doc:dicas Prezado cliente

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "doc:dicas Prezado cliente"

Transcrição

1 Informativo para usuários do software DOC Automação de Serventias Extrajudiciais Nesta edição Família DOC Últimos releases e versão 2011 Certidão da Casa da Moeda Agora pode usar! Piauí Visita de comitiva à DeMaria Alagoas Treinamento ref às Unidades Interligadas Oferta Ganhe uma árvore de Natal! Nossa Equipe Claudia Bergamini Núcleo-BR Congresso Anoreg e o Selo de Qualidade doc:dicas E D I Ç Ã O 9 0 Editorial «Nome» a/c «Nomeoficial» «Endereco» «Bairro» «Cidade» - «UF» «CEP» O U T U B R O a Prezado cliente Outro dia conversando com uma oficial de cartório ela me disse como seria bom ter empresa de software faz-se o programa e depois só se vê o dinheiro entrar na conta. Achei engraçado esta visão. Na verdade era esta a esperança que me moveu, quando decidi me especializar em um nicho de mercado, com um software padronizado. A idéia era empreender menos esforço, para ser possível lucrar mais. A realidade da informática, entretanto, não é bem assim. Tudo bem... não se pode dizer que software é um mau negócio. Mas a questão é o quanto se investe em inovação, em manutenções, em estrutura de suporte... se isso tudo se encaixa dentro do mercado escolhido. Infelizmente os custos totais com a mão de o- bra pesam bastante, mas o que mais carrega no custo da nossa empresa de software são dois fatores: as inovações que temos de empreender pois a informática é dinâmica e a cada hora surge uma novidade a ser enfrentada e, principalmente, as manutenções, que tem sido D E Z E M B R O 2011 Deve-se incentivar o notário e o registrador a ser cada vez mais independente e autossustentável. Afinal foi este o espírito dos constituintes, quando incluíram o artigo 236 na nossa Carta Magna. muitas, e diretamente relacionadas às mudanças legais. Ultimamente estivemos envolvidos com ajustes em virtude do SIRC, do Selo Digital (do Espírito Santo), CERTU- NI, central de escrituras e procurações de SP e o Provimento 13 do CNJ. Afora isso, e- xiste também a concorrência, cada vez mais acirrada, e não só de empresas comerciais como a nossa. Hoje algumas entidades de classe, tribunais e governo resolveram distribuir software. Se por um lado existe uma lógica de fortalecimento institucional destes entes com esta atitude, por outro lado a diminuição do mercado de software com certeza prejudica o mercado e poderá resultar, no futuro, na diminuição da oferta de sistemas. É um desafio e tanto, convencer os clientes a pagar por aquilo que podem receber de graça via sindicato ou estado. Creio que dever-se-ia incentivar o notário e o registrador a ser cada vez mais independente e autossustentável, estando livre de tutelas. Afinal foi este o espírito dos legisladores na constituinte de 88, quando incluíram o artigo 236 na nossa Carta Magna. Agnaldo De Maria (Cliente nº «Codcliente»)

2 P Á G I N A 380 Alterações do software DOC-Desktop DESDE O ULTIMO DOC-DICAS FORAM LANÇADOS 4 RELEASES: VERSÃO RELEASE 2 em 26/09/2011 VERSÃO RELEASE 3 em 24/10/2011 VERSÃO RELEASE 4 em 03/11/2011 Ajustes gerais para atendimento dos requisites do Selo Digital do Espírito Santo. Ajustes no layout da etiqueta 107x36 do modulo de Firmas. Possibilidade de exportação apenas dos dados básicos da tabela de pessoas do modulo de Firmas, para uso nos sites padrão WebCartorios. Ajustes na impressão do selo do Estado do Mato Grosso do Sul. PARA LISTA COMPLETA CONSULTE CLIQUE NO MENU LATERAL ESQUERDO: SOFTWARE DOC / DOC-DESKTOP / NOVIDADES / VERSÃO 2010 Alterações do software DOC-Web NESTE TRIMESTRE FORAM LANÇADOS 4 RELEASES: RELEASE 70 a 73, sendo este ultimo em 27/10/2011 Novo relatório de registros para os módulos de nascimento e óbito. Possibilidade de editar imagens digitalizadas. Vários ajustes no módulo do Livro E. Opção para testar documentos, facilitando a tarefa de ajustes das minutas. Possibilidade de alteração dos dados básicos do cadastro dos usuários. Melhoria dos relatórios de LOG (históricos de acesso). Possibilidade de inclusão nos documentos impressos das imagens colhidas durante o atendimento. PARA LISTA COMPLETA CONSULTE: HTTPS://DOC.DEMARIA.COM.BR/TOUR/NOTICIAS.PHP ÚLTIMOS RELEASES: VERSÃO RELEASE 2.13 em 19/08/2011 VERSÃO RELEASE 3.0 em 27/09/2011 VERSÃO RELEASE 3.1 em 03/10/2011 VERSÃO RELEASE 3.2 em 19/10/2011 VERSÃO RELEASE 3.3 em 03/11/2011 Alterações do software DOC-Windows Ajuste nas funções do modulo de Casamento. Ajuste no sistema para os casamentos homoafetivos. Novo relatório de registros para os módulos de nascimento e óbito Correção da validação do título de eleitor (óbito). PARA LISTA COMPLETA CONSULTE CLIQUE NO MENU LATERAL ESQUERDO: SOFTWARE DOC / DOC-WINDOWS / NOVIDADES / VERSÃO 2010 D O C : D I C A S

3 Como funciona? E D I Ç Ã O 9 0 O U T U B R O a D E Z E M B R O de 2011 Certidão da Casa da Moeda Registro de uso foi automatizado nos softwares da DeMaria P Á G I N A 381 Neste mês de novembro, exatamente no dia 8, a Casa da Moeda, através de seu analista de gestão, Sr. Bernardo Aieta, informou-nos de que a integração do sistema CERTUNI com os sistemas dos cartórios já estava em funcionamento. Como se sabe, o diretor da DeMaria, Agnaldo De Maria, em nome do NUCLEO-BR (Núcleo das Empresas Desenvolvedoras de Software para Cartórios), esteve participando de reunião para este fim em abril, na sede da Casa da Moeda no Rio de janeiro, tendo definido, em conjunto com a ARPEN (Associação dos Registradores de Pessoas Naturais) um padrão de arquivo para troca de dados. Este arquivo é necessário para evitar que o cartório seja obrigado a lançar, uma a uma, as certidões emitidas, no site do CERTUNI. Na ocasião foi dito aos membros do Governo e da Casa da Moeda, que esta digitação - composta inclusive dos 32 números da matrícula! - tornaria inviável a tarefa de registro de uso do papel, por ser manual. A partir de agora, se o registrador acessar o CERTUNI, verá que na opção REGISTRAR USO do menu CERTI- DÕES aparecerá um campo para que seja indicado um arquivo XML. Este arquivo, que será gerado automaticamente pelo DOC-Desktop, DOC-Web ou DOC- Windows, permitindo assim as "baixas" do papel sem esforço algum. Não há uma decisão escrita sobre a periodicidade que se deva executar esta operação, mas foi recomendado na reunião de abril que seja MENSAL. Nos sistemas da DeMaria este arquivo deverá ser gerado pelo MÓDULO DE CONTROLE DE SELAGEM & CERTIDÕES. No caso dos softwares instalados DOC- Desktop e DOC-Windows, a funcionalidade só existe na versão Logo, se você não está com o seu sistema atualizado para versão 2011 ou se você ainda não possui o módulo de Controle de Selagem & Certidões, entre em Novo formulário para impressão das certidões de registro civil distribuído pela Casa da Moeda: agora pode usar. contato com o nosso departamento comercial, telefone E ATENÇÃO: como a liberação final desta funcionalidade ocorreu apenas no início deste mês, clientes que já atualizaram seu sistema deverão atualizar novamente. A integração com as alterações finais foi implementada na versão 2011, release 5 do DOC-Desktop e release 3.4 do DOC-Windows. Lembrando que o uso do novo formulário é obrigatório a partir de , conforme o Provimento 14/2011 do CNJ. Você insere a série de papéis recebidos no módulo de Controle de Selagem & Certidões. Você interliga, pela minuta, os documentos de certidão com aquela série de papéis. Cada certidão emitida gera um registro de baixa no módulo de Controle de Selagem & Certidões. Você entra no módulo de Controle de Selagem & Certidões e pede para gerar o arquivo com o uso no mês. Você acessa o CERTUNI e escolhe o arquivo gerado na opção Regsitrar Uso do menu Certidões. Fim!

4 Piauí No último dia 4 de novembro, a De- Maria recebeu a visita do juiz da Vara de Registros Públicos de Teresina-PI, Dr Max Alcântara, o analista de sistemas do Tribunal de Justiça do Piauí, Iure Sousa Fé, e o representante da Anoreg-PI e assessor da Vara de Registros Públicos, Carlos Felipe Fonseca. P Á G I N A 382 No feriado do dia 15 de novembro, Alagoas os registradores alagoanos que prestam o serviço de registro em maternidades receberam treinamento sobre o uso do módulo de Unidades Interligadas, ministrado por Agnaldo De Maria na sede da AR- PEN-AL. O objetivo foi o de retirar todas as dúvidas sobre o novo módulo que a partir de agora passará a utilizar os recursos de digitalização de documentos e assinaturas digitais. Estiveram presentes representantes dos cartórios de Maceió, Arapiraca, Palmeira dos Índios, Santana do Ipanema e Penedo. Iure, Agnaldo, Dr Max e Felipe Tendo optado pela solução da DeMaria desde 2010 para o registro de nascimento nas maternidades, a delegação veio conhecer o módulo específico desenvolvido pela empresa para o pleno atendimento ao Provimento 13 do CNJ. Na ocasião Agnaldo De Maria demonstrou todas as funcionalidades do aplicativo, que é um sistema completo para registro de nascimento, incluindo a possibilidade de atuar como front-end da coleta dos dados na unidade hospitalar. "Nosso software contempla a distribuição dos registros pelas unidades conectadas, a digitalização e assinatura dos documentos diretamente pelo aplicativo, assim como retorno da imagem da certidão devidamente assinada com o certificado digital do Oficial para a maternidade", esclareceu De Maria. "Além do sistema em si, fornecemos a infraestrutura para a sua operação, provida pelos servidores da empresa instalados em datacenter no centro de São Paulo, Capital", complementou. Na reunião concluiu-se a vantagem da implantação do módulo de Unidades Interligadas em virtude dos cartórios de Teresina já estarem utilizando o DOC-Web há 18 meses. Agnaldo De Maria salientou também que o sistema permite integração com outros softwares, eventualmente utilizados nas serventias. Agnaldo De Maria durante o treinamento Oferta do mês Feche negócio conosco até o dia 15 de dezembro e ganhe uma linda Árvore de Natal de 1.20 metros! Ligue agora e passe o Natal de árvore nova! Condições da promoção: qualquer produto de software da DeMaria com valor à vista, de parcela ou mensalidade igual ou superior a R$ 200. D O C : D I C A S

5 DICAS DO TRIMESTRE 301 CERTUNI: enviando dados gerados pelo sistema Para que seja possível você registrar automaticamente o uso dos papéis de segurança da Casa da Moeda, é necessário adquirir o módulo de Controle de Selagem & Certidões, fazer a interligação com as minutas das certidões e no final do mês gerar o arquivo XML. Tudo isso está explicado nos manuais disponibilizados no Sistema de Atendimento ao Cliente (SAC) da DeMaria, seção Ajuda, subseção Documentos. Lembrando que o endereço do SAC na internet é: Para registrar o uso através do arquivo XML, sem ter a necessidade de ficar digitando tudo manualmente, primeiramente entre no site do CERTUNI, que fica em: certuni.casadamoeda.gov.br:8 080/certuni Será necessário informar o CPF e a senha do titular do cartório. Tendo conseguido acesso, selecione a opção Certidões e em seguida Registrar uso. Veja que aparecerá um campo para que seja indicado o arquivo XML. Escolha pelo botão Selecionar e depois clique no botão Upload. 302 DOC-Web: desativação da opção Reduzir para caber do Internet Explorer. A definição de documentos pelo DOC -Web pode revelar surpresas desagradáveis. Isso porque a linguagem HTML (que está por detrás de tudo) não foi originalmente pensada para se imprimir documentos, e sim para se visualizar na tela. Uma característica que pode parecer bastante útil na visualização de um conteúdo na internet é o "reduzir para caber", existente no navegador Internet Explorer versão 7 em diante. Entretanto esta característica pode ser CATAS- TRÓFICA na hora de ajustar o documento para imprimir. O ajuste é feito aleatoriamente, e a impressão não sai como se deseja, principalmente se trabalha-se com "tabela" na definição da minuta. É possível você desabilitar a opção "Reduzir para Caber" do recurso "Visualizar Impressão" do Internet Explorer. Com o procedimento abaixo é você vai deixar a impressão a 100% do que for definido na minuta. O procedimento é simples. 1) clique em Iniciar, Executar, digite: regedit [Clique em Ok] 2) navegue em: HKEY_LOCAL_MACHINE SOFTWARE Microsoft Internet Explorer Main FeatureControl 3) crie a chave FEATU- RE_STF_Scale_Min. Clique com o botão direito sobre FeatureControl e escolha Novo Chave, digite FEATURE_STF_Scale_Min P Á G I N A ) n a c h a v e c r i a d a F E AT U - RE_STF_Scale_Min crie um valor DWORD chamada iexplorer.exe, defina o valor desse item como 64 5) feche o Editor de registro 303 Casamento homoafetivo: ajuste de concordância. As minutas dos documentos do módulo de Casamento devem ser ajustadas para que o texto concorde com as novas situações dos contraentes. Se antes só existia o casamento entre homem e mulher, agora o sexo de ambos poderá ser masculino ou feminino. Digamos que você tenha numa parte do documento escrito assim: "fulano e fulana abaixo assinados". Neste trecho note que se o casal for composto de 2 pessoas de sexo diferentes ou 2 pessoas do sexo masculino, a concordância estará correta. Entretanto, se forem duas mulheres, não. Para isso deve-se utilizar a nova função 610: abaixo Note que as indicam os nomes dos contraentes, como sempre foi. Mas as duas últimas letras vão concordar, conforme o sexo dos contraentes. O primeiro parâmetro ("os") refere-se à condição de um casal de 2 homens ou de 1 homem e 1 mulher. Já o segundo parâmetro ("as") refere-se a um casal de 2 mulheres. A servirá, portanto, para a- justar qualquer concordância. Já no trecho "O contraente é de nacionalidade..." devemos ajustar o artigo que inicia a frase, que deverá concordar com o sexo do contraente. Neste caso usamos a função 606, Esta função tem 4 parâmetros: o 1º é o número que identifica o campo de sexo que se esteja analisando. Neste caso, o 102 é o campo de sexo do 1º contraente. O 2º parâmetro é o que deve aparecer no texto se o sexo é masculino, o 3º parâmetro é o que deve aparecer no texto se o sexo for feminino e o 4º parâmetro é o que deve aparecer no texto se o sexo for indefinido. Como se vê, ajustar os documentos para o casamento homoafetivo vai dar um pouco de trabalho!...

6 NÚCLEO-BR PARTICIPA DO CONGRESSO NACIONAL DA ANOREG O Núcleo das Empresas Desenvolvedoras de Softwares para Cartórios (Núcleo-BR) esteve presente no XIII Congresso Brasileiro de Direito Notarial e de Registro, realizado em Maceió, Alagoas, no período de 16 a 19 de novembro. Representado pelo seu presidente interino, Agnaldo De Maria e o associado César Gonçalves, da empresa Extradigital de Santa Catarina, o objetivo da participação foi o fortalecimento institucional da entidade, e a apresentação do rascunho do projeto do Selo de Qualidade ao presidente da entidade, Dr Rogerio Bacellar. A ideia do selo é o estabelecimento de padrões mínimos de qualidade para os produtos desenvolvidos pelas empresas de software, assim como para os serviços prestados pelas mesmas, no que se refere a pré e pós vendas. Agnaldo De Maria durante o evento Na apresentação informal do projeto a Fernanda Castro, superintendente da ANOREG, foi ratificada a importância da iniciativa, originada a partir de encontro ocorrido este ano entre o anterior presidente do Núcleo-BR, Paulo Siqueira e o dirigente máximo da entidade, Dr Bacellar. Na ocasião, Agnaldo De Maria informou à superintendente que o Núcleo-BR pretende trazer para o projeto um parceiro técnico para a criação do modelo de certificação, com base em requisitos formulados pelas empresas de software e a Anoreg Brasil, de forma que este "parceiro técnico" possa formar consultores que auxiliariam os desenvolvedores a se enquadrar nos requisitos definidos. Numa etapa final, o próprio parceiro faria a auditoria final para a concessão do selo, que teria também a participação da Anoreg. A proposta foi bem recebida, e deverá ser objeto de futuras reuniões entre as duas entidades. Nome Claudia Bergamini Na DeMaria há 8 anos O que faz Vendas Formação Comunicação Social A primeira impressão é a que fica, diz o ditado. Na DeMaria o primeiro contato é sempre feito pela Claudia, dedicada colaboradora, que tem a função de explicar aos cartórios os motivos pelos quais escolher a nossa empresa e nossos produtos é uma vantagem. Sempre com muita educação, presteza e preocupação com a imagem que o interlocutor terá sobre a DeMaria, Claudia NOSSA EQUIPE desempenha suas tarefa na empresa com entusiasmo há 8 anos. Cursou Comunicação Social na faculdade Anhembi Morumbi, em São Paulo, tendo 25 anos de experiência na área comercial, desenvolvida em empresas de informática e concursos públicos. Atualmente seu cargo é de gerente de vendas, mas cumpre também papel decisivo como uma espécie de ouvidora, pois mantém contato diário com os clientes. Saber compreender as necessidades dos cartórios e verificar onde nossos produtos e serviços podem lhes ser úteis é a sua especialidade. Durante o Congresso da Anoreg, Agnaldo De Maria conheceu a cliente Maria Raimunda de Souza Negrão, titular do Cartório do Único Ofício de Tailandia, Pará. Cliente desde 1999, muito simpática, pousou para uma foto! Conhecemos! Neste mês de novembro comemorou-se o aniversário de 3 colaboradores: Cleide e Iverson, do desenvolvimento (dias 16 e 18) e Vanessa do suporte (dia 29). Durante a festa, uma foto do extenso contingente feminino da DeMaria! Festa

doc:dicas Prezado cliente

doc:dicas Prezado cliente Informativo para usuários do software DOC Automação de Serventias Extrajudiciais Nesta edição Família DOC Últimos releases e versão 2011 Com a palavra o cliente Módulo de Controle de Selagem & Certidões.

Leia mais

CERTIDÕES UNIFICADAS

CERTIDÕES UNIFICADAS CERTIDÕES UNIFICADAS Manual de operação Perfil Cartório CERTUNI Versão 1.0.0 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Departamento de Inovação Tecnológica Divisão de Tecnologia da Informação Sumário LISTA DE FIGURAS... 2

Leia mais

Selo Digital - manual do usuário Sistema Cartosoft

Selo Digital - manual do usuário Sistema Cartosoft Selo Digital - manual do usuário Sistema Cartosoft Manual do usuário Data: 28/04/2015 Versão documento: 1.0 Sumário 1. INTRODUÇÃO... 03 2. A SOLUÇÃO DO SELO DIGITAL PARA MINAS GERAIS... 03 3. A SERVENTIA

Leia mais

Manual para emissão do CPF na CRC Nacional versão 1.1

Manual para emissão do CPF na CRC Nacional versão 1.1 Normatização: Manual para emissão do CPF na CRC Nacional versão 1.1 Instrução Normativa Receita Federal Brasileira nº 1548/2015 Art. 3º Estão obrigadas a inscrever-se no CPF as pessoas físicas: V - registradas

Leia mais

VEXPRESSCRM. Manual do Usuário. Automação da força de vendas. MR Consultoria e Assessoria em Informática Desenvolvimento de Sistemas WEB Versão 2.

VEXPRESSCRM. Manual do Usuário. Automação da força de vendas. MR Consultoria e Assessoria em Informática Desenvolvimento de Sistemas WEB Versão 2. 1 Manual do Usuário VEXPRESSCRM Automação da força de vendas MR Consultoria e Assessoria em Informática Desenvolvimento de Sistemas WEB Versão 2.0 2 Acesso Para acessar o sistema VEXPRESS-CRM é necessário

Leia mais

Corregedoria-Geral de Justiça. Serviço Notarial e de Registro. Manual do Sistema SISNOR CARTÓRIO

Corregedoria-Geral de Justiça. Serviço Notarial e de Registro. Manual do Sistema SISNOR CARTÓRIO Corregedoria-Geral de Justiça Serviço Notarial e de Registro Manual do Sistema SISNOR CARTÓRIO Atualizado em 29/04/2015 CONTEÚDO APRESENTAÇÃO... 4 CAPÍTULO 1 DOWNLOAD DO SISNOR CARTÓRIO... 5 CAPÍTULO 2

Leia mais

DOCUMENTO DE REQUISITOS

DOCUMENTO DE REQUISITOS 1/38 DOCUMENTO DE REQUISITOS GED Gerenciamento Eletrônico de Documentos Versão 1.1 Identificação do Projeto CLIENTE: NOME DO CLIENTE TIPO DO SISTEMA OU PROJETO Participantes Função Email Abilio Patrocinador

Leia mais

Jan.2012. Características Gerais do Sistema:

Jan.2012. Características Gerais do Sistema: Jan.2012 Características Gerais do Sistema: O Software Global Cartórios traz um conceito novo em uma plataforma inovadora que reúne todas as especialidades em um único sistema. O Global Cartórios é um

Leia mais

CARTILHA DOS NOVOS MODELOS DE CERTIDÃO DO REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS NATURAIS

CARTILHA DOS NOVOS MODELOS DE CERTIDÃO DO REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS NATURAIS CARTILHA DOS NOVOS MODELOS DE CERTIDÃO DO REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS NATURAIS COMO OBTER O NÚMERO DA SUA SERVENTIA NO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA (CNJ) O número da Serventia no Conselho Nacional de Justiça

Leia mais

doc:dicas Editorial Prezado cliente

doc:dicas Editorial Prezado cliente Informativo para usuários do software DOC Automação de Serventias Extrajudiciais Nesta edição DOC-Desktop Alterações da versão 2010 DOC-Web Últimos releases DOC-Windows Comercialização liberada Opinião

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS 1 CADASTRANDO CLIENTES 1.1 BUSCANDO CLIENTES 1.1.1 BUSCANDO CLIENTES PELO NOME 1.1.2 BUSCANDO CLIENTES POR OUTRAS BUSCAS 1.2 CAMPO OBSERVAÇÕES 1.3

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS 1 CADASTRANDO CLIENTES 1.1 BUSCANDO CLIENTES 1.1.1 BUSCANDO CLIENTES PELO NOME 1.1.2 BUSCANDO CLIENTES POR OUTRAS BUSCAS 1.2 CAMPO OBSERVAÇÕES

Leia mais

APOSTILA CURSO DE CARTOSOFT E INFORMÁTICA

APOSTILA CURSO DE CARTOSOFT E INFORMÁTICA APOSTILA CURSO DE CARTOSOFT E INFORMÁTICA Registro Civil Primeiros Passos: Digite o código da serventia (CNJ) são os seis primeiros números que compõem a matrícula. Parâmetros Globais: São telas de configuração

Leia mais

PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO PJe

PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO PJe PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO PJe TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO MANUAL DO SERVIDOR 1ºGRAU MÓDULO 3 Sumário 1 Cadastros Básicos3 11 Documento3 111 Modelo3 112 Tipo6 12 Pessoa10 121 Conciliador10

Leia mais

Instruções para o início do uso do selo eletrônico para as serventias de RCPN de Minas Gerais 2015

Instruções para o início do uso do selo eletrônico para as serventias de RCPN de Minas Gerais 2015 Instruções para o início do uso do selo eletrônico para as serventias de RCPN de Minas Gerais 2015 Introdução A implantação do Selo de Fiscalização Eletrônico congrega esforços do Tribunal de Justiça e

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. Conteúdo 1. Descrição geral 2 2. Resumo das funcionalidades 3 3. Efetuar cadastro no sistema 4 4. Acessar o sistema 6 5. Funcionalidades do menu 7 5.1 Dados cadastrais 7 5.2 Grupos de usuários 7 5.3 Funcionários

Leia mais

Consignação Manual do Correspondente Consignação

Consignação Manual do Correspondente Consignação Manual do Correspondente Consignação Banestes S.A. - Banco do Estado do Espírito Santo GCONS - Gerência de Consignação SUMÁRIO 1. Conceito...3 2. Apresentação...3 3. Informações Gerais...3 3.1. Condições

Leia mais

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 2014 Manual Laboratório ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 Sumário Acesso ao Sistema... 2 Menu Cadastros... 4 Cadastro de usuários... 4 Inclusão de Novo Usuário... 5 Alteração de usuários...

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS EXTRAJUDICIAL SIG-EX

SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS EXTRAJUDICIAL SIG-EX SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS EXTRAJUDICIAL SIG-EX Atualizado em 27.05.2011 MANUAL DO USUÁRIO 1. Apresentação 1.1. Acessando o Sistema 1.2. Tela Principal 2. Página Principal SUMÁRIO 3. Módulo Corregedoria

Leia mais

[SISTEMA DE SEGUROS MANUAL DO USUÁRIO]

[SISTEMA DE SEGUROS MANUAL DO USUÁRIO] Câmara de Dirigentes Lojistas [SISTEMA DE SEGUROS MANUAL DO USUÁRIO] Sumário 1. Controle de versão... 3 2. Objetivo... 4 3. Premissas... 4 4. Acesso ao Sistema de Seguros... 4 5. Página principal do sistema...

Leia mais

Registro de Imóveis. Para os Cartórios de Registro de Imóveis o sistema de Indisponibilidade possui três perfis de acesso:

Registro de Imóveis. Para os Cartórios de Registro de Imóveis o sistema de Indisponibilidade possui três perfis de acesso: Registro de Imóveis A Central Nacional de Indisponibilidade é um sistema que integra ordens judiciais e administrativas sobre indisponibilidade de bens. Para acessar a Central Nacional de Indisponibilidade,

Leia mais

MANUAL DO GERENCIADOR ESCOLAR WEB

MANUAL DO GERENCIADOR ESCOLAR WEB CNS LEARNING MANUAL DO GERENCIADOR ESCOLAR WEB Versão Online 13 Índice ÍNDICE... 1 VISÃO GERAL... 2 CONCEITO E APRESENTAÇÃO VISUAL... 2 PRINCIPAIS MÓDULOS... 3 ESTRUTURAÇÃO... 3 CURSOS... 4 TURMAS... 4

Leia mais

Resumo das funcionalidades

Resumo das funcionalidades Resumo das funcionalidades Menu MENU Dados Cadastrais Atualizar Cadastro Troca Senha Grupo Usuários Incluir Atualizar Funcionários Incluir Atualizar Atualizar Uso Diário Importar Instruções Processar Status

Leia mais

PEA. Portal Eletronico do Advogado www.pea.tjmt.jus.br. Setor de Qualidade de Software Tribunal de Justiça de Mato Grosso TJMT 14/08/2013

PEA. Portal Eletronico do Advogado www.pea.tjmt.jus.br. Setor de Qualidade de Software Tribunal de Justiça de Mato Grosso TJMT 14/08/2013 2013 PEA Portal Eletronico do Advogado www.pea.tjmt.jus.br Setor de Qualidade de Software Tribunal de Justiça de Mato Grosso TJMT 14/08/2013 1- Introdução 3 2- PEA PORTAL ELETRÔNICO DO ADVOGADO... 3 3-

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO FISCAL MÓDULO DELIBERAÇÃO 260/13 MANUAL DE UTILIZAÇÃO PARTE I - INTRODUÇÃO VERSÃO 2014 Fevereiro de 2014 SIGFIS-Sistema Integrado

Leia mais

Centro de Agricultura Alternativa CAA Manual do Usuário do Portal Ypadê Balaio Digital Tecnologia em Gestão Ltda ME. Manual do Usuário Portal Ypadê

Centro de Agricultura Alternativa CAA Manual do Usuário do Portal Ypadê Balaio Digital Tecnologia em Gestão Ltda ME. Manual do Usuário Portal Ypadê Centro de Agricultura Alternativa CAA Manual do Usuário Portal Ypadê Montes Claros, 16 de Julho de 2011 Revisão 3 Sumário 1. Apresentação do portal e escopo deste documento... 2 2. Acessando o Portal Ypadê...

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. 1. Descrição Geral Este manual descreve as operações disponíveis no módulo VTWEB Client, cuja finalidade é gerenciar cadastros de funcionários, realização de pedidos e controle financeiro dos pedidos.

Leia mais

imprimir (http://pje.csjt.jus.br/manual/index.php?title=impressao_oficial_de_justiça&printable=yes)

imprimir (http://pje.csjt.jus.br/manual/index.php?title=impressao_oficial_de_justiça&printable=yes) Page 1 of 30 Impressao Oficial de justiça De PJe - Manual imprimir (http://pje.csjt.jus.br/manual/index.php?title=impressao_oficial_de_justiça&printable=yes) Tabela de conteúdo 1 Manual do Oficial de Justiça

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA MANUAL DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO VERSÃO 1.0

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA MANUAL DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO VERSÃO 1.0 MANUAL DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO VERSÃO 1.0 INTRODUÇÃO O Tribunal de Justiça deu mais um passo rumo à modernização do Poder Judiciário da Bahia. Trata-se do Sistema de Habilitação de Casamento via

Leia mais

Manual do Usuário Cidadão SIC Serviço de informação ao cidadão

Manual do Usuário Cidadão SIC Serviço de informação ao cidadão Manual do Usuário Cidadão SIC Serviço de informação ao cidadão NOVOSIS 3ª Versão Conteúdo Introdução... 3 Principais recursos:... 4 Para o cidadão:... 4 Para os órgãos públicos:... 4 Como Utilizar o SIC...

Leia mais

Sistema de Controle. Como entrar no sistema. Tela inicial. Funcionalidades do sistema. Controle de permissões. Menu Aplicativo

Sistema de Controle. Como entrar no sistema. Tela inicial. Funcionalidades do sistema. Controle de permissões. Menu Aplicativo Sistema de Controle Logístico de Medicamentos Como entrar no sistema 1 Tela inicial Funcionalidades do sistema Controle de permissões Menu Aplicativo Gerenciador de relatórios 0800 61 2439 siclom@aids.gov.br

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE INTRODUÇÃO O portal do Afrafep Saúde é um sistema WEB integrado ao sistema HEALTH*Tools. O site consiste em uma área onde os Usuários e a Rede Credenciada,

Leia mais

SGB Sistema de Gestão de Bolsas Manual do Usuário

SGB Sistema de Gestão de Bolsas Manual do Usuário Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva Ministro da Educação Fernando Haddad Secretário-Executivo José Henrique Paim Fernandes Subsecretário de Assuntos Administrativos Jose Eduardo Bueno de

Leia mais

Visão Empresa de Contabilidade. Versão 8.1A-13

Visão Empresa de Contabilidade. Versão 8.1A-13 Visão Empresa de Contabilidade Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse

Leia mais

SISTEMA COOL 2.0V. (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO

SISTEMA COOL 2.0V. (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA COOL 2.0V (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO ÍNDICE Pré-requisitos para utilização do sistema....2 Parte I Navegador...2 Parte II Instalação do Interpretador de PDF...2 Parte III

Leia mais

e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica

e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica Página1 e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. O que é Nota Fiscal de Serviço eletrônica

Leia mais

MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS

MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. INFORMAÇÕES REGULAMENTARES:...3 3. ACESSO AO SISTEMA...3 4. INCLUSÃO DE USUÁRIOS...4 5. FATURAMENTO ELETRÔNICO...5 6. GUIA

Leia mais

MANUAL DE USO NA INTERNET PESSOA JURÍDICA

MANUAL DE USO NA INTERNET PESSOA JURÍDICA MANUAL DE USO NA INTERNET PESSOA JURÍDICA APRESENTAÇÃO 1.Bem-vindo ao SICREDI Total Internet! É sempre bom poder contar com o SICREDI do seu lado. Melhor ainda quando o SICREDI está onde você mais precisa:

Leia mais

Manual do Sistema "Vida Controle de Contatos" Editorial Brazil Informatica

Manual do Sistema Vida Controle de Contatos Editorial Brazil Informatica Manual do Sistema "Vida Controle de Contatos" Editorial Brazil Informatica I Vida Controle de Contatos Conteúdo Part I Introdução 2 1 Vida Controle... de Contatos Pessoais 2 Part II Configuração 2 1 Configuração...

Leia mais

Assim que o usuário entrar nesta ferramenta do sistema a seguinte tela será exibida:

Assim que o usuário entrar nesta ferramenta do sistema a seguinte tela será exibida: O que é o TDMax Web Commerce? O TDMax Web Commerce é uma ferramenta complementar no sistemas de Bilhetagem Eletrônica, tem como principal objetivo proporcionar maior conforto as empresas compradoras de

Leia mais

e-nota MDF-e Manifesto de Documento Fiscal eletrônico

e-nota MDF-e Manifesto de Documento Fiscal eletrônico Página1 e-nota MDF-e Manifesto de Documento Fiscal eletrônico Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. O que é MDF-e?... 03 2. Safeweb e-nota MDF-e... 04 3. Acesso e-nota

Leia mais

Versão 1.0 Janeiro de 2011. Xerox Phaser 3635MFP Plataforma de interface extensível

Versão 1.0 Janeiro de 2011. Xerox Phaser 3635MFP Plataforma de interface extensível Versão 1.0 Janeiro de 2011 Xerox Phaser 3635MFP 2011 Xerox Corporation. XEROX e XEROX e Design são marcas da Xerox Corporation nos Estados Unidos e/ou em outros países. São feitas alterações periodicamente

Leia mais

SEI-SS Sistema Extrajudicial Integrado Módulo Site dos Serviços

SEI-SS Sistema Extrajudicial Integrado Módulo Site dos Serviços TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO MANUAL DO USUÁRIO SEI-SS Sistema Extrajudicial Integrado Módulo Site dos Serviços TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO 2/24 ÍNDICE Instruções

Leia mais

e-nota G Módulo de Guarda da Nota Fiscal eletrônica

e-nota G Módulo de Guarda da Nota Fiscal eletrônica Página1 e-nota G Módulo de Guarda da Nota Fiscal eletrônica Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. Safeweb e-nota G... 03 2. O que é XML... 04 3. Acesso e-nota G... 05

Leia mais

Descrição das Alterações no Sistema

Descrição das Alterações no Sistema Descrição das Alterações no Sistema Sistema: WCRC3 Versão: 6.01 3634 Não imprimir certidão quando o número de identificação do cartório estiver vazio (Sistemas - > Controle de Certidões > Identificação

Leia mais

Olá Futuro aluno(a) da UFAL,

Olá Futuro aluno(a) da UFAL, Página - 1 18/10/2007 - Maceió/AL Olá Futuro aluno(a) da UFAL, A partir de agora iremos mostrar como realizar a sua inscrição de forma segura, rápida e prática. Lembramos que todas as mudanças realizadas

Leia mais

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09 ÍNDICE Sobre o SabeTelemarketing 03 Ícones comuns à várias telas de gerenciamento Contato Verificar registros 09 Telas de cadastro e consultas 03 Menu Atalho Nova pessoa Incluir um novo cliente 06 Novo

Leia mais

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da. Secretaria Municipal de Saúde do. Município de São Paulo

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da. Secretaria Municipal de Saúde do. Município de São Paulo Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo Manual Cartão SUS Manual de Operação Julho/2011 Conteúdo Sumário...

Leia mais

Endereço acesso: http://certificacao.ccab.org.br

Endereço acesso: http://certificacao.ccab.org.br Rev. 00 Endereço acesso: http://certificacao.ccab.org.br Login: CNPJ do Exportador ou Despachante. Senha: Fornecido pela CCAB e impressa no protocolo de entrega de documentos. Possibilidade de troca da

Leia mais

ROTEIRO PARA CONTAGEM E CONFIRMAÇÃO DE PROCESSOS NO SAIPRO

ROTEIRO PARA CONTAGEM E CONFIRMAÇÃO DE PROCESSOS NO SAIPRO ROTEIRO PARA CONTAGEM E CONFIRMAÇÃO DE PROCESSOS NO SAIPRO Esclarecimentos Gerais Todos os usuários cadastrados no SAIPRO associados à serventia têm acesso ao menu de Contagem e Confirmação de Processos.

Leia mais

Manual do Sistema "Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro" Editorial Brazil Informatica

Manual do Sistema Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro Editorial Brazil Informatica Manual do Sistema "Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro" Editorial Brazil Informatica I Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro Conteúdo Part I Introdução

Leia mais

Manual do Utilizador. Portal dos Jurisdicionados Cadastro

Manual do Utilizador. Portal dos Jurisdicionados Cadastro Manual do Utilizador Portal dos Jurisdicionados Cadastro TCM/PA 2015 1. CONDIÇÕES DE ACESSO O acesso ao Portal dos Jurisidicionados Cadastro é feito, exclusivamente, com o uso de certificação digital,

Leia mais

Introdução... 2. Contratando o produto Link2NFe... 2. Assistente de configuração de emissor... 3. Configurações Avançadas do Emissor...

Introdução... 2. Contratando o produto Link2NFe... 2. Assistente de configuração de emissor... 3. Configurações Avançadas do Emissor... 0 Conteúdo Introdução... 2 Contratando o produto Link2NFe.... 2 Assistente de configuração de emissor.... 3 Configurações Avançadas do Emissor... 5 Conhecendo o Gerenciador de Recursos da Link2business....

Leia mais

Manual Do Usuário ClinicaBR

Manual Do Usuário ClinicaBR Manual Do Usuário ClinicaBR SUMÁRIO 1 Introdução... 01 2 ClinicaBR... 01 3 Como se cadastrar... 01 4 Versão experimental... 02 5 Requisitos mínimos p/ utilização... 03 6 Perfis de acesso... 03 6.1 Usuário

Leia mais

Manual de Utilização Portal de Serviços do Inmetro nos Estados - PSIE

Manual de Utilização Portal de Serviços do Inmetro nos Estados - PSIE Manual de Utilização Portal de Serviços do Inmetro nos Estados - PSIE Sumário PRESTAÇÃO DE CONTAS DE ETIQUETAS DE REPARO...3 Figura 1.0...3 Figura 2.0...4 Figura 3.0...5 Figura 4.0...5 1. Proprietário

Leia mais

Manual de Treinamento. Site de Sistema de Gestão de Crédito Pessoal

Manual de Treinamento. Site de Sistema de Gestão de Crédito Pessoal Manual de Treinamento Site de Sistema de Gestão de Crédito Pessoal Sumário Introdução...3 Nova Proposta...9 Propostas Existentes...40 Configurações do Usuário...43 Histórico Consolidado do Cliente...47

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA Apresentação Este sistema faz parte do Portal NFS Digital e tem o intuito de ser utilizado por emissores de Nota Fiscal de Serviços

Leia mais

SAJPG5. Novidades das Versões 1.3.0-0 a 1.3.1-11. Expedientes. Primeiro Grau

SAJPG5. Novidades das Versões 1.3.0-0 a 1.3.1-11. Expedientes. Primeiro Grau SAJPG5 Primeiro Grau Novidades das Versões 1.3.0-0 a 1.3.1-11 Expedientes Novidades da versão 1.3.0-0 a 1.4.1-1 Este documento contém um resumo das alterações e novidades liberadas nas versões 1.3.0-0

Leia mais

Informativo versão 2.7.1.4

Informativo versão 2.7.1.4 Informativo versão 2.7.1.4 A CartSys Software Ltda apresenta a sua nova versão para o aplicativo CartSys - Controle de Cartório de Imóveis, com as modificações e implementações realizadas. 1- Correção

Leia mais

A. O Sindepark. 1. História

A. O Sindepark. 1. História Reestruturação de todo o site utilizando outras tecnologias, nova identidade visual, que seja adaptável à realidade dos smartphones e inserir novas ferramentas. Web Site - Versão Desktop O site seguirá

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL PARTE I - INTRODUÇÃO I Requisitos do Sistema. Para utilização do Sistema de Informações Gerenciais SIG, deve-se ter os seguintes requisitos: Acesso a Internet: Discado ou Banda Larga. Navegador de Internet:

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLE FINANCEIRO. Curitiba PR www.softwar.com.br suporte@softwar.com.br

SISTEMA DE CONTROLE FINANCEIRO. Curitiba PR www.softwar.com.br suporte@softwar.com.br SISTEMA DE CONTROLE FINANCEIRO Curitiba PR www.softwar.com.br suporte@softwar.com.br Esta é a primeira tela, aonde o usuário irá colocar o código de acesso para utilizar o software. Se for a primeira vez

Leia mais

Bem vindo ao PJE ajuizamento de ação.

Bem vindo ao PJE ajuizamento de ação. Bem vindo ao PJE O Processo Judicial Eletrônico (PJe) projeto do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) é um sistema de informação que permite a prática de atos pelos magistrados, servidores, advogados e demais

Leia mais

Cetac - Centro de Ensino e Treinamento em Anatomia e Cirurgia Veterinária Manual Técnico do Sistema Administrativo do site Cetacvet.com.

Cetac - Centro de Ensino e Treinamento em Anatomia e Cirurgia Veterinária Manual Técnico do Sistema Administrativo do site Cetacvet.com. Manual Técnico do Sistema Administrativo do site Cetacvet.com.br SÃO PAULO - SP SUMÁRIO Introdução... 3 Autenticação no sistema administrativo... 4 Apresentação do sistema administrativo... 5 Gerenciamento

Leia mais

Manual CORP Microlins Dinâmica

Manual CORP Microlins Dinâmica Manual CORP Microlins Dinâmica Índice 1. Acesso ao CORP 2. Cadastro de Colaborador 1. Dados 2. Endereço 3. Telefone 4. E-mail 5. Franquias vinculadas 6. Cursos 7. Permissões 3. Cadastro de Recesso 4. Cadastro

Leia mais

MANUAL ESCOLA FLEX. Revisado em 09/07/2008. Sistema Flex www.sistemaflex.com

MANUAL ESCOLA FLEX. Revisado em 09/07/2008. Sistema Flex www.sistemaflex.com MANUAL ESCOLA FLEX Revisado em 09/07/2008 Sistema Flex www.sistemaflex.com Índice Manual Escola Flex Índice... 2 Tela de Abertura (Splash Screen)... 3 Login... 4 Seleção de Empresas... 5 Tela Principal...

Leia mais

Certidão Online Manual do Usuário

Certidão Online Manual do Usuário JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Certidão Online Manual do Usuário Versão 3.1 Lista de Tópicos - Navegação Rápida CADASTRANDO O USUÁRIO... 3 ACESSANDO O SISTEMA... 5 CERTIDAO SIMPLIFICADA NADA

Leia mais

Tutorial. O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica

Tutorial. O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica Tutorial O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica Este tutorial explica como configurar o Trade Solution e realizar as principais atividades relacionadas à emissão e ao gerenciamento das Notas Fiscais Eletrônicas

Leia mais

CPqD Gestão Pública. Gestão Escolar Guia de treinamento. Versão do produto: 4.0.0 Edição do documento: 2.0 Abril de 2010

CPqD Gestão Pública. Gestão Escolar Guia de treinamento. Versão do produto: 4.0.0 Edição do documento: 2.0 Abril de 2010 CPqD Gestão Pública Gestão Escolar Guia de treinamento Versão do produto: 4.0.0 Edição do documento: 2.0 Abril de 2010 CPqD Gestão Pública Gestão Escolar Guia de treinamento Versão do produto: 4.0.0 Edição

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MATO GROSSO DEPARTAMENTO DE SUPORTE E INFORMAÇÃO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MATO GROSSO DEPARTAMENTO DE SUPORTE E INFORMAÇÃO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MATO GROSSO DEPARTAMENTO DE SUPORTE E INFORMAÇÃO SUMARIO: 1. Histórico do Sistema... 3 2. Perfis dos Usuários... 4 3. Solicitação de Acesso... 5 4. Acessando o Sistema...

Leia mais

SisLegis Sistema de Cadastro e Controle de Leis

SisLegis Sistema de Cadastro e Controle de Leis Sistema de Cadastro e Controle de Leis Desenvolvido por Fábrica de Software Coordenação de Tecnologia da Informação Pág 1/22 Módulo: 1 Responsável: Desenvolvimento Ti Data: 01/11/2012 Versão: 1.0 Empresa:

Leia mais

Manual do Usuário Instituição

Manual do Usuário Instituição 1 Manual do Usuário Instituição Área Restrita Site de Certificação Controle: D.04.36.00 Data da Elaboração: 13/08/2014 Data da Revisão: - Elaborado por: TIVIT / Certificação ANBIMA Aprovado por: Gerência

Leia mais

GUIA ORIENTAÇÕES SOBRE INSTALAÇÃO E OPERACIONALIZAÇÃO DO SIRC CARTÓRIO

GUIA ORIENTAÇÕES SOBRE INSTALAÇÃO E OPERACIONALIZAÇÃO DO SIRC CARTÓRIO GUIA ORIENTAÇÕES SOBRE INSTALAÇÃO E OPERACIONALIZAÇÃO DO SIRC CARTÓRIO 04/08/2015 COORDENAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO DE INFORMAÇÕES DE SEGURADOS CGAIS Divisão de Integração de Cadastros - DICAD Sumário 1. SIRC

Leia mais

SEC Sistema de Padronização

SEC Sistema de Padronização SEC Sistema de Padronização PROCESSO Código: Responsável: Emissão: Revisão: Validade: PRO 17.3.01.00 SUDEPE /SUDEB 00 02/06/2015 1. Objetivo Orientar as Unidades Escolares no processo de cadastro de Servidores

Leia mais

MANUAL PARA USO DO SISTEMA

MANUAL PARA USO DO SISTEMA Clínicas Odontológicas MANUAL PARA USO DO SISTEMA (GCO) GERENCIADOR CLÍNICO ODONTOLÓGICO SmilePrev Versão 2.0 SmilePrev Clínicas Odontológicas www.smilepev.com 2008 REQUISITOS BÁSICOS DO SISTEMA HARDWARE

Leia mais

Sumário INTRODUÇÃO... 3 O QUE É CNAB?... 3 QUAL O OBJETIVO DO CNAB?... 3 QUAIS BANCOS E CARTEIRAS O EMPRESÁRIO ERP NOS FORNECE?...

Sumário INTRODUÇÃO... 3 O QUE É CNAB?... 3 QUAL O OBJETIVO DO CNAB?... 3 QUAIS BANCOS E CARTEIRAS O EMPRESÁRIO ERP NOS FORNECE?... Sumário INTRODUÇÃO... 3 O QUE É CNAB?... 3 QUAL O OBJETIVO DO CNAB?... 3 QUAIS BANCOS E CARTEIRAS O EMPRESÁRIO ERP NOS FORNECE?... 4 COMO CONFIGURAR O CNAB... 5 CADASTRO DE BANCOS... 5 PARAMETROS DO CNAB...

Leia mais

GERENCIADOR ELETRÔNICO

GERENCIADOR ELETRÔNICO MANUAL DO USUÁRIO GERENCIADOR ELETRÔNICO DE DOCUMENTOS Sumário Menu Arquivos Empresas Usuárias... 04 Ativar Empresas... 04 Cadastro (Assunto/Documento)... 05 Sair... 07 Menu Digitalização Normal... 08

Leia mais

Manual Prático de Acesso Novo Hamburgo/RS. ISS.Net Emissor de Nota Fiscal Eletrônica

Manual Prático de Acesso Novo Hamburgo/RS. ISS.Net Emissor de Nota Fiscal Eletrônica Novo Hamburgo/RS ISS.Net Emissor de Nota Fiscal Eletrônica SUMÁRIO Página LOGIN AO SISTEMA...3 EMITIR NOTA FISCAL ELETRÔNICA...7 CONSULTAR NOTA FISCAL ELETRÔNICA...12 CONSULTAR SOLICITAÇÕES DE CANCELAMENTO

Leia mais

Manual de Navegação Básica. Siga Relacionamento Sou Abrasel - Site

Manual de Navegação Básica. Siga Relacionamento Sou Abrasel - Site Manual de Navegação Básica Siga Relacionamento Sou Abrasel - Site 1 Conteúdo Iniciando a implantação:... 3 para o treinamento no encontro de executivos... 3 Siga Relacionamento... 4 O que é Unidade de

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE INFORMÁTICA. e-pcp. e-pcp

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE INFORMÁTICA. e-pcp. e-pcp TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE INFORMÁTICA Florianópolis maio de 2013 TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE INFORMÁTICA Objetivo das mudanças Geração

Leia mais

Personata Recorder. Manual de Instalação e Configuração

Personata Recorder. Manual de Instalação e Configuração Personata Recorder Manual de Instalação e Configuração Julho / 2013 1 Índice 1- Pré-requisitos......3 2 Verificação do Hardware......3 3 Instalação......5 4 Configuração Inicial......8 4.1 Localização......8

Leia mais

Manual. http://www.cobrebem.com Manual Técnico Solução CobreBemX Versão 1.0.13.10.18 1

Manual. http://www.cobrebem.com Manual Técnico Solução CobreBemX Versão 1.0.13.10.18 1 Manual http://www.cobrebem.com Manual Técnico Solução CobreBemX Versão 1.0.13.10.18 1 Prezado Cliente, O CobreBemX é um componente COM ''não visual'' distribuído sob a forma de DLL, possuindo as seguintes

Leia mais

Manual do Sistema WebDiário Perfil Admin Versão 1.0

Manual do Sistema WebDiário Perfil Admin Versão 1.0 Sumário Configurações de Instituição Nome e Cidade... 2 Alterar Papéis... 3 Parâmetros de limites no Sistema... 4 Configurações de atualização, exportação de notas e validação de fotos... 5 Visualização

Leia mais

MANUAL DE USO NA INTERNET PESSOA FÍSICA

MANUAL DE USO NA INTERNET PESSOA FÍSICA MANUAL DE USO NA INTERNET PESSOA FÍSICA APRESENTAÇÃO 1.Bem-vindo ao SICREDI Total Internet! Agora você encontra o SICREDI em casa, no trabalho ou onde você estiver. É o SICREDI Total Internet, cooperando

Leia mais

Smart Laudos 1.9. A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos. Manual do Usuário

Smart Laudos 1.9. A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos. Manual do Usuário Smart Laudos 1.9 A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos Manual do Usuário Conteúdo 1. O que é o Smart Laudos?... 3 2. Características... 3 3. Instalação... 3 4. Menu do Sistema... 4 5. Configurando

Leia mais

Manual de Integração do Esmeralda DOS com a S_Line

Manual de Integração do Esmeralda DOS com a S_Line O que configurar no Esmeralda DOS? 1. Endereço Internet do Laboratório Utilizar a opção L - Parametros/Internet para informar o endereço Internet do LABORATÓRIO, que será impresso no Comprovante de Coleta;

Leia mais

Registro Aberto da Cultura (R.A.C)

Registro Aberto da Cultura (R.A.C) Registro Aberto da Cultura (R.A.C) Manual do Usuário (versão 1.0) Ministério da Cultura Secretaria de Políticas Culturais Diretoria de Políticas Culturais Coordenação-Geral de Monitoramento de Informações

Leia mais

Manual do Módulo SAC

Manual do Módulo SAC 1 Manual do Módulo SAC Índice ÍNDICE 1 OBJETIVO 4 INICIO 4 SAC 7 ASSOCIADO 9 COBRANÇA 10 CUSTO MÉDICO 10 ATENDIMENTOS 11 GUIAS 12 CREDENCIADO 13 LIVRETO 14 BUSCA POR RECURSO 15 CORPO CLÍNICO 16 MENU ARQUIVO

Leia mais

GUIA ORIENTAÇÕES AOS CARTÓRIOS SOBRE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA GERID: MÓDULOS GID E GPA

GUIA ORIENTAÇÕES AOS CARTÓRIOS SOBRE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA GERID: MÓDULOS GID E GPA GUIA ORIENTAÇÕES AOS CARTÓRIOS SOBRE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA GERID: MÓDULOS GID E GPA 28/07/2015 COORDENAÇÃO-GERAL DE ADMINISTRAÇÃO DE INFORMAÇÕES DE SEGURADOS - CGAIS Divisão de Integração de Cadastros

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO FUNCIONAL. Versão 1.3

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO FUNCIONAL. Versão 1.3 MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO FUNCIONAL Versão 1.3 Sumário 1. ACESSO AO SISTEMA... 3 1.1. Primeiro acesso ao sistema... 3 1.2. Como alterar a senha no primeiro acesso... 4

Leia mais

www.siteware.com.br Versão 2.6

www.siteware.com.br Versão 2.6 www.siteware.com.br Versão 2.6 Sumário Apresentação... 4 Login no PortalSIM... 4 Manutenção... 5 Unidades... 5 Unidades... 5 Grupos de CCQ... 5 Grupos de unidades... 6 Tipos de unidades... 6 Sistema de

Leia mais

Índice 1. APRESENTAÇÃO... 1 2. CADASTRO DA EMPRESA... 8 3. CONTROLE DE PERMISSÕES... 14 4. CONFIGURAÇÕES DA EMPRESA... 19 5. CND...

Índice 1. APRESENTAÇÃO... 1 2. CADASTRO DA EMPRESA... 8 3. CONTROLE DE PERMISSÕES... 14 4. CONFIGURAÇÕES DA EMPRESA... 19 5. CND... Sage CND Índice 1. APRESENTAÇÃO... 1 1.1. Primeiro Acesso... 2 1.2. Conhecendo a Plataforma Sage... 4 1.2.1. Seleção de Empresa de Trabalho... 4 1.2.2. Sair do sistema/minhas Configurações... 5 1.2.3.

Leia mais

Elaborado por Marcos Matos Revisado por C. Douglas de Souza e Carina Gonçalves Aprovado por Paulo Bernardi

Elaborado por Marcos Matos Revisado por C. Douglas de Souza e Carina Gonçalves Aprovado por Paulo Bernardi Elaborado por Marcos Matos Revisado por C. Douglas de Souza e Carina Gonçalves Aprovado por Paulo Bernardi Sumário INTRODUÇÃO... 3 1.1. SOBRE O GUIA... 3 2. PRÉ-REQUISITO... 3 2.1. PREMISSAS DE FUNCIONAMENTO...

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS DIVULGAÇÃO DE COMPRAS COTAÇÃO ELETRÔNICA MANUAL DO USUÁRIO

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SERGIPE Coordenadoria de Modernização, Suporte, Infraestrutura e Sistema

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SERGIPE Coordenadoria de Modernização, Suporte, Infraestrutura e Sistema TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SERGIPE Coordenadoria de Modernização, Suporte, Infraestrutura e Sistema MANUAL DO PROCESSO ELETRÔNICO Processos de Concessão de Benefícios Histórico da Revisão Data Versão

Leia mais

Manual TDMax Web Commerce VERSÃO: 0.1

Manual TDMax Web Commerce VERSÃO: 0.1 Manual TDMax Web Commerce VERSÃO: 0.1 Sumário Visão geral Bilhetagem Eletrônica... 3 1 TDMax Web Commerce... 4 1.1 Requisitos e orientações gerais... 4 2 Acesso... 5 2.1 Como realizar um cadastro usuário

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA SECRETÁRIAS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA SECRETÁRIAS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA SECRETÁRIAS 1 - A TELA AGENDA 1.1 - TIPOS DE AGENDA 1.1.1 AGENDA NORMAL 1.1.2 AGENDA ENCAIXE 2 - AGENDANDO CONSULTAS 2.1 - AGENDANDO UMA CONSULTA NA

Leia mais

Portal do Servidor Publico. Cartilha de Orientação Acesso ao PORTAL

Portal do Servidor Publico. Cartilha de Orientação Acesso ao PORTAL Portal do Servidor Publico Cartilha de Orientação Acesso ao PORTAL 1 Indice Apresentação do Portal... 03 Acesso ao Portal do Servidor Publico... 04 Solicitar Senha... 04 Disponibilidade do Portal... 06

Leia mais

cartórios as funcionalidades disponíveis em todas as três Centrais de Informação (RCTO, CEP e CESDI) e servir como apoio nas ações diárias.

cartórios as funcionalidades disponíveis em todas as três Centrais de Informação (RCTO, CEP e CESDI) e servir como apoio nas ações diárias. MANUAL DO USUÁRIO - CARTÓRIOS VERSÃO 1.0 Objetivo: Este documento tem como objetivo apresentar aos usuários dos cartórios as funcionalidades disponíveis em todas as três Centrais de Informação (RCTO, CEP

Leia mais

Cartosoft. Automação de Cartórios do Registro Civil. Apresentando o Sistema

Cartosoft. Automação de Cartórios do Registro Civil. Apresentando o Sistema Cartosoft Automação de Cartórios do Registro Civil Apresentando o Sistema O sistema foi desenvolvido para atender as necessidades do oficial e dos escriturários no dia a dia de uma serventia de Registro

Leia mais