I. Norma Geral de Segurança da Informação para Uso do Portal

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "I. Norma Geral de Segurança da Informação para Uso do Portal"

Transcrição

1 O B J E CT I V O Estabelecer critérios para acesso e publicação de informações no Portal do Governo, Portal do Cidadão e Portal dos Ministérios, utilizando recursos e serviços do Portal Administrativo. D O C U M E N T O S D E R E F E R Ê N C I A ISO/IEC Código de prática para gestão da Segurança da Informação. D E F I N I Ç Õ E S Confidencialidade: princípio de Segurança da Informação pelo qual se garante que o acesso à informação seja obtido somente por pessoas autorizadas. Factor Critico: grau de importância da informação para a continuidade dos serviços do Governo de Angola. Disponibilidade: princípio de Segurança da Informação pelo qual se estabelece que as informações e os recursos estejam disponíveis sempre que for necessário. Integridade: princípio de Segurança da Informação por meio do qual é garantido que a informação não será alterada sem a devida autorização. Recurso: além da própria informação, todo o meio directo ou indirecto utilizado para o seu tratamento, tráfego e armazenamento. Utilizador: quem utiliza de forma autorizada os serviços do Portal do Governo. D I S P O S I Ç Õ E S G E R A I S 1. Acesso 1.1. O Portal do Governo de Angola, Portal do Cidadão e Portal dos Ministérios, foram fornecidos de acordo com as necessidades do Governo de Angola e em conformidade com as directrizes dos Ministérios e organismos estatais, no que se refere à sua utilização e construção. Para tanto é importante nos referirmos em algumas normas, nomeadamente: Como função primária, o Projecto Portal do Governo deve divulgar informações ao cidadão, facilitar a comunicação e o trabalho da administração pública, prestar serviços e servir como instrumento de acesso aos mesmos e mediar as relações entre a sociedade e o Governo de Angola através da Internet. O Portal é organizado de forma a facilitar o acesso às informações para todos utilizadores. 1

2 O Comité Gestor do Portal avisará o editor/autor responsável sempre que forem detectadas irregularidades nas directrizes estabelecidas, será de responsabilidade do Gestor Ministerial ou representante do organismo a correcção das mesmas no prazo mais breve possível. Mesmo quando não detectada pelo Comité Gestor do Portal, a divulgação inadequada de informações (de qualquer natureza) nas páginas sob responsabilidade dos respectivos Ministérios será de inteira responsabilidade do Gestor do Ministério e do funcionário encarregado pela actualização. Para uma comunicação directa entre a comunidade e o editor, cada página terá a secção "Centro de Contactos". 2. Obrigação de fazer uso correcto do Portal e dos Serviços 2.1. O Utilizador se compromete a utilizar o Portal do Governo de Angola, Portal do Cidadão e Portal dos Ministérios em conformidade com a lei, com estas regras, com a ordem pública, assim como se obriga a não utilizar o Portal com fins ou para causas ilícitas, agressor aos direitos e interesses de terceiros que de qualquer forma, possam causar danos, inutilizar, sobrecarregar ou deteriorar o Portal e os seus serviços, impedir utilização normal ou aproveitamento do Portal e dos serviços por parte dos cidadãos. 3. Das responsabilidades do utilizador nas secções interactivas do Portal: 3.1. Os utilizadores do Portal que tiverem permissões para veicular qualquer tipo de conteúdo serão interinamente responsáveis pelas informações O Comité Gestor do Portal reserva-se o direito de controlar todas as sessões do portal, assim como excluir conteúdos que: Estejam completamente fora dos temas propostos para discussão; De alguma forma contrariem, menosprezem ou violem os direitos fundamentais de liberdades públicas reconhecidas constitucionalmente; Induzam, incitem ou promovam actos, ideias ou produtos ilegais, difamatórios, infames, violentos, pornográficos, discriminatórios em relação ao sexo, raça, religião, crenças, idade ou qualquer condição; 2.4. Induzam ou incitem a envolver-se em práticas perigosas, de risco ou agressivo para a saúde e o equilíbrio psíquico; Sejam falsos, ambíguos, distorcidos, podendo induzir ao erro sobre seu objecto, sobre as intenções ou propósitos da pessoa que comunica a informação; 2

3 Se encontrem protegidos por quaisquer direitos de propriedade intelectual, de imagem ou industrial pertencentes a terceiros, sem autorização devida de publicação (direitos do autor); Constituam propaganda publicitária fora de contexto de serviços e informações do Governo de Angola, publicidade ilícita ou duvidosa; Incorporem vírus ou outros aplicativos malignos que possam causar dano ou impedir o normal funcionamento da rede, do sistema ou dos equipamentos de terceiros que possam causar dano aos documentos electrónicos e arquivos armazenados nestes meios O utilizador deve estar atento a algumas medidas de segurança: Não fornecer informações com sigilos, relacionadas ao Portal a pessoas desconhecidas Ao fornecer seu para alguém, ter em mente que pode receber mensagens indesejáveis, tais como vírus que danificam o computador Ter cuidado com programas enviados por . Eles podem conter outros programas escondidos que permitem que seu computador seja invadido por violadores da segurança da informação (hackers). Antes de executar os programas, certificar-se de conhecer quem enviou. 4. Qualidade e fiabilidade dos conteúdos do Portal Governo de Angola, Portal do Cidadão e do Portal dos Ministérios O Portal do Governo de Angola, Portal do Cidadão e do Portal dos Ministérios garante a legalidade, actualidade, fiabilidade e utilidade dos conteúdos disponibilizados no Portal, salvo as participações dos utilizadores nas sessões interactivas. Porém, o Portal se absolve de qualquer responsabilidade pelos danos e prejuízos de toda natureza que possam decorrer da transmissão, difusão, armazenamento, disponibilização, recepção, obtenção ou acesso aos conteúdos. 5. Exclusão de garantias e de responsabilidade pelos serviços e conteúdos hospedados fora do Portal O Portal coloca à disposição dos utilizadores "links de acesso" (conexão entre textos, páginas ou arquivos) e ferramentas de busca que permitem aos utilizadores ter acesso a páginas pertencentes a terceiros ("Páginas Externas") localizadas fora do Portal. A disponibilidade destes links e ferramentas de busca tem como única finalidade facilitar aos utilizadores a busca de informações disponíveis na Internet, não presumindo que exista qualquer tipo de vínculo ou associação entre o Portal do Governo, Portal do Cidadão e Portal dos Ministérios com os operadores das Páginas Externas. O Portal não controla previamente e não se responsabiliza pelos serviços, informações, dados, arquivos e qualquer tipo de material existente nas Páginas Externas. O utilizador, portanto, deve ter a máxima prudência na valorização e utilização dos 3

4 serviços, informações, dados, arquivos, produtos e qualquer tipo de material existente em tais Páginas Externas. 6. Procedimento em caso de realização de actividades de carácter ilícito 6.1. Na hipótese de que qualquer utilizador considere que existam factos ou circunstâncias que constituam a utilização de qualquer conteúdo ilícito e/ou a realização de qualquer actividade nas páginas Web inclusas ou acessíveis através do Portal do Governo, Portal do Cidadão e Portal dos Ministérios, em particular, que representem violação de direitos de propriedade intelectual ou outros direitos, deverá enviar uma comunicação ao Comité Gestor do Portal Contendo: Dados pessoais: nome, endereço, número de telefone e endereço de correio electrónico do utilizador; Especificação de supostas actividades ilícitas ocorridas no Portal e, em particular, quando se tratar de suposta violação de direitos de autor, indicação precisa e completa dos conteúdos protegidos e supostamente infringidos; Factos ou circunstâncias que revelam o carácter ilícito de tal actividade; Declaração expressa e clara de que a utilização dos conteúdos foi realizada sem o consentimento do titular dos direitos de propriedade intelectual supostamente infringidos; Declaração expressa, clara e sob a responsabilidade do utilizador de que a informação proporcionada na notificação é verdadeira e de que a utilização dos dados contidos nos Arquivos indicados constitui uma violação dos seus direitos de propriedade intelectual A notificação, assim como quaisquer sugestões, dúvidas, críticas e elogios devem ser encaminhados para o Comité Gestor do Portal através da secção Centro de Contactos. 4

5 R E S P O N S A B I L I D A D E S GESTOR MINISTÉRIO Classificar as informações, gerir os acessos e adoptar mecanismos de protecção necessários. Disseminar permanentemente as Normas de Segurança da Informação do Projecto Portal do Governo. Garantir o cumprimento das Normas de Segurança da Informação. Garantir o cumprimento das sanções por má utilização dos serviços governamentais referentes ao Projecto Portal do Governo. Solicitar formação para sua equipa. Determinar os direitos de acesso para os utilizadores do seu ministério/organismo. Participar no comité gestor do Projecto Portal do Governo e opinar sobre as melhores práticas da Segurança da Informação. Zelar pelo conteúdo publicado no Portal do Ministério, Portal do Governo e Portal do Cidadão. UTILIZADOR Preservar a organização do ambiente de trabalho. Preservar o sigilo das informações. Publicar o conteúdo no Portal somente com a devida aprovação do Gestor Ministerial. Conhecer e obedecer as Normas de Segurança da Informação. Relatar ao Gestor do Ministério ou representante do organismo possíveis riscos, duvidas ou danos à informação, bem como o uso indevido dos serviços do Portal Administrativo. COMITÉ GESTOR DO PROJECTO PORTAL DO GOVERNO Analisar criticamente e aprovar as Normas de Segurança da Informação para o Projecto Portal do Governo. Controlar as mudanças que gerem impacto na exposição dos activos, recursos, identificando as principais ameaças. Analisar criticamente e controlar os incidentes de segurança da informação. Aprovar as principais iniciativas para aumentar o nível da Segurança da Informação. Orientar, aprovar e acompanhar as estratégias de planeamento das tecnologias de informação. Disseminar a cultura de Segurança da Informação. Promover a elaboração, revisão, atualização, divulgação e validação das Directrizes, Normas, Procedimentos e Instruções de Segurança da Informação. 5

III. Norma Geral de Segurança da Informação para Uso da Internet

III. Norma Geral de Segurança da Informação para Uso da Internet O B J E CT I V O Estabelecer critérios para acesso à Internet utilizando recursos do Projecto Portal do Governo de Angola. Orientar os Utilizadores sobre as competências, o uso e responsabilidades associadas

Leia mais

Ao se cadastrar, o USUÁRIO compromete se a fornecer informações verdadeiras, atualizadas e completas, conforme solicitado nas páginas de registro.

Ao se cadastrar, o USUÁRIO compromete se a fornecer informações verdadeiras, atualizadas e completas, conforme solicitado nas páginas de registro. CADASTRO DO CURRÍCULO DO USUÁRIO Ao se cadastrar, o USUÁRIO compromete se a fornecer informações verdadeiras, atualizadas e completas, conforme solicitado nas páginas de registro. Fica expressamente estipulado

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DA UTILIZAÇÃO DOS SERVIÇOS ONLINE

CONDIÇÕES GERAIS DA UTILIZAÇÃO DOS SERVIÇOS ONLINE CONDIÇÕES GERAIS DA UTILIZAÇÃO DOS SERVIÇOS ONLINE Os serviços online que o Município de Aveiro disponibiliza através da Internet aos utilizadores estabelecem relações com a Câmara Municipal de Aveiro,

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE UTILIZAÇÃO. 1. CONDIÇÕES GERAIS DE UTILIZAÇÃO DO SITE www.viaverde.pt.

CONDIÇÕES GERAIS DE UTILIZAÇÃO. 1. CONDIÇÕES GERAIS DE UTILIZAÇÃO DO SITE www.viaverde.pt. CONDIÇÕES GERAIS DE UTILIZAÇÃO 1. CONDIÇÕES GERAIS DE UTILIZAÇÃO DO SITE www.viaverde.pt. 1.1. As presentes Condições Gerais de Utilização (doravante Condições Gerais ), regulam a utilização da página

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES DE USO CLARO WI-FI

TERMOS E CONDIÇÕES DE USO CLARO WI-FI TERMOS E CONDIÇÕES DE USO CLARO WI-FI O presente termo tem a finalidade de regular as relações entre a CLARO S.A., empresa autorizatária do Serviço Móvel Pessoal, inscrita no CNPJ/MF sob o nº. 40.432.544/0001-47,

Leia mais

POLÍTICA DE USO REDE UFAL.MACEIO / SERVIDOR SAMBA-MACEIO

POLÍTICA DE USO REDE UFAL.MACEIO / SERVIDOR SAMBA-MACEIO POLÍTICA DE USO REDE UFAL.MACEIO / SERVIDOR SAMBA-MACEIO O objetivo desta política de uso é prestar esclarecimentos sobre os recursos disponíveis na rede local UFAL.MACEIO e no servidor SAMBA-MACEIO, informando

Leia mais

Seja bem-vindo à página do Provedor do estudante da Escola Superior de Enfermagem de São José de Cluny.

Seja bem-vindo à página do Provedor do estudante da Escola Superior de Enfermagem de São José de Cluny. Provedor do Estudante Seja bem-vindo à página do Provedor do estudante da Escola Superior de Enfermagem de São José de Cluny. Ao Provedor do Estudante cabe promover e defender os direitos e interesses

Leia mais

REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DOS INICIATIVA ESCOLAS, PROFESSORES E COMPUTADORES PORTÁTEIS EQUIPAMENTOS DO PROJECTO. Ano Lectivo 2006 / 07

REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DOS INICIATIVA ESCOLAS, PROFESSORES E COMPUTADORES PORTÁTEIS EQUIPAMENTOS DO PROJECTO. Ano Lectivo 2006 / 07 REGULAMENTO DE UTILIZAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS DO PROJECTO INICIATIVA ESCOLAS, PROFESSORES E COMPUTADORES PORTÁTEIS Ano Lectivo 2006 / 07 O equipamento informático afecto ao Projecto será partilhado por vários

Leia mais

TI - Política de Segurança da Informação FSB Comunicações

TI - Política de Segurança da Informação FSB Comunicações T TI - Política de Segurança da Informação FSB Comunicações Versão 1.2 24/08/2015 1 1. Introdução A informação é um ativo que possui grande valor para a FSB Comunicações, devendo ser adequadamente utilizada

Leia mais

EXPLORITAS ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA LTDA MANUAL DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

EXPLORITAS ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA LTDA MANUAL DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO EXPLORITAS ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA LTDA MANUAL DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO Janeiro 2016 O NÃO CUMPRIMENTO DESTE MANUAL PODERÁ RESULTAR EM AÇÕES DISCIPLINARES APROPRIADAS, INCLUINDO ADVERTÊNCIAS, QUE PODERÃO

Leia mais

Todos os dados pessoais dos Usuários serão armazenados em um arquivo automatizado de dados pessoais, do tipo mysql, hospedado no Brasil.

Todos os dados pessoais dos Usuários serão armazenados em um arquivo automatizado de dados pessoais, do tipo mysql, hospedado no Brasil. ALLUGATOR POLÍTICA DE PRIVACIDADE Coleta e Armazenamento de dados pessoais Ao cadastrar-se no Allugator, o Usuário irá fornecer alguns de seus dados pessoais, se responsabilizando pela veracidade e corretude

Leia mais

PROPOSTA DE ADESÃO - CARTÃO DE DÉBITO

PROPOSTA DE ADESÃO - CARTÃO DE DÉBITO I1058 19.01.2016 Cartões de Crédito Particulares Agência/ OE Gestor Rede Ponto 24/ VISA Electron Private Exclusivo PROPOSTA DE ADESÃO - CARTÃO DE DÉBITO DAKI Pronto a Usar EU Não protocolado REFERÊNCIA

Leia mais

Prezado colaborador, Atenciosamente, Rick Goings Presidente e CEO - 1 -

Prezado colaborador, Atenciosamente, Rick Goings Presidente e CEO - 1 - Prezado colaborador, Há mais de sessenta anos que o nome Tupperware representa os mais altos padrões de qualidade de produto. Levamos a sério a qualidade e a integridade dos nossos produtos e somos uma

Leia mais

SITE DOS SINDICATOS POLÍTICA DE GOVERNANÇA DE CONTEÚDO

SITE DOS SINDICATOS POLÍTICA DE GOVERNANÇA DE CONTEÚDO POLÍTICA DE GOVERNANÇA DE CONTEÚDO Governança de conteúdo é o conjunto de diretrizes e procedimentos que sistematiza o gerenciamento do conteúdo de um site corporativo, e tem por objetivo fazer com que

Leia mais

V. Norma Geral de Segurança da Informação Criação de Conta Utilizador

V. Norma Geral de Segurança da Informação Criação de Conta Utilizador O B J E CT I V O Estabelecer critérios gerais para disponibilizar e manipular os recursos da tecnologia de informação do Projecto Portal do Governo. D O C U M E N T O S D E R E F E R Ê N C I A ISO/IEC

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA - PORTAL

CÓDIGO DE ÉTICA - PORTAL 1. Disposições Preliminares Este Código de Ética tem como principal objetivo informar aos colaboradores, prestadores de serviço, clientes e fornecedores da Petronect quais são os princípios éticos que

Leia mais

Políticas Organizacionais

Políticas Organizacionais Políticas Organizacionais Manual de Políticas da CERCI Elaborado por/data Departamento de Gestão da Qualidade/Março 2013 Aprovado por/data Direção/18.03.2013 Revisto por/data Índice 1. Política e Objetivos

Leia mais

Regulamento de Utilização das salas de Informática

Regulamento de Utilização das salas de Informática Agrupamento de Escolas de Cuba EBI/JI FIALHO DE ALMEIDA - CUBA 2008/2009 Regulamento de Utilização das salas de Informática REGULAMENTO Utilização das Salas de Informática Este regulamento aplica-se a

Leia mais

Segurança da Informação. Givanaldo Rocha givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha

Segurança da Informação. Givanaldo Rocha givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha Segurança da Informação Givanaldo Rocha givanaldo.rocha@ifrn.edu.br http://docente.ifrn.edu.br/givanaldorocha Cenário Atual Era da Informação e da Globalização: Avanços da Tecnologia da Informação; Avanços

Leia mais

versão 1.0 26/02/2010

versão 1.0 26/02/2010 Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal do Espírito Santo POLÍTICA DE USO DOS RECURSOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO versão 1.0 26/02/2010 Pró-Reitoria

Leia mais

Termos de Uso. 1. Escopo

Termos de Uso. 1. Escopo Termos de Uso 1. Escopo 1.1 A utilização da página de Internet disponibilizada pela Siemens Aktiengesellschaft e / ou suas subsidiárias ("Siemens"), " Web Site da Siemens ", está sujeita a estas Condições

Leia mais

Segurança da Informação

Segurança da Informação Segurança da Informação Segurança da Informação Conheça, entenda e contribua com a Segurança da Informação da Cartão BRB O que é necessário proteger? Dados pessoais de seus clientes Dados de cartões Números

Leia mais

POLÍTICA DE PRIVACIDADE

POLÍTICA DE PRIVACIDADE POLÍTICA DE PRIVACIDADE Veja como protegemos suas informações. 1. DA ABRANGÊNCIA DESTA POLÍTICA DE PRIVACIDADE a. Como a Advisenet usa informações pessoais? Este documento explicita a forma pela qual a

Leia mais

Baixa o Regulamento Geral para Uso e Administração de Recursos de Tecnologia da Informação e Comunicação na UNESP

Baixa o Regulamento Geral para Uso e Administração de Recursos de Tecnologia da Informação e Comunicação na UNESP Portaria UNESP - 385, de 25-06-2012 Baixa o Regulamento Geral para Uso e Administração de Recursos de Tecnologia da Informação e Comunicação na UNESP O Vice-Reitor no Exercício da Reitoria da Universidade

Leia mais

PORTARIA N. TC 347/2007

PORTARIA N. TC 347/2007 PORTARIA N. TC 347/2007 Dispõe sobre a política de segurança e utilização dos recursos de tecnologia da informação e cria o Comitê de Assunto de Informática do Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina

Leia mais

TP.100. Política de Segurança da Informação

TP.100. Política de Segurança da Informação Manual do utilizador TP.100 Política de Segurança da Informação Órgão: Versão: 1.0 Data inicial: 2006/05/25 Última alteração: 2006/05/25 (referência) 2/8 Índice de conteúdos 1.- INTRODUÇÃO... 3 2.- INFORMAÇÃO...

Leia mais

REGULAMENTO DE CONCESSÃO E DE UTILIZAÇÃO DO E-MAIL INSTITUCIONAL DO IF FARROUPILHA

REGULAMENTO DE CONCESSÃO E DE UTILIZAÇÃO DO E-MAIL INSTITUCIONAL DO IF FARROUPILHA REGULAMENTO DE CONCESSÃO E DE UTILIZAÇÃO DO E-MAIL INSTITUCIONAL DO IF FARROUPILHA REGULAMENTAÇÃO Nº 1, DE 29 DE JANEIRO DE 2014. Regulamenta o uso do correio eletrônico institucional e normatiza as regras

Leia mais

PORTARIA Nº 992, DE 8 DE SETEMBRO DE 2004

PORTARIA Nº 992, DE 8 DE SETEMBRO DE 2004 PORTARIA Nº 992, DE 8 DE SETEMBRO DE 2004 O Ministro da Previdência Social, no uso de sua competência estabelecida no art. 87 da Constituição Federal e considerando o disposto no art. 23 da Lei nº 8.159,

Leia mais

Condições de utilização para a MediaPedia. 1 Generalidades/definições. 2 Objecto. 3 Registo, palavra-passe

Condições de utilização para a MediaPedia. 1 Generalidades/definições. 2 Objecto. 3 Registo, palavra-passe Condições de utilização para a MediaPedia 1 Generalidades/definições 1. A MediaPedia é um serviço que permite a publicação gratuita na plataforma de informação MediaPedia, bem como o acesso a contribuições

Leia mais

Código de Ética e Conduta do IAPMEI

Código de Ética e Conduta do IAPMEI Código de Ética e Conduta do IAPMEI Âmbito e Objectivo do Documento Públicas (Lei n.º 58/2008, de 9 de Setembro) e da Carta Ética da Administração Pública. O Código de Ética e Normas de Conduta aplica-se

Leia mais

Código de Ética. 1. Apresentação

Código de Ética. 1. Apresentação Código de Ética 1. Apresentação A Missão, a Visão, os Princípios Gerais, os Valores e as Normas de Conduta constantes do Código de Ética integram a Cultura da Lusa, a qual deve presidir à conduta profissional

Leia mais

REGULAMENTO DA UTILIZAÇÃO DA REDE DE COMPUTADORES DA FACULDADE CENECISTA DE OSÓRIO

REGULAMENTO DA UTILIZAÇÃO DA REDE DE COMPUTADORES DA FACULDADE CENECISTA DE OSÓRIO REGULAMENTO DA UTILIZAÇÃO DA REDE DE COMPUTADORES DA FACULDADE CENECISTA DE OSÓRIO 1. INTRODUÇÃO O presente documento define o regulamento para o uso apropriado da rede de computadores da Faculdade Cenecista

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL RESOLUÇÃO CUNI Nº 054, DE 5 DE JULHO DE 2011. Dispõe sobre a Política de Segurança da Informação e Comunicações da Universidade Federal de Lavras. O Conselho Universitário da Universidade

Leia mais

REGULAMENTO DA ACTIVIDADE FORMATIVA

REGULAMENTO DA ACTIVIDADE FORMATIVA A CadSolid tem como missão contribuir para a modernização da indústria portuguesa, mediante o desenvolvimento e comercialização de produtos e serviços inovadores, personalizados e concebidos para satisfazer

Leia mais

O bem estar do seu pet é a principal preocupação da PURINA PORTUGAL. Este objetivo

O bem estar do seu pet é a principal preocupação da PURINA PORTUGAL. Este objetivo O serviço PETSHARING O bem estar do seu pet é a principal preocupação da PURINA PORTUGAL. Este objetivo é partilhado por toda uma comunidade de PETLOVERS. Neste sentido foi criada a Plataforma de PETSHARING,

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES DE USO

TERMOS E CONDIÇÕES DE USO TERMOS E CONDIÇÕES DE USO 1 DA ACEITAÇÃO DOS TERMOS E CONDIÇÕES DE USO... 2 2 DA PLATAFORMA DIGITAL DE APRENDIZAGEM... 2 3 DO CADASTRO... 2 4 DO REGISTRO DE DADOS PESSOAIS... 3 5 DA UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA, MANUAL DE CONDUTA E PROCEDIMENTOS

CÓDIGO DE ÉTICA, MANUAL DE CONDUTA E PROCEDIMENTOS CÓDIGO DE ÉTICA, MANUAL DE CONDUTA E PROCEDIMENTOS A quem se destina este Manual Este manual reúne o conjunto de normas e procedimentos a serem seguidos por TODOS aqueles que trabalham na S.C.C.V.M. S/A,

Leia mais

Regulamento Acredita Portugal Realize o seu Sonho

Regulamento Acredita Portugal Realize o seu Sonho Regulamento Acredita Portugal Realize o seu Sonho REGULAMENTO DA 4ª EDIÇÃO DO CONCURSO "BES REALIZE O SEU SONHO" Capítulo I - Introdução e Objetivos 1.º(Introdução e Objetivos) O Concurso Realize o Seu

Leia mais

Termo de uso. - Permitir que internautas visualizem todo o conteúdo do site, sem a necessidade de fazer cadastro;

Termo de uso. - Permitir que internautas visualizem todo o conteúdo do site, sem a necessidade de fazer cadastro; Termo de uso O website denominado WEBREFORMA, endereço eletrônico www.webreforma.com.br trata-se de um serviço interativo oferecido por meio de página eletrônica na internet, que destina-se a: - Cadastrar

Leia mais

Ao utilizar os CLASSIFICADOS VIP, o Utilizador adere às correspondentes condições de utilização.

Ao utilizar os CLASSIFICADOS VIP, o Utilizador adere às correspondentes condições de utilização. 1. TERMOS DE UTILIZAÇÃO O Serviço de CLASSIFICADOS deste portal (doravante apenas designado de "CLASSIFICADOS VIP") é prestado pela EVIDENTENCONTRO, UNIPESSOAL LDA. (doravante apenas designada de "EVIDENTENCONTRO"),

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO SUMÁRIO

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO SUMÁRIO POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO SUMÁRIO I - Aspectos Gerais... 2 II - Proteção da Informação... 2 III - Responsabilidades... 3 IV - Informações Confidenciais... 3 V - Informações Privilegiadas... 4

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES 1. USO DO SOFTWARE

TERMOS E CONDIÇÕES 1. USO DO SOFTWARE TERMOS E CONDIÇÕES Obrigado por usar o Star Truck Controle de Frota. Ao fazer a sua incrição através do site ou pessoalmente para uso do sistema, o usuário concorda com os seguintes termos e condições

Leia mais

Acessibilidade e Confidencialidade da Informação no novo CPA: Um Exercício Comparativo. João Gonçalves Caetano Faro, 29 Junho 2015

Acessibilidade e Confidencialidade da Informação no novo CPA: Um Exercício Comparativo. João Gonçalves Caetano Faro, 29 Junho 2015 Acessibilidade e Confidencialidade da Informação no novo CPA: Um Exercício Comparativo João Gonçalves Caetano Faro, 29 Junho 2015 O Novo CPA Porquê a necessidade da revisão do Código do Procedimento Administrativo?

Leia mais

Código de Conduta de Promotores OREY FINANCIAL INSTITUIÇÃO FINANCEIRA DE CRÉDITO, S.A.

Código de Conduta de Promotores OREY FINANCIAL INSTITUIÇÃO FINANCEIRA DE CRÉDITO, S.A. Código de Conduta de Promotores OREY FINANCIAL INSTITUIÇÃO FINANCEIRA DE CRÉDITO, S.A. Novembro de 2011 CÓDIGO DE CONDUTA DE PROMOTORES O objectivo deste documento é o de fixar um código de conduta e um

Leia mais

Capítulo: Proteção às Informações

Capítulo: Proteção às Informações Visão Geral 2 a 1 / 5 1 Para o, Inc., denominada a Empresa, as informações representam um ativo crucial. A proteção e utilização adequadas de informações em nossa posse são fundamentais para que a empresa

Leia mais

Implementação de Políticas de Segurança da Informação baseados na ISO 27001:2013

Implementação de Políticas de Segurança da Informação baseados na ISO 27001:2013 Implementação de Políticas de Segurança da Informação baseados na ISO 27001:2013 Orador: Engº Divaldo Sousa Agenda O que é a informação? Formato da informação. Importância da informação para as organizações.

Leia mais

[CÓDIGO DE ÉTICA] Interinvest

[CÓDIGO DE ÉTICA] Interinvest [CÓDIGO DE ÉTICA] Este documento determina as práticas, padrões éticos e regras a serem seguidos pelos colaboradores, fornecedores e a todos aqueles que, direta ou indiretamente, se relacionem com a Interinvest.

Leia mais

Código de Ética da Parpública. Ética - Princípios e valores fundamentais. Âmbito de aplicação

Código de Ética da Parpública. Ética - Princípios e valores fundamentais. Âmbito de aplicação Código de Ética da Parpública Âmbito de aplicação Aplica-se a todos os colaboradores da Parpública sem prejuízo de outras disposições legais ou regulamentares aplicáveis ou a que por inerência do exercício

Leia mais

TERMOS DE USO. Decathlon.com.br

TERMOS DE USO. Decathlon.com.br TERMOS DE USO Decathlon.com.br INTRODUÇÃO 1 - RECURSOS OFERECIDOS PELO SITE 2 - CONDIÇÕES DE USO 3 - DEPÓSITO DE CONTEÚDO NO SITE 4 - CONDUTA NO SITE 5 - DIREITOS DE PROPRIEDADE INTELECTUAL 6 - RESPONSABILIDADE

Leia mais

TERMO DE PARCERIA e POLÍTICA DE USO. 1. Considerações preliminares do Portal e aplicativos Vets4Vet

TERMO DE PARCERIA e POLÍTICA DE USO. 1. Considerações preliminares do Portal e aplicativos Vets4Vet TERMO DE PARCERIA e POLÍTICA DE USO 1. Considerações preliminares do Portal e aplicativos Vets4Vet 1.1 O Portal Vets4Vet, encontrado na internet sob o domínio www.vets4vet.com.br, tem por objetivo aproximar

Leia mais

9.6. Política de segurança para Usuários(PSU)... 14 9.7. Questionários de Segurança da Informação... 14 10. CONCLUSÃO... 14

9.6. Política de segurança para Usuários(PSU)... 14 9.7. Questionários de Segurança da Informação... 14 10. CONCLUSÃO... 14 ANEXO I PSI Índice 1. FINALIDADE... 4 2. ABRANGÊNCIA... 4 3. FREQUÊNCIA DE REVISÃO... 4 4. PORTAL DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO... 4 5. TERMOS E DEFINIÇÕES... 4 5.1. Segurança da Informação... 4 5.2. Confidencialidade...

Leia mais

Política de TI. 1 - Direitos do Colaborador

Política de TI. 1 - Direitos do Colaborador Política de TI A Política de segurança da informação da OPERARIO MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO aplica-se a todos os colaboradores e prestadores de serviços, incluindo trabalhos executados externamente ou por

Leia mais

TERMOS DE USO. a A duração do(s) curso(s) da CONTRATADA terão tempo de duração determinado.

TERMOS DE USO. a A duração do(s) curso(s) da CONTRATADA terão tempo de duração determinado. TERMOS DE USO 1. O acesso ao(s) curso(s) contratado(s) só será efetivado com o correto preenchimento do cadastro de inscrição e após a confirmação do pagamento, conforme especificações no item 4 5, abaixo.

Leia mais

Edição A. Código de Conduta

Edição A. Código de Conduta Edição A Código de Conduta -- A 2011.09.26 1 de 5 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 2 2 PRINCÍPIOS E NORMAS GERAIS... 2 a) Trabalho Infantil... 2 b) Trabalho forçado... 2 c) Segurança e bem-estar no local de trabalho...

Leia mais

TERMOS DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA WEDUC

TERMOS DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA WEDUC TERMOS DE UTILIZAÇÃO DA PLATAFORMA WEDUC 1. A WEDUC A WEDUC é uma marca registada da Lusoeduc Informação e Serviços S.A. (doravante "Weduc"), com sede na Rua Cunha Júnior, 41B-2.1 4250-186 Porto, Portugal.

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DE SEGURANÇA DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

REGULAMENTO INTERNO DE SEGURANÇA DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO REGULAMENTO INTERNO DE SEGURANÇA DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CÂMARA MUNICIPAL DE CABECEIRAS DE BASTO INTRODUÇÃO O presente Regulamento tem como objetivo estabelecer diretrizes e regular a utilização dos

Leia mais

REGULAMENTO DE PROPRIEDADE INTELECTUAL DA UNIVERSIDADE DO PORTO. Preâmbulo

REGULAMENTO DE PROPRIEDADE INTELECTUAL DA UNIVERSIDADE DO PORTO. Preâmbulo REGULAMENTO DE PROPRIEDADE INTELECTUAL DA UNIVERSIDADE DO PORTO Preâmbulo A Universidade do Porto, doravante designada UP, considera que a protecção e valorização dos resultados de I&D e de outras actividades

Leia mais

Art.2º O Correio Eletrônico Institucional será composto por 3 (três) tipos de serviços de e-mail distintos: I pessoal; II setorial; e III - lista.

Art.2º O Correio Eletrônico Institucional será composto por 3 (três) tipos de serviços de e-mail distintos: I pessoal; II setorial; e III - lista. DECRETO nº 1784, de 13 de fevereiro de 2012 Disciplina a criação de e-mail institucional para todos os servidores da Administração Direta do Poder Executivo do Município de Contagem. A PREFEITA DO MUNICÍPIO

Leia mais

II.1. O presente TERMO DE USO é parte integrante do CADASTRO do SERVIÇO.

II.1. O presente TERMO DE USO é parte integrante do CADASTRO do SERVIÇO. Termos e Condições de Uso do Serviço Star Wars As disposições abaixo regulam a utilização do serviço STAR WARS ( SERVIÇO ), comercializado por NEXTEL, doravante denominada "NEXTEL" ao CLIENTE, o qual,

Leia mais

REGULAMENTO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA - 2015

REGULAMENTO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA - 2015 REGULAMENTO DOS LABORATÓRIOS DE INFORMÁTICA - 2015 Os laboratórios de informática utilizados pelos alunos das Faculdades Integradas Camões se encontram nas duas sedes: Treze de Maio e Muricy, funcionando

Leia mais

1. Requisitos quanto a detecção e sensores

1. Requisitos quanto a detecção e sensores TERMOS DE REFERÊNCIA DO EUROSISTEMA PARA A UTILIZAÇÃO DE MÁQUINAS DE DEPÓSITO, ESCOLHA E LEVANTAMENTO POR INSTITUIÇÕES DE CRÉDITO, BEM COMO QUALQUER OUTRA INSTITUIÇÃO DA ÁREA DO EURO, QUE INTERVENHAM,

Leia mais

Termo de Adesão ao Programa de Afiliados de aprendahebraico.com.br

Termo de Adesão ao Programa de Afiliados de aprendahebraico.com.br Termo de Adesão ao Programa de Afiliados de aprendahebraico.com.br Versão 1.2 07/08/2013 O presente TERMO DE ADESÃO AO PROGRAMA DE AFILIADOS contém as regras que se aplicam à participação de Pessoas Físicas

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Código: PO01 Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região Comissão de Segurança da Informação Núcleo de Governança Corporativa de TIC Setor de Segurança da Informação Revisão: 1.1 Vigência: 29/01/2016 Classificação:

Leia mais

Mensagem da Diretoria

Mensagem da Diretoria Código de Ética Índice Mensagem da Diretoria... 07 Princípios Cooperativistas... 09 Política da Qualidade... 11 Nosso Negócio, Missão, Visão... 12 Nossos Valores... 13 Nosso Relacionamento com: Associados...

Leia mais

Termos e Condições da One.com v.09 Os seguintes termos são aplicáveis na One.com a partir de 1 de Setembro de 2015. 1. Subscrição:

Termos e Condições da One.com v.09 Os seguintes termos são aplicáveis na One.com a partir de 1 de Setembro de 2015. 1. Subscrição: Termos e Condições da One.com v.09 Os seguintes termos são aplicáveis na One.com a partir de 1 de Setembro de 2015. 1. Subscrição: Uma subscrição de um espaço web da One.com oferece acesso aos servidores

Leia mais

Nome da Empresa (Máx.27 caracteres) Matrícula da viatura/ Nome do Utilizador (Máx 27 caracteres) Nome da Empresa (Máx.

Nome da Empresa (Máx.27 caracteres) Matrícula da viatura/ Nome do Utilizador (Máx 27 caracteres) Nome da Empresa (Máx. ELEMENTOS A GRAVAR NO CARTÃO 1 Matrícula da viatura/ Nome do Utilizador (Máx 27 caracteres) 2 Matrícula da viatura/ Nome do Utilizador (Máx 27 caracteres) 3 Matrícula da viatura/ Nome do Utilizador (Máx

Leia mais

ARTIGO 1.º OBJECTO ARTIGO 2.º DEFINIÇÕES

ARTIGO 1.º OBJECTO ARTIGO 2.º DEFINIÇÕES REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DO SISTEMA DE TRATAMENTO, AUDIÇÃO E PARTICIPAÇÃO DOS TOMADORES DE SEGUROS, PESSOAS SEGURAS, BENEFICIÁRIOS E OUTROS INTERESSADOS ARTIGO 1.º OBJECTO O presente regulamento visa

Leia mais

Código de Conduta Ética

Código de Conduta Ética Código de Conduta Ética MENSAGEM DO PRESIDENTE O Código de Conduta Ética das Empresas Concremat contempla os princípios que devem estar presentes nas relações da empresa com seus colaboradores, clientes,

Leia mais

amplagestao.com.br (http://www.amplagestao.com.br) Ampla

amplagestao.com.br (http://www.amplagestao.com.br) Ampla Termos de uso O presente documento tem por objeto estabelecer as Condições Gerais de Uso do portal amplagestao.com.br (http://www.amplagestao.com.br) Internet e todos os websites pertencentes a Valente

Leia mais

SEGURANÇA EM ESPECTÁCULOS DESPORTIVOS Lei nº 39/2009 de 30 de Julho

SEGURANÇA EM ESPECTÁCULOS DESPORTIVOS Lei nº 39/2009 de 30 de Julho Objecto (Artigo 1º) A presente lei estabelece o regime jurídico do combate à violência, ao racismo, à xenofobia e à intolerância nos espectáculos desportivos, de forma a possibilitar a realização dos mesmos

Leia mais

IINSTRUÇÃO DO SISTEMA. Código de conduta

IINSTRUÇÃO DO SISTEMA. Código de conduta 1 de 7 Revisão Data Assunto / revisão / modificação 00 16/04/15 Emissão Inicial. Nome Cargo Data Assinatura Consultor / Gerente EMITENTE Maciel Amaro Técnico / RD Valéria Ap. R. Amaro Diretora administrativa

Leia mais

Certificação Profissional FEBRABAN REGULAMENTO

Certificação Profissional FEBRABAN REGULAMENTO Certificação Profissional FEBRABAN REGULAMENTO Janeiro de 2014 Versão 1.3 1. INTRODUÇÃO O presente Regulamento é fundamental para reger as operações-chave do programa de Certificação Profissional FEBRABAN.

Leia mais

Setembro 2013 LEGAL FLASH I ANGOLA SIMPLIFICAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES CAMBIAIS DE INVISÍVEIS CORRENTES

Setembro 2013 LEGAL FLASH I ANGOLA SIMPLIFICAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES CAMBIAIS DE INVISÍVEIS CORRENTES LEGAL FLASH I ANGOLA Setembro 2013 LEGAL FLASH I ANGOLA SIMPLIFICAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS PARA A REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES CAMBIAIS DE INVISÍVEIS CORRENTES 2 LEGISLAÇÃO EM DESTAQUE 5 SIMPLIFICAÇÃO DOS PROCEDIMENTOS

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS NA MODALIDADE DE EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA EAD

CONDIÇÕES GERAIS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS NA MODALIDADE DE EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA EAD CONDIÇÕES GERAIS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS NA MODALIDADE DE EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA EAD CONTRATANTE: A PESSOA FÍSICA identificada no formulário de matrícula do curso, que, para todos os efeitos,

Leia mais

Código de Conduta e Ética

Código de Conduta e Ética CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA BC CONSULT Página 1 de 9 1. INTRODUÇÃO... 3 2. PRINCÍPIOS... 4 INTEGRIDADE... 4 DISCRIMINAÇÃO... 4 CONFLITO DE INTERESSE... 4 CONFIDENCIALIDADE DE INFORMAÇÕES... 5 PROTEÇÃO AO

Leia mais

BASES DA CONVOCATÓRIA STARTUP4CITIES 2015

BASES DA CONVOCATÓRIA STARTUP4CITIES 2015 BASES DA CONVOCATÓRIA STARTUP4CITIES 2015 1. DEFINIÇÕES Convocatória: Significa a convocatória startup4cities organizada com o objectivo de apoiar os empreendedores portugueses (quer pessoas físicas residentes

Leia mais

1. INTRODUÇÃO. Mensagem do Presidente

1. INTRODUÇÃO. Mensagem do Presidente Data de início de vigência: 1 de setembro de 2013 1. INTRODUÇÃO Mensagem do Presidente O Mundo de hoje obriga-nos a uma presença em inúmeros quadrantes e a uma enorme capacidade para que possamos adaptar-nos

Leia mais

Plano de Segurança da Informação

Plano de Segurança da Informação Faculdade de Tecnologia SENAC - Goiás Projeto Integrador Governança da Tecnologia da Informação Plano de Segurança da Informação Diego Miranda José Rodrigues Neto Romário Sena Warley Gabriel Plano de Segurança

Leia mais

TERMO DE ADESÃO AO PROGRAMA DE AFILIADOS DA VILLEVOX

TERMO DE ADESÃO AO PROGRAMA DE AFILIADOS DA VILLEVOX TERMO DE ADESÃO AO PROGRAMA DE AFILIADOS DA VILLEVOX Pelo presente instrumento particular as PARTES: VILLEVOX COMUNICAÇÃO E MARKETING com sede em Guarapari-ES, na Rua Batista Catani, nº 193/01, bairro

Leia mais

Código de Conduta e Ética

Código de Conduta e Ética Página 1 de 5 Código de Conduta e Ética 2012 Resumo A SAVEWAY acredita que seu sucesso está pautado na prática diária de elevados valores éticos e morais, bem como respeito às pessoas, em toda sua cadeia

Leia mais

1) Termos e Condições

1) Termos e Condições 1) Termos e Condições Termos e Condições Plataforma Compras Públicas A informação contida nesta área regula o uso da presente página de Internet www.compraspublicas.com e de todo o seu conteúdo. Recomenda-se

Leia mais

CONTRATO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE HOSPEDAGEM DE SITES

CONTRATO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE HOSPEDAGEM DE SITES CONTRATO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE HOSPEDAGEM DE SITES CLÁUSULA PRIMEIRA DAS PARTES 1.1 De um lado, JKL SERVIÇOS E TECNOLOGIA ME, Pessoa Jurídica com sede na Rua CAROLINA ROQUE nº 416, CEP 02472-030, cidade

Leia mais

Código de Ética e de Conduta Empresarial

Código de Ética e de Conduta Empresarial O da Irmãos Parasmo S/A leva em consideração os elementos essenciais existentes nas suas relações com os seus diferentes públicos acionistas, clientes, colaboradores, fornecedores, prestadores de serviços,

Leia mais

UNDERLUX men s luxury underwear

UNDERLUX men s luxury underwear Termos & Condições Bem-vindo a UnderLux.com Os presentes Termos e condições têm por objetivo definir as condições de venda estabelecidas entre a UnderLux e o Utilizador, desde o acto da encomenda aos diversos

Leia mais

O Prefeito Constitucional de Picuí/PB, usando de suas atribuições legais,

O Prefeito Constitucional de Picuí/PB, usando de suas atribuições legais, DECRETO Nº 012, de 05 de agosto de 2009. DISPÕE SOBRE O USO DOS SERVIÇOS DE ACESSO À INTERNET AOS ÓRGÃOS E DEPARTAMENTOS QUE INTEGRAM A ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL DE PICUÍ E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O Prefeito

Leia mais

c. Promover o comportamento ético no ambiente em que atuamos.

c. Promover o comportamento ético no ambiente em que atuamos. Introdução O Código de Ética e Conduta foi aprovado em reunião do Conselho de Administração em 03/08/2015. É um documento que resume as principais políticas e diretrizes que definem as regras orientadoras

Leia mais

Regulamento da Biblioteca do Instituto de Seguros de Portugal. Capítulo I ASPECTOS GERAIS

Regulamento da Biblioteca do Instituto de Seguros de Portugal. Capítulo I ASPECTOS GERAIS Regulamento da Biblioteca do Instituto de Seguros de Portugal Capítulo I ASPECTOS GERAIS Artigo 1.º Objecto 1. O presente Regulamento estabelece um conjunto de normas a serem observadas e cumpridas pelos

Leia mais

C O N C E I T O E I M A G E M. Transparência nas Ações

C O N C E I T O E I M A G E M. Transparência nas Ações C O N C E I T O E I M A G E M. Transparência nas Ações 1. TERMOS GERAIS Este é um serviço de usuários de web ou mesmo de criação espontânea de grupos virtuais, destinado à troca de assuntos interligados

Leia mais

Procedimento. Departamento de Tecnologia e Infraestrutura. Descritivo de acesso a rede wireless NOVO HotSpot Pinheiros.

Procedimento. Departamento de Tecnologia e Infraestrutura. Descritivo de acesso a rede wireless NOVO HotSpot Pinheiros. Procedimento Descritivo de acesso a rede wireless NOVO Departamento de Tecnologia e Infraestrutura 2015 1) Este procedimento tem por objetivo descrever passo a - passo para conectar-se no NOVO HotSpot

Leia mais

Requisitos do Sistema de Gestão de Segurança para a Prevenção de Acidentes Graves (SGSPAG)

Requisitos do Sistema de Gestão de Segurança para a Prevenção de Acidentes Graves (SGSPAG) Requisitos do Sistema de Gestão de Segurança para a Prevenção de Acidentes Graves (SGSPAG) Política de Prevenção de Acidentes Graves Revisão Revisão Identificação e avaliação dos riscos de acidentes graves

Leia mais

REGULAMENTO DO PASSATEMPO QUIZ DIA MUNDIAL DA POUPANÇA DO CRÉDITO AGRÍCOLA

REGULAMENTO DO PASSATEMPO QUIZ DIA MUNDIAL DA POUPANÇA DO CRÉDITO AGRÍCOLA REGULAMENTO DO PASSATEMPO QUIZ DIA MUNDIAL DA POUPANÇA DO CRÉDITO AGRÍCOLA 1. ÂMBITO E DURAÇÃO 1.1 O Passatempo QUIZ DIA MUNDIAL DA POUPANÇA é uma acção promovida pela Caixa Central Caixa Central de Crédito

Leia mais

PMI Espírito Santo. Política de Voluntariado. Diretoria de Filiação e Voluntariado

PMI Espírito Santo. Política de Voluntariado. Diretoria de Filiação e Voluntariado PMI Espírito Santo Política de Voluntariado Diretoria de Filiação e Voluntariado Índice 1. Introdução...3 2. O Trabalho Voluntário...4 3. O PMI-ES e o Trabalho Voluntário...4 4. Expectativas do PMI-ES

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA. Código de Conduta e Ética Rev00 de 02/12/2014 Página 1 de 13

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA. Código de Conduta e Ética Rev00 de 02/12/2014 Página 1 de 13 CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA Código de Conduta e Ética Rev00 de 02/12/2014 Página 1 de 13 1. Introdução A actuação do Grupo 8, na qualidade de prestador de serviços de segurança privada pauta-se por valores

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA DA SOMMA INVESTIMENTOS

CÓDIGO DE ÉTICA DA SOMMA INVESTIMENTOS 1. O CÓDIGO Este Código de Ética (Código) determina as práticas e padrões éticos a serem seguidos por todos os colaboradores da SOMMA INVESTIMENTOS. 2. APLICABILIDADE Esta política é aplicável: 2.1. A

Leia mais

Plano de Prevenção de Riscos de Corrupção e Infracções Conexas

Plano de Prevenção de Riscos de Corrupção e Infracções Conexas Plano de Prevenção de Riscos de Corrupção e Infracções Conexas Indice 1. Enquadramento... 3 2. Objectivos... 4 3. Âmbito do Plano... 4 4. Missão da Entidade... 4 5. Áreas avaliadas, Principais Riscos e

Leia mais

Termos e Condições de Utilização do Portal ZOOM

Termos e Condições de Utilização do Portal ZOOM Termos e Condições de Utilização do Portal ZOOM 1. Objeto, Âmbito e Finalidade Este documento define as regras gerais de utilização do Portal ZOOM, cuja propriedade e administração compete à CASES COOPERATIVA

Leia mais

Procedimentos de Segurança

Procedimentos de Segurança Procedimentos de Segurança Proteger o seu computador Utilize um anti-vírus para proteger o seu sistema e os seus dados Mantenha-o constantemente ligado e actualizado, e sempre configurado com protecção

Leia mais

Cursos e Assessoria Online

Cursos e Assessoria Online Cursos e Assessoria Online TERMOS E CONDIÇÕES DE USO A GAF EVENTOS ESPORTIVOS LTDA-ME CNPJ 19.023.817/0001-03, disponibiliza a você, doravante Usuário, por meio do endereço http://www.gafeventos.com.br/

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO TERMO DE USO PORTAL POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO TERMO DE USO (PORTAL) Bem vindo à Capesesp. Ao utilizar nosso serviço, o usuário concorda com este Termo de Uso, que poderá ser modificado periodicamente.

Leia mais

ANEXO I TERMO DE ADESÃO. Atenção: Leia cuidadosamente este contrato antes de se tornar um usuário do PMA

ANEXO I TERMO DE ADESÃO. Atenção: Leia cuidadosamente este contrato antes de se tornar um usuário do PMA ANEXO I TERMO DE ADESÃO Atenção: Leia cuidadosamente este contrato antes de se tornar um usuário do PMA INTERNET GRATUITA. 1. ÍNTEGRA DO TERMO 1.1. Os termos abaixo se aplicam aos serviços oferecidos pela

Leia mais