SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS Guia Rápido O que há de novo no SIG?

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS Guia Rápido O que há de novo no SIG?"

Transcrição

1 SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS Guia Rápido O que há de novo no SIG? 1. APRESENTAÇÃO Sob a perspectiva de que os processos de monitoramento e avaliação permitem tomar decisões políticas pertinentes para melhorar a execução de programas e projetos, bem como alertar sobre os problemas constatados na fase de acompanhamento, a Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica SETEC vem buscando desenvolver métodos e ferramentas de gestão para o desenvolvimento dos programas e projetos estabelecidos no âmbito da Educação Profissional e Tecnológica - EPT. Nesse contexto, é que a SETEC, em meados de 2003, efetivou a contratação de consultoria especializada para o desenvolvimento e a implantação do Sistema de Informações Gerenciais SIG, no Ministério da Educação MEC, com alcance em toda a Rede Federal de EPT. O SIG foi desenvolvido ao longo de 2 anos, sendo implantado no segundo semestre de 2005, quando foi apresentado a 71 instituições da Rede Federal CEFETs, EAFs e ETF -, que iniciaram a sua utilização pela primeira vez. Com expansão da Rede Federal de EPT, em 2008, já haviam 320 instituições cadastradas n o SIG. Em dezembro de 2008, o Ministério da Educação criou um novo modelo de instituição de educação profissional e tecnológica, através da Lei , de 29/12/2008. Os novos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia foram estruturados a partir do potencial instalado nos atuais Centros Federais de Educação Tecnológica (Cefet), Escolas Técnicas Federais, Agrotécnicas e Vinculadas às Universidades Federais. Em 2009, o SIG precisou ser reestruturado para implementar novas necessidades e adequar a sua estrutura ao modelo dos Institutos Federais que era exigido pela criação de novos órgãos, novas políticas e conceitos. São essas implementações que serão apresentadas nesse documento. 1

2 2. IMPLEMENTAÇÕES REITORIA No SIG foi implementado o conceito novo de Reitoria, que é o órgão executivo do Instituto Federal. No novo SIG, a Reitoria é considerada como uma unidade do Instituto Federal, assim como os campi. A principal diferença desse conceito, para a antiga versão, refere-se ao fato da Reitoria ter dados próprios, que não estão vinculados a nenhum campus. Para esse conceito ser entendido mais facilmente, será feita uma comparação com o modelo dos CEFETs: No caso dos Centros Federais, uma unidade do CEFET chama-se CEFET, enquanto as demais são chamadas de UNEDs Selecionar Instituição No campo TIPO da tela SELECIONAR INSTITUIÇÃO, foram adicionados os itens REITORIA E CAMPUS. A versão anterior do SIG havia apenas: CEFET Colégio Pedro II EAF ETF UNED Vinculada Esses novos tipos foram criados para adequar o SIG à criação dos Institutos Federais. 2

3 Sendo assim, ao selecionar Reitoria, o usuário terá acesso a dados específicos do órgão Reitoria. Como a Reitoria é um órgão que não oferece cursos e os dados são em sua maioria diferentes das informações dos campi, o Menu Principal do sistema possui uma quantidade menor de itens quando a instituição selecionada for uma Reitoria. Uma Reitoria possui o seguinte menu: 2.2. Informações Gerais A tela Informações Gerais possui somente informações cadastrais da Reitoria. Os campos que tratavam dos Níveis/Modalidades de Ensino da Instituição permanecem apenas dentro das unidades de ensino (campi, uned e etv) 3

4 2.3. Direção da Instituição Os cargos da tela Direção da Instituição foram adaptados aos Estatutos dos Institutos Federais, sendo composto pelas opções mostradas na figura abaixo: 2.4. Infraestrutura Considerando que toda a reitoria é área administrativa, e que nela não são oferecidos cursos, sua infraestrutura é diferenciada dos campi. Foram retirados da tela Infraestrutura os itens: Área Administrativa (m 2 ) Área Pedagógica (Sala de Aula e Laboratório) (m 2 ) Área Esportiva (m 2 ) O campo Velocidade da Conexão foi atualizado contemplando as velocidades reais existentes na Rede Federal de EPCT hoje. O modelo anterior tinha como última opção: Superior a 512kbps. O campo atual é composto pelas opções apresentadas a seguir: 4

5 2.5. Caracterização Física Pelo mesmo motivo apresentado no item 2.4, foram retirados da tela Caracterização Física os itens: Salas de Professores Salas de Aula Salas Ambiente (Agrotécnicas) Cantinas Refeitórios Alojamentos Unidades de Assistência Médico-Odontológicas 5

6 Unidades de Acompanhamento Psicológico Unidades Educativas de Produção (UEPS) Total de Laboratórios Caracterização Física Esportiva Áreas e Grandes Áreas Abaixo segue uma imagem da tela atual: 2.6. Conselhos Como a criação dos Institutos Federais, as instituições passaram a um ter Conselho Superior e opção para criar quantos Conselhos desejarem. Sendo assim, o SIG precisou se adaptar a nova realidade e a tela Conselhos sofreu as modificações necessárias. Ao clicar na opção Conselhos do menu principal, o usuário poderá visualizar todos os Conselhos instituídos pela Escola, conforme imagem abaixo. 6

7 Para criar um novo Conselho, basta clicar no botão Inserir um Novo Conselho, e adicionar, na tela que aparecerá, o tipo do Conselho que está sendo criado (se é o Conselho Superior ou é Outro) e informar o nome Membros dos Conselhos A tela anterior tratada no item 2.6 apenas cria os Conselhos. Os nomes dos membros de cada um dos Conselhos criados serão adicionados na nova tela chamada Membros dos Conselhos. Ao clicar na opção Membros dos Conselhos do menu principal, o usuário poderá visualizar, em uma lista de opções, todos os Conselhos instituídos pela Escola, conforme imagem abaixo, e selecionar um deles para a inclusão/edição dos seus respectivos membros. Ao selecionar na opção desejada, o usuário deve clicar no botão Selecionar Conselho para visualizar os membros já adicionados. 7

8 Para adicionar um novo membro, basta clicar no botão Inserir um Novo Membro. O SIG abrirá uma nova tela para que o usuário preencha os dados relativos ao membro que está sendo inserido. A lista de opções do campo Representação/Cargo foi adequada ao regulamento dos Conselhos. 3. IMPLEMENTAÇÕES CAMPUS Com exceção da Tela Cursos da Instituição, a maioria das demais telas sofreu nenhuma ou pouca modificação. Assim como apresentado nas implementações da reitoria, esse guia rápido tratará somente das telas que sofreram alguma mudança, as telas que permanecem iguais não serão citadas. Porém, apesar de várias telas não terem nenhuma alteração nos seus campos, dados dos campi estão todos vazios para o exercício de 2009, sendo necessário recadastrá-los em todas as telas Selecionar Instituição Para visualizar dados dos exercícios de 2005, 2006, 2007 e 2008, o usuário deve selecionar uma das opções abaixo: CEFET Colégio Pedro II EAF UNED Para ter acesso aos dados do exercício de 2009 dos campi, inclusive o campus que até 2008 era a Sede do CEFET, o usuário deve escolher a opção Campus. O procedimento de seleção da instituição deve ser feito com bastante cuidado porque a tela seguinte dá opções para o usuário escolher uma mesma instituição e visualizar dados dos anos de 2005, 2006, 2007 ou 2008 e 2009 ao mesmo tempo. Se o tipo da instituição não for marcado, a tela seguinte mostrará o nome oficial da escola antes e depois de 2008, ou seja CEFET e Instituto Federal. 8

9 3.2. Informações Gerais A tela informações gerais não sofreu nenhuma alteração em seus campos, mas é necessário ter o cuidado de alterar o seu modo de preenchimento. Os dados que serão preenchidos nessa tela são exclusivos do campus selecionado. 9

10 3.3. Educação Especial Os termos utilizados na tela Educação Especial foram adequados à classificação oficial. 10

11 3.4. Cursos da Instituição Como introduzido no início do 3º Capítulo, a tela Cursos da Instituição foi a que mais sofreu modificação. Essas alterações foram resultado principalmente da adequação do SIG: Aos Catálogos Nacionais de Cursos Técnicos e de Cursos Superiores de Tecnologia A necessidade de incluir a modalidade PROEJA A criação dos Eixos Tecnológicos Nível/Modalidade: Os níveis/modalidades existentes da nova versão do SIG são: Ensino Fundamental Ensino Médio Educação Profissional Educação Superior Classificação: As classificações de cada nível/modalidade foram adaptadas para a realidade das ofertas de cursos nas instituições da Rede Federal de EPCT. Sendo assim, a tabela abaixo apresenta todas as classificações de acordo com o nível/modalidade selecionado: Nível/Modalidade Ensino Fundamental Ensino Médio Educação Profissional Educação Superior Classificações Educação de Jovens e Adultos Educação de Jovens e Adultos Ensino Médio Técnico integrado ao Ensino Médio Técnico concomitante ao Ensino Médio Técnico subsequente ao Ensino Médio Técnico integrado ao Ensino Médio (PROEJA) Técnico concomitante ao Ensino Médio (PROEJA) Formação inicial e continuada de trabalhadores Formação inicial e continuada ao Ensino Médio (PROEJA) Formação inicial e continuada ao Ensino Fundamental (PROEJA) Formação inicial e continuada concomitante ao Ensino Médio (PROEJA) Formação inicial e continuada concomitante ao Ensino Fundamental (PROEJA) Graduação Bacharelado Graduação Licenciatura Graduação Tecnológico Pós-Graduação Lato Sensu Pós-Graduação Stricto Sensu (Mestrado) Pós-Graduação Stricto Sensu (Doutorado) 11

12 Eixo: Como forma de organizar os cursos Técnicos de Nível Médio e os Superiores de Tecnologia, foram criados os Eixos Tecnológicos frente aos cenários científicos de construção de competências similares, baseadas na significativa expansão da especialização profissional, no surgimento de novos sistemas produtivos, novos métodos novas concepções educacionais. Os cursos das demais classificações da Educação Profissional e da Educação Superior continuam organizados pelas antigas Áreas. A organização completa dos Eixos encontra-se na tabela abaixo: Nível/Modalidade Classificações Eixo Tecnológico Ensino Fundamental Educação de Jovens e Adultos Não possuem Eixo Ensino Médio Educação de Jovens e Adultos Ensino Médio Educação Profissional Educação Profissional Educação Superior Educação Superior Técnico integrado ao Ensino Médio Técnico concomitante ao Ensino Médio Técnico subsequente ao Ensino Médio Técnico integrado ao Ensino Médio (PROEJA) Técnico concomitante ao Ensino Médio (PROEJA) Formação inicial e continuada de trabalhadores Formação inicial e continuada ao Ensino Médio (PROEJA) Formação inicial e continuada ao Ensino Fundamental (PROEJA) Formação inicial e continuada concomitante ao Ensino Médio (PROEJA) Formação inicial e continuada concomitante ao Ensino Fundamental (PROEJA) Graduação Bacharelado Graduação Licenciatura Pós-Graduação Lato Sensu Pós-Graduação Stricto Sensu (Mestrado) Pós-Graduação Stricto Sensu (Doutorado) Graduação Tecnológico Eixos Tecnológicos do Catálogo Nacional de Cursos Técnicos Antigas Áreas de Cursos Técnicos Antigas Áreas de Cursos Superiores Eixos Tecnológicos do Catálogo Nacional de Cursos Superiores de Tecnologia Curso Experimental: Esse campo só é visível ao usuário, quando o curso que está sendo cadastrado pode ser devidamente enquadrado em um dos Catálogos, seja o de Cursos Técnicos, seja o de Cursos Superiores de Tecnologia. Como as instituições podem oferecer em caráter experimental, cursos que ainda não constam oficialmente nos catálogos, o usuário deve informar se o curso que está sendo cadastrado é ou não experimental, e em sendo, se já está na lista dos cursos experimentais do EMEC ou do SISTEC. 12

13 Nome do Curso: A inserção do nome do curso está condicionada a maneira de como foram preenchimentos os campos nível/modalidade, classificação, eixo e curso experimental. Um curso que pertence a qualquer um dos Catálogos, e constar em uma das listas de cursos experimentais do EMEC ou do SISTEC, não poderá ter o seu nome editado, apenas selecionado. Para facilitar o entendimento, usaremos os exemplos abaixo: Curso Superior de Tecnologia em Agroindústria Nível/Modalidade: Educação Superior Classificação: Graduação Tecnológica Eixo: Produção Alimentícia Curso Experimental? Não (Ele já está catalogado) Para informar o nome do curso o usuário deve clicar no link Tabela de Cursos e selecionar da lista que aparecerá em seguida, o nome correto do curso Curso de Pedreiro Nível/Modalidade: Educação Profissional Classificação: Formação Inicial e Continuada de Trabalhadores Área: Construção Civil Como ele não se enquadra em nenhum dos Catálogos, para informar o nome do curso, basta digitá-lo no devido campo Curso Técnico de Banco de Dados Nível/Modalidade: Educação Profissional Classificação: Técnico Integrado ao Ensino Médio Eixo: Informação e Comunicação Curso Experimental: Sim (Ele não está catalogado). Se o curso experimental já estiver na lista dos cursos experimentais do EMEC ou do SISTEC, para informar o nome do curso o usuário deve clicar no link Tabela de Cursos e selecionar da lista que aparecerá em seguida, o nome correto do curso. Se o curso não estiver na lista dos cursos experimentais, basta digitá-lo no devido campo 13

NOTA INFORMATIVA Nº 20/2014 de 07 de novembro de 2014. Assunto: processo de pactuação de vagas 2015-1. Prezados Coordenadores,

NOTA INFORMATIVA Nº 20/2014 de 07 de novembro de 2014. Assunto: processo de pactuação de vagas 2015-1. Prezados Coordenadores, NOTA INFORMATIVA Nº 20/2014 de 07 de novembro de 2014 Assunto: processo de pactuação de vagas 2015-1. Prezados Coordenadores, Nos dias 3 e 4 deste mês participamos de reunião com a coordenação nacional

Leia mais

SIE - SISTEMA DE INFORMAÇÕES PARA O ENSINO CADASTRO DE FUNCIONÁRIOS

SIE - SISTEMA DE INFORMAÇÕES PARA O ENSINO CADASTRO DE FUNCIONÁRIOS SIE - SISTEMA DE INFORMAÇÕES PARA O ENSINO CADASTRO DE FUNCIONÁRIOS SANTA MARIA FATECIENS 2008 Este manual tem por finalidade apresentar as especificações detalhadas da aplicação de Cadastro de Funcionários,

Leia mais

1 - Acessando o sistema de preenchimento

1 - Acessando o sistema de preenchimento Manual simplificado para preenchimento da ART Online Res. 1.025/2009 do Confea. 1 - Acessando o sistema de preenchimento Acesse o site www.crea-go.org.br no centro da página inicial, na identificação ART

Leia mais

Endereço de acesso: https://suporte.ufopa.edu.br

Endereço de acesso: https://suporte.ufopa.edu.br Manual Do Usuário O GLPI é o sistema de chamados de suporte técnico utilizado pelo CTIC da UFOPA. Através dele serão atendidos os chamados de suporte a equipamentos de informática, redes de computadores

Leia mais

MÓDULO 3 Cadastros básicos

MÓDULO 3 Cadastros básicos MÓDULO 3 Cadastros básicos Agora que você já conhece o SCAWEB, demonstraremos como realizar os cadastros básicos do HÓRUS. Inicialmente, você precisará acessar o HÓRUS com o email e senha cadastrados no

Leia mais

EDITAL Nº 001/2016/PR-PPGI/IFAM, DE 28 DE MARÇO DE 2016 PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E DE INOVAÇÃO TECNOLOGICA - PADCIT.

EDITAL Nº 001/2016/PR-PPGI/IFAM, DE 28 DE MARÇO DE 2016 PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E DE INOVAÇÃO TECNOLOGICA - PADCIT. EDITAL Nº 001/2016/PR-PPGI/IFAM, DE 28 DE MARÇO DE 2016 PROGRAMA DE APOIO AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E DE INOVAÇÃO TECNOLOGICA - PADCIT. A PRO-REITORIA DE PESQUISA, PÓS-GRADUAÇÃO E INOVAÇÃO - PR-PPGI,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA. Sistema Nacional de Informações da Educação Profissional e Tecnológica (SISTEC) GUIA SISTEC

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA. Sistema Nacional de Informações da Educação Profissional e Tecnológica (SISTEC) GUIA SISTEC MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA Sistema Nacional de Informações da Educação Profissional e Tecnológica (SISTEC) GUIA SISTEC FEVEREIRO / 2010 GUIA SISTEC INTRODUÇÃO...03 PRÉ-CADASTRO

Leia mais

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS PORTARIA Nº 160, DE 5 DE MARÇO DE 2013 Dispõe sobre a habilitação das instituições privadas de ensino superior e de educação profissional técnica de nível médio e sobre a adesão das respectivas mantenedoras

Leia mais

CALEDÁRIO ESCOLAR. Página 1 de 24

CALEDÁRIO ESCOLAR. Página 1 de 24 Página 1 de 24 SISTEMA DE CALENDÁRIO ESCOLAR O Sistema de Calendário Escolar é a primeira etapa de uma grande evolução que ocorrerá nos sistemas de informatização da Secretaria de Estado da Educação. As

Leia mais

Data de Aprovação: 17/04/2013 INSTRUÇÃO NORMATIVA PRONATEC/IFPI Nº 01

Data de Aprovação: 17/04/2013 INSTRUÇÃO NORMATIVA PRONATEC/IFPI Nº 01 13/213- CONSUP 17/4/13 Pág. 1 de 18 TEMA: INSTRUÇÃO NORMATIVA PRONATEC/IFPI N 1 DO INSTITUTO INSTRUÇÃO NORMATIVA PRONATEC/IFPI Nº 1 ORIENTAÇÕES OPERACIONAIS REFERENTES ÀS ATIVIDADES ACADÊMICAS E DO SISTEMA

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. MODALIDADE VAGAS: Produto 1 (uma) vagas

TERMO DE REFERÊNCIA. MODALIDADE VAGAS: Produto 1 (uma) vagas MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Esplanada dos Ministérios Bloco L, Edifício Sede 4º Andar Bairro Zona Cívico Administrativa, Brasília/DF, CEP 70047 900 Telefone: 2022 8581 e Fax: 2022 8582 http://www.mec.gov.br

Leia mais

Ações IFPE. Indústria Automobilística PROF. ENIO CAMILO DE LIMA DIRETOR GERAL DO CAMPUS IPOJUCA PROF. ENIO CAMILO DE LIMA

Ações IFPE. Indústria Automobilística PROF. ENIO CAMILO DE LIMA DIRETOR GERAL DO CAMPUS IPOJUCA PROF. ENIO CAMILO DE LIMA Ações IFPE Indústria Automobilística PROF. ENIO CAMILO DE LIMA DIRETOR GERAL CAMPUS IPOJUCA REITOR SUBSTITUTO PROF. ENIO CAMILO DE LIMA DIRETOR GERAL DO CAMPUS IPOJUCA 12000 alunos presenciais 1.750 alunos

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA SETEC

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA SETEC MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA SETEC EDITAL SETEC Nº, DE DE JANEIRO DE 2015 SISTEMA DE SELEÇÃO UNIFICADA DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA - SISUTEC O Secretário

Leia mais

Manual de uso - DIMEP

Manual de uso - DIMEP DTIC - Manual DIMEP - Volume 1, 2011 Manual de uso - DIMEP IFSul - INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUL-RIO-GRANDENSE DTIC - Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação Pelotas

Leia mais

Passo a Passo Educação Especial

Passo a Passo Educação Especial Passo a Passo Educação Especial Objetivo Orientar as escolas que trabalham com Educação Especial na execução das atividades de criação e inclusão de alunos nas classes de AEE Atendimento Educacional Especializado

Leia mais

Transcrição aula inaugural Professor Irineu Mario Colombo, reitor do Instituto Federal do Paraná Fevereiro de 2013

Transcrição aula inaugural Professor Irineu Mario Colombo, reitor do Instituto Federal do Paraná Fevereiro de 2013 Transcrição aula inaugural Professor Irineu Mario Colombo, reitor do Instituto Federal do Paraná Fevereiro de 2013 Olá Pessoal Quero desejar as boas-vindas a todos os nossos estudantes, alunos, alunas,

Leia mais

FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS NOTA TÉCNICA - CONFIGURAÇÕES NECESSÁRIAS

FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS NOTA TÉCNICA - CONFIGURAÇÕES NECESSÁRIAS FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS NOTA TÉCNICA - CONFIGURAÇÕES NECESSÁRIAS ATUALIZADA EM: 02/06/2011 ÍNDICE 1. CONFIGURAÇÃO NATUREZAS DE OPERAÇÕES... 1 1.1. Naturezas de Operações (compras)... 3 1.2.

Leia mais

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo Programa AMG Manual de Operação Conteúdo 1. Sumário 3 2. Programa

Leia mais

ANEXO I RESOLUÇÃO Nº 13, DE 23 DE MAIO DE 2014. REQUERIMENTO. RSC I RSC II RSC III Data de ingresso no Ifes: Nº de documentos de comprovação:

ANEXO I RESOLUÇÃO Nº 13, DE 23 DE MAIO DE 2014. REQUERIMENTO. RSC I RSC II RSC III Data de ingresso no Ifes: Nº de documentos de comprovação: ANEXO I RESOLUÇÃO Nº 13, DE 23 DE MAIO DE 2014. REQUERIMENTO Nome do Servidor: SIAPE: Lotação: Email: Telefone: Graduação: Titulação: Nível de RSC pretendido (marque com x o perfil pretendido) RSC I RSC

Leia mais

Gestão Unificada de Recursos Institucionais GURI

Gestão Unificada de Recursos Institucionais GURI Documentação de Sistemas Gestão Unificada de Recursos Institucionais GURI Módulo de Restaurante Universitário Versão 1.13.2 Última revisão: 11/04/2016 2016 REITOR Marco Antonio Fontoura Hansen VICE-REITOR

Leia mais

PROCEDIMENTO DO CLIENTE

PROCEDIMENTO DO CLIENTE PROCEDIMENTO DO CLIENTE Título: Plug-in Guia de Empresas Objetivo: Aprender a utilizar a ferramenta Guia de Empresas Onde: Empresa Quem: Cliente Quando: Início A ferramenta Guia de Empresas permite criar

Leia mais

Coordenação-Geral de Avaliação dos Cursos de Graduação e Instituições de Ensino Superior

Coordenação-Geral de Avaliação dos Cursos de Graduação e Instituições de Ensino Superior CAPA 1 República Federativa do Brasil Ministério da Educação Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Diretoria de Avaliação

Leia mais

Manual de Inclusão e Exclusão de Disciplinas Online

Manual de Inclusão e Exclusão de Disciplinas Online Apresentação Este manual apresenta o processo de inclusão e exclusão de disciplinas que o aluno poderá realizar através do Espaço do Aluno. Inclusão/Exclusão Durante todo processo o aluno poderá alterar

Leia mais

Edital n 01/2011 Seleção de Tutores a Distância para o Curso de Pedagogia

Edital n 01/2011 Seleção de Tutores a Distância para o Curso de Pedagogia Edital n 01/2011 Seleção de Tutores a Distância para o Curso de Pedagogia A UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA, POR MEIO DO CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA CEAD TORNA PÚBLICO O PROCESSO DE SELEÇÃO DE

Leia mais

EDITAL Nº 124/2016, DE 04 DE MAIO DE 2016

EDITAL Nº 124/2016, DE 04 DE MAIO DE 2016 EDITAL Nº 124/2016, DE 04 DE MAIO DE 2016 PROCESSO DE SELEÇÃO PARA O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INCENTIVO À QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES DO SELEÇÃO 2016/I A REITORA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO,

Leia mais

Sistema de formação e certificação de competências

Sistema de formação e certificação de competências Sistema de Formação e Certificação de Competências Portal das Escolas Manual de Utilizador Docente Referência Projecto Manual do Utilizador Docente Sistema de formação e certificação de competências Versão

Leia mais

Instruções para Construção dos Sites das Escolas Públicas Estaduais do Paraná

Instruções para Construção dos Sites das Escolas Públicas Estaduais do Paraná Instruções para Construção dos Sites das Escolas Públicas Estaduais do Paraná CRIAÇÃO: crteldna@gmail.com (43) 3371-1336 (43) 3371-1337 APOIO: ldagabrielmartins@seed.pr.gov.br (43) 3327-4141 Janeiro/2008

Leia mais

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO?

Figura 1: tela inicial do BlueControl COMO COLOCAR A SALA DE INFORMÁTICA EM FUNCIONAMENTO? Índice BlueControl... 3 1 - Efetuando o logon no Windows... 4 2 - Efetuando o login no BlueControl... 5 3 - A grade de horários... 9 3.1 - Trabalhando com o calendário... 9 3.2 - Cancelando uma atividade

Leia mais

PASSO A PASSO. Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro SICONFI

PASSO A PASSO. Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro SICONFI PASSO A PASSO Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro SICONFI Por meio da Portaria 86 da STN, publicada em 17 de fevereiro de 2014, ficou definido que a entrega do Demonstrativo

Leia mais

RESOLUÇÃO 002/CUn/2007, de 02 de março de 2007

RESOLUÇÃO 002/CUn/2007, de 02 de março de 2007 RESOLUÇÃO 002/CUn/2007, de 02 de março de 2007 EMENTA: DISPÕE SOBRE O PROGRAMA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. O PRESIDENTE DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO da Universidade

Leia mais

Este tutorial tem como objetivo demonstrar de maneira simples e clara todas as opções e ferramentas que estão disponíveis no Galax Lite.

Este tutorial tem como objetivo demonstrar de maneira simples e clara todas as opções e ferramentas que estão disponíveis no Galax Lite. Tutorial Galax Lite Este tutorial tem como objetivo demonstrar de maneira simples e clara todas as opções e ferramentas que estão disponíveis no Galax Lite. 1 Passo O login O código O código que será inserido

Leia mais

Cadastro de Docentes 1

Cadastro de Docentes 1 Cadastro de Docentes 1 CONTEÚDO Conteúdo... 2 Introdução... 3 Onde e como acessar o sistema Gestão?... 4 Como obter a sua senha?... 5 Como obter o seu e-mail institucional?... 5 Cadastro de Docentes...

Leia mais

MINISTÉRIO DO ESPORTE SECRETARIA NACIONAL DE ESPORTE EDUCACIONAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA

MINISTÉRIO DO ESPORTE SECRETARIA NACIONAL DE ESPORTE EDUCACIONAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA MINISTÉRIO DO ESPORTE SECRETARIA NACIONAL DE ESPORTE EDUCACIONAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA CHAMADA PÚBLICA SNEED / SETEC n.º 01 /2010 CHAMADA PÚBLICA DE PROPOSTAS

Leia mais

Universidade Federal do Pará. Manual do Usuário SAGITTA

Universidade Federal do Pará. Manual do Usuário SAGITTA Universidade Federal do Pará Manual do Usuário SAGITTA Belém 2015 Apresentação Este manual tem como objetivo auxiliar os servidores e discentes da UFPA para realizarem a abertura de chamados no Sistema

Leia mais

Manual de Operacionalização do Módulo de Prestação de Contas PCS

Manual de Operacionalização do Módulo de Prestação de Contas PCS Manual de Operacionalização do Módulo de Prestação de Contas PCS Versão Fevereiro/2013 Índice PCS - Módulo de Prestação de Contas...3 Acesso ao Módulo PCS...3 1. Contas financeiras...5 1.1. Cadastro de

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA WEBDIÁRIO PERFIL PROFESSOR. Diário Eletrônico do Sistema Nambei

MANUAL DO SISTEMA WEBDIÁRIO PERFIL PROFESSOR. Diário Eletrônico do Sistema Nambei MANUAL DO SISTEMA WEBDIÁRIO PERFIL PROFESSOR Diário Eletrônico do Sistema Nambei ÍNDICE DE ILUSTRAÇÕES Figura 1 Tela de Acesso... 3 Figura 2 - Alteração de Senha... 3 Figura 3 - Página inicial - Perfil

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 12/8/2013, Seção 1, Pág. 11. Portaria n 733, publicada no D.O.U. de 12/8/2013, Seção 1, Pág. 10. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL

Leia mais

11. EDUCAÇÃO PROFISSIONAL

11. EDUCAÇÃO PROFISSIONAL 11. EDUCAÇÃO PROFISSIONAL A educação profissional no Brasil já assumiu diferentes funções no decorrer de toda a história educacional brasileira. Até a promulgação da atual LDBEN, a educação profissional

Leia mais

RESOLUÇÃO DO CONSELHO SUPERIOR Nº 43/2014, DE 07 DE NOVEMBRO DE 2014

RESOLUÇÃO DO CONSELHO SUPERIOR Nº 43/2014, DE 07 DE NOVEMBRO DE 2014 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO SUPERIOR Avenida Rio Branco, 50 Santa Lúcia 29056-255 Vitória ES 27 3227-5564 3235-1741 ramal 2003 RESOLUÇÃO DO CONSELHO SUPERIOR Nº

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARECER HOMOLOGADO Despacho do Ministro, publicado no D.O.U. de 16/1/2012, Seção 1, Pág. 11. Portaria n 41, publicada no D.O.U. de 16/1/2012, Seção 1, Pág. 11. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL

Leia mais

Manual de utilização do Sistema de Informação em Ciência e Tecnologia - SISC&T. Perfil: consultor ad-hoc Avaliação do projeto PPSUS

Manual de utilização do Sistema de Informação em Ciência e Tecnologia - SISC&T. Perfil: consultor ad-hoc Avaliação do projeto PPSUS Ministério da Saúde Manual de utilização do Sistema de Informação em Ciência e Tecnologia - SISC&T Perfil: consultor ad-hoc Avaliação do projeto PPSUS Brasília, 28 de abril de 2009 Índice: Informações

Leia mais

EDITAL 2016.1 1. SOBRE OS CURSOS

EDITAL 2016.1 1. SOBRE OS CURSOS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES INSTITUTO ÁGORA CCHLA Azulão Sala 12 Campus Universitário CEP: 59078-970 Natal-RN Fone: (84) 3342-2336 (opção 2 ou

Leia mais

Manual de Utilização ao Módulo Rede Federal SIMEC - Versão 14/set/2015.

Manual de Utilização ao Módulo Rede Federal SIMEC - Versão 14/set/2015. Manual de Utilização ao Módulo Rede Federal SIMEC - Versão 14/set/2015. O Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle do Ministério da Educação (SIMEC) é um portal operacional e de gestão do

Leia mais

Manual de Orientação de Cadastramento On-Line. Sistema Segundo Tempo - Convênios. Cadastro de Núcleo

Manual de Orientação de Cadastramento On-Line. Sistema Segundo Tempo - Convênios. Cadastro de Núcleo Manual de Orientação de Cadastramento On-Line Sistema Segundo Tempo - Convênios Cadastro de Núcleo O Cadastro de Núcleo só poderá ser efetuado mediante a senha de Coordenador-Geral. Acesso ao Sistema:

Leia mais

Tutorial Agenda. Conteúdo. Tutorial Agenda

Tutorial Agenda. Conteúdo. Tutorial Agenda Tutorial Agenda Conteúdo 1 Criar Grupos de Agenda... 1 2 Como Visualizar Eventos Cadastrados... 3 3 Incluir Tarefas... 6 4 Incluir Funcionário Novo em uma Agenda Existente... 8 A agenda do sistema funcionará

Leia mais

Manual de utilização

Manual de utilização Manual de utilização 1 Índice Calendário... 3 Usuários... 4 Contato... 5 Alterar... 5 Excluir... 5 Incluir... 5 Feriados... 9 Nacionais... 9 Regionais... 9 Manutenção... 9 Obrigações... 9 Obrigações Legais...

Leia mais

ENADE 2011. Segue a lista dos cursos da UFPE cujos estudantes serão avaliados:

ENADE 2011. Segue a lista dos cursos da UFPE cujos estudantes serão avaliados: ENADE 2011 1. Introdução O Ministério da Educação definiu as regras para a aplicação do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE) de 2011. Conforme estabelece a Portaria Normativa nº 8, publicada

Leia mais

SISTEMA PLANO DE ENSINO - DOCENTES

SISTEMA PLANO DE ENSINO - DOCENTES SISTEMA PLANO DE ENSINO - DOCENTES 1- PÁGINA DE LOGIN DO SISTEMA E APRESENTAÇÕES INICIAIS Ao acessar o link do sistema, a seguinte página será apresentada: ACESSO AOS DOCENTES: Usar o usuário e senha do

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA 3. OBJETO DA CONTRATAÇÃO

TERMO DE REFERÊNCIA 3. OBJETO DA CONTRATAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica TERMO DE REFERÊNCIA 1. REFERÊNCIA Projeto OEI/BRA 09/001 Fortalecimento Institucional das Secretarias Municipais de Educação

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO SIGPROJ VERSÃO USUÁRIO

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO SIGPROJ VERSÃO USUÁRIO GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO SIGPROJ VERSÃO USUÁRIO INTRODUÇÃO O SIGProj é um sistema para elaboração, acompanhamento e gestão de projetos. Ele foi criado e é mantido pela Universidade Federal do Mato

Leia mais

Cotação OnLine. Manual do Usuário

Cotação OnLine. Manual do Usuário Cotação OnLine Manual do Usuário Última Revisão 10-10-2010 Histórico de Revisões Data Descrição Versão 01-12-2010 Primeira versão do manual 1.0.0 Delf Tecnologia 2 ÍNDICE 1. Introdução... 4 1.1 O que é

Leia mais

PROTOCOLO DE COMPROMISSO

PROTOCOLO DE COMPROMISSO PROTOCOLO DE COMPROMISSO PROTOCOLO DE COMPROMISSO QUE A FACULDADE CASA DO ESTUDANTE - FACE, MANTIDA PELA SOCIEDADE DE ENSINO SUPERIOR DE ARACRUZ LTDA E REPRESENTADA PELO DIRETOR ANTÔNIO EUGÊNIO CUNHA APRESENTA

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 009/2014 DE 21 DE FEVEREIRO DE 2014

RESOLUÇÃO Nº 009/2014 DE 21 DE FEVEREIRO DE 2014 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 009/2014 DE 21

Leia mais

PROCEDIMENTO DO CLIENTE

PROCEDIMENTO DO CLIENTE PROCEDIMENTO DO CLIENTE Título: Plug-in Guia de Empresas Objetivo: Aprender a utilizar a ferramenta. Onde: Empresa Quem: Cliente Quando: Início A ferramenta de Guia de Empresas é uma ferramenta desenvolvida

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE LONDRINA Estado do Paraná

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE LONDRINA Estado do Paraná EDITAL N º 062/2012-DGP/SMGP ABERTURA DE PROCESSO DE SELEÇÃO DE PROFESSORES (AS), INTEGRANTES DO MAGISTÉRIO PÚBLICO MUNICIPAL, PARA ATUAÇÃO NO PROGRAMA NACIONAL DE INCLUSÃO DE JOVENS PROJOVEM URBANO, EM

Leia mais

INTERVENÇÕES ESPECÍFICAS DO ENSINO DA MATEMÁTICA PARA ALUNOS DO PROEJA

INTERVENÇÕES ESPECÍFICAS DO ENSINO DA MATEMÁTICA PARA ALUNOS DO PROEJA ISSN 2316-7785 INTERVENÇÕES ESPECÍFICAS DO ENSINO DA MATEMÁTICA PARA ALUNOS DO PROEJA Alexsandro Queiroz Lencina alexqueiroz@sb.iffarroupilha.edu.br Alex Sandro Gomes Leão alexleao@iffarroupilha.edu.br

Leia mais

Guia para Utilização do Site. Apoio Integrado à Gestão Descentralizada do SUS

Guia para Utilização do Site. Apoio Integrado à Gestão Descentralizada do SUS Guia para Utilização do Site Apoio Integrado à Gestão Descentralizada do SUS Endereço: http://www.saude.gov.br/apoio Abaixo é apresentada a tela de entrada do Site de Apoio Integrado à Gestão Descentralizada

Leia mais

Roteiro elaborado com o objetivo de auxiliar os convenentes no registro das prestações de contas no SIGPC Contas Online.

Roteiro elaborado com o objetivo de auxiliar os convenentes no registro das prestações de contas no SIGPC Contas Online. FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO FNDE Roteiro de orientações ao convenente para prestação de contas do Programa Caminho da Escola no SiGPC Contas Online Roteiro elaborado com o objetivo de

Leia mais

INFORME TÉCNICO Nº 04: INSTRUÇÕES PARA OPERACIONALIZAÇÃO DO MÓDULO GRUPO GESTOR DO SISTEMA BPC NA ESCOLA

INFORME TÉCNICO Nº 04: INSTRUÇÕES PARA OPERACIONALIZAÇÃO DO MÓDULO GRUPO GESTOR DO SISTEMA BPC NA ESCOLA MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME SECRETARIA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL DEPARTAMENTO DE BENEFÍCIOS ASSISTENCIAIS COORDENAÇÃO GERAL DE ACOMPANHAMENTO DE BENEFICIÁRIOS INFORME TÉCNICO

Leia mais

ATUAL SUGESTÕES PROPOSTA

ATUAL SUGESTÕES PROPOSTA ATUAL SUGESTÕES PROPOSTA ESTATUTO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ TITULO III DO REGIME DIDÁTICO E CIENTÍFICO Art. 24 A organização dos trabalhos universitários far-se-á visando a uma integração crescente

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR ACESSANDO O PORTAL DO PROFESSOR Para acessar o portal do professor, acesse o endereço que você recebeu através da instituição de ensino ou acesse diretamente o endereço:

Leia mais

GUIA DE CONFIGURAÇÃO BALANÇA TOPMAX S & URANO INTEGRA

GUIA DE CONFIGURAÇÃO BALANÇA TOPMAX S & URANO INTEGRA GUIA DE CONFIGURAÇÃO BALANÇA TOPMAX S & URANO INTEGRA Abaixo seguem os passos necessários para que você possa cadastrar um Equipamento do tipo Balança Topmax S no Software Urano Integra. Passo 1: Acessar

Leia mais

Novas mídias e o Ensino Superior

Novas mídias e o Ensino Superior Novas mídias e o Ensino Superior Especial EaD Potencial de novas mídias na educação a distância no Sistema Universidade Aberta do Brasil É OBJETIVO DA CAPES A INTEGRAÇÃO E CONVERGÊNCIA ENTRE EDUCAÇÃO PRESENCIAL

Leia mais

Gestão Unificada de Recursos Institucionais GURI

Gestão Unificada de Recursos Institucionais GURI Documentação de Sistemas Gestão Unificada de Recursos Institucionais GURI Módulo de Protocolo Versão 1.17.0 Última revisão: 26/11/2015 2015 REITORA Ulrika Arns VICE-REITOR Almir Barros da Silva Santos

Leia mais

TREINAMENTO SISTEMA ACADÊMICO (SA) E WEBDIÁRIO

TREINAMENTO SISTEMA ACADÊMICO (SA) E WEBDIÁRIO MEC-SETEC INSTITUTO FEDERAL DE CIÊNCIA, EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS CAMPUS BAMBUÍ Gerência de Tecnologia da Informação TREINAMENTO SISTEMA ACADÊMICO (SA) E WEBDIÁRIO Janeiro de 2009 NOTA DE CONFIDENCIALIDADE

Leia mais

Lara, Patrícia Tanganelli - UNESP/Marília Eixo Temático: Formação de professores na perspectiva inclusiva

Lara, Patrícia Tanganelli - UNESP/Marília Eixo Temático: Formação de professores na perspectiva inclusiva A CONSTITUIÇÃO DE UMA POLÍTICA DE INCLUSÃO ESCOLAR NO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO: ESTUDO DE CASO ATRAVÉS DOS DOCUMENTOS OFICIAIS DA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO Lara, Patrícia Tanganelli - UNESP/Marília

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SERTÃO PERNAMBUCANO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SERTÃO PERNAMBUCANO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SERTÃO PERNAMBUCANO ANEXO IV PLANILHA DE PONTUAÇÃO RECONHECIMENTO DE SABERES

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO SIEF SISTEMA DE ESPAÇO FÍSICO MANUAL DO USUÁRIO Vrs. 2.1 UFMT / SETEMBRO / 2010 SUMÁRIO Sumário... 1 1 - OBJETIVOS

Leia mais

INFORMAÇÃO TÉCNICA 04/2006 CRIAÇÃO DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

INFORMAÇÃO TÉCNICA 04/2006 CRIAÇÃO DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU MINISTÉRIO DA DEFESA SECRETARIA DE ESTUDOS E DE COOPERAÇÃO DEPARTAMENTO DE COOPERAÇÃO INFORMAÇÃO TÉCNICA 04/2006 CRIAÇÃO DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Informação preparada pelos Professores Daniela

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online ENSINO DE FÍSICA EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação na Modalidade

Leia mais

Manual do Usuário. Protocolo

Manual do Usuário. Protocolo Manual do Usuário Protocolo Índice de capítulos Parte I - Processos............................... 01 1 - Buscar................................ 01 2 - Listar................................ 02 3 - Abertura..............................

Leia mais

Manual do Usuário Publicador

Manual do Usuário Publicador Manual do Usuário Publicador Portal STN SERPRO Superintendência de Desenvolvimento SUPDE Setor de Desenvolvimento de Sítios e Portais DEDS2 Versão 1.1 Fevereiro 2014 Sumário Sobre o Manual... 3 Objetivo...

Leia mais

XLIII PLENÁRIA NACIONAL DO FÓRUM DOS CONSELHOS ESTADUAIS DE EDUCAÇÃO - FNCE

XLIII PLENÁRIA NACIONAL DO FÓRUM DOS CONSELHOS ESTADUAIS DE EDUCAÇÃO - FNCE XLIII PLENÁRIA NACIONAL DO FÓRUM DOS CONSELHOS ESTADUAIS DE EDUCAÇÃO - FNCE O Futuro da Educação a Distância na Educação Básica Francisco Aparecido Cordão facordao@uol.com.br Dispositivos da LDB e DECRETOS

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL Sistema de Cadastro Único 7

MANUAL OPERACIONAL Sistema de Cadastro Único 7 MANUAL OPERACIONAL Sistema de Cadastro Único 7 Versão Preliminar 1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...4 1.1 Apresentação...4 1.2 Organização e uso do manual...4 1.3 Dúvidas e canais de atendimento...4 2 VISÃO GERAL

Leia mais

MBA EM GESTÃO PÚBLICA

MBA EM GESTÃO PÚBLICA EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online MBA EM GESTÃO PÚBLICA Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

Resolução nº 067, de 21 de dezembro de 2007.

Resolução nº 067, de 21 de dezembro de 2007. UNIVERSIDADE DO PLANALTO CATARINENSE Av. Castelo Branco, 170 -CEP 88.509-900 - Lages - SC - Cx. P. 525 - Fone (0XX49) 251-1022 Fax 251-1051 Resolução nº 067, de 21 de dezembro de 2007. Dispõe sobre o Programa

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ EDITAL Nº 09/2014 CONCURSO PÚBLICO PARA PROFESSOR DO MAGISTÉRIO SUPERIOR CAMPUS DA UFC EM SOBRAL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ EDITAL Nº 09/2014 CONCURSO PÚBLICO PARA PROFESSOR DO MAGISTÉRIO SUPERIOR CAMPUS DA UFC EM SOBRAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ EDITAL Nº 09/2014 CONCURSO PÚBLICO PARA PROFESSOR DO MAGISTÉRIO SUPERIOR CAMPUS DA UFC EM SOBRAL O Reitor da Universidade Federal do Ceará, tendo em

Leia mais

Novas formas de trabalhar estão se desenvolvendo a partir do uso das. Lotacional, com o propósito de facilitar o controle mediante a

Novas formas de trabalhar estão se desenvolvendo a partir do uso das. Lotacional, com o propósito de facilitar o controle mediante a Apresentação Novas formas de trabalhar estão se desenvolvendo a partir do uso das tecnologias de comunicação. A Diretoria de Material e Patrimônio vem disponibilizar o Manual de Gestão Patrimonial para

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA. EDITAL Nº 034/PRPGP/UFSM, de 18 de julho de 2012

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA. EDITAL Nº 034/PRPGP/UFSM, de 18 de julho de 2012 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA EDITAL Nº 034/PRPGP/UFSM, de 18 de julho de 2012 ABERTURA DE INSCRIÇÃO AO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO ENGENHARIA ELÉTRICA, EM NÍVEL DE DOUTORADO (CÓDIGO

Leia mais

Nota Orientadora Pronatec-Tec e Idiomas nº 05/2013 Assunto: - Processo de Ingresso Pronatec-Tec/RS e Idiomas 02/2013

Nota Orientadora Pronatec-Tec e Idiomas nº 05/2013 Assunto: - Processo de Ingresso Pronatec-Tec/RS e Idiomas 02/2013 Nota Orientadora Pronatec-Tec e Idiomas nº 05/2013 Assunto: - Processo de Ingresso Pronatec-Tec/RS e Idiomas 02/2013 1- Encontros de Formação Regional de Gestores Locais Pronatec Tec e Idiomas nas CREs

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE GESTÃO, ARTICULAÇÃO E PROJETOS EDUCACIONAIS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE GESTÃO, ARTICULAÇÃO E PROJETOS EDUCACIONAIS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE GESTÃO, ARTICULAÇÃO E PROJETOS EDUCACIONAIS TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA - CONSULTOR POR PRODUTO

Leia mais

CONSIDERAÇÕES INICIAIS ACERCA DOS ESTUDOS REALIZADOS PELO SUBPROJETO PIBID DO CURSO DE LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO DO MUNICÍ- PIO DE ALTO ARAGUAIA-MT

CONSIDERAÇÕES INICIAIS ACERCA DOS ESTUDOS REALIZADOS PELO SUBPROJETO PIBID DO CURSO DE LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO DO MUNICÍ- PIO DE ALTO ARAGUAIA-MT CONSIDERAÇÕES INICIAIS ACERCA DOS ESTUDOS REALIZADOS PELO SUBPROJETO PIBID DO CURSO DE LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO DO MUNICÍ- PIO DE ALTO ARAGUAIA-MT Ellen Regina Moraes Bispo, Edinéia Guimarães Nunes e

Leia mais

Chamada Pública Procedimentos para utilização da Chamada Pública no sistema SMARam Versão 1.0

Chamada Pública Procedimentos para utilização da Chamada Pública no sistema SMARam Versão 1.0 Chamada Pública Procedimentos para utilização da Chamada Pública no sistema SMARam Marcio Tomazelli Coordenador de Sistemas Gustavo Cezarino Programador Pleno Versão 1.0 Índice Índice...2 Índice de Figuras...2

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 59/2014, DE 08 DE SETEMBRO DE 2014

RESOLUÇÃO Nº 59/2014, DE 08 DE SETEMBRO DE 2014 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MEC - INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TRIÂNGULO MINEIRO RESOLUÇÃO Nº 59/2014, DE 08 DE SETEMBRO DE 2014 Dispõe sobre a aprovação da criação do Centro de Referência

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA ESTÁGIO DE PEDAGOGIA

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA ESTÁGIO DE PEDAGOGIA ORIENTAÇÕES GERAIS PARA ESTÁGIO DE PEDAGOGIA INTRODUÇÃO Os Estágios Supervisionados constam de atividades de prática pré-profissional, exercidas em situações reais de trabalho, sem vínculo empregatício,

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO DE EMISSÃO DE PARECER TÉCNICO

MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO DE EMISSÃO DE PARECER TÉCNICO MANUAL DE INSTRUÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO DE EMISSÃO DE PARECER TÉCNICO CADASTRO NO SISTEMA 1 INÍCIO Para dar início ao cadastro de solicitação, digite o número do CNPJ da

Leia mais

Manual de Operações Bolsa- Formação

Manual de Operações Bolsa- Formação Manual de Operações Bolsa- Formação Este manual destina-se aos usuários do Sistema de Informações da Educação Profissional e Tecnológica SISTEC, no que tange à gestão e operacionalização da Bolsa-Formação,

Leia mais

Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso Supervisão de Informática Departamento de Desenvolvimento Sistema Declaração On Line. Declaração On Line

Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso Supervisão de Informática Departamento de Desenvolvimento Sistema Declaração On Line. Declaração On Line Declaração On Line Manual de Apoio à Utilização do Sistema Manual do Usuário Versão 1.0 INTRODUÇÃO... 4 AUTENTICANDO-SE NO SISTEMA... 4 EM CASO DE ESQUECIMENTO DA SENHA... 5 ALTERANDO A SENHA DE ACESSO

Leia mais

MANUAL DO PROGRAMA DE ESTAGIO SUPERVISIONADO CAMPUS COLINAS DO TOCANTINS-TO

MANUAL DO PROGRAMA DE ESTAGIO SUPERVISIONADO CAMPUS COLINAS DO TOCANTINS-TO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA COORDENAÇÃO DE INTERAÇÃO SERVIÇO ESCOLA-EMPRESA MANUAL DO PROGRAMA DE ESTAGIO SUPERVISIONADO CAMPUS COLINAS DO TOCANTINS-TO COLINAS

Leia mais

VEXPRESSCRM. Manual do Usuário. Automação da força de vendas. MR Consultoria e Assessoria em Informática Desenvolvimento de Sistemas WEB Versão 2.

VEXPRESSCRM. Manual do Usuário. Automação da força de vendas. MR Consultoria e Assessoria em Informática Desenvolvimento de Sistemas WEB Versão 2. 1 Manual do Usuário VEXPRESSCRM Automação da força de vendas MR Consultoria e Assessoria em Informática Desenvolvimento de Sistemas WEB Versão 2.0 2 Acesso Para acessar o sistema VEXPRESS-CRM é necessário

Leia mais

Índice. PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO Código: POP.0037.00 Sistema: TOTVS RM Módulo: TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO Processo: CADASTRO LNTD

Índice. PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO Código: POP.0037.00 Sistema: TOTVS RM Módulo: TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO Processo: CADASTRO LNTD Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro de LNTD Levantamento de Necessidades de Treinamento e Desenvolvimento, no Sistema TOTVS RM. Índice I. Acesso ao

Leia mais

Apostila do estagiário MÓDULO I

Apostila do estagiário MÓDULO I Apostila do estagiário MÓDULO I Manual do Gerenciador da Sala de Internet BlueControl Programa Acessa Escola Apresentação O Programa Acessa Escola é uma iniciativa do Governo do Estado de São Paulo,

Leia mais

Acesso Escola. Primeiro Acesso

Acesso Escola. Primeiro Acesso Acesso Escola Primeiro Acesso Após receber o e-mail da AESA, a escola deve seguir as orientações abaixo. Ao clicar no link, você será direcionado a tela do portal CADES. Utilize usuário e senha temporária

Leia mais

MANUAL SISTEMA AJG/CJF

MANUAL SISTEMA AJG/CJF MANUAL DO SISTEMA AJG/CJF ÍNDICE 1. SEJA BEM VINDO AO AJG... 3 1.1 Seja Bem-Vindo!... 3 2. SOBRE A AJUDA... 4 2.1 Como navegar no ajuda on-line... 4 3. SOBRE O SISTEMA... 5 3.1 Sobre o sistema... 5 3.2

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA Acordo de Metas e Compromissos n.º... que entre si celebram a União, representada pelo Ministério da Educação, por intermédio da

Leia mais

PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº 5/2014

PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº 5/2014 PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº 5/2014 Dispõe sobre a reorganização da Rede Nacional de Certificação Profissional - Rede Certific. OS MINISTROS DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E DE ESTADO DO TRABALHO E EMPREGO, no

Leia mais

O PRONATEC como política estruturante da Educação Profissional Brasileira

O PRONATEC como política estruturante da Educação Profissional Brasileira PRONATEC Programa MINISTÉRIO Nacional de Acesso DA EDUCAÇÃO ao Ensino Técnico e Emprego O PRONATEC como política estruturante da Educação Profissional Brasileira Maio de 2012 FINALIDADE ampliar a oferta

Leia mais

FACCAMP - FACULDADE CAMPO LIMPO PAULISTA COMUNICAÇÃO E REDES SOCIAIS

FACCAMP - FACULDADE CAMPO LIMPO PAULISTA COMUNICAÇÃO E REDES SOCIAIS FACCAMP - FACULDADE CAMPO LIMPO PAULISTA COORDENADORIA DE EXTENSÃO E PESQUISA CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU COMUNICAÇÃO E REDES SOCIAIS 1. Nome do Curso e Área do Conhecimento Programa de Pós-Graduação

Leia mais

RESULTADOS ALCANÇADOS

RESULTADOS ALCANÇADOS Política para o ensino, a pesquisa, a pós-graduação, a extensão 2.1. Coerência das políticas de ensino, pesquisa e extensão com os documentos oficiais. Objetivos Ações Realizadas RESULTADOS ALCANÇADOS

Leia mais

EDITAL 03/2016 SELEÇÃO DE TUTOR BOLSISTA

EDITAL 03/2016 SELEÇÃO DE TUTOR BOLSISTA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE-FURG SECRETARIA GERAL DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA SEaD EDITAL 03/2016 SELEÇÃO DE TUTOR BOLSISTA A Secretária de Educação a

Leia mais