamentos RENAME - Artigos X Patentes Cardiovasculares (2001 e 2002) Droga Artigos Patentes Medline Derwent Classificação Rename DOPAMINE CHOQUE VASCULAR ASPIRIN ANTIAGINOSO HEPARIN SODIUM ANTIAGINOSO NIFEDIPINE BLOQUEADOR DE CANAIS DE CÁLCIO, ANTIAGINOSO LIDOCAINE ANTIARRÍTMICO VERAPAMIL BLOQUEADOR DE CANAIS DE CÁLCIO, ANTIAGINOSO DOBUTAMINE CHOQUE VASCULAR DIGOXIN GLICOSÍDEO CARDÍACO CAPTOPRIL ANTAGONISTA DO SISTEMA RENINA- ANGIOTENSINA FUROSEMIDE DIURÉTICO PROPANOLOL BLOQUEADOR BETA ADRENÉRGICO, ANTIARRÍTMICO, ANTIAGINOSO D-MANNITOL DIURÉTICO SPIROLACTONE DIURÉTICO, ANTI-HIPERTENSIVO ACETAZOLAMIDE DIURÉTICO METOPROLOL BLOQUEADOR BETA ADRENÉRGICO HYDROCHLOROTHIAZIDE DIURÉTICO, ANTI-HIPERTENSIVO QUINIDINE ANTIARRÍTMICO ISOSORBIDE DINITRATE ANTIAGINOSO HYDRALAZINE VASODILATADOR DIRETO DOXAZOSIN BLOQUEADOR ALFA ADRENÉRGICO METHYLDOPA BLOQUEADOR ADRENÉRGICO CENTRAL POLYGELINE 13 0 CHOQUE VASCULAR

45 Medicamentos RENAME - Artigos X Patentes Diabetes (2001 e 2002) Droga Artigos Patentes Medline Derwent Classificação Rename INSULIN INSULINAS METFORMIN AGENTES ANTIDIABÉTICOS GLYBURIDE AGENTES ANTIDIABÉTICOS ACARBOSE AGENTES ANTIDIABÉTICOS GLICLAZIDE 57 1 AGENTES ANTIDIABÉTICOS

46 Medicamentos RENAME - Artigos X Patentes Câncer (2001 e 2002) Droga Artigos Patentes Medline Derwent Classificação Rename CISPLATIN OUTROS CYCLOPHOSPHAMIDE ALQUILANTES DEXAMETHASONE ADJUVANTES DA TERAPIA DOXORUBICIN ANTIBIÓTICOS FLUOROURACIL ANTIMETABÓLITOS METHOTREXATE ANTIMETABÓLITOS TAMOXIFEN ADJUVANTES DA TERAPIA PREDNISONE ADJUVANTES DA TERAPIA ETOPOSIDE PRODUTOS NATURAIS VINCRISTINE PRODUTOS NATURAIS METHYLPREDNISOLONE ADJUVANTES DA TERAPIA VINBLASTINE PRODUTOS NATURAIS BLEOMYCIN ANTIBIÓTICOS CYTABARINE ANTIMETABÓLITOS MERCAPTOPURINE ANTIMETABÓLITOS DACTINOMYCIN ANTIBIÓTICOS MEDROXYPROGESTERONE ADJUVANTES DA TERAPIA LEUPRORELIN ADJUVANTES DA TERAPIA ASPARAGINASE OUTROS PROCARBAZINE ALQUILANTES

47 Medicamentos RENAME - Artigos X Patentes Anti-infecciosos infecciosos (2001 e 2002) Droga Artigos Patentes Medline Derwent Classificação Rename HYDROGEN PEROXIDE ANTI-SÉPTICOS E DESINFETANTES ERYTHROMYCIN ANTIBACTERIANOS - OUTROS AMPICILLIN ANTIBACTERIANOS - PENICILINAS CIPROFLOXACIN ANTIBACTERIANOS - OUTROS BENZOIC ACID ANTIFÚNGICOS SISTÊMICOS LOCAIS BENZYLPENICILLIN ANTIBACTERIANOS - PENICILINAS AMOXICILLIN ANTIBACTERIANOS - PENICILINAS GENTAMICIN ANTIBACTERIANOS - AMINOGLICOSÍDEOS ACYCLOVIR ANTIVIRAIS METRONIDAZOLE ANTIBACTERIANOS - OUTROS DOXYCYCLINE ANTIBACTERIANOS - OUTROS SALICYLIC ACID ANTIFÚNGICOS SISTÊMICOS LOCAIS FLUCONAZOLE ANTIFÚNGICOS SISTÊMICOS LOCAIS GANCICLOVIR ANTIVIRAIS GLUTARALDEHYDE ANTI-SÉPTICOS E DESINFETANTES CEFTRIAXONE ANTIBACTERIANOS - CEFALOSPORINAS CEFTAZIDIME ANTIBACTERIANOS - CEFALOSPORINAS CLINDAMYCIN ANTIBACTERIANOS - OUTROS AMIKACIN ANTIBACTERIANOS - AMINOGLICOSÍDEOS SULFASALAZINE ANTIBACTERIANOS - SULFAS E ANTI- SÉPTICOS URINÁRIOS SODIUM HYPOCHLORITE ANTI-SÉPTICOS E DESINFETANTES PYRIMETHAMINE ANTIPARASITÁRIO - ANTI-HELMÍNTICO PRAZIQUANTEL ANTIPARASITÁRIO - ANTI-HELMÍNTICO

48 Medicamentos RENAME - Artigos X Patentes Negligenciadas (2001 e 2002) Droga Artigos Patentes Medline Derwent Classificação Rename CIPROFLOXACIN ANTITUBERCULOSE CLARITHROMYCIN ANTITUBERCULOSE CHLOROQUINE ANTIMALÁRICO DOXYCYCLINE ANTIMALÁRICO RIFAMPIN ANTITUBERCULOSE ISONIAZID ANTITUBERCULOSE STREPTOMYCIN ANTITUBERCULOSE CLINDAMYCIN ANTIMALÁRICO QUININE ANTIMALÁRICO ETHAMBUTOL ANTITUBERCULOSE PYRAZINAMIDE ANTITUBERCULOSE MEFLOQUINE ANTIMALÁRICO ARTESUNATE 83 1 ANTIMALÁRICO PENTAMIDINE 82 9 ANTILEISHMANIOSE PRIMAQUINE 68 6 ANTIMALÁRICO ARTEMETHER 57 1 ANTIMALÁRICO ETHIONAMIDE 22 1 ANTITUBERCULOSE

49 Pesquisadores

50 LATTES Ocorrência de pesquisadores atuantes em Doenças Crônicas Área de atuação Doenças Número de Pesquisadores cardiovascular 461 cardíaco 9 oncologia 180 neoplasia 3 câncer 111 diabetes 46

51 LATTES Ocorrência de Pesquisadores em Doenças Infecto-Contagiosas Área de atuação Principais palavras relacionadas com Ocorrências doença infecto-contagiosa anti infecciosa 1 anti-infecciosa 1 anti infeccioso 0 Ampliando a pesquisa para localização de Pesquisadores Área de atuação Termos utilizados no campo "área de atuação" Ocorrências: parasitárias 996 parasitária 609 aids 130 infecção 105 sexualmente transmissíveis 23 arbovirus 15 anti microbiano 14 anti-microbiano 14 arenavirus 11 febre 6 dengue 6 praga 5 leptospirose 5 sifilis 4 streptococcus 3 entérico 3 antiviral 3 infection 2 influenza 2 neisseria 2 paracoccidioidomicose 1 doença parasitária 1 anti infecciosa 1 anti-infecciosa 1 salmonella 1 micose 1 criptococose 1 candidíase 1 meningite 1 síndrome renal 1 toxoplasmose 1 granuloma 1 Fonte: Merk Index

52 LATTES Ocorrência de Pesquisadores em Doenças Negligenciadas Área de atuação Doenças negligenciadas: Ocorrências tuberculose 28 tuberculosis 1 leishmaniose 21 leishmania 7 leishmaniasis 0 malária 14

53 LATTES Tomada de decisão: pesquisa em área de atuação:! Biotecnologia! Biotecnologia + saúde Pesquisadores com atuação em temas da biotecnologia e em saúde Área de atuação Biotecnologia Biotecnologia e Saúde Biocatálise 9 1 Biodiversidade 57 2 Bioengenharia Bioinformática 76 6 Biologia molecular Biomateriais Bioprocessos 8 0 Biotecnologia Enzimas 75 8 Fármacos Fermentação Genética Meio ambiente Microorganismos Plantas medicinais Probióticos 4 3 Processos Bioquímicos Reprodução animal Transgênicos 3 0 Vacinas pesquisadores distintos Adair Vieira Junior Adenilda Cristina Honorio França Adenildo da Silva Vasconcelos Adilson José de Almeida Adriana Bezerra Nunes Adriana Cabrera Adriana de Souza Lima Adriana do Socorro Coelho Pimenta Adriana Modesto Gomes da Silva Vieira Adriana Natsue Ozaki

54 LATTES TENDÊNCIA: VISÃO MICRO Distribuição dos Pesquisadores nas Instituições mais representativas Número de Pesquisadores USP UFRGS Alexandre Rodrigues Guerzoni FAMERP SP Alfredo Rodolfo Beuttenmuller de Araujo UPE PE Alice Goncalves Martins Gonzalez UFF RJ Alice Odette Brule UFSM RS Aline Andrade Freund FIOCRUZ RJ Aline do Nascimento Bolpetti UNESP SP Aline Fernandes da Silva UFRGS RS Alison Colquhoun USP SP UNIFESP UNICAMP FIOCRUZ UFRJ UFMG UNESP PUCRS UNB UFBA UFPR UFPB Adriane Martins de Freitas Mestrado Adriani Oliveira Galão Mestrado Adriano Bechara de Souza Hobaika Graduação Adriano Silva Martins Mestrado Afonso Luís Barth Doutorado Afranio Lineu Kritski Doutorado Agueda Palmira Castagna de Vargas Doutorado

55 Empresas

56 Empresa UF Área de Atuação Macro 1 Abbott Laboratórios do Brasil RJ Saúde Área de Atuação Humana (medicamentos, diagnóstico) 2 Agroceres SP Saúde Animal (melhoramento genético, rações) 3 Aventis Pasteur Ltda SP Saúde Humana (vacinas) 4 Barrene Indústria Farmacêutica Ltda. RJ Saúde Humana (medicamentos) 5 Bayer S.A. Brasil SP Saúde 6 Bio Fill Ind. e Com. de Produtos Biotecnológicos S.A. PR Saúde 7 Bio Manguinhos - Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (FIOCRUZ) RJ Saúde Animal (antiparasitários, antiinfectivos, quimioterápicos) Humana (diagnóstico, medicamentos) Humana e animal (Produtos farmaceuticos, Material médico e cirúrgico) Humana (Medicamentos, diagnósticos, vacinas) 8 Biobras S.A. (controlada pela Novo Nordisk) MG Saúde Humana (Medicamentos, Diagnósticos, Enzimas) 9 Bioclin Diagnóstica Ltda MG Saúde Diagnósticos 10 Biocod Biotecnologia MG Saúde Humana, Animal e Vegetal (Identificação Genética) 11 Bioderm Cosméticos RJ Saúde Humana (Cosméticos) 12 Bioeasy MG Saúde Humana (Diagnósticos) 13 Biofar Ltda. MG Saúde Humana (Medicamentos) 14 Empresas de Biotecnologia com Atuação na Área de Saúde Biogene Produtos Biotecnológicos Indústria e Comércio Ltda. PE Saúde Humana (Diagnósticos) 83

57 Empresas de Biotecnologia com Atuação na Área de Saúde Distribuição Distribuição por Estado das Empresas empresas biotecnológicas por Estado do país atuantes em saúde SP 23% RS 5% Outros 6% MG 31% RJ 30% PR 5%

58 RENAME - Países e Produtores Nacionais 5.ANTINFECCIOSOS Nome 5.1 ANTIBACTERIANOS PENICILINAS CAS Amoxilina Produtores no Brasil Ampicilina Prodotti Benzilpenicilina Prodotti Benzilpenicilina Benzatina Benzilpenicilina Procaína + Benzilpenicilina F Prodotti Fenoximetilpenicilina Oxalina Brystol Myers Squibb do Brasil Países Produtores no Mundo Argentina, Índia, China e outros. Argentina, Índia, China, Coréia e Espanha. China, Grã-Bretanha e Polônia China, Índia e Espanha Estados Unidos, China, Eslováquia, Áustria, Suíça e Rússia Estados Unidos, China, Itália, Rússia e outros

59 RENAME - Países e Produtores Nacionais 6.MEDICAMENTOS UTILIZADOS NO MANEJO DAS NEOPLASIAS 6.1 ANTINEOPLÁSICOS ALQUILANTES Ciclofosfamida China, Hong Kong, Grã-Bretanha e outros Dacarbazina China, Japão, Romênia, Hong Kong e outros. Procarbazina Suécia ANTIMETABÓLITOS Citarabina Fluoruracila Mercaptopurina Metotrexato Microbiológica Química e Farmacêutica Estados Unidos, China, Japão, Coréia e outros Estados Unidos, China, Japão, Irlanda e outros Canadá, Estados Unidos, China e outros China, Alemanha, Grã-Bretanha e outros

60 CONSIDERAÇÕES FINAIS A abrangência das patentes é ampla - aplicação em mais de uma doença e em mais de uma categoria (tratamento, diagnóstico e prevenção); As patentes em evidência são mundiais (WO) nas doenças estudadas - país de origem da tecnologia liderança dos EUA. Nos artigos técnico-científicos - EUA lideram em todas as doenças seguido da Inglaterra. A informação sobre pesquisadores e empresas, no país, são extremamente dispersas e sem interação, necessitando de organização visando a sinergia entre os diferentes atores do setor Saúde.

61 CONSIDERAÇÕES FINAIS Neste estudo a equipe do SIQUIM/EQ/UFRJ aponta os níveis macro e meso como instrumento de reflexão para os stackholders governo-academia-empresas

62 Equipe SIQUIM: Profª ª Adelaide M S Antunes Coordenadora SIQUIM EQ/UFRJ Profª Suzana Borschiver Claudia Canongia Cristina d Urso S Mendes Ana Carolina Mangueira Fernando Tibau Luciana Salvatore Max Arnor Nicomedes Descio P Neto Verônica Amorim Lilian Junqueira Eng, Doutora EQ/UFRJ Eng, Doutoranda EQ/UFRJ Eng, Mestranda EQ/UFRJ Iniciação Científica - Eng. Quím.. EQ/UFRJ Iniciação Científica Quím.. Ind EQ/UFRJ Iniciação Científica - Eng. Quím.. EQ/UFRJ Iniciação Científica - Matemática EQ/UFRJ Iniciação Científica Quím.. Ind. EQ/UFRJ Iniciação Científica Quím.. Ind. EQ/UFRJ Auxiliar administrativa

63 Cgee FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS PARA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO : PERSPECTIVAS E NECESSIDADES DA ÁREA DE MEDICAMENTOS Tendências internacionais - artigos e patentes: doenças crônicas, doenças infecto-contagiosas e doenças negligenciadas Adelaide M. S. Antunes SIQUIM / EQ - UFRJ

CTSaúde Secretaria Técnica do Fundo Setorial de Saúde. Adelaide Antunes. Centro de Gestão e Estudos Estratégicos Ciência, Tecnologia e Inovação

CTSaúde Secretaria Técnica do Fundo Setorial de Saúde. Adelaide Antunes. Centro de Gestão e Estudos Estratégicos Ciência, Tecnologia e Inovação CTSaúde Secretaria Técnica do Fundo Setorial de Saúde Adelaide Antunes Centro de Gestão e Estudos Estratégicos Ciência, Tecnologia e Inovação SUBSÍDIOS À POLÍTICA PÚBLICA NA ÁREA DE SAÚDE - INOVAÇÃO Mapas

Leia mais

CTSaúde Secretaria Técnica do Fundo Setorial de Saúde

CTSaúde Secretaria Técnica do Fundo Setorial de Saúde CTSaúde Secretaria Técnica do Fundo Setorial de Saúde Mapas de conhecimentos sobre tendências internacionais e competências nacionais em doenças crônicas, doenças infecto-contagiosas e doenças negligenciadas

Leia mais

Relatório Gráfico de Acessibilidade à Página www.ceivap.org.br Janeiro até Dezembro / 2007

Relatório Gráfico de Acessibilidade à Página www.ceivap.org.br Janeiro até Dezembro / 2007 Relatório Gráfico de Acessibilidade à Página www.ceivap.org.br Janeiro até Dezembro / 2007 1. Visitações Diárias ( Y ) Visitas ( X ) Dia do mês 1.1) Janeiro 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15

Leia mais

A importância e desafios da agricultura na economia regional. Assessoria Econômica

A importância e desafios da agricultura na economia regional. Assessoria Econômica A importância e desafios da agricultura na economia regional Assessoria Econômica A Agricultura é importante para o crescimento e desenvolvimento econômico ou é apenas fornecedora de alimentos? Taxa Média

Leia mais

PRODUTIVIDADE DO TRABALHO E COMPETITIVIDADE: BRASIL E SEUS CONCORRENTES

PRODUTIVIDADE DO TRABALHO E COMPETITIVIDADE: BRASIL E SEUS CONCORRENTES PRODUTIVIDADE DO TRABALHO E COMPETITIVIDADE: BRASIL E SEUS CONCORRENTES Eduardo Augusto Guimarães Maio 2012 Competitividade Brasil 2010: Comparação com Países Selecionados. Uma chamada para a ação África

Leia mais

Universidade Nova de Lisboa Ano Lectivo 2006/2007. João Amador Seminário de Economia Europeia. Economia Portuguesa e Europeia. Exame de 1 a época

Universidade Nova de Lisboa Ano Lectivo 2006/2007. João Amador Seminário de Economia Europeia. Economia Portuguesa e Europeia. Exame de 1 a época Universidade Nova de Lisboa Ano Lectivo 2006/2007 FaculdadedeEconomia João Salgueiro João Amador Seminário de Economia Europeia Economia Portuguesa e Europeia Exame de 1 a época 5 de Janeiro de 2007 Atenção:

Leia mais

EDUCAÇÃO. Base para o desenvolvimento

EDUCAÇÃO. Base para o desenvolvimento EDUCAÇÃO Base para o desenvolvimento 1 Por que investir em educação? 2 Por que investir em educação? 1. Acesso à cidadania. 2. Aumento da renda pessoal (prêmio salarial): 10% por um ano a mais de escolaridade.

Leia mais

DESPESA EM I&D E Nº DE INVESTIGADORES EM 2007 EM PORTUGAL

DESPESA EM I&D E Nº DE INVESTIGADORES EM 2007 EM PORTUGAL DESPESA EM I&D E Nº DE INVESTIGADORES EM 2007 EM PORTUGAL Súmula dos dados provisórios do Inquérito ao Potencial Científico e Tecnológico Nacional, IPCTN, 2007 I DESPESA 1. Despesa em I&D nacional total

Leia mais

EDUCAÇÃO. Base do Desenvolvimento Sustentável

EDUCAÇÃO. Base do Desenvolvimento Sustentável EDUCAÇÃO Base do Desenvolvimento Sustentável 1 Por que investir em educação? 2 Por que investir em educação? 1. Acesso à cidadania. 2. Aumento da renda pessoal (prêmio salarial): 10% por um ano a mais

Leia mais

Ambiente de Inovação. Biotecnologia. Micro e Pequenas Empresas

Ambiente de Inovação. Biotecnologia. Micro e Pequenas Empresas P&D e Inovação para Micro e Pequena Empresas do Estado do Rio de Janeiro: Como criar um ambiente de inovação nas empresas Estudo Setorial de Biotecnologia Prof a Adelaide Antunes Escola de Química da UFRJ

Leia mais

Interpretação da norma NBR ISO/IEC 27001:2006

Interpretação da norma NBR ISO/IEC 27001:2006 Curso e Learning Sistema de Gestão de Segurança da Informação Interpretação da norma NBR ISO/IEC 2700:2006 Todos os direitos de cópia reservados. Não é permitida a distribuição física ou eletrônica deste

Leia mais

Tecnologia Conectividade

Tecnologia Conectividade Funcionalidade de Alimentos como Ferramenta de Marketing Mª Engª Alexia Hoppe I Mostra de Ciência e Tecnologia TecnoDohms Porto Alegre, Maio 2012 Tecnologia Conectividade Geração Y: valores e atitudes

Leia mais

PANORAMA DA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA

PANORAMA DA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS LABORATÓRIO DE TECNOLOGIA DOS MEDICAMENTOS PANORAMA DA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA Prof. Pedro Rolim PANORAMA

Leia mais

ESPANHA Porta de acessoà Europa para as multinacionais brasileiras

ESPANHA Porta de acessoà Europa para as multinacionais brasileiras ESPANHA Porta de acessoà Europa para as multinacionais brasileiras Existem muitas empresas e investimentos espanhóis no Brasil. É a hora de ter investimentos brasileiros na Espanha Presidente Lula da Silva,

Leia mais

A Norma Brasileira e o Gerenciamento de Projetos

A Norma Brasileira e o Gerenciamento de Projetos A Norma Brasileira e o Gerenciamento de Projetos Realidade Operacional e Gerencial do Poder Judiciário de Mato Grosso Na estrutura organizacional, existe a COPLAN que apoia administrativamente e oferece

Leia mais

Revitalização da Indústria Fonográfica no Brasil

Revitalização da Indústria Fonográfica no Brasil Revitalização da Indústria Fonográfica no Brasil Impacto Positivo de uma Redução de Tributos para Empresas e Consumidores Rio de Janeiro, 27 de maio de 2009 Em 2008, o mercado brasileiro de CDs e DVDs

Leia mais

Políticas para Inovação no Brasil

Políticas para Inovação no Brasil Políticas para Inovação no Brasil Naercio Menezes Filho Centro de Políticas Públicas do Insper Baixa Produtividade do trabalho no Brazil Relative Labor Productivity (GDP per Worker) - 2010 USA France UK

Leia mais

Global leader in hospitality consulting. Global Hotel Market Sentiment Survey 1 Semestre 2014 BRASIL

Global leader in hospitality consulting. Global Hotel Market Sentiment Survey 1 Semestre 2014 BRASIL Global leader in hospitality consulting Global Hotel Market Sentiment Survey 1 Semestre 2014 BRASIL % DE RESPOSTAS POR REGIÃO INTRODUÇÃO Américas 19% Ásia 31% A pesquisa global de opinião sobre o mercado

Leia mais

Associação KNX Portugal

Associação KNX Portugal Associação KNX Portugal Organização KNX e rede de parceiros KNX Association International Page No. 3 Associações Nacionais: Membros Membros KNX Nacionais: Fabricantes: Empresas fabricantes ou representantes

Leia mais

CREBi Media Kit. Site CREBI Conforme relatórios de visitas emtidos em dezembro de 2008, temos os seguintes dados médios:

CREBi Media Kit. Site CREBI Conforme relatórios de visitas emtidos em dezembro de 2008, temos os seguintes dados médios: CREBi Media Kit Atualmente, somos a mais representativa mídia eletrônica do setor de jóias e afins e também já superamos em muito as maiores médias de outras categorias de mídia. O CREBi oferece três canais

Leia mais

O Pacto Nacional da Indústria Química: Avanços. Henri Slezynger Presidente do Conselho Diretor da ABIQUIM

O Pacto Nacional da Indústria Química: Avanços. Henri Slezynger Presidente do Conselho Diretor da ABIQUIM O Pacto Nacional da Indústria Química: Avanços Henri Slezynger Presidente do Conselho Diretor da ABIQUIM Balança comercial de produtos químicos 1991 a 2011* US$ bilhões Déficit cresceu de forma explosiva:

Leia mais

Israel: Inovando para um mundo melhor

Israel: Inovando para um mundo melhor Israel: Inovando para um mundo melhor O futuro, Israel e você Boaz Albaranes Cônsul para Assuntos Econômicos Missão Econômica de Israel no Brasil O que todos estes têm em comum? Dilema atual Tecnologias

Leia mais

Tendências Econômicas e seu Impacto na Área Educacional

Tendências Econômicas e seu Impacto na Área Educacional Tendências Econômicas e seu Impacto na Área Educacional Antonio Delfim Netto 25/03/2009 São Paulo, SP I. A Economia de Mercado A. O que ela produziu 1. Melhoria nas condições de vida 2. Tecnologia e crescimento

Leia mais

O MUNDO EM 2050 E OS DESAFIOS E OPORTUNIDADES NO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO. Antônio da Luz Economista

O MUNDO EM 2050 E OS DESAFIOS E OPORTUNIDADES NO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO. Antônio da Luz Economista O MUNDO EM 2050 E OS DESAFIOS E OPORTUNIDADES NO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Antônio da Luz Economista EVOLUÇÃO E PROJEÇÃO DA POPULAÇÃO MUNDIAL - 2050 POPULAÇÃO MUNDIAL RURAL X URBANA (%) HÁ50 ANOS, TÍNHAMOS

Leia mais

Economia Social Pós. Ações governamentais com impacto sobre rendimento e emprego: Ações governamentais com impacto sobre rendimento e emprego:

Economia Social Pós. Ações governamentais com impacto sobre rendimento e emprego: Ações governamentais com impacto sobre rendimento e emprego: Economia Social Pós Parte III: Mercado de Trabalho Ênfase na parte de políticas Profa. Danielle Carusi Prof. Fábio Waltenberg Aula 5 (parte III) setembro de 2010 Economia UFF 1. Políticas macroeconômicas,

Leia mais

Comércio exterior. Dados gerais e do capítulo 30 da NCM relacionados ao comércio exterior do Brasil e do Estado de São Paulo.

Comércio exterior. Dados gerais e do capítulo 30 da NCM relacionados ao comércio exterior do Brasil e do Estado de São Paulo. Comércio exterior Dados gerais e do capítulo 30 da NCM relacionados ao comércio exterior do Brasil e do Estado de São Paulo. Janeiro 2015 Sindusfarma Gerência de Regulação de Mercados Índice Brasil...

Leia mais

Financiamento: Inovação e / ou Sustentabilidade em tempos de crise. Adalberto Campos Fernandes

Financiamento: Inovação e / ou Sustentabilidade em tempos de crise. Adalberto Campos Fernandes Financiamento: Inovação e / ou Sustentabilidade em tempos de crise Adalberto Campos Fernandes O Contexto FINANCIAMENTO: INOVAÇÃO E SUSTENTABILIDADE EM TEMPOS DE CRISE O CONTEXTO A ESPECIFICIDADE DO BEM

Leia mais

CISCO ETHERNET PARA A FÁBRICA

CISCO ETHERNET PARA A FÁBRICA OVERVIEW CISCO ETHERNET PARA A FÁBRICA A solução Ethernet para a Fábrica (EttF) da Cisco é um componente da visão Rede Inteligente para Manufatura (INM) da Cisco. Ela elimina a distância entre o escritório

Leia mais

useful phone numbers Students Union Associação Académica da Universidade da Beira Interior

useful phone numbers Students Union Associação Académica da Universidade da Beira Interior useful phone numbers Students Union Associação Académica da Universidade da Beira Interior Headquarters: Rua Senhor da Paciência, 39 6200-158 Covilhã Portugal Telephone: +351 275 319 530 Fax: +351 275

Leia mais

Segurança no transporte para a Indústria da Madeira e Aglomerados

Segurança no transporte para a Indústria da Madeira e Aglomerados Segurança no transporte para a Indústria da Madeira e Aglomerados T E C H N O L O G Y Instalações automáticas Para novas instalações ou para integração em linhas de embalamento existentes Benefícios para

Leia mais

Terceiro Sector, Contratualização para ganhos em saúde

Terceiro Sector, Contratualização para ganhos em saúde Terceiro Sector, Contratualização para ganhos em saúde 1º Encontro Nacional - Desafios do presente e do futuro Alexandre Lourenço www.acss.min-saude.pt Sumário Organizações do Terceiro Sector Necessidade

Leia mais

SciELO e o aperfeiçoamento da qualidade dos periódicos científicos brasileiros

SciELO e o aperfeiçoamento da qualidade dos periódicos científicos brasileiros SciELO e o aperfeiçoamento da qualidade dos periódicos científicos brasileiros Fabiana Montanari Lapido Projeto SciELO FAPESP, CNPq, BIREME, FapUNIFESP Informação Conhecimento científico pesquisa científica

Leia mais

Integrando informação, indicadores e melhoria: experiências internacionais. OECD e da Europa. Niek Klazinga, QualiHosp Sao Paulo, April 3th 2012

Integrando informação, indicadores e melhoria: experiências internacionais. OECD e da Europa. Niek Klazinga, QualiHosp Sao Paulo, April 3th 2012 Integrando informação, indicadores e melhoria: experiências internacionais sobre assistência à saúde da OECD e da Europa Niek Klazinga, QualiHosp Sao Paulo, April 3th 2012 Por que a qualidade do cuidado

Leia mais

Como se insere a Farmacologia?

Como se insere a Farmacologia? Seminário sobre Formação de RH para CT&I: A Formação em Farmácia - Perspectivas e necessidades na área de Medicamentos Novas Drogas e Patentes Como se insere a Farmacologia? Giles Alexander Rae (UFSC)

Leia mais

Com base nesse diagnóstico, a consultoria analisou uma série de determinantes para evidenciar as possibilidades de sucesso no torneio:

Com base nesse diagnóstico, a consultoria analisou uma série de determinantes para evidenciar as possibilidades de sucesso no torneio: Press release Data: 11 de Junho de 2014 Contato: Marta Telles Tel: (11) 3526-4508 marta.telles@imagemcorporativa.com.br Marcia Avruch Tel: (11) 3674-3762 marcia.avruch@br.pwc.com Brasil tem vantagem na

Leia mais

Cirurgia Robótica. Enfermeiro Rodrigo Pinheiro Clinical Sales Manager

Cirurgia Robótica. Enfermeiro Rodrigo Pinheiro Clinical Sales Manager Cirurgia Robótica Enfermeiro Rodrigo Pinheiro Clinical Sales Manager Décadas de mudanças na formação cirúrgica 1950 1960 1970 1980 1990 2000 Anfiteatros Cirúrgicos Cirurgia Experimental Indústria de pesquisa

Leia mais

Q: Preciso contratar um numero de empregados para solicitar o visto E2? R: Não, o Visto E2 não requer um numero de empregados como o Visto Eb5.

Q: Preciso contratar um numero de empregados para solicitar o visto E2? R: Não, o Visto E2 não requer um numero de empregados como o Visto Eb5. RE: Visto E1 O E2 Visto E1 O E2 Q :Preciso contratar um advogado para solicitar o Visto E2? R: Sim, o visto E2 requer o conhecimento especializado da legislacao migratória e a experiência de um advogado

Leia mais

Funcionalidade de Alimentos como Ferramenta de Marketing. Mª Engª Alexia Hoppe

Funcionalidade de Alimentos como Ferramenta de Marketing. Mª Engª Alexia Hoppe Funcionalidade de Alimentos como Ferramenta de Marketing Mª Engª Alexia Hoppe 4º Simpósio de Segurança Alimentar SBCTA / Gramado, Maio 2012 Tecnologia Conectividade Geração Y: valores e atitudes tecnológicas

Leia mais

O trabalho da Organização das Nações Unidas

O trabalho da Organização das Nações Unidas O trabalho da Organização das Nações Unidas Report A Inclusion Europe e os seus 49 membros de 36 países lutam contra a Inclusion Europe and its 47 members in these 34 countries are fighting exclusão social

Leia mais

Mercado internacional da carne bovina: a visão da indústria

Mercado internacional da carne bovina: a visão da indústria VII Seminário ABMR&A da Cadeia Produtiva de Carne Bovina Feicorte 2007 Mercado internacional da carne bovina: a visão da indústria Médica Veterinária Andréa Veríssimo M. Appl. Sc. Farm Management Lincoln

Leia mais

Educação, Economia e Capital Humano em Portugal Notas sobre um Paradoxo

Educação, Economia e Capital Humano em Portugal Notas sobre um Paradoxo Portugal na União Europeia 1986-2010 Faculdade de Economia, Universidade do Porto - 21 Janeiro 2011 Educação, Economia e Capital Humano em Portugal Notas sobre um Paradoxo Pedro Teixeira (CEF.UP/UP e CIPES);

Leia mais

BIOENGENHARIA A ENGENHARIA DOS SISTEMAS BIOLÓGICOS

BIOENGENHARIA A ENGENHARIA DOS SISTEMAS BIOLÓGICOS BIOENGENHARIA A ENGENHARIA DOS SISTEMAS BIOLÓGICOS Joaquim M.S. Cabral Laboratório rio Associado - Institute for Biotechnology and Bioengineering Centro de Engenharia Biológica e Química Instituto Superior

Leia mais

PROJETO SERIALIZAÇÃO. Projeto Serialização DHL

PROJETO SERIALIZAÇÃO. Projeto Serialização DHL PROJETO SERIALIZAÇÃO Projeto Serialização DHL 1 Serialização SETRM 2015 DEUTSCHE POST DHL DHL Supply Chain é parte do Grupo Deutsche Post com presença global e extensivo portifólio em serviços Logísticos

Leia mais

BRASIL. 2º Trimestre 2015 Escritórios Corporativos Classe A e A+ Economia & Mercado

BRASIL. 2º Trimestre 2015 Escritórios Corporativos Classe A e A+ Economia & Mercado Evolução do Emprego Formal (%) Taxa de Vacância (%) 2º Trimestre 215 Economia & Mercado O aumento da desaprovação do governo pelos eleitores e a crise política continuam afetando a confiança dos empresários

Leia mais

MACRO AMBIENTE DA INOVAÇÃO

MACRO AMBIENTE DA INOVAÇÃO MACRO AMBIENTE DA INOVAÇÃO Ambiente de Inovação em Saúde EVENTO BRITCHAM LUIZ ARNALDO SZUTAN Diretor do Curso de Medicina Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo SOCIEDADES CONHECIMENTO

Leia mais

Mapeamento Tecnológico de Astaxantina

Mapeamento Tecnológico de Astaxantina Universidade Federal do Rio de Janeiro Escola de Química Programa de Pós Graduação em Processos Químicos e Bioquímicos Mapeamento Tecnológico de Astaxantina Autores: Camila de Morais Lima, Suzana Borschiver

Leia mais

UM PROGRAMA ESPECIAL DE MOBILIDADE INTERNACIONAL EM CIÊNCIA, TECNOLOGIA e INOVAÇÃO. Aloizio Mercadante. Ministro de Estado da Ciência e Tecnologia

UM PROGRAMA ESPECIAL DE MOBILIDADE INTERNACIONAL EM CIÊNCIA, TECNOLOGIA e INOVAÇÃO. Aloizio Mercadante. Ministro de Estado da Ciência e Tecnologia UM PROGRAMA ESPECIAL DE MOBILIDADE INTERNACIONAL EM CIÊNCIA, TECNOLOGIA e INOVAÇÃO Aloizio Mercadante Ministro de Estado da Ciência e Tecnologia Conselho Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social

Leia mais

Brasil como maior exportador mundial de carne bovina: conquistas e desafios

Brasil como maior exportador mundial de carne bovina: conquistas e desafios Brasil como maior exportador mundial de carne bovina: conquistas e desafios João Ricardo Albanez Superintendente de Política e Economia Agrícola, Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de

Leia mais

Segurança no transporte para a Indústria de Garrafas e Latas

Segurança no transporte para a Indústria de Garrafas e Latas Segurança no transporte para a Indústria de Garrafas e Latas Instalações automáticas Cintagem de garrafas em camadas Cintagem horizontal de camadas individuais de garrafas de vidro em linhas de produção

Leia mais

Reunião de Outono do Grupo de Estudo da Insulinorresistência da Sociedade Portuguesa de Endocrinologia Diabetes e Metabolismo

Reunião de Outono do Grupo de Estudo da Insulinorresistência da Sociedade Portuguesa de Endocrinologia Diabetes e Metabolismo Reunião de Outono do Grupo de Estudo da Insulinorresistência da Sociedade Portuguesa de Endocrinologia Diabetes e Metabolismo Dia: 28 de Novembro de 2015 Local: Porto, Fundação Cupertino de Miranda Tema:

Leia mais

Maximizando os Incentivos à Inovação

Maximizando os Incentivos à Inovação TAX CIESP Maximizando os Incentivos à Inovação R&D Tax Incentives Proposta para prestação de serviços profissionais Agosto de 2014 Agenda Ambiente de Inovação e Incentivos Incentivos Fiscais à Inovação

Leia mais

Global leader in hospitality consulting. Global Hotel Market Sentiment Survey 2 Semestre 2013 BRASIL

Global leader in hospitality consulting. Global Hotel Market Sentiment Survey 2 Semestre 2013 BRASIL Global leader in hospitality consulting Global Hotel Market Sentiment Survey 2 Semestre 2013 BRASIL 50 40 30 20 10 0-10 -20-30 -40-50 Fev 2009 Jul 2009 SENTIMENT NÍVEL GLOBAL Jan 2010 % DE RESPOSTAS POR

Leia mais

Pesquisa. Ações Nacionais de Pesquisa

Pesquisa. Ações Nacionais de Pesquisa Pesquisa O câncer vem apresentando prevalência crescente na população brasileira. Exige, portanto, ações estratégicas no âmbito da atenção oncológica, que envolvem a busca de incentivo à pesquisa nas áreas

Leia mais

Organismos de Certificação

Organismos de Certificação Organismos de Certificação Programação Horário Assunto Responsável 15:00 15:05 Breve Apresentação Institucional Marco A. B. Roque - (IEX) 15:05 15:15 Curva de Aprendizado Demandas Atendidas Marco A. B.

Leia mais

FACULDADE DE ECONOMIA, UNIVERSIDADE DO PORTO - ANO LECTIVO 2010/2011 1G203: ECONOMIA INTERNACIONAL

FACULDADE DE ECONOMIA, UNIVERSIDADE DO PORTO - ANO LECTIVO 2010/2011 1G203: ECONOMIA INTERNACIONAL FACULDADE DE ECONOMIA, UNIVERSIDADE DO PORTO - ANO LECTIVO 2010/2011 1 1G203: ECONOMIA INTERNACIONAL 1.2 -A evolução da economia mundial: globalização dos mercados e globalização da produção comércio internacional

Leia mais

Inovação em fármacos no Brasil. Alexander Triebnigg, Presidente do Conselho da Febrafarma São Paulo, 28 de maio de 2009

Inovação em fármacos no Brasil. Alexander Triebnigg, Presidente do Conselho da Febrafarma São Paulo, 28 de maio de 2009 Inovação em fármacos no Brasil Alexander Triebnigg, Presidente do Conselho da Febrafarma São Paulo, 28 de maio de 2009 Inovação é consenso no Brasil Indústria farmacêutica brasileira investe de forma crescente

Leia mais

PI S NÃO ANUÍDOS PELA ANVISA

PI S NÃO ANUÍDOS PELA ANVISA PI S NÃO ANUÍDOS PELA ANVISA Processos Decididos Após a Inversão De Fluxo Determinada Pelo Relatório Final Apresentado Pelo Grupo De Trabalho Interministerial Constituído Pela Portaria Interministerial

Leia mais

USO RACIONAL DE ANTIMICROBIANOS NA PRODUÇÃO ANIMAL Renata Magalhães Casadei :

USO RACIONAL DE ANTIMICROBIANOS NA PRODUÇÃO ANIMAL Renata Magalhães Casadei : USO RACIONAL DE ANTIMICROBIANOS NA PRODUÇÃO ANIMAL Renata Magalhães Casadei : Nos últimos anos, a ocorrência de bactérias resistentes aos principais compostos antibióticos tem aumentado, havendo inclusive

Leia mais

Concurso Público - FIOCRUZ 2010 Relação Candidato/Vaga

Concurso Público - FIOCRUZ 2010 Relação Candidato/Vaga Belo Horizonte/ MG A103 Assistente Técnico de Gestão em Saúde Assistente Técnico de Gestão em Saúde 765 3 255,00 Belo Horizonte/ MG A204 Técnico em Saúde Pública Manutenção de Insetário 49 1 49,00 Belo

Leia mais

BIOLOGIA MOLECULAR APLICADA AO ESTUDO DE DOENÇAS

BIOLOGIA MOLECULAR APLICADA AO ESTUDO DE DOENÇAS ! Universidade Federal de Pernambuco Centro de Ciências da Saúde Departamento de Patologia Laboratório de Imunopatologia Keizo Asami Prof. Dr. Lucas Brandão BIOLOGIA MOLECULAR APLICADA AO ESTUDO DE DOENÇAS

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR Lei nº 11.487/2007: Problema: produção científica crescente SEM reflexo no setor produtivo e industrial Produção Científica

Leia mais

Evolução Nacional da Sociedade da Informação e Comparações Internacionais

Evolução Nacional da Sociedade da Informação e Comparações Internacionais Evolução Nacional da Sociedade da Informação e Comparações Internacionais Forum para a Sociedade da Informação Aveiro, 10 Mar 2006 Luis Magalhães Presidente da UMIC Agência para a Sociedade do Conhecimento,

Leia mais

A RELAÇÃO ENTRE O DESEMPENHO ESCOLAR E OS SALÁRIOS NO BRASIL

A RELAÇÃO ENTRE O DESEMPENHO ESCOLAR E OS SALÁRIOS NO BRASIL A RELAÇÃO ENTRE O DESEMPENHO ESCOLAR E OS SALÁRIOS NO BRASIL Andréa Zaitune Curi Tendências Consultoria Naercio Aquino Menezes Filho IBMEC-SP, USP, IFB e Fundação Itaú Social Introdução Processo de educação

Leia mais

HCC - HEALTH CARE COMPLIANCE

HCC - HEALTH CARE COMPLIANCE HCC - HEALTH CARE COMPLIANCE Discutir a importância do cumprimento dos requisitos de conformidade e comportamento ético à luz de leis e regulamentações estrangeira em vigor. FEIRA HOSPITALAR Junho de 2008

Leia mais

A procura de novas soluções para os problemas do envelhecimento: As abordagens integradas.

A procura de novas soluções para os problemas do envelhecimento: As abordagens integradas. A procura de novas soluções para os problemas do envelhecimento: As abordagens integradas. Constança Paúl, 19 Abril 2012, IPO-Porto Health Cluster Portugal: Encontros com a inovação em saúde A procura

Leia mais

Segurança no transporte para a Produção, Comércio e Logística

Segurança no transporte para a Produção, Comércio e Logística Segurança no transporte para a Produção, Comércio e Logística Cintagem Envolvimento com filme estirável Instalações automáticas para a Produção, Comércio e Logística Cintagem Strapex Endsealer o sistema

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO FACULDADE DE MEDICINA PROGRAMA ACADÊMICO DE TUBERCULOSE

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO FACULDADE DE MEDICINA PROGRAMA ACADÊMICO DE TUBERCULOSE UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO FACULDADE DE MEDICINA PROGRAMA ACADÊMICO DE TUBERCULOSE PROF AFRÂNIO LINEU KRITSKI FM/HUCFF-UFRJ PROF. JOSE ROBERTO LAPA E SILVA FM/HUCFF-UFRJ Outubro de 2013 1 PROGRAMA

Leia mais

e-freight Apresentação Sindicomis IATA 13 de Junho de 2011

e-freight Apresentação Sindicomis IATA 13 de Junho de 2011 e-freight Apresentação Sindicomis IATA 13 de Junho de 2011 Agenda Sobre a IATA O que é e-freight Mensagens Padronizadas Requerimentos básicos para a Aduana Conhecimento Aéreo Eletrônico (e-awb) 2 IATA

Leia mais

www.pwc.com/br Audiência no Senado Escolha e Contratação da Entidade Aferidora da Qualidade 22 de Março de 2012 Luiz Eduardo Viotti Sócio da PwC

www.pwc.com/br Audiência no Senado Escolha e Contratação da Entidade Aferidora da Qualidade 22 de Março de 2012 Luiz Eduardo Viotti Sócio da PwC www.pwc.com/br Audiência no Senado Escolha e Contratação da Entidade Aferidora da Qualidade 22 de Março de 2012 Luiz Eduardo Viotti Sócio da PwC Participamos do processo de escolha da Entidade Aferidora

Leia mais

A Governança da Internet no Brasil e os padrões para Web

A Governança da Internet no Brasil e os padrões para Web A Governança da Internet no Brasil e os padrões para Web ALGUNS EVENTOS E DADOS IMPORTANTES DA INTERNET NO BRASIL E NO MUNDO NO BRASIL Primeira conexão à redes (Bitnet) => Outubro 88 Domínio.br foi registrado

Leia mais

Um avançado tratamento do câncer começa aqui.

Um avançado tratamento do câncer começa aqui. Um avançado tratamento do câncer começa aqui. Acelerador Linear Clinac CX C L I N A C C X 2 Acelerador Linear Clinac CX Acesso Expansão Transformação Um alto nível de tratamento do câncer está ao seu alcance.

Leia mais

MVNO Operadoras Virtuais no Brasil. Conhecendo o usuário brasileiro. Valter Wolf 18 de Novembro de 2010

MVNO Operadoras Virtuais no Brasil. Conhecendo o usuário brasileiro. Valter Wolf 18 de Novembro de 2010 MVNO Operadoras Virtuais no Brasil Conhecendo o usuário brasileiro Valter Wolf 18 de Novembro de 2010 O estudo A&R contempla 17 países com mais de 20 mil entrevistas, agrupadas em 3 categorias: Mature,

Leia mais

Empreender em Portugal: Rumo a um Empreendedorismo Sustentado

Empreender em Portugal: Rumo a um Empreendedorismo Sustentado Empreender em Portugal: Rumo a um Empreendedorismo Sustentado Patrícia Jardim da Palma Professora Universitária no ISCSP Coordenadora do Hélios Directora do INTEC ppalma@iscsp.utl.pt Agenda O empreendedorismo

Leia mais

ANEXO I DEMOSTRATIVO DE VAGAS POR CARGO, ÁREA DE ATUAÇÃO, PERFIL, ESCOLARIDADE EXIGIDA E LOCALIZAÇÃO. N O. DE VAGAS POR PERFIL PERFIL

ANEXO I DEMOSTRATIVO DE VAGAS POR CARGO, ÁREA DE ATUAÇÃO, PERFIL, ESCOLARIDADE EXIGIDA E LOCALIZAÇÃO. N O. DE VAGAS POR PERFIL PERFIL ANEXO I DEMOSTRATIVO DE CARGO, ÁREA DE ATUAÇÃO,, ESCOLARIDADE EXIGIDA E LOCALIZAÇÃO. CARGO: TECNOLOGISTA JUNIOR Cód. ÁREA DE ATUAÇÃO N O DE ÁREA 32 Arquitetura 12 Conservação e restauração de conjuntos

Leia mais

Desafios Institucionais do Brasil: A Qualidade da Educação

Desafios Institucionais do Brasil: A Qualidade da Educação Desafios Institucionais do Brasil: A Qualidade da Educação André Portela Souza EESP/FGV Rio de Janeiro 13 de maio de 2011 Estrutura da Apresentação 1. Porque Educação? Educação e Crescimento 2. Educação

Leia mais

Estratégias Kodak para Brasil e Região. Emerson Stein

Estratégias Kodak para Brasil e Região. Emerson Stein Estratégias Kodak para Brasil e Região Emerson Stein Agenda Um pouco sobre a Kodak Mercado Gráfico Brasileiro Estratégias Kodak Planos de Crescimento no Brasil O mercado gráfico tem percebido uma maior

Leia mais

BARRAS DYWIDAG GRP Enfilagem, Pregamento e Tirantes em Fibra de Vidro

BARRAS DYWIDAG GRP Enfilagem, Pregamento e Tirantes em Fibra de Vidro BARRAS DYWIDAG GRP Enfilagem, Pregamento e Tirantes em Fibra de Vidro 2 Conteúdo Introdução... 3 Campos de Aplicação... 4 Principais Vantagens... 4 Descrição do Sistema... 4 Componentes do Sistema... 4

Leia mais

Perfil da Produção Científica Brasileira. Marco Antonio Zago Pro-Reitor de Pesquisa USP

Perfil da Produção Científica Brasileira. Marco Antonio Zago Pro-Reitor de Pesquisa USP Perfil da Produção Científica Brasileira Marco Antonio Zago Pro-Reitor de Pesquisa USP FAPESP Junho 2011 Tendência Geral Crescimento Heterogêneo Valor Relativo (1996 = 1) Universidade de São Paulo 4 Crescimento

Leia mais

PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS

PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS 1 RELATÓRIO Nº CCT, DE 2015 AVALIAÇÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS COMISSÃO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA PROGRAMA CIÊNCIA SEM FRONTEIRAS Presidente: SENADOR CRISTOVAM BUARQUE Vice-Presidente:

Leia mais

Mudanças na Educação Médica do Brasil. Brasília, agosto de 2015

Mudanças na Educação Médica do Brasil. Brasília, agosto de 2015 Mudanças na Educação Médica do Brasil Brasília, agosto de 2015 Mais Médicos para o Brasil Eixos do Programa Ampliação e Melhoria da Infraestrutura Formação para o SUS Provimento Emergencial Ampliação da

Leia mais

Prémio Melhor Comunicação

Prémio Melhor Comunicação One to one amino acid base pair contacts of AraR, a regulator of sugar utilization in Bacillus subtilis Isabel Correia 1, Irina Franco 1, Isabel Sá-Nogueira 1,2 1 Instituto Tecnologia Química e Biológica,

Leia mais

PRINCIPAIS MERCADOS DE ESPECIALIDADES FARMACÊUTICAS(P OR PAÍS)* US$ BILHÕES

PRINCIPAIS MERCADOS DE ESPECIALIDADES FARMACÊUTICAS(P OR PAÍS)* US$ BILHÕES PRINCIPAIS MERCADOS DE ESPECIALIDADES FARMACÊUTICAS(P OR PAÍS)* US$ BILHÕES Estados Unidos 150 Japão 58 Alemanha 17 França 16 Italia 11 Reino Unido 11 Canadá 6 Espanha 6 México 5,6 Brasil 5,4 PRINCIPAIS

Leia mais

UNIÃO EUROPEIA Comércio Exterior Intercâmbio comercial com o Brasil

UNIÃO EUROPEIA Comércio Exterior Intercâmbio comercial com o Brasil Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC UNIÃO EUROPEIA Comércio Exterior Intercâmbio comercial com o Brasil

Leia mais

Biotecnologia e medicina. Denise Machado

Biotecnologia e medicina. Denise Machado Biotecnologia e medicina Denise Machado Biotecnologia 325 milhões de pessoas no mundo fazem uso de 130 drogas ou vacinas produzidas pelas técnicas da biotecnologia. 70% de tais drogas ou vacinas foram

Leia mais

Relatório Geral. Abril - 2015

Relatório Geral. Abril - 2015 Relatório Geral Abril - 015 PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO SETORIAL DE HPPC Objetivo Promover o desenvolvimento das empresas do setor de HPPC de forma sustentável, por meio da gestão e difusão de conhecimento,

Leia mais

O Papel da Educação no Desenvolvimento Econômico e Social

O Papel da Educação no Desenvolvimento Econômico e Social O Papel da Educação no Desenvolvimento Econômico e Social Naércio Aquino Menezes Filho Instituto Futuro Brasil, Ibmec São Paulo e USP 1ª Jornada da Educação - TCE - 04/12/2008 Roteiro 1) Introdução O papel

Leia mais

Biotecnologia As Oportunidades que Surgem a Partir da Vida

Biotecnologia As Oportunidades que Surgem a Partir da Vida Biotecnologia As Oportunidades que Surgem a Partir da Vida Há mais de uma década, quase tudo dizia respeito à promessa e ao potencial da biotecnologia. Agora o que importa é a performance. E vocês [membros

Leia mais

Serviços de telefonia. condições de prestação

Serviços de telefonia. condições de prestação Serviços de telefonia móvel: preços e condições de prestação Audiência pública na Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado Federal Ercio Alberto Zilli Presidente Executivo

Leia mais

BRASIL. 2º Semestre 2014 Escritórios Corporativos. Economia & Mercado. Oferta e Demanda. Tendências de Mercado

BRASIL. 2º Semestre 2014 Escritórios Corporativos. Economia & Mercado. Oferta e Demanda. Tendências de Mercado . m² Variação do preço pedido (%) 2º Semestre 214 Economia & Mercado Depois da definição das eleições no segundo semestre de 214, a redução das expectativas do mercado com relação ao resultado do crescimento

Leia mais

www.dalecarnegie.com. Programa de Treinamentos De Alta Performance

www.dalecarnegie.com. Programa de Treinamentos De Alta Performance www.dalecarnegie.com. Programa de Treinamentos De Alta Performance Copyright 2007 Dale Carnegie & Associates, Inc. 290 Motor Parkway Hauppauge, New York 11788 All rights reserved. Tabela de Conteúdos 1.

Leia mais

Projeto GeoCONVIAS abril 2009

Projeto GeoCONVIAS abril 2009 Projeto GeoCONVIAS abril 2009 Logica 2008. All rights reserved Agenda 1 2 3 4 5 6 7 8 Instituições Participantes Objetivo do Projeto Fluxo de Trabalho de CONVIAS Benefícios Escopo do Projeto Arquitetura

Leia mais

Cisco Systems Incorporation

Cisco Systems Incorporation Cisco Systems Incorporation 1. Principais Características Matriz: Cisco Systems Inc. Localização: São José, Califórnia, Estados Unidos Ano de fundação: 1984 Internet: www.cisco.com Faturamento (2000):

Leia mais

Maria João da Cruz Nogueira

Maria João da Cruz Nogueira Maria João da Cruz Nogueira Trabalho elaborado para a Oficina de Formação: A Educação Sexual em Meio Escolar: metodologias de abordagem/intervenção Formadoras: Cândida Ramoa, Isabel Leitão Matosinhos Fevereiro

Leia mais

FAUBAI 2014 A Educação Superior Brasileira: Construindo Parcerias Estratégicas Joinville, 12 a 16 de Abril

FAUBAI 2014 A Educação Superior Brasileira: Construindo Parcerias Estratégicas Joinville, 12 a 16 de Abril FAUBAI 2014 A Educação Superior Brasileira: Construindo Parcerias Estratégicas Joinville, 12 a 16 de Abril A Internacionalização do Ensino A Experiência Europeia O Ensino Superior Europeu "in a nutshell"

Leia mais

7 10 de maio, 2014 Hotel Royal Tulip Rio de Janeiro, Brasil PRIMEIRO ANÚNCIO. www.hivamericas.org

7 10 de maio, 2014 Hotel Royal Tulip Rio de Janeiro, Brasil PRIMEIRO ANÚNCIO. www.hivamericas.org 7 10 de maio, 2014 Hotel Royal Tulip Rio de Janeiro, Brasil PRIMEIRO ANÚNCIO www.hivamericas.org Datas chave para a sua agenda Data limite para inscrição pela taxa antecipada sexta-feira, 31 de janeiro

Leia mais

INFORMAÇÕES SOBRE O MERCADO DE ÁGUA MINERAL NA GRÉCIA

INFORMAÇÕES SOBRE O MERCADO DE ÁGUA MINERAL NA GRÉCIA INFORMAÇÕES SOBRE O MERCADO DE ÁGUA MINERAL NA GRÉCIA Embaixada do Brasil em Atenas Setor Comercial secomgre@embratenas.gr Tel: 30 210 72 444 34 Fax: 30 210 724 47 31 http://atenas.itamaraty.gov.br MAR

Leia mais

III.4.1 - Indicadores do comércio internacional por NUTS II, 2004. III.4.1 - Indicators of international trading by NUTS II, 2004

III.4.1 - Indicadores do comércio internacional por NUTS II, 2004. III.4.1 - Indicators of international trading by NUTS II, 2004 III.4.1 - Indicadores do comércio internacional por NUTS II, 2004 III.4.1 - Indicators of international trading by NUTS II, 2004 Unidade: % Unit:% Taxa de cobertura das pelas para os 4 principais mercados

Leia mais

CARTA DO DIRETOR-EXECUTIVO

CARTA DO DIRETOR-EXECUTIVO International Coffee Organization Organización Internacional del Café Organização Internacional do Café Organisation Internationale du Café P CARTA DO DIRETOR-EXECUTIVO RELATÓRIO SOBRE O MERCADO CAFEEIRO

Leia mais

Investimento em Infraestrutura de Transporte como Indutor do Crescimento Econômico

Investimento em Infraestrutura de Transporte como Indutor do Crescimento Econômico Investimento em Infraestrutura de Transporte como Indutor do Crescimento Econômico Fernando Arbache Patrocínio Realização Ofereço alguns elementos para interagirmos acerca da relevância dos investimentos

Leia mais

PESQUISA GLOBAL Job:11521

PESQUISA GLOBAL Job:11521 PESQUISA GLOBAL Job:11521 1 2 GLOBAL BAROMETER ON NUCLEAR ENERGY After Japan Earthquake Global WIN Survey Amostra global de 34,122 respondentes Homens e mulheres de todas as classes sociais Entrevistas

Leia mais