Anne Dutton's Letters on Spiritual Subjects The New Birth; Regeneration

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Anne Dutton's Letters on Spiritual Subjects The New Birth; Regeneration"

Transcrição

1

2 ANNE DUTTON

3 Traduzido do original em Inglês Anne Dutton's Letters on Spiritual Subjects The New Birth; Regeneration By Anne Dutton Via: GraceGems.org Tradução por Amanda Ramalho Revisão por Camila Almeida Capa por William Teixeira 1ª Edição: Julho de 2015 Salvo indicação em contrário, as citações bíblicas usadas nesta tradução são da versão Almeida Corrigida Fiel ACF Copyright 1994, 1995, 2007, 2011 Sociedade Bíblica Trinitariana do Brasil. Traduzido e publicado em Português pelo website oestandartedecristo.com, com a devida permissão do website GraceGems.org, sob a licença Creative Commons Attribution-NonCommercial- NoDerivatives 4.0 International Public License. Você está autorizado e incentivado a reproduzir e/ou distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor, as fontes originais e o tradutor, e que também não altere o seu conteúdo nem o utilize para quaisquer fins comerciais.

4 Regeneração e Novo Nascimento Por Anne Dutton [Cartas de Anne Dutton Sobre Temas Espirituais Carta 1: Regeneration; Carta 2: The New Birth] Regeneração Prezado Senhor, Que diremos a estas coisas? Onde a graça e os dons se encontram, e Deus chama para a obra ministerial, essa pessoa deve ser usada por Ele, seja educada em escola ou não. Eu tenho, meu caro senhor, uma grande veneração pela aprendizagem, e acho que isso é uma grande vantagem para o ministro do evangelho, mas não que ela seja essencialmente necessária para o chamado de uma pessoa para o ministério do evangelho; pois deixe que um homem tenha sempre tão perfeita compreensão das línguas originais em que os mistérios de Deus estão escritos, se ele não é abençoado com uma compreensão espiritual sobrenatural, enquanto ele sabe perfeitamente as palavras, ele é completamente ignorante do poder das verdades espirituais. Isto é evidente a partir do que o apóstolo Paulo diz: O homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente. E ele falou isso por experiência, pois por homem natural falava não somente do profano, ímpio, nem do homem fraco e ignorante, que tem apenas pouca capacidade natural para compreender os mistérios espirituais, mas também do homem moral, o homem erudito, o homem de sagacidade; com a máxima capacidade natural, mesmo este homem, o homem de grande erudição, enquanto natural, não compreende as coisas do Espírito de Deus, pois lhe são loucura, e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente. O apóstolo Paulo estava longe de ser um homem profano, um homem fraco, ou iletrado, enquanto um homem natural; ele era um fariseu, uma das mais severas seitas da religião judaica, perfeitamente ensinado, e até excessivamente, na lei dos Pais; ele foi perfeitamente ensinado na lei de Moisés, que falou das coisas concernentes ao Senhor Jesus; ele foi criado em Jerusalém, aos pés de Gamaliel, tanto que foi dito a ele depois de sua conversão, as muitas letras te fazem delirar. E ainda assim este homem de sagacidade, de moralidade, de muito aprendizado, enquanto um homem natural, ou no seu estado não convertido era bastante ignorante de Cristo, até que Deus fez dele um homem espiritual, e de uma forma sobrenatural revelou Seu Filho nele, ou deu-lhe uma capacidade espiritual para

5 entender os mistérios espirituais; e, então, ele estava apto a pregar o Senhor Jesus. E Deus pode assim chamar e usar um homem inculto, se Lhe agradar. E a maioria dos apóstolos eram tais, quando o nosso Senhor primeiro os enviou a pregar. E ao contrário, como foi com Nicodemos um fariseu, um moralista rigoroso, um homem culto, um professor da lei de Moisés, um governante em Israel, um do Sinédrio judaico? Ai! ainda sendo apenas um homem natural, quão ignorante era ele sobre doutrina da regeneração, quando o nosso Senhor a pregou para ele? E quantos são, senhor, atualmente, os mestres de nosso Israel que não têm tanto como uma verdadeira noção desta importante doutrina da regeneração, e muito menos uma experiência abençoada em seus corações? Quantos há que pensam que o batismo é a regeneração; ou, no máximo, reforma externa de um homem ímpio de imoralidades grosseiras, para praticar os deveres de moralidade? Não é por esta razão que eles são completamente ignorantes da obra de regeneração, como é a obra de Deus sobre nós? Eles fazem as pessoas alterarem as suas vidas e tornarem-se novas criaturas, o que, como um clérigo digno bem diz, é a pregação de um caminho de salvação que é impraticável para o homem caído. Assim uma pessoa precisa nascer de novo, ou ser um homem espiritual, e, como tal, ensinado por Deus, seja erudito ou não, antes que ele possa espiritualmente ou verdadeiramente conhecer ou pregar o evangelho de Cristo. Mas, Senhor, se a regeneração é, portanto, necessária, e alguém poderia dizer: Se não podemos fazer-nos novas criaturas, como devemos nos tornar tais? E em que consiste a regeneração? Eu respondo: Nenhum homem pode tornar-se uma nova criatura; ele deve ser totalmente dependente do Espírito Santo para esta obra, na qual a criatura é completamente passiva. É dever de todo homem natural reformar a sua vida, e abster-se de todo pecado conhecido, desde que por todo o pecado que ele comete traz mais desonra a Deus, e entesoura para si mesmo mais ira para o dia da vingança. Mas nada que qualquer homem natural faça pode torná-lo uma nova criatura. Como ele não poderia dar a si mesmo uma existência natural, assim ele não pode dar a si mesmo uma existência na graça; esta é a prerrogativa exclusiva de Deus, operar pelo Seu Espírito Santo em quem Ele quer; pois, sobre aqueles que são novas criaturas devem ser ditos ser obra de Deus, criados em Cristo Jesus para boas obras, sendo por Ele gerados novamente para uma viva esperança, pela ressurreição de Cristo dentre os mortos. E quem pode criar uma nova natureza espiritual no coração, senão Deus? Que homem pode gerar em si mesmo para uma viva esperança? E, ainda assim, se ele não é abençoado com esta obra de Deus, ele não irá, não poderá, ser um participante da herança dos santos na luz, não tendo aptidão em si mesmo para esse gozo glorioso. E como todo o gozo pro-

6 vém da afabilidade do objeto para o sujeito, e um homem natural é um homem profano, que júbilo ele pode ter em um Deus infinitamente santo? Como aquele que ama o pecado pode deliciar-se com uma perfeita conformidade com a imagem santa de Deus, e uma dedicação inteira e eterna somente para o Seu louvor, que são as felicidades dos santos em alegria enquanto eles contemplam a face de Jeová? E se esses temperamentos santos não são criados em nossos corações aqui, em uma medida começada, devendo ser preenchida a seguir, as nossas almas serão miseráveis para sempre, pois nenhuma pessoa ou coisa impura entrará na nova Jerusalém. Mas, senhor, quanto ao próximo ponto, no que a regeneração consiste? Permita-me responder brevemente: A regeneração consiste em uma mudança universal forjada em nossas almas em todos os seus poderes e faculdades pelo Espírito e palavra de graça ou no dom de uma nova natureza, uma natureza espiritual, na alma de quem está sendo renovado segundo a imagem de Deus no conhecimento e verdadeira santidade, na qual a nova natureza contém em si a fé e o amor, esperança e toda a graça e é a nossa aptidão para comunicar com objetos novos e espirituais. E este novo e espiritual princípio da graça tem o seu lugar em todas as potências da alma. O entendimento, que antes era trevas, a seguir, é feito luz no Senhor. A vontade, que era toda rebelião contra a salvação de Deus em Cristo, que é toda a partir da livre graça, é então feita disposta a confiar na livre graça em Cristo para toda a felicidade da salvação. A consciência, que estava cheia de culpa e medo, é então aspergida com o sangue de Cristo, e, portanto, abençoada com paz. As afeições, que eram fixadas em uma propensão terrena, sensual, são, então, erguidas a objetos espirituais e celestes. Em uma palavra, as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo ; cada homem que está em Cristo é uma nova criatura. Que homem pode dizer em um sentido espiritual, como o homem que nasceu cego, cujos olhos o nosso Senhor abriu, Uma coisa eu sei, que eu era cego, agora vejo. A fé é novo olho da alma, para discernir o pecado em outra luz completamente diferente do que o homem fazia antes; discernir o pecado no coração em sua natureza odiosa e consequências lamentáveis; discernir a lei de Deus em sua espiritualidade, estendendo aos pensamentos, bem como aos atos, na equidade de sua exigência de obediência perfeita, e na justiça de sua maldição para cada, até mesmo a menor desobediência; e, portanto, para discernir a insuficiência de sua própria obediência para justificar a justiça da alma diante de um Deus de infinita santidade; discernir pelo evangelho a total suficiência, a excelência transcendente de Cristo. A fé que opera pelo amor aos seus gloriosos objetos, o totalmente desejável Jesus, se submete à Sua perfeita justiça, rejeita a sua própria justiça, como escória e lixo, e deseja ser achado nele, e na Sua justiça apenas; e aprovação do Salvador, como novo Chefe da alma, recebe-o em Sua Pessoa e ofício para todos os confins da graça como dom gratuito de Deus para o principal dos pecadores, e dá-se a si mesmo para ser intei-

7 ramente dele em toda santa obediência para a glória do Senhor e felicidade presente e eterna na alma. A fé dobra os joelhos à Cristo, e reverencia o Salvador em toda a plenitude da Sua salvação; e fé nos afetos eleva a alma para cima, até todos os objetos celestiais, a todas aquelas delícias superiores que devem ser apreciadas em Deus, parcialmente aqui, e completamente e eternamente no porvir; com um quem tenho eu no céu, senão a Ti? e ninguém há na terra que eu deseje além de Ti. Os desejos daquela alma estão centrados em Cristo, como seu presente e porção eterna; e se deleita em todas as coisas que carregam a Sua imagem, Sua palavra, Suas obras, Seus caminhos e ordenanças, e todos os Seus santos; e a alma abomina com indignação, tudo o que Deus abomina, todo pecado é uma abominação para aquele homem desde que ele é nascido de novo. Pois, senhor, o homem que é uma nova criatura em Cristo o é, sem dúvida, em todos os seus poderes e faculdades, embora esta obra como ainda é apenas uma obra iniciada, esta deve ser concluída na dissolução de seu corpo para sua plena salvação. A obra é perfeita quanto ao tipo, e perfeita quanto às partes, estendendo-se a todos os seus poderes e faculdades, mas ainda não é perfeita quanto ao grau, como uma criança tem todas as partes de um homem, embora não chegou à completa estatura de homem perfeito. E assim é com as almas que são recém-nascidas, o que fez um digno religioso dizer: cada homem regenerado é dois homens, ou seja, ele tem uma nova natureza nele, que é inteiramente para Deus, e uma velha natureza ainda na parte restante, que é inteiramente para o pecado. E essas duas naturezas que residem na mesma alma e em todas as suas faculdades, que são santificadas apenas em parte a natureza corrupta, a carne cobiça contra o Espírito, ou natureza santa em seu coração e o Espírito contra a carne; e sendo estes contrários, um ao outro, as almas que nasceram de novo não podem fazer perfeitamente as coisas que eles desejam, por causa do pecado que habita neles. Isso fez o santo Paulo dizer: Quando quero fazer o bem, o mal está comigo. E como ele gemia sob essa miséria, com um Miserável homem que eu sou! Quem me livrará do corpo desta morte?. E estes gemidos sob o fardo restante do pecado são peculiares ao recém-nascido, para aqueles que têm uma santa natureza espiritual neles, em virtude da regeneração. E essa natureza nova e santa neles é a sua aptidão para discernir as coisas espirituais, que não podem ser conhecidas por nenhum homem natural; pois, iniciada comunhão com Deus em Cristo, e uma dedicação solene para o Seu louvor, como a sua conclusão, irá prepará-los para a visão beatífica de Sua face pelos séculos sem fim! Feliz, três vezes feliz, então, são aqueles que nasceram de novo! Eles são herdeiros daquela herança gloriosa que é incorruptível, imaculada, e que não se desvanece, reservada no Céu para eles!

8 Novo Nascimento Querido Amigo, Graça a ti e paz te sejam multiplicadas, Eu ouço você dizer, eu desejo muito saber se eu sou um daqueles que nasceram de novo. Há duas maneiras pelas quais uma alma vem a saber se ela nasceu de novo. A primeira é pela revelação do Espírito testemunhando à alma em alguma palavra ou outra na qual essa verdade é declarada. A segunda é por Ele permitir que a alma discirna seus próprios atos em luz Divina, e tire conclusões a partir destes discernidos atos da graça que tenha o princípio; e em ambas as maneiras o Senhor pode lhe dar satisfação em um instante se Lhe agradar. Mas, de modo geral, leva um tempo antes de um filho de Deus poder tirar conclusões constantes de seu novo nascimento a partir dos seus próprios sentimentos da nova vida; e, portanto, você pode ser recém-nascido apesar de você não saber! A criança viva, você sabe, quando primeiro nascida no mundo tem vida, mas ela não sabe disso. Ela tinha uma vida secreta a partir de sua primeira vivificação no útero, e daí um movimento secreto; mas assim que nasce, começa a viver visivelmente para os outros, mas ainda assim, a própria criança não sabe nada sobre o assunto. Ele chora, deseja mamar, experimenta o leite, e é satisfeita, vê a luz e sente o calor com prazer, todos os quais são manifestações visíveis de sua vida aos espectadores, mas a criança não sabe nada sobre isso, porque não é capaz de autorreflexão. E assim é com a alma recém-nascida; há uma obra secreta de Deus sobre todo o coração, um princípio de vida dado, e dali, alguns movimentos secretos e agitações fracas agora e depois, sob convicções iniciadas, antes de ser trazida para a vida visível da graça, que se descobre assim que a alma é nascida de novo, na respiração ou clamor da nova criatura, seus desejos, seus discernimentos, e seus prazeres, que, quando comunicada aos cristãos adultos, eles sabem que tal alma é um dos recém-nascido de Cristo, embora esta criança em si ainda não seja capaz de refletir sobre seus próprios atos de forma a concluir a sua vida a partir dali. E se for este o seu caso, que você não pode fazer um julgamento a partir do que você já experimentou se você tem a vida da graça, ou é um nascido de novo, então me diga, como uma criatura racional, como é com você, para que, como tal, possa dizer o que os sentimentos da alma tem sido, embora como uma nova criatura que você ainda pode não vir a tal exercício de seus sentidos espirituais como conhecer esses sentimentos sendo sentimentos de graça, e uma certa demonstração de seu ser nascido de novo.

9 Bem, uma criança viva vê. O que você tem visto? Você já viu-se ser um pecador por natureza, bem como pela prática, de coração, bem como a vida, e que você é totalmente arruinado, e deve perecer para sempre, sem um interesse salvador em Jesus Cristo, como sendo totalmente incapaz de fazer qualquer coisa para livrar-se da ira vindoura? Você já viu a sua própria justiça ser apenas trapos imundos, e sua própria força para fazer qualquer boa obra ser apenas fraqueza? Mais uma vez, você viu tão excelência em Cristo, como um Salvador completo, que é extremamente adequado para o seu caso como um pecador perdido? E você tem qualquer discernimento da glória da livre graça de Deus e da misericórdia em Cristo? Você tem, então, o olho da nova criatura, discernimento da fé, a fé dos eleitos de Deus. E a partir desses discernimentos você foi feito a clamar ao Senhor, para lamentar o seu pecado diante dele, e para suplicar Seu Trono de misericórdia, orando a Ele para dar-lhe Cristo independente do que mais Ele negue a você? Você tem, então, a respiração da nova criatura, que flui de ninguém, senão daqueles que têm a vida da nova criatura. Mais uma vez, quais são os seus desejos? Os anseios de sua alma são pela livre graça e misericórdia de Deus em Cristo, como manifestado nas promessas, aqueles seios de consolação? Você tem, então, o apetite da nova criatura, e é certamente nascido da Palavra e do Espírito de Deus. Mais uma vez, quais são os seus prazeres? O que mais satisfaz e agrada a sua alma? A graça de Deus e do Senhor Jesus Cristo têm sido doces e saborosos para você em uma promessa ou em uma ordenança, o refrigério e satisfação de sua alma por alguns momentos, apenas contanto que você teve o peito em sua boca, a graça da promessa vertida para você? Então, você provou que o Senhor é bom, e é um dos bebês recém-nascidos de Cristo. E você já sentiu qualquer calor refrescante e conforto no amor de Deus, que, como o fogo, já aqueceu e acalorou a alma fria? Você tem, então, aquela sensação que é própria de uma nova criatura, e é evidente nestes aspectos que você certamente nasceu de novo, e como tal, você deve ver, ou seja, aproveitar o reino de Deus como um reino de graça aqui, que é um reino de poder, justiça, paz e alegria no Espírito Santo; e você entrará no reino de glória no futuro, como sendo feito apto para ser um participante da herança dos santos na luz; pois aquele que é o seu Deus preparou para você uma cidade, e fez a sua alma para essa mesma finalidade, não havendo nunca uma alma no mundo que seja assim criada, que não seja um vaso de misericórdia preparada para a glória, por uma obra salvífica do Espírito Santo sobre ela, bem como no propósito de Deus a seu respeito. Vá em frente, portanto, como um recém-nascido, para o genuíno leite espiritual da Palavra

10 a graça sem mistura do Evangelho para que você possa crescer assim, pois isso é com o propósito de que você mantenha e aumente a vida graça iniciada em sua alma, até que seja aperfeiçoado na vida de glória. Alegre-se, então, você ovelha de Cristo, pois você está extremamente seguro sob os cuidados de seu amoroso Pastor. Ele vai te levantar com o Seu braço, e carregá-lo-á em Seu seio; Ele vai conduzir você a pastos verdes, junto das águas, e fará com que você repouse em segurança. Sola Scriptura! Sola Gratia! Sola Fide! Solus Christus! Soli Deo Gloria!

11 OUTRAS LEITURAS QUE RECOMENDAMOS Baixe estes e outros e-books gratuitamente no site oestandartedecristo.com. 10 Sermões R. M. M Cheyne Adoração A. W. Pink Agonia de Cristo J. Edwards Batismo, O John Gill Batismo de Crentes por Imersão, Um Distintivo Neotestamentário e Batista William R. Downing Bênçãos do Pacto C. H. Spurgeon Biografia de A. W. Pink, Uma Erroll Hulse Carta de George Whitefield a John Wesley Sobre a Doutrina da Eleição Cessacionismo, Provando que os Dons Carismáticos Cessaram Peter Masters Como Saber se Sou um Eleito? ou A Percepção da Eleição A. W. Pink Como Ser uma Mulher de Deus? Paul Washer Como Toda a Doutrina da Predestinação é corrompida pelos Arminianos J. Owen Confissão de Fé Batista de 1689 Conversão John Gill Cristo É Tudo Em Todos Jeremiah Burroughs Cristo, Totalmente Desejável John Flavel Defesa do Calvinismo, Uma C. H. Spurgeon Deus Salva Quem Ele Quer! J. Edwards Discipulado no T empo dos Puritanos, O W. Bevins Doutrina da Eleição, A A. W. Pink Eleição & Vocação R. M. M Cheyne Eleição Particular C. H. Spurgeon Especial Origem da Instituição da Igreja Evangélica, A J. Owen Evangelismo Moderno A. W. Pink Excelência de Cristo, A J. Edwards Gloriosa Predestinação, A C. H. Spurgeon Guia Para a Oração Fervorosa, Um A. W. Pink Igrejas do Novo Testamento A. W. Pink In Memoriam, a Canção dos Suspiros Susannah Spurgeon Incomparável Excelência e Santidade de Deus, A Jeremiah Burroughs Infinita Sabedoria de Deus Demonstrada na Salvação dos Pecadores, A A. W. Pink Jesus! C. H. Spurgeon Justificação, Propiciação e Declaração C. H. Spurgeon Livre Graça, A C. H. Spurgeon Marcas de Uma Verdadeira Conversão G. Whitefield Mito do Livre-Arbítrio, O Walter J. Chantry Natureza da Igreja Evangélica, A John Gill Natureza e a Necessidade da Nova Criatura, Sobre a John Flavel Necessário Vos é Nascer de Novo Thomas Boston Necessidade de Decidir-se Pela Verdade, A C. H. Spurgeon Objeções à Soberania de Deus Respondidas A. W. Pink Oração Thomas Watson Pacto da Graça, O Mike Renihan Paixão de Cristo, A Thomas Adams Pecadores nas Mãos de Um Deus Irado J. Edwards Pecaminosidade do Homem em Seu Estado Natural Thomas Boston Plenitude do Mediador, A John Gill Porção do Ímpios, A J. Edwards Pregação Chocante Paul Washer Prerrogativa Real, A C. H. Spurgeon Queda, a Depravação Total do Homem em seu Estado Natural..., A, Edição Comemorativa de Nº 200 Quem Deve Ser Batizado? C. H. Spurgeon Quem São Os Eleitos? C. H. Spurgeon Reformação Pessoal & na Oração Secreta R. M. M'Cheyne Regeneração ou Decisionismo? Paul Washer Salvação Pertence Ao Senhor, A C. H. Spurgeon Sangue, O C. H. Spurgeon Semper Idem Thomas Adams Sermões de Páscoa Adams, Pink, Spurgeon, Gill, Owen e Charnock Sermões Graciosos (15 Sermões sobre a Graça de Deus) C. H. Spurgeon Soberania da Deus na Salvação dos Homens, A J. Edwards Sobre a Nossa Conversão a Deus e Como Essa Doutrina é Totalmente Corrompida Pelos Arminianos J. Owen Somente as Igrejas Congregacionais se Adequam aos Propósitos de Cristo na Instituição de Sua Igreja J. Owen Supremacia e o Poder de Deus, A A. W. Pink Teologia Pactual e Dispensacionalismo William R. Downing Tratado Sobre a Oração, Um John Bunyan Tratado Sobre o Amor de Deus, Um Bernardo de Claraval Um Cordão de Pérolas Soltas, Uma Jornada Teológica no Batismo de Crentes Fred Malone Sola Scriptura Sola Fide Sola Gratia Solus Christus Soli Deo Gloria

12 2 Coríntios 4 1 Por isso, tendo este ministério, segundo a misericórdia que nos foi feita, não desfalecemos; 2 Antes, rejeitamos as coisas que por vergonha se ocultam, não andando com astúcia nem falsificando a palavra de Deus; e assim nos recomendamos à consciência de todo o homem, na presença de Deus, pela manifestação da verdade. 3 Mas, se ainda o nosso evangelho está encoberto, para os que se perdem está encoberto. 4 Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus. 5 Porque não nos pregamos a nós mesmos, mas a Cristo Jesus, o Senhor; e nós mesmos somos vossos servos por amor de Jesus. 6 Porque Deus, que disse que das trevas resplandecesse a luz, é quem resplandeceu em nossos corações, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Jesus Cristo. 7 Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não de nós. 8 Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desanimados. 9 Perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos; 10 Trazendo sempre por toda a parte a mortificação do Senhor Jesus no nosso corpo, para que a vida de Jesus se manifeste também nos nossos corpos; 11 E assim nós, que vivemos, estamos sempre entregues à morte por amor de Jesus, para que a vida de Jesus se manifeste também na nossa carne mortal. 12 De maneira que em nós opera a morte, mas em vós a vida. 13 E temos portanto o mesmo espírito de fé, como está escrito: Cri, por isso falei; nós cremos também, por isso também falamos. 14 Sabendo que o que ressuscitou o Senhor Jesus nos ressuscitará também por Jesus, e nos apresentará convosco. 15 Porque tudo isto é por amor de vós, para que a graça, multiplicada por meio de muitos, faça abundar a ação de graças para glória de Deus. 16 Por isso não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia. 17 Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente; 18 Não atentando nós nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas.

ORANDO COM O ENTENDIMENTO

ORANDO COM O ENTENDIMENTO ORANDO COM O ENTENDIMENTO John Bunyan Traduzido do Espanhol Título original em Inglês A Discourse Touching Prayer By John Bunyan A presente publicação consiste em um excerto da obra supracitada Via: CimientoEstable.org

Leia mais

Biography of A.W. Pink

Biography of A.W. Pink Traduzido do original em Inglês Biography of A.W. Pink By Erroll Hulse Via: ChapelLibrary.org Copyright 2013 Chapel Library Tradução por Camila Almeida Revisão e Capa por William Teixeira 1ª Edição: Dezembro

Leia mais

DILIGÊNCIA NECESSÁRIA

DILIGÊNCIA NECESSÁRIA DILIGÊNCIA NECESSÁRIA. Traduzido do original em Inglês Diligence Necessary By R. M. M'Cheyne Extraído da obra original, em volume único: The Sermons of the Rev. Robert Murray M'Cheyne Minister of St. Peter's

Leia mais

NÃO É UM JUDEU QUEM O É EXTERIORMENTE

NÃO É UM JUDEU QUEM O É EXTERIORMENTE NÃO É UM JUDEU QUEM O É EXTERIORMENTE. Traduzido do original em Inglês Not a Jew Which is One Outwardly By R. M. M'Cheyne Extraído da obra original, em volume único: The Sermons of the Rev. Robert Murray

Leia mais

Cessationism - Proving Charismatic Gifts have Ceased

Cessationism - Proving Charismatic Gifts have Ceased Traduzido do original em Inglês Cessationism - Proving Charismatic Gifts have Ceased By Dr. Peter Masters Via: MetropolitanTabernacle.Org Tradução e Capa por William Teixeira Revisão por Camila Almeida

Leia mais

A VIDA DO VERDADEIRO CRISTÃO: UMA VIAGEM PARA O CÉU

A VIDA DO VERDADEIRO CRISTÃO: UMA VIAGEM PARA O CÉU O PEREGRINO CRISTÃO OU A VIDA DO VERDADEIRO CRISTÃO: UMA VIAGEM PARA O CÉU Traduzido do original em Inglês The Christian Pilgrim or The True Christian's Life a Journey Towards Heaven By Jonathan Edwards

Leia mais

A VOZ DA RESSURREIÇÃO

A VOZ DA RESSURREIÇÃO A VOZ DA RESSURREIÇÃO 24 A VOZ DA RESSURREIÇÃO Sexta-feira, 20 de dezembro de 2013 Cali, Colômbia Para maiores informações poderá visitar o Site: www.opoderdapalavrapura.com Ou através do e-mail: contato@opoderdapalavrapura.com

Leia mais

ADORAÇÃO. A. W. Pink

ADORAÇÃO. A. W. Pink ADORAÇÃO A. W. Pink Traduzido do original em Inglês Worship By A. W. Pink Via: PBMinistries.org (Providence Baptist Ministries) Tradução e Capa por William Teixeira Revisão por Camila Almeida 1ª Edição:

Leia mais

A Defense of Calvinism

A Defense of Calvinism Traduzido do original em Inglês A Defense of Calvinism By C. H. Spurgeon Via SpurgeonGems.org Adaptado a partir de The C. H. Spurgeon Collection, Version 1.0, Ages Software. Tradução por Camila Almeida

Leia mais

A DOUTRINA DA TRINDADE NA CFB1689 2:3 A Fundação Da Fundação: A Importância Pastoral

A DOUTRINA DA TRINDADE NA CFB1689 2:3 A Fundação Da Fundação: A Importância Pastoral A DOUTRINA DA TRINDADE NA CFB1689 2:3 A Fundação Da Fundação: A Importância Pastoral Da Doutrina Da Trindade Na CFB1689 2:3 JASON WALTER Traduzido do original em Inglês The Foundation of the Foundation:

Leia mais

Consolidação para o Discipulado - 1

Consolidação para o Discipulado - 1 Consolidação para o Discipulado - 1 Fortalecendo o novo convertido na Palavra de Deus Rev. Edson Cortasio Sardinha Consolidador/a: Vida consolidada: 1ª Lição: O Amor de Deus O amor de Deus está presente

Leia mais

Mosaicos #7 Escolhendo o caminho a seguir Hb 13:8-9. I A primeira ideia do texto é o apelo à firmeza da fé.

Mosaicos #7 Escolhendo o caminho a seguir Hb 13:8-9. I A primeira ideia do texto é o apelo à firmeza da fé. 1 Mosaicos #7 Escolhendo o caminho a seguir Hb 13:8-9 Introdução: Jesus Cristo é o mesmo, ontem, hoje e para sempre. Não se deixem levar pelos diversos ensinos estranhos. É bom que o nosso coração seja

Leia mais

Curso Bíblico. Discipulado de Integração. Discipulado de Integração

Curso Bíblico. Discipulado de Integração. Discipulado de Integração Curso Bíblico Discipulado de Integração Curso Bíblico Gratuito Para Novos Discípulos de Jesus Cristo Quando aceitamos o evangelho, cremos em Jesus Cristo como nosso Salvador e Senhor, temos o nascimento

Leia mais

Livre arbítrio, eleição, predestinação: dá para conciliar?

Livre arbítrio, eleição, predestinação: dá para conciliar? Livre arbítrio, eleição, predestinação: dá para conciliar? O livre arbítrio tem sido definido como a capacidade que o homem tem de escolher entre o bem e o mal, entre o certo e o errado, e é óbvio, a de

Leia mais

Igreja Batista Fundamental Taguatinga/DF. Aula 5 - Justiça e Justificação

Igreja Batista Fundamental Taguatinga/DF. Aula 5 - Justiça e Justificação Domingo, 29/03/2009 Autor: Fábio Ramos A Recapitulação Igreja Batista Fundamental Taguatinga/DF Aula 5 - Justiça e Justificação 1 Visão Geral I) somos servos que servem evangelizando II) perdidos estão

Leia mais

Curso de Discipulado

Curso de Discipulado cidadevoadora.com INTRODUÇÃO 2 Este curso é formado por duas partes sendo as quatro primeiras baseadas no evangelho de João e as quatro últimas em toda a bíblia, com assuntos específicos e muito relevantes

Leia mais

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS I. Nas celebrações do Tempo Advento Deus omnipotente e misericordioso, que vos dá a graça de comemorar na fé a primeira vinda do seu Filho Unigénito e de esperar

Leia mais

ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO NA ABERTURA DO ANO SACERDOTAL 19 de junho de 2009. Fidelidade de Cristo, fidelidade do Sacerdote

ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO NA ABERTURA DO ANO SACERDOTAL 19 de junho de 2009. Fidelidade de Cristo, fidelidade do Sacerdote ARQUIDIOCESE DE FLORIANÓPOLIS ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO NA ABERTURA DO ANO SACERDOTAL 19 de junho de 2009 Fidelidade de Cristo, fidelidade do Sacerdote 1 - MOTIVAÇÃO INICIAL: Dir.: Em comunhão

Leia mais

A Experiência do Novo Nascimento

A Experiência do Novo Nascimento Pr. Patrick Robert Briney Mission Boulevard Baptist Church A Experiência do Novo Nascimento A Série das Verdades do Evangelho (caderno 6) The Born Again Experience Tradução Pr. Anastácio Pereira de Sousa

Leia mais

YEHOSHUA E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos (Atos

YEHOSHUA E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos (Atos YEHOSHUA E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos (Atos 4.12) Quando você se arrepende dos seus pecados e crê

Leia mais

Acólitos. São João da Madeira. Cancioneiro

Acólitos. São João da Madeira. Cancioneiro Acólitos São João da Madeira Cancioneiro Índice Guiado pela mão...5 Vede Senhor...5 Se crês em Deus...5 Maria a boa mãe...5 Quanto esperei por este momento...6 Pois eu queria saber porquê?!...6 Dá-nos

Leia mais

JESUS CRISTO É O FILHO DE DEUS

JESUS CRISTO É O FILHO DE DEUS JESUS CRISTO É O FILHO DE DEUS SOBRE ESTA REVELAÇÃO EDIFICAREI A MINHA IGREJA Mateus 16: 13 E, chegando Jesus às partes de Cesaréia de Filipe, interrogou os seus discípulos, dizendo: Quem dizem os homens

Leia mais

Igreja Internacional da Graça de Deus

Igreja Internacional da Graça de Deus Igreja Internacional da Graça de Deus 1 O Batismo nas Águas Igreja Internacional da Graça de Deus Fevereiro de 2010 São Paulo - Brasil 2 Nova Vida com Jesus J esus respondeu : - Na verdade, na verdade

Leia mais

ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO

ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO ESTUDO 1 NOVA VIDA O presente curso ajudará você a descobrir fatos da Palavra de Deus, fatos os quais você precisa para viver a vida em toda a sua plenitude. Por este estudo

Leia mais

EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3. Evangelho de João Cap. 3. 1 Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus.

EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3. Evangelho de João Cap. 3. 1 Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus. EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3 LEMBRETE IMPORTANTE: As palavras da bíblia, são somente as frases em preto Alguns comentários explicativos são colocados entre os versículos, em vermelho. Mas é apenas com o intuito

Leia mais

Escola da Bíblia Rua Rio Azul, 200, Boa Viagem CEP: 51.030-050 Recife PE

Escola da Bíblia Rua Rio Azul, 200, Boa Viagem CEP: 51.030-050 Recife PE AS GRANDES DOUTRINAS DA BÍBLIA LIÇÃO 07 O QUE A BÍBLIA DIZ A RESPEITO DA SALVAÇÃO INTRODUÇÃO Chegamos ao que pode ser o tópico mais importante desta série: a salvação. Uma pessoa pode estar equivocada

Leia mais

... Discernindo os Tempos D. M. Lloyd-Jones... (bro.) 44,90... (enc) 59,90... Dispensacionalismo: uma análise A. W. Pink... 11,90... D.

... Discernindo os Tempos D. M. Lloyd-Jones... (bro.) 44,90... (enc) 59,90... Dispensacionalismo: uma análise A. W. Pink... 11,90... D. Publicações Evangélicas Selecionadas Av. Jorge João Saad, 300, São Paulo SP, 05618-000 Tel/Fax (011) 3223-6594 E-mail: livros@editorapes.com.br www.editorapes.com.br LISTA DE PREÇOS outubro 2013 Preços

Leia mais

Grupo de Evangelismo. Igreja Vida em Cristo

Grupo de Evangelismo. Igreja Vida em Cristo 1 GE Grupo de Evangelismo Igreja Vida em Cristo 2 GE Grupo de Evangelismo Índice Apresentação... 3 Introdução ao GE (Grupo de Evangelismo)... 4 Primeira semana... 5 Segunda semana... 6 Terceira semana...

Leia mais

Tipos de cristãos que amadurecem

Tipos de cristãos que amadurecem Tipos de cristãos que amadurecem TEXTO BÍBLICO BÁSICO Romanos 12.1-5 1 Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que

Leia mais

INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE OS LOUVORES CIFRADOS (LEIA COM ATENÇÃO!)

INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE OS LOUVORES CIFRADOS (LEIA COM ATENÇÃO!) INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE OS LOUVORES CIFRADOS (LEIA COM ATENÇÃO!) Atualizado em: 25/09/2007 Este material contém louvores cifrados da coletânea para flauta doce e flauta transversal, e obedece às

Leia mais

QUEM É JESUS. Paschoal Piragine Jr 1 31/08/2015

QUEM É JESUS. Paschoal Piragine Jr 1 31/08/2015 1 QUEM É JESUS Jo 1 26 Respondeu João: Eu batizo com água, mas entre vocês está alguém que vocês não conhecem. 27 Ele é aquele que vem depois de mim, e não sou digno de desamarrar as correias de suas sandálias

Leia mais

Os Cânticos do Natal # 03 O Cântico de Zacarias Lucas 1.67-79

Os Cânticos do Natal # 03 O Cântico de Zacarias Lucas 1.67-79 Benedictus - O Cântico de Zacarias Lucas 1.67-79 67 Seu pai, Zacarias, foi cheio do Espírito Santo e profetizou: 68 Louvado seja o Senhor, o Deus de Israel, porque visitou e redimiu o seu povo. 69 Ele

Leia mais

revista FIDELIDADE - A vida cristã dinâmica Preparando a aula Plano de aula

revista FIDELIDADE - A vida cristã dinâmica Preparando a aula Plano de aula Base bíblica: João 3.1-23 Texto áureo: Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus (João 3.5). Preparando a aula Ore

Leia mais

COMO VIVER COM DEUS? COMO VIVER COM DEUS? EXTRA, EXTRA! As Más Notícias: EXTRA, EXTRA! Mitos. homem com seu Criador

COMO VIVER COM DEUS? COMO VIVER COM DEUS? EXTRA, EXTRA! As Más Notícias: EXTRA, EXTRA! Mitos. homem com seu Criador COMO VIVER COM DEUS? Mitos e Verdades sobre o Relacionamento do Homem com seu Criador COMO VIVER COM DEUS? Mitos e Verdades sobre o Relacionamento do Homem com seu Criador Professor: Vlademir Hernandes

Leia mais

STOTT, John R. W. Batismo e plenitude do Espírito Santo. São Paulo: Vida Nova, 1966.

STOTT, John R. W. Batismo e plenitude do Espírito Santo. São Paulo: Vida Nova, 1966. Azusa Revista de Estudos Pentecostais 1 STOTT, John R. W. Batismo e plenitude do Espírito Santo. São Paulo: Vida Nova, 1966. Josias Novak 1 1 A promessa do Espírito Em sua exposição Stott afirma que a

Leia mais

CAPÍTULO 2. O Propósito Eterno de Deus

CAPÍTULO 2. O Propósito Eterno de Deus CAPÍTULO 2 O Propósito Eterno de Deus Já falamos em novo nascimento e uma vida com Cristo. Mas, a menos que vejamos o objetivo que Deus tem em vista, nunca entenderemos claramente o porque de tudo isso.

Leia mais

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal Personal Commitment Guide Guia de Compromisso Pessoal Nome da Igreja ou Evento Nome do Conselheiro Telefone 1. Salvação >Você já atingiu um estágio na vida em que você tem a certeza da vida eterna e que

Leia mais

PREGAÇÃO DO DIA 30 DE NOVEMBRO DE 2013 TEMA : A LUTA PELA FÉ PASSAGEM BASE: FILIPENSES 1:27-30

PREGAÇÃO DO DIA 30 DE NOVEMBRO DE 2013 TEMA : A LUTA PELA FÉ PASSAGEM BASE: FILIPENSES 1:27-30 PREGAÇÃO DO DIA 30 DE NOVEMBRO DE 2013 TEMA : A LUTA PELA FÉ PASSAGEM BASE: FILIPENSES 1:2730 FILIPENSES 1:2730 Somente deveis portarvos dignamente conforme o evangelho de Cristo, para que, quer vá e vos

Leia mais

VIDA EM ABUNDÂNCIA. Texto Base: João 10:10 Vim para que tenham vida e a tenham em abundância

VIDA EM ABUNDÂNCIA. Texto Base: João 10:10 Vim para que tenham vida e a tenham em abundância VIDA EM ABUNDÂNCIA CELEBRANDO PEQUENAS VITÓRIAS Por José Eduardo Teixeira Texto Base: João 10:10 Vim para que tenham vida e a tenham em abundância INTRODUÇÃO Existem perguntas solenes com as quais todos

Leia mais

Igreja Pentecostal da Bíblia

Igreja Pentecostal da Bíblia Igreja Pentecostal da Bíblia 2015 O Ano de Paulo ** Conversão - parte 2 Atos 9 ** Pastoreio # 019 Direção Nacional Distribua cópias desse pastoreio para todos os envolvidos no processo (superintendentes

Leia mais

CRISTO E NOSSA PLENITUDE

CRISTO E NOSSA PLENITUDE 1 CRISTO E NOSSA PLENITUDE e tendes a vossa plenitude nele, que é a cabeça de todo principado e potestade Col 2.10 OBJETIVO. O presente sermão trata do privilégio de nós termos em Jesus Cristo toda nossa

Leia mais

TEMPO PASCAL. Ofício das Leituras

TEMPO PASCAL. Ofício das Leituras TEMPO PASCAL "É importante, ainda, observar bem como a Igreja procura traduzir as multíplices relações que a unem a Maria em outras tantas atitudes cultuais, diversas e eficazes: em estudo atento, quando

Leia mais

Curso Bíblico. Lição 7 FAZEI DISCÍPULOS

Curso Bíblico. Lição 7 FAZEI DISCÍPULOS Curso Bíblico Lição 7 Lembre-se que é da vontade de Deus que todos os homens se salvem: Isto é bom e aceitável diante de Deus, nosso Salvador, o qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao

Leia mais

CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica. A unidade na fé a caminho da missão

CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica. A unidade na fé a caminho da missão CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica A unidade na fé a caminho da missão Nossa Visão Manifestar a unidade da igreja por meio do testemunho visível

Leia mais

SEMINÁRIO TEOLÓGICO NAZARENO DO BRASIL Cátedra: Formação Espiritual Docente: Rev. Luciano Duarte

SEMINÁRIO TEOLÓGICO NAZARENO DO BRASIL Cátedra: Formação Espiritual Docente: Rev. Luciano Duarte SEMINÁRIO TEOLÓGICO NAZARENO DO BRASIL Cátedra: Formação Espiritual Docente: Rev. Luciano Duarte QUESTÕES SOBRE FORMAÇÃO ESPIRITUAL por Sandro Rogério Ribeiro Hortolândia, SP 2014 SUMÁRIO 1 Introdução...

Leia mais

! O CÓDIGO DE SANTIDADE

! O CÓDIGO DE SANTIDADE UMA VIDA QUE HONRA A DEUS Levítico 17 Lv 17.11 Pois a vida da carne está no sangue, e eu o dei a vocês para fazerem O CÓDIGO DE SANTIDADE Levítico 17 está estrategicamente localizado na abertura da segunda

Leia mais

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade.

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade. A Palavra de Deus 2 Timóteo 3:16-17 Pois toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver. 17 E isso

Leia mais

Lição Um. Um Novo Princípio. O Poder Transformador de Cristo

Lição Um. Um Novo Princípio. O Poder Transformador de Cristo Livro 1 página 4 Lição Um Um Novo Princípio O Poder Transformador de Cristo Da Palavra de Deus: Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo

Leia mais

DOMINGO VII DA PÁSCOA. Vésperas I

DOMINGO VII DA PÁSCOA. Vésperas I DOMINGO VII DA PÁSCOA (Onde a solenidade da Ascensão não é transferida para este Domingo). Semana III do Saltério Hi n o. Vésperas I Sa l m o d i a Salmos e cântico do Domingo III. Ant. 1 Elevado ao mais

Leia mais

Mais Se Exige a Quem Mais é Dado

Mais Se Exige a Quem Mais é Dado Mais Se Exige a Quem Mais é Dado Pessoas que estão livres da necessidade de trabalhar em empregos específicos devem se considerar como devotadas a Deus em maior grau. Grande parte do mundo está livre das

Leia mais

Associação Maria Aparição de Cristo Jesus

Associação Maria Aparição de Cristo Jesus Mensagem de Cristo Jesus para a Maratona da Divina Misericórdia em Ávila, Espanha Sexta-feira, 6 de junho de 2014, às 15h Essa segunda jornada da Maratona da Divina Misericórdia foi especial e diferente,

Leia mais

Como levar alguém a Jesus Cristo usando o Cubo Evangelístico (Use as setas do cubo para ajudá-lo a abrir as figuras)

Como levar alguém a Jesus Cristo usando o Cubo Evangelístico (Use as setas do cubo para ajudá-lo a abrir as figuras) Como levar alguém a Jesus Cristo usando o Cubo Evangelístico (Use as setas do cubo para ajudá-lo a abrir as figuras) Mostre o "Homem em Pecado" separado de Deus Esta luz (aponte para o lado direito) representa

Leia mais

MENSAGEM DO PAPA JOÃO PAULO II PARA A XXXI JORNADA MUNDIAL DE ORAÇÃO PELAS VOCAÇÕES

MENSAGEM DO PAPA JOÃO PAULO II PARA A XXXI JORNADA MUNDIAL DE ORAÇÃO PELAS VOCAÇÕES MENSAGEM DO PAPA JOÃO PAULO II PARA A XXXI JORNADA MUNDIAL DE ORAÇÃO PELAS VOCAÇÕES Aos venerados irmãos no episcopado e a todos os queridos fiéis do mundo inteiro A celebração da Jornada Mundial de Oração

Leia mais

Disciples of Christ Church Ministerio vida com vida Pr Joaquim Costa Junior 1. Sabendo quem somos em Cristo, para refletir a Sua glória.

Disciples of Christ Church Ministerio vida com vida Pr Joaquim Costa Junior 1. Sabendo quem somos em Cristo, para refletir a Sua glória. Disciples of Christ Church Ministerio vida com vida Pr Joaquim Costa Junior 1 Sabendo quem somos em Cristo, para refletir a Sua glória. 1Pe 2:9 Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação

Leia mais

#61. 10.14 O batismo do Espírito Santo

#61. 10.14 O batismo do Espírito Santo 10.14 O batismo do Espírito Santo #61 Estudamos o novo nascimento e vimos como o Espírito Santo realiza essa obra juntamente com a Palavra de Deus. Tínhamos que entender o novo nascimento e como alguém

Leia mais

Equilíbrio Col 3: 8-4: 6

Equilíbrio Col 3: 8-4: 6 1 Equilíbrio Col 3: 8-4: 6 Introdução: Todos os seres humanos passam a vida buscando equilibrar- se entre as circunstâncias São exatamente as circunstâncias que nos tiram do eixo e nos levam a atos e hábitos

Leia mais

#62. O batismo do Espírito Santo (continuação)

#62. O batismo do Espírito Santo (continuação) O batismo do Espírito Santo (continuação) #62 Estamos falando sobre alguns dons do Espírito Santo; falamos de suas obras, dos seus atributos, como opera o novo nascimento e, por último, estamos falando

Leia mais

O Senhor fará brilhar sobre nós a sua luz. (Lucas 1.78 NTLH)

O Senhor fará brilhar sobre nós a sua luz. (Lucas 1.78 NTLH) Tema Geral Enfoque 2013: A Igreja comunica a Vida! Cristo para todos! Capacitando (Jesus o sol nascente) O Senhor fará brilhar sobre nós a sua luz. (Lucas 1.78 NTLH) Klaus Kuchenbecker INTRODUÇÃO Louvado

Leia mais

Portanto, sempre existiu aqueles que eram de Deus, e aqueles que não eram de Deus, ou seja, os santos, e os pecadores.

Portanto, sempre existiu aqueles que eram de Deus, e aqueles que não eram de Deus, ou seja, os santos, e os pecadores. Santidade ao Senhor Antigo Testamento Ex 28:36 "Também farás uma lâmina de ouro puro e nela gravarás à maneira de gravuras de selos: Santidade ao Senhor." Novo testamento 1 Pe 1:15 "mas, como é santo aquele

Leia mais

ANO B. DOMINGO II DA PÁSCOA ou da Divina Misericórdia. (Outras intenções: adultos e crianças baptizados nesta Páscoa...).

ANO B. DOMINGO II DA PÁSCOA ou da Divina Misericórdia. (Outras intenções: adultos e crianças baptizados nesta Páscoa...). 122 ANO B DOMINGO II DA PÁSCOA ou da Divina Misericórdia (Se estiverem presentes adultos que tenham sido baptizados na última Páscoa, as intenções da oração dos fiéis poderão hoje ser propostas por eles).

Leia mais

Curso Bíblico Básico (Nível Médio) Parte VII

Curso Bíblico Básico (Nível Médio) Parte VII COMUNIDADE CRISTÃ ASSEMBLEIA DOS JUSTOS SISTEMA EDUCACIONAL BÍBLICO ECLESIÁSTICO DEPARTAMENTO DE CURSO BÍBLICO BÁSICO Curso Bíblico Básico (Nível Médio) Parte VII A Divindade do Senhor Jesus Este é o assunto

Leia mais

A BÍBLIA. Bíblia: do grego Biblion = Livro, Livro por excelência

A BÍBLIA. Bíblia: do grego Biblion = Livro, Livro por excelência Conhecendo a Bíblia A BÍBLIA Bíblia: do grego Biblion = Livro, Livro por excelência Divisão em capítulos: Stephen Langton, em 1227 e Cardeal Hugo de Sancto Caro, por volta de 1260. Divisão por versículos:

Leia mais

Estas palavras ainda tocam profundamente almas sensíveis, especialmente aquelas que vivenciam momentos de aflição ou cansaço emocional.

Estas palavras ainda tocam profundamente almas sensíveis, especialmente aquelas que vivenciam momentos de aflição ou cansaço emocional. Vinde a mim, todos vós que estais aflitos e sobrecarregados, que eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei comigo que sou brando e humilde de coração e achareis repouso para vossas almas,

Leia mais

CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO. APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07

CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO. APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07 CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07 A trindade sempre existiu, mas se apresenta com maior clareza com vinda de Cristo e a redação do Novo Testamento. Por exemplo,

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

O Amor Soberano de Deus: Nosso Conforto Prof. Robert D. Decker

O Amor Soberano de Deus: Nosso Conforto Prof. Robert D. Decker 1 O Amor Soberano de Deus: Nosso Conforto Prof. Robert D. Decker Tradução: Felipe Sabino de Araújo Neto / felipe@monergismo.com O assunto me designado pelo comitê foi posto na forma de uma pergunta: A

Leia mais

AS PARÁBOLAS DA BÍBLIA

AS PARÁBOLAS DA BÍBLIA AS PARÁBOLAS DA BÍBLIA Série de Estudos Teológicos By Rev. Roger Rangel AS PARÁBOLAS DO NT Parábola do sal e de seu sabor Mt 5:13 Mc 9:50 Lc 14:34,35 Essa parábola será estudada em conjunto com a da luz

Leia mais

- 1 2013 - Nº 7 SOLENIDADE DA SANTA MÃE DE DEUS, MARIA ANO DA FÉ COR LITÚRGICA: BRANCO

- 1 2013 - Nº 7 SOLENIDADE DA SANTA MÃE DE DEUS, MARIA ANO DA FÉ COR LITÚRGICA: BRANCO O POVO DE DEUS FOLHA SEMANAL DA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA Ano XLVIII - Brasília, 1 de janeiro de 2013 - Nº 7 SOLENIDADE DA SANTA MÃE DE DEUS, MARIA ANO DA FÉ COR LITÚRGICA: BRANCO 1 INTRODUÇÃO Com.: Amados

Leia mais

O Batismo é mencionado pela primeira vez, no Novo Testamento, quando do ministério de João Batista.

O Batismo é mencionado pela primeira vez, no Novo Testamento, quando do ministério de João Batista. Lição 11 A DOUTRINA DO BATISMO NAS ÁGUAS Por: Pr Valdimário Santos O Batismo é mencionado pela primeira vez, no Novo Testamento, quando do ministério de João Batista. Em Mateus 3.1,2 notamos que a mensagem

Leia mais

BASES DA CONVERSÃO CRISTÃ E DO DISCIPULADO

BASES DA CONVERSÃO CRISTÃ E DO DISCIPULADO BASES DA CONVERSÃO CRISTÃ E DO DISCIPULADO O que é uma pessoa cristã? É a pessoa que acredita que o Deus vivo é revelado em e por meio de Jesus Cristo, que aceita Jesus Cristo como Senhor e Salvador, que

Leia mais

NOME DO CURSO ORAR É AÇÃO EBA. Nome do professor

NOME DO CURSO ORAR É AÇÃO EBA. Nome do professor ORAR É AÇÃO EBA Aprendendo a ORAR com Paulo Ef. 1:15-19. Por isso também eu, tendo ouvido da fé que há entre vós no Senhor Jesus e o amor para com todos os santos, não cesso de dar graças por vós, fazendo

Leia mais

Local& Escola&de&Pós&Graduação& &Uninter& Domingo&às&19h& Rua&Candelária,&1744&

Local& Escola&de&Pós&Graduação& &Uninter& Domingo&às&19h& Rua&Candelária,&1744& Local& Escola&de&Pós&Graduação& &Uninter& Domingo&às&19h& Rua&Candelária,&1744& Colossenses& 15 Ele é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação, 16 pois nele foram criadas todas as

Leia mais

Estudos na Palavra de Deus. Jovens

Estudos na Palavra de Deus. Jovens Estudos na Palavra de Deus 5º Estudo do 1º Semestre 2012 Hugh Latimer (1487-1555) Deus nunca deu um presente sem providenciar ocasião, uma vez ou outra, de exibi-lo para a glória de Deus. Pois se enviasse

Leia mais

IGREJA CRISTÃ MARANATA PRESBITÉRIO ESPÍRITO SANTENSE EM EFÉSIOS 2.8 PAULO VINCULA A SALVAÇÃO À FÉ QUE VEM DE DEUS.

IGREJA CRISTÃ MARANATA PRESBITÉRIO ESPÍRITO SANTENSE EM EFÉSIOS 2.8 PAULO VINCULA A SALVAÇÃO À FÉ QUE VEM DE DEUS. ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL 21-jun-2015 - TEMA: A FÉ Assunto: INTERFERÊNCIAS NO PROCESSO DA SALVAÇÃO Texto fundamental: JOÃO CAP. 9 EM EFÉSIOS 2.8 PAULO VINCULA A SALVAÇÃO À FÉ QUE VEM DE DEUS. COMENTAR OS

Leia mais

www.comunidadepedraviva.com.br TRILHO PEDRA VIVA

www.comunidadepedraviva.com.br TRILHO PEDRA VIVA TRILHO PEDRA VIVA ROTEIRO PARA PLANTAÇÃO DE VIDAS Um provérbio chinês nos lembra : se sua visão é para um ano, plante trigo; se sua visão é para uma década, plante árvores; se sua visão é para toda a vida,

Leia mais

DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ

DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ EBD DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ OLÁ!!! Sou seu Professor e amigo Você está começando,hoje, uma ETAPA muito importante para o seu CRESCIMENTO ESPIRITUAL e para sua

Leia mais

Bíblia - para que estudar?

Bíblia - para que estudar? Bíblia - para que estudar? por que estudar a Bíblia estudar a Bíblia é envolvente Projeto de vida nunca acaba há sempre algo novo a descobrir: novo sentido, nova conexão, novos achados não há diploma,

Leia mais

Chamados Para a Comunhão de Seu Filho (Mensagem entregue pelo irmão Stephen Kaung em Richmound- Virginia-USA no dia 11 de fevereiro de 2007)

Chamados Para a Comunhão de Seu Filho (Mensagem entregue pelo irmão Stephen Kaung em Richmound- Virginia-USA no dia 11 de fevereiro de 2007) Chamados Para a Comunhão de Seu Filho (Mensagem entregue pelo irmão Stephen Kaung em Richmound- Virginia-USA no dia 11 de fevereiro de 2007) Por favor, poderiam abrir em primeira aos Coríntios, a primeira

Leia mais

MENSAGEM E FÉ BATISTA

MENSAGEM E FÉ BATISTA MENSAGEM E FÉ BATISTA I. DAS ESCRITURAS...2 II. DEUS...2 1. DEUS, O PAI...2 2. DEUS, O FILHO...2 3. DEUS, O ESPÍRITO SANTO...2 III. O HOMEM...3 IV. A SALVAÇÃO...3 V. O PROPÓSITO DA GRAÇA DE DEUS...3 VI.

Leia mais

No entanto, por mais dedicado, íntegro e capacitado que um líder ou pastor seja, jamais chegará, se quer, aos pés do Senhor Jesus.

No entanto, por mais dedicado, íntegro e capacitado que um líder ou pastor seja, jamais chegará, se quer, aos pés do Senhor Jesus. A sociedade, em todas as nações, encontra-se doente. A maioria das pessoas tem a alma enferma. Nesses últimos dias, o que tem acontecido no Sebastião Norões, tem nos mostrado que até as crianças estão

Leia mais

REVENDO A VISÃO E A NOSSA ESTRUTURA

REVENDO A VISÃO E A NOSSA ESTRUTURA AS CINCO FUNÇÕES ESSENCIAIS DA CÉLULA REVENDO A VISÃO E A NOSSA ESTRUTURA A célula tem muitas funções na igreja local, mas queremos ver o que na nossa opinião seriam as funções mais essenciais e indispensáveis.

Leia mais

TRÊS ESTILOS DE VIDA

TRÊS ESTILOS DE VIDA TRÊS ESTILOS DE VIDA 1 Co 2:14 Ora, o homem natural não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque lhe são loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente. 15 Porém o homem

Leia mais

Estudo 17 Testemunhar a Cristo: um desafio diário. Em Marcha, 2015.1 IGREJA METODISTA ASA NORTE 406

Estudo 17 Testemunhar a Cristo: um desafio diário. Em Marcha, 2015.1 IGREJA METODISTA ASA NORTE 406 Estudo 17 Testemunhar a Cristo: um desafio diário Em Marcha, 2015.1 IGREJA METODISTA ASA NORTE 406 Roteiro 1- Introdução 2- Fundamento Bíblico 3- Conclusão 1. Introdução Voce entende por que é importante

Leia mais

EBD ADU 2011. Aulas sobre o Espírito Santo e você. Prefácio

EBD ADU 2011. Aulas sobre o Espírito Santo e você. Prefácio Aulas sobre o Espírito Santo e você. EBD ADU 2011 Prefácio 1. Quem é o Espírito Santo? 2. Os símbolos do Espírito Santo 3. O Espírito Santo e as Escrituras 4. Da criação até o nascimento de Jesus 5. Do

Leia mais

18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado

18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado LIÇÃO 1 - EXISTE UM SÓ DEUS 18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado A Bíblia diz que existe um único Deus. Tiago 2:19, Ef. 4 1- O Deus que Criou Todas as coisas, e que conduz a sua criação e

Leia mais

MISSÃO E CRESCIMENTO DA IGREJA IGREJA: CORPO VIVO DE CRISTO. Estudo Bíblico

MISSÃO E CRESCIMENTO DA IGREJA IGREJA: CORPO VIVO DE CRISTO. Estudo Bíblico MISSÃO E CRESCIMENTO DA IGREJA IGREJA: CORPO VIVO DE CRISTO Estudo Bíblico Bispo Luiz Vergílio / Caxias do Sul/RS Abril de 2009 Ministerial de Pastores e Pastoras 1 MISSÃO DA IGREJA E CRESCIMENTO I. IGREJA

Leia mais

Álbum: O caminho é o Céu

Álbum: O caminho é o Céu Álbum: O caminho é o Céu ETERNA ADORAÇÃO Não há outro Deus que seja digno como tu. Não há, nem haverá outro Deus como tu. Pra te adorar, te exaltar foi que eu nasci, Senhor! Pra te adorar, te exaltar foi

Leia mais

O PODER DA ORAÇAO E DA SANTIFICAÇAO

O PODER DA ORAÇAO E DA SANTIFICAÇAO O PODER DA ORAÇAO E DA SANTIFICAÇAO PROGRAMA A HORA MILAGROSA Assim nos ensinou o Santo Irmão Aldo sobre o poder da oração e da santificação: Todo o filho de Deus deve ser dado à oração e à meditação.

Leia mais

Lausperene. Senhor Jesus, Eu creio que estais presente no pão da Eucaristia. Senhor, eu creio em Vós.

Lausperene. Senhor Jesus, Eu creio que estais presente no pão da Eucaristia. Senhor, eu creio em Vós. Lausperene Cântico: Dá-nos um coração Refrão: Dá-nos um coração, grande para amar, Dá-nos um coração, forte para lutar. 1. Homens novos, criadores da história, construtores da nova humanidade; homens novos

Leia mais

Como Praticar o Discipulado. Projeto Timóteo. Apostila do Aluno 1

Como Praticar o Discipulado. Projeto Timóteo. Apostila do Aluno 1 Como Praticar o Discipulado Projeto Timóteo Apostila do Aluno 1 Como Praticar o Discipulado Projeto Timóteo Coordenador do Projeto Dr. John Barry Dyer Equipe Pedagógica Marivete Zanoni Kunz Tereza Jesus

Leia mais

Caminho, verdade e vida: Definições de Jesus; Marcas em seus discípulos (Jo.14:1-11)

Caminho, verdade e vida: Definições de Jesus; Marcas em seus discípulos (Jo.14:1-11) Caminho, verdade e vida: Definições de Jesus; Marcas em seus discípulos (Jo.14:1-11) Mensagem 1 A metáfora do Caminho Introdução: A impressão que tenho é que Jesus escreveu isto para os nossos dias. Embora

Leia mais

V DOMINGO DO TEMPO COMUM ANO B

V DOMINGO DO TEMPO COMUM ANO B CUROU MUITAS PESSOAS ATORMENTADAS POR VÁRIAS DOENÇAS V DOMINGO DO TEMPO COMUM ANO B EUCARISTIA 19H DINAMIZAÇÃO DO 8º ANO DE CATEQUESE IGREJA MATRIZ DE VILA DO CONDE Cântico Inicial Já se ouvem nossos passos

Leia mais

O Arrebatamento da Igreja

O Arrebatamento da Igreja Texto Base: 1Ts 4.13-18 O Arrebatamento da Igreja "Não queremos, porém, irmãos, que sejais ignorantes com respeito aos que dormem, para não vos entristecerdes como os demais, que não têm esperança. Pois,

Leia mais

ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO

ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO 1 ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO LIÇÃO Nº 01 DIA 16/06/2014 INTRODUÇÃO: Vamos começar uma nova série de estudos em nossas células. Esta será uma série muito interessante

Leia mais

BATISMO COM ESPÍRITO SANTO

BATISMO COM ESPÍRITO SANTO 1 BATISMO COM ESPÍRITO SANTO 1 Cantai de júbilo a Deus, força nossa; celebrai o Deus de Jacó.2 Salmodiai e fazei soar o tamboril, a suave harpa com o saltério.3 Tocai a trombeta na Festa da Lua Nova, na

Leia mais

9 MARCAS DE UMA. Mark dever. Estudos de Quarta - IBRVN

9 MARCAS DE UMA. Mark dever. Estudos de Quarta - IBRVN 9 MARCAS DE UMA IGREJA SAUDÁVEL Mark dever Estudos de Quarta - IBRVN 9 Marcas 1. Pregação Expositiva 2. Teologia Bíblica 3. Evangelho 4. Conversão 5. Evangelização 6. Membresia 7. Disciplina 8. Discipulado

Leia mais

FEB EADE Livro I Módulo II Roteiro 20 Atos dos apóstolos (2)

FEB EADE Livro I Módulo II Roteiro 20 Atos dos apóstolos (2) ATOS DOS APÓSTOLOS: PENTECOSTES Significado de Pentecostes 1. Festa judaica, celebrada 50 dias após a Páscoa, que comemora a entrega das Tábuas da Lei a Moisés no Monte Sinai; 2. Festa cristã, que celebra,

Leia mais

Cântico: Dá-nos um coração

Cântico: Dá-nos um coração Cântico: Dá-nos um coração Refrão: Dá-nos um coração, grande para amar, Dá-nos um coração, forte para lutar. 1. Homens novos, criadores da história, construtores da nova humanidade; homens novos que vivem

Leia mais

PARA ONDE CAMINHA A IGREJA BRASILEIRA?

PARA ONDE CAMINHA A IGREJA BRASILEIRA? PARA ONDE CAMINHA A IGREJA BRASILEIRA? Franklin Ferreira CONCEITUAÇÕES Fundamentalismo evangélico: literalismo bíblico, dispensacionalismo, cismático, rejeição do diálogo acadêmico. Liberalismo teológico:

Leia mais

Mantendo uma Posição Firme

Mantendo uma Posição Firme Livro 1 página 65 Lição Nove Mantendo uma Posição Firme (O Batismo e a Membresia na Igreja) Introdução: O batismo e a membresia na igreja säo coisas inteiramente diferentes. Eles estão juntos nesta lição

Leia mais